__MAIN_TEXT__

Page 1

Jaú - Ano 12 | Edição 93 | Fevereiro 2021 Distribuição gratuita | Venda proibida

Inovação: a chave para o sucesso

Integrale Soluções Empresariais

VACINAS

Prevenção e Saúde

COMUNICAÇÃO

A força do rádio


Você

acredita

a gente

também

Crédito pessoal para você realizar. Quando você confia que vai fazer acontecer, a gente confia junto. Por isso, nós oferecemos linhas de crédito com taxas justas e uma parceria de verdade, sempre prontos para atender e entender você. Assim, fazemos a diferença na sua vida financeira e na vida de muitas outras pessoas, pois quando os seus planos saem do papel, os recursos gerados são reinvestidos na sua região e ajudam a sua comunidade a crescer junto.

Para mais informações, contate sua agência na rua Amaral Gurgel, 817, no Centro de Jaú/SP ou pelo telefone (14) 3601-1919. Verifique se o crédito contratado cabe no seu orçamento. Crédito sujeito a análise e aprovação.

Solicite e aproveite. sicredi.com.br | SAC - 0800 724 7220 - Deficientes Auditivos ou de Fala - 0800 724 0525 - Ouvidoria - 0800 646 2519


Editorial

O futuro você constrói

Ano 12 – Edição 93 – Jaú, fevereiro de 2021 Tiragem: 10.000 exemplares Revista Energia é uma publicação da Rádio Energia FM Diretora e Jornalista responsável Maria Eugênia Marangoni mariaeugenia@radioenergiafm.com.br MTb. 71286

“Aquele que não luta pelo futuro que quer, deve aceitar o futuro que vier” é uma frase que vale para empresas e pessoas

Diretor artístico: Márcio Rogério rogerio@radioenergiafm.com.br

D

Edição e Revisão de textos Heloiza Helena C. Zanzotti revisao@revistaenergiafm.com.br Criação de anúncios: Moinho Propaganda atendimento@moinhopropaganda.com.br

Diagramação Moinho Propaganda (14) 3416 7290 Projeto gráfico: Revista Energia Social Club social@revistaenergiafm.com.br Colunistas Alexandre Garcia Evelin Sanches João Baptista Andrade Marcelo Trementócio Mariah Guieiro A. R. F. de Almeida Prado Professor Marins Wagner Parronchi Comercial Marcelo Mendonça Milene Perez Sérgio Bianchi Silvio Monari Impressão: Grafilar (14) 3812 5700 Distribuição: Panfletos&Cia (14) 3621 1634 Revista Energia Rua Quintino Bocaiúva, 330 | 2º andar CEP: 17201-470 | Jaú - Fone: (14) 3624 1171 www.energianaweb.com.br Elogios, críticas e sugestões leitor@revistaenergiafm.com.br Quero anunciar comercial@revistaenergiafm.com.br Opiniões, avisos e quaisquer outras informações expressas nos editoriais e colunas representam exclusivamente a visão de seus autores, e não refletem necessariamente a posição e/ou opinião da Revista Energia, seus parceiros e patrocinadores. Nesses casos, o conteúdo é de total e exclusiva responsabilidade de seus autores.

Foto: Arquivo pessoal

Fotografia Moinho Propaganda (14) 3416 7290

e nada adianta sonhar com um futuro brilhante – para nós e para a nossa empresa – se na hora de fazer as coisas acontecerem você não tem um plano e uma assessoria que o ajude a trabalhar para construir o que quer. É importante usar o nosso inconformismo com o presente para criar o nosso futuro! A capa desta edição da RE destaca a Integrale Soluções Empresariais, uma empresa que se destaca pela excelência na prestação de serviços nas áreas Contábil, Fiscal e Tributária, Financeira, Pessoal e Societária da sua empresa, com o objetivo de atender a legislação, otimizar custos e manter você, empresário, com informações gerenciais. Na matéria de capa você vai conhecer os diferenciais e a forma como a equipe Integrale atua, auxiliando as empresas na melhoria da eficiência, definição de metas e resultados. Enquanto a matéria de capa traz muitas oportunidades para quem pensa na saúde da empresa, trouxemos também nesta edição uma matéria sobre vacinas, o assunto mais comentado atualmente. São muito frequentes os questionamentos sobre “onde vacinar o meu filho? A vacina oferecida nos postos de saúde é igual a vacina das clínicas particulares?”. Puro e certo é que “vacinar salva vidas”. Segundo a Organização Mundial de Saúde, vacinas salvam a vida de mais de 3 milhões de pessoas por ano. Todas as vacinas da rede pública apresentam ótima qualidade e garantem a imunização, mas algumas vacinas importantes não são aplicadas na rede pública, embora sejam testadas, aprovadas e recomendadas pelas sociedades médicas. Outras, apresentam uma geração mais moderna, podendo ser aplicadas combinadas com outras vacinas, reduzindo o número de injeções, além de algumas que apresentam menos propensão a darem reações adversas. Seja na rede pública ou privada, a vacinação é muito importante! Por isso, confira sua carteirinha, veja se está faltando alguma e proteja-se. Com as vacinas em dia, é só esperar a sua vez chegar para se imunizar contra Covid-19. A vacina contra Covid-19 traz com ela a renovação da esperança, mas é importante ressaltar que, mesmo após tomar a vacina, a vida não vai voltar ao normal. Depois de tomar a vacina é preciso manter o isolamento social, aguardar a segunda dose e esperar pelo menos 15 dias para que a vacina atinja a eficácia esperada. E mesmo depois, é necessário esperar que boa parte da população já tenha sido imunizada para a vida voltar ao normal. Tenha uma ótima leitura e que venha a vacina! 

Maria Eugênia


32 Saúde

NESTA EDIÇÃO 6 Radar 8 Perfil 11 Pense Nisso

48

Comunicação

12 Opinião 14 Capa 19 Inspire-se 20 Medicina e Saúde 21 Seu Próximo Destino 23 Cyber Dicas 26 Look de Artista 32 Saúde 36 Vida Saudável

Nossa Capa: Integrale Soluções Empresariais Imagem: Tiago Ortolani

38 Social Club

Jaú - Ano 12 | Edição 93 | Fevereiro 2021 Distribuição gratuita | Venda proibida

41 Escolas de Jaú 42 Adote um Pet 44 Meio Ambiente

Inovação: a chave para o sucesso

Integrale Soluções Empresariais

46 Boa Vida VACINAS

Prevenção e Saúde

COMUNICAÇÃO

A força do rádio

48 Comunicação

26

Look de Artista


Radar

ALEXANDRE GARCIA Jornalista, apresentador, comentarista de telejornais, colunista político e conferencista brasileiro. Atuou no Jornal do Brasil, no Fantástico e na extinta TV Manchete. Atualmente é comentarista político na Rede Globo de Televisão.

Por Alexandre Garcia

Contágio político A abertura da temporada de vacinação marcou o auge da politização do que deveria ser um caso técnico de saúde pública e não uma disputa de poder, um terceiro turno da última eleição presidencial,

P

uma campanha eleitoral antecipada, um digladiar ideológico

or motivos políticos, tivemos a disputa entre o “fique em casa e volte quando tiver dificuldade de respirar, porque cloroquina dá arritmia” versus o “previna-se com ivermectina e vitamina D, e trate ao primeiro sintoma com hidroxicloroquina, azitromicina e zinco”. Era a receita pró e contra Bolsonaro. Depois, o governador Dória entrou na campanha, levando a vacina como mote. Aí, a disputa política foi reforçada por “vacina chinesa de 50% pioneira versus vacina Oxford de 70% que ainda está na Índia”. O racionalismo ficou de lado, diante das emoções fabricadas pelo amplo marketing do coronavírus, que matou 101 mil brasileiros menos que as demais doenças respiratórias, conforme site do Registro Civil. Os brasileiros, assustados, já não sabem o que é fato e o que é factóide político, tanto nas redes sociais quanto no noticiário tradicional. Quantas vidas e empregos teriam sido poupados não fosse esse componente de cam-

panha dogmática que inocula os fatos. São dois lados da mesma intolerância, esquecendo do público que precisa da verdade despida de tintas ideológicas. Agora temos a vacina do Dória e a vacina do Bolsonaro. Um lado não comemora o início da vacina do outro, enquanto o adversário festeja a demora da vacina que virá da Índia. O marketing contagiou uma questão de saúde pública e criou expectativas que vão muito além da realidade. Vacinas não deveriam ter propaganda enganosa. Usar vacinas experimentais, como é o caso, tem a mesma lógica de usar um tratamento preventivo e uma terapia precoce é o que temos para tentar, incluindo as vacinas precoces, como são todas. Esse barulho político pode ter contribuído para não se ouvir o riso dos corruptos nas compras de respiradores, hospitais de campanha, material de proteção, culminando com a falta de oxigênio no centro do pulmão do mundo. 


8 Revista Energia


Camila

Monteiro Marinho “Em toda história de sucesso você encontrará alguém que tomou uma decisão corajosa” (Peter F. Ducker)

Texto Heloiza Helena C Zanzotti

C

oragem é o que não falta a quem estampa nossa coluna Perfil desta edição, a empresária Camila Monteiro Marinho, 39 anos, formada em Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda, mãe da Yasmim de 9 anos e da Ysabela de 6 anos. E, como ela mesma menciona, “completamente apaixonada por elas, que são minha dose de energia diária!”. Camila nasceu em Campinas e quando tinha 2 anos seus pais se mudaram para Tupã, no interior paulista, onde viviam outras pessoas da família. Aos 18 anos saiu de casa para fazer faculdade e nunca mais voltou. Há 15 anos é franqueada Kopenhagen em Jaú e adora cantar! Vamos conhecer um pouco mais sobre a Camila? TEM BOAS RECORDAÇÕES DA INFÂNCIA? Tupã é uma cidade pequena e há 20 anos, muito tranquila. Tínhamos liberdade para brincar na rua até tarde, todo mundo se conhecia e eu tinha meus avós e tios à minha volta o tempo todo. Tive uma infância cercada de muito carinho. Em Tupã estudei sempre no colégio Objetivo, dos 4 aos 18 anos, depois fui para Bauru estudar na USC. QUAIS FATOS MAIS MARCARAM SUA VIDA NA ADOLESCÊNCIA? Fui uma adolescente gordinha e, claro, ganhei vários apelidos como Hipopó (da bolacha recheada, lembra?); “Raimunda, feia de cara e boa de bunda” (eu tinha muitas espinhas nesta época, tenho cicatrizes até hoje, mas sempre tive um bumbum avantajado - risos). Gente... adolescente é um bicho cruel viu..., mas no geral foi uma adolescência muito feliz!

É FORMADA EM COMUNICAÇÃO SOCIAL E MARKETING. JÁ ATUOU NA ÁREA? Sim. Comecei na Schering Plough como propagandista de farmácia, no terceiro ano de faculdade, aos 20 anos. Havia acabado de ganhar um carro do meu pai e assumi nove cidades no interior do estado de São Paulo. Lembro de me perder na estrada e ligar para o meu pai chorando. Mas nunca desisti ou demonstrei fraqueza diante dos meus superiores. Depois trabalhei na Rathiofarm, de medicamentos genéricos, e fui obrigada a me mudar para Indaiatuba e Ribeirão Preto. Mais tarde recebi um convite de uma empresa de Rio Claro para atuar como vendedora e propagandista de próteses ortopédicas. Fui trabalhar com médicos, o que foi também uma ótima experiência. Cheguei a viajar 4 mil quilômetros por mês nesta fase! COMO DESCOBRIU SEU PERFIL EMPREENDEDOR? Nunca tive carteira assinada. Sempre fui autônoma, prestadora de serviços. Em Bauru, antes de começar a atuar na minha área, trabalhei com meus padrinhos, na Kopenhagen deles, e me apaixonei pelo negócio. Em 2005, cansada de viajar, recebi a proposta de comprar a loja da Kopenhagen de Jaú, que era deles. Meus pais compraram a loja e eu vim trabalhar com eles. Aos poucos fui assumindo algumas funções que foram me lapidando empresária e empreendedora ao lado do Renato Marinho, que sempre me apoiou, incentivou e investiu junto, estando ao meu lado do planejamento à execução. Em 2011 era sócia do Quiosque Chopp Brahma, em 2013 da Chocolates Brasil Cacau e em 2015 de salão de beleza. QUAIS OS MAIORES DESAFIOS QUE ENCONTROU? Como empreendedor você tem que saber quando é hora de recuar! De repente, não compensava mais ter tantas operações e tive que abrir mão de várias, mais da metade. Amadureci muito nesta fase e valeu a pena. E agora, com a pandemia, outro grande amadurecimento. Reinventar nosso negócio todos os dias!

Revista Energia 9


O QUE MUDOU NA SUA ATIVIDADE DE QUANDO COMEÇOU ATÉ HOJE? A tecnologia e as redes sociais. Tudo é muito rápido! O que hoje está em alta, amanhã é ultrapassado, a gente rala para acompanhar! O cliente quer novidade todos os dias. Seja em produto, serviço, entrega, etc. É VERDADE QUE VOCÊ CANTA? O QUE MAIS GOSTA DE CANTAR? Eu amo cantar! Canto desde os 9 anos. Cantei na igreja, em casamentos, mas por um tempo isso ficou longe da minha vida e agora, na pandemia, voltou com toda força. Foi o que me livrou de uma depressão! Cresci em uma família que ama MPB, meu berço é a MPB, porém, desenvolvi uma paixão por música internacional. Laura Pausini e Whitney Houston, por exemplo, são cantoras que admiro e tenho algumas canções no meu repertório. COMO DESCOBRIU ESTE TALENTO? Quando tinha 4 anos já ficava ao lado do meu padrinho tocando violão, ouvindo com muita atenção. Aos 6, 7 anos já me arriscava a cantar junto as músicas que eu mais gostava, como Elis Regina, por exemplo. Sempre tive memória excelente para as letras das músicas e um ouvido apurado. Estudei violão popular dos 8 aos 16 anos, o que me ajudou bastante com ritmo e desenvoltura. Mas confesso que ainda sou muito tímida no palco. PARTICIPA DE ALGUMA BANDA, FAZ APRESENTAÇÕES? Sim. O Trio Aroeira e Ellas in Duo estão sempre me convidando. Minha primeira apresentação seria no dia 5 de fevereiro no Vostro, com o Trio Aroeira, mas em função da fase vermelha não acontecerá. Mas estou me preparando e em breve estarei no palco! Com um repertório lindoooo de 30 músicas incríveis unindo bossa nova, samba, românticas, internacionais... Não vejo a hora!

TAMBÉM É ADEPTA DE UMA VIDA MAIS FITNESS. O QUE A LEVOU A ADOTAR HÁBITOS MAIS SAUDÁVEIS? Lembra da gordinha da adolescência? Já fiz muita loucura por não aceitar meu corpo, até minha irmã se formar em Educação Física e me proibir de tomar essas porcarias para emagrecer. Comecei a correr com orientação dela e a procurar orientação nutricional também. Só assim consegui resultados concretos. Antes era uma verdadeira sanfona. Equilíbrio é a palavra de ordem! PRATICA ALGUM ESPORTE? Adoro quase todos os esportes, mas sou praticante de corrida, natação e ciclismo. Em 2018 fiz meu primeiro Triathlon em Brotas, Trirex, fui segunda colocada na minha categoria. E em 2019 fiz minha primeira maratona (42 km) em Florianópolis, SC, a Maratona Internacional de Florianópolis. ALGUM FATO INUSITADO QUE POSSA DIVIDIR COM A GENTE? Em 2018 fiz uma colectomia total (retirada do intestino grosso), o que deixa as pessoas inseguras, algumas têm medo de sair de casa e eu, 4 meses após a cirurgia, estava subindo ao pódio em Brotas. Mais uma vez o equilíbrio! Mente sã, corpo são! O QUE MARCOU SUA VIDA DE MANEIRA SIGNIFICATIVA? A maternidade, que me tornou uma pessoa altruísta! Não só para minhas filhas, mas para qualquer um que eu saiba que precisa de mim, dou um jeito, me desdobro, mas não consigo ignorar! Fica martelando na minha mente até eu tomar uma atitude. Quero ser este exemplo para minhas filhas. FREQUENTA ALGUMA RELIGIÃO? Sou católica, nasci católica, amo minha religião! Encontro respostas na minha intimidade com Deus, através do Espírito Santo. E sou muito grata! Às vezes vou à missa e durante a Homilia o padre diz alguma coisa e eu penso: “ok, já entendi, é para mim!”. PARTICIPA DE ALGUM PROJETO SOCIAL? Participo da comunidade Santo Antônio. Contribuo com várias ações pontuais, mas não faço parte de nenhum grupo em específico. Sempre que precisam, lá estou eu. Eis-me aqui Senhor! Ao Teu dispor! QUAIS SÃO SEUS SONHOS E PLANOS PARA O FUTURO? Curto prazo: expansão e reforma da Kopenhagen. Médio prazo: correr a maratona de Buenos Aires, na Argentina, e cantar profissionalmente. Longo prazo: expandir meus negócios novamente, porém, no setor da alimentação saudável. DEIXE UMA MENSAGEM FINAL. Não tenha preguiça nem medo de correr atrás dos seus sonhos! Porém, jamais perca a humildade e a gratidão. Não há sentido no sucesso se ele não estiver diretamente relacionado a esses dois sentimentos! Ao final da nossa entrevista, Camila faz questão de agradecer seus pais. “Foram meus grandes incentivadores a vida toda! E até hoje são meus apoiadores, meu porto seguro”, finaliza.

10 Revista Energia


Pense

nisso

Por Professor Luiz Marins

LUIZ MARINS Antropólogo e escritor. Tem 26 livros publicados e seus programas de televisão estão entre os líderes de audiência em sua categoria. Veja mais em www.marins.com.br

Em 2021 o segredo está no ditado “mens sana in corpore sano” Neste ano de 2021, peço a você que acredite menos nos noticiários, nas fofocas, nos palpites, opiniões e sugestões de pessoas que você mal conhece e acredite mais em você e na sua capacidade de vencer os muitos e desafiantes obstáculos que por certo teremos

V

ocê sobreviveu a 2020 e isso já prova que você é uma pessoa forte, resiliente e capaz de vencer. Agora, portanto, não é hora de jogar a toalha, de pensar pequeno, de se abater, de desistir da luta. Mas, para que você seja capaz de vencer, você terá que fazer escolhas, mudar hábitos, afastar-se de fatos e pessoas negativas e negadoras que, muitas vezes, por serem fracassadas, não suportam o sucesso alheio. Assim, procure não se deixar contaminar pelo noticiário político de qualquer lado. Não estou pedindo para você ser uma pessoa alienada dos acontecimentos, mas não seja uma voraz consumidora de Fake News ou de pessoas que você mal conhece, órgãos e instituições com grandes interesses econômicos e ideológicos, não revelados, por detrás daquelas opiniões. Leia menos jornais e revistas, escolha bem seus programas de televisão, seus filmes e séries de canais fechados e mesmo postagens na internet. O desafio de selecionar o que jogar dentro de sua mente será ainda mais importante em 2021. Não me lembro na história mundial de estarmos entrando num ano com tantas incertezas. Ninguém sabe como será este ano, como o mundo reagirá e como o Brasil irá se sair. Mas é o que temos - uma grande neblina mundial. A única certeza é que temos que acreditar mais em nós mesmos. Acreditar e pisar fundo, cuidando de nossa saúde física e principalmente de nossa saúde mental. Como diz o ditado latino - Mens sana in corpore sano - temos que ter uma mente sã, num corpo sadio. Mens sana in corpore sano é uma citação latina, derivada da Sátira X do poeta romano Juvenal. No contexto, a frase é parte da resposta do autor à questão sobre o que as pessoas deveriam desejar na vida: “Deve-se pedir em oração que a mente seja sã num corpo são. Peça uma alma corajosa que não tenha medo da morte, que ponha a longevidade em último lugar entre as bênçãos da natureza; que suporte qualquer tipo de trabalho; desconheça a ira; nada cobice e creia mais nos trabalhos selvagens de Hércules do que nas satisfações, nos banquetes e camas de plumas de um rei oriental. Revelarei aquilo que de melhor podes dar a ti próprio: o único caminho de uma vida tranquila passa pela virtude.” Assim, para vencer grandes desafios temos que seguir esses conselhos de Juvenal: com uma vida alicerçada em virtudes e valores elevados, com muita disciplina e forte domínio da vontade, e principalmente com uma mente sã, num corpo sadio, venceremos! Confie mais em você! Acredite e pise fundo! Pense nisso. Sucesso!


Opinião Por: Wagner Parronchi, colunista wagnerparronchi@hotmail.com

Que vergonha! Não dá para ficar nem vermelho de vergonha. Estou roxo

N

osso país, com tradição e expertise em

É com muita tristeza que assistimos a todos esses

campanhas de vacinação, foi humilhado e,

acontecimentos, principalmente após expressiva parte da

além de sair atrasado, iniciou a campanha

população brasileira ter depositado tamanha confiança em uma

com uma quantidade pífia de vacinas e

mudança de postura política que, ao longo de menos da metade

insumos disponíveis, tudo porque, em vez de resolver os problemas de agora e da

sociedade brasileira, principalmente em relação aos efeitos e da própria pandemia, nosso líder “supremo” manteve-se [pré]

do mandato, já é possível ver sinais de que nada mudou, e o político segue firme olhando apenas para o próprio umbigo. A truculência e o extremismo, de um lado ou de outro, em

ocupado com 2022, com a reeleição e os problemas da sua

nada contribuem para o fortalecimento da democracia e da

própria família.

economia e, muito menos, para o combate aos efeitos e à

Inadmissível tamanho descaso, da falta de bom senso e do despreparo para com a saúde e vida do brasileiro que morre aos milhares por dia em nome de uma disputa política entre nossos líderes, em momento que era necessário unir forças e apoiar toda e qualquer iniciativa cientificamente comprovada para o tratamento e a prevenção de casos graves e gravíssimos da doença. O Brasil perdeu o “timing” e se viu no imbróglio de ter seus pedidos postergados ou mesmo rejeitados para o fornecimento de vacinas e insumos, cuja desculpa, segundo o Planalto, é a alta demanda e não implicações políticas. Seja uma ou outra, a culpa é do governo brasileiro: se hoje faltam vacinas e insumos, o motivo está no atraso de seu próprio planejamento, bem

própria pandemia. Nesse momento não há espaço para pensar nas próximas eleições.

Toda energia deve ser canalizada para combater essa doença que já fez chorar mais de 200 mil famílias brasileiras, contando apenas os eventos “mortes”, sem contar o desemprego, a fome e a miséria Por isso, insisto nessa tecla mais uma vez, visto que estamos sofrendo por nossa própria culpa, já que era óbvio e ululante

como da sua capacidade de negociação prévia. Nem se fale

o comportamento de quem aí está: nós temos que aprender a

das questões políticas: quando a boca de um líder fala demais

votar com consciência, análise e critério.

e sem pensar, quem sofre é a sociedade. 12 Revista Energia

Que vergonha! 


Capa

O sucesso do seu negรณcio

passa por aqui (ou deveria passar) Sua empresa tem atingido as metas, os objetivos e os resultados esperados? Texto Heloiza Helena C Zanzotti

14 Revista Energia


informações de valor – sejam elas sobre nosso próprio negócio, sobre a empresa na qual trabalhamos ou até mesmo sobre nossa vida pessoal. Manter-se no mercado é sinônimo de inovação contínua.

“Organização e eficiência na gestão reduzem custos e conquistam maiores resultados para a empresa” TRANSFORMAÇÃO DIGITAL Você sabia que 90% dos dados disponíveis no mundo foram criados nos últimos dois anos? Segundo o IBC - Instituto Brasileiro de Coaching -, as empresas precisam inovar constantemente para não perder a fatia de mercado que lhes pertence. É fundamental que organizações criem mecanismos, softwares, bem como produtos e serviços ainda mais assertivos, sempre com foco na melhor experiência do usuário. Transformação digital é isso: um processo através do qual as empresas utilizam a tecnologia para melhorar seu desempenho, ampliar seu alcance e otimizar os resultados. O SUCESSO PASSA PELA ANÁLISE DE DADOS Atualmente, a maior dificuldade das empresas é responder com rapidez e eficiência às diversas mudanças do mercado, que acontecem em um nível frenético com a evolução da tecnologia. Acompanhar (- ou não) esse ritmo ocasiona uma competitividade muito grande e qualquer decisão tomada na hora ou de forma errada pode não apenas trazer prejuízos, como também minimizar lucros. Ferramentas como uma plataforma de B.I. (Business Intelligence – Inteligência de Mercado) são extremamente necessárias para qualquer empresa, em qualquer mercado de atuação. Com elas, é possível obter informações que, muitas vezes, relatórios comuns não apresentam. Estes dados auxiliam o empresário na compreensão do cenário de seu negócio, identificando tendências e orientando em relação às melhores estratégias. Ou seja, informação é poder. Com os dados tratados e transformados em informações úteis para as tomadas de decisões, é possível identificar problemas e possíveis perdas de dinheiro de forma muito mais rápida.

É

“Apostar na inovação tecnológica é uma possível afirmar que nunca houve tanta dependência da tecnologia como nos dias de hoje. Como você costuma

escolha “sem volta” e inteligente para melhorar o desempenho do seu negócio”

pedir comida em casa? Como compra algum produto virtual? Por qual meio você mais fala com seus amigos hoje em dia? Podemos considerar, já no início deste nosso bate-papo, que a internet tornou nossa rotina mais ágil, prática

e instantânea, modificando significantemente a forma como lidamos com a realidade, certo? No entanto, em muitas empresas, é comum encontrar a realidade do empresário e do colaborador que utilizam a tecnologia para quase todas as tarefas do cotidiano doméstico e social, mas que, no trabalho, ainda entregam um relatório impresso para seu superior, analisam dados em planilhas de Excel ou até mesmo utilizam papeizinhos para lembrar compromissos e afazeres. Vamos encarar a realidade: a vida profissional não pode ser diferente dos outros âmbitos. As tendências empresariais mostram que é preciso automatizar sempre e cada vez mais, a fim de obter dados e poder analisar

SOCORRO, NÃO SEI O QUE FAZER! A maioria das pessoas que abre um negócio acredita que pode gerenciar tudo sozinho. Mas, à medida que a empresa cresce, o empresário começa a perceber que já não dá conta de operacionalizar todas as áreas – e mais, que ele não tem domínio sobre muitas delas. É neste momento que entra a profissionalização. Um bom exemplo é a administração financeira, que pode levar bons negócios a grandes prejuízos e até mesmo à falência. De acordo com o Endeavor – organização global sem fins lucrativos, presente há 20 anos no Brasil – fazer a gestão financeira da empresa se torna um desafio ainda mais importante em ano de crise. São tantos problemas que o empreendedor encontra no seu dia a dia que ele gasta parte considerável do seu tempo tentando apagar incêndios e, por falta de foco ou conhecimento, acaba não dedicando tempo e atenção necessários para resolver seus maiores desafios. Revista Energia 15


PRAZER, NÓS SOMOS O FUTURO De acordo com Tiago Ortolani, gestor e especialista do mercado empresarial, os maiores causadores de fracasso nas empresas são: a ausência de uma cultura empresarial definida, a falta de análise estratégica e a má gestão financeira. A partir desses estudos, a Integrale Soluções Empresariais atua como um ecossistema completo, unindo as áreas de Consultoria em Gestão Empresarial, Auditoria e Planejamento Tributário, Tecnologia e Inovação (Business Intelligence), Terceirização Contábil e Financeira, Tax & Legal e Laboratório de Startups. Seu trabalho envolve orientar, treinar e até assumir rotinas e funções de departamentos empresariais, colocando em ação seu conhecimento específico para cada caso, introduzindo uma visão estratégica e planejando.

“A limitação da empresa é a limitação dos donos. Sua empresa pode ser melhor, sim!” ÁREAS DE ATUAÇÃO

“A Integrale não vende sistemas, ela desenvolve projetos de inovação dentro de áreas tradicionais da sua empresa com qualquer software disponível no mercado”

Carla Oliveira, sócia da área de Consultoria em Gestão. Consultoria em Gestão - Organização e eficiência na gestão, reduzindo custos e demonstrando os resultados da empresa.

Melhorar disponibilidade e a programação dos recursos; Diminuição do custo, aumento da disponibilidade de materiais, melhoria da qualidade;

Aumento da performance comercial, prospecção e faturamento; Garantir disponibilidade e mensuração do estoque e custo por produto, entre outros.

16 Revista Energia

Mateus Fenoglio, sócio da área de Tecnologia e Inovação. Tecnologia e Inovação - Gestão online, informação em tempo real de forma automatizada, via web e celular. Insights para tomada de decisão e dados em tempo real; Garantia da execução dos processos; Facilidade na gestão das atividades e comunicação; Melhoria na qualidade dos dados; Acesso rápido às informações; Aumento da produtividade dos gestores nas análises; Melhoria de receita e redução de custos.

Rafael Ferrinho, sócio da área de Auditoria Tributária. Auditoria Tributária - Organização e otimização da carga tributária, estratégias de auditorias e controles que propiciem transparência e padronização em processos e/ou operações. Otimização da carga tributária; Redução de riscos tributários; Credibilidade nos números apurados e reportados pela contabilidade;

Visão gerencial para tomada de decisão e criação de estratégias focadas no resultado; Evita fraudes e garante melhores práticas/metodologias de trabalho e controles internos.


Allan Chaves e Vinicius Panegalli, encarregados da área de Tax & Legal. Tax & Legal - Prima por oferecer consultoria tributária no Tiago Ortolani, fundador e sócio da área de (BPO) Terceirização Contábil e Financeira. (BPO) Terceirização Contábil e Financeira - Terceirização de atividades contábeis e financeiras da empresa, profissionalizando setores administrativos. Especialistas nas áreas contábil, fiscal, pessoal e societário; Geração de informações personalizadas para as empresas; Especialistas em finanças, fazendo o controle do fluxo de caixa, contas a pagar, contas a receber e indicadores.

Gabriela Baio Meschini (foto) e Natalia Bertoncello, sócias da área Laboratório de Startups. Coloque a sua ideia em prática, com o auxílio de profissionais.  Mentores profissionais com metodologia própria para alavancar sua startup;  Investimento anjo.

mais elevado padrão requerido pelo mercado. Contencioso tributário, administrativo, judicial; serviços “legal advisoring”, são alguns exemplos do vasto portfólio de produtos oferecidos ao empresário.

 Recuperação de créditos;  Afastamento de tributos indevidos, e defesa de autuações fiscais;  Representação jurídica;  Atualização das práticas tributárias conforme os novos entendimentos dos Tribunais Superiores.

Fabio Bonadio, sócio da área de Novos Negócios Novos Negócios – Identifica e estuda oportunidades no mercado relacionadas a todo o ecossistema Integrale Soluções, a fim de abrir negociações e expandir a atuação do Grupo.

Revista Energia 17


CASES DE SUCESSO Os cases apresentados são reais. As empresas tiveram seus nomes ocultados devido ao acordo de confidencialidade com os clientes CASE 1 - GESTÃO DA LUCRATIVIDADE POR PRODUTOS O cliente de médio porte sempre acompanhou o resultado dos seus produtos por valor faturado. Imaginava a lucratividade, mas nunca conseguia validar a veracidade das informações. Na prática, as empresas adequam seus custos a um preço de venda e se esforçam para ser o mais eficiente possível e conseguir reduzir ou diluir os custos. Para tentar operacionalizar esta situação, o cliente apostou no mesmo serviço que a maioria das empresas: encontrou um indicador e multiplicou o mesmo pelo custo da matéria-prima. Tal ação dá uma noção do resultado do produto, mas dificilmente o empresário pode ter certeza da lucratividade. Assim, foi realizada uma análise de fluxo de caixa para acompanhar a saúde financeira da empresa. PROPOSTAS APRESENTADAS PELA INTEGRALE SOLUÇÕES: Implementar revisões do custo direto de matéria prima por produto, diluindo esse trabalho entre apontamentos de diversos setores; Conciliar e organizar as informações de gastos indiretos. Apenas com esse trabalho os custos já são reduzidos; Propor novas formas e estratégias de executar os mesmos serviços com custo indireto menor; Ratear os custos indiretos entre os produtos. Talvez a atividade mais difícil que uma empresa enfrenta, mas, utilizando técnicas e tecnologia para análise dos dados que a empresa já possui em seu ERP, o resultado é impressionante; Implementar técnica e tecnologia para acompanhar o reflexo no preço de venda das oscilações dos custos; Disponibilizar um painel com todos os produtos, custos e resultado em cada mês operacional da empresa. RESULTADO OBTIDO COM O CÁLCULO DA LUCRATIVIDADE POR PRODUTOS: A empresa conseguiu obter um markup para cada tipo de produto ao invés do markup geral, fazendo com que muitos de seus produtos ficassem mais competitivos no mercado e corrigindo o resultado dos produtos que geravam prejuízo. As soluções permitiram que o cliente acompanhasse esses números em tempo real e tomasse decisões ao longo da vida empresarial de forma mais assertiva. CASE 2 - IMPLEMENTAÇÃO DE FERRAMENTA BUSINESS INTELLIGENCE Antes da implantação da Steps BI, o cliente enfrentava dificuldades de performance nos trabalhos operacional e gerencial. Com as ferramentas que possuía até então, não era possível melhorar tais seus resultados. A empresa passava por dificuldade para resolver os problemas operacionais que vinha enfrentando com a falta de informações. Para conseguir identificar qualquer falha, os gestores investiam uma média de 23 horas mensais na análise de relatórios e criação de gráficos a fim de cruzar dados entre setores, detectar e sanar adversidades. A Integrale Soluções entrou em ação com sua plataforma Steps BI - Business Intelligence para preencher esta lacuna através da implementação dos seguintes módulos: FATURAMENTO; FINANCEIRO; ESTOQUE; COMERCIAL; CRM; ALERTAS. Através dos indicadores interativos da Steps BI, os dados puros que seriam enviados à gestão e, consequentemente, à diretoria, foram transformados em dashboards de informações, chegando de forma fácil, dinâmica e ágil, facilitando na tomada de decisões da empresa. Ainda, por ser uma plataforma que proporciona atualização em tempo real, os gestores e diretores acompanharam a empresa com comodidade, via web / mobile de qualquer lugar, sem necessariamente estar na matriz. Com os módulos implantados, foi possível analisar falhas e perdas de cada setor, além de implementar o desenvolvimento de

18 Revista Energia

alertas nas áreas de Contabilidade e Fiscal, fazendo com que os erros fossem rapidamente corrigidos. A Steps BI possibilitou ainda o cruzamento de informações de diversas áreas da empresa, otimizando recursos e tempo em 82%, diminuindo custos e, consequentemente, aumentando os lucros CASE 3 - O REGIME TRIBUTÁRIO NA GESTÃO EMPRESARIAL Antes da auditoria tributária, o cliente enfrentava severas dificuldades financeiras. Após diagnóstico realizado por nossos especialistas tributários, foi detectado que um dos motivos da falta de rentabilidade do negócio era, além da falta de controle e organização da área financeira, a alta carga tributária. Na situação foi reportado que, embora tivesse movimentação financeira relevante, a empresa possuía controles de gastos pobres, não trabalhava com fluxo de caixa, tampouco realizava contabilidade, mantendo apenas o livro caixa (com imperfeições e erros técnicos) para fins fiscais. Também foi diagnosticado que, na maioria das vezes, os custos e despesas superavam as receitas obtidas no mês, gerando prejuízos operacionais. Pela falta de informação e organização, a empresa se mantinha recolhendo IRPJ/CSLL pelo regime do Lucro Presumido1. Tendo em vista que a empresa apresentava seguidos prejuízos ou, quando apresentava lucro, este ainda era inferior a lucro que seria presumido no regime do Lucro Presumido, a Integrale propôs aos sócios um projeto de transformação para organizar as atividades administrativas e financeiras da empresa; melhorar seu controle interno e, consequentemente, a gestão; realizar a contabilidade do negócio; gerar condições de optar pelo regime tributário do Lucro Real2, com o objetivo de reduzir sua carga tributária. RESULTADOS Trazendo números reais, o cliente que fatura em média 7,2 milhões/ano teve redução de custos tributários na ordem de R$ 200 mil/ ano; os custos com IRPJ/CSLL foram reduzidos em mais de 80%. *O projeto realizado não envolveu qualquer tese jurídica ou interpretação arrojada da legislação, mas tão somente a execução daquilo que é totalmente pacificado nas esferas administrativas e judiciais. 


# INSPIRE-SE Por Aline Emanuelle Perim Formada em Biomedicina Estética pela UNIARA, aprimoramento em análises clínicas pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, especialista em Biologia Molecular pelo Instituto Naoum, especialista em Biomedicina Estética pelo Nepuga, Estrategista de Emagrecimento - Licenciada pelo Método de Emagrecimento Afine-se aline_perim@hotmail.com

Quando foi que tudo se tornou prioridade, menos você? A vida é corrida e cheia de afazeres, eu sei. Mas se não cuidar de si, como é que conseguirá prosseguir cuidando de todo o resto? Não importa quando começou a se colocar em segundo plano, não deixe mais de voltar sua atenção para si, de respeitar seus sentimentos e emoções, de dedicar esforços para se fazer feliz. Escute sua música preferida, coma aquele prato que mais ama, cuide do seu corpo, da sua saúde, da sua alma, tome um chá com calma, faça o que te faz bem. Quer que 2021 seja um ano diferente? Priorize o quê e quem realmente importa, começando por você. Ame-se, cuide-se e transforme tudo ao seu redor!


Medicina e Saúde Por: Dra Mariah Guieiro Alves dos Reis Ferraz de Almeida Prado Medicina e Residência Médica em Otorrinolaringologia pela Faculdade Estadual de Medicina de Marília-FAMEMA Especialização/Fellowship em Rinologia Avançada, Endoscopia Endonasal e de Base de Crânio pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP Título de Especialista em Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial pela Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial - ABORLCCF  Membro da European Rhinologic Society-ERS e ABORL-CCF

Estou com tontura: o que eu faço? De repente você se virou na cama e tudo começou a rodar? Você viajou como passageiro do carro e em poucos minutos sentiu algum mal estar ou náuseas?

S

e algum desses episódios já aconteceu com

sensação de que “tudo está rodando”, acompanhadas ou não de

você, em primeiro lugar, acalme-se! A queixa

mal-estar devem, por exemplo, serem prontamente diferenciadas

de tontura é frequentemente recebida nos

daquelas que podem sugerir desmaio iminente como “vista que

consultórios otorrinolaringológicos sendo os

escurece ao realizar certas atividades”, ou das manifestações

indivíduos que a manifestam, muitas vezes,

que envolvem de maneira isolada ou não “dores de cabeça”,

tomados por uma ansiedade intensa gerada pelo

sensação de “cabeça vazia” – dentre outras.

desconhecimento frente ao problema. É compreensível tal comportamento, uma vez que repetidas

vezes o próprio conceito de tontura é interpretado de maneira

É importante ressaltar que a frequência, duração, intensidade com que a tontura aparece e antecedentes pessoais são algumas das variáveis importantes para o entendimento do quadro.

errada. Por isso, o primeiro passo é entender que a tontura é

Nesse sentido, para maior clareza na interpretação deste

um sintoma e não uma doença em si. Sendo assim, questiono: o

sintoma e, principalmente, para o diagnóstico e tratamento

que significa “estar com tontura” para vocês que rotineiramente

precisos do seu fator desencadeante e/ou patologia, recomenda-

apresentam ou já apresentaram algum episódio?

se a busca por um especialista.

Com certeza, as respostas serão as mais variadas, já que

Os otorrinolaringologistas estão entre os profissionais mais

cada indivíduo apresenta uma percepção sobre si mesmo e

bem capacitados para a avaliação deste sintoma. Assim, se

sobre as alterações que acontecem em seu corpo. Queixas de

você ou algum familiar apresenta tontura ou tem dúvidas sobre o

tontura que remetem à ilusão ou alteração de movimento, como

assunto, não deixe de nos consultar.


Revista Energia 25


Look de artista


Modelo: Marina De Callis Pesce Prado Alves @irnaalves Looks: Vestylle Megastore Produção: Jorgin Cabelo e Estética Local: Ômega Lounge Bar Fotos: Moinho Propaganda


Tel: 14 3622 8364 Av. Frederico Ozanan, 770 - JaĂş/SP


Revista Energia 29


30 Revista Energia


Saúde

Vamos falar de

vacinas? Nunca se falou tanto sobre vacinas como agora. E nunca esse assunto gerou tanta polêmica. Será?

Texto Heloiza Helena C Zanzotti

32 Revista Energia


Imagem: internet Revista Energia 33


A

primeira vacina de que se tem registro foi criada no sécu-

EFICIÊNCIA DAS VACINAS

lo XVIII por Edward Jenner, médico inglês, para prevenir a

Questionada sobre a eficiência ou não das vacinas, a médica infectolo-

contaminação por varíola, uma doença viral extremamente

gista esclarece: “É importante lembrar que a vacinação é uma imunização

grave que causava febre alta, dores de cabeça e no cor-

ativa, isso é, depende da resposta do sistema imunológico de cada indiví-

po, lesões na pele e morte. A varíola foi a primeira doença

duo. A grande maioria das pessoas saudáveis responde adequadamente

infecciosa erradicada por meio da vacinação. Para quem

à vacina, mas uma minoria pode não ficar protegida. Em geral, quanto

não sabe, a palavra “vacina” tem origem no latim e significa “de vaca”, uma

mais jovem, melhor é resposta do sistema imunológico. Pessoas imuno-

referência à forma como a vacina foi criada.

deprimidas ou com doenças crônicas tendem a apresentar uma resposta

REVOLTA DA VACINA Não, não estamos falando da polêmica em torno da vacina contra a Covid 19. Por incrível que pareça, isso já aconteceu antes, em 1904 no Rio de Janeiro, quando o médico e sanitarista Oswaldo Cruz implantou a chamada “Lei da Vacina Obrigatória”, com o objetivo de conter a epidemia de varíola. A obrigatoriedade da vacinação e a falta de informação sobre a eficácia e segurança das vacinas causaram descontentamento na população e várias pessoas saíram às ruas em protesto contra a vacinação obrigatória. Houve grandes confrontos entre a população e as forças da polícia e exército, que deixou um saldo de 30 mortos, 110 feridos e 945 presos. O fato ficou conhecido como Revolta da Vacina. Mais tarde, em 1908, quando

menos eficiente”. APROVAÇÃO E SEGURANÇA Dra Luísa reforça o que temos escutado muito ultimamente: “Toda vacina licenciada para uso passa por diversas fases de avaliação, desde os processos iniciais de desenvolvimento até a produção, garantindo assim sua segurança. Além disso, elas são avaliadas e aprovadas por institutos reguladores muito rígidos e independentes. No Brasil, essa função cabe à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), uma agência séria e competente na análise de imunobiológicos, e que é um órgão do Ministério da Saúde. Todas as vacinas disponíveis no Brasil são aprovadas pela ANVISA. Após essa aprovação, a vigilância de eventos adversos continua acontecendo, e isso possibilita continuar monitorando a segurança do produto”.

o Rio foi atingido pela mais violenta epidemia de varíola de sua história, o povo correu para ser vacinado, em um episódio avesso à Revolta da Vacina.

TODAS SÃO GRATUITAS?

O último caso natural da doença foi diagnosticado em outubro de 1977 e

Nem todas. Muitas são oferecidas gratuitamente pelo Programa Nacio-

a Organização Mundial de Saúde certificou a erradicação da doença em

nal de Imunizações (PNI), outras estão disponíveis apenas nos serviços

1980.

privados de vacinação. Segundo explica a infectologista, isso ocorre porque é impossível ao governo de qualquer país oferecer todas as vacinas

“SOU MAIOR E VACINADO!”

para toda a população, tanto por questões econômicas quanto pela capa-

Você certamente já ouviu essa expressão, mas, sabe o que ela significa?

cidade de produção dos laboratórios farmacêuticos.

Em Portugal, a expressão significa ser adulto. Algo como “não se preocupe

“Essa limitação faz com que o Ministério da Saúde tenha que definir

comigo”. De acordo com a Infopedia, é ter idade para saber o que é me-

prioridades com foco nas doenças que mais acometem a população e nas

lhor para si próprio. Outra explicação da expressão “sou maior e vacinado”

faixas etárias com maior risco de adoecer e de apresentar complicações

enraíza-se na visão de sujeito de Kant, instituindo as condições da maiori-

como internações e óbitos. Diante dessa realidade, os governos realizam

dade; e Pasteur, oferecendo saúde através da vacinação.

estudos de custo-efetividade e custo-benefício para identificar quais vacinas representam maior impacto do ponto de vista da Saúde Pública, e

IMPORTÂNCIA DA VACINAÇÃO Quando o assunto é vacina, o que mais desejamos é compartilhar informações corretas e torná-las acessíveis. Assim, conversamos com a Dra Luísa Sajovic De Conti, médica infectologista, que alerta: “Existe um contingente importante de pessoas que deixa de buscar uma vacina por desconhecimento, medo ou por falsas orientações. A internet oferece um universo de informações, mas nem tudo é confiável. No assunto vacina, um site recomendado é o da Sociedade Brasileira de Imunização (SBIm)”. Para a especialista, com relação ao assunto temos dois grandes desafios: os discursos antivacinistas e o aumento dos hesitantes - pessoas que deixam de se vacinar ou atrasam a vacinação. A Dra Luísa explica que as vacinas são o meio mais seguro e eficaz de proteção contra certas doenças e foi por meio delas que conseguimos erradicar a varíola, como mencionado acima, e controlar a poliomielite, o sarampo, a coqueluche, a difteria, entre outras. “Quem não se vacina pode colocar em risco a própria saúde e a de seus familiares, além de contribuir para aumentar a circulação de doenças imunopreveníveis”, ressalta.

34 Revista Energia

qual é a parcela da população que mais adoece com risco aumentado de gravidade”.


VACINAS QUE ENCONTRAMOS NA REDE PRIVADA

COVID-19

O Programa Nacional de Imunizações (PNI) foi implantado em 1973

Quando o assunto é vacina para a Covid-19, há muita polêmica e Fake

e é considerado um dos melhores no mundo. No entanto, apesar de

News envolvendo a questão, mas a especialista afirma: “Podemos informar

todo seu esforço para disponibilizar através do SUS uma boa variedade de vacinas, existem algumas que não oferece, outras que disponibiliza apenas para certas faixas etárias ou para portadores de certas comorbidades.

que o conhecimento obtido com o desenvolvimento de pesquisas em vacinas para o MERS e SARS foi crucial e abriu caminho para o desenvolvimento das vacinas contra o SARS-CoV-2. Cientistas de todo o mundo estão em uma verdadeira corrida contra o tempo para encontrar uma candidata eficaz no combate à pandemia do novo coronavírus. Segundo recente balanço da

No entanto, a doutora esclarece que estas vacinas estão disponíveis

Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 200 pesquisas estão em

em clínicas particulares de vacinação, como por exemplo a meningo-

desenvolvimento e ao menos 45 delas já foram registradas em fase clínica,

cócica B; meningocócica ACWY conjugada; catapora; papilomavírus

que é a etapa de testes em humanos”.

humano-HPV; hepatite A; dengue; herpes zoster; vacina contra influenza; pneumocócica 13 valente; entre outras. Uma informação que muitos desconhecem é que existem vacinas recomendadas para atletas, para

Como ocorreu recentemente, uma vez aprovadas pela ANVISA essas vacinas contra a Covid-19 foram disponibilizadas emergencialmente aos órgãos públicos para utilização no Programa Nacional de Imunização, levando em conta estudos científicos já realizados.

algumas profissões, viajantes ou para pessoas com condições de saúde especiais como transplantados, renais crônicos, diabéticos, cardiopatas, pneumopatas, hepatopatas, pessoas com doenças reumatológicas ou neoplásicas, por exemplo. “As vacinas licenciadas pelo Ministério da Saúde para uso no Brasil e disponíveis nos serviços privados de vacinação são igualmente importantes e devem ser consideradas na proteção de cada indivíduo.

PARA SUA PROTEÇÃO A Dra Luísa faz um alerta importante: “Devemos estar em dia com as vacinas e este não é um assunto que diz respeito apenas às crianças. O simples fato de manter o cartão atualizado pode evitar muita dor de cabeça e até salvar nossas vidas. Sendo assim, é recomendável que tenhamos esse hábito de verificar de tempos em tempos se nosso Cartão de Vacinas está em dia e se existem outras vacinas recomendadas para nossa idade,

Somente a partir desse esforço conjunto entre o público e o privado é

profissão ou condição de saúde. Para isso, consulte o seu médico ou uma

que conseguiremos alcançar taxas cada vez mais altas de prevenção

clínica de vacinação especializada”.

de doenças infectocontagiosas imunopreveníveis”, enfatiza a médica.

E você, está com suas vacinas em dia? 

Revista Energia 35


Por Evelin Sanches Mestrado em Administração Pública e Governo MBA em Gestão Estratégica de Negócios

O Caminho da Fé Onde o impossível é só um passo a ser ultrapassado

R

ealizei o Caminho da Fé saindo da cidade de Águas da Prata no dia 22 de dezembro e chegando ao Santuário de Aparecida no dia 29, motivada por um agradecimento de uma benção alcançada. Peregrinei por 8 dias em companhia do meu cajado, sem quase parar, mas encantada com todo o trajeto e sua motivação! No caminho, além de agradecer, pude observar as belezas das paisa-

gens, conhecer pessoas e propósitos diversificados como o meu de agradecimento, alguns de pedidos, outros de turismo, lazer e até de muita emoção sobre 2 rodas entre motocicletas e bicicletas que realmente voam por todo o percurso. Independente do propósito, vi que em cada um reinava uma força superior, algo de conquista, determinação e lágrimas de superações, afinal, o percurso necessita de fé, há trechos íngremes, longos, dias de chuva e chãos escorregadios que nos fazem dedicar a cada passo muito carinho e satisfação. Inicialmente feito por alguns peregrinos em direção ao Santuário de Aparecida, o Caminho da Fé é um trajeto de peregrinação brasileiro inspirado no Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha. Em uma rota alternativa a outras, predominantemente pavimentadas, esta rota foi oficializada em 2005. Atualmente há diversos caminhos até Aparecida, com saídas partindo dos municípios de São José do Rio Preto, Sertãozinho, Cravinhos, São Simão, Santa Rosa do Viterbo, São Carlos, Descalvado, Tambaú, Águas da Prata, Franca, Borborema e Guaxupé/MG. O trajeto mais longo tem 910 km, considerado o maior das Américas, saindo de Rio Preto; e o mais curto, partindo de Paraisópolis, tem 134 km. O Caminho da Fé é uma rota sinalizada por setas amarelas e composto por trechos de estradas de terra, asfalto, trilhas que cortam fazendas, cercado de muitas pousadas e pontos de atendimento aos peregrinos, além de trilhos de trem compondo um percurso de cerca de mais de 1000 km, incluindo municípios do estado de São Paulo e também do Estado de Minas Gerais. Foi uma experiência incrível, que certamente ficará marcada em minha vida. Quer saber eu recomendo? Claro! E finalizo com um trecho da música de Gilberto Gil:

“andá com fé eu vou, que a fé não costuma faiá...” Informações: http://www.caminhodafe.com.br/ Facebook: Associação dos Amigos do Caminho da Fé @associacaodosamigosdocaminhodafe Tel: (19 36422751)

36 Revista Energia


club

Social

Férias no Jaú Shopping As crianças curtiram muito as férias no Jaú Shopping, com seus personagens favoritos! Seguindo todas as recomendações de segurança e distanciamento, os pequenos puderam tirar fotos pelo vidro e se divertiram muito. Lembrando que todos os ambientes seguem sempre os protocolos de segurança para proteger a sua saúde e a da sua família.


club

Foto: Arquivo pessoal

Social

Zelar é a melhor forma de amar Sempre pensando na saúde dos pets, demos início à campanha de orientação vacinal para os amantes de cães e gatos. A vacinação garante proteção aos pets, inibindo doenças gravíssimas que, desta forma, poderiam evitar facilmente grande sofrimento aos nossos animais de companhia. Vale lembrar das doenças de caráter zoonótico, ou seja, aquelas que podem ser transmitidas para nós, sendo importante para nossa proteção. É importante destacar que, quando levamos anualmente nossos pets para a vacina, o bom profissional faz uma avaliação clínica para ver as condições gerais do paciente, assim, nosso companheiro acaba tendo um acompanhamento clínico anual, sendo possível identificar outras doenças de forma mais rápida, obtendo muito mais sucesso na cura e evolução das doenças. Desta forma, trata-se de uma atitude essencial e praticamente obrigatória para quem ama e quer vê-los saudáveis sempre.

GABRIELA VANZELLI e CAROLINA VANZELLI trouxeram OZZY e MADONA para vaciná-los, não deixando espaço para a raiva. Uma doença que é mortal, tanto para os animais quanto para os humanos.

Apesar de Jaú ter uma incidência baixa da LEISHMANIOSE, VALDIR PASCOAL não hesitou em proteger a SARA desta doença que também acomete humanos e não tem cura.

LAURA USTULIM não perdeu tempo e vacinou o VALENTIN contra a GIARDIA. Eles não querem deixar este protozoário que acomete cães, gatos e humanos adentrar e morar em sua casa.

Conhecida como TOSSE ou GRIPE canina, é uma doença que causa muito sofrimento aos pacientes, sabendo disso, CLAUDIA CASSARO e sua filha ISADORA CASSARO protegeram a CACAU e toda família da Bordetelose que, se comparada a doença dos humanos, seria a COQUELUCHE.

MAIA e ATENA não perderam tempo e correram ao HVA junto com WALTER SARAIVA e RODRIGO MOREIRA para proteger-se das principais doenças. A polivalente, mais conhecida como V10, garante a proteção a doenças martirizantes como CINOMOSE, PARVOVIROSE, LEPTOSPIROSE, dentre outras.


club

Social

Mirante do Pouso Saborear a melhor comida caseira da região com toda segurança é no Mirante do Pouso. A casa desenvolveu um plano de ação para garantir a produção de refeições seguras e evitar a disseminação do novo Coronavírus.


Por Heloiza Helena C Zanzotti

O

Centro de Treinamento SENAI “Edward Sávio” atua em Jaú desde 1980. Em 1989, através de convênio firmado entre o SENAI-SP e a Prefeitura Municipal de Jaú, a unidade passou a oferecer cursos na área de calçados e, em 2002, uma nova parceria com a Prefeitura e o Sindicato da Indústria de Calçados criou as condições para que o Centro de Treinamento se transferisse para um novo prédio, situado à Rua Capitão José Ribeiro, 294. Ocupando uma área total de 2.934m2, a instituição possui 12 laboratórios com conceitos tecnológicos específicos; 9 oficinas de aprendizagem; Núcleo de Informação Tecnológica e Inovação – Biblioteca; e atende 16 alunos em média por ambiente de aprendizagem. Com a infraestrutura renovada, o Centro de Treinamento ampliou o atendimento à comunidade empresarial de Jaú, com foco na área da produção de calçados e nas áreas transversais ao setor calçadista. Paralelamente, manteve o atendimento às demais áreas produtivas e transversais com presença significativa na região, entre outras, Eletroeletrônica, Gestão, Logística, Madeira e Mobiliário, Mecânica Automotiva, Metalmecânica, Tecnologia da Informação. A região de atuação do SENAI Jaú compreende 13 municípios, entre eles, Bariri, Barra Bonita, Bocaina, Boracéia, Brotas, Dois Córregos, Iga-

raçu do Tietê, Itajú, Itapuí, Jaú, Mineiros do Tietê, Pederneiras e Torrinha. A escola oferece Cursos de Aprendizagem Industrial – são doze cursos totalmente gratuitos, para jovens entre 14 e 24 anos, idade máxima para conclusão do curso. Em nível técnico, oferece o Técnico de Eletroeletrônica e Informática para Internet. Realiza ainda cursos de curta duração - formação continuada para jovens e adultos - que visam à qualificação, requalificação, aperfeiçoamento ou especialização nas áreas Automotiva, Calçados, Eletroeletrônica, Energia, Gestão, Logística, Metalmecânica, Segurança, Tecnologia da Informação. Cursos de formação continuada também podem ser estruturados sob medida, a partir de demandas específicas das empresas e instituições. O Senai Jaú é referência na qualificação de mão de obra para as indústrias na cidade e região. Destacam-se as contratações de alunos em vagas efetivas de emprego após indicação do SENAI, bem como o percentual de jovens alunos com contrato de aprendizagem durante o desenvolvimento dos cursos.  Informações pelo telefone ou WhatsApp: 3602-8600 Redes Sociais: facebook.com/senaijau e www.instagram.com/senaijau Fonte texto: Senai Jaú Fotos: Arquivo pessoal


42 Revista Energia


Revista Energia 43


Meio Ambiente Por: Marcelo Trementócio

Professor, geógrafo, educador e empreendedor/gestor ambiental

Sustentabilidade e alimentação “compostagem”

A

Como produzir alimentos cada vez mais saudáveis e sustentáveis?

indústria alimentícia no mundo todo utiliza uma porcentagem muito grande de insumos químicos para a produção de seus produtos, mas sim, há exceções. Infelizmente, muitos produtores de hortifrutigranjeiros também utilizam uma quantidade muito grande de agrotóxicos, extremamente prejudiciais aos seres humanos e aos animais. Entre os produtos com maiores quantidades de agrotóxicos estão as frutas como tomate, abacaxi, morango, pêssego, entre outras, e grãos como a soja, o feijão, etc... Felizmente, aquela antiga cultura de se plantar o seu próprio alimento no quintal de casa está crescendo muito. Iniciou-se com o plantio de temperos em pequenos vasos próximo à cozinha e, aos poucos, estão sendo implantadas hortas em pequenos canteiros nas casas. Aqueles que possuem uma propriedade rural, mesmo que para lazer, já estão produzindo hortas maiores e distribuindo a produção entre os familiares. É uma cultura que retorna e a segurança alimentar que cresce a cada dia, e isso é perfeito! Mas, qual é a melhor maneira de produzir alimentos de excelente qualidade em quintais ou áreas rurais? Ao invés de utilizar apenas as fezes de animais bovinos ou de aves, a melhor maneira é a utilização da decomposição de matéria orgânica armazenada, muito conhecida como compostagem. Todas as cascas de alimentos que a pessoa consome como legumes e frutas, restos de polpas e sementes, cascas de ovos, podem ser armazenadas e dentro de poucas semanas, este material se decompondo, torna-se o melhor e mais saudável adubo orgânico a ser utilizado para a sua alimentação saudável e sustentável. Com a compostagem você possui adubos para a sua alimentação saudável e, ao mesmo tempo, desenvolve a coleta seletiva em sua casa, diminuindo a quantidade de lixo nos depósitos do município. E a família torna-se naturalmente um grande agente ecológico. O Meio Ambiente agradece! O planeta agradece! Se você deseja montar sua horta em casa, em sua chácara ou sítio, e

44 Revista Energia

quer saber como montar a sua composteira, entre em contato com o geógrafo Marcelo Trementocio. Ou adquira o seu kit de hortaliças da Agricultura Natural. Adquirindo o seu kit de hortaliças Sabor da Terra, você colabora com o Projeto Sementinha - Hortas Escolares. Participe!

O Projeto Sementinha produz hortaliças de agricultura natural, cuja produção é destinada à própria merenda escolar. No projeto as crianças plantam e colhem o próprio alimento, tudo com a supervisão do gestor do projeto Prof. Marcelo Trementócio.


Revista Energia 45


vida

Boa

Por João Baptista Andrade Diretor da Mentor Marketing e AMA Brasil

Comida e Desperdício O ser humano, como qualquer outro animal do planeta, precisa comer regularmente. Isso faz da alimentação um hábito diário, repetido ao longo de toda a existência da pessoa

C

om exceção de uns poucos afortunados que plantam e criam a sua própria comida, todos nós dependemos do varejo para adquirir o que pretendemos comer. Aí começa o desperdício. Não existe, salvo raras e brilhantes exceções, porcionamento lógico na oferta de alimentos. Vendas a granel só acontecem em poucas lojas, então, com frequência quase que diária, você é obrigado a comprar uma quantidade pré-estabelecida de tudo o que desejar. Uma dúzia de ovos, meio quilo de pó de café, uma acelga inteira, etc. Assim, sempre haverá ovos que passaram da validade, ou folhas amolecidas de acelga, ou o que o valha, perdidos dentro da sua geladeira. Mais desperdício. E na hora de cozinhar, sempre sobram umas cascas, umas folhas de verdura que não aparentavam bem, aparas de carnes e/ou ossos, etc. Cansei de ver gente jogando essas coisas no lixo doméstico... Uma estupidez. Tudo isso ainda é comida e pode ser transformado em caldos básicos a serem usados em outras preparações. Eu faço caldo de tudo, especialmente de vegetais, porque a Tina adora risotos. Mas eu curto também um fumeé de cascas e cabeças de camarão, ou um caldo de cabeça de peixe. Gosto que me enrosco... Mais um truque para evitar os desperdícios: quando for ao açougue, peixaria ou verdureiro, diga como pretende cozinhar o que está comprando. O fornecedor vai se empenhar muito mais tanto na escolha/ seleção dos produtos, quanto na preparação/apresentação dos mesmos. É muito divertido porque o tratamento na loja muda por completo.

46 Revista Energia

Mas vamos aos procedimentos básicos. Use sacos plásticos neutros (são próprios para congelar comida) para acumular as diferentes aparas. Os vegetais eu guardo todos juntos no congelador. Quando eu acumulo uma quantidade grande coloco tudo na panela com água, sal e pimenta branca moída na hora, acendo um fogo baixo e deixo lá. Quando o volume original da panela se reduzir à metade, o caldo estará pronto. Basta coar e guardar no congelador. Claro que se você continuar cozinhando o caldo vai se concentrar e engrossar, mas eu vou na receita clássica porque sempre dá certo. E por falar em clássicos, acabei de ler, durante as férias, A Fisiologia do Gosto, de Jean-Anthelme Brillat-Savarin, publicado pela primeira vez em 1825. Na época os restaurantes eram raros, quase inexistentes. Se você quisesse comer algo (qualquer algo...) precisaria comprar e cozinhar. E adivinhe você, caro leitor, qual o principal foco do autor (que é o responsável pela divulgação do termo gastronomia)? Isso mesmo. Acertou quem disse caldos. Porque os caldos são a essência da gastronomia, são a felicidade do seu paladar, o prazer das suas papilas gustativas, a sede suprema do sabor. Depois que você deglutir, não faz mais diferença o que era a coisa engolida: virou nutriente. Mas enquanto o caldo estiver na sua boca... Acabe com o desperdício na sua cozinha e repare como não será mais necessário comprar vitaminas na farmácia da esquina.  Até a próxima.


Revista Energia 47


desligue o rádio... Mesmo com tanta tecnologia nos dias atuais, o rádio continua firme e forte, exercendo um papel fundamental na vida das pessoas Texto Heloiza Helena C Zanzotti Fotos arquivo pessoal

A

través desta matéria, cujo título remete à música de Chi-

De acordo com a Secretaria Especial da Cultura, a Organização das

tãozinho e Xororó, convido o leitor a refletir comigo a im-

Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) instituiu a data

portância deste meio de comunicação que, segundo o Sin-

de 13 de fevereiro como o Dia Mundial do Rádio, data escolhida por ser o

dicato Patronal de Radiodifusão - SERT SC, é a segunda

dia de criação da Rádio ONU, lançada logo após o fim da 2ª Guerra Mun-

maior mídia em termos de alcance no Brasil, podendo ser

dial, em 1946.

consumida por qualquer um, inclusive analfabetos e pes-

soas que vivem em regiões remotas.

FUNDAMENTAL NA PANDEMIA

Não importa onde você esteja: nos grandes centros, na área rural, em

Em dezembro de 2020, o jornal O Estado de S. Paulo publicou matéria

casa, no trabalho, no carro, na caminhada ou no ônibus, o rádio continua

ressaltando a importância do rádio neste período de pandemia do coronaví-

sendo um meio de comunicação de baixo custo que faz companhia e leva

rus. A publicação abordou o cancelamento de contratos de anunciantes no

notícias, informação e cultura para os mais diversos públicos em todo o

início da crise, mas ressaltou o aumento na audiência e o papel importante

planeta há cerca de 100 anos.

de emissoras que ajudaram empresas parceiras a anunciar seus serviços delivery enquanto permaneceram fechadas.

UM POUCO DA HISTÓRIA

A matéria também mencionou um estudo da Kantar Ibope Media, apon-

A primeira emissora de rádio do Brasil foi a Rádio Sociedade do Rio de

tando que 75% das pessoas que ouviam rádio antes da crise da Covid-19

Janeiro, fundada em 1923 por Edgard Roquette-Pinto, considerado o “pai

afirmaram que estão consumindo na mesma intensidade. Outros 17% dis-

da radiodifusão” no Brasil, e Henrique Morize, engenheiro industrial que

seram que passaram a ouvir muito mais. Com efeito, durante o isolamen-

atuou ativamente na sua criação. Atualmente no ar como Rádio MEC AM

to social as pessoas procuraram mais a companhia do rádio para ouvir

e MEC FM, foi a pioneira como emissora educativa no país e incorporada

músicas e notícias enquanto trabalhavam, faziam serviços domésticos ou

pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC). A primeira transmissão oficial

dirigiam, e esta é uma característica do rádio que outros meios de comuni-

de rádio aconteceu no dia 7 de setembro de 1922, para festejar o primeiro

cação não possuem, ou seja, você pode fazer outras coisas enquanto ouve

centenário da Independência do Brasil.

a programação.

48 Revista Energia

Imagem: internet

Não

Comunicação


A OPINIÃO DE QUEM OUVE E DE QUEM ANUNCIA

Flávio Adriano Rodrigues Bueno Gerente Comercial e Marketing Conectcor Telecom

José Luiz Souza, comerciário

“Através do rádio, o telespectador consegue

“O rádio é muito importante para mim, através dele fico informado, te-

ter uma experiência mais real e próxima do que

nho a companhia do locutor e também posso participar da programação

é divulgado, pois é uma forma de entreter única

da emissora através das redes sociais”.

e que está sintonizada com as raízes da comunicação. Antes de tudo, nossos avós, nossos pais

Fábio Galvanini, empresário “O rádio está presente na vida de todos, não é mesmo? Qualquer estabe-

ouviam rádio. É um meio de comunicação que se mantém moderno, mediante todo os movimentos da mídia digital”.

lecimento onde a gente vai tem uma estação de rádio sintonizada, para quebrar o silêncio, acalmar, entreter... Para mim também significa agilidade para notícias, além de apresentar músicas novas para

Natã Crivari - Assessor de Comunicação e Marketing – Sicredi Centro Oeste Paulista “Hoje a gente sabe que a penetração do

a população. Apesar de toda tecnologia

rádio é muito grande, muitas pessoas traba-

embarcada nos automóveis, quase sem-

lham ouvindo rádio, dirigem ouvindo rádio, fa-

pre estamos com o rádio ligado para ou-

zem inúmeras coisas ouvindo rádio. Embora a

vir músicas, propagandas de estabeleci-

gente tenha os podcasts, os conteúdos on de-

mentos locais e também a simpatia dos

mand, o rádio ainda tem uma tradição muito

locutores!”.

forte pela sua diversidade, atingindo diversos públicos. Alguns destes são sempre motivos que me fazem acreditar que o rádio tem uma viabilidade muito boa. E trabalhar com rádio é muito mais simples, a produção dos conteúdos tem um custo menor, a produção de um spot de 30 segundos é infinitamente menor que um comercial para TV de 30 segundos. E o rádio também tem uma característica muito local. Quando eu produzo um comercial para TV, produzo com um ator que muitas vezes as pessoas não conhecem; mas quando eu mando um texto para que seja dito no rádio, as pessoas vão ouvir na voz de um locutor local, alguém que elas conhecem, e isso transmite confiança. Então anuncio em rádio porque, para mim, ele traz essa confiança para as pessoas”. SEMPRE PERTO DE VOCÊ Segundo a pesquisa Kantar Ibope, mais de 52 milhões de brasileiros ouvem rádio com frequência e esse público costuma ser fiel. Portanto, trata-se de um meio que permite que sua empresa conquiste novos clientes com mais rapidez. E sua empresa estará com as pessoas até mesmo nos momentos que em elas estão fazendo as mais diversas atividades. Precisa vender algo rapidamente? Trocar seu anúncio? O rádio consegue produzir e colocar no ar em poucas horas. E se o ouvinte tiver qualquer dúvida ou não anotou seu contato, ele liga na emissora e tira suas dúvidas na hora. O rádio continua firme e forte, crescendo constantemente em popularidade, audiência, credibilidade e eficácia. E o melhor: está sempre muito próximo de todo mundo. Ouça, ligue, anuncie e não desligue o rádio... 


Revista Energia 51


52 Revista Energia

Profile for REVISTA ENERGIA

REVISTA ENERGIA 93  

Advertisement