Page 1

interbuss

RELEMBREM AS FOTOS DA GALERIA DO INTERBUSS

PORQUE TRANSPORTE É VIDA | ANO 8 | N° 388 | 8 DE ABRIL DE 2018

VOLARE JÁ PRODUZ NA NEOBUS

Fábrica em Ana Rech, Caxias do Sul, que fica na frente da Marcopolo, agora também produz Volare TIME DO CRUZEIRO RECEBE NOVO ÔNIBUS MAN


UMA REVISTA

PARA QUEM QUER

SABER TUDO SOBRE TRANSPORTE

NO BRASIL

E NO MUNDO. TODO DOMINGO,

UMA NOVA EDIÇÃO.

interbuss PORQUE TRANSPORTE É VIDA

CONTEÚDO DE QUALIDADE COM RESPONSABILIDADE


PEÇAS PARA

BUSSCAR

ANUNCIE NA

INTERBUSS

CONFIRA NOSSAS PROMOÇÕES!

E FIQUE PERTO DO SEU PÚBLICO E DOS SEUS POTENCIAIS 170,00 TORNEIRA SANITARIO BUSSCAR

CLIENTES

ESPELHO RETROVISOR EXTERNO LE BUSSCAR MARTE MANUAL R$

1309,73

R$

PORTA DIANTEIRA PANTOGRAFICA LD BUSSCAR JUMBUSS 360 R$

7419,00

Linha completa de CONTACTE-NOS E FAÇA BOM NEGÓCIO peças de UM reposição Busscar. revista@portalinterbuss.com.br Confiram em nossa loja virtual. Compre pela internet! www.apolloonibus.com.br LANTERNA PISCA AMARELA BUSSCAR >01 R$

interbuss

37,23

RUA MÁRIO JUNQUEIRA DA SILVA, 1580 JARDIM EULINA - CAMPINAS/SP

PORQUE TRANSPORTE É VIDA

FONE: (19) 3395-1668 NEXTEL: 55*113*14504


NESTA EDIÇÃO A GRANDE MATÉRIA

Volare já é produzida em A

Reorganização das operações leva a Volare para dentro da fábri SUMÁRIO

6 NOSSA OPINIÃO

12 PÔSTER

7 A IMAGEM MARCANTE

14 DEU NA IMP

9 A GRANDE MATÉRIA

16 REDE SOCIA

A velha Campinas com seus ônibus velhos

A foto que marcou a semana no setor de transportes

BMW e Daimler se unem por mobilidade via app

10 ADAMO BAZANI

Greca diz que não houve redução de ônibus com Ligeirão

Marcopolo Paradiso G7, p

As notas da imprensa espe

O seu espaço na InterBuss

18 O MELHOR D

As melhores fotos publica


ANO 8 | Nº 388 | DOMINGO, 8 DE ABRIL DE 2018 | 1ª EDIÇÃO | CONCLUÍDA ÀS 20h34 (4ª) EDIÇÃO COM 24 PÁGINAS

Ana Rech

ica da Neobus

por Diego Almeida Araujo

PRENSA ecializada

AL s

DA INTERBUSS

adas no Portal InterBuss

08

O MELHOR DA INTERBUSS

Confiram seleção de fotos que já foram publicadas na Galeria

Melhores fotos da Galeria do InterBuss estão de volta

18

A GRANDE MATÉRIA

BMW e Daimler se unem por novo app de mobilidade urbana

Operações das duas montadoras seguem separadas

09

DEU NA IMPRENSA

Time do Cruzeiro recebe novo ônibus da Volksbus / MAN LA

Veículo foi trocado porém a fabricante do chassi é a mesma

15

REDE SOCIAL

Confira as melhores fotos que foram publicadas no Facebook

As melhores fotos da semana saem aqui na Interbuss!

16


EXPEDIENTE

Uma publicação da InterBuss Comunicação Ltda. DIRETORIA InterBuss Comunicação REVISÃO InterBuss Comunicação ARTE E DIAGRAMAÇÃO InterBuss Comunicação AGRADECIMENTOS DESTA EDIÇÃO Agradecemos à todos os colaboradores de todo o país pelas fotos enviadas esta semana para capa, matérias e pôster. SOBRE A REVISTA INTERBUSS A Revista InterBuss é uma publicação semanal do site Portal InterBuss com distribuição on-line livre para todo o mundo. Seu público-alvo são frotistas, empresários do setor de transportes, gerenciadores de trânsito e sistemas de transporte, poder público em geral e admiradores e entusiastas de ônibus de todo o Brasil e outros países. Todo o conteúdo da Revista InterBuss provenientes de fontes terceiras tem seu crédito dado sempre ao final de cada material. O material produzido pela nossa equipe é protegido pela lei de direitos autorais e sua reprodução é autorizada após um pedido feito por escrito, e enviado para o e-mail revista@ portalinterbuss.com.br. As fotos que ilustram todo o material da revista são de autoria própria e a reprodução também é autorizada apenas após um pedido formal via e-mail. As imagens de autoria terceira têm seu crédito disponibilizado na lateral da mesma e sua autorização de reprodução deve ser solicitada diretamente ao autor da foto, sem interferência da Revista InterBuss. A impressão da revista para fins particulares é previamente autorizada, sem necessidade de pedido. PARA ANUNCIAR Envie um e-mail para contato@portalinterbuss.com. br ou ligue para (19) 99483-2186 e converse com nosso setor de publicidade. Você poderá anunciar na Revista InterBuss, ou em qualquer um dos sites parceiros do grupo InterBuss, ou até em nosso site principal. Temos diversos planos e com certeza um deles se encaixa em seu orçamento. Consulte-nos! PARA ASSINAR Por enquanto, a Revista InterBuss está sendo disponibilizada livremente apenas pela internet, através do site www.revistainterbuss.com.br. Por esse motivo, não é possível fazer uma assinatura da mesma. Porém, você pode se inscrever para receber um alerta assim que a próxima edição sair. Basta enviar uma mensagem para revista@portalinterbuss.com.br e faremos o cadastro de seu e-mail ou telefone e você será avisado. CONTATO A Revista InterBuss é um espaço democrático onde todos têm voz ativa. Você pode enviar sua sugestão de pauta, ou até uma matéria completa, pode enviar também sua crítica, elogio, ou simplesmente conversar com qualquer pessoa de nossa equipe de colunistas ou de repórteres. Envie seu e-mail para revista@ portalinterbuss.com.br ou contato@portalinterbuss. com.br. Procuramos atender a todos o mais rápido possível. A EQUIPE INTERBUSS A equipe do Portal InterBuss existe desde 2000, desde quando o primeiro site foi ao ar. De lá pra cá, tivemos grandes conquistas e conseguimos contatos com os mais importantes setores do transporte nacional, sempre para trazer tudo para você em primeira mão com responsabilidade e qualidade. Por conta disso, algumas pessoas usam de má fé, tentando ter acesso a pessoas e lugares utilizando o nome do Portal InterBuss, falando que é de nossa equipe. Por conta disso, instruímos a todos que os integrantes oficiais do Portal e Revista InterBuss são devidamente identificados com um crachá oficial, que informa o nome completo do integrante, mais o seu cargo dentro do site e da revista. Qualquer pessoa que disser ser da nossa equipe e não estiver devidamente identificada, não tem autorização para falar em nosso nome, e não nos responsabilizamos por informações passadas ou autorização de entradas dadas a essas pessoas. Qualquer dúvida, por favor entre em contato pelo e-mail contato@portalinterbuss.com.br ou pelo telefone (19) 99483.2186, sete dias por semana, vinte e quatro horas por dia.

NOSSA OPINIÃO

Editorial

Campinas com ônibus velhos e sem poder público A cidade de Campinas, no interior paulista, sempre foi conhecida por ser um importantíssimo entroncamento ferroviário e posteriormente um grande entroncamento rodoviário, tem grandes indústrias ao seu redor, importantes universidades, mas hoje vive um mau momento, tanto na administração pública quanto no setor de transportes. A prefeitura está envolvida mais uma vez em um escândalo de corrupção que está sendo investigado sob sigilo para que os trabalhos não sejam prejudicados. Muito em breve novidades desagradáveis devem aparecer, e já esperando isso o suspeito prefeito da cidade anunciou que vai inaugurar uma série de obras nos próximos 50 dias. O grande detalhe é que a maior parte absoluta dessas obras sequer são da municipalidade e outra boa parte delas nem finalizada foi. Jonas Donizette terá o descabimento de “inaugurar” a primeira parte da obra do corredor BRT que está sendo construído na cidade. O problema é que não tem nada pronto, apenas alguns metros de via de concreto sem qualquer sinalização e apenas com espaço para estações que aguardam desapropriação para serem erguidas. Como que alguém tem a capacidade absurda de “inaugurar” algo que praticamente não existe? Inaugurar é quando já está tudo pronto e o serviço passará a ser prestado, e nesse caso sequer tem como operar nesses trechos prontos já que não tem nem acesso para os ônibus entrarem ou saírem. É o cúmulo do absurdo. Paralelamente a isso, o transporte da cidade está cada vez mais no buraco. Ônibus simplesmente caindo aos pedaços que não cumprem horários estão circulando por todos os cantos. E o pior é que isso acontece também na região metropolitana. Várias empresas que fazem linhas entre cidades da região de Campinas estão com o mesmo problema. Em uma delas os ônibus já estão em sua maioria com 11 anos de uso, e a EMTU, responsável pela fiscalização disso, é conivente com tudo. O problema é que a população que necessita desses ônibus para ir para o trabalho, para a escola, para casa, para se deslocar diariamente tem que conviver com veículos atrasados, quebrados, velhos, sujos e que colocam em risco a vida inclusive dos funcionários. De alguns meses para cá os cobradores foram retirados de todas as linhas de algumas empresas metropolitanas, tudo na surdina e sem que a EMTU se pronunciasse. Até aí não há problema já que esse cargo está em franca extinção, porém o motorista tem que fazer a cobrança das passagens, uma vez que a maioria dos usuários ainda pagam a tarifa com dinheiro ou passe de papel. Até um cartão único, que poderia ser usado em qualquer ônibus metropolitano, foi prometido mas passados mais de três anos, até agora não saiu do papel e sequer há previsão de que isso aconteça, e mais uma vez, tudo debaixo dos olhos da EMTU, órgão do Governo do Estado de São Paulo que claramente abandonou a região. As únicas coisas que a EMTU fala na região de Campinas são as obras de um corredor metropolitano extremamente mal feito e sem utilidade, já que obras faraônicas estão sendo erguidas sem qualquer integração entre as cidades e dá pra contar nos dedos de uma mão o número de pessoas que ficam nessas obras esperando ônibus. Os problemas no transporte público da Região Metropolitana de Campinas parece não ter fim. Quanto mais o tempo passa, mais os ônibus ficam velhos, não há renovação de frota e a prefeitura e o Governo do Estado não fazem absolutamente nada. Cabe a nós usar os aplicativos de mobilidade pois usar ônibus, simplesmente, não dá.


A IMAGEM MARCANTE

BA-262, BA

Domingo, 1 de Abril de 2018

Um ônibus interestadual da Novo Horizonte ficou totalmente destruído após pegar fogo enquanto trafegava pela BA-262. De acordo com o relato, havia passageiros no veículo de lotação, porém ninguém se feriu, pois o condutor, ao perceber o início do incêndio, comunicou rapidamente para evacuaram o ônibus. A primeira suspeita é de que uma pane elétrica teria sido a causa do incidente. Com os danos, o veículo teve perda total e os ocupantes tiveram de esperar na estrada outro transporte para continuar a viagem. Com informações do Achei Sudoeste


A GRANDE MATÉRIA

Mercado

Volare inicia produção na fábrica da Neobus

Da Volare | assessoria Desde o mês de fevereiro, a Volare, fabricante de minis e micro-ônibus e pertencente à Marcopolo S.A., deu início à produção dos veículos da marca na sua nova linha fabril, localizada em Ana Rech, na unidade Neobus. A mudança de toda a operação Volare da fábrica Planalto para Ana Rech é o primeiro passo da estratégia definida pela Marcopolo visando o melhor aproveitamento das sinergias entre as três marcas, com ganhos de eficiência operacional, qualidade e produtividade.

08 interbuss | 08.04.2018

Com a incorporação da Neobus e a grande queda no mercado brasileiro de ônibus, ocorrida entre 2014 e o segundo semestre de 2017, a Marcopolo começou o desenvolvimento de um projeto de estudos para avaliar a melhor forma de aproveitar a capacidade fabril instalada em suas operações em todo o País. “Temos trabalhado fortemente com foco na segurança, qualidade e aplicação da filosofia LEAN e a metodologia Kaizen para tornar todas as nossas plantas as mais eficientes e produtivas possível”, destaca Francisco Gomes Neto, diretor-geral da Marcopolo

S.A.. A nova linha da Volare é ampla, possui equipamentos modernos, possibilita ganhos significativos e melhor fluxo do sistema produtivo, além da otimização dos recursos de logística e almoxarifado, entre outros. “Também proporciona vantagens sensíveis para os colaboradores em termos de ergonomia e conforto”, comenta João Paulo Ledur, diretor do negócio Volare. “O mais importante é que mantivemos todas as pessoas que atuavam na unidade Planalto, tanto as das áreas produtivas quanto as da administrativa”, salienta o executivo.


Mobilidade Urbana

BMW e Daimler se unem por app de mobilidade Objetivo é ganhar terreno no campo de aplicativos como Uber

Do MaisTecnologia.com | notícias A BMW e a Daimler (associada à marca Mercedes-Benz) anunciaram que iriam fundir os seus serviços de mobilidade tecnológicos numa tentativa de ganhar terreno perante empresas já estabelecidas no terreno, como a Waymo ou a Uber. O anúncio de que estas duas empresas avançariam juntas para diversas áreas tecnológicos é relativamente surpreendente na medida em que a Daimler e a BMW tem um historial de rivalidade. Esta nova empresa que surgirá da união de esforços da BMW com a Daimler incluirá serviços de partilha de carro, táxis a partir de aplicação, estacionamento e carregamento eléctrico de carros. Recorde-se que a BMW já possui a DriveNow/ReachNow e que a Daimler está associada à empresa Car2Go. Assim sendo, será provável que estas empresas desapareceram para a

formação de uma nova. A Daimler e a BMW contarão cada uma com 50% desta nova empresa. Em relação à produção de carros, as duas empresas permanecerão obviamente separadas e concorrentes. “Como pioneiros em engenharia automóvel, não não vamos deixar a função de moldar o futuro da mobilidade urbana para outros,” disse Dieter Zetsche, o chairman da Daimler e e figura mais alta da empresa Mercedes-Benz. Referiu também que o futuro terá cada vez mais pessoas a recorrer aos novos serviços que combinam o digital, o electrónico e os automóveis, e que a Dailmer quer estar na vanguarda da construção de um “ecossistema sustentável para mobilidade urbana”. Os analistas consideram que este acordo entre estas duas históricas marcas é um sinal muito poderoso para o mercado e surge de um contexto em que ambas as

empresas estavam a sentir dificuldade em conseguir bons lucros dos novos mercados de mobilidade e a ficar nitidamente para trás em relação a competidores como a Uber ou a Waymo, já bem estabelecidos em diversos países. Apesar deste atraso reconhecido pelas próprias empresas no contexto deste acordo, nem a ReachNow nem a Car2Go são propriamente serviços “pequenos”. A Car2Go lidera mundialmente no campo da partilha de automóveis, com 2,5 milhões de membros registados e cerca de 14,000 veículos disponíveis para alugar em 26 países diferentes. Os analistas referem no entanto que um dos grandes obstáculos neste novo desafio será a desconfiança mútua proveniente de anos de rivalidade. O sucesso desta nova firma dependerá da forma como ambas as empresas consigam, ou não, trabalhar em conjunto e utilizar a força de ambas as marcas para expandir na área do digital. 08.04.2018 |

interbuss 09


COLUNAS

NOSSO TRANSPORTE ADAMO BAZANI | adamobus@gmail.com

Prefeito de Curitiba afirma que não houve redução de ônibus após implantação de Ligeirão

O prefeito Rafael Greca afirmou, por meio de uma postagem no Facebook, que não houve redução no número de ônibus na canaleta Norte Sul, em Curitiba após a implantação do Ligeirão. A publicação feita nesta quarta-feira, 4 de abril de 2018, rebate rumores levantados sobre o assunto. Conforme publicado pelo Diário do Transporte, o Ligeirão foi apresentado em 28 de março de 2018, com a nova linha 200 – Praça do Japão/Terminal Santa Cândida, que foi inaugurada com a entrega de 25 novos ônibus biarticulados produzidos pela Volvo. “Hoje são 53 ônibus operando no eixo Norte-Sul, entre 6h e 9h; das 17:30h às 19:30h. Antes da chegada dos Ligeirões eram no total 44 ônibus biarticulados normais paradores. Num primeiro momento

10 interbuss | 08.04.2018

foram 47 ônibus, isto é, 18 ligeirões mais 29 paradores na linha” – informou o prefeito, em nota publicada na rede social. Ainda segundo publicação de Greca, nesta terça e quarta-feira, foram adicionados mais seis ônibus paradores de reforço na linha Rui Barbosa – Capão Raso. “Agora são 35 paradores e 18 ligeirões. A velocidade média ideal dos paradores é de 18 km/hora e dos ligeirões 25 km/hora”. O prefeito esclareceu também que o desalinhamento das estações tubo é necessário para o ganho de tempo dos ligeirões ultrapassando os paradores. “Há uma ansiedade do público que vai e volta da região sul (Portão-Pinheirinho), que só será completamente atendida quando terminarmos de desalinhar as estações” – esclareceu Greca. A Prefeitura já tem como garan-

tido o recurso de R$ 15 milhões para a conclusão do Ligeirão. O montante está previsto no Orçamento da União, por meio do Ministério das Cidades e da Caixa Econômica Federal. “Aguardamos autorização para licitar e começar as obras. Coisa que dura 6 meses. Curitiba ficou desde 2012 sem novidades no transporte, sofremos agora os ruídos de um período de readaptação. Determinei que nesta quarta, 4, os técnicos de transporte embarquem nas linhas, para acrescentar a prática à teoria, permitindo o melhor serviço possível. Vamos também policiar as canaletas para evitar intrusos e trabalhar a sincronização dos semáforos. Recuperar um sistema abandonado dá muito trabalho, mas vontade de bem servir não nos falta” – finalizou nota do prefeito.


Monotrilho do ABC deve ficar para próximo governo e secretário diz que não houve avanço

A linha 18-Bronze do monotrilho, que deveria ligar São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, à estação do Tamanduateí na capital, deve ficar para o próximo governo. De acordo com o Secretário de Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo, Clodoaldo Pelissioni, neste ano não houve avanço no projeto, que também prevê a passagem do meio de transporte por Santo André e São Caetano do Sul. Em entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira, 4 de abril de 2018, Pelissioni disse que o projeto pode ser “alvo do novo governo” e que a prioridade do Governo do Estado é concluir linhas que já estão em execução. “Temos dois projetos que estão suspensos e podem ser alvo do novo governo, a linha 18-Bronze, que é o monotrilho para o ABC, e a estação da linha 2-Verde até Guarulhos” – disse Pelissioni. Um relatório de riscos fiscais sobre as PPPs – Parcerias Público-Privadas divulgado anteriormente pelo Governo do Estado aponta que o projeto pode custar ao menos R$ 252,4 milhões a mais aos cofres públicos estaduais. Conforme publicado em maio de 2017 pelo Diário do Transporte, o governo paulista encontrou dificuldades no financiamento das desapropriações para a co-

locação dos elevados por onde deveriam circular os trens e para as estações. A Cofiex – Comissão de Financiamento Externo, do Ministério do Planejamento, desde 2015, não dá aval para o Governo do Estado de São Paulo obter empréstimo internacional de US$ 128,7 milhões junto ao BID – Banco Interamericano de Desenvolvimento. Segundo Pelissioni, o financiamento ainda não foi definido. “Nós estamos em tratativas, não tem avanço ainda. Até temos possibilidade de pagar as apropriações, mas precisamos fechar o financiamento inteiro” – afirmou o secretário. Inicialmente, o monotrilho do ABC deveria custar, contando os recursos públicos e privados, R$ 4,2 bilhões em 2014. Em 2016, o valor foi corrigido para uma estimativa de R$ 4,8 bilhões e, se forem realizadas outras mudanças, a linha 18 do ABC pode ter custo que ultrapasse R$ 5 bilhões. SOBRE O MONOTRILHO A linha 18-Bronze deveria ter 15,7 quilômetros de extensão, com 13 estações entre a região do Alvarenga, em São Bernardo do Campo, até a estação Tamanduateí, na Capital Paulista. Em 2015, orçamento estava em R$ 4,8 bilhões, sem previsão de entrega. A

previsão de demanda é de até 340 mil passageiros por dia, quando completo. Como as obras não começaram, especialistas defendem outro meio de transporte para a ligação, como um corredor de ônibus BRT, que pode ser até cinco vezes mais barato com capacidade de demanda semelhante. O Consórcio VEM ABC, composto pelas empresas Primav, Cowan, Encalso e Benito Roggio, seria responsável pela construção e futura operação do monotrilho da linha 18-Bronze. PRIORIDADES De acordo com o secretário, a prioridade do governo é concluir as linhas 4-Amarela e 5-Lilás do Metrô, a linha 15-Prata e as oito estações que faltam na linha 17-Ouro, ambas do monotrilho. “Nós devemos lançar uma licitação para uma nova estação na linha 15, a estação Jardim Colonial, que já tem pilares e vigas prontas. Já concluímos o projeto executivo da estação” — disse Pelissioni. Para a linha 9-Esmeralda da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), havia uma agenda nesta quarta-feira, 4 de abril, com o Ministério das Cidades, para retomar as obras por meio do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), mas a reunião foi cancelada, segundo Pelissioni. 08.04.2018 |

interbuss 11


interbuss

DIEGO ALMEIDA ARAÚJO Marcopolo Paradiso G7 1200 Rápido Marajó, em Brasília/DF


DEU NA IMPRENSA

Transpo Online

RESUMO DAS PRINCIPAIS NOTÍCIAS DA IMPRENSA ESPECIALIZADA

Artigo: roteirização para mais eficiência logística

Do site | notícias

por Fernando Alex, executivo de Contas da Benner Em tempos de redução de custos e otimização de negócios, gerenciar riscos logísticos de forma eficiente e contar com um controle rígido de rastreamento e monitoramento da carga são ações imprescindíveis para garantir alta performance e rendimento em transportadoras. Mas há um outro aspecto muito importante para obter um indicador de desempenho que traga um verdadeiro diferencial competitivo no segmento, e reconhecimento de mercado e esse aspecto é o trabalho com uma roteirização eficaz para as entregas. Roteirização é realizar uma sequência eficiente de entregas e coletas de mercadorias dentro de um percurso otimizado. E a automação logística é o que vai permitir que a empresa transportadora encontre, de fato, a sequência de visitas a um determinado número de clientes, em uma zona de coleta ou distribuição. Mas esse processo não se dá apenas definindo os melhores caminhos para entregas, muito menos apenas sequenciálas. É um processo de análise de um universo e da frota de veículos disponíveis, envolvendo montagem de cargas, composição de percursos sequenciados e por aí vai. Inclusive, com o histórico do monitoramento logístico, a transportadora pode tratar mais adequadamente todos os pedidos e cargas a serem distribuídos, ainda que sejam aleatórias e de diferentes clientes. Tudo através dessa complexa análise e organização. Um sistema de roteirização ajuda a maximizar a organização das cargas, identificando o perfil do veículo necessário e as melhores rotas, com o planejamento detalhado do trajeto. Esse sistema leva em conta aspectos geográficos, técnicos, físicos e até sociais – já que também são considerados riscos logísticos, evitando-se regiões de alta incidência de roubos de carga, por exemplo. Os dados levantados, alinhados com um pensamento logístico e operacional, otimizam ainda mais todo o processo da roteirização e fazem as empresas de transporte oferecerem, cada vez mais, melhores soluções. A transportadora que mel-

14 interbuss | 08.04.2018

hor combinar os elementos que compõem uma roteirização de qualidade sai na frente. Uma roteirização eficiente trará para a transportadora benefícios como: Melhores prazos de entrega por conta otimização das rotas, que reduzem distância e tempo para realização das viagens; Melhoria no dimensionamento da carga e da frota; Menor consumo de combustíveis e, consequentemente, menos custo; Gestão mais eficiente na manutenção da frota; Racionalização do uso dos motoristas; Controle amplo do processo de carga e descarga; Apuração mais precisa dos custos envolvidos no frete, como pedágios, por exemplo e, consequentemente, redução de custos. Vamos a exemplos completos. Se em um determinado frete o veículo sai com 40 entregas diferentes, quer dizer que ele vai parar em 40 clientes com endereços diferentes. Utilizar controles manuais, como planilhas em Excel, para fazer o controle dessas entregas e identificar o roteiro mais inteligente a ser seguido, para ser mais

econômico e eficiente, não é uma tarefa fácil, certo? Por isso, contar com automação logística e uma boa solução de roteirização é a melhor estratégia para uma transportadora ganhar em eficiência. A medida indicará, além da melhor rota, qual a melhor maneira de fazer o carregamento do caminhão, automatizando o processo de segregação de carga no carregamento dos veículos. Com isso, ganha-se agilidade, tempo, dinheiro e qualidade. Os fretes são otimizados e as cargas entregues no menor tempo e a um menor custo, aumentando o desempenho do gerenciamento de riscos logísticos e de toda a operação logística. Agora, a questão não é mais quem oferece ou não um sistema de roteirização, mas quem realmente entrega uma roteirização de qualidade. A competitividade aumenta, e, novamente, larga na frente quem combina melhor todos os elementos responsáveis por um bom sistema que reduza os custos do frete em todas as suas etapas. Em tempo de retomada da economia e necessidade de crescimento, cada vez mais é preciso buscar soluções para atingir uma alta performance e trazer competitividade para a indústria como um todo.


Transpo Online

Time do Cruzeiro ganha novo ônibus da Volksbus

Do site | notícias Agora, a delegação do Cruzeiro será transportadas a bordo de um ônibus com carroceria Marcopolo Paradiso 1200 e chassi Volksbus 18.330 OT, que já será utilizado a partir das finais dos jogos do campeonato estadual. A parceria entre a MAN Latin America com a raposa já dura aproximadamente oito anos. “Nosso elenco precisa de um veículo que ofereça qualidade, conforto e segurança, seja no transporte para o Mineirão ou para viagens”, disse Marco Antônio Lage, vice-presidente executivo do clube mineiro. O Volksbus traz a tradicional cor azul estampada em sua carroceira, com o escudo do Tetracampeão Brasileiro e a Raposa nas laterais, além da frase “A imagem do Cruzeiro resplandece”, entoada pela nação cruzeirense no momento do hino nacional nos jogos. A traseira conta com desenhos das silhuetas dos principais troféus conquistados pelo clube. Com 38 bancos instalados internamente, o trem-de-força do veiculo é composto com o motor Cummins ISL de 8,9 litros e 330 cavalos de potência, caixa de transmissão Eaton FSBO 9406 AE com servo assistência, assim como retarder Voith VR 123 como opção.

08.04.2018 |

interbuss 15


REDE SOCIAL

AS MELHORES FOTOS DA SEMANA NO FACEBOOK

Eduardo Felipe | Marcopolo Torino Low Entry

Willian Schimitt | Marcopolo Paradiso G7 1800DD

Flavio Oliveira | Marcopolo Paradiso G6 1200

16 interbuss | 08.04.2018

Rafael Caldas | Comil Campione Invictus 1200

Rafael Delazari | Marcopolo Paradiso G7 1050

Danilo Vitorino | Busscar Panorâmico DD


Luan Peixoto | Mascarello Gran Midi

Gabriel Batista | Marcopolo Paradiso G7 1800DD

JosĂŠ Franca Neto | Comil Svelto

Rafael XarĂŁo | Marcopolo Paradiso G6 1800DD

Danilo Vitorino | Marcopolo Ideale

Wallace Barcellos | Neobus Mega Plus

08.04.2018 |

interbuss 17


O MELHOR DA INTERBUSS

UMA SELEÇÃO DAS MELHORES FOTOS PUBLICADAS NAS GALERIAS DO PORTA

Victor Hugo Guedes Pereira Busscar El Buss 320 MBB OF-1418 | Princesa do Norte

Victor Hugo Guedes Pereira Marcopolo Paradiso G6 1350 MBB O-400RSD | LondriSul

Diego Leão Caio Apache Vip Volksbus 15 190 | Cidade de Penápolis

Diego Leão Caio Apache Vip Volksbus 15 190 | Cidade de Penápolis

Felipe Pessoa de Albuquerque Marcopolo Paradiso G6 1200 MBB O-500RSD | Águia Branca

Felipe Pessoa de Albuquerque Marcopolo Paradiso G6 1200 Volksbus 18 310 OT | Boa Vista

18 interbuss | 08.04.2018


S JÁ TAL INTERBUSS

Adriano Minervino Marcopolo Torino MBB OF-1721E3 | Transurbano Guatemala

Diego Almeida Araujo Comil Campione Volksbus 17 210 | Transbrasiliana

Magno Santos CMA Flecha Azul Scania K113CL | Viação Cometa

Marcio Douglas Ribeiro Venino Tecnobus Tribus | Viação Itapemirim

Graciliano Passos Busscar Urbanuss MBB OF-1721 | L & M Turismo

Graciliano Passos Caio Apache Vip MBB O-500M | Univale

08.04.2018 |

interbuss 19


O MELHOR DA INTERBUSS

Franciel Souza Marcopolo Paradiso G6 1550LD Scania K380 | União

João Victor Marcopolo Paradiso G7 1200 Scania K380 | Transbrasiliana

Rodrigo Deiz Caio Alpha MBB OF-1721 | Viação Santa Brígida

Carlos Alberto S. da Silva Marcopolo Paradiso G6 1200 MBB O-371RSD | Itapemirim

Anderson Ribeiro Marcopolo Paradiso GV 1150 MBB O-400RSE | Rosolen

Anderson Ribeiro Ciferal GLS Bus Volvo B10M | Particular

20 interbuss | 08.04.2018


João Victor Marcopolo Paradiso G7 1200 MBB O-500R | Princesa do Inhamus

Matheus Novacki Busscar Jum Buss 340 Volvo B58 | Graciosa

Edson Campos Marcopolo Torino Volvo B10M | Viação Campos Gerais

Fábio Araújo Pinto Busscar Jum Buss 380 Volvo B12R | Viação Itapemirim

Adamo Bazani Caio Vitória MBB OF-1318 | Tucuruvi

Adamo Bazani Caio Vitória MBB OF-1620 | Humaitá 08.04.2018 |

interbuss 21


COLUNAS

VIAGENS & MEMÓRIA

MARISA VANESSA N. CRUZ | ideiaselembrancas@gmail.com

Como é o transporte urbano no Aeroporto de Guarulhos No último dia 31 de março, visitei a nova linha de trem, a 13-Jade, que irá até próximo ao Aeroporto de Guarulhos. Eu digo próximo, porém na nova estação é necessário embarcar em um ônibus gratuito do aeroporto até o Terminal 1. A linha estava em operação assistida, funcionando este mês aos sábados e domingos, das 10 às 15 horas. Porém vamos focar nas linhas de ônibus entre os terminais do Aeroporto, e a metropolitana que parte de lá. Linhas gratuitas do GRU Airport A GRU Airport fornece transporte gratuito entre os terminais 1, 2 e 3, 24 horas por dia. Além disso, no primeiro dia de operações da linha 13 uma linha extra estava funcionando entre a estação de trem e a linha 1, no mesmo horário da estação, das 10 às 15 horas aos sábados e domingos para este mês de abril. Linha urbana do Airport Bus Service Para quem desembarca de avião ao Aeroporto de Guarulhos, os ônibus urbanos com ar-condicionado da linha 257, que vão até a estação Tatuapé do Metrô, e identificados como “Airport Bus Service”, ainda são uma excelente opção direta para São Paulo, a partir do embarque nos terminais 3 (ponto inicial), 2 e 1. A tarifa custa R$ 6,15. A vantagem é que esta linha para em todos os terminais, não precisando pegar um ou dois ônibus gratuitos até a estação de trem e caminhar até a plataforma. Por outro lado, com o serviço regular previsto para junho, mesmo assim não acredito que irá perder grande parte dos passageiros da linha 257, pela distância da estação de trem até o terminal 1, e também não acredito pela suposta extinção da linha por ter simplesmente um trem passando ali perto. As linhas executivas para o Aeroporto de Congonhas, Tietê/Barra Funda, Praça da República, entre outras, custam atualmente R$ 50. Além das metropolitanas, passam também algumas linhas municipais, como S172 (Shopping Internacional – executivo), 331 (Terminal Cecap), 436 (Jardim Santa Mena) e 488 (Circular Aeroporto)

22 interbuss | 08.04.2018


ANUNCIE NA

INTERBUSS E FIQUE PERTO DO SEU PÚBLICO E DOS SEUS POTENCIAIS

CLIENTES CONTACTE-NOS E FAÇA UM BOM NEGÓCIO

revista@portalinterbuss.com.br

interbuss PORQUE TRANSPORTE É VIDA


NOVA INTERBUSS. NOVO CONTEÚDO

NOVA VISÃO TUDO NOVO TUDO POR VOCÊ interbuss PORQUE TRANSPORTE É VIDA

Revista InterBuss | Edição 388 | 08.04.2018  

Edição com 24 páginas | Concluída na quarta (4) | Confira nesta edição matéria sobre a mudança da produção da Volare para dentro da fábrica...

Revista InterBuss | Edição 388 | 08.04.2018  

Edição com 24 páginas | Concluída na quarta (4) | Confira nesta edição matéria sobre a mudança da produção da Volare para dentro da fábrica...

Advertisement