Page 1

· 1·

Edição 1010 • 16 de julho de 2013 • Povo da Beira

Edição 1010 • Ano XIX • 16 de julho de 2013 • Semanário Gratuito • Sai à 3ª feira • Diretor: João Tavares Conceição • Siga-nos no

Castelo Branco PSP faz detenções relacionadas com tráfico e consumo de drogas

Página 3

Castelo Branco

Candidato do PSD reúne com sector social e empresários

Página 5

Fundão

Orquestra Típica respira juventude

Página 2

Desporto

Entrevista com o Presidente da Escuderia Castelo Branco

Página 19

PUB

Record europeu de asa delta começou na Gardunha

Página 9

Autárquicas

Independentes apresentam-se nos Cebolais/Retaxo

Página 12

Vila de Rei

Carlos Barata candidato à câmara pelo CDS-PP

Página 17


· 2·

Destaque

Povo da Beira • 16 de julho de 2013 • Edição 1010

OTA respira juventude aos 57 anos Tributos é o novo CD da Orquestra Típica Albicastrense. Um disco que presta homenagem a Arlindo de Carvalho, a Castelo Branco, à música popular portuguesa e ao fado. A comemorar 57 anos de existência a OTA continua jovem e a mostrar em cada espetáculo porque é embaixatriz de Castelo Branco. POR CRISTINA VALENTE

A Orquestra Típica Albicastrense (OTA) apresentou na passada sexta-feira o seu novo trabalho discográfico, Tributo. O CD que demorou cerca de dois anos a gravar é constituído por três medleys "Um abraço a Portugal" que engloba vários temas de norte a sul de Portugal incluindo as ilhas; um tributo ao fado com o medley "Fados de Sempre", onde estão incluídos alguns dos mais conhecidos fados portugueses; um medley a Arlindo de Carvalho com várias das suas principais composições e por último um tributo à cidade de Castelo Branco com o Hino da Cidade e aquele que é o hino da OTA "Saudades da Beira". A OTA que completa hoje, dia 16, 57 anos de existência tem mudado muito nos últimos anos. “Tem hoje muitos jovens, 80% dos nossos elementos são pessoas com menos de 25 anos, e temos uma orquestra que sabe ler música” destaca o Maestro Carlos Salvado. O responsável acrescenta que o facto de a maioria dos elementos da Orquestra ter formação musical permite à Orquestra apresentar temas mais complexos, “há uns anos isto não era possível, porque a maior parte das pessoas que constituíam a OTA tocavam de ouvido”

afirma Carlos Salvado. A maior parte dos elementos da Orquestra são pessoa ligadas à musica, estudantes ou professores. De há uns anos a esta parte a OTA tem uma escola de música que também tem contribuído para o rejuvenescimento da OTA e para a formação musical dos seus elementos. “A nossa escola de música é uma boa alternativa para quem gosta e quer ter formação, temos formação em vários instrumentos e propinas acessíveis, é evidente que se cria um empatia entre os alunos e a Orquestra Típica nos dá a garantia de que pelo menos alguns deles venham a integrar a OTA” explica Carlos Salvado. A cumprir 57 anos de existência a OTA continua

O mais jovem elemento Chama-se Maria Pio e é o mais jovem elemento do OTA. A Maria tem seis anos, e no Natal juntou-se ao grupo, do qual já fazem parte a avó, a mãe e o pai. A Orquestra Típica Albicastrense é como uma família para a Maria, não só porque dela fazem parte vários elementos da sua família, mas porque cresceu ao som das músicas da OTA e a considerar sua a nossa Orquestra Típica.

Com apenas seis anos, esta menina troca muitas horas de brincadeira pelo estudo da música. ■

a ser uma família, “continuamos a dar-nos todos muito bem, a sentir que estamos em família, é um ambiente que se reflete no nosso trabalho” afirma o responsável. Agenda de espetáculos ressente-se da crise A crise tem afetado também a agenda de espetáculos da OTA, “o ultimo foi mau este está a ser péssimo” diz Carlos Salvado. A diminuição acentuada do numero de espetáculos foi aproveitada para trabalhar mais este CD. Tributo é um disco gravado de forma diferente, com mais cuidados e de forma mais profissional, “foi um disco feito com calma, gravar, ouvir, regravar, fazer al-

terações e voltar a gravar, só assim se consegue um trabalho com qualidade e este é um trabalho com muita qualidade” afirma o maestro. A OTA convidou para o lançamento deste novo CD , Arlindo de Carvalho, homenageado no trabalho e Eugénia Lima, fundadora da OTA. No espetáculo apenas esteve Arlindo de Carvalho, que agradeceu emocionado mais esta homenagem. Eugénia Lima não esteve presente por motivos de saúde. Joaquim Morão, autarca albicastrense, assistiu ao espetáculo e destacou o “importante” trabalho que tem sido desenvolvido pela Orquestra Típica na preservação e divulgação da cultura e do nome de Castelo Branco. ■


Destaque

Edição 1010 • 16 de julho de 2013 • Povo da Beira

Castelo Branco

EDITORIAL

PSP deteve dois jovens por tráfico de droga A PSP de Castelo Branco, anunciou em comunicado a detenção, de dois jovens, de 18 e 20 anos, pelo crime de tráfico de droga. As detenções foram efetuadas na sequência de uma investigação levada a cabo pela Esquadra de Investigação Criminal, no âmbito de crimes de tráfico de droga. No âmbito desta operação, e dando cumprimento a mandatos de busca domiciliária, a PSP apreendeu 20 plantas de canábis envasadas e acessórios utilizados para construção de uma estufa artesanal para cultivo das mesmas. Apreendeu ainda 175 doses de haxixe, cerca de 500 euros em dinheiro,

uma balança de precisão, seis quilos de fio de cobre, 43 munições de calibre 7,65, nove cartuchos de calibre 12 e três telemóveis. Os indivíduos, natu-

C

rais e residentes em Castelo Branco, vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por convenientes. ■

PSP deteve individuo com plantas e sementes de cannabis A PSP deteve na segunda-feira, dia 15 de julho, em Castelo Branco, no âmbito de uma investigação levada a efeito pela Esquadra de Investigação Criminal da PSP de Castelo Branco um indivíduo do sexo masculino de 51 anos de idade, natural e residente na cidade. No âmbito desta operação, foi dado cumprimento a Mandado de Busca Domiciliária, do qual resultou a apreensão de 20 plantas e 18 sementes de cannabis bem como um moinho utilizado na moagem daquela substância proibida. O detido, que alegadamente cultivava aquelas plantas para consumo próprio, foi presente a tribunal

PUB

· 3·

ontinua a indefinição governamental, apesar das tentativas de acordo entre os três partidos. O Presidente tirou um grande coelho da cartola deixando todos os partidos embasbacados. Tentou satisfazer todas as hipóteses e acabou por ver todos os partidos insatisfeitos. É efetivamente uma proposta mirabolante, mas que não deixa de ser globalmente positiva. Já era tempo de se chamar à pedra quem utiliza o nome do povo indiscriminadamente. Os partidos refugiam-se nos seus interesses particulares e esquecem o interesse nacional. O próprio PS, último (que não o único) responsável pela crise e como primeiro assinante do memorando tem que ser parte ativa na resolução do problema. Mais do que querer ser governo, deveria pugnar para ter um país economicamente estável. Como é evidente este apelo ao grande partido

O Coelho da Cartola DIRETOR JOÃO TAVARES CONCEIÇÃO

da oposição só surge pelo falhanço das políticas económicas dos partidos do arco do poder. A miopia que têm evidenciado é que obrigou a chamar outros para tentar resolver a situação. No entanto permanecem muitas dúvidas, desde o possível entendimento entre os partidos até à sua capacidade, em termos qualitativos, de resolução dos problemas do país. Mas consideremos que governar a prazo também não é grande opção. Da mesma forma que não se saber exatamente se os ministros são os mesmos é um bocado complicado. Doze meses de campanha eleitoral é um tempo demasiado largo para que se tomem medidas de fundo, que eleitoralmente não pro-

voquem desgaste. Os cenários são diversos, que o digam os vários comentadores que pululam por essas televisões. É pena que ainda não tenham encontrado a solução correta, para bem de todos. Novo resgate e/ou protelamento do pagamento da dívida são opções, que se não passarem pelo perdão de parte da dívida, não nos levam a lado algum. O apego ao poder de uns, a irresponsabilidade de outros ou a procura desesperada de poleiro de ainda outros, não nos augura nada de bom para este verão quente. Teremos de aguardar pelos próximos capítulos, mirando a medida que a maioria dos cidadãos parece não desejar neste momento – as eleições antecipadas. ■

A vida continua significando o que significou: continua sendo o que era. O cordão de união não se quebrou. Porque eu estaria fora dos teus pensamentos, apenas porque estou fora da tua vista? Não estou longe, somente estou do outro lado do caminho. (Santo Agostinho)

AGRADECIMENTO ainda na segunda-feira, para primeiro interrogatório judicial de arguido detido, para aplicação das medidas de coação tidas

por necessárias. Até à hora de fecho desta edição não foi possível saber quais as medidas que lhe foram aplicadas. ■

Os familiares de JOSÉ ALVES MARTINS,, vêm por este meio agradecer a todos os que, das mais diferentes formas, lhes manifestaram o seu pesar pela morte do seu ente querido. A todos o nosso bem-haja. PUB

Consultas de Nutrição Consultório: Commédicos Rua Conselheiro Albuquerque, 4 r/c – Esquerdo 6000 -161 Castelo Branco Nutricionista

Joana Pimenta Oliveira

Telefone: 272 346 482 - Telemóvel: 96 184 3412


· 4·

Castelo Branco

Povo da Beira • 16 de julho de 2013 • Edição 1010

Cinema nos Museus

Nove semanas de cinema no Museu Francisco Tavares Proença Júnior A Direção Regional de Cultura do Centro, em colaboração com a Fila K Cineclube (Coimbra), Cineclube de Avanca (Aveiro), Cineclube da Guarda (Guarda), Anazart - Associação Nazarena de Artes Plásticas (Nazaré), Pé de Pano (Castelo Branco) e Atelier Arte e Expressão (Caldas da Rainha) vai levar a sétima arte aos principais espaços museológicos da Região Centro. Cinco museus da Região Centro vão abrir as suas portas ao cinema entre 15 de julho e 15 de setembro – 9 Semanas de Cinema. O Museu Francisco Tavares Proença Júnior, de Castelo Branco, agendou, para os meses de verão, uma programação cultural

muito diferente: a exibição de alguns dos filmes mais marcantes da história da sétima arte. A iniciativa, organizada pela Direção Regional de Cultura do Centro, realiza-se no âmbito da estratégia de criação de um programa transregional de eventos e de trabalho em rede e visa proporcionar

uma maior proximidade do público aos museus, assim como divulgar e desenvolver a cultura cinematográfica em espaços diferentes do usual. Ao difundir-se a sétima arte através do cinema de autor, não apenas se promove culturalmente os vários públicos, como também se reforça a liga-

Câmara de Castelo Branco justifica eficiência financeira com "rigor" Castelo Branco foi considerado pelo Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses como o que tem melhor eficiência financeira do país em municípios de média dimensão. A Câmara de Castelo Branco teve a maior pontuação entre os municípios portugueses no ranking global, face aos anos de 2011 e 2012, obtendo 529 pontos. Para Joaquim Morão, os resultados "divulgados demonstram a solidez financeira da Câmara de Castelo Branco, mas também o rigor e o critério colocado na gestão do município". O presidente da autarquia adiantou que "estes resultados, analisados por pessoas independentes, são uma honra para Castelo Branco". No entender de Joa-

quim Morão, os resultados "demonstram a grande capacidade de gestão da autarquia”.“Nós temos a melhor eficiência financeira, mas temos feito muita obra, pagando pontualmente a toda a gente", disse. O ranking global dos municípios portugueses foi divulgado na quinta-feira e faz parte do Anuário dos Municípios Portugueses, num estudo desenvolvido pelos investigadores João Costa Carvalho, Maria José Fernandes, Pedro Camões e Susana Jorge, numa edição da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas. Para o apuramento do ranking dos municípios portugueses com melhor eficiência financeira foram avaliados 15 indicadores, como dívidas a terceiros por habitante; liquidez;

endividamento líquido por habitante; prazo médio de pagamentos ou grau de execução da receita liquidada relativamente a despesas comprometidas, entre outros. De acordo com o Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2011/2012, divulgado na quinta-feira, em Lisboa, a dívida global dos municípios desceu mil milhões de euros nos últimos dois anos, que também registaram a primeira descida do passivo no setor autárquico desde 2006. O estudo realça que as transferências do Estado ainda são a principal forma de sobrevivência financeira da generalidade dos municípios, seguidas dos impostos e taxas cobradas e só depois a venda de bens e serviços pelas câmaras. ■

ção das pessoas com o seu património. Para além das sessões serem levadas a cabo nos espaços museológicos locais, os próprios filmes exibidos têm como tema central o facto de terem sido filmados, integral ou parcialmente, em museus. Reflete-se assim a relação que o Cinema estabelece com outras artes,

PROFESSOR JIKINEH Tlm.: 969 402 867 - 911 095 838 Africano, grande cientista espirutualista, cim super magia negra e branca mais forte. Resolve com rapidez no máximo de 4 dias qualquer que seja o seu caso, exemplo: Amor, Negócios, Impotência Sexual, Prender e Desviar, Afasta e Aproxima pessoas amadas, Exame, Jogo, Espirutuais, Alcoolismo, Droga, Maus olhados, Inveja, etc... Lê a sorte, dá previsão da vida e do futuro pelo bom espírito e forte talismã. CONSIDERADO UM DOS MELHORES PROFISSIONAIS Não há problema sem solução - Consultas das 9H às 22H / Segunda a Domingo

Rua Duarte Pacheco Pereira Nº79, 5º F Damaia de Baixo 2720-213 Amadora

in Italia (1954), de Roberto Rossellini (79 min) A Mulher que Viveu Duas Vezes / Vertigo (1958), de Alfred Hitchcock (123 min) Manhattan (1979), de Woody Allen (96 min) Requiem (1998), de Alain Tanner (105 min) A Arca Russa / Russkiy kovcheg (2002), de Aleksandr Sokurov (96 min) A Gruta dos Sonhos Perdidos / Cave of Forgotten Dreams (2010), de Werner Herzog (90 min) É o Amor (2013), de João Canijo (135’). Em Castelo Branco, no Museu Francisco Tavares Proença Júnior, as sessões têm lugar em julho a 18 e 25, agosto dias 1, 8,15, 22 e 29 e em setembro a 5 e 12. As sessões começam às 22 horas. ■

Associação de Apoio à Criança nos Dias Templários

A Associação de Apoio à Criança do Distrito de Castelo Branco (AACCB), participou na iniciativa Dias Templários de Castelo Branco. Para quem passou na bancada da AACCB, deliciou-se com os mais diversos produtos regionais, desde pão caseiro, pastéis de carne, queijadinhas, fiPUB

PUB

nomeadamente com estas instituições. A DRCC entendeu que o início e o encerramento deste ciclo deveria ser marcado com a apresentação de dois filmes portugueses valorizando, desta forma, a língua portuguesa a a contemporaneidade, uma vez que ambos foram realizados já na segunda década do séc. XXI. A programação deste ciclo de cinema nos museus inclui os seguintes filmes: O que há de novo no Amor? (2011), de Hugo Alves, Hugo Martins, Mónica Baptista, Patrícia Raposo, Rui Santos e Tiago Nunes (111’)Duas Feras / Bringing Up Baby (1938), de Howard Hawks (102 min) Viagem em Itália / Viaggio

lhós, bicas de azeite, pão com chouriço, ovos verdes, rissóis de camarão, pastéis de bacalhau, caldo verde, não faltando as bifanas, entremeada no pão e moelas, que depois de sairem do fogão, o cheiro era irresistível e abria o apetite de todos os clientes que por ali passavam, refrescando-se com bebidas bem geladas, nas

canecas de barro da AACCB, sendo um produto confeccionado artesanalmente e que ainda se encontra à venda nas instalações da AACCB. A participação nestas feiras contribuiu para a divulgação e aperfeiçoamento de todo trabalho desenvolvido pelos clientes e colaboradores da AACCB. ■


Castelo Branco

Edição 1010 • 16 de julho de 2013 • Povo da Beira

· 5·

Autárquicas 2013 / PSD

Paulo Moradias reúne com meio empresarial e sector social Paulo Moradias, candidato à Câmara Municipal de Castelo Branco pelo PSD, reuniu recentemente com entidades de diversas áreas, informa nota da direção de campanha. Segundo o comunicado, “após ter apresentado publicamente a candidatura”, Paulo Moradias “deu início à sua campanha envolvendo-se profundamente nas matérias económicas da região”. Para isso, o candidato reuniu-se com os responsáveis da Associação Empresarial da Região de Castelo Branco (NERCAB), da Associação Comercial de Castelo Branco (ACCIB) e da unidade fabril Delphi. “Estes encontros são de extrema importância para um conhecimento da realidade empresarial da região e das suas potencialidades, por um lado, e por outro permitem dar a conhecer de uma forma mais profunda os nossos projectos para o concelho, que como é público assentam em particular na criação de condições de desenvolvimento económico e criação de emprego”, declarou. Na área social, o candidato reuniu-se com a diretora da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente

Paulo Moradias e Maria de Lurdes Pombo (APPACDM)

Mental (APPACDM) de Castelo Branco e com o diretor regional da Segurança Social. “Esta é uma área fulcral para o bem-estar das populações da nossa região. São instituições fundamentais para complementar junto dos cidadãos as respostas mais adequadas para as suas necessidades”, referiu. Paulo Moradias deslocou-se ainda, no passado dia 6, a Póvoa de Rio de Moinhos para apresentar a lista conjunta Póvoa/Cafede à Junta de Freguesia, pelo PSD. Nesta ocasião estiveram presentes os candidatos das duas freguesias bem como os representantes da comissão política do PSD, numa sala repleta de apoiantes. No mesmo dia, na Lardosa, Paulo Moradias marcou presença no Festival de Folclore onde teve oportunidade de conhecer de perto o espólio etnográ-

Enfermeiros

Greve com elevada adesão no distrito POR TIAGO CARVALHO

A greve dos enfermeiros, que decorreu na terça e quarta-feira da semana passada, demonstrou que estes profissionais “estão disponíveis para contestar o que Ministério da Saúde colocou em cima da mesa”, disse ao POVO DA BEIRA a coordenadora da direção regional de Castelo Branco do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP). Num balanço das 48 horas de protesto, Conceição Rodrigues referiu que em Castelo Branco, no Hospital Amato Lusitano, a adesão à greve foi de 82%, no Hospital Pero

da Covilhã foi de 66% e no Hospital do Fundão atingiu os 100 por cento. Em todo o país os enfermeiros protestaram, durante dois dias, contra o aumento do horário de trabalho para as 40 horas semanais sem remuneração, os cortes no setor da saúde e a situação dos profissionais a Contrato Individual de Trabalho. A greve afetou vários serviços nos hospitais e centros de saúde do distrito de Castelo Branco. Segundo o SEP a adesão à greve no serviço pós-operatório do Hospital da Covilhã foi de 55% e em Castelo Branco atingiu os 80%. ■

fico da região. Aproveitou ainda para privar de perto PUB

com os habitantes locais, procurando inteirar-se das

suas preocupações. No dia seguinte, o candidato do PSD deslocou-se à aldeia do Sesmo, e em particular ao evento que decorreu junto à sua bela praia fluvial. “É uma infraestrutura de grande valor para a nossa região, com excelentes condições para os veraneantes e para todos aqueles que queiram visitar esta aldeia. Existe, no entanto, ainda um cami-

nho a percorrer para levar esta praia a ser uma escolha turista mais regular, tal como acontece com outras ofertas do nosso concelho, na procura de se potenciar a actividade económica da região. Como já referi por várias vezes, não basta criar as infraestruturas. É preciso promove-las, e colocá-las ao serviço das populações”, afirmou Paulo Moradias. ■


· 6·

Regional

PJ identificou suspeito de originar fogo na Covilhã

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou a identificação de um individuo que constitui como arguido e apresentou nos serviços do Ministério Público da Covilhã como presumível autor de um incêndio florestal ocorrido na passada quarta-feira, no Teixoso. Segundo uma nota do Departamento de Investigação Criminal da PJ da Guarda, o incêndio foi causado pelo "uso indevido de uma motorroçadora, na limpeza de terrenos com lâmina de corte em zona florestal", operação proibida durante a época crítica de incêndios florestais, classificada como "Fase Charlie". O fogo consumiu cer-

ca de um hectare de mato com giestas, pinheiros bravos e carvalhos, pondo ainda em risco duas habitações, "não tendo tido consequências mais graves graças à pronta intervenção dos Bombeiros Voluntários da Covilhã", que contaram com a colaboração de dois helicópteros, refere a fonte. O suspeito, depois de apresentado às autoridades judiciárias competentes, para além de outras medidas, "está obrigado a prestar trabalho comunitário", refere a fonte. No corrente ano a PJ já procedeu à identificação e detenção de 18 indivíduos pela autoria do crime de incêndio floresta, indica. ■

Covilhã

Sindicatos dizem que infantários não vão ser privatizados Os Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Sul e Regiões Autónomas (STFPSSRA) e dos Professores da Região Centro (SPRC) emitiram um comunicado onde revelam que foram “oficiosamente” informados que os três infantários Instituto de Segurança Social no concelho da Covilhã (“Bolinha de Neve”, na Covilhã; “O meu Cantinho”, no Teixoso e “O Capuchinho Vermelho” no Tortosendo), “à semelhança do que aconteceu em 2012, também este ano não vão ser privatizados”. “A confirmar-se”, referem as direções distritais dos sindicatos, “esta é uma retumbante vitória da valorosa luta que foi levada a cabo pelas trabalhadoras (docentes e não docentes), pelos pais e encarregados de educação e de uma forma geral pela comunidade educativa que, de uma ma-

neira ou de outra sempre se associou aos protestos desenvolvidos contra a privatização destes importantes serviços públicos na área da educação”. Para os sindicatos este desfecho é “o resultado da luta que passou pela subscrição de cerca de 1500 pessoas num abaixo-assinado; que envolveu de forma exemplar as trabalhadoras nas greves nos dias 12 e 27 de junho, que levou ao encerramento destes três Infantários; a concentração do dia 12 de junho, em Castelo Branco frente ao Centro Distrital de Segurança Social, onde também participaram pais, encarregados de educação; as vigílias no Teixoso e na Covilhã com a empenhada presença de centenas de participantes e tantas outras iniciativas, algumas de forma espontânea, que foram levadas a cabo por quem se preocupa e não quer ver o futuro desbaratado”. ■

Povo da Beira • 16 de julho de 2013 • Edição 1010

First Lab Choir Conductors realiza-se na Beira Interior em fevereiro de 2014 Aproveitando a sua estadia em Roma como júri do concurso “Música Sacra a Roma” a convite da Interkultur (Alemanha) Luís Cipriano conclui mais uma parceria para a Associação Cultural da Beira Interior, desta vez com a Meet Music (Hungria) para a realização do “First Lab Choir Conductors” um projeto internacional dedicado a maestros de coros e que terá lugar em Fevereiro de 2014 na Beira Interior. O projeto consiste em uma semana de trabalho para maestros de todo o mundo, com especial incidência em maestros portugueses, em que serão trabalhados aspetos que lhes permitam melhorar as performances dos respetivos coros. Para isso a ACBI contará com a presença do Reverendo Monsenhor Valentino Miserachs Grau (Vaticano) e que será responsável pela Música Sacra, Aurélio Porfiri Maestro no Conservatório de

Shangai (China) que terá a cargo a Música Contemporânea e Zimfira Poloz Directora do Higt Park Choirs of Toronto (Canadá) que orientará na categoria de Coros Infantis e Escolares. Aqui, também aberto a professores de E. Musical que tenham coros nas suas escolas. Este novo projeto da ACBI terá lugar todos os

anos, sempre na beira Interior, e trará a Portugal não só nomes importantíssimos da música coral como também maestros de vários países. Em paralelo, será lançado um outro projeto denominado “Holysingdays” através de uma parceria com uma empresa hoteleira da região e que consiste em estágios de coros realizados na Beira Interior a preços convida-

tivos aproveitando assim para dinamizar a economia local em épocas ditas baixas para a nossa região para além de permitir vários concertos na região através das autarquias que tenham parcerias com as ACBI. Este projeco será divulgado a nível mundial através de parcerias já existentes entre a ACBI e várias federações corais de todo o mundo. ■

Pavimento português de produção de energia entra em funcionamento na Covilhã O primeiro pavimento português de produção de energia com base na passagem de pessoas e veículos começou a funcionar na sexta-feira, na Covilhã. Os modelos “Waynergy” - nome do projeto – estiveram durante os últimos meses a ser colocados na estrada, passadeira e passeio que ficam em frente ao hospital e começaram sexta-feira, a produzir energia suficiente para iluminar o pavimento e para dar energia os semáforos daquele local. “Também será possível alimentar o painel publicitário que fica no local, para fazer e dar a conhecer a medição da energia criada. Mais tarde, começaremos a injetar energia na rede”, especificou Francisco Duarte, um dos criadores do projeto. Trata-se do primeiro teste real do projeto que começou a ser desenvolvi-

do em 2010, em parceria com a UBI. Francisco Duarte, 29 anos, e Filipe Casimiro, 27 anos, mestres em Eletromecânica, sentiram que era hora de desenvolver uma tecnologia que aproveitasse a ideia de produzir energia aproveitando a mobilidade das pessoas. “O conceito parecia-nos muito viável. Lá fora já se tinham desenvolvido alguns mecanismos, mas não eram rentáveis. A nível mundial faltava tecnologia que permitisse gerar mais energia com um custo de

produção muito inferior, que permitisse que este aproveitamento fosse tão rentável, como por exemplo, o dos painéis solares”, refere Francisco Duarte. Os dois engenheiros desenvolveram então a referida tecnologia, aperfeiçoaram-na, registaram a patente, criaram uma empresa (Waydip) e conquistaram prémios e investidores. Francisco Duarte não esconde que ligar os módulos será sentido de forma “especial e com grande emoção”, porque é “o

início de uma nova fase do trabalho desenvolvido ao longo dos últimos anos”. O engenheiro eletromecânico recorda que será uma “etapa importante para validar tudo o que foi desenvolvido em laboratório e verificar eventuais falhas” antes de se iniciar a produção e comercialização. A aposta no mercado externo é assumida pela Waydip, que pretende, para já, obter o retorno de mais de 300 mil euros que já foram investidos no projeto. ■


Idanha-a-Nova

Edição 1010 • 16 de julho de 2013 • Povo da Beira

· 7·

A animação musical de 31 de julho a 4 de agosto

Os Azeitonas e Rui Veloso atuam na XVII Feira Raiana Agosto, o palco é da popular cantora Céline, natural da vila de Idanha-a-Nova. Os Azeitonas, aquela que é já considerada uma banda de culto em Portugal e que conquistou o país com o tema “Anda comigo ver os aviões”, apresenta-se na Feira Raiana no dia 2 de Agosto. Rui Veloso, que conta já com mais de 30 anos de carreira, campeão de vendas de discos e de bilheteiras, e que canta e é autor (juntamente com Carlos Tê) de temas conhecidos de todos, como “Porto Sentido”, “Não há estrelas no céu” ou “Bairro do Oriente”, sobe ao palco no dia 3 de Agosto. Todos estes espetáculos têm início às 23h00. A música será, de facto, uma constante na 17ª

Foto em: praza.com

No ano em que se comemoram os 50 anos dos Paços do Concelho de Idanha-a-Nova, Os Azeitonas e Rui Veloso são os cabeças de cartaz da XVII Feira Raiana, que se realiza de 31 de Julho a 4 de Agosto. Do rol de artistas que irão passar pelos palcos da Feira fazem ainda parte Zé Perdigão e Céline. O encerramento do certame cabe à Filarmónica Idanhense, cujo espetáculo será acompanhado por fogo de artifício sincronizado pela Pirotecnia Oleirense. No dia 31 de Julho, no primeiro grande espetáculo da Feira Raiana, será a vez de Zé Perdigão mostrar a sua sonoridade ibérica, que reúne instrumentos como a guitarra portuguesa e a gaita-de-foles. No dia 1 de

Rui Veloso atua dia 3 na Feira Raiana

edição da Feira Raiana, onde atuarão igualmente Mara Pedro (Fado/Música Galega), Luís Moreno (Música Popular), Subliminal Legacy (Rock), Moços do Adro (Hard Rock) e Ciranda (Música Tradicio-

nal). Durante todos os dias da Feira será ainda possível assistir ao Festival Toques e Cantares Raianos e a animação de rua. Dedicado aos mais jovens, na Sexta e no Sábado, haverá Djs a passar música na Praça de

Touros. Se de Portugal estará presente o fado e a música tradicional, de Espanha virá o flamenco e a cultura musical do outro lado da fronteira, ou não fosse a Feira Raiana o melhor

exemplo de promoção e cooperação entre os municípios da Beira Interior Sul e da Província de Cáceres. A Feira Raiana, que este ano é novamente dedicada aos Produtos da Terra, é um certame de cariz económico e cultural, que se insere no âmbito da cooperação da Associação La Raya/A Raia, e que funciona como uma grande mostra dos sectores Agroindustriais, Turismo e Cultura. Os seus principais objetivos passam por fomentar as relações económicas transfronteiriças e dinamizar o mundo rural, estimulando o desenvolvimento sustentável da região e contribuindo para a dinamização do sector agrícola e da atividade turística. ■

Alunos da Califórnia estudam Língua e Cultura Portuguesa no Geopark Naturtejo

Ladoeiro recebe Festival da Melancia

Pelo quarto ano consecutivo Universitários da Califórnia estudaram, cinco dias, no Geopark Naturtejo. Catorze alunos estão a frequentar o Curso de Verão “Língua, Literatura e Cultura Portuguesa” organizado em parceria entre a Universidade da Califórnia - Berkeley e a Universidade do Estado da Califórnia em San José e administrado por esta última. O curso teve início a 20 de Junho, na cidade de Ponta Delgada, nos Açores e terminará dia 14 de Agosto em Lisboa. Os alunos frequentam diversas licenciaturas e mestrados, na Califórnia. A organizadora deste Curso é Deolinda Adão, diretora do Programa de Português da Universidade do Estado da Califórnia em San José e Directora Executiva do Programa de Estudos Portugueses da Universidade de Berkeley (Califórnia). As Instituições de Ensino Superior Portuguesas parceiras nesta iniciativa são as Universidades dos Açores, Lusófona do Porto e Lusófona de Lisboa, bem como o Instituto Politécnico de Castelo Branco, através da Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova.

A nona edição do Festival da Melancia do Ladoeiro realiza-se no próximo fim de semana, dias 20 e 21 de julho. Através de várias atividades alusivas à melancia, o certame promove um dos produtos de referência da campina de Idanha-a-Nova, onde a produção deste fruto está enraizada O Serviço Educativo do Geopark Naturtejo preparou, com o apoio da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, um programa educativo de 2 a 7 de Julho de 2013, destinado a estes jovens, no território Naturtejo. Durante a estadia, os alunos participaram em aulas de Língua e Literatura Portuguesa, ministradas na Escola Superior de Gestão, em Idanha-a-Nova e em aulas de campo leccionadas por Manuela Catana, em alguns geomonumentos do Geopark Naturtejo. Decorreram também visitas guiadas por técnicos do Município de Idanha-a-Nova, em Idanha-a-Velha e Proença-a-Velha. O grupo ficou instalado na Pousada da Juventude de Idanha-a-Nova. Os alunos experienciaram o Património Natural e His-

tórico-Cultural do Geopark Naturtejo. Na Rota dos Fósseis “mergulharam” no Parque Icnológico de Penha Garcia. Visitaram o Núcleo Museológico dos Lagares de Azeite de Proença-a-Velha. Deram um pulo a Espanha para ver a Ponte romana de Alcântara e no regresso, em Segura foram conhecer o processo de produção de sabonetes biológicos, na Quinta do Valado. Tiveram ainda, oportunidade de visitar o Balneário das Termas de Monfortinho e experimentar as suas relaxantes e retemperadoras águas. Em Idanha-a-Nova puderam assistir e participar num ensaio das Adufeiras do Rancho Etnográfico de Idanha-a-Nova, bem como num ensaio da Banda Filarmónica Idanhense. Percorreram a Rota dos Barrocais,

para conhecerem a Aldeia Histórica e o Monte-Ilha de Monsanto e partiram à descoberta da Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha. Passearam de barco no vale do Tejo para visitar o imponente Monumento Natural das Portas de Ródão e no Jardim da Casa das Artes e Cultura do Tejo admiraram os dois troncos fósseis. Por fim, antes de partirem rumo ao Norte do País, visitaram a Aldeia do Xisto da Foz do Cobrão. Deolinda Adão salientou que enquanto realizar este curso de verão em Portugal, as aulas no Geopark Naturtejo serão sempre incluídas, dadas as excelentes infra-estruturas, a forma carinhosa de acolher e o riquíssimo património Natural e Histórico-Cultural deste maravilhoso território. ■

há muitos anos. A melancia é o principal ingrediente do evento, mas haverá ainda a habitual feira de produtos regionais, tasquinhas, restaurantes, ‘live cooking’, animação musical em palco e de rua. O festival é organizado pela Câmara Municipal de Idanha-a-Nova e pela Junta de Freguesia do Ladoeiro.■

Tiro

Vencedor da Taça de Portugal é de Medelim

O vencedor da taça de Portugal de Fosso olímpico de 2013 é de Medelim no Concelho de Idanha-a-Nova, João Manuel Lopes Serra junta assim mais um trofeu ao seu vas-

to currículo,sempre com o apoio da Camara Municipal de Idanha-a-Nova, e da associação desportiva e recreativa de Medelim e em representação do Clube de pesca e caça de Braga. ■


· 8·

Regional

Povo da Beira • 16 de julho de 2013 • Edição 1010

Covilhã

Formalizada saída de José Sócrates dos quadros da Câmara O ex-primeiro ministro José Sócrates deixou de pertencer aos quadros técnicos da Câmara Municipal da Covilhã, segundo informação prestada formalmente e "para conhecimento" aos vereadores da autarquia. O documento fazia parte da ordem de trabalhos da reunião ordinária pública do executivo, mas nem o presidente da Câmara, Carlos Pinto, fez a apresentação prévia, nem os vereadores fizeram qualquer intervenção sobre o assunto. O pedido de José Sócrates é muito curto e não invoca qualquer razão para

o fim do vínculo laboral, limitando-se a pedir a exoneração do cargo, ao abrigo da lei. A Câmara aceitou e o despacho já foi aprovado. O ex-primeiro ministro de Portugal era engenheiro técnico do município da Covilhã desde 1980. José Sócrates, que estava há cerca de 20 anos com licença sem vencimento, saiu da Câmara da Covilhã em 1988, para exercer, em regime de dedicação exclusiva, o mandato de deputado à Assembleia da República, eleito pelo círculo de Castelo Branco, não tendo desde então voltado a ocupar o lugar. ■

Penamacor

PSD defende observância da lei da limitação de mandatos

Foto em: meiagaliota.wordpress.com/

A Comissão Política Concelhia do PSD de Penamacor emitiu uma nota de imprensa, onde defende “a observância da lei da limitação de mandatos autárquicos” neste concelho raiano e “desafia os partidos políticos a apresentar candidaturas que não sejam questionáveis perante a lei”. No comunicado lê-se que “a pouco mais de três meses das eleições autárquicas, o PSD de Penamacor é a primeira força política a tornar pública a sua posição quanto à lei aprovada pelo governo socialista de José Sócrates, que impede a recandidatura a um quarto mandato aos autarcas que tenham cumprido três mandatos consecutivos na presidência de órgãos autárquicos, como juntas de freguesia e câmaras municipais”. A estrutura política anuncia que “não candidatará autarcas que se encontrem a executar

um terceiro mandato nas juntas de freguesia”, defendendo a “lei em vigor e que os titulares de cargos políticos devem ser confrontados com uma barreira que os impeça de se eternizarem no poder”, desafiando os restantes partidos “a seguirem o exemplo”. O PSD de Penamacor recorda que “atualmente o Partido Socialista detém a maioria das junta de freguesia do concelho, e é também o partido em

que mais autarcas, oito, se encontram a executar o terceiro mandato consecutivo à frente dos destinos das autarquias, não se podendo recandidatar”. A concelhia social democrata lembra ainda que “apesar das diversas interpretações da lei, vários têm sido os autarcas que ignoraram a legislação e avançaram com candidaturas a autarquias, como é o caso do Porto, Lisboa, Guarda, que mais tarde foram consideradas ile-

gais pelos tribunais, após as providências cautelares interpostas pelo Movimento Revolução Branca”. A estrutura política insurge-se assim “contra todas as candidaturas que não tenham em conta o cumprimento da lei da limitação de mandatos autárquicos”, alertando que fará “uso dos meios disponibilizados para impedir a recandidatura de autarcas em fim de ciclo devido à legislação”. ■

autor do projecto, entrega àquela empresa a execução das duas primeiras fases do projecto, prevendo a possibilidade de entretanto se avançar para a execução simultânea da terceira fase, num prazo total de 300 dias. Após a assinatura do contrato, o Bispo da Diocese falou da necessidade

de cuidar do património e, havendo várias casas na Diocese, relembrou a opção assumida em Conselho Presbiteral e noutros órgãos consultivos de se apostar nesta casa, para futuramente ali centrar muita da Vida diocesana. Da parte da construtora, o Engenheiro Palmeiro manifestou o contentamento por chegar a este dia e afirmou que irão dar início aos trabalhos de imediato. Um pequeno beberete rematou a cerimónia, dando oportunidade de um convívio informal em que se foi expressando a satisfação por ver que é chegada a hora de esta casa que marcou o percurso formativo de boa parte do nosso clero merecer a atenção que necessita para poder continuar ao serviço desta Igreja diocesana que com tanto carinho e generosidade a colocou de pé. ■

Assinado o contrato de empreitada para a Requalificação do Seminário de Portalegre Numa cerimónia simples, mas carregada de profundo significado, foi assinado, no Seminário do Imaculado Coração de Maria, o contrato de empreitada entre o Seminário da Diocese de Portalegre-Castelo Branco e a Construtora Centrejo, L.da, para a reconstrução daquela casa, coração da Diocese. Sendo necessário evitar que o edifício entre em degradação geral e havendo necessidade de preparar uma residência digna para os sacerdotes aposentados do serviço pastoral e ainda requalificar a residência dos sacerdotes pastoralmente activos, bem como reabilitar o grande salão de actos e a capela maior para que possam servir as actividades de âmbito diocesano, chegou finalmente o dia em que se fez a entrega da obra à construtora vencedora do concurso particular que o

Seminário promoveu junto das empresas que convidou para o efeito. O projecto, da autoria do Arquitecto portalegrense Luís Calado, prevê a reconstrução total do edifício em 7 fases diferentes, sendo a primeira a da cobertura do edifício, a segunda a da residência para os sacerdotes jubilados e a

requalificação da habitação dos sacerdotes no activo, a terceira a recuperação do salão de actos e da capela, incluindo o fechamento dos claustros, de modo a permitir uma melhor climatização daquele salão, a quarta a preparação de quartos e salas que possam servir como centro pastoral, para retiros e outros encontros

formativos. O contrato agora assinado, na presença do Bispo da Diocese, do Vigário Geral, do Reitor e do Ecónomo do Seminário, e outros sacerdotes residentes no Seminário de Portalegre, de alguns Arciprestes, alguns membros do Conselho Económico, dos representantes da Construtora, e do


Fundão

Edição 1010 • 16 de julho de 2013 • Povo da Beira

· 9·

Recorde europeu de asa delta batido a partir de lançamento no Fundão O recorde europeu de distância em asa delta foi batido num voo que partiu da rampa da Serra da Gardunha. O novo recordista é um estudante universitário espanhol, Blay Júnior, com 24 anos, que pratica asa delta desde os 15 anos. No voo em que conseguiu bater o maior “recorde registado a nível europeu”, percorreu uma distância de 370 quilómetros. O máximo conseguido anteriormente tinha sido de 324 quilómetros, também alcançados por um espanhol. E a maior distância pessoal de Blay Júnior estava registada nos 321 quilómetros. Na passada terça-feira e, num voo que “começou de forma complicada” e sem deixar antever o feito,

Blay Júnior partiu do Fundão e só aterrou em Almuradiel (Ciudad Real), a sul de Madrid. Tinham passado oito horas e 12 minutos. “Quando comecei, pensei que era impossível fazer um voo muito longo. As condições térmicas e o vento estavam fracos e não

permitiam alcançar grande altitude, nem velocidade. Não conseguia planar muito”, contou Blay Júnior. O novo recordista recorda que nas primeiras quatro horas de voo fez apenas 140 quilómetros e que, ao fim dos primeiros 80 quilómetros, na zona de Idanha-a-Nova, chegou a

estar a menos de 70 metros de distância do solo. Pensou em aterrar, mas conseguiu voltar a subir. Passados 50 quilómetros já tinha alcançado 3.800 metros de altitude. Aos 190 quilómetros de distância, Blay Júnior percebeu que “afinal era possível”. Continuou no ar, até

Quarta-feira, 17

agrupamentos de escolas para que um grupo de alunos identificado por cada agrupamento possa contar a história da sua aldeia ao Panda. O projeto “Panda à Descoberta de Portugal” será transmitido pelo Canal Panda, numa série de 12 episódios, com estreia quinzenal e duas emissões diárias, três dias por semana. A série estará também disponível na página do canal e na aplicação Canal Panda para dispositivos móveis. O concurso “Histórias Criativas – Eu Conheço a Minha Aldeia” pretende dar asas à imaginação das crianças. Os alunos do 1º

Ciclo das escolas do território das Aldeias Históricas foram convidados a construir histórias baseadas nas lendas das suas aldeias, sob orientação dos professores, tendo as Aldeias Históricas de Portugal selecionado 48 crianças para a produção de um livro, a editar pela Editora Leya-Asa. No âmbito destas gravações, que ocorrerão durante a manhã do dia 17, será promovido um espaço de interação com o Panda, no período entre as 12.00h e as 13.00h. Relativamente ao Canal História, na tarde do dia 17 de julho, serão realizadas gravações para a produção do documentário em

“É a última plataforma virada ao vento dominante, quadrantes norte e oeste, antes de na direção em que sopram esses ventos haver grandes planícies que proporcionam boas térmicas e boas aterragens”, afirmou. A Câmara do Fundão, que em parceria com a Federação, organizou, no final de junho, o campeonato português de asa delta, espera que “este novo recorde contribua para aliciar mais praticantes”, referiu o vice-presidente Miguel Gavinhos. Em junho, estiveram no Fundão 25 praticantes. Em 2014, são esperados muitos mais e há até a possibilidade de em junho o Fundão ser o local escolhido para a pré-temporada do campeonato europeu de asa delta. ■

Em Alpedrinha, Silvares e Salgueiro

Gravações do Canal Panda e do Canal História em Castelo Novo O Canal Panda e o Canal História, em parceria com as Aldeias Históricas de Portugal, estão a desenvolver uma série de 12 documentários com o Canal História e 12 séries Panda Museus – À Descoberta das Aldeias Históricas, em que Castelo Novo será alvo de filmagens no próximo dia 17 de julho, quarta-feira. No que diz respeito ao Canal Panda, a série pretende dar a conhecer uma realidade muito característica de Portugal, envolvendo simultaneamente a comunidade infantil local. Através de um conjunto de atividades didáticas, numa articulação com o projeto “Histórias Criativas”, nos

que foi novamente traído pelas más condições climatéricas, que se verificavam na zona de Madrid, onde acabou por aterrar. Peripécias que o jovem praticante de asa delta pretende repetir noutros voos, para os quais assume como objetivo “alcançar os 500 quilómetros de distância”. “Se conseguimos tudo isto num dia mau, imaginei o que não se poderá fazer num dia bom”, concluiu o desportista, que não poupa elogios à Rampa Serra da Gardunha, recentemente requalificada. Ricardo Costa, representante da Federação de Voo Livre, também garante que esta rampa tem as “melhores condições possíveis” para voos de distância e montanha em asa delta.

Cinema Português em Movimento no concelho do Fundão Castelo Novo, integrado na série com a denominação “Na Rota das Aldeias Históricas”. Está prevista a produção de 12 documentários, um por aldeia, com a duração de 50 minutos cada, com um grande enfoque para a valorização e difusão cultural das Aldeias Históricas, em que o envolvimento da população local nestas produções é uma prerrogativa assente. Os documentários serão transmitidos em Portugal, Espanha e Angola. A estreia do documentário será anunciada posteriormente pelo Canal História. ■

No âmbito da iniciativa Cinema Português em Movimento, o Município do Fundão e o Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA) irão organizar ações de exibição de obras cinematográficas nacionais, entre os dias 19 e 21 de julho, às 21.30h, nas localidades de Alpedrinha, Silvares e Salgueiro. Esta iniciativa pretende assinalar o 40º aniversário de atividade institucional dirigida à proteção e desenvolvimento da atividade cinematográfica em Portugal, tendo como objetivos divulgar e valorizar a produção fílmica nacional, estimular o acesso dos ci-

dadãos à cultura cinematográfica portuguesa e promover proximidade entre o ICA e a sociedade civil. As sessões de cinema irão decorrer ao ar livre e serão gratuitas. 19 de julho Alpedrinha, Palácio do Picadeiro – “Tudo Isto é Fado”. 20 de julho Silvares, Jardins da Casa Dr. Jaime Crespo Pignatelli – “Dot.Com”. 21 de julho Salgueiro, Largo de São Bartolomeu – “Atrás das Nuvens”. ■

PUB

Povo da Beira 0,

5%

2 to Desconrtão em ca

publicidadepbeira@gmail.com

Faça publicidade, divulgue o seu negócio num jornal de grande implementação regional. Contate-nos!

89 €

Nestum Mel Nestlé

CASTELO BRANCO

6,

49 €

0%

5 to Desconrtão em ca

Persil Detergente p/ roupa Pó: 50 Doses Liquido: 54 Doses


· 10· Educação Altran lança Academia em parceria com a UBI, Câmara Municipal do Fundão e o IEFP

A Altran Portugal vai lançar uma academia em parceria com a UBI – Universidade da Beira Interior, a Câmara Municipal do Fundão e o IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional - tutelado pelo ministério da Economia e do Emprego. Esta academia surge no âmbito do centro de formação avançada no Fundão, inaugurado no passado dia 2, em parceria com as mesmas instituições. A Academia arranca em setembro, com uma primeira formação em Java Enterprise Edition - JEE, sendo as formações gratuitas e abertas a todos os licenciados em engenharias de Informática, Electrotécnica e outros ramos relevantes. Esta primeira academia realizar-se-á na UBI, entre 9 e 20 de setembro e terá 25 vagas. Como resultado da formação, 50% dos formandos tem trabalho assegurado, através de um contrato de estágio profissional celebrado com a Altran e o IEFP. “Com esta iniciativa,

damos mais um passo para que o centro nearshore seja uma referência em Portugal e também um espaço promotor de tecnologia e de criação de postos de trabalho no país! A formação que levamos a cabo em setembro destina-se a 25 alunos finalistas, sendo que a Altran irá recrutar 50% deste grupo de formandos, ou seja, aqueles que revelarem melhor aproveitamento na formação. Esta parceria com a UBI, o IEFP e a autarquia do Fundão permitiu-nos lançar a academia, revelando-se uma excelente oportunidade para recém licenciados ingressarem numa empresa multinacional e trabalharem em projetos internacionais, desafiantes e inovadores”, afirma a diretora de recursos humanos da Altran em Portugal, Susana Chaves. As inscrições para a formação em JAVA devem ser feitas através de email com o tema ‘Academia Altran’ para o contacto drh. recrutamento@altran.pt ou java@di.ubi.pt. ■

UBI tem mais de 1200 vagas A Direção Geral do Ensino Superior (DGES), divulgou recentemente as vagas de acesso ao ensino superior (1º ciclo e mestrado integrado) para o próximo ano letivo. A Universidade da Beira Interior, regista o mesmo

número de vagas que nos anos anterior, 1295, distribuídas por vinte e quatro 1º ciclos (licenciaturas) e cinco mestrados integrados. O curso com mais vagas, 140, é o de medicina, que tem mestrado integrado. ■

Alunas da UBI vencem Concurso de Ideias do Côa Criativo Sílvia Martins, Joanna Varandas e Ana Rita Santos venceram o Concurso de Ideias do Côa Criativo, na categoria de “Projeto de Marketing e Comunicação”. As estudantes do 1º Ciclo em Marketing da Universidade da Beira Interior compõem a equipa Creative-UBI.

A iniciativa visa distinguir a melhor ideia criativa para um plano de marketing e comunicação, de âmbito territorial ou regional (do Vale do Côa). O Concurso de Ideias do Côa Criativo foi promovido pela Territórios do Côa, Associação de Desenvolvimento Regional. ■

Povo da Beira • 16 de julho de 2013 • Edição 1010

IPCB participa em Mostra de Ciência Internacional Um projeto desenvolvido no Instituto Politécnico de Castelo Branco, na Escola Superior de Tecnologia, em parceria com três escolas do ensino secundário do distrito de Castelo Branco – Amato Lusitano, Agrupamento Escolas do Fundão e Quinta das Palmeiras, da Covilhã - vai participar na XIV mostra de Ciência Internacional "Ciência en Accion", que decorre em Bilbao, Espanha, de 4 a 6 de Outubro. O projeto do IPCB, com o nome “On-Light – Rede Social ótica”, foi selecionado para ser um dos 80 finalistas da exposição "Ciência en Accion" 2013 à qual concorreram centenas de outros projetos de países que falam o castelhano e o português. Coordenado pelo docente do IPCB Rogério Pais Dionísio e financiado pelo programa português Ciência Viva, o projeto pretende criar sinergias entre diferentes níveis de ensino, para que se apliquem alguns dos conceitos estudados em Física (efeito fotoeléctrico e as propriedades

da luz), de forma experimental e com a finalidade de comunicar. De acordo com o coordenador do projeto, o fenómeno das redes sociais na Internet serviu de mote para este projeto que nasceu da parceria entre as três escolas do ensino secundário e o IPCB e que visa criar uma rede de comunicação simples, usando a luz visível como meio de transmissão. “Foram criadas equi-

pas mistas com alunos do ensino secundário e ensino superior (dos cursos de especialização tecnológica e de licenciatura) que estão a desenvolver um conjunto de emissores / recetores óticos, ao qual designamos de estação. Quando duas ou mais estações estão alinhadas umas com as outras, serão capazes de comunicar entre si, criando uma rede em anel que permita a troca de mensagens de um

utilizador para outro. O emissor usa uma lâmpada de LEDs, que para além de servir para iluminar o meio onde se insere, serve também para enviar a informação desejada. No recetor destaca-se o foto díodo, elemento fundamental na comunicação, pois é graças a ele que é possível recuperar o sinal ótico enviado pelo emissor, e convertê-lo num sinal elétrico”, refere o docente do IPCB. ■

Onze alunos da ESART participam no primeiro Estágio Gulbenkian para Orquestra Onze alunos Escola Superior de Artes Aplicadas (ESART) do Instituto Politécnico de Castelo Branco vão participar no primeiro Estágio Gulbenkian para Orquestra, sob a orientação dos maestros Joana Carneiro e Paul McCreesh, que decorrerá na Universidade de Aveiro, entre 27 de Julho e 1 de Agosto. As provas práticas de seleção dos jovens instrumentistas portugueses ou residentes em Portugal decorreram recentemente em vários Escolas do país, tendo o IPCB sido um dos palcos dessas audições, no dia 5 de junho. Puderam candidatar-se instrumentistas com idades compreendidas entre 17 e 25 anos, dando a Gulbenkian preferência aos candidatos com frequência de ensino superior ou licenciatura completa nos seguintes instrumentos:

violino, viola, violoncelo, contrabaixo, flauta, oboé, clarinete, fagote, trompa, trompete, trombone, tuba e tímpanos/percussão. Sete alunos do IPCB/ ESART foram escolhidos para o naipe de violinos (Catarina Bastos - 1º ano licenciatura; Gisela Santos - 2° ano licenciatura; Vasken Fermanian - 1° ano Mestrado em Música; Tia-

go Santos - 1º ano Mestrado em Ensino de Música; Nuno Vasconcelos - 2º ano Mestrado em Música; Joana Viana - 1º ano Mestrado em Música; Ana Catarina Pinto -1º ano Mestrado em Música), enquanto os restantes integrarão as classes de violoncelo (José Manuel Marques - 3º ano licenciatura), viola-d’arco (Cristiana Alves - 3º ano

licenciatura), clarinete (Mário Apolinário - 3º ano licenciatura) e oboé (José Ricardo Barbosa - 3º ano licenciatura). O primeiro Estágio Gulbenkian para Orquestra tem como “objetivo promover a experiência orquestral e o desenvolvimento do nível artístico entre jovens instrumentistas portugueses”. ■


Educação · 11·

Edição 1010 • 16 de julho de 2013 • Povo da Beira

Docente do IPCB / Escola Superior de Educação

Ernesto Martins escreve novo livro sobre gerontagogia ou gerontologia educacional com idosos O docente do IPCB / Escola Superior de Educação Ernesto Candeias Martins apresenta, no próximo dia 24 de setembro, o seu novo livro que terá como título “Gerontologia & Gerontagogia - animação sociocultural em idosos”. Com a chancela da Cáritas Portuguesa, a nova publicação de Ernesto Candeias Martins “trata a Gerontologia / Gerontagogia na perspetiva da pedagogia social, isto é, na sua dimensão educativa e de animação sociocultural”. O livro apresenta, igualmente, algumas ideias que visam “estimular a energia e a vitalidade nas pessoas idosas, institucionalizadas ou não, fazendo-lhes ver que a sua qualidade de vida aumenta se tiverem um processo de envelhecimento ativo, de preferência começando antes do período de aposentação ou reforma”. Nesta publicação, o autor defende que “a intervenção do gerontólogo social,

do educador social e do animador sociocultural são fundamentais na promoção da intergeracionalidade e da cidadania (sénior) participativa, estando os planos gerontológicos enfocados a partir de intervenções reais ao nível municipal ou territorial”. Constatando que, nos últimos tempos, em Portugal “a preocupação social e educativa pelos idosos tem vindo a aumentar, principalmente ao nível da intervenção e projetos de implementação”, o docente do IPCB/ESE afirma, no entanto, que “a atenção aos idosos numa perspetiva educativa/pedagógica fez-se tardiamente”. Ernesto Martins destaca “a importância da pedagogia social, através da sua vertente prática, a educação social, como um objeto de estudo e implementação, de diagnóstico e planificação de projetos de intervenção gerontológica e intergeracionais, orientados a satisfazer

a identificação das necessidades prévias dos idosos, ao nível do ‘aprender a aprender ao longo da vida’”. Para o autor, “as pessoas idosas são a memória viva de uma comunidade, são sábios e mestres da vida pelo que as suas experiências devem ser aproveitadas

e incluídas numa educação intergeracional no contexto comunitário”. O autor aborda as causas, o processo e as consequências do envelhecimento e da velhice, destacando o papel do educador social e/ou animador sociocultural na intervenção com

UBI

Programa Young VolunTeam

Menção Honrosa para alunos da Nuno Álvares A equipa V+&C+, representante da Escola Secundária Nuno Álvares no Projeto Young VolunTeam, recebeu, no passado dia 28 de junho, na sede da Caixa Geral de Depósitos, em Lisboa, uma menção honrosa por ter realizado a sessão de formação mais original e inovadora, dirigida a alunos do Ensino Superior. O Projeto Young VolunTeam, lançado pela Caixa Geral de Depósitos, e que teve como parceiros a Entrajuda e a Sair da Casca, lançou um desafio a vinte e cinco escolas portuguesas: sensibilizar toda a comunidade escolar para a prática do voluntariado. As escolas tinham de realizar sessões de formação para alunos dos 1º, 2º e 3º ciclos. Contudo, na ESNA, a equipa V+&C+ foi mais longe ao realizar uma sessão para alunos e professores da ESE de Castelo Branco. Fo-

ram explicitados os valores do voluntariado e as atividades realizadas pela equipa no âmbito do Projeto e dadas algumas sugestões pelos alunos e professores da ESECB. A qualidade da sessão fez com que fosse atribuída a menção honrosa de sessão de formação mais inovadora e original à equi-

os idosos, de modo a contribuir para a sua qualidade de vida. Ostenta como desafio ajudar os idosos a conservarem um melhor nível de autonomia e participação, alertando para a necessidade de mais recursos e serviços de apoio. O livro “propõe-se ser

um desafio na orientação daqueles profissionais, responsáveis institucionais e pessoas voluntárias, que ajudam e apoiam os nossos idosos por esse país fora a conservarem melhor o seu nível de autonomia, de satisfação, alegria e qualidade de vida, proporcionando-lhes mais recursos médico-assistenciais, sociais e socioculturais (animação), etc”. O objeto de estudo do livro é o idoso, através da (s) “Ciência (s) do Envelhecimento”. O prefácio da publicação é assinado pelo professor catedrático de “Psicologia da Velhice”, Florêncio Vicente Castro, da Universidade de Extremadura (Faculdade de Educação/ Badajoz) e o prólogo por Luís do Rosário Costa do IPCB/ESE que enaltecem a sua importância para os (futuros) profissionais gerontólogos, gerontagogos, educadores sociais e/ou animadores socioculturais.■

pa da ESNA, na sessão de encerramento e entrega de prémios do Programa Young VolunTeam. Esta menção constituiu uma motivação para a equipa que não pretende ficar por aqui, pois os jovens voluntários têm já diversas ideias que querem pôr em prática. Nas suas palavras, “o ‘bichinho do voluntaria-

do’ tomou conta de nós, por isso temos de dar continuidade a este projeto envolvendo o maior número de pessoas possível. Todos os voluntários são bem-vindos e, se quiserem DAR MAIS AO MUNDO, podem contactar-nos através da nossa página do Facebook (www. facebook.com/vmaisecmais.voluntariado)”. ■

Gabinete de Acesso ao Ensino Superior ajuda estudantes À semelhança do ano anterior, a Universidade da Beira Interior terá a funcionar a partir do dia 17 de julho um Gabinete de Acesso ao Ensino Superior (GAES), no qual disponibilizará apoio em todo o processo de candidatura, orientando os estudantes nesta fase. Neste sentido, e fomentando toda a cooperação, o Gabinete possui, ainda, um espaço com equipamento informático e técnicos de apoio, para submeter as candidaturas on-line. Saliente-se que o aluno candidato ao ensino superior que pretenda usufruir de bolsa, deverá fazer a respetiva candidatura durante o período de candidaturas de acesso ao ensino superior e não na instituição de ensino onde for colocado durante a semana das matrículas como acontecia an-

teriormente. Este Gabinete encontra-se instalado no Pólo I da Universidade da Beira Interior, junto aos Serviços Académicos, funcionando das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17:30, com os seguintes contactos: tel. 275 329 254 / e-mail: acesso@ ubi.pt. Conjuntamente com o Gabinete de Acesso, a UBI tem ainda on-line um Fórum, para esclarecimento de questões relativas ao acesso à UBI para candidatos em http://forum.ubi.pt. O Fórum é uma ferramenta com grande utilidade no que respeita ao apoio de quem tem de preparar a candidatura à UBI, matrícula e inscrição, ou até mesmo informações acerca da cidade, transportes, vida nocturna, entre tantos outros aspectos. ■


· 12· Destaque

Povo da Beira • 16 de julho de 2013 • Edição 1010

Encerramento da Estação de Correios Autárquicas 2013

CDS-PP critica atual executivo da junta de freguesia

José Luís Pires encabeça lista independente a Cebolais/Retaxo POR CRISTINA VALENTE

O candidato à Junta de Freguesia de Castelo Branco pelo CDS-PP, Diogo Pita Botelho, lamenta que, o atual Executivo da Junta de Freguesia de Castelo Branco, “não tenha efetuado todos os esforços, a fim de manter abertas, as instalações dos CTT de S. Tiago”. Em comunicado a candidatura do CDS-PP lembra que os CTT celebraram já muitos protocolos com Juntas de Freguesia e com algumas Instituições de Solidariedade Social, “que permitiram a continuidade do funcionamento das Estações dos Correios, no próprio local onde estas já estavam instaladas ou em locais próximos”. Para Diogo Pita Botelho, esta situação, é um exemplo do que são “as

reais prioridades” do atual executivo da Freguesia de Castelo Branco. “É através destes exemplos que se percebe o valor e o respeito que o atual executivo demonstra pela população que deveria servir, esquecendo as necessidades mais básicas de todos os que vivem e que trabalham nesta cidade” diz o candidato em comunicado. O CDS-PP recorda que as Estações dos Correios, são para a grande maioria dos idosos, um ponto-chave na sua movimentação diária, cobrindo várias valências, que vão muito além dos serviços postais. “Principalmente por essa faixa da população que merece, da nossa parte, tanto respeito e carinho, esse esforço deveria ter sido feito e concretizado”. ■

A lista Independente CCRRU- Cebolais de Cima, Retaxo e Represa Unidos, candidata às Autárquicas de setembro, apresentou-se aos seus eleitores no passado sábado. Sem promessas, mas com muitos objetivos a lista encabeçada por José Luís Pires, pretende ganhar para unir. “Não viemos fazer promessas, mas apontar objetivos, promessas apenas faço uma, que se ganhar as eleições vamos continuar com os edifícios, das atuais juntas, abertos de segunda a sexta” afirmou José Luís Pires. O candidato defende uma junta próxima dos cidadãos, e quer continuar a trabalhar como o tem feito nos últimos quatro anos no Retaxo, “continuaremos a alertar os responsáveis, para as necessidades da freguesia, e a estar atentos a tudo. A Junta continuará a ser um local de apoio e

ajuda para todos os problemas”. A lista é composta por elementos das três localidades, Represa, Retaxo e Cebolais, e José Luís Pires diz que foi fácil encontrar os 25 elementos da lista . “Foi fácil porque são pessoas que estão unidas com os mesmo objetivos,

criar mais condições para as populações destas localidades”. Afirma o candidato. José Luís Pires admite que o futuro elenco tem pela frente um grande desafio, porque é o primeiro a liderar a junta com a nova constituição, “tem que haver um critério bem defi-

nido, uma postura correta de não beneficiar uns mais que outros, acredito que as rivalidades, bairrismos exacerbados estão ultrapassados e agora é hora de trabalhar todos unidos”. Para o líder da candidatura é “fundamental que o futuro executivo consiga unir as populações”. ■

Juventude Socialista

Jovens apresentam propostas para Castelo Branco POR TIAGO CARVALHO

A concelhia de Castelo Branco da Juventude Socialista organizou, na passada quinta-feira, o fórum ‘Um Jovem Uma Ideia’, que convidou os albicastrenses a apresentarem propostas para o futuro do concelho. A iniciativa, que decorreu na Biblioteca Municipal, contou com a presença do candidato do PS à Câmara Municipal de Castelo Branco. Luís correia debateu as propostas avançadas pelos jovens e pela JS, que aproveitou a ocasião para apresentar as suas ideias para o próximo mandato autárquico. As propostas desta estrutura partidária foram divididas por sete áreas de intervenção. Nos capítulos do lazer e dos transportes, a

A Juventude Socialista apresentou as suas ideias para Castelo Branco

JS propõe a construção de mais ciclovias em Castelo Branco, a rentabilização do parque de campismo e o reforço da pressão sobre a CP no sentido do retorno do intercidades nas condições anteriores à introdução da

automotora. Na área de cultura, os jovens socialistas sugerem descontos ou isenções para menores de 30 anos nos museus municipais e descontos de 50% nos filmes não comerciais proporcio-

nados pela Cultura Vibra, a atribuição de espaços para arte urbana, a realização de um Festival de Arte Urbana e a maximização do potencial do Bordado de Castelo Branco. Na área da economia,

é proposta a criação de um banco de terras online, a instituição de um prémio para jovem empresário do ano e a colocação de painéis solares nos edifícios da autarquia. A nível da ação social, a JS propõe a criação de um banco de voluntariado, aproveitando os recursos das instituições já existentes na cidade. No plano do património, foi enaltecido o trabalho realizado pela Câmara de Castelo Branco na recuperação e revitalização da zona histórica da cidade. A JS exorta ainda a autarquia a obter esclarecimentos junto do Ministério da Saúde sobre o futuro da maternidade da cidade, e propõe a criação de bancos de sangue em colaboração com as entidades do con-

celho especializadas nesta matéria. Segundo Carlos Camões, coordenador da concelhia de Castelo Branco da Juventude Socialista, esta iniciativa deu “às pessoas a possibilidade de se aproximarem das decisões políticas”. Este responsável espera agora que algumas das propostas avançadas pela JS “sejam incluídas no programa eleitoral do candidato” do PS à Câmara de Castelo Branco, nas eleições de 29 de setembro. Luís Correia escutou e debateu as ideias apresentadas pelos jovens. “Algumas das propostas estão já a ser concretizadas”, referiu, frisando que “outros contributos são interessantes e poderão vir a ser utilizados no programa eleitoral do PS”. ■


Destaque · 13·

Edição 1010 • 16 de julho de 2013 • Povo da Beira

“Era uma Vez a Informática” recebe 2350 visitantes O Cybercentro de Castelo Branco teve patente de 1 de março a 8 de julho a exposição "Era uma vez a Informática". 2350 pessoas visitaram a exposição, tendo muitas reconhecido a iniciativa como uma mais-valia para o Cybercentro e para a cidade. Durante o período de permanência da exposição, várias as entidades passaram pelo Cybercentro para a visitar e participar nas atividades educativas que o centro de inovação e tecnologias multimédia albicastrense concebeu especificamente para a mesma. Desde os vários agrupamentos de escola do concelho (Afonso de Paiva, Faria de Vasconcelos, João Roiz, Alcains e São Vicente da Beira), às escolas secundárias (Amato Lusitano, Nuno Álvares),

instituições de solidariedade e reinserção social (Casa da Tapada da Renda, Associação Amato Lusitano – projeto vida a cores, Casa da Infância e Juventude – CIJE) a instituições de ensino especial (Centro de Educação Especial da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental – APPACDM; Associação Educar, Reabilitar e Incluir Diferenças – AERID) , ao Ensino Superior ( Escola Superior de Educação, até ao Ensino Sénior (Usalbi), e às visitas espontâneas realizadas por parte da população em geral, foram muitos os que usufruíram das novas tecnologias do Cybercentro. Com a exposição, o Cybercentro concebeu um kit pedagógico, sobre as atividades expositivo educativas, e que serve de apoio aos

docentes das várias escolas e instituições para o desenvolvimento, em contexto de aula, de atividades, relacionadas com o tema, recorrendo à utilização de ta-

PUB

blets e aplicações de carácter educativo e outras ferramentas existentes em consolas ou no quadro interativo. No âmbito do projeto,

o Cybercentro permitiu ainda a presença a dois docentes de matemática, Filipe Gonçalves ( Escola Faria de Vasconcelos) e Helena Pinho ( Amato Lusitano), no

passado mês de maio, no VI Encontro de Quadros Interativos, que teve lugar no CITA, em Penharanda de Bracamonte (Salamanca). O evento tinha como principais objetivos partilhar as experiências da utilização das TIC’s em sala de aula, nomeadamente os Quadros Interativos e telemóveis, entre os professores das diferentes áreas de ensino, dos dois países. Castelo Branco, pôde assim mostrar aos congéneres espanhóis, em termos de tecnologias educativas, a nossa realidade. Fruto de uma parceria com o Centro Internazional de Tecnologías Avanzadas da fundação espanhola “Germán Sánchez Ruipérez, a exposição contou com objetos históricos, que marcaram a evolução da informática e que foram cedidos por Francisco Arnanz Salas, Diretor Executivo da BitLan Asesores Informáticos, um colecionador apaixonado pela área. De acordo com o Diretor do Cybercentro, Lino Galvão, “a exposição foi o mote para o arranque de um novo projeto transfronteiriço desenvolvido com a FGSR, que serviu para mostrar às escolas que as tecnologias poderão constituir-se numa excelente ferramenta para a transmissão de conhecimentos, dentro e fora da sala de aula. Toda a adesão que se verificou por parte da comunidade escolar só foi possível graças ao apoio da autarquia local”. ■

Faça compras no Intermarché e ganhe vales desconto no combustível. CASTELO BRANCO

Preços baixos e descontos nos combustiveis = faça as suas contas

PROMOÇÃO de 16 de Julho a 22 de Julho Vinho do Porto Velhotes

4,48

€/Unid

Carapau Médio

1,99

€/Kg

Tomate Alongado Cat: II

0,99

€/Kg

Amêijoa Vietnamita Congelada

1,99

€/Kg


· 14· Proença-a-Nova

Povo da Beira • 16 de julho de 2013 • Edição 1010

Hasta pública

Hotel das Amoras sem interessados POR PAULO JORGE MARQUES

A hasta pública para alienação da empresa municipal Proençatur ficou deserta, não tendo sido apresentada qualquer proposta de licitação. A Câmara Municipal de Proença-a-Nova irá agora questionar a Direção-Geral da Administração Local sobre os próximos passos a dar, já que a de-

cisão de venda decorreu da imposição prevista no

novo regime jurídico da atividade empresarial lo-

cal, que prevê a extinção de empresas que apresen-

tem prejuízo em três anos consecutivos. Com um valor base de 700 mil euros, a hasta pública abrangia não apenas o imóvel do Hotel das Amoras, mas a empresa no seu todo, ficando salvaguardados os direitos de antiguidade dos funcionários. Entre as obrigações contratuais de compra, previa-se a manutenção da classificação do hotel pelo

período mínimo de cinco anos. Aprovada pela Assembleia Municipal em fevereiro, a decisão de alienação da Proençatur foi tomada depois de uma empresa de consultoria ter estudado os diferentes cenários possíveis, face ao novo quadro legal. O relatório apontou a venda da empresa e do património como solução mais favorável. ■

Junto ao parque de mercados e feiras de Sobreira Formosa

Lotes habitacionais a custo controlado POR PAULO JORGE MARQUES

Até 19 de julho estão a decorrer as inscrições para interessados no concurso de cinco lotes habitacionais a custo controlado, junto ao parque de mercados e feiras de Sobreira Formosa. O ato público do concurso realiza-se a 22 de julho, às 15 horas, e o regulamento está disponível para consulta no site ou no Gabinete de Assessoria à Presidência, nos Paços do Concelho. Casais que vivam ou trabalhem no concelho e que não tenham habitação própria vão ter

preferência na aquisição. A venda de cinco lotes para habitação visa “incentivar a fixação de pessoas nas freguesias rurais”, num contexto económico que dificulta a aquisição ou construção de habitação própria. Os preços praticados, que variam entre 11 e 14 mil euros consoante a dimensão, incorporam apenas os custos de aquisição, os estudos e projetos entretanto feitos e as obras de urbanização. Além do valor não lucrativo dos terrenos, que serão vendidos com as infra-

estruturas concluídas, estão previstos descontos até 30% nas taxas de urbanismo. Os descontos serão variáveis,

Sobreira Formosa

Mercado de julho estreia novo parque POR PAULO JORGE MARQUES

As feiras e mercados de Sobreira Formosa já foram transferidas para o novo recinto, criado num terreno contíguo à zona industrial, tendo a estreia já decorrido. Ordenado e com infraestruturas de apoio, o novo espaço apresenta condições de segurança e de conforto para vendedores e clientes. A ocupação de lotes no novo parque foi definida por sorteio e as concessões em causa abrangem o período até 30 de setembro. Após essa data, a gestão do espaço será feita nos termos previstos no regulamento, que vai entrar em consulta pública. No caso das duas feiras previstas para os quatro meses em causa, e havendo lugares disponíveis, outros interessados poderão apre-

consoante a classificação dos candidatos na ordem de preferência prevista no regulamento. A residência ou

o facto de trabalharem no concelho são os principais fatores, embora qualquer pessoa possa candidatar-se.

No âmbito do projeto Contratos Locais de Desenvolvimento Social

Gabinete de Apoio ao Emprego e Empreendedorismo POR PAULO JORGE MARQUES

sentar candidatura até três dias úteis antes da respetiva data, ocorrendo o sorteio dois dias úteis antes da feira. Retirar os mercados do centro da povoação, garantindo condições de segurança para todos, e melhorar as condições para feirantes e clientes foram os objetivos da construção do Parque de Sobreira For-

mosa, que dispõe de instalações sanitárias públicas, casa de arrumos e zona de estacionamento. Com uma área de intervenção total próxima dos 19 mil metros quadrados, o parque integra zonas verdes e um parque infantil, assim como cinco lotes a custo controlado para habitação, cujo concurso público está a decorrer. ■

Em caso de igualdade entre dois concorrentes ao mesmo lote, este será sorteado. Os cinco terrenos disponíveis têm áreas que variam entre 601 e 1010 metros quadrados, com áreas máximas de implantação de 133 metros quadrados. Uma vez efetuada a escritura, os compradores terão um prazo máximo de 18 meses para iniciar a construção e 36 meses para a concluir. Os lotes serão obrigatoriamente para autoconstrução, não podendo ser vendidos nos 10 anos seguintes. ■

O Gabinete de Apoio ao Emprego e Empreendedorismo (GAEE) surge no âmbito do projeto Contratos Locais de Desenvolvimento Social que pretende apoiar a integração ou reintegração de pessoas em situação de desemprego ou à procura do primeiro emprego no mercado de trabalho. O gabinete tem como funções o encaminhamento para ofertas de emprego e formação, a orientação na consulta de ofertas de emprego, a elaboração de curriculum vitae e cartas de apresentação e a preparação para entrevistas de emprego. Para quem quer apostar no seu próprio

negócio, o gabinete tem medidas de apoio ao empreendedorismo que visam a informação sobre programas de apoio e financiamento, o apoio técnico gratuito e aconselhamento na fase de elaboração dos projetos. O GAEE tem como principais objetivos: Promover e Apoiar o Empre-

endedorismo, fomentar o Espírito Empresarial/ Auto – Emprego, Promover o desenvolvimento de competências e know-how empreendedor, dinamizar a criação de empresas/ Novos postos de trabalho, potenciar a instalação de empresas de serviços de proximidade e contribuir para o desenvolvimento económico local e regional O GAEE está a funcionar nas instalações da Câmara Municipal, aberto ao público de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30. Os utentes poderão contactar o GAEE através do telefone 274 670 000 ou por correio eletrónico cldsagir@cm-proencanova.pt. ■


Oleiros · 15·

Edição 1010 • 16 de julho de 2013 • Povo da Beira

De 7 a 11 de agosto

Feira do Pinhal e Festa de Santa Margarida em Oleiros POR PAULO JORGE MARQUES

Foto Arquivo

A Feira do Pinhal decorre de 7 a 11 de agosto, enquanto a festa acontece nos dias 10, 11 e 12. Quarta-feira (dia 7): 18h30 -Inauguração da Feira; 20h00 - IX Mostra de Actividades Musicais do Concelho com a atuação do acordeonista Abílio Alves e às; 00h00 a grande atuação musical de "Platinum ABBA" - Tributo aos ABBA, seguindo-se Miguel Agostinho. Quinta-feira (dia 8) : 18h00 - Abertura da Feira; 21h00 -Atuação do Rancho Maltez do Mosteiro e do Rancho Folclórico e Etnográfico de Oleiros. Seguidamente, às 00h00 a atuação do artista Tiago Silva , que animará a resto da noite com a sua música. Sexta-feira (dia 9): 18h00 - Abertura da Feira; 21h00 - Desfile de Moda

"Vestindo Tradições... da Chita ao Sorrebeque"; 01h00 - (já do dia seguinte) a atuação do Teatro aéreo Argentino "Voalá Station"; Festa de dança anos 70, com Lucky Duckies e DJ Shark (no arraial de Santa Margarida). Sábado (dia 10): 15h00

- Demonstração de perícia automóvel, junto ao Pavilhão Gimnodesportivo; 17h00 - Abertura da Feira ; 21h30 Atuação do Grupo de Danças e Cantares do Gaio- Orvalho. Atua ainda a Banda Filarmónica de Oleiros e às 23h00 sobem ao palco os FH5, seguin-

Valorização e internacionalização do património natural e arqueológico

Trilho Internacional dos Apalaches vai ser implementado em Oleiros POR PAULO JORGE MARQUES

A Câmara Municipal de Oleiros acaba de deliberar a implementação da Grande Rota do Moradal – Pangeia, um projeto que visa a valorização e internacionalização do património natural e arqueológico do concelho, através da sua integração no Trilho Internacional dos Apalaches. O trilho português, a ser implementado em Oleiros – nas freguesias de Estreito, Sarnadas de S. Simão, Orvalho e Vilar Barroco -, recebe o nome Rota do Moradal – Pangeia em alusão à emblemática montanha quartzítica daquele concelho, muito valiosa em geo e biodiversidade, assim como ao continente que existiu até há 200 milhões de anos e que reunia todos os continentes que existem atualmente. Com a introdução do mais famoso percurso pedestre do mundo em Portugal, mais precisamente em

do-se o Tributo aos Pink Floyd. Domingo (dia 11): 9h00 – Alvorada; 11h00 - Desfile da Banda Filarmónica de Oleiros desfila pelas ruas da Vila anunciado o dia principal da festa; 17h00 - Abertura da Feira 17h00 - Concentração

das Fogaças no adro da igreja; 18h00 - Celebração da Missa na Igreja Matriz; 18h45 - Procissão pelas ruas da Vila em direção à capela de Santa Margarida; 21h00 - Rui Gaio atua no recinto da Feira;23h00 - Miguel Agostinho inicia as atuações deste dia no

arraial; às 01h30 acontece o momento sempre muito esperado e espetacular das festas : Espetáculo Piro musical "Rock and Fire", pela Pirotecnia Oleirense; segue-se MIGUEL AGOSTINHO vai por a dançar todo o arraial Segunda-feira (dia 12) Feriado municipal. 12h00 - Cerimónia do içar da bandeira nos Paços do Concelho com a presença da Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Oleiros; 16h00 - (no auditório municipal) apresentação pública do livro "O Foral Manuelino de Oleiros" da autoria do dr. Leonel Azevedo,nosso conterrâneo e edição da Câmara Municipal; 19h00 - Entrega da bandeira à comissão de organização das festas de Santa Margarida em 2014; 21h30 - Banda "Orquestra Royal" e às 00h30 - "EXPENSIVE SOUL". ■

PUB

CARTÓRIO NOTARIAL DA SERTÃ DE TERESA VALENTINA SANTOS JUSTIFICAÇÃO

Oleiros, permite-se não só essa ligação transcontinental, numa aproximação ao mercado americano, como também se potencia a diversificação da oferta turística desta região do Geopark Naturtejo, sob os auspícios da UNESCO, apostando no turismo de natureza e no touring cultural e paisagístico. Dando diversidade à oferta de experiências ao longo do percurso e pretendendo alargar o leque de potenciais utilizadores, para além da existência de uma via de BTT, da valorização de miradouros existentes e da recuperação de

trilhos antigos, o projeto contempla ainda uma escola de escalada e uma Via Ferrata com 150 m, a primeira a ser implementada em Portugal. Inserindo-se na estratégia de organização e valorização dos pontos de interesse do concelho e no âmbito do projeto agregador - Rota das Montanhas de Oleiros -; a Grande Rota do Moradal – Pangeia, com cerca de 38 Km, será um eixo turístico de características polivalentes para dar resposta aos diferentes públicos e ampliar o interesse de qualquer visitante em conhecer a região. ■

Certifico que por escritura de cinco de Julho de dois mil e treze, no Cartório Notarial da Sertã de Teresa Valentina Cristóvão Santos, lavrada de folhas cento e trinta e três a folhas cento e trinta e quatro verso, do livro de notas para escrituras diversas número cento e sessenta e um - F, compareceram: a) MARIA DA LUZ PIRES CARDOSO e marido DANIEL MARQUES PIRES, casados sob o regime da comunhão de adquiridos, naturais, ela da freguesia de Fratel, concelho de Vila Velha de Ródão, ele da freguesia e concelho de Vila Velha de Ródão, residentes habitualmente na Rua Principal, no lugar de Marmelal, freguesia de Fratel, concelho de Vila Velha de Ródão; e b) JOSÉ PIRES GONÇALVES, solteiro, maior, natural da freguesia de Fratel, concelho de Vila Velha de Ródão, onde reside habitualmente na Rua da Estalagem, número 14, no lugar de Vilar do Boi, E DECLARARAM: — Que são donos e legítimos possuidores, com exclusão de outrem, na proporção de um quarto para os outorgantes da alínea a) e um quarto para o outorgante da alínea b), de metade do prédio rústico, sito em Vale das Vacas, freguesia de Fratel, concelho de Vila Velha de Ródão, composto de mato, pinhal, oliveiras e pastagem ou pasto, com a área de trinta e nove mil trezentos e quarenta metros quadrados, a confrontar de norte com Américo Fernandes Ribeiro, sul com Joaquim Marques, nascente com Maria Cardoso e poente com o caminho público, inscrito na matriz sob o artigo 31 da secção P, descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Velha de Ródão sob o número quatro mil quinhentos e setenta e nove, sem inscrição a favor dos justificantes. Em relação ao prédio indicado são comproprietários com Francisco Rei Cardoso e mulher Maria dos Anjos Fernandes Pires Ribeiro, residentes habitualmente no lugar de Vale da Bezerra, freguesia de Fratel, concelho de Vila Velha de Ródão, titulares da outra metade, a qual já se encontra registada na referida Conservatória do Registo Predial pela inscrição Ap. dois mil cento e sessenta e seis de dois mil e doze barra zero cinco barra vinte e um, tendo possuído essa fracção com ânimo de compropriedade, na proporção que detêm, verificando-se a existência de uma situação de composse. Que os justificantes possuem em nome próprio a referida metade do prédio desde mil novecentos e oitenta e um, sendo os outorgantes da alínea a) já casados, por doação meramente verbal de seu tio, José Pires, casado com Maria Cardoso, residente que foi no lugar de Marmelal, freguesia de Fratel, concelho de Vila Velha de Ródão, cujo título não dispõem. Está conforme. Cartório Notarial da Sertã, 5 de Julho de 2013. A COLABORADORA, (Isabel Maria da Conceição Fernandes)


· 16· Sertã

Povo da Beira • 16 de julho de 2013 • Edição 1010

Concurso intermunicipal Empreendedorismo nas Escolas POR PAULO JORGE MARQUES

A equipa do Instituto Vaz Serra foi uma das vencedoras do concurso intermunicipal EMPREENDEDORISMO NAS ESCOLAS, promovido pela Comunidade Intermunicipal do Pinhal Interior Sul (CIMPIS) e dinamizado pela empresa GesEntrepreneur. Este concurso destinava-se a premiar a criação, apresentação e defesa de ideias de negócio por parte dos alunos do Ensino Secundário das escolas da região. A apresentação final das ideias, perante o júri, aconteceu na Casa da Cultura da Sertã, em maio. A equipa do IVS, constituída por João Domingues, Ana Domingues, Fábio Domingues (todos do 11º B) e Jéssica Godinho (11º A), foi ainda a equipa designada para representar região num concurso nacional de empreendedorismo. A ideia desenvolvida por estes alunos consiste PUB

em criar uma linha de produtos de higiene pessoal feitos a partir de ingredientes orgânicos, sem substâncias agressivas para o corpo e para o meio ambiente, e elaborados a partir de fragrâncias e essências da floresta local. A linha de produtos tem a designação EXPRESS BODY CARE. Estes produtos de higiene pessoal serão comercializados com dispensadores exclusivos, automáticos, com design apelativo e arrojado. Entretanto, os alunos do 11ºano do Curso de Ciências e Tecnologias desenvolveram, em laboratório, vários protótipos destes produtos, deixando bem evidente o potencial das plantas aromáticas do Pinhal Interior, e convencendo o júri da viabilidade deste projeto. Como prémio, os alunos vencedores passarão um fim-de-semana em Lisboa contactando com empresários e projetos empresariais inovadores. ■

Pela primeira vez com um stand próprio

Casa da Comarca da Sertã na 3ª edição do Festival do Maranho e do Bucho POR PAULO JORGE MARQUES

Terminou a 3ª edição do Festival do Maranho e do Bucho, iniciativa organizada pela Câmara Municipal da Sertã e que contou com a participação das diversas Juntas de Freguesia do concelho, bem como de diversas associações que desenvolvem a sua acção em prol do município, nomeadamente a Casa da Comarca da Sertã (CCS), que participou pela primeira vez com um stand próprio. Inaugurado por José Farinha Nunes, Presidente do Município da Sertã, por Carlos São Martinho, Deputado à Assembleia da República por Castelo Branco, e por Pedro Machado, Presidente do Turismo Centro de Portugal, a Alameda da Carvalha recebeu entre 5 e 7 de Julho mais uma edição deste festival de gastronomia que é

CARTÓRIO NOTARIAL do Entroncamento de Cristina Conceição

EXTRACTO Cristina Maria Conceição, Notária do Cartório Notarial do Entroncamento, sito na Rua Luís Falcão de Sommer, n.° 63, no Entroncamento, CERTIFICO NARRATIVAMENTE, para efeitos de publicação, que por escritura de vinte e um de Junho de dois mil e treze, lavrada de folhas cento e doze a folhas cento e treze verso, do Livro de Notas para Escrituras Diversas número VINTE E TRÊS-D: CARLOS MANUEL MARQUES MENDES, solteiro, maior, natural da freguesia e concelho de Vila Velha de Ródão, residente na Rua Luís de Camões, n.° 15, Cardal, freguesia de Moita do Norte, concelho de Vila Nova da Barquinha, NIF 120 850 850, titular do Cartão de Cidadão número 07393737 1 ZZ4, emitido pela República Portuguesa e válido até 30/07/2016; Outorgou uma escritura de JUSTIFICAÇÃO na qual declarou ser dono e legítimo possuidor, com exclusão de outrem, do seguinte bem imóvel: Prédio misto, sito em Montinho, Rua da Cabeça Alta, freguesia de Fratel, concelho de Vila Velha de Rodão, composto, a parte rústica, de cultura arvense e oliveiras, com a área de trezentos e noventa e oito metros quadrados, e, a parte urbana, de casa de rés-do-chão e primeiro andar em ruínas, com a área de implantação de quarenta e dois metros quadrados, a confrontar do norte com Rua Cabeça Alta, do sul com Joaquim Pires Ribeiro e António Mendes Corga, do nascente com Joaquim Pires Ribeiro, e, do poente com António Mendes Corga, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Velha de Rodão, inscrito na matriz predial rústica em seu nome e de sua mie, Alzira Piedade Marques, sob o artigo 127, secção O, com o valor patrimonial tributário de € 22,99, igual ao que lhe atribuí, e, inscrito na matriz predial urbana em nome de Piedade Maria - Cabeça de Casal da Herança de, sob o artigo 942, com o valor patrimonial tributário de € 4.470,00, igual ao que lhe atribui; Que o imóvel veio à sua posse por doação verbal de seus pais, Alzira Piedade Marques e Manuel Sam Pedro Mendes, o último já falecido, casados que foram entre si, sob o regime da comunhão geral de bens, e residentes que foram na referida Rua Luís de Camões, n.° 15, Cardal, Vila Nova da Barquinha, doação essa que teve lugar em data que não pode precisar, cerca do ano de mil novecentos e setenta e sete; Que, por sua vez, seus pais haviam adquirido o prédio ora justificado por doação verbal de sua avó, Piedade Maria, viúva, que foi residente na Rua Central, n.°13, Fratel, Vila Velha de Ródão, doação essa que teve lugar cerca do ano de mil novecentos e sessenta e seis; Não obstante não ter título formal de aquisição do referido prédio, foi ele que sempre o possuiu, desde aquela data até hoje, logo há mais de vinte anos, em nome próprio, pagou os respectivos impostos, gozou todas as utilidades por ele proporcionadas, conservou-o, procedeu à sua limpeza e manutenção, sempre com o ânimo de quem exerce direito próprio, sendo reconhecido como seu dono por toda a gente; Que essa sua posse é de boa-fé, por ignorar lesar direito alheio, pacífica, porque sem violência, contínua e pública, por ser exercida sem interrupção e de modo a ser conhecida por todos os interessados; Tais factos integram a figura jurídica da usucapião, que invoca como causa de aquisição do referido prédio, por não poder comprovar a sua aquisição pelos meios extrajudiciais normais. Está conforme o original na parte a que me reporto. Entroncamento, vinte e um de Junho de dois mil e treze. A Notária, (Cristina Maria Conceição)

já uma referência a nível nacional, este ano inserido nas comemorações dos 500 anos do Foral Manuelino da Sertã. No nosso espaço expositivo, gentilmente cedido pela Câmara Municipal e pelo qual passaram diversos sócios da CCS, foram disponibilizados diversos materiais promocionais dos concelhos de Oleiros, Proença-a-Nova, Sertã e Vila de Rei, bem como do

município de Mação, e os visitantes puderam adquirir diversas obras literárias a preços de feira, entre as quais destacamos “A Santa Casa da Misericórdia de Proença-a-Nova”, “Sertanense: 75 Anos de História” e “Vilar dos Condes - A terra e a sua gente”, "Os Mendes Barata da Longra", "Nuno de Santa Maria - Fragmentos de Memória Persistente" e "Villa d’El Rey".

O serviço de restauração (Maranhos, Bucho e Sopa de Peixe Dona Helena) esteve a cargo da empresa Santos & Marçal, sócio colectivo da CCS, tendo as confrarias do leitão da Bairrada e do bacalhau participado a convite do município da Sertã. Do extenso programa musical, destacamos naturalmente o concerto de encerramento, a cargo dos sertaginenses PopXula.” ■

SertÃnima e PraiAnima

Regressa animação de verão

POR PAULO JORGE MARQUES

programa PraiAnima.

Na próxima semana regressa a animação de Verão ao Concelho da Sertã. Além do programa SertÃnima, o município promove este ano o programa PraiAnima nos meses de julho e agosto. No âmbito do SertÃnima, haverá espetáculos de música todas as semanas. No que diz respeito ao PraiAnima, realizar-se-ão diversas atividades de animação na Praia Fluvial da Sertã, Praia Fluvial do Troviscal e Margem da Ribeira da Isna (Ermida). Das atividades a desenvolver destacam-se a canoagem, hidroginástica, voleibol aquático, step, assim como rastreios, projeção de cinema e insufláveis. Está assim garantida a animação no verão. A 18 de julho inicia-se o programa SertÃnima com o concerto da Filarmónica União Sertaginense, na Alameda da Carvalha, Sertã, a partir das 21h30m. Nos dias 20 e 21 de julho, a Margem da Ribeira da Isna, na Ermida, recebe as atividades agendadas no âmbito do

SertÃnima julho: 18.07 – Filarmónica União Sertaginense – 21H30M, Alameda da Carvalha, Sertã 25.07 – Big Band da FUS – 21H30m, Alameda da Carvalha, Sertã agosto: 01.08 – Encontro de Concertinas – 21H30m, Alameda da Carvalha, Sertã 21H30M – Grupo Seca Adegas 22H – José Cláudio e Catarina Brilha 22H30M – Grupo de Concertinas de Cernache do Bonjardim 23H – Grupo de Concertinas da Sertã 08.08 - Encontro de Ranchos – 21H30m, Alameda da Carvalha, Sertã 21H30M – Rancho Folclórico do Clube Bonjardim 22H – Rancho Folclórico de Pedrógão Pequeno 22H30M – Rancho Folclórico e Etnográfico de Cernache do Bonjardim 23H – Groupe Folklorique

du Pays de Hanau de Bouxwiller (França) 10.08 – Big Band da FUS – 21H30m, Ateliê Túllio Victorino, Cernache do Bonjardim 22.08 – Filarmónica Aurora Pedroguense – 21H30M, Alameda da Carvalha, Sertã 29.08 – Human Origami – 21H30M, Alameda da Carvalha, Sertã PraiAnima 10H-20H: Rastreios, hidroginástica, step, canoagem e insufláveis 22H:Projeção de Cinema julho: 20.07 e 21.07 – Margem da Ribeira da Isna, Ermida 27.07 e 28.07 – Praia Fluvial da Sertã agosto: 03.08 e 04.08 – Praia Fluvial do Troviscal 10.08 e 11.08 – Margem da Ribeira da Isna, Ermida 17.08 e 18.08 – Praia Fluvial da Sertã 24.08 e 25.08 – Praia Fluvial do Troviscal ■


Vila de Rei · 17·

Edição 1010 • 16 de julho de 2013 • Povo da Beira

Devolver o Futuro a Vila de Rei

De 27 de julho a 4 de agosto

Carlos Batata é o candidato à câmara de Vila de Rei pelo CDS-PP POR PAULO JORGE MARQUES

O arqueólogo Carlos Batata é o candidato `a câmara de Vila de Rei pelo CDS-PP. Existem duas razões fundamentais para se candidatar a presidente da Câmara Municipal de Vila de Rei. A primeira prende-se com o facto de Vila de Rei “estar no meu coração, apesar de não ter nascido lá. Há 20 anos atrás, com a sua simpatia, os vilarregenses acolheram-me, tendo-nos feito sentir, a mim e à minha mulher, como se estivéssemos em casa. Vivemos 2 noites em Vila de Rei e 1 ano no Penedo. Em 1994, Vila de Rei era pouco diferente do que é hoje. O mercado municipal, com os seus cheiros e sabores, era o nosso local de abastecimento. O café situado em frente, o nosso poiso habitual: para tomar a bica e pôr em dia as notícias dos jornais. Conhecemos gente bem interessante (como o saudoso Prof. João Santos) que nos abriram as suas portas e nos receberam de braços abertos. (...) E tem sido assim nos últimos 20 anos. Os vilarregenses conhecem-me”. A segunda razão prende-se com o facto de, sem dar conta disso e ao longo de 20 anos, ter desenvolvido intensa actividade culPUB

tural, sobretudo relacionada com as Conheiras e com o Património Arqueológico e Arquitectónico do concelho, mas sobretudo o primeiro. “O primeiro trabalho foi percorrer todo o concelho, para recolher elementos sobre vestígios arqueológicos existentes no terreno, e que era preciso caracterizar e descrever. Logo encontrámos o castro do Cerro do Castelo (Seada), onde efectuámos duas campanhas arqueológicas que nos permitiram datar esse antiquíssimo castro da Idade do Bronze, ou seja, um local fortificado onde viveram pessoas

há cerca de 3 000 anos atrás. Na mesma altura, em 1994, o Sr. Vicente José da Silva, também conhecido por Vicente Bandarra, procurou-nos no Penedo e com ele partimos à descoberta das Conheiras do Codes que se viriam a tornar as mais importantes explorações de ouro de Época Romana do país, as quais certifiquei em diversos congressos nacionais e internacionais. Conheço bem o concelho de Vila de Rei e as suas gentes, conheço bem as suas necessidades. Por isso me candidato. Porque tenho ideias firmes e

Feira de Enchidos, Queijo e Mel POR PAULO JORGE MARQUES

Vila de Rei volta a receber, de 27 de Julho a 4 de Agosto, mais uma edição da Feira de Enchidos, Queijo e Mel (FEQM). O certame tradicional organizado pelo Município de Vila de Rei, que vai este ano para a sua vigésima quarta edição, pretende divulgar as actividades económicas do concelho e apresentar os mais variados produtos artesanais. A inauguração da FEQM está marcada para as 17:00 horas do dia 27 de Julho e contará com a presença do Secretário de Estado da Administração Local, Dr. António Leitão Amaro e da Presidente da Câmara Municipal de Vila de Rei, Irene Barata. O programa da XXIV edição do evento conta com a 15ª Feira do Livro, exposições, tasquinhas, animação de rua, karaoke, jogos tradicionais, programa desportivo e a realização da 22ª Colheita de Sangue de Vila de Rei. Para animar as noites de festa, os palcos do Parque de Feiras de Vila de Rei vão receber artistas de diferentes estilos musicais, estando a animação do palco principal destinada a Augusto Canário e Amigos, Miguel Araújo, Graciano Ricardo, Quim Barreiros, João Só e Abandonados, Mafalda Arnauth e The Gift. No palco 2 da Feira actuarão ainda Nelson An-

concretas acerca do desenvolvimento económico e social do concelho, da floresta e do potencial turístico que o património natural e cultural vilarregense encerra. Porque tenho imensa simpatia pelas suas gentes, que sempre me fizeram sentir como se estivesse em casa. Porque me afligem os seus problemas de que tomei conhecimento ao calcorrear o concelho: os filhos emigrados, procurando no estrangeiro ou em Lisboa, o pão que a sua terra lhes negava; os dramas dos incêndios que volta e meia assolam o concelho, provocando grandes estragos materiais e às vezes até de vidas perdidas; o isolamento de algumas zonas mais afastadas da sede do concelho; as faltas de acesso ás propriedades de onde retiram alguns rendimentos. Finalmente, o infinito amor à terra que os viu nascer e onde voltam sempre que podem. Como empresário na área da arqueologia e do património em geral, com trabalhos em todos os pontos do país, tenho os conhecimentos necessários para dar um grande impulso ao desenvolvimento do concelho, acabando com a sua desertificação, o isolamento e a falta de empregos que fixem as pessoas à sua terra natal”. ■ PUB

tónio, Igor Alves, Mário Jorge, Rui Miguel e Grupo Novo Ritmo. Constam ainda no programa actuações de grupos de música tradicional – Grupo de Cantares Regionais de Sta. Maria dos Olivais, Grupo de Concertinistas da Casa do Benfica de Vila de Rei, Grupo de Cantares da Amêndoa, Villa d’el Rei Tuna, Rancho Folclórico “Os Canteiros” da Pedreira e Grupo de Cantares “A Bela Serrana”. O evento conta com cerca de 110 expositores oriundos de vários pontos do país, que irão apresentar, além da gastronomia regional, artigos em artesanato e representativos dos sectores industrial, comercial e de serviços. Os visitantes poderão assim provar os saborosos enchidos, queijo e mel da região, apreciar o típico artesanato local e deliciar-se com a rica gastronomia local nas esplanadas instaladas no recinto da Feira. De 27 de Julho a 4 de Agosto, a XXIV Feira de Enchidos, Queijo e Mel oferece o melhor do artesanato, gastronomia e música. Visite Vila de Rei! ■

PUB

CAFÉ ESTRELA Dormidas

Telef.: 275 971 380 Telem.: 969 344 641 Av 1º Maio Nº78 6215-517 Unhais da Serra PUB

Os The Gift marcam presença neste evento

CARTOMANTE CASTELO BRANCO Ajudo a resolver qualquer tipo de problema, graças ao meu dom hereditário e fé. Trabalho de 2ª feira a domingo Marcações pelo Telm.: 965 245 573

Cartomante - Vidente Almeirim e Sertã

Trinta anos de experiência feita com sinceridade e acredite, olhando bem fundo e apenas nos seus olhos, leio toda a carta da sua vida se preciso for e ajudo a resolver todos os vossos problemas de negocios, amor, inveja, mau olhado, desactivação de magía negra, aconselhamentos e outros problemas de difícil solução, para que tenha a vida que sempre sonhou! Honestidade, sigilo e caracter são outro dom que fazem a verdade da minha vida!

Telem.: 918 283 485


· 18· Desporto

Povo da Beira • 16 de julho de 2013 • Edição 1010

Jornada de Desporto e Solidariedade na Escola Superior de Educação POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

O Pavilhão Desportivo da Escola Superior de Educação acolheu, no passado sábado, entre as 10 e as 22 horas, uma Jornada Desportiva, com jogos de futebol, andebol, voleibol, aula de Zumba e jogos tradicionais, contando com a presença de inúmeros participantes. O evento, organizado pela campanha da Nova Energia, da candidata à Junta de Freguesia albicastrense, Ana Rita Calmeiro, teve como objetivo promover a prática desportiva e hábitos de vida saudáveis, mas também incentivar a participação de todos quantos quiseram ajudar a criar uma comunidade susten-

Futsal marcou presença

tável e solidária, havendo ainda, um painel onde cada albicastrense pode inscrever-se para fazer parte da Bolsa de Voluntariado da campanha. Para Ana Rita Calmei-

Dança do Zumba

ro e a sua equipa “o desporto é uma atividade fundamental para qualidade de vida das pessoas em geral e também para a correta formação da personalidade dos jovens. A Junta de Fre-

Equipas Cadetes

VI Torneio Ana Hormigo – ToriSport

guesia deve criar espaços desportivos nos bairros, ao ar livre, onde os albicastrenses possam gratuitamente praticar desporto ocasional com os amigos sempre que lhes apeteça. Em certos lo-

cais bastaria, por exemplo, uma tabela de basquetebol ou uma rede de volei", considera. Além disso, aliar desporto e o voluntariado é para a Nova Energia “uma

combinação perfeita porque o voluntariado precisa de pessoas com espírito de equipa, dinâmicas, determinadas e divertidas, qualidades que o desporto cultiva!”. ■

Torneio Regional da Malha - 2013 POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Paulo Barata e João Bicho venceram, no passado domingo, a prova que se realizou em Partida, S. Vicente da Beira, num total de 15 equipas participantes. "Foi uma jornada de convívio, que contou com cinco equipas da Partida e um elemento bastante jovem, pelo que nos sentimos orgulhosos", afirma a ACRD da Partida, organizadora do evento. ■

Judo

Pódio VI Torneio Ana Hormigo 2013

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

O VI Torneio Ana Hormigo – ToriSport decorreu, no passado dia 6 de julho, no Pavilhão Gimnodesportivo do Agrupamento de Escolas José Sanches e São Vicente da Beira. Aorganização esteve a cargo da Escola de Judo Ana Hormigo (EJAH), que pôde contar este ano com o apoio da empresa ToriSport que ofereceu aos primeiros classificados um fato de judo a cada elemento da equipa vencedora. Foram convidados vários clubes e associações de todos os pontos do nosso país, sendo que responde-

ram ao convite a Escola de Judo Nuno Delgado, a Universidade Lusófona e o Sport Clube Operário de Cem Soldos. Estiveram em Alcains cerca de três dezenas de atletas cadetes dos 15 aos 17 anos de idade em representação de seis equipas. Este torneio contou ainda com a participação de duas equipas da casa, sendo que a EJAH, conseguiu de entre atletas mais cotados e já com alguma experiência e de alguns menos rodados e ainda a acusar muita inexperiência, criar duas equipas de forma ser possível criarem-se duas poules composta por três

equipas cada. A sorte não esteve do lado das equipas da EJAH, que não conseguiram sair das respetivas poules e passar à fase seguinte, ficando nesta competição com não classificadas. Ao longo do torneio foi possível observar excelentes combates e no geral um grande dia de festa e competição, após a realização das meias-finais e respetiva final os resultados foram os seguintes: 1º lugar - Sport Clube Operário de Cem Soldos ; 2º Lugar – Escola de Judo Nuno Delgado 2; e 3º lugares - Universidade Lusófona e Escola de Judo Nuno Delgado. ■

Academia de portas abertas para crianças e jovens POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Durante os meses de julho e agosto, a Academia de Judo Ginásio de Castelo Branco (AJGCB) desenvolve a campanha "portas abertas", deslocando a acoletividade centenas de crianças e jovens para a prática desportiva. Associação de Pais da Escola João Roiz integrando vários agrupamentos, Centro Social Padres Redentoristas Sede e Raposinho, Associação Raia Aventura, Clube Desportivo de Alcains entre ou-

tras, foram as instituições representadas, colocando a Academia todos os recursos á disposição sem o pagamento de qualquer valor. Para além da área desportiva e competição federada, a Academia ao longo dos últimos anos direciona também a sua actividade para a “causa pública”, usufruindo várias crianças/instituições das instalações, equipamentos e equipa técnica aumentando assim as suas experiências e vivências. Este verão os vários

OTL/ATL ofereceram um leque mais variado de atividades, sendo lecionadas na Academia as modalidades de Judo, Ritmos Kids, Step, Jump, Pump, Zumba, Ritmos Brasileiros, BodyCombat, Dance Moves, IndoorCycling e Cardio-Fitness criando grande entusiasmo e alegria ás crianças e jovens envolvidos. Ocupação dos tempos livres de uma forma salutar e sobretudo criar hábitos de vida saudáveis, é o principal objetivo das instituições envolvidas.■


Desporto · 19·

Edição 1010 • 16 de julho de 2013 • Povo da Beira

Entrevista

"A Escuderia tem merecido a confiança dos seus investidores" António Sequeira A caminho dos 50 anos a Escuderia Castelo Branco é cada vez mais um clube da região. Depois de receber uma prova do Nacional de Off Road o clube prepara já duas Bajas, uma no pinhal outra na Raia. António Sequeira é o rosto de uma equipa, empenhada que leva longe o nome da cidade. POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

POVO DA BEIRA - O seu mandato à frente dos destinos da Escuderia, termina este ano. Vai recandidatar-se? ANTÓNIO SEQUEIRA - Ainda é muito cedo para pensar nessa questão. Temos muito trabalho para fazer até final do ano, objetivos para cumprir e esse assunto tem que ser discutido com os restantes elementos da direção e com os outros os órgãos sociais da Escuderia. PB - Como decorreu a última prova realizada no parque de desportos motorizados? O calor que se fez sentir prejudicou a Escuderia? AS - Desportivamente foi um enorme sucesso, as corridas foram competitivas e bastante participadas, os horários foram cumpridos e a pista também aguentou muito bem o elevado número de corridas. Para a cidade de Castelo Branco, também foi importante, pois estiveram presentes cerca de seis dezenas de participantes, dos quais cerca de 50, oriundos das várias regiões do país. O mais difícil foi suportar as elevadíssimas temperaturas que estiveram, que terá afastado muito do publico que esperávamos que estivesse presente. mas apesar das dificuldades, a organização no seu todo, esteve de parabéns por todos aqueles vieram inspecionar o evento, realçando a responsabilidade e o espirito de sacrifício demonstrado.

PUB

como com as provas de perícia, o modelismo, as provas de perseguição, o karting que voltará brevemente e claro com as ideias daqueles que connosco quiserem colaborar, sejam outros clubes ou associações locais. O Parque de Desportos Motorizados é da cidade e é para ser utilizado.

PB - Faça-nos um balanço do aniversário da coletividade. AS - O aniversário da Escuderia é sempre um momento importantíssimo para nós, significa convívio, recordar histórias do passado, falarmos do futuro , criarmos maior empatia entre todos os que fazem parte deste extraordinário clube. Este ano realizamos um passeio cultural com partida e chegada ao Museu Tavares Proença Júnior onde estavam exposta algumas das memórias da Escuderia, visitámos também um Museu em Vila Velha de Rodão e terminamos o nosso convívio no simpático e acolhedor restaurante do Abílio na Sra. de Mércoles. PB - Em setembro, a Escuderia organiza as Bajas de Proença-a-Nova-Oleiros e Idanha-a-Nova. Estes eventos são bem o testemunho da vitalidade do clube, promovendo a região e os concelhos onde têm lugar. A parceria com as autarquias destes concelhos encontra-se sólida? AS - A Escuderia Castelo Branco, ao longo da sua História tem trabalhado e feito por merecer a confiança dos seus investidores, sejam eles autarquias ou outros. Felizmente já começaram a perceber que as organizações da Escuderia além de responsáveis e inovadoras, têm um elevado e direto retorno económico para os agentes locais onde se realizam as provas, por isso nos mantém a trabalhar nos referidos concelhos, através do desporto PUB

PB - Para o próximo ano a Escuderia comemora as suas Bodas de Ouro. Já têm o programa definido para assinalar a efeméride? AS - Os 50 anos da Escuderia Castelo Branco serão por nós celebrados com toda a dignidade e destaque. Estão já a ser discutidos e preparado todo o programa. Já foi nomeado o comissário responsável pelas comemorações. O nosso grande objetivo é sem duvida lembrarmos aqueles que fizeram parte da história deste clube, mas ao mesmo tempo não deixarmos nenhum dos sócios atuais fora destas comemorações.

motorizado temos conseguido atrair para as diversas regiões, milhares de pessoas, que ai potenciam os negócios locais durante a permanência seja em Castelo Branco, Proença a Nova, Oleiros, Idanha-a-Nova ou muitas outras por onde já passámos. Podemos fazer muito mais e melhor, pela região, assim haja entendimento e coordenação entre os vários agentes económicos, as associações etc. Se

todos juntos fizemos um trabalho concertado, os resultados serão muito melhores em termos globais. PB - Como estão a decorrer as provas denominadas Picanços do Lanço? AS - As provas de arranque Picanços do Lanço, estão a decorrer muito bem, e foram uma agradável surpresa . Têm uma lista interminável de participantes e muitos apoiantes, o PUB

que torna o ambiente bastante agradável e emotivo. São provas que são feitas à noite onde chegamos a fazer mais de 300 corridas, contudo com as melhorias que poderão ser feitas no parque de desportos motorizados, ainda poderemos aumentar a competitividade das mesmas. É nossa intenção aumentar, e muito todo o movimento do parque com as mais variadas atividades, PUB

PB - Como está a saúde financeira da Escuderia? AS - A Escuderia Castelo Branco tem uma situação financeira estável, porque nunca vai para além do que pode, mas só é possível manter-se ativa , primeiro agradecendo aos nossos sócios, investidores, autarquias, empresas e parceiros, depois por todos aqueles que de uma forma gratuita dão o seu contributo ao clube, chegando a ser mais de trezentos colaboradores nas mais diversas organizações da Escuderia Castelo Branco. ■


· 20· Cultura

Povo da Beira • 16 de julho de 2013 • Edição 1010

Cinema Castelo Branco – Cine-Teatro Avenida Dia 16 às 21:30

Post Tenebras Lux

Música Castelo Branco – Cine-Teatro Avenida Dia 18 às 21:30

Sugestões de Cristina Valente

Livros & Leituras

Noites Azuladas com Miguel Amado Group A Livraria Dia e Noite do Senhor Penumbra

Este filme conta a história de Juan que com a sua jovem família urbana vivem no campo no México. Aí aproveitam e sentem um mundo que entende a vida

de outra forma. Juan interroga-se se estes mundos se complementam ou se, na verdade, lutam inconscientemente para eliminar-se um ao outro.

Música Castelo Branco – Cine-Teatro Avenida Dia 20 às 21:30

Linda Martini

Com dois CDs editados em nome próprio (“Mensagens de Fumo” de 2004 e “This is Home” de 2010), o baixista e compositor Miguel Amado edita em 2013 “Story to be Told” pela editora Tone Of A Pitch. Neste disco onde conta com a participação de alguns dos melhores músicos do jazz nacional, o grupo interpreta exclusivamente originais compostos pelo próprio Amado. É este novo repertório que é agora apresentado ao vivo, em quinteto. Esta ver-

tente de líder e compositor, complementa as suas participações como “sideman” em vários e diversificados projetos da musica portuguesa, onde se destacam colaborações regulares com Kolme, UNderpressure, LUME, Ficções, Pedro Madaleno Trio, entre muitos outros. O grupo é composto por Miguel Amado no baixo e contrabaixo, João Moreira no trompete, André Fernandes na guitarra, Ruben Alves ao piano e fender rhodes e Vicky na bateria.

Música Castelo Branco – Cine-Teatro Avenida Dia 21 às 17 horas Os portugueses Linda Martini, nasceram em 2003, com o nome a ser inspirado pelo de uma amiga italiana. O primeiro álbum surgiu em Outubro de 2006. Extremamente bem recebido pelo público e pela crítica, «Olhos de Mongol», o álbum de estreia dos Linda Martini, serviu de base a uma extensa digressão por todo o país. Em 2008, os Linda Martini surgiram com um excitante pacote de novidades discográficas: «Marsupial» e em 2009 a reedição conjunta do pri-

meiro álbum «Olhos de Mongol» e do primeiro EP «Linda Martini», bem como a edição do disco ao vivo «Intervalo» pela Optimus Discos, que os levou ao Festival Optimus Alive. 2010 foi o ano da edição do tão aguardado 2º disco de originais «Casa Ocupada». 2013 será ano de disco novo – o terceiro. Os Linda Martini são: André Henriques (voz e guitarra), Cláudia Guerreiro (baixo e voz), Hélio Morais (bateria e voz), Pedro Geraldes (guitarra e voz).

Banda de Tinalhas apresenta-se em Castelo Branco A Banda Filarmónica de Tinalhas foi fundada em 1828 pelo primeiro Visconde de Tinalhas que foi o seu primeiro regente. Nos anos vinte e trinta do século passado alcançou grande fama chegando inclusivamente a atuar Além-fronteiras, Espanha. Em 1996, graças ao esforço e dedicação do atual Presidente da Direção, Mário António Esteves Apolinário, tornou-se realidade um sonho de quase dois séculos. Conseguiu-se final-

mente oficializar a Banda Filarmónica de Tinalhas, e a partir daqui passou a designar-se como Sociedade Filarmónica De Tinalhas. Em 1996 foi oficializada a escola de música que ainda hoje se mantém a título gratuito. É a Banda mais antiga da Beira Baixa e uma das mais antigas do País. Dos 38 executantes e 23 alunos, incluindo o regente, mais de 70% têm entre 11 e 35 anos, e os restantes 30%, dos 35 aos 55 anos.

A grande recessão fez com que Clay Jannon perdesse o emprego confortável, mas previsível, como web designer; contudo, a sorte, a pura curiosidade e a capacidade de subir e descer um escadote como um macaco permitem-lhe encontrar emprego no turno da noite da misteriosa Livraria Noite e Dia – gerida pelo não menos misterioso A. Penumbra. Após algumas noites de trabalho, os mistérios sucedem-se: a livraria tem pouquíssimos clientes, mas eles vêm repetidamente e parecem nunca comprar nada, limitando-se a «pedir emprestados» uns volumes obscuros dos recantos ainda mais obscuros da livraria, segundo um acordo com o excêntrico livreiro. Apesar dos avisos do novo patrão, Clay não resiste a analisar o comportamento dos clientes e tentar descobrir de que tratam aqueles estranhos volumes e exatamente o que se passa nesta bizarra livraria. No entanto, os segredos que descobre (com a ajuda da namorada, que trabalha na Google, e de um bando de amigos geeks e techies) vão muito além das paredes da Livraria Noite e Dia… um mistério tão vasto que só pode caber dentro de um livro!

Robin Slon É escritor, blogger e media inventor. Presentemente, vive em São Francisco e na Internet. www.robinsloan.com Género: Romance Tradutor: Tânia Ganho N.º de páginas: 288 PVP: 16,60€

Cinema Fundão - Casino Fundanense Dia 18 às 21:30

Projeção do filme “As Ilhas Encantadas” Inserida na iniciativa “A Casa d’Amália”, irá realizar-se, no dia 18 de julho, quinta-feira, às 21.30h, no Casino Fundanense, no Fundão, a projeção do filme “As Ilhas Encantadas”. Este filme foi realizado por Carlos Vilardebó, 1965, contando no elenco com Amália Rodrigues, Pierre Clémenti, Pierre Vaneck,

João Guedes, Jorge Sousa Costa e João Florenço. Filmado no arquipélago na Madeira, o filme “As Ilhas Encantadas” conta a história de um navegador francês, Pierre, que desembarca numa ilha deserta, onde descobre uma mulher cujos pais haviam morrido enquanto procuravam objetos valiosos.


Lazer · 21·

Edição 1010 • 16 de julho de 2013 • Povo da Beira PUB

SOLUÇÕES

PASSATEMPOS

1 3 9 8 6 7 2 5 4

7 6 3 2 9 8 4 1 5

5 9 2 3 4 1 8 6 7

8 4 1 7 5 6 9 2 3

3 9

3

2 8 7 4 1 5 6 3 9

8 4 1 2

8 6 7

6 5 4 9 3 2 1 7 8

3

9 3 2

5 8 6 4

3 7 8 1 2 9 5 4 6

5

2 8

4 1 6 5 8 3 7 9 2

9 4 2 7

Sudoku: 9 2 5 6 7 4 3 8 1

Encontre a saída do labirinto:

Preencha usando os números de 1 a 9. Grau de dificuldade: Médio

Labirinto:

1 1

2 7 3 Previsão Semanal

Aquário 21/1 a 19/2

Carta Dominante: O Mundo, que significa Fertilidade. Amor: Aproveite bem todos os momentos que tem para estar com a sua cara-metade. Saúde: Poderá sentir alguma fadiga física. Dinheiro: Conserve todos os seus bens materiais. Números da Sorte: 36, 41, 15, 3, 37, 20 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 41

Gémeos 22/5 a 21/6 Carta Dominante: Ás de Paus, que significa Energia, Iniciativa Amor: Momento favorável para jantares românticos. Saúde: O seu sistema imunitário está muito sensível, seja prudente. Dinheiro: Momento calmo e favorável. Números da Sorte: 25, 10, 49, 17, 23, 2 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 33

Balança 24/9 a 22/10

Carta Dominante: 6 de Ouros, que significa Generosidade. Amor: Esqueça um pouco o trabalho e dê mais atenção à sua família. Saúde: Poderá andar muito tenso. Dinheiro: Período positivo e atrativo, haverá uma subida do seu rendimento mensal. Números da Sorte: 20, 14, 3, 27, 44, 1 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 37

Peixes 20/2 a 20/3 Carta Dominante: 8 de Paus, que significa Rapidez. Amor: Evite as discussões com o seu par. Saúde: Será uma época com tendência para enxaquecas. Dinheiro: Dê mais valor ao seu trabalho, e só terá a ganhar com isso. Números da Sorte: 49, 27, 13, 31, 4, 29 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 42

Caranguejo 22/6 a 23/7 Carta Dominante: 8 de Copas, que significa Concretização, Felicidade. Amor: a sua vida amorosa dará uma grande volta brevemente. Saúde: Faça exames médicos. Dinheiro: Evite gastos supérfluos. Números da Sorte: 12, 35, 10, 28, 17, 9 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 34

Escorpião 23/10 a 22/11

Carta Dominante: A Imperatriz, que significa Realização. Amor: liberte-se do passado. Saúde: procure o seu médico se não se anda a sentir bem. Dinheiro: ajude os mais necessitados. Números da Sorte: 33, 14, 21, 4, 41, 6 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 38

Carneiro 21/3 a 20/4

Carta Dominante: O Dependurado, que significa Sacrifício. Amor: O amor poderá bater-lhe à porta, fique atento. Saúde: Procure fazer uma vida mais saudável. Dinheiro: Esta não é uma boa altura para investir nos negócios. Números da Sorte: 27, 32, 41, 3, 38, 1 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 31

Leão 24/7 a 23/8 Carta Dominante: Rainha de Paus, que significa Poder Material e que pode ser Amorosa ou Fria. Amor: estará em plena harmonia na sua vida a este nível. Saúde: Faça um check-up. Dinheiro: Tente poupar um pouco mais, pois mais vale prevenir do que remediar. Números da Sorte: 11, 42, 27, 30, 12, 28 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 35

Sagitário 23/11 a 21/12 Carta Dominante: 2 de Ouros, que significa Dificuldade/ Indolência. Amor: Vai apaixonar-se facilmente. Saúde: Faça caminhadas. Dinheiro: Não se exceda nos gastos. Números da Sorte: 19, 47, 25, 36, 40, 18 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 39

Touro 21/4 a 21/5 Carta Dominante: 5 de Copas, que significa Derrota. Amor: Seja sincero nas suas promessas se quer que a pessoa que tem a seu lado confie em si. Saúde: Liberte-se e a sua saúde irá melhorar. Dinheiro: Excelente período para tratar de assuntos de caráter profissional. Números da Sorte: 20, 31, 45, 38, 10, 4 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 32

Virgem 24/8 a 23/9 Carta Dominante: Rainha de Copas, que significa Amiga Sincera. Amor: Partilhe os seus sentimentos e decisões com a pessoa que ama. Saúde: Com disciplina e controlo melhorará de qualquer problema. Dinheiro: Uma pessoa amiga vai precisar da sua ajuda. Números da Sorte: 39, 28, 10, 33, 5, 13 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 36

Capricórnio 22/12 a 20/1 Carta Dominante: Valete de Copas, que significa Lealdade, Reflexão. Amor: Deixe o ciúme de lado e aproveite bem os momentos escaldantes. Saúde: Cuidado com os excessos alimentares. Dinheiro: Não peça um novo empréstimo, os tempos não estão para isso. Números da Sorte: 27, 42, 31, 19, 4, 23 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 40


· 22· Opinião

Povo da Beira

Diretor João Tavares Conceição Redação: (povodabeira@gmail.com) Coordenação: Cristina Valente (CP2370) Jaime Pires (CP4484) José Manuel R. Alves (CP8361) Tiago Carvalho (CO1015) Colaborador Permanente: Paulo Jorge Marques Colaboradores: Álvaro Baptista Ana Paula Atanásio Ângela Gonçalves Armando Soares Carlos Vale César Amaro Clementina Leite Cristina Granada Eduardo Bastos Fernando Jorge Filipe Antunes Guilherme Almeida João Carlos Nunes Luís Malato Mário Marinho Nuno Figuinha Patrícia André Pedro Pitté Ricardo Portugal Sónia Carreira Vanessa Cruz Conceção gráfica: Cristina Levita Martins (paginacaopbeira@gmail. com)

Povo da Beira • 16 de julho de 2013 • Edição 1010

Correio do Leitor

N

asci no distrito de Lisboa, concelho de Cascais, local para onde a minha mãe migrou, deixando para trás a terra natal… Outeiro da Lagoa, na freguesia da Sertã, concelho da Sertã. Depois de 20 anos habituado a uma realidade citadina e urbana, decidi tentar a minha sorte e mudar-me de armas e bagagens para a Sertã. Ao longo deste último ano, dei de caras com uma realidade fantástica, um local repleto de beleza natural, um sítio cheio de pureza. Fui aos poucos apercebendo-me das capacidades e potencialidades fantásticas que toda esta natureza magnífica tem para oferecer. Ao mesmo tempo fui ganhando a noção que existe uma enorme descrença, apercebi-me que já ninguém quer lutar pela terra porque não valerá a pena. Estou convencido que há muito a fazer e que

apenas com muito trabalho e dedicação será possível formalizar objectivos e concretizá-los de forma consciente, rentável e sustentável. É fundamental inovação, vivacidade, dinâmica, crença, e sobretudo acção. É necessário que os jovens do concelho se interessem e se preocupem com as causas dos problemas, procurando incansavelmente as suas resoluções. Existe um óbvio défice de consciência politica no que diz respeito aos jovens, e esse é um grave entrave ao desenvolvimento do concelho. Entramos numa fase onde gerações altamente qualificadas são chamadas a intervir e decidir, esperando-se portanto uma mudança de paradigma e de políticas, que tenham finalmente como fim o bem da população geral e não apenas de facções da mesma. Como jovem, acredito

Publicidade: Gustavo Teixeira (publicidadepbeira@gmail. com) José Carlos Marques (publicidadepovodabeira@ gmail.com) Secretária de Administração: Florinda Cruz (secretariapovodabeira@ gmail.com) Sede: Press Ibérica Comunicação Social, Lda Av. Gen. Humb. Delgado, Lote 58 - 1º andar 6000-081 CASTELO BRANCO NIF: 506 583 023 Tel: 272 324 432 Fax: 272 327 732 Impressão: Coraze - Oliveira de Azeméis Telf.: 910252676 / 910253116 / 914602969 geral@coraze.com Registo no ICS: 117 501 Depósito Legal: 74145/94 Empresa Jornalística: 218 326 Tiragem Semanal: 10.000 exemplares Distribuição gratuita Este jornal escreve segundo o novo Acordo Ortográfico Todos os artigos de opinião e assinados pelos respetivos autores, são da sua inteira responsabilidade não podendo em circunstância alguma o Povo da Beira ser responsabilizado pelo conteúdo dos mesmos. Reservamo-nos no direito de não publicar, caso os artigos enviados não respeitem a legislação em vigor e o Estatuto Editorial do jornal.

Ingredientes: • 350g. de massa

• 80g. de miolo de noz

penne

• 1 Cebola grande

• 100g. de folhas de

• Sumo de 2 limões

alface, agriões

• 80g. de queijo ralado

• 150g. de ananás

• 1 Colher (sopa) de

• 100g. de manga

azeite

• 2 Kiwi

• 1 Colher (chá) de

v1 Maçã

açúcar

• 1 Pera

• Sal e pimenta q.b.

• 1 Iogurte natural

A Voz dos Jovens na Politica, Indispensável e Crucial.

POR VASCO MATA

que não posso limitar-me a que alguém crie e me ofereça oportunidades que eu desejo para mim e para os meus, tenho a profunda convicção de que eu bem como os demais jovens, teremos de por nós mesmos encontrar e criar as melhores condições de vida e emprego… Só unidos, e porque a união sim, faz a força, os jovens obterão dignidade e bem-estar. Se queremos uma sociedade justa, capaz de nos proporcionar estabilidade, bem-estar, tal como saúde financeira, é elementar que nos unamos à volta duma causa, de um objectivo, disponibilizando tudo de nós para que o possamos alcançar, acreditando que estamos a trilhar o nosso caminho com a convicção de que não repetiremos erros do passado.

É chegada a altura de recolocar a Sertã (!) no mapa, fazer deste esplendoroso concelho uma referência ao nível da cultura, do desporto e do turismo natural, o momento de chamar as pessoas a descobrirem a magia deste local está ai, e nós, os jovens somos os protagonistas, deste auspicioso futuro. É imperioso fazer do concelho um sitio cheio de vida, chamativo, apelativo, convidativo… Necessitamos urgentemente de um município esclarecido, disposto a apoiar o empreendedorismo jovem, que seja lesto em proporcionar condições para que possa de facto existir um desenvolvimento sustentável e pensado a todos níveis. Um município colaborador, eficaz e prático em que interesses pessoais sejam colocados em segundo plano, dando aso a verdadeiras medidas de superação e expansão dos supostos e subjectivos limites do concelho a todos os níveis é imperioso nesta difícil hora da nossa vida, da nossa história. É possível acreditar que com a força e colaboração de todos possamos criar essas condições no concelho da Sertã, que consigamos apercebermos nos de todas as potencialidades, agrícolas, florestais, culturais e desportivas, bem como comerciais e turísticas para que nos seja possível muito em breve as rentabilizar ao máximo, tornando o con-

celho numa referência no combate à caótica situação em que nos encontramos, a nível nacional e Europeu. Fere-me a alma quando percebo que nos últimos 50 anos a população foi reduzida a metade neste concelho, milhares de pessoas abandonaram a terra que os viu nascer e crescer, devido a uma falta gritante de oportunidades. Hoje assistimos fundamentalmente a um “êxodo rural jovem”, que se inicia aquando da partida para as universidades, mas também muitos partem apenas para trabalhar e na procura de melhores condições de vida… Posto isto, é necessário que numa primeira fase nos seja possível manter quem cá habita, para no futuro podermos apelar a quem vem de fora. É fulcral e indispensável que se inicie uma consciencialização na população (em todas as faixas etárias), de que as politicas de que a Sertã foi alvo nos últimos anos, foram erradas, dissociadas da realidade, sem visão a longo prazo e muitas vezes de conteúdo manifestamente vago e deslocado da nossa realidade. Acredito na nossa força, nas nossas capacidades, tenho a convicção profunda que unidos e com objectivos claros, poderemos realizar o melhor para este concelho, tornando-o integro, coeso, desenvolvido e acima de tudo um pólo de vida e energia humana.

Salada fresca de massa com fruta POR MÁRIO MARINHO - chef Modo de preparação: Coze-se a massa, escorre-se, passa-se por água fria e volta-se a escorrer. Misture a massa com as frutas cortadas em pedaços ou em cubos, a cebola cortada em rodelas finas, o iogurte, o sal, o açúcar e a pimenta. Misture bem todos os ingredientes e regue com o sumo de limão e se gostar o azeite. Coloque num prato as folhas de alface, os agriões e disponha por cima o preparado de massa e frutas, salpique com nozes (moídas).


Opinião · 23·

Edição 1010 • 16 de julho de 2013 • Povo da Beira

Salada Russa

Coisas de cadáveres adiados…

POR NUNO DUARTE M. FIGUINHA

POR CARLOS VALE *

* Por decisão pessoal, o autor do texto não escreve segundo o Novo Acordo Ortográfico

É

no Verão que, com o calor a apertar, mais apetece degustar saladas frias e afins, como por exemplo uma boa salada russa. Esta é conhecida pela quantidade de ingredientes que leva, devidamente acompanhados por uma boa dose de maionese. E vem isto a propósito de? Não, não vou falar do caso do espião americano que permanece num aeroporto da Rússia, Edward Snowden e que tem provocado fortes tensões entre E.U.A., Rússia e restantes países pelo mundo inteiro, mas sim da “salada russa” em que se transformou, de um dia para o outro, o Governo de Portugal! Ora, após a crise política da semana anterior e depois de muito a custo a coligação do Governo ter chegado a acordo, acalmado assim “mercados” e União Europeia…eis que o Presidente da República deita “a casa abaixo” e põe tudo outra vez a zero! Tudo bem que no Verão aparecem sempre pirómanos, mas acho que criar esta situação foi um bocado exagerar no “poder de fogo”! Mas é a tal coisa, há sempre quem goste de ver as coisas a arder…. O certo é que, segundo o Presidente da República, terá de haver um governo de salvação nacional! E se a ideia na teoria é boa….na prática é bastante difícil de levar a bom porto! Porquê? Não pela falta de capacidade de resposta do Governo, mas sim pela falta de capacidade da oposição

J

á não há ponta por onde se possa pegar de um GOVERNO totalmente desgovernado, desorientado e irreconhecível. Portugal em termos institucionais, está entregue e sob a alçada de dois chamados Políticos – Dr. Pedro Passos Coelho e Dr. Paulo Portas - Há muito tempo desavindos, pela ansia do Poder, pese embora o facto de se apresentarem em público de semblante sorridente, querendo fazer crer ao Povo que tudo está bem, e ainda pior, que tudo irá correr às mil-maravilhas. Por outro lado, os Partidos na Oposição, com particular relevo para o Partido Socialista, vão esfregando as mãos de contentamento, na medi-

ao mesmo para colaborar, nomeadamente, o Partido Socialista! É que uma coisa é estar na oposição a mandar frases ocas a quem está a tentar tirar-nos do buraco em que precisamente esses senhores da oposição, nos meteram. Outra coisa é estar no Governo e ser obrigado a dar ideias reais e passíveis de ser implementadas, de forma a colaborar ativamente para a saída desse mesmo buraco! E é aqui que o PS irá certamente eclodir e perder todo o seu “élan” oratório! É que pedir eleições e estar sempre no contra…é fácil! Mas apresentar uma alternativa credível…não só é MUITO difícil, como sendo António José Seguro o mentor da mesma, é praticamente impossível! Mas por estranha e surreal que tenha parecido a opção do Presidente da República, o certo é que o PSD e respetivo governo, disseram-se prontos para trabalhar, independentemente do figurino escolhido! Já o PS, não sabe muito bem… E António Seguro quando viu que se aproximava a possibilidade de (co-)governar algo mais que, por exemplo, um mero condomínio, deve ter esgotado os stocks de (passe a publicidade) Valiums e Prozacs num raio de vários kms! A prova disso mesmo é que o líder parlamentar do PS, Carlos Zorrinho, anunciou, este domingo, que os socialistas vão votar a favor da moção de censura anunciada pelo Partido Ecologista Os Verdes. E diz ele que

"O PS tem vindo, com toda a naturalidade, a censurar o funcionamento deste Governo (…). Apresentámos, aliás, há cerca de dois meses uma moção de censura e é por isso, com toda a normalidade, que nós vamos votar a favor da moção de censura apresentada pelos 'Verdes'!” E é o próprio Carlos Zorrinho que, perante o caricato da situação, responde com algo ainda mais caricato: "Mas os portugueses poderão perguntar como é que um partido pode censurar o Governo e, ao mesmo tempo, estar num processo de diálogo"? Na resposta, Carlos Zorrinho disse que "nós não estamos a negociar com o Governo" (?!?) "Com os partidos [o diálogo] é completamente diferente da relação com o Governo. Este Governo é um Governo que nós consideramos que está esgotado e nesse sentido votamos a favor da moção de censura"! Ou seja, segundo Carlos Zorrinho, acabámos de descobrir não só que o Governo não o é, embora reconheça que o é efetivamente, mas também que o Governo é diferente do partido político que representa! Ou seja, dialogar com o PSD ou o PP, tudo bem! Mas com o Governo (PSD-PP) já não! Caro Carlos Zorrinho…tente não apanhar tanto sol, ok? E é com este tipo de pessoas que se espera que haja um governo de salvação nacional?!?! Desconfio que saia de lá apenas uma mera salada russa…e com a maionese estragada!

da em que, estão na mira de surgir um colapso que acabe de vez com a fantochada da coligação PSD/CDS, provocando, como não poderá deixar de acontecer, eleições legislativas antecipadas. O Presidente da República Aníbal Cavaco Silva, denotando algumas fragilidades em poder solucionar tal situação, tudo tem feito na tentativa de remediar um mal, para o qual a cada momento que passa já não existe remédio para a sua difícil cura. O PR chamou à sua presença todos os Partidos Políticos; Confederações Empresariais, e Organizações Sindicais, com o objetivo de encontrar uma linha de rumo capaz de evitar a continuida-

de de uma situação caótica em que o País se encontra mergulhado, sobretudo em termos Políticos, Económicos e Sociais. Têm vindo também a público, várias personalidades, que num passado ainda recente, desempenharam vários cargos de grande responsabilidade na governação do País, bem como Críticos da TV, passando por Organizações de carater não oficial, chamando a atenção dos graves erros cometidos pelo Governo, ainda em funções, atingindo também o Presidente da República por ter consentido toda esta situação danosa para o País e para a maioria dos Portugueses, e não ter tomado outras atitudes, que

Há quem tenha a ilusão de que o Presidente da República pode impor aos partidos, contra a vontade destes, a sua participação em governos de coligação, por vezes apelidados de salvação nacional.” (Cavaco Silva – Roteiros VI – 2011/2012 Pág. 21) Por mais incrível que pareça, a citação é mesmo do autor referido. Não é a primeira vez, nem será a última, que Cavaco Silva se contradiz. Como é possível uma figura com as suas funções e responsabilidades, passar de um extremo ao outro? Pergunta que nem a cavacologia consegue responder. As motivações são muitas e vão de um extremo ao outro. Há anos que faz todas as vontadinhas aos ex-jotinhas mimados e birrentos do governo, com os desastrosos efeitos que se sabem. De repente, surpreende tudo e todos, ao fazer o contrário do que escreveu nos roteiros. Mais uma das muitas trapalhadas em que se envolveu. O Governo PSD/CDS é um desastre monumental. Gaspar, o “santo milagreiro”, afinal, não fez qualquer milagre e acabou pedindo a demissão. Na despedida, confessou o fracasso completo da política das troikas. Defendeu e aplicou as medidas de empobrecimento de Portugal e da maioria dos portugueses. Assaltou os bolsos do povo trabalhador, pequenos empresários, funcionários públicos e pensionistas. Provocou a maior vaga de desemprego que há memória, com o desemprego jovem a atingir a mais alta taxa da Europa, obrigando os recém-formados a abandonar o país. Ajudou, servilmente, a banca e a alta

finança nacional e transnacional, de onde, aliás, veio. Agiu de má-fé contra a Constituição, com objectivo de acabar com ela. Só fez orçamentos inconstitucionais. A sua saída deu origem à lamentável cerimónia de posse da ministra das Finanças, quando o governo se esboroava a cada minuto. Depois veio a anedótica demissão do ministro-irrevogável, o ora-sai e volta a entrar, num rodopio trágico-cómico de fazer inveja ao melhor dos encenadores. Faltava ainda, o rocambolesco episódio da interdição do espaço aéreo ao avião do Presidente Evo Morales, uma violação das normas/convenções internacionais, um facto sem procedentes em tempo de paz, mais-a-mais tratando-se de um Estado que tem relações diplomáticas com Portugal. Mais uma diatribe do irrevogável e saltitante personagem. E nem Assunção Esteves escapou à epidemia. A coisa pega-se… É cada vez mais evidente a necessidade de novas políticas que ajudem Portugal a sair da crise. Para os que dizem que não existem, eis aqui as alternativas do Partido Comunista Português. “A política alternativa, só pode assentar em seis opções fundamentais indispensáveis: 1. Rejeição do Pacto de Agressão e renegociação da dívida nos seus montantes, juros, prazos e condições de pagamento rejeitando a sua parte ilegítima, com assunção imediata de uma moratória negociada ou unilateral, com redução do serviço da dívida para um nível compatível com o crescimento económico e

a melhoria das condições de vida; 2. Defesa e aumento da produção nacional, recuperação para o Estado do sector financeiro e de outras empresas e sectores estratégicos indispensáveis ao apoio da economia, aumento do investimento público, fomento da procura interna; 3. Valorização efectiva dos salários e pensões, explicito compromisso de reposição de salários, rendimentos e direitos roubados, incluindo nas prestações sociais; 4. Opção por uma política orçamental de combate ao despesismo, à despesa sumptuária, baseada numa componente fiscal de aumento da tributação dos dividendos e lucros do grande capital, de alívio dos trabalhadores, das pequenas e médias empresas, garantindo as verbas necessárias ao funcionamento eficaz do Estado e do investimento público; 5. Política de defesa e recuperação dos serviços públicos, em particular nas funções sociais do Estado (saúde, educação e segurança social), reforçando meios humanos e materiais, como elemento essencial à concretização dos direitos do povo e ao desenvolvimento do País; 6. Assunção de uma política soberana, afirmação do primado dos interesses nacionais nas relações com a U.E., diversificando relações económicas e financeiras e adoptando as medidas que preparem o País face a uma saída do Euro, seja por decisão do povo português, seja por desenvolvimentos da crise da União Europeia.

Os Heróis da Desgraça POR CÉSAR AMARO * pudessem ter evitado o descalabro em que Portugal está mergulhado. Aproximam-se as eleições Autárquicas (finais de Setembro) e tudo já se movimenta, casos em que uns querem chegar à cadeira do Poder Local, outros de o conservarem, mesmo sabendo que, nos termos da Lei, já concluíram o número de mandatos. A maioria do Povo Português continua a viver com enormes dificuldades, com tendência a agravarem-se. Contudo, o Povo Anónimo vai resistin-

do, não obstante da tradição das grandes festas e folias. Aliás, é absolutamente justo e necessário, não só porque é um direito de todo o Cidadão, mas que até ajuda a esquecer as agruras da vida quotidiana. Porem e apesar de tudo, uma grande percentagem da nossa Sociedade vai cantando e rindo, porventura até desejando que esta situação continue. Veja-se, entre outros casos, a máfia das SAD’s que envolvem o futebol da alta competição, nos negócios da compra de

jogadores estrangeiros que envolve valores de milhões e milhões de euros, deturpando e desvirtuando a essência do Desporto. Refira-se a este propósito, que os Clubes no topo da I Liga, segundo tem sido referido publicamente, registam valores alarmantes dos seus Passivos. Será caso para perguntar: Quando não tiverem liquidez, quem pagará as suas dívidas? Será o Povo? Não admira em face do que tem acontecido! Tudo será de esperar num Mundo pirata em que se vive.


· 24· Última PUB

Povo da Beira • 16 de julho de 2013 • Edição 1010

Pb 1010  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you