Agência Meraki

Page 1

Simulado de Campanha

-



Simulado de campanha Agência Meraki

Amanda Steinvascher Mazzini, 1504373-8 Maria Luiza C. do Nascimento, 1523739-7 Davi Ninck Gutierrez, 1531145-7 Marcus Vinícius da Silva Capelli, 1535173-4 Amanda A. Verneck de Oliveira, 1564632-7

3

São Paulo – 2017


Dedicatรณria A todos os envolvidos com nosso crescimento profissional.

4


Agradecimentos Agradecemos aos gestores da OSEEC, pela atenção e pelo esclarecimento. Aos professores das disciplinas relacionadas ao projeto interdisciplinar e também ao coordenador do curso. Aos amigos pelo incentivo e grande a juda com o fornecimento de material para realização deste trabalho.

5


Resumo OSEEC Brasil possui diversos programas internos que atendem a comunidade onde está inserida. Os projetos são realizados na região do Alto tiete e extremo leste paulistano. Entre esses projetos, possui o “Cordas que Restaram” que visa inserir música na vida de estudantes dos ensinos fundamental e médio. Portanto seu principal objetivo é incentivar voluntários e alunos que eles possuem uma oportunidade de futuro. A ONG procura investir tudo o que recebe em seus projetos onde atualmente se encontra nos meios digitais como em: Sites, YouTube e Facebook. Para os doadores e patrocinadores terem mais acesso as informações e os projetos que são oferecidos pela mesma. A OSEEC sentia a necessidade de realizar esses projetos mais profundos, que mexessem com os indivíduos e promovessem uma mudança de vida, consequentemente da sociedade

6


Sumário Apresentação da agência . Introdução . . . . Briefing . . . . Apresentação do cliente . Macroambiente . . . Microambiente . . . Pesquisa . . . . Conclusão da pesquisa . Análise SWOT . . . Planejamento estratégico . Ações de Marketing . . Roteiro de mídia . . Estratégia ded mídia . Criação/Aplicação das peças Anexos . . . . . Conclusão . . . . Bibliografia . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . .

7

. . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . .

6 8 9 10 11 14 17 19 20 21 22 23 24 27 34 35 36


Apresentação da Agência

Do grego: fazer algo com alma, criatividade ou amor. Colocar parte de si em algo que está a fazer.

Missão: Transformar a sociedade com ideias e projetos e mostrar ao mundo que a empatia é o melhor super poder que alguém pode ter.

Visão: Ser referência em construção de marcas,projetos sonoros e divulgação.

8

Valores: • Amor; • Criatividade; • Entusiasmo; • Motivação.


Davi – Pesquisa

Amanda – Atendimento

Maria – Criação e Planejamento

Marcus – Mídia

9

Amanda – Criação e Mídia


Introdução O terceiro setor é um termo utilizado para designar as entidades sem fins lucrativos, de caráter não governamental, que junto com participações voluntárias de outras empresas ou pessoas contribuem com a prática de caridade e cidadania Muito se discute sobre a importância de captação de recursos para Ongs, são muitas as entidades em busca de verba para seus projetos. Abordaremos os pontos positivos do projeto e tudo que a OSEEC já possui, iremos enfatizar o termo “o que falta? ”. Utilizaremos uma abordagem emocional, afim de comover o receptor. O projeto abordado “Cordas que Restaram” tem como objetivo principal tirar crianças e adolescentes na rua e dar a elas uma forma de futuro e agrega-las, cultura e valor pessoal.

10


Briefing NOME FANTASIA OSEEC BRASIL

BREVE HISTÓRICO DA OSEEC Antes de ser organizada oficialmente, ela já atuava nessa área com o RAZÃO SOCIAL mesmo projeto, alimentando moOrganização Social de Estímulo a radores de rua e enviando os usuEducação e Cultura no Brasil. ários de drogas até institutos para se tratar. A organização foi fundada CATEGORIA ONG – Atividades de apoio à educa- em 2013 com o objetivo de resgatar dependentes químicos em situação ção, exceto caixas escolares. Atividades de organizações religiosas ou de rua na região da periferia do Alto Tietê. Após algum tempo que filosóficas. Associação Privada. esse projeto era realizado, percebeu-se que havia a necessidade de CNPJ não apenas tirar as pessoas desse 19.362.558/0001-45 cenário lamentável, mas sim de prevenir, evitar que tudo chegasse a ENDEREÇO esse ponto. A partir desse instante, Rua José Vieira Guimarães, 863 – a OSEEC Brasil entendeu que a eduGianetti – São Paulo/SP. (CNPJ) Rua Vicente Guida, 152 – Vila Açore- cação e a cultura tinham um poder transformador e adquiriu como deana – Poá/SP (Sede administrativa) ver levar oportunidade de mudança de vida e futuro digno para jovens TELEFONE e adolescentes. Em 2014, portanto, (11) 6557-7702 (CNPJ) (11) 4639-8863 (Sede Administrativa) começaram a estruturar os projetos que colocariam em prática no ano seguinte na comunidade onde atuPORTAL am. www.oseec.org.br

11

Em 2017 foi lançado o mais recente projeto musical, pelo qual eles buscam força para conseguir engrenar o mesmo e transformar a vida de diversos jovens e adolescentes. MISSÃO Propagar a cultura, educação e erradicar a pobreza, gerando oportunidades, sonhos e esperança. VISÃO Mudar a estatística da ONU de que o jovem nascido na periferia viverá até 24 anos. VALORES Sonhe. Mude. Viva. Acredite em si mesmo.


Apresentação do cliente Dado o problema que encontrou, a OSEEC Brasil tem mantém diversos programas internos que atendem a comunidade onde está inserida. Entre eles, há o recém-criado “Cordas que restaram”, projeto que visa inserir música na vida de estudantes dos ensinos fundamental e médio. Geralmente no período noturno, o diretor e presidente da ONG realiza uma palestra para os alunos das escolas estaduais da região e, logo após, a orquestra formada por 24 voluntários realiza uma apresentação interpretando diversas músicas que fazem sucesso na atualidade com arranjos próprios para os instrumentos clássicos. Esse primeiro contato tem como objetivo incentivar o aluno se matricular no projeto, participarem das aulas e ingressarem na orquestra.

Desde que fora fundado (abril 2017), o “Cordas que restaram” tem como ideia formar seis turmas de 15 pessoas cada. Torna-se um objetivo, por tanto, incentivar o professor voluntário a se enga jar e comprometer ainda mais com o projeto. cipar das atividades da turma. A OSEEC acredita que a melhor forma de fazer isso, é contribuir financeiramente com o valor de meio salário mínimo como um valor simbólico de a juda de custo para cada um desses seis professores. Mas para os professores darem suas aulas, faz-se necessário a aquisição de 90 instrumentos musicais, para que nenhum futuro aluno fique sem poder participar das atividades da turma.

12


Macroambiente Ambiente demográfico Um estudo específico realizado pelo Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS) em 2015, mostra a atual situação da população brasileira em relação à doações financeiras. De uma amostra com 2230 pessoas entrevistadas em toda área nacional, 77% dos brasileiros realizaram alguma contribuição financeira sendo sua grande maioria (62%) doações de bens como agasalhos, etc. 52% da amostra doou dinheiro, sendo 46% destinados a organizações sociais. Totalmente foi arrecadado aproximadamente de R$13,7 bilhões em 2015, cerca de 0,23% do PIB brasileiro. Ainda com base na amostra feita pela IDIS, podemos delimitar que os maiores contribuidores financeiros são de sexo feminino, com ensino superior completo, praticantes religiosas (indiferente da crença), moradoras das regiões Nordeste e Sudeste com renda individual e familiar

acima ou igual a 4 salários mínimos. 36% dos doadores realizaram pelo menos uma contribuição por mês no ano de 2014, com valores entre R$20 e R$40, com destino prioritariamente à saúde (40% das doações) seguido por crianças (36% das doações) e superando fome e pobreza (29% das doações). Entre os fatores que motivam as pessoas a doarem estão respectivamente a solidariedade, a gratificação do ato de doar e a religião. Concluindo a amostra, é importante ressaltar que o ato de doar não se limita às grandes metrópoles, visto que, áreas metropolitanas também exercem importante papel nesse meio de contribuições institucionais e não institucionais. Os índices de doação, porém, são proporcionais à faixa etária do indivíduo, ou seja, quanto maior a faixa etária maiores as doações, além de que o grau acadêmico do mesmo aumenta as chances de uma contribuição financeira.

13

Ambiente econômico Atualmente no Brasil existem em torno de 290.692 Associações Privadas sem Fins Lucrativos (ONGs) e as mesmas empregam aproximadamente 2.128.007 trabalhadores, sendo esse número representado por 5,3% das organizações formalmente registradas no Brasil. Devido ao seu tamanho e importância, o Terceiro Setor atualmente representa uma fatia de 5% do PIB brasileiro. Diante de tais números, é necessário uma atenção maior da parte dos governos municipais e estaduais, uma vez que as ONGs deixam de ser apenas entidades filantrópicas para ser executoras de políticas públicas sociais, educacionais entre outras, uma vez que é através das políticas públicas que os bens e serviços sociais ao distribuídos e redistribuídos.


Ambiente cultural É importante ressaltar que cultura é um fator de extrema importância para o desenvolvimento de uma sociedade como um todo. A cultura ultrapassa gerações, conecta pessoas do mundo todo, diverte e molda experiência. Na região do alto do Tietê não é diferente, com a expansão da indústria, comércio e serviços, a atividade agrícola continua sendo de insumo importância atividade econômica geradora de tecnologia, emprego e renda na região. O turismo na região tem como nova alternativa de geração de negócios envolvendo consigo as atividades de cultura e artesanato. A região conta com inúmeros atrativos naturais e culturais públicos e privados. Que isso a juda com os projetos sociais voltados a cultura, onde acaba gerando mais atrativos para cidade.

Ambiente político-legal O ambiente político-legal é composto de leis, políticas públicas, agências governamentais e grupos de pressão, sendo esses que regulam ou influenciam a sociedade. Organizações Não Governamentais influenciam e são fortemente influenciados na esfera política. No caso de instituições como a OSEEC, é necessário um estudo da política do município para saber as propostas para projetos sociais, uma vez que a troca de governo pode influenciar no planejamento da organização. Devido aos méritos de uma entidade sem fins lucrativos, determinado na alínea c do inciso VI do artigo 150 da Constituição Federal, “é vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios instituir impostos sobre patrimônio, renda ou serviços das instituições de educação e de assistência social, sem fins lucrativos”.

14

Também devemos considerar as imunidades e isenções fiscais para os stakeholders, sendo as doações integralmente deduzidas do imposto de renda. Lei/Norma - Lei nº 8.069, de 13 de Julho de 1990.


Ambiente tecnológico A tecnologia tem se mostrado cada vez mais uma aliada ao homem para seu próprio desenvolvimento. Ela facilita e agiliza diversas funções, diverte, a juda no diagnóstico de doenças, entre diversas outras utilidades. No caso de ONGs, a tecnologia a juda cada vez mais na gestão operacional e administrativa delas, melhorando cada vez mais a questão da inclusão e progresso. E não só apenas aplicativos e sites voltados para a parte administrativa vive a organização. Hoje em dia, uma das maneiras mais fáceis de angariar fundos é por meio de sites que interligam os projetos sociais aos mais diversos doadores do mundo todo. Por essa razão, torna-se fundamental a manutenção de um site institucional organizado e de fácil entendimento para gerar mais credibilidade ao negócio e conquistar o coração, confiança e fidelidade de um doador.

Um exemplo de site que a juda ONGs a captarem recursos, é o “juntos.com. vc”, onde é necessário que se envie o projeto, estabeleça uma meta de quanto é necessário para realizar o mesmo e o tempo necessário para tal. Semelhante a esse projeto, existe a “doebem”, que filtra apenas as ONGs que mantém um trabalho sério e conecta a potenciais doadores. Além desses serviços específicos, existem diversos aplicativos que a judam a aperfeiçoar o lado musical do aluno, como afinadores online, sites de cifras, duelos musicais, etc.

15


Microambiente Parceiros, colaboradores e renda

Mercado

A OSEEC conta com diversas doações para conseguir sobreviver e gerenciar seus projetos. Parceiros como a Universidade Cruzeiro do Sul (Unicsul), Universidade Paulista (Unip), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo colaboram especialmente com insumo e mão de obra. A ONG registra ainda doações vindas de pessoas físicas, porém as mesmas, em decorrência da crise econômica que assola o país, diminuíram ou até mesmo pararam de fazer suas colaborações monetárias. Hoje, a principal fonte de renda da organização vem de multas criminais, que seriam as dias-multas, indenizações que, caso não consigam ser entregues para a vítima do ocorrido ou seus familiares, são destinadas para projetos que colaborem com o bem da sociedade. Há também a arrecadação de pequenas a judas municipais das cidades de São Paulo, Ferraz de Vasconcelos e Poá, pois a OSEEC possui filiais devidamente registradas nesses três municípios.

Pessoas moradoras de SP Capital e áreas Metropolitanas, com ênfase em Suzano e Poá, em sua grande maioria feminino, majoritariamente nas classes E e D. Pessoas entre 18 e 26 que já participaram de ações beneficentes e possuem o hábito de doar (desde agasalhos a dinheiro para instituições e projetos) delimitam a base do público alvo. Os mesmos costumam doar por vontade própria e favorecer campanhas regionais, em outras palavras, realizam ações beneficentes motivadas por fatores internos (do indivíduo) auxiliando instituições inseridas em São Paulo (ONGs e Projetos) que defendem causas relacionadas à saúde e bem-estar dos menos favorecidos, adoção de animais domésticos, entre outros

Concorrentes ou congêneres O termo “concorrentes” torna-se forte e até mesmo impróprio quando falamos de organizações do terceiro setor. Todas essas organizações buscam melhorias para a sociedade de uma forma geral e todas se completam em busca desse resultado. O que pode acontecer, é que a força de alguns projetos seja superior a de outros, mas nunca que um seja superior ou esteja em combate a outros.

16

Ali na região, há algumas instituições que se destacam por já manterem seus projetos com qualidade há tempo, sendo eles: • Lar Betânia: ONG na cidade de Ferraz de Vasconcelos que há 45 anos acolhe crianças e adolescentes abandonados e/ou maltratados que se encontram em situações desumanas de sobrevivência. O Lar dá para essas crianças vindas do Fórum ou do Conselho Tutelar da cidade a oportunidade de ter uma vida digna e de respeito. • Gerando Falcões: organização sediada na cidade de Poá desde 2011 que se tornou muito importante para a comunidade ao redor. Atinge mais de 100 mil jovens por ano e incentiva os mesmos a crescerem na vida, a sonharem alto e irem atrás de seus sonhos. Tem projetos divididos em quatro grandes áreas: – Esportes: há um polo esportivo onde as crianças e jovens podem realizar quatro tipos de atividades esportivas: tênis, boxe, skate e futsal; – Qualificação profissional: Curso de maquiagem: projeto visa capacitar mulheres e gerar nova opção de renda para elas; Curso de programação: surgiu com o intuito de profissionalizar os jovens e incentiva-los a ocupar as vagas disponíveis no mercado de trabalho; Escola de logística: curso para capacitar pessoas nessa área e gerar uma nova opção de renda;


Curso de Sommelier: projeto para profissionalizar os moradores em bebidas finas produzidas a partir da uva. Empreendedorismo: incentiva as pessoas a abrirem seus próprios negócios locais; Curso de atendimento em aeroportos: curso intenso que incluí os mínimos operacionais da área; Curso de operador de rampas: os homens maiores de idade com ensino médio concluído tem a oportunidade de aprender a despachar e carregar bagagens de acordo com cada tipo e área; Geração de renda: o projeto “recomeçar” visa fazer a reintegração do egresso carcerário no mercado de trabalho; – Cultura: Curso de DJ: com sonoplasta especialista da Rede Globo; Polo cultural: oferece diversas oficinas aos sábados para as crianças e jovens da comunidade. Tem oficina de pintura, dança, teatro, percussão e coral; Estúdio Moto: em parceria com a Motorola, incentiva aqueles que tem talento musical e gostariam de seguir carreira artística; MC’s pela educação: dança e rimas animadas que buscam conscientizar os jovens de baixa renda; Cultura na quebrada: leva espetáculos todos os meses para a periferia para proporcionar lazer e diversão.

A força de vendas e a distribuição de produtos Os projetos são realizados na região do Alto Tietê e Extremo Leste Paulistano, como no bairro de Guaianazes e as cidades Poá, Suzano e Ferraz de Vasconcelos.

O consumidor e o público-alvo

• Silmara, 25 anos, mora em Itaquaquecetuba próximo à estação o que facilita sua locomoção pela cidade. Trabalha na República em um escritório de contabilidade. Se formou em ciências contábeis ano passado e foi efetivada aonde estagiou. Recebe cerca de 4 salários mínimos, que gasta com ela mesmo visto que mora sozinha. Uma vez doou um agasalho para a campanha que faziam na faculdade, e agora que está recebendo bem, contribui com uma instituição que acolhe gatos de rua. Ah, ela ama gatos (tem 3 em casa). • Rute, 58 anos, mora na extrema Leste, especificamente no Itaim Paulista, trabalha como cozinheira em um hotel bacana no centro de São Paulo e fatura de 2 a 3 salários mínimos por mês. Ama cuidar dos seus filhos, a Ana, o Paulo e especialmente o Henrique, que nasceu com um problema motor. Evangélica, auxilia mensalmente uma ONG parceira da igreja que frequenta.

17

A comunicação e a pesquisa A OSEEC procura investir tudo o que recebe em seus projetos, deixando que a sua comunicação seja considerada escassa. No entanto, os trabalhos que ela realiza são divulgados pela própria administração e equipe interna de marketing nas redes sociais Facebook, Youtube e no site da ONG. Há alguns poucos materiais já produzidos de forma profissional e divulgados no Youtube. A ONG também já apareceu em algumas matérias da TV Diário local (Mogi das Cruzes) com alguns de seus projetos, sendo que a TV Cenário, imprensa local de Ferraz de Vasconcelos, por vezes publica nota de algum evento realizado pela organização. Atualmente, a OSEEC utiliza uma segunda versão de site. Entretanto, no primeiro modelo que dispunham, havia um cadastro online onde as pessoas interessadas em participar de futuros projetos que a OSEEC viria a ofertar mais tarde se inscreviam. Isso gerou um banco de dados extenso onde eles possuem acesso a informações de como seu público alvo vive e do que ele precisa. Esse banco de dados não pode ser fornecido.


Obrigatoriedades e limitações impostas por leis ou pelos clientes

Por trabalharem com os mais diversos tipos de pessoas, foi solicitado que não ha ja registro dos moradores de rua a judados, pois pode ser que alguns deles tenham pendências com a justiça, bem como não pode haver material utilizando imagem das crianças de determinados abrigos que estão sob a tutela do Estado.

Compromissos do cliente

Não houve grandes investimentos em mídia. Contrataram há algum tempo uma equipe profissional da região para realizar a produção de material em vídeo dos projetos para a divulgação e também um web designer para o desenvolvimento de um novo portal.

A empresa e seus produtos

A OSEEC funcionava muito antes de ganhar esse nome. Os que compunham essa organização se dispunham a alimentar as pessoas necessitadas que se encontram em situação de rua e de internar quem se interessava em se libertar do vício das drogas. A OSEEC foi fundada oficialmente em 2013, sendo que a partir daí tudo começou a mudar. Houve a necessidade de realizar projetos mais profundos, que mexessem com os indivíduos e promovessem uma mudança de vida e, consequentemente, da sociedade.

Em 2015, todos os projetos que foram sonhados durante os dois anos que se passaram finalmente foram colocados em prática. + mulher: o câncer de mama é um dos que mais atingem as mulheres. O projeto da OSEEC busca conscientizar o tamanho desse problema e atua com ações preventivas para com as mulheres da comunidade ao redor para colaborar com que os números da estatística caiam cada vez mais. Ciclo cultural de palestras: palestras de motivação oferecidas pelo presidente da ONG e diversos outros parceiros para incentivar as pessoas a mudarem suas vidas; Adote um sorriso: projeto realizado em conjunto com o Cine OSEEC Kids que leva presentes de natal para as crianças da rede municipal de ensino; Reserva cultural: a proposta é levar para a periferia a arte e suas diversas modalidades com o objetivo de incluir esperança na vida dessas pessoas. – Cine OSEEC Cultural e Kids: nesse espaço, adultos, jovens e crianças conseguem se encantar, inspirar e esquecer-se dos seus problemas. Com certa frequência, a OSEEC leva um cinema a céu aberto para que a comunidade desfrute de um bom filme. – OSEEC Contracena: projeto que leva os jovens a usarem seu talento na representação de peças nunca antes vistas pela sociedade local.

18

Musicais: – Cantatas comemorativas: os alunos cantam nas datas próximas ao natal e da páscoa um conjunto de músicas para celebrar as mesmas; – Musical beira-mar: as crianças fazem uma apresentação musical na região do litoral de SP; – Cordas que restaram: projeto mais novo da ONG. O objetivo é promover a cultura e a educação na vida de jovens e adolescentes da periferia por meio da iniciação musical. Funciona em duas partes: a primeira é a visita da orquestra de voluntários nas escolas estaduais da região em conjunto com uma palestra motivacional. Após isso, os alunos interessados se inscrevem nas aulas e começam a aprender a manusear um instrumento musical. A segunda parte (aulas) ainda não está em vigor por não haver espaço físico para isso, mas há uma grande lista de espera de alunos interessados e voluntários professores. SOS OSEEC; Educa; EXIT para o mundo; Foi identificado, também, que a OSEEC não possuí nenhuma identidade visual, seja para a própria ONG quanto para seus projetos individuais.


Pesquisa Uma pesquisa qualitativa foi aplicada via formulário online, sendo compartilhada e visualizada primordialmente no Facebook. No período de veiculação da pesquisa, foram obtidas 41 respostas relevantes para o desenrolar do projeto. Essa mesma pesquisa possibilitou, mesmo com uma pequena amostra, a caracterização do público-alvo do projeto e a criação de duas personas essenciais para a campanha.

Metodologia

Questionários • Endereço (Cidade e Estado); • Sexo; • Faixa Etária; • Situação Profissional; • Renda Mensal; • Já realizou alguma das seguintes atividades beneficentes? (1); • Por que realizar tal ação?; • Realiza com alguma frequência?; • Se não, teria interesse em praticar alguma?; • Qual?

Uma pesquisa qualitativa foi aplicada via formulário online, sendo compartilhada e visualizada primordialmente no Facebook. No período de veiculação da pesquisa, foram obtidas 41 respostas relevantes para o desenrolar do projeto. Essa mesma pesquisa possibilitou, mesmo com uma pequena amostra, a caracterização do público-alvo do projeto e a criação de duas personas essenciais para a campanha. Também foi utilizada uma pesquisa de campo realizada pelo Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS) em 2015, utilizada para traçar o perfil demográfico do público doador com maior precisão.

Índice de ações mais praticadas:

19


Resultados De 41 respostas:

63,4% são do públicos feminino

51,2% tê de 18 a 21 anos 56% moram na capital de São Paulo

26,6% fazem curso superior

2,4% (1 pessoa) recebe de 10 a 20 salários mínimos

20

60,9% já contribuiram na “Campanha do Agasalho” 39% são doadores de sangue


Conclusão da pesquisa

Conforme os dados obtidos por essa pesquisa, podemos perceber que o público feminino é o que mais demonstra interesse por ações beneficentes. Delimitamos ainda a faixa etária entre 18 e 21 anos, moradores da capital de São Paulo pertencentes às classes C e D. Boa fatia dos questionados se interessam e praticam ações beneficentes, incluindo o ato de doar, seja agasalhos, sangue, etc. O interesse em a judar o próximo é algo que deve ser relevado, visto que é aparente na maioria dos indivíduos questionados.

21


Análise SWOT S - Serviço Social - O projeto em si

O - Emocional - Geralmente as

tem como objetivo a inclusão cultural de crianças e adolescentes moradoras de regiões carentes, apresentando novas perspectivas de vida através da música.

pessoas se comovem com causas sociais devido o seu impacto emocional, ainda mais se tratando de crianças.

W - Verba - A escassez de doações acarreta no atraso da implementação de projetos e na execução do mesmos. A crise que atingiu o país obrigou uma redução em investimentos secundários, como as doações.

T - Estereotipização - Atualmente existe considerável diversidade de ONGs e projetos que atuam no ramo de serviços sociais, muitos desses possuem causas genéricas e acabam sendo associadas à golpes. A criação do estereótipo da ONG auxilia na instauração do medo de a judar nos possíveis doadores.

22


Planejamento Estratégico Objetivos de marketing

Objetivos de comunicação

Apresentação do tema e con• Arrecadar R$ 159.052,50 através de • Nova identidade visual para a ONG ceito da campanha patrocinadores e doadores; • Arrecadar 90 instrumentos musicais (avaliados no valor de 130.230,00 reais ao total); • Captação de 90 novos alunos.

e para o projeto; • Conteúdo para as redes sociais. Facebook e YouTube; • Atingir 5 mil curtidas no facebook; • Atingir mil inscritos no YouTube; • Criar hotsite do projeto.

Estratégias de marketing • Disparo de e-mail marketing com resumo da proposta do projeto para prospecção de patrocinadores (disparo segmentado de acordo com público-alvo); • Montar plano de parceria com lojas de instrumentos (novos, usados e conserto) para que elas façam doações; • Dia da ação social – oficina temática voltada para captação de alunos e introdução a cultura clássica; • Ação na praça principal de Poá.

Na campanha publicitária abordaremos os pontos positivos do projeto e tudo o que a OSEEC já tem (crianças e jovens carentes interessados em participar, professores enga jados e etc) e vamos enfatizar aquilo que a fundação precisa: RECURSOS. Estratégias de comunicação “O que tem e o que falta” é o argu• Desenvolver nova identidade visual; mento básico utilizado na campanha para explicarmos a atual situ• Elaboração de conteúdo instituação em que se encontra a ONG, cional e de formação cultural ao mostrando superação. público atingido; • Impulsionar publicações e promo- Desta forma, utilizaremos uma abordagem emocional, afim de comover ver a página do Facebook; o receptor. • Anunciar vídeo institucional do projeto e impulsionar o canal do YouTube; • Hotsite contendo todas as informações do projeto Cordas que restaram e a campanha desenvolvida trazendo mais clareza para os patrocinadores e doadores.

23


Ações de marketing

CLASSIC AIR Título da ação: Classic Air; Objetivo da ação: incentivar doaDIA DE AÇÃO SOCIAL dores a colaborar com doações em Título da ação: Cordas que nos movem; dinheiro e de instrumentos musicais; Objetivo da ação: mostrar que há Público-alvo: 21 a 36 anos, sexo maspossibilidade de se fazer coisas culino e feminino; novas de graça e perto de casa; Local: Praça da Bíblia - centro - Poá/ Público-al vo: estudantes de 7 à 18 anos que moram na região; SP; Local: E. E. Eliseu Jorge (Poá); Data: 18/02/2018 até 03/03/2018; Data: 19/04/18; Horário: 10H às 17H; Horário: 10H às 16H; Dinâmica de funcionamento: Dinâmica de funcionamento: Para essa ação será utilizada a téc10H – Início com apresentação ao nica do air guitar, que é popularprojeto da orquestra; mente conhecida como uma perfor10H40 – Quizz musical. Será feito no espaço principal uma dinâmica em que mance onde o artista ilustra o ato a orquestra tocará músicas populares de tocar um instrumento musical. com arranjos próprios para os instruNo caso, dois agentes contratados mentos e os participantes terão que irão interpretar músicos, sob essa identificar qual música está tocando; condição da técnica do air guitar, 12H às 13H – Intervalo; tocando um violino e um violoncelo. 13H – Pelo espaço, serão expostos os Baseando-se na estrutura de uma instrumentos que compõe a orquesperformance de rua, os agentes irão tra, sendo possível tocar, ver e sentir realizar sua apresentação com um os mesmos. Haverá a presença dos músicos para tirar dúvidas, apresentar chapéu colocado logo à frente de curiosidades e cuidar dos instrumentos; onde estarão posicionados para si15H – Palestra motivacional com o mular o clássico gesto de pedir uma presidente da OSEEC e última aprecontribuição financeira. No caso da sentação da orquestra; ação, essa contribuição simula o ato 16H – Término do evento. de doar para o projeto Cordas que Restaram.

24

EU TAMBÉM POSSO Título da ação: #AMusicaQueEuGosto; Objetivo da ação: Promover interação na mídia online e incentivar inscrições para o projeto; Público-alvo: 07 a 18 anos, sexo masculino e feminino; Local: Praça da Bíblia - centro - Poá/SP; Data: 18/02/2018 até 03/03/2018; Horário: 10H às 17H; Dinâmica de funcionamento: Pelo chão da praça será feito grafites 3D pelo artista RM, bem reconhecido na região de Poá. Esses desenhos ilustrarão artistas famosos tocando instrumentos clássicos e as pessoas poderão tirar fotos com os grafites e postar nas redes sociais com a hashtag “#AMusicaQueEuGosto – Eu também posso!”.


Roteiro de mídia VERBA A verba de mídia será de 20% do total arrecadado pela agência da campanha proposta. O valor estipulado através dos patrocinadores e doadores R$ 159.052,50 Valor avaliados dos instrumentos que serão arrecadados: R$ 130.230,00 Instrumentos: Instrumento Qt. Valor unitário Violino 30 R$ 209,00 Violoncelo 20 R$ 2.509,00 Contrabaixo 20 R$ 2.999,00 Viola 20 R$ 690,00 Total arrecadado: R$ 289.282,50 Total da verba de mídia: R$ 57.856,50

Valor total R$ 6.270,00 R$ 50.180,00 R$ 59.980,00 R$ 13.800,00

INVESTIMENTO TOTAL EM MÍDIA - Mídia Online (70%) – R$ 40.499,55 - OOH (20%) – R$ 11.571,30 - Mídia Impressa (10%) – R$ 5.785,65 OBJETIVOS DE MÍDIA Alcance: Médio alcance – Baixa participação Frequência: Média frequência média – Novos hábitos Continuidade: Continuidade Ondular visto que o serviço é incomum e iremos trabalhar com orçamento limitado – Período da Campanha 6 meses.

25


Estratégias de mídia Meio básico: Pelas mídias online serem mais flexíveis, de fácil segmentação e análise de dados, será o meio básico utilizado em nossa campanha, uma vez que a Internet é o segundo maior meio de penetração na população atualmente. YouTube Investimento diário de R$55.00 Custo por visualização de no máximo: R$0.13 Locais: Itaquaquecetuba, São Paulo, Ferraz de Vasconcelos, Poá Idades: 18 a 44 anos, homens e mulheres.

Facebook - Alcance potencial total da campanha: 1.700.000 pessoas - Alcance diário: 14.000 a 82.000 - Cliques no link: 180 a 760 - Segmentação: Homens e mulheres de 13 a 65+ - Localização: Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Poá - Interesses: Música clássica, Organização não governamental, Inclusão social, Voluntariado.

Google Adwords • Alcance potencial diário de 21+ cliques, 405+ impressões Palavras chave: Oseec, Cordas que Restaram, ong, música, voluntariado, trabalho voluntário, projeto social, doações, orquestra Investimento diário de R$ 55,00 Investimento total da campanha: R$ 9.955,00

Usaremos o Google Adwords tanto com banners em Display quanto camTendo em vista o objetivo de atrair panhas Search, uma vez que o site da mais público e divulgar mais o OSEEC será reformulado, nós buscanome da OSEEC, utilizaremos o Fa- mos divulgar mais a ONG e no perícebook Ads como canal principal de odo da campanha deixaremos algucomunicação, pois se trata de uma mas palavras chaves sempre ativas. rede social onde a interação com o público é feita de forma instantânea e é um espaço que permite a criação de eventos, postagem de fotos e vídeos.

26


Meio Complementar: O meio complementar será o Out of home, visando atingir os moradores dentro da área de atuação da ONG, fazendo o uso de outdoors, sanca de trem e busdoors. Busdoor Anúncio de 2,15x0,95m – Ônibus Intermunicipal (EMTU) Atinge um público pré-determinado, escolhido a partir das linhas de ônibus, possibilitando a veiculação em pontos estratégicos. Apresenta a melhor relação custo/ benefício entre as mídias externas, além de ser mais dinâmica na exposição das mensagens e ter uma penetração muito maior. Pesquisas estimam 18 impactos a cada quilômetro rodado Cada ônibus roda, em média, 300 km/ dia, o que dá 5.400 impactos/dia. Nas grandes cidades, o impacto visual é ainda maior, já que a velocidade média é reduzida. O custo de produção diluído pelo período de veiculação é menor que o de qualquer outra mídia. Considerado como mídia extensiva, o busdoor, por ter o melhor índice de aproveitamento da publicidade, já faz parte do planejamento das agências

Out Door Inseridos no Alto Tietê 2ª mídia de maior retorno sobre o investimento 71% das pessoas frequentemente visualiza outdoors ao passar por eles 74% de penetração nas classes AB 10.071 Outdoors no Brasil 71% do público lembra do conteúdo dos anúncios vistos 7,4% dos dólares investidos mundialmente em anúncios é em outdoors.

27

Painel de trem (CPTM) Linha 11 Coral (Luz-Estudantes) Municípios: São Paulo, Ferraz de Vasconcelos, Poá, Suzano e Mogi das Cruzes. Número de estações: 16 Painel Vertical (0,41x0,61cm) Veiculação mensal R$ 187,00, 724,4 mil passageiros por dia.


Meio de Apoio O meio de apoio será mídia impressa, mais especificamente jornal local, por apresentar um índice adequado aos objetivos que desejam ser alcançados.

Jornal: News Time Distribuição: Alto Tietê Tiragem: 53.500 Estimativa de leitores: 170 mil Jornal do Alto Tietê, que abrange as principais notícias de Poá, Ferraz de Vasconcelos, Suzano, Itaquaquecetuba, Arujá, Mogi das Cruzes e Santa Isabel.

CARACTERÍSTICAS EDITORIAIS DE CADA MEIO - Não haverá target específico. A campanha abrange diversos segmentos.

28

Jornal: Jornal em Poá. Distribuição: Poá. Tiragem: 31.750 Estimativa de leitores: 120 mil Distribuição focada no público de leitores e comerciantes da região. Assim, ganhando credibilidade junto ao jornal e conseguindo atingir seu principal objetivo, o reconhecimento de sua marca e material divulgado.


Criação/Aplicação das peças Busdoor

Jornal

Painel de trem Outdoor

29


Post Facebook

E-mail marketing

Oseec Brasil

30


Site

31


32


33


34


35


Anexos

Inspirações

36


Conclusão Concluímos que tanto o site da OSEEC quanto o projeto “Cordas que Restaram” necessitavam de uma reformulação em sua identidade visual, a partir da reformulação de ambos criamos um plano de marketing que permitiu um melhor desenvolvimento e relacionamento com patrocinadores e doadores. Nossas propagandas foram voltadas ao apelo emocional, trazendo a possibilidade de uma marca mais forte no mercado e assim conseguir atrair atitudes mais solidárias em relação ao projeto. Por fim, pretendemos mudar a visão de que crianças nascidas na periferia não tem um futuro, em conjunto com o projeto da OSEEC, “Cordas que Restaram.”

37


Bibliografia https://pt.scribd.com/doc/109382431/TCC-Plano-de-Comunicacao-para-o-Terceiro-Setor-Fundacao-Abrinq# http://portal.eusoufamecos.net/wp-content/uploads/2012/12/cod2_1646projexpcomunitario.pdf_aapecan.pdf http://blog.iclips.com.br/modelo-de-briefing http://blog.egestor.com.br/analise-de-microambiente-e-de-macroambiente-empresarial/ https://vinti7.com/wp-content/uploads/2016/03/logos-relacionados-con-la-musica-1.jpg https://i.pinimg.com/originals/63/3a/31/633a31803d55ed5f4930bfcd7d9039a8.jpg https://www.behance.net/gallery/27029327/Visual-identity-of-Kaunas-1st-music-school http://nossacausa.com/7-dicas-de-financiamento-coletivo-para-o-terceiro-setor/ http://portcom.intercom.org.br/revistas/index.php/iniciacom/article/view/1768/1638 https://pt.slideshare.net/NossaCausa/planejamento-de-marketing-para-o-terceiro-setor https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1061868447280937&set=a.216134798520977.53363.100003733748504&type=3&theater https://scontent.fcgh7-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/21761698_1061868447280937_1015081090991957241_n.jpg?oh=681d68af65973557c0e2b9fcd90abfd9&oe=5A6618A2

38