Page 1


Introdução...................................................................................04 Apresentação do Produto...........................................................05 Fundamentação de Pesquisa......................................................06 Planejamento de Marketing........................................................19 Criação........................................................................................21 Referências Bibliográficas...........................................................25 Anexos........................................................................................27


Este trabalho produzido pela agência Criative, tem como finalidade apresentar Briefing e Planejamento de Marketing aplicado ao produto Colete RefresCÃO, com o objetivo de lançamento no mercado de um produto inovador do segmento PET e com a intenção de chamar atenção desse determinado público à vir conhecê-lo. Com a meta de marketing de consolidar a tal marca como Top Of Mind dentro de um período de um ano, quando se trata de produtos do mundo da moda PET e que visam cuidado e proteção dos cachorros.

4


O Colete RefresCÃO pode ser usado para levar seu pet para passear e protegê-lo dos raios de sol e superaquecimento e também pode refrescá-lo em dias de calor. Evita que o animal superaqueça e previne problemas de saúde, como desidratação e hipertermia causados pelo calor excessivo. O preço do produto é R$ 60,00 reais. Promete ser o produto mais completo em relação à cuidados com a pele do cachorro, pois previne pulgas, raios UVA e UVB, se tornando indispensável para passeios no calor. EMBALAGEM A embalagem do Colete Refrescão será de plástico contendo as características do produto já citado e seus diferenciais. No verso terá as informações sobre o vale-brinde que será um test-drive na compra do produto em lojas físicas, com demonstrações de como o produto reage em altas temperaturas, e que está de acordo com a lei prevista. A embalagem terá um furo na parte superior com um cabide em formato da cabeça de um cachorro e o Colete estará pendurado nesse cabide.

5


6.1 – INTRODUÇÃO A Pesquisa de Mercado e Opinião faz-se necessária no desenvolvimento do Projeto Criar pois através de suas metodologias exploraremos o cenário do mercado pet nacional e o segmento específico do produto em questão. Com base nas informações coletadas será possível definirmos os problemas e oportunidades, público alvo e potencias consumidores do produto. 6.2 – METODOLOGIA APLICADA A princípio será aplicado o modelo de pesquisa exploratória, pois este visa uma maior familiaridade do pesquisador com o tema que está sendo investigado através de um estudo preliminar, a fim de determinar padrões, ideias ou hipóteses por meio de levantamentos bibliográficos, citações, exemplos e experiências que facilitem o entendimento sobre o assunto, trata-se da metodologia mais adequada nesse contexto inicial, pois por meio das descobertas realizadas será possível avaliar quais teorias ou conceitos existentes poderão ser aplicados a um determinado problema ou se novas teorias e conceitos deverão ser desenvolvidos para que as pesquisas subsequentes possam ser concebidas com maior compreensão e precisão. Com base nas informações coletadas daremos continuidade por meio de dois métodos: Fase 1 – Levantamento de Dados Secundários Fase 2 – Pesquisa Qualitativa

6


6.2.1 – FASE 1 – PESQUISA EXPLORATÓRIA POR LEVANTAMENTO DE DADOS SECUNDÁRIOS Dados secundários são, por definição, dados já publicados anteriormente que não foram coletados em prol da pesquisa em questão, mas que estão disponíveis para consultas. Esses dados são essenciais para o início de uma investigação, ou seja, para mapear o cenário em questão e auxiliar na tomada de decisão. Através do levantamento de dados secundários torna-se possível, rapidamente e com baixo custo, obter uma grande variedade de informações sobre o objeto de estudo em questão nos diversos meios em que está inserido. Esses dados podem alertar o pesquisador para problemas ou dificuldades potenciais e ajuda a definir o problema e a hipótese para sua solução. Alguns exemplos de fontes confiáveis bastante utilizados neste tipo específico de levantamento são o IBGE, o IPEA, entre outras. A partir da interpretação dessas informações, é possível produzir conhecimento a partir de dados dispersos anteriormente. Esse tipo de análise ajuda bastante quando se trata de mostrar o quadro investigado de uma forma mais completa e podem ser uma interessante fonte de ideias novas a serem exploradas, posteriormente, por meio da pesquisa primária. 6.2.1.1 – OBJETIVO DA FASE 1 – LEVANTAMENTO DE DADOS SECUNDÁRIOS Por meio de fontes confiáveis, pretendemos obter informações gerais sobre o mercado pet através de dados secundários, a fim de criar uma percepção a respeito de suas principais características, problemas e oportunidades. Também tomaremos ciência de dados mais específicos sobre o cenário do segmento de moda pet, no qual o produto Colete Refrescão está inserido. 6.2.1.2 – AMOSTRA/FONTES CONSULTADAS • SEBRAE • IBGE • Estadão • Canal do Pet • Consumateca

• Mundo do Marketing • Pet Brasil • Portal Terra • Portal iG • Veja

7


6.2.1.3 – DADOS COLHIDOS O mercado brasileiro de animais de estimação tem apresentado um potencial cada vez maior nos últimos anos e seus números impressionam. De acordo com a Consumoteca, a indústria pet brasileira foi responsável por um faturamento de mais de R$ 19,2 bilhões em 2016, somando os segmentos de pet food (67,5% desse faturamento); pet serv (serviços como banho e tosa e outras atividades, 16,3%); pet care (equipamentos, acessórios, produtos de higiene e beleza animal, 8,1%) e pet vet (medicamentos veterinários, 8,1%), crescimento de 4,9% sobre 2015 e a projeção para 2017 é de um crescimento de 6,6% até o final do ano. “Mesmo com todas as dificuldades atuais, o mercado pet dá sinais de resistência”, afirma o diretor da consultoria Vecchi Ancona – Inteligência Estratégica, Paulo Ancona “É um dos mercados mais interessantes da atualidade, em termos de crescimento e de oportunidades”, afirma. O Brasil deve permanecer em terceiro lugar no ranking do mercado mundial do setor, respondendo a 5,3% do faturamento global, atrás dos Estados Unidos, país responsável por 42% de todo o mercado mundial, e Reino Unido, segundo colocado com 6,7%. Todo esse otimismo tem fundamento. Hoje, no Brasil, existem mais cachorros de estimação do que crianças. A Pesquisa Nacional de Saúde, feita pelo IBGE, aponta que 44,3% dos domicílios do país possuem pelo menos um cachorro. Há peculiaridades importantes a serem consideradas neste mercado. O segmento mais maduro é o de ração, que responde pela maior parte do faturamento e é dominado por grandes empresas. Os demais segmentos ainda são marcados pela pulverização de diversos pequenos negócios, cujo diferencial para conquista do cliente está no atendimento personalizado e na localização. Um levantamento realizado pela Consumoteca apresenta as nuances do comportamento dos donos de animais no Brasil. De acordo com esse estudo, essas pessoas se dividem em dois grupos de consumidores: os engajados e os deslumbrados. Por engajados, subentendem-se consumidores que tem um envolvimento com causas relacionadas à proteção dos animais, geralmente adotam pets ao invés de comprar e não tem tantos 8


gastos supérfluos com os bichos de estimação. Já os consumidores deslumbrados são aqueles que costumam comprar adereços e terceirizar os cuidados básicos dos pets, como banho, tosa e aplicações de medicamentos, ao contrário dos engajados A pesquisa mostra que os pet lovers são consumidores das classes A e B, distribuídos por várias faixas etárias e que veem a si mesmos como tutores, ou pais/mães dos animais. Estes são considerados “membros” da família, vistos sob uma perspectiva humanizada. Os novos pet-consumers possuem uma agenda atribulada de compromissos e preferem optar por serviços que facilitem sua vida no tratamento dos animais e de acordo com o SEBRAE isso tem estimulado a abertura de lojas e até de empresas para a capacitação de profissionais no ramo. Com boas expectativas de crescimento, os empreendedores seguem na busca por diferenciais que façam do seu negócio uma referência para o universo dos pet shops. Algumas das melhores oportunidades para novos empreendimentos estão, por exemplo, na área de confecção. Para atender esta demanda estão surgindo fábricas de roupas para cães e gatos com o objetivo de oferecer uma variedade ampla de itens, modelos e tamanhos, tais como: coleções de inverno e verão, roupas para festas (smokings, vestidos bordados), roupinhas temáticas (peças dos times de futebol, coleção de produtos para a copa do mundo como vestidinhos, camisetas, etc.), roupas para dormir, pantufas, coleiras, calcinhas higiênicas, laços e fitas, gravatas, chapéus, casacos, peitorais, guias, camas e colchonetes, não esquecendo que, além do lado estético, é muito importante prezar pelo conforto dos animais. A localização de uma fábrica de roupas para cães e gatos não tem forte influência sobre o sucesso do empreendimento, isto porque os produtos são vendidos em lojas, supermercados e outros canais de distribuição. 6.2.1.4 – CONSIDERAÇÕES SOBRE A ETAPA EXPLORATÓRIA INICIAL Com base nas informações obtidas através das pesquisas exploratória e de dados secundários, pudemos notar que o mercado pet nacional está em constante crescimento, se apresentando 9


como um cenário confiante para se investir em novos empreendimentos, sendo o segmento de moda pet um dos mais otimistas. Mesmo com uma variedade ampla de itens, modelos e tamanhos, o Colete Refrescão destaca-se nesse segmento pela sua proposta, que visa a saúde e bem estar do cão durante passeios em dias de muito calor, algo não muito explorado até então. Para darmos prosseguimento, faremos uma pesquisa qualitativa para identificarmos através de dados primários os perfis dos potenciais consumidores para o produto. 6.2.2 – FASE 2 – PESQUISA QUALITATIVA A pesquisa qualitativa é baseada em insights, feelings que possam nos guiar pelo caminho correto. Isso é, ela reúne dados que são de forma narrativa, como diários, questionários abertos, entrevistas e observações que não são codificados, pois o objetivo é compreender as particularidades e experiências individuais. É a metodologia mais adequada nesta etapa, pois as respostas não são objetivas e o propósito não é contabilizar quantidades como resultado, mas sim conseguir compreender o comportamento de determinado grupo-alvo, estando este mais livre para apontar o seu ponto de vista sobre determinados assuntos que estejam relacionados com o objeto de estudo. Com base nos dados obtidos, será feita a identificação das buyer personas, que são personagens que representam o cliente ideal de uma empresa ou produto, no caso o Colete Refrescão, criadas para ajudar a compreender melhor quem é o cliente e do que ele precisa. Os dados serão obtidos através de entrevista pessoal, pois esta promove um contato mais direto com o entrevistado, no sentido de se inteirar de suas opiniões acerca do assunto tratado. 6.2.2.1 – PÚBLICO ALVO Faremos uma interlocução via entrevista pessoal com potenciais consumidores do produto Colete Refrescão, sendo características gerais desse grupo: pessoas com faixa etária entre 18 e 45 anos de classes sociais A e B, moradores da cidade de São Paulo. 10


6.2.2.2 – OBJETIVOS DA FASE 2 – PESQUISA QUALITATIVA Objetivo Geral: Identificar o perfil dos potenciais consumidores do produto Colete Refrescão. Objetivos Específicos: Identificar o perfil dos potenciais consumidores quanto à: dados demográficos; dados comportamentais relacionados ao consumo de informação; dados comportamentais referentes ao relacionamento com o pet; dados comportamentais relacionados ao(s) problema(s) ou oportunidade(s) que tem ligação com o produto em questão. 6.2.2.3 – AMOSTRA Foi levada em consideração, primeiramente, uma amostragem por julgamento: seleção e identificação de indivíduos decisores de compra, por classe social (A e B) e idade (18 a 45) que tem pets e cujo perfil se mostre mais adequado ao estudo em questão. Posteriormente foi utilizada a amostragem por cotas: selecionando dois a três indivíduos dos perfis resultantes da amostra por julgamento, com a finalidade de identificar as personas (personagens que representam o cliente ideal para o produto) como mencionado anteriormente no item 6.2.2. 6.2.2.4 – INSTRUMENTO DE PESQUISA (COLETA DE DADOS) Roteiro da entrevista pessoal Identificação de dados demográficos Nome, idade, sexo, estado civil, nacionalidade, naturalidade, região de moradia atual, escolaridade, profissão/cargo, média salarial, hobbies. Onde costuma buscar informações Meios de comunicação mais utilizados, exploração sobre consumo de mídias digitais. 11


Informações relacionadas aos pets (apenas cães) Quantidade, importância do animal de estimação, atividades desenvolvidas com o pet, média de gasto mensal. Atitudes em relação aos cuidados com o pet no verão Cuidados específicos, consideração a respeito do produto Colete Refrescão, média de preço que estaria disposto a pagar. 6.3 – RELATÓRIO FINAL Com base nas informações obtidas na fase 1, através das pesquisas exploratória e de dados secundários, pudemos notar que o mercado pet nacional está em constante crescimento, se apresentando como um cenário confiante para se investir em novos empreendimentos, sendo o segmento de moda pet um dos mais otimistas. Os resultados da fase 2, por meio da pesquisa qualitativa com entrevista pessoal, possibilitou a identificação das personas mais significativas para a definição das estratégias de comunicação do produto Colete Refrescão. 6.3.1 – APRESENTAÇÃO DE BUYER PERSONAS 1ª Persona: Mulher, jovem, estudante.

“TEDY é como um membro da família, cuido dele com muito carinho e dedicação, morro de saudades dele no período que estou fora e por isso me preocupo com a proteção dele”. 12


Demografia Mariana Castanho tem 23 anos; é solteira e mora com os pais no bairro da Vila Maria, São Paulo. Atualmente trabalha como estagiária de contabilidade em um banco, na Av. Paulista, São Paulo. Tem uma jornada de trabalho flexível e está cursando a Graduação em Ciências Contabéis na Universidade São Judas Tadeu. Seu principal hobbie é ler, mas não abre mão de passear com o pet nos finais de semana. Relação com o Pet Mariana Castanho tem o cachorro TEDY há quatro anos. Afirma ser apaixona por cachorros, e diz que sempre trás muita alegria. TEDY é o primeiro cachorro de estimação da família, pois os pais de Mariana não a deixaram ter um cachorro quando era criança. Cuida do seu pet com muito carinho a cada 15 dias o leva para tomar banho e está sempre de olho na saúde dele. Costuma sair com os pais nos finais de semana e sempre que possível leva o TEDY consigo, já que ele é um membro da família e são os dias em que ela pode dar mais atenção a ele. Sobre as preocupações em relação ao TEDY, Mariana destaca cuidados com a saúde e a alimentação, já que o pet fica boa parte do tempo sozinho. Mariana é a decisora e a compradora dos produtos de cuidados e alimentação, entre outros, de seu cachorro. Hábitos/cuidados em relação à alimentação do pet Mariana Castanho compra rações de boa qualidade para seu cachorro, fica preocupada por ter que deixar o pet sozinha enquanto trabalha em estuda. Mas como seus pais chegam em casa primeiro ela sempre entra em contato com eles para saber se o TEDY está bem, ela costuma dar comida e água de manhã antes de sair e deixa uma outra porção de água e comida para comer durante o dia. Mariana teme em sair com seu cachorro em dias muito quentes, pois teme que TEDY sofra algum problema sério de queimadura nas patas e no corpo. Está à procura de algum produto que possa proteger seu cachorro em dias quentes, pois ela buscou informações e viu que tosar os pelos não é a solução para ali13


viar temperaturas fortes, pode até ser prejudicial à saúde do pet. Consumo de informações Mariana Castanho afirma que está sempre ligada nas informações sobre cachorro, e busca essas informações na internet e em redes socias. O seu amor por cachorro a faz a acreditar somente em informações de quem realmente entende do assunto, pois ela diz que o pet merece todo o cuidado e carinho. Sempre que leva o TEDY ao veterinário faz muitas perguntas, pois gosta de sentir informada sobre tudo em relação a ele. Quanto aos demais meios afirma que não consome revista especializada sobre o mundo dos pets. Não costuma assistir TV, só assiste quando tem algo que lhe interessa muito. O seu maior meio de informações é a internet, mas lê muitos livros de assuntos da faculdade e procura sempre saber a veracidade das informações lidas. 2ª Persona: Mulher, decisora de compra

“MOLLY é como uma filha para mim, e é a grande companheira do meu filho de 2 anos”. Demografia Thamires Farinelli tem 28 anos; é casada e mora com o marido e o filho de quatro anos, no bairro Campo Belo, São Paulo. Atualmente trabalha como analista administrativa de um hotel, em Moema, 14


São Paulo. Tem uma jornada de trabalho cansativa e concluiu Graduação em administração de empresas na Faculdades Metropolitanas Unidas. Seu principal hobbie é passear com a família. Relação com o Pet Thamires Farinelli tem a cadela “MOLY” há um ano. Afirma que a comprou para fazer companhia para seu filho, e diz que os dois juntos se divertem muito, MOLY é uma Beagle muito dócil e amorosa, está sempre protegendo e brincando com o Pedro (filho de Thamires), os dois tem uma relação de muito amor são inseparáveis, e isso faz Thamires amar ainda mais a MOLY, ela cuida muito bem do seu pet a leva com frequência no veterinário e os banhos acontecem uma vez por semana. Nos passeios ao ar livre no final de semana ela sempre leva a MOLY, e quando não é possível leva-la Thamires a deixa na casa de sua mãe que mora próximo, ela diz que não trocaria sua cachorrinha por nenhuma outra, pois a mesma não dá trabalho nenhum e é adestrada assim obedece todos os seus comandos. E tem a mesma preocupação da saúde do filho para com a MOLY, Thamires e seu marido são quem compra a alimentação e produtos de cuidados para o pet. Hábitos/cuidados em relação à alimentação do pet Thamires se importa muito com a alimentação de sua cachorra, procura alimentos que contém bastante vitaminas e fonte de fibras, para que MOLY se mantenha sempre saudável, ao sair de manhã deixa uma porção de comida e como sua mãe mora perto sua casa, no período do almoço ela vai até a casa de Thamires e coloca outra porção de comida e água, assim Thamires fica mais tranquila em saber que MOLY não está sentindo fome. E no final da tarde quando chega em casa com seu filho alimenta sua cachorrinha mais uma vez. Ela a alimenta com ração, e de vez quando alguns legumes e frutas, quando está muito calor dá bastante água e permite quem MOLY entre na piscina com seu filho para aliviar a temperatura muito alta. Nesses dias muito quentes não sai à rua com ela, por que sabe que pode ser muito prejudicial à saúde. Ela diz que todo cuidado 15


é pouco, e não quer perder sua cachorrinha por um descuido. Consumo de informações Thamires assiste muito a telejornais, e a internet também é sua grande fonte de informações, está sempre ligada sobre o que acontece no mundo, ama ler sobre moda pois é um assunto que a atrai muito, ultimamente tem lido sobre o mundo pet, pesquisa sempre produtos para higiene e proteção que sejam de boa qualidade, e sua profissão exige que ela seja bem informada sobre tudo, na internet ela acompanha jornais digitais e lê sobre, saúde, educação, politica, e costuma expressar sua opinião sobre esses assuntos nas redes sociais, ela admite ser uma “ louca” por informações antes de fazer qualquer coisa, ainda mais se for em relação a seus filhos (MOLY e Pedro) ela pesquisa informações que sejam de pessoas renomadas, pois assim garante a veracidade do que foi lido. Thamires tem o contato e redes sociais do veterinário de sua cachorrinha, e quando sente qualquer problema entra contato com ele para saber o que precisa ser feito. 3ª Persona: Homem estabilizado e que gosta de desfrutar do seu tempo livre.

“O Jony e o Fred são meus companheiros de todas as horas, no descanso após o serviço, assistindo o futebol as quartas feiras e nos passeios aos finais de semana. São meus melhores amigos, não vejo minha casa sem eles.”

16


Demografia: Marcos tem 37 anos; é divorciado e atualmente mora sozinho em um apartamento no bairro Jardins, São Paulo. Trabalha como Gerente no Banco Santander Select no bairro Moema, São Paulo. Tem uma jornada intensa de trabalho e muita dedicação para cuidar de seus clientes e dos investimentos deles da melhor forma. Não pensa duas vezes se tiver que ficar umas horas a mais trabalhando, leva isso como momentos necessários para suas realizações profissionais. Formado em Administração de Empresas na FGV em 2013. E em 2016 concluiu sua pós em Formação Estratégica em treinamento & Desenvolvimento Organizacional na FAAP. Aos finais de semana gosta de jogar futebol e correr no parque e vê como uma forma de desestressar da rotina agitada. Relação com o Pet: Marcos tem o Jony a 3 anos e o Fred a 1 ano e 4 meses. Considera eles como companheiros, melhores amigos e animais q entendem ele como ninguém. Quando era pequeno na casa que morava com seus pais ele teve um cachorro, que brincava muito com ele, substituiu a falta de um irmão mais novo. Depois disso não teve mais cachorro e sua ex-mulher nunca teve animais de estimação e tinha medo, então também não teve um no período que estava casado. Após a separação, foi morar sozinho e ter o seu espaço e Marcos que sempre gostou de cachorro decidiu adotar um (Jony) quando passava na frente de um pet shop voltando do serviço. Afirma que foi a melhor ideia que teve em sua vida, e depois adotou o Fred que veio para completar essa família. Leva- os regularmente para tomar banho, cuidar dos pelos e para consultas com veterinários. Todos os finais de semana os três saem para passear e correr no parque Ibirapuera. Marcos vê como uma atividade ótima para ser feita para sua saúde e dos seus Pets. Trata a saúde dos seus animais como prioridade. Hábitos/cuidados em relação à alimentação do pet Marcos está sempre em busca de novidades saudáveis para a alimentação do Jony e Fred e compra as melhores rações 17


recomendadas, ossos e biscoitos para seus cães. Antes de sair para trabalhar e como fica longo período fora de casa vê como ótima distração para os seus cães dar ossos, que eles ficam por horas até comer tudo e que ajuda no halito e brinquedos que eles adoram. Por sair cedo e voltar só de noite, três vezes por semana quando vai a diarista no seu apartamento ela fica responsável também por alimentar o Jony e o Fred e colocar água fresca, e ressalta o dever dela de dobrar a atenção no período de calor. Há pouco tempo comprou um comedouro e bebedouro para seus pets, mas fica com receio de comerem além da conta e de a comida ficar muito exposta, está vendo se é uma ótima saída para ajudá-lo na alimentação dos seus cães ou se vai ser prejudicial a eles no período que ele fica trabalhando. Consumo de informações Marcos tem o grande hábito de ler jornal impresso no seu café e estar conectado no mundo digital com sites que trás diversas notícias com fontes verídicas a respeito do mundo. Várias vezes no dia ‘’se pega’’ em busca de novas informações sobre política, saúde, futebol, gosta de estar sempre atualizado. E quando chega de noite em casa tem o hábito de liga a TV para assistir o Jornal Nacional antes de um filme ou um documentário até pegar no sono. Ultimamente conversando com os veterinários dos seus pets pegou a dica e começou buscar informações também que possa ajudar no cuidado do Jony e Fred, lendo sites de qualidade do universo dos cachorros, seguindo páginas de grandes veterinários renomados e páginas que o intuito não é a divulgação de uma marca ou produto só por vender, mas que preze pela qualidade. Marcos diz que não compra pelo preço ser mais acessível, que ele paga o quanto for para ele ter seus cachorros com ele por muitos anos e saudáveis.

18


JUSTIFICATIVA PARA A ESCOLHA DO PÚBLICO ALVO Com base na pesquisa qualitativa que realizamos foi possível definirmos as buyer personas e através delas conhecer melhor o nosso potencial consumidor, ou seja, a pesquisa realizada proporcionou evidências com relação ao perfil desse público, ajudando-nos a direcionar o produto a um público específico no qual se enquadra a potencial perspectiva de compra do produto. JUSTIFICATIVA PARA A ESCOLHA DAS PERSONAS A pesquisa qualitativa abrangeu diversos perfis, o critério utilizado para a seleção das personas, foram pessoas com a decisão de compra, que já tiveram contato com a marca e que pensam no cuidado com o pet como algo importante. Essas personas tem em comum um contato extremamente próximo com o pet, em alguns casos, inclusive, o pet é considerado um membro da família e o dono está disposto a investir nesse cuidado com o seu animal. MERCADO O colete pode ser usado para levar seu pet para passear e protegê -lo dos raios de solares em excesso e superaquecimento no verão e também pode refrescá-lo. O preço do produto é R$ 60,00 reais. O mercado de roupas para pet conta com uma ampla variedade, mas uma roupa que visa a saúde e proteção do pet o colete RefresCÃO é algo inovador. OBJETIVO DE COMUNICAÇÃO (ANUNCIANTE) O objetivo da empresa Futon Dog & Home é fazer a propaganda de lançamento do seu produto mais inovador. Incentivar as pessoas a conhecerem e adquirí-lo. PLANEJAMENTO GLOBAL DA ORGANIZAÇÃO Conquistar cada vez mais o mercado, criar novas abordagens e maneiras que ajudem na saúde e bem estar do pet. Ampliação de área de atuação, fortalecer os relacionamentos e aumento da rentabilidade em relação ao patrimônio. 19


OBJETIVO DA COMUNICAÇÃO DA AGÊNCIA Comunicar o acontecimento especial de lançamento do produto, estimular o consumidor a experimentar o produto. PÚBLICO ALVO QUE QUEREMOS ATINGIR Mulheres e homens de 18 a 45 anos da cidade de São Paulo capital, que possuem cachorro e tem estilos de vida como os que foram estabelecidos nas Buyer Personas. OBJETIVO DE MARKETING Lançar no mercado um produto inovador no segmento de vestuário pet. META DE MARKETING No período de um ano ser a primeira marca quem vem na mente do consumidor, quando se trata de produtos da moda pet e que visam cuidado e proteção dos cachorros. ESTRATÉGIA DE MARKETING Na compra do produto em lojas físicas, o comprador ganhará um teste drive com demonstrações de como o produto reage a temperaturas fortes. TÁTICA Para atingir o público alvo iremos atuar com publicidade em jornais com grande número de consumidores na capital de São Paulo, nas Revistas “Veja” e será divulgado também na rádio Band FM 6 vezes ao dia com 2 spots de 30 segundos cada e um spot/jingle de 60 segundos. Por fim uma publicidade que chame a atenção dos internautas no Instagram. OBJETIVO DO PRODUTO O colete RefresCÃO é um produto ideal para passeios ao ar livre, pois protege o cachorro em dias muito quentes. Evita que o animal superaqueça e não permite problemas de saúde como, desidratação e hipertermia causados pelo calor excessivo. 20


META DO PRODUTO No período de um ano tornar o produto o mais conhecido no segmento de vestuário pet. ESTRATÉGIA DO PRODUTO Ser o mais completo em relação a cuidados com a pele do cachorro, pois previne pulgas, raios UVA e UVB, assim se tornando imprescindível para os passeios no calor. TÁTICA No blog do produto irá conter histórias de testemunhas sobre as experiências utilizando o Colete RefresCÃO, para assim incentivar novos compradores.

JORNAL

21


FLYER

22


REVISTA

23


24


PET BRASIL: http://www.petbrasil.org.br/mercado-brasileiro MUNDO DO MARKETING: https://www.mundodomarketing.com.br/inteligencia/pesquisas/305/quem-sao-os-pet-lovers-brasileiros.html VET SMART: https://www.vetsmart.com.br/blog/2016/12/20/mercado-pet-e -perspectivas-para-2017/ SEBRAE: h t t p s : / / m . s e b r a e . c o m . b r / s i t e s / P o r t a l S e b r a e / i d e i a s / c omo-montar-uma-fabrica-de-roupas-para-caes-e-gatos,6cd87a51b9105410VgnVCM1000003b74010aRCRD https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ideias/comomontar-uma-fabrica-de-roupas-para-caes-e gatos,6cd87a51b9105410VgnVCM1000003b74010aRCRD https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ideias/como-montar-uma-fabrica-de-roupas-para-caes-e-gatos,6cd87a51b9105410VgnVCM1000003b74010aRCRD ESTADĂƒO: https://www.google.com.br/amp/economia.estadao.com.br/blogs/ sua-oportunidade/mercado-pet-resiste-e-mostra-ser-opcao-para -empreender/%3Famp http://economia.estadao.com.br/blogs/sua-oportunidade/mercado -pet-resiste-e-mostra-ser-opcao-para-empreender/

25


PORTAL TERRA: https://www.terra.com.br/economia/crescimento-do-mercadode-pets-exige-diferencial-de-atuacao,910850f7fd66b310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html CANAL DO PET: http://canaldopet.ig.com.br/colunas/alexandre-rossi/2016-10-04/ hipertermia.html http://canaldopet.ig.com.br/cuidados/dicas/2017-01-14/cachorroverao.html http://canaldopet.ig.com.br/cuidados/saude/2017-05-08/desidratacao.html PORTAL iG: http://economia.ig.com.br/2016-07-18/pets-ideias-de-negocios. html CAIXA: http://www1.caixa.gov.br/pj/asp/Distribuicao_Gratuita_Premios. asp OUTROS: https://documents.tips/documents/promocoes-lei-n-5768-de20-de-dezembro-de-1971-abre-a-legislacao-sobre-distribuicaogratuita-de-premios-mediante-sorteio-vale-brinde-ou-concurso. html http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L5768.htm

26


A ação estratégica de marketing do produto Colete Refrescão na compra do produto em lojas físicas, o comprador ganhará um teste drive (vale-brinde) como demonstrações de como o produto reage em altas temperaturas esta de acordo com a LEI No 5.768, DE 20 DE DEZEMBRO DE 1971. A lei nº 5,758, de 20 de Dezembro de 1971 abre a legislação sobre a distribuição de prêmios, mediante sorteio, vale-brinde ou concurso, a título de propaganda, estabelece normas de proteção á poupança popular, e dá outras providências. Vale-brinde É uma modalidade de distribuição gratuita de prêmios, na qual as empresas industriais autorizadas colocam o brinde, o objeto, no interior do produto de sua fabricação ou dentro do respectivo envoltório, atendendo às normas prescritas de saúde pública e de controle de pesos e medidas. Se for impraticável esse modo de atuação, admite-se a utilização de elementos contendo dizeres ou símbolos identificadores do vale-brinde correspondente, que pode ser trocado pelo prêmio nos postos de troca. O vale-brinde deve ser emitido na forma da Portaria do Ministério da Fazenda n.º 90, de 03/10/2000. Deve ser declarada, sob as penas da lei, a relação entre o número de vale-brindes a serem distribuídos e o de produtos colocados a venda, e dar ampla divulgação ao público. O número de vale-brindes a emitir deve corresponder ao número de prêmios a distribuir. Nessa modalidade, o valor de cada prêmio a distribuir não pode exceder a R$400,00. No caso das modalidades “vale-brinde” e “assemelhado a vale -brinde”, a empresa autorizada deve comprovar a propriedade dos prêmios antes do início da promoção. A comprovação deve ser efetuada mediante apresentação da Nota Fiscal de aquisição do prêmio, que deverá ser protocolizada anexada ao Termo de Juntada de Documentos. Prazo de validade da autorização O prazo de validade de autorização é o expresso no Certificado de Autorização, que coincide com o de execução do Plano de Operação e não pode ser superior a 12 meses. O número do Certificado de Autorização é comunicado à requerente por meio de ofício. 27


O lançamento e/ou a divulgação da promoção não pode ser iniciada antes da emissão do respectivo Certificado de Autorização pela CAIXA, cujo número deve constar, de forma legível, em todo o material publicitário. O presidente da republica, faço saber que o CONGRESSO NACIONAL decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I Da Distribuição Gratuita de Prêmios se aplica os artigos ( Art. 1; Art. 2 e Art. 4; Art. 5). CAPÍTULO III Das Disposições Gerais e Penalidades se aplica os (Art. 12; Art. 13;Art. 15; Art. 16; Art. 17; Art. 18; Art. 19). No CAPÍTULO IV Das Disposições Transitórias aplica-se o Art 20.

28

Profile for Rede Código

Agencia Criative  

Agencia Criative  

Advertisement