Distinção - Edição 65

Page 1

®

DISTINÇÃO 065

Ed. 65 - Julho/2020 - Paraná e Santa Catarina

O ESPLENDOR DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ AOS 56 ANOS

Mala Direta Básica 22.863.212/0001-35 TRIBUNA SC EIRELI

CERRO AZUL,

CAPITAL DA PONCÃ


saldo positivo

Portos do Paraná fecham semestre com alta de 13% na movimentação ◼ Os Portos do Paraná movimentaram 28,1 milhões de toneladas de cargas, no primeiro semestre de 2020. O número confirma uma série de recordes alcançados pelos terminais de Paranaguá e Antonina nos primeiros seis meses do ano e é 13% maior que o registrado no mesmo período de 2019, quando foram 25 milhões de toneladas. O maior crescimento foi nas exportações: 18%. Cerca de 18,5 milhões de toneladas de cargas saíram do Brasil pelos portos paranaenses. No ano passado, esse volume foi de 15,7 milhões de toneladas. “Tivemos um semestre excelente para a atividade portuária. O dólar alto, a grande demanda por grãos e o tempo seco favoreceram as exportações. Além disso, os cuidados adotados no combate ao coronavírus foram essenciais para dar a segurança necessária para produtores, compradores e trabalhadores, de que o porto continuaria funcionando”, destaca Luiz Fernando Garcia, diretor-presidente da Portos do Paraná. GRANÉIS – A exportação de soja respondeu por 33% de toda a movimentação de 2020. Foram 9,2 milhões de toneladas carregadas. Alta de 59% em relação ao exportado entre janeiro e junho de 2019, quando foram 5,8 milhões de toneladas. O açúcar, embarcado em saca e granel, teve o maior crescimento: 70%. Este ano, mais de 1,5 milhão de toneladas foram carregadas. Em 2019, foram exportadas pouco mais de 904,8 mil toneladas. LÍQUIDOS – Entre os granéis líquidos de exportação, os derivados de petróleo apresentaram alta de 64%, com um volume movimentado de quase 366,8 mil toneladas, no

2

Revista Distinção

primeiro semestre. Nos óleos vegetais, principalmente de soja, o aumento registrado foi de 45%. Foram 631,4 mil toneladas exportadas este ano. IMPORTAÇÃO – As importações nos portos paranaenses cresceram 4% no primeiro semestre. Cerca de 9,6 milhões de toneladas de cargas entraram no Brasil pelos portos de Paranaguá e Antonina. Em 2019, no mesmo período, o volume de carga desembarcado foi de 9,2 milhões de toneladas. As maiores altas foram registradas na movimentação de carga geral (12%) e fertilizantes (8%). De carga geral foram mais de 2 milhões de toneladas importadas este ano, contra 1,8 milhão nos seis primeiros meses do ano passado. Os fertilizantes são os principais granéis sólidos de importação. No semestre, o volume movimentado passou de 4,4 milhões de toneladas. Em 2019, no mesmo período, 4,1 milhões de toneladas foram desembarcadas. CONTÊINERES – As importações e exportações de cargas em contêineres também aumentaram. A alta no segmento foi de 6%. Este ano, foram 446.556 TEUs (unidades específicas) movimentadas no semestre. Em 2019, 419.616 TEUs. As importações somam as maiores quantidades, tanto neste ano quanto no ano anterior. No primeiro semestre de 2020, foram 230.179 TEUs importados, 9% a mais que em 2019 (211.574 TEUs). Na exportação, o crescimento foi de 4%. Foram 216.377 TEUs neste ano, ante 208.042 TEUs no ano passado. Claudio Neves/Portos do Paraná


|

novidades

tribunasc.com/distincao

Parque Atuba em fase final de obras ◼ Entraram na reta final os trabalhos de revitalização do Parque Atuba, na divisa de Curitiba com Colombo. O local, bastante frequentado em tempos normais pelos moradores da região, vai voltar como uma alternativa completa de esportes e lazer após a pandemia do novo coronavírus. Em vistoria às obras, na tarde desta sexta-feira (10/7), o prefeito Rafael Greca lembrou que as melhorias eram uma demanda da população, expressa por meio do Fala Curitiba. “Estamos requalificando o espaço com um lindo trabalho da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, com novas e melhores pistas de caminhada, quadras, canchas e parquinhos infantis, além da ampliação de infraestrutura de estacionamento”, enumerou o prefeito.

A secretária municipal do Meio Ambiente, Marilza Oliveira Dias, lembrou que as intervenções no parque são parte de um grande trabalho de melhoria de manutenção e também de requalificação dos espaços urbanos da Prefeitura. “São os locais onde a cidade respira e as pessoas se encontram, por isso é tão importante devolvê-los aos curitibanos da forma como eles merecem”, disse. “Nossos esforços, agora, são para que todos desfrutem dos espaços com muita saúde, assim que a situação de emergência da covid-19 acabar”, completou a secretária do Meio Ambiente. O diretor do Departamento de Parques e Praças da Secretaria, Jean Brasil, também esteve na vistoria. Prefeito Rafael Greca e secretária Marilza Oliveira Dias durante a vistoria

Setorização A área de 173 mil metros quadrados, na divisa com o município de Colombo, ganha novas pistas de caminhada, ciclovias, parquinhos para crianças, kits de ginástica, áreas de estar e estacionamentos, além de um novo portal de entrada e revitalização dos equipamentos existentes. O investimento é de cerca de R$ 1,6 milhão.

Com a requalificação, o local ganha quatro setores - denominados alamedas. A principal - com paisagismo, áreas de estar e um portal; a esportiva, onde se concentram as quadras para a prática de vôlei e futebol, equipamentos de ginástica e parquinho; e as duas alamedas menores, que dão acesso às churrasqueiras e a uma nova quadra poliesportiva e novo parquinho.

As alamedas, assim como os equipamentos que as compõem, são ligadas por vários caminhos, entre eles os revitalizados (cerca de 5 mil metros quadrados) e os novos caminhos propostos (cerca de 3 mil metros quadrados), além de outros serviços previstos, como drenagem, sinalização, paisagismo, colocação de bancos, lixeiras, gradis e plantio de 51 novas árvores.

EDITOR E JORNALISTA RESPONSÁVEL: Victor Grein Neto victorjornal@yahoo.com.br - (41) 99191-3296 DEPARTAMENTO COMERCIAL: Jaime de Souza Moraes jaimemoraes@gmail.com / (41) 3319-8754 DISTINÇÃO PR e SC tribunasc.com/distincao facebook.com/GrupoTribunaSC CNPJ 22.863.212/0001-35 Tribuna SC Eireli ME

PROJETO GRÁFICO E DESIGN: Ulidh Motion CNPJ 31.180.791/0001-02—Luiz Paulo Pietsiaki Moraes (41) 98814-8436 IMPRESSÃO: GRAFINORTE (Apucarana - Paraná)

Revista Distinção

3


turismo

Equipamentos turísticos de BC com entrada franca e descontos em comemoração ao aniversário da cidade ◼ O município de Balneário Camboriú completa 56 anos no próximo dia 20 e, para comemorar a data, os principais equipamentos turísticos da cidade estarão oferecendo no dia e ao longo do mês de julho entradas gratuitas e descontos especiais para os moradores. Intitulada “BC Day”, a ação é realizada pelo Núcleo de Turismo, da Associação Empresarial de Balneário Camboriú e Camboriú (Acibalc), e tem como objetivo fortalecer o turismo no próprio município, ao mesmo tempo que homenageia a cidade. Durante todo o mês, o Parque Unipraias e o Barco Pirata irão oferecer um desconto imperdível na compra conjunta ou individual dos passeios. Já no dia 20, o Speedway Music Park oferece desconto nas baterias de kart e passeio de quadriciclo, o Complexo Turístico Cristo Luz e o Complexo Ambiental Cyro Gevard, o Zoo de Balneário, estarão com entradas gratuitas para os moradores aproveitarem as atrações. A novidade da ação é o Oceanic Aquarium, que estará com 50% de desconto na compra dos ingressos para adultos e crianças de 20 a 25 de julho. Os moradores interessados em participar das promoções deverão apresentar comprovante de residência atualizado, documento com foto (mesmo nome do comprovante de residência) e CPF. Não será permitida a realização de cadastro em nome de terceiros. Devido à pandemia do coronavírus, será obriga-

tório o uso de máscara em qualquer equipamento turístico, além disso, a entrada será controlada e limitada de acordo com a capacidade permitida e em alguns equipamentos haverá aferição de temperatura. Confira os atrativos participantes e suas promoções:

PARQUE UNIPRAIAS + BARCO PIRATA Ingresso do Bondinho adulto com acesso ao Parque Unipraias + passeio do Barco Pirata de R$95 por R$50. Somente Bondinho do Parque Unipraias, o valor será de R$46 por R$25 e somente passeio do Barco Pirata de R$49 por R$25. Compras até o dia 20 de julho. Cada cadastro dá direito a 3 três acompanhantes com mesmo desconto (total de 4 pessoas). Promoção disponível somente através da Loja Virtual do Parque Unipraias: www.unipraias.com.br. Mais informações: 47 3404 7600/47 3367 2815 ou pelos sites www.unipraias.com.br e www.barcopirata.com.br.

SPEEDWAY MUSIC PARK Desconto no Kart frota Speedway de R$90 por R$50/pessoa e passeio de quadriciclo na Trilha do Morro do Boi (3km) com guia no percurso de R$85 por R$40/pessoa. Horário de funcionamento: das 09h às 17h. Obrigatório agendamento do kart/quadriciclo através do WhatsApp 47 99999-8161 ou 47 3361-6000.

COMPLEXO AMBIENTAL CYRO GEVAERD – ZOO Ingresso Gratuito para morador que apresentar o comprovante de residência e documento de identificação, com direito a um acompanhante. Mais informações: 47 3367-3277.

COMPLEXO TURÍSTICO CRISTO LUZ Ingresso Gratuito para morador que apresentar o comprovante de residência e documento de identificação, com direito a um acompanhante. Mais informações: 47 3367 4042. OBS: Em virtude da pandemia, não há transporte gratuito para acesso ao complexo e não haverá música ao vivo na pizzaria anexa, que funciona com as mesmas restrições de ocupação.

OCEANIC AQUARIUM Desconto de 50% na compra de ingressos. Adulto de R$40 por R$20, Criança de R$20 por R$10 (5 a 12 anos) e Sênior de R$20 por R$10 (acima de 60 anos). Válido para o período de 20 a 25/07, exceto dia 21, terça-feira. Cada comprovante dará direito a comprar até 4 ingressos, sendo eles ADT ou CHD. A promoção não é válida para compra de passaportes anuais. Desconto não será estendido para Estudantes e Professores. Mais informações: (47) 3311-7000.

Cristo Luz, Unipraias, Oceanic Aquarium

4

Revista Distinção


|

tribunasc.com/distincao

Próxima atração em BC: uma Roda Gigante com 65 metros Provavelmente já a partir da próxima temporada de Verão Balneário Camboriú terá uma nova e grande atração, uma roda-gigante de 65 metros de altura, semelhante a existente em Londres (London Eye). As obras estão em andamento pela empresa Big Wheel S.A. no canto do Pontal Norte Toda a estrutura virá do exterior: a base da China, as cabinas da Holanda e o sistema eletrônico da Alemanha. As 32 cabinas climatizadas proporcionarão vistas panorâmicas da cidade e da orla. O investimento previsto pelos empreendedores, Ricardo e Cícero Fiedler e Erondi Roveda, é de R$ 40 milhões.

Obras no Molhe Norte estão na reta final de conclusão Previsão da Prefeitura é inaugurar a nova atração de Balneário Camboriú no segundo semestre Agora é oficial. Dentro de poucos dias, Balneário Camboriú terá definitivamente uma nova e importante atração turística e de lazer. No segundo semestre deste ano deverá ser concluída a urbanização no entorno das obras de recuperação e ampliação do molhe da foz do rio Marambaia. O empreendimento, iniciado em 2019, faz parte de um conjunto de ações da Prefeitura de Balneário Camboriú para revitalização do pontal norte, e já mostra resultados. A obra compreendeu a recuperação dos 140 metros do molhe que existia na extremidade norte da Praia Central e o prolongamento de mais 160 metros, totalizando 300 metros do novo molhe. O projeto utilizou blocos de pedras naturais para composição da estrutura de assentamento, oferecendo à população uma nova área de contemplação paisagística, entre outras atividades, como pesca esportiva, atividades físicas, entre outras. Após a ampliação dos molhes, já se observam alguns benefícios obtidos com a obra. Entre eles, o aumento das condições de vazão e diluição das águas do rio Marambaia, principalmente em momento de maré vazante, o que melhorou significativamente a balneabilidade daquela área

30 anos a todo gás

Parabéns, BALNEÁRIO CAMBORIÚ e camboriuenses pelos 56 anos da Capital Catarinense do Turismo!

WWW.GLPCENTRAL.COM.BR

RUA 3208, 282 - BALNEÁRIO CAMBORIÚ, SC FONE 47 3367-3090 / 47 3367-3776

da Praia Central. Também facilitou o acesso ao rio Marambaia por embarcações, beneficiando os trabalhadores da pesca artesanal, e viabilizou um point com ondas mais radicais para os surfistas. Os turistas também estão gostando de dar seu passeio sobre o molhe já contruído, e contemplar o mar desde ali.

Programas ambientais As obras de recuperação do Molhe Norte foram autorizadas pelo Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina – IMA, através da Licença Ambiental de Instalação – LAI Nº 4068/2019, que estabeleceu uma série de condicionantes para a execução dos trabalhos. Estas condicionantes seguem em andamento, com a realização dos programas de monitoramento ambiental executados pela empresa Acquaplan Tecnologia e Consultoria Ambiental, que tem sede na cidade de Balneário Camboriú.

Centro de Eventos vai funcionar A novela do funcionamento do Centro de Eventos de Balneário Camboriú deve terminar neste ano, após os técnicos da Comissão de Licitação da Santur e da SC Par – SC Participações e Parcerias S.A.- encaminharem ao processo que trata da concessão da gestão do local pelo prazo de 20 anos as adequações solicitadas. Em paralelo ao processo, algumas obras são finalizadas, como a instalação de divisórias, elevadores e climatização, com recursos liberados pelo Ministério do Turismo. O fato é que havia um evento confirmado para o local, que seria o 21 º Congresso Nacional de Contabilistas, previsto para Novembro, mas que foi cancelado devido a pandemia. O Centro, localizado no Km 137 da BR-101, em frente ao Complexo Ambiental Cyro Gevaerd (Zoológico), o Centro de Eventos de Balneário Camboriú está localizado numa área com 70.545 m2, tendo 90.057 m2 construídos. Pode receber perto de 60.000 pessoas, com área de alimentação que pode acomodar cerca de 2 mil pessoas.

Revista Distinção

5


Balneário Camboriú

Pesquisa comprova que turistas querem vir a Balneário Camboriú

Secretaria de Turismo divulga resultado de pesquisa sobre intenção de viagem dos turistas em 2020 ◼ Foi divulgada a pesquisa eletrônica lançada pela Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico de Balneário Camboriú (Sectur), realizada para medir a intenção de viagem dos turistas em 2020. Ao todo, 255 formulários foram validados. O questionário que teve majoritariamente seu público de gênero feminino (54,90%), com faixa etária entre 31 a 65 anos (78%), moradores do Estado São Paulo (29%), Paraná (19,22%), Santa Catarina (19,22%) entre outros, respondem que a intenção de viajar a Balneário Camboriú é em família (48,6%), casal (35,7%) e outros. Devido à pandemia, um dos pontos cruciais do questionário é sobre o retorno das viagens e da sensação de segurança dos turistas. A pesquisa apontou que 30,19% planejam fazer suas viagens no ano que vem, e 25,49% a partir do segundo semestre de 2020. O mês considerado mais seguro pelos turistas é dezembro. Os entrevistados também responderam sobre a principal motivação a visitar Balneário Camboriú. As praias, com 73,3%, foi a principal atração. Gastronomia NOVO PRESENTE DA ERS

BALNEÁRIO PARA CAMBORIÚ

Edifício San Valentin 47

lançamento

(47,1%) e Equipamentos turísticos (40,4%) também tiveram destaques nesta avaliação. Os destaques para as acomodações foram os hotéis (76,9%). Os meios de transportes mais citados foram carro/moto própria (57,8%) e avião (34,2%). Sobre o tempo de permanência previsto, os entrevistados responderam de três a cinco dias (55,3%); já 26,1% ficariam mais de seis dias, e 10,1% apenas nos finais de semana. Para finalizar a pesquisa, que teve o objetivo de eleger os critérios de segurança importantes neste período de pandemia, um dos questionamentos foi a respeito da importância atual ao se escolher o destino. A maior parte dos entrevistados optou por situação de saúde controlada no destino (75,7%) além do setor de hotelaria (72,5%), restaurantes (62%) e equipamentos turísticos (48,6%) certificados com medidas de combate ao Covid-19. “A questão da saúde é fundamental neste momento. Em relação à segurança pessoal, Balneário Camboriú é considerada uma das cidades mais seguras do país, e pretendemos dar além desta segurança pessoal, a segurança na saúde”, declara o secretário de Turismo de Balneário Camboriú, Valdir Walendowsky. Balneário Camboriú foi o primeiro destino turístico do Estado a lançar este tipo de pesquisa. Segundo a secretaria de Turismo, tais informações irão ajudar na ação de retomada do turismo na cidade, assim que as viagens forem liberadas, bem como as novas rotinas adotadas pelos turistas quanto às medidas preventivas.

3056-2323 47 99902-0255

CONTATO@ERSEMPREENDIMENTOS.COM.BR WWW.ERSEMPREENDIMENTOS.COM.BR

ERS CENTRAL DE NEGÓCIOS: AVENIDA BRASIL, 2707 - SALA 02 CENTRO - BALNEÁRIO CAMBORIÚ / SC

6

Revista Distinção

Fotos de Balneário Camboriú


|

tribunasc.com/distincao

Elevado da 4ª. Avenida, uma obra de fôlego Moradores e turistas vão desfrutar, a partir do final deste ano, do Elevado da 4ª. Avenida, Avenida Panorâmica, uma obra das mais complexas que está sendo realizada pela Prefeitura. Virá dar fluidez no sistema viário, pois com a sua implantação, o trânsito no entroncamento Norte/Sul e Oeste/Leste vai fluir naturalmente, sem congestionamento. Esta obra interliga o Binário Norte (Av. Martin Luther) com o Binário Sul (Quarta Avenida). O elevado terá quatro pistas paralelas para o trânsito de veículos, ciclovia protegida, calçadas com acessibilidade e uma área de urbanização com 15 mil m² em seu entorno. Nesta área urbanizada haverá itens de lazer, como dog park, espaço para ginástica, parquinho infantil, praça e paisagismo, além de possuir mobiliários urbanos e iluminação com sistema de led.

cluiu o prefeito. Com a implantação do elevado, em conjunto com a finalização da Avenida Panorâmica, o fluxo do trânsito será da seguinte forma: os veículos que estiverem na Avenida Martin Luther e vão em sentido à Avenida das Flores terão que acessar a Avenida Panorâmica; os veículos que estiverem na Avenida Martin Luther, mas que vão para a Quarta Avenida, passarão por cima do elevado. Para aqueles que seguem pela Avenida do Estado em direção ao Centro e desejarem acessar a Quarta Avenida, será necessário utilizar as faixas da direita; já para os que quiserem continuar na Avenida do Estado será necessário se manter nas faixas da esquerda, passando por baixo do elevado.

Atualmente, passam pelo entroncamento da Quarta Avenida com a Avenida dos Estados 4,7 mil veículos no horário de pico. O cálculo é que daqui a dez anos a movimentação aumente para quase 10 mil veículos passando pelo local nos horários de rush. “Esta é uma obra esperada há muito, que refizemos o projeto e licitamos por um valor bem menor do que foi previsto em anos anteriores. Esta importante obra viária vai facilitar a vida dos motoristas que, diariamente, enfrentam o congestionamento na rótula que faz a ligação entre Avenida do Estado e a Quarta Avenida. O elevado da Quarta Avenida, somado à Avenida Panorâmica, e mais o conjunto de obras do Binário Sul, trará um importante avanço para a mobilidade urbana da cidade”, destacou o prefeito Fabrício Oliveira. “Além disso, incorporamos ao projeto uma grande área de lazer no entorno do elevado que vai se transformar num lugar de encontro, de convívio, um espaço privilegiado para as pessoas, que é o conceito que buscamos sempre incorporar nas obras que traçamos e executamos pela cidade”, con-

Revista Distinção

7


Balneário Camboriú Revitalização do Rio Marambaia e Parque Linear do Canal Marambaia A Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMASA) homologou na última quinta-feira (18), a contratação de empresa especializada para realização de estudos ambientais, hidrológico e hidráulico para o parque linear do Canal Marambaia. O estudo é necessário para efetuar a etapa de Revitalização do Rio Marambaia da Rua 1.901 até a desembocadura na baía norte, atendendo as exigências do Instituto do Meio Ambiente (IMA) para obter o licenciamento ambiental. O prazo para realização do trabalho é de quatro meses, com início previsto para o mês de julho. “Esse estudo é uma importante etapa para a revitalização do Rio Marambaia, somado as diversas ações já iniciadas. A empresa vencedora da licitação está dentro do prazo para assinar o contrato, com previsão do início dos trabalhos para julho”, menciona o diretor-geral da Emasa, Douglas Costa Beber. O projeto será divido em quatro partes: 1. Estudo Hidrológico-Hidráulico: incluindo diferentes períodos de retorno em diversas seções para diferentes cenários hidráulicos no canal, como a mensuração de influência da maré no corpo hídrico; 2. Projeto Hidráulico: terá como finalidade fundamental a coleta, o afastamento e a disposição final das águas, compreendendo basicamente a drenagem superficial das áreas abrangentes e do canal; 3. Projeto Executivo de Dragagem: vai contemplar os aspectos quantitativos do material a ser dragado, o método de dragagem e o local pretendido para a disposição do material, além dos aspectos legais associados ao licenciamento ambiental da atividade. Assim como, futuras dragagens de manutenção

quando couber e a metodologia de dragagem prevendo procedimentos e uso de equipamentos adequados; 4. Estudo Ambiental Simplificado – canalização de curso d’água: estudo de suscetibilidade às inundações e levantamento de fauna e flora. A empresa vencedora da licitação na modalidade de pregão presencial do tipo menor preço global, foi SLI MEIO AMBIENTE E INFRAESTRUTURA EIRELI, com valor final de R$ 190.000,00 (cento e noventa mil reais) e o prazo de quatro meses para a realização de todos os itens do contrato.

Sobre a Revitalização do Rio Marambaia Desde 2017, uma série de ações está sendo feita para a revitalização do Rio Marambaia, incluindo as ações do programa “Balneário Camboriú é a Nossa Praia”, que vem executando um pacote de medidas para reduzir problemas ambientais, com foco na despoluição das águas, como: a obra do Emissário Pressurizado de Esgoto Bruto da Barra Norte; novas legislações sanitárias mais rigorosas; fiscalizações intensificadas do Programa Se Liga na Rede com lacres nas ligações irregulares; e testes com o uso da tecnologia.

Está saindo a nova ponte sobre o rio Camboriú A concessionária Arteris Litoral Sul está construindo a nova ponte sobre o rio Camboriú na marginal norte da BR-101, que dará muito melhores condições de trafegabilidade aos motoristas que trafegam pela BR e a Balneário Camboriú. A ponte terá 426 metros de extensão por 10,3 metros de largura. Desde o dia 17 de junho a empresa ingressou na fase de grande porte das obras, com transporte, içamento e lançamento de 48 vigas pré-moldadas longitudinais, que darão sustentação ao tabuleiro da ponte. As vigas com extensão de até 40 metros e 90 toneladas estão alocadas em três áreas nas margens da BR-101/SC. Agora, ao longo dos próximo dois meses, elas serão

8

Revista Distinção

posicionadas sobre os conjuntos de pilares e travessas já implantados. No total, serão lançadas quatro vigas por vão, utilizando uma treliça lançadeira automatizada – o que permite a execução da atividade sem interferência no trânsito. Esta é uma das principais etapas da obra, que dará forma a estrutura da ponte – ligando uma cabeceira a outra. Com isso, a concessionária dá prosseguimento a este investimento – estimado em aproximadamente R$ 19,1 milhões – e com conclusão prevista até 2021. Com as vigas já posicionadas no canteiro de obras, a concessionária fará em agosto o lançamento utilizando o mesmo

método usado na construção da ponte sobre o canal Itajaí-Mirim em 2019 – com treliça lançadeira automatizada. Quem passar pela rodovia, vai avistar uma grande estrutura metálica com motores e cabos de aço. Este equipamento é posicionado entre os vãos e sobre o conjunto de pilares, fazendo o deslocamento das vigas sobre trilhos até o ponto exato de posicionamento. A escolha deste método traz celeridade para a execução dos trabalhos – além de possibilitar o avanço das atividades de lançamento das vigas sem interferência no trânsito.


|

tribunasc.com/distincao

Em BC, surge o primeiro terminal marítimo exclusivo de passageiros Uma próxima grande atração está para tornar-se realidade em Balneário Camboriú, o BC Port, primeiro terminal marítimo exclusivo de passageiros. O projeto foi concebido e é desenvolvido pela empresa Ports developed by Shiphandlers, empresa privada de participações em pesquisas náuticas. O empreendimento obedece às normativas PIANC e segue a legislação marítima e ambiental vigentes. Com seu funcionamento, estima-se um grande impacto no turismo marítimo brasileiro, tanto na geração de empregos como na atração de turistas brasileiros e estrangeiros A infra-estrutura constaria de shopping-center, restaurantes, escritórios das companhias marítimas, estação meteorológica e Controle de Tráfego Marítimo, posto da Marinha do Brasil, posto alfandegário e aduana, hotel 6 estrelas com 2 andares e 320 quartos (3 piscinas, sendo duas abertas com borda infinita e uma fechada). Além de simulador de onda dentro de um complexo com área alfandegada, Balé das Águas, 60 lojas temáticas, 7 fast foods, 14 quiosques. O presidente da empresa empreen-

dedora, André Rodrigues Guimarães, diz que “a PDBS nasceu com a convicção de potencializar as condições naturais, minimizando a dragagem necessária e a intervenção humana. Berços abrigados, dispensando construção de quebra mares, viabilizando tecnica e econômicamente empreendimentos capazes de transformar cidades e regiões”.

Clube Candeias, cada vez trazendo mais turistas a Balneário Camboriú Desde que foi implantado em Londrina no ano de 1968, inaugurando sua primeira unidade hoteleira em Piçarras, o Clube Candeias tem trazido milhares de turistas a Balneário Camboriú ao longo desses 52 anos. A empresa, com certeza, é a principal emissora de pessoas à Maravilha do Atlântico.

Só na cidade são nove unidades de hospedagens:

Candeias II Balneário Camboriú, Candeias Edifício Ilhas Gregas, Candeias Complexo Turístico, Candeias Bandeirantes, Candeias San Remo, Candeias Edifício Viviane, Candeias Central Balneário Camboriú, Candeias Apart Mauad e Candeias Edifício San Marco.

O Candeias Solidário Criado para servir a população em diversas necessidades, a campanha do momento que tem previsão de término em 31 de Agosto, consiste na arrecadação de fundos para a compra de cestas básicas que serão distribuídas nas regiões onde o clube atua. A abrangência é nacional e busca amenizar os impactos sobre as famílias causados pelo Covid-19. Cidades que serão Uma das unidabeneficiadas: Balneário des em BC: EdifíCamboriú, Florianópolis, cio Ilhas Gregas. Bombinhas, Piçarras, Barra Velha, Garopaba, Canela, Capão da Canoa, Guarujá, Ubatuba, Matinhos, Guaratuba, Foz do Iguaçu, Parnamirin, Bonito e Corumbá. A meta é chegar aos R$ 100.000,00.

Revista Distinção

9


Balneário Camboriú

Está em conclusão o Yachthouse Residence, maior edifício residencial da América Latina Por causa dos seus gigantescos arranha-céus, Balneário Camboriú é conhecida como a “Dubai” brasileira. Nesse momento, por exemplo, está em conclusão o maior edifício residencial da América Latina, o Yachthouse Residence, obra da Construtora Pasqualotto & GT. Todo o design foi feito exclusivamente pelo escritório de arquitetura italiano Pininfarina. São duas torres (torres gêmeas), cada qual com 281 metros de altura e 81 andares. A área do terreno, na Marina Tedesco, tem 7.536 m2. Para que o projeto fosse desenvolvido, foi necessária a utilização das mais avançadas tecnologias existentes no Brasil e no exterior. A parte estrutural veio do Panamá, o design, como se disse, da Itália, os túneis de vento da Inglaterra. Projetos com-

plementares de Dubai, Panamá e Estados Unidos. O gigantismo pode ser observado pelos elevadores (da Atlas Schindler). São 22, sendo 10 para atendimento direto dos apartamentos. São 35 toneladas só de motores. O percurso de 275 metros pode ser feito em menos de 1 minuto. No total, são 264 unidades nos 81 pavimentos, com dois apartamentos por andar e quatro coberturas, duas em cada torre. Somente a área de lazer do Yachthouse conta com mais de 10 mil metros quadrados. Na obra, foram gastos mais de 87 mil m3 de concreto, 12 mil toneladas de aço. Para acessar o prédio por vias aéreas, haverá dois helipontos homologados e à disposição, que funcionarão dia e noite.

Arribamentos continuam, mas a espécie é a mesma Uma foto publicada em junho na rede social de um jornal de circulação local mostrou que o arribamento de conchas na Praia Central de Balneário Camboriú continua ocorrendo. A imagem, feita por um leitor do periódico mostra que a espécie de molusco bivalve é a mesma que vem sendo identificada há pelo menos três anos pelos pesquisadores Fernando Luiz Diehl e Mayara Beltrão, da espécie Tivela mactroides, ao contrário da identificação Cerastoderma edule, feita pelo jornal.

10

Revista Distinção

Segundo Mayara, a mortalidade em massa desse organismo (Tivela mactroides) “pode ser atribuída a diversos fatores, como tempestades, mudanças na temperatura do mar, parasitas, floração de algas e soterramento”. No caso deste arribamento registrado pelo jornal, ele teria ocorrido após a passagem de uma tempestade, o que acarretou em revolvimento do fundo pelas ondulações e colocação de muito material em suspensão.


|

tribunasc.com/distincao

Nos 56 anos de BC, atrações virtuais Assessoria de Imprensa da Prefeitura de BC

Os 56 anos de Balneário Camboriú estão sendo comemorados desde o dia 15 de julho de uma forma diferente, devido à pandemia. Trechos de prédios se transformam em locais de projeção para frases sobre a cidade e vídeos que os moradores enviaram contando os motivos que os fazem amar Balneário Camboriú. As projeções itinerantes são feitas pela Cineramabc Filmes e Produções Artísticas Ltda. Para ouvir os áudios, os moradores precisam sintonizar uma rádio, na frequência 95.1 (FM). As projeções ocorrem até 20 de julho, dia do aniversário do município. De acordo com a presidente da Fundação Cultural de Balneário Camboriú, Denize Leite, Agentes de Trânsito estão atuando para evitar aglomerações e controlar o fluxo de veículos no momento das projeções. “As projeções devem ser acompanhadas pelas janelas e por quem passa de carro. Esse é o momento para ficarmos em casa, de cuidarmos de nós mesmos e dos outros”, diz. No dia 20, uma live será transmitida de um dos pontos turísticos da cidade, pelas redes sociais da Prefeitura, também para as pessoas assistirem de casa. Entre os artistas, estará a cantora, compositora e atriz paulista Mariana Nolasco. A live é patrocinada, sem gastos de dinheiro público, com apoio do Município.

ICMS NÃO COMPÕE A BASE DE CÁLCULO PARA A INCIDÊNCIA DE PIS E COFINS e OUTRAS MATÉRIAS TRIBUTÁRIAS RELEVANTES O Supremo Tribunal Federal, ao apreciar o RE 574.706 pela sistemática da repercussão geral, firmou a tese de que “o ICMS não compõe a base de cálculo para a incidência do PIS e da Cofins”. Foi declarada então a inexistência de relação jurídico-tributária entre os contribuintes e a União Federal no que tange ao pagamento das contribuições ao PIS e à Cofins com a inclusão, na base de cálculo, dos valores devidos a título de ICMS. Com a decisão, os contribuintes que propuserem a ação tem assegurado o direito de recolher as referidas contribuições sem incluir em suas bases de cálculo o valor do ICMS, podendo ainda requerer a restituição dos pagamentos feitos a maior dos últimos 05 (cinco) anos. Existe recurso pendente no intuito de modular o efeito da decisão, o que acarretará na provável perda do direito a recuperação do tributo pago a maior para quem não tiver proposta a ação até o julgamento do recurso. Ainda por analogia a mesma tese pode ser aplicada no cálculo para o recolhimento do IMPOSTO DE RENDA DE PESSOA JURIDICA optante pelo lucro presumido bem como na CONTRIBUIÇÃO SOCIAL SOBRE LUCRO LIQUIDO – CSLL. Necessária e muito atual a ilegalidade da majoração da taxa do SISCOMEX, a 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu, a inconstitucionalidade da Portaria do Ministério da Fazenda nº 257/11, que reajustou a Taxa de Utilização do Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex) em 500%. O entendimento

é o mesmo na 1ª Turma da Corte. Por unanimidade, os ministros mantiveram a decisão monocrática do relator, ministro Dias Toffoli, que argumentou que a atualização não poderia ter sido superior aos índices oficiais. “A nossa jurisprudência define que em casos de delegação legislativa o Executivo pode fazer o reajuste, desde que a lei tenha feito um desenho mínimo que evite o arbítrio, o que não é o caso”, argumentou. A taxa Siscomex foi criada por lei em 1998 com o objetivo de cobrir os custos do sistema, com a previsão do pagamento de R$ 30,00 por Declaração de Importação (DI) e de R$ 10,00 para cada adição de mercadorias. A legislação atribuiu ao ministro da Fazenda o poder de fazer o reajuste anual da taxa de acordo com a variação dos custos e dos investimentos no sistema. Em 20 de maio de 2011, foi editada a portaria que aumentou o preço de cada Declaração de Importação de R$ 30,00 para R$ 185 e aumentou de R$ 10,00 para R$ 29,50 cada adição de mercadorias à Declaração de Importação, o que representa o aumento de mais de 500% do valor originalmente fixado pela Lei nº 9.716/1998. Com a decisão, os contribuintes que propuserem a ação tem assegurado o direito de recolher as referidas taxas atualizadas pelos índice de correção adotado para o caso, podendo ainda requerer a restituição dos pagamentos feitos a maior dos últimos 05 (cinco) anos. .... lembre: “o direito não socorre aquele que dorme”.

Hamilton José Reis Júnior OAB/SC 17.124 ITAJAí, SC - (47) 3045 6888 - Rua Gil Stein Ferreira, nº100, conj. 804. Ed. Torre Azul, Centro - CEP 88301-210 Celular/Plantão: (47) 98804.1304 E-mail: hamilton_reis_jr@hotmail.com Revista Distinção hamiltonreis.adv@gmail.com

11


operações

Empresários de Balneário Camboriú celebram novo marco para o Porto de Itajaí Acquaplan lidera consórcio responsável pelo balizamento do canal de navegação e administra sistema de oceanografia operacional que auxilia operações logísticas e manobras de navios ◼ Nos últimos meses, o Complexo Portuário de Itajaí e Navegantes ganhou adequações e melhorias na sinalização náutica, que serviram de base para a instalação de um moderno sistema de monitoramento meteorológico e oceanográfico do canal de acesso aos portos. Também, colocou efetivamente em operação a sua nova bacia de evolução, que se tornou um marco para a região ao receber grandes navios com cerca de 350 metros de extensão. Além da Superintendência do Porto de Itajaí e da Portonave, quem comemora este novo momento histórico para a região, assim como toda a cadeia logística portuária, são as empresas do Grupo Acquaplan, de Balneário Camboriú.

Após pouco mais de um ano da implantação do SIMPORT - Sistema de Oceanografia Operacional em Áreas Portuárias, desenvolvido e operado pelas empresas Acquaplan e Mar Tethys, os resultados são considerados positivos pelo Porto de Itajaí. “O sistema tem sido muito bem utilizado pela Autoridade Portuária, Marinha e Praticagem no gerenciamento das manobras. Essa transmissão dos dados em tempo real é um excelente instrumento gerenciador de risco, porque, juntamente com batimetrias, dragagens e sinalização náutica, o SIMPORT é mais um braço que vem auxiliar na segurança da navegação”, explicou o engenheiro André Luiz Pimentel Leite da Silva Junior, diretor técnico do Porto de Itajaí.

/pioneiragrupo

47 3263 3400 47 99631 0540

O SIMPORT já opera com sucesso na baía da Babitonga e no Porto de Imbituba, em Santa Catarina, no Terminal Portuário de Paranaguá (TCP), no Paraná, e no Complexo do Porto-Açu, em São João da Barra, no Rio de Janeiro, e no Terminal da Braskem, na cidade do Rio Grande (RS). Ele monitora e informa os usuários em tempo real sobre as condições meteorológicas e oceanográficas que afetam diretamente a navegação e operações portuárias. “Monitorar essas variações tem importância fundamental no planejamento e na execução das manobras portuárias (atracação, desatracação e navegabilidade), auxiliando a praticagem local na navegação e manobras de navios”, explica o oceanógrafo Emilio Dolichney, sócio da Acquaplan e da Mar Tethys. Segundo o engenheiro André, anteriormente à implantação do SIMPORT, a obtenção dos dados hoje dispostos pelo sistema era diferente. “Tudo era muito empírico, fazia-se contato com o navio para saber como estava o tempo lá fora, e a correnteza era medida pela praticagem, mas hoje gerenciamos a abertura e fechamento de barra com dados técnicos mais precisos e com maior agilidade, tendo certeza de que as condições ambientais estão propícias para a realização das manobras, e com segurança”. André também destaca as perspectivas obtidas com o SIMPORT para projetos futuros. “Teremos muitos dados ambientais brutos, de vento, corrente, maré, onda, entre outros aspectos de previsão climatológica, para rodar futuras modelagens numéricas no estuário, futuros estudos de manobrabilidade e simulações náuticas”. Esse conjunto de dados ambientais contribuirá ainda com futuros projetos de engenharia portuária, como por exemplo no dimensionamento de molhes e estruturas de fixação da barra, onde dados históricos de altura, direção e período de ondas são parâmetros fundamentais de projeto.

CONTABILIDADE

EMPREENDIMENTOS

CONSULTORIA

DESDE 1991 CUIDANDO DO SEU PATRIMÔNIO. Rua 904, 958 - Centro - Balneário Camboriú - SC PIONEIRA.CNT.BR

12

Revista Distinção


|

rota internacional

tribunasc.com/distincao

Prudentópolis poderá ter o primeiro geoparque do Paraná ◼ Localizado no Centro-Sul do Estado, o município de Prudentópolis possui um rico patrimônio natural e imaterial e é cotado para ser o primeiro geoparque do Paraná. Apesar do nome, o termo não se refere a um parque, mas a uma área com limites bem definidos, onde locais e paisagens de grande relevância geológica, aliadas aos outros bens naturais e culturais da região, são integrados em estratégias de desenvolvimento territorial. A iniciativa é do Instituto Água e Terra (IAT), vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, em parceria com o Instituto PR-Turismo, Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura, Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e Prefeitura de Prudentópolis. Um geoparque constitui uma atração turística internacional com cunho científico, por ser uma área de interesse arqueológico e que conta a história da formação da Terra e das transformações ao longo dos bilhões de anos. As estratégias envolvem a conservação da natureza, a educação e a promoção do desenvolvimento econômico sustentável das comunidades locais. De acordo com o diretor de Gestão Territorial do IAT, Mozarte de Quadros Júnior, o projeto do geoparque

coloca mais uma vez o Paraná na rota internacional dos parques da Unesco. “Temos a Floresta de Mata Atlântica e as Cataratas do Iguaçu que já fazem parte dessa rota. O geoparque vem para somar o potencial turístico e ecológico do Estado”, disse. A criação de um geoparque leva em conta o patrimônio geológico. A ele, unem-se os demais bens patrimoniais como arqueologia, antropologia, história, esportes, cultura e artes.

Prudentópolis O município de Prudentópolis se enquadra nas características de um geoparque por possuir um patrimônio geológico relevante. A região conta com cachoeiras e cânions, árvores petrificadas de milhões de anos, a Escarpa da Serra da Esperança, fósseis de idade permiana, belíssimos afloramentos do Aquífero Guarani, cavernas e paleotocas. Além disso, concentra expressiva cultura ucraniana, religiosidade, museus, prováveis casas indígenas da tribo Kaingangue, um significativo patrimônio arqueológico e os faxinais, entre outros bens naturais e imateriais.

Em Prudentópolis, cachoeiras, cavernas, árvores petrificadas...

Revista Distinção

13


No ParanĂĄ

Obras e açþes para o desenvolvimento econĂ´mico e social de Cerro Azul â—ź “Vamos em frente e que Deus nos abençoeâ€?, ĂŠ uma frase que o prefeito de Cerro Azul, Patrik Magari, pronuncia constantemente. Geralmente, quando se refere Ă s obras de sua administração. Algumas dessas obras estĂŁo relacionadas aqui:

O Prefeito Patrik

Melhorias para a produção da poncã Mudas de maior qualidade, atravÊs da implantação de um viveiro no qual as mudas (cavalos) recebem borbulhas selecionadas de boa qualidade, melhora genÊtica e de boa aceitabilidade no mercado, melhorando a sua produção e a qualidade da tangerina poncã. Projeto em parceria com a SEAB, EMATER, IAPAR, SEBRAE, SMAB, COPAVALE e CRESOL.

 Â? Â? Â? Â? Â? Â

¢ ÂŁ ¢ ¤¼  Âˆ ˆ‰Š‹ŒŽ‘’‘“Š“” ”  Â”•Ž‰Š‹–Š —Š‰Š ˜™š› ” œŽŠ žŠÂ&#x;¥’‘Š

M�i� �� ������n����nt� d� O����I�A��O �O���L DE �U�O �ER�O A��L

EVE! Distinção �M BR 14 Revista Š

€ Τ ¨¨¨

3�62-1425 98413-6153 �98�2-0529 (41)

A ��n����nt� 24 �r�

­  Â€ ‚ Â? ƒ„ Â… †‡ Â


|

tribunasc.com/distincao

Fase final da ponte do Ribeirão Bonito do Turvo A Prefeitura Municipal de Cerro Azul trabalha para desen-

volver o município e trazer melhorias no deslocamento e escoação da produção. Em três anos de trabalho a prefeitura construiu 15 pontes em alvenaria e apresentou a reforma de várias outras construídas em madeira. Outras pontes serão construídas até o final de 2020.

E mais:

Aumento e modernização da frota de veículos

Passarela reformada no Turvo

Reformas na Casa da Cultura

Estímulos à industrialização (Cotêxtil Vale, Copavale, Union Citrus, Cooper Têxtil, agroindústrias familiares)

Unidade de Saúde da Mulher e da Criança

Implantação do SAMU

Reforma no prédio da Secretaria da Saúde

Aquisição de retroescavadeira para atender os produtores rurais

Reforma e melhorias no Ginásio de Esportes

Ações culturais, sociais e esportivas

Melhorias na iluminação pública

Festa da Laranja e da Ponkan

Novas cadeiras odontológicas nas UBS

Mais recursos à Saúde Pública

Pavimentação de ruas

Construção e reformas de escolas

Cerro Azul, uma bela atração A menos de 100 quilômetros de Curitiba, Cerro Azul é uma cidade com muito boas atrações. A começar por sua história, que tem o “dedo” da Princesa Isabel que queria implantar na região um centro colonizador, para habitar o sertão. Vieram

imigrantes europeus, ingleses, franceses, italianos e alemães, mas em poucos anos o empreendimento não prosseguiu. Ficaram muitas belas casas antigas, quase palacetes, que se encontram pela cidade. Cercada de montanhas, banhada pelo rio Ribeira (que permite pescarias e rafting), Cerro Azul é forte no turismo rural, ecoturismo e turismo de aventura – além do rafting, caminhadas , ciclis-

mo, motociclismo, banhos de rio e cachoeiras. O município é o maior produtor brasileiro da tangerina Poncã, sendo considerado a “Capital da Laranja e da Ponkan”. Todos os anos (menos neste por causa do coronavírus) realiza-se ali a Festa da Laranja e da poncã, em julho, com muitas atrações.

O rio Ribeira com rafting, casarões antigos

Revista Distinção

15


Cerro Azul

Poncãs nas festas

a Capital da poncã ◼ “Capital Paranaense da Ponkan” (através da Lei estadual 19.529/2018) e em busca do título nacional (em trâmite no Congresso Nacional), Cerro Azul produz quase a metade de toda a produção do Paraná. Do total paranaense, de quase 200 mil toneladas por safra, 46% saem do município. A região do Vale do Ribeira é quase que totalmente dominada pelas extensas plantações de pinus e eucaliptos e foi por isso, defendendo a cultura do ponkan, que o empresário Newton Sponholz fez essa poesia, intitulada “Sem poncã no Cerro”: “Haverá menos chama nos fogões, mais panelas vazias. Menos leite para as crianças, mais cachaça para os desempregados. Menos família estruturada, mais família desmantelada. Menos dinheiro na praça, mais dívida nos Bancos. Menos gente no sítio, mais gente nas favelas. Menos riso no campo, mais choro na cidade. Mais dias sem abelhas, mais noites sem vaga-lumes. O Vale ficará sem cor ou no cinza dos restos de pinus, nunca mais no verde amarelo”. É um fato: nas safras de poncã, há intensa movimentação na cidade e na zona rural, com as colheitas, encaixotamentos, carregamentos nos caminhões que vão para a Ceasa no Paraná, para Santa Catarina ou para o Ceagesp em São Paulo. E há uma grande festa, que não foi realizada neste ano por causa do coronavírus. Em 2019 aconteceu a Festa Nacional da Ponkan e a 53ª. Festa da Laranja, 25ª. Exposição.

Melhorias Produtores familiares de Cerro Azul estão tendo apoio do Governo do Estado para elevar o padrão da fruticultura, especialmente da poncã, depois da reunião ocorrida em 2019 entre o secretário da Agricultura e do Abastecimento Norberto Ortigara, o diretor-geral da secretaria Rubens Niederheitmann, o chefe do núcleo regional de Curitiba João Carlos Rocha Almeida e o prefeito cerro azulense Patrik Magari e comitiva. Estão sendo produzidas mudas de alta qualidade genética e tossanitária no viveiro de mudas na estação de pesquisa do Iapar. O local é gerido pela Prefeitura e pelo Sebrae e administra mudas e borbulhas (gemas) de poncã. As borbulhas são pequenos brotos retirados de galhos de frutas cítricas isentas de doenças , que servem para produzir mudas de alta qualidade.

Transporte para os centros consumidores

fi-