Issuu on Google+

CONSTRUINDO PONTES COM A ESTRATEGIA DE SAÚDE DA FAMILIA A PARTIR DE UM GRUPO COMUNITÁRIO ORIENTADO PELA EDUCAÇÃO POPULAR EM SAÚDE Aline da Silva Alves1 ; Erika Leite da Silva Cardoso 2; Daniela Gomes de Brito Carneiro3; Pedro José Santos Carneiro Cruz4

O Projeto de Extensão Popular da UFPB, PINAB -“Práticas Integrais de Promoção da Saúde e Nutrição na Atenção Básica em Saúde”, vem atuando no bairro do Cristo Redentor desde 2007, na cidade de João Pessoa-PB, norteado pelos princípios da Educação Popular, apresentando como um de seus grupos operativos o “Saúde na Comunidade” que atua desde 2009, realizado quinzenalmente com os moradores da comunidade Pedra Branca e Boa Esperança, e em parceria com os Agentes Comunitários (ACS) da Unidade de Saúde da Família “Vila Saúde”. A partir da promoção e educação em saúde, este grupo prioriza a construção coletiva, de modo que todos os participantes possuem voz e vez nas decisões e atividades desenvolvidas, tornando-se, assim, protagonistas deste processo e, sendo assim, ocorre o estímulo à gestão participação e senso crítico de ACS e comunitários. Neste relato focamos nas atividades realizadas durante o período de setembro à dezembro de 2012, nas quais os temas abordados foram: Aproveitamento Integral dos Alimentos; Reciclagem; Direitos e Deveres do Usuário do SUS e funcionamento da Unidade Saúde da Família – Vila Saúde; A importância do Artesanato e seus benefícios financeiros, pessoais e sociais. Além destas, foram realizadas duas vivências: uma sobre plantas medicinais, realizada no município de Jacaraú - PB e outra sobre arborização realizada no município de Campina Grande - PB. As atividades do grupo acontecem através de rodas de diálogos, vídeos e esquetes,


buscando temas voltados ao cotidiano da população. A caminhada não foi construída só de potencialidades, algumas dificuldades foram enfrentadas, durante esses anos de realização do grupo, como por exemplo, a dificuldade da participação dos ACS’s uma vez que esses profissionais apresentam uma carga de trabalho tensa e cheia de obrigações, o que dificulta o maior envolvimento dos mesmos. Porém o caráter educador e o vínculo que os mesmos apresentam com a comunidade é que os configuram como um dos principais pontos fortificadores dessa experiência. Outro desafio é sensibilizar os comunitários a participarem e compreenderem a importância de experiências como essas que valorizam a Promoção da Saúde. No entanto, percebemos que a sensibilização vem se tornando possível, principalmente, pelo cuidado e valorização que o grupo expressa por seus participantes, suas experiências e opiniões. Com as atividades realizadas foi possível perceber o quanto o grupo vem se fortalecendo no sentido dos participantes estarem demonstrando uma vontade maior de fazer parte e de tocar as atividades de forma protagonista, sendo além de participantes, planejadores e organizadores, se posicionando à frente do desenvolvimento das atividades. As vivências realizadas pelo grupo também tiveram importância em seu fortalecimento e muito aprendizado, podemos vivenciar ricas experiências que como o “Saúde na Comunidade” foram construídas pela orientação da Educação Popular, além de terem sido momentos de descontração e maior integração entre o grupo, dessa forma reafirmamos o caminho coletivo e transformador que queremos continuar seguindo. O grupo "Saúde na Comunidade" vem se firmando como um espaço de articulação e construção conjunta de comunitários, ACS e extensionistas que seguem juntos por um caminho que prioriza a Promoção da Saúde de forma emancipadora, voltada para situações vivenciadas pela comunidade e que valorizam o saber do outro.


21 Relato de experiência PINAB - IV Mostra Nacional de Experiências em Atenção Básica e Saúde da F