Page 1

Especial

SAÚDE

ABC Turismo A história por trás dos 50 anos da empresa

www.revistavitti.com.br Edição 148 - Ano 13 Abril, 2018 Foto: Lucas Nascimento

Capa e Entrevista

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA VENDA PROIBIDA Vale do Paraíba e Litoral Norte Abril, 2018

Dom Odontologia

os proprietários, drª raquel Hussne e dr. Alysson Corrêa, falam sobre os diferenciais da clínica

revistavitti.com.br | Vitti | 1


2 | Vitti | revistavitti.com.br

Abril, 2018


Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 3


Índice

Abril 2018 | Edição 148 | Ano 13

Entrevista ABC Turismo

Marcelo e Eduardo Matera, diretores da ABC Turismo, comemoram os 50 anos da empresa.........................................8

Economia

Ações de cidadania financeira serão promovidas pelo Banco Central...................................................................54

Gastronomia

Brownie de Chocolate..............................................................56

Arte

Publicitária lança livro sobre arte de rua.....................................72 Lucas Nascimento

Música

ESPECIAL SAÚDE Entrevista

Dom Odontologia...............................................12

Os proprietários, Drª Raquel Hussne e Dr. Alysson Corrêa, falam sobre os diferenciais da clínica

Estão abertas as inscrições para o Festival de MPB Celly Campello..........................................................................73

Ambiente Construído

Nióbio.......................................................................................74 Agenda Cultural.................................................................76

Litoral

Instituições realizam mutirão e retiram 288,34 kg de lixo das praias.....................................................................78

Editorial

Seja bem-vindo, Outono!

N

o mês de abril, preparamos uma edição especial para vocês. Nela, apresent amos um Caderno Especial de Saúde, onde o leitor poderá conhecer profissionais e clínicas da região, se informar sobre procedimentos médicos e, ainda, refletir a respeito de temas relacionados à área. Para esse caderno, entrevistamos os proprietários da Dom Odontologia, que nos contaram qual é o diferencial do espaço. Está imperdível! Além disso, nesta edição você co-

4 | Vitti | revistavitti.com.br

nhecerá a história por trás da ABC Turismo, uma empresa que, em 2018, completa 50 anos de qualidade e tradição na cidade de Taubaté. No mais, o leitor encontrará matérias sobre arte, economia, música, esporte, cultura, e outras variedades, como dicas gastronômicas e curiosidades do mundo pet. Na agenda cultural, selecionamos alguns eventos em diferentes cidades da região, incluindo teatro, shows, exposições e outras atividades de entretenimento – como a 57ª Festa do Pinhão, que se inicia neste mês em Campos do Jordão. E ah! Não esqueça de dar uma olhada nas colunas sociais, que reúnem os melhores momentos do Vale do Paraíba. Boa leitura!

Marcela Vitti Diretora “Eu te louvarei, Senhor, de todo o meu coração; contarei todas as tuas maravilhas. Em ti me alegrarei e salvarei de prazer; cantarei louvores ao teu nome, ó Altíssimo.” SALMO9:1-2

Abril, 2018


diretora Marcela Vitti Comercial Isaura Silva Assistente e Social Media Murilo Baracho diagramação e Criação Bruno Moura Jornalista responsável Amanda Victor Simpson do Amaral - MTB: 77.916/SP Foto da Capa: Drª Raquel Hussne e Dr. Alysson Corrêa (Foto: Lucas Nascimento) Fotógrafo: Lucas Nascimento Colunistas: São José dos Campos: Gilberto Freitas Taubaté: Amanda Ayello, isaura Silva e José luiz (luizinho) Aparecida: ligia Ballot - Guaratinguetá: Benê Carvalho. Colaboradores: Adilson Peloggia, Arcione Viagi. dirEtorA CoMErCiAl Marcela Vitti (12) 98122-3000 - marcela@revistavitti.com.br SÃo JoSÉ doS CAMPoS / tAUBAtÉ / PiNdA / UBAtUBA Isaura Silva (12) 98270-0019 - isaurasilva@revistavitti.com.br SÃo JoSÉ doS CAMPoS / tAUBAtÉ / UBAtUBA Marcela Vitti (12) 98122-3000 - marcela@revistavitti.com.br GUArAtiNGUEtÁ / APArECidA / lorENA Benê Carvalho (12) 98270-0069 - benecarvalho@revistavitti.com.br diStriBUiÇÃo: Rodrigo Melo Gratuita e dirigida às cidades de Taubaté, São José dos Campos, Caçapava, Pindamonhangaba, Tremembé, Guaratinguetá, Lorena, Cruzeiro, Campos do Jordão, Santo Antônio do Pinhal e Ubatuba

CArtAS “Que lindos e queridos! O Café e Bistrô Sans Souci é um local com charme e bom gosto. Graças à competência e ao trabalho desses três!” Sonia Contipelli, via Facebook “Sou fã do Café e Bistrô Sans Souci. Resumo de charme, sofisticação e sabores especiais!” Valeria Alam, via Facebook “A Revista Vitti tem um bom conteúdo e matérias interessantes!” Fernando Haik, via Facebook

Impresso no parque gráfico da Resolução Gráfica Ltda. AtENdiMENto Ao CliENtE (12) 3632-3060 / (12) 98270-0018 - Rua dos Operários, 118 Taubaté - SP - Os artigos, matérias, opiniões e anúncios aqui publicados são de inteira responsabilidade de seus idealizadores, e não refletem necessariamente a opinião da Revista Vitti. - Os conteúdos veiculados nos anúncios publicitários são de inteira responsabilidade dos anunciantes. - É proibida a reprodução total ou parcial da revista sem autorização da Revista Vitti.

CAPA

Março, 2018

www.revistavitti.com.br

Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 5


Nossa equipe

Equipe

iSAUrA SilVA

BENÊ CArVAlHo

Comercial e Colunista

Vendas e Colunista Guará

BrUNo MoUrA

lUCAS NASCiMENto

Diagramação e Criação

Fotógrafo

rodriGo MElo Distribuidor

MUrilo BArACHo

Assistente e Social Media

AMANdA SiMPSoN Jornalista

Colunistas

AMANdA AYEllo Taubaté

6 | Vitti | revistavitti.com.br

JoSÉ lUiZ Taubaté

GilBErto FrEitAS São José dos Campos

liGiA BAllot Aparecida

Abril, 2018


@SANTA_LOLLA /SANTALOLLA SANTALOLLA.COM.BR

WINTER ‘18 TAUBATÉ SHOPPING AVENIDA CHARLES SCHNNEIDER, 1700 12 3424-4000 Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 7


Fotos: Lucas Nascimento

Entrevista

ABC turismo

50 anos de profissionalismo, tradição e confiança

C

Amanda Simpson

ompletando 50 anos de existência este ano, a ABC Turismo carrega valores como excelência em atendimento, qualidade nos serviços e, é claro, tradição no segmento de turismo no Vale do Paraíba. Para comemorar todos esses anos de sucesso e dedicação, conversamos com Marcelo e com Eduardo Matera, diretores da empresa. Confira a entrevista.

8 | Vitti | revistavitti.com.br

Vitti: Qual é a história por trás dos 50 anos da ABC Turismo? Marcelo: Quando nosso avô paterno, que trabalhava no Rio de Janeiro, veio para Taubaté, em 1958, adquiriu uma empresa de transporte. Surgiu, assim, a ABC Transportes – em uma iniciativa conjunta do meu avô, Amadeu, e seus dois sócios, Bruno e Carlos. Por isso as iniciais ABC. Dez anos depois, em 1968, foi criada a ABC Turismo. Na época, ela ficava na rua Carneiro de Souza, no centro da cidade. Em 1972, a ABC Transportes foi vendida e, na nossa família, se manteve a agência de turismo. Em 1997, nos mudamos para este espaço, localizado na praça Santa Terezinha. Durante esse tempo, entre 2002 e 2017, fomos representantes da Forma Turismo no Vale do Paraíba. A partir de 2007, nos tornamos franqueados da CVC em Taubaté. Hoje possuímos as lojas da CVC na praça da CTI, no Taubaté Shopping e no Via Vale. Além disso, estamos prontos para inaugurar uma nova loja da CVC

"Prezamos por um atendimento de qualidade, e esperamos que os clientes desfrutem a viagem da melhor forma possível. Uma empresa não está no mercado há 50 anos por acaso." em Pindamonhangaba, no shopping Pátio Pinda. Nosso pai, Amadeu Matera Jr., que faleceu há 16 anos, comandou a empresa por muito tempo. Hoje, fazemos questão de manter o legado. Abril, 2018


Vitti: Justamente por ser uma empresa tradicional, como a ABC Turismo lida com as novas tecnologias do segmento de viagens? Marcelo: Nós investimos em tecnologia. Trabalhamos com o que há de melhor no mercado com relação a sistemas de reserva e vendas. Nossa equipe é extremamente preparada e capacitada para oferecer a melhor experiência para nossos clientes. A ABC Turismo é uma empresa com pessoas comprometidas, que trabalham há bastante tempo conosco, e estão prontas para oferecer ao cliente o que ele deseja. As tendências globais do mundo atual mudam com muita rapidez. Assim, adaptação, atualização e inovação fazem parte do nosso trabalho. Criamos um departamento de vendas online, a fim de proporcionar um atendimento virtual através das redes sociais. Acreditamos que uma empresa deve se renovar para se adaptar ao mercado, e aos desejos de seus clientes.

mas tudo de acordo com a vontade do cliente. Também trabalhamos com grupos de viagens nacionais e internacionais. Esse é um segmento muito interessante, porque muitas pessoas se sentem mais amparadas quando podem viajar em grupo e com o acompanhamento de um profissional. A agência também conta com um Departamento Corporativo, com profissionais especializados em atender às necessidades das empresas e seus executivos. Além disso, nossa equipe consegue, muitas vezes, valores e condições melhores do que os encontrados na internet. Existe o imaginário de que, hoje em dia, não vale mais a pena procurar os serviços de uma agência. Mas vale! Porque estamos aqui para esclarecer as dúvidas e dar todo o respaldo para que os clientes curtam a viagem com segurança. Vitti: Vocês enxergam a internet como uma rival, ou como uma aliada?

compram conosco através das redes sociais e aplicativos de mensagem. Vitti: Qual é o diferencial da ABC Turismo na região? Eduardo: Acredito que os principais sejam a confiança, a ética, o profissionalismo e a tradição. Prezamos por um atendimento de qualidade, e esperamos que os clientes desfrutem a viagem da melhor forma possível. Uma empresa não está no mercado há 50 anos por acaso. São anos de experiência, de vitórias, de conquistas e de lutas. A ABC foi pioneira no mercado de turismo do Vale do Paraíba, e, mais do que viagens, nós vendemos experiências e sonhos. Nós procuramos viajar muito, assim como também incentivamos nossos colaboradores. Acreditamos que a experiência adquirida nas viagens, deva ser compartilhada na hora de vender. Esse é outro diferencial: dividir experiências reais.

À esquerda, equipe ABC Turismo. E à direita, Iara, Marcelo e Eduardo Matera, proprietários da empresa.

Vitti: Quais são os serviços oferecidos pela ABC Turismo? Eduardo: É muito comum as pessoas associarem a agência somente à venda de pacotes completos: passagem, hospedagem, e passeios por alguns dias, por exemplo. Por isso, é fundamental frisar que a agência oferece todos os serviços de uma viagem, como passagens aéreas, hotéis, cruzeiros marítimos, ingressos, seguros, e outros que podem ser adquiridos separadamente. Esse é o nosso trabalho. É claro que também elaboramos pacotes, Abril, 2018

Eduardo: A internet é uma aliada, porque ela estimula a pessoa a viajar mais. Se formos agora ao aeroporto de São Paulo, veremos que tem muito mais movimento que antigamente. Ou seja: em algum lugar as pessoas estão comprando suas viagens. Procuramos oferecer a mesma facilidade e agilidade que a internet oferece, aliadas à nossa experiência de 50 anos. Muitos clientes preferem comprar através do atendimento presencial, indo até a agência, pois gera mais confiança e segurança. Assim como muitos clientes

Vitti: O que os 50 anos da ABC Turismo representam para vocês? Marcelo e Eduardo: Tudo o que construímos, foi com muito trabalho, dedicação e profissionalismo. Por isso, queremos, acima de tudo, agradecer. Agradecer a Deus, aos nossos familiares, aos nossos colaboradores: Walmir, Elaise, Clemente, Fátima, Neusa, Regina, Karina, Teresinha, Drieli, Sohaila, Gleice e Juliane. Aos fornecedores e, em especial, aos nossos clientes e amigos, pelo carinho e a confiança de sempre. ABC Turismo 50 anos! revistavitti.com.br | Vitti | 9


ABC Turismo

Lucas Nascimento

A Jovem dama

Fachada da agência da primeira loja ABC Turismo

Marcelo, Iara e Eduardo Matera

como era jovem... Sonhada, nascida e criada pelos anseios de uma família vinda da então “Cidade Maravilhosa” - Rio de Janeiro, e inspirada pelos longínquos ares da cidade de Matera, que lhes deu o nome, lugar histórico tombado pelo Patrimônio Cultural da Itália, a Jovem Dama iria encontrar em nossa Taubaté, cidade acolhedora e laboriosa, o cenário perfeito para crescer. Ao chegar aqui, em 1958, a família Matera, com uma visão empreendedora de seu patriarca, experiência de vida e trabalho de todos, e encorajados por amigos leais daqui, que se tornariam sócios, adquiriu a empresa de transportes existente em nossa cidade, fazendo com que as pequenas linhas circulares que existiam se transformassem em inúmeras, cortando Taubaté de bairro a bairro, com seus novíssimos ônibus recém-adquiridos. A cidade crescia e isso se fazia necessário. Alguns anos depois, a empresa de transportes já consolidada, foi comprada por novos proprietários que a ela dariam continuidade. E o sonho continuava... Amadeu Matera, jovem e dinâmico, percebeu o momento e o desejo de “algo a mais”. Algo a acrescentar àquela realidade ainda indefinida. A vontade de concretizar seu sonho era imensa! Sentia-se compromissado e grato a Taubaté, por lhe ter dado a sua família: mulher e quatro filhos. Viagens! Novos olhares! Conhecimento e lazer! A princípio, foram organizadas viagens 10 | Vitti | revistavitti.com.br

Eduardo, Roberto, Denise, Amadeu, Iara e Marcelo

rodoviárias, aproveitando a experiência adquirida com a ABC Transportes. O mundo começava a mudar rapidamente, e as pessoas queriam fazer parte dessa transformação, desejavam alargar seus horizontes. Eram os anos 60! Com afinco, Amadeu Matera se dedicou a projetos pioneiros, que deram início às primeiras e grandes viagens de lazer, aqui no Vale. Em 1968, ela nascia afinal! A primeira agência de viagens do Vale do Paraíba: “ABC Turismo”- a nossa Jovem Dama. Anos se passaram... Alguns muitos difíceis! A realidade brasileira, com planos econômicos inviáveis e constantes mudanças em nossa moeda, deixava a todos em constante sobressalto. Mas a persistência, a firmeza e a liderança, proporcionaram maturidade à jovem empresa! O caráter, senso de justiça, o profissionalismo, a ética e os valores de vida, foram transmitidos aos filhos, que se uniram ao pai, na consolidação do sonho de uma vida. Viagens aéreas, marítimas, novos planos e projetos se sucederam! Era Taubaté irradiando o Turismo. Mas... 50 anos atrás? Turismo? O que era Turismo? Hoje sabemos! Por esses Materas visionários, pais e filhos... Hoje sabemos. Realizadora de sonhos, pujante, valorosa, integradora mundial de conhecimento e

Fotos antigas: Arquivo pessoal

E

iara Matera

Amadeu Matera Jr., fundador da ABC Turismo

cultura! É a indústria do Turismo. Parabéns, ABC Turismo! Parabéns, Taubaté, que a acolheu! Parabéns, meus filhos! Parabéns a todos os amigos, clientes, parceiros, colaboradores, fornecedores e funcionários exemplares, que fizeram essa Dama querida ser festejada em seu 50 anos! Uma longa trajetória de dedicação! Obrigada a minha família que tanto amo! Em 50 anos muita coisa mudou... Mas nunca mudou o “sonho de viajar”. Iara Matera (Abril/2018).

Por que "Jovem Dama"?

Eu tenho uma preocupação muito grande com os imóveis da cidade, que estão se deteriorando. Por isso eu chamo essa casa, que sedia a ABC Turismo, de Jovem Dama. Porque embora ela preserve as características históricas com a fachada antiga, da década de 30 ou 40, ela ainda assim é jovem por dentro – seja no trabalho, na dinâmica, nos funcionários e até nos meus filhos, que, para mim, são muito jovens! Abril, 2018


Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 11


Especial

Lucas Nascimento

SAÚDE

"Muito mais do que apenas atender, o compromisso da Dom é ser uma clínica completa, que oferece todos os serviços da área odontológica de forma integral." Vitti: E nome Dom, de onde vem? Dra. Raquel: Quando fomos escolher o nome da clínica, procuramos por um que representasse o que fazemos, com nossas crenças e valores. E entre os sugeridos, Dom era o que mais nos representava – pois numa interpretação grega quer dizer “tratar com carinho”, em português significa “talento inato ou aptidão divina”, e em latim representa “presente de Deus”.

dom odontologia Qualidade e inovação

C

om o objetivo de promover sorrisos saudáveis e estéticos, Dr. Alysson Martins Corrêa e Drª Raquel Hussne, fundaram a Dom Odontologia. Prezando sempre pela satisfação dos clientes, os profissionais oferecem um atendimento de excelência e contam com uma equipe especializada. Confira a entrevista.

12 | Vitti | revistavitti.com.br

Vitti: Como surgiu a Dom Odontologia? Dr. Alysson: Quando iniciamos nossa carreira clínica, inicialmente fundamos dois espaços, um em Taubaté e outro em Itapeva, e contratamos uma consultoria para decidir onde ficaríamos. A grande surpresa foi que o consultor nos mostrou que seria loucura fechar uma das unidades, já que ambas eram bastante produtivas. Ao invés disso, por conta da qualidade técnica e do perfil que possuíamos, segundo ele, deveríamos abrir mais unidades e não fechar. Resumidamente, foi assim que surgiu a Dom Odontologia.

Vitti: Como a equipe é constituída? E quais os serviços oferecidos? Dra. Raquel: Muito mais do que apenas atender, o compromisso da Dom é ser uma clínica completa, que oferece todos os serviços da área odontológica de forma integral, dando total conforto ao paciente, que não terá que ir a vários locais ou clínicas para resolver o seu problema. Nossa equipe possui profissionais especialistas em todas as áreas, e nesse quesito podemos dizer que demos muita sorte, pois sou Ortodontista e Odontopediatra, e o Dr. Alysson, Implantodontista especializado em estética e periodontia – ou seja, nos completamos profissionalmente. Além destas áreas específicas de atuação, Dr. Alysson e eu somos os responsáveis técnicos de uma equipe bem maior, onde damos treinamento constante em nossas unidades, formando e desenvolvendo profissionais para atuar seguindo esse mesmo padrão de qualidade. Quanto aos serviços que oferecemos, destacamos a ortodontia, implantes, estética dental e orofacial. Porém temos especialistas que atuam desde tratamentos de canal a cirurgias ortoguináticas, sempre procurando atuar em todas as áreas. Abril, 2018


Vitti: Além de atuarem na clínica, vocês desenvolvem um trabalho acadêmico como professores? Dr. Alysson: Posso dizer que sim, mas de uma forma diferente, já que nosso foco é a clínica e por isso decidimos não nos ligar diretamente a alguma Universidade. Entretanto, participamos como palestrantes em diversos congressos no Brasil e no mundo. Citando alguns exemplos, já demos conferência nos Estados Unidos, México, Equador, Costa Rica, República Dominicana, Peru, Argentina, entre outros. Recentemente, também participamos aqui em Taubaté como professores em um curso de especialização de ortodontia e estética orofacial. Como já disse, o nosso foco é a clinica, mas sabemos que, para sempre estarmos na vanguarda da odontologia, temos que ter um pé na clínica e outro na sala de aula – tanto como professor, quanto como pesquisador. Por isso, somos ligados a diversas organizações de ensino e pesquisa como, por exemplo, ao SOLA (Seminários Odontológicos Latino Americanos), que já fui presidente, e à Academia Internacional de Odontologia Integral, que a Dra. Raquel já foi diretora, entre outras instituições que trabalham com pesquisas e congressos.

dor na nossa prática clínica, assim como na ortodontia, com os aparelhos ortodônticos linguais e o uso de fios termoativados. E não paramos por aí. Hoje realizamos cirurgias sem uso de antibióticos com a máxima segurança, devido ao uso de ozônio, técnica essa que fomos pioneiros no Brasil, assim como a realização de avaliações metabólicas ósseas antes das cirurgias de enxerto ósseo e implantes. Isso sem falar nos planejamentos estéticos por computação de facetas e lentes de contato cerâmicas. Vitti: Os procedimentos realizados na odontologia estão ligados à saúde do paciente, mas também ao fortalecimento da autoestima. Como vocês avaliam esse processo? Dr. Alysson: A odontologia mudou muito nos últimos anos. Hoje não podemos mais avaliar apenas dentes, mas sim todo o contexto em que eles estão inseridos. Novas áreas como a Estética Orofacial, vêm se mostrando importantíssimas no campo de atuação dos dentistas. Seria até negligência corrigir um sorriso

sem a correção de uma assimetria facial de lábio, como um sorriso gengival, não lançando mão do uso de Botox e Ácido Hialurônico, por exemplo. Vitti: Qual a motivação diária para atuar nesse seguimento? Dra. Raquel: Saber que você está fazendo o bem para o outro, pois não há nada mais gratificante do que poder ajudar alguém a se sentir melhor, removendo a sua dor ou melhorando sua qualidade de vida. Vitti: Analisando suas trajetórias, qual é o sentimento que fica e o que vocês ainda pretendem conquistar? Dra. Raquel: O sentimento é de gratidão por já termos conquistado tanto, em tão pouco tempo – apesar dos quase 20 anos de trabalho. Sabemos que estamos no início, pois a Dom Odontologia ainda é só uma semente. Somos muito jovens e estamos muito motivados, então outras unidades ainda virão, equipes maiores, novos cursos, mas sempre com o foco na clínica, no nosso paciente.

Vitti: Qual é o diferencial da Dom? Dra. Raquel: Acreditamos que ter tudo no mesmo lugar já é um grande diferencial, mas não seria tanto se não tivéssemos a qualidade aliada, e é por isso que damos muito valor à formação da nossa equipe, que hoje é composta por profissionais formados nas melhores universidades do país. Assim como é o meu caso e o do Dr. Alysson, que nos formamos na USP de Bauru, considerada uma das melhores faculdades de odontologia do mundo, segundo diversos ranques de avaliação. Porém, para conquistar ainda mais credibilidade, em 2009 conseguimos reconhecimento através da Certificação Internacional de Qualidade, concedida pela Academia Internacional de Odontologia Integral, sendo a primeira clínica da região a conseguir uma certificação internacional na área da odontologia. Foi um processo longo e trabalhoso, mas que valeu a pena. Vitti: Quais são os grandes avanços da odontologia nos últimos anos? Dr. Alysson: A odontologia evolui constantemente. Há mais ou menos 10 anos, fomos os pioneiros a introduzir as cirurgias virtuais guiadas por computaAbril, 2018

Fotos: Arquivo pessoal

revistavitti.com.br | Vitti | 13


Elastografia Hepática por Ultrassonografia | Raios-X Contrastado | Cintilografia do Miocárdio | RM das Mamas RM Multiparamétrica de Próstata | RM do Fígado com contraste Hepato-específico Angiotomografia das Artérias Coronárias (128 canais)

14 | Vitti | revistavitti.com.br

Abril, 2018


www.maisnove.com.br

Av. Nove de Julho, n°415 – Centro - Taubaté, SP (12) 3625-2000 | 99764-9055 | atendimento@maisnove.com.br Abril, 2018

Foto: 2013 Leonard S Lo

S

egundo dados do Ministério da Saúde, o brasileiro tem se preocupado cada vez mais com a sua saúde. Pessoas têm adotado diariamente rotinas mais saudáveis, seja por meio de atividades físicas, uma alimentação balanceada e visitas periódicas ao médico. Para que essas melhorias e mudanças de hábitos ocorram, empresas no ramo da saúde têm investido constantemente em serviços que ofereçam uma melhor qualidade de vida e bem-estar ao paciente. Com a missão de promover o bem-estar e a qualidade dos serviços prestados em Medicina Diagnóstica, a +Nove tem canalizado os seus investimentos nos três pilares para a excelência: pessoas, processos e novas tecnologias. As novas tecnologias permitem que a +Nove se transforme cada vez mais em uma empresa digital. Investimentos em sistemas, plataformas online e equipamentos para diagnóstico têm permitido e facilitado o agendamento pelas redes sociais e chat, confirmação de exame via SMS, disponibilização de laudos e imagens na web, envio de preparos por e-mail e SMS, relacionamento com os clientes e resultados mais rápidos. Para que essas transformações ocorressem de maneira que não atrapalhasse o trabalho atual, pessoas foram treinadas e processos reestruturados e otimizados. Equipes passaram a trabalhar de maneira integrada. O propósito dessas mudanças é beneficiar o paciente e facilitar o processo, para que o atendimento, desde o agendamento, seja mais ágil e fácil até a sua finalização (retirada do resultado) junto à pesquisa de satisfação. Assim conheceremos suas necessidades e opinião.

A sua saúde é o nosso prêmio. revistavitti.com.br | Vitti | 15


16 | Vitti | revistavitti.com.br

Abril, 2018


Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 17


Especial

SAÚDE

Quando o mundo não muda, a gente muda.

D

iante da situação econômica que o Brasil vem enfrentando, todos buscamos alternativas para obter resultados cada vez mais eficazes. Atualmente, tem sido crescente a organização de grupos de pessoas com os mesmos objetivos, que se unem para ganhar maior “poder de negociação” em prol de interesses comuns. Todavia, o que antes era principalmente voltado para atividades relacionadas a hobbies e à compra de produtos, hoje profissionalizou-se e evoluiu para segmentos mais tradicionais do mercado, como a Saúde e o Bem-estar. No Vale do Paraíba, por exemplo, podemos destacar a grande aceitação e o rápido crescimento do Clube LEVIDA, onde, segundo a diretora proprietária Alexandra Manfredini, “houve uma abertura muito positiva dos consumidores por encontrar 18 | Vitti | revistavitti.com.br

no Clube LEVIDA uma opção acessível e diferenciada devido à qualidade e à ampla rede de parceiros na área da Saúde, com benefícios reais para nossos associados”. Neste contexto, o que se percebe, é que muito diferentemente dos players tradicionais, os clubes de benefícios são menos burocráticos e mantém uma relação mais próxima com seus associados – um comportamento bastante adequado e em conformidade com o momento e o perfi l dos consumidores atuais. Em suma, o sucesso desses clubes pode ser considerado ainda como um indicador da capacidade do brasileiro de se reinventar e criar caminhos frente a cenários restritivos, pouco promissores, ou quando sua expectativa não vem sendo plenamente satisfeita. O fato é que, quando o mundo não muda, a gente muda! E evoluir é mesmo uma condicional.

Benefícios de um clube de Saúde e Bem-estar: - Ampla rede de parceiros cadastrados; - Vantagens conquistadas ao tornar-se membro de um grupo; - Descontos reais em diversos estabelecimentos e profissionais liberais; - Participação em palestras e eventos exclusivos; - Sorteios mensais para associados. Clube LEVIDA PubliEditorial Abril, 2018


Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 19


Especial

Lucas Nascimento

SAÚDE

ortopedia e traumatologia Prof. dr. Nelson Franco

P

rof. Dr. Nelson Franco Filho, formado em medicina pela Universidade de Taubaté, é professor titular de Ortopedia e Traumatologia e chefe do Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Universitário da cidade. Foi presidente da Sociedade Brasileira de Quadril (2005/2006), e participou da elaboração do primeiro livro escrito por autores brasileiros voltado à cirurgia do quadril. Lançada em 2008, a obra está na segunda edição e foi traduzida, inclusive, para outros idiomas – como o espanhol e o inglês. Dividindo seu tempo entre o Hospital Universitário, a área acadêmica e os consultórios privados – tanto em Taubaté, quanto em São José dos Campos –, Dr. Nelson realiza cirurgias de quadril e joelho às segundas e quartas-feiras, de manhã e em período integral, respectivamente. "Para desenvolver atividades instrutivas nos ambulatórios e centros cirúrgicos, recebemos alunos do quarto, quinto e sexto ano de medicina", diz. Além de atuar na área da Saúde, Nel20 | Vitti | revistavitti.com.br

son também é músico, e expressa a felicidade de estar na mesma banda, "I'm Sorry", há 24 anos. "Sempre nutri paixão pela música. Antes de iniciar a faculdade de medicina, fui músico profissional em São Paulo. Hoje divido meu tempo entre essas duas atividades", conta. Casado há 39 anos, o médico ortopedista afirma que sua esposa é seu grande alicerce. Avô e pai de três fi lhos, tem a felicidade de dividir consultório com sua filha, Dr.ª Marcela Franco, que é dermatologista. Atualmente, como você classifica a Ortopedia brasileira? Dr. Nelson: Para nosso orgulho, situa-se entre as melhores do mundo. Hoje, os ortopedistas brasileiros são frequentemente requisitados para conferências no Brasil e no mundo. Eu, por exemplo, já tive a honra de participar de conferências na Argentina, Chile, Uruguai, Colômbia, Estados Unidos, Itália, Espanha e Bélgica. Vários colegas da nossa equipe do Hospital Universitário também já tiveram essa oportunidade.

E com relação à Ortopedia do Hospital Universitário de Taubaté? Dr. Nelson: Também é muito boa. Recentemente, nossa Residência Médica em Ortopedia e Traumatologia foi incluída, pela Sociedade Brasileira de Ortopedia, entre as cinco melhores do estado de São Paulo. No último concurso para obtenção do título de Especialista em Ortopedia e Traumatologia, realizado no mês de março, nossos residentes tiveram 100% de aprovação e apresentaram médias entre 8,2 e 9,5. No geral, aqui em Taubaté, posso dizer que realizamos as cirurgias de quadril com a mesma tecnologia dos grandes centros nacionais e internacionais. CrM - 26.873 Clínica osteocenter

Rua Silva Jardim, nº 214. Centro, Taubaté, SP. Telefone: (12) 3632-4220 / (12) 99744-0875

orthoservice - Hospital ortopédico.

Av. Tívoli, nº 433. Vila Betânia, São José dos Campos - SP. Telefone: (12) 3924-8200 Abril, 2018


Especial

Lucas Nascimento

SAÚDE

dermatologia

F

dr.ª Marcela Franco

ormada em medicina pela Universidade São Francisco, e em dermatologia pelo Instituto BWS, Marcela Franco conta que desde pequena gostava de acompanhar o pai, o ortopedista Nelson Franco, nas visitas aos pacientes internados no Hospital Universitário de Taubaté. "Nos finais de semana, eu ficava esperando por ele em uma sala de aula e, depois, adorava saber sobre os pacientes", lembra. Dr.ª Marcela conta que o amor pela medicina surgiu aos poucos, e que tudo aguçava sua curiosidade – desde os programas médicos na tevê, ao cotidiano do pai. Optou pela dermatologia por acreditar ser fascinante estudar o maior órgão do corpo humano: a pele. "O câncer de pele é um dos mais frequentes do Brasil. Por isso, para mim, é gratificante diagnosticar, tratar e prevenir essa doença", diz. Além das doenças de pele, a dermatologia engloba, também, o âmbito estético. "A estética é, de fato, outra área apaixonante. Hoje, através da harmonização facial, nós podemos devolver a autoestima para muitos pacientes e retardar o envelhecimento da pele", relata. De acordo com a dermatologista, a queda capilar lidera o ranking das reclamações

Abril, 2018

dos pacientes, seguido por melasma e, depois, acne – que aterroriza os adolescentes, mas também está presente na vida adulta. Com relação aos tratamentos estéticos mais procurados, Dr.ª Marcela diz que a toxina botulínica (popularmente conhecida como "botox") é a mais pedida. "Ela é utilizada para suavizar linhas de expressão, como rugas na testa e ao redor dos olhos", explica. O preenchimento com ácido hialurônico, para dar volume aos lábios e atenuar olheiras, é outro dos procedimentos mais frequentes – seguido, também, pelo peeling químico, que suaviza manchas no rosto. O que é harmonização facial?

Dr.ª Marcela: Com o passar dos anos e com o envelhecimento, há uma reabsorção óssea e de gordura, principalmente ao redor dos olhos, que provoca uma expressão cansada. Assim como também há na região dos lábios, nariz e queixo, resultando em um sorriso triste devido à perda do contorno e do volume dos lábios, queda das bochechas e acentuação de sulcos – como o bigode chinês, por exemplo. O aparecimento de linhas de expressão na testa, também faz com que o paciente aparente estar sempre bravo e cansado. Com o avanço dos tratamentos estéticos, não se busca mais aquele rosto congelado, sem expressão. A busca é por uma fisionomia mais leve, descansada e natural. Até porque, hoje

os pacientes preferem fazer tratamentos menos invasivos e sem cortes. Assim, a harmonização facial, feita por meio do preenchimento com ácido hialurônico em pontos específicos, permite que o dermatologista obtenha o efeito de lifting facial, melhorando a simetria, valorizando as qualidades de cada rosto e proporcionando um rejuvenescimento facial.

Q ua is s ão os t r ata mentos ma is indicados para queda capilar?

Dr.ª Marcela: Antes de tratar, é preciso investigar a causa da queda capilar através de exames laboratoriais, dermatoscopia do couro cabeludo e exame clínico. Existem diversos tipos de tratamentos para a queda capilar, e eles devem ser individualizados e indicados de acordo com a causa de cada paciente. O uso de vitaminas orais, como zinco, biotina, ferro, e outras, são alguns exemplos. Outros tratamentos com o uso de bloqueadores hormonais, de medicamentos tópicos que estimulam o crescimento dos fios, ou tratamentos estéticos, como a mesoterapia capilar e o microagulhamento, também são opções. No mais, em casos mais extremos, o paciente também pode recorrer ao implante capilar.

Clínica osteocenter Rua Silva Jardim, nº 214. Centro, Taubaté - SP. Telefone: (12) 3632-4220 (12) 99744-0875 CrM - 160.850 revistavitti.com.br | Vitti | 21


Especial

SAÚDE

instituto Nacional do Câncer divulga estimativas para a doença no Brasil

P

Amanda Simpson

roduzido pelo Ministério da Saúde em parceria com o Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), a publicação Estimativa 2018 analisa o cenário atual do câncer no Brasil e representa, assim, uma importante ferramenta para o controle da doença – já que auxilia na elaboração de políticas públicas e alerta a população sobre a importância de realizar exames anuais e, também, de aderir hábitos saudáveis. Acredita-se que o registro nacional do câncer seja um desafio para países em desenvolvimento, como o Brasil e sua enorme dimensão territorial, por exemplo. Isso porque, no caso, a saúde pública não tem o amparo necessário para prevenir e combater a doença. Por isso, a estratégia tem sido fortalecer os centros de informação, de forma que seja possível analisar o âmbito nacional da doença. Nesse sentido, o Brasil produz dados desde 1995, aprimorando sua metodologia com os anos. Apesar dos desafios, o país se

22 | Vitti | revistavitti.com.br

classifica entre os que mais têm avançado na coleta de informações para alimentar um sistema integrado sobre a doença. A edição para o biênio 2018-2019 da Estimativa de Incidência de Câncer sugere que, para o Brasil, haja a ocorrência de 600 mil novos casos de câncer a cada ano. Com a exceção do câncer de pele não-melanoma (cerca de 170 mil casos), acredita-se em outros 420 mil diagnósticos da doença, aproximadamente. O perfi l do país engloba, entre os mais incidentes, os cânceres de próstata, pulmão, mama feminina, cólon e reto. Também apresentam altas taxas os cânceres de colo de útero, estômago e esôfago. Entre os homens, o mais frequente é o de próstata (68 mil), e entre as mulheres, o de mama (60 mil) é o mais comum. Acredita-se que, nos homens, além do câncer de próstata (31,7%), os mais incidentes serão: pulmão (8,7%), intestino (8,1%), estômago (6,3%) e cavidade oral (5,2%). Nas mulheres, o estudo prevê que, além do câncer de mama (29,5%), os principais serão: intestino (9,4%), colo do útero (8,1%), pulmão (6,2%) e tireoide (4,0%).

De acordo com o levantamento, as taxas de incidência ajustadas por idade, tanto para homens, quanto para mulheres, são consideradas intermediárias e compatíveis com as apresentadas para países em desenvolvimento. A Estimativa também apontou que as regiões Sul e Sudeste concentram 70% da ocorrência de casos novos, indicando, inclusive, que nas duas há predominância nos cânceres de próstata, mama feminina, pulmão e intestino. A região Centro-Oeste traz semelhanças, mas também incorpora os cânceres de colo do útero e de estômago entre os mais incidentes – sendo, estes últimos, os principais nas regiões Norte e Nordeste. Com o informativo, o Instituto Nacional de Câncer reafirma o propósito de fortalecer a fiscalização da doença no país, acreditando que as estimativas para o biênio 2018-2019 auxiliem nas estratégias das áreas de Saúde que visam a prevenção do câncer. Acredita-se que a implementação de ações pontuais podem ajudar a detecção precoce da doença, e, assim, facilitar o controle e o tratamento de pacientes diagnosticados. Abril, 2018


䤀渀琀攀爀渀愀漀 䄀猀 甀渀椀搀愀搀攀猀 搀攀 椀渀琀攀爀渀愀漀 搀漀 䠀漀猀瀀椀琀愀氀 ㄀  搀攀 䨀甀氀栀漀 挀漀渀琀愀洀 挀漀洀 琀漀搀愀  愀 攀猀琀爀甀琀甀爀愀 昀猀椀挀愀 攀 漀猀 攀焀甀椀瀀愀洀攀渀琀漀猀 琀挀渀椀挀漀猀 渀攀挀攀猀猀爀椀漀猀 瀀愀爀愀 漀猀  挀甀椀搀愀搀漀猀 挀漀洀 漀 瀀愀挀椀攀渀琀攀Ⰰ 漀昀攀爀攀挀攀渀搀漀Ⰰ 琀愀洀戀洀Ⰰ 漀猀 猀攀爀瘀椀漀猀 搀攀 甀洀愀  攀焀甀椀瀀攀 洀甀氀琀椀搀椀猀挀椀瀀氀椀渀愀爀 搀攀 攀砀挀攀氀渀挀椀愀Ⰰ 瀀愀爀愀 挀漀渀昀漀爀琀漀 攀 琀爀愀渀焀甀椀氀椀搀愀搀攀  搀攀 瀀愀挀椀攀渀琀攀猀 攀 愀挀漀洀瀀愀渀栀愀渀琀攀猀⸀ 唀渀椀搀愀搀攀猀 唀渀椀搀愀搀攀猀 猀攀瀀愀爀愀搀愀猀 瀀漀爀 攀猀瀀攀挀椀愀氀椀搀愀搀攀 挀椀爀切爀最椀挀愀 漀甀 挀氀渀椀挀愀Ⰰ 瀀愀爀愀 瀀爀漀ⴀ 瀀漀爀挀椀漀渀愀爀 甀洀 愀琀攀渀搀椀洀攀渀琀漀 瘀漀氀琀愀搀漀 猀 渀攀挀攀猀猀椀搀愀搀攀猀 攀猀瀀攀挀昀椀挀愀猀 搀攀  挀愀搀愀 瀀愀挀椀攀渀琀攀⸀ 吀爀猀 琀椀瀀漀猀 搀攀 攀猀瀀愀漀 瀀愀爀愀 椀渀琀攀爀渀愀漀㨀 攀渀昀攀爀洀愀爀椀愀 ⠀焀甀愀爀琀漀 挀漀洀 搀漀椀猀  氀攀椀琀漀猀⤀Ⰰ 愀瀀愀爀琀愀洀攀渀琀漀 ⠀焀甀愀爀琀漀 椀渀搀椀瘀椀搀甀愀氀⤀ 攀 猀甀琀攀 ⠀焀甀愀爀琀漀 挀漀洀 搀漀椀猀 愀洀ⴀ 戀椀攀渀琀攀猀Ⰰ  洀漀戀椀氀椀爀椀漀  攀砀挀氀甀猀椀瘀漀  攀  猀愀氀愀  搀攀  攀猀琀愀爀⤀⸀  伀  愀瀀愀爀琀愀洀攀渀琀漀  攀  愀  猀甀琀攀 猀漀 攀焀甀椀瀀愀搀漀猀 挀漀洀 昀爀椀最漀戀愀爀Ⰰ 猀漀昀ⴀ挀愀洀愀 瀀愀爀愀 愀挀漀洀瀀愀渀栀愀渀琀攀Ⰰ  吀嘀  搀攀  ㌀㈀✀Ⰰ  愀爀  挀漀渀搀椀挀椀漀渀愀搀漀Ⰰ  琀攀氀攀昀漀渀攀  攀  愀挀攀猀猀漀    椀渀琀攀爀渀攀琀  猀攀洀  昀椀漀  ⠀眀椀ⴀ昀椀⤀⸀ 

挀漀渀瘀渀椀漀猀

伀唀吀刀伀匀 䌀伀一嘀쨀一䤀伀匀Ⰰ 䔀䴀 䘀䄀匀䔀 䘀䤀一䄀䰀 䐀䔀 䌀伀一吀刀䄀吀䄀윀쌀伀⸀

䄀 攀渀昀攀爀洀愀爀椀愀  攀焀甀椀瀀愀搀愀 挀漀洀 瀀漀氀琀爀漀渀愀 瀀愀爀愀 愀挀漀洀瀀愀渀栀愀渀琀攀Ⰰ 吀嘀 搀攀  ㌀㈀✀Ⰰ 愀爀 挀漀渀搀椀挀椀漀渀愀搀漀Ⰰ 琀攀氀攀昀漀渀攀 攀 愀挀攀猀猀漀  椀渀琀攀爀渀攀琀 猀攀洀 昀椀漀 ⠀眀椀ⴀ昀椀⤀⸀ 

䐀䤀刀䔀吀伀刀䄀 吀준䌀一䤀䌀䄀㨀 䐀刀䄀⸀䐀䔀䈀伀刀䄀䠀 䐀䄀嘀䤀䔀匀 ⴀ 䌀刀䴀㨀㔀㈀ ㈀㌀

䄀瘀⸀ 䄀爀椀猀琀椀搀攀猀 䨀漀愀焀甀椀洀 搀攀 伀氀椀瘀攀椀爀愀Ⰰ ㄀㄀㔀 簀  一⸀匀⸀ 倀攀爀瀀琀甀漀 匀漀挀漀爀爀漀 簀  倀椀渀搀愀  簀  ⠀㄀㈀⤀ ㌀㘀㐀㐀ⴀ㌀㐀   Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 23


Especial

SAÚDE

discussão sobre contraceptivos não

hormonais ganha força entre as mulheres

N

Amanda Simpson

os últimos anos, tem sido muito comum acompanhar as buscas femininas por métodos contraceptivos não hormonais. Os relatos de mulheres que sofreram com algum efeito colateral das pílulas combinadas ganharam força com o advento das redes sociais e, com isso, a discussão e a procura por outras alternativas têm ganhado cada vez mais evidência. De acordo com o relatório "Tendências no uso de contraceptivos pelo 24 | Vitti | revistavitti.com.br

mundo", divulgado pela ONU em 2015, 64% das mulheres que estão em um relacionamento estável utilizam métodos anticoncepcionais. No Brasil, atualmente, esse grupo atinge 79% – em 1970, essa porcentagem correspondia a 51%. No ciberespaço, comunidades onde informações são compartilhadas conquistam cada vez mais integrantes. A página "Vítimas de anticoncepcionais: unidas a favor da vida", e grupos como "Adeus hormônios: contracepção não hormonal", "DIU de Cobre" e "Diafragma", reúnem, juntos, mais de 345 mil

seguidoras, e servem como plataforma interativa para aquelas que pretendem conhecer outras possibilidades e dividir experiências. Isso porque, embora a bula possa ser lida incontáveis vezes, são os relatos pessoais que materializam as reações descritas ali. Os debates a respeito da contracepção não hormonal são extremamente relevantes e atuais dentro do universo feminino. A desconfiança vem, além das experiências pessoais, de discussões fomentadas pela ciência. Na década de 60, as primeiras pílulas anticoncepcionais representaram a emancipação feminina e significaram um marco na revolução dos hábitos sexuais. Ao longo dos anos, a ciência aprimorou o método oral – passando a oferecer, também, resultados estéticos positivos. Contudo, hoje, embora os benefícios das pílulas combinadas sejam inúmeros, muitas mulheres têm preferido viver sem a interferência de hormônios sintéticos no organismo.

continua >

Abril, 2018


Especial

SAÚDE

R

Cirurgião-dentista alia ciência à tecnologia

enato Galli, cirurgião-dentista, atua na área de reabilitação oral por imagem. Hoje localizada na rua Nicarágua, nº 270, no bairro Jardim das Nações, em Taubaté - SP, a clínica oferece as melhores tecnologias para o tratamento da oclusão e da ATM (articulação têmporo-mandibular). Com o objetivo de evitar a primeira restauração, os serviços prestados pelo cirurgião aliam ciência à tecnologia a fim de proporcionar tratamentos bucais de excelência. Acreditando que a imagem exerce maior poder de convencimento do que, muitas vezes, a opinião de um profissional, Renato Galli defende que a identificação precoce do problema é a melhor

forma de conservar a saúde bucal. O recurso que permite exibir, com absoluta nitidez, exames e fotografias capturadas durante a consulta, tem a intenção de garantir que o paciente consiga visualizar o que o próprio profissional enxerga durante o atendimento. "Acima de tudo, quero permitir que o paciente veja o que eu estou vendo. Acredito que a utilização das imagens é fundamental para que, na odontologia, seja possível realizar diagnósticos precoces e conscientizar o indivíduo a respeito dos cuidados e procedimentos aos quais este deve recorrer", explica Renato. De acordo com o cirurgião, é preciso compreender o problema para

aceitá-lo. Transportando a imagem da boca do paciente para o sistema, é possível ampliar o cenário e buscar informações extremamente relevantes com relação à causa, ao tratamento e, também, à prevenção. "É importante frisar que, quando o profissional não sabe o que ele procura, ele também não interpreta aquilo que vê. Por isso, para um diagnóstico efetivo, é fundamental aliar a capacitação do dentista aos recursos que a tecnologia oferece", completa. Renato Galli / Cirurgião-dentista (CROSP - 42.184).

Especialista em disfunção têmporomandibular e dor orofacial, e implantodontista.

Novo endereço:

rua Nicarágua, nº 270. Jardim das Nações, taubaté - SP telefone: (12) 3632-5227 / 3026-1136 Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 25


Tais benefícios incluem, por exemplo: a melhora da pele, do cabelo, a diminuição das cólicas, a regulação do ciclo menstrual, o auxílio no tratamento de ovários policísticos, e, é claro, a prevenção de uma gravidez indesejada. Por outro lado, sabemos que enxaquecas, inchaço, alterações de humor e ausência de libido também se apresentam nas usuárias. Além disso, a própria bula adverte que existem algumas situações de risco, como eventos tromboembólicos venosos, por exemplo. Reações adversas são reações nocivas não intencionais que um medicamento pode causar. Para existirem, essas reações se aliam a fatores individuais e, juntos, desempenham um papel importante na gravidade do problema. Com relação aos anticoncepcionais orais, o risco de ocorrência de reações adversas graves depende do tipo de progestágeno contido na formulação. De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o risco de formação de coágulos depende do tipo de hormônio presente no medicamento. Sabe-se que mulheres que utilizam contraceptivos que contém drospirenona, gestodeno ou desogestrel, possuem, em um ano, um risco de 4 a 6 vezes maior de desenvolver tromboembolismo venoso do que aquelas que não utilizam contraceptivos hormonais combinados. Por isso, recomenda-se que seja feita

uma avaliação médica minuciosa para analisar características que podem agravar uma pré-disposição a desenvolver qualquer tipo de reação ao medicamento. Nesse universo, devido à utilização de anticoncepcionais combinados contendo drosperinona/etinilestradiol, foram relatadas à Anvisa os seguintes agravantes: tromboembolismo, embolia pulmonar, trombose cerebral, trombose venosa profunda e acidente vascular cerebral. A utilização de métodos hormonais tem impacto na coagulação sanguínea. No entanto, é importante frisar que, além das pílulas anticoncepcionais, existem outros fatores de risco para a trombose, como, por exemplo: sedentarismo, tabagismo, gestação, obesidade, etc. Observa-se que, atualmente, a sensação coletiva não é mais a de liberdade que as pílulas trouxeram décadas atrás. A apreensão de sofrer algum dos efeitos colaterais aprisiona. A decisão de abandonar a contracepção hormonal, porém, é vista com cautela por muitos profissionais – que defendem que os riscos são pequenos e que os casos devem ser avaliados individualmente. Existem inúmeras fórmulas, dosagens e tipos de hormônio diferentes. A conscientização é importante para que, quando optar por utilizar o medicamento, este seja recomendado de acordo com o

perfi l de cada mulher. Para os profissionais, a utilização das pílulas sem orientação médica é um erro. Independente do método pelo qual optar, é inegável que, ao longo dos anos, a mulher ganhou mais autonomia no âmbito da saúde reprodutiva. Além disso, a liberdade de escolha e o acesso à informação também se tornaram aliados. Embora a internet e as redes sociais existam para democratizar o acesso a qualquer tipo de conteúdo – que circula de forma rápida e, muitas vezes, completa –, ainda existem muitas dúvidas sobre qual é o método mais adequado para cada mulher. Por isso, é fundamental procurar a orientação de um profissional para que seja possível avaliar os riscos e os benefícios para cada corpo. Trata-se de um processo que exige, além de muita informação, segurança na decisão. Para aquelas que optarem por métodos contraceptivos não hormonais, existem algumas opções que podem ser avaliadas com o auxílio de um profissional. É importante frisar que a eficácia desses métodos é variável, e que a combinação de mais de um é interessante para ampliar a prevenção de uma gravidez indesejada. Além disso, é fundamental lembrar que o único método que previne, também, a transmissão de Doenças Sexualmente Transmissíveis, é a camisinha.

Métodos mais comuns de contracepção não hormonal

Camisinha (masculina e feminina): Embora seja, geralmente, de látex, hoje em dia existem no mercado preservativos feitos de outros componentes. Para que sua proteção seja efetiva, é fundamental que seja colocada no início da relação sexual – não apenas no momento da ejaculação.

26 | Vitti | revistavitti.com.br

diafragma: Trata-se de um dispositivo flexível que é colocado dentro da vagina, fechando o canal do colo do útero. Existem diferentes tamanhos e, por isso, deve ser indicado e medido por um ginecologista.

diU de cobre: O dispositivo é feito de cobre e é colocado no interior da cavidade uterina, onde sua estrutura libera cobre e torna o ambiente hostil aos espermatozoides.

Abril, 2018


Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 27


Especial

SAÚDE

Conscientização sobre o HiV ainda se faz necessária

O

Amanda Simpson

Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) é responsável por atacar o sistema imunológico, cuja função é defender o organismo de doenças. É fundamental frisar que ter o HIV, nem sempre significa ter aids. É possível ser soro positivo e viver anos sem desenvolver a doença, mas, mesmo sem apresentar sintomas, o portador pode transmitir o vírus a outras pessoas. A transmissão se dá por relações sexuais desprotegidas, por transfusão de sangue contaminado, pelo compartilhamento de seringas contaminadas e de mãe para fi lho, durante os períodos de gravidez e amamentação. A infecção evolui em diferentes fases, mas os primeiros sintomas são muito parecidos com os de uma gripe – por isso, inicialmente, muitos casos passam despercebidos. De qualquer forma, a evolução do diagnóstico e a baixa imunidade ocasionam o aparecimento de outras doenças, que se aproveitam da fraqueza do organismo e conduzem a infecção para um estágio mais avançado. É de extrema importância ter ciência, o quanto antes, da sorologia positiva – pois, se identificada com antecedência, aumenta a expectativa de vida do portador. Hoje em dia, quem é diagnosticado cedo e busca tratamento em tempo hábil, consegue manter qualidade de vida. Além disso, no caso de gestantes portadoras do vírus, se seguirem o tratamento recomendado durante o pré-natal, o parto e o pós-parto, 99% podem não transmitir o HIV para os bebês. Por isso, aquele que se expôs a alguma situação de risco, deve realizar o teste anti-HIV. O diagnóstico, feito a partir da coleta de 28 | Vitti | revistavitti.com.br

sangue ou fluido oral, é simples. No Brasil, os exames laboratoriais e os testes rápidos conseguem detectar os anticorpos em, aproximadamente, 30 minutos. O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece o exame, gratuitamente, nas unidades da rede pública. Para que a infecção seja detectada, são necessários, pelo menos, 30 dias – contando a partir do momento em que o indivíduo foi exposto ao risco. Chamado de janela imunológica, esse período é necessário porque os testes buscam por anticorpos contra o HIV no material coletado. O Boletim Epidemiológico HIV/Aids do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis (Ministério da Saúde), publicado anualmente, apresenta informações e análises sobre os casos da infecção Brasil. De 2007 a junho de 2017, 194.217 casos de infecção pelo HIV no Brasil foram notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), sendo que, dos registros, 49,7% são do Sudeste, 20,7% do Sul, 15,6% do Nordeste, 7,4% do Norte e 6,7% foram notificados no Centro-Oeste no país. Nesse período, 131.969 (67,9%) homens foram diagnosticados com aids, assim como 62.198 mulheres. Nos últimos cinco anos, o país tem registrado, anualmente, cerca de 40 mil novos casos da infecção. Sabendo da importância de estimular a realização dos testes com uma certa periodicidade, uma campanha apostou nas redes sociais para induzir a mobilização. O Teste na Testa tem o objetivo de desmistificar e tornar mais frequente o hábito de fazer exames direcionados ao HIV. Com o mote "Você já fez o teste de HIV?", o website pretende oferecer conte-

údos segmentados para a população, dividindo o acesso entre quem já se testou, ou não. Voltada para o público jovem, a ação conta com alguns influenciadores digitais – cuja missão é engajar as pessoas a visitar o site (www.testenatesta.com.br), e, por meio da informação, incentivar a realização de exames diagnósticos. A ideia é que a plataforma estimule o compartilhamento de relatos e experiências pessoais, fortalecendo, assim, a conscientização sobre o tema. A meta da campanha – que é uma iniciativa da GSK/ ViiV Healthcare para apoiar o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) – é que, até 2020, 90% das pessoas vivendo com HIV sejam diagnosticadas, 90% destas estejam em tratamento e, das em tratamento, 90% estejam com a carga viral suprimida. De acordo com o Resumo Informativo mais recente da UNAIDS (2017), os números globais apontam que, em 2016, 36,7 milhões de pessoas estavam vivendo com o HIV. Destas, acredita-se que 53% tiveram acesso ao tratamento. Só na América Latina, no mesmo período, 1,8 milhão de pessoas foram diagnosticadas e 36 mil morreram de causas relacionadas. Embora as mortes associadas à aids tenham caído 48% desde 2005, é fundamental reforçar ações de conscientização. Segundo a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, existem 3952 unidades de testagem do HIV cadastradas – onde, normalmente, também podem ser realizados testes convencionais de sífi lis e hepatites B/C, tratamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis, e encontrados, tanto preservativos gratuitos, quanto a Profi laxia Pós-Exposição (PEP). Abril, 2018


Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 29


Especial

SAÚDE

Fotos: Arquivo Pessoal

Em busca de qualidade de vida, rapaz desiste de cirurgia bariátrica e perde mais de 100 kg

D

Amanda Simpson

ivulgada em 2017, a Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) apontou que mais da metade da população brasileira está acima do peso recomendado. Segundo o levantamento, uma em cada cinco pessoas no país pesa mais do que o ideal. Em uma década, a porcentagem da doença passou de 11,8%, em 2006, para 18,9%, em 2016. De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil pretende deter o crescimento da obesidade na população adulta até 2019. Para isso, pretende investir em políticas de saúde, e de segurança alimentar e nutricional. A meta é reduzir em 30% o consumo de refrigerantes e sucos artificiais, e aumentar em 17,8% o consumo de frutas e hortaliças. Há alguns anos, Gustavo Victor, de 34 anos, fazia parte das estatísticas. Hoje, professor de inglês e digital influencer, ele substituiu os quilos a mais por uma história inspiradora. Gustavo conta que teve consciência do sobrepeso logo na infância, quando precisou se pesar na escola. Na época, os 55 kg registrados na balança corporificavam o menino de 10 anos. "Sempre fui uma criança gordinha, mas só percebi quando, naquele dia, a professora disse que tínhamos o mesmo peso – o que era um absurdo. O problema não era a quantidade, mas sim a qualidade. Eu comia errado: bolachas recheadas, refrigerantes, bolos e, ainda, não fazia atividade física", lembra. Já adolescente e pesando cerca de 130 quilos, Gustavo e sua família foram sequestrados. A depressão, decorrente do trauma, fez com que o jovem engordasse ainda mais. Quando tinha 19 anos e viajou pela primeira vez de avião, para Londres, Gustavo mal cabia na poltrona. Contudo, foi aos 24 anos que o jovem atingiu o auge da obesidade – quando, com o falecimento do pai, desen-

30 | Vitti | revistavitti.com.br

volveu mais uma fase depressiva e atingiu 194 quilos. Foi essa perda que fez com que Gustavo refletisse mais sobre a própria saúde e seus hábitos de vida. Alberto Victor faleceu cedo, aos 57 anos, vítima de um Acidade Vascular Cerebral (AVC). "Logo após o falecimento do meu pai, que tinha uma vida saudável, eu percebi que cheguei a um ponto crítico – passando a sentir, realmente, dificuldades no dia a dia", disse. Decidido a emagrecer, Gustavo relata que suas primeiras tentativas foram frustradas. Incluindo alguns vegetais no prato e acreditando no milagre de alguns shakes, o professor de inglês percebeu que não conseguiria sem a ajuda de um profissional. Pensou em fazer uma cirurgia bariátrica, e procurou, então, uma médica – que disse que ele precisaria emagrecer 15 quilos para realizar o procedimento. Buscando uma rápida solução, se entregou a um coquetel de remédios que o fez perder 20 quilos em um mês. Descobriu, mais tarde, que tratava-se de uma fórmula anoréxica. Alguns quilos mais magros, Gustavo percebeu que talvez a cirurgia não fosse o melhor caminho. Decidiu, então, que tentaria outros métodos antes de operar. Em seu aniversário de 31 anos, anunciou aos amigos que mudaria de vida. O primeiro passo foi se consultar com uma nutricionista, modificar sua alimentação e praticar atividades físicas, como caminhadas e musculação. Com o tempo, se apaixonou pela corrida. "Sempre fui tímido, e decidi correr porque achei que era um esporte solitário. Jamais imaginei que, hoje, eu colecionaria tantos amigos", sorri. Na primeira prova que correu, Gustavo percorreu cinco quilômetros em 42 minutos. Hoje, mais preparado, consegue percorrer a mesma distância em 25 minutos. Atualmente, três anos depois do início dessa trajetória, Gustavo já perdeu 112 qui-

los, e, hoje, pesa 85 kg. Reunindo 175 mil seguidores no Instagram (@dotobefit), ele conta que, apesar ser uma ferramenta profissional, no começo a rede social funcionava como um incentivo. "Eu acredito que, tanto para mim, quanto para os meus seguidores, as postagens diárias funcionem como um incentivo. Sei que minha história de determinação pode servir de inspiração para muitas pessoas, então isso me motiva. O meu foco, pode ser o foco de outro indivíduo também. Mais do que um estímulo a emagrecer, acredito que o meu dia a dia possa influenciar alguém na busca por uma mudança de vida", defende. Procurado por grandes marcas, como Adidas, Volkswagem e Bio Ritmo, hoje em dia Gustavo mora em São Paulo, mas ainda leciona inglês. Dedicando-se integralmente a uma rotina saudável, Gustavo mantém uma alimentação balanceada e pratica exercícios físicos, treinando todos os dias da semana. Abandonando o manequim 72 e adotando calças número 44, Gustavo afirma que não tem a ambição de vestir P. "Quero respeitar o meu corpo", ressalta. De fato, vivemos em uma sociedade que padroniza e exalta corpos cada vez mais magros e sarados, determinando que ser belo é, necessariamente, ser magro. Gustavo, no entanto, frisa que foi a busca por saúde que fez com que ele mudasse seu estilo de vida. "Gordo ou não, o importante é estar saudável. Hoje, três anos depois, eu realmente entendo que a balança mostra apenas números. E eu não sou mais apegado a eles, apenas os uso como um parâmetro. Hoje eu entendo que um corpo saudável, nem sempre é um corpo sarado. Com 85 kg, eu consigo ter um percentual de gordura menor do que o de muitos amigos mais magros. Meu objetivo é me manter saudável, e preparado para as minhas maratonas", conclui. Abril, 2018


www.behavez.com Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 31


Especial

Lucas Nascimento

SAÚDE

As varizes dos membros inferiores e seus tipos de tratamentos

C

Sandro Eurico Ferriello

om relação às varizes dos membros inferiores, relatos de sua existência e a preocupação com o tratamento dessa doença existem desde os tempos remotos, como no Egito, por volta de 1500 AC. Hipócrates já havia feito gravuras acerca da doença, bem como uma tentativa de tratamento na época, que consistia na ligadura e sangria da veia afetada – outros preconizavam o tratamento a ferro em brasa. Obviamente, com os avanços das técnicas operatórias iniciados no começo do século passado, passamos a ter melhores resultados, sendo que a medicina, por ser uma ciência dinâmica, vem sempre buscando métodos com resultados melhores e recuperação mais rápida, assim como uma incidência menor de efeitos indesejáveis. Antes de adentrarmos no tópico do tema, que é o tratamento dessa patologia, convém fazermos uma breve explanação sobre as causas e os tipos de varizes de membros inferiores. As varizes primárias ou essenciais, que são passíveis de tratamento cirúrgico, químico ou térmico, são causadas por uma insuficiência das válvulas que se encontram dentro das veias, ocasionando um refluxo do sangue com consequente dilatação das veias afetadas. Essa alteração costuma causar dores, sensação de peso, edema e cansaço nas pernas, em graus variáveis de intensidade conforme a evolução da doença e características pessoais. Existe ainda o fator es32 | Vitti | revistavitti.com.br

tético, que causa constrangimentos principalmente às mulheres. Porém, há uma pequena parcela de pessoas que apresenta sintomas sem possuir varizes visíveis, e, por outro lado, também existem pessoas com o grau máximo da doença, com feridas e varizes volumosas nas pernas, que não apresentam nenhum sintoma. A doença varicosa nas pernas pode se apresentar desde as telangiectasias, os chamados vasinhos, passando pela dilatação venosa, que são as varizes, acompanhadas ou não de edema e alterações da pele – sendo que o estágio final da doença são as úlceras venosas. Os tratamentos variam de acordo com o tipo da doença venosa, sendo uns mais indicados que outros pelo melhor resultado. O tratamento mais antigo e ainda bastante atual é a cirurgia, na qual as varizes são retiradas com microincisões, tendo um bom resultado tanto funcional quanto estético. Necessita ser feita em ambiente hospitalar com anestesia regional ou local, sendo que o tempo de internação vai depender da cirurgia e anestesia (em geral, no máximo um dia). A Ablação Química, ou Escleroterapia, consiste na injeção de uma substância dentro do vaso que vai provocar o desaparecimento do mesmo, num prazo variável de tempo, conforme o tamanho da veia e a medicação usada. Esse método é usado para o tratamento desde vasinhos até varizes calibrosas, sendo que, de acordo com a necessidade, usamos medicamentos de tipos e concentrações variáveis. Tal tratamento é feito em nível ambulatorial, ou seja,

pode ser feito no consultório, sem a necessidade de anestesia e com rápida recuperação. A Ablação Térmica, que consiste em um tratamento através do calor, pode ser feita com Radiofrequência ou com o Laser, onde ambos os métodos provocam um aumento de temperatura dentro da veia, causando seu desaparecimento. São usados cateteres que são inseridos dentro das veias, e, nesse caso, há a necessidade de realizar o procedimento em ambiente hospitalar, também com anestesia local ou regional. A recuperação e o tempo de internação são mais rápidos do que o tratamento cirúrgico. Ainda com o Laser, podemos tratar as telangiectasias (vasinhos) e as varizes com até 5 milímetros de diâmetro. É o chamado Laser Transdérmico. Esse tratamento é feito ambulatorialmente, ou seja, no consultório, sem usar agulhas. Não requer anestesia e não há necessidade de recuperação, devendo ser evitada apenas a exposição ao sol por algumas semanas. Vale lembrar que o tratamento medicamentoso, acompanhado ou não de meias elásticas, faz parte do tratamento conservador, que alivia os sintomas. Todos os métodos relatados são referendados pela Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, e sua escolha vai depender de qual método o especialista julgar melhor para cada caso. Dr. Sandro Eurico Ferriello é especialista pela Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, e responsável técnico do I.M.V - Instituto de Moléstias Vasculares, em Taubaté-SP. CRM - 56.299 / SP Abril, 2018


www.behavez.com Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 33


Especial

SAÚDE

depressão não é frescura

D

Amanda Simpson

e acordo com um relatório global lançado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o número de pessoas que vivem com depressão aumentou 18% entre os anos de 2005 e 2015. Os dados do estudo "Depressão e outros distúrbios mentais comuns: estimativas globais de saúde", apontam que 322 milhões de pessoas no mundo vivem com esse transtorno, sendo que a maioria é constituída por mulheres. No Brasil, a depressão atinge 11,5 milhões de pessoas – representando 5,8% da população. Com relação a outros distúrbios relacionados à ansiedade, estima-se que mais de 18,6 milhões de brasileiros sejam afetados, o que equivale a 9,3% da população. A OMS afirma que a depressão é um transtorno mental frequente, sendo a principal causa de incapacidade em todo mundo. Diferente do imaginário popular, a depressão vai além de alterações de humor pontuais. Nem sempre uma resposta emocional a uma situação cotidiana, indica que o indivíduo esteja deprimido. Especialmente quando se mantém por longa duração e apresenta maior intensidade, o transtorno mental pode se tornar uma séria condição de saúde. Levando a um grande sofrimento e ocasionando, inclusive, disfunção nos círculos sociais (como o trabalho, a escola, e a família), a depressão pode levar ao suicídio – sendo, este, a segunda principal causa de morte entre os 15 e 29 anos. Cerca de 800 mil pessoas se suicidam anualmente, por isso, é fundamental que a depressão seja diagnosticada a fim de buscar tratamentos eficazes. Embora tais tratamentos existam, a Organização Mundial da Saúde informa que menos da metade dos indivíduos deprimidos são medicados – e em muitos países, a quantia é ainda menor, representando me-

34 | Vitti | revistavitti.com.br

nos de 10%. Entre os obstáculos, acredita-se que a falta de recursos, de profissionais capacitados e, também, o estigma social associado aos transtornos mentais sejam os principais. Também é possível identificar como outra barreira, a imprecisão de uma avaliação. Acredita-se que, em diferentes países e com bastante frequência, pessoas com depressão não são corretamente diagnosticadas – bem como outras, que não apresentam o transtorno, também recebem diagnóstico inadequado. Podendo ser categorizado como leve, moderado ou grave, um episódio depressivo resulta de uma complexa interação de fatores sociais, psicológicos e biológicos. É fato que pessoas que vivenciaram eventos adversos durante um período da vida, como desemprego, luto e outros traumas, são mais propensas à depressão. Acredita-se, inclusive, que a doença pode crescer silenciosamente, se disfarçando atrás de um traço da personalidade do indivíduo. Por isso, muitos profissionais defendem a importância de uma psicoterapia contínua. "Atravessar as crises naturais da vida com acompanhamento de um psicólogo é sempre mais seguro, até porque, além de prevenir doenças mentais, o paciente ainda ganha autoconhecimento. Contudo, sabemos que nem todos possuem condições privilegiadas de manter esse acompanhamento profissional. Por isso, o mais comum é que as pessoas procurem os consultórios quando já estão doentes", defende Renata Caballero, psicóloga. De fato, pode-se afirmar que as pessoas tendem a priorizar a saúde física em detrimento da mental/emocional. Este, assim como o estigma social relacionado à depressão, é um dos motivos que conduzem os pacientes a diferentes especialidades médicas antes de procurar, efetivamente, um psiquiatra. "A melhor arma contra qualquer tipo de preconceito, é a infor-

mação. Ela é o ponto de partida para a tomada de consciência. Depressão não é frescura, muito menos falta do que fazer. Depressão é uma doença como qualquer outra, com sintomas não apenas psicológicos, mas também físicos. Numa sociedade onde as taxas de suicídio vêm aumentando, é urgente que possamos nos informar melhor sobre o tema para que, além de dispensarmos julgamentos equivocados, sejamos capazes de ajudar mais pessoas e, até mesmo, salvar vidas", argumenta a psicóloga. A fim de buscar diagnóstico e tratamento nos estágios iniciais, recomenda-se que o indivíduo esteja atento aos sinais que o organismo dá. Sintomas como: falta de energia para atividades diárias, por mais de uma semana, sem motivo aparente; rotina de sono e de alimentação desreguladas (falta ou excesso de sono e de fome); tristeza profunda recorrente; choro ou mau humor frequentes; falta de propósito para viver (ausência de sonhos, planos e expectativas); baixa autoestima; e enxergar a própria morte como uma possível solução para os problemas, devem servir de alerta – principalmente quando apresentados de forma cumulativa. Existem diversos tratamentos eficazes para a depressão, seja ela moderada ou grave. Cabe, portanto, ao profissional de saúde avaliar o caso de cada paciente e indicar o melhor método de acordo com as necessidades. Ativação comportamental, terapia cognitivo-comportamental, psicoterapia interpessoal, e medicamentos antidepressivos são algumas das alternativas que o profissional pode recorrer. O fato é que, com a junção de um diagnóstico efetivo, da compreensão social, e de um acompanhamento psicológico, milhões de pessoas com transtornos mentais podem fortalecer a saúde mental e melhorar a qualidade de vida. Abril, 2018


www.behavez.com Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 35


Especial

Lucas Nascimento

SAÚDE

Novidades na odontologia ortodontia: aparelhos fixos Sim! em crianças?

D

Karla Cabarite

outora, minha filha não usa o aparelho móvel, é uma briga!”, ou, “Doutora, meu fi lho perdeu o aparelho móvel!”. Essas são reclamações que ouvimos no consultório frequentemente, de pais e mães de crianças que estão sendo submetidas a uma ortodontia preventiva. Na maioria dos casos, o tratamento corrige alguma alteração do desenvolvimento esquelético e dentário da criança, preparando-a para a ortodontia fi xa, que antes só podia ser feita após o paciente já não ter mais nenhum dente de leite (decíduo). Sabemos que casos não tratados em tempo hábil podem acarretar sequelas ou protelar as soluções, de forma a complicar o quadro clínico na idade adulta. Durante muitos anos, os aparelhos móveis foram a única forma de ajudar os pequenos dentro da ortodontia preventiva. O problema é que nem os pais, nem as crianças, são 36 | Vitti | revistavitti.com.br

muito adeptos aos aparelhos móveis. Pensando nisso, pesquisadores na área da ortodontia constataram que é possível obter sucesso com o uso de aparelhos fixos autoligados em crianças na faixa de 6, 7 e 8 anos (dentição mista), a partir de células tronco que se localizam entre os dentes de leite e os permanentes, sem acelerar a troca dos dentes (rizólise). Essa técnica, denominada PDM (Protocolo de Dentição Mista), possibilita a substituição dos aparelhos móveis pelos fi xos autoligados, em um protocolo específico. O tratamento é rápido (em média 12 meses) e evita os inconvenientes dos aparelhos móveis, como a perda e a falta de uso. Essa nova filosofia de tratamento une vários conceitos e técnicas para proporcionar ao paciente os melhores resultados, embora ainda existam alguns casos que necessitam dos aparelhos móveis. Lembre-se, seu filho é único e deve ser tratado dessa forma. Por isso, quem poderá avaliar cada caso, sempre será o ortodontista.

Vale lembrar!

Tratar o desalinhamento dos dentes e maxilares é uma questão que vai muito além da estética: é saúde. E não somente saúde bucal, é saúde de modo geral. A má oclusão interfere diretamente não só na fala, respiração e deglutição, mas também pode ocasionar problemas de ordem psicossocial.

dra. Karla Cabarite é ortodontista, credenciada na técnica PdM, e especialista em disfunção da AtM e dor orofacial. CroSP - 72.241 Av. Tiradentes, 101, sala 81, Edifício Torre Di Vita – Taubaté - SP. (12) 3635-2721 / 99142-6777

Abril, 2018


AF_QUA-0014-18 – AN REVISTA VITTI--21x14cm.pdf

Abril, 2018

1

14/03/18

18:19

revistavitti.com.br | Vitti | 37


Monicuee Alvez

Especial

SAÚDE

Toxina botulínica aplicada no tratamento de enxaqueca crônica

E

rogério romeiro

studos brasileiros e internacionais comprovaram que a toxina botulínica, mais conhecida como "botox", consegue acabar com as dores de pacientes que sofrem de enxaqueca crônica. O uso excessivo de remédios para conter a dor, acaba fazendo com que seu efeito vá diminuindo ao longo do tempo. Assim, o paciente necessita cada vez mais de remédios e em doses maiores. Já as injeções de toxina botulínica do tipo A, conseguiram diminuir as dores até extingui-las em poucos dias. Isso

38 | Vitti | revistavitti.com.br

porque o botox contém a toxina do botulismo que, ao ser injetada em pequenas doses, paralisa o músculo e evita sua contração, eliminando os focos de dor. Seu uso para fins médicos e estéticos foi aprovado há 20 anos nos Estados Unidos. Mesmo oferecendo efeito temporário, de quatro a seis meses, como ocorre nos tratamentos estéticos, as injeções se mostram vantajosas no tratamento da enxaqueca ao oferecerem bem menos efeitos colaterais do que os remédios. A toxina botulínica atua nos receptores neuromusculares, inibindo a saída de acetilcolina (neurotransmissor liberado por células nervosas, que chega às célu-

las musculares, causando a contração do músculo). Ao impedir a liberação de acetilcolina, inibe também a contração muscular, relaxando o músculo. A duração dos efeitos depende de cada paciente, mas a aplicação da toxina botulínica pode ser feita durante toda a vida. rogério romeiro é cirurgião buco-maxilo-facial, graduado em odontologia pela PUC - Campinas/ SP, especialista, mestre e doutor em implantodontia, doutor em Biopatologia Bucal e pós-doutor em Engenharia de Materiais. CroSP: 68131

Abril, 2018


Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 39


Especial

SAÚDE

Melasma

o que é e como tratar?

D

redação

e acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), melasma é uma condição caracterizada pelo surgimento de manchas escuras na pele. Embora sejam encontradas com mais facilidade na face, as manchas também podem aparecer nos braços, pescoço e colo. A definição de uma causa não é pre-

40 | Vitti | revistavitti.com.br

cisa, mas costuma estar relacionada ao uso de anticoncepcionais, à gravidez e, principalmente, à exposição solar. Acredita-se que, além da exposição aos raios solares, a predisposição genética também influencia no surgimento das manchas. Um tratamento inadequado pode intensificar o melasma, por isso, o dermatologista é o profissional indicado para realizar tanto o diagnóstico, quanto o tratamento. Além da proteção contra

raios ultravioleta, as terapias disponíveis incluem o uso de medicamentos tópicos e procedimentos que visam o clareamento. A Sociedade Brasileira de Dermatologia reforça que, acima de tudo, o tratamento do melasma engloba um conjunto de medidas para clarear, estabilizar e impedir que o pigmento reapareça. Alguns dos procedimentos indicados são: fotoproteção, cremes, peelings, laser e luz intensa pulsada.

Abril, 2018


Especial

SAÚDE

Câncer de boca

A cura pela prevenção

O

câncer de boca está entre os tumores mais comuns no Brasil, sendo o terceiro com maior incidência. As principais causas são: tabagismo, álcool, exposição excessiva ao sol, uso de próteses mal adaptadas, má alimentação (principalmente as pobres em vitaminas, sais minerais e vitamina C), e o HPV (Papiloma Vírus Humano), que é transmitido durante as práticas sexuais sem proteção. A melhor medida para diminuir o número de vítimas está na prevenção, que deve ser feita com idas regulares (de 6 em 6 meses) ao cirurgião-dentista e, também, realizando o autoexame, observando o aspecto de toda cavidade oral (lábios, mandíbula, gengiva, glândulas salivares e garganta). O surgimento de

Abril, 2018

feridas e lesões que demoram mais de duas semanas para sumirem, são um dos sinais de alerta, assim como sangramentos, caroços, mudanças de coloração, manchas e dor. Entre os sintomas do câncer de boca, também podemos citar: nódulos persistentes nas bochechas, pescoço, garganta, irritação ou sensação constante de algo entalado na garganta, inchaço, dificuldade para engolir, mau hálito, dor para mastigar ou mover a língua, dentes frouxos, e até mudança de voz e perda de peso. isa Augusta A. de Carvalho Junqueira CroSP 55.144 Cirurgiã-dentista Especialista em Implante

Quando a doença é diagnosticada no início e tratada de maneira adequada, 80% dos casos podem ser curados. Contudo, é essencial que os hábitos para combater a doença e diminuir o numero de vítimas façam parte do cotidiano da população. renata Helena Amaral de Carvalho CroSP 61.634 Cirurgiã-dentista Especialista em Endodontia

revistavitti.com.br | Vitti | 41


Especial

SAÚDE

depilação x Epilação

H

oje em dia, em qualquer clínica de estética é possível encontrar serviços de remoção de pelos. Contudo, você sabia que existe uma diferença entre depilação e epilação? Embora a palavra "depilação" seja a mais utilizada para tais procedimentos, esse método diz respeito à remoção dos pelos rentes à superfície da pele – não atingindo, portanto, as porções internas dos folículos pilosos. Resumidamente, depila-

42 | Vitti | revistavitti.com.br

ção é o processo de corte dos pelos (como as lâminas fazem, por exemplo). Já a epilação, é o procedimento que remove os pelos inteiros por extração, incluindo as porções que se encontram abaixo da pele. Ou seja, entre os métodos mais comuns, as pinças, as ceras e o laser, correspondem à epilação! Quando o serviço é feito com cera, o pelo é arrancado pela raiz. Trata-se, inclusive, do método mais popular. Também existem as máquinas depilatórias, cuja função é agarrar o pelo

e puxá-lo para fora. No mais, a epilação com laser ou luz pulsada – na qual é usada a temperatura da luz para destruir a raiz do pelo – tem se popularizado cada vez mais nas clínicas de estética. Apesar da maioria dos profissionais conhecer essa diferença entre as duas palavras, é comum utilizar o termo depilação para a prática em geral. Isso porque, além de ser mais popular, o termo já foi enraizado no vocabulário e não dificulta a compreensão dos serviços.

Abril, 2018


Especial

SAÚDE

Cirurgia ortognática transformando faces

M

luiz Marcelo

uitas pessoas têm os maxilares em posição incorreta devido alterações de desenvolvimento, genética ou traumas (acidentes, agressões, entre outros fatores), e isso apresenta repercussões estéticas, funcionais e sociais para essas pessoas. Entre essas alterações maxilo-faciais, as principais são: o prognatismo (queixo para frente), o retrognatismo (queixo para trás), o laterognatismo (queixo desviado), o excesso vertical maxilar (sorriso gengival), entre outras variações – e todas essas alterações podem gerar constrangimento e comentários maldosos, fazendo com que a pessoa busque o tratamento por uma questão psicossocial. Entretanto, o que grande parte da população desconhece é que a aparência (a estética) é apenas um fator envolvido nesse tipo de problema, pois essas alterações influenciam também na qualidade de vida geral dessas pessoas. Esse tipo de alteração interfere na respiração, podendo resultar em apneia e ronco, e, além de provocar noites mal dormidas, pode contribuir para obesidade e resultar em baixo rendimento escolar. Assim como também interfere na alimentação, devido à posição incorreta da mordida, ocasionando dores de cabeça, agravando problemas cardiorrespiratórios e alterando, de maneira geral, a qualidade de vida do indivíduo. Nesses casos, há necessidade de realizar a cirurgia ortognática. Este procedimento corrige a posição dos maxilares, proporcionando melhor relação entre os ossos e os dentes, promovendo correta relação de mordida, melhorando a respiração e promovendo um perfil estético mais harmônico. A cirurgia ortognática é realizada por dentro da boca, não havendo cicatrizes ou cortes externos. A mudança visual é imediata, logo após a cirurgia. Mesmo que ainda edemaciado (inchado), os contornos faciais ficam mais harmoniosos, a relação da mordida já é corrigida, e os pacientes que apresentam alterações respiratórias também apresentam melhoras rapidamente. Se você sofre com esse problema, ou conhece alguém que sofre, procure o especialista.

Como eu sei se preciso de cirurgia ortognática? Se você observar que morde de maneira errada, se tiver o queixo muito grande ou muito pequeno, se seu sorriso mostra muita gengiva, se você respira mais pela boca, ou se seus dentes não se encaixam de maneira correta, esses podem ser alguns sinais de que você precisa de uma avaliação. E em casos de ronco e apneia? Em pacientes que apresentam apneia e ronco, o tratamento definitivo para muitos casos é a realização da cirurgia de avanço bimaxilar associada à mentoplastia. Esses pacientes apresentam cansaço diário, baixo rendimento escolar, ganho de peso, irritabilidade, e alguns casos podem agravar problemas de hipertensão, cardiopatias, entre outros. o plano de saúde cobre esse tipo de cirurgia?

Sim, essa cirurgia tem cobertura pelos planos de saúde.

BICHECTOMIA

MENTOPLASTIA

FEMINIZAÇÃO FACIAL

BOTOX CIRURGIA ORTOGNÁTICA

/drluizmarcelobucomaxilo Abril, 2018

@dr_luizmarcelo

www.drluizmarcelo.com.br revistavitti.com.br | Vitti | 43


Especial

SAÚDE

Qual a importância de hidratar a pelagem do seu pet?

A

Carlo Arruda - Groomer

hidratação dos pelos do seu animal de estimação, como cães e gatos, é um processo que deve ser levado bem a sério, pois esse procedimento lhe garante, além de um nítido embelezamento, a prevenção de infecções, micoses, perda de pelos e outros transtornos. Sem esse procedimento de hidratação, a pelagem dos animais pode sofrer a perda de queratina e de alguns aminoácidos. Essa perda torna a pelagem dos bichinhos quebradiça, frágil, áspera e desprovida de brilho.

44 | Vitti | revistavitti.com.br

Nesse caso, a hidratação corresponde a uma medida sadia e essencial para o bem-estar dos animais de estimação. Outro aspecto positivo da hidratação, é que ela possui a capacidade de reduzir a sensação de calor nos dias quentes, muito comum em nossa região. Algumas raças como Shih Tzu, Lhasa, Golden Retriever, Samoieda, Bulldogues, Spitz, entre outras, são originárias de regiões mais frias e acabam sofrendo com o calor intenso, por terem uma pelagem mais densa. Hidratação é saúde. Animais que possuem uma pelagem mais rasa e fina podem até contrair diversos problemas de pele, devido

à exposição excessiva ao sol. A hidratação gera alguns benefícios quanto a isso, reduzindo boa parte da agressividade causada pelos raios solares, justamente por diminuir quedas e trazer mais força, maciez e luminosidade para a pelagem do animal. O processo de hidratação faz o fechamento das cutículas dos fios e, ao mesmo tempo, estimula a derme do animal a liberar sua camada natural de gordura, minimizando assim o ressecamento da mesma. Portanto, na hora de pensar no bem-estar e no conforto do seu pet, é importante incluir a hidratação como um dos métodos frequentes de cuidado, saúde e higiene.

Abril, 2018


Especial

SAÚDE

Peixe também é pet!

V

redação

ocê tem peixes em casa? Se sim, sabe qual é a melhor forma de limpar um aquário? Como fazer a manutenção do ambiente? Como escolher as espécies para convivência? Pensando nisso, listamos algumas dicas a fim de instruir sobre a melhor forma de cuidar do espaço e dos peixinhos. 1. Troca de água. O aquário é um ecossistema frágil. Todas as fisiologias dos peixes, assim como as plantas mortas e os alimentos orgânicos despejados na água, entram em processo de decomposição. Esse processo gera algumas toxinas prejudiciais ao ambiente, e, por isso, a troca de água é fundamental – tanto para a higiene do aquário, quanto para a saúde dos peixes.

Abril, 2018

2. Manutenção da água. Diariamente, é importante checar se a temperatura da água é a ideal para o peixe que vive ali. Semanalmente, é interessante aderir o hábito de testar os valores de pH, amônia, nitrito e nitrato no ambiente (os kits de teste de aquário são ferramentas ideais para essa tarefa!). E mensalmente, é importante verificar as bombas e os fi ltros do aquário, bem como limpar as algas, plantas e outras decorações de plástico. 3. Convivência entre espécies. Na hora de montar um aquário, é extremamente importante que ele seja pensado para ser um ambiente harmônico para todos os animais que viverão ali. Alguns peixes, por exemplo, nem sempre coexistem de forma saudável. Por isso, visando o bem-estar dos pets, é fundamental pesquisar sobre as espécies antes

de adquiri-las. Não se deve colocar, por exemplo, peixes carnívoros com herbívoros em um mesmo espaço, nem espécies mais agressivas com outras mais tranquilas. Muitas vezes, o vendedor pode te auxiliar com essas informações! 4. Alimentação. Antes de mais nada, cheque se o peixe é carnívoro, herbívoro ou onívoro. Existem espécies exóticas que podem precisar de dietas especiais, mas a maioria dos peixes pode ser alimentada com as rações que estão à venda em lojas especializadas. Alguns profissionais sugerem que a quantidade indicada para alimentá-lo é aquela que pode ser ingerida em até cinco minutos. Os lábios dos peixes também podem determinar o tipo de alimentação que deverá ser escolhida. Caso não esteja familiarizado com essas características, recorra a um estabelecimento direcionado ao mundo pet.

revistavitti.com.br | Vitti | 45


Especial

SAÚDE

A importância da amamentação e da doação de leite humano

A

Amanda Simpson

Fundação Péter Murányi premia, anualmente, o trabalho de pesquisadores que propõem melhorias de vida à população da América Latina. Um dos estudos premiados em 2018, de autoria do médico epidemiologista Cesar Victora, concluiu que a amamentação pode evitar a morte de 823 mil bebês por ano – apontando, inclusive, que ato pode prevenir a morte de 20 mil mulheres por câncer de mama. A pesquisa, que ficou em segundo lugar na 17ª edição do prêmio, foi indicada pelo CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e mapeou os padrões globais do aleitamento materno, relacionando-os com a preservação da saúde dos bebês e das mães. O trabalho demonstra, ainda, o caráter cumulativo dos benefícios trazidos pela amamentação, como, por exemplo, a proteção contra a mortalidade infantil, a redução das hospitalizações por doenças infecciosas na infância e a má oclusão dentária. Além disso, a pesquisa mostrou que crianças alimentadas com o leite materno têm menos chances de desenvolver sobrepeso, diabetes e, ainda, são mais inteligentes do que aquelas que não foram amamentadas. De acordo com a The Lancet, uma revista científica britânica, o Brasil se destacou como referência mundial em aleitamento materno – ocupando uma boa posição em relação a países de renda alta como Estados Unidos, Reino Unido e China. O estudo

46 | Vitti | revistavitti.com.br

comparativo, publicado em 2016, analisou dados de aleitamento de 153 países. Segundo o levantamento, as mães brasileiras amamentam mais que as britânicas, americanas e chinesas. A taxa de amamentação exclusiva no Brasil é de 39%. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que os bebês recebam leite materno, com exclusividade, até o 6º mês de vida – e, associado à alimentação complementar, até os dois anos. O leite materno transmite anticorpos e nutrientes essenciais. Acredita-se que metade dos casos de diarreia, e um terço das infecções respiratórias em crianças, seriam evitadas com o consumo do alimento. A amamentação, além de estimular o vínculo afetivo entre a mãe e o bebê, também é fundamental para a saúde de ambos. No caso da mulher, porque contribui para a recuperação do útero, ajuda a reduzir o peso e a minimizar o risco de desenvolver, futuramente, câncer de mama e de ovário, doenças cardiovasculares e diabetes. Já para o bebê, além de ser fácil de ser digerido, o leite materno provoca menos cólicas e a sucção auxilia no desenvolvimento da arcada dentária, da fala e até da respiração. O Brasil é um país referência em amamentação, sendo reconhecido, inclusive, pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) – sobretudo quanto às doações. Dados apontam que, entre 2008 e 2014, 1,1 milhão de brasileiras doaram leite materno aos bancos do país. De acordo com o Ministério da Saúde,

em 2001, a Organização Mundial da Saúde reconheceu a Rede Global de Bancos de Leite Humano como uma das ações que mais contribuíram para a redução da mortalidade infantil no mundo na década de 90. Entre 2009 e 2016, mais de 1,8 milhão de recém-nascidos foram beneficiados com a coleta e a distribuição de leite, organizadas por Bancos de Leite Humano do Brasil (BLHs). Promovida anualmente, a Campanha Nacional de Doação de Leite Humano tem a finalidade de salvar a vida de milhares de crianças no Brasil. Com esse objetivo, em 2017, o país contava com 221 bancos de leite humano e 199 postos de coleta. Toda mulher que amamenta, é uma potencial doadora. Além de apresentar excesso de leite, os únicos requisitos são: estar saudável e não utilizar medicamentos que impeçam a coleta. Assim como a amamentação, a doação de leite materno também é importante, porque, além de carregar todos os benefícios do leite humano, também ajuda a salvar a vida de milhares de recém-nascidos internados (prematuros ou abaixo do peso), que não podem ser amamentados pela própria mãe. Bancos de Leite Humano Taubaté: Rua Dr. José Luiz de Almeida Soares, nº 35 - Santa Clara. Tel: 3624-6814. São J. dos Campos: Rua Saigiro Nakamura, nº 800 - Vila Industrial. Tel: 3901-3507. Pindamonhangaba: Rua Major José dos Santos Moreira, nº 466 - Centro. Tel: 3643-2644. Abril, 2018


Especial

SAÚDE

dr. Chibebe: 50 Anos de carreira

Fotos: Lucas Nascimento

Coquetel de comemoração dos 50 anos de exercício da Odontologia do Dr. José Chibebe, realizado no dia 22 de março com a presença dos familiares, colegas da equipe Chibebe Odontologia e alguns dos pacientes que acompanham esta brilhante carreira. Parabéns, Dr. Chibebe!

Equipe Chibebe Odontologia:

Dr. José Chibebe e Sra Lyette Chibebe

Dr.Chibebe Junior, Dr. Chibebe e Dra. Priscilla Chibebe

Dra. Sandra, Dra. Camila, Dra. Renata, Cidinha, Dr.Chibebe, Dra. Priscilla, Dr. Chibebe Jr. e Adriana

Dra. Priscilla, Dra. Renata e Dr. Chibebe

Dra. Priscilla, Dr.Chibebe, DªLyette e Dr. Chibebe Jr

Dr. Chibebe e Dra. Sandra

Adalgisa, ProfªZilah e Dr. Chibebe

Dr. José Roberto,Teresinha, Dr. Chibebe, Cidinha e Dr. Gilberto

Fernanda, Dr. Chibebe, Vanessa e Dr.Lafayette

Família Dr. Chibebe

Fábio, DªAlba, Dr. Antonio Manuel, Dra. Fabiana, Dr. Chibebe e Dr. Chibebe Jr

Marco, Dr. Chibebe e Denise

Dr. JoséRoberto, Marco, Horton, Dr.Chibebe, Dr. Alfredo e Dr. Manuel

Abril, 2018

Dr. Chibebe revistavitti.com.br | Vitti | 47


Especial

SAÚDE

V

ocê já parou para observar que, a cada dia que passa, a seção de produtos “saudáveis” no supermercado está maior – e que, mesmo assim, os índices de obesidade só aumentam? Apesar dos números e projeções alarmantes, a procura por alimentos saudáveis, sem glúten, sem lactose, sem açúcar, sem gordura ou zero qualquer outra coisa, aumentou tanto que a indústria de alimentos tem investido pesado para atender essa demanda. Com isso, o consumidor que antes com-

48 | Vitti | revistavitti.com.br

prava um pacote de bolacha recheada e um pacote de macarrão instantâneo, substituiu sua compra por uma bolacha recheada light, lac free, sugar free, e um macarrão instantâneo orgânico gluten free, enriquecido com uma vitamina XYZ. Vale frisar que o custo dessa substituição acaba sendo dez vezes maior do que o dos produtos que ele costumava comprar. Essa sequência de fatos leva o consumidor a uma enorme frustração, pois, além de destinar mais capital financeiro à alimentação, com o tempo ele percebe que manteve o sobrepeso – per-

dendo totalmente as esperanças de, um dia, alcançar a saúde ideal. Felizmente, há um movimento interessante que promove o consumo de produtos in natura e/ou minimamente processados. Basicamente, todo alimento que não sofreu nenhuma intervenção, como frutas e vegetais frescos, ou alimentos de origem animal, como carnes e ovos, são considerados in natura. Já os alimentos minimamente processados, são aqueles que passaram por processos simples de modificação. Assim, é possível dizer que, além de estimular a consciência de que a indústria visa o próprio lucro e não necessariamente a saúde do consumidor, essa abordagem no setor alimentício também estimula o relacionamento com pequenos produtores – o que beneficia as pequenas empresas e a economia local. Portanto, sempre que possível, leia o rótulo e evite produtos que contenham muitos ingredientes, conservantes e substâncias cujos nomes são difíceis de pronunciar. Não se deixe enganar por produtos industrializados que se disfarçam de alimentos saudáveis: coma comida de verdade.

Abril, 2018


Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 49


Especial

SAÚDE

D

rª. Elina Ribeiro, na dermatologia, ofer e c e e m s eu c o n s ul tó r i o o s tratamentos mais avançados do momento. Presente em congressos nacionais e internacionais, ela sempre busca se aprimorar profissionalmente – conhecendo novas técnicas, novos aparelhos e novas substâncias. Apesar de acreditar que a medicina é uma grande aliada no resgate da autoestima e do bem-estar dos pacientes, Drª. Elina ressalta que não basta evoluir nos recursos, quando não se investe em equipes multidisciplinares, formadas por profissionais qualificados. “A relação médico-paciente é fundamental para o êxito de qualquer tratamento, pois nela se estabelece a confiança”, diz. A fim de oferecer um tratamento de excelência, a DUO CLIN investe em métodos modernos e preza por um atendimento humanizado. A clínica, focada nas áreas de dermatologia e cosmiatria, oferece serviços como: preenchimento, toxina botulínica, harmonização facial e corporal, bioestimulação de colágeno, laser, peeling facial e corporal, drenagens com aparelhos, terapia capilar, limpeza de pele, entre outros. E para comemorar mais um ano de vida, além de celebrar o notório sucesso da DUO CLIN, Drª. Elina reuniu pacientes e amigos em uma linda e animada festa!

Dra. Elina e convidados Fotos: Isaura Silva

Valderez, Lucas, Luciano, Solange Moraes, Dra. Elina e Bruno

Solange Moraes, Dra. Elina e Lucas 50 | Vitti | revistavitti.com.br

Equipe Duo Clin: Gabriela, Victória, Valderez, Dra. Elina, Elisabete e Elisângela

Dra. Elina Abril, 2018


Waleska, Dra. Elina e Marina Ayello

Dr. Wander e Dra. Elina

Dra. Elina e Nitiê

Tatiana, Dra. Elina e Ana Gianini

Sônia, Dra. Elina e Marialva Abril, 2018

Dra. Elina e Maria Angela

Equipe Farma Pró

Solange Moraes, Dra. Elina e Lucas

Dra. Elina e Beto Kavalcante

Marcela Vitti e Dra. Elina

Janina, Alessandra, Marisa e Eliana

Marina Ayello, Dra. Elina e Solange Moraes

Silvana, Irma, Ivete e Vera revistavitti.com.br | Vitti | 51


Negócios

tendemos a adiar as decisões mais importantes

O

Arcione Viagi

s gestores em geral se diferenciam porque têm a capacidade de solicitar as informações corretas, analisar suas origens, avaliar as consequências no curto e longo prazo, encontrar caminhos para utilizar as boas práticas ou eliminar os problemas e, independente do tipo de trabalho que venha a dar, precisa tomar decisões. Um gestor que não toma decisão não contribui com a evolução da empresa, e quando não existe evolução, o tempo levará a perda de mercado, à retração e ao fim. A frase "o tempo resolve os problemas" é verdadeira, mas na maioria das vezes não resolve da melhor forma, ou seja, não decidir e deixar a solução de problemas ao acaso é abrir mão de definir o próprio destino e ficar à mercê da sorte. Por que temos essa aversão pela decisão? Em minha opinião, apesar de parecer que a decisão é uma tarefa difícil e incômoda, porque na maioria das vezes afeta pessoas e causa desconforto, o problema não está em só em decidir. Na verdade, o difícil é enxergar as consequên52 | Vitti | revistavitti.com.br

cias para as diversas possibilidades que se apresentam quando precisamos escolher o melhor caminho. Temos a tendência de, ao encontrar um caminho secundário e não definitivo, ganharmos tempo. Uma sobrevida que nos leva a adiar as decisões mais importantes. Em alguns casos, a situação é tão crítica que nos faz lembrar da frase "se ficar o bicho pega, se correr o bicho come" – meio sem sentido quando analisamos a fundo, mas que representa o sentimento que já vivenciei em vários momentos em assuntos pessoais ou relativos a meus clientes de consultoria. A situação às vezes é tão crítica, que o mais fácil é “deixar levar” e esperar por um milagre. Já tive casos de clientes em que a dívida mais os juros e multas eram tão grandes, que o melhor era fechar a empresa. Não havia nem patrimônio suficiente para pagar, porém, a continuidade era necessária porque a alternativa de fechar era assumir que teria que recomeçar, trabalhando não sei para quem, fazendo não sei o quê. Porém, na maioria das vezes, quando equacionamos tudo e analisamos cada caso, normalmente encontramos cami-

nhos, nem sempre fáceis ou rápidos, mas possíveis. Só não dá para resolver quando não existem pessoas que queiram comprar os produtos ou quando os custos levam a preços incompatíveis com os praticados pela concorrência. Mas mesmo assim é difícil tomar decisão, principalmente quando envolve abrir mão de alguns “dedos” para salvar o resto. Perder “dedos” nesse caso, se refere a eliminar as coisas supérfluas, assumir a dificuldade em casa e mostrar fraqueza perante filhos e cônjunges, eliminar produtos, rever a lista de clientes, renegociar com fornecedores, demitir funcionários, fechar unidades, e principalmente a que mais nos afeta: é assumir que erramos ao deixar o problema crescer. Temos uma enorme dificuldade de nos livramos dos fracassos, e ficamos gastando energia e recursos em coisas ou problemas que não podemos reverter, porque a causa é perdida, por falta de conhecimento, falta de experiência ou por incompetência. Arcione Viagi é consultor empresarial. vitalconsultoria@gmail.com Abril, 2018


Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 53


Economia

Ações de cidadania financeira serão promovidas pelo

Banco Central

E

Amanda Simpson

m parceria com a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), o Banco Central assinou o Acordo de Cooperação Técnica (ACT), que, basicamente, tem o objetivo de auxiliar a relação dos consumidores com suas finanças pessoais. O acordo, que é focado em cidadania financeira, possui duração de dois anos – nos quais as instituições envolvidas deverão produzir pesquisas e informações a respeito de crédito e consumo. Em janeiro, 22% dos brasileiros tiveram crédito negado ao tentar parcelar

54 | Vitti | revistavitti.com.br

uma compra, ou contratar serviços a prazo. Apontados por um indicador mensal, esses dados também mostraram que, para 36% desses consumidores, a comprovação ou insuficiência de renda, e restrições no CPF devido à inadimplência, foram os principais empecilhos. Acredita-se que, quando efetivado, esse acordo poderá estruturar os pilares da educação financeira no país – instruindo o cidadão a organizar seu orçamento, e ampliando, inclusive, a capacidade de consumo da população. Além das pesquisas, produzidas e compartilhadas pelo SPC, o conteúdo produ-

zido pelo Banco Central será compartilhado nos canais do SPC Brasil – como o site "Meu Bolso Feliz" e o aplicativo "SPC Consumidor". Pensando também nas pequenas empresas, já que muitos empresários não têm noção do uso adequado de seus recursos, a proposta do acordo é promover a cidadania financeira por meio do intercâmbio de dados agregados, compreendendo as demandas do mercado e educando o consumidor sobre como usufruir de determinados serviços financeiros.

Abril, 2018


Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 55


Gastronomia

Brownie de chocolate

O

domingo de Páscoa já passou. Contudo, isso não significa que os ovos também tenham acabado com o término do feriado. Se, por acaso, sobraram alguns pedaços de chocolate, é possível reaproveitá-los para fazer diversas receitas. Desde simples brigadeiros a fondues, as opções são inúmeras. Que tal, então, transformar os restos de chocolate em um dos ingredientes para preparar um delicioso brownie? Ingredientes: 135 g de chocolate (preferencialmente 40% cacau); 180g de manteiga sem sal; 2 xícaras de açúcar refinado; 1 xícara de farinha de trigo; 2 ovos; 1 colher de sopa de cacau em pó; 1 pitada de sal. Como fazer: 1. Derreta os 135g de chocolate meio-amargo; 2. Adicione a manteiga sem sal; 3. Aos poucos, acrescente açúcar até a massa ficar com um aspecto granulado; 4. Adicione os dois ovos e misture; 5. Peneire a farinha de trigo e o cacau em pó; 6. Misture até a massa ficar homogênea; 7. Opcional: acrescente nozes ou castanhas. Para assar, coloque papel manteiga em uma assadeira ou unte a forma com cacau em pó. Asse por 30 minutos, a 180º (forno pré-aquecido).

56 | Vitti | revistavitti.com.br

Abril, 2018


Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 57


Social Taubaté

Whats up!

Amanda Ayello amandaayello@gmail.com

Tato, Ana Paula Furtado, Fabio e Izac Jana, Andrea Murao, Andreia, Marina e Rosaninha

Amanda, Milena, Lena, Barbara, Amanda, Barbara, Tatiane, Luana, Mel, Paula, Jordana e Barbara

Aniversário do Izac.

Renan Indiani, Adriano Elias, Pedro Cunha e Flávio Costa Aniversário do Renan Indiani.

Valdete Bianchi Ana Paula Santos e Clarice Xavier

58 | Vitti | revistavitti.com.br

Coquetel de lançamento da coleção de inverno Marina Calçados.

Ivana Cruz, Sandra Koenigkam, Heliete Carvalho, Claudia Cruz, Marilia Amorim e Bruninho Ferreira

Abril, 2018


Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 59


60 | Vitti | revistavitti.com.br

Abril, 2018


Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 61


Social Taubaté

Viver!

isaura Silva isaurasilva@revistavitti.com.br

Thaís Cesar e o ator Henri Castelli Em Taubaté, a 33ª edição da Corrida General Salgado contou com a presença da equipe de corredores da Assessoria Ágata Simões.

A talentosa chef, Thaís Cesar, foi a responsável pela feijoada feita para comemorar o novo apartamento do ator Henri Castelli, no Morumbi, em São Paulo. Valter participou como discípulo na encenação do Auto de Páscoa XV, da Igreja da Cidade de São José dos Campos.

Participantes da peça

Ayrton Souza prestigiou a palestra do ministro Henrique Meirelles, no evento do Lide em São José dos Campos.

Carol Moura e Gabriel do Val

62 | Vitti | revistavitti.com.br

O casal curtindo o festival de música alternativa, Lollapalooza, no Autódromo de Interlagos.

Lucas Nascimento

Nosso querido fotógrafo da Vitti se formou em Jornalismo, pela Universidade de Taubaté. Parabéns, meu amigo! Muito sucesso nessa sua nova jornada. Abril, 2018


Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 63


Social Taubaté

Flash

José luiz de Almeida luizinho-cafe@hotmail.com facebook.com/luizinholanches

Fernanda Malheiros, Andréa Vales, Deborah Meister, Evandro Grachet, Rogério Costa, Luiz Bittencourt, Rogério Sunti, Dr. Felipe Magalhães e Sérgio Peres

No dia 25 de março, aconteceu a tradicional corrida General Salgado de Taubaté. A equipe do Sicoob Unimais, apoiada pela Tríadaz, marcou forte presença no evento. O Sicoob UniMais foi um dos principais patrocinadores da corrida este ano. A bela miss Taubaté, Talita Maciel, que agora será responsável por levar o nome da nossa cidade para o Brasil. Meus queridos amigos, Alexandre Gaspar e Rita Frediani, se casaram em uma linda cerimônia no Vila Bali, no último mês! Desejo todo amor do mundo a vocês!

Guilherme, Julia e Mariana

64 | Vitti | revistavitti.com.br

Adriano Cândido (Yves Moss cabeleireiros) curtindo uma deliciosa sunset, ao som de Paulo Meyer e Twyla Corrêa, no Rock In Ribs Taubaté.

No mês de março, meus queridos amigos, Mariana Galeas e Guilherme Andraus, se casaram em um cerimônia emocionante. Rodeados por amigos e familiares, a festa rolou até altas horas. Foi contagiante ver a alegria e o amor dos dois. Desejo uma infinidade de amor. Abril, 2018


Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 65


Social São José dos Campos

Atitude News

Gilberto Freitas gilfreitasff@hotmail.com

Fabiano Ribeiro, Fredy Ribeiro, Felipe Ribeiro e DJ Digão, comemoraram os 22 anos da F3, agora agência.

Carol Scarpelli e Evandro Alonso, com Marcelinho Carioca, no evento Renova Grupo Kaza 2018. Fernando Santos, Paulo Cesar e José Rejane, com Ellder Anunciato, na inaguração do Centro Equilibre-se, em São José dos Campos. Rafael Davoli comanda o lançamento do selo de 60 anos da Veibras, e a 4ª edição do "Possante novo". Bia Bernardes e Marcilene Pacheco, na 2ª noite de degustação - Buffet Trick Nick, de São José dos Campos. Dra. Natalie Lucasech no comando do Dia da Mulher, na Clínica Lumiere Estética Avançada, em São José dos Campos. Giselle Estefano Toledo, Claudio Giordani e Michelli Veneziani, na apresentação da nova programação 2018 da BAND VALE, no Novotel. Recepção da Firmato Móveis aos arquitetos, para a Tour Jader Almeida 2018. 66 | Vitti | revistavitti.com.br

Abril, 2018


Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 67


Social Aparecida

Abalou

Encontro dos "Vencedores no Parque", sobre os mais diversos temas da vida. Uma experiência única! Dia mais que especial, com a querida Patrícia Garcia. João Athaíde

Tanto amor e uma vida linda pela frente! Clara e Heitor, que a vida de vocês seja tão bela como essa tarde.

Fotos: Giuliano Campiolo

Erasmo Ballot

ligia Ballot liballot@hotmail.com

Josiane Galdino

Bastidores da gravação do quadro "Beleza Em Dia", do programa Manhã Leve, da Tv Aparecida. Apresentado pela consultora de moda, a querida Fran Galvão, o quadro foi gravado na loja Trend Look da Cassiana Moura. Vocês arrasam!

Audrey Banzi e Marion Brasil, na desgustação de Páscoa na Yvette Casa. Que tarde mais doce!

Fofura em dobro no aniversário das gêmeas, Alice e Manuela. Os papais, Shirley e Mateus, curtiram cada segundo dessas princesas. Saúde e paz sempre!

As arquitetas, Cidinha Lellis e Mara Galvão, na noite de premiação da Portobello, em São Paulo. Lindas! 68 | Vitti | revistavitti.com.br

Abril, 2018


Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 69


Social Guará

Guará em Pauta O paizão, Dr. Antonio Celso, todo orgulhoso na formatura da filha Camila pela ESPM, em São Paulo.

Batizado do pequeno Pietro Luchesi, ao lado dos pais Larissa e Marcelo, no início de março.

Benê Carvalho benecarvalho@revistavitti.com.br

Marina Zeitune na comemoração dos seus 18 anos, entre Thaina e Luanda, mãe e tia, no dia 24 de março.

Prestigiando o evento “Cultura na Praça” nas comemorações do mês da Mulher, ao lado de Aline Damasio (secretária) e Tom Vilanova (subsecretário).

Marcus Soliva e Marinho Rodrigues Nunes, com o jogador Cafu, na festa de encerramento da Confederação Paulista de Futebol, em São Paulo. Momento fofura entre os primos Samuel e Maria Luz Teixeira.

Ana Paula Floriano e o promoter Rick Soares, em noite memorável na Sociedade Hípica de Guará. 70 | Vitti | revistavitti.com.br

Abril, 2018


Social Guaratinguetรก

Mamuschka Shoes

No dia 05 de abril, foi inaugurada a Mamuschka Shoes, a mais nova loja de sapatos de Guarรก, no Buriti Shopping. O evento contou com a presenรงa de amigos e clientes, convidados para conhecer os lanรงamentos de diferentes marcas.

MAMUSCHKAshoes @mamuschkashoes

Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 71


Arquivo pessoal

Arte

Publicitária lança livro sobre arte de rua

M

Amanda Simpson

ariana Ceciliato, 23 anos, é natural de Aparecida e se formou em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Taubaté em 2015. Como trabalho de graduação, elaborou o livro "Registro de Rua" – que será lançado oficialmente no mês de abril (dia 13/04 em São Paulo, e dia 20/04 em Taubaté), pela editora Kázua, de São Paulo.

72 | Vitti | revistavitti.com.br

Afirmando que, desde o início, não pretendia fazer uma monografia, Mariana conta que chegou a ter diferentes ideias para o tema do projeto gráfico que desejava construir. "Fui afunilando minhas opções até chegar na arte de rua. Percebi, então, que era algo que eu apreciava – mas não sabia", diz. Não tendo a pretensão de transformar seu trabalho de graduação em algo profissional, Mariana só cogitou a possibilidade quando, morando em São Paulo, mostrou o projeto para alguns amigos e foi

incentivada a procurar uma editora. Reunindo obras de vários artistas de rua, sendo cinco do Vale do Paraíba: Vespa, Valdir Rodrigo, Rodrigo Abreu, IFI e Fernanda Cavalcanti, o livro veio para suprir a escassez de publicações direcionadas à temática. "Meu intuito é divulgar um trabalho que, para mim, foi muito satisfatório. Além disso, acredito que seja importante destacar trabalhos artísticos – como o grafite – e, com isso, incentivar cada vez mais novas criações", defende.

Abril, 2018


Música

Estão abertas as inscrições para o

Festival de MPB Celly Campello

E

Amanda Simpson

stão abertas as inscrições para o 2º Festival Nacional de MPB de Taubaté - Celly Campello. De acordo com a Secretaria de Turismo e Cultura da cidade, as inscrições são gratuitas e podem ser feitas presencialmente, via Correios ou pelo site oficial da Prefeitura de Taubaté até o dia 11 de maio. O festival será realizado entre os dias 22 e 24 de junho, na Avenida do Povo. Com o objetivo de promover um intercâmbio artístico e cultural, o evento pretende valorizar os artistas regionais. As músicas registradas devem ser inéditas e originais, sendo permitido o registro de uma música por autor. Entre as inscritas, 20 músicas serão selecionadas e passarão por um processo de análise documental e pré-triagem – no

Abril, 2018

qual funcionários da Secretaria de Turismo e Cultura averiguarão se as canções estão em conformidade com o edital. Posteriormente, critérios como: melodia, harmonia, arranjo e letra, serão avaliados. Na fase eliminatória, as músicas escolhidas serão apresentadas ao público. Destas, 10 pertencentes a compositores taubateanos e da região (que receberão um cachê de R$ 1.500), e outras 10 de autores de outras cidades e estados do Brasil (que contarão com um auxílio financeiro de R$ 2.000). A grande final acontecerá no dia 24 de junho, e contará com dez canções classificadas. A premiação consistirá em troféus e certificados de participação para o 1º, 2º e 3 º lugar. Além disso, as categorias de melhor intérprete, melhor letra e música eleita por aclamação popular, também serão premiadas.

revistavitti.com.br | Vitti | 73


Ambiente construído

O

Adilson Pelloggia

nióbio é um elemento químico, de símbolo Nb, número atômico 41, e densidade 8,57 kg/dm3. É um elemento de transição pertencente ao grupo 5 da classificação periódica dos elementos. O nióbio é um material lustroso, com coloração cinza brilhante, dúctil, um metal paramagnético. É usado, principalmente, em ligas de aço para a produção de tubos condutores de fluidos. Em condições normais, é sólido. O nióbio tem propriedades físicas e químicas similares ao do elemento químico tântalo, e os dois, portanto, são difíceis de distinguir. Em 1801, o químico inglês Charles Hatchett relatou a descoberta de um material similar ao tântalo e o denominou colúmbio. Entre 1864 e 1865, ficou esclarecido que "nióbio" e "colúmbio" eram dois nomes do mesmo elemento. Por quase um século estes nomes foram utilizados de forma intercambiável. O nióbio foi oficialmente reconhecido como um elemento químico em 1949, mas o termo colúmbio ainda é utilizado na metalurgia. As primeiras aplicações comerciais deste elemento datam de começos do século XX. Existem poucas minas de nióbio com viabilidade econômica. O Brasil concentra 98% das reservas conhecidas de nióbio no mundo, 842,46 milhões de toneladas, sendo historicamente o primeiro produtor mundial de nióbio e ferronióbio (uma liga de nióbio e ferro), e responsável por 75% da produção mundial do elemento.

74 | Vitti | revistavitti.com.br

Nióbio

Estima-se que o nióbio seja o 33° elemento mais abundante da Terra, com concentração de 20 ppm. Alguns pensam que a abundância do nióbio no planeta é muito maior, porém não é possível encontrar mais fontes dos elementos porque este está no núcleo terrestre por causa da sua elevada densidade. É muito utilizado nas ligas metálicas, em especial na produção de aços especiais utilizados em tubos de gasodutos. Embora estas ligas contenham no máximo 0,1 % de nióbio, esta pequena porcentagem confere uma grande resistência mecânica ao aço. A estabilidade térmica das superligas que contêm nióbio é importante para a produção de motores de aeronaves, na propulsão de foguetes e em vários materiais supercondutores. As ligas supercondutoras do tipo II, também contendo titânio e estanho, são geralmente usadas nos ímãs supercondutores aplicados na obtenção das imagens por ressonância magnética. Outras aplicações incluem a soldagem, a indústria nuclear, a eletrônica, a óptica, a numismática e a produção de joias. Nestas duas últimas aplicações, ele é utilizado pela sua baixa toxicidade e pela possibilidade de coloração por anodização. A partir de meados do século XX, o geólogo Djalma Guimarães descobriu a maior mina de pirocloro na região do Barreiro, em Araxá - MG, constatando-se a maior mina de nióbio encontrada até a atualidade no Planeta Terra. Simultaneamente, houve o desenvolvimento das corridas espaciais nos Estados Unidos da América e na Rússia, que expandiu de forma exponencial no consumo de nióbio por parte da indústria aeroespacial. Em 1955, a CBMM iniciou as suas operações industriais. Em 1965, o almirante norte-americano Arthur Radford

convenceu o banqueiro Walther Moreira Salles a investir no mercado de nióbio, que atualmente é o maior produtor mundial. Atualmente, o Brasil tem três empresas no setor da exploração do nióbio, sendo elas: a Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM), o Anglo American Brasil Ltda. (Mineração Catalão Goiás), e a Mineração Taboca (Grupo Paranapanema). Em Minas Gerais estão as maiores reservas brasileiras de pirocloro. A liga de ferronióbio é produzida através de uma sociedade em conta de participação, cuja Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig). O site WikiLeaks divulgou em 2010 documentos sigilosos em que consta uma lista de locais vitais aos Estados Unidos em outros países. O documento, enviado pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos, lista cabos submarinos com conexões em Fortaleza e no Rio de Janeiro e minas de minério de ferro, manganês e nióbio em Minas Gerais e em Goiás. O nióbio é usado em superligas e na fabricação de magnetos para tomógrafos de ressonância magnética. Incluía as minas e jazidas de nióbio no Brasil como recursos e infraestrutura estratégicos e imprescindíveis aos Estados Unidos, em que a liga C-103 foi desenvolvida no início dos anos de 1960 pela Wah Chang Corporation e a Boeing. Algumas universidades brasileiras, como a USP, UNESP e a UFRJ, pesquisam as características do nióbio, a fim de desenvolver tecnologias no setor de supercondutores, na geração e transmissão de energia elétrica, na área aeroespacial brasileira, no sistema de transporte e na mineração, sendo amplamente empregados na construção de equipamentos químicos, mecânicos, aeronáuticos, biomédicos e nucleares. Adilson Pelloggia é doutor em Ciências e consultor ambiental. Contato: adilsonpeloggia1@gmail.com.

Abril, 2018


Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 75


Agenda

Mapa Cultural TEATRO Márcio Donato Stand Up Comedy É pra isso que eu tô vivendo! Divertindo o público com assuntos e polêmicas da própria vida, Márcio aborda temas como transporte público, relacionamentos passados, alcoolismo, sonhos, etc. E sempre com muito humor! Pindamonhangaba: Quando: 26/04, às 21h. Onde: Teatro Galpão / Pinda - SP. Classificação: 14 anos. Ingressos: de R$ 25 a R$ 60.

Ubatuba: Quando: 25/05, às 21h. Onde: Teatro Municipal de Ubatuba - SP. Classificação: 14 anos. Ingressos: de R$ 20 a R$ 60.

Quatro amigos Stand Up Os comediantes Thiago Ventura, Dihh Lopes, Marcio Donato e Afonso Padilha, são amigos de longa data, e se juntam para realizar este espetáculo de Stand Up Comedy, de cara limpa, sem adereços e sempre com um convidado diferente. Quando: 09/05, às 20h. Onde: Teatro São Joaquim Unisal / Lorena - SP. Classificação: 14 anos. Ingressos: de R$ 35 a R$ 70.

Marcus Cirillo Stand Up Do interior para o mundo Quando: 18/05, às 21h. Onde: Teatro Galpão / Pindamonhangaba - SP. Classificação: 14 anos. Ingressos: de R$ 25 a R$ 60.

LITERATURA

Sobre o "transtorno bipolar": uma visão psíquica-emocional-espiritual O transtorno bipolar é o tema principal do livro "Uma Vida Bipolar", que atualmente está em sua 4ª edição e foi escrito pela jornalista Juliana Bueno. A fim de explorar o tema, a escritora realizará uma palestra gratuita, onde os participantes poderão adquirir um exemplar. Quando: 05/05, às 14h30. Onde: Instituto Mãe Terra - rua Granadeiro Guimarães, nº 788 / Quiririm - SP. Gratuito. 76 | Vitti | revistavitti.com.br

Abril, 2018


MUSICA Domingo Musical: Fusion de la Musik

Natiruts Quando: 21/04, às 22h. Onde: Clube de Campo Luso Brasileiro São José dos Campos - SP. Classificação: 18 anos. Ingressos: de R$ 30 a R$ 100.

Formada em Taubaté pelos músicos Luy Azevedo, Matheus Souza, Kaká Silva e Alessandro Primata, a banda Fusion de la Musik apresenta um repertório composto por jazz, funk, bossa nova, samba e outras sonoridades. Quando: 29/04, às 11h. Onde: Museu Felícia Leirner / Campos do Jordão - SP. Gratuito.

Dom Pescoço A banda joseense, Dom Pescoço, apresenta um repertório repleto de rock e psicodelia, que se funde com cadências tropicais, funkeadas e dançantes. Quando: 22/04, às 16h. Onde: Sesc Taubaté - SP. Gratuito.

Família no Museu: Contos e Encantos da Minha Terra No dia 29 de abril, a cidade de Campos do Jordão comemora 143 anos de beleza e encantamento. Na ação que comemora o aniversário da cidade, os visitantes serão convidados a conhecer a sua memória através de contos e poesias selecionados. Quando: 28 e 29/04. Dia 28, às 11h, e dia 29, às 15h. Onde: Museu Felícia Leirner / Campos do Jordão - SP. Ingresso: de R$ 5 a R$ 10.

57ª Festa do Pinhão Quando: de 20/04 a 01/05. Onde: Praça do Capivari Campos do Jordão - SP. Abril, 2018

VARIEDADES Fotografia Etnográfica Por meio de exercícios de análise, interpretação e produção de fotografias, propõe-se apresentar os conceitos que definem a prática etnográfica, abordando como a fotografia explora aspectos da cultura e da sociedade. Com Rafael Hupsel, fotógrafo e antropólogo, mestre em Antropologia Social (USP) e bacharel em fotografia (Senac). Quando: de 12/04 a 03/05. Quinta-feira, das 19h às 22h. Onde: Sesc São José dos Campos - SP. revistavitti.com.br | Vitti | 77


Foto: Divulgação

Litoral

instituições realizam mutirão e retiram 288,34 kg de lixo das praias Aquário de Ubatuba, Projeto tamar e instituto Argonauta reúnem mais de 300 pessoas e realizam limpeza de praias

A

redação

manhã do dia 21 de março foi agitada na orla do Itaguá e da Praia do Cruzeiro, em Ubatuba. O Aquário de Ubatuba, o Projeto Tamar e o Instituto Argonauta realizaram, juntos, a primeira limpeza de praias de 2018. O evento contou com a presença 330 pessoas em uma série de atividades e programas que melhoram positivamente ambientes locais. O objetivo é sensibilizar a sociedade quanto aos impactos causados pelos resíduos sólidos na fauna marinha. Se-

78 | Vitti | revistavitti.com.br

gundo um estudo da organização Ellen MacArthur Foundation, daqui a 50 anos, os oceanos terão mais plásticos do que peixes. Atualmente, cerca de 8 milhões de toneladas de plástico chegam aos mares todos os anos. Com intuito de reverter essa triste situação e alertar a todos, os participantes retiraram 288,34 kg de lixo das praias, incluindo, por exemplo: inúmeras bitucas de cigarro, plásticos, vidros, redes, tênis, teclado, peneira, madeiras, etc. A limpeza de praias acontece desde 1996 e, a cada ano, a participação da comunidade se torna mais efetiva e os re-

sultados mais surpreendentes. “Fico feliz em ver as pessoas empenhadas em colaborar para que o mundo tenha menos lixo, e mais qualidade de vida para todos”, destaca o oceanógrafo e diretor do Aquário de Ubatuba, Hugo Gallo Neto. Além disso, o Projeto Tamar realizou a soltura de uma tartaruga marinha – ação que emocionou todos os presentes. Segundo Berenice Gomes, coordenadora do Tamar no estado de São Paulo, em parceria com os pescadores, o projeto já devolveu ao mar mais de 12.600 tartarugas (capturadas incidentalmente na pesca, ou depois de reabilitadas).

Abril, 2018


Abril, 2018

revistavitti.com.br | Vitti | 79


80 | Vitti | revistavitti.com.br

Abril, 2018

Revista Vitti, Abril 2018 Edição n148  

Nesta edição, entrevistamos a Drª Raquel Hussne e o Dr. Alysson Corrêa, proprietários da Dom Odontologia. Venha conferir o que eles disseram...

Revista Vitti, Abril 2018 Edição n148  

Nesta edição, entrevistamos a Drª Raquel Hussne e o Dr. Alysson Corrêa, proprietários da Dom Odontologia. Venha conferir o que eles disseram...

Advertisement