__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

www.pack.com.br

165  M

"U£Î A

I

O

2 0 1 1 R$ 15,00

EMBALAGEM

TECNOLOGIA

DESIGN

INOVAÇÃO

ENTREVISTA Fernando Caldas e Frederico Menano, da Horizonte, contam como a Bad Boy se tornou a terceira marca de energéticos do Brasil

ESPECIAL FCE PHARMA E FCE COSMETIQUE Todas as novidades do mundo da embalagem de cosméticos e farmacêuticos

INDULGÊNCIA A tendência de indulgência veio para ficar e a embalagem cumpre um importante papel para promover essa experiência de consumo


carta ao leitor CARTA AO LEITOR

CONSUMIDORES BUSCAM NOVAS EXPERIÊNCIAS INDULGENTES tendência de consumo por indulgência representa um grande mercado, pois ainda poucas empresas exploram essa oportunidade de negócio na gôndola. Hoje há uma parcela significativa de consumidores indulgentes no mundo, que já representam 16% do bolo total. Eles querem consumir para se autopresentear e estão em busca de novos sabores, novas texturas, etc. Essa experiência indulgente de consumo tende a crescer, já que o aumento do poder de renda da população, a melhora da economia brasileira e a maior oferta de empregos estão permitindo aos consumidores consumir mais e melhor. Mas a gameficação é outra importante vertente do mundo Eu Mereço, principalmente, para atrair o público jovem. Poucas marcas, como a Elma Chips, da Pepsico, exploram com sucesso essa experiência de consumo. O consumidor digita um código que vem na embalagem para criar o seu personagem no mundo digital. A marca promove uma experiência indulgente personalizada e interage com

A

o consumidor. Esse é o assunto principal dessa edição da revista Pack. Entrevistamos, nesta edição, Frederico Menano e Fernando Caldas, diretores da Horizonte, fabricante do energético Bad Boy. Os executivos contam como nasceu a marca e falam sobre a atuação da empresa no mercado brasileiro de bebidas energéticas e como ela se tornou a terceira marca do País. Eles têm sede de expansão. Em cinco anos, a meta da empresa é transformar a Bad Boy na segunda marca do Brasil. Assunta Napolitano Camilo assina um artigo especial sobre as embalagens do Chile. Segundo ela, lá, as embalagens flexíveis têm forte presença nas gôndolas e são bem mais elaboradas do que as brasileiras. O stand-up pouch é uma opção inconteste, já há algum tempo, nas categorias de higiene pessoal e de limpeza. Por isso, essa embalagem apresenta excelência no fechamento e na selagem e a impressão é primorosa. O Chile, apesar de estar na América do Sul, tem um quê de europeu. A sofisticação está presente até numa simples embalagem de molho, com a opção pelo mate ou o fosco. Até a próxima edição.

MARGARET HAYASAKI

EDITORA-CHEFE

| margaret.hayasaki@banas.com.br


165

sumário

A N O • 1 3

14 ENTREVISTA

14

ENTREVISTA Em 2009, a Bad Boy, da empresa brasileira Horizonte, era a quinta marca do País. Hoje ela já é a terceira, atrás apenas da austríaca Red Bull e da Burn, da Coca-Cola

22

MATÉRIA DE CAPA

Foto: Piti Reali

“O objetivo é ser a segunda marca do Brasil em cinco anos”

Ainda há uma avenida de oportunidades para inovar na categoria de produtos indulgentes. Mas os consumidores já estão fazendo escolhas no valor percebido

32

ESPECIAL FCE PHARMA E FCE COSMETIQUE

A 16ª edição das FCEs Pharma e Cosmetique apresenta tudo o que há de mais novo na área de embalagem

40

22

ESPECIAL CHILE

SEÇÕES

40

6

AGENDA

7

PACK ONLINE

8

ATUALIDADES

12 POR DENTRO DAS LEIS

ESPECIAL CHILE

Forte presença das embalagens flexíveis

18 VANGUARDA 20 LANÇAMENTOS INTERNACIONAIS

Foto: iStockphoto

50 NOTAS TÉCNICAS

O

2011

Fotos: Divulgação

Foto: iStockphoto

A tendência de indulgência veio para ficar

EDITORA BANAS

I

Ainda sentindo os efeitos da comoção mundial pelo resgate de “los 33”, o Chile segue seu caminho próprio, com destacada diferenciação dentre as economias latino-americanas

MATÉRIA DE CAPA

4

A

EMBALAGEM TECNOLOGIA DESIGN INOVAÇÃO

MATÉRIAS

M


agenda

62 anos

EM DESTAQUE Versão latino-americana da consagrada Pollutec (Organizada pela Reed Exhibitions França) - maior evento de meio ambiente do mundo – a 3ª AMBIENTAL EXPO deverá reunir 150 empresas expositoras, nacionais e internacionais, e receber 12 mil compradores qualificados.

EMBALAGEM | TECNOLOGIA | DESIGN | INOVAÇÃO

FEIRAS NO BRASIL DATA

FEIRA

LOCAL

ORGANIZAÇÃO

De 7 a 10 de junho de 2011

Fispal Tecnologia – Feira Internacional de Embalagens, Processos e Logística para as Indústrias de Alimentos e Bebidas

Parque de Exposições do Anhembi, São Paulo, SP

Brazil Trade Shows Tel.: (11) 3598-7800 www.fispal.com

De 5 a 7 de julho de 2011

Brasil Brau – Feira Internacional de Tecnologia em Cerveja

Transamérica Expo Center, São Paulo, SP

Fagga Eventos Tel.: (11) 3044-4410 www.brasilbrau.com.br

De 16 a 19 de agosto de 2011

Plastech Brasil – Feira de Tecnologias para Termoplásticos e Termofixos, Moldes e Equipamentos

Caxias do Sul, Rio Grande do Sul, RS

De 23 a 25 de agosto de 2011

Tecnocarne – Feira Internacional de Tecnologia para Indústria da Carne

Centro de Exposições Imigrantes (SP)

De 23 a 26 de agosto de 2011

Embala Nordeste – Feira Nacional de Embalagens

Centro de Convenções de Pernambuco, Recife (PE)

Greenfield Business Promotion Tel.: (81) 3343-1101 www.greenfield-brm.com

De 20 a 23 de setembro de 2011

Ambiental Expo – Feira Internacional de Equipamentos, Produtos, Serviços e Tecnologias Ambientais

Pavilhão Azul do Expo Center Norte, São Paulo (SP)

Reed Exhibitions Alcantara Machado Tel.: (11) 3060-5001 www.ambientalexpo.com.br

Fundador: Geraldo Banas (1913 – 1999) Publisher: Cristina Banas Editora: Elizabetha Banas (1923 – 2007) Editora-chefe: Margaret Hayasaki – margaret.hayasaki@banas.com.br Assessora Técnica: Assunta Camilo (FuturePack) – assunta@futurepack.com.br Revisão: Nazaré Baracho Consultoria Técnica: Guilherme Sergio Maradine Secretária: Sandra Gomes – sandra.gomes@banas.com.br Projeto gráfico: Editora Banas Produção: Luciano Tavares de Lima (gerente) – producao@banas.com.br Designer: Ana Claudia Martins – ana.martins@banas.com.br Capa: Ana Claudia Martins – ana.martins@banas.com.br

CONSELHO EDITORIAL André Vilhena – Diretor CEMPRE – Compromisso Empresarial para Reciclagem; Assis Garcia – Diretor do Centro de Tecnologia de Embalagem – CETEA; Eduardo Yugue – Gerente de embalagens da Nestlé; Geraldo Cardoso Guitti – Presidente da Refrigerantes Convenção; Lincoln Seragini – Diretor – presidente da Seragini Farné; João Batista Ferreira – CEO da J2B Innovation to Business, Luiz Belloli Neto – Presidente da Câmara setorial de máquinas para a indústria alimentícia, farmacêutica e refrigeração industrial da Abimaq – Luis Madi – Diretor - geral do ITAL - Instituto de tecnologia de Alimentos

DEPARTAMENTO DE VENDAS Simplás Tel.: (54) 3228-1251 www.plastechbrasil.com.br

Brazil Trade Shows Tel.: (11) 3598-7800 www.tecnocarne.com.br

Executivos de Negócios – São Paulo João Domingues Tel.: (11) 3500-1900 – publicidade@banas.com.br

Belo Horizonte M Lage Vendas e Representações. Contato: Marcio Lage Av. Raja Gabaglia, 4000 – sl. 207 – CEP 30494-310 – Belo Horizonte-MG Tel.: (31) 2127-3854 - (31) 9612-8028 – publimg@banas.com.br

Rio de Janeiro Art Comunicação S/C Ltda. Contato: Francisco Neves Rua Des. João Claudino Oliveira e Cruz, 50 – cj. 607 – CEP 22793-071 – Rio de Janeiro-RJ Tels.: (21) 2269-7760 – (11) 9943-5530 – Fax: (21) 3899-1274 – banasrj@uol.com.br

Rio Grande do Sul Interface Comunicação e Propaganda Ltda. Contato: Vera Anjos Av. Taquara, 193 – Cj. 406 – CEP 90460-210 – Porto Alegre-RS Tel./Fax: (51) 3330–2878 – banassul@terra.com.br

Paraná e Santa Catarina Print Technology Representações Comerciais Ltda. Contato: Gilberto Kugnharski/Marilisa da Rocha Av. Luiz Xavier, 68 – 11ªand. – cj. 1118 – CEP 80020-020 – Curitiba-PR Tel. (41) 9942-2569 – gilberto@banas.com.br / marilisa@banas.com.br

São Paulo – Interior Aqueropita Intermediações de Negócios Ltda. Contato: Aparecida A. Stefani Tel.: (16) 3413-2336 – Cel.: (11) 9647-0044 – Fax: (11) 3500-1935 – aparecida.stefani@banas.com.br

FEIRAS NO EXTERIOR DATA

FEIRA

LOCAL

ORGANIZAÇÃO

De 16 a 18 de junho de 2011

Envase Alimentek Peru

Centro de Exposiciones del Jockey Center, Lima, Peru

Instituto Peruano de Envase y Embalaje Tel.: (511) 6164444 www.envaseperu.org

De 21 a 24 de junho de 2011

Expo Pack México – Exposição de Máquinas para Envase, Embalagem e Processamento

Centro Banamex, Cidade do México, México

PMMI Tel.: (+52 55) 5545-4254 www.expopack.com.mx

De 29 de junho a 1 de julho de 2011

Interphex Japan – Feira da Indústria Farmacêutica

Tokyo Big Sight, Tóquio, Japão

Reed Exhibitions Japan Ltd Tel.: +81-3-3349-8509 www.interphex.jp/en/home

REPRESENTANTE INTERNACIONAL Argentina 15 de Noviembre 2547 – C1261 AAO – Capital Federal – Republica Argentina Tel.: (54-11) 4943-8500 – Fax y Mensajes: (54-11) 4943-8540 www.edigarnet.com

ACORDO DE COOPERAÇÃO Phone: +1 312/2221010 – www.packworld.com

Rua Edward Joseph, 122 – 11º andar – Edifício Passarelli Jardim Suzana – São Paulo-SP – CEP 05709-020 CNPJ 60.432.796/0001-83 – I.E. 104.259.747.116, C.C.M. 1.249.632-4 NOVO TELEFONE (11) 3500-1900 Impressão: IBEP Gráfica Circulação nacional: Tiragem – 10 000 exemplares Periodicidade: mensal

Cartas&E-mails

Assinatura: ˜Õ>Ê­ À>ȏ®ÊrÊ,fʙÇ]ääÊUÊ ¨ÊÛՏÜÊrÊ,fÊ£x]ää

A revista Pack quer conhecer a opinião dos nossos leitores. Sua opinião é muito importante para a contínua melhoria da qualidade editorial. Escreva para nós, opinando sobre as entrevistas, reportagens e artigos.

MAIO 2011 PACK – EMBALAGEM | TECNOLOGIA | DESIGN | INOVAÇÃO é uma publicação mensal da Editora Banas Ltda. A PACK é dirigida aos profissionais que ocupam cargos técnicos, de direção, gerência e supervisão em empresas fornecedoras, convertedoras e usuárias de embalagens, bem como prestadores de serviços relacionados à logística, design e todos os processos relacionados a indústrias de embalagem.

EDITORA BANAS

M

E

IO IV P R Ê M

B

2008

END.

Rua Edward Joseph, 122 – 11º andar – Edifício Passarelli São Paulo-SP – CEP 05709-020

B2

A

D

IA

T

A

R

O

6

11 3500-1925 | FAX 11 3500-1935

D E M ÍD IA S E G

DA

EG

TELEFONE

EC

C AT

PARA SE CORRESPONDER COM A REDAÇÃO E-MAIL redacao@banas.com.br

AT

TA

Filiada à

N

AN

Critique ou dê sugestões de pautas.

RE

V I S TA S E G M

EN

É permitida a divulgação das informações contidas na revista desde que citada a fonte. PACK reserva-se o direito de publicar somente informações que considerar relevantes e do interesse dos leitores da revista.


Siga no @EditoraBanas

nline

www.pack.com.br POR TATIANA GOMES | tatiana.gomes@banas.com.br

O SITE DA PACK TRAZ NOTICIÁRIO ATUALIZADO DIARIAMENTE, ARTIGOS EXCLUSIVOS E TUDO SOBRE O MERCADO DE EMBALAGEM. MAIS: VÍDEOS, FOTOS E A VERSÃO DIGITAL NA ÍNTEGRA DA EDIÇÃO DO MÊS, ALÉM DAS ANTERIORES!

[CONEXÃO WEB ] as mais lidas no pack.com.br

[ENQUETE ]

RESULTADO ABRIL/2011

O uso da embalagem para fazer promoções tem crescido?

0%

Sim - (90,00%)

10 , 0

Grupo Artecola opera com novo sistema de produção de adesivos hot melt, importado dos Estados Unidos e fabricado pela Gala®, uma das fabricantes de equipamentos para as indústrias de plásticos e adesivos em todo o mundo.

Não - (10,00%)

1 2 3 4 5 +

90,00%

Artecola opera com mais moderno sistema para adesivos hot melt do Brasil

Equipamento amplia capacidade produtiva e propicia características técnicas ainda melhores.

Braskem-Idesa seleciona a tecnologia para a planta de eteno no México

NESTE MÊS Interaja! Confira a enquete do mês e vote na home do site!

Technip fornecerá a tecnologia do cracker do projeto Etileno XXI e cuidará do projeto de engenharia básica.

Onde achar? http://www.pack.com.br

Divulgados os finalistas do Prêmio Sindusfarma de Qualidade 2011

A cerimônia de entrega dos troféus será realizada no dia 23 de maio, na Via Funchal.

CeMAT SOUTH AMERICA começa nesta segundafeira, dia 4/4

São Paulo sedia a primeira edição sulamericana da CeMAT reunindo 175 empresas de 18 países.

Assunto será debatido por Paulo Carramenha, Diretor Geral da GFK CR Brasil, durante Fórum.

Confira a lista das dez notícias mais acessadas no site e as leia na íntegra! Fonte: Google Analytics* Período de 22/3/11 a 26/4/11 Onde achar? http://www.pack.com.br/maisnoticias.aspx

[DESTAQUES] Os anúncios desta edição acompanhados dos ícones  têm informações extras no www.radarindustrial.com.br. Lá você encontra mais detalhes dos produtos, especificações técnicas e informações da empresa anunciante. Acesse! www.radarindustrial.com.br

Dúvidas sobre o mercado? Nossos consultores esclarecem os mais diversos temas do setor. Envie sua pergunta e leia as respostas para nossos internautas no Blog da Pack. E-mail guru@pack.com.br PERGUNTE, ELE RESPONDE!

O NEWSLETTER SEMANAL DA INDÚSTRIA

Toda semana, a newsletter entrega no seu e-mail as notícias mais importantes da indústria de embalagens. Cadastre-se no site! Acesse! www.banas.com.br/banasinforma

Fotos: Divulgação

Palestra da GFK aborda o papel das embalagens na construção das marcas

Novo shape de Maguary Marca de grande reconhecimento e lembrança dos consumidores renova a embalagem de sua garrafa PET de 500 ml com novo desenho estrutural (shape) para a linha de sucos concentrados, também conhecidos como integrais, em oito sabores.

Edição de Páscoa de bebida especial para crianças A Cereser, fabricante brasileira de bebidas com 85 anos de tradição, traz para o mercado a edição especial do Spunch, um produto gaseificado não-alcoólico com sabor de morango para o público infantil, agora com novo rótulo decorado com os personagens Mickey, Minnie e Pluto. Onde achar? http://www.pack.com.br/blog

EDITORA BANAS

7


Foto: Divulgação

atualidades

FORMAS CHEIAS Desenvolvida pelo Estúdio Ricardo Mayer, a nova embalagem e rótulo dos champignons da Sierra traduzem uma melhor percepção de qualidade e valor. A apresentação mais moderna visa a distinguir a marca num segmento, no qual predominam pequenos produtores caracterizados pelo emprego de baixa tecnologia. O rótulo frontal destaca diversas informações importantes que criam pontos de interesse. O texto sugere diversas formas de consumo de champignons, pois foi constatado que os consumidores usam predominantemente para preparar estrogonofre. O contra-rótulo traz receitas com fotos para estimular estas outras formas de consumo. Já no redesenho do logo foi mantido o conceito fundamental, mas a imagem foi simplificada e ganhou luminosidade para ficar mais atraente. O fundo verde tem a função de isolar o nome dos demais elementos do rótulo. As cores sugerem o frescor de um alimento que é industrializado pelo próprio produtor.

DE CURVAS A RAFdesign criou e desenvolveu as embalagens da linha de hidratantes Body, que a marca Garnier acaba de lançar no Brasil. Todo desenvolvido no país, o projeto Body é um marco para a Garnier, por ser a primeira investida da marca em produtos voltados para o cuidado do corpo. Segundo Roberto Ferreira, diretor executivo da RAFdesign, a missão era traduzir à embalagem os atributos da marca Garnier: natureza e tecnologia. “O principal desafio foi a utilização da cor verde, característica da marca, incorporando-a em uma categoria em que o branco predomina, como é o caso dos produtos de beleza para o corpo”, diz. Em relação ao formato da embalagem, a proposta da agência baseou-se em muitas curvas, reforçando a imagem do corpo feminino. “A partir de vários estudos e protótipos, fomos aperfeiçoando a forma, até chegarmos num resultado ergonômico, eficiente e alinhado à proposta de associar a marca à categoria corpo”, finaliza Ferreira. RAFdesign, tel.: (21) 2236-6410.

Estúdio Ricardo Mayer, tel.: (11) 3141-2728.

Foto: Divulgação

MELHOR PERCEPÇÃO DE VALOR

O Pão de Açúcar fechou parceria com a Bier & Wein Importadora (Emcomex Ltda.) para a produção de uma edição especial da cerveja Paulistânia que traz no rótulo imagens da história da rede em São Paulo. Em uma delas, fotografada em 1948, é possível ver o primeiro carro de entrega, revelando o foco em serviços e atendimento ao consumidor. O segundo rótulo mostra a fachada da primeira loja Pão de Açúcar, localizada na Av. Brigadeiro Luiz Antônio, em São Paulo (SP), no ano de 1952, onde até hoje a empresa mantém uma unidade da rede, a loja 01. A primeira edição da Paulistânia clara apresentou 12 imagens antigas de São Paulo e que nos fazem relembrar, reviver e repensar a vida na cidade. Para a próxima edição, uma nova seleção de 12 fotos, desta vez, de estados brasileiros, fará uma homenagem às cidades e aos povos que fazem de São Paulo a cidade de todos. Essa é a primeira vez que a rede faz uma ação com uma cervejaria no lançamento de rótulos temáticos. A expectativa é um aumento de vendas dessa cerveja em 40%. Fábio Rodrigues, gerente-comercial de cervejas do Pão de Açúcar, espera que o produto chame a atenção dos colecionadores e apreciadores das cervejas especiais, segmento que cresceu 120% em vendas entre 2009 e 2010 no Pão de Açúcar. Hoje, a rede disponibiliza 90 rótulos de cervejas dessa categoria. Paulistânia, tel.: (11) 3405-7000.

8

EDITORA BANAS

Foto: Divulgação

RÓTULO ESPECIAL


A linha de biscoitos Triunfo acaba de ganhar novas embalagens desenvolvidas pela equipe de design interna da Arcor. Elas ganharam cores mais alegres e vibrantes. O amarelo possui uma luminosidade que remete ao nascer do sol e o vermelho do logo está mais forte, transmitindo energia. Além disso, a coroa, símbolo da marca, fica agora com três pontas, mostrando força no conjunto. “Em relação às embalagens, identificamos que os consumidores estão satisfeitos com as atuais, porém as mudanças são percebidas como uma evolução que representa melhor a qualidade dos produtos Triunfo”, afirma Rodrigo Peçanha, diretor de marketing de biscoitos da Arcor. As embalagens de BOPP (polipropileno biorienado) metalizado são produzidas pela Inapel/Tecnoval/Mazda, com impressão em rotogravura.

Foto: Divulgação

Arcor, 0800-0558450.

Foto: Divulgação

CORES MAIS ALEGRES E VIBRANTES

O SABOR DA LANCHONETE NA

CHEIRO DE SOFISTICAÇÃO

Kong Rex, tel.: (11) 3032-1260.

DIFERENCIAÇÃO NA GÔNDOLA

Foto: Divulgação

Lonkoom Parfum, tel.: (11) 3207-2494.

Nos sabores pizza, cheddar e prato, as novas embalagens da linha X Sanduíche, da Sadia, assinadas pela Kong Rex, alinham a estratégia de conectar a marca com o público jovem e o conceito de associar o sabor do produto ao verdadeiro gostinho da lanchonete. Com design mais limpo, cores vivas e fortes, de impacto e, ao mesmo tempo, contemporâneas, a revitalização reforça a inovação na categoria de queijo, gerando impacto e diferenciação dos sabores da linha e estabelecendo uma referência para a categoria.

Foto: Divulgação

SUA CASA

A marca de perfumes Lonkoom lança a linha 818 feminina na apresentação “Eau de Toilette” que são as mais indicadas para o clima tropical. É uma versão mais suave e discreta dos perfumes. A linha é composta de seis fragrâncias: Pink Classic 818 (flores cítricas), Gold Classic 818 (flores frutíferas), Gold 818 (flores frutíferas), Silver Flowers 818 (aromas do campo), Pink 818 (flora frutífera) e Brown 818 (flores mediterrâneas). O conceito de design da embalagem desenvolvido pela equipe do Grupo Xuelei Cosmetics foi inspirado na criação da linha 818, exclusiva da marca Lonkoom, com identidade visual e fragrância específica para cada modelo. A embalagem apresenta estruturas de alumínio, com revestimento magnético, com impressão permeográfica, que confere sofisticação. Já o cartucho de papel cartão é impresso em relevográfica.

Assinada pela Bronka Design, a nova embalagem do frango congelado, da Boav Alimentos, ganhou novas cores que diferenciam o produto na gôndola. Na categoria, predomina o uso de amarelo e vermelho. Por isso, a agência optou pelo azul que transmite o conceito de saúde, limpeza e mais light. A imagem da fazenda ao fundo é onde são produzidos os frangos e traduz o natural. Bronka Design, tel.: (19) 3631-8297.

EDITORA BANAS

9


notícias

P

2009

5.000

3.690 4.780 6.270

10.000

3.740 4.330 5.220

15.000

5.620 7.560 9.460

20.000

13.800 18.300 23.350

25.000

AMÉRICA DO NORTE

EUROPA OCIDENTAL

ÁSIA/PACÍFICO

CRESCIMENTO ANUAL

0

10

DEMANDA DE COPOS E TAMPAS

6.1%

5.8%

5.6% 5.0%

2004-2009

4.6%

4.5% 3.8%

2009-2014

EDITORA BANAS

5.3%

1.020 1.630 2.400

DEMANDA MUNDIAL DE COPOS E TAMPAS (US$ MILHÕES)

2004

de bebidas, alimentos e de foodservice; do maior uso de copos e tampas mais caros; e a expansão de bebidas especiais em restaurantes do tipo fast food. Esses e outros fatores irão continuar conduzindo a demanda de copos e tampas nos Estados Unidos nos próximos anos. A demanda de copos e tampas na Ásia, na América Central, na América do Sul, na Europa Oriental e na África irá continuar a crescer mais rapidamente que a média global, impulsionada pelo aumento do padrão de vida dos consumidores e o rápido crescimento do número de restaurantes de serviços limitados servindo alimentos e bebidas para consumo em movimento em copos com tampas. Além disso, a tendência de industrialização também deve contribuir para aumentar a demanda de copos e tampas nessas regiões, geralmente, com indústrias de processamento de alimentos e de bebidas em desenvolvimento. A maior participação de copos e tampas vai continuar sendo no mercado de foodservice, especialmente, nos restaurantes do tipo fast food, cafeterias e sorveterias. A demanda de copos e tampas no mercado de bebidas e de alimentos vai ter 2014 ganhos rápidos suportados pelo desenvolvimento de novos usos, nos quais os copos oferecem conveniência, portabilidade e porção controlada; pelo aumento da popularidade do copos de porção única que vão ao AMÉRICA CENTRAL micro-ondas; e o conE DO SUL tínuo crescimento de 9.8% 8.0% itens saudáveis, como iogurtes, café seco, frutas e geleias, que são frequentemente embaladas em copos de plásticos. Fonte: Freedonia

rojeta-se que a demanda mundial de copos e tampas deve crescer 5% ao ano, atingindo US$ 23,4 bilhões em 2014. Entre os fatores que vão contribuir para essa expansão, estão o crescimento do segmento de foodservice e as tendências do aumento do consumo de alimentos de conveniência como resultado da mudança de estilo de vida dos consumidores. Produtos feitos de materiais recicláveis, reciclados e biodegradáveis também experimentarão um crescimento robusto. Algumas das melhores taxas de crescimento são esperadas na China, Índia e Indonésia, além de Brasil e Rússia. Essas e outras tendências são apresentadas no estudo mundial sobre copos e tampas feitos pela Freedonia. Os Estados Unidos se mantêm como os maiores consumidores de copos e tampas do mundo, com uma ampla margem. Em 2014, o País vai representar 35% do mercado mundial de copos e tampas. Essa posição de liderança tem origem em vários fatores: da grande indústria de embalagens

Vaivém do mercado DESIGN INVERSO CONTA COM TRÊS NOVOS ESPECIALISTAS

O escritório de design estratégico e gestão de marcas Design Inverso, de Joinville (SC), conta com três novos profissionais. O primeiro contratado é o produtor gráfico Daniel Bornholdt, que conta com experiência em estúdios de póscriação e produção gráfica e agências de propaganda, em Joinville e no estado de São Paulo. O designer industrial Fabrício Pires Lima traz os conhecimentos de mais de dez anos de atuação no mercado, com ênfase para design de plásticos. Completando a lista, a Design Inverso conta agora também com o trabalho da designer gráfico argentina Laura Eugênia Tezón. Ela atuou quase cinco anos como designer sênior – e na interface com o marketing – em escritórios da capital argentina. ALCOA NOMEIA NOVA DIRETORA DE MARKETING, COMUNICAÇÃO E BRANDING

Dina Shapiro é a nova diretora de marketing, comunicação e branding da Alcoa. A executiva será responsável pelo desenvolvimento de uma estratégia de marketing integrada dos negócios da companhia. Ela tem 18 anos de experiência em marketing em grandes agências, como JWT, BBDO, McCann-Erickson and Y&R. ABIEF ELEGE DIRETORIA PARA O BIÊNIO 2011/2013

A Associação Brasileira da Indústria Brasileira de Embalagens Flexíveis (Abief) acaba de nomear a diretoria para o biênio 2011/2013. Alfredo Felipe Schmitt, da FFS Filmes, se reelegeu como presidente da entidade. Entre os vice-presidentes estão: Hermes Elias Moura, da Lord (1º vice-presidente); Alberto Geronimi, da Tecnoval (2º vicepresidente); Israel Sverner, da Electro Plastic (3º vice-presidente); e Beni Adler, da Nobelpack (4º vice-presidente). HENKEL ANUNCIA NOVO GERENTE REGIONAL DE COMPLIANCE/SEGURANÇA CORPORATIVA PARA A AMÉRICA LATINA

A Henkel, fabricante das marcas Super Bonder, Pritt, Cascola, Loctite, Bonderite, Liofol e Schwarzkopf, anuncia Pyter Stradioto como novo gerente regional de compliance/segurança corporativa para a Henkel América Latina. Ele se reporta diretamente ao Chief Security Officer (CSO) Thomas Stobbe na Alemanha e em temas de Compliance a Julio Muñoz Kampff.

Fotos: Divulgação

Demanda mundial de copos e tampas deve chegar a US$ 23,4 bilhões em 2014


entrevista

Fábio Braga, membro do conselho O que motivou a Braga a investir em uma nova unidade fabril em Três Lagoas (MS)? A experiência adquirida num período de 30 anos de atividades no segmento de papéis e filmes autoadesivos e a capacidade máxima de produção na sede, em Hortolândia, região Metropolitana de Campinas (SP), foram fundamentais para essa decisão. Porém, vale destacar também o avanço tecnológico que essa unidade vai representar para a Braga e os seus clientes, pois contará com equipamentos de última geração, o que há de mais moderno no setor. A nova fábrica vai funcionar numa área de 40 mil metros quadrados, edificada dentro dos mais modernos conceitos de boas práticas de fabricação e layout inteligente. Por que a cidade de Três Lagoas foi escolhida para o novo empreendimento? Três Lagoas tem se mostrado um grande polo de papel e celulose do País. Com isso, fomos convidados pela prefeitura e pelo governo do Estado do Mato Grosso do Sul para conhecer as vantagens e a infraestrutura energética e logística disponibilizadas, e gostamos muito do que vimos. Qual foi o investimento feito pela Braga na construção da nova unidade e na aquisição de novos equipamentos? Fizemos um investimento próximo de R$ 30 milhões. Todas as máquinas adquiridas são importadas? De que países? A principal máquina, uma laminadora BMB Bachofen + Meier, foi importada da Suíça. Com dois metros de largura útil, velocidade de 450 metros por minuto, estufas de secagem pelo sistema air floating (colchão de ar), siliconização com sistema solvent less e três scanners de leitura que permitem uma avaliação precisa da produção com correção em tempo real, fazem desta a última geração em equipamento trazido para o Brasil. Já a cortadeira veio da Alemanha. Com largura útil também de 2 metros e posicionamento automatizado das facas, esse equipamento vai nos permitir maior flexibilidade nos cortes e um setup muito reduzido.

Foto: Divulgação

administrativo da Braga Produtos Adesivos

A nova unidade prevê o crescimento da Braga em novos mercados? O grande foco está voltado para o segmento de rotulagem prime, onde já temos um bom conhecimento. E agora, com essa nova fábrica, podemos oferecer o que há de melhor em matéria-prima. Quando vai entrar em funcionamento a segunda etapa do projeto que terá capacidade para produzir 220 milhões de metros quadrados/ano? Apesar desse “upgrade” já estar contemplado no projeto, há uma curva de aprendizado até que consigamos extrair o máximo da performance do equipamento e isso pode levar de um ano a um ano e meio. Qual será a capacidade de produção total da Braga (somando a capacidade da unidade de Hortolândia)? Para a primeira fase do projeto, a previsão é de uma produção de 100 milhões de metros quadrados por ano, e com a entrada em funcionamento da segunda etapa, a capacidade sobe para 220 milhões de metros quadrados, gerando 100 empregos diretos. As duas unidades terão uma capacidade de produção de aproximadamente 160 milhões de metros quadrados por ano. Qual é a previsão de crescimento para 2011? Fomos bastante ousados na meta para esse ano e, mesmo com toda a adversidade, estamos conseguindo crescer em torno de 15%.

EDITORA BANAS

11


CERVEJA COM TEOR ALCOÓLICO REDUZIDO NÃO PODE TER INSCRIÇÃO “SEM ÁLCOOL” NO RÓTULO A cerveja Kronenbier não pode ser comercializada com a inscrição “sem álcool” no rótulo, mesmo que a bebida tenha teor de álcool abaixo do necessário para ser classificada alcoólica. Esse foi entendimento da Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que rejeitou recurso movido pela Companhia de Bebidas das Américas (Ambev). O Tribunal de Justiça do Rio Grande Sul (TJRS) havia decidido a favor da Associação Brasileira de Defesa da Saúde do Consumidor (Saudecom), que ajuizou ação contra a empresa. Em 2001, a entidade ingressou com ação civil pública contra a Companhia Antártica Paulista, posteriormente adquirida pela Ambev. A associação pedia a proibição da venda da cerveja Kronenbier com a expressão “sem álcool” no rótulo. Na verdade, a bebida tem na sua composição um índice entre 0,30 a 0,37g/100g da substância. Em primeira instância, o pedido foi considerado procedente. A empresa recorreu ao TJRS. Alegou que a sentença era nula, pois o Decreto n. 2.314/1997 justifica a classificação da cerveja como “sem álcool” e se aplicaria ao caso. Essa legislação determina que, para ser considerada alcoólica, a bebida deve ter ao menos 0,5% de álcool na composição. Também apontou que a Saudecom não teria legitimidade para propor a ação, já que não haveria autorização de seus associados para tanto. Por fim, destacou que não houve tratamento isonômico para a Ambev, já que outros fornecedores não foram obrigados às mesmas providências.

BH SEM SACOLINHAS PLÁSTICAS A lei 9.529/08, de autoria do vereador Arnaldo Godoy (PT), da Câmara Municipal de Belo Horizonte (MG), que determina a substituição de sacolas e sacos plásticos convencionais por produtos ecológicos em lojas e supermercados da capital, acaba de entrar em vigor. De acordo com o decreto, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente ficará responsável por fiscalizar o cumprimento da lei pelo comércio. Se for constatada infração, haverá notificação e multa de mil reais. Em caso de reincidência, o valor sobe para dois mil reais. Caso haja nova transgressão, o estabelecimento poderá ser interditado parcial ou totalmente e ter seu alvará de localização e funcionamento cassado. A expectativa é de que cerca de 450 mil sacolas plásticas deixem de ser consumidas em Belo Horizonte e as antigas sacolas retornáveis de lona voltem a frequentar os mercados. As embalagens oxibiodegradáveis, que causam muito menos danos ao meio ambiente, comparandose às convencionais, também estarão disponíveis ao consumidor.

12

EDITORA BANAS

PRODUTOS NOCIVOS AO MEIO AMBIENTE TERÃO QUE INFORMAR NAS EMBALAGENS O SEU TEMPO DE DECOMPOSIÇÃO Agora é lei. Produtos considerados nocivos ao meio ambiente comercializados no Estado do Rio de Janeiro – como pilhas, baterias derivados de petróleo, defensivos químicos e demais produtos de longo prazo de decomposição – deverão informar seu tempo de degradação no meio ambiente. O alerta, que deverá constar nas embalagens dos produtos, está previsto na lei 5.928/11, assinada pelo presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), deputado Paulo Melo (PMDB), e pela presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Casa, deputada Cidinha Campos (PDT). O texto foi aprovado com uma emenda que dá prazo de 180 dias, a partir da sanção, para que as embalagens tragam a informação, que será baseada no tempo de decomposição indicado em norma editada pelo poder público. Já as formas de descarte ambientalmente adequadas seguirão as indicadas pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) ou por outro órgão oficial com competência legal. O fabricante, importador, distribuidor, ou varejista que comercializar produtos sem as informações, estarão sujeitos a punições que vão de multa de uma Ufir por embalagem à cancelamento da inscrição estadual.

ARAÇATUBA (SP) APROVA O FIM DAS SACOLAS PLÁSTICAS NO COMÉRCIO O projeto de lei, de autoria do vereador Arlindo Araújo (PPS), da Câmara Municipal de Araçatuba (SP), que proíbe o uso de sacolas plásticas como embalagem no comércio da cidade foi aprovado em abril último. O projeto, apreciado em segunda e última discussão e votação, confere aos estabelecimentos comerciais o prazo de até 365 dias, contados da data da publicação da norma, para se adequarem à nova regra.

Foto: SXC

por dentro das leis


PROJETO DE LEI QUER PROIBIR A COMERCIALIZAÇÃO DE BEBIDAS EM GARRAFAS DE VIDRO DESCARTÁVEIS O deputado Rasca Rodrigues (PV) acaba de apresentar na Assembleia Legislativa do Paraná projeto de lei que proíbe a comercialização de bebidas envasadas em garrafas de vidro descartáveis do tipo “long neck” ou “one way” e similares, por estabelecimentos de qualquer ramo comercial no Paraná. De acordo com ele, a iniciativa visa a diminuir o impacto que o descarte desse tipo de embalagens provoca no meio ambiente. O projeto deverá seguir agora para apreciação nas comissões técnicas do Legislativo. Caso seja aprovado depois em Plenário e sancionado pelo Poder Executivo, os estabelecimentos comerciais terão o prazo de 60 dias para se adequarem às disposições legais. A fiscalização do cumprimento da lei e a aplicação das sanções cabíveis serão de responsabilidade do Poder Municipal, em conjunto com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMA), através do Instituto Ambiental do Paraná. DESEMPREGO

O deputado Fábio Camargo (PTB-PR) disse que o projeto lei que proíbe a comercialização de bebidas envasadas em garrafas de vidros descartáveis do tipo “one way”, somente uma via, ou “long neck” e similares, como refrigerantes e bebidas destiladas, em qualquer estabelecimento comercial no Paraná, causará a redução de empregos em diversos setores.


Foto: Piti Reali

entrevista

14

EDITORA BANAS


O objetivo é ser a segunda marca do Brasil em cinco anos Em 2009, a Bad Boy, da empresa brasileira Horizonte, era a quinta marca do País. Hoje ela já é a terceira, atrás apenas da austríaca Red Bull e da Burn, da Coca-Cola MARGARET HAYASAKI

D

á-lhe energia para superar os desafios de crescer entre gigantes multinacionais, como a Red Bull e a Coca-Cola. Isso eles têm de sobra. Fernando Pereira Caldas, diretorgeral, e Frederico Menano, diretor-comercial, uniram seus esforços para fundar a Horizonte e construir um horizonte próspero para a bebida energética Bad Boy, criada em 2000 e que hoje já é a terceira marca do Brasil.

No começo dos negócios, o envase do produto era feito por um co-packer fora do Brasil, já que o parceiro no País ainda estava em fase de finalização de seu processo industrial. A partir de 2001, a Horizonte começou a produzir a bebida energética no Brasil, com lata e outras matérias-primas importadas. Isso foi mantido até 2009 quando o envase da bebida passou a ser feito com latas produzidas por aqui pela Rexam. “90% dos nossos players também trabalham dessa forma. Eles não têm a própria planta industrial. O foco é na parte comercial, vendas, formulações”, afirma Menano.

Caldas revela que há também outra razão para trabalhar com co-packer. “Apesar de a categoria de energéticos virem numa crescente, ela vai ser sempre um nicho em termos de comparação com refrigerantes. Para você idealizar uma indústria em larga escala só com energéticos é complicado.” Em entrevista à revista Pack, Caldas e Menano contam como a Horizonte cresceu no mercado brasileiro de energéticos. PACK: Como se deu a escolha do nome da marca? CALDAS: Selecionamos uma marca que tinha um significado, uma alma, um caráter. Escolhemos o nome Bad Boy porque ele identifica exatamente aquilo que nós pensamos que é referência da categoria de energético: atitude jovem, energia, dinamismo e superação dos resultados. E a expressão Bad Boy é universal, conhecida em muitos países, inclusive, no Brasil. PACK: Hoje qual é a penetração da marca Bad Boy no mercado brasileiro de energéticos? CALDAS: A Bad Boy é a terceira marca do Brasil. O objetivo é ser a segunda marca em cinco anos.

MENANO: Em 2009, a Bad Boy era a quinta marca. Atualmente, na Grande São Paulo, a marca é vicelíder de mercado, superando a Burn, da Coca-Cola. CALDAS: São Paulo é o principal mercado de consumo da marca Bad Boy, seguida da região Sul. No Norte e Nordeste, a marca também alcançou boa penetração. PACK: E o principal canal de distribuição do energético Bad Boy? CALDAS: É o diurno que representa 90% das vendas. Hoje nós temos uma plataforma de distribuição muito boa, com mais de nove mil pontos de varejo cadastrados no Brasil. Atendemos quase todos os atacados importantes, redes de supermercados e distribuidores regionais. O investimento na noite traz retorno, eventualmente, mais rápido, mas tem problemas. O primeiro deles é um ponto de venda que muitas empresas grandes buscam e estão dispostas a investir pesado pela exclusividade. E a Horizonte não tem capacidade para pagar mais que uma Coca-Cola por um determinado ponto de venda. Isso é uma limitação. O segundo é que quando se opta por pontos de venda noturnos que não estão no topo, há o risco de crédito, EDITORA BANAS

15


entrevista

pois esses pontos de venda têm uma duração limitada. Hoje eles estão na moda, amanhã não estão mais.

CALDAS: Ela representa 75% das vendas. É o nosso carro-chefe. E no mercado ela representa mais do que isso.

PAC K : O c o n s u m o d a b e b i d a energética ainda é associado à bebida destilada?

MENANO: Em 2009, 90% do mercado de energético no Brasil era lata slim. Hoje, o mercado já mudou um pouco, mas ela ainda realmente ganha disparado.

CALDAS: Ainda há muita gente que consome energético misturado com bebida destilada na balada, mas isso deve diminuir. Mas também há consumidores que consomem energético no período diurno por razões diferentes, como dirigir, praticar esporte ou para assistir a corrida de fórmula 1 de madrugada. As razões e as ocasiões de consumo se multiplicam. O consumo diurno vai ter uma participação maior. Por exemplo, as pessoas que tomam energético para dirigir vão representar 5%. As pessoas que consomem energéticos porque vão trabalhar à noite vão representar 40%. Estou inventando números para dizer que, num futuro próximo, cada um vai ter a sua parcela de consumo específica. Então a mistura de energético com uísque é só uma consequência da existência do produto. E foi só nascimento. Não é o seu objetivo. PACK: Há novidades a caminho na categoria de energéticos? CALDAS: Sim. Estamos desenvolvendo novos produtos e provavelmente dentro de dois a três meses estaremos em condições de falar sobre eles. Dois ou três novos produtos que vão atender novas ocasiões de consumo, novos perfis e novos sabores. São energéticos diferentes. Eles serão apresentados não só nas embalagens existentes, mas também em novas variações de embalagens. Mas isso está sendo estudado. Ainda há muitas possibilidades de inovação na categoria tanto em tipo de produto quanto em embalagens. MENANO: A tendência é estar em muitas embalagens. Antigamente, energético era sinal de lata. Em alguns países, o energético é comercializado até em garrafa de vidro. Como a categoria está crescendo, a tendência é justamente aumentar as opções de embalagem para o consumidor final. PACK: Qual é a penetração da lata slim na categoria de bebidas energéticas da Horizonte?

16

EDITORA BANAS

PACK: Em 2009, o energético Bad Boy abandonou o formato de 250ml e passou a ser comercializado em lata de 269ml. Por quê? CALDAS: O lançamento dessa embalagem se deve às restrições e burocracias do Brasil como país importador. Ao importar latas, nós estamos sujeitos a milhões de situações diferentes, desde capital de giro maior até problemas diversos na entrada dos portos brasileiros, especialmente, em ocasiões festivas, quando o consumo do produto é maior. A gente fez essa mudança com receio. Pensamos, vamos testar e ver se o consumidor aceita. Ela continua sendo uma lata diferenciada. Ela não é uma vulgar lata de Ainda há muitas possibilidades de inovação na cerveja. Não categoria tanto em tipo de produto quanto em diminuímos a percepção embalagem de qualidaelas podem consumir o que antes era de nem a percepção de eficiência do muito caro. Por outro lado, o maior produto. Essa transição se fez bem. poder econômico da classe C também Praticamente todos os energéticos, deu maior capacidade de consumo. com exceção daqueles que são imMas enganam-se aqueles que acrediportados, migraram para esse tipo tam que fazer um produto mais barato de lata. é a melhor opção para atrair a classe MENANO: A mudança de 250ml para C. Um dia vai surgir um produto mais 269ml aconteceu justamente porque barato ou à medida que as pessoas a gente não tinha um produtor local. vão afirmando as suas preferências Eram todos importados. Hoje, temos de marca, elas vão escolher a marca, fabricantes no Brasil. O energético independentemente do preço. O enertem que ser lata magrinha. Gordinha gético é um produto aspiracional. O não funciona. consumidor quer ficar ligado. Ele vai PACK: A adoção da garrafa PET de 1 oferecer para os seus amigos em festas. litro veio para atender a classe C? Portanto, a construção de marca é que vai mandar a longo prazo. CALDAS: A introdução da embalagem

PET permitiu reduzir o preço de venda do energético para o consumidor final. A classe C já era consumidora de energéticos, mas não tinha o dinheiro para consumir o produto de uma forma regular. O preço médio da lata é de R$ 4, enquanto o da garrafa PET de litro é de R$ 5 a R$ 8. Para pessoas que têm menor capacidade de renda, agora

MENANO: A embalagem PET de maior litragem serve para dividir o consumo de energético com os amigos. Eles fazem vaquinha para comprar as embalagens maiores. A marca Bad Boy tem tido uma grande penetração nessa classe C pela aproximação e consumo dessa classe social. A gente brinca é bad boy ou é playboy?


Fotos: Piti Reali

mais rápido. Hoje o PET representa Hoje já são mais de 100. Os fabricanaproximadamente 25% das nossas tes regionais que trabalhavam com vendas. Mas, a lata continua crescenrefrigerantes, praticamente todos, do. O mercado continua crescendo. entraram nesse mercado. Mas, assim Esse produto no final vai ter seu espacomo têm entrado, muitos também ço próprio como a lata tem seu próprio tem saído. espaço no universo final de consumo CALDAS: É um mercado hiper agresde energéticos. A nossa entrada nesse sivo. O energético sempre vai ser um mercado não foi o nicho. O energético nunca aproveitamento de vai ser o refrigerante. Não Nós somos uma oportunidade adianta querer fazer um memomentânea e fazer referência de gavolume com preço. Você um produto barato preço e líderes pode até fazer momentapara ganhar mercanea-mente, mas vai chegar do. Foi o aumento na categoria outra marca que vai te da disponibilidade quebrar as pernas. PET litro do produto em outro MENANO: Bebida energética tipo de embalagem, não é preço. Quem quer entrar nessa mantendo a qualidade do produto guerra de preço morre. A Bad Boy inicial. Esse é o nosso estilo. Não está viva até hoje porque não entrou vamos competir como a tubaína dos nessa briga. energéticos. Nós queremos dar ao consumidor uma forma diferente de PACK: O mercado de energético vai consumir o nosso produto. continuar crescendo no Brasil? MENANO: Nós somos referência de preço e líderes na categoria PET litro.

PACK: A penetração da embalagem PET no consumo de energéticos da marca Bad Boy vem crescendo? CALDAS: De fato, a embalagem PET tem registrado um crescimento grande, mas isso vai se nivelar num determinado perfil. O consumo da categoria como um todo está crescendo e a não existência nesse tipo de opção levou que esse tipo de embalagem crescesse

PACK: Qual é a expectativa de crescimento em 2011? CALDAS: No ano passado, vendemos três milhões de litros de energético. Este ano, o objetivo da empresa é crescer 35%. Esse crescimento é fruto do contínuo apoio da marca e do crescimento da nossa distribuição. MENANO: Em 2010, nós tínhamos entre 9 a 7 marcas de energéticos.

CALDAS: Esse mercado não é moda. É uma tendência. Ele vai continuar crescendo num ritmo menor. No Brasil, ainda haverá três anos de crescimento acelerado, mas depois vai estabilizar. Mas, com certeza, vai continuar crescendo durante mais 10 anos. O Brasil ainda tem um consumo per capita cinco vezes inferior à média europeia. E entre 8 a 10 vezes inferior em relação aos países onde se consome mais energético, como Inglaterra, Áustria, Alemanha, entre outros menores.

EDITORA BANAS

17


Foto: Divulgação

vanguarda

Um brinde à portabilidade e flexibilidade

O Climber Pouch apresenta o volume de duas garrafas de vinho de 250 ml

Uma embalagem do tipo pouch para vinhos permite que a bebida seja consumida a qualquer hora e lugar DA REDAÇÃO

C

om o compromisso de atender ao estilo de vida ativo e ao ar livre dos consumidores, a Clif Family Winery acaba de introduzir, nas gôndolas, o Climber Pouch, uma nova embalagem portátil e inquebrável. Ultraleve e com design que vai a qualquer lugar, ela é flexível, o que a torna uma escolha natural para um golinho de vinho em seus lugares favoritos, que podem ser desde as montanhas até a praia. O Climber Pouch apresenta o volume de duas garrafas de 750 ml, além disso, ela pode ser fechada depois de aberta e conta com um bico plástico one-way que conserva o vinho fresco por até um mês na geladeira. Os enólogos Sarah Gott e Bruce Regalia, da Clif Family Winery, produziram os vinhos que são embalados na Climber Pouch. A linha inclui um Chardonnay proveniente da região do norte da Califórnia, nos Estados Unidos, e um Cabernet Sauvignon dos melhores vinhedos da costa central da Califórnia. 18

EDITORA BANAS

“O Climber Pouch é carinhosamente conhecido por aqui como o transportador de vinhos de todo o terreno”, afirma Gary Erickson, proprietário da Clif Family Winery. “Depois de um dia fazendo trilha a pé ou de bicicleta com os amigos, comida e vinho são a combinação ideal para um dia perfeito. A portabilidade e a flexibilidade da embalagem permitem aos entusiastas do ar livre de todos os tipos encerrar as aventuras, degustando o prazer de um ótimo vinho”, completa. Além de oferecer vinhos deliciosos


que harmonizam muito bem com os de vinhos na Climber Pouch para o alimentos, a embalagem foi desenvolprojeto. Ela também é parceira da Trees vida para atender a demanda dos confor the Future, uma organização que sumidores por opções mais ecológicas tem ajudado comunidades em todo o na categoria de vinho. A popularidade mundo a plantar árvores desde 1989. de embalagens alternativas para vinhos A origem da nova embalagem portátil e continua crescendo, flexível tem a ver com como a caixa de vinho uma antiga paixão premium de 3 litros e O Climber Pouch dos donos da vinícola: embalagens do tipo Gary Erickson e Kit é carinhosamente Tetra Pak, que cresceu Crawford. Eles são conhecido por aqui dois dígitos, nos últiamantes de vinho e mos 12 meses. Tecnicomo o transportador comida e também camente conhecida de esportes ao ar lide vinhos como Astrapouch, a vre, como as trilhas embalagem Climber Pouch, segundo a de bicicleta, ou simplesmente, de empresa, tem uma pegada de carbono belíssimas paisagens. A compra de 80% menor e gera 90% menos resíduuma propriedade em Napa County, em os do que outras opções disponíveis 1998, alimentou essa paixão por vinho no mercado. e comida e os conectou a terra. Mas Como membro do 1% for the Planet, a vinícola doa 1% de todas as vendas

somente em 2004, a Clif Family Winery & Farm foi fundada em St. Helena,

Califórnia, Estados Unidos. A vinícola tem o foco na produção de vinhos de alta qualidade que sustenta os recursos naturais da comunidade local e traz a consciência da agricultura orgânica e sustentável para outros fazendeiros.

INFORMAÇÕES CLIF FAMILY WINERY www.cliffamilywinery.com


Foto: Divulgação

lançamentos internacionais

CONVENIÊNCIA PARA APLICAÇÕES EM SNACKS Especialista em embalagens resseláveis, a Zip-Pak anunciou o desenvolvimento de Zip360™ para aplicações em snacks. O novo formato do pouch resselável se caracteriza por uma ampla abertura, facilitando o acesso dos consumidores para o consumo de snacks, biscoitos, cookies, pretzels, entre outras variedades. Ele foi desenvolvido em colaboração com a Printpack Inc. e a Triangle Package Machinery Co. “A embalagem conveniente de snack é essencial para gerentes de marca que estão em busca de lealdade dos consumidores”, afirma Elizabeth Sheaffer, gerente de marketing da Zip-Pak. “Em nossos grupos de foco, a Zip360™ teve impacto com os consumidores, já que é fácil de usar devido à funcionalidade da boca larga. O formato inovador proporciona maior conveniência se adequado ao estilo on-the-go”. Outro benefício é a capacidade de conservar os produtos na embalagem original sem a necessidade de usar presilhas para fechar o pacote ou transferir os snacks para embalagens sem marca para manter o frescor. Também permite à indústria de consumo utilizar toda a superfície da embalagem para impressão, aumentando o impacto visual no ponto de venda. Zip-Pak, tel.: + 1-815-468-6500.

Foto: Divulgação

EDIÇÃO LIMITADA

20

www.facebook.com/MrsButterworths.

EDITORA BANAS

VROOM, VROOM! A M&H Plastics se encantou ao trabalhar com Car Masutra em seu notável kit de tratamento para o corpo desenhado para homens que amam seus carros. O imaginativo kit de tratamento para o corpo compreende xampu 2 em 1, gel para banho e banho de imersão embalados em uma distinta bandeira xadrez preta e branca. As embalagens de polietileno de alta densidade (PEAD) integram o portfolio padrão de produtos da companhia e as tampas metálicas se caracterizam por um visual que lembra a alavanca do câmbio do carro. Mary Bird, da Car Masutra, afirma: “Nós trabalhamos em parceria com a M&H para garantir que a embalagem refletisse a identidade da marca e acreditamos que produzimos um bom exemplo de como uma embalagem pode ser simples com um pouco de imaginação.” M&H Plastics, +44 (0)1502 715518.

Foto: Divulgação

As embalagens do mel Mrs. Butterworth´s debuta três edições limitadas em lojas selecionadas. Cada uma se caracteriza por um visual único de primavera que apresenta uma diferente coleção de acessórios online que pode ser baixada na Internet, encorajando a diversão da família na mesa do café da manhã. Usando a criatividade, cada membro da família poderá utilizar acessórios para vestir-se para o dia do jogo ou para uma festa na praia. A coleção limitada tem códigos secretos que permitem utilizar até 60 acessórios. Cada garrafa possibilita aos consumidores acessar uma coleção diferente de 20 acessórios. Para fazer o download dos acessórios de cada embalagem adquirida, os consumidores têm que acessar o Facebook e digitar o código que está na garrafa. Modelos de roupas brancos também estão disponíveis para que cada um possa ser um designer.


INSPIRADA NO FAVO DE MEL

BIOPOLÍMERO FLEXÍVEL E

Foto: Divulgação

A FKuR lançou um biopolímero flexível e transparente. Trata-se do Bio-Flex® F2201 CL, um material que contém 60% de recurso renovável e pode ser facilmente processada em linhas de sopro de filmes de polietileno de alta densidade (PEAD) e equipamentos de conversão. Suas propriedades mecânicas permitem à sua exposição grande alongamento e flexibilidade com boa resistência a furos. O Bio-Flex® F 2201 CL é recomendado para ser utilizado como camada do meio de uma estrutura coextrusada. Suas propriedades são perfeitas para uso com o Bio-Flex ® A4100 CL em uma combinação transparente de três camadas. Os dois polímeros são transparentes, como um filme de 20 micra. A dureza e a alta resistência ao rasgo são resultado do núcleo da camada de Bio-Flex® 2201 CL e o conteúdo renovável de uma estrutura de três camadas de 20 micra, com uma relação de camada de 20%, 60% e 20 %, chega a 70%. Utilizando essa estrutura, este filme é ideal para aplicações VFFS.

Foto: Divulgação

TRANSPARENTE

A RPC Llantrisant desenvolveu a nova embalagem do mel Rowse Honey, utilizando como tema do design o favo de mel. A personalização foi necessária para incorporar um padrão hexagonal, bem como para aumentar o espaço para o aproveitamento da rotulagem com uma sensação de que foi feita artesanalmente. Como resultado, a embalagem de PET, agora, apresenta um recesso hexagonal em vez do formato de torpedo. A principal mudança está no formato do painel do rótulo. As embalagens estão disponíveis nas versões de 340 g e 680 g e tampa flip-top e na versão de 1,36 kg com uma tampa com válvula. As embalagens recicláveis foram produzidas em um estágio com máquinas de sopro da Aoki. RPC Llantrisant, tel.: +44 (0) 1933-416528.

FKuR, tel.: +492154-9251-0.

EDITORA BANAS

21


matéria de capa

A força da

indulgência Ainda há uma avenida de oportunidades para inovar na categoria de produtos indulgentes. Mas os consumidores já estão fazendo escolhas no valor percebido PERFIL DOS CONSUMIDORES NO MUNDO

AMANTES DE MARCA

23

%

%

19

INDULGENTES RESPONSÁVEIS IMPULSIVOS

16% 2

Foto: iStockphoto

Fonte: Ipsos

22

EDITORA BANAS

17%

5%

PECHINCHADORES


MARGARET HAYASAKI

O

prazer de comer para se autopresentear ou simplesmente pela curiosidade de experimentar novos sabores e novas texturas mostra a força da experiência indulgente na compra de produtos alimentícios. O consumidor quer desenvolver novos hábitos e gostos. Afinal, ele merece. Esse perfil indulgente já representa 16% dos consumidores do mundo, segundo uma pesquisa realizada pela Ipsos Marketing, Shopper & Retail Research. O estudo identificou outros quatro tipos de consumidores: amantes de marca (19%), pechinchadores (23%), responsáveis (17%) e impulsivos (25%). A tendência de consumo por indulgência representa ainda um grande mercado para a indústria de consumo. No Brasil, ainda há poucas empresas, que exploram essa oportunidade de mercado, utilizando a embalagem para fazer a relação de troca com os consumidores. É o que pensa Paulo Carramenha, diretor-geral da GFK Indicator. Para ele, essa é uma tendência que veio para ficar, principalmente, em função do aumento de renda e da maior oferta de emprego, pois o consumidor brasileiro está se permitindo comprar mais e

EDITORA BANAS

23


interagir com o público consumimelhor. Outra vertente impordor sai na frente em direção ao tante dessa tendência, segundo sucesso do produto nas gôndolas. ele, é a gameficação, especialA Lual Alimentos utiliza o apelo mente, entre os consumidores lúdico nas embalagens de suas mais jovens. “Eles já nascem gelatinas para proporcionar com um joystick na mão e mosentretenimento e distração para tram que querem se relacionar, as crianças. Giuliano Renna, cada vez mais, com as marcas, responsável pelo departamento como se estivessem num game”, de marketing da empresa, explica explica Carramenha. “Esse novo que o público infantil espera uma consumidor não aceita mais se utilidade mais relacionar com uma marca se não tiver Os jovens já nascem p r á t i c a p a r a algo em troca”, acrescom um joystick na as embalagens dos produtos, centa. Ele cita um mão e mostram que por isso elas bom exemplo de querem se relacionar são utilizadas experiência indulgente. “A Elma Chips cada vez mais com com mais criatividade, busfez uma campanha as marcas cando sempre indulgente recenoportunidades temente, na qual o de inserir inforconsumidor commações e interatividade com a pra o produto e digita um marca e o produto. “Por meio do código, que cria um personagem só nosso Serviço de Atendimento ao dele para representá-lo no mundo consumidor e das redes sociais, é digital.” “A relação com o mundo evidente a aprovação dos pais e digital é inevitável. Mas é muito educadores”, afirma. importante a integração de todas as mídias. E a embalagem também Para a escolha das brincadeiras, é uma mídia muito importante”, a Lual Alimentos entrevistou conclui o executivo. mais de 7500 consumidoras. Elas ENTRETENIMENTO PARA CRIANÇAS

ajudaram a desenvolver as brincadeiras ao gosto delas, o tipo de

Fotos: Divulgação

Quem sabe dessa relevância de

24

Apelo lúdico nas embalagens das gelatinas

EDITORA BANAS

Foto: Divulgação

matéria de capa

Paulo Carramenha, diretor-geral da GFK Indicator

atividade que seria oferecido aos seus filhos, bem como a aprovação do visual da embalagem e o desenvolvimento dos mascotes que acompanham essas brincadeiras. “Também nos balizamos em atividades simples oferecidas em oficinas pedagógicas e revistas infantis”, diz Renna. A Lual Alimentos reconhece o público infantil como agente influenciador no ato da compra da gelatina, por isso as crianças podem encontrar no site mais atividades e conteúdos específicos para elas. “Começamos a utilizar agora nossas redes sociais para divulgar ainda mais essas brincadeiras, e no futuro, criaremos um hotsite totalmente voltado a este público”, revela o executivo. Com início previsto para o segundo semestre, a empresa vai abrir a fábrica onde é produzida a gelatina para visitações agendadas de grupos escolares de crianças de faixa etária de 6 a 10 anos. “Os


EDITORA BANAS

25


matéria de capa

mascotes serão os anfitriões dessa atividade para entreter de forma lúdica as crianças e facilitar assim a absorção de todas as informações”, informa Renna. “Também vamos preparar todo o conteúdo que irá acompanhar a visita dessas crianças, incluindo um manual em formato de histórias em quadrinhos e vídeos educativos em desenho animado”, acrescenta. Esse tipo de ação, segundo ele, promove, com certeza, maior interação não só do público infantil com a marca, mas também dos pais e educadores. “Já temos escolas ligando e entrando na fila de espera antes mesmo de uma data confirmada para a abertura desse programa”, destaca. Renna cita outro exemplo da importância da interação do consumidor com a marca. “Quando mudamos o material de nossa embalagem e ela ganhou uma camada brilhante que a tornava mais chamativa, rapidamente recebemos ligações, e-mails e cartas pedindo para o material original voltar, já que a camada brilhante dificultava o uso de lápis colorido e a “caneti-

A indulgência impulsiona o consumo de barrinhas de cereais, já que são produtos saborosos

nha”. Constantemente recebemos pedidos e sugestões de inclusão de outras atividades.” Ela acrescenta: “Acreditamos que a embalagem é parte viva do produto, não apenas um invólucro. Ela é uma ferramenta de comunicação, e também deve ser usada para transmitir os valores da nossa empresa e a forma como queremos que nossa marca seja reconhecida.” PRAZER SEM CULPA O prazer de se permitir comer alimentos gostosos sem sentir culpa está impulsionando o crescimento do consumo de produtos light, como o de barrinhas de cereais. Fernanda Brunheroto Soares de Lima, coordenadora de marketing da Trio Alimentos, confirma essa vigorosa expansão. “O consumo de barrinhas de cereais

COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR – 2009 EU MEREÇO – ESCOLHAS NO VALOR PERCEBIDO. PEQUENAS INDULGÊNCIAS

38% 35% 28%

PREMIUM Fonte: Painel Domiciliar Kantar Worldpanel

26

EDITORA BANAS

MEDIUM

LOW

tem crescido aproximadamente 20% ao ano.” Segundo ela, é um mercado que tende a crescer ainda mais, mas com suas particularidades, por exemplo, ingredientes especiais e pequenas quantidades. “A indulgência impulsiona o consumo de barrinhas de cereais light, já que são produtos saudáveis e feitos com ingredientes especiais, alguns inclusive, funcionais, como quinoa, colágeno e vitaminas. Além de oferecer baixas calorias.” Na opinião de Fernanda, o consumo por indulgência atravessa todas as classes sociais e tem tido um crescimento grande na classe C que busca consumir produtos saudáveis, aliando sabor e preço competitivo. E o papel da embalagem para comunicar a indulgência no ponto de venda de barrinhas de cereais light? “A embalagem é hoje um dos principais meios de comunicação da empresa com seu consumidor. O destaque para a quantidade de calorias e para os ingredientes especiais é a grande ferramenta, bem como o uso de embalagens recicláveis que atendem à questão da sustentabilidade.” Na categoria de maionese light, o consumo também cresceu impulsionado pela busca dos consumidores por produtos saudáveis e com baixas calorias. Bianca Shen, gerente de marketing de Hellmann´s, revela que o


EDITORA BANAS

27


Foto: Divulgação

matéria de capa

Fotos: Divulgação

Observamos que as pessoas buscam não somente consumir mais produtos saudáveis, como também saborosos

consumo de maionese light duplicou tanto em volume como em valor, segundo a AC Nielsen. “Observamos que as pessoas buscam não somente consumir produtos mais saudáveis como também saborosos. Maionese é sinônimo de indulgência, e elas perceberam que para ter uma coisa não precisam excluir a outra, porém, ainda temos um cenário cheio de mitos, dietas milagrosas e certo desconhecimento por parte da população em como aliar sabor e saúde”, explica. Ela acrescenta: “Um mito que estamos quebrando no mercado é que maionese é calórica e fonte de gorduras ruins (saturadas e trans), por exemplo. Muitas pessoas não sabem que Hellmann’s regular possui somente 40 kcal por colher e é feita de óleos

vegetais, portanto, contém gordura poliinsaturada, os ácidos graxos ômega 3 e 6, considerados essenciais para o organismo, pois não são produzidos pelo corpo, apenas obtidos pela alimentação. Além disso, auxilia na absorção de vitaminas lipossolúveis como A, D, E e K. E a versão light tem 29 calorias por colher e não perde em sabor para a versão regular.” Ela cita uma importante inovação para atender ao consumo por indulgência na categoria de maionese light. “Mudamos o rótulo da embalagem de Hellmann´s Light para comunicar o consumidor de que é uma escolha saudável. Em 2007, o produto ganhou o selo do Programa Minha Escolha, que indica, de maneira fácil, que esse produto possui níveis controlados de açúcar, gordura saturada, gordura trans e sódio.” Além do selo, a marca busca comunicar o sabor e as qualidades nutricionais por meio da imagem estampada no rótulo da embalagem. Na opinião de Bianca, as classes AB buscam se informar mais e, talvez, por causa disso, conseguem unir sabor e saúde em suas refeições sem culpa. “Já a classe C está assimilando Maionese light: mudança no rótulo para comunicar a escolha saudável

28

EDITORA BANAS

Bianca Shen, gerente de marketing de Hellmann´s

aos poucos essa questão da alimentação saudável, mas mesmo assim, já é uma realidade que busquem esse caminho, mesmo que não muito frequentemente. O maior público de maionese light está centralizado nas classes AB, o que reflete esse cenário.”

INFORMAÇÕES GFK INDICATOR tel.: (11) 2174-3900 | www.gfkindicator.com LUAL ALIMENTOS tel.: 0800-7707230 | www.lualalimentos.com.br TRIO ALIMENTOS tel.: (15) 3229-3030 | www.trioalimentos.com.br UNILEVER tel.: 0800-7079977 | www.unilever.com.br


a

6

destaque de preferência >

OS MELHORES FORNECEDORES DO MERCADO DE EMBALAGEM

A Pesquisa Pack Destaque de Preferência é realizada anualmente com executivos e profissionais da indústria de bens de consumo e do setor de embalagens, permite avaliar e comprovar quem são os melhores fornecedores desse mercado. A 6ª Edição da Pesquisa Pack Destaque de Preferência 2011 está aberta para votação e agora com mais facilidades.

VOTE E QUALIFIQUE SEU FORNECEDOR SUA PARTICIPAÇÃO É MUITO IMPORTANTE PARA O FORTALECIMENTO DO MERCADO DE EMBALAGEM

Siga no @EditoraBanas


2011

CONFIRA AS NOVIDADES DA 6ª PESQUISA PACK DESTAQUE DE PREFERÊNCIA 2011

> NOVO VISUAL Moderno e dinâmico.

> MELHOR ORGANIZAÇÃO DOS TÓPICOS Os tópicos foram organizados para exibir somente a categoria respondida.

> DIVISÃO DAS CATEGORIAS POR CORES As categorias foram dividas por cores para facilitar a identificação.

> SUPORTE EM TEMPO REAL Durante o preenchimento você deverá selecionar para cada categoria um fornecedor e duas razões de preferência. Se algum item não for corretamente selecionado o site exibe alertas e mensagens com instruções.

> RESPONDA DE ACORDO COM SUA DISPONIBILIDADE Se precisar interromper a pesquisa suas respostas serão gravadas e você poderá continuar em outro momento, a partir do ponto em que parou.

www.pack.com.br

MAIS INFORMAÇÕES (11) 3500-1910 | publicidade@banas.com.br


Foto: Divulgação

especial fce pharma/fce cosmetique

As inovações de dois mundos:

beleza e saúde A 16ª edição das FCEs Pharma e Cosmetique apresenta tudo o que há de mais novo na área de embalagem

D

ois importantes mercados que movimentam a economia brasileira: um deles é a indústria brasileira de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos , que apresentou um crescimento médio deflacionado composto de 10,5% nos últimos 15 anos, saltando de um faturamento ExFactory, líquido de imposto sobre vendas, de R$ 4,9 bilhões, em 1996, para R$ 27,3 bilhões, em 2010, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec). Vários fatores têm contribuído para este crescimento do setor, como a participação crescente da mulher brasileira no mercado de trabalho e os lançamentos constantes de novos produtos, atendendo, cada vez mais, as necessidades do mercado.

32

EDITORA BANAS

O outro é a indústria brasileira farmacêutica que gera divisas para o Brasil. Em 2009, o setor faturou R$ 33,6 bilhões. Já as vendas em unidades atingiram a marca de 1,7 milhão, segundo dados do Sindicato da Indústria Farmacêutica do Estado de São Paulo (Sindusfarma). É dentro desse contexto que a NürnbergMesse Brasil realiza a 16ª edição das FCEs Pharma e Cosmetique, uma das principais feiras do segmento farmacêutico e


Em 2011, o evento reúne

600 expositores

cosmético na América Latina, de 24 a 26 de maio, no Transamérica Expo Center, em São Paulo. Num espaço de 30 mil m², o evento reúne 600 expositores, dos quais 37 expõem pela primeira vez, trazendo as últimas tendências em matériaprima, embalagens, equipamentos e máquinas entre outros produtos e serviços, entre elas, no segmento farmacêutico, estão ACG World e Helvoet Pharma. Já na indústria cosmética participam Adtex,

Alpha Color, Amcor Rigid Plastics, Biodiversite, Cerviplan, Chromavis, Embaquim, Fareva, Garnet, Jad, L´atelier, Ecolyzer, Maxx Quimica, Midelt, Packtrade, Plasmedix, Provital Group, Rentank, Scamplastic, Vibraço e Wacker. Além disso, este ano, as feiras vão contar com pavilhões indiano, chinês e francês.

demonstra a relevância deste evento integrado no mercado nacional e internacional. Nossa missão é oferecer um espaço propício para o contato B2B, gerando novos negócios entre as empresas e profissionais que participam dos FCEs”, comenta Ligia Amorim, diretora-geral da NürnbergMesse Brasil.

“Damos boas-vindas aos novos parceiros que chegam às FCEs Pharma e Cosmetique este ano. Para nós, é um fato muito importante que

Segundo ela, a venda de 100% dos espaços mostra que muitas empresas estão valorizando as feiras dentro de suas estratégias de negócios, EDITORA BANAS

33


Foto: Divulgação

especial fce pharma/fce cosmetique

Este ano, a expectativa é receber 25 mil visitantes

Para atualizar diariamente os visitantes e expositores, a organizadora apresenta o Cosmetique Mobile (http://www.fcecosmetique. com.br/mobile) e Pharma Mobile (http://www.fcepharma.com.br/ mobile ) e o E-Invite, ferramentas de comunicação que levam mais interatividade e facilidade ao acesso de informações. O FCE´s Mobile é um canal aberto que disponibiliza informações do evento por qualquer sistema e aparelho móvel com acesso à Internet. Expositores e visitantes poderão ter as informações na palma da mão, de forma mais fácil e rápida.

além de apontar o cenário favorável Farmacêutica. Os congressos têm do Brasil como um local atrativo como objetivo aprimorar e desenpara a entrada de investimentos volver a indústria farmacêutica e cosmética junto estrangeiros. “Além aos profissionais disso, as indústrias As indústrias de do setor. de cosmética e cosmética e farmacêutica farmacêutica viFerramentas de venciam um ótimo vivenciam um ótimo comunicação: momento de cresmomento de crescimento fácil acesso às cimento no Brasil novidades. no Brasil e no mundo e no mundo todo”, Este ano, a Nürncomemora Ligia. bergMesse Brasil Paralelamente, os 25 mil visitantes aposta em novas ferramentas para esperados poderão conferir o 25º apresentar as últimas novidades em Congresso Brasileiro de Cosmetendências do setor cosmético e tologia realizado pela Associação farmacêutico, facilitando o acesso de Brasileira de Cosmetologia (ABC) e clientes e parceiros às informações da 16ª edição das FCEs Pharma o Pharma Congress – 9º Congresso e Cosmetique. Técnico-Científico de Atualização 34

EDITORA BANAS

Entre os aplicativos já existentes, estão a Lista de Expositores, Informações aos Visitantes, Agência de Viagem, Informações Gerais, Congressos, Estacionamento, Transporte Gratuito, Táxi, Notícias em Destaque, Mídias Parceiras, Serviços para Portadores de Necessidades Especiais, entre outros. “Em nossas feiras, é extremamente importante estabelecer uma comunicação contínua com nossos expositores e visitantes. Por isso, lançamos o Mobile para facilitar ainda mais a troca de informações”, diz Ligia. “Realizamos o projeto piloto da ferramenta na Kitchen & Bath Expo, feira de cozinhas e banheiros, em março, e tivemos um ótimo retorno na avaliação dos usuários. Por isso, estendemos a aplicação deste canal para as feiras deste ano, como as FCEs Pharma e Cosmetique”, completa Ligia.


EDITORA BANAS

35


Foto: Divulgação

especial fce pharma/fce cosmetique

Ferramenta on-line gratuita, o E-Invite permite que o expositor envie convites personalizados aos seus clientes para conferir as principais novidades e os lançamentos nas FCEs Pharma e Cosmetique. O E-Invite estará disponível em três idiomas – português, inglês e espanhol – para as mais de 600 marcas expositoras nacionais e internacionais.

Sergio Damião Lopes, administrador de contas da Box Print

AS NOVIDADES A 16ª edição das FCEs Pharma e Cosmetique, principais feiras do segmento farmacêutico e cosmético na América Latina, está alinhada com o que há de mais novo no mercado de embalagens. Dentre as novidades em embalagens aguardadas para a feira, estão os produtos em silkscreen e soft touch, frascos da Frascomar com personagens licenciados, como Shrek, Barbie e Hot Wheels, e sistema Bag on Valve (sprays contínuos) do Grupo Aerogas. “Os expositores fabricantes de embalagens trabalham no esforço de diversificar e aprimorar sempre seus produtos a fim de oferecer praticidade e modernidade aos consumidores. Nas FCEs Pharma e Cosmetique, eles trarão esses lançamentos em primeira mão aos profissionais dos setores que visitarão as feiras ao longo dos três dias”, afirma Ligia. “No contexto geral, percebemos que existe uma crescente preocupação na fabricação de embalagens práticas, sustentáveis e, ao mesmo tempo, bonitas e customizadas”, finaliza. Grande fabricante de papel cartão, a Ibema vai apresentar o papel cartão 36

EDITORA BANAS

A grande vantagem da leitura eletrônica é a eliminação do espelho de baixa gramatura, de 200 e 225 gramas, para aplicação em embalagens de cosméticos. Segundo Fernando Sandri, gerente de marketing da empresa, os cartões de baixa gramatura ainda são pouco utilizados pelo mercado. “Nós podemos fornecer esse cartões com alta qualidade e excelentes propriedades de proteção, resistência e qualidade de impressão. O principal apelo da baixa gramatura é o atendimento à demanda de sustentabilidade, já que permitir reduzir o uso de papel cartão”, explica. Os cartões de baixa gramatura são voltados para embalagens de produtos cosméticos, como lábios, rosto e olhos. “Durante a feira, vamos fazer uma apresentação prática dessa estrutura. As gráficas e os usuários poderão experimentar in loco a embalagem”, afirma Sandri. Atuando no segmento de rótulos e etiquetas adesivas, a Grif vai apresentar na feira o conceito tecnológico de sua nova plotter, recém-adquirida pela empresa, que permite fazer

o mock-ups dos rótulos e agilizar o processo de aprovação do material pelos clientes. Edson Pires de Moraes, analista de processos da Grif, afirma que antes se perdia muito tempo para fazer ajustes na hora da aprovação do material em máquina. “O ganho de tempo para acerto de set-up em máquinas flexográficas é de 50%. Com a plotter é possível ter uma resposta rápida para o cliente”, diz. “Além disso, a nova tecnologia japonesa vai permitir trabalhar com lotes menores de rótulos e obter um resultado final de impressão de excelente qualidade”, revela. Já a gráfica Box Print vai destacar o sistema de etiquetagem eletrônica utilizado em todo o sistema interno da empresa para o gerenciamento de produção. Sergio Damião Lopes, administrador de contas da Box Print, afirma que todos os apontamentos são feitos via sistema. “A contagem de caixas de embarque, por exemplo, é feita via scanner e wirelles. Toda a conferência pode ser feita pelo


EDITORA BANAS

37


Foto: Divulgação

especial fce pharma/fce cosmetique

Sistema de rastreabilidade da Systech em parceria com a Videojet

jet permite a serialização de cada scanner pelo cliente”, diz. “Inexiste cartucho até o palete”, afirma Paulo o risco de misturar produtos. No caso Machado, gerente regional de vendas de medicamentos, que têm diferentes SCIJ – América Latina da Videojet dosagens, a segurança é garantida já do Brasil. “O diferencial da tecnoloque 100% da leitura é eletrônica. A gia é que o software é configurável, grande vantagem é a eliminação do por isso se a Agência espelho, ou seja, a Nacional de Vigilânforma de controle O diferencial da cia Saintária (Anvisa) visual”. Além disso, tecnologia de determinar o uso do a empresa vai apreselo ou da impressão sentar a nova colerastreabilidade on-line, ela pode ser fação de acabamené que o software cilmente utilizada. Além tos diferenciados de é configurável disso, essa característivernizes, laminação, ca configurável facilita relevos, holografia e a validação, ou seja, isso significa hot-stamping. menor tempo de parada da linha de Na área de máquinas, a Videojet, em produção. Em alguns casos, isso pode parceria com a empresa americana chegar a 50%, dependendo do procesSystech, apresenta o sistema de rasso”, acrescenta. treabilidade para aplicação em linha No Brasil, o executivo informa que a de embalagem de farmacêuticos. “O tecnologia deve ser implantada, nos sistema de rastreabilidade da Systech próximos meses, em uma grande emjunto com as impressoras da Video38

EDITORA BANAS

presa do setor de farmacêuticos, como teste piloto. “No mundo, a Systech já implantou mais de 170 linhas de rastreabilidade”, revela. “Trata-se de um sistema já bastante consolidado e utilizado por grandes multinacionais do setor farmacêutico.”

INFORMAÇÕES BOX PRINT tel.: (51) 2111-1311 | www.boxprint.ind.br IBEMA tel.: (41) 3240-7400 | www.ibema.com.br GRIF tel.: (11) 2146-1150 | www.grifetiquetas.com.br NURNBERGMESSE BRASIL tel.: (11) 3205-5000 | www.fcepharma.com.br/www. fcecosmetique.com.br VIDEOJET tel.: (11) 4689-8800 | www.videojet.com


especial chile

CHI CHI

Foto: iStockphoto

CHILE! 40

EDITORA BANAS


Foto: Iara Morselli

Ainda sentindo os efeitos da comoção mundial pelo resgate de “los 33”, o Chile segue seu caminho próprio, com destacada diferenciação dentre as economias latino-americanas

ASSUNTA NAPOLITANO CAMILO*

O

Chile sempre trilhou seus próprios caminhos, de certa forma de “costas” para seus vizinhos, mas com a cabeça “no lugar”, tornou-se uma economia estável. Apesar das enormes dificuldades que a geografia e a natureza lhe impõem. A política tem sua democracia madura e pode se disser “liberta” do passado tumultuado.

Muitas embalagens chamaram nossa atenção em recente pesquisa realizada em março 2011. A começar pela forte presença de embalagens flexíveis, que são mais elaboradas do que a média das nossas. A opção pelo stand-up pouch na gôndola de higiene pessoal e de limpeza é inconteste e já EDITORA BANAS

41


especial chile

Fotos: Divulgação

A opção pelo stand-up pouch na gôndola de higiene pessoal e limpeza é inconteste

Equilíbrio entre vernizes foscos e brilhantes

Elegância numa simples embalagem de molho

Acabamento fosco e cores diferenciadas

Embalagem explora o estilo fosco

Com acabamento matte e bem selado

Visual mais clássico

42

EDITORA BANAS

há algum tempo. Assim atingem excelência no fechamento e selagem e na decoração e impressão primorosas. Destacaria a linha de produtos pessoais à base de iogurte e “arandalos” da marca Ballerina®. O equilíbrio entre vernizes foscos e brilhantes e a escolha de cores e design modernos deixaram a embalagem maravilhosa! O Chile tem um “que” de europeu sem perder suas raízes latinoamericanas. Nota-se a elegância numa simples embalagem de molho, com a opção do “matte” ou do fosco e cores diferenciadas, como na linha de molhos Lucchetti ® Mamma Mia ® e Naturezza®. O estilo mais latino pode ser notado na marca Genuina®, no seu “snack”, de castanhas nativas. A Tento® optou por um caminho mais clássico e também obteve ótimo resultado. Notem o cuidado com as pimentas no envelope com janela e impressão de folhas, muito harmônica, aliás, este caminho é a solução para a embalagem do “feijão e arroz”. Lá a maioria dos pacotes são impressos em quatro ou seis cores, sempre com uma bela janela. Indiscutivelmente mais elaborada que as nossas. Os integrais, como a linha Tucapel®, são ainda mais elaborados


EDITORA BANAS

43


Fotos: Divulgação

especial chile

Fechamento follow pack: mais prático

Linha premium de água saborizada em garrafa de vidro

Forte presença de embalagens flexíveis que são mais elaboradas que as nossas

com belas fotos, design elegante e acabamento matte e bem selado. Um primor! Também devemos destacar as opções mais econômicas, como a marmelada em embalagem flexível simples da marca Watt’s®. A hora do lanche apresenta as mesmas soluções. Práticas, em porções adequadas para um lanche (Cola Cao ® e Milo ®). Os biscoitos já passaram para o fechamento follow pack, mas competitivo e prático do que o sistema portfolio, que são horríveis para abrir e refechar; as principais marcas como Merkat®, Nestlé® e Mc Kay® mantêm seus designs cleans. A opção de snack mais “adulto” tem uma roupagem mais formal, optando pelo fosco e o jogo entre dourado e preto. Observem a barra de cereal Trail Mix®, da Quaker®. 44

EDITORA BANAS

Porções adequadas para um lanche

Design clean

Na culinária, destacaria a latinhas de creme de leite da Nestlé® de 157 gramas (cerca de metade da nossa) e com abertura fácil. Para não ficar atrás, a concorrente Soprole® preparou uma apresentação graciosa numa embalagem plástica longa vida, com rótulo termoencolhível, boca larga, abertura fácil e refechamento. Um show! Seguindo a busca pela saúde e estilo, o Biosal® traz o sal com menos sódio num frasco de PET com rótulo termoencolhível, com janela e tampa, além de duas aberturas, na cor prata, alinhada a arte do rótulo. O lacre é parte do próprio rótulo.

O desenho acompanha a forma. Um mimo! A Nestlé ® de lá preparou para elas também uma bebida láctea, o Chiquitin® com “surpresa”. O brinde é incorporado ao frasco pelo rótulo termoencolhível. Uma solução perfeita que encanta os pequenos chilenos. Para eles, há uma infinidade de sucos, néctares e similares, a maioria com suco de frutas e decorações coloridas.

As crianças têm seu iogurte “petite suisse” num potinho especial, com for- Desenho acompanha o formato de cara mato de cara de vaca. de vaca


EDITORA BANAS

45


especial chile

As embalagens chilenas têm um padrão médio melhor do que as brasileiras

Saúde para as mamães também. A Cachantun® lançou recentemente a água mineral com sabor mas Woman® numa garrafa PET lilás, tampa rosa e rótulo manga diferenciado, prometendo mais saúde para a pele e corpo. É notável a oferta de águas saborizadas para todos os gostos e opções lights, por exemplo, a linha premium da Watt’s ® em garrafa de vidro especial. Um prêmio à saúde. As mulheres chilenas têm uma gama de produtos pessoais nacionais e importados à venda em supermercados e lojas, do tipo “drugstores”. Chamam a atenção as embalagens para absorventes higiênicos, como a da Donnasept®, que usa metalização ou prata para destacar o produto na gôndola, com um brilho a mais. Na seção de limpeza, reinam a solução de stand-up pouch, embalagens flexíveis simples e as embalagens refis, como a da Quix®. Frasco lá, só se compra uma vez, depois, refil neles! Recentemente, a Zap® lançou a novidade aqui e teve que dar de “brinde” o primeiro frasco, esperemos que a iniciativa dê certo. Afinal, o meio ambiente agradece. 46

EDITORA BANAS

Fotos: Divulgação

Praticidade para as mamães e saúde para eles.

Opção econômica: marmelada em embalagem flexível simples Roupagem mais formal, optando pelo fosco

Brinde incorporado ao frasco pelo rótulo termoencolhível

Latinha de 157 gramas com abertura fácil

Transparência valoriza o produto na gôndola

Garrafa PET lilás, tampa rosa e rótulo manga diferenciado


EDITORA BANAS

47


especial chile

Fotos: Divulgação

É notável a limpeza de ruas e praças, em nenhum lugar, vimos lixo fora do lugar

Frasco PET com rótulo termoencolhível com janela

Metalização ou prata: um brilho a mais

De maneira geral, pode-se dizer que as embalagens chilenas têm um padrão médio melhor do que as brasileiras, talvez pelo nível médio cultural e educacional m e l h o r. Va m o s v e r q u a n d o chegarmos neste estágio de educação como estaremos. Oxalá, cuidaremos da apresentação das embalagens e dos resíduos como eles. É notável a limpeza de ruas e praças, em raros lugares, vimos lixo fora do lugar.

Decoração colorida e pega ergonômica

Embalagens refis na seção de limpeza

*Assunta Camilo é diretora do Instituto de Embalagens e da consultoria FuturePack. Engenheira Mecânica formada pela Politécnica da USP, especialista em Administração Industrial na Fundação Carlos Alberto Vanzolini da USP e pós-graduada em Marketing pela ESPM e Business School; estágios e cursos na Alemanha e nos EUA.

Embalagem do creme de leite com boca larga e refechamento

Consumo a qualquer hora

48

EDITORA BANAS

Palestrante internacional e professora de embalagens. Profissional do setor há 29 anos, com experiência nas empresas: Cyklop, Dixie Toga, TetraPak e Ripasa; nas áreas de desenvolvimento, planejamento Estratégico e Gestão de Embalagens. Participa desde 1986 das principais feiras e congressos do setor no mundo. Profissional do ano 2010 do setor de embalagem.


notas técnicas

SISTEMA DE PERFURAÇÃO TOTAL Especialmente desenvolvida para o segmento de alimentos, a Sig Combibloc lançou um sistema exclusivo de perfuração - baseado em picotes - que garante a fácil abertura de embalagens cartonadas assépticas. Agora é possível abrir todo o topo da embalagem sem o uso de instrumentos cortantes, garantindo o uso total do produto, sem desperdícios. Esse sistema torna as embalagens cartonadas assépticas interessantes para produtos com pedaços ou produtos muito viscosos, pois permite a abertura total do topo da embalagem. Para garantir um manuseio mais fácil, a borda superior da embalagem é feita com 5 mm a mais para que o consumidor possa segurar a embalagem com mais facilidade na hora de abrir. O formato combiblocCompact é o primeiro a ir para o mercado com o sistema de perfuração total. A embalagem é oferecida nos volumes de 200, 250, 300, 350, 375, 400 e 500 ml. SIG COMBIBLOC. Tel.: (11) 3028-6744 | sigcombibloc.bra@sig.biz

PORTA SECCIONAL A porta seccional SB, da Sebras, é ideal para locais que necessitam de alto nível de vedação para manter as condições de higiene, limpeza e temperatura. Sua montagem pode ser realizada de várias formas, verticalmente, em casos de pé direito elevado, semivertical para pé direito intermediário ou 90º para pé direito baixo. Possui sistema de contra pesagem por molas de torção, permitindo fácil manuseio e evitando problemas de ergonômica. Além de sistema de abertura manual ou motorizado. SEBRAS Indústria e Comércio Ltda. Tel.: (51) 3592-2300 | www.sebras.com.br

CAIXA ESTENDIDA A Unipac, uma divisão de negócios do Grupo Jacto, apresenta a caixa estendida, que pertence à família de contêineres BulkPak – produto oriundo do acordo firmado com a empresa americana Orbis Corporation. A embalagem otimiza a logística reversa, pois é colapsível, ou seja, pode ser desmontada quando não está em uso. Possui uma ampla variedade de tamanhos, alturas, estilos e formatos para atender às necessidades dos clientes e é configurada de acordo com a capacidade de carga e do produto a ser transportado. O produto recebe tampa, que evita a entrada de água e pó. Para manter um empilhamento seguro, sua base é reforçada. Possui entrada para garfos de empilhadeira por quatro lados e tem uma variedade de configurações laterais, com até quatro portas dobráveis para facilitar o acesso ao interior da caixa. É fabricado de espuma estrutural de polietileno de alta densidade (PEAD) para oferecer alta durabilidade e maior resistência. UNIPAC – Grupo Jacto. Tel.: (11) 4166-4260 www.unipac.com.br

EIXOS PNEUMÁTICOS DIFERENCIAIS Os eixos pneumáticos diferenciais Tidland, modelo D-4, foram projetados para o rebobinamento em médias e altas velocidades de filmes plásticos, laminados e autoadesivos em tubetes de diâmetro de 3”. Isso permite o controle total da tensão de enrolamento devido à capacidade de deslizamento monitorado a cada bobina cortada. O resultado são bobinas enroladas com alta qualidade, reduzindo-se ou eliminando-se a perda de material e a necessidade de repassar a bobina pela rebobinadeira ou utilizar doctor machines. TIDLAND do Brasil. Tel.: (11) 3959-0990 | www.tidland.com.br

50

EDITORA BANAS


EDITORA BANAS

51


notas técnicas

EMPACOTADORA Com sistema de solda mais fino, a empacotadora Agility, da Selgron, gera um ganho de até 5 mm de plástico por pacote, possibilitando um aumento da quantidade de pacotes produzidos por bobina. Com a mordaça servomotorizada, os pacotes são fechados de maneira precisa, constante e confiável. Esse sistema reduz o uso do ar comprimido para o funcionamento da máquina. Possui sensores de marca e de centralização de filme, gerando confiabilidade e redução de paradas desnecessárias. O centralizador automático de filme evita que a embalagem seja formada de maneira errada. O sistema puxador auxiliar permite diminuir a pressão no tracionamento do filme. Garantindo estabilidade no funcionamento e com boa tolerância às diversas composições de filmes. Opera com largura do pacote formado de 50 a 250 mm (TG 1000) e de 50 a 300 mm (TG 5000) e comprimento máximo da embalagem de 300mm e 470 mm. SELGRON Industrial Ltda. Tel.: (47) 2111-7777 | www.selgron.com

SISTEMA DE PESAGEM E ETIQUETAGEM DE CAIXAS O sistema de pesagem com balança interligada a impressor de etiquetas, da Toledo do Brasil, permite a etiquetagem de caixas e outras embalagens nos mais diversos setores industriais. É composto por balança estática ou dinâmica, impressor de etiquetas com códigos de barras, leitores manuais ou fixos de códigos de barras, aplicador de etiquetas e terminais, além do software MWS - moveweigh system - sistema de controle de transações com peso. A solução permite a configuração dos mais diversos tipos de etiquetas. Vários tipos de embalagens podem ser pesadas e etiquetadas automaticamente, como caixas, carrinhos, barricas, sacos, paletes, contentores, vidros, metais etc. A capacidade de impressão é de 25 etiquetas/min. TOLEDO do Brasil Indústria de Balanças Ltda. Tel.: (11) 4356-9390 | www.toledodobrasil.com.br

52

EDITORA BANAS


EDITORA BANAS

53


notas técnicas

IMPRESSORA JATO DE TINTA Indicada para empresas que imprimem grandes caracteres de dados variáveis em substratos porosos e não porosos, a nova impressora jato de tinta Videojet 2120 para grandes caracteres de baixa resolução pode imprimir caracteres alfanuméricos em diversos materiais, como papelão, papel e plástico. Diversas opções de cabeças de impressão e tintas oferecem flexibilidade para configurar a impressora para marcação em diferentes produtos e embalagens, independentemente do substrato. As cabeças de impressão da série 700 foram desenvolvidas para imprimir caracteres de até 50 mm de altura em materiais porosos, como embalagens de papel e papelão. Na série 800, as cabeças atuam em substratos não porosos, como shrink-wrap e uma grande variedade de plásticos, podendo imprimir até 92 mm de altura. Para oferecer flexibilidade adicional, a Videojet 2120 com cabeças de impressão de 16 válvulas podem imprimir individualmente ou códigos alfanuméricos de duas linhas. A impressora vem pré-programada com uma série de mensagens prontas para uso, que podem ser facilmente customizadas para atender as necessidades específicas de codificação de cada cliente. VIDEOJET Technologies Inc. Tel.: (11) 4689-7274 | www.videojet.br.com

ENCAIXOTADORA Desenvolvida para encaixotar frascos de diversos formatos e tamanhos, a encaixotadora DPK, da Kopempack, é um equipamento robusto confeccionado em tubos eletrosoldados, peças usinadas e peças cortadas a laser. Permite total controle do processo de encaixotamento. Monitorado por CLP, as informações são passadas aos usuários por uma interface de comunicação de simples e objetiva interpretação. KOPEMPACK Equipamento Ltda. Tel.: (41) 3072-0335 | www.kopempack.com.br

SACOLA DE PAPEL KRAFT Com diferenciais na alça e tecnologia que permite alta resistência e conforto, a sacola de papel Kraft é voltada para supermercados. O diferencial do produto está no acabamento da alça, que não é retorcida, o que confere praticidade e conforto no manuseio e transporte de compras. Além disso, a tecnologia empregada na produção permite alta resistência. É produzida em dois tamanhos, com capacidade volumétrica de 15 a 20 litros, suportando pesos que variam entre 10 e até 20 kg. ARPECO S/A Artefatos de Papéis. Tel.: (41) 3312-8888 www.arpeco.com.br

54

EDITORA BANAS

EMBALADORA FLOW PACK A máquina embaladora do tipo flow Pack SEA, da Squema, é indicada para embalagem de produtos sólidos. Os produtos podem ser colocados manual ou automaticamente na esteira de alimentação. É resistente e oferece simples operação, rápida substituição de produtos e manutenção simples. Opera com embalagens com comprimentos de 35 mm a 220 mm e larguras de 100 mm e capacidade de 120 a 300 embalagens/min. SQUEMA Comércio e Manutenção de Equipamentos Industriais Ltda. Tel.: (11) 2408-5980.


ACESSE O CONTEÚDO DA REVISTA PACK NA INTERNET E ATUALIZE-SE DAS NOVIDADES DO MERCADO DE EMBALAGENS http://www.pack.com.br Todos os meses a Revista Pack Digital está disponível no site da Pack. Acesse a edição atual e também as anteriores.

LEIA AS MATÉRIAS

Leia na Revista Pack Digital matérias sobre o mercado de embalagens e fique atualizado sobre as novidades.

Siga no @EditoraBanas

BUSQUE PRODUTOS POR PALAVRA-CHAVE

A Revista Pack Digital permite a busca de produtos e fornecedores por palavra-chave.

MAIS INFORMAÇÕES (11) 3500-1910 | publicidade@banas.com.br | www.pack.com.br


informe publicitário

NO MARKETING 3.0

E

m seu novo livro, Marketing 3.0, o mestre Philip Kotler fala da nova geração do marketing e seus grandes desafios. Ele fez uma palestra para os professores da ESPM, em novembro último, afirmando que o marketing está ficando menos efetivo, com as verbas cada vez menores e mais fragmentadas. Por causa disso, as empresas necessitarão de profissionais capazes de fazer mais com menos recursos. Na minha visão, em função desta situação, a embalagem tende a ganhar importância crescente, pois ela permite realizar uma série interminável de ações de marketing a custo zero, uma vez que o seu custo já está embutido no custo do produto. Assim, ela poderá contribuir na redução da perda de efetividade do marketing, compensando de alguma forma a falta de recursos e de foco em suas ações fragmentadas. Em sua evolução, a embalagem vem ampliando as fronteiras de sua atuação ao incorporar novas funções, pois conforme a sociedade evolui e a comercialização de produtos se torna mais complexa, ela exige da embalagem novas missões e exigências cada vez maiores. Com o advento dos supermercados e do autosserviço, a embalagem deu o salto definitivo para se comunicar diretamente com o consumidor. A partir disso, as suas funções de comunicação e de marketing se sobrepuseram as suas funções básicas, fazendo com que a embalagem se transformasse numa poderosa ferramenta de marketing e competitividade que as grandes empresas multinacionais aprenderam a utilizar no seu esforço para conquistar os consumidores. Hoje, toda empresa que atua no segmento mais competitivo do consumo sabe muito bem que se não tiver embalagens compatíveis com o padrão da categoria na qual atua, seus produtos serão vistos pelos consumidores como inferiores às embalagens de seus concorrentes no ponto de venda. Essa situação é nefasta para o desempenho do produto, pois segundo um estudo realizado pelo Comitê de estudos Estratégicos da Associação Brasileira de Embalagem (Abre), o consumidor não separa a embalagem de seu conteúdo. Para ele, os dois constituem uma única entidade indivisível. Isto faz com que o produto que tem uma embalagem inferior seja percebido dessa mesma forma pelos consumidores. O design das embalagens tem então que garantir que os produtos de uma empresa não sejam percebidos como visualmente inferiores. Não importa o tamanho da empresa ou o poder de 56

EDITORA BANAS

sua marca, se os seus produtos não tiverem embalagens no mínimo equivalentes às de seus concorrentes, ela estará com sérios problemas. Percebemos que o assunto em pauta não é mais apenas o design, mas a competitividade. Ela se transformou no verdadeiro nome do jogo em que as empresas atuais estão engajadas. Para participar, cada competidor precisa dar o melhor de si e utilizar todos os recursos que dispõe da melhor forma possível. A questão é: “Como a embalagem ajuda a tornar o produto mais competitivo?”. Neste sentido, nada é mais importante que a inovação. A inovação é a forma mais eficiente de criar diferencial percebido e de obter a vantagem competitiva. Inovar no produto é caro e difícil, enquanto inovar na embalagem é mais fácil, mais rápido, mais barato e, muitas vezes, mais eficiente. A inovação passou a ser uma nova forma de utilizar a embalagem como ferramenta de competitividade. O marketing das grandes empresas vem incorporando, cada vez mais, a embalagem em seus programas de inovação. Segundo Kotler, a atuação no varejo está exigindo um número maior de promoções “in store” o que cria uma nova oportunidade para a embalagem funcionar como suporte para ações promocionais que impactam de forma direta o consumidor. A internet tem hoje um papel preponderante no que podemos chamar de “sociedade da hiperconectividade” em que o número de conexões cresceu de forma brutal e vem soterrando os consumidores com uma montanha de dados e de informação. Não é difícil perceber que mais uma vez a embalagem será chamada a atuar para conectar o consumidor ao site do produto. A conexão da embalagem com a web é, sem dúvida, uma nova fronteira a ser explorada. Aqui, há uma grande oportunidade para as empresas utilizarem melhor suas embalagens, pois uma pesquisa recente do Ibope mostrou que metade das empresas brasileiras não coloca o endereço de seu site em suas embalagens, e poucas delas utilizam a embalagem para convidar os consumidores a visitá-los na web. Um estudo recente realizado para a indústria gráfica mostrou que todos os produtos desse setor já têm um correspondente (eventual substituto) virtual. Com exceção da embalagem que continuará sendo o produto da indústria gráfica, que tem contato físico com o consumidor, e está presente em sua vida e morando na sua casa. Dados da Abigraf indicam que a embalagem representa 46,8% do faturamento do setor

e esta participação tende a crescer à medida que as gráficas que produzem embalagens compreenderem que não estão atuando no segmento de “artes gráficas”, mas num segmento muito maior que é o da “embalagem.” Neste segmento concorrem empresas muito maiores, pois o setor vai faturar, em 2011, mais de R$ 40 bilhões. À medida que as gráficas de embalagem conhecerem melhor o segmento de consumo e compreenderem que elas competem no mercado por meio dos produtos de seus clientes, o setor tende a ganhar importância ainda maior e a se tornar mais competitivo. Pelo jeito como as coisas estão caminhando, os gestores de marketing, segundo Kotler, terão que fazer cada vez mais com menos. Eles precisarão aprender a utilizar melhor a embalagem, pois ela representa um recurso importante que a empresa tem disponível dentro de casa a custo praticamente zero. A indústria gráfica e a indústria de embalagem em geral precisam dedicar mais atenção a esta poderosa ferramenta de marketing e competitividade de suas empresas. Competitividade significa dedicar mais atenção às atividades e aos recursos que têm impacto no resultado. Poucos, entre os recursos que uma empresa tem dentro de casa, têm tanto impacto no negócio das empresas que atuam no segmento de consumo quanto as embalagens dos seus produtos na gôndola. *Fabio Mestriner é professor coordenador do Núcleo de Estudos da Embalagem ESPM e coordenador do Comitê de Estudos Estratégicos da Abre

Foto: Divulgação

FÁBIO MESTRINER*


painel de negócios

embalagens, máquinas, equipamentos e acessórios



ANUNCIE AQUI! PAINEL DE NEGÓCIOS

LIGUE OU ENVIE EM E-MAIL

(11) 3500-1910 publicidade@banas.com.br

Edição especial Interpack INTERPACK 2011

CIRCULAÇÃO ESPECIAL FISPAL TECNOLOGIA 7 a 10 de junho de 2011 Anhembi - São Paulo - SP

! ITE E V O ES APRNDIÇÕIS. CO ECIA ESP

edição 166 junho 2011

Em junho, uma edição especial sobre a Interpack 2011, principal feira internacional de embalagem. Todas as novidades e tendências nas áreas de conveniência, sustentabilidade e segurança. Este ano, o evento vai reunir 2700 expositores de 60 países.

Esse é o assunto da edição de junho da revista Pack.

(11) 3500-1910 publicidade@banas.com.br


índice de anunciantes PÁGINA

EMPRESA

SITE

PÁGINA

EMPRESA

SITE

3ª Capa ... ABRE ....................................................www.abre.org.br

57 ............. MAINARD .......................... www.mainard.com.br/shop

25 ............ ANTILHAS ....................................www.antilhas.com.br

57 ............. MOLTEC ......................................... www.moltec.com.br

4ª Capa .... BRAGA ............................................www.braga.com.br 52 ............. PAK TECH .................................. www.paktech-opi.com 39 ............. BRASILATA ..................................www.brasilata.com.br 45 ............. COGNEX ................................. www.cognex.com/plusid

47 ............. PAPIRUS ........................................... www.papirus.com

29 ............. CROMEX ....................................... www.cromex.com.br

19 ............. PH FIT ................................................... www.ph-fit.com

49 ............. FISPAL............................. www.fispaltecnologia.com.br

37 ............. RIGESA ........................................... www.rigesa.com.br

17 ............. HAVER BRASIL .......................www.haverbrasil.com.br

43 ............. ROLLAND ....................................www.rolanddg.com.br

5 ............... HENKEL ......................................... www.henkel.com.br 11 ............. SALAZAR ................ www.salazarcomponentes.com.br 2ª Capa ... IBEMA .............................................www.ibema.com.br 57 ............. IGARATIBA ..................................www.igaratiba.com.br

58

13 ............. SELOVAC .......................................www.selovac.com.br

53 ............. IMAM .................................. www.feiramovimat.com.br

54 ............. STRAPET ....................................... www.strapet.com.br

21 ............. INNOVIA FILMS..........................www.innoviafilms.com

27 ............. TECHNOPACK ........................www.technopack.com.br

51 e 58 .... INSTITUTO DE .................. EMBALAGENS ...www.institutodeembalagens.com.br

54 ............. TRANSERG ................................. www.transerg.com.br

50 ............. MAGNETEC ...............................www.magnetec.com.br

35 ............. VIDEOJET ..........................................www.videojet.com

EDITORA BANAS


Profile for Revista Pack

Revista Pack 165 - Maio 2011  

Revista Pack 165 - Maio 2011

Revista Pack 165 - Maio 2011  

Revista Pack 165 - Maio 2011

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded