Page 1

Ano IX - nº 59 - Dezembro 2011 - R$ 12,90 EDIÇÃO ESPECIAL 451º ANIVERSÁRIO DE GUARULHOS Diretor Responsável: Valdir Carleto

Foto: Rafael Almeida

REVISTA GUARULHOS

A nova face da economia de Guarulhos Empreendedores e empresas que fazem a diferença

gente

compras

fotografias

Alessandro Paes e Nilson Cruz

Presentes para agradar neste Natal

Detalhes da cidade através dos tempos


Carmen Steffens InTERnACIonAL shoPPIng gUARULhos / sP

BEIRUTE

BUEnos AIREs

JohAnnEsBURgo

Los AngELEs

MARBELLA PARIs 200 Lojas - 16 Países

PUnTA dEL EsTE

RIo dE JAnEIRo

são PAULo

ToKYo


índice

16 capa Empreendedores

e empresas que dão uma nova cara a Guarulhos

10 entrevista Alessandro Paes dos Reis

MÁRCIO MONTEIRO

82 perfil

Nilson Cruz

86 segurança

Dicas para a casa ficar segura nas férias

6

90 – Tecnologia - Webseries para acompanhar 94 – Moda – Berkana e Espaço Allure 98 – Dicas – Ideias para presentear neste Natal 116 – Educação - Para não cometer mais erros 122 – Gastronomia – Sugestões de bons endereços 134 – Registrando – Porque é bom ficar sabendo 156 – Nossos Filhos – Ninguém resiste a eles 184 – Veículos – Novidades da Mercedes 194 – Lista 7 – Os países com melhor IDH

150 saúde

Depressão, doença silenciosa e cruel

172 cidade invisível Detalhes que quase ninguém vê

162 cidade antiga Fotos de uma Guarulhos que deixou saudade


V e st

R a l ibu novos Cursos: Mensalidades a partir de R$ 279,00* BAChARElADo

21 de janeiro 11 de fevereiro Consulte também as datas para exames agendados

lICEnCIAtuRA

tECnóloGoS

Ciências Biológicas

R$ 295,86*

Geografia

R$ 277,13*

Design de Interiores

R$ 374,50*

Administração

R$ 411,95*

história

R$ 277,13*

Design Gráfico

R$ 374,50*

Ciências Contábeis

R$ 411,95*

Educação Artística

R$ 295,86*

Recursos humanos

R$ 374,50*

Sistemas de Informação R$ 411,95*

letras

R$ 295,86*

Gestão Financeira

R$ 374,50*

Educação Física

R$ 468,13*

Matemática

R$ 295,86*

Gestão de logística

R$ 374,50*

Direito

R$ 558,01*

Pedagogia

R$ 295,86*

Gestão de Marketing

R$ 374,50*

Educação Física

R$ 468,13*

Gestão Ambiental

R$ 374,50*

*Valor para pagamento até o último dia útil do mês anterior ao vencimento, válido para ingressantes, renovável semestralmente mediante aproveitamento acadêmico e pontualidade financeira. Demais condições, verificar site.

Informações: www.fig.br | 0800 55 93 30 | vestibular@fig.br

visite a FIg-unimesp

Conheça as instalações.

eduCação InFantIl ensIno Fundamental I e II ensIno médIo matutino, vespertino e período integral Informações:

www.cig.br 0800 55 93 30 secretaria@cig.br

O colégio da FIG

Valores de mensalidades Maternal

R$ 327,42*

Educação Infantil

R$ 329,35*

Integral Infantil

R$ 575,87*

Ensino Fundamental

R$ 334,74*

Integral Ensino Fundamental I

R$ 616,32*

Ensino Fundamental II

R$ 357,51*

Ensino Médio

R$ 466,57*

* Valor para pagamento até o último dia útil do mês anterior ao vencimento, válido para ingressantes, renovável anualmente mediante pontualidade financeira.


valdir carleto Por que amamos Guarulhos? Para muitos, é paixão à primeira vista. Para outros, uma relação que vai sendo construída aos poucos. Outros tantos podem ter reunido, por muito tempo, motivos para não gostar da cidade. Rendendo-se à maioria, entretanto, percebem que essas razões foram se dissipando. Resumindo, é difícil encontrar quem diga, agora, que não gosta de Guarulhos. A cidade tem problemas, lógico. Muitos problemas. Ainda há muita miséria, mesmo sendo uma cidade rica. Ainda há gente sem emprego, embora haja empresas precisando contratar. Uma multidão que não tem onde morar, ou mora muito mal, enquanto há uma infinidade de imóveis à venda ou disponíveis para locação. Mínimo percentual do esgoto gerado é tratado, tendo como alento que está em curso um ambicioso conjunto de obras de saneamento. Disparidades, desigualdades, o que é comum em todas as cidades, principalmente as grandes. Enfim, se há tantos problemas, por que gostamos tanto de Guaru-

lhos? Principalmente por essa capacidade que a cidade tem de acolher a todos que a procuram. E por ser um município que reúne tantas qualidades, que pesam muito mais na balança do que as deficiências que continua a apresentar. A mudança no sentimento que a população tem em relação a Guarulhos é notada em uma série de fatores e justificada por várias razões. Se grandes grupos empresariais enxergam na cidade o lugar ideal para investir, por que os munícipes continuariam a torcer o nariz para a cidade? Se Guarulhos concentra escolas de indiscutível qualidade, por que deslocar-se para estudar em outras cidades? Se o nosso comércio tem de tudo e a preços competitivos, por que comprar em outros locais? O leitor pode argumentar que a população ainda maltrata muito Guarulhos, jogando lixo nas ruas, fazendo ligações clandestinas de esgotos nas galerias de águas pluviais, destruindo equipamentos públicos. É verdade. Mas, há de se reconhecer

expediente

Correção REVISTAGUARULHOS

Ano IX - nº 57 - Outubro 2011 - R$ 12,90 Diretor Responsável: Valdir Carleto

REVISTA GUARULHOS

OUTUBRO2011/ BEBÊS / ESCOLAS

Bebês

Um breve manual com dicas e orientações para cuidar bem dessas fofuras

casa

segurança

gente

Prateleiras para organizar e decorar

Monitoramento a distância

Ademil Andrade e Maytê Carvalho

Escolas: Roteiro e critérios para facilitar sua escolha CAPA.indd 1

que é um traço cultural negativo que marca o comportamento de boa parte dos brasileiros, o que só a educação no sentido mais amplo da palavra pode modificar. Quando Guarulhos completa 451 anos de fundação, a RG destaca a trajetória de dezenas de empresários que, com seu arrojo e determinação, vêm modificando visivelmente o cenário econômico da cidade, unindo investimento e dedicação em prol de uma Guarulhos melhor a cada dia. Porém, há muito mais nesta edição. Por amarmos Guarulhos como amamos, preparamos com muito carinho esta edição para você. Falando de gente, de empresas, de arte e cultura. E mostrando detalhes poéticos que podem passar despercebidos de quase todos nós. Folheie com calma, leia com tempo, guarde com zelo. Guarulhos merece. Aproveitamos o momento para agradecer aos leitores e anunciantes que nos prestigiaram por todo este ano e desejar a todos um ótimo Natal e um 2012 muito feliz.

Na edição nº. 57, de outubro, na pauta sobre bebês, página 22, a expressão “evacuação da urina”, incorreta, não foi utilizada pelo médico pediatra Cláudio Galvão Bueno. Ele disse “eliminação da urina”.

Diretor responsável: Valdir Carleto (MTb 16674) Editor executivo: Fábio Carleto Editora assistente: Vivian Barbosa Redação: Amauri Eugênio Jr., Elís Lucas, Maitê Coelho, Tamiris Monteiro e Val Oliveira Diagramação: Douglas Caetano, Mariana Vasquez, Rogério Hanssen e Williane Rebouças Fotos: Márcio Monteiro e Rafael Almeida Comercial: Ana Guedes, Bruna Tessaroto, Maria José Gonzaga, Patrícia Matos, Thaís Tucci Administrativo: Laila Inhudes e Viviane Sanson Colaboraram nesta edição: Marcelo Jatobá (redação), Simone Carleto (revisão) e Telma Frias (diagramação) A RG - Revista Guarulhos é uma publicação da Carleto Editorial Ltda. opiniao@revistaguarulhos.com.br - www.revistaguarulhos.com.br

24/10/2011 17:22:28

Redação e Comercial: Av. João Bernardo Medeiros, 74 - Bom Clima - Guarulhos/SP CEP 07197-010 - Telefone: (11) 2461-9310 Impressão: Editora Parma - Tel: (11) 2462-4000 Tiragem desta edição 10 mil exemplares. Assinaturas R$ 129,00 (12 edições) 8


entrevista Por Valdir Carleto

Planejamento é a palavra-chave para a pequena empresa Depois de mais de sete anos, Alessandro Paes dos Reis retorna à gerência da Regional do Sebrae em Guarulhos. Quer que a experiência adquirida no âmbito estadual ajude micro e pequenas empresas da região a se tornarem mais fortes e competitivas.

Revista Guarulhos - Onde nasceu e qual sua formação? Alessandro Paes dos Reis Nasci em São Paulo. Sou graduado em Administração pela Universidade Católica de Santos. E pós-graduado em Gestão de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas. RG - Há quanto tempo atua no Sebrae? APR - Estou no Sebrae há 19 anos, onde comecei como estagiário. Passei por todos os cargos: técnico, analista, consultor, gerente, gerente executivo. Por decisão pessoal, como pretendo

10

iniciar o Mestrado em 2012 e, daqui a aproximadamente cinco anos quero passar a lecionar, estou retornando como gerente a Guarulhos. RG - Sabe-se que o Sebrae é um serviço de apoio ao micro e pequeno empresário. Mas o que, exatamente, o Sebrae faz para ajudar esses empreendedores? APR - O Sebrae é uma marca muito forte e simpática, como incidam as pesquisas. O Sebrae atua com quem quer abrir uma empresa, orientando, indicando caminhos, esclarecendo. E atua fortemente com quem já abriu

uma empresa de produtos ou serviços, oferecendo cursos, consultorias. RG - Operacionalmente, como se pode definir a atuação do Sebrae? APR - O Sebrae atua nos três níveis de competitividade. No aspecto estrutural, naquilo que impacta o universo da micro e pequena empresa, quanto à desburocratização, com legislações pertinentes, como a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, em cuja implementação Guarulhos é referência no estado de São Paulo. No aspecto sistêmico, atuamos em ca-


familiares. Neste sentido, há conflitos entre os papéis que as pessoas desempenham como profissionais e isso prejudica o desempenho.

FOTOS: RAFAEL ALMEIDA

deias e setores que podem fortalecer a economia local. Guarulhos tem uma economia bastaste diversificada, não há um setor que, se você puxar, ocorre um efeito cascata, mas há locais em que isso é nítido. E, por fim, empresarial: o Sebrae age muito da porta da empresa para dentro, ajudando a formular uma gestão empresarial correta, controles financeiros, de fluxo de caixa. Temos consultores especializados em ajudar a planejar produção, departamento jurídico, marketing e recursos humanos. RG - Por que boa parte das micro e pequenas empresas sucumbe antes de dois anos de atividade?

APR - Muitas fecham antes de um ano. Nós acompanhamos uma pesquisa há 12 anos, que mostra que o índice vem diminuindo, embora em um ritmo menor do que o desejado. No início da pesquisa, de cada dez micro e pequenas empresas que abriam, sete morriam antes do quinto ano. Agora, cinco em cada dez fecham antes de cinco anos de atividade. Os fatores que causam mortandade de empresas são, basicamente, cinco, dos quais dois não dependem do empreendedor: a alta carga tributária e a burocracia. Outros três poderiam ser evitados: falta de planejamento prévio, falta de conhecimento de gestão empresarial e problemas

RG - A que atribui a redução na mortandade de pequenas empresas, ainda que ainda seja elevado esse índice? APR - Antes, surgiam muitos empresários que abriam por necessidade. Exemplo: perderam o emprego, tinham dificuldade de obter uma nova colocação, resolviam estabelecer-se, mas sem ter condições adequadas para isso. Hoje, 78% abrem uma empresas porque vislumbraram uma oportunidade. Outro fator fundamental: o nível de escolaridade aumentou nesses 12 anos; por isso, planejam mais antes de abrir, pelo menos há um planejamento básico. E, por último, a economia melhorou um pouco, o que faz com que tenha aumentado o volume de abertura de empresas. A média era de 13 mil novas empresas por mês; agora, chega a 20 mil novas empresas mensalmente. E é vital que se reduza cada vez mais o número de empresas que fecham, pois o volume anual de fechamento acarreta a perda de postos de trabalho que lotariam sete estádios do porte do Morumbi; o investimento aplicado sem retorno corresponde a 75 milhões de cestas básicas por ano. RG - Acha que o Simples Nacional contribui decisivamente para ajudar as pequenas empresas a sofrer menos com a burocracia e a elevada carga tributária? APR - Contribui.

Artigos para tapeçaria residencial e automotiva Toda linha de tecidos para cortinas PAGAMENTO 3X NO CARTÃO VISA OU MASTER Horário de atendimento: 2ª a 6ª, das 8 às 17h – sábado, das 8 às 12h

• Voil • Cetim • Rústico • Verona • Tergal verão • Rendas Kit de varão, suportes, presilhas, ponteiras, ilhoses, argolas, entretelas, etc

Material para estofados • TNT • Chenile • Jacquard • Suede • Couro natural • Couro sintético • Espumas Grampeadores, cola, linha, etc. Tapetes: vários tamanhos, cores e modelos

Av. Otávio Braga de Mesquita, 412 - V. Fátima PABX:

2468-8030 11


entrevista

RG - Quem mantém o Sebrae? APR - O Sebrae é uma entidade sem fins lucrativos privada, ligada ao chamado Sistema S. É mantido por 0,6% que cada contribuinte da Previdência paga, usufrua ou não. Portanto, todos podem e devem usufruir de nossos serviços. RG - Na primeira vez em que respondeu pela Unidade Guarulhos, quanto tempo ficou na cidade e o que fez durante essa ausência? APR - Fiquei 4 anos em Guarulhos. Nesse intervalo, foram sete anos na Gerência Executiva de operações e seis meses como assessor da Diretoria Técnica. RG - Mas as alíquotas do Simples ainda não são altas demais para quem tem uma pequena empresa, incentivando a sonegação e a informalidade? APR - As alíquotas ainda são altas, mas vem melhorando gradativamente. O que mais falta é colocar a lei em prática em toda sua amplitude. Veja-se a questão das compras governamentais, um filé enorme para as MPEs, mas, para estarem em condições de brigar por sua fatia e poder fornecer para o poder público, elas têm de se preparar, principalmente em relação a fluxo de caixa. Importantíssimo: uma pequena empresa nunca pode ficar dependendo de um único comprador; tem de diversificar, pulverizar as vendas, de forma que se perder um cliente não abale demais o fluxo de caixa. RG - Quantas unidades do Sebrae existem no estado de São Paulo? APR - No estado de São Paulo, são 32 unidades próprias e 102 Postos de Atendimento ao Empreendedor (PAE) parceirizados, quando a estrutura e funcionários são bancados por parceiros e o Sebrae capacita os funcionários. 12

RG - Como encara sua volta a Guarulhos e o que a experiência adquirida nesse tempo lhe permitirá agregar ao seu trabalho? APR - Como fiquei sete anos gerenciando o estado de São Paulo, consegui visualizar tudo que existe de bom e de ruim; trago muitas experiências, de cidades, profissionais, e entidades. Uma bagagem que dá uma responsabilidade muito grande. Minha meta é transformar o Sebrae de Guarulhos no melhor e maior escritório regional do estado de São Paulo. Não só maior, melhor. Tem de ser qualitativo, que provoque um impacto real nas MPS da região, porque isso representa contribuir para o desenvolvimento das nove cidades abrangidas pela Regional. RG - De alguns anos para cá, Guarulhos desenvolveu e ganhou qualidade no empreendedorismo. Concorda? A que atribui esse progresso? APR - Tem tudo a ver com aqueles fatores que enumerei em relação às MPS de forma geral. E houve forte migração para setor de serviços, que cresce assustadoramente. Em março, apresentaremos, junto com a Fundação Fipe, números que mostram isso. E há oportunidades que podem

potencializar esse crescimento com qualidade: Copa, Olimpíadas, investimento em inovação. A Agende está corretíssima em pôr energia na bandeira de dotar Guarulhos de um centro tecnológico. RG - O que pretende fazer para atingir sua meta no Sebrae Guarulhos? APR - São quatro ações: implementar cultura empreendedora nas escolas de Ensino Fundamental e Médio, além das faculdades, com a cadeira do empreendedorismo, para que a sociedade seja mais empreendedora; fortalecer ações da Lei Geral da MPE: inovação, compras governamentais e tratamento diferenciado; incentivo ao investimento na inovação; aproveitar o potencial gerado pela Copa do Mundo. Teremos um projeto amplo para a indústria e outro para o comércio e serviços. RG - Que mensagem deixa a quem esteja pensando em abrir um pequeno negócio? APR - Planejamento é a palavra-chave. Não “atirar para todo lado”. Não sou adepto do fazejamento, mas do planejamento, ainda que, com agilidade. Não se pode fazer como a música do Zeca Pagodinho, “Deixa a vida me levar”. Mas, também, não se deve levar ao pé da letra a tese do Michael Porter, de que toda a estratégia tem de ser bem delineada. Proponho “Zeca Porter”: tem de ser estrategista, mas há momentos em que é preciso adaptar-se às circunstâncias e decidir com rapidez.


FÉRIAS COM A CVC Tudo em até 10x sem juros e sem entrada.

Viaje pelo Brasil Promoção para saídas 28 e 29/janeiro Incluídos nos roteiros: passagem aérea, hospedagem em hotéis selecionados com café da manhã, transporte aeroporto/hotel/ aeroporto, passeios e equipe CVC à sua disposição para atendê-lo a qualquer momento.

Natal

Salvador

Gramado

8 dias – saídas sábados e domingos

8 dias – saídas sábados e domingos

8 dias – saídas sábados e domingos

À vista R$ 1.238, ou 10x R$

123,80

Inclui: passeio pela cidade e ao litoral sul. Preço para saídas 28 e 29/janeiro no Residence Praia.

Maceió 8 dias – saídas sábados e domingos À vista R$ 1.238, ou 10x R$

123,80

Inclui: passeio pela cidade e ao litoral sul com as praias do Francês e Barra de São Miguel. Preço p/ saída 29/janeiro no Hotel Lagoa Mar.

À vista R$ 1.088, ou 10x R$

108,80

A terra da felicidade com passeio pela cidade e Praia do Forte. Preço p/ saídas 28 e29/janeiro no Sol Plaza Sleep.

À vista R$ 1.058, ou 10x R$

105,80

Preço para saídas 28 e 29/janeiro no Hotel São Francisco.

Fortaleza

Caldas Novas

8 dias – saídas sábados e domingos

4 dias – saídas às quintas À vista R$ 858, ou 10x R$

85,80

À vista R$ 1.388, ou 10x R$

Preço para saída 26/janeiro no Hotel Golden Dolphin Express.

138,80

Preço para saída 28/janeiro no Hotel Coimbra Residence.

Resorts e hotéis selecionados Promoção para saídas 28 e 29/janeiro Incluídos nos roteiros: passagem aérea, hospedagem com café da manhã, transporte aeroporto/hotel/aeroporto, equipe CVC à sua disposição para atendê-lo a qualquer momento.

Iberostar Bahia Resort 8 dias – Praia do Forte - Bahia À vista R$ 3.588, ou 10x R$

358,80

Com sistema all inclusive. Preço para saída 28/janeiro.

Sauípe Fun

8 dias – Costa do Sauípe - Bahia À vista R$ 3.378, ou 10x R$ ,80 Com sistema all inclusive. Preço para saída 28/janeiro.

337

Salinas de Maceió

Costa Brasilis Resort

8 dias – Maceió - Alagoas À vista R$ 2.208, ou 10x R$

À vista R$ 1.558, ou 10x R$

Com pensão completa. Preço para saída 29/janeiro.

220,80

Hotel Parque da Costeira 8 dias – Natal – Via da Costeira À vista R$ 1.938, ou 10x R$ ,80 Preço p/ saídas 28 e 29/janeiro.

Acesse cvc.com.br e veja qual a loja CVC mais próxima ou consulte seu agente de viagem.

CVC Shopping Poli Guarulhos ............................................................2475-0321 CVC Hiper Lopes Macedo (Nova loja) ...........................................2408-7090 CVC Internacional Shopping Guarulhos ........................................2086-9720

193

8 dias – Praia de Santo André - Bahia Preço para saída 28/janeiro.

155,80

Enotel Resort e Spa 8 dias – Porto de Galinhas - Pernambuco À vista R$ 3.838, ou 10x R$ ,80 Com sistema all inclusive. Preço para saída 29/janeiro.

383

Onde os sonhos viram conquistas

CVC Shopping Bonsucesso ................................................................. 2489-6022 CVC Hiper Sonda Jacanã ..................................................................... 2243-2020 CVC Hiper Bergamini ............................................................................. 2206-2824

Prezado cliente: Os preços publicados são por pessoa, com hospedagem em apartamento duplo com saídas de São Paulo. O pacote de viagem inclui passagem aérea, transporte aeroporto/hotel/aeroporto, equipe CVC para atendê-lo a qualquer momento e hospedagem com sistema de alimentação conforme descrito em cada oferta. Preços, datas de saída e condições de pagamento sujeitos a reajustes e mudança sem aviso prévio. Oferta de lugares limitada e reservas sujeitas a confirmação. Ofertas válidas para compras realizadas até 1 dia após a publicação deste anúncio. Parcelamento promocional em até 10 vezes iguais e sem juros, sendo a 1ª parcela no ato da compra e as demais mensais com cheque, cartão de crédito ou boleto bancário sujeito a aprovação de crédito. Taxas de embarque não estão incluídas nos preços. Imagem meramente ilustrativa.


FEMME COMUNICAÇÃO


especial

A nova cara da nossa economia Empresas e empreendedores intensificam investimentos em Guarulhos, gerando empregos e receita para a cidade Há um ditado que afirma que todo empresário é, antes de tudo, um forte. Sobretudo quando esse empresário é brasileiro, dada toda a burocracia e a complexidade e peso da carga tributária. Há quem diga, ainda, que mais difícil é empreender em Guarulhos. Disso, nós discordamos. Guarulhos é um gigante em crescimento, uma terra de oportunidades e cada vez mais reconhece e prestigia as boas iniciativas. É um lugar diferente de todos os outros, isso lá é verdade, mas também é certo que esse caráter ímpar não deixa de ser uma oportunidade. Quem investe em ideias pioneiras e faz a lição de casa colhe os louros e consegue criar operações muito sólidas. Nas próximas páginas, muitos exemplos dessa tese podem ser conferidos. Também entendemos que o empreendedor é um forte, sim. Mas, antes disso, é uma pessoa. E este traço também está muito bem marcado nas histórias dessa gente que aceitou correr riscos em busca de prosperidade e do ideal de construir uma Guarulhos melhor. Muitos são os que frisam a vontade de trazer para cá estabelecimentos que nada ficassem devendo às melhores casas de São Paulo. E, se é verdade que temos muito a aprimorar, também é indiscutível o quanto avançamos, tornando pouco inteligente a ideia de sair da cidade para comprar quase qualquer coisa que se possa imaginar. Em contrapartida, o guarulhense também foi entendendo que, prestigiando o comércio local, gera empregos e dividendos para sua cidade, criando um ciclo virtuoso em que todo mundo sai ganhando. Já é raro encontrar alguém com aque16

la ideia anacrônica de que o empresário é um explorador ou um sujeito encastelado bradando ordens. Qualquer pessoa minimamente esclarecida sabe que o dono do negócio, geralmente, é quem mais trabalha, porque é justamente ele quem mais depende do sucesso da operação e quem suporta todos os riscos. Nas fotos que ilustram as histórias desses bravos, que são parte da classe que hoje toca a economia guarulhense, é possível notar que quase todos estão em “trajes de guerra”, roupas que lhes permitam estar bem apresentados aos clientes e parceiros, mas que lhes sejam confortáveis para as longas jornadas de trabalho que enfrentam todos os dias. Mas eles não reclamam, pois o empreendedor é quase sempre um otimista, quase um louco, que sempre acredita em seu trabalho e que os tempos irão coroar de êxito seu trabalho e dedicação. Mostramos também algumas empresas situadas em Guarulhos que se destacaram em rankings de conceituadas publicações da Editora Abril, as revistas Exame, Você S/A. e Exame - PME (Pequenas e Médias Empresas). É claro que Guarulhos tem muitas outras centenas de empresas e empresários merecedores de desfilar neste especial de aniversário. Mas, obviamente, seria impossível. Então, que estes mais de 70 pequenos históricos possam representar todos os outros e servir de exemplo para quem sonha, mas ainda não reuniu coragem ou loucura suficiente para se lançar a pôr em prática os seus projetos. Como diz o poeta, tudo vale a pena quando a alma não é pequena. É de gente assim que uma cidade precisa para crescer.


especial Júlio Ganiko Desde pequeno, Júlio tem talento para fazer massagem. Mas, começou a encará-la como profissão aos 20 anos. Especialista em terapias orientais, o empresário fez inúmeros cursos no Brasil e outras especializações no Japão, China, Tibet e Índia. Após conhecer tantos lugares diferentes, e ter atuado com quick massage em locais de grande fluxo de público, percebeu que o estresse tornou-se um problema comum. “Tive a chance de conhecer alguns dos melhores Spas urbanos do mundo e constatei que Guarulhos merecia um lugar desses. Por isso, registrei a marca e montei um local com qualidade e estrutura similares aos que conheci lá fora. Oferecemos massagem de verdade, além de outras terapias”. Júlio conta ainda que hoje presta serviços em condomínios e hotéis e já recebeu muitas propostas para deixar a cidade e montar seu SPA em São Paulo. “Não tenho pretensão de sair daqui, porque acredito que Guarulhos será, em breve, a melhor cidade para vivermos”, completa, realizado. O Spa Urbano funciona dentro do Guarulhos Tênis Clube.

Tom e Clyver Scheer Os irmãos Ernesto Adolfo Scheer Filho, o Tom, e Clyver Scheer, herdaram dos pais Ernesto e Marly a veia empreendedora. A família é estabelecida na vila Augusta há mais de dez anos com a Daiany, indústria de lingerie e moda fitness, e tem duas outras lojas em Guarulhos, uma na vila São Jorge e outra dentro da Acqua Sport Academia. Há também uma filial em Santos. Recentemente, a família lançou-se em uma nova empreitada. Tom já tinha experiência com restaurantes em Recife e resolveu abrir uma padaria na rua Augusta, a Empório Parque, em frente ao Condomínio Parque, conjunto com quase mil apartamentos. O ambicioso novo negócio, que exigiu uma construção caprichada e investimento em máquinas e instalações, inclui restaurante, pizzaria e loja de conveniência com carnes para churrasco, laticínios e outros produtos alimentícios. Há outros planos para serem colocados em prática no próximo ano. A decisão de investir em gastronomia levou em conta a ausência de padarias com esse grau de variedades e sofisticação em toda a região. A loja Daiany fica agora no andar superior da padaria. 18


especial Taisa Carvalho Sartor O senso empreendedor vem, não raras vezes, de berço. E é este o caso da guarulhense Taisa Carvalho Sartor, sócia do Brechó Les Amis, oriunda de família de comerciantes. Esse potencial nato foi aliado à sua formação (Moda), em relação ao ramo comercial escolhido: vestuário. Como ela possuía conhecimento no segmento de brechós, ao trabalhar em loja de sua família na vila Madalena, ele não era novidade para Taísa. Mas, ao mudar-se para Guarulhos, percebeu o potencial de crescimento da cidade e optou por esse segmento. Dessa maneira, surgiu, há 9 anos, o Les Amis. “A cada dia que passa, as pessoas estão descobrindo que os brechós, tanto pra comprar como para vender, também são um mecanismo para o consumo sustentável, em alta nos últimos tempos”, completa. Com outra unidade recentemente aberta, na avenida Emílio Ribas, a empreendedora acredita que o crescimento será benéfico em uma série de fatores, apesar de mostrar preocupação com o trânsito - “estou quase comprando uma bicicleta (risos)”, diz. “Temos propostas de montar franquias em outras cidades também”, finaliza Taisa.

Silvia Figueiredo Apesar de ser formada em direito, Silvia Figueiredo sempre teve vontade de trabalhar com moda. Natural de Guarulhos, a empresária diz que a família teve outros negócios na cidade anos atrás. Hoje, apenas ela segue a linha de empreendedora. Durante sua carreira, trabalhou em lojas renomadas como Cori, Polo by Kim, Reinaldo Lourenço e Claudete e Deca, cuja proprietária é Iris Abravanel. “Meu sonho sempre foi ter uma boutique. E eu batalhei muito para isso. As experiências que eu tive em outras empresas me ajudaram muito”, conta. A loja foi inaugurada há 6 anos. Silvia afirma que, desde o início, foi recebida com muito carinho pelas guarulhenses. “O público é exigente, mas eu também sou. Busco sempre novidades, pois fidelizar clientes não é tão fácil, já que as grandes lojas de São Paulo são próximas daqui”. Sobre os novos projetos, a empresária conta que quer aperfeiçoar o trabalho como personal stylist, direcionado aos tamanhos grandes, pois acha que a moda é carente nessa área. 20


Robson de Paula Menezes Depois de algum tempo como representante comercial de algumas marcas consagradas de tintas, Robson de Paula Menezes, 39, decidiu que era hora de abrir seu negócio, a loja Tintas Menezes. Mesmo não tendo nascido na cidade, o empresário diz acreditar em Guarulhos: “moro e acredito na cidade e no potencial que ela vem tendo na construção civil”, afirma. Filho de empreendedor, Menezes tem no sangue o gosto por negócios e, tendo estudado administração e marketing na UNG, viu que sua oportunidade não poderia ser melhor: “Guarulhos mudou muito. A cidade era dependente de São Paulo e provinciana. Hoje encontramos tudo, não precisamos sair para nada. Aqui podemos fazer compras, temos saúde, entretenimento, educação e restaurantes”. Bem instalado e satisfeito, Robson já tem planos para abrir mais uma loja em Guarulhos.

Marilac Ferreira e Ana Maria Folegatti Elas, de Guarulhos, nunca encontravam um espaço bacana na cidade, quando voltavam de peças de teatro ou de cinemas de São Paulo, para tomar um café e comer alguma coisa. O jeito era consumir na Capital mesmo. Foi aí que Marilac Ferreira e Ana Maria Folegatti decidiram trazer para Guarulhos uma loja da franqiua Fran´s Café. Em maio de 2008, a unidade já estava em funcionamento na avenida Paulo Faccini, no Jardim Maia. “Acreditamos na cidade”, pontua Marilac. Outro fator que as fez tomar a decisão é que Guarulhos não contava com serviço de café 24 horas. “Valeu a pena investir aqui”, diz Marilac.

Nilton Shnaidman É sócio de Manoel Marcelo de Laet à frente da Wow Burger, instalada desde fevereiro de 2009, no Jardim Maia. A casa já fez fama. Em pouco tempo, já conquistou o título de preparar “o melhor hambúrguer” de Guarulhos. Em um ambiente clean e descontraído, são servidos lanches, grelhados e saladas. “Para trazer a Wow Burger para Guarulhos fizemos um investimento pesado. Mas está valendo a pena. A casa está indo muito bem”. O sucesso já o estimula a abrir a Wow em outro ponto, ainda não definido.

21


especial

Vanessa Yuri Formada em farmácia industrial, Vanessa Yuri dedicou-se ao ramo por alguns anos até conseguir capital para ter seu próprio negócio. Optou pela franquia da Onodera, por se identificar com a proposta da marca e abriu sua primeira loja em Jundiaí. Após alguns meses, decidiu abrir nova unidade em Guarulhos. “A empresa fez um estudo de mercado para verificar quais as regiões de São Paulo tinham potencial para receber uma unidade. Quando vi a lista de lugares, Guarulhos me chamou a atenção. “É perto da mi-

nha casa, moro hoje na Vila Carrão, zona Leste de São Paulo, e eu já conhecia a cidade, pois trabalhei aqui cidade há 15 anos”, detalha. A clínica foi vista com bons olhos pela cidade. Por isso, Vanessa acredita em um crescimento de, no mínimo, 15% para o próximo ano. Sobre a cidade, a empresária afirma que acredita que a principal mudança está ligada à percepção que os novos investidores têm tido sobre o potencial que Guarulhos oferece e sobre os espaços que ainda podem ser explorados.

Walter Areias Filho Walter começou sua história com Guarulhos em 1995, quando a família abriu a agência de viagens Flytour, que hoje funciona dentro do Hotel Sables, inaugurado em 2002 e dirigido desde então por Waltinho, como é conhecido pelos amigos. Engenheiro civil, foi o responsável pela construção do prédio que abriga o Sables. A ideia do hotel foi do irmão Roberto, entusiasta de Guarulhos, um dos fundadores do Convention Bureau e responsável pela Flytour. Mas, a ligação da família com a cidade começou com o pai, que trabalhou na Rio Negro por 40 anos e ocupou a diretoria administrativa/financeira, contribuindo decisivamente para o crescimento da empresa em Guarulhos. Waltinho acaba de ser eleito representante da hotelaria junto ao Conselho Municipal do Turismo. Sempre aplicado, promete dar seu melhor no cargo para contribuir com o desenvolvimento do turismo na cidade. O grupo, que também tem a Açotrans e uma franquia da Jadlog, ambas no segmento de logística, gera 180 empregos diretos em Guarulhos. Para o futuro, pretendem expandir todas as frentes em que atuam e, especialmente sobre o Sables, em breve empreenderão sensíveis mudanças no Itaúnas, restaurante que funciona dentro do hotel, com a meta de transformá-lo em referência da boa culinária e da excelência no atendimento. 22


especial Davi Palma e Beatriz Azevedo O Espaço Ki nasceu da união de dois profissionais que apostaram todas as fichas na cidade. Davi Palma, educador físico, e Beatriz Azevedo, psicóloga, somaram forças para montar um lugar que oferece serviços para cuidar da saúde e bem-estar físico e mental. A cidade foi escolhida como sede da empresa, pois já conheciam a reciprocidade local. “O Davi já morava aqui e nós tínhamos muitos amigos aqui também. Eu trabalhava na Folha Metropolitana como selecionadora de pessoal e o Davi já atuava como terapeuta. Resolvemos tentar. Sempre fomos muito bem recebidos pelos guarulhenses”, conta Beatriz. Os próximos passos da empresa, que já está há 18 anos na cidade, envolvem atendimentos em empresas e hotéis locais. “Queremos oferecer qualidade de vida aos guarulhenses”, finaliza a psicóloga.

Mário Azevedo Júnior O diretor do Fitness Clube (academia de ginástica que funciona dentro do Marriott Hotel, no Parque Cecap), Marinho, dá uma ideia do que representa o Fitness guarulhense. “Somos referência como academia para hotéis do mundo inteiro. Estamos numa área de 520 metros quadrados de área, exclusiva para fitness. Isso é uma enormidade. Temos tudo o que se pode imaginar em termos de equipamentos e tecnologia de ponta. Temos uma estrutura bastante invejável”, diz Marinho. O Fitness Club emprega 12 funcionários. Passam por lá cerca de 1.500 clientes por mês, que podem usufruir de tudo o que há de mais moderno no mundo do fitness, além de contar com professores altamente capacitados e bilíngues.

José Mestrener Júnior Filho de peixe, peixinho é! Mas, não para fazer exatamente a mesma coisa. José Mestrener fez nome na cidade na área da construção civil com a Mestre Imobiliária. Seu filho e xará herdou dele a veia comercial, mas em outro ramo. José Júnior enxergou na fazenda da família, em Turvolândia, Sul de Minas, e no hábito do brasileiro de beber café, uma boa oportunidade. Criou a Mestre Café, especializada em cafés finos e no fornecimento para empresas, incluindo ou não máquinas de café expresso. Nesse quesito, tem parceria com a DeLonghi, marca Italiana de máquinas de café expresso. A Mestre Café também fornece café expresso em sachê, cappuccino e outras variações. Voos mais altos estão nos planos, mas, levando a sério as lições do pai e as tradições mineiras, Zezinho fala pouco e prefere estudar e planejar cada passo. Em janeiro, ele abrirá uma loja de sua fazenda na avenida Tiradentes, 449. 24


Em breve, seu filho vai precisar ter uma forte estrutura para encarar o mundo. É bom que o colégio dele tenha isso hoje.

O Colégio Eniac é grande onde precisa ser: na tradição, na estrutura e na mentalidade. Na tradição por que faz parte de um grupo com 25 anos de dedicação ao ensino. Na estrutura, por que oferece tudo o que uma grande escola deve ter, de laboratórios atualizados, até período integral. E na mentalidade por que é um colégio inovador, reconhecido e premiado internacionalmente. Como no Campeonato Mundial de Robótica, por exemplo, onde foi vice-campeão, ficando atrás apenas da Nasa. Colégio Eniac. Grande o bastante para preparar o seu filho para o mundo. Pequeno o suficiente para o seu filho não ser um número.

Agora também com Ensino Integral com as seguintes atividades extras:

• Centro Esportivo, com inovações como Caratê e Ballet • Centro de idiomas • Acompanhamento de tarefas • Informática • Robótica

Os primeiros alunos ingressantes matriculados no Ensino Médio Integrado ao Técnico ainda ganham um tablet*. Imagem meramente ilustrativa

Rua Força Pública, 89 Centro - Guarulhos/SP Próximo a Praça IV Centenário.

Parabéns Guarulhos pelos seus 451 anos de progresso. ISO 9001

* Válido para ingressantes no Ensino Médio Integrado ao Técnico no início do período letivo de 2012. Entregue após o início das aulas, oferecido em contrato de comodato e cedido ao aluno, em condições regulares de pagamento (mensalidades pagas em dia e pontualmente), após o término do curso. Válida por tempo limitado, enquanto durar o estoque de tablets.

Educação Básica e Superior

www.eniac.com.br


especial

Luís Roberto Mesquita Filho do saudoso Álvaro Mesquita, da lendária Casa da Caça e Pesca, depois Comercial Mesquita, Luis Roberto Mesquita pode ser considerado um divisor de águas no que se refere ao engajamento do empresariado local nas causas da cidade. Nos anos 90, assumiu a presidência da então Acig (Associação Comercial e Industrial de Guarulhos), atual ACE (Associação Comercial e Empresarial de Guarulhos). Durante sua gestão, foi criada a AGDC (Associação Guarulhense para Defesa da Cidadania), que teve participação fundamental na luta contra a corrupção na administração pública, atuação que resultou no afastamento e prisão do prefeito Néfi Tales

e de alguns vereadores. Por iniciativa sua e do então presidente do Aché Laboratórios, surgiu na cidade a organização Viva Guarulhos, reunindo empresas e empresários em torno do objetivo central de melhorar o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) da cidade. E foi ele quem articulou a fundação da Agende (Agência de Desenvolvimento de Guarulhos), a partir de exemplos bem sucedidos de outras cidades. Após a morte do pai, preferiu encerrar as atividades da Comercial Mesquita, alugando o prédio para a Perfumaria Sumirê. Dedica-se agora, junto com suas filhas, à construção civil e à administração de imóveis comerciais.

Adilson Quaranta Os Adilsons Quarantas tocam a Mafersol, empresa distribuidora de gás industrial na cidade. A empresa, com 38 anos de história em Guarulhos, mais precisamente na Vila Augusta, foi fundada por Adilson Quaranta, que ainda está à frente dos negócios. Seu filho, o diretor Adilson Quaranta Junior, explica o motivo de tantos anos de sucesso. “Para quem trabalha com indústria, Guarulhos é o melhor lugar para estar. Ter a Dutra e Fernão Dias do lado facilita muito o nosso transporte, a distribuição. Minha localização é estratégica”, afirma Junior, segundo o qual a Mafersol conta com mais de 300 clientes em Guarulhos. Para 2012, o empresário planeja ampliar seu espaço físico. Atualmente, são 400 metros quadrados de galpão. Para 2012, a empresa mudará para um espaço de 1.400 metros quadrados, no mesmo bairro, a Vila Augusta. Adilson Quaranta Junior também é presidente da Coopersigma (Cooperativa de Crédito Mútuo dos empresários de Guarulhos e Região) fundada em 2007. 26


especial Valdir da Silva e Fátima Cabral Quem entra na Roda Center, um dos mais tradicionais e conhecidos centros automotivos de Guarulhos, logo se dá conta de que é preciso ter uma boa dose de dinamismo para administrar todos os serviços que são ali rapidamente executados. Quem está à frente da empresa é Valdir da Silva, ex-funcionário da própria Roda Center. Ele ingressou na empresa em 1985, como ajudante geral. Como os antigos donos não pretendiam expandir a Roda Center, Valdir a adquiriu em 2008. De lá para cá, a empresa só cresce: foram agregados outros serviços e, junto com a esposa, Maria de Fátima Felipe Cabral, Valdir alugou outros imóveis e já ocupa uma bom espaço na avenida Monteiro Lobato, com saídas para ruas vizinhas, onde tem oficina mecânica, estacionamento e agora passa a atender também serviços de funilaria. Há um ano, abriu uma filial na avenida Presidente Humberto de Alencar Castelo Branco, onde, além de alinhamento, balanceamento e outros serviços, faz reforma e recuperação de rodas de liga leve, um mercado que tem crescido bastante.

Daniele Pestelli Natural de Bari, na Itália, Daniele Pestelli veio para o Brasil em 1953. É engenheiro químico industrial pela FEI. Depois de trabalhar na Petrobras, assumiu a empresa fundada pelo pai, no ramo de aço. A Fitas passou por transformações e fornece núcleos para indústrias de eletrodomésticos. Pestelli foi convidado a integrar-se ao Ciesp e passou a ser diretor adjunto na gestão de Antonio Carlos Koch, vindo a assumir como titular por dois mandatos. Nessas gestões, o Ciesp ganhou corpo na cidade e engajou-se em defesa de algumas bandeiras, como o parque tecnológico, menina dos olhos de Daniele, que preside a Agende (Agência de Desenvolvimento e Inovação de Guarulhos), da qual faz parte a Incubadora de Empresas. Embora a realização desse sonho dependa de decisões governamentais, a Agende mantém interlocução com os governos estadual e municipal, visando à sua concretização. Daniele Pestelli faz parte da diretoria do Ciesp estadual, na função de diretor secretário.

Samira e Alzira Duas sócias, duas lojas, uma história de sucesso. Samira Albuquerque Rossi e Alzira Serafim dos Santos Gonçalves são as donas da Corpo e Alma (loja de roupas femininas), na avenida Doutor Renato de Andrade Maia, e Fenza (loja de roupas femininas e masculinas), na avenida Paulo Faccini. Respectivamente, as lojas foram inauguradas há dez e seis anos. “A cidade está crescendo, muitas pessoas estão chegando, novos condomínios. Hoje, Guarulhos não é mais uma cidade dormitório, como acontecia há alguns anos. Existem muitos empreendimentos e consumidores dos mais diversificados níveis. Guarulhos é uma ótima cidade para se investir”, avalia Samira. Hoje, com cinco funcionários, elas até pensam em expandir os negócios. 30


especial Andrea e Christiane Romero; Sueli Kondo e Cláudia Sampaio

Andrea e Christiane Romero

Elas são as três franqueadas da D’Pil, especializada em depilação, em Guarulhos. São concorrentes entre si, mas agem estrategicamente como se fossem parceiras. A publicidade é feita em sintonia, revezando os endereços que aparecem nos anúncios e cada uma paga sua parte. Afinal, têm consciência de que, estando unidas, reforçam a marca na cidade e conquistam mais clientes para cada uma.

Sueli Kondo

Artur Machado Artur Machado, 46, começou a carreira muito cedo, aos 13 anos, como office-boy na Telhanorte. Lá, passou por todos os cargos que se pode imaginar, chegando a ocupar as diretorias de operações e expansão. Ao todo, foram 30 anos dedicados ao gigante varejista de home center. Saiu de lá em 2009 e tomou a estratégica decisão de abrir o Empório Portobello em Guarulhos, baseado em três premissas: aproveitar o boom imobiliário; dotar a cidade de uma loja que estivesse à altura das melhores do ramo em São Paulo, já que o guarulhense está cada vez mais exigente; e capitalizar a mudança cultural de consumo de quem vive na cidade e hoje prefere comprar por aqui. A escolha também foi natural após uma vida dedicada ao segmento e por ter aprendido muito sobre os desejos dos consumidores de pisos e revestimentos. Artur está satisfeito com o crescimento que sua loja vem experimentando e comemora o sucesso da estratégia adotada. Tudo isso tem um gosto especial para este guarulhense que sempre sonhou trabalhar na cidade.

Thobias Mota Nem dois anos a empresa completou ainda. A GMT Turismo foi criada em abril de 2010. Mas o espírito empreendedor do seu dono, Thobias, está fazendo a diferença. Nesse pouco tempo, a GMT cresceu, construiu parcerias sólidas e já tem planos de expansão. O público da empresa é o das classes A e B. “Oferecemos viagens para famílias, casais em lua de mel e outros. Também temos pacotes de viagens corporativas”, explica Thobias, para o qual a “pujança econômica da cidade, que conta com um vasto parque industrial”, é um dos motivos do sucesso do seu negócio. Por isso, ele já planeja a abertura de filiais. “Futuramente, quero uma loja no centro da cidade”, resume Thobias. No futuro, ele pensa em estruturar equipes de televendas e telemarketing. 32


especial Geraldo Moura e Gisele Antes desse casal estabelecer-se com a Novili, quem precisava montar um banheiro ou lavabo valia-se dos supercenters de materiais de construção. Geraldo Moura e sua esposa, Gisele Cristine Ferze, foram os precursores nesse nicho do mercado, dedicando-se a projetos mais arrojados e elaborados no acabamento desses ambientes. Gradativamente, foram agregando outros produtos, como banheiras de hidromassagem, e agora incluem algumas linhas de pisos e revestimentos. Em outra vertente de sua especialidade, Geraldo faz parte do Dueto Urbano, com Dedéi Alves. Faz parte do primeiro CD da dupla a canção “Pra te ver sorrir”, que costuma tocar na rádio Nova Brasil FM. Gisele divide-se entre ajudar o marido na loja e em seu consultório de psicologia, ambos vizinhos, na avenida Suplicy.

Adam Kubo O diretor acadêmico da Escola Superior Paulista de Administração (Espa), Adam Kubo, há anos está envolvido com o ensino guarulhense. A Espa foi criada há apenas seis anos em Guarulhos, no Centro, e já é referência em ensino de qualidade focado em negócios e empreendedorismo. O “casamento” com a cidade tem sido dos mais felizes, garante Kubo. “Dada a pujança de Guarulhos e região do Alto Tietê, e o eixo Fernão Dias, com muitas empresas e crescimento econômico bastante acentuado, temos um espaço enorme para entregarmos ao mercado profissionais altamente qualificados”, avalia Kubo. Os alunos formados pela Espa recebem certificado de uma das mais conceituadas faculdades de administração do País, a Faculdade Getúlio Vargas (FGV). “Nossa infraestrutura é diferenciada, com professores altamente qualificados, lousa branca, salas climatizadas e acarpetadas, datashow, computadores. Somos uma instituição de excelência”, pontua Kubo.

Janaína Dias e Juliano Dias Filhos do arquiteto Roberto Dias, os irmãos Janaína e Juliano trabalham quase juntos, porém em áreas diferentes. Janaína seguiu os passos do pai e assina muitos dos projetos de construção, que são vistos por Guarulhos. Juliano preferiu a Comunicação. Por algum tempo, respondeu pela Publicidade do Internacional Shopping. Depois, montou sua agência de publicidade, a Estrategia Ide, que dá assessoria à Asec (Associação dos Empresários de Cumbica), edita o informativo da entidade, Asec Press; elabora campanhas promocionais na área automotiva e outras, e obteve credibilidade para transitar com facilidade no meio empresarial e, assim, conquistar novos clientes constantemente. 34


José Carlos e Bruno Mignella José Carlos Mignella era empregado das baterias Satúrnia e Prestolite quando, em 1985, enxergou que havia um nicho interessante em Guarulhos, pois a cidade não tinha uma empresa distribuidora de baterias. As lojas que comercializavam o produto não dispunham de assistência técnica para atender rapidamente o cliente quando surgia algum problema. Mignella negociou com fabricantes e criou a marca própria Raio Laser, iniciando a venda no atacado para lojas de autopeças e para autoelétricos. Abriu também a loja de varejo, na avenida Brigadeiro Faria Lima, no Bom Clima, mas sempre com o cuidado de não competir com os que revendiam seu produto. Foi expandindo aos poucos, fazendo nome e a Raio Laser está presente em muitas cidades do estado de São Paulo, principalmente do Alto Tietê e Região Bragantina. Dividindo a gestão com o filho Bruno, passou a diversificar a atuação. Agora, completados 26 anos de atividades, também vende pneus de motocicletas e está fechando um contrato de representação voltada para o crescente mercado de motociclismo em toda a Região Metropolitana e no interior paulista.

Leandro Aparecido Amorim Raimundo Leandro Aparecido Amorim Raimundo, 38, o Léo, está em Guarulhos desde 1986. Sempre morou na vila Galvão, onde também estudou desde a 7ª série até a faculdade e onde conheceu a esposa Edlaine, a Dila, parceira funtamental nos negócios. Com 15, já havia descoberto a veia para o comércio, quando iniciou a carreira de vendedor na Side Walk do Center Norte. Mais tarde, aos 23 anos, migrou para o ramo em que atua até hoje: comércio de veículos. Por onde passou, galgou espaços e cresceu, sempre visando o dia em que encararia o desafio de ter o próprio negócio. Em 2009, juntou-se a Kleber Gonçalves, que já tinha a Estrela D’alva Veículos desde 1986. A parceria vai de vento em popa, tanto que hoje estão com três lojas. A matriz está no Jaçanã, mas é tão perto de Guarulhos que Léo sente como se aqui estivesse, e a maioria dos colaboradores é guarulhense, assim como grande parte de seus clientes.

Maria de Fátima Monachesi Ela deu o pontapé inicial no ramo da podologia em Guarulhos. Pelo menos, foi depois que ela se estabeleceu com a Polipé, na rua Felício Marcondes, nos anos 80, que se começou a ouvir falar mais nos cuidados com os pés, parte do corpo um tanto negligenciada até então. Fátima nunca acha que já tenha aprendido o suficiente: não para de aperfeiçoar-se e busca sempre transmitir seus conhecimentos às profissionais que trabalham com ela. Quando o local que ocupava no primeiro endereço ficou pequeno, mudou para a rua Luís Faccini, 586, onde permanece. Há dois anos, abriu uma filial na rua Felício Marcondes, onde também vende calçados ideais para o conforto dos pés, além de palmilhas, órteses e outros acessórios. Recentemente, Fátima viu-se fascinada por uma pesquisa sobre larvas de moscas. A partir de um caso que teve de atender, descobriu que os insetos tanto podem infectar pessoas, quanto podem ser usados no tratamento, dependendo da espécie. A experiência lhe valeu fazer uma exposição de sua descoberta em um congresso de podologia promovido pela Faculdade Anhembi-Morumbi, e o convite para fazer o curso superior na área. Ufa! Não bastasse seus longos expedientes na Polipé, ela prepara-se para enfrentar a faculdade. 35


especial

Antonio Carlos Rodrigues O arquiteto Antonio Carlos Rodrigues, o Toninho, administra duas empresas no ramo de projetos e construções: a Projeto Fiscaliza Consultoria e a Projeto Executa Empreiteira. E dois restaurantes: o Delícia, na avenida Salgado Filho, e o Empório 33, próximo à UNG, casa que tem conquistado muitos clientes estrangeiros em visita a Guarulhos. Segundo ele, os responsáveis pelo sucesso dessas empresas são as pessoas competentes que ocupam cargos estratégicos, zelando para que tudo dê certo. “É a minha família, são meus gerentes e colaboradores”.

Edson Ferreira Edson Ferreira nasceu em São Paulo. Mas está em Guarulhos desde 1955, quando tinha seis anos de idade. Começou a trabalhar muito jovem. Seu primeiro emprego na cidade foi como office-boy. Aos 15 anos, foi trabalhar na Norton, indústria de lixas e rebolos. Formou-se técnico contábil e em Administração de Empresas. Até que em 1985 fundou a Auxiliar Empregos, em Guarulhos. Hoje, a empresa de RH conta com 60 funcionários, além de outros dez na unidade de Extrema, em Minas Gerais. A Auxiliar Empregos é parceira de outras empresas da cidade: TH2 Comunicação, GMT Turismo e Radhar (empresa que desenvolve soluções tecnológicas para a área de RH).

Ruy Guérios Ruy Guérios trouxe para Guarulhos em 1985 uma instituição de ensino que está entre as mais conceituadas da cidade: a Faculdade Eniac. Ele, que é o mantenedor, explica o motivo pelo qual investiu no município. “Guarulhos estava se desenvolvendo muito e fazia parte da estratégia do grupo estar em todo o ABC e Guarulhos”, resume Guérios, segundo o qual há grande demanda na cidade. “Guarulhos tem, acima de tudo, uma gente muito boa, educada e que quer crescer, se desenvolver, tudo o que o Eniac almeja ter como alunos”. Depois de 26 anos na cidade, a instituição não para de crescer. “Estamos trabalhando nossa expansão a partir do Ensino a Distância (EAD) e da instalação do nosso método de ensino nas faculdades de todo o Brasil”, afirma. A Faculdade Eniac tem 90 funcionários e 200 professores. 36


Que em 2012 continuemos levando muita beleza, saúde e bem-estar à vocês

“Pelos profissionais maravilhosos, pelo carinho e porque sempre superam nossas expectativas...Parabéns, pela equipe maravilhosa!!!!!” Simone Ramos “Vocês são insuperáveis!!!!! Beijos” Maria Isabel Tincopa Ferreira

“Ambiente agradável, um bom astral o resto fica por conta da equipe bem preparada...” Shirlei Toledo

dolcevittaestetica.com.br R. Josephina Mandotti, 106 - Jd. Maia - Guarulhos - SP • 11 2408.3255


especial

Cláudio Pereira Soares e Fátima Tavares de Carvalho No início dos anos 80, quando muito pouco se falava sobre aprender uma segunda língua, Cláudio Pereira Soares iniciou, em uma sala comercial da rua João Gonçalves, as atividades do Núcleo Americano, primeira escola de idiomas da cidade que não pertencia a uma rede. Ele lecionava inglês e administrava a escola, que foi crescendo aos poucos. Mudou-se para a avenida Salgado Filho, depois para a avenida Esperança, ao lado do imóvel onde funciona atualmente, sempre expandindo a escola. Cláudio instalou também uma pré-escola e depois a vendeu. Dinâmico, percebeu um nicho de mercado e abriu a China Show, especializada em

fogos de artifício, totalmente dentro das normas legais. No ano passado, abriu uma filial da loja, na rua Jardim Alegre, próximo ao Batalhão da Polícia Militar, e agora também vende artigos de época. Para dar conta de tudo, conta com a ajuda da esposa, Fátima Tavares de Carvalho Soares. É ela quem toca o Núcleo Americano e administra as finanças das lojas. O casal tem três filhos: Mayte, Paula e Bruno. A família não cabe em si graças ao desempenho da filha Mayte, que teve ótima participação no programa “O Aprendiz”, ainda sob o comando de Roberto Justus, que acabou contratando-a para trabalhar em seu grupo de agências de publicidade.

Marcos Fleming Guarulhense, caçula de sete filhos, do ramo imobiliário há mais de dez anos, Marcos Fleming decidiu abrir seu próprio negócio. Em 2008, depois de anos como corretor de imóveis, ele fundou a Fleming Imóveis, no Bom Clima. “Sempre acreditei em Guarulhos. Sou cidadão guarulhense, nascido e criado aqui, de família humilde. Meus pais acreditaram na cidade quando decidiram sair do Sul de Minas [Gerais] e tentar a sorte aqui. Hoje, sou completamente envolvido com a cidade. Guarulhos tem tudo de que preciso. Faço tudo aqui. Não preciso sair. Acredito demais nesta terra”, afirma Fleming. Sua convicção na força da cidade tem motivo de ser. “De três anos para cá, teve um boom imobiliário, tanto para as classes A e B quanto para a C e D. Guarulhos é a bola da vez. Está em franca expansão”. A Fleming compra, vende e administra imóveis, além de oferecer serviço de documentação para negócios imobiliários. Para 2012, o empresário planeja inaugurar mais duas unidades da imobiliária: uma na Vila Augusta e outra no Pimentas. 38


especial Alexandre Zeitune Nascido em Guarulhos, Alexandre Turri Zeitune sempre respirou empreendedorismo. Seus dois avôs, foram comerciantes: Ari Jorge Zeitune, o paterno, um dos pioneiros de Bonsucesso, começou com um armazém de secos e molhados e depois veio para o Centro, onde abriu a Casa da Borracha. Rodolfo Turri, o materno, tinha o depósito de materiais de construção que levava seu sobrenome. O pai, Ari, sempre militou no comércio e também é advogado. Com tantas influências, Alexandre também arregaçou as mangas e com 17 anos já tinha seu primeiro negócio, a Vestro Multimarcas, que chegou a ter 11 lojas. Já no primeiro empreendimento, conheceu o sucesso e o peso de concorrer com os gigantes do varejo: fez fortuna e perdeu tudo com a crise que enfrentou, e diz que esse foi um enorme aprendizado, que o prepararia para pavimentar o sucesso que hoje comemora.

Teve concessionária de motos Kawasaki e loja de celulares. A advocacia foi sua grande virada, pois estudou muito, especializou-se no direito empresarial e atribui as conquistas à solida formação (tem quatro pós-graduações, um mestrado e está concluindo o doutorado, além de muitos cursos específicos) e ao fato de poder emprestar sua experiência como empreendedor que conheceu o sucesso e a dificuldade. Paralelamente, dá aulas de pós-graduação em Direito em várias instituições e mantém o IEC - Instituto de Educação e Cidadania, onde são ministrados cursos de pós-graduação em Direito. Foi o principal articulador da Cooperativa de Crédito Mútuo dos Empresários de Guarulhos e Região, tendo cuidado da documentação que resultou na obtenção da autorização de funcionamento pelo Banco Central. Faz parte do Conselho Fiscal da instituição.

Alex Santiago, Marco Aurélio Pereira e Luciano Pereira

Os três se conhecem desde a infância e sempre tiveram em comum o gosto pelo futebol. Mas o destino os reuniu no inusitado ramo de conserto de malas de viagem, no qual estão batendo um bolão. Alex Santiago e Marco Aurélio Pereira fizeram carreira no futebol e alcançaram relativo sucesso (o primeiro jogou até na Coréia do Sul e o segundo na Espanha), mas o mundo da bola é ingrato e exigiu que buscassem outras opções. Marco chegou a ser diagramador no diário esportivo Lance! e Alex montou uma pequena rede de lavanderias. Luciano Pereira, que desde muito novo fez carreira no Aeroporto de Cumbica, no background de companhias áereas e conhece de perto 40

seu funcionamento, percebeu a oportunidade e incentivou seu tio Marcolino, que acabara de se aposentar do táxi e buscava alternativas, a abrir uma empresa que atendesse à enorme demanda. Marcolino contratou os três para que encarassem a WBS como sua segunda ocupação: Luciano no comercial, Alex com a expertise de reparos e know-how operacional e Marco com sua capacidade de administração e comando de equipes. Criada há menos de um ano, a empresa já se mudou de endereço uma vez “porque o espaço estava pequeno”, e, de três funcionários, chegou a trinta. Gol, American Airlines, Continental e United são suas clientes. Para eles, o céu é o limite.


especial

Antonio Veronezi Nascido na Vila Esperança, zona Leste de São Paulo, Antonio Veronezi chegou a trabalhar como químico na Microlite em Guarulhos, por três anos. Antes, trabalhou como office-boy no Ateneu Rui Barbosa, na Penha, para pagar os estudos e lá começou sua carreira de educador, lecionando Química. em 1968, foi convidado a lecionar no Colégio Claretiano, em Guarulhos. Quando soube que a escola, até então dirigida por padres, seria arrendada a dois professores de fora, movimentou-se e fez com que ele e outros participassem. Já tinha em mente criar uma faculdade, mas poucos acreditavam que fosse possível. Em 1970, nasciam as Faculdades Farias Brito, atual Universidade Guarulhos (UNG), que, completou, portanto, 41 anos de atividades. Sua esposa, Maria Dirce, é da família Poli, que manteve por muitos anos no Centro de Guarulhos a Casa Poli. Em sociedade com o cunhado, Marco

Vera Lúcia - Espaço Mundo Novo Paulistana, Vera Lúcia Moraes, 52 anos, é administradora de empresas. Trabalhou por 30 anos em uma empresa de agronegócio e sucroalcooleira. Sua relação com a cidade começou em 2000, quando se mudou para cá. Seus tios – Mário Silvio e Vanda -, foram fundadores da Churrascaria do Bosque, vendida anos depois. A ideia de mudar radicalmente de segmento e montar o Espaço Mundo Novo surgiu com o desejo de oferecer para os guarulhenses uma livraria e café com ambiente agradáve, no qual as pessoas pudessem passar momentos tranquilos. A papelaria e o centro de idiomas complementaram o projeto. “Escolhi montar o espaço na cidade porque é aqui que educo e crio os meus filhos. Acho que devemos valorizar o lugar onde moramos, contribuindo para o desenvolvimento local sempre que for possível”, declara.

42

Poli, Veronezi montou no local o Poli Shopping. Em 1998, foi inaugurado o Internacional Shopping; depois, o Autoshopping. Criada a holding General Shopping, foram sendo adquiridos ou construídos outros empreendimentos, como o Shopping Light e o Parque Santana, somando 14 unidades, incluindo o Parque Shopping Barueri, inaugurado em 30/11. Outros virão, como o Parque Maia, em Guarulhos, e o Unimart, em Atibaia. Os três filhos do casal, Victor, Alessandro e Ana Beatriz, trabalham com o pai na holding, cada um cuidando mais de uma área. Veronezi conta que sua grande cartada foi no ramo de listas telefônicas. Era sócio da Publitel e recebeu proposta para comprar a LTP, que era maior, porém, endividada. Pouco tempo de saneada, foi vendida para a Listel por 16 milhões de dólares: “Foi assim que construí o Poli Shopping e me capitalizei para outros voos”, sintetiza.


especial João Rinaldo Poli Toffoli Desde que se entende por gente, João Rinaldo Poli Toffoli é apaixonado por música. Como hobby, ele garimpa aparelhos que ofereçam a reprodução mais fiel possível de sua bela coleção de vinis. Só que na maior parte do tempo trabalha duro em sua empresa de produção de eventos, a AAT - Áudio, Acústica e Televisão, com a qual transformou sua paixão em ganha-pão. O negócio foi criado pelo seu pai, Marcelo, que muito influenciou seu gosto e com quem aprendeu o ofício. Mas foi sob o comando de João que a AAT bombou. É indiscutivelmente a mais requisitada empresa de seu segmento na cidade e João faz questão de acompanhar tudo de perto para garantir que a qualidade de som e imagem seja perfeita e que as estruturas estejam seguras e à prova de falhas. Desde 1997 no segmento, consolida e amplia a cada dia sua carteira de clientes, entre eles muitos de São Paulo.

José Martinho Reis Estar antenado ao que acontece no mercado, sem se acomodar com o que foi conquistado. Foi o que fez com José Martinho Reis conquistasse posição invejável entre as empresas de Guarulhos. A antiga empresa Cesar Reis atuava no mercado de máquinas copiadoras. Desfeita a sociedade, a Reis Office especializou-se na locação de sistemas de impressão, com soluções adequadas ao porte e às necessidades de cada empresa. Nos 27 anos de atuação, firmou sólidas parcerias com fabricantes de peso, o que lhe permite ter preços competitivos na venda de equipamentos e de suprimentos. A Reis Office firmou-se como maior revendedor Brother, nos últimos quatro anos consecutivos. É também o maior revendedor Canon do País e o terceiro da Kyocera. E não para de crescer: está concluindo a nova sede própria, com área construída de 6 mil m². Tem 170 funcionários e deve chegar a 200 em 2012. Martinho participa do Rotary Club Guarulhos-Sul e apoia as atividades do Ciesp. Fiel às raízes, patrocina eventos e a cultura de sua cidade natal, Senhora de Oliveira, em Minas Gerais. Ele brinca dizendo que Belo Horizonte faz parte da “Grande Senhora de Oliveira”. Lá, construiu a sede para a Banda de Congados, comprou todos os instrumentos, ajudando a manter viva a tradição e a envolver as crianças no folclore. Doou uma área de 20 mil m², para a criação de um miniparque florestal, junto à escola rural que leva o nome de seu avô, Martinho José Magalhães. Ali, alunos plantam árvores e cuidam de seu desenvolvimento. Como tudo na vida de Martinho, as sementes germinam e devem dar bons frutos. 44


Danilo Duarte Ramalho Há três anos à frente da H Linguiçaria e Cervejaria, próximo ao lago da vila Galvão, e convivendo intensamente com os “sabores” que envolvem todo o mercado gastronômico guarulhense, o professor Danilo Duarte Ramalho aceitou o desafio de presidir a recém-criada Abrag – Associação de Bares e Restaurantes de Guarulhos. Ele conta que o surgimento da Abrag aconteceu porque a cidade ainda não tinha alguma entidade que lidasse mais de perto com a realidade dos bares e restaurantes e isso trouxe algumas carências para o setor, como problemas decorrentes da falta de legalização e mão-de-obra qualificada. Agora, pretende trabalhar no sentido de conscientizar e unir a classe, bem como outros órgãos e entidades que possam colaborar com o fortalecimento do setor. “Somos uma categoria que trabalha muito e, além disso, vivemos num ambiente de negócios muito hostil. Conscientizar de que juntos temos mais força é nossa grande tarefa”, declara, cheio de planos.

Ilson Dias e Carlos Dias Ilson Dias, 45, e Carlos Dias, 49, chegaram a Guarulhos em 1983. Descobriram o empreendedorismo ainda crianças. A mãe deixava, aos fins de semana, o dinheirinho para que eles gastassem como quisessem. Como achavam a quantia pequena, pensavam maneiras de multiplicá-la, por exemplo comprando e revendendo de chocolates a camisetas. Carlos iniciou sua carreira com 19 anos num banco e aos 23 já era gerente. Depois migrou para a área de vendas. Ilson, que morou em Atlanta por 2 anos e meio, começou a vida profissional no ramo de comércio exterior, com 21, passando por Warner Lambert e Pirelli. Em 1994, um fenômeno ocorreu: as carreiras dos dois irmãos, tão distintas, chegaram a um ponto decisivo ao mesmo tempo. Foi então que tiveram a sacada de começar juntos um negócio. Com a familiaridade com o ramo de confecção, já que a mãe, Adelair, trabalhava com isso havia 30 anos, mais a percepção de uma lacuna de mercado, criaram a Fits Well, especializada desde o início em ho-

mewear, que designa roupa para usar em casa, como pijamas e robes. O primeiro cliente foi a Casa das Cuecas. Na primeira reunião com o dono, tinham apenas um modelo como mostruário e nenhuma estrutura de fabricação. Contavam apenas com a vontade, o talento para criar peças muito diferenciadas e o encantamento que conseguiam criar para fazer suas vendas. Nos primeiros pedidos, faziam tudo de forma quase artesanal, mas com tamanha excelência que, em 2000, chegaram a 260 funcionários, e já vendiam para as principais marcas do mercado e em todo o Brasil. Crescendo continuamente, a Fits Well é referência nacional em seu segmento.

45


especial Leandro Marsili Leandro Marsili, 33 anos, é o diretor responsável pela unidade Guarulhos da franquia Forma Turismo, em funcionamento na cidade desde agosto de 2010. Foi de degrau em degrau que ele conquistou a sua franquia. Leandro já trabalhava na empresa como monitor de viagens. Depois, foi para a equipe de vendas, para a coordenação, até conseguir ter a sua própria franquia. Ele não é guarulhense. Mas diz se considerar filho da terra. Chegou aos quatro anos, junto com os pais. A Forma Turismo é especializada em pacotes de viagem de lazer para estudantes formandos. Mas, por que Leandro resolveu investir na cidade? Porque percebeu o crescimento do município, inclusive com a ampliação de colégios tradicionais e a chegada de novos. Hoje, sua unidade da Forma já conta com dez colaboradores. E fala de ampliação. “Vamos para uma nova sede em janeiro, no Jardim Maia. É uma casa bem estruturada. O ambiente é muito legal”. Os destinos para os grupos de estudantes, atualmente, são: Porto Seguro, Club Med Angra dos Reis, Club Med Itaparica, Florianópolis, Fortaleza, Forma Adventure em Atibaia, Cancún, Bariloche e o carro-chefe, a Disney. Para suprir à demanda dos marmanjos, Marsili desenvolveu o Forma Family para atender toda a família, com pacotes para Europa, Estados Unidos e alguns destinos na América do Sul.

Anselmo Mantoani O fato de Guarulhos ser cortada por três das principais rodovias do país (Ayrton Senna, Fernão Dias e Presidente Dutra) é refletido em uma série de oportunidades para iniciativas empreendedoras. E foi por meio de uma delas que o administrador Anselmo Mantoani, proprietário da HK Log Logística, decidiu investir na cidade. Atuante no ramo de transportes há 33 anos, Mantoani, 54, natural de Araraquara, no interior paulista, decidiu investir na cidade por causa de sua malha viária. “Eu já morava na cidade, e por amá-la desde que a conheci, em 1980, decide montar a empresa aqui, onde está instalada a maior parte do pólo transportador do estado de São Paulo”, relata. Apesar da empresa não ter muitos clientes no município - a maioria é de São Paulo e de outros estados -, o empreendedor pretende ampliar a estrutura da HK Log, e prevê crescimento de 20% no curto e médio prazos. Um dos motivos para tal iniciativa deve-se ao seu status de processo contínuo. “Guarulhos é, acima de tudo, um lugar de gente de bem, acolhedora e aconchegante. Continuemos a zelar e defender a nossa cidade”, completa Mantoani.

Sidney Lincoln Vitorino Paulistano radicado em Guarulhos desde 1986, o gestor administrativo Sidney Lincoln Vitorino, 33, é proprietário da Paraíso das Pedras, empresa voltada ao comércio de pedras ornamentais. Anteriormente atuante no ramo de transportes, foi nessa atividade que o empreendedor encontrou inspiração para buscar novos horizontes. "A ideia de criar a empresa surgiu a partir do transporte de rochas naturais de Goiás para São Paulo", explica. Além da loja em Guarulhos, abriu uma filial no Aruã, em Mogi das Cruzes, e ainda encontrou tempo para estudar e escrever o livro "Pequenas empresas, grandes desafios", em parceria com Lúcia Helena Rodrigues, socializando dicas para empresários em início de carreira. Como não poderia deixar de ser, o seu perfil arrojado o motiva a buscar continuar expandindo os negócios. Para ele, a principal mudança que aconteceu na cidade diz respeito à população: "Ela está mais jovem e 'consumindo' mais entretenimento, alimentação e, inclusive, decoração", finaliza. 46


especial Ives Zacharias e Leonardo Ives Gabrieli Zacharias Calixto iniciou em ótica quando tinha 14 anos, fazendo limpeza e serviços de office-boy na J. Basílio, conceituada empresa do ramo, no Centro de São Paulo. Em seguida, atuou na montagem de óculos, que era feita de uma forma bastante arcaica, nada comparado ao que é hoje, quando todo o processamento é digital e computadorizado. Na mesma empresa, cuidou de estoque, até que começou a fabricar lentes e a fornecer para o antigo empregador. Depois, trabalhou como representante comercial, vendendo para óticas. Atuou por vários anos na Sistema, do grupo Fotoptica; na Smart, de Taubaté, ficou 12 anos. Teve também fábrica em Vinhedo, até que desfez a sociedade e comprou a Ótica Stella Maris, em Guarulhos, no início dos anos 1980. De lá para cá, não parou de crescer. Além da movimentada matriz, no Itapegica, tem, junto com o filho Leonardo, filiais no Jardim Presidente Dutra, Pimentas, Extra do Bosque Maia e, neste ano, inaugurou a loja do Jardim São João. Gera quase 90 empregos e já atende a terceira geração de clientes. Qual o segredo de quem começou fazendo limpeza chegar a ter uma rede de lojas? Ele responde: não ter medo do trabalho, tratar o cliente com respeito e treinar os funcionários a prestar o melhor atendimento.

Kátia Nishida Embora tenha nascido em São Paulo, Kátia Nishida Figueiredo, 29, relaciona-se com Guarulhos desde bebezinha, pois a mãe, Maria Elisa, trabalhava na Pfizer e trazia Kátia e o irmão André para passar o dia na creche da empresa. Quando tinha 4 anos, a família veio para Guarulhos. O pai, Manuel, trabalhou na Borlem e na Lorenzetti antes de abrir, em 1994, sua empresa de coleta de resíduos industriais, a Vanlix. Manuel teve de esperar muitos anos para que a empresa fosse lucrativa, mas nunca desistiu. Essa persistência é uma característica que Kátia herdou do pai. Começou a carreira dando aulas de inglês, trabalhou no ramo de aviação executiva e com comércio exterior. É formada em Relações Internacionais e tem MBA em Gestão Empresarial. Agora, estuda Farmácia, curso pelo qual se diz apaixonada. Como resultado das experiências profissionais e acadêmicas, ganhou confiança e decidiu abrir o próprio 48

negócio. Considerando a ideia de uma franquia mais interessante e pela afinidade com a área estética, escolheu a Oligoflora pelos diferenciais competitivos da marca. Abriu uma clínica superequipada e descobriu talentos que não conhecia nela mesma, por exemplo a aptidão para o marketing e a gestão de pessoas. Com menos de dois anos, a Oligoflora Guarulhos já se destaca na rede e é reconhecida na cidade pela força de seus eventos e campanhas, como o Oligoflora 200 e a promoção Um Sonho de Natal, que foram viabilizados pela construção de parcerias entre 20 empresas, tudo organizado pelo time liderado por Kátia. Chama a atenção o resultado obtido pelo tipo de comando exercido pela empresária, em que dá a cada profissional espaço para colocar seu estilo e consegue harmonizar as competências de forma que se complementem e que o grupo esteja sempre comprometido.


especial Reinaldo Aparecido da Silva Reinaldo Aparecido da Silva, 37, começou cedo. Aos 12, já trabalhava no “fundão” (seção de frios e aves) de um supermercado, onde ficou até os 14. Formado em 1994 técnico em mecânica pelo Senai, viu a crise daquele ano por dentro, porque teve dificuldade de se empregar na área. Acabou aceitando um estágio em manutenção na Getoflex, permanecendo por um ano. Depois disso, foi rádio-operador na Líder Táxi Cumbica por 4 anos. Como tinha horário flexível, cultivava a funilaria e pintura como hobby. Em 1991, com economias que juntara, comprou uma Brasília 74 batida com o objetivo de deixá-la “zerada”. O hobby virou profissão paralela por quase dez anos. Em 2000, incentivado pela esposa, Rosana, e em sociedade com um tio, montou a Car Plus na região do Picanço, inicialmente fazendo apenas polimento, higienização e martelinho. Em 2006, iniciou as atividades na rua Silvio Barbosa, na vila São Jorge, já com funilaria e pintura. E cresceram continuamente. Com a evolução dos negócios, Rosana se juntou a Reinaldo na administração e em 2009 abriram a divisão de seguros. Em 2010, abriram a segunda loja, na avenida Tiradentes. Somando toda a produção, reparam uma média de 170 carros por mês. Além de Reinaldo e Rosana, que sempre acompanham tudo de perto, mais 15 funcionários completam o time da Car Plus.

Fábio Correa Pinto Fábio Correa Pinto começou a trabalhar aos 16 anos como conferente, e já aos 17 foi emancipado para assumir seu primeiro negócio, um depósito de materiais de construção. Aos 22, mudou de ramo, abrindo uma troca de óleo em Atibaia, que manteve até os 24, quando passou a trabalhar na área de Tecnologia da Informação, cujo curso superior concluiu aos 27. Fábio pensava em ter um negócio com Alberto, seu irmão, que tinha loja de eletromodernos. Imaginavam que em três anos juntariam o capital necessário. Mas, durante a gravidez da segunda filha do casal, tiveram a notícia de que a pequena tinha uma síndrome rara, que exigiu cuidados e atenção especiais. Assim, Fábio precisou estar menos presente na empresa em que trabalhava. Diante da incompreensão dos superiores, percebeu que era hora de mudar. A prioridade sempre foi a família. Vendeu casa, virou a vida de cabeça pra baixo e acelerou os planos. Com a antecipação, o irmão não pôde participar. Em dezembro de 2009, abria as portas da franquia Saggio Eletromodernos. E os resultados foram surpreeendentes. Tanto que um ano depois, nova guinada: decidiu virar multimarcas e abriu ainda mais o leque de produtos. Associou-se à AllShop, do amigo Wilson Bueno, forte no ABC. A união vai de vento em popa e, graças ao crescimento da nova loja, a esposa Cintia Kliman, com sólida carreira em TI e tendo trabalhado em grandes grupos, decidiu abrir mão da segurança do emprego que tinha e apostar no negócio da família. Vem dando tão certo que as perspectivas para 2012 são muito animadoras. 50


Aarão Ruben de Oliveira Aarão Ruben de Oliveira nasceu na Mooca, São Paulo, e veio para Guarulhos com um ano de idade. Estudou na Escola Estadual Capistrano de Abreu e no Colégio Claretiano. Iniciou a carreira profissional como office-boy em um escritório que prestava serviços a advogados e cartórios. Menos de dois anos depois, montava seu próprio escritório e, embora tivesse planejado cursar Engenharia Civil, por ter dois irmãos engenheiros - um elétrico e outro metalúrgico -, acabou se formando em Direito, nas Faculdades Integradas de Guarulhos (FIG), em 1986. Depois de formado e casado, montou com um amigo de adolescência uma indústria metaloquímica em Cumbica. Juntos, atravessaram os vários planos econômico. “Depois de muita pancada”, como define essa fase, Ruben resolveu dedicar-se ao comércio, enquanto o ex-sócio seguiu com a indústria. No ramo de material de construção, amargou dificuldades na implantação do Plano Real, porém perseverou e venceu: a Construcal é referência não só na região de Cumbica, mas em toda Guarulhos. Enquanto a irmã, Yolanda, ajuda na administração da empresa, Ruben dedica boa parte de seu tempo às entidades empresariais, como a Asec (Associação dos Empresários de Cumbica), onde é o presidente; à Acomac (Associação do Comércio de Material de Construção); e à Cooperativa de Crédito Mútuo dos Empresários de Guarulhos e Região (Coopersigma), da qual é um dos fundadores e de cujo Conselho de Administração participa. É pouco? Pois ele também preside o Centro de Desenvolvimento Comunitário Julian Haranczyk, da ACM (Associação Cristã de Moços), no Parque Uirapuru, Cumbica. Em 27 de dezembro, comemora 25 anos de casamento com Solange, com quem tem dois filhos, Laís, com 19 anos, e Gabriel, com 16. Por que acreditar e investir em Guarulhos? “Por que, antes de tudo, é mais que uma aposta, um posicionamento inteligente”, afirma.

Rodrigo Barros Administrador de empresas e jornalista, Rodrigo Barros, que se dedicou por muitos anos ao futebol, hoje, presidente e fundador do grupo RBCom, composto pelo Programa Rodrigo Barros e Você, Revista Segredo do Sucesso, Fórum Empresarial Regional e Feira de Franquias Regional, busca através destes veículos e eventos, multiplicar conhecimentos e informações que possam transformar pessoas. Seu sonho de se tornar comunicador começou a se consolidar em 2005, quando criou o programa Segredo do Sucesso na Rede Teovision e, em 2006, lançou a revista de mesmo nome, quando foi para a TV Guarulhos. A visibilidade com esse programa, mais tarde lhe rendeu o comando do programa Entrevista & Cia na TV Gazeta. Agora está na TV Mais. Voltado desde então para o mundo empresarial, em 2008, Rodrigo fundou o Fórum Empresarial Regional. Adquiriu a Rob Mídia, em 2010, e este ano, lançou a Feira de Franquias Regional, mais uma iniciativa, que de acordo com ele, colaborará com o crescimento e desenvolvimento do País.

Wagner Navarro - Fino Acabamento Wagner Navarro, 41 anos, nasceu em São Paulo, mas vive em Guarulhos desde os 8 meses de vida. Formado em matemática, atuou na área comercial desde os 15 anos e sempre quis abrir seu próprio negócio. A loja Fino Acabamento surgiu quando Wagner percebeu que não havia algo tão específico na cidade. “Sou apaixonado por Guarulhos. Quando me dei conta de que não tínhamos uma loja especializada em revestimentos de primeira linha com atendimento personalizado, percebi que era a oportunidade para realizar meu sonho”, diz. O atendimento diferenciado é o ponto que conquista mais e mais clientes. Wagner conta que foram bem recebidos na cidade e a satisfação de quem conhece os serviços oferecidos garante a fidelidade do público. Por isso, promete novidades para o próximo ano. 51


especial

Carlos Eduardo Portela Godoy Carlos Eduardo Portela Godoy, 47, sempre morou em Guarulhos. Os pais, Clodoaldo e Maria Dilia, assim como os tios, eram professores. Aos 4 anos, Carlinhos viu surgir, de um sonho de sua mãe, a escola infantilm O Pequeno Príncipe. No começo, era apenas uma classe que funcionava na sala da casa da família. Para quem pensa que o empresário nasceu em berço de ouro e que nunca precisou batalhar, pode ser surpreendente que ele tenha começado como office-boy na Contabilidade Triângulo, aos 16 anos. Também foi auxiliar de escritório na Senap, caixa do Itaú, desenhista na Secretaria de Planejamento da Prefeitura de Guarulhos. Só quando a escola chegou a 350 alunos, os pais o convidaram para ajudar a administrar a escola. Começou na secretaria, onde aprendeu toda a rotina. O convívio com a mãe no dia a dia do colégio ensinou tudo sobre as questões pedagógicas. Anos depois, quando chegaram a mais de 600 alunos, Carlinhos levou o irmão Marcelo, que trabalhava na Itautec à época, para cuidar da parte administrativa. E passou a se dedicar mais às questões pedagógicas, estratégicas e de marketing. Conforme os alunos iam crescendo, as novas séries foram sendo criadas. Quando a primeira turma chegou ao quarto ano, perceberam que as crianças maiores achavam o nome Pequeno Príncipe muito infantil. Por isso, era preciso criar uma segunda marca. Dília, que sempre foi muito católica, pediu ao padre Damião, amigo da família, ideias de nome. Surgia o Mater Amabilis, “mãe amorosa”. Com o início do ensino médio, Carlinhos acionou a irmã, Daniela, para auxiliar Dilia no infantil e cuidar da criação e marketing. Ano a ano, as instalações físicas tinham de ser ampliadas para acomodar o crescimento da instituição, que ganhava fama e atraía cada vez mais alunos. 52

Em 1994, formou-se a primeira turma do colegial, que teve ótima aprovação em faculdades públicas. Em Direito na USP, por exemplo, entraram cinco alunos. Adélia Toba, que era coordenadora pedagógica e hoje é diretora geral, e seu filho Maurício, que atualmente é diplomata em Nova York, ajudaram muito na montagem do ensino médio. Hoje o grupo tem aproximadamente dois mil alunos, estrutura física completa, instalada em aproximadamente de 25 mil metros quadrados e é um dos mais representativos do País, tendo participado de competições internacionais, como a Olimpíada de Física, no Irã, e vem obtendo excepcionais resultados em vestibulares e no Enem. É a única escola em Guarulhos associada à Unesco, título conferido e reavaliado anualmente para instituições com forte atuação comunitária, social, ambiental, contribuindo para a melhora do Planeta. “O Mater tem um trabalho forte em diversas áreas, como voluntariado, cultura, competições de conhecimento, enfim, atua em muitas frentes para ser uma escola completa. Essa visão nos rendeu, por exemplo, o prêmio Escola Cidadã, conferido pelo Itaú Social em parceria com a Rede Bandeirantes. Procuramos fazer bem tudo a que nos propomos”, enfatiza Carlinhos. Apesar de trabalhar cada vez mais no Mater, começaram a surgir ideias de pequenos negócios de que Carlinhos gostava pessoalmente, como o Pinball Time, que restaura, compra e vende máquinas de fliperama. Também criou uma agência de turismo, já que o próprio colégio gera considerável demanda e que ele sempre foi quem acompanhou o assunto no Mater. A construção civil foi outro ramo para o qual enveredou. Apaixonado por carros, também tem participação em uma loja de autopeças.


especial Sônia Colantuono e Said Aurabi Quem chega na Maria Cereja e se depara com seu glamour e o enorme movimento a qualquer hora do dia, dificilmente imagina que trabalho dá para fazer essa imensa máquina funcionar. E, menos ainda, faz ideia da árdua jornada que Said e Sônia cumpriram até construir tamanho sucesso. As famílias dos dois têm histórico de empreendedorismo. O pai de Sônia tinha um porto de areia e todos os quatro irmãos sempre tiveram negócios. Antes da padaria, Sônia trabalhou no atendimento do hotel Express Inn e de uma locadora de veículos no aeroporto, além de ter tido uma loja de presentes na rua Luiz Gama, em sociedade com a irmã. O pai de Said, Fauzi, tinha uma tecelagem no Tatuapé, mas, depois de uma vida dedicada ao negócio, queria mudar de ramo, e abriu uma loja de móveis no Cangaíba. No entanto, o jovem de 17 anos queria começar a carreira em outros ares. Conseguiu seu 1º emprego, na Acig, onde ficou apenas um dia. “Não tinha nada a ver comigo”, conta. Começou a trabalhar no Bradesco e ficou lá por um ano e meio. Depois, foi para uma loja de móveis da família, em Suzano, permanecendo por 2 anos, quando finalmente acabou indo dar sua contribuição na tecelagem. De origem àrabe, Said, assim como todos na família, tinha o comércio e o empreendedorismo na veia. Quando ele tinha 25 anos e Sônia, 22, casaram-se. Desde os tempos de namoro, sonhavam ter um negócio juntos. Depois do casamento, o desejo se intensificou. Sônia sempre gostou muito de doces. Mas em Guarulhos as boas opções de docerias eram poucas e distantes do Centro. Perceberam ali a demanda e, consequentemente, a oportunidade. Começaram a pesquisar para dar forma ao projeto. O nome foi sugerido por um amigo e eles adoraram de pronto. Em junho de 1992, abriram a Maria Cereja. O primeiro endereço foi o número 515 da Paulo Facinni. Era loja pequena, um ponto que estava fechado há um ano ou mais. Amigos que já eram do ramo deram excelentes recomendações de um confeiteiro e um salgadeiro: Manoel Theodoro (Mané) e Jeferson Sidney (Ney). E eles foram atrás deles, tendo só as descriçoes físicas e sabendo apenas que Mané tinha um Opala. Finalmente o encontrou, após alguns plantões nas regiões por onde circulava. Abordou o profissional, convidou-o para ajudar a abrir a doceria e ele prontamente aceitou o desafio. “Mané e Ney foram decisivos para o sucesso que

54

a Maria Cereja tem hoje. Em 2012, vão completar 20 anos de casa. Somos muito gratos a eles”, conta Said. Houve a época em que a Paulo Faccini sofreu obras que demoraram meses para que fosse resolvido o problema de enchentes. Durante a obra, tudo ficou praticamente intransitável, o que atrapalhou demais o comércio local. “Houve um dia que tudo o que vendemos foram três fatias de doce”, revela Said. Três anos depois, veio a segunda loja, na Timóteo Penteado. Mais três anos e surgia a terceira loja, em frente ao Bosque Maia. Muita gente se lembra do prédio que abrigava a doceria no local onde está, quando da sua inauguração, completamente diferente do que se vê hoje. Era um salão bem menor, uma área externa com uma fonte e a linha de produtos restrita aos doces. Dessa época, deixaram saudades os chás da tarde, que periodicamente entravam no cardápio. O ponto era bom, mas o negócio estava um tanto estagnado. Com a cidade crescendo, o terreno poderia ser muito mais bem aproveitado. Os clientes gostavam, mas sempre traziam sugestões para incrementar a loja, mas o casal ainda não tinha condições de colocar tantas ideias em prática. Refletiram e concluíram que era o momento de abrir mão de parte do negócio para que, com o capital de um sócio investidor, pudesse crescer e atingir seu potencial. Estava plantada a semente da nova Maria Cereja, empreendimento que se tornaria o maior sucesso do segmento na cidade e aquele que abriu as portas para todos os outros, sendo o precursor do boom gastronômico guarulhense. A reforma foi em duas etapas e começou em 2003. Na primeira, em janeiro de 2005, criaram os espaços produtivos e a padaria, onde tudo funcionou até que a outra metade, onde hoje ficam a copa e as mesas, ficasse pronta, em fevereiro de 2006. Said e Sônia tiveram de aprender de tudo, desde o cadastro e sistematização do negócio, passando pela escolha dos produtos, até o recrutamento dos profissionais qualificados e o gerenciamento de tão numerosa equipe. Hoje funciona num só endereço, com padaria, doceria, restaurante, loja de conveniência e espaço para eventos, a Maria Cereja recebe em média aproximadamente duas mil pessoas por dia e emprega um pequeno exército de cem profissionais. De carona no sucesso da Maria Cereja, surgiu o Hangar, também na Paulo Faccini. São mais vinte postos de trabalho e uma nova proposta, com almoço no sistema buffet e, à noite, funciona como bar.


NATAL É TEMPO DE RENOVAR. DE PENSAR DIFERENTE. DE ACREDITAR QUE É POSSÍVEL CONSTRUIR UM MUNDO MELHOR. FELIZ NATAL E UM 2012 REPLETO DE NOVAS CONQUISTAS

Rua Felício Marcondes, 240 07010-030 - Centro - Guarulhos - SP Tel.: (11) 2087-6750 / Fax: (11) 2087-6756 www.sicoobguarulhos.com.br


especial

Júnior, da Família JM Santos Garcia foi por muitos anos gerente do Bradesco, na rua Capitão Gabriel. Era muito estimado pelos clientes e tinha ótima relação com toda a cidade. Pouca gente sabe da relação familiar do mantenedor do Colégio Júlio Mesquita, conhecido apenas por Júnior, com esse lendário personagem da cidade. O colégio começou em 1982, como Escola de Educação Infantil Meu Cantinho, realizando um sonho de Júnior, de sua mãe, Elita de Jesus Rocha Garcia, e de Márcia, que foi casada com Junior por muitos anos. Aliás, o nome Júlio Mesquita, além de homenagear o notável jornalista, foi escolhido por conter as iniciais J e M, que também estão presentes nos nomes dos filhos Juan Marcelo e Jacqueline Michelle. Formado em Administração de Empresas pelas Faculdades Integradas de Guarulhos (FIG), Júnior consegue se fazer presente nas múltiplas atividades da escola, viaja com alunos para a Disney anual-

mente e, há algum tempo, resolveu diversificar, participando de empresas em áreas bem diferentes. É sócio de Ronaldo e Rafael na Orion Agência de Viagens e Turismo, uma área pela qual sempre nutriu simpatia. Recentemente, em sociedade com Carlos Camargo, inaugurou uma franquia da Remax, empresa mundial do ramo imobiliário. O amigo era franqueado da marca no Tatuapé e os dois enxergaram a oportunidade de investir em Guarulhos, com um arrojado modelo de atendimento. Júnior é corretor habilitado desde 1982, quando teve uma pequena imobiliária junto com o pai e outros dois sócios. Ele está animado com o desenvolvimento que a cidade vem experimentando: “O potencial é incrível e nossa rede de relacionamentos muito grande. Só é preciso trabalhar com afinco, usar a criatividade e prestar um atendimento à altura da expectativa das pessoas. O sucesso vem por consequência”, sentencia.

Marcela e Roberto Morandeira Os irmãos Marcela e Roberto Morandeira Villaverde atuam juntos no Colégio Progresso Vila Galvão. Ela é pedagoga, pós-graduada em Administração de Empresas e bacharel em Contabilidade. Ele é graduado em Administração. Marcela sempre foi muito dedicada aos estudos e tinha em mente que atuaria na área de educação, começando como professora. Cursou administração por nutrir o desejo de administrar um negócio próprio e até um colégio. Com a mãe, Marite, e o irmão, tinham uma loja de bijuterias e pedras brasileiras na praça da República . A loja era preferida por estrangeiros, pois era única na região onde se falava em espanhol e inglês. Quando o pai, Edelmiro, adquiriu parte do colégio em Guarulhos, Roberto passou a trabalhar com ele. Algum tempo depois, Marcela resolveu vender a loja e atuar somente na Educação, pois era realmente o que queria. Ela é conselheira da Câmara Brasileira de Cultura e os dois pretendem continuar expandindo o Colégio, enquanto aguardam para futuro bem próximo abrir uma faculdade, cuja documentação está sendo analisada pelo Ministério da Educação. Embora sejam paulistanos, vieram muito novos para Guarulhos e afirmam ter muito apego à cidade. Elogiam o fato de Guarulhos ter ampliado suas áreas verdes e dizem que a gastronomia da cidade nada fica a dever a outros lugares. 56


especial

Marco Iannoni Visionário, Marco Iannoni, 47, não nasceu em Guarulhos, mas veio para a cidade com apenas quatro anos. Aos 17, atuou na Flexform, empresa do segmento de poltronas de seu pai, que também ajudou a construir, mas a fim de administrar seu próprio negócio fundou a Iannoni Empreendimentos, voltada para o setor imobiliário, e a rede Mônaco, em 1989. Não à toa, foi o empresário mais jovem a receber o título de Cidadão Guarulhense. “Fomos os primeiros a montar um hotel de grande e médio porte para atender a demanda do aeroporto e, em 2012, começaremos as obras do terceiro hotel, que terá 250 apartamentos e centro de convenções para mais de mil pessoas. Tudo pensando na Copa do Mundo e nas Olimpíadas”, completa. Este foi o modo que a família encontrou para agradecer à cidade. “Guarulhos nos acolheu quando viemos para cá. Por isso, a respeitamos tanto. Fizemos sucesso com a empresa e todos os nossos negócios estão na cidade”, finaliza.

Paulo Futami Paulo Amorim Futami, paulistano, 30 anos, formado em Direito e pós-graduado em MBA Executivo, é sócio-fundador da Escola Superior Paulista de Administração (ESPA). Nascido em uma família que sempre atuou no ramo educacional, começou sua carreira aos 17 anos trabalhando com o pai, professor Takeo Futami, um dos pioneiros da educação em Guarulhos. Paulo Futami passou pelas áreas de suporte técnico, secretaria, financeiro, marketing, até chegar à diretoria. Em 2006, fundou a ESPA, faculdade voltada para o empreendedorismo e que tem feito parcerias com sólidas instituições como a Fundação Getúlio Vargas e Faculdade Impacta de Tecnologia, agregando qualidade e inovação aos cursos que oferece. Durante dois anos (2009 e 2010), Paulo Futami coordenou o Núcleo de Jovens Empreendedores da ACE (Associação Comercial e Empresarial) de Guarulhos, que promove a cultura empreendedora entre os associados por meio de palestras, workshops e outros eventos. 58


especial Rinaldo Poli Rinaldo Poli, 39, engenheiro e administrador, dedica-se a dois ramos de negócios bem distintos. Está, ao lado do pai, Nello, na Poli Imóveis e na Diretriz Engenharia e Construções. Com os amigos Carlinhos e Danilo, cuida de comprar, reformar e vender máquinas de fliperama., algo perfeito para um amante da tecnologia e seus gadgets.O que é brincadeira para muita gente grande, para Rinaldo é trabalho sério. As restaurações são artesanais, por isso demoradas. Eles vendem até oito máquinas por mês. O negócio surgiu porque ele e Carlinhos, entusiastas do pinball, perceberam que a dificuldade de suporte era uma oportunidade e identificaram em Danilo, técnico experiente e especializado no tema, o sócio ideal. Afora os ramos em que atua hoje, Rinaldo já atuou em revenda de automóveis e choperia. Nascido aqui, assim como seus pais, tem ligação muito forte com Guarulhos, até em consequência da história de sua família, tradicionalíssima, em diversos momentos se confundir com a da cidade.

Rony Peterson Ousadia é o que não falta ao empresário Rony Peterson, fundador da RP, empresa, na Vila Augusta, especializada em locação de impressoras e copiadoras multifuncionais e assistência técnica, além de comercializar cartuchos e tonners novos. Com 1.500 clientes ativos, seus planos para 2012 são mesmo ousados. “Quero dobrar o tamanho da empresa, em todos os sentidos, em um ano. Temos nichos de mercado para explorar”, afirma Peterson, que garante vender cartuchos novos, de qualidade, mais baratos do que cartuchos recarregados. “É tão bom o negócio que muita gente até desconfia. Mas é um produto novo e com 100% de garantia”. A empresa conta com 18 funcionários.

Diego e Edgard Diego das Chagas Maestre, 34 anos, não é nascido na cidade. Mas chegou aos 7 anos e aqui construiu sua vida pessoal e profissional. Edgard Parisi de Melo Lacreta, 35 anos, é guarulhense da gema. Os dois uniram-se para criar a Design Comunicação Visual, empresa especializada em sinalização interna e externa de empresas, de frotas de veículos, produção de faixas, banners, fachadas, luminosos e envelopamento de veículos. A empresa, em funcionamento na Vila Progresso, está há 15 anos em Guarulhos. Tocada com talento pelos sócios-proprietários, “a empresa cresce cada vez mais”, afirmam. No caso deles, não foi o crescimento econômico da cidade dos últimos anos que os estimulou a abrir o negócio em Guarulhos. O motivo foi outro: a ligação de afeto. “A gente já morava aqui. Nossa vida é em Guarulhos”, diz Diego. E planos de expansão? Sim. Eles planejam mudar de endereço. Desta vez, para sede própria. Mas, ainda sem local definido. 60


especial Gerson Santana Silva, o Baiano Apenas R$ 190 no bolso, coragem e um sonho. Estes foram os ingredientes usados por Gerson Santana Silva, o Baiano, para começar a construir seu grande negócio, a Casa de Máquinas de Costura do Baiano, no Pimentas. Depois de 21 anos, ele é só alegria. E ainda com muita energia e espírito empreendedor. “Quando comecei, aqui não tinha nada. Não tinha asfalto, estrutura nenhuma, era um matagal só. Era um deserto. Mesmo assim montei minha lojinha, que tinha quatro metros quadrados. Mas eu acredito em Guarulhos e nessa região. A loja era pequena. Mas meu pensamento sempre foi grande”, afirma Baiano. Hoje, ele tem duas lojas grandes na cidade (Pimentas e Jardim São João), além de outra no município vizinho de Itaquaquecetuba. Para 2012, das duas uma: ou ele abre mais uma loja, “talvez na região do Taboão”, ou transforma a marca em franquia. Baiano não só empreende, como também contribui para que outros empreendam. “Estou trabalhando em conjunto com empresários para oferecer cursos. Temos uma sala de treinamento na loja aqui do Pimentas, que cedemos para o Sebrae e a ACE [Associação Comercial e Empresarial de Guarulhos] fazer palestras e trazer cursos”.

Antonio Carlos Koch Fundada em 1949, a Lepe está em Guarulhos desde 1970. É uma fundição de componentes para o ramo automotivo, que teve como origem a indústria de enceradeiras Epel. Ao todo, a Lepe tem seis sócios, membros de duas famílias. Um deles é o diretor financeiro, Antonio Carlos Koch, que foi diretor titular do Ciesp Guarulhos de 1999 a 2005. Sua gestão no Ciesp é apontada como marcante porque a partir dela a entidade conquistou maior amplitude na cidade e na região. Koch projetou-se na sede do Ciesp, onde ocupa o cargo de primeiro diretor financeiro. 62


especial

Deise Vinha Apesar de não ser natural de Guarulhos, a fisioterapeuta dermato-funcional Deise Vinha enxergou na cidade a chance de tornar seu sonho realidade. A jovem e bela empresária percebeu que poderia juntar o útil ao agradável na profissão que escolheu. “Meu pai havia comprado o imóvel para investimento. Eu trabalhava na avenida Paulista com um cirurgião plástico. Foi uma ótima experiência, mas a distância era desgastante. Além disso, toda pessoa que se forma, sonha em ter a própria empresa. A Dolce Vitta foi um presente de Deus”, detalha. Deise mostra gratidão pela oportunidade que a vida lhe deu, mas na verdade erigiu o sonho com as próprias mãos. A reforma do espaço onde hoje funciona a clínica, por exemplo, consumiu meses a fio e acompanhamento de cada detalhe para que tudo ficasse perfeito. E as instalações

da Dolce Vitta de fato impressionam. Comprometida, sempre se atualiza e busca forma de atingir a excelência. Tanto que ela mesma atende grande parte dos clientes. Ela conta que acredita no potencial da cidade. E esse foi um dos motivos que a fez abrir sua empresa aqui. “Sentia falta de um espaço que oferecesse serviços para cuidar da saúde, bem-estar e beleza com ótima qualidade”. A clínica foi muito bem recebida pelos guarulhenses. A empresária diz querer abrir franquias, já que seu espaço recebe também clientes de outros lugares. Observando-se os detalhes do negócio, dá para perceber que tudo na Dolce Vitta foi pensado com vistas ao futuro franqueamento. “Acho que temos tudo para crescer mais. Nos próximos anos, Guarulhos não vai perder em nada para São Paulo”.

Renato, William e Franklin Renato Thompson, William Lino e Franklin Lino são três jovens empreendedores que enxergaram em Guarulhos uma grande oportunidade de negócio, um nicho de mercado: mídia indoor ou mídia out off home. Mas o que é isso? São aqueles monitores de televisão instalados em bares e padarias de primeira linha, que funcionam para divulgar produtos, serviços e negócios da cidade. Para investir no ramo, os três criaram a B2 Mídia (no Macedo), 64

empresa constituída em junho de 2009. “Guarulhos está mudando muito. Hoje, os empresários investem muito mais em mídia”, afirma Thompson, que aponta outra grande vantagem: “É um mercado novo, aberto, cheio de possibilidades, e quase não há concorrência”. Por enquanto, só os três tocam a empresa. Mas já pensam em contratações. Para o início de 2012, precisarão de uma secretária, um designer e um jornalista.


Márcio Rosa Martins A economia de Guarulhos, por ser uma das maiores do País, motivou o guarulhense Márcio Rosa Martins a investir na cidade, ao abrir a adega Multibeer. Aliás, esse ramo já lhe era conhecido, pois ele trabalhou como representante de uma marca de aguardente antes de aventurar-se pelo mundo empreendedor. Apesar do comércio local não ser uma novidade, por seu pai ter sido proprietário de um açougue no Matadouro Mercantoni entre os anos 60 e meados da década de 80, o seu projeto inicial estava previsto para ser montado em Arujá. “Preferi Guarulhos por ser a minha terra natal e, também, por ter uma das dez melhores economias do Brasil”, completa. Para o comerciante, a cidade viveu dois momentos distintos, divididos pela implantação do aeroporto, o que incentivou o crescimento econômico e populacional - ambas em expansão “fora do normal”, de acordo com o próprio. O próximo passo do empreendedor será a criação de mais uma loja na cidade, mas Márcio opta por aguardar o mercado financeiro local e internacional ficar mais estável. “Melhorias não dependem somente dos políticos e das autoridades. Façamos a nossa parte para manter este crescimento sustentável, em uma cidade acolhedora e segura”, finaliza o proprietário da Multibeer.

Lara Elisabeth Bosnich Pontes Lara Elizabeth Bosnich Pontes começou a vida profissional aos 15 anos, em um escritório de contabilidade. Pouco tempo depois, já estava em uma agência de empregos. Em seguida, foi para uma agência de turismo e de lá para a CVC, onde está até hoje. “Nem penso em sair da área, pois adoro o que eu faço”, diz. Na CVC, Lara foi vendedora e, graças a sua dedicação, foi promovida a supervisora e não parou mais. “Nunca tive medo de trabalho. Por isso, cheguei a ser gerente. Com o tempo consegui abrir minha primeira loja em sociedade”, detalha. Hoje, a empresária tem seis unidades da CVC, sendo três em Guarulhos (duas delas em sociedade com Adriana Rodrigues, que tem outra CVC no Internacional Shopping). E uma quarta será aberta no Taboão, no início de 2012. E ela quer mais! Apesar de não ter nascido na cidade, Lara diz que se sente guarulhense. “Estudei e trabalhei a vida toda aqui. Adoro os restaurantes, as pessoas... Amo Guarulhos”, finaliza. 65


especial Tadeu Júnior Era comum ouvir, em Guarulhos, a máxima de que a cidade não oferecia bons restaurantes, que as opções eram muito poucas e que o melhor mesmo era partir para São Paulo. Era! Isso porque guarulhenses com espírito empreendedor apostaram na cidade. É o caso de Tadeu Júnior e sua mãe, Dirce dos Santos, que, em agosto de 2009, inauguraram o Alameda Real, no Torres Tibagy. “A gente escolheu aquela área para as pessoas poderem sair um pouco do tumulto da região central. Temos dois estacionamentos. É uma região bem tranquila”, explica Tadeu. A casa oferece grande variedade de pratos: peixes (inclusive o legítimo bacalhau), carnes, massas, calzones e pizzas. Junior destaca os carros-chefes do Alameda Real: filé mignon à caprése, filé mignon à parmegiana, medalhão ao molho madeira e bacalhau à Vila Real. O sucesso do negócio já faz a dupla pensar em expansão, embora ainda sem bairro ou região definida. “Ou vamos ampliar a casa ou abrir uma nova unidade”, adianta.

Ádamo Moura Não há como questionar que o empreendedorismo e a necessidade, seja pessoal ou de algum serviço em determinada região, dependem um do outro. No caso de Ádamo Moura, 33, sócio da Brendelli Banho & Revestimentos, além de perceber que o seu ramo de atuação poderia ser explorado em Guarulhos, contribuiu o fato do seu pai, com quem trabalhou, ter indústria de lavatórios e cubas de vidro. De acordo com o próprio Ádamo, a principal mudança que aconteceu nos últimos anos na cidade, que a tornou melhor em termos empreendedores, foi o fortalecimento do comércio e de serviços e, com isso, “o guarulhense está prestigiando cada vez mais as empresas da cidade”. Por fim, a cidade, na qual Ádamo nasceu e faz questão de investir, receberá dele “algumas surpresas em muito breve”.

Alexandre Bueno Barros e Elaine Mota Chega a ser repetitivo dizer que Guarulhos cresceu em termos comerciais. Tanto que pessoas que não nasceram nela a veem como um lugar no qual apostar, e esse é o caso de Alexandre Bueno Barros, 39. O gestor empresarial decidiu, juntamente com sua esposa, Elaine Mota, explorar um ramo até então carente no município: o de produtos para bebês e crianças, por meio da loja Gigui Baby, revenda da Chicco, marca especializada nesse segmento. De acordo com o empreendedor, a loja teve boa aceitação, ao ponto de ele pensar em abrir outra unidade, no mesmo ramo, para que as clientes não precisem sair de Guarulhos. “Esperamos, no começo de 2012 abrir uma loja muito maior, para proporcionar mais conforto, onde as clientes possam encontrar tudo em um só lugar”, finaliza Bueno. 66


especial

68

Cláudia Rodrigues

Fernanda Freddi

Alexandre Braz

Cláudia Rodrigues é analista de sistemas, mas quis diversificar seus negócios. A receita do sucesso foi optar por um segmento que julgava carente na cidade. “Todas as vezes que eu tinha que comprar lingerie, principalmente sutiã, não encontrava o que queria na cidade. Por isso, quando inaugurei a loja A Flor da Pele percebi a recepção calorosa dos clientes. A beleza e o conforto das peças cativaram os guarulhenses”, diz. Para o próximo ano, Cláudia diz querer incrementar a loja, aumentar o leque de produtos, com opções de fitness, por exemplo. “Quero fortalecer o conceito do chamado chá de lingerie, já que temos um espaço exclusivo para isso”. Sobre o crescimento da cidade, a empresária afirma que acredita que os novos empreendimentos imobiliários ajudam a aumentar o fluxo de pessoas na cidade, o que melhora ainda mais o comércio.

Orgulhosa de ser guarulhense, Fernanda Freddi é dona da loja Babaloo Kids, que em pouco tempo ganhou clientela fiel e satisfeita. A empresária é formada em publicidade e propaganda, já trabalhou com marketing, mas sempre gostou muito de crianças. Depois de tornar-se mãe, a ideia de ter um negócio próprio que envolvesse o mundo infantil ficou ainda mais real. “Com apoio da minha mãe e sócia Wilma Freddi, e do meu marido Rodrigo Jorge, pude transformar a Babaloo Kids em uma realidade”. Ela diz também que escolheu a cidade porque nasceu e cresceu aqui. Por isso, acompanha o constante crescimento local. “Esse progresso faz com que os guarulhenses queiram consumir cada vez mais sem sair daqui. Oferecer bons produtos é essencial para que isso continue acontecendo”.

Tudo começou há 40 anos em uma pequena marcenaria no Cocaia. O mato ainda tomava conta da região. Moradores e comércio era coisa rara. As ruas eram de terra. Futuro incerto. Hoje, Alexandre Braz não só fez a antiga marcenaria fundada por seu pai prosperar, como ampliou os negócios. Ele toca a Camargo Design, uma boutique de decoração de interiores (pisos e revestimentos), inaugurada há bem pouco tempo: outubro deste ano. Mas o negócio é bom. A segunda loja já está quase pronta e será inaugurada no início de 2012. A primeira fica na avenida Salgado Filho; a segunda será na avenida Tiradentes. “E vou abrir mais ainda, se Deus quiser. Minha ideia é fazer dessa marca uma franquia”, planeja Braz. “A cidade está crescendo. Basta olhar um pouquinho que a gente vê torres sendo levantadas dia a após dia. Em função disso, resolvemos investir na cidade”, explica.


especial Luis Carlos Teodoro Luis Carlos Teodoro era funcionário de grandes empresas no setor metalúrgico quando se deu conta de que não havia nascido para ser empregado. Fundou a Maxius Usinagem, atual Maxius Indústria de Peças e Equipamentos. Integrou-se na Asec (Associação dos Empresários de Cumbica), passou a fazer parte da Diretoria, até presidir a entidade por dois mandatos, elevando o grau de importância da Asec no cenário da cidade. Promoveu diversos encontros empresariais e criou a Rodada de Negócios, evento que cresce a cada ano. Engajou-se no Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo) - Regional Guarulhos, do qual foi vice-diretor de Daniele Pestelli e agora é o diretor titular, com mandato até 2015. Foi um dos articuladores fundadores da Cooperativa de Crédito Mútuo dos Empresários de Guarulhos - Coopersigma. Nas horas vagas, curte viajar de motocicleta por longas distâncias.

Manoel Marcelo Camargo de Laet O nome é de aristocrata, o apelido superinformal. Manoel Marcelo Camargo de Laet, o Mané, transita entre a distinção e a simplicidade com maestria. Essa capacidade certamente é um de seus grandes ativos, já que consegue ser despojado sem perder o bom gosto e sofisticado sem perder a humildade. Mané, que chegou aqui em 1970 com 7 anos, é certamente dos guarulhenses que mais acreditam em Guarulhos. É defensor incondicional da cidade, desde quando ela era só uma promessa. E acredita nela da forma mais difícil: concentrando aqui a quase totalidade de seus investimentos. Da mesma forma, sempre foi entusiasta de primeira hora de tudo o que visasse o crescimento de Guarulhos, dando apoio institucional e patrocínio a um sem número de eventos empresariais e culturais. Além disso, o quanto pôde, militou em entidades representativas como OAB e ACE. De muitos contatos dentro e fora da Guarulhos, frequentemente divulgou a cidade como celeiro de oportunidades, atraindo investimentos de gente de fora e persuadindo os de dentro a manter aqui seus ativos. Tudo isso faz dele uma espécie de embaixador de Guarulhos.

70

A exemplo de outros grandes do empreendedorismo, quebrou antes de se estabilizar. Uma vez no comércio, outra na advocacia. Mais tarde, ao lado da esposa Maria Cristina, a Cris, (ele brinca que ele é o cabeça da relação, ela o pescoço) prosperou no Direito. Em vez de deitar-se em berço esplêndido, continuou revertendo boa parte de suas conquistas para negócios em solo guarulhense, segundo ele para “devolver um pouco à cidade” que tanto lhe oportunizou. E acabou por ajudar a cunhar dois novos sucessos: a forneria Capannone e a Wow Burger, das quais é sócio. E não por acaso, negócios muito inovadores e que nada deixam a desejar a casas paulistanas de seus segmentos. Manoel Marcelo também tem derivado para a construção civil. Seu mais novo empreendimento é um edifício comercial que deve ser entregue em 2012, fruto de sociedade com Carlinhos Portela, Said Aurabi e Alberto Cortês. Sobre o futuro, diz que fará uma advocacia mais artesanal, uma espécie de boutique do Direito, apostando na personalização, com um rol de clientes mais restrito. E que pretende aprender a cozinhar.


Formação de talentos é o diferencial na MTP Com 1.250 colaboradores, a MTP já tem mais de 70 anos de Guarulhos. Atualmente, são duas unidades. Do total de funcionários, 70% são do município. A fábrica de tubos conta também com uma unidade em São Roque, interior do Estado. Pelo quarto ano seguido, a empresa consta no ranking das revistas Exame e Você S/A. entre as melhores empresas para se trabalhar no Brasil. Segundo a gerente de comunicação social, Maria Angela Mezzetti, o diferencial da indústria de tubos é o investimento em talentos. “Formamos talentos. Temos a geração Y chegando. Mas também temos muitos funcionários com mais de 15, 20 anos de casa”, detalha. A questão é também reter talentos. “A MTP faz de tudo para captar estes talentos e manter no quadro profissionais qualificados, prontos para atender o mercado. Por causa desse nosso investimento permanente, é até comum muitas empresas tentarem levar nossos funcionários”, diz. Maria Angela aponta Guarulhos como estratégica para a indústria.

“Estamos ao lado da Dutra, da Fernão Dias, do Aeroporto. A logística é muito interessante, porque nossos produtos são transportados por caminhões. Temos fluxo diário e 24 horas de caminhões”. E mesmo muito antes de as lideranças mundiais perceberem a importância da proteção do meio ambiente, a MTP já investia. “Temos uma política ambiental muito forte. Promovemos palestras na região, sobre não-contaminação de solo e tratamento de efluentes”. Para dar bom exemplo, a empresa mostra, na prática, o que defende nas palestras. “Faz parte do nosso processo de produção o tratamento de efluentes. Consumimos muita água, muito óleo, então há toda uma preocupação com o que se faz. Sempre fazemos análise do solo. Estamos aqui há mais de 60 anos sem contaminar o solo. Também temos sistema de tratamento de água para reuso, utilizando-a no processo produtivo”, afirma a gerente. Quanto a estar no ranking da

A empresa preocupa-se em formar “e reter talentos, bem como com o meio

Exame e Você S/A, a importância está no fato de haver empresas do Brasil inteiro competindo. “A MTP tem uma política de treinamento bem arrojada e é referência nos quesitos responsabilidade social e meio ambiente. Foi uma das primeiras empresas do Brasil certificada pelo ISO 9000, há mais de 15 anos. Foi a primeira de Guarulhos”, afirma.

Responsabilidade social

“Quanto a responsabilidade social, a MTP é referência no entorno por conta do programa Bola e Cidadania, criado dentro da empresa. Temos espaço para atender crianças da comunidade, com aulas de esporte, pedagógicas, psicologia, atendimento médico e odontológico”, conta a gerente, que complementa: “São preparadas para formar futuros profissionais. O programa existe há mais de dez anos e já atendeu mais de mil crianças. Hoje, 40 profissionais na MTP vieram do projeto Bola e Cidadania, tanto nas áreas administrativas como na fábrica”, conclui. 

BANCO DE IMAGENS

ambiente e com a responsabilidade social

71


especial FOTOS: DIVULGAÇÃO

Por Marcelo Duarte Jatobá

Starpac Guarulhense da gema, a Starpac Papéis e Adesivos foi constituída em 1992 em Bonsucesso. O início foi tímido. Hoje, a empresa emprega 130 trabalhadores, tem crescimento anual de mais de 20% em receita líquida e figura, pela segunda vez consecutiva, no ranking da revista Exame PME - Pequenas e Médias Empresas que mais cresceram entre 2008 e 2010. Nos primeiros seis anos, a Starpac era representante comercial para o mercado gráfico. Comprava e revendia papéis e adesivos. Até que veio o equipamento que impulsionou a empresa. “Em 1998, a Starpac comprou a primeira laminadora. De representante, passou a fabricante de marca própria para o mercado gráfico”, explica o analista

cresce mais de 20% por ano

comercial Emerson de Lima. Atualmente, a empresa é fornecedora para dois mercados distintos: o gráfico e o da comunicação visual. “Fabricamos autoadesivos”, detalha Lima. Em Guarulhos, a empresa é a líder do setor. “Temos grandes concorrentes. Temos que ralar muito para estar onde estamos. Tem que batalhar muito, correr muito. Faz tudo parte de um esforço muito forte e coletivo”. Mas foi em 2008 que aconteceu a grande “tacada”. “Fechamos parceria com o grupo Sirilon, que distribui produtos para comunicação visual. Atribuímos a isso grande parte do nosso crescimento porque eles espalhadram nossa marca e nossa empresa para todo o Brasil. Foi uma bela alavancada nas vendas”.

A partir daí, só faltava a empresa investir para atender a demanda. E foi o que aconteceu. A Starpac ampliou a capacidade de produção, comprando novos equipamentos, e melhorou a infraestrutura. “Também passamos a exportar”, pontua Lima. Com o crescimento, veio o status de figurar no ranking da revista Exame PME. “É uma situação gratificante estar em destaque em Guarulhos. E uma cidade em fase de crescimento, com muitas empresas surgindo. É um ranking muito respeitado. Para todos os funcionários é uma grande conquista. A empresa cresce, expande, e todos crescemos juntos. Para qualquer empreendedor, isso é muito gratificante”.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

A parceria com “o grupo Sirilon foi a grande tacada, porque espalharam nossa marca por todo o Brasil

72


especial DIVULGAÇÃO

Por Marcelo Duarte Jatobá

Tecfil Pela quinta vez no ranking Exame e Você S/A Sempre valorizamos nosso pessoal, “investindo em educação e participação.” Pelo quinto ano consecutivo, a Tecfil - indústria de filtros automotivos, de capital 100% nacional - instalada em Cumbica desde 1984, aparece no ranking da revista Exame entre as 150 melhores empresas para se trabalhar no Brasil. “Sabemos que nosso maior patrimônio é o capital humano! E nossos colaboradores reconhecerem isso é motivo de realização. A Tecfil sempre valorizou seu time, investindo em programas de desenvolvimento, educação e participação”, detalha a assessoria de imprensa. A empresa conta com 1.500 colabores em três unidades na cidade: duas fábricas e um centro de distribuição. Oferece aos funcionários programa de inclusão digital gratuito, com espaço físico e equipamentos dentro da empresa. O programa de inclusão de pessoas portadoras de deficiência envolve uma série de atividades, como capacitação, palestras de sensibilização para gestores, 74

mapeamento de funcionalidades e divulgação das iniciativas para todos os colaboradores. “Contamos com muitas pessoas com necessidades especiais, até acima do mínimo estabelecido por lei”, afirma a assessoria. Mas não há apenas a preocupação com o público interno. A direção da indústria de filtros tem, ainda, programas para o público externo, como parceria com uma escola estadual, para a qual fornece uma sala de estudos estruturada e onde patrocina curso técnico. “Temos um programa de visitas de escolas, recebendo mensalmente os alunos. O objetivo é orientá-los profissionalmente”, pontua. A empresa também promove ações de responsabilidade social, como campanhas de arrecadação de agasalhos, brinquedos, alimentos e cestas básicas. O material arrecadado é entregue para instituições quie atendem pessoas carentes do entor-

no das três unidades da empresa. A Tecfil iniciou suas atividades em 1953 na Capital. Por considerar Guarulhos estratégica para os negócios, trouxe suas atividades para cá. “Guarulhos tornou-se uma grande metrópole nos últimos anos. A facilidade de chegar e sair da cidade, devido às principais rodovias, facilitou nossa logística e a negociação dos nossos produtos”, enfatiza a assessoria, que acrescenta: “Guarulhos é uma cidade voltada para a Indústria. A mão de obra é muito mais qualificada do que em outras regiões”. E o que representa para a empresa estar entre as melhores do Brasil para se trabalhar? “É motivo de muito orgulho. O ranking da Exame e Você S/A é uma publicação séria e reconhecida no meio empresarial. Fazer parte desse ranking nos motiva a continuar investindo para ter cada vez mais excelência na relação com os colaboradores, clientes, fornecedores e comunidade”. A Tecfil possui todas as certificações exigidas no mercado e investe na capacitação dos aplicadores e reparadores em Centro de Treinamento na própria sede, em Cumbica.


www. ww w ititau w. aunasr sres esta tauur uran ante tee.c te.c .com com m.b br

AV. SALGADO FILHO, 1176 - JD. MAIA - 11 2181-5900 - SABLES HOTEL


especial

BANCO DE IMAGENS

Marcelo Duarte Jatobá

Grande cidade, grandes empresas Grandes empresas nacionais e multinacionais com unidades em Guarulhos fazem parte do ranking do Guia Você S/A Exame - As Melhores Empresas para Você Trabalhar em 2011. O trabalho elenca critérios dos mais variados. O Itaú Unibanco, por exemplo, aparece com 76,2% no Índice de Felicidade no Trabalho (IFT). No setor de alimentos, a Ambev aparece com índice de 73,8%. A Pepsico é outra do setor, que recebeu, no mesmo índice, 77,7%. No setor de comércio, a lojas Renner também aparece em destaque, com 75,7% no Índice de Felicidade no Trabalho. A Magazine Luiza, que chegou há cerca de três anos em Guarulhos e já conta com cinco lojas, supera o percentual, atingindo a marca de 80,1%. Neste quesito, outra gigante instalada na cidade, mas do setor metalúrgico, supera todas as outras empresas, com 85,9%. No setor educação, a Cultura Inglesa é o destaque: 74,5%. Já o Bradesco bate o concorrente Itaú Unibanco, atingindo a marca de 80,9%. Em telecomu76

nicações, a GVT é outra que desponta no ranking da Exame. O IFT atinge a marca de 82,8%. O trabalho traz, ainda, empresas como Consórcio Nacional Embracon, Dupont, Gerdau e Losango, que têm unidades em Guarulhos.

Como funciona

Para participar do ranking do GuiaVocê S/A Exame, os funcionários das empresas precisam responder amplo questionário enviado pela publicação. Os responsáveis pelo RH respondem outro questionário. As empresas que desejam fazer parte da seleção da Exame devem fazer inscrição. O trabalho nasceu em 1997, com a missão de valorizar as empresas que melhor cuidam de seus colaboradores. Esse trabalho é baseado numa metodologia que foi aperfeiçoada ao longo de 15 anos, tornando-se mais abrangente, crítica e rigorosa quando ganhou como parceira, em 2006, a Fundação Instituto de Administração (FIA), uma das mais importantes escolas de negó-

cios do País. Todo o processo de pesquisa é gratuito – em todas as suas etapas. Entram para o time das melhores, anualmente, as companhias que realmente agradam a seus funcionários, já que a opinião deles tem peso de 70% na avaliação da empresa, e que também não descuidam de suas práticas de gestão de pessoas e comprovam a consistência de suas ações por meio de um Book de Evidências encaminhado à FIA. As corporações que alcançam um número mínimo de questionários respondidos por seus empregados (que varia de acordo com o total de colaboradores), não zeram em nenhuma categoria avaliada e obtêm as maiores notas são pré-classificadas, passam à segunda fase da pesquisa e recebem, então, a visita de um jornalista. A nota final da empresa, que é o Índice de Felicidade no Trabalho (IFT), portanto, é uma composição da opinião dos funcionários, das práticas de RH e da percepção do jornalista.


especial Por Marcelo Duarte Jatobá

Guarulhense cuidou de finanças em choque de gestão Muitos são os entraves que costumam transformar o sonho do negócio próprio em pesado no primeiro ano de vida. O consultor em gestão empresarial, Wilson Giglio, pontua alguns: “Falta de conhecimento [do mercado e do negócio], de estrutura, de capital de giro, de assessoria [especializada em negócio e empreendedorismo], de comprometimento e de capacitação”. Mas ele aponta a chave para que o empreendedor obtenha sucesso. “Capacitação e um bom plano de negócios são o segredo, tendo consciência de que a capacitação envolve tudo na empresa e o plano de negócios, embora não garanta 100% de

O contabilista Wilson Giglio, da Parceiro dos Empresários, foi escolhido para dar consultoria no choque de gestão da Exame PME

78

sucesso, será a base, o alicerce, para que a empresa fique claramente estruturada”, ensina. Giglio foi consultor em uma empresa vencedora do Choque de Gestão da revista Exame PME. “A minha consultoria na Grudado Adesivos, de Belo Horizonte, restringiu-se à parte de Finanças: fluxo de caixa, custos, formação de preço de venda (markup) e contabilidade (balanço e análise financeira econômica). Durante quatro meses, fizemos a implantação e o acompanhamento. Tivemos um aproveitamento de 100%, graças ao comprometimento dos empreendedores e seus colaboradores”, elogia o consultor.

Para ele, o título coroa anos de trabalho em prol do empreendedorismo. “Foi uma grata satisfação e o reconhecimento de todo o trabalho que venho fazendo nos últimos dez anos, após a publicação do Manual do Empresário, do qual sou autor. Além disso, representou a oportunidade de mostrar o meu trabalho, nas áreas em que atuo, em nível nacional. O nosso trabalho, após a divulgação dos resultados encontrados e estabelecidos nesta consultoria, aumentaram 300%, tanto em consultorias como em palestras, seminários e cursos que promovemos em todo o Brasil, levando o nome de nosso município conosco”.

DIVULGAÇÃO


marcas e os melhores preços é só na Brendelli, confira. As melhores

Cuba sem aba 30cm incolor Bergan

Porcelanato Bianco Boreal 80x80 Pol Portinari

Pastilha de Vidro Colormix a partir de

235,90

44,90

R$

99,90

R$

R$

peça

Rodapé 457 10cm Santa Luzia Papeleira Crystal Crismoe

17,90

R$

199,90

m, sem colocação

R$

Piso Laminado PVC 2mm Interfloor Pastilha Miscelânea Cristal 3x3 cm Cristallo

79,90

m², sem colocação

159,90

R$

Aqui você encontra o que há de melhor em acabamentos, atendimento e preço para realizar seu sonho. Temos tanto para mostrar que não cabe mesmo em página dupla. Venha apreciar nosso showroom, uma amostra de tudo que podemos proporcionar para todos os ambientes da sua casa.

Fotos meramente ilustrativas.

a partir de

R$

Aceitamos todos os cartões de crédito. Parcelamento em até 6x*. Trabalhamos com

Rua Tapajós, 242 . Guarulhos . SP . t. 11 2408.5851 * Parcelamento em 6x sem juros somente para pagamento com cheque.

horário de funcionamento: seg. a sexta: 9h as 19h - Sáb. 9h as 13h

w w w. b r e n d e l l i . c o m . b r | i n f o @ b r e n d e l l i . c o m . b r

Ofertas válidas enquanto durarem os estoques.

peça


perfil Por Tamiris Monteiro

FOTOS: RAFAEL ALMEIDA

Senso empreendedor

De esportista a homem de negócios, Nilson Cruz conta como iniciou seu trabalho no segmento de apoio a empresas industriais Criar novos projetos e por meio deles estimular novas e antigas empresas é, basicamente, a tradução, em poucas palavras, do que Nilson Cruz desenvolve em seu trabalho como diretor adjunto do departamento de tecnologia do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo) - Regional Guarulhos Mas, apoiar e incentivar o empreendedorismo nem sempre foi o principal foco da vida desse administrador. Criado em São Miguel Paulista, há sete anos decidiu vir morar em Guarulhos. Porém, a relação com a cidade começou durante a infância, quando sua prioridade ainda não ti82

nha ligação alguma com o segmento em que trabalha. Na juventude, Nilson era jogador de basquete profissional e fazia os treinamentos no estádio Fioravante Iervolino; inclusive, passou por clubes de renome como Corinthians e Monte Líbano. O esporte esteve efetivo em sua vida até 28 anos; depois disso, afastou-se do basquete temporariamente por causa de uma lesão. Foi a partir desse acontecimento que sua carreira no setor industrial começou. Na época, a empresa Ford, que era sua patrocinadora, além de incentivá-lo no esporte, lhe oferecia a oportunidade de estudar. E foi gra-

ças a esse incentivo que Nilson concluiu o ensino superior e conquistou o primeiro estágio. Surpreendentemente, a opção pelo curso na universidade foi administração e, segundo ele, a alternativa teve relação com o papel que desenvolvia no esporte. “A escolha aconteceu por uma vontade pessoal que eu tinha de sempre tentar melhorar as coisas. No time, por exemplo, eu era o porta-voz da equipe. Ainda no basquete, pensava que quando eu resolvesse me aposentar, seria um gestor esportivo e não técnico como a maioria dos ex-jogadores faz”, explica. 


perfil

Afastado das quadras, o primeiro emprego foi na Ford, após o término da graduação. A função não podia ser melhor: assistente do diretor de Relações Governamentais. E, por meio dessa vaga, teve o primeiro contato com o trabalho do Ciesp. “Fui pegando gosto pela coisa. Quando comecei a ajudar na elaboração de projetos, sabia que aquilo mais tarde ajudaria as pessoas com poucas condições a montarem um negócio e achei a ideia fascinante”, declara. Em 1986, começou definitivamente os trabalhos voltados somente para o setor empresarial. Graduado nos cursos de administração de empresas e comércio exterior, hoje, aos 44 anos, além do posto de diretor adjunto do departamento de Tecnologia, tem participação em duas pequenas indústrias que desenvolvem produtos de alta tecnologia, uma na área automotiva, outra no segmento plástico. Além disso, é sócio de uma consultoria chamada Atitude Positiva, que trabalha com educação corporativa.

84

De acordo com Nilson, o trabalho que realiza é para melhorar a qualificação das indústrias, com o propósito de contribuir com a cidade e fazer com que as pessoas tenham novas oportunidades. Para ele, a inovação e a tecnologia trazem desenvolvimento social e as pessoas precisam ter estrutura para estudar e qualificar-se. “Seguramente, daqui a cinco ou dez anos só haverá dois tipos de empresas: aquelas que inovam e aquelas que morrerão. Se não houver inovação e produção de crescimento envolvendo pessoas, processos e meio ambiente, dificilmente elas irão subsistir. Por isso, acredito muito no trabalho que faço”, pontua. Mas, o trabalho de Nilson não para por aqui. Desde a década de 90 ele participa, por intermédio do Ciesp, incentivando a implantação de núcleos de desenvolvimento social, popularizados como incubadoras de empresas. O projeto está ligado ao estímulo progressista de jovens empreendedores e de micro e

pequenas empresas. “As pessoas têm ideias fantásticas, mas muitas vezes não sabem traduzir e colocar de pé o negócio. Para isso servem as incubadoras, para preparar esses novos empreendedores”, afirma. E, mesmo em meio a tantas tarefas, a relação com o esporte não foi esquecida. “Idealizei um projeto para Guarulhos, em 1998, intitulado ‘Esporte Solidário’. Nele são atendidas crianças carentes e já pude ver muitos jovens conquistarem grandes coisas por meio dessa iniciativa”, conta. Assim como o trabalho, a família também é essencial para Nilson. Casado há sete anos e pai de dois filhos, o administrador diz que o seio familiar é muito importante para o crescimento pessoal e profissional de qualquer indivíduo. “Venho de uma família humilde e não teria condições de alcançar tudo que alcancei se não fossem as oportunidades que me foram dadas. Devo muito ao esporte, mas principalmente ao apoio que meus pais e irmãos me deram,” conclui emocionado. 


segurança

FOTOS: BANCO DE IMAGENS

Por Amauri Eugênio Jr.

Casa segura, viagem tranquila Aproveite o final do ano e, enquanto estiver longe, mantenha o lar longe de riscos As festividades de final de ano são associadas a viagens, sejam elas ao litoral, interior ou, até mesmo, para outros estados. Mesmo que momentos agradáveis estejam ligados a essa fase, não é recomendável descuidar-se do próprio lar. Pelo contrário, é nesse período em que a atenção tem de ser redobrada, para que o retorno não seja marcado por surpresas desagradáveis. Por esse motivo, a proteção patrimonial torna-se essencial para que transtornos sejam evitados. Atitudes aparentemente insignificantes, relacionadas a eventos cotidianos, podem fazer muita diferença em momentos como esse. Veja a seguir dicas para prevenir eventuais “dores de cabeça”. 86

Entrega de correspondências e outros cuidados Uma das maneiras mais comuns de demonstrar a ausência dos habitantes é deixar correspondências e jornais à mostra pelo quintal, assim como folhas de árvores e lixo espalhados no ambiente, o que revela e “denuncia” a ausência de pessoas na casa. O mesmo vale para cadeados colocados para o lado de fora dos portões, campainhas sem que ninguém atenda e animais que, sem motivo aparente, não estão mais na residência. “Arrume condições para que os animais sejam mantidos no local e tratados por conhecidos ou profissionais. Peça para vizinhos colocarem parte do lixo de suas residências em frente a ela durante a ausência dos habitantes, para simular que alguém esteja por


Forged Shaft / Imp.

Submarine Remote Ops Vehicle / Exp.

Scanner Truck / Imp.

Agriculture Machinery / Exp.

Railroad Equipment / Imp.

Air Export

International Experience - Brazilian Flexibility Experiência Internacional e Flexibilidade Brasileira

• International Freight Forwarder since 1983

• Logistics Integrator

• Agent IATA, FIATA, NVOCC

• Customs Consulting

• Regular Consolidation Services by Air and Ocean

• Transport Insurance

• Partial and Full Charter

• Warehouse and Trucking

• Project Cargo (door-to-door and turn-key)

• Global Network present in over 75 countries and 20 important business centers in Brazil

Agente de Cargas Internacionais desde 1983

Integrador Logístico

Agente IATA, FIATA, NVOCC

Consultoria Aduaneira

Serviços regulares de Consolidação por via aérea e marítima Fretamento parcial e/ou total (aéreo e marítimo)

Armazenagem e transporte rodoviário

Cargas de Projeto (porta-à-porta e “turn key”)

Presença Global em mais de 75 países e em 20 importantes Centros de Negócios no Brasil

• Export Documentation

Documentação de exportação

• Weekly Full and Consolidated Truck Service BRASIL Argentina, Chile, Uruguay and Paraguay

Seguro de Transporte

• Fumigation Fumigação

Serviço Rodoviário FTL e Consolidado, semanal, entre Brasil, Argentina, Chile, Uruguai e Paraguai

Belo Horizonte / MG

Branches

Phone: (55-31) 3427.6456 Fax: (55-31) 3427.6466 E-mail: figwal.bhz@figwal.com.br

Phone: (55-51) 3358.1500 Fax: (55-51) 3337.1500 E-mail:figwal.poa@figwal.com.br

Porto Alegre / RS

Phone: (55-27) 2123.1500 Fax: (55-27) 2123.1510 E-mail: figwal.vix@figwal.com.br

Vitória / ES

Airport Handling Offices

Joinville / SC

Santos / SP

Caxias do Sul / RS

Phone: (55-11) 2303.0023 Fax: (55-11) 2303.0029 E-mail: figwal.gru@figwal.com.br Phone / Fax: (55-19) 3725.5646 E-mail: figwal.vcp@figwal.com.br

Phone: (55-47) 3481.1500 Fax: (55-47) 3437.3045 E-mail: figwal.joi@figwal.com.br

Phone: (55-13) 3229.1200 Fax: (55-13) 3229.1209 E-mail: figwal.ssz@figwal.com.br

Phone: (55-54) 3211.1552 Fax: (55-54) 3211.1570 E-mail:figwal.cxj@figwal.com.br

São José dos Campos / SP

Rio de Janeiro / RJ

Ribeirão Preto / SP

Phone: (55-12) 3946.1500 Fax: (55-12) 3923.9893 E-mail: figwal.sjk@figwal.com.br

Campinas / SP

Phone: (55-19) 3738.1600 Fax: (55-19) 3238.6745 E-mail: figwal.cpq@figwal.com.br

Phone: (55-21) 3461.9300 Fax: (55-21) 2240.0049 E-mail: figwal.rio@figwal.com.br

Phone: (55-16) 3995.8800 Fax: (55-16) 3995-8810 E-mail: figwal.rao@figwal.com.br

Curitiba / PR

Phone: (55-41) 3282.9833 Fax: (55-41) 3282.9191 E-mail: figwal.cwb@figwal.com.br

Head Office / Matriz - São Paulo

Guarulhos / SP

Viracopos / SP

Home Office Itajubá / MG

Phone: (55-11) 5098.1500 | Fax: (55-11) 5098.1540/ 5098.1539 | figwal@figwal.com.br | www.figwal.com.br


segurança

lá”, explica Antonio Carlos Biagioni, responsável pela proteção executiva da Gocil Segurança e Serviços. De acordo com o senso comum, convenciona-se deixar luzes acesas na residência durante viagens, mas essa não é uma medida das mais eficazes. “Se não houver alguém para apagá-la no dia seguinte, ela chamará muito

mais a atenção durante o dia, do que apagada à noite”, ressalta Biagioni. Caso essas medidas não possam ser adotadas, orienta-se, então, que um parente próximo ou um vizinho retire correspondências e limpe esporadicamente o quintal, para evitar o aspecto de local abandonado da casa. Em casos de moradores de condo-

mínio, é recomendável que não sejam fornecidas informações referentes à viagem, pois as reais intenções de cada indivíduo não são conhecidas. “Nem sempre os serviços operacionais de vigilância de um condomínio são desempenhados por pessoas desvinculadas de interesses escusos”, menciona Antonio Carlos.

Dispositivos de segurança manuais e eletrônicos Normalmente, em virtude dos notórios problemas de segurança pública relativos aos grandes centros urbanos, o uso de dispositivos de segurança é recomendável no cotidiano. Por motivos óbvios, eles tornam-se ainda mais importantes durante viagens. Existem equipamentos preventivos conectados na residência e que possibilitam o controle a distância - via internet -, nos quais, em casos de invasão ao domicílio, órgãos de segurança poderão ser acionados no mesmo instante. Mesmo assim, alarmes instalados sem conexão com empresas especializadas em monitoramento não são tão eficazes. “Sensores anti-invasão 88

apenas acusam a presença de invasores e disparam alarmes sonoros, que são facilmente identificados, podendo ser desligados ou eliminados”, ressalta o especialista em segurança. A sensação de “falsa segurança” também é estendida a muros altos, pois causam curiosidade no potencial criminoso para uma possível invasão. Por outro lado, desligar a campainha é uma medida válida, pois casos nos quais ninguém atende ao acionamento desta indicam a ausência de pessoas na casa, tornando-a lugar potencial a uma possível invasão domiciliar. “Quando forem acionadas as campainhas e não se ouvir ruído, ocorre a dúvida: ‘a campainha está quebrada ou não há ninguém em

casa?’ Assim, o delinquente abandona aquele ‘projeto’, pois o que eles menos querem é o confronto”, explica Biagioni. Finalmente, em casos nos quais há objetos de valor na residência, é recomendável que eles sejam guardados em cofres, disponibilizados por bancos - de modo geral, não é indicado que eles sejam mantidos em casa. Em casos de obras de arte, por causa dos tamanhos e dimensões maiores, orienta-se a realização de um seguro para protegê-las. “Quando for levar tais objetos para esses cofres, orienta-se não fazê-lo de uma única vez, por motivos óbvios de segurança pessoal”, finaliza Antônio Carlos Biagioni.


tecnologia FOTOS: DIVULGAÇÃO

Por Elís Lucas

2012 - Onda Zero

A onda das webseries Um modo bacana de se entreter e valorizar produções audiovisuais nacionais Talvez você ainda não tenha ouvido falar de webseries. Mas, com certeza, já deve ter ouvido falar a respeito ou assistido algumas das séries de TV como Lost, Prison Break, Dr. House ou CSI. Pois é, a webserie nada mais é do que uma série ou seriado adaptado para a internet, um formato mais dinâmico, criado para acompanhar o ritmo de quem tem a vida corrida e como ótima oportunidade para valorizar algumas produções nacionais. Neste quesito, de acompanhar o dinamismo da era contemporânea, a websérie cumpre bem o seu papel, pois seus capítulos são poucos, curtos e de frequente postagem. “As últimas gerações cresceram cercadas de música. Músicas não passam de cinco minutos. Esse é o nosso tempo padrão disponível para ver ou ouvir algo no cotidiano”, diz Hélio Ishii, cineasta, diretor e roteirista de webseries.

As séries para internet podem ser encontradas em canais de vídeo como o YouTube, redes sociais como o Myspace ou portal de vídeos, como o Videolog. Sem contar que, normalmente, a sequência dos capítulos também pode ser localizada no próprio blog da webserie, com mais informações sobre atores e produção. Os assuntos abordados podem ser variados. Na webserie Mina e Lisa, por exemplo, é retratado um tema pouco discutido: o drama de jovens nikkeis (descendentes de japoneses nascidos fora do Japão) deixados por seus pais, que foram trabalhar no Japão. Através das duas jovens, Mina e Lisa, também são abordados assuntos do mundo adolescente, como a procura pelo parceiro para a primeira relação sexual. Já a webserie “2012 onda zero”, é para quem gosta de ação e ficção. “O personagem principal vive no

mundo real e, ocasionalmente, é transportado a um mundo paralelo (como se fosse transportado para 2012, onde o mundo estaria arruinado). Os efeitos especiais são de primeiríssima linha. Tudo funciona na webserie”, conta Rodrigo Cunha no blog Geração Internet, em que atua como editor chefe. Estas são apenas algumas das webseries que podem ser encontradas e acompanhadas pela internet. Além delas vale citar o atual projeto de Hélio Ishii, que também é um dos fundadores do Núcleo Virgulino (espaço de reflexão sobre a produção audiovisual e artística). Depois da produção de Mina e Lisa, ele está com a série de vídeos “amores – histórias de amor e suas histórias”, que reúne pessoas comuns para falar de suas experiências amorosas e da trilha sonora destes momentos. Se para quem acessa e acompa-


nha as webseries elas podem ser um ótimo entretenimento, para quem as produz, elas podem ter caráter experimental, ou seja, o resultado obtido através da internet pode ser utilizado como parâmetro para que os realizadores possam avaliar se suas fórmulas utilizadas estão ou não dando certo. “Às vezes, não são os números de acessos que contam. Por vezes, o sucesso é a própria possibilidade de dar continuidade, mesmo sem um número estrondoso de acessos. O que pode ocorrer é uma emissora se interessar e pagar por ela”, explica Hélio, que conhece alguns destes casos. Sem contar que, hoje, muitos setores e grupos também utilizam o audiovisual como ferramenta de memória ou para se comunicar e alavancar outros processos. “Jovens fazen-

do cinema, ONGs montando banco de imagens e coletando histórias locais, centros culturais de pequenas cidades fazendo filmes locais. Por exemplo, eu estou terminando um processo junto com a Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, que levou a 20 pequenas cidades do Vale do Ribeira oficinas de cinema digital e o resultado disso serão 20 curtas produzidos inteiramente por eles”, finaliza Ishii. Agora que já conhece mais um dos modos de se entreter na rede, basta pesquisar e acessar. Já para quem tem vontade de fazer uma webserie, uma ideia bacana, pesquisa e força de vontade são essenciais! Pois já não há mais como negar que a internet é um dos difusores mais dinâmicos existentes em nossa era. 

Mina e Lisa

Amores Reais

Acesse: 2012ondazero.com.br (2012 onda zero) j.mp/vIiDV7 (Mina e Lisa) www.videolog.tv (várias webseries)

amoresreais.blogspot.com (amores reais) www.webseriesnetwork.com (para fãs e criadores das séries online, em inglês)

twitter.com/webseries (perfil do twitter que traz novidades sobre o assunto, em inglês)

91


92


94


96


97


compras Tamiris Monteiro

Para um Natal cheio de presentes

FOTOS: DIVULGAÇÃO, MÁRCIO MONTEIRO E RAFAEL

Moderninhos Para ficar por dentro das atualidades tecnológicas e também fashionistas, o adesivo para iPhone customiza o aparelho e deixa-o cheio de estilo. R$ 28 www.istickonline.com

Pé de laranja Para fazer bonito neste Verão, a dica é usar rasteira. Além de estar em alta no mundo dos calçados, deixa os pés fresquinhos e vistosos.

Afrodisíaco Destinado para mulheres sedutoras, cativantes e sonhadoras, o Perfume Fantasy (100 ml) traz em sua composição um mix de frutas exóticas, acordes de caramelado, pétalas de jasmim e orquídea, misturados com chocolate branco. R$ 195 F Class Perfumes Rua Luiz Gama, 79, Loja 15 Tel.: 2441-0084

R$ 39,90 Divino Salto - Alameda dos Lírios, s/nº, loja 7 Tel.: 11 2402-9346

Mimo Clássica e versátil, a caixa de Natal para cup cakes, bem casados e sachê de chás é uma recordação ideal para dar a quem ama. R$ 45 Ateliê de Presentes www.oateliedepresentes.com.br Tel.: 9729-2918

98

Economia Para começar o ano bem e economizar dinheiro nos próximos meses, o cofre com estampas coloridas em formato de porquinho é o presente perfeito. R$ 108 Obra Vip - www.obravip.com


Singular O perfume masculino 212 Vip Men (100 ml) representa os homens carismáticos, divertidos, elegantes e sofisticados com sua fragrância oriental amadeirada, que também contém notas de gengibre, pimenta preta, couro, especiarias e âmbar. R$ 305,00 Rua Luiz Gama, 79, Loja 15 Tel.: 2441-0084

Conectado Que tal matar o tempo das horas vagas jogando videogame? O kit de Xbox com Kinect + controle + jogo é uma boa opção para fugir do marasmo. R$ 1.400 DC Games - Rua Padre Celestino, 91, loja 74 Tel.: 11 2475-5629 Som na caixa Portátil e muito fofo, o rádio em formato de urso é o presente ideal para as pessoas que curtem ouvir música em grande estilo. R$ 59,90 SL Cell - Rua Padre Celestino, 91, Loja 13 - Tel.: 11 4964-9813

Descolado A camisa da Hering é uma boa opção de peça para usar e abusar na estação mais quente do ano. R$ 89,98 Hering - Avenida Salgado Filho, 1.440 Tel.: 11 2031-4707

Para baixinhos “Meu livro gigante de Natal” é um livro de diversão e aprendizado com temas natalinos que, além de atividade interativas, traz encartes especiais com mais de 150 adesivos supercoloridos. R$ 29,90 Espaço Novo Mundo - Avenida Salgado Filho, 1.453 Tel.: 4963-1133


compras Tamiris Monteiro

Prenda Para colocar a mão na massa literalmente, o kit de cozinha com luva, pano de prato e descanso de panela dá um toque formoso aos cozinheiros de plantão. R$ 24,99 Estrela - cama, mesa, banho e armarinhos - Rua Padre João Álvares, 29 - Tel.: 2937-2082

Estiloso Para usar no trabalho ou no dia a dia, este modelo de Dock Sider é um bom presente para homens fashion e contemporâneos. R$ 179,90 Empório Milão - Avenida Paulo Faccini, 922 Tel.: 11 2382-3970

Leve brisa Perfeito para curtir os dias de calor intenso, o vestido do Espaço Allure realça a feminilidade e deixa qualquer mulher bonita. R$ 215 Espaço Alurre Rua Maria de Castro Mesquita, 134 - Tel.: 11 2408-0268

Sem erro No trânsito há vários caminhos e para chegar ao destino certo, sem grandes complicações, nada melhor do que a ajuda do GPS Tracker 5” com TV Multilaser. R$ 289,00 Next informática - Rua Padre Celestino, nº 164 Tel.: 11 2447-6800

Hippie chique Com detalhe de acabamentos a mistura de jeans e corda – dois materiais em alta nesta estação -, o sapato Arezzo deixa os pés das mulheres ainda mais belos. R$ 179,90 Arezzo - Internacional Shopping Rodovia Presidente Dutra, KM 230 Tel.: 11 2425-0476

Color Blocking Na onda da tendência colorida, a nova coleção de bolsas da Arezzo é feita para mulheres antenadas no mundo da moda e que não abrem mão da elegância. R$ 499,90 Arezzo - Internacional Shopping Rodovia Presidente Dutra, KM 230 Tel.: 11 2425-0476


Justiça seja feita: Guarulhos merece parabéns!

N

ão é por acaso que o Dia da Justiça é celebrado no mesmo dia em que se comemora o aniversário de Guarulhos. Ambas as efemérides se devem a 8 de dezembro ser o dia em que se reverencia Nossa Senhora da Conceição, que é a padroeira da cidade.

O Dia da Justiça já era comemorado informalmente no Brasil desde 1940. Por gestões da Associação dos Magistrados Brasileiros, em 1950, a data foi instituída como homenagem ao Poder Judiciário, pela Lei 1408, de 1951, pelo então presidente Getúlio Vargas. A Lei Orgânica da Justiça Federal, 5010/66, reafirma a data como feriado no Poder Judiciário. Para os guarulhenses que atuam nas diversas áreas do Direito, 8 de dezembro é, portanto, motivo de dupla comemoração. Até porque os operadores do Direito têm contribuído decisivamente para o constante desenvolvimento da cidade. O progresso de Guarulhos é fruto do trabalho de todos que querem vê-la cada vez mais forte e pujante. E isso só se constrói com Justiça para todos.


Dia da Justiรงa 8 de dezembro


Mais do que um escritório de Advocacia, uma equipe totalmente voltada à causa da Justiça

Rua Caraguatatuba, 160 - 2º andar - Centro Tel.: 2464-9558 | zeituneadvogados@terra.com.br 105


ADVOCACIA

SOLOMCA SAMUEL SOLOMCA

OAB/SP 45.198

• RECLAMAÇÃO TRABALHISTA • ACIDENTE DE TRABALHO • ASSESSORIA PREVIDÊNCIARIA • INSS • APOSENTADORIA • DANO MATERIAL • DANO MORAL

2408.6500

RUA MARIA DE CASTRO MESQUITA, 76 (ESQUINA DA ENERGIA BANDEIRANTES)

106


107


saúde Por Val Oliveira

Depressão na terceira idade O mal que rouba a alegria de viver A cada dia, a ciência descobre novas formas de combate aos diversos tipos de doenças, colaborando para a longevidade. Preocupadas com a qualidade de vida, as pessoas estão se cuidando cada vez mais. Dessa forma, o envelhecimento populacional tem aumentado gradativamente. É nessa fase da vida, a chamada terceira idade, que algumas doenças podem surgir silenciosamente. Entre elas, está a depressão. Enfermidade de difícil diagnóstico, visto que os sintomas apresentados podem passar despercebidos ou serem confundidos com outros males e até mesmo com a tristeza. Dados da OMS - Organização Mundial de Saúde -, mostram que a depressão atinge 121 milhões de pessoas no mundo, das quais 17 milhões são brasileiras, e está entre as principais causas de incapacidade. A entidade estima que, até o ano de 2020, a depressão ocupará o segundo lugar no ranking de doenças que afetam a qualidade de vida de pessoas de todas as idades. 110

FOTO: DIVULGAÇÃO

Segundo Célia Regina de Almeida Mazzola, psicóloga e professora da UATI – Universidade Aberta da Terceira Idade, da UNG - Universidade Guarulhos, a depressão pode ser decorrente de diversos fatores, físicos ou psicológicos, como a utilização de medicamentos por causa de outras enfermidades, a diminuição da autonomia e capacidade funcional, assim como a perda de familiares e amigos. E tem incidência maior sobre as mulheres, em virtude dos hormônios femininos. Em estágio avançado, pode ser causadora de mudança radical no comportamento do indivíduo que é atormentado pelo complexo de culpa; alterações no apetite e, por consequência, no peso; dores inexplicáveis; irritação; problemas com o sono; dificuldade de concentração e perda da memória; comportamentos irresponsáveis e com pensamentos constantes sobre a morte. Ficar atento aos “sinais” é extremamente importante para o diagnóstico precoce e tratamento eficaz. 


saúde Cláudia MascarenhasPsicóloga e professora da UATI

112

em universidades. Em Guarulhos, o serviço pode ser encontrado na UNG, por meio da Universidade Aberta da Terceira Idade. “A diminuição da atividade física e a falta de convívio social podem ser extremamente prejudiciais para alguém que reúne características para desenvolver a doença. A UATI faz com que as pessoas que estão passando por um processo de tristeza não avancem para um estado de depressão”, pontua Cláudia Mascarenhas, professora da UATI e aluna do 8º semestre de psicologia da UNG, lembrando que, entre seus alunos, os maiores problemas são advindos do luto e da síndrome do ninho vazio – processo em que os filhos deixam a casa dos pais -, situações comuns à vida de todos, porém, para as quais as pessoas não estão preparadas e têm dificuldade de aceitação. Para Cláudia, a mudança do modelo familiar também colabora para o agravamento da situação, assim como a necessidade de se trabalhar fora e mais horas, que fez com que as famílias perdessem o hábito de se reunir com frequência, até mesmo para um simples almoço. “Com todos esses avanços, que obviamente são importantes para a sociedade, as pessoas estão cada vez mais fora de casa e o idoso acaba ficando sozinho a maior parte do tempo. As atividades na UATI ajudam a suprir essa falta. É comum termos aqui pessoas que, no início do semestre são muito quietas e têm dificuldade de falar, e em pouco tempo já se relacionam com o grupo de maneira diferente. Eles organizam passeios, viagens e acabam tendo vida social intensa também fora daqui, com os amigos que aqui fizeram. Alguns acabam até se relacionando emocionalmente. Esse espaço da UATI contribui para o conhecimento, mas também proporciona esses encontros. Aqui eles têm encontros, em todos os sentidos”, declara.

Célia Regina de Almeida Mazzola Psicóloga e professora da UATI

FOTOS: MÁRCIO MONTEIRO

De acordo com a psicóloga, geralmente, os sintomas iniciais são: desinteresse por atividades que até então eram prazerosas para a pessoa; perda da autoestima; mudanças no humor e no apetite; falta de energia, entre outros. “A primeira coisa que a pessoa perde é o entusiasmo e essa falta de vontade é muito perceptível. O desânimo é o primeiro sinal de que as coisas não vão bem”, diz, completando que a providência a ser tomada quando se percebe um quadro dessa natureza é procurar ajuda de um psicólogo ou até mesmo de um psiquiatra, para que ele possa verificar a extensão do problema e indicar o tratamento adequado. Geralmente, além do acompanhamento clínico-psicológico, o tratamento é feito à base de antidepressivos e associados a atividades esportivas, dança, música, terapias manuais e a participação em grupos que podem resgatar o idoso para o convívio social. Esse tipo de grupo, que tem por finalidade promover maior interação entre as pessoas de terceira idade, tem sido de grande valia para muitas pessoas. Eles podem ser encontrados em diversas igrejas, das várias denominações, que mantém trabalhos sociais, ONGs e também

Segundo a professora, às vezes, o idoso age de forma a esquecer as coisas que para ele são insuportáveis, o que acaba influenciando na memória e o leva a um processo de esquecimento profundo. A oficina da memória - uma das matérias da grade curricular da UATI - é elaborada de modo a estimular a memória autobiográfica. “Através das lembranças, que podem ser boas ou ruins, trazemos a emoção. Cada lembrança tem uma emoção diferente. Esses exercícios fortalecem a memória porque uma coisa é ligada na outra”, explica Cláudia, salientando que todas as pessoas do projeto são muito solidárias e carinhosas e acabam acolhendo umas as outras e elas tendem a se revalorizar. “Começam a se preocupar com o cabelo e o batom. Essas atividades colaboram de forma intensa para com o processo orgânico. A pessoa deprimida acaba nem se preocupando direito com a alimentação, quanto mais cuidar de si, da aparência”, finaliza. Hoje, a UATI tem mais de 500 alunos e tornou-se um espaço de convivência, onde as pessoas se encontram, se redescobrem, se completam e se ajudam. 


saúde

Uma luz no fim do túnel – Histórias de vida Maria Eunice de Oliveira Dantas, 54 anos.

“Eu me casei com 19 anos. Meu marido foi meu primeiro e único namorado. Nunca trabalhei fora e era 100% dependente dele, que era militar. Após 32 anos de casamento e quatro filhas, ele pediu o divórcio. Meu mundo caiu e perdi o rumo. De 66 quilos passei para 42. Fiquei um ano na casa da minha mãe e imaginei que nunca sairia da depressão. Por indicação de uma sobrinha, descobri a UATI. Voltei a estudar e fiz o supletivo da 5ª à 8ª série, do 1º ao 3º colegial e agora estou na universidade da terceira idade. Aqui encontrei amigos maravilhosos e minha vida melhorou sensivelmente. Para se ter uma ideia, eu nunca soube o que era pagar uma conta no banco. Fazer depósito e ir ao supermercado são coisas que estou aprendendo. Agora, consigo receber a visita de meu ex-marido e vê-lo como uma pessoa normal. Posso até dizer que ele é meu amigo. Fiz tratamento psicológico e tomei medicamentos. Hoje, a única terapia é a UATI, por isso, não pretendo mais sair daqui”, relata.

Helena Rago Perfídio, 69 anos.

“Durante 10 anos cuidei do meu marido, que faleceu em 2006, em decorrência do Alzheimer. Fiquei perdida, porque apressei a aposentadoria como professora para me dedicar a ele. Essa doença é triste demais. É muito doloroso ver alguém que você ama indo embora aos poucos, sem poder fazer nada. É uma tortura psicológica muito intensa. Depois da morte dele, estava preocupada em não dar trabalho para meus filhos. Vi um anúncio no jornal sobre faculdades de terceira idade e, não sei por que, vim para cá. Acho que foi Deus que encaminhou. Retomei o gosto pela escrita e já estou no meu segundo livro. No primeiro, falei sobre o Alzheimer, depois de tanto tempo convivendo com ele bem de perto. Agora, participei de um concurso do Banco Santander, para talentos da maturidade com o texto “Bons tempos da infância”, que está entre os finalistas. Nele, eu resgato todas as brincadeiras da minha meninice. Para cuidar da intensa apatia pela qual passei, não cheguei a tomar medicamentos antidepressivos. As atividades daqui da UATI conseguiram me levantar. As minhas “muletas” são as aulas de psicologia, que adoro. Participar do grupo me trouxe vida. Não consigo vislumbrar o que poderia ter acontecido se eu não tivesse chegado aqui”, conclui, com os olhos cheios de lágrimas.

UATI 11 2464-1720 www.ung.br

114


educação Por Maitê Coelho

Perderam acento Ditongos abertos éi e ói das palavras paroxítonas Heroico, ideia, apoia, joia, apoio, plateia, tramoia, estreia, geleia, alcateia, Coreia, boia, androide, asteroide, claraboia, colmeia, debiloide, epopeia, jiboia, paranoia, paranoico.

Você sabe o que deve ser acentuado? O novo acordo ortográfico alterou a acentuação de algumas palavras, contudo, ainda existem dúvidas. Mas o acordo não é o único responsável por confundir as pessoas, a escrita em sites de relacionamento e em programas de mensagens instantâneas está errada.

Os internautas querem escrever mais rápido, abreviando palavras e deixando de grafá-las corretamente. Deste modo, a confusão só aumenta e os erros ficam mais comuns. Vamos lembrar, então, como é que se faz!

O I e o U tônicos das palavras paroxítonas não devem ser acentuados quando vierem depois de um ditongo Baiuca, bocaiuva, cauila, feiura. Palavras terminadas em êem e ôo (s) Abençoo, creem (verbo crer), deem (verbo dar), doo (verbo doar), enjoo, leem (verbo ler), magoo (verbo magoar), perdoo (verbo perdoar), povoo (verbo povoar), veem (verbo ver), voos, zoo. Os pares que eram diferenciados pelo acento Pára/para, péla(s)/ pela(s), pêlo(s)/pelo(s), pólo(s)/polo(s) e pêra/pera.

Continuam acentuadas O acento diferencial em Pôde/pode - pôr/por. Oxítonas terminadas em éis, éu, éus, ói, óis Motéis, fiéis, papéis, herói, heróis, troféu, troféus. Oxítonas terminadas em ditongo nasal EM ou ENS Acém, detém, deténs, entretém, entreténs, harém, haréns, porém, provém, provéns, também. Os acentos que diferenciam o singular do plural dos verbos TER e VIR e derivados: manter, deter, reter, conter, convir, intervir, advir. Ele tem dois carros. / Eles têm dois carros. Ele vem de Sorocaba. / Eles vêm de Sorocaba. Ele mantém a palavra. / Eles mantêm a palavra. Ele detém o poder. / Eles detêm o poder. 116

O acento continua na palavra oxítona em que o I ou o U for a última letra ou estiver seguido de S Tuiuiú, tuiuiús, Piauí. As vogais tônicas abertas ou fechadas A, E e O dos verbos oxítonos que perdem o R, S ou Z quando são conjugados com os pronomes LO (S), LA (S) Adorá-lo (s), dá-la (s) , detê-lo (s), fazê-la (s), vê-la (s), compô-la (s), repô-la (s), pô-la (s). As vogais tônicas A, E e O abertas ou fechadas das palavras oxítonas seguidas ou não de S Ás (substantivo), está, estás, já, olá; é, és, olé, pontapé(s); avó (s), paletó (s), só (s); cortês, dê, dês (flexão de dar); lê, lês (flexão de ler), quê e porquê (ambos substantivos masculinos), por quê (final de interrogação); avô (s), pôs (flexão de pôr).


educação Por Maitê Coelho

A mistura que “confunde” a nossa cabeça Vamos acabar de uma vez por todas com dúvidas a respeito do acento grave, o acento indicador de crase. O acento indicador de crase é colocado quando há união da preposição a com o artigo a. E essa união só ocorre antes de palavras femininas, porque o artigo definido das palavras masculinas é o(s) e não a(s). Dica importante: se surgir a dúvida, substitua a palavra feminina por

uma masculina. Caso apareça a preposição “ao”, então haverá a crase. Exemplo: Vá à escola. Substitua escola por parque: Vá ao parque. Nessa sentença, ocorre a preposição ‘ao’, logo, ocorre crase em: Vá à escola. Outra dúvida frequente: por que ‘de segunda a sexta’ não acontece crase e em ‘das 9h às 18h’ acontece? No caso ‘de segunda a sexta’, antes de ‘segunda’ não há artigo. Por-

tanto, (usando a simetria e o paralelismo) se não há artigo antes de ‘segunda’, não ocorre crase antes de ‘sexta’. Se fosse ‘da segunda à sexta’, haveria crase. Já no caso ‘das 9h às 18h’, há a crase porque em ‘das’ existe a fusão de ‘de+as’ e, por simetria, se o artigo está antes do horário inicial, devemos usar o acento grave antes do horário final.

Não ocorre crase em:

Uma forma bem humorada para decorarmos a regra é lembrar da frase: Se eu venho ‘da’, crase há. Se venho ‘de’, crase para quê?

a instância

a duas mãos

a contento

a lápis

a curta distância

folha a folha

a gosto

a modo de

a pouca distância

a duras penas

a esmo

a pé

a meia distância

frente a

a exemplo

a prazo

de ponta a ponta

cara a cara

a fogo

a jusante

a grande distância

frente a frente

a frio

a bem de

a partir de

face a face

a fundo

a montante

Ocorre crase em: à direita à vista às claras à esquerda às expensas à escolha à evidência às ordens à espera às vezes

à falta à feição à saída dar à luz à raiz à força à frente à moda à maneira à medida

estar à vista à disposição estar à vontade à primeira vista exceção à regra à proporção faltar às aulas de frente à à revelia igual à que

passar à frente saltar à vista à semelhança à vontade uma à outra às margens de chegar à conclusão estar à disposição estar à altura estar à espera


120


Gastronomia FOTOS: MÁRCIO MONTEIRO, RAFAEL ALMEIDA E DIVULGAÇÃO

Dona Maluca A Dona Maluca é especialista em pizzas. Constam do cardápio 83 sabores. O local oferece também almoço executivo, marmitex e self-service. Aos sábados e domingos, assados especiais de frango, maminha, cupim, costela, picanha e outros, com opção delivery. A casa é também opção, todos os dias, para a happy hour. Já no ritmo do clima festivo de final de ano, a Dona Maluca oferece o “Panetone Salgado”, que contém linguiça, carne e tomate seco e alguns segredinhos do chef. Cartões: todos. O restaurante funciona todos os dias, das 8h às 17h. A pizzaria, de terça a domingo, das 17h à 0h. Estacionamento com vallet service. Rua Claudino Barbosa, 631 – Macedo. Tel. 4965-3001

Vecino Bistrô Fazendo valer a frase sobre os perfumes e seus frascos, o pequeno Vecino é surpreendente. Muito agradável pelo ambiente, impressiona, sobretudo, pelos pratos da culinária contemporânea. Até quem não gosta (ou pensa que não) de alcachofra, deve experimentar a entrada com molho de aliche. O filé com crosta de gorgonzola é divino, assim como o ossobuco de cordeiro com polenta cremosa e o pene com vieiras ao molho branco e camarões salteados. Outro destaque é a vasta variedade de vinhos e cervejas. Cartões: todos. Funciona de segunda a sábado, das 12hàs 15h e das 18h até o último cliente. Estacionamento conveniado. Rua Brás Cubas, 418 A, Jardim Maia. 20870135

Lanchonete Hortisabor Pizzaria Rodriluccio O cardápio variado inclui mais de 80 sabores de pizzas. As doces, nos sabores brigadeiro, prestígio, sensação, chocolate, Romeu e Julieta, banana e Califórnia são atrações à parte. Cartões: Mastercard, Sodexo e Visa. Funciona de domingo a quinta, das 18h à 0h; sexta e sábado, das 18h à 1h. Estacionamento conveniado. Delivery. Avenida Presidente Humberto Alencar Castello Branco, 16. 2440-3693

122

A lanchonete do Hortisabor oferece opções variadas para seus clientes, entre elas: lanches, salgados e sucos, elaborados de acordo com valores nutricionais que proporcionem bem-estar e melhor qualidade de vida, em termos alimentícios, para os clientes. Funciona de segunda a sábado, das 7h às 21h30. Domingos e feriados, das 7h às 19h30. Cartões: todos. Estacionamento. Delivery. Acesso para deficientes. Avenida Salgado Filho, 1.536, Bosque Maia. 2408-9160


Gastronomia Rei da Costela – Queob’s Restaurante Casa tradicional na cidade, que tem como carro-chefe a costela bovina assada. Bufê self-service com saladas e outros acompanhamentos. Cartões: todos (exceto o Hipercard). Funciona de terça a sábado, das 8h às 23h; domingo, das 8h às 17h.

Restaurante Guaru Center O Guaru Center é um dos estabelecimentos mais conhecidos na cidade. Por ter um cardápio bastante amplo, que abrange muitas especialidades, atrai clientes de perfis variados: há quem goste mais da pizza; os que adoram o bife à cubana; outros simplesmente porque é o primeiro que vem à mente, graças à tradição de quem está no ramo há quase 40 anos. Funciona de segunda a quinta, das 11h30 às 23h45. Sexta e sábado, das 11h30 às 0h45. Domingo, das 11h30 às 17h.

Avenida Guarulhos, 574, Vila Vicentina. 2408-6532

Rua José Andrade, 129, Jd. Santa Francisca. 2409-5032

Empório 33 Café & Restaurante Uma das especialidades do Empório, situado próximo à UNG, é o bolinho de arroz, que inclui cheiro verde, bacon frito, queijo parmesão, creme de leite, ovo, farinha de trigo, sal, pimenta e orégano. Ele pode ser acompanhado por alface e pela maionese especial da casa. De propriedade do arquiteto Toninho Rodrigues, tem como um de seus pontos fortes o ambiente. Bastante frequentado por hóspedes dos hotéis próximos. Cartões: todos (exceto Hipercard). Aberto de segunda a sábado, das 7h30 às 22h. Rua Maria Godinho, 33, Centro. 2441-2339

Sodiê Doces Há bolos e doces de sabores variados. Um dos mais pedidos é o bolo aerado com recheio de mousse de chocolate e creme de chocolate branco aerado. Cartões: todos. Funciona de segunda a sábado, das 9h às 19h e domingo das 9h às 18h. Estacionamento. Delivery. Acesso para deficientes. Loja 1 - Av. Dr. Renato de Andrade Maia, 218. Pq. Renato Maia. 2087-2739 Loja 2 - Rua Quitandinha, 203, Vila Galvão. 4963-2928

124

Hamburgueria & Bar Vira-Latas A casa oferece dez tipos de hambúrgueres e cervejas importadas, como a Guinness e a Wells Waggle Dance, com aroma e sabor de mel. De terça a quinta, das 12h às 23h30. Sexta das 12h às 24h. Sábado, das 16h às 24h. Domingo, das 15h às 22h. Cartões: todos. Delivery. Acesso para deficientes. Som ambiente. Avenida Doutor Timóteo Penteado, 904, Vila Hulda. 2382-7032 / 2382-7033


125


Gastronomia Varanda’s Grill

Praça do Boteco Gastronomia Dirigido por Ivonete Chagas, a popular Neguinha, o “boteco” serve petiscos variados, que transitam entre a tradicional porção de fritas e demais opções, como o rolinho primavera – neste caso, feito com carne seca e catupiry. Em relação a bebidas, destaques para caipiroskas de frutas. Cartões: Visa, Mastercard, American Express, Vale Refeição, Visa Vale. Funciona de terça a sexta, das 17h até o último cliente; sábados, domingos e feriados, das 11h até o último cliente. Rua Diogo de Faria, 307, Centro (esquina com a Paulo Faccini). 2461-2968

126

O estabelecimento, que disponibiliza aos clientes cardápio à la carte, tem como alguns de seus pratos principais o espetinho da casa e a costela suína ao molho barbecue, oferecida em prato individual e acompanhada por batata sauté ou frita, arroz e salada. Também trabalha com almoço, no sistema por peso, muito procurado por quem trabalha na região central da cidade. Conta com área de lazer e recreação para crianças. Cartões: todos. Funciona de segunda a quinta e domingo, das 9h às 23h; sexta e sábado das 11h à 1h. Aos sábados, happy hour com música ao vivo a partir das 19h. Estacionamento gratuito. Telão. Avenida Paulo Faccini, 1.769, Centro. 2087-0505

Missoshiru O tradicional restaurante serve pratos da culinária oriental como os combinados de sushis e sashimis, entre outros. A couve temperada e drinques preparados com saquê merecem destaque. Cartões: Mastercard e Visa. Terça a quinta, das 12h às 15h e das 18h às 23h30. Sexta e sábado, das 12h às 15h, e das 18h à 0h. Domingo, das 12h às 16h. Rua Silvestre Vasconcelos Calmon, 800 Vila Moreira. 2443-0984 Rua Tapajós, 232, Jardim Barbosa. 2937-3001


Gastronomia H Linguiçaria & Cervejaria Naha Festa Oferece diversas opções para festas, como lanches de metro, docinhos caseiros, bolos e salgadinhos fritos na hora. Funciona nas segundas, das 12h à 20h. De terça a sábado, das 9h às 20h; domingos e feriados, das 9h às 14h. Avenida Salgado Filho, 1.507. Tel. 2479-2244, 2447-1572

O estabelecimento tem como carro-chefe porções de linguiça, preparadas com temperos diversificados e com acompanhamentos variados. O local oferece música ao vivo de quinta a domingo. Cartões: todos. Funciona de terça a quinta, das 18h às 23h. Sexta, das 18h à 1h. Sábado, das 16h à 1h e domingo, das 16h às 23h. Avenida Francisco Conde, 724, Vila Galvão. 2358-4098

Marinheiro Frutos do Mar e Choperia

O estabelecimento é especializado em lanches rápidos. Tem em seu cardápio itens como hambúrgueres, churros, frozens, milk shakes e sucos naturais. Cartões: todos. Funciona de segunda a sexta, das 17h às 23h. Sábados, domingos e feriados, das 14h30 às 23h.

Tradicional em Guarulhos e localizada em frente ao lago da Vila Galvão, oferece cardápio variado, com pratos elaborados com peixes e frutos do mar, a especialidade do local. Recém-reformada, a casa funciona de segunda a quinta das 17h à 0h. Sexta das 17h às 2h. Sábado das 12 às 2h. Domingos e feriados das 12h à 0h. Cartões: todos.

Avenida Francisco Conde, 723, Vila Rosália. 2485-5753

Avenida São Luiz, 5, Vila Rosália. 2451-2927

Lago dos Patos


Gastronomia Restaurante Santa Massa Todos os dias são servidos pratos executivos e muita variedade no sistema à la carte. Destaque para as massas, tais como: caneloni, conquilha e rondeli. Cartões: todos. Funciona de segunda a sábado, 11h30 às 15h. Cartões: todos. Estacionamento. Avenida Guarulhos, 1462 2854-6461/2086-8353

Kibo O cardápio voltado à cozinha japonesa contempla, entre outros pratos, os tradicionais sushis e shashimis. Cartões: todos (exceto American e ticket refeição). Funciona de segunda a sábado, das 10h às 19h. Rua Sete de Setembro, 145, Centro. 2087-3074

130

Feitiço do Cacau Com café expresso, em ambiente para um bate-papo, chocolates, doces e bolos, também tem pratos rápidos no almoço. Destaque para os chocolates pintados e pratos congelados, como o bife à rolê, a lasanha vegetariana e o strogonoff. Aceita encomendas. Funciona de segunda a sábado, das 11h às 20h. Avenida São Luiz, 406, Vila Rosália. 2485-8423


Gastronomia Al Sahara Sanduíches Árabes & Pratos Típicos

Restaurante Cá Te Espero

Delícias da cozinha árabe são servidas em porções ou pratos executivos. Para os festejos deste fim de ano, a casa prepara, sob encomenda, uma receita especial: o “Arroz Torre de Babel” – feito com tomate, berinjela, frango e filé mignon, com cobertura de amêndoas fritas na manteiga. Funciona de terça a sexta, das 10h às 18h. Sábados e domingos, das 10h às 15h. Cartões: Visa e Mastercard.

A casa é conhecida por oferecer pratos da culinária lusitana. Destaque para o bacalhau. Cartões: Mastercard, Visa, Vale refeição e Ticket refeição. Funciona de segunda a sábado, das 11h até o último cliente. Estacionamento. Rua Mazagão, 51, Jardim Cumbica. 2412-5436

Rua Soldado José Andrade, 426 - Jardim Santa Francisca. Tel. 2382-7011

Padaria Braseiro Além de pães, doces e salgados, a padaria destaca-se pelo bufê e pelos pratos à la carte, em especial o bife à parmegiana. O beirute Imprensa, com diversos ingredientes, ganhou esse nome porque era o mais pedido por jornalistas da Prefeitura. Cartões: só débito. Funciona todos os dias, das 5h às 22h30. Rua Mariana Ubaldina do Espírito Santo, 779, Bom Clima. Tel. 2468-8359 Avenida Tiradentes, 3281. Tel. 2441-1603

132


INFORME PUBLICITÁRIO

Projeto de Lei Cidadão: Lamé quer conserto de ruas em 72 horas

INFORME PUBLICITÁRIO

As empresas públicas ou privadas que causem estragos nas ruas e avenidas terão que sanar os problemas em até 72 horas. Projeto de Lei do vereador Lamé (PT do B) trata do tema e deve ir para votação em 2012, na Câmara Municipal. Obras pontuais desenvolvidas pelo Serviço Autonomo de Água e Esgoto (Saae), Comgás ou EDP Bandeirante, por exemplo, muitas vezes ocasionam quebra de asfalto, danificam a via pública e nem sempre o conserto é feito em prazo curto. “O cidadão fica perdido, não sabe a quem reclamar. As empresas ganham para fazer a ligação de água ou a troca de um poste de iluminação pública, mas não consertam em prazo razoável. O morador fica revoltado. Nosso projeto é para definir regras e prazo legal para todos, quem ganha é a cidade”, justifica o autor da proposta o vereador Lamé.

PT do B mostra força e trabalha indicação do vice prefeito Faltou espaço para a militância do Partido Trabalhista do Brasil (PT do B), no plenário da Câmara Municipal de Guarulhos, dia 27/11. Apesar de ser um domingo, logo pela manhã, os cerca de 100 pré-candidatos às eleições municipais do próximo ano, mais os seus correligionários, já tomavam conta das cadeiras e de todos os espaços possíveis do Legislativo. Mais de mil filiados não arredaram o pé, do início até as 13 horas, quando foi encerrado o encontro. O PT do B foi a única legenda política em Guarulhos a mostrar a capacidade política de seus filiados, além de trazer o presidente nacional da sigla, o deputado federal Luis Tibét, o presidente nacional de honra, Antonio Rodriguez, o presidente estadual, Tony Rodriguez

Filho, e, naturalmente, o presidente municipal, Rabih Khalil. Outra surpresa: foi a coligação proporcional praticamente definida. Deve ser com o PRTB, presidido por Daniel Mourad. Com isso, a coligação PTdoB-PRTB deverá lançar chapa completa de 70 candidatos a vereador. O prefeito Sebastião Almeida registrou presença, do começo até o fim do evento.

Mais oportunidades para nossos jovens Após um ano de muito trabalho, chegou o momento de parar e refletir sobre os acertos e erros cometidos. Como homem público, sei que a busca da perfeição é crucial, pois dela depende o desenvolvimento socioeconômico da cidade e a melhoria da qualidade de vida da população. E, mesmo com todas as dificuldades enfrentadas, acredito que nosso papel no Legislativo tem sido exercido com responsabilidade e transparência. Mas, na política não conseguimos caminhar sozinhos. Precisamos da participação da população que, com suas críticas, sugestões e dúvidas nos auxiliam na busca por uma cidade melhor. Para desempenharmos um bom trabalho, precisamos do apoio de vocês.

Em 2011, em especial, trabalhamos muito na busca por soluções para acabar, ou ao menos amenizar, a violência que cresce assustadoramente em nossa cidade. Não podemos viver com medo. Temos de ter liberdade para desfrutar das inúmeras belezas que a 8ª economia do País e a 2ª do Estado nos oferece. Para 2012, pretendo ampliar a realização de Audiências Públicas sobre segurança para mais regiões da cidade. Também estou atento a todos os temas que afligem nossa cidade como drogas, falta de infraestrutura, trânsito caótico, ruas e calçadas esburacadas entre outros. Continuarei fiscalizando e cobrando do poder municipal, cumprindo meu dever como vereador. Em 2012, podem

Para mais informações, reclamações ou sugestões fale com seu vereador Escritório: Rua Iruá, 315, Vila Barros / Condomínio Espírito Santo, Bloco 14, Cecap Tels: 2088-1202 / 7394-0919 Email: geraldocelestino@camaraguarulhos.sp.gov.br imprensacelestino@gmail.com / gacelestino@bol.com.br 134

Lamé – vereador (PT do B)

esperar deste vereador a mesma postura de ética e compromisso. Por isso, amigos, obrigado pelo apoio que me deram neste ano e que no próximo possamos estar juntos, trabalhando, ainda mais, em prol da melhoria de Guarulhos. Um feliz Natal e próspero Ano Novo. São os sinceros votos deste vereador que trabalha pelo povo e para o povo.

Geraldo Celestino – vereador (PSDB)


135


decoração FOTOS: DIVULGAÇÃO

Conheça o produto para não errar na escolha Quem pensa que mobiliar a casa é uma tarefa simples está enganado. Para escolher bem armários, cozinhas, móveis para escritórios e banheiros, é preciso pesquisar em boas lojas e contar com a ajuda de profissionais. Em uma época na qual a sustentabilidade é palavra de ordem, o design e a tecnologia dos produtos são estudados, testados e incorporados na linha de móveis planejados, a fim de agredir cada vez menos o meio ambiente. Por isso, conhecer a origem da matéria-prima usada na fabricação dos móveis que serão escolhidos para a nova casa é uma boa maneira defender a preservação do Planeta. Pensando nisso, a Celmar escolheu como parceira uma empresa que está há 50 anos no mercado, a Duratex empresa com selo verde de responsabilidade ambiental -, a primeira do segmento a ter o reconhecimento mundial de empresa certificada e a oferecer, agregada às suas chapas de madeira, a proteção antibacteriana Microban. Uma das maiores dúvidas do consumidor ao mobiliar sua casa é com relação ao tipo de madeira empregada nas peças. Para entender a diferença entre os tipos de matérias-primas, é necessário conhecer o processo de fabricação de cada uma. Saber mais sobre o fornecedor é muito importante. Mas, além disso, é preciso entender para quê serve cada tipo de madeira. Para fabricação de caixas e portas lisas, o material mais indicado é o MDP (painel de média densidade), que poderá receber seu revestimento em fórmica e laminados. Nesta linha, o con-

sumidor encontrará grande variedade de cores ou de madeirados, sempre de acordo com a decoração e o gosto particular de cada cliente. Já o MDF (fibra de média densidade) é mais indicado quando a peça recebe o que se costuma chamar de usinagem (desenhos ou rebaixos na peça). Este material também é o indicado para peças que receberão acabamento em resina e laca - neste caso, a Celmar tem 720 cores disponíveis. Ainda existem os padrões em vidro, que tem com a mesma quantidade de cores a disposição. Outro fator que tem sido levado em conta pelo consumidor é a questão da ergonomia da peça. Para isso, a Celmar buscou nas ferragens Blum uma parceria de peso, já que a empresa tem fábricas instaladas na Áustria, Estados Unidos, Polônia e no Brasil. A marca emprega o que existe de mais moderno na fabricação de dobradiças, corrediças, sistemas automatizados de abertura (como Aventus e Servo Drive, respectivamente para abertura de portas basculantes e gavetas), além de organizadores para gavetas. A iluminação individual de nichos dos armários evita ter de acender a luz do quarto. Mais um ponto a ser levado em conta é a versatilidade oferecida pela modulação no que diz respeito a variedades de altura, largura e profundidade dos armários - fator que será determinante na relação custo x benefício. Se a empresa de móveis planejadosn~!ao tiver uma linha ampla de medidas e isso pode tornar o aproveitamento dos móveis reduzido.

Celmar

Av. Paulo Faccini, 1.481 | Bosque Maia Tel.:11 2408-6333 | 4307-4370 www.celmarmoveis.com.br / contato@celmarguarulhos.com.br 136


registrando

Mozar grava DVD ao vivo em Guarulhos No dia 24 de novembro, o cantor Mozar Syqueira voltou ao palco do Teatro Padre Bento para a gravação de seu DVD ao vivo, que contou com a participação especial de alunos do Colégio Clip. No novo trabalho, Mozar apresentou canções de seu CD “Ofício”, gravado em 2008, além de várias músicas inéditas de sua autoria, sempre mantendo suas raízes nordestinas como baiões, xotes, cirandas e maracatus.

Novo Cidadão Guarulhense No dia 23/11, o engenheiro Abdul Aziz Miguel recebeu das mãos do vereador Lamé (PTdoB) o título honorífico de Cidadão Guarulhense. Abdul é considerado pelo vereador a história viva de Guarulhos: “Ele foi o primeiro secretário de Obras de Guarulhos (gestão do prefeito Waldomiro Pompêo) e foi quem idealizou e construiu a rodovia Ayrton Senna. A solenidade de entrega do título lotou o plenário da Câmara Municipal de Guarulhos. Na foto, Fábio Pompêo, neto do falecido prefeito; Abdul Aziz Miguel, vereador Lamé, e Willian, filho do homenageado.

138


registrando FOTO: SIDNEI BARROS

Igreja da Consolação recebe Orquestra Jovem No dia 3 de dezembro, a Orquestra Jovem do Conservatório Municipal de Guarulhos mais uma vez subiu ao palco com o Coral da Cesp (Companhia Energética do Estado de São Paulo), o Coro de Repertório da Fascs (Fundação das Artes de São Caetano do Sul) e o Coral da Faam (Faculdade de Artes Alcântara Machado) para apresentar um concerto inusitado na igreja da Consolação, em São Paulo. Músicas como “Missa nº 5” e “Sinfonia nº 8 – Inacabada”, de Franz Schubert fizeram parte do repertório.

Thomeozão recebe 27º Corpo & Movimento Nos dias 3 e 4, o ginásio Thomeozão, recebeu diversos grupos de ginástica e dança para a 27ª edição do Corpo & Movimento. Nos dois dias, foram apresentadas 23 coreografias elaboradas sob as mais diversas inspirações, que variaram de simples fatos do cotidiano até elementos das culturas dos povos grego, africano e cubano. Além dos temas escolhidos especialmente para a ocasião, o público também foi presenteado com caprichados cenários, figurinos e iluminação, que numa combinação de elementos visou agradar a todos. O evento é realizado anualmente pela Secretaria de Esporte, Recreação e Lazer, através do Departamento de Desporto Amador.

140


registrando

Inaugurada franquia internacional de imóveis Um coquetel marcou a inauguração, na rua Cônego Valadão, 1.203, Gopoúva, uma franquia da rede que mais vende imóveis no mundo, a Re/Max Impacto. Segundo o franqueado Carlos Camargo, a expectativa é de que a nova empresa se torne referência em gestão imobiliária, considerando os diferenciais de atendimento e de inovação tecnológica, que coloca o imóvel à venda aos olhos de potenciais compradores em todo o mundo. A empresa está presente em 86 países, com 7 mil franquias. No dia 24, o agente Marco Mello fez palestra, direcionada a investidores interessados em adquirir imóveis no exterior. Na foto, Santos Garcia Júnior, a gestora Silvana Pedroso do Carmo e Carlos Camargo.

Liesg lança CD com sambas-enredos do Carnaval 2012 No dia 2 de dezembro, data em que é comemorado o Dia Nacional do Samba, a Liga Independente das Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos de Guarulhos (Liesg), em parceria com a Secretaria de Cultura, realizou o lançamento oficial do CD do Carnaval 2012, com os sambas-enredos das agremiações da cidade. A festa, realizada no Calçadão da D. Pedro 2º, contou com a presença dos intérpretes das escolas e blocos de Guarulhos, bateria formada pela Liesg, além da Corte Oficial do Carnaval 2012.

Rodrigo Soares relembra grandes violonistas em série de concertos Com o projeto Violão na Era do Rádio, o violonista e intérprete Rodrigo Soares se apresentou no Teatro Nelson Rodrigues, no dia 19 de novembro, e na Casa do Cordéis, no dia 4 de dezembro. O projeto, patrocinado pelo Fundo Municipal de Cultura – Funcultura, tem como objetivo levar ao público, a obra de grandes violonistas que marcaram época na era do rádio brasileiro. 142


registrando

Associação Paulista de Medicina - Regional Guarulhos oficializa posse da nova gestão No dia 10 de novembro, a Associação Paulista de Medicina (APM) - Regional Guarulhos realizou a posse oficial de sua nova diretoria, que sucedida por José Sérgio Iglésias Filho, tem a primeira presidente da história, Elizabeth Gattermayer, à frente da entidade. Além de manter os mesmos objetivos da gestão anterior (como fazer da APM, a casa do médico, um lugar onde os médicos possam se atualizar e se confraternizar, seja em eventos culturais ou sociais), a nova diretoria, formada também pelo vice-presidente Claudio Galvão Bueno, tem como propósito principal, atrair os jovens médicos para a entidade. Para que além de frequentá-la, tomem gosto de fazer parte dela e futuramente dirigi-la. O evento, que reuniu aproximadamente 150 pessoas, contou com coquetel e música ao vivo. Além dos diretores, representantes da área médica e política, como o secretário municipal da Saúde, Carlos Chnaiderman e sua secretária adjunta Teresa Pinho de Almeida Tashiro.

144

FOTOS: LUCAS DANTAS


registrando

Naja Moto Clube comemora 26 anos com show do Nasi Nos dias 12 e 13 de novembro, o Naja Moto Clube realizou uma festa para comemorar os 26 anos do clube, no Parque de Vizinhança. Com o apoio da Secretaria de Cultura, o evento contou com barracas de acessórios, praça de alimentação, área de camping e sorteio de brindes. Além de muita música com as bandas Donos do Nada, Máquina 70 e Suicídio Social no dia 12; e a Banda Memory, Efeito Garage, e o ex-vocalista da banda Ira!, Nasi. Os alimentos arrecadados como entrada do evento foram destinados ao Fundo Social de Solidariedade.

Aleixa de Oliveira expôs no Parthenon De 7 a 11 de novembro, a Unidade I do colégio Parthenon abrigou exposição de obras de arte de Aleixa de Oliveira, radicada em Mogi das Cruzes, e de seus alunos. A técnica de Aleixa chamou a atenção da mantenedora do Colégio, Madalena Pannocchia Tahan, por utilizar unicamente lápis de cor e aquarela e obter resultado surpreendente. Uma das obras de destaque é o quadro da bailaria Bárbara Schyarv, pintado em tamanho natural e que é uma homenagem ao pintor francês Edgar Degas. Obras de alunos da artista também atraíram os olhares, pela riqueza de detalhes e demonstração de quanto ela consegue transmitir de sua técnica e estilo.

146


registrando

Guarulhos ganha mais uma loja de moda feminina No dia 29 de novembro, foi inaugurada a loja Dona Moça, mais uma opção de moda feminina para as guarulhenses. Idealizada pelas sócias Vivien Ellen e Conceição Ferrenha, a loja localizada na rua Josephina Mandotti, 114 – Jardim Maia também dispõe de moda praia, calçados e acessórios.

FOTOS: RAFAEL ALMEIDA

Guarulhos é a nossa cidade. Por isso, atuo em Brasília para trazer o melhor para você.

(11) 2440-8232

twitter.com/janetepieta • janetepieta@uol.com.br www.janeterochapieta.com.br

148


149


registrando

Costela Brasileira comemora com show 9 anos de atividades Para comemorar seu aniversårio de nove anos, o restaurante Costela Brasileira promoveu grande festa ao som da Banda Beatles 4Ever e da dupla Tânia & Kadu. Em 4 de fevereiro, a casa trarå o cover oficial do cantor Roberto Carlos e a banda Remember.

150


registrando

Hospital Geral é posto fixo para cadastro de doadores voluntários de medula óssea Devido à parceria entre a Associação de Medula Óssea do Estado de São Paulo – Ameo e a Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, agora o cadastro voluntário de doadores de medula óssea, que já era realizado no Hemocentro da Santa Casa de São Paulo, também poderá ser feito no Hospital Geral de Guarulhos (HGG).

Os doadores voluntários poderão se cadastrar de segunda a sexta, das 7h30 às 15h, com RG e CPF em mãos e, logo após, será feita a coleta de uma pequena amostra de sangue (10ml) para o exame de compatibilidade (HLA), que identifica as características genéticas do doador.

Campanha “Salve uma Vida” é lançada em Guarulhos Entidades, associações e sindicatos de diversos segmentos estiveram reunidos em 23/11, na sede da J. Moraes Solução em Logística Internacional, para participar do lançamento da Campanha Salve uma Vida, sobre a doação de medula óssea. A palestra foi proferida pela voluntária na divulgação de esclarecimentos sobre a doação, Suely Walton, que é considerada a única pessoa que por duas vezes teve compatibilidade com não parentes para doar a medula.Participaram representantes da Asec, ACM, Apeg, Ciesp, Sindasp, APCD, Sescon, Guarulhos off Roaders, Associação Viva Guarulhos, Seisa e Fundo Social de Solidariedade. Ficou definido que no início de 2012 será organizado o lançamento oficial da campanha, visando a envolver toda a cidade. A campanha tem o slogan “Doe por Amor e não pela Dor”.

152


FOTO: SIDNEI BARROS

registrando

Grupo de Rap vence 1º Festival de Música Estudantil de Guarulhos No dia 15 de novembro, os dez finalistas do Festival de Música Estudantil de Guarulhos se apresentaram no Pátio de Eventos Adamastor Centro. Cada concorrente apresentou uma composição inédita e o vencedor foi o grupo de rap Liberdade de Expressão, formado por alunos da Escola Estadual Bruno Ricco, com a canção “Mundo Real”, que além de participar da gravação do CD do festival, juntamente com os outros nove finalistas, gravará um videoclipe de sua canção. O concurso, promovido pela Secretaria de Cultura, foi finalizado com o show da trupe “O Teatro Mágico”.

154 0043-ONDGUARU_Anus 2Ded_8,5x11,75.indd

1

12/2/11 4:16 PM

FOTO: JOSÉ LUIZ


nossos filhos

Existe no mundo alguém

Thomaz Henrique Santos (3 anos).

Brenda da Silva Nascimento (7 meses).

Giulia Vicentini Monteiro de Oliveira

Maria Eloiza de Vasconcelos (4 anos).

Isabella Lima Lopes da Silva (6 anos).

Pietra Barbosa Paschoal (6 anos).

Luan Araújo Luna (1 ano e 2 meses). Filho de Fábio e Ana Gabriela

Maria Luiza (3 anos).

Vitória Vicentini (11 anos).

Filho de Leonardo e Pamela

Filha de Douglas e Priscila

156

Filha de Edimilson e Adriana

Filha de Fábio e Juliana

Filha de Luiz e Michelle

(1 ano e 4 meses). Filha de Francisco e Roberta

Filha de Paschoal e Luciana

Filha de Adalberto e Josiane


mais bonito que os filhos da gente?

Andressa Taynara Alborghetti Seminatore (9 anos). Filha de Alexandre e Aline

Carolina Figueiredo Mechenas

Sarah Kliman Correa e Sofia Kliman Correa. Filhas de Fabio e Cintia

Maria Eduarda Calvichio Dias

(5 anos). Filha de Marcelo e Renata

Filha de Caio e Priscila

Ana Clara Calegari Ponce (2 anos). Filha de Carlos Eduardo e Patrícia

Mirella Terra Rocco (1 ano).

Cairé Caraça dos Santos (3 anos). Filho de Anderson e Amanda

(8 anos). Filha de Alexandre e Graciane

Filha de Marcello e Mariana

Matheus Figueiredo Mechenas

(6 anos). Filho de Alexandre e Graciane

Giulia Cazelatto Doria (2 anos).


negócios Por Valdir Carleto

FOTOS: MÁRCIO MONTEIRO

Veronezi inaugura o Shopping Parque Barueri A General Shopping, liderada pela família Veronezi, de Guarulhos, inaugurou no dia 30/11 o 14o. empreendimento da rede, o Parque Shopping Barueri. O grupo iniciou em Guarulhos com o Poli Shopping; depois inaugurou o Internacional Shopping e o Autoshopping. Focado nas classes A e B, o novo centro de compras tem 170 lojas, 1.700 vagas de estacionamento, 37 mil m2 de ABL (área bruta locável) e calcula-se que irá gerar mil empregos, entre diretos e indiretos. Conta com super158

mercado Sonda e âncoras como Renner, Centauro, Riachuelo, C&A, Magazine Luíza e Marisa. Além de praça de alimentação com grande variedade de estilos culinários, oferecerá para o lazer da população da região nove salas de cinema da rede Cinépolis, líder na América Latina, e uma sala de projeção 3D macro-X, com tela de 20x11 metros. A Neo Geo, a mesma que mantém o parque e o boliche do Internacional, instalará a maior área de diversão indoor e ao ar livre de toda a região, que é formada também por Carapicuíba,

Cotia, Jandira, Araçariguama, Itapevi e Santana do Parnaíba. Somadas a Barueri, essas cidades somam quase um milhão de habitantes. Próximo da estação de trem da CPTM, o empreendimento conta que irá receber 35 mil pessoas por dia, segundo o diretor de Marketing Varejo, Alexandre Dias. Prevê-se que o Parque Shopping atrairá investimentos imobiliários e melhorias na infraestrutura urbana e viária, como a reforma da estação da CPTM e a construção de uma passarela para acesso ao shopping. 


159


negócios

O prefeito de Barueri, Rubens Furlan, e o empresário Antonio Veronezi, na inauguração.

Na solenidade de inauguração, o empresário Antonio Veronezi disse que há muito tempo era incentivado pelo prefeito Luiz Forlan a investir em Barueri e que toda a equipe da General Shopping foi muito bem recebida na cidade. Afirmou esperar que o empreendimento contribua para gerar 160

empregos, riquezas e melhorias para a população: "Estamos aqui para servir, para promover o bem-estar das pessoas e o desenvolvimento da região. Ganhar dinheiro é apenas consequência", disse Veronezi à Weekend. O prefeito Luiz Furlan enumerou feitos de suas gestões desde 1982,

como a redução da alíquota do ISS (Imposto sobre Serviços) de 5% para 0,5%, o que atraiu muitas empresas para o município e aumentou imensamente a receita. Agradeceu ao grupo a decisão de investir em Barueri e disse ter certeza de que o sucesso será absoluto. 


161


cidade

Para saber como era ou matar a saudade Quem conheceu Guarulhos muitas décadas atrás não poderia imaginar que se transformasse nessa metrópole que é hoje. Os calmos atalhos de terra foram sendo substituídos por ruas, estas por avenidas mais largas e, pouco a pouco, os lugares distantes iam se incorporando à região central. A cidade cresceu de forma desordenada, sem planejamento, como acontece com as famílias que vão construindo mais um cômodo, cada vez que nasce um filho. De puxadinho em puxadinho, eis Guarulhos!

Fotos: Arquivo Histórico de Guarulhos

162

O que era periferia hoje experimenta congestionamentos e os arranha-céus invadem o espaço aéreo, como se estivessem se sentindo com falta de chão.As fotos, selecionadas no Arquivo Histórico Municipal, transmitem ao leitor um panorama de como Guarulhos já foi, seja para matar a saudade de quem teve oportunidade de conhecer ou, no caso dos mais jovens ou que chegaram há pouco tempo, mostrar que alguém passou por aqui antes e deixou um legado aos futuros habitantes.

Vista de Guarulhos na década de 70.. No centro da foto, a Igreja Matriz e atrás, o Colégio Claretiano, atual UNG


cidade 1ª Sede do Clube Recreativo rua Dom Pedro II

Rua Dom Pedro II, tendo ao fundo a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos - 1925

Praça Conselheiro Crispiniano, onde funcionnava o antigo Pontão - década de 70

Centro de Guarulhos - 1926

Banda Lyra de Guarulhos

164


cidade

Rua Dom Pedro II, tendo a Igreja Matriz ao fundo. ร€ esquerda, a Casa Poli (atual Poli Shopping)

Ladeira Campos Sales ao fundo, a Igreja Matriz

166

Praรงa do Rosรกrio - 1955


cidade FOTOS: MARCIO MONTEIRO

Mot贸dromo Rafael Thomeu - Jardim City - 1994

Rua Dom Pedro - ao fundo a Matriz - data imprecisa

168

1999

Rua Dom Pedro ao fundo a Matriz - em 1999


169


cidade

Rua Dom Pedro II - década de 1970

Antiga Prefeitura Municipal de Guarulhos, esquina da rua Felício Marcondes com Sete de Setembro

Igreja Matriz Praça Tereza Cristina - década de 1970

170


171


cidade Poemas: Marisa Quintal

FOTOS: EDSON FRANK E MARISA QUINTAL

Vista ao lado do lago da Vila Galvão

Entremeados ao movimento da cidade tornam-se despercebidos os detalhes ocorrentes no cotidiano da gente sempre num compasso premente Compusemos então este tempo...

“Guarulhos Detalhes Poéticos” Um olhar atento ao nosso redor Como uma homenagem a Guarulhos, nos seu 451º aniversário, a RG reproduz algumas páginas do livro “Guarulhos Detalhes Poéticos - Um olhar atento ao nosso redor, com fotos de Edson Frank e Marisa Quintal e poemas escritos por ela. Aa fotos mostram lugares e detalhes da cidade, vistos com a atenção que a correria do cotidiano geralmente não permite ver. Editado com apoio do Funcultura (Fundo Municipal de Cultura), no final de 2008, tem exemplares à venda com os próprios autores. Contatos pelo e-mail: marisaquintal@gmail.com 172

Uma busca por lugares uma ocasião favorável uma oportunidade numa luminosidade para destacar nessa diversidade de inumeráveis imagens um determinado instante Cenas, pessoas, natureza arquitetura, costumes, comportamento minúcias como a sutileza de um passarinho pousado nos fios tensos da rede elétrica ou o fausto avião em seu avanço rápido Pode ser que o passarinho nunca mais repouse naquele fio e por aquela luz seja tingido Mas num marcante momento ao nosso olhar atento ele pousou e aqui está revelado nessa coletânea de detalhes que tem por companhia a poesia expressa como legendas que inteiram as fotografias Este livro de fotografias e poesias elaborado com entusiasmo e desvelo sugere um passeio pela cidade com um olhar para suas variadas feições Uma proposta para que se veja Guarulhos pela perspectiva de seus detalhes poéticos


Na parede evidente inexorável tempo sem disfarce Inclemente movimento Passado impregnado Mesmo assim na janela esmero revelado na cortina de renda casa enfeitada Há ainda o jardim florido frescor aliado para que nunca prevaleça a mancha do esquecimento

A luz da natureza vai se apagando vagarosamente a noite se faz na água do lago persiste o reflexo de mais um dia que lasso se vai numa troca de vigília com as luzes desnaturais

Vila São Jorge

Lago da Vila Galvão

Parque Continental 174

No varal estendida a roupa boa Caixa d’água tampada protegida garantia de água boa Para descansar na varanda cadeira boa Porta robusta boa madeira segurança boa A janela proporciona claridade boa Cerca viva vegetação boa Natureza boa Portão de arrojada simetria atado por corrente boa Vida boa Antagônica


cidade Macedo

Terra na água misturada amolecida vira barro moldado e cozido ganha forma na olaria sólido paralelogramo um a um justaposto em parede transformado com uma só face a mostra pela primavera sobreposta

SINDROME METABÓLICA

Informe Publicitário

SAIBA COMO TRATAR ESTE QUADRO TÃO SÉRIO LIGADO ÀS VÁRIAS DOENÇAS QUE SE RELACIONAM A OBESIDADE! Há uma grande dificuldade para o tratamento das doenças relacionadas à síndrome metabólica, o objetivo principal para um tratamento mais eficaz é a mudança dos hábitos de vida, melhoria da composição da alimentação e o aumento da atividade física diária. Entre os fatores de risco, podemos citar desde doenças como a hipertensão, diabetes e a obesidade, além dos maus hábitos como o tabagismo, sedentarismo e a dieta inadequada. Estes fatores progridem de forma lenta e gradual ao longo de nossas vidas, desde a infância até a vida adulta, aumentando o risco de surgimento de doenças cardiovasculares. Por este motivo, é essencial que se inicie a prevenção na população jovem, adotando hábitos saudáveis de vida para reduzir ou impedir o aparecimento dos fatores de risco.

A adoção de uma dieta balanceada é uma das principais medidas a ser preconizada em indivíduos com síndrome metabólica e individualizada para a necessidade de cada paciente. A dieta deve estar direcionada para a perda de peso e da gordura visceral, com o objetivo de normalização dos níveis de pressão arterial, da correção das dislipidemias e da hiperglicemia e consequentemente a redução do risco cardiovascular. Atividade física regular é um dos desafios da vida moderna atual, pela relativa falta de tempo e a rotina estressante das grandes cidades. As atividades aeróbicas são as mais importantes na prevenção de doenças do coração e recomenda-se, pelo menos, caminhadas com o tempo estimado de 40 a 60 minutos, de 3 a 5 vezes por semana: O Tratamento da Síndrome Metabólica pode

ser feito através de métodos endoscópicos como BALÃO INTRAGÁSTRICO. O tratamento consiste na colocação de um balão intragástrico no estômago, que em geral pode ser mantido por um período de 6 meses, projetado para proporcionar uma sensação de saciedade precoce, que resulta em menor ingestão de alimentos e facilita o aprendizado de novas rotinas de alimentação. Sem dúvida é um importante instrumento de uso na prática clínica e com o auxílio de uma equipe multidisciplinar. As vantagens dos métodos endoscópicos estão em sua fácil utilização não necessitando de internação, não afasta o paciente de suas atividades do dia-a-dia, baixos índices de complicações, e também por ser um método totalmente reversível com a retirada do balão.

www.clinicagastros.com.br Unidade Guarulhos: Rua José Maurício, 241 - Conj. 72 Centro 11 2468-8970 Unidade São Paulo: Rua Pedro de Toledo, 980 - Conj. 93/153 Vila Clementino 11 5083-1478 Resp. Técnico: Dr. Elesiario Marques Caetano Jr. - CRM-SP 56.693

176


177


cidade Zoológico

Elegância inimitável Robustez implacável Aparente imobilidade fincada que abarca o redor embrenha-se nas calçadas sobrepõe-se ao concreto transpõe os limites dos homens

178

O olhado também olha quem o olha o admira o classifica de símbolo intrépido que excede a todos em força O olhado temerário limitado pela grade nada admira Provavelmente considere o visual apetitoso somente

Jardim Maia


179


cidade

Lago dos Patos

O tempo recolhe a luz ocupa o céu traz a escuridão condensa nuvens remete o dia a um cessante denso Tempo que não se rende não se sucumbe Tempo intransponível inesgotável

180

Com atenção e minúcia a ave esquadrinha a água farta oferecida Lago nutriente abundante onde o vento tremeluz reflexos Natureza em constante harmonia Nenhum vestígio de pressa No movimento das pessoas ao redor do lago a brandura No súbito esvoaçar da ave amenidade que perdura

Lago dos Patos


cidade

Detalhes de um todo Paisagem completa De suavidade provida Beleza desdobrada Cores semelhantes Formas conciliadas Passarinho Ramos Barro

182

Cabuรงu


QUAL A IMPORTÂNCIA DA 1º IMPRESSÃO?

UMA HISTÓRIA MUITO BEM IMPRESSA SÓ EXISTE COM UMA CONTINUIDADE DAS PARCERIAS AS REVISTAS DA CARLETO EDITORIAL SÃO IMPRESSAS NA GRÁFICA E EDITORA PARMA DESDE AS PRIMEIRAS EDIÇÕES TEMOS O ORGULHO DE PARTICIPAR JUNTO COM OS COLABORADORES DESTA HISTÓRIA .

Av. Antônio Bardella, 310 - CEP 07220-020 Fone: (11) 2462-4000 (tronco chave) Fax: (11) 2462-4026 / 2412-9125 Cidade Satélite Cumbica / Guarulhos São Paulo / Brasil www.editoraparma.com.br vendas@editoraparma.com.br


veículos FOTOS: JORGE RODRIGUES JORGE/CARTA Z NOTÍCIAS

Por Rodrigo Machado / Auto Press

Exclusividade explícita Nova geração do Mercedes SLK200 economiza na esportividade, mas esbanja charme e requinte Carros de marcas de luxo como a Mercedes-Benz precisam, acima de tudo, provocar o desejo – ou mesmo a inveja – de quem olha. E nessa fogueira de vaidades, poucos causam tanta comoção como os conversíveis. Em parte, pela 184

pequena oferta de modelos sem capota à venda no Brasil. Além de serem poucos, quase sempre têm preços estratosféricos. Além, é claro, do prazer de dirigir com o vento batendo no rosto. E é exatamente nesse parâmetro que o

novo SLK se encaixa. Com um desenho chamativo e o indefectível teto rígido retrátil, o roadster alemão conquista mais pelo charme do que propriamente por um desempenho alucinante ou um custo/benefício interessante. 


veículos

Esportividade e preço não chegam a ser pontos fracos da nova geração do SLK mas, como em todo conversível, o modelo foca no prazer de dirigir ao ar livre e no glamour para conquistar mais vendas. Nesse ponto, o modelo da marca alemã também remete à tradição, já que a sua primeira geração, de 1996, foi a responsável pela bem-sucedida reintrodução no mercado de um carro com capota rígida retrátil – nos anos 30, o Peugeot 402 Éclipse já tinha um teto de metal escamoteável. Agora, na terceira geração, à venda no Brasil desde setembro, a Mercedes manteve a plataforma, mas renovou o visual e apurou a mecânica. Tudo devidamente apresentado no Salão de Genebra, em março deste ano. Na parte estética, a fabricante alemã seguiu o que havia feito na segunda geração do SLK: usou o modelo topo de linha da marca como base. A inspiração na geração passada foi na SLR McLaren. Desta vez, foi na SLS AMG. A principal semelhança  186


veículos

está nas proporções. Assim como a nova “asa de gaivota”, o roadster tem uma frente imensa, cabine montada no limite do eixo traseiro e um terceiro volume bem curto. No geral, se resume em um visual imponente e bem bonito – essencial para um carro que apela mais para a emoção do que para a razão. A troca de geração trouxe também uma mecânica mais refinada. Foram modificações que visaram melhorar a dinâmica do veículo. A Mercedes garante que esta SLK tem 70% de peças novas. A carroceria ficou mais comprida e ligeiramente mais alta, além de ganhar 33 mm de largura. A distância entre-eixos, no entanto, manteve os 2,43 metros. A rigidez torcional foi melhorada graças a aplicações de materiais mais resistentes na estrutura. A SLK é vendida com duas motorizações. A 200 CGI, que traz um motor 1.8 turbo que desenvolve 184 cv de potência a 5.250 rpm e 27,5 kgfm entre 1.800 e 4.600 rotações, e a 350 CGI, com um V6 de 306 cv. Ambos os propulsores são conectados a uma transmissão automática de sete velocidades. A versão de entrada é vendida por R$ 202.900 e já vem com itens como airbags frontais, laterais e de cabeça, bancos com ajuste elétrico, apoios de cabeça com sistema anti-ricochete, ABS com EBD e BAS, rádio/CD/MP3/Bluetooth e faróis bixenôn. A SLK 350 é bem mais esportiva, tem alguns equipamentos a mais e custa R$ 252.900. A concorrência de cupês conversíveis se resume ao BMW Z4, que agora também tem a capota rígida retrátil. Os dados de vendas mostram que o bom momento está do lado da estrela de três pontas. Em menos de três meses de Brasil, já conseguiu quase 400 unidades emplacadas contra pouco mais de 320 exemplares do Z4 em 10 meses deste ano. É o tal fator novidade dando a vantagem para a Mercedes.  188


veículos

Carro de passeio É difícil resistir à tentação de abaixar a capota assim que se entra em um roadster. Tanto que o visual nervoso do exterior quase é esquecido em um primeiro momento. Exatamente andando como um conversível o SLK mostra o seu valor. Ainda mais que, por mais que o visual explicite o contrário, o desempenho é apenas correto. O motor 1.8 turbo rende 184 cv e move os quase 1.500 kg do modelo alemão sem grande sobras. Por outro lado, o torque de 27,5 kgfm está presente em uma longa faixa de rotação. Isso significa que o carro tem sempre fôlego para acelerar. Entretanto, tudo é amenizado pela transmissão de sete velocidades. Ela é muito lenta nas trocas e acaba anestesiando uma eventual esportividade. Ao menos, o resto do comportamento dinâmico é excelente. A mudança de geração trouxe melhoras que deixaram o carro mais acertado nas curvas. Nos trajetos sinuosos, o roadster praticamente cola no chão, sem rolagem da carroceria. Assim, é muito difícil chegar ao ponto em que os sistemas de segurança ativos trabalham. A sensação de segurança está sempre presente. A suspensão dura, no entanto, cobra a conta no conforto ao rodar. A rigidez acaba incomodando nas lunares ruas brasileiras. O interior mostra um carro feito para quem gosta de pilotar. Os bancos são envolventes e a posição de dirigir é baixa, o que deixa o motorista com as pernas quase na horizontal. O espaço é apenas suficiente para dois ocupantes e é dificíl achar onde pôr objetos pessoais. Apenas um nicho tem tamanho decente, dentro do apoio de braços. Outro ponto negativo é a posição dos comandos. A Mercedes concen190

tra as alavancas de controle do lado esquerdo da coluna de direção. Ou seja, estão ali a seta, o limpador de para-brisa, farol alto, cruise control e ajuste elétrico do volante. Não é difícil tentar indicar a direção pretendida e acionar o cruise control. O acabamento é o característico dos veículos da Mercedes e beira a perfeição. Os encaixes são precisos e a combinação de couro com o alu-

mínio escovado dá um charme para o veículo alemão. Com a capota abaixada, dá até para quem está de fora apreciar a bela cabine do SLK. Mas o lugar mais nobre está dentro do veículo, quando o teto está aberto. Nesse momento, o câmbio indeciso, a suspensão dura e as irritantes alavancas atrás do volante importam menos. O que vale é apreciar a experiência de ter o céu como teto.


13 Anos

nova era

de bons serviços Centro de Troca de Óleo

Trocas » Óleo do motor, câmbio manual e automático e diferencial

» filtros e aditivos » baterias, extintor e palhetas Limpeza motor, radiador, direção hidráulica e sistema de freio

Filtros de ar condicionado e higienização do sistema do ar condicionado serviço especializado em Motor • regulageM • SuSpenSão • Freio

2441-4622 Tel.: 2443-2679

Av. Avelino Alves Machado, 163 - J. Pinhal - Guarulhos


humor FOTOS: DIVULGAÇÃO

Consequências da crise na Grécia:

Descobri o porquê da crise: os economistas estão falando grego !!!

Medusa faz bico na ala dos ofídios em um zoológico local. Zeus vende o seu trono para uma multinacional coreana.

Para economizar energia, Diógenes apaga sua lanterna.

Áries, deus da guerra, foi pego em flagrante desviando armamento para a milícia carioca.

O Minotauro está puxando carroça para ganhar a vida.

Acrópole é vendida e em seu lugar é inaugurada uma Igreja Universal do Reino de Zeus.

Afrodite teve que montar uma banquinha de produtos afrodisíacos para pagar as contas. Dioniso vende seus vinhos na beira da estrada de Marathónas.

Afrodite aceitou posar para a Playboy.

192

Narciso vende seus espelhos para pagar a sua dívida do cheque especial. Aquiles vai tratar o seu calcanhar no SUS.

Medusa transforma pessoas em pedra e vende na Cracolândia.

Eurozona rejeita Medusa como negociadora grega: “ela tem minhocas na cabeça”.

Sócrates inaugura Cicuta’s Bar para tentar ganhar uns trocados.

Hermes está entregando o currículo para trabalhar nos correios. Especialidade: entrega rápida.


[[cursos ] Conservatório Musical de Guarulhos. Aulas de música, todos os instrumentos e canto. Rua João Gonçalves, 52 – Centro – tel. 2409-5830

193


lista7 Pesquisa: Val Oliveira

O IDH - Índice de Desenvolvimento Humano é o resultado da medição do grau de desenvolvimento econômico e qualidade de vida, entre os países do mundo. Esse índice é divulgado anualmente pelo PNUD – Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. Quanto mais próximo de um, melhor é o IDH. Confira os sete primeiros colocados no ranking de 2011. O Brasil ocupa a 84ª posição com 0,718.

LISTA

FOTOS: DIVULGAÇÃO | FONTE: PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO (PNUD)

1Noruega: 0,943 2 Austrália: 0,929 4 Estados Unidos: 0,910

3 Holanda: 0,910

5 Nova Zelândia: 0,908 6 Canadá: 0,908 7Irlanda: 0,908 Ranking completo em: http://hdr.undp.org/en/reports/global/hdr2011/download/pt/ 194


Ideias que Transformam

Revista Guarulhos - Edição 59  

Revista Guarulhos - Edição 59

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you