Page 1

Revista Expans達o

Julho/2012

1


2 Revista Expans達o Julho/2012


INSPIRE-SE. SINTA. VIVA.

Joaquim Pedro Soares, 560/1001 // Novo Hamburgo/RS // 51 3066.7988 CENTRAL DE VENDAS: Maurício Cardoso, 1776 // Novo Hamburgo/RS // 51 3066.7989 // www.mosmann.com.br

Revista Expansão

Julho/2012

3


4 Revista Expans達o Julho/2012


Revista Expans達o

Julho/2012

5


ÍNDICE

NA CAPA 22 Nossa Capa Palco 7: Empresa de entretenimento trará mega espetáculos para o Vale do Sinos

18 Entrevista Vergilio Frederico Perius, o professor do Cooperativismo no Rio Grande do Sul

28 Reportagem Especial O lutador de MMA, Minotauro, fala sobre sua carreira e o esporte das multidões

65 Hall Expansão

Conheça as personalidades que visitaram a Revista Expansão no mês de junho

70 Personality Modelo e jornalista, Caroline Castelo Branco é a personalidade da vez

CIDADES 128 130 134 136 137 138 139 140 142 144

76 Lazer & Cia Um pub de garagem em Ivoti (RS) que vai mexer com a sua imaginação

82 Sem Fronteiras Estudante de Novo Hamburgo (RS), Oliver Heinemann relata viagem à Alemanha

86 Geração Jovem Anseios e necessidades de jovens estão mudando as relações profissionais

92 Cooperativismo Rural Show é exemplo de cooperativismo no ano em que se comemora o tema

94

Empreendedor Segurança nas alturas é com a Risco Zero Alpinismo Industrial

98 Tecnologia O peso da informação digital para a segurança dos consumidores

102 Feiras & Eventos Francal 2012 gera expectativas positivas para o setor até o final do ano

Reitor Ramon Fernando da Cunha completou 25 anos de Universidade Feevale

6 Revista Expansão Julho/2012

SEÇÕES 8 10 12 14 52 54 56 60 66 68 78 79 80 81 96 106 108 110 112 114 116 146

Carta ao Leitor Cartas Frases De Brasília – Edgar Lisboa Sapatos&Cia No Provador – Silvana Homrich Estilo&Atitude – Maggda Mombach Zita Pereira Casa&Estilo – Jaqueline Fischer Zapelini Flash Shows e Espetáculos Multimídia Lado B da Publicidade Golfe Classic – Luis Carlos Baumgarten Empresas & Produtos Crônica – OsvinoToillier Vida Segura – Adriano Fleck Cada vez melhor – Daniel Müller Sobre nós e outras coisas – César A. Pessin Departamento Jurídico – Janequeite Kunst Informe Tributário – Paulo Nicolau Justen Em Cena - Inézio Machado

Divulgação

118 Mix

Nova Petrópolis – Fabiane Sehnem Porto Alegre – Edith Auler São Leopoldo – Letícia de Oliveira Estância Velha – Marcos Antônio Kroeff Encosta da Serra – Sandra Hess Campo Bom – Juraci Reichert Sapiranga – Aline Schneiders Paranhana – Lidiani Lehnen Vale do Caí – Édio Otto Trein Santa Cruz do Sul – Ana Cristina dos Santos e Sandro Viana


Revista Expans達o

Julho/2012

7


M

uitas são as comemorações em torno do cooperativismo. Também não é por menos. Este é o Ano Internacional do Cooperativismo, definido pela Organização das Nações Unidas (ONU). E no primeiro final de semana de julho comemora-se o Dia do Cooperativismo. Muitos são os setores onde este tipo de economia vem crescendo e favorecendo o Rio Grande do Sul com seus benefícios. O cooperativismo não visa a concorrer com o capitalismo, mas está sendo uma alternativa cada vez mais forte a esse sistema. Sobretudo, nesta era, onde as atividades ‘colaborativas’ se fortalecem como tendência, verificamos que os negócios cooperativos favorecem os cooperados e a comunidade como um todo. Os exemplos de sucesso são muitos. Os impostos de uma cooperativa de crédito vão para o município onde está instalada e não para São Paulo, Rio de Janeiro ou exterior. É o vale-tudo de uma das vertentes da economia brasileira que está mostrando suas práticas e ganhando pontos com muitos empreendedores que estão migrando para as cooperativas. E sobre esse tema que tratamos na Entrevista, com o professor Vergilio Perius. Além disso, produzimos outras matérias acerca do tema. Há outros segmentos que se destacam na sociedade relacionados à força daqueles que querem muito vencer na vida, como todo mundo, e que estão ganhando seu espaço. São os lutadores de MMA, os de vale-tudo. O esporte está entre os mais procurados e ganhando muita mídia com brasileiros que estão fazendo bonito e ‘finalizando’ adversários mundiais, como Anderson Silva. Na Reportagem Especial, mostrando as peculiaridades deste esporte, também publicamos uma entrevista exclusiva com o consagrado lutador Minotauro, um dos campeões de vale-tudo. A Nossa Capa é outro exemplo de força na região e no Estado, no segmento empresarial e de entretenimento. A empresa Palco 7 dá seu start neste ramo com um mega projeto e onze ambientes para movimentar e ‘agitar’ o Rio Grande do Sul, com palco de shows, quadras de futebol, restaurantes, casa noturna, e shopping. Um mega empreendimento que não visto no Estado. O especial Inverno traz matérias sobre o que fazer nesta época do ano e os cuidados que precisasse ter com o gasto de energia elétrica e o carro. O inverno começa a chegar com tudo nesta época do ano e os ares-condicionados ‘bombam’. Além disso, produzimos mais dois especiais sobre os cuidados que os pais devem ter com os filhos na Internet, em Comportamento, e essa nova geração que não está nem mais aí para o X da questão, com a editoria Geração Jovem. Eles estão vindo com tudo também. E para finalizar publicamos a movimentação na Francal em São Paulo (SP), em Feiras&Eventos, e as novidades no mercado digital, com matéria sobre o congresso de automação digital também em São Paulo, em Tecnologia, ambos em junho, e o novo projeto da Editora Pachedo, o Hall Expansão, com o registro de personalidades e visitas em nossa sede, além da repercussão de outros projetos da editora. Boa leitura!

Editora

8 Revista Expansão Julho/2012

NOSSA CAPA

Capa: Lauro Dias de Jesus, Gustavo Henrique Laurentino e Eduardo Oliveira Ávila (Gestores do Palco 7) | Fotografia: Fábio Winter e Lu Freitas (51) 3594-1400 - www.fabiowinter.com.br | Make Up: Vida Beauty Estúdio de Beleza (51) 3239-1403 www.vidabeauty.com.br | Direção de Fotografia: Marcelo Foletto - Revista Expansão | Tratamento de Imagem: Alexandre Bitello - Revista Expansão

Foto de Fábio Winter/Especial com manipulação de imagem de Alexandre Bitello

O vale-tudo de todos

carta AO LEITOR


1ª FASE � ENTREGUE / 2ª FASE � OBRAS AVANÇADAS

Pensando na sua independência, a Rossi desenvolveu um projeto para você conquistar algo grandioso: o seu espaço.

2 e 3 dorms.

Piscinas

COM SUÍTE

Preço à vista a partir de:

R$ 165.550,00*

#SJORVFEPUFDB…2VBESBFTQPSUJWB…1MBZHSPVOE 4QB…4BMkPEFGFTUBTDPNFTQBmPHPVSNFU .VSPEFFTDBMBEB…4BMBEFKPHPTDPNMBOIPVTF 4BMBEFDJOFNB…$IVSSBTRVFJSBDPNQFSHPMBEP

Procure as imobiliárias locais e visite o decorado na: Rua São Jerônimo, 100 – Mauá – Novo Hamburgo | Horário: das 9 às 19 horas. Realização:

Fale com os nossos corretores on-line: www.rossiresidencial.com.br

4003-0980 rossiweekend.com.br

Imagens ilustrativas. Weekend r.1/93.753. Arquiteto: Sergio Koren, Crea RS 078146. Paisagista: Guilherme Takeda, Crea RS 53799. *Referentes à unidade 904, torre T01, nº do Box: 67, área privativa de 57,340 m², área total 87,540 m²; sendo ato/30/60/90 dias do contrato: R$ 12.416,25, saldo financiado: R$ 115.885,00, valor total: R$ 165.000,00.

Revista Expansão

Julho/2012

9


cartas

expediente Execução Editorial

Conesul de Modelismo Olá, Sérgio, estou lhe enviando e-mail para justamente lhe informar a gratidão do presidente Claus (Clube Conesul de Modelismo de Portão) e demais colegas, e também pela grata surpresa da chegada de pessoas novas, diferentes das que no cotidiano vemos no clube, foi logo após a circulação da Revista Expansão com a bela reportagem (edição 150) sobre o clube. Foi clara e evidente a presença dessas novas pessoas circulando no clube por conta da revista, e a qual todos associados e direção agradecem pela atenção e carinho, tanto no material publicado tanto quanto ao espaço e qualidade da apresentação. Em nome da Teccos e do Pedro, agradeço pelo apoio e atenção dispensados, foi e está sendo muito bom ser abordado por conhecidos, amigos e clientes, todos elogiando o material e a reportagem (edição 150) “faz bem para o ego”. Muito obrigado, de coração. Caro Sérgio, estarei sempre à disposição naquilo que estiver ao meu alcance, conte comigo. Pedro Joazeiro Empresário da Teccos Novo Hamburgo (RS)

Divulgação

“Pede pra sair”

Excelente trabalho

Gostaria de parabenizar a Revista Expansão pela entrevista especial e exclusiva, na edição de junho, com Paulo Storani – ex-coordenador do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) do Rio de Janeiro e consultor na realização dos filmes Tropa de Elite 1 e 2. Tive a oportunidade de colaborar com a realização desta pauta que resultou em um conteúdo muito diferenciado e informativo, especialmente ao público empresarial. Desejo que a publicação continue levando, sempre, os melhores conteúdos aos seus leitores. Ana Cristina Basei Jornalista da Enfato Comunicação Empresarial Porto Alegre (RS)

Parabéns Sérgio Jost, meu conterrâneo, e toda a equipe pelo excelente trabalho jornalístico na Expansão! Acompanho mensalmente há vários anos a publicação e tenho observado o aperfeiçoamento gráfico e editorial. A revista se propõe a uma cobertura bastante ampla, onde em uma única edição se encontram informações resumidas da região e do Estado, apresentação de perfis de personalidades e reportagens de maior fôlego. Tudo isso acompanhado de boas ilustrações e refinado acabamento editorial/gráfico. Mais uma vez, parabéns! Elstor Hanzen Jornalista Novo Hamburgo (RS)

Obesidade infantil Amigos da Revista Expansão! A revista é sempre esperada aqui na agência. Queremos conferir as últimas novidades, ficar por dentro dos lançamentos, e ler sobre moda, cultura. O editorial da revista está cada vez melhor. Ótimas matérias, com conteúdos importantes, como a reportagem sobre obesidade infantil, veiculada na revista de maio/2012 (edição 150), assunto sério e muito atual, que precisa ser mais abordado e debatido pela sociedade. Queremos dar os parabéns à equipe da Expansão! Márcia Porcher Relações Públicas da USE Imagem e Relacionamento Novo Hamburgo (RS)

Prazerosa leitura Gostaria de parabenizar a revista Expansão pela qualidade jornalística! Agora parece-me mais preocupada com a informação e a geração de novos conhecimentos! Ficou bem mais gostosa e prazerosa a leitura! Andrea Reinehr Escola de Educação Infantil Duda Lelê Novo Hamburgo (RS)

Produtos:

Rua Quintino Bocaiuva, 99 - Centro | Novo Hamburgo - RS - CEP 93510-270 Fones: (51) 3065-6380, 3036-6380 ou 3036-6381 www.revistaexpansao.com.br Siga-nos:

@revistaexpansao

Diretora Geral Ana Maribel Pacheco ana@revistaexpansao.com.br Diretor Comercial Sérgio Luiz Jost sergio@revistaexpansao.com.br Gerente de Projetos Especiais Marcelo Foletto marcelo@revistaexpansao.com.br

facebook.com/revistaexpansao

Gerente de Circulação Jucelene da Silva jucelene@revistaexpansao.com.br Auxiliar Administrativo Ana Cristina Pires cristina@revistaexpansao.com.br Atendimento ao Cliente atendimento@revistaexpansao.com.br

Gerente Executivo Marcus Haas marcus@revistaexpansao.com.br Editora Graziela Dannenhauer - MTb 12.338 graziela@revistaexpansao.com.br Redação Caren Souza/Repórter reporter1@revistaexpansao.com.br Sílvia Fröff/Repórter freelancer silvia@revistaexpansao.com.br Estágio Gustavo Henemann reporter@revistaexpansao.com.br

Colaboradores - Adriano Fleck, Aline Schneiders, Ana Cristina dos Santos, César A. Pessin, Daniel Müller, Édio Trein, Edith Auler, Edgar Lisboa, Fabiane Sehnem, Flávio Bueno Fischer, Jaqueline Zapelini, Janequeite Kunst, Juraci Reichert, Letícia de Oliveira, Lidiani Lehnen,

Editor de Arte Alexandre Bitello alexandre@revistaexpansao.com.br

Luis Carlos Baumgarten,

Fotografia Fábio Winter Fotografia contato@fabiowinter.com.br

Nicolau Justen, Osvino

Redação redacao@revistaexpansao.com.br

Homrich e Zita Pereira

Maggda Mombach, Marcos Kroeff, Paulo Toillier, Sandra Hess, Sandro Viana, Silvana

Porto Alegre Representante: Inovação Inteligência Comercial, Avenida Quintino Bocaiúva, 554/501, bairro Moinhos de Vento. Telefone: (51) 3021-7103 Coluna de Porto Alegre: Edith Auler revistaexpansaopoa@hotmail.com Telefone: (51) 3028-8590 Circulação circulacao@revistaexpansao.com.br Assinaturas assinaturas@revistaexpansao.com.br Comercial comercial@revistaexpansao.com.br Vendas vendas@revistaexpansao.com.br Impressão Gráfica e Editora Pallotti

Errata Diferente do publicado na página 180 e 181, da Revista Expansão Noivas de 2012, o nome correto da empresa de convites é Avenida das Cópias (Avenida Pedro Adams Filho, 5.628, Centro de Novo Hamburgo). Informações (51) 3582-9626.

10 Revista Expansão Julho/2012

Cidades de Circulação Porto Alegre, Grande Porto Alegre, Vale do Sinos, Vale do Paranhana, Região das Hortênsias, Vale do Caí e Vale do Rio Pardo

Os artigos assinados não representam, necessariamente, o pensamento da revista. Não é permitida a reprodução parcial ou total dos artigos publicados na revista sem prévia autorização do editor.


Revista Expans達o

Julho/2012

11


Frases

Fiquei sem chão quando soube que não podia mais imitar Silvio. Wellington Muniz (Ceará), humorista do Pânico, falou na Band, sobre a proibição de Silvio Santos.

Acho que fui infectada em uma região arborizada que costumava frequentar. Gosto de fazer exercícios ao ar livre e, claro, onde há mais árvores e campos é onde acontece propagação de carrapatos. Thalía, à Revista Caras Online. No estágio mais avançado de sua rara infecção, a atriz e cantora chegou a ter paralisia total e temeu por sua vida e de seu bebê.

Tive trabalhos de muito envolvimento. Tenho prazer de levantar cedo e ir gravar. Acho que sou um cara de sorte. Gabriel Braga Nunes, tentando, dessa maneira, explicar a excelente fase profissional que atravessa à Revista Caras Online, em junho, no Rio de Janeiro (RJ).

Hoje, quem quiser sobreviver no Brasil, e competir, vai ter de fazer produto para a classe C e D. Alexandre Herchcovitch, em junho, disse à Folha Ilustrada.

Vou transar com mulheres. Vera Fischer para a Revista Contigo Online, em 14 de junho. A atriz está se exercitando todos os dias para estar linda nas cenas de sexo, quando protagonizará uma lésbica na TV e no teatro.

O mundo atravessa os efeitos da mais grave crise desde a 2ª Guerra Mundial. Nossa experiência em crises mostra necessidades de políticas indutoras do crescimento. Dilma Rousseff na abertura oficial da Conferência Rio+20 que ocorreu em junho, no Rio de Janeiro.

12 Revista Expansão Julho/2012


Revista Expans達o

Julho/2012

13


DE BRASÍLIA

Teto para aumentos

Ameaça

Antônio Cruz/Divulgação

Crise no PMDB é reaberta com sucessão no Senado Com a maior bancada no Senado Federal, o PMDB ameaça abrir mais uma crise com o Palácio do Planalto. A presidenta Dilma Rousseff quer que o ministro Edison Lobão, de Minas e Energia, volte ao Senado e para substitui-lo ela indicará o secretário-executivo do ministério, Márcio Zimmermann, que se filiou ao partido no final de março. Zimmermann é catarinense, formado em Engenharia Elétrica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. O PMDB não considera Zimmermann um nome partidário e incomoda com a interferência da presidente da República na sucessão do senador José Sarney em fevereiro de 2013. Lobão admitiu em conversas na Rio+20 que a presidente gostaria que ele voltasse ao Legislativo para presidir o Senado. A cúpula peemedebista quer tratar da sucessão no Senado somente no próximo ano, e não antes das eleições municipais de outubro. O vice-presidente Michel Temer disse que a sucessão do Senado será decidida pelo PMDB. Admitiu que Lobão é um bom nome, mas, acha que é cedo para tratar desse assunto. Renan Calheiros é hoje o nome mais forte do PMDB à presidência do Senado. Mas os líderes do partido avaliam que o escolhido poderá ser o atual ministro de Minas e Energia. Entre os 81 senadores, Renan Calheiros, segundo os peemedebistas, teria 60 votos garantidos para sua eleição. Mesmo entre senadores que não gostariam que Renan fosse reeleito, causa desconforto a ideia de Lobão voltar ao Senado como escolha de Dilma. Na opinião dos peemedebistas, o Palácio do Planalto está interferindo no processo e passando a imagem de que nenhum dos 19 senadores do partido tem condições de ocupar o importante cargo de presidente do Senado Federal. Assim, a sucessão de José Sarney pode desgastar ainda mais a relação do PMDB com a presidenta.

Jornalista edgarlisboa@uol.com.br www.egdarlisboa.com.br

avaliação

Congresso recebe relatório do TCU sobre primeiro ano do governo Dilma O presidente do Congresso, senador José Sarney (PMDB-AP), recebeu do presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Benjamin Zymler, e do ministro José Múcio Monteiro, na Zymler, Sarney, Moneiro e Ana Amélia segunda quinzena de junho, o relatório sobre as contas do primeiro ano (2011) do governo Dilma Rousseff. O documento vem se juntar a relatórios de contas dos governos Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva ainda não julgados pela Comissão Mista de Planos, Orçamentos e Fiscalização (CMO). O trabalho durou quase um ano, traz uma análise detalhada sobre a economia do País e cerca de 40 ressalvas e recomendações constam do documento. “Todas de cunho formal, visando apenas a melhoria das apresentações das contas nos próximos exercícios”, segundo observou Benjamin Zymler. A senadora gaúcha Ana Amélia Lemos (PP-RS) também esteve presente à entrega do relatório das contas de Dilma. Ana Amélia acredita que não há justificativa para o atraso do Congresso na análise das contas dos presidentes Fernando Henrique e Lula. “Nós não estamos fazendo o nosso dever de casa. Depois, quando o Supremo Tribunal Federal vem dizer o que temos de fazer, não podemos achar ruim”, comentou.

Agência Brasil/Divulgação

Especialistas em contas públicas não chegam a acordo sobre a proposta de emenda à Constituição que permite vencimentos de servidores públicos acima do teto do funcionalismo aprovada em comissão especial da Câmara dos Deputados. Hoje o teto é de R$ 26,7 mil. O deputado José Antonio Reguffe (PDT-DF) criticou com veemência a Proposta de Emenda à Constituição, aprovada pela Câmara dos Deputados que aumenta o salário dos parlamentares e acaba com o teto salarial do serviço público. Sem rodeios afirmou: “É uma vergonha para o parlamento. Só vai aprofundar ainda mais o já enorme fosso que separa o parlamento de quem ele representa”.

Por Edgar Lisboa

Divulgação

Contas públicas

Eleições

PT perde favoritismo na corrida para as prefeituras O PT, que está há dez anos no governo federal e venceu as três últimas eleições presidenciais, corre o risco de em outubro perder o favoritismo nas capitais. Uma das razões apontadas para o retrocesso é a escassez de candidatos. Em 2004, o PT conquistou nove capitais. Já em 2008 baixou para seis e nas próximas eleições o partido admite que poderá declinar novamente com a possibilidade de importantes perdas. O PT tem como certo concorrer em pelo menos 15 cidades. Em Porto Alegre (RS), a disputa está polarizada entre o PDT, do atual prefeito José Fortunati, e o PCdoB da deputada Manuela d’Ávila com sérios prejuízos para o candidato petista, o deputado estadual, Adão Villaverde. Atualmente, o partido tem sete prefeitos: Recife, Fortaleza, Palmas, Vitória, Goiânia, Porto Velho e Rio Branco.

Candidaturas

Políticos inelegíveis Atingidos pela Lei da Ficha Limpa, mais de 6 mil políticos que ocupam algum cargo de gestão no serviço público já estão inelegíveis por oito anos a contar das eleições municipais de outubro. Essas pessoas tiveram suas contas julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas da União (TCU). A lista completa dos gestores foi entregue pelo presidente do TCU, Benjamim Zymler, à presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Carmem Lúcia. É a consequência concreta ao julgamento das contas irregulares pelo TCU. O ministro lembrou que todos os gestores tiveram suas contas julgadas em caráter definitivo, prerrogativa para que uma pessoa seja enquadrada na Lei da Ficha Limpa e que esses gestores tiveram direito, até a última instância, à ampla defesa.

14 Revista Expansão Julho/2012


Revista Expans達o

Julho/2012

15


16 Revista Expans達o Julho/2012


Revista Expans達o

Julho/2012

17


ENTREVISTA

Perius, o professor do cooperativismo Por Caren Souza | Fotos: Caren Souza/Especial

Em um mundo globalizado, onde cada vez mais nota-se a transformação social pela competitividade profissional acirrada, a Organização das Nações Unidas (ONU) elegeu 2012 como o Ano Internacional do Cooperativismo. No segundo domingo do mês de julho, quando se comemoram as atividades relacionadas a este sistema, o presidente do Sindicato e Organização das Cooperativas do Rio Grande do Sul (Ocergs), Vergilio Frederico Perius, abriu as portas de seu gabinete para a Revista Expansão, para contar, exclusivamente, um pouco dos fatores históricos e as tendências fortes que estão surgindo no cooperativismo. Para ele, mais do que um sistema de trabalho, é uma forma de inclusão social. Afinal, a força de trabalho cooperativista está focada em empresas ou trabalhadores de pequeno porte.

P

ós-graduado em Cooperativismo pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), em São Leopoldo (RS), e pela Universidade de Münster, na Alemanha, é detentor de um vasto conhecimento sobre o assunto. Natural de Campina das Missões (RS) e descendente de franceses e alemães, ele se autodefine como um professor, ou seja, alguém com necessidade de renovar constantemente seus conhecimentos para depois socializá-los. E sua trajetória de estudos realmente lhe permite o título. O professor Perius é graduado em Direito, Filosofia e Pedagogia. Possui cursos de extensão em Gestão Cooperativa, Marketing Cooperativo, Legislação Cooperativa, Doutrina Cooperativa e Administração Cooperativa. Já foi juiz do Tribunal Administrativo de Recursos Fiscais, entre 1992 e 1996, e auditor substituto de Conselheiro no Tribunal de Contas/RS, de 1996 a 2001. A academia, lugar pelo qual demonstra devoção, também fez parte de sua carreira. Foi professor em diversas universidades, como Faculdade de Pato Branco (Fadep), Unoesc, Faculdade Estadual

18 Revista Expansão Julho/2012

de Santa Cruz (Uesc), na Bahia; Unicruz, Univates, Unijuí; UPF, Unisinos e Facat. Autor de 11 livros, ele destaca obras como Cooperativismo e Lei, Cooperativas de Trabalho - Manual de Organização, Relatórios Finais das Comissões de Cooperativismo da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul (1981 e 2005), Problemas Estruturais do Cooperativismo, Cooperativismo na Constituinte, Cooperativas Escolares - A União faz a Vida (onde atuou como organizador), Manual do Conselheiro Fiscal de Cooperativa, Anais do X Congresso Brasileiro de Cooperativismo (organizador) e Manifesto Cooperativo.

Unanimidade É presidente do Sistema Ocergs-Sescoop/RS e seu primeiro mandato foi no período de 2006 a 2010. Em abril de 2011, foi reeleito por unanimidade na Assembleia Geral da Ocergs. O atual mandato irá até 2014. No mês em que se comemora o cooperativismo no mundo todo, damos destaque a este assunto, homenageando não só o movimento, mas cidades gaúchas como Nova Petrópolis (RS), que ostenta o título de Capital Nacional do Cooperativismo.


Vergilio Frederico Perius

Revista Expans達o

Julho/2012

19


ENTREVISTA O cooperativismo, conforme os livros de histórias surgiu dentro da Revolução Industrial. Foi uma oposição ao capitalismo? Não! O cooperativismo nasceu na América Latina, em 1627, na primeira redução jesuítica de Encarnación de Itapuã, Paraguai. No Brasil, mais precisamente no Rio Grande do Sul, surgiu em São Miguel das Missões, na redução Jesuítica de São Miguel das Missões, em 1929. Esta foi a segunda cooperativa do mundo, pelos estudos dos espanhóis sobre o assunto. Há um livro de Carbonell (Rafael Carbonell de Masy, autor espanhol e uma das maiores autoridades do mundo em cooperativismo), que chama-se Las estratégias de desarollo de los pueblos guaraníes, onde o autor aponta que as 30 missões jesuíticas eram cooperativas. Havia prática interna condizente e respeito aos sete princípios cooperativos. Carbonell descreve como cada princípio era realizado. Então o povo latino-americano é pioneiro no assunto? Vamos aos fatos. Em 1844, em Rochdale, na Inglaterra, quando os princípios do cooperativismo foram escritos, os ingleses afirmaram que também gostariam de construir reduções indígenas. Isso mostra que, na comunicação que havia entre os povos, principalmente através dos padres, os europeus já sabiam da nossa história. Havia uma experiência anterior. Mas o mundo ocidental aceitou Rochdale como a primeira experiência cooperativista porque foram eles que escreveram os princípios formalmente, e a história é de quem escreve. Pode ser que daqui a cem anos os pesquisadores escrevam que o cooperativismo nasceu na América Latina. Como despertou seu interesse sobre o tema? Começou ainda na infância, devido à experiência pessoal. Meu pai era conselheiro de um grupo na comunidade, e ele falava muito mal o português. Então pedia que eu o acompanhasse nas assembleias para ajudar. De 11 filhos, eu era o que mais tinha habilidade na comunicação. Morávamos em uma colônia alemã, ao lado do Rio Uruguai. Na juventude, fui para o seminário, com a intenção de ser padre, e lá dentro coordenei a Semana do Cooperativismo. Foi assim que começou. Na economia gaúcha, o senhor considera o setor primário o mais beneficiado pelo cooperativismo? Temos quatro setores fortes na economia gaúcha, que são divisões formais que fazemos. A agropecuária ganha destaque, pois dentro do PIB agropecuário gaúcho, 60% passa pela mão das cooperativas. Temos também o setor de crédito, forte na expressão social, com mais de 1,8 milhão de associados e expansão forte. Neste quesito, somos pioneiros com o Sicredi. O terceiro setor forte é a saúde, puxado pela Unimed, especialmente pela construção de hospitais. O hospital de Caxias do Sul (RS) é referência e está fazendo a mais moderna unidade pediátrica do Estado. O quarto mais forte é infraestrutura e eletrificação rural, puxado pelas cooperativas que atendem aos Programas Luz para Todos e Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) – que geram energia pura, limpa e renovável sem agredir o meio ambiente. O investimento nas PCHs, que é desenvolvimento por cooperativas, já chegou a R$ 74 milhões. Os outros setores são transporte de cargas, habitação, educação, consumo, produção industrial, turismo e lazer, trabalho, mineral, e sociais. Atualmente, 6% do PIB nacional é proveniente do cooperativismo. Como o senhor avalia este dado? Prefiro falar da economia gaúcha. No Rio Grande do Sul, representamos 10% do PIB. Em relação ao PIB brasileiro, somos mais fortes em indicadores (capital social e fundos), mas perdemos para São Paulo em expressão econômica. Somos o segundo Estado brasileiro mais forte. Nesses 6% do indicador nacional estamos bem, pois somos o segundo colocado. Em termos de faturamento, atingimos R$ 27 bilhões em 2011. Temos 170 cooperativas agropecuárias divididas em vários setores. A Unimed, por exemplo, tem seu segundo posicionamento no Rio Grande do Sul. Aqui são 27 cooperativas vinculadas a Unimed Rio Grando Sul, que é um sistema bem integrado.

20 Revista Expansão Julho/2012

(...)trabalhar para socializar a informação, pois ela não pode ser monopólio das pessoas. Esse compartilhamento da informação é um aspecto do cooperativismo. Como está o Brasil em relação a outros países? Em nível nacional, as regiões Sul, Centro-Oeste e Centro-Leste estão crescendo muito. No parâmetro mundial, uma fatia de 6% do PIB ainda é muito pouco, como o indicador de nível de associados. No Rio Grande do Sul, temos mais de 20% da população filiada ao cooperativismo, mas em nível nacional temos somente 4%. O Rio Grande do Sul, como berço do cooperativismo no Brasil, também gerou outros filhos, por isso expandimos fortemente aqui em comparação com outros Estados. Já nas regiões Norte e Nordeste, onde há o menor crescimento, é onde há maior potencialidade. Principalmente em setores estratégicos como o crédito, agricultura e mineração. Este último teve grande conquista na Constituição Federal de 1988, quando foi definido que deveria ser explorado prioritariamente por cooperativas, a menos em regiões onde não exista este sistema. É uma questão cultural. O Brasil todo faz carnaval, que é uma cooperativa na prática. Mas talvez também por aspectos culturais este movimento não se desenvolva. Quais as tendências no cooperativismo? Este é o Ano Internacional do Cooperativismo, e a tendência é justamente essa: internacionalização. A Índia, por exemplo, tem uma grande cooperativa de fertilizantes. Porque o Brasil, que é um dos maiores consumidores de fertilizantes do mundo, não faz uma joint-venture com a cooperativa indiana? Estamos olhando muito os Estados e não os países. Não estamos olhando o mundo, como um todo. Temos que trazer o modelo da globalização da economia para as nossas cooperativas. A Escola de Cooperativismo, cuja aula inaugural foi em março deste ano, já tem parceria com os países como a Alemanha, Espanha e Argentina, no sentido de unificar essa globalização. A tendência de globalização é nacional, está ocorrendo em todo o Brasil. Como é visto o lucro no cooperativismo? O lucro para nós chama-se resultado. Ele é distribuído por um critério diferenciado das demais empresas. As empresas capitalistas distribuem os lucros de acordo com o poder de cada acionista. Já no cooperativismo o fator predominante não é o capital. Ele visa o lucro sim, mas é distribuído pela força do trabalho, pelo o volume de sua produção, e não há centralização de poder. Já nas empresas, o voto é de poucos. No cooperativismo, prevalece a máxima – um homem, um voto. Esta é a identidade cooperativa? Temos três características que formam a nossa identidade. A primeira é que distribuímos a riqueza coletivamente, gerada pelo trabalho. A segunda é que o poder político é descentralizado e participativo (o voto é de todos, e não apenas do que detém o capital). O terceiro aspecto é a inclusão social. Ela, cooperativa, evita a exclusão social, pela sua própria natureza em seu formato original. O Programa de Participação nos Resultados, o famoso PPR, teria sido inspirado no cooperativismo? A divisão dos resultados e a responsabilidade social são feitas pelo cooperativismo todos os dias. Fazemos isso 365 dias por ano. A diferença em relação às empresas privadas é que centralizamos os prejuízos e socializamos os resultados, enquanto a iniciativa privada socializa os prejuízos e centraliza os resultados.


Vergilio Frederico Perius

O cooperativismo favorece mais as comunidades carentes em função da inclusão social? O cooperativismo é definido pela sua natureza social. Pelo voto, pela forma de democracia e pela inclusão social que ela realiza. A Cooperativa Piá, de Nova Petrópolis, por exemplo, gasta em torno de R$ 7 milhões a R$ 10 milhões por ano em assistência técnica com seus cooperativados. A empresa privada não gasta isso, pois utiliza somente os grandes produtores. Enquanto isso, a cooperativa permite que o colono fique em sua propriedade, não excluindo ninguém do campo. Fica 365 dias atendendo o produtor rural. Um dos resultados mais interessantes é que os patrimônios imobilizados continuam pertencendo à comunidade local. O Sicredi, por exemplo, arrecadou R$ 32 milhões em 2011, dos quais R$ 8 milhões foram emprestados aos associados. O que restou foi repassado ao Sicredi para capitalizar os recursos junto às suas instituições. A partir daí, foi gerado um lucro de R$ 650 mil para a cidade de Morro Reuter (RS), e essa riqueza ficou na própria cidade. Se fosse um banco privado, este lucro iria para São Paulo, Brasília ou Europa. A cooperativa redistribui a riqueza gerada na própria origem. A comunidade está ‘umbilicalmente’ ligada ao cooperativismo e vice-versa. Se olhar isso na mão de obra, o reflexo é maior ainda. Se o Sicredi montasse uma agência em Alecrim (RS), na microrregião de Santa Rosa (RS), não buscaria força de trabalho fora. Buscaria na própria comunidade. Como poderíamos traduzir o sistema de cooperativismo do Rio Grande do Sul em números? Hoje temos, no Rio Grande do Sul, 1.026 cooperativas, sendo que 527 são ativas e 499 semi-ativas. Estas cooperativas contam com 2,1 milhões de associados e 52,5 mil empregados (dados de maio de 2012). No ano de 2011, o faturamento ficou em R$ 27 bilhões. Existe algum tipo de fiscalização sobre as cooperativas? Sim, do Conselho Fiscal, no caso de todas as cooperativas que não são fiscalizadas pelo Banco Central (neste caso, as cooperativas de crédito). A Ocergs, enquanto representação, presta aconselhamento. E o sistema vigente foi um pedido da categoria na Constituição Federal de 1988, para que nos libertássemos das amarras do Estado, pois somos independentes. Temos a mesma visão do cooperativista europeu, de que o Estado apoia as cooperativas, mas não controla. Com exceção do sistema financeiro, pois é monetarista. O que significa o Ano Internacional das Cooperativas? É um marco para os integrantes do sistema cooperativo? É uma referência, um reconhecimento da ONU no mundo inteiro. Somos 7 bilhões de habitantes na Terra, sendo 1,2 bilhão de sócios de cooperativas. A própria ONU declarou que as cooperativas constroem um mundo melhor por meio de seu sistema. Isso fica evidente pela inclusão social, distribuição da riqueza, inclusão das pessoas – tudo isso tendo a democracia como base do poder. Como o senhor se autodefine, se intitula, e como avalia o seu papel na sociedade contemporânea? Gosto de ser um professor. Aquele que busca aprender permanentemente e tem condições de repassar as informações para a sociedade. Tem que renovar, se atualizar permanentemente, mas tam-

É uma referência, um reconhecimento da ONU no mundo inteiro. Somos 7 bilhões de habitantes na Terra, sendo 1,2 bilhão de sócios de cooperativas.

Hoje temos, no Rio Grande do Sul, 1.026 cooperativas, sendo que 527 são ativas e 499 semiativas. Estas cooperativas contam com 2,1 milhões de associados e 52,5 mil empregados (...) bém trabalhar para socializar a informação, pois ela não pode ser monopólio das pessoas. Esse compartilhamento da informação é um aspecto do cooperativismo. Se uma cooperativa de trabalho identifica uma inovação por parte de um associado, ele é reconhecido por isso. Na empresa privada, a inovação tecnológica é propriedade da empresa, mesmo que seja criada por um funcionário. O senhor liderou algumas mudanças na Ocergs. Quais? Podemos resumir em três ações. A primeira foi um choque de gestão, focado na parte interna do Sindicato e Organização das Cooperativas do Rio Grande do Sul (Ocergs), com uma reestruturação gradativa e lenta. Quando assumimos estávamos sob intervenção, sem recursos. Adaptamos eficiência às operações e extremo rigor nas contas, pois temos recursos públicos. Minha passagem pelo Tribunal de Contas ajudou nisso. Segundo aspecto foi a compreensão da história do cooperativismo gaúcho. A Ocergs surgiu depois das outras instituições, então resolvemos fazer a política de boa vizinhança com as centrais e federações, que centralizaram seus cursos no Sescoop. Houve uma unificação maior. A terceira mudança foi que nós colocamos o foco da Ocergs no desenvolvimento das cooperativas. Antes havia focos internos. O que significa a criação da Faculdade de Tecnologia do Cooperativismo, em Porto Alegre? A Faculdade de Tecnologia do Cooperativismo (Avenida Berlim, 409, no São Geraldo, em Porto Alegre) era um sonho antigo, que obteve o credenciamento junto ao MEC em junho do ano passado. É a primeira e única Faculdade de Cooperativismo no Brasil, e espero que seja a primeira de muitas. O foco é na gestão cooperativa. É um investimento nosso, patrimônio nosso, e já conta com convênios internacionais, incluindo países como Portugal, Alemanha e Espanha. Qual a relação da Ocergs com os órgãos de governo? No Rio Grande do Sul, temos acento no Conselho Estadual de Cooperativismo (que agrega nove secretarias), assim como no Fundopem, e na esfera parlamentar temos a Frencoop, que é a Frente Parlamentar de Apoio ao Cooperativismo. E quais os principais gargalos do setor atualmente? Temos alguns estrangulamentos em escala nacional. Não temos acesso direto ao BNDES nem à Caixa Econômica Federal, o que prejudica principalmente as cooperativas habitacionais. Na linha do trabalho, o maior estrangulamento está no Ministério Público do Trabalho, que não teve, até o momento, uma compreensão mais clara da relação entre trabalho e capital dentro de uma cooperativa, e isso afeta o crescimento deste setor. Na área agrícola, é preciso pensar um pouco em duas políticas do passado, para poder compreender o presente. A política de estoques que, por sua vez, gerava a briga pelo preço mínimo. Hoje não há mais política de estoques (onde a estocagem era financiada pelo governo), e a briga pelo preço mínimo ficou muito pequena. Hoje, tudo o que falta na agricultura pode ser importado facilmente. A armazenagem do grão, que estava na mão de cooperativas, hoje é toda custeada por elas, o que demanda um investimento muito alto. Hoje é por conta dos produtores. O arroz este ano ficou estocado porque a safra não teve escoamento, custa alguns milhões de reais. Porém armazenagem está ligada à infraestrutura, e isso é responsabilidade do Estado.

Revista Expansão

Julho/2012

21


Nossa capa

Estratégias fazem parte do Por Caren Souza | Fotos: Fábio Winter/Especial

22 Revista Expansão Julho/2012

show


Palco 7 prepara um complexo de entretenimento que envolverá todas as áreas deste segmento e trará os maiores espetáculos do País para a região

U

ma empresa completa em termos de entretenimento. Assim pode ser definida a Palco 7, um complexo de 30 mil metros quadrados localizado em um dos principais acessos a Estância Velha (RS), e que irá reunir espaço para mega shows (com capacidade para 18 mil pessoas), estúdio de gravação, restaurante, pub, casa noturna que funcionará diariamente, dois salões de festas infantis, um salão social, um campo de futebol onze e um shopping center com 32 lojas. Os diretores Eduardo Oliveira Ávila e Lauro Dias de Jesus e o administrador Gustavo Henrique Laurentino buscam trazer ao público um diferencial em todos os seus serviços. Entre uma infinidade de opções que oferecem, são eles que traçam as estratégias e fazem todo o planejamento para emocionar o público em grandes shows. Fundada em outubro de 2006, a Palco 7 é uma empresa de Publicidade e Marketing, mas que nasceu focada na produção e realização de eventos. Tendo entre seus clientes diversas prefeituras e empresas da iniciativa privada, logo identificaram um nicho de mercado que traz muito retorno comercial. Inicialmente, a empresa esteve sob o comando de Ávila, que passou a contar também com a experiência de Jesus e Laurentino, que é administrador de empresas desde março de 2011. “Buscamos um diferencial em tudo que fazemos, tratando nossos clientes da melhor forma possível. O nosso estúdio de gravação, por exemplo, visa derrubar o mito de que as bandas precisam ir a São Paulo gravar seus CDs”, aponta Ávila. Embora viessem promovendo espetáculos há anos, o investimento em uma espaço diferenciado tornou-se realidade em fevereiro deste ano. Entre os eventos promovidos pela empresa, estão o Carnaval 2012, Fórum Social Temático 2012 e Semana da Consciência Negra (todos em São Leopoldo), eventos, publicidade e marketing para empresas como Habib’s Rio Grande do Sul, cirurgião plástico Vinícius Oliveira e Toda Música Instrumentos Musicais.

Nerbas, Ávila, Aline, Laurentino, Carol e Jesus forma o time que irá promover o entretenimento na região

Buscamos um diferencial em tudo que fazemos, tratando nossos clientes da melhor forma possível. O nosso estúdio de gravação, por exemplo, visa derrubar o mito de que as bandas precisam ir a São Paulo gravar seus CDs.

O início A paixão pelo negócio surgiu dos gostos pessoais de Ávila, que é estudante de Publicidade e Propaganda, mas traz consigo uma vasta bagagem no ramo. Seu primeiro hobby, o futebol, foi abandonado aos 16 anos, após uma lesão. Para substituilo, comprou sua primeira guitarra e começou a tocar. Essas duas grandes paixões, que estão estampadas na decoração da empresa, fazem parte do negócio e são uma maneira de manter as coisas que ele tanto ama presentes em sua vida. Uma das ideias principais da Palco 7 é trazer para a região o circuito dos grandes shows populares, que geralmente ocorrem na capital. O espaço de espetáculos pode receber um público de aproximadamente 18 mil pessoas. “Em um raio de 70 quilômetros, atingimos o público das principais cidades da região que não costuma ir a Porto Alegre (RS) e que pode vir aqui tranquilamente com um fácil acesso”, explicou Jesus. E no que se trata de shows, eles contam com uma larga vantagem: um amplo estacionamento interno. A fachada e vários pavilhões ainda estão em fase de acabamento, e a intenção é concluir as obras ainda em julho. Com isso, a região ganhará posição de destaque no ramo do entretenimento.

Revista Expansão

Julho/2012

23


Nossa capa A experiência profissional é importante, mas a conexão que as pessoas mais jovens têm com o mundo e novas tecnologias, principalmente com a web, nos traz um resultado ótimo. Acabamos aprendendo muito com eles.

Foco nas novas gerações Um dos segredos de sucesso nesse ramo parece ir ao encontro da filosofia de trabalho de Ávila: cercar-se de pessoas jovens. “A experiência profissional é importante, mas a conexão que as pessoas mais jovens têm com o mundo e novas tecnologias, principalmente com a web, nos traz um resultado ótimo. Acabamos aprendendo muito com eles”, revela o empresário. Além dos diretores, o colaborador mais velho tem 22 anos, que é o Patrick Nerbas. “Às vezes, falta foco para pessoas tão jovens, mas não nos importamos em cobrá-los mais ou lembrá-los das coisas”, detalha Ávila. Aline Corti e Carol Mammarella completam o time de colaboradores. Músico e ex-integrante da banda Vegaz, que fez sucesso nas rádios do Rio Grande do Sul, Ávila teve a oportunidade de conhecer o mercado musical de perto, e hoje dedica-se também à produção de artistas. Isso inclui os cuidados com a imagem, agendamento de shows e entrevistas, bem como todo o planejamento de carreira. Em breve, a primeira artista da produtora (Vane Kreuz) será lançada oficialmente no mercado.

Ávila, Jesus e Laurentino em um dos palcos que está em fase de conclusão

24 Revista Expansão Julho/2012


Queremos profissionalizar este setor e mostrar alternativas aos clientes, de forma a aumentar resultados das empresas.

Mercado em ascensão Embora seja uma empresa extremamente jovem, a Palco 7 tem espaço garantido, pois faz parte de um nicho muito recente no Brasil, mas que está explodindo e deve crescer cada vez mais. “As empresas recém descobriram o potencial dos eventos para o crescimento de suas marcas. Hoje não há uma organização que não tenha potencial para fazer parte de um evento, aumentando de forma significativa o relacionamento direto com seu cliente final”, explicou Ávila. “Queremos profissionalizar este setor e mostrar alternativas aos clientes, de forma a aumentar resultados das empresas”, define. Um exemplo clássico é do Habib’s, para onde foi desenvolvido o Domingo Genial – evento que começou há cinco anos com a participação de 400 pessoas e, ao chegar na quarta edição em maio de 2011, já contava com mais de 2 mil pessoas. Além da dimensão que tomou, esta proporcionou que a loja de Novo Hamburgo (RS) atingisse o maior faturamento de sua história em um único dia.

PALCO 7

Avenida Presidente Vargas, 2.466 Estância Velha (RS) Telefone: (51) 3551-0220 www.palcosete.com.br Revista Expansão

Julho/2012

25


26 Revista Expans達o Julho/2012


Revista Expans達o

Julho/2012

27


reportagem especial

O esporte das multidões Por Gustavo Henemann/Estagiário | Fotos: Fábio Winter e Lu Freitas/Especial

Mixed Marchial Arts, mais conhecido como MMA, é o esporte que mais cresce no mundo e a procura por ele vem aumentando no Rio Grande do Sul

28 Revista Expansão Julho/2012

Divulgação

N

a atualidade nem o futebol tem feito tanto sucesso no mundo todo quanto o Mixed Marchial Arts (MMA), que teve origem entre o final dos anos 90 e início de 2000. As pessoas procuram cada vez mais as academias em busca da prática de artes marciais, incentivadas principalmente pela onda dos combates entre atletas de vale-tudo na maior organização de MMA do planeta, o Ultimate Fighting Championship (UFC). O MMA é um esporte de puro contato, que reúne diversas técnicas de combate, a partir da mistura de diferentes artes marciais, como o boxe, kickboxing, muay-thai, jiu-jítsu – arte marcial originalmente brasileira fundada pelos irmãos Carlos e Hélio Gracie –, e outras. O esporte possui regras que permitem a utilização de socos, chutes, tanto de pé quanto no solo, e técnicas de imobilização. Entre os atletas brasileiros mais conhecidos estão Anderson Silva – campeão dos pesos médios do UFC –, os irmãos Rogério (Minotouro) e Rodrigo (Minotauro) Nogueira (foto), Wanderlei Silva, Vitor Belfort, José Aldo – atual campeão peso-pena –, Junior dos Santos (Cigano) – atual campeão dos pesos pesados do UFC –, Lyoto Machida, Maurício (Shogun) Rua, entre tantos. A seguir a Revista Expansão procura mostrar o que o Rio Grande do Sul oferece aos amantes das lutas, escrevendo sobre o esporte como auxílio social, bem-estar à saúde e como atividade em família.


MMA no combate ao crack O Golden Fighters – maior evento de MMA do Rio Grande do Sul desde 2009 e que já levou cerca de 4 mil pessoas para as arquibancadas – é também uma ferramenta de inclusão social para os jovens. De acordo com o presidente da Associação Esportiva e Cultural Golden Fighters e idealizador dos combates, Gustavo Finck, 32 anos, parte do lucro obtido no evento é destinado no combate ao crack no município onde ocorre a atividade. “Destinamos 5% do lucro do Golden Fighters para projetos de combate às drogas. Em 2013, já estamos projetando a realização de oficinas sobre o assunto no contraturno escolar em Novo Hamburgo (RS)”, destaca. O Golden Fighters que foi realizado no último dia 30 de junho, nos pavilhões da Fenac, em Novo Hamburgo, contou com oito lutas e a estreia do octógono redondo, com a metragem oficial do UFC – 64 metros quadrados. Ainda em 2012, o Golden Fighters será realizado em Gramado (RS), em 18 de agosto; em São Leopoldo (RS), em 6 de outubro, e novamente em Novo Hamburgo, em 8 de dezembro. Finck antecipa que em 2013 serão realizados seis eventos, mas sem data confirmada. Informações também no site www.goldenfighters.com.br. Gustavo Finck lembra que dois atletas que já combateram no evento gaúcho, já participaram do UFC - Maiquel Falcão e John Mãode-Pedra Lineker. De acordo com o organizador, o esporte ainda precisa de investimentos de empresas privadas para alcançar um patamar mais elevado. “Faltam investimentos, mas a responsabilidade de suprir a necessidade é de quem organiza os eventos de MMA”, ressalta.

Destinamos 5% do lucro do Golden Fighters para projetos de combate às drogas. Em 2013, já estamos projetando a realização de oficinas sobre o assunto no contraturno escolar em Novo Hamburgo (RS).

O mais completo centro e treinamento de MMA do Estado O Centro de Treinamento Nocaute de Porto Alegre (RS) é considerado um dos maiores e mais completos do Estado, pois conta com um espaço de 1930 metros quadrados, que engloba academia de musculação, local para treinamento de lutas (jiu-jítsu, boxe e kickboxing) e até um octógono para lutas. De acordo com o professor de artes marciais e dono do empreendimento, Jefferson Coelho, 45, a procura pelo MMA vem aumentando consideravelmente, devido à divulgação da mídia. “Muitos procuram pela curiosidade de ver como é. Algumas pessoas até fazem alguma aulas, mas as artes marciais não são fáceis como se pensa. Muitos lutam por ser a moda do momento, tem que ir devagar para aprender”, disse. “Para ser lutador de MMA tem que treinar tudo, gostar e querer muito, porque às vezes machuca e dói”, reforça.

Revista Expansão

Julho/2012

29


reportagem especial

Mulheres aliam modalidade à saúde Coelho afirma que para ser praticante de artes marciais não tem idade. Além disso, o esporte auxilia muito quando se fala em saúde e estética. “A prática de artes marciais proporciona uma alta queima de calorias por aula. Quem não tem tempo de correr nas esteiras, pratica arte marcial, que também vai proporcionar um abdômen e pernas bem definidas”, garante. A nutricionista do CT Nocaute e também praticante de kickboxing, Luciani Borges, 36, lembra que começou praticando boxe já com 15 anos de idade. “É muito importante unir as lutas com as atividades de prevenção à saúde, envelhecimento e maior agilidade”, ressalta. Luciani ainda dá algumas dicas para quem quer ser praticante de artes marciais ou até mesmo lutador. “Nunca se deve treinar em jejum, pré-treino precisa ter uma alimentação balanceada com carboidratos e proteínas. Normalmente a alimentação deve ser feita até uma hora antes do treinamento e em até uma hora após o treino”, salienta. Em Novo Hamburgo e em outras sete cidades gaúchas (Campo Bom, Dois Irmãos, Gramado, Ivoti, Lavras do Sul, Santa Cruz do Sul, Santa Maria e São Leopoldo), a Master School Brasil, franquiada pela ATA Martial Arts é uma alternativa para as mulheres e também para as famílias que buscam autodefesa unida a prática e ao emagrecimento. Em todas as unidades da escola de artes marciais 89 mulheres participam das aulas de tae kwon do tradicional – arte marcial coreana, difundida nos Estados Unidos. Segundo o professor responsável pela unidade de Novo Hamburgo, Rodrigo Carvalho, 30, as aulas na Master School Brasil têm foco nos valores como respeito, disciplina, autocontrole, autoestima, confiança e humildade. “Para os adultos a prática das artes marciais proporciona o alívio do estresse diário, controle de emoções, pensar antes de agir. Muitas mulheres também procuram as artes marciais pela queima calórica e a tonificação muscular”, ressalta.

30 Revista Expansão Julho/2012


Artes marciais praticadas em família A aluna da escola hamburguense Micheline Krüger Neumann, 39, buscou uma atividade integrasse toda a família, composta pelo marido Fernando, 41, e pelos filhos gêmeos, Pedro e Bruno, 8. “O esporte auxilia na disciplina, defesa pessoal, autocontrole e no condicionamento físico”, ressalta Micheline. Segundo ela, a prática já mostrou diferença na balança. “Já praticamos artes marciais há um ano e meio. Nesse tempo eu já perdi 10 quilos”, afirma. Nas escolas da franquia, os pais e crianças aprendem técnicas de Krav maga (defesa pessoal israelense), educação e conscientização para os adolescentes (a arte marcial ensinada não é como o MMA), técnicas de jiu-jítsu, rapikdô, aikdô e boxe. Além disso, os participantes aprendem noções de defesa com mais seis armas, que são: bastão curto (arma de defesa pessoal), bastão longo (provoca a atenção e velocidade de prever a defesa), bengala, espada, ssahng nat (espécie de foice) e o kubotan (pequeno bastão, que pode ser até um chaveiro). Mais informações pelo site www.masterschoolbrasil.com.br.

Revista Expansão

Julho/2012

31


reportagem especial

Minotauro , um campeão que vale-tudo Considerado um herói dentro dos ringues, o lutador apresenta um cartão de visitas que conta com 33 vitórias e apenas sete derrotas. O atleta de 36 anos, 1,90 metro e 109 quilos, é um dos maiores representantes das artes marciais brasileiras e o único peso-pesado a ser campeão nos dois maiores eventos da história do MMA: o Pride e o UFC. Nascido em 6 de junho de 1976, em Vitória da Conquista, na Bahia, Antônio Rodrigo Nogueira, o Minotauro, veio ao mundo junto com seu irmão gêmeo, Antônio Rogério Nogueira, o Minotouro. De acordo com o próprio lutador, a sua história com as artes marciais vem desde criança, quando conheceu o judô. Aos 11 anos de idade, Rodrigo quase morreu ao ser atropelado por um caminhão. Nesse período, permaneceu quatro dias em coma e oito meses internado, e ficou com uma cicatriz nas costas em forma de buraco que o acompanha até hoje, e que o diferencia do seu irmão. Aos 14 anos, voltou a competir no judô, após iniciou treinamento de boxe, jiu-jítsu (foi campeão pan-americano), luta olímpica e o MMA.

Lutador profissional

Divulgação

32 Revista Expansão Julho/2012

O apelido Minotauro, o acompanha desde a adolescência, antes mesmo de iniciar a carreira de lutador profissional em 1999. Rodrigo Nogueira se tornou conhecido muito antes nos Estados Unidos e Japão, do que no Brasil. Junto com o irmão Minotouro, tem uma academia em San Diego (EUA) e outra no Rio de Janeiro (RJ). Lançou também um suplemento de proteína e uma linha de acessórios para MMA. Além disso, Minotauro já representou o Sport Club Internacional, de Porto Alegre (RS), nas lutas do UFC. Atualmente, como o mundo todo respira as artes marciais, a Revista Expansão preparou uma entrevista exclusiva com esse renomado lutador. A seguir você conhecerá um pouco da história de Minotauro, as fortes declarações sobre o esporte, e um pouco das suas particularidades, onde o podemos perceber o seu lado calmo e brincalhão fora dos ringues.


Fotos: Divulgação Josh Hedges/Getty Images/Divulgação

Quando você começou na carreira das artes marciais? Comecei a lutar profissionalmente em 1999, no MMA. Competi também no jiu-jítsu, onde conquistei um campeonato pan-americano. Mas, a minha história nas artes marciais vem desde criança, quando conheci o judô. Depois treinei boxe, jiu-jítsu, luta olímpica, MMA e não parei mais. O que levou você a ser um lutador profissional? Sempre foi um vencedor? Sempre gostei e pratiquei artes marciais e a questão de lutar profissionalmente veio naturalmente. Eu competia no jiu-jítsu em alto nível e surgiu à oportunidade de lutar vale-tudo. Como eu ajudava nos treinos na academia, aceitei e deu certo. Como é subir ao octógono? O que você sente toda a vez que vai combater? É uma emoção grande. Só quem luta sabe a sensação que é subir no octógono, bate aquela adrenalina, a vibração da torcida gritando o seu nome. Você tem medo de lutar? Como fica o instinto do lutador quando sobe no octógono? Não. Medo ninguém pode ter para lutar, senão não luta, já entra derrotado. Tem que se focar, estar confiante, só pensando em colocar em prática tudo que sabe e o que treinou para a luta, desligado de todo o resto e ir para matar ou morrer, não tem outro sentimento. Como conseguiu seu espaço no UFC? A determinação foi o diferencial para a conquista de seus títulos?

O governo poderia fazer muito mais pelo esporte. Os Jogos Olímpicos de 2016 estão logo ali e não estou vendo quase nada.

Após a compra do Pride pelo UFC que eu cheguei até o maior evento de MMA do mundo. Sempre procurei enfrentar os melhores adversários e no momento em que assinei com o UFC eles estavam lá. Sempre dei o meu melhor nas minhas lutas, e isso pode ter sido um diferencial, essa vontade de vencer, de buscar sempre a sensação da vitória. Como deve ser o treinamento de um lutador de MMA? Como alcançar uma carreira de sucesso como a de Minotauro? O que você diria para os futuros lutadores? O treinamento deve ser completo, para você ter o seu lugar ao sol, tem que treinar muito, se dedicar ao máximo, abdicar de muita coisa. Hoje, o MMA evolui a cada dia e se você não treinar todas as áreas acaba ficando para trás. Diria para os futuros lutadores para se dedicarem e darem o melhor de si todos os dias, porque o caminho até o sucesso não é fácil, e são vários os obstáculos a serem superados. Antes de qualquer pessoa, você deve acreditar em si e buscar o seu sucesso.

Medo ninguém pode ter para lutar, senão não luta, já entra derrotado.

Qual a sua principal arte marcial? O que elas proporcionaram na sua vida? Jiu-jítsu. Posso dizer que tudo. Tudo que construí na minha vida foram às artes marciais que me deram, nem digo a questão financeira, digo a questão pessoal, física e psicológica. Foram as artes marciais que me fizeram ser a pessoa que sou hoje, com princípios e convicções. Como você vê o sucesso do MMA? O início foi bem difícil, não é mesmo? Hoje está maravilhoso, somos reconhecidos, temos espaço na mídia e aprovação do grande público, muito diferente de quando comecei. Hoje as empresas estão investindo cada vez mais e melhora para todo mundo envolvido nesse processo. O MMA já o segundo esporte dos brasileiros. Como você vê essa ascensão gigantesca de uns anos para cá? Vejo um crescimento positivo, fico feliz de o esporte ter caído no gosto da galera. São mais pessoas vendo e se espelhando na gente, mais oportunidades de lutas, patrocínio, é bom para a galera que está começando nas artes marciais. Normalmente, os lutadores saem muito machucados dos combates. Como é a recuperação? Quanto tempo demora a estarem aptos? Independentemente de como tenha sido o combate, o corpo precisa de um descanso. Até a luta é uma maratona de treinos, muito desgaste. Geralmente após a luta, esquecemos o treino uma ou duas semanas, dependendo um pouco mais. E depois retornamos gradativamente a eles.

Revista Expansão

Julho/2012

33


reportagem especial

Como é a relação de Dana White com os lutadores? Existe muito marketing sobre as lutas? Como isso funciona? Ele tem uma relação bastante profissional, se tiver que elogiar, vai elogiar, mas também se tiver que criticar ou detonar alguém, ele não pensa duas vezes. Existe marketing, sim. Eles precisam vender os eventos para o público. Então, criam as rivalidades, expressões como a Luta do século, em referência a luta do Anderson Silva contra o Chael Sonnen. A pesagem antes das lutas é marcada muitas vezes por caretas, brincadeiras e provocações. Como o Minotauro age nestas situações? Tento agir naturalmente. Prefiro ficar longe dessas provocações, falar besteira. Meu negócio é subir no ringue e lutar, ali mostro quem sou. Qual o seu maior ídolo do MMA? Por quê? Gosto muito do Royce Gracie, um dos precursores do MMA, acompanhei sua carreira, serviu como inspiração, ele franzino vestindo um quimono e finalizando muita gente. Existe algum lutador que é seu inimigo? Não. Procuro manter uma relação saudável com os meus adversários. Como você vê os investimentos do governo brasileiro destinados ao esporte? Na tua opinião, o MMA está com o futuro garanti-

34 Revista Expansão Julho/2012

Jon Kopaloff/Getty Images/Divulgação

do, ou ainda faltam incentivos? O governo poderia fazer muito mais pelo esporte. Basta você olhar o trabalho feito por países como os Estados Unidos, a China e a Inglaterra agora para a Olimpíada, que estão fazendo um excelente trabalho de base. Os Jogos Olímpicos de 2016 estão logo ali e não estou vendo quase nada. O dinheiro que você ganhou, e é bastante, com os combates foi investido onde? Qual objetivo desses investimentos? Está guardadinho debaixo do colchão (risos). Brincadeiras a parte, eu tento investir o que ganho agora, para colher lá na frente quando eu me aposentar, parar de lutar e conseguir me manter. Você trabalha com inclusão social de jovens. Como é este trabalho? Qual a importância da realização de projetos que auxiliem jovens em vulnerabilidade social? Na academia no Rio de Janeiro (RJ), nós temos o Instituto Irmãos Nogueira, que é voltado para projetos sociais. Já atendemos crianças e adolescentes das comunidades do Terreirão, Manguinhos, e futuramente vamos atender também no Complexo do Alemão. O esporte é uma excelente ferramenta para afastar o jovem dos caminhos errados da

vida, ajuda na educação e na formação do caráter, então o que nós fazemos é isso, damos a oportunidade para esses jovens através das artes marciais. Como é sua relação com a família? Como fica o coração deles quando te veem lutar? Nunca foram contra você e o Rogério serem lutadores? É muito boa. O pessoal fica apreensivo, preocupado, mas todo mundo acompanha e torce por mim e pelo Rogério. O coração aperta, mas o pessoal é forte. A família sempre apoiou. O Minotauro é religioso? Tem fé em Deus ou busca outra fonte religiosa? Sim, tenho minha fé em Deus. Rezo todas as noites, e busco sempre ter Deus por perto. Você é vaidoso? Preocupa-se com as roupas e calçados que veste, com o cabelo, etc? Sou uma pessoa normal. Gosto de me cuidar sem exageros. É lógico que para sair com a namorada a gente passa um perfume, coloca uma roupa bacana para sair com ela, para ficar bem na foto (risos).


Fotos: Divulgação

Já realizou alguma intervenção cirúrgica nestes anos de luta? Isso faz ou fez alguma diferença durante os combates que você teve que enfrentar? Sim, já operei o joelho, o quadril e o braço. Chega um momento em que a lesão só é curada com a intervenção cirúrgica, não tem jeito. Então depois de realizada a cirurgia, posso lutar em melhores condições físicas e ter um desempenho melhor, ou até mesmo em poupar alguma parte do corpo durante uma luta devido a lesão que pode acontecer de repente. Quando você enfrentou o adversário (Frank Mir), que quebrou o seu braço, o que você sentiu na hora, foi dor ou foi raiva dele? Como controlar as emoções dentro do ringue e é possível controlá-las? Eu fiquei chateado com a derrota, ainda mais da forma que foi. Mas tenho que controlar as emoções, estou ali profissionalmente e às vezes acontece uma lesão mais grave. Mas acaba fazendo parte, e o psicológico tem que estar bem trabalhado, para evitar maiores traumas.

Como superar adversários, digamos maiores que você, a exemplo de como foi à luta com Bob Sapp? Como adotar estratégias para vencer esses tipos de combate? As estratégias de vale-luta variam de acordo com o adversário, eu e meus treinadores procuramos traçar uma estratégia em cima dos meus pontos fortes e nas deficiências do meu adversário. A luta contra o Bob Sapp foi f...(*). Sabíamos pouco dele, eu só sabia que era um gigante de 170 quilos, e um ex-jogador da Liga de Futebol Americano. Então, foi aquilo que todo mundo viu, eu acreditei muito em mim, sabia que dava para vencer, suportei bem os golpes dele no começo da luta e fui trabalhando, até chegar na finalização no octógono.

O esporte é uma excelente ferramenta para afastar o jovem dos caminhos errados da vida, ajuda na educação e na formação do caráter(...)

Revista Expansão

Julho/2012

35


especiais

Revistas segmentadas

fazem sucesso Por Caren Souza | Fotos: Divulgação

Robison Kunz/Criativa Fotos e Filmagens/Especial

Editora Pacheco comemora aceitação de publicações para noivas e calçados

A

Editora Pacheco, que edita a Revista Expansão, agora tem mais motivos para comemorar. A empresa está celebrando o sucesso de suas mais recentes publicações: a Expansão Noivas – publicação anual que teve sua segunda edição lançada em maio – e o Expansão Vivier, voltada ao setor calçadista, que foi lançada na feira Francal, em São Paulo (SP), de 26 a 29 de junho. “Estamos contentes, pois acertamos nas apostas. O público gostou muito, e este é o nosso maior termômetro”, conta Sérgio Jost, diretor Comercial da editora.

36 Revista Expansão Julho/2012


Robison Kunz/Criativa Fotos e Filmagens/Especial

Divulgação

Noivas Sucesso absoluto entre o público e pessoas do ramo, desde estilistas até todas as empresas envolvidas com produção de festas – a revista, que teve como tema em 2012 o ‘inusitado’ vem recebendo inúmeros elogios de parceiros e noivas, que encontraram em suas páginas a inspiração que precisam para fazer de seu casamento uma data inesquecível. “É muito gratificante percebermos que o conteúdo que levamos para o nosso público é realmente novo, e por isso despertou tanto interesse nos leitores”, pontuou Graziela Dannenhauer, editora da publicação. Já foram produzidos três vídeos com o making of da publicação, que podem ser assistidos na fan Page da Expansão Noivas www.facebook.com/ExpansãoNoivas. O resultado também é considerado fruto de um trabalho que contou com muita dedicação e cooperação entre seus profissionais. O fotógrafo dos principais editoriais Robison Kunz, de Picada Café (RS), responsável pelos cliques desta edição, ficou impressionado com a atmosfera positiva do trabalho. “Foram dois dias inteiros de trabalho, com locações diversas na capital dos gaúchos! Dias corridos, cansativos, mas que agora dão lugar à satisfação de ver o resultado de uma equipe inteira, dentro de uma das maiores revistas voltada a casamentos”, relatou em relação ao editorial Wedding. A modelo internacional e gaúcha Marcele Becker foi a entrevistada principal da Noivas e na Francal posou para fotos com as revistas em mãos, as quais ela adorou e parabenizou pelo trabalho.

Marcele com as revistas Expansão Noivas e Expansão na Francal

Vivier

Gustavo Henemann/Especial

Zucatelli recebe Expansão Vivier

Outra revista bem sucedida, recém lançada no mercado, é o Expansão Vivier. Em versão pocket, com 17x25 centímetros, foi lançada na Francal, onde circulam pessoas do País inteiro ligadas à cadeia calçadista. Isso porque o objetivo é atender os três públicos que formam este setor: fabricantes, lojistas e consumidores. Por isso, traz matérias que exaltam as preferências de compras do consumidor final, cuidados com os calçados e acessórios, e tendências em modelos para a próxima temporada primavera-verão. Desta forma, todos os públicos estão munidos de informação. Além disso, o formato reduzido torna o Vivier muito fácil de carregar na bolsa, distribuir nas lojas de calçados e até mesmo ser colocado dentro das caixas na hora da venda. Em São Paulo, o produto foi muito bem aceito por calçadistas e lojistas que transitaram nos pavilhões do Anhembi, onde foi realizado o evento. O apresentador Celso Zucatelli, da Rede Record, esteve em 28 de junho, na Associação Leopoldina Juvenil, em Porto Alegre, durante a comemoração de aniversário da emissora, e a equipe da Expansão entregou a revista Vivier em mãos, onde ele foi o entrevistado principal da edição. Parabenizou a revista e agradeceu a oportunidade e também posou para fotos.

Revista Expansão

Julho/2012

37


especiais

Aprovação dos leitores “Quero cumprimentar todos os amigos da Revista Expansão pela excelente edição dedicada às noivas. A revista está maravilhosa. Em todas as páginas evidencia-se a preocupação com os detalhes. Esta é, certamente, uma edição para guardar na estante. Parabéns a todos.” Magali Beckmann Jornalista (Porto Alegre/RS) “Olá, queridos Marcelo, Graziela, Sérgio, Ana e toda equipe da Expansão! Segue meu singelo parabéns para o tamanho da surpresa que tive em minha mesa hoje cedo: Expansão Noivas. Uma surpresa em cada página, em cada detalhe da elaboração da revista. Gente, realmente ficou sensacional, brilhante (como o pontinho de luz na capa), inusitada em cada detalhe, um bilhetinho emocionante da editora e depois aquela fitinha no editorial lindo que floresceu meus olhos. Um capricho e uma sofisticação das fotos, modelos, conteúdos e anunciantes. Parabéns e estou orgulhosa de estar junto com vocês na Revista Exapansão Noivas e certa do sucesso da edição!” Paula Vargas Meta Comunicação (Novo Hamburgo/RS) “Primeiramente gostaríamos de parabenizá-los pela revista Expansão Noivas 2012, que está de parabéns pelo bom gosto e elegância. Identificamos-nos bastante com a revista, já que estamos sempre em busca da sofisticação e do que há de melhor no ramo. Sendo assim, também gostaríamos de deixar aqui uma disponibilidade para parcerias futuras e nosso contato.” Equipe Exuberance Noivas Porto Alegre/Canoas (RS) “Acabei de receber a revista, com a edição Expansão Noivas, que linda ficou Grazi, parabéns! Vocês são demais!“ Adriana Hack Hack Consultoria (Novo Hamburgo/RS)

38 Revista Expansão Julho/2012


Editora homenageou os mídias com festa junina Em 21 de junho, data em que se comemorou o Dia do Mídia - profissionais que planejam e avaliam os espaços onde serão veiculados anúncios de seus clientes - a Revista Expansão homenageou os mídias com um Arraiá - uma forma descontraída de festejar São João e de confraternizar. O evento contou com a presença de muitas agências, e as fotos já podem ser conferidas, ‘curtidas’ e compartilhadas no Facebook: www.facebook.com/editorapacheco. Foi uma noite muito descontraída, com direito a iguarias ‘típicas’ de São João como pipoca, pé-de-moloque, maria-mole, quentão, bolos diversos e muitas outras guloseimas. E não parou por aí: a animação foi garantida com a presença de um DJ, que colocou todo mundo para dançar. Um vídeo com o making of da última edição da Expansão Noivas também foi rodado, onde os convidados puderam conferir os principais momentos da produção. “Temos muito prazer em fazer este evento para vocês, pois vocês são a razão de ser da nossa revista”, comemorou Sérgio Jost, diretor da editora.  

Revista Expansão

Julho/2012

39


Inverno

Neve o ano todo Por Gustavo Henemann/Estagiário | Fotos: Divulgação

A cidade de Gramado será sede do maior parque com neve indoor das Américas, o Snowland, que ficará aberto ao público 365 dias por ano

P

ara fortalecer o clima Europeu da Serra Gaúcha, trazendo atrações para todas as idades, através de ambientes lúdicos, esportes radicais, e tudo mais que é divertido fazer na neve e que você só vê em filmes, a família Caliari, de Gramado (RS), em parceria com vários investidores trará para o município um vilarejo que terá neve todos os dias do ano. O parque Snowland terá um investimento de 60 milhões de reais, e está sendo construído às margens da RS-235, na linha Carazal, em um terreno de 48 mil metros quadrados, sendo que, 14,8 mil metros quadrados serão de área coberta. A conclusão das obras está prevista para novembro de 2013. O Snowland terá um espaço de 7,2 mil metros quadrados com neve, e mais de 30 atividades recreativas. Será um local destinado para

40 Revista Expansão Julho/2012

a prática de vários esportes, e muitos deles considerados radicais como o esqui, snowboarding (esporte de aventura que mistura prática de esqui, skate e surf, sobre uma prancha) e airboarding (espécie de trenó inflável usado para descer encostas de neve). O parque contará também com uma escola de esqui para todas as idades, além disso, haverá um espaço para caminhadas na neve e exploração à montanha nevada. O público terá a oportunidade de usufruir de tobogãs, pista de patinação, participar de jogos com bolinha de neve, construir o próprio iglu e até mesmo fazer o tão sonhado boneco de neve. Todas as pessoas que estiverem realizando as atividades na área nevada do parque deverão utilizar por medidas de segurança adotadas, capacete, luvas, roupas especiais e botas. A temperatura será controlada e não oferecerá nenhum risco aos visitantes. O espaço terá ainda uma ampla praça de alimentação com mil lugares.


Maior investimento turístico da região Para transformar o ambiente no maior parque nevado das Américas, o sistema que produzirá a neve foi trazido da Europa, e é também o mais utilizado do mundo. De acordo com um dos donos do empreendimento, André Caliari, o sistema é amplamente seguro. “O sistema transfere o frio de forma indireta, não expondo o visitante a nenhum gás, como, por exemplo, o nitrogênio líquido”, explica. Conforme levantamento realizado junto aos poderes públicos, o Snowland é considerado o maior investimento privado no turismo da Região das Hortênsias, na Serra Gaúcha. Com a criação do parque, a economia de Gramado será diretamente beneficiada, estima-se que a iniciativa deve gerar 600 empregos, desses 150 diretos.

Para a Copa 2014 e Jogos Olímpicos Conforme Caliari, um dos objetivos do empreendimento é trazer os turistas que vierem para a Copa do Mundo de 2014 e para os Jogos Olímpicos de 2016. “Mas não só isso. O Snowland terá a magia dos filmes e o encantamento das histórias infantis. Está sendo construído algo único, que oferecerá experiências surpreendentes, completas e, principalmente, marcantes”, explica. “Nossa meta é fazer com ele faça parte do roteiro de férias das pessoas que querem descansar, mas, ao mesmo tempo, querem diversão, entretenimento, esporte, aventura e alegria”, reforça.

Revista Expansão

Julho/2012

41


Inverno

Para quem curte aventura Todas as atividades são feitas com bastante segurança. Além disso, há também toda a parte cultural, que é feita pelo condutor com a sensibilização sobre flora, fauna, geologia e cultura local.

Imagine-se fugindo do estresse e correria do dia-a-dia. Pensou? Imagine agora que você está se divertindo em meio à natureza, ouvindo o canto dos pássaros, o som da água, a brisa do ambiente, e sem mesmo se importar com o frio do inverno. Para melhorar esse panorama, é só unir a beleza das paisagens com a prática saudável dos esportes de aventura que as cidades da Serra Gaúcha podem lhe proporcionar. São muitas atividades recreativas para toda a família. São muitos os esportes de aventura disponíveis, além da adrenalina de participar de esportes nada convencionais, o público pode aproveitar para praticar: rapel, pêndulo, tirolesa, caminhadas nos cânions, passeios de bike, trekking, entre outros. De acordo com a responsável pela empresa Cânion Turismo Viagens e Aventuras de Cambará do Sul (RS), Luciane Santos Castilhos, no inverno a demanda de turistas é bem maior que no verão. Segundo ela, a Terra dos Cânions recebe mais de 3 mil pessoas por ano em busca de esportes de aventura. “Todas as atividades são feitas com bastante segurança. Além disso, há também toda a parte cultural, que é feita pelo condutor com a sensibilização sobre flora, fauna, geologia e cultura local”, explica.

Pêndulo e rapel Para o representante da JM Rafting de Canela (RS), João Machado, entre esses esportes, os mais radicais são o pêndulo e o rapel de 150 metros no Parque do Caracol. “O pêndulo a pessoa está ancorada de um lado da ponte, e, precisa se jogar. Já o rapel é realizado em uma altura que intimida, é preciso ter coragem. É nesse momento que se separa os homens dos guris, os homens vão e os guris ficam”, brinca. Conforme Machado, mais de 5,5 mil pessoas procuram esses esportes durante o ano, mas no inverno a demanda diminui, já que o carro-chefe da empresa é o rafting (descida de bote pela água). Outro ponto para ser visitado em Canela, é o Alpen Park, que oferece, além dessas atividades, também os passeios de quadriciclo e o arvorismo (caminhada sobre o topo das árvores).

42 Revista Expansão Julho/2012


Curtindo a vida com segurança Em 2005, o Ministério do Turismo, em parceria com a Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (Abeta) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), lançaram o Programa Aventura Segura. A iniciativa tem abrangência nacional e foco em 16 destinos. A Serra Gaúcha é um deles. É a partir de uma auditoria - realizada pela ABNT, que a empresa é autorizada a funcionar, após ser liberada pelo Inmetro -, que os empreendimentos têm seus Sistemas de Gestão da Segurança (SGS) avaliados. Todas as empresas citadas acima têm garantia de segurança através da norma ABNT NBR 15331. A empresa Cânion Turismo de Cambará do Sul, que atua há 14 anos no ramo turístico, foi à primeira empresa brasileira a ser certificada pelo Programa. “Integramos o Aventura Segura porque acreditamos que era um ótimo programa para organizar, nivelar e capacitar às empresas que atuam no ramos de ecoturismo e turismo de aventura no Brasil”, salienta Luciane. De acordo com Machado, a JM Rafting também aderiu à iniciativa por querer torna-se uma referência na área. “Percebemos que poderíamos melhorar em todos os aspectos. O programa é um divisor de águas, você consegue separar os aventureiros dos profissionais que trabalham com produtos de aventura. Está sendo um trabalho bem positivo”, coloca. Mais informações no site www.aventurasegura.org.br.

Revista Expansão

Julho/2012

43


Inverno

Alternativas para economizar

As indústrias são as maiores consumidoras Conforme Silveira, as empresas, em especial as indústrias, ainda são as maiores consumidoras de energia elétrica, sendo esse um dos principais insumos. “O que ocorre é que grande parte das empresas, ainda tratam a energia como apenas uma conta a mais para pagar, sem uma analise técnica sobre cada fatura. Muitas vezes essa empresa pode estar pagando multas como, por exemplo, de excedente de reativo, ou por ultrapassagem de demanda contratada sem conhecer o problema", afirma. Para ele, o correto seria que as empresas contratassem profissionais qualificados para analisar as faturas e instalações a fim de evitar desperdícios.

44 Revista Expansão Julho/2012

Fotos: Divulgação

O consumo consciente é fundamental, pois não existe geração de energia elétrica com impacto zero ao meio ambiente.

O inverno chegou e ninguém quer passar frio. Mas, como as pessoas podem agir para evitar o consumo excessivo de energia elétrica e não ter aquela surpresa no final do mês com o aumento no valor da conta? O uso racional da energia contribui também diretamente para a preservação do meio ambiente. De acordo com o engenheiro elétrico e professor da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), Alexandre Hugo da Silveira, o mais correto é realmente evitar o desperdício de energia. “O consumo consciente é fundamental, pois não existe geração de energia elétrica com impacto zero ao meio ambiente”, destaca. Os hábitos de não desperdiçar energia elétrica depende de pessoa para pessoa, e pequenas atitudes já contribuem para economizar. Um banho menos demorado pode diminuir em até 30% o valor da conta de energia. O importante é evitar um consumo exagerado com a utilização moderada de aparelhos como aquecedores de ambiente, torneiras elétricas, secadoras de roupas, secadores de cabelos e principalmente do chuveiro. Para Silveira, a alternativa é não exceder o tempo necessário para um bom banho, “evite o desperdício, as janelas abertas e correntes de ar, que também podem ajudar a melhorar a sensação térmica e assim encurtar o tempo de banho”, declara. Já para as estufas, o professor lembra que o ideal é substituir esses equipamentos por aparelhos de ar condicionado de alto rendimento com ciclos quente e frio, que são mais eficientes e mais seguros. O professor lembra que quando ele fala em evitar o uso da energia elétrica, não é para gerar desconforto às pessoas. “Isso se chama eficiência energética, que significa utilizar esse recurso essencial à vida contemporânea de maneira consciente, para que nosso planeta possa oferecer uma vida promissora, de paz e progresso para as futuras gerações”, reforça.

(...) evite o desperdício, as janelas abertas e correntes de ar, que também podem ajudar a melhorar a sensação térmica e assim encurtar o tempo de banho(...)


Divulgação

Dicas para redução de consumo Em dias de sol, deixe as cortinas abertas, porÊm com os vidros fechados, o que facilita a passagem dos raios solares e mantÊm o calor no ambiente; Ajuste o controle do refrigerador para inverno ou para potências adequadas à temperatura ambiente; Evite deixar eletrodomÊsticos ligados em stand-by, tirando-os da tomada quando não estão sendo utilizados; Troque as lâmpadas incandescentes por fluorescentes compactas mesmo que o custo inicial delas seja mais alto do que as convencionais. Elas se pagam com a própria economia de energia e com maior durabilidade. Utilize a måquina de lavar roupas sempre com sua ocupação måxima, para saber qual Ê, consulte o manual de instruçþes; Acumule a maior quantidade possível de roupas para passar, evitando deixar o ferro de passar esquentando, vårias vezes, atÊ que atinja o ponto certo para iniciar o uso. Utilizar o chuveiro apenas o tempo necessårio para uma boa higiene, evitando, por exemplo, fazer a barba. Fonte: engenheiro elÊtrico Alexandre Hugo da Silveira

DUAS VEZES FAIXA PRETA: EM DESEMPENHO E EM ECONOMIA. preço antes da redução: r$35.000

novo preço com ipi reduzido:

r$ 32.550

IPI

REDUZIDO

Ă‹WJTUB

Ka Sport 1.6L 2012 (cat. KSC2) t"SDPOEJDJPOBEPt%JSFĂŽĂ?PIJESĂˆVMJDBt7JESPTFMĂ?USJDPT t"FSPGĂ˜MJPt4BJBTMBUFSBJTt3PEBTEFMJHBMFWFEFw t'BJYBTFTQPSUJWBTOBMBUFSBM DBQĂ™FUFUPt7PMBOUFFTQPSUJWP

/070)".#63(0NOVOS

7&/%"%*3&5"'305*45"

51

51

3553.7400 Av. Naçþes Unidas, 3355

3553.7442

Faturamento direto de FĂĄbrica

t4°0-&010-%0 t$"9*"4%046t5"26"3" t#&/50(0/¹"-7&4 t(3"."%0

Oferta vålida atÊ 31/07/2012 ou enquanto durar o estoque e/ou condiçþes. Ka Sport 1.6L 2012 Flex (cat. KSC2) a partir de R$ 32.550,00 à vista. Não abrange documentação, acessórios, seguro, e serviços de despachante, manutenção ou qualquer outro serviço prestado pelo Distribuidor. Sujeito à aprovação de crÊdito. Valores vålidos para cores sólidas. Frete incluso.

Revista 45 FAÇA REVISÕES EM SEUExpansão VE�CULO Julho/2012 REGULARMENTE.


Inverno

Fotos: Gustavo Henemann/Especial

Cuidados com seu carro Você sabe o acontece quando o seu carro não está dando a partida? Você não consegue enxergar à noite ou na neblina? Os pneus estão sem aderência? O ar-condicionado está causando tosse e espirros? É, realmente seu veículo precisa de cuidados. Para isso, a Revista Expansão procurou os chefes de oficina e gerentes das principais concessionárias de Novo Hamburgo (RS), em busca de dicas de prevenção e manutenção com quem realmente ‘anda’ por você. Só você que utiliza o carro todos os dias, sabe o quanto ele é importante. E no inverno a atenção com o automóvel deve ser redobrada, já que aqui no Rio Grande do Sul, a estação traz consigo a chuva, a neblina e, obviamente, o frio. Com a lista de dicas e cuidados a seguir, você poderá estar bem preparado para garantir o funcionamento eficiente e seguro dos sistemas mecânico e elétrico do automóvel.

46 Revista Expansão Julho/2012

César Augusto Viegas, 33 anos Gerente Serviço da Sinoscar (GM)

“É preciso ter cuidado com o sistema de partida frio. Os veículos flex se estiverem abastecidos com etanol, precisam ter gasolina no reservatório.”

“Se o carro ficar parado muito tempo é bom desconectar o cabo negativo da bateria, evitando o consumo de componentes, como o alarme e o rádio.”

Ronaldo Otomar Frank, 32 anos Gerente de Pós-Venda da Ritmo (Fiat)


Priscila Vargas da Silva, 29 anos Gerente de Pós-Venda da Renault

“É importante fazer a instalação dos acessórios padrões da fábrica para evitar fuga de corrente elétrica e o uso excessivo da bateria.”

“As pessoas precisam ter cuidados com três coisas: a iluminação (faróis, sinaleira, freios), as palhetas do limpador de pára-brisa e os pneus.” Leonardo Simoni, 33 anos Chefe da Oficina da Nissan

“O ar-condicionado requer cuidados também no inverno. É necessário sempre trocar o filtro e fazer uma limpeza no sistema para evitar danos à saúde.” Cléverson Silva da Rosa, 35 anos Gerente de Serviços da Florauto (Ford)

“É necessário manter as revisões periódicas conforme o plano de manutenção. A bateria deve estar em plena condição de aplicação, com uma atenção maior aos carros que rodam pouco.” Luis Fernando Flores, 51 anos Gerente Pós-Venda da Honda

Revista Expansão

Julho/2012

47


comportamento

Limitando o A popularização das redes sociais no Brasil virou um grande alvo para os criminosos, que se veem municiados de oportunidades para cometer crimes virtuais Por Gustavo Henemann/Estagiário | Fotos: Gustavo Henemann/Especial

C

omo viver sem a Internet diante da globalização? Através dela realizamos pesquisas, compras, relações de trabalho e pessoais, entre outras ações. Mas, ao mesmo tempo em que buscamos nos beneficiar com essas facilidades, muitos criminosos utilizam informações pessoais para praticar graves delitos 24 horas por dia. É muito comum nos depararmos diariamente com notícias sobre crimes virtuais, mas nem sempre as pessoas sabem como reconhecê-los. Situações que envolvem infrações como ameaças, discriminação, falsificação de identidade, racismo e pedofilia são assuntos que se tornaram mídia devido à popularização das redes sociais no Brasil. Conforme pesquisa do Ibope, em abril deste ano, o Facebook e o Orkut são as duas redes sociais mais acessadas no País. Assim, do total de internautas que acessaram alguma rede social (95%), 72% deles afirmou que acessa o Facebook ao menos uma vez ao dia e 41% utiliza o Orkut. Mas o que realmente preocupa são os crimes cometidos com jovens e crianças, que podem ser enquadrados no Código Penal Brasileiro e os infratores estão sujeitos às penas previstas na lei. Segundo a SaferNet – Central Nacional de Denúncias -, mais de 3,5 mil denúncias de crimes cibernéticos foram realizadas em todo o País somente no mês de maio deste ano. Se compararmos os dados de crimes virtuais praticados no primeiro trimestre de 2011, com o primeiro trimestre de 2012, o número de denúncias aumentou em 20,5%. Foi constatado também nesse período, que os crimes através do Orkut diminuíram em 46,1%, e nas outras redes sociais o aumento foi surpreendente, chegando aos 120,8%.

48 Revista Expansão Julho/2012


acesso

Os avanços da Internet

Outra pesquisa realizada pelo Ibope aponta que o número total de pessoas com acesso à Internet no Brasil em qualquer ambiente (domicílios, trabalho, escolas, lan houses ou outros locais) atingiu 82,4 milhões no primeiro trimestre de 2012. Outra pesquisa recentemente divulgada, mas pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) mostra que estamos avançando na inclusão digital da população. De acordo com o levantamento, o número de pessoas com acesso à Internet em suas casas aumentou de 27% para 38% no último ano. Conforme a comScore – empresa especializada em pesquisas – o número de brasileiros com acesso à Internet em casa soma mais de 46,7 milhões e, desses, 44,9 milhões acessam redes sociais pelo menos uma vez ao mês (99%). Ainda de acordo com a comScore, 29% dos internautas têm entre 15 e 24 anos, e 34% entre 25 e 34 anos. A CGI.br lembra ainda que o estudo mostrou que houve um grande aumento na utilização da Internet móvel via celular, alcançando os 240%. Esse número mostra que os brasileiros que possuem essas facilidades passaram de 5% para 17%. Outro aumento registrado foi no acesso via banda larga móvel, com o uso do modem 3G, que cresceu de 10% para 18%.

A educação para o uso seguro da Internet é apenas uma parte da tarefa global que envolve a criação dos filhos.

Revista Expansão

Julho/2012

49


comportamento

Gaúchos são presos por praticar pornografia infantil No final do mês de junho, a Polícia Federal identificou 160 membros de 35 países em uma rede de compartilhamento pela internet, por prática ilegal de pornografia infantil. Entre os presos, cinco gaúchos integravam o bando. Foram detidos dois indivíduos em Santa Maria (RS), dois na região Central, em Porto Alegre (RS), e um em Esteio (RS), na região Metropolitana. Mais de 200 policias estão envolvidos na ação, que cumpre 50 mandados de busca e apreensão, e 15 de prisão em mais 11 estados. A PF já comunicou, via Interpol – Organização Internacional de Polícia Criminal, os países envolvidos para que seja dado prosseguimento às investigações a fim de identificar todos os envolvidos. Foram detectadas trocas de arquivos que continham cenas de pornografia com adolescentes, crianças e até bebês. Também foram identificados relatos de outros crimes praticados pelos envolvidos, como estupro cometido contra os próprios filhos, sequestros, assassinatos e atos de canibalismo. Entre os equipamentos apreendidos estão computadores, DVDs, câmeras fotográficas e filmadoras. Os materiais eram compartilhados em arquivos criptografados, para dificultar a visualização para pessoas de fora.

50 Revista Expansão Julho/2012

Segurança pública faz alerta Com a popularização da Internet e principalmente das redes sociais, vieram também os crimes virtuais. Entre os principais crimes estão: ameaça, difamação, injúria e calúnia, discriminação, racismo, estelionato, falsificação de identidade (fake), phishing (informações particulares ou sigilosas), pirataria, entre outros. De acordo com o promotor de Justiça da Infância e Juventude do Ministério Público de Porto Alegre (RS), Alexandre Spízzirri, é fundamental que os pais tenham cuidado com os riscos e perigos expostos nas redes sociais. “O principal cuidado dos pais começa pelo diálogo com seus filhos, buscando orientá-los sobre os riscos e perigos e sobre medidas preventivas e de cautela, tais como não estabelecer contatos com pessoas que não são conhecidas, evitar acessar conteúdos indevidos e duvidosos”, explica. Spízzirri lembra também de outras dicas importantes. “É interessante que os pais procurem colocar o computador em casa, em um local que possa ser visto por eles, a fim de fiscalizar e acompanhar o conteúdo acessado pelos filhos, de forma discreta. Também podem colocar filtros no computador contra material ilícito e procurar estar atento a alterações súbitas de comportamento dos filhos”, completa. Para a delegada de Defesa Institucional da Polícia Federal do Rio Grande do Sul, Diana Calazans Mann, os limites e regras para a utilização da web devem ser equivalentes com as demais regras estipuladas pelos pais, “como, por exemplo, o horário para dormir, o horário para estudar, a restrição ou não ao círculo de amizades. A educação para o uso seguro da Internet é apenas uma parte da tarefa global que envolve a criação dos filhos”, cita.


As denúncias dos crimes na web Conforme o delegado da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, vinculada ao Departamento Estadual da Criança e do Adolescente (Deca) de Porto Alegre (RS), Leandro Lisardo, a maioria dos casos recebidos pela entidade são de pedofilia contra crianças do sexo feminino. “Nessas denúncias, os pedófilos solicitam fotos das meninas nuas ou seminuas, e circulam estas por e-mail, onde conseguimos rastrear com maior facilidade”, coloca. Segundo Lisardo, há registros também de outros tipos de crimes como ameaça a adolescentes e bullying nas escolas. “As redes sociais são uma ferramenta da globalização. É inevitável esse acesso em algum momento. Os pais precisam orientar melhor os filhos e denunciar abusos para as autoridades competentes quando identificado. Isso porque hoje em dia, o acesso é muito difundido tanto entre pessoas de bem quanto pessoas de má índole, que podem estar buscando sequestros para extorquir dinheiro das famílias, pedofilia e até mesmo tráfico de pessoas”, enfatiza Lisardo. Para denunciar, a população pode entrar em contato com Secretaria Estadual da Segurança Pública, por meio do Disque-Denúncia pelo telefone 181. O serviço é disponibilizado 24 horas todos os dias, sendo que em todas as ligações é mantido o sigilo e o anonimato do informante, que recebe uma senha secreta para acompanhar a tramitação da denúncia junto aos órgãos responsáveis.

E os criminosos ficam impunes Nem pensar. O promotor Spízzirri salienta que os casos que são denunciados às autoridades públicas são investigados através de inquérito policial, por meio da Polícia Civil ou Polícia Federal, de acordo com a competência para exame do crime em caso de comprovação. “Com a coleta de provas e instrução dos inquéritos, a autoridade policial remete-os ao Poder Judiciário para distribuição. O Ministério Público, ao receber os inquéritos, examina as provas colhidas e, havendo elementos indicativos de prática de crime, oferece ação penal”, afirma. A delegada Diana, explica que para investigar as redes sociais a Polícia Federal (PF) utiliza os mesmos métodos disponíveis para os demais crimes, uma vez que por trás das redes sociais existe um usuário real, neste caso o objeto da investigação. “A PF conta ainda com a colaboração dos provedores que não querem vincular a imagem de seus sites a atos criminosos, além da colaboração das Polícias de outros países no caso de grupos transnacionais”, conta. O promotor Spízzirri reforça também que os delitos com veiculação de conteúdos ilícitos (pedofilia) pela Internet, que em geral são os mais frequentes. Nesse âmbito, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) criminaliza e penaliza tais condutas, especialmente nos artigos 241-A (3 a 6 anos de reclusão e multa) e 241-B (1 a 4 anos de reclusão e multa).

O Ambiente do Sucesso! (Parte 01 – O Cliente) Bom dia empresário, mantendo nossa linha editorial e buscando não falar apenas das angustias vivenciadas diariamente, vamos iniciar hoje o tema do ambiente ideal das empresas. Inexplicavelmente o assunto é pouco debatido e dificilmente encontrarem-se matérias sobre este tema decisivo para indústria e comércio, o qual se torna cada vez mais imprescindível para o sucesso empresarial. Assim, o que seria e como transformar a empresa em um ambiente de sucesso? Inicialmente, vamos fazer um trabalho de inversão de papeis, tente ver sua empresa como um cliente que está conhecendo o local pela vez primeira, o que você gostaria de ver? Imagine duas situações diversas: Na primeira você tem dificuldade para estacionar, quando consegue entrar, encontra na empresa uma atmosfera escura e suja, além disto, ninguém vem lhe receber, quer por estarem todos atendendo ou por nenhum funcionário ter percebido sua presença, aguarda e após uma longa espera ouve de uma cara amarrada “o que deseja”. Sinceramente, neste momento o que você deve estar desejando é ir embora o mais rápido possível. Noutra situação arquitete um estacionamento em frente à empresa ou alguém lhe indicando onde estacionar (impossível, muito caro?! Tenho certeza que bons clientes estão dispostos a pagar mais caro para ter este serviço) ingressa e vê um ambiente absolutamente limpo, com muita luminosidade, ao fundo escuta-se uma música suave que nos lhe faz sentir-se muito bem, alguém vem em sua direção e com um sorriso lindo lhe oferece um “bom dia”, ou talvez “que bom que o senhor veio até a nossa empresa”, todos os vendedores estão ocupados, então a pessoa oferece chá, café ou água e proporciona uma bela poltrona onde você pode tranquilamente aguardar. Qual empresa terá êxito? Não importa o que ela vende, não importa o quanto custam seus produtos, o certo é que o cliente comprará muito mais que o necessário, pagará mais e retornará sempre ao ambiente encantador. Todos querem ter sucesso, mas será que realmente se preparam para ele? Nas simulações acima não houve um custo muito superior (em empresas organizadas – investimento) em ambiente, porém, o resultado em médio prazo trará enorme compensação ao investimento inicial. Prosseguiremos o ensaio sobre o tema, continuem a nos acompanhar, sucesso a todos!

Revista Expansão

Julho/2012

51


sapatos & cia

Por Caren Souza

1

1- Hetane 2 - Arezzo 3 - Lilly’s Closet 4 - Dumond 5 - Schutz

2

3

A versão esportiva

de

luxe

5

52 Revista Expansão Julho/2012

Fotos: Divulgação

Desde que a estilista francesa Isabel Marant repaginou o mais esportivo dos calçados (o tênis) dando origem ao sneaker - um modelo para lá de descolado - o artigo virou febre na Europa e, em seguida, no mundo todo. A versão, além de colorida e confortável, traz junto um salto, conferindo um pouco mais de sensualidade ao streetwear. Nike e Adidas já fizeram suas apostas, bem como algumas grifes de alta moda. No Brasil, esta febre já está pegando e várias marcas brasileiras já lançaram as suas versões.

4


Revista Expans達o

Julho/2012

53


NO PROVADOR Por Silvana Homrich Consultora de Moda silhomrich@gmail.com

Exibicionismo

sutil

A

54 Revista Expansão Julho/2012

Tufi Duek

Adriana Degreas

s transparências já vêm sendo usadas por mulheres super modernas e peças em crochê beneficiam esta tendência de moda. Quem aposta em looks discretamente sensuais tem motivos de sobra para comemorar no próximo verão. As passarelas da Fashion Rio e São Paulo Fashion Week trouxeram uma nova transparência que marcou a maioria dos desfiles. Em regiões diferenciadas de blusas, vestidos, blazers e até calças, ela surge reveladora. Recortes estratégicos mostram elegantemente o corpo feminino em roupas trabalhadas em tecidos primorosos como organza, gaze de seda pura, crepe, tule, gazar e até mesmo couro. O visual já não é mais tão disfarçado e discreto como nas temporadas passadas. Mas lembrem sempre: o que for muito revelado pode parecer vulgar. Menos sempre é mais! Confiram as referências e apostem nessa proposta, se faz seu estilo.


Totem

Gloria Coelho

Auslander

Sacada

Animale

Paula Raia

Fotos: Agência Fotosite/Divulgação

Revista Expansão

Julho/2012

55


ESTILO & ATITUDE Por Maggda Mombach Executiva de Negócios em Moda E-mail e msn: maggdamombach@hotmail.com

“Para ser insubstituível, deve-se sempre ser diferente” (Coco Chanel)

Nalia dos Santos Adoro: Sapatos

Livro de cabeceira: Como obter o que você quer e apreciar o que você tem (John Gray)

Perfume: Light Blue (Dolce& Gabbana)

Amuleto: Terço trazido do Vaticano

Natural de Osório (RS), Nália nasceu em 22 de setembro, é casada com Ben-Hur Pereira, filha de João e de Maria dos Santos e Silva, e mãe do Gustavo (12 anos). Formada em Direito, pela Unisinos, Pós-graduada em Direito Civil; Pósgraduada e Especialista em Administração e Negócios Imobiliários, com ênfase em Construção Civil, pela Faccat, atuou, durante 17 anos como corretora de imóveis e há cinco como gestora de negócios em imobiliária. Executiva de Negócios, seu projeto mais ousado foi assumir a gestão comercial da Mosmann Incorporações. Seu nome é sinônimo de profissionalismo, dedicação e perfeccionismo, pois sua atuação, networking e habilidade de negociação são reconhecidos e admirados  no meio em que atua. Apesar da comprometida agenda profissional, Nalia concilia com a mesma dedicação sua vida pessoal, onde os papéis de mãe e esposa também são desempenhados com maestria. Ter estilo é: ser autêntico Hobby: viajar Um grande homem: João Paulo II Uma grande mulher: minha mãe, Dona Maria dos Santos Um defeito: perfeccionista Essencial para sua vida: família e profissão

Mal necessário: Celular

Paixão: O filho Gustavo

Estilo & Atitude by Nalia: Família, profissão, amor, dedicação e fé

56 Revista Expansão Julho/2012

Fotos: Fábio Winter/Especial

Não vivo sem: Notebook


Revista Expans達o

Julho/2012

57


Cobertura de Evento

Inaugurada CAPP em Novo Hamburgo

U

m ambiente nobre, em meio à natureza, com um atendimento qualificado em meio a espaços diferenciados, com projeto de arquitetura direcionado a atender às necessidades dos clientes. É assim a Clínica de Apoio Psicológico e Psicopedagógico (CAPP), que surge com a finalidade de promover os aspectos emocionais, cognitivos e relacionais com tratamento personalizado. O novo serviço é destinado a auxiliar crianças, adolescentes e adultos que precisam de uma atenção diferenciada e também presta consultoria. A qualificação do quadro profissional conduz com excelência o trabalho interdisciplinar e terapêutico da equipe, dirigida pela especialista em psicopedagogia Denise Estafor Ventre (foto). A inauguração do novo espaço ocorreu em 27 de junho, em Novo Hamburgo, com um coquetel de lançamento com a presença de convidados, amigos e profissionais interligados à área de atendimento da região. A CAPP está situada na Rua Joaquim Nabuco, 1.639, no Centro de Novo Hamburgo (RS). Você poderá agendar uma visita ou consulta pelo telefone (51) 3066-0612. Informações em www.capp.com.br.

58 Revista Expansão Julho/2012


Revista Expans達o

Julho/2012

59


Por Zita Pereira Colunista social zitapereira@revistaexpansao.com.br

Sem imaginação, que utilidade teria para o homem a inteligência? (Joaquim Nabuco)

Presenças ilustres

Entre as mais de duas centenas de convidados do casamento de Pedro Grassi e Taís Lorenz, a presença ilustre de nosso representante em Brasília, o senador Pedro Simon, de quem sou grande admiradora por sua postura e posicionamento, e sua linda Ivete, que esteve elegantíssima em modelo clássico, longo, lembrando as divas de cinema, se destacou. O casal é parceiro de sempre da mãe do noivo e veio do Distrito Federal exclusivamente para a boda. Liziane é uma colecionadora de fiéis amigos - de longas datas. A especialista em transplante renal Nancy Denicol, Nizinha Venturella e Nelson Soares, que vieram de Santa Catarina para prestigiar a amiga e os noivos, além de muitos mais, que se deslocaram de outros Estados, e até do exterior, para prestigiar os anfitriões, são apenas alguns exemplos disso, pois seria impossível nomear a todos que fizeram do casamento, literalmente, uma ponte – aérea – da amizade. O que só comprova que quem tem amigos tem tudo.

“Só o amor constrói”

Taís Lorenz e Pedro Grassi disseram o tão esperado sim na Igreja da Ascensão, em Novo Hamburgo, lotada de gente que torceu e acompanhou o longo namoro. Noivos lindos, fizeram de seu casamento um grandioso acontecimento. Depois da oficialização, receberam junto com seus pais, elegantes no vestir e bem receber, Eliane e Luiz Lorenz, Liziane Richter Berlitz e Ruben Berliz e José Roberto Grassi e Débora Britz, no salão social da Sociedade Ginástica, que se transformou em vários ambientes. A noite que iniciou com drinques e petit porções se estendeu com jantar, tudo sob o comando de Írio Watte, e em danças sob a batuta do DJ Rubinho, o maioral quando a ordem é dançar. Apesar das baixas temperaturas, a noite que marcou a união de Taís e Pedro foi quentíssima, com direito a homenagens, pista lotada e o noivo fazendo show na bateria da banda Rumbá, mais um dos espetáculos da festa. A lua de mel foi em Paris, Veneza e Ilhas Gregas. E, assim, eles, que fecham como dois e dois são quatro, encerraram um ciclo cheio de coisas boas e deram início a outro, prometendo manter a parceira perfeita e serem felizes para sempre. Selaram a nova fase com tudo a que tiveram direito. Tudo lindo!

Divulgação

Joel e Isa Reichert/Divulgação

Séquito de seguidoras

Feitos um para o outro: Pedro e Taís se comproteram de serem  felizes para sempre. Já são...

60 Revista Expansão Julho/2012

Nadir Maria Fuhr, linda por dentro e por fora, foi homenageada por suas seguidoras quando fez aniversário. Repleta de sabedoria, quase uma guru, foi anfitriã, na bela casa, em São Leopoldo, de tarde cheia de sabores com tortas e salgados feitos por ela, que além da sapiência foi dotada, também, com a arte da culinária. Suas fiéis escudeiras esperam ano após ano por este dia, quando ela recebe com seu sorriso, um dos mais belos que conheço e que é sua marca registrada. Todas saem dali elogiando seus amplos dotes. Logo cedo, o marido, Edemilson Luiz Fuhr, os filhos, genros, nora e netos, lideraram o coro do Parabéns a você. Nadir merece todos os aplausos e admiração. Claque ela tem de sobra.


Juliana Bonalume ficou titia. Tia e dinda das mais corujas seu facebook está repleto de fofas cenas com a mais nova integrante da família. Filha de sua única irmã, Poliana Bonalume Andreis, com o marido, Anderson Andreis, Mariana Bonalume Andreis veio preencher o espaço deixado pela jovem avó, Vera Bonalume, que precocemente partiu, pouco antes da chegada da neta. Unidas, as irmãs, mimam a linda menina que tem enxoval todo charmosinho, trazido de Nova Iorque (EUA). Mariana anda fazendo desfile de moda, e todo mundo baba em cima dela. Juliana e o noivo, Bruno Lammel, dindo de Mariana junto com ela, estão empolgados – olha, que de repente vem mais um nenê por aí, ou o casamento, não necessariamente nesta ordem - e apaixonados pela guriazinha. Quem sabe eles não serão os próximos da fila? Ps: noite dessas Juliana, publicitária e ‘inventora de moda’, daqui da cidade, reuniu grupo jovem, entre eles, os bonitinhos da unida turma do punhobol para, cheia de estilo, comemorar idade nova. Preparou festa a fantasia e o que não faltou foi criatividade. Deu de Tinga a Chaves e os Simpsons – ela, toda queridinha, se vestiu de bailarina – e a animação foi geral. Encontro superbacana.

Divulgação

Reino encantado

O charme das três meninas: Juliana e Poliana com Mariana, sempre juntinhas

Noivado nas alturas

Roberta Cassel Greenfield está noiva. Recém formada, a advogada está de casamento marcado com Guilherme Zugno Reis, também advogado, e o pedido foi inusitado. A bordo de avião, indo para a feira de Hannover (Alemanha), ela foi pedida em casamento. Trocaram alianças e ficaram, literalmente, nas alturas. Jovem, bonito e com promissora carreira no Direito, o par tem aval total dos pais, Elisa Cassel Greenfield e Elton Greenfield Júnior e Maria Izabel Zugno e Rafael Reis, que receberam a notícia-surpresa, via telefone, com entusiasmo. A futura senhora Reis se derreteu em lágrimas com o pedido de casamento. Agora os dois desfilam por Novo Hamburgo felizes da vida com as reluzentes alianças na mão direita. Formam par perfeito.

Revista Expansão

Julho/2012

61


Meio século de pura alegria O médico Raul Cassel esteve de aniversário e o que não faltaram foram homenagens dos muitos amigos e familiares. Vice-prefeito de Novo Hamburgo na gestão de Jair Foscarini, atualmente vereador, foi presidente da Sociedade Ginástica durante 1994 a 96 – os festejos do centenário do clube estiveram sob sua batuta -, onde já passou por vários cargos e atualmente ocupa a presidência do Conselho Deliberativo. Com rol tão vasto, os 50 anos do querido e popular hamburguense foram um marco. A esposa Deborah, os filhos Letícia e Fernando e os pais Vera e Vitor Cassel, lideraram os aplausos ao aniversariante que ainda vem recebendo cumprimentos e votos de sucesso e felicidades. Isto ele tem. De sobra..., além do inigualável bom humor. Grande família: Raul com seus outros fãs, Deborah, Fernando e Letícia

Noite de consagração

Parceria: O aniversariantes com seus grandes amigos, os pais, Vitor e vera

Os 118 anos da Sociedade Ginástica de Novo Hamburgo serão comemorados com a elegância que a ocasião requer. Na noite de 14 de julho os salões do tradicional clube estarão iluminados para receber associados e convidados para erguer brindes ao centenário do anfitrião que se mantêm jovial devido a sua intensa vida esportiva e social. Jantar assinado por Írio Watte e equipe dará início ao roteiro festivo que se estenderá em danças com a música da Cia A3 Modern Quintet e Rockin´Tour. O atuante presidente Sérgio Rocha e a primeira-dama ginasticana, Carla, o excepcional gestor do clube, Marcos Bock com a esposa Jaqueline, o participativo vice-presidente social, Alfeu Rost e sua Marga, fazem parte do grupo que estará recebendo para o Parabéns a Você ao clube que tem por quem centenas e centenas de nomes vestem a camisa, a camiseta e tudo o mais que tiver que vestir. A noite promete!

Fotos: Divulgação

Dia do SIM, para sempre

Só felicidade: Tiago e Sulamy, feitos um para o outro

62 Revista Expansão Julho/2012

Depois do casamento, Sulamy Cabral juntou a seu sobrenome de solteira ao do marido, Tiago Musskopf. Sob olhares emocionados da assistência, eles se uniram na Igreja da Ascensão, em Novo Hamburgo, e tiveram as bênçãos do pastor Hardy Brandemburg e dos elegantes pais, Asta e Osmar Musskopf e Rejane Vestfahl e Clovis Almir Cabral e Jair Zabka. Terminada a cerimônia, os convidados se dirigiram para o espaço de eventos do Firenze, onde, durante jantar, as famílias e amigos confraternizaram e desejaram eternidade a união. Em total sintonia, o senhor e a senhora Musskopf demonstram cumplicidade e que serão mesmo felizes para sempre. Com a casa totalmente decorada, o bonito par vem recebendo para mostrar o bom gosto que imprimiram no novo lar. Tudo bem do jeito deles. Casal 20. Em outubro, Asta e Osmar casam o segundo e último filho. Cristine Voltz e Carlos Henrique Musskopf se unirão na mesma igreja em que aconteceu a boda do irmão. E a frase que dá início ao convite, já diz tudo: “Ainda que eu falasse a língua dos homens e a dos anjos, sem amor eu nada seria...” (1 Cor 13.1). Para quem conhece o admirável casal sabe que o significado do versículo é muito maior. Eles são a prova de que para o amor não existem barreiras. O verdadeiro amor vence tudo.


Vai acontecer ao meio-dia de 14 de julho a 18ª edição da Feijoada da Liga. O evento, incondicionalmente um sucesso, neste ano mudou de lugar e terá a Sociedade Ginástica como cenário da boa mesa. O encontro gastronômico da LFCC, que anualmente reúne centenas de convivas em torno do prato típico brasileiro, está sob nova liderança e tem entre as colaboradoras a fiel escudeira da entidade Rúbia Fauth, uma batalhadora em prol do bem estar dos assistidos pela Liga Feminina de Combate ao Câncer de Novo Hamburgo. Feijoada combina com frio e fazer o bem combina com atitude e custa pouco: R$ 40,00 por pessoa. Então, que tal um feijãozinho? As comandantes da Liga e os doentes agradecem antecipadamente.

Fotos: Divulgação

Feijão e bem-estar

Seção nostalgia

Na premiação do Oscar deste ano prevaleceram os filmes de época. Tão Forte e Tão Perto, Os Descendentes e O Homem que Mudou o Jogo, se passam no século 21. Cavalo de Guerra, Histórias Cruzadas, O Artista, A Invenção de Hugo Cabret, a Árvore da Vida e Meia-noite em Paris remexem no passado, com os diretores ditando que o público aceita melhor os filmes que tiverem algum tipo de ligação nostálgica. Uma das vantagens de contar histórias do passado é que se pode ter uma visão sobre a sociedade atual. O peso da história é maior e toca o público de um jeito diferente de um filme com um enredo de ficção atual. Das nove obras que concorreram ao Oscar de Melhor Filme, apenas três são passados na última década, aquecendo o debate sobre como os conturbados tempos atuais favorecem cada vez mais a nostalgia.

Revista Expansão

Julho/2012

63


Fotos: Divulgação

Campeãs do mundo Como sempre, o punhobol fez sucesso, desta vez, em Santa Catarina. A categoria Master Feminina Ginástica/Rissul, de Novo Hamburgo, mostrou sua força e garra em campo e conquistou mais um título para o clube. O time, formado por Sissi Lachnit, Letícia Grezzana, Aninha Schmidt, Deise Heck, Camila Padilha, Janaína Ferraz, Ivone Kunrath e Cristina Körbes, conquistou a medalha de campeão do mundo, em Pomerode, durante o 4º Campeonato Mundial Interclubes de Punhobol Master, com a participação de 45 equipes vindas da Alemanha, Argentina, Suíça, Áustria, Chile e Brasil. As meninas venceram magistralmente a Sogipa e muito nos orgulham por mais este título, comprovando que o punhobol ginasticano é infalível. Mas acima de tudo o punhobol é entusiasmo e amizade e isto é um forte impulso. A vitória é toda delas. O pódio foi delas, e.... viva as campeãs!

Huhuhu: elas ganharam. E agora são campeãs do mundo, com medalha e tudo!

Contagem regressiva

Durante almoço na sede do punho, na Sociedade Ginástica/NH, foi lançado oficialmente o Campeonato Mundial, que ocontecerá nos dias 20 e 21 de outubro, aqui na cidade. Com grande aparato, a Ginástica se prepara para receber as delegações. Conquistamos o direito de trazer o torneio para cá, devido a equipe masculina adulta ter ganho o Sulamericano, no Chile, em novembro passado. Estamos em contagem regressiva para o grande evento esportivo. A cidade e o clube vão fervilhar. Quremos colocar mais uma estrela na bandeira ginasticana. Jogadores temos para isso. Essa taça já é nossa!

Agenda cheia

Liziane Richter Berlitz iniciou o ano com agenda cheia. Durante o verão, viajou para os Estados Unidos para pesquisar o que se usará no verão 2013. Viu tudo e passou para seus nobres couros as tendências. Depois, abriu as portas da moderna casa da família, em Novo Hamburgo (RS), para brindar entre amigos o aniversário dela e do marido Ruben Berlitz. Como sempre, tudo impecável. Mas, antes, o casal deu um giro pelas terras do Tio Sam para festejar a dois. Voltaram lindos, bronzeados e ainda mais felizes. Depois, ela e a filha, Camila, também estilista, abriram as portas da maison que leva o nome da criadora-mor para apresentar a coleção outono/inverno 2012. Apenas mais um grandioso espetáculo. Dando continuidade ao roteiro de atualização, mãe filha foram para o Rio, participar do Fashion Bussines. Antenadas, as ditadoras de lifestyle estão sempre em dia com o que é in. Elas são arrasadoras quando o tema é moda.

64 Revista Expansão Julho/2012

É de babar!

Os maxi colares tomaram conta dos pescoços das modernosas de plantão, deixando o visual sexy e arrojado. Nada discretos – não é para ser mesmo – eles tomam contam não só dos pescoços como dos colos e deixam maxi charmoso qualquer visual. Com pedrarias, metais, veludos e outros materiais, eles somam ao look e fazem toda a diferença. Disputam os olhares com as pernas que, com as ultra-minis atuais, chamam a atenção para cima e para baixo. É no taco a taco!


hall Expansão

Seja bem-vindo!

A partir deste mês, projeto registra presença de colaboradores que visitam a sede da revista Por Graziela Dannenhauer | Fotos: Graziela Dannenhauer e Gustavo Henemann/Especial

A

Editora Pacheco está com um novo projeto para melhor receber seus colaboradores e fornecedores, o Hall Expansão. A partir deste mês, as visitas que a casa receber serão registradas e publicadas nesta página mensal que será veiculada mensalmente na Revista Expansão. O Espaço Goumert da nova sede é um ambiente acolhedor e com estrutura para promover a confraternização de colaboradores, fornecedores e clientes. Já em maio, a Revista Expansão recebeu a visita de uma equipe (foto1) de Nova Petrópolis para um almoço. De acordo com o prefeito de Nova Petrópolis, Luiz Irineu Schenkel, é sempre promissor os encontros onde a confraternização acontece entre amigos. “A empresa está com uma linda estrutura e que atende aos anseios dos

Equipes da Expansão e prefeitura de Nova Petrópolis

colaboradores e permite o encontro de amigos em confraternizações”, disse o prefeito. No mês passado, Schenkel também compareceu a uma janta na revista, com uma equipe de profissionais (foto2), onde foi recebido pelos diretores da Expansão Ana Maribel Pacheco (diretora geral) e Sérgio Luiz Jost (diretor comercial). Junto com o prefeito, na noite da janta, veio Samuel Zang, da Cervejaria Edelbrau, que ofereceu degustação da bebida feita em sua empresa.

Recepção A casa também recebeu no mês passado, a equipe da Sicredi Pioneira RS, de Nova Petrópolis (RS) e Novo Hamburgo, que almoçou também com a direção e equipe da Expansão. Entre os convidados, está o presidente da Sicredi Pioneira, Márcio Port; o gerente de Contas da Unidade Novo Hamburgo, Eduardo da Silva Santana; o gerente da

Édila, Débora e Betinne, da Apoteka

Unidade hamburguense, Andrews Wanderley Lopes de Moraes; a gerente de Desenvolvimento da Sicredi na Regional Sinos, Eliane Nunes de Borba, e gerente de Relacionamento da Sicredi, Daniel José Hillebrand. Para o presidente da Sicredi Pioneira, o fortalecimento da Expansão é digno com a estrutura que ela comporta hoje. “A revista está em um patamar espetacular. O trabalho é fruto de todo o proceso bem desenvolvido. Se nós crescemos, vocês também crescem e viceversa”, pontuou o presidente. O gerente de Projetos Especiais da Expansão, Marcelo Foletto, também recepcionou os convidados. Além deles, também passaram pela revista o presidente do Rotary Club de Sapiranga, Luiz Paulo Grings; a proprietária da Super Store, Stefanie Spindler, e as proprietárias da Farmácia de Manipulação Apoteka, Débora e Betinne Trierweiler, e a assessora de imprensa da Apoteka, Édila Vargas.

Grings de Sapiranga

Stefanie, da Super Store, de Novo Hamburgo

Santana, Moraes, Ana Maribel, Port, Jost, Eliane e Hillebrand

Revista Expansão

Julho/2012

65


CASA & ESTILO Por Jaqueline Fischer Zapelini Arquiteta jaque@zapelini.com.br

“A forma como a pessoa se veste diz muito sobre sua personalidade, assim como os lugares por onde passa, as obras que admira e ao músicas que ouve” (autor desconhecido)

Casa Cor Rio Grande do Sul 2012

D

urante os meses de junho e julho será possível conhecer e visitar os diferentes ambientes da Casa Cor Rio Grande do Sul. O evento é um dos maiores no segmento de decoração, arquitetura, design e paisagismo, que ocorre entre os dias 5 de junho e 24 de julho, na Avenida Carlos Gomes, 1.130 em Porto Alegre (RS). Este ano, a mostra tem como tema Moda, Estilo e Tecnologia.

Projeto Novo Lar – arquiteta Betina Gomes Este projeto foi criado com base na inovação, tecnologia, sustentabilidade e mobilidade. A tecnologia é destaque no projeto que possui automação residencial: controle de iluminação, temperatura, criação de cenários totalmente distintos. Tecnologia presente também na hora do banho e ao escolher a roupa ideal para vestir, é possível conectar o iPhone na cabine de banho, acessar a Internet e verificar e-mails. O closet possui um cabideiro que funciona por meio de uma tela de LCD touch screen, na qual você escolhe a roupa desejada

66 Revista Expansão Julho/2012

na própria tela e o cabide traz a roupa até você. Tecnologia também nas cortinas Luxaflex, no dormitório a cortina Rolô aplicada no teto pode ser acionada pelo iPhone ou iPad. A sustentabilidade está presente com o uso de placas fotovoltaicas para gerar energia elétrica na iluminação de led, no recolhimento de água da chuva para aproveitar na irrigação das floreiras, máquina de lavar e vaso sanitário. Para completar o projeto, a arquiteta fez uso do sistema Wood Frames - tecnologia alemã de construção leve, modulável e portátil feita com quadros de madeira certificada.


Refúgio Gastronômico Off Road

arquitetas Andréa Magalhães, Carla Oliveira e Andreza Zilli Piccoli O ambiente representa um refúgio gastronômico com estilo moderno e atemporal. As profissionais optaram pela sustentabilidade e tecnologia. Na questão verde, reaproveitaram material na fundação do espaço e vidros descartados de obras que favorecem a luminosidade natural. Na iluminação, utilizaram dimmers e leds que contribuem para a sustentabilidade. A tecnologia está presente também no processo de automação, no qual é possível alterar luz, som, TVs e cortinas, tudo automatizado por iPhone e iPad. Fotos: Divulgação

Estar da Família

arquiteta Karine Queiroz Este ambiente foi inspirado para o uso da família, aconchegante através do uso da madeira como revestimento e dos equipamentos tecnológicos. A decoração delicada e em tons neutros reforça o conceito do ambiente. Um armário embutido dá lugar a uma mini geladeira, uma cafeteira, e aos acessórios necessários para se fazer um pequeno lanche. Destaque para a cor das prateleiras em laca goiaba. O uso de vários cenários de iluminação foi cuidadosamente pensado para contemplar o estar por completo. O universo fashion invade a casa e imprime um novo estilo de morar com muita tecnologia e sustentabilidade na residência.

Revista Expansão

Julho/2012

67


flash

A pequena Maria Fernanda Suarez Karow comemorou seu segundo aninho em 28 de maio, em grande estilo em Novo Hamburgo (RS). Filha da advogada Aline Biasuz Suarez Karow e do bancário Matheus Fernando Karow, e irmã de Maria Valentina, que tem sua chegada marcada para setembro. A decoração, criada pela Fábrica das Festas, trouxe o tema Alvim e os Esquilos. Os brinquedos, as esculturas de balões e camarim com pinturinhas ficaram a cargo da Inflável Park. A criançada se divertiu muito, fazendo também a alegria da pequena aniversariante.

Fotos: Divulgação

Maria Fernanda faz dois aninho

A linda Maria Fernanda ao lado dos pais, Aline e Matheus

Dreice e Zimmer felizes com a união

Dreice Vargas e Douglas Zimmer casaram-se em 19 de maio deste ano na Igreja Católica São José, em Lomba Grande. Para comemorar a união, organizaram uma festa maravilhosa no Restaurante Portal de Lomba Grande, em Novo Hamburgo (RS). Após a festa, o casal foi passar a lua de mel em Buenos de Aires, na Argentina. Tania Martiny e Fabiano Christoff se sentem orgulhosos de terem sido escolhidos para apadrinhar este momento e de presente Dreice recebeu da dinda um Dia de Noiva, na Schanel Look, também em Novo Hamburgo.

A chegada de Matheus Enrico Matheus Enrico foi concebido como um legítimo gaúcho, pois quando conheceu o ventre de sua mãe, Carolina Furlan Pinzkoski, ainda morava no Rio Grande do Sul. Porém, só foi estar definitivamente nos braços da mãe e do pai, Alexandre Castro Pinzkoski, depois de viajar cerca de 18 mil quilômetros até os Estados Unidos. No dia 5 de junho, Matheus nasceu no Hospital da Universidade de Michigan, para alegria de seus pais e dos dindos gaúchos Maurício Pinzkoski e Aline, de Porto Alegre, que acompanharam tudo à distância.

A festa de Lorenzo

Os pais André Arrué e Roberta de Brida era só sorrisos na comemoração de três anos de seu filho, Lorenzo de Brida Arrué. A comemoração, realizada em 21 de abril no salão de festas de sua residência em Novo Hamburgo, reuniu amigos e familiares que se contagiaram pela alegria de Lorenzo. O pequeno anfitrião garantiu a animação do início ao fim.

68 Revista Expansão Julho/2012


Fotos: Divulgação

Encontro com Rieu

O professor Delmar Henrique Backes, diretor-geral da Faccat, com a esposa Raquel Backes, com o maestro internacionalmente conhecido André Rieu. Os riscos na foto são o autógrafo do renomado músico. O evento ocorreu no Ibirapuera, em São Paulo, em 6 de junho.

O sim de Melissa e Leonardo Melissa Schlingvein e Leonardo Flores Klein disseram o ‘sim’ em 19 de maio, na catedral São João Batista, em Montenegro (RS). Após a cerimônia religiosa, a festa foi realizada no clube Riograndense, na mesma cidade. Tudo registrado pelas lentes de Juliana Moscofian. Agora, os pombinhos guardam suas energias para a lua de mel, que será no mês de agosto, na França.

Revista Expansão

Julho/2012

69


personality

Uma mulher precoce e vencedora Por Sílvia Kröff/Repórter freelancer | Foto: Divulgação

De modelo a jornalista, a beleza e inteligência de Carolina Castelo Branco tem potencial e talento na TV brasileira

E

la sempre foi muito precoce. Mudou para a capital paulista cedo, casou-se cedo e, da mesma forma, divorciou-se muito cedo. Carolina Castelo Branco é advogada formada pela Universidade Mackenzie, radialista formada pelo Senac/SP e pós-graduada em Jornalismo Especializado: Política, Economia e Cultura pelas Faculdades Integradas Alcântara Machado (Fiam), de São Paulo (SP). Carolina iniciou sua carreira como modelo em 2002. Trabalhou na Alemanha, Itália e EUA. Em 2005, atuou como repórter na RedeTV no concurso TicTac Mega Model. Já em 2007, iniciou sua carreira no jornalismo como publisher na Editora Manchete. No ano seguinte, apresentou o programete Estilo de Vida, na GNT. Entre 2009 e 2011, juntou-se ao Departamento de Jornalismo da RedeTV, onde apresentou a previsão do tempo e também realizou reportagens especiais. Interinamente, apresentou a revista eletrônica Leitura dinâmica e o matinal Leitura Dinâmica 1ª edição ao vivo. Desde o início deste ano, ele trabalha no SBT e está no comando do programa A Grande Ideia. Prestigiada, Carolina ganhou até mesmo chance de entrar no rodízio de sábado do SBT Brasil. Carolina vem mostrando um grande potencial e talento na televisão brasileira.

70 Revista Expansão Julho/2012

Mania: Minha cachorra Nina Perfume: Chance, Chanel Filme: Apocalipse Now Livro: O reino e o poder, de Gay Talese Viagem: Paris sempre que posso Cantor: Andrea Bocelli Cantora: Elis Regina Atriz: Fernanda Montenegro Ator: Marlon Brando Personalidade: Madre Teresa de Calcutá Sonho: Ter uma ONG que auxilia crianças com câncer Notícia que gostaria de dar: Não há mais fome no mundo


Quem é Carolina Castelo Branco? Sou uma pessoa que busca o autoconhecimento, que procura conhecer melhor a própria mente, anseios, medos e inseguranças. Atualmente, estudo a filosofia budista, li alguns livros do cocriador da Programação Neuro Linguística Richard Blander, além de outras correntes psicológicas que me ajudaram a me compreender melhor. Isso me ajuda a ter uma vida positiva, produtiva e saudável! Iniciou sua carreira como modelo em 2002, já sonhava em se tornar apresentadora? Antes de iniciar a carreira de modelo, já cursava a faculdade de Direito, na Universidade Mackenzie. Posteriormente estudei rádio e TV e concluí a pós-graduação em Jornalismo Especializado em Política, Economia e Cultura. Apesar de ter cursado primeiro Direito, sempre sonhei em ser jornalista. Desde criança adorava escrever. Participava de concursos de redação de colégios e cheguei a ganhar alguns concursos nacionais de poesia. Meu grande prazer sempre foi traduzir minhas emoções, perturbações, ansiedades e ideias em texto. Como é comandar A Grande Ideia, no SBT? Eu adoro o tema Empreendedorismo! Em São José do Rio Preto, interior de São Paulo, meu pai tem uma fábrica de móveis para escritório, onde eu trabalho desde os 14 anos. Ele não tem sócio e eu sou filha única, então sempre dei uma força em diversas áreas da empresa. Até hoje faço questão de, pelo menos um dia da semana, visitar a fábrica e cuidar de perto do negócio. Darei continuidade, quando ele não estiver mais por aqui. Também já tive uma confecção, mas não consegui conciliar o novo negócio com a empresa do meu pai e minha carreira e tive que abandoná-la. Como é o seu dia-a-dia de gravações? Além de comandar o A Grande Ideia, sou interina nos telejornais do SBT, portanto, não há rotina! Nesta semana, eu apresento o Jornal do SBT ao lado da jornalista Cynthia Benini. Na semana que vem fico quatro dias em Brasília para uma série de reportagens. Isso me fascina no jornalismo. Não há um dia igual ao outro. É possível empreender em qualquer área? Costumo dizer que você é sua própria empresa. Qualquer pessoa deve empreender na carreira escolhida, mesmo que trabalhe sozinha. Fazer cursos, viajar, conhecer pessoas, tudo pode ajudar a melhorar sempre. Brinco que uma dona de casa é uma CEO – sigla para chief executive officer, que designa o cargo que de quem está no topo da hierarquia operacional de uma empresa.

Criatividade! É ela que impulsiona a inovação das empresas e o povo brasileiro é para lá de criativo. Para estimular este lado, relacione-se, troque ideias.

Em sua opinião, o que uma grande ideia de negócio precisa ter para dar certo? O empreendedor precisa de orientação correta. O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) presta um ótimo serviço a quem deseja abrir um negócio e muita gente nem sabe disso. Às vezes, uma grande ideia não sai do papel porque a pessoa acha que precisa de uma verdadeira fortuna para investir inicialmente. Mas hoje há diversas formas, linhas de crédito e incentivos para quem quer empreender. Além disso, acho fundamental conhecer a área de atuação, a concorrência e apostar no que é novidade. Dinheiro é o maior reconhecimento do sucesso de um empreendedor? Ter uma empresa é como ter um filho. Tem que investir, administrar, acreditar e cuidar com paciência. O retorno financeiro pode demorar a vir, mas não se pode pensar em desistir. O que mais lhe surpreendeu nas matérias de pessoas que tiveram uma grande ideia durante esse período no programa? De uma forma geral, a capacidade de se reinventar nos momentos difíceis. Também me surpreende a nova mulher empreendedora. Observo que elas realmente têm mais jogo de cintura e dificilmente deixam uma sala de reunião sem ter fechado o negócio. Elas estão sempre mais abertas a negociar, a conceder descontos quando possível, por exemplo, e entender as necessidades de seus fornecedores e compradores. Elas são polivalentes e sabem a hora certa de ceder. Qual a mensagem que você dá para as pessoas que assistem o A Grande Ideia e que querem buscar alguma inovação para o mercado? Criatividade! É ela que impulsiona a inovação das empresas e o povo brasileiro é para lá de criativo. Para estimular este lado, relacione-se, troque ideias. Duas ideias sempre crescem juntas. Como é sua relação com sapatos, bolsas e acessórios? Você gosta de moda? Adoro moda! É arte em uma forma tão democrática. Com relação aos acessórios fujo do que está em todas as revistas. Sempre me lembro da máxima: “Se todo mundo acha que está na moda, é porque não está mais.”

Revista Expansão

Julho/2012

71


Informe Especial

Petit

Passion

Do café ao bistrô, em um só lugar

U

m lugar aconchegante, com uma decoração intimista, fazendo jus ao nome, inspirado no francês: Petit Passion. A atmosfera realmente lembra um típico café europeu. O local, que completou um ano em maio, está sob a administração da segunda proprietária Lilian Costa Mello, que assumiu a proposta da primeira dona e agregou também ideias novas. Apaixonada por gastronomia, conheceu a fundadora do café em alguns cursos na área. Passou a frequentar o local diariamente e apaixonou-se pelo empreendimento, até que surgiu a oportunidade de comprá-lo. A antiga dona não só ficou satisfeita com o negócio como também feliz em ter passado o bastão para alguém que continuaria com a proposta. “Ela vem aqui com muita frequência, mas agora para se divertir”, conta Lilian. Barista (profissional especializado em cafés de alta qualidade), ela já criou alguns cafés novos para o menu, como o Sensação (foto), que leva ingredientes de morango. Além disso, também foi adicionando alguns pratos ao cardápio, o que aos poucos foi conferindo um ar de bistrô ao negócio.

72 Revista Expansão Julho/2012

A proprietária Lilian Costa Mello prepara cafés de alta qualidade


Cardápio variado e incrementado Embora seja um lugar visado para happy hour, ela destaca que o público começa a chegar às 15 horas e o movimento segue até as 23 horas. Além de uma carta de vinhos e espumantes nacionais e importados, as cervejas, principalmente as marcas artesanais, fazem sucesso entre os clientes. Para os dias frios, o Petit Passion está preparando um cardápio variado para ser servido à noite. Às quartas-feiras é servida sopa de capeletti, Fondue e sopa no pão também estão entrando no roteiro. Outra novidade, quase saindo do forno, são opções kids, mais coloridas e em porções menores para quem inclui os filhos em seus momentos de lazer. Fora as novidades, os petiscos e lanches tradicionais continuam em alta. Destaque para as baguetes quentes e para o mix de salsichas alemãs – uma espécie de combo que, acompanhada de uma das cervejas da casa, ganha um sabor para lá de especial. Com vários ambientes externos, o Petit Passion é um lugar que pode ser frequentado tranquilamente nos dias frios. Além dos aquecedores externos, que mantêm uma temperatura agradável, a casa ainda conta com 'mantinhas' que são disponibilizadas aos clientes para um aconchego total!

Horário de atendimento: Terça à sexta da 15:00 às 23:00 Sábados das 11:00 às 21:00

Café Petit Passion Rua Maurício Cardoso, 2.100 Bairro Jardim Mauá Novo Hamburgo (RS) (51) 3527-4573 Revista Expansão

Julho/2012

73


ARTE

O grande artista de Nóia

Exposições nacionais e internacionais geram prêmios importantes para a carreira

Por Sílvia Kröff/Repórter freelancer | Fotos: Jêrome Soubiron/Divulgação

O

artista plástico Anderson Neves nasceu em 17 de agosto de 1977, em Novo Hamburgo (RS). Desde muito cedo, aos nove anos de idade, já mostrava interesse pelo desenho e biografia dos mestres da pintura. Na adolescência, começou suas primeiras aquarelas e a ilustrar jornais e revistas, com charges e caricaturas aos 14 anos. Logo surgiu o interesse pela temática do patrimônio histórico de sua região, onde teve como mestre na pintura a óleo o artista plástico Ernesto Frederico Scheffel, que lhe ensinou o vigor da pintura europeia. O interesse por desenhos temáticos acabou por tornar-se projeto, onde retravava através

74 Revista Expansão Julho/2012

das pinturas de locais e cidades da região metropolitana. Por causa, disso passou a ser reconhecido na região. Neves recebeu prêmios estaduais por meio de sua arte, como o prêmio Leonardo Da Vinci do Sindicato dos Trabalhadores Desenhistas do Rio Grande do Sul (Sidergs). No decorrer de sua trajetória, participou de exposições individuais e coletivas, nacionais e internacionais. Recebendo, por seu trabalho, também prêmios regionais. Foi por meio de suas exposições internacionais que Neves criou vínculo com a Europa. Algumas de suas obras estão expostas em um atelier de um amigo na cidade de Romans, na França. Hoje, o artista plástico trabalha com vários segmentos da arte, como desenho, pintura, escultura, ilustração, gravuras e outros. Além disso, promove cursos.


Angela Rodriguez/Divulgação Angela Rodriguez/Divulgação

Em seu atelier, em Novo Hamburgo, o artista oferece cursos de desenho, pintura, escultura, entre outros, mantendo este espaço para desenvolvimento de projetos e ideias culturais, tendo o papel, assim de, ativista cultural em sua sociedade. O artista está buscando formar uma equipe de talentos para o desenvolvimento de um projeto previsto ainda para este ano, que é o lançamento da casa La Maison. A novidade deverá resultar em um espaço independente, que oportunizará intercâmbios culturais. Situado no bairro Hamburgo Velho, o Espaço de Arte Anderson Neves apresenta infraestrutura voltada para a disseminação artística e cultural.

Divulgação

Divulgação

Cursos

Revista Expansão

Julho/2012

75


LAZER&CIA

Um pub de garagem Por Gustavo Henemann | Fotos: Lu Freitas/Especial

O Pub Garagem 23, em Ivoti, nasceu da ideia de ter um ambiente legal para receber os amigos, enquanto casal trabalhava na loja de conveniência

O

local ideal para levar os amigos, beber uma cerveja gelada, se divertir e curtir o bom e velho, rock-n’-roll. O Pub Garagem 23 foi idealizado há quatro anos e meio pelos donos Roberto, de 50 anos, e Denise Bondan, 48, e desde lá objetiva o conforto e o bem-estar dos clientes em um espaço pouco convencional. A criação do estabelecimento surgiu quando o casal percebeu que poderiam unir o útil com o agradável. Eles tinham uma loja de conveniência, junto do posto de combustível, a Help 23, no Centro de Ivoti (RS), no Vale do Rio dos Sinos. De acordo com Bondan, os amigos que frequentavam a loja consumiam as bebidas por ali mesmo e, uma vez que outra, Bon-

76 Revista Expansão Julho/2012

dan dava um jeitinho de conseguir colocar umas cadeiras em uma pequena área, entre a loja e a garagem da residência, para os mais ‘achegados’. E vendo que o apreço pela cerveja que ele e sua esposa tinham – ele deixava algumas unidades de marcas especiais e diferentes separadas para consumo próprio na sua loja – também era semelhante aos clientes do estabelecimento, resolveu ampliar o pequeno espaço que acolhia alguns consumidores para a sua garagem. “A partir daí, pensamos, porque não abrir um bar para trazer nossos amigos?”, conta. E foi na garagem de casa que os Bondan resolveram instalar um bar, que foi crescendo gradativamente ao longo dos anos até chegar ao tamanho que está hoje. O espaço que contemplava só a garagem invadiu também o depósito da ex-empresa de bolsas da família e hoje é refinado, decorado e amplo.


É preciso passar pela porta Para chegar até o bar, ainda nos dias de hoje, os clientes precisam passar pela loja de conveniência mantida pela família, que ‘esconde’ o ambiente rústico do pub, que traz repartições de madeira e paredes de tijolo refratário. De acordo com Bondan, o empreendimento é um pub legitimamente brasileiro. “Não nos baseamos em nenhum pub de outro país. Pensamos em um bar comfort, onde as pessoas sejam atendidas como se fosse um restaurante, apreciando as cervejas e a boa música”, ressalta. O pub conta ainda com uma decoração repleta de quadros feitos com latas amassadas e garrafas de vidro, fotografias de carros antigos, tampinhas coladas na parede, espelhos, bancos estofados, mesa de bilhar, jogo de dardos ingleses, entre outros detalhes que chamam a atenção dos frequentadores. Além disso, a estrutura conta também com lareira e um palco para shows ao vivo, destinado às bandas de rock da região metropolitana de Porto Alegre (RS).

Quinhentos rótulos de cervejas Em meio a isto, o Pub Garagem 23 oferece mais de 500 rótulos entre cervejas artesanais, especiais, nacionais e importadas, além dos cerca de 450 copos para cada estilo de bebida. Para Bondan, que é um somellier (especialista) em cerveja, é preciso saber vender a bebida. “Sempre nos colocamos no lugar do cliente, como que ele gostaria que fosse atendido. Procuramos oferecer a cerveja certa no momento certo”, destaca. O bar disponibiliza também opções gastronômicas, entre elas estão as porções de batatas fritas, filés, polentas, as pizzas, além do prato mais solicitado pelos clientes, que é a salsicha bock – originada da culinária alemã e produzida com carne de porco - com os molhos de mostardas especiais que realçam o sabor da especiaria. O estabelecimento está localizado no Centro de Ivoti e conta com estacionamento coberto junto ao posto de combustível e ambiente exclusivo para fumantes. Mais informações pelo site www.pubgaragem23.com.

Revista Expansão

Julho/2012

77


Shows&espetáculos Agenda Theatro São Pedro (Porto Alegre/RS)

Fotos: Divulgação

Informações em www.teatrosaopedro.com.br - (51) 3227.5300

SEM PENSAR (SP) Dias 13 e 14 de julho, às 21 horas, e 15 de julho, às 18 horas Após uma temporada de sucesso em São Paulo, chega a Porto Alegre este divertido espetáculo com Denise Fraga. A atriz vive uma mulher em crise no casamento, envolvida em hilárias discussões. Esse universo familiar recria uma verdadeira casa no palco do Theatro São Pedro. A direção é de Luiz Villaça.

PALAVREIOEOUTRASCANÇÕES(RS/RJ) Dia 7 de julho, às 21 horas O músico Leandro Maia apresenta canções de seu premiado CD-LivroPalavreio. Recentemente apresentado com sucesso no Rio de Janeiro. O trabalho se caracteriza por ser a proposta de uma nova Canção de Câmara Brasileira. Na ocasião, o músico convidado será André Mehmari. Integram o espetáculo Pedrinho Figueiredo, Marcelo Delacroix, Andréa Cavalheiro, Luke Faro, Mimmo Ferreira, Miguel Tejera e Marcelo Corsetti. TATÁ DANÇA SIMÕES Dia 8 de julho, às 18 horas Baseado na obra de Simões Lopes Neto, o espetáculo transporta para o palco a tradução poética do autor pelotense. Alguns dos contos do escritor, como O negrinho do pastoreio e A M’boitatá, passaram por um processo de transcrição para o universo da dança-teatro. A direção é de Maria Falkembach. E a entrada é franca. FREUD E OS ESCRITORES Dia 10 de julho, às 20 horas A peça traz Arthur Schinitzler, o escritor dos monólogos íntimos, e Sigmund Freud, o psicanalista que escrevia casos que pareciam narrativas literárias, em um encontro intermediado por Anna Freud. O elenco traz Ida Celina, Lenira Fleck e Liana Timm, com direção de Graça Nunes. A entrada é franca.

Teatro Municipal Carlos Magno do Centro Municipal de Cultura de Novo Hamburgo Informações Dia 14 de julho, às 20 horas CLUBE DOS CINCO Dia 15 de julho, às 16 horas ARCA DE NOÉ

78 Revista Expansão Julho/2012

Um espetáculo vibrante, com malabaristas, acrobatas, equilibristas e palhaços. São 16 artistas em cena, num espetáculo com figurinos requintados e coreografias precisas. Um espetáculo que brinca com a estética, a linguagem e a forma do novo circo. A direção é de João Bachilli e o elenco é formado peloGrupo Tholl.

CANÇÕES AOS PARES (RS/Uruguai) Dia 18 de julho, às 21horas Cláudio Levitan, nome destacado desde os anos 60, com trânsito em diferentes gêneros musicais, da milonga ao rock, se apresenta com o uruguaio Daniel Drexler,já conhecido do público gaúcho por unir o pop eletrônico aos ritmos tradicionais uruguaios, como o candombe e a chimarrita. A entrada é franca.

THOLL, IMAGEM E SONHO Grupo Tholl (RS) Dias 24 a 28 de julho, às 21 horas, e 29 de julho às 20 horas Espetáculo consagrado nacionalmente e que completa neste ano dez anos de sucesso. O elenco é formado por 20 artistas que superam seus próprios limites. A beleza estética dos movimentos emociona a plateia, que participa da grande chuva de sonhos da trupe.

O CIRCO DE BONECOS - GrupoTholl (RS) Dias 21, 22, 28 e 29 de julho, às 15 horas A importância de um amigo, a busca pela liberdade e o desejo pela realização dos sonhos parecem temas adultos. Entretanto, de uma forma autêntica, este espetáculo infantil é povoado por criaturas com esses mesmos objetivos. Entre as personagens, a doce bailarina, o corajoso urso, o humorado palhaço e o honesto leão. O elenco é preenchido pelo Grupo Tholl. EXOTIQUE - Grupo Tholl (RS) Dias 19, 20 e 21 de julho, às 21 horas, e 22 de julho, às 20 horas

ORQUESTRA DE CÂMARA THEATRO SÃO PEDRO Dia 23 de julho, às 21horas Com o título Bach Eterno, este é o concerto oficial, que reúne obras de Bach e ArvoPärt, com participação dos solistas Carlos Prazeres (oboísta), Daniel Germano (baixo-barítono), Artur Elias Carneiro (flauta) e Fernando Cordella (cravo), como músico convidado. Bach Eterno faz alusão à eternidade de Bach como referência e motivação para a criação musical de diversos períodos e gêneros. O regente convidado é Carlos Prazeres.

Electra [zero] promete inquietar o espectador Inspirado na tragédia Electra de Sófocles, o experimento cênico do diretor Bernardo Vieira e da atriz Janaína Lima, pretende dissecar a famosa personagem e sua história, através de um jogo de intimidade com o espectador. Quando: todas as quartas-feiras de julho Onde: Galeria La Photo (Travessa da Paz, 44 – Porto Alegre) Horário: 21 horas Ingressos: R$ 20 inteira e R$ 10 meia (idosos e estudantes) Lais Freitas/Divulgação

TODOS AO TEATRO

DUO MIGNONE DIETRICH (PA/SC) Dia 17 de julho, às 21horas Os músicos Maria Josephina Mignone e Alexandre Dietrich apresentam recital com obras exclusivas para dois pianos e arranjos do compositor Francisco Mignone. O espetáculo percorre sete capitais brasileiras, com entrada franca.

Marillion A banda Marillion estará em Porto Alegre (RS) para apresentação única, em 14 de outubro, no Teatro do Bourbon Country (Avenida Túlio de Rose, 80), às 20 horas. O quinteto do Reino Unido traz seu mais recente álbum de estúdio, que está sendo composto e gravado, intitulado SoundsThatCan’t Be Made. A turnê, que leva o mesmo nome do disco, marca o retorno do grupo ao Brasil após 15 anos, trazendo clássicos e novidades.


E-mail redacao@revistaexpansao.com.br

DICAS DA REDAÇÃO LIVRO

Para Sempre A vida que Kim e Krickitt Carpenter conheciam mudou completamente em 24 de novembro de 1993, dois meses após o seu casamento, quando a traseira do seu carro foi atingida por uma caminhonete que transitava em alta velocidade. Um ferimento sério na cabeça deixou Krickitt em coma por várias semanas. Quando finalmente despertou, parte da sua memória estava comprometida e ela não conseguia se lembrar de seu marido. Ela não fazia a menor ideia de quem ele era. E ele naquele momento precisava reconquistar a mulher que amava. Livro: Para Sempre - a História Que Inspirou o Filme Autor: Kim Carpenter Editora: Novo Conceito

livro

A qualidade do sushi O bom sushi começa com um arroz de qualidade, do tipo cateto curto, de grãos pequenos e arredondados. O arroz tipo japonês. Assim como o arroz, devemos ter todo cuidado na hora de escolher os peixes que iremos trabalhar. Mas tudo isso, deixo a cargo do livro: Sushi Técnicas e Receitas.Uma verdadeira aula para os apaixonados da culinária japonesa. Lá vocês irão saber como escolher um bom peixe, os ingredientes certos e os utensílios adequados para a confecção dos sushis. Além de um vasto conhecimento da cultura japonesa. Felipe Borba Gerente da Takiomaki Novo Hamburgo (RS) Livro: Sushi Técnicas e Receitas Autor: Kimiko Barber e Hiroki Takemura Editora: Publifolha

LIVRO

A Revolução do Fast-Fashion O tema, inédito em publicações no Brasil, analisa a transformação do modo de consumo do produto moda na Europa nos últimos dez anos. De acordo com Cietta, o fastfashion não é apenas um negócio de copiadoras e nem um modelo de produção para segmentos de baixo escalão. É um setor onde o tempo é um bem escasso, e existe uma complexa estratégia de organização que reúne várias áreas de uma mesma empresa. Estamos atravessando uma grande mutação de mercado e de consumo.

FILME

Paulinho Schemes Representante comercial Florianópolis (SC)

País do Desejo

Filme: País do Desejo Direção: Paulo Caldas Ano: 2012

Livro: A Revolução do Fast-Fashion Autor: Enrico Cietta Editora: Estação das Letras e Cores

livro

Fotos: Divulgação

Roberta (Maria Padilha) é uma pianista clássica de renome que luta contra uma doença crônica nos rins. Um encontro inesperado ao conhecer o padre José (Fabio Assunção) vai mudar sua vida. Família, amor, medicina e religião se misturam em um drama contemporâneo. No elenco, estão Fábio Assunção, Maria Padilha, Gabriel Braga Nunes, Fernanda Vianna, Germano Haiut e Nicolau Breyner.

MULTIMÍDIA

Satisfação Garantida

De Tony Hsieh, foi o último livro que li. Ele revela um novo formato de trabalho: a felicidade como escada para produzir lucro, paixão e propósitos tanto nos negócios como na vida. Isso não é bom? O tempo que passamos nesse mundo é tão curto que não podemos desperdiçá-lo com coisas banais, mas sim com momentos prazerosos e de muita alegria. Portanto, sempre é tempo de correr atrás do que amamos e gostamos de fazer. Ser feliz é apenas uma consequência! Denis Nalon Marketing Birigüi (SP) Livro: Satisfação Garantida Autor: Tony Hsieh Editora: Thomas Nelson Brasil

Revista Expansão

Julho/2012

79


Lado b da Publicidade

Por Sílvia Kröff

E-mail silvia@revistaexpansao.com.br

BMA realiza campanha na Guarda do Embaú DCS cria homenagem para seus clientes e promove profissionais A agência DCS, de Porto Alegre (RS), criou uma maneira bacana de homenagear alguns de seus principais clientes, que foram lembrados este ano nas principais pesquisas que atestam o reconhecimento e força de suas marcas. Foram produzidos outdoors para Tramontina: Top Of Mind e Marcas de Quem Decide 2012; Coca-Cola: Top Of Mind 2012; e Guaibacar, reconhecida com o Marcas de Quem Decide 2012. Os outdoors estão localizados estrategicamente em Porto Alegre e na Serra Gaúcha. Outra novidade que a agência traz é a promoção de profissionais da área de criação. A partir de agora, a coordenação do núcleo passa a ser compartilhado entre os profissionais Cláudia Mainardi, Eduardo Boldrini e Maurício Oliveira, que já atuavam na empresa.

G3 Comunicação comemora 14 anos Foi dos bancos da universidade que surgiu a agência G3 Comunicação, de Sapiranga, que, em 30 de junho, comemorou 14 anos de existência. Montar a própria agência, trabalhar do seu jeito, inventar e reinventar. O que parecia um sonho das jovens universitárias Camila Lanius e Janaina Silveira viram realidade. O início foi bem desafiador. O aniversário coincidiu com a Francal, uma das maiores feiras calçadistas do País e a agência lançou cinco campanhas de seus principais clientes: Cecconello, Stéphanie-Classic, Vicenza, Rafaela Furlanetto Acessório e Burana.

Y Propaganda completa oito anos A agência de publicidade Y Propaganda, de Novo Hamburgo, esteve em festa no mês passado. Ela comemorou oito anos de fundação e os resultados alcançados tanto pelos clientes quanto pela agência, que nos últimos três anos, investiu fortemente na construção de um modelo próprio de operação. Atualmente, a Y Propaganda tem em sua cartela de clientes a Akeo, Assintecal, Bifão, as feiras SICC e Zero Grau, sete secretarias da PMNH, UNA Placehunter, o site de compras coletivas BemCotado e o provedor Sinosnet.

SPR conquista quarta conta A fabricante de mobiliário corporativo Caderode, de Flores da Cunha (RS), é a mais nova cliente da SPR, de Novo Hamburgo, desde maio deste ano. Com 16 anos de atuação, a marca é referência nacional no segmento de móveis para escritório e está presente em 20 Estados brasileiros com uma rede de 30 lojas exclusivas. A Caderode é a quarta conta da SPR na Serra Gaúcha (a agência já atende na região a Fisa Incorporadora, Keko Acessórios e Cobra Correntes) e também a quarta conquista deste ano. Nos primeiros meses de 2012, a SPR selou parceria com a rede Sorrifácil, a Fisa Incorporadora e o Liv 38, condomínio de casas de alto padrão de Novo Hamburgo.

Pcom lança nova marca A Pcom, agência de comunicação, de Novo Hamburgo, está lançando sua nova marca. Utilizando o diamante como representação de valor, preciosidade e força, a empresa apresenta seu novo posicionamento estratégico: Pcom - Comunicação de Valor. Na noite de 14 de junho, a agência reuniu clientes, parceiros e colaboradores (foto) para o lançamento oficial da nova marca no espaço Blend Coworking, em Novo Hamburgo. Na ocasião, foi apresentado o reposicionamento da Pcom e a sua nova identidade visual.

Divulgação

As dez afirmações de...

80 Revista Expansão Julho/2012

...Cris Kusaka, 25 anos, que nasceu em Pereira Barreto (SP), e mora em Campo Bom (RS) há 18 anos. Está se formando em Publicidade e Propaganda com ênfase em Criação, no mês de julho, na Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). Desde que ingressou na universidade, com 19 anos, trabalha em agências e em diferentes áreas (mídia, atendimento e produção). Trabalhou em duas agências de Novo Hamburgo (RS), e hoje está com Mídia há quatro anos na G3, Sapiranga (RS).

1.Publicitário é: Ter sensibilidade para enxergar o problema e visão para elaborar soluções 2.Viver a profissão é: Estar atento e disposto a aprender 3.Ética e criatividade são: A base de um bom trabalho 4.O Pelé da criação é: Celso Loducca 5.As redes sociais são: O canal direto com o consumidor. Se bem utilizadas, dão muito resultado 6.Uma marca: Coca-Cola 7.Boa publicidade é: Aquela que gera resultados 8.Seu momento inesquecível: Cada novo trabalho realizado 9.Cliente bom é: Aquele que constrói junto com a agência e está aberto a novas ideias 10.Principais clientes: Cecconello, Stéphanie Classic, Vicenza, Rafaela Furlanetto, Burana, CDL/Sapiranga, Dispa, Apoteka e Rede Unicalce

Fotos: Divulgação

A agência BMA Comunicação e Marketing, de Novo Hamburgo, levou a moda de primavera-verão da marca calçadista Firezzi, localizada em São Leopoldo (RS), até a bela praia Guarda do Embaú (SC). O local serviu de cenário para a campanha que a agência criou para a marca, mostrando o colorido e a leveza da coleção. A modelo foi fotografa pelo Fotograma Estúdio.


golfe classic Fotos: Divulgação

Por Luis Carlos Baumgarten Empresário e vice-presidente da Confederação Brasileira de Golfe royal.golfe@terra.com.br

Golfe para Vida Porto Alegre (RS) recebeu, entre 31 de maio e 1º de junho, a segunda etapa do programa Golfe Para a Vida - Formação de Talentos & Cidadania. De acordo com o presidente da Federação Riograndense de Golfe, Norton Fernandes, mais de 20 professores de Educação Física de colégios da capital e professores de golfe participaram Fernandes prestigia o curso ministrado pelo renomado golfista Bennett do curso ministrado pelo profissional Tony Bennett (PGA Master Professional pela PGA of Great Britain and Ireland e diretor de Educação do PGA of Europe). A iniciativa tem como objetivo promover o crescimento do esporte em nível nacional por meio da ampliação da participação dos interessados no esporte, além de dar maior acesso às instalações esportivas, com foco inicial em um público-alvo específico: crianças em idade escolar. O programa é uma iniciativa

Professores de Educação Física e professores de Golfe trocaram experiências durante as aulas práticas

conjunta da Confederação Brasileira de Golfe e das Federações de Golfe, e conta com o apoio técnico-financeiro do Royal & Ancient Golf Club of St. Andrews (R&A). O Comitê Olímpico Brasileiro e o Ministério do Esporte classificaram esta ação como prioridade para o desenvolvimento da modalidade esportiva no Brasil. Além de Porto Alegre, Curitiba (PR) também recebeu o curso entre 25 e 27 de maio.

Martini, Rose, Bellini e Silva

Aberto de Rosário

Vasconcellos, Rocha, Graeff e Moschetti

Realizado entre 2 e 3 de junho, no Rosário Golf Club, o campeonato reuniu mais de 80 atletas em campo. Os grandes campeões da 8ª edição do Tour Gaúcho 2012 foram Glauco Righi, local player, e Marinez Pontes, de Santa Cruz do Sul (RS). Atletas confraternizam no buraco 9, como Guilherme Vasconcellos, Altemir Rocha, Matheus Linck Graeff e Fabricio Moschetti. Durante o jantar, ocorreram reencontros e muita festa em um dos mais acolhedores clubes do interior do Estado. Estiveram presentes, Marco Polo Martini, Ricardo de Rose, Mauro Gilberto Bellini e Carlos Juramar da Silva.

“Estar em Rosário neste fim de semana só me trouxe alegrias. Voltar a terra de origem sempre é bom. Mas o que me impressionou positivamente foi ver o renascimento do Rosário Golf Club. O Aberto estava maravilhoso, o campo bom, o clima de alegria e integração e uma energia muito positiva no ar. Viva o golfe, viva a vida e parabéns ao clube”, disse o golfista de Porto Alegre Hilton Couto Filho.

Revista Expansão

Julho/2012

81


SEM FRONTEIRAS

Um duelo

cultural Hamburguense Oliver Heinemann relata suas impressões sobre as diferenças culturais entre Brasil e Alemanha

I

Por Oliver Heinemann/Divulgação | Fotos: Arquivo Pessoal

magine um estudante universitário brasileiro, originário de uma região colonizada por alemães. Sim, este sou eu. Buscava um intercâmbio para estudar fora do País e ao mesmo tempo conhecer as origens da minha cultura, mas me deparei com uma Alemanha totalmente diferente daquilo que povoava meu imaginário durante a vida toda. Sob meus olhos, abriram-se as cortinas para um mundo que eu nem sonhava existir. Durante sete meses em que dividi meu tempo entre duas cidades – Regensburg e Landshut, na região da Bavária – fui redigindo as minhas impressões sobre os aspectos culturais. Se eu tivesse que resumir a Alemanha em uma palavra diria que é organizada. Organização e aproveitamento dos recursos parecem ser os grandes trunfos alemães. Existem excelentes e práticos mapas com o esquema das linhas de ônibus - mui-

82 Revista Expansão Julho/2012

tos devem conhecer esse tipo de mapa, pois existe mundo a fora. Mas penso no atraso que temos, pois uma cidade como Landshut, com aproximadamente 60 mil habitantes, conta com essa organização, e as nossas no Brasil, muito maiores, não possuem nada parecido. Claro que nem tudo é perfeito na Alemanha. Existem diversos problemas como os que existem no Brasil. A grande diferença é que lá os problemas são solucionados, na sua grande maioria, de forma eficiente. Como o caso dos supermercados na Alemanha - o consumidor é reembolsado do valor das garrafas PET ao trazê-las vazias na próxima compra e também pode conferir o valor por 100 gramas do produto, ou ainda por litro ou metro, que é excelente para comparar preço. Esses problemas não influenciam tanto na perda de qualidade de vida como para nós. Percebi que muitas coisas funcionam bem, mesmo sem controle externo.


Mapas eletrônicos nas viagens Os ônibus, bondes e trens alemães possuem monitores onde o passageiro pode acompanhar onde está e o nome das próximas paradas. Ano passado peguei um ônibus em Porto Alegre, ele era novo e também tinha monitores dentro, mas nos monitores passava o horóscopo do dia. Na Alemanha, não existe cobrador, muito menos roleta, os corredores dos veículos são livres para circulação de pessoa e é possível até carregar uma mala no ônibus. E na hora do embarque e desembarque, a suspensão do ônibus abaixa para idosos, senhoras com carrinhos de bebê ou brasileiros com malas pesadas. A impressão é que o ônibus cumpre sua função primordial de transportar e não apenas gerar lucro a alguém. Em relação ao transporte público, a impressão é que a Copa poderia acontecer lá amanhã.

Ponte de pedra de Regensburg, principal marco da cidade, dá acesso a um dos patrimônios culturais da humanidade

As paredes de vidro

A cidade de Landshut, com suas belas arquiteturas

Meu primeiro mês foi na cidade de Regensburg, onde fiz um curso intensivo de língua alemã. O centro antigo da cidade tem o título de patrimônio cultural da humanidade concedido pela Unesco, sendo a ponte de pedra um dos principais símbolos da cidade. Em Regensburg, morei em um dos alojamentos da universidade, onde a parede do meu quarto era de vidro, e dava para um pátio que levava até a rua. Sei que lá praticamente não existem problemas de segurança, mas para quem recém havia chegado do Brasil, confesso que na primeira noite fechei só um olho para dormir!

Revista Expansão

Um dos principais pontos do Centro de Landshut

Julho/2012

83


SEM FRONTEIRAS Na Alemanha, tudo termina num ‘Biergarten’ No Brasil, diriam que tudo acaba em pizza. Mas no verão alemão os passeios, independentemente do tipo, terminam em um Biergarten, que é um espaço especialmente construído para degustar a cerveja. E sempre tem um no caminho. Vi tantos, até que chegou o dia em que saí exclusivamente rumo a um Biergarten e, na sequência, parei em outro no caminho de casa - tudo orientado pelos professores alemães, é claro. Isso me fez desconfiar que há poderes pedagógicos na cerveja, principalmente para o aprendizado da língua alemã! Percebi como é incrível a forma que as pessoas aproveitam o verão ao ar livre. Claro, muito disso se deve ao fato de que o inverno que segue é rigoroso, mas também porque existem condições para isso. Lugares como a beira de um rio e o próprio rio não são marginalizados ou poluídos. É possível encontrar pessoas praticando todo tipo de esportes dentro e fora d’água. Segue aquela ideia de diversão e entretenimento sem custo ou tempo marcado, o que obviamente influencia na qualidade de vida dessas pessoas.

Um tipo de ‘bocha’ no lago congelado Em um dia de inverno, fui jogar Eisstockschießen. O jogo que é bem tradicional naquela região e é jogado sobre a superfície de algum lago congelado. A lógica é a mesma da bocha, porém os elementos a serem arremessados são outros e devem escorregar nas superfícies de gelo. A temperatura estava em 10°C negativos no dia. A churrasqueira e espetos que os alemães prepararam para o evento eram de primeira! Com o açúcar e cachaça brasileiros, preparei umas caipirinhas. Tivemos um belo dia com uma mistura cultural improvável: Eisstockschießen, churrasco e caipirinha.

Tecnologia x tradição Um dia, após a aula de alemão, fomos visitar a fábrica da BMW em Regensburg. É muito interessante. Nunca havia entrado numa planta dessas, com um nível de automação surpreendente. Depois de ter contato com tanta tecnologia, fomos direto para a Gäubodenfest, em Straubing, a 25 minutos de trem de Regensburg. Depois da Oktoberfest, a Gäubodenfest é a festa popular mais importante da Bavária. E também é a preferida dos alemães, por se tratar de um evento não muito frequentado por turistas. Foi interessante, pois em um mesmo dia tive um retrato da Alemanha moderna na planta da BMW e uma visão da Alemanha tradicional em Straubing, onde ocorre a Gäubodenfest.

Gäubodenfest é palco para uma das tradicionais festas populares alemãs

Estátua do Rei Ludwig I, nos arredores da cidade de Regensburg, erguida pelo próprio soberano, dentro do Templo de Walhalla (abaixo) - inspirado no Partenon, de Atenas

84 Revista Expansão Julho/2012

Jogo Eisstockchiessen é semelhante à bocha, porém é jogado sobre um lago congelado


Cerveja no lugar de mamadeiras Minha primeira constatação na Gäubodenfest: a degustação de cerveja é um assunto tão importante, que começa na mais tenra idade. Lá é comum ver os pais dando cerveja a crianças pequenas, para irem acostumando com o paladar. Se fosse no Rio Grande do Sul, na mão do pai estaria uma cuia de chimarrão. E descobri na festa um fato interessante - o país que tem o maior consumo de cerveja per capita é a República Tcheca, com 159,3 litros/ano. E deve ser mesmo, pois quando estive lá constatei que uma cerveja é bem mais barata que água. A Alemanha está em segundo lugar, algo próximo a 110 litros/ano. Segundo os tchecos, o Brasil é um desses países onde se bebe pouco: menos de 50 litros por cabeça/ano.

Preservando as tradições medievais Na Alemanha, aprende-se a degustar a cerveja desde muito cedo

A cidade de Landshut - onde fiz um estágio na área de Engenharia Elétrica - sedia a igreja de St. Martin, cuja torre se destaca na paisagem e é um dos símbolos da cidade. Não é para menos: com 130 metros de altura, é uma das maiores estruturas do mundo construída exclusivamente com tijolos. Em Landshut, há o Burg Trausnitz, um castelo medieval que data de 1204. Como muitos castelos, ele foi estrategicamente construído no alto de um morro, o que faz com que seja visto de vários pontos da cidade. É que ali ocorre também, em setembro, a Ritter-Fest (Festa do Cavaleiro) no Burg Trausnitz. Fazendo um paralelo com a nossa cultura, é semelhante ao que o Acampamento Farroupilha representa para os gaúchos. As pessoas se vestem e vivem alguns dias como se tivessem voltado no tempo. O ambiente da festa é legal, e acredito que é o mais perto que se pode estar da Idade Média. As famílias vêm completas e acampam em tendas em torno do castelo. No local, é praticado o comércio de artesenato, artigos medievais e comidas típicas. As outras atrações ficam por conta dos artesãos - produzindo da mesma forma que se fazia antigamente - e das encenações de lendas e passagens importantes na história regional. A parte mais interessante é a encenação das batalhas entre os cavaleiros.

Receptividade alemã O uso de roupas e armaduras medievais faz parte do evento, realizado no castelo BurgTrausnitz

A Ritter-Fest, ou a Festa do Cavaleiro, é um símbolo das tradiçõesde Landshut

Foram excelentes meses no sul da Alemanha. O tempo de estágio foi muito proveitoso para aprender e conhecer novos métodos, processos e materiais na minha área. Mesmo assim, o mais incrível de tudo foi o contato com as pessoas, meus colegas alemães foram muito receptivos e muito afetuosos. Tive sorte de ter tido excelentes pessoas ao meu lado. O alemão é muito cordial, desde que tratado com respeito.

Detalhe da arquitetura do Templo de Walhalla. Na foto abaixo, a Okberfest

Revista Expansão

Julho/2012

85


GERAÇÃO Jovem

Y

O

da questão

Por Caren Souza | Fotos: Divulgação

J

Conheça o perfil dos novos profissionais que estão mudando as relações de trabalho no mundo todo

ovens adultos, nascidos entre 1980 e 2000, muitos deles já inseridos no mercado de trabalho, estão dando o que falar. Tornaram-se tema de estudo das mais diversas pesquisas, que tentam incansavelmente desvendar seus mistérios, a fim de ajudar os gestores das empresas a lidar melhor com estes profissionais, já mundialmente conhecidos como geração Y. Conforme pesquisa da PwC (empresa britânica de auditoria e consultoria), além de serem muito qualificados (tendem a aprender tudo em alta velocidade), eles alimentam também o desejo de crescer rápido na hierarquia empresarial, ganhando feedback constante. Por outro lado, seu comprometimento com o trabalho não é tão forte como o das gerações anteriores, pois leva em conta primeiro suas necessidades pessoais ante as profissionais. Além disso, o tratamento dispensado a seus superiores tem dado um verdadeiro nó no cérebro de seus contratantes, pois é avesso a padrões rígidos de comportamento e trabalho. Por conta disso, uma infinidade de empresas vem estudando a melhor forma de reter estes talentos, pois os jovens Y não pensam duas vezes antes de aceitar uma oportunidade que julguem melhor. Isso sem falar na fa-

86 Revista Expansão Julho/2012

cilidade de se comunicar via web, o que os distancia cada vez mais das duas gerações anteriores a sua: a geração X (nascidos entre meados da década de 60 e início da década de 80) e os baby boomers (nascidos entre 1945 e 1964). Ainda conforme a pesquisa da PwC, os jovens Y cresceram moldados com a crise econômica internacional, além de desenvolverem precocemente intimidade com o mundo digital, diferente de outras gerações. Em termos mundiais, Apple e Google são os ícones máximos de empresas que conseguem reter talentos Y, pois seu estilo de gerenciamento, cultura empresarial, recrutamento e retenção tornam-se um apelo natural para os jovens Y. O Google, por exemplo, é conhecido por seu estilo totalmente inovador de trabalhar, explorando a criatividade ao máximo – muitas vezes, associada ao ócio criativo. Imagine-se em uma estação de trabalho com uma piscina de bolinhas atrás, onde você pode literalmente mergulhar a qualquer momento, quando se sentir muito estressado. Ou que pode jogar uma partida de sinuca na metade do expediente, ou que pode ainda trabalhar num laptop isolado do barulho, sentado numa rede. Tudo isso dentro da própria empresa. Assim é na sede do Google. E esta é a representação máxima das aspirações desta geração.


Raio Y

Os Y no Brasil No Brasil, uma pesquisa desenvolvida conjuntamente pelas empresas BooBox e Hello Research, ambas de São Paulo (SP) e especializadas neste tipo de público, traçou o perfil do jovem Y brasileiro, em diversos aspectos. O estudo, concluído em novembro de 2011, mostrou algumas contradições em seu comportamento. No campo profissional, por exemplo, embora se digam diferentes das gerações anteriores, ficou evidente que a relação com o trabalho é muito semelhante à de seus antepassados. Ainda preferem segurança, dinheiro e tranquilidade a assumir grandes desafios. Além disso, muitos deles colocam profissões tradicionais como as profissões do momento, como informática, comércio e administrativo.

Moradia: 84% moram com os pais Profissão: 58% estão no mercado de trabalho Áreas de maior concentração no mercado: informática (19%), comércio (10%), administração (9%), educação (9%) e comunicação (7%) Média de navegação na web: 31 horas semanais Fonte de informação: 53% na web e 48% nos telejornais tradicionais Fonte: Pesquisa da Boo-Box e Hello Research no Brasil

Geração X

Linha do tempo das gerações Baby Boomers O termo surgiu para pessoas nascidas entre 1945 e 1964, nos Estados Unidos, Canadá, Austrália e em países da Europa. Após o término da Segunda Guerra Mundial, estes países passaram por um súbito aumento de natalidade, conhecido como baby boom.

Geração X

Geração Y

Diga-me quem segues, que te direi o que compras As boas práticas nas redes sociais e o respeito ao consumidor são itens fundamentais quando se trata da geração Y. Conforme pesquisa no mercado brasileiro, 48% deles afirmam decidir uma compra conversando ou escutando a opinião de amigos e parentes, enquanto 27% buscam sites de marcas e discussão nas redes sociais. E um alerta às marcas: 16% destes consumidores usam as mídias sociais para reclamar de produtos e serviços. Foi constatado também que 65% deles interagem com suas marcas favoritas. Aqueles que seguem ou curtem as marca no Twitter/Facebook também estão dispostos a utilizar estas vias para reclamar de produtos e serviços. Esta tem sido a melhor forma de ter respostas rápidas das marcas. #ficaadica

Não há consenso sobre o período de abrangência desta geração, mas em linhas gerais inclui pessoas nascidas a partir da década de 60 até o final dos anos 70, podendo ainda alcançar o início dos anos 80 (sem passar, no entanto, de 1984).

Geração Y Jovens nascidos a partir da metade da década de 80 até os anos 90. Nasceram na era da informação e têm total intimidade com as tecnologias e novidades. Uma de suas principais características é ser multitarefa, ou seja, conseguem conciliar várias atividades ao mesmo tempo.

Revista Expansão

Julho/2012

87


GERAÇÃO Jovem

Eduardo Biz/Divulgação

Desvendando detalhes Alguns profissionais atentos às mudanças promovidas por esta nova geração, acabam desenvolvendo trabalhos bem direcionados para este nicho. É o caso da Box1824, de São Paulo (SP), empresa totalmente focada na geração Y, que desenvolve pesquisas e capta tendências geradas por este público. Eduardo Biz, responsável pelo Núcleo Trends da empresa, falou com exclusividade à Revista Expansão sobre o estilo de vida desta geração e as mudanças que eles estão promovendo em muitos conceitos. Confira: Quais as principais características de consumo da geração Y? O que eles buscam? Com maior poder aquisitivo comparado à geração anterior, os Y, também conhecidos como millennials, buscam serviços e produtos que os tornem únicos e proporcionem uma experiência inédita. Nascida e criada na era digital, é uma geração adepta ao crowdsourcing (compartilhamento de conhecimento) e às compras coletivas, que tornam um produto antes inalcançável em uma possibilidade irrecusável. Como funciona o trabalho da Box1824? Vocês atuam como uma espécie de ‘olheiros’, captando tendências, entre jovens? Pode se dizer que sim. Nosso trabalho é estudar os movimentos do consumo global e analisar as inovações que acontecem em diversas áreas da cultura. Quando um conjunto de percepções conversa entre si, é identificada uma tendência, que passa então a ser observada com maior constância nos meses ou anos seguintes. É assim que fazem a pesquisa.

frente aos adolescentes e ‘inspiracional’ na sua relação com os adultos. Ou seja, estão no topo da pirâmide. Como vocês enxergam a geraçãoY no futuro (daqui uns dez anos)? Estarão consumindo muito? Quais tipos de produtos que podem ser criados para este público? Por se tratar de uma geração ambiciosa, que quer enriquecer antes dos 30 anos e tem espírito empreendedor, os millennials darão continuidade àquilo que fazem desde o nascimento: consumir. Sua entrada no mercado de trabalho coincide com o aumento dos custos de moradia nas grandes cidades, fazendo do setor imobiliário um potencial foco deste público no futuro.

Qual a faixa etária que vocês definem como geração Y, aquela dos 18 aos 24 anos está correta? É um divisor sutil entre gerações, mas podemos considerar os jovens nascidos entre os anos 80 e 90, tendo hoje entre 16 e 30 anos.

Muita gente fala que os jovens da geração Y entendem de muitos assuntos, mas com pouca profundidade. Você concorda com esse pensamento? Uma das principais características dessa geração é o comportamento multi-tarefa, ou seja, a capacidade de fazer tudo ao mesmo tempo: estudar, ouvir música, conversar na Internet, atender o celular. É a geração mais plural da história, e essa maneira não-linear de pensar nada mais é do que um reflexo da linguagem da Internet. A capacidade de seguir uma infinidade de assuntos ao mesmo tempo possibilita que cada um reconheça suas diferenças pessoais e possa se aprofundar apenas no que considera relevante.

Pela experiência que possuem em pesquisas, vocês acreditam que pessoas de outras gerações (próximas ou não) absorvam algumas características da geração Y? Quais? E porque esse fenômeno ocorre? As características da geração Y são almejadas pelas outras gerações, em um fenômeno natural causado pela pirâmide de influência. O público de 18 a 24 anos é considerado o centro primário de influência na sociedade global de consumo. São eles os disseminadores de novas linguagens, exercendo influência ‘aspiracional’

Como surgiu a Box1824? Fundada em 2003 por Rony Rodrigues e João Mognon Cavalcanti, a Box 1824 adota uma estrutura descentralizada de trabalho e metodologias pouco ortodoxas na pesquisa de mercado qualitativa, como a invasão de cenários. A empresa acredita no conceito de home-office e não cobra jornadas, estabelecendo com os colaboradores uma política de cronogramas e metas a cumprir, e não de horas trabalhadas. Em 2007, recebeu uma indicação para o Prêmio Caboré, na categoria Serviço Especializado.

88 Revista Expansão Julho/2012

O que fazer? Conforme Crismeri Delfino Corrêa, vice-presidente de Gestão e Inovação da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH/RS), de Porto Alegre (RS), a idade é apenas um dos fatores que definem a geração Y. Mas a idade não é a única diferença, conforme Crismeri, uma vez que pessoas de outras gerações que gostam de novidades, principalmente tecnologia, terão mais facilidade em dialogar com os Y. “A principal diferença está na tecnologia da informação. A geração Y nasceu nessa efervescência tecnológica e tem facilidade em se adaptar às mudanças, assim como procura resultados de curto prazo. Há uma pesquisa que aponta que as crianças hoje são mais inteligentes. Fazem a sinapse mais rápido”, aponta. A grande dificuldade, segundo ela, é a imaturidade. Uma dica profissional é inclui-los nos projetos, dar desafios que visem resultados imediatos (eles não conseguem entender que os resultados virão com o tempo), benefícios flexíveis para que possam ter opções de escolha, e cuidar com questão de horários, pois eles têm necessidade de entender o propósito pelo qual estão ali, tendo certeza de que não é apenas para cumprir uma carga horária determinada. Quanto à comunicação entre as gerações, Crismeri destaca que a lacuna sempre ocorreu. A diferença hoje é que o jovem sempre espera feedback do seu gestor, a qualquer hora e em qualquer lugar. “Eles estão acostumados porque os pais dessa geração dão muito feedback”. Outra diferença é que hoje o profissional não é reconhecido só pelo esforço, mas pela inteligência. “O bem sucedido não é aquele que conhece tudo, mas que sabe aplicar melhor. Eles têm menos metodologia de trabalho, mas são mais rápidos e arriscam mais”, avalia.


Empresas já se adaptam a este novo perfil Bar para happy hour semanal Quando se trata de agradar pessoas cuja atividade principal é a criatividade, a tarefa pode ser ainda mais árdua. A agência de publicidade SPR, de Novo Hamburgo, também inovou. Além de disponibilizar videogames aos colaboradores, foi aberto um bar, com ares de pub, onde são feitas as happy hours, todas as sextas-feiras. Isso tudo dentro de um contêiner que foi cuidadosamente decorado. O maior prêmio? Um freezer de cerveja da marca Stella Artois. “O principal motivo para termos nos preocupado em criar um ambiente diferenciado de trabalho, não é apenas por causa da geração Y. A nossa preocupação era em termos uma empresa com um propósito claro que lutasse por algo. Esta nossa luta é pelo incomum, pelo memorável e pela coragem e tentar tudo novamente”, destacou o diretor Gustavo Ermel.

Sinuca, ping-pong e espaço para relaxar Promover o bem-estar, o trabalho em equipe e oferecer um ambiente agradável são algumas das estratégias adotadas pela Escala, agência de publicidade de Porto Alegre (RS) que atua há quase 40 anos no setor da criatividade. Com um perfil de profissionais jovens e conectados, diversas são as opções para manter a mente focada, mas sem estresse: mesa de ping-pong, de sinuca e um agradável pergolado fazem do dia-a-dia na Escala uma experiência diferenciada. Para o diretor de operações e finanças Fernando Rohsig a empresa oferece uma série de ações especiais a seus funcionários nesse sentido. “Temos diversos projetos. Talvez o mais antigo deles seja o Verão Feliz, que há 20 anos possibilita, através de um revezamento de equipes, que, nos meses mais quentes do ano, possamos sair mais cedo na sexta-feira ou retornar mais tarde na segunda-feira”, comenta. A iniciativa surgiu para melhorar a qualidade de vida de quem, durante o verão, pega a estrada - principalmente os jovens. 

Games de última geração Os colaboradores da Agência Experimental de Comunicação da Feevale (Agecom), em Novo Hamburgo (RS), já trabalham em um ambiente bem direcionado à sua geração. Nos horários de intervalo, podem jogar alguns videogames de última geração. A professora Caroline Colpo, do Curso de Comunicação Social da Feevale, explica que a grande maioria dos estudantes deste curso nasceu entre 1980 e 1990 e possuem entre as suas características uma grande familiaridade com a tecnologia e uma habilidade em convergir várias funções e interesses realizando várias atividades ao mesmo tempo. “A disponibilidade de games para estes alunos é para que eles possam ter mais um recurso para fomentar esta habilidade de interação em suas atividades do dia-a-dia. Com isto incentiva-se mais criatividade nas ações que desenvolvem para a consolidação do seu futuro profissional e uma familiarização com o ambiente de trabalho experimental", observa.

Revista Expansão

Julho/2012

89


Informe Especial

Mecânica Bohlke comemora aniversário em novas instalações

A

mecânica Bohlke, que completou 46 anos em 6 de junho, comemorou aniversário em novo endereço. Agora localizada na Rua Tupi, 35 (em frente ao antigo prédio), em Novo Hamburgo (RS), o empreendimento conta com uma construção moderna e com maior conforto para seus clientes. Com o projeto de Jaqueline Fischer Zapelini, a arquitetura do espaço permite uma integração visual entre diversos setores. “Uma das prioridades é a limpeza. O ambiente ficou mais leve, mais limpo”, frisou o fundador da mecânica, Alberto Bohlke, que até hoje está no comando do negócio. A novo prédio conta área total de 980 metros quadrados, e sua reforma teve também a parceria da Mil Forros (que forneceu material da fachada) e da Hartz Tintas. De acordo com o gerente Carlo Bohlke, são oferecidos todos os serviços que compreendem a mecânica do carro: do motor ao escapamento, da injeção à suspensão, além de geo-

Rua Bento Gonçalves,2399 Centro conj. 802/803 Novo Hamburgo/RS 3594-6326 - jonerseg@uol.com.br

90 Revista Expansão Julho/2012

Rua João Enzweiler, 72 Bairro 25 de Julho - Ivoti/RS (51) 3563 1350 www.autolub.com.br

metria computadorizada e balanceamento de rodas, e instalação e manutenção de veículos movidos a gás natural.

Paixão pelos motores O gosto pela mecânica iniciou-se com o patriarca, Alberto, que começou no ramo aos 12 anos de idade. Quando ser viu o Exército, seguiu nesta área, o que incrementou ainda mais sua paixão pelos motores. E nunca mais parou. Em 1966, fundou a mecânica Bohlke com mais dois sócios, até que em 1992 o negócio ficou somente nas mãos da família, sendo que o filho Carlo já integrava a equipe nesta época. Hoje são sete funcionários, que atendem uma média de 200 carros por mês, com capacidade para reparar até 350 automóveis neste período. Atualmente, Carlo dedicase à administração do negócio, junto com o pai, embora também tenha formação técnica em mecânica.

RS-239, 3.520 Sapiranga/RS (51) 3599-2000 dambroz@ferramentasdambroz.com.br www.ferramentasdambroz.com.br

Rua 24 de Maio,270, Vila Rosa Novo Hamburgo/RS (51) 3593-3588 macosan@macosan.com.br


Fachada agora está mais moderna

Família e empresa Bohlke recebem a benção do bispo dom Zeno Haustenteufel, durante a solenidade de inauguração do novo ambiente

Rua Aquidabanos,160 B. Rio Branco Novo Hamburgo/RS (51) 3582-5542 millforross@ millforross.com.br www. millforross.com.br Recepção mais confortável para acolher a clientela

Av.Pedro Adams Filho,4837/25 Novo Hamburgo/RS (51) 3594-6490 jaque@zapelini.com.br

Carlo e Alberto Bohlke à frente dos negócios que completa 46 anos

BR 116, 886 - B.Rincão - Entre Novo Hamburgo e Estância Velha/RS (51) 3561.1817 hartztintas@hartztintas.com.br

Revista Expansão

Julho/2012

91


cooperativismo

A união

faz a força Prefeitura e cooperativas realizam Rural Show, exemplo de cooperação Por Sílvia Kröff/Repórter freelancer | Foto: Fábio Winter/Especial

B

uscando resgatar a agricultura familiar e estimular ainda mais o cooperativismo que as entidades de Nova Petrópolis (RS), na Região das Hortênsias, na Serra Gaúcha, promoveram mais uma edição do Rural Show. A 6ª realização ocorreu entre os dias 28 de junho e 1º de julho deste ano, no Centro de Eventos de Nova Petrópolis, onde também ocorreu o lançamento do evento no início do mês de junho, com a presença de representantes de cada cooperativa organizadora e prefeitura local. A Cooperativa Piá, a Emater/Ascar, a Sicredi Pioneira e a prefeitura da cidade promovem o Rural Show. A mostra valoriza os produtos cultivados pelos agricultores locais e traz novidades no segmento de tecnologia e plantio. Além disso, foi realizado um fórum que tratou do tema Dinâmicas e tecnologias – valorizando a agricultura familiar e o cooperativismo. Especialistas do agronegócio deram dicas de como fazer os filhos se interessarem pela terra e continuarem o trabalho que foi iniciado pelos avós e pais.

92 Revista Expansão Julho/2012

Importante evento do agronegócio Até o fechamento desta edição da Revista Expansão não teve o volume oficial de negócios, mas a expectativa de crescimento foi de 20% e de visitação foi de 60 mil pessoas, oriundas de mais de 240 municípios gaúchos. “O Rural Show já está consolidado como um dos maiores e mais importantes eventos do setor no Rio Grande do Sul”, explicou o coordenador-executivo da Rural Show e vice-presidente da Cooperativa Piá, Nilson Olbermann, na solenidade de lançamento do evento. Durante o discurso, o presidente da Sicredi Pioneira, Márcio Port, salientou que as cooperativas Sicredi comemoram 110 anos, a Piá, 45, e a Associação Theodor Amstad festeja 100 anos, todas com o pilar principal estabelecido no cooperativismo. “Temos que comemorar essa união que deu certo”, completa. Para o presidente da Associação Theodor Amstad e participante da mostra, João Luiz Mallmann, é importante que, cada vez mais, se consiga valorizar o trabalho de cooperativismo, valorizar o homem do campo e mostrar que é possível trabalhar com a ajuda mútua, o intercâmbio. Já o diretor do Departamento de Agroindústria Familiar, Comercialização e Abastecimento (Daca), Ricardo Fritsch, de Porto Alegre (RS), lembrou que o governo acredita e apoia o cooperativismo gaúcho. “O Rural Show é um exemplo de cooperativismo e esperamos que continue a crescer”, pondera.


Ano de comemorações deo 100 anos da Associação Theodor Amstad, que conta com entrevistas realizadas com lideranças cooperativas da região, no intuito de resgatar a história do padre jesuíta suíço, radicado no Brasil desde 1885. As gravações totalizaram oito horas de entrevistas que foram transformadas em um vídeo de 45 minutos. As ações do padre começou em 26 de fevereiro de 1912, em uma grande concentração popular pelo Katholikentag, realizado em Venâncio Aires (RS), com a fundação da Sociedade União Popular do Rio Grande do Sul (Volksverein). Um dos principais feitos do padre foi também a fundação da primeira cooperativa de crédito da América Latina, em 1902, atual Sicredi Pioneira RS. O livro Cooperar para Prosperar foi apresentado pelo presidente do Sistema Ocergs-Sescoop/RS, Vergílio Perius. Ao final do evento, foi feita uma visita ao acervo documental da associação, que se encontra incorporado ao memorial jesuíta da Unisinos desde 1998.

Associação Theodor Amstad celebra o centenário e Ano Internacional do Cooperativismo na Unisinos Christiaan van Hattem/Divulgação

O

miniauditório da Galeria Cultural da Unisinos, em São Leopoldo (RS), foi palco de um evento que transpirou a história cooperativa. A Associação Theodor Amstad comemorou, em parceria com a Unisinos, o centenário da entidade, além do Ano Internacional do Cooperativismo. Na oportunidade, ocorreu a apresentação do vídeo 100 Anos da Associação Theodor Amstad, apresentação da revista Sankt Paulusblatt, lançamento do livro Cooperar para prosperar e palestra sobre Cooperativismo e o Volksverein, ministrada pelo diretor da Biblioteca Unisinos, padre Aloysio Bohnen. Lideranças cooperativas do Estado estiveram presentes no evento, que buscou reforçar a importância da associação na preservação da cultura e da história cooperativa. O presidente da associação, João Luiz Mallmann, apresentou o ví-

Mallmann, Bohnen e Perius são as principais personalidades do tema no RS

Revista Expansão

Julho/2012

93


empreendedor

Segurança nas alturas

Por Graziela Dannenhauer | Fotos: Divulgação

Do chão aos arranha-céus, a Risco Zero Alpinismo Industrial está há dois anos no mercado gaúcho e conquista clientes a cada dia

94 Revista Expansão Julho/2012

E

les não são homens-aranhas e não têm asas, não são artistas, mágicos, pedreiros ou pintores, ou ainda faxineiro ou diaristas, eles são os alpinistas industriais. Esta é uma recente profissão que vem ganhando adeptos no mercado. Os que praticam o alpinismo, o rapel ou a escalada têm mais chances de entrar neste segmento, mas necessitam de muita humildade e determinação porque pode fazer poucas ou muitas coisas diferentes. Une-se o útil com o agradável, o esporte com a profissão. Eles podem ser comparados com aquela velha e exaustiva história da faxineira “ninja” do 10º andar do prédio residencial que vive pendurada lavando as janelas de vidro e que parece que vai cair a qualquer momento. A diferença no serviço está na responsabilidade que o patrão assume hoje em dia. As leis exigem que a execução de serviços de alto risco, mesmo que não se tenha claro esse tipo de serviço, deve ser executada com segurança. Hoje, os equipamentos de proteção individual, os tradicionais EPIs, fazem toda a diferença e evitam o pagamento de indenizações de acidentes de trabalhos altíssimas. Para quem pensa que o serviço


O importante é não colocarmos em risco a vida de ninguém. Hoje temos 60 funcionários que atendem o Sudoeste e aqui no Sul o mercado está crescendo. é simples e sem mistérios, engana-se. Neste caso todo o cuidado é pouco, mas a Risco Zero vem para atender a demanda do mercado, necessitado deste tipo de serviço com qualidade e alto desempenho. Eles lavam janelas e fazem muito mais que se pensa. Além disso, orientam sobre os cuidados com o pessoal em serviço, principalmente, nas alturas, por menor que seja ela.

Skate e surf Charles Becker (foto), 30 anos, é o proprietário da Risco Zero, que existe há quatro anos no mercado paulista. Ele é hamburguense e esportista – adora andar de skate e surfar. Saiu de Novo Hamburgo (RS) com os pais, depois de se formar em Eletrotécnica na Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, e foi para a Bahia, seguindo depois para Garopaba (SC). Abriu um restaurante com os pais. Posteriormente, surgiu a oportunidade de montar um parque de arvorismo na cidade e entrou de cabeça no negócio. Construiu com um amigo a trilha, mas ambos não sabiam como empreender e seguiram seus caminhos. Becker aprendeu muito com o colega sobre alpinismo e praticava rapel também nos finais de semana. Foi atrás de um curso de resgatista para

explorar o parque. Foi quando descobriu que havia, em São Paulo, uma empresa que fazia o atendimento de alpinismo industrial, a H3 Vertical. Foi morar em São Paulo e a aprender mais sobre o negócio. Como empreendedor visionário, se arriscava a fazer tudo que era necessário. Trabalhou como coordenador na H3 Vertical e depois de alguns anos abriu a sua empresa. Durante o tempo que morou e trabalhou na capital paulista, Becker foi reconhecido por decorar para o Natal a Ponte Estaiada Octavio Frias, que serve de pano de fundo do telejornal Bom Dia São Paulo, da Rede Globo, e também por decorar a Árvore de Natal paulista. Depois de conseguir nome e atingir o mercado de eventos, a empresa atende aos mercados dos Estados da Bahia, Rio de Janeiro, Espírito Santo e São Paulo, é em Novo Hamburgo, onde morou, que busca estabelecer a filial da Risco Zero. "Estamos competindo com o mesmo preço de mercado de outras empresas que fazem o mesmo trabalho sem EPI, sem segurança”, explica Becker. A empresa também presta consultorias para quem está com dúvidas de como proceder com determinada contratação de serviço. A Skol Sensation, evento que ocorreu neste ano em São Paulo (SP), foi atendida pela Risco

Zero. “O importante é não colocarmos em risco a vida de ninguém. Hoje temos 60 funcionários que atendem o Sudoeste e aqui no Sul o mercado está crescendo. Voltamos a lavar janelas de prédios altíssimos, mas nada nos impedirá de buscarmos nosso objetivo, de atender a eventos no Rio Grande do Sul e sempre com o registro de zero dias de acidentes de trabalho”, coloca Becker.

Quem é o alpinista industrial O profissional da Risco Zero trabalha com a conservação e manutenção predial e industrial, impermeabilização, instalações de linha de vida acima do telhado, instalação de placas, painéis, banners, enfeites e luminosos, limpeza de fachadas, de vidro, de totens d’água e telhados, manutenção de outdoors, limpeza e lavagem de tanques industriais, laudos técnicos, manutenção e inspeção de fachadas, torres, antenas, montagem de pontos de ancoragem, montagens de estruturas para shows e peças industriais, plantões de resgate, supervisão e coordenação técnica, troca de luminárias e instalações elétricas. Seus EPIs são de marcas renomadas Petzl e UltraSafe. Informações em www.riscozeroalpinismo.com.

Revista Expansão

Julho/2012

95


EMPRESAS & PRODUTOS

Internet

Mercado do Sapato inaugura loja virtual Inaugurada em 2002, de uma forma tímida, a Mercado do Sapato foi gradualmente conquistando espaço no mercado e agora sobe mais um degrau com a inauguração da loja virtual (www.mercadodosapato.com.br). Márcia Carasai Baptista, que está à frente do negócio juntamente com Andréa Strassburger, destaca a trajetória da empresa. “Sempre com humildade, cumplicidade, amizade e compromisso com nossos parceiros. Durante toda a nossa caminhada tudo valeu a pena, tudo nos tornou melhores. Hoje podemos nos orgulhar da postura que sempre assumimos, em cada um dos desafios que foram surgindo no passar do tempo, e das alegrias ao vencer cada um”, diz Márcia.

Finanças

Personal Consórcios com novos benefícios As empresas de consórcios são os empreendimentos que mais crescem atualmente. Eles oferecem oportunidades para quem sempre sonhou em adquirir um imóvel próprio, veículo, ou fazer aquela tão sonhada viagem e até mesmo uma cirurgia plástica. Em Novo Hamburgo (RS), a Personal Consórcios, empresa veiculada ao Grupo Herval, está de portas abertas para futuros investimentos. O espaço localizado na Avenida Victor Hugo Kunz, 1.973, no bairro São Jorge, conta com uma diversidade de ofertas de consórcios. Para divulgar a nova casa e apresentar os novos valores dos consórcios, os diretores Paulo Roberto Dutra, Inedina Rosa de Oliveira e a consultora de vendas, Diana Dutra, visitaram a Revista Expansão em 6 de junho. Conforme o diretor Dutra, o consórcio é uma forma mais barata de se comprar e de planejar os investimentos. “Vale mais a pena comprar por consórcio do que à vista”, garante. Mais informações pelo telefone (51) 3594-4111ou no site www.personalconsorcios.com.br. Gustavo Henemann/Especial

Fotos: Divulgação

Diana, Dutra e Inedina divulgam o empreendimento

Novidade

Glassral lança copos memes A empresa de Sapiranga (RS) se inspirou na Internet para a criação dos novos copos. Os memes são uma mania, bem como uma diversão na web, além de ter inúmeros fãs no mundo todo. Pensando nisso, a empresa lançou uma linha de copos memes, composta por seis copos que ilustrados com os desenhos. Para marcar o lançamento destes copos, estão sendo realizadas promoções na página do Facebook - www.facebook.com/ glassral. Mais informações no site www.glassral.com.br.

Pet

Cães podem ser adestrados a partir dos 45 dias A partir dos 45 dias de vida de um cãozinho já é importante receber orientações de como cuidar do seu animalzinho de estimação. A Escola Dalmatas Adestramento de Cães (foto) já oferece este tipo de serviço. Situada em Novo Hamburgo (RS), a escola adestra qualquer raça e também desenvolve atendimento comportamental. Algumas já foram atendidas pelo estabelecimento que funciona há um ano e meio na cidade, entre elas, Border Collie, Rottweiler, Shih tzu, Labrador e Dálmata. De acordo com o adestrador e proprietário da escola, Carlos Constante, o serviço é prestado com base nas técnicas aprendidas com Tomás Szpigel (por meio do Curso de Adestramento Natural) e no esporte Schutzhund, que trabalha três pilares – o faro, a obediência e a proteção. O atendimento é domiciliar. Informações em www.escoladalmatas.blogspot.com ou (51) 9140-5160.

Promoção

Vinícola Don Giovanni lança novo site O site da vinícola Don Giovanni, de Pinto Bandeira (RS), está de cara nova. O endereço eletrônico permanece o mesmo – www.dongiovanni.com.br –, mas a página apresenta novidades, trazendo informações sobre a história da vinícola e da pousada DG, fotos, produtos, entre outros. Outra novidade é que os internautas podem acompanhar a Don Giovanni nas redes sociais. E para comemorar o lançamento do novo site, a Don Giovanni preparou uma promoção especial em junho.

96 Revista Expansão Julho/2012


Danielle Xavier/Divulgação

Aniversário

Mega festa comemora 40 anos da CVC

Leite, Hahn, Vertemati, Serafim e Elisabeth

A festa em comemoração aos 40 anos da CVC Viagens foi realizada em 23 de junho na Casa do Gaúcho, situada no Parque Maurício Sirotsky Sobrinho, em Porto Alegre (RS). O evento reuniu clientes, agentes de viagens e funcionários da CVC de todo o Rio Grande do Sul. A festa foi realizada para um público de mais de 800 pessoas e contou com a participação de diversos hoteleiros e secretarias de turismo que fizeram exposição de seus hotéis e destinos no início do evento. O Mega Aniversário CVC foi animado pelos shows das Bandas Dublê e Papas da Língua. O Guri de Uruguaiana também participou, realizando alguns dos sorteios que tiveram como destinos: Porto Seguro, Maceió, Porto de Galinhas e Resort em Gramado. Representantes da CVC, Reinaldo Leite, Gustavo Hahn, Roberto Vertemati, Adauto Serafim e Elisabeth Costa, fizeram o sorteio.

Hidratação

Lounge Hair promove tarde de beleza

Fotos: Divulgação

Em 20 de junho, a proprietária da Lounge Hair Isis Luciana e seus colaboradores (foto), juntamente com a marca de cosméticos Keune, promoveram uma tarde de beleza às clientes. Cada uma foi presenteada com maravilhosas hidratações (foto). De acordo com a proprietária da Lounge Hair, Isis Luciana da Silva, agradece a todas as clientes que prestigiaram o evento. A Lounge Hair está situada na Rua Corte Real, 128, no Centro de Novo Hamburgo. Informações em (51) 3035-6048 ou www. loungehaircentrodebeleza.com.br.

Telefonia

Oi vai investir R$ 290 milhões no RS em 2012 O presidente da Oi, Francisco Valim, anunciou em 15 de junho que a empresa pretende investir cerca de R$ 290 milhões no Rio Grande do Sul ao longo deste ano. O valor será aplicado na modernização de toda a rede de telefonia móvel 2G, 3G e banda larga. O valor supera em mais de 32% os R$ 220 milhões que foram investidos pela companhia em 2011. Em abril deste ano, a empresa possuía no Rio Grande do Sul 1,9 milhões de clientes na telefonia móvel, 1,6 milhões na telefonia fixa, 450 mil em banda larga e 36 mil em TV por assinatura, além de disponibilizar 60 mil telefones públicos em todo Estado.

Revista Expansão

Julho/2012

97


tecnologia

O peso da informação

digital

Associação internacional busca unificar informações em codificações eletrônicas de produtos, oferecendo segurança ao consumidor

I

Por Caren Souza, que viajou à convite da GS1 Brasil | Fotos: Divulgação

mpossível assistir a um evento sobre automação sem lembrar do filme Matrix. Quanto mais se conhece sobre o assunto, mais se tem a sensação de que um monte de números e códigos irão despencar à nossa frente a qualquer momento. Para quem não conhece o universo deste setor, saber que o alimento que entra em nossas casas, por exemplo, pode ser rastreado desde a semente, não deixa de ser uma incrível descoberta. Tudo isso graças ao que parece um conjunto de risquinhos: o código de barras. Isso não só é possível como já é uma

98 Revista Expansão Julho/2012

realidade que tende a ser cada vez mais abrangente. Para discutir detalhes sobre automação é que a GS1, Associação Brasileira de Automação, realizou a 2ª edição da conferência Brasil em Código – 2ª Conferência Internacional de Automação e Logística, realizado no Sheraton WTC, em São Paulo (SP), em 14 de junho. Com um rol de palestrantes altamente qualificados, o evento foi palco de debates muito técnicos, mas uma coisa ficou clara: para qualificar cada vez mais as informações contidas no código de barras, as indústrias precisam que seus fornecedores também invistam em automação.


Segurança alimentar Os filmes que retratavam o domínio da informação no século 21 hoje já parecem realidade, ou quem sabe estejam até mesmo atrasados. Tecnologia para controlar as informações transmitidas – principalmente através da web – já existem. Como o mapa de tráfego em Manhattan, apresentado pelo palestrante inglês Mark Harrison, onde o fluxo foi medido pelos acessos a celulares em um conjunto de rodovias. Através dos sinais captados por antenas, foi sendo formado um mapa colorido, que mostrava com riqueza de detalhes a realidade do movimento nas estradas. E isso acontece (ou já pode acontecer também) com os alimentos. Um produtor de maçãs X, por exemplo, reúne todas as informações sobre sua safra, que fica em um selo que é colado em cada fruta. Assim, se um consumidor tiver qualquer moléstia em função do consumo do produto, poderá identificar que ingeriu o produto X e não Y. A identificação também auxilia os supermercadistas na escolha de seus fornecedores e acaba com a insegurança do consumidor quanto ao prazo de validade dos produtos. Ficaria impossível burlar esse dado.

Saúde chipada A saúde é outro exemplo clássico do que os consumidores buscam em termos de segurança. Quem nunca teve medo de receber um medicamento errado? Neste sentido, a indústria farmacêutica é uma das mais avançadas e que mais busca soluções para se aprimorar em termos de codificação. Na carona desse setor avançado, alguns hospitais já começam a se automatizar. No Rio Grande do Sul, o melhor exemplo é o Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre (RS). Nesta casa de saúde, todos os pacientes recebem uma pulseirinha com um chipe, onde fica registrada toda a medicação prescrita. Assim, o código de cada medicamento é lido antes de ser administrado, evitando qualquer chance de erro na medicação dos pacientes. São as maravilhas que a tecnologia proporciona.

Revista Expansão

Julho/2012

99


tecnologia

Brasil é destaque O Brasil ocupa, atualmente, uma posição de ponta junto a outros dez países, entre eles Estados Unidos, Japão, Alemanha e Espanha. A informação é do presidente da GS1 Brasil, João Carlos Oliveira. O País conta com diversos grupos de trabalho, que desenvolvem simultaneamente a padronização para muitas áreas. Hoje, o Brasil faz parte de um grupo mundial que envolve os CEOs de grandes corporações da área da saúde, onde lidera muitas ações. Trata-se do Global Office, cujo objetivo é disseminar conhecimento, ciente de que as coisas não acontecem no mesmo momento.

Custo da tecnologia Oliveira faz questão de esclarecer a questão do custo da automação, apontada por muitas pessoas como a principal barreira.“Claro que há tecnologias caras de serem implantadas, mas temos soluções para todos os padrões de preços. Para se ter uma ideia, dentro os 55 mil associados da GS1, 90% são pequenas empresas”, apontou. Um dos cases mais conhecidos no Rio Grande do Sul é o Grupo de Otimização Logística (GOL), desenvolvido para a cadeia do calçado, e cuja discussão já avançou muito. “É um grupo muito forte, muito bem embasado”, lembrou o dirigente.

O que é a GS1? A GS1 é uma associação fundada nos Estados Unidos, mas hoje sua sede é na Bélgica, na Europa, e representa um conjunto de padrões internacionais para automação e codificação de cadeias de produtos, que é o sistema GS1. Embora se trate de uma associação, a GS1 não é uma entidade de classe e não tem fins lucrativos. Seu produto é o padrão de codificação e seus associados são empresas de diversos setores que utilizam a codificação, bem como empresas de automação que desenvolvem as soluções. A GS1 trabalha muito com redes de informação setorial, em uma espécie de crowdlearning, ou seja, forma grupos de trabalho em setores da economia que precisam de codificação, e cada representante do grupo repassa aos demais seus conhecimentos e informações específicas. Dessa forma, fica mais fácil formatar a codificação de forma a agregar informações de toda a cadeia.

Os principais tipos de codificação: Código de barras: Velho conhecido dos brasileiros. É um código impresso que emite a identificação de produtos. Muito utilizado na indústria de alimentos e de higiene e limpeza também. Etiqueta RFID: Uma etiqueta que contém, em seu interior, um transponder RFID (a sigla, originária do inglês, significa “identificação por radiofrequência”). O objeto pode ser colocado nas embalagens dos produtos (assim como em animais, pessoas e medicamentos) e contém chips de silício e antenas que permitem responder aos sinais de rádio enviados por uma base transmissora.

100 Revista Expansão Julho/2012

Oliveira ocupa o cargo máximo da GS1 Brasil no País


Automação A assessora de Marketing e de Relações Institucionais da GS1, Flávia Ponte Costa (foto), concedeu entrevista exclusiva à Revista Expansão, após a conferência em São Paulo (SP), onde explanou sobre peculiaridades da automação no Brasil, como custos, fornecedores, tendências e iniciativas da GS1 para disseminar o conhecimento no País. Confira a entrevista:

Quais os setores que mais usam automação no Brasil? O varejo é um dos principais, pois a automação se faz presente em empresas de todos os portes. Isso é potencializado através de uma parceria que temos com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), onde as empresas são estimuladas à inclusão digital. Mas além deste, os setores têxtil, de medicamentos, de material de construção e de alimentos (principalmente hortifrutigranjeiros) utilizam muito. Ficou claro na conferência que as multinacionais têm necessidade de ter fornecedores que utilizem as codificações. O que a GS1 está fazendo neste sentido? Nós tentamos levar a informação aos empresários. Temos ferramentas de divulgação como uma revista e um evento chamado GS1 vai até você; onde fornecemos informações completas. Além disso, trabalhamos em um sistema baseado no compartilhamento de informações, onde todos os atores do processo são porta-vozes das ações. Trabalhamos muito de forma associada e todos trocam informações. O grande objetivo

da GS1, que detém a tecnologia de classificação de produtos comerciais, é a garantir a informação confiável. Se o consumidor tem alergia a um produto que não está descrito na embalagem, pode gerar um grande problema. Nesse sentido, os supermercados são os grandes pioneiros no uso da automação. Como fica a questão do custo? É preciso avaliar de acordo com o sistema que se quer, desde o mais simples até o mais complexo. Mas o mercado de sistemas está bem abastecido. Entre os nossos associados, 86% é formado por pequenas e micro empresas, o que demonstra que há como fornecer sistemas para os pequenos. Você acredita no crescimento da automação sem uma obrigatoriedade do governo ou na mudança de mentalidade? Acredito que no futuro haverá exigência de automação por parte do consumidor e do governo também. A própria nota fiscal eletrônica é uma forma de identificar as operações das empresas, e acredito que seja o primeiro passo para gerir melhor as informações que possuímos.

Revista Expansão

Julho/2012

101


feiras&eventos

Francal aquece o segundo semestre Por Sílvia Kröff/Repórter freelancer | Fotos: José Roberto Comodo Filho/PrimeiraPágina/Divulgação

Mesmo com a queda nas vendas de calçado no início do ano, as vendas recentes geraram expectativas positivas para a economia até o final de 2012

O

setor calçadista confirma suas expectativas otimistas de venda para o segundo semestre. Os lojistas brasileiros, que visitaram a Feira de Calçados, Acessórios de Moda, Máquinas e Componentes (Francal), que ocorreu de 26 e 29 de junho, no Parque do Anhembi, em São Paulo (SP), têm consciência da importância da mostra comercial e de lançamento de moda que foi o evento. “A segunda metade do ano começa com a Francal. É com a feira que lança as coleções primavera-verão 2012/2013 que ocorre o aquecimento nos negócios. Os expositores estão otimistas em recuperar as perdas do primeiro semestre”, salienta o presidente da Francal, Abdala Jamil Abdala. Ao mesmo tempo, os fabricantes fecharam bons negócios para a segunda metade do ano. As vendas do varejo, apontaram os produtores de calçados, foram realizadas de forma mais consciente. “As compras estão mais comedidas, não existe a mesma euforia de anos anteriores, os lojistas estão mais realistas”, destaca a estilista da Brenner’s Calçados de Novo Hamburgo (RS), Marília Madá Braun. Ela conta ainda que a aceitação do lojista pela coleção de verão foi grande uma vez que vem com valor agregado. Para o diretor da grife Peace, Edinei Hoff, empresa com sede em Três Coroas (RS), a feira foi muito boa, tendo pedidos fechados até o mês de outubro. “Lamento não ter conseguido abrir novos clientes devido às cotas que estão esgotadas. Até o final deste ano deveremos aumentar a produção passando de mil para 1,5 mil pares diários.”

102 Revista Expansão Julho/2012


É com a feira que lança as coleçþes primavera-verão 2012/2013 que ocorre o aquecimento nos negócios. Os expositores estão otimistas em recuperar as perdas do primeiro semestre.

Curso TĂŠcnico em

CRIAĂ‡ĂƒO E COORDENAĂ‡ĂƒO DE MODA

GaĂşchos priorizam circulação Um espaço para receber o maior nĂşmero de visitantes. Assim foram os estandes coletivos de Novo Hamburgo e do Rio Grande do Sul – os dois juntos tiveram cerca de cem expositores. AlĂŠm de calçados sociais e esportivos, quem conferiu o espaço encontrou ainda bolsas, acessĂłrios e roupas. Os estandes foram projetados para priorizar a visĂŁo de quem estava do lado de fora e o atendimento de quem estava em seu interior. “Ele ĂŠ amplo, com bom espaço para circulação de pessoasâ€?, detalha MarĂ­lia. AlĂŠm da Ăłtima visitação de lojistas, compradores e importadores aos estandes coletivos gaĂşchos, a qualidade dos visitantes que compareceram no Parque Anhembi, para conhecer as novidades que estarĂŁo desfilando nas principais vitrines brasileiras, para a temporada primavera-verĂŁo 2012/2013, foi um dos pontos altos da Francal. Os expositores foram unânimes quanto Ă visitação de lojistas, compradores e importadores, destacando que existem contatos para vendas pĂłs-feira, alĂŠm dos que foram concretizados no perĂ­odo da mostra. O otimismo ĂŠ levado em consideração pelo setor estar saindo de um primeiro semestre difĂ­cil, prejudicado pela perda do poder aquisitivo da população. Para os expositores, a expectativa de reação da economia para o segundo semestre foi uma das marcas da Francal.

INĂ?CIO DAS AULAS EM AGOSTO

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

MATRĂ?CULAS ABERTAS

Senac Novo Hamburgo 3VB#FOUP(POĂŽBMWFT t

www.senacrs.com.br/nh

Revista ExpansĂŁo

Julho/2012

103


comércio Divulgação

CDL-NH completa 50 anos Entidade hamburguense é a representação máxima do comércio lojista de Novo Hamburgo

Prédio que abrigará a entidade na Rua Domingos de Almeida, em Novo Hamburgo, está em processo de finalização para este ano

E

m 9 de julho de 1962, um jantar no Restaurante dos Espelhos da Sociedade Ginástica Novo Hamburgo serviu para que comerciantes da cidade acertassem a fundação da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Novo Hamburgo, a CDL-NH. Os primeiros 50 anos se passaram e a entidade segue o propósito dos fundadores que muitas vezes deixaram de lado seus negócios para unir forças a fim de ter um comércio mais forte em Novo Hamburgo (RS). Alguns já não mais estão entre nós, mas todos deixaram sua marca, seu trabalho e seu legado para outros lojistas que vestem com orgulho a camisa da CDL, que um dia foi chamada de Clube de Dirigentes Lojistas. A alteração para Câmara de Dirigentes Lojistas ocorreu em 19 de

104 Revista Expansão Julho/2012

setembro de 1994, em uma convenção nacional realizada em Goiânia. A denominação mudou, mas a garra e a determinação dos lojistas seguiram sendo as mesmas, honrando a iniciativa dos fundadores da entidade hamburguense agora cinquentenária: Dalso Weissheimer, Armando Fracasso, Albano Henkel, Wálter Heidrich, Vinícios Seelig, Lauro Steigleder, Friedmann Ziegler, Arnaldo Schmitz, Renato Weber Silveira, Alceu Mário Feijó, Tibério Bossle e Sérgio Hass. Em 27 de junho de 1962, estes visionários se reuniram na Sociedade Aliança para trocar ideias sobre a necessidade de deixar as diferenças de lado e tornar realidade a entidade poucos dias depois. A primeira diretoria contou com o presidente Schmitz; o vice-presidente Fracasso; o diretor-secretário Seelig, e o diretor tesoureiro Henkel.


Fotos: Divulgação

Os presidentes

Carasai é o presidente 2012

A necessidade de organização Com a necessidade de organização e para dar fim às então denominadas improfícuas rivalidades, surgia a entidade que agora completa 50 anos de história. A declaração do primeiro presidente se tornou emblemática para justificar o surgimento da agora chamada Câmara de Dirigentes Lojistas: “Acabar com os velhos tabus e preconceitos arcaicos que travavam um maior desenvolvimento da vida econômica da cidade”. Com esse recado, o histórico Schmitz procurou ressaltar que somente com a união de todos empresários é que a CDL teria futuro. Por causa disso, uma das metas firmadas pela primeira diretoria foi a de criar um clima de cooperação, trocar informações, ideias e experiências profissionais. E as ações conjuntas sugeridas naquele jantar foram colocadas em prática já um ano depois. Em 1963, surgia o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), fonte de informações instantâneas e fundamentais para que o lojista não tivesse prejudicada sua venda e para que o cliente com pagamentos em dia obtivesse a possibilidade de fazer suas compras em prestações. Aliás, a palavra crédito foi decisiva para que a CDL-NH chegasse ao seu cinquentenário. Como presente pelos seus 50 anos de história, a entidade está se preparando para inaugurar sua moderna e imponente sede, na Rua Domingos de Almeida, 708, Centro.

1962 – Arnaldo Schmitz 1963 – Friedmann Ziegler 1964 – Lauro Picolli 1965 – Otto Schneider 1966 – Albano Henkel 1967 – Julio Weissheimer 1968 – Carlos Silva 1969 – Lauro Steigleder 1970 – Oldemiro Martins 1971 – Antonio Cavasotto 1972 – Otto Schneider 1973 – Lauro Steigleder 1974 – Arnaldo Schmitz 1975 – Mário Fensterseifer 1976 – Antonio Cavasotto 1977 – Osmar Kiewel 1978 – Sérgio Wollmeister

1979 – Sérgio Wollmeister 1980 – Alerto Mossmann Neto 1981/1982 – Julio Weissheimer 1983/1984 – Julio Weissheimer 1985/1986 – Sérgio Borba 1987/1988 – Edison dos Santos 1989/1990 – Julio Weissheimer 1991/1992 – Julio Weissheimer 1993/1994 – Julio Weissheimer 1995/1996 – Egydio Zilles 1997/1998 – Egydio Zilles 1999/2000 – Diego Martinez 2001/2002 – Diego Martinez 2003/2004 – Miguel Kunz 2005/2006–Remi Carasai 2007/2008 – Remi Carasai 2009/2010 – Leonardo da Silveira 2011/2012 – Remi Carasai

Eles fazem parte da história Em seus 50 anos de história, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Novo Hamburgo teve 21 presidentes, nove deles já morreram: Arnaldo Schmitz, Friedmann Ziegler, Lauro Picolli, Albano Henkel, Carlos Silva, Lauro Edimo Steigleder, Oldemiro Cezar Martins, Mário Fensterseifer e Osmar Luiz Kiewel.

Em 1974, o então presidente da CDL-NH, Julio Weissheimer, recebe um bóton dos mil gols do Pelé justamente das mãos de Edson Arantes do Nascimento, na 15ª Convenção Nacional Lojista, no Rio de Janeiro (RJ)

Revista Expansão

Julho/2012

105


CRÔNICA

ECONOMIA & NEGÓCIOS

Por Osvino Toillier

Preservação ambiental

Professor, escritor e presidente do Sinepe/RS osvino@sinepe-rs.org.br

Humanismo, por favor! Divulgação

Gestão para o meio ambiente E-tab Tecnologia e Gestão oferece o Finding ao mercado, novo produto para administração Divulgação

S

empre de novo me lembro da famosa frase de Charles Chaplin: ‘Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos: nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco. Mais do que de máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura. Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido’. Olho para o mundo de hoje com inquietação diante das evidências de ausência de humanismo, que deveria ser o centro da existência, para a formação de sociedade fraterna, solidária e afetiva. O que vejo em lugar disso é competição, indiferença, individualismo, quando não frieza do mercado: não serve, troca por outra peça. A única instituição que não pode reproduzir este quadro é a escola, porque ela está revestida de sacralidade e precisar guarnecer os valores mais sublimes, mesmo que o entorno opere fora deles. Se a instituição educacional não conseguir fugir de características mercadológicas, mesmo assim será sempre empreendimento especial, diferenciado, onde o calor humano, o respeito e o afeto estarão na linha de frente, para acolher pessoas e ajudar a formá-las na frequência do amor e da capacidade de perdoar. Se a escola renunciar a esta premissa, a sociedade estará seriamente ameaçada, e a pretensão de formar vencedores e feras para o mercado aumentará o risco de cada vez maior violência e desumanidade. Espero que os dirigentes educacionais sejam suficientemente corajosos e não se dobrem diante de teorias que perigosamente empobrecem o escopo das instituições, construído ao longo de séculos de duro trabalho e definitivamente vai excluir o que mais rico e diferenciado se tem: humanitas, ou seja, humanidade. Se não formos capazes de preservar esta máxima, teremos retirado da escola o que ela tem de mais precioso e sublime: afeição e doçura.

106 Revista Expansão Julho/2012

O

comprometimento com a responsabilidade socioambiental das empresas faz parte da realidade da maioria delas inseridas no mercado globalizado. Cada vez mais está se difundindo a ideia de que todas as pessoas são responsáveis pelo planeta que será deixado para as gerações futuras e essa preocupação também faz parte das organizações. Um dos maiores desafios dentro de uma empresa é justamente contribuir para a economia de papel no dia-a-dia. Conforme a gerente da Qualidade da e-tab de Novo Hamburgo (RS), Camila de Castilhos, a busca pelo desenvolvimento sustentável, leva as organizações a buscarem ações alternativas para diminuir os aspectos ambientais, minimizando o impacto no meio ambiente causado por suas atividades, bem como estabelecer ações sistemáticas de controle, monitoramento e prevenção da poluição. A partir dessa constatação, cada vez mais as empresas têm adotado o Enterprise Content Management (ECM), ou Gerenciamento de Conteúdo Empresarial, que antigamente era conhecido como Gerenciamento Eletrônico de Documentos (GED). O ECM reúne tecnologias que são utilizadas para controlar o ciclo de vida das informações não estruturadas, que podem ser documentos eletrônicos e em papel.

Finding Com base nestes dados e utilizando o conceito de ECM, a e-tab Tecnologia e Gestão desenvolveu o Finding, que permite o gerenciamento completo do conhecimento de uma empresa. O diretor comercial da e-tab, Renan Köche (foto), explica que ferramentas tecnológicas que auxiliam as empresas a produzirem menos papel. “Quando iniciamos o trabalho de gestão documental, em média 40% dos documentos são descartados – triturados e reciclados –, pois geralmente são coisas que elas não precisam mais guardar e não sabem. Depois que os documentos foram digitalizados, são armazenados apenas 30%. Ou seja, com o Finding reduzimos 70% dos arquivos físicos que armazenam informações importantes”, explica Köche.


Mercado

AzDirect abre filial A empresa de Curitiba especializada em soluções de mídia direta com escritórios em Florianópolis, Uberlândia e São Paulo, abriu uma filial na capital gaúcha. A AzDirect desenvolve ações para divulgar produtos e serviços diretamente ao público-alvo dos clientes usando meios inseridos no cotidiano das pessoas – como sacos de pão, caixas de pizza, sacos de pipoca, folhetos de programação do cinema -, distribuídos através de canais como panificadoras, pizzarias, cinemas, supermercados, academias, entre outros. Mais informações podem ser obtidas no site www.azdirect.com.br.

Atendimento

CDL-SL com novo projeto A Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de São Leopoldo (RS) fechou contrato com a Faro Treinamento Brand Coaching para a realização do Projeto Cliente Oculto 2012. Conforme o presidente da instituição, Olinto Menegon, este é o quinto ano que a entidade desenvolve o projeto. “Hoje a qualidade dos atendimentos dos associados da entidade evoluiu 75% em função do projeto”, afirma. No mês de setembro, os 15 primeiros vendedores e lojas – receberão um troféu, sendo os dois primeiros agraciados com prêmios.

Couro

Setor deve fechar ano com redução Em 12 de junho, ocorreu a reunião mensal de associados da Associação das Indústrias de Curtumes do Rio Grande do Sul (AICSul), que teve como palestrante o consultor econômico da entidade, André Maurício dos Santos. Segundo ele, a produção brasileira de couro terá uma suave redução, sustentada por uma pequena queda na disponibilidade de matériaprima, equilibrada por uma redução no volume exportado e o mercado interno estável. Assim, a produção no final do ano será de 40 milhões de couros produzidos. Para 2012, o consultor prevê que o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro poderá crescer entre 2,3% e 3,8%. A inflação deve ficar entre 4,3% e 5,3%. A balança comercial poderá apresentar números piores em razão da queda no valor das commodities.

Caco Argemi/Palácio Piratini

Transporte

Marcopolo anuncia investimento Em 13 de junho, em reunião realizada no Salão dos Banquetes, do Palácio Piratini em Porto Alegre (RS), o presidente do Conselho de Administração da Marcopolo, Mauro Bellini, anunciou ao governador Tarso Genro que o programa de investimentos do grupo prevê R$ 450 milhões, até 2016. Deste total, R$ 350 milhões serão utilizados em suas unidades no Rio Grande do Sul e, o restante, R$ 35 milhões, para a fábrica de ônibus Volare, no Espírito Santo. O investimento da Marcopolo segue um plano estratégico elaborado e aplicado de 2007 até 2016. Neste período, a empresa deverá investir R$ 1 bilhão, com a geração de milhares de novos empregos, entre diretos e indiretos. Somente nas fábricas de Caxias do Sul (RS) serão aplicados R$ 100 milhões em 2012 e 2013.

Revista Expansão

Julho/2012

107


Vida segura

ECONOMIA & NEGÓCIOS

Por Adriano Fleck Consultor de segurança adrianofleck@revistaexpansao.com.br | asi@sinos.net

Experiência

José Galló palestra na ADVB/RS

Receita descobre fraude com crédito tributário

A

108 Revista Expansão Julho/2012

Impostos

Governo federal reduz IPI No final do mês de maio, o governo federal anunciou novas medidas de incentivo ao consumo e zerou o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) dos automóveis com motor 1.0. Também reduziu à metade o imposto para modelos de maior potência. No total, as empresas informaram que houve queda de 4% a 10% do preço final dos veículos. Já os bancos se comprometeram em reduzir o valor da entrada, os juros e alongar os prazos de pagamento. De acordo com a Sincodiv/Fenabrave-RS, no período inicial de junho, houve um aumento de 50% na circulação de clientes nas concessionárias. A venda de automóveis e comerciais leves no RS nos primeiros 10 dias de junho apresentou crescimento de 38,27% se comparado ao mesmo período do mês de maio. Só em automóveis, o índice foi ainda maior, de 45,90%. Relacionado com o mesmo período do ano passado, autos e comerciais leves o crescimento é de 56,18%. Só em automóveis a alta foi de 65,45% se comparado a junho de 2011.

Claudio Fachel/Divulgação

Receita Federal, em São Paulo, descobriu uma nova fraude que vem ganhando força no Estado. O golpe envolve a criação de falsos créditos tributários para abatimento de débitos de impostos e contribuições federais. O Fisco calcula que nos últimos meses cerca de R$ 110 milhões foram lançados indevidamente. Em função da maior frequência no uso do golpe, a Receita, em São Paulo, iniciou nova fiscalização na qual tem feito acompanhamento mensal e até semanal da utilização de créditos fiscais. Como tem cinco anos para fiscalizar e autuar, a Receita privilegia a análise de operações que estejam na iminência de ultrapassar esse período. É exatamente esse prazo que os fraudadores vêm usando a seu favor. Na prática, os golpistas utilizam o preenchimento de um documento eletrônico chamado de PER/DCOMP, por meio do qual as empresas declaram o pagamento de tributos com a compensação de créditos. O preenchimento dessa declaração não deixa muita margem para manipulação porque seus dados são muito amarrados com informações fornecidas à Receita por meio de outros documentos eletrônicos. Há, porém, uma brecha que está sendo aproveitada por golpistas: um campo no qual a empresa pode declarar créditos tributários com habilitação solicitada em processos administrativos. Nesse campo, são informados os dados do suposto crédito, o tributo a que se refere e seu valor. Segundo técnicos da Receita, em alguns casos esses processos administrativos existem, mas são de assuntos e valores diversos do declarado. Em outros casos, o processo administrativo está registrado no sistema, mas não há processo físico, o que indicaria envolvimento de servidores públicos no esquema de fraude. Segundo técnicos da Receita, a declaração falsa é feita por consultores golpistas que oferecem uma operação de redução ou de eliminação do débito tributário para as empresas. Possivelmente, as empresas contribuintes não sabem como a operação é feita. Conforme o mesmo técnico, a solução oferecida por esse consultores atrai porque a remuneração pedida pelo serviço é cobrada somente depois que o débito é efetivamente reduzido ou eliminado. Os golpistas possivelmente usam processos administrativos nos quais o crédito é habilitado em 30 dias, caso não haja manifestação em contrário da Receita Federal. O uso de crédito tributário originado de ação judicial precisa ser habilitado via processo administrativo. O formulário eletrônico, o campo de compensação por crédito habilitado dessa forma permite o preenchimento livre e, por enquanto, não há vinculação automática por meio do número do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), como acontece com outros dados. O fato de a Receita normalmente não conferir os valores ou a existência dos processos administrativos pouco tempo depois de o contribuinte colocar os dados para compensação na PER/DCOMP garante que o processo seja mais célere, apesar de permitir ações fraudulentas. Isso permite a fraude, mas a Receita não está equipada hoje para fazer a fiscalização em um curto espaço de tempo. Se a Receita fixar um prazo menor para fiscalização, ela realmente não conseguiria dar conta. Seria possível a Receita cruzar os dados com mais agilidade. Ela tem tecnologia para fazer isso de maneira rápida. As multas por fraudes como essa podem chegar a 150% do débito compensado, e só seria aplicada ao contribuinte. Já na esfera criminal, ele acredita que todos os envolvidos na fraude devam responder. A pena seria de dois a cinco anos de prisão, e em ambos os casos, a responsabilidade pela empresa recairia sobre sócios ou representantes.

Tânia Meinerz/Divulgação

Em 14 de junho, o diretor presidente da Lojas Renner, José Galló, deu início ao Ciclo de Palestras Você com o Presidente da ADVB/RS. No encontro, o executivo contou de forma bastante informal suas experiências ao longo de 40 anos, 30 dos quais no setor varejista, e revelou caminhos para o sucesso no meio empreendedor. A outra palestra do ciclo ocorreu em 27 de junho, com David Neeleman, fundador e presidente da Azul Linhas Aéreas Brasileiras. Todos os eventos integram as comemorações dos 50 anos da ADVB.

impsa

Anúncio de R$ 87,5 mi em investimento No Seminário Panorama de Energia Eólica no Rio Grande do Sul, promovido em 15 de junho, a empresa argentina Impsa confirmou a intenção de investir R$ 87,5 milhões em uma planta de aerogeradores no Estado. O local da nova fábrica, que vai gerar 350 empregos diretos, ainda não está definido. De acordo com o vice-presidente da empresa, José Luis Menghini, as vantagens logísticas foram decisivas para o projeto de produzir 220 aerogeradores anualmente. O seminário foi promovido pela Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do Investimento juntamente com a Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento, em parceria com a Associação Brasileira de Energia Eólica e o CanalEnergia, com o objetivo de aprofundar a discussão sobre o potencial eólico no Estado.


Empreendedorismo

Valetec apoia o coworking

Caren Souza/Especial

O escritório colaborativo Blend Coworking, do empresário Luis Gustavo de Oliveira, que fica em Novo Hamburgo (RS), é o primeiro espaço do ramo no Vale do Sinos, e está sendo apoiado pela Associação de Desenvolvimento Tecnológico do Vale (Valetec). O ambiente busca criar uma relação entre os empreendedores regionais, possibilitando uma nova mentalidade de negócios que seja baseada na sinergia e sustentabilidade. Além da redução de custos, o espaço oferece uma série de outros benefícios, como a flexibilidade e acessibilidade. Os profissionais poderão utilizar o ambiente através de pacotes de hora ou planos mensais, de acordo com a sua necessidade e disponibilidade. O local também conta com espaços para palestras e reuniões que estarão disponíveis para locação. Mais informações no site www.blend. vc ou no Facebook www.facebook.com/BlendCoworking.

Construção

Construsinos completa 26 anos A Construsinos foi fundada em junho de 1986 e completa 26 anos de história em Novo Hamburgo (RS). A proprietária Rosane Klein da Silva tem uma história de sucesso construída sobre bases sólidas. No início das atividades, quando tinha também outros sócios no comando do empreendimento, a empresa atendia os setores de compra e venda, locação e construção civil. Após um período de cinco anos fora do mercado – entre 1995 e 2000, quando Rosane licenciou-se para cuidar da saúde – a Construsinos retornou às atividades com força total, desta vez sem o serviço de locação, e sob o comando exclusivo da empreendedora. Como pontapé inicial, buscou a parceria da construtora Mosmann, empresa com a qual alinhavou muitos negócios e ajudou a construir muitos espaços na cidade. São seis corretores de imóveis e uma assessoria jurídica e contábil para melhor orientar os clientes. Recentemente, o peso do time aumentou com a entrada dos corretores Inês Solange Mosmann e Patrício Corteletti. Mesmo tendo como carro-chefe a venda de imóveis na planta, a Construsinos atua como um agente completo na área imobiliária, desde a negociação de compra e venda de grandes terrenos para os empreendimentos até chegar à fase final, que é a venda ao consumidor. E a próxima etapa de seu crescimento já está traçada, porém ainda sem prazo definido: reabrir o setor de locação de imóveis.

Tenho dor na coluna, o que fazer?

A

coluna vertebral é uma das mais importantes estruturas de sustentação do corpo humano, bem como de proteção da nossa medula nervosa. No entanto, por estar preenchida de nervos, também pode ser causa de dores de difícil tratamento. Não só eliminar a dor, mas também diagnosticar a estrutura responsável pela dor é tarefa que pode exigir inúmeras consultas médicas e diferentes formas de tratamento. A boa noticia é que cerca de 90% das crises de dor na coluna são auto-limitadas e desaparecem num período médio de quatro a oito semanas. Mesmo assim, devido ao fato da prevalência da dor na coluna ser grande, os 10% restantes podem ter que seguir um caminho longo à procura de cura de sua dor. Para o diagnóstico, o médico pode lançar mão das radiografias, da tomografia computadorizada, da ressonância magnética, da eletroneuromiografia e da cintilografia óssea. O tratamento inicial é composto de medicação analgésica, anti-inflamatória e relaxantes musculares. Pode-se associar o tratamento fisioterápico, a acupuntura e quiropraxia. A partir deste ponto, os pacientes que não melhoram, podem ter como aliadas as novas técnicas minimamente invasivas de tratamento da dor. Estas técnicas têm por objetivo, com uso de aparelho especial de radiografia numa sala de cirurgia, sob anestesia local, colocar medicação analgésica e anti-inflamatória diretamente sobre a estrutura nervosa responsável pela dor. Em casos selecionados, pode-se inclusive eliminar o nervo da dor por radiofrequência, técnica inovadora para dores crônicas. Quando todas as alternativas são esgotadas, ainda existe a possibilidade de tratamento cirúrgico em que o cirurgião usa as mais novas técnicas microcirúrgicas como opção de liberar o nervo comprimido por uma hérnia de disco. Os neurocirurgiões e ortopedistas, especializados em tratamento das doenças da coluna, estão habilitados para propor e executar os diferentes passos na procura da dor da coluna.

Inauguração

Alliance One tem novo centro Em 27 de junho, a Alliance One realizou a inauguração do seu novo Centro Administrativo, localizado em Venâncio Aires (RS). A cerimônia contou com a participação do diretor Regional América do Sul, Alexandre Strohschoen. Com a instalação do Centro Administrativo e do Pólo Logístico no município, a Alliance One reforça sua presença na cidade, consolidando-se como uma das maiores empresas na geração de impostos e empregos.

Revista Expansão

Julho/2012

109


CADA VEZ MELHOR Por Daniel Müller Palestrante motivacional daniel@cadavezmelhor.com.br

Quanto vale o show?

R

Conferência

Quinta da Estância participa da Rio+20 A maior fazenda de turismo rural e pedagógica do Brasil, a Quinta da Estância, de Viamão (RS), participou da Conferência Rio + 20, de 13 a 22 de junho, no Rio de Janeiro. Entre os dias 14 e 15 de junho, o diretor de Relacionamento com o Mercado, Rafael Goelzer, participou do 3o PRME Global Fórum - Reunião do 3° Global Forum de Princípios para Gerenciamento de uma Educação Responsável -, que discutiu temas como o papel da educação corporativa na sociedade para o futuro. Como destaque especial, a Quinta da Estância foi selecionada para fazer parte de uma publicação do Escritório Regional da ONU, seccional América Latina, lançada na Rio+20, com o tema Investimento Social Privado. A convite da Secretaria de Turismo do Rio Grande do Sul (Setur), Goelzer realizou uma palestra na Conferência com o tema O case da Quinta da Estância.

Divulgação

ecebi com alegria o pedido de minha mulher para irmos assistir o show da dupla sertaneja João Neto e Frederico, que aconteceria dentro da programação de eventos da Sinosfest, em Novo Hamburgo (RS). No entanto, por não ter uma fanática preferência por música sertaneja, confesso que não fazia a menor ideia sobre quem seriam estes dois sujeitos. A boa notícia é que a dupla de amigos Lucas e Felipe, artistas locais pelos quais tenho especial admiração e apreço fariam o show de abertura da noite. Mas, o problema estava em um detalhe do pedido: minha mulher queria assistir o tal show bem ao lado do palco, em um setor denominado backstage, cujos ingressos custavam R$ 400! Tentei conseguir cortesias para o show, mas para o tal de backstage nada feito. Fiquei me enrolando até a última hora para abrir a mão e, finalmente, fechei o olho e comprei os privilegiados ingressos. A pergunta é: será que valeu a pena? Eu lhes respondo: valeu cada centavo investido! Pelos shows que os artistas deram no palco e, principalmente, por ver a felicidade estampada no rosto de minha mulher. Ela parecia não acreditar de estar tão próxima de seus ídolos musicais. Cantou todas as letras, dançou e até recebeu uma rosa das mãos deles. A cada sorriso, eu podia ouvir ela me dizer: obrigado! Quanto valeu o show? Não teve preço! Em realidade, percebo que não comprei ingressos para um show. Comprei ‘aquele momento de felicidade de minha mulher’. E isso sim vale muito para mim. Costumo dizer que cada momento em que atendemos um cliente é ‘a hora do show’. E eu lhe pergunto: quanto vale o seu show? Dê o seu melhor ao atender os seus clientes, transforme cada atendimento em um verdadeiro show, para que os seus clientes fiquem encantados e paguem o seu melhor valor. Você terá melhores resultados e se tornará um profissional cada vez melhor!

ECONOMIA & NEGÓCIOS

Sustentabilidade

Fórum foi promovido pelo Fecomércio O Sistema Fecomércio-RS/Sesc/Senac realizou em 28 de junho, o 2º Fórum de Sustentabilidade, na capital gaúcha. Para aprimorar os conhecimentos dos empresários acerca das ações de sustentabilidade no meio empresarial, o evento debateu as práticas positivas de acordo com as obrigações da lei e responsabilidade social. O encontro contou com a participação de 400 pessoas e ocorreu no Teatro do Sesc. Um dos destaques da programação foi a palestra do economista e ambientalista Sérgio Besserman Vianna que apresentou aos gaúchos uma análise dos principais resultados da Rio+20, Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, que encerrou-se em 22 de junho no Rio de Janeiro (RJ). O presidente do Sistema Fecomércio/ RS, Zildo de Marchi (foto), fez o discurso de abertura do fórum. “Um mesmo número de pessoas voltadas para um mesmo objetivo: a sustentabilidade”, celebrou. Mais informações em www.fecomercio-rs.org.br/sustentabilidade.

CONSTRUÇÃO SOCIAL

Sinduscon-RS desenvolve ação O Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Rio Grande do Sul (Sinduscon-RS) realizará em 18 de agosto, nas cidades onde tem representatividade - Porto Alegre (RS) e escritórios regionais em Capão da Canoa (RS) e Santa Cruz do Sul (RS) -, o Dia Nacional da Construção Social. O evento é uma iniciativa da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), que visa à valorização, o resgate da cidadania e a qualidade de vida dos trabalhadores do setor da construção. Na capital, a ação será realizada nas instalações do Sesi Rubem Berta, Zona Norte, das 10 às 17 horas. No Escritório Regional do Litoral Norte, as atividades ocorrerão na Associação Comunitária dos Moradores do Bairro São Jorge, em Capão da Canoa (RS), e no Escritório Vale do Rio Pardo serão nas Instalações do Sesi no Bairro Arroio Grande, em Santa Cruz do Sul (RS), em ambas as localidades, das 13 às 17 horas.

110 Revista Expansão Julho/2012


meio ambiente

Ecoland turismo com sustentabilidade

Q

Hotel ofecere atividades em meio ao verde no Vale do Paranhana

TV por assinatura. Área de lazer coberta, com jogos, fitness, piscina e espaço infantil também integram o rol de opções.

Empresas Apesar de todo o clima bucólico, em meio ao Vale do Paranhana, o mercado corporativo também está contemplado na proposta. O charme da paisagem campestre pode servir de inspiração para eventos empresariais, uma vez que o Ecoland dispõe de infraestrutura completa para eventos, como seis salas com ambiente climatizado, Internet, iluminação, estacionamento e serviços de alimentação. A capacidade varia de 30 a 250 pessoas.

Gastronomia Aberto ao público diariamente, o restaurante Ecoland é comandado pelo chef Mauro Batista dos Santos. As especialidades gastronômicas ficam por conta de massas, risotos, carnes, peixes de água doce, saladas, molhos e sobremesas, que contam com alimentos da horta orgânica e frutas dos pomares do complexo de lazer e hotelaria. A decoração peculiar, com madeira certificada e oriunda de reflorestamentos, deixa o clima ainda mais aconchegante. Informações em www.ecoland.com.br.

Revista Expansão

Fotos: Divulgação

uem procura diversão e descanso longe da movimentação da cidade e sem agredir o meio ambiente tem no Ecoland Hotel, Eventos e Lazer, de Igrejinha (RS), uma excelente opção. O empreendimento, localizado na Serra Gaúcha, pode ser considerado um refúgio em meio à natureza. Com uma proposta sustentável, oferece qualidade aos seus clientes. O banho relaxante é garantido pela tecnologia de aquecimento solar da água e algumas delícias gastronômicas do restaurante levam em sua receita as frutas e hortaliças produzidas em área de mata nativa cultivada pelo empreendimento – tudo com adubo orgânico. Quem se hospeda nos 42 apartamentos disponíveis têm à disposição um complexo de 153 hectares, onde podem ser praticadas duas opções de trilhas ecológicas, visita a um minizoo com mais de 30 espécies de animais, cavalgadas, jogos de futebol 7 e pesque-pague para prática esportiva. O romantismo também faz parte do cenário do Ecoland, que conta com passeios de charrete. Isso sem falar em uma infinidade de outras opções de esportes e lazer. As acomodações são completas, contando com internet e

Julho/2012

111


SOBRE NÓS E OUTRAS COISAS

Por César A. Pessin Administrador de empresas cesar.pessin@hotmail.com

S

O cooperativismo em pauta Em 18 de junho, o presidente da Sicredi Pioneira RS, Márcio Port (foto), palestrou na Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) de Caxias do Sul (RS), abordando o tema As cooperativas de crédito têm um grande diferencial na sua gestão: desenvolver as regiões em que estão inseridas. Para exemplificar, Port afirmou que graças às operações dos associados da Sicredi Pioneira RS em 2011, R$ 69 milhões permaneceram na região (em um total de 21 municípios), sendo R$16 milhões somente em Caxias do Sul. “As cooperativas de crédito captam e emprestam recursos somente de associados e para associados, estimulando a economia e o desenvolvimento da região em que estão inseridas, gerando empregos, renda, investimentos e novos negócios”, afirmou. Somente no Brasil, o cooperativismo faz parte da vida de 30 milhões de pessoas.

Exposição

Expoclassic traz o charme dos antigos De 20 a 22 de julho, a decoração da Fenac, em Novo Hamburgo (RS) promete mudar. Os pavilhões deverão entrar no túnel do tempo, deixando tudo com clima de passado, para receber a Expoclassic 2012 – o maior encontro de veículos antigos em área coberta do Brasil. Com o tema De volta aos anos dourados, o evento, que está completando dez anos, é organizado pelo VeteranCar Club, de Novo Hamburgo. São esperados visitantes e expositores de todo o Brasil e também de países vizinhos, como Argentina e Uruguai, que apresentarão cerca de 700 veículos entre carros, motos, caminhões, ônibus e motonetas. Como de costume, a exposição trará a Novo Hamburgo o carrochefe da sua divulgação, um Ford Fairlane 500 Skyliner de 1958, conversível e totalmente original. Mais informações em www.expoclassic.com.br.

Divulgação

e há algo de que gosto é acordar impreterivelmente às seis horas da manhã todos os dias, independentemente de ser sábado, domingo ou feriado. Acordar cedo alonga o dia, abre espaços para o inesperado e nos permite ir além. Mesmo na estação cinza, quando até o sol levanta mais tarde, acordo sempre disposto e acho graça de ver janelas cerradas, silêncio monástico e misterioso das ruas semidesérticas, quebradas apenas pelas folhas que o vento tira para brincar, num vai-e-vem interminável. Os dias tempestuosos provocam um sentimento de inquietude que parece apertar o coração, nem tanto pelo medo, mas pelo respeito aflitivo que a força da natureza impõe. Por razões que desconheço, tenho fascinação por raios, em especial aqueles sucedidos por trovoadas que parecem estremecer as estruturas físicas que a mão do homem construiu. Porém, chuvas e tempestades andam raras na Província de São Pedro, que em breve verá nascerem os primeiros mandacarus onde outrora vicejava com exuberância a vegetação nativa. Nada é mais como antes nem recordo da última vez que testemunhei uma agitação mais violenta na atmosfera. Ainda que pareça estranho, o caos e a desordem que tempestades elétricas produzem sempre me causaram fascínio e, ainda criança, assistia a tudo, perplexo e sem medo, da janela do meu quarto, no sótão da casa dos meus pais. Lembro-me de minha ansiedade quando o céu esbranquiçava, pois sabia que a chuva de granizo não tardaria a cair. As primeiras pedras ricocheteando no telhado apenas confirmavam as suspeitas, mas quando a coisa recrudescia um medo calculado e fingido encontrava guarida debaixo das cobertas. Quanto mais ensurdecedor o som produzido, mais eu me sentia acolhido naquele espaço que era só meu. Quanto mais perturbadora era a tempestade, mais enlevado eu ficava. Não havia graça nos dias ensolarados. O mistério estava no caos, na escuridão que invadia o dia, nos raios que riscavam o céu e penetravam pelas frestas da janela. Certo dia, porém, voltei ao antigo quarto após muitos anos. Instintivamente abri a janela que quase veio abaixo, corroída pelos cupins. Olhei para o telhado, coberto de limo, e um sentimento de tristeza me invadiu. Aquele menino e o seu passado estão cada vez mais distantes. Fechei a janela e parti. Por que pensar nisso agora?

Palestra Julio Soares/Divulgação

As tempestades

ECONOMIA & NEGÓCIOS

Dormitório dos Bebês, elaborado para um casal de gêmeos

Arquitetura

Makrovision participa da Casa Cor RS A empresa hamburguense participa pela primeira vez da Casa Cor RS, em parceria com o arquiteto Carlos Lemos e as arquitetas Lisiane Wendel Corrêa e Simoni Bertuzzo, da WB Arquitetura. A Makrovision apresenta a temática que envolve diversão, segurança e conforto. Os projetos divulgados apresentam soluções para que os ambientes se adaptem ao tema do evento, que é Moda, Estilo e Tecnologia. Saiba mais sobre os espaços da Makrovision na Casa Cor RS no site www.makrovision.com.br.

112 Revista Expansão Julho/2012


Fotos Divulgação

Motivação

Empresas promovem palestra A Universo Crescer e a For People promoveram em 19 de junho, uma happy hour que contou com a palestra A Estratégia Emocional para Liderança de Equipes, ministrada pelo diretor-presidente da Universo Crescer, Édio Kessler. O evento ocorreu na sede da For People em São Leopoldo (RS). No encontro, o palestrante abordou o tema que visou entender e saber como lidar com a dinâmica emocional das pessoas no ambiente de trabalho, potencializando a motivação da equipe, com foco na geração de resultados da empresa.

Ampliação

Aniversário

Valetec recebe área da prefeitura

Justen&Heberle completa 15 anos e recebe homenagem A assessoria empresarial Justen&Heberle, de Novo Hamburgo (RS), completou recentemente 15 anos de atividade. Em reconhecimento ao seu trabalho, a Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI-NH/CB/ EV) prestou uma homenagem à empresa no dia 25 de maio. Na ocasião, Ângelo Roberto Justen recebeu um troféu de Julio Camerini, presidente em exercício da ACINH/CB/EV. Também estiveram presentes os diretores Paulo Justen e Astor Inácio Heberle. A Justen&Heberle fica na Rua Carioca, 48, bairro Hamburgo Velho. Mais informações pelo site www.justen-heberle.com.br.

Justen e Camerini na entrega do prêmio

O prefeito de Campo Bom (RS), Faisal Karam, sancionou lei que cede à Valetec (Associação de Desenvolvimento Tecnológico do Vale), 10 hectares para implantação do novo condomínio empresarial e incubadora tecnológica. A doação irá ampliar em 50% a área total do Parque, que conta hoje com cerca de 20 hectares. A lei transfere a área para a Associação Pró-Ensino Superior em Novo Hamburgo (ASPEUR), mantenedora da Universidade Feevale, uma das apoiadoras da Valetec. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3597.5805 ou no site www.valetec.org.br.

Revista Expansão

Julho/2012

113


DEPARTAMENTO JURÍDICO

Janequeite Kunst Kunst & Trentz Advogados Associados advocacia@kt.adv.br

Os contratos de franquia empresarial

A

114 Revista Expansão Julho/2012

Gestão

PGQP debaterá sustentabilidade Os 20 anos de atuação do Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP) serão comemorados de forma especial, com a realização do a 13ª edição do Congresso Internacional da Gestão, com o Seminário Sustentabilidade Plena – Gestão Global, Conhecimento e Ações Inteligentes. O evento contará com especialistas internacionais e grandes lideranças nacionais, como Jorge Gerdau Johannpeter e Vicente Falconi, painelistas. Também falarão ao público o norte-americano John Timmerman, vice-presidente da rede de hotéis Marriot, e a alemã Nicola Knoch, que a tua na Kraus & Partner, uma das principais consultorias em gestão da Alemanha. Mais de 8 mil pessoas são aguardadas para o evento, que também terá em sua programação os prêmios Qualidade e Inovação RS, a feira Conhecimento da Gestão e Resultados, além de cursos, workshops, visitas técnicas e oportunidades de negócios. Mais informações em www.portalqualidade.com/pgqp. Os eventos ocorrem em 16 e 17 de julho, na Fiergs, em Porto Alegre (RS).

Divulgação

franquia empresarial é uma forma eficaz de comercialização de produtos ou serviços, através de um sistema de venda de licença, que, quando bem formalizada, traz vantagens e benefícios tanto ao franqueador, que terá a possibilidade de maximizar seus negócios de forma rentável, quanto ao franqueado, que constituirá seu próprio negócio de forma mais célere. No Brasil, o sistema de franquias é regulamentado pela Lei 8.955/94, que estabelece direitos e obrigações entre franqueadores e franqueados dentro de um negócio jurídico conhecido como franchising. Conforme o artigo 2º da referida Lei, ‘franquia empresarial é o sistema pelo qual um franqueador cede ao franqueado o direito de uso de marca ou patente, associado ao direito de distribuição exclusiva ou semi-exclusiva de produtos ou serviços e, eventualmente, também ao direito de uso de tecnologia de implantação e administração de negócio ou sistema operacional desenvolvidos ou detidos pelo franqueador, mediante remuneração direta ou indireta, sem que, no entanto, fique caracterizado vínculo empregatício’. Atualmente, micros e pequenas empresas também estão aderindo ao mercado de franquias, principalmente quando se tem o apoio de entidades empresariais. Em Minas Gerais, o Sebrae promoveu o projeto Minas Franquia, que já lançou algumas marcas de micros e pequenas empresas para o mercado de franshising. O candidato que pretende tornar-se parte de um negócio de franquia empresarial, assim como para que haja uma boa relação franqueado-franqueador, deve ter muita atenção no momento da formalização da franquia, cuidando para que o contrato delimite bem os direitos e as obrigações de cada um. A Circular de Oferta de Franquia, documento que a lei obriga ao franqueador fornecer ao interessado em tornar-se franqueado, deve ser ‘por escrito e em linguagem clara e acessível’, e esclarece pontos importantes para o início e bom andamento da negociação, conforme determina o artigo 3º da Lei 8.955/94. Os contratos de franquia empresarial devem prever o prazo da franchising, uma vez que a lei que regula a matéria omitiu tal previsão. Portanto, os contratos devem, necessariamente, estipular prazo determinado, com cláusula que preveja a sua prorrogação ou revogação, para garantir ao franqueado o retorno do capital investido no negócio. Em regra, o franqueador não se responsabiliza pelos atos do franqueado, que é autônomo em termos comerciais, econômicos, empregatícios e jurídicos. Entretanto, algumas decisões recentes do nosso Tribunal de Justiça, em casos isolados, tem responsabilizado igualmente o franqueador em algumas situações. Enfim, as partes interessadas em formalizar um contrato de franquia empresarial devem buscar uma correta e esclarecedora orientação jurídica a fim de evitar problemas futuros a respeito de direitos e obrigações de cada parte envolvida no negócio.

ECONOMIA & NEGÓCIOS

Comércio

Daniel Müller palestra na CDL-SL Em 21 de junho, o consultor Daniel Müller realizou uma palestra para mais de cem pessoas, que lotou o auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas de São Leopoldo (RS). Para o presidente da entidade, Olinto Menegon, a cidade tem bons motivos para estar otimista com o comércio do município. Para ele, Müller conseguiu orientar os comerciantes, promovendo mais entusiasmo para o desempenho das atividades comerciais.

jornalismo

Congresso para profissionais e estudantes Em 13 e 14 de julho, ocorrerá a 35ª edição do Congresso Estadual dos Jornalistas, no Auditório Dante Barone da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre. Promovido pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado, terá como tema principal O Jornalismo e as Novas Plataformas de Comunicação Como Agendamento da Opinião Pública. O evento contará com painéis ministrados pelos jornalistas Carolina Bahia, Demétrio de Azeredo Soster, Edgar Lisboa, Flavio Fachel, Francisco Karan, Geraldo Canali, Luiz Cláudio Cunha, Paulo Gilvane e Zélia Leal Adghirni. Mais informações, valores e inscrições no site do sindicato (wwww.jornalisats-rs.org.br). Os participantes receberão certificado com carga horária de 13 horas.


campanha

Corrente da Solidariedade ajudará a reformar Hospital Municipal Autoridades, parceiros e representantes da comunidade reuniram-se no dia 13 de junho, no Hospital Municipal de Novo Hamburgo (RS), para o lançamento da Corrente da Solidariedade – uma campanha que contará com doações espontâneas que serão revertidas para a reforma do prédio antigo da casa de saúde. Através de uma parceria com o Serviço de Água e Esgoto de Novo Hamburgo (Comusa), a população receberá um cupom, que virá juntamente com a conta de água, a ser preenchido com o valor e o tempo que deseja contribuir. Este valor poderá ser computado na conta de água ou debitado também na conta bancária.Pessoas que moram em condomínios e que não recebem a conta de água separadamente podem encontrar os cupons em diversos pontos da cidade. O formulário poderá também ser acessado pelo site www.correntedasolidariedade.novohamburgo.rs.gov.br. Mais informações também pelo telefone 0800 600 0115. Fotos: Divulgação

Cooperativismo

Cooperpiá e Cooperfred são novas cooperativas escolares

Alunos da diretoria e conselho fiscal, acompanhados da diretora e professora

Em 26 de junho, Nova Petrópolis (RS) conquistou mais um marco no cooperativismo. Desde essa data, o município conta com quatro cooperativas escolares constituídas. Isso porque as escolas Piá e Frederico Michaelsen realizaram as assembleias de fundação de suas cooperativas escolares: Cooperpiá e Cooperfred. Os associados de ambas as cooperativas aprovaram seus estatutos, diretoria e conselho fiscal. “Acredito no cooperativismo, na mudança da realidade através desse sistema social”, salientou a diretora Carla Köche, da escola Piá. Carla citou como exemplo de cooperativismo a Alemanha, que se organizou rapidamente para reerguer o país após a queda do Muro de Berlim, em 1989.

Revista Expansão

Julho/2012

115


INFORME TRIBUTÁRIO

Por Paulo Nicolau Justen Contador justen@justen-heberle.com.br

Q

uem pensava que poderia haver duas contabilidades, agora terá que se adaptar obrigatoriamente. Com o advento dos SPEDS, Contábil, Fiscal, Contribuições, Nota Fiscal Eletrônica, entre outros controles fiscais e gerenciais, o empresário se vê obrigado a fugir de certas práticas mágicas para melhorar seu resultado. Todas as operações e informações devem ser consistentes, e fundamentadas, pois, as mesmas darão suporte para a empresa e terceiros, da verdadeira situação patrimonial, econômica e financeira da entidade. A escrituração Contábil deverá obedecer às regras e padrões internacionais da Contabilidade. Fazendo o Planejamento Tributário, a empresa deverá tomar o máximo de cuidado, no sentido de não ferir as Leis Fiscais, bem como a Legislação Societária. Citamos alguns requisitos a seguir para abrandar a carga tributária:

Concluímos desta forma, que efetivamente o profissional da Contabilidade deverá estar muito além dos Registros Contábeis, que de há muito sabemos, que somente estes, não serão suficientes para atendermos às novas necessidades que estão surgindo. Efetivamente, é preciso ter profundo conhecimento da Ciência Contábil.

116 Revista Expansão Julho/2012

Livro aborda a relacão com clientes Em março, o publicitário Rogério Martins (foto), 52 anos, lançou o livro Seu sorriso merece uma compra, que aborda a importância do atendimento de excelência, e o aprender a sorrir para os clientes com o objetivo de desenvolver negócios duradouros. Martins que atua há 30 anos no treinamento de pessoas, visitou a Revista Expansão no final de junho, quando afirmou que desenvolveu a obra para solucionar os problemas no atendimento aos clientes. “O livro é um manual para o vendedor. Pois possui uma linguagem técnica que trabalha com as reações para condução de venda. Pois é através das atitudes e comportamento do vendedor que ele conquistará o cliente”, explica. Os interessados podem adquirir o livro pelos telefones (51) 3588-1153 e ou pelo e-mail contato@faropublicidade.com.br. O tema do próximo livro será uma adaptação da palestra A Felicidade é uma Questão de Opção, que está ministrando em várias regiões do País.

Homero Schuch/Especial

Pagar certo: muitos pensam que para pagar certo tem que pagar mais tributos. Engano! Pois, através de um bom controle das operações, um cadastro bem feito dos produtos e mercadorias, dentro da correta NCM. Pode sim pagar menos tributos e muito bem protegido pela legislação. Treinamento: todos os dias, todas as horas, em algum lugar está sendo criada ou modificada uma lei tributária, seja, federal, estadual ou municipal, ou ainda uma contribuição ou taxa, que venha a influenciar nas obrigações tributárias da empresa. Por essas razões, o profissional tem que estar constantemente estudando e interpretando a legislação. Um bom sistema: não dá mais para ficar dando atenção a vários fornecedores de sistemas. A empresa deve ter um bom sistema integrado, onde concentre todas as operações em um único banco de dados. Nada de fazer o Fiscal em um sistema, a contabilidade noutro, financeiro noutro, o imobilizado noutro, os estoques em mais um, e assim por diante. Como hoje tudo está interligado, o caminho é ter um único sistema que faça e controle todas as operações, tendo desta forma uma melhor visão dos nossos negócios.

Atendimento Gustavo Henemann/Especial

Novos caminhos da contabilidade

MIX

Liz e Camila ficaram muito contentes com o merecido prêmio

Arquitetura

Hamburguense ganha prêmio na Casa Cor A hamburguense Camila Fleck e sua sócia Liz Ribeiro ganharam o Prêmio Montagem Nota 10 no Casa Cor Rio Grande do Sul 2012, que ocorre até 24 de julho, na Avenida Carlos Gomes, 1.130, no bairro Três Figueiras, em Porto Alegre (RS). Elas receberam o certificado pelo belo projeto Lavanderia da Gisele (Bündchen) durante solenidade no Espaço Jasmin Mac, também na capital, em 25 de junho. Como também direcionaram o projeto para o conceito Sustentável, a dupla foi indicada ao Prêmio de Ambiente Sustentável da Casa Cor. “É quase que uma indicação ao Oscar para nós”, comemora Camila, que mora no Rio de Janeiro, onde também tem escritório, e trabalha com a sócia e outras parcerias no Rio Grande do Sul, entre Porto Alegre e Novo Hamburgo (RS). A Casa Cor ocorre de terça a quinta, das 15 às 21 horas, e de sexta a domingo, do meio-dia às 21 horas. Ingressos no valor de 22 e 25 reais, respectivamente.


Sérgio Jost/Especial

Assessoria

Ortopé e Business Press juntos A grife infantil Ortopé, de Parobé (RS), está com nova assessoria. Trata-se da Business Press - Inteligência em Comunicação e Marketing-, agência nacional de comunicação corporativa com sedes em Porto Alegre(RS) e Florianópolis (SC). Fundada há oito anos sua estrutura de network corporativo reúne inteligências nas áreas de marketing, jornalismo, relações públicas, publicidade e design, que criam e executam soluções customizadas para empresas que percebem o valor estratégico da reputação para a imagem da sua marca e de seus produtos. Conforme o diretor e jornalista da Bussines Press, Ary Filgeiras, os sapatinhos da Ortopé agregam toda a estrutura e know-how de produção, alto controle de qualidade e expertise no setor calçadista da Corporação Paquetá, reconhecida pela produção no Brasil de marcas como Asics, Adidas, entre outras, além de Dumond e Capodarte. Estas duas últimas, marcas próprias, assim como a Ortopé.

Lions

Os casais Hahn e Arnhold

Clube

O presidente tomou posse em junho

Baile completa 120 anos

João Alberto Hahn é o novo presidente do Lions Clube Novo Hamburgo Centro. Ao lado de sua esposa Véra Lucia Hahn, o novo gestor recebeu o cargo de Darcílio José Arnhold, em 28 de junho, em solenidade realizada no Restaurante dos Espelhos, na Sociedade Ginástica de Novo Hamburgo (RS). De acordo com Hahn, a proposta é continuar os projetos e aprimorar mais ações. “Penso que temos que ter mais visibilidade do que fazemos. Precisamos potencializar os trabalhos e reavaliar as ações e encontrar formas de fazer melhor o que já se faz hoje muito bem. Além de implementar ações a longo prazo”, defende o presidente atual.

O Grêmio Atiradores Novo Hamburgo (RS) está organizando uma bonita festa para comemorar os 120 anos do clube neste ano. Em 21 de julho, ocorre o jantar-baile de aniversário, na sede do clube, situado na Rua Guia Lopes, 696, no bairro Rondônia. A animação da noite promete agradar com a contratação do conjunto Família Serginho Show. O casal presidente Hugo e Maria Jacinta Krindges e o casal vice-presidente social, Paulo e Sabrina Wildner estão na organização da festa que terá homenagens e agradáveis surpresas. Convites à venda na Secretaria do clube.

Revista Expansão

Julho/2012

117


MIX educação

Reitor

comemora 25 anos Ramon Fernando da Cunha viveu momentos históricos dentro da instituição, e na sua gestão como reitor transformou a Feevale em uma universidade Por Gustavo Henemann/Estagiário | Foto: Fábio Winter/Especial

Carreira de funcionário Em entrevista à Revista Expansão, o reitor falou das mudanças que viu durante sua carreira como funcionário da Feevale. “Comecei como professor ainda no Câmpus 1 em 1987. É interessante lembrar das mudanças que ocorreram, começando pelo prédio lilás no Câmpus 2, que na época já era enorme e a instituição contava com 1,7 mil alunos”, comentou. Para ele a transformação da Feevale em universidade, em 5 de abril de 2010, foi um momento marcante na sua vida, assim como para a instituição, já que era uma aspiração de muito tempo. “É importante ver que o credenciamento como Centro Universitário permitiu essa transformação. Em 1997/98, tínhamos cerca de 3,5 mil alunos, atualmente estamos próximos dos 16,5 mil acadêmicos”, ressaltou.

Benefícios e objetivos

U

m homem com história para contar. A sua segunda casa não pode ser outra a não ser a Universidade Feevale, em Novo Hamburgo (RS). O reitor Ramon Fernando da Cunha (foto) completou em 28 de maio de 2012, 25 anos como funcionário da instituição. Mestre em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), pós-graduado em Administração – Gerência Mercadológica (Feevale), e graduado em Ciências Contábeis (Feevale), Cunha é reitor da Feevale desde junho de 2005, e seguirá no comando da instituição até junho de 2013, quando encerra sua atual gestão. Antes de chegar ao cargo máximo da instituição, Cunha lecionou nos Cursos de Graduação e Pós-graduação, foi coordenador dos Cursos de Ciências Contábeis e Administração de Empresas, diretor das faculdades de Ciências Contábeis, Administração, Comunicação Social e Direito, foi ainda diretor do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas e pró-reitor de Ensino.

118 Revista Expansão Julho/2012

O reitor Ramon fez questão de salientar que a sua gestão foi beneficiada pela ambição de todos os envolvidos com a instituição. “Com a contribuição, participação e o comprometimento de todos os funcionários, estudantes e comunidade, a Feevale conseguiu se tornar uma universidade”, enfatizou. O reitor falou também dos próximos objetivos à frente da Feevale. “Por meio do nosso plano de desenvolvimento institucional e o plano estratégico, temos trabalhado para trazer novos mestrados e doutorados. Já estamos com três projetos para o próximo ano, mas precisamos de aprovação para confirmá-los”, afirmou.


Banco do brasil

Agência Centro tem novo gerente Graziela Dannenhauer/Especial

A agência Centro, do Banco do Brasil, na cidade de Novo Hamburgo (RS), tem novo gerente geral. Trata-se de Marcos Antonio Machado (foto) que veio transferido da agência de Caxias do Sul (RS). Machado trabalha há 27 anos no banco e tem como projeto o relacionamento e apoio às entidades e comunidade. “O banco trabalha promovendo o desenvolvimento do município” salienta o gerente. Mas não é só de negócios que a entidade se ocupa. O BB também desenvolve ações sociais. Foram entregues, no mês de junho, 450 cobertores para o Gabinete da Primeira-Dama de Novo Hamburgo. Além disso, a Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) mantém 200 crianças de 6 a 18 anos, que desenvolvem, duas vezes por semana, atividades extra-escolares nas áreas esportiva, cultural e familiar. “São alunos de seis escolas que ganham oportunidade de aprender mais”, explica Machado.

Maninha Martins/Divulgação

Corrêa à direita na entrega de seu título

KUNG FU

Fernando Corrêa vence estadual O lutador Fernando Corrêa que já havia conquistado a primeira etapa do Campeonato Gaúcho de Kung Fu conquistou novamente a medalha de ouro na categoria 65 quilos, na segunda etapa do torneio. A competição foi realiza em Santa Maria (RS). Corrêa, 24 anos, é natural de Estância Velha (RS) e participará agora da terceira etapa do campeonato, que ocorre em 4 e 5 de agosto, em Porto Alegre (RS).

Revista Expansão

Julho/2012

119


MIX Saneamento

Novo Hamburgo prioriza tratamento de esgoto Em 21 de junho, Novo Hamburgo (RS) passou de 2% para 4% de esgoto cloacal tratado. Com investimento de cerca de R$ 3,5 milhões, a prefeitura construiu uma nova rede coletora de esgoto, Estação Elevatória de Esgoto e Estação de Tratamento de Esgoto (EEE) no Loteamento Morada dos Eucaliptos, no bairro Canudos. Inicialmente as redes beneficiarão diretamente 1,3 mil famílias do bairro. Também está funcionando desde 18 de junho, a EEE do Loteamento Parque Residencial Novo Hamburgo, no bairro Boa Saúde, que atende outras 250 residências do empreendimento do Programa Minha Casa, Minha Vida. A obra foi realizada por meio de convênio firmado pela prefeitura com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

Workshop

Fotografia para casamento Os fotógrafos Robison Kunz e Lucas Lermen ministrarão em 24 e 25 de julho, um workshop com o tema Muito Além da Fotografia de Casamento. O curso será realizado no Estúdio Robison Kunz, em Picada Café (RS). Nos dias do evento, os participantes aprenderão noções teóricas e práticas, e ainda realizarão um ensaio com um casal. Mais informações no e-mail workshop@robisonelucas. com.br, ou nos endereços www.robisonkunz.com e www.lucaslermen.com.

Assembleia

Social

Telecentro na ASBEM Foi inaugurado, em 27 de junho, o Telecentro, do Programa Nacional de Apoio à Inclusão Digital nas Comunidades – Telecentros.BR, na Associação do Bem-estar da Criança e Adolescente (Asbem), em Novo Hamburgo (RS). O telecentro é uma ação do governo federal em parceria com a prefeitura de Novo Hamburgo e resulta no apoio para implantação de novos espaços públicos e comunitários de inclusão digital. São disponibilizados equipamentos de informática e mobiliário, serviços de conexão em banda larga à Internet, assim como a formação e bolsas de auxílio financeiro para monitores atuarem como agentes. Além dos jovens e adultos atendidos pela Asbem, o telecentro é aberto para pessoas da comunidade, que poderão utilizar o espaço de segunda a sexta-feira, das 13 às 17 horas. Informações (51) 3593-1978

Reunião urgente para a RS-010 Em audiência pública realizada em 20 de junho, na Comissão de Participação Popular da Assembleia Legislativa do Estado, por proposição do deputado João Fischer, os representantes das associações comerciais e industriais da região foram unânimes em reafirmar a importância da construção urgente da RS-010 para o Estado. Uma das principais definições foi o pedido de uma audiência com o governador Tarso Genro, para tratar sobre o projeto.

Aniversário

Escola comemora Jubileu de Ouro

Projeto

Lançado o Bote Fé Canela Meio Ambiente

Apliquim Brasil Recicle mobiliza Rio + 20 A empresa participou do evento na edição especial da Feira do Empreendedor do Sebrae, que reúne 24 empresas do chamado setor ‘verde’, no Parque do Flamengo no Rio de Janeiro, durante o Rio + 20. A atividade gerou a mobilização social e um alerta sobre o problema do descarte de lâmpadas. No Brasil, das mais de 250 milhões de lâmpadas fluorescentes comercializadas todo ano, apenas 14 milhões têm um destino final adequado. As demais são jogadas em lixões, terrenos baldios ou aterros, contaminando o meio ambiente e colocando em risco a saúde da população, devido à liberação do mercúrio, metal tóxico presente nas lâmpadas que precisa ser isolado. Com unidades em Porto Alegre (RS), Indaial (SC) e Paulínia (SP), a Apliquim Brasil Recicle é a única empresa brasileira capacitada para realizar a descontaminação completa de lâmpadas fluorescentes usadas.

120 Revista Expansão Julho/2012

A Paróquia Nossa Senhora de Lourdes de Canela (RS), na Região das Hortênsias, realizou em 11 de junho, o lançamento oficial do Projeto Bote Fé Canela. No evento, foram divulgadas as ações, o projeto de captação e algumas das peças que estão sendo e ainda serão desenvolvidas para os dez encontros nas 16 comunidades do município. A iniciativa tem como carro-chefe a peregrinação dos Símbolos da Jornada Mundial da Juventude - a cruz e o ícone de Nossa Senhora -, por todo o Brasil, preparando os jovens para o maior encontro do Papa Bento XVI com a juventude católica do mundo. E, Canela foi à cidade da Serra Gaúcha escolhida para receber os Símbolos da Jornada em 2 de novembro. A meta do projeto é atingir cerca de mil jovens entre 13 e 30 anos. Os grupos CLJ, EJU, Onda e PMJ são os encarregados pela mobilização destes jovens e sua preparação para a Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro, em julho de 2013. O projeto de captação está disponível em www.issuu.com/_yes/docs/botefe.

A Escola Municipal Luiz Loeser, de Nova Petrópolis (RS), comemorou duplamente os 50 anos de fundação. A instituição, que atualmente está em segundo lugar no Estado no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), realizou dois eventos. Em 23 de junho, foi realizado um resgate histórico do aniversário através das fotos, projeções e apresentação dos estudantes. Em 24 de junho, os alunos promoveram novas apresentações, e após foi servido o almoço de confraternização. Os valores arrecadados com os ingressos foram revertidos para as obras de construção do ginásio de esportes.

Educação

Prefeitura inicia a construção da 10ª escola Em 20 de junho, a prefeitura de Novo Hamburgo deu o pontapé inicial para mais uma importante ação em busca da qualificação da educação pública. Em parceria com as secretarias de Educação e Desporto e Obras Públicas e Serviços Urbanos, o prefeito Tarcísio Zimmermann assinou a ordem de serviço que dá início a construção da décima Escola Municipal de Educação Infantil desde 2009. Serão investidos R$ 1.095.873,00 para a construção do educandário que disponibilizará 120 vagas para as crianças do bairro. Ao todo, o prédio terá 564,5 metros quadrados. “Tenho muito carinho em construir escolas porque as crianças são o futuro do País”, salienta o prefeito.


Fábio Winter/Divulgação

Prêmio

Sinoscar conquista certificação Padrão A em oito de suas concessionárias A premiação Padrão A é resultado de um processo anual de avaliação, realizado na Rede de Concessionária Chevrolet. Para ser uma Concessionária Padrão A, é necessário atender a critérios internacionais que compreendem: satisfação dos clientes, investimento em treinamento, participação de mercado, instalações, posição financeira entre outros. A Rede Sinoscar, com sede em Novo Hamburgo (RS) recebeu, em 19 de junho, a certificação Padrão A em oito de suas concessionárias. “O comprometimento da Sinoscar é tão alto que a pesquisa torna-se uma consequência”, aponta o diretor nacional de vendas da GM. O evento de premiação as concessionárias da Rede Sinoscar

ocorreu no Teatro Feevale, em Novo Hamburgo. A cerimônia contou com a presença da diretoria do Grupo Sinosserra, Rede Sinoscar, diretoria Nacional da GM do Brasil e os colaboradores das concessionárias Sinoscar. Além da premiação entregue às concessionárias de Novo Hamburgo, Sapiranga, Dois Irmãos, Canela, São Leopoldo, Esteio, Porto Alegre Farrapos e Assis Brasil, os convidados receberam como prêmio o espetáculo do Guri de Uruguaiana, que animou a noite. Na foto estão Murilo Marin, Guilherme Balarim e Marcelo Piffer, da GM; Rafael Reis e Luiz Alberto Jacobus, da Sinoscar; Luiz Carlos Lacreta da GM e Suzana Jacobus da Sinoscar.

Leonardo Rosa/Divulgação

Responsabilidade

Feevale apresentou o Relatório Social 2011 No início do mês de junho, a Universidade Feevale realizou no Salão de Atos do Câmpus 2, em Novo Hamburgo (RS), a apresentação do Relatório de Responsabilidade Social de 2011. No encontro, que contou com a participação de funcionários e imprensa, o reitor da instituição, Ramon Fernando da Cunha, lembrou do compromisso da Feevale com a comunidade e os campos de pesquisa. “É um orgulho apresentar este relatório, pois ele é a confirmação do nosso compromisso, e nos dá tranquilidade para continuar trabalhando”, afirmou. De acordo com a pró-reitora de Extensão e Assuntos Comunitários, Gladis Baptista (foto), o demonstrativo sintetiza todos os setores e investimentos da universidade entre os anos de 2009 e 2011 para atender o compromisso com o ambiente e o desenvolvimento social. O relatório na íntegra pode ser conferido na página www.feevale.br/responsabilidadesocial. No mesmo dia, a gerente de Marketing, Joelma Maino, lançou oficialmente o novo layout e estrutura organizacional do site da Feevale (www.feevale.br), que foi uma construção do próprio Centro de TI da instituição.

Revista Expansão

Julho/2012

121


MIX Campanha do Agasalho

Para não passar frio no inverno Divulgação

A prefeitura de Novo Hamburgo (RS) lançou em 23 de maio, a Ação Emergencial de Inverno, que consiste numa série de medidas que servirão para intensificar os atendimentos sociais e de saúde para as pessoas em situação de rua da cidade. Conforme dados da Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS), o município tem atualmente cerca de 500 habitantes de rua, onde 60% deles moram em locais públicos. Além da população de rua, famílias vinculadas aos centros sociais do município receberão cobertores e agasalhos para se prevenir do frio do inverno. Esses materiais são arrecadados durante a Campanha do Agasalho, do Gabinete da Primeira-Dama. As empresas e as pessoas interessadas em fazer parte das ações, podem procurar os pontos de coleta da campanha, e realizar as doações dos materiais até o final do inverno, ou agendar a doação pelo telefone (51) 3594-9990. Mais informações pelo site www.novohamburgo.rs.gov.br.

Educação

Aula diferenciada na Fundação Semear Em 14 de junho, os alunos do programa de qualificação profissional da Fundação Semear de Novo Hamburgo (RS), Projeto Vencer, tiveram uma tarde diferente. Os 16 alunos e a educadora visitaram a concessionária Carburgo (Volkswagem) da cidade. Nesta saída de campo, os jovens conheceram a trajetória e a estrutura física da empresa, tiveram orientações voltadas ao ambiente empresarial, como a importância do trabalho em equipe, os requisitos para a contratação de um colaborador e as rotinas de uma organização. O Projeto Vencer busca desenvolver a capacitação profissional de jovens de baixa renda, visando a sua inserção no mercado profissional. As aulas ocorrem no Centro de Vivência Redentora, localizado na Rua Roquete Pinto, 60, bairro Vila Diehl, em Novo Hamburgo.

Tradicionalista

15ª Cavalgada do Minuano em agosto

Divulgação

A comissão organizadora da 15ª edição da Cavalgada do Minuano convida a todos a participarem e  prestigiarem deste evento oficial da 30ª Região Tradicionalista que ocorre de 3 a 5 de agosto de 2012, em um percurso de 80 quilômetros. Nesta edição, a Cavalgada do Minuano terá como roteiro a saída de Nova Hartz, do CTG Pedro  Serrano, passando por Campo Bom, no CTG M’Bororé, e Estância Velha, no CTG Serigote. O trajeto termina em 5 de agosto em Lidolfo Collor, no CTG Capivarence. Informações em mosercarlos@hotmail.com.

Incêndio

Fogo atingiu pavilhão do Natal Luz de Gramado

Guilherme, Luiz, Hoffmann e Brenner

Televisão

FishTV de Novo Hamburgo estreou em junho O primeiro canal exclusivo de pesca da América Latina com produção 100% própria e brasileira estreou em 29 de junho (Dia do Pescador) no site www.fishtv.com. Com sede em Novo Hamburgo (RS), o canal estará brevemente presente em outros tipos de mídia. No endereço eletrônico, o público pode conferir os primeiros sete programas: Momento da Pesca, A Arte do Atado, Elas na Pesca, Pescando com o Chef, Na Pegada do Fly, Biopesca e Pesque e Pague. A FishTV conta com mais de 70 profissionais de diversas áreas e busca atender a Lei 12.485/2011, que garante a presença da produção audiovisual brasileira na maioria dos canais de TV a cabo. O canal terá exibição semanal, em episódios diários e inéditos. Os sócios são Guilherme Motta (diretor geral), Luiz Motta (diretor geral), Johnny Hoffmann (diretor de núcleo) e Maurício Brenner (diretor de núcleo).

122 Revista Expansão Julho/2012

Em 24 de junho, o pavilhão três do Centro de Eventos ExpoGramado foi tomado pelas chamas. Com isso, parte da decoração de rua do Natal Luz de Gramado (RS) - feita com materiais reciclados -, que já era utilizada há vários anos foi consumida pelo fogo. A Polícia Civil investigou as causas do acontecimento e constatou a ação criminosa por três adolescentes que consideraram o ato uma brincadeira. A Secretaria de Turismo da cidade solicita que a comunidade leve garrafas pet às escolas do município, que são à base da decoração do natal. Mas, explica que as garrafas devem ser de no mínimo 600 mililítros, com ou sem tampa, e devem estar sem rótulo e lavadas, para descarte do mau cheiro. O 27° Natal Luz de Gramado inicia-se em 1º de novembro de 2012 e se estende até 13 de janeiro de 2013.


Cultura

Livro de Hugges de Varine chega ao Brasil Fotos Divulgação

Chegou ao País, a tradução inédita do livro As raízes do futuro: patrimônio a serviço do desenvolvimento, em um lançamento da Editora Medianiz. Com ideias inovadoras sobre os domínios da cultura, o francês Hugues de Varine é um dos mais importantes teóricos e consultores internacionais na área da museologia, e que prestou consultoria à Picada Café (RS) nos últimos anos. Na obra, ele propõe um amplo debate sobre as questões da propriedade cultural pelo viés do desenvolvimento local, a partir de sua ampla experiência com ecomuseus e museus comunitários. Traduzido direto da versão original em língua francesa, o livro conta com o prefácio e tradução da museóloga Maria de Lourdes Parreiras Horta. O lançamento da obra ocorreu em 26 de junho, na Escola 25 de Julho, em Picada Café.

Caridade

Sindigrejinha beneficia instituições Em 21 de junho, o Sindicato da Indústria de Calçados de Igrejinha (Sindigrejinha) realizou a doação de cerca de 420 quilos de roupas, calçados e cobertores, para a Casa da Criança de Parobé (RS). A entidade foi beneficiada pela primeira fase da Campanha do Agasalho 2012 do Programa Caminho Sustentável – A opção consciente pelo Sindigrejinha. Com isso, as 19 crianças e adolescentes, de 1 a 17 anos, atendidos pela Casa da Criança terão um inverno mais aquecido. A segunda etapa da campanha do agasalho já está em andamento. Os pontos de coleta estão disponíveis nas sedes das 21 empresas associadas ao programa. A próxima entidade a ser beneficiada será o Lar Padilha, de Taquara (RS).

Revista Expansão

Julho/2012

123


MIX Sílvia Kröff/Especial

Fotos Divulgação

Entidade Bocha

Sociedade Ginástica ganha novo piso A Sociedade Ginástica de Novo Hamburgo apresenta mais uma melhoria para os jogares de bocha. O piso da cancha foi renovado, agora de acordo com as regras da Federação Internacional de Bocha. De acordo com o atual diretor de bocha, João Carlos Rath, para dar as melhores condições ao jogo são necessárias camadas de areia, argila, saibro, piso sintético e, por último, piso de forração (carpete). “Estamos sempre atualizando nossa equipe conforme as regras das confederações e federações. Cuidando para ter uma quadra de qualidade.

Rainha

Soberana do Jubileu de Prata da Oktoberfest de Igrejinha Amanda Vanessa dos Passos (foto), 20 anos, nasceu em Rolante (RS) e é a rainha da 25ª edição da Oktoberfest de Igrejinha (RS). Ela estuda Arquitetura e Urbanismo na Universidade Feevale, em Novo Hamburgo. Mora há 15 anos em Igrejinha e está envolvida com a Oktoberfest há 14 anos. Para outubro, ela espera um parque cheio de alegria, diversão, amor e poder recompensar o carinho de todas estas pessoas que a apoiaram. “Faço um convite aos leitores, para que participem da festa em outubro. Neste ano de 2012, de 19 a 28 de outubro, o destino certo é a Oktoberfest de Igrejinha, a maior festa comunitária do País, que está completando 25 anos de história!" A festa ocorre no Parque de Eventos Almiro Grings. Mais informações em www.oktoberfest.org.br.

124 Revista Expansão Julho/2012

AMO Criança contada em livro A Associação de Assistência ao Menor em Oncologia (AMO), de Novo Hamburgo, passou por uma auditoria, durante dois anos, para participar do projeto Desenvolvimento de Princípios de Transparência e Prestação de Contas em Organizações da Sociedade Civil. O projeto foi desenvolvido através de investimentos BID/Fumin e a ONG Parceiros Voluntários, com o patrocínio da Petrobras, e contou ainda com o envolvimento e apoio de uma Rede Colaborativa. O resultado está no livro ONG Transparência como fator crítico de sucesso, das autoras Naida Menezes e Maria Elena Pereira Johannpeter, no qual a AMO Criança é citada. A gerente administrativa da AMO, Carla Rosana da Silva (foto), revela que foram feitas diversas ações para tornar a gestão da entidade mais transparente. “A instituição que se capacita e mostra transparência atinge seus objetivos com mais facilidade, além de aumentar o circulo de relacionamento”, conclui.


Homenagem

Hackbart recebe Título de Cidadão Leopoldense Em 25 de junho, o professor Eugênio Jaeckel Hackbart, 75 anos, recebeu uma homenagem do vereador Henrique Prieto, na Câmara Municipal de São Leopoldo (RS). Meteorologista e diretor-geral da MetSul, Hackbart, natural de Morro Redondo (RS), recebeu o Título de Cidadão Leopoldense, em reverência também ao seu aniversário de 75 anos, completados em 28 de junho. No encontro, o professor contou também um pouco da sua história de vida e relembrou os colegas de hoje e do passado que contribuíram para a então Rede de Climatologia Urbana e hoje MetSul Meteorologia.

Comemoração

Consulado do Inter prepara festa em Novo Hamburgo A segunda edição da festa colorada Vamo, Vamo Inter já tem data marcada. Será em 13 de julho, em um jantar na Sociedade Ginástica de Novo Hamburgo. O cônsul João Carlos Carvalho e o representante José Odilto Anselmo estiveram na Revista Expansão, no mês passado, para divulgar o evento. O encontro contará com a presença confirmada da diretoria do Sport Club Internacional e dos ex-jogadores Caçapava, Claudiomiro e Fabiano. “Mas é provável que alguns jogadores do plantel atual compareçam”, alertou Carvalho. No primeiro momento será servido um jantar e, após, a festa segue com a banda Ataque Colorado. Taças dos títulos do clube ficarão expostas e poderão ser fotografas pelos convidados. Haverá ainda a venda do livro do diretor do Internacional Gelson Pires. Entre os compradores, será sorteada uma camiseta oficial. O ingresso custa R$ 45. Mais informações pelo site www.consuladocoloradonh. com.br, pelo e-mail consulado@consuladocoloradonh. com.br ou pelo telefone (51) 8177-2526.

Pietro entrega a homenagem a Hackbart

Caren Souza/Especial

Fotos Divulgação

Premiada

Hamburguense ganha Renault Sandero Através da promoção Operação Portas Abertas (OPA) da Renault do Brasil, a moradora de Novo Hamburgo (RS), Fabia Helena Sanches (foto), 40 anos, recebeu das mãos do diretor Comercial da Renault Sulbra de Novo Hamburgo, Ari Campanhol, a chave do seu Sandero zero-quilômetro. A entrega do veículo ocorreu em 26 de junho na concessionária da cidade. A ganhadora do prêmio afirmou que havia se esquecido do preenchimento do cupom da promoção. “Quando me ligaram achei que era trote. A emoção foi muito grande, principalmente, quando vi meu nome no site da Renault”, ressaltou. Mais informações no endereço www.renault.com.br.

Carvalho e Anselmo na revista

Revista Expansão

Julho/2012

125


ponto de vista

Marcelo Bertani/Divulgação

Dom Dadeus Grings - Arcebispo de Porto Alegre (RS) secretaria.curia@yahoo.com.br

O

Poder Judiciário declarou lícito o aborto dos anencéfalos. Não se trata, porém, de uma lei, porque, de acordo com a Constituição Brasileira, não cabe ao Judiciário legislar, cuja competência é exclusiva do Poder Legislativo. Nem se trata de uma medida provisória, de iniciativa do Poder Executivo, que eventualmente deva passar pela aprovação do Legislativo para obter legitimidade, chegando até a trancar a pauta das votações em caso de sua emanação. No caso referido do Judiciário estamos simplesmente diante de um fato anômalo, que invadiu o campo de jurisdição de outra instância democrática. Trata-se, pois, de um abuso de poder. Verificando este desvio de poder, entremos no mérito da questão da eliminação dos anencéfalos. Quando falamos desta categoria de vida humana, a conotação aparentemente se referiria a fetos sem cérebro. Não é, porém, este o caso. São considerados tais os fetos que certamente têm cérebro, mas, de algum modo, reduzido ou afetado por anomalias. Consequentemente significa uma vida prejudicada, quer quanto à duração quer quanto à qualidade. Nascerão com pouco tempo de vida extra-uterina, acrescidos de defeitos congênitos. Contudo continuam sendo vida humana. O problema está na liceidade de eliminar vidas humanas. No campo jurídico, em alguns países existe pena de morte para algumas categorias de criminosos, imputada por delitos mais graves. Discute-se se é permitido ao ser humano matar pessoas. Onde existe a lei a pena de morte, juridicamente, a resposta é positiva. Onde, porém, não existe tal lei, ou onde foi abolida, a resposta contundente é não. Matar pessoas é considerado crime. Por isso, acarreta penas severas. Mas, como fica o caso de vida humana, por

126 Revista Expansão Julho/2012

A eliminação dos anencéfalos O STF aprovou, em 12 de maio de 2012, por oito votos a dois, a lei que permite a interrupção da gravidez de fetos com anencefalia. A aprovação foi contra a posição da Bancada Evangélica no Senado e de vários segmentos evangélicos e católicos. Qual a opinião do arcebispo sobre este assunto?

assim dizer, terminal, seja antes de nascer, ainda no útero materno, seja depois do nascimento de crianças defeituosas bem como de pessoas acometidas de doença incurável ou de decrepitude? Pode-se, a certo momento, decidir que esta vida deve ser considerada inútil e por isso eliminável por se ter tornado estorvo ou peso pessoal ou social? Pode esta vida ser eliminada por quem a tem sob suas ordens ou cuidados? Ou por pessoas alheias a ela? A bioética, como ciência moderna, constitui um brado da dignidade humana por respeito em qualquer circunstância de sua vida. Há um direito

No caso referido do Judiciário estamos simplesmente diante de um fato anômalo, que invadiu o campo de jurisdição de outra instância democrática. Trata-se, pois, de um abuso de poder.

inalienável de morrer com dignidade. Por isso, a bioética distingue, acuradamente, entre eutanásia, distanásia e ortotanásia. A primeira interfere, por uma série de motivos, na vida, considerada peso, no sentido de abreviá-la. Mata a vida por uma série de razões, quer humanitária quer interesseira. A segunda, ao contrário, tenta prolongar não propriamente a vida, tornada praticamente inviável, mas o sofrimento. Serve-se de meios artificiais para deixar, aparentemente, viva uma pessoa, mesmo sabendo que ele não está mais em condições de vida natural. Entra, muitas vezes, o fator econômico. A terceira, que traduz a atitude correta frente à vida hu-

mana, ao proporcionar-lhe os remédios normais, ao alcance do comum dos mortais, sem, contudo forçar a natureza. Promove, em outras palavras, uma morte digna, sem abreviá-la nem prolongá-la artificialmente. Se a intervenção se dá no início da concepção ou após muitos anos de vida, não faz diferença essencial. O ponto de vista do cristão, ao prezar muito a vida, como dom mais sublime de Deus, manda acolhê-la, com carinho, em qualquer estágio em que se encontrar. Segue o mandamento de amar a vida. Afinal, quem ama conhece Deus. Sabemos, pela fé, de acordo com São Paulo, que cada momento da vida humana, seja no início, seja na metade, seja no fim, tem um peso de eternidade. Vale para sempre. O cristão é chamado a dar o mesmo apreço à vida de seu semelhante que Deus lhe dá e que ele é convidado a dar a Deus. Declara-se pela vida que Cristo veio plenificar, tornandonos filhos de Deus. Os pais ao gerarem filhos tornam-se colaboradores com Deus. Na verdade, ajudam a povoar o céu, além de assegurar a população na terra. O destino do homem não está na morte, mas na imortalidade, não importando o tempo que se mantém no mundo. Quem crê em Deus ama a vida, tanto própria como a dos outros, seus semelhantes, com os quais é convidado a conviver. Dá especial atenção àqueles que lhe são confiados, para cuidar e para oferecer a Deus, tanto na terra como, definitivamente, no céu. Cada ser humano tem o direito de reconhecer, como irmãos e irmãs, todos os que humanamente forem concebidos. E, consequentemente, empenharse por eles, defendendo seu direito de nascer e de viver plenamente. Cada vida humana se alegra com a concepção de uma nova vida e acolhe o convite à convivência, pela fé nos valores definitivos de que se reveste; pela esperança de um futuro grandioso, que diz respeito a todos como herança definitiva.


Divulgação

Campo Bom

Administração municipal homenageou 53 pessoas ligadas ao seu desenvolvimento (138)

Encosta da Serra

Município de Morro Reuter conta com novo site, sua fonte oficial de informação (137)

Estância Velha

Dado o primeiro passo para o Parque Industrial e Tecnológico da cidade (136)

Paranhana

Igrejinha agora conta com mais uma escola de educação infantil (140)

Porto Alegre

Eduardo Sikorski busca melhoria no atendimento das demandas aéreas da capital (130)

São Leopoldo

Hospital Centenário exibirá curtasmetragens para os funcionários semanalmente (134) Mauro Stoffel/Divulgação

Santa Cruz do Sul Julho será mês de eleição da corte da 28ª Oktoberfest (144)

Nova Petrópolis recebe o 40o Festival Internacional de Folclore de 27 de julho a 12 de agosto. Evento teve lançamento oficial na cidade e também na capital (128)

Sapiranga

Hospital da cidade está credenciado a captar órgãos para transplante (139)

Vale do Caí

KronenthalFest vai animar Vale Real e seus arredores (142)

Revista Expansão

Julho/2012

127


CIDADES

NOVA PETRÓPOLIS

Festival do Folclore chega a sua 40a edição Após uma grande festa de lançamento em Nova Petrópolis (RS), com direito a desfile pela avenida principal, apresentação de grupos folclóricos e apresentação da programação, a 40ª edição do Festival Internacional de Folclore também foi lançado em Porto Alegre (RS). A Sogipa foi palco do evento, especialmente programado para a imprensa e autoridades da região metropolitana, marcando os exatos 30 dias para o início do evento. Além da apresentação, a comissão organizadora, as soberanas do Folclore Alemão, Bandinha Típica e integrantes dos grupos de danças folclóricas estiveram presentes no momento para apresentar a alegria do povo de Nova Petrópolis em Porto Alegre. “Com certeza o 40º será o maior de todos. Hoje estamos tendo uma prévia do que será o evento. O nosso folclore é alemão, mas estamos abertos a toda a cultura que estará presente na cidade”, afirmou o prefeito Luiz Irineu Schenkel. “O coração bate mais forte e um nó fecha a garganta quando vemos o

envolvimento da comunidade no lançamento do evento. Esta queremos que seja a marca do evento, que abre as portas para a diversidade cultural do mundo sem esquecer da cultura predominante da cidade”, destaca a coordenadora do evento, Carla Cristiane Ferreira. A programação e as novidades da 40ª edição do maior evento cultural de Nova Petrópolis foram apresentadas pela Carla, pela presidente da Associação dos Grupos de Danças Folclóricas Alemãs de Nova Petrópolis, Ana Carina Raimann, e pelas soberanas do Folclore Alemão, rainha Edineia Werner e as princesas Jovana Pauletti e Vanessa Jeniffer Zeni. O festival ocorre de 27 de julho e 12 de agosto, na Praça das Flores. O evento é realizado em parceria entre a prefeitura de Nova Petrópolis e a Associação dos Grupos de Danças Folclóricas Alemãs, e conta com o apoio da Organização Internacional de Artes Populares (IOV). Mauro Stoffel/Divulgação

A diversidade é o que nos une As apresentações de grupos folclóricos continuam sendo o ponto alto do evento e, para 2012, já estão confirmados grupos vindos da Argentina, Chile, Egito, Estados Unidos, Equador, Paraguai e dos estados brasileiros Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Paraná, Pará, Paraíba e São Paulo. Para este ano já estão confirmados produtos da Indonésia, Bolívia, Equador, além do indígena, dos gaúchos e típicos do Rio Grande do Sul. O Festival Internacional do Folclore busca constantemente novas atrações. Marcando os 40 anos do evento, o espetáculo A Epopeia dos Imigrantes está sendo preparada com muita dedicação pelos integrantes dos grupos folclóricos locais, coros, grupo de teatro Arte & Manha, Banda Big Band e comunidade. O espetáculo recordará a saga iniciada pelos imigrantes e lembrará a riqueza cultural do povo. Além disso, um desfile de moda folclórica e desfile das rainhas e princesas do Folclore Alemão serão organizados pela Trachtenhaus Trajes Típicos. Acompanhe também pelo site www.festivaldefolclore.com.br, pelo twitter @folclorenp e pela fan Page facebook.com/FestivalInternacionaldeFolclore.

128 Revista Expansão Julho/2012


Bruna Provenzano/Divulgação

Tarcísio, Almeida e Prodanov assinaram o protocolo de intenções

Novo Hamburgo

Prefeitura e governo do Estado anunciam nova escola técnica Será iniciada, ainda em 2012, a construção de uma nova escola estadual de Ensino Médio e Educação Profissional e Tecnológica no bairro Santo Afonso, em Novo Hamburgo (RS). A confirmação da obra foi divulgada em 25 de junho, em um encontro entre o prefeito Tarcisio Zimmermann e representantes das Secretarias de Estado da Educação e da Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico, que ocorreu na Escola Estadual Senador Alberto Pasqualini. Na oportunidade, município e Estado também firmaram um protocolo de intenções que prevê a qualificação e recuperação física de escolas estaduais na região. Com investimento de R$ 10 milhões, a nova instituição será construída em um terreno de 12,3 hectares cedido pela prefeitura de Novo Hamburgo. A escola será construída na Vila Kroeff na confluência das Ruas Rudolfo Terra e José Corrêa Filho e atenderá a 1,2 mil estudantes em cursos que serão definidos a partir de pesquisas sobre a demanda de mercado e interesse da comunidade. “Este é um dia histórico para a cidade. Esta nova escola é um desejo antigo e será instalada em um bairro onde os moradores solicitam a ampliação da oferta de ensino. A escola técnica é essencial para pensarmos em um novo paradigma tecnológico para o desenvolvimento da cidade e da região”, comemorou Tarcísio. Esta será a primeira de 20 novas escolas técnicas que serão construídas no Rio Grande do Sul a partir do programa Brasil Profissionalizado, do Ministério da Educação. “Garantiremos para estes jovens não só a qualificação como mão de obra, mas educação para a cidadania”, destacou o diretor geral-adjunto da Secre-

taria de Estado da Educação, José Thadeu Rodrigues de Almeida. “Trata-se de uma parceria de estratégia para o desenvolvimento, que passa obrigatoriamente pela educação e avanço tecnológico”, destacou o titular da Ciência e Tecnologia, Cléber Prodanov.

Revista Expansão

Julho/2012

129


PORTO ALEGRE Por Edith Auler Jornalista revistaexpansaopoa@hotmail.com

Divulgação

Eduardo

SIKORSKI A facilidade dos pousos e decolagens, que os helicópteros permitem, registram o crescimento no uso desta máquina em todo o Brasil. Em Porto Alegre (RS), não tem sido diferente. Pioneiro no investimento na oferta de aeronaves e voos de helicóptero na capital dos gaúchos, Eduardo Sikorski tornou-se líder neste segmento de mercado, dirigindo na capital o time da Sikorski Serviços Aéreos Especializados. A voz marcante o fez ganhar espaço também em emissora de rádio, onde faz uma divertida brincadeira com a personagem Luana Soft, criada pelo humorista Marcelo Santos. Na entrevista à Expansão, o jovem empresário critica a falta de helipontos na capital, abordando um gargalo existente, especialmente, em função da proximidade da Copa do Mundo em 2014.

Você é apaixonado por esportes, tem inclusive amigos famosos de MMA, mas tornou-se empresário no segmento de helicópteros na capital. Como foi esta trajetória? Desde pequeno pratiquei diversas modalidades esportivas, especialmente, em MMA. Treinei com lutadores como o Wanderley Silva, Anderson Silva, Giorge Martins, Pelé. Mantenho uma boa amizade com estes colegas até hoje. Vibro muito com suas conquistas! Porém, após um acidente onde fraturei o rosto e o crânio, praticando wakeboard, desisti da carreira de atleta. Fui administrar um restaurante/café e como o local era muito próximo da empresa da minha família em Curitiba (PR), e eu, como era amigo dos pilotos da empresa, não consegui ficar longe da aviação por muito tempo! Assumi aos poucos o operacional e a parte administrativa da Sikorski Serviços Aéreos Especializados no Paraná. Em 2007, surgiu a oportunidade no mercado de Porto Alegre. Desde então, estamos investindo massivamente na capital gaúcha.

O que + gosto na cidade: Um lugar para sobrevoar: as imediações do Gasômetro e orla do Guaíba A cidade precisa: melhorar no atendimento das demandas aéreas com a oferta de novos helipontos, especialmente para atender áreas fundamentais como saúde e segurança! Um lugar para a prática de esportes: Parque da Redenção Porto Alegre é: um lugar para chamar de lar!

E como está o mercado de helicópteros hoje na capital? Está aquecido! As pessoas de Porto Alegre são muito receptivas, ansiosas por inovações, o que facilita muito a implantação de novas ideias. Falo com orgulho que escolhi esta cidade para morar e investir. Com certeza, dentre tudo que eu vi, a capital gaúcha oferece oportunidades que nenhuma outra cidade no Brasil oferece.

la cidade, ainda não têm autorização de operação. Inclusive os resgates aeromédicos estão comprometidos na capital gaúcha. E infelizmente, a cidade não está preparada para receber a Copa do Mundo de 2014 no segmento de helicópteros. Já foram apresentados projetos à prefeitura, com a iniciativa privada custeando integralmente melhorias e novos helipontos, mas não demonstraram interesse. Vale lembrar que, para os aeroportos, todas as aeronaves são iguais na hora de decolar ou pousar, e uma das maneiras de ‘desafogar’ o serviço dos controladores de voos, que já estão trabalhando numa situação de estresse acima da média, seria migrar os helicópteros para outras bases.

E quais os problemas enfrentados? Existem helipontos suficientes na capital para atender as atuais demandas e as futuras, por exemplo, a Copa de 2014? Ainda existem resistências na cultura da utilização de helicópteros. Muitos executivos gaúchos perdem o seu tempo no trânsito e o dia em que as empresas avaliarem melhor o quanto custa à hora dos seus executivos, ou, o quanto eles perdem de seu tempo produtivo no trânsito, com certeza, a procura pelos serviços de helicópteros irá aumentar. Outro gargalo é que hoje existe apenas um heliponto homologado pela Anac na cidade, e se trata de um heliponto particular, de um centro empresarial, nas imediações do Parcão. E acredite: todos os outros construídos pe-

Sua empresa está inovando, oportunizando, em grandes eventos e lançamentos empresariais, helicóptero de mídia aérea? Este produto foi desenvolvido por uma empresa Norte Americana. No ano passado, firmamos uma parceria com ela. Temos a exclusividade na América do Sul. Após um treinamento intensivo de nossa equipe para esta operação, resolvemos lançar este diferencial, primeiramente, em Porto Alegre. A partir do sucesso que obtivemos aqui, nossa ideia é, nos próximos meses, implantarmos em outras capitais brasileiras. É um produto que pode ser utilizado para campanhas publicitárias, políticas, além de fazermos declarações pessoais como pedidos de casamento, aniversários, formaturas e outras. Visualmente é muito bonito, encanta o público.

130 Revista Expansão Julho/2012


Michel Paz Frantzeski/Divulgação

Eduardo Seidl/Palácio Piratini/Divulgação

Laura esbanjou simpatia no encontro da loja da Capodarte

Sapatos & Fetiche com Laura Muller

Defesa Civil também tem realizado recolhimento em parques na capital

Campanha do Agasalho 2012 aguarda novas doações O frio registrado neste inverno, em Porto Alegre, tem sido bastante intenso. Diversas entidades, creches e asilos necessitam de agasalhos aqui e em todo o Rio Grande do Sul. A Defesa Civil do Estado iniciou a arrecadação para distribuição imediata. Nas regiões mais carentes da capital e também no interior, o órgão vai buscar ampliar ações de solidariedade, especialmente agora em julho e agosto. A Defesa Civil reforça novamente que as pessoas busquem entregar itens em boas condições de uso. Na capital, a central de doação está localizada no Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff), no Centro. Lista com os locais de coleta das peças em www.defesacivil.rs.gov.br.

Homenagem ao grupo Vipal Divulgação

Um dos maiores grupos empresariais do Estado, a Vipal, recebeu homenagem na Assembleia Legislativa do Estado, pela sua relevância, durante o grande expediente. Ano que vem, a empresa completará 40 anos. Ao longo de sua trajetória, o Grupo Vipal incorporou diversas companhias, como a Plásticos Vipal, o Banco Vipal, a Duroline, a Tubozan, a BS Bios, entre outras. Arlindo Paludo, Ronaldo Santini, Tito Paludo e Daniel Paludo, da Vipal, estiveram presentes na homenagem da Alergs à empresa.

O tema era fetiche e o bate-papo, elegante e divertido! Foi assim que a sexóloga Laura Muller, que participa do programa global Altas Horas, nas madrugadas de sábado respondendo dúvidas, abordou o tema durante o lançamento da revista Capodarte no Iguatemi. Sapatos e fetiche renderam conversas muito descontraídas e inusitadas entre Laura e os convidados presentes.

Mundo Animal inaugura hospital

Arlindo, Santini, Tito e Daniel orgulhosos com a trajetória da empresa

A clínica pet Mundo Animal abriu na capital unidade 24 horas, com hospital veterinário. Com cinco áreas de internação separadas, o local atende conforme o porte e doenças. Além da saúde, os bichanos também têm à disposição, serviços de hotel exclusivos. A nova filial da empresa está localizada na Rua Silva Jardim, 43. Quer saber mais, mundoanimalpoa.com.br.

Revista Expansão

Julho/2012

131


PORTO ALEGRE FBD Porto Alegre/Divulgação

Festival Brasil em Dança com inscrições abertas Olha só que bacana: um dos maiores eventos de dança do País retorna à capital dos gaúchos este ano e já está com as inscrições abertas. O Festival Brasil em Dança reunirá, de acordo com os organizadores, mais de 3 mil bailarinos vindos de todo o Brasil, representando centenas de companhias. As apresentações ocorrem no teatro do CIEE, de 24 a 29 de agosto, com diferentes gêneros da dança. Durante a competição, os bailarinos terão momento relax dançando muito na balada Rockmaster Party. A festa e o Festival Brasil em Dança estão sendo organizados pela Adanac Eventos, sob a coordenação da gaúcha Taís Spichler. Informações e inscrições www.festivalbrasilemdanca.com.br.

Festival Brasil em Dança é considerado um dos maiores eventos do segmento no país

Empresas colaboram com a campanha do agasalho na capital Diversas empresas localizadas na capital têm se mobilizado e auxiliado na campanha do agasalho 2012. A Anzetutto Shoes Store é um destes exemplos. Com o tema Um Mundo Melhor e Mais Quente Neste Inverno, a loja promoveu coquetel para convidados na sua unidade de Porto Alegre, arrecadando diversos itens para doação.

Fotos Divulgação

Olhar 43, aquele assim, meio de lado Depois de 23 anos, o RPM (foto) volta a se apresentar em Porto Alegre, com grande estilo, trazendo no repertório do show as canções do disco Elektra. A apresentaçao ocorre em 15 de julho, às 20 horas, no Teatro do Bourbon Country. A banda promete resgatar clássicos que marcaram a história do rock brasileiro. Os ingressos variam entre 60 e 140 reais. Ingressos telentrega (4003-1212) e pela Internet www.ingressorapido.com.br (sujeitos a taxa de conveniência).

Simon, Fabiane, Ricardo e Daniela em recente evento na loja em POA

Ator português confere evento Quem circulou aqui em Porto Alegre no mês passado foi o ator global Ricardo Pereira. Ele esteve conferindo o lançamento da coleção outono/inverno 2012 da Pitt Jeans, no novo shopping Bourbon Wallig. Ricardo foi atencioso com os pedidos de registros de fotos e autógrafos aos convidados. O galã elogiou a coleção da grife que tem entre os destaques, a malharia masculina e vestidos estampados totalmente up to date! Também marcaram presença Eduardo Simon, da Pitt Jeans, Fabiane Bondan, e Daniela Maciel.

132 Revista Expansão Julho/2012

Delicatessen

Abadia, da Delicatessen, recebe troféu na maior premiação da música brasileira

Eles mereceram porque realmente são muito bons no que fazem, com excelente repertório. O conjunto porto-alegrense de jazz Delicatessen trouxe para casa o troféu de melhor disco de língua estrangeira da 23ª edição do Prêmio da Música Brasileira, por Goodnight Kiss. A cerimônia foi realizada no Theatro Municipal do Rio de Janeiro em junho, reunindo os grandes nomes da música. O homenageado deste ano foi o cantor João Bosco. A banda Delicatessen é formada por Ana Krüger (vocal), Carlos Abadia (violão), Nico Bueno (baixo) e Mano Gomes (bateria). Contatos e shows em www.delicatessenjazz.com.


Finalistas gaúchos no Brasil Fashion Designers Sul

Boa música e atividades no Festival de Inverno As atrações do 6º Festival de Inverno Porto Alegre estão muito bacanas. Serão 15 shows e 13 cursos de alto nível, entre oficinas e palestras, realizados de 24 a 31 de julho, em quatro teatros da cidade. Com valores acessíveis, os ingressos variam entre 10 e 40 reais – conforme a programação. Destaques para o show de Ney Matogrosso, em 24 de julho, e Cauby Peixoto, em 29 de julho. Imperdíveis! Grade completa em www.portoalegre.rs.gov.br/festinverno. Marco Máximo/Divulgação

Gisele Seibel/FCEM/Divulgação

O concurso Brasil Fashion Designers (BFD) etapa Sul já tem definido os seus dez finalistas. Com o tema Elis, a Fina da Bossa, da MPB, do Samba, do Pop, do Estilo Inconfundível, o evento tem os desfiles dos looks finalistas programados em 13 de agosto, em Blumenau (SC). O BFD integra a programação da Feira Brasileira da Indústria Têxtil - Febratex 2012, que ocorre de 14 a 17 de agosto no Parque Vila Germânica. Sete finalistas são gaúchos. Porto Alegre terá três representantes – Adria Barbosa e Diego Cavedon, da Faculdade de Tecnologia Senac, e Marcio Gomes, do Centro Universitário Metodista IPA. Novo Hamburgo também terá uma representante – Malú Rosa apresentará igualmente sua coleção em SC representando a Universidade Feevale. Júlia Webber, Jorge Amaro e Manuella Hammel, da Universidade de Caxias do Sul, completam a lista de jovens estilistas gaúchos na final do Brasil Fashion Designers.

Look vencedor da edição anterior do BFD etapa Sul

Revista Expansão

Julho/2012

133


SÃO LEOPOLDO Por Letícia de Oliveira Fotos: Divulgação

Relações públicas Conrerp 2494 - RS/SC leticia@revistaexpansao.com.br

Aniversário A Sociedade Orpheu lotou no jantar-baile em comemoração aos 76 anos do Sinodal, que foi um sucesso. Alunos, ex-alunos, professores e pais se divertiram e dançaram muito ao som da banda Fama Show.

Caminho do Vinho Ocorre até 31 de julho, o Caminho do Vinho na loja do Supper Rissul, do bairro São José. Um espaço reservado à bebida, com todas as suas variações para agradar todos os gostos. Mesas recheadas de opções trazidas por vinícolas da Serra Gaúcha e degustação fazem parte da atividade.

Novidades A arte da dança Fabíola Appel é uma leopoldense que dá orgulho para a cidade. Com 36 anos, formada em Educação Física, bailarina e professora desde 1991, ela possui a Fabíola Appel Escola de Dança, com filiais dentro de alguns colégios como o Sinodal de Portão (RS) e São Leopoldo (RS), Tia Mana, Acalento, Sol Mi, Concórdia e São José. Recentemente, Fabíola buscou conhecimento em viagem pelo exterior. Assistiu a espetáculos em Las Vegas e aos shows da Broadway. Em Nova Iorque (EUA), conheceu a Broadway Dance Center (foto), fazendo algumas aulas e assistindo aos clássicos musicais mundialmente conhecidos.

Habilidades motoras Segundo a bailarina, o seu trabalho com a dança, tornou-se algo maior que uma simples aquisição de movimento. Para ela a dança trabalha a capacidade intelectual, corporal e criativa. Quando ensina, quer acertar, pois trabalha com corpos em desenvolvimento, não só de habilidades motoras, mas também cognitivas. E para atingir um resultado educativo precisa de responsabilidade, envolvimento, disciplina e informação.

Surpreendentemente aprende Como exemplo, cita a criança que tem capacidade surpreendente de aprender, e está aberta a sua própria experimentação, cabendo ao professor conhecer sobre os detalhes de seu desenvolvimento, suas capacidades e limitações, direcionando suas tarefas para chegarem em uma conclusão e assim torná-las pessoas criativas e participativas. Nas aulas tanto de adultos quanto nas de criança, procura fazer com que os alunos encontrem nos passos de dança, o prazer, a felicidade e o êxito levando para toda vida.

O Zimbabwe abre a sua estação de inverno com algumas novidades. Agora no horário do almoço, além do bufê executivo, o cliente conta com a opção a quilo. À noite, quem frequentar o restaurante poderá se deliciar com o Festival de Risoto, sem falar na nova carta de vinhos que está toda remodelada e com novas opções.

Cinema O programa Curta Centenário exibirá filmes todas às sextas-feiras até o final do ano para os funcionários. A apresentação de curtasmetragens no horário do almoço dos funcionários do Hospital Centenário segue sempre ao meio-dia, com a exibição de filmes de curta duração produzidos em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul e no Brasil. A iniciativa é uma parceria da administração do hospital com as secretarias de Cultura e de Comunicação do município.

Centro de Eventos As obras no Centro Municipal de Eventos da cidade estão a todo vapor. O espaço ficará pronto para a próxima edição da São Leopoldo Fest, que ocorrerá entre 25 de julho a 5 de agosto.

Sinodal O jantar baile do Sinodal em comemoração aos 76 anos foi uma noite de encontros, alegria e homenagens na Sociedade Orpheu. De acordo com o diretor do Sinodal, Ivan Renner, alunos, professores e ex-alunos puderam se reunir e confraternizar. O baile seguiu ao som da banda Fama Show, o que sempre é garantia de diversão.

134 Revista Expansão Julho/2012

O diretor em companhia dos alunos do colégio


Uma boa impressão é uma coisa de pele.

Em 2012 pense GRÁFICA EDITORA

www.graficapallotti.com.br

www.facebook.com/graficapallotti

pallotti@pallotti.com.br

imprimindo inovação Revista Expansão

Julho/2012

135


ESTÂNCIA vELHA Flávia Rodrigues/PMEV/Divulgação

Por Marcos Antonio Kroeff Colunista kroeffecia@ig.com.br

Cláudia Ut zig/Divulga ção

Leitoras homenageadas: Natascha; Maria e Paula

Sabor de Quero Mais foi lema da feira do livro da cidade A Leitura com Sabor de Quero Mais foi o lema da 31ª Feira do Livro de Estância Velha (RS), que ocorreu de 29 de maio a 2 de junho de 2012, no Espaço Cultural Municipal. Três leitoras assíduas da Biblioteca Pública Municipal Professor Luís Santos foram homenageadas da feira – Natascha Feyh, Paula Regina Pereira e Maria Walquíria Bohn. Dentro da programação, em 2 de junho, ocorreu o lançamento do livro que gerou o projeto Histórias das Ruas de Estância Velha, desenvolvido com os estudantes do 5º ano, que tem como autora a pesquisadora e historiadora Suzana de Farias.

Divulgação

Voo livre Muitos são os esportes radicais a escolher. O empresário do ramo coureiro e residente em Estância Velha, Edmilson Vilmar Knevitz optou pelo paraglider (para-pente). Tendo como padrinho Rogério Klein, iniciou no voo livre há 19 anos. Já competiu, mas hoje salta por lazer. Saltar e planar, requer frequentar cursos preparatórios. Se você estiver afim, vá até a Associação Gaúcha de Voo Livre em Sapiranga (AGVL), no Morro Ferrabraz, ou ligue para o telefone (51) 8139-3100. Curta a adrenalina de ver sua cidade de cima e outras tantas paisagens.

Em de 6 de julho, na OAS, da Comunidade Evangélica, ocorreu o 11º Café Colonial do Rotary Clube de Estância Velha. O resultado desta promoção será revertido para os projetos sociais e entidades assistidas pelo Rotary.

O garoto Nicolas, no Morro do Farol, em Torres, observando o pai Edmilson sobrevoando o mar

Instalação de empresas no Parque Industrial de Estância Velha irá gerar muitos empregos em pouco tempo no município. O primeiro passo para as obras do Parque Industrial e Tecnológico de Estância Velha foi dado. Estão sendo realizadas obras de acesso ao local de 49 hectares. As terras foram adquiridas pela atual administração e estão localizadas no bairro Industrial. O objetivo principal desta administração é a retomada do crescimento econômico por parte do município, além da geração muitos empregos em diversas áreas. Até o momento, cinco empresas já confirmaram instalação no parque.

No Lions Club de Estância Velha, ocorreu em 5 de julho a troca da presidência. A atual presidente Maria Inês Bortuluzzi substituiu Érico Hansen, em solenidade realizada na Sociedade de Canto União.

PMEV/Divulgação

Visão de futuro

136 Revista Expansão Julho/2012

Registros

Imagem ilustrativa do Parque Industrial


Dois Irmãos | Ivoti | Lindolfo Color | Morro Reuter | Picada Café | Presidente Lucena | Santa Maria do Herval

ENCOSTA DA SERRA

Por Sandra Hess Jornalista sandrahess2003@yahoo.com.br

Morro Reuter com novo site

Seminário de Educação Entre os dias 12 e 13 de julho, ocorre o Seminário de Educação de Lindolfo Collor (RS) com o tema Construindo voos com confiança, superação e perseverança, na Sociedade Atiradores de 48 Baixa e nas escolas. Já em Ivoti (RS), o evento – que chega a 15ª edição – ocorrerá em 18 e 19, no ginásio da Escola Municipal de Ensino Fundamental Ildo Meneghetti e terá como conferencistas a doutora em Educação e mestre em Psicologia da Educação Emília Cipriano, o pós-doutor nas áreas da Educação, Comunicação e Estudos Culturais Nelson Pretto, o doutor em Sociologia da Família Marco Antonio Fetter e o professor e diretor do Instituto Criar Max Haetinger. Mais informações pelo telefone (51) 3552-1655.

Síntia Weber/Divulgação

Uma página com a cara do município e que serve de fonte de informações e cartão postal. Este é o retrato do novo site de Morro Reuter (RS), acessado por meio do endereço www.morroreuter.rs.gov.br. A nova ferramenta foi desenvolvida em parceria com a SPR Digital e o Departamento de Comunicação da prefeitura. “Sabemos que muitos dos interessados não possuem nossos jornais locais e por meio deste novo site poderemos chegar mais longe”, comentou a assessora de comunicação da prefeitura, Fernanda München.

Gabriela, Milene e Cristiane

Para ser soberana de Morro Reuter As moradoras da Cidade da Lavanda, com idade entre 16 a 25 anos, podem se inscrever para concorrer ao título de soberana do município. O regulamento e ficha de inscrição estão no site da prefeitura (www.morroreuter.rs.gov.br), ou disponível no Departamento de Turismo e no Salão da Leila. Além de observar o limite de idade, as jovens devem ser solteiras e sem filhos e possuir disponibilidade de horário. Para a atual rainha Milene Worst, as eleitas serão os rostos do município e sempre serão reconhecidas por onde passarem. “É uma experiência incrível, passa extremamente ligeiro e cada minuto, sem dúvida, vale a pena”, disse Milene. Gabriela Inez Casa e Cristiane Steffen são as soberanas.

Mais uma orquestra alemã em Ivoti Em 5 de junho, os ivotienses puderam aquecer suas almas com a música da Orquestra de Sopros de Besigheim, da Alemanha. O repertório variado e muito bem executado no auditório do Instituto de Educação Ivoti presenteou a todos com quase duas horas de qualidade musical e simpatia vinda do outro lado do oceano. O grupo também visitou a prefeitura, fortalecendo os laços com a cidade que tem como coirmã germânica Rottenbuch.

Revista Expansão

Julho/2012

137


CAMPO BOM Por Juraci Reichert

Carlos Hubner/Divulgação

Colunista juraci_tr@yahoo.com.br

Prefeitura homenageia pessoas ligadas ao desenvolimento da cidade Com a proposta de reconhecer as pessoas em vida, oportunizando-as de vivenciar e se emocionar com uma linda homenagem, a administração municipal homenageou 53 pessoas ligadas ao desenvolvimento da cidade (foto). A quarta edição do evento: Resgate Histórico, coordenada pelo chefe de gabinete Valdir de Ataydes, lotou o teatro do Complexo Cultural na noite de 30 de junho e integrou a programação dos 53 anos de instalação político-administrativa da cidade.

Grupo pratica a solidariedade Há 14 anos, um grupo de senhoras voluntárias se reúne todas as segundas-feiras na residência de Gláudis Spindler para tricotarem a solidariedade através de peças como mantas, blusões, meias e toucas, que são doadas à crianças carentes da cidade. O grupo, intitulado Pérolas, pretende entregar neste ano 160 peças que irão aquecer não só o corpo, mas o coração de muitas pessoas. Para este trabalho, elas aceitam doação de lã, que pode ser ofertada através dos fones (51) 3597-2769 ou 3598-1017.

Fotos Divulgação

Patrícia e Gênifer destacam os pré-requisitos das candidatas

Corte da Festa do Sapato 2013 A Festa do Sapato 2013 já está sendo preparada e terá muitas novidades para que tudo esteja perfeito para o evento que ocorre de 30 de maio a 3 junho do próximo ano. Os comitês estão antecipando as etapas, inclusive a escolha da corte. Interessadas em concorrer ao título de musa e madrinhas da 5ª edição da festa poderão se inscrever de 2 de julho a 10 de agosto de 2012 pelo e-mail festadosapato@sinos.net. Para concorrer, as candidatas precisam ter no mínimo 16 anos completos até 10 de agosto, residir em Campo Bom, estar estudando, ser solteira, não viver em união estável e não ter filhos. De acordo com as coordenadoras do Comitê Social, Patrícia Scholz e Gênifer Engers, a musa em primeiro lugar precisa ter em mente que ela será a representante do povo campo-bonense.

138 Revista Expansão Julho/2012

CEI comemorou aniversário com eventos O Complexo Cultural do Centro de Educação Integrada (CEI), que em 7 de junho completou quatro anos de cultura, educação e entretenimento para a comunidade, acolheu de 3 a 10 junho atividades alusivas a sua comemoração. A abertura dos eventos ocorreu com a gravação do DVD da peça teatral As receitas da Tia Herta, da Cia Curto Arte (foto). Também fez parte da programação a Hora do Conto alusiva ao Complexo; palestra motivacional e o lançamento do livro Os Verdadeiros Valores da Vida, do autor Laerte Santos; oficina de artesanato; apresentação dos grupos de street dance da Escola de Arte-Educação e do grupo Corpo, e Movimento de Campo Bom.


SAPIRANGA Fotos: Divulgação

Por Aline Schneiders Colunista aschneiders@gmail.com

Apto para realizar captação de órgãos O Hospital de Sapiranga (RS) está credenciado a fazer a captação de órgãos em caso de constatação de morte encefálica, sempre que houver a anuência da família da vítima. O primeiro caso aconteceu em 1º de junho, quando a Organização de Procura de Órgãos (OPO) de Porto Alegre (RS) foi acionada, e um fígado e dois rins beneficiaram três pessoas que estavam na lista de espera. Conforme o diretor técnico do hospital, Eduardo Melnick, é muito importante o hospital ser capaz de realizar este trabalho sem precisar deslocar o corpo para outras cidades. Atualmente, cerca de 1.680 pessoas aguardam na fila por algum órgão em todo o Estado. No ano passado, foram realizados mais de 1,7 mil transplantes de órgãos no Rio Grande do Sul, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde.

Estúdio A tem projeto social Bicho Fofo A Estúdio A Escola de Dança e Pilates, além de ensinar e promover a saúde e o bem-estar, criou o projeto social Bicho Fofo. A iniciativa auxilia animais vítimas de abandono ou maus-tratos que recebem cuidados, medicamentos e até mesmo castração, para assim, se tornarem aptos à adoção. O animal é entregue em condições físicas e psíquicas para realmente viver em um lar definitivo, com dignidade. O projeto já auxiliou cerca de 300 bichinhos de estimação, entre gatos e cachorros. Todo mês um novo caso é divulgado para receber ajuda. Um determinado valor das mensalidades dos alunos do Estúdio A é repassado a esta ação, para custear os tratamentos necessários. Quem quiser apoiar o projeto pode entrar em contato com Rosana Augustin, pelo e-mail rosanaaugustin@terra.com.br.

Alunos ainda tiveram a oportunidade de fazer um city-tour em Buenos Aires

Intercâmbio e troca de experiência em Mendoza Entre os dias 1º e 9 de junho, alunos de Língua Espanhola, da Escola Sinodal Duque de Caxias, fizeram viagem de estudos a Mendoza, na Argentina. O programa envolveu um curso intensivo de espanhol de 20 horas na escola de idiomas Intercultural, com atividades turísticas e culturais. Os estudantes ficaram hospedados em casas de família.

Jantar das massas lota o Centro Evangélico Em 26 de maio, no Centro Evangélico, ocorreu a 8ª edição do Jantar das Massas, considerado um sucesso. O evento mais uma vez foi um sucesso e contou com cerca de 550 pessoas que saborearam o bufê. Promovido pela Comunidade Evangélica de Confissão Luterana Redentor, é organizado e elaborado por um grupo de voluntárias, vinculadas ao presbitério da comunidade. Esta edição contou ainda com a animação da musicista Marciana Bernardes.

Sociedade Seara do Bem recebe certificado da Federação Espírita do Rio Grande do Sul

Integrantes da diretoria da Sesbem

Em 6 de junho, amigos e colaboradores da Sociedade Espírita Seara do Bem (Sesbem), de Sapiranga, reuniram-se para celebrar a realização de um sonho: o ingresso da instituição no quadro federativo da Federação Espírita do Rio Grande do Sul (Fergs). Esta certificação atesta que a Sesbem é uma casa espírita que realiza suas atividades de acordo com as normas estabelecidas pela Federação Espírita Brasileira (FEB). A vice-presidente de Unificação da Federação, Léa Bos Duarte, juntamente com a diretoria do Conselho Regional Espírita da 2ª Região (CRE-2) e da União Municipal Espírita de Novo Hamburgo (UME-NH), realizaram a entrega do certificado à presidente da Sesbem, Lisete Barth. Após a certificação, em um ambiente alegre e descontraído, foi oferecido um coquetel de confraternização.

Revista Expansão

Julho/2012

139


PARANHANA

Taquara | Rolante | Igrejinha | Três Coroas | Riozinho | Parobé

CDL e prefeitura de Igrejinha inauguram escola CDL/Divulgação

Foi inaugurado em 8 de junho e já iniciadas suas atividades em 11 de junho, a Escola Municipal de Educação Infantil Algodão Doce, em Igrejinha (RS), por meio de uma parceria entre a CDL de Igrejinha e Três Coroas e a prefeitura de Igrejinha. A instituição atenderá em horário diferenciado as necessidades do trabalhador do comércio. O educandário tem capacidade para acolher até 50 crianças, no horário das 7h30min às 19h30min, de segunda a sexta-feira, e também aos sábados, de acordo com as necessidades dos pais das crianças. Participaram da inauguração, o presidente da CDL, Libório Werlang, a secretária municipal de Educação, Liége Brusius, e o prefeito de Igrejinha, Jackson Schmidt.

Por Lidiani Lehnen Colunista lidilehnen@gmail.com

Seminário trata do cotidiano ambiental Um Olhar Sobre as Áreas de Preservação Permanente é tema do 3º Seminário Regional Desafios Ambientais do Cotidiano - Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos que ocorre em 5 de julho, no Câmpus das Faculdades Integradas de Taquara (Faccat). O evento contará com exposições e palestras ministradas por pessoas e profissionais ligados a questões ambientais na região. As inscrições são gratuitas e seguem até 2 de julho, podendo serem feitas pelo telefone (51) 3590-8508 ou pelo e-mail cmtsinos@unisinos.br.

Werlang, Liége e Schmidt comemoram a inauguração do espaço

Tio Remi Rock Bar comemora 7 anos Eduarda Rocha/Divulgação

Em 7 de julho, importantes nomes do cenário do rock subirão ao palco do Parque de Eventos Almiro Grings (Parque da Oktoberfest) em festa comemorativa aos 7 anos do Tio Remi Rock Bar. Bidê ou Balde, Wander Wildner, Locomotores e Júpiter Maçã, e as bandas do Vale do Paranhana - Motivo Doze, Chico Paz e Duda e Thiago farão o som para animar a noite. Ingressos antecipados estão à venda a 25 reais. Informações pelo site http:// www.tioremi.com.br ou pelo telefone (51) 9168-8006.

Representantes comemoram a parceria e garantem desenvolvimento econômico Divulgação

Microcrédito Gaúcho chega a Parobé Desde o mês de junho, os empreendedores de Parobé (RS) que desejam obter um empréstimo para aumentar os lucros e desenvolvimento de sua empresa poderão concretizar seus projetos. Por meio da parceria entre o Sindicato dos Sapateiros e Juriti Microfinanças, realizada com o apoio e intermediação da Câmara de Vereadores do município, o Programa Gaúcho de Microcrédito será viabilizado aos empresários da cidade. As micro e pequenas empresas poderão solicitar créditos de até R$ 15 mil, cujo valor pode ser pago em 24 parcelas com taxa de 0,64% ao mês e 8% ao ano. No Sindicato dos Sapateiros, será inaugurada uma sala, onde a agente de oportunidade passará a receber os empreendedores.

140 Revista Expansão Julho/2012

Novo local é junto à Praça Affonso Saul e deve agregar mais serviços

Biblioteca municipal está em novo endereço Um espaço bem iluminado, arejado e localizado no Centro de Três Coroas (RS), junto ao Espaço Cultural da Praça Affonso Saul, é a nova sede da Biblioteca Municipal Balduino Robinson. A mudança foi realizada para melhor acomodar os usuários, além de oferecer um espaço mais belo e que permite agregar novos projetos. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8 horas às 11h30min e das 13h30min às 18 horas, e aos sábados, das 8h30min ao meio-dia.


NOVA PETRÓPOLIS Por Fabiane Sehnem Colunista fabianesehnem@hotmail.com Vanessa Birk/Divulgação

Lideranças da comunidade acompanharam a visita no gabinete do prefeito

Piá lança novo achocolatado Com o objetivo de ampliar seu mix de produtos e oferecer mais opções para seus consumidores, a Piá apresenta ao mercado um novo achocolatado. A bebida láctea sabor chocolate vai compor a já existente linha infantil Piá Kids, desenvolvida para dar energia aos pequenos. Produzido com matéria-prima selecionada, o achocolatado é rico em diversas vitaminas, como a A, B1, B2, C e E. “Ele foi desenvolvido para atender ao paladar infantil, mas sem esquecer-se das necessidades nutricionais das crianças”, explica o gerente de marketing da Piá, Tiago Haugg. “Uma porção do produto tem 100mg de cálcio, o equivalente a 10% da necessidade diária”, complementa. O novo achocolatado Piá Kids será disponibilizado em embalagem de 200ml, que trará um personagem super divertido: o astronauta, que remete diretamente ao espaço e faz a imaginação da criançada voar.

Vice-governador visita a cidade Em 13 de junho, Nova Petrópolis (RS) foi agraciada com a visita do vicegovernador do Rio Grande do Sul, Beto Grill. Em uma visita rápida, Grill foi recebido pelo prefeito Luiz Irineu Schenkel em seu gabinete, acompanhado da imprensa e lideranças da comunidade. Na ocasião, o prefeito reforçou o pedido de algumas demandas do município, já encaminhadas anteriormente ao governo, como o recapeamento da Avenida 15 de Novembro, o asfaltamento da localidade de Pinhal Alto, o recapeamento da Linha Temerária, a sinalização da RS-235, a liberação de R$ 850 mil para o hospital, a liberação de R$ 100 mil para a reforma da Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social, a solicitação de um artroscópio na regional de Caxias do Sul (RS), a construção de uma quadra poliesportiva na Escola Piá e na Escola 1º de Maio. “Tenho me dedicado muito a este contato mais próximo com as cidades do interior, para observar de que forma as políticas públicas estão fazendo o seu trabalho junto ao cidadão”, afirmou o vice-governador.

Dia do Bombeiro Divulgação

Em 2 de julho, comemora-se o Dia do Bombeiro no Brasil. Em Nova Petrópolis, a corporação é composta por cerca de 60 voluntários. Até 7 de julho, serão realizadas ações me meio à comunidade, que no último dia culminará com a palestra voltada aos voluntários com Kris Reis, instrutor da American Heart Association (Associação Americana do Coração). Os Bombeiros Voluntários merecem nosso reconhecimento, pelo ótimo trabalho que realizam na comunidade.

Revista Expansão

Julho/2012

141


VALE DO CAÍ

Photo&Cia.\Divulgação

Por Édio Otto Trein Colunista ediotrein@terra.com.br

Feliz promove concurso de receitas A Festa Nacional das Amoras, Morangos e Chantilly (Fenamor), que ocorre de 10 a 18 de novembro, em sua 17ª edição, no município de Feliz (RS), promove um concurso de receitas. São de cucas, doces, pães e salgados, e as 20 escolhidas por um júri irão compor o livro Delícias Fenamor 2012, que será lançado durante o evento. As inscrições estão abertas na Secretaria da Agricultura, Emater ou pelo site www. feliz.rs.gov.br. As inscrições encerraram-se dia 15 de agosto. Nesta ficha de inscrição, além dos dados pessoais do cozinheiro, também deverão constar os ingredientes e o processo do preparo da receita.

Registros Franciele, Jéssica e Rafaela são as soberanas da 14ª edição

Vale Real promove a Kronnethal Fest Vale Real (RS) promove a 14ª Kronenthal Fest, de 20 a 25 de julho, no Centro de Convivência Arno Stoffels, pavilhão situado no quilômetro 14 da RS-452, Centro do município. O evento é uma promoção e realização da prefeitura de Vale Real, com apresentações de danças folclóricas, exposição de artesanato, feira da indústria e comércio, exposição e comercialização de produtos coloniais, apresentação e festival de bandinhas. Dentre as principais atrações, apresentação da peça teatral Herta com Bandinha Típica, Clube de Patinação Danúbio Azul, de Itapiranga (SC), show com a dupla sertaneja Lucas e Felipe, Casa do Colono, com produtos coloniais do município, chope e vinho.

Solenidade de abertura ocorre em 20 de julho Na abertura da festa, dia 20 de julho, às 13 horas, haverá a participação de expositores, autoridades e convidados especiais. Nos demais dias, o horário da abertura será às 11 horas, sendo que segunda-feira não ocorrerá evento, reabrindo dia 24 e encerrando dia 25, das 14 às 18 horas. O valor do ingresso individual é 3 reais. A divulgação da festa e a recepção aos visitantes são das soberanas da 14ª Kronnethal Fest: a rainha Jéssica Nedel e as princesas Franciele Brandt e Rafaela Kasper.

A 4ª ExpoMonte foi realizada de 1° a 10 de junho, no Parque Centenário, em Montenegro (RS), com a presença de 60 mil visitantes. E na avaliação do prefeito Percival de Oliveira, este número não foi superior devido ao intenso frio registrado neste período. A empresa JBS assumiu a administração da Doux Frangosul, de Montenegro, trazendo tranquilidade aos empregados, agricultores e fornecedores. O abate de frangos foi retomado em 11 de junho. As dívidas estão sendo negociadas e a meta é normalizar a produção e os pagamentos pendentes até setembro deste ano.

Estudantes de quatro escolas da rede municipal de ensino, de Harmonia (RS), assistiram a aulas sobre a vida marinha, em 6 de junho, no ônibus do Projeto Vida Marinha. A atividade integrou a programação da Semana do Meio Ambiente, promovida pela prefeitura na primeira semana de junho. Tubarões, golfinhos e outros mamíferos e peixes, além de aves marinhas, moluscos e crustáceos, todos resgatados sem vida, em redes de pescadores ou mortos em desastres ou outras condições estiveram expostos no interior do ônibus. As palestras foram proferidas pela bióloga marinha Cristina Portela, que idealizou este ônibus há 10 anos, e pela estudante de biologia Bruna dos Santos.

142 Revista Expansão Julho/2012

Castor Becker Júnior/Divulgação

Alunos de Harmonia estudam a vida marinha

Estudantes no interior do ônibus com a bióloga Cristina


Revista Expans達o

Julho/2012

143


SANTA CRUZ DO SUL Por Sandro Viana e

Ana C. dos Santos

Four Comunicação assessoria@fourcomunicacao.com.br

Rodrigo Assmann/Divulgação

Candidatas que concorrem ao título

Concurso elege nova corte da Festa da Alegria

Fotos: Divulgação

O sonho de se tornar soberana da 28ª Oktoberfest e Feirasul está cada vez mais próximo. Durante o mês de junho, 15 candidatas participaram de uma intensa programação de atividades preparatórias ao concurso que vai eleger a rainha e princesas da 28ª Oktoberfest e Feirasul, em 7 de julho, no Ginásio Poliesportivo. Como premiação a rainha vai receber uma moto zero-quilômetro e as princesas, um iPad cada uma. Além disso, o trio vencedor vai ganhar um curso gratuito de alemão. E a candidata mais votada pela Internet – no endereço www.oktoberfestsantacruz.com.br – vai receber como reconhecimento um netbook. A Oktoberfest de Santa Cruz do Sul ocorre de 10 a 21 de outubro.

Aturvarp comemora 15 anos com publicação A Associação Turismo da Região do Vale do Rio Pardo (Aturvarp) realizou, em 4 de junho, um coquetel na Cervejaria Heilige, com a presença de autoridades, empreendedores e patrocinadores, para marcar a passagem dos 15 anos da entidade. Na ocasião, ocorreu o lançamento da Revista dos 15 Anos da Aturvarp, que traz como destaque o resgate histórico da entidade, bem como os potenciais turísticos dos municípios associados. A publicação está disponível para download no site da www.aturvarp.com.br.

Feira do livro começa em agosto Na sua 25ª edição, a Feira do Livro de Santa Cruz do Sul, que traz como tema Ler aproxima, ocorre de 25 de agosto a 2 de setembro, na Praça Getúlio Vargas. Em uma realização do Serviço Social do Comércio (Sesc), Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) e prefeitura, a feira se realiza durante oito dias, inteiramente dedicados à literatura e à diversidade cultural, atingindo os diferentes públicos leitores do município. O patrono escolhido para este ano foi o escritor internacional Antonio Skármeta, autor do sucesso O carteiro e o Poeta, também adaptado para o cinema. A homenageada da vez será a santa-cruzense Valesca de Assis.

144 Revista Expansão Julho/2012


A unidade da Souza Cruz recebeu, em 4 de junho, a visita de lideranças do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-RS) e da Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul). O grupo, integrado pelo superintendente do Senar no Rio Grande do Sul, Gilmar Tietböhl, pelo diretor-administrativo da Farsul, Francisco Schardong, e pelos presidentes dos Sindicatos Rurais de Santa Cruz do Sul, Marco Antonio dos Santos, e de Candelária, Mauro Flores, respectivamente, foi recepcionado pelo diretor de Tabaco da Souza Cruz, Dimar Frozza, e pelo gerente nacional de Produção Agrícola, Hélio Moura. O grupo foi recepcionado no auditório, onde assistiu ao vídeo institucional da empresa, que completou 109 anos no mês de abril.

Fotos Junio Nunes/Divulgação

Souza Cruz 1

Grupo conheceu unidade da Souza Cruz

Souza Cruz 2 Em seguida, as áreas de Planejamento e de Sustentabilidade apresentaram números e dados sobre o Sistema Integrado de Produção da empresa e do setor. Após o almoço, os visitantes percorreram a usina – uma das maiores do mundo – onde conheceram o canal de compra e a sala de amostras. No final do roteiro, as lideranças plantaram uma muda de árvore no Parque Ambiental da Souza Cruz como forma de simbolizar a visita.

Crianças se divertiram com atividades

Grupo apresentou danças tradicionalistas

Entidades e projetos desenvolvem ações contra o trabalho infantil O Programa Arise - Alcançando a Redução do Trabalho Infantil pelo Suporte à Educação – realizado em parceria pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), Winrock Internacional (WI) e JTI, no município de Arroio do Tigre, promoveu, em 12 de junho, diversas atividades recreativas para estudantes do município. A ação marcou a passagem do Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil e integrou a Semana A Infância é para Estudar e Brincar, realizada pela primeira vez no município, de 11 a 15 de junho. Durante o dia, foram realizadas apresentações de grupos de danças e teatro, além de atividades lúdicas, com palhaços e brinquedos.

Revista Expansão

Julho/2012

145


EM CENA

“Há pessoas que transformam o sol em uma simples mancha amarela, mas há aquelas que fazem de uma simples mancha amarela o próprio sol.” (Pablo Picasso)

Foto: Inézio Machado/Divulgação Lugar único no litoral sul do Brasil, a Ilha de Porto Belo, em Santa Catarina, encanta pela beleza paradisíaca. Sua natureza preservada é um atrativo especial, em meio à comodidade da infraestrutura oferecida ao visitante.

146 Revista Expansão Julho/2012


Revista Expans達o

Julho/2012

147


Revista Expans達o

Julho/2012

148

Expansão 152  

A revista de variedades do rio grande do sul

Advertisement