__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

www.pack.com.br

178

ANO•14 J U N H O

2 0 1 2

R$ 15,00

EMBALAGEM

TECNOLOGIA

DESIGN

INOVAÇÃO

ENTREVISTA “A embalagem mata o produto se ela não traduz o posicionamento e a entrega do produto”, diz Jumar Pedreira, dono da MFSP Marketing

ESPECIAL EMBALAGENS TEMÁTICAS Cada vez mais as embalagens temáticas abrem oportunidade de negócios e de inovação

O AVANÇO DAS TECNOLOGIAS DE ENVASE No Brasil, o setor investe em inovação para oferecer alta produtividade e eficiência na linha de envase de alimentos e bebidas

Capa Pack 178 final.indd 1

30/05/2012 21:25:51


2Capa_GS1.indd 2

30/05/2012 02:15:41


carta ao leitor

ALTA PRODUTIVIDADE E FLEXIBILIDADE

N

ão dá para ser competitivo num mercado dinâmico como o de alimentos e de bebidas sem investir em tecnologia. Por isso, esse segmento da indústria demanda por máquinas de envase inovadoras e altamente produtivas. Além desses requisitos, flexibilidade e versatilidade também são exigências cada vez mais imprescindíveis para atender a diversificação crescente dos lançamentos de novos produtos e tamanhos diferentes de embalagens. Esse é o assunto da matéria de capa desta edição. O tema alimentos também é o foco da seção Entrevista que este mês traz Jumar Pedreira, dono da MFSP Marketing. Ele contou à revista PACK, entre outras tendências, que a indústria de alimentos caminha para a valorização do sabor caseiro. O executivo destacou também o papel fundamental da embalagem no desenvolvimento do produto que pode representar o sucesso ou o fracasso nas gôndolas. A repórter Analice Fonseca Bonatto assina uma reportagem especial sobre o uso das embalagens temáticas como ferramenta estratégica de valorização da marca e para aumentar as vendas dos produtos muito além das datas especiais. Todas as novidades do mundo da impressão de embalagens estão no artigo sobre a Drupa 2012 – maior feira internacional da indústria gráfica – realizada em Düsseldorf, na Alemanha. Assunta Napolitano Camilo visitou o evento para trazer aos nossos leitores as mais recentes inovações do setor. Essa viagem tecnológica tem uma segunda parte na edição de julho. Na seção sustentabilidade, destaque para a iniciativa da Associação Brasileira de Embalagem de Aço (Abeaço), cujo projeto Aprendendo com

178_Carta ao Leitor Anuncio.indd 3

o Lataço visa a ensinar crianças sobre a importância da reciclagem da lata de aço através de um espetáculo lúdico. Espetáculo que já foi visto por 140 mil crianças de escolas da Grande São Paulo. Outro bom exemplo é o da australiana Plantic Technologies que, em parceria com a brasileira Braskem, desenvolveu uma bandeja com filme de polietileno de cana-de-açúcar. Até a próxima edição.

MARGARET HAYASAKI

EDITORA-CHEFE

| margaret.hayasaki@banas.com.br

30/05/2012 02:17:19


178

sumário

A N O • 1 4 J U N H O

Foto: Leandro Andrade

2012

18

18 ENTREVISTA

Jumar Pedreira, dono da MFSP Marketing, fala sobre a tendência da alimentação prazerosa e o papel da embalagem

ENTREVISTA

“O desafio é oferecer comida industrializada prática com sabor caseiro”

26 MATÉRIA DE CAPA

No Brasil, o setor investe em inovação para oferecer alta produtividade e eficiência na linha de envase de alimentos e bebidas

40 ESPECIAL DRUPA

26

MATÉRIA DE CAPA

INOVAÇÃO

Com projetos que demandam atenção aos detalhes, planejamento estratégico e soluções mais rápidas, as embalagens temáticas cada vez mais abrem oportunidade de negócios e de inovação

EMBALAGEM TECNOLOGIA DESIGN

34 ESPECIAL EMBALAGENS TEMÁTICAS

A Drupa 2012 foi a mais high tech de todas, com direito a efeitos especiais, teatros e shows para impressionar o grande público vindo de todas as partes do mundo

48 SUSTENTABILIDADE

O projeto Aprendendo com o Lataço tem o objetivo de alertar o público infanto-juvenil sobre o consumo consciente e a reciclagem das embalagens de aço

Tecnologia avançada de envase

O luxo aliado à sustentabilidade foi o tema do Encontro de Inovação realizado pela Associação Brasileira de Embalagem

SEÇÕES 6

AGENDA

7

PACK ONLINE

8

ATUALIDADES

Fotos: Divulgação

Foto: iStockphoto

A australiana Plantic Technologies em parceria com a brasileira Braskem anunciou o lançamento da bandeja ecoPlastic™ produzida com polietileno de cana de açúcar que aumenta o frescor de carnes, peixes e massas

Foto: iStockphoto

16 POR DENTRO DAS LEIS

34

22 VANGUARDA

Ferramenta estratégica para fortalecer a marca

54 DIRETO DA GÔNDOLA

ESPECIAL EMBALAGENS TEMÁTICAS

4

24 LANÇAMENTOS INTERNACIONAIS 48 SUSTENTABILIDADE 56 NOTAS TÉCNICAS

EDITORA B2B

177_Índice de matérias.indd 4

30/05/2012 21:10:37


5_ANTILHAS.indd 5

30/05/2012 02:18:53


agenda

EM DESTAQUE

EMBALAGEM | TECNOLOGIA | DESIGN | INOVAÇÃO Publisher: Fernando Lopes

A Interplast acontece em um dos maiores polos do plástico e corredor comercial da América Latina. A região Sul abriga um grande número de empresas ligadas ao setor, entre elas, diversas multinacionais, reforçando que a região é um centro produtivo em franco desenvolvimento, e o segundo maior mercado comprador de plástico.

Editora-chefe: Margaret Hayasaki Assessora Técnica: Assunta Camilo (FuturePack) – assunta@futurepack.com.br Revisão: Nazaré Baracho Consultoria Técnica: Guilherme Sergio Maradine Secretária: Sandra Gomes

Foto: Divulgação

Projeto gráfico: Editora B2B Produção: Luciano Tavares de Lima (gerente) Designer: Ana Claudia Martins Capa: Ana Claudia Martins

FEIRAS NO BRASIL

CONSELHO EDITORIAL Assis Garcia – diretor do Centro de Tecnologia de Embalagem – CETEA; Eduardo Yugue

DATA

FEIRA

LOCAL

ORGANIZAÇÃO

De 25 a 28 de junho de 2012

Fispal FoodService – Feira Internacional de Produtos e Serviços para Alimentação Fora do Lar

Expo Center Norte, São Paulo (SP)

BTS Informa Tel.: (11) 3598-7800 www.fispalfoodservice.com.br

De 25 a 28 de junho de 2012

Sial – Salão Internacional de Alimentação para a América Latina

Expo Center Norte, São Paulo (SP)

BTS Informa Tel.: (11) 3598-7800 www.sial-group.com

Dias 14 e 15 de agosto de 2012

Congresso Brasileiro de Embalagem

De 20 a 24 de agosto de 2012

Interplast – Feira e Congresso da Integração da Tecnologia de Plástico

– gerente de embalagens da Nestlé; Geraldo Cardoso Guitti – presidente da Refrigerantes Convenção; Iorley Lisboa – gerente de embalagens do Wal-mart; João Batista Ferreira – CEO da J2B Innovation to Business; Lincoln Seragini – diretor – presidente da Seragini Farné; Luis Madi – diretor - geral do ITAL - Instituto de tecnologia de Alimentos; Nivaldo Ferreira Lima – gerente de compras do McDonald´s Brasil

DEPARTAMENTO DE VENDAS Executivos de Negócios – São Paulo Rajah Chahine – rajah@pack.com.br Tel.: (11) 3500-1900 Cláudio Alves Freire – claudio.alves@banas.com.br

Centro Fecomercio de Eventos, São Paulo (SP)

Associação Brasileira de Embalagem Tel.: (11) 3082-9722 www.abre.org.br

Tel.: (11) 3500-1900

Rio de Janeiro Art Comunicação S/C Ltda. Contato: Francisco Neves Rua Des. João Claudino Oliveira e Cruz, 50 – cj. 607 – CEP 22793-071 – Rio de Janeiro-RJ Tels.: (21) 2269-7760 – (11) 9943-5530 – Fax: (21) 3899-1274 – banasrj@uol.com.br

Pavilhões de Expoville, Joinville, Santa Catarina (SC)

Messe Brasil Tel.: (47) 3451-3000 www.interplast.com.br

Rio Grande do Sul Interface Comunicação e Propaganda Ltda. Contato: Vera Anjos Av. Taquara, 193 – Cj. 406 – CEP 90460-210 – Porto Alegre-RS Tel./Fax: (51) 3330–2878 – banassul@terra.com.br

São Paulo – Interior Aqueropita Intermediações de Negócios Ltda. Contato: Aparecida A. Stefani Tel.: (16) 3413-2336 – Cel.: (11) 9647-0044 – Fax: (11) 3500-1935 aparecida.stefani@banas.com.br

FEIRAS NO EXTERIOR DATA

FEIRA

LOCAL

ORGANIZAÇÃO

De 18 a 20 de julho de 2012

Propak China – Feira Internacional de Processo, Embalagem e Impressão

Shanghai International New Expo Centre, Shanghai, China

China International Exhbitions Ltd. Tel.: +862162095209 www.propakchina.com

De 24 a 26 de outubro de 2012

Luxepack Monaco – Feira de Embalagem de Luxo

Grimaldi Forum, Monaco, França

Idice MC Tel.: +37797778560 www.luxepack.com

De 28 a 31 de outubro de 2012

Pack Expo International – Feira Internacional de Embalagem e Processos

REPRESENTANTE INTERNACIONAL Argentina 15 de Noviembre 2547 – C1261 AAO – Capital Federal – Republica Argentina Tel.: (54-11) 4943-8500 – Fax y Mensajes: (54-11) 4943-8540 www.edigarnet.com

ACORDO DE COOPERAÇÃO Phone: +1 312/2221010 – www.packworld.com

McCormick Place Chicago, Illinois, Estados Unidos

PMMI Tel.: (703) 2438555 www.packexpo.com Rua dos Três Irmãos, 771 Jardim Progredior – São Paulo-SP – CEP 05615-190 CNPJ 07.570.587/0001-13 – I.E. 149.349.995-116 TELEFONE (11) 3500-1900 Impressão: Grafipress Artes Gráficas Circulação nacional: Tiragem – 10 000 exemplares

Cartas&E-mails

Periodicidade: mensal Assinatura: Anual (Brasil) = R$ 97,00 • Nº Avulso = R$ 15,00

A revista Pack quer conhecer a opinião dos nossos leitores. Sua opinião é muito importante para a contínua melhoria da qualidade editorial. Escreva para nós, opinando sobre as entrevistas, reportagens e os artigos. Critique ou dê sugestões de pautas.

JUNHO 2012 PACK – EMBALAGEM | TECNOLOGIA | DESIGN | INOVAÇÃO é uma publicação mensal da Editora B2B. A PACK é dirigida aos profissionais que ocupam cargos técnicos, de direção, gerência e supervisão em empresas fornecedoras, convertedoras e usuárias de embalagens, bem como prestadores de serviços relacionados à logística, design e todos os processos relacionados a indústrias de embalagem.

EC

D E M ÍD IA S E G

M

E

B

2008

IV P R Ê M

DA

IO

TA

AN

AT

N

Filiada à

B2 A IA

D

O

R

T

A

EG

11 3500-1921 | FAX 11 3500-1935

Rua dos Três Irmãos, 771 Jardim Progredior – São Paulo-SP – CEP 05615-190

C AT

TELEFONE

END.

PARA SE CORRESPONDER COM A REDAÇÃO E-MAIL redacao@editorab2b.com.br

RE

V I S TA S E G M

EN

É permitida a divulgação das informações contidas na revista desde que citada a fonte. PACK reserva-se o direito de publicar somente informações que considerar relevantes e do interesse dos leitores da revista.

6

PB

EDITORA B2B

178_Agenda_Cartas_Expediente.indd 6 EDITORA BANAS

01/06/2012 01:37:17


www.pack.com.br

nline

POR TATIANA GOMES | tatiana.gomes@banas.com.br

O SITE DA PACK TRAZ NOTICIÁRIO ATUALIZADO DIARIAMENTE, ARTIGOS EXCLUSIVOS E TUDO SOBRE O MERCADO DE EMBALAGEM. MAIS: VÍDEOS, FOTOS E A VERSÃO DIGITAL NA ÍNTEGRA DA EDIÇÃO DO MÊS, ALÉM DAS ANTERIORES! [CONEXÃO WEB ] as mais lidas no pack.com.br

[ENQUETE ]

No final de 2010, a parceria entre Verallia e a Vitalatte Laticínios trouxe de volta ao mercado o leite em garrafa de vidro.

Sua empresa desenvolve embalagem em parceria com fornecedores?

Objetivo da Verallia, criadora das embalagens, é estender o projeto no futuro a todos os fabricantes de leite existentes no país.

MAIO/2012

75,00%

Sim - (75,00%) Não - (25,00%)

25,00%

Cacau Show lança linha para seduzir no Dia dos Namorados

Marca traz presentes para todos os tipos de casais, com linhas mais românticas até as que temperam a imaginação.

Novo material para rótulos é mais sustentável

NESTE MÊS Interaja! Confira a enquete do mês e vote na home do site! Onde achar? http://www.pack.com.br

A ACV do Global MDO mostrou uma redução de 40% de resíduos sólidos e de 37% no consumo de energia durante a produção.

Indústria começa a dar sinais de recuperação, informa CNI

Faturamento do setor cresceu 0,9% e horas trabalhadas na produção aumentaram 0,4% em março na comparação com fevereiro. Foto: Divulgação

1 2 3 4 5 +

Volta do leite na garrafa de vidro com exclusividade nos Supermercados Zona Sul vira sucesso

RESULTADO

Instituto de Embalagens divulga Projeto Impressions na FCE Cosmetique 2012

A ideia é reunir o melhor em uma embalagem de cosmético e apresentar ao público um produto diferenciado.

Confira a lista das dez notícias mais acessadas no site e as leia na íntegra! Fonte: Google Analytics* Período de 28/4/12 a 28/5/12 Onde achar? http://www.pack.com.br/maisnoticias.aspx

[DESTAQUES] @EditoraBanas REDES SOCIAIS

facebook.com/editorabanas

Interação e conteúdo informativo em tempo real Interaja com a Editora Banas e atualize-se com as últimas informações do mercado industrial e de embalagem.

Dúvidas sobre o mercado?

Nossos consultores esclarecem os mais diversos temas do setor. Envie sua pergunta e leia as respostas para nossos internautas no Blog da Pack. E-mail guru@pack.com.br PERGUNTE, ELE RESPONDE!

O NEWSLETTER QUINZENAL DA INDÚSTRIA

Toda quinzena, a newsletter entrega no seu e-mail as notícias mais importantes da indústria de embalagens. Cadastre-se no site! Acesse! www.banas.com.br/banasinforma

O Boticário conta com embalagens para o dia dos namorados produzidas pela Antilhas Está chegando o Dia dos Namorados e O Boticário, rede de franquias de perfumaria e cosméticos, aproveita para apostar em novas embalagens que prometem inspirar os corações apaixonados e encantar ainda mais os consumidores.

Embalagens divertidas e sustentáveis Além de oferecer bebidas 100% naturais e integrais, sem adição de água, açúcar ou aditivos químicos, a marca carioca do bem™ investe em embalagens divertidas e sustentáveis. Assim, os diferenciais da bebida podem ser reconhecidos do lado de fora das embalagens da Tetra Pak que têm cores alegres e tropicais e um boneco lúdico. Onde achar? http://www.pack.com.br/blog

EDITORA B2B

178_Pack_online.indd 7

7

30/05/2012 02:26:13 EDITORA BANAS

PB


atualidades

Grafismos fluidos e sinuosos

Casa Rex, tel.: (11) 3862-7770.

Foto: Divulgação

Os chás Mate Cini chegam ao mercado de cara nova. A identidade visual dos rótulos dá ênfase na cor que remete ao sabor da fruta. O produto ficou com uma aparência leve e agradável que desperta o appetite appeal. Foi realizado um completo redesign das embalagens pelo departamento de marketing da empresa em parceria com a AR Comunicação. As versões pet contam com um formato inovador, que facilita o manuseio e surpreende pela beleza. Os chás estão disponíveis nas versões copo de 300 ml, nos sabores natural, pêssego e limão, além da versão em pet de 450 ml e 1,5 l, de pêssego e limão. Cini Bebidas, tel.: (41) 33013000.

Modernas e mais alegres O detergente em pó e o amaciante Assim, da Flora, ganharam uma identidade visual mais moderna e diferenciada, além de formatos econômicos. O design é assinado pela Team Creatif. A logomarca ganhou um vermelho intenso e tipologia que apresenta cantos arredondados, com efeito de uma suave ondulação. Nas embalagens dos detergentes em pó, foram aplicadas cores alegres e leves, com bastante branco. Já os amaciantes ganharam frascos coloridos e novos rótulos com cores mais vibrantes.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Cara nova

A Casa Rex desenvolveu as embalagens da Fine Fragrances Body Lotion, nova linha de hidratantes corporais da marca Lux, em cinco variantes, para o mercado da África do Sul. Elas preservam importantes elementos visuais e traços proprietários de Lux. “A marca dourada, bem como a hierarquia de informações que enfatiza as diferentes fragrâncias de cada variante, garante o alinhamento e a identificação”, comenta Gustavo Piqueira, proprietário da Casa Rex e também coautor do projeto gráfico das novas embalagens com Danilo Helvadjian. Com elementos visuais característicos da marca e novos grafismos, fluidos e sinuosos, com efeitos de luz e transparências, a nova linha de embalagens integra o universo das novas fragrâncias ao conceito de hidratação, ao mesmo tempo, que confere à marca uma dimensão mais aspiracional.

Assim, tel.: 0800-7020077.

8

Editora B2B

178_Atualidades.indd 8

30/05/2012 23:27:22


Foto: Divulgação

Cores viBranTes a marca Pullman, que pertence ao Grupo Bimbo, moderniza as embalagens dos produtos pão branco tradicional e bisnaguito, com cores vibrantes e maior destaque para o Ursinho Padeiro Bimbo. o novo layout assinado pela agência adC-iNC busca maior aproximação com o consumidor, aliando modernidade à tradição da marca. as embalagens produzidas pela incoplast (pão branco tradicional) e Mazda (Bisnaguito) são feitas de polietileno de baixa densidade (PEBd), com impressão em flexografia.

fÁCil idenTifiCaÇÃo nas gÔndolas a Nexcare, marca de cuidados pessoais da 3M do Brasil, mudou o layout de suas embalagens da linha de curativos, atadura elástica e protetores. a divisão de Cuidados Pessoais do Brasil será a primeira a implementar o novo visual depois do lançamento nos Estados Unidos. as novas embalagens têm o conceito de modernidade e inovação, além de segmentação por cores, o que facilita a escolha do produto no momento da compra e a identificação nas gôndolas. E, a partir do segundo semestre, toda a linha estará com o novo layout.

Foto: Divulgação

Pullman, tel.: 0800-7024626.

Foto: Divulgação

Nexcare, www.nexcare.com.br

visual reJuvenesCido A Crista, empresa do Grupo Lins, apresenta a nova embalagem de aço de 200 ml do Azeite Cristina, fornecida pela Litografia Valença. A nova identidade visual desenvolvida pela agência Sacrini design & web design está rejuvenescida. A embalagem possui faixas verdes nas extremidades e traz a cor amarela/ pastel predominante. Além do nome Cristina estampado na parte superior da embalagem, abaixo, conta-se também com diversas Oliveiras, tendo a azeitona como figura destacada. Crista, tel.: (11) 3311-1940.

Editora B2B

178_Atualidades.indd 9

9

30/05/2012 23:27:27


notícias

a

demanda mundial de descartáveis para o mercado de foodservice vai crescer 5,4% ao ano, atingindo 53,3 bilhões em 2015. o mercado de foodservice vai ser experimentar rápido crescimento devido às melhores condições econômicas mundiais, estilos de vida cada vez mais acelerados, tendências de urbanização e aumento dos gastos com alimentação fora do lar. Entretanto, a grande disparidade dos gastos per capita no segmento de foodservice se manterá entre várias regiões, o que vai afetar a demanda de descartáveis utilizados em restaurantes e outros estabelecimentos. Essas e outras tendências estão em um estudo desenvolvido pela Freedonia. descartáveis, como copos de uso único, louças e utensílios – continuarão representando o maior volume de produto do setor. Um crescimento rápido da demanda é esperado no segmento de embalagens descartáveis, que inclui embalagens para foodservice, tampas, invólucros, sacos e bandejas. Esse crescimento será alimentado pela rápida expansão global no setor de restaurantes de serviços limitados, que depende fortemente de embalagem de uso único. também há boas oportunidades para os descartáveis no segmento de varejo, como no segmento de embalagem

descartável, impulsionado pelos ganhos na indústria de foodservice, que utiliza grandes quantidades para alimentos consumidos dentro e fora de casa. a região da Ásia/Pacífico vai assistir ganhos acima da média na demanda de descartáveis para foodservice, alimentada pelo crescimento no setor de restaurante de serviços limitados. Entre 2010 e 2015, a China sozinha vai representar 28% do mercado global de descartáveis, superando o Japão, que será o segundo maior. a américa Central e Sul, Europa oriental e região da África e oriente Médio também vão experimentar ganhos acima da média, embora o crescimento nestas áreas resultarão de bases menores. o crescimento será abaixo da média na américa do Norte e na Europa ocidental onde o mercado é mais maturo e saturado. No entanto, boas oportunidades serão encontradas nos países desenvolvidos, especialmente para embalagens degradáveis, recicladas e outros produtos verdes em áreas que baniram o uso dos descartáveis de isopor. os Estados Unidos, que representaram 37% das vendas globais de descartáveis para foodservice, em 2010, continuarão mantendo-se na posição de maior mercado do mundo, com uma ampla margem devido ao grande mercado de restaurante fast food.

DEMANDA MUNDIAL DE DESCARTÁVEIS PARA FOODSERVICE (US$ MILHÕES)

DEMANDA DE DESCARTÁVEIS PARA FOODSERVICE

3.3% 6.6%

0

10000

7.7%

8.8%

1.940 2.960 4.290

OUTRAS REGIÕES

10

4.2%

8.910 12.250 17.720

ÁSIA/ PACÍFICO

Fonte: Freedonia

4.2%

2.9%

7.320 8.460 9.960

7.7% 20000

30000

2010-2015

5.4%

53.250

14.090 17.330 21.280

EUROPA OCIDENTAL

CRESCIMENTO ANUAL

4.9%

32.260 41.000

AMÉRICA DO NORTE

2005 2010 2015

40000

50000

60000

2005-2010

Vaivém do mercado IBEMA SE PREPARA PARA O FUTURO

Juliana Neitzke assumiu recentemente o cargo de gerente de marketing e planejamento comercial da ibema. Já Fernando Wagner Sandri é o responsável pela área de desenvolvimento de mercado da empresa. “a relação que a ibema tem hoje com seus clientes é muito grande e por isso a empresa está se modernizando cada vez mais”, afirma Juliana. Ela cita como exemplo a implantação do sistema integrado de gestão empresarial (SiGE ou SiG) que trabalha de forma similar e integrada com softwares como o Microsoft office para melhorar a produtividade. Foto: Divulgação

Demanda mundial de descartáveis para foodservice vai superar US$ 53 bilhões em 2015

DIETMAR EIDEN É O NOVO DIRETOR DE ÁREA NA GERÊNCIA DA KOELNMESSE

dietmar Eiden é o novo diretor de área na gerência da Koelnmesse. Ele será responsável pelos eventos relacionados ao setor de alimentação e equipamentos técnicos, como anuga, Feira internacional de Confeitaria iSM e anuga Foodtec. “dietmar Eiden é um reconhecido expert em feiras e marketing, que nos últimos anos, conheceu todos os detalhes desses setores através de suas atividades, como diretor de projeto da anuga”, afirma Gerald Böse, presidente do conselho de direção da Koelnmesse. AFEIGRAF ANUNCIA DIRETORIA PARA BIÊNIO 2012/2014

a afeigraf (associação dos agentes de Fornecedores de Equipamentos e insumos para a indústria Gráfica) anunciou sua nova diretoria para o biênio 2012/2014. dieter Brandt, presidente da Heidelberg américa do Sul, substituirá Karl Klökler na presidência da afeigraf. Klökler permanecerá como diretor da ExpoPrint Latin america 2014, e, também, assumirá um cargo no Conselho Fiscal. a nova diretoria assumirá no dia 1º de agosto.

Editora B2B

178_Atualidades.indd 10

30/05/2012 23:27:29


entrevista

Rafael Margonari Silvestre, diretor A Rosni Embalagens acaba de adquirir uma impressora híbrida UV 6 cores para impressão de embalagens metalizadas e plásticas. Quais são os benefícios que a tecnologia vai oferecer aos clientes? A nova tecnologia vai oferecer um acabamento final mais sofisticado e personalizado. Essa demanda vem crescendo cada vez mais em diferentes segmentos do mercado que buscam diferenciar os seus produtos nas gôndolas. Além de maior flexibilidade para imprimir com tintas convencionais ou UV e alta produtividade – capacidade de 16 mil folhas inteiras/hora – pois permite imprimir mais folhas sem parada de máquina.

178_Atualidades.indd 11

Qual foi o investimento feito pela empresa na compra da nova máquina de impressão? Investimos R$ 5 milhões na compra da máquina de impressão híbrida da alemã KBA que deve chegar em julho deste ano. Com isso, a capacidade de produção da planta fabril de 250 toneladas/mês será dobrada. Como o senhor vê a expectativa de crescimento da empresa com a aquisição da nova tecnologia? Nos últimos anos, o crescimento do nosso negócio tem girado entre taxas de 10% e 15%. Com a aquisição da nova tecnologia de impressão, a expectativa é que daqui a um ano o crescimento seja

Foto: Divulgação

comercial da Rosni Embalagens

ainda maior, atingindo índices de 30% a 40%.

30/05/2012 23:27:34


notícias

Mercado mundial de PET cresceu 7% na última década

12

DEMANDA GLOBAL DE PET (EM TONELADAS)

23.452.281

25.000.000

CAGR 7%

20.000.000

10.000.000

12.621.553

6.472.350

15.000.000

5.000.000

CAGR 6,4%

20 20

20

00

20 10

0

OS PRINCIPAIS MERCADOS DE PET EM 2010 (EM %)

35 30

31,5%

25 20 15

22,4%

11,4%

10 5 0

ES

NT

IG

FR

RE

A ER

S TO

S JA

E RV CE

EN

AL

IM

A MAIOR CONSUMIDORA DE PET DO MUNDO REGIÃO DA ÁSIA-PACÍFICO

50 48

47,8%

deve aumentar o consumo de produtos embalados, criando uma demanda crescente de expansão da capacidade de PEt. a embalagem de PEt vai continuar a ter um crescimento importante na demanda das maiores redes de varejo que necessitam de maior proteção ao produto e maior vida de prateleira. Em 2010, o mercado de refrigerantes respondeu por 31,5% da demanda de PEt, enquanto os setores de alimentos e de cervejas representaram 22,4% e 11,4%, respectivamente. de acordo com os analistas da GBi research, a expectativa é que a embalagem PEt aumente a sua participação no mercado de embalagem até 2020 devido às melhores barreiras e proteção à luz UV que amplia a vida de prateleira de produtos embalados em PEt, enquanto novos processos de enchimento a quente criam novas oportunidades para embalagens de massas e molhos. durante 2011, as cervejarias também adotaram garrafas PEt, o que deve continuar até 2020 devido às vantagens de qualidade do produto, de transporte e ao atendimento aos regulamentos para uso em áreas externas. Em 2000, a demanda global de PEt foi de 6.472.350 toneladas, crescendo a uma taxa composta anual de 7%, atingiu 12.621.553 toneladas, 2010. Essa tendência deverá se manter no futuro próximo, com um crescimento da demanda global de PEt chegando a 23.452.281 toneladas, em 2020, com um CaGr de 6,4%.

46 44 42

40,6%

a

demanda de embalagens PEt apresentou uma taxa composta de crescimento anual de 7%, na última década, devido a sua diversificada aplicação em uma ampla gama de novos produtos desenvolvidos pela indústria de produtos de consumo rápido e de alimentos, de acordo com estudo da GBi research. analistas da GBi research apontam que as economias em rápido crescimento e fortes indústrias de produção, como Brasil, rússia, Índia e China (BriC) irão se tornar forças dominantes no mercado global de PEt. a região da Ásia-Pacífico respondeu por 40,6% da demanda global de PEt, em 2010. a expectativa é que essa região alcance 47,8% até 2020, já que a China está rapidamente emergindo como um polo mundial de produção de petroquímicos. a produção na China tem a vantagem dos custos operacionais relativamente baixos e, como resultado disso, tem havido grandes expansões de capacidade de PEt, com o País respondendo por quase metade dos volumes importados da região da Ásia-Pacífico, em 2010. a expectativa é que a China se torne líder no mercado de PEt em 2020, já que os principais players estão focando suas operações no País. o anúncio do antidumping sobre as importações de outras regiões, juntamente com aumento significativo da capacidade de produção, representam também a expansão dos mercados de PEt do Brasil e da rússia até 2020. além disso, a grande população da Índia

40 38 36

10 20

20

20

Fonte: GBI Research

Editora B2B

178_Atualidades.indd 12

30/05/2012 23:27:39


Editora B2B

178_Atualidades.indd 13

13

30/05/2012 23:27:43


notícias

Zip-Pak anuncia nova unidade

fabril na América do Sul

A

Zip-Pak, líder global em equipamentos e soluções resseláveis, anunciará detalhes sobre sua nova planta fabril na América do Sul, durante a Fispal Tecnologia, que acontece de 12 a 15 de junho, no Pavilhão do Anhembi, em São Paulo. A localização da fábrica reduzirá os tempos de produção e expandirá os serviços técnicos e de consultoria fornecidos aos clientes da Zip-Pak no Brasil, na Argentina e no Chile. “A Zip-Pak vem desenvolvendo soluções para os desafios em embalagens para a indústria de produtos de consumo em todo o mundo. Nossa expansão na América do Sul nos permitirá aplicar rapidamente a especialização que adquirimos globalmente nos desafios locais enfrentados pelas marcas e varejistas em Países emergentes”, afirma Perry Malik, gerente de negócios para a América Latina da Zip-Pak. Além de reduzir os tempos de produção, a nova fabrica também permitirá que a Zip-Pak forneça um melhor serviço de maquinário a seus clientes, contando com a presença de representantes técnicos na região. Os técnicos locais podem visitar as fábricas dos clientes com frequência para garantir seu bom funcionamento e atenuar quaisquer problemas de manutenção inesperados. Os representantes da empresa também fornecerão valor agregado aos potenciais clientes, oferecendo consultoria sobre a maneira como as indústrias de produtos de consumo podem atender às demandas de seus clientes por meio das embalagens resseláveis. 14

Foto: Divulgação

Os detalhes do empreendimento e soluções em embalagens resseláveis serão apresentados durante a Fispal Tecnologia

Perry Malik, gerente de negócios para a América Latina da Zip-Pak

A Zip-Pak também apresentará um aplicador de zíper retrofit em seu estande na Fispal. A tecnologia retrofit permite aos proprietários de marcas e varejistas incorporar a funcionalidade resselável em linhas de produção existentes sem desacelerar significativamente a operação, o que exigiria habilidades adicionais e investimentos de capital significativos. A equipe de engenharia da empresa pode desenvolver sistemas personalizados de embalagens retrofit que facilitam a transição aos formatos flexíveis resseláveis preferidos pelos clientes. A Zip-Pak também vai destacar soluções inovadoras na feira, incluindo sua linha de zíperes Press-to-Close™ e o papelão resselável Zipbox®. Ideais para aplicações nos segmentos de aves, vegetais congelados, produtos mecanizados e comidas para animais de estimação, as soluções são fáceis de abrir e fechar e de levar por aí para a máxima conveniência do cliente.

Editora B2B

178_Atualidades.indd 14

30/05/2012 23:27:49


15_FESTO.indd 15

30/05/2012 02:31:47


por dentro das leis

Aprovado projeto de lei que obriga instalação de coleta seletiva em Belo Horizonte A Comissão de Orçamento e Finanças Públicas da Câmara Municipal de Belo Horizonte (MG) aprovou, em segundo turno, emendas ao projeto de lei 788/09, do vereador João Oscar (PRP), que obriga a instalação de coleta seletiva de resíduos sólidos em locais como residências, escolas da rede municipal, unidades de saúde, sedes da administração pública, parques e jardins. O projeto prevê a separação de resíduos orgânicos e inorgânicos. Uma das emendas aprovadas é o substitutivo 1/2010, de autoria de Leonardo Mattos (PV), que inclui cada um desses grupos de resíduos.

Comissão apresenta emenda contra

Adirplast espera que

venda casada em

alíquota única

fast-foods

A Comissão de Indústria e Comércio da Assembleia Legislativa do Paraná, presidida pelo deputado André Bueno (PDT), apresentou emenda ao projeto de lei nº 694/2011, de autoria do deputado Ney Leprevost (PSD), que pretende proibir no Paraná a comercialização de lanches compostos por frituras ou alimentos de baixo teor nutricional acompanhados de brindes, brinquedos ou qualquer outro tipo de benefício deste tipo para crianças. A intenção agora é fazer com que os fast-foods comercializem separadamente os alimentos dos brinquedos. A comissão já emitiu parecer favorável à iniciativa, incluindo a emenda substitutiva. A proposta também já recebeu parecer favorável no âmbito da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

16

de

ICMS sobre

Foto: iStockphoto

A emenda 2/10 determina que a coleta seletiva seja precedida de campanha de conscientização para o incentivo à reciclagem, enquanto a emenda 3/10 inclui o termo “estabelecimentos de ensino pertencentes ao Sistema Municipal de Ensino” no artigo 1º em substituição ao termo escola pública municipal, ambas propostas por Mattos.

importados acabe com guerra dos portos O projeto de resolução 72, que estabelece uma alíquota única de 4% do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para produtos importados ou que usem mais de 40% de matériaprima importada durante o processo de industrialização, passou pelo Senado Federal e segue para promulgação no Diário Oficial da União. A medida, que passa a valer a partir de 2013, deve acabar com os benefícios fiscais concedidos por alguns Estados, como Espírito Santo, Santa Catarina e Goiás, que promoviam a chamada Guerra dos Portos no País. Segundo Laercio Gonçalves, presidente da Associação Brasileira dos Distribuidores de Resinas e Bobinas Plásticas de BOPP e BOPET (Adirplast), essa e outras medidas capazes de inibir a concorrência desleal entre produtos importados e nacionais devem beneficiar, não apenas a petroquímica local, que no ano passado sofreu com a perda de 3% da demanda interna para os produtos trazidos de fora, mas principalmente toda a cadeia produtiva instalada no País. “O elo de transformação, por exemplo, tem travado uma batalha constante. Em 2011, a demanda por produtos plásticos prontos cresceu 20% e deve continuar crescendo. Mas, sem alguns benefícios fiscais oferecidos por estados como Santa Catarina e Espírito Santo aos importados, as empresas nacionais poderão voltar a competir”, afirma.

Editora B2B

178_Por Dentro das Leis.indd 16

30/05/2012 21:56:36


Foto: iStockphoto

Projeto obriga supermercados a fornecer sacolas ecológicas gratuitamente O projeto de lei do vereador Marinho Marte (PPS), da Câmara Municipal de Sorocaba (SP), obriga supermercados a fornecer sacolas ecológicas (oxibiodegradáveis ou retornáveis) gratuitamente aos consumidores. O descumprimento da norma, caso aprovada, acarre-ta advertência, multa de R$ 500 ou suspensão da licença de funcionamento do estabelecimento. “Essa proposta atende o clamor popular, pois o preço das embalagens já está embutido nas mercadorias. Não faz sentido os estabelecimentos comerciais exigirem que o consumidor pague pelo custo das embalagens”, afirma Marte. Para o vereador, “trata-se de uma prática abusiva, que fere o Código de Defesa do Consumidor, uma vez que o cliente é obrigado a pagar duas vezes por um mesmo produto.” Para Marte, o fim do fornecimento de sacolas plásticas não reduz a agressão ao meio ambiente. “A tendência é que o consumo de sacos plásticos para lixo aumente consideravelmente, pois as sacolinhas eram reutilizadas como saco para o lixo de pia e banheiro”, explica o vereador, observando que os sacos de lixo mais consumidos são justamente os mais baratos, ou seja, não biodegradáveis.

178_Por Dentro das Leis.indd 17

30/05/2012 21:56:40


entrevista

Retorno às origens O futuro da indústria de alimentos está na alimentação caseira. Mas essa promessa tem que ser verdadeira na entrega do produto e na embalagem

MARGARET HAYASAKI

a

alquimia dos temperos, cores e aromas regada pela paixão de seduzir pela cozinha caseira. É assim que Jumar Pedreira, dono da MFsP Marketing, enxerga o futuro da indústria brasileira de alimentos. Ela é uma grande parceira da vida moderna, na qual principalmente as mulheres, que já não têm tempo para cozinhar no seu dia a dia, querem oferecer à sua família uma alimentação prazerosa. o desafio não para por aí. Essa promessa tem quer ser verdadeira e traduzida no sabor do produto e na embalagem. Um exemplo desse movimento de aproximação do prazer à mesa é o projeto doce Cozinha que a MFsP Marketing está desenvolvendo para a Harald Chocolates e Cobertura que hoje atua no mercado B2B. Mas o lançamento da nova linha de produtos vai aproximar a marca da consumidora doméstica. “se há consumidoras que utilizam farinha de trigo ou misturas para bolos, elas têm necessidade de ter chocolate em pó para preparar a cobertura do bolo em casa. Esse é o toque especial dela. a sensação do eu fiz é muito prazerosa”, explica Pedreira. Ele continua: “Harald doce Cozinha foi desenvolvida para essa mulher que faz o bolo por prazer ou para experimentar um momento de alegria na cozinha quando o seu filho se delicia com o recipiente da cobertura feita por ela”, afirma. dono do blog Cozinha afetiva, voltado para comida caseira que, segundo ele, é a sua diversão, Pedreira contou em entrevista à revista PACK como ele vê o mercado brasileiro de alimentos e o papel da embalagem no desenvolvimento dos produtos. PACK: Como o senhor vê o desenvolvimento do mercado brasileiro de alimentos? PEDREIRA: Comecei a trabalhar com alimentos numa época em que era o seu primórdio no Brasil. Há 30 anos, era preciso fazer registro do produto

18

no Ministério da saúde. Para lançar um produto, era preciso considerar o tempo de dar entrada ao processo no Ministério da saúde e a devolução do número do registro que seria impresso na embalagem. Hoje, para lançar um produto, a empresa faz uma documentação formal para a anvisa. apenas em algumas categorias, como produtos de origem animal, ainda requerem uma autorização prévia. na área que eu sempre trabalhei que é de farinha de trigo, isso foi desregulamentado há 10 anos. Essa desburocratização dos processos formais de registros representou um grande avanço. sou da época que qualidade era um diferencial e usado como slogan pelas empresas. depois a qualidade passou a ser uma obrigação. a palavrinha da moda hoje é sustentabilidade. Para muitas empresas, sustentabilidade é uma plataforma de propaganda. Mas isso vai sumir. ou você é sustentável ou não é sustentável. o mercado muda. o comportamento do consumidor muda e as empresas têm que se adequar.

Editora B2B

178 Entrevista.indd 18

30/05/2012 02:34:49


Foto: Leandro Andrade Editora B2B

178 Entrevista.indd 19

19

30/05/2012 02:34:57


entrevista

PACK: Quais são as tendências do mercado de alimentos? PEDREIRA: O mercado brasileiro de alimentos é bastante promissor. Cada vez mais as pessoas precisam de alimentos práticos, rápidos e saudáveis. Isso não é novo. Na década de 90, a socióloga Faith Popcorn já falava sobre essas tendências. Ela falava, por exemplo, sobre a tendência das pessoas de se encasularem em casa. Se elas estão mais confinadas em casa, uma série de produtos e serviços podem ser desenvolvidos, como comida pronta e sistema delivery. Destaco também a tendência do retorno às origens que é aquela necessidade de buscar suas referências. O desafio é oferecer comida industrializada prática e com sabor caseiro, mas isso tem que se refletir não somente na comida, mas no posicionamento de embalagem e de comunicação. E que isso seja uma real promessa de entrega para o seu consumidor final. Hoje as mulheres trabalham fora e querem dar isso para a sua família sem sentirem culpa de que não são elas que estão preparando a comida. E a indústria de alimentos pode ser muito mais parceira dessas mulheres. PACK: O que está faltando para isso? PEDREIRA: Falta maior poder aquisitivo da população brasileira. Quando isso acontece, o reflexo é notável na cesta de alimentação. Quem tem família quer comprar iogurte, biscoito recheado, queijo. Mas também falta coragem da indústria de arriscar em algum segmento de mercado, em algum tipo de produto, que não tem retorno imediato. Há vários exemplos de empresas que investiram em um novo produto que no primeiro momento não era rentável, mas hoje é um sucesso. Por exemplo, mistura de bolo Dona Benta e biscoito Club Social que viraram referência de mercado ou ainda a Hellmann´s que, há 30 anos, ensinou o nordestino a comer maionese. O macarrão 20

PB

grano duro e a lasanha pré-cozida ainda estão restritos a uma classe muito pequena de consumidores. Existem muitos alimentos práticos que as pessoas ainda não estão habituadas a comer. Tudo é uma questão de formação de gosto. Há o gosto proveniente da sua herança hereditária. Há o gosto adquirido pela sua experiência de vida. E o sabor introduzido pela indústria de alimentos. As empresas estão mostrando cada vez mais que o macarrão grano duro é mais interessante na absorção do molho. Tem o exemplo da indústria de chocolate que lançou um novo sabor, com 70% de cacau, mas o Brasil ainda é um grande consumidor de chocolate ao leite. Esse gosto do brasileiro pelo chocolate doce é porque a gente tem uma miscigenação indígena, portuguesa e africana. Além disso, tem toda a história da cana-de-açúcar e da monocultura que nos levou a ter gosto doce por tudo. É uma herança histórica que está no nosso DNA. Mas a indústria de chocolate está introduzindo o gosto amargo como um produto saudável e que faz bem para o coração. No entanto, ainda temos muito que avançar nas embalagens, nos produtos e na valorização de uma culinária nacional. É difícil ver uma culinária nacional que reflita o que a gente está habituada a comer. A Sadia é uma grande responsável por isso quando lançou os pratos congelados. Mas ainda não existe vatapá pronto ou tutu de feijão. PACK: Por que a indústria de alimentos ainda não lançou esses produtos? PEDREIRA: É um conjunto de tudo. É a indústria não querendo arriscar muito. Tem o poder aquisitivo do consumidor e o fato de a culinária nacional não ser um padrão de gosto no Brasil. O vatapá congelado ou o tutu de feijão são pratos regionais. É uma oportunidade de crescimento regional e uma tendência forte de pequenas indústrias de alimentos terem focos regionais e trabalhar localmente: um requisito da

sustentabilidade. Por trás da sustentabilidade, sempre tem um ganho econômico muito grande. As grandes empresas do setor de alimentos já tem essa visão. As outras ainda estão engatinhando. Já fiz projetos que não chegaram a se concretizar porque elas não têm nem noção de que uma embalagem de produto para ser desenvolvida precisa de uma planta de máquina. Existe um abismo entre a grande empresa e a pequena empresa. Na pequena empresa, tudo é feito pelo dono. Mas ele sente necessidade de ter uma gestão mais profissional e não faz porque não tem formação nem recurso. Mas em algum momento ele vai fazer. Esse é um caminho inevitável de quem quer crescer e ser competitivo. PACK: Em sua opinião, como o senhor vê o desenvolvimento do mercado de embalagem para atender a indústria de alimentos? PEDREIRA: A embalagem está mais à frente do que o próprio produto. Há soluções fantásticas de embalagem no Brasil. Lá fora então nem se fala. Esse mercado evoluiu muito. Eu sou da época do celo/ poli/celo, uma estrutura de celofane/ polietileno/celofane, que foi muito utilizada para embalar biscoito. Hoje é possível fazer o que quiser com embalagem e a indústria está disponível para ajudar. PACK: Mas a indústria de alimentos está usando essa disponibilidade? PEDREIRA: A indústria brasileira de alimentos em geral ainda só tem a área de desenvolvimento de produto. Não existe o responsável por embalagem. É uma área de extrema importância, cuja responsabilidade é dividida entre os engenheiros químicos, de materiais e de alimentos. E a especificação é delegada para os fornecedores, mas nem sempre são os melhores fornecedores. Além disso, não existe um curso superior de embalagem de embalagem no Brasil. Quem vai para essa área, vai por acaso. Esse cenário é um entrave

Editora B2B

178 Entrevista.indd 20 Editora Banas

30/05/2012 02:35:02


As empresas precisam ter áreas de embalagens que trabalham junto com o departamento de desenvolvimento de produto para a adoção de novas embalagens. as empresas precisam ter áreas de embalagens que trabalham junto com o departamento de desenvolvimento de produto. PACK: Isso significa que as indústrias não estão valorizando a embalagem? PEDREIRA: Às vezes, elas nem sabem da importância de ter uma área de desenvolvimento de embalagem. Muitas ainda olham isso como custo, com exceção das grandes empresas. Mas há também aquelas que não têm nem profissional para desenvolver o produto, o que dirá a embalagem. É preciso mudar esse drive, criando uma cultura corporativa diferenciada. PACK: E a importância do papel da embalagem no desenvolvimento de um novo produto? PEDREIRA: a embalagem tem o mesmo peso do produto. Há vários exemplos no Brasil de projetos de desenvolvimento de embalagem que mataram o produto. a embalagem mata o produto se ela não traduz o posicionamento e a entrega do produto. o único contato

do mundo real que o consumidor tem é através da embalagem, pois a propaganda é etérea. Ela fica no subconsciente do consumidor, levando-o até a compra, mas o que materializa mesmo é a relação dele com a embalagem. É na hora que ele pega o produto ou abre a embalagem, e o produto tem que entregar o que promete. PACK: O senhor acredita que muitos produtos não entregam o prometido? PEDREIRA: sim. Há muitos produtos que não entregam o que prometem, por isso há uma quantidade considerável de lançamentos fracassados. Quantos produtos viram sucesso no mercado? Poucos. nessa briga pelo PdV, o encarecimento da mídia tradicional e a proibição da mídia externa, cada vez mais, aumenta a importância da embalagem no ponto de venda. É preciso ter uma embalagem chamariz ou o seu produto será apenas mais um. PACK: O senhor fala em diferenciação, mas há muitas categorias de produtos que utilizam o mesmo formato de embalagem.

PACK: A população de pessoas que vivem sozinhas no Brasil é crescente. Mas ainda faltam muitos produtos com embalagens menores nas gôndolas. Como o senhor vê essa questão? PEDREIRA: a indústria de alimentos ainda não pensa nos solteiros. Por que não há uma opção de requeijão 100 gramas, farinha 500 gramas ou leite de 500 ml ? ainda tem muita mudança para ser feita. Mercados maduros são pouquíssimos no mundo. o mercado europeu é supermaduro, com solução para tudo. o profissional brasileiro visita feiras internacionais e volta cheio de ideias, mas não consegue viabilizar por causa do custo. É mais caro, mas tem gente que paga. PACK: Para onde caminha o futuro das embalagens de alimentos? PEDREIRA: Vejo um futuro cada vez melhor. as embalagens de alimentos poderão ser reutilizadas como utensílio de cozinha, por exemplo, ou que todas possam ir ao forno diretamente. nem todas vão ainda. o processo de reciclagem estará ao alcance de todos e as embalagens recicladas serão mais baratas. também acredito muito na questão do refil. Editora B2B

178 Entrevista.indd 21

Fotos: Leandro Andrade

PEDREIRA: o que acontece com quem ousa romper? sucesso. a dona Benta ousou ao introduzir o stand-up pouch na categoria de mistura para bolo que utilizava caixinha. Ela virou líder de mercado e logicamente todo mundo foi atrás. E como líder a empresa tem que se reinventar sempre. outro bom exemplo é o da gelatina royal, da Kraft Foods, que saiu da caixinha para um saquinho. a marca mudou a categoria, mas tinha um problema em gôndola. o que ela fez? Criou uma solução para a exposição do produto no ponto de venda. Quando se cria uma solução de embalagem, é preciso pensar em toda a cadeia produtiva.

21

30/05/2012 02:35:15


Foto: Divulgação

vanguarda

O sleeve faz uma referência às boates

Inovação iluminada Reconhecida em qualquer parte do mundo, a garrafa triangular do uísque escocês Grant´s ganhou uma roupagem sofisticada, desenvolvida pela Sleever International para comemorar os 50 anos em grande estilo

U

Da Redação

ma garrafa decididamente inovadora, com design de inspiração histórica, iluminado por três cores vibrantes, a primeira para o famoso uísque escocês Grant´s, que se tornou popular no mundo inteiro não somente pela qualidade de seu destilado, mas também por sua distinta e icônica embalagem triangular. Um casamento sofisticado, que combina a tradição e a inovação, que traduzem a marca há mais de 50 anos.

Para essa excepcional ocasião, a Grant´s confiou à Sleever Internacional a decoração da garrafa comemorativa, que confere uma vitrine teatral para as três cores (vermelho, amarelo e laranja) em um fundo preto. A embalagem é vestida com um sleeve preto, que permite a passagem da luz. A solução Sleevercap® apresenta uma microperfuração que possibilita a remoção da tampa para servir os consumidores. Além dessa funcionalidade, a Sleever emprestou a sua expertise técnica para garantir o perfeito posicionamento e orientação do rótulo termoencolhível, apesar de não ter nada no fundo da garrafa para sustentação. 22

O sleeve na garrafa faz uma referência às boates, com triângulos iluminados, representando luz e conexão, combinando a decoração com um fundo preto e desenhos em triângulos, nas cores vermelho, amarelo e laranja. A escolha do GPET TH 050 ZI permitiu atender as restrições do formato triangular da garrafa, resultando num rótulo livre de dobras e perfeitamente posicionado.

INFORMAÇÕES SLEEVER INTERNATIONAL tel.: + 33 1 69 74 75 60 | www.sleever.com

Editora B2B

178_vanguarda.indd 22

30/05/2012 02:36:35


23_BRASKEM.indd 23

30/05/2012 02:37:33


Longilínea e elegante Fabricante de embalagens rígidas, a Amcor Rigid Plastics desenhou e desenvolveu uma garrafa PET de design único para a nova marca de rum Montego Bay Coconut, da McCormick Distilling Co. Inc. Longilínea e elegante, a embalagem ainda apresenta uma cor azul esverdeado. “A maior parte do peso está no fundo da garrafa e no gargalo para garantir uma forte presença”, afirma Myles Graybill, engenheiro de projeto da Amcor. A menor terminação de 28 mm (a versão tradicional é 33 mm) e o revestimento liso da parede complementam o design long neck. Além disso, a garrafa oferece uso funcional pelos bartenders, garantindo manuseio ergonômico.

Foto: Divulgação

lançamentos internacionais

Amcor, tel.: +61392263000.

para aerossol A italiana Ronchi, uma fornecedora global e especialista em automação de processos completos de embalagem, desenvolveu uma solução para tampas de aerossol: Sirio na versão Atex. Trata-se de uma tampadora eletrônica para aplicação de tampas cilíndricas em aerossóis que permite o perfeito alinhamento do spray com a parte dianteira da embalagem. Graças a duas câmeras de interface entre si, em menos de 80 milissegundos, a Sirio é capaz de detectar, e eventualmente corrigir a orientação da lata e das tampas, com precisão micrométrica. Tudo isso pode ser feito a uma velocidade de até 600 tampas/minuto, em perfeitas condições de performance e de segurança.

ao rei do pop A Pepsi anunciou uma parceria global exclusiva com o Espólio de Michael Jackson, como parte de sua nova campanha Viva Agora, que inclui uma edição especial da lata Michael Jackson Bad 25, inspirada em sua música ícone, que terá 1 bilhão de unidades. A parceria coincide com o 25º aniversário da turnê do álbum multiplatina Bad do cantor. A lata vai trazer a imagem da silhueta icônica do rei do pop com o lançamento de uma edição limitada de designs que poderá ser colecionada pelos fãs. China e Estados Unidos serão os primeiros países a conhecer a lata que homenageia Michael Jackson. Pepsi, www.pepsico.com

Foto: Divulgação

Tampas cilíndricas

Foto: Divulgação

Uma homenagem

Ronchi, tel.: +3902950881.

24

Editora B2B

178_Lançamentos Internacionais.indd 24

01/06/2012 01:48:30


A Neopac apresenta uma bisnaga conta-gotas para aplicações para a área dos olhos. Oferece excelentes propriedades de barreira, especialmente, ao oxigênio. A transparência do corpo possibilita aos fabricantes e consumidores, a oportunidade de checar a pureza dos produtos. Pressionando levemente a embalagem, gotas individuais são formadas e podem ser aplicadas diretamente nos olhos, precisamente e de forma limpa. Todos os materiais que entram em contato com o conteúdo atendem aos requerimentos farmacêuticos para materiais de embalagem primária.

Foto: Divulgação

Bisnaga conta-gotas transparente

Foto: Divulgação

Neopac, tel.: +41 (0) 317701111.

Frasco temático A Shiseido acaba de lançar a fragrância Shiseido Sky Tree® Eau de Parfum em parceria com a Tobu Tower Sky Tree Co. Ltd., marcando a conclusão da torre Tokyo Sky Tree, em 22 de maio de 2012. O céu e a torre foram utilizados como motivos na embalagem, enquanto o design do frasco de vidro remonta uma árvore, que evoca as memórias dos visitantes da Tokyo Sky Tree a cada vez que eles veem o produto. Já a embalagem secundária ilustra a imagem da torre turística mais alta do mundo. Shiseido, www.shiseido.co.jp

178_Lançamentos Internacionais.indd 25

01/06/2012 01:48:34


Foto: iStockphoto

matĂŠria de capa

26

Editora B2B

178_Materia de Capa .indd 26

30/05/2012 20:57:21


Avançadas tecnologias de envase No Brasil, o setor investe em inovação para oferecer alta produtividade e eficiência na linha de envase de alimentos e bebidas

MARGARET HAYASAKI

a

s demandas da indústria de alimentos e de bebidas por inovação e produtividade crescem constantemente. Para atender essas exigências é preciso desenvolver avançadas tecnologias de envase. as máquinas evoluíram bastante tecnologicamente, tornando-se cada vez mais dependentes da eletrônica e de servo componentes. Mas há controvérsias. “o problema é que a nossa mão de obra especializada, além de ser em pouca quantidade no Brasil, ainda não está preparada na sua plenitude para absorver essa tecnologia”, lamenta Silvio rotta, diretorcomercial da Krones do Brasil. Ele continua: “os clientes que se prepararem melhor com relação a essa mão de obra especializada colherão os melhores resultados.” a alta produtividade é uma demanda cada vez maior da indústria de alimentos e bebidas, já que o custo operacional direto para uma linha como esta é quase o mesmo para uma de baixa produtividade. “Hoje as máquinas produzem o dobro com o mesmo operador, a mesma energia e o mesmo espaço em comparação há 10 anos”, compara rotta.

Editora B2B

178_Materia de Capa .indd 27

27

30/05/2012 20:57:26


matéria de capa

a iMSB investe em equipamenFATURAMENTO DA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS E BEBIDAS tos de envase estáveis e robustos UNIDADE FONTE 2001 2002 2003 2004 que permitem trabalhar com CONCEITO MILhõEs DE hAb. IbgE 173,8 176,3 178,7 181,1 maiores velocidades. “além POPULAÇÃO PIb disso, procuramos parceiros internacionais para compor as linhas quando temos algum entrave que nos impossibilita VALOR DA PRODUÇÃO INDUsTRIAL a aplicação”, afirma Judenor INDÚsTRIA DA ALIMENTAÇÃO (PRODUTOs ALIMENTAREs + bEbIDAs) Marchioro, diretor-comercial do INDÚsTRIA DE bEbIDAs grupo iMSB. PIB (Preços Concorrentes)

R$ BI

IBGE

PIB Var% Real

PIB Per Capita (Preços Concorrentes)

R$/ano

IBGE

PIB Var% Real

Foto: Divulgação

Um grande avanço do setor. os fabricantes de máquinas de envase estão melhorando a tecnologia de seus equipamentos e lançando equipamentos de alta produtividade. “Para atender a grande demanda por alta produtividade, vamos lançar, em breve, uma envasadora de copos e potes, com capacidade de produção de 7500 unidades/hora”, revela Felicio Granato, diretor-comercial da Milainox.

Envasadora de copos e potes da Milainox 28

Indústria de Transformação

R$ Bi

Faturamento (líquido de impostos indiretos)

R$ Bi

Participação no PIB

%

Participação na Ind. de Transformação

%

Faturamento Líquido (líquido de impostos indiretos)

Faturamento (líq. de impostos ind.)

IBGE/CNI

ABIA

R$ Bi

R$ Bi de 2011

ABIA

2005

2006

2007

2008

2009

2010

2011

183,4

185,6

187,6

189,6

191,5

193,3

194,9

1.302

1.478

1.700

1.941

2.147

2.369

2.661

3.032

3.239

3.770

4.143

1,3

2,7

1,1

5,7

3,2

4,0

6,3

5,0

-0,6

7,5

3,0

7.492

8.382

9.511

10.720

11.709

12.769

14.183

15.990

16.918

19.509

21.252

-0,2

1,2

-0,2

4,3

1,9

2,7

4,9

4,1

-1,3

6,5

1,8

630,7

724,9

917,9

117,9

137,2

166,7

1.103,1 1.150,8 1.230,8 1.370,3 1.607,9 1.598,2 1.814,3 2.016,4 186,4

195,7

208,6

231,3

269,0

291,6

330,6

383,3

9,1

9,3

9,8

9,6

9,1

8,8

8,7

8,9

9,0

8,8

9,3

18,7

18,9

18,2

16,9

17,0

17,0

16,9

16,7

18,2

18,2

19,0

15,2

17,5

20,8

23,6

26,1

29,9

34,4

38,9

45,0

56,0

66,8

32,8

34,6

34,3

36,4

39,6

44,2

47,1

47,3

52,2

61,3

66,8

102,7

119,8

145,9

162,8

169,5

178,7

197,0

230,0

246,7

274,6

316,5

221,7

237,6

241,3

251,0

257,1

263,8

269,7

279,6

286,1

300,8

316,5

INDÚsTRIA DE PRODUTOs ALIMENTAREs Faturamento Líquido (líquido de impostos indiretos) Faturamento (líq. de impostos ind.)

R$ Bi ABIA R$ Bi de 2011

INDÚsTRIA DE PRODUTOs ALIMENTAREs - PRINCIPAIs sETOREs (FATURAMENTO LÍQUIDO) 58,5

66,0

Beneficia/o de Café, Chá e Cereais

31,1

32,9

35,9

42,1

Açúcares

Derivados de Carne

15,9

61,0

30,2

37,7

46,0

Laticínios Óleos e Gorduras Derivados de Trigo Derivados de Frutas e Vegetais

26,4 Ranking dos principais setores (R$ Bi)

ABIA

Diversos Chocolate, Cacau e Balas

29,0

33,1

80,1

39,0

32,0

29,0

29,3

32,0

18,7

18,9

19,9

21,9

14,8

14,9

15,6

17,7

14,0

15,4

17,7

20,7

9,9

10,5

11,2

9,1

Desidratados e Supergelados

5,1

5,6

6,5

7,7

Conserva de Pescados

2,0

2,3

2,5

2,7

ALTA PRODUTIVIDADE X EFICIÊNCIA Mas é também a capacidade de inovação que tem permitido desenvolver máquinas de envase de alta produtividade sem diminuir a eficiência. “isso está vinculado à questão de materiais, componentes e servomecanismos que antes não estavam disponíveis no mercado, com a facilidade que temos atualmente”, ressalta o diretor-comercial da Krones do Brasil. Ele cita como principais inovações os sistemas de ajuste eletrônico das válvulas de enchimento, menor quantidade de componentes mecânicos, ajustes eletrônicos automatizados e redução da quantidade de equipamentos em uma

linha de envase. “Esses equipamentos a mais nas linhas de envase geravam maior dificuldade de set up, maior consumo de energia e maior custo de manutenção”, explica rotta. Um bom exemplo disso, segundo rotta, é o caso da linha para garrafas de PEt para 10 -20 mil garrafas/hora, que teve redução de seis equipamentos em relação à linha anterior, que era composta por 13 equipamentos. “a linha atual produz mais, com menos pessoas, em um espaço menor e com menor custo de energia e manutenção”, acentua. Por outro lado, esse tipo de linha exige melhores operadores, insumos e mantenedores. “Ela tem menos espaço para falhas operacionais do que os modelos

Editora B2B

178_Materia de Capa .indd 28

30/05/2012 20:57:32


2011 194,9

4.143 3,0 21.252 1,8 2.016,4 383,3 9,3 19,0

66,8 66,8 316,5 316,5 80,1 42,1 46,0 39,0 32,0 21,9 17,7 20,7 11,2 7,7 2,7

Editora B2B

178_Materia de Capa .indd 29

29

30/05/2012 20:57:37


de linhas do passado. ou seja, esse tipo de linha não tolera maus-tratos, má operação e insumos de baixa qualidade. É necessário criar uma nova cultura de operação e senso de urgência comparando com o que existia anteriormente”, alerta. inovar não é somente aplicar a melhor tecnologia, é investir em pessoas e na busca do melhor. “Sem dúvida, para ter alta velocidade com alta performance é preciso produzir cada vez com mais qualidade no desenvolvimento e na fabricação, além de acompanhar o equipamento em funcionamento e fazer a adequação se necessária”, diz Marchioro. “todos os nossos equipamentos permitem set up para várias embalagens e produtos, com pequenas alterações. Buscamos trabalhar forte na agilidade da troca de formato, pois sabemos estatisticamente que o tempo médio de set up no Brasil é muito maior que em outros países desenvolvidos”, ressalta o diretor-comercial. Ele acrescenta: “Máquina parada é sinônimo de baixa produtividade seja por falha ou para set up.”

MUDANÇA DE FORMATO CADA VEZ MAIS RÁPIDA a mudança de formato está cada vez mais rápida. “Muitas vezes, o tempo de limpeza é muito maior que a parada para a troca de formato. o maior desafio não é fazer a troca em si, mas sim retornar o mais 30

Foto: Divulgação

matéria de capa

Silvio Rotta, diretor-comercial da Krones do Brasil

Hoje as máquinas produzem o dobro com o mesmo operador, a mesma energia e o mesmo espaço em comparação há 10 anos rapidamente possível ao nível de produtividade que se estava atingindo com o formato anterior”, destaca rotta. Essa flexibilidade oferece várias vantagens competitivas para a indústria de alimentos e de bebidas, como menor custo produtivo, necessidade de um estoque menor, já que é possível responder mais rápido às necessidades e variações do mercado e com maior segurança. “além de trabalhar melhor com relação ao tempo de vida útil do produto, menores perdas de produto acabado e atender prontamente ao mercado”, ressalta o diretor-comercial da Krones do Brasil. Na opinião de Marchioro, da

iMSB, existem pesquisas e testes sendo feitos para que a troca de formato feita sem interrupção se torne uma realidade, mas “estamos ainda longe do êxito, alguns equipamentos permitem essa aplicação, mas são raros.” Essa flexibilidade de set up, segundo ele, é um dos principais fatores que devem ser avaliados pelo comprador, além de sistema de limpeza, praticidade de manutenção e pós-venda da companhia que irá ser escolhida para fornecer. “a iMSB aposta em postos regionais de atendimento ao cliente, em todas as regiões, onde temos aglomeração de máquinas ou clientes, implantamos um posto de atendimento”, salienta.

Editora B2B

178_Materia de Capa .indd 30

30/05/2012 20:57:52


Editora B2B

178_Materia de Capa .indd 31

31

30/05/2012 20:57:58


matéria de capa

Foto: Divulgação

Para Granato, da Milainox, todo equipamento tem seu tempo de troca de embalagem. “o cálculo do custo-benefício depende de cada fábrica e a vantagem depende muito da produção estimada”, acredita. Ele acrescenta: “a vantagem é muito grande já que se consegue mudar os tipos de embalagens facilmente e diversificar as opções no mercado.”

FUTURO Para onde caminham as inovações tecnológicas no segmento de máquinas de envase? “acreditamos que daqui a alguns

Judenor Marchioro, diretorcomercial do grupo IMSB

Todos os nossos equipamentos permitem set-up para várias embalagens e produtos, com pequenas alterações anos, tudo vai ser um único bloco, como se fosse uma máquina única (uma máquina em que entra insumo de um lado e do outro sai o produto acabado paletizado, pronto para carregar). isso será possível com o aumento da confiabilidade dos equipamentos, melhora dos insumos e da operação”, prevê rotta, da Krones do Brasil. o uso da eletrônica está cada vez mais acentuado. “É provável que em pouco tempo tenhamos muitas máquinas com dosagem eletrônica instaladas nos clientes. isso vai facilitar muito na limpeza, além de serem muito mais precisas”, informa Marchioro, da iMSB. o esforço do setor de máquinas 32

de envase para alimentos e bebidas mostra que a busca pela excelência operacional na linha de envase é contínua. Que assim seja.

INFORMAÇÕES KRONES tel.: (11) 4075-9500 | www.krones.com.br IMSB tel.: (54) 3455-7200 | www.imsb.com.br MILAINOX tel.: (19) 3447-8950 | www.milainox.com.br

Editora B2B

178_Materia de Capa .indd 32

30/05/2012 20:58:02


33_IBEMA.indd 33

30/05/2012 02:41:16


Foto: iStockphoto

especial embalagens temáticas

DATAS IMPORTANTES PARA O COMÉRCIO os Dia d dos a r o Nam

as Dia d Mães

l

Nata

SUPERMERCADOS

a

Pásco

34

l

Nata

Editora B2B

178_Especial_Embalagens Tematicas.indd 34

30/05/2012 21:07:02


Ferramenta para crescer Com projetos que demandam atenção aos detalhes, planejamento estratégico e soluções mais rápidas, as embalagens temáticas cada vez mais abrem oportunidade de negócios e de inovação

Analice Fonseca Bonatto

U

sadas em edições especiais, datas comemorativas, promoções com temas de filme, futebol, música, causas ambientais, entre outras ações, as embalagens temáticas são destaque na estratégia de muitas empresas para fortalecer a marca e impulsionar o consumo. Hoje é possível encontrar inúmeros exemplos no ponto de venda e em campanhas específicas com ou sem público, sendo a oportunidade de negócio um dos principais motivos do investimento, sem perder de vista o acirramento da concorrência. Em todos os casos citados acima, a embalagem é trabalhada no marketing mix do produto. Dessa forma, segundo Luciana Pellegrino, diretora executiva da Associação Brasileira de Embalagem (Abre), esta embalagem vira uma ferramenta de promoção, valorização, interação e posicionamento do produto naquela ocasião específica. “E com isso se consegue contornar diversas limitações que há num produto tradicional de linha. Quando trabalhamos com esta embalagem, é como se o seu conceito já nascesse dentro dessa estratégia de marketing, tendo uma liberdade maior de atuação tanto na forma de design, de comunicação, como na sua estrutura e funcionalidade.” Ela destaca que esta embalagem ganha em dois aspectos em relação aos produtos de linha: tempo de desenvolvimento mais rápido, porque tem uma data específica de lançamento, e também por ter um contexto emocional muito forte ligado à campanha. “Quando temos este aspecto emocional do produto, do seu posicionamento, é possível trazer um valor agregado maior a ele.” Editora B2B

178_Especial_Embalagens Tematicas.indd 35

35

30/05/2012 21:07:05


Foto: Divulgação

especial embalagens temáticas

COM A EMBALAGEM TEMÁTICA, É POSSÍVEL • • • • • • • • • • • • •

motivar novos consumidores ousar, inovar e testar novas Posturas FaZer a marca crescer no mercado imPulsionar consumo Promover marca e evento aGreGar valor ao Produto Fortalecer a marca incentivar a customiZaÇÃo dos Produtos interaGir e Posicionar Produto em uma ocasiÃo esPecÍFica criar oPortunidades de neGÓcios soFisticar estratÉGias de vendas atrair clientes com maior Poder aquisitivo ProPorcionar conteXto emocional Forte liGado À camPanHa

dessa forma, ela explica que é possível até um custo mais alto na fabricação, no posicionamento, no desenvolvimento tanto do produto quanto da embalagem, que é absorvido pela própria proposta da campanha, então o consumidor está disposto a pagar um pouco mais porque entende que é um produto com design, comunicação e às vezes até mesmo de uma coleção específica. “Este valor emocional traz uma abertura para se explorar todo o potencial desta embalagem muito maior do que um produto de linha em que já há uma concorrência de mercado muito maior, uma pressão sobre o custo e preço.” 36

CONSUMIDOR MAIS INFORMADO E EXIGENTE datas como o Natal, a mais importante para o comércio no ano, dia das Mães, dia dos Namorados e a Páscoa norteiam o planejamento estratégico da maioria das empresas, além de fazer a festa dos varejistas que conseguem levar até o consumidor mais conservador às compras. “a data se torna uma fatia tão importante do faturamento anual destas empresas que elas se preparam cada vez melhor, com mais antecedência, processos e tecnologias”, diz aparecido Borghi, professor do Núcleo de Estudos de Embalagem da

ESPM. as vendas são alavancadas de olho no consumidor mais suscetível às ofertas, mas, por outro lado, que também está mais informado e exigente, além de tradicionalmente esperar por produtos novos. Prova disso são os consumidores das empresas do setor de cosméticos que já esperam por estas embalagens em datas especiais. Com isso, a cada ano as empresas têm necessidade de se superar. Uma embalagem personalizável foi a novidade de o Boticário para o dias das Mães este ano. a Brainbox design Estratégico desenvolveu estojos com espaços para o consumidor escrever uma mensagem e aplicar fotografias. “tentamos criar um apelo muito forte entre mãe e filha. a embalagem dava a possibilidade de a consumidora dar a sua cara ao presente e transformá-lo em algo único. a personalização é uma tendência bem forte dentro desse segmento”, avalia Ludger tamaoki, diretor de projetos especiais da Brainbox design Estratégico. Segundo ele, o uso de embalagens retrôs no lançamento de embalagens comemorativas de empresas tradicionais, como a Coca-Cola e a Nestlé, é outra ação que mostra tendência de alta.

Editora B2B

178_Especial_Embalagens Tematicas.indd 36

30/05/2012 21:07:11


Editora B2B

178_Especial_Embalagens Tematicas.indd 37

37

30/05/2012 21:07:16


Pesquisa

Público-alvo reunido

Jaime Drummond, presidente do Laboratório Sklean, empresa detentora da marca Mahogany, conta que já desenvolveram produtos especiais, como a linha Belle France para o Ano da França, mas as datas que mais investem em lançamentos são o Dia das Mães e o Natal.

Muitas marcas também aproveitam para se relacionar com os consumidores durante grandes festivais de música. A fabricante de latas de alumínio Rexam produziu para a empresa que faz a cachaça Pitú, patrocinadora do festival Abril Pro Rock, uma embalagem comemorativa de 20 anos do festival que aconteceu em Recife, em abril. Este já é o segundo ano consecutivo em que a Pitú elabora uma embalagem para o festival. A PepsiCo, patrocinadora do festival Sónar São Paulo, também lançou embalagem conceitual do salgadinho Doritos para esta edição do festival que aconteceu em maio. Estas ações, segundo Borghi, são importantes porque as empresas conseguem grande quantidade do seu público-alvo reunido.

Foto: Divulgação

Para apresentar esses lançamentos fazem uma ação com todas as pontas de contato do consumidor, mas a decisão da compra se dá pela adequação da proposta do produto ao públicoalvo da data. Segundo ele, os recentes lançamentos do Natal, a linha Wild Cat, e do Dia das Mães, a Secret Kisses superaram expectativas de vendas e foram criados a partir de pesquisa visando a atender desejos e necessidades de suas consumidoras. “Nossa consumidora está cada vez sedutora e tem uma autoestima elevada. O conceito animal print da linha Wild Cat e as rendas que estampam a linha Secret Kisses revelam a essência dessa mulher.”

Jalber Nunes, gerente de marketing da Rexam, destaca que este tipo de relacionamento pode influenciar a compra de duas formas: primeiro, o consumidor que já é fiel àquela marca fica informado sobre o evento ou tema da lata aproximando-o do mesmo. “Isso acaba sendo uma forma eficiente de comunicação da marca e do evento e pode atrair um maior público ou adesão ao evento.” Em segundo, aquele que não é fiel à marca pode se sentir atraído pela arte alusiva e comprar o produto por empatia ao evento ou tema. “Pelos nossos números, há alguns eventos Linha Wild Cat: lançamento feito para o Natal

38

Foto: Divulgação

especial embalagens temáticas

Embalagem comemorativa aos 20 anos do festival

que alavancam a venda do produto em mais de 30%, o que é fantástico.” Além da alusão a eventos, algumas marcas têm utilizado a lata temática para abordar paixões nacionais como times de futebol. “Já produzimos mais de 12 rótulos por todo o Brasil que fizeram referência a times de futebol. Isso cria uma empatia com o consumidor que torce por aquele time”, diz o gerente de marketing da Rexam.

Desenvolvimento Na Rexam, vários projetos são realizados em parceria com os clientes para chegarem à solução mais adequada ao evento. Segundo Nunes, o processo da empresa permite viabilizar um projeto em menos de 15 dias, entre adaptação, produção e entrega. “Porém, dependendo do tamanho do projeto, podemos trabalhar com o nosso cliente com antecedência de três meses do lançamento no mercado”, diz o gerente de marketing da empresa, que já chegou a introduzir 12 latas temáticas de uma só vez para um cliente de grande porte no mercado de cerveja. Segundo ele, o investimento

Editora B2B

178_Especial_Embalagens Tematicas.indd 38

01/06/2012 01:52:25


As embalagens temáticas da Mahogany, muitas vezes, têm a colaboração do departamento de marketing na análise do potencial e da adequação do produto à data. Drummond explica que os departamentos de compra e o de planejamento e controle da produção (PCP) são fundamentais nesse processo, o primeiro buscando os substratos e as matérias-primas ideais para alcançar a idealização do produto a custos que viabilizem o projeto, o segundo para ajustar os prazos e processos, adequando o ritmo para o lançamento.

178_Especial_Embalagens Tematicas.indd 39

Borghi lembra que para aproveitar o estouro de vendas do Natal, por exemplo, as empresas trabalham com antecedência e hoje já estão com as embalagens finalizadas e começando a produzi-las. “E para o consumidor não esbarrar durante a Páscoa com embalagens especiais que sobraram do Natal é preciso planejar o volume. Para isso, entre outras medidas, as empresas tomam como base o histórico de vendas e analisam o calendário.” Segundo ele, o varejo também é um grande termômetro. Por exemplo, se uma data cair perto do pagamento e próxima de um feriado prolongado, reavaliam algumas diretrizes e discutem com o varejo para calcular o volume em função disso.

Foto: Divulgação

adicional por parte do cliente dependerá se ele optar por alguma tinta, verniz ou outra tecnologia especial na lata, as chamadas inovações incrementais.

Jaime Drummond, presidente do Laboratório Sklean, empresa detentora da marca Mahogany

INFORMAÇÕES ABRE tel.: (11) 3082-9722 | www.abre.org.br BRAINBOX tel.: (41) 3018-1695 | www.brainboxdesign.com.br ESPM tel.: (11) 5081-8200, www.espm.br MAHOGANY tel.: (11) 3686-6999 | www.mahogany.com.br REXAM tel.: (21) 2104-3300 | www.rexam.com.br

30/05/2012 21:07:24


especial drupa

Uma vitrine tecnológica A Drupa 2012 foi a mais high tech de todas, com direito a efeitos especiais, teatros e shows para impressionar o grande público vindo de todas as partes do mundo

Assunta Napolitano Camilo*

C

onsiderada a mais importante feira do setor gráfico realizada a cada quatro anos, em Dusseldorf, na Alemanha, a Drupa 2012 aconteceu de 3 a 16 maio, reunindo 1.850 expositores de 52 países e 314,500 visitantes especialistas de 138 países (uma feira muito internacional, com cerca de 190.000 estrangeiros). Um público menor em relação à edição anterior, porém com o mesmo poder de decisão e volume de negócios. Sem dúvidas, ela é a feira mundial de comércio mais importante e a maior do setor B2B. A Índia marcou presença, com 15 mil profissionais, tornando-se, assim, a segunda nação visitante, depois da Alemanha (123 mil). Atrás destes dois países no ranking estão: Bélgica, França, Holanda, Grã-Bretanha, EUA, Suíça e Itália. E com uma proporção crescente de visitantes da América do Sul e mais especificamente do Brasil. Importantes empresas brasileiras, com escritório ou fábricas no País, estavam presentes: Agfa, APP, Bobst, Comexi, Cyklop, Ecalc, Furnax, HB Fuller, Henkel, HP, IBF, Imgra, KBA, Kurz, Man Roland, Muller Martini, Rotatek, Rotomec, Sicpa, Siegwerk, Stora Enso, Suzano e

40

Editora B2B

178_Especial_Drupa.indd 40

30/05/2012 02:45:13


OS NÚMEROS DA DRUPA 2012 1850 314.500 190.000 123.000 15.000 EXPOSITORES

VISITANTES DE 130 PAÍSES

VISITANTES INTERNACIONAIS

VISITANTES DA ALEMANHA

VISITANTES DA ÍNDIA, SEGUNDA MAIOR

NAÇÃO NA DRUPA

8,8% Fotos: Divulgação

É O CRESCIMENTO DO NÚMERO DE VISITANTES VINDOS DA AMÉRICA CENTRAL E DA AMÉRICA DO SUL, ESPECIALMENTE DO BRASIL

WindMoeller & Holscher. além de delegações de várias regiões do Brasil. outra importante constatação: o segmento de embalagens se tornou a grande vedete do setor de impressão, uma vez que os demais enfrentam a concorrência da mídia eletrônica. o sucesso foi também notado pela importância dada nos parques de inovação e no drupa Cube que, este ano, dedicou um dia ao “Packaging”.

INOVAÇÕES EM TODOS OS PROCESSOS Nesta edição, o evento focalizou temas como automação, impressão de embalagens,

40%

DOS VISITANTES MOSTRARAM INTERESSE EM MÁQUINAS E SISTEMAS DE IMPRESSÃO DIGITAL

impressão digital, tecnologias híbridas, web-to-print e impressão ecológica. Por exemplo, 40% dos visitantes afirmaram que estavam interessados em máquinas de impressão digital e sistemas de impressão digital. inovações em todos os processos, desde a pré-impressão, impressão e acabamentos. assim como ferramentas para o adequado controle do fluxo de trabalho. Para cada situação, várias propostas de soluções e produtos. offset e soluções de impressão digital agora são complemen-tares ao invés de competir entre si. o foco das tecnologias de rotogravura e flexografia é oferecer

menor tempo de set ups, maior facilidade de operação, maior economia e mais ecológicas. ao mesmo tempo, para atender os volumes menores, oferecem também máquinas com bandas mais estreitas e ampliam os ranges de atuação. a Heidelberg, maior empresa de soluções gráficas do mundo, apresentou muitos equipamentos e serviços. de pronto, notava-se a preocupação com a questão ambiental. Por toda a parte, os informativos destacavam que a companhia compensa todo o impacto ambiental gerado, incluindo as viagens aéreas e de carro dos funcionários. aliás, as máquinas também Editora B2B

178_Especial_Drupa.indd 41

41

30/05/2012 02:45:19


Foto: Divulgação

especial drupa

A Heidelberg oferece também a opção em O&M de máquinas digitais através da parceria com a Ricoh e assinou uma carta de intenções para utilizar a tecnologia de Nanografia da Landa para a máquina digital que estão desenvolvendo. É esperar para conferir.

Cervo: animal símbolo da sustentabilidade na Europa

recebem este certificado de CO2 neutro e, se o cliente comprar uma máquina, pode solicitá-lo. Os números da empresa são impressionantes: 14 tipos de cursos para seus funcionários; formam mais de 650 alunos, atingindo 6% dos funcionários. Na Print Media Academy (PMA) há cursos para os clientes, desde pré-impressão até a gestão de empresas. A Heidelberg conta com um sofisticado sistema de world logistic Center (WLC) para atender o mundo todo com as peças de reposição que mantêm por 30 anos. Buscam o programa de zero defeito para todas as linhas: montagem, reforma e envio de peças. Contam com 130 mil itens em estoque, e os 4000 embarques de cada dia são apoiados por um sistema robotizado de até 1400 pick ups/hora. A busca pela precisão e garantia de qualidade é uma tônica, até mesmo engrenagens e as placas eletrônicas das máquinas são produzidas internamente. Para se ter uma ideia da grandiosi-dade, a tradicional máquina Speedmaster CD tem mais de 100 mil castelos rodando (imprimindo) no mundo. Atualmente, a empresa produz 2500 máquinas por ano, 42

e a fábrica opera com 80 % da capacidade tomada. Em média, a companhia entrega um pedido em três meses. Na feira, a Heidelberg apresentou a nova máquina com 10 castelos: seis cores off set, dois castelos de verniz com dois castelos de secagem entre eles (um pode ser UV e outro à base de agua), para isso incluíram dois secadores. No final da linha, um esquema integrado de gestão da qualidade com espectofotometro e um sistema de marcação de defeitos por ink jet (o Prinect Inspection Control) que permite separar as embalagens defeituosas pelo sinal do código de barras. Além disso, o sistema gerava um minucioso relatório. A máquina tem o princípio de operação simplificada através de touch screen, com velocidade de até 18 mil folhas/hora, num tamanho de até 106 cm por 75 (ou seja, conseguiram dois cm a mais). O verniz flexo com cilindro anilox de 60l/m permite uma gramatura de até 20 g/m2. O verniz UV é uma parceria com a IST que oferece um UV reativo de baixa radiação, com secagem mais rápida. O verniz indicado é o Saphira. A máquina também esta preparada para impressão de PP e PET.

Na continuidade de corte e vinco, a empresa apresentou as máquinas DyMatrix e Varimatrix com aspectos integrados e leitura do mesmo sistema de inspeção da impressão. As novas coladeiras Diana, com alimentação automática e opção para 1, 3, 4 e até seis pontos de colagem, além, claro de formações especiais, como para caixas de sanduíches que têm colagens diferenciadas. Além de novas troqueladoras e guilhotinas na linha Polar e a Gallus que estavam rodando com a versátil máquina rotativa, com entrada de bobinas e saída em folhas. Além de unidade Cold foil, uma unidade de rotogravura, 4 cores flexo, um verniz e ainda uma serigráfica rotativa, tudo isso na mesma linha. As embalagens produzidas iam desde cartonadas, cartuchos, rótulo até embalagens flexíveis. Muito flexível! Fabricante de máquinas de impressão de embalagens flexíveis, a Comexi lançou uma máquina off set rotativa para substratos plásticos. A máquina C 18 imprimia com seis unidades de cores offset (em tambor central) e duas unidades de flexografia para vernizes ou chapados. Ela foi desenvolvida para atender os prazos cada vez menores, com alta qualidade (permite lineatura de 80 l/cm); largura de 850 mm

Editora B2B

178_Especial_Drupa.indd 42

30/05/2012 02:45:25


Editora B2B

178_Especial_Drupa.indd 43

43

30/05/2012 02:45:29


especial drupa

e velocidade de até 350 metros/ min. Desta forma, o metro quadrado impresso fica muito competitivo. A companhia pretende atender mercados de rótulos termoencolhíveis, in mold labels, stand up pouches e outros de maior valor. A pré-impressão pode ser realizada “in house”. Na exposição, o CTP (computer to plate) era da Heidelberg, bem como a chapa, Saphira. As tintas para secagem por feixes de Eletron Beam permitem economia energética. O objetivo da Comexi é atender os quatro drives: sustentabilidade, custo, qualidade e atendimento do prazo. Os aspectos de custo são atendidos pela redução de solventes (que reduz riscos também) e por ter Pre press in house; atender os prazos do mercado é possível em função das trocas rápidas (dispositivo desenvolvido pela Siemens) com um set up de apenas 4 minutos.

Foto: Divulgação

A questão meio ambiente é

A Agfa Graphics focou nas áreas de impressão digital robusta de grandes formatos e pré-impressão mandatória. A nova máquina flexográfica, a F2 estava rodando com tinta feita de resina à base de água desenvolvida especialmente pela Basf. Além deste aspecto, o conceito de acessibilidade dos operadores é sempre observado. A qualidade é acompanhada e apoiada pelo sistema AVG de inspeção on-line em tempo real. A Agfa Graphics focou nas áreas de impressão digital robusta de grandes formatos e pré-impressão. Primeiramente na pré-impressão, a empresa mostrou o novo CtP :Advantage N PL HS (pallete load, high speed), que tem capacidade para 6 mil chapas em seus paletes, 350 chapas/hora e que, no evento, foi demonstrado operando o sistema: Arkitex Eversify. Além da unidade de lavagem Azura CX85/125, que oferece até 60% Comexi lança impressora flexográfica que opera com tinta de resina à base de água

menos custo do que versões anteriores, e utiliza somente 10% de goma em comparação com similares usados até agora. O equipamento foi demonstrado com a nova geração de chapas ecológicas chemistry-free: Azura TS. Para impressão, o grande destaque é a impressora digital UV M-Press Leopard, modelo avançado que pode trabalhar com mídias de até 5 cm de espessura e que está baseado na plataforma da M-Press Tiger. Outro equipamento robusto. A Agfa apresentou também a Jeti 3020 Titan. Um dos sistemas conta com uma configuração de 36 cabeças, demonstrando a impressão produtiva em CMYK combinada a uma aplicação robusta de tinta branca (pré-impressão, pós-impressão e branco spot). A grande estrutura da cama de 2x 3 m oferece suporte a materiais rígidos, finos e flexíveis, e é adequada para materiais opacos e transparentes. O equipamento imprime com a mesma alta velocidade para rolo a rolo e materiais rígidos, o que a torna a solução de impressão de formatos grandes, mais versátil do mercado. Destaque para a capacidade de imprimir sobre poliéster. Além dos equipamentos, a Agfa apresentou o Synaps, uma nova geração de papel sintético, com base em um substrato de poliéster e acabamento de alto desempenho de impressão. O material

44

Editora B2B

178_Especial_Drupa.indd 44

30/05/2012 02:45:35


Editora B2B

178_Especial_Drupa.indd 45

45

30/05/2012 02:45:40


combina as qualidades físicas de um filme de poliéster com o look and feel de um produto de luxo. O papel surpreende em aplicações de impressão offset devido à sua capacidade de impressão superior e secagem extremamente rápida. É indicado para aplicações com elevadas exigências de robustez com qualidade, com situações de impressos expostos a sol e chuva. A empresa estreou na Drupa seu novo conceito de workflow, que permite a integração entre diferentes níveis de produção, desde a impressão em si, até o gerenciamento por parte da gráfica, num terceiro estágio, pelo cliente. “Queremos ajudar nossos clientes a se tornarem mais e mais automatizados”, disse Andy Grant, responsável pelo setor de softwares na Agfa. Os investimentos na unidade da Agfa, em Suzano (SP) se justificam, acima de tudo, pelos resultados obtidos. A divisão gráfica responde, ainda, por 53% dos negócios globais da empresa. No Brasil, são comercializados cerca de 18 milhões de metros quadrados de chapa/ano. A apresentação da nanografia pela Landa e seu fundador, Benny Landa, foi um show à parte. Trata-se de uma nova proposta de impressão baseada na nanociência. A nanografia não veio para substituir a impressão off-set, mas sim para complementar, uma vez que a segmentação dos mercados demanda cada vez mais tiragens menores. A nanografia se baseia no princípio da compressão de 46

Foto: Divulgação

especial drupa

Nanografia: uma nova proposta de impressão baseada na nanociência

nano pigmentos de apenas dez nanômetros (um nanômetro é 100 mil vezes menor que um fio de cabelo). O processo nanográfico começa com a ejeção de bilhões de gotas de tinta à base de água (tinta especial Landa Nano Ink®) na blanqueta aquecida. Cada gota desta tinta cai no lugar exato, criando a imagem colorida desejada. Após a evaporação da água, a tinta torna-se um filme polimérico ultrafino.

telas de operação em touchscreen facilitam muito a vida dos operadores. As telas são praticamente do tamanho da máquina e parte delas é dedicada à gestão do processo. Ou seja, um único operador pode gerenciar todo o processo de impressão, cores e padrões ao lado da máquina sem ter que andar por toda a extensão do equipamento. A interface é autoexplicativa, muito amigável.

O resultado pode ser transferido para qualquer substrato sem qualquer pré-tratamento (papel, papel cartão e plástico). O filme de tinta nano se fixa na superfície com alta resistência a abrasão e sem deixar resíduo na blanqueta. Não há necessidade de qualquer secagem posterior. Permite imprimir os dois lados do substrato e manuseá-lo em seguida, levando diretamente para a linha de acabamento.

Sustentabilidade foi o tema mais destacado na feira, porém ainda mais falado do que praticado. Poucos trouxeram propostas efetivas, como redução de energia, água, reciclagem de aparas; tintas, vernizes e adesivos à base de água; mais cuidados com os restos de tintas e dos recipientes. Isso mostra dois aspectos: que as empresas entenderam que é necessário atender esta demanda e que há muito espaço ainda para se ocupar.

A Landa mostrou seis impressoras high techs: três rotativas e três folha a folha, em três tamanhos e velocidades. Flexibilidade para atender qualquer mercado. Todas digitais para quaisquer substratos: livros, embalagens flexíveis ou papel cartão, e material promocional em até oito cores. Os equipamentos com

A próxima edição da Drupa será realizada de 2 a 15 de junho de 2016.

*Assunta Napolitano Camilo é diretora do Instituto de Embalagens da consultoria Futurepack

Editora B2B

178_Especial_Drupa.indd 46

30/05/2012 02:45:45


47_VIDROPORTO.indd 47

01/06/2012 15:52:40


Foto: Divulgação

O espetáculo itinerante A Incrível Viagem ao Mundo Escuro já foi visto por 140 mil crianças

48

Editora B2B

178_Sustentabilidade.indd 48

30/05/2012 23:35:18


pack | sustentabilidade

Aprendendo de forma lúdica

E

nsinar a importância da reciclagem das latas de aço pósconsumo e como cuidar do meio ambiente de um jeito divertido e lúdico é a proposta do projeto aprendendo com o Lataço, uma iniciativa da associação Brasileira de Embalagem de aço (abeaço), que criou o espetáculo de teatro itinerante a incrível Viagem ao Mundo Escuro. Com um elenco de seis atores, a peça conta a história de um garoto que procura por sua irmã desaparecida. ao descobrir que ela está perdida no Mundo Escuro, um lugar sujo e poluído, ele e seu boneco de lata iniciam uma aventura alucinante para encontrá-la e tornar o planeta saudável outra vez. desde o ano passado, o espetáculo já foi visto por 140 mil crianças de 6 a 12 anos de escolas municipais e particulares da Grande São Paulo, além de instituições. “Nas escolas particulares, as crianças doam alimentos enlatados para assistir ao teatro, que depois são destinados para instituições carentes indicadas pelas escolas ou pela abeaço. Este ano, dessa forma, o projeto arrecadou latas de leite em pó, que foram doadas para uma creche localizada na zona norte de São Paulo”, explica thaís Fagury, gerente-executiva da abeaço. o impacto do projeto aprendendo com o Lataço é bastante positivo. thaís conta que esse feedback é dado pela coordenação das escolas que responde a um questionário de avaliação. o resultado disso é a transformação dos alunos que também são multiplicadores de conhecimento dentro de casa. “algumas escolas criaram programas de coleta seletiva de materiais recicláveis que são vendidos para gerar renda para elas ou realizam esse trabalho nas comunidades de seu entorno”, exemplifica. Segundo thaís, a ideia da peça itinerante nasceu da necessidade de expandir o projeto mais facilmente para outros Estados do Brasil. “Nesse primeiro momento, o projeto ainda se restringe às escolas da capital paulista, mas até o último trimestre de 2012, a expectativa é ampliar o seu alcance para mais crianças do Brasil. Para isso, já demos entrada na Lei rouanet de incentivo à cultura”, explica. Ela continua: “Hoje o espetáculo que é assistido por 5 mil crianças/mês, passará a ser visto por 20 mil crianças/mês. além disso, terá um segundo grupo de atores para fazer a apresentação da peça, nessa fase de expansão do projeto itinerante.” Essa expansão também contempla a instalação de coletores de

Foto: Divulgação

O projeto Aprendendo com o Lataço tem o objetivo de alertar o público infanto-juvenil sobre o consumo consciente e a reciclagem das embalagens de aço

Thaís Fagury, gerente-executiva da Abeaço

recicláveis nas escolas, que, segundo thaís, trabalhará em parceria com cooperativas de seu entorno. “atualmente, o índice de reciclagem de latas de aço pós-consumo é de 47%, o que corresponde a 280 mil toneladas das 600 mil toneladas geradas pela indústria.” No futuro, a executiva enxerga o projeto aprendendo com o Lataço, com outras ações e uma atuação muito maior, atingindo mais pessoas, não somente crianças, mas também jovens e adultos para ajudar a aumentar a reciclagem de latas pós-consumo. Abeaço - tel.: (11) 3842-9512, www.lataco.com.br Editora B2B

178_Sustentabilidade.indd 49

49

30/05/2012 23:35:22


Foto: Abre - LFlorenzano

O luxo aliado à sustentabilidade Esse foi o tema do Encontro de Inovação realizado pela Associação Brasileira de Embalagem

C

om o tema o luxo aliado à sustentabilidade: como marcas de primeira linha estão se adequando a esta tendência, a associação Brasileira de Embalagem (abre) realizou, no dia 16 de maio, em São Paulo, mais um Encontro de inovação, que visa a proporcionar atualização e a formação de capacidade no uso estratégico da embalagem.

embalagem. “o laço é treinado exaustivamente pelos funcionários para que a experiência do desembrulhar a famosa caixinha azul seja perfeita de qualquer extremidade”, revela Ferreirinha.

Nos últimos 20 anos, o mercado de luxo experimentou um crescimento exponencial, como ferramenta de gestão de negócios. “Esse mercado sempre teve uma característica particular de oferecer produtos customizados para um público pequeno. Mas, agora ganha uma nova roupagem”, afirma Carlos Ferreirinha, presidente da MCF Consultoria & Conhecimento, durante sua palestra sobre Luxo e Sustentabilidade: novos mercados demandam novas competências.

a sustentabilidade ainda está afastada do mundo do luxo, bem como do mercado em geral. Quem pode mudar isso? os consumidores. “o consumo ambiental é racional, diferente do luxo.” Mas já há bons exemplos em vários mercados, como o da estilista Stella Mccartney, que não trabalha com material de origem animal e a chocolates aMMa, da Bahia, que adotou embalagens amigas do meio ambiente. Um luxo genuinamente brasileiro, o sabonete Phebo foi criado em 1930, em Belém do Pará, pelos primos portugueses antonio e Mario Santiago, que queriam oferecer aos consumidores um

Um bom exemplo disso é a francesa Cartier, um ícone máximo do segmento de joalheria, que virou uma marca global, com 98% de sua presença em mercados fora da França. o que está por trás disso? o mundo enriqueceu. “a classe média mundial triplicou nos últimos 10 anos”, explica o executivo. “os brasileiros respondem por 15% do faturamento da famosa Galeria Lafayette, em Paris, na França. a Louis Vitton, uma referência no mercado de luxo, está abrindo uma loja, na Mongólia. É uma mudança de riqueza muito importante.” Nesse mercado de luxo, a embalagem é tão importante quanto a marca e o produto. Uma característica marcante da joalheria norteamericana tiffany &Co é a elegância de suas peças, inclusive da 50

Editora B2B

178_Sustentabilidade.indd 50

30/05/2012 23:35:30


Foto: Abre - LFlorenzano

pack | sustentabilidade

Este ano, a empresa firmou uma parceria com Amir Slama para a criação de uma colônia com notas refrescantes. “A linha de perfumaria da Phebo tem distribuição exclusiva nas 12 lojas conceito da Granado. Os frascos são pintados com tinta orgânica sem chumbo e os cartuchos têm selo FSC”, diz.

A Phebo estabeleceu parcerias com marcas de moda. A empresa criou uma fragrância marcante, com uma embalagem diferenciada, para a estilista Isabela Capeto. “O produto ganhou, primeiro, as gôndolas de perfumarias de Nova Iorque, nos Estados Unidos, que trabalham somente com importados”, revela Sissi.

No campo da sustentabilidade, a companhia desenvolveu um programa de logística reversa de embalagens de vidro em parceria com a cooperativa de reciclagem Vira Lata e o fornecedor OwensIllinois. “Também envolvemos bares e restaurantes nesse projeto para criar valor ao longo da cadeia e evitar a falsificação. Uma garrafa vazia vale como mercadoria”, explica Leopardo. Ele continua: “Já reciclamos mais de mil toneladas de vidro e há mais de 20 clientes engajados.” O desafio, conclui ele, é ter uma embalagem premium e sustentável. ABRE - tel.: (11) 3082-9722, www.abre.org.br

Foto: Abre - LFlorenzano

Carlos Ferreirinha, presidente da MCF Consultoria

João Paulo Leopardo, diretor de Reserve Brands da Diageo Foto: Abre - LFlorenzano

produto à altura do que existia na Europa. Em 2004, a marca foi comprada pela Granado, que revitalizou e resgatou a imagem construída no começo de sua história, inclusive a fragrância original. Sissi Freeman, diretora de marketing e vendas da Granado, revela que a embalagem passou por uma transformação, em 2005, restaurando o antigo. “Este ano, a marca ganhou um logo mais limpo e a embalagem cores mais vibrantes, além de bordas de rosas”, diz.

O mercado brasileiro está aprimorando o seu paladar com consumo sofisticado de bebidas destiladas. É o que revela João Paulo Leopardo, diretor de Reserve Brands, da Diageo. “Em 2011, o mercado de luxo registrou um crescimento de mais de 65%. Hoje o Brasil é o primeiro mercado para o uísque Johnnie Walker Red Label, o segundo para a vodca Ciroc e o terceiro para a vodca Smirnoff”, revela. Os canais prioritários para a venda das bebidas de luxo são bares e delicatessen, como a Casa Santa Luzia, além do Duty Free, um canal para promover lançamentos de novos produtos.

Sissi Freeman, diretora de marketing e vendas da Granado

Editora B2B

178_Sustentabilidade.indd 51

51

30/05/2012 23:35:41


Foto: Divulgação

Plástico verde com ultrabarreira A australiana Plantic Technologies, em parceria com a brasileira Braskem, anunciou o lançamento da bandeja ecoPlastic™ produzida com polietileno de cana-de-açúcar que aumenta o frescor de carnes, peixes e massas

F

ornecedora internacional de biopolímeros, a Plantic technologies Ltd anunciou o lançamento da bandeja ecoPlastic™ com ultrabarreira plástica, produzida a partir de polietileno de cana-de-açúcar pela petroquímica brasileira Braskem. o novo produto apresenta uma taxa de transmissão de oxigênio inferior a um décimo de 1% e cria uma nova classe de materiais de embalagem com ultrabarreira. Essa nova embalagem única tem um potencial significativo de aumentar a vida de prateleira e o frescor dos alimentos. Pode ser usada para aplicações de atmosfera modificada, nas quais o melhor frescor e a redução de pegada de carbono são desejados. “Plantic eco Plastic™ eleva a barreira da embalagem”, afirma Brendan Morris, CEo da Plantic technologies. “os varejistas vão se beneficiar em dobro, com a melhor apresentação do produto e o excelente desempenho ambiental. a cada 100 toneladas do plástico eco Plastic™ usadas, eles irão economizar energia suficiente para abastecer 200 casas durante um ano, o equivalente ao Co2 para plantar 42 mil árvores”, afirma. “as bandejas à base de biopolímero contêm até 80% de recurso renovável e utiliza até 40% menos energia que os polímeros convencionais em todo o ciclo de vida do produto”, completa. “a visão estratégica da Braskem é ser a líder mundial em química sustentável até 2020. a união entre os produtos da Plantic e o plástico

52

Editora B2B BaNaS

178_Sustentabilidade.indd 52

30/05/2012 23:35:49


pack | sustentabilidade

BREVES Treinamento para cooperativas de reciclagem A Tetra Pak acaba de lançar a edição 2010/2011 de seu Relatório de Sustentabilidade. Os módulos, desenvolvidos pela companhia em parceria com o CEMPRE – Compromisso Empresarial para a Reciclagem -, a Consultoria Integration e a SESCOOP, serão distribuídos para cooperativas parceiras de todo o país. Além de auxiliar no gerenciamento das cooperativas, os materiais oferecem sugestões de melhorias, de implantação de novos processos e orientações financeiras. Segundo Fernando Von Zuben, Diretor de Meio Ambiente da Tetra Pak, mais de 15 profissionais atuarão em todo o país ministrando o conteúdo do material didático.

Material à base de fibra de cana-de-açúcar Nova embalagem tem um potencial significativo de aumentar a vida de prateleira

verde da Braskem proporciona novas opções de embalagem que, além de ser melhores para o meio ambiente, oferecem desempenho superior a varejistas e proprietários de marcas”, afirma Marcelo Nunes, diretor de negócios químicos renováveis da Braskem. A linha de produtos Plantic eco Plastic™ abrange desde bandejas rígidas pré-formadas por meio de bobinas termoformáveis flexíveis e rígidas. O material pode ser utilizado na indústria de termoformagem, vacuum forming e em sistemas de form-fill-seal existentes em condições de processamento específicas. “As bandejas não requerem investimento em novos processos ou tecnologias de embalagem. Elas são uma alternativa a uma ampla gama

de plásticos tradicionalmente utilizados em atmosfera modificada e embalagens de ultrabarreira”, diz Tom Black, presidente da Plantic Technologies para as Américas. “Nunca antes houve a combinação do potencial de extensão da vida útil do produto e da indústria entregando benefícios ambientais em uma inovadora embalagem. Eco Plastic™ oferece aos consumidores os benefícios da sustentabilidade demandada e aos varejistas uma performance funcional superior. Nós acreditamos que é uma embalagem imbatível”, afirma Brendan Morris, CEO da Plantic. Braskem, tel.: (11) 3576-9000 e Plantic, tel.: +61393537900.

A fim de ampliar seu portifólio de produtos sustentáveis, a Avery Dennison do Brasil apresenta o novo material Fasson® Cane Fibre Paper produzido a partir do bagaço da cana-de-açúcar. É composto por 95% dessa fibra e 5% de cânhamo e linter de algodão. Oferece 10% menos energia em sua produção (menor refinação); sem necessidade de branqueamento extra; ótima resistência úmida e tratamento fungicida; e uma superfície fosca que garante ótima qualidade de impressão. O material garante ainda ótimo tack e adesão em uma grande variedade de superfícies.

Estande da Coca-Cola FEMSA Brasil é premiado O estande da Coca-Cola FEMSA Brasil foi escolhido como um dos três melhores pelo Prêmio de Sustentabilidade Feira APAS de 2012, na categoria Mega Estande Sustentável, durante o 28º Congresso e Feira de Negócios em Supermercados. O estande destacou as embalagens ecologicamente corretas dos produtos do portfólio da Coca-Cola Company. Toda área social foi produzida a partir do reaproveitamento de materiais recicláveis. A decoração incluía esculturas de árvores e puffs feitos com embalagens pet.

Editora Editora Banas B2B

178_Sustentabilidade.indd 53

53

30/05/2012 23:35:54


Foto: Divulgação

direto da gôndola

Foto: Divulgação

A vez dos multipacks em stand-up pouches Numa economia cada vez mais competitiva é importante entregar mais por menos e sempre com boa apresentação

Assunta Napolitano Camilo*

T

odos os dias o desafio da competitividade bate a nossa porta. Quem não procurar entregar mais por menos e da melhor forma ficará de fora. As opções se multiplicam. Novas propostas são encontradas a cada visita aos pontos de venda. A ordem é inovar ou morrer. Se a inovação tornar o produto mais econômico para o consumidor, melhor ainda. A solução de embalagem encontrada na gôndola está em sintonia com as principais tendências de consumo: conveniência, saúde, segurança, estilo e sustentabilidade. O stand up pouch do minibiscoito de arroz integral da Camil, que faz parte da linha Camil Natural ®, tem vários aspectos interessantes e dignos de nota.

54

A possibilidade de comprar muitos biscoitos torna a compra bem mais econômica do que a compra de produtos individuais. Além disso, é uma opção que brinda a conveniência. O zíper viabiliza o refechamento, atendendo o hábito do consumidor, que obviamente não come todos os biscoitos de uma vez. Assim, mesmo depois de aberta a embalagem, garante-se a preservação dos demais. O aspecto saúde e segurança são cada vez mais valorizados pelo consumidor. A escolha de um stand up pouch grande confere visibilidade na gôndola e garante as vendas. Além disso, quando a embalagem fica em pé, significa que está corretamente selada, ou seja, bem formada. O equilíbrio de cores e o design limpo e direto, com uma excelente janela transparente, permitem a visualização

do produto e fala diretamente ao paladar, despertando o appetite appeal do consumidor. O splash desenvolvido para a linha é simpático e facilmente interpretado: leve uma vida mais saudável, com uma linda Joaninha, que parece até ser em 3D. Aliás, até a fonte escolhida para a linha é delicada, em perfeita sintonia com o produto. O design foi assinado pela SpiceDesign, e a impecável impressão flexográfica foi realizada pela Cristal, de Santa Catarina. Esses aspectos: boa formação da embalagem, boa impressão, design equilibrado, em conjunto, conferem estilo e diferenciação, que são sempre notados pelo consumidor. Uma embalagem melhor e mais econômica fará seu produto mais competitivo e o mundo melhor. *Assunta Napolitano Camilo é diretora do Instituto de Embalagens e da consultoria FuturePack

Editora B2B

178_Artigo.indd 54

30/05/2012 02:50:47


55_OI.indd 55

30/05/2012 02:51:36


notas técnicas Fispal Tecnologia

NOVO SISTEMA DE DOSAGEM PRÉVIA DE SUCOS OU BEBIDAS LÁCTEAS A Krones apresenta o FlexiFruit, novo sistema de dosagem prévia de sucos ou bebidas lácteas mescladas com pedaços de frutas. Para ambos os segmentos de produto, a empresa desenvolveu um processo que leva em conta todos os aspectos de qualidade, desde a produção até o envase. O resultado é um tratamento cuidadoso das bebidas com pedaços inteiros de frutas. No sistema de pré-dosagem, chegam, em primeiro lugar nas garrafas os pedaços de fruta ou polpa com uma pequena quantidade de suco, para que seja possível o fluxo das partes sólidas. Em seguida, a enchedora principal agrega o suco ou a bebida láctea, fazendo a mistura dentro da própria garrafa. Este processo de dois fluxos separados do produto já trabalha de forma bem-sucedida em plantas de clientes. KRONES do Brasil Ltda. Tel.: (11) 4075-9500 | www.krones.com.br

ADITIVOS PARA IMPRESSORAS INK JET A linha de aditivos e tintas, da Brasjet, é compatível com impressoras das Willett, Videojet, Linx, Imaje, Domino, Hitachi, entre outras. Além de produzir a linha que atende a todas as aplicações (tintas, diluentes, solução de limpeza) e segmentos do mercado de embalagens, a empresa dispõe de peças de reposição e presta assistência técnica em equipamentos ink jet. A Brasjet também desenvolve produtos específicos para atender cada necessidade do cliente com extrema rapidez, proporcionando impressões com altíssima qualidade e baixíssimo custo. BRASJET Comercial de Tintas Ltda. Tel. (11) 4014-7555 brasjet@brasjet.com.br

HOT STAMPING ELÉTRICO Indicado para datar embalagens flexíveis unitárias, o sistema de impressão hot-stamping, da Dois Irmãos, não usa tinta, não borra, não suja e não permite adulterações nas datas. Permite impressão simultânea para várias informações (FAB/VAL/LOT. E etc). Possui controlador digital de temperatura, tempo de prensa, motor, contador digital e tecla reciclo, o que possibilita ao operador trabalhar sem ter que apertar o pedal constantemente. Além de cabeçote de aquecimento com porta tipo engate rápido e consumo elétrico de 80 watts. Opera com capacidade de mais de 2 mil embalagens/h. DOIS IRMÃOS Comércio de Máquinas Ltda. Tel.: (11)5565-9109 | m2irmaos@m2irmaos.com.br

CODIFICADORA A codificadora Domino A 320i oferece facilidade de manuseio e versatilidade. Conta com uma série de interfaces para o usuário, o que a torna solução adequada para gestão de múltiplas impressões. Também pode ser facilmente integrada a ambientes mais complexos de linha de produção. Outro importante diferencial é a tecnologia i-Tech das tintas, que estão em conformidade com órgãos reguladores para embalagens de alimentos, livres de metais ferrosos, secagem rápida e resistente ao álcool. SUNNYVALE Comércio e Representação Ltda. Tel.: (11) 3048-0100 | marketing@sunnyvale.com.br

56

Editora B2B

178_Notas Técnicas.indd 56

30/05/2012 23:14:13


BARRIL DE AÇO DE 5 LITROS DE CERVEJA Adequado para todos os tipos de cerveja, a Brasilata importa com exclusividade da Alemanha, o barril de aço Keg para 5 litros da bebida, produzido pela Huber. Embalagem robusta, inquebrável e resistente à luz e ao gás, o barril Keg oferece fácil manuseio, tiragem rápida e sem pingos, além de dispensar lavagem. Para a indústria cervejeira, o barril Keg oferece 1.500cm2 de superfície de aço para estampagem da marca, garantindo forte destaque no ponto de venda. Para consumidores apreciadores da cerveja, a embalagem proporciona o prazer de consumir a bebida fresca com a qualidade de chopp. Brasilata. Tel.: (11) 3871-8500 | www.brasilata.com.br

Editora B2B

178_Notas Técnicas.indd 57

57

30/05/2012 23:14:18


notas técnicas Fispal Tecnologia

EMBALAGENS CARTONADAS

SOPRADORA Indicada para produção de garrafas PET para a indústria de alimentos, bebidas e produtos de higiene e limpeza, com capacidade para até 6 litros, a sopradora Romi PET 160 oferece versatilidade, eficiência e alta produtividade. Totalmente automática, a máquina conta com silo alimentador e carregador automático de pré-formas; comando Controlmaster 8 Plus (B&R), com tela colorida 5,7”, com programação e navegação por teclado touchscreen e software de última geração; e troca de moldes simples e rápida, com baixo nível de ruído; e baixo consumo energético. Proporciona excelente qualidade de sopro e produtividade. Todos os sistemas de segurança estão de acordo com a norma NR-12. Indústrias ROMI S.A. Tel.: (19) 3455-9000 | www.romi.com.br

ENCARTUCHADEIRA VERTICAL Robusta e compacta, a encartuchadeira vertical, da Promaler, é indicada para alimentação manual ou automática de produtos diretamente nos cartucho. Processa cartuchos de três abas encaixadas ou quatro abas coladas com adesivo hot-melt. É controlada por CLP com display colorido touch screen de fácil acesso e operação. Oferece como opcionais: insersor de bulas, codificador de baixo relevo, esteira auxiliar de alimentação, cabine com sensores de segurança nas portas. Opera com capacidade de produção de até 80 cartuchos/minuto. PROMALER Máquinas de Embalagem. Tel.: (11) 3922-2100 | vendas@promaler.com.br

A SIG Combibloc apresenta sua estratégia global de inovação baseada em três pilares. O primeiro pilar é a inovação que utiliza sua plataforma tecnológica atual. Este pilar será ilustrado pelas tecnologias drinksplus, combiblocEcoPlus e pela nova geração de máquinas para alimentos com pedaços de até 25 mm quer serão demonstrados no estande. O segundo pilar de inovação é a alta escala de diferenciação baseada em formatos e soluções de abertura. A ênfase está nos novos volumes de embalagens, como a combiblocXSlim, e na garrafa cartonada que será apresentada nos próximos três meses. O terceiro pilar refere-se ao menor custo total de produção. A idéia é, num futuro próximo, oferecer máquinas com velocidades de envase superiores a 15 mil unidades/hora para embalagens de 1 litro e superiores a 24 mil embalagens/hora para tamanhos pequenos. SIG Combibloc. Tel.: (11) 3028-6744 www.sig.biz/brasil

GARRAFA DE VIDRO PARA LEITE No final de 2010, a parceria entre a Verallia - uma das maiores fábricas de embalagens de vidro para alimentos e bebidas do mundo, e a Vitalatte Laticínios, trouxe de volta ao mercado o leite em garrafa de vidro. A embalagem é 30% mais leve do que a antiga, mas mantém um design vintage que dá todo o charme para o produto. A Verallia investiu em pesquisas para a retomada definitiva do vidro no mercado brasileiro de leite por aproximadamente dois anos. Foi levado em consideração o formato que se encaixa perfeitamente no desenho das mãos, além do fechamento com tampa plástica e selo que garante uma vedação perfeita. VERALLIA. Tel.: (11) 2246-7214 | www.verallia.com.br

58

Editora B2B

178_Notas Técnicas.indd 58

30/05/2012 23:14:23


MINITAMPA FLIP TOP A tampa flip top no diâmetro 19 mm é a novidade da catarinense C-Pack na Fispal Tecnologia. Ela remete à identidade visual similar ao tubo de tamanho original de produtos maiores. O tamanho 19 milímetros é intencionalmente muito utilizado no mercado nacional para o uso de amostras grátis, principalmente, pelas grandes indústrias cosméticas. O grande diferencial é a praticidade quanto ao manuseio. Diferente da tampa lisa, que precisa rosqueá-la no tubo com as duas mãos, a flip top basta pressionar para abrir e fechar. A tampa dispõe de dois orifícios distintos (1,5 e 3,0 mm), cujo foco é proporcionar facilidade da saída do produto envasado, de acordo com sua consistência. C-PACK. Tel.: 11) 5547-1299 | comercial@c-pack.com.br

SOPRADORA Totalmente automática, a sopradora Multipet ESA2/10l utiliza-se de uma arquitetura integrada de automação, possibilitando que as movimentações de seus eixos trabalhem em cames eletrônicos de altíssima precisão. Possui entre centro de cavidade de 290 mm; abertura de prensa de 220 mm; e capacidade para bocais de até 65 mm. Esta última característica possibilita o sopro de potes de maionese, mel etc. Conta ainda com sistema de multirreceitas que permite a gravação no PLC e recuperação dos padrões de sopro de diferentes embalagens e/ou pré-formas já sopradas; controle automático e retroalimentação das variações de temperatura que mantém a temperatura uniforme durante o processo de sopro; sistema web server que possibilita diagnósticos e verificações através da internet do funcionamento e produção do equipamento; sistema eco power meter que monitora tensões elétricas e informa as variações; recuperador de ar de sopro para uso no equipamento; e lubrificação automática. Opera com capacidade de 1000 garrafas de 10 litros/hora. MULTIPET Sopradoras. Tel.: (45) 3277-4777 | www.multipetsopradoras.com.br

178_Notas Técnicas.indd 59

30/05/2012 23:14:28


notas técnicas

FOTOELÉTRICO REFLEXIVO Desenvolvido para detecção de objetos independente do formato, da cor ou superfície, o fotoelétrico reflexivo SmartReflect™, da Baumer, permite uma detecção muito confiável através do princípio de barreira de luz sem a necessidade do refletor. Utiliza qualquer parte da máquina para fechar a barreira. Reconhece objetos transparentes, como bandejas, garrafas PET, recipientes de vidro e filme de PVC em uma range de até 800 mm. Está disponível em versões com design higiênico ou de lavagem com IP 69K e conceito de impermeabilidade proTec+, bem como versões com invólucro em plástico. BAUMER do Brasil Automação de Fábrica e de Processos Ltda. Tel.: (11) 5641-0204 | sales.br@baumer.com

MÁQUINA DE ENVASE Com estrutura em aço inox e fechamento em policarbonato que garantem maior resistência e qualidade na produção, a envasadora CP5000, da Tambflex, é indicada para envase de copos e potes de sucos, água, iogurtes, requeijão, doces e similares. Com um processo produtivo inteligente controlado por CLP, o equipamento possui todas as seções para colocação dos copos, injeção do produto, colocação das tampas de alumínio, selagem das tampas, impressão da data e colocação da sobretampa, quando necessário. Opera com capacidade de produção média de 4500 a 5000 potes/h. Tambflex. Tel.: (19) 3443-2013 | www.tambflex.com.br

ADESIVO HOT MELT O adesivo hot melt Collare CB 201, comercializado pela Collare do Brasil, oferece grande versatilidade para aplicação sobre materiais porosos, como papelão, tecidos, madeiras, cerâmicas etc. Também é muito utilizado nas indústrias eletroeletrônicas para encapsulamento de componentes, dada suas excelentes propriedades, como isolante elétrico e resistência térmica. Pode ser aplicado à temperatura de 180º a 220ºC. COLLARE DO BRASIL Adesivos Ltda. Tel.: (11) 2358-3888 | www.collaredobrasil.com.br

60

Editora B2B

178_Notas Técnicas.indd 60

30/05/2012 23:14:33


KIT DE REVEZAMENTO AUTOMÁTICO Desenvolvido pela Refrisat, o kit de revezamento automático apresenta duas ou mais unidades de chiller projetadas com sistema controlado via CLP para que uma faça a reposição da outra, ou seja, qualquer falha em um dos equipamentos aciona o outro que passa a operar automaticamente. Permite a visualização de falhas com as possíveis causas e ações corretivas. Possui quatro central (remoto) com visualização de vazão (m³/h) e l/m, comunicação Profinet e telas touchscreen de 4”, além de opção para comunicação com sistemas Scada (RS-232, RS-485 ModBus, Ethernet TCP/IP, GPRS). Está disponível nas opções manual ou automática. REFRISAT. Tel.: (11) 2423-5900 | www.refrisat.com.br

FILMES DE BOPP Soft touch, soft touch metalizado, anti-scratch, Ecofilm® ou digi-stick são algumas das soluções de acabamentos oferecidas em filmes de BOPP produzidos pela espanhola Derprosa. Permitem diferenciação, perfeita maquinabilidade, grande aderência às tintas e facilidade para outros acabamentos de pós-laminação. Todos os produtos estão disponíveis na versão oxibiodegradável, que se degrada em um período inferior a 18 meses pela ação do oxigênio, temperatura e luz ultravioleta. Além disso, também apresentam uma versão para adesivar com produtos líquidos, bem como uma camada incorporada para a termolaminação. DERPROSA. Tel.: +34 9133-77050 | afernandez@derprosa.es

SISTEMA DE VISÃO AVANÇADO Pequeno, robusto e muito inteligente, o sistema de visão avançado In-Sight® 7000, da Cognex, possui iluminação e óptica integradas, tudo em um pacote IP67 compacto e industrial, que o torna o sistema ideal para mais aplicações do que antes. Ela apresenta recursos de foco automático integrado, o que torna o In-Sight 7000 a opção para situações de produção que exige a troca regular de peças. Também oferece cinco diferentes opções de lente para que o usuário possa personalizar ainda mais o sistema de visão para suas aplicações específicas. As lentes também podem ser trocadas em campo e trabalham com a funcionalidade de foco automático.

TRANSMISSOR WIRELESS DE TEMPERATURA E UMIDADE O RHT-Air é um equipamento que juntamente com o AirGate-Modbus apresenta uma excelente solução para monitoramento wireless de temperatura e umidade. Através de uma interface de comunicação wireless IEEE 802.15.4, múltiplos RHT-Air podem se conectar a um ou mais AirGates que disponibilizam uma interface USB ou RS485 para comunicação com o restante da rede Modbus RTU. Possui sensores de alta precisão para monitoramento de temperatura, umidade relativa e ponto de orvalho. Além de um display LCD que permite que os dados lidos sejam visualizados em campo, além de possibilitar a alteração dos parâmetros de configuração sem a necessidade de conectá-lo ao software de configuração no computador. Indicado para montagem em parede, porém com a haste sensora prolongada e também para montagem em dutos ou através de paredes. NOVUS Produtos Eletrônicos Ltda. Tel.: (51) 3323-3618 | www.novus.com.br

Cognex. www.cognex.com/IS7000

Editora B2B

178_Notas Técnicas.indd 61

61

30/05/2012 23:14:39


notas técnicas FITAS GOMADAS Produzidas com papel Kraft e cola vegetal à base de milho ou fécula de mandioca, as fitas gomadas Superband e Ecokraft, da Strapet, são ideais para o fechamento de embalagens. 100% recicláveis, elas se integram à caixa de papelão e facilitam todo o processo de reciclagem. Podem ser impressas em até duas cores, o que viabiliza a propaganda do produto e a identificação do conteúdo dentro do estoque. Além disso, as fitas gomadas não podem ser removidas sem deixar evidências de violação na embalagem. Estão disponíveis em duas versões: com ou sem reforço de fios de poliéster. STRAPET Embalagens Ltda. Tel.: (15) 3491-9009 | contato@strapet.com.br

TAMPA PARA REFRIGERANTE Produzida pela CSI, a tampa Double Lok 28mm oferece um sistema duplo de lacre, capaz de aliar alta proteção, excelente vedação e facilidade para abertura e fechamento das embalagens. O lacre também pode receber um corte vertical que o manterá unido à tampa, aumentando a evidência visual da violação do produto, bem como a reciclagem das tampas e frascos, sendo ideal para facilitar o processo de embalagens retornáveis. CLOSURE Systems International. Tel.: (11) 4134-2500 | www.csiclosures.com

MÁQUINA DE APLICAÇÃO DE SLEEVES Produzida pela Sleever, a Sleeverlogicpak é uma máquina com conceito horizontal de aplicação de sleeves que oferece eficiência na aplicação horizontal, fácil acesso ao conformador, painel digital com ajuste de todos os parâmetros do processo e sistema de troca de bobina sem parada de produção. O modelo LPK 130 opera com velocidade de 130 embalagens por minuto e espessuras do filme de 30 a 100 micra. Pode trabalhar com todos os tipos de formatos e filmes PET, OPS e TPE. SLEEVER INTERNATIONAL Ltda. Tel.: (11) 2303-2337 | www.sleever.com

62

Editora B2B

178_Notas Técnicas.indd 62

30/05/2012 23:14:44


Editora B2B

178_Notas TĂŠcnicas.indd 63

63

01/06/2012 17:15:03


notas técnicas

TERMOFORMADORA Indicada para aplicações especiais (bandeja s/bandeja, overskin), a termoformadora Ilpra SuperPack F0, comercializada pela Selovac, apresenta estrutura e proteção em aço inox AISI 304, corrente de transporte com pinças em aço inoxidável e desbobinamento do filme de formação com freio eletromagnético ou motorização. Oferece troca de formato rápido e fácil acesso a qualquer componente interno, além de selagem a vácuo, atmosfera modificada, com sistema de pins, skin e overskin. Opera com capacidade produtiva de até 17 ciclos por minuto. SELOVAC Indústria e Comércio Ltda. Tel.: (11) 5643-5599 selovac@selovac.com.br

INJETORA DE ACIONAMENTO ELÉTRICO Com baixo consumo de energia, limpa e compacta, a injetora Ecopower, da Wittmann Battenfeld, opera com força de fechamento de 55 a 300 t e combina eficiência com precisão. O sistema de acionamento direto, sem correias, possibilita um conjunto compacto preciso e limpo, de alta eficiência. A unidade de fechamento se destaca pela eficiência da elevada dinâmica e precisão do posicionamento. A unidade de injeção é projetada para proporcionar alta velocidade e alta precisão, mesmo sob pressão máxima de injeção. O novo sistema de fixação do cilindro de injeção pode ser facilmente removido através de um sistema de encaixe que facilita a manutenção e limpeza da rosca. BATTENFELD do Brasil Ltda. Tel.: (11) 3699-2883 | wittmann@wittmann-group.com.br

ALIMENTADOR Construído em chapa de ferro pintada à base de epóxi ou aço inox, o alimentador AW300, da AWS, transporta materiais, como grãos ou matéria-prima em formato de microesferas, até uma distância de 3 metros. De um reservatório a um funil diretamente na máquina extrusora, injetora ou sopradora, funciona com ar comprimido por sucção e um sensor de nível indica quando deve parar. Seu funcionamento é totalmente automático e pode transportar até 120 kg/h. O controle do alimentador possui um sistema de alarme sonoro para falta de material. AWS Brasil Comercial Ltda. Tel.: (41) 3013-3650 | aws@awsbrasil.com.br

CARRINHOS DE TRANSPORTE Ideais para o transporte limpo e eficiente de materiais granulados, como pallets de plástico, os carrinhos de transporte apresentam construção modular, o que garante maior vida útil e durabilidade no ambiente fabril. Os rodízios de poliuretano oferecem facilidade de transporte mesmo em pisos acidentados. São construídos de aço inox ou aço carbono pintado e têm saída para alimentação automática. RXC COMPONENTES Mecânicos Ltda. Tel.: (11) 4341-6484 | www.rxc.com.br

64

Editora B2B

178_Notas Técnicas.indd 64

30/05/2012 23:14:57


Editora B2B

178_Notas TĂŠcnicas.indd 65

65

30/05/2012 23:15:01


notas técnicas

MÁQUINAS PNEUMÁTICAS DE CINTAR As máquinas pneumáticas de cintar, modelos P355 e P356, da Brasilpack, uma empresa do Grupo Fromm, são indicadas para uso combinado com sistemas semiautomáticos de lança-cintas ou em casos em que a operação de cintagem seja estacionária. Esses modelos permitem a utilização das cintas de poliéster ou polipropileno (PP) em que a largura da cinta poderá oscilar entre 10 mm até 19 mm e espessura máxima de 1.35 mm. A cinta suporta tensão de 400 a 3500 N. BRASILPACK Sistemas de Embalagens Ltda. Tel.: (11) 4583-6000 | g.camargo@brasilpackembalagens.com.br

FREIOS PNEUMÁTICOS Utilizados em desbobinamento de materiais que necessitam um controle preciso da tensão, como BOPP, alumínio, papel etc., os freios pneumáticos RCX permitem o controle do material de 0,2 bar a 7 bar de pressão. Por serem modulares, eles permitem agregar sistemas de pinças para aumentar a frenagem para futuras aplicações de potências maiores. Oferecem excelente dissipação térmica, pois seu disco tem um sistema de turbina autoventilado, aumentando o rendimento. Em conjunto com uma válvula reguladora de pressão, pode funcionar manual ou automaticamente por meio de um transdutor eletropneumático de pressão por um sistema com célula de carga, balancim ou sensor ultrassônico. REINOS Indústria e Comércio Ltda. Tel.: (11) 2341-3323 | reina.flex@terra.com.br

EIXOS PNEUMÁTICOS DE ELEMENTO EXTERNO Com corpo de alumínio, aço comum ou aço liga, os eixos pneumáticos de elemento externo da Tidland utilizam ar comprimido padrão (limpo e seco), sistema pneumático de multicircuito antifalhas e válvula radial, axial ou sistema de válvula dupla. Apresentam união rotativa e comando remoto, pontas temperadas e retificadas, montagem em balanço, balanceamento dinâmico para altas velocidades e corpos calibrados, indexação de tubetes. Oferecem fácil substituição do elemento externo, sem necessidade de retirar o eixo da máquina. Opera com pressão operacional de 5,6 a 7 bar. TIDLAND Industrial do Brasil Ltda. Tel.: (11) 3959-0990 | tidland@tidland.com.br

GRAVÍMETRO E MISTURADOR O gravímetro e misturador Gravimix, da Controlplast, inclui o controle de gramas por metro com tecnologia por perda de peso e mistura gravimétrica por batch de até seis produtos, garantindo a homogeneidade da mistura das resinas. Oferece fácil programação, funis de aço inox, estrutura robusta, baixa manutenção e redução imediata de aparas. Conta com controle automático das velocidades das roscas e puxador, fácil calibração da balança e ajuste da velocidade do puxador. Opera com capacidade de 150 até 800 kg/h. CONTROLPLAST Controles para Plástico. Tel.: (11) 3437-1966 | www.controlplast.ind.br

66

Editora B2B

178_Notas Técnicas.indd 66

30/05/2012 23:15:08


Editora B2B

178_Notas TĂŠcnicas.indd 67

67

30/05/2012 23:15:12


notas técnicas

A IN D

MÁQUINA AUTOMÁTICA DE VACUUM FORMING As máquinas automáticas de vacuum forming Ecoformer KMV oferecem flexibilidade, alto grau de automação, operação simples e máxima eficiência. Um mecanismo de ajuste adicional de largura abaixo da unidade de empilhamento está disponível como opção para um posicionamento mais preciso dos produtos durante o processo de empilhamento. Não precisa de uma caixa de pré-sopro. Admite pressão de formagem de 3 bar na área de moldagem máxima e até 5 bar de acordo com a redução na área de moldagem para maior qualidade, mesmo com lotes pequenos. KIEFEL Ltda. Tel.: (11) 3033-5910 | info@kiefel.com.br

CONTROLADOR DE TEMPERATURA O controlador de temperatura Megacal foi projetado para aquecer água ou óleo em circuito aberto para aplicação em moldes de injeção, sopradoras, extrusoras, calandras, entre outros. Trabalha em regime contínuo, com baixa queima e oxidação do óleo térmico. Conta com gabinete modular totalmente desmontável, reservatório em aço inox, controlador de temperatura digital microprocessado, nível automático de óleo no reservatório, termostato de segurança, trocador de calor de alta eficiência e refrigeração de troca indireta (água industrial). Pode ser aplicado com água a 90ºC e óleo a 150ºC. MEGACAL Equipamentos Térmicos Ltda. Tel.: (11) 4419-3348 | www.megacal.com.br

TERMOCHILLER

PALETIZADOR CARTESIANO Totalmente construído em perfis de alumínio, o paletizador cartesiano PAL 1800, da Redutep, apresenta transportador incorporado, programação simplificada, paletes norma PBR e dispositivo de ventosas e/ou garras reguláveis. Opera com capacidade de carga de até 20 kg, produção de até 12 caixas por minuto e altura máxima de paletização de 1800 mm.

Indicado para aplicação em modernas máquinas flexográficas de 4 a 12 cores, o termochiller Flexo, da Mecalor, permite o controle de temperatura do tambor de 30º a 60ºC com estabilidade de ±0,5ºC e o controle de temperatura das calandras de 5º a 20ºC com estabilidade de ±1,0ºC. Possibilita ainda otimizar a vazão e a pressão da água para aplicação em flexografia. Os materiais em contato com a água são resistentes à corrosão e a reposição da água é automática. Opera com capacidade de resfriamento de 20000 kcal/hora. MECALOR Indústria e Comércio de Refrigeração Ltda. Tel.: (11) 2188-1718 | www.mecalor.com.br

REDUTEP soluções Industriais. Tel.: (62) 3237-8700 www.redutep.com.br

68

Editora B2B

178_Notas Técnicas.indd 68

01/06/2012 13:30:32


ACESSE O CONTEÚDO DA REVISTA PACK NA INTERNET E ATUALIZE-SE DAS NOVIDADES DO MERCADO DE EMBALAGEM pack.com.br Todos os meses a Revista Pack Digital está disponível no site da Pack. Acesse a edição atual e também as anteriores.

LEIA AS MATÉRIAS

Leia na Revista Pack Digital matérias sobre o mercado de embalagem e fique atualizado sobre as novidades.

BUSQUE PRODUTOS POR PALAVRA-CHAVE

A Revista Pack Digital permite a busca de produtos e fornecedores por palavra-chave.

MAIS INFORMAÇÕES Editora B2B 69

(11) 3500-1910 | publicidade@editorab2b.com.br | www.pack.com.br

178_Notas Técnicas.indd 69

30/05/2012 23:15:49


notas técnicas

EMBALAGEM DE PP CORRUGADO Atóxica, lavável, inodora, impermeável, resistente a fungos e contaminação, a embalagem de PP corrugado é indicada para o transporte e armazenamento de alimentos. Por sua estrutura alveolar, ela oferece excelente proteção para o transporte e armazenamento, evitando perdas e ajudando a manter as características e frescor dos alimentos. Além disso, a embalagem de PP corrugado é reciclável e reutilizável. CARTONALE Indústria e Beneficiamento de Materiais Plásticos Ltda. Tel.: (11) 4705-1170 | www.cartonale.com.br

PALETES

PALETIZADORA Com uma estrutura robusta, formada por dupla coluna (em formato de ponte) e base móvel, a paletizadora automática por camadas Maxipal é indicada para paletização de caixas e fardos. Apresenta duas esteiras de afastamento de produto, plano intermediário de acúmulo, magazine de paletes vazios, esteira roletada para o transporte de paletes vazios e cheios e pré-formadora de camada com empurrador automático. Opera com capacidade de movimentação de camada de 300 kg, capacidade de estocagem de até 20 paletes vazios e produção de 20 a 40 caixas/minuto, dependendo do tipo de produto.

Resistentes, higiênicos, incorrosíveis e esterilizáveis, sem cantos vivos e de fácil limpeza, os paletes de polietileno (PE) produzidos pela Rotto Brasil, suportam cargas de até 3000 kg ou mais. São atóxicos, resistentes a intempéries, não soltam farpas e podem ser produzidos com alma de aço para aumentar a capacidade de carga estática e dinâmica. ROTTO BRASIL Indústria e Comércio de Plásticos Ltda. Tel.: (11) 4695-1900 vendasm@rottobrasil.com.br

TECNOS Indústria e Comércio Representações Ltda. Tel.: (19) 2114-4000 | comercial@tecnoplasticos.com.br

ETIQUETAS E RÓTULOS AUTOADESIVOS Confeccionados em papel ou películas autoadesivas, as etiquetas e os rótulos produzidos pela Emplaca podem ser fornecidos totalmente brancos ou pré-impressas em até quatro cores. Podem ser produzidos em couchê, polipropileno biorientado (BOPP), termossensível, poliéster e termotransferência. EMPLACA Automação e Tecnologia Ltda. Tel.: (11) 4788-7777 | emplaca@emplaca.com.br

70

Editora B2B

178_Notas Técnicas.indd 70

30/05/2012 23:15:55


aguarde a nossa próxima edição >

edição 179

julho / 2012

Mercado de rótulos e os sistemas de rotulagem automatizados ESPECIAL COBERTURA DA FCE PHARMA E FCE COSMETIQUE COBERTURA DA FISPAL TECNOLOGIA

Esse é o assunto da edição de julho da revista Pack MAIS INFORMAÇÕES

(11) 3500-1910 | publicidade@editorab2b.com.br | www.pack.com.br Editora B2B

178_Notas Técnicas.indd 71

71

30/05/2012 23:16:06


notas técnicas

EXTRUSORA Equipada com bucha separadora que proporciona isolamento térmico entre redutor e setor de alimentação, a extrusora da Rulli Standard apresenta cilindros bimetálicos resistentes à abrasão e corrosão, roscas bimetálicas ou nitretados em aço 8550 e motores com corrente alternada de alto desempenho acionado por inversor de frequência. Além de redutores com caixa de redução de alto torque, alimentador em ferro fundido e resfriamento a ar. A capacidade de plastificação é de até 900 kg. RULLI STANDARD Indústria e Comércio de Máquinas Ltda. Tel.: (11) 2486-0006 | rulli@rullistandard.com.br

FILME TÉCNICO LISO E IMPRESSO Os filmes de polietileno de baixa densidade (PEBD) e linear (PEBDL), obtidos através do sistema blow de extrusão, oferecem alta resistência mecânica e excelente soldabilidade. Atóxicos e 100% recicláveis, os filmes podem ser fornecidos naturais ou pigmentados. PLASTSEVEN Indústria Comércio Ltda. Tel.: (19) 3861-7351 | vendas@plastseven.com.br

SISTEMA DE INJEÇÃO E SOPRO O sistema de injeção e sopro da Thermoplay oferece distribuição homogênea do material no produto e espessuras de paredes uniformes, distribuição homogênea do calor ao longo de todo comprimento do bico e sistema de injeção direta e valvulada. Permite tolerâncias mais estreitas no pescoço da rosca, controle de temperatura em proximidade do ponto de injeção e inserto porta-bico intercambiável com guias e estanqueidade dos bicos. THERMOPLAY Brasil Sistemas de Injeção Ltda. Tel.: (11) 4534-2160 | thermoplay@termoplaybrasil.com

SERVIÇOS EM PLÁSTICO A Wortex Plásticos disponibiliza serviços de moagem e granulação de plásticos pós-industriais e pós-consumo, de alto e baixo peso volumétrico. Além de destruição e descaracterização de peças e produtos plásticos, secagem de náilon, PP, PE e outros, homogeneização para lotes de até 15 toneladas e testes de laboratório. WORTEX Plásticos Ltda. Tel.: (19) 3216-4850 | www.wortexplasticos.com.br

72

Editora B2B

178_Notas Técnicas.indd 72

30/05/2012 23:16:10


painel de negócios

embalagens, máquinas, equipamentos e acessórios

ANUNCIE AQUI! PAINEL DE NEGÓCIOS

LIGUE OU ENVIE EM E-MAIL

(11) 3500-1910

publicidade@banas.com.br

Interação e conteúdo informativo em tempo real

REDES SOCIAIS

Interaja com a Editora Banas e atualize-se com as últimas informações do mercado industrial e de embalagem.

@EditoraBanas Siga a Editora Banas no Twitter e faça parte de um universo de informações simultâneas de qualidade Diariamente são postadas notícias importantes do mercado industrial e de embalagem, que abrange novidades, lançamentos, economia, eventos e mercado internacional.

facebook.com/editorabanas Curta a Editora Banas no Facebook Tenha acesso a informações do mercado industrial e de embalagem, incluindo um conteúdo editorial de utilidade para o público destes segmentos. Abrange, imagens, vídeos e notícias.

MAIS INFORMAÇÕES:

(11) 3500-1910 publicidade@editorab2b.com.br

178 Painel de Negocios.indd 73

30/05/2012 02:55:40


índice de anunciantes página

empresa

site

empresa

site

3ª Capa..... ABRE.....................................................www.abre.org.br

73.............. MOLTEC.......................................... www.moltec.com.br

60.............. ABEAÇO...........................................www.abeaco.org.br

67.............. MOVIMAT............................. www.feiramovimat.com.br

5................ ANTILHAS.....................................www.antilhas.com.br

4ª Capa..... MULTIPET................. www.multipetsopradoras.com.br

23.............. BRASKEM....................................www.braskem.com.br

32.............. NEO ALUMÍNIO......................www.neoaluminio.com.br

29.............. CERVIFLAN.................................. www.cerviflan.com.br 14.............. ELTROMAT...........................................www.eltromat.de 15.............. FESTO................................................ www.festo.com.br 65.............. FISPAL TECNOLOGIA....... www.fispaltecnologia.com.br 2ª Capa..... GS1......................................................... www.gs1br.org 11.............. HAVER BRASIL........................www.haverbrasil.com.br 33 e 73..... IBEMA..............................................www.ibema.com.br 73.............. IGARATIBA...................................www.igaratiba.com.br 57.............. IMSB.................................................. www.imsb.com.br

PB

página

55.............. OWENS ILLINOIS.......................www.oidobrasil.com.br 25.............. RICEFER.......................................... www.ricefer.com.br 37.............. ROLAND.......................................www.rolanddg.com.br 17.............. SELOVAC........................................www.selovac.com.br 59.............. SICAD.................................................www.sicad.com.br 43.............. SIG COMBIBLOC.............................. www.sig.biz/brasil 3................ STRAPET........................................ www.strapet.com.br 31.............. TETRAPAK.................................... www.tetrapak.com.br

63 e 74..... INSTITUTO DE EMBALAGENS......................................... .................. EMBALAGENS ....www.institutodeembalagens.com.br

62.............. TRANSERG.................................. www.transerg.com.br

73.............. INTERTEC............................ www.intertecequip.com.br

45.............. VIDEOJET...........................................www.videojet.com

39.............. JAEPEL............................................. www.jaepel.com.br

47.............. VIDROPORTO............................ www.vidroporto.com.br

178_Indice de Anunciantes.indd 74 Editora Banas

13.............. VERALLIA............................................www.verallia.com

31/05/2012 01:06:28


3CAPA_ABRE.indd 75

30/05/2012 02:57:09


4CAPA_MULTIPET.indd 76

30/05/2012 02:58:03

Profile for Revista Pack

Revista Pack 178 - Junho 2012  

o avanço das tecnologias de envase. No Brasil, setor investe em inovação para oferecer alta produtividade e eficiência na linha de envase de...

Revista Pack 178 - Junho 2012  

o avanço das tecnologias de envase. No Brasil, setor investe em inovação para oferecer alta produtividade e eficiência na linha de envase de...

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded