__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

www.pack.com.br

230

ANO•17

2 0 1 9

R$ 15,00

EMBALAGEM

TECNOLOGIA

DESIGN

INOVAÇÃO

ENTREVISTA Cristina Ferreira revela os desafios para desenvolver a embalagem da nova linha de produtos veganos da Superbom

SUSTENTABILIDADE

Inovação e tecnologia de embalagem para alimentos e bebidas

ED Al IÇ

Fispal Tecnologia

im à Be en O 2 bi tos 31 da e s

O projeto piloto de economia circular aplicado nos restaurantes do McDonald´s


carta ao leitor

Oportunidades para o setor de embalagem

M

onitorar as necessidades dos consumidores é imprescindível para melhorar a sua experiência de consumo e de compra no ponto de venda. Sustentabilidade, conveniência e praticidade, e saudabilidade continuam protagonistas das tendências de consumo da indústria de alimentos e bebidas no mundo. Estas tendências de consumo exigem investimento contínuo em pesquisa e desenvolvimento de novas soluções de embalagens e de tecnologias. Esse cenário também anuncia um horizonte promissor para o mercado de máquinas de embalagem de alimentos. Estima-se que o tamanho do mercado global de equipamentos de embalagem de alimentos ultrapasse US$ 60,40 bilhões até 2025. Prevê-se que se expanda a um CAGR de 4,87% durante o período de previsão, segundo um estudo da Grand Views Research. Um pouco deste mercado poderá ser visto em São Paulo, que novamente é palco da maior feira de alimentos e bebidas do Brasil, a Fispal Tecnologia, que chega à sua 35a edição, este ano. O evento deve reunir 40 mil visitantes e mais de 400 expositores com os principais lançamentos e inovações

para atender as necessidades do setor. Uma das novidades da feira é a Opção Vegana, que ajuda no desenvolvimento de produtos sem proteína animal. Os hábitos alimentares saudáveis estão se estabelecendo como um estilo de vida dos brasileiros. Eles estão mais preocupados com os alimentos que chegam à sua mesa. Prova disso é o crescente desenvolvimento de alimentos veganos que tem impacto também na indústria de embalagens. Nesta edição, entrevistamos Cristina Ferreira, diretora de P&D da Superbom, empresa especializada em alimentos saudáveis, que acaba de ampliar o seu portfolio de produtos veganos, com o lançamento do queijo vegano gourmet, que ganhou uma embalagem exclusiva, com tecnologia de alta barreira de proteção, importada de Israel. A economia circular veio para ficar. Não é mais possível admitir um modelo de negócio que produz, vende e descarta o produto. Assunta Napolitano Camilo, diretora do Instituto de Embalagens, fala sobre um projeto piloto de economia circular, que reciclou copos e canudos plásticos do McDonald´s para dar uma nova vida aos materiais, que viraram bandejas. A sustentabilidade do negócio e do planeta depende desta mudança. Até a próxima edição!

Margaret Hayasaki editora chefe

margaret.hayasaki@gmail.com


230

sumário

A N O • 1 7

ENTREVISTA Cristina Ferreira, diretora de P&D da Superbom

Foto: Divulgação

14

Foto: Divulgação

14 Entrevista

INOVAÇÃO

reportagem Inovação e tecnologia de embalagem

EMBALAGEM TECNOLOGIA DESIGN

26

Foto: Divulgação

2019

Cristina Ferreira, diretora de P&D da Superbom, revela os desafios para o desenvolvimento da embalagem exclusiva para o lançamento da linha de queijo vegano gourmet

26 Reportagem

A 35a edição da Fispal Tecnologia é a principal vitrine de soluções de embalagens para a indústria de alimentos e bebidas

36 Especial Tendências

O estudo da Mintel sobre as Tendências Globais de Embalagens de 2019 apresenta os desafios e as oportunidades que afetarão fabricantes, empresas, marcas e varejistas em mercados de embalagens em todo o mundo

Foto: Divulgação

46 Sustentabilidade

46

SUSTENTABILIDADE Economia circular

Projeto piloto de economia circular aplicado nos restaurantes do McDonald´s reciclou copos e canudos plásticos pós-consumo para dar uma nova vida aos materiais

SEÇÕES 6 Agenda

24 Conveniência e

8 Pack online

praticidade

10 Notícias

42 Artigo

12 Vaivém do mercado

52 Direto da gôndola

18 Atualidades

54 Leitura

22 Design de embalagem

55 Notas técnicas

Editora B2B

5


agenda feiras no brasil Data

Feira

Local

CONTATO

25 a 28 de junho de 2019

Fispal Tecnologia

São Paulo Expo – São Paulo - SP

www.fispaltecnologia.com.br

06 a 08 de agosto de 2019

Tecnocarne

São Paulo Expo – São Paulo - SP

www.tecnocarne.com.br

18 e 19 de setembro de 2019

in-cosmetics Latin America

Expo Center Norte – Pavilhão Azul – São Paulo - SP

latinamerica.in-cosmetics.com/PT-br

26 de setembro

Congresso Internacional de Food Service

Centro Universitário SENAC São Paulo - SP

www.abia.org.br

01 a 03 de outubro

Abrafati

São Paulo Expo – São Paulo - SP

www.abrafati2019.com.br

Feira

Local

CONTATO

Envase Alimentek

Centro Costa Salguero – Buenos Aires Argentina

www.envase.org

23 a 25 de setembro de 2019

Pack Expo Las Vegas

Las Vegas Convention Center – Las Vegas Estados Unidos

www.packexpolasvegas.com

05 a 09 de outubro de 2019

Anuga

Koelnmesse Fair Grounds – Colônia Alemanha

www.anuga.com

16 a 23 de outubro de 2019

K

Düsseldorf Fair Grounds – Dusseldorf Alemanha

www.k-online.com

Andina Pack

Corferias Centro Internacional de Negocios y Exposiciones – Bogotá - Colômbia

www.andinapack.com

feiras no EXTERIOR Data

10 a 13 de setembro de 2019

19 a 22 de novembro de 2019

EMBALAGEM | TECNOLOGIA | DESIGN | INOVAÇÃO

PUBLISHER: Fernando Lopes EDITORA CHEFE: Margaret Hayasaki margaret.hayasaki@gmail.com ASSESSORA TÉCNICA: Assunta Napolitano Camilo (FuturePack) assunta@futurepack.com.br PROJETO GRÁFICO: Editora B2B PRODUÇÃO: Luciano Tavares de Lima (gerente) produção@banas.com.br DESIGNER: Ana Claudia Martins editoracaopack@gmail.com CAPA: Ana Claudia Martins FOTO DA CAPA: Perfor

CONSELHO EDITORIAL Assunta Camilo Napolitano, diretora da FuturePack e do Instituto de Embalagens – Eduardo Tadashi Yugue, gerente de embalagens da Nestlé Brasil – Geraldo Cardoso Guitti, diretor do Conselho Administrativo da Refrigerantes Convenção – Iorley Correia Lisboa, gerente P&D e Inovação de Embalagens – Marcas Exclusivas do Walmart Brasil – João Batista Ferreira, CEO da J2B Innovation to Business – Lincoln Seragini, presidente da Seragini Design – e Luis Fernando Madi, Diretor Geral do Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL)

COMERCIAL Rajah Chahine rajahchahine14@gmail.com Tel.: (11) 3722-0956 Nilton Feitosa nilton.feitosa@nvcon.com.br Executivos de Negócios – São Paulo – Interior Aqueropita Intermediações de Negócios Ltda. Contato: Aparecida A. Stefani Tel.: (16) 3413-2336 – Cel.: (11) 9647-0044 aparecida.stefani@banas.com.br Paraná e Santa Catarina DGS Representação Comercial. Contato: Douglas Garcia da Silva Tel.: (41) 3082-4070 – (41) 8898-8686 dgsrepresentacoes@gmail.com Rio de Janeiro Art Comunicação S/C Ltda. Contato: Francisco Neves Rua Des. João Claudino Oliveira e Cruz, 50 – cj. 607 – CEP 22793-071 – Rio de Janeiro-RJ Tels.: (21) 2269-7760 – (11) 9943-5530 – Fax: (21) 3899-1274 banasrj@uol.com.br

REPRESENTANTE INTERNACIONAL

Cartas&E-mails A Revista Pack quer conhecer a opinião dos nossos leitores. Sua opinião é muito importante para a contínua melhoria da qualidade editorial. Escreva para nós, opinando sobre as entrevistas, reportagens e os artigos. Critique ou dê sugestões de pautas.

ARGENTINA 15 de Noviembre 2547 – C1261 AAO – Capital Federal – Republica Argentina Tel.: (54-11) 4943-8500 – Fax y Mensajes: (54-11) 4943-8540 www.edigarnet.com

Rua dos Três Irmãos, 771 Jardim Progredior – São Paulo-SP – CEP 05615-190 CNPJ 07.570.587/0001-13 – I.E. 149.349.995-116 NOVO TELEFONE: (11) 3722-0956

IMPRESSÃO: Grafilar CIRCULAÇÃO NACIONAL: Tiragem – 10 000 exemplares PERIODICIDADE: ANUAL Nº Avulso: R$ 15,00 PACK – EMBALAGEM | TECNOLOGIA | DESIGN | INOVAÇÃO

AN

AT

EC

D E M ÍD IA S E G

M

E

TA

DA

Editora B2B

D

O

6

IA

T

A

EG

R

A

B2

C AT

B

2008

Filiada à

N

TELEFONE: (11) 3722-0956

Rua dos Três Irmãos, 771 Jardim Progredior – São Paulo-SP – CEP 05615-190

IO

E-mail redacao@pack.com.br

IV P R Ê M

PARA SE CORRESPONDER COM A REDAÇÃO

end.

é uma publicação mensal da Editora B2B.

A Pack é dirigida aos profissionais que ocupam cargos técnicos, de direção, gerência e supervisão em empresas fornecedoras, convertedoras e usuárias de embalagens, bem como prestadores de serviços relacionados à logística, design e todos os processos relacionados a indústrias de embalagem.

RE

V I S TA S E G M

É permitida a divulgação das informações contidas na revista desde que citada a fonte. PACK reserva-se o direito de publicar somente informações que considerar relevantes e do interesse dos leitores da revista.

EN


MULTIVAC: 10 ANOS DE CONQUISTAS, TRANSFORMAÇÕES E DE EXPANSÃO NO MERCADO BRASILEIRO

Foto: Divulgação

informe publicitário | Multivac

2

019 é um ano muito especial, já que a Multivac do Brasil começou a funcionar em 2009, em Curitiba/PR. São 10 anos de conquistas, transformações e de expansão no mercado brasileiro, tendo hoje mais de mil clientes atendidos. Mas, a história da Multivac no Brasil, começou em 1972 quando a empresa vendeu a primeira termoformadora no Brasil. Entre 1972 e 2009 foram conquistados grandes clientes e assim se decidiu abrir a subsidiária no Brasil para ficar mais perto dos clientes e partir para a conquista, além das grandes indústrias, também das médias e pequenas fábricas. A estrutura hoje inclui uma fábrica em Curitiba (PR) onde são produzidas desde pequenas máquinas de câmeras de mesa até termoformadoras, e o escritório corporativo em Valinhos com showroom, administração, vendas, pós-vendas. A Multivac realizou mudanças significativas no mercado de alimentos frescos ao promover embalagens termoformadas que proporcionam aos clientes uma produção mais eficiente, uma aparência de embalagem mais atraente no ponto de venda, muitas vezes, um shelf-life mais longo para os alimentos frescos. Estamos falando, por exemplo, de frios e queijos fatiados, ou de peças de frango resfriados com ATM mas, obviamente têm muito mais. O foco da Multivac com a sua tecnologia de vácuo e ATM são os alimentos frescos, mas a empresa também fornece máquinas que embalam desde peças para uso hospitalar até autopeças. Independente do produto, as máquinas e os sistemas automatizadas sempre se destacam pela qualidade e dureza dos equipamentos, pela eficiência dos processos e pela qualidade das embalagens produzidas. Milhares de máquinas instaladas provam isso diariamente. Ao longo dos anos a Multivac desenvolveu ao redor das máquinas de empacotamento, todos os equipamentos que contribuem para o processo, tais como, mas não limitado, às etiquetadoras, check weighers, fatiadoras, porcionadoras, robôs, case packers etc. A Multivac do Brasil em especial representa além das empresas do grupo, também a Tippertie, Groba, Cabinplant. Todos contribuem para oferecer ao cliente soluções completas.

Michael Teschner, Diretor Geral da Multivac A Multivac, como líder mundial em máquinas para embalar a vácuo e ATM, se preocupa também com sustentabilidade e assim lidera um movimento de desenvolvimento de embalagens que consomem menos plástico, substituindo parcialmente pelo papel, ou em trabalhar com materiais cada vez mais finos e com menos desperdício. É um movimento forte na Europa e que deve vir mais cedo mais tarde também para o Brasil. Com muito orgulho pelo que foi alcançado nestes 10 anos, conquistando não somente as maiores empresas, mas também os pequenos e microempresários com nossa tecnologia, estamos olhando para frente, dando continuidade neste caminho, investindo cada vez mais na fabricação local, no suporte de pós-venda, conquistando mais clientes satisfeitos muitas vezes com uma máquina Multivac criam seu próprio negócio. Um muito obrigado aos clientes já conquistados e pela confiança que nos foi dada.

VISITE-NOS NO ESTANDE Q 110

Editora B2B

7


@EditoraB2B

nline

/packrevista

www.pack.com.br Por TATIANA GOMES | tatiana.gomes@banas.com.br

O site da Pack traz noticiário atualizado diariamente, artigos exclusivos e tudo sobre o mercado de embalagem. Mais: vídeos, fotos e a versão digital na íntegra da edição do mês, além das anteriores!

Embalagens Instagramáveis viram tendência entre público Millennial

No dia 5 de junho comemora-se o Dia Nacional da Reciclagem, criado há 10 anos pela Lei no 12.055 de 2009. Embora a data vise a conscientizar a população sobre o tratamento correto do lixo, 66% dos brasileiros afirmam saber pouco ou nada sobre a coleta seletiva segundo pesquisa de 2018 do Ibope.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Dia Nacional da Reciclagem: projeto promove conscientização em escolas do DF

Desde 2018 Ricca vem lançando uma série de linhas de produtos inovadores, divertidos e que são altamente instagramáveis já que o ato de postar faz parte da própria experiência de usar o produto. Muitas #RiccaLovers adoram realizar selfies utilizando as máscaras faciais Ricca mostrando como o produto funciona em cliques inusitados. Onde achar? https://www.pack.com.br/copia-economia-1

Onde achar? https://www.pack.com.br/empresas

[Conexão web ] as mais lidas no pack.com.br

Foto: Divulgação

A tecnologia é essencial para reforçar a sustentabilidade

Com uma população global em rápida expansão e um suprimento limitado de alimentos, é vital que as empresas de alimentos trabalhem de forma mais sustentável e permaneçam lucrativas. Onde achar? https://www.pack.com.br/empresas

O NEWSLETTER QUINZENAL DA INDÚSTRIA

Toda quinzena, a newsletter entrega no seu e-mail as notícias mais importantes da indústria de embalagens. Cadastre-se no site! Acesse! www.banas.com.br/banasinforma

8

Editora B2B

1 2 3 4 5

Revestimento de poliuretano aumenta vida útil de feltro em máquina de celulose e papel Schmersal lança botão três em um Bonafont aposta na arte urbana em suas embalagens

Perdigão amplia linha Ouro

Tetra Pak amplia operação de divisão de Serviços

Confira a lista das notícias mais acessadas no site e as leia na íntegra! Fonte: Google Analytics * Período de 17/02/2019 a 12/06/2019 Onde achar? https://www.pack.com.br


informe publicitário | LAPP

CABO ISOLADO PARA INVERSOR DE FREQUÊNCIA DA LAPP

U

ma instalação Motor versus Inversor de Frequência, sem a utilização do cabo adequado, pode resultar em um desgaste acelerado de componentes do motor como eixo e rolamentos, devido às vibrações geradas. Além disso, os ruídos elétricos gerados nesta instalação são capazes de prejudicar a precisão do processo, causando variação na fabricação dos produtos, o que resulta em prejuízos elevados para o fabricante. Para prevenir esses problemas que afeta diversas indústrias que utilizam inversores de frequência, a Cabos Lapp Brasil desenvolveu o cabo ÖLFLEX® VFD, um cabo que atende às normas brasileiras e mantém a qualidade alemã.

O cabo ÖLFLEX® VFD foi projetado para ser instalado em circuitos elétricos de motores com velocidade controlada através de inversores de frequência. Este produto tem como finalidade reduzir as interferências eletromagnéticas e eletrostáticas, geradas pelos inversores. Sua utilização diminui as correntes parasitas e ruídos de radiofrequência, produzidos por aterramentos imperfeitos da rede elétrica, pela variação da frequência e por componentes elétricos próximos à instalação. O design do ÖLFLEX® VFD consiste em quatro condutores flexíveis, sendo três condutores de cobre isolados em composto à base de polietileno reticulável quimicamente (HEPR), utilizado em isolamento de cabos de baixa tensão 90ºC e 1000V, e um quarto condutor de cobre nú concêntrico, sobreposto aos condutores isolados. Sobre a estrutura de condutores é aplicada uma blindagem de fita de cobre nú com 100% de cobertura, sobre este conjunto é aplicada a cobertura em policloreto de vinila (PVC-ST2), o que o torna adequado para instalações fixas como eletrocalhas, bandejas, leitos, dutos, eletrodutos, conduítes e diretamente enterrado. O nome LAPP significa soluções inovadoras de conexão como nenhuma outra. Nossa marca significa qualidade, atendimento ao cliente e um profundo conhecimento das indústrias e aplicações nas quais nossos produtos são utilizados. Somos líderes no mercado mundial, fornecendo desde cabos, conectores e acessórios até soluções de conexão totalmente integradas. Os produtos LAPP são usados em máquinas de produção, robôs industriais, transporte público, processamento de alimentos, energia alternativa, sistema de carregamento para veículos elétricos, plataformas de perfuração de petróleo e muito mais. A LAPP foi fundada em 1957 por Oskar Lapp, na Alemanha, com a invenção do ÖLFLEX®, o primeiro cabo flexível de controle produzido industrialmente no mundo. A LAPP fabrica atualmente cabos e acessórios para conectorização (conectores, prensa-cabos, etc.) destinados aos mais diferentes tipos de indústrias e mercados: construção de máquinas, automatização de processos, engenharia automotiva, elétrica e instalações, energia renovável e muito mais. Além disso, a Lapp desenvolve e fabrica cabos e soluções de acordo com as especificações e necessidades do cliente.

CARACTERÍSTICAS DO ÖLFLEX® VFD:

APLICAÇÕES NA INDÚSTRIA:

• Quatro condutores flexíveis Classe 5, sendo três condutores de cobre isolados em composto à base de HEPR (90ºC e 1000V);

• Plantas industriais, utilizando em circuitos de inversor de frequência;

• Cobertura intermediária em PVC 90ºC; • Condutor concêntrico em cobre flexível, disposto eliquedalmente sobre os condutores isolados; • Blindagem em fita de cobre com 100% cobertura; • Cobertura em PVC-ST2.

• Indústrias de papel, celulose e madeira; • Indústria siderúrgica; • Indústria de mineração; • Indústria química; • Indústria sucroalcooleira.

VISITE-NOS NO ESTANDE B 212

Editora B2B

9


notícias

Foto: Divulgação

BEMIS INAUGURA CENTRO DE INOVAÇÃO DE EMBALAGENS NO BRASIL Com o nome de Inova Bemis, o espaço apresentará soluções tecnológicas para fomentar a inovação no desenvolvimento de embalagens para o consumidor

Instalado em Mauá (SP), o Centro de Inovação da Bemis é o primeiro fora dos Estados Unidos

A

Bemis, uma das maiores fabricantes de embalagens do mundo, acaba de dar mais um passo em direção ao futuro do desenvolvimento de embalagens. A empresa anunciou, em maio último, a inauguração do Inova Bemis, o primeiro Centro de Inovação da Bemis fora dos Estados Unidos. Com investimento de aproximadamente R$ 3 milhões em um espaço de cerca de 200 m², instalado dentro da unidade de Mauá. “O Inova Bemis surge com o propósito de fomentar a inovação na indústria de embalagens, de maneira a acelerar o desenvolvimento colaborativo de novos produtos e de soluções em embalagens sustentáveis, criando uma experiência única com nossos clientes e com consumidores finais”, afirma Luiz Henrique Duarte, diretor de Marketing e Inovação da Bemis para a América Latina. O espaço Inova Bemis terá uma equipe formada por técnicos e pesquisadores das mais diferentes áreas de engenharia, além de contar com profissionais de design e de marketing, a fim de estimular a criatividade e a troca de experiências. Logo na entrada, os visitantes terão acesso ao portfólio da Bemis e conhecerão as soluções diferenciadas e premiadas que foram desenvolvidas mundo afora. O Centro de Inovação dispõe de um laboratório para desenvolvimento de protótipos que suportará o processo de criação realizado colaborativamente com o cliente, permitindo a visualização dos conceitos. O local também recebeu equipamentos analíticos, que darão agilidade ao desenvolvimento desses novos conceitos de embalagem. Além disso, o espaço trará tecnologias de protótipos virtuais e de realidade aumentada, que possibilitarão simular como seria a disposição dos produtos no ponto de venda e que permitirão a interatividade do consumidor final com a embalagem.

Para vários mercados O projeto do Inova Bemis foi desenvolvido internamente pela equipe de Pesquisa de Desenvolvimento (R&D), inspirado no Centro de Inovação Global da empresa, localizado em Neenah, nos Estados Unidos, de forma a atender todos os mercados de atuação da Bemis, levando em conside-

10

Editora B2B

ração particularidades importantes da região e das indústrias de bens de consumo. Um exemplo é o mercado de alimentos, que tem grande representatividade nos negócios da empresa. O novo espaço conta com uma estação de cozinha para experimentações e para testes para possibilitar que clientes examinem embalagens já desenvolvidas e verifiquem a aplicabilidade em seu produto no dia a dia dos consumidores. Já, para empresas de higiene e beleza, foram disponibilizados equipamentos específicos que alavancarão as inovações. “Com essa infraestrutura, a Bemis poderá dar todo suporte aos clientes, desde a concepção de ideias até estratégias go-to-market. Vamos auxiliá-los a desenvolver soluções que atendam às demandas e que ofereçam a melhor experiência para o consumidor final. Dessa forma, pensamos em um espaço inspirador e, ao mesmo tempo, analítico. Assim, transformaremos o modo de prototipagem, envase e de desenvolvimento”, explica Ludmila Fidale, gerente de Pesquisa e Desenvolvimento da Bemis Latin America.


informe publicitário | COIM

COIM LEVA SOLUÇÕES INTEGRADAS PARA EMBALAGEM FLEXÍVEL NA FISPAL 2019 Empresa possui vasto portfólio com adesivos de laminação, tintas de impressão, cold seal, termoselantes e primers

A

COIM participa, entre os dias 25 e 28 de junho, da edição 2019 da Fispal. O evento, que acontece na Expo São Paulo, uma importante vitrine para a empresa, possibilitando prospecção e estreitamento de relacionamento com os clientes, além de troca de conhecimentos.

Foto: Divulgação

Este ano, a COIM mostra a FISPAL suas soluções integradas para o convertedor de embalagens flexíveis. Referência em adesivos para laminação e em resinas poliuretânicas e líder de mercado nesses segmentos na América do Sul, a COIM desenvolveu tintas 100% de resina de poliuretano, um produto que alia modernidade, preço competitivo e versatilidade apenas possíveis de serem conciliados por uma empresa com 50 anos de história. “Com a formulação das tintas a partir de suas melhores resinas poliuretânicas plastificantes e formadoras de filme, a COIM oferece a melhor solução ao cliente com tintas para rotogravura ou flexográfica em conjunto aos adesivos já consolidados no mercado.”, explica Gabriela Nobre, gerente de marketing da COIM. Para comportar o desenvolvimento das tintas full PU, a COIM investiu no aparelhamento e modernização de seus laboratórios em sua sede em Vinhedo/SP, um reflexo do otimismo da empresa com o atual cenário econômico brasileiro depois de um turbulento período de crise financeira. “Percebemos um reaquecimento e recuperação gradual. Estamos focados em aumentar a produtividade fabril e dar novas soluções aos clientes. Ampliamos em

2018 o nosso laboratório de desenvolvimento e assistência técnica para essa linha e devemos iniciar em 2020 a construção de mais uma planta para acomodar a produção das tintas de impressão que está em crescente volume e já vemos a necessidade de ampliar a capacidade atual”, pontua. Sinergia integrada A empresa traz para a FISPAL, além dos adesivos e tintas fabricados no Brasil, o seu portfólio de Termoselantes, Cold Seal e Primers que são produzidos em sua matriz europeia. Com uma gama diversa em coatings, a COIM consegue atender as necessidades do convertedor de embalagens flexíveis com sinergia testada e aprovada em seus produtos, gerando confiança não só ao seu cliente direto, mas ao usuário final da embalagem.

VISITE-NOS NO ESTANDE L 162


Vaivém do mercado

notícias

A Owens Illinois (O-I), líder global na fabricação de embalagens de vidro, anuncia a nomeação de Hugo Ladeira para presidente Americas South da companhia. O executivo assume a posição antes ocupada por Rildo Lima, que passa a ser o vice-presidente global de Estratégias de Go To Market da O-I. Hugo chega para fortalecer o crescimento rentável e sustentável da empresa na região Américas. “A nomeação vem em um momento muito positivo para minha carreira e também para os negócios da companhia. O objetivo desta nova gestão é continuar a transformar as operações da marca, garantindo ambiente de trabalho seguro, saudável e produtivo aos colaboradores e aprimorando e fortalecendo a liderança da marca no mercado”, diz Hugo. O executivo passou a incorporar o quadro funcional da O-I como possível sucessor do presidente há mais de um ano. Ainda em transição, a sucessão em Vendas será anunciada ao longo dos próximos meses. Com 20 anos de experiência em posições de liderança, Hugo é formado em Engenharia Química pela Universidade Estadual de Campinas e possui MBA em Administração de Empresas pela Business School São Paulo. Acumula passagens por grandes companhias, como Henkel, Dow Química e Votorantim. Desde 2017, ocupa o cargo de diretor de vendas da O-I, conduzindo o trabalho de forma a alavancar resultados e formar equipes eficazes por meio de técnicas de coach. Sua gestão de pessoas envolve motivação, reconhecimento, feedbacks e maior participação no dia a dia das equipes.

BRASKEM É RECONHECIDA NOS EUA POR LIDERANÇA EM SUSTENTABILIDADE A multinacional brasileira foi reconhecida pelo Conselho Norte-Americano da Química (ACC) com prêmio inédito por sua atuação em prol da Economia Circular Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Hugo Ladeira é nomeado presidente da Owens Illinois

A

A atuação da Braskem em prol da Economia Circular foi reconhecida por conta da parceria com o time de futebol americano Philadelphia Eagles, anunciada em 2018

Braskem, maior produtora de resinas termoplásticas das Américas e líder mundial na produção de biopolímeros, foi reconhecida pelo American Chemistry Council’s (ACC) (Conselho Norte-Americano da Química) com o prêmio inédito Liderança em Sustentabilidade, na categoria “Environmental Protection & Circularity” (“Proteção Ambiental e Circularidade”). A atuação da companhia em prol da Economia Circular foi reconhecida por conta da parceria com o time de futebol americano Philadelphia Eagles, anunciada em 2018. Desenvolvido pelo ACC, o prêmio tem o objetivo de reconhecer conquistas e contribuições para três áreas: Transparência e Colaboração; Proteção Ambiental e Circularidade; e Contribuições para a Sociedade. A categoria em que a Braskem foi reconhecida considera iniciativas como a redução mensurável de emissões de gases de efeito estufa e poluentes em processos produtivos; contribuições para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável; esforços para melhorar a conservação de materiais e recursos; e ações em prol da redução de resíduos por meio da recuperação, reúso e/ou reciclagem. O júri que avalia os projetos inscritos é independente e composto por cinco especialistas em sustentabilidade. A Braskem e o Philadelphia Eagles se uniram para contribuir com o desenvolvimento de soluções ecologicamente corretas para comunidades em toda a região da Filadélfia. Juntos, iniciaram um programa de coleta e reciclagem para tampas e garrafas e outros produtos plásticos utilizados no estádio Lincoln Financial Field e no centro de treinamento do time. Até agora, foram recolhidas e destinadas para reciclagem mais de 300 mil tampas de garrafas. O acordo de cooperação inclui, ainda, uma plataforma de educação on-line para 30 escolas públicas da região da Filadélfia, na Pensilvânia, que visa desenvolver líderes nas áreas de Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática.


informe publicitário | Sicad

EXCELÊNCIA EM FITAS ADESIVAS

O

Grupo Sicad, com a sua marca Eurocel®, tem sido pioneiro no desenvolvimento de fitas adesivas na Europa. Em 1972, quando começou com o fornecimento de produtos para papelaria, a Sicad desenvolveu a Adhesive Tape Experience, e hoje é uma empresa líder mundial na sua fabricação. “Nós entregamos para nossos clientes ao redor do mundo através de nossas fábricas na França, África do Sul, Croácia, Brasil, da nossa sede na Itália, e de nossa rede de distribuição global”, revela Maiara Forti, do Departamento de Marketing da Sicad. Graças ao seu know-how, a Sicad utiliza de todas as tecnologias de revestimento existentes. A missão da empresa é compartilhar com seus clientes ao redor do mundo a sua experiência em fitas adesivas. A linha de fitas adesivas é composta desde produtos convencionais até os mais específicos. A capacidade de fabricação abrange a maioria das tecnologias existentes, sendo uma delas a hot melt. Toda a linha de empacotamento tem em sua composição filme de polipropileno com adesivo à base de borracha sintética. As fitas convencionais PP5231 podem ser vendidas em rolos curtos (até 100 m) para utilização manual ou em rolos longos (até 2000 m) para máquinas automáticas e semiautomáticas. A referência PP5236 é uma versão da fita PP5231, mas com uma micragem maior, pois o filme é mais espesso e a gramatura de

adesivo maior. Ainda na linha de empacotamento, as fitas impressas PP 34 contam com tratamento no dorso para impressão da logomarca do cliente, ou qualquer outra informação, como frágil ou segurança. A versão mais espessa para essa fita é a PP5237. A equipe de desenvolvimento e qualidade do Grupo Sicad tem o importante papel de desenvolver novos produtos, que visam a atender as necessidades dos diferentes segmentos, com produtos inovadores e competitivos, seguindo sempre o mesmo padrão de qualidade.

VISITE-NOS NO ESTANDE L 126

Editora B2B

13


entrevista

EMBALAGEM EXCLUSIVA PARA NOVO PRODUTO VEGANO A Superbom acaba de lançar uma linha de queijos veganos gourmet e a embalagem tem um papel fundamental para preservar o produto sem conservantes

O

mercado de produtos veganos atinge não somente veganos e vegetarianos, mas também uma parcela crescente da população que busca reduzir o consumo de carnes, leite e derivados e ovos, incluindo àqueles com algum grau de intolerância à lactose. No Brasil, 14% da população se declarou vegetariana, segundo pesquisa do IBOPE Inteligência realizada em abril de 2018. Isso representa quase 30 milhões de brasileiros que se declararam adeptos a esta opção alimentar. A pesquisa mostra o interesse por produtos veganos na população em geral. Mais da metade dos entrevistados (55%) declarou que compraria mais produtos veganos se as embalagens tivessem informações mais claras, ou se tivessem o mesmo preço que os produtos que estão acostumados a consumir (60%). Nas capitais, esta porcentagem sobe para 65%. É nesse cenário crescente que a Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, amplia o seu leque de produtos para consumidores veganos com o lançamento do Vegan Cheese Gourmet para atender um público que procura alternativas aos queijos de origem animal. Esta é uma linha pioneira da empresa, lançada há quatro anos, e por estarem em constante desenvolvimento chegaram a esta segunda geração dos queijos veganos. Entre os novos sabores, o destaque vai para o brie, seguido de parmesão, cheddar e mussarela.

14

Editora B2B

Fotos: Divulgação

Embalagem com tecnologia de barreira que aumenta o shelf life

“Além de desenvolvermos aromas naturais exclusivamente para essa linha gourmet, utilizamos óleo de coco na composição para proporcionar um sabor mais suave e uma consistência firme, ideal para fatiar, assar e derreter”, esclarece Cristina Ferreira, diretora de P&D da Superbom. A embalagem do produto é de 200g cada e com a tecnologia de alta barreira de preservação e fechamento exclusivo de abre e fecha, que garante uma melhor conservação do produto na geladeira, mesmo após aberto, uma vez que os


Foto: Divulgação

Precisávamos encontrar uma embalagem com alta barreira ao oxigênio, que garantisse a segurança do produto, já que não utilizamos nenhum tipo de conservante químico no processo

Editora B2B

15


entrevista

queijos não levam aditivos químicos na fabricação. A roupagem moderna também garante maior praticidade para o consumo diário em família ou individual. “Na fórmula do Vegan Cheese Gourmet ainda procuramos atender outra demanda de muitos consumidores que buscam por uma alimentação saudável: baixo teor de sódio e sem glúten”, complementa. A companhia ainda reformulou a primeira linha de queijos veganos tradicionais e também os vegans creams. Agora, os queijos veganos tipo provolone, prato, parmesão, mussarela light, cheddar e mussarela, que eram em barra e em grandes porções, também serão ofertados em embalagens individuais de 200g com sistema abre e fecha e de alta barreira.

Fotos: Divulgação

Enquanto o Vegan Cream está disponível nos sabores: azeitonas pretas, tomate seco, tradicional e alho & salsa, em embalagens de 180g também com alta barreira de proteção e sistema abre e fecha, para conservação física do produto.

Reformulação das embalagens da primeira linha de queijos veganos e vegan creams

Faz parte do DNA da empresa preservar o meio ambiente, não utilizar conservantes químicos e optar por embalagens recicláveis, sempre buscando atender as necessidades dos nossos consumidores 16

Editora B2B

As primeiras opções de queijos veganos foram lançadas há quatro anos, depois disso essa linha foi ampliada. A empresa também criou o Vegan Cream. A Superbom não para de inovar e agora está apresentando novas opções gourmets. Revista Pack: Quais foram os drivers para o desenvolvimento da embalagem do Vegan Cheese Gourmet? Cristina Ferreira: Inovação, preservação do produto, praticidade e mercado single. Pack: Fale sobre os desafios no desenvolvimento da embalagem para atender as necessidades dos consumidores. Cristina: Os desafios foram muitos, porém vou focar nos principais. Primeiro foi colocar para nossa equipe de P&D encontrar fornecedores parceiros para o desenvolvimento de embalagens exclusivas e que

atendessem todos os requisitos técnicos para preservar nosso produto. Isto porque nosso conceito é levar ao mercado produtos sem aditivos químicos, mas com um shelf life compatível com o mercado e redes de distribuição. Precisávamos encontrar uma embalagem com alta barreira ao oxigênio, que garantisse a segurança do produto, já que não utilizamos nenhum tipo de conservante químico no processo. Encontramos um parceiro que fez o molde exclusivo para a Superbom na gramatura ideal e com alta barreira.  Outro desafio foi encontrar o filme ideal de alta barreira, mas de fácil abertura e também com sistema reclosable, ou seja, o filme abre e fecha por até 10 vezes na bandeja, proporcionando muita segurança e praticidade para o consumidor. Assim, ele pode utilizar o produto parcialmente, fechar e guardar para futuro consumo. Por isso, buscamos um parceiro que importou esse filme de Israel, pois não encontramos no mercado local, com toda a especificação técnica que precisamos, e com baixa micragem e muita transparência para maior visibilidade do produto. Toda a arte da cinta de papelcartão foi desenvolvida internamente por nossa equipe de marketing. Temos um time de criadores que desenvolvem essas artes modernas e tão comunicativas com nossos consumidores. Pack: Quais foram os critérios para a escolha do tamanho e formato da embalagem ideal para o lançamento da linha Vegan Cheese Gourmet? Cristina: Com relação ao tamanho, usamos alguns estudos de mercado, tendências no Brasil e também no exterior, além de sugestões dos nossos consumidores e clientes que chegam através do SAC. O formato foi definido pela nossa equipe de P&D que trabalhou junto aos nossos parceiros para desenvolver uma embalagem que atendesse a gramatura desejada


com melhor performance durante o processo para garantir a fluidez e segurança do produto. Pack: A embalagem tem uma tecnologia de alta barreira de preservação do produto. Qual é o shelf life do produto? Cristina: Utilizamos um filme especial de alta barreira, importado de Israel, para as embalagens dos nossos queijos sólidos, que garante shelf life de 1 ano já validado, considerando todos os pontos críticos da cadeia de armazenagem, transporte e distribuição. Para os queijos cremosos com maior atividade de água, a embalagem oferece um shelf life validado de 6 meses, também considerando todos os pontos críticos de controle durante a armazenagem, transporte e distribuição. Porém, temos estudos em andamento em nosso centro de desenvolvimento para aumentar a vida de prateleira dessa linha e manter a segurança do produto. Pack: O exclusivo fechamento abre e fecha oferece praticidade e conveniência aos consumidores. Como você vê o papel do material da embalagem e dos equipamentos de embalagem para ajudar a Superbom a atender essas necessidades dos consumidores? Cristina: Esse sistema é realmente uma exclusividade para essa categoria e acreditamos ser um superdiferencial para nossos consumidores. Com a rotina corrida, as pessoas precisam de conveniência para os produtos e serviços e nosso departamento de marketing e P&D está superatento a todas as novidades, que temos disponível para aplicar em nossos produtos. Pack: A embalagem da nova linha Vegan Cheese Gourmet ganhou uma roupagem moderna. Como o design traduz o posicionamento vegano para os consumidores do produto? Cristina: A nova roupagem ajuda muito para melhor aceitação do público, inclusive entre os não veganos, ou seja, fabricamos essa linha para atender a todos os consumidores que optam por uma alimentação Plant Based. Podemos atender os vegetarianos, flexitarianos e, mesmo, os consumidores que estão mudando os hábitos alimentares por questões de intolerância, alergias e outros. Pack: O consumidor vegano tem uma filosofia de vida que respeita as animais e o meio ambiente. De que maneira a Superbom trabalhou o desenvolvimento de uma embalagem sustentável para a nova linha Vegan Cheese Gourmet? Cristina: Nosso mercado não é apenas para os veganos porque produzimos alimentos saudáveis, respeitamos a natureza e procuramos atender o maior número

de clientes possíveis. Nossas embalagens são todas recicláveis. Faz parte do DNA da empresa buscar preservar o meio ambiente, não utilizar conservantes químicos e optar por embalagens recicláveis, sempre buscando atender as necessidades dos nossos consumidores. Pack: Qual é a expectativa da Superbom com o lançamento da nova linha Vegan Cheese Gourmet? O produto está disponível em todo o Brasil? Cristina: A princípio está disponível em São Paulo e nas principais capitais, porém temos um trabalho com nosso departamento comercial para, em pouco tempo, disponibilizar o produto em todas as regiões do país. Pack: A Superbom pretende ampliar o portfolio de produtos veganos? Como você vê o crescimento deste mercado no Brasil? Cristina: Temos ampliado e muito o nosso portfolio baseado no segmento de Plant Based e, com certeza, muitas novidades estão no forno, que em breve, apresentaremos ao mercado. Nossas pesquisas de indicadores nos mostra um crescimento acima de dois dígitos nesse segmento no Brasil, por isso vamos continuar inovando e buscando atender nossos clientes com inovações saudáveis, nutritivas e indulgentes.  


atualidades

Mais moderna e visual Com uma história de 90 anos de inovação no mercado, Nestlé PURINA DOG CHOW® apresenta sua nova linha de produtos que conta com a tecnologia EXTRALIFE®, um mix especial de antioxidantes, vitaminas e minerais que oferece uma melhor qualidade de vida aos pets. O produto também ganhou nova embalagem, mais moderna e visual, assinada pela CBA b+g. O design destaca os ingredientes que compõem o alimento e permite a fácil identificação dos sabores, benefícios e indicações. No verso, a rotulagem traz informações nutricionais e quais necessidades específicas do cão o produto atende. Todas as alterações foram pensadas para melhorar a experiência de compra dos consumidores.

Selo de bem-estar animal em nova embalagem

Fotos: Divulgação

A Barilla, líder mundial na fabricação de massas, é reconhecida como a primeira marca do segmento a utilizar ovos provenientes de galinhas livres de gaiolas. A companhia recebeu o selo de bem-estar animal do Certified Humane Brasil nos produtos da linha de massa com ovos, que contempla dez cortes: lasanha, penne, espaguete 8, espaguetinho 9, linguine, parafuso, cabelo de anjo, fettuccine, além de Pai Nosso e Ave Maria para sopas e cremes. Em junho, o portfólio de massa com ovos da Barilla será comercializado com nova identidade visual, que contará com o selo Certified Humane Brasil. Elaboradas pela agência FutureBrand, as embalagens - de 500 gramas, fornecendo seis porções cada - reforçam a posição de liderança da marca no segmento de massa premium, destacando os produtos no ponto de venda e facilitando a leitura das informações nutricionais pelos consumidores ao apresentar um layout mais nítido e clean.

Fotos: Divulgação

18

Editora B2B


atualidades

Fotos: Divulgação

Cores mais vivas

A Peccin S/A, uma das maiores fabricantes de candies e chocolates do País, apresenta as primeiras novidades do ano para a linha Blong. A tradicional marca de chicles e pirulitos recheados teve seu logotipo e embalagens totalmente redesenhados pela Inheaven Comunicação, com o objetivo de aproximá-la ainda mais do público adolescente. O logo Blong foi redesenhado com um traço mais clean, letras maiores e de maior expressão, remetendo ao universo dos games. As embalagens também ganharam cores mais vivas e de diferentes tonalidades, a fim de tornar o produto ainda mais atrativo ao consumidor. Agora com um visual mais moderno, a linha ganha o reforço dos novos chicles Blong Açaí com guaraná e Blong Açaí com banana, além do pirulito recheado com chicle Blong Açaí com Guaraná.

Foto: Divulgação

Fotos: Divulgação

Novo formato com canudo de papel reciclável

Nescau lança uma nova embalagem, com formato inédito, para Nescau Prontinho. O produto foi adaptado para receber o canudo de papel. “O lançamento da nova embalagem é uma evolução do compromisso que firmamos com nossos consumidores em fevereiro. Estamos trabalhando fortemente para ajudar a reduzir o impacto que materiais de embalagem podem ter no meio ambiente”, destaca Fabiana Fairbanks, diretora de bebidas da Nestlé Brasil. Todas as ações fazem parte do movimento #JogaJunto, que convida os consumidores a participarem de uma jornada de evolução, jogando juntos com a marca pelo bem na natureza. As iniciativas também vão ao encontro da meta global da Nestlé, que tem como ambição alcançar impacto ambiental neutro em todas as suas operações até 2013. A marca tem o objetivo de colocar os canudos de papel em 100% da sua produção até 2025.

Editora B2B

19


atualidades

Unidade visual nas gôndolas

eficiência, os atributos de cada produto da linha de produtos da marca, como sem conservantes, Kosher, veganos, sem glúten etc. As janelas também foram elaboradas com elementos visuais. O visor da linha de chás tem o formato de uma xícara em alusão ao consumo e nas linhas de farinhas, grãos e crocks foram utilizados ícones semelhantes às sementes. O verso das embalagens traz instruções necessárias para o uso e conservação do produto, além da tabela nutricional. O design da embalagem é assinado pela agência de marketing digital Finalité. Foto: Divulgação

Por que o stand-up pouch?

Sempre preocupada com a saúde e o bem-estar dos seus clientes, a Herbal Nutrition, empresa de produtos naturais, veganos e orgânicos, traz ao varejo e as plataformas de e-commerce o chá de quentão Herbal Nutrition 100% natural, sem álcool e sem adição de conservantes e açúcares. Todas as embalagens da Herbal Nutrition foram pensadas em conjunto, para formar uma unidade visual e serem reconhecidas como parte de um todo. O verso promove outros produtos da empresa que podem complementar a dieta dos seus clientes. Na frente da embalagem, como no caso do Chá de Quentão, um visor transparente permite aos consumidores visualizar a integridade dos ingredientes e produtos. O objetivo é informar e comunicar ao consumidor de forma clara e direta todas as características e benefícios através dos ícones já conhecidos e utilizados em produtos naturais na parte inferior da embalagem. Estes ícones destacam, com bastante

20

Editora B2B

A escolha do stand-up pouch, não só para os chás, mas para todos os produtos da marca tem a ver com o formato da embalagem, que permite uma unidade visual da linha Herbal Nutrition no ponto de venda. Além disso, o fato de ficar em pé na prateleira e ter um formato flexível, ela permite que mais frentes do produto sejam expostas em um mesmo espaço, garantindo que a marca esteja ainda mais presente para o consumidor. As embalagens stand-up pouch também oferecem a melhor forma de aliar ganho financeiro e preocupação ambiental. Segundo a empresa, este tipo de embalagem consome 85% menos plástico do que as soluções mais tradicionais. A opção pelo stand-up pouch diminui o descarte de resíduos na natureza e reduz o consumo de energia na produção. Outro importante atributo da embalagem destacado pela empresa é a melhor conservação dos grãos, chás, crocks e farinhas comercializadas pela Herbal Nutrition. Além disso, após aberta, a embalagem stand-up pouch proporciona mais praticidade aos consumidores para o armazenamento em casa. A embalagem é fornecida pela Camargo Cia de Embalagens.


design de embalagem

A EMBALAGEM ENCANTA PELA BELEZA Kit Ana Furtado possui toda delicadeza para presentear desde a sua embalagem

A delicadeza natural à mulher e tão percebida na apresentadora Ana Furtado é característica principal da caixa através do desenho de uma flor em imagem fotográfica e das cores leves utilizadas. Para garantir

Fotos: Divulgação

22

A

beleza de um presente começa pela embalagem. O lindo e delicado estojo do Kit Ana Furtado, lançado pela Jequiti para o Dia dos Namorados, valoriza os produtos. O kit é composto por uma colônia de 25 ml, emulsão hidratante corporal de 40 ml e creme acetinado hidratante para as mãos de 40 ml.

Editora B2B


design de embalagem

um degradê perfeito, real e de impacto, a empresa contou com a Congraf Embalagens no processo de impressão e também na criação de uma estrutura impecável para os produtos internos. Impressão realista da Rosa Ana Furtado e o acabamento com verniz brilho valorizam o produto

“O desafio dessa embalagem era garantir uma impressão de alta qualidade para destacar total realismo da Rosa Ana Furtado e também encaixar os produtos de tamanhos diferentes. Nossa área de embalagem criou um palco (berço) e todas as adequações foram realizadas pela Congraf com excelente acabamento”, explica Tarcia Oliveira do Departamento de Datas Comemorativas da Jequiti. O desenvolvimento do estojo, segundo ela, foi pensado para venda pelas consultoras e na loja online, mas com foco maior na venda pelas consultoras. Para garantir a reprodução realista das fotos do estojo do Kit Ana Furtado, a Congraf investe em parâmetros de calibração dos equipamentos. “Esta calibração é feita com alinhamento de vários setores e equipamentos, como por exemplo, máquina de prova, softwares, monitores, CTP, impressoras offset, laboratório de tinta, insumos etc”, explica Cesar Costa, Designer

de Embalagens da Congraf. O estojo foi impresso em offset em cartão triplex 300g, com seis cores na frente (cromia + especial Rosa Ana Furtado) e uma cor única no verso (Rosa Ana Furtado). O acabamento foi realizado com verniz brilho frente e verso, agregando valor à embalagem. Já o berço, possui dois pontos de cola que facilitam a montagem e garantem muito mais estabilidade para os produtos acondicionados no kit. Também impresso no mesmo cartão com uma única cor (Rosa Furtado) e verniz brilho na frente. O modelo de fechamento foi inspirado em um estojo de joias. A embalagem possui tampa abre e fecha e a base tem paredes na lateral, que aumentam a resistência e valorizam o kit. “São muitos anos de experiência trabalhando em parceria com a Jequiti, onde diversas vezes nos envolvemos desde o início dos projetos dos kits. Essa sintonia e trabalho em conjunto, resultam em fidelidade ao briefing e atendem com eficiência as necessidades específicas do cliente. Além de garantir agilidade para ajustes e revisões”, explica o Designer de Embalagens da Congraf. Editora B2B

23


Foto: Divulgação

conveniência e praticidade

JÁ VEM COM COLHER PARA O CONSUMO ON THE GO Embalagem da linha de iogurte orgânico traz porção ideal para o consumo em qualquer lugar

A

leiteria orgânica Rørosmeieriet buscava uma embalagem que apoiasse o perfil criativo da marca. A empresa adotou o elegante pote EasySnacking™ para a linha de iogurte Niste com cobertura de muesli, bem como para o sour cream ou creme azedo. “A opção pelo EasySnacking™ trouxe à Rørosmeieriet tanto a novidade quanto o valor da marca”, explica Trond Vilhelm Lund, CEO da Rørosmeieriet. “O design elegante destaca os nossos produtos na prateleira e facilita o reconhecimento do nosso iogurte Niste pelos consumidores. Estamos entusiasmados com o design Easy Snacking™, pois ele suporta o nosso perfil criativo e nos permite assumir a liderança no mercado, mesmo que não estejamos entre os maiores players. ” O pote EasySnacking™ fornece o tamanho ideal para uma refeição saudável e rápida para ser desfrutada em movimento. A embalagem contém iogurte natural, ou iogurte natural com uma mistura de mirtilo no fundo, enquanto o muesli crocante com frutas secas é convenientemente colocado na tampa. A embalagem é acessível e reaproveitável, além disso, Conveniência e praticidade com impacto visual

24

Editora B2B

incorpora uma colher sob uma etiqueta destacável na tampa. Para o creme azedo orgânico, a Rørosmeieriet usa uma versão do EasySnacking™, que vem com uma tampa achatada e sem colher. Além de seus recursos fáceis de usar, o EasySnacking™ também oferece uma solução mais sustentável. “Nós apreciamos que os potes da RPC Superfos são 100% recicláveis, pois são feitos de PP (polipropileno); o melhor tipo possível de plástico que faz sentido para nossos produtos orgânicos ”, diz Trond Vilhelm Lund. “A Rørosmeieriet é conhecida por estar um passo à frente da concorrência e usar soluções de embalagem responsáveis e sustentáveis e será importante para nós no futuro.”


informe publicitário | Vitopel

Novos filmes flexíveis trazem inovação

A

Vitopel participa da Fispal Tecnologia em parceria com a ABRE (Associação Brasileira de Embalagens ). “Vamos aproveitar o ciclo de palestras promovido pela associação para divulgar novos produtos que promovem a sustentabilidade, bem como boas práticas de gestão industrial para a segurança de alimentos e obtenção da norma FSSC22000”, afirma Henrique Lewi, diretor comercial da Vitopel.

O filme HIS35 apresenta um novo conceito para atender embalagens com demandas mecânicas superiores ao BOPP convencional. Suas principais características são alta resistência de selagem, excelente hot tack, melhor elasticidade, alta resistência ao impacto, alto brilho e transparência. Elas permitem a substituição de embalagens laminadas por uma estrutura monocamada com HIS35. Por exemplo, ao substituir um laminado de BOPP 20 micron + CPP 30 micron pelo HIS 35 micron, o novo filme oferece os seguintes ganhos:

Laminado BOPP 20 Impressão Adesivo PPcast 30

Proposta Verniz Impressão HIS Transparente 35 micra

43% ganho de rendimento 30% menos plástico

As vantagens do HIS35 frente aos demais BOPP´s do mercado são o excelente compromisso entre o BOPP padrão e um filme de CPP em termos de propriedades mecânicas e resistência de selagem, melhora do rendimento e redução de desperdício pós-consumo, além da eliminação da etapa de laminação no processo de conversão, deixando a embalagem menos complexa. Este produto pode ser transparente ou metalizado para atender às diferentes exigências de aspecto visual e barreira das embalagens.

O novo filme TSD _AF de BOPP ANTIFOG (antiembaçamento) foi desenvolvido pela Vitopel especialmente para atender um mercado que vem crescendo bastante, o segmento de legumes, verduras e frutas pré-processadas (lavadas, higienizadas, cortadas etc..). “Este

tipo de alimento fica acondicionado em refrigeradores a baixas temperaturas e, com isto, ocorre a formação de gotículas de água (umidade) na superfície do filme, trazendo dois inconvenientes ao consumidor: não visualização do produto e menor durabilidade”, explica Lewi. O efeito antiembaçamento permanece eficiente ao longo da vida de prateleira dos produtos embalados em até 30 dias.

Antifog

Outro lançamento da Vitopel é uma nova família de filmes de BOPP opacos de alto rendimenFilme normal to, que apresenta um bom corpo (“bending stiffness”) devido à estrutura com núcleo cavitado de baixa densidade. “Estas características permitem a redução da complexidade de estruturas finais, expansão das possibilidades de uso, ganho de rendimento e redução de resíduos de pós-consumo”, ressalta.

VISITE-NOS NO ESTANDE L 110

Editora B2B

25


matéria especial de capa | FCE|Pharma Fispal Tecnologia e FCE Cosmetique

INOVAÇÃO E TECNOLOGIA DE EMBALAGEM A 35a edição da Fispal Tecnologia é a principal vitrine de soluções de embalagens para a indústria de alimentos e bebidas

26

Editora B2B


matéria de capa | Fispal Tecnologia

E

stima-se que o tamanho do mercado global de equipamentos de embalagem de alimentos ultrapasse US$ 60,40 bilhões até 2025. Prevê-se que se expanda a um CAGR de 4,87% durante o período de previsão, segundo um estudo da Grand Views Research. A crescente demanda por produtos alimentícios convenientes, embalados, processados e​​ prontos para o consumo está favorecendo a indústria de embalagens, especialmente em regiões emergentes, como a Ásia-Pacífico. Espera-se que este fator seja um bom presságio para o crescimento do mercado nos próximos anos. O aumento da conscientização dos consumidores em relação à embalagem, higiene e valor nutricional dos alimentos, juntamente com o crescimento da demanda por laticínios, panificação, confeitaria, carne, aves, frutos do mar e produtos afins, devem impulsionar a expansão do mercado. Além disso, prevê-se que os investimentos crescentes para o desenvolvimento de unidades de fabricação de equipamentos de embalagem estimulem o crescimento do mercado de equipamentos de embalagem de alimentos. As regulamentações governamentais relativas aos materiais e processos de manufatura, juntamente com o ambiente de trabalho seguro e padronização de produtos devem impulsionar ainda mais o crescimento. Espera-se que o segmento de equipamentos de envase e dosagem registre um CAGR significativo durante o período de previsão. A padronização de produtos, a qualidade e a engenharia de valor agregado nos processos de fabricação oferecem vantagem competitiva aos fabricantes do mercado.

Foto: Divulgação

A mudança nos hábitos alimentares, a ocidentalização no estilo de vida e o consumo de alimentos apoiados pela inclinação dos consumidores para alimentos prontos e embalados devem aumentar a demanda por equipamentos de embalagem de alimentos. Espera-se que a Rússia atinja US$ 5,40 bilhões até 2025. O aumento da automação industrial, paridade do poder de compra e mudanças nos hábitos alimentares são algumas das razões que devem puxar o crescimento do mercado. A Índia foi avaliada em US$ 3,01 bilhões em 2017. O segmento de panificação e confeitaria e conveniência deve ter participação significativa no mercado em 2017. O crescimento do mercado indiano para equipamentos de embalagem de alimentos é alimentado pelo rápido desenvolvimento de infraestrutura, mudança de estilo de vida, hábitos alimentares saudáveis ​​e outros fatores macroeconômicos.

Outras conclusões importantes do relatório • O equipamento de enchimento e dosagem deverá liderar o segmento de equipamentos com um CAGR de 4,99% ao longo do período de previsão, devido a pesquisas em andamento em automação de embalagens, adoção da Indústria 4.0 e avanços tecnológicos. • O produto lácteo deverá emergir do segmento de aplicação dominante e expandir a um CAGR de 4,99% ao longo do período de previsão. • O mercado de equipamentos de embalagem de alimentos, no Canadá, deverá crescer a um CAGR de 5,72% ao longo do período de previsão devido às oportunidades de mercado favoráveis, industrialização e políticas governamentais de apoio.

Editora B2B

27


matéria especial de capa | FCE|Pharma Fispal Tecnologia e FCE Cosmetique

Além de atuar como principal vitrine de soluções para a industrialização dos segmentos, a feira conta com uma série de atrações e experiências para o público. A Arena FispalTec é uma plataforma de conteúdo com capacidade para receber 600 pessoas. Com uma programação que reúne painéis, palestras e debates, a Arena realizará simultaneamente o Fórum Fispal Tecnologia, o Tecno Drink, o Fórum de Embalagens, nos dias 26 e 27 de junho. Já o Fórum de Marketing Digital, que ocorre no dia 28 de junho, aborda as novas oportunidades para as empresas dos setores de alimentos e bebidas no ambiente digital. Além disso, a Arena FispalTec oferecerá eventos gratuitos realizados com entidades parceiras. Uma das novidades da 35ª edição é a Opção Vegana, que ajuda no desenvolvimento de produtos sem proteína animal. Assim como as visitas técnicas às fábricas da Wessel, Grupo Petrópolis e a Microcervejaria do Instituto da Cerveja Brasil, que ocorrem pela primeira vez na programação da Fispal Tecnologia. O Lounge ABRE de Embalagens, realizado em conjunto com a Associação Brasileira da Embalagem (ABRE), volta com os talk shows e outras atrações para esse segmento. A Arena da Cerveja Artesanal, projeto desenvolvido em parceria com o Instituto da Cerveja Brasil, oferecerá consultoria gratuita,

28

Editora B2B

palestras e a degustação de cervejas para os visitantes. Três atrações serão realizadas com o Instituto de Tecnologia SENAI: o Lab de Soluções, o Lounge da Inovação, além da estreia da “Escola Móvel Indústria 4.0 – A Evolução da Automação”. Trata-se de um demonstrador de uma linha de produção de bebidas que tem o objetivo de capacitar novos profissionais e contribuir para a atualização do parque industrial brasileiro.

LANÇAMENTOS Máquina de embalar para iniciantes A termoformadora F100 é uma máquina de embalar para iniciantes. Caracteriza-se por sua baixa necessidade de espaço e uma atrativa relação de preço/qualidade. A F100 pode ser adquirida com acessórios opcionais. As termoformadoras BASELINE, da Multivac, processam filmes flexíveis e rígidos com espessura de até 500 µm e largura até 459 mm. Oferecem profundidade máxima de formação até 130 mm e avanço máximo até 500 mm.

Foto: Divulgação

É neste cenário pujante que acontece a Fispal Tecnologia, de 25 a 28 de junho, no São Paulo Expo, que nesta edição, celebra 35 anos. O evento deve reunir 40 mil visitantes e mais de 400 expositores com os principais lançamentos e inovações para a indústria de alimentos e bebidas.

Tampa flip-top para embalagens invertidas Leve, conveniente, inovadora, moderna, simples e sustentável. Estas são as credenciais da tampa flip-top Volcano, a nova aposta da Aptar Food + Beverage para embalagens invertidas. Desenvolvida no Brasil, a solução será apresentada com exclusividade pela multinacional na 35ª edição da Fispal Tecnologia, maior e mais completa feira de tecnologia para a indústria de alimentos e bebidas da América Latina. Volcano é feita para frascos com rosca 28 mm e adaptável à 1881. Seu design único traz conveniência e simplicidade, permitindo o manuseio com apenas uma mão. Possui dobradiça resistente e nervuras externas para uma melhor aplicação nas linhas de envase, e encaixa perfeitamente nos frascos. Ideal para molhos e condimentos em geral, molhos para salada, geleias e mel, a tampa flip-top está disponível nas cores padrão branco, preto e verde.

Termoformadora F100 é uma máquina de embalar para iniciantes


Foto: Divulgação

matéria de capa | Fispal Tecnologia

O peso reduzido de apenas 7,5 gramas, frente à média de 10 gramas do mercado, é um dos maiores diferenciais da solução

Um dos grandes diferenciais de Volcano está ligado à sustentabilidade. Atendendo a demanda do mercado por embalagens plásticas mais leves e com menos materiais, a solução traz uma significativa redução de peso e é composta por materiais 100% recicláveis. O peso reduzido de 7,5 gramas impacta de forma sustentável toda a cadeia de suprimentos da tampa flip-top. “O processo de produção de Volcano foi projetado para diminuir os gastos energéticos, o que, somada à redução de material, traz ao longo do ciclo de produção uma diminuição da emissão de carbono em 39%, na comparação com a versão anterior”, explica Paulo Pazinatto, presidente da Aptar Food + Beverage para a América Latina. A solução conta com controle de fluxo através da tecnologia exclusiva da válvula de silicone SimpliSqueeze®, da Aptar, que oferece um dispensamento preciso e seguro, evitando que o produto vaze ou derrame, mesmo quando aberto: significa uma embalagem higiênica e sempre limpa. Outro diferencial de Volcano é a tecnologia Swimming Silicone®, formulação proprietária da Aptar, contida em seu material, que permite que o silicone flutue durante o processo de moagem, separando-o dos demais materiais da embalagem. Todos esses elementos tornam a solução mais amigável a processos de reciclagem de PET, contribui para a economia circular e possui a aprovação da agência regulatória norte-americana Food and Drug Administration (FDA). “Além do compromisso ambiental, Volcano reflete os anseios dos consumidores que,

sobretudo nas últimas duas décadas, passaram a demandar praticidade, individualização, comodidade, customização e adaptação a necessidades racionais e emocionais. Nesse contexto, a nossa tampa flip-top para embalagens invertidas vem para facilitar o cotidiano e ir além dos benefícios funcionais já conhecidos, finaliza Paulo Pazinatto.


Vedação total do ambiente e preservação da temperatura das salas

Portas autorreparáveis com vedação A Rayflex vai exibir soluções como a porta AL 01, único produto fabricado no Brasil, que oferece vedação total do ambiente e preservação da temperatura das salas. A porta possui guias lisas e tecnologia autorreparável, evitando o desgaste e possíveis danificações da lona em caso de impacto com empilhadeiras ou outros equipamentos, reduzindo, assim, o custo de manutenção. O fechamento rápido das portas garantem as condições climáticas ideais do ambiente e minimizam os gastos com energia. “O modelo AL 01 foi desenvolvido para ser aplicado em áreas internas, exigindo pouquíssimo espaço para instalação e garantindo a máxima proteção do ambiente contra correntes de ar, poeira e contaminação”, explica Giordania R. Tavares, diretoraexecutiva da empresa. Outras opções que poderão ser vistas durante o evento são as portas seccionais, que separam ambientes internos e externos com isolamento térmico e vedação, além do modelo FRIGOISO, especialmente projetado para ser utilizado em câmaras e antecâmaras frigoríficas. Segundo Giordania, o modelo

30

Editora B2B

gera um impacto muito grande na redução de custos. “São portas totalmente vedadas que preservam o ar frio dentro da câmara evitando o uso constante dos aparelhos de refrigeração, o que traz uma economia bastante significativa para essas organizações”, finaliza.

Soluções de segurança e automação Multinacional alemã líder mundial em sistemas de segurança para máquinas industriais, a Schmersal mostra soluções completas de segurança e automação para o Indicadas principalmente para ambientes de constante lavagem e limpeza, as cortinas e grades de luz podem ser utilizadas em paletizadoras e embaladoras

segmento de alimentos e bebidas. As novas cortinas e grades de luz de segurança com proteção IP69 para as linhas SLC/SLG 440 e 440COM têm invólucro de proteção muito robusto feito de policarbonato modificado. Resistente a pancadas e arranhões, o produto evita a condensação interna decorrente de variações da temperatura. Indicadas principalmente para ambientes de constante lavagem e limpeza, as cortinas e grades de luz podem ser utilizadas em prensas para dobra e corte, células robotizadas, paletizadoras e embaladoras, assim como em outros segmentos como siderurgia, metalurgia, corte e conformação de metais. A novidade tem vedação externa dupla do tipo O-ring de silicone e certificado ECOLAB, isto é, resistente à limpeza. Indicado para os mercados de alimentos, bebidas e embalagens, além das indústrias farmacêutica e química, o novo sensor magnético de segurança BNS 260 IP69 pode ser aplicado em qualquer máquina com porta de acesso ou proteção móvel que precise ter sua abertura monitorada. Fabricado no Brasil, o sensor de segurança BNS 260 IP69 é o mais compacto produzido no país e permite que as máquinas possam ser higienizadas com jatos de água em altas pressão e temperatura.

O novo sensor magnético de segurança BNS 260 IP69 pode ser aplicado em qualquer máquina com porta de acesso ou proteção móvel que precise ter sua abertura monitorada

Fotos: Divulgação

Foto: Divulgação

matéria especial de capa | FCE|Pharma Fispal Tecnologia e FCE Cosmetique


matéria especial de capa | FCE|Pharma Fispal Tecnologia e FCE Cosmetique

Embalagens inteligentes

Controle preciso e eficiente de motor para fabricantes de máquinas

Conversor de frequência Com uma vasta gama de funcionalidades concebidas para tornar a instalação, utilização e manutenção do conversor de frequência tão simples e fácil quanto possível, o VLT® Midi Drive FC 280 da Danfoss é indicado para controle preciso e eficiente de motor para fabricantes de máquinas das indústrias de alimentos e bebidas, manuseio de materiais e processamento. O conversor de frequência conta com elevado desempenho de controle, segurança funcional e comunicação fieldbus flexível. A combinação certa de recursos garante que o conversor de frequência se adapte às diferentes aplicações, seja para sistemas de transportadores, misturadores e sistemas de embalagem, ventiladores e compressores. 32

Editora B2B

As equipes técnicas da empresa têm trabalhado em diversas frentes, voltadas para o rompimento de barreiras logísticas no fornecimento de embalagens de EPS. Uma das ações realizadas é a universalização da embalagem para diferentes modelos de

Para atender a esse mercado cada vez mais exigente a empresa se diferencia pela produção verticalizada, da matéria-prima aos projetos customizados para cada cliente com equipe de engenharia e desenvolvimento envolvida em todo o ciclo, atendimento especializado com disponibilidade de acompanhamento de todo o processo interno do cliente e pós-venda. Com conceitos de ecodesign, rastreabilidade, ecoeficiência e otimização de materiais, as soluções iPack da Termotécnica atendem aos requisitos de proteção, acondicionamento e logística para todas as fases do transporte e armazenamento dos produtos, de ponta a ponta.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A Termotécnica, maior transformadora de EPS (poliestireno expandido) da América Latina, participa da Fispal Tecnologia 2019, com suas soluções iPack de embalagens inteligentes. É uma ampla gama de soluções para atender as indústrias eletroeletrônicas para as linhas branca e marrom. O crescimento da área de embalagens e componentes da Termotécnica também passa pela ampliação do uso do EPS no setor automotivo e pelo crescimento de seu escopo de aplicação, chegando a segmentos de negócios onde o produto ainda não está presente, como o moveleiro.

produto de um mesmo fabricante, aumentando a competitividade no frete. Uma alternativa, em fase de testes, é a disrupção do sistema de embalamento do cliente, substituindo várias peças de EPS por uma única embalagem.

Conceitos de ecodesign, rastreabilidade, ecoeficiência e otimização de materiais


matéria especial de capa | FCE|Pharma Fispal Tecnologia e FCE Cosmetique

Foto: Divulgação

FÓRUM DEBATE SUSTENTABILIDADE E INOVAÇÃO DAS EMBALAGENS apontar os desafios das embalagens em tempos digitais. Para compreender o mercado e o inconsciente dos consumidores, o empresário Mario Narita, fundador da Narita Design & Strategy, abordará a inovação disruptiva. O método criado por ele já conquistou grandes empresas como Ambev, Nivea, Pepsico, entre outras.

ARENA PARA CONTEÚDO Com a participação de representantes da Ambev, Danone, Coca-Cola, Kraft Heinz, Seara, Mitsui, Nestlé, Tirol e Vivant Wines, Fórum de Embalagens estreia na Fispal Tecnologia, dentro da programação da Arena FispalTec

A

embalagem é um importante fator na jornada de compra do consumidor. Segundo uma pesquisa realizada no Brasil pela organização global sem fins lucrativos Two Sides, ela tem influência na escolha do produto em 99% dos casos, com maior ou menor frequência. Devido à sua relevância, a Fispal Tecnologia, maior e mais completa feira para os profissionais da indústria de alimentos e bebidas da América Latina, apresenta pela primeira vez, em sua edição comemorativa de 35 anos, o Fórum de Embalagens.

Essa atração faz parte da programação da Arena FispalTec, plataforma de conteúdo com capacidade para receber 600 congressistas, e debaterá temas importantes para o segmento, como inovação, economia circular, alternativas ao plástico, novos formatos, sustentabilidade, entre outros assuntos. Já estão confirmadas a presença de representantes da Ambev, Danone, Coca-Cola, Kraft Heinz, Seara, Mitsui, Nestlé, Tirol e Vivant Wines, que dividirão com o público presente suas estratégias de sucesso. O Fórum de Embalagens será realizado nos dias 26 e 27 junho, das 9h às 18h, paralelamente à feira no São Paulo Expo, em São Paulo.

SUSTENTABILIDADE E INOVAÇÃO É cada vez maior o número de indústrias de alimentos e bebidas focadas em reduzir o uso de plásticos, apostar em fontes renováveis e fazer uma melhor gestão de resíduos. Atitudes como essas serão amplamente debatidas no primeiro dia do Fórum, 26 de junho. É o caso da palestra que será ministrada por Thais Vojvodic, gerente de Sustentabilidade da Coca-Cola Brasil. A executiva apresentará o case de reciclagem adotado pela empresa no País e que tem a ambiciosa meta de reciclar 100% de suas embalagens até 2030. Outro painel que trata desse assunto contará com a participação de Claudia Leite, gerente de cafés e sustentabilidade da Nespresso, que contará como a empresa implementou o projeto de reciclagem de cápsulas no Brasil. Ligia Camargo, Head of Sustainability da Danone, abordará as experiências da companhia com o premiado projeto socioambiental Novo Ciclo, que incentiva a coleta seletiva por meio de uma rede de cooperativa de catadores de materiais recicláveis. No segundo dia do Fórum, 27 de junho, as palestras terão como tema a inovação, reunindo tendências e soluções que se destacam em design e praticidade, além de

34

Assim como o Fórum de Embalagens, o Fórum Fispal Tecnologia, que tem como foco a gestão operacional das indústrias, e o TecnoDrink, atração especial com conteúdo para a indústria de bebidas, ocorrerão simultaneamente e terão como Keynote Speaker o economista Ricardo Amorim. Com esse formato, os participantes poderão assistir o painel que mais atende suas necessidades. A plataforma de conteúdo terá muitas outras atrações. O Fórum de Marketing Digital ocupa a Arena FispalTec no dia 28 de junho abordando as novas oportunidades para as indústrias de alimentos e bebidas no ambiente digital, assim como as estratégias de comunicação, engajamento, ROI, entre outros assuntos. O espaço terá ainda cursos e workshops gratuitos promovidos por entidades parceiras como ABIMAPI Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados; ABIQ Associação Brasileira das Indústrias de Queijo; ABIS - Associação Brasileira das Indústrias e do Setor de Sorvetes; Abitrigo - Associação Brasileira das Indústrias do Trigo; Abiad - Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres; e do Instituto de Tecnologia SENAI. A Afrebras - Associação dos Fabricantes de Refrigerantes do Brasil, trará para a Arena FispalTec o Confrebras 2019, o Congresso Brasileiro de Bebidas.

Editora B2B


especial tendências

OS DESAFIOS E OPORTUNIDADES PARA O MERCADO DE EMBALAGENS

O

estudo da Mintel sobre as Tendências Globais de Embalagens de 2019 apresenta os desafios e as oportunidades que afetarão fabricantes, empresas, marcas e varejistas em mercados de embalagens em todo o mundo, nos próximos meses e anos. As quatro tendências abrangem temas mais amplos sobre conexão virtual, inovação em engenharia, e-commerce e sustentabilidade, proporcionando uma visão completa da indústria global de embalagens em 2019.

a falta de engajamento / benefício ao consumidor, pode prejudicar a reputação dos códigos.

Near Field Communication (NFC) É uma etiqueta simples que pode ser incorporada na embalagem. Ao tocar em uma embalagem habilitada para NFC com um smartphone, o consumidor acessa o conteúdo da marca, como vídeos, ou simplesmente é direcionado para informações sobre os produtos. Um benefício da tecnologia NFC é que não há necessidade de o consumidor baixar um aplicativo específico para o telefone. Cada etiqueta ativada por NFC integrada à embalagem do produto tem um ID exclusivo. Isso permite o rastreamento e a autenticação do produto e interações com um único consumidor. O conteúdo entregue pode ser usado para criar fidelidade à marca e ser vinculado a recursos de comércio eletrônico, como a ativação da recompra. Realidade aumentada O uso da realidade aumentada permite que as marcas coloquem a embalagem diretamente na experiência real do consumidor. A tecnologia pode, por exemplo, demonstrar os atributos de uma embalagem funcional. É uma maneira de comparar produtos para o consumidor e ajudar na decisão de compra. No entanto, a maioria dos

1. EMBALAGENS CONECTADAS

Foto: Divulgação

Várias tecnologias estão permitindo que as marcas conectem as embalagens físicas ao mundo virtual. As embalagens conectadas estão no centro do interesse das marcas, impulsionado pelo crescimento de dispositivos conectados em todo o mundo e pelo avanço das tecnologias que conectam as embalagens ao mundo on-line. Hoje, as marcas têm muitas opções para se conectar virtualmente com as embalagens, incluindo códigos QR, comunicação de campo próximo (NFC), identificação por radiofrequência (RFID), bluetooth e realidade aumentada (RA).

Também criam uma oportunidade de marketing, trazendo o engajamento e interação do mundo on-line para o momento do comprador, influenciando e impulsionando a compra. Em casa, as embalagens conectadas podem aumentar o engajamento da marca e o uso do produto, além de adicionar um elemento experimental às interações do produto.

Embalagem conectada pode ser utilizada para construir a história da marca

Com a embalagem conectada, a marca pode diferenciar o seu produto de seus concorrentes nas gôndolas. Isso não apenas aumenta o potencial de comunicação dos atributos do produto, mas vincula os consumidores a um espaço on-line. Também oferece benefícios significativos de coleta de dados. Muitos consumidores estão dispostos a compartilhar suas informações ao acessar conteúdo on-line, permitindo que as marcas e as agências acompanhem a interação do consumidor em tempo real. Isso pode ser usado de várias maneiras, por exemplo, para criar perfis de consumidor, medir o desempenho da campanha ou fornecer feedback em tempo real sobre atividades de marketing.

QR codes e outros marcadores digitais Os marcadores digitais são padrões impressos que podem ativar uma ação, como abrir uma página da web em um smartphone. Os QR codes são os marcadores digitais mais conhecidos. Em 2018, a região da Ásia Pacífico respondia pelo mais alto uso de códigos QR em lançamentos de bens de consumo embalados (CPG). De acordo com o Mintel Global New Products Database (GNPD), quase 9% de todos os lançamentos na Ásia-Pacífico apresentavam um código QR, enquanto 5% ocorriam na Europa. No entanto, o uso inadequado de códigos QR, incluindo a falta de sinalização na embalagem e 36

Editora B2B

Foto: Divulgação

O uso da tecnologia para conectar a embalagem ao mundo virtual agrega valor para o consumidor, oferecendo uma experiência de compra exclusiva. Proporciona experiências únicas e permite compras omnichannel. Ela também pode contar a história da marca, fornecer informações específicas sobre o produto e oferecer ofertas e descontos.

Malibu incluiu uma etiqueta NFC em garrafas selecionadas que levam os consumidores a conteúdos promocionais, como receitas de bebidas, um localizador de bares e uma oportunidade de ganhar prêmios (via The Spirits Business)


especial tendências

2.RECICLAGEM Os consumidores reciclam algumas embalagens há anos. Mas, agora eles estão exigindo capacidade de reciclar mais e querem entender como a reciclagem realmente funciona. No ano passado, muitas marcas e convertedores anunciaram o compromisso de utilizar embalagens 100% de materiais recicláveis ​​ou 100% recicladas. A realidade é que poucos ainda consideram como, onde e quem vai fornecer e reciclar esses materiais. Estas são perguntas simples que não têm respostas definitivas. Embora, as declarações de embalagens recicláveis ​​tenham se tornado comuns, as declarações de conteúdo reciclado ainda são raras. A baixa disponibilidade de plástico reciclado, de alta qualidade, e a

preocupação com a segurança dos alimentos estão dificultando o uso de material reciclado em alimentos e bebidas. As marcas têm oportunidades de atender às demandas dos consumidores por embalagens mais recicláveis. Embora, a embalagem ecologicamente responsável possa ser complexa para a engenharia, a maneira como essa responsabilidade é comunicada aos consumidores deve ser simples e direta. A reciclagem pode ser uma segunda vida para alguns, mas a inconveniência de limpar e separar resíduos para reciclagem é uma barreira para outros. Em resposta, um número crescente de programas visa recompensar o comportamento de reciclagem. Por exemplo, na Turquia, os passageiros podem trocar garrafas vazias por crédito no Istanbul Cards, o cartão de viagem da cidade. No Reino Unido, os motoristas recebem desconto no valor do estacionamento por cada garrafa que levam para o CitiPark em Leeds.

Maior clareza sobre quais partes da embalagem de alimentos podem ser recicladas é o principal fator que incentivaria os consumidores a reciclar com mais frequência. Apenas 27% dos novos lançamenOs consumidores estão tos globais de be- exigindo capacidade leza e cuidados de reciclar mais e pessoais, em 2017, querem entender como a reciclagem apresentaram de- realmente funciona claração de embalagem ecologicamente correta. As embalagens recicláveis ​​responderam por apenas uma parte disso (bebidas 27%, alimentos 9%). Foto: Divulgação

exemplos de Realidade Aumentada em embalagens tem sido usada para proporcionar experiências divertidas e interativas.

Os produtos que falam mais sobre como são fáceis de reciclar devem conquistar a lealdade dos consumidores ao apresentar uma imagem


especial tendências

Conteúdo reciclado de qualidade A Envision, da OceanBound Plastic, organizou uma coleta especial de plásticos dentro de um raio de 50 quilômetros da costa marítima, em áreas de risco conhecidas por detritos marinhos. Seu primeiro cliente, ViTA, utiliza plástico 100% reciclado na embalagem de seus produtos capilares. Isso refuta a teoria de longa data de que a resina reciclada é de baixa qualidade e só pode ser usada em pequenas porcentagens. A resina usada no lote principal também carrega o corante, um atributo fundamental para embalagens de beleza e cuidados pessoais. O uso de água no processo de reciclagem e conversão é extremamente limitado e mantido livre de solvente para que possa ser reaproveitado como água cinzenta para a irrigação da paisagem. Campanha Lançada em setembro de 2018, a campanha #PacketInWalkers convocou os consumidores dos salgadinhos da marca Walkers para tratar do resíduo plástico, incentivando-os a usar o endereço do correio eletrônico da marca para enviar as embalagens vazias. Além disso, uma petição no site da 38 Degrees assinada por mais de 300 mil pessoas pediu à Walkers e outros fabricantes para mudarem os materiais das suas embalagens para um que fosse reciclável ou, ainda preferencialmente, um material não plástico amigo do ambiente. Menos de um mês depois, a Walkers reagiu anunciando o primeiro programa de reciclagem nacional do Reino Unido. Com os consumidores já pensando que as embalagens recicláveis são padrão, as marcas têm a oportunidade de diferenciar e conscientizar os consumidores sobre questões de reciclagem fazendo parte da solução e comprometendo-se a usar o material reciclado em novas embalagens. 38

Editora B2B

3.REIVENTANDO A EMBALAGEM À medida que os consumidores adotam cada vez mais as compras on-line, as estratégias de empacotamento e embalagem de e-commerce estão mudando a face da indústria. Profissionais de embalagem e de marca concordam que o rápido desenvolvimento do comércio eletrônico teve um impacto maior nos negócios, nas tecnologias, na cadeia de fornecimento, na engenharia e no design de embalagens globalmente do que qualquer coisa que a indústria tenha experimentado nas últimas décadas. Ao contrário dos esforços, no início dos anos 2000, para incorporar etiquetas de identificação por radiofrequência (RFID) em embalagens únicas ou a implementação do Scartecard do Walmart, em 2006, o comércio eletrônico apresenta desafios e oportunidades em cada elo da cadeia de suprimentos. Esses desafios estão sendo atendidos com iniciativas que reduzem custos e aumentam o engajamento do consumidor. Há oportunidades ilimitadas para os profissionais de marketing sobre a próxima geração de presença de prateleira, desde as “imagens de herói” nos sites dos varejistas e a experiência de “desembalagem” quando um produto e um pacote são entregues. Do ponto de vista ambiental, o comércio eletrônico já é um catalisador de novas ideias em design sustentável. As vendas globais de comércio eletrônico atingiram mais de US $ 2,1 trilhões em 2017 e devem chegar a US $ 3,8 trilhões até 2021, o que representa uma taxa de crescimento anual de cerca de 14% ao ano. Com vendas totais no varejo global estimadas em US $ 15 trilhões, o e-commerce atingiu uma participação de mercado de 14%, que deverá alcançar 22% até 2021. Os países com maior e crescente participação de mercado no comércio

Foto: Divulgação

mais pró-ativa, responsável e amiga do meio ambiente.

As estratégias de empacotamento e embalagem de e-commerce estão mudando a face da indústria

eletrônico são a China, a Coréia do Sul e a Indonésia, enquanto os países mais importantes para as vendas em valor do comércio eletrônico são os EUA, a China, o Reino Unido e o Japão.

Efeito Amazon O que começou como envoltório de raiva - o excesso de embalagem e a incapacidade de abrir facilmente produtos comprados on-line tornou-se uma revanche. Durante os últimos 10 anos, as iniciativas de empacotamento sustentável da Amazon eliminaram mais de 244 mil toneladas de materiais de embalagem em excesso, evitando 500 milhões de caixas de remessa. Os programas de embalagem FrustrationFree da Amazon cresceram para incluir Embalagens sem Frustração (FFP) e Embarcações no Recipiente Próprio (SIOC). A iniciativa SIOC, que produz menos resíduos do que as tradicionais embalagens, permite o cumprimento mais eficiente e distribuição simplificada, embalagem externa adequada para os fabricantes, enquanto a redução de materiais e componentes de embalagem respeita o meio ambiente. Embalagem inovadora para e-commerce

A Procter & Gamble continua a ampliar as fronteiras da inovação de embalagens especificamente para o comércio eletrônico. Em novembro de 2018, a P & G lançou seu detergente superconcentrado de cuidado com roupas líquidas em uma embalagem do tipo bag-in-box projetada


informe publicitário | Vidroporto

A

preocupação com o meio ambiente tem aumentado a popularidade da embalagem de vidro. As empresas envasadoras e a população estão mais conscientes de que os materiais recicláveis precisam ser mais utilizados no consumo diário. “Com isso, o uso do vidro que, além de oferecer segurança e qualidade, como embalagem para alimentos e bebidas, é um material infinitamente reciclável e vai de encontro com a preocupação e responsabilidade com o meio ambiente e a sociedade”, ressalta Edson Rossi, diretorpresidente da Vidroporto. Em 2018, o consumo de embalagens de cerveja one way aumentou significativamente impulsionado pelas cervejas premium. A expectativa, segundo Rossi, é de consolidação do consumo deste tipo de bebida e, consequentemente, da utilização de embalagens descartáveis. “Por outro lado, existe um forte movimento voltado à utilização de embalagens retornáveis, que só o vidro pode oferecer, face sua característica de preservação do meio ambiente e também preços mais atrativos para o consumidor. Existem ainda outros mercados que apresentam forte demanda por embalagens de vidro, como cachaça, vodka, vinho, azeite etc, notadamente para produtos com maior valor agregado”. O mercado de cervejas artesanais registrou um crescimento de 35% em 2018 e, isso, refletiu positivamente para os negócios da Vidroporto. A mudança de hábito dos brasileiros, que atualmente, consomem mais cervejas artesanais, pequenas e grandes cervejarias têm buscado se adequar a esse novo cenário. Por isso, de acordo com o diretor-presidente, a empresa sentiu um aumento na demanda de projetos que trazem mais personalização, não só no líquido, mas também no design da garrafa, “o que para nós é ótimo, pois temos um setor de projetos dentro da Vidroporto e oferecemos aos nossos clientes embalagens exclusivas às suas necessidades e público”.

Foto: Divulgação

Vidroporto aumenta market share e quer mais Edson Luís Rossi - Diretor Presidente Vidroporto e IVN No ano passado, a Vidroporto comprou a IVN, fabricante de embalagens de vidro, em Estância (SE), com o objetivo de se tornar uma empresa com atuação nacional e atender os clientes em todo o território brasileiro. “Com esta aquisição aumentamos nossa participação no mercado de embalagens de vidro em 4%, atingindo a expressiva marca de 22%. Esperamos num futuro próximo instalar mais uma linha de produção nesta planta e alcançar 25% de market share”, prevê. Hoje, a capacidade de produção da Vidroporto é de aproximadamente 260 mil toneladas de vidro por ano. A planta da IVN representa 30% deste volume. A empresa atua nos mercados de alimentos e bebidas alcoólicas, com foco no mercado de  cervejas, cachaças, vinhos, conhaques, ices, licores, azeites, entre outros.


especificamente para e-commerce que atende o protocolo de comércio eletrônico ISTA-6 da Amazon. A caixa possui um picote destacável, no painel lateral, que esconde o mecanismo do bico e outro no topo que oculta o copo. Integrados no painel inferior estão os “pés” pop-up que facilitam a distribuição quando colocados em uma prateleira plana. A embalagem usa 60% menos de plástico e o produto 30% menos água do que a embalagem plástica de Tide Original de 4,43 litros. Os consumidores têm diferentes expectativas, dependendo do produto encomendado on-line, se é um produto de limpeza doméstica, uma peça de roupa cara ou uma caixa de chocolates. Mas, as marcas devem considerar que os consumidores continuarão a equacionar a qualidade do produto e da marca com o cuidado de enviá-lo e embalá-lo. Os produtos podem ser manuseados 20 vezes ou mais na cadeia de fornecimento de e-commerce. Somente através de uma estratégia de empacotamento de comércio eletrônico estabelecida é que as marcas podem projetar embalagens para o pior cenário de distribuição. Vazamentos, amassados e derramamentos refletirão negativamente em sua marca, não no e-tailer ou no remetente. Há grandes ganhos financeiros, sociais e de valor de marca a serem feitos na área de embalagens de e-commerce, apenas explorando elementos de otimização de embalagens baseadas em sustentabilidade.

4. SEM PLÁSTICO Com o ímpeto por trás de um corredor livre de plástico em todos os supermercados em crescimento, as marcas precisam considerar qual solução de embalagem pode dar a elas um lugar na prateleira. À medida que a escala de lixo marinho cresce, existe agora um crescente consenso em torno da necessidade de diferentes atitudes em relação ao material. No Reino Unido, a poluição plástica tornou-se a preocupação 40

Editora B2B

ambiental mais urgente, citada por 47% dos adultos do país. Embora o termo “livre de plástico” possa parecer simples, não há uma definição universal. Por exemplo, a falta de definição permitiu que a cadeia holandesa de supermercados Ekoplaza incluísse plásticos à base de celulose dentro de seu corredor livre de plástico. Plástico à base de celulose (normalmente acetato de celulose) é de base biológica (feito de plantas) e biodegradável, sugerindo que o tipo de plástico “certo” pode encontrar um lugar pronto em corredores e lojas sem plástico. Novas oportunidades, como corredores sem plástico, lojas sem embalagens e materiais alternativos, permitem que os consumidores façam escolhas sobre o plástico que é colocado no mundo. As lojas sem embalagens oferecem produtos a granel. O consumidor é obrigado a trazer seus próprios recipientes e os produtos são comprados por peso. Isso permite que o comprador compre apenas a quantidade de produto que precisa, evitando desperdícios de alimentos e embalagens. Essas lojas geralmente se concentram em produtos secos e em alguns produtos de beleza e uso doméstico. A busca por corredores sem plástico mostra a exaustão do consumidor com excesso de embalagens plásticas. No entanto, poucos gostariam de perder a conveniência e os benefícios das embalagens plásticas. Marcas e varejistas precisam estar cientes da oportunidade de remover embalagens plásticas onde isso pode ser feito sem problemas de armazenamento ou uso. Até mesmo as embalagens sem o tradicional plástico geralmente incluem plásticos à base de plantas, mostrando a falta de clareza na chamada sem plástico. As marcas podem lidar com a confusão do consumidor e alavancar isso para educar sobre os benefícios do plástico, que preserva os produtos, oferece conveniência e pode ser reciclado.

Foto: Divulgação

especial tendências

Lojas sem embalagens Lojas de nicho impulsionam o conhecimento “livre de plástico”. O desejo de varejo livre de embalagens pode ser visto na recente abertura de várias lojas “livres de plástico”, “sem embalagens” ou “zerowaste”. Por Poucos consumidores perder a exemplo, Earth.Food. querem conveniência e Love. é uma loja de os benefícios das lixo zero recente- embalagens plásticas mente inaugurada pelo ex-jogador do Manchester United, Richard Eckersley. A varejista do Reino Unido, Islândia, se comprometeu a remover as embalagens plásticas de seus produtos de marca própria até 2023. No ano passado, a empresa lançou duas novas linhas de refeição prontas em bandejas de papel em vez do plástico preto convencional. De acordo com a pesquisa de consumo do varejista, 80% de seus clientes dizem que apoiariam um supermercado que decidisse deixar de usar plástico. A preocupação do consumidor com o aumento da poluição plástica está levando os varejistas a considerarem os corredores sem plástico na loja. Embora pequenas lojas “sem embalagem” estejam aparecendo, a inconveniência de trazer vários contêineres significa que varejistas maiores provavelmente procurarão materiais de embalagem alternativos ao invés de oferecer produtos soltos. As marcas devem agir agora, seja para garantir um lugar em zonas livres de plástico, mudando para embalagens aceitáveis, ou envolver-se com o debate, explicando claramente os benefícios das embalagens plásticas para seus produtos e abordando as preocupações com a poluição plástica com fins apropriados para o descarte e reciclagem.


artigo

CAIXAS DE PAPELÃO ONDULADO PARA FRUTAS, VERDURAS E LEGUMES (FLV) Ana Paula Reis Noletto*

A

s mudanças no estilo de vida da sociedade devem impulsionar o consumo de frutas, legumes e verduras (FLV) nos próximos anos. Entre as principais tendências relacionadas a esse novo estilo de vida, podemos citar: a) a busca por conveniência e praticidade; b) o bem-estar como símbolo de status; c) o aumento da demanda de dietas à base de vegetais e; d) o conceito de mindful eating – consumidores mais atentos ao que comem e o impacto que sua alimentação causa no mundo (HORTIFRUTI/CEPEA, 2018a). O Brasil é o terceiro maior produtor de frutas do mundo, atrás somente da China e Índia. A Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas) estima que, em 2017, a produção nacional foi de cerca de 44 milhões de toneladas. As maiores produções de frutas frescas são apresentadas na tabela 1. Tabela 1. Produção brasileira de frutas secas em 2016 (ANUÁRIO..., 2018) FRUTAS

ÁREA COLHIDA (HA)

VOLUME (T)

VALOR DA PRODUÇÃO (MIL REAIS)

Laranja Banana Abacaxi Uva Maçã Mamão Melancia Limão Coco-da-baía (*) Maracujá Tangerina Manga Melão Goiaba Pêssego Caqui Castanha de Caju Abacate Figo Noz (fruto seco) Pera Marmelo Total

658.945 469.711 68.699 76.997 33.981 30.372 90.447 47.279 234.012 49.889 49.232 61.842 23.105 17.119 17.283 8.174 567.547 10.855 2.804 3.490 1.248 113 2.523.144

17.251.291 6.764.324 1.796.370 984.481 1.049.251 1.424.650 2.090.432 1.262.353 1.766.164 703.489 997.993 1.002.189 596.430 414.960 191.855 161.037 74.548 195.492 26.910 5.453 14.905 741 38.775.318

8.380.099 8.313.352 2.420.673 2.127.602 1.650.768 1.472.522 1.351.434 1.287.619 1.133.522 1.028.998 959.610 788.351 597.724 508.573 398.829 284.634 233.676 228.600 78.618 42.181 33.750 997 33.322.132

(*) Quantidade produzida em 1000 frutos e rendimento médio em frutos por hectare.

Em relação à exportação de frutas, o Brasil apresentou crescimento nos primeiros meses de 2018 quando comparado ao mesmo período do ano anterior. No entanto, apenas 2,5% de toda a produção do país é exportada. Uma das principais barreiras para o aumento da exportação é a falta de uma infraestrutura adequada em portos e aeroportos, inclusive no que diz respeito à ausência de uma cadeia de frio que garanta a integridade desses produtos. (VILELA, 2018). Os produtos FLV são uma categoria de alimentos importante para o setor varejista. Segundo dados do Sebrae, os alimentos perecíveis são o principal diferencial dos supermercados. A qualidade/aparência do setor 42

Editora B2B

de FLV é um fator determinante para o consumidor escolher o ponto de venda. Esse requisito tem maior relevância que o preço do produto. (COMERCIALIZAÇÃO..., s.d.) Manter a qualidade dos produtos FLV ao longo da cadeia de distribuição não é um desafio fácil. A grande fragilidade desses alimentos em relação aos danos mecânicos e exposição à temperaturas elevadas são algumas das principais causas de perdas pós-colheita (FADIJI et al., 2018). Segundo dados da FAO (GUSTAVSSON et al., 2011), um terço de todo o alimento produzido no mundo é perdido na cadeia de suprimentos. Na América Latina, as perdas de frutas e vegetais ao longo da cadeia de suprimentos atingem os maiores níveis (cerca de 55%), praticamente se igualando aos níveis encontrados no Norte da África e na Ásia Central e Ocidental. As maiores perdas se concentram nas etapas de póscolheita e distribuição (Figura 1). No Brasil, somente nos supermercados, o prejuízo com perdas e desperdícios chega a R$ 7,1 bilhões ao ano (o equivalente a mais da metade do valor total da produção de frutas e hortaliças). O segmento de FLV (frutas, legumes e verduras) é o líder das perdas (HORTIFRUTI/CEPEA, 2018b).


Foto: Divulgação

Figura 1. Perdas ou desperdícios de frutas e vegetais em diferentes etapas da cadeia e em diferentes regiões (GUSTAVSSON et al., 2011)

a) evitar movimentos bruscos das caixas; b) evitar manuseio grosseiro e queda das caixas; c) diminuir a velocidade do transporte quando as estradas estiverem em más condições; d) usar sistemas de suspensão nos veículos de transporte; e) evitar estradas em más condições; f) avaliar as superfícies das caixas ou dos contentores (containers). g) programar a transferência rápida dos produtos do campo para o resfriamento ou para a central de embalagem e usar lonas de cor clara e sempre limpas, o que diminui o “aquecimento” dos produtos. Uma das grandes oportunidades para redução de perdas que ocorrem ao longo da distribuição desses produtos encontra-se no uso de embalagens adequadas. Dentro desse contexto, organizações relacionadas às embalagens, entre elas ABPO, o INP e a Abre têm trabalhado em busca da padronização de embalagens de

frutas e hortaliças. O projeto tem por objetivo o “desenvolvimento e adoção de embalagens de tamanhos modulares e com o mesmo tipo de encaixe, de diferentes matérias-primas, que permitam a unificação de cargas mistas com embalagens de diferentes tamanhos e matéria-prima”. As etapas do projeto contemplam:

Figura 2. Diferentes designs de caixas para frutas

Figura 2.1

a) estabelecimento dos pesos das embalagens mais comuns para cada produto e variedade; b) estabelecimento de peso padrão para a embalagem mais comum de cada produto;

Fotos: Divulgação

Conforme descrito no Manual de Perdas Pós-colheita em Frutos e Hortaliças da Embrapa (CENSI et al., 1997), entre os cuidados necessários que se deve ter ao longo da distribuição desses produtos, podemos citar:

c) verificação da possibilidade de empilhamento de caixas de diferentes matérias-primas; d) estabelecimento das medidas das embalagens mais comuns para cada produto, que permitam a paletização de cargas mistas (largura, comprimento, altura): famílias de embalagens; e) parceria com as empresas de embalagens de papelão, plástico e madeira para a definição dos encaixes que permitam a carga mista de embalagens de diferentes tamanhos e matéria-prima; f) estabelecimento de uma estratégia de mudança. As duas primeiras etapas já foram realizadas pelos técnicos do Centro de Qualidade, Pesquisa e Desenvolvimento da Ceagesp (PADRONIZAÇÃO..., 2016).

Entre as opções de embalagens, as caixas de papelão ondulado apresentam algumas características que promovem sua utilização, como baixo peso e alta resistência, que facilitam o manuseio, possibilidade de reciclagem e versatilidade de formato. Além disso, o papelão ondulado tem a capacidade de absorver parte dos esforços de compressão e impactos aos quais os produtos estão sujeitos ao longo do transporte, estocagem e distribuição. Os diferentes formatos (Figura 2.1) e a presença de orifícios nos painéis das caixas permitem o resfriamento rápido e uniforme Editora B2B

43


de FLVs que, em geral, são estocados em câmaras refrigeradas para preservação de sua qualidade. O desenvolvimento de novos papéis utilizados nas embalagens desse segmento permite uma melhor ventilação do produto acondicionado, facilitando as trocas gasosas, o que retarda a maturação do produto. Segundo dados do Centro de Qualidade, Pesquisa e Desenvolvimento da Ceagesp, em 2015, o perfil de uso de embalagens no Entreposto se apresentava da seguinte forma (Tabela 2):

A resistência mecânica do papelão ondulado é afetada em ambientes com alta umidade relativa. As fibras celulósicas absorvem a umidade, o que reduz a força de entrelaçamento entre elas. Como, ao longo da cadeia, os produtos são expostos a variadas condições ambientais, principalmente considerando-se as dimensões continentais do Brasil e as diferenças climáticas, essas variáveis devem ser consideradas no processo de desenvolvimento de embalagens. Para dar suporte aos projetos de desenvolvimento e melhorias de

Perfil do uso de embalagens na Ceagesp, por segmento, em 2015 Volume por setor e número de embalagens por tipo de embalagem por setor em 2015 Descrição

Diversos

Frutas

Legumes

Verduras

Total

Toneladas Madeira Papelão Plástico Saco Total embalagens

401.670 143.762 1.798.934 73.064 11.458.096 13.473.856

1.734.480 73.163.330 51.838.582 8.677.747 0 133.679.660

890.681 20.207.885 21.439.665 4.619.664 4.243.111 50.510.325

248.891 16.607.646 57.842 3.607.277 3.378.825 23.651.590

3.275.722 110.122.623 75.135.023 16.977.752 19.080.032 221.315.431

Proporção % do volume por setor e número de embalagens por tipo de embalagem por setor em 2015 Descrição Toneladas Madeira Papelão Plástico Saco Total embalagens

Diversos 12 1 13 1 85 6

Frutas 53 55 39 6 0 60

Legumes 27 40 42 9 8 23

Verduras 8 70 0 15 14 11

Total 100 50 34 8 9 100

Fonte: (EMBALAGENS..., 2016).

Para mais informações e propostas de estudos, entre em contato com o Cetea (http://www.ital.agricultura.sp.gov.br/cetea/)

Foto: Divulgação

artigo

Figura 3. Mesa de Corte adquirida pelo Cetea para confecção de caixas de papelão ondulado

embalagens de papelão ondulado para os diferentes setores de alimentos, incluindo o de FLVs, o Cetea adquiriu, recentemente, uma Mesa de Corte (Figura 3) para confecção de caixas. Obtida através do Plano de Desenvolvimento Institucional de Pesquisa dos Institutos Estaduais de Pesquisa no estado de São Paulo da Fapesp, a Mesa de Corte possibilita a realização de estudos para adequação e embalagens, visando a redução de perdas ao longo da cadeia. Dotada de módulos e ferramentas intercambiáveis para operações de vinco, corte e perfuração de chapas de papelão ondulado e cartões, a Mesa de Corte possibilita a confecção de diferentes modelos e tamanhos de embalagens.

Referências ANUÁRIO brasileiro de fruticultura 2018. Santa Cruz do Sul: Editora Gazeta, 2018. 88 p. CENCI, S. A; SOARES, A. G.; FREIRE JUNIOR, M. Manual de perdas pós-colheita em frutos e hortaliças. Rio de Janeiro: Embrapa-CTAA, 1997. 29 p. (EMBRAPA-CTAA. Documentos, 27). COMERCIALIZAÇÃO de FLV demanda qualidade. Sebrae Agronecócios, Brasília, [s.d.]. Disponível em: http://www.sebraemercados.com.br/comercializacao-de-flv-demanda-qualidade/. Acesso em: 13 mar. 2019. EMBALAGENS em 2015 no ETSP. HortiBrasil, 29 maio 2016. Disponível em: https://www.hortibrasil.org.br/2016-06-03-10-42-06/1282-embalagens-em-2015-no-etsp.html. Acesso em: 13 mar. 2019. FADIJI, T.; BERRY, T. M.; COETZEE, C. J.; OPARA, U. L. Mechanical design and performance testing of corrugated paperboard packaging for the postharvest handling of horticultural produce. Biosystems engineering, v. 171, p. 220-244, Jul. 2018. GUSTAVSSON, J.; CEDERBERG, C.; SONESSON, U.; VAN OTTERDIJK, R.; MEYBECK, A. Global food losses and food waste: extent, causes and prevention. Rome: FAO, 2011. 29 p. HORTIFRUTI/CEPEA: top 10 do consume de HF. Principais tendências que vão nortear o consumo de frutas e hortaliças. Revista Hortifruti Brasil, Piracicaba, 13 mar. 2018a. Disponível em: https://www.hfbrasil.org.br/br/hortifruti-cepea-top-10-do-consumo-de-hf.aspx. Acesso em: 13 mar. 2019. HORTIFRUTI/CEPEA: redução de desperdício — sustentabilidade em alta! Frutas, legumes e verduras lideram as perdas nos supermercados do BR. Revista Hortifruti Brasil, Piracicaba, 05 mar. 2018b. Disponível em: https://www.hfbrasil.org.br/br/hortifruti-cepea-reducao-de-desperdicio-sustentabilidade-em-alta.aspx. Acesso em: 13 mar. 2019. PADRONIZAÇÃO de embalagens de frutas e hortaliças. HortiBrasil, 16 jul. 2018. Disponível em: https://www.hortibrasil.org.br/2016-06-03-10-46-49/1405padroniza%C3%A7%C3%A3o-de-embalagens-de-frutas-e-hortali%C3%A7as.html. Acesso em: 13 mar. 2019. VILELA, P. R. Exportação de frutas cresce 18,3% nos primeiros meses de 2018. Agência Brasil, Brasília, 7 abr. 2018. Disponível em: http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2018-04/exportacao-de-frutas-cresce-183-nos-primeiros-meses-de-2018. Acesso em: 13 mar. 2019.

*Ana Paula Reis Noletto: Pesquisadora Científica - Cetea.

44

Editora B2B


informe publicitário | Ploc Off

O DESAFIO QUE VAI REVELAR UMA NOVA GERAÇÃO DE DESIGNERS DE EMBALAGEM Estudantes dos cursos superiores de design, artes e disciplinas correlatas são desafiados a criar uma linda embalagem de aço para ganhar 500 latas impressas com seu desenho

N

osso objetivo é despertar o interesse dos estudantes pelo design de embalagem e revelar novos talentos para o futuro deste setor tão importante para o nosso país e para toda a sociedade.

Acreditamos que os jovens atuais, conectados e antenados com o mundo mutante em que estamos vivendo podem oferecer uma nova visão sobre as possibilidades expressivas das latas de aço. Por isso criamos este desafio, que além do primeiro colocado que receberá 500 latas, oferecerá ainda 300 latas ao segundo colocado, 200 ao terceiro e 100 latas impressas com o desenho dos autores colocados entre o 4º e o 10º lugar (serão ao todo 10 escolhidos). O Desafio conta com o apoio de 6 agências de design que desenharam embalagens exclusivas para compor a “Coleção PlocOff Design“, um mostruário com latas criadas exclusivamente para estimular os estudantes participantes.

Sobre a Loja da Lata A pequena empresa tem grande dificuldade para adquirir embalagens de alta qualidade nas pequenas quantidades que necessitam. A Loja da Lata foi criada pela Brasilata, maior fabricante nacional de Latas de Aço, para fornecer via e-commerce, embalagens de aço de alta qualidade com impressão digital em pequenas quantidades, acessíveis para empresas de todos os tamanhos.

Os profissionais líderes destas agências escolherão entre os 10 vencedores a embalagem que receberá o diploma de “Design Revelação 2019”.

O “Desafio PlocOff Design” é uma inciativa cultural da Loja Lata voltada exclusivamente para os estudantes de design.

Todas as informações necessárias aos participantes e aos que desejam apoiar esta iniciativa cultural da Loja da Lata estão no site especialmente criado com esta finalidade: http://designplocoff.com.br/index.php

https://www.lojadalata.com.br

SOBRE AS EMBALAGENS PLOCOFF As latas de aço com a exclusiva tampa “PlocOff” patenteada pela Brasilata oferecem proteção extra ao produto devido sua rigidez e a barreira oferecidas pela folha de flandres. A tampa “PlocOff” é fácil de abrir e fechar e veda 30 vezes mais que as tampas similares. Apresentam ainda, impressão digital na chapa de aço, tecnologia inovadora e inédita no Brasil. No desafio os estudantes poderão escolher entre 3 formatos diferentes aquele que desejam desenhar. As embalagens “PlocOff” oferecem grandes possibilidades a serem exploradas pelos designers por isso ganharam diversos prêmios no Brasil e conquistaram o World Star Award da WPO World Packaging Organization – Edições 2018 e 2019.

Editora B2B

45


SIGNATURE PACK vence o Worldstar Packaging Award

Embalagem cartonada da SIG 100% atrelada a matérias-primas à base de plantas é reconhecida internacionalmente

46

Editora B2B

A

SIGNATURE PACK da SIG, a primeira embalagem cartonada asséptica 100% atrelada a matérias-primas renováveis à base de plantas, ganhou o renomado prêmio internacional WorldStar Packaging Award na categoria ‘Materiais e Componentes de Embalagem’. Um dos maiores eventos realizados pela WPO (World Packaging Organization), a conceituada premiação – realizada há quase 50 anos – é julgada por um distinto painel de representantes


Foto: Divulgação

pack | sustentabilidade

internacionais da WPO, além de um membro da International Packaging Press Organization. A SIGNATURE PACK é um marco importante para o setor de embalagens assépticas, estimulando a substituição dos

plásticos convencionais feitos de combustíveis fósseis, por polímeros sustentáveis e certificados à base de plantas, que são usados na laminação do papel cartão e na fabricação de tampas, sem comprometer a qualidade da barreira de proteção. As embalagens cartonadas da SIG contêm em média de 70% a 80% de papel cartão oriundo de fontes renováveis de madeira. Além disso, na SIGNATURE PACK os polímeros usados na laminação do papel cartão e na fabricação das tampas estão atrelados a matérias-primas à base de plantas por meio de um sistema de balanço de massa. Isso significa que para os polímeros usados na SIGNATURE PACK, uma quantidade equivalente de matérias-primas de base vegetal foi usada na fabricação dos polímeros. Um dos principais atributos que levaram a SIGNATURE PACK à lista de finalistas do júri foi o uso de resina líquida (tal oil) – um subproduto da fabricação de papel – como a matériaprima usada na produção dos polímeros, via balanço de massa, uma vez que isso não afeta as culturas alimentares básicas. Para garantir a integridade desse processo, o balanço de massa é certificado por instituições independentes internacionalmente reconhecidas. Ace Fung, Gerente Global de Produtos da SIG, recebeu o

WorldStar Packaging Award em nome da SIG: “Este prêmio é mais uma grande honra para a SIG e seu compromisso constante com a estratégia ‘ Way Beyond Good’ e de se tornar uma empresa de impacto positivo. A SIGNATURE PACK usa resina líquida como matéria-prima de base vegetal porque ela é um subproduto da produção de papel, e não uma cultura que exige terras para o plantio. Ao fazer isso, o polímero usado na laminação da SIGNATURE PACK está 100% atrelado a matérias-primas à base de plantas. Isso é algo inédito no mundo, em termos de embalagens cartonadas assépticas, e também um esforço para um futuro mais sustentável na indústria global de embalagem”. A SIGNATURE PACK é uma embalagem cartonada que se destaca em termos de valor agregado oferecido ao setor de bebidas e em termos de satisfação da demanda crescente dos consumidores por soluções de embalagem sustentáveis. A SIGNATURE PACK é uma das inovações mais importantes que apoiam as ambições Way Beyond Good, de oferecer aos clientes as soluções de embalagens de alimentos mais sustentáveis, e transformar a SIG em uma empresa de impacto positivo, situação em que ela devolverá à sociedade e ao meio ambiente mais do que tira deles – em toda a cadeia de valor.

Mais informações sobre nossa SIGNATURE PACK: www.sig.biz/pt/embalagens/embalagem-para-bebidas/signature-pack

Editora B2B

47


Foto: Divulgação

Novelis inaugura centros de coleta de sucata de alumínio Com novas unidades em Curitiba e Natal, empresa busca se aproximar de pequenos fornecedores e cooperativas

A

pós o anúncio de investimento para o aumento da capacidade de laminação e reciclagem de alumínio da Novelis no Brasil a empresa, líder mundial em laminados e em reciclagem de alumínio, inaugura centros de coleta de sucata de alumínio em Curitiba e em Natal. As novas unidades ampliarão a presença da Novelis no País e aproximarão a empresa dos pequenos fornecedores e cooperativas das regiões. Em Curitiba, o centro de coleta marca o início das operações da Novelis na região Sul, atendendo além do Paraná, fornecedores de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A unidade possui uma capacidade de processamento de cerca de 400 toneladas de latas soltas por mês. O

48

Editora B2B

novo centro em Curitiba, possui também localização estratégica para o transporte da sucata de alumínio até a fábrica da Novelis em Pindamonhangaba (SP), pela BR 116 – Via Dutra. Com presença já consolidada em Recife e Salvador, a empresa também anuncia um novo centro de coleta em Natal, aumentando, assim, sua participação na compra de latas de bebidas usadas na região Nordeste. Este novo centro de coleta possui capacidade de processamento de 200 toneladas de latas soltas por mês. A abertura dos novos centros amplia a atuação da Novelis no mercado de reciclagem de alumínio no Brasil. “A inauguração de novos centros de coleta permite aumentar nossa capilaridade e nos aproximar de pequenos fornecedores e cooperativas locais. Além, é claro, da possibilidade de pessoas físicas venderem as latinhas usadas diretamente para a Novelis. Seguimos investindo para aprimorar nossa atuação e o sucesso de nossas operações”, afirma Alfredo Veiga, diretor de Metal da Novelis. Com a expansão da fábrica da Novelis em Pindamonhangaba, atualmente o maior centro de reciclagem e laminação de alumínio da América do Sul, a capacidade total da fábrica elevará para cerca de 680 mil toneladas/ano e a de reciclagem para 450 mil toneladas/ano, e os novos centros de coletas permitirão que a operação continue crescendo.


Economia circular Estamos todos alarmados com o rumo do esgotamento do planeta e a situação geral desbalanceada entre pobres e ricos

Assunta Napolitano Camilo* Canudos e copos plásticos pós-consumo dos restaurantes do McDonald´s são reciclados e transformados em bandejas

É

evidente que precisamos começar a nos organizar, pois o ar, as águas dos oceanos, enfim, vivemos todos no mesmo planeta, por isso é premente diminuir o consumo, ou disseminar o hábito do “consumo consciente” e inverter a lógica da economia linear para a economia circular. Embora os resíduos líquidos e gasosos sejam igualmente importantes e perigosos são os resíduos sólidos que alarmam a sociedade. Em função da gestão equivocada, os resíduos de todo o mundo têm como destino, os oceanos. Esclarecendo o conceito de Economia Linear: é a extração dos recursos naturais e a sua transformação em produtos industrializados, o uso e descarte. Em outras palavras, geramos desperdício.

Gerando assim quatro tipos de desperdício:

50

Editora B2B

1 - Desperdício de recursos; 2 - Desperdício de valor embutido; 3 - Desperdício de vida útil; e 4 - Desperdício de ociosidade. Temos então, que rever conceitos, e pensar desde a concepção de cada produto, como será o descarte responsável do bem. O mundo está se movimentando para a opção da economia circular a partir da adoção de grandes corporações, de iniciativas de governos e da vigilância da sociedade.


Foto: Divulgação

pack | sustentabilidade

A economia circular nada mais é que uma inspiração de como a natureza existe em suas premissas existenciais, ou seja, de um ecossistema que cria um rejeito, o recupera em forma de matériaprima ou um ecossistema adjacente o faz. Se continuarmos na economia linear esgotarão os recursos do planeta terra. Temos que estabelecer projetos de recuperação dos materiais já usados e criar modelos de negócios que fomentem esta nova economia. Já temos tecnologia para apoiar o desenvolvimento desse novo modelo. A indústria de reciclagem

já atingiu a geração 4.0, além de termos disponível a inteligência artificial, Big Data, entre outras. Há inúmeros movimentos e iniciativas apoiando a mudança de mind set (modelo mental) como o projeto piloto de Economia Circular aplicado nos restaurantes Arcos Dourados (McDonald’s). Este projeto foi emblemático, pois se iniciou a partir da “onda” contra os canudinhos plásticos, como se eles fossem os assassinos das tartarugas e baleias indefesas. Quem as assassinou foram os seres humanos que largaram resíduos ao léu: canudos, copos, garrafas, latas, enfim, toda sorte de embalagens vazias e utensílios sem utilidade. O âmago da questão é muito maior. O problema está longe de ser o material utilizado, mas sim está na atitude de consumir e “jogar fora” de qualquer forma e em todo lugar. Temos que ser responsáveis pelo que consumimos e descartamos. Cada um deve ser responsável pelos resíduos que gera. Faltam programas de educação, desde a mais básica, para crianças até aos adultos, que insistem que o que sobra das suas compras não lhes diz respeito: é de outrem! É fundamental investir em programas de valorização da reciclagem e do R mais relevante de todos: o da RESPONSABILIDADE. Os restaurantes McDonald´s, que já faziam a separação dos resíduos em duas cestas (restos de alimentos e materiais recicláveis) enviou o material para a cooperativa CooperYara para fazer a separação entre os materiais recicláveis e enviar à recicladora apenas os resíduos de polipropileno (canudos e copos).

A Plastifama, fornecedora dos canudos, passou a separar os resíduos do processo de fabricação para também enviar para a reciclagem. A Plastimil, empresa recicladora de plásticos, recebeu os materiais pós-consumo e pós-processo. Após lavagem adequada do material pós-consumo, moeu este material juntamente com o material pósprocesso da fabricação de canudos e, na sequência, os homogeneizou e os transformou em pellets. Esta transformação foi cuidadosamente avaliada para que o produto continuasse com as propriedades adequadas para ser um novo produto. Há muita tecnologia neste processo de reprocessamento. O passo seguinte, envolvendo o fornecedor de bandejas plásticas, a Semaza, contemplou a produção de bandejas a partir do material reciclado. Ainda como parte do projeto, a educação dos consumidores também foi contemplada, com o desenvolvimento de uma lâmina de bandeja, que conta a história do projeto e traz instruções para separar os resíduos. A tecnologia de realidade aumentada foi utilizada para engajar os consumidores. É uma forma de educar de maneira agradável e muito eficiente. A expectativa é que este projeto piloto inspire a multiplicação de novos exemplos, pois é com atitudes positivas que mudamos o mundo de verdade. O consumo consciente associado aos conceitos da economia circular é, de fato, um grande vetor de transformação da sociedade.

Economia circular promove um mundo melhor.

*Assunta Napolitano Camilo: Diretora da FuturePack – Consultoria de Embalagens e do Instituto de Embalagens – Ensino & Pesquisa. Articulista, professora e palestrante internacional de embalagens. Recebeu diversos prêmios, entre eles o de Profissional do Ano e o de Melhor Embalagem do Ano. Coordenadora dos livros: Embalagens Flexíveis; Embalagens de Papelcartão; Guia de embalagens para produtos orgânicos; Embalagens: Design, Materiais, Processos, Máquinas & Sustentabilidade, entre outros. Diretora do Kit de Referências de Embalagens e da coleção Better Packaging. Better World. Editora B2B

51


GARRAFAS PET PARA FAROFA? POR QUE NÃO? Foto: FuturePack

Novas propostas e aplicações das embalagens PET surgem como alternativa de ruptura da mesmice de algumas gôndolas e chamam a atenção dos consumidores

Assunta Napolitano Camilo*

S

empre comentamos nos nossos cursos e workshops de inovação em embalagens que uma excelente alternativa para ter ideias diferentes é visitar as gôndolas de outros segmentos ou mesmo outros pontos de vendas. E assim, verificar se alguma solução que já está funcionando poderia se adaptar para sua busca por inovação, revolução ou para romper com um status quo da categoria. As garrafas PET surgiram, inicialmente, para atender o mercado de refrigerantes pela barreira adequada, com transparência e leveza. Depois migraram para óleo de cozinha de forma maciça e na sequência para produtos de limpeza e produtos pessoais, como xampus, mesmo sendo uma opção mais cara em função de seus atributos. Há algum tempo, as embalagens PET têm sido utilizadas em aplicações, como sal grosso, temperos, bola de tênis e, recentemente, algumas novas propostas estão rompendo paradigmas. A Villa Cerroni iniciou o uso de embalagens PET para a sua linha de sal grosso para churrasco. Atualmente, o recipiente também embala os temperos e grãos da marca. As garrafas têm bases retangular ou quadrada, que criam um visual de frente de gôndola muito especial. Estão disponíveis em dois tamanhos principais, um para um quilo de sal, atualmente também utilizado para linha de grãos, como lentilha, grão de bico etc. e um tamanho menor para a linha de temperos como está para canela em rama, que tem inclusive uma tampa com sistema flip top que entrega praticidade no momento do preparo dos alimentos.

A linha de arroz especial da Ruzene também adotou uma embalagem PET, com base ovalada e frente trapezoidal. A marca entrega à dona de casa um utensílio para armazenar o seu arroz. A BrasilFrutt é outra marca que adotou o PET para embalar os seus produtos. Depois da linha de amêndoas, os potinhos chegam à linha de frutas desidratadas. Recentemente, a Frutnut lançou uma proposta bem interessante. Trata-se de uma embalagem PET cilíndrica customizada, com lacre em alumínio, e sobretampa de polipropileno para suas amêndoas e chips de bananas salgadas. Uma proposta elegante que mantém o sabor e o aroma do produto por mais tempo. Criativa mesmo é a inovação da Yurisawa do Pará. A marca utiliza uma garrafa standard de PET para envasar sua farofa artesanal. Solução diferente e fantástica. O consumidor pode utilizar a própria embalagem para levar à mesa e servir-se, aliás, evita a necessidade de transferir para um pote e o “derramamento” do produto. É uma embalagem muito prática para “temperar” a refeição. Realmente uma bela, prática e econômica solução! Embalagem melhor. Mundo melhor.

Se quiser mais informações e fotos dos produtos, é possível obtê-las no site: www.clubedaembalagem.com.br *Assunta Napolitano Camilo: Diretora da FuturePack – Consultoria de Embalagens e do Instituto de Embalagens – Ensino & Pesquisa. Articulista, professora e palestrante internacional de embalagens. Recebeu diversos prêmios, entre eles o de Profissional do Ano e o de Melhor Embalagem do Ano. Coordenadora dos livros: Embalagens Flexíveis; Embalagens de Papelcartão; Guia de embalagens para produtos orgânicos; Embalagens: Design, Materiais, Processos, Máquinas & Sustentabilidade, entre outros. Diretora do Kit de Referências de Embalagens e da coleção Better Packaging. Better World.

52

Editora B2B

Foto: Leandro Andrade

direto da gôndola


LEITURA

O Brasil conta com inúmeras oportunidades de investimento em todas as áreas do setor de infraestrutura. Bilhões de reais serão investidos nos próximos anos em energia, logística, telecomunicações, saneamento e mineração. Para fazer frente a esses desafios, o país precisará atrair o capital privado nacional e internacional.

Foto:Divulgação

Guia para estrangeiros que desejam investir no país

A fim de orientar estrangeiros que desejam investir no setor de infraestrutura brasileiro, a Fiesp e o Ciesp, em parceria com o escritório Madrona Advogados e a Alvarez & Marsal Consultoria Empresarial do Brasil, lançam o guia “Doing Infrastructure in Brazil”. A publicação reúne orientações legais necessárias para a efetivação dos investimentos no país, dados econômicos e políticos atuais do país, que contextualizam as expectativas em relação ao plano de privatização defendido pelo governo, e o cenário atual de cada uma das áreas que constituem o setor de infraestrutura no Brasil (energia, saneamento, logística, telecomunicações e mineração).

SEMPRE CONECTADA

COM AS NOVIDADES DA INDÚSTRIA. INFORMAÇÃO DE QUALIDADE DO MERCADO INDUSTRIAL

LEITORES COM ALTO PODER DE DECISÃO

UMA VITRINE DOS MELHORES LANÇAMENTOS INDUSTRIAIS

O MELHOR GUIA DE REFERÊNCIA PARA COMPRADORES EM POTENCIAL

NOSSOS CANAIS

www.ps.com.br /psrevista www.blogindustrial.com.br


notas técnicas

notas técnicas SISTEMA DE FECHAMENTO PERSONALIZADO

Com o propósito de trazer facilidade e funcionalidade ao segmento de stand-up pouches, a Aptar Food + Beverage cria e desenvolve o Daisy Squeeze, um sistema de fechamento personalizado. É uma solução que oferece uma válvula exclusiva, a SimpliSqueeze®, com um sistema inviolável de anel de puxar, o que proporciona desempenho seguro, uniforme e preciso durante a aplicação de uma ampla variedade de produtos. A embalagem elimina a necessidade de recorrer ao suporte de outros utensílios domésticos, de tal modo que mantém a qualidade do produto interno e previne a contaminação no decorrer do uso diário. A combinação de pouch e tampa dupla permite a utilização do produto de maneira limpa, prática e sem desperdícios. APTAR Food + Beverage Tel.: (11) 4408-8110 https://food-beverage.aptar.com/pt

A Avery Dennison é detentora de um portfólio completo de materiais para atender ao mercado farmacêutico. Dentre tantos, o papel Pharmagloss combina um frontal de menor gramatura com um adesivo que é uma solução idealizada para evitar o levantamento das bordas do rótulo em superfícies de diâmetros pequenos. No que diz respeito ao papel Letterpress, é um produto utilizado em frascos de medicamentos que usam rótulos com letras reduzidas. Já o Hanging Label é uma etiqueta de alta resistência que funciona como gancho em frascos de medicamento de vidro e de plástico. Por sua vez, a Criogenia é também um tipo de etiqueta para processos de criogenia que suporta baixíssima temperatura. No caso de o remédio ser falsificado ou violado, o adesivo se deteriora por não suportar o frio, provando a sua falsificação. AVERY DENNISON do Brasil Ltda. Tel.: (19) 3876-7600 www.label.averydennison.com.br

Fotos: Divulgação

Foto: Aptar Food + Beverage

ROTULAGEM E IDENTIFICAÇÃO DE MEDICAMENTOS


Nossa expertise é a indústria, temos mais de 60 anos de mercado e profundo conhecimento do setor, que está se tornando um dos mais competitivos, por meio de processos automatizados de produção. Para isso contamos como nosso Banco de Dados setorizados pela base do CNAE, nossos múltiplos canais de divulgação, nosso grande Network Industrial, parceria com Universidades, associações de classe, organizadores de feiras do setor e profissionais da área.

95.000 NOMES NO BANCO DE DADOS Nosso maior patrimônio!

FALE COM

NOSSOS CONSULTORES

DE NEGÓCIOS

Cristina Banas 11 99978.7024 Cristina.banas@banas.com.br Rajah Chahine 11 98137.5385 Rajah.chahine@pack.com.br Nilton Feitosa 11 98846.1250 Nilton.feitosa@nvcon.com.br

INTERIOR

Aparecida Stefani 11 99647.0044 Aparecida.stefani@banas.com.br


NOVAS TENDÊNCIAS

E AS MELHORES

SOLUÇÕES PARA SUA EMPRESA

PUBLICAÇÕES REVISTAS Impressa e Digital com interatividade P&S - PRODUTOS & SERVIÇOS - www.ps.com.br PACK - A REVISTA DE NEGÓCIOS DO MERCADO DE EMBALAGEM - www.pack.com.br

MÍDIAS DIGITAIS DISPARO DE E-MAIL MKT - Mailing 95.000 nomes - relatórios NEWSLETTER QUINZENAL / B2B INFORMA - Banners, vídeos e notícias SITE DA P&S - Banners e notícias SITE DA PACK - Banners e notícias RADAR INDUSTRIAL / PORTAL - O maior buscador de produtos industriais. DESTAQUE-SE NO RADAR INDUSTRIAL - Banners estratégicos - Produto em destaque - Banner de Cotação - Alto índice de audiência, + - 200.000 visitas mês. www.radarindustrial.com.br DIVULGAÇÃO EM MÍDIAS SOCIAIS (Facebook / Blog / Linkedin)

AÇÕES EXCLUSIVAS FEIRAS (Participação nas mais importantes feiras do setor, como mídia oficial)

FERRAMENTA

EM DESTAQUE

DO NOSSO PORTIFÓLIO

AÇÕES EM EVENTOS / FEIRAS (Ativação em feiras)

PRODUÇÃO DE VÍDEOS

AÇÕES PERSONALIZADAS NO SEGMENTO INDUSTRIAL COM APOIO DO NOSSO MAILING

Elaboração de roteiro, direção e conteúdo de filmes / vídeos para divulgação em mídias sociais e diversos meios de comunicação.

ASSESSORIA DE IMPRENSA

MARKETING DE CONTEÚDO WEBINÁRIO - Desenvolvimento e transmissão, através de plataforma, com relatório. EVENTOS CORPORATIVOS - Workshop Segmentados, Eventos Corporativos e Comemorativos. PARCERIAS Faculdades: Mauá / USP e Fundação Vanzolini para desenvolvimento de material técnico e com conteúdo relevante. Temos parceria com um Grupo que trabalha em vários temas entre eles: Estratégias de Inovação e Competitividade. “Fizemos mais de 2.500 Eventos, Congressos, Premiações, Workshops e eu garanto que esse expertise beneficiará muito a sua empresa.”

PESQUISA DE MERCADO

COMUNICAÇÃO DIRECIONADA

PESQUISA SETORIAL ECONÔMICA (QNAE) - Análise de cada segmento da indústria da atualidade, Importação e Exportação, Mercado Interno / Externo.

CATÁLOGOS DE PRODUTOS Criação, Diagramação e Impressão.

PESQUISA QUALITATIVA E QUANTITATIVA

REVISTA CUSTOMIZADA Criação, Diagramação e Impressão. E-BOOKS Para geração de leads. Preços competitivos, parceria com gráficas.

SITE / E-COMMERCE, DESENVOLVIMENTO E SEO Projetos institucionais e E-commerce. Seu website nas primeiras posições dos buscadores, maximizando suas chances de ser encontrado por potenciais compradores.


índice de anunciantes página

empresa

site

11.............. COIM ...........................................................................................................................................................www.coimgroup.com.br 45.............. DESAFIO PLOCOFF DESIGN........................................................................................................ designplocoff.com.br/index.php 49.............. EMO..............................................................................................................................................................www.emo-hannover.de 37.............. HAVER BRASIL...........................................................................................................................................www.haverbrasil.com.br 53 e 55..... INSTITUTO DE EMBALAGENS................................................................................................www.institutodeembalagens.com.br 29.............. INTERTEC............................................................................................................................................... www.intertecequip.com.br 41.............. LAMIPACK...................................................................................................................................................... www.lamipack.com.br 9................ LAPP............................................................................................................................................................ www.lappgroup.com.br 21.............. MITUSBISHI ELETRIC.................................................................................................................www.mitsubishielectric.com.br/ia 2a Capa, 3 e 7 MULTIVAC.......................................................................................................................................................... br.multivac.com 4a Capa..... OPTIMA........................................................................................................................................... www.optima-packaging.com.br 33.............. PERFOR.............................................................................................................................................................. www.perfor.com.br 13.............. SICAD................................................................................................................................................................... www.sicad.com.br 17.............. THALLS................................................................................................................................................................ www.thalls.com.br 35.............. THAMES SIDE..................................................................................................................................................... www.nvcon.com.br 31.............. TOMRA...................................................................................................................................................... www.tomra.com/pt/food 39.............. VIDROPORTO............................................................................................................................................... www.vidroporto.com.br 25.............. VITOPEL..................................................................................................................................................................www.vitopel.com

CONECTADA

COM AS TENDÊNCIAS DO MERCADO DE EMBALAGEM.

UMA VITRINE DE PRODUTOS E TECNOLOGIAS

MATÉRIAS DE ALTO VALOR AGREGADO

DESIGN

MELHOR REVISTA DO SEGMENTO, RECEBEU PRÊMIO ANATEC NA CATEGORIA COBRE

LEITORES COM ALTO PODER DE DECISÃO

SUSTENTABILIDADE

NOSSOS CANAIS

www.pack.com.br /packrevista


Profile for Revista Pack

Revista Pack digital 230  

Fispal Tecnologia

Revista Pack digital 230  

Fispal Tecnologia

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded