Page 1

REVISTA GUARULHOS

r e v i s ta g u a r u l h o s Ano IX - nº 51 - Abril 2011 - R$ 12,90 Diretor Responsável: Valdir Carleto

CELEBRAÇÕES

Dia das Mães Comércio deve faturar mais de R$ 9 bilhões

aBRIL 2011

Homens Os problemas sexuais que ficam em segredo

Celebrações Saiba por que as pessoas têm o hábito de comemorar datas e acontecimentos marcantes da vida


Faça revisões em seu veículo regularmente

CHEGOU A NOVA SENSAÇÃO DA HYUNDAI.

Hyunday CAOA Guarulhos

Av. Pres. Tancredo de Almeida Neves, 2112 Vila Sant Anna - Guarulhos - SP

Tel.: 2461-8000 www.hyundai-motor.com.br DISTRIBUIDORES EM TODO O PAÍS: 0800 77 02 011

O SENSACIONAL


índice 14

Comemorar, celebrar. Para cada ocasião, há um tipo de evento e para cada um deles, uma infinidade de detalhes a cuidar

8 ENTREVISTA

Luís Carlos Teodoro assume o Ciesp de Guarulhos e tem como prioridade a inovação industrial

34

Novela da Globo traz à tona interesse sobre o que é endometriose e como tratá-la

SAÚDE

Arte da capa: Douglas Caetano Fotos: Márcio Monteiro e Pro-Arts

Tecnologia

32

Uma configuração para cada caso

Casa

38

Decorando o quarto de solteiro

Falando de Sexo

42

Problemas que afetam os homens

Livros

56

Dicas para todos os gostos

Nossos Filhos

58

Eles são mesmo lindinhos

Registrando

60

Gente, empresas e eventos

Cidadania

74

Associação Guarulhense de Boxe

Gastronomia

76

Sugestões para a Páscoa

Esportes

84

Mulheres no Jiu-Jitsu

Veículos

92

O upgrade da GM na Captiva

Click

96

Achados da internet

Lista 7

98

Sorte no Oscar, azar no amor

46

As roupas que as mulheres usarão neste outono e inverno

moda

52 Dia das Mães abre boas perspectivas para aumento de vendas no comércio

economia

86 Um depoimento turismo

sobre viagem a Buenos Aires, Argentina

EXPEDIENTE A RG - Revista Guarulhos é uma publicação da Carleto Editorial Ltda. - M.E. opiniao@revistaguarulhos.com.br - www.revistaguarulhos.com.br Redação e Comercial: Av. João Bernardo Medeiros, 74 - Bom Clima - Guarulhos/SP CEP 07197-010 - Telefone: (11) 2461-9310 Impressão: Editora Parma - Tel: (11) 2462-4000 Tiragem 10 mil exemplares Assinaturas R$ 129,00 (12 edições)

6

Diretor responsável: Valdir Carleto (MTb 16674) Publisher: Fábio Carleto Editor executivo: Elias Luz Editora assistente: Vivian Barbosa Redação: Ana Cláudia Faccin, Jéssica Batista, Tamiris Monteiro e Val Oliveira Diagramação: Douglas Caetano, Douglas Pimentel e Rogério Hanssen Fotos: Márcio Monteiro e Rafael Almeida Comercial: Ana Guedes, Edgard Reiss, Jac Brandão, Natália Paulenas e Thaís Tucci Administrativo: Laila Inhudes, Ori Marsili e Viviane Sanson


editorial

Tributo ao povo japonês É impossível escrever o editorial desta edição sem fazer referência ao drama vivido pela população do Japão, assolado por um terremoto de alta magnitude e em seguida castigado por tsunami, que arrastou tudo o que havia pela frente. De início, é preciso falar da força da natureza. Seria exagero atribuir tais fenômenos aos sucessivos desmandos praticados pelo homem contra ela? Não se trata de apelar para crendices ou para o sobrenatural: a Ciência mostra claramente que os desequilíbrios causados pela devastação continuada, pela poluição crescente, provocam mudanças climáticas, derretimento das geleiras, aumento no nível e na temperatura da água do mar. Coincidência? Em segundo plano, cabe comentar sobre o quanto é de difícil controle a produção de energia nuclear. Mesmo avançado tecnologicamente como é, o Japão não pôde evitar rachaduras na usina de Fukushima, o vazamento de radioatividade e a consequente contaminação da água, do leite, das verduras, legumes e outros alimentos. Imagine se acontecesse em um país menos desenvolvido. Mas, o registro mais importante, imprescindível, é à capacidade do povo japonês de manter-se unido e organizado. Mais ainda: paciente e ordeiro. Impressionantes as imensas filas que se formaram para a distribuição de alimentos e outros gêneros, sem registro de nenhum tumulto, saque ou desvio de finalidade. Soaria cruel fazer qualquer comparação da situação vivida no Japão com as condições brasileiras e com o modo de ser de parte do nosso povo. Deixemos no terreno da imaginação do leitor. O mundo parou para acompanhar o drama dos japoneses e o desenrolar dos fatos, torcendo para que tudo fosse resolvido rapidamente, que o número de mortes fosse o menor possível e que as conseqüências para o Japão se limitassem às áreas diretamente atingidas. As atenções, as orações, o foco ficou todo voltado para o que estava acontecendo ali. Seria hipocrisia omitir que boa parte da preocupação é de que os danos causados pelo vazamento nuclear pudessem ou possam afetar outros países. Fica o registro da admiração e da solidariedade por esse povo ordeiro, trabalhador e tenaz. Gente que já passou por tantas experiências dolorosas, mas não perde sua capacidade de reerguer-se e de transformar a dor em energia para seguir adiante, fazer ainda melhor e converter-se em exemplo para todos os povos. Valdir Carleto Comente em www.revistaguarulhos.com.br

cartas do leitor IDENTIDADE VISUAL Escrevi há alguns meses, falando sobre a identidade visual da Revista. Agradeço-lhes pelo feedback dado àquela época. Quando encontrei o número de março da Revista Guarulhos, já curti o que vi. A capa está muito boa, porém foi só começar a folhear e me decepcionei novamente. A revista ainda está sem consistência. As reportagens parecem um amontoado de informações desconexas. Falta coerência na identidade visual, além de um pouco de elegância. Não sei quem é o público-alvo da Revista e mais uma vez admiro a iniciativa, mas ainda assim creio que é possível melhorar a comunicação visual. Moro em Guarulhos desde que nasci e sei que podemos ter produtos nossos com uma qualidade que não deixe a desejar aos da capital. Não estou julgando a diversidade de conteúdo da revista, apenas digo que ter uma identidade visual bem definida só pode trazer benefícios. Eu vejo a revista e não consigo enxergar cada reportagem como sendo parte de um todo. Um ótimo exemplo é a revista Super Interessante, que apesar de trazer coisas diversas e usar várias formas de expô-las, mantém uma unidade geral: você sabe que está lendo uma reportagem da Super. Ou o exemplo Diário de Guarulhos: você consegue notar que o está lendo, apenas pela sua consistência e estética. Não quero ditar regras, até porque também estou em constante aprendizado. Podemos ir trocando conhecimento. Assim, ambos evoluímos. Danilo Amaral Designer de Interfaces Digitais Nota da Redação: Suas observações são pertinentes e serão analisadas com muita atenção.

Fale com a gente Escreva! Mande opiniões, sugestões e críticas; elas são muito importantes para nós aprimorarmos sua revista. E-mail: opiniao@revistaguarulhos.com.br Fax: 11 2461-9310 Cartas: Av. João Bernardo de Medeiros, 74 Bom Clima - Guarulhos / SP - CEP 07197-010 Versão digital: www.revistaguarulhos.com.br

7


entrevista

“O Ciesp quer inovação no parque industrial” Entrevista: Valdir Carleto e Elias Luz. Fotos: Rafael Almeida

Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) Regional Guarulhos realizou no dia 11 de abril a eleição de sua nova diretoria. Foi aprovada a chapa única, tendo Luís Carlos Teodoro, como diretor titular e Maurício Collin, primeiro vice-diretor e Antonio Roberto Marchiori, segundo vice-diretor. Nesta entrevista, Teodoro revela seus planos de ação até 2015. Há vários mandatos o Ciesp Guarulhos não tem disputa. Isso se atribui a quê? O empresariado está satisfeito com as gestões ou não quer participar? É um pouco de ambas as colocações. De um lado há a falta de participação, por que são três mil indústrias e só 450 associados. Há um grupo que

participa. Existe sinergia, convergência de idéias entre os participantes, mas é preciso agregar mais e vamos trabalhar neste sentido.

“Vamos levar para o empresário industrial todas as ações que a sede – a Fiesp – patrocina” Qual o seu ramo industrial? Sou o responsável pela Maxius Indústria de Peças e Equipamentos, que trabalha com usinagem de peças mecânicas para máquinas industriais. Há quanto tempo milita no Ciesp de Guarulhos?

Desde 1998. São 13 anos de trabalho organizado com a entidade e os empresários que a compõem. A sua experiência como presidente da Asec terá peso na gestão do Ciesp? Até que ponto considera que isso vai facilitar seu desempenho? Há uma certa bagagem de experiência, que, com certeza, será usada na interlocução com a classe empresarial e política. Aprendi a enxergar, a sentir quais as demandas da classe empresarial, atuando junto com Daniele Pestelli e os demais diretores. Qual a diferença fundamental que haveria entre a Asec e o Ciesp? A diferença fundamental é que a Asec atua em ações mais localizadas, coisas de pequenas necessidades, soluções menores. O Ciesp age na infraestrutura e em setores como

Artigos para tapeçaria residencial e automotiva Toda linha de tecidos para cortinas PAGAMENTO 3X NO CARTÃO VISA OU MASTER Horário de atendimento: 2ª a 6ª, das 8 às 17h – sábado, das 8 às 12h

8

• Voil • Cetim • Rústico • Verona • Tergal verão • Rendas Kit de varão, suportes, presilhas, ponteiras, ilhoses, argolas, entretelas, etc

Material para estofados • TNT • Chenile • Jacquard • Suede • Couro natural • Couro sintético • Espumas Grampeadores, cola, linha, etc. Tapetes: vários tamanhos, cores e modelos

Av. Otávio Braga de Mesquita, 412 - V. Fátima PABX:

2468-8030


trial que mereça uma atenção especial, ou todos estão no mesmo patamar? Cada segmento tem seu problema específico, mas existem problemas que são comuns a todos. Há um problema especial que é o fato dos produtos chineses estarem invadindo o Brasil. Os produtos chineses representam um terço de todos os importados do Brasil. E como está a geração de empregos na indústria? Calculamos que a indústria de Guarulhos gera 250 mil empregos. Esse número a gente espera que aumente, mas, por enquanto, a situação é estável. O governo vem adotando medidas mais restritivas, para diminuir o consumo, a inflação. Se o cenário mudar para melhor, vamos conseguir gerar mais empregos.

o de energia e de rodovias, além de dar uma atenção mais ampla a toda a cadeia produtiva dos produtos industriais. É uma ação mais macro, embora nas duas organizações existam empresas de pequeno, médio e grande porte. De três mil indústrias, só 450 são ligadas ao Ciesp. O que pretende fazer para aumentar este número? É um esforço da entidade de melho-

R 2011 VESTIBULA DISTA

EAD METO UE FAZ

. CONEXOÃLUOIR Q A DISTÂNCIA

rar a comunicação com o industrial, de levar para o empresário as ações que a sede – a Fiesp – patrocina. Os problemas dependem de ações políticas, nos âmbitos estadual e federal. São questões tributárias, de câmbio, produtos importados. Captamos essa necessidade. Dentro do plano de comunicação, é preciso traduzir essas necessidades. São poucos empresários que têm esta noção. Existe algum segmento induspolo Guarulhos (11) 2486-9446

metodista.br/ead

Como você pretende defender incentivos para atrair novos empreendimentos industriais à cidade? Para ser bastante franco, estamos lutando contra qualquer tipo de medida que leve a ações de incentivos fiscais. Somos completamente a favor de uma reforma tributária. Assim a carga tributária ficará equalizada, mais justa. Quando a gente começa a pedir que os governantes criem incentivos fiscais, estamos criando situações diferentes para os empresários, ou seja, proporcionando uma concorrência desleal. Quem perde mais é o poder público e a população de forma geral, porque a cidade deixa de arrecadar. outras localidades 0800 889 2222

twitter.com/metodista

VOCÊ EV

Conexão

ê evoluir. que faz voc

Educação. todista de à Rede Me Conectada e.

los de leta dos po lista Comp Confira a

nosso sit nCial em apoio prese

9


entrevista Em termos de reforma tributária, este ano sai alguma coisa, já que não teremos eleições? O Ciesp tem trabalhado para que a reforma tributária saia. Há muitos interesses distintos de vários governantes, que puxam sempre a sardinha para o seu lado. Temos uma ação para ser levada a êxito, que deve ser divulgada em breve. Será uma equalização dos impostos cobrados na importação. Hoje, nossos portos têm uma tarifa de importação diferenciada. Isso já é uma guerra fiscal. O pior de tudo é que além do Estado deixar de arrecadar, ainda está diminuindo o custo do produto importado para competir com o nosso. Quem está ganhando é quem produz lá fora. Alguma inovação a ser revelada? Faço parte de uma chapa de situação. Farei um trabalho de continuidade, embora não de continuísmo. Pretendo criar novos eventos de negócios. As feiras são uma vertente promissora. Quero também criar meios de divulgação de produtos industriais, além abrir parcerias com outras associações empresariais e ajudá-las a conseguir equipamentos que estejam faltando nas regiões em que atuam. Queremos também promover a inovação, buscando ação conjunta com universidades, faculdades e escolas técnicas, faculdades. E essa escola nova do Senai? De um lado, o Senai entendeu o nosso pedido de construir mais

10

“Somos contra o incentivo fiscal, porque o que precisamos é de reforma tributária”

uma escola de ensino profissionalizante. Está liberando uma verba para a sua construção, pois falta mão de bora qualificada. A Prefeitura entendeu que a escola será muito importante para a cidade e cedeu a área. Será em Bonsucesso e de grande utilidade também para Arujá. No momento, o terreno tem que ser legalmente doado. Isso leva um tempo devido à burocracia. O projeto da escola está pronto, com estudo de solo, ou seja, estamos aguardando as condições legais para o início as obras. A formação será bem técnica, de nível médio, e também haverá cursos de formação profissional. Serão dois mil alunos na escola para início de conversa. Como está a relação com o poder público? Hoje vivemos um cenário bem diferente. Os empresários têm um bom diálogo com a prefeitura, com os secretários. Pretendo potencializar esta relação. Temos participado de muitas atividades em conjunto e vamos intensificá-las. O parque tecnológico foi uma bandeira do Daniele Pestelli. Faz parte dos seus anseios? Sem dúvida alguma. Diante de um cenário mundial como esse, em que os chineses produzem muito e em larga escala, sim. Se nós quisermos avançar e diferenciar em termos de indústria, teremos que ter produtos de maior valor tecnológico. Não basta apenas produzir. Temos que produzir com inteligência. ■■


comemorar O negócio é

14

Texto: Ana Cláudia Faccin. Fotos: Banco de imagens


áscoa, Natal, Ano novo, casamento, aniversário, promoção no emprego, uma nova aquisição ou simplesmente um brinde à vida. Quem é que não gosta de comemorar? Do latim commemoratione, a palavra está ligada ao verbo “lembrar” ou fazer alguma coisa com alguém. Por isso, é natural que as pessoas não economizem alegria e boas companhias neste momento de extravasar. O costume da comemoração depende muito do ambiente familiar, inclusive as que envolvem a crença, como são os exemplos do casamento e do Natal. A psicóloga Vanja Gonçalves explica que os filhos aprendem continuamente através do comportamento de seus pais. “Caso os pais tenham o hábito de comemorar determinadas datas, os filhos tenderão a fazer o mesmo”, complementa. Algumas pessoas sentem tanta satisfação em compartilhar suas alegrias com os outros, que tornam sua vida uma eterna comemoração. A gerente de banco Gabrielle Dortes é uma delas, pois adora comemorar: “sempre conquistei minhas coisas com muita garra e dificuldade, por isso gosto de valorizar cada momento da minha vida ao lado de pessoas que amo”, detalha. Dentre tantas comemorações banais, como um “dia do amigo”, Gabrielle relembra a mais importante da sua trajetória. “A comemoração mais especial da minha vida foi quando pude reunir meus amigos e familiares em meu casamento, que fiz questão que fosse como sempre sonhei”, diz. Tanta demonstração de felicidade pode atrair críticas de pessoas próximas. “Sou criticada, inclusive, pelas minhas melhores amigas, mas não ligo, pois meu negócio é comemorar”, relata.

Segundo a psicóloga Vanja vidas. Então, é natural reviver Gonçalves, o ato de comemorar emoções.”, demonstra. está longe de ser qualquer distúrMuitas vezes pensa-se que é bio emocional, mas é necessário necessário fazer uma grande festa ficar atento. “Quando a pessoa para comemorar, ou estar rodeado torna-se rígida demais com ela de pessoas, mas a comemoração mesma, não deixando passar ne- pode ser a mais simples possível. nhuma data sem comemoração e Segundo Vanja, a mídia exerce exige o mesmo comportamento uma grande influência no comdas pessoas que a cercam, é mo- portamento das pessoas, transmento de reflexão”, alerta. Mas formando e atuando na formação nem tudo são flores. Há quem de opiniões, valores e crenças. não goste muito das comemo- “As pessoas deixaram suas tradirações. Datas que fazem refletir, ções familiares de lado, adotando como o Natal e aniversário, po- estereótipos de comportamento dem trazer um sentimento inver- influenciável por outras culturas, so ao da alegria. tradições e costumes”, finaliza. A locutora Jane Felix prefere passar no anonimato no dia de seu aniversário. “Talvez os deFormas de safios da vida adulta e sua constância e intenudáveis rmas bacanas, sa sidade tenham me feito Existem muitas fo ção para você! op or ar. Veja a melh or em m co de s e prática exigir muito de mim”, Sozinho você. admite. A percepção horas do dia para Reservar algumas etc. Se a, ist ag ss ema, ao ma de que o tempo está Passear, ir ao cin que só da mi co a um dir pe estiver em casa, nunca passando muito rápido tir aos filmes que você gosta e assis nal, Afi o. pode trazer determinada sistir ao seu lad ninguém quis as ita. rfe pe r se isa ec ão pr aflição para o aniversauma comemoraç riante que poderia esA dois tar comemorando mais sempre Um bom vinho é O vinho a. uma primavera. “A data uma boa pedid ântico, m ro ar um do meu aniversário não traz a de festa. agregado ao clim é mais um renascimento, a Com a famíli mas uma sinalização de que eio em lugares a ss pa um r ze Fa • mo co , te que o tempo está passanopção diferen nunca foi é uma c; et s õe exposiç do e que ainda há muito parques, museus, s em casa ou em ido un re que fazer. É como se eu ar oç • Alm ; te algum restauran tivesse um tempo determira assistir a uma pa ília m • Levar a fa nado para uma conclusão”, filme no cinema. peça teatral ou um destaca Jane. A psicóloga Com a galera explica que algumas datas e decidir junto são reflexivas, caso tenham • Juntar amigos al para todos: ide deles qual o local ou não algum significado em , restaurante, barzinho, pizzaria a; nossas vidas. “As comemorasorveteria ou balad a su em o sc ra ur ções sempre nos trazem lem• Preparar um ch m co s os amigo branças, caso tenham ou não casa convidando mais afinidade; m te cê vo quem algum significado em nossas , estilo americano

r a r o m e m o c

• Fazer uma festa cada um leva um daquelas em que bebidas. prato diferente ou


Hoje é o seu dia!

capa

Os aniversários continuam sendo um dos eventos familiares mais concorridos e queridos por todos Texto: Jéssica Batista. Fotos: Márcio Monteiro e banco de imagens

ies Sollemnis Natalis: uma das primeiras denominações, no Império Romano, para designar os aniversários. Um dos rituais mais realizados do mundo ocidental celebra a continuidade da vida. Mais um ano, mais uma festa. E não importa sua grandeza, as famílias comemoram a velhice de seus membros como uma maneira de marcar mais um passo rumo a uma longeva vida. De acordo com dados do Insituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a tendência é cantar-se cada vez mais os “parabéns a você”. Os mais de 190 milhões de brasileiros têm uma expectativa de vida de 81,3 anos equivalente à população japonesa. Mas, como entender as fases mais importantes da vida e comemorá-las de uma maneira que se encaixe com a realidade financeira, social e psicológica desse indivíduo? Difícil responder a todas as perguntas, já que cada um tem suas preferências religiosas, musicais e seu modo particular de festejar uma data considerada importante. 16

Mas fases como os primeiros anos de vida, a adolescência - em especial os 15 anos das meninas - e a idade adulta têm particularidades em todos os seus aspectos. Nos primeiros anos de vida, muitos questionam pais que realizam grandes festas em bufês, pelo simples motivo de que as crianças não sabem o que está acontecendo ou também por elas não aproveitarem todos os aparatos oferecidos pela tarde ou noite em si. Para a psicóloga Fernanda Araújo Cabral, nos primeiros anos, a festa é realmente direcionada aos pais e parentes e é até natural que a criança sinta-se assustada com a quantidade de estímulos e barulho. “Porém, as festas infantis fazem parte da nossa cultura e é importante que o bebê possa se acostumar com elas e, sobretudo, com o estilo de vida dos pais. A partir da segunda ou terceira festinha, a criança tende a gostar muito das festas e até pedir por elas. E, além do mais, os pais têm todo o direito de comemorar a conquista de ter criado o bebê por um ano!”, ressalta. Atualmente, as festas infantis realizadas em bufês são mais recorrentes, pelo fato de poder reu-

nir todos os amigos e parentes em um local estratégico sem se preocupar com a limpeza da casa ou na compra de todo o material para a realização da celebração. Uma festa infantil para 100 convidados pode custar, em média, R$ 6 mil. Maristela Bueno, gerente do bufê Be Happy, localizado na Ponte Grande, conta que são realizadas festas praticamente todos os fins de semana no local que é um paraíso da diversão para os pequenos: tem pista de bate-bate, cinema 6D, torre, cama elástica, barco viking, la bamba, xícara maluca, airball, piscina de bolinhas, discoteca, jogos eletrônicos, casinha da princesa, camarim com fantasias de super-heróis e de princesas, além de uma piscina com aquabol. Para ela, os benefícios vão além das brincadeiras das crianças nesses espaços, que, a cada dia, transformam-se em pequenos parques de diversões. “Os pais podem curtir totalmente a festa e aproveitam melhor seus filhos durante o período em que estão realizando um sonho. Sem contar que os bufês têm grande estrutura de brinquedos e serviços para fazer a diferença”, acredita.


capa

Quando a criança começa a dar vazão a suas opiniões e desejos, as festas precisam ser repensadas e, além dos pais, ela também precisa estar decidida a querer comemorar, com pompas ou não. “Chega um tempo em que já é possível realizar a festa só se o aniversariante quiser. E, caso não queira, é preciso respeitar sua decisão. Muitos preferem, em vez de uma festa em bufê, um encontro com os amigos, uma tarde de futebol ou ainda dormir em casa com os coleguinhas. As crianças podem e devem participar dessa construção. O que não recomendo é forçar a criança a viver com algo que ela não queira”, afirma Daniella Freixo de Faria, especializada em psicologia analítica. A psicóloga Fernanda Araújo Cabral aconselha aos pais a ouvir a opinião dos filhos em relação à decoração da festa. Dos quatro aos cinco anos é normal escolher personagens de desenhos animados, dos sete aos oito tendem a querer escolher os convidados. E as crianças mais velhas, por volta dos 10 aos 12 anos, podem escolher por matinês, viagens ou outras formas de comemoração. O estudante Guilherme Zechetto Pedroso, 12 anos, faz parte do grupo de crianças que preferem passeios alternativos. O pai José Luis Pedroso, analista de sistemas, 33 anos, conta que apesar do filho gostar de festas, tem suas ressalvas e faz questão de personalizar suas celebrações. “Nossas festas ainda 18

são f a m i l i a r e s. Ele chama uns três ou quatro amigos e o restante é família. E ele também tem suas preferências: não quer bexiga, quer fliperama, por exemplo”, conta. Este ano, Guilherme comemorará seus 13 anos de uma maneira diferente. Em vez de ficar em casa, escolheu as pistas de boliche. “Ontem mesmo ele veio me contar que o amigo dele comemorou o aniversário no boliche. Isso bastou para se tornar um incentivo para ele”, conta o pai. Para os meninos adolescentes, escolher um local para comemorar a juventude pode ser uma tarefa mais fácil do que para as meninas. Principalmente quando a data em questão são os tão esperados 15 anos. As debutantes estão cada vez mais exigentes. Se antes os bufês eram recheados de adolescentes, normalmente amigos da aniversariante, formando 15 casais para dançar a valsa da meia-noite, hoje outras alternativas são válidas. Mas as festas tradicionais ainda são um sonho para muitas meninas que querem passar uma noite como princesa. A

assistente financeira Camila Rios, hoje com 23 anos, sempre sonhou com a tradicionalíssima festa de debutante e seu pai, à época, juntou economias para realizar seu sonho. “Foi muita emoção! Todo mundo gritava, me senti uma artista”, relembra. Hoje, Camila admite que mudaria alguns detalhes de sua festa - consideração normal após oito anos de sua realização, um amadurecimento e mudanças de comportamento. “Tem de aproveitar a noite ao máximo e não importa o estilo da festa, desde que a menina se sinta uma princesa em um grande conto de fadas”, diz. Se algumas querem sentir-se divas, outras já optam por sentir-se cada vez mais adultas e independentes. Matinês como a Pacha Teen, Eazy, Connecteen e Clubteen oferecem tardes com descontos para festas. E melhor (para os aniversariantes, claro) que tudo é sem a vigilância incômoda dos pais, que não precisam se preocupar tanto, porque os consumos de álcool e fumo não são permitidos nesses locais.


Celebrar é preciso! Relembrar é preciso! A gente se orgulha de formar cidadãos. Pessoas bem sucedidas. Gente de bem. A partir da próxima edição da RG, vamos relembrar cada uma de nossas turmas já formadas e colher depoimentos de nossos ex-alunos. Eles são nossa história e pavimentam o futuro, confirmando que é possível, sim, ter sucesso, contribuindo para um mundo melhor e sendo feliz.

Av. Esperança, 1.038 Rua Conselheiro Antônio Prado, 323 Vila Progresso • Guarulhos

Tel.: 2440-1038

www.colegioclip.com.br


capa

Só para os

s o h n alti a Batista Texto: Jéssic de imagens o nc Ba s: Foto

O que pode A época das brincadeiras já passou e a difícil fase da adolescência também. E agora, como comemorar? Viagens, baladas, celebrações mais fechadas, em casas ou barzinhos: tudo é permitido. O DJ Cássio Soares Silva chega a realizar seis festas de aniversário por mês. As mais comuns são as de debutantes, mas já discotecou em casas, salões e bufês. Ele conta que procura, nesses encontros, identificar em cada pessoa seu estilo de música preferido a fim de agradar a maioria. “Diversifico bastante os estilos de músicas e uso a criatividade. Uma vez fui trabalhar em uma festa de uma criança de 10 anos e, quando chegamos ao local, percebemos que a mãe e dona da casa e muitos outros amigos dela já me conheciam de outros eventos. O que era para ser uma festa infantil tornou-se um encontro de velhos amigos. A energia e as coreografias de pessoas mais velhas me surpreendem”, relembra. Cássio explica que, apesar dos 20

gostos musicais, é possível mapear uma linha sonora para festas de acordo com a idade do aniversariante: os adolescentes preferem psy e funk; os adultos são ecléticos, mas o sertanejo e os clássicos dos anos 70 e 80 não podem faltar e os mais idosos escolhem por forrós e músicas dos anos 60. “Quanto mais pessoas, mais energia transmitida e a ‘adrenalina’ aumenta, principalmente quando eles cantam os refrões das músicas”, conta. Mas não importa como é comemorado, o importante é lembrar que a data existe. Por que, afinal, nada mais triste (e desagradável) que esquecer uma data tão importante como o aniversário de alguém!

s parar os presente de caixa para se é , sim As . fê bu • Deixar uma gran casa ou no da rta po na s s do to dos convida constrangimen r depois e evitar e possível agradece iversariante - o qu an l decepção do íve ss po a s; en um jov m co mais acontece com os costumeiramente nha a ver com te e qu ra no so lha • Elaborar uma tri ra agrupar os pa os adeiras e jog inc br ou s igo am os ecem; ainda não se conh convidados que m velinhas e co lo bo l na cio nven • Abrir mão do co grupo. em jar a bares ou via fazer jantares, ir

O que não pode o permitido pessoas do que • Convidar mais número de comprados ou o para os materiais r pessoas em eis no bufê. Deixa cadeiras disponív e; nt o é nada elega pé numa festa nã m festas nas as crianças faça e qu ra • Insistir pa a criança m bem. Se for um quais não se sinta -la acuada. ixá de grandes podem s sta fe , da ta ca re sexuais em com conotações • Fazer paródias . A tendência ença de pequenos festas com a pres ultos dizem, ad tudo o que os am pit re s ele e é qu iversários. ainda mais em an


capa

sonhos

Formando

Texto: Jéssica Batista. Foto: Banco de imagens

epois de muito esforço, estudo e, claro, algumas idas ao barzinho ao lado da faculdade, acabou. Os anos atribuídos para a formação do profissional merecem uma comemoração. Não só os universitários, mas também os adolescentes que se formam no Ensino Fundamental e no Médio celebram o fim de um ciclo para o começo de uma nova guinada profissional e estudantil. Todas as fases passam por rituais que podem ser viagens, presentes como automóveis ou as formaturas. A última, celebração tradicional entre os formandos, conta com muita pompa - e diversas eta22

pas. O trabalho começa no meio do ano, quando é preciso compor, dentre os alunos interessados, uma comissão para avaliar e levar as informações sobre escolha da banda, valores, local e outros detalhes para os demais alunos. Apesar do trabalho de serem responsáveis por transmitir os pormenores, podem ter descontos ou gratuidade na festa. Se antes as festas costumavam ser cheias de protocolos, hoje elas têm um viés mais divertido, ainda que ainda contenham a maioria dos passos de uma formatura tradicional: a missa ou culto, quando são feitas preces, hinos de louvor e orações; a solenidade, que dura, em média, três horas, considerada

a etapa mais importante da celebração e o baile, hora de esquecer dos problemas e aproveitar a festa. A solenidade é composta de rituais seguidos de acordo com a instituição de ensino. A maioria segue o mesmo padrão com cerimônia realizada por um reitor, um discurso do orador da turma, um juramento sobre tema relativo ao curso, concessão de grau e de láurea universitária, com a entrega do diploma aos alunos que se destacaram, além de homenagens e de mais discursos. O designer Rodolfo Parola Mustafé Camolese, 26 anos, formou-se em 2007 na FMU (Faculdades Metropolitanas Unidas) em Desenho Industrial. Para ele, o


Venha saborear os pratos do

PIZZARIA

CHURRASCARIA

Alameda Real Restaurante & Pizzaria

RESTAURANTE

Sobremesas Pizzas Grelhados Massas Calzones Churrascos

GRELHADOS

A LA CARTE

Parmegiana

Bacalhau Vila Real

Pizzas e calzones

Traga a mamãe e aproveite esse dia tão especial! Delivery: 2453-4510 2453-4666

MPB ao vivo toda sexta e sábado

Horário de funcionamento: Terça a sábado das 11h30 às 23h30. Domingo 11h30 às 17h

Alameda Yayá, 468 - Vila Aida Ambiente familiar climatizado, com estacionamento e manobrista


O que pode

capa momento mais marcante da festa de formatura foi a entrada. “Chamaram meu nome e colocaram a câmera na minha cara (risos)”, conta. Em sua família, todos os que terminam a faculdade comemoram com a festa e, segundo ele, com muita empolgação. “Decidi fazer para comemorar a luta de quatro anos. Também queria compartilhar a vitória com a família e os amigos” completa. Mas, apesar de todos esses passos trazerem alegria e orgulho, tanto aos formandos quanto aos pais, o momento do baile é, certamente, o mais esperado. O bufê abre espaço para as performances de bandas que, em geral, montam um repertório especial para a ocasião. Além de shows, é possível optar também por um DJ, trios elétricos, orquestras e até uma escola de samba, que animam os convidados durante toda a noite. Cada mesa, padronizada de acor-

OUTONO INVERNO

2011

(11) 2382-2115 contatohill@gmail.com www.hillfashionstore.wordpress.com

SP - Guarulhos - Jd. Maia Av. Papa João XXIII, 158C

ao lado do Grego’s Cabelereiros

24

do com a decoração do local, é oferecida à família e amigos do formando. Normalmente as festas são open-bar (as bebidas são servidas livremente, incluídas no preço total da festa) e com vista para o telão, no qual são exibidas fotos e cenas dos formandos. Mas, para os que passaram por grandes realizações durante o tempo de formação, poder jogar o capelo para o alto e aproveitar a noite é o mais importante. “Minha família e amigos próximos acompanharam toda essa fase e achei importante eles comemorarem comigo”, finaliza Camolese.

Comissão. decisões junto à • Participar das ra todos; Afinal, a festa é pa dar orçamento e estu or elh m o ro • Escolher ua et ores formas de ef quais são as melh pagamento; la colha apenas pe • Em casos da es r um za ali re l íve é poss colação de grau, amigos, e es nt re pa m co jantar ou reunião em outro lugar.

O que não pode pede rte quando a festa • Usar traje espo algo mais formal; local; s bebidas para o • Levar as própria ou s ca áfi gr foto • Levar máquinas ens. Elas ficam ag film de as er câm pção do bufê e ce re guardadas na da festa. devolvidas no fim


GRUPOALPHAMIDIA.COM.BR

! s o h l u r a u G . m m a r e t n o o c s n e s i e s s o e r d o b u a T urger, onde todos os s

Wow B

(11) 2408-0740 Av. Paulo Faccini, 2023 - Guarulhos/SP www.wowburger.com.br


capa

A hora do sim Texto: Vivian Barbosa. Fotos: Mรกrcio Monteiro, Rafael Almeida

26


capa ntre as principais comemorações que ocorrem ao longo de uma vida, o casamento é reconhecido por muitos como a mais importante. Além de ser um belo evento, é a cerimônia que marca o momento no qual tanto os homens quanto as mulheres apostam todas as suas fichas. Neste dia, cada detalhe é sinal da realização de um sonho e dos planos que ainda serão realizados. O casamento, além de ser a data mais comemorada, é também a

que marca uma nova fase na vida dos noivos. Por conta disso, tem importância para o casal, seus familiares e amigos. Sobre o comportamento das pessoas, o psicólogo Vicente Nascimento, em Guarulhos, diz que a celebração é a mais esperada, principalmente, por conta das cobranças sociais. “As pessoas mais velhas cresceram ouvindo que o casamento era um compromisso obrigatório. E que mais dia menos dia aconteceria. O desejo de casar-se é, em geral, uma herança de avós e pais”, explica.

Com as mudanças comportamentais da sociedade, a igualdade do papel feminino e masculino e a modernidade dos relacionamentos, celebrar o casamento deixou de ser uma obrigação. “Muitos celebram a união muito tempo depois de estarem sob o mesmo teto. Hoje, estar casado significa dividir a vida, indiferente de ter comemorado ou não. As pessoas se dão o direito de experimentar sem tantos problemas. O importante é estar junto da pessoa que ama e comemorar a união dia após dia”, detalha.

distância

Organização a

A história de cada casal é diferente. Cada uma tem suas particularidades e isso reflete no resultado. Rodrigo e Thalita De Lascio são exemplos disso. Casaram-se em outubro do ano passado e organizaram o evento quando ainda moravam em Londres, onde já viviam como marido e mulher. Eles contam que voltaram para o Brasil apenas 12 dias antes da cerimônia, quando tudo já estava quase pronto. Para evitar problemas com a cerimônia e a festa, os noivos contaram com o trabalho de uma empresa especializada em organização e com a ajuda dos pais, que intermediaram os contatos. A organização começou a ser feita com dez meses de antecedência. “Apesar da distância, queríamos que tudo saísse do nosso jeito”, conta Thalita. Ao contrário do que se pode pensar, os detalhes mais íntimos como decoração, cores, roupas dos noivos,

buquê e convites foram feitos exatamente como o casal havia planejado. “A empresa fazia quase tudo por nós. Reuniões com fornecedores, contratos, visitas e degustações. Mas tudo era decidido por nós”, conta Rodrigo. Sobre a experiência, eles afirmam: “Foi relativamente simples, mas sentimos que em alguns momentos gostaríamos de ter acompanhado os detalhes de perto”. Outro item importante é o vestido da noiva. Thalita conta que não gostou de nenhum modelo que viu em Londres. Por isso, preferiu que o dela fosse feito no Brasil. “Deu tudo muito certo, pois já sabia o modelo que queria. Enviei para a pessoa que iria confeccionar - que me mandava pelo correio amostras de tecidos e renda para que eu pudesse escolher tudo. Quando cheguei, minha primeira parada foi no atelier. Tive uma costureira reservada durante uma semana para dar conta de todos os

acertos. Ficou perfeito”, relembra. Para conseguir ter tudo pronto do jeito que sonhava, o casal precisou planejar as finanças. Começar uma vida a dois sem dívidas é o maior desejo de todos os casais. Com Rodrigo e Thalita não foi diferente. Apesar de já morarem juntos em Londres, a vida financeira começou a ser planejada um ano antes do casamento. “Recebemos ajuda de nossos pais neste quesito também, mas a maior parte das despesas foi por nossa conta”, conta Rodrigo.


capa

Falta pouco... Texto: Vivian Barbosa. Fotos: Márcio Monteiro

Organizar um casamento não é uma tarefa simples. Quem sonha com uma celebração perfeita sabe que os preparativos devem ser feitos com cuidado e sempre com antecedência. A vida do casal que pretende comemorar complica-se com a proximidade da cerimônia. São milhares de detalhes que aparecem durante o período de organização. E se não houver cuidado, o estresse toma conta e a união do casal acaba antes mesmo de começar. Para falar sobre o período de organização de um casamento, nada melhor do que noivos que estão prestes a dizer o sim perante familiares e amigos. Nabil Mustapha, 22 anos, e Glaucia Sales, 25 anos, serão as estrelas da noite dentro de um mês. “Parece que quanto mais perto fica, mas coisas têm para preparar”, desabafa a noiva. A história do casal foi sempre marcada por declarações e demonstrações de muito amor. O pedido de casamento foi um dos momentos mais marcantes para ambos, assim como o noivado. Nabil conta que apesar de não ter 28

sido um noivado tradicional, com família e amigos reunidos, quis surpreendê-la com o pedido. Por isso, esperou pelo aniversário dela para jurar-lhe amor eterno. Desde então, os preparativos começaram a ser feitos. Glaucia fala que a procura por salões de festa começou timidamente, mas depois de seis meses já tinham orçamentos suficientes para uma boa escolha. “Quando marcamos a data e começamos a nos organizar vimos que tudo sairia de nossa realidade. Celebrar em um sítio foi uma saída prática e que condizia com meu sonho”, conta. Mesmo seguindo padrões e cumprindo prazos para preparar tudo com antecedência, alguns imprevistos podem acontecer. Além dos detalhes da festa, o casal está correndo para deixar a casa pronta para recebê-los após o sonhado sim. Nabil conta que se arrepende de não ter contratado um organizador de eventos. “Estamos resolvendo tudo sozinhos. Nessa hora é muito difícil aparecer alguém para ajudar”. Apesar de faltar pouco tempo,

o casal se divide para dar conta de todos os detalhes que faltam. “Ainda falta decidir sobre os bem-casados, a viagem de lua de mel, a decoração do local e outros detalhes que prefiro nem lembrar para não ficar maluco”, relata o noivo. Mas, mesmo com algumas dificuldades e até interferências de outras pessoas nas decisões, o casal afirma que tudo ficará do jeito deles. Nabil diz que em cada detalhe é possível ver um pouco de cada um. Sobre o momento corrido e um tanto turbulento, a noiva confessa: “O estresse tem sido muito grande para nós dois. Mas procuramos fazer tudo juntos para não ficarmos sobrecarregados. Posso dizer que mesmo correndo tanto estou adorando este momento da minha vida”, revela. Com quase tudo pronto, os noivos falam sobre as expectativas para o momento: “Estamos bem ansiosos. Penso sempre se tudo vai correr bem e se nossos convidados ficarão confortáveis no dia”. Apesar das incertezas, os noivos sabem que tudo isso faz parte do jogo e que no fim tudo correrá bem.


capa

nem sempre

Casar

sai caro

Quando alguém pensa em realizar uma cerimônia e a festa de um casamento, deve pensar, antes de qualquer coisa, na situação financeira. Ricardo Pereira, educador financeiro e consultor do programa “Consumidor Consciente da Mastercard”, explica que os noivos devem começar com os planos quando o relacionamento ficar mais sério. “Planejar nem sempre significa guardar dinheiro. Falar sobre o assunto já é um bom começo”, sugere. Muitos pensam que não é possível fazer festa, viajar e ainda arrumar os detalhes da casa. Ricardo explica que é só organizar as rendas e colocar no papel todos os gastos para controlar as finan-

ças. “A contabilidade mental não ajuda neste momento. As pessoas acabam comprando por impulso. Detalhar os valores disponíveis para cada tipo de gasto é uma maneira de praticar o consumo consciente”, afirma. Outra dica importante que pode mudar, e muito, a realidade do casal após o casamento, é a escolha entre financiar ou alugar um imóvel. O educador diz que muitas vezes é melhor começar a vida a dois com a casa alugada e guardar dinheiro para comprar o imóvel um tempo depois. “Entrar em um financiamento sem muita disponibilidade financeira não é uma boa ideia”, conclui. ■■

Para ler... Para ver...

Diário de uma recém casada

Organizando os detalhes Planejar é o segredo para ter uma cerimônia bonita e livre das famosas gafes. Silvana Rapé, cerimonialista e dona do buffet Chiaro Di Luna, no Gopouva, dá dicas sobre o que pode e não pode ser feito durante a organização e a realização de um casamento.

O que pode •Começar a organização da cerimônia com um ano de antecedência; • Programar tudo dentro dos padrões financeiros dos noivos; • Cumprir os horários é uma demonstração de respeito com os convidados e familiares; • As flores do buquê podem ser diferentes das usadas na decoração; • Somente a noiva pode usar traje branco neste dia; • Combinar o comprimento do vestido das madrinhas; • Comemorar noivado ainda é tradicional. Festas como chá de cozinha, chá bar ou até a despedida de solteiro são feitas apenas pela brincadeira com os amigos; • Anexar a lista de presentes no convite pode facilitar a escolha dos convidados.

www.uicasei.com.br

Formada em letras e publicidade, Ana Cláudia Faccin conta no blog suas descobertas com a nova vida: a de recém casada. Lá, é possível acompanhar a rotina, as curiosidades e as angústias vividas por ela. “Um dia você mora na casa dos seus pais com casa, comida e roupa lavada. Então, se não bastasse fazer 30 anos... TCHAN: você se casa e vai viver novas aventuras! Aflições, angústias e descobertas de quem nunca imaginou que este dia poderia chegar. Mas chegou!”. Vale a pena conferir.

30

O que não pode O casamento dos meus sonhos (2001) Direção: Adam Shankman

Julia Roberts faz o papel de uma organizadora de casamentos, capaz de transformá-los em um evento inesquecível. Mas quando ela se apaixona pelo noivo de um dos casamentos que está organizando, começa a perceber a falta de amor em sua vida e, por causa disso, envolve-se em uma série de confusões.

• Beber muito; • Chegar só na festa; • Criticar os detalhes durante o evento; • Exceder o número de convidados sem ter serviço contratado para deixá-los bem atendidos; • Preparar uma festa apenas para alguns convidados; • Madrinhas não devem usar vestido preto; • Enquanto estiver no altar, os padrinhos devem evitar conversas; • Levar pessoas não convidadas.


tecnologia

A escolha do

Texto: Tamiris Monteiro. Foto: Divulgação

computador

certo para você

omprar um computador costuma ser um momento de felicidade, mas fazer a escolha da máquina certa pode gerar dúvidas no consumidor. A falta de conhecimento sobre componentes essenciais e a variedade de marcas e modelos podem resultar numa compra menos acertada. Muitos vão em busca de oportunidades de preço e facilidades de pagamento e esquecem da real necessidade de uso. O tecnólogo em rede de compu-

32

tadores Rodrigo da Silva Sousa diz que o primeiro passo para adquirir o computador é ter em mente o que o usuário utilizará na máquina. “Se a pessoa for usar a internet e programas mais básicos como os que compõem o pacote Office (Word, Excel e Power Point), então, não será necessário um computador muito equipado. Mas, se utilizar programas mais pesados como os de edições de imagens e vídeos, ou jogos, o computador deverá ter componentes que os suportem”, afirma.

Os itens que mais aparecem na descrição dos computadores, como forma de auxiliar o cliente na compra são: memória RAM, HD e processador. Esses recursos definirão a velocidade e a quantidade de arquivos e programas que poderão ser salvos. Se você tem um computador e sente que ele não atende as suas necessidades, não se preocupe. Todo computador pode ser reestruturado com novos componentes que potencializem seu funcionamento.


Quais as diferenças e para que servem memória RAM, HD (disco rígido) e processador A memória RAM é um dispositivo que permite o armazenamento de dados, temporariamente. As memórias são classificadas por megas e gigas e costumam variar de 512 MB (megabytes) a números superiores a 16 GB (gigabytes). Para compreensão do leitor, 512 MB é quase um número mínimo quando relacionado ao computador, não comporta muitos dados. E 16 GB é uma capacidade que possibilita guardar muitas informações, inclusive os arquivos pesados. Já o HD, também conhecido como disco rigído, é considerado uma “memória de massa”. Assim como a memória normal, ele armazena os dados e as informações salvas, com a diferença de que não perde nada quando o computador é desligado. Dessa forma, esse componente torna-se o principal meio de armazenamento de dados em massa. Apesar da semelhança, memória e HD executam funções diferentes. O tecnólogo explica que ao ligar o computador todos os programas

de interface gráfica e tudo o que é visualizado na tela são carregados na memória. Mas quando são feitas instalações de programas como Windows e pacote Office, esses vão para o HD. Mas por que na memória e não no HD? Porque o processador acessa as informações de forma mais rápida na memória do que no HD. “Se tudo que acessássemos estivesse no HD, demoraria muito para as informações aparecerem na tela”, diz Sousa. O HD trabalha mais devagar que a memória. Por isso quanto mais memória o computador tiver, mais coisas poderão ser abertas sem que se sinta o computador lento. O papel do processador também é fundamental. Considerado o cérebro do computador, o componente executa instruções de máquina, realizando diversos cálculos e tomadas de decisão. O processador verifica os dados que recebe e os transforma em outros dados. Dessa forma, quanto mais rápido o processador, mais rapidamente esses cálculos serão executados. ■■

Fotos meramente ilustrativas

Computadores, notebooks, monitores, impressoras e acessórios em 10x sem juros nos cartões Visa, Credicard e American Express

(11)

2447-6800

Rua Padre Celestino, 164 - Centro - Guarulhos

www.nextshop.com.br 33


saúde

Endometriose afeta mulheres de diferentes formas Texto: Tamiris Monteiro. Fotos: Banco de imagens

esquisas apontam que 15% das mulheres em idade reprodutiva no mundo são afetadas pela endometriose. No Brasil, o problema ganhou repercussão por conta da personagem Carol, interpretada por Camila Pitanga, na novela Insensato Coração, da rede Globo. O tema gera dúvidas e deve ser um assunto de conhecimento de toda mulher. A ginecologista Bárbara Alencar explica que a endometriose é uma doença em que o tecido que cresce dentro do útero, chamado endométrio, desenvolve-se fora do órgão. Essa anomalia causa dores pélvicas e infertilidade. Segundo a médica, a causa da endometriose é incerta. Há diversas teorias que tentam explicar sua formação e as possibilidades são divididas em três grupos. A primeira teoria 34

é conhecida como transplante do endométrio. Baseia-se na saída do endométrio de dentro do útero pelas trompas, durante a menstruação, e instala-se em outros órgãos causando a doença. A segunda teoria é chamada de embrionária e defende a ideia que a mulher já nasce com endométrio fora do útero. Quando o tecido sofre estimulação hormonal, há manifestação da doença. A terceira hipótese une as duas suposições. As principais manifestações clínicas da endometriose são as dores pélvicas, que podem manifestar-se como cólicas menstruais ou no momento das relações sexuais. Além disso, tumor ou cisto de ovário podem ser encontrados. “Como os sintomas podem ser comuns a outras doenças, são frequentes as falhas e atrasos no diagnóstico. Então, é importante procurar um

ginecologista na ocorrência de um desses sintomas. Assim o médico poderá saber a história pessoal e familiar da paciente, seus sintomas e pedir alguns exames”, alerta a ginecologista. Foi por meio das dores que a assistente comercial Katia Cavalheiri, 31, descobriu a doença. Tentando engravidar desde os 25 anos, Kátia passou por vários diagnósticos até a confirmação de que tinha endometriose. Após ser examinada por diferentes médicos e passar por diversos exames, sem sucesso, Kátia teve de se internar por causa das dores. Até que em um momento crítico descobriu-se a causa do problema e ela foi operada. “Fiquei internada e dois dias depois fiz a cirurgia de endometriose no ovário direito. Retirei quase 300 ml de sangue. Após a cirurgia, fiz tratamento com remédio”, conta.


www.imperiumgl.com.br

VENHA CONHECER EM GUARULHOS UM NOVO CONCEITO EM GAMES A PREÇOS ACESSÍVEIS!

! ORA LIGUinfoErmAaG re b o ções s

Para s, corujão campeonato emorativos m e eventos co

A Imperium Game Lounge foi criada para trazer conforto, qualidade e diversão para você e sua família. contamos com uma ampla área de 200m2 dividida em várias estações com XBOX 360, PS3 E NINTENDO WII ( com telas de 55’’ LCD)

TERÇA ROCKSTAR QUARTA FUTEMANIA QUINTA VELOZ

PREÇOS A PARTIR DE R$ 3,00 A HORA* * VALOR POR PESSOA PARA GRUPOS COM 6

Av. Dr. Renato de Andrade Maia, 1261 • Parque Renato Maia • Tel.: 011 4962-7399 Horário de funcionamento: terça a sexta das 14h às 23h, sábados e domingos 12h às 23h


saúde

Mesmo com a cirurgia e o uso dos medicamentos, as dores voltaram. Kátia aguarda para ser operada novamente. O caso da assistente é tão grave que a doença afetou o intestino, causando lesões no órgão. “Estou me preparando para uma cirurgia que é um pouco mais complicada, pois posso perder meus ovários e vou tirar parte do intestino lesionado”, detalha. Com o risco de perder os ovários, o sonho de Kátia de tornar-se mãe pode não se realizar. Isso é um problema que afeta muitas mulheres. De acordo com Bárbara Alencar, estima-se que de 30% a 50% dos casos de esterilidade podem ter associação com a endometriose. “Muitas mulheres, portadoras de endometriose, engravidam sem qualquer dificuldade e elas só vão descobrir que têm a doença durante um parto cesárea”, pontua. A questão da gravidez é tão variável que algumas mulheres engravidam mais de uma vez. É o caso de Elizene Ferreira Martins, 31, que hoje é mãe de uma menina 36

de 12 anos e um menino de oito. “Eu tinha 17 anos e sentia muita dor na barriga; a menstruação vinha duas vezes no máximo. Fui ao médico e ele me deu o diagnóstico de ovário policístico, endometriose e disse que não tinha condições de ter filhos”, recorda. Para a surpresa de Elizene, dois anos depois de casada aconteceu a gravidez do primeiro filho. No início da gestação, os sintomas que tinha eram queda de pressão e fraqueza. Os médicos acreditavam que gravidez era a última hipótese. “Só consegui ter certeza quando fui à ginecologista e ela descobriu por exame de toque. Nisso eu já estava de quase quatro meses”, diz. A segunda gravidez foi outra surpresa, pois Elizene tomava anticoncepcional. Apesar de ter a endometriose, as duas gestações foram tranquilas. “Depois de ter meus filhos, a menstruação começou a vir normalmente, mas meu médico acha estranho, pois tenho os dois ovários totalmente tomados por cistos”, relata. A ginecologista Bárbara Alencar ressalta que muitas mulheres

têm endometriose e isso não traz nenhuma complicação. “Existem casos em que não são apresentados quaisquer sintomas, mas no caso de dor, isso pode afetar a qualidade de vida da mulher”, afirma. Mesmo que haja dificuldade para engravidar, existem tratamentos que ajudam a tratar a doença. “Quanto antes for feito o diagnóstico e instituído o tratamento, mais chances a mulher terá de engravidar. A endometriose apresenta manifestações diversas e, para o tratamento adequado, a identificação da forma da doença é fundamental. Cada apresentação responde de forma diferente aos tratamentos disponíveis, que devem ser individualizados”, explica. Atualmente, os tratamentos vão desde o controle da dor, passando por bloqueio da menstruação com medicações, até cirurgias. Em 2008, o Comitê de Normas Práticas da Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva (ASRM) declarou que a endometriose deve ser vista como uma doença crônica, que exige uma estratégia de tratamento para longo prazo. ■■


decoração

Amadeirado brilhante em diversas cores: em alta

Praticidade, conforto

e harmonia

Quarto de solteiro também requer atenção na hora de decorar Texto: Val Oliveira. Fotos: Rafael Almeida

star em um ambiente agradável, aconchegante e moderno é tudo o que se quer em um momento de descanso. O quarto é, geralmente, o endereço certo para ficar só, ler, descansar, enfim, recarregar as baterias. Para tanto, este espaço precisa ser, no mínimo, confortável. Para ficar em harmonia e ter a “cara” do dono, a decoração do quarto para solteiros adultos requer alguns cuidados simples como, por exemplo, a distribuição dos móveis de maneira harmoniosa e o melhor aproveitamento dos espaços. 38


www.decoratidesign.com.br

Decorati

design

m ó v e i s

m o d u l a d o s

Dormitórios e Escritórios • Sala • Cozinhas Banheiros • Áreas de Serviço

O T I FE OCÊ

V R A E R P PA

OÇÃO

PROM

Compras acima de

R$ 5.000

Jogo de panela inox

Compras acima de

R$ 10.000

Cooktop inox 5 bocas

Compras acima de

R$ 20.000

Cooktop + Coifa inox

Compras acima de

R$ 30.000

Cooktop + Coifa inox + Forno Elétrico ou TV de 32º Polegadas

11 2086-8210 | 2086-8220 Av. Guarulhos, 2.266 | Vila Augusta | Guarulhos | SP (Em frente a Vigorito)


decoração

O primeiro passo é descobrir qual o estilo de quem usa o quarto e, a partir disso, colocar as ideias em funcionamento. Além da cama e do guarda-roupa, há opções de criado-mudo, cômoda, sofá de canto, puff, escrivaninha, estante, entre tantas outras opções que aparecem em quartos modernos. Mas, há o entrave do espaço, visto que os imóveis estão cada vez menores. Nesse sentido, os móveis planejados apresentam-se como boa opção, pois tornam os ambientes organizados. Assim, é possível tirar proveito até das delimitações dos espaços e seguir tendências e padronizações do mercado. Para o quarto de solteiro, os tons frios continuam em alta, apesar de o mercado oferecer cores fortes. As cores branca, lilás e cinza são boas opções. São fáceis de serem combinadas e, dificilmente cairão em desuso, de acordo com

Espelhos: Sensação de maior espaço 40

A ordem é ser clean. Tons frios ditam a moda

a designer de interiores e consultora de projetos da Dellano Móveis, Cida Espíndola, 43 anos. “As cores devem combinar com o tamanho do ambiente e com o designer dos móveis. Existem cores que não ficam bem em lugares muito pequenos. Hoje, as pessoas querem, além da beleza, a praticidade. Então, nos projetos eu tento deixar tudo à mão de forma organizada”, diz. Cida conta que não pode faltar o espaço para TV, home theater, com-

putador e vídeogame. Quando o projeto permite, ela sugere uma bancada que possa abrigar todos esses itens e, do contrário, opta por embuti-los no armário. A novidade do mercado está ligada aos armários espelhados. Assim, além de servir para se olhar e guardar objetos, ajudam à dar a sensação de ambiente maior. Se a escolha for fechar o armário com amadeirado brilhante – madeira que recebe pintura com uma espécie de verniz - há muitas opções de cores. No quesito colchões, as camas box (base estofada com colchão de molas) são tendências que se mantêm já há algum tempo. Usa-se a cabeceira em estilo painel para deixar o quarto mais leve. Com os móveis colocados no lugar, é hora dos papéis de parede, texturas, quadros, luminárias, cortinas ou persianas, de acordo com o que for apropriado para o ambiente. Vale até mesmo um painel de fotos diversas ou uma foto do dono do quarto, em formato de pôster. Não esquecer que combinar tudo nunca saiu de moda, até mesmo neste local tão privativo. ■■


www.floridaresidencial.com.br

Onde o melhor da vida acontece.

COMPRE SEU AP O PISO DE M TO E GANHE ADEIRA NA S ALA E DO promoção RMITÓRIOS. por tempo limita do.

3

ÓTIMO PARA INVESTIR EXCELENTE PARA MORAR

2

dorms.

1 suíte - terraço grill*

1 suíte - terraço grill*

1 ou 2 vagas**

82m²

dorms.

1 ou 2 vagas**

63m²

privativos

privativos

*Preparado para receber churrasqueira.

NEXTEL

Tel.: 7377-4883/3843-0535/ 7*911280 Visite nosso plantão. Rua: Dona Tecla, 311

PROCURAR CORRETOR NIXON DE PAULA

Incorporação e Construção

Comercialização


sexo

Problemas de

macho Texto: Vivian Barbosa. Fotos: Banco de imagens

ilhares de pessoas não têm uma vida sexual saudável e satisfatória por conta de problemas muito comuns. No caso dos homens, a gravidade é ainda maior, já que a maioria deles tem vergonha de procurar por um tratamento médico. Antes de afirmar se o homem sofre ou não de alguma disfunção é preciso esclarecer que elas acontecem em qualquer fase do ato sexual. 42

Muitas são causadas por questões psicológicas ou emocionais. Outras tantas por detalhes físicos. Identificar o problema é o primeiro passo para tratá-lo. Entre os males mais comuns com o sexo masculino está a ejaculação rápida, a disfunção erétil e a anorgasmia. Tais problemas podem comprometer o desempenho e afetar o desejo sexual. Especialistas no assunto dão dicas sobre causas, sintomas, tratamento e cura para manter a vida sexual sempre saudável e satisfatória.


Ejaculação rápida

sexo

identificar se há ou não um processo Camila Macedo, psicóloga e psicoFalando de precoce”, acrescenta. terapeuta coordenadora de projetos do Existem técnicas para retardar a Instituto Kaplan e do projeto SOSex, ejaculação. Os terapeutas sexuais reexplica que a ejaculação rápida – como é chamada atualmente – pode ser cacomendam que o homem pratique racterizada por duas formas: Quando a ejaculação um exercício durante a masturbação. Camila explica: ocorre antes da introdução do pênis no canal vaginal “quando perceber a aproximação da ejaculação, o hoou logo após a penetração, mesmo que o homem te- mem deve interromper os movimentos, pensar em ounha conseguido fazer alguns – poucos – movimentos. tra coisa e respirar fundo. Os movimentos só devem “Outro importante fator para medir a ejaculação rápi- recomeçar quando ele sentir que está sob controle e da refere-se à satisfação sexual percebida pelo homem não irá ejacular de imediato. Repetir este procedimento e sua parceira, considerando o controle de quando irá várias vezes é a melhor forma para conhecer o tempo e a controlar a disfunção”, sugere a especialista. ejacular com ausência de prazer”, explica. Por ser um problema de fundo emocional, o traEm geral, as causas para esta disfunção são psicoemocionais como tensão e ansiedade. Além dessas, a tamento deve ser feito com ajuda de psicólogos ou falta de intimidade e a inexperiência podem ocasionar terapeutas sexuais. Para conseguir livrar-se definitivamente da disfunção, a especialista recomenda encarar a ejaculação rápida. É importante lembrar que não há tempo mínimo o sexo como algo positivo e saudável. “Relacionar-se para ejacular durante o ato sexual. Camila fala que de maneira tranquila e prazerosa com seu par, deixar apenas é essencial observar o ritmo natural para ga- de lado a busca pela perfeição e conhecer cada vez rantir a satisfação do homem e da mulher. “Conhe- mais a parceira são as melhores formas de ter a vida cer o tempo do próprio prazer é fundamental para sexual livre de ansiedade”, conclui.

sex

Disfunção erétil Outro problema que tira o sono de muitos homens é a falta de ereção. Causada por questões orgânicas e psíquicas, a disfunção erétil pode ser definida como a incapacidade em obter ou manter uma ereção adequada para a atividade sexual satisfatória. Maria Cristina Galati, psicóloga, psicodramatista, terapeuta e orientadora sexual, afirma que qualquer homem pode sofrer deste mal. “Todo homem pode padecer de problemas físicos e emocionais. Os jovens e mais saudáveis são menos propensos a apresentar tal disfunção, quando comparados aos de idade avançada e com doenças diversas que podem contribuir para a falta de ereção”, detalha. A partir dos 40 anos, a incidência deste quadro clínico aumenta progressivamente. Mas, ela afirma que não é um regra, pois há homens de idade avançada que nunca tiveram qualquer problema de ereção. Entre as causas orgânicas, Maria Cristina cita as doenças vasculares e neuropatias, tais como diabetes e pressão alta, depressão, traumas que causam lesões na medula espinhal ou no pênis, problemas hormonais, uso de alguns medicamentos, algumas cirurgias – como

a de próstata - e o consumo crônico de drogas e álcool. Entre as psíquicas, destaca o estresse, preocupação excessiva com o desempenho sexual, ansiedade e os conflitos conjugais. Além disso, a ausência de ereção pode ser uma consequência de outras disfunções sexuais – neste caso é classificadas como secundárias. O tratamento é escolhido de acordo com a origem do problema. Para os de causa orgânica, existem as medicações via oral – considerados de primeira linha. Há a auto-injeção intra-cavernosa – chamada de segunda linha e, em seguida, os de terceira linha, que são feitos com implantes de prótese peniana. Para o problema originado de causa psicogênica, o tratamento mais indicado é a terapia sexual. “Também pode ser indicada a terapia de casal – quando o problema está no relacionamento conjugal – ou psicoterapia – quando o problema estiver relacionado à formação psíquica do indivíduo”, aconselha. Aos que sofrem deste mal, o conselho é ter calma, pois há, sim, possibilidades de cura. Com a variedade de tratamentos, o homem pode voltar a ter uma vida sexual livre de problemas. 43


sexo

Anorgasmia A dificuldade ou falta do orgasmo durante o sexo é um problema que atinge muito mais mulheres, mas também merece atenção no universo dos machos. Pode-se chamar de anorgasmia a persistente ou recorrente dificuldade, ausência ou demora em atingir o orgasmo, após suficiente estimulação sexual e excitação. Ocorre tanto durante a relação sexual, como na prática da masturbação. Orientadora e psicóloga do Instituto Kaplan, Luciana Amadi explica que esta disfunção é um bloqueio de um reflexo biológico – já que o orgasmo é um reflexo natural do ser humano que passa por estimulação e excitação. Existem vários tipos do problema. A anorgasmia primária enquadra pessoas que nunca atingiram um orgasmo, nem mesmo na masturbação. “É o mais frequente”, diz. A secundária refere-se aos casos daqueles que já chegaram ao clímax, mas não o fazem mais. E o situacional, que ocorre quando uma pessoa tem orgasmo em uma situação específica, mas não em outras nas quais gostaria de ter. A especialista afirma que o problema é mesmo mais comum entre as mulheres. “Na pesquisa Estudo da Vida Sexual do Brasileiro, realizada em 2002, a dificuldade para atingir o orgasmo foi referida por 26,2% das mulheres pesquisadas, enquanto apenas 4,9% dos homens pesquisados apresentaram dificuldades nesta área”, relata. 44

Analisar o comportamento é a melhor forma de identificar o problema. Como em todas as disfunções sexuais, pode haver níveis altos de estresse, desinteresse sexual e ansiedade pela permormace. Todos podem ser sintomas deste quadro. A especialista ainda fala que muitos homens com ejaculação retardada podem manter a ereção normalmente, mãs não chegam ao orgasmo por conta da insatisfação sexual. Vale dizer que existem casos de homens que sentem orgasmos mesmo sem ejaculação. Mas Luciana afirma que isso não é muito comum. “A falta de ejaculação pode ocorrer devido a anormalidades na produção ou estocagem do esperma ou por condições que afetem o processo de expulsão. Causas psicológicas são mais comuns, mas, se um homem nunca ejaculou, deve-se suspeitar de uma causa orgânica. Ocorre que as sensações orgásmicas são normais, porém não há expulsão do sêmen”, detalha. As causas são quase as mesmas das disfunções comuns entre os homens. Além do aspecto emocional, os problemas físicos de outras origens podem influenciar no quadro. Luciana cita as causas anatômicas, neurogênicas, congênitas, endócrinas, infecções e efeitos colaterais de medicamentos. Os tratamentos dependem da causa, porém, mais uma vez, o apoio psicológico é necessário para obter bons resultados. ■■


Era uma vez...

Once upon a time...

Turmas de semi-intensivo abertas

QUANDO VOCÊ VÊ, JÁ ESTÁ FALANDO INGLÊS.

www.wizardguarulhos.com.br

Centro: 2461-0633 • Vila Galvão: 2453-8896 • Cumbica: 2412-5188 Taboão: 2401-8282 • Shopping Bonsucesso: 2484-4818


moda

Cheia de novidades, a moda outono/inverno traz variedades que agradam a todos os estilos

Roupas, bolsa e cintos: Crioulla Ankle boot: Miss Doll Bijuterias: Morana 46


Texto: Vivian Barbosa Fotos: Márcio Monteiro Arte: Douglas Caetano Modelo: Aline Hirosse Cabelo e maquiagem: Renato Barbosa Ambientação: Crioulla Guarulhos

mudança de estação traz sempre muitas novidades nas passarelas das melhores marcas. No outono, os dias de temperatura variada permitem muitas brincadeiras com as combinações. A consultora de moda da loja Crioulla, em Guarulhos, Ana Sona, sugere misturar peças curtas com as mais pesadas. “Apesar de estarmos no outono, os shorts jeans continuam em alta, pois podem ser usados com botas de cano médio ou alto, meias grossas e blusas mais pesadas”, sugere. Sobre as tendências, Amanda Guistone, da loja Maria Joakina, em Guarulhos, cita a militar, que traz tons de verde musgo, marrons e os camelos – variações do caramelo. Peles e pelos também são boas pedidas. A moda romântica continua forte. Corações, laços, rendas e tons pastéis não devem ser colocados no fundo das gavetas. Combinados com as peças mais pesadas de inverno ficam perfeitos. As estampas de bichos não ficam de fora. Mas, vale lembrar que os exageros devem ser deixados de lado. Onças e zebras podem ser vistas em cintos, camisas, botas e casacos. Para os acessórios, destaque para os cintos – principalmente os mais finos. Com rebites, tachas ou detalhes, eles podem ser usados com looks variados, tanto nos quadris como na cintura. Nas bijuterias Cláudia dá a dica: “o dourado está poderoso neste inverno. Correntes mais pesadas combinam com looks mais sóbrios, resultando em descontração e modernidade”.■■

Roupas e cinto: Crioulla Sapatos: Miss Doll Brincos: Morana

47


Roupas e cintos: Crioulla Ankle boot: Miss Doll Bijuterias: Morana| Crioulla

Roupas, bolsa, cinto e echarpe: Maria Joakina Bota: Miss Doll Anel: Morana

48


. . . a d o m a a r

a p a d a n e t n a é ê c o Se v o ã ç e l o c a a ç e h n o C

o n r e v n o/I

n o t u O

Rua Jaiminho, 402 | Vila Progresso | Guarulhos Telefone: 2408-1323


Roupas, bolsa e cachecol: Crioulla Bota: Miss Doll

Roupas e bolsa: Maria Joakina Ankle boot: Miss Doll Pulseiras: Crioulla

50

Crioulla: 2408-1323 Maria Joakina: 2409-0503 Miss Doll: 2409-3754 Morana: 2425-0191 Renato Barbosa: 2467-9432


51


datas

52

Text o

: El

ias L

uz|

Foto s: B anco de

Ima gem |

Art

e: D ougl as C aeta no


uem não se emociona no Dia das Mães? Para os que a têm viva, o dia é de festa, alegria e de reunir a família. Àqueles cuja mamãe já partiu, o dia é de boas lembranças e recordações. Comemorado no Brasil durante o segundo domingo de maio – não importando a data – o Dia das Mães tornou-se uma excelente oportunidade para o comércio aumentar o faturamento no primeiro semestre do ano. Hoje, a data só perde para o Natal em vendas. De acordo com o assessor econômico da Federação do Comércio de São Paulo (Fecomércio), Altamiro Carvalho, a segunda data mais importante do varejo brasileiro deverá obter uma movimentação financeira superior aos R$ 9 bilhões, na região metropolitana de São Paulo, ou 6% a mais que no ano passado, quando o total de vendas atingiu R$ 8,7 bilhões. “Em 2010, estas cifras representaram uma superação de 5,8% nas vendas quando comparadas a 2009”, explica Carvalho. Apesar das precauções nos comentários sobre as vendas para este ano,

Altamiro Carvalho destaca que o momento econômico do País é bom e isso incidirá no aquecimento comercial, levando-se em conta fatores como, por exemplo, o nível acelerado na geração de empregos com carteira assinada, o crédito mais acessível a todas as faixas de renda da população e o aumento da massa salarial em valores que superam os índices inflacionários. Ao mesmo tempo, a taxa de desemprego registrada em fevereiro é uma das mais baixas da história na região metropolitana de São Paulo: apenas 6,6%, em fevereiro. Outro fator relevante divulgado pela Fecomércio está relacionado à fatia que o Dia das Mães abocanha no bolo de vendas anual. Segundo Carvalho, por causa da data, o mês de maio absorve 8,5% das vendas do comércio varejista no ano, perdendo apenas para o período natalino, que atinge os 11%. Nos outros meses, já desconsiderando as duas maiores datas comerciais, a média geral fica em 7%. “As vendas no Dia das Mães na Grande São Paulo representam 15% do varejo do País em maio”, acrescenta o assessor econômico.

Mesmo com uma perspectiva de 6% para o aumento nas vendas, outros setores devem apresentar crescimentos maiores, tendo como base os próprios resultados alcançados. O setor de vestuário destoa dos demais, chegando a um crescimento de 13%, perdendo apenas para o segmento de eletro-eletrônicos, cuja elevação pode atingir aos 16%. Outro grupo de produtos que deve ter vendas elevadas este ano é o de perfumaria. Números da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop) sobre as vendas no Dia das Mães do ano passado apontam para resultados superiores. Em 2010, o setor esperava alta de 6% e o resultado foi puxado pelas compras de última hora no fim de semana, abrangendo 40 milhões de consumidores em todo o País. Após este episódio, que deixou comerciantes felizes, o crescimento registrado pela Alshop chegou a 12%. A Alshop ainda não divulgou, oficialmente, as perspectivas para este ano, embora as apostas estejam voltadas para o vestuário, calçados, perfumes, cosméticos e DVDs.


datas

O Dia das Mães começou a ser comemorado nos áureos tempos do Império Grego. A história conta que a mais antiga comemoração da data é mitológica. Na Grécia antiga, a entrada da primavera era festejada em honra de Rhea, a mãe dos deuses. Nas homenagens, os gregos faziam ofertas e davam presentes. Com a queda do Império Grego e ascensão do Romano, toda a religiosidade, principalmente no quesito mitológico, foi copiada mudando apenas o nome dos personagens, no caso, os deuses. Em Roma, a celebração durava cerca de três dias - entre 15 e 18 de março. Também eram realizadas festas em homenagem a Cibele, mãe dos deuses. Uma comemoração semelhante à dos dias atuais iniciou-se na Inglaterra, a partir do século XVII: era o “Domingo das Mães”. Durante as missas, os filhos entregavam presentes para suas mães. De acordo com a história, os filhos que trabalhavam longe de casa ganhavam o dia para poderem visitar suas mães. Portanto, era um dia destinado a visitar as mães e dar presentes, ou seja, apenas parecido com os dias atuais. O próximo registro também está no século XVII, quando a Inglaterra começou a dedicar o quarto domingo da Quaresma às mães das operárias inglesas. As trabalhadoras recebiam – dos patrões – um dia de folga para ficar em casa com as mães. Era chamado de “Mothering Day”, fato que deu origem ao “mothering cake”, um bolo para

as mães, que tornaria o dia ainda mais festivo e comestível. Já nos Estados Unidos, as primeiras sugestões para a criação de uma data visando à celebração das mães foi dada em 1872 pela escritora Júlia Ward Howe, autora de “O Hino de Batalha

da República”. No entanto, foi outra americana, Anna Jarvis, no Estado da Virgínia, que iniciou a campanha para instituir o Dia das Mães. Em 1905, Anna, filha de pastores, perdeu sua mãe e entrou em grande depressão. Suas amigas ficaram preocupadas com o sofrimento dela e tiveram a ideia de perpetuar a memória de sua mãe com uma festa. Anna quis que a festa fosse estendida a todas as

No Brasil O primeiro Dia das Mães brasileiro foi promovido pela Associação Cristã de Moços de Porto Alegre, no dia 12 de maio de 1918. Em 1932, o então presidente Getúlio Vargas oficializou a data 54

no segundo domingo de maio. Em 1947, dom Jaime de Barros Câmara, cardeal-arcebispo do Rio de Janeiro, determinou que essa data fizesse parte também no calendário oficial da Igreja Católica.

mães - vivas ou mortas -, com um dia em que todas as crianças lembrassem delas e as homenageassem. O objetivo era fortalecer os laços familiares e o respeito pelos pais. Durante três anos seguidos, Anna lutou para que fosse criado o Dia das Mães. A primeira celebração oficial aconteceu somente em 26 de abril de 1910, quando o governador de Virgínia, William E. Glasscock, incorporou o Dia das Mães ao calendário de datas comemorativas do Estado norte-americano. Logo em seguida, outros Estados aderiram à comemoração. Em 1914, o então presidente dos Estados Unidos, Woodrow Wilson (1913-1921), unificou a celebração em todos os Estados, estabelecendo que o Dia Nacional das Mães deveria ser comemorado sempre no segundo domingo de maio. A sugestão foi da própria Anna Jarvis. Em pouco tempo, mais de 40 países adotaram a data. O sonho foi realizado, mas o Dia das Mães tornou-se uma data triste para Anna Jarvis. A popularidade do feriado fez com que a data se tornasse uma dia lucrativo para os comerciantes, principalmente para os que vendiam cravos brancos - flor que simboliza a maternidade. “Não criei o Dia das Mães para ter lucro”, disse, furiosa, a um repórter, em 1923. Nesse mesmo ano, ela entrou com um processo para cancelar o Dia das Mães, sem sucesso. Anna morreu em 1948, aos 84 anos. Recebeu cartões comemorativos vindos de todo o mundo, por anos seguidos, mas nunca chegou a ser mãe. ■■


Tenha uma vida rosa

O

COLEÇÃ

O N O T OU O N R E V IN OM.BR

MODA.C

A IDAROS WWW.V

Segunda a Sexta das 10h às 19h Sábado das 10h às 17h

Emílio Ribas, 664 - Jardim Gopoúva

AfC.GVT_6609-320_Lifetech_246x140 – Pasta 4666

2382-4710

QUEM NÃO TEM POWER GVT SÓ ACHA QUE TEM BANDA LARGA. PARE DE ACHAR. MUDE PARA A MELHOR BANDA LARGA DO BRASIL.

15 MEGA

79,90

R$

POR MÊS

+ MODEM WI-FI

GRÁTIS

+ SERVIÇOS DE PROTEÇÃO

A PRIMEIRA COM ULTRAVELOCIDADES DE 5 A 100 MEGA, COM OS MELHORES PREÇOS.

LIGUE

(11) 3937 5080

AGENTE AUTORIZADO

ELEITA A MELHOR BANDA LARGA DO BRASIL PELO PRÊMIO INOVAÇÃO 2010 – REVISTA INFO. Preço de Banda Larga válido para pacotes de Banda Larga e voz (Premium, Unique ou Smart MAXX). O serviço de telefonia fixa não está incluído no valor anunciado. Modem wi-fi e Serviços de Proteção gratuitos para velocidades a partir de 15 Mega e condicionados à permanência mínima na velocidade contratada por 12 meses e sujeitos a disponibilidade técnica. Consulte os termos no portal www.gvt.com.br.

55


Mundo das Letras O Mapa do Tempo

O País dos Impostos

Autor: Felix J. Palmas Gênero: Ficção científica Editora Intrínseca O livro conta uma fantasia histórica que homenageia o nascimento da ficção científica e procura transportar o leitor à era vitoriana, oferecendo uma viagem literária pelo tempo e o questionamento é: o que pode acontecer com o curso da História quando se altera o passado?

Autor: Dávio Antonio Prado Zarzana Gênero: Direito Tributário Editora Saraiva O livro tenta explicar porque o Brasil é um dos países onde mais se pagam tributos em todo o mundo e para onde vão (ou deveriam ir) siglas como IPTU, IPVA, Imposto de Renda, ISS, ICMS e outros tantos.

Deixe os Homens aos seus Pés

Beijada por um Anjo

Autor: Marie Forleo Gênero: Autoajuda Editora Universo dos Livros Um guia para mulheres interessadas em sentir-se bem e ter um melhor desempenho na vida. Mostra como parar de dar importância aos pontos fracos e valorizar os fortes, tentando encorajar uma transformação. Mostra como desenvolver um relacionamento e como se tornar atraente.

Autor: Elizabeth Chandler Gênero: Romance Editora Novo Conceito O casal Ivy e Tristan dava-se muito bem e apenas discordavam em um ponto: Tristan nunca acreditou em anjos. Ivy, por sua vez, fez dos anjos seus protetores nos momentos difíceis. E quando a mulher sente ter encontrado o amor de sua vida, um acidente muda o rumo da história, fazendo com que Ivy questione a existência de algo que era certo em sua vida.

O Homem Eterno Autor: G. K. Chesterton Gênero: Religião Editora Mundo Cristão Reconta a história da humanidade a partir de duas distinções que complementam o homem e Jesus Cristo. Dividida em duas partes, a obra traça um esboço da humanidade que se instaurou quando ela se tornou cristã. 56


Av. Dr. Timóteo Penteado, 3.014, Vila Galvão Av Tiradentes, 922 - Centro

(11 2382.0247 (11 2087.0362

Horário de funcinamento: segunda a sexta, das 9h às19h • sábados, das 9h às14h

8 de maio

MODA ÍNTIMA E ACESSÓRIOS

Elas foram feitas para serem admiradas e acima de tudo amadas Trabalhamos com as melhores marcas e também com tamanhos especiais do 48 ao 54

Rua Damianópolis, 37 - Vila Galvão - Guarulhos. Ao lado da Padaria Favos D´Mel altura do n° 3666 da Av. Dr. Timoteo Penteado | (11) 2452-3394 | 2452-3400 Vagas para estacionamento no n°126 da Rua Damianópolis.

57


Nossos filhos

58

Mariane Camargo da Silva (4) Filha de Jessé e Rosane

Larissa Bianchini Godoi (2) Filha de Ivan e Kátia

Juliana de Freitas de Oliveira (1) Filha de Márcio e Cristiane

Ana Luisa Ribeiro (10) Filha de Luciano e Adriana

Maria Eduarda Sales Gotardo (4 meses) Filha de Rodrigo e Zeneide

Enzo Pasquale Braga Biliato (7 meses) Filho de Luis e Luciana

Giovanni Luigi Moura de Souza (11 meses) Filho de Ricardo e Roberta

Letícia Santana Campos (4) Filha de Charles e Márcia

Sabrina Torres Xavier (2 anos e 6 meses) Filha de Renato e Bethânia


Existe no mundo alguĂŠm mais bonito que os filhos da gente?

Renata Torres Xavier (10) Filha de Renato e Bethânia

Guilherme Pereira Barbosa (1) Filho de Evandro e Rosana

Gabriel Santos Cruz (3) Filho de Gustavo e Fernanda

Caique Ribeiro (7) Filho de Luciano e Adriana

Pedro Levy Galeno Porto (7 meses) Filho de Marcos e Fabiana

Giorgia Santos Francisco (11 meses) Filha de Ana Paula e Mauricio

Giovana de Godoy (1 ano e 5 meses) Filha de Roberto e Juliana

Filipe Faganelli Silva (2 anos e 10 meses) Filho de Thiago e Michele

Sophia Silva (2 anos) Filha de Helena 59


Foto: Divulgação

registrando

Atletismo rende medalhas

E

m 10 de março, Melissa Rodrigues Lobo da Silva e Denis Vinicius de Mello - ambos de Guarulhos - destacaram-se na prova de 400 metros com barreiras do 2º Festival do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP) em Moema, São Paulo. No feminino, Melissa trouxe para casa a medalha de ouro. No masculino, Mello faturou o bronze .

Xadrez na elite de São Paulo

A

equipe de xadrez Guaru ESD/Esporte Guarulhos está entre as dez melhores de São Paulo. No dia 13 de março, os enxadristas confirmaram o terceiro lugar na série “B” do Campeonato Paulista Interclubes, garantindo a primeira vaga de suplente para a categoria Especial “A”. Fazem parte da equipe: Gustavo Pizzocaro Gomes, Luiz Guilherme Abdalla, Fernando Viana da Costa, José Lucas Abdalla, Diogo Nakazqwa de Lima, Ariane Miranda Corrêa, Allan Urba Nunes e Renan Andrade Oliveira. A coordenação técnica é do professor Francisco Sergio Souza.

HÁ 24 ANOS EDUCANDO COM CARINHO E QUALIDADE

Rua Domingos Magno, 168 www.educandarioelite.g12.br 11 2409-6623 11 2409-1002 60

Guarulhenses campeões de tae kwon do

T

rês atletas guarulhenses foram campeões na 1ª Etapa do Campeonato Paulista de Tae kwon do, realizada no dia 27 de fevereiro, na Praia Grande, litoral sul de São Paulo. No feminino adulto, Celina dos Santos e Adriana do Carmo conquistaram o ouro, assim como o faixa preta Welber Cassimano, no adulto masculino até 80 kg. Na categoria master até 68 kg, Guarulhos ficou com o quarto lugar, conquistado pelo faixa preta José Ivanilson.

Período integral 2011


Aniversário do Grupamento de Bombeiros

N

o dia 30 de março, o 5º Grupamento de Bombeiros, que atua em uma área de 15 municípios e engloba dez Postos de Bombeiros instalados em Guarulhos, Mogi das Cruzes, Suzano, Itaquaquecetuba, Arujá e Franco da Rocha, comemorou seu 48º aniversário. A solenidade cívico-militar ocorreu na Avenida Mariana Ubaldino do Espírito Santo, Bom Clima, e homenageou autoridades e personalidades com o título “Amigo do Bombeiro”. Integrantes da corporação também foram exaltados com a “Medalha Valor Militar”, que os reconhece pelos bons serviços prestados na carreira militar em prol da população, perante a qual a corporação goza de inegável prestígio.

62

Foto: Márcio Monteiro

registrando

Corrida e Caminhada do Batom

A

conteceu em 27 de março a 11º Corrida e Caminhada do Batom. Cerca de três mil pessoas participaram da caminhada e 500 mulheres fizeram a festa na corrida. Tudo porque o evento, que teve largada e chegada em frente ao Bosque Maia, foi realizado em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março. O festejo também contou com a presença de esposos, namorados e amigos das homenageadas que correram lado a lado. A categoria geral teve como vencedora Irma M. C. Carlos. O segundo lugar ficou com Ana Cláudia Imperador e o terceiro posto foi de Maria Margarida Gomes.


SUa pele merece Uma tranSFormação. e você, Um preço eSpecial. limpeza de pele onodera. Tratamento Anti-Acne: 5 sessões de anti-acne + limpeza de pele por R$ 379,00 Tratamento de Rejuvenescimento: 5 sessões DMAE + 5 sessões Eletrolifting por R$ 576,00

Agende uma avaliação personalizada gratuita*.

2382 5700 Unidade Guarulhos av. Salgado Filho, 1.183 A realização do tratamento somente ocorrerá após consulta médica, e os eventuais resultados dependerão das condições físicas e reações de cada cliente. Os tratamentos serão realizados em pessoas acima de 18 anos. Promoção válida para esta unidade, até 30/04/11. *Avaliação realizada por consultora.

0013-ONDGUARU-An. Promo Trata Facial_17,5 X 11,75cm.indd 1

onodera.com.br 04/04/11 11:46

63


registrando

Foto: Divulgação

Ator guarulhense na novela do SBT

O

Wilma e Silvana, sócias da Ocean Languages

Nova unidade da Ocean Languages & Training

A

escola de inglês Ocean Languages & Training, estabelecida na Rua Cônego Valadão, Gopouva, tem mostrado bons resultados: em fevereiro abriu mais uma unidade na rua Cabo João Teruel Fregoni, 436, no bairro da Ponte Grande, próximo ao condomínio Reserva das Flores. A instituição utiliza sistema de aprendizado de intercâmbio internacional.

64

jovem guarulhense de 23 anos Gustavo Lago é um dos nomes que compõem o elenco da nova novela da emissora SBT, “Amor e Revolução”, que estreou em 5 de abril. Gustavo, que desde criança transita no cenário artístico, interpreta o personagem Hércules, um policial do Dops, que trabalha no quartel. A trama retrata o período da ditadura e aborda aspectos como as prisões, as torturas e as diversas formas de repressão exercidas pelos militares.

Morre José Alencar

M

orreu, aos 79 anos, por falência múltipla dos órgãos, o ex-vice-presidente da República José Alencar. Ele estava internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, após tratar-se, por 13 anos, de um câncer na região do abdômen. Neste período, foi submetido a 17 cirurgias e inúmeras sessões de quimioterapia. No entanto, sua luta pela vida teve fim às 14h41 do dia 29 de março.


65


registrando

Foto: Rafael Almeida

Guarulhos presente na Expo Revestir

O

Transamérica Expo, em Santo Amaro, foi palco da Feira Internacional de Revestimentos - Expo Revestir 2011, de 22 a 25 de março. Arquitetos, estudantes, distribuidores e visitantes em geral puderam conferir as novidades da nona edição, dispostas em 60 estandes. O evento contou com a participação de empresas guarulheses, entre as quais a Paraíso das Pedras, com lojas no Centro de Guarulhos e no Aruã, em Mogi das Cruzes. O diretor comercial, Sidney Lincoln Victorino, organizou a ida de arquitetos parceiros de Guarulhos e Mogi, para conhecer e trocar experiências sobre as novidades do setor. A Minexco Mármores Importados, do Jardim Cumbica, também marcou presença na feira.

66

Foto: Divulgação

Residencial Flórida obtém prêmio

C

orretores que trabalham na comercialização dos apartamentos do Residencial Flórida, na Rua Dona Tecla, receberam, no dia 2 de março, prêmios pelo esforço e dedicação nas vendas. A Masa Incorporadora e Construtora é uma empresa que está há 30 anos no mercado, com negócios em Alphaville, Cotia, Suzano, Mogi das Cruzes e Cajamar. Em Guarulhos está debutando no mercado com a comercialização do Residencial Flórida. Nixon de Paula (centro) foi o grande premiado.


67


Foto: Sidnei Barros/PMG

registrando

Aulas de trânsito para crianças

Foto: Arquivo pessoal

A

N

15 anos de Thalita Bernardes

o dia 11 de fevereiro, Thalita Bernardes comemorou seu aniversário de 15 anos. A festa, realizada no Buffet Europa, foi organizada pela mãe, Edneia Bernardes. A comemoração reuniu amigos e familiares e contou com cadetes e malabaristas.

68

Escola Pública de Trânsito (EPT), órgão ligado à Secretaria de Transportes e Trânsito, retomou o trabalho desenvolvido pelo Espaço Vivencial Cidade Mirim Ayrton Senna da Silva, na vila Augusta, e oferece aulas de convivência no trânsito para crianças da rede municipal de ensino de Guarulhos. Durante a visita das escolas, é feita uma apresentação teatral abordando conceitos como circulação segura por vias públicas, preservação do meio ambiente e lugares adequados para brincar. Andando de bicicleta, as crianças aprendem sobre mobilidade segura e como se comportar diante dos equipamentos de sinalização. Há também exercícios de vivência como pedestre, jogos cooperativos e rodas de conversa. Mais informações pelo telefone 2425-1743 ou no site www.guarulhos.sp.gov.br


registrando

Ciesp Arujá comemora conquista de novo Senai

D

irigentes do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) reuniram-se com empresários do setor em Arujá, no dia 31 de março, para anunciar novos serviços, que serão oferecidos pelo Sesi e Senai, em uma nova escola profissionalizante que ficará localizada em Guarulhos, nas proximidades de Arujá. O encontro também teve a participação do Sincomércio, além de outras associações ligadas às indústrias locais, como a Aecia (Associação dos

70

Foto: Divulgação

Empresários do Centro Industrial de Arujá) e a Apia (Associação do Polo Indiustrial de Arujá). Já para o mês de maio será instalada uma unidade móvel de treinamento e capacitação em Técnica em Pneumática de Automoção. Em outubro está prevista a unidade móvel de treinamento e capacitação de Operador de Torno CNC. Há, ainda, um estudo para que seja implantada uma tenda móvel de capacitação na área de construção civil, que não tem

data definida para a instalação. O diretor do Ciesp Guarulhos, Daniele Pestelli, destacou que a indústria precisa investir nos processos de inovação, já que é claro a demanda por profissionais capacitados. O representante do Ciesp em Arujá, Laudirley Dourado, da indústria Fesma, comentou a chegada desses serviços, ressaltando a união do poder público de Arujá com as entidades representativas para consecução de objetivos comuns.


Nos finais de semana

quem ganha é você!

O Sables Hotel preparou uma tarifa especial para você aproveitar seus finais de semana. Diária para até 2 pessoas, com café da manhã e estacionamento inclusos, por apenas R$ 99,00*. * A tarifa não inclui 2% de ISS; sujeita à alteração sem aviso prévio.


esporte

Projeto da Associação Guarulhense de Boxe promove inclusão social por meio do esporte

E

sporte, saúde e educação para os mais necessitados. É a busca dessa trinca que move o trabalho realizado pela AGB – Associação Guarulhense de Boxe, que tem no comando Ariovaldo Pereira da Silva, metalúrgico, 57 anos de idade e 30 de dedicação ao boxe. O Ari, como é conhecido, é diretor geral da AGB e idealizador do projeto “Boxe ao alcance de todos”, que tem por objetivo promover a inclusão social dos jovens, por meio da atividade esportiva. A entidade acolhe crianças e adolescentes, de baixa renda, de ambos os sexos, a fim de livrá-los de problemas relaciona-

Texto: Val Oliveira |Foto: Rafael Almeida / Banco de imagem | Arte: Douglas Caetano

dos às drogas e à violência - situação que Ari chama de “risco social”. A AGB é uma instituição sem fins lucrativos. A parceria com a Secretaria de Esportes do município garante o local para treinamento livre de qualquer ônus. O Sindicato dos Empregados Metalúrgicos de Guarulhos participa com o transporte para os atletas irem às competições. Os materiais de treinamento e de manutenção são custeados por doações de munícipes e alunos com melhor poder aquisitivo, que ajudam como podem, com dinheiro ou com trabalho voluntário. “O voluntariado na área social não é fácil”, diz Ari, que trabalha em uma metalúrgica das 7h30 às 17h30

há quase 22 anos e toda noite está na AGB das 18h às 21h. “Tem que gostar muito. Estou nesta luta há mais de 20 anos e posso garantir que não é nada fácil. Mas parece que tem uma força maior que me move”, declara, visivelmente absorto, mergulhado em lembranças. Ele conta que, com seu trabalho, já proporcionou dias melhores para muitas pessoas, dentre os quais cita César Carneiro, pugilista baiano que fez participações em três filmes ao lado do astro do cinema americano Jean-Claude Van Damme. “Ele chegou a morar na minha casa. Eu o tirei das drogas. Isso me enche de orgulho”, relata envaidecido. Ari oferece transformação de vida com inclusão social

72


esporte

Evolução e cidadania pelo ringue Para frequentar as aulas de boxe na AGB, a criança ou adolescente precisa estar regularmente matriculado em uma escola. O aproveitamento do aluno-atleta é policiado e ter boas notas é essencial. A instituição mantém uma parceria com a UNG – Universidade Guarulhos, e oferece bolsa de estudos. Para ter direito a ela é preciso ser um atleta de competição e representar o município nos torneios em que a AGB inscrever-se. “Temos alguns atletas medalhistas. Três atletas da seleção brasileira de boxe treinam conosco” diz Roberto Campos, 36 anos, aluno e diretor voluntário da instituição. Um dos colaboradores da AGB é Hamilton Ventura da Conceição, o Geladeira, 27 anos, campeão brasileiro na categoria meio pesado até 91 quilos, que treina e é instrutor voluntário na AGB há dois anos. “Faço

porque gosto. Ajudar essas crianças me faz reviver o passado. Quando eu era pequeno, fugia da escola e ia para a academia treinar”, lembra. A AGB trabalha com 90 crianças divididas em grupos de 30 nos seus três núcleos. Marcos Paulo e Dalton Garcia querem brilhar no boxe internacional e não perdem um treino sequer. De cabelos longos e cintura fina, contrastando com o ambiente dominado por homens, surge no ringue Duani Noronha da Costa Sierge, 19 anos, estudante do terceiro ano de enfermagem. É atleta da AGB e faturou a medalha de bronze nos 79ª Jogos Abertos do Interior, realizado na cidade de Santos, representando Guarulhos na categoria peso médio leve, até 60 quilos. No início, Duani buscava uma atividade física por lazer. Após quatro meses de treinamento já estava completamente

Duani divide-se entre o curso de Enfermagem e as competições 74

Desde criança no boxe, hoje ‘Geladeira’ é um campeão nacional

envolvida. “Eu descobri que isso era minha paixão. Então, comecei a treinar para competir. Eu tinha 73 quilos e hoje estou com 57”, conta. Para ela, não houve apenas uma mudança física, que nenhum outro esporte foi capaz de proporcionar, e sim uma mudança em todo o ritmo de vida. Além da disciplina física e mental, diz ter adquirido autoconfiança e se sente valorizada perante a sociedade. Falando em nome das crianças e adolescentes atendidas pela AGB, a jovem não poupa elogios ao projeto. “Eu me espelho nos grandes lutadores e nos bons exemplos que temos aqui na associação. Aprendemos sobre valores fundamentais para uma vida digna; por exemplo: união, amizade e família. O Geladeira passa a técnica e o Ari a filosofia do esporte. É um treinamento completo que nos faz crescer como atleta e cidadão”, conclui. ■■

Marcos Paulo e Dalton Garcia não costumam perder os treinos


• VENDAS DE EQUIPAMENTOS • LOCAÇÃO • ASSISTÊNCIA TÉCNICA • SUPRIMENTOS

RECARGA DE TONER PARA IMPRESSORA E COPIADORA NO LOCAL, PREÇOS IMBATIVEIS

CONSULTE! QUALIDADE, PREÇO, SATISFAÇÃO GARANTIDA

Locação somente com equipamentos novos!

HP laserjet CB 435/436A compativel: P1005 / P1006

Novo!

R$ 59

,90

HP laserjet 2612A compativel: 1010 / 1012 1015 / 1020 / 1022 / 3015 3020 / 3030 / 3050

Novo!

unit

R$ 59

,90

unit

HP laserjet CE285A compativel: P1102 / P1102 / 1212 / 1132 / 1505 / 1522

Novo!

R$ 69

,90

Novo! unit

Av. Papa Pio XII, 97 - Macedo - Guarulhos - SP. CEP:07113-000 Estamos cadastrando revendedores. Entre em contato com a nossa central.

HP lasercolor compativel: Q6000 / 6001 / 6002 6003 / 2600

R$ 99

,90

unit

Novo!

Samsung color CMYK compativel: CLP300/3160

R$ 69,00 unit

R$ 39,90 unit

Samsung compativel: SCX 4521F

Novo!

Televendas : (11) 2442-7023 / 2443-1590

www.suplyworld.com.br


roteiro

Especial Páscoa Texto: Val Oliveira / Fotos: Márcio Monteiro/Rafael Almeida/Divulgação Arte: Douglas Caetano

Na Páscoa, as atenções gastronômicas voltam-se, geralmente, para os chocolates, mas não podemos esquecer o almoço do domingo que, na maioria das vezes, é em família. Para atender todos os gostos, preparamos dicas especiais, doces e salgadas, para esta ocasião. Confira!

Alameda Real

Alpes Chocolateria ■■Bacalhau à Vila Real Suculento bacalhau acompanhado de cebolas à milanesa, pimentões sem pele, brócolis ao alho e óleo, ovos cozidos, batatas coradas e arroz à grega. Funcionamento: de terça a sábado, das 11h30 às 23h30. Domingos e feriados, das 11h30 às 17h. Alameda Yayá, 468, Vila Aida. Tel.: 11 2453-4510/24534666.

Amor aos Pedaços ■■Colombina Docinhos, salgadinhos e sobremesas são especialidades da Amor aos Pedaços. A dica da vez é a colombina: massa leve e fina que, de acordo com o gosto do cliente, pode receber recheio de bicho de pé ou de brigadeiro. Funcionamento: de terça a quinta das 10h às 22h. Sexta e sábado das 10h às 22h30. Domingo das 10 às 22h. Rua Josephina Mandotti, 310, Jardim Maia. Tel.: 11 2087-2154 / 2087-3081.

Cacau Show

■■Ovo Dreams A novidade da Cacau Show para a Páscoa deste ano é o ovo Dreams. A delícia leva chocolate ao leite e tem a casca recheada de trufa de coco, maracujá ou napolitano. A unidade de 400 gramas custa R$ 39,90. Rua Treze de Maio, 92, Vila Galvão. Tel.: 11 2086-2718. Rua Luiz Gama, 226, Centro. Tel.: 11 2408-4106. Internacional Shopping, Loja K-12. Tel.: 11 2425-0220.

76

■■Caixa de Bombons Uma ótima opção para quem tem amigo chocólatra é esta caixa, com 40 unidades de bombons sortidos, da Alpes Chocolateria. O sugestivo presente sai por R$ 47,90. Internacional Shopping Guarulhos, loja B-11. Funcionamento: De segunda a sábado, das 10h às 22h30. Domingo, das 14h às 21h. Tel.: 11 2425-0204.

Água Doce Cachaçaria

■■Cookies Cream A Água Doce Cachaçaria colabora para deixar seus dias mais refrescantes e gostosos. Para tanto, oferece coquetéis à base de sorvete, em diversos sabores, com ou sem álcool. O drinque em destaque leva em sua composição vodca, licor de chocolate stock e sorvete de creme. Rua Tapajós, 141, Jardim Barbosa. Tel.: 11 2408-5659.


roteiro

Especial Páscoa

Dolce Sapore

Empório Cantareira

■■Ovo Trufado Chocolates e doces artesanais você encontra na Dolce Sapore. Há diversas opções de recheios para os ovos de chocolate ao leite e chocolate branco. Destaque para o ovo de chocolate ao leite trufado de maracujá. A unidade com 500 gramas sai por R$ 28. Encomendas pelo telefone: 11 3435-7491.

■■Bacalhau Cantareira Um dos apetitosos pratos da casa é feito com bacalhau gadus morhua, batata aos murros, azeitonas, brócolis, pimentão e azeite. Funcionamento: de terça a quinta das 9h à 0h. De sexta a sábado das 9h às 2h. Domingo: das 9h às 23h. Avenida Salgado Filho, 1.798, Jardim Santa Mena. Tel.: 11 2408-5226.

Favos D’Mel

Kopenhagen

■■Colomba Pascal De fabricação própria, a Colomba Pascal da padaria Favos D’Mel tem duas versões. Com gotas de chocolate ou com frutas cristalizadas. É comercializada por R$ 22 o quilo. O local é aberto todos os dias, das 6h às 23h. Avenida Doutor Timóteo Penteado, 3.640, Vila Galvão. Tel.: 11 2086-7500.

■■ Ovo 4 clássicos Especializada em chocolates finos, a Kopenhagen apresenta o ovo 4 clássicos. São 4 ovos, um dentro do outro, nos sabores chumbinho, lajotinha, língua de gato e Nhá Benta. Os de 350 gramas saem por R$ 60 a unidade. Internacional Shopping Guarulhos, loja P-03. Funcionamento: de segunda a sábado, das 10h às 22h30. Domingo, das 14h às 21h. Tel.: 11 2414-5277.

78

Kame Sushi ■■Combinado O Combinado do Kame Sushi é uma ótima dica para quem deseja degustar comida típica japonesa. O prato é composto por 10 niguiris, 2 joes, 8 uramakis, 8 hossomakis e 12 sashimis. O restaurante funciona de segunda a quinta, das 11h30 às 15h e das 19h às 23h. Sexta das 11h30 às 15h e das 19h à 0h. Sábado das 12h às 16h e das 19h à 0h. Domingo das 12h às 16h e das 19h às 22h30. Rua Engenheiro Prestes Maia, 34, Centro. Tel.: 2408-0808.


Mais do que um escritório de Advocacia, uma equipe totalmente voltada à causa da Justiça

Rua Caraguatatuba, 160 - 2º andar - Centro Tel.: 2464-9558 | zeituneadvogados@terra.com.br 79


Especial Páscoa

Munik Chocolates

Naha Festa

■■Colomba Pascal Além de variados tipos de ovos de chocolate, a Chocolates Munik dispõe da linha Colombas, que pode ser encontrada em diferentes versões de sabores, tamanhos e preços. A mini Colomba de 200g sai por R$ 11,20. A colomba de frutas umedecidas de 750g custa R$ 36,80 e a colomba gotas de 750g, idem. Funcionamento: de segunda a sexta das 9h às 19h e sábado das 10h às 19h. Avenida Salgado Filho, 1.495, Santa Mena. Tel.: 11 2229-1143. www.chocolatesmunik.com.br

■■Torta Holandesa A gostosura da vez é de uma torta holandesa. Ótima sugestão de sobremesa para o almoço do dia da Páscoa. Na Naha Festa a torta inteira custa R$ 35. Funcionamento: De terça a sábado, das 9h às 20h. Segundas, das 12h às 20h. Aos domingos e feriados, das 9h às 14h. Avenida Salgado Filho, 1.507, Jardim Santa Mena. Tel.: 11 2479-2244.

80


Especial Páscoa

Trio Cake

Vida de Brigadeiro

■■Cup Cake O famoso bolinho cup cake pode ser personalizado. Além de boa opção para sobremesa em diversas ocasiões, pode ser oferecido como lembrança de aniversário, casamento, chás de cozinha ou de bebê. A gostosura da foto é feita com massa de chocolate, recheio de doce de leite e cobertura de buttercream. A unidade custa a partir de R$ 4. Para encomendas: contato@triocake.com.br Tel.: 11 2086-0632.

Pérola Polilllo

■■Caixa de Brigadeiros Quem gosta de chocolate vai adorar a caixa com deliciosos e requintados brigadeiros gourmets, elaborados com ingredientes como pistache, macadâmia e chocolate belga. São 40 opções de sabores, é só escolher! Encomendas pelo telefone: 11 8438-2053 ou www.vidadebrigadeiro.com.br

Temakeria Makis Place

■■Bacalhau Pascal Preparado com bacalhau desfiado, cebola, alho e salsinha, o bacalhau pascal é uma sugestão da chef de cozinha Pérola Polillo. Belo na cor e no sabor, a delícia enche os olhos e decora a mesa. Tel.: 11 2464-0723. Email: contato@ppcriativa.com.br / perolacriativa@hotmail.com

■■Temaki Especializada na variação de ingredientes para a confecção de temakis, a Makis Place dispõe de mais de 80 combinações para agradar todos os paladares. Na foto temos o de camarão, atum, califórnia e o preferido da clientela: salmão com cream-cheese e cebolinha, que sai por R$ 12 a unidade. Funcionamento: de segunda a quinta, das 12h às 2h. De sexta a sábado, das 12h às 6h. Aos domingos, das 18h às 2h. Rua Tapajós, 238, Jardim Barbosa. Tel.: 11 2441-1621.

82

Fran´s Café ■ ■Café Napolitano No Fran´s Café é grande a variedade de bebidas feitas com café. Entre as sugestões, destaque para o Café Napolitano, feito com expresso, sorvete de morango, licor de chocolate, ciocolatte e raspas de chocolate. A delícia é oferecida por R$ 8,80. Endereço: Avenida Paulo Faccini, 1.879, Maia. Tel.: 22298018.


esportes

em b o t i u m nda a o m n i l i n i s a m r e B F O -Jitsu

no Jiu

Texto: Elias Luz. Fotos: Marcio Monteiro/Divulgação

Este ano, Luanna e Gabrielle vão defender a supremacia no esporte em campeonatos pelo mundo. mbas começaram a treinar aos 9 anos e hoje acumulam títulos de campeãs paulista, brasileira, panamericana, europeia e mundial. Elas comandam o jiu-jitsu feminino, são referências mundiais no esporte, chamam a atenção onde lutam. Os motivos são muitos: disciplina, garra, força de vontade, fé e a boa ambição de manter-se no topo. Este ano, as super campeãs Luanna Alzuguir e Gabrielle Garcia, ambas com 25 anos, defenderão seus títulos e a supremacia feminina do Brasil neste esporte. 84

Luanna e Gabrielle até se enfrentam de vez em quando


Estas duas garotas têm histórias muito parecidas. Aos 17 anos elas começaram a lutar para valer e passaram a ser campeãs em quase tudo que disputavam. A grande guinada delas ocorreu quando iniciaram o treinamento na equipe Alliance, sob a coordenação do professor Fábio Gurgel,. De 2009 para cá elas ganharam quase todas as competições. Ainda neste mês, por exemplo, Luanna e Gabrielle vão para Abudabi – nos Emirados Árabes – defender títulos conquistados em edições anteriores. As duas atletas têm um nível tão elevado que, em algumas competições, elas venceram nas categorias por peso e no torneio absoluto, que é dividido de acordo com a faixa do jiu-jitsu. As jovens também são campeãs nas lutas com ou sem quimono.

Hoje, mesmo as duas sendo as lutadoras mais credenciadas no Brasil, tanto Luanna Alzuguir quanto Gabrielle Garcia buscam por patrocínio – um problema para quem resolve profissionalizar-se no esporte brasileiro. Este ano, com os títulos europeu e panamericano conquistados, elas esperam encontrar investidores para seus talentos. Diariamente são cinco horas de treino. Os gastos são bancados pelas famílias das duas atletas. Incluem transporte, alimentação, vitaminas, suplementos alimentares e as roupas para as competições. “O que estamos conseguindo - por enquanto, em termos de patrocínio – são apoios para a compra de quimonos”, diz Gabrielle Garcia, que tem seus pais e a irmã como maiores incentivadores.

Já Luanna Alzuguir conta sempre com o apoio da mãe e das irmãs. A rotina de treinos começou a ser preenchida também no Corinthians, que recentemente passou a fornecer um suporte para as duas atletas. Mesmo com o apoio do clube, elas lutam agora por um patrocínio maior para poderem participar dos campeonatos que serão realizadas, este ano, em Milão, na Itália; em Los Angeles, nos Estados Unidos; em Londres, na Inglaterra e em torneios sulamericanos e asiáticos. Contatos para patrocínio devem ser feitos por meio dos números (11) 8090-6420 e (11) 9661-8578. Quem quiser conferir Gabrielle e Luanna em ação pode acessar o You Tube, Twiter e Facebook, digitando os nomes das atletas. ■■ 85


turismo

Buenos Aires A capital portenha e seus muitos encantos Texto: Fábio Carleto Foto: Divulgação e Acervo| Arte: Douglas Caetano

I

r a Buenos Aires é sempre uma viagem interessante. Seja sua primeira vez, ou a décima, a capital argentina é daqueles lugares que invariavelmente justificam a visita. É bem verdade que em outros tempos o atendimento, de forma geral, foi mais esmerado. Mas, a fantástica gastronomia, as muitas opções de cultura e entretenimento e a facilidade de andar por lá, entre tantos outros atrativos, fazem a balança pender para o positivo. E é perto, como é perto! Em pouco mais de duas horas, já se desembarca em solo portenho. Menos tempo até do que se leva para chegar à maioria dos destinos do Nordeste, vedete do turismo brasileiro. Nestes tempos de real valorizado, o câmbio também ajuda bastante. Nada que faça de Buenos Aires o paraíso das compras, mas muitos ítens, como os de couro e lã, perfumes, vinhos, por exemplo, podem ser adquiridos a muito bom preço. De forma geral, do transporte à alimentação, passando pelos tours que se pode fazer por lá, "viver" seus dias de viagem em Buenos Aires vai lhe parecer muito barato. No quesito transporte, a abundância de taxis com corridas a preços baixíssimos é um ponto forte. Além deles, 86

há o metrô, que eles chamam de subte. Bem diferente do nosso, o de lá é mais antigo, menos bem cuidado no que diz respeito à limpeza e manutenção, mas muito, muito mais abrangente e útil que o de São Paulo, porque há poucos lugares importantes na capital onde ele não chega ou passa perto. Muito menos lotado e muito mais barato. Um bilhete custa pouco mais de um peso ($ 1,10, pra ser mais exato) algo como R$ 0,50 (cinquenta centavos de real), seis vezes mais barato do que o nosso. Gastronomia e cultura, incluindo os tradicionais espetáculos, entretanto, são mesmo os grandes destaques de Buenos Aires (pelo menos na modesta opinião deste apaixonado pela cidade). Escolhendo sem critério é possível comer mal, claro. Algumas armadilhas estão nas praças de alimentação dos shoppings, onde normalmente serve-se comida pouco saborosa, cara e com atendentes bem pouco dispostos. Um exemplo dessa lamentável constatação é uma certa Green & Company, das Galerias Pacífico, que tinha tudo para ser ótima, pela fachada vistosa e conceito interessante, mas que peca grosseiramente no atendimento. Certamente há exceções, que comprovam a regra. Nas mesmas Galerias Pacífico, mas nas lojas, os vendedores são bem mais

gentis e atenciosos, o que também se observa no Abasto Shopping, o maior da cidade e o que aparentemente oferece os melhores preços. Voltando à alimentação, em muitos restaurantes e cafeterias da região central se come muito, muito bem. Mas o destaque maior é sem dúvida Puerto Madero. Lá, o difícil é encontrar um restaurante menos que excelente. Desde uma opção mais econômica, como o Siga la Vaca!, que custa no máximo 52 pesos argentinos (fins de semana), algo como R$ 20, incluindo bebida (refrigerante, água ou vinho) e sobremesa, até o estupendo La Cabaña, onde um jantar dos deuses para um casal custa algo como R$ 200, mesmo pedindo vinho, entradas e algum dos pratos mais caros da casa, como o bife de Kobe, digno de ser degustado com reverência. Outra dica deliciosa são os bombons de queijo camembert. Atendimento e ambiente perfeitos. Ainda em Puerto Madero, os apreciadores da jogatina podem desfrutar das instalações do cassino, que funciona num luxuoso e espaçoso barco. Além dos tradicionais Black Jack, Poker, roletas e caça-níqueis dos mais diversos, a casa tem shows, bar, restaurante, loja e estrutura bem completa, num ambiente bastante agradável.


QUAL SUA PRÓXIMA CONQUISTA?

Viaje pelo Brasil Incluídos nos roteiros: passagem aérea ida e volta, hospedagem em hotéis selecionados com café da manhã, transporte aeroporto/hotel/aeroporto, passeios e assistência de guias especializados CVC.

Porto Seguro

8 dias - Hotel Casablanca

À vista R$ 708, ou 10x R$ Preço para saída 14/maio.

Gramado

70,80

Porto de Galinhas

8 dias - Pousada Vivenda dos Corais

À vista R$ 1.198, ou 10x R$ Preço para saída 14/maio.

119,80

8 dias - Pousada Tissiani Gramado

À vista R$ 898, ou 10x R$ Preço para saída 15/maio.

89,80

Natal

8 dias - Hotel Residence Praia

À vista R$ 1.098, ou 10x R$ Preço para saída 14/maio.

109,80

Resorts e Hotéis Iberostar Bahia Hotel 8 dias - Praia do Forte

À vista R$ 3.018, ou 10x R$

301,80

Incluídos no preço: 7 diárias de hospedagem com sistema tudo incluído, Preço para saída 14/maio.

Itacaré Village Resort 8 dias - Itacaré

À vista R$ 2.508, ou 10x R$

250,80

Incluídos no preço: 7 diárias de hospedagem com meia pensão, Preço para saída 14/maio.

Internacional Paris 9 dias

À vista R$ 3.768, ou 10x R$

Buenos Aires

376,80

Incluídos no preço: 6 diárias de hospedagem com café da manhã. Preço para saídas 13, 15, 18 e 22/maio. Base € 1.538,

4 dias

À vista R$ 1.099, ou 10x R$

109,90

Incluídos no preço: 3 noites de hospedagem com café da manhã. Preço para saída 24/maio. Base US$ 628,

Consulte preços de passagens aéreas promocionais.

Acesse cvc.com.br

CVC Shopping Poli Guarulhos.................................................2475-0321 CVC Shopping Bonsucesso.......................................................2489-6022 CVC Internacional Shopping Guarulhos ...........................2086-9720 CVC Hiper Sonda Jacanã .......................................................... 2243-2020 CVC Hiper Bergamini................................................................... 2206-2824

Onde os sonhos viram conquistas

Prezado cliente: preço por pessoa em apartamento duplo com saída de São Paulo. Preços válidos até um dia após esta publicação e sujeitos a reajuste sem aviso prévio. Preços calculados com base no câmbio de 16/3/2011 US$ 1,00 = 1,75, e € 1,00 = R$ 2,45, portanto o valor será recalculado no ato da compra ao câmbio do dia. A oferta de lugares é limitada e as reservas estão sujeitas a confirmação. Taxa de embarque não incluída, esta deverá ser calculada e paga no ato da compra.


City tour Agora, existe uma opção bem bacana, que é o ônibus com dois andares: o segundo é aberto, perfeito para fotos e para uma visualização mais ampla da paisagem. Principalmente para quem faz sua primeira visita, o city tour é uma opção a considerar, pois passa pelos principais pontos turísticos, que são muitos. Há alguns lugares que se destacam entre os preferidos da maioria, que, dependendo de suas preferências, você pode eleger para seu roteiro. O bairro La Boca abriga o Caminito, de visita obrigatória, e o estádio La Bombonera, do Club Atlético Boca Juniors, o mais popular time argentino. Quem gosta de futebol se agrada bastante de lá. San Telmo, outro tradicionalíssimo bairro, também vale registro por ser o mais importante centro de antiguidades da América do Sul, já que conta com mais de 500 lojas e a bem

o

Caminit

famosa feira, aos domingos, que além de antiguidades tem uma infinidade de outras coisas à venda e manifestações culturais de todo tipo. As imediações da Casa Rosada têm uma série de prédios históricos que merecem uma visita, com destaque para a Catedral, cuja arquitetura e instalações são impressionantes. O Café Tortoni também é bem legal, uma horinha boa de se passar. Comidinhas deliciosas num ambiente adorável. A Recoleta já foi parada obrigatória; hoje há quem diga que não, porque Puerto Madero roubou a cena. Mas quem não conhece pode visitar. O cemitério, por incrível que pareça, ainda recebe muitos visitantes, por causa do túmulo de Evita e outros muito mais portentosos mausoléus. Para quem gosta de um passeio bucólico, a ida de trem até o Delta do Tigre vale bastante a pena. Diferente do Subte (o metrô deles), o trem e as

estações são hiperlimpas e muito bonitas. Pare em algumas só pra curtir a paisagem, tirar fotos... Chegando ao rio, tem o passeio de catamarã, que também é bacana. O Teatro Colón, que foi todo restaurado há pouco tempo, é impressionante, sobretudo para os amantes da cultura. Mesmo as visitas guiadas, que mostram a estrutura completa, desde as fábricas de figurinos até os bastidores, são uma experiência interessante. Mas fantástico mesmo deve ser acompanhar um espetáculo na luxuosíssima sala do Colón, que tem uma das melhores acústicas do mundo todo (é pena, mas ainda não tive essa oportunidade). Ainda sobre arte, há muitos museus espalhados pela cidade, além de centros culturais e de exposições. Impossível mencionar todos, mas o Malba é dos mais comentados. Jardim Japonês e Zoológico também podem ser bons passeios.

olón

C Teatro

Estação Ti

gre Subte (Met

rô)

88


89


Tango, tango, tango! Assistir a um espetáculo de tango em Buenos Aires é tudo de bom. Praticamente todas as casas oferecem opção de show com jantar, embora quase sempre haja a possibilidade de comprar entradas apenas para a apresentação. Como tudo na vida, há casas melhores do que outras. Aqui vai uma opinião muito pessoal de alguém que já conheceu cinco delas: fuja do óbvio! E, nesse caso, o óbvio é o Señor Tango, indicado para e por oito em cada dez visitantes de Buenos Aires. A apresentação, a comida e o atendimento são OK, e se for só a ele, é bem possível que saia contente de lá. Mas compará-lo ao Tango Porteño, o melhor de todos com folga, é covardia. Estive no Señor Tango, Piazzolla, La Ventana, Esquina Gardel e Tango Porteño; a ordem de citação é do pior para o melhor. É bem verdade que o Piazzolla perde em quase tudo para o Señor Tango. Embora leve vantagem nos quesitos orquestra e comida, o Piazzolla tem acesso ruim, pois está numa galeria, bem longe da entrada. E tem um interminável número de dança gaúcha, que considero dispensável e fora de propósito. O La Ventana é comparativamente 90

simples, mas tradicional, aconchegante, com boa comida e apresentação. O Esquina Gardel é lindíssimo, tem um cardápio diversificado, conta com figurinos mais esmerados e um espetáculo tradicional, muito distinto. Já foi melhor em outros tempos na alimentação, atendimento e até mesmo na apresentação, mas continua levando considerável vantagem sobre a média das casas concorrentes. Mas o melhor de todos os cinco é, indiscutivelmente, o Tango Porteño. A começar da localização: a poucos passos do obelisco, em plena Nueve de Julio (na verdade, oficialmente o nome da rua é Cerrito, uma marginalzinha da Nueve de Julio). O local abrigou um cinema e um teatro, e já foi propriedade da Metro Goldwyn Meyer. Nem é preciso dizer o quanto é suntuoso. E pela antiga vocação, é dos que tem melhor aproveitamento do espaço para a plateia: de quase todas as posições se pode ver muito bem o show. A comida dispensa comentários. O atendimento idem. Mas fabuloso mesmo é o espetáculo, que consegue de forma impecável atrelar tradição e modernidade. De todos os que assistimos, é de longe o

mais bem dirigido, com um claro fio condutor do início ao fim. Ajuda a imensa boca de palco e a possibilidade de trocas de cenário, totalmente inviável nas outras casas. Os bailarinos são bem mais afiados, sobretudo o primeiro casal, Marcos Ayala e Melina Mouriño. Só o número em que ela dança com os olhos vendados já vale o ingresso, as passagens, a viagem em si. É realmente estonteante. Marcos e Melina parecem estar suspensos no ar quando dançam, como se flutuassem (sobretudo ela). Há, ainda, um número em uma instalação parecida com um jogo da velha, na qual nove casais evoluem ao mesmo tempo, com jogos de luzes que apagam e acendem os compartimentos onde ficam os casais, criando um efeito belíssimo. Os figurinos também dão um banho. A orquestra é um conjunto de feras e os fãs de Astor Piazzolla vão se emocionar com uma homenagem feita ao gênio do tango: os músicos tocam um pout pourri com seus principais clássicos, enquanto projeções gigantes com imagens do músico são lançadas sobre toda a extensão do fundo do palco. Um espetáculo perfeito! Não tem como sair de lá sem aquele sorriso bobo no rosto. ■■


Festival da Economia

só na Moto Center Everest

Festival daCGEconomia 125 5.900, Titan EX LEAD

Preço Imbatível

Fan KS CG 125 mensais de R$ Fan KS

169, TC incluso

Mensais de r$

169,

R$

à vista

Lead

poucas unidades

PrEço IMbatíVEL r$

5.990,

Poucas unidades

à vista

Só na Moto CG 150 Everest Center

ZERO DE ENTRADA

299, TC incluso

CG 150 titan EX zEro dE Entrada

Mensais de r$

299,

-Flex -Injeção Eletrônica tC InCLUSo -Rodas de Liga Leve

+ENTRADA Todas as cores

Todas as cores • FLEX • InJEçÃo ELEtrÔnICa

• rodaS dE LIGa LEVE PRONTA ENTREGA

PRONTA ENTREGA

tC InCLUSo

todas as cores Pronta EntrEGa

+ Entrada

A forma mais rápida e segura de ter sua Honda 0km!

todas as cores Pronta EntrEGa

LIGUE JÁ E AGENDE SEU SERVIÇO!

E MAIS: NA COMPRA DE QUALQUER MODELO ANUNCIADO + R$ 1,00 VOCE LEVA UM CAPACETE E MAIS: NA COMPRA DE QUALQUER MODELO ANUNCIADO + R$1,00 VOCÊ LAVA UM CAPACETE

SAÚDE

CENTRO

CAMBUCI

Av. Jabaquara, 1.285

Rua Martins Fontes, 205 Av. Lins de Vasconcelos, 209

5079-8999

3123-4133

(Próx. Metrô Saúde)

(Próx. Rua da Consolação)

(Próx. Largo do Cambuci)

5563-4800

GUARULHOS

Av. Guarulhos, 2.067 (Próx. cruz. Castelo Branco)

2414-3500

CG 125 FAN KS 11/11 a/v 5.430, ou entrada 1.430,+50x169,99 (t.prazo 9 .929,50) Bco. Panamericano.Lead 11/11 a/v 5.990, .Titan EX 11/11 a/v 7 .660, ou zero entrada 50x299,00 (t.prazo 14.950,).TC incluso em todas as ofertas. Juros 2,50% a.m.+IOF (34,49%a.a.+IOF). CET, calculado na data de 29/03/2011 a partir de 33,55% a.a. Consórcio: as condições se aplicam ao Plano Mega Fácil, somente para o Estado de São Paulo, planos em 72 meses. T axa de administração 20% • Fundo de reserva 1,5%, seguro sobre parcela 5,5434%. Todas as fotos são ilustrativas. Promoções do anúncio não cumulativas com outras. Crédito sujeito a aprovação pelo agente financeiro. CET máximo de 44,57% a.a. Reservamos o direito de corrigir possíveis erros gráficos. Ofertas e promoções válidas até a data de publicação ou término do estoque (2 unidades de cada modelo) ou da promoção pelo agente financeiro.

no trÂnSIto, SoMoS toDoS PEDEStrES.

www.motocentereverest.com.br

91


veículos

Texto: Karina Craveiro/Auto Press. Fotos: Luiza Dantas/Carta Z Notícias.

MUDANÇAS DE ESTAÇÃO Chevrolet altera detalhes do Captiva para enfrentar concorrência diversificada

os últimos meses, o segmento de crossovers e SUVs médios é um dos que mais recebe novos representantes. Para se ter ideia, há um ano reinavam soberanos modelos como Honda CR-V, Toyota RAV4, Hyundai Tucson e Chevrolet Captiva. Hoje a briga é mais acirrada. Chegaram desde o luxuoso BMW X1 e os belos coreanos Kia Sportage e Hyundai ix35, passando pelo tecnológico Peugeot 3008 e o versátil Dodge Journey. E, para prevenir uma queda de participação em um nicho que vendeu cerca de 9 mil carros em março, a Chevrolet resolveu atualizar o seu representante.Como esteticamente o carro ainda é bem atual, as mudanças foram primariamente mecânicas. A variante de entrada, a Ecotec, equipada com motor 2.4, ganhou injeção direta de combustível e com isso, um fôlego extra. Agora são 185 cv de potência, um aumento de 15 cv em relação à linha 2010. Essa configuração também 92

passa a receber uma transmissão automática de seis velocidades, aposentando o ineficiente câmbio de apenas quatro velocidades. A topo de linha também teve grandes mudanças no motor. O 3.6 V6 foi substituído por um propulsor menor, de 3.0 litros, mas também com seis cilindros em “V”. Mesmo assim, a potência subiu 7 cv, alcançando os 268 cv. Já o torque caiu, de 32,9 kgfm para 30,0 kgfm a 5.100 rpm. Quem procurar diferenças estéticas no exterior da Captiva 2011 vai demorar achar. A única foi reservada para o modelo mais potente da gama, e se resume à volta das rodas de liga leve cromadas. Por dentro, a Chevrolet também foi conservadora, mas instalou um freio de estacionamento elétrico, painel com cores mais escuras e iluminação azulada no painel de instrumentos, seguindo a linha do restante da marca. O rádio agora passa a contar com entrada USB, além da auxiliar que já equipava o modelo no ano passado. Não existem opcionais na linha

Captiva. A Ecotec 2.4 vem de série com airbags frontais, laterais e de cortina, ABS, controle de tração, ESP, ar-condicionado manual, direção hidráulica, computador de bordo, trio elétrico e cruise control com comandos no volante e parte de R$ 90.299. A configuração com motor V6 e tração dianteira ainda adiciona sensor de chuva, sistema de partida remota, ajuste lombar do banco do motorista, bancos dianteiros com aquecimento e rodas de liga leve cromadas de 17 polegadas, por R$ 96.774. A topo de linha, a testada V6 AWD, recebe também câmara de ré com display no retrovisor interno e som premium com 10 alto falantes e custa R$ 100.774. E, dentro da configuração mais cara da Captiva, existem muitos concorrentes diretos. Desde crossovers urbanos como o Peugeot 3008, com preço de R$ 87.900 mil, BMW X1, que parte de R$ 115.930, até modelos de tração integral como Mitsubishi ASX 4X4, por R$ 98.990, Toyota RAV4 4X4, com valores de R$ 107 mil e Honda CR-V 4X4, por R$ 99.880.


Ponto a ponto Desempenho O motor 3.0 V6 da Captiva parece “enganar” o motorista. Isso porque quando se pisa fundo no pedal do acelerador, o torque de 30,0 kgfm só aparece aos 5.100 giros. E mesmo assim não chega a empurrar o motorista contra o banco. No entanto, uma olhada no velocímetro mostra que o carrão de 1.804 kg é um modelo ágil, com aceleração a 100 km/h em um tempo um pouco acima dos 9 segundos. Grande parte do bom desempenho é por causa do bom câmbio automático de seis marchas, bem escalonado e suave nas trocas. Nota 8. Estabilidade O Captiva é um carro com uma suspensão acertada, mas não dá para fazer milagres. Ele é um SUV pesado, com mais de 1,70 metro de altura e isso é diretamente sentido na hora de uma condução mais esportiva. Nessas situações a carroceria aderna consideravelmente, mesmo com a tração integral. Pelo menos, em casos extremos, estão lá o ESP e o controle de tração para evitar o pior. Por outro lado, o Chevrolet é um modelo correto nas retas e a comunicação entre rodas e volante é precisa até a faixa 140 km/h. Nota 6. Interatividade Ponto para o computador de bordo, com diversas funções, que mostra inclusive a pressão dos pneus. Além disso, o volante conta com comandos do sistema de som, e da conectividade com o celular. Já o câmbio automático é estranho. Até existe uma tecla para fazer as trocas manualmente, mas ela fica posicionadas na alavanca da transmissão, um lugar pouco usual e intuitivo. Nota 7. Consumo O Chevrolet Captiva V6 AWD continua “beberrão”. Ele conseguiu uma média ruim de 5,0 km/l com gasolina em uso 2/3 na cidade e 1/3 na estrada. Nota 5. Tecnologia Na linha 2011, o Captiva chegou com duas mudanças interessantes. A 94

adoção da transmissão de seis marchas para toda a linha – que, em 2010, só estava na variante V6 – e do moderno motor V6 de 3.0 litros com injeção direta. O propulsor perdeu tamanho na virada de ano – tinha 3.6 litros em 2010 – mas mesmo assim ganhou potência. O modelo também é recheado de equipamentos, como computador de bordo completo e um rádio cheio de funções. Nota 8. Habilidade Outro boa qualidade do SUV da Chevrolet. As grandes dimensões do Captiva ajudam a entrar e sair do veículo. As portas também são amplas, o que auxiliam no acesso. Existe uma boa quantidade de porta-objetos no interior do modelo. Destaque para um compartimento sob os porta-copos que tem bom espaço e também abriga a entrada USB do rádio. O porta-malas é muito espaçoso – com 821 litros – e a abertura da tampa permite um bom acesso. Além disso existe um sistema de trilhos e redes que permite dividir o espaço do compartimento. Nota 8. Acabamento O interior do Captiva é correto. O acabamento de couro é de ótima qualidade e se espalha por boa parte do habitáculo. O painel também é bem feito e é emborrachado na parte superior. Os puxadores internos das portas são cro-

mados, ajudando a passar uma imagem de requinte ao SUV. O console central, no entando, é feito de plástico rígido, o que deixa a desejar para um carro da categoria do Captiva V6. Nota 7. Design De novidade para a linha 2011, o Captiva V6 AWD só recebe – mais uma vez – as rodas de liga leve com detalhes cromados. No resto, o mesmo SUV de aspecto imponente que já era vendido. Destaque, portanto, para a dianteira com os faróis grandes e a grade com a já conhecida identidade visual da Chevrolet. Nota 7. Custo/Benefício Pela configuração topo de linha do Captiva, a Chevrolet cobra R$ 100.774, sem opcionais e com a tração integral já inclusa. Os rivais com 4X4 são o recém-chegado Mitsubihi ASX, por R$ 98.990, o Honda CR-V, por R$ 99.880, e o Toyota RAV4, por R$ 107 mil, ambos com motor de apenas quatro cilindros em linha. Nota 8. ■■


95


click

Rede social para quem tem fé A Igreja Assembleia de Deus pensou no óbvio: uma rede social fechada para membros da congregação pentecostal para que eles possam disseminar ideias e trocar fotos, opiniões sobre cultos, tirar dúvidas com os pastores, enfim. Semelhante ao Facebook, é possível até participar de chats ao vivo. Os participantes precisam provar o vínculo com a igreja e, para participar, é necessário pagar a taxa de R$ 14,95 por mês: www.comunidadead.com.br

Dá dá dá... Uma conversa importantíssima é tratada em frente a uma geladeira. Pelo que se vê, a meia de uma das crianças sumiu e ela não parece se importar muito. Mas os detalhes desse diálogo não poderá ser descoberto tão cedo. Os pequenos, com menos de um ano, parecem entender-se muito bem: riem, gesticulam, mostram os lugares onde o fato ocorreu. Mas a única coisa que se pode tirar desse dialeto infantil incrível é um interminável “dá-dá-dá”. Texto: Jéssica Batista Fotos: Divulgação

96

k c cli

Que banho bom! Se a maioria dos cachorros não gosta de banho, Iso não parece se importar muito. Aliás, ele se diverte demais com a situação! O banho do filhote teckel aconteceu na banheira foi gravado em slow-motion. Além da gostosa trilha sonora “The Way I am”, de Ingrid Michaelson, é muito bom ver cãezinhos em momentos felizes como esse.

De volta para o passado Com tantas novidades tecnológicas no mundo dos games, quem nasceu depois dos anos 80 nem se lembra dos jogos antológicos travados nos minigames. Para os nostálgicos, o site Pica-Pic reúne muitos desses jogos que, certamente, farão qualquer um com mais de 25 anos lembrar da infância. Acesse: www.pica-pic.com Um adesivo intruso Não é preciso procurar muito: em São Paulo, a maioria das famílias rendeu-se aos adesivos colados na traseira dos carros em que são colocados avatares que simbolizam cada membro do lar, doce lar. Para mostrar que nem tudo é perfeito como é mostrado, o grupo do KzukaTV saiu às ruas para, digamos, colar alguns membros a mais. Porque nunca se sabe se um pai tem um filho a mais, se a mãe tem um namorado a mais ou os filhos têm mais animais do que os mostrados. Confira a operação em nosso canal de vídeos no Youtube.


ADVOCACIA

SOLOMCA SAMUEL SOLOMCA

OAB/SP 45.198

• RECLAMAÇÃO TRABALHISTA • ACIDENTE DE TRABALHO • ASSESSORIA PREVIDÊNCIARIA • INSS • APOSENTADORIA • DANO MATERIAL • DANO MORAL

2408.6500

RUA MARIA DE CASTRO MESQUITA, 76 (ESQUINA DA ENERGIA BANDEIRANTES)

Para anunciar, ligue: 2461-9310 Reforma - Manutenção Limpeza De lustres, abat-jours, arandelas, castiçais e objetos de decoração

Peça orçamento: Antonio

2409-0802 8378-7664 contato@mimucorrentes.com.br 97


lista 7 O Oscar 2011 foi realizado no dia 27 de fevereiro. Dentre as premiações, a estatueta de melhor atriz foi para Natalie Portman, por sua atuação em Cisne Negro. Ela pode não saber, mas de acordo com um estudo maluco, ela tem de grande chance de se divorciar. Pesquisadores da Universidade de Toronto, Canadá, e da Universidade Carnegie Mellon, Estados Unidos, examinaram 751 candidatos aos prêmios de melhor atriz entre 1936 e 2010 e os resultados mostram que as vencedoras têm 63% de possibilidade de acabar com seus casamentos. Abaixo, as sete estrelas que desfizeram seus casórios, mas estão (ou estiveram) de bem com a vida com suas estatuetas! Pesquisa: Jéssica Batista. Fotos: Divulgação

Bette Davis, 1938

(Jezebel) Joan Crawford, 1945 (Alma e Suplíci o)

Halle Berry, 2001 (A Última Ceia) Hilary Swank, 2005 (Menina de Our o)

Reese Witherspoon , 2006 (Johnny & Jun e)

98

09

Kate Winslet, 20 (O Leitor)

Sandra Bullock , 2010 (Um Sonho Pos sível)


O que você precisa? comodidade +

+ agilidade + mobilidade w

Sicoob Atendimento - Caixa Eletrônico - Sicoobnet Pessoal - Sicoobnet Empresarial - Sicoobnet Celular

é fácil: o m o c a vej .br acesse e antareira.com oobc ww.sic

R. Felício Marcondes, 240 - Centro – Guarulhos/SP Telefone: (11) 2087-6750


Fatos falam mais que argumentos

Acesse: www.colegioparthenon.com.br

Revista Guarulhos - Edição 51  

Revista Guarulhos - Edição 51

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you