Page 1

REVISTA GUARULHOS

R E V I S TA G U A R U L H O S

E

ARTE E CULTURA Agosto / Setembro 2009

CAPA FINAL.indd 1

D

I

T

O

R

A

Ano VII - nº 40 - R$ 5,90 Agosto/setembro 2009 Diretor Responsável: Valdir Carleto

ENTREVISTA

Bispo dom Luiz celebra seus 50 anos de sacerdócio

TURISMO

Os cruzeiros para o fim do ano e os paraísos da região das Agulhas Negras

ARTE E CULTURA

Talentos individuais e coletivos suavizam o concreto da cidade

NOVA SEÇÃO

Além de imóveis, agora também ofertas de veículos

SAÚDE

Anabolizantes: bombas de efeito retardado

11/08/2009 13:42:51


O JEITO Conheรงa nossa loja

INTELIGENTE

DE DECORAR

SUA CASA. RUA ABILIO PEDRO RAMOS, 261 - JAร‡ANA/SP

REVISTA_TOTAL2.indd 2

Tel.: 2240-5937

07/08/2009 15:34:19


937

REVISTA_TOTAL2.indd 3

07/08/2009 15:34:29


índice 10

Pessoas e grupos que se dedicam a produzir arte e cultura em Guarulhos merecem aplausos

6

O bispo diocesano dom Luiz Gonzaga Bergonzini comemora 50 anos de ordenação e fala sobre vocação, planos e até política

52 A cozinha evoluiu e

CASA

deixou de ser apenas o lugar onde são preparadas as refeições da família

Foto: Márcio Monteiro Colaboraram: Secretaria de Cultura e Selma Roth

Artesanato Imóveis Pais Registrando Ação social Crítica Nossos filhos Especial Saúde Moda Aventura Turismo Humor Passatempo Advogados Roteiro Veículos Frases

54 55 68 70 76 78 82 88 96 100 102 106 108 110 114 118 122 130

Eles também sabem ser mães Fatos que valem notícia Pelos portadores de câncer

A arquiteta e empresária Samira Albuquerque Rossi, da Fenza Boutique, revela o que pensa sobre elegância

GENTE

Populacho & Piquenique Classe C Sorrisos encantadores

92 O presidente

Maravilhas do Photoshop O que faz a cromoterapia Óculos compõem o visual A região das Agulhas Negras

CIDADE

Que tal fazer um cruzeiro? Maldita blitz! Cruzadas, Sudoku e Sete Erros Aniversário dos cursos jurídicos Dicas de gastronomia Ofertas de seminovos Pense no que eles disseram

EXPEDIENTE A RG - Revista Guarulhos é uma publicação da Carleto Editorial Ltda. - M.E. Diretor Responsável: Valdir Carleto (MTb 16.674) - Editor Executivo: Fábio Carleto opiniao@revistaguarulhos.com.br - www.revistaguarulhos.com.br Redação e Comercial: Av. João Bernardo Medeiros, 74 - Bom Clima - Guarulhos/SP CEP 07021-140 - Novo Telefone: (11) 2461-9310 Projeto gráfico e diagramação: Publicittà - Tel. (11) 2408-2775 Impressão: Editora Parma - Tel: (11) 2462-4000 - Tiragem 10 mil exemplares Assinaturas R$ 59,00 (12 edições). Nas bancas R$ 5,90

REVISTA_TOTAL2.indd 4

66

Fazendo uma caixa para chás Mercado ostenta bons números

ENTREVISTA

94 Anabolizantes

da Fiesp fala a empresários no Ciesp e anuncia investimentos na cidade

MAIS VIDA

são usados indiscriminadamente para melhorar o aspecto físico, danificando a saúde

CONSUMO

120 Nissan comemora vendas da minivan Livina. RG lança seção com ofertas de automóveis e motos seminovos

07/08/2009 18:14:08


editorial

Abaixo o preconceito! Da mesma forma que o comércio sofria porque o guarulhense tinha vergonha de comprar na cidade, as pessoas acostumaram-se a dizer que Guarulhos nada oferecia em termos de arte e cultura. Os pioneiros, que literalmente carregaram o piano nas costas, merecem todos os elogios, pois mantiveramse firmes, remando contra a maré da desconfiança e do comodismo, até que mais gente somasse com eles e ajudassem a carregar a bandeira da cultura na cidade. Na maioria das vezes, o artista acaba sendo reconhecido em outros lugares enquanto continua um ilustre desconhecido entre seus vizinhos. E, lógico, os artistas globais e outros com espaço na mídia, sempre reúnem mais público quando vêm a Guarulhos, do que nossos heróis quase anônimos. Mas eles não desistem. Como diria o Milton, o artista tem de ir aonde o povo está. Se o público não vai ao teatro, o teatro vai até o povo. Os grupos apresentam-se em todo e qualquer espaço pelos bairros afora, mostrando sua arte para um público sem sempre ávido por conhecer coisas novas, mas que acaba se aproximando por curiosidade e descobre que Guarulhos tem, sim, arte e cultura para dar e vender, com ou sem apoio, com ou sem patrocínio, com muita ou pouca plateia. Para elaborar a pauta de capa desta edição, a equipe da RG escolheu representantes de vários segmentos culturais, sem a pretensão de dizer que cada um deles é o melhor em sua área de atuação, mas apenas a de apresentar um panorama do setor em Guarulhos. Cada nome que ia surgindo na reunião de pauta, outros vinham sendo lembrados e, ainda que aqui esteja meramente uma pincelada nessa imensa aquarela, foram necessárias muitas páginas além do previsto para comportar essa reportagem. Após assistir nesta RG a esse desfile de talentos, você, guarulhense, certamente terá mais motivos para se orgulhar de sua cidade e contribuir para acabar de vez com qualquer preconceito. Sim, nós temos arte e cultura da melhor qualidade, temos espaços dignos e temos um público que aprecia o que é bom. Nossa Brasília amarela está de portas abertas para o seu aplauso. Valdir Carleto - Diretor Responsável www.blogdocarleto.com.br Erramos O nome do pai da triatleta Dirce dos Santos Lara é João de Lara e não como foi grafado na edição 39, página 24.

REVISTA_TOTAL2.indd 5

CARTAS DO LEITOR Sucesso

Quero parabenizá-los, Fábio e Valdir Carleto, pela linda revista que vocês colocam em circulação na cidade. Primeiramente li a revista e depois de me encantar com ela fui ver quem estava produzindo aquele material, e para minha surpresa vi que ela está sob responsabilidade de Fábio e de seu pai; aí pensei que só podia vir de vocês esse conteúdo belíssimo e uma diagramação perfeita. Fiquem com Deus e muito sucesso! Fábio Ogrísio

Maratonista

Muito boa a matéria “Sem patrocínio, manter o otimismo é uma maratona” (ed. 39), focalizando o corredor Aloizio Vila Nova Brito, pois além de contar uma história apenas, nos dá uma lição de vida. Genilson de Barros Alves Vila Moreira

Iporangarden

O objetivo desta é o de parabenizá-los pela edição 39 da revista “RG’’, que supera as anteriores, só perdendo para a capa da edição 38. Achei boa a introdução de palavras cruzadas. Além do teor, o projeto gráfico e a impressão merecem nota máxima. Só o humor deixou a desejar. Edison Marcos – jornalista Jardim Iporanga

João Ranali

Fazia frio, muito frio. Preciso talvez, aproveitar a sugestão da RG. Sentei-me junto às aconchegantes mesinhas da Maria Cereja - e que vista deslumbrante, pintada pela própria natureza - o “Bosque Maia’’. Gostei muito do caldo quente e do ambiente, deu-me grande prazer ler a revista de junho, tanto assim como as outras, pois até fiz também planos para viajar, motivado pela seção de turismo. Entre outros temas, nota sobre a praça João Ranali – um ato de grande gratidão. É dever honrar aqueles que fazem jus à admiração e a gratidão de seus semelhantes. Ainda mais quando se trata de alguém que mesmo não tendo nascido nesta cidade, por seus esforços próprios, por sua atitude tudo fez e muito realizou por esta sociedade. Realmente, foi bonita a homenagem oferecida, mas a expressão máxima da literatura guarulhense merecia muito mais, notadamente o comparecimento dos amigos e das autoridades maiores. A Revista Guarulhos soube com competência registrar o notável acontecimento organizado pela Prefeitura e Academia Guarulhense de Letras. Não faz mal que eles não puderam ir: perderam a oportunidade de momento tão sublime e de ouvir a bela voz de Maria Alice. Lineu Aceiro Vice-presidente da Academia Guarulhense de Letras

11/08/2009 16:20:48


Entrevista a Vivian Barbosa Fotos: Márcio Monteiro

entrevista

Os 50 anos de ordenação sacerdotal do bispo dom Luiz Gonzaga Bergonzini esde 4 de dezembro de 1991, Dom Luiz Bergonzini é o Bispo diocesano de Guarulhos. Nascido no interior do estado, veio para a cidade depois de 32 anos de trabalhos pastorais em sua cidade natal. Em junho de 2009, o Bispo celebrou uma missa para comemorar seu Jubileu de Ouro de vida sacerdotal.

o seminário aos dez anos. Eu era coroinha e frequentava a missa diariamente. Quando houve a celebração dos 50 anos de sacerdócio de um padre, monsenhor Arnold, meu vigário recebeu do reitor a sugestão de que eu fosse para o seminário e eu aceitei. O vigário conversou com meu pai, que achava muito cedo, eu era uma criança, mas depois aceitou. Terminei o 1º grau e fui para o seminário. E assim comecei minha vida sacerdotal.

que eu aceito a vocação de Deus, ele me dá os recursos para eu concretizar essa escolha. Já convivi com padres cuja vocação não era verdadeira. Muitos tinham a escolha definida pelos pais, mas é importante saber que isso é um erro. Os pais devem aceitar e apoiar, mas a escolha só pode ser feita por nós mesmos. No meu caso, a iniciativa de ir para o seminário foi minha. Depois com a experiência, amadureci e tive certeza do meu caminho.

RG: Onde nasceu e com que idade decidiu que seria padre? Por que? Dom Luiz: Nasci em São João da Boa Vista, no interior do estado. Fui para

RG: Como ter certeza da vocação? Dom Luiz: Teologicamente, Deus dá a vocação, mas somos livres em aceitá-la ou não. Agora, na medida em

RG: Como é, para um jovem, abdicar da liberdade e dos prazeres? Dom Luiz: Depende do que se entende por liberdade. Liberdade corresponde à

6

REVISTA_TOTAL2.indd 6

07/08/2009 15:34:51


felicidade. Todo ser humano procura a felicidade. Se eu colocar minha felicidade em um matrimônio, eu vou precisar casar para ser feliz. Se eu colocar minha felicidade em uma vocação, preciso me dedicar a ela. Um músico quando ama sua vocação se dedica inteiramente a ela. Muitos optam por ficar solteiros. São renúncias, mas tudo na vida é uma questão de opções. Quando optei por ser padre, renunciei à outra vida, escolhendo outra carreira para ser feliz.

como bispo. No começo foi muito difícil, porque São João da Boa Vista é uma cidade de interior, e aqui, vivemos em um ambiente de capital. Mas me adaptei bem e não quero mais sair de Guarulhos. Recentemente voltei para minha cidade natal, para receber uma homenagem, e mesmo quando deixar esta Diocese de Guarulhos, não voltarei para lá.

RG: Quando e onde foi ordenado? Dom Luiz: Fui ordenado em 29/06/1959 em São João da Boa Vista. Na mesma igreja onde fora batizado, feito a primeira comunhão, crismado, ordenado padre, vigário paroquial e pároco. Foram 32 anos de atividade pastoral na mesma igreja. RG: Na época, imaginava que chegaria a bispo? Dom Luiz: Nem passava pela minha cabeça. E quando recebi a notícia por carta, passei mal. Fui para casa pensar, porque era uma questão de novas renúncias. Aquela igreja era minha casa, eu nasci a um quarteirão dali e sempre havia ficado por lá.

“Em 2011, pretendo entregar a Diocese à Santa Sé. Continuarei sendo bispo e trabalhando com a Igreja. Apenas não estarei mais no governo da Diocese.”

RG: Na Igreja existe a possibilidade de não aceitar um cargo? Dom Luiz: Existe, mas quando cogitei não aceitar pensei no propósito de obediência que fizera. Não tenho voto de obediência, mas sempre exerço o propósito de obedecer meus superiores, porque quem obedece não erra.

Sou cidadão honorário de Guarulhos, mas mesmo sem esse título não deixaria mais a cidade, porque me casei com ela.

RG: Atuou em outra diocese como bispo? Dom Luiz: Não. Vim para Guarulhos

RG: Qual sua impressão quando assumiu a Diocese de Guarulhos, sobre a cidade e a Igreja na cidade?

Dom Luiz: A Igreja não é um ente abstrato. A Igreja é concreta. Ela se mistura com as pessoas. Em Guarulhos a comunidade é bem diferente do interior. Grande parte da população de lá é descendente de europeus, já em Guarulhos muitos são descendentes de nordestinos e me acolheram com muito carinho, mesmo sendo a cultura completamente diferente. Quando cheguei fui muito bem recebido e respeitado pela comunidade guarulhense. RG: Atribui-se ao senhor a derrocada política do falecido prefeito Paschoal Thomeu, em 1996, por uma declaração infeliz que ele fez e pela reação da Igreja Católica. Entende que esse fator foi mesmo decisivo? Teria novamente a mesma reação? Dom Luiz: Creio que sim. Admito que minha carta foi decisiva para sua derrota; não que eu tivesse essa intenção. O que eu realmente queria era colocar “o pingo no i” e protestar contra sua atitude. Houve sim uma participação, não minha, mas dos políticos, que aproveitaram a situação e o derrotaram. Nunca tive nada pessoal contra o sr. Paschoal Thomeu; apenas discordei do que ele disse sobre a Igreja. Ele me procurou para que eu escrevesse outra carta para mudar o que tinha dito. Sugeri então que ele se retratasse com seus eleitores e com a Igreja, mas ele não quis. RG: No mesmo ano, o então candidato Néfi Tales o fez depositário de um rosário de promessas políticas e ele, depois, acabou afastado judicialmente da Prefeitura. O sr. se sentiu incomodado com isso? Aceitaria novamente ser o guar-

7

REVISTA_TOTAL2.indd 7

07/08/2009 15:35:17


entrevista dião de um programa de governo? Dom Luiz: Sim. A vitória dele foi atribuída a mim, e não foi nada disso. Foi uma circunstância, porque o Néfi era o segundo mais votado e o Thomeu despencou nas pesquisas. Minha posição, como bispo, é zelar pelo bem comum que significa verdade e justiça. Eu não compactuo com nada que eu julgue errado. Aceitaria, sim, todo programa de governo, desde que esse programa corresponda à verdade e à justiça. Caso contrário, não aceito. Tanto que não participo de nenhum partido. Sou político? Sou, e acho que todos somos, pois quando optamos por um lado, já estamos fazendo política, mas não sou um político partidário. RG: Qual sua posição sobre as divisões que se verificam na Igreja Católica entre conservadores e setores mais avançados? Dom Luiz: A minha posição fica no meio termo. Lógico que aceito que a Igreja não é uma entidade morta, ela tem vida, já que é constituída de homens, por isso cresce e se atualiza. E nesse sentido, os setores avançados têm todo meu apoio. Já os conservadores, eu aceito o que tem de positivo. Ser conservador não é ser retrógrado. Em questão de princípios eu sou conservador, em questão de adaptação sou atual. RG: Como analisa o crescimento das igrejas evangélicas, notadamente as pentecostais, no Brasil e particularmente em Guarulhos? Dom Luiz: As Igrejas pentecostais são seitas. Grande parte dessas igrejas é movida a interesses pessoais e não pela

comunidade. Existe nelas, em geral, grande rotatividade de adeptos. São pessoas carentes, que precisam de algum tipo de apoio e encontram nessas igrejas acolhimento. Essas igrejas acolhem pessoas capazes de fazer algum tipo de colaboração e na medida em que a pessoa não tem mais condições de colaborar, a acolhida acaba. Assim, novos adeptos chegam e com isso a freqüência se torna muito instável. Na Igreja Católica, por exemplo, grande parte do trabalho é de acolhida. Acolhemos aos que passam por dificuldades para melhorar a qualidade de vida das pessoas, mas isso não significa que vamos resolver todos os seus problemas. RG: Qual sua opinião sobre o uso dos meios de comunicação eletrônicos por evangélicos e católicos, para pregação religiosa? Dom Luiz: Creio que seja positivo. É um recurso indiretamente criado por Deus, já que foi ele que criou o homem capaz de desenvolver as tecnologias. A capacidade do ser humano não chega a 10% do total, o que significa que ainda temos muito a evoluir; então essas criações fazem parte da nossa evolução. Embora infelizmente todos esses meios possam ser utilizados para o mal, também podem ser usados de maneira positiva. E eu apoio a técnica em si, e o seu uso para fins positivos. RG: Como se sente ao comemorar o Jubileu de Ouro de sua ordena-

ção sacerdotal? Se pudesse voltar no tempo, faria a mesma escolha? Dom Luiz: Eu achei que foi um carinho muito grande dos padres e dos leigos em valorizar o trabalho sacerdotal. Fico muito feliz em ter chegado aos 50 anos de Ordenação, e ter podido colaborar com o crescimento da Igreja e da comunidade. Todos nós quando fazemos algo de bom, estamos colaborando com nossa comunidade, independente do credo e religião. Eu respeito muito as pessoas que têm convicção em sua religião; posso não aceitar, não seria coerente, mas respeito suas crenças, pois o que importa é fazer o bem. Hoje, se eu voltasse no tempo faria tudo de novo e com muita alegria. Já tive momentos em que duvidei de minha vocação e pensei em deixar o seminário, mas a vocação é um chamado de Deus que eu quis atender. RG: Até quando ficará como bispo na Diocese? Dom Luiz: Em 2011 devo entregar a administração da Diocese à Santa Sé. Continuarei bispo e residindo em Guarulhos. Apenas não estarei mais à frente do governo da Diocese. Já comprei uma casa; continuarei também como superintendente do Hospital Stella Maris, cargo recém-assumido. ■■

Consultório de Podologia Agora em dois endereços R. Felício Marcondes, 159 - Centro Tels.: 2441-5845 / 2440-1843 R. Luíz Faccini, 584 - Centro Tel.: 2441-1455

Tradição e cuidado dos seus pés

Órteses de correção para unhas encravadas Calos, calosidades, olho-de-peixe MASSAGEM Reflexologia - Shiatsu Drenagem Linfática Estética facial e corporal

www.polipe.com.br 8

REVISTA_TOTAL2.indd 8

07/08/2009 15:35:29


O prazer de viver bem começa em sua casa! Venha conhecer a maior loja de móveis planejados da cidade de Guarulhos Cozinhas Áreas de Serviços Banheiros Dormitórios Closets Home Theaters Home Offices Ambientes Corporativos Detalhes

Av. Dr. Timóteo Penteado, 3532 - Picanço - Guarulhos/SP (próx. Padaria Favos de Mel)

Tel.: 2304-1923 Horário de Funcionamento: Segunda a Sabádo das 9h as 20h Domingos e Feriandos: 11h as 17h

100% MDF Loja de Fábrica Disk Projeto: 2304-1923 Consulte nosso arquiteto

Av. Dr. Timóteo Penteado, 3532 - Picanço - Guarulhos/SP (próx. Padaria Favos de Mel)

Tel.: 2304-1923 Horário de Funcionamento: Segunda a Sabádo das 9h as 20h Domingos e Feriandos: 11h as 17h

REVISTA_TOTAL2.indd 9

11/08/2009 16:21:10


A

Texto: Valdir Carleto Fotos: Márcio Monteiro e banco de imagens

capa

O lado sensível da selva de pedra cer o que é bom e lota os locais, forma filas, briga pelos ingressos. Comparece, prestigia e aplaude. A comunidade se organiza, incentiva a criatividade, reúne talentos; surgem os pontos de cultura nos bairros, uns mais ativos outros nem tanto, mas de qualquer forma são manifestações que mexem com as pessoas, remexem em seus sentimentos. A cidade está viva, apesar do concreto, da fumaça, do esgoto e da correria desumana. A arte e a cultura sobrevivem e, às vezes, até incomodam. Porque fazem pensar, exigem atitude. É até perigoso citar nomes, porque há o risco de cometer injustiças, mas se houve pioneiros que souberam segurar a peteca no ar por anos a fio, é preciso falar de alguém que é praticamente uma unanimidade entre todos que militam nas artes da cidade: o respeitado e querido escritor, jornalista e poeta Castelo Hanssen, para quem basta ter uma pessoa que o ouça para ele recitar uma poesia, recheada de conteúdo e de doces ou amargas verdades. À frente do Grupo Literário Letraviva, reuniu intelectuais, com ou sem formação, promoveu uma infinidade de saraus, cavou espaços na mídia e cativou outros a seguir seu exemplo. Ele ensina que a fogueira das vaidades nada constrói, e tanto é verdade que muito mais se poderá fazer se houver união, identidade de princípios e foco na atuação. Nesta resenha na qual alguns talentos da cidade são mostrados, uma homenagem da RG a todos que ajudam a manter viva a chama da cultura em Guarulhos, no estado e no país. ■■

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

D

AA

as

M

Sa

em

10

REVISTA_TOTAL2.indd 10

Imagens Ilustrativas.

ma cidade com 1,3 milhão de habitantes, que se fez grande graças à localização às margens da rodovia que liga as principais capitais brasileiras. E tem como pontos fortes um polo industrial gigante e uma imensa teia de outras atividades empresariais. Como não poderia deixar de ser, essa grandeza implica um desgaste indescritível na vida de seus moradores. O trânsito é cada vez mais intenso e violento. A poluição cerca todos os espaços. A natureza vive encolhida nas montanhas e encostas, acossada pela crescente ocupação. O ser humano acaba relegado a segundo plano, tal a correria em que vive, para fazer a tantos compromissos. A arte e a cultura tornam-se, nesse ambiente hostil, o contraponto imprescindível para humanizar as relações, fazendo com que as pessoas se lembrem de fazer aflorar sua sensibilidade. Quem não se encanta ao ver as pétalas de flores forrando o chão de algumas ruas também nada sentirá ao olhar para um quadro, uma escultura, ouvir uma música, assistir a uma peça ou um espetáculo de dança. Ou seja, já não é um ser humano. Mas quem dá importância à própria condição humana faz questão de prestigiar a arte como quem cultiva uma flor. E Guarulhos tem mudado coletivamente seu comportamento nesse sentido. A população foi reivindicando, as autoridades despertando e novos espaços foram surgindo. O público dá mostras de que sabe reconhe-

07/08/2009 15:35:45


Anœncio - Delivery Guarulhos 20.5x27.pdf

7/30/09

5:09:39 PM

Para aquela visita-surpresa, Bolo Crocante de sobremesa.

C

M

MY

CY

Imagens Ilustrativas.

Y

CM

CMY

K

Delivery A Amor aos Pedaços entrega em sua casa todas as suas delícias favoritas: Bolos, Tortas, Pavês, Merengues, Mousses, Sorvetes, Docinhos, Salgadinhos, uma deliciosa Linha 0% de Açúcar e muito mais... É só ligar e pedir!

Guarulhos: Rua Josephina Mandotti, 310 - Jd. Maia • Delivery: (11) 2087-2154 Travessa da Av. Paulo Faccini, em frente ao B o s q u e Ma ia

w w w.a m o ra o s p e dacos. com. br

REVISTA_TOTAL2.indd 11

07/08/2009 15:36:00


capa

A meteórica história dos cinco meninos que, com irreverência e bom humor, fizeram com que o Brasil inteiro cantasse

Fenômeno Mamonas Texto: Jéssica Batista Foto: Divulgação

plateia grita por Guns n’ Roses. Olhando para ela, os três meninos de uma banda do Cecap pedem por alguém que suba e cante alguma música da banda norteamericana. Era 1989. De lá, surge um garoto que tampouco sabe a letra, mas faz o que pode – com seu jeito todo escrachado. Seu nome era Alecsander Alves, mais conhecido por Dinho. Depois desse episódio, conheceu os meninos Bento Hiroto, Sa-

Mamonas, o Doc Mais de 13 anos depois, é lançado um documentário sobre a vida e história dos Mamonas Assassinas, revivendo o início, desenvolvimento e ascensão da banda. Com depoimentos de familiares e pessoas que os ajudaram, o filme de 84 minutos também contou com cenas caseiras inéditas. De acordo com o diretor do documentário, Cláudio Kahns, o mais difícil para fazer o documentário foi “fazer o documentário”: “Desde a coleta de materiais em

muel e Sergio Reoli e começou a fazer parte da banda Utopia. A banda fazia covers de bandas como Legião Urbana e Rush e se apresentava em Guarulhos em comícios políticos e na então badalada boate Lua Nua. Julio Rasec começou como roadie da banda e, por intermédio de Dinho, começou a tocar com eles também. Através de uma dessas apresentações, a banda conheceu o produtor Rick Bonadio. Após conseguirem dinheiro e lançarem mil LPs (discos de vinil) e conseguirem vender pouco mais de 100, resolveram mudar o estilo das músicas para o lado cômico. Assim surgiu definitivamente o Mamonas Assassinas.

Logo fecharam contrato com a EMI em 1995 e, seu primeiro CD, produzido por Rick Bonadio, fez imenso sucesso. Eles frequentaram os principais programas de TV e saíram em uma imensa turnê. Chegaram a tocar oito vezes por semana e se apresentaram em 25 estados brasileiros. Após seis meses de carreira, no dia 2 de março de 1996, os músicos voltavam de mais uma apresentação quando o avião em que eles estavam arremeteu quando estava para pousar em Guarulhos e acabou se chocando com o paredão de uma padreira na Serra da Cantareira, em São Paulo. Ninguém sobreviveu.

diversas emissoras até a restituição desses vídeos, o filme demorou cerca de três anos para ficar pronto”, completa. No dia 4 de julho, cerca de duas mil pessoas estiveram no Ginásio Paschoal Thomeo, “Thomeozão”, para assistir à pré-estreia do filme. Com um show de abertura da banda cover SomRisal, todos se reuniram para assistir ao filme que retomou a trajetória da banda. Hildebrando Alves, pai de Dinho, disse que apesar de não gostar de rever nenhum material do filho, não poderia deixar de prestigiar essa

homenagem, que é um presente para as famílias e para os fãs. O filme, que não resgatou muito o acidente a pedido dos familiares, emocionou os presentes no Ginásio, um lugar onde a banda Utopia sonhava em tocar, sonho só realizado quando o Mamonas já conquistara o Brasil. “Para saber o diferencial do filme, é preciso assistir. Fizemos questão de rodá-lo em Guarulhos pela sua importância, ainda mais aqui no Thomeozão”, diz o diretor de Mamonas, o Doc. ■■

12

REVISTA_TOTAL2.indd 12

07/08/2009 15:37:03


e u q s i a m o t i u m

r a b s e l p m um si

Programação: Terça - Eventos Diversos Quarta - O melhor do futebol com áudio Quinta - Anos 80 e Trash Music Estudante com a carteira da UNE não paga a entrada

Sex/Sáb - As melhores bandas de Pop/Rock e Rock’n Roll Domingo - Sertanejo e Country

Acompanhe pelo site as festas temáticas que o Kabala oferece.

www.kabalapub.com.br Av. Paulo Faccini, 205 - Centro - Guarulhos - Informações: (11) 2093-3777

REVISTA_TOTAL2.indd 13

07/08/2009 15:37:11


c

capa

O estilo musical de Amauri Falabella Texto: Vivian Barbosa Foto: Márcio Monteiro

igado à música desde a infância, Amauri Falabella é uma referência quando se fala em música regional em Guarulhos. O compositor e cantor cresceu ouvindo os acordes do violão de seu pai, Olímpio, e os mais variados tipos de música que tocam nas rádios. Amauri começou a definir o estilo de sua música após ter contato com compositores como Elomar, Vital Farias, Dércio Marques e Denise Emmer. “Eu não saberia dizer qual é o nome do meu estilo, mas gosto quando me anunciam como violeiro”, conta.

Além de cantar, Amauri toca violão e viola caipira e compõe músicas. “Quando eu componho não me preocupo muito com o que resultará a canção, mas se eu não gostar da melodia aí a coisa não acontece”. Gosta de falar da natureza e de sonhos em suas músicas. No ano 2000, sua música “Brincos”, interpretada por Lula Barboza, foi escolhida pelos telespectadores como a melhor do Festival da Música Brasileira da Rede Globo, embora não tenha sido premiada pelo júri técnico. A própria Globo parece não ter gostado do resultado, pois não deu espaço para os ganhadores em nenhum de seus programas e nem promoveu outros festivais desde então.

Em 2001, Amauri gravou seu primeiro CD “Ciranda Lunar”, incluindo “Brincos”, momento que marcou sua carreira positivamente. Em 2004 lançou “Violeiro Urbano”, um trabalho repleto de elementos da viola caipira, com canções do cantor e de outros violeiros. Tem sido convidado periodicamente para eventos musicais do Sesc. Para Amauri o amor pelo que faz é muito importante para ter sucesso e reconhecimento em sua carreira. Acredita que talento é importante, mas não é tudo, o amor e a dedicação são primordiais. Agora ele prepara seu terceiro CD, chamado Amauri Falabella, que pretende lançar em São Paulo, Guarulhos e pelas principais capitais do país. ■■

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

14

REVISTA_TOTAL2.indd 14

07/08/2009 15:37:34


cursos_ferias_CV.pdf

7/31/09

3:06:29 PM

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

REVISTA_TOTAL2.indd 15

07/08/2009 15:37:43


capa

Escolas de música em Guarulhos

Texto: Jéssica Batista Fotos: Márcio Monteiro

Conservatório Musical de Guarulhos Dirigido pelo maestro Armando Colacioppo, o Conservatório Musical de Guarulhos está em atividade há 46 anos. Com vinte professores e mais de duzentos alunos, funciona de segunda a sábado e é o único conservatório particular da cidade, ou seja, oferece cursos fiscalizados pelo MEC, o que torna os diplomas oficializados. O Conservatório tem também cursos livres, nos quais o aluno pode optar pelo estilo clássico ou popular. São cerca de 20 cursos que incluem flauta transversal, piano, canto, trombone, guitarra, violino e muitos outros. A escola também estimula a formação de bandas, grupos vocais e orquestras. Perio-

dicamente são promovidas audições artísticas e recitais que servem para desinibir o contato dos alunos com o público. O Conservatório oferece, pela internet, o Avam – Ambiente Virtual de Aprendizagem Musical, sistema no qual os alunos se mantêm informados on line sobre o mundo da música e podem fazer exercícios, interagindo com os professores. Segundo o professor Alan Cardoso, os alunos dispõem assim de um mecanismo com infinitos recursos para otimizar o aprendizado. Rua João Gonçalves, 52 – Centro Tel.: 2409-5830

Música & Cia. Sob nova direção desde 2005, a Música & Cia. conta com cursos de instrumentos populares e de canto. Com 140 alunos e dez professores, tem em todas as suas salas o acompanhamento de computadores para auxiliar nas aulas. Além disso, a escola tem um estúdio no qual bandas podem fazer gravações demonstrativas ou ensaiar. Isabel Cristina Gomes Valentim, proprietária, explica que os alunos que não têm os instrumentos para praticar em casa podem treinar na própria escola. Para testar o desenvolvimento dos alunos, ocorrem duas audições anuais e os alunos têm a chance de escolher as músicas e formar a banda. Os professores montaram uma banda instrumental chamada “Grupo Feijão de Corda”. Rua João Marcello Santoni, 29 Pq. Renato Maia Tel.: 2440-0641

16

REVISTA_TOTAL2.indd 16

07/08/2009 15:38:19


Centro Musical Nel-Som O Centro Musical Nel-Som está na cidade há 14 anos. Com duas unidades, forma alunos de todas as idades. São cerca de 600 alunos nos dois endereços, que têm contato com quase 20 tipos de instrumentos. O Nel-Som também atua com musicalização infantil, curso que visa despertar o gosto musical para crianças de 8 meses a 6 anos de idade. Após os 6 anos, os alunos têm aulas individuais. Sérgio Serafim, coordenador da escola, afirma: “Nós tentamos aliar tecnologia e música em nossas aulas. Além disso, somos uma das poucas escolas que têm duas baterias na sala, uma para o aluno e outra para o professor”. Além disso, a unidade Jardim Maia tem um auditório onde são apresentadas, mensalmente, as apresentações dos alunos para que eles mostrem seu desenvolvimento nos estudos. ■■

Unidade I Rua Santa Isabel, 148 – Vila Augusta Tel.: 2421-7478 Unidade II Rua Soldado Donato Ribeiro, 47 – Jardim Maia Tel.: 2229-6753 www.nel-som.com.br

25 ANOS

RUA 7 DE SETEMBRO, 277 - CENTRO - GUARULHOS/SP - TEL.: 2443-0068 - ESTACIONAMENTO EM FRENTE SHOPPING INTERNACIONAL - LOJA P 10 - PISO SUPERIOR - GUARULHOS - TELS.: 2425-0328 / 2425-0329

17

REVISTA_TOTAL2.indd 17

07/08/2009 22:47:03


capa

Uma vida dedicada à música Texto: Vivian Barbosa Foto: Márcio Monteiro

paixão pela música foi despertada na vida de Ilse Reimann aos 8 anos, quando começou a estudar bandolim. Com talento precoce, Ilse logo precisou de um instrumento mais completo e partiu para o piano. Algum tempo depois, começou a lecionar. Com carreira crescente, dedicou alguns anos à criação dos filhos e, quando crescidos, voltou a estudar. Foram inúmeros os cursos de especialização. É bacharel

em piano pela USP, tem cursos de órgão popular e clássico, além de muitos outros com extensão universitária. A música não é uma herança de família, mas a arte sempre trouxe um encantamento para Ilse. “Eu não consigo entender porque a música sempre esteve na minha vida. Eu acho que qualquer tipo de arte me interessa. Além de tocar, gosto de pintura, mas pratico apenas por hobby. O Conservatório Ilse Reimann, aberto em 1979, surgiu de um sonho durante a formação da pianista. As atividades exigiam burocracia admi-

nistrativa, e, por isso, em 2007 o conservatório encerrou os cursos técnicos, mantendo apenas o Centro Musical. “Quando resolvi parar, ia fechar tudo, mas não consegui. A música precisa estar na minha vida. Hoje levo uma vida muito mais calma e menos cansativa. Sempre gostei de ser professora. Tenho orgulho dos alunos. Minha realização é ensinar”, conclui Ilse. ■■ R. Caixa D´água, 66. Tel.: 24517144. www.ilsereimann.com.br

Conservatório Municipal de Arte Texto: Vivian Barbosa / Foto: Márcio Monteiro / Informações: Assessoria de imprensa da Secretaria de Cultura

riado em 1961, o Conservatório Municipal de Arte tem 17 cursos regulares: piano, violão, violino, violoncelo, viola de arco, viola caipira, flauta transversal, clarineta, tuba, trompete, trombone, saxofone, percussão e contrabaixo e monitores corais. Além do curso de musicografia Braille e da oficina de percussão para surdos – iniciativas pioneiras que facilitam a inclusão de deficientes em cursos regulares. A escola conta com 23 professores e oferece 1.300 vagas para os cursos. Em 2003, foi criada a Orquestra Jovem

de Guarulhos, com 75 músicos bolsistas. Além disso, o Conservatório possui ainda 28 grupos estáveis, formados por 300 alunos e músicos da cidade, que se apresentam regularmente em espaços públicos, entre eles Big Band, Coral Cultura, Orquestra de Câmara, Camerata de Violões, Sax &Companhia, Camaradagem, Banda Sinfônica e De Ébano. Entre 2001 e 2008, foram produzidos 638 eventos. Com isso, mais de 120 mil pessoas tiveram acesso a uma intensa programação de concertos, realizada pela Orquestra Jovem Municipal e por meio de projetos como o Espaço & Arte, Recitais Estudantis, Primeiros Sons, Ensaio Aberto. A atuação dos músicos do Conservatório ultrapassou os espaços culturais de Guarulhos, com apresentações em hospitais e parques,

Cad com eh

Os od de ao l

estendendo-se a outros municípios como: Santos, Jacareí e São Paulo. ■■ Av Tiradentes, 2521, tel. 2087-7442.Consulte a agenda cultural da cidade no site www.guarulhos.sp.gov.br

18

REVISTA_TOTAL2.indd 18

07/08/2009 15:38:40

Com um e ad dife


NOSSO

COMPROMISSO

É FORMAR CIDADÃOS No COLÉGIO CLIP o ensino tem qualidade com inovações.

Cada aluno é visto e tratado como um indivíduo com potencial e habilidades únicas. Integrantes do corpo docente (acima) do Colégio CLIP garantem ensino de qualidade em todos os níveis

Os pais podem acompanhar o desenvolvimento de seus filhos de forma individual ao longo do ano letivo. Com atendimento personalizado e um olhar único sobre cada criança e adolescente, o CLIP é um colégio diferenciado. Venha nos conhecer!

Fone: 2440-1038

COLÉGIO CLIP: UMA DÉCADA DE EDUCAÇÃO COM QUALIDADE

REVISTA_TOTAL2.indd 19

CLIP

Avenida Esperança, 1.038 Vila Progresso – Guarulhos/SP www.colegioclip.com.br

07/08/2009 15:38:53


capa

Texto: Assessoria de imprensa da Secretaria de Cultura e Vivian Barbosa Foto: Aparício Reis/DG

ascida em 2003, a Orquestra Jovem Municipal de Guarulhos conta com 75 músicos bolsistas. A iniciativa tem contribuído expressivamente para a formação de músicos profissionais na cidade, que já desfruta de reconhecimento no meio musical por todo o estado. A orquestra é formada por 25 violinos, dez violas, oito violoncelos, seis contrabaixos, dois clarinetes, dois oboés, dois fagotes, três flautas, uma tuba, dois trompetes, três trombones, quatro trompas, um piano e

Orquestra Jovem Municipal de Guarulhos três percussões. Além disso, a área de arquivo e montagem dispõe de três vagas. Os bolsistas selecionados recebem um auxílio financeiro mensal da Prefeitura de R$ 400. As atividades desenvolvidas pelos componentes têm a função de aprimorar o desempenho de cada um. São feitos programas mensais para realização de concertos por todo o estado, além de aproximar os componentes de grandes solistas, favorecendo ainda mais o trabalho da orquestra. Em 2006, a Orquestra Jovem Municipal participou da montagem da 1ª ópera em Guarulhos, “L’Elisir d’Amore”, produzida pela Cia. Ópera São Paulo, por meio da APAA (Associação Paulista dos Amigos da Arte), em parceria com a Secretaria de Cultura do Estado. As exibições acontece-

ram no Teatro São Pedro, em São Paulo, e Teatro Adamastor, em Guarulhos. Com o sucesso crescente, em 2007 realizou-se a montagem de “Lucia di Lammermoor”, resultando em oito récitas, cinco das quais apresentadas em São Paulo e três em Guarulhos. Em 2008, participou de outras duas óperas: La Traviata, de Giuseppe Verdi; e Gianni Schicch, a ópera em um ato de Giácomo Puccini. A Orquestra Jovem gravou seu primeiro CD, Viena, em 2007. A gravação foi um convite da Algol Editora – empresa especializada em livros e CDs de música clássica –, que conheceu o trabalho do grupo durante as récitas das óperas L’Elisir d’Amore e Lucia di Lammermoor, realizadas no Teatro São Pedro, em São Paulo. ■■

20

REVISTA_TOTAL2.indd 20

07/08/2009 15:39:14


REVISTA_TOTAL2.indd 21

11/08/2009 16:32:56


capa

Maestro Celso Franchini e a Camerata Guarucordas

Texto: Vivian Barbosa Foto: Márcio Monteiro

ormado em piano e em composição e regência, o maestro Celso Franchini empresta seu talento aos guarulhenses. A música faz parte de sua vida desde os dez anos quando herdou de um tio uma coleção de discos de música clássica. Ele estudava piano com seu ir-

mão, mas em 1974 resolveu estudar para valer: procurou o Conservatório Paulista de Música e Artes, onde estudou até se formar pianista. A paixão pela música fez com que desistisse do curso de farmácia que fazia na USP. “A música muitas vezes não é vista como profissão. É preciso decidir se você vai querer viver de música e se dedicar a isso. Muitos vão falar que não dá dinheiro, mas eu quis manter minha escolha e por isso deixei o curso de farmácia”, conta o maestro. A música erudita não é sua única preferência. Ele conta que sempre ouviu muitos programas de rádio, por isso, seu gosto musical varia desde MPB a música erudita. O maestro explica aos alunos que é necessário ouvir outros gêneros de música. “Sempre digo aos meus alunos que não devemos dividir a música. Podemos tocar em uma orquestra, mas ouvir música brasileira. Essa divisão de estilos para mim não existe”, afirma. Guarulhos conta com o trabalho do maestro Celso desde 1988, quando começou a lecionar no Conservatório Municipal de Arte. Durante esse período, o maestro diz que a valorização da música na cidade melhorou muito, mas ainda precisa ser mais constante na vida das pessoas. “Acredito que a valorização da música erudita melhorou

muito na cidade, principalmente depois da inauguração dos novos teatros. Mas ainda fico preocupado quando vejo que em alguns horários esses teatros ficam vazios quando podiam fazer mais apresentações”, declara. Em 2001, o maestro criou a Orquestra de Câmara do Conservatório Municipal de Artes, onde trabalhou por seis anos e realizou mais de 40 concertos. Criou também a Camerata de cordas em 2004, atual Orquestra Experimental de Cordas do Conservatório Municipal de Artes. Atualmente Franchini é regente da Orquestra de Cordas Camerata Guarucordas e da Orquestra de Câmara de Guarulhos. À frente da Camerata Guarucordas, o maestro se apresenta mensalmente no teatro Nelson Rodrigues nos chamados concertos matinais. As apresentações ocorrem sempre no último domingo do mês, às 11h. A orquestra é composta por 4 violinos I, 4 violinos II, 2 violas, 2 violoncelos e 1 contrabaixo. Possui um repertório eclético, para obter o equilíbrio entre tradição e modernidade. Desde 2007, o maestro é idealizador e apresentador do programa Momento Cultural, que vai ao ar todos os sábados, às 18h, pela TV Guarulhos, canal 20 da Net, com programação dedicada à divulgação da cultura local. Conta com sugestões dos telespectadores para melhorar constantemente a programação e os profissionais que quiserem podem participar para mostrar seu trabalho aos guarulhenses. ■■ Sugestões para o programa no email momento.cultural@yahoo.com.br

22

REVISTA_TOTAL2.indd 22

07/08/2009 15:39:41


O melhor espaco da cidade! Agora ainda maior e mais charmoso.

REVISTA_TOTAL2.indd 23

11/08/2009 16:33:38


capa

Dedicação e sucesso na vida de Yara Ciconi

Texto: Vivian Barbosa Fotos: Márcio Monteiro

ailarina desde 1979, Yara Ciconi é uma das referências na dança de Guarulhos. Formada em balé clássico, atua como coreógrafa e leciona na academia que leva o seu nome. Durante oito anos, Yara estudou balé clássico. Talentosa, a bailarina destacou-se e uma professora a indicou para participar de uma audição no Balé Clássico de São Paulo. Passou dez anos com a companhia, onde viajava muito para compor os espetáculos. “Eu dancei muito. Minha vida era muito agitada porque viajava constantemente com a companhia, mas quando engravidei resolvi me dedicar somente às aulas e passar toda minha experiência para meus alunos”, declara. Hoje, com a rotina mais tranquila, Yara se diz realizada com seus alunos. “Eles são o meu orgulho. Quando vejo um aluno dançando bem, vejo o reflexo do meu trabalho”. A bailarina dá aulas de balé clássico três

vezes por semana em sua academia e ensaia aos domingos. A vida de quem dança é cheia de prioridades. A alimentação deve ser balanceada como a de qualquer atleta, além disso, os meses que antecedem os festivais e apresentações exigem ainda mais de cada um. Segundo Yara, além de ter aulas diariamente, é preciso se dedicar aos ensaios nos fins de semana e fazer exercícios para deixar a forma ainda melhor. O balé traz inúmeros benefícios a quem o pratica. “Com o balé você ganha uma postura perfeita; além disso, é a base de qualquer dança. Quem dança o balé clássico dança bem qualquer outro ritmo”. Para ela, a dança é sinônimo de vida, já que sempre foi realizada em sua profissão. Acredita que além do talento e a dedicação, é preciso amar o que faz para alcançar sucesso na carreira.

A coreografia é um dos aspectos mais importantes para que o espetáculo tenha sucesso com seu público. Os alunos da academia ainda atuam como amadores e por isso as coreografias devem ser pensadas para tais condições. Yara define a coreografia de acordo com as possibilidades de seus alunos. Muitas vezes é preciso poupá-los de maiores ousadias, mas a professora afirma que os espetáculos são bem representados por seus alunos. Cada coreografia é feita de um jeito diferente. “O espetáculo Copélia é um balé de repertório que geralmente é composto por profissionais, mas é um tipo de dança que mostrou o talento dos meus alunos. Para o Clara Clareou foi preciso estudar muito sobre os orixás para montar a coreografia. Em 2007, quis voltar para o clássico e montar o Gisele”, diz Yara. A academia segue até o final do ano com as apresentações de Gisele, além de participar de alguns festivais. ■■

24

REVISTA_TOTAL2.indd 24

07/08/2009 15:40:02


REVISTA_TOTAL2.indd 25

07/08/2009 15:40:10


capa

Paixão pela dança reúne profissionais na Cia. 3+um

Texto: Vivian Barbosa Foto: Natália Araujo

dança é uma arte expressada com emoção ao seu público. Mas nem só de sentimentos um espetáculo é feito. Profissionais reunidos com o intuito de desenvolver espetáculos e coreografias com base em pesquisas sobre as técnicas de dança criaram em 2006 a Cia. 3+um. Um grupo formado anteriormente por dez dançarinos de um projeto apoiado pelo Funcultura resultou no que é hoje a Cia. 3+um. Ana Gouveia, diretora e bailarina do grupo, conta que quando o projeto acabou alguns integrantes tiveram interesse em continuar. Foi então que surgiu a ideia de somá-los e formar a Cia., composta por Ana e mais três integrantes. A dança sempre esteve presente na vida da bailarina. Ana começou a dançar aos três anos. É formada

em balé clássico, jazz e dança contemporânea, além de dar aulas para crianças de 5 a 16 anos. Apesar de ser a diretora do grupo, Ana afirma que as coreografias são feitas com a participação de todos. “Cada espetáculo é montado com muito estudo. Até as improvisações são previstas em nossas apresentações”. O grande diferencial do grupo é a preocupação

com a técnica de cada apresentação. Os espetáculos são montados com muito esforço e dedicação, já que esse é um grupo independente e, por isso, é mantido com verbas particulares dos integrantes e pequenos cachês que ganham com apresentações. “O grupo sempre se cuidou sozinho, buscamos

patrocínio para ampliar nossas atividades e contribuir mais com a cultura local, mas mesmo sem contribuições financeiras, vamos continuar pelo amor que temos à dança”, afirma. Além das apresentações a Cia. 3+um promove toda terceira sexta-feira de cada mês uma Jam Session (sessão de improvisos), onde são convidados profissionais da música, dança, teatro e amantes da arte, para promover a troca de experiências e estimular a dança em Guar ulhos. São espetáculos gratuitos que oferecem ao público a oportunidade de interagir com os artistas no palco. Uma das novidades é que grupo foi escolhido para representar a cidade no Mapa Cultural Paulista com a coreografia “Outros tantos...”, um espetáculo de dança contemporânea que retrata a solidão como um vazio necessário, mostra a importância do silêncio para resgatar a essência própria de cada um. “Representar a cidade em um concurso como esse é um orgulho para nosso grupo”, comemora Ana. ■■

26

REVISTA_TOTAL2.indd 26

07/08/2009 15:40:32


REVISTA_TOTAL2.indd 27

07/08/2009 15:40:43


21

capa

Uma vida melhor com a dança

Texto: Vivian Barbosa / Foto: Márcio Monteiro

uarulhos é uma cidade de grandes talentos nas mais diversas áreas. A Cultura na cidade é valorizada por profissionais que levam o nome do município para o estado e para todo o país. Selma Roth é um dos talentos que representam a dança em Guarulhos. Nascida na cidade é formada em balé clássico e especializada em jazz dance. Atua como professora há 19 anos. A dança entrou na vida de Selma como um tratamento para uma paralisia de um de seus braços. “Quando eu nasci, quebraram minhas duas clavículas e a escápula, e, para completar, o gesso foi colocado errado, o que me gerou uma paralisia. Comecei a praticar para melhorar meus movimentos, mas sempre gostei de dançar. Logo na primeira aula a professora me perguntou há quantos anos eu dançava, devido à minha facilidade”, declara Selma. A mãe de Selma investiu na dança por um problema físico e ajudou a traçar o caminho da profissão de sua filha. A carreira de Selma começou com o

balé, mas passou por muitas mudanças. A professora atuou por sete anos no SBT (Sistema Brasileiro de Televisão). “Fiquei quatros anos na TV, mas a vida não é muito fácil. Descansei um tempo e um ano depois me inscrevi em um programa e voltei para a televisão”, conta. Hoje Selma dá aulas em sua academia com várias modalidades de dança. Como professora, Selma acredita que o talento é necessário, mas para ser bailarino é preciso, em primeiro lugar, ter muita vontade e dedicação. “Vejo muitas pessoas com um enorme talento sem nenhuma dedicação perderem boas chances, e pessoas sem muito jeito tornando-se grandes bailarinos”, diz a professora. Os benefícios conquistados com a dança são inúmeros. Selma acredita que além de tratar o bem-estar físico, trata também das emoções. Diz que é preciso colocar os sentimentos para que a dança fique ainda mais bonita. “A dança é a atividade física mais completa que existe, pois trata, além de todo o físico, a sua alma”, afirma. A dança é uma profissão que exige esforço e dedicação, mas será que para alcançar o sucesso é preciso ter sorte?

Selma acredita que sorte é essencial para chegar ao topo. Existem muitos profissionais esforçados e talentosos que não tiveram a sorte de ter uma oportunidade que levasse sua carreira ao auge. Para entender o que é sorte, a professora conta como entrou na televisão. “O produtor do programa Sílvio Santos morava em frente a minha escola. Certa vez uma jurada do programa do Silvio Santos faltou e ele me perguntou se eu não podia substituí-la e eu topei. Fui jurada do Silvio Santos, que durante o programa brincou muito comigo e quando saí dos estúdios, ele mandou me contratar. Selma dirige a Cia. de Dança Feelings em Guarulhos; além disso, produz alguns espetáculos com seus alunos. Os espetáculos produzidos pela academia não recebem apoio financeiro da Prefeitura, que apenas cede o teatro, o que já ajuda na divulgação, mas toda organização é feita pela equipe de Selma. Os profissionais, cenário, produção, patrocínio e mídia são cuidados pela academia. Os eventos são produzidos a fim de mostrar o trabalho dos dançarinos e divulgar a cultura entre os guarulhenses. ■■

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

28

REVISTA_TOTAL2.indd 28

07/08/2009 15:41:10


2161_Capannone_Anúncio_CHAMP.ai

30.07.09

18:01:28

soulcom.com.br

A viagem mais curta e saborosa

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

entre Guarulhos e Roma.

K

Cozinha italiana clássica, acompanhada dos melhores vinhos, em ambiente aconchegante e sofisticado. Você viaja pelos sabores da Itália sem passaporte. E, é claro, aprecia as saborosas pizzas capazes de surpreender os mais exigentes paulistanos.

Rua Lázaro Bueno Oliveira, 92 • Centro 11 2441 3231 www.forneriacapannone.com.br •

REVISTA_TOTAL2.indd 29

07/08/2009 15:41:18


capa

Texto: Jéssica Batista Fotos: Márcio Monteiro

rovavelmente você já viu o trabalho dele, pois em praticamente toda Guarulhos existem pinturas de Haroldo Santos. A história do artista plástico parece ter sido retirada de um livro dos tempos coloniais. O filho de português com baiana teve que se mudar da vida confortável em Itajuípe, na Bahia, para São Paulo com sete anos. Já na cidade, viveu em uma pensão com sua mãe e seus irmãos e com o alto preço do aluguel, faltava até para comer. Quando Haroldo se viu nessa situação resolveu mudar: “A cultura que meu pai me deu é que Deus não é pobre. Eu não queria passar por aquilo”, diz. Começou trabalhando como ajudante de pedreiro e pegava os restos de tinta das construções para pintar. “A arte não começa com você, simplesmente você nas-

Colorindo a cidade ce com ela”, completa. Por intermédio de um amigo, ficou sabendo de um terreno baldio na vila São Rafael. Mudou-se com toda família e montou uma casa de pau-a-pique. “Mas como minha mãe tinha um bom coração, foi chamando todos que conhecia para morar no terreno. Acho que formei a primeira favela de Guarulhos (risos)”, conta. Na adolescência, passou a morar em uma pensão e dava aulas de desenho na Sociedade Amigos do Gopoúva. Após um ano servindo o Exército, voltou à cidade e começou a fazer fachadas com pintura a revólver, o que era uma novidade para a época: “Eu comecei a fazer grafite e pintava principalmente boates. Pintei praticamente Guarulhos toda”. Sua guinada na carreira foi durante o show de uma cantora argentina onde, por acaso, se tornou cenógrafo do espetáculo. Depois disso, Haroldo realizou trabalhos para diversas emissoras de TV. Para ele, os cenários eram muito fáceis de fazer, já que ele estava acostumado com um ritmo acelerado de trabalho: “Eu tinha que ser rápi-

do, mas principalmente na TVS (atual SBT). O Silvio Santos chegava ao cenário, contava que tinha tido um sonho e nós tínhamos que mudar todo o tema de repente”. Houve uma época ainda que Haroldo juntou-se com cinco artistas e foram para a Europa: “Fiquei dois anos lá somente para juntar o dinheiro. Enquanto meus amigos compraram carros, eu comprei minha casa e montei meu ateliê”. Ele tem dois ateliês, um no centro e outro na Água Azul; é casado e tem quatro filhos. “Sinto-me o homem mais feliz do mundo por poder trabalhar fazendo o que gosto e ganhar dinheiro com isso”. Hoje, as pessoas procuram seus serviços para que faça retratos. Até o presidente Lula foi retratado pelos pincéis de Haroldo, que o entregou pessoalmente. O quadro pode ser visto no Centro Municipal de Educação Adamastor Centro. ■■

30

REVISTA_TOTAL2.indd 30

07/08/2009 15:41:41


REVISTA_TOTAL2.indd 31

07/08/2009 21:55:59


capa

Charge inspirada no livro “O amor nos tempos de cólera”, de Gabriel Garcia Marques

Resposta na ponta do lápis Texto: Jéssica Batista / Foto: Márcio Monteiro

a década de 50, na pequena cidade de Re g i n ó p o l i s, nascia Fausto Bergocce. Com 14 anos mudou-se para Guarulhos e, aos poucos, foi criando seu gosto pelos desenhos. Nas ruas da vila Barros, desenhava em tudo que via pela frente: calçadas, lajes, telhas. Com 22 anos encarou a primeira redação: acabou se viciando. Lá, fez de tudo, mas se identificou mesmo com as ilustrações. Depois de 30 anos de redação, trabalha há cinco em casa, no que ele chama de “Estúdio do Chinelão”, onde ele pode trabalhar à vontade, calçando chinelos: “Nem me lembro qual foi a última vez que calcei um sapato para trabalhar. Hoje só estou usando porque vocês estão aqui”, brinca. Fausto já trabalhou para o Guaru News, Folha Metropolitana, O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, Última Hora, Pasquim, Diário do Grande ABC, Popular da Tarde, Diário Popular, Diário de S. Paulo e atualmente tem quatro charges publicadas por semana no Diário de Guarulhos. “Eu sinto muita falta das redações, do movimento, do barulho. Fico muito solitário, mas essa

solidão também se faz necessária, já que aqui eu tenho meus livros, minha mesa, meu computador. Hoje, com a internet, é possível mandar meus trabalhos para o mundo inteiro. Ninguém precisa mais sair de casa”. Fausto conta que, nos tempos livres, sempre escreve um livro: “Eu sempre estou com um projeto novo”, diz. Ao total, são seis livros (veja box) sobre cartuns, charges e até o infantil “A Nuvenzinha Exibida”, publicado no ano passado. Agora o cartunista está trabalhando junto com o Diário de Guarulhos numa coletânea de charges que foram publicadas no jornal no período de 2006 a 2009. “Livro sobre charges sempre é complicado porque ele é temporal. Quando surge algo novo, sempre é preciso mudar”, explica. Sobre sua preferência nesse estilo de desenho, deixa claro: “Eu gosto de fazer charges sobre futebol. Faço muitas sobre política, mas os temas sempre são amargos”. Sobre sua grande paixão, Fausto revela que o que mais gosta de fazer são os cartuns. “O que eu tenho mais apego é o cartum. Mas, infelizmente o Brasil não tem espaço para ele, o que mais são publicadas são as charges. O cartum fica na memória da pessoa para sempre”. ■■

Cartum, charge e caricatura Fausto explica a diferença entre essas artes. Cartum Desenho humorístico acompanhado ou não de legenda que retrata, de uma forma bastante sintetizada, algo que envolve o dia-a-dia de uma sociedade. “É a piada desenhada. Se for sem palavras, fica melhor ainda”. Charge Estilo de ilustração que tem por finalidade satirizar algum acontecimento atual com uma ou mais personagens envolvidas. “Se eu fizer uma charge do Obama, todo mundo vai entender, porque é uma charge internacional, mas a charge também é regional, como quando retrato algum problema da cidade, por exemplo”. Caricatura Desenho de um personagem da vida real, com suas características enfatizadas e exageradas. “O bom da caricatura é que ela se funde muito com a charge, pois para falarmos de alguém da política, por exemplo, temos que fazer sua caricatura”. Livros publicados por Fausto ▪ Sem perder a linha (1998) ▪ -Esqueçam o que ele desenhou (2002) ▪ Traço Extra (2005) ▪ Viva Cartum (2007) ▪ Cândido Deodato (2008) ▪ A Nuvenzinha Exibida (2008)

32

REVISTA_TOTAL2.indd 32

07/08/2009 15:42:52


Buscando a inovação Texto: Jéssica Batista Fotos: Márcio Monteiro

artista plástica Sandra Perdichizi, mais conhecida como Sandika, pode se dizer completa: ao longo de sua carreira passou por quase todos os tipos de manifestações artísticas. Atualmente, sua nova paixão é o mosaico – e criar troféus. Fica difícil definir sua formação. Em seu ateliê, localizado no Bom Clima, ela expõe, numa enorme pasta, diversos diplomas de várias partes do Brasil e do mundo: “Gosto de aprender coisas novas. Em cada fase da vida procuro me dedicar a algo que possa me acrescentar”, conta. A artista diz não saber há quanto tempo está trabalhando na área e que simplesmente as coisas foram acontecendo. “Nunca foi um sonho trabalhar com arte, mas acredito que temos uma missão na Terra. A minha é criar”. Afirma produzir livremente, mas diz ter tido incentivo para esculpir com um professor que teve no tempo em que estudou no Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo e que um dos seus artistas preferidos é Auguste Rodin. Uma experiência inesquecível para ela foi a época em que dava aulas e, durante um ano e meio, ensinou deficientes visuais a esculpir em argila: “Naquela época eu aprendi com eles a ver o mundo com os olhos da alma. Foi a partir daquele ensino-aprendizagem que tive uma lição de vida; ver o lado espiritual das coisas e não só a imagem”. Sua maior inspiração para criar é o Brasil. Faz referência a sua terra, Araripina, Pernambuco, para dizer que sempre procurou retratar as lavadeiras, índios e contrastes sociais. “Quando comecei a fazer escultura, o cheiro do barro me fez lembrar dos tempos em que era criança e fazia panelinhas de barro para brincar na fazenda dos meus avós”. Mudou-se para Guarulhos ainda na adolescência e hoje diz que a cidade é sua casa. Atualmente, Sandika se dedica ao mosaico. Já foi convidada para decorar várias casas e até para fazer um painel no Aeroporto de Cumbica. Diz que sua nova fase é uma época para se dedicar mais à família e aos amigos: “Cansei de lidar com tantos horários, não ter tempo para nada. Agora estou curtindo minha vida”, finaliza. ■■ 33

REVISTA_TOTAL2.indd 33

07/08/2009 15:43:43


capa

Espaço Cultura ensina jovens a fazer seus próprios quadrinhos

Texto: Jéssica Batista Fotos: Márcio Monteiro

o centro de G u a r u l h o s, uma escola ensina jovens e adolescentes a fazer muito mais que histórias em quadrinhos. A Espaço Cultura – Arte e Cidadania, que iniciou sua estrutura como um ateliê de pintura onde vários artistas plásticos se juntavam e pintavam praticamente o dia todo, começou a dar aulas em 2003 após divulgar seu trabalho através de exposições e eventos realizados nas capitais e em algumas cidades de todo o Brasil. Hoje a escola ensina 60 alunos e apesar de Marisa Santos, fundadora e coordenadora da Casa, ser formada em publicidade e propaganda seu gosto pela arte sempre fez viva a vontade de montar uma escola. Ao adquirir a casa, demorou três anos para, segundo ela, formar um grupo de profissionais competentes. “Sempre quis ter uma escola, porque nós que trabalhamos com arte gostamos de fomentála”, completa. Além das oficinas, o Espaço Cultura oferece aulas de desenho artísti-

co, desenho de moda, pintura em tela, história em quadrinhos e mangá, grafite, criação de games, animação (multimídia), escultura e modelagem, reciclagem e xilogravura. Além disso, também dá aulas de japonês. Do dia 1 a 12 de julho, trabalhos de alunos estiveram expostos num espaço no Shopping Internacional. Foi a “Primeira Mostra Internacional de Quadrinhos e Animações 3D de Guarulhos”. Entre os trabalhos, também eram expostas esculturas de

modelagens, músicas e desenhos e caricaturas feitos na hora pelos professores e alunos. Marisa ainda afirma que não é preciso ter o dom para desenhar: “Antes de ser aluno, aquela pessoa é um visitante e vai descobrindo o mangá aos poucos”. Fernando Kao, 14 anos, por exemplo, começou na escola aos nove. Descobriu as aulas por meio de um jornal e não parou mais. Seus desenhos foram expostos na porta da exposição e os professores dizem que nunca param de se impressionar com o trabalho dele. “Sempre tive vontade de conhecer o mangá, agora é que estou melhorando”, diz. ■■ Espaço Cultura – Arte e Cidadania Rua Jorge Street, 51 Centro – Guarulhos Fone: (11)2443-0726

34

REVISTA_TOTAL2.indd 34

07/08/2009 15:44:00


Foto: Acostamento

AGORA TAMBÉM PARA HOMENS

AV. PAULO FACCINI, 1.841, JARDIM MAIA, GUARULHOS (11) 2408-1820

REVISTA_TOTAL2.indd 35

07/08/2009 18:38:00


capa

Barca Cênica encena peça com roteiros de Nelson Rodrigues

Texto: Jéssica Batista Fotos: Márcio Monteiro

ais do que a sensação de realização nos palcos, exercer uma profissão. Essa é a mensagem que a Barca Cênica transmite. A companhia surgiu em 2004, após o fim do curso de teatro, quando Thâmara Sepúlveda, Luiz Ventania e Helena Romero resolveram transformar a atuação

como profissão na vida deles. A primeira peça do grupo, inspirada em focar o corpo do ator como elemento visual, foi o infanto-juvenil “Contadores de Causos”. Em 2006, contemplado pelo FunCultura, o grupo se apresentou com a impactante “Prophetae”, que falava sobre temas como existencialismo e foi vista por

mais de duas mil pessoas. O atual elenco é composto também por Gilmárcio Gomes, Gabriela Pietro e Samantha Kelly. O novo espetáculo reúne os roteiros das 17 peças de teatro do dramaturgo Nelson Rodrigues para a peça “Ensaio I Traições” e faz parte do projeto “Um olhar sobre Nelson”. A estreia

está prevista para o fim desse ano. Thâmara conta sobre os projetos de oficina que possibilitaram a escolha do elenco para as peças: “Na verdade, era uma escolha natural. Nós nos identificávamos com os atores na medida em que eles viam se era aquilo que eles queriam fazer ou não. Muitos abandonaram por pensar que nosso foco era diferente ou para seguir outras profissões”. A companhia também atua na peça infantil “Terra em Fuga”, que trata de assuntos relacionados ao meio ambiente. Perguntada sobre as polaridades entre os temas tratados, Helena Romero rebate: “Ator é ator, não importa que tipo de trabalho ele faça. São propostas distintas, mas a entrega é a mesma”. Thâmara ainda diz que o que mais sente falta em Guarulhos é de um diálogo entre a companhia e outros grupos na cidade, para que haja maior troca de informações entre eles. ■■

36

REVISTA_TOTAL2.indd 36

07/08/2009 15:44:23


REVISTA_TOTAL2.indd 37

07/08/2009 15:44:37


capa

Patrícia Marques, Maciel Oliveira e Georgina Castro falam sobre carreira, projetos e as dificuldades de aceitação dos talentos da cidade

Luz, câmera e

AÇÃO!

Texto: Jéssica Batista Fotos: Márcio Monteiro

o centro de Guarulhos, a Escola de Modelo e Manequim Patrícia Marques ensina crianças e adolescentes de 7 a 15 anos a atuar e atravessar passarelas há 13 anos. O mais recente projeto da escola foi montar um curta-metragem. O filme, que contou com o roteiro de Maciel Oliveira, professor da escola, mostra a trajetória de uma dançarina que está treinando para um festival e descobre que tem leucemia. Para ele, o filme foi perfeito para aplicar as atividades dadas em sala de aula: “Como aprendizado foi 100%, já que eles tiveram a chance de trabalhar com a câmera, uma das coisas que eu mais morro de medo, por exemplo”, diz. O professor conta que não quer que o curta fique em cartaz, mas ele concorrerá no Festival Curta Santos.

“Esses festivais têm muitas peculiaridades, como câmera em que foi filmada e tempo de gravação; portanto temos que lançá-lo em lugares específicos”. Patrícia Marques, administradora da escola, após o curta, que teve também a participação das mães das alunas, percebeu como era importante para elas atuarem e pretende abrir um curso para mulheres adultas: “Elas adoraram estar no filme e estão empolgadíssimas”. Outra pessoa responsável pela realização do filme foi a atriz e também professora Georgina Castro. A artista, que interpretou Georgina em “O Céu de Suely”, protagoniza a série “Trago Comigo” da TV Cultura e participou da minissérie “Som e Fúria” da TV Globo, entre outros trabalhos, já tinha experi-

ência com curtas-metragens quando escreveu o roteiro de “Pão com Mortadela”, uma história que conta a trajetória de dois ex-namorados que se reencontram. Georgina dá aulas em conjunto com Maciel, na parte de cinema. O próximo projeto da atriz é o longa-metragem “Augustas”, filmado na famosa rua Augusta, em São Paulo. Desvalorização na cidade – Patrícia Marques conta sobre um episódio que ocorreu quando realizou uma ação beneficente com 200 crianças desfilando. “Para atrair público, chamamos o ator Bruno Gagliasso e, de repente, toda a mídia da cidade queria entrar no evento para tirar foto dele. Ninguém queria prestigiar o evento e nem as crianças. Então eu barrei. Se não dá valor pro que é daqui, não entra no camarim também”, conta. Ainda diz que 60% das pessoas que passaram por sua escola de modelos estão hoje em comerciais e novelas, mas ninguém dá valor. Maciel concorda com a atitude e reitera: “Tem muita gente boa na cidade, eu sou de São Paulo e vivo muito mais aqui”. ■■

38

REVISTA_TOTAL2.indd 38

07/08/2009 15:46:24


Overdose

cinéfila

Texto: Jéssica Batista Foto: Márcio Monteiro

cinema corre pelas veias de Maurício Nunes desde pequeno. Cinéfilo por excelência, aos 14 anos já trabalhava em uma vídeolocadora e indicava filmes para os clientes. Enviava resenhas para sites e revistas especializadas e eram sempre publicadas. Aos 18 anos, já escrevia roteiros para o cinema: “Mas como sempre foi muito difícil conseguir financiamento, todos os meus roteiros foram adaptados para o teatro”, conta. Ao entrar em sua casa, subitamente mergulha-se em outro mundo. As estantes e cantos do imóvel estão lotados de DVDs, biografias, boxes de seriados norteamericanos, além das miniaturas de animações, atores e cantores famosos que se juntam para formar o mundo mágico de Maurício Nunes. Mas não foi tão fácil levar esse

O irreverente Maurício Nunes fala sobre sua relação com o cinema mundo para outras pessoas. Em 2006, ele conseguiu chegar à casa dos telespectadores da cidade através do Programa Cinelândia, da extinta Rede Teovision. De maneira irreverente, acredita que conquistou o público pela forma como explica cinema: “Em vez de falar de forma pedante, eu falava em tom de humor, porém com todas as referências dos filmes”. Mas o problema financeiro acabou pesando mais uma vez. Nunes sempre trabalhou paralelamente, pois nada ganhava com o programa. “Fazia pelo prazer de saber que era algo legal. Trabalhava com o que gostava, mas mesmo assim, tinha que pagar as contas”. No final de 2008, o programa parou de ser gravado. Seus últimos programas foram feitos nos Estados Unidos em diversas cidades. “Eu acho que fui o único brasileiro a ir para Las Vegas e não jogar nada. Fizemos tudo sem dinheiro, mas sempre gravando”, brinca. Cinema e o cotidiano - Nunes fala de como é difícil para as pessoas

se acostumarem com o cinema não convencional. Diz que o que impede o espectador de apreciar outros tipos de filmes é a linguagem dos críticos: “Eles falam de uma forma do cinema como o europeu, por exemplo, que deixa o espectador sem vontade de assistir. Aí você olha para o diretor Jean-Pierre Jeunet, que é francês, e fez ‘O Fabuloso Destino de Amélie Poulain’, que foi sucesso no mundo todo”. Sobre apoio, acredita que ainda falta muito da Secretaria de Cultura para projetos voltados para o cinema. “Eles podem alegar que já fazem, mas todos nós sabemos que não é suficiente. O que falta em Guarulhos é investimento”. Nunes ainda pretende voltar com o programa, se tiver como garantir o mesmo padrão de qualidade. ■■ Sob a luz do Cine Star O livro, que segundo ele é uma homenagem ao cinema, é uma coletânea de 50 crônicas escritas por ele ao longo de um ano e meio, divulgadas em seu blog e em um jornal da cidade. Mesclando assuntos do cotidiano com filmes de todas as épocas, tem prefácio do escritor Mário Prata e a orelha de Caio Franco, diretor jornalístico do Programa do Jô. Está à venda na Nobel do Shopping Internacional e na banca do Maia, na av. Paulo Faccini.

39

REVISTA_TOTAL2.indd 39

07/08/2009 15:46:34


capa

O crescente sucesso de

Aldo Novak

Texto: Vivian Barbosa Foto: Divulgação

ara algumas pessoas escrever pode ser uma maneira de se entreter, mas para outros, a escrita é o maior exercício para tornar comum uma informação importante. Foi esse interesse pela comunicação que fez de Aldo Novak um jornalista. Com carreira crescente, o ritmo da vida profissional de Aldo fora positivo já que começou como jornalista, passou a palestrante, tornou-se coach e hoje é também conferencista e escritor. Como jornalista, Aldo foi repórter, trabalhou na TV, editor de jornais locais, rádio e web por longos anos. Mas conta que ficava desapontado com a velocidade com que cada matéria publicada era esquecida. “Quem trabalha na imprensa sabe que dedicamos muitos dias, ou meses, em uma matéria específica e quando apresentamos, voltamos ao zero e começamos tudo novamente”. Porém, com os textos de desenvolvimento pessoal e profissional, a durabilidade de seu material é muito maior, por isso o resultado é mais gratificante. O trabalho como coach, profissional que auxilia clientes a atingir metas em suas vidas, é um complemento aos textos publicados pelo jornalista. “O sucesso real está no alinhamento. Minha vida mantém o foco porque todas as minhas atividades seguem para a mesma direção”, afirma Aldo. Muitos clientes podem confundir as funções de um coach com a de um te-

rapeuta, já que ambos ajudam a mudar a vida das pessoas, mas para que isso não ocorra, Aldo conta que a melhor maneira de evitar essa troca de papéis é conversar com o cliente e apresentar a ele os detalhes do trabalho. “Durante essa conversa deixo claro qual é meu papel e o separo claramente da terapia, afinal, não sou um terapeuta, por isso explico que meu trabalho é muito diferente de uma terapia”, declara. Com experiência jornalística, formação em coaching, palestrante e escritor, Aldo ainda tem formação complementar em linguagem hipnótica, uma técnica de apresentação de ideias, como contar uma história de forma que todos a compreendam. “Não tem nada a ver com a ‘hipnose de circo’ como passa na TV vez ou outra. A linguagem hipnótica é uma técnica séria e elegante”, garante. Conhecido por provocar mudanças positivas na vida das pessoas, Aldo apresenta palestras por todo o país com assuntos variados, como motivação pessoal e profissional, lei da atração, e temas corporativos, como gestão de informações. É autor dos livros “O Segredo Para Realizar Seus Sonhos” e “A Vida não tem Segredo”, de um audiolivro, doze DVDs de treinamento corporativo, além do filme “Você atrai o que transmite”. Ele explica que esses trabalhos não são baseados em argumentos esotéricos. Segundo ele, são técnicas quânticas que ajudam a atrair a prosperidade nos diversos setores da vida. Com trabalho reconhecido, Aldo recebeu diversas premiações, mas o prêmio de destaque educacional do ano, recebido da ABTD e um hon-

roso lugar como membro da Academia Guarulhense de Letras foram os mais marcantes. “Tomo cuidado para não deixar que nenhuma premiação se torne algo que mude minha vida. Sei que tudo é transitório e as honras nos são ofertadas devido ao nosso trabalho passado, mas o lugar na Academia me deu ainda mais vontade de escrever e melhorar meu trabalho, pois espero estar à altura de tal honraria”, comenta. Para o próximo ano, Aldo tem dois novos livros, um novo filme chamado “Você atrai o que transmite - dois”, e a nova turnê de palestras para apresentar por todo o país. Aldo conta que pretende apresentar suas palestras em Guarulhos novamente, pois tem grande desejo de trabalhar mais em sua cidade. ■■

40

REVISTA_TOTAL2.indd 40

07/08/2009 15:46:48


Castelo Hanssen:

Um presente para a literatura Texto: Vivian Barbosa Foto: Márcio Monteiro

ascido na vila Mariana, na capital paulista, Aristides Castelo Hanssen é jornalista, poeta, escritor e, agora, preside a Academia Guarulhense de Letras. Cresceu entre os livros e sempre fora um apaixonado pela escrita. Castelo passou sua infância com a família em Mauá e Guarulhos. Estudou até o primário. “Sempre tive muita preguiça de estudar. Escrever, eu sempre escrevi, mas mostrava só para meus pais porque tinha vergonha de mostrar meus textos para outras pessoas”, conta o escritor. Como o pai do jornalista encadernava livros, tinha muitos clientes. Um deles, Aristides Theodoro da

Silva, gostava muito de poesias. Foi apresentado a Castelo e juntos fundaram o Colégio Brasileiro de Poetas de Mauá, promovendo encontros entre os apaixonados pela poesia. Em 1968, Castelo foi convidado para escrever crônicas no jornal A Ação, mas foi no jornal A Voz de Mauá que conseguiu trabalho, registrado no cargo de auxiliar de escritório. “Na época eu era tipógrafo e ganhava menos no jornal, mas me realizava muito mais escrevendo, por isso continuei lá”, afirma o poeta. Com a Folha Metropolitana assumiu o Correio Metropolitano de Santo André, Castelo foi convidado para trabalhar como provisionado quando um terço dos jornalistas de uma empresa podiam atuar sem registro profissional. Transferiu-se para a Folha Metropolitana de Guarulhos onde atuou como editor de política e criou a Folha Literária e uma coluna sobre música sertaneja. “Sempre estive metido com política. E fui mandado embora da Folha por motivos ligados a ela”, conta. Algum tempo depois, Castelo entrou para a equipe do Jornal Olho Vivo, onde ficou até se aposentar por conta de uma deficiência visual. Hoje é articulista colaborador do Diário de Guarulhos, sucessor do Olho Vivo. Castelo é deficiente visual por conta da diabetes. O escritor conta que foi uma deficiência progressiva. “Fiquei cego aos poucos. Nunca mais li um livro, e isso é o que mais me faz falta. Eu ditava minhas matérias e artigos ao meu sobrinho para continuar trabalhando. Passei quase cinco anos preso em casa, fiquei muito mal. Mas agora, aprendi a andar com a bengala, aprendi a mexer

em um programa de computador especial para cegos e com isso, voltei a viver”, desabafa o poeta. Presidente da Academia Guarulhense de Letras, Castelo conta que já deveria ter assumido o cargo antes, mas na época estava muito doente e por isso foi eleito só em 2008. “No começo tinha dúvidas se queria ou não participar da Academia. Quando Gasparino Romão me convidou, eu ainda estava na Folha Metropolitana , mas acabei mudando de ideia e fui um de seus fundadores”, conta Castelo. Além de todas as suas atividades, Castelo criou ainda o Grupo Literário Letraviva, onde poetas se reuniam para fazer saraus e atividades literárias. Foi extinto em 2000. “Era muito desorganizado, não fazíamos reuniões, e quando resolvemos organizar e colocar tudo no papel, muitas brigas surgiram, e aí resolvemos acabar com o grupo”, diz. O escritor tem três livros publicados. Sua primeira publicação, “Canção pro Sol Voltar”, retrata um momento de revolta política na vida do autor. Já o segundo livro, “A Flor que Drummond Viu Nascer do Asfalto”, foi escrito em um momento no qual estava desiludido com a política partidária. O terceiro livro, “Um Cego Fita o Horizonte”, lançado recentemente, traz um conteúdo mais tranquilo, com poesias de cordel, sonetos e a poesia caipira, grande paixão do autor. “Tenho mais de dez poesias inéditas e outros livros para publicar. Mas agora vou divulgar esse livro e continuar como articulista no Diário de Guarulhos”, finaliza o autor. ■■ 41

REVISTA_TOTAL2.indd 41

07/08/2009 15:47:01


capa

Texto: Jéssica Batista Fotos: Márcio Monteiro

través da novela global “Caminho das Índias”, a esquizofrenia vem sendo um assunto tratado com frequência pela mídia e pelo público, que passou a entender mais o assunto. O personagem Tarso, vivido pelo ator Bruno Gagliasso, luta na trama contra essa doença mental que atinge cerca de 1% da população mundial. Ela se caracteriza por uma série de sintomas, como alterações de pensamento, alucinações, delírios e falta de sentimentos (embotamento emocional). Em Guarulhos funciona há seis anos, na vila Moreira, o Projeto Tear Oficinas de Trabalho, Terapia & Arte, que capacita pessoas com transtornos mentais para que elas possam voltar a ter condições de uma vida sociável. Os pacientes são indicados, em sua maioria, pelos profissionais do CAPS (Centro de Atendimento Psicossocial), do Cemeg, situado na vila Augusta. O projeto é uma iniciativa dos Laboratórios Pfizer, realizada em parceria com a Prefeitura de Guarulhos e a Associação Cornélia Vlieg, entidade so-

Projeto Tear

cial fundada por familiares de pacientes psiquiátricos do Serviço de Saúde Dr. Cândido Ferreira, em Campinas. Hoje são cerca de 120 pacientes divididos entre oito oficinas: mosaico, gráfica, vitral, velas, papel reciclado, tear, marcenaria e, a mais nova, serigrafia. A psicóloga Valéria Bianchini, que trabalha no projeto desde 2003, diz que nas oficinas, a palavra de ordem é reaproveitamento: “Nós não podemos ver uma caçamba que pulamos dentro”. O grupo recebe diversas doações de entulhos, pedaços de madeira, papelões, garrafas de vidro e retalhos de pano e sempre tenta dar uma finalidade para elas. Os produtos, criações dos pacientes, são destinados para clientes, de acordo com suas necessidades, ou vendidas na Loja Tear, que fica no mesmo local das oficinas. Uma área trabalha em conjunto com a outra: “Um rack que é construído pela marcenaria pode ser confeccionado pelos vitrais e assim por diante”, completa. Para Valéria, o que é mais gratificante é ver como é importante para eles estarem trabalhando. “Re-significar a vida deles é o que mais me gratifica, pois eles sempre foram excluídos e estigmatizados. Saber que para eles dar um ‘bom dia’ é estar em sociedade é o mais gostoso”. ■■

Projeto Tear Rua Silvestre Vasconcelos Calmon, 80 – Vila Moreira www.projetotear.org.br

42

REVISTA_TOTAL2.indd 42

07/08/2009 15:47:46


REVISTA_TOTAL2.indd 43

07/08/2009 15:47:55


capa

Casa dos Cordéis, sonho realizado de Bosco Maciel Texto: Vivian Barbosa Foto: Márcio Monteiro

m busca de um futuro melhor, Bosco Maciel, um dos ícones da cultura guarulhense, saiu de sua cidade natal, Cajazeiras na Paraíba, em 1970 e veio para São Paulo. Em 1974 mudou-se para Guarulhos com sua esposa e construiu família na cidade. Bosco, como muitos dos nordestinos, sofreu para se adaptar à velocidade da cidade grande, mas se diz apaixonado por Guarulhos, a cidade que o acolheu tão bem desde o início. O encantamento pela cultura regional brasileira se deve ao amor pela terra onde nasceu. “Sou nordestino e, na mesma medida, brasileiro, e como tal tenho a obrigação de amar meu país. Eu expresso esse amor pela valorização dos nossos costumes e nossa cultura, pois acredito que é através da cultura que transformaremos nosso país em nação” afirma. Por muitos anos a participação de Bosco em movimentos culturais tem sido constante. Durante seu caminho o artista juntou um grande acervo cultural com livros, bonecos,

quadros, instrumentos musicais e cordéis. Com isso, foi preciso providenciar um local para arquivar todo o material para evitar perdas de peças preciosas. Em 2005 alugou o imóvel que hoje é o Instituto Cultural Casa dos Cordéis. É um espaço dedicado às mais variadas atividades culturais. São apresentações de artistas da cidade e de todo o país, oficinas e cursos, com objetivo de valorizar cada vez mais a cultura nordestina e brasileira. A Secretaria de Cultura cede os profissionais para as oficinas de teatro, dança e música. Além disso, a casa promove eventos como saraus literário-musicais, o programa “Cordel para todos” e apresentações musicais e teatrais nas quais os artistas têm a oportunidade de mostrar seu talento e trabalho. O Instituto era mantido por Bosco Maciel até junho de 2008, quando ganhou ajuda financeira da Secretaria de Cultura pela participação no Funcultura. As despesas da casa foram pagas pelo projeto até junho deste ano. A partir daí, a Casa dos Cordéis busca ajuda financeira junto a amigos e pessoas idealistas,

para manter suas atividades em funcionamento esse projeto cultural. Fundador do Instituto, Bosco Maciel nutre também grande paixão pela música. O artista participou de bandas, viajou pelo interior do nordeste e em 2005 apresentou no teatro Adamastor o show “Retratos de Cantador”, com canções e operetas de autoria própria que retratam a realidade e os valores do povo nordestino. Em julho deste ano, apresentou o show “O Canto do Ferreiro”, que será reapresentado em agosto no teatro Padre Bento. Estimulado a escrever pelo poeta Francisco Martins Garcia, o multiartista teve em 2005 sua primeira obra literária publicada. O livro Romanceiro é resultado da catalogação das poesias escritas pelo autor. Retrata a saga de seu povo de modo particular, sendo uma leitura convidativa àqueles interessados na cultura regional brasileira. ■■

44

REVISTA_TOTAL2.indd 44

07/08/2009 15:48:13


REVISTA_TOTAL2.indd 45

07/08/2009 15:48:27


capa

Arte e

solidariedade em um só lugar

Texto: Vivian Barbosa Fotos: Márcio Monteiro

Instituto Pró Cultura é uma organização não governamental que funciona no Conselho Comunitário do Parque Cecap e acredita na arte e na cultura como solução dos maiores problemas sociais. Foi criado em 2006 por um grupo de amigos artistas que se reuniu para ajudar a comunidade, ensinar e trocar experiências com alunos e outros profissionais. São oferecidas 37 oficinas e o atendimento chega atualmente a média de 600 pessoas por mês. As oficinas mais procuradas são as de balé clássico, teatro, música, dança de salão e artesanato. Todas as aulas são conduzidas por profissionais voluntários. O Instituto não conta com patrocinadores e se mantém com a ajuda de funcionários e dos alunos

que podem pagar uma taxa simbólica de R$ 10 por mês. Esse valor não é obrigatório, mas é essencial para ajudar a manter a casa em funcionamento. Até março deste ano o Instituto contava com apoio da Secretaria Municipal de Cultura, como Ponto de Cultura. “Essa verba era essencial para nossa ONG, mas o prazo do contrato acabou e agora vamos nos inscrever novamente para tentar receber esse apoio oficial”, conta Ana Gouveia, uma das diretoras da instituição. Hoje a Secretaria de Cultura colabora com a ONG cedendo profissionais para as oficinas de musicalização, teatro e dança de salão. Anualmente o Instituto promove a mostra de artes com trabalhos desenvolvidos pelos alunos durantes as aulas. Segunda Ana, a mostra de artes é necessária para que os trabalhos possam ir além da oficina, e também para

valorizar o que cada aluno aprendeu. A ONG utiliza um espaço alugado, mas deseja mudar um dia para uma sede própria. “Nosso sonho é ter um espaço nosso para aumentar a estrutura e capacidade de atendimento. Queremos continuar com nosso trabalho e para isso é preciso buscar melhores condições para os alunos”, declara Ana. Os responsáveis pelo Instituto acreditam que um espaço maior seria muito importante, mas a motivação para funcionar é indiferente a isso. ■■ Serviço Instituto Pro Cultura Tel.: 2475-2064

46

REVISTA_TOTAL2.indd 46

07/08/2009 15:48:50

C

a se A (est O nos e to oral orof cus indi mai O a 3ª O des das

tista men men quim E voc sec cári N fund çõe E


Espaço de Reabilitação Odontológica CROSP 7213

CÂNCER BUCAL: O QUE É E COMO PREVENIR

C

om ética e comprometimento pessoal, a “Espaço de Reabilitação Odontológica” procura oferecer conforto e atendimento completo e diferenciado a seus pacientes em um único local. A clínica conta com a especialidade de Estomatologia (estudo da boca). O estomatologista é o profissional que previne, diagnostica e trata as enfermidades relacionadas com a boca e todo aparelho estomatognático (lábios, dentes, mucosa oral, glândulas salivares, tonsilas e demais estruturas da orofaringe), além das doenças sistêmicas com repercussão bucal, tendo como principal alvo o bem estar do indivíduo como um todo, contribuindo para prognósticos mais favoráveis. O câncer bucal é o 6º câncer mais comum no mundo e a 3ª causa de morte no Brasil. Os principais fatores de risco para o aparecimento deste câncer são: o fumo e o consumo excessivo de bebidas alcoólicas. Após a realização do diagnóstico, pelo Cirurgião Dentista, o paciente deverá ser encaminhado para um tratamento oncológico multi-profissional que consiste basicamente em cirurgia associada ou não à radioterapia e ou quimioterapia. Existem várias complicações e efeitos colaterais provocados pela radioterapia e quimioterapia, a saber: boca seca, perda de paladar, candidíase, trismo, mucosite e cáries de radiação. Nesses casos, o estomatologista exerce outro papel fundamental, o da prevenção e tratamento das complicações durante a radioterapia e quimioterapia. Existe a necessidade de interação entre o Cirurgião

Dentista Estomatologista e o Médico, desde o diagnóstico da doenca, evitando assim, que os pacientes tenham sofrimentos maiores do que aqueles causados pela tratamento. Previna-se contra o câncer de boca. Reduza o fumo e o consumo de álcool. Faça uma alimentação saudável, rica em vitaminas. Ao examinar sua boca e notar qualquer anormalidade como: mudança na cor da pele e mucosa, caroços ou áreas endurecidas, feridas, inchaços, aftas que não cicatrizam dentro de 21 dias, entre outros, procure imediatamente um profissional capacitado, que poderá avaliar a necessidade de consultar-se um especialista. É importante saber que 9 em cada 10 casos precocemente diagnosticados possuem chances concretas de superar o câncer e viver uma vida saudável.

Dra. Claudia Regina Joaquim CROSP 55.137 claudiaregina@ero.com.br

Dr. Ronaldo Iurovschi CROSP 54.604 ronaldo@ero.com.br

Rua Morvan de Figueiredo, 65 – Cj. 31 Centro – Guarulhos-SP

(11) 2409-0113

REVISTA_TOTAL2.indd 47

07/08/2009 15:48:58


capa

Iniciativas para um futuro melhor Texto: Vivian Barbosa Foto: Márcio Monteiro

riado em 2002, o Projeto Crescendo visa a ajudar crianças carentes a ter uma vida melhor, com apoio pedagógico e cultural. O projeto conta com a colaboração de voluntários que acreditam que a educação e o amparo são a melhor saída para diminuir o risco social infantil. Com o crescente sucesso, esse projeto foi ampliado e tornou-se a ONG Ação Vida, fundada em fevereiro de 2004. A instituição oferece outras oficinas para desenvolvimento cultural, pedagógico e recreativo. Para participar das atividades, as crianças e as famílias passam pelo processo de triagem que analisa suas condições de moradia e sociais. A maior divulgação é feita pelo site, pelo qual muitas empresas podem conhecer o trabalho da instituição. A propaganda que as crianças fazem entre si atrai cada vez mais interessados. A Ação Vida atende cerca de 200

crianças entre 4 e 18 anos e 120 famílias, serve a média de 400 refeições diárias e oferece variadas atividades. Funciona três vezes por semana, pois não tem condições financeiras para funcionar todos os dias. Com o Projeto Crescendo, que continua a ser desenvolvido, as crianças recebem apoio pedagógico fundamental para seu desenvolvimento. “Muitas famílias afirmam que o desempenho escolar melhora muito quando passamos a acompanhar as crianças. Isso mostra como é importante o nosso trabalho”, afirma Susana Barbosa, uma das coordenadoras da instituição. As atividades recreativas e culturais ficam por conta das oficinas de música, artesanato e moda, onde são desenvolvidas técnicas e habilidades para adquirir um possível perfil profissional, além de entreter e inserir a cultura na vida de cada criança. O curso de artesanato desenvolve técnicas com bordados e vagonite. A oficina de música traz o RAP como ritmo escolhido para retratar situações cotidianas vividas pelas crianças. As letras, coreografias e a base

de cada música são desenvolvidas por elas com ajuda dos professores voluntários. Nos fins de semana as crianças participam da oficina de moda, que proporciona capacitação com corte e costura, modelagem, customização de peças, e desenho dos próprios modelos. Segundo a diretora executiva, Sandra Vieira, a ONG é mantida com a ajuda de empresas, doações de livros, refeições, e contribuições financeiras. “Nosso maior sonho é ter uma sede própria. Hoje estamos em um local cedido pela Igreja Batista, mas já estamos em obras para melhorar a estrutura e melhor servir nossas crianças”, afirma. Os diversos projetos realizados pela Ação Vida só existem pela motivação pessoal de cada um que participa. São atitudes para diminuir os riscos sociais, promover a cidadania e a inclusão cultural na vida de cada criança que participa das atividades. ■■ Ong Ação Vida Tel.: 2452-7116 www.ongacaovida.org.br

48

REVISTA_TOTAL2.indd 48

07/08/2009 15:49:37

H


Conheça a melhor

Sushi Bar

HIATARI RODÍZIO

DE SUSHI E SASHIMI A VONTADE

R$

29,90

casa de comida

japonesa da região.

Temos uma grande variedade de pratos: sushi, sashimi, combinados, duplas, temaki, makisushi, teppanyaki, tempurá e pratos quentes.

Confira!

:

ncionamento

Horário de Fu

inta-Feira: Segunda à Qu :00hs 0hs / 19:00 às 23 :0 15 das 12:00 às Sexta-Feira: 24:00hs :00hs / 19:00 às das 12:00 às 15 Sábado: 24:00hs :00hs / 19:00 às das 12:00 às 16 riado: Domingo e Fe :00hs 23 às 0 das 12:0

Avenida Salgado Filho, 1548 – Guarulhos Tel.: (11)

2229-6430

Unidade I: Rua Acuruí, 118 - Analia Franco - São Paulo - Tel.: (11) 2268-2393 Unidade II: Avenida Mascote, 1454 - São Paulo - Tel.: (11) 5031-0165 Unidade III: Rua Cantagalo, 631 - Tatuapé - São Paulo - Tel.: (11) 2093-4166

REVISTA_TOTAL2.indd 49

11/08/2009 16:33:59


capa

Equipamentos públicos

Pesquisa e Texto: Vivian Barbosa Fotos: Márcio Monteiro e divulgação Informações: Assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Cultura

Teatro Padre Bento

Uma parceria com a Petrobras garantiu a restauração e a modernização do primeiro teatro construído na cidade – o Teatro Padre Bento. O local foi inaugurado em 1936 e é tombado como patrimônio histórico. A reforma recuperou a fachada e as estruturas de forros, paredes, telhados, palco e espaço para a plateia. A biblioteca, o salão de jogos e o salão de baile (que fazem parte do complexo) serão transformados em uma sala de leitura e exposições, um cyber café e local para realização de eventos. Com a reinauguração do teatro, a comunidade voltou a ter um importante espaço cultural e de convivência, com capacidade para 355 lugares. O teatro oferece oficinas culturais realizadas pela Secretaria de Cultura de Guarulhos desde 2001. São oficinas de iniciação em música, história da arte, dança de salão, artes cênicas, circo, balé, dança afro e contação de histórias. Em maio de 2005 a Escola Viva de Artes Cênicas de Guarulhos foi iniciada com cursos de representação, direção, dramaturgia, dança afro e produção. Em 2006 foram inauguradas as aulas de iluminação, cenografia e dança. Há cursos de dança contemporânea, dança de expressão

e núcleo de estudos cômicos. Estão previstos para este semestre os cursos de núcleo de direção e representação III, além de aulas extras de maquiagem e caracterização.

Centro Municipal de Educação Adamastor

O Centro Municipal de Educação Adamastor já se tornou uma das principais referências de Guarulhos. Inaugurado em 2003, o complexo cultural de 8 mil metros quadrados conta com um teatro de 700 lugares, pátio de eventos para três mil pessoas, auditórios, cineclube e espaços para exposições. O cineclube, com 120 lugares, exibe mensalmente filmes com temas baseados em datas comemorativas do mês.

O Adamastor foi palco de shows de primeira qualidade, como Martinho da Vila, Almir Sater, Elza Soares, Chico César, MPB-4, Toquinho, Demônios da Garoa, Tinoco do Brasil, entre outros. Abriga oficinas culturais, espetáculos de teatro e dança, além de mostras de artes plásticas. O teatro sedia anualmente dois grandes encontros com grupos de teatro da cidade (E.T.C.) e com grupos de dança locais (ENDA).

Teatro Adamastor Pimentas

Com a inauguração do Teatro Adamastor Pimentas, a cidade ganhou mais um importante espaço de arte, cultura e entretenimento. Construído no campus da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), numa área de 1.330 metros quadrados, tem 750 lugares, mezanino, camarotes, camarins, fosso, vestiários e um palco de 200 metros quadrados com iluminação profissional. O local dispõe ainda de espaços para cafés, lanchonete e estacionamento.

Bosque Maia

No Bosque Maia, parque mais frequentado da cidade, existe, em meio ao arvoredo, o Espaço Cultural Gilmar Lopes, assim denominado em homenagem ao polêmico vereador, que faleceu ainda jovem em 1994. Também conhecido como Concha Acústica, o espaço contém palco, camarim, dois sanitários e uma arquibancada para aproximadamente 200 pessoas. Ali são realizados os ensaios do Conservatório Municipal, ensaios de peças teatrais, atividades religiosas, encontros de grupos de jovens e outras atividades. Em outro local do Bosque Maia, há a tenda de eventos, um espaço coberto, com 400 m². Este é o espaço mais solicitado para eventos, como apresentações especiais do conservatório municipal,

50

REVISTA_TOTAL2.indd 50

07/08/2009 15:50:47


eventos culturais como o Encontro de Corais do Colégio Clip, feiras de artesanato e iniciativas de cunho social e comunitário, como o “De Bem com a Vida”, promovido pela Unimed. Diariamente, pela manhã, a tenda é utilizada para exercícios físicos monitorados, com centenas de frequentadores.

Arquivo Histórico Municipal

O Arquivo Histórico Municipal, situado na rua Tapajós, 88, Centro, oferece informações e dados sobre a história, o patrimônio cultural e a memória de Guarulhos. No local, pesquisadores, estudantes e interessados em geral têm à disposição um acervo com documentos, pesquisas, textos, fotografias e mapas. Tem por finalidade resgatar, organizar, preservar e disponibilizar o acervo documental histórico e o patrimônio cultural do município.

Complexo Cultural de Vila Galvão

O Complexo de Vila Galvão é composto pelo Teatro Nelson Rodrigues, com 197 lugares, o Centro Permanente de Exposições “Professor José Ismael”, situado junto ao lago, e o Museu Histórico Municipal. Reaberto ao público em dezembro de 2001, o Museu faz parte do complexo cultural da Vila Galvão. Possui acervo de cerca de duas mil peças, divididas tematicamente em salas como Soldado Constitucionalista; Sertanejo; Comunicação (rádio e TV); Sacra, que abriga a imagem Coração

de Maria da Igreja Matriz; Máquinas, com equipamentos de costura manual e relógios antigos; Instrumentos Musicais e Utensílios Domésticos, com panelas de ferro, caldeirões, chaleiras e outros objetos antigos.

Biblioteca Monteiro Lobato

riódicos voltados para esportes, assuntos de interesse infanto-juvenil, moda, entretenimento, quadrinhos e mangás. Av. Monteiro Lobato, 734 – Macedo – Tel.: 2472-5418

Biblioteca do Professor Vigotski (biblioteca do professor)

Conta com acervo de 8.632 livros para professores, incluindo pedagogia, psicologia e didática, além de disponibilizar periódicos como revistas de educação, filosofia, sociologia, todas direcionadas ao professor. Av. Monteiro Lobato, 734 – Macedo Tel.: 2472-5412 Criada em 1940, a biblioteca é fruto da reivindicação de três funcionários públicos que na época viam Guarulhos como uma cidade sem muitos atrativos culturais. Passou por várias mudanças até se tornar a Biblioteca Monteiro Lobato. Hoje, é a principal biblioteca do sistema municipal de bibliotecas públicas de Guarulhos, que conta com mais sete bibliotecas ramais, seis bibliotecas em parceria, uma especializada em música (Conservatório) e um espaço troca-livros. Com cerca de 42 mil livros de diversas áreas, a Monteiro Lobato também oferece o espaço braile, com quase mil títulos. Está ali instalado também o Auditório Pedro Dias Gonçalves, onde são realizados saraus, encontro de escritores, poetas e músicos, entre outras atividades culturais. Rua João Gonçalves, 401 - Centro – Tel.: 2087-6900

Biblioteca do Adamastor (biblioteca do aluno)

Oferece acervo com 22.168 livros, incluindo clássicos da literatura, para promover o incentivo à leitura para todas as idades. Conta também com pe-

Centro de Incentivo à Leitura Fernando Pessoa

Acervo de cerca de 3.500 exemplares, com livros infantis, infantojuvenis, romances e ficção, além de periódicos diversos como revistas temáticas. O centro oferece ainda cursos de teatro, xadrez, pintura e leitura. Praça Estrela, 360 - Cidade Soberana. Tel.: 2087-8640

Centro de Incentivo à Leitura Luis de Camões

O centro conta com um acervo de 6 mil livros, entre literatura infantil, juvenil, ficção, artes, clássicos, literatura, periódicos diversos como jornais, revistas e gibis. Mantém os projetos “Lendo e brincando para crianças” e “Férias Luis de Camões”. Além disso, oferece curso de artesanato em tecidos e oficina de tai chi chuan. Praça Luis de Camões, S/N-Gopoúva. Tel.: 2409-9432.

Biblioteca Fracalanza

Acervo com 6.274 títulos de literatura infanto-juvenil, clássicos, ficção e poesia. Revistas de educação, esportes, moda, turismo e outros periódicos. Rua Joaquim Miranda, 471 – V. Augusta – Tels.: 2422-4270 / 2425-2031 ■■ 51

REVISTA_TOTAL2.indd 51

07/08/2009 15:51:03


casa

Texto: Vivian Barbosa Fotos: Alexandre Kid

cozinha não é apenas o local dedicado ao preparo dos alimentos: hoje é vista como um ambiente elegante. A modernidade trouxe mudanças para o cômodo que antes era composto por armário, geladeira, fogão e pia, e que agora traz novidades com a chamada cozinha planejada ou modulada. É importante saber que o planejamento de uma cozinha não é para economizar em obra e equipamentos, mas também para montar um ambiente

A cozinha do jeito que você quer funcional e organizado. O ideal é consultar um profissional especializado e expor todos os seus hábitos e os de sua família, pois o projeto pode variar muito quando, por exemplo, a família tem um cozinheiro dedicado, ou se usa o espaço apenas para refeições rápidas. Segundo a arquiteta Betânia Pacheco, do escritório Debora Aguiar e Arquitetos, montar uma cozinha que segue a rotina dos moradores é essencial para ter um ambiente agradável em casa. Porém, o planejamento leva em consideração fatores como decoração e novas tendências. Acertar nas cores do ambiente e dos móveis é primordial para não tornar o local carregado. Betânia lembra que aquela cozinha servirá sua família por anos, e por isso, muitas vezes o que está em alta na decoração nem sempre é a melhor opção. Não existem regras com as cores, mas é sempre melhor optar pelas nuances neutras dos móveis e dos revestimentos. “Pergunte-se sempre: será que consigo conviver com aquele azulejo estampado ou com aquela bancada laranja por muito tempo?”, indaga a arquiteta. A cozinha precisa de diversos elementos para ser completa. Além da decoração, é preciso se preocupar com a iluminação, a ventilação e os revestimentos. A ilumi-

nação geral da cozinha é necessária como em qualquer ambiente, mas você pode optar por uma iluminação específica em locais onde as tarefas são desempenhadas como no fogão e na pia, por exemplo. Com a ventilação, o cuidado deve ser ainda maior, pois assim manterá sua cozinha arejada e mais saudável, sem odores de fritura e fumaça. Quanto aos revestimentos, a melhor escolha é o mais fácil de limpar e com cores claras, para que a sujeira seja facilmente identificada. A funcionalidade de uma cozinha depende também da disposição dos móveis e eletrodomésticos. “Procure manter a posição de acordo com o caminho que o alimento percorre para ser preparado, por exemplo, geladeirapia-bancada-fogão”, sugere. As obras da cozinha podem ter o custo muito variado. Os eletrodomésticos são os itens mais caros, mas existem móveis que podem comprometer até 50% do orçamento. Para deixar o custo da reforma menor, há os materiais de acabamento mais baratos, como os armários feitos em MDF, revestimentos das paredes com azulejos e pisos frios como cerâmicas. Mas se o preço não é problema, você pode optar por acabamentos nobres como os de aço escovado, mármore e pastilhas de vidro nas paredes. Os profissionais acreditam que a cozinha planejada seja uma grande inovação para os espaços menores, pois assim todo ambiente pode ser adaptado e aproveitado. “Todo espaço, quando bem projetado, pode abrigar uma cozinha. Hoje em dia há

52

REVISTA_TOTAL2.indd 52

07/08/2009 15:51:32


Projeto de Otto Félix

muitas facilidades como aramados embutidos nos armários para guardar as panelas, nichos sob medida para fogões, micro-ondas e outros eletrodomésticos, o que facilita o aproveitamento do espaço”, afirma Betânia. Além disso, a disposição da cozinha pode ser cuidada para impedir erros nas medidas como, por exemplo, medir a geladeira para caber corretamente no vão entre os armários e o fogão, para evitar folgas na bancada. Quando o assunto é reformar uma cozinha já existente, Betânia afirma que o proprietário deve pensar bem para executar a obra. Pequenas mudanças são feitas reaproveitando o que já está disponível. Porém, quando a ideia é uma reforma geral, existem maneiras de transformar a cozinha e deixá-la elegante, além de prática. “Pode-se criar uma iluminação pendente sobre a mesa, uma bancada para as refeições no lugar da mesa convencional, cadeiras com novas cores, utensílios diferenciados, e até um painel com imagens coloridas de verduras e frutas na parede”, finaliza a arquiteta. Uma cozinha precisa ainda de diversos tipos de utensílios. Cada um desses pode ser usado como um decorativo no ambiente. São guardanapos com estampas coloridas, taças e copos que compõem o mesmo visual; o próprio avental, antes usado apenas pela praticidade, hoje já faz parte da decoração da cozinha, com estampas e cores diferenciadas. Relógios mais modernos para cozinhas que tendem ao visual tecnológico, potes coloridos para as que adotam móveis e eletrodomésticos mais claros. Enfim, uma infinidade de inovações que, além de ajudar na hora de preparar suas refeições, deixarão sua cozinha muito mais bonita. ■■

53

REVISTA_TOTAL2.indd 53

07/08/2009 15:51:40


casa

Faça você mesma! Texto: Vivian Barbosa / Fotos: Márcio Monteiro Serviço: Dilma Presentes. Tel.: 2421-2334 / fotolog.terra.com.br/ddspresentes

decoração da cozinha pode ir muito além de armários e utensílios domésticos. É possível incrementar o ambiente com detalhes simples, mas que fazem toda a diferença. Uma caixa de chá, por exemplo, pode deixar a mesa mais requintada para servir suas visitas. Aprenda a fazer o artigo decorativo que, além de prático, demonstra bom gosto.

Materiais

Passo 1

page com motivos para chá ■ Tinta branca ■ Tinta dourada ■ Kit para craquelet (verniz base e verniz craquelador) ■ Pátina cera dourada ■ Pincéis ■ Flanela ■ Tesoura ■ Brilho dimensional dourado ■ Verniz geral ■ Termolina Leitosa ■ Cola Branca

Passo 2

■ 1 caixa para chá de madeira MDF ■ Guardanapo ou papel para décou-

Passo 5

Dar duas demãos de tinta branca por toda a peça. Passe o verniz base na parte externa da peça e espere secar bem. Repita o processo com o verniz craquelador e deixe secar bem. Passo 3

Aplique a pátina cera dourada sobre os mesmo locais em que passou o verniz. Espalhe com o dedo. Passo 4

Retire o excesso da pátina cera com a flanela, para que o produto fique apenas no craquelet.

Com a tinta acrílica dourada pinte as bordas da caixa. Cuidado para não borrar a parte branca da caixa. Passo 6

Recorte as figuras desejadas. Apóie as figuras nos locais de sua preferência e passe a termolina leitosa sobre cada figura com o pincel para fixá-las à peça. Passo 7

Aplique o brilho dimensional sobre os detalhes de sua preferência. Espere secar bem. Finalize com o verniz geral sobre toda a caixa, por dentro e por fora. Passo 8

Caso a peça tenha vidro, passe cola branca nas bordas e fixe-o. ■■

1

2

3

4

5

6

7

8

54

REVISTA_TOTAL2.indd 54

07/08/2009 15:52:19


Venda de imóveis usados continua em alta segmento de venda de imóveis usados já havia registrado um acumulado de 98,83% no primeiro quadrimestre deste ano. E, embora se tenha percebido ligeira queda no número de imóveis negociados em abril (-5,12%), o índice voltou a subir em maio, segundo pesquisa feita pelo Creci-SP com 1.599 imobiliárias de 37 cidades do Estado. Foram vendidos 1.095 casas e apartamentos no período, o que indica um aumento de 7,6% nesse segmento em relação ao registrado em abril. Das

quatro regiões em que a pesquisa é dividida, três apresentaram crescimento nas vendas de usados, com a Capital registrando 11,52%, o Litoral 27,59%, e as cidades do ABCD e de Guarulhos e Osasco a marca surpreendente de 94,83%. Somente o Interior do Estado apontou queda nas vendas de 30,11% na comparação com abril. As vendas à vista predominaram em três das quatro regiões pesquisadas, respondendo por 51,04% na Capital; 61,84% no Litoral e 52,17% no Grande ABC. No Interior, os financiamentos superaram os negócios à vista, sendo responsáveis por 49,43% do total vendido. “O resultado do período, por

si só, não indica definição de tendência futura, porque ainda não sabemos como fecharão os números de junho e de julho, sendo julho um mês especialmente difícil por causa das férias, quando a atividade imobiliária costuma se reduzir”, afirmou o presidente do Creci-SP, José Augusto Viana Neto. Mas ele se manteve otimista diante dos sinais gerais que indicam estar a economia deixando a crise financeira para trás. “É um processo lento, complexo, mas nossa expectativa é que o desempenho do mercado de imóveis usados venha a ganhar estabilidade, com crescimento de vendas, neste segundo semestre”, acrescentou. ■■

55

REVISTA_TOTAL2.indd 55

11/08/2009 16:34:16


REVISTA_TOTAL2.indd 56

07/08/2009 15:56:39


REVISTA_TOTAL2.indd 57

11/08/2009 17:16:00


Rua Luiz Faccini, 268 - Centro - Guarulhos

Tel.: 2442-3101 www.aliancaimoveis.net

SOBRADO TORRES TIBAGY 3 dorms, suíte, sl 2 amb, coz, 2 wcs, 4 gar, churras., quintal, lavabo, entrada lateral, arms emb., moldura de gesso R$ 300 mil (Ref. 8625/ 06)

APTO COND. PQ DAS AMÉRICAS 2 dorms, sl, coz, wc, gar, área de serviço, lazer completo c/ piscina, arms. emb, mobiliado R$ 160 mil (Ref. 9373/ 06)

SOBRADO ITAPEGICA 3 dorms, suíte, sl, copa-coz, 2 wcs, 2 gar, dep. empreg., lareira, churras., jardim, quintal, entrada lateral, arms coz., hidro R$ 270 mil (Ref. 9448/ 13)

SOBRADO PQ RENATO MAIA “Cond. Fechado”- 3 suítes sendo 1 máster, sl 2 amb, copa-coz, 3 gar, hidro, dep. de empreg., jardim, entrada lateral R$ 500 mil (Ref. 9576/ 13)

APTO- CENTRO 3 dorms, suíte, sl 2 amb, copa-coz., 3 wcs, 3 gar, área de serv., arm. emb., sacada, lazer. R$ 310 mil (Ref. 8643/ 10)

SOBRADO CIDADE MAIA 4 dorms c/ 2 suítes, sl 3 amb, copa-coz., 6 gar, despensa, jardim, quintal, lavabo, arms. emb. R$ 700 mil (Ref. 9336/ 10)S

SOBRADO JD STA MENA c/ 180m2 de const., 3 dorms, suíte, sl 3 amb, coz, 3 wcs, 3 gar, lareira, quintal, arms. emb., lavabo, sacada R$ 280 mil (Ref. 9184/ 07)

APTO VL MILTON c/ 136m2 a.u, 3 dorms, sl 3 amb, coz, wc, 3 gar, área de serv., lazer c/ piscina, varanda, arms. emb., carpete de madeira R$ 450 mil (Ref. 9508/ 07)

SOBRADO ARUJÁ “Cond. Fechado”- 4 suítes c/ closet, sl 2 amb, copa-coz, 4 gar, escritório, dep. empreg., varanda, quintal , lavabo, lazer completo (Ref. 8079/ 03)

LINDA CASA MAIRIPORÃ “Cond. Fechado”- 4 dorms todos os dormitórios c/ ar-condicionado, closet, copa-coz., hidro, demais deps., 8 vagas R$ 650 mil (Ref. 8922/ 09)

VENDO OU TROCO POR IMÓVEL COML Sobrado novo c/ 3 dorms, suíte, demais deps., 4 gar, ótimo quintal, volto diferença (Ref. 7075/ 04)

SOBRADO VL ENDRES 2 dorms, sl 3 amb, coz, 3 wcs, 2 gar, escritório, quintal, lavabo, lareira, arms emb. R$ 220 mil (Ref. 9237/ 01)

Rea

Minha Minha

PRÉDIO COML. PRÓX. AO CENTRO

c/ 2.400m2 de área útil, 840m2 de terreno, 5 salões e 24 salas, 02 pavimentos R$ 5.000.000,00 (Ref. 8394/ 02)

REVISTA_TOTAL2.indd 58

APTO JD. VL. GALVÃO

3 dorms, suíte, sl 2 amb, coz, wc, 2 gar, área de serviço, excelente acabamento R$ 180 mil (Ref. 9222/ 02)

CASA ASSOBRADADA BOM CLIMA c/ 500m2 de terreno e 250m2 de const., 3 suítes, sl 3 amb, 4 gar, churras, quintal, c/ piscina R$ 600 mil (Ref. 9452/ 05)

LINDA CHÁCARA PRÓX. PAU PEDRA casa sede/caseiro , cerc. de tela, lazer c/ pisc., 160m2 de galpão, campo, ac. Carro como parte de pagto (Ref. 8561/ 08)

11/08/2009 16:34:48


os

STA

Faça como dezenas de famílias: Realize o sonho da casa própria na Fleming

l

RA olis cob., anc. 04)

Á5

ar, emb., 05)

Minha Casa Minha Vida

• Equipe especializada para avaliação de venda e locação do seu imóvel • Regularização da documentação do seu imóvel • Serviço pós-venda

Marcos Fleming Marcos Fleming

mais ro, cina

REVISTA_TOTAL2.indd 59

07/08/2009 22:06:56


3d 3a do, g

4

4 p/ WC

REVISTA_TOTAL2.indd 60

07/08/2009 23:29:24


Eduardo Paixão Negócios Imobiliários

SOBRADO COND. FECHADO PQ. RENATO MAIA

SOBRADO ALTO PADRÃO Vl. ROSALIA

CASA TERREA VILA ROSALIA

480 mts², 4 dorms, suíte, piscina, torneiras e chuveiros c/ aquecimento individual, aceita auto,imóvel, finc. bancário.R$ 900.000 REF: RI

3 dorms, suíte, sala, hidro, coz.planj, gar p/04 autos, jardim, armários, 210 m² área construída, AC proposta. R$ 550.000 REF: MQ

4 dorms, 2 suites, sala 2 ambs, demais deps, 4 vagas, repleto de armários, lazer completo. LIGUE E CONFIRA. REF: MH

SOBRADO GOPOUVA “COND.FECHADO”

SOBRADO VILA ROSALIA

SOBRADO VILA ROSALIA

REF: DN

3 suites, sala 2 ambs, coz, escritório, lavabo, A/S, churrasqueira, gar. p/03 autos, local privilegiado. R$ 350.000 REF: RV

3 dorms, 1 suíte c/armários, coz.planj, dep.empreg, gar. p/04 autos. R$ 300.000 REF: GD

4 dorms, 2 suites, c/A.E, sala de jantar, escritorio, WC, lavabo, piscina, churrasqueira, dep.empreg, salão de festas. R$ 850.000 REF: RM

SOBRADO SANTA MENA

SOBRADO PONTE GRANDE

SOBRADO PONTE GRANDE (NOVO)

CASA TERREA VILA MILTON

4 suites, 3 salas, 5 wc’s, gar. p/ 06 autos, dep.empreg c/ WC, excelente acabamento. R$ 420.000 REF: ID

3 dorms, 1 suíte, hidro, sala, edícula, gar p/03 autos. R$ 290.000 REF: RA

3 dorms, 1 suíte, gar p/04 autos, AC.proposta. R$ 275.000 REF: MC

3 dorms, 1 suíte c/closet, sala 3 ambs, mobiliado e decorado, área de lazer completo, gar. p/02 autos. REF: CN

SOBRADO VILA ROSALIA 4 dorms, sala 3 ambs, quintal, muito verde, VENHA CONHECER.

REVISTA_TOTAL2.indd 61

APTO “ALTO PADRÃO” VILA ROSALIA

10x40 , 3 suites, sala 4 ambs, copa, coz, dep.empreg, 4 wc’s, mesanino, todos c/ arm., gar. p/04 autos, AC 310 m². R$ 550.000 REF: HT

07/08/2009 23:18:11


Rua Túlio Brancaleoni, 104 Guarulhos / SP

Tel.: 11 2479-3008 11 2409-5013

www.hernandezimoveis.com.br

VENDAS

LOCAÇÃO SOBRADO EM COND. FECHADO COCAIA

CHÁCARA IGARATÁ MARAVILHOSA

Portaria 24 horas 03 dorms sendo 1 suíte, sala, coz, lavabo, cozinha com armários embutidos, área de serviço e 02 vagas de garagem

Ref.: CHV-012 Área 2.000m² AC: 250m² 3 dorm’s (1 suíte), 3 wc’s, 10 vagas, OFERTA: sem entrada, só 60 parcelas de R$ 5.000,00.

CASA BOM CLIMA LINDA

APTO MACEDO

Ref.: CV3-003 3 suítes, 5 wc’s, 3 vagas AC: 150m² aceita imóvel menor valor R$ 320.000,00.

01 dorm, sala, cozinha com armários embutidos, wc social e 01 vaga de garagem

APTO CENTRO MOBILIADO

ÁREA INDUSTRIAL EXCELENTE

03 dorms sendo 1 suíte, sala, coz. planejada , wc, área de serviço 01 vaga de garagem. Portaria 24 horas, área de lazer completa

Ref.: ARV-018 Área 29.000m² frente Rod. Dutra Bonsucesso R$ 300,00/m².

APTO COBERTURA ALTO PADRÃO (NOVO) Ref.: AV4-001 4 suítes, 4 vagas, vista panorâmica, piscina e deck R$ CONSULTE

REVISTA_TOTAL2.indd 62

KITNET CENTRO

07/08/2009 22:09:36


Terreno para Locação na Paulo Faccini O terreno em questão é artigo raro na disputadíssima Paulo Faccini. É totalmente plano, com boa oferta de vagas de estacionamento público e gratuito nos arredores, tem excelente testada (21 metros), uma metragem diferenciada (468 m2), visão formidável e está no ponto mais nobre da mais nobre avenida de Guarulhos.

CRECI 43015

locapfaccini@uol.com.br 2087-6300

Z

uccaro imóveis

REF: Celso Sobrado Comercial Gopouva 2 dorms, dep empregada. R$ 170.000

REF : Marcondes Galpão Parque São Geraldo 1700m² area construída 3.100m² area total escritorio,plataforma. Locação R$ 25.600,00

REVISTA_TOTAL2.indd 63

Especializada em áreas e galpões

2408-7888

NOVA SEDE PRÓPRIA

www.zuccaro.com.br

REF : Valdo Apartamento Renato Maia apto., ( 1 por andar ) 4 dorms c/ 2 suítes, 3 sl, entr. priv, lav, coz., 5 vagas, todo avar. Venda R$ 500.000,00

REF: Eder Apartamento Bom Clima 2 dorms (1 suíte), coz, wc, 01 vaga. R$ 120.000

REF : Mikael Apartamento Vila Moreira 3 dorms (1 suites), dep. empregada, rico em armários. R$ 270.000

REF : Reinaldo Mansão Vila Rosália 3 dorms (3 suítes), área 400 m², closet, copa, coz, dep. empr., lav., quintal, 3 salas, suíte master, churr, jd, pisc. R$ consulte!

REF : Ivete Sobrado Jardim Paraventi 3 dorms, 04 vgs, quintal,churr. R$ 240.000

REF: Emilia Apartamento Parque Maia 3 dorms (1 suíte), 3 wcs, 2 vagas. R$ consulte!

11/08/2009 16:53:32


FUTBAR music

Club

HIPE Av. Tir

Horár

HIPE Av. Tir

Horár

HIPE Av. Br

Horário

HIPE Av. Pa

ENTO:

AM E FUNCION HORÁRIO D

h às 2h Terça a Quinta: 18 18h às 4h Sexta e Sábado: 23h Domingo: 15h às

Horário

HIPE Av. Ar

Horário

HIPE R. Jac

Horário

HIPE R. Cac

Horário

REVISTA_TOTAL2.indd 64

07/08/2009 23:16:05


HIPERFARMAC BOM CLIMA I Av. Tiradentes, 3.407, Jd. Bom Clima. Tel./Fax: 2409-0063 Horário de funcionamento: das 8h às 2h de segunda a sábado.

HIPERFARMAC V. BARROS Av. Otávio Braga de Mesquita, 2.003 V. Barros Tel./Fax: 2402-2870

HIPERFARMAC BOM CLIMA II Av. Tiradentes, 3.209, Jd. Bom Clima. Tel./Fax: 2468-0867

Horário de funcionamento: das 8h às 24h de segunda a sexta.

HIPERFARMAC COCAIA Av. Brigadeiro Faria Lima, 557, Jd. Cocaia. Tel./Fax: 2408-4453

Horário de funcionamento: das 7h30 às 23h de segunda a sábado.

HIPERFARMAC JAÇANÃ Av. Paulo Lincoln do Vale Pontin, 881, Jaçanã. Tel.: 2243-1323

Horário de funcionamento: das 7h às 24h.

HIPERFARMAC JD. LENISE (JD. SÃO JOÃO) Av. Aracati, 50, Jd. Lenise. Tel.: 2467-0952

Horário de funcionamento: das 7h às 22h30.

Horário de funcionamento: das 7h às 24h de segunda a sábado.

Horário de funcionamento: das 7h às 24h de segunda a sexta.

Horário de funcionamento: das 8h às 22h de segunda a sexta.

Horário de funcionamento: das 8h às 20h30 de segunda a sexta.

HIPERFARMAC JD. TRANQUILIDADE R. Jacob, 53, Jd. Tranquilidade. Tel./Fax: 2424-0392

Horário de funcionamento: das 8h às 20h30 de segunda a Sexta.

HIPERFARMAC ROSA DE FRANÇA R. Cachoeira, 360, Jd. Rosa de França. Tel.: 2457-7205 Horário de funcionamento: das 8h às 24h de segunda a sexta.

REVISTA_TOTAL2.indd 65

HIPERFARMAC V.GALVÃO Rua Treze de Maio, 165, V.Galvão - Tel.: 2485-5277

HIPERFARMAC 7 DE SETEMBRO Av. Emilio Ribas, 2.056, Jd. Tranquilidade - Tel.: 2421-7233 HIPERFARMAC GUARULHOS Av. Emilio Ribas, 2.299, Jd. Tranquilidade - Tel.: 2497-2408

UNIDADES QUE TAMBÉM ATUAM COM MANIPULAÇÃO HIPERFARMAC CENTRO Rua João Gonçalves, 430 – Tel.: 2408-1233 Horário de funcionamento: 8h às 21h

HIPERFARMAC BOSQUE MAIA Av. Paulo Faccini, 2.163, Jd. Maia - Tel.: 2443-0412 Horário de funcionamento: das 8h às 18h.

Experiência com mais de 30 anos de atendimento e serviços prestados a nossos clientes. Uma equipe de profissionais capacitados e treinados para melhor atendê-los. Fazemos convênios com empresas, indústrias e comércio em geral.

Tel.: 2443-1021 (Convênios) Entregas em domicílio: procure uma perto de você. Visite nosso site:

www.hiperfarmac.com.br

E-mail:

hiperfarmac@hiperfarmac.com.br

07/08/2009 15:59:59


glam

Samira

Albuquerque

Rossi Texto: Fábio Carleto Fotos: Márcio Monteiro a arquivo pessoal

aparência de menina tímida, para quem a vê nas primeiras vezes, encobre uma mulher decidida e empreendedora. Como empresária, acompanha os negócios de muito perto, cuidando esmeradamente de sua loja, a Fenza. Versátil, ainda se desdobra em seu outro talento: a arquitetura. Já assinou projetos de vulto, como o restaurante Praça São Lourenço, na vila Olímpia, São Paulo À medida em que se a conhece melhor e que se conquista sua confiança, revela-se a amiga leal e divertida. Reservada e discreta, Samira é seletiva e superfamília.

66

REVISTA_TOTAL2.indd 66

07/08/2009 16:00:18


Onde você nasceu? No Meier, Rio de Janeiro. Quando veio para Guarulhos? Há 16 anos, quando me casei com o William. Nós nos conhecemos no carnaval de 91 em Cabo Frio. Namoramos por dois anos e viemos morar aqui, onde ele tinha negócios. E como foi a adaptação? Cheguei no início do inverno e estranhei um pouco. No começo, senti um pouco de frio, não tinha roupas para o clima daqui. Como estava no 2º ano da faculdade de arquitetura, conheci muita gente e me adaptei rápido. O que você mais gosta em Guarulhos? Tudo é perto e quase não se pega trânsito. Agora temos bons restaurantes. Tudo está à mão: boas padarias, bancos, mercados... e quando temos de ir a São Paulo, também é pertinho. Essa mistura de interior e cidade grande me agrada bastante. E de quais lugares mais gosta? Adoro o Hortifrutti, Nonetto, Vecino, Maria Cereja... o bosque também é bem bonito... É uma vista privilegiada que tenho todo dia. O que mudaria em Guarulhos? Faria mudanças arquitetônicas, por exemplo na praça IV Centenário. Tentaria fazer com que fosse mais utilizada, que houvesse mais convivência nela. O Centro também merece uma comunicação visual, mas sei que já há um projeto nesse sentido em andamento. O que é elegância? Discrição e simplicidade. É uma coisa que certas pessoas simplesmente têm e que não se consegue imitar, porque soa artificial.

Ícones, marcas favoritas... Alphorria, Morena Rosa, MNG e Farm. Bolsas: Adoro bolsas. Se eu gostar, a grife é o de menos. Perfumes: Tenho vários abertos e depende do estado de espírito. O mais frequente é o Cristal Noir, da Versace. Qual seu arsenal de beleza? Uma boa escova, rímel, blush, e, às vezes, um gloss. Make up: M.A.C, Art Décor, principalmente. Peças favoritas? Amo casacos e jeans. O que você não usaria?

Às vezes, não gosto de algo de início, mas acabo usando. Só não uso o que não faz me sentir bem. Como concilia ser arquiteta e dona de loja? Eu me dedico quase exclusivamente à loja. Só faço projetos para amigos e para mim, esporadicamente. Torce para algum time de futebol? Fluminense. Que tipo de música mais gosta? MPB, de Roberto Carlos a Fábio Júnior, passando por Adriana Calcanhoto, Zeca Baleiro e Ana Carolina.

Canção preferida: Detalhes, do Roberto Carlos. Livro: A Cabana, de William P. Young. Filme: As Pontes de Madison. Refúgio: Guarapiranga e Cabo Frio. Seu hobby predileto: Viajar E uma viagem inesquecível? Foram duas. Europa e Orlando. Ver a cara das crianças diante de tudo foi inesquecível, principalmente a Giovanna de frente para as princesas. Um sonho de consumo: Um Touareg (Volkswagen). Mas podia ser um Edge (Ford). O que é estar nas nuvens para você? Estar com minha família. Sou superapegada. Para manter a forma: Ginástica com minha personal. Que exercício só faz sob pressão? Avanço. É triste! Já fez alguma plástica? Sim. Prótese de silicone e lipo. Fiz e faço de novo, se for o caso. Prato predileto: Nhoque. O que a tira da dieta? Tudo... McDonald’s, Wow Burguer, salgadinho de festa, doce... Qual sua maior qualidade? Sou muito espontânea. Estou sempre de bem com a vida. E um defeito? Sou muito crítica comigo mesma. E sou estabanada... Vivo tropeçando, derrubando coisas... É de muitos amigos ou reservada? De muitos amigos. Mas bem seletiva. O que mais gosta em você? O cabelo. Um sonho realizado: Conhecer Paris. Uma frase: “Quem enxerga longe chega perto.” ■■

67

REVISTA_TOTAL2.indd 67

07/08/2009 16:00:39


especial

Texto: Jéssica Batista Foto: Márcio Monteiro

quela imagem dos pais que entregavam charutos aos convidados e faziam a criança arrotar não passa de uma velha ilusão nos dias de hoje. Está acontecendo uma inversão de papéis na história das famílias brasileiras: enquanto cada vez mais homens ficam em casa cuidando da família, mulheres conquistam importantes cargos profissionais. A pesquisa “Retrato das Desigualdades de Gênero e Raça”, realizada pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), com base em dados colhidos de 1993 até 2006 pela Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), mostra que o número de homens que assumem a criação dos filhos sem a presença da mulher aumentou 28,57%,

Os novos pais

ou seja, 2,7% das famílias do país. O vendedor Cristiano Rosa da Silva faz parte desse percentual. Após a separação, em 2007, as crianças Giovanna, 9, e Paulo, 7, escolheram viver com ele e visitam a mãe todos os fins de semana. Para a psicóloga Márcia Aparecida Perella, o mais indicado é que haja a guarda compartilhada, para que a criança não sinta sentimentos de culpa e rejeição. “Ter a guarda dos filhos com o pai é positivo, porém difícil de ocorrer. A presença da mãe para a criança de pouca idade é absolutamente necessária. A criança precisa perceber que a família não se dissolveu”, completa. Segundo dados da Estatística de Registro Civil, de 2003, no Brasil, 3.664 pais têm a guarda legal dos filhos no Brasil. E na opinião de Silva, quem acha que filho não segura casamento é porque não tem filhos: “Pude ter muitas falhas no meu casamento, mas como pai eu não tenho falhas”, completa.

Há dois anos com a guarda, abdicou de muitas coisas como solteiro: “Certa vez resolvi ir a um barzinho e estava me arrumando. Meu filho não disse nada, só se encostou ao batente da porta do banheiro e uma lágrima escorreu do olho dele. Não pensei duas vezes e fiquei em casa”. Ainda cita que as principais dificuldades que enfrenta é explicar assuntos “de mulher”: “Minha filha teve a primeira menstruação muito cedo e eu senti que era hora de explicar para ela o que era sexo. Por mais que nós homens saibamos dessas coisas técnicas, não é como uma mulher. Pedi ajuda para a família toda”. Para a psicóloga, no caso de separação, os pais devem deixar claro para os filhos a impossibilidade da convivência pacífica entre o casal: “O problema conjugal não pode atingir os filhos. Há necessidade de tranquilizar as crianças quanto a sua segurança, educação e bem-estar”. ■■

68

REVISTA_TOTAL2.indd 68

07/08/2009 16:00:56


REVISTA_TOTAL2.indd 69

07/08/2009 22:14:12


registrando

Lions Clubes sob nova direção

D

Ivone Silva, presidente do Lions Guarulhos Aeroporto, composto apenas por mulheres

urante o mês de julho, foram realizados os eventos de posse dos novos presidentes dos quatro clubes do Lions de Guarulhos. O Lions Clube Guarulhos Centro passou a ser dirigido por Meraldo Oliveira da Silva; o Guarulhos Norte por Edson Tokutsume; o Guarulhos Sul por Julio Lipollis e o Aeroporto por Ivone Silva. Luiz Gonzaga de Mello tem mais um ano de mandato à frente da Associação dos Leões de Guarulhos.

V

Rotary empossa novos presidentes

O

s cinco clubes de Rotary existentes em Guarulhos deram posse às novas diretorias. Fernando Mukuno é o presidente 2009/2010 do Rotary Club Guarulhos; Geraldo Lopes Batista, do Guarulhos Sul; Fábio Mancilha da Silva, do Vila Galvão; Albino Peixe, do Aeroporto; e Roseli Gonçalves da Conceição, do Norte-Centenário. João José de Paula Soares, o J.J., assumiu a presidência da Associação de Rotarianos de Guarulhos. Ennio Caramella, do Rotary Vila Galvão, foi indicado para ser o governador do Distrito 4430 do Rotary, em 2010/2011.

Pizzaria Formaggio completa 20 anos

Meraldo Oliveira da Silva e domadora Laene, do Lions Guarulhos Centro

Fernando Mukuno, presidente do RC Guarulhos, e Aparecida Hifumi Mukuno

João José de Paula Soares e Zilda Aparecida Soares; Albino Peixe, ladeado pela esposa, Sonia Regina, e pela filha, Jéssica Regina

asni de Freitas era funcionário da Justiça do Trabalho quando começou a se interessar por culinária. Frequentando a pizzaria de um amigo, na vila Barros, teve a ideia de instalar a Formaggio em um imóvel da mãe, Jandira, no Paraventi, inaugurada em 10 de agosto de 1989. Era também assíduo nas cantinas do Bexiga, São Paulo, e contratou o gerente, João, que trabalhava no Família Mancini e trouxe de lá o masseiro e o cozinheiro. Durante todo o tempo, Vasni procurou aprender, fez cursos e hoje domina o ofício. “Sou a matriz de tudo que é feito aqui. O crostini – massa fina e crocante que é servida como entrada – sou em quem faz”, diz. Aos poucos, foi ampliando a casa, que passou a ser também uma cantina, abriu espaço para encontro de apreciadores do choro, recebe visitas de artistas e personalidades, e transformou o local em tradicional ponto de encontro. Ele atribuiu o sucesso da Formaggio à qualidade dos ingredientes que usa, ao diálogo com bons fornecedores, como Aurora, Scala, Tânia e Catupiry; e à dedicação e honestidade com que ele e a mãe, que sempre o acompanhou, costumam agir. Orgulha-se das especialidades, desde o bufê de antepastos, o vinho próprio, produzido em São Roque, até a variedade de molhos das massas: “É um ambiente familiar, uma casa de amigos, chegar a esses vinte anos exigiu muito trabalho, mas é isso que gostamos de fazer”, conclui.

70

REVISTA_TOTAL2.indd 70

07/08/2009 16:01:15


Sicredi inaugura novas instalações

Outlet Premium

O

A

Sicredi - Cooperativa de Crédito de Empresários de Guarulhos promoveu no dia 2 de julho coquetel de inauguração de suas novas instalações, na rua Luiz Faccini, 445. Compareceram o presidente da Central Sicredi SP, João Alberto Salvi; o vice-presidente da Associação Comercial de São Paulo, João Favari; o presidente da Asec, Antonio Roberto Marchiori; o diretor adjunto do Ciesp Guarulhos, Luis Carlos Teodoro, clientes, fornecedores, e empresários de diversos ramos de atividade. Foto: João Machado/DG

O Sistema Sicredi, que está presente em mais de mil pontos de atendimento em todo o país, está entre os cinco fundos de investimento mais seguros no ranking “Top Five” do Banco Central. Adilson Quaranta Jr., presidente do Sicredi Guarulhos, salienta que, diferentemente dos bancos comerciais, a Cooperativa não tem finalidade de lucro, mas sim fomentar pequenos negócios, com taxas e tarifas menores do que as de mercado. Em agosto, têm início operações, na sede da Asec, em Cumbica.

General Shopping Brasil grupo do Internacional Shopping Guarulhos - e a Senpar Terras de São José inauguraram no dia 27 de junho o Outlet Premium de São Paulo. É o primeiro da América Latina e já faz grande sucesso. O centro de compras reúne 80 lojas de grifes das principais marcas nacionais e internacionais de vestuário, calçados, enxoval, entre outros. Marcas como Nike, Adidas, Armani, Diesel e Lacoste estão à venda. As peças têm descontos de até 80% e são, em sua maioria, itens da coleção passada. O Outlet Premium fica no km 72 da rodovia Bandeirantes, próximo aos parques temáticos Hopi Hari e Wet n’ Wild.

Rede Slaviero abre seu Centro de Convenções

E

m maio, o hotel que trazia a bandeira Meliá, no Centro, passou a fazer parte da rede Slaviero. Tem 300 apartamentos, suítes nupciais, área de lazer e, em 17 de julho, inaugurou seu Centro de Convenções.

Com capacidade para 700 pessoas e com possibilidade para ser dividido em 7 espaços de 48 a 340m², conta com sala de tradução simultânea, isolamento acústico, monitoramento por câmeras e business center, com conexão à internet.

I Encontro dos Consegs

N

o dia 14 de julho, ocorreu o I Encontro dos Consegs de Guarulhos, na sede da ACE. O evento, com 70 convidados, reuniu os conselhos da cidade para discutir sobre, entre outros assuntos, o combate à violência. O coordenador estadual dos Conselhos Comunitários de Segurança, Orion Francisco Marques Riul esteve presente pela primeira vez na cidade e falou sobre a criação de subcoordenadorias regionais, para um melhor atendimento à entidade. Conseg significa Conselho Comunitário de Segurança e tem por objetivo estreitar o relacionamento da população com as autoridades policiais. 71

REVISTA_TOTAL2.indd 71

07/08/2009 16:01:30


registrando

Lançamento do livro “Um cego fita o horizonte”

Rodrigo Barros na TV Gazeta

N

N

o dia 25 de julho, no Espaço Sincomércio, o escritor Castelo Hanssen lançou seu terceiro livro, “Um cego fita o horizonte”, da editora All Print,. É uma coletânea de poesias de cordel, sonetos e poesias caipiras. Enquanto seus outros dois livros, “Canção pro Sol voltar” e “A Flor que Drummond viu nascer do asfalto”, têm cunho político, “Um cego fita o horizonte”, segundo o próprio autor, tem um conteúdo mais tranquilo. A tarde de autógrafos contou com sarau de música e poesia, pelo próprio poeta e por diversos artistas guarulhenses, como os músicos Zezinho França, Clementino da Silva, o tecladista Avilez e o escritor Eugênio Asano, também membro da AGL.

Qual é o seu talento?

O

guarulhense André Vasco estreou no dia 5 de agosto o programa “Qual é o seu talento?”, na emissora de Silvio Santos. O programa, que substitui “Astros” é mais um show de talentos e tem os mesmos jurados. André Vasco começou em 2005 na MTV como VJ e após passar por vários programas na emissora, passou pela Band, fazendo o Band Verão e o Band Folia.

Foto: Divulgação

Livro inspirado em crimes passionais é lançado na cidade

N

o dia 8 de junho, o professor e escritor Dago Marchetti lançou seu primeiro livro, na pizzaria Veneza. Intitulado “Amor Encanecido”, da editora Gerúndio, o livro é um romance de autoajuda e o autor resolveu escrevê-lo após inúmeras notícias sobre crimes passionais, ver várias crises amorosas e desentendimentos. O ponto de partida foi a morte de Isabela Nardoni. O livro está disponível nas livrarias Guaru Livros, na rua Felício Marcondes, 147 e na Trilha do Livro, na avenida Tiradentes, 1488.

o dia 19 de julho, Rodrigo Barros estreou um quadro no qual entrevista empresários e celebridades em eventos, no Programa Entrevista & Cia, apresentado por Ramy Moscovic, na TV Gazeta. Há quatro anos, Rodrigo Barros comanda o programa Segredo do Sucesso, da TV Guarulhos.

Foto: Divulgação

Costurando o Futuro lança coleção de sacolas retornáveis

N

o dia 25 de junho, aconteceu o coquetel de lançamento do projeto Guarulhos Costurando o Futuro. A festa aconteceu no Internacional Eventos e contou com música e glamour nas apresentações. O projeto é uma iniciativa do Fundo Social, presidido pela primeira dama Lourdes Almeida e visa a ajudar mulheres desempregadas a desenvolver um ofício e aumentar a renda familiar. Além disso, o intuito é fazer sacolas retornáveis e criar o conceito do uso comum delas. O Fundo Social oferece o curso básico de corte e costura. Algumas das alunas participantes apresentaram interesse em seguir a carreira e montar seu próprio negócio com a ajuda do Sebrae. Segundo a coordenadora do Fundo So-

cial, Genilda Bernardes, a ideia do desfile foi do estilista Dee Paula, que trabalha há mais de 30 anos com alta costura, convidado a desenhar alguns modelos para a confecção das sacolas. “Juntamos o glamour da coleção do estilista com a beleza das nossas sacolas”, afirma Genilda. O desfile ajudou a dar visibilidade ao conceito das sacolas retornáveis. Serão produtos comercializados no varejo e no atacado em locais como shoppings e supermercados.

72

REVISTA_TOTAL2.indd 72

07/08/2009 16:01:54


REVISTA_TOTAL2.indd 73

07/08/2009 16:02:09


registrando

Enlace Gabriella e Alan

Seminário sobre transmissão de bens

N

Foto: Eclip’s Digital

C

asaram-se na Igreja Nsa. Sra. da Saúde, em São Paulo, no dia 4 de julho, Gabriella Oliveira e Alan Cardoso, ambos professores do Conservatório Musical de Guarulhos.

Forneria Cappanone é inaugurada

J

á está a pleno vapor a Forneria Capannone. Os sócios, Lenine Marcato, Ivan Marchetti, Manoel Marcelo, Daividson Gallo, Renatinho, Macuco e Ricardo Trevisani, comemoram a aprovação de quem conheceu a casa, que tem 5 ambientes, entre eles o Espaço Gourmet, para quem culinária é mais que uma paixão apenas à mesa. A adega é um dos pontos altos, com rótulos do mundo todo. Ricardo Trevisani, sócio que terá a gestão da casa, atuou por 25 anos no grupo Fasano e tem dois restaurantes na Riviera de São Lourenço. Além das pizzas (como as imperdíveis alcachofra e abobrinha), massas e risotos, carros-chefe da casa, vale a pena conhecer o Panini Americano, sanduíche de hambúrguer e cheddar feito com massa de pizza...

o dia 2 de julho foi realizado no Hotel Mercure o seminário “ITCMD – Aspectos teóricos e práticos”, idealizado pela OAB Seccional Guarulhos, com apoio e patrocínio da Laet Advogados. O seminário, dado a 50 advogados de Guarulhos e região, buscou tirar dúvidas relativas ao Imposto Sobre Transmissão “Causa Mortis” e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos, ou seja, o tributo sobre tudo que uma pessoa recebeu como herança (por meio de morte ou doação). Na mesa diretora estavam presentes: Vianei Aparecida Titoneli Principato, secretária geral da subseção de Guarulhos da Ordem dos Advogados do Brasil; Walter Pedro, delegado regional tributário de Guarulhos; Suely Mitie Kusano, procuradora do Estado; Juarez Jorge de Lima, agente fiscal desde 1990 e Luiz Gustavo Zacarias Silva, advogado e coordenador do departamento tributário da Laet Advogados. No final da reunião, a procuradora Suely Mitie, Manoel Marcelo Camargo de Laet e Fábia Caetano, da Laet Advogados e o delegado tributário Juarez Jorge foram condecorados com uma placa pela OAB Guarulhos.

75 prefeitos na 3ª Oficina de Gestão Pública

N

o dia 19 de junho foi realizada a 3ª Oficina de Gestão Pública em Guarulhos. Com mais de 1,5 mil pessoas, contou com a presença de 75 prefeitos e teve como objetivo estreitar o relacionamento das prefeituras com os órgãos federais, oferecer informações para agilizar a liberação de recursos para investimentos em obras e a participação dos municípios em programas do Governo Federal. Entre os representantes, participaram Sebastião Almeida (Guarulhos), Luiz Marinho (São Bernardo do Campo), Gilberto Kassab (São Paulo) e Emídio de Souza (Osasco). O senador Aloizio Mercadante também esteve presente.

74

REVISTA_TOTAL2.indd 74

07/08/2009 16:02:33

curvas.indd 1


Figura 3

Figura 2

Figura 4

CRO 4113

Figura 1

REVISTA_TOTAL2.indd 75

11/08/2009 17:02:58


ação social

Entidade assiste pacientes com câncer Texto: Tatiana Nagem / Foto: Divulgação

GAPC – Grupo de Assistência aos Portadores de Câncer é uma entidade civil, sem fins lucrativos e foi fundada em 2001, na cidade de São José dos Campos (SP), para prestar serviços de promoção humana e social a pessoas em tratamento de câncer e seus familiares. Está presente em vários pontos do país. A unidade Guarulhos foi inaugurada em 2004, prestando serviços gratuitos à comunidade da região. Segundo

a gerente administrativa, Elisângela Martins, a instituição se organizou para dar apoio psicossocial, amenizando o sofrimento das pessoas com câncer e seus familiares, possibilitando através da coordenação e execução das ações sociais de suporte, a melhoria da qualidade de vida das pessoas. A equipe é formada por assistente social e profissionais voluntários nas áreas de psicologia, direito, artesanato, cabeleireiros, manicures e palestrantes. A gerente informa que são fornecidos mensalmente: cestas básicas, medicamentos, fraldas geriátricas, bolsas de colostomia, suplementos, perucas, próteses mamárias, entre outros. “Tudo é

avaliado e fornecido de acordo com as necessidades de cada usuário e as possibilidades da instituição”, diz. O GAPC Guarulhos tem cadastrados cerca de 600 usuários. Campanhas pontuais também são desenvolvidas para atender casos específicos. “Tudo isso só é possível devido à dedicação da equipe de funcionários e dos colaboradores que acreditam e trabalham para essa causa” A entidade sobrevive de doações de pessoas físicas e jurídicas. Unidade Guarulhos Rua Nossa Senhora Mãe dos Homens, 1.107 - Gopoúva Tel: 2475-2449

Boutique de Pijamas OFF 10% 20% 30%

Av. Monteiro Lobato, n° 825 - Macedo - Guarulhos Em frente ao Centro Educacional Adamastor

Tel.: (11) 2468 - 0393

76

REVISTA_TOTAL2.indd 76

07/08/2009 23:38:59


ROUPA

ÃO COLEÇ AS P DE ROU I

COLCC

S MASCU LINAS, FEMINI NAS INFANT , E ACES IS SÓRIOS

COLEÇÃO DE SAPATOS

Luciana Gimenez

Tel.: 2479-2599

Rua Margarida Galvão, 1A - Gopouva (esquina com Anel Viário)

Tel.: 2414-1996

Av. Humberto de Alencar Castelo Branco, 2979 (Anel Viário)

MULTI Construindo Diversão • CARROS

DIVERSÃO AS IDADES PARA TODAS

DE CONTROLE REMOTO

• HELICÓPTEROS

DE CONTROLE REMOTO

Rua Doutor Angelo de Vitta, 53 - loja 11 - Centro Rua Siqueira Campos, 94 / 98 - loja 11 - Centro Tels .: (11) 2229-8933 / (11) 2229-9431 Site: www.multihobby.com.br

REVISTA_TOTAL2.indd 77

11/08/2009 16:35:54


crítica

Viva! Viva! Populacho & Piquenique Classe C faz 7 anos! À noite, meu poeta, vai E voa no vento! Arruma sua cartola e cai No circo do tempo... Do tempo que a arte tem Pra lhe dizer quem vai ser O seu amor...o seu amor. Em agosto o vento vem E o tempo aponta quem O poeta tanto esperou Trecho da canção O poeta do circo do tempo (Bruno Bennedetti e Felipe Araújo) 78

REVISTA_TOTAL2.indd 78

07/08/2009 16:03:34


Texto: Simone Carleto Fotos: Natália Araujo

esde 2002, como Grupo Cultural Populacho, e depois do casamento com Piquenique Classe C do Teatro em 2007, Populacho & Piquenique Classe C do Teatro apresenta, como pressuposto, um trabalho de continuidade e parcerias. Suas montagens de espetáculos, intervenções e projetos provam que o que se constrói em conjunto tem mais força, qualidade e realiza naqueles (como artistas, público, apoiadores ou admiradores) que dessa experiência compartilham a vivência do pertencimento. De única e exclusivamente um jovem diretor que se via na centralização dos fazeres artísticos da construção do espetáculo - a saber: a direção, a dramaturgia, a atuação - o comando de Bruno Bennedetti passa a ser a relação com outros tantos grupos, coletivos, não só de teatro, mas a aproximação de outras linguagens e da apropriação de uma escola viva, em que, no dia-adia, investigam-se um sem número de possibilidades estéticas, para tentar dar conta do que é a intervenção social do artista em seu ofício: arte para todos, arte para respirar, transpirar. Inquietação, juventude, energia positiva, vibração, organização de eventos, diálogo com a dança, música, artes visuais, princípios educativos da arte e de sua interação social. Espaços alternativos, valorização de dramaturgos da cidade e das pessoas. Nesse particular, seu passo mais

ousado, o de dar vida à história da cidade, a partir e fundamentalmente tomando como ponto de vista o aspecto humanístico. Tem de ser assim, para se escrever mais um capítulo e, desta vez, no auge de um processo colaborativo, em que a escuta do momento histórico impulsiona para o aqui e agora do teatro. A cena presenciada não volta mais, vêm sim tantas outras e a oportunidade de estrear, no palco da vida, o que se viu, viveu e apreendeu. Nessa dinâmica, da arte se leva para a vida e desta para a arte. O diálogo constante entre o criador e suas criações artísticas pressupõe, antes do querer, a necessidade expressiva. Esse ofício, apropriado por este coletivo, finca a bandeira da arte como um trabalho de responsabilidade e prazer. Da busca constante da transformação que se mantém, na prática cotidiana, com a entrega de pessoas-artistas em autorrevelar-se, imprimindo a imagem da superação em cada passo sensível que trilham no mundo. Artistas do Populacho e Piquenique Classe C do Teatro: Bruno Bennedetti, Juliana Araujo e João Marcos Bargas (no grupo há 7 anos), Franklin Jones (há 4 anos), Lucas Branco, Pamela Regina e Rodrigo Pignatari (há 3 anos), Karen Louis, Raiza Teófila e Camila Morelli (há um ano). O grupo ainda conta com Natalia Araujo como fotógrafa e designer, Tiago Boldrin como assistente de produção e com os músicos Moisés Pantolfi e Camila Ximenes. Repertório: ▪ Nossa Cama de Casal, em 2003 -

Grupo Cultural Populacho ▪ A Tempestade, de 2003 a 2004 Grupo Cultural Populacho ▪ Copo d’água, entre 2002 e 2005 Grupo Cultural Populacho ▪ Um Auto de Natal para a cidade, 2005 - Grupo Cultural Populacho, junto com a Casa de Cultura Água & Vida ▪ O Circo de Retirantes, 2006 - Piquenique Classe C do Teatro ▪ Um Auto de Natal para a cidade, 2006 - Grupo Cultural Populacho e Piquenique Classe C do Teatro ▪ Canção pro Sol voltar , 2007, Grupo Cultural Populacho e Piquenique Classe C do Teatro, com texto do poeta e jornalista Castelo Hanssen. ▪ O Circo de Retirantes, 2007, o já unificado Populacho & Piquenique Classe C do Teatro estreou uma nova montagem da peça encenada em 2006, com estrutura totalmente modificada. ▪ Radiografias do Processo, 2008 e 2009, Populacho & Piquenique Classe C do Teatro, Núcleo de Direção da Escola Viva e o Coletivo La Panela, em apresentações de apresentado em 14 a 16 de agosto, no Teatro Padre Bento, como um estudo integrante do projeto Padre Bento, no qual o grupo abre sua pesquisa ao público. Contatos: Bruno Bennedetti 8074-4799 populacho.piqueniqueclassec@ gmail.com O vídeo está disponível no YouTube como Radiografias do Processo Projeto Sanatório Padre Bento ou através do link: h t t p : / / w w w. y o u t u b e . c o m / watch?v=mpTzGWSydnw ■■ 79

REVISTA_TOTAL2.indd 79

07/08/2009 16:03:44


M

N

of e

C

esp

onde

lite

Av

REVISTA_TOTAL2.indd 80

11/08/2009 16:36:11


Muito mais moda para seu filho

No v mar as exc cas lusi vas

Moda teen

Moda bebê e infantil

Novo visual interno da loja, para oferecer mais conforto para os pais e espaço especial para as crianças. Cantinho de café, provadores mais espaçosos e até uma mini biblioteca, onde teremos constantemente cirandas literárias. É a Tutti Allegri motivando e incentivando a leitura!

Av. Esperança, 839 - Guarulhos/SP

Tels.: 2463-3225 / 2441-5416 / 2409-5465 www.tuttiallegri.com.br

REVISTA_TOTAL2.indd 81

07/08/2009 23:33:21


Nossos filhos

Emanuely (2) e Estevão (6) Bonadias Fleming Filhos de Fabiana e Marcos

Pedro Henrique Laccava (4) Filho de Lucio e Cidinha

Bruna Marcondes Muniz (4) Filha de Rosângela e Marco Aurélio

Maria Clara Mendonça Carleto (3) Filha de Mônica e Fábio

Henrique Dysman Thomeo (4) Filho de Lizandra e Octávio

Camila (6) e os gêmeos Giovanni e Luigi (3) Filhos de Adriana e Alexandre Provazi

82

REVISTA_TOTAL2.indd 82

11/08/2009 16:38:36


JĂşlia Bernardes Piedade (2) Filha de Fernanda e Rafael

Isadora Morales (3) Filha de Cristina e Emerson

Julia Nagem Abelaira (5) Filha de Paula

Louise Gabrielle Pannocchia (1) Filha de Karla e Darci

Marcelle Pannocchia Canesin (2) Filha de Daniella e Marcelo

Heloiza (3), Beatriz (10) e Mayara (14) de Abreu Oliveira, filhas de Katia e Wladimir 83

REVISTA_TOTAL2.indd 83

11/08/2009 16:39:03


REVISTA_TOTAL2.indd 84

11/08/2009 16:36:27


Educandรกrio

Elite hรก 23 anos

tradicional como festa junina!

Rua Domingos Magno, 168 - Guarulhos www.educandarioelite.g12.br

REVISTA_TOTAL2.indd 85

Tel.: 2409-6623 / 2409-1002

07/08/2009 22:54:47


Ferro e Aço

AQUI VOCÊ ENCONTRA TUDO PARA SUA INDÚSTRIA • • • • • • • •

Tubos Chapas Vigas Cantoneiras Metalon Buchas Ferro fundido Tarugos

Av. João Veloso da Silva, 817 Cumbica - Guarulhos Tels.: 2482-0297 / 2482-1596 / 2412-3781 junaco@terra.com.br

Solicite agora mesmo a pesquisa gratuita de sua marca, para verificar a disponibilidade de registro, e formalize os direitos de sua empresa perante ao INPI.

República das Marcas Serviços de Marcas e Patentes Ltda.

Rua Jorge Augusto, 83 | Sala 32 Penha | SP | CEP: 03645-000

Conservatório Musical de Guarulhos Oficializado pelo Governo

Maestro Armando Colacioppo

tradição no cenário educacional artístico e cultural de guarulhos

TODOS OS INSTRUMENTOS E CANTO! Professores altamente especializados e habitados; Aulas individuais; Cursos técnicos e clássicos (com diploma reconhecido pelo MEC); Método Popular - Moderno (com certificado); Cursos oficiais (com diploma reconhecido pelo MEC);

CONHEÇA O AVAM

(AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MUSICAL) www.conservatorioguarulhos.com.br/avam AQUI O ALUNO FICA ATUALIZADO ON-LINE E INTERAGE COM OS PROFESSORES

PREPARAMOS E FORMAMOS BANDAS

Venha nos visitar! aula demonstrativa grátis

Rua João Gonçalves, 52 - 2º andar - Centro - Garulhos/SP Tel/Fax: (11) 2409-5830 Visite nosso site: www.conservatorioguarulhos.com.br

REVISTA_TOTAL2.indd 86

07/08/2009 16:06:02


REVISTA_TOTAL2.indd 87

07/08/2009 16:06:13


especial

Newton Medeiros dá dicas sobre tratamento de imagem

Texto: Jéssica Batista Fotos: Newton Medeiros

s fotos são o que marcam época, pois registram importantes fatos da nossa vida. Com o avanço da tecnologia, é cada vez mais comum ouvir falar em tratamento de imagem. Aquelas correções ou mesmo pequenas modificações que nos deixam na dúvida: o que é real e o que não é? Com ajuda do experiente fotógrafo Newton Medeiros, a RG mostra alguns exemplos de como é feito esse trabalho. Tratamento de imagem O tratamento de imagem é um processo realizado por meio de softwares gráficos

88

(o mais usado e conhecido é o Photoshop). Visa à melhoria da qualidade da imagem, corrigindo imperfeições. Ao longo do tempo, corrigir objetos e pessoas nesses tratamentos tem sido muito mais comum. Luz, curvas, sombras, dentes amarelados, objetos distorcidos, etc. Para Newton Medeiros, as pessoas têm o hábito de falar que algo está melhor porque existem esses softwares. “Quando isso acontece, eu sempre rebato dizendo que um jornalista não olha para o papel e de lá sai uma redação pronta”, diz. Para ele, o importante não é fazer uma transformação, como muitos acreditam, mas sim ter uma captação muito boa na hora da fotografia. “Quando fazemos uma foto de um alimento para um restaurante, procuramos fazer o mais real possível. Digamos que temos uma captação real de cerca de 70%. O restante é consertado, mas

sem retirar suas características principais”. Em um estúdio fotográfico, Medeiros revela que, muitas vezes, o que vale são os detalhes. Em ensaios sensuais, é comum que suas clientes se sintam insatisfeitas consigo mesmas. “Mas se você descaracteriza uma pessoa, ela vira motivo de riso. E todo mundo é assim, porque a primeira coisa que você percebe ao olhar no espelho são seus defeitos. Eles gritam para você”, completa. O fotógrafo leva cerca de duas horas para fotografar uma modelo e quatro dias para consertar as imagens. “Eu não mexo nas fotos, eu trabalho nelas. Claro que já aconteceu de um trabalho meu ter sido modificado brutalmente e muita gente sabe que fui eu quem fez a foto, mas na verdade eu só atendi a um pedido do cliente. Eu não transformo pessoas”, conta.

O fotógrafo Newton Medeiros tem 13 anos de experiência, é especialista em fotografia de publicidade, moda, beleza e culinária. Autor do livro “Estúdio na prática”, coordena a agência de publicidade ProCircuit Design, em Guarulhos. Dá cursos de fotografia há mais de dez anos e de tratamento de imagem há quatro. www.newtonmedeiros.com.br Antes

REVISTA_TOTAL2.indd 88

Depois

07/08/2009 16:09:10


Antes

Fusão de imagens

Fusão de imagens

Depois

Fusão de imagens Mais comum em imagens de alimentos, a fusão de imagens é o que os profissionais chamam normalmente de “Efeito Frankenstein”. É quando você monta várias partes de um objeto ou pessoa até fazer uma imagem só. “Muitas vezes você vai ao supermercado e vê a embalagem de uma lasanha. Aquela lasanha bonita não existe. É aí que a fusão de imagens funciona”, garante Medeiros.

Quem conta somente com os softwares para melhorar fotos pode errar feio! O processo também depende do modo como a foto é tirada. O importante para que a fotografia fique boa é o ângulo. “Às vezes as pessoas fazem um ensaio sensual para massagear o ego. Se tiver orelha de abano, eu reduzo, se tiver uma dobrinha, eu tiro. Mas de uma forma que a própria modelo não perceba. Ela sabe que está bonita na foto, mas não sabe onde foi modificado”, finaliza. ■■

Hoje é possível encontrar diversas escolas que disponibilizam cursos de tratamento de imagem. Na internet, é possível encontrar sites que dão dicas de tutoriais para principiantes. Na rede, há um site que mostra alguns tratamentos e fusões de imagem que “fugiram do controle” – e o Brasil é citado diversas vezes. Acesse http://photoshopdisasters.blogspot.com e divirta-se! O blog é atualizado todos os dias.

89

REVISTA_TOTAL2.indd 89

07/08/2009 16:09:27


Temos a maior linha de suprimentos para Laser HP, Lexmark, Samsung, Canon, Brother e Sharp. Coloridas e PB

Locação de copiadoras e impressoras com scanner e fax a partir de

R$ 0,03

CENTAVOS

* CONSULTE O MÍNIMO NECESSÁRIO DE PÁGINAS PARA ESTE VALOR.

• VENDAS DE EQUIPAMENTOS • LOCAÇÃO • ASSISTÊNCIA TÉCNICA • SUPRIMENTOS Estamos cadastrando novos revendedores Televendas : (11) 2442-7023 / 2443-1590 ou pelo nosso site: www.suplyworld.com.br Av. Aniello Patricci,453 – Centro – Guarulhos – SP. CEP:07013-000 Estamos cadastrando revendedores. Entre em contato com a nossa central.

REVISTA_TOTAL2.indd 90

07/08/2009 16:09:49


NOVA COLEÇÃO

P,

.

S

REVISTA_TOTAL2.indd 91

07/08/2009 16:09:58


cidade

Texto: Jéssica Batista Fotos: Márcio Monteiro

Paulo Skaf anuncia investimentos na cidade

a manhã do dia 3 de julho, Paulo Skaf, presidente do Ciesp/Fiesp (Centro e Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) visitou Guarulhos e falou para cerca de 150 empresários. Em uma conversa descontraída, discutiu sobre arrecadação tributária, o modelo de economia do Mercosul, redução da jornada de trabalho e sobre problemas de inspetoria em cargas no Aeroporto de Cumbica. Além de esclarecer eventuais dúvidas dos presentes, Skaf anunciou um investimento da ordem de R$ 60 milhões na cidade. Desse total, cerca de R$ 34 milhões serão destinados para a construção da nova unidade do Senai, no bairro Jardim Presidente Dutra e o restante para reforma do CAT (Centro de Atividades) Morvan Dias Figueiredo, situado no Cocaia. Comentou sobre a possibilidade de ser construída uma escola de ensino médio que funcionasse em conjunto com a nova unidade do Senai, dando a sugestão de ser levantada no terreno ao lado do que já foi doado pela Prefeitura. O prefeito Sebastião Almeida, que também esteve presente, alegou que para aquele terreno tem outros planos: “No Presidente Dutra existe uma séria falta de vagas em escolas e creches. Você imagina a mãe que tem três ou quatro filhos e tem que pagar perua escolar para todas elas ou percorrer longas distâncias. Por isso, sugiro outro terreno no Bonsucesso, que é pertinho”, disse. O terreno para construção do Senai Presidente Dutra já foi aprovado e só aguarda a assinatura da escritura, por se tratar de uma doação da Prefeitura. Ao final do encontro, Paulo Skaf assinou um convênio com a Polícia Militar, pelo qual o Ciesp/Fiesp se compromete a construir a sede da 3ª Companhia do 15º Batalhão da PM, dentro da área do Sesi, no Cocaia, atendendo a toda a população da região. ■■ 92

REVISTA_TOTAL2.indd 92

07/08/2009 16:10:30


REVISTA_TOTAL2.indd 93

07/08/2009 16:10:51


saúde

Vale tudo pela

boa forma? Texto: Vivian Barbosa Foto: Banco de imagens

busca pelo corpo perfeito tem se tornado um grande problema entre os jovens adultos, já que as tentativas para obter uma boa forma chegam geralmente à utilização de hormônios para o crescimento. Mas o que é anabolizante? Segundo Fábio Ribeiro, doutor em farmacologia e coordenador do curso de farmácia da Unisa, os esteroides anabolizantes são como os derivados sintéticos da testosterona que possuem ação anabólica, responsável pelo crescimento, e atividade androgênica, responsável pelo processo de masculinização. São produzidos pelo córtex da supra-renal e pelas gônadas (ovários e testículos), sendo a testosterona o hormônio esteroide androgênico mais importante. O alvo principal dessas drogas são os chamados atletas de academia, os quais usam e abusam dos hormônios para facilitar o crescimento e obter melhor desempenho nas atividades físicas. O maior problema é que além de usá-los em excesso, a maioria dos usuários não tem conhecimentos sobre as consequências desse meio para obter o crescimento muscular mais rápido. Fábio alerta que o uso de anabolizantes, mesmo para fins terapêuticos ou com prescrição médica, pode apresentar muitos efeitos indesejáveis. Entre os efeitos negativos, os mais comuns são a irritabilidade, alteração de libido, distração e esquecimento. Entre as mulheres o efeito mais visível é a masculinização e os efeitos virilizantes como acne, aumento de pelos no corpo, engrossamento na voz, alterações no ciclo menstrual, atrofia das mamas e hipertrofia do clitóris. Além disso, doenças graves podem surgir com o uso desses hormônios sintéti94

REVISTA_TOTAL2.indd 94

07/08/2009 16:11:53


cos, como hemorragia, falência renal, adenocarcinoma de fígado e problemas cardíacos. Com tantos efeitos negativos, muitos usuários somam outros medicamentos no intuito de se precaver das possíveis doenças provocadas pelos hormônios sintéticos. “Os efeitos de alguma interação medicamentosa podem variar de acordo com a sensibilidade e a predisposição de cada indivíduo. O que posso afirmar é que vários outros fármacos, como a efedrina e anfetaminas (estimulantes), por exemplo, são associados indiscriminadamente aos anabolizantes sem o menor acompanhamento ou orientação, trazendo riscos ainda mais severos à saúde de seus usuários. Além disso, ingerir bebidas alcoólicas durante o período de uso dos esteroides potencializa os malefícios e pode causar problemas hepáticos gravíssimos”, alerta o farmacêutico. As drogas têm funções distintas, por isso, muitas vezes, são utilizados mais de um tipo de esteroide durante o ciclo do atleta. O ex-usuário Vinicius Carvalho*, hoje com 22 anos, conta que os ciclos são os períodos em que o atleta utiliza o anabolizante. “Durante meus ciclos, usava o Deca Durabolin junto com o Winstrol, pois cada um tem uma função distinta e juntos me davam o resultado que eu esperava”, conta. As drogas são conhecidas entre os atletas e muitos incentivam outros para fazer uso dessas substâncias. Vinícius conta que quando usou anabolizante pela primeira vez, tinha 16 anos. “Malhava na academia e muitos comentavam dos milagres que os hormônios podem fazer. Fiquei curioso e quis experimentar. Na academia, as pessoas comentam onde podemos encontrar, qual o preço, e até quem pode aplicar. Essas pessoas, eu chamo de más línguas”, afirma o atleta. Muitos são os motivos que levam um atleta a fazer uso das drogas ana-

bólicas, mas para Vinícius, o primeiro objetivo era ser um fisiculturista e por isso, procurou os esteroides. “Sempre achei bonito o corpo dos atletas que competiam profissionalmente; além disso, eu sempre gostei de malhar. O maior problema é que tinha apenas 16 anos; não tinha ideia dos males que podia causar a mim mesmo com isso. Não tive nenhum problema porque não estendi o uso por muito tempo, mas tenho medo do que essas drogas podem ter causado no meu corpo e eu só vá descobrir quando for mais velho”. A prática de exercícios causa benefícios ao corpo e à saúde de quem os pratica. Os anabolizantes inicialmente mostram efeitos positivos, pois transformam o corpo rapidamente e sem muito esforço, mas ao longo do tempo desiludem os atletas. “Vejo que o anabolizante é apenas uma ilusão. Para manter o corpo com os efeitos causados pelas drogas, é preciso usálas constantemente, e isso acaba com a saúde. Quando você para de usar, o corpo volta para o estado que estava antes do uso, ou seja, não adianta nada”, afirma Vinícius. Para o atleta, o anabolizante é uma “muleta” para os mais acomodados que não se dedicam tanto ao esporte. “A alimentação regrada e a frequência correta dos treinos podem transformar seu corpo sem o uso de esteroides”. A vida de Vinícius hoje é mais saudável, pois deixou de fazer uso das drogas quando percebeu que era melhor se dedicar ao esporte do que prejudicar sua saúde. Vinícius afirma que, agora, o que mais o incomoda é ser rotulado como um atleta usuário de anabolizantes. “Não uso mais esteroides, mas ninguém acredita porque ainda sou forte. O que me deixa chateado é que julgar é fácil, mas ninguém vê o quanto me esforço para ter um corpo bonito sem precisar apelar para essas substâncias”, desabafa. ■■

Saiba quais são os anabolizantes mais usados pelos atletas de academia apressadinhos ■ Estanozolol (Winstrol): É

uma das mais usadas nas academias. Pode ser encontrado como injetável ou oral, e promove a definição dos músculos. A alta dosagem pode ser tóxica ao fígado.

■ Decanoato de Nandrolona (Deca Durabolin): A mais famosa droga androgênica entre os atletas é usada para ganho de massa muscular. Muitas vezes é usada junto com o Winstrol para associar as funções de ambas e ter um resultado aparentemente melhor. ■ Decanoato de Testostero-

na (Durateston): Famosa por promover rápido ganho de força e massa muscular.

■ Oximetolona (Hemogenin):

É um poderoso esteroide oral, também promove ganho de massa e força, porém é altamente tóxico.

* nome fictício

95

REVISTA_TOTAL2.indd 95

07/08/2009 16:12:06


saúde

Cromoterapia: tratamento com cores Texto: Jéssica Batista Foto: Márcio Monteiro

cromoterapia é uma terapia holística, ou seja, trata do corpo como um todo; utiliza as sete cores do espectro solar para equilibrar suas funcionalidades. O uso da cor e da luz com propósitos terapêuticos é bastante antigo. Povos antigos do Egito, Babilônia, Grécia e China já usavam cor e luzes coloridas em suas práticas visando ao bem-estar físico. Segundo quem a adota, cada cor tem uma vibração específica e sua aplicação tem como finalidade suprir carências de determinadas vibrações energéticas no corpo e neutralizar o excesso de outras como, por exemplo, tratar uma enxaqueca ou uma disfunção estomacal. O cromoterapeuta Oswaldo Galvão Filho, diretor executivo do IFCC (Instituto Fraternal de Cromoterapia Dr. Castilho) explica: “A cromoterapia é indicada a qualquer pessoa e o tempo de tratamento varia dependendo do metabolismo e do estágio da doença. Normalmente quando as pessoas vêm para cá, já estão num estágio avançado”. As sessões de cromoterapia são assim: depois de diagnosticado o problema e designada a cor para tratamento, são aplicadas nos pacientes as luzes junto à pele. Entre outros efeitos regenerativos, a cromoterapia promove energização e alinhamento dos chacras (canais de energia do corpo); equilíbrio do organismo; controle de estresse, de96

REVISTA_TOTAL2.indd 96

pressão, angústia e ansiedade; aumento da autoestima e fortalecimento do sistema imunológico. Desde 1976 a terapia é reconhecida pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Galvão ainda explica que ela não tem o objetivo de substituir a medicina e sim complementá-la. “Se você levar um tiro, vai precisar de um médico. Mas isso não quer dizer que não precise cuidar da sua energia para agilizar o processo de cura”, diz. A estudante Natália Fermino Calzado, 20 anos, começou a fazer cromoterapia aos 13. “Como eu era muito estressada e meio agressiva com as pessoas, minha mãe achou que a cromoterapia poderia me ajudar a ficar mais calma”, explica. Os resultados, segundo ela, foram obtidos em menos de seis meses. “Não melhorei por completo, mas me acalmou muito. O lugar era tranquilo e a sensação era muito boa. Usavam a cor azul”, informa. O IFCC realiza sessões de cromoterapia abertas ao público todas as quartas-feiras, às 19h30, e aos sábados, às 14h30. Todos recebem uma avaliação antes de começar as sessões, nas quais são detectados os problemas de cada um e assistem uma palestra de autoajuda: “Para que fique bem claro o que é a cromoterapia e os benefícios que ela produz”, completa Galvão. Além disso, o instituto também dá cursos básicos de cromoterapia. Os interessados devem ter concluído o ensino médio. ■■

A cromoterapia usa a vibração das cores do espectro solar para restaurar o equilíbrio físico e energético em áreas do corpo que apresentam alguma disfunção. As sete cores do espectro são: Vermelho: aumenta a energia vital Laranja: proporciona maior alegria, jovialidade e libido Amarelo: desenvolve a criatividade, purifica o sistema e é benéfico para a pele Verde: aumenta a capacidade física e mental Azul: acalma e equilibra, é analgésico, regenera as células dos músculos, nervos, pele e aparelho circulatório Anil: anestésico, coagulante e purificador da corrente sanguínea, limpa as correntes psíquicas Violeta: sedativo dos nervos motores e sistema linfático, cauteriza as infecções e inflamações

Serviço IFCC R. Doresópolis, 100 – Jd. Santa Clara www.ifcc.com.br

Oswaldo Galvão Filho

07/08/2009 16:12:31


Hemorroidas:

O assunto é mais do que delicado, mas há, enfim, uma boa notícia Novo procedimento cirúrgico é menos invasivo, diminui bastante o risco de reincidência, com menor período de internação, pós-operatório menos doloroso e rápida retomada das atividades. Texto: Assessoria de imprensa do Hospital São Luiz

uando se fala em hemorroidas, o preconceito vem à tona e muitas pessoas que padecem com a doença não procuram tratamento médico. Não existem dados precisos sobre a incidência no Brasil, mas segundo especialistas, as estimativas apontam que 5% a 12% da população a têm. Nos Estados Unidos, 50% dos americanos acima de 50 anos são portadores de hemorroidas. No entanto, apenas 5% destes procuram auxílio médico. Outros dados mostram que 50% da população têm ou terão sintomas relacionados à doença em algum momento da vida. A faixa etária com maior incidência está entre 45 a 65 anos. A doença hemorroidária, conhecida popularmente como hemorroidas, consiste na dilatação dos vasos sanguíneos presentes na região do ânus, em sua parte interna, de maneira semelhante às varizes das pernas, podendo causar desconforto, como sensação de volume no ânus, dor, sangramento e, nos casos mais avançados, a saída das hemorroidas após a evacuação, tecnicamente denominado prolapso hemorroidário. O tratamento das hemorroidas pode ser clínico ou cirúrgico. “Nos casos iniciais, em que os vasos sanguíneos dilatados não são tão volumosos, o tratamento clínico permite um controle adequado da doença, promovendo

a redução do desconforto e a melhora da dor e do sangramento, além de evitar a progressão da doença”, alerta o cirurgião do aparelho digestivo Alexandre Sakano, do Hospital São Luiz. Procedimentos cirúrgicos ambulatoriais, feitos em consultório e sem necessidade de internação ou anestesia, podem ser aplicados nas hemorroidas em suas fases iniciais. Os mais comuns são o congelamento, no qual se aplica gás carbônico nas hemorroidas, o que promove um congelamento dos tecidos e necrose da hemorroida, e a ligadura elástica, em que se aplica um elástico na base da hemorroida, cortando sua circulação e provocando a necrose. “Porém, nos casos avançados, a cirurgia é a única opção realmente eficaz para a solução do problema”, esclarece o especialista. A cirurgia tradicional, muito temida, exige a realização de cortes na pele próxima do ânus para retirada dos vasos sanguíneos doentes, causando dor intensa no pós-operatório e recuperação bastante lenta e desconfortável, até a cicatrização das feridas operatórias. Segundo o cirurgião, a mais nova opção para o tratamento das cirurgias de hemorroidas é um aparelho chamado PPH® (procedimento para prolapso hemorroidário). O método consiste na retirada das veias salientes e, no lugar dos tradicionais cortes e pontos, são usados grampos de titânio na parte interna do ânus, não deixando, portanto, feridas na parte externa, local de maior sensibilidade da região anal. Um estudo internacional envolvendo aproximadamente 70 portadores

de hemorroidas comprova que a técnica cirúrgica que faz uso do sistema PPH® apresenta índices elevados de eficácia com relação a diferentes aspectos, como a reincidência da doença e ausência de dor. Os números demonstram que 93% dos pacientes operados por este método, após 33 meses (em média), aprovaram a cirurgia, relataram mínima dor pós-operatória e a eliminação por complet, sem reincidência. O PPH® possibilita ao paciente operado retorno às atividades diárias em poucos dias e menos de 24 horas de internação, ao contrário da técnica convencional, que necessita em média, o dobro do período de internação hospitalar e causa um pós-operatório lento e doloroso. “O tempo médio da cirurgia com esse moderno procedimento também é menor, em torno de 30 minutos”, diz o cirurgião. O PPH® é uma opção de tratamento recente no Brasil e nos Estados Unidos, porém, amplamente utilizado na Europa, onde o procedimento foi adotado desde o final da década de 1990. Com o passar dos anos, o tratamento se aprimorou e, hoje, as técnicas de cirurgia para o tratamento das hemorroidas amenizam dores e sangramento, além dos constrangimentos aos portadores da doença. Embora tenha sido observada essa recente mudança de hábito, o preconceito ainda é muito grande no Brasil. É preciso desmistificar a doença e acabar definitivamente com o preconceito. Desta forma, os pacientes procurarão tratamento nas fases iniciais, o que torna a cura muito mais simples e rápida. ■■ 97

REVISTA_TOTAL2.indd 97

07/08/2009 16:12:39


PRODE - Odontologia inaugurará o primeiro Centro de Implantodontia com Cirurgia Virtual Guiada de Guarulhos to além de ser muito mais rápido, oferece vantagens como menor sangramento e menor inchaço, com um melhor pós-operatório. Mas vale lembrar que, como em todo o tratamento, a utilização desta técnica necessita que o paciente apresente algumas características clínicas como disponibilidade de tecido ósseo e boas condições de saúde geral. Neste contexto, a PRODE Odontologia inaugurará em setembro próximo, o primeiro centro com Cirurgia Virtual Guiada de Guarulhos e região. Segundo a Dra. Isabela M. S. Ferrari, especialista em Implantodontia e diretora executiva da Prode Odontologia, a inauguração deste centro está dentro do principal objetivo da clínica: oferecer à cidade o que há de mais moderno e atual em Implantodontia. Assessoria técnica Prof. Dr. Jamil Awad Shibli – Doutor, Mestre e Especialista em Peridontia – FOAR UNESP; Professor Visitante da School of Dental Medicine, State University of New York at Buffalo, USA; Pesquisador Afiliado da Universidade de Chieti, Itália. Dra. Isabela Maria Sanchez Ferrari – Especialista em Endodontia FOB-USP e Implantodontia UnG; Diretora Executiva da PRODE Odontologia.

CRO -SP: 4095

Atualmente a Medicina oferece cirurgias guiadas por vídeo e computador para acessar vários órgãos do corpo como, por exemplo, o coração, o cérebro e as articulações. A laparoscopia e a artroscopia são exemplos desta técnica e por serem minimamente invasivas, utilizam cortes cirúrgicos muito pequenos. Estas técnicas têm sido empregadas com o objetivo de reduzir as complicações durante e após a cirurgia, além de oferecer maior segurança e precisão ao procedimento. Na odontologia, as coisas não poderiam ser diferentes. Atualmente a cirurgia para colocação de implantes dentais osseointegráveis utiliza uma técnica também conhecida como cirurgia “flapless”, do inglês, cirurgia sem retalho. Segundo o Prof. Dr. Jamil Awad Shibli, esta técnica permite que os implantes sejam colocados por pequenas aberturas gengivais, não sendo necessários grandes cortes e nem suturas sobre a gengiva do paciente. Este procedimen-

Rua Maria Lucinda, 44 - Vila Zanardi - Guarulhos - SP www.prode.com.br | prode@prode.com.br

 (11) 2440-7588 / (11) 2463-3607

GOT

Ortopedia & Traumatologia e Clínicas Especializadas

Clínica especializada em: • Ortopedia, Traumatologia; • Cirurgia de joelho e Artroscopia; • Cirurgia do membro superior e inferior; • Medicina esportiva

Atendimento de Segunda à Sexta no horário comercial Tels: 2441-2397 / 2441-2398 / 2087-3334 Rua Maria Tereza, 128 Jd. Santa Mena | Guarulhos/SP

REVISTA_TOTAL2.indd 98

11/08/2009 16:36:41


A ESCOLHA PELO CIRCUITO FECHADO DE TELEVISÃO O CFTV ou Circuito Fechado de Televisão é o sistema de televisionamento que distribui sinais de câmeras para pontos de supervisão. Muito utilizado nos dias de hoje, tornou-se imprescindível para a proteção de casas e estabelecimentos. Aplicado com propósito de segurança e vigilância, também é usado em lugares que necessitem de monitoramento. A boa notícia é que com a popularização dessa ferramenta, o custo das câmeras está muito mais acessível. Muitos modelos chegam a custar menos de $100 e quem as monitora pode acompanhar os movimentos pela Internet e pelo celular. Além disso, as câmeras têm outras vantagens como visão infravermelha para gravação no

REVISTA_TOTAL2.indd 99

escuro; possibilidade de conexão à central de alarme, para que uma câmera inicie automaticamente a gravação do evento quando houver movimento na cena ou disparo; aviso de falha no funcionamento via email ou SMS; entre outras funcionalidades Com tantas opções no mercado, a assistência de uma empresa capacitada é essencial para escolher os equipamentos certos e com a melhor relação custo-benefício para cada situação.A Micro e Hard atua em Guarulhos há mais de 15 anos com soluções corporativas de informática e tecnologia, tendo se especializado também na instalação de Circuitos Fechados de Televisão.

Serviço Micro e Hard (11)3382-2655

07/08/2009 16:13:04


moda

Escolha bem seus óculos

Texto: Vivian Barbosa Fotos: Márcio Monteiro e banco de imagens

m dos objetos de desejo no mundo da moda são os óculos, sejam de sol ou corretivos. Depois das roupas, os óculos são o acessório mais procurado para deixar o visual completo, pois são peças indispensáveis na hora de compor um estilo. Vale dizer que os óculos não sãoapenas um acessório de moda, mas também uma importante ferramenta da saúde visual, por isso, é imprescindível comprá-los em lojas especializadas para escolher os modelos que valorizam o rosto e as lentes que melhor protegem os olhos. Um profissional pode ajudar na escolha dos modelos que seguem as tendências mais atuais da moda. Para a linha solar, os modelos estilo máscara estão no auge. Envolve e destaca as expressões do rosto e agrada o público em geral. O estilo aviador ainda domina o mercado ótico. É um modelo antigo, que surgiu em épocas de guerra, usado pelos pilotos de avião que precisavam livrar os olhos dos raios solares; por isso, o modelo pedia lentes grandes. Segundo a consultora ótica Elismar Cristina da Fonseca, das Óticas Metrópole, modelos usados nos anos 70 e 80 voltaram com tudo. A linha de receituário, popularmente chamado de “óculos de grau”, está completa de inovações. São modelos com muito brilho, hastes

mais largas, pedrarias e cores mais fortes. As armações mais pedidas entre as de receituário são as de acetato. Elismar afirma que, para ter os óculos perfeitos, o formato do rosto deve ser analisado pelo profissional. “O formato do rosto pode influenciar muito na escolha correta do modelo. Os óculos podem mudar completamente a fisionomia de uma pessoa. Uma escolha errada pode deixar o rosto sério ou descontraído demais, e muitas vezes destaca pontos que deveriam ser escondidos”. A personalidade e o estilo de vida do usuário contam muito na escolha correta do modelo de óculos. “É necessário analisar o tipo de atividade profissional, esportiva e social para combinar o modelo e respeitar o estilo próprio de cada um”, afirma Elismar. Como um complemento de estilo, os óculos devem ser adaptados às diversas situações cotidianas a que seu usuário está exposto. É um artigo importante para, muitas vezes, alegrar uma roupa mais simples e até levantar expressões. Elismar afirma que podese ter os mais diferentes modelos de óculos solares e de receituário para variar no visual e não sair da moda. As cores devem ser escolhidas com cuidado, já que para muitos, os óculos são usados diariamente. “Cores básicas combinam com todas as ocasiões, porém agora existem cores, como o vermelho, que mesmo sendo chamativo, adapta-se a todos os tipos de roupa e dá um charme complementar ao visual”, declara a consultora. Além de cores, os acessórios que podem compor os modelos estão cada vez mais comuns entre

as armações. Elismar explica que brilhos e argolas são sempre bem-vindos, mas o estilo da armação deve combinar com seu acessório. “Não é todo detalhe que, por exemplo, combina com um modelo esportivo”, alerta. Grandes grifes atualizam a moda ótica com lançamentos. “É importante ficar antenado com a moda, pois muitas marcas lançam coleções e novas tendências, e com isso, modelos e cores deixam de ser atuais. Isso acontece no mercado da moda com todo tipo de acessório, e com os óculos não seria diferente”. Os consumidores estão cada vez mais exigentes e preocupados com o visual e a saúde de seus olhos. Os óculos quando usados para auxiliar na saúde visual, devem ser escolhidos com ainda mais cuidado. Além de buscar o modelo e a cor correta, as lentes são extremamente importantes. A consultora explica que somente um técnico em ótica tem conhecimento para determinar qual a melhor lente para cada usuário. Com a tecnologia avançada no mundo dos óculos, as lentes recebem tratamentos específicos para melhorar a saúde dos olhos de seus usuários. Segundo Elismar, os tratamentos mais comuns são o antirreflexo – aplicação de substâncias que reduzem os reflexos naturais da lente e proporcionam maior conforto visual - e as lentes fotossensíveis - tratamento que faz a lente mudar de cor de acordo com a presença de luz solar no ambiente. Enfim, os óculos podem ser usados como um acessório de moda ou para a saúde, mas o importante é saber como escolher bem o seu. ■■

100

REVISTA_TOTAL2.indd 100

07/08/2009 16:13:23


Os formatos de rostos são divididos basicamente em redondo, quadrado, triangular e oval. Não há regras para cada um deles, apenas dicas de modelos que melhor se adaptam a cada caso. Porém, a consultora ótica ressalva que são dicas que devem ser adaptadas ao estilo pessoal de cada usuário. Redondo: Dê preferência a armações quadradas e retangulares com linhas mais retas. Evite formas redondas ou pequenas. Cores fortes são as mais indicadas. Quadrado: As armações mais arredondadas suavizam as linhas fortes do rosto. Evite armações quadradas para não deixar o rosto agressivo.

Triangular: É um tipo delicado de rosto, por isso, prefira armações ligeiramente curvas, com linhas arredondadas. Armações com linha fina na lente ficam muito bem nesse formato. Oval: É um tipo de rosto beneficiado pois fica bem com a maioria das armações. Prefira os modelos que ampliam o rosto de dentro para fora.

ÓTICAS METRÓPOLE SAÚDE E PROMOÇÕES DO TAMANHO DA CIDADE.

COMPRE S SUAS LENTE IS A C MULTIFuxOou Hoya Zeiss, Varil

A E GANHEOUM ARMAÇÃ

COM

PLET

O

ÓCULOUS ER GRAU,

QUALQ TIRREFLEXO INCOLOR, AN O SIMPLES E VISÃ

10 X 29,00 R$

• FOCO NA SAÚDE DO CLIENTE • TÉCNICOS FORMADOS • MAIOR TECNOLOGIA DO MUNDO EM MEDIÇÃO ÓTICA • MONTAGEM DIGITALIZADA • LABORATÓRIO PRÓPRIO AS MELHORES GRIFES DO MUNDO

• OAKLEY • GUESS • • EMPORIO ARMANI • • PRADA E MAIS! • Grifes, Solares e Receituários tudo em até

10 X

sem juros

w w w. o t i c a s m e t r o p o l e . c o m . b r

Grande como você.

Loja Internacional Sh. Guarulhos Rod. Pres. Dutra, Km 230 1º Piso - Fone: 2425-0128 E MAIS 14 LOJAS EM SÃO PAULO

101

REVISTA_TOTAL2.indd 101

07/08/2009 16:13:41


turismo

Vista da estrada para Visconde de Mauá

A natureza convida Montanhas, cachoeiras, diversão e muita aventura te esperam na região de Visconde de Mauá Texto e fotos: Luiz Fernando Mendroni Diretor de arte do jornal Lance, especial para a RG

ue tal passar um fim de semana de lazer e cultura com a família, e ainda entrar em contato com a natureza? A região das Agulhas Negras, no sul do estado do Rio de Janeiro é uma excelente pedida. O lugar é repleto de trilhas, cachoeiras, diversão e ótima gastronomia e fica a

pouco mais de 200 km de Guarulhos. Antes de chegarmos à natureza, porém, vale a pena conhecer o distrito de Penedo. Localizada no pé da Serra da Mantiqueira, a vila foi colonizada por imigrantes finlandeses no início do século passado e tem como principal atração a casa de verão do Papai Noel, reconhecida pelo governo finlandês como a segunda residência oficial do bom velhinho no mundo; todas as cartas do país enviadas ao Papai Noel são levadas à agência dos correios da cidade, uma atração imperdível para quem viaja com as crianças.

A casa fica dentro de um parque temático chamado Pequena Finlândia, construído em 1993 por empresários da cidade preocupados em preservar a cultura na região. O local reproduz uma cidade finlandesa, com casas de madeira e um colorido diferente, e conta também com lojas e restaurantes típicos, como o Koskenkorva e o Skandinavia. Apesar da especialidade da região serem os pratos com truta, peixe encontrado com fartura na região, Penedo conta também com churrascarias, restaurantes orientais e à la carte e, aos sábados, o restaurante

102

REVISTA_TOTAL2.indd 102

07/08/2009 16:41:53


La Gula traz no cardápio uma opção que agrada à maioria dos brasileiros: por R$ 18,90 você come feijoada à vontade. As carnes são preparadas em separado e você pode montar o prato apenas com o que mais gosta; uma delicia! Antes de deixar Penedo, vale experimentar o chocolate quente, que vem com uma barrinha de chocolate que derrete enquanto você toma, e o licor, bebida muito apreciada na região e que é vendido em diversos sabores. Subindo a Serra Para chegar ao alto da Serra da Mantiqueira, precisamos percorrer mais 32 km, 18 deles de subida em estrada de terra batida. Só a vista que se tem lá de cima já vale a pena. Ao final da subida estamos a 1.400 metros acima do nível do mar e a paisagem é estonteante. No alto da serra, próximo ao Parque Nacional do Itatiaia e à divisa com Minas Gerais, estão as vilas de Visconde de Mauá, Maringá e Maromba. A região conta com oito grandes cachoeiras, parques, rios, piscinas naturais e muita aventura, mas previna-se: no inverno a temperatura pode chegar a abaixo de zero.

Cachoeira do Parque do Acantilado

REVISTA_TOTAL2.indd 103

Terminada a subida, você chega a Visconde de Mauá, vilarejo simples no meio da mata, com um pequeno comércio e algumas casas. No centro cultural de Mauá você poderá conferir os trabalhos de alunos da rede municipal que participam de um projeto de intercâmbio com cidades da Alemanha e África do Sul. É no caminho entre Mauá e Maringá que estão as principais pousadas da região. Normalmente, chalés aconchegantes com lareira, um ótimo lugar para quem procura tranquilidade em meio à natureza. É no caminho entre as duas vilas que se encontra a trilha para o Vale do Alcantilado e o Parque Duas Rodas, já em Minas Gerais, lugar ideal para quem gosta de esportes de aventura. O parque cobra ingresso e tarifa para as principais atividades como boiacross, tirolesa, pêndulos, rapel e arborismo. Dentro do parque está o Museu Duas Rodas; com mais de 300 motos e bicicletas, é o maior do Brasil e costuma alugar seus veículos para séries e novelas da Rede Globo. Lá você verá a motocicleta mais antiga do país, fabricada em 1903, motos de corrida e usadas na guerra, além da imponente Harley Davidson.

Comércio de Maringá

Museu Duas Rodas

103

07/08/2009 16:42:09


turismo Fluminense ou mineira? A maior e mais aconchegante das três vilas é Maringá, com um grande centro comercial e várias opções de bares, restaurantes e lojas. A vila fica na divisa entre os estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais, um de cada lado da ponte. As melhores lojas estão do lado fluminense; são muitas opções de casacos e botas. Nesse lado está o Casebre, com clima de pub. O local é uma mistura de bar, pizzaria e loja de conveniência e nos fins de semana tem apresentações de música popular brasileira. Em feriados e na época das férias, com o aumento do número de turistas, o atendimento nos restaurantes do lado fluminense, que são menores, fica prejudicado, mas é só cruzar a ponte que do lado mineiro estão os melhores restaurantes da região. Dentre eles vale conhecer o mineiro/gaúcho, Uai tchê, com ambiente aconchegante e pratos típicos, como o caldinho de feijão e bolinhos de mandioca com carne seca ou o restaurante Borbulhas, do chef Edison Guia, que usa produtos da região como a truta e o pinhão para elaborar pratos premiados em concursos nacionais de gastronomia. No cardápio do Borbulhas os pratos levam nome de celebridades da música como Cartola, Tim Maia e Cazuza; não se surpreenda se sua truta com molho quatro queijos vier com o nome de alguém famoso. Para encerrar, um pouco mais adiante fica o Vale de Santa Clara e a vila de Maromba, rica em trilhas e piscinas naturais de água cristalina. Maromba reserva as principais cachoeiras tais como o Poção, o Véu da Noiva e o Escorrega, considerado o cartão postal da região. É de Maromba que parte a trilha rumo ao Pico das Agulhas Negras, um dos maiores do Brasil, localizado a quase 2.800 metros do nível do mar. Existem empresas que agenciam o passeio de seis horas de caminhada com guia, que custa R$ 150 por pessoa. Uma aventura para gente grande. E aí, vai encarar? ■■

104

Cachoeira do Escorrega

Agência dos Correios em Penedo

REVISTA_TOTAL2.indd 104

07/08/2009 16:17:41


AGROART

Comercial Agropecuária Ltda. • • • •

TUDO PARA SEU SITIO RAÇÕES EM GERAL FARMÁCIA VETERINÁRIA ROUPAS COUNTRY

Fone: 2422-3332

Av. Guarulhos, 1407 - Vila Augusta - Guarulhos - SP

REVISTA_TOTAL2.indd 105

07/08/2009 16:17:53


turismo

O sonho de viagem dos cruzeiros marítimos

Texto: Jéssica Batista Fotos: Divulgação

ruzeiros: o sonho de muita gente. Da criança ao velho, todos querem estar nos luxuosos navios, seja para ver o show de Roberto Carlos ou para fazer uma micareta em alto mar, como nos cruzeiros universitários. Está mais fácil viajar e aproveitar as férias. A RG reuniu dados de alguns roteiros de viagens para que o final de ano possa ser celebrado de uma maneira bem especial. Costa Vitória

O navio Grand Voyager, de bandeira italiana, da Ibero Cruzeiros, tem velocidade de 28 nós e capacidade para 836 pessoas. Com 416 cabines, uma piscina e duas jacuzzis, ele oferece roteiros de três noites pela costa brasileira. Em novembro, a rota tem início no porto de Santos rumo a Ilhabela e Itajaí, retornando a Santos. Datas: 20 a 23/11, 23 a 26/11 e 29/11 a 2/12. Preço: a partir de US$ 379 por pessoa em cabine dupla. Para quem quer passar o Natal, o Grand Voyager faz um roteiro de oito noites que começa no porto do Rio de Janeiro rumo a Buenos Aires, Montevidéu, retornando via Itajaí ao porto do Rio de Janeiro. Data: 18/12 a 26/12 Preço: a partir de US$ 1.289 por pessoa em cabine dupla.

Restaurante e elevador do Costa Vitória

No navio Grand Celebration, de bandeira italiana, velocidade de 21 nós e capacidade para 1.896 pessoas, há três piscinas e três jacuzzis. Um dos roteiros

para o fim do ano tem início no porto de Santos rumo ao Rio de Janeiro, Angra dos Reis e Ilhabela, retornando a Santos. Datas: 3 a 7/12, 7 a 11/12 e 15 a 19/12 Preço: a partir de US$ 509 por pessoa em cabine dupla. No fim de ano, é possível passar oito noites, começando pelo porto de Santos rumo a Ilhabela, depois a Copacabana, onde o navio atracará para os passageiros apreciarem a queima de fogos; no dia 3 de janeiro o navio chega a Ilhéus e segue para o porto de Salvador. Retorna ao porto de Santos. Data: 30/12 a 7/1/09 Preço: a partir de US$ 1629 por pessoa em cabine dupla. Em janeiro, o Grand Celebration passa pelo Nordeste numa viagem de sete noites. O roteiro tem início no porto de Santos (30 de janeiro) rumo a Búzios, Salvador, Ilhéus e Angra dos Reis, retornando ao porto de Santos (6 de fevereiro). Data: 30/1 a 6/2 Preço: a partir de US$ 1.059 por pessoa em cabine dupla. ■■

106

REVISTA_TOTAL2.indd 106

07/08/2009 16:19:41


Salão principal do Costa Mágica

Cassino do Costa Mágica

Dicas ■ Para quem sente enjoos, as cabines centrais e nos primeiros deques são as que menos balançam na embarcação durante a viagem; ■ Manter-se sempre hidratado, porém evitar a ingestão excessiva de líquidos (principalmente bebida alcoólica); ■ Desça nas paradas que o navio fizer, pois é importante que o corpo sinta o chão firme para evitar náuseas.

Piscinas do Costa Concordia II

Anfiteatro do Costa Mágica

Salão de shows do Costa Concordia II

Piscina coberta do Costa Vitória 107

REVISTA_TOTAL2.indd 107

07/08/2009 16:19:56


consumo

Roteiro gastronômico Texto: Vivian Barbosa / Fotos: Márcio Monteiro e divulgação

O Oriente conquista espaço no Bom Clima

E

specializado em comida chinesa e japonesa, o Yakissoba Mix começou em um pequeno espaço, mudou para um local maior, ampliou o cardápio e conquistou uma clientela fiel, que pode solicitar a entrega em domicílio ou fazer a refeição no próprio restaurante. Fornece entradas, guarnições, pratos à base de peixe, camarão, frango, lombo e carne bovina. Prepara sushis, sashimis e temakis. Entre os yakissobas, além do tradicional, destacam-se o vegetariano, o de camarão e o Mix. Combos para duas pessoas a partir de R$ 20,90. A casa também trabalha com comida brasileira na hora do almoço, com bifes, lasanha, estrogonofe, omelete, calabresa e outros, com pratos a partir de R$ 7,90. Av. Brig. Faria Lima, 933 – Bom Clima – tels. 2401-3069 e 2401-0726

Sueli Fernandes Gastronomia e Arte

T

endo iniciado preparando pratos apenas para familiares e amigos, Sueli Fernandes vê ampliar a cada momento sua clientela, incluindo estabelecimentos comerciais, cujos frequentadores elogiam o sabor dos alimentos que ela prepara. Tortas salgadas, empadas de frango e palmito, esfihas de escarola com nozes, bolinhos de mandioca com carne seca, croquetes de bacalhau e mandioquinha com

camarão estão entre as suas especialidades mais solicitadas. Algumas são receitas exclusivas, outras iguarias de botecos premiados. Ela acredita que o sucesso de seus quitutes esteja na qualidade dos ingredientes e no capricho com que os prepara. Encomendas para festas precisam ser feitas com 15 dias de antecedência. Sueli Fernandes Gastronomia e Arte - tel. 24090802 – e-mail: suelifernandes.ga@gmail.com

Rei do Grão Cafeteria e Revistaria

R

eunir no mesmo espaço uma revistaria e uma cafeteria foi a meta dos proprietários ao montar o Rei do Grão, no Bom Clima. Serve café expresso de acordo com o gosto do cliente, curto, carioca ou com canela, com leite, capuccinos, chás, chocolates, e outras variações, incluindo o café bombom (foto). Trabalha também com lanches e pratos rápidos, salgados e doces, sorvetes e milk shakes, sucos, águas e refrigerantes. Entrega em domicílio. Há poucos títulos de revistas à venda por enquanto. Exemplares de jornal do dia e de revistas ficam à disposição dos clientes, para leitura durante o atendimento. Av. Brig. Faria Lima, 293 – Cocaia – tel. 2822-2545

Café e cultura no mesmo endereço

A

Livraria Café e Cultura foi inaugurada em dezembro de 2008 pelas irmãs Adriana, Fabiana e Shirley, com o slogan “Venha degustar livros e tomar um café com sabor de cultura e viagem” e o objetivo de proporcionar ao guarulhense um espaço de cultura e conhecimento. Vende livros de todos os gêneros, dispõe de espaço para eventos, como saraus, pocket shows, lançamentos e sessões de autógrafos de livros, palestras, grupos de leitura e outros. Atua também como agência especializada em viagens culturais. No cardápio: cafés, cappuccinos, chocolates e chás; vinhos, cervejas, sucos e refrigerantes, salgados, doces e sorvetes. Av. Dr. Renato Andrade Maia, 765 – ao lado do Senai – Tel. 2229-0376

108

REVISTA_TOTAL2.indd 108

07/08/2009 16:20:20


C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

A SAÚDE

da sua boca

é coisa séria

Antes de escolher seu dentista, conheça o histórico do profissional. Sua saúde é seu maior bem e merece especial cuidado. Milton Mesquita Filho CROSP 17048 CROPI 1390

Rua Morvan Fiqueiredo, 73 3ºandar - Centro - Guarulhos Tel.: 2408 - 2247 mesquita@mesquita.odo.br Veja o currículo: www.mesquita.odo.br

REVISTA_TOTAL2.indd 109

07/08/2009 22:31:56


passatempo

7 erros

Sudoku 1 - nível fácil

7 erros Sudoku 2 - nível fácil

Cruzadas 1 Horizontais

1. Cuco preto da América tropical/uma doença infecciosa; 2. Rua íngreme/unidade de medida de trabalho no sistema c.g.s.; 3. Evoluir; 4. Água em estado sólido/erva-doce; 5. Oitava letra do alfabeto latino/aprumadas, verticais; 6. Rumos/vestuários de magistrados; 7. Conduto que liga a bexiga ao meato urinário/ elemento de composição: vinho; 8. Elemento de composição: princípio, ideia/direção oblíqua; 9. Acharam; 10. Período de fertilidade sexual nos animais/da cor do ouro; 11. Célula sexual feminina das plantas superiores/sozinhos.

Verticais

1. Citar, em defesa de uma causa/enxuto; 2. Viajou em embarcação/ divindade inferior que guarda os templos, no budismo japonês; 3. Que têm caráter de idolatria; 4. Argola de cadeia/poeta épico ou religioso da Grécia antiga; 5. Dacota (índio americano)/prolonga, dilata; 6. Curvar, arquear/parte giratória de motor elétrico; 7. Perereca/logradouro comum; 8. Cubo do primo par/unidade de medida de volt-ampère reativo; 9. Emissárias; 10. Para (contração)/em que houve saneamento; 11. O bicho-papão/terremotos. 110

REVISTA_TOTAL2.indd 110

07/08/2009 16:20:57


Planejamento

Assessoria

Estratégico Societário Sucessório Tributário Transformação, incorporação, cisão e fusão de sociedade

Contábil Fiscal Trabalhista Previdenciária Auditoria Perícia

Sped Contábil Sped Fiscal Nota Fiscal Eletrônica

Av. Salgado Filho, 1549 - 2º andar - conj. 12-13 - Jd. Sta. Mena

Tel.: (11) 2440.9702 - www.mmugnol.com.br

Magazin Magazine O melhor da moda jovem

PRIMAVERA

VERÃO

Há mais de vinte anos a Fazendo Arte vem fazendo a sua festa ficar melhor e mais bonita.

Na loja você encontra: - decoração de festas - artigos para festas em geral - aluguéis de decoração infantil de inúmeros temas - fantasias para venda - artigos de época - artigos para culinária e artesanato - cursos de culinária

Rua: Luiz Faccini, 533 - Centro - Guarulhos

REVISTA_TOTAL2.indd 111

A Fazendo Arte aguarda a sua visita e deseja a todos uma ótima festa!!!

Telefone: 2443-0060

2009 calçados, confecções e acessórios

ACEITAMOS TODOS OS CART

ÕES

PARK CENTER SHOPPING Lojas 14/15/16 - Guarulhos - SP

Tels.: 2440-1414 / 2468-2409 tropicosmagazine@yahoo.com.br

07/08/2009 16:21:33


passatempo

Cruzadas 2 Horizontais 1. Gastar com o uso, surrar/a escabiose; 2. Ensejo, oportunidade/empregava; 3. Moderna escola de literatura e arte iniciada em 1924 por André Breton; 4. Pequena povoação/profissional que acompanha turistas; 5. Diz-se da pessoa física ou jurídica a quem se deve; 6. Pequeno donativo ou esmola/discursará; 7. Reúne em casal; 8. Peixe muito consumido/representação da Virgem Maria; 9. Aquele que ajuda outro em suas funções; 10. Goste muito/cólera; 11. Um naipe do baralho/indício, vestígio.

Verticais 1. Aplainado, nivelado/frágil, quebradiço; 2. Uma cor/o jogo-das-cinco-pedrinhas; 3. Presidente norte-americano que sucedeu a Nixon/que diz respeito ao olho; 4. Reivindicado, solicitado; 5. Aqueles que gostam de andar pelas ruas/gênero que inclui o boi doméstico; 6. Serviço Autônomo de Água e Esgoto (sigla)/o melhor dos sentimentos; 7. Cloreto de sódio/unidade monetária dos EUA (plural); 8. Robustecida; 9. Litura/divindade dos antigos nórdicos; 10. Soltar a voz (o gato)/a esposa com relação aos pais do marido; 11. Sem préstimo, inútil/Senador (...): cidade mineira.

Sudoku 1

Sudoku 2

SOLUÇÃO 7 ERROS 1.Falta “Dias” no nome da biblioteca, 2.Vegetação no lateral esquerda da foto, 3.Postinho da direita da calçada de entrada, 4.Quadrinho bordô na faixa branca à direita de “Monteiro Lobato”, 5.Cabeça do atendente no balcão, 6.Cor do prédio no canto direito superior da foto, 7.Desenho sobre o fundo azul na parte superior direita do prédio da biblioteca. SOLUÇÃO CRUZADAS 2: HORIZONTAIS: 1.rafar/sarna, 2.azo/usava, 3.Surrealismo, 4.aldeia/guia, 5.credora, 6.óbolo/orará, 7.acasala, 8.atum/madona, 9.colaborador, 10.adore/ ira, 11.ouros/sinal. VERTICAIS: 1.rasado/acro, 2.azul/bato, 3.Ford/ocular, 4.reclamado, 5.rueiros/Bos, 6.SAAE/amor, 7.sal/dólares, 8.avigorada, 9.rasura/Odin, 10.miar/nora, 11.àtoa/Amaral. SOLUÇÃO CRUZADAS 1: HORIZONTAIS: 1.ani/sarampo, 2.ladeira/erg, 3.evolucionar, 4.gelo/anis, 5.agá/eretas, 6.rotas/togas, 7.uretra/eni-, 8.ideo-/viés, 9.encontraram, 10.cio/ dourado, 11.oosfera/sós. VERTICAIS: 1.alegar/seco, 2.navegou/niô, 3.idolátricos, 4.elo/ aedo, 5.siú/estende, 6.arcar/rotor, 7.raineta/rua, 8.oito/var, 9.mensageiras, 10.pra/saneado, 11.ogro/sismos.

112

REVISTA_TOTAL2.indd 112

07/08/2009 16:23:03


A partir do dia 10/08/2009 estaremos atendendo na Rua Tr锚s Marias, 48 Centro - Guarulhos Rua Santo Ant么nio, 43 - 8 andar - conj. 813/814 - Centro

Tels.: 2475-6720 / 2463-3118 / 2229-9586 e-mail: marlene@contprogresso.com.br

REVISTA_TOTAL2.indd 113

07/08/2009 16:23:11


11 de Agosto

Dia do Advogado m 11 de agosto de 1827 eram criados os primeiros cursos jurídicos no Brasil, nas cidades de São Paulo (SP) e Olinda (PE). Decorrem 182 anos desde essa data. A cada ano, é importante relembrar e comemorar, porque os operadores do Direito contribuem cotidianamente, de forma direta e decisiva, para enaltecer a importância da Justiça e do respeito às Leis. Cada qual em sua função, são guardiães da Constituição Brasileira, sob cujo manto todos são iguais e merecem o mesmo tratamento.

ADVOCACIA

Angela Aparecida Lopes Degang

Antonio Darci Pannocchia OAB/SP 18.285 Antonio Darci Pannocchia Filho OAB/SP 161.136 João Carlos Pannocchia OAB/SP 79.458 Tânia Rodrigues Moreira Pannocchia OAB/SP 158.198 Tatiane Pannocchia OAB/SP 275.240 Elias Castro da Silva OAB/SP 142.319 Fernanda Maria Araújo da Mota OAB/SP 243.909 Cristiano Medina da Rocha OAB/SP 184.310 Antonio Carlos da Cunha Martins OAB/SP 282.979 Juliana Rufino OAB/SP 286.199

advogada OAB/SP 72.274

Família • Cível • Trabalhista • Acidente de Trabalho • Danos Morais

ADVOGADOS

DARCI PANNOCCHIA

Rua Dr. Ramos de Azevedo, 112 - Centro - GRS

Rua Felício Marcondes, 278 - cj. 24 - 2º andar - Centro - GRS

2440.9290

2447.1116 / 2464.1100

degangadvocacia@terra.com.br

advocacia@panocchia.com.br

Odival Barreira e Lima Mario F. Renesto Helio Roberto Francisco da Cruz Tribunal do Jurí • Cível • Família • Criminal

Rua Presidente Prudente, 41 - Centro - Grs 2443.1390 / 2440.7477 / 2440.7380 drodival@ig.com.br

REVISTA_TOTAL2.indd 114

07/08/2009 23:47:32


ADVOCACIA PATRÃO, RIGHI E CRUZ ADVOCACIA EMPRESARIAL PROFISSIONALISMO COM RESPEITO

SEDE PRÓPRIA: RUA SANTO ANTONIO, 214 – CENTRO

TEL.: 2408-2008

REVISTA_TOTAL2.indd 115

11/08/2009 16:36:57


• Cível • Comercial • Administrativa • Consumidor • Trabalhista Empresarial

Av. Salgado Filho, 947 Vila Progresso - Guarulhos

Tel.: 2464-0999 www.rinaldi.adv.br

Comunicado Primando pelo aperfeiçoamento de sua prestação de serviços, a Laet Advogados transferirá sua sede para local em que poderá oferecer melhor atendimento, acomodando maior equipe de profissionais e dispondo de melhores recursos para o desenvolvimento de suas atividades.

Enquanto não efetivamos esta transferência (a nova sede está sendo edificada), nossos trabalhos vêm sendo desenvolvidos em endereço provisório, à Rua Josephina Mandotti, nº 344, Edifício La Coruña, salas 25, 32 e 41, próximo ao Bosque Maia, onde permaneceremos por 90 dias. Enfatizamos que este período de transição não prejudicará nossas atividades, permanecendo inalterados o acompanhamento processual e todas as providências pertinentes, bem como o atendimento ao cliente – por telefone, correio eletrônico ou pessoalmente, ressaltando que nossos telefones e e-mails não sofrerão alteração.

Tels.: 2408-0084 / 2468-9662 - advocacia@laet.adv.br

REVISTA_TOTAL2.indd 116

11/08/2009 16:37:12


REVISTA_TOTAL2.indd 117

07/08/2009 16:23:40


veículos

Carro chefe Motor 1.6 puxa vendas da minivan Livina, atual “best seller” da Nissan no país Texto: Diogo de Oliveira / Auto Press Fotos: Luiza Dantas / Carta Z Notícias

o Brasil, o mercado de minivans vai mal das pernas há alguns anos. Mas a Nissan tem muito o que comemorar pelo lançamento da Livina, em meados de março. Primeiro automóvel nacional da montadora japonesa, o monovolume compacto chegou ao seu melhor resultado em julho. Foram 594 unidades emplacadas segundo dados do Renavam, volume embalado pelas versões básica e intermediária SL. Ambas são equipadas com o motor 1.6 16V flex da Renault e têm preços de R$ 46.690 e R$ 51.690 – são os modelos Nissan mais acessíveis no país. Estas duas configurações respondem por 55% das vendas, enquanto os 45% restantes pertencem às configurações empurradas pelo propulsor 1.8 16V flex, o mesmo que equipa a Grand Livina, de sete lugares, e os médios Tiida e Sentra. Aliás, até a chegada da Livina, esses 118

REVISTA_TOTAL2.indd 118

07/08/2009 16:30:19


dois modelos importados do México eram os “best sellers” da marca nipônica. Mas após quatro meses de vendas da minivan, a realidade é outra. Enquanto a Livina emplacou as 594 vendas, Sentra e Tiida somaram apenas 173 e 132 unidades, respectivamente. No acumulado do ano, os mexicanos ainda estão na frente, 4.121 e 2.456 unidades e médias mensais de 588 emplacamentos para o sedã e de 350 para o hatch. Com 1.616 vendas nos últimos quatro meses, a minivan compacta mantém 404 unidades/mês. Mas pelas vendas de julho, é provável que o cenário mude. Em junho, o modelo já havia anotado 577 unidades, dando claros sinais de que deve estabilizar suas vendas próximo de 600 unidades mensais. Já dentro do segmento de minivans, a média não causa tanto impacto. O monovolume montado na fábrica da Renault-Nissan em São José dos Pinhais, no Paraná, é atualmente o quarto colocado. Está muito atrás de Honda Fit, Chevrolet Meriva e Fiat Idea, que mantém médias mensais de 4.184, 2.739 e 2.120 unidades, na ordem. Já em relação ao porte, a Livina “curta” leva ligeira vantagem sobre

as rivais Meriva, Idea e New Fit. O modelo Nissan oferece um espaço interno maior, por conta da estrutura em monobloco compartilhada com os Renault Logan e Sandero – cujas dimensões se aproximam das dos carros médios. Enquanto Meriva, Idea e New Fit levam 380, 390 e 384 litros no porta-malas, na ordem, a Livina comporta 449 litros no bagageiro. A vantagem vem do maior comprimento da carroceria, que mede 4,18 metros, contra os 4,04 m da Chevrolet Meriva, os 3,93 m da Fiat Idea e os 3,90 m do monovolume da Honda. Sob o capô, a Livina também é competitiva. O motor 1.6 litro flex 16 válvulas produz 104 cv de potência com gasolina e 108 cv com álcool a 5.750 rpm e um torque máximo de 14,9/15,3 kgfm a 3.750 rpm, na mesma ordem. O propulsor vêm sempre acoplado a um câmbio manual de cinco marchas, enquanto a unidade de força 1.8 litro flex das configurações topo de linha gera 125/126 cv de potência e 17,5 kgfm de torque com os dois combustíveis e é gerenciada por uma transmissão automática de quatro relações. Mas o que torna a Livina interessante é o custo/benefício. Apesar de

partir de R$ 46.690 na versão de entrada 1.6 16V flex, a minivan já vem de série bem recheada, diferentemente de Meriva e Idea, que têm versões vendidas a preços mais baixos, mas com listas de equipamentos mais enxuta. A Livina, na verdade, segue a mesma estratégia da Honda, com o New Fit. Ou seja, oferecer configurações mais completas a preços fechados e sem opcionais. A básica traz de série direção elétrica com assistência variável, ar-condicionado, trio elétrico, ajuste de altura do volante e airbag para o motorista. Na intermediária SL avaliada, que custa R$ 51.690, exatos R$ 5 mil a mais, são adicionados rodas de liga leve aro 15, faróis de neblina, airbag para passageiro, freios com ABS, EBD e assistente de emergência, chave keyless com travamento automático da portas, banco traseiro bipartido e rádio/CD com leitor MP3 e entrada auxiliar. A parte estética inclui ainda revestimento em couro no volante, bancos e portas cobertas em tecido aveludado, grade frontal cromada e maçanetas e carcaças dos retrovisores laterais na cor da carroceria. Um conjunto simples, mas interessante, sobretudo em um carro com apelo exclusivamente familiar. 119

REVISTA_TOTAL2.indd 119

11/08/2009 16:37:41


veículos

Impressões ao dirigir

Ficha técnica Nissan Livina SL 1.6 16V flex

Apelo racional Dos carros da Nissan no Brasil, a Livina é a que mais expressa a racionalidade característica da cultura japonesa. Isso porque a minivan, na versão SL 1.6 flex avaliada, exibe um desempenho homogêneo, sem sobras nem faltas. Ao volante, é possível extrair boas arrancadas e retomadas do monovolume, ainda que desprovidas de grande arrojo. A arrancada de zero a 60 km/h é cumprida em 6,3 segundos, enquanto a aceleração de zero a 100 km/h leva compridos 11,7 segundos. A máxima é de bons 180 km/h. O torque máximo de 15,3 kgfm com álcool é o maior responsável por produzir agilidade, já que a energia é liberada em grande parte aos 2.500 giros, bem antes do motor encher por completo, aos 3.500 rpm. O câmbio manual de cinco marchas contribui para o desempenho agradável da Livina. O escalonamento é bem acertado, com trocas ágeis e suaves, sem buracos e trancos. Mas falta precisão e leveza nos engates da transmissão. De modo geral, o conjunto trabalha em harmonia, fornecendo a quantidade adequada de força, sem que o motorista precise reduzir marchas para encontrar maior fôlego no trânsito. Já o comportamento dinâmico encontra as limitações naturais de uma minivan. A altura de 1,57 metro não

permite muita agressividade ao volante. O equilíbrio em curvas e retas é apenas razoável, embora a comunicação entre rodas e o volante se mantenha precisa até os 160 km/h. A carroceria torce bem nas manobras mais intensas e desaconselha investidas mais fortes no pedal do acelerador. Nas frenagens, a dianteira embica um pouco. Mas o modelo testado dispunha de freios com ABS, EBD e assistente de emergência e não demonstrou instabilidade nas frenagens bruscas. Por dentro, a Livina oferece espaço bastante generoso, aspecto que comprova sua vocação puramente familiar. Pernas e cabeças vão folgadas na frente e atrás e os bancos têm espumas macias na medida certa, sem cansar excessivamente o corpo em passeios mais longos. A suspensão ajustada para ser mais suave reforça ainda mais a proposta de privilegiar o conforto a bordo. Os únicos aspectos fora de sintonia com o conjunto são a ergonomia para o motorista, limitada pela ausência de ajustes de altura no banco e do cinto de seguraça, e o isolamento acústico. A partir dos 3.500 giros, o ronco do motor invade o habitáculo e é possível ouvir o atrito dos pneus no asfalto. O acabamento interno também não impressiona. Um lado mais espartano que tenta se justificar pelo bom custo/ benefício da minivan. ■■

■ Motor Álcool e gasolina, transversal, 1.598 cm³, quatro cilindros em linha, 16 válvulas e comando simples de válvulas no cabeçote. Injeção eletrônica multiponto sequencial e acelerador eletrônico. ■ Transmissão Câmbio manual com cinco marchas à frente e uma a ré. Não oferece controle de tração. ■ Potência máxima 104 cv com gasolina e 108 cv com álcool a 5.750 rpm. ■ Torque máximo 14,9 kgfm com gasolina e 15,3 kgfm com álcool a 3.750 rpm. ■ Diâmetro e curso 79,5 mm X 80,5 mm. Taxa de compressão: 10.0:1. ■ Freios Dianteiros a discos sólidos e traseiros a tambor. Oferece sistema ABS com EBD de série na versão. ■ Suspensão Dianteira independente do tipo McPherson, com molas helicoidais, amortecedores hidráulicos e barra estabilizadora. Traseira por eixo de torção, com molas helicoidais, amortecedores hidráulicos e barra estabilizadora. Não oferece controle de estabilidade. ■ Carroceria Monovolume em monobloco com quatro portas e cinco lugares. Dimensões: 4,18 metros de comprimento, 1,69 metro de largura, 1,57 metro de altura e 2,60 metros de entre-eixos. Oferece duplo airbag frontal de série na versão. ■ Peso 1.181 kg em ordem de marcha. ■ Capacidade do porta-malas 449 litros e 769 litros com o banco traseiro rebatido. ■ Tanque de combustível 50 litros.

120

REVISTA_TOTAL2.indd 120

07/08/2009 16:24:47


REVISTA_TOTAL2.indd 121

07/08/2009 16:24:58


Loja 1 - Av. Timóteo Penteado, 2.715 - Vila Galvão Guarulhos - SP - Tel.: (11) 2485-7100

ESPECIALIZADO EM AUTOS E MOTOS

Loja 2 - Av. Timóteo Penteado, 4.006 - Vila Galvão

Guarulhos - SP - Tel.: (11) 2459-1835

C

O

CHEVROLET VECTRA 2.0 SFI GT HATCH 8V FLEXPOWER 4P MANUAL 2008

R$ 26.000

RANGER LIMITED 3.0 4X4 DIESEL 2006

R$ 68.000,00

R$ 44.500

VECTRA GTX 2008 COMPLETO AUT

BRM 2008

FIAT STILO 1.8 MPI 8V GASOLINA 4P MANUAL 2005

CHEVROLET MONTANA 1.8 SPORT CS 8V FLEXPOWER 2P MANUAL 2005

R$ 58.000,00

R$ 23.500,00

I

R$ 33.000

Q

FIAT STILO 1.8 MPI CONNECT 16V GASOLINA 4P MANUAL 2005

R$ 33.000

FORD F-250 4.2 XL S DUTY 4X2 CS V6 GASOLINA 2P MANUAL 1999 KIT GAS

R$ 35.000

FORD FOCUS 2.0 GLX 16V GASOLINA 4P MANUAL 2005 2006

R$ 31.000

40

PTE GRANDE

O

R.

CELTA LIFE VHC 4 PORTAS C/ AR CONDICIONADO 2007

R$ 22.000,00

REVISTA_TOTAL2.indd 122

PALIO FIRE FLEX 2007

R$ 21.000,00

NISSAN FRONTIER 2.8 SE 4X4 CD TURBO ELETRONIC DIESEL 4P MANUAL 2004

R$ 54.500

07/08/2009 22:40:21

à JO

VA CA


Fácil de chegar. Fácil de comprar. Fácil de levar. Mas com tantas opções de seminovos, difícil vai ser escolher.

Mais de

1s .500 *

E O D CAD I F I T CER IA ÊNC CED O R EP

M E G I OR

emino vos

% 100

APR OVE ITE !

IPVAADO!

IPI

RED UZI DO

QUIT

Estoque

Especial

Veículos

Confiáveis

Veículos com até

20 mil Km

Aprovação de

Crédito

**

no local

A verdadeira

Promoção

40 LOJAS - FACILIDADE NO CRÉDITO** - FINANCIAMENTO ATÉ 60 MESES*** - PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO - DESPACHANTE - FINANCEIRAS CORRETORAS DE SEGUROS - LAVA RÁPIDO - INSPEÇÃO VEICULAR - BLOQUEADOR E RASTREADOR SÃO PAULO ZONA LESTE

AV A RICA N

A 5 min. da Marg. Tietê, pela pista 4.

DUV

A ROD

OVIA

RI

LA

AV .

AL I

IAS

ES ID EN

PH

ILL IPS

IONAL RNAC INTE OPPING SH

DO V

ULH

OS

RO

U

AR

IA

PR

NT ON

C&C

POSTO

GU

AR

UL HO

S

EN AC

RR

R.

SA

JO

R. C ARL OS F ERR E

AV.

POST O

I RA A

NDRE S

E 2D

R. 1

S

LHO

ARU

GU

RIO DE JANEIRO

I

AV .

R. ANTONIETA

O BR

TU

OU

REVISTA_TOTAL2.indd 123

ATIBAIA

VIA DUTRA SAÍDA 225 (11) 2423-3000

TE

OR R. D

R. A

AV .G

ÃO D

RA

IO M PA . SA

JO R.

FERN

UNG

VIA DUTRA - SAÍDA 225

OV LI RÉ AU

ÃO

VA CA

DU T

PTE GRANDE

GUARULHOS CENTRO

De segunda a sexta das 9h às 21h. Sábados, domingos e feriados das 9h às 19h.

Os melhores SEMINOVOS do Brasil.

www.AutoShoppingInternacional.com.br *Mais de 1500 carros podem variar de acordo com o estoque das lojas. **Crédito e condições sujeitos a aprovação.***Toda e qualquer veiculação (condições) citada neste anúncio é de responsabilidade exclusiva da loja. Para mais informações sobre o certificado de origem e procedência, consulte as lojas. Reservamo-nos o direito de correção de quaisquer erros gráficos neste anúncio. Imagem ilustrativa.

07/08/2009 16:25:18


Jo茫o Pinhal autom贸veis

Av. Paulo Faccini, 225 Centro - Guarulhos/SP

Tel.: (11) 2464-5000

Fiat Siena ELX Flex 09 D.H/V.E/T.E R$ 31.890,00

Chevrolet Montana 1.8 Sport 05 Completa R$28.490,00

Mercedes-Benz S500 Classic 93 R$ 44.990,00

Buggy Walksport 1.6 Luxo 08 R$ Consulte

Volkswagen Golf GTI 180 cv Tiptronic 06 - R$ 47.880,00

Jeep Grand Cherokee 4. Limited 08 - R$ 117.890,00

Honda CR-V EX 4X4 (top) 07 R$ 82.000,00

Renault Megane Grand Tour 2.0 Aut. 08 R$44.500,00

Mercedes-Benz S500 99 R$ 98.990,00

BMW 130i 06 R$ 117.990,00

Chevrolet Vectra 2.0 Elegance 06 R$ 47.000,00

Toyota Camry V6 04 R$ 55.990,00

REVISTA_TOTAL2.indd 124

07/08/2009 16:25:39


0

REVISTA_TOTAL2.indd 125

07/08/2009 16:25:51


A importância da certificação dos veículos seminovos s veículos seminovos são excelente alternativa para ampliar o acesso de boa parte da população às nova tecnologias incorporadas pela indústria automobilística. O economista e consultor Luciano Dantas (foto), superintendente do Auto Shopping Internacional Guarulhos (shopping especializado na comercialização de veículos seminovos), diz que o veículo seminovo pode preservar suas características originais e representar um negócio bastante vantajoso para quem o adquire, por proporcionar conforto, segurança e tecnologia, por um custo bem menor do que o de um carro novo. “A redução no IPI dos carros novos teve um reflexo ainda mais significativo

no preço dos seminovos”, comenta. Quanto a ter certeza de que determinado veículo seminovo preserva suas características originais, Dantas afirma que é dever da Revenda Multimarcas ser especializada no que faz. “É a revenda que tem que garantir a idoneidade e integridade do veículo que está comercializando”, diz. Segundo ele, é muito simples. Enquanto a revenda checa e se preocupa com questões burocráticas e comerciais, empresas especializadas certificam os veículos que estão em conformidade com os padrões originais, assegurando que se trata de um produto idôneo e íntegro: “Esta prática já é comum em muitas revendas. Resta ao consumidor exigir o Certificado e Origem e Procedência do veículo que

está adquirindo. Somente empresas credenciadas por órgãos públicos podem emitir este certificado”. Para emissão do documento, estas empresas são especializadas em obter informações com plena confiabilidade, verificando sua condição junto aos órgãos públicos e comprovando que está livre de quaisquer restrições judiciais, administrativas ou financeiras. Ainda estão aptas a inspecionar fisicamente os veículos, checando dezenas de pontos, confirmando que o veículo jamais se envoleu em acidentes graves e assegurando que a numeração de chassis e motor é original e sem quaisquer vestígios de adulteração. ■■

Equipamentos multimídia: DVD, HDTV, GPS, MP3

• Sonorização e segurança automotiva • Caixa selada – amplificadores • Alarmes de última geração • Vidros e travas elétricas • Insulfilm antirrisco profissional Rua José de Andrade, 597 - Jd. Sta. Francisca (ao lado da Av. Guarulhos)

Tel.: 2440-5417 /2440-1007 126

REVISTA_TOTAL2.indd 126

11/08/2009 16:37:58


REVISTA_TOTAL2.indd 127

07/08/2009 22:41:13


humor

E agora, o que eu faço?

Fui a uma festa de despedida de solteiro em uma chácara aqui perto, do meu amigo. A galera toda lá. Muita cerveja, uísque, vinho. A noite prometia. Muitas gatinhas. Galera animada. Saí de lá nem sei que horas. Travado! Indo pela rodovia, avistei algo que se tornou o terror dos festeiros… Uma blitz!!! Comecei a rezar para tudo quanto era santo. Mas… fui sorteado. Quando parei, quase atropelei o guarda. Tava ruim. O guarda pediu para eu descer do carro. Quase não consegui. Aí o pesadelo aumentou. Ouvi o que qualquer bêbado

teme: – Vamos fazer o teste do bafômetro! Tô frito! Pensei. Quando, ao que parece, os santos resolveram me atender.

Um caminhão bate na outra pista e espalha toda a sua carga… Os guardas imediatamente me dizem: – Vá embora, vamos socorrer aquele acidente!!! Eu, mais que depressa (ou pelo menos tentando), entrei no carro e fui embora. Feliz da vida. Hoje é meu dia de sorte, pensei. Cheguei em casa, guardei o carro e, após agradecer aos santos pelo meu dia de sorte, fui dormir. Tava feliz. No outro dia, minha mãe me acorda as 7 da manhã me perguntando: – Filho, de quem é aquela viatura da polícia estacionada dentro da nossa garagem?

• Acessórios automotivos • Trava carneiro • Alarmes • Vidros e travas elétricas • Film • Tudo p/ Pick‘Up

Já foi MULTADO por excesso de velocidade? já sentiu INSEGURANÇA nas estradas devido a má visibilidade ou pelas sinalizações precárias? Conheça CO-PILOTO R$ 515,00 por

R$ 490,00

Não se perca nunca mais! O T-Levo sempre indica o camino certo para você. “A maior cobertura do mercado uso fácil e intuitivo”. R$ 590,00 por

R$

565,00

MODELO N21

Av. Avelino Alves Machado, 49 - Jd. Pinhal - Guarulhos/SP

Tel.: (11) 2409-6351 / (11) 2461-0474 128

REVISTA_TOTAL2.indd 128

07/08/2009 16:26:25


PRIMEIRA EM ATENDIMENTO CONVÊNIO COM EMPRESA COMODIDADE • SEGURANÇA• ECONOMIA

• Tratamento completo para cuidados dos pés • Massagens Anti-Stress, Quirapraxia, RPG • Acupuntura • Cirurgião Plástico • Dia da Noiva • Drenagem Linfática e Modeladora • Massagens com pedras quentes • Cama Ceragem

PARA ANUNCIAR LIGUE 2461-9310 ou 9268-1952

129

REVISTA_TOTAL2.indd 129

11/08/2009 16:38:13


frases

Pesquisa: Jéssica Batista / Fotos: Divulgação

“Queria deixar bem claro que não fui eu quem matou Michael Jackson e nem trouxe a gripe suína pro Brasil” Romário, ex-jogador de futebol, no lançamento de sua biografia após os escândalos sobre não pagamento de pensão alimentícia e as cerca de 30 ações judiciais que enfrenta na polícia.

“Se formos nos reunir apenas com pessoas virtuosas, talvez nem precisemos nos reunir” Celso Amorim, ministro das Relações Públicas, sobre o Brasil manter relações com todos os regimes políticos.

“Tudo conspirava contra e não faltava quem torcesse contra” Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente, sobre os 15 anos do Plano Real, completados dia 30 de junho.

“Isso se eu não correr, né?”

Luiz Inácio Lula da Silva, presidente da República

“Depende. Todos eles são bons pizzaiolos”

Felipe Massa, piloto de Fórmula 1, em tom de brincadeira ao irmão,

Ao ser questionado se a mistura de

que lhe comunicou que

pré-sal com CPI daria em pizza

Michael Schumacher correrá em seu lugar.

“Esse Rubinho só atrapalha. Não ganha nada e ainda cria problema. Quase matou o Massa”

“De hoje em diante, meu foco é a política. Vou virar deputado” Kleber Bambam, vencedor do BBB 1

Maguila, ex-lutador de boxe

“É notório que não sou da base e nem amigo do secretário de Educação” Edmilson Americano (PHS), vereador da oposição que atuou como porta-voz de “Não se deve mudar as

Moacir de Souza, sobre cancelamento de

regras no meio do jogo. Alternância de poder é essencial

licitação de condutores escolares

Sobre terceiro mandato

“O Senado não é problema meu. Não votei no Sarney para presidente do Senado nem votei para ele ser senador do Maranhão” Sobre a crise no Senado (detalhe: Sarney é senador pelo Amapá)

“A demonização do José Sarney é uma tática para que os escândalos da Casa terminem em pizza” Dilma Roussef, ministra da Casa Civil

“Meu anjo da guarda não impediu meu infortúnio, certamente por ordens superiores” Papa Bento XVI, sobre o tombo que quebrou seu pulso direito, durante suas férias nos Alpes

“Estou com o espírito muito bom. Nunca deixei de estar confiante. Isso (a possibilidade de sair do cargo) não existe.” José Sarney, presidente do Senado.

130

REVISTA_TOTAL2.indd 130

07/08/2009 16:26:53


Construcard Pague em até 36x e comece a pagar após 6 meses, pelo Construcad da Caixa, com a taxa de

1,57% a mais baixa do mercado

REVISTA_TOTAL2.indd 131

A partir de setembro, lançamento exclusivo móveis personalizados

Loja em frente ao Poupa Tempo Av. Presidente Tancredo Neves, 101

Loja Anel Viário - Vila Augusta Av. Presidente Humberto Castelo Branco, 2856

Tel.: 2461-4400

Tel.: 2414-3737

07/08/2009 22:41:36


REVISTA GUARULHOS

R E V I S TA G U A R U L H O S

E

ARTE E CULTURA Agosto / Setembro 2009

CAPA FINAL.indd 1

D

I

T

O

R

A

Ano VII - nº 40 - R$ 5,90 Agosto/setembro 2009 Diretor Responsável: Valdir Carleto

ENTREVISTA

Bispo dom Luiz celebra seus 50 anos de sacerdócio

TURISMO

Os cruzeiros para o fim do ano e os paraísos da região das Agulhas Negras

ARTE E CULTURA

Talentos individuais e coletivos suavizam o concreto da cidade

NOVA SEÇÃO

Além de imóveis, agora também ofertas de veículos

SAÚDE

Anabolizantes: bombas de efeito retardado

11/08/2009 13:42:51

Revista Guarulhos - Edição 40  

Arte e Cultura: Talentos individuais e coletivos suavizam o concreto da cidade Entrevista: Bispo dom Luiz celebra seus 50 anos de sacerdóci...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you