Page 1

· 1·

Edição 1018 • 10 de setembro de 2013 • Povo da Beira

Edição 1018 • Ano XIX • 10 de setembro de 2013 • Semanário Gratuito • Sai à 3ª feira • Diretor: João Tavares Conceição • Siga-nos no

Misericórdia comemora 500 anos

Páginas 7

Idanha-a-Nova

Câmara abdica do IRS a favor das famílias Página 12

Baja Oleiros/Proença Miguel Barbosa sagra-se Campeão Nacional

Unidade de Cuidados Continuados é a prenda desejada Autárquicas

Penamacor

Castelo Branco

PS e PSD apresenta- Juntos por Penamacor Politécnico preenche ram candidatos aos 41,8% das vagas na apresenta candidatos órgãos do concelho 1ª fase Página 2

PUB

Página 3

Página 11

Página 18

Futsal

Castelo Branco e Fundão recebem jogos da seleção Página 19

Ganh e nesta um livro e Temo dição! s2 oferec para er Pá gina

21


· 2·

Destaque

Povo da Beira • 10 de setembro de 2013 • Edição 1018

Autárquicas 2013

Autárquicas 2013

"Objetivo é ganhar todas as freguesias" - Luis Correia

PSD quer devolver dignidade às freguesias

Foto: José M. Jacinto

Foto: M. António

POR CRISTINA VALENTE

Luís Correia, candidato do Partido Socialista à Câmara de Castelo Branco, quer ganhar em todas as freguesias, “esse é o objetivo” assumiu o candidato na apresentação de todos os candidatos aos órgãos no concelho. “O novo ciclo exigirá mais que nunca, uma ligação forte entre os diversos órgãos autárquicos” afirmou Luís Correia, acrescentando que a ligação será mais forte se nos dois órgãos, Junta e Câmara, estiverem equipas que defendem o mesmo projeto autárquico. O candidato socialista recordou os cinco eixos que considera estratégicos para a sua ação "qualidade de vida e coesão social, vitalidade económica, empregabilidade e empreendedorismo, elo de redes de conhecimento, qualificação e formação, turismo de excelência, artes e cultura". Assumindo uma candidatura sob o desígnio da inovação na continui-

dade, Luís Correia, atual vice-presidente da autarquia, diz que a estratégia que propõe está ancorada na consolidação do trabalho realizado nos últimos 16 anos por Joaquim Morão. “O nosso concelho está dotado, no essencial, das infraestruturas e equipamentos fundamentais para o desenvolvimento da estratégia que propomos, razão pela qual entendemos que este novo ciclo deverá assentar em ações de caracter imaterial” afirmou o candidato. "O incentivo à criação de emprego e à fixação populacional continuarão a ser prioritários" acrescentou Luís Correia, “agora integrados numa estratégia mais alargada que privilegiará a cultura, as artes, as tradições regionais, o património histórico e paisagístico, a inovação e a criação, a participação dos jovens e do movimento associativo”. Para o candidato, só o voto no PS garante a continuidade do projeto que recuperou para Cas-

telo Branco a liderança regional e para a autarquia o prestigio nacional, recordando o legado que Joaquim Morão deixa, “não só em termos de equipamentos e obra feita, mas também em termos económicos” por isso, afirmou "não se pode permitir que o trabalho feito nos últimos 16 anos e as vitórias alcançadas se percam". Ideia também defendida por Valter Lemos, candidato à Assembleia Municipal, “não podemos só dizer que nos orgulhámos do trabalho desenvolvido nos últimos 16 anos, temos que dar continuidade a ele”. O presidente da Câmara de Castelo Branco e líder da Federação Distrital do PS, Joaquim Morão, não esteve presente na cerimónia, mas deixou uma mensagem em vídeo, destacando a qualidade dos candidatos do PS e lembrando que "também o trabalho desenvolvido no concelho nos últimos 16 anos vai ser avaliado nas próximas eleições autárquicas". ■

POR CRISTINA VALENTE

Foram apresentados no domingo os candidatos social-democratas a todas as freguesias do concelho e também os elementos das listas à Assembleia Municipal e Câmara Municipal de Castelo Branco. O PSD escolheu Alcains para a cerimónia de apresentação dos seus candidatos, num sinal claro, “da importância das freguesias” para a candidatura. “O estarmos aqui, em Alcains, fora de Castelo Branco representa a nossa postura nestas eleições, a importância que conferimos à representatividade das nossas freguesias, a dignidade que lhes foi retirada nos últimos 16 anos, e que lhes pretendemos devolver” afirmou o candidato à câmara Paulo Moradias. Um auditório cheio, onde os lugares sentados não chegaram para acolher todos os que quiseram estar presentes, foi para o candidato “um sinal dado pelas pessoas, sobre os projectos que lhes são apresentados de forma clara e transparente.” Paulo Moradias vol-

tou a recordar os projetos e propostas concretas da sua candidatura, “em contrapartida aqueles que se limitam em enunciar linhas de ação inócuas sem conteúdo”. Ao POVO DA BEIRA o candidato falou ainda de uma área que lhe é particularmente querida, o desporto, “A atividade desportiva na nossa cidade é desregrada e funciona em navegação á vista, sem qualquer gestão ou organização, vivendo apenas da carolice de algumas entidades e seus dirigentes. A formação desportiva dos nossos jovens não existe com excepção dos exemplos avulsos citados, vamos corrigi-lo criando um programa de formação desportiva logo a partir do 1º ciclo do ensino básico”. “As nossas principais colectividades não são apoiadas de modo a gerar mais valia do ponto de vista de promoção da nossa região, mas apenas para manter a subsidio dependência.” Afirmou Paulo Moradias, acrescentando, “se na formação de jovens isto é algo que não deveria ser discutível, o que dizer (e falo só de actividades que já

têm raízes no nosso concelho), da pesca, do tiro, do andebol, do futsal, entre outras”. João Paulo Benquerença, presidente da Concelhia Social-Democrata congratulou-se com a elaboração das listas em todas as freguesia, “as listas estão aí, com equipas jovens e dinâmicas, com projetos de e com futuro. Temos em todas as listas gente séria, dinâmica e com vontade de prescindir do seu tempo para o dedicar a Castelo Branco. Temos tudo isto liderado pelo Eng.º. Paulo Moradias que hoje felizmente já dispensa apresentações mas mesmo assim não quero deixar de referir a sua capacidade, a sua qualidade, a sua força e a sua preparação técnica. A lufada de ar fresco que é para o PSD e para Castelo Branco a sua candidatura”. Álvaro Batista, candidato à Assembleia Municipal, considera Paulo Moradias o homemcerto, para defender os interesses dos albicastrenses, “o candidato do PSD, tenho a certeza, estará disponível sempre para lutar, na primeira linha, pelos nossos interesses”. ■


Destaque

Edição 1018 • 10 de setembro de 2013 • Povo da Beira

Penamacor

Juntos por Penamacor apresentou candidatos Vítor Gabriel afirma que só a coligação “Juntos Por Penamacor” pode assegurar uma verdadeira mudança para aquele concelho. A afirmação feita pelo cabeça de lista à presidência da câmara municipal durante a ação de apresentação dos candidatos a todos os órgãos autárquicos.

COM RÁDIO COVA DA BEIRA

Para Vítor Gabriel “ao longo dos últimos mandatos o concelho de Penamacor tem vivido um período de conversa e propaganda a mais e de investimento e desenvolvimento a menos; a nossa subsistência como concelho pode mesmo ficar ameaçada e esse é um cenário que nós não podemos permitir que aconteça”. O combate ao desemprego e à desertificação será, de acordo com o candidato, o grande desafio que o concelho deve travar

no próximo mandato e para isso necessita de quadros melhor qualificados. Vítor Gabriel quer por isso avançar com a certificação da câmara de Penamacor como entidade certificadora “isso será fundamental para qualificar as nossas populações, reconverter os desempregados de longa duração e até ajudar a promover o aparecimento de pequenas novas iniciativas empresariais no concelho”. Na área da saúde, Vítor Gabriel considera que há boas notícias para o concelho “aquilo que vos

posso garantir é que em breve a unidade de cuidados continuados vai entrar em funcionamento assim como o horário do centro de saúde vai ser substancialmente alargado por forma a dar uma melhor resposta às necessidades das nossas populações; isto é trabalhar pelo concelho”. Ao ato eleitoral de 29 de Setembro, a coligação apresenta listas próprias a todas as juntas de freguesia do concelho. José Luís Gonçalves é o cabeça de lista à presidência da assembleia municipal. ■

EDITORIAL

O

Tribunal Constitucional (TC) decidiu, está decidido. Não há limitações de mandatos quando estão em causa autarquias diferentes. Lá suspiraram de alívio os que nunca desistiram deste propósito. Mas… A decisão dos juízes do TC é correta, ao fundamentar-se num princípio importante: in dúbio pro libertate, na qual a força de todos os direitos deve prevalecer sobre as restrições. No entanto sabem do perigo de cristalização do poder, quando se sucedem mandatos consecutivos, e dos riscos associados à longa permanência no poder, principalmente os fenómenos psicológicos sobre os eleitores, limitando-lhes a sua liberdade de escolha. Mas em contrapartida levaram em linha de conta que autarquias diferentes podem oferecer realidades sociológicas distintas, e que não se trata apenas de uma transferência de

Idanha-a-Nova

Câmara apoia financeiramente estudantes e familias A Câmara Municipal de Idanha-a-Nova atribuiu apoios financeiros a 22 famílias e jovens do concelho. Os apoios estão integrados no programa de Apoio a Estratos Sociais Desfavorecidos do Município de Idanha-a-Nova, que contempla medidas nos domínios da habitação, saúde, educação e bens de primeira necessidade. Atualmente as iniciativas de apoio social do Município abrangem mais de 250 famílias do concelho. Os apoios financeiros entregues na quarta-feira, dia 4, numa cerimónia que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho, destinaram-se maioritariamente à comparticipação das propi-

nas de alunos do ensino superior. Esta ajuda pode ser usufruída por alunos que frequentam a Escola Superior de Gestão do Instituto Politécnico de Castelo Branco, com sede em Idanha-a-Nova, e, pela primeira vez este ano, também por estudantes do concelho que frequentem outros estabelecimentos de ensino superior do país. As condições de acesso ao programa determinam, porém, que os

beneficiários tenham residência e estejam recenseados no concelho de Idanha-a-Nova. O presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, considera que as medidas de apoio social são decisivas numa altura em que "as famílias estão sujeitas a uma carga de impostos muito significativa, agravada em alguns casos pela diminuição do rendimento ou pela perda do emprego". ■

· 3·

PUB

A Decisão DIRETOR JOÃO TAVARES CONCEIÇÃO

titulares de órgãos executivos. O remate final do acórdão diz que "esta interpretação "amiga da liberdade" é também uma interpretação que confia na capacidade de escolha dos eleitores sem excessivas "tutelas" em nome da "correção" das escolhas que estes venham a realizar." Portanto o TC, levando tudo isto em consideração, fez prevalecer o direito de sufrágio passivo, que é um direito, liberdade e garantia de participação politica. Mas, se bem nos lembrarmos, não teria sido necessário qualquer acórdão se a lei não tivesse sido feita com ambiguidades. E se a própria Assembleia da República tivesse tido a vontade e o discernimento necessário para a clarificar. Assim venceram os dinossauros, que ao não se capacitarem

dos riscos que estão a correr, se vão extinguir tal como os dinossauros verdadeiros. Entre dizer que a limitação de mandatos é antidemocrática, perversa e absurda ou que se deveria cumprir a lei que terminaria com a profissão de presidente de câmara, o TC faz prevalecer o nosso direito de liberdade de escolha. E deste sim, através do voto, não nos podemos alhear. A classe política não se portou bem e disso não podemos culpar quem julga. Uma última nota para a privatização total dos CTT. O decreto-lei prevê tantos impedimentos à partição da empresa e a acordos para a sua venda durante cinco anos, que nos leva a pensar que os CTT são uma empresa altamente rentável. Então porquê privatizá-la?


· 4·

Castelo Branco

Povo da Beira • 10 de setembro de 2013 • Edição 1018

Cidade vai ter pista de atletismo em piso sintético

A Câmara de Castelo Branco lançou a concurso a construção de uma pista de atletismo em piso sintético. A pista terá capacidade para acolher eventos internacionais e representa um investimento de 700 mil euros. Joaquim Morão explica que "a nova estrutura fica situada no Parque Urbano da cidade e a obra faz parte do plano de atividades de 2013 da autarquia". Joaquim Morão explica que "a pista é topo de gama e tem dimensão internacional. No futuro fica a possibilidade de se relvar o campo de futebol aí exis-

Autárquicas 2013

Ana Camilo, do CDS diz que “atual executivo, apostou mais no cimento e no betão do que no sentimento e no coração”

tente e construir os equipamentos de apoio”. Para o presidente da Câmara, esta pista é uma oportunidade para que Castelo Branco possa acolher eventos e estágios de equipas e seleções nacionais. A pista terá oito corredores e permitirá a prática de atletismo em diferentes modalidades, como o lançamento do peso, lançamento do dardo, prova com obstáculos, salto em altura, salto com vara, salto em comprimento e triplo salto, atletismo, ou lançamento do disco e do martelo. ■

Cáritas realiza espetáculo de solidariedade

A candidata do CDS-PP à Câmara de Castelo Branco, foi uma das 20 personalidades convidadas pela direção nacional do partido para fazer uma intervenção na convenção autárquica nacional. Durante a sua intervenção cujo tema era humanidade, Ana Camilo apelou ao esforço de todos para a construção de uma sociedade mais inclusiva, mais integradora alertando para o facto vivermos hoje numa “sociedade de risco, em que é mais comum conhecer alguém que aparece na televisão, mesmo que do outro lado do mundo, do que o vi-

zinho que vive na porta ao lado da nossa”, refere ainda que “isto é revelador das alterações que se operaram nas últimas décadas, mesmo em cidades pequenas do interior, como é o caso de Castelo Branco, em que a aposta no betão atirou as pessoas para a periferia, perdendo-se assim as relações de vizinhança, a “sociedade-providência”. Para a candidata do CDS-PP “a autarquia albicastrense, dirigida pelo Partido Socialista nos últimos 16 anos, não teve a capacidade de assumir o papel de agente de mudança e promotor da igualda-

de de oportunidades para todos os cidadãos, permanecendo inoperante face a todas as questões relativas à ação social. Assumindo esporadicamente, e segundo as conveniências, um papel exclusivamente caritativo e assistencialista”, acrescenta ainda que “o atual executivo não interiorizou nunca os direitos sociais dos albicastrenses como direitos de cidadania, apostando mais no cimento e no betão do que no sentimento e no coração, pelo que Castelo Branco

precisa dos valores humanistas que preconizo”. ■

Bigodes em Castelo Branco no encontro nacional POR JOSÉ MANUEL ALVES

A Cáritas de Castelo Branco realiza no próximo dia 14 um espetáculo de solidariedade no Cine-Teatro Avenida. O objetivo é angariar bens alimentares para que a Cáritas possa distribuir pelas famílias mais carenciadas da cidade; por isso a entrada no espetáculo é a doação de um bem alimen-

tar. O público vai assistir a um espetáculo de dança, onde haverá demostração de vários estilos musicais como Hip-Hop, Danças de salão, tango Argentino e as Sevilhanas entre muitos outros. A iniciativa tem o apoio da Câmara Municipal e a colaboração da Escola Silvina Candeias. ■

Mais de uma centena de homens com bigode marcaram presença, no IX Encontro de Bigodes Albicastrenses que, decorreu, no passado sábado no restaurante Senhora de Mércules, em Castelo Branco. Provenientes dos mais variados pontos do país, os "bigodaças" conviveram a nível musica e degustaram a boa gastronomia beirã. No final foram atribuídos vários prémios aos melhores bigodes presentes.

Eduardo Rodrigues, membro da organização do encontro, manifestou a sua enorme satisfação por

esta jornada, "sinal de que os grupos de bigode estão bem vivos, e continuamos a reforçar os nossos laços de

amizade, sempre presentes, pelo que iremos voltar novamente a reunirmo-nos no próximo ano", afirmou. ■

PUB

PUB

PROFESSOR JIKINEH CASTELO BRANCO

0,

Alface Frisada Programa Origens

79

Tomate Programa Origens

1, 69 1,

Óleo Frigi €/Kg

49

Tlm.: 969 402 867 - 911 095 838 €/Lt

€/Lt

Óleo Fula

Africano, grande cientista espirutualista, com super magia negra e branca mais forte. Resolve com rapidez no máximo de 4 dias qualquer que seja o seu caso, exemplo: Amor, Negócios, Impotência Sexual, Prender e Desviar, Afasta e Aproxima pessoas amadas, Exame, Jogo, Espirituais, Alcoolismo, Droga, Maus olhados, Inveja, etc... Lê a sorte, dá previsão da vida e do futuro pelo bom espírito e forte talismã. CONSIDERADO UM DOS MELHORES PROFISSIONAIS Não há problema sem solução - Consultas das 9H às 22H / Segunda a Domingo

Rua Duarte Pacheco Pereira Nº79, 5º F Damaia de Baixo 2720-213 Amadora


Castelo Branco

Edição 1018 • 10 de setembro de 2013 • Povo da Beira

· 5·

Castelo Branco

PSD apresenta medidas para diminuir carga fiscal no concelho Paulo Moradias, candidato do PSD à Câmara de Castelo Branco, diz que o concelho pode ser mais atrativo em termos fiscais e apresentou cinco medidas que são cinco compromissos para baixar os impostos no concelho.

Campanha com elevação

Paulo Moradias apelou a uma campanha com elevação politica, “essa será a nossa postura” afirmou o candidato. Para o candidato social-democrata o atual executivo socialista deve colocar as obras realizadas ao serviço das população e não organizar “inaugurações eleitoralistas” a partir do dia 15. O PSD apelou também ao bom senso naquilo

que considera “destruição de propriedade pública” para colocação de material de campanha. “Num parque de estacionamento no centro da cidade foi destruído o alcatrão para colocar cartazes de campanha” disse Paulo Moradias, acrescentando, “foram os dinheiros públicos que pagaram o alcatrão, e provavelmente serão os dinheiros públicos que vão reparar os danos”. ■

Que ar respiramos ? O PSD considera que a câmara municipal deve apresentar analises da qualidade do ar que se respira em Castelo Branco. “Têm circulado rumores sobre a qualidade do ar que se respira e de que essa qualidade pode estar relacionada com o aumento de casos onco-

lógicos, não queremos alimentar este tipo de conversa, queremos acabar com a questão de vez” afirmou Paulo Moradias. Para o candidato social democrata a autarquia deve apresentar as analises, feitas por empresa idónea, ao ar “que todos respiramos”. ■

POR CRISTINA VALENTE

A candidatura do PSD apresentou, em conferência de imprensa, cinco compromissos que pretende colocar em prática caso seja eleita para presidir a autarquia albicastrenses. Medidas que têm sido defendidas pelos representantes do partido, durante o atual mandado, na Assembleia Municipal, mas que não foram concretizadas pela gestão socialista da autarquia. Entre as medidas defendidas pela PSD está a devolução total, aos munícipes, da parcela do IRS recebida pela autarquia. Além disso o candidato social-democrata assume o compromisso de baixar o IMI.

PUB

“Há ainda folga para baixar este imposto” afirma Paulo Moradias, explicando que a reavaliação do coeficiente de localização deverá ser feita no próximo ano, e esse facto cria as condições necessárias para que o IMI possa baixar em Castelo Branco e Alcains. “Quanto às outras freguesias o nosso compromisso é mesmo a isenção neste imposto” afirma o candidato. Para a candidatura do PSD a isenção de IMI nas freguesias mais rurais pode contribuir para combater a desertificação das mesmas, “os cidadãos vão ponderar comprar casa em Castelo Branco, ou continuar na sua freguesia” acredita Paulo Moradias.

Outro dos compromissos apresentados pelo PSD está também relacionado com a carga fiscal e ao mesmo tempo com o combate à desertificação das freguesias rurais, “temos que motivar a reabilitação de imoveis, e por isso propomos a isenção de licenças de reabilitação para as freguesias rurais e também para as anexas de Taberna Seca e Lentiscais”. Ainda em termos ficais, mas noutra área, o PSD considera que a autarquia deve reduzir o peso burocrático que tem abrir um estabelecimento comercial no concelho. Para Paulo Moradias, esta é uma forma que a Câmara tem de incentivar a criação de postos de trabalho e por isso

assume o compromisso de isentar de taxas os processos de licenciamento. O candidato social democrata à câmara de Castelo Branco considera que “o peso burocrático que tem abrir um estabelecimento comercial no concelho é demasiado” por isso quer facilitar os processos, “porque o pequeno comercio, gera riqueza e cria emprego” e propõe a isenção de taxas de licenciamento destes espaços comerciais, como uma medida de apoio à criação de emprego.ww Contas feitas pelo PSD estas medidas representam “apenas” entre 3 a 3 milhões e meio de euros que deixariam de entrar nos cofres da autarquia. ■

Faça compras no Intermarché e ganhe vales desconto no combustível. CASTELO BRANCO

PROMOÇÃO de 10 de Setembro a 16 de Setembro Porco Entrecosto

2,

79 €/Kg

Peru Bife

4,99

Preços baixos e descontos nos combustiveis = faça as suas contas Pota Inteira Congelada

Iogurte Liquido Dan'Up Danone Vários Sabores 4x160 gr- 2,17€/Kg

€/Kg

1,99

€/Kg

1,39

€/unid.


· 6·

Castelo Branco

Povo da Beira • 10 de setembro de 2013 • Edição 1018

Jorge Neves apresenta propostas e equipa para mais 4 anos na Junta de Freguesia POR CRISTINA VALENTE

O candidato Socialista à Junta de Freguesia de Castelo Branco, Jorge Neves apresentou na passada 5ª feira a sua recandidatura. O candidato do PS propõe-se continuar o projeto que tem desenvolvido ao longo dos últimos oito anos. Na cerimónia, que teve lugar no Largo da Sr.ª da Piedade, aproveitando um novo espaço criado com a requalificação urbana da zona, Jorge Neves apresentou a equipa que o acompanha, e também os objetivos da sua candidatura . “ P r e t e n d e m o s continuar a servir Castelo Branco com rigor, proximidade e inovação visando o seu desenvolvimento. Queremos persistir, com empenho, o trabalho realizado ao longo dos últimos anos contribuindo com determinação para a valorização pessoal, social e cultural dos habitantes da nossa Freguesia. É nossa ambição promover o espirito cívico e de união entre todos. Pretendemos assegurar uma cultura política

local assente numa atitude pró-ativa no exercício de todas as competências que a lei confere, ou que as parcerias nos atribuem de modo a retirar todo o benefício da nossa atividade para o bem-estar da população e o desenvolvimento da nossa comunidade.” Afirmou Jorge Neves. A equipa liderada por Jorge Neves é “uma equipa renovada” que o candidato assume ser da sua inteira responsabilidade. “Esta é uma equipa que tem em comum o sentimento de ter a cidade no coração. Uma equipa com muitos jovens, mas também com pessoas maduras e experientes com provas dadas de competência profissional e de conhecimento de gestão autárquica. Uma equipa de trinta pessoas, das quais 12 são mulheres, com uma média de idades que ronda os 45 anos, com 8 jovens com menos de 30 anos e uma equipa com 6 pessoas independentes” explicou o candidato socialista. Joaquim Morão, autarca albicastrense e presidente da Federação Dis-

PUB

Errata

AVISO: A data da convocatória já passou, voltamos a publicar por motivos de erros ortográficos na impressão da edição anterior

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE CASTELO BRANCO CONVOCATÓRIA

JOSÉ DIAS DOS SANTOS PIRES, Presidente da Assembleia de Freguesia de Castelo Branco, em cumprimento do nº1 do artigo 13° da Lei 169/99 de 18 de Setembro com as alterações constantes na Lei 5-A/2002 de 11 de Janeiro, e dentro da competência que me é atribuída pela alínea b) do artigo 19°, CONVOCO este órgão para uma sessão ordinária, a realizar na sede da Freguesia, dia 9 de setembro de 2013, pelas 21.00 horas, com a seguinte ordem de trabalhos: I - PERIODO DE ANTES DA ORDEM DO DIA 1. A preencher nos termos do Regimento II - PERIODO DA ORDEM DO DIA 1. Informações do Presidente da Freguesia. 2. Apreciação e votação da ata nº 2. Castelo Branco, 28 de agosto de 2013 O Presidente da Assembleia de Freguesia (José Dias Dos Santos Pires)

Jorge Neves apresentou projetos e equipa

trital do Partido, lembrou a experiência de Jorge Neves na vida autárquica e lembrou que o candidato faz parte de um conjunto de pessoas que têm estado ao seu lado e a trabalhar com ele, Joaquim Morão, há muitos anos, que são aquilo que classificou de “novos lideres” do concelho. A cerimónia contou com a presença do secre-

tário Geral da JS, João Torres, que visitou o distrito para contactos com as estruturas locais da Juventude Socialista. Na sua intervenção destacou a importância das juntas de freguesia na democracia portuguesa, “presidir a uma Junta de freguesia é uma das mais nobres funções que se pode desempenhar na nossa democracia”. João

Torres destacou também a participação e inclusão de vários jovens na lista liderada por Jorge Neves, “há muitos jovens na lista desta candidatura, jovens de qualidade como o Carlos Camões e a Mafalda Serrasqueiro. Estou absolutamente convencido de que esta é uma equipa que está à altura de vencer os desafios do futuro” afirmou o líder da JS.

Jorge Neves, recebeu ainda a visita e o apoio do presidente da Junta de Freguesia de Castelo Branco, Faial, Açores, Luís Filipe Botelho, que com uma comitiva daquela localidade Açoriana esteve presente para manifestar o seu apoio a Jorge Neves, com quem iniciou um processo de germinação entre as duas localidades. ■

Confraria do Borrego

Processo de legalização quase concluído Como vem sendo tradicional decorreu, no dia 4 de setembro, a reunião mensal dos membros da Confraria do Borrego de Castelo Branco. Cumprindo a tradição desta Confraria a mesma reunião decorreu no English Savoy, restaurante desta cidade , na qual compareceram 38 confrades, sendo de destacar a aderência de um confrade, Jorge Neves, presidente da Junta de Freguesia da cidade, que agradeceu a sua entrada para a referida Confraria, estando sempre ao dispor para ajudar a dignificar e expandir a cidade de Castelo Branco, neste caso a nível gastro-

nómico. Pela comissão instaladora João Reis, mais uma vez referiu que se encontra os estatutos justos e delineados para a efetivação da escritura

publica da constituição da confraria, encontrando-se quase pronta toda a documentação em dossier para ser entregue no Cartório Notarial. Encontra-se também

em estudo o logotipo da Confraria, para a sua posterior aprovação. No final da reunião, Amílcar Ribeiro, presenteou os confrades com uma sessão de fados. ■


Castelo Branco

Edição 1018 • 10 de setembro de 2013 • Povo da Beira

· 7·

Comemorações do V centenário da Misericórdia arrancam com inauguração de um monumento a Bartolomeu da Costa

Abertura da Unidade de Cuidados Continuados seria a melhor prenda de aniversário A Santa Casa da Misericórdia de Castelo Branco vai iniciar as comemorações dos seus 500 anos de existência no dia 13 de setembro, com a inauguração de um monumento a Bartolomeu da Costa, o seu fundador, que ficará no Largo Dr. José Lopes Dias. O programa das comemorações do V centenário foram apresentadas na passada sexta-feira, em conferência de imprensa, e vão iniciar-se a 13 de setembro, prolongando-se até junho de 2014. “500 anos de vida de uma instituição é um marco importante que só algumas instituições têm o desígnio de alcançar. Congratulo-me por isso, agradecendo profundamente a todos aqueles que

tornaram possível que a instituição tenha percorrido tão longo caminho, certamente com altos e baixos, mas sempre com o objetivo de ajudar solidariamente a quem precisa”. As palavras são do provedor da Santa casa da Misericórdia de Castelo Branco que recorda que a Misericórdia é atualmente um dos maiores empregadores do concelho e da região de Castelo Branco, dando respostas sociais nas mais diversas áreas, como centros de dia, centros de convívio, cantina social, serviço de apoio domiciliário, centro de medicina e reabilitação, creches, jardins de infância, emergência social. Cardoso Martins refere que todos conhecem

as dificuldades com que o país se debate atualmente ao qual a Misericórdia não é alheia e tem sentido da pele todas essas adversidades, nomeadamente, pelos encargos que estão

a suportar com a Unidade de Cuidados Continuados Integrados (UCCI), concluída desde dezembro de 2012, mas ainda por abrir por falta de autorização do Governo.

“Obviamente, a melhor prenda que poderemos receber no âmbito destas comemorações, será a autorização de abertura desta unidade. Contudo, continuaremos

a trabalhar com a mesma determinação para garantir em todas as frentes o bem-estar e o conforto dos nossos utentes, crianças e idosos”, disse Cardoso Martins.

Programa estende-se até junho O coordenador das comemorações do V Centenário da Misericórdia de Castelo Branco sublinhou que esta instituição social, cuja história perdura ao longo de 500 anos, foi fundada em 1514 por Bartolomeu da Costa. Artur Martins diz que apesar de algumas limitações, a Misericórdia de Castelo Branco tem prestado auxílio aos que mais precisam com a oferta de cuidados e serviços que vão da assistência religiosa às carências económicas, passando pela educação e pela saúde. Neste sentido, o coordenador da comissão das comemorações do V Centenário, de acordo com a mesa administrativa da instituição, apresentou o plano de ação que se prolonga até junho de 2014. Assim, no dia 13 de setembro, será inaugurado o monumento ao fundador da instituição, Bartolomeu da Costa, monumento esse que ficará no Largo Dr. Jaime Lopes Dias, em frente ao edifício sede da Misericórdia albicastrense. Para o mês de outubro está prevista uma exposição

sobre o Cortejo de Oferendas de 1947 e 1950 que estará patente ao público na biblioteca municipal de Castelo branco, entre 25 de outubro e 7 de novembro. O programa segue em novembro, com a realização de uma conferência sobre “ A Criança” e cujo tema será a Criança sobredotada, a realizar no salão nobre da Misericórdia, estando a data ainda por definir. Posteriormente, no mês de dezembro decorre a festa de Natal, entre os dias 16 e 21, sendo que a 19 de dezembro, será realizado um Concerto de Natal na Sé Catedral de Castelo Branco, uma vez que nesse período a Igreja da Graça (no edifício sede da Santa Casa) estará em obras de restauro. Em janeiro de 2014, haverá um concerto de Reis a realizar na Sé Catedral e no último dia do mês, decorre o I Encontro de Saúde da Santa casa da Misericórdia de Castelo Branco, subordinado ao tema “Gerontologia”, cuja realização decorre no salão nobre da instituição. Para o dia de aniversá-

rio da Misericórdia, 16 de fevereiro, haverá uma missa solene transmitida pelo canal de televisão TVI, a partir da Sé Catedral de Castelo Branco e será inaugurada a exposição “V Séculos da Santa casa da Misericórdia de Castelo Branco”. O mês de março, será dedicado a um ciclo de conferências sobre as Obras da Misericórdia e em abril irá decorrer um concurso escolar de design sobre as Obras da Misericórdia. Em maio, logo no dia 1, decorre o I Festival da Sopa Solidária e sendo este o mês do Coração, a instituição vai ainda promover várias ações neste âmbito, nomeadamente, com um programa de Envelhecimento Ativo, em data a definir. Finalmente, para o mês de junho, no dia 1, decorre a Semana da Criança, a 15 de junho haverá uma sessão de Fado Solidário nos claustros da Misericórdia de Castelo Branco e o encerramento das comemorações do V Centenário estão previstas para o dia 30, com a realização de um espetáculo musical no Cine-Teatro Avenida. ■

CONVOCATÓRIA

VALTER VICTORINO LEMOS, Presidente da Assembleia Municipal de Castelo Branco, CONVOCA este Órgão, nos termos da alínea b) do artigo 54º da Lei nº 169/99, de 18 de setembro com a nova redação dada pela Lei nº. 5-A/2002, de 11 de janeiro, para uma sessão ordinária a realizar no dia 12 de setembro de 2013, pelas 15 horas, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Castelo Branco, com a seguinte ordem de trabalhos: I - PERÍODO DE ANTES DA ORDEM DO DIA A preencher nos termos do Regimento. II -PERÍODO DA ORDEM DO DIA Ponto 1- Aprovação das atas nº. 5, referente à sessão de 01/07/2013. Ponto 2 - Apreciar uma informação do Presidente da Câmara sobre a Atividade Municipal. Ponto 3 - Discussão e votação da proposta de “Imposto Municipal sobre Imóveis”. (Proposta n. 30/2013) Ponto 4 - Discussão e votação da proposta de “Ediagri – Sociedade Agrícola da Grade, Lda.. Pedido de Declaração de Interesse Público”. (Proposta nº. 31/2013) Ponto 5 - Discussão e apreciação da proposta de “Repartição de Encargos Plurianuais referente à obra de Construção da Pista de Atletismo na Zona de Lazer de Castelo Branco”. (Proposta nº. 32/2013) Ponto 6 - Discussão e votação da proposta de “Delegação de Competências nas Juntas de Freguesia. Educação Pré-Escolar.”. (Proposta nº. 33/2013) Paços do Município de Castelo Branco, 5 de setembro de 2013 O Presidente da Assembleia Municipal, Valter Victorino Lemos


· 8·

Idanha-a-Nova

Povo da Beira • 10 de setembro de 2013 • Edição 1018

Termas de Monfortinho

Projeto turístico permite conhecer dia-a-dia da ganadaria Vitorino Martín Uma visita à mais famosa ganadaria do Mundo de touros bravos, “Victorino Martín”, em Moraleja, na província espanhola de Cáceres, é a proposta do novo programa turístico do grupo hoteleiro Ô Hotels & Resorts, que detém o resort e o Balneário Termal nas Termas de Monfortinho. É um projeto turístico inovador que une a cultura de hospitalidade e relaxamento próprias da hotelaria com o culto do touro, oferecendo aos clientes a possibilidade de experienciar o dia-a-dia de um ganadeiro. O roteiro transfronteiriço, de três dias e duas noites, começa e termina no Hotel Astória, em Termas de Monfortinho, mas durante um dia conduz os clientes até às “fincas” (explorações ganadeiras, em português) de Monteviejo e Las Tiesas, nas povoações de Moraleja e Portezuelo, respetivamente. A visita perspetiva-se memorável para quem queira enriquecer a sua cultura tauromáquica, por permitir observar touros de lide no seu habitat natural, visitar o museu dedicado ao célebre ganadeiro Victorino Martín e degustar produtos taurinos e outros da gastronomia local. Este é um produto turístico “único no mundo”,

segundo o presidente do Ô Hotels & Resorts, Hein Demyttenaere. Uma das mais-valias do projeto, defende este responsável, é unir a raia portuguesa e espanhola na captação de clientes “vindos de Lisboa, Madrid e do resto do Mundo”. Para o filho do ganadeiro Victorino Martín, que carrega o nome e o ofício do pai, “o objetivo é trabalhar o turismo de sensações”. “Por isso”, afirma, “a ‘finca’ Victorino Martín abre as portas e partilha com os convidados o dia-a-dia de uma ganadaria com mais de 50 anos, os valores que orientam a sua atividade e o trabalho de criação de touros bravos”. “Existe uma procura para descobrir o mundo dos touros de lide, as pessoas querem conhecer as condições em que são criados, aprofundar a escola de valores que é a tauromaquia”, garante o ganadeiro. O presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto,

Monsanto

Festival de folclore comemora 75 anos do Galo de Prata Um Festival de Folclore comemorou no passado domingo, dia 1 de setembro, os 75 anos da atribuição do Galo de Prata a Monsanto. Este prémio foi recebido em 1938 aquando da conquista do título de “a aldeia mais portuguesa de Portugal”. Participaram neste Festival, o Grupo Folclórico de Taveiro, o Rancho Folclórico Rosas do Tourigo e o Rancho Folclórico “Os Loureiros” da Lardosa, além do grupo organizador, o Rancho Folclórico de Monsanto. Antes de iniciarem as atuações foi recordado o concurso que distinguiu

a “aldeia mais portuguesa de Portugal” e o presidente da Junta de Freguesia de Monsanto, Adelino Régio, apresentou uma réplica do Galo de Prata, que irá acompanhar o Rancho Folclórico de Monsanto nas suas atuações. Armindo Jacinto, presidente da autarquia de Idanha-a-Nova, que enalteceu a juventude dos elementos que integram o Rancho Folclórico de Monsanto. “Esta vitalidade”, segundo o autarca, “demonstra o interesse das gerações mais novas pela etnografia, e é essencial para a preservação e valorização da cultura local”.■

considera que este projeto é “um exemplo de como as excelentes potencialidades do território raiano podem ser aproveitadas para conquistar mercados”. “Os turistas querem viver experiências genuínas num território autêntico, cheio de vida e emoção, e é

isto que temos de vender no sector do turismo”, refere o autarca. O programa turístico foi apresentado na passada sexta-feira, dia 30 de Agosto, em Termas de Monfortinho, numa cerimónia onde foi servido um jantar temático taurino elaborado pelo

Chef Mário Ramos, do grupo Ô Hotel and Resorts. Este menu de autor poderá ser degustado durante todo o mês de setembro. Quanto ao programa, custa 127 euros por pessoa (em quarto duplo com ocupação mínima de duas pessoas), e está disponível de

setembro de 2013 a maio de 2014, existindo a possibilidade de vir a ser alargado. Além de usufruírem do roteiro turístico, os clientes têm ainda 20% de desconto sobre os tratamentos disponíveis no Balneário Termal de Monfortinho, Spa e estúdio de massagens.■

Segura

Igreja da Misericórdia requalificada A Igreja da Misericórdia de Segura, no concelho de Idanha-a-Nova, sofreu obras de conservação. O telhado, que mostrava sinais de degradação, foi recuperado com o apoio da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, que também pretende apoiar a restauração do espaço interior. A intervenção foi acompanhada pelo arquiteto José Afonso, de modo a garantir a preservação do valor histórico, cultural e arquitetónico da Igreja. O Instituto de Gestão do Património Arquitetónico e Arqueológico (IGESPAR), a quem compete propor a classificação do

património edificado em Portugal, pretende propor a classificação da Igreja.

A Igreja da Misericórdia de Segura terá sido construída no século XVI,

sofrendo diversas ampliações e modificações nos séculos seguintes.■


Idanha-a-Nova

Edição 1018 • 10 de setembro de 2013 • Povo da Beira

· 9·

Segura tem centro interpretativo da biodiversidade

Permitir descobrir a elevada diversidade biológica existente no concelho é um dos objetivos do Centro Interpretativo da Biodiversidade Terras de Idanha que funciona no antigo posto fronteiriço de Segura O Centro Interpretativo da Biodiversidade (CIB) Terras de Idanha foi inaugurado no passado sábado, dia 31 de Agosto, na aldeia de Segura. O novo equipamento permite descobrir a elevada diversidade biológica existente no concelho de Idanha-a-Nova, composto por habitats tão distintos como zonas rochosas, estepes, montados, mosaicos agrícolas, cursos de água, açudes, olivais e matagais. O espaço, criado pela Câmara Municipal de Idanha-a-Nova e apoiado pelo Programa de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Portugal, através do projeto Tejo Internacional, está instalado num antigo posto fronteiriço da Guarda Fiscal, junto à ponte romana de Alcântara. Sustentado por painéis, equipamentos multimédia e interativos, réplicas e exemplares representativos da fauna, flora e património

geológico de Idanha-a-Nova, o CIB procura despertar o visitante para trilhar os caminhos da biodiversidade deste território. Segundo o presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, a localização estratégica do espaço, no Parque

Natural do Tejo Internacional e a escassos quilómetros da povoação de Alcântara, um dos locais mais visitados em toda a Extremadura espanhola, contribui para torná-lo um centro vivo, apto a receber muitos visitantes. Armindo Jacinto adianta que, nesse sentido, será

em breve aberto, um centro de acolhimento a poucos metros do CIB, em instalações que serviram de habitação aos guardas fiscais. Este espaço, será dinamizado com a colaboração de empresários locais e irá acolher grupos de crianças e de visitantes.

Ajidanha

A inauguração do CIB contou com a presença do diretor do Departamento de Conservação da Natureza e Florestas do Centro, Rui Costa Melo, que destacou as mais-valias do projeto para a divulgação da biodiversidade existente no Parque Natural do Tejo Inter-

nacional e no concelho de Idanha-a-Nova. Entre os atrativos do Centro Interpretativo da Biodiversidade destaque para um monitor onde é possível observar, em permanência, os ninhos de cegonha-negra e de grifo, por via da colocação de duas câmaras de vídeo nas escapas do rio Erges, que constituem zonas de nidificação para as grandes aves ripícolas. O CIB possui ainda um espaço para exposições temporárias e uma loja de produtos regionais, onde os visitantes podem degustar e comprar, entre outras iguarias, os melhores queijos, azeites, enchidos e mel da região, dos produtores integrados na marca “Terras de Idanha”. É ainda possível obter informações sobre a Rotas das Minas, percurso pedestre em Segura, um dos vários existentes no concelho de Idanha-a-Nova. ■

Passeio

Espetáculo de teatro 'à deriva' viaja por Portugal e Espanha

50 ciclomotores percorrem concelho de Idanha-a-Nova

O espetáculo de teatro “À deriva”, produzido pela AJIDANHA - Associação de Juventude de Idanha-a-Nova, encontra-se em itinerância por Portugal e Espanha, onde tem várias apresentações agendadas. Esta produção teatral foi apresentada no passado dia 5 na localidade espanhola de Palas de Rei, na Galiza; hoje, dia 10, é apresentada no Centro Cultural Raiano, em Idanha-a-Nova; dia 18 de setembro em Alcains; dia 20 de setembro no Cine Teatro de Castelo Branco; dia 11 de outubro no festival Casqueiro 2013, na Sé Catedral de Idanha-a-Velha; dia 17 de novembro no festival TeatrAmador 2013; e no dia 23 de novembro nos Encontros de Outono, em Taveiro. O grupo aguarda ainda a confirmação da data de apresentação em Oli-

Cerca de meia centena de ciclomotores com mais de 50 anos percorreram no passado dia 1, as estradas e caminhos do concelho de Idanha-a-Nova. A boa disposição foi uma constante durante todo o passeio, o sétimo organizado pelos Cangalhos D' Idanha, associação local de ciclomotores. Os participantes arrancaram, logo pela manhã, da vila de Idanha-a-Nova e percorreram as aldeias de Proença-a-Velha, Medelim, Idanha-a-Velha, Alcafozes, Toulões, Torre, Termas de Monfortinho, Penha Garcia e Monsanto. Após paragem para pequeno-almoço em Idanha-a-Velha, o almoço foi servido na chegada a Relva, na freguesia de Monsanto, em clima de festa e confraternização. Entre os motards encontravam-se várias pes-

venza, Espanha, no âmbito da programação da Rede de Teatro Amador dos Grupos de Teatro da Extremadura Espanhola. A AJIDANHA estará ainda presente no XII Encontro da Fatex - Federación de Asociaciones de Teatro de Extremadura, em Jaraíz de la Vera (Espanha), que decorrerá de 29 de novembro a 1 de dezembro. A peça de teatro “À deriva” conta com encenação de José Carlos Garcia e Nádia Santos e interpretação de Ana Grilo, Bruno Esteves e Rui Pinheiro. Consiste numa adaptação livre do texto “Em Alto Mar”, de Slawomir Mrozek, a partir do qual se pretende criar uma dramaturgia própria, uma linguagem cómica e visual, capaz de dialogar com a profunda crise de valores (sociais e institucionais) em que Portugal, e o mundo em

geral, estão mergulhados. Recorde-se que o espetáculo estreou no dia 25 de maio deste ano, no estúdio da AJIDANHA, na Junta de Freguesia de Idanha-a-Nova. A itinerância iniciou no Auditório Monsenhor Nunes Pereira, em Pampilhosa da Serra, no âmbito do festival de teatro Míse en Scène. No

dia 11 de agosto, a peça foi apresentada na Junta de Freguesia de São Miguel de Acha e dia 29 de agosto no salão das piscinas municipais de Termas de Monfortinho. Esta produção teatral foi editada em DVD, pela AJIDANHA, com filmagens realizadas pela empresa Star Produções. ■

soas oriundas de concelhos vizinhos, que aproveitaram o domingo para desfrutar do património natural e cultural da região. A iniciativa contou com o apoio do Município de Idanha-a-Nova, Junta de Freguesia de Idanha-a-Nova, Junta de Freguesia de Idanha-a-Velha e Vídeo-Foto Quaresma. Os Cangalhos D'Idanha são um grupo motard de Idanha-a-Nova que tem como objetivo promover a amizade e o convívio, através da organização de eventos recreativos ligados aos ciclomotores. Esta coletividade, constituída em 2010, conta atualmente com 120 associados. Tem como desafio para os próximos anos organizar uma concentração nacional de ciclomotores no concelho de Idanha-a-Nova. ■


· 10· Educação Dia mundial da prevenção do suicídio

Escola Superior de Saúde colabora em ação de sensibilização

A Organização Mundial de Saúde instituiu o dia 10 de Setembro como Dia Mundial da Prevenção do Suicídio, visando sensibilizar e convocar os países-membros para a definição de estratégias destinadas a prevenir o suicídio, que constitui um problema de saúde pública. À semelhança do que tem vindo a acontecer em anos anteriores, a Sociedade Portuguesa de Suicidologia (SPS) pretende assinalar esta data, promovendo a realização de um colóquio, com a participação ativa das forças vivas da região onde o evento tem lugar, este ano na cidade de Castelo Branco. A iniciativa da SPS, subordinada ao lema "Estigma, Saúde Mental e

Prevenção do Suicídio", conta com a colaboração do IPCB através da Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias e do Instituto de Medicina Legal e Ciências Forenses, na organização deste evento que se realizará no Auditório da Escola Superior de Educação de Castelo Branco, no próximo dia 10 de Setembro de 2013, pela 14h00. O programa inclui a apresentação de duas palestras sobre o tema “Saúde Mental em Castelo Branco” e a apresentação do “Plano Nacional de Prevenção do Suicídio” por Álvaro de Carvalho, Diretor do Programa Nacional de Saúde Mental/ DGS e Coordenador do Plano Nacional de Prevenção do Suicídio. ■

Covilhã

MedUBI lança Banco de Habitação para todos os estudantes Na continuação do que tem feito nos anos anteriores, o MedUBI Núcleo de Estudantes de Medicina da UBI desenvolveu este ano uma nova aplicação com o intuito de ajudar os estudantes a encontrar um quarto para habitar. O principal objectivo é poder congregar uma oferta abrangente de casas/quartos para os alunos que irão ingressar na UBI e também para aqueles que já estudam na UBI. O Banco da Habitação MedUBI é dirigido

a todos os estudantes de todos os cursos da UBI, sem quaisquer custos. Qualquer pessoa pode anunciar quartos para alugar, responsabilizando-se pela veracidade dos dados submetidos. O Núcleo de estudantes da UBI entende que esta ferramenta poderá ser bastante útil para ajudar os novos estudantes e encontrarem casa. A plataforma dispõe de diversas ferramentas de filtragem de conteúdo e ainda de um mapa com a localização das casas. ■

Povo da Beira • 10 de setembro de 2013 • Edição 1018

Escola João Roiz proporciona ATL ativo A Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas João Roiz, como já vem sendo hábito, levou a cabo, mais uma vez, o ATL Verão Ativo, que já conta com vários anos de existência e que acolheu participantes dos vários agrupamentos de escolas da cidade de Castelo Branco e até de outras localidades e países. “Mais um verão se passou com o sentimento de dever cumprido, as muitas crianças que passaram pelo nosso ATL viveram semanas de companheirismo e muita alegria” mencionou o professor Fábio Duarte. No ATL participaram crianças que já tinham participado em atividades anteriores e crianças que pela primeira vez escolheram passar as férias neste ATL, “há crianças, já nossas conhecidas, e outras

que por aqui passaram pela primeira vez, que foram, naturalmente, muito bem acolhidas, criando-se um clima de muito companheirismo”. Este ano o ATL incluiu no seu programa alguns passeios, que “muito agradaram” aos mais novos.

O grupo deslocou-se de comboio a Vila Velha de Ródão para visitar o CIART e para um mergulho na piscina da localidade. Em Castelo Branco realizaram-se também visitas à GNR (cinotécnica e prevenção rodoviária) e aos bombeiros. Tendo tam-

bém realiza-se uma visita ao Museu do Canteiro em Alcains. A organização do ATL contou com o apoio, entre outras entidades, da direção da Escola João Roiz, Câmara Municipal de Castelo Branco, Academia de Judo e Ginásio de Castelo Branco. ■

iraniana. De referir que o EILC que o IPCB promove durante o mês de Setembro é o único no país que não é financiado pelo programa europeu Erasmus. No primeiro dia do

curso, os 24 participantes foram recebidos pelo Vice-Presidente do IPCB, José Carlos Gonçalves, a que se seguiu um lanche de boas vindas, oportunidade para que desaparecessem algumas barreiras culturais. Neste EILC, o primeiro do corrente ano letivo, o IPCB vai novamente proporcionar aos alunos estrangeiros um vasto programa cultural de modo a que para além da língua portuguesa fiquem a conhecer o património, hábitos e cultura do país e da região de Castelo Branco. ■

24 alunos estrangeiros aprendem português em Castelo Branco Tal como tem sido habitual nos últimos anos, o Instituto Politécnico de Castelo Branco é, uma vez mais, das poucas instituições de ensino superior portuguesas que vai realizar um Erasmus Intensive Language Course para alunos estrangeiros que, nos próximos meses, irão estudar em Portugal. O curso de Português vai decorrer no IPCB na Escola Superior de Educação de 2 a 20 de Setembro, terá a participação de 24 alunos estrangeiros e será lecionado pela docente Teresa Gonçalves.

Este primeiro EILC de 2013/2014 contará com o maior contingente de alunos turcos de sempre (12) e, ainda, com seis espanhóis, cinco polacos e um aluno externo de nacionalidade

UBI

Nova equipa reitoral já tomou posse São três os novos vice-reitores e uma pró-reitora da Universidade da Beira Interior, que tomaram posse juntamente com o novo Reitor António Fidalgo. O quarto vice-reitor João Canavilhas, que se encontra ausente no estrangeiro por motivos profissionais, tomará posse posteriormente. Os novos voce-reitores são Mário Raposo para a área

financeira e de gestão de recursos humanos, o vice-reitor para ligação à comunidade e projetos é António João Marques Cardoso. O Vice-reitor responsável pela área da investigação e na sua articulação com os terceiros ciclos é Paulo Moniz e o Vice-reitor responsável pelos Serviços Académicos, Programas de Mobilidade, Internaciona-

lização e Saídas Profissionais é João Canavilhas. A Pró-Reitora para a Qualidade é Isabel Maria

Romano da Cunha Dias, professora auxiliar do Departamento de Matemática. ■


Educação · 11·

Edição 1018 • 10 de setembro de 2013 • Povo da Beira

Apesar de só 41,8% das vagas terem sido ocupadas na 1ª fase

Politécnico de Castelo Branco continua a ser dos mais procurados no interior 1.ª fase do concurso nacional de acesso de 2013 % de Instituição Candidatos Candidatos ocupação das Vagas Vagas Colocados de ensino em 1.ª opção em 1.ª vagas na 1.ª sobrantes opção/vagas superior fase

IPCB

898

238

27%

376

UBI

1295

788

61%

1004

POR CRISTINA VALENTE

Na primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior 66 cursos, a nível nacional, ficaram sem qualquer aluno colocado, quase todos a funcionar em institutos politécnicos e na área das engenharias. De acordo com os dados divulgados pela Direcção-Geral do Ensino Superior, relativos ao concurso de acesso ao en-

sino superior em 1ª fase, no Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) das 898 vagas colocadas a concurso 41,8% foram ocupadas. Faltam ainda os números das colocações dos concursos locais da escola Superior de Artes Aplicadas Dos 28 cursos do IPCB colocados ao dispor dos estudantes, quatro ficaram sem novos alunos, engenharia de proteção civil, engenharia das ener-

42% 78%

522 298

gias renováveis, engenharia civil e Tecnologias de Informação e Multimédia. Um da Escola Superior Agrária e três da Escola Superior de Tecnologia. Aliás, a Escola Superior de Tecnologia foi a escola com menos colocações, 10. Por escolas, a Escola Superior de Saúde foi a escola com mais colocações, os cursos de Enfermagem e Fisioterapia viram preenchidas todas as va-

Nome da instituição

gas colocadas a concurso, 62 e 31 respetivamente. Na escola Superior de Artes Aplicadas, as vagas para o curso de Design de Moda e Têxtil, 35, também foram todas preenchidas. Na Escola Superior de Gestão, Idanha-a-Nova, o curso de solicitadoria foi o curso com mais novos alunos, 10 das 35 vagas colocadas a concurso. Na Escola Superior de Educação o curso mais procurado foi Serviço Social com 28 colocados. Enfermagem Veterinária foi o curso da Escola Superior Agrária mais procurado com 12 colocações das 27 vagas existentes. Em nota enviada à nossa redação o IPCB recorda que pelo terceiro ano é a instituto do interior do pais com a taxa de

Nome do curso

procura mais elevada. “Só após as três fases se poderá fazer uma análise mais rigorosa mas, à semelhança do ano anterior, o IPCB espera preencher a totalidade das vagas disponibilizadas” adianta o comunicado. Na primeira fase, foram colocados no IPCB 376 estudantes, a que se somarão os colocados na 2ª e 3ªs fases, assim como os estudantes provenientes dos concursos especiais e dos regimes de mudanças de curso, transferências e reingressos. A nível nacional, após esta primeira fase, foram admitidos no ensino superior público, 37415 novos estudantes dos 40419 que se candidataram às 51416 vagas disponibilizadas, tendo sobrado 14176 vagas, mais 1870 do que em 2012, ano em que havia

Vagas iniciais

Colocados 0

52298 lugares disponíveis. Para os responsáveis do IPCB, “O decréscimo verificado no número de candidatos assim como o elevado número de reprovações na primeira fase de exames, refletiu-se nos resultados das colocações, com particular incidência nas instituições do interior”. Acrescentando que “os cursos de engenharia foram os mais penalizados, devido também à exigência das disciplinas de Matemática e Física como provas de ingresso, o que vem reforçar a necessidade de se implementarem medidas que visem combater o insucesso nesta área, no ensino básico e secundário”. A 2ª fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior decorre desde ontem, dia 9 e até 20 de setembro. ■

Nota de candidatura do último colocado pelo contingente geral

Vagas sobrantes

Escola Superior Agrária de Castelo Branco

Engenharia de Protecção Civil

30

30

Escola Superior Agrária de Castelo Branco

Agronomia

24

5

106,7

19

Escola Superior Agrária de Castelo Branco

Enfermagem Veterinária

27

12

112,2

15

Escola Superior Agrária de Castelo Branco

Nutrição Humana e Qualidade Alimentar

36

9

113,2

27

Escola Superior Agrária de Castelo Branco

Engenharia Biológica e Alimentar

23

1

139,6

22

Escola Superior de Educação de Castelo Branco

Serviço Social

41

28

98,9

13

Escola Superior de Educação de Castelo Branco

Secretariado

23

3

Escola Superior de Educação de Castelo Branco

Desporto e Actividade Física

45

15

95,0

30

Escola Superior de Educação de Castelo Branco

Educação Básica

38

17

98,9

21

Escola Superior de Tecnologia de Castelo Branco

Engenharia das Energias Renováveis

35

0

35

Escola Superior de Tecnologia de Castelo Branco

Engenharia Civil

24

0

24

Escola Superior de Tecnologia de Castelo Branco

Engenharia Electrotécnica e das Telecomunicações

25

1

24

Escola Superior de Tecnologia de Castelo Branco

Engenharia Industrial

23

1

22

Escola Superior de Tecnologia de Castelo Branco

Engenharia Informática

40

8

Escola Superior de Tecnologia de Castelo Branco

Tecnologias da Informação e Multimédia

24

0

Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova

Contabilidade e Gestão Financeira

30

9

112,3

21

Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova

Gestão de Recursos Humanos

29

4

119,5

25

Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova

Gestão Hoteleira

32

8

116,6

24

Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova

Gestão Turística

27

3

115,8

24

Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova

Solicitadoria

35

10

116,9

25

Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco

Design de Interiores e Equipamento

40

28

122,9

12

Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco

Design de Moda e Têxtil

35

35

120,1

0

Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco

Design de Comunicação e Produção Audiovisual

40

36

95,0

4

Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias

Cardiopneumologia

26

23

117,3

3

Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias

Análises Clínicas e de Saúde Pública

27

16

121,6

11

Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias

Enfermagem

62

62

117,8

0

Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias

Fisioterapia

31

31

142,6

0

Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias

Radiologia

26

11

112,8

15

20

117,6

32 24


· 12· Destaque

Povo da Beira • 10 de setembro de 2013 • Edição 1018

Zebreira recebeu a última Assembleia Municipal do atual mandato

Câmara de Idanha abdica do IRS em prol das famílias A Assembleia Municipal de Idanha aprovou por unanimidade a proposta do executivo de abdicar dos 5% do IRS a favor das famílias. “A câmara municipal entende que é uma forma de ajudar as famílias porque nunca houve um ataque tão feroz aos seus rendimentos” disse Armindo Jacinto. António Gil (CDU), fez das palavras de Armindo Jacinto, as suas palavras e em jeito de graça, referiu que “finalmente se fez luz”, uma vez que esta é uma medida pela qual a CDU há muito se debate. Também Paulo Baptista (PSD) se congratulou com a medida, sublinhando também ele “que faço das minhas, suas palavras”, uma vez que ao contrário de Armindo Jacinto, “o seu antecessor (Álvaro Rocha) dizia que precisava deste dinheiro para os mais desfavorecidos”. Por seu turno, João Dionísio (PS) sublinhou que esta medida “só demonstra a saúde financeira que a câmara municipal tem”. Em relação à fixação do IMI, o executivo liderado por Armindo Jacinto optou por manter as taxas mínimas obrigatórias por lei, proposta que mereceu a aprovação unânime da assembleia municipal, tal como

ocorreu com a derrama que o município continua a optar por não cobrar. A última Assembleia Municipal de Idanha-a-Nova no presente mandato que decorreu no Salão de Apoio da Zebreira. E em dia de despedidas, o presidente da Assembleia Municipal, voltou à terra que o viu nascer, para também ele se despedir de forma emocionada. Francisco Costa fez um breve resumo do percurso da sua vida, para explicar aos membros da assembleia que presidiu pela última vez como chegou a presidente deste órgão autárquico. “Sempre gostei de trabalhar, ainda gosto. O trabalho é a função social por excelência”, disse, recordando posteriormente, que “nada é mais prejudicial para quem trabalha do que aqueles que nada fazem”. O presidente da Assembleia Municipal sublinhou ainda que atualmente, o trabalho não é valorizado como deveria ser e acrescentou que na política, “muitos quando chegam ao poder, tornam-se arrogantes, prepotentes”. Em relação ao futuro, Francisco Costa disse que à pergunta “e agora o que vais fazer?”, a resposta é trivial, “vou

Francisco Costa fez discurso emocionado na despedida da presidencia da Assembleia Municipal

andar por aí da mesma maneira que cheguei até aqui”. Por seu turno, o presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova enalteceu a forma democrática como todos os grupos com representação na Assembleia Municipal se comportaram ao longo dos últimos anos, sublinhando “a forma muito correta das intervenções, apresentando propostas. Apesar do calor da discussão, nunca houve situações negativas”, disse Armindo Jacinto, realçando ainda “a forma graciosa com que trocamos argumentos com o PSD”. O autarca não podia

deixar de se referir ao trabalho desenvolvido por Francisco Costa que “soube sempre conduzir a Assembleia Municipal com muita elegância e democracia”. A terminar, Armindo Jacinto deixou um desejo para todos aqueles que forem eleitos no próximo dia 29 de setembro: “Que estejam aqui de uma forma elegante”. Por seu turno, o deputado municipal da CDU fez um breve balanço do trabalho desenvolvido ao longo do mandato. António Gil realçou que a sua ação se baseou sempre no lema que norteia a CDU, trabalho, honestidade e competência.

Contudo, deixou uma crítica direcionada às comissões que foram criadas no âmbito do regimento da Assembleia Municipal, lamentando que “nunca tenham funcionado”. Por último, António Gil sublinhou ainda que a intervenção da CDU foi sempre norteada para a defesa dos interesses dos munícipes e voltou a deixar um lamento, pelo facto de só agora em final de mandato “tenhamos vindo (Assembleia Municipal) a algumas freguesias”. Em dia de consensos, o líder da bancada socialista concordou com António Gil e sublinhou

que “devíamos ter feito mais assembleias municipais fora da sede de concelho”. João Dionísio recordou também aos presentes que a junta de freguesia de Zebreira é extinta, por via da lei, a 29 de setembro. “Éramos e somos contra a agregação de freguesias tal como ela nos foi apresentada. Não concordamos com a lei e manifestámos a nossa discordância”, disse o líder da bancada socialista, que deixou depois uma palavra de apreço e de agradecimento a Francisco Costa. O líder da banca social-democrata deixou também uma crítica à falta de desempenho dos grupos de trabalho criados no seio da assembleia municipal ao longo destes últimos quatro anos. “Infelizmente não funcionaram”, disse Paulo Baptista que aproveitou ainda para se referir à reorganização administrativa, sublinhando que a sua bancada “sempre se disponibilizou para trabalhar no sentido de minorar” as consequências da aplicação da lei. Em relação ao presidente da Assembleia Municipal, o deputado do PSD agradeceu as palavras proferidas por Francisco Costa dirigidas ao desempenho da sua bancada. ■

Encontro de idosos em Santo André das Tojeiras Cerca de meio milhar de "Jovens com 65 anos ou mais" participaram, no passado sábado, no convívio anual em Santo André das Tojeiras. O Evento começou com uma missa na Igreja Matriz, seguindo-se o tradicional almoço e a tarde sempre animada musicalmente com o artista Manuel Emídio. Francisco Lourenço, presidente da Junta de Freguesia local, desta-

cou a importância destes encontro que se têm realizado ao longo dos anos, pelo facto das pessoas poderem conviver, trocarem experiências e culturas. "Numa altura em irei deixar o cargo de presidente da autarquia, quero agradecer terem sempre colaborado comigo, desejando que tenham saúde e muitos anos de vida" afirmou em jeito de despedida, uma vez

que não é recandidato nas próximas autárquicas. Por sua vez, Luís Correia, vice-presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco, recordou que estes encontros servem na maioria das vezes, "para que as pessoas possam encontrar-se e conviver, recordando os momentos da sua infância, pelo que é salutar a realização deste género de convívios”. ■


Destaque · 13·

Edição 1018 • 10 de setembro de 2013 • Povo da Beira

Centro Social Padres Redentoristas

Câmara oferece autocarro apto a transportar crianças POR CRISTINA VALENTE

O Centro Social Padres Redentoristas (CSPR) recebeu da autarquia albicastrense um novo autocarro. A instituição, que atualmente tem cerca de 700 crianças, estava sem viatura porque por imperativo da lei um veiculo com 16 anos, já não pode transportar crianças com menos de 12 anos. “Temos um autocarro, mas é como se não tivéssemos, porque já não pode servir as crianças da instituição” disse ao POVO DA BEIRA o Padre Sanches, responsável

do CSPR. “É complicado para uma instituição como a nossa ter que mudar de autocarro de 16 em 16 anos, quando os veículos até estão bons. Neste momento não podíamos, por muita falta que nos fizesse, fazer este investimento de quase 120 mil euros” acrescentou o responsável. A autarquia de Castelo Branco, que tem sido uma parceira importante da instituição que neste momento tem já mais de 100 funcionários, adquiriu o autocarro que colo cou agora ao serviço da instituição. “Não damos nada a

Joaquim Morão entregou as chaves da nova viatura ao padre José Sanches

ninguém, apenas distribuímos aquilo que é pu-

blico. E distribuímos para servir as pessoas. Com

O prejuízo mensal com o equipamento é superior a 3 mil euros, “a manutenção é muito cara, e as mensalidades

não suportam essas despesas. Contas feitas desde 2010 até junho deste ano já temos um prejuízo de 65 mil euros” diz o

esta aquisição ajudamos e facilitamos a vida das fa-

mílias destas 700 crianças que frequentam a instituição.” Afirmou Joaquim Morão. O autarca lembra que ao longo dos 16 anos que está na Câmara de Castelo Branco, tem colaborado com o CSPR, mas também com todas as coletividades e instituições que servem as populações, “o nosso objetivo e tornar a vida das pessoas mais fácil”. O veiculo adquirido é da marca Mercedes, tem 33 lugares, ar condicionado, televisão com leitor de DVD e um pequeno frigorifico. ■

Piscina gera preocupação A instituição apostou há uns anos na construção de uma piscina para a prática e ensino da natação. Atualmente

frequentam o equipamento 486 pessoas, entre alunos da instituição e frequentadores pós-laborais.

Padre José Sanches. Por mês a despesa de gás, para aquecimento da água, ronda os 7.500 euros e o respon-

sável pelo CSPR espera que a colocação dos painéis solares venha ajudar na redução desta “enorme despesa”. ■

Bloco de Esquerda quer Segurança Social em Tribunal pela perda de postos de trabalho no call-center

“Estas eleições são de mudança” A candidatura autárquica do Bloco de Esquerda (BE) “Castelo Branco...é gente” apresentou publicamente, na passada quarta-feira, o seu programa de candidatura no Monte do Índio, onde esteve também presente a coordenadora nacional do BE, Catarina Martins. Luís Barroso, candidato do BE à Assembleia Municipal, considerou ser urgente a mudança para uma nova prática política na defesa intransigente de toda a população do concelho de Castelo Branco. “Queremos uma prática de políticas sustentáveis, que não comprometam as próximas gerações, que não estimulem a migração da população das aldeias para a cidade”, situação que segundo o candidato bloquista, tem levado à desertificação das freguesias. O cabeça de lista do BE à Assembleia Municipal diz que “esta herança, bem como a obra do regime e as marcas pessoais na cidade e no con-

celho, nunca será sinónimo da melhoria da qualidade de vida dos munícipes, nem dá resposta às atuais necessidades sociais com que os mesmos se confrontam”. Luís Barroso não tem dúvidas em afirmar que o exercício da cidadania não se limita à introdução do voto, mas também na participação ativa dos munícipes nas decisões da sua vida presente e futura. Em suma, o candidato bloquista diz que a candidatura “Castelo Branco...é gente”, conhece a realidade do concelho e acrescenta que “por isso, estas eleições são de mudança, o fim de um ciclo de 16 anos de uma política acéfala de obra feita e de desperdício dos dinheiros públicos”. IC 31 deve ser construído Das inúmeras propostas apresentadas pela candidatura do BE, destacam-se a defesa da realização de um referendo sobre o Dia da Cidade, isto é, se o feriado municipal

se deve manter na data atual ou se deve transitar para a data em que se celebra o Dia da Cidade. O BE defende ainda a melhoria das condições de trabalho e de funcionamento da Assembleia Municipal e propõem a reclamação na hora, uma linha telefónica e serviço online para apresentação de reclamações, sugestões ou dúvidas sobre os diversos assuntos da responsabilidade autárquica. Por outro lado, defendem que o contrato estabele-

cido entre a câmara e o Ministério da Segurança Social (Call-center), deve ser objeto de ação judicial, pelo incumprimento que levou à perda de 400 postos de trabalho. A candidatura do BE defende ainda a exigência do fim das portagens na A23 e a construção urgente do IC 31, como via estratégica de ligação a Espanha. De entre as inúmeras propostas apresentadas, o BE quer também que as escolas respondam de forma eficaz aos problemas económicos

de uma grande franja social, permitindo o acesso a todos os alunos, de uma forma gratuita, o pequeno-almoço na escola. A criação de um passe cultural, a reativação de praias fluviais, a expansão da rede de ciclovias, a revisão participada do Plano Diretor Municipal (PDM), são outras das propostas que merecem destaque. Filipe Lourenço, o candidato à câmara municipal, sublinhou que não fará promessas “demagógicas e popu-

listas para a caça ao voto” e acrescentou que se candidata porque discorda daqueles que exercem o poder de forma hermética. Por seu turno, Catarina Martins sublinhou que “quando discutimos aquilo que em cada local queremos fazer, estamos a debater as escolhas que queremos fazer”. A coordenadora do BE, defende também que a democracia não deve ficar reduzida a uma escolha de alternância de quatro em quatro anos. Pelo contrário, deve ser “sempre viva e possa ter sempre participação. É assim que propomos programas é assim também quando propomos orçamentos participativos, quando sabemos que nas questões determinantes nas cidades, a população tem que ser ouvida, quando sabemos que o que se passa nas assembleias municipais, nas câmaras, nas freguesias não pode ficar fechado dentro de gabinetes e toda a população tem que ter acesso e poder debater”, conclui. ■


· 14· Vila de Rei

Povo da Beira • 10 de setembro de 2013 • Edição 1018

Formações Modulares Município de Vila de Rei Certificadas a decorrer apresenta Museu do Fogo em Vila de Rei e da Resina

Espaço interpretativo assume um importante papel

POR PAULO JORGE MARQUES

A dualidade do fogo enquanto elemento de destruição e de civilização foi determinante para a evolução Humana. Procurando expor esta relação antagónica e mágica do Fogo, o Município de Vila de Rei, prepara-se para inaugurar o Museu do Fogo e da Resina invocando a memória dos grandes incêndios de 1986 e 2003, que devastaram este município, destruindo uma das mais importantes zonas florestais nacionais. Este espaço interpretativo assume um importante papel ao mostrar a relação que o fogo teve no “modus vivendi” das comunidades que habitaram e habitam este território, para além de relembrar a importância da floresta e a arte tradicional da exploração da resina. O Museu do Fogo e da Resina contará ainda com uma homenagem a todos

aqueles que mesmo correndo risco de vida, com esforço, empenho e abnegação combatem os fogos que assolam anualmente o nosso país - Os Bombeiros Portugueses! Concebido pela Glorybox, para o Município de Vila de Rei este Museu, pela sua originalidade e estratégia museográfica inovadora, assume-se desde já como uma referência no panorama museológico português e da região Centro, permitindo ao visitante a conhecer conteúdos qualidade, através de uma interatividade pedagógica e dinâmica. Este espaço cultural insere-se numa estratégia de inovação e valorização do património local de Vila de Rei, na afirmação da diversidade sociocultural, que se traduz por uma política educativa e pedagógica de transmissão da memória e da identidade local às gerações mais no-

POR PAULO JORGE MARQUES

vas e a quem visita Vila de Rei. Instalado no antigo edifício da Delegação Escolar, e posteriormente do IPJ, este foi totalmente remodelado para acolher esta valência. Está prevista a sua inauguração para o próximo dia 19 de Setembro, feriado municipal, e data em que se comemora a atribuição da Carta de Foral ao Concelho. ■

A Câmara Municipal de Vila de Rei, em parceria com a Associação Empresarial da Região de Castelo Branco – NERCAB, está a apoiar a realização de Unidades de Formação de Curta Duração – UFCD em Vila de Rei. Estas UFCD são co-financiados pelo Programa Operacional Potencial Humano - POPH e a entidade formadora é a NERCAB. A primeira UFCD com o tema “Gestão de

Stress e Gestão de conflitos” terá inicio já no próximo dia 5 de Setembro e o seu término está agendado para 18 de Setembro, a decorrer na Biblioteca Municipal José Cardoso Pires. Terá uma duração de 25 horas e será administrada pela Dr.ª Rita Almeida, com um grupo de 20 formandos em horário pós-laboral. Os objectivos gerais pretendidos são dominar competências de gestão de stress e de conflito melhorando a sua capacidade de relacionamento interpessoal / laboral.

No final do mês de Setembro terá inicio mais uma UFCD com o tema “Saúde e Socorrismo”, também com uma duração de 25horas, ministrada pelo Sr. Tiago Farinha. O público-alvo destas formações modulares certificadas são adultos/as activos/as empregados/ as dos sectores privado e público, e desempregados/as com idade igual ou superior a 18 anos com habilitação escolar preferencial de, pelo menos, o 3.º ciclo do ensino básico (9.º ano). ■

Vila de Rei comVida anima noite Vilarregense 6º Encontro de Concertinas de Vila de Rei No Parque de Feiras de Vila de Rei

POR PAULO JORGE MARQUES

Iniciativa do Município de Vila de Rei, teve lugar na passada noite de 31 de Agosto a realização do evento Vila de Rei comVida, no Largo do Mercado Municipal, um espectáculo que contou com a adesão de muitos Vilarregenses

PUB

que buscaram alguma animação naquela quente noite de Verão. A actuar estiveram o Grupo de Cantares A Bela Serrana, e ainda a banda Sem Filtro, que animaram os convivas até bem perto das duas da manha. Para Paulo César, vereador da Cultura, “a reali-

zação deste evento buscou essencialmente devolver um pouco de animação à noite de muitos Vilarregenses, num local, que outrora foi a localização privilegiada para a realização destes eventos, e com isto, trouxemos animação ao Largo do Mercado, promovendo o comercio local.” ■

Cartomante - Vidente Almeirim e Sertã

Trinta anos de experiência feita com sinceridade e acredite, olhando bem fundo e apenas nos seus olhos, leio toda a carta da sua vida se preciso for e ajudo a resolver todos os vossos problemas de negocios, amor, inveja, mau olhado, desactivação de magía negra, aconselhamentos e outros problemas de difícil solução, para que tenha a vida que sempre sonhou! Honestidade, sigilo e caracter são outro dom que fazem a verdade da minha vida!

Telem.: 918 283 485

POR PAULO JORGE MARQUES

A Casa do Benfica de Vila de Rei com o apoio da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia de Vila de Rei, organiza no dia 15 de Setembro, o 6º Encontro de Concertinas de Vila de Rei. A Iniciativa terá lugar no Parque de Feiras de Vila de Rei, com início pelas 15:00 horas. O evento contará com a presença de vários Grupos de Concertinas de diversos pontos do país, iniciando-se com

um almoço convívio pelas 12h30. Será possível almoçar neste ambiente de festa, pelo que é obrigatório a sua marcação. O custo do almoço é de 7,5€ e a data limite de inscrição é até 11 de Setembro para os telef. 916492119 / 925883192. A Presidente da Câmara Municipal de Vila de Rei, Irene Barata, afirma que “o Encontro de Concertinas de Vila de Rei vem reforçar a importância deste instrumento na tradição

popular da zona Centro do País. O evento tem tido um enorme sucesso nas edições anteriores, e vem comprovar, uma vez mais, que a Escola de Concertinas da Casa do Benfica de Vila de Rei é uma aposta ganha.” Depois do êxito das anteriores edições, com uma assistência superior a 1000 pessoas por Encontro, a organização espera dar novamente um belo espectáculo a todos os amantes das concertinas. ■


Proença-a-Nova · 15·

Edição 1018 • 10 de setembro de 2013 • Povo da Beira

Ana Paula Ribeiro

PUB

"Damas de carvão" em fotografias na galeria

Resulta da iniciativa do empresário José Henriques

POR PAULO JORGE MARQUES

São mulheres de expressão sorridente e olhar direto, que Ana Paula Ribeiro quis retratar “com a dignidade do seu trabalho”. Com um total de 23 imagens captadas em San Pedro, na Costa do Marfim, “Damas de carvão” mostra o dia-a-dia pesado da produção de carvão vegetal, numa exposição patente até 31 de outubro na galeria municipal de Proença-a-Nova. As receitas do catálogo revertem para a construção de escolas, no âmbito de uma campanha de alfabetização desenvolvida pelo Instituto Missionário da Consolata. A inauguração da mostra decorreu sexta-

-feira à noite, numa sessão também marcada pela apresentação do livro “A missão é simpática”, que reúne 50 crónicas do Pe. Norberto Louro, escritas ao longo de duas décadas na revista Fátima Missionária e alusivas à sua vivência em Moçambique. Apesar de o autor considerar que se trata de “um livro que não era para ser livro”, Carlos Liz, que prefaciou a obra, destacou a estrutura e coerência das crónicas, assim como as “ilustrações sabiamente colocadas ao longo do livro”. Sendo distintos, os dois olhares lançados sobre países africanos têm em comum a abertura ao outro e o cuidado em mostrar

outras realidades sem o peso da pobreza que tantas vezes lhe é atribuído. Para Carlos Liz, o “atrevimento” do Pe. Norberto Louro e a sua “ingenuidade consciente”, olhando a realidade sem filtros para depois a analisar, são ingredientes que tornam “tão interessante” o encontro com outras realidades. Recordando os laços familiares que o ligam à congregação, o presidente da Câmara, João Paulo Catarino, elogiou o trabalho desenvolvido pelo Instituto Missionário da Consolata, nomeadamente em África. Tanto o catálogo como o livro estão durante os próximos meses disponíveis para consulta e venda na galeria municipal. ■

Inaugurada capela da Cerejeira POR PAULO JORGE MARQUES

A aldeia da Cerejeira conta desde o fim de semana com uma capela, inaugurada pelo pároco Luís Manuel Alves, em representação do bispo da diocese, e contando com a presença do presidente da Câmara de Proença-a-Nova. O novo espaço de culto resulta da iniciativa do empresário José Henriques, que realizou a obra em terreno cedido por uma família da aldeia, entregando à Fábrica da Paróquia de Alvito da Beira a sua dinamização. Além de ter elaborado o projeto de arquitetura, o Município deliberou isentar a obra de taxas. Trata-se de um espaço de dimensões reduzidas, mas que contempla igual-

mente um logradouro convidativo a estar, com uma bancada a toda a volta projetada para promover o convívio entre os moradores. Na eucaristia inaugural, o pe. Luís Manuel Alves sublinhou não haver

capacidade para serviço regular na aldeia. O objetivo do espaço será, acima de tudo, que as pessoas possam reunir-se em comunidade, designadamente para rezar o terço ou para outros momentos de oração. ■

Euro-Atlântico de Juventude, com capacidade de alojamento para grupos até 25 pessoas e aberto a intercâmbios e visitas de estudo. Num contexto de desemprego jovem elevado, com uma taxa que ronda atualmente os 42,5% (muito acima da média europeia de 24,2%), o projeto liderado pela Fun-

dação Bracara Augusta estabeleceu igualmente uma parceria com a Betweien, uma spin-off da Universidade do Minho que desenvolve serviços de formação e consultoria na área do empreendedorismo. Dirigida exclusivamente a jovens com 30 ou menos anos, a segunda parte do seminário consiste num jogo de tabuleiro

que lança questões diversas sobre cidadania, estruturas e programas para a juventude e órgãos de decisão europeus. O presidente do Núcleo da Juventude do Concelho, André Cardoso, foi o vencedor do jogo e irá representar Proença-a-Nova no seminário final do projeto, a realizar em dezembro em Braga. ■

Projeto Cidadania Empreendedora

Braga abre portas a jovens

POR PAULO JORGE MARQUES

Até final do ano, o projeto Cidadania Empreendedora vai percorrer 183 municípios do país e Proença-a-Nova foi o ponto de paragem de hoje. Desenvolvida para dar continuidade aos resultados de Braga 2012: Capital Europeia da Juventude, a iniciativa procura

dar a conhecer as estruturas nascidas nesta cidade e abertas a associações juvenis e escolas de todo o país e do mundo. Outro objetivo é lançar uma ampla discussão nacional sobre temas como o empreendedorismo e o emprego jovem e a participação nas eleições europeias de 2014 – já que a abstenção média dos jovens em votações

europeias ronda os 60%. Numa primeira parte que envolveu dirigentes associativos, direções dos estabelecimentos de ensino do concelho e o vereador da Cultura, João Manso, foram apresentadas as potencialidades de infraestruturas como a Loja Europa Jovem, o GNRation (centro de criatividade) e o Centro


· 16· Oleiros

Povo da Beira • 10 de setembro de 2013 • Edição 1018

Oleiros aposta no turismo

Capacidade de alojamento aumenta

POR PAULO JORGE MARQUES

O concelho de Oleiros possui diversas unidades de turismo e alojamento, o que permite fazer face ao aumento de turistas. Hotel Santa Margarida situa-se num dos locais mais emblemáticos da vila de Oleiros, na margem esquerda da ribeira com o mesmo nome. Hotel Santa Margarida Um hotel moderno com 24 quartos e suites de design contemporâneo e surpreendente, inspirado nas tradições da região, proporcionando espaços amplos e luminosos em que conforto e modernidade se conjugam na perfeição com a tradição e hospitalidade. A pensar na oferta de um serviço de excelência, o Hotel Santa Margarida dispõe ainda do restaurante "Callum", bar, auditório,

salão de refeições, piscina, SPA, jardins, sauna, banho turco, ginásio, loja de produtos locais e uma casa de chá. Tanto a piscina como a casa de chá, estão implantados na envolvência das margens da ribeira que futuramente permitirá um passeio pedonal até à Praia Fluvial de Açude do Pinto. S. Torcato Moradal A Casa de S. Torcato Moradal, envolta pelas Serras do Concelho de Oleiros, tira o melhor partido da fantástica paisagem que se lhe oferece. Resultante da recuperação de um antigo curral, o novo projecto reflecte a harmonia entre os materiais típicos usados na construção da região, como o xisto, com os traços de uma arquitectura moderna. Os 5 quartos, aos quais se atribuíram os nomes das Serras que rodeiam a Casa,

dispõem todos de casa de banho completa, aquecimento central, Tv, internet sem fios, telefone, estores eléctricos, mini-bar, e todos têm acesso com o exterior. A cozinha é moderna, totalmente equipada, e está à inteira disposição dos visitantes. Existem outros espaços de lazer como a confortável sala de estar, de ambiente familiar, e que outrora foi um curral. O antigo galinheiro foi transformado numa ampla sala de jantar, decorada com mobílias centenárias. No exterior foi criado um amplo e espaçoso acolhimento, lembrando os antigos pátios de aldeia, e que garante o estacionamento das viaturas dos hóspedes dentro da propriedade. A piscina de água salgada é convidativa a uns bons mergulhos. A área de lazer relvada oferece excelentes condições, com várias espreguiçadeiras, cadeiras e mesas de apoio. Dentro de casa, existem à disposição de todos, jogos, livros, filmes…mas quem prefere actividades ao ar livre, pode sempre contar com outro tipo de programas como a caça, a

pesca, ou mesmo usufruir das excelentes praias fluviais do concelho. Os produtos locais são aqui divulgados, de modo a dar a conhecer aos hóspedes os magníficos enchidos, queijos e vinhos da região. Vilar dos Condes Situado na imensidão do verde do pinhal, o aldeamento turístico "Vilar dos Condes" oferece-se como um local propício ao relaxamento e bem-estar. Este projecto enquadra-se na tipologia muito em voga de Turismo de Aldeia, possuindo 6 casas de alojamento independentes, totalmente equipadas, com capacidade para 20 pessoas no total. São as Casas do Pátio, do Caniço, do Lagar (que dá para uma adega), da Eira, do Forno (tem um forno enorme que foi encontrado no sítio original) e finalmente a Casa da Camélia. Na decoração das casas foram utilizados objectos encontrados no local antes da sua recuperação e que foram posteriormente restaurados, enquadrando-se agora numa decoração

de ambiência rural verdadeiramente genuína. Assim, cada casa tem uma decoração única, mas todas exalam o espírito do campo e a estética dos elementos rústicos. Encontramos ferragens antigas, fechaduras, chaves e dobradiças estrategicamente espalhadas e perfeitamente integradas com elementos mais contemporâneos. Os hóspedes poderão disfrutar de um puro contacto com a Natureza, percorrendo os trilhos da floresta do Concelho e ao mesmo tempo degustar os sabores do Pinhal, através da sua gastronomia rica e única. Camping Oleiros No coração do Pinhal, com serras verdejantes a perder de vista e onde a paisagem se apresenta como um cenário absolutamente paradisíaco, este é sem dúvida um lugar perfeito para passar dias de bem-estar. Situado numa zona deslumbrante, onde o sussurrar de águas cristalinas inspira o lazer e a tranquilidade, esta infra-estrutura encontra-se numa excelen-

te localização, mesmo ao lado da Praia Fluvial de Açude Pinto, em Oleiros. A pensar naqueles que gostam de viajar de tenda às costas, nas suas roulottes ou auto-caravanas, o CampingOleiros está dotado de equipamentos capazes de satisfazer as necessidades dos utentes ao nível do contacto com a Natureza. O campismo é, indubitavelmente a modalidade que melhor relação possui com o ambiente. Os 5 bungalows existentes são a escolha certa para quem procura comodidade e bem-estar sem ter que prescindir do contacto directo com a Natureza. estes alojamentos estão harmoniosamente enquadrados na paisagem natural, rodeados de uma densa vegetação. Construções de madeira e aplicações verdes, em plena sintonia com o cenário. Um espaço muito agradável que combina de forma perfeita rusticidade e conforto, oferecendo-lhe ainda toda a segurança e privacidade. cada unidade está integralmente equipada, oferecendo todo o conforto mesmo nas estações mais frias. ■

Abrangendo todas as freguesias do concelho

Oleiros aposta nos percursos pedestres POR PAULO JORGE MARQUES

O Município de Oleiros está a criar uma rede de percursos de pequena rota e média rota, abrangendo todas as freguesias do concelho, tendo como principais objetivos: dar a conhecer a residentes e visitantes o património que caracteriza a área abrangida pelos percursos, através da observação, no local, das formações geológicas, da flora, fauna e respetivos habitats, bem como a cultura local, a sua riqueza etnográfica, gastronomia, festas e costumes. - Interligar a riqueza natural, cultural e social, em vertentes ou modalidades como a animação, a interpretação ambiental ou o desporto de natureza, que potenciam a riqueza de um

património diversificado. - Alertar para os impactes negativos que ameaçam as áreas naturais, e para as alternativas para o seu desenvolvimento sustentável. - Promoção e revitalização de zonas que por si só são penalizadas devido à sua localização e integração num território que condiciona as potencialidades de desenvolvimento. Para além do estabelecimento de percursos e respetiva sinalização no terreno com painéis informativos, o projeto inclui também a colocação estratégica de alguns postos de observação de avifauna, a edição de materiais de divulgação como desdobráveis alusivos à fauna e habitats locais, e a instalação de um Centro de Interpretação Ambiental para o

acolhimento de visitantes e o fornecimento de informação sobre os percursos e os locais por eles abrangidos. Alguns percursos pedestres são interligados, formando um percurso mais longo de BTT. De modo a permitir a utilização por parte de públicos diferenciados, serão organizados percursos com diferentes graus de dificuldade: uns mais curtos e menos declivosos, direcionados para crianças e idosos, e outros mais longos e mais declivosos, dirigidos ao restante público. Numa primeira fase do projeto, proceder-se-á à escolha dos percursos e sua classificação, pela averiguação da sua extensão, duração aproximada, obstáculos, grau de dificuldade e perigosidade, e também

ao levantamento dos aspetos geológicos, florísticos e culturais de cada um deles. No final desta fase, será possível reunir todas as informações recolhidas num folheto desdobrável, facultado aos interessados na utilização destes percursos. Nestes folhetos, serão colocados telefones de contacto para que, em caso de deteção de situações anómalas que possam colocar em risco a área florestal, os utentes dos percursos possam alertar as entidades competentes para a sua resolução. Isto tornar-se-á importante nas épocas propícias à deflagração de incêndios florestais, podendo neste caso os utentes participar, de certo modo, na vigilância destas áreas. Numa fase posterior, será feita a sinalização ade-

quada para cada percurso, que consistirá em: - painéis informativos, colocados no início de cada percurso, contendo informações sobre o mesmo (esquema, duração aproximada, obstáculos, grau de dificuldade, época do ano recomendada, recomendações, equipamento, aspetos naturais, culturais e sociais). - sinalética auxiliar, colocada ao longo de cada percurso, nos locais em que se justifique, indicando a direção da continuação do trajeto, de forma a facilitar a orientação e progressão dos utilizadores. Esta sinalização obedecerá àquela que é normalizada e adotada internacionalmente pela Federação Portuguesa de Campismo, e será construída em ma-

teriais que não destoem na paisagem. No final, será feita a divulgação e promoção do projeto, pela edição de posters e pela organização de caminhadas inaugurais dos percursos. A informação de todos os folhetos será compilada num pequeno livro, que dará uma ideia geral da biodiversidade, paisagem e aspetos culturais da zona. abrangida. ■


Sertã · 17·

Edição 1018 • 10 de setembro de 2013 • Povo da Beira

Junta de Freguesia de Sertã

Cristina Farinha é a candidato do CDS-PP POR PAULO JORGE MARQUES

Cristina Conde Farinha, de 40 anos, bancária, residente na vila da Sertã, é a candidata do CDS-PP à presidência da junta de freguesia local. Da lista do CDS-PP constam nomes, entre outros, como Anabela Antunes, administrativa de um importante grupo empresarial, ou Vítor Martins, presidente da Concelhia do CDS da Sertã e que se encontra actualmente a desempenhar funções de economista na Comissão Europeia. « C a n d i d a t a m o - n o s, porque temos a convicção profunda de que a Sertã e a sua freguesia precisam, acima de tudo, de uma nova dinâmica e de uma liderança capaz de unir, mobilizar e ajudar a resolver os problemas da nossa comunidade. Candidatamo-nos, porque acreditamos que é possível fazer mais e melhor por todos aqueles que vivem e trabalham aqui», refere a candidata do CDS, sublinhando a que se pretende uma freguesia moderna e capaz de ajudar a trazer investimento e emprego, “uma situação bem longe da realidade que vivemos na Sertã”. “Fez-se apenas uma

União das Freguesias de Cernache do Bonjardim, Nesperal e Palhais

António Caldeira é o candidato do CDS-PP POR PAULO JORGE MARQUES

gestão corrente num tempo que era economicamente favorável, descurando a captação de riqueza e a qualidade de vida das famílias, das empresas e dos jovens, e agora, em tempos de crise, percebe-se que actual gestão autárquica não tem soluções de futuro”, acentua Cristina Farinha, salientando que o concelho e a freguesia “não podem esperar mais” e que cabe ao presidente de câmara, em articulação com a junta de freguesia, fazer algo que distinga a Sertã de qualquer outro destino do país, principalmente com uma “atitude proactiva de captação de investimento e de divulgação das vantagens da Sertã terra face a outras

localidades”. “A nossa candidatura vai alertar para este problema, porque é importante não deixar fugir nem mais um investimento. É fundamental que a câmara e a junta estejam unidas e tenham o mesmo objectivo, políticas de desenvolvimento muito concretas e contactos estabelecidos no mundo empresarial, para que o futuro das nossas gentes seja na sua própria terra, onde se sentem bem, onde querem ficar, desde que lhe dêem oportunidade para tal. Da nossa parte esperem vontade, garra, determinação e trabalho para que isso aconteça”, conclui Cristina Farinha. ■

O independente António Caldeira, de 49 anos, comerciante, residente na vila de Cernache do Bonjardim, é o candidato do CDS-PP à presidência da nova realidade autárquica que é a União das Freguesias de Cernache do Bonjardim, Nesperal e Palhais, sob o lema “Juntos, Somos Mais Fortes”. «O desafio a que me proponho é um gesto para ajudar a trazer novas ideias que possam contribuir para melhorar a vida de todos nós, em cada rua, em cada casa e em cada recanto da nossa união de freguesias», realça António Caldeira, a propósito das razões da sua candidatura. O candidato centrista refere ainda o polémico encerramento da Estação de Correios de Cernache:«Na última assembleia municipal da freguesia de Cernache do Bonjardim discutia-se a desactivação da estação dos correios pelos CTT. Eu disse unicamente o seguinte: se a Câmara é maioritariamente PSD, a junta de freguesia é maioritariamente PSD, se o PSD é a maioria no governo, e mesmo assim os CTT desactivaram a estação de correios, não se admirem se as forças políticas quando mudarem levarem também a

estátua do Santo Condestável. Todavia, sei do que o CDS-PP local fez no sentido de contrariar que a estação encerrasse. Sei de todos os passos que foram dados por este partido e também sei que mais não foi feito, porque não houve peso institucional da autarquia, nem houve vontade política de “bater o pé”, e é por isso que também estou aqui». Segundo António Caldeira, quem exerce responsabilidades políticas, “tem de criar e manter influências, alicerçar-se no trabalho em prol da sua comunidade, pautar-se pela motivação e defender a revolta saudável no momento certo”. «Por exemplo, esta semana precisei de pagar o imposto relativo a um contrato de arrendamento, tive de pedir

uma via verde e fui obrigado a ir à estação dos CTT da Sertã. Quem tiver dinheiro, que experimente fazer um depósito? A verdade é que nada ficou na mesma. A verdade é que não compete a uma junta de freguesia fazer de estação de correios. A verdade é que Cernache e o seu território de influência ficaram a perder. Infelizmente, uma vez mais», sublinha. «As pessoas não podem limitar o voto apenas ao gesto de colocar um pedaço de papel numa urna. Não, têm de se revoltar através do acto eleitoral, porque os nossos filhos e os nossos netos, um dia, vão perceber que o que ficou por fazer se deve ao nosso comodismo», conclui António Caldeira ■

Resposta social vem colmatar uma necessidade sentida na Freguesia

Novo centro de dia na Várzea dos Cavaleiros

O Centro Social e de Bem-Estar da Várzea dos Cavaleiros passa a ter uma nova valência-o centro de dia. POR PAULO JORGE MARQUES

O Presidente da Câmara da Sertã, José Farinha Nunes, realçou que este excelente complexo de bem-estar e conforto é um exemplo do que de melhor se faz no âmbito das valências para terceira idade. Congratulou-se com as novas obras e equipamentos “com os quais vamos dotando as populações do nosso

Concelho, esta obra nasce da vontade e do esforço dos cidadãos desta Freguesia, não sem que antes a fase de construção tenha passado por algumas adversidades, felizmente entretanto vencidas”. Referiu ainda que “com efeito, fruto da perseverança e determinação da sua direção, o Centro Social e de Bem-Estar da Várzea dos Cavaleiros soube vencer os obstáculos

que se lhe depararam pelo caminho e pode concretizar este equipamento que muito engrandece e enobrece esta Freguesia. Para o autarca, a obra que hoje se inaugura é uma resposta social que vem colmatar uma necessidade sentida nesta Freguesia, necessidade essa de resto já identificada pelo Diagnóstico Social e pela Carta Social da Sertã.

Cumprindo a sua função social objetiva no apoio à população sénior, o Centro Social e de Bem-Estar da Freguesia da Várzea dos Cavaleiros cumpre ainda outras funções relevantes, das quais destacou três:é gerador de emprego; é fator potenciador da economia local; e é muito relevante no combate que travamos contra a desertificação humana no Concelho da Sertã.

“Pela parte do Município da Sertã faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para que essas ajudas se continuem a concretizar, colaborando direta e efetivamente na medida das nossas possibilidades”, salientou, acrescentando que equipamentos sociais como este Centro de Dia são de enorme valor e importância para as populações, e neste caso para toda a Freguesia da

Várzea dos Cavaleiros, mas também para as populações vizinhas. Esta obra e a sensibilidade que nela empregaram, vai tornar esta Freguesia mais próxima dos valores que “devemos instituir e manter na nossa sociedade. Solidariedade e espírito de entreajuda são valores que devemos ter sempre presentes no nosso dia-a-dia”. ■

Além da venda de produtos frescos diretamente do produtor, produtos transformados e artesanato regional, estes mercados contam com animação de rua e divulgação alargada,

incentivando os produtores a participar nos mercados dos concelhos vizinhos. A animação do evento esteve a cargo de diversas coletividades: Grupo de Danças e Cantares de Mon-

tes da Senhora (Proença-a-Nova), Grupo de Concertinas de Cernache do Bonjardim, Seca Adegas e Rancho Folclórico e Recreativo do Clube Bonjardim. ■

Sucesso continua

“Os Quintais nas Praças do Pinhal”

POR PAULO JORGE MARQUES

A Vila da Sertã recebeu mais uma edição d’ “Os quintais nas Praças do Pinhal”, na Alameda da Carvalha. Promovido pela

Pinhal Maior, este projeto abrange os concelhos da Sertã, Mação, Oleiros, Proença-a-Nova e Vila de Rei e tem como principais objetivos valorizar os produtos locais e facilitar a ven-

da por parte de produtores familiares. Estes mercados realizam-se sempre no segundo domingo de cada mês, nos concelhos referidos, em sistema de rotatividade.


· 18· Desporto

Avenida Nuno Álvares recebe passeio de pasteleiras

Povo da Beira • 10 de setembro de 2013 • Edição 1018

Muito público na estrada

Miguel Barbosa vence Baja Proença-Oleiros POR PAULO JORGE MARQUES

Apresentação do evento

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Cerca de 250 bicicletas antigas/pasteleiras irão desfilar, no próximo dia 5 de outubro pela Avenida Nuno Álvares, em Castelo Branco, seguindo posteriormente para o centro cívico da cidade albicastrense. Trata-se do VII Passeio de Bicicletas Antigas/Pasteleiras inserido na Feira do Feijão Frade na Lardosa. A concentração dos "ciclistas" está agendada para as 8h15 no largo da feira na Lardosa, seguindo 150 para a estação de caminho de ferro para viajarem de combóio, e as restantes rumam até à capital do distrito, através de carrinha para o efeito. "Será um cortejo de elevado nível, que certamente irá despertar a curiosidade das inúmeras pessoas, que acorrerão à mítica avenida albicastrense", realça Pinto Infante, membro da organização e o principal mentor do even-

to, apelando à população para que acorra à estação da CP de Castelo Branco, para rececionar as pasteleiras, cerca das 10h10. Segue-se o percurso por caminhos rurais em direção a Alcains, onde chegarão cerca das 12 horas, esperando a organização o apoio dos alcainenses, como vem sendo tradição todos os anos. O regresso à Lardosa será o culminar do evento, com um almoço entre oa participantes. Também integrado na Feira do Feijão Frade, decorrerá, no dia 6 de outubro, a partir das 8h30 do recinto da feira, o Passeio Pedestre "Rota do Feijão" com passagem pelos campos de cultivo do feijão frade, num percurso de 15 quilómetros. "Pretendemos que as pessoas conheçam a nossa freguesia, as suas aldeias, hábitos e costumes", sublinha Pinto Infante, esperando que se repita o sucesso dos anos anteriores. ■

Campeonato Nacional de Iniciados

Albicastrenses imparáveis

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Jogo bem disputado no sintético da Zona de Lazer albicastrense, com ambas as equipas a empenharem-se logo no início, mas com a felicidade a sorrir para os alvinegros, que aos 26 minutos beneficiaram de uma grande penalidade, contestada pelos visitantes. Diogo Pombo encarregue de sancionar o castigo máximo, fez o primeiro golo. Reagiram bem os jovens da Mealhada, mas pela frente tiveram os locais que cada vez subiam mais no terreno, embora o intervalo chegasse, a vencerem pela diferença mínima.

Para a segunda parte, esperava-se outra postura no terreno por parte dos visitantes, mas sempre que tentavam chegar junto da baliza local, as tentativas eram anuladas pela bem organizada defesa do Desportivo. João Pacau, aos 40 minutos, frente ao guardião José Pedro, viria a fazer o segundo tento. Motivados por este golo, os jovens de Castelo Branco foram nitidamente superiores com lances bem estudados e a aparecer com frequência na área visitante, pelo que Rubinho, num golo de antologia, faria sem surpresa o terceiro golo para a sua equipa. Boa arbitragem ■

A Baja TT Proença– Oleiros que a BP Ultimate Vodafone TeamMiguel correu de feição a Miguel Barbosa e Miguel Ramalho que acabaram de se sagrar hexacampeões nacionais de TT, tornando-se assim na primeira dupla a conseguir festejar o título por seis vezes. O piloto da Mitsubishi beneficiou da desistência de Hélder Oliveira. O lisboeta comandou de início ao fim a quarta etapa do nacional de todo-o-terreno e pôde prematuramente festejar um novo título, depois de Hélder Oliveira, que seguia em segundo no nacional, ter sido obrigado a abandonar a poucos quilómetros da meta. Barbosa venceu com um vantagem de 10 minutos sobre o segundo classificado, Pedro Grancha (BMW). Alejandro Martins (Nissan) fechou o pódio da Baja TT Proença–Oleiros, terminando a 25 minutos do agora hexacampeão nacional. Sem qualquer tipo de oposição, pode dizer-se que Miguel Barbosa começou o seu domínio na Super Especial, precisamente o percurso em que se apercebeu de que poucos adversários teria no dia seguinte, já que Helder Oliveira dava um toque e atrasava-se e Nuno Matos não completava a Super Especial, com um problema de transmissão no Opel Mokka. Ficava

para dar luta ao penta-campeão nacional, o BMW de Pedro Grancha e… pouco mais, pelo que não foi difícil à equipa do Mitsubishi ir ampliando a sua vantagem nos dois setores seletivos e garantir uma vitória absolutamente merecida. O percurso selectivo da Baja tinha uma distância de 150 km e foi percorrido duas vezes pelos pilotos, com uma paragem para assistência entre cada passagem. Este trajecto foi conduzido pela primeira vez pela dupla Barbosa/Ramalho e foi concluído em 04h31m27s. O tempo total da BP Ultimate Vodafone Team foi de 05h02m17s, com uma vantagem final sobre Pedro Grancha de 10m25s e sobre Alejandro Martins de 25m33s. Miguel Barbosa referiu a propósito desta conquista que ficou “muito satisfeito com mais esta conquista no campeonato nacional de TT“. “Foi para atingir este resultado que trabalhámos durante a época e é extremamente gratificante

conseguir revalidar o título quando ainda faltam disputar duas provas. Gostaria de agradecer aos meus patrocinadores todo o apoio que me têm prestado e a confiança que sempre depositaram em mim, uma vez que sem eles era impossível conquistar mais este título“. Sobre a prova disputada neste fim-de-semana, o piloto afirma que “correu muito bem“. “Atacámos forte no início, o que nos permitiu ganhar uma margem importante para os perseguidores e que nos deu confiança para o resto da prova. Agora pretendemos acabar bem o campeonato e o facto de já termos conquistado o título nacional não se irá refletir no empenho e concentração que apresentaremos nas duas provas que faltam“. A quarta jornada do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno realiza-se nos dias 27 e 28 de Setembro, em Idanha-a-Nova. Classificação Final * 1º – Miguel Barbosa/Miguel Ramalho (Mitsubishi Racing Lancer) –

5h02m17s * 2º – Pedro Grancha/ Inês Grancha (BMW EVO X1) – 5h12m43s * 3º – Alejandro Martins/José Marques (Nissan Off Road) – 5h27m50s * 4º – José Mendes/ Carlos Bexiga (Mitsubishi L200) – 5h40m27s * 5º – Edgar Condenso/Nuno Silva (Isuzu D-Max) – 5h44m35s Nas motos o triunfo foi discutido entre Luis Ferreira e António Maio, com o piloto de Borba a atacar a fundo no prólogo – que ganhou – mas a não conseguir resistir aos ataques de Ferreira. Debilitado, Mário Patrão não deu a devida luta, ficando em terceiro lugar a mais de cinco minutos do vencedor e à frente de Helder Rodrigues, que perdeu mais de 15 minutos para Ferreira. No que respeita aos Quads a discussão do triunfo foi entre Roberto Borrego e André Mendes, com o piloto da Yamaha a garantir mais de oito minutos de vantagem sobre o seu adversário e Marco Baltazar a terminar em terceiro a quase 18 minutos do vencedor. Finalmente nos UTV – Buggies, João Dias e Nuno Passos mantiveram a invencibilidade do prólogo, garantindo a vitória com 1m38 de vantagem sobre Nuno Tavares, colocando-se Roberto Galart e Cristobal Mora no terceiro posto desta categoria que está cada vez mais competitiva. ■

Campeonato Nacional de Seniores

Dérbi apenas na primeira parte POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Bastante público presente nas bancadas do Vale do Romeiro, com destaque para os muitos sócios e adeptos do Estreito que quiseram presenciar o derby da região. Com duas partes distintas, podemos afirmar que a primeira parte foi bastante disputada, com ambas as equipas a procurarem afincadamente o golo, jo-

gando com boa qualidade e proporcionando um excelente espetáculo. Fruto de uma maior intensidade atacante, o Benfica e Castelo Branco no espaço de cinco minutos faria dois golos, sendo seu autor, Marocas, jogador/goleador dos encarnados, que bem ao seu estilo apontou dois magnificos tentos, sendo o último próprio de um excelente jogador. Reagindo a esta desvan-

tagem, os visitantes tudo tentaram para reduzir a vantagem, mas o intervalo chegaria com os locais a vencerem por 2-0. Na etapa complementar, o jogo desceu de qualidade, sendo jogado mais com o coração, que a própria cabeça, pelo que houve um determinado período bastante monótono, parecendo atá haver uma certa resignação no resultado. No entanto, tudo se

alterou, quando ao minuto 87 Fábio Monteiro, reduziria para 2-1, com um remate certeiro. Até final do encontro, a incerteza no resultado manteve-se, mas acabaria por a vitória sorrir aos albicastrenses. Como nota negativa, destaca-se uma alegada agressão de Manoel a Fábio Mendes, valendo-lhe o cartão vermelho direto. Arbitragem com trabalho regular ■


Desporto · 19·

Edição 1018 • 10 de setembro de 2013 • Povo da Beira

Futsal

Seleções de Portugal e Azerbaijão jogam no Fundão e em Castelo Branco

Castelo Branco e Fundão vão acolher dois jogos de futsal com a seleção portuguesa. Do sucesso destas iniciativas pode depender a aprovação de outras candidaturas realizadas pela Associação de Futebol. Manuel Candeias espera que os pavilhões estejam lotados nos dois encontros. POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Após uma longa insistência da Associação de Futebol de Castelo Branco (AFCB) junto dos órgãos competentes da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) decorrem, nos diaws 17 e 18 de setembro, pelas 19h30, nos pavilhões municipais do Fundão e de Castelo Branco, os jogos de futsal entre as seleções de Portugal e do .Azerbaijão. "Só foi possível a realização destes jogos de preparação neste distrito, graças ao reconhecimento da FPF no empenho demonstrado pela AFCB na promoção e divulgação do futsal, e principalmente no trabalho desenvolvido no distrito por alguns clubes nesta área", explica Manuel Candeias, presidente da AFCB. "Podemos afirmar, sem qual-

quer reserva, e com muito orgulho, que através do notável trabalho desenvolvido na AD Fundão, temos no nosso distrito, uma equipa que em termos competitivos, disputa os primeiros lugares do escalão máximo do futsal nacional", reconhece o responsável. Para o dirigente, estão de parabéns as populações destes dois importantes concelhos do distrito de Castelo Branco, assim como as respetivas autarquias que têm apoiado os seus respetivos clubes, permitindo-lhes atingir estes invejáveis níveis competitivos. "Esta dinâmica tem provocado uma enorme adesão das populações, como provam as grandes assistências que se têm verificado nos pavilhões, e o número de praticantes que gradualmente tem

Campeonato Distrital 1ª Jornada - 22/9/2013

Proença-a-Nova - Oleiros Alcains - Ac. Fundão V.V. de Ródão - Belmonte Pedrogão - Teixosense AD Estação- A. do Campo Jgs Pts 1 Alcains 0 0 2 ARC Oleiros 0 0 3 Vit. Sernache-a-Nova 0 0 4 Pedrogão 0 0 5 Atalaia do Campo 0 0 6 Teixosense 0 0 7 AD Estação 0 0 8 Ac. Fundão 0 0 9 Belmonte 0 0 10 Vila Velha de Ródão 0 0 2ª Jornada - 29/9/2013

A. do Campo - Pedrogão Ac. Fundão -Proença-a-Nova Belmonte - Alcains Teixosense - V. V. de Ródão Vit. Sernache - AD Estação Campeonato Nacional Seniores - Série E 13/14 1ª Jornada - 25/8/2013

AD Nogueirense 1-1 Benfica C.B Manteigas 0-2 Pampilhosa Sertanense 0-2 Tourizense A. Moradal 1-0 Carapinheirense Naval 2-2 Sourense Manuel Candeias presidente da AFCB acredita no sucesso da iniciativa

vindo a aumentar" afirma o responsável. Manuel Candeias, anunciou ainda, que a AFCB está a trabalhar noutros projetos que têm como objetivo outros acontecimentos desportivos importantes que possam realizar-se no distrito

Campeonato Nacional da 3ª Divisão em Futsal arranca dia 28 de setembro

de Castelo Branco durante a presente época desportiva. "São candidaturas que apresentámos, as quais ainda não mereceram a competente aprovação, mas a expetativa de o conseguir é muito elevada. Importante para que tal aconteça, será o suces-

so destes jogos internacionais", reitera o dirigente, apelando ser fundamental e indispensável que estes encontros tenham os pavilhões esgotados e com muito entusiasmo. As entradas são gratuitas e acessíveis através de convites. ■

Campeonato Nacional da 1ª divisão de Futsal

Jgs 1 Tourizense 1 2 1 3 Pampilhosa 4 Águias do Moradal 1 1 5 Naval 1 6 Sourense 7 Benfica C.Branco 1 1 8 Nogueirense 9 Carapinheirense 1 1 10 Manteigas Sertanense 1

Pts 3 3 3 1 1 1 1 0 0 0

2ª Jornada - 8/9/2013

Tourizense - Manteigas Benfica C.B. - A. do Moradal Sourense - AD Nogueirense Pampilhosa - Naval Carapinheirense - Sertanense Nacional de Futsal 2013/2014 1ª Jornada - 7/9/2013

Sporting - AD Fundão SC Braga - Rio Ave Póvoa Futsal -Cascais SL Olivais - Académica Belenenses - Boavista Vila Verde - Leões Porto Salvo Modicus- Benfica

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

A Associação Recreativa do Bairro da Boa Esperança recebe, no prózimo dia 28 de setembro, no Pavilhão da Boa Esperança, a equipa de "Os Patos" no primeiro jogo do campeonato Nacional da 3ª divisão série C. A equipa de Castelo Branco para esta época desportiva, traça como objetivo

primordial a subida de divisão. "Para que este objetivo seja alcançado contamos com vários apoios, entre os quais, a Câmara Municipal, Junta de Freguesia e outros patrocinadores, em que obviamente sem esta colaboração não seria possível participar no campeonato, dado que os custos são elevadíssimos, com deslocações a várias localidades mais

longíquas, para além dos encargos normais com a equipa", realça. Por sua vez, Eugénio Ramos, presidente da Boa Esperança, acredita que esta época a subida será uma realidade. "Iremos desenvolver o máximo de trabalho, para que possamos subir de divisão dado que é o nosso prestígio que está em causa", realça o responsável. ■

A equipa campeã nacional recebeu, no passado sábado, a AD Fundão, num jogo em que a superioridade leonina foi mais que evidente, registando-se ao intervalo o resultado de 4-0. Na etapa complementar surgiram mais três golos para o Sporting e dois tentos para os visitantes. No próximo domingo, dia 15 de setembro, pelas 17 horas, a AD Fundão re

Sporting AD Fundão

7 2

Sporting: João Benedito, Pedro Cary, Miguel Angelo, Alex e João Matos. jogam ainda : Marcelinho, Deo, Paulinho, Caio Japa, Djo. A.D.Fundão: Claudio, André Nabais, Davide, Lileu, Mário Freitas. jogaram ainda: Couto, Miguel, Noé Pardo e Fábio Salvado.

cebe a equipa do SL Benfica, jogo de enorme expetativa e que provavelmente irá esgotar o pavilhão fundanense. ■

Jgs 0 1 Modicus 0 2 Benfica 0 3 Sporting 0 4 Boavista 0 5 SL Olivais 0 6 SC Braga 0 7 Belenenses 0 8 Rio Ave 0 9 AD Fundão 0 10 Académica 0 11 Vila Verde 12 Leões Porto Salvo 0 0 13 Cascais 0 14 Póvoa Futsal

Pts 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

2ª Jornada - 14/9/2013

Académica - Póvoa Futsal AD Fundão - Benfica Cascais - Vila Verde Modicus - SL Olivais Rio Ave - Belenenses Boavista - Sporting Leões Porto Salvo - SC Braga

Siga o nosso jornal em recortes.pt


· 20· Cultura

Povo da Beira • 10 de setembro de 2013 • Edição 1018

Sugestões de Cristina Valente

Proença-a-Nova – Museu Isilda Martins Domingo dia 15 às 15:30 Filme Castelo Branco – Cine-Teatro Avenida Dia 10 às 21:30

Setembro começa com “Nevoeiro” Fronteiras ocidentais da URSS, 1942. A região está sob ocupação alemã e os habitantes locais tentam resistir a todo custo. Sushenya, um trabalhador dos caminhos de ferro, é acusado de traição e é levado pelos seus companheiros

para o meio do bosque para ser executado. Mas quando todos caem numa emboscada, a linha que separa a traição do heroísmo desaparece e Sushenya é obrigado a fazer uma escolha moral. Um filme para maiores de 12 anos.

Música Castelo Branco – Cine-Teatro Avenida Dia 13 às 21:30

Carminho enche Cine-Teatro de fado com “Alma” Carminho apresenta na próxima sexta-feira o seu trabalho “Alma” ao vivo no Cine-Teatro Avenida. O álbum apresenta temas menos recordados de outros nomes da canção nacional, como “Cabeça de Vento” de Amália, “À Beira do Cais” de Dina do Carmo ou “As Pedras da Minha Rua” de Fernanda Maria”, mas também a de Chico Buarque “Meu Namorado”, de “O Grande Circo Místico” ou Vinícius de Moraes “Saudades do Brasil em Portugal”. Os originais contam com a mão de Diogo Clemente “Bom Dia, Amor”, sobre Fernando Pessoa, Mário Pacheco “Talvez”, com letra de Vasco Graça Moura, e Vitorino “Fado

Adeus”. E surgem ainda novas letras para fados tradicionais – uma delas, “Folha”, da própria Carminho, outra, “Impressão Digital”, um poema de António Gedeão. Canções gravadas de novo com produção e direção musical de Diogo Clemente, de novo sabiamente combinando versões e originais.

Passatempo

Ganhe um bilhete simples para assistir ao espetáculo de Carminho, enviei o seu nome, número de telefone e número de BI / CC para:

passatempopovodabeira@gmail.com

Recriação de uma desfolhada Noutros tempos os serões de desfolhada eram de convívio e brincadeiras entre a malta nova de cada aldeia, que aproveitava pretextos, como o milho rei, para estimular namoricos.

A recriação do próximo domingo vai recordar um pouco as tradições, numa iniciativa em que serão confecionadas e dadas a provar as papas de milho, tão características do regime alimentar da região.

Castelo Branco – Sala da Nora Até 28 de setembro

José Ceia partilha fotografias que são momentos

Para o Zé Ceia fotografar é (quase) como respirar. É como se entre ele e o mundo existisse uma objetiva invisível, mas permanente, que lhe conduz o olhar numa perspetiva foto-cinematográfica. A sua ligação à fotografia existe desde sempre. Fez fotojornalismo, fotoreportagem, fotografia de estúdio, fotografia de viagens, sempre com enorme sensibilidade e sentido estético. Mas o que lhe dá verdadeiro prazer é fotografar pessoas. Talvez pelo seu carácter, talvez pelo treino que o gosto pela fotografia imprimiu ao seu olhar, o Zé Francisco privilegia a linguagem não verbal.

“Creio que é por isso que gosta tanto de fotografar pessoas. Em situações inesperadas, desconcertantes, divertidas, incomuns. Porque ao fotografar esse momento estará a captar a essência, que o gesto ou o olhar do sujeito fotografado deixa a descoberto”.

Sertã – Casa da Cultura Até 28 de setembro

Exposição “O Estado Novo e a Mulher” Está patente até 28 de setembro, na Casa da Cultura da Sertã a exposição “O Estado Novo e a Mulher” que espelha o género feminino como elemento essencial de veiculação e da mobilização política por parte do Estado Novo. À semelhança de outras ditaduras fascistas, é retratado nesta exposição

a condição e o enquadramento social e cultural da Mulher. Constituída por 23 painéis, cedidos pela Rede Municipal de Bibliotecas de Lisboa, esta exposição poderá ser visitada, de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas e sábados, domingos e feriados das 10 às 13 horas e das 14 às 18 horas.

Livros & Leituras

Estereótipas Aproveitar todas as ofertas e promoções e transformar-se numa Lady Ganga; retirar o maior proveito do próprio corpo, nem que seja com artifícios para se autoproclamar Miss Próteses; celebrar o aniversário em estilo e debater-se com as novas tecnologias para que não lhe chamem Velha Patética; mudar-se para os subúrbios e sobreviver como uma espécie de Lady Piscinas; divorciar-se e regressar ao mercado das Predadoras e Presas; atirar-se à jugular da melhor amiga, à ex do namorado ou à sogra de sempre como uma boa Irmã Loba; combater o stress com a armadura da Conciliadora, a super-heroína que concilia o trabalho com a família, e poder contá-lo com todos os pormenores, glórias e misérias, orgulhosas de serem Incontinentes Verbais, com muita honra - assim é o mundo bipolar dos estereótipos. Disseram-lhes desde o berço que têm de ser perfeitas e o pior é que acreditaram nisso sem reservas. Lutam corpo a corpo na selva da vida e saem a perder quase sempre, mas com dignidade e com estilo. Contraditórias e coerentes, mesquinhas e sublimes, cobardes e audazes, capazes do melhor e do pior para salvar a pele e as aparências. Divinas, mas muito humanas.

Luz Sánchez-Mellado É jornalista do jornal El País. Ao longo da sua carreira dedicou a sua atenção aos aspetos mais variados da atualidade: política, tendências sociais, costumes, minorias, cultura e vida quotidiana. As suas entrevistas e reportagens ocupam, com frequência, a primeira página da revista El País Semanal. Em 2009 escreveu a obra Ciudadano Cortés (Plaza & Janes). Desde o verão de 2009 que assina uma coluna de grande sucesso no jornal El País, muito visitada e avaliada pelos utilizadores de elpais.com. Essas breves historietas, retratos amargos de mulheres no limite, foram a inspiração para este livro. Colaborou como comentadora de assuntos da atualidade no canal de televisão TVE e escreveu para a revista feminina Elle. Atualmente, além do seu trabalho jornalístico na revista El País Semanal, também é autora da série Portera de día, um resumo semanal irónico da vida social na Revista Sábado do jornal El País. Género: Romance Tradutor: Pedro Carvalho e Rita Guerra Formato: 15 x 23,5 cm N.º de páginas: 184 PVP: 15,50€


Lazer · 21·

Edição 1018 • 10 de setembro de 2013 • Povo da Beira PUB

PUB

A Alma Azul está a assinalar, durante os meses de agosto e setembro, o seu 14º aniversário. Em Castelo Branco comemorará este evento através do seu projeto 'Em nome da Beira', estando a oferecer aos leitores do POVO DA BEIRA a possibilidade de ganharem livros, publicações que marcaram os 14 anos da Alma Azul. Os primeiros dois leitores a dirigiremse às nossas instalações, com esta edição ganham um livro.

Livro da semana

Contos e Lendas da Beira Jaime Lopes Dias 10 de Setembro

Siga o nosso jornal em recortes.pt Previsão Semanal

Aquário 21/1 a 19/2

Carta Dominante: 5 de Copas, que significa Derrota. Amor: Semana favorável ao convívio. Convide alguns amigos para saírem consigo. Saúde: Poderá sentir-se mais cansado que o habitual. Tome um duche quente e relaxe. Dinheiro: Assente os pés na terra e saiba aquilo com que conta. Pense bem antes de agir. Números da Sorte: 45, 44, 40, 2, 26, 3 Pensamento positivo: O meu único Juiz é Deus.

Gémeos 22/5 a 21/6

Ar

Água

Fogo

Terra

Carta Dominante: 7 de Copas, que significa Sonhos Premonitórios. Amor: Procure fazer uma surpresa à sua cara-metade criando um ambiente romântico. Saúde: Procure descansar um pouco mais. Dinheiro: Evite comentar os seus planos profissionais. Guarde as suas intenções a sete chaves. Números da Sorte: 8, 7, 41, 45, 49, 6 Pensamento positivo: procuro ser compreensivo com todas as pessoas que me rodeiam.

Balança 24/9 a 22/10

Carta Dominante: O Julgamento, que significa Novo Ciclo de Vida. Amor: Poderá suscitar paixões arrebatadoras, mas pense bem naquilo que realmente quer. Saúde: Cuidado com aquilo que come. Poderá colocar em risco a sua dieta. Dinheiro: Defenda-se de um colega mal intencionado, sendo honesto e consciente das suas capacidades. Números da Sorte: 5, 8, 7, 4, 1, 10 Pensamento positivo: Eu tenho força mesmo nos momentos mais difíceis!

Peixes 20/2 a 20/3

Carta Dominante: Rei de Copas, que significa Poder de Concretização, Respeito. Amor: Aproveite os momentos com a família pois dar-lhe-ão um grande bem-estar emocional. Saúde: Cuide da sua alimentação com maior vigor. Dinheiro: Estará financeiramente estável, por isso, poderá satisfazer um capricho seu. Números da Sorte: 8, 5, 2, 10, 20, 3 Pensamento positivo: Esforço-me por dar o meu melhor todos os dias.

Caranguejo 22/6 a 23/7 Carta Dominante: Rei de Espadas, que significa Poder, Autoridade. Amor: Período favorável ao romance. Poderá surgir uma pessoa que se tornará importante na sua vida. Saúde: Cumpra o horário das refeições. Evite estar muitas horas sem comer. Dinheiro: Acautele-se contra possíveis perdas de dinheiro. Previna-se para não sofrer dissabores. Números da Sorte: 8, 9, 4, 11, 13, 5 Pensamento positivo: O Amor invade o meu coração.

Escorpião 23/10 a 22/11

Carta Dominante: Ás de Paus, que significa Energia, Iniciativa. Amor: Mantenha a alegria e o otimismo que o caracterizam. Motivará as pessoas que estão ao seu redor. Saúde: Maior tendência para se sentir sonolento e sem vigor físico. Dinheiro: Poderão surgir alguns problemas profissionais. Mantenha a calma, de modo a resolver os imprevistos da melhor maneira. Números da Sorte: 26, 35, 14, 28, 6, 9 Pensamento positivo: Eu acredito que todos os desgostos são passageiros, e todos os problemas têm solução.

Carneiro 21/3 a 20/4 Carta Dominante: 10 de Paus, que significa Sucessos Temporários, Ilusão. Amor: Evite precipitar-se nas decisões que toma. Pense bem para que não se arrependa mais tarde. Saúde: Poderá constipar-se. Agasalhe-se bem. Dinheiro: Analise as suas finanças e veja como rentabilizá-las. Números da Sorte: 14, 23, 11, 13, 28, 7 Pensamento positivo: Vivo o presente com confiança.

Leão 24/7 a 23/8

Carta Dominante: 5 de Espadas, que significa Avareza. Amor: A sua experiência de vida poderá ajudar um amigo a orientar a sua vida. Seja solidário com quem solicitar o seu apoio. Saúde: Procure o seu médico assistente com maior regularidade. Faça análises de rotina. Dinheiro: Seja mais dedicado ao trabalho. Procure não desistir dos seus objetivos. Números da Sorte: 8, 10, 14, 21, 22, 28 Pensamento positivo: Eu sei que posso mudar a minha vida.

Sagitário 23/11 a 21/12

Carta Dominante: Os Enamorados, que significa Escolha. Amor: O amor marcará esta semana. Faça os possíveis para manter essa estabilidade. Saúde: Propensão para uma pequena indisposição. Se achar necessário consulte o seu médico. Dinheiro: As suas qualidades profissionais serão reconhecidas e poderá ser recompensado. Números da Sorte: 6, 5, 41, 2, 25, 22 Pensamento positivo: O Amor enche de alegria o meu coração!

Touro 21/4 a 21/5 Carta Dominante: Valete de Espadas, que significa Vigilante e Atento. Amor: Procure não ter o seu coração tão fechado. Dê a si mesmo a oportunidade para conquistar a felicidade. Saúde: Previna-se contra as constipações. Dinheiro: Reflita sobre uma proposta profissional que lhe poderá ser feita. Números da Sorte: 5, 41, 36, 33, 11, 12 Pensamento positivo: Eu tenho pensamentos positivos e a Luz invade a minha vida!

Virgem 24/8 a 23/9

Carta Dominante: 6 de Ouros, que significa Generosidade. Amor: o pessimismo e a falta de confiança não favorecem a realização pessoal. Saúde: Descanse o máximo que puder. Se tiver oportunidade faça sessões de massagem. Dinheiro: Coloque em marcha um projeto muito importante para a sua carreira profissional. Números da Sorte: 1, 7, 4, 29, 3, 17 Pensamento positivo: Sou otimista, espero que me aconteça o melhor!

Capricórnio 22/12 a 20/1

Carta Dominante: 3 de Ouros, que significa Poder. Amor: Dedique mais tempo a si mesmo. Planeie um período de descanso a dois. Saúde: A sonolência e a preguiça irão marcar a sua semana. Tente travar essa tendência. Dinheiro: Seja mais compreensivo com os seus colegas de trabalho. Se agir dessa forma conseguirá conquistar um bom ambiente. Números da Sorte: 3, 6, 9, 19, 28, 4 Pensamento positivo: Vivo de acordo com a minha consciência.


· 22· Lazer

Povo da Beira • 10 de setembro de 2013 • Edição 1018

Povo da Beira

Gelado de morangos e framboesas

Diretor: João Tavares Conceição Coordenação: Cristina Valente (CP2370) (povodabeira@gmail.com)

POR MÁRIO MARINHO - chef

Modo de preparação:

Redação: Jaime Pires (CP4484) José Manuel R. Alves (CP8361)

Morangos e framboesas q.b.

500g.de natas

1dl.de leite

PASSATEMPOS

CLASSIFICADOS

Preencha usando os números de 1 a 9. Grau de dificuldade: Fácil

7 6 2 9 5 9 8 1 2 5 5 1 8 2 7 9 6 1 4 5 1 6 9 5

6 7 9 8 3 4 2 5 3

9 2 6

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

CAFÉ ESTRELA Dormidas

ADIVINHAS 1 -Quando vê o sol nascer, barulho começa a fazer. Quem será este cavalheiro que tanto agita o galinheiro?

3 -Prima afamada do coelho, embora de corpo mais alto; Domina bem a corrida e é especialista no salto.

2 -Má fama acabei por ter, Porque vivo no chiqueiro. Algumas pessoas gostam de me ver como cofre para o dinheiro.

3 -É um animal curioso e muito hábil a nadar. Parece estar sempre a sorrir quando no mar anda a brincar.

SOLUÇÕES Adivinhas

Telef.: 275 971 380 Telem.: 969 344 641 Av 1º Maio Nº78 6215-517 Unhais da Serra PUB

Povo da Beira

O seu Jornal GRÁTIS às Terças-feiras

Farmácias de Serviço - Castelo Branco Terça-feira, 10 de setembro

4 - É o golfinho 3 - É a lebre 2 - Sou o porco 1 - É o galo

Sudoku

2 4 8 6 5

8 3 4 1 2 6 9 5 7 5 1 3 8 4 7 6 2 9 6 4 2 3 5 9 8 7 1 7 9 8 2 6 1 5 4 3

Todos os artigos de opinião e assinados pelos respetivos autores, são da sua inteira responsabilidade não podendo em circunstância alguma o Povo da Beira ser responsabilizado pelo conteúdo dos mesmos. Reservamo-nos no direito de não publicar, caso os artigos enviados não respeitem a legislação em vigor e o Estatuto Editorial do jornal.

Umas gotinhas de limão

8 6 9 1 3

Este jornal escreve segundo o novo Acordo Ortográfico

3 Folhas gelatina sem sabor

1 3 4 2 7

Impressão: Coraze - Oliveira de Azeméis Telf.: 910252676 / 910253116 / 914602969 geral@coraze.com Registo no ICS: 117 501 Depósito Legal: 74145/94 Empresa Jornalística: 218 326 Tiragem Semanal: 10.000 exemplares Distribuição gratuita

140g.de margarina

5 8 2 3 4

Sede: Press Ibérica Comunicação Social, Lda Av. Gen. Humb. Delgado, Lote 58 - 1º andar 6000-081 CASTELO BRANCO NIF: 506 583 023 Tel: 272 324 432 Fax: 272 327 732

10g.de baunilha

3 9 1 7 8

Secretária de Administração: Florinda Cruz (secretariapovodabeira@ gmail.com)

250g.de bolacha maria

4 7 6 5 9

Publicidade: Gustavo Teixeira (publicidadepbeira@gmail. com) José Carlos Marques (publicidadepovodabeira@ gmail.com)

250g.de açúcar

7 1 5 9 6

Conceção gráfica: Leticia Ramos Pina (paginacaopbeira@gmail. com)

Ingredientes:

6 5 7 8 2

Colaboradores: Álvaro Baptista Ana Paula Atanásio Ângela Gonçalves Armando Soares Carlos Vale César Amaro Clementina Leite Cristina Granada Eduardo Bastos Fernando Jorge Filipe Antunes Guilherme Almeida João Carlos Nunes Luís Malato Mário Marinho Nuno Figuinha Patrícia André Pedro Pitté Ricardo Portugal Sónia Carreira Vanessa Cruz

9 2 3 4 1

Colaborador Permanente: Paulo Jorge Marques

Base: Misture a margarina amolecida com a bolacha triturada e deite umas gotinhas de limão, depois cubra a base do recipiente onde vai formar o gelado, pressionando com os dedos na bolacha para ficar uma base uniforme. Num recipiente colocam-se as natas, o açúcar e a baunilha batendo muito bem esta mistura. Dissolve-se a gelatina no leite morno, envolvendo depois no preparado anterior, devendo ficar uma massa compacta. Num recipiente onde vai formar o gelado e por cima da base de bolacha, coloque camadas alternadas de creme e de morangos e framboesas, finalizando com uma camada de creme. Pode decorar com morangos ou framboesas. Deixa-se repousar por 3 a 4 horas no frio, antes de servir.

Ferrer

Quarta-feira, 11 de setembro

Pereira Rebelo

Quinta-feira, 12 de setembro

Morgado Duarte / Vitta

Sexta-feira, 13 de setembro Sábado, 14 de setembro Domingo, 15 de setembro Segunda-feira, 16 de setembro

Nuno Álvares Reis Salavessa Leal Mendes


Opinião · 23·

Edição 1018 • 10 de setembro de 2013 • Povo da Beira

Falar claro A liça do campeonato político

Queijo saloio

POR CÉSAR AMARO *

POR NUNO DUARTE M. FIGUINHA

S

* Por decisão pessoal, o autor do texto não escreve segundo o Novo Acordo Ortográfico

em querer entrar em publicidades gratuitas, certamente já todos ouviram falar de queijo “Saloio”, assim chamado por ter origem na região conhecida como “saloia”. Porém a expressão “saloio(a)” voltou à ribalta num contexto completamente diferente, nomeadamente quando o primeiro-ministro Pedro Passos Coelho a utilizou para se referir às ideias utópicas e demagógicas de António José Seguro, como sendo de “esperteza saloia” por andar a prometer o impossível, nomeadamente o imediato baixar de impostos, como por exemplo IVA, IRC, IMI…não dizendo nunca é onde vai buscar alternativas, até porque o país “nada” em dinheiro, certo..? Hã…Não! António Seguro, do alto da sua “(i)maturidade” respondeu algo do género de que “saloio era o que Passos andou a dizer”! Ou seja, em vez de tentar contrapor a suposta razoabilidade e até racionalidade das suas “propostas” (se é que se podem chamar assim), optou por um discurso ao melhor estilo da “provecta” idade de 5 anos e perante o “insulto” respondeu mais ou menos com um “quem diz é quem é”! Fabuloso nível oratório, sem dúvida… O que não interessou a António Seguro dizer, foi que tudo isto mais não passou de uma tentativa de fazer o governo dizer que não baixa impostos, para tentar instrumen-

talizar as eleições autárquicas, ao tentar pôr o povo a votar meramente contra o partido do governo e não pelas pessoas locais que mais merecem! Ridículo? De António Seguro não se esperaria outra coisa… É que quem põe interesses meramente eleitorais à frente dos verdadeiros interesses da população, mais não merece que o epíteto que lhe foi dirigido por Passos Coelho. Para Seguro o parecer do Tribunal Constitucional relativamente a ex-presidentes de câmara, com 3 mandatos, poderem efetivamente concorrer a outras autarquias, deve ter provocado uma azia tremenda! E daí, toca de tentar ao máximo instrumentalizar votos sem olhar a meios, visto que a sua própria sobrevivência à frente do PS, dependerá em muito do resultado das eleições autárquicas. Daí ele próprio, com medo de continuar a ter menos autarquias sob a égide socialista, já andar a dizer que o que conta é a totalidade de votos e não o número de câmaras ganhas! Ora…estará confundido com as eleições legislativas? Só pode… Perante este cenário, o que faz Seguro? Tenta escolher os melhores candidatos às autárquicas? Tenta estar mais próximo e apoiar os candidatos socialistas? Não… isso dá trabalho e exige que se puxe pelo corpo e mente! Logo, toma a via mais simples e que é…radicalizar o discurso! Como? Com pérolas do género das ditas numa ação

de campanha em Gaia, a saber: - “A minha ambição para este país não é defender os pobres, é acabar com a pobreza em Portugal, é acabar com a miséria em Portugal”! Isto quase merecia um Nobel, só que depois admite que "Nunca será possível acabar com as desigualdades no país”! Ou seja, Seguro até faz oposição a ele próprio! Ora, tudo isto numa altura em que a cada dia se sabem novos dados que comprovam que a economia está finalmente a crescer de forma consolidada, fazem com que a “radicalização” do discurso socialista seja mais uma “ridicularização” dele próprio! E falar em pobreza quem lidera o partido que foi responsável por deixar Portugal na falência, só prova que ou é um primor de demagogia pura, ou comeu mesmo muito queijo (saloio ou não), que o fez esquecer o passado bem recente e bem vivo em todos nós! Por fim, é sempre bom relembrar que em eleições autárquicas, mais que em quaisquer outras (pela proximidade real à população), importa escolher não meramente pelo partido rosa, laranja, azul ou vermelho, mas sim e sempre, pelas pessoas efetivamente mais capazes de fazer mais e melhor, pela sua cidade e pelo seu concelho! E quem na sua “esperteza saloia” ache o contrário…que se mantenha a digerir alegremente queijo para esquecer os resultados vindouros!

272 342 122 272 000 272 272 340 900 272 340 622 272 330 330 272 340 290 272 337 733

Táxis CP Rodoviária Correios EDP SMAS Avarias PT

Chegada 8h30 11h45 11h31 12h53 16h45 17h31 18h38 21h23

LISBOA CASTELO BRANCO Partida 8h00 9h50 13h00 14h00 16h30 17h15 18h45 19h00

Chegada 10h47 12h20 16h35 16h30 19h19 20h50 21h25 22h35

272 342 012 808 208 208 272 340 120 272 340 840 272 004 700 272 340 500 16 208

Lei. Neste contexto o TC considerou e deliberou que os candidatos, com mais de três mandatos consecutivos, afinal podem candidatar-se a outro mandato, abrangendo também os Candidatos a Presidentes de Junta, mas estes só em caso de agregação de freguesias. Não está em causa se o TC julgou bem ou mal. Porém, o que se torna mais caricato é que o Tribunal Constitucional passou um atestado de incompetência, quer ao Governo que criou a Lei, quer à Assembleia da República que a aprovou, demonstrando que não souberam, não quiseram ou não estavam interessados na clarificação e resolução desta telenovela. Resta porem saber; afinal para que servem as Leis quando são feitas para serem cumpridas! Quanto ao “Campeonato” da primeira Liga, liderado pelo Governo PSD/CDS, não dá mostras de afastar a intenção da aplicação de mais uma dose de austeridade, continuando a atingir, sem apelo nem agravo, aqueles que já se encontram em situações gravíssimas, entre outros os Pensionistas e os Reformados. Torna-se de facto complexo e desolador quando se afirma que em Portugal se vive em Democracia, sic..sic..

Povo da Beira

Horários Semanais do Comboio

Horários Semanais do Expresso Partida 5h00 8h00 8h42 10h06 13h00 14h42 15h51 18h36

antes de mais salvaguardar os interesses (e são tantos) das suas clientelas, e não só!! Corrigir ou acabar com este sistema, seria demasiado complicado. Aliás, bastará para o efeito fazer a seguinte comparação: Com a bênção dos Partidos Políticos PS; PSD, e CDS/ PP foi elaborada a Lei Autárquica que proibia os Presidentes das Edilidades que tivessem cumprido mais de três mandatos consecutivos, candidatarem-se a um novo mandato. Talvez nessa altura houvesse interesses vários. Porém, o tempo e as ocasiões, que não perdoam, deram azo a que o feitiço se virasse contra o feiticeiro; ou seja, os que àquela data eram a favor da referida Lei, olhando para os seus interesses, ignoraram-na e desprezaram-na, abrindo o caminho para que alguns Presidentes de Câmara se candidatassem ao mesmo pelouro noutros concelhos, sabendo que o estavam a fazer na ilegalidade, resultando por essa razão um clima de confusões, controvérsias e até suspeições em algumas elites. Instalada a polémica e aproximando-se a data do Ato Eleitoral, tornou-se necessário a intervenção do Tribunal Constitucional para a analisar e decidir sobre a veracidade da referida

Telefones Úteis

Bombeiros - Castelo Branco Hospital Amato Lusitano GNR - Castelo Branco PSP - Castelo Branco Câmara Municipal - Castelo Branco Centro de Saúde - Castelo Branco Proteção Civil

CASTELO BRANCO LISBOA

P

oderá comparar-se, ainda que com algumas diferenças, os Campeonatos de futebol da primeira e da segunda Liga, com o “Campeonato” já a decorrer no terreno, e que diz respeito as Eleições Autárquicas, que terão lugar no dia 29 do corrente mês de Setembro. Como é natural haverá muitos vencedores; pelo menos um em cada concelho do País, se bem que existirá, e é bom não esquecer, suplentes para segurarem as pontas, e também para manter a filosofia daquilo que tem sido a ação do Poder Local. A Campanha da caça ao voto já está a funcionar, e o slogan, como não podia deixar de ser, é sempre o mesmo. Não é difícil, basta pôr a cassete a rodar e logo se recordam as promessas feitas e não cumpridas. Não é de estranhar, na medida em que os Eleitores já estão “vacinados” contra tal doença. Apesar de tudo ficam sempre na expetativa de aparecer algum santo milagreiro que invente o milagre das rosas para o seu concelho, até porque os problemas da maioria dos residentes sempre foram, e infelizmente continuarão a ser relevados para segundo plano. Porquanto; os que apregoam estar preocupados com a sua solução, têm

CASTELO BRANCO - STA APOLÓNIA STA APOLÓNIA - CASTELO BRANCO Partida

Serviço

Chegada

Partida

Serviço

6h00 8h25 10h10 14h31 15h25 18h28 19h25

R IC R R IC R IC

9h41 11h19 14h11 18h11 18h19 22h11 22h19

5h48 8h16 9h48 13h16 16h16 18h30 19h16

R IC R IC R IC|R IC

R - Regional | IC - Intercidades

Chegada

9h57 11h05 13h50 16h11 19h52 21h54 22h05


· 24· Última PUB

Povo da Beira • 10 de setembro de 2013 • Edição 1018

Edição nº 1018  

O seu semanário regional gratuito, disponível em toda a Beira Baixa

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you