Page 1

Nº 509 ANO■ 42

SETEMBRO/2017

Indústria

Tecnologia

LOGÍSTICA INDÚSTRIA & TECNOLOGIA 15 16 Hardox 500 Tuf, da SSAB

Foto: htt://io.wp.com

Guindaste HBR450, da Hyva

.com.br

O MAIOR BUSCADOR INDUSTRIAL DO BRASIL


EDITORIAL

Sinais consistentes de recuperação

N

ão há dúvidas que estamos melhorando, observa-se em toda parte. O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade afirmou recentemente: “Os números anteriores foram desanimadores. Mas isso é passado. Enfrentamos muitas dificuldades. As políticas que o governo tem adotado, como a redução dos juros e as desonerações tributárias e da folha de pagamento, fazem parte de um plano para que a economia brasileira se recupere”. Em agosto, o índice de evolução da produção do setor chegou a 54,8 pontos e marca a primeira vez, desde outubro de 2013, o registro de alta na produção industrial por dois meses consecutivos. Os indicadores de evolução da produção e de expectativas para os próximos seis meses apontam para recuperação mais consistente da atividade industrial. Dados sinalizam, ainda, o fim das demissões no setor. O empresário industrial também está mais otimista quanto aos próximos meses. Seguidamente, o índice de expectativa de demanda apresentou alta, chegando a 56,9 pontos, nível mais elevado desde março de 2014. A perspectiva de aumento na produção,

nos próximos meses, também é confirmada por nova alta no índice de expectativa de compras de matérias-primas, que subiu 0,8 ponto, para 54,5 pontos, maior valor desde abril de 2014. Em relação ao emprego, os dados mostram que o período de demissões na indústria está perto do fim. Com sinais mais disseminados de melhora, cresce também a disposição do empresário industrial de investir. De acordo com a CNI, o índice de intenção de investimento cresceu pelo terceiro mês consecutivo, em setembro, chegando a 49,4 pontos. Este é o maior índice desde março de 2015 e está 6 pontos acima do registrado em setembro de 2016. Com estes sinais consistentes de recuperação, esperamos também pelo melhor. Aliás, como sempre. Nós, de nossa parte, lembramos que não adianta sermos positivos, otimistas. Precisamos que todos acreditem também e principalmente que nos apoiem. A é sua revista técnica, que se preocupa em publicar as atualidades dos setores envolvidos e também muitos produtos técnicos por edição. Sugestões, críticas, fiquem à vontade: a Revista é sua. Boa leitura.

... a redução dos juros e as desonerações tributárias e da folha de pagamento, fazem parte de um plano para que a economia brasileira se recupere

Cecilia Borges | EDITORA-CHEFE

VÁLVULA-BORBOLETA

Normalmente fornecida completa, incluindo o manual, diafragma ou atuador elétrico, a válvula-borboleta de controle Batley Valve® BV 1600 possui revestimento de borracha do tipo de encaixe que trava em uma reentrância do corpo. O formato simplificado do volante promove resistência mínima ao fluxo e a ação swing-through evita provocar danos ao revestimento se eventualmente a válvula sofra um sobrecurso. O corpo é do tipo anel sólido, usinado com precisão para que haja retenção do revestimento, do volante e alinhamento do fuso para assegurar fechamento positivo, combinado com torques de assento menores. Pode-se destacar que o engaxetamento apresenta um selo secundário, um o’ring viton, o fechamento estanque a bolhas de até 10 bar etc. WEIR Minerals Brasil. Tel.: (11) 2448-9200 Site: www.weirminerals.com.br

BALANÇA PARA PESAGEM DE CAMINHÕES

Um equipamento indicado para utilização de construtoras, empresas de colheita florestal e mineradoras é a balança transportável para pesagem de caminhões da Navarro. O produto não requer grandes gastos de obra civil para a instalação, o que minimiza custos e agiliza a troca de local depois da finalização de cada trabalho. A empresa garante atendimento de assistência técnica de 24 horas em qualquer lugar do país; treinamento de técnicos do cliente; oferece peças sobressalentes de reposição; assessoria técnica e elabora projetos especiais; upgrades e modernização de equipamentos etc. Balanças NAVARRO Sistemas de Pesagem

Tel.: (11) 2901-1895. Site: www.navarro.com.br

SISTEMA PORTÁTIL DE ENERGIA

Desenvolvido para ser utilizado temporariamente num determinado local, o sistema portátil da Steck pode ser armazenado e reutilizado inúmeras vezes. Ele pode ser instalado em canteiros de obras na construção civil, shows, eventos ou em quaisquer outras situações em que há a necessidade de mobilidade, segurança, rapidez e economia. A composição básica é formada pela motherbox master e motherbox compact que são responsáveis pela distribuição geral da energia. A motherbox é fabricada com matérias-primas de termoplástico autoextinguível, conforme norma CEI 17-13/4, grau de proteção IP 64, resistência aos raios UV e a impactos mecânicos. Já o centro móvel impact é projetado com material emborrachado e autoextinguível, conforme norma IEC 670, possui grau de proteção IP 54, proteção contra os raios UV e alta resistência mecânica. STECK Indústrias Elétrica Ltda. Tel.: (11) 2248-7000. Site: www.steck.com.br

Indústria & Tecnologia

3


?

Indústria Tecnologia

SUMÁRIO

12

INDÚSTRIA & TECNOLOGIA

14

IHM DA SéRIE G3, DA OMEGA

16

Estes são os terminais de Interface com operador de Gráfico Ativado pela Web, da Omega

15

GUINDASTE HBR450, DA HyvA

17 Linha de guindastes articulados, produtos compactos feitos com aço de liga com alta resistência tornando-se leves, ágeis e velozes

10

ACONTECE NA INDÚSTRIA

HUSQvARNA: MAIS 30% EM PRODUTIvIDADE Reorganização do layout e um novo sistema de produção garantem a otimização do trabalho e reduzem em 16% os afastamentos por atestados médicos

PROPOSTA DO GOvERNO INIBE PEQUENA INDÚSTRIA NO MERCADO LIvRE DE ENERGIA

Eliminação da comunhão de carga ameaça a migração de 6 mil unidades consumidoras do comércio e indústria

11

HARDOx 500 TUf, DA SSAB

A nova chapa antidesgaste é suficientemente resistente para atuar como um material estrutural em caminhões fora-de -estrada, contêineres, basculantes e em estruturas pesadas de descarga

ULTRAGAz LANÇA SOLUÇãO PARA RECICLAGEM DE CHUMBO Chamada Ultrafusão de Chumbo, a tecnologia reduz a emissão de poluentes no meio ambiente e é mais segura aos trabalhadores

Paulo Freitas, da EPCS, Educação Profissional da Cadeia de Suprimentos, selecionou este artigo da Michigan State University, em que trata dos conceitos de logística e SCM

SEÇÕES

6 AGENDA 8

DESTAQUES DO MÊS

8

HOME PAGES

Ele será responsável por liderar a estratégia de negócios para uma região de importância global e onde a companhia atua há 180 anos.

MARkETPLACE fIRST – A jORNADA INvERTIDA DO COMéRCIO DIGITAL PARA A INDÚSTRIA

Neste artigo, Maurício Trezub – diretor de e-commerce da TOTVS -- explica a necessidade de uma estratégia de comércio digital para os muitos questionamentos da indústria

4 ? Indústria & Tecnologia

LOGíSTICA é O MESMO QUE GESTãO DA CADEIA DE SUPRIMENTO?

PAULO ALvARENGA é O NOvO CEO PARA A AMéRICA DO SUL DA THySSENkRUPP

ANÁLISE SETORIAL

A N O 42 SETEMBRO/2017

ESPECIAL

CORTINA DE LUz DE SEGURANÇA, DA WEG

O produto integra a Linha Safety, da Weg, fabricadas para a segurança operacional de máquinas e equipamentos

Nº 509

9 CATÁLOGOS


?

AGENDA

FRESADORA CNC

FEIRAS E CONGRESSOS NO BRASIL 2017 EVENTO

DATA

LOCAL

ORGANIZAĂ‡ĂƒO

Rio Pipeline 2017

24 a 26/10/2017

Rio de Janeiro - RJ

http://www.riopipeline.com.br

NT EXPO - NegĂłcio nos Trilhos

07 a 09/11/2017

Expo Center Norte - PavilhĂŁo Vermelho - SP

http://www.ntexpo.com.br

14ÂŞ SalĂŁo Duas Rodas

15 a 20/11/2017

SĂŁo Paulo Expo - SP

http://www.salaoduasrodas.com.br

Showtec

17 a 20/01/2018

Maracaju - MS

http://www.portalshowtec.com.br

LOCAL

ORGANIZAĂ‡ĂƒO

FEIRAS E CONGRESSOS NO EXTERIOR EVENTO

DATA

FOBRASA ComĂŠrcio de MĂĄquinas Ltda. Tel.: (11) 3385-8944. Site: www.fobrasa.com.br

BIXPO

01 a 03/11/2017

Gwangju CorĂŠia do Sul

https://www.bixpo.kr

FABTECH North America

06 a 09/11/2017 07 a 11/11/2017

Chicago - EUA

https://www.fabtechexpo.com/

Robotics Show China

07 a 11/11/2017

Xangai - China

http://rs.ciif-expo.com

Canton Fair

15/10 a 04/11/2017

CantĂŁo - China

http://www.cantonfair.org.cn

LOCAL

ORGANIZAĂ‡ĂƒO E INFORMAÇÕES

CURSOS PROFISSIONALIZANTES OUTUBRO/NOVEMBRO DE 2017

DATA

Um equipamento que se encontra classificada na categoria de usinagem convencional, mas com a tecnologia CNC, ĂŠ o modelo FC 1500 da marca Calvi. É uma fresadora composta de uma mesa de 1.854 mm x 610 mm de tamanho e COMKGDECAPACIDADE/EIXOXPOSSUI curso longitudinal de 1.500 mm; o y, curso transversal de 700 mm; o z, curso vertical de 600 mm e avanço mĂĄximo de 10.000 mm/min. A FC 1500 oferece 40 Ëœ 6.000 rpm de velocidade do eixo ÉRVORE E A SEDE CĂ™NICA DO EIXO ÉRVORE DE "4 40. AlĂŠm dessas caracterĂ­sticas, ela possui um motor de 10 hp, servomotor de 1.0 x/y, diâmetro do eixo-ĂĄrvore de 150-160 mm, distância do eixo-ĂĄrvore atĂŠ a coluna de 740 mm etc.

TÊcnicas de Liderança para Profissionais de Chão de Fåbrica

16/10/2017

SĂŁo Paulo

Abimaq (11) 5582-6321/6313

Kaizen - Kata Redução dos Desperdícios no Processo Produtivo

24/10/2017

SĂŁo Paulo

Abimaq (11) 5582-6321/6313

Anålise, concessão de crÊdito e cobrança

26/10/2017

SĂŁo Paulo

Minder (11) 5111-8220

Controle de almoxarifado e inventĂĄrio fĂ­sico

31/10/2017

SĂŁo Paulo

Minder (11) 5111-8220

Para divulgar cursos, seminĂĄrios e palestras, mande um email com data, local e dados do promotor do evento para cecilia@vitrinesdececilia.com.br e publicidade@banas.com.br

IMPRESSORA PORTĂ TIL PARA IDENTIFICAĂ‡ĂƒO

Com um design que a torna duråvel, resistente e portåtil, a impressora BMP21-plus da Brady Ê indicada para ser utilizada como impressora de etiquetas de identificação em geral. Ela Ê dotada de diversas funçþes inteligentes, como data, hora, serialização, simbologia e tipologia ajuståveis, inserção de dados variåveis etc. É um equipamento de fåcil manuseio que disponibiliza 70 modelos de etiquetas contínuas e com oito tipos de apresentaçþes diferentes, cores variadas, modelos de código de barras e muitos outros recursos. Com ela Ê possível realizar a impressão de etiquetas por transferência tÊrmica, permitindo a obtenção de etiquetas legíveis com a aplicação em diferentes superfícies e em diversos tipos de materiais. A BMP21-plus Ê desenvolvida para resistir a manuseio constante, longas aplicaçþes em åreas internas ou externas e a produtos químicos. SETON/W.H.B. do Brasil Ltda. Tel.: (11) 4166-1200. Site: www.seton.com.br

EXPEDIENTE

IndĂşstria Tecnologia Geraldo Banas (1913-1999) Elizabetha Banas (1923-2007) Cristina Banas - Publisher Cecilia Borges - Editora-chefe Tatiana Gomes - Redatora WEB Waldemar TerĂ´ Sato - Redator tĂŠcnico e gerente de Editoração EletrĂ´nica NazarĂŠ Baracho - RevisĂŁo Carine Melhor - Financeiro Patricia BrandĂŁo - CRM - Circulação Luciano Tavares de Lima - Produção ? IndĂşstria & Tecnologia circula junto aos profissionais e executivos envolvidos nos processos de aquisiçþes e especificaçþes de equipamentos, produtos e serviços industriais que atuam em empresas, organizaçþes e entidades que façam parte do mercado industrial. Assinatura anual: R$ 198,00 NĂşmero avulso: R$ 18,00 Assinatura anual no exterior: US$ 250,00 ? INDĂšSTRIA & TECNOLOGIA (ISSN 0103-7481) ĂŠ uma publicação da Editora Banas Ltda. CNPJ 60.432.796/0001-83 I.E. 104.259.747.116, C.C.M. 1.249.632-4 – Protocolada e matriculada sob o nÂş 1.487 do livro “Aâ€? do Registro Civil de Pessoas JurĂ­dicas.

6 ? IndĂşstria & Tecnologia

CIRCULAĂ‡ĂƒO NACIONAL PERIODICIDADE MENSAL TIRAGEM: 40.000 É permitida a divulgação das informaçþes contidas na revista desde que citada a fonte. CANAIS DE COMUNICAĂ‡ĂƒO: Rua Edward Joseph, 122 - 11Âş andar/EdifĂ­cio Passarelli. CEP 05709-020 – SĂŁo Paulo – SP TEL. PABX: (55 11) 3722-0956 Fax: (55 11) 3722-0956 s WWWPSCOMBR s WWWBLOGINDUSTRIALCOMBR s FACEBOOKCOMEDITORABANAS s 4WITTER %DITORA"ANAS s % MAILCECILIA VITRINESDECECILIACOMBR CIRCULAĂ‡ĂƒO 4EL (55 11) 3722-09562AMAIS ASSINATURAS BANASCOMBR COBRANÇA 4EL (55 11) 3722-09562AMAL COBRANCA BANASCOMBR FINANCEIRO 4EL (55 11) 3722-09562AMAL lNANCEIRO BANASCOMBR PRODUĂ‡ĂƒO 4EL   PRODUCAO BANASCOMBR PUBLICIDADE 4EL(55 11) 3722-09562AMAL PUBLICIDADE BANASCOMBR REDAĂ‡ĂƒO 4EL (55 11) 3722-09562AMAIS CECILIA VITRINESDECECILIACOMBR Filiada Ă

FALE COM A REDAĂ‡ĂƒO Se vocĂŞ tiver sugestĂľes de pauta, dĂşvidas ou necessitar de esclarecimentos, mande um e-mail para a seção FALE COM A REDAĂ‡ĂƒO e encontre as soluçþes sobre os mais variados temas que sĂŁo abordados na revista ?. As perguntas devem ser encaminhadas para cecilia@vitrinesdececilia.com.br e publicidade@banas.com.br


NOTAS TÉCNICAS DESTAQUES DO MÊS

DURÔMETRO

SOLUÇÕES LOGÍSTICAS DE CARGAS PESADAS

Com capacidade para cargas de 9,8 N até 294 N, o ZHV10 é um modelo de durômetro que memoriza os parâmetros de ensaios, especialmente na determinação de dureza Vickers, Knoop e Brinell, medição de profundidade da camada de dureza, além da Ritz, e nitretação. Há duas versões disponibilizadas pela Panambra, de modo que a analógica realiza o valor da dureza com o uso de tabelas, enquanto que a versão PC utiliza o testXpert® que é um software que se adapta a variadas condições de ensaios, mas com bastante flexibilidade. O ZHV10 é caracterizado por carga por pesos, ciclo automático de ensaio e suporte para penetrador de acordo com posições flexíveis de ensaio. Possui display LCD de uma linha ou tela touch-screen. A seleção da carga de ensaio é realizada por meio do botão lateral rotativo. PANAMBRA ZWICK Com. de Máquinas

HOME PAGES

e Equipamentos Ltda. Tel.: (11) 3303-6300 Site: www.panambrazwick.com.br

EMBALADORAS

De acordo com a página da Pakmatic na internet, a empresa disponibiliza máquinas para embalar com capacidade de até 260 pacotes por minutos em pista dupla, como a Overlap ZWA que tem arquitetura integrada e permite o controle de todos os conjuntos com apenas um programa. Outro modelo, a Overlap EC XC embala com filme termoencolhível, sem barra de selagem e tem capacidade de rodar de 15 a 70 pacotes por minuto. A empresa possui também a encaixotadora WRAP Around WA capaz de absorver vários formatos de pacotes e diversos tipos de produtos. Além desses, ela desenvolve transportadores modulares, pakbox, robôs paletizadores, pakstretch com transportes para linha de paletização automática etc. PAKMATIC do Brasil Importação e Exportação Ltda. Tel.: (19) 3463-6090

www.pakmatic.com.br

8

Indústria & Tecnologia

Com o propósito de atender às necessidades do transporte de grandes cargas, de plantas industriais e projetos complexos, a Schenker dispõe do DB Schenker Projects, um produto capaz de transportar projetos para o destino definido pelo cliente em todo o mundo. Para tanto, a empresa conta com profissionais experientes em logística internacional de cargas de projeto. Eles estão capacitados para planejar e coordenar todas as etapas. São de responsabilidade deles, o cuidado com as necessidades para o transporte e o transbordo em ambas as extremidades, não importa se for uma refinaria, uma estação de energia, uma barragem ou plataformas petrolíferas. Todo o processo é efetuado com planejamento otimizado dos custos, com a escolha adequada dos parceiros, com a coordenação e execução do transporte etc. SCHENKER do Brasil Transportes Internacionais Ltda. Tel.: (11) 3318-9200. Site: www.dbschenker.com.br

DISPOSITIVOS PARA MOVIMENTAÇÃO LINEAR

Especializada em manutenção e distribuição de fusos de esferas, fusos trapezoidais, rolamento de agulha, rolamentos lineares, eixo retificado, guias lineares, mesas lineares, mancal, gaiola etc. a AVA trabalha com todas as marcas e modelos, além de possuir estoque para atendimento imediato e entrega para o Brasil todo. No site da empresa, é possível baixar os catálogos, no formato pdf, referentes aos produtos disponibilizados ou obter informações detalhadas de todos os dispositivos de movimentação, de acordo com o modelo, com imagens dos produtos, tabelas das características, desenhos técnicos etc. AVA Linear System Tel.: (11) 4667-3966

www.avasistema.com.br

CABO DE CONTROLE

O Ölflex® Classic 100 é um cabo de controle projetado para diversas aplicações. Produzido em PVC, ele é flexível e codificado por cores. Suporta tensão nominal Uº/U de 450/750 V. É um produto resistente à torsão e às ações químicas. Oferece diversas vantagens, como economia de espaço devido ao diâmetro pequeno, segurança elétrica pelo fato de a tensão de ensaio ser de 4 kV, boa flexibilidade pelo motivo de os condutores torcidos terem comprimento de feixe curto etc. Ele pode ser aplicado como uma alternativa de alta qualidade para cabos de controle do tipo YSLY ou YY, na engenharia industrial, em construção de máquinas, sistemas de aquecimento e climatização, centrais elétricas, ambientes internos secos ou úmidos, instalação fixa ou flexão ocasional sem esforços de tração e com movimentos livres, sistemas em que há exigência de torção, como nos geradores eólicos. Cabos LAPP Brasil Ltda. Tel.: (11) 2166-4166 Site: www.lappgroup.com.br

TROCADORES DE CALOR

A Apema projeta e produz diversos tipos de equipamentos de troca térmica, tanto os standards, que atende aos fabricantes de máquinas, unidades hidráulicas e refrigeração industrial, quanto os especiais, destinados aos setores químicos, petroquímicos, oil & gás, offshores, alimentícios, siderúrgicos, de hidrogeração, papel e celulose, entre tantos outros. A empresa, portanto, tem capacidade para produzir trocadores cascos e tubos, resfriadores a ar, condensadores de superfície, radiadores aletados, resfriadores de óleo a gás, resfriadores de óleo a ar, trocadores de calor com placas desmontáveis, trocadores de calor com placas brasadas etc. Além do mais, a Apema amplia sua capacidade de atendimento com os representantes que atuam nas regiões Sudeste (Minas Gerais), Sul (Paraná e Santa Catarina) e também no exterior (Peru, Colômbia, Venezuela, Bolívia), já que toda a estrutura está localizada na região do Grande ABC. APEMA Equipamentos Industriais Ltda. Tel.: (11) 4128-2577

www.apema.com.br


CATÁLOGOS BOMBAS

Produzidos para aplicações residenciais, prediais, industriais, agrícolas e para o combate a incêndio, os variados modelos de bombas da Dancor são apresentados no catálogo geral com informações sobre cada um deles, como curvas de desempenho, imagens, descrições dos materiais empregados, tabelas de capacidade, desenhos técnicos e descrições dos componentes, dados dimensionais, curvas de performance, características dos motores elétricos etc. São apresentadas bombas da linha Pratika dos tipos autoaspirantes e centrífugas multiusos, série CAM do tipo centrífuga de aplicação múltipla e também as de padrão para o combate contra incêndio, série MS do tipo centrífuga multiestágio, série CAP do tipo centrífuga multiestágio de alta pressão, série EP do tipo ejetora para poços profundos, séries DS e SDE do tipo submersível para drenagem e esgotamento, série VAS do tipo vertical para águas servidas, série AAE do tipo autoescorvante para esgotamento, série DS-9 e DS-4 do tipo submersível para drenagem, filtros de alta vazão para piscinas série DFR, tanques de pressão com diafragma etc. DANCOR S.A. Indústria Mecânica Tel.: (11) 5561-3364 Site: www.dancor.com.br

SOLUÇÕES EM AR-CONDICIONADO E VENTILAÇÃO

Contendo informações, como tabela de modelos e as respectivas características, dados de vazão, pressão, nível de ruído, potência, rpm, peso, área, voltagem, descrição e aplicações, além de desenhos técnicos e imagens, o catálogo elaborado pela Multivac contribui para o esclarecimento e conhecimento dos interessados sobre exaustores, ventiladores, dutos flexíveis e acessórios etc. produtos esses, por ela fornecidos. MULTIVAC/MULTISTAR Indústria e Comércio Ltda. Tel.: (11) 4800-9500. Site: www.multivac.com.br

CONTROLES ELÉTRICOS E ELETRÔNICOS

Destinados às aplicações de residência, comércio e empresas, a Margirius fabrica comandos de aparelhos eletrodomésticos, aparelhos odontológicos e médicos, máquinas industriais, iluminação, automóveis, equipamentos eletrônicos, ferramentas elétricas etc. Dessa maneira, o catálogo elaborado pela empresa tem o objetivo de esclarecer e fornecer informações técnicas sobre os produtos por ela fabricados. Nele há ilustrações, desenhos, dados dimensionais, características elétricas e mecânicas e outros esclarecimentos básicos, mas necessários para a utilização correta de produtos, como interruptores para aparelhos, comandos elétricos, séries de porta-fusível, interruptores de tecla, interruptores de alavanca, interruptores pushbutton, microinterruptores, atuadores, dentre outros tantos. MARGIRIUS Continental Indústria de Controles Elétricos Ltda. Tel.: (19) 3589-5000 Site: www.margirius.com.br

SOLUÇÕES PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

A Hager reúne no catálogo, soluções para distribuição de energia elétrica, destinadas tanto para finalidades residenciais quanto para aplicações comerciais. Desse modo, fornece informações sobre caixas e quadros de distribuição para instalação simples, caixas Golf, caixas de embutir, caixas de sobrepor, caixas estanques, caixas gamma e acessórios, caixas e armários em poliéster, armários de embutir e sobrepor, acessórios para caixas, dispositivos modulares, limitadores de proteção, disjuntor motor e interruptores, contatores, telerruptores, relés temporizados, minuterias, multimedidores, detectores de movimentos, botões e sinaleiros, dimmers etc. Além de imagens, fornece dados, como características, designação, descrição dos produto, dentre outros. HAGER Brasil Tel.: 0800 724-2437. Site: www.hager.com.br

Indústria & Tecnologia ? 9


?

ACONTECE NA INDÚSTRIA

HuSqvARNA, mODERNIzAçãO: mAIS 30% Em pRODuTIvIDADE NA fábRICA Em SãO CARlOS (Sp) Reorganização do layout e um novo sistema de produção garantem a otimização do trabalho e reduzem em 16% os afastamentos por atestados médicos

C

om mais de 320 anos de história, a sueca Husqvarna - multinacional fabricante de equipamentos para o manejo de áreas verdes – decidiu redesenhar a estrutura de sua fábrica na cidade de São Carlos (SP), que, em dezembro de 2016, passou a ter um layout muito mais moderno e eficiente. O resultado: um aumento de 30% na produtividade e de 250m² no espaço físico. O gerente da planta, Luciano Trindade, explica que a linha de produção, o estoque e as demais áreas foram reposicionadas. “A estratégia proporcionou uma redução no fluxo de matérias-primas e de produtos acabados, o que aumentou o espaço físico e melhorou a organização da logística. Menos de um ano depois, já

notamos um aumento considerável na produtividade de nossa fábrica”, ressalta ele. Além do novo layout, a Husqvarna concluiu no fim de agosto a instalação do método de produção “transfer” em todas as linhas. Nele, as peças dos equipamentos são transportadas via páletes e percorrem toda a extensão da linha de fabricação por uma esteira. Isso otimiza os movimentos dos profissionais e também colabora com o ganho de produtividade. De acordo com Luciano Trindade, a tecnologia permite que operadores de diferentes características físicas realizem o mesmo trabalho sem esforço ou mudanças constantes de posição, ações que podem causar lesões por esforço repetitivo (LER). “Muito

mais que promover um aumento da eficiência, o sistema ‘transfer’ nos ajudou a garantir uma melhoria nas condições de trabalho. Até o momento, registramos uma redução de 16% no número de afastamentos por atestados médicos”, pontua. Ainda pensando em formas de tornar a planta de São Carlos mais eficiente, a Husqvarna fez a substituição das lâmpadas à base de mercúrio por modelos de LED. A iniciativa resultou em uma economia de 8,5% no consumo de energia elétrica.

pROpOSTA DO gOvERNO INIbE pEquENA INDÚSTRIA NO mERCADO lIvRE DE ENERgIA Eliminação da comunhão de carga ameaça a migração de 6 mil unidades consumidoras do comércio e indústria, alerta Abraceel

A

Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel) alerta que 6 mil unidades consumidoras do comércio e da pequena indústria nacional podem ser bloqueadas de aderir ao mercado livre de energia já no próximo ano. O ministério das Minas e Energia, por meio da Consulta Pública 033/17, prevê a eliminação da comunhão de carga, o que, na prática, proibiria parte do setor produtivo de obter mais competitividade com a redução da conta de luz. “A medida é pesada, pois a indústria e o comércio podem conseguir preços de energia 20% menores no ambiente livre”, explica Reginaldo Medeiros, presidente da Abraceel. Segundo os técnicos do ministério, o ob-

jetivo da proposta é evitar a elevação dos subsídios no setor elétrico. Entretanto, levantamento da Abraceel, em contratos disponibilizados pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), mostra que a preocupação governamental é infundada. De acordo com os dados, do total de energia absorvida pelos consumidores especiais, apenas 8,3% deve-se a consumidores que só realizaram a migração por conta da comunhão de carga. Essa pequena participação no consumo diz respeito a 32% do total dos consumidores especiais que migraram, ou 2.652 unidades consumidoras com MUSD contratado menor que 0,5 MW. “Ou seja, o veto não vai gerar redução expressiva nos subsídios, mas sim um impacto negativo na competitividade de

milhares de pequenos estabelecimentos comerciais e fabris”, analisa Medeiros. Para evitar esse retrocesso, a Abraceel entregou uma proposta alternativa ao governo. De forma a mitigar o aumento do subsídio para fontes incentivadas, sem a redução dos potenciais consumidores do mercado livre, propõe-se a antecipação da possibilidade da aquisição de energia convencional a partir dos 500 kW de demanda e a extensão da possibilidade de comunhão de carga, de fato ou de direito, também para elegibilidade como consumidor livre. “Dessa maneira, o setor pode continuar um processo contínuo de abertura, de forma segura”, conclui Medeiros.

ulTRAgAz lANçA SOluçãO pARA RECIClAgEm DE CHumbO Chamada Ultrafusão de Chumbo, a tecnologia reduz a emissão de poluentes no meio ambiente e é mais segura aos trabalhadores

A

Ultragaz lançou, no final de setembro, a tecnologia Ultrafusão de Chumbo. A nova solução é utilizada para a reciclagem do metal e traz uma série de vantagens para a indústria ao evitar o desperdício e diminuir a emissão de poluentes e riscos operacionais. Com isso, há redução de custos e incremento da rentabilidade. De acordo com Gustavo Luiz Teixeira da Silva, gerente de Novos Usos de GLP da Ultragaz, a tecnologia reduz em até 40% o consumo de oxigênio e até 15% os custos

específicos de produção. “Há um aumento da produtividade, pela diminuição do tempo de fornada, além de propiciar mais qualidade do chumbo e preservação do refratário do forno”, explica. A solução também permite a geração de dados com o histórico do processo para que o empresário possa administrar o consumo e produção, sem abrir mão da segurança dos funcionários que atuam diretamente na parte operacional do negócio. Primeira empresa de GLP engarrafado e de venda a granel, a

Companhia Ultragaz possui 18 bases de engarrafamento e outras 25 de estocagem e distribuição em todo o território nacional. A empresa fornece mais de 1,7 milhão de toneladas de GLP para mais de 11 milhões de domicílios e cerca de 52 mil clientes empresariais. Sua rede de Revendedores parceiros conta com cerca de 5, 8 mil lojas. A Ultragaz também faz parte do Ultra, um dos maiores grupos empresariais brasileiros com atuação nos segmentos de distribuição de combustíveis (Ipiranga), na indústria de especialidades químicas (Oxiteno), no segmento de armazenagem para granéis líquidos (Ultracargo) e no setor de varejo farmacêutico (Extrafarma).

pAulO AlvARENgA é O NOvO CEO pARA A AméRICA DO Sul DA THySSENkRupp

O

conglomerado industrial Thyssenkrupp anunciou o executivo Paulo Alvarenga como o seu novo CEO para a América do Sul. Alvarenga será responsável por liderar a estratégia de negócios para uma região de importância global e onde a companhia atua há 180 anos. No ano fiscal 2015/16, a América do Sul registrou 1,3 bilhão de euros de faturamento. Alvarenga acu-

10 ? Indústria & Tecnologia

mulará a nova posição com o cargo de CEO da área de negócios Industrial Solutions para a América do Sul, o qual ele exerce desde 2016. O executivo sucede Giovanni Pozzzoli, atual CFO da Thyssenkrupp para a América do Sul e que, até então, acumulava a função junto com a posição de CEO interino para a região. Paulo Alvarenga ingressou na Thyssenkrupp em 2012, n a posição de vice-presidente para a Amé-

rica do Sul. O executivo é formado em engenharia elétrica pela Universidade Federal de Itajubá (MG), possui especializações em Administração de Negócios pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e em Gestão de Negócios pelo IMD (Institute of Management Development) em Lausanne, na Suíça. Além da Thyssenkrupp, o executivo acumula experiência de quase vinte anos na Siemens.


?

ANÁLISE SETORIAL

Marketplace First – a jornada invertida do comércio digital para a indústria Neste artigo, Maurício Trezub – diretor de e-commerce da ToTvs – explica a necessidade de uma estratégia de comércio digital para os muitos questionamentos da indústria

N

os últimos anos, a indústria começou a perceber que precisaria mudar o A ideia aqui não é abrir o seu modelo de negócios para se adaptar ao movimento de e-commerce próprio e sair transformação digital iniciado do marketplace, mas, sim, pelo varejo e que agora chega com unir os benefícios dos dois força, também, aos fabricantes. A verdade é que a busca por solu- para trabalhar as vendas por ções de marketplace gera múlti- diferentes canais. plos benefícios para as empresas de manufatura, entre eles, maior O shopping online pode proximidade com o cliente final, o ser um meio bastante que permite acesso ao seu perfil e demandas em tempo real, e a redu- interessante, por exemplo, ção da tributação em cascata (uma para testar produtos em vez que, no modelo tradicional, o desenvolvimento e entender produto passa por três margens de lucro: a do fabricante, a do ataca- se a resposta do consumidor do/distribuidor e a do varejista). é positiva ou negativa antes Mas gostaria de abordar um outro entendimento sobre essa tendên- de buscar clientes maiores cia, o conceito de visão invertida ou distribuidores. para a gestão do negócio. A necessidade de uma estratégia de comércio digital gera muitos questionamentos Submarino, Americanas, Ponto Frio, Netshoes, para a indústria, em especial, sobre qual é o Extra, Mercado Livre, entre outros, ao mesmo passo mais acertado para este primeiro momentempo em que, de maneira rápida e barata, to. É neste ponto que quero fazer alguns levanconsegue testar se os seus produtos têm aderêntamentos sobre o método de Marketplace First, cia para serem vendidos pela Internet. isto é: da manufatura direto para o marketplace, antes de iniciar um e-commerce próprio. Flexibilidade Em termos de investimento, o e-commerce É possível, ainda, avaliar diferentes processos de próprio necessita de muito mais investimento entrega e a interação do público com a marca inicial, pois demanda gastos com mídia duranem situações diversas. E, somente com a flete um bom tempo, até que a marca conquiste xibilidade proporcionada pelo marketplace, a relevância para que as pessoas busquem o manufatura consegue fazer adaptações sempre produto diretamente no seu site. Outro ponto que desejar e de forma contínua, controlando é que, ao iniciar a sua operação digital via estoques maiores e menores, lançando produmarketplace, além de um importante meio de tos ou tirando outros de linha, até consolidar o impulsionar as vendas, você ganha uma podemelhor cenário para a sua atuação. rosa ferramenta de gestão de negócios. Agora sim, com uma visão estratégica sobre Na visão invertida, a indústria não produz os negócios, é possível dar outro passo em para vender, mas vende para produzir. Com direção à transformação digital e abrir o seu esse direcionamento, de colocar a sua marca próprio e-commerce. Neste momento, você em um marketplace, a demanda vai fornecer já tem uma operação online parcialmente informações essenciais sobre os produtos com estruturada, com infraestrutura logística premelhor saída e o fluxo de pedidos. Assim, você parada, descritivos de produtos e fotos prepatem uma grande visibilidade em portais como radas para venda online, processos de troca e

devolução implantados e a sua empresa já está faturando. Não é um portal de comércio eletrônico desconhecido, que se aventura na missão de atrair tráfego e relevância nas buscas do Google. Isso permite o tempo necessário para o e-commerce sobreviver financeiramente e fazer os investimentos adequados em mídia, equilibrando adwords e estratégias de SEO (Search Engine Optimization). A ideia aqui não é abrir o e-commerce próprio e sair do marketplace, mas, sim, unir os benefícios dos dois para trabalhar as vendas por diferentes canais. O shopping online pode ser um meio bastante interessante, por exemplo, para testar produtos em desenvolvimento e entender se a resposta do consumidor é positiva ou negativa antes de buscar clientes maiores ou distribuidores. Há um potencial muito grande a ser explorado. Fica o exercício de entender que a transformação digital alcançará todos os segmentos e o melhor caminho é se preparar para aproveitar este momento, iniciando ações que gerem resultados positivos para os negócios. Indústria & Tecnologia ? 11


INDÚSTRIA ESPECIAL & TECNOLOGIA

Por Cecilia Borges

Logística é o mesmo que Gestão da Cadeia de Suprimento? Paulo Freitas, da EPCS, Educação Profissional da Cadeia de Suprimentos, selecionou este artigo da Michigan State University, em que trata dos conceitos de logística e SCM Gestão da cadeia de suprimentos Planejamento da demanda e suprimentos

A

Compras

Manufatura

Gestão da Cadeia de O que é a Gestão da Cadeia de Suprimentos ou SupSuprimento? ply Chain ManageA Gestão da Cadeia de Supriment (SCM) como é mentos, como explicada pelos conhecido em inglês, conecta a professores Donald Bowersox, maioria dos processos empreDavid Closs e M. Bixby Cooper sariais para criar um modelo da Universidade do Estado de empresarial de alto desempeMichigan no livro Supply Chain nho que irá resultar em uma Logistics Management, envolve a vantagem competitiva. Logíscolaboração entre empresas para tica é uma de muitas atividades conectar fornecedores, consumique compõe a cadeia de supridores e outros parceiros com a mentos. No gráfico podemos finalidade de impulsionar a efiver uma das possíveis represenciência e gerar valor para o contações da Gestão da Cadeia de sumidor final. O livro considera Suprimentos. as atividades da Gestão da Cadeia O termo Logística e Gestão da consumidor receberá de Suprimentos como decisões Cadeia de Suprimentos são usae estabelece “o quao produto desejado estratégicas, dos algumas vezes de forma indro operacional dentro do qual a no tempo e local tercambiável e para piorar, o que logística é realizada.” é considerado Gestão da Cadeia É um esforço de várias organicorretos com a de Suprimentos nos Estados zações trabalhando juntas como qualidade e preço Unidos, é considerado Gestão de uma cadeia de suprimentos que Logística na Europa. ajuda a gerenciar o fluxo de macorretos Compras, logística, transportérias primas e que assegura que te, controle de estoques e gestão da cadeia de o produto final crie valor. Gestores da cadeia de suprimentos estão constantemente evoluindo, suprimentos trabalham através de múltiplas funcausando a intersecção dessas áreas funcionais. ções e empresas para garantir que o produto final Essa intersecção resulta em definições confusas, não somente chegue no consumidor final, mas como no caso de logística e gestão da cadeia de preencha também todos os demais requisitos do suprimentos. consumidor final. A logística é apenas uma parte Enquanto esses dois termos têm algumas simida maior e mais abrangente rede da cadeia de laridades, eles são, de fato, conceitos diferentes suprimentos. com significados diferentes. A Gestão da Cadeia de Suprimentos é um conceito abrangente que O que é Logística? une vários processos para obter uma vantagem De acordo com o dicionário APICS, Logística é competitiva, enquanto logística refere-se ao mo“um subconjunto da Gestão da Cadeia de Suprivimento, armazenamento e fluxo de produtos, mentos, que controla o movimento e estocagem serviços e informações dentro da cadeia de sude produtos no fluxo direto e reverso, entre o primentos global. ponto de origem e o ponto de consumo”.

12

Indústria & Tecnologia

Logística

Atendimento ao cliente

O objetivo por trás da logística é ter certeza que o consumidor receberá o produto desejado no tempo e local corretos com a qualidade e preço corretos. Este processo pode ser dividido em duas subcategorias: logística de entrada e logística de saída. Logística de entrada abrange as atividades focadas em obter materiais, seu manuseio, estocagem e transporte. A logística de saída abrange as atividades focadas em coletar, manter e distribuir materiais para o consumidor final. Outras atividades, tal como empacotamento, cumprimento de ordens, armazenagem, gestão de estoques também são fatores de logística. Diferenças fundamentais É importante lembrar que enquanto os termos não deveriam ser intercambiáveis, eles se complementam. Um processo não pode existir sem o outro. Aqui estão algumas das diferenças fundamentais entre esses dois termos que irão ajudar a clarear a definição entre eles. t A Gestão da Cadeia de Suprimentos é uma forma de conectar processos empresariais dentro e fora das empresas de modo a obter um modelo empresarial de alto desempenho que irá resultar em uma vantagem competitiva. t Logística se refere à movimentação, estocagem e fluxo de produtos, serviços e informações dentro e fora da organização. t O foco principal da cadeia de suprimentos é a vantagem competitiva, enquanto o foco principal da logística é atender os requisitos do consumidor. t Logística é um termo criado há muito tempo, emergindo de suas raízes militares, enquanto que a Gestão da Cadeia de Suprimentos é um termo relativamente novo. t Logística é uma atividade dentro da cadeia de suprimentos


INDÚSTRIA & TECNOLOGIA

OMEGA ENGINEERING BRASIL

BROCA COM CABEÇA INTERCAMBIÁVEL

IHM da Série G3, da Omega Estes são os terminais de Interface com operador de Gráfico Ativado pela Web, da Omega

O

IHM da Série G3 possui o máximo de portas de comunicação embutidas de qualquer IHM disponível, e permite ativar, via web ou via rede, diversos tipos diferentes de hardware pela Ethernet integrada. Controla diversos dispositivos, inclusive PLCs, PCs, drives, controladores PID e outros, a velocidade de até 115 kBaud. As três portas seriais são padrão, e com um cartão de expansão, o conversor de protocolo integrado IHM G3 consegue se comunicar com até cinco tipos diferentes de dispositivos. Os IHMs G3 estão disponíveis em diversos modelos APLICAÇÃO e tamanhos para atender às nec NA INDÚSTRIA essidades da sua máquina. Cada modisponível com um cartão de opdelo combina as capacidades únicas s )NDÞSTRIASAUTOMATIZADAS ção, fornecendo até cinco portas esperadas normalmente de unida- s #ONTROLEOPERACIONAL de comunicação por IHM G3. O des de alta qualidade, Uma porta s #OMANDOSREMOTOS software Crimson 2 da Red Lion é RS422/485 e duas portas RS232 uma plataforma poderosa de prosão padrão, cada porta pode ter o formato e gramação que fornece para a Série G3 diversas taxa de transmissão programável a até 115.200 funções exclusivas. A sofisticação dele também Baud. Cada porta RS232 e RS422/485 está torna gerenciável a capacidade complexa do G3, com arrasto de fácil utilização e mapeaCARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS mento de queda de dados. Crimson é universal a todos os IHMs da Red Lion. s3ERVIDORDE7EB%MBUTIDO s!CESSOE#ONTROLE2EMOTO s-ULTIPLICIDADEDEMECANISMOSDEACESSOS

14

Indústria & Tecnologia

NOTAS TÉCNICAS

http://br.omega.com

Projetada com um sistema de troca rápida, a broca da Taegutec possui uma cabeça que pode ser trocada na própria máquina. Ela também é dotada de um corpo que possibilita vários tamanhos de cabeça. A broca $RILL 2USHTEMUMCANALDEREFRIGERA ÎOTOR cido e polido com o propósito de promover um escoamento melhor do cavaco. Devido à rígida união entre a cabeça e o corpo, ela oferece um excelente desempenho, o que possibilita aumentar o número de brocas. É um produto que possui uma cobertura multicamada, classe TT9080, que provoca um aumento da vida útil da ferramenta. TAEGUTEC do Brasil Ltda. Tel.: (11) 3868-6032 Site: www.taegutec.com.br

INVERSOR CENTRAL DE CONEXÃO DE REDE

A série Conext Core XC da Schneider Electric é uma nova linha de inversores centralizados para operação com qualquer tipo de painel fotovoltaico. Tem um pico de eficiência de 98,9% e está disponível em 540 kVA, 630 kVA e 680 kVA de potência. É projetada para operar com até 1.000 Vcc de tensão de entrada, o que possibilita a utilização de longas séries de módulos. Possui avançados e modernos recursos de gerenciamento de rede para atender aos diversos requisitos exigidos pelas concessionárias de energia elétrica. Tem aplicações em centros de distribuições, prédios comerciais, usinas de energia etc. SCHNEIDER-ELECTRIC Brasil Tel.: (11) 4501-3434 Site: www.schneider-electric.com.br


INDÚSTRIA & TECNOLOGIA

NOTAS TÉCNICAS

TERMOFORMADORA

Adequada para embalagem de grandes lotes, a T 800 pode ser integrada em linhas de embalagens. Possui sistemas de transmissão energética eficiente. Ela pode ser lavada e possibilita efetuar a mudança rápida de matriz. Possui o IPC06 que é o controle do equipamento com tela sensível ao toque, tornando bastante fácil sua operação. A termoformadora permite ser operada de ambos os lados e oferece várias opções de módulos para futura expansão. Tem aplicação para embalar produtos alimentares, médicos, farmacêuticos, industriais e de consumo. Ela oferece a possibilidade de selar bandejas feitas de diversos materiais, como plásticos, alumínio, papelão, espuma etc. É adequada para a produção de embalagens com pacotes MAP e EMAP, bem como embalagens a vácuo.

Guindaste HBR450, da Hyva Linha de guindastes articulados, produtos compactos feitos com aço de liga com alta resistência tornando-se leves, ágeis e velozes

MULTIVAC do Brasil Sistemas para Embalagens Ltda. Tel.: (19) 3795-0818 Site: https://br.multivac.com/pt/

SISTEMA DE SERIALIZAÇÃO DE PRODUTO

Uma solução de proteção de marca, empresa e clientes é o Traceless AD da Kodak. É um sistema que possibilita criar marcas secretas duradouras e invisíveis, desde códigos alfanuméricos até códigos de matriz de dados, com a tinta transparente de segurança. E, para leitura das marcas criadas, é necessário apenas utilizar um dos visualizadores, leitores ou scanner Kodak Traceless, já que não são visíveis sob nenhum tipo de luz UV ou iluminação. Além disso, há a possibilidade de efetuar uma combinação de código visível com outro invisível para aumentar a segurança e melhorar o sistema de rastreabilidade existente.

Eastman KODAK Company Tel.: (12) 3932-6817. Site: www.kodak.com

HYVA DO BRASIL

F

NA APLICAÇÃO IA INDÚSTR

abricante mundial de com sistema de deslocamento sucilindros hidráulicos teave e uma unidade de controle ÎOCIVIL RU ST ON # s lescópicos, a Hyva come- s -INERA ÎO total para todos os aspectos de mora a recente marca de s !TIVIDADESEM operação do guindaste, incluine us 2 milhões de cilindros hidráulicos do os acessórios. Ressalte-se o whareho produzidos em âmbito mundial dispositivo de segurança que impede o desde 1979, quando iniciou a fabricação. A funcionamento dos equipamentos quando Hyva do Brasil oferece cilindros de até 11 meexpostos a esforços superiores a capacidade e tros de curso, garantindo mínimo desgaste e limites previamente determinados. Na prátibaixa manutenção, além de contar com tubos ca, evita-se o tombamento com consequentes especiais que propiciam resistência e estabilidanos materiais e pessoais. Item de segurandade de basculamento. Os cilindros da marca ça importantíssimo que alerta ao operador são ecologicamente corretos não somente por quando o equipamento está próximo de risutilizar menos óleo hidráulico que a concorco/acidentes. rência, mas também por diminuir o tempo em CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS que o motor do caminhão fica ligado. Assim, reduz-se a emissão de gases em função do cis#APACIDADEPARAI AR TM lindro possuir um menor tempo de basculas0ROJETOARTICULADODOTIPOCANIVETE mento. Destaque para a linha de guindastes ars'RANDEALCANCEHIDRÉULICO ticulados, produtos compactos feitos com aço s!LTAPERFORMANCEALONGASDISTÊNCIAS de liga com alta resistência tornando-se leves, ágeis e velozes. Os equipamentos têm capaciwww.hyva.com/br dade de 1 a 74tm (tonelada/metro) e contam

Indústria & Tecnologia

15


INDÚSTRIA & TECNOLOGIA

SSAB AMÉRICAS

Hardox 500 Tuf, da SSAB A nova chapa antidesgaste possui uma resistência ao impacto superior ao Hardox 500 e é suficientemente resistente para atuar como um material estrutural em caminhões fora-de-estrada, contêineres, basculantes e em estruturas pesadas de descarga

A

SSAB, siderúrgica sueca fabricante de aços de alta resistência com unidades produtivas na região nórdica e nos Estados Unidos, apresenta o Hardox, aço muito conhecido no mercado, que visa principalmente o combate ao desgaste, aumento de vida útil e aumento de produtividade. Um dos tipos de material, o Hardox Wearparts Rebuilt Ground Engaging Tool (GET) é uma alternativa sustentável para prolongar a vida útil dos dentes originais das caçambas de carregadeiras e escavadeiras. A reconstrução é feita a partir da solAPLICAÇÃO NA dagem de peças elaboradas em aço INDÚSTRIA Hardox ao seu dente já desgastado. Essa solução tem um custo benefício s &ABRICA ÎODEREVESTIMENTOS maior do que a substituição do dente s &ABRICA ÎODECA AMBAS desgastado por um novo, maior du- s "ASCULANTESETRITURADORES rabilidade, além de economia signifi- s "RITADEIRAS PÉSCARREGADEIRAS EFERRAMENTASDEDEMOLI ÎO cativa de custos, solução customizada e menor emissão de CO2. Isto também acontece, pois o Hardox possui uma uniformidade de dureza por toda sua espessura. Além disso, a fabricante está lançando oficialmente Hardox 500 Tuf, chapas de alta resistência. Esta nova chapa antidesgaste possui uma resistência ao impacto superior ao Hardox 500 e é suficientemente resistente para atuar como um material estrutural em caminhões fora-de-estrada, contêineres, basculantes e em estruturas pesadas de descarga. A alta resistência ao desgaste, deformação e vincos resultam em uma CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS maior durabilidade e capacidade em suportar os s$UREZAALTÓSSIMA mais fortes impactos, além de apresentar um des&ÉCILPROCESSAMENTOE sempenh o superior no carregamento e descarres)NDICADASPARAAPLICA ÜESQUEPRECISAMSUPORTARAS gamento de rochas pesadas e afiadas em pedreiras MAISSEVERASCONDI ÜES SEMTRINCAROUDEFORMAR e minas - um material extremamente duro por toda sua espessura, aliado a uma resistência ao www.ssab.com impacto muito maior.

16

Indústria & Tecnologia


INDĂšSTRIA & TECNOLOGIA

NOTAS TÉCNICAS

ATUADOR

Utilizado em conjunto com as pequenas vålvulas terminais TBV-C e TA-Compact-P ou com os corpos das vålvulas termoståticas, o atuador EMO T oferece controle on-off confiåvel e classe de proteção IP54. Ele possui um indicador de posição visível em todos os ângulos, o que permite facilitar os procedimentos de manutenção. Opera com fonte de alimentação de 24 V AC/DC +25%/-20% e 230 V AC ¹15% e em 50-60 Hz de frequência. O consumo elÊtrico em 24 V de partida Ê de ≤ 6 W (VA), em operação de ≤ 2 W (VA) e de corrente de partida de ≤ 250 mA, 60s. Jå em 230 V, o consumo elÊtrico de partida Ê de ≤ 58 W (VA); em operação, de ≤ 2,5 W (VA) e de corrente de partida, ≤ 250 mA, 1s. Para a conexão com a vålvula Ê utilizada uma porca de fixação M30x1,5. IMI HYDRONIC Engeneering. Tel.: (11) 5589-0638 Site: www.hydronic.com/pt-BR

MULTĂ?METROS DIGITAIS

Os modelos 27II, 28II e 28II Ex têm classificação IP 67, um indicativo que são à prova d’ågua e poeira. No entanto, tambÊm são resistentes a uma faixa de temperatura operacional entre -15 ºC e + 55 ºC e toleram umidade atÊ 95%. Esses modelos de multímetros oferecem funçþes para obtenção precisas de mediçþes de frequência e tensão em acionamentos e motores de velocidade variåvel, alÊm de equipamentos que produzem muito ruído elÊtrico. Possuem tambÊm um termômetro incorporado que proporciona praticidade na medição de temperaturas, sem a necessidade de utilizar outro tipo de instrumento. Projetados para suportar quedas de 3 m, eles dispþem de uma faixa ampla de medição de 1.000 V. FLUKE do Brasil Ltda. Tel.: (11) 4058-0200. Site: www.fluke.com.br

GRUPO WEG, UNIDADE AUTOMAĂ‡ĂƒO

Cortina de luz de segurança, da Weg O produto integra a Linha Safety, da Weg, fabricadas para a segurança operacional de måquinas e equipamentos

P

odendo ser utilizadas APLICAĂ‡ĂƒO NA nas mais variadas aplicaINDĂšSTRIA çþes, como proteção de mĂŁos e dedos ou grades s 0ROTE ÎOPARACOLABORADORES EMCHĂŽODEFÉBRICA eletrĂ´nicas, as cortinas de luz de segurança sĂŁo equipamentos s )NDĂžSTRIADEAUTOMA ÎO optoeletrĂ´nicos que possuem s )NDĂžSTRIACOMOPERAÂ ĂœESCOM alto grau de periculosidade unidades transmissoras e receptoras, produzindo uma cortina de luz infravermelha, capazes de supervisionar uma ĂĄrea Ăştil compreendida pela distância entre essas unidades. Se a ĂĄrea entre as unidades for invadida, as saĂ­das de sinal comutarĂŁo informando ao sistema de comando a ela conectado. Em destaque a LSP - Light Screen Plex, que incorpora, em seus circuitos eletrĂ´nicos, efetuar simultaneamente suas funçþes e a microcontroladores redundantes capazes de execução de todos os autodiagnĂłsticos em tempo real, garantindo um funcionamento CARACTERĂ?STICAS PRINCIPAIS seguro, atendendo a NR12 com certificação internacional e diretiva europĂŠia RoHS. Poss!LTURADAÉREADEPROTE ÎOAMM sui ainda alta resolução para a detecção de s2ESOLU ÎODEOUMM dedos e mĂŁos, funçþes programĂĄveis de blank s0ROTE ÎODEDEDOS MĂŽOSEBRA O flutuante e fixo, sendo composta basicamens4ENSĂŽODEALIMENTA ÎO6## te de um transmissor e um receptor de luz s4AMANHOCOMPACTO infravermelha, montados em unidades coms3AĂ“DADEDUPLOCANAL pactas e robustas, de fĂĄcil instalação e operas"LANKmUTUANTEElXO ção segura. s!UTOCHECKMONITORA ÎOCONTĂ“NUADASFUNÂ ĂœES s#ATEGORIADEPROTE ÎO0,E3), s#ERTIlCA ÎO4Ă„62HEINLAND

www.weg.net/catalog/weg/BR

IndĂşstria & Tecnologia

17


?

ÍNDICE

Indústria Tecnologia s Anunciantes s Notas técnicas

ÍNDICE DE EMPRESAS Empresa

Pág.

Empresa

Pág.

Empresa

Pág.

A

F

L

APEMA.................................................. 8 AVA........................................................ 8

FLUKE................................................. 17 FOBRASA ............................................. 6

LAPP ..................................................... 8 LINDE / STILL ....................................... 7

C

H

COGNEX .....................................3a capa

HAGER .................................................. 9 HDS ....................................................... 3 HYPERTHERM .......................... 4a Capa

M

D DANCOR ............................................... 9 DIGITRON ........................................... 16

I K

EPSE Editora........................................ 5

KODAK................................................ 15

Pág.

A

Dispositivos para movimentação linear ............................................... 8 Dosadoras............................................ 9 Durômetros .................................... 8/14

B

Balanças ....de bancada.................................... 16 ....de fluxo............................................ 9 ....de pesagem por eixo e conjuntos de eixos.......................................... 16 ....de piso ........................................... 16 ....paleteiras ...................................... 16 ....para eixo/rodas............................. 16 ....para pesagem de caminhões ......... 3 ....rodoviárias.................................... 16 ....suspensas ...................................... 16 Barras de pesagem ........................... 16 Bombas ................................................ 9 Broca com cabeça intercambiável .. 14

C

Cabo de controle................................. 8 Controles elétricos e eletrônicos........ 9

D

Detector de metais .............................. 9

E

Embaladoras....................................... 8 Endireitadores de fios de aço ............................................ 14 Ensacadeiras ....................................... 9 Fresadora CNC .................................. 6

STILL / LINDE ....................................... 7

PANAMBRA SWICK-ROELL........... 8/14

T

PEPPER + FUCHS ............................... 4

TAEGUTEC ......................................... 14

PERFOR................................................ 9

THAMES SIDE .................................... 17

PFERD .................................................. 3

THERMOVAL ...................................... 15 TRAMONTINA PRO....................2a capa

S

N NAVARRO ............................................. 3 NIEHOFF ............................................. 14

SCHENKER .......................................... 8

W

SCHNEIDER-ELECTRIC .................... 14

WEIR ..................................................... 3

SETON/W.H.B. ...................................... 6

W.H.B. / SETON .................................... 6

s Anunciantes s Notas técnicas

I

Identificação ótica e RFID ................. 4 Impressora portátil p/identificação .. 6 Inversor central de conexão de rede........................................... 14

L

Leitores de código de barras .....3a capa Limas rotativas ................................... 3

Guia ....de calibração .................................. 5 ....de certifiadoras: Organismos de certificação, avaliação e inspeção .......................................... 5 ....de consultorias ............................... 5 ....de ensaios ........................................ 5 ....de softwares para gestão, produção, controle e qualidade ..................................... 5

H

História da qualidade no Brasil ........ 5

Máquinas ....e equipamentos especiais............. 14 ....e equipamentos para movimentação de carga................. 7 ....hidráulicas para testes em alta velocidade ..................................... 14 ....para determinação de ductilidade de chapas ............. 14 ....servo-hidráulicas.......................... 14 ....universais de ensaios.................... 14 Multímetros digitais ......................... 17

O

Organizadores modulares para ferramentas .......................... 2a capa

DEPARTAMENTO COMERCIAL Indústria Tecnologia

P

Pêndulos de impacto ........................ 14 Pesagem precisa com checkweigher.......................... 9 Plastômetros ..................................... 14

R

Raios X ................................................ 9

S

M

G

Seladoras de blister .......................... 15 Sensores ............................................... 4 ....capacitivos ...................................... 4 ....fotoelétricos .................................... 4 ....industriais ....................................... 4 ....indutivos ......................................... 4 ....ultrassônicos ................................... 4 Serviços Testes estáticos e dinâmicos de materiais ............. 14 Sistemas ....de comunicação em rede AS-interface.................................... 4 ....de corte ................................. 4a capa ....de energia ininterrupta ................. 3 ....de serialização de produto .......... 15 ....de teste automatizados e robotizados ................................ 14

T

Termoformadoras ............................ 15 ....de blister ....................................... 15 Trocadores de calor ............................ 8

V

Válvulas industriais ......................... 15 Válvulas-borboleta ............................. 3 Vibrofones ......................................... 14

Rua Edward Joseph, 122 – 11º andar – Edifício Passarelli Vila Suzana – CEP 05709-020 – São Paulo – SP

REPRESENTANTES INTERNACIONAIS

Tel.: (11) 3722-0956 – Fax: (11) 3722-0956

EUROPA

REPRESENTANTES NACIONAIS

18 ? Indústria & Tecnologia

....e tecnologias de sensores ............... 4 ....e tecnologias de sensores para o setor de automação ............ 4 ....ISO 14001 de 2015 de gestão ambiental-kit passo a passo .......... 5 ....ISO 9001 de 2015 de gestão da qualidade-kit passo a passo ............................................. 5 ....portáteis de energia ....................... 3 Softwares de gerenciamento .............. 9 Soluções ....em ar-condicionado e ventilação ..................................... 9 ....em posicionamento ........................ 4 ....em sistemas de pesagem .............. 17 ....logísticas de cargas pesadas .......... 8 ....para instalações elétricas .............. 9

VISITE NOSSO SITE: www.ps.com.br

AMÉRICA DO SUL

Diretor Comercial: Cristina Banas cristina.banas@banas.com.br Apoio e Comunicação: apoio@banas.com.br EXECUTIVOS DE NEGÓCIOS – GRANDE SÃO PAULO: JOÃO PEDRO DE FREITAS AVERSI Tel.: (11) 3722-0956/98150-0998 NILTON ALVES FEITOSA Tels.: (11) 3722-0956/99554-0155 Vivo 98846-1250 Claro/98790-2566 Tim nilton.feitosa@nvcon.com.br RAJAH CHAHINE Tels.: (11) 3722-0956/98137-5385 ROSÃ GESTÃO DE NEGÓCIOS S/C LTDA. Contato: Wilson Ferreira de Araújo Tel.: (11) 9570-2768 wilsonfa@uol.com.br

Pág.

P

ÍNDICE DE PRODUTOS

Armários de aço para vestiários ..... 16 Atuador ............................................. 17

Empresa

STECK .................................................. 3

PAKMATIC ............................................ 8

MARGIRIUS .......................................... 9 MTF ..................................................... 15 MULTISTAR ......................................... 9 MULTIVAC ........................................ 9/15

IMI HYDRONIC ................................... 17

E

Empresa

NILKO ................................................. 16

REPRESENTANTE – BRASÍLIA CIN – CENTRO DE IDÉIAS E NEGÓCIOS End.: SRTV/Sul, quadra 701, bloco O, nº. 110, Edifício Multiempresarial, sl. 429, CEP 70340-000 Asa Sul - Brasília - DF Contato: Paulo Tamanaha - Tels.: (61) 3034-3704/3038 REPRESENTANTE – PARANÁ/SANTA CATARINA DOUGLAS GARCIA DA SILVA DGS REPRESENTAÇÃO COMERCIAL Tel.: (41) 3082 - 4070 Cel.: (41) 8898 - 8686 dgsrepresentacoes@gmail.com (novo) REPRESENTANTE – RIO DE JANEIRO FRANCISCO NEVES R. Des. João Claudino Oliveira e Cruz, 50 cj.607 CEP 22793-071 – Rio de Janeiro – RJ Contato: Francisco Neves – banasrj@uol.com.br Tels.: (21) 2269-7760/Cel.: (21) 99943-5530

Grupo Editor/ Publishing Group

ARGENTINA: 15 de Noviembre 2547 – C1261 AAO Capital Federal – Republica Argentina

Tel.: (54-11) 4943-8500 - Fax y Mensajes: (54-11) 4943-8540 - www.edigarnet.com

AMÉRICA DO NORTE Huson International Media 1999 South Bascom Avenue Suite 450 Campbell, CA 95008 Tel (408) 879-6666 Fax (408) 879-6669

New York, NY: Huson International Media 350 Fifth Avenue Suite 4610 New York, NY 10118 Tel: (212) 268-3344 Fax: (212) 268-3355

ENGLAND: London Huson European Media Cambridge House Gogmore Lane, Chertsey Surrey, KT16 9AP England Tel: +44 (0) 1932 564999 Fax: +44 (0) 1932 564998

GERMANY: Munich Huson European Media Agilolfingerstr. 2a D-85609 Aschheim bei München Germany Tel: +49 (0) 89 95002778 Fax: +49 (0) 89 95002779 Campbell, CA


Revista Indústria & Tecnologia/ P&S 509 - Setembro  

Revista Indústria & Tecnologia P&S. Novidades e lançamentos do setor industrial. Leia nessa edição as novidades no setor de Logística.

Advertisement