Page 1

Informativo Dentro - ano ano 2 1 -- nº nº 38 Informativo da Prefeitura Prefeitura Municipal de Conceição do Mato Dentro

JUDÔ ADENTRO É OURO EM CASA Os atletas do projeto Judô Adentro conquistaram em casa o primeiro lugar no Campeonato Confederado Social Mineiro, disputado no dia 10 de outubro no Ginásio Poliesportivo. A equipe conceicionense foi a que mais conquistou medalhas de ouro entre os atletas com idade a partir de 11 anos, desbancando equipes com faixas marrom e preta. Foram 20 douradas, 18 de prata e 40 de bronze. Estiveram em CMD mais de 300 atletas vindos da capital e do interior de Minas Gerais e também do Rio de Janeiro. A presença emblemática da campeã mundial surda muda, Vanessa Reis Fontes; do vice-campeão mundial e campeão sul americano surdo mudo, Márcio William Silva; e do vice-campeão mundial surdo mudo e 7º lugar surdolímpico, Adalberto Trigueiro da Silva, imprimiram no evento o mesmo peso de um campeonato oficial da Liga

Mineira de Judô. “Está sendo grande a repercussão do nome de Conceição em Minas, no Brasil e também em países como Portugual, Espanha e Angola. Realizar o Confederado aqui não só tem sua importância esportiva, mas divulga o nome da cidade como uma cidade participativa e inclusiva, que apoia o sistema de projetos sociais”, declarou o mestre e treinador do Judô Adentro, Albano Corrêa. Campeonato Municipal Conceição abriu a agenda de eventos de judô no dia 12 de setembro, quando a Secretaria de Esportes estreou o Campeonato Municipal Judô Adentro. Em sua primeira edição, mais de 300 atletas das categorias infantil, juvenil e adulto enfrentaram a pressão da disputa sob os olhares atentos de amigos e familiares. Parecia fácil para quem já

havia conquistado o terceiro lugar geral no Campeonato Mineiro em 2014, mas a emoção foi diferente. O evento aconteceu na data em que o projeto social completou dois anos, tempo em que crianças e jovens vem cada vez mais se aproximando do esporte e se distanciando das drogas e da violência. Resultados comprovados pelo secretário de Esportes, Antônio da Silva Neto, e pela secretária de Educação, Juliana Rajão. Em parceria, eles levaram o judô nesse ano para dentro de duas escolas da sede, a Aniceto Costa e a Professor João Lima, e pretendem inserir a atividades em todas as unidades. O Judô Adentro é exemplo da aplicação do esporte como instrumento social para a cultura da paz, da cidadania, do respeito, da dignidade e da disciplina. Parabéns à nossa equipe!


2

OUT/15

EDITORIAL

SERVIDORES TERÃO AUXÍLIO TRANSPORTE

Administrar um Município é fácil? – É o que parece, segundo os críticos e oposicionistas de plantão.

Está em fase elaboração o projeto de lei que cria o benefício de vale transporte aos servidores públicos municipais da sede. Esse auxílio tornou-se possível com a implantação do transporte público coletivo, que está operando desde o dia 8 de agosto pela Viação Triunfo. A redação do PL está sendo revisada e em breve será enviada à Câmara.

Para quem não vê os bastidores, não sabe quão trabalhoso é preparar o palco para o artista. Nem sabe as estratégias de jogo, tantas vezes estudadas e treinadas, do treinador do time que perdeu. É mais fácil sentarmos na poltrona e bater palmas, ou na arquibancada para verbalizar aos gritos toda a nossa insatisfação. Porque, seja para os risos ou para o choro, o que procuramos enxergar sempre é apenas o que nos convém. Administrar uma cidade como Conceição é ainda mais desafiador. Aliás, completar o terceiro ano de mandato num cenário onde tivemos sete prefeitos em quatro anos é sinal de desafio aceito e bem feito. Mas estar à frente da Administração é mais do que saber a receita do bolo, é ter que reinventá-la, utilizar novos ingredientes, esquecer a receita da vovó, que tanto agradava, mas que de repente enjoou. A fatia do bolo todos querem, mas gastar horas preparando não é para qualquer um. Prestar contas à população não é apenas apresentar números e cifrões, é mostrar planejamento, ações, novas ideias. Seja na área da saúde, educação, obras, desenvolvimento social, esporte, cultura, turismo, meio ambiente, enfim, são tantas as áreas para se cuidar, mas nenhuma vai para frente sem planejamento e administração. E isso demanda tempo, demanda alinhamento de equipe, porque uma equipe precisa estar tão bem alinhada como uma grande máquina. Se uma peça pifar, o trabalho todo fica comprometido. Por isso, não mais propício que chamarmos de máquina pública. Sabemos que não existe perfeição, mas “é errando que se acerta”. Opiniões a favor e contra, ambas são tomadas como críticas construtivas. Parafraseando Nelson Rodrigues, “toda unanimidade é burra”. Não queremos a unanimidade e sim que vejam a realidade dos fatos comprovados. Estamos atentos a tudo que o povo tem a dizer. E no decorrer dos dias, das noites, meses, anos vamos rompendo barreiras e ajustando nosso mecanismo. Estamos de olhos vivos!

Armando Brandão Chefe de Gabinete

Cláudio Alexandre de Oliveira, secretário de Administração e autor do Projeto de Lei, diz que essa é mais uma iniciativa que comprova que “nossa gestão prima pela qualidade de vida do funcionalismo”. Ele lembrou que desde 2013 a Prefeitura vem inovando sua atuação com relação à gestão de pessoas, tendo revisado o PCCV – Plano Cargos, Carreira e Vencimentos do quadro geral, implantado o PCCV específico do magistério, criado o cargo de Técnico de Segurança (assumido por servidor concursado) e efetivado a CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes.

NOVOS ENDEREÇOS: SECRETARIA DE CULTURA E PATRIMÔNIO HISTÓRICO E SECRETARIA MUNICIPAL DE TURISMO: Praça Dr. Jorge Safe, nº 22, bairro Rosário - em frente ao Mercado Municipal. SECRETARIA MUNICIPAL DE ESPORTES: Ginásio Poliesportivo - Rua Cassimiro de Souza, s/n.

CEMITÉRIO EM REFORMA Estão em andamento as obras de ampliação e revitalização do Cemitério Municipal. Iniciados em setembro, os trabalhos tem prazo de conclusão de dez meses e custam R$625 mil (seiscentos e vinte e cinco mil reais), recurso proveniente de convênio firmado com a Anglo American. Fazem parte do projeto a construção de uma capela velório, a implantação de cobertura no corredor, pintura e jardinagem.

A biblioteca pública oferece um espaço equipado com computadores com acesso à internet e impressão para pesquisas e trabalhos escolares.

Informativo da Prefeitura Municipal de Conceição do Mato Dentro/ MG ano 2 - 8ª edição - outubro/2015

Jornalista responsável:

CNPJ: 18.303.156/0001-07

Loriane Fogaça MTB7684/PR

Rua Daniel de Carvalho, 161

Diagramação: FalaCMD

Centro - Conc. Mato Dentro

Impressão: Fumarc

Contato: (31) 3868-1219

Tiragem: 5.000 exemplares


OUT/15 Neste ano, especialmente no segundo semestre, a discussão acerca do processo de licenciamento ambiental do Sistema MinasRio – Anglo American ganhou notoriedade uma vez que as decisões sobre tais processos impactam sobremaneira a vida da sociedade conceicionense, sejam pelos impactos negativos, bem como os positivos. O processo de licenciamento ambiental da Mina e Beneficiamento (Projeto Minas-Rio) teve início por meio da Licença Prévia (LP) nº 32/08, com validade de quatro anos, obtida pela então Minerações e Metálicos S.A. (MMX). Em dezembro de 2009, já adquirido pela Anglo American, o projeto obteve Licença de Instalação – Fase I (LI nº 048 - Fase I) e posteriormente, em dezembro de 2010, a Licença de Instalação – Fase II (LI nº 065 Fase II). Em outubro de 2014, a Anglo American obteve a Licença de Operação (LO) do empreendimento, sendo este o marco inicial de operação do Projeto Minas-Rio. Naquele momento, apesar das irregularidades observadas no processo de licenciamento, declaradas reiteradamente pela Secretaria de Meio Ambiente e Gestão Urbana da Prefeitura durante todo o processo, a avaliação feita foi que o início de operação do empreendimento seria benéfico ao município, desde que houvesse um planejamento para sanar as irregularidades, dentre elas o caos urbano gerado em Conceição, o acordo de recuperação do Hospital Imaculada Conceição firmado em 2010, processo de assoreamento nos córregos à jusante do empreendimento, diversos problemas relacionados às comunidades que residem no entorno do empreendimento e outros. Desta forma, de acordo com os estudos apresentados, a área de lavra atualmente licenciada abrange uma porção inicial das reservas de minério de ferro nas serras do Sapo e da Ferrugem, com previsão de cinco anos de exploração. A continuidade do empreendimento, que se estenderá por aproximadamente 12 km depende de uma sequência de expansões, que demandarão novos licenciamentos ambientais. Ainda em 2014, após a emissão da Licença de Operação (LO) da etapa 1, prevista nos estudos para cinco anos de exploração, a Anglo American deu início ao licenciamento para a otimização do seu empreendimento, o Projeto de Otimização da Mina do Sapo (etapa 2), com o objetivo de potencialização imediata da cava do Sapo, pela abertura de novas frentes de lavra em áreas contíguas às estruturas já licenciadas, sob o argumento de possibilidade de paralisação de suas atividades. Este processo passou por análise da SMAGU, cujo Parecer Técnico favorável foi expedido em 29 de maio de 2015, com recomendações a serem acolhidas pelo órgão ambiental estadual.

3

ESCLARECIMENTO As recomendações construídas e aprovadas pelo CODEMA, baseadas na avaliação técnica do empreendimento e na legislação municipal, tem como objetivo incluir a visão local no processo de licenciamento, de forma a evitar, mitigar ou compensar impactos desta nova etapa e corrigir falhas da etapa 1.

empreendedor, que agora acolhe maior parte das recomendações referentes à etapa 2 do empreendimento. Ainda foi criado um comitê com participação de entes governamentais e da sociedade civil organizada para discussão visando formalizar compromissos em relação às recomendações referentes à etapa 3.

A Declaração de Conformidade Ambiental (Anuência) do Projeto de Otimização da Mina do Sapo (etapa 2) foi emitida pela Prefeitura em 07 de julho de 2015. Antes disso, em fevereiro de 2015, a Anglo American havia solicitado nova Declaração de Conformidade Ambiental (Anuência) para projeto de expansão, a etapa 3 do empreendimento, com previsão de 30 anos de exploração, sob a mesma argumentação de paralisação das atividades caso esta expansão não fosse licenciada imediatamente.

A SMAGU concluiu então que não existem normas locais que impedem a implantação do empreendimento, mas que existem normas que o restringem, que sugerem ações de controle, mitigação e compensação por parte do empreendimento. Acordadas as ações entre as partes, tais restrições passam a ser superadas.

Em 22 de setembro de 2015, foi publicado Parecer Único pelo órgão licenciador (SEMAD), no qual várias das recomendações encaminhadas pelo CODEMA não foram acatadas, mesmo algumas delas estando ligadas diretamente às desconformidades do processo de licenciamento e sendo exigências legais do município. Em 28 de setembro, na 94ª Reunião Extraordinária da Unidade Regional Colegiada - URC Jequitinhonha foi discutido o Parecer Único Nº 921818 e após manifestação da Prefeitura, acerca de suas reivindicações, a Presidente da mesa declarou que cabe ao CODEMA, órgão máximo da política ambiental municipal, fazer valer as normas de gestão ambiental em seu território e recomendou ao Prefeito Municipal que assumisse sua competência sobre a gestão do território e evitasse encaminhamento de Declaração de Conformidade Ambiental (Anuência) que possa desvirtuar as análises e decisões da URC. Nesta mesma reunião, as condicionantes referentes à Licença de Operação (LO) da Etapa 1 foram apresentadas como “em cumprimento” mesmo estando atrasadas ou descumpridas. O município teve conhecimento do não acolhimento de várias recomendações pelo órgão licenciador somente quando da publicação do PU 921818 em 22/09/2015, que gerou fato novo ao processo. Neste sentido, a Secretaria de Meio Ambiente e Gestão Urbana – SMAGU concluiu, no dia 29 de setembro, que poderia haver impedimento legal ao requerimento e sugeriu ao CODEMA a emissão de Declaração de Não Conformidade Ambiental, além da retificação da Declaração de Conformidade Ambiental referente à Etapa 2, mantidas as condições.

O processo de análise de pedido de Declaração de Conformidade Ambiental da etapa 3 ainda passa por análise e discussão pelo CODEMA. A última reunião, dia 21 de outubro, foi cancelada por impedimento regimental. No regimento vigente do CODEMA, somente haverá quórum para reunião quando o número de membros do seguimento da sociedade civil superar o número de membros do setor governamental, o que não ocorreu no momento. Cabe ao Estado de Minas Gerais, através de seu órgão licenciador, autorizar ou não o empreendimento após ouvir o município, além de apresentar relatório de cumprimento dos Planos de Controle Ambiental – PCA, e das condicionantes ambientais de todas as fases do empreendimento de forma a subsidiar a análise e decisão do Conselho de Política Ambiental de Minas Gerais – COPAM, visando reparar, aprimorar as ações de um processo extremamente complexo, e que, naturalmente, deve ser sempre ajustado. Uma vez o Município chamado pelo órgão licenciador a cumprir seu papel de gestor de território, caberá fazê-lo sem privilegiar segmentos da sociedade em detrimento de outros. O papel do Poder Público Municipal, dentre outros, é garantir o equilíbrio das relações sociais, ou seja, o empreendimento pode e deve continuar, desde que acolhidos os compromissos assumidos com a sociedade conceicionense, sobretudo quando construídos dentro de um processo legítimo, transparente e participativo. Todos os seguimentos sociais, com seus mais diversos interesses, devem ter entendimento que a sociedade conceicionense deve buscar união de esforços para garantir a viabilidade do empreendimento sem o comprometimento do patrimônio sócio territorial de Conceição do Mato Dentro. Sandro Lage

Entre os dias 30 de setembro e 07 de outubro, as condições foram parcialmente alteradas em processo de negociação direta com

Secretário Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana


4

TURISMO

A RECEITA DE SUCESSO DO COMIDA DA ROÇA

CULTURA

OUT/15

SEXTA CULTURAL A Sintonia de Conceição

Acabou e vai fazer falta nos domingos ensolarados de Conceição do Mato Dentro. A 3ª edição do Festival de Comida da Roça foi simplesmente um sucesso. O evento ficou lotado em todas as datas, tendo sido programa certo para os finais de semana de agosto e setembro. Conceicionenses e turistas se deliciaram com os cardápios dos distritos de Santo Antônio do Norte – Tapera, Ouro Fino, Córregos, Itacolomi e Tabuleiro. E o encerramento foi recheado de vontade, expectativas e planos para o próximo ano. O Comida da Roça entrou para o calendário de evento municipal em 2013, a princípio como uma proposta para descentralizar as atrações turísticas, levando o público para regiões rurais onde guardam belíssimos cenários naturais e necessitam também do giro econômico. Mas, no decorrer do evento, tudo foi ficando ainda mais grandioso. Virou ponto de encontro de gerações, intercâmbio cultural e uma perfeita opção para quem busca diversão e agito na

medida e horário certos para o domingão. “É repetitivo e redundante, mas eu sempre vou dizer da minha satisfação em estar à frente desse que é um dos eventos que melhor representa a nossa cultura. A comida, a música, o clima de descontração, tudo é como somos. O Comida da Roça é um sucesso pela sua simplicidade. Apesar de buscarmos sempre proporcionar uma estrutura que ofereça conforto ou de cuidarmos com carinho da decoração, o Festival é feito por quem participa, por pessoas que não são preparadas para fazer evento, mas que de dispõem para dar o seu melhor”, falou Rejane Ottoni, secretária municipal de Turismo.

Desde agosto Conceição voltou a ter as sextas-feiras mais musicais da cidade. O projeto Sexta Cultural ganhou o patrocínio da Anglo American e tem agenda garantida até o final do ano. Com foco na valorização dos artistas conceicionenses e da região, apresentam-se e revelam-se artistas dos mais variados estilos. No dia 21 de agosto a festa aconteceu no adro da Igreja Santana com shows de Denise De Miranda e Harmony Vox. No mês seguinte, foi a vez da dupla Bruno Bahia e Roque Sanfoneiro e do Trio Safadinho animarem a noite, no dia 18 ao lado da Igreja São Judas Tadeu. E em outubro, a Sexta Cultural foi realizada no adro do Santuário do Senhor Bom Jesus do Matozinhos com o Coral da Cemig, a dupla Ana Paula e Carolina e a banda Velho John. Sucesso de público e animação em todos os eventos.

Neste ano, o Festival aconteceu de 16 de agosto a 27 de setembro. Depois de passar pelos cinco distritos, o evento reuniu todos os participantes no Mercado Municipal, no coração de Conceição, bem no dia em que se comemorou o Dia Mundial do Turismo.

ECO TURISMO VOLTA A GANHAR FORÇA

Prepare-se para nosso próximo encontro!

SHOW DE SOLIDARIEDADE

Com um cenário propício para voltar a receber o turista com conforto, as propostas para refortalecer o eco turismo e o turismo de aventura estão sendo colocadas em prática. O 1º Eco Bike VIVER BEM Conceição – Tabuleiro marcou esse trabalho no dia 11 de outubro, quando 50 atletas percorreram de bicicleta um circuito de 40 quilômetros ligando o centro histórico da cidade ao distrito de Tabuleiro. Com execução da Secretaria Municipal de Turismo, o 1º Eco Bike VIVER BEM é fruto da criação da Agência de Desenvolvimento de Turismo do Médio Espinhaço, a partir de um trabalho conjunto entre o Escritório de Projetos da Secretaria Municipal de Planejamento e a AMME – Associação dos Municípios do Médio Espinhaço.

A Agência foi pensada como uma ferramenta de apoio às secretarias municipais de Turismo e fomento à regionalização do turismo, impulsionado pelo Circuito Serra do Cipó que une os municípios pelas características naturais e culturais. Em Conceição, a Agência desenvolverá, principalmente, projetos voltados para o fortalecimento do título CAPITAL MINEIRA DO ECOTURISMO, com promoção de eventos que unam esporte, bem-estar e preservação ambiental. E assim se deu o evento do dia 11, atraindo aqueles que buscam diversão, saúde e o contato próximo com a natureza. Fique atento! Logo terá mais novidade para os aventureiros de plantão!

Com o apoio da Prefeitura Municipal, a banda de magistrados On The Roof veio a Conceição do Mato Dentro no dia 17 de outubro para ajudar o Hospital Imaculada Conceição e o CEFORM. A entrada para o show, realizado no mercado Municipal, custou um quilo de alimento não perecível e a arrecadação foi dividida entre as instituições. A banda On The Roof é formada por seis integrantes, sendo quatro magistrados do Estado que resolveram colocar os seus talentos à disposição da solidariedade.


4 OUT/15

ALGUMAS OBRAS EM ANDAMENTO

Construção das unidade educacionais Proinfância no Barro Vermelho (esq.) e na Vila Caetano (dir.)

Estão em ritmo acelerado as obras de restauração do sobrado da Prefeitura, que abrigará o primeiro museu do município

Mais uma Unidade Básica de Saúde sendo construída para você, na Rodovia MG-10 próximo à rodoviária.

Drenagem e pavimentação das ruas Tapera e Oreste Gomes

Construção do prédio da UEMG, a primeira universidade de Conceição do Mato Dentro.

Drenagem e pavimentação da Rua Levi Costa, no Matozinhos

Revitalização da Praça do Tabuleiro: mais beleza, praticidade e segurança.

5


6

COMPRA COLETIVA DE MUDAS A Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural em parceira com a EMATER-MG, oferece mais uma vez a compra coletiva de mudas frutíferas e ornamentais. Com esta modalidade de compra, os interessados podem adquirir as plantas por preços mais acessíveis do que no mercado de varejo. São quase 100 tipos com preços a partir de R$8 (oito reais). Para comprar as mudas, basta entrar em contato com a Secretaria de Desenvolvimento Rural pelo telefone (31) 3868-2294. A lista completa dos produtos com os valores você encontra no site www.cmd.mg.gov.br

MAQUINÁRIO AGRÍGOLA

DANIEL DE CARVALHO Mais duas máquinas agrícolas foram recentemente adquiridas para fortalecer e aperfeiçoar as atividades da agricultura em todo território do município. O maquinário é oriundo de um convênio com o Governo Federal, com recursos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no valor de R$198.980,00 (cento e noventa e oito mil novecentos e oitenta reais). Motivo de comemoração no campo. O município soma agora uma frota de oito máquinas com implementos como: arado, pulverizador, grade aradora, grade roçadeira, grade niveladora, grade adubadeira, plantadeira e plantadeira de plantio direto. Além disso, a Prefeitura disponibiliza um caminhão e uma r e t r o e s c a va d e i r a p a r a a u x i l i a r o s produtores rurais.

ILUMINAÇÃO PÚBLICA Atendimento ultrapassa meta mensal e solicitações caem de 590 para 26 A manutenção da iluminação pública tem alcançado índices bastante satisfatórios em Conceição do Mato Dentro. Desde que a empresa Selt Engenharia assumiu a execução dos serviços, no mês de junho, 567 pontos receberam manutenção, ultrapassando a meta mensal de 3% do número total de pontos de iluminação. Conforme o gráfico abaixo, no mês de julho os serviços de manutenção chegaram a alcançar 9,7%. Os dados apresentados foram tabulados até o mês de setembro. De acordo com o mesmo relatório, a empresa ainda comprova que o número de reclamações registradas no call center também teve drástica alteração. Foram 590 solicitações no mês de junho e apenas

OUT/15

26 em setembro, sendo que o menor número é o do mês de agosto, com apenas 12 registros. A Aneel – Agência Nacional de Energia Elétrica transferiu neste ano aos municípios a responsabilidade sobre o

Interditado no dia 16 de setembro, o prédio da Escola Estadual Daniel de Carvalho, importante patrimônio histórico do município, vai receber em breve a reforma do telhado com verba proveniente do ICMS Cultural, destinada do Município ao Estado. Administrativamente, a escola é de responsabilidade estadual, mas o patrimônio físico possui tombamento municipal e, portanto, sendo acompanhado pela Secretaria Municipal de Cultura e Patrimônio Histórico. A situação do telhado é bastante crítica, apresentando risco de desabamento e justificando a interdição da escola. Diante disso, o município está direcionando, por meio de convênio com o órgão estadual, verba no valor de R$100 mil (cem mil reais) para a reforma do telhado. E com verba do TAC – Termo de Ajustamento de Conduta firmado entre o Ministério Público e a Anglo American, a Prefeitura contratou a Fundação Israel Pinheiro para elaborar o projeto de restauração do prédio. A luta agora é para conseguir recurso do Estado para a execução das obras, que ultrapassam R$1 mi (um milhão de reais). Enquanto isso, a secretaria municipal de Educação está cedendo o seu espaço dentro do complexo do SENAI para a E.E.D.C. e também transporte escolar aos alunos.

serviço de iluminação pública. Para Conceição do Mato Dentro e região, este serviço foi terceirizado por meio de um consórcio intermunicipal, do qual mais oito municípios são integrantes.


4 OUT/15

7

EDUCAÇÃO COM FERRAMENTAS PARA ELEVAR A QUALIDADE No dia 02 de outubro, foi entregue à Secretaria Municipal de Educação o diagnóstico situacional da rede municipal de ensino, patrocinado pela empresa Anglo American. O documento propõe obter uma análise oportuna para o planejamento estratégico das ações da SME, elencando as possibilidades de realizar uma gestão escolar que dê total prioridade ao desenvolvimento integral do educando e que propicie contínuas melhorias das condições de estudo para todos, com vistas a que todos os espaços nas escolas tornemse educativos. O diagnóstico situacional da

rede municipal de ensino de Conceição do Mato Dentro será uma ferramenta de análise para que a SME planeje as politicas públicas municipais. Especialmente por contar com uma Cartilha Qualidade da Gestão Escolar que será o guia de atuação em 6 dimensões institucionais: Gestão Educacional; Práticas Pedagógicas e de Avaliação; Formação dos Profissionais de Educação; Organização e Ambiente de Trabalho; e Condições de Acesso, Permanência e Sucesso na Escola. “Estamos felizes em participar desse momento inédito da entrega de instrumentos que

são tão importantes como o diagnóstico situacional e a cartilha da gestão escolar. Acreditamos que estamos no caminho certo, rumo a elevar a qualidade da nossa educação. Compartilhamos nosso

PAIS FALAM SOBRE VIOLÊNCIA E PAZ Um cronograma de atividades com os pais dos alunos da rede municipal tem incentivado uma rotina familiar com mais relacionamento e cumplicidade com os filhos. Desde que o “Projeto Encontro de Famílias” começou, os adultos tem se engajado cada vez mais nas causas em benefício do desenvolvimento produtivo e saudável das crianças. Agora, eles falam de violência e querem fazer de seus filhos adultos melhores e mais conscientes. O tema violência foi sugerido pelos próprios pais, e as psicólogas Thaís Ferreira e Denise de Miranda brilhantemente dividiram o trabalho em três pontos: violência de gênero, prevenção ao abuso sexual infantil e violência doméstica. Comumente tidos como tabus sociais, tais assuntos foram

bem aceitos pelo grupo que não se intimida em compartilhar suas experiências com todos. Segundo as psicólogas, quando da existência desses problemas em casa, a criança que não verbaliza o que presencia tende a demonstrar um comportamento agressivo na escola. Isso se explica tanto pelos exemplos a que ela assiste, quanto pela incapacidade de lidar com suas emoções, com aquilo que a aflige. Assim acontece no contrário. Quando o seu lar é o seu lugar de conforto e de amor, o aluno se mostra mais sociável e amigável e ainda alcança um rendimento escolar mais alto. E é isso que a Secretaria de Educação pretende alcançar, famílias em harmonia que sejam, de fato, o referencial

das crianças, sem exemplos de violência e desamor. A fragilidade de uma criança ainda pode fazer com que ela se refugie nos braços de gente maldosa ou até mesmo nas drogas. Mas os pais estão mais atentos. A participação entusiasmada no Encontro de Famílias mostra seu comprometimento em fazer do seu lar um lugar mais interessante. A partir dos testemunhos de suas vivências, eles compartilham experiências e estimulam uns aos outros a mudarem comportamentos, a serem pais mais presentes, maridos e mulheres mais respeitosos e a fazer de sua família uma família mais feliz. Como num grande grupo de ajuda, eles trabalham juntos pela cultura da paz.

sucesso com a Empresa GAC Consultoria e a Anglo American pela parceria, pelo apoio e pela vontade em buscar com a gente o melhor para nossa cidade”, comemorou a secretária Juliana Rajão.

MÊS DE HISTÓRIAS

um projeto iniciado em 2014, foi retomado no mês das crianças com uma semana recheada de contos e muita gargalhada. A contação de histórias é um projeto que traz alegria, desperta a criatividade e incentiva o gosto pela leitura nos alunos da educação básica. Iniciado com as histórias de Beatriz Myrrha, Pierre André e Suzene Furtado, o trabalho será continuado com o lado lúdico dos próprios professores, que ganham a oportunidade de se apropriar de suas habilidades para criar momentos especiais de aprendizado. “Isso aproxima ainda mais os alunos dos professores e nos dá a certeza de que um novo capítulo está sendo escrito na vida de cada um”, disse Juliana Rajão.

COMUNIDADE QUILOMBOLA APRENDE A FAZER MÓVEIS DE BAMBU Os quilombolas de Três Barras ganharam, através do programa Terra Mãe, novos conhecimentos e uma nova oportunidade de renda. Nos meses de agosto e setembro, a Prefeitura levou até a comunidade um curso de artesanato em fibras naturais, pelo qual eles aprenderam a fazer móveis de bambu. Com habilidade e cuidado com o meio ambiente, o trabalho apresenta mobílias feitas de forma durável e sustentável.

A capacitação foi promovida pela Secretaria de Desenvolvimento Social em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Conceição do Mato Dentro e o ensino técnico do SENAR – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural. O curso foi realizado em módulos que contemplaram: colheita e corte; preparo e tratamento; embuchamento e travamento; montagens das peças e acabamentos.


8

OUT/15

PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO Está em fase de desenvolvimento o primeiro Plano Municipal de Saneamento Básico de Conceição do Mato Dentro. Com a colaboração da comunidade, está sendo elaborado um diagnóstico técnicoparticipativo, que é o cruzamento dos dados técnicos com as demandas e os problemas apresentado pelos moradores. O PMSB vai apresentar soluções todas as insuficiências do abastecimento de água, esgotamento sanitário, drenagem das águas pluviais e manejo de resíduos sólidos. O PMSB começou a ser elaborado no mês de maio, com mapeamentos dos dados coletados a partir de pesquisas e estudos de campo. Em outubro, os trabalhos se aproximaram mais da comunidade, reunindo-a em 15 reuniões onde foram ouvidos os moradores de todos os distritos e de todos os bairros da sede urbana. Eles tiveram a oportunidade de contribuir com a construção do Plano, apresentando problemas específicos que

os dados técnicos não alcançaram. A partir dos resultados de todas as reuniões, o próximo passo será a elaboração do prognóstico, ou seja, serão avaliadas as soluções para os problemas. E com as soluções previstas, serão definidos os programas, projetos e ações que deverão ser executados pelo poder público, pela iniciativa privada e pela sociedade civil para combater as deficiências do saneamento básico que prejudicam a saúde pública e o meio ambiente. A elaboração do PMSB conta com a consultoria da FUNEC – Fundação Educacional de Caratinga, contratada por meio de uma parceria do IBIO - Instituto BioAtlântica e do CBH Rio Santo Antônio – Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Santo Antônio , com recursos advindos da cobrança pelo uso da água da bacia na qual Conceição do Mato Dentro está inserido.

OLHO VIVO Segunda Fase de Implantação Está marcado para o dia 03 de novembro o processo licitatório para aquisição e instalação das 54 câmeras que constituirão o sistema de segurança monitorada “Olho Vivo”. Esta será a segunda fase da implantação do sistema. A primeira deu-se pela instalação do cabeamento de fibra ótica para a comunicação dos dados captados pelas câmeras até a central de monitoramento. As câmeras serão fixadas em pontos estratégicos da sede urbana, conforme projeto elaborado em parceria com as Polícias. Além de facilitar a identificação e apreensão dos infratores, acredita-se que a presença das câmeras irá reduzir significantemente os índices de criminalidade, sejam estes praticados contra pessoas ou contra o patrimônio.

PREFEITURA IMPLANTA ORÇAMENTO PARTICIPATIVO População ajuda a gerir recursos e define prioridades para o orçamento 2016 A Prefeitura de Conceição do Mato Dentro acaba de implantar um novo instrumento de gestão democrática e transparente, o Orçamento Participativo. Através disso, os cidadãos podem influenciar e decidir sobre os orçamentos públicos, auxiliando na correta aplicação dos recursos e na melhoria dos serviços prestados à população. Para tanto, foram realizadas nos meses de setembro e outubro quinze assembleias participativas, tirando a gestão do dinheiro público de dentro do gabinete e levando até a comunidade. Finalizadas as assembleias regionais, chegou a hora de enviar as definições da sociedade para a Câmara Municipal. São 45 (quarenta e cinco) prioridades que serão asseguradas em lei sendo, portanto, obrigatoriamente executadas no próximo ano. “O Orçamento Participativo vem, mais uma vez, reafirmar o compromisso desta gestão com a transparência e a democracia. A partir da implantação do OP, Conceição do Mato Dentro passa a ter uma participação extremamente importante no acompanhamento dos gastos da Administração Municipal e na definição das obras e políticas públicas”, ressaltou Renata. Instituído pela Lei 2101/2014 o Orçamento Participativo tem

como principais objetivos promover a participação direta da população para a construção de um novo modelo de gestão, possibilitar aos diversos segmentos organizados da comunidade apresentar propostas que possam melhorar o planejamento municipal, dar maior transparência e permitir o controle público das ações do governo.

RUMO CERTO Nº8  

Informativo Oficial da Prefeitura Municipal de Conceição do Mato Dentro - MG

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you