Issuu on Google+

número 3 | janeiro a junho | 2011 www.nr.com.br/revista

revista

ECOS NR

Com a música “Nosso Recanto”

Juninho Bessa

consquistou a galera

O quê que a Austrália tem? NR Intercâmbio

Balada Vip NR NR Formaturas

DJ, Cupcakes, Health & Fitness, Skate... Férias de Julho no NR

Presente especial do Juninho Bessa e do NR para você! As faixas “Sol” e “Nosso Recanto” para você baixar e curtir! Basta acessar a revista completa on-line em www.nr.com.br/revista

Ecos NR - 1


Acompanhe o NR na web! facebook.com/nracampamentos youtube.com/nrmarketing flickr.com/nrfotos twitter.com/nracampamento

INDÍCE

Carta ao Leitor COOLtura Saúde e Bem Estar Top Teen Intercâmbio Fotografia Ecos do Acampamento Memória Fotográfica Capa Novidade no NR Educação Pelo Mundo Esporte Social NR

2 - Ecos NR

3 6 8 10 15 18 20 24 27 32 34 36 38 40

15 Australia

Saiba mais sobre um dos destinos favoritos dos estudantes do mundo todo. Informações úteis, dicas e depoismentos de quem esteve lá. Tudo que você precisa saber para sua próxima viagem.

Revista Ecos NR Diretor Responsável - Affonso Maurício Vivolo - MTB-6604/SP - Editor/Repórter - Daniel Cunha - MTB-56483/SP - Colaboradores - Anna Flávia Calix, Debora Emm, Fernando Faro(Trol), Gabriel A. S. Santos(Sumô), Geila Siqueira de Carvalho, Guilherme Lichand(Bêlo), Karina Carvalho, Ligia Cury de Mello, Marco Antonio Vivolo, Marcos Garcia Castilhos, Rachel Katarivas Vivolo, Rafael Vivolo - Design Gráfico e Editoração - Francisco Santos e Luciana Simbara - Fotos - Acervo NR, Kito Vívolo, Toshiro Sasahara e Luciana Simbara. A Revista NR é uma publicação semestral do NR Acampamentos. Todos os textos podem ser utilizados e divulgados total ou parcialmente desde que a fonte seja citada. As seções que são assinadas não obrigatoriamente refletem a opinião da Revista NR. Travessa Ubirassanga, 41- Campo Belo - CEP 04614-050 São Paulo - SP - Fone/Fax: 11 5090 7419 - e-mail: revista@nr.com.br. Para publicidade entrar em contato pelo e-mail revista@nr.com.br ou pelo telefone 11 5090 7419.


CARTA AO LEITOR

24

Mais uma vez nos encontraremos nas férias de julho no NR para juntos aproveitarmos o inverno aconchegante da Serra da Mantiqueira entre amigos. Dessa vez a programação foi montada com grande participação de cada um de vocês e essa participação aumenta a cada dia. Pode soar estranho, mas o NR sempre montou as temporadas de férias para agradar vocês acampantes e seus pais, porém nunca conseguimos saber de vocês quais novidades ou atrações gostariam de ver nas temporadas seguintes. E após 58 anos realizando temporadas de férias, a tecnologia veio para nos ajudar. Milhares de jovens e adultos se comunicam diariamente com o NR através das chamadas redes sociais e conseguimos receber sugestões de acampantes e pais. Isso para nós é uma das coisas mais importantes na montagem da programação de férias para agradar a todos. Obrigado a cada um de vocês que nos “segue” ou é nosso “fã” na internet. O NR existe para cada um de vocês e julho será mais uma vez prova disso. Aproveito esse espaço para cumprimetar a todos e dizer que nos veremos na próxima temporada, para juntos aproveitarmos as novidades que o NR traz para vocês.

32

Memória Fotográfica

Espaço dedicado aqueles que fazem parte da nossa história.

Milan Junior Camp O melhor futebol do mundo em julho no NR

Ecos NR - 3


NOVIDADE no NR www.nr.com.br/ferias Cupcake Workshop Uma deliciosa novidade espera a turma do NR2. Na temporada de 11 a 24 de julho teremos profissionais especializados nesta arte que ensinarão nossos acampantes a preparar lindos e saborosos cupcakes.

Skate Skate Camp Camp agora agora também também no no NR1 NR1

Agora os acampantes de 5 a 10 anos também poderão aproveitar o Skate Camp do Magrão. Uma temporada para aprimorar suas habilidades ou dar os primeiros passos neste esporte, tudo com a supervisão de nossos monitores e a orientação do Magrão, skatista profissional e parceiro nas temporadas de férias.

UndoKai é uma grande festa, típica da colônia nipo-brasileira, que tem como objetivo principal a integração através de esportes e outras atividades, priorizando a participação e não a competição. E é nesse clima que teremos um dia muito especial na segunda temporada de julho no NR2. As atividades esportivas e gincanas serão baseadas nessa festa, com música, desafios típicos e muito sushi.


COOLtura

u

m a

d r

d i lt

a tiv ção a i c ini ma a as a a u so vi m é u omo r pes ente soas l c a s sin ding a po ualm s pe r s d o a n u a p u tr , z ue wdf reali ente e ou , q o – cr va am s d do n a : i i r u t a éd fine le cei tiv os do m cadar de l kip – de o co inan nicia i p res rre rca ã i W f m O wd” eraç em oiar a io a e o u p p ma veria el m x s “cr coo ntrib ra a s. s e do de crív ca s s o n i de e co t, pa çõe e i m ar ai o un m - Ujeto qugou a qu erne niza s c cion m inh Ou . ã z g a f t o " in org al ter.co pro s che ares va de nterna dsyste u s do". lhor u e n e o , s a ja star ou um , ma dól iciti ws i oun e ma ajud ria m tudo o o , V ick anci lares o de r - in sho D S sd "Ah nte o se mos ra d o C K ã r : b ó n m L e a d e fo ei • já fi il d milh om. vara n e on ers ais g o, tu pod cia i m a v c 1 i e . p e n m uc s el o st 15 ase tos nt co o er m to mo a qu Seba iro u un aco m la o de m p e j . e t q e r n e e e s u o já ue úsic lle e Jan ver l aq reci sse u e qu ue nte.  g é iame Q i e o e e q m n r ,p c a d i e , • de o B io d e M Bras mp sigo ajud eito ding ivam fund finan o. o e R m co ra o e.me g no É s con um conc dfun finit owd s de buíd com que tias, r e i a o n o r é a pa tars ndin nã cad o no crow qui d les, c iativ dist alg sta qua ia, fu a e "se oiad eno ou a imp inic ento seria ropo nas a id C rowd • e p c A nôm heg m s r de iam ês, . A p qu um e ar e ala nc gu o” e l, c p f b z o asi a a f ina r tu idã om bili or m par  ou f o po mult m, c via Br f De zado tivo ara ela bua para p p , ra ri li uti labo indo nto cont ativa . e z r co du iam oas bo jeto Tra anc pess cola pro “fin rias eira , um vá man ócio de neg um

e d

O

6 - Ecos NR

o p


o ã

Mas o que eu ganho ajudando? Além de você apoiar, pois considera a iniciativa bacana, se identifica e quer vê-la viabilizada, toda pessoa recebe uma recompensa de acordo com o valor que contribui: nome nos agradecimentos, ingresso, o produto em si, uma edição limitada. Depende do tipo de projeto apoiado e do valor. O crowdfunding vai mudar o mundo: qualquer um com uma ideia na cabeça pode se utilizar da ferramenta. É uma maneira de levantar o dinheiro que você precisa para realizar o que você sonha, por meio de pessoas que anseiam por te ajudar. Mãos à obra? Para quem se interessar em saber mais sobre economia colaborativa, vale a pena assitir uma ótima palestra ministrada pela consultora Rachel Bostman. O vídeo está disponível no TED, outra iniciativa que também é construída pela coletividade. http://www.rachelbotsman.com/

d

m

em

e Por vivolo r @

a_ bor

e

@d

s

elle

ir os to Me t o F ber Ro

Ecos NR - 7


SAÚDE E BEM ESTAR

Por Daniel Cunha

Health & Fitness Pequenos atitudes levam a grandes resultados! Nesta edição, o Ecos NR convidou o médico Marco Antonio Vivolo para falar sobre uma novidade que estará ao alcance dos acampantes do NR a partir da segunda temporada de julho e tem tudo a ver com saúde. Trata-se do programa Health & Fitness, em que os acampantes poderão ter um acompanhamento especial em questões como alimentação, peso e ainda poderão fazer exercícios físicos direcionados. Confira:

Ecos NR: No que consiste a atividade Health & Fitness e como ela vai funcionar? O NR sempre procurou oferecer durante as suas temporadas atividades que fossem ao encontro de aspectos importantes de sua filosofia de trabalho. O preparo do indivíduo para a vida é um desses componentes e a vivência desses aspectos, uma parte fundamental para que o jovem possa incorporar esses hábitos ao seu dia a dia. O programa Health & Fitness (HF) dará a oportunidade para que os acampantes possam conhecer as suas necessidades alimentares, acompanhar a quantidade calórica ingerida em cada uma das refeições e verificar se isso está adequado a sua idade, sexo e quantidade de atividade física. Todo esse programa estará sendo supervisionado pela equipe de saúde e pelos profissionais de educação física do NR2. O programa estará a disposição daqueles acampantes que quiserem participar do mesmo, mediante inscrição no inicio da temporada.

Marco Antonio Vivolo Diretor Presidente da ABAE Diretor do Acampamento Nosso Recanto Médico Endocrinologista Membro do Conselho Consultivo médico da Associação de Diabetes Juvenil – Brasil (ADJ) Coordenador da Colônia de Férias para jovens com diabetes da Escola Paulista de Medicina (ADJ - UNIFESP) @marcovivolo

8 - Ecos NR


Veja o que iremos fazer e comece agora a sua lição de casa! >>Medições do tipo IMC e taxa de gordura corporal e abdômen A avaliação do IMC (Índice de Massa Corporal), que pode ser obtido quando dividimos o peso em quilos pela altura ao quadrado, em centímetros, permite que façamos um acompanhamento da evolução dessa relação que está diretamente relacionada ao risco de desenvolvermos várias doenças e, dentre elas, o risco cardiovascular (CV). O risco CV aumenta a medida que o IMC ultrapassa valores de 25, quando passamos a considerar o indivíduo como tendo sobrepeso. Isso vale até o IMC de 30, quando então o individuo é considerado obeso. O IMC portanto está relacionado a quantidade de gordura corporal mas também leva em consideração a quantidade de massa magra (músculos e ossos) que o indivíduo tem. Nos indivíduos adultos, geralmente acima de 45 anos, a medida da circunferência abdominal também pode ser considerada como indicativa de risco CV. Isso porque a gordura visceral (intraabdominal) acumulada se associa positivamente a eventos cardiovasculares como infarto agudo do miocárdio e acidente vascular cerebral, também conhecido como derrame cerebral.

>> Boa alimentação com acompanhamento calórico através de tabelas dos alimentos A alimentação no NR é muito elogiada por todos os nossos frequentadores. Tanto no seu paladar quanto na qualidade. Isso se deve a vários aspectos, desde as instalações físicas da nossa cozinha e restaurante, até o envolvimento de todos os responsáveis diretos pelas unidades, como diretores e gerentes. Além disso, contamos com duas pessoas dedicadas inteiramente a isso. No NR2, nosso Chef, responsável pela área de A&B, é o já conhecido Yasser Chaim, e  a nossa nutricionista é a Sheila Cunha, que também atende as duas unidades. Tudo isso é importante porque, além de garantir a qualidade dos alimentos, coloca a disposição de todos os frequentadores do NR uma variedade de alimentos que possa atender as necessidades individuais. E por que isso é importante? Dentre os que frequentam o acampamento, encontramos pessoas com  diferentes necessidades nutricionais: crianças em fase de crescimento, necessitando um aporte de calorias e nutrientes que atendam as suas necessidades de momento, e outros com peso acima do adequado para sua idade e sexo, e portanto tendo que se alimentar bem, mas com uma necessidade de ingestão calórica menor. Crescer e se desenvolver dentro de parâmetros nutricionais adequados previne tanto doenças crônicas, como hipertensão arterial (HA) e diabetes mellitus tipo 2 (DM2), quanto uma série de outras doenças associadas ao que chamamos de síndrome metabólica, da qual a HA e DM2 também estão associadas.  Uma dieta saudável associada a uma carga de atividade física adequada, mantidas desde a infância e por toda a vida, previnem uma série de doenças, alem das já mencionadas.

>>Atividades físicas dirigidas, como alongamentos e caminhadas A atividade física regular previne muitas doenças. Ela deve ser praticada em frequência e intensidade adequadas às condições físicas de cada indivíduo, levando-se em consideração sua idade, sexo e condição física no momento. Dessa forma, fazer exercícios é muito importante para o crescimento e desenvolvimento de qualquer ser humano, desde o seu nascimento e para o resto da sua vida, desde que respeitemos os limites individuais. A atividade física deve compreender atividades aeróbicas (longa duração e intensidade moderada) e anaeróbicas (grande intensidade e curta duração). Nesse segundo grupo incluímos os exercícios de força (musculação) para o desenvolvimento e aumento do tônus muscular. O alongamento é também fundamental para prevenir lesões musculares durante os exercícios.

Você sabe o que é o Dia dos Fâneros do NR e como ele funciona? Fâneros ou fâneros cutâneos são as estruturas visíveis da pele. Compreendem os cabelos, pêlos e unhas. Por essa razão, usando este termo pouco conhecido (e de sonoridade peculiar) introduzimos durante a temporada dos menores o “Dia Internacional dos Fâneros”. Este é um momento durante o acampamento em que prestamos atenção aos nosso fâneros (cabelos, pêlos e unhas), as vezes tão esquecidos pelos nossos acampantes. Com essa brincadeira, chamamos atenção para aspectos importantes de higiene pessoal e isso os motiva a que cada um cuide melhor de si. Ecos NR - 9


Top Teen Eu escolhi meu hobby preferido, você já escolheu o seu?

Passatempo, mania ou hobby são aquelas atividades que a gente desenvolve sozinho ou coletivamente. Um passatempo pode manifestar-se de várias formas: desde uma atividade motora, como culinária, esporte, modelagem ou pintura, até atividades intelectuais, como escrever, ler, filosofar, etc. Se você é do tipo que alega não dispor de um minuto livre para atividades que nem de longe lembrem suas tarefas profissionais ou seus afazeres domésticos, saiba que suas chances de desenvolver o stress e todos os problemas que ele acarreta são maiores que a das pessoas que têm um hobby. Saiba, também, que encontrar tempo para uma ocupação capaz de desviar sua atenção das preocupações com o trabalho é uma questão de definir prioridades. Ao se dedicar a esses afazeres sem descuidar de suas obrigações, você quebra a rotina do dia, alivia as tensões e, como um argumento para sensibilizar aqueles que consideram o trabalho a única coisa que interessa, aumentam a disposição para encarar as tarefas profissionais. “O organismo humano pode ser comparado a um carro”, diz a médica Alexandrina Meleiro, do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo. “Colocá-lo para trabalhar durante horas seguidas todos os dias da semana pode provocar superaquecimento e diminuir a vida útil do motor.” Adaptado de http://veja.abril.com.br/130199/p_106.html

10 - Ecos NR


Karen D. L. 9 anos

Ecos NR - 11


Marcos E. E. 15 anos

12 - Ecos NR


Luiz F. E. 12 anos

Ecos NR - 13


s i a c i d a r Esportes

s i e v í c e u q s e n i s o t n Mome

14 - Ecos NR

As melhores férias!!!

Festas incríveis!


Fotos: Luciana Simbara

INTERCÂMBIO CULTURAL

A Austrália é um dos paises com os animais mais exóticos. Os marsupiais como coala (no destaque) e o canguru (foto maior) são animais símbolos deste pais!

Austrália: Logo ali do outro lado do mundo

Ecos NR - 15


INTERCÂMBIO CULTURAL

Esculturas naturais conhecidas como os Doze Apóstolos em Melbourne.

Cenário das mais belas praias do mundo e morada de um povo bastante receptivo, o continente também conhecido como “downunder” tem muito a oferecer. Para quem deseja passar uma temporada fora do país, ou simplesmente degustar de boas e bem aproveitadas férias em qualquer época do ano, vai aí uma sugestão para ser incluída na listinha de destinos: Austrália. A terra dos cangurus é também um dos únicos países do mundo que ainda

Morei em Sydney, mas tive a oportunidade de cruzar o continente de norte a sul para entender cada particularidade que cada cidade ou região têm para oferecer: os 12 Apóstolos em Melbourne, a praia artificial de Brisbane e seu centro super charmoso, as praias mais lindas e o pôr do sol inesquecível em Sunshine Coast, e por ai vai. A facilidade de encontrar passagens promocionais e as distâncias reduzidas colaboram e muito para que seja você se encante pelo país todo! Para quem não tem oportunidade de conhecer os principais lugares, Sydney acaba sendo parada obrigatória. A cidade é uma mistura de modernidade de uma metrópole com cidade litorânea, super planejada e funcional. Ótima para quem quer estudar, trabalhar ou simplesmente passear, assim como eu fiz. 16 - Ecos NR

A famosa Opera House em Sydney

permite que o estudante brasileiro trabalhe legalmente enquanto estuda inglês, oferece excelentes escolas públicas (e particulares) para o jovem que deseja fazer uma parte do ensino médio no exterior, incluindo hospedagem com famílias locais e aulas propícias para aqueles que desejam aprender mais

E quem precisa de carro? O transporte público te leva a qualquer lugar, incluindo as praias que ficam um pouco mais afastadas do centro da cidade, conhecido como “city”. Muito mais do que a terra dos cangurus e koalas, tudo o que vivi e aprendi, todos os lugares surpreendentes que conheci, fazem dessa experiência inesquecível uma das histórias mais lindas que tenho para contar ... e por muito tempo: para amigos, filhos, netos e bisnetos! Cintia Ferguson de Lima

“Me apaixonei pelo lu que revejo as fotos qu Austrália.”


South Bank, em Brisbane, uma bela opção de diversão de graça no verão australiano.

sobre surf, mergulho e outros esportes fortes no país. E o que faz com que as pessoas sintam-se atraídas e se encantem tanto pela Austrália? Preparamos uma listinha com os principais atrativos de Sydney, a capital, e suas redondezas para quem está pensando em visitar o local. >> O bairro histórico The Rocks Bairro mais antigo e charmoso de Sydney que conta com restaurantes e bares incríveis e com a maior feira livre noturna do país, que acontece sob a luz da lua. >>Bondi Beach, Maroubra e Manly Beach São as praias mais famosas e badaladas para quem quer surfar, ter contato com o esporte ou simplesmente relaxar deitado nas areias branquinhas ou nos gramados que circundam a área para banhistas, contemplando um mar azul de águas claras e escuras mescladas e com muita gente bonita; >>Compras Aproveitar as melhores lojas da cidade sem se preocupar com transporte público, que é excelente e garante acesso fácil a todos os pontos da cidade, e com a educação extrema das pessoas na rua. >>Conhecer de pertinho a Opera House e a majestosa e única Sydney Harbour Bridge Com a oportunidade de praticar Climbing na parte de cima e mais alta da ponte. >>Desfrutar do verão australiano, que além de temperaturas agradáveis, oferece lugares para curtir e dançar os mais variados ritmos: rock, salsa, regaee, trash, dance, lounge. Tem para todos os gostos, incluindo até festas brasileiras com samba e sambarock. >>Aprender inglês com nativos, tanto na escola como na rua, com aquele sotaque levemente britânico, pois é um país influenciado pela cultura dos “fish and chips”.

Story Bridge, em Brisbane.

Experimente você também! Imagine conhecer um lugar inesquecível com toda a segurança que a NR Intercâmbio oferece, com um grupo personalizado e monitor VIP acompanhando a galera por todo o tempo. O groupleader ajuda no direcionamento do pessoal pelos melhores passeios, para que você não deixe de aproveitar nada das atrações imperdíveis que só quem esteve lá pode contar! A NR Intercâmbio estará inaugurando o primeiro programa de férias para a Austrália no mês de janeiro de 2012, que promete marcar para sempre a vida e o verão dos participantes. Serão quatro semanas de experiências intensas em terras australianas com direito aconhecer e desfrutar dos melhores atrativos de Sydney e região. Aproveite as promoções de lançamento do SummerAussie do NR Intercâmbio e descubra o que é se tornar um Aussie VIP você também!

ugar e me (re)apaixono todas as vezes ue marcaram cada momento que vivi na

Ecos NR - 17


FOTOGRAFIA

“No burburinho da cidade grande Minha alma se esconde Perco-me em divagações aéreas A multidão engole meus sentimentos – Disfarce do bulício urbano...” Cidade Grande - Regina Lyra

Foto: Reflexo Toshiro Sasahara, ex-monitor do NR e atualmente assessor de escolas e grupos do NR. 18 - Ecos NR


ECOS DO ACAMPAMENTO

Ecos NR - 19


ECOS DO ACAMPAMENTO

Férias Quentes no NR1! As temporadas de janeiro de 2011 no NR1 foram, para todos os participantes, inesquecíveis! Durante as três semanas, os acampantes que passaram pelo acampamento tiveram a oportunidade de vivenciar momentos únicos, adquirindo novos conhecimentos artísticos, desenvolvendo suas habilidades esportivas, exercitando valores de convivência em grupo e respeito ao próximo e, principalmente, divertindo-se como nunca e aproveitando as férias da melhor maneira. O tema escolhido para as temporadas foi NR Beach, aproveitando o verão e as praias como cenário para as férias na montanha. As atividades artísticas e lúdicas foram preparadas com assuntos

20 - Ecos NR

relacionados ao tema, e a turma sentiuse no litoral durante as semanas que passaram no NR1. Na parte esportiva, foram realizados disputadíssimos campeonatos em diversas modalidades, com destaque para os campeonatos aquáticos, aproveitando o verão quente e ensolarado na Serra da Mantiqueira. A participação dos acampantes foi fantástica, com muitas medalhas conquistadas durante todo o mês. As festas também mereceram destaque durante as três semanas de temporadas, com os temas:”Festa do

Branco” na primeira semana, “Festa do Havaí” na segunda e “Festa a Fantasia” na terceira. Chamaram a atenção o capricho na produção e a decoração dos salões, além da maciça participação das turmas, todos fantasiados e com um astral maravilhoso. Um ambiente tão propício para o aprendizado e com tantas atividades só poderia ter esse resultado: mais um verão que ficará marcado na memória dos acampantes do NR! Geila Siqueira de Carvalho Coordenadora de Atendimento NR1

Gabriel A. S. Santos – Sumô

Gerente de Monitoria, Qualidade e Segurança


Premiados Janeiro 2011

1

Lucas L. G. S. de O. Medalhão de melhor esportista

Thiago L .B. Troféu melhor acampante

2

Luisa C. C. Troféu de melhor esportista

Mauricio G. K. Troféu de calouro revelação

3

Thiago M. F. Medalhão de melhor esportista

Maria Carolina do C. M. Troféu de calouro revelação

Carolina R .B.

Felipe S.

Michel W.

Troféu melhor esportista

Medalhão melhor esportista

Medalhão melhor acampante

Maisa R. S.

Henrique W.

Bruna K. V.

Troféu calouro revelação

Medalhão calouro revelação

Troféu de melhor acampante

Eduardo A.

Camila K. M.

João Pedro G. dos S.

Medalhão calouro revelação

Troféu de melhor acampante

Medalhão de calouro revelação

Ecos NR - 21


ECOS DO ACAMPAMENTO

As férias no NR2 foram campeãs em animação. Janeiro, sol, risada, atividades, música, futebol e muitas boas companhias marcaram as férias de todos os acampantes que estiveram com a gente durante os 21 dias de temporada. A atividade de skate animou o grupo da primeira temporada. Empolgados com o desafio de superar os obstáculos, até quem nunca imaginou subir em 4 rodinhas se apaixonou.

22 - Ecos NR

A segunda temporada manteve o mesmo clima de empolgação, com atividades tradicionais, montagens de teatro e dança impecáveis e festas inesquecíveis, além da presença do Juninho Bessa, ensaiando os acampantes da banda e apresentando um show em uma das noites da temporada. Julho tem mais, você vai ficar fora dessa? Anna Flávia Calix

Coordenadora de Férias

muito o NR há a o h n e V “ das sa é uma s e e o p que tem poradas m te s e r o melh o não tudo ótim ca já fiz, ta be nada” Re mudaria


Premiados Janeiro 2011

1

Vittoria G. Troféu de calouro revelação feminino

Lucas Abreu S. S. Troféu de calouro revelação masculino

Mirelle Y. J. Troféu melhor esportista feminino

2

Amanda P. Troféu de calouro revelação feminino

João P. H. Troféu de calouro revelação masculino

Fernanda R. Troféu melhor esportista feminino

Guilherme C.

Nicolas A. K. F.

Troféu de melhor esportista masculino

Troféu de melhor esportista masculino

Catharina K.

Patricia J.

Troféu de melhor acampante feminino

Troféu de melhor acampante feminino

Eduardo G. A.

Matheus V. S. F. L.

Troféu de melhor acampante masculino

Troféu de melhor acampante masculino

Izabel M. de S.

Raphael N. S.

Medalhão de calouro revelação feminino

Medalhão de calouro revelação masculino

Leonardo C.

Monica S. de T.

Medalhão de calouro revelação masculino

Medalhão de melhor esportista feminino

Ana M. H.

Murilo R. de A.

Medalhão de melhor esportista feminino

Medalhão de melhor esportista masculino

Matheus M.

Mariana de S. F.

Medalhão de melhor esportista masculino

Medalhão de melhor acampante feminino

Luiza M.

Brunno K. M.

Medalhão de melhor acampante feminino

Medalhão de melhor acampante masculino

Luiz F. E.

Medalhão de melhor acampante masculino

Ecos NR - 23


Memória Fotográfica Aqui você vai encontrar imagens que fazem parte da história do NR, iniciada em julho de 1953, em Ferraz de Vasconcelos. E o mais legal é que você também pode fazer parte desta seção! Para isso, envie suas fotos no acampamento para revista@nr.com.br. Elas podem estar na próxima edição da revista ou entrar para a galeria de imagens no endereço www.nr.com. br/memoria

24 - Ecos NR


Ecos NR - 25


Venha se divertir com a gente !

Entre em contato

5090-7419 5 a 10 anoS 26 - Ecos NR

www.nr.com.br/ferias


“V am os seg jun un tos do te ,v , fa lev em ça lem arei cu ch rti n uv bra op ro ao nç e ns uf dia as a a do me no ça qu nto s NR ol ev , as gu ap ive a a rov ud rd mo ee eit ad sn ar m e oN f t i ca eu ca R da r cor á, Ac eu am aç ã pa me o as nto s”

TÁ NA CAPA

Por Daniel Cunha

Ecos NR - 27


TÁ NA CAPA

É

pela voz do cantor Juninho Bessa, monitor do Nosso Recanto, que essas palavras já ganharam as temporadas do NR e a cada dia chegam a mais cantos do país. A música ‘Nosso Recanto’ faz parte do primeiro disco solo gravado por ele, intitulado “Respostas”, que foi lançado no final de 2009, e foi escrita especialmente para o acampamento. Recentemente, o músico gravou seu primeiro DVD ao vivo, em Uberlândia (MG), onde apresentou uma nova versão desta canção, além de algumas músicas inéditas. Natural de Minas Gerais, Juninho começou sua carreira como monitor no NR por meio de uma agência de turismo de Uberlândia em 2009 e desde então tem o acampamento como sua segunda casa. Na entrevista exclusiva concedida para a revista Ecos NR, o cantor falou sobre sua carreira, seus projetos para o futuro e ainda revelou que está preparando uma surpresa para os acampantes da temporada de julho do NR. Confira:

Ecos NR: Você é natural de Campina Verde (MG) e atualmente mora em Uberlândia (MG). Fale um pouco sobre a trajetória da sua vida, como foi sua infância e como chegou ao estágio em que se encontra agora. Nasci no dia 21 de março de 1983 na pequena e acolhedora Campina Verde, no Triângulo Mineiro. Ainda muito novo vim para Uberlândia com os meus pais e minha irmã. Devido ao trabalho do paizão Luiz Alberto, morei alguns anos, já adolescente, no estado de Goiás e em Uberaba. Em agosto de 2004 vivi uma experiência incrível por seis meses em Ibiporã e Londrina, no Paraná. Retornei em 2005 e desde então viajo pelo Brasil e até para o exterior fazendo o que mais amo...cantar!  Ecos NR: Antes de se dedicar integralmente à música você se formou advogado. Como foi essa mudança? Em que momento você decidiu investir mais na música? Você pretende retornar um dia à profissão? Vivi uma experiência única ao longo dos cinco anos de faculdade. Ali construí inúmeras amizades, realizei longos e sofridos estágios, virei madrugadas estudando para os exames, fiz incontáveis provas substitutivas por causa dos shows, aliás, sempre chegava atrasado. Mas, graças a Deus, recebia o maior carinho e incentivo dos co28 - Ecos NR

legas e professores. Tornei-me bacharel em julho de 2008, trabalhava em escritórios durante o dia e fazia cursinhos preparatórios para a OAB. Era o tempo contado para voltar em casa, se arrumar e ir para os shows, quando eram em Uberlândia. Em 2009, passei no exame. Em março deste mesmo ano resolvi dedicar-me exclusivamente ao novo projeto solo, agora não mais como vocalista do grupo Balakubaku e sim como cantor no segmento fonográfico sertanejo. Olha, sinceramente, não pretendo voltar um dia à profissão, mas, confesso que me sinto muito mais maduro e confiante por ter a instrução jurídica no meu dia a dia. Até hoje faço questão de fazer os contratos relacionados à minha carreira, bem como participar efetivamente de todas as negociações e ações que envolvem a marca Juninho Bessa. Ecos NR: Desde quando a música faz parte da sua vida? Como foi que isso começou? A música faz parte da minha vida desde menino, no entanto cantava apenas para a família, sem nenhuma pretensão profissional. Em 2002, por diversão, comecei a me reunir com um grupo de amigos para tocar músicas nacionais, de diversos estilos, e a brincadeira virou coisa séria. Criamos a banda, chamada ‘Balakubaku’,


na qual eu era vocalista, e ficamos juntos até 2009, quando eu decidi encarar um novo desafio e sedimentar os primeiros passos da carreira solo, agora como Juninho Bessa e em um novo segmento, o sertanejo universitário. Ecos NR: Você toca instrumentos? Quais?  Toco violão, diga-se de passagem, parceiro inseparável das viagens, especialmente as pro NR. Ecos NR: Que tipo de música você gosta de escutar? Sou muito eclético, muito mesmo. Por mais que seja cantor sertanejo, gosto pra caramba de escutar absolutamente todo tipo de música. O legal disto é que consequentemente conseguimos montar um show híperversátil e dançante! Ecos NR: Você gravou um DVD recentemente. Fale um pouco sobre este projeto. Qual será o nome, como foi o formato e quais seus objetivos com ele? A gravação aconteceu no dia 21 de março de 2011, dia em que eu comemorei meus 28 anos, em Uberlândia. É o 1º DVD da minha carreira solo, intitulado “Respostas Ao Vivo”. O trabalho será lançado nacionalmente no mês de junho e vem com várias canções inéditas. O projeto foi ousado, uma superprodução que utilizou o que há de melhor em iluminação e filmagem. Os cinco palcos receberam os dez músicos

da equipe! Fiquei super à vontade ao centro, algo surreal, vendo toda a galera ao meu redor. Vale destacar o quanto foi orgulhoso receber o Kito, representando o Nosso Recanto no dia mais importante da minha vida. A grande surpresa fica por conta da nova versão da canção “Nosso Recanto”, feita especialmente para o NR. Ficou linda! Ecos NR: O que tem programado na sua carreira para os próximos meses? Algum trabalho novo em vista? Iremos preparar para os próximos meses um superlançamento do novo projeto em Minas Gerais. Já no dia 18/07 embarco para os EUA (Miami e Orlando) para realizar um sonho antigo e mostrar o nosso trabalho na Terra do Tio Sam. Dando continuidade, a partir de agosto até dezembro, graças a Deus, estamos com a agenda de shows praticamente fechada. Ecos NR: Fale um pouco sobre sua história no NR. Quando e como começou, se foi acampante, monitor... Comecei a frequentar o NR em 2009, por intermédio da querida parceira ‘Meridianos Jovem’, agência de turismo de Uberlândia. Confesso que foi paixão à primeira vista, fiquei encantado pela magia da filosofia do acampamento. Nunca tive o privilégio de ser acampante, sem-

Comecei a frequentar o NR em 2009, por intermédio da querida parceira ‘Meridianos Jovem’, agência de turismo de Uberlândia. Confesso que foi paixão à primeira vista, fiquei encantado pela magia da filosofia do acampamento.

Ecos NR - 29


Recentemente estive com todos na sensacional Balada Vip, uma festa com um show inesquecível...

Presente especial do Juninho Bessa e do NR para você! As faixas “Sol” e “Nosso Recanto” para você baixar e curtir! Basta acessar a revista completa on-line em www.nr.com.br/revista 30 - Ecos NR


pre acompanhei os grupos como monitor ‘convidado especial’, compartilhando naquele primeiro momento ao lado da galera todas as emoções que eles viviam nos pacotes de formatura. Ecos NR: Você fez uma música especial para o acampamento que entrou no DVD “Respostas Ao Vivo” e isto mostra que você possui uma relação especial com o NR. Pode falar um pouco sobre isso e também sobre como surgiu a ideia de dedicar uma canção ao NR? Em maio de 2010, já completamente tomado pelo espírito do Recanto, resolvi compor a música ‘Nosso Recanto’. Lembro-me claramente quando a cantei pela primeira vez, num ‘Fogo de Conselho’. Desde então a canção é utilizada nos encerramentos. Vocês não imaginam o quanto é motivo de orgulho fazer parte da Família NR, sinto-me totalmente em casa e faço questão de participar de tudo. Um momento marcante e de muita emoção foi, na Temporada de Janeiro/2011, ter recebido uma homenagem muito especial, a medalha de 50 anos do acampamento, diretamente das mãos do Professor Safo. Ecos NR: Você tem informações de como essa música repercutiu no acampamento? Se ela tem sido tocada nas temporadas, se os acampantes gostaram? Os acampantes receberam muito bem a música! É incrível perceber a reação deles ao escutá-la, muitos se emocionam. Diariamente, inúmeros adolescentes do país inteiro que passaram pelo Nosso Recanto baixam a música na net ou até mesmo vêem o vídeo pelo YouTube! É de se impressionar a quantidade de tweets sobre a ‘Nosso Recanto’. Estava muito ansioso no começo do ano para ver qual seria a reação dela nas temporadas, afinal, até então ela só tinha sido tocada nos pacotes de formatura. Mas a música vingou mesmo! Nunca irei me esquecer dos vários momentos com o pessoal de janeiro deste ano, ao som da música que eu criei. No último dia da temporada, fizemos uma roda gigante e todos, de mãos dadas, cantaram e se emocionaram com ela. Ecos NR: Você explora bastante o romantismo dentro das suas músicas. Tem alguma história especial que aconteceu com você no NR e que você possa compartilhar com os nossos leitores? Em janeiro de 2011, ainda na temporada, conversei com o Jonas e com o Tili, que tinha muita vontade de escrever algo que contasse o lance do amigo que sempre ouvia confissões e desabafos de amor da sua melhor amiga, mas, uma hora, ele se apaixona por ela e de uma vez por todas se declara. Naquela mesma noite, após o lanche notur-

no, recolhida e reunião com os meninos do Village, sentamos ali mesmo, eu, Jonas e Tili e compusemos a canção ‘Namorada Amiga’. No outro dia lembro de ter tocado ela no Luauzinho que acontecia depois da janta, e foi muito legal, a galera recebeu super bem. Em três dias ela estava bombando no acampamento! Não deu outra, com a criação, por meio dos meus produtores fonográficos, de um arranjo incrível e ritmo contagiante, resolvi gravá-la no DVD. Indiscutivelmente, ‘Namorada Amiga’ é uma das maiores promessas deste novo projeto e tenho orgulho de dizer que ela foi feita no Nosso Recanto. Ecos NR: Como é sua relação com o acampamento atualmente? Você ainda participa das temporadas? Tenho uma relação maravilhosa com o acampamento. Sempre que posso estou em contato com todos, falo bastante via telefone com os amigos do escritório em SP. Pelo Twitter, Facebook e Orkut semanalmente converso e mato a saudade dos monitores e acampantes. Também ligo às vezes para a sede do NR2 para ter notícias com a Tia Márcia e o Tio Paulão. Recentemente estive com todos na sensacional Balada Vip, uma festa com um show inesquecível em São José dos Campos. Quero agradecer a todos os acampantes, monitores e funcionários do NR, de coração, por concederemme o privilégio da amizade verdadeira de cada um de vocês. Ah, e tenho uma surpresa exclusiva para a Ecos. Na primeira semana da próxima temporada, irei lançar o DVD no NR com a versão ao vivo da música ‘Nosso Recanto’! Está demais, sensacional!

Ecos NR - 31


NOVIDADE NO NR

Em julho no NR! 32 - Ecos NR


O Milan agora no NR! Por: Daniel Cunha O futebol é a atividade preferida de boa parte da garotada que costuma passar as temporadas de férias no acampamento. Para esses, principalmente, o NR chega com uma novidade imperdível para as férias de julho: o Milan Junior Camp. Entre os dias 24 e 30 de julho, o NR sediará um programa de treinamentos especial para meninos e meninas de 8 a 15 anos, realizado com a excelente estrutura e os gabaritados profissionais do AC Milan, atual campeão italiano de futebol. Durante a semana, os participantes terão cinco horas de treinamentos com profissionais das categorias de base do AC Milan, para aprender e aprimorarem suas técnicas de futebol, além de diversas atividades recreativas. No cerimonial de encerramento, os pais são convidados a comparecerem ao NR, onde acontecerão jogos amistosos e a cerimônia de graduação, com entrega de diplomas, medalhas e troféus aos participantes. No último dia, ainda, um sorteio entre os participantes vai levar um sortudo a Milão para conhecer o centro de treinamento do clube, assistir a uma partida oficial e conhecer seus ídolos de perto. Você pode ter acesso a mais informações sobre o Milan

Junior Camp acessando o site http://www.nr.com.br/milan.

NR e Milan Junior Camp O Milan Junior Camp é desenvolvido em diversos países do mundo e acontece no Brasil desde 2005, quando teve sua primeira edição realizada na cidade do Rio de Janeiro. Hoje o projeto está presente em 12 estados brasileiros e já atingiu aproximadamente 6.500 crianças. Em julho, o NR começa a fazer parte dessa história. De acordo com Mauro Corrêa, diretor executivo da Golden Goal Sports Venture, empresa responsável pelo marketing do AC Milan no Brasil, esta é uma parceria que chega para durar muitos anos. “Procuramos unir o que cada um tem de excelência, ou seja, de um lado a liderança e o alto nível de serviço em organização de acampamentos de férias do NR, conquistado ao longo de décadas, e de outro lado o conteúdo e conceito de futebol, trabalhados de maneira única pelo AC Milan, com crianças, através do Milan Junior Camp, e que tem obtido muita receptividade dos brasileiros”, afirma.

Ecos NR - 33


DIVIRTA-SE! Por: Marcos Garcia Tenho ouvido cada vez menos esta expressão que, na verdade, acredito deveria tornar-se nossa palavra de ordem. Na nossa cultura, o divertir-se está ligado geralmente ao lazer e aos momentos de ócio, criativo, reflexivo ou simplesmente simples. É algo voltado ao descomprometimento com o formal e a ausência de responsabilidades profissionais. É o nosso prazer. Mas entendo que ela pode tornar-se a energia que nos move em direção ao sucesso pessoal, à criatividade profissional e ao bem estar geral. Se tomarmos como ponto de partida que tudo o que fazemos pode ser prazeroso, logo passaremos a nos divertir em tudo que fizermos. Parece simples, e é. Tudo reside em como enxergamos nossos desafios. E também como nos colocamos frente aos diversos compromissos e responsabilidades que temos. Tornar algo divertido é muito mais uma questão de espírito e atitude do que a atividade em si. Depende de nossa predisposição em atuar de forma integral utilizando nossos recursos a todo vapor ao invés de deixar a vida nos levar. É aprender que existem mais possibilidades, mais oportunidades, mais prazer se buscarmos as soluções ao invés de lamentar o problema. Dois provérbios nos ajudam a entender o fenômeno. O primeiro aprendi de forma divertida, quando tinha próximo de 6 ou 7 anos. O jornal Folha de São Paulo publicava aos domingos um

34 - Ecos NR

caderno infantil denominado Folhinha que trazia jogos e passatempos que me entretiam por horas. Em um deles, tínhamos que ligar as letras e formar uma frase. Ao final da diversão surgiu: “É melhor prevenir do que remediar”. Não tive dúvidas: Pai, o que significa prevenir e remediar? Eu nem conhecia as palavras, mas a dedicação ao processo me trouxe coisas novas. Fazendo as coisas com diversão, prevenimos o tédio e tornamos os processos ativos, não precisando remediar o trabalho tosco feito sem prazer. O outro tem relação direta com o primeiro: “O que não tem remédio, remediado está”. Agora já sei o significado de remediar e, neste caso, apesar de soar conformismo, nos traz outra lição. Algo como: “se tenho que fazer, que seja divertido”. Fui convidado a dar uma palestra para os alunos do 4º ano bilíngue da escola de meu filho. O assunto era o meu trabalho. Queriam saber o que eu fazia, quais as dificuldades, se eu gostava e outras curiosidades. Em determinado momento, em um inglês impecável, o pequeno aluno me perguntou: “What is the most important thing in your job?”. Não tive a menor hesitação em responder: “It´s to have fun”. Marcos Garcia é Gerente Comercial do departamento de escolas e grupos do NR Acampamentos. Atua a 30 anos em acampamentos educativos. marcos@nr.com.br


O NR existe para você! Muito mais do que um slogan. O NR existe para você porque pensamos em você e estamos atentos às suas necessidades, às demandas dos alunos e à evolução dos processos educativos e pedagógicos. Em tempos de relacionamentos virtuais estamos cada vez mais carentes do desenvolvimento de nossos relacionamentos pessoais, de compreender nossas emoções, de desenvolver nossas habilidades de trabalho em equipe. Neste contexto o NR apresenta o seu produto “NR Clássico” com um conceito modular onde o aluno terá uma experiência única de integração envolvendo questões vivenciais, ambientais, culturais e recreativas e a possibilidade de expansão do programa para um verdadeiro estudo do meio ou um módulo conhecendo nosso Zoo de Répteis. O “NR Prolíder” traz inovações que estimularão significativamente a percepção de grupo, as implicações de um planejamento e a descoberta de uma avaliação de resultados. Neste produto são desenvolvidas características que refletirão nos relacionamentos familiares, escolares e profissionais de seus alunos. É uma preparação para o mundo real. O NR oferece também a grandeza de nossa “História Natural” com um produto diferenciado que apresenta o Museu de História Natural de Taubaté, fundado em 2004 e que conta com um rico acervo, e complementa o programa com atividades e situações problema que aguçarão a curiosidade e o conhecimento dos alunos. Se restava alguma dúvida, agora sim, chegou a sua vez de ir ao NR! Marcos Castilhos Garcia Gerente de Vendas - NR Acampamentos

Acesse www.nr.com.br/escolas ou ligue 11 5090 7419

Ecos NR - 35


PELO MUNDO

O poder da informação Por: Guilherme “Bêlo” Lichand Na coluna da última edição (“Do mobilebanking à coleta de esgoto”, meu artigo na edição anterior da Revista Ecos, para acessar: www.nr.com.br/revista), em que falei sobre o potencial do uso de telefones celulares para inclusão da população mais pobre através do acesso a uma infinidade de serviços, já havia aparecido com destaque o tema do acesso a informação. Dessa vez volto a ele com um enfoque diferente: seu potencial transformador da realidade política ao redor do mundo. Parecia impensável que a escalada de manifestações recentes contra regimes autoritários do Oriente Médio e do Norte da África pudesse acontecer individualmente em qualquer desses países, tendo à frente ditadores que, em muitos casos, permaneceram no poder ao longo de várias décadas. Mas assim como na Primavera dos Povos de 1848, em que a revolução na França contra o regime absolutista – ancorada nos anseios nacionalistas, contra a repressão econômica e a favor da representação política – teve repercussões significativas em toda a Europa, à notícia de que os protestos contra o ditador egípcio Hosni Mubarak ganharam força seguiram-se protestos no Bahrein, no Iêmen, na Líbia, na Tunísia e na Síria. A internet cumpriu dois papéis fundamentais: difundiu a dimensão e os sucessos das manifestações contra o regime, alimentando esperanças de sucesso entre os opositores dos demais países em situação similar, e promoveu uma espécie de controle social das ações repressoras dos governos autoritários, dado que o mundo todo acompanhou de perto os embates entre as forças de Governo e os manifestantes no Egito ou na Líbia. Só comprova o poder da informação o fato de que os governos desses países tentaram impedir o uso da internet, en-

quanto empresas como o Twitter introduziram inovações como o tweet por voz através do telefone – já que a rede de telefonia não está sob controle direto do governo, e dado que seu uso é muito mais disseminado que aquele da internet convencional – para que as informações pudessem continuar a fluir livremente. De maneira análoga, na China são recorrentes os esforços de censura do conteúdo digital, em Cuba o governo tenta criar uma rede nacional para impedir que os cidadãos acessem a rede global, no Irã as autoridades

bloqueiam os sites da oposição e da imprensa, e no Vietnã, pessoas que criticam o Governo na internet são presas e alvo de violência. Mas o impacto da revelação de informação não se restringe às novas mídias ou à oposição a regimes autoritários. Na África, estudos mostram que falta de informação e corrupção andam de mãos dadas. Em Uganda, em particular, o simples fato de divulgar no jornal o valor das transferências a que escolas públicas tinham direito fez com que o dinheiro, que antes simplesmente não era repassado, passasse a chegar ao seu destino, com melhorias significativas nos indicadores de aprendizado e desempenho dos alunos. No Brasil, a simples instituição do Dis-

que-Denúncia permitiu identificar com muito mais precisão episódios de violência nas favelas cariocas, bem como avaliar o seu impacto sobre o capital humano das crianças e fortalecer os apelos pela pacificação dos morros antes controlados pelo tráfico. Além disso, aqui também a baixa qualidade do gasto público está associada à falta de informação do eleitor. Pesquisas mostram que a revelação da informação de que um prefeito é corrupto diminui significativamente sua chance de reeleição, criando incentivos para que o dinheiro público seja utilizado corretamente. Porém, novos estudos mostram que os prefeitos respondem simplesmente passando a roubar onde é mais difícil responsabilizá-lo (por exemplo, em estoques, ao invés de na licitação). De maneira similar, ainda que exista uma divisão de responsabilidades entre União, Estados e municípios, de tal forma que, por exemplo, Ensino Fundamental e Atenção Básica em Saúde sejam de responsabilidade municipal, enquanto Ensino Médio e Atenção Secundária são de responsabilidade estadual, estudos mostram que o eleitor não sabe atribuir corretamente a provisão de bens públicos na hora de votar. Em função disso, políticos têm menos incentivos para produzir esses bens públicos, em vez disso concentrando-se em estratégias que lhe rendem votos na eleição seguinte. Mas será que você sabe em quem votar quando surge um novo hospital ou uma nova estrada na sua cidade? Em quem não votar quando a escola pública do seu bairro apresentou piora no desempenho no ENADE? A maioria dos brasileiros não se lembra em quem votou para o Legislativo nas eleições anteriores... informação é poder! Para o bem ou para o mal. Guilherme “Bêlo” é economista da Divisão

de Redução da Pobreza e Gestão Econômica do Banco Mundial no Brasil. Foi acampante NR de 1998 a 2001 e monitor NR de 2001 a 2009. glichand@gmail.com

36 - Ecos NR


Ecos NR - 37


ESPORTE

Quem é você? Por: Fernando “Trol” Faro

Quando explodiu para o futebol no ano passado, Paulo Henrique Ganso passava a imagem de jogador maduro, centrado e correto. Imagem oposta tinha Neymar. Dono de técnica e habilidade infernais, o atacante colecionou polêmicas ao longo de 2010 e dava a impressão de ser uma fera fora de controle. Mesmo quem admirava seu futebol tinha grande bronca pelo jogador pela forma aparentemente mascarada como se comportava. Foi então que Ganso machucou o joelho e foi nesse momento que algo além de seus ligamentos havia se rompido. De repente, o camisa 10 passou a reclamar da diretoria e se dizer “desvalorizado” porque não foi procurado para renovar seu contrato – que vence em 2015(!) e pelo qual recebe “apenas” R$130 mil mensais (!!!). Passou a se comparar com Neymar, dizendo que o amigo tivera tratamento diferente, esquecendose que o amigo recusou uma proposta milionária do Chelsea e topou aumentar a multa. Vale lembrar que Ganso teve apenas uma proposta oficial para sair, do Lyon, da França. Veio a história da negociação com o Milan e seu estágio de seis meses pelo Corinthians. Obcecado com a Europa, Ganso aceitou se prestar ao papel de jogar em um rival para se livrar do Santos. A negociação existe e vem arranhando cada vez a imagem de um jogador que é craque de bola, mas tem demonstrado uma ambição sem limites e é capaz de virar as costas para um time que o acolheu, paga um salário que a esmagadora

38 - Ecos NR

maioria da população sequer consegue juntar em um ano e investiu em sua formação. Enquanto isso, quem diria, Neymar amadureceu. A forma provocativa como atuava deu lugar a um futebol objetivo e vertical (mas com os mesmos dribles espetaculares de sempre), as polêmicas fora de campo acabaram e o atleta parece ter entendido que sua condição de ídolo requer alguns sacrifícios, mas até agora ele vai tirando de letra. Transferência para o exterior? Ele dá de ombros e parece nem ligar para isso. Sabe que sua hora irá chegar naturalmente e vai na direção oposta do parceiro. Ganso não é o único a agir desse jeito, mas a categoria do seu futebol ajuda a transformar o imbróglio em algo ainda mais marcante. Ele não precisava forçar a barra para sair do Santos nem ver sua imagem desgastada dessa forma. Até a torcida está contra o jogador, sinal de que – trocadilhos à parte – o mar não está para peixe. Ainda dá tempo de mudar e provar que o Ganso de verdade é aquele que encantou o Brasil no primeiro semestre. A novela deve terminar em breve. Por enquanto, o enredo reservou uma reviravolta onde o herói virou vilão. Triste, não precisava ser assim. Fernando “Trol” é repórter do Jornal Mais, foi acam-

pante NR de 1988 a 1999 e monitor NR de 1999 a 2006. faro@maisjornal.com.br twitter.com/fernandofaro


Skate Camp no NR O NR é o lugar certo para quem curte skate. Além da super estrutura especialmente construída com mini ramp, rampas e transições o NR também conta com o skatista profissional Magrão, orientando nossos acampantes. Quem já anda vai aprimorar suas habilidades e quem nunca andou terá a chance de aprender com a supervisão de nossos monitores. Saiba mais: www.nr.com.br/skate

DA A R PO o r

TEcMo m v a l CIAL!!! o SPE

julh AE e G d E M 10 rtir de a De 4 as a pa el c ,00 r 8 a p 1 3

R$

Ecos NR - 39


SOCIAL NR

O que eu quero ser quando eu crescer? Por: Rachel K. Vivolo

Pois é, mais uma temporada de verão se passou, com muitas atividades, novas amizades e convivência saudável. Entre tudo o que aconteceu em nossas últimas temporadas, há uma atividade, com um grupo em especial, que vem acrescentando novas experiências aos seus participantes. É o Prolíder, curso voltado para os acampantes que tem mais de 15 anos e meio e que gostariam de um dia desempenhar o papel de monitores no NR. Vamos ver como a experiência vivida no NR e o Prolíder estão influenciando alguns dos aprovados no curso e suas expectativas em relação à seu futuro e vida profissional. Rachel Katarivas Vivolo foi acampante

NR de 1984 a 1988. Faz parte da equipe de monitoria NR de 1988 até hoje!

“Pretendo seguir a carreira de relações internacionais, mais precisamente na área de diplomacia. O NR proporciona o contato com todo os tipos de gente, inclusive pessoas de outros países, sendo possível assim me abrir para novos horizontes e começar a ver as coisas a partir das perspectivas de cada pessoa que conhecer. É ótimo para aprender a lidar e respeitar as diferenças, qualidades fundamentais para o meu futuro.”

Felipe F.

“Eu quero cursar engenharia ambiental e sei que a experiência no NR me ensinou a trabalhar em grupo e lidar com as pessoas de diferentes modos, e ambos, na minha opinião, são experiências válidas para qualquer profissão. A filosofia do acampamento de cuidar do meio ambiente também influenciou na minha escolha.”

Giovanna K.

40 - Ecos NR


“A carreira que pretendo seguir é de oficial naval da Marinha. Sempre tive interesse e vou prestar este ano. Acho que o NR foi uma experiência muito boa em relação à minha escolha, porque aprendi muito a lidar em equipe e percebi que, em uma equipe ou chalé, um vacilo sempre é coletivo e afeta a todos. Por isso sempre precisamos visar o bem conjunto e parar de olhar para si próprio. Além disso, existe uma hierarquia que sempre deve ser respeitada. E por fim, aprendemos a ter disciplina para sermos (o mínimo que seja) organizados, pois vivemos num chalé por 15 dias sem empregadas. Como sempre, o NR influenciou e in- fluencia muito na minha vida.”

Rafael G. “Sou uma pessoa totalmente voltada para humanas, e mesmo tendo algumas dúvidas sobre qual caminho seguir (algumas não, várias), minha primeira opção é ciências sociais, e o NR teve grande contribuição na escolha. Além do aprendizado com o Prolíder, a convivência que temos lá dentro é inexplicável. Você se sente mais humano, mais companheiro, amigo. As pessoas e experiências que passei e vou passar lá só me fazem querer descobrir e aprender mais sobre porque somos assim, e até desvendar por que no NR nos sentimos tão melhor.”

“Não tenho certeza ainda da carreira que pretendo seguir, mas algo que me interessa muito é o ramo da administração de empresas e acredito que a grande experiência que tive e ainda terei no NR me ajudará em diversos aspectos, como o relacionamento com outras pessoas diferentes de mim e o espírito de liderança que precisarei ter”.

Fábio C.

Luisa M. “Bom, quando eu paro para pensar no que eu vou fazer no futuro, acho que eu me vejo fazendo engenharia, mas independente da profissão que a pessoa for escolher, penso que o curso de Prolíder contribui para tudo. As coisas básicas que são passadas lá são tão importantes para engenheiros, médicos, advogados, quanto para professores, psicólogos e empresários. O foco principal do curso é proporcionar situações em que você tem que tomar a liderança para arrumar alguma coisa de errado, ou simplesmente você está no controle e tem que manter tudo em ordem. Além do curso de prontos socorros essencial para qualquer pessoa. O Prolíder em si te dá varias bases, tanto pra hoje quanto pro amanhã”.

Fernanda R.

Ecos NR - 41


42 - Ecos NR


Revista Ecos NR #3