Page 1


Editorial

Parceria: a chave certa para o

sucesso

O que escrever para esta sexta edição? - Perguntei-me ao iniciar mais este editorial, porém veio à mente quando, há seis anos, iniciamos esta empreitada. Naquela época, buscamos parceiros que estivessem dispostos a investirem na divulgação dos seus produtos e serviços. Hoje, notamos que a maioria dos empresários visitados são conhecedores de nossa Revista e principalmente do nosso trabalho, o que torna agradável poder editar este veículo de comunicação. Para a sexta edição mudamos todo o projeto gráfico. Esse novo projeto tem como principal objetivo tornar a leitura e a pesquisa bem mais agradável e atual. O leitor poderá notar que as informações estão mais atualizadas, dentro do contexto da semana da Exposição. Isto só foi possível porque a assessora de imprensa, Michelle Mayrink, e as relações públicas da Fundação Rural de Campos, Fabiana Pinto e Paola Bittencourt, têm em seu corpo excelentes profissionais de comunicação, além é claro das Assessorias de Comunicação da UENF, Prefeitura de Quissamã e Campos. Muitos foram os colaboradores e somos muito gratos a todos, porque sem vocês, nossos parceiros, jamais a Revista Agronegócios existiria.

Juarez Mota

Relações Públicas e Editor da Revista Agronegócios

|

Julho

de

2010

03

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

revistaagronegocios.blogspot.com

Outro fator altamente importante foi a garantia de impressão e entrega da gráfica Grafband, que mesmo recebendo o restante do material, cobertura da inauguração, na madrugada do dia 30, nos entregou a Revista em tempo de fazermos a distribuição na data prevista. Sempre acreditamos que a parceria é a melhor arma para o sucesso de um projeto, por isso procuramos trabalhar com uma equipe de primeira, que pensa em qualidade e, aliada a uma boa prestadora de serviço, só poderíamos realizar um excelente trabalho. Esperamos que o leitor possa apreciar as melhorias realizadas na Revista, desfrutando de uma ótima leitura e de diversão com os eventos proporcionados pela Fundação Rural de Campos. Que o produtor e pecuarista possam fazer bons negócios e os nossos anunciantes e parceiros possam cada vez mais fortalecer as suas marcas junto aos nossos leitores. Agradeço a Deus, a meus amigos colaboradores, a minha família e a todos que acreditaram e confiaram no nosso trabalho. E, se Deus quiser, até 2011.


| Artigo

Atuação

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

dinâmica A ACIC se prepara para a realização de mais uma eleição e diante de tão importante data para os destinos da entidade, tomo a liberdade de ocupar este espaço para dedicar algumas reflexões sobre o trabalho que até aqui tem sido desenvolvido pelo atual presidente Amaro Ribeiro Gomes, que tem sido pautado por uma atuação séria, dinâmica e profícua à frente desta mais do que centenária instituição. Conheço Amaro há mais de 20 anos, daí que sou testemunha da sua dedicação de sua total entrega à missão que abraçou na ACIC. Desde quando aceitou ser candidato e assumir o cargo que ocupa, sempre cuidou dos interesses da entidade da forma mais zelosa e sem jamais usá-la para vantagem pessoais. Sempre trabalhou de forma desinteressada e com o propósito de servir à entidade, seus associados e à comunidade em geral, cumprindo rigorosamente o que determinam os estatutos de uma instituição de classe, mas que desempenha também historicamente sua missão comunitária. A comprovação maior do seu reconhecido dinamismo está no fato que me recordo, ao assumir a presidência da ACIC, em 1991, quando criamos o balcão Sebrae. Então, Amaro foi meu indicado para assumir a gerência local da referida entidade onde ficou até se aposentar. Foi uma parceria que extrapolou os limites do município de Campos estendendo-se a toda região, onde foram instalados 20 balcões em vários municípios e localidades. Inclusive, nossas promoções e presenças, das duas entidades, como na própria Exposição Agropecuária de Campos, eram feitas em conjunto. Graças a esta parceria ACIC/SEBRAE, os frutos são colhidos hoje e, graças a estes vínculos estreitos nas relações das duas entidades, mantém-se até hoje uma parceria das mais produtivas da qual o empresariado campista é reconhecidamente grato. Em sua administração, produziu várias reformas nas instalações da entidade, providenciou o aumento no quadro de associados, a instalação do Serasa, com todos os seus produtos disponíveis aos empresários e a certificação digital de empresas. Sobretudo, gostaria de destacar a credibilidade de que hoje desfruta a ACIC junto à sociedade, obtida através de uma melhor comunicação com o público. Um desempenho elogiável coroado com campanhas e lutas exitosas como a da duplicação da BR-101 e reformas da BR-356, entre outras, em favor da comunidade. Que continue praticando o seu admirável trabalho seja na ACIC ou em outra instituição com a mesma dedicação e seriedade. Que ao exercer mais um mandato e ao enfrentar o desafio de desenvolver mais um trabalho fértil, possa completar sua grande obra, que é dotar a nossa querida ACIC de uma Adailto Rangel

Ex-Presidente da Acic

04

Julho

de

2010

|

revistaagronegocios.blogspot.com


Palavra

do Presidente

Ao longo destes 51 anos de exposição, marcados por esforços de todas as gestões que por aqui passaram e pela dedicação de seus colaboradores, a Expoagro e Industrial da Fundação Rural de Campos alcança posição de destaque no cenário nacional. Atualmente é a segunda maior exposição de pônei, ovinos e caprinos do Brasil, uma das maiores de gado Nelore e uma das poucas em todo território nacional que consegue agregar 2 mil animais de elite. Para nós, diretores, é um período de doação que sempre vale a pena pelas conquistas realizadas. Esta gestão está focada em promover mudanças para que as exposições possam durar pelo menos mais cinco décadas e suas realizações possam ser cada vez mais consolidadas. A preocupação sempre esteve em estabelecer novas parcerias para a sustentabilidade da festa e para a manutenção de atividades no parque ao longo do ano, não somente no período que envolve a exposição. A Fundação Rural está se transformando em uma incubadora de Associações de Criadores, fortalecendo suas parcerias com os núcleos

Nossa expectativa para este ano é a visitação de cerca de 150 mil pessoas e R$ 50 milhões em negócios...”

de criadores dos cavalos Pônei, Mangalarga Marchador e Quarto de Milha, além dos bovinos Nelore e dos ovinos e caprinos. Outras parcerias foram possíveis a partir do estreitamento no relacionamento com o Colégio Agrícola, com a Sociedade Hípica, entidades de classe, empresa especializada e com know how em realização de grandes shows, empresas de entretenimento nos segmentos de festas infantis, eventos para jovens e adolescentes, além da continuidade na ação conjunta com o Governo do Estado, a Prefeitura e com os promotores de shows e eventos. A novidade deste ano é o Circuito Barretos de Rodeio, trazendo para Campos os grandes campeões e o que há de melhor em estrutura de rodeios no Brasil, permitindo que Campos esteja também representada em Barretos a partir da próxima festa de peão, a maior do país. O investimento em área vip, camarotes, arquibancadas maiores certamente serão um marco para a história das exposições da FRC. Nossa expectativa para este ano é a visitação de cerca de 150 mil pessoas e R$ 50 milhões em negócios gerados dentro e fora do parque, incluindo a rede hoteleira, restaurantes, comércio em geral, movimentação do turismo regional, ao longo dos cinco dias de evento.

|

Julho

de

2010

05

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

revistaagronegocios.blogspot.com

Luis Carlos Aguiar Presidente da FRC


Expediente Editor Juarez Dutra Mota Relações Públicas - CONRERP RG 3685 Jornalista André Luís Ferreira Francisco Assessoria Jurídica Andral Nunes Tavares Filho Projeto Gráfico Enockes Cavalar - kanox10@gmail.com Juarez Dutra Mota Publicidade - Arte Maurício Faez Enockes Cavalar Silvio Júnior Guntter Ferreira Morgades Ramirez Acruche Igor Rangel Agenciadores Abel Maurício Dereczynski Juarez Dutra Mota Nossa Capa Maurício Faez Editoria de Arte Enockes Cavalar Fotografias Adilson dos Santos Ascom - PMCG Ascom - PMQ Ascom - UENF Ascom - FRC Ascom - ACBRJ Dib`s Genilson Pessanha Vilson Corrêa

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

Impressão 10.000 (dez mil exemplares) Colaboradores Gustavo Smiderle - ASCOM/UENF Fúlvia DÀlessandri - ASCOM/UENF Michelle Mayrink Cunha - ASCOM/FRC Fabiana Pinto - ASCOM/FRC Paola Bittencourt - ASCOM/FRC Dr. Marcelo Maeda Bernardo André Luís Ferreira Francisco Paula Galletti Ana Cláudia Rodrigues Fale com a Revista Agronegócios E-mail: revista.agronegocios@yahoo.com.br juarezmota_rp@yahoo.com.br Telefone: (22) 9822-7273 Blog da Revista Agronegócios revista.agronegocios.blogspot.com Observações Os artigos, reportagens e colunas desta revista são da estrita responsabilidade de seus autores. Os colaboradores e agenciadores de propaganda não mantêm vínculo empregatício com esta revista.

06

Julho

de

2010

|

revistaagronegocios.blogspot.com


Índice Revivendo as antigas cavalgadas

08

24 Programação da 51ª Expoagro

Órgãos municipais e FRC

10

25 Shows ecléticos e variados

Leilões movimentam criadores

11

26 19ª Exposição de Quissamã

Gado leiteiro de primeira

12

27 Concurso Leiteiro, sucesso em Quissamã

Associação de Cavaleiros e Amazonas

13

28 Prefeitura imunizou pequenos Rebanhos

Pequeno, mas só no Tamanho

14

29 Criadas em Campos as ADRs

Da Índia para o mundo

15

30 Proliferação de Ectoparasitas

Exposição movimenta economia

16

31 Uma fonte de renda e de lazer

A história do Hipismo

17

34 Curso da UENF entre os melhores

Associação Brasileira de Ovinos

18

35 Mudanças no clima

Flashes

20

36 Fogo em canaviais prejudicam o solo

Tambor feminino e laço

22

37 Doenças virais nesta época do ano

2ª Festa do Laço Comprido

23

38 Calendário de Exposições

|

Julho

de

2010

07

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

revistaagronegocios.blogspot.com


Revivendo as antigas

cavalgadas

Tradição das cavalgadas foi uma das novidades

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

Visando resgatar a tradição das cavalgadas, que eram o marco de abertura das exposições agropecuárias nas décadas de 70 a 90, a Fundação Rural de Campos (FRC) e Associação de Cavaleiros e Amazonas de Campos (ACAC) organizaram uma

08

Julho

de

2010

|

cavalgada reunindo cerca de 500 cavaleiros e amazonas. O evento foi a atração principal da abertura da 51ª ExpoAgro , no domingo, dia 27/06. Desde a década de 70, as cavalgadas eram o marco de abertura das exposições

revistaagronegocios.blogspot.com


Fotos: Asco m FRC

Na década de 90, vê-se na foto acima, Zezé Barbosa, então prefeito, participando da cavalgada

revistaagronegocios.blogspot.com

|

Julho

de

2010

09

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

agropecuárias em Campos. Especialmente no ano de 1991, uma grande comitiva percorreu as ruas da cidade, composta por uma carruagem original do século XIX, fileiras de carros alegóricos, motos e outros veículos, e alas de bandeiras. Era o início da 32ª Exposição Agropecuária e Industrial do Norte Fluminense. O clima country tomou conta da cidade e a população saudou os criadores de animais, expositores da indústria, do comércio e do meio rural, que apresentaram seus belos exemplares de Mangalarga Marchador, Campolina, Árabe, Quarto de Milha e Appaloosa. Para 2010, foi programado um café da manhã a partir das 8 horas da manhã na Cooperleite, lá os cavaleiros e amazonas se reuniram e se prepararam para a saída da cavalgada às 10 horas, que percorreu ruas como Avenidas Alberto Torres e 28 de Março, Rua do Ouvidor, dentre outras. Seguindo a tradição das antigas cavalgadas, os cavaleiros e amazonas fizeram uma parada na Praça São Benedito e, logo após, passaram em frente à Catedral do Santíssimo Salvador.


| Pa r c e r i a

Órgãos municipais e FRC se reuniram para organização da 51ª ExpoAgro

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

Fostos: Ascom

A diretoria da Fundação Rural de Campos (FRC) se reuniu no mês de maio com representantes de vários órgãos municipais, para afinar a parceria entre Prefeitura e FRC e definir atuações e detalhes, a fim de preparar o Parque de Exposições para melhor receber os visitantes de toda região e até de outros estados na 51ª ExpoAgro e Industrial do Norte Fluminense. Na ocasião estiveram presentes representantes das Secretarias de Meio Ambiente, Comunicação Social, Obras, Limpeza Pública, Saúde, Agricultura, além do Procon, Campos Luz, CCZ e Águas do Paraíba. Órgãos ligados à segurança, entre eles o 8° Batalhão de Polícia Militar, Defesa Civil, Secretaria Municipal de Segurança e Ordem Pública, Guarda Civil Municipal, 5° Grupamento de Bombeiro Militar, Polícia Federal, Emut e a Equipe de Abu, responsável pela segurança particular da festa, também estiveram reunidos em outra oportunidade com a diretoria da FRC com o mesmo intuito. As reuniões definiram a atuação dos órgãos durante a feira. O Procon, por exemplo, é responsável pela fiscalização da venda de ingressos, a Secretaria de Saúde mantém uma ambulância em sistema de plantão, garantindo a tranquilidade

10

Julho

de

2010

|

FRC

dos visitantes. Já o CCZ fará toda a inspeção veterinária do Parque, enquanto a Limpeza Pública ofereceu apoio para manter a limpeza do espaço e a manutenção das lixeiras. “Nossa feira é educativa também, então acho que poderíamos tentar trabalhar a coleta seletiva aqui dentro do Parque, instalando as lixeiras e conscientizando as pessoas sobre a necessidade e importância da separação do lixo para fins de reaproveitamento.”, sugeriu Lulu Aguiar.

revistaagronegocios.blogspot.com


| Leilão

Leilões movimentam criadores da região

Os leilões prometem ser o ponto alto na comercialização de animais durante a 51ª ExpoAgro. Nesta edição, serão realizados leilões de gado Nelore e de ovinos da raça Santa Inês, com os melhores exemplares das raças e expectativa total de no mínimo R$ 700 mil em negócios fechados. A programação começa na sexta-feira (02/07), a partir das 19h, com o 1º Leilão Nelore Rio, com cerca de 40 touros PO e 15 vacas ou novilhas PO, todos do estado do Rio de Janeiro. A expectativa de negócios gira em torno dos R$ 200 mil. “Todos os animais são registrados e vindos dos melhores criatórios do estado, criados a campo.”, garante Haroldo Lima Costa, diretor da Nova Destaque Leilões, organizadora do evento. Já no sábado (03/07), o 7º Leilão Estrelas Cariocas da Raça Santa Inês (a maior raça do Brasil), com animais que podem

|

Julho

de

2010

11

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

revistaagronegocios.blogspot.com

chegar a valer mais que R$ 100 mil. A previsão é que participem cerca de 70 animais vindos dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais e Bahia, e espera-se superar a marca dos R$ 500 mil em vendas. Como prévia do 7º Leilão Estrelas Cariocas da Raça Santa Inês, será realizado na sexta-feira (02/07) o Leilão Baby, com ovinos jovens, no próprio local de exposição dos animais.


| Concurso

Ascom FRC

Gado leiteiro de primeira

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

As melhores vacas leiteiras da região

O Concurso Leiteiro da 51ª ExpoAgro começa no dia 1° de julho, às 19h, e as vacas serão esgotadas às 19h para a competição, que acontece até o dia 3. De acordo com o diretor da Fundação Rural de Campos, Wedson Gebara, organizador do concurso, estarão competindo vacas leiteiras vindas de cidades do Espírito Santo, além de São Fidélis, Santa Bárbara, Santa Maria e Campos. Gebara ressalta que todas as vacas são de alto padrão racial e de boa produtividade, todas de fornecedores de leite para laticínios de sua região. O concurso será realizado na categoria de 30kg de produção diária. Para a avaliação, as vacas serão submetidas a duas ordenhas diárias por dois dias consecutivos, consagrando-se vencedora a vaca que se aproximar dos 60 kg para mais ou para menos. O diretor lembra que 1kg equivale a aproximadamente a 1 litro, e que serão feitas duas ordenhas diárias, às 7h e às

12

Julho

de

2010

|

19h dos dias 2 e 3, chegando a um total de quatro ordenhas. Já no sábado, às 19h, serão conhecidos os ganhadores e a entrega do prêmio será feita pelo presidente da FRC, Luis Carlos Aguiar. Para quem pensa que vence a vaca que mais produzir leite dentro de cada categoria, Gebara explica que o concurso não é tão simples. “Quando é categoria livre, aí é mais fácil, mas aqui neste concurso, ganha a vaca cuja produção mais se aproximar da quantidade de sua categoria. E não pode passar muito, por isso o tratador tem que saber equilibrar a alimentação para que a vaca produza a quantidade exata de leite por dia, sem passar do limite de sua categoria.”, explica, informando que cada ordenha terá duração de 15 minutos por animal. Todo animal participante do concurso deverá estar com a carteira de vacinação em dia e apresentar o GTA (Guia de Transporte de Animais), fornecido pela Defesa Sanitária a partir da apresentação de exames.

revistaagronegocios.blogspot.com


| ACAC

Associação de Cavaleiros e Amazonas de Campos dos Goytacazes

Divulgação | Internet

revistaagronegocios.blogspot.com

|

Julho

de

2010

13

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

A ACAC - Associação de Cavaleiros e Amazonas de Campos dos Goytacazes – foi fundada em 2008 e, desde 2009, tem sua sede instalada na Fundação Rural de Campos (FRC). Desde então, as duas entidades mantém uma parceria que resultou numa série de projetos que visam o futuro dos cavaleiros e amazonas da região. - Nós temos muito a agradecer à Fundação Rural pelo espaço e pelo apoio sempre oferecido. Por isso, pretendemos realizar diversos eventos aqui no Parque para manter a aproximação dos amantes do meio rural e do cavalo. - comenta o presidente da ACAC, Paulo Roberto de Oliveira Almeida Filho. A Cavalgada da 51ª ExpoAgro em Campos é um dos resultados desta parceria que prevê a realização de outros eventos. Dentre os projetos previstos, ainda para este ano de 2010, estão a realização mensal de provas de Tambor e Baliza, com início em julho, e o Encontro de Comitivas, que reunirá cavaleiros e amazonas de Campos e cidades da região. “Queremos promover a troca de experiências e a confraternização, para isso, no encontro queremos realizar provas, gincanas e muitos momentos de descontração.”, detalha Paulo Roberto.


Vilson Correa

| Pô n e i

Pequeno, mas só no tamanho

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

No dia 1º de julho, a partir das 8h30min, será dado início ao julgamento do cavalo Pônei na 51ª ExpoAgro. Definido como cavalo pequeno, com 148cm de altura, o pônei é um tipo de cavalo em miniatura que surgiu na Europa no século XVII e a sua função era servir de mascote para príncipes. As espécies em miniatura do cavalo provêm de um cruzamento entre um Shetland e um Puro Sangue de pequeno tamanho. Anos depois exportaramse vários exemplares concebidos até a América, onde foram utilizados para transportar carvão e minerais das minas. A origem do pônei foi muito mais tardia do que a do cavalo. Este animal caracterizase pela sua grande força, o seu corpo arredondado, as suas patas traseiras potentes, mais o seu caráter bastante dócil, o que faz com que crianças e pais sintam-se atraídos por estes equídeos. Existem muitas raças de Pônei espalhadas por vários continentes, sendo que as mais tradicionais se encontram na Europa. Na América do Sul, além dos Pôneis argentinos, uruguaios e paraguaios,

14

Julho

de

2010

|

destacam-se os Pôneis brasileiros, das raças Piquira e Brasileira. Este tipo de animal precisa de um lugar amplo para viver. Uma área de três metros quadrados já é adequada, mas quanto mais a amplitude, maior a comodidade. A ração utilizada deve ser adequada para o seu tamanho e tem que ser verificada frequentemente para evitar problemas. A sua limpeza é uma das tarefas fundamentais, que deve ser feita diariamente. Por último, calcular a quantidade adequada de ração ao longo do dia é a chave para conseguir uma alimentação equilibrada.

revistaagronegocios.blogspot.com


| Nelore

Da Índia para o mundo

Raça Nelore é destaque na ExpoAgro

Divulgação | Internet

O julgamento da raça Nelore será uma das atrações da 51ª ExpoAgro. Nelore é o nome de um distrito da antiga Província Madras, Estado de Andra, situada na costa oriental da Índia, onde foram embarcados os primeiros animais para o Brasil. Os indianos consideram o bovino um animal sagrado. A raça Nelore é responsável por aproximadamente 80% de toda a produção de carne do Brasil e também constitui um importante patrimônio para a genética bovina. Esta raça

|

Julho

de

2010

15

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

revistaagronegocios.blogspot.com

nem sempre ocupou uma posição de destaque, apesar das características que o ressaltam. Dentre todas as raças indianas introduzidas no país, a Nelore foi a última que despertou interesse dos criadores brasileiros. Uma das explicações para este fato é que as demais raças indianas apresentam particularidades, como orelhas médias e longas, ao contrário do Nelore. Isso facilitava muito nas primeiras importações, por ser um aspecto morfológico fácil de ser verificado, para diferenciar um animal de sangue indiano de um taurino. As importações de 1930 e, especialmente, de 1960 a 1962 foram decisivas para o crescimento do Nelore no Brasil. A década de 60 destaca-se pela retomada do crescimento da região oeste do país e as formações dessa região eram adequadas para que a raça Nelore prosperasse.


| Geração de Renda

Exposição movimenta

economia

Do grande empresário à dona de casa, todos saem ganhando

O final do mês de junho é aguardado com ansiedade pelos empresários da região. É nesta época que normalmente acontece a ExpoAgro de Campos, que fomenta a economia formal do município. A rede hoteleira, alimentícia e de vestuários são os grandes beneficiados no período da exposição, porém existem outros setores que também saem ganhando com a festa. Desde vendedores ambulantes, que atuam dentro e fora do Parque de Exposições, até a dona-de-casa, que aluga seu quintal para estacionamento durante a festa, aguardam com ansiedade esta que é maior feira agropecuária do Estado do Rio e uma das 10 maiores do país e que acontece no Parque de Exposições da Fundação Rural de Campos (FRC). O empresário da rede hoteleira, Marcus

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

16

Julho

de

2010

|

Ascom FRC

Apesar de estarmos entre as 10 maiores do Brasil, a de Campos tem uma característica que muitas outras não têm, que é atingir todos os setores da economia. Essa diversidade também impulsiona a economia informal.” Luis Carlos Aguiar

Vinícius Ribeiro Oliveira, acredita no crescimento de aproximadamente 10% no fluxo de hospedagem durante o evento, considerando isto como positivo para o setor. A ExpoAgro já faz parte do calendário nacional de grandes expositores comerciais e agropecuários, que estão presentes na 51ª edição do evento, acreditando no retorno do seu investimento e na importante vitrine em que se transformou a feira. Empresas como a Troncos e Balanças Baiôco, do Espírito Santo, e Selaria Goiana, de Barretos (SP), já garantiram seu espaço no setor comercial e industrial, assim como, por exemplo, grandes criadores de bovinos Nelore, equinos da raça Mangalarga Marchador e ovinos Santa Inês estarão em Campos para exposições e leilões.

revistaagronegocios.blogspot.com


| Esporte

Ascom FRC

A história do Hipismo No começo do século XIX, o Hipismo se resumia em montar no cavalo e pular cerca, literalmente. As primeiras mudanças só passaram a surgir a partir de 1902, dois anos depois do esporte participar pela primeira vez de uma Olimpíada. Naquela época, o italiano Federico Caprilli introduziu cercas seguidas uma das outras e os torneios começaram a serem disputados com 15 e 20 obstáculos. Até então, o esporte era dividido em saltos longos e saltos altos, categorias que acabaram desaparecendo anos depois com o surgimento do CCE (Concurso Completo de Equitação) e adestramento. No Hipismo Clássico, o objetivo é completar o percurso, composto de 15 a 20 obstáculos, dentro do menor tempo possível e com o mínimo de faltas. A prova individual de salto é disputada em três fases classificatórias e duas rodadas finais,

|

Julho

de

2010

17

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

revistaagronegocios.blogspot.com

já a disputa de salto por equipes é decidida nas duas últimas fases classificatórias. Até 1952, os militares dominaram as competições, em função do intenso uso do cavalo em suas atividades diárias. Porém, um civil francês, Pierre Jonqueres d’Oriola, ganhou a medalha de ouro em Helsinque. A inglesa Patrícia Smythe conseguiu um bronze por equipes em 1956, se tornando a primeira mulher a receber medalha olímpica neste esporte. Neste mesmo ano, a hegemonia do esporte hípico foi amplamente assumida pela Alemanha, que mais tarde passou a dividi-la com os ingleses, que desenvolveram técnicas avançadas de controle dos animais. O Brasil passou a ter notoriedade apenas a partir da década de 90, principalmente através do “nosso” Rodrigo Pessoa, atual tricampeão mundial.


| ABSI

A transferência da sede colocará Campos na rota nacional de elite dos criadores de ovinos

Vilson Correia

Associação Brasileira de Ovinos da Raça Santa Inês

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

Durante a 51ª ExpoAgro, será inaugurada a sede administrativa da Associação Brasileira de Santa Inês (ABSI), na Fundação Rural de Campos (FRC). Com a vinda da ABSI para Campos e para o Parque de Exposições, consolida-se uma das marcas desta gestão da FRC, a parceria com os núcleos de criadores. A sede da ABSI está em fase final de construção, onde também funcionará a sede da Associação de Criadores de Ovinos e Caprinos do Estado do Rio de Janeiro (ACOCERJ), desde 1999 com sede na FRC. A transferência da sede da ABSI de Maceió para Campos coloca a cidade na rota nacional de elite entre os criadores de ovinos da raça Santa Inês, a maior do país. Isto se dá após a eleição do criador campista de ovinos e presidente da ACOCERJ, Thiago Beda Inojosa, como presidente da associação. A nova gestão é formada por mais três campistas na Diretoria. - Com a vinda da sede da ABSI para a Fundação Rural, consolidamos a parceria

18

Julho

de

2010

|

com os núcleos e associações de criadores. Uma das marcas de nossa gestão é esta, a de procurar a aproximação com os criadores para unir no nosso Parque de Exposições o que há de melhor no município e no estado. Vimos que unindo forças chegamos muito mais longe, com mais animais em exposições e elevando o padrão e grau de importância de nossa ExpoAgro. - define o presidente da FRC, Luis Carlos Aguiar. Além da expectativa para a 51ª ExpoAgro, a sede administrativa coloca Campos em destaque na ovinocultura. “É daqui que sairão todas as mudanças, os novos padrões raciais. Isso melhorará a tecnologia já utilizada por aqui.”, analisa o presidente da ABSI.

revistaagronegocios.blogspot.com


Flashes

D i b’s

da ACIC), Dr. mes (presidente ertinho Amaro Ribeiro Go o vereador Alb e o) eit ref e-p Chicão (vic

Verea dor Alber tinho, Dr. Chicã o e

Lulu Aguia r (presi dente da FRC)

Miche lle Mayri nk e Paola Bitten court

Luiz Mário Conce bida, Amaro Rib eiro Gomes com a esposa Elza Landim

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

Mário Lope

BM e o os do 5º G igo Barcel 8º BPM Major Rodr ar Comandante do ilm Coronel G

Julho

nte da FM

IJ ) e Espo

de

2010

|

sa

Justino Antonio da Silva (dire tor presidente da EMATER RIO)

do an) e José do Fundec residente l de Ca m po s) (p po es Cr Eduardo ic at o Ru ra e do Si nd (p re si de nt

Ronaldo Quitete e Ronaldinho

20

s (preside

revistaagronegocios.blogspot.com

Amaral


Coronel Júlio César Cmt do 56º BI e esposa

Vilmar Rangel e Ant onio Oliveira

Dr. Celso Araujo, Lulu Aguiar e Carlinh

o Aguiar

EraldoBacelar(secretáriodeDesenvolvime nto Econômico e Petróleo) e Dr. Chicão

Ag uia r

revistaagronegocios.blogspot.com

|

Julho

de

2010

21

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

Lu cia na e Lu lu


| Competição

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

Tambor feminino e laço no rodeio da Expoagro O presidente da RJQM aproveitou a 4ª e última etapa do 24° Campeonato Estadual de Quarto de Milha 2009-2010, realizada pela RJQM (Associação de Criadores do Cavalo Quarto de Milha Estado do Rio de Janeiro), no parque de exposições Latiff Mussi, em Macaé (RJ), neste fim de semana, para convidar os quartistas para participarem da prova de Três Tambores Feminino no Circuito Barretos de Rodeio, durante a 51° ExpoAgro de Campos, entre os dias 1° e 3 de julho, no parque de exposições da Fundação Rural de Campos (FRC). Também será realizada na ExpoAgro de Campos a Prova de Laço de Bezerro, organizada pela FRC e pelos laçadores Cristiano Juncá e Durval Queiroz, com apoio da RJQM. As provas serão realizadas no sábado, dia 3, e os três primeiros colocados de cada categoria (iniciante, amador e profissional) irão correr no Circuito Barretos de Rodeio, à noite, concorrendo ao prêmio extra de R$ 1 mil. Os três primeiros lugares vão receber troféu além de premiação em

22

Julho

de

2010

|

dinheiro (80% das inscrições). Estão sendo aguardados laçadores de várias cidades do Estado do Rio, como Maricá, Silva Jardim, Itaperuna, Sapucaia, Campos e também de Cachoeiro do Itapemirim, no Espírito Santo. Maiores informações sobre as inscrições para as provas na RJQM pelo telefone (22) 2732-9694

revistaagronegocios.blogspot.com


| Competição

2ª Festa do Laço Comprido

Evento movimentará último dia da ExpoAgro

Ascom FRC

A expectativa é grande para a 2ª Festa do Laço Comprido, que acontecerá no último dia da 51ª ExpoAgro. A festa será realizada no dia 4 de julho, a partir das 11h, no Parque de Exposições da Fundação Rural de Campos, e os competidores já estão ansiosos pelo evento. As inscrições seguem até o dia 3 de julho na loja Rural Lesser, localizada na Rua Siqueira Campos, atrás da Rodoviária Roberto Silveira, até o meio dia. Serão aceitas inscrições de até dois laçadores para cada animal, e cada laçador poderá fazer no máximo duas. O regulamento prevê ainda que os laçadores devam trajar camisa de botão (mangas longas ou curtas) e deverão usar somente corda de couro. - O regulamento foi elaborado com o máximo de cuidado para que competidores e animais possam ter o melhor rendimento possível e para que os animais sejam preservados. Queremos que a competição seja tão boa ou mais que a do ano passado. - co-

|

Julho

de

2010

23

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

revistaagronegocios.blogspot.com

menta a organizadora Renata Costa. No dia do evento, os laçadores devem estar munidos de toda documentação necessária para o ingresso dos animais no Parque. Para cada animal deverá ser apresentado o exame de sangue (AIE) e a Guia de Trânsito Animal (GTA). Os 13 melhores laçadores serão premiados ao final da competição. Para o primeiro lugar será oferecida uma sela Baliza e Tambor, o segundo lugar ganhará um garrote da raça Nelore e, a partir do terceiro ao 13º ganhador, o prêmio será de uma bezerra, também da raça Nelore, para cada um.


Programação da

51ª Expoagro Dia 27 de junho – Domingo 10h – Cavalgada de Abertura da 51ª ExpoAgro, com chegada na FRC e benção na Igreja São Benedito Previsão de chegada: 13h Organização: Associação de Cavaleiros e Amazonas de Campos - Inscrições na ACAC

Dia 28 e 29 de junho – 2ª e 3ª Entrada de animais.

Dia 29 de junho – 3ª 20h – Solenidade de Abertura com autoridades municipais, estaduais e federais - Apresentação da Banda do 8º BPM e Hasteamento de Bandeiras Local: Praça das Bandeiras, no Parque

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

Dia 30 de junho – 4ª 08h – Entrada de animais do Concurso Leiteiro Pesagem de bovinos Nelore 08h30min – Início do julgamento da Exposição Especializada do Cavalo Mangalarga Marchador Entrega de certificados aos expositores do setor agropecuário Exposição de animais exóticos (lhama, minivacas e mini-bois) 21h – Etapa do Circuito Barretos de Rodeio 23h – Show nacional: Grupo Psirico

Dia 01 de julho – 5ª

Julho

07h – 1ª Ordenha do Concurso Leiteiro 08h – Julgamento de bovinos Nelore Início do julgamento de ovinos e caprinos 08h30min – Julgamento do cavalo Mangalarga Marchador Julgamento do cavalo Pônei 19h – 2ª Ordenha do Concurso Leiteiro Leilão de Bovinos Nelore Rio 21h – Etapa do Circuito Barretos de Rodeio 23h – Show nacional: Alexandre Pires

Dia 03 de julho – Sábado 07h – 3ª Ordenha do Concurso Leiteiro 08h – Julgamento de bovinos Nelore Julgamento de ovinos e caprinos 08h30min – Julgamento do cavalo Mangalarga Marchador Julgamento do cavalo Pônei 09h – Eleição da nova Diretoria da RJQM Local: Auditório da FRC 14h – Prova de Laço de Bezerro Leilão de Ovinos e Caprinos 19h – Hipismo Clássico Local: Pista de Grama Homenagem 19h – 4ª Ordenha e Premiação do Concurso Leiteiro 21h – Etapa do Circuito Barretos de Rodeio 23h – Show local: Di Bobeira Show nacional: Maria Gadú

Dia 04 de julho – Domingo

Até 13h – Entrada de animais do Concurso Leiteiro 08h – Início do julgamento de bovinos Nelore 08h30min – Julgamento do cavalo Mangalarga Marchador Início do julgamento do cavalo Pônei 17 às 20h – Palestra “Nutrição e Manejo Animal - Equinos”, no Auditório da FRC Realização: Guabi Nutrição Animal 19h – Esgotamento das vacas para o Concurso Leiteiro 21h – Etapa do Circuito Barretos de Rodeio 23h – Show local: Sandro Balli Show nacional: Victor e Léo

24

Dia 02 de julho – 6ª

de

2010

|

08h – Julgamento de bovinos Nelore Julgamento de ovinos e caprinos 10h – Festa do Laço Comprido Local: Pista de Laço Comprido Inscrições: Loja Rural Lesser (Rua Siqueira Campos, atrás da rodoviária) Prova de Três Tambores Feminino Organização: RJQM Local: Arena de rodeio 11h - Festa do Laço Comprido À tarde – Prova de Baliza e Tambor no Cavalo Pônei (confirmar) 17h – Entrega de certificados aos expositores do setor comercial 20h – Show nacional: Kelly Key

revistaagronegocios.blogspot.com


Shows ecléticos e variados

Seguindo a tradição de todos os anos, a 51ª ExpoAgro vem com uma grade variada de shows. A programação começa no dia 30 de junho, com a banda Psirico, diretamente da Bahia. No dia 1º de julho, o público se emocionará com o som sertanejo da dupla VICTOR E LÉO. ALEXANDRE PIRES e seu pagode romântico vão embalar a noite do dia 2 de julho. A noite de sábado, 3 de julho, terá a MPB de MARIA GADÚ e KELLY KEY encerra a programação de shows com sua música dançante no domingo, dia 4. Nos dias 1 e 3, os shows serão antecedidos por apresentações de artistas locais, valorizando os talentos da terra, com a MPB de SANDRO BALLI no dia 1° e o pagode do DIBOBEIRA no dia 3.

Artistas

01/07

01/07 e Léo Victor e| Victor Léo

30/06 | Pisirico 03/07 Maria Gadú

01/07 03/07

revistaagronegocios.blogspot.com

04/07 Kelly Key |

Julho

de

2010

25

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

02/07 Alexandre Pires


| Região

19ª Exposição

O evento contou com exposições, concurso leiteiro e apresentações culturais

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

de Quissamã gera bons negócios A 19ª Exposição Agropecuária, Turística e Industrial de Quissamã, realizada entre os dias 09 e 13 de junho de 2010, estimulou a economia do município com a estimativa de cerca de R$ 5 milhões de circulação de capital nos cinco dias de evento. Segundo o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, José Ricardo Pedruzzi, deste total foi estimado uma venda de R$ 2,5 milhões de equipamentos e implementos relacionados à agropecuária; R$ 1 milhão em animais (bovinos e ovinos) e cerca de R$ 500 mil em produtos da indústria e do comércio; sem contar os restaurantes e as barracas que funcionaram em volta do Parque de Exposições e os negócios que funcionaram em função do evento. Entre todos os negócios da Exposição, a Feira de Indústria e Comércio se caracteriza pela grande circulação de pessoas dispostas a conhecer e, na maioria das ve-

26

Julho

de

2010

|

zes, consumir os produtos oferecidos pelos estandes. Segundo a chefe do Departamento de Trabalho e Renda, Roberta Magaldi, os vendedores estavam muitos satisfeitos com o resultado final. “O comentário era geral sobre as boas vendas.” - garantiu. A servidora municipal e empresária Márcia Silva estava muito satisfeita com suas vendas na exposição e garantiu vender cerca de dez vezes mais em comparação a eventos anteriores. Já a artista plástica Bárbara Gebe afirma que vendeu mais quadros durante a Feira do que em vernissages. “A Feira é mais interessante, divulgando o trabalho para um número maior de pessoas que se interessam pelas pinturas.” - ressaltou. Pela primeira vez, a Feira de Indústria e Comércio apresentou um espaço específico para os artesãos de Quissamã, sendo um estande com produtos de São João da Barra. revistaagronegocios.blogspot.com


Adilson dos Santos

Concurso Leiteiro foi um sucesso em Quissamã

Genilson Pessanha

Cultura e culinária estiveram à disposição do agricultor

Genilson Pessan

ha

O Espaço do Agricultor movimentou a Exposição de Quissamã. Lá o público pôde assistir apresentações de jongo e fado de Machadinha. Também foi possível fazer degustação das delícias da culinária típica dos escravos Raízes do Sabor. No local foram apresentadas as cachaças produzidas nos três alambiques do município - Quissacana; Cachaça do Zeca e Cachaça Tombos de Minas. revistaagronegocios.blogspot.com

|

Julho

de

2010

27

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

O XX Concurso Leiteiro de Quissamã fez parte das atrações da 19ª Exposição Agropecuária, Turística e Industrial. O evento, que é definido mais como uma confraternização do que uma competição, teve o seu resultado final divulgado no domingo, dia 13 de junho, diante de vários produtores. O prefeito da cidade, Armando Carneiro, elogiou o concurso e disse que é um grande incentivador da produção de leite no município. “Está claro que o município tem perfil para produção de leite com o máximo de qualidade.” - afirmou, ressaltando que esta é a atividade rural que está dando mais retorno ao produtor. O grande campeão do XX Concurso Leiteiro foi o produtor de Quissamã, Rodrigo Moreno, cuja vaca, de nome Mariana, produziu cerca de 80 litros de leite nas cinco ordenhas do concurso. No geral, a produção deste ano foi superior a de edições anteriores. Segundo o médico veterinário da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, Estevão de Queirós, o resultado é produto do trabalho realizado pelo Programa do Leite da Prefeitura. “Fica evidente que a produção de leite do município está em franco crescimento.” - disse, lembrando que o resultado do Programa Rio Genética, outra categoria do concurso, premiou a vaca Uberaba, também do município quissamaense.


| Fe b r e A f t o s a

Prefeitura de Campos imunizou pequenos

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

rebanhos A exemplo do ano passado, a Prefeitura de Campos, através da Secretaria de Agricultura e Pesca, em parceria com o Núcleo de Defesa Sanitária Estadual, percorreu o município para vacinar os animais de criadores de pequeno rebanho, até 70 animais. O objetivo foi, a partir da parceria técnica com o Estado, manter o estado do Rio de Janeiro com o título de área livre de febre aftosa. Sete equipes, compostas por quatro vacinadores cada, visitaram as propriedades. O secretário Frederico Paes disse que a febre aftosa não é só um problema sanitário, mas econômico também. “A obrigação de imunizar os animais é dos produtores, mas a Prefeita Rosinha Garotinho entendeu que era preciso contribuir para que os pequenos produtores tivessem condição de proteger seus rebanhos.”disse Frederico. Na segunda etapa, realizada em novembro de 2009, 55 mil animais foram imunizados por equipes de vacinadores, veterinários e técnicos agrícolas da Se-

28

Julho

de

2010

|

Equipe da Secretaria de Agricultura vacina rebanho Fotos: Gerso

n Gomes

cretaria que percorreram todo o interior do município. As vacinas foram oferecidas, gratuitamente, para os criadores de até 70 animais. A febre aftosa é uma doença viral altamente contagiosa que afeta bovinos, suínos, caprinos, búfalos e ovinos. O vírus se concentra nos líquidos das vesículas do animal contaminado, apresentando febre alta, salivação, depressão, cansaço, anorexia e andar coxo causado pelas vesículas dolorosas que aparecem nos espaços interdigitais das patas do animal. revistaagronegocios.blogspot.com


| ADRs

Criadas em Campos as Agências de Desenvolvimento Regional A Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Pesca cria uma série de ações para desenvolver a agricultura e pecuária no município. Através da criação das Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs), a Prefeitura proporciona aos pequenos e médios produtores rurais acesso às novas tecnologias, com assistência técnica, além de máquinas e implementos agrícolas. Gerson Gomes

|

Julho

de

2010

29

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

revistaagronegocios.blogspot.com

A Secretaria leva até os pequenos e médios produtores, a prestação de serviço médico veterinário, engenheiro agrônomo, técnico agrícola e inseminador artificial de bovinos, tudo gratuitamente. Para incrementar a produção de alimentos, realiza a doação de sementes de qualidade, que assegura alta produtividade dos produtos e auxílio para o transporte da produção (caminhões) e dos agricultores (em ônibus fretados) inseridos no Programa de Agricultura Familiar, que vendem a produção na Feira da Roça na cidade. O secretário de Agricultura, Frederico Paes, ressalta que a Prefeitura ainda faz o empréstimo de máquinas retroescavadeiras para limpeza de canais secundários para correr água nas propriedades, limpeza e abertura de tanques para dar água ao gado, e também pequenos reparos em acessos às propriedades, visando facilitar o escoamento da produção.


| Ehrliquiose

Proliferação de

ectoparasitas

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

Com a chegada do verão, ocorre um aumento na temperatura e, com isso, temos uma maior proliferação de ectoparasitas, como os carrapatos. A ehrliquiose canina é uma doença amplamente distribuída principalmente nos países de clima tropical, como o Brasil. Ela é causada pela Ehrlichia spp, uma bactéria gram negativa, transmitida principalmente pelo Rhipicephalus sanguineus, conhecido com o carrapato vermelho do cão. A infecção ocorre quando o carrapato infectado vai se alimentar do sangue do hospedeiro e transmite a bactéria. As formas da doença são classificadas em

aguda, subclínica e crônica. Na fase aguda, os principais sinais clínicos observados são: febre, anorexia, perda de peso, descarga óculo-nasal purulenta e apatia. O diagnóstico é feito através do exame clínico e laboratorial, da observação de inclusões intracitoplasmáticas da Ehrlichia spp no interior dos leucócitos e das alterações no hemograma como anemia e trombocitopenia (diminuição do número de plaquetas). O tratamento é baseado no uso de antimicrobianos, suplementos vitamínicos, suporte nutricional e hídrico adequados, em alguns casos mais graves se faz necessária a transfusão sanguínea. Os principais fatores limitantes da terapia estão relacionados à localização intracelular do microorganismo, à amostra do parasita, à idade, à imunidade do hospedeiro, e também à raça, sendo que os cães da raça Pastor Alemão são mais suscetíveis à doença. A prevenção da ehrliquiose canina consiste basicamente no controle de carrapatos, pois até o momento nenhuma vacina eficaz foi produzida. Mesmo os animais tratados com sucesso podem se reinfectar. Atualmente, pode-se encontrar no mercado pet uma ampla gama de produtos carrapaticidas, como coleiras e sprays que são os principais aliados dos médicos veterinários, proprietários e dos cães na luta contra este temível bichinho. Leve o seu animal ao médico veterinário regularmente.

B ichos e C aprichos

Rua dos Goytacazes, 534 lojas 1 e 2 Centro - Tel.: 2726-4808 9813-5731 e 9916-1363

30

Julho

de

2010

|

revistaagronegocios.blogspot.com


| Tu r i s m o R u r a l

Uma fonte de renda e de lazer

Foto: Internet

revistaagronegocios.blogspot.com

|

Julho

de

2010

31

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

O Turismo Rural é uma atividade que surgiu na Europa, após a II Guerra Mundial, em programas denominados “Férias na Fazenda”, com o intuito de agregar receita extra às propriedades rurais e propiciar a sustentabilidade do campo através da fixação e manutenção das famílias no ambiente rural. No Brasil, o Turismo Rural teve seu início na década de 80, na cidade de Lages, Santa Catarina, onde foi fundada a ABRATUR – Associação Brasileira do Turismo Rural. Basicamente, o Turismo Rural envolve atividades de lazer típico do campo, integradas com atividades produtivas da propriedade rural e a preservação do meio-ambiente - fauna, flora, ecossistemas, com aproveitamento máximo dos recursos naturais existentes, tais como lagos, riachos, cachoeiras, montanhas, grutas, dentre outros. O Turismo Rural tanto pode ser praticado durante a estadia em Hotéis Fazenda ou como visitante de um dia (“day-use“) em horários geralmente das 9 às 18h, pagando um passaporte que dá direito às diversões oferecidas na propriedade. Em Campos, a equipe do Departamento de Turismo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Petróleo (SEDEP) está se qualificando para a implantação do Circuito de Turismo Rural. “O incentivo a este tipo de turismo contribui para a preservação da natureza e para fomentar o desenvolvimento da região.” - disse o secretário Eraldo Bacelar. A Faculdade de Filosofia de Campos FAFIC - foi pioneira em instalar o Curso de Turismo na região e hoje conta com um grande número de alunos que buscam formação e qualificação para este nicho de mercado ainda inexplorado em Campos.


| Zootecnia

Curso da UENF entre os melhores do Brasil O Curso de Zootecnia da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF), em Campos do Goytacazes-RJ, que começou a funcionar em 2003, é um dos melhores cursos do país nesta área e é também um dos mais novos. Em sua primeira avaliação pelo ENADE (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes), realizada em 2008, o curso foi considerado o 2º melhor do país e o 1º do estado do Rio de Janeiro. Implementado a partir do 1º semestre de 2003, o Curso de Zootecnia da UENF veio preencher uma lacuna na formação dos jovens do Norte e Noroeste Fluminense, na opinião do coordenador do Curso, professor Humberto Pena Couto. O Curso é ministrado em regime de tempo integral, com duração de cinco anos. Segundo o professor, o Curso de Zootecnia da UENF tem grande alcance social no

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

Fotos: Ascom UEN

34

F

Julho

de

2010

|

Em todo o estado do Rio, o Norte e o Noroeste Fluminense são as principais regiões agropecuárias.” Humberto Pena Couto - Coordenador

Norte e Noroeste Fluminense, dada a importância das atividades agropecuárias para estas regiões. - Em todo o estado do Rio, o Norte e o Noroeste Fluminense são as principais regiões agropecuárias. No entanto, até 2003, o Curso só era oferecido na capital e região metropolitana.” - afirma Humberto. A região tem grande potencial ainda para as áreas de equicultura, avicultura, suinocultura, ovinocultura e caprinocultura, que também estão contempladas pela Zootecnia da UENF. Segundo Humberto, o zootecnista formado na UENF tem embasamento técnico e científico para complementar as ações dos médicos veterinários e engenheiros agrônomos, impulsionando o desenvolvimento agropecuário tanto em nível regional quanto estadual.

revistaagronegocios.blogspot.com


| Melhoramento

Mudanças no clima desafiam agricultura

Ascom UENF

revistaagronegocios.blogspot.com

|

Julho

de

2010

35

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

Aquecimento global e mudanças climáticas estão entre os principais desafios a serem enfrentados pelos pesquisadores dedicados ao melhoramento de plantas no Brasil. A conclusão é de uma pesquisa apresentada no mês de abril, na UENF, durante o Workshop sobre Melhoramento de Plantas no Brasil. O evento foi organizado conjuntamente pela UENF e Associação Brasileira de Melhoramento de Plantas (SBMP), com apoio do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE). A pesquisa, intitulada ‘Mapeamento de Competências em Melhoramento Genético Vegetal’, foi desenvolvida pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE). Segundo o estudo, a maior parte das pesquisas realizadas no Brasil na área de Melhoramento Vegetal se concentra nas grandes culturas, tais como soja, milho, algodão, seguidas de frutíferas, olerícolas, oleaginosas e espécies florestais. O trabalho detectou ainda como problema a ocorrência de ‘estresse biótico e abiótico’. O Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) é uma organização social que possui contrato de gestão com o Ministério da Ciência e da Tecnologia. A pesquisa é uma ação conjunta com a FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação) e tem por objetivo traçar estratégias mundiais na área de segurança alimentar. Os dados foram apresentados pelos pesquisadores Antônio Carlos Guedes, Kátia Marzall e Igor André Carneiro (CGEE). - Estamos desenvolvendo um trabalho de interesse estratégico, tentando antever o futuro da segurança alimentar. Trabalho que, junto com a FAO, será expandido para a América Latina e o mundo inteiro. - disse Guedes.


| Queimadas

Fogo em

canaviais prejudicam o solo e a

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

saúde

A queima da cana-de-açúcar é uma técnica centenária utilizada no seu cultivo. O fogo é utilizado para queimar a folhagem, retirar a cera que cobre o vegetal, facilitar o corte pelos bóias frias e outras operações após o corte. O ato das queimadas é uma ação totalmente negativa para a agricultura, uma vez que o solo perde nutrientes, além de exterminar todos os microrganismos presentes no mesmo que garante a fertilidade. Dessa forma, a fina camada da superfície fica empobrecida e, ao decorrer de consecutivos plantios, a situação se agrava gradativamente resultando na infertilidade. A prática da queimada é a segunda causa do processo de aquecimento global, ficando atrás somente da emissão de gases provenientes de veículos automotores movidos a combustíveis fósseis. Isso acontece porque as queimadas produzem dióxido de carbono, que atinge a atmosfera agravando o efeito estufa e automaticamente o aquecimento global. No mês de março, em Campos, a utilização de queimadas foi suspensa temporariamente pelo Ministério Público Federal no Rio de Janeiro (MPF/RJ), a partir de uma ação civil pública. A decisão liminar foi proferida pelo Tribunal Regional Federal (TRF) da 2ª Região em recurso impetrado pelo procurador da República Eduardo Santos de Oliveira, autor da ação, que discordou da liminar parcial concedida pelo juiz de 1ª instância que limitava em apenas 10% a área na qual as queimadas deveriam acabar. De acordo com o procurador da República em Campo dos Goytacazes, Eduardo Santos, “As queimadas afetam a saúde de toda a população, por isto confiamos em que o TRF confirme o fim delas em sua decisão final”.

36

Julho

de

2010

|

revistaagronegocios.blogspot.com


|Cinomose

Doenças virais

nesta época do ano As doenças infectocontagiosas possuem papel significativo no comprometimento da saúde de nossos amigos pets. Possuímos um aumento na incidência de doenças adquiridas através do trato respiratório nesta época do ano, por possuírmos condições ambientais favoráveis para a sua transmissão. Entre elas podemos citar a cinomose. A cinomose é uma doença viral, de caráter altamente contagioso, podendo acometer os cães, furões entre outras espécies silvestres, mas não é considerada zoonose (doença transmitida de animais para seres humanos). A transmissão ocorre em geral através de secreções oriundas da boca e do focinho do animal, bem como através de aerossóis

respiratórios. Esta doença possui um alto índice de mortalidade, seguindo em geral um curso maligno de evolução. O cuidado necessário para o controle de tal enfermidade se dá na condição de profilaxia através da vacinação. O início do protocolo vacinal se dá a partir dos 45 dias de vida, sendo de suma importância à observância de um veterinário para tal procedimento, pois o mesmo estará capacitado para conduzir um protocolo adequado para o paciente de acordo com sua situação clínica geral. Todos os cães devem passar pelo processo vacinal, mesmo os cães adultos sem histórico anterior do mesmo, pois tal enfermidade acomete animais em qualquer fase de vida, portanto consulte seu veterinário para que possamos manter a saúde do nosso melhor amigo.

|

Julho

de

2010

37

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

revistaagronegocios.blogspot.com

Dr. Marcelo Maeda Bernardo Médico Veterinário - CRMV-RJ 7.097


| Informação

Calendário de Exposições Agropecuárias 2010 68ª EXPOSIÇÃO AGROPECUÁRIA DE CORDEIRO De 17 a 25 de Julho Contato: Prefeitura Municipal Tel: (22) 2551 - 0145 /0339

RIO DAS FLORES De 03 a 07 de setembro Contato: Prefeitura Municipal Tel.: (24) 2458-1223 CAVALGADA DO PROGRESSO EM SEROPÉDICA 07 de setembro Contato: Prefeitura Municipal Tel.: (21) 2682-2224 / 2227

FESTIVAL DO AIPIM EM MACAÉ De 18 a 20 de julho Contato: Prefeitura Municipal Tel: (22) 2791-9008 31ª EXPOSIÇÃO AGROPECUÁRIA, COMERCIAL E INDUSTRIAL DE STº ANTONIO DE PÁDUA De: 28 de julho a 01 de agosto Contato: Prefeitura Municipal Tel: (22) 3851-0933

27ª EXPOSIÇÃO AGROPECUÁRIA DE MIGUEL PEREIRA De 10 a 12 de setembro Contato: Prefeitura Municipal CONCURSO LEITEIRO DE CASIMIRO DE ABREU 15 de setembro Contato: Prefeitura Municipal Tel: (22) 2778-1414

31ª EXPO MACAÉ De 28 de julho a 01 de agosto Contato: Prefeitura Municipal Tel:(22)2791-9008

CONCURSO LEITEIRO E EXPO AGROPECUÁRIA DE CORREGO DO OURO -MACAÉ De 16 a 19 de setembro Contato: Prefeitura Municipal Tel: (22) 2791-9008

CAVALGADA DA AMIZADE – ARROZAL / PIRAÍ 01 de agosto Contato: Prefeitura Municipal Tel: (24)2431-2968 EXPOSIÇÃO AGROPECUÁRIA BOM JESUS DO ITABAPOANA De 11 a 15 de agosto Contato: Prefeitura Municipal Tel: (22) 3833-9600

| 51ª Exposição Agropecuária e Industrial de Campos

Torneios Leiteiros e Eventos/RJ

AGROFEIRA DE CACHOEIRAS DE MACACU De 12 a 15 de agosto Contato: Prefeitura Municipal Tel: (21) 2649-2431 EXPOSIÇÃO ESPECIALIZADA GIR LEITEIRO/ OVINOS EM CACHOEIRAS DE MACACU De 19 a 23 de agosto Contato: Prefeitura Municipal Tel: (21) 2649-2431 4ª EXPOMACUCO DE MACUCO De 03 a 07 de setembro Contato: Prefeitura Municipal Tel: (22) 2554-9136 / 9138 EXPOSIÇÃO DE OVINOCAPRINOCULTURA DE MACAÉ De 03 a 07 de setembro Contato: Prefeitura Municipal Tel.: (22) 2791-9008 26ª EXPOSIÇÃO AGROPECUÁRIA DE

20 ª EXPOLAGOS DE ARARUAMA De 22 a 26 de Setembro Contato: Prefeitura Municipal Tel.: (22) 2666-1583 3º MIRAENFLOR MIRACEMA De 23 a 25 de setembro Contato: Prefeitura Municipal Tel.: (22) 3852-2076 EXPO AGROPECUÁRIA SEROPÉDICA De 08 a 12 de outubro Contato: Prefeitura Municipal Tel.: 2682-2224 / 2227 18ª CAVALGADA EM LOUVOR A N.S. APARECIDA - ARARUAMA 12 de outubro Contato: Prefeitura Municipal Tel.: (22) 2666-1583 7º ITAFLORES DE ITABORAÍ De 28 A 30 De Outubro Contato: Prefeitura Municipal 6ª EXPO TOP DA SERRA DO MANGALARGA MARCHADOR - PETRÓPOLIS 03 a 07 de Novembro Contato: Prefeitura Municipal Tel: (24)2246-9000 / 08000241516 Fonte: www.agricultura.rj.gov.br/links/calendario2010.asp

38

Julho

de

2010

|

revistaagronegocios.blogspot.com


Profile for Juarez Mota RP

Agronegócios ed 2010  

Agronegócios ed 2010  

Advertisement