Issuu on Google+

Atos hoje

Pelos seus 44 ANOS de caminhada com Deus, o nosso PARABÉNS e as nossas ORAÇÕES. De suas amadas ovelhas e família Lagoinha

Semanário da Igreja Batista da Lagoinha    ANO 44    Edição nº 20    16/5/2010     http://www.lagoinha.com Fotos: Marcelo Ferreira e reprodução internet.

Pedofilia:

proteger é preciso! Com a meta da informação, sensibilização e mobilização da Igreja de Cristo em prol da criação de escudos de proteção para crianças e adolescentes vitimas do abuso e da exploração sexual, surge o Projeto Proteger Brasil Página 13.

para edificação

“Experimente e você nunca mais será o mesmo”

Novos pastores

Restaurada para restaurar Também consagrada à pastora na Lagoinha, Alessandra Magalhães testemunha de sua própria vida, da conversão ao chamado para o ministério. Página 7.

responsabilidade social Como você tem testemunhado do amor de Deus? Leia e aprenda mais sobre como transmitir às pessoas a realidade plena da salvação em Cristo por meio de suas atitudes. Páginas 3-5.

evento

Festival de Esperança Saiba mais sobre o evento que vai tocar a sua vida Página 5.

sendo cooperador

Deus é engrandecido quando somos bem-sucedidos “Deleito-me em ti, Senhor, e concedes os desejos do meu coração. Entrego a ti o meu caminho, confio em ti e tudo farás”. Página 16.

dengue

Ele ousou ir às grades Em entrevista exclusiva, pastor líder do Ministério Onésimo de evangelização de detentos, Marcelo Crescêncio, fala dos desafios de um trabalho junto à carceragem. Página 8.

Esse é o alvo: todos contra a DENGUE O balanço atual dos casos de dengue revela porque é tão importante exterminar esse mosquito aparentemente inofensivo Página 20.


2  Atos hoje  Domingo, 16 de maio de 2010

Edição # 20 Foto: Luciano Buchacra

Venha celebrar a Ceia do Senhor! Hoje: às 13h e às 15h, no Templo. Às 16h, no Tabernáculo. No próximo domingo: às 13h, no Templo, e às 21h, no Tabernáculo.

Batismos Estamos muito alegres por estes irmãos que foram batizados em nossa igreja na última semana!

Rumo aos 10% da nossa Capital para o Senhor! “Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do SENHOR por longos dias.” (Sl 23.6.)

Anderson Dias da Silva, Antônio Carlos dos Santos, Aristélio Tomáz de Santana, Bernard Barbosa Moreira, Camila Miranda Albergaria Silva, Cássia Aparecida da Silva Ferreira, Cláudia Aparecida Guimarães Martins, Dara Caroline de S. Gonçalves, Delminda Barbosa Duarte, Eduardo Augusto de Almeida Filho, Eliane Maria Vieira, Eliane Zulma Pereira, Érica Quintanilha Fernandes, Felipe Eustáquio dos Santos Souza, Gabriela Ferreira Rodrigues de Souza, Helen de Fátima Vieira dos S. da Silva, Igor Ricardo Camilo, Isabella Franco da Silva, Janaína Gonçalves Moreira, Joana Darc Barbosa de Freitas, Joelaine Andressa Soares de Souza, Kátia Soares da Paixão, Katie do Carmo Schneider, Leonardo Mota Gomes, Luciano de Oliveira Menezes Júnior, Luiz Arnaldo da Silva Nascimento, Margarida Pena da Silva, Maria Amélia Oliveira de S. Machado, Maria da Glória Ribeiro dos Santos, Maria de Lourdes Bitencourt da Costa, Mariane Louredo Machado, Norma Gomes da Silva Santana, Orlene Soares dos Reis, Rafael Breno Torres da Silva, Ramon Guilherme Baptista da Silva, Ramon Madeira Barbosa, Rodrigo de Freitas França, Romênia de Souza Carlos, Rosângela Batista Pipper, Sérgio Luiz da Silva, Stefano Magno Bicalho, Tânia Lucia do Carmo Albergaria, Tânia Maria Araújo Coutinho, Thiago Fialho de Souza, Thyfanni Larissa Veloso Pimenta, Valdecy do Carmo Freitas, Warley Rodrigo de Lima e Weverson Silva Nascimento.

ALELUIAS! pela bondade do Senhor, hoje somos:

42.487

Transferências Alegres estamos, pois recebemos por transferência os preciosos irmãos:

Adriana Cardoso de Assis Monteiro, Adriana Gomes de Carvalho, Adriana Kênia de Almeida, Agnus Ribeiro Figueiredo, Alan Felipe Dias Azevedo Ribeiro, Ana Lígia Batista Nicácio da Silva, Carlos Antônio Nazário, Cintia Borges da Silva, David Pereira da Silva, Débora Cristina de O. Fernandes, Edna Lopes de Souza, Ednalva Lopes de Souza, Eva de Fátima Soares Maia, Ezequiel Santos de Medeiros, Giselle Alves Soares, Gislene Peixoto de Carvalho, Hamilton Ribeiro da Silva, Hérica Flávia Capanema, Iara Monteiro, Ilva de Souza Figueiredo, Jean Nathan dos Santos Aparecida, Joaquim Pinto Fernandes, Josémilton de Souza Leite, Joserson Batista de Castro, Kadidja Martins de Aguiar e Sá, Karla Alexandra Costa, Luciana Gonçalves de Souza Medeiros, Mailan Silveira Francelino, Marcel Ramos da Rocha, Marcos Loures Pereira, Margareth Andrade de Souza Pereira, Maria do Carmo Silva Santos, Maria Sueli Gonçalves de Andrade, Mariângela Aparecida da Silva, Marina Abreu Bettini Romero, Nicolas Rhossard Silva, Octávio Augusto Pereira, Sandra Luiza Moreira Dias, Sandro Rosivaldo do Nascimento, Sara dos Santos Soares, Sintya Gomes Fabrini, Suelen Alves dos Santos e Tamara Melo Domingues Oliveira. ATENÇÃO: Se você deseja se batizar, é preciso participar do curso realizado no Salão Esperança, nas dependências da igreja. Para se transferir, é preciso fazer o Curso de Transferência realizado às quartas-feiras, às 19h30, na Central das Redes, à rua Manoel Macedo, 1.324, e aos domingos, na Casa Rosada, à rua Beberibe, 133. Não é preciso fazer inscrição para os cursos. Basta escolher o dia e horário e se dirigir ao local. Em caso de dúvidas, entre em contato: (31) 3429-9500, ramais 527/227, fale com Beatriz ou Cíntia. Se você deseja atualizar seus dados – estado civil, endereço, telefones e outros – entre em contato com a Secretaria de Membros, à rua Manoel Macedo, 1.324, sala 4, ou pelo telefone: (31) 3429-9500, ramais 527/227 – falar com Beatriz ou Cíntia. Fax: 3421-1598. Também por e-mail: secretariademembros@gmail.com ou secretaria.membros@lagoinha.com

membros na lagoinha

Casamentos

Falecimentos

Nesta sexta-feira, 21/5, às 21h, no Tabernáculo, Adriano Anderson Leite Rocha & Grasielle Fernanda Santos Barbosa. Às 17h, no Tabernáculo, Welfany Rodrigues Garcia & Cristiane Furtado Matta. Às 20h, na Igreja Quadrangular (Sta. Efigênia), José Aparecido Quirino da Silva & Eliene Pereira Lima. Às 20h, no Salão Ágape, Ronie Bedran Vieira Pires & Érica Aparecida Dagmar Pinto. Às 22h, no Tabernáculo, Roger Teles Garcia da Silva & Poliana Cristiana dos Santos. Parabéns aos casais, que o Senhor os abençoe!

Aprouve ao Senhor chamar para si no dia 29/4, a amada irmã Rosa Quadros de Jesus Ambrósio, do Núcleo de Células do bairro São Joaquim, Contagem (MG). No dia 10/5, o querido irmão Antônio Pereira da Rocha, pai da irmã Lidiene Martins Queiroz e sogro do pastor Antônio Marcos Queiroz. No dia 11/5, o amado irmão, Joaquim Cordeiro, tio da amada Cácia Regina. Que o Espírito Santo console o coração de cada amigo e familiar.

Caso deseje anunciar o seu casamento, fale com a Pra. Madalena ou Alexandre. (31) 3429-9400.

Ligue para os familiares e lhes dê uma palavra de consolo: Tel.: (31) 3354-1873 – Serginho – (Sra. Rosa Quadros de Jesus).

Nascimentos Chegou como herança do Senhor, no dia 5/3, o príncipe Samuel Luiz Alves Rodrigues Requeijo Policarpo, para os pais, Hugo Luiz Policarpo e Karla Cristina Alves Rodrigues Policarpo. Em 10/5, o precioso Samuel Walison Fagundes Oliveira Ramos, para os pais, Carlos Alberto Ramos e Patrícia Fagundes de Oliveira Ramos. Em 6/5, a preciosa Rafaela Van-der-maas Lopes Wanderey, para os pais, Semônio Wanderey e Kátia Domingos Lopes Wanderey, obreira no Ministério de Louvor da Lagoinha. Parabéns aos pais pela chegada dos preciosos bebês! Se você deseja anunciar o nascimento de seu filho, ligue para Vanessa Freitas: (31) 3429-9457.

Homossexuais

Deus tem um plano para sua vida Ligue: (31) 8402-1856.

Tel.: (31) 8478-4622 ou 3639-2138 – Pr. Antônio Marcos – (Sr. Antônio Pereira). Tel.: (31) 8402-5761 – Cácia Regina – (Sr. Joaquim Cordeiro). Se você deseja anunciar o falecimento de um ente querido, ligue para Vanessa Freitas: (31) 3429-9457.


Atos hoje   Domingo, 16 de maio de 2010   3

Edição # 20

PARA EDIFICAÇÃO

“Experimente e você nunca mais será o mesmo”

Como você tem testemunhado do amor de Deus? Leia e aprenda mais sobre como transmitir às pessoas

Foto: Reprodução internet

a realidade plena da salvação em Cristo por meio de suas atitudes

Um dos motivos básicos de nossa ausência de frutos no evangelismo é não termos nenhum contato com não-crentes. Entretanto, Jesus foi chamado de amigo de publicanos e pecadores. Evidentemente o Senhor nunca se envolveu em pecado, mas a sua santidade não foi um impedimento para que ele travasse contato com pessoas de todos os tipos”

No capítulo 4 de João, o Senhor Jesus nos dá uma aula prática de como testemunharmos do evangelho. O relato mostra que aquele foi um encontro casual, como muitos que temos diariamente. Porém, o Senhor não deixou escapar aquela oportunidade. De uma forma simples, ele levou a mulher à salvação. Nesse encontro com a mulher samaritana, o Senhor demonstrou de maneira prática a forma mais eficiente de fazermos o evangelismo pessoal. Em seu livro “Como Testemunhar”, Paul Little nos apresenta sete pontos elaborados a partir desse relato. Vejamos, então, os sete passos de como dar o nosso testemunho de maneira eficiente. 1. Faça contato com pessoas de fora: “Quando, pois, o Senhor veio a saber que os fariseus tinham ouvido dizer que ele, Jesus, fazia e batizava mais discípulos que João (se bem que Jesus mesmo não batizava, e sim

os seus discípulos), deixou a Judéia, retirando-se outra vez para a Galiléia. E era-lhe necessário atravessar a província de Samaria. Chegou, pois, a uma cidade samaritana, chamada Sicar, perto das terras que Jacó dera a seu filho José. Estava ali a fonte de Jacó. Cansado da viagem, assentara-se Jesus junto à fonte, por volta da hora sexta. Nisto, veio uma mulher samaritana tirar água.” (Jo 4.1-6.) Um dos motivos básicos de nossa ausência de frutos no evangelismo é não termos nenhum contato com não-crentes. Entretanto, Jesus foi chamado de amigo de publicanos e pecadores. Evidentemente o Senhor nunca se envolveu em pecado, mas a sua santidade não foi um impedimento para que ele travasse contato com pessoas de todos os tipos. “Passadas estas coisas, saindo, viu um publicano, chamado Levi, assentado na coletoria, e disse-lhe: Segue-me! Ele se levantou e, deixando tudo, o

seguiu. Então, lhe ofereceu Levi um grande banquete em sua casa; e numerosos publicanos e outros estavam com eles à mesa. Os fariseus e seus escribas murmuravam contra os discípulos de Jesus, perguntando: Por que comeis e bebeis com os publicanos e pecadores? Respondeu-lhes Jesus: Os sãos não precisam de médico, e sim os doentes. Não vim chamar justos, e sim pecadores, ao arrependimento.” (Lc 5.27-32.) Não confunda separação do mundo com isolamento do mundo (Jo 17.15; 1Co 5.9-11). No estudo da Palavra, vimos que existem dois sentidos para a palavra “mundo”: há o “mundo” que se deve odiar e há o “mundo” ao qual se deve amar. O mundo que se deve odiar é regido por espíritos de maldade, inveja, corrupção, malícia, manipulação, ódio, raivas, iras, perseguições, antipatias e desafetos do próximo. Já o mundo que se deve amar é feito de gente de todo tipo e tem a ver

com a celebração da vida, da alegria, da comunhão humana, da sociabilidade que aproxima os diferentes; tal “mundo” é objeto do amor de Deus: a humanidade. Se considerarmos que o mundo seja festa, bebida, dança etc., então deveríamos dizer que Jesus era um mundano, visto que ele comia de tudo (a ponto de lhe chamarem “glutão”), bebia de tudo (a ponto de ser designado como “bebedor de vinho”), andava com todos (a ponto de ser chamado “amigo de pecadores”). E não criava eventos para os pescadores de um lado, e para os discípulos de outro. Ao contrário, ele levava os discípulos para a casa dos publicanos para a festa dos pecadores, para os banquetes dos mundanos do ponto de vista da religião. Separação é a estratégia de Deus para a nossa santificação, mas isolamento é a estratégia do diabo para impedir que contagiemos as pessoas com o santo


4  Atos hoje  Domingo, 16 de maio de 2010

vírus da vida de Deus. Quando uma pessoa está contaminada com um vírus perigoso, o departamento de saúde pública coloca aquela pessoa num isolamento com o fim de impedir a propagação da doença. O diabo faz a mesma coisa. Ele procura isolar os crentes para que outras pessoas não sejam contaminadas com a mesma fé. A oração do Senhor foi clara: “Não peço que os tires do mundo, e sim que os guardes do mal.” (Jo 17.15.) Certa vez, uma pessoa me disse que nunca poderia aceitar uma célula da igreja na sua casa pelo fato de que nunca permitiria que ímpios entrassem ali. Ela me disse que só de pensar em alguém ficando oprimido na sua sala, isso a deixava completamente fechada. Não é de admirar que a igreja não avance. Tais crentes se julgam mais puros e espirituais, mas na verdade fazem parte do time dos fariseus e não do grupo de Jesus. Paulo disse para os crentes de Corinto que se afastassem de falsos irmãos, mas que não se afastassem dos incrédulos. “Já em carta vos escrevi que não vos associásseis com os impuros; refiro-me, com isto, não propriamente aos impuros deste mundo, ou aos avarentos, ou roubadores, ou idólatras; pois, neste caso, teríeis de sair do mundo. Mas, agora, vos escrevo que não vos associeis com alguém que, dizendo-se irmão, for impuro, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com esse tal, nem ainda comais.” (1Co 5.9-11.) Não devemos, evidentemente, sentar em roda de escarnecedores para participar de suas zombarias, mas sentar com eles para travar um relacionamento e desenvolver algum nível de amizade que nos permita falar-lhes do evangelho de Cristo. A verdade é que desejamos evangelizar, precisamos ir onde as pessoas estão. O Senhor nos chamou para sermos pescadores de homens e seria simplesmente patético presumir que podemos pescar numa banheira. Mas é exatamente isso que fazemos quando nos isolamos em nossos prédios religiosos. Todos nós precisamos ter uma lista de amigos por quem estejamos orando para que se convertam. Precisamos também orar para que o Senhor nos dê oportunidade para testemunhar a eles. Mas se não temos amigos fora da igreja, podemos simplesmente orar para que o Senhor nos dê ocasião de ajudar alguém a quem possamos expressar amor e, por fim, lhe apresentarmos o evangelho. O Senhor disse: “Erguei os olhos e vede os campos, pois já branquejam para a ceifa.” (Jo 4.35.) 2. Estabeleça um ponto de

interesse comum: “Nisto, veio uma mulher samaritana tirar água. Disse-lhe Jesus: Dá-me de beber.” (Jo 4.7.) Se nós fossemos Jesus, talvez tivéssemos ido direto ao ponto, dizendo: “Por acaso você sabe quem sou eu?” Jesus não fez isso. Ele procurou um ponto de contato para estabelecer a conversa com a mulher. Esse ponto de contato era algo em que ela estava interessada, no caso, em tirar água do poço. Algumas vezes queremos expor o evangelho a alguém de forma abrupta e o resultado é que o outro se sente completamente desinteressado por uma conversa chata sobre religião. As pessoas param para ouvir quando percebem alguma relevância entre o que dizemos e a sua realidade pessoal. Quando era estudante secundarista, me sentia constantemente desafiado a evangelizar. Mas minha estratégia era terrível. Escolhia uma vítima e me atirava a ela com todo o meu arsenal de versículos da Bíblia. Quando ela me repelia, eu me confortava dizendo que os crentes verdadeiros sempre são perseguidos. Depois disso, com a minha atitude de mártir, eu sentia minha consciência tranquila. A verdade é que eu não evangelizava, apenas aplacava a minha consciência cumprindo uma obrigação religiosa. Na maioria das vezes as pessoas não rejeitam o evangelho, rejeitam apenas, o evangelista. É a nossa atitude tola (ainda que sincera) que espanta as pessoas. Precisamos aprender que, antes de falar, a melhor estratégia é ouvir o outro. Lembre-se do que as pessoas mais gostam de fazer: falar de si mesmas. Muitas dariam qualquer coisa para ter alguém que apenas ficasse ouvindo-as falar. A grande vantagem de ouvir é que assim você conquista o direito de falar. Além disso, você terá oportunidade de descobrir os hobbies, problemas, necessidades e interesses do outro. A partir disso, é possível fazer uma ponte e apresentar a mensagem do evangelho. Use o que ela está fazendo no momento para o início da conversa. E, lembre-se, não há nada mais atraente que um elogio. 3. Desperte o interesse: “Então, lhe disse a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana (porque os judeus não se dão com os samaritanos)? Replicou-lhe Jesus: Se conheceras o dom de Deus e quem é o que te pede: dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva. Respondeu-lhe ela: Senhor, tu não tens com que a tirar, e o poço é fundo; onde, pois, tens a água viva? És tu, porventura, maior do que Jacó, o nosso pai, que nos deu o poço, do qual

Edição # 20

ele mesmo bebeu, e, bem assim, seus filhos, e seu gado? Afirmoulhe Jesus: Quem beber desta água tornará a ter sede; aquele, porém, que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna. Disse-lhe a mulher: Senhor, dá-me dessa água para que eu não mais tenha sede, nem precise vir aqui buscá-la.” (Jo 4.915.) O Senhor Jesus despertou interesse e curiosidade na mulher, de duas formas: A. Agindo como sal: “Então, lhe disse a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana (porque os judeus não se dão com os samaritanos)?” (Jo 4.9.) Nossa vida é como o sal. É preciso que tenhamos a propriedade de despertar sede nas pessoas (Jo 4.9). A mulher se surpreendeu com a atitude de Jesus e isso chamou a atenção dela. Ele, como homem, falou com uma mulher. Ele, como judeu, falou com uma samaritana. Ele, um rabino, falou com uma mulher de vida licenciosa. A atitude de Jesus certamente foi interpretada como aceitação. Precisamos entender que a nossa vida deve ser como o sal, que desperta sede nas pessoas ao nosso redor. A nossa raiz interior, nossa santidade, nosso contentamento, nossa qualidade de vida são coisas que atraem as pessoas. O problema é que muitos presumem que vão despertar o interesse agindo de forma esquisita e extravagante. Certos métodos simplesmente não se parecem com o Senhor. Estratégias ridículas de evangelismo fortalecem a opinião comum de que os crentes são pessoas estranhas e tolas. O que deveria despertar o interesse das pessoas é o nosso senso profundo de propósito de vida, nosso compromisso real com o evangelho, nossa postura amorosa, nossa paz e nosso contentamento diante da vida. Antes de testemunhar, precisamos ter algo para compartilhar que seja real em nossa vida. Nem preciso lembrar que precisa haver coerência entre nossos atos e nossa mensagem. Não precisamos ser perfeitos para testemunhar, mas é vital que não sejamos cheios de contradições. Uma das estratégias do diabo é convencer os crentes de que não podem testemunhar a ninguém acerca de Jesus enquanto não forem suficientemente bons. Como nunca se sentem suficientemente bons, então nunca evangelizam com medo de serem acusados. A mentira de que temos de ser perfeitos antes de falarmos de Jesus tem feito muitos crentes se calarem. Também é comum ouvirmos dizer que a melhor forma de evangelizar não é por

palavras, mas por ações. Certamente é bom ter um comportamento digno do evangelho, mas de nada adianta as pessoas reconhecerem que você é uma excelente pessoa se não ouvirem a mensagem do evangelho. Ninguém será salvo apenas porque viu seu bom comportamento, as pessoas são salvas quando ouvem a mensagem do evangelho e creem no Senhor. Nada substitui as palavras. Precisamos falar, testemunhar e pregar o evangelho. B. Lançando uma isca: A segunda forma como o Senhor despertou da mulher foi lançando uma isca. Isca é toda e qualquer situação ou conversa que nos permita começar o assunto espiritual e assim apresentar o evangelho à pessoa. Jesus lançou a isca trazendo uma questão à samaritana: “Se conheceras o dom de Deus e quem é o que te pede: dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.” (Jo 4.10.) O Senhor lançou a isca fazendo uma declaração enigmática que forçou uma pergunta da mulher. A declaração se relacionava a uma necessidade básica da samaritana e, ao mesmo tempo, ele oferecia uma solução. Normalmente, a isca é tudo o que gera curiosidade na pessoa e estimula a conversa. Certa vez um pastor veio pregar em nossa igreja e ele me impressionou muito por seu encargo pelo evangelismo. Quando saímos para jantar, ele chamou o garçom e lhe perguntou: “Eu tenho uma comida tão extraordinária que depois que a comemos nunca mais sentimos fome”. O garçom ficou curioso e o pastor rapidamente lhe expôs o evangelho. Depois, quando paramos num posto de gasolina, ele foi logo perguntando para o frentista: “Você sabe qual é o combustível mais poderoso do mundo?” Enquanto o frentista tentava dar uma resposta, ele se adiantou e disse: “Eu tenho esse combustível e posso dá-lo para você”. Era impressionante estar com aquele homem de Deus, não havia situação que não lhe servisse de isca para pregar o evangelho. Muitos irmãos se sentem constrangidos e embaraçosos quando falam das coisas espirituais, mas devemos falar das coisas do Reino dos céus com a mesma espontaneidade que falamos de um jogo de futebol. As coisas do céu nos são familiares, por isso devemos falar delas com naturalidade. Nem sempre despertaremos interesse, mas podemos descobrir em que a pessoa está interessada. Uma vez descoberto o interesse da pessoa, podemos facilmente fazer uma ponte entre ele e o Senhor. É simples, porque todas as coisas apontam para o Senhor e para as coisas do Reino de Deus.

Se alguém, por exemplo, quiser falar de perfume, podemos falar do bom perfume de Cristo. Se outro quiser falar de livros, podemos começar falando que somos cartas vivas. Não importa o assunto, é possível criar uma conexão. Outra forma de lançarmos a isca á apresentando o nosso testemunho pessoal. Quando contamos ao outro nossa história e de como fomos transformados pelo poder de Deus, naturalmente as pessoas se interessam. Poucas coisas são mais interessantes que saber algo da vida do outro. O objetivo da isca é simplesmente despertar o interesse. Os entendidos de comunicação dizem que existem sete grupos de coisas que nos despertam a curiosidade e o interesse. O primeiro grupo está relacionado à vida ou ao que diz respeito à vida, ao que é essencial para nossa existência, como a necessidade de segurança, saúde, família, propriedade, amigos, influência, prestígio. Essas são sempre interessantes, procure descobrir formas de usá-las. A segunda coisa que desperta o interesse é aquilo que é incomum. Em outras palavras, tudo o que é diferente, exótico ou engraçado. Também desperta interesse aquilo que é similar, parecido, semelhante às nossas preferências. Quando o outro percebe pontos em comum no relacionamento, ele naturalmente demonstra interesse. O quarto grupo diz respeito a tudo o que é antagônico, aquilo que é contrário, oposto ou conflitante como guerras, lutas, brigas e a própria natureza em conflito. O quinto grupo diz respeito a tudo o que é animado. As crianças são particularmente sensíveis a isso, mas todos gostamos do que é movimentado, cheio de vida e cor. Tudo isso prende a atenção. Pode estar no tom de voz, no olhar, no sorriso, nos gestos etc. O sexto tipo de coisas interessantes é tudo o que é concreto. Quando falamos de algo concreto, falamos de coisas compreensíveis, úteis, específicas e práticas. Já observou como livros cujos títulos iniciam com a palavra “como” – “Como Fazer Amigos”, “Como Vencer a Ansiedade”, “Como Construir uma Casa” etc. – despertam grande interesse? Por fim somos despertados em nossa curiosidade por tudo o que é incerto, enigmático e misterioso. O duvidoso e o incerto sempre despertam a curiosidade. 4. Não tente falar de toda a doutrina bíblica: “Afirmou-lhe Jesus: Quem beber desta água tornará a ter sede; aquele, porém, que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a


Atos hoje   Domingo, 16 de maio de 2010   5

Edição # 20

vida eterna. Disse-lhe a mulher: Senhor, dá-me dessa água para que eu não mais tenha sede, nem precise vir aqui buscá-la.” (Jo 4.13-15.) Prenda-se somente ao que é importante e necessário para a pessoa naquele momento. A mulher desviou do assunto fazendo perguntas para Jesus sobre o lugar da adoração, mas o Senhor não tentou explicar a ela toda a doutrina bíblica da adoração (Jo 4.13-15). A regra é que devemos dar à pessoa somente a parte da mensagem para a qual esteja preparada e não devemos condená-la nunca. Muitos crentes se deixam levar por perguntas que nos desviam do ponto central, como costumes, dízimo etc. O melhor é você apresentar Jesus para a pessoa de acordo com a necessidade dela. Se for alguém cativo, apresente-o como o libertador e assim por diante. É possível apresentarmos o evangelho a alguém sem termos de expor-lhe toda a doutrina bíblica. Usando um simples diagrama, podemos explicar-lhe todo o plano de salvação em alguns minutos. 5. Não condene: “Disse-lhe Jesus: Vai, chama teu marido e vem cá; ao que lhe respondeu a mulher: Não tenho marido. Replicou-lhe Jesus: Bem disseste, não tenho marido; porque cinco maridos já tiveste, e esse que agora tens não é teu marido; isto disseste com verdade.” (Jo 4.16-18.) Há muitas formas de condenar as pessoas. Pode ser por causa de uma atitude de desprezo

diante de um convite que nos fizeram para tomar uma cerveja, ou por comentários moralistas. Jesus jamais condenou, ele sempre tinha uma palavra de perdão e aceitação para com os pecadores. No capítulo 8 de João, lemos que os fariseus levaram a Jesus uma mulher que fora pega em adultério. Os fariseus a haviam condenado, mas o Senhor disse: “Nem eu te condeno, vai e não peques mais.” Infelizmente somos rápidos para condenar, mas o Senhor nunca agiu assim. A nossa mentalidade religiosa nos leva a concluir que se não condenarmos rapidamente o pecado, estaremos sendo cúmplices do erro. No entanto, parece que isso nunca ocorreu ao Senhor. Evidentemente não precisamos aceitar convites para fumar, beber ou usar drogas, mas não precisamos fazer disso a nossa bandeira. Podemos simplesmente declinar do convite por razões pessoais sem precisar dizer: “Sou crente. Nunca faço isso”. Depois de uma resposta assim a pessoa já se fechou para ouvi-lo. Eu não fumo nem gosto de cigarro, mas algumas vezes tenho atendido pessoas em meu escritório que pedem para fumar. Eu sempre permito e improviso um copo para ser um cinzeiro. A gentileza e a tolerância abrem portas e corações. 6. Apegue-se ao ponto central: “Senhor, disse-lhe a mulher, vejo que tu és profeta. Nossos pais adoravam neste monte; vós, entretanto, dizeis que em Jerusalém

é o lugar onde se deve adorar.” (Jo 4.19-20.) A mulher quis logo saber onde era o lugar correto de adorar a Deus, mas Jesus não respondeu sua pergunta. Ele se manteve no ponto central e então, se revelou a ela como o Messias. Não era o caso da pergunta da mulher ser descabida ou imprópria, mas ela desviava o Senhor do seu propósito de se apresentar a ela como o Messias. 7. Confronte a pessoa diretamente: “Eu sei, respondeu a mulher, que há de vir o Messias, chamado Cristo; quando ele vier, nos anunciará todas as coisas. Disse-lhe Jesus: Eu o sou, eu que falo contigo.” (Jo 4.25-26.) Seguidos esses passos, devemos confrontar a pessoa a respeito de uma decisão por Jesus Cristo. Eu me lembro de ter conhecido alguém que se declarou um budista cristão. Eu disse a ele: “Se você sabe o que é o budismo, deve reconhecer que isso é uma impossibilidade, pois no budismo não há Deus e Jesus declarou ser um com Deus. Ele é Deus”. Ele, meio contrariado, respondeu: “Jesus foi um grande homem!” “Se você fosse cristão, jamais diria algo assim”, respondi. Essa resposta o assustou, e ele retrucou: “Você não crê que Ele foi um grande homem?” “Eu acredito que Ele foi mais do que isso, mas você, na verdade, nem nisso crê!”, continuei. “Permita-me explicar-lhe: Certa vez Jesus se declarou igual a Deus” (Jo 5.18.) Ele disse: “Eu e o Pai somos um, quem vê a mim, vê o Pai.” (Jo 14.9.) Os judeus

entenderam isso, tanto que quiseram até apedrejá-lo por causa dessa afirmação. Jesus também disse: “Antes que Abraão existisse, eu sou” (Jo 5.58.) Eu sou é o nome de Deus. Você não pode afirmar que Jesus era um grande homem e, ainda assim, não crer nessas afirmações que Ele fez a respeito de si mesmo. Sendo assim, você só tem três saídas com relação a essas afirmações de Jesus: a primeira possibilidade é que Ele era um mentiroso, um embusteiro e enganador, porque se Ele não era Deus como afirmou, isso faz dele um mentiroso. Você não pode dizer que um mentiroso é um grande homem. Ele pode ter ensinado coisas bonitas, mas, se era mentiroso e enganador, não era grande coisa. A segunda possibilidade é reconhecer que Ele era completamente maluco. Um doido que tinha delírios ao afirmar ser Deus. Se você não admite que Ele foi um mentiroso e enganador, então talvez admita que Ele foi um lunático. Mas se admitir que Ele foi um louco varrido, por favor, não diga que foi um grande homem. Finalmente, se você não crê na primeira nem na segunda possibilidade, então só resta uma alternativa: Jesus falou a verdade quando disse ser Deus. Considerando-se que tenha dito a verdade, então Ele é Deus, e não apenas um grande homem. Essas colocações deixaram aquele homem perplexo e, naquele dia, ele teve que admitir: não dá para aceitar os ensinos de Jesus e, ao mesmo tem-

po, rejeitá-lo. Jesus é o Senhor! Alguns princípios práticos: ■ Nunca discuta. ■ Nunca fuja do ponto central. ■ Não pregue religião, pregue o evangelho. ■ Não faça comparação com outros grupos ou religiões. ■ Não brinque, mas também não perca a sua naturalidade. ■ Não se apresse. ■ Use a Palavra, mas não precisa carregar a Bíblia consigo. ■ Seja gentil. ■ Demonstre real interesse. ■ É melhor falar com os do seu próprio nível, tanto social quanto cultural. ■ Exponha a uma pessoa de cada vez. ■ Não condene e nem critique. ■ Dependa do Espírito. ■ Confronte as desculpas. ■ Faça o apelo. A pessoa precisa se decidir a favor ou contra. ■ Faça uma confissão com a pessoa. ■ Tenha memorizado um modelo do plano de salvação.■AH

Pr. Aluízio Antônio

Se você leu todo este texto o Pr. Emerson precisa falar com você: (31) 8401-8986.

Mega Evangelismo

O Festival de Esperança é um grande impacto evangelístico que será realizado entre os dias 26 e 29/5, no Mega Space, em Santa Luzia (região metropolitana de BH). Como resultado de uma parceria das igrejas evangélicas da grande BH e Associação Evangelística Billy Graham (AEBG), a realização desse festival é a concretização de um sonho de longa data, e tem sido organizado com muito cuidado para impactar você e sua família. Ministração especial com Franklin Graham, pastor e filho do grande evangelista Billy Graham. Atualmente, Franklin está na presidência da Associação Evangelística Billy Graham, ele lidera centenas de missionários ao redor do mundo.

O evento também contará com as participações de: Ana Paula Valadão (Diante do Trono), Toque no Altar e David Quilan, e ainda, Michael W. Smith, Dennis Agajanian e a banda de Tommy Coomes, que toca a música tema do Festival “Minha Esperança está no Senhor”. O dia 26, à noite, está destinado para a reunião de todas as igrejas da grande Belo Horizonte no próprio local do Festival, a fim de que, orando juntas e checando os últimos detalhes, estarem preparando-se para a grande colheita nos três dias seguintes. A parte da manhã do dia 29, sábado, está reservada para o FestKids, quando o evangelho será, sob a mesma visão e estratégia, apresentado a crianças não-crentes.

Enfim, o Festival de Esperança de Belo Horizonte visa realizar uma grande colheita de almas para a obra de Deus, capacitar as igrejas para discipular estas almas e fazer com que o fruto permaneça, como deseja o Senhor. Esta é uma oportunidade ímpar para as igrejas se unirem realmente como Corpo de Cristo e atuarem com eficácia na evangelização, usando estratégias inovadoras e organizadas, como jamais tiveram oportunidade de usar. Informações gerais sobre o Festival Esperança. Ligue: (31) 8402-6211 – Pr. Iani Assis. (31) 8489-2741 – Pr. Wagner Corrêa ou ainda pelo site, www. festivaldeesperanca.com

Dia 23/5, às 9h30, perto da Feira Hippie, à av. Afonso Pena, centro de BH. Informações: (31) 8402-6211 – Pr. Iani Assis.

Atenção!!! Ônibus serão disponibilizados aos irmãos, gratuitamente, para a ida ao Mega Space e para volta à Belo Horizonte. Em direção ao Mega Space, os ônibus sairão da estação do metrô – São Gabriel.


6  Atos hoje  Domingo, 16 de maio de 2010

Edição # 20

GIRO PELO MUNDO

Foto: Arquivo Pessoal

País da Semana - Líbia

Foto: Reprodução / Internet

José Flávio e sua família são membros da Lagoinha e estão na África há quatro anos

Uma das ruas de Tripoli, capital do país, cidade onde o Airbus A-330 caiu ao tentar pousar

Líbia: em meio a dor, o milagre da sobrevivência em acidente aéreo

Um dos países onde os cristãos são mais perseguidos no mundo, testemunha em seu próprio território a surpreendente intervenção sobrenatural de Deus A Líbia é conhecida como um estado laico, ou seja, que não sofre influência ou controle por parte da igreja, mas suas lideranças prestam grande apoio ao islamismo. O governo exige respeito às normas e tradições muçulmanas e a submissão de todas as leis à sharia (lei islâmica). Assim, nenhuma forma de evangelismo aberto é possível, sendo que o último posto missionário avançado foi fechado na década de 60. Existe uma crescente liberdade dos estrangeiros, mas os líbios estão fora dos limites do evangelismo. Para os obreiros estrangeiros, insatisfeitos com essa dura forma de contenção do Cristianismo, a tentativa de evangelismo aberto pode ser extremamente perigosa, devido às redes da polícia secreta. Atualmente, a Líbia tem o primeiro melhor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do continente africano, e um dia antes de ter sido eleita para integrar o Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) – apesar de ter deixado muitas organizações desapontadas com a integração – o país passou por uma terrível tragédia. No último dia 12, um avião que saiu de Johannesburgo, na África do Sul, se chocou no chão ao tentar pousar no aeroporto de

Tripoli, capital do país. O destino dos 104 passageiros e tripulantes, sendo maioria ingleses e holandeses, era o aeroporto de Gatwick, em Londres, mas apenas um menino holandês de 9 anos sobreviveu milagrosamente ao acidente. O Airbus se despedaçou na queda e destroços se espalharam por uma grande área, mas, graças ao favor e misericórdia de Deus, o menino Ruben Van Assouw fez uma cirurgia de reparação dos ossos das pernas que foram quebradas. Ruben continua hospitalizado, mas seu estado de saúde é estável. Oremos pela Líbia: - Para que Ruben Van Assouw se recupere após esse processo tão traumático; pelos familiares das vítimas do

acidente, para que sejam confortados nesse momento tão sofrido; pela abertura religiosa, para que o evangelho de Cristo possa ser anunciado e proclamado no país, e que muitas vidas sejam salvas; pelos estrangeiros que pregam o evangelho mesmo sob tantas dificuldades e riscos de vida; para que a censura e opressão acabem; e, também, para que muitos missionários sejam levantados para levar a Palavra e o amor de Deus ao povo líbio. ■Ah Thalita Daher

thalitadaher@lagoinha.com Ligue para a Secretaria de Missões da nossa igreja: (31) 3429-9500, ramais 221 ou 226 – fale com Regina Soares.

Localização: Norte da África. Capital: Tripoli. Idioma: Árabe (oficial). Moeda: euro. Religião: Islamismo (96,4%), outras 3,4%, sem religião 0,2%. Restrições: Nenhuma forma de testemunho cristão para os cidadãos líbios é permitida.

África do Sul Olá, amada Igreja Batista da Lagoinha. Graça e paz! Falaremos um pouco do que Deus tem feito em nossas vidas aqui na África do Sul. Há alguns anos, quando o Senhor nos chamou para o campo, não tínhamos ideia para onde seria e quando isso aconteceria. Apenas respondemos “sim” ao chamado dele. Como Deus é fiel! Em 2007 nos mudamos para a África do Sul com o propósito de trabalharmos com ministério esportivo e levar a Palavra aos estudantes das escolas primárias, secundárias, universitários, e sermos também um elo entre eles e as comunidades carentes. Hoje estamos envolvidos diretamente com 14 escolas e duas universidades localizadas na região de Cape Town. Como técnico de futebol e futsal e professor da matéria “Orientações para a vida”, temos a oportunidade de ministrar para mais de quatro mil alunos por semana. Nosso trabalho se estende também para as igrejas locais onde treinamos líderes e voluntários na área de ministério esportivo. Como voluntários em um projeto maravilhoso e eficiente chamado “Ubabalo” (graça no idioma Xhosa, um dos 11 idiomas oficiais da África do Sul), baseado em treinar técnicos esportivos nas comunidades carentes em como lidar com aspectos da vida de seus atletas e ajudá-los a tornarem-se modelos em suas comunidades. Temos tido experiências maravilhosas e vemos o mover de Deus na vida desses técnicos e como as comunidades têm sido transformadas por meio deles. Nesses últimos três anos treinamos mais de mil técnicos de todas as regiões da África do Sul (www. ubablo2010.com). Nossos filhos, Vitória e Marcos Emanuel, têm tido experiências maravilhosas com Deus e experimentado de sua graça. Estão indo muito bem na escola e se destacado na área acadêmica e no esporte. São verdadeiros frutos do Colégio Cristão da Lagoinha, e louvamos a Deus pela vida de todos os professores e funcionários do Colégio que investiram na vida deles, dando-lhes a oportunidade de hoje serem verdadeiros embaixadores de Cristo. No próximo artigo vamos compartilhar como Deus nos preparou durante os anos que estivemos envolvidos no Ministério Edificando um Novo Lar, com os pastores Ciro Eustáquio e Iara Diniz, para uma nova etapa da igreja aqui na África do Sul. “Portanto, quer comais quer bebais, ou façais qualquer outra coisa, fazei tudo para a glória de Deus.” (1Co 10.31.) Esse versículo tem nos orientado no dia a dia como família. Um grande abraço dos irmãos em Cristo, José Flávio, Cibele, Vitória e Marcos.

Deseja saber mais sobre missões na África, fale com ele: ucrista@hotmail.com / www.ubablo2010.com


Atos hoje   Domingo, 16 de maio de 2010   7

Edição # 20

MEMBRO DA LAGOINHA:

CONHECENDO OS NOvOS PASTORES

Restaurada para restaurar

Data do casamento:_ _ _ _ _ _ _ / _ _ _ _ _ _ _ _ _ / _ _ _ _ _ _ Nome do cônjuge: ���������������������������������������������������� .

Foto: Marcelo Ferreira

)

������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������ .

(

Número de Membro:_ _ _ _ _ ___ _ _ _ _ __ _ _ _ _ _

Casado:

������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������ .

)

Nome completo:_ _ _ _ _ _ _ _ _ ___ _ _ _ _ __ _ _ _ _ _

(

Data de nascimento: _ _ _ _ _ _ __ _ / __ _ _ _ _ _ /_ _ _ _ _ _ _ _ .

Solteiro:

Bairro_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _____ _ _ _ _ _.

Para saber mais sobre o testemunho da pastora Alessandra Mara, é só ligar: (31) 9914-6508. Para saber mais também sobre Lagoinha em Justinópolis, ligue: (31) 3638-4261 – falar com os pastores Marco Tulio ou Alessandra Magalhães.

Endereço atual: _ _ _ _ _ _ _ _ _ ___ _ _ _ _ __ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _ _ _ _ _ _ _ __ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

Alessandra Mara F. Magalhães

Adaptação: Marcelo Ferreira marcelo.ferreira@lagoinha.com

Cep:_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _ . Cidade: _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _ _ _ _ _ Estado: ������������������������������������������������������������������������������������������������ .

‘Mas deixarei no meio de ti um povo modesto e humilde, que confia em o nome do Senhor.’ Quando o Senhor deu ao meu esposo a visão de um grande ônibus novo e muito lindo, cheio de pessoas, sendo conduzido por ele, comigo ao seu lado, logo fomos designados para o Núcleo da Lagoinha, em Justinópolis, Ribeirão das Neves. Estou muito, mas muito feliz mesmo, pelo privilégio de servirmos ao Senhor nesse Núcleo. “O balanço que faço de tudo é esse: quando criança, vivi por muitos anos enferma, com bronquite asmática, só quando me converti é que fui curada, e hoje percebo que todas as situações que vivi, sejam lutas e vitórias, colaboraram para que eu pudesse aconselhar, acompanhar e orientar pessoas que o Senhor nos tem confiado. Vejo famílias sendo restauradas aqui em Justinópolis. Agradeço sempre ao Senhor por tudo que vivi e vivo em minha vida. Minha palavra final não poderia ser outra então, a não ser de gratidão. Obrigada, pastor Márcio, por nos receber com tanto amor. Somos muito gratos ao senhor pela confiança e oportunidade que tivemos. Agradeço também ao meu marido pelo o apoio e incentivo nessa caminhada. Não posso deixar de agradecer ainda aos pastores Ciro Eustáquio e Iara Diniz, que nos acolheram, cuidaram de nós e caminharam conosco por todos esses anos na Lagoinha. Nosso muito obrigado. Amamos vocês! Agradeço também aos casais Getúlio e Cléia, Enéias e Elis, nossos primeiros líderes de célula quando chegamos. Sou grata a Deus por fazer parte desta família tão linda, que é a Lagoinha! E por fim, agradeço ao meu grande e amoroso Senhor Jesus. Sem Ele, não seria quem sou hoje, e jamais estaria onde estou agora: em sua casa, em seu Reino, servindo a Ele. E só a Ele. Pois só Ele é digno de toda honra e todo louvor. Obrigada, meu Jesus”. ■Ah

Telefone: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ ___ _.Celular: _ _ _ _ _ _ ������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������ .

E tem sido assim até hoje. Santa e privilegiada vocação essa de ser pastor ou pastora. Viva o chamado. Segue-se então o relato. Ou como queiram, o testemunho, de Alessandra Magalhães: “Fui criada em um lar que não conhecia o evangelho. Por causa disso, tivemos uma família desestruturada. Meus pais se divorciaram, e com isso, nunca pensei que pudesse um dia viver em família. Diante de uma enfermidade do meu pai, que quase veio a falecer, fui evangelizada por uma amiga, e procurei uma igreja, onde me converti e me batizei, em 1996, já com a idade de 25 anos. Depois que conheci o Senhor Jesus, pude experimentar a verdade descrita no texto bíblico de Jeremias 29.11, em que é dito que Deus sabe que planos e pensamentos tem para mim, de bem, de bênçãos. Hoje sou casada, vivo e tenho uma família estruturada, graças ao meu bom Deus! Alguns de meus parentes já se renderam ao Senhor, e creio que todos que ainda não o fizeram, o farão. “Depois de um ano de conversão, fui para o seminário, pois senti a confirmação do chamado para o ministério da Palavra. Logo que me formei, tornei-me obreira na igreja onde congregava. Hoje consagrada à pastora na Lagoinha, posso ver o quanto o nosso Deus é fiel, cumprindo mais uma de suas promessas na minha vida, com o meu marido, o pastor Marco Túlio. Estamos experimentando agora a verdade dos textos bíblicos de Isaías 48.12 e 13, em que é dito que quando formos chamados, nos apresentaremos juntos, perante Ele, e de Sofonias 3.12, em que lemos:

������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������ .

Numa leitura rápida, descuidada e precipitada até, a história que se segue pode soar para muitos como simples ou rasa demais, para quem um dia fora chamado para estar numa posição de prestígio, já que nem todos foram ou são comissionados para a mesma ou sequer conseguem chegar até esse ponto. A posição a que nos referimos é a de pastor ou pastora. Mas até que se chegue a esse ponto, é um longo e muitas vezes, árduo processo, que pode se iniciar quando o indivíduo se encontra ainda no ventre materno ou após nascer. E o que não faltam são situações que parecem contrariar, contradizer, desacreditar e desconstruir essa vocação, que costuma ser descoberta tempos depois. É o que aconteceu com a Alessandra Mara Ferreira Magalhães. Casada e mãe de dois filhos, Alessandra é hoje uma das pastoras consagradas na Lagoinha, e divide com o esposo, também pastor, Marco Túlio, a liderança da igreja (Lagoinha) em Justinópolis, município de Ribeirão das Neves, região metropolitana da Capital. Em seu relato, ela testemunha da própria vida – da sua conversão ao evangelho ao seu chamado como pastora – para encerrar com gratidão àqueles que muito contribuíram para estar onde está hoje. De fato, Alessandra Magalhães – melhor dizendo, pastora Alessandra Magalhães – fora restaurada para um dia ser um instrumento de restauração para muitos.

E-mail: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ ___ _ _ .Profissão: _ _

Também consagrada à pastora na Lagoinha, Alessandra Magalhães testemunha de sua própria vida, da conversão ao chamado para o ministério

ATUALIZe OS SEUS DADOS. PREENCHA HOJE MESMO ESSE CANHOTO E deposite-o junto AOS dízimos e ofertas.


8  Atos hoje  Domingo, 16 de maio de 2010

VISITANTE OU PARTICIPANTE, DESEJA SER UM MEMBRO DA IGREJA BATISTA DA LAGOINHA?

Edição # 20

Ministério onésimo - responsabilidade social

( ) Casado: ( )

Nome completo:_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ ����������������������������������������������������������������������������������������� .

Solteiro:

Igreja a que pertence: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ ����������������������������������������������������������������������������������������� .

Data de nascimento: _ _ _ _ _ _ __ /_ _ _ _ _ _ _ / _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ .

Nome do cônjuge:. _ _ _ _ _ _ _ ___ _ _ _ _ __ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ .

Endereço atual: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

Cep:__ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _.

Telefone: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _.

Profissão:_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ .

Bairro:_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ .

Data do casamento:_ _ _ _ _ _ _ /__ ___ _ _ _ _ _ /_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ .

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ .

Estado: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ .

E-mail:_ _ _ _ _ _ __ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ .

Cidade: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ .

Celular: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ .

Classes de Transferência Segunda - 19h30 - Colégio Cristão/Sala 2 - Pr. Rodrigo Godoy. Terça - 20h - Salão Esperança - Pr. Walter, Pr. Jasmário e Pr. Marcelo. Quarta - 19h30 - Central as Redes/Sala 5 - Pr. Claúdio Barbosa. Sexta - 19h30 - Casa da Mocidade - Pr. Iani de Assis. Sábado - 18h30 -Salão Esperança - Pr. Iani de Assis. Domingo - 8h - Casa Rosada - Pra. Regina Estrella. Domingo - 8h30 - Colégio Cristão/Sala 8 - Pr. Cláudio Barbosa. Domingo - 16h - Colégio Cristão/Sala 5, 3º andar - Pr. Rodrigo Godoy. Informações: (31) 3421-4749, 3421-3659, falar com Carla Godoy.

Foto: Marcelo Ferreira

ENTÃO, PREENCHA HOJE MESMO ESTE CANHOTO E ENTREGUE AOS DIÁCONOS ou junto às suas ofertas

Ele ousou ir às grades Em entrevista exclusiva, pastor líder do Ministério Onésimo de evangelização de detentos, Marcelo Crescêncio, fala dos desafios de um trabalho junto à carceragem A imagem que abre essa reportagem é proposital e referencial. Mas muito ao contrário do que se sugere, esse homem não está encarcerado ou sob algemas, mas livre. E disposto a levar a liberdade a quem de fato está por entre as grades. Casado, 45 anos, pai de dois filhos, Marcelo Crescêncio de Oliveira é pastor e o responsável hoje pelo Ministério Onésimo, na Lagoinha, de evangelização de detentos junto às carceragens de Belo Horizonte e região metropolitana da capital. Por conta do próprio trabalho que desenvolve, por suas mãos e de sua equipe já passaram centenas de presidiários, muitos até de altíssima periculosidade, que desceram às águas batismais numa confissão pública de sua nova fé, uma vez que se renderam ao poder do evangelho que tem sido anunciado pelo próprio ministério. Nessa entrevista exclusiva ao Atos Hoje, Marcelo Crescêncio fala das conquistas e dos desafios do trabalho que exerce. Para encerrar em gratidão a Deus por ter chegado onde chegou. Hoje ele sonha com um veículo próprio à altura das necessidades e demandas do Ministério para transportar toda sua equipe, e expandir ainda mais o trabalho. Segue então a entrevista. Sua íntegra você confere essa semana no portal Lagoinha. com. Atos Hoje (AH): O que o motivou a estar à frente de um trabalho como esse? Já trabalhava com isso antes de vir para a Lagoinha? Marcelo Crescêncio: Nunca tive uma experiência com esse trabalho e vim fazê-lo só na Lagoinha. O que tive

antes foi uma experiência com comunidades carentes como Pedreira Prado Lopes, Ventosa e Morro das Pedras, na Capital. Ainda tenho esse contato por causa do trabalho da Casa da Paz da igreja. O que me motivou a encarar tudo isso foi o desafio. AH: E que desafios então apontaria desse trabalho? Crescêncio: Esse é um trabalho marginalizado pela maioria na sociedade. Por causa disso, falta pessoal, embora tenhamos uma equipe boa. Há também os que criticam, não só de fora dos presídios, mas até mesmo de dentro. Só como exemplo, recentemente, quando fomos realizar um batismo de detentos num dos centros de detenção a que temos acesso, em que estavam cerca de 150 deles no pátio, o próprio agente nos disse: “Vocês têm certeza de que vão entrar aí dentro? Vocês são loucos!” Por aí, dá para se ter uma ideia. Mas o que nos estimula e incentiva é sabermos que Deus tem nos abençoado tanto, a ponto de termos hoje a abertura que temos agora, quando somos bem recebidos. AH: O senhor realmente acredita na recuperação de um detento? Por quê? Crescêncio: Com certeza, eu acredito. Claro que sim. E acredito porque temos hoje na igreja pessoas que foram alcançadas dentro das penitenciárias, e agora estão com a vida totalmente mudada e não querem mais voltar para o crime. Além da vontade deles, tem também o poder de Deus agindo na vida de cada um para serem libertos. Temos in-

clusive na Bíblia o exemplo de um preso de nome Onésimo, que teve sua vida real e totalmente transformada pelo poder de Deus pela instrumentalidade do apóstolo Paulo. É porque eu acredito é que estou nesse trabalho. AH: Onde quer chegar com o Ministério Onésimo? Crescêncio: Quero alcançar realmente cada preso de cada presídio com o evangelho. De início, de toda Belo Horizonte. E não só alcançá-los, mas alcançar os diretores e agentes. Desejo também que cada um desses detentos seja reintegrado, de fato, à sociedade e à família. Pois eles sonham e lutam por isso. AH: O que diria de sua equipe? Crescêncio: Dou graças a Deus por essa turma. É de admirar o empenho e a disposição de todos. Não medem esforços e acreditam que esse é seu chamado. Alguns deles estão conosco há anos. AH: Uma palavra final Marcelo Crescêncio: Quero agradecer a todos que têm contribuído direta ou indiretamente com o Ministério por meio das orações e doações. Por aqueles que têm orado por minha vida. Fica aqui minha palavra de gratidão.

■Ah

Marcelo Ferreira

marcelo.ferreira@lagoinha.com Para mais informações e detalhes acerca do Ministério Onésimo: (31) 8402-9632 – Marcelo Crescêncio.


Atos hoje   Domingo, 16 de maio de 2010   9

Edição # 20

W

células

Batismo:

Nossas células se empenharam e levaram centenas de pessoas ao Impacto Vida, e nesse último sábado, 8/5, 41 pessoas desceram às águas bastimais, no Sítio Campanário. Fizemos mais uma colheita de amigos e familiares durante a reunião de celebração dos novos membros.

casa de células: rUA BEBERIBE, 164, SÃO CRISTÓVÃO. TEL.: (31) 3429-1350 - JOSÉ VALADÃO OU PR. LEONARDO VEIGA

Fotos: Arquivo Pessoal

Culto de líderes – “estamos em obra: edificando a igreja”

Foi nesse contexto – cenário e vestimentas dos pastores – que exibimos nossa meta. Construindo para Conquistar, o culto de líderes que aconteceu dia 3/5, à noite. Tivemos a presença de aproximadamente 950 pessoas. Foi um tempo de muito renovo e afirmação do nosso propósito para esse ano, edificando para conquistar. Nossos pastores estavam trajados de trabalhadores da construção civil, para lembrar que “estamos em obra, edificando a Igreja”. Foi muito interessante o incômodo inicial pelas obstruções que colocamos, porém, ao final todos estavam felizes, entenderam que realmente estamos edificando a Igreja ao conquistar vidas e cuidar delas. Estamos na estação “Invista na Semente”, e mais uma vez foi reafirmado o valor da conquista, e como podemos ser eficientes no evangelismo. Abrimos, assim, a Campanha dos 21 dias de Jejum, estamos orando para que vidas se convertam. Nossa meta é evangelizarmos 17 mil pessoas através das células, nesse período, e agregarmos pelo menos 5.000.


Fotos: Arquivo Pessoal

10  Atos hoje  Domingo, 16 de maio de 2010

Edição # 20

Amados irmãos, segue mais uma parte da relação de nossas células do bairro com a letra “S” (São Cristóvão). Leia a relação, e caso NÃO encontre uma célula próxima à sua casa, ligue para o Pr. Leonardo Veiga: (31) 3429-1350, 8402-1604. Nova Célula bairro Nova Floresta, líder, Pr. Adão Wesley

Belo Horizonte São Cristóvão

R. Manoel Macedo, 308/2º ANDAR

Jovens

Sábado

17:30

São Cristóvão

R. Manoel Macedo, 360

Jovens

Sábado

17:30

3429-9450

Gabriella Morena da Silva Seixas

3421-3647

8785-3647

Camila Bruna Duarte Domingos

3473-9403

8394-2558 9851-8177

São Cristóvão

Av. Antônio Carlos, 1187/801 ED 08

Mista

5ª Feira

19:30

3422-0273

Ogenio Teodoro Almeida

3422-0273

São Cristóvão

R. Manoel Macedo, 360

Mulheres

4ª Feira

14:00

3429-9450

Neuza Rhossad Prado

3467-1991

São Cristóvão

R. Manoel Macedo, 1324

Mista

Sábado

17:30

3429-9500

Maxmilliam Florentino Santos Cavalcante

3025-7210

8659-2472

São Cristóvão

R. Beberibe, 133

Mulheres

5ª Feira

14:30

3429-1300

Paoletti Nunes

3422-9358

8457-6828

Fabiano Vieira Rodrigues

3453-8868

8727-5235

3429-1300

Paoletti Nunes

3422-9358

8457-6828

3429-9500

Reginaldo Florentino Rocha

3425-1721

8734-4786

Oswaldo Lopes de Faria Júnior

3293-8074

8707-5713

3421-2567

Alfredo Bartolomeu da Costa

3453-2132

8752-2570

São Cristóvão

R. Manoel Macedo, 1324

Mista

Sábado

17:30

São Cristóvão

R. Beberibe, 133

Mulheres

5ª Feira

19:30

São Cristóvão

R. Manoel Macedo, 360

Mista

Sábado

17:30

São Cristóvão

R. Manoel Macedo, 1324

Mista

6ª Feira

19:30

São Cristóvão

R. Ipê, 264

Jovens

Sábado

17:30

São Cristóvão

R. Ipê, 234 Sala 7

Mista

Sábado

17:30

Leônidas Francisco

8402-6731

São Cristóvão

R. Beberibe, 164

Evangelística

Sábado

17:30

3429-1360

Aline Ribeiro de Lima

3486-6633

9968-6128

São Cristóvão

R. Manoel Macedo, 360

Mulheres

4ª Feira

17:00

3421-2567

Izabel Cristina de Souza

3511-3274

9796-0491

3444-1093

São Cristóvão

Av. José Bonifácio, 180/516 BL 03

Mista

Sábado

17:30

São Cristóvão

R. Manoel Macedo, 360

Evangelística

Sábado

17:30

São Cristóvão

R. Beberibe, 133

Mulheres

5ª Feira

19:30

São Cristóvão

R. Ipê, 234 Sala 7

Mista

Sábado

17:30

São Cristóvão

R. Beberibe, 133

Mulheres (casadas)

3ª Feira

19:30

São Cristóvão

R. Manoel Macedo, 1324

Mista

Sábado

17:30

3429-1300 3429-1300

Fabiano Antônio de Andrade

3444-1093

9802-7809

Danielle Moreira Medeiros Martins

3457-1186

9844-3996

Maria Imaculada Coimbra Rumball

3450-8156

8445-6040

Alfredo Bartolomeu da Costa

3453-2132

8752-2570

Marcília Vasconcelos Costa

3428-2795

8824-4133

Cristiane Alves Dos Reis

3432-2405

8731-1967

São Cristóvão

R. Angico, 276

Mista

5ª Feira

18:00

3429-9550

Leonardo Veiga de Souza

3463-0704

8402-1604

São Cristóvão

R. Beberibe, 155

Mista

Sábado

17:00

3347-9214

Diogo Henrique de Almeida Campos

3347-9214

9373-8287

Dilma Maria de Sá

3421-3520

Elizabeth Andrade Abrão

3415-8156

São Cristóvão

R. Manoel Macedo, 360

Feminina

Sábado

17:30

São Cristóvão

R. Jaboticatubas, 10

Mista

6ª Feira

15:00

3421-3415 3429-1300

São Cristóvão

R. Juazeiro, 29

Mulheres

3ª Feira

13:30

São Cristóvão

R. Manoel Macedo, 360

Mulheres

4ª Feira

17:00

Leonardo Silva Capochim

8402-1508

Ana Lúcia de Melo Santos

8466-1055 8489-2512

São Cristóvão

R. Jaboticatubas, 10

Mista

Sábado

18:00

3421-3415

Laci Lourenço Coimbra

3428-2622

9816-7873

São Cristóvão

R. Severino Resende, 359

Mista

5ª Feira

20:00

3421-8919

Márcia Antônia da Silva

3452-9563

8754-6402

3445-1086

São Cristóvão

R. Ipê, 234 Sala 7

Mista

Sábado

17:30

Dariluci de Oliveira

São Cristóvão

R. Manoel Macedo, 360

Mista

Sábado

18:00

Nilson Cleber de Castro

São Cristóvão

R. Ipê, 345

Mulheres

Sábado

17:30

3429-9500

Bianca de Cássia Ribeiro dos Reis

São Cristóvão

R. Beberibe, 164

Homens

5ª Feira

20:00

3429-1360

Cláudio Xavier Lopes

8638-8213 9647-6423 8666-3380

3626-8268

8518-0809

São Cristóvão

R. Beberibe, 164

Jovens

Sábado

17:30

3429-1360

Ana Luiza Souza de Araújo

3433-4592

8533-0968

São Cristóvão

R. Manoel Macedo, 360

Mista

4ª Feira

17:15

3429-9450

Silvana dos Santos Américo

3357-3004

8458-3436

Márcio Carmo de Oliveira

3436-8202

8803-7188

3429-9500

Leonídio Rodrigues Campos

4101-6176

9363-8715

São Cristóvão

R. Manoel Macedo, 360

Jovens

Sábado

17:30

São Cristóvão

R. Manoel Macedo, 1324 Sala 4

Mista

5ª Feira

19:30

São Cristóvão

Av. José Bonifácio, 286

Mulheres

5ª Feira

15:00

3421-4999

Shirlene Santos Soares

2515-8094

8402-2112

São Cristóvão

R. Beberibe, 164

Mista

Sábado

17:30

3429-1360

Liliam Pacheco Pinto de Paula

3283-1882

9992-6580

São Cristóvão

R. Beberibe, 133

Mulheres

4ª Feira

19:30

3429-1300

Rosângela de Souza

3046-1662

9972-9636

São Cristóvão

R. Beberibe, 133

Mulheres

5ª Feira

14:30

3429-1300

Maria Imaculada Coimbra Rumball

3450-8156

8445-6040

3347-9214

São Cristóvão

R. Beberibe, 164

Mulheres

5ª Feira

20:00

São Cristóvão

R. Manoel Macedo, 360

Mista

Sábado

17:00

São Cristóvão

R. Beberibe, 133

Mulheres

4ª Feira

20:00

São Cristóvão

R. Juazeiro, 29

Mulheres

3ª Feira

14:00

São Cristóvão

R. Juazeiro, 29

Jovens

Sábado

18:00

São Cristóvão

R. Manoel Macedo, 360

Mista

Sábado

19:00

São Cristóvão

R. Manoel Macedo, 1324

Mista

Sábado

17:30

São Cristóvão

R. Manoel Macedo, 360

Jovens

Sábado

17:30

São Cristóvão

R. Manoel Macedo, 1324 sala 06

Mista

Sábado

17:30

São Cristóvão

R. Beberibe, 133

Mulheres

4ª Feira

19:30

3429-1300 3429-9450

Gislene Xavier da Silva Bispo

3452-5156

8707-8592

Pallowa Pereira de Paula

2559-7051

9291-7008

Danielle Lelis Assis Boaventura

2551-8231

8489-2849

Marli de Fátima Martins Souza

3421-6634

8885-4609

Natália Santos Vilaça

3088-3044

Jairo Luciano Lourenço 3429-9500

8725-1001 8485-3352

Luciano Alves dos Santos

3451-5707

Jonhnes Anderson dos Santos

3459-0848

9385-2571 8607-3598

3429-9500

Juscelino Camilo Pereira dos Santos

3425-5590

8878-5507

3429-1300

Valdeni Aparecida de Aguiar Santos

3422-1533

9161-3481

Novas células Nova Suíça:

„„ rua Herculano Pena, 1021/210C, quinta-feira, às 20h. Líder: Magali Rodrigues.

Santa Efigênia:

„„rua Itabera, 108, sábado, às 19h. Líder: Suely de Cássia.

Juliana:

„„rua Barreto, 213, quinta-feira, às 20h. Líderes: Ronilson e Imaculada. Nova célula bairro Nova Suiça, líder, Magali Rodrigues

Nova Floresta:

„„rua Quixadá, 369 – apto. 101, quinta-feira, às 20h. Líder: Pr. Adão Wesley.


Atos hoje   Domingo, 16 de maio de 2010   11

campanha

Edição # 20

Já estamos orando e jejuando por nossos amigos e familiares há duas semanas. Nesta última semana vamos iniciar e intensificar as abordagens e os eventos evangelísticos em nossas células, sendo que uma delas será levar nosso convidado à Campanha Festival de Esperança.

Área dos pastores Roberto e Eliane Atualmente, eu e minha esposa Eliane estamos pastoreando o Núcleo de Células da Pampulha, estamos desenvolvendo a consolidação e o evangelismo. Cremos que em breve estaremos, também, implantando o Centro de Formação Cristão no Núcleo, pois hoje temos cerca de 70 alunos da nossa área de células fazendo os cursos na Central das Redes. Atualmente, temos 65 células distribuídas para 2 superintendentes e 22 supervisores. Estamos a todo vapor com as novas multiplicações, nosso alvo para o final do ano é atingir 80 células.

Fotos: Arquivo Pessoal e reprodução internet.

Pastores Roberto e Eliane

Dicas de evangelismo

„„Evento esportivo: promova um evento esportivo (futebol, vôlei etc.). Quem sabe alugar uma quadra no bairro, convidar os vizinhos para o evento e aproveitar a oportunidade para testemunhar de Jesus? „„Passeio no parque ou numa pizzaria: Ou seja, num ambiente não vinculado à igreja onde as pessoas não cristãs se sintam mais à vontade. „„Visitar: Vá atrás! Visitar os membros da célula e usar a ocasião para evangelizar seus familiares.


12  Atos hoje  Domingo, 16 de maio de 2010

Edição # 20

estudo de célula

A sedução do dinheiro Se nosso principal valor é a aquisição de bens materiais, então teremos dificuldades para viver com nossos ganhos, pois jamais saciaremos o desejo de ter sempre mais. O ganho material jamais entrega o que promete. Quer o saibamos ou não, o que realmente buscamos é a satisfação da alma. Foto: Reprodução internet

Texto bíblico: Malaquias 3.10-11; 2Co 9.6. Dar com alegria

Um plano financeiro bem simples, que garante mais liberdade financeira: Pague suas dívidas para com Deus; economize; pague suas contas. Provérbios 3.9 diz: “Honra ao Senhor com tua fazenda, e com as primícias de toda a tua renda.” Isto significa que devemos dar a Deus a primeira parte de nossa renda. Devemos doar como uma expressão multifacetada de adoração e obediên-

cia. A Bíblia em nenhum momento favorece a mentalidade do ”dar para ficar rico”. Deus tem muitas formas criativas de honrar as sementes que plantamos. Princípios do lavrador: „„1. Princípio do investimento: se ele quer fazer a colheita, precisa comprar a semente e plantála. „„2. Princípio do incremento: ele colherá bem mais do que plantou (leia Lucas 6.38). „„3. Princípio do intervalo: ele não planta a semente em

um dia para colher no dia seguinte, mas pacientemente aguarda a maturação no tempo devido.

de vida que consome todo o seu dinheiro é insensatez (Provérbios 21.20). Conclusão

Ajude a si mesmo e economize

O segundo passo é economizar sem desculpas nem constrangimento. A administração do dinheiro nos força a entrar na escola superior do caráter. É difícil dizer não a satisfação imediata. Recusar-se a limitar suas despesas e deixar que as tentações e pressões sociais o empurrem a um padrão

Deixe que o Espírito Santo seja seu guia. Deixe que Ele o ajude a tomar as decisões difíceis a respeito do que comprar e de como viver. Só Ele tem a capacidade de determinar a sua personalidade, profissão, dons e capacidades gerenciais únicas. Orientações para o líder: „„1. Procure um quebra-gelo bem interessante para essa lição.

„„2. Conte seu testemunho sobre sua fidelidade a Deus e a fidelidade dele a você. „„3. Planeje nessa semana o dia do amigo, no qual cada um levará um amigo ou vizinho não cristão. Festeje e semeie as boas-novas. „„4. Compartilhe como está o caderno devocional de cada um. „„5. Tenha um encontro de célula ricamente abençoado! Pra. Elcione Galantini

Tel.: (31) 8401-8667 – elcione. galantini@lagoinha.com


Atos hoje   Domingo, 16 de maio de 2010   13

Edição # 20

Pedofilia: proteger é preciso! Com a meta da informação, sensibilização e mobilização da Igreja de Cristo em prol da criação de escudos de proteção para crianças e adolescentes vitimas do abuso e exploração sexual, surge o Projeto Proteger Brasil A data oficial para o lançamento, também oficial, do Projeto que já está em fase quase que final, prestes a ser inaugurado – o Proteger Brasil - está em vias de ser anunciada. E é numa prévia desse lançamento que o Projeto Proteger Brasil lança o desafio para a Igreja como Corpo de Cristo da mobilização em torno da preservação de nossas crianças e nossos adolescente já vítimas do abuso e da exploração sexual ou preste a sê-lo, a menos que se faça algo. E a preservação se dará justamente com a criação de redes ou escudo de proteção.

centes de 16 ou 17 anos também podem ser classificados como pedófilos se tiverem preferência sexual persistente ou predominante por crianças pré-púberes pelo menos cinco anos mais novas do que eles. A pedofilia se manifesta de diversas formas, que não só o ato sexual em si. Qualquer ato de aliciamento com claras intenções sexuais envolvendo crianças e adolescentes (como toques, nudismo etc.) se enquadra nesse contexto. Tanto a pornografia e exploração de crianças e adolescentes, a pedofilia hoje integra uma rede de crime organizado.

A praga da pedofilia

O Proteger Brasil

Foi a partir da própria iniciativa de uma série de discussões envolvendo promotores, psicólogos, pastores, pedagogas, políticos, dentre tantos outros indivíduos e entidades representativas, que se preocupam com a defesa da criança e do adolescente não só em relação aos seus direitos, mas também em relação à sua própria identidade, é que surgiu o Projeto Proteger Brasil. A meta é uma só e única: o hasteamento de uma bandeira de luta em prol de cada uma dessas crianças e desses adolescentes de todo o Brasil, no sentido de se posicionar contra toda e qualquer forma de abuso e exploração sexual infanto-juvenil, incluindo agora a tão séria e delicada questão da

em alerta!

Tida como “a mãe do crime hediondo”, a pedofilia (do grego paidophilia – “paidós”, “criança”; e “filia”, “amizade, amor”) hoje é quase que uma praga epidêmica, que se alastra sorrateira e diabolicamente Brasil e mundo afora sob as mais diversas e nefastas formas, tendo como principais agentes e suspeitos gente fora de qualquer suspeita até então, muitas vezes ligada ao próprio universo familiar e íntimo das vitimas, como parentes, vizinhos e supostos amigos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a pedofilia é classificada como uma desordem mental e de personalidade do adulto, e também como um desvio sexual. Segundo ainda a OMS, adoles-

18 de Maio Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Você faz parte dessa grande mobilização!

pedofilia. A atuação do Projeto dar-se-á em quatro esferas, a saber, a jurídica, a psicoemocional, a social e a espiritual. Para tanto, o Proteger Brasil irá contar também com o apoio de outras frentes de trabalho como os ministérios Adotar, Rhema Reconciliação, Rede de Crianças e Juniores, Rede de Adolescentes, Central Ministerial da Família, Centuriões do Templo, Obra Prima, Projeto Samuel, Salve Sua Família, Ame Uma Criança, Mulheres em Ação, Justiça de Deus e Clínica da Alma – todos de Lagoinha. O público alvo do Proteger Brasil em relação ao seu trabalho é a própria Igreja Batista da Lagoinha e demais igrejas cristãs (numa primeira fase), depois possíveis parceiros privado e público, como governos municipais, estaduais e federais (numa segunda etapa), para finalmente atingir o público em geral. Ética, respeito, transparência, responsabilidade, integridade e justiça são alguns dos valores apregoados pelo Proteger Brasil, cujo líder e idealizador é o Pr. Ronaldo Faria.

esteja disponível para ouvi-los, sem censurá-los; 2) Incentive-os a contar o ocorrido, sem muitas perguntas e comentários; 3) não culpe-os; 4) ofereça proteção e tome providências como informar as autoridades competentes quanto ao ocorrido. Algumas medidas de prevenção: 1) cuide de seu filho e dê a ele toda a atenção que puder; 2) procure se informar sobre onde e com quem estão e o que estão fazendo; 3) ensine-os a não aceitar convites, dinheiro, comida e favores de estranhos, especialmente em troca de carinho; 4) sempre os acompanhe quando for a consultas médicas; 5) conheça os amigos dos seus filhos, principalmente os mais velhos; 6) no caso de acesso a internet, supervisione-os e oriente-os a não responderem e-mails de desconhecidos, muito menos a não enviar fotos ou fornecer dados como nome, idade, telefone, endereço etc.; 7) jamais forneça sua senha da internet a outras pessoas, por mais amigas que sejam. ■Ah

Pedofilia – saber é também se prevenir

marcelo.ferreira@lagoinha.com

A primeira e principal medida a ser tomada é apoiar a vítima, para então conduzi-la a atendimento médico e psicológico o mais rápido possível. Outras medidas importantes: 1)

Pedofilia: um desafio para a Igreja atual No próximo dia 20/5, quinta-feira, estará presente no Culto da Família o Dr. Procurador da República, Guilherme Schelb, para tratar do tema do abuso e da exploração sexual infanto-juvenil. Autor das obras Segredos

da Violência, estratégias para solução e prevenção de conflitos com crianças e adolescentes, e Viver é Coisa perigosa, orientações para soluções de conflitos, Guilherme tem conhecimento de causa acerca do assunto e é o idealizador do Programa ProtegerPrograma nacional de prevenção da Violência e Criminalidade InfantoJuvenil e um dos parceiros do Proteger Brasil.

Marcelo Ferreira

Vanessa Freitas

vanessa.freitas@lagoinha.com

Para mais informações sobre o Proteger Brasil e outras questões relativas às questões aqui propostas, incluindo a própria pedofilia, é só ligar: (31) 8489-2698 – falar com o pastor Ronaldo Faria. * Muito do material contido nessa página teve como base a Cartilha Sobre a Pedofilia – Abuso Sexual InfantoJuvenil, algumas informações para os pais ou responsáveis – de autoria do Dr. Guilherme Schelb. Adaptação: Redação Atos Hoje.


14  Atos hoje  Domingo, 16 de maio de 2010

Edição # 20

Fotos: Reprodição internet

Espaço Homens da Promessa Funcionará, a partir do dia 17/5, o “Espaço Homens da Promessa”. Este local estará à disposição de todos os homens da Lagoinha. Grupos pequenos, aconselhamentos, treinamento de líderes, palestras e uma pequena biblioteca com livros específicos para

PANORAMA Ministério de Intercessão/Moriá Maio: Moriá de 20 a 23/5; Programa Escolhidos: de 25 a 30/5. Junho: Programa Escolhidos de 1 a 6/6. Moriá: de 10 a 13/6. Moriá de 24 a 27/6. Programa Escolhidos: de 29/6 a 4/7. Informações: (31) 3691-3875, 3641-5369, 3421-1169 ou 3423-3530 – fale com Samanta.

Alfabetização para idosoS O Ministério da Terceira Idade, em parceria com a Secretaria da Educação, oferecerá curso de alfabetização para idosos na Casa de Honra, à rua Joazeiro, 20 – São Cristóvão. Os interessados devem fazer inscrições. Informações: (31) 3421-6070 – fale com a Pra. Regina ou Jemima.

Jusdei – Pastoral de Conciliação e Orientação Jurídica gratuita Áreas de atuação: Direito de Família, do Trabalho, do Consumidor, Criminal e Previdenciário. Voluntariado: seja um cooperador! O Ministério está aberto para profissionais cristãos de todas as áreas do conhecimento, dispostos a servir em a Deus e ao próximo. Informações: (31) 3449-6751 ou 8416-3427 – falar com Síssi. Atendimento com hora marcada, de segunda a sexta-feira, de 9h às 12h, à rua Araribá, 534São Cristóvão.

Corpo Diaconal Os diáconos da equipe 2 estarão de plantão de 16 a 23/5. Informações com: (31) 8312-0211 – Robson Elmo ou (31) 8893-0199 – Urias. Próxima equipe de plantão: 1, entre os dias 23 a 30/5. Informações: (31) 8402-6370 – César ou (31) 3491-0715 – Celso Patrocínio. A reunião de trabalho será sextafeira, 21/5, às 19h30, Salão do Corpo Diaconal, à rua Joazeiro, 29. Ministério Diaconal: (31) 8488-2789 – fale com o Pr. Paulo Ricardo. Convocação Geral: 28/5, reunião geral do Corpo Diaconal. A reunião de comunhão do Corpo Diaconal será às 19h30, no Salão Esperança.

Promoção no Bazar Bom Samaritano Qualquer peça por R$ 1,00. Funciona de terça a sextafeira, de 13h às 18h, à rua Joazeiro, 51 – São Cristóvão.

Mulheres em Ação Gerando vida no mês das mães! Querida grávida, você é nossa convidada especial para nosso próximo encontro. No dia 21/5, às 19h30, na Casa Rosada, à rua Beberibe, 133 – São Cristóvão. Venha e traga uma amiga grávida! Informações: (31) 34291300 ou 8489-2849 – fale com a Pra. Danielle Boaventura.

Bazar Dorcas: Funcionamento de terça a domingo, de 8h30 às 13h e das 14h30 às 21h, na Praça da Fonte, rua Manoel Macedo, 360 – São Cristóvão. Informações: (31) 3421-4151Regina Beneficência. A Terceira Idade Passeio da Terceira Idade Faça sua inscrição para o passeio da Terceira Idade e participe de um dia muito agradável. Dia 19/5, no Elim. Informações: (31) 3421-6070 – fale com a Pra. Regina ou Jemima. Viagem O Ministério da Terceira Idade traz uma surpresa para você descansar, relaxar, se aproximar mais do Pai e desfrutar das belezas que Deus preparou para seus filhos: a viagem da Melhor Idade para Caldas Novas (GO)! De 1 a 5/8. Informações: (31) 3421-6070 – fale com a Pra. Regina ou Jemima.

Chá comigo - casadas em ação Mulher casada, você é convidada especial para nossa reunião que acontecerá dia 29/5, às 15h, Casa Rosada, à rua Beberibe, 133 – São Cristóvão. Tema: “A mulher única e suas multifunções”. Preletora: Carla Campos, psicóloga e apresentadora do programa Saúde da Alma, Rede Super. Informações: (31)3421-9084, 9224-0697, 3429-1300 – fale com Vanessa Rezende. Investimento: R$ 10,00. Viúvas em Ação informa Dia 22/5, às 14h, será realizado “A tarde do coquetel”, momento em que será comemorado o Dia das Mães, com as “meninas” da Pra. Margareth. Informações: (31) 3429-1300 – fale com a Pra. Margareth.

Central da Família informa: Curso de Noivos Pretende se casar? As inscrições para o Curso de Noivos estão abertas na Central das Redes, à rua Manoel Macedo, 1.324 – de 10h às 20h. Informações: (31) 3429-9500 – falar com Liliane, Michael ou Aline. Ligue para: (31) 3429-9400 e saiba quais documentos são necessários apresentar no momento da inscrição – fale com Alexandre Diniz. 12 de Junho - Dia dos Namorados Jantar romântico: 12/6. Inscrição na Tenda da Bênção, nos cultos das 10h e 18h. Informações: (31) 34275809 ou 970-4631 – fale com Marques e Cláudia. Culto da Família: Nesta quinta-feira, 20/5, será celebrada a Santa Ceia no culto da Família, às 19h30, no Templo, com os pastores Ciro Eustáquio e Iara Diniz. Rua Manoel Macedo, 360 – São Cristóvão. Venha e traga toda a sua família! 6ª Conferência do Espírito Santo Entre os dias 3 a 5/6, no hotel Ouro Minas. Encerramento durante o culto da Mocidade da Lagoinha, no sábado, dia 5, às 19h. Informações: (31) 3303-7700 ou pelo site: www.carisma.org.br English Worship Service Camp May 28th – 30th, on Ipê Amarelo Farm Hotel, in Esmeraldas (MG). Informations: (31) 99981756 – Fabrício, 8649-3794 – Gustavo, 8811-5716 – Lilian or 8675-5013 – Mariana. Or by e-mail: ews.lagoinha@ gmail.com. Website: www. carisma.org.br Abundant life: living the best of God! Vem aí o 12º Acampamento do Ministério Ephatá: informe-se, ligue: (31) 3270-8620 ou 3270-8623 (fax) – fale com a Pra. Núbia Águila, ou envie um e-mail para ephatasurdos@hotmail. com ou nubiaguila@hotmail. com

homens. Local: rua Jaboticatubas, entrada pelo estacionamento dos Diáconos, em frente ao Templo. Participe também da Reunião Homens da Promessa, às segundas-feiras, às 19h30, no Salão dos Diáconos. Informações: (31) 3423-1488 – 3422-9136 – www. homensdapromessa.com

Precisa divulgar as atividades e/ou eventos do seu ministério no Atos Hoje? Envie um e-mail para Vanessa Freitas: atos@lagoinha.com

Curso de Capelania Lagoinha: Requisitos para inscrição no curso: escolaridade mínima, ensino fundamental, ser maior de 18 anos. Documentos civis (RG e CPF). Duas fotos 3x4. Atestado de saúde, comprovante de residência. Faça já a sua inscrição na Central de Inscrições, à rua Manoel Macedo, 1.324 – São Cristóvão. Tel.: (31) 34299500 – fale com Aline, Liliane ou Michael. Atenção: Os alunos do Carisma, do Centro de Treinamento Ministerial Diante do Trono, pastores, obreiros, celetistas e o Corpo Diaconal terão desconto de até 35%. Mais informações: (31) 3429-9400 ou 8402-5106 – fale com o Pr. Cláudio Boaventura ou (31) 8419-5535 – Pr. Eduardo. Endereço: rua Pitangui, 517 – Concórdia, BH/MG. E-mail: aguiasdecristo@ lagoinha.com Coordenação: Ministério Águias de Cristo. Responsável: Pr. Cláudio Boaventura.

Fundação Oásis ITC informa: Inscrições abertas para curso de cabeleireiro: turnos manhã, tarde e noite. Promoção na Escola de Beleza Oásis Relaxamento com sódio ou guanidina: R$ 10,00. Hidratação: R$ 10,00. Escova: R$5,00. Cliente que fizer o relaxamento terá o direito de fazer a pós-química no valor de R$ 6,00. Informações: (31) 3444-1740/3421-1788/34285625 – fale com Jessica, Magda ou Deisi. Padaria TriOásis abre inscrição para o curso de panificação - módulo 1, com início em 1/6. Vagas limitadas! Informações: (31) 3234-3712 ou 3421 1257 – fale com Jacqueline. Ministério de Louvor e Artes – Convocação O Ministério convoca todos os músicos, cantores, dançarinos, atores, líderes, liderados e você que deseja se integrar no Ministério para o Encontro de Celebração. Dia: 22/5. Horário: às 19h. Local: Salão Esperança.


Atos hoje   Domingo, 16 de maio de 2010   15

Edição # 20 Fotos: Reprodição internet

Desperta Débora: mães de joelhos, filhos de pé!

Acampamento de Casais

O próximo encontro será no dia 17/5, às 19h30, na Casa de Honra, à rua Joazeiro, 20 – São Cristóvão. Informações: (31) 8332-9402 ou 3429-1300 – fale com Pra. Patrícia.

Dia 29 e 30/5, módulo 4, no Elim. Inscrições na Central de Inscrições, à rua Manoel Macedo, 1.324 – São Cristóvão. Informações: (31) 8445-1473 – Pra. Madalena.

Festa da família do Núcleo de Formação da Fundação Oásis No dia 8/5, no Tabernáculo, aconteceu a Festa da Família do Núcleo de Formação com o tema “Família, Projeto de Deus”. Estavam presentes as famílias do Centro Estudantil, Creche Oásis e crianças do Abrigo. Tivemos apresentações das crianças envolvidas através de danças, teatro, bandinha e ministração da Palavra de Deus. Foi uma linda festa de valorização ao bem tão precioso que Deus concedeu ao homem: a família. Veja mais detalhes no blog do Núcleo: www. nucleodeformacao. wordpress.com

10 Semanas de cura divina do corpo e da alma Você se sente amargurado, depressivo, com a autoestima baixa, frustrado, com medo e pânico de tudo, sente que tem problemas com inveja, de relacionamento, tem enfrentado dificuldades financeiras? Então, não perca a campanha de 10 semanas de cura divina do corpo e da alma. Você será tremendamente ministrado. Venha receber e interceder por aqueles que você ama! Toda sexta-feira, às 19h30, no Templo da Lagoinha! A campanha também será realizada aos sábados, às 9h, no Salão Esperança! Informações: (31) 84882789 – fale com o Pr. Paulo Ricardo.

Necessita de uma oração? De um aconselhamento?

Workshop de Dança Você que é vocacionado ao ministério de dança, participe do Workshop de Dança e Processos Criativos, oferecido pelo Ministério de Louvor e Artes da Lagoinha. Data: 3/6. Horário: de 8h30 às 18h30. Incluso na inscrição: material, coffee-break e almoço. Informações e inscrições para eventos e cursos: (31) 3421-4205 ou 8445-1931 – falar com Adriana, atendimento de segunda a sexta-feira, de 13h às 19h30. E-mails: www.dancaibl.blogspot. com, ministeriolouvoribl@ yahoo.com.br ou ministeriodelouvor@ lagoinha.com Ministério de Louvor e Artes Lagoinha: Rua Ipê, 70 – São Cristóvão.

Ligue, pastor de Plantão: (31) 8402-7156.

lEIA A SUA BÍBLIA DURANTE A SEMANA E CONHEÇA OS ENSINAMENTOS DE DEUS domINGO

16/5n

SEGUNDA

17/5n

TERÇA

18/5n

QUARTA

19/5n

QUINTA

20/5n

SEXTA

21/5n

SÁBADO

Salmos

Salmos

Salmos

Salmos

Salmos

Salmos

Salmos

106 a 108

109 a 111

112 a 114

115 a 118

119

120 a 123

124 a 126

22/5n


16  Atos hoje  Domingo, 16 de maio de 2010

Edição # 20

sendo cooperador

Deus é engrandecido quando somos bemsucedidos

“Deleito-me em ti, Senhor, e concedes os desejos do meu coração. Entrego a ti o meu caminho, confio em ti e tudo farás”

Quando comparamos o amor do Criador por nós ao de um pai amoroso, vemos que Ele deseja que resgatemos o nosso poder pessoal, que diz respeito ao que há de mais profundo no coração do homem: a liberdade de pensar grande como Ele”

Aprendendo sobre a prosperidade A Bíblia é a única coisa capaz de remover o homem do lugar onde ele está para o lugar que Deus quer que ele esteja. É a maneira que o Senhor usa para falar conosco. São verdades ministradas à nossa mente e coração, com a finalidade de produzir mudanças que farão toda a diferença. Você foi criado para dar certo, porém, as muitas crenças e valores têm dominado a sua mente e bloqueado a verdade absoluta do Criador sobre sua vida. E elas estão levando muitas pessoas a viverem uma vida aquém do que foram criadas para viver. Infelizmente, o medo tem tirado muitas pessoas da jornada do seu verdadeiro propósito, o que é uma grande catástrofe. Gosto do texto de Salmos 35.27 na versão NVI: “O Senhor seja engrandecido! Ele tem prazer no bem estar do seu servo.” O desejo de Deus é que estejamos bem. Em 3 João 2 lemos: “Amado, oro para que tenha boa saúde e tudo lhe corra bem, assim como vai bem a sua alma.” Algumas traduções dizem “assim como é próspera a tua alma.” O conceito de prosperidade de Deus difere muito do nosso. Pobreza não faz parte da vontade de Deus, como Pai, para o cristão. Apesar de muitos pensarem que a pobreza seja uma forma de santidade ou de humildade, ela é um “estado de espírito” que pode ser vencido. Muitas vezes, a pobreza existe por falta de entendimento de princípios relacionados com a Palavra de Deus. O revolucio-

nário apóstolo Paulo, em uma de suas cartas, ensina que o segredo para o homem desfrutar da “boa, agradável e perfeita vontade de Deus” está em quão habilidoso ele é na arte de dominar a pobreza, que usa como “base de operação” a mente do homem. Romanos 12.2 diz: “Não se moldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente.” Paulo adverte que, quando uma pessoa se conforma com as circunstâncias impostas pela vida e pelo dia-a-dia, certamente será levada a viver em uma zona de aparente conforto, que é na verdade uma armadilha criada pelo diabo com o intuito de paralisá-la e lançá-la fora da jornada da vida. Não se trata apenas da falta de dinheiro, mas o que é pior, de uma mente pobre e fechada. Não é pecado prosperar Existe hoje um conceito muito distorcido sobre prosperidade no meio cristão. Tenho ao longo dos anos conhecido pessoas que a desejam e um incontável número que não quer nem ouvir falar sobre ela. Mas o que a expressão “próspero” quer dizer para você? Alguma vez você já pensou nisso? Normalmente é a imagem de alguém que ostenta os bens que possui, embora o conceito de prosperidade transcenda a ideia de riqueza material. Prosperidade é uma palavra de origem grega, eudomaí, que significa ter uma boa viagem. Ela também tem sua origem na palavra shalon, que quer dizer inteiro, completo, sem ter nada faltando. Ser

próspero é ser propício, venturoso, afortunado, feliz. Prosperar é tornar-se próspero, desenvolver-se, enriquecer, abundar. Ser próspero não é simplesmente ser rico ou ter dinheiro, é ser agradecido, magnânimo, afortunado, exitoso. Dentro da visão bíblica, ser próspero é ser vitorioso em todas as áreas: espiritual, física, emocional e financeira. É ter uma mente transformada e renovada. É ser completo. Uma pessoa que tem uma conta gorda no banco, mas perdeu a família em prol disso, simplesmente é pobre. A única coisa que ela tem é o dinheiro. Para Deus, sermos prósperos é sermos pessoas de êxito, sempre atentas e sensíveis aos seus mandamentos, para que nessa medida Ele possa nos fazer prosperar integralmente. A prosperidade serve para levá-lo ao cumprimento de sua missão. Quando lemos a história do rei Salomão, notamos a grandiosidade de seu propósito e, para cumpri-lo, Deus decidiu brindá-lo graciosamente com uma boa dose de sabedoria. Recebendo permissão para prosperar “Eu tenho o que acredito que posso ter”. Baseado nisso, o que tenho hoje é do tamanho da liberdade interior, ou mental, que possuo. Conheço algumas pessoas que alimentam sentimentos como culpa, constrangimento e até vergonha por terem mais do que os outros, geralmente por que não se consideram merecedoras. Pare e pense um pouco. Quanta liberdade você tem de ser

próspero? Percebo que existem pessoas que acreditam que a prosperidade virá por causa da oferta que dão, mas se elas não se permitem mentalmente prosperar, ficarão sempre do mesmo tamanho. Nossa capacidade interior pode ser destruída pelas vozes que ouvimos e pelas experiências, e isso realmente pode ser fator contribuinte para a contaminação mental. De igual forma, o ambiente familiar e social podem gerar sentimentos de incapacidade ou crenças do tipo “sou pobre e as coisas jamais irão melhorar”. Os sinais da impotência estão dentro de nós, muitas vezes, expressos nos resultados da nossa vida. Quando comparamos o amor do Criado por nós ao de um pai amoroso, vemos que Ele deseja que resgatemos o nosso poder pessoal, que diz respeito ao que há de mais profundo no coração do homem: a liberdade de pensar grande como Ele. E isso é algo que Ele mesmo colocou em nós, para, assim, obtermos a liberdade interior para prosperar. “[...] Eu oro para que com as suas gloriosas riquezas, ele os fortaleça no íntimo do seu ser com poder por meio do seu espírito, capacidade de agir, para serem cheios da plenitude de Deus.” (Ef 3.14-19.) Pr. Edson Pereira

Ligue para o Pr. Célio ou Inês. Eles ensinarão você a administrar suas dívidas até acabarem. Ligue: (31) 3427-4130 ou envie um e-mail: celio.ines@lagoinha.com

Você pode depositar seus dízimos e suas ofertas nos bancos onde a igreja possui conta:

Agência 0504 C/C: 216654-5

Agência 3311 C/C: 49-7 Oper: 003

Agência 3392-8 C/C: 2767-7

Agência 3055 C/C: 1605 9-6

Agência 1750 C/C: 0012886

Ag. 0040 C/C: 7710338

Agência 0299 C/C: 02010219-8

Agência 3473-8 C/C: 3257-3


Atos hoje   Domingo, 16 de maio de 2010   17

Edição # 20

com Márcia Resende

REDE SUPER DE TELEVISAO

Sintonize a Rede Super: canais 23 NET, 24 OI, 19 UHF ou assista via internet no site redesuper.com.br


18  Atos hoje  Domingo, 16 de maio de 2010

Edição # 20

Pare e pense

Sua vida pode e deve ser descomplicada

“Deus fez o homem reto, este, porém, procura complicações sem conta.” Você tem agido assim? Leia o texto e saiba como descomplicar a sua vida Fotos: Reprodição internet

O ser humano é por demais complicado. Há muitas razões para isso. Os motivos são profundos e intrincados, mas devem ser descobertos e analisados. Sem dúvida, a causa mais remota de toda complicação emocional e mental é esclarecida pelo capitulo da teologia que trata da queda do homem. Neste ponto, há uma declaração de Salomão, muito oportuna: “Deus fez o homem reto, este, porém, procura complicações sem conta.” (Ec 7.29.) O distúrbio individual e coletivo começou quando o homem teve medo de Deus e dele se escondeu por causa da primeira desobediência, ele se viu e se sentiu estranhamente nu e precisou de cintas para se cobrir. Perdeu para sempre a naturalidade e passou a conhecer o bem e o mal. Desconfiou do caráter de Deus e rompeu com ele. Este é o problema básico. Todos os outros problemas têm relação com o chamado pecado original. É extremamente necessário que o homem se liberte de

suas complicações ou aprenda a lidar com elas. Se usados correta e equilibradamente, os exercícios religiosos são de grande valia.

A prática da descomplexação é a arte da soltura consciente e progressiva de amarras relacionadas originalmente ao pecado e a certos problemas pessoais decorrentes da educação e de experiências frustrantes, por intermédio dos multiformes benefícios do evangelho e das terapias do Espírito”

Nem verme nem portento

Os inimigos de Jesus trataram-no como verme, e não como homem (Sl 22.6). O pior é quando algumas pessoas se acham vermes. Elas são muito infelizes e difíceis de trato. Elas se dizem miseráveis, incapazes de tudo, reduzidas em extremo. Não se sentem valorizadas. Elas mesmas se diminuem e são diminuídas pelos demais. Então se escondem. E, ás vezes, como reação natural, agridem os outros. Outros, no entanto, vão para o lado oposto. Dizem-se portentos. Contam numerosas histórias de sucesso: fecharam bocas de leões, puseram em fuga exércitos de estrangeiros, escaparam ao fio da espada. Andam empertigados. São acentuadamente arrogantes. Julgam possuir todos os dons e todas as vantagens. Eles mesmos se exaltam e provocam a exaltação alheia. Nos dois casos há erros grosseiros. Na verdade, nin-

guém é verme e ninguém é portento. Como pode ser verme, se você é “por um pouco, menor do que Deus” (Sl 8.5), se Ele lhe deu o domínio sobre as obras de suas mãos e de glória o coroou? Não, você não é verme; é nova criatura em Cristo (2Co 5.17), é santuário do Espírito Santo (1Co 6.19), é filho de Deus (Jo 1.12), é herdeiro de Deus e coherdeiro com Cristo (Rm 8.17), é mais que vencedor por meio de Cristo (Rm 8.37) e é candidato certo à Glória de Deus (Rm 8.18). Acabe com essa bobagem, com essa mentira, com esse complexo. Você não é verme, e assunto encerrado. Mas também não é portento, super-homem nem semideus. Como pode ser portento, se você “não passa de um caco de barro entre outros cacos” (Is 45.9). Se você ainda depende totalmente da misericórdia de Deus? Você precisa de Deus para viver, para ser salvo, para vencer a tentação e a provocação, para enfrentar a tristeza e a

dor, para chegar à imortalidade, ao novo corpo, aos novos céus e a nova terra e à “glória por vir a ser revelada em nós” (Rm 8.18). Você é um vaso de barro isto é, você é quebrável (2Co 4.7). Portanto, acabe com esse outro complexo. Nem além nem aquém

A Bíblia ensina que ninguém deve pensar de si mesmo além do que convém, “mas uma justa estima, ditada pela sabedoria, de acordo com a medida da fé que Deus dispensou a cada um” (Rm 12.3). Essa justa estima proíbe também o outro extremo: ninguém deve pensar de si mesmo aquém do que convém. Se você se exalta sem medida, o seu problema é de superioridade. Se você se diminui sem medida, o seu problema é de inferioridade. Ambos são igualmente indesejáveis e desastrosos. É preciso haver honestidade na avaliação de si mesmo. Se você está além da medida, terá de recuar; se você está aquém da


Atos hoje   Domingo, 16 de maio de 2010   19

Edição # 20

medida, terá de avançar. Desse modo você se livrará de muitos sentimentos pecaminosos, desgastantes e feios: orgulho e jactância (soberba), no caso de uma avaliação exagerada para mais; e inveja e ciúmes, no caso de uma avaliação exagerada para menos. Nem tudo nem nada

A vida de Moisés está dividida em três períodos iguais de quarenta anos: quarenta anos na corte de Faraó, quarenta anos na terra de Midiã e quarenta anos nos desertos da Arábia. No primeiro período, Moisés foi educado em toda a ciência dos egípcios e tornou-se poderoso em palavras e obras (At 7.22). Ao final do segundo período, encontramos um Moisés complicado, que não quer aceitar a tarefa de retirar o povo de Deus do Egito, sob a alegação de que nunca foi homem eloquente, nem outrora, nem agora, pois é pesado de boca e de língua (Êx 4.10; 6.12, 30). No terceiro, Moisés é aquele líder extraordinário que liberta Israel do jugo dos faraós e o conduz às portas de Canaã, não obstante a obstinação do Egito, a cerviz dura do próprio povo e de todas as circunstâncias especiais do êxodo. Foi o pregador inglês Frederick B. Meyer, morto em 1929, quem melhor definiu o pensamento de Moisés, nesses três períodos

distintos: nos primeiros quarenta anos, Moisés pensava que era tudo; nos segundos quarentas anos, foi para o outro extremo e dizia que não era coisa alguma; e nos últimos quarenta anos, descobriu que Deus é tudo. O caminho certo não é passar de toda auto-suficiência para nenhuma auto-suficiência, nem vice-versa, mas passar para a suficiência de Deus. É essa importante verdade que Paulo quer transmitir quando afirma: “A nossa suficiência vem de Deus” (2Co 3.5.) Deus provê tudo: as ideias, a força, o poder, os recursos, o livramento, a proteção e a perseverança. E ainda cobre tudo com a sua bênção. Você precisa abrir mão tanto da soberba como da timidez. Para vencer a soberba, você conta com o auxílio da humildade; para vencer a timidez, você conta com o auxílio da ousadia. Essas duas virtudes – a humildade e a ousadia – são fundamentais para a expressão do Reino de Deus. Não são opostas. Completam-se. O caminho da descomplexação

Porque o sentimento de inferioridade pode descambar no complexo de inferioridade, que é algo doentio, e porque o sentimento de superioridade é uma forma de supercompensação do complexo de inferioridade – é

de todo imprescindível que você seja livre e curado de ambos os problemas o mais depressa possível. A seguir, algumas providências que podem ajudar. 1. Oração

Abra o seu coração diante de Deus em oração perseverante. Ore sobre o assunto até superar o problema. Lembre-se da disposição de Paulo de enfrentar a questão do espinho na carne: “Por causa disto três vezes pedi ao Senhor que o afastasse de mim.” (2Co 12.18.) 2. Espírito de luta

No que depender de você para remover a dificuldade, esforce-se ao máximo. Veja o conselho de Paulo: “Você era escravo quando Deus o chamou? Não se preocupe com isso. Mas, se você pode se tornar livre, então aproveite a oportunidade.” (1Co 7.21.) Não fique parado. Não fique se queixando e se amargurando. Reaja, faça alguma coisa. Lute. 3. Aceitação

Se Deus disse não a você, como disse a Paulo a respeito do espinho na carne e a Davi a respeito da vida da criancinha, aceita a situação com paciência e alegria. Há certas coisas inevitáveis, irreparáveis, irremovíveis e irreversíveis por causa da desordem geral pro-

vocada pelo próprio homem, desde as gerações passadas até agora. Mas isso não é motivo suficiente para destruí-lo. Aprenda a dizer “seja feita a vontade do Senhor” na hora certa e no caso certo, não levianamente, para se desculpar da preguiça, do medo e da acomodação. A não-aceitação significa rebelião contra Deus, que é loucura e só agrava o problema. Não se obrigue a ter necessariamente os mesmos dons, a mesma inteligência, a mesma capacidade, os mesmos recursos ou a mesma história de seus semelhantes. Todos eles também têm as suas limitações e sérios problemas. É Deus quem reparte os dons com os homens a seu bel-prazer. Afaste-se da inveja. Existe sempre a mesma compensação para todos: “A minha graça te basta.” (2Co 12.9.) 4. Aproveitamento Aprenda a transformar a desvantagem em vantagem. As pessoas que estão acostumadas a fazer do Senhor a sua força “são capazes de transformar lugares secos em fontes, transformar tristezas e sofrimentos em alegrias e bênçãos, em lugares cobertos de flores e frutos com a chuva da primavera. Sempre que surge uma dificuldade, elas recebem a força de Deus, vão sempre ao templo em Sião para adorar o Senhor” (Sl 84.5-7, BV). As mais notáveis obras

sociais foram realizadas por pessoas que tinham desvantagens e, por causa delas, se aplicaram ao estudo e ao trabalho para diminuir o sofrimento alheio. Lembre-se também de que muitos de seus problemas e complexos são mero resultado de convenções e modismos de uma sociedade divorciada de Deus, que jaz no maligno e não tem autoridade para impor usos e costumes. São coisas banais, mas capazes de transtornar a autoimagem e a liberdade com que Cristo nos libertou. Exercícios de Reflexão „„1. Em meio a uma crise emocional ou a uma depressão, você deve se considerar um verme e não um ser humano? „„2. Em circunstâncias opostas, isto é, em meio a uma vitória estonteante ou a uma euforia, você deve se considerar um portento e não um ser humano? „„3. O sentimento de inferioridade deve ser considerado virtude? O de superioridade deve ser considerado defeito? „„4. O que você faz com certas desvantagens pessoais?

Pr. Elben César

Ligue para o Pr. Charles para que ele possa orar com você e orientá-lo sobre como viver descomplicadamente: (31) 84451162.


20  Atos hoje  Domingo, 16 de maio de 2010

Edição # 20

Esse é o alvo: todos contra a DENGUE O balanço atual dos casos de dengue revela porque é tão importante exterminar esse mosquito aparentemente inofensivo

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), a dengue atinge 100 países em todos os continentes, com exceção da Europa, e aproximadamente 50 milhões de pessoas se infectam todos os anos, ocorrendo cerca de 500.000 casos de febre hemorrágica da dengue (FHD), e 21.000 óbitos.

Dados gerais da dengue em Belo Horizonte:

Foto: Thalita Daher

Dengue clássico: 18.659 pessoas. Dengue com complicações: 36 pessoas. Febre hemorrágica da dengue (FHD): 12 pessoas. Óbitos: 2 pessoas.

Foto: Marcos Chiste

Mudança de hábitos, um pouco de consciência e respeito ao próximo são medidas certas para combater a dengue. O mosquito Aedes aegypti já deixou muitas vítimas nos últimos anos, e só em 2010 já registra números alarmantes (veja quadro abaixo). A Prefeitura de Belo Horizonte desenvolve um combate permanente ao vírus através do Grupo Executivo de Controle da Dengue, coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde e composto por 16 secretarias municipais e a Superintendência de Limpeza Urbana (SLU). Mas, o trabalho mais efetivo e constante deve ser feito rotineiramente dentro de casa. Ações que envolvem toda a comunidade, como limpeza de lotes, ferros-velhos e caixas d’água, e, evitar acúmulo de água, contribuem para erradicar os focos da dengue. Adotar esses tipos de cuidados, já tão divulgados pela mídia, com frequência regular, permite além da proteção da sua própria casa como também a do vizinho. Segundo a Prefeitura, o monitoramento da presença de focos da dengue na capital é feito por 1.200 profissionais. A cada dois meses são visitados cerca de 800 mil imóveis. Os locais considerados de maior risco, como floriculturas, ferros-velhos e borracharias, recebem vistoria a cada 15 dias. Por isso, fique em alerta e faça da dengue o foco da sua atenção.

Uma família e cinco casos de dengue

Lixo, água parada, ferro-velho e chuva... Cenas como essas não podem virar moda nas comunidades

A família de Cíntia Consuelo Silva Vieira (36), obreira do Ministério Gideões 24h Diante do Senhor, enfrentou cinco casos de dengue em menos de três meses. Cíntia, o esposo (Fidelsino Vieira Neto, 36), o filho (Guilherme Augusto Vieira, 18) a mãe (Maria Aparecida Silva, 59) e a irmã (Karina Silva

Carvalho Lana, 30) foram picados pelo mosquito em áreas de risco diferentes. Sintomas como febre, dor intensa no corpo e em volta dos olhos, acrescido de inchaço, foram evidentes em todos os casos e durou cerca de sete dias. Cíntia conta que no caso específico do filho, houve, também, uma reação alérgica ao vírus da dengue, e pelo fato de não suspeitarem da doença, demoraram aproximadamente 15 dias para efetivar o diagnóstico. No caso do esposo, quando ele apresentou os sintomas, ela o medicou com Dipirona Sódica para abaixar a febre, e, graças a Deus, não ocorreu nenhum efeito hemorrágico. A orientação médica é que em caso de suspeita de dengue é indicado o uso exclusivo de Tylenol. Cíntia ainda alerta: “Todos devem cuidar de suas casas para evitarem os focos do mosquito, pois estamos enfrentando uma epidemia de dengue. Fique atento quanto aos sintomas, e em caso de qualquer suspeita, vá imediatamente ao posto de saúde”. ■Ah Thalita Daher

thalitadaher@lagoinha.com

O Jornal Atos Hoje é uma publicação da Igreja Batista da Lagoinha - Presidente: Pr. Márcio Valadão. Jornalista responsável: Vanessa Freitas Menezes - MTB-MG 13535. Projeto Gráfico: Luciano Buchacra. Diagramação: Junio Amaro, Gabriel Félix e Matheus Freitas. Jornalistas: Marcelo Ferreira, Vanessa Freitas e Thalita Daher. Revisão: Adriana Santos e Nicibel Silva. Tiragem: 20.000 exemplares. Impressão: Sempre Editora. Igreja Batista da Lagoinha. Rua Manoel Macedo, 360 - São Cristóvão - CEP 31110-440 - BH - MG - Telefone: (31) 3429-9450 - www.lagoinha.com. Sugestões e contatos: Jornal Atos Hoje (31) 3429-9450. Atenção: Os anúncios contidos, nessa edição, são de única e exclusiva responsabilidade dos anunciantes, não tendo a Igreja Batista da Lagoinha nenhuma responsabilidade sobre o conteúdo e veracidade de tais anúncios, inclusive pelo fato de que os espaços para tais são abertos a terceiros, empresários e/ou prestadores de serviços com os quais a igreja não tem nenhum relacionamento de qualquer espécie, e sobre os quais a igreja não tem nenhuma condição de exercer fiscalização e muito menos garantir a efetividade dos produtos ou serviços anunciados. Fica também a critério da Igreja Batista da Lagoinha selecionar os anúncios que serão veiculados de modo que sejam apenas anúncios que não firam ou contrariem a moral e os costumes cristãos ou os dizeres contidos na Bíblia Sagrada. Reprodução permitida mediante citação da fonte.


Jornal Atos Hoje