Page 1

Revista da Cidade | Caraguatatuba


Revista da Cidade | Caraguatatuba


Revista da Cidade | Caraguatatuba


Índice

EXPEDIENTE revista da

Cidade

15 A cidade e o futuro

Novos projetos, obras, crescimento do comércio. O que já está acontecendo e os grandes desafios sociais

28

25

Uma nova Estrada

O projeto para uma nova estrada ligando o Litoral Norte a São Paulo, via Salesópolis.

Prefeito por seis anos

A história do único prefeito eleito para governar a cidade por seis anos

No Topo do Mundo 30 Caraguá participa do maior evento de Vôo Livre do Planeta Surge uma nova estrela 32 Maria Caiçara faz sucesso entre as crianças e afetivos 34 Charmosos Os gatos vão ganhando espaço como animais de estimação comer bem 40 Onde As melhores opções gastronômicas de Casal 42 Terapia A importância do diálogo entre os casais Caraguá 47 Consórcio Crescimento e avanços para a cidade e mais: Homenagem aos médicos – Pág. 6 Nossa palavra – Pág. 7 Preto no Branco – Pág. 8 Aconteceu – Pág. 12 A melhor idade – Pág. 44 Ponto Final – Pág. 54

04

Revista da Cidade | Caraguatatuba

55

Jornalista Responsável Roberto Espíndola MTb 6308 Colaboradores Alfredo Simões Alessandra de Campos Bruna Capasciutti Bertô Curare Hugo Léo Fotos Bento Costa Diene Pereira Emilio Campi Fabiane Rodrigues Gianni D’Angelo Gustavo Grunewald J.C.Curtis José Mario Souza – High Fly Lú Palmeira Maurílio Alves Capa Governador Geraldo Alckmin e Senador Aloysio Nunes em visita ao Festival da Tainha 2010 – Caraguatatuba Foto Gianni D’Angelo Diagramação Paulo Henrique Ferraz Departamento Comercial Luiza Garcez Publicação e Impressão Gráfica e Editora Mogiana Ltda. CNPJ 04.967.598/0001-43 Rua Mogiana 102 – São José dos Campos/SP Escritório em Caraguatatuba Rua Ostiano Sandeville 180 – Centro Fone: (12) 3882-4596 Cep 11.660-040 caraguatatubarevista@hotmail.com www.caragua.com.br/revista Para receber uma assinatura online da Revista da Cidade - Caraguatatuba mande uma mensagem para: caraguatatubarevista@hotmail.com


Revista da Cidade | Caraguatatuba


Nossa homenagem aos que cuidam de nossa saúde Tantos são os médicos que ao longo de nossa história, desde tempos remotos até os dias de hoje, num verdadeiro sacerdócio se dedicaram a preservar a saúde e salvar vidas que injusto será destacar nomes. Ao se comemorar neste mês de outubro o Dia do Médico, diremos apenas

O B R I G A D O, D O U T O R.

Oração do Médico Ó Mestre, Eu te agradeço porque me entregaste a missão de exercer a medicina, restituir a alegria de viver às pessoas que me são confiadas a qualquer hora, momento e lugar. Ofereço-te a minha vocação de servir à sociedade como instrumento de tua providência. Grandes são os avanços da ciência, mas também são inúmeros os desafios à limitação humana que exige de mim seriedade, equilíbrio, sabedoria e fidelidade ao juramento que fiz. Ó Deus da vida! Ilumina-me e faça de mim um mensageiro de misericórdia e esperança. Que no final de cada jornada eu possa celebrar o renascer da vida, fruto do trabalho e entregar-te às situações da minha limitação quando não tiver êxito. Senhor, que vieste trazer vida e vida em abundância, tornai-me um instrumento de tua misericórdia. Amém. Obrigado, Senhor!

06

Revista da Cidade | Caraguatatuba


Nossa Palavra

Roberto Espíndola

QUEM SABE

FAZ A HORA

LIDERANÇA POLÍTICA Por algumas vezes temos falado no prestígio político que Caraguatatuba vem reconquistando, recebendo com freqüência a visita de políticos em todos os níveis. Nesta eleição este prestígio se consolidou. Nossas lideranças apoiaram candidatos que conseguiram eleger-se com significativo número de votos de nossos eleitores. Geraldo Alckmin, que há muito freqüenta a cidade e desde o tempo em que era deputado tem se empenhado para a obtenção de inúmeras melhorias que conquistamos em nível estadual, elegeu-se novamente governador de São Paulo, já no primeiro turno. É o “nosso” governador, no sentido mais amplo, amigo e parceiro da cidade. Aloysio Nunes, cidadão caraguatatubense, que com sua simpatia conquistou entre nós muitos amigos e admiradores, elegeu-se senador – o mais votado, e com certeza, dentro dos parâmetros democráticos poderá, ao nível federal, obter muito apoio para o município. Samuel Moreira reelegeu-se deputado estadual e com certeza representará Caraguatatuba na Assembléia Legislativa. José Serra, contrariando todas as pesquisas, vai para o segundo turno com reais possibilidades de eleger-se presidente da república. Isto para citar apenas políticos que mantêm estreito relacionamento com as lideranças municipais e estão com freqüência entre nós. DESENVOLVIMENTO E DESAFIOS No momento em que aceleramos nosso desenvolvimento com inúmeros desafios a serem vencidos, principalmente na área social, este relacionamento político é extremamente importante. Este “trânsito livre” que nossas lideranças vão conquistando podem significar o diferencial para a solução de inúmeros problemas e concretização de projetos que trarão benefícios para a população em todas as áreas, bem como a atração de investimentos federais e estaduais.

BOAS NOTÍCIAS E já que estamos falando em desenvolvimento acelerado as notícias são animadoras. Pode-se dizer que o projeto Nova Caraguá já entrou em sua fase de execução com os trabalhos de terraplenagem para a construção de um shopping no local, e segundo informações privilegiadas, os estudos do Centro Político-Administrativo estão adiantados e as obras deverão ser iniciadas antes do que muitos imaginavam. Estas informações privilegiadas têm nos permitido antecipar para nossos leitores muito do que está para acontecer. Com meses de antecedência divulgamos detalhes sobre o projeto Nova Caraguá, que muitos duvidaram que seria viabilizado. Está acontecendo. Da mesma forma, nesta edição estamos dando detalhes da “adequação” da Base de Gás para processar o gás do présal, o que na verdade será uma ampliação das instalações que acabaram de ser construídas, com a constituição de um novo Consórcio para executar as obras que estão previstas para durar mais dois anos, mais os eventuais atrasos no cronograma. Mas tem muito mais. O leitor vai ficar admirado com o que está projetado, e já acontecendo, e com certeza, entusiasmado com as oportunidades que estão surgindo.

Revista da Cidade | Caraguatatuba

07


Jordelino Olimpio de Paula, designado em 1993 como Tabelião de Notas e Anexos de Caraguatatuba, dinamizou o Cartório, modernizou suas instalações proporcionando maior conforto aos usuários, além de ampliar a eficiência e segurança dos serviços prestados. Bacharel em Direito, com pós graduação em Direito Notarial e Registral, sendo formado em Curso Superior de Letras e Literatura, e ainda em grafotecnia, sua formação e vivência profissional permitem uma orientação segura para os que necessitam utilizar os serviços do Cartório de Caraguatatuba, bem como a adoção e execução de ações inovadoras pertinentes ao seu trabalho, sempre com a fiscalização do Judiciário.

União

*

HOMOAFETIVA pode ser regularizada

em Cartório

Os Tabeliães de Notas, para atender às necessidades da sociedade, têm se modernizado e ampliado sua gama de serviços praticando, sob o amparo da lei, atos extrajudiciais que desafogam o judiciário com sensíveis vantagens e segurança para a população. Não apenas transações comerciais e imobiliárias podem ser objeto de escrituras que garantam o direito das partes. Hoje os Tabeliães estão autorizados a fazer muito mais, incluindo inventários, divórcios e regularização de união homoafetiva. Nesta entrevista, o Tabelião de Caraguatatuba, Jordelino Olimpio de Paula, fala sobre os atos que legalmente já podem ser realizados em Cartório de Notas Extrajudicial. No passado o tabelionato era uma função vitalícia que se transmitia para os descendentes. A partir da Constituição de 1988, o tabelionato passou a ser uma função obtida através de concurso público realizados pelo Tribunal de Justiça, com sensíveis mudanças e vantagens para o cidadão que, obrigatoriamente, necessita utilizar os serviços cartorários. 06 08

Revista Revista da da Cidade Cidade || Caraguatatuba Caraguatatuba

Revista da Cidade: Qual a função de um Tabelião? Jordelino de Paula: A função principal do Tabelião é auxiliar na harmonia e na busca da paz social. É um orientador jurídico dotado de fé pública, que faz a adequação da vontade das partes aos preceitos legais, e, dessa forma, assegura a legalidade das negociações entre os indivíduos, coibindo fraudes, harmonizando interesses, prevenindo litígios, atendendo, enfim, a prestação jurisdicional dos atos de jurisdição voluntária, na formação de documentos que atendem à necessidade do cidadão. Por atuar de forma imparcial, tem muitas vezes papel de mediador entre os interesses das partes, aparando arestas na busca do bem comum, da legalidade e do direito. É, em síntese, um assessor jurídico das partes, principalmente dos menos favorecidos que não têm condições de pagar um advogado. RC: O cargo de tabelião até bem pouco tempo era considerado um privilégio de poucos, uma classe inacessível. O que mudou? JP: A nomeação de Tabeliães há muito tempo vem sendo feita por concurso público. Entretanto, antes da Constituição de 1988, tais concursos, embora públicos, eram regulamentados por leis estaduais fáceis de serem alteradas, o que geralmente ocorria para atender interesses particulares e que, na prática, levava à trans-


ferência de Cartórios de “pai para filho”. Com a nova Constituição os concursos passaram a ser realizados pelo Tribunal de Justiça, podendo concorrer qualquer brasileiro maior, bacharel em direito. Com isto houve uma moralização em toda a categoria. RC - Atualmente a atividade dos Tabeliães contribui para diminuir a quantidade de processos no Judiciário? JP: Sim, serviços que antes eram prestados somente pelo Judiciário, tais como os inventários, separações, divórcios, hoje podem ser feitos nos Cartórios. Pela Lei 11.441, de 04/01/2007, os Tabeliães ganharam competência para lavrar escrituras de inventários, divórcios e separações, desde que, não havendo interesse de menor ou incapaz, as partes estejam todas de acordo. E, no caso de inventário, que o falecido não tenha deixado testamento. Com relação ao divórcio, interessante anotar que pela Emenda Constitucional 66, aprovada em julho de 2010, não é mais exigido prazo para ser requerido. Antes era necessário estar separado judicialmente há um ano ou, de fato, há dois anos. Agora não, o divórcio pode ser requerido a qualquer tempo. Em qualquer dessas escrituras, as partes devem estar assistidas de advogado. RC: A imprensa tem divulgado sobre a possibilidade de ser lavrada escritura de união estável de homossexuais. Fale sobre isto. JP: Embora ainda não haja lei sobre a matéria, visto que a legislação existente apenas contempla união estável entre homem e mulher, nossos Tribunais têm sido sensíveis à realidade e têm decidi-

do de forma favorável. Nosso entendimento é de que, ante a lacuna da lei, com autorização judicial é possível ser lavrada escritura de união entre homossexuais, para preservar interesses das partes, principalmente com relação a direitos previdenciários e patrimoniais. Recentemente, em caso concreto, peticionamos ao nosso Juiz Corregedor e o mesmo deu decisão favorável à lavratura de tais escrituras,

“A POSSE BOA, EXERCIDA POR LONGO PERÍODO, DE FORMA PÚBLICA, MANSA E PACÍFICA, SEM CONTESTAÇÃO, PODE SER ADQUIRIDA SEM QUALQUER PROBLEMA” cuja decisão, inclusive, foi prolatada em caracter normativo. Dessa forma, atualmente estamos lavrando escrituras para documentar e regularizar uniões homoafetivas. RC: Nossa cidade tem muitos casos de venda de posse de imóvel, mas muitos evitam comprar propriedades nesta condição. É seguro comprar a posse do imóvel? JP: Realmente em nossa cidade existem muitas transações envolvendo a posse do imóvel. É certo que adquirir um terreno através de cessão e transferência de direitos possessórios não tem a mesma segurança que a compra de um imóvel com escritura registrada. Entretanto, tomando alguns cuidados, tal aquisição pode ser feita sem problemas, desde que o imóvel esteja sendo adquirido sem a utilização de crédito imobiliário, pois a posse não pode ser objeto de hipoteca e geralmente não serve de garantia em transações bancárias.

A posse boa, exercida por longo período, de forma pública, mansa e pacífica, sem contestação, pode ser adquirida sem qualquer problema, desde que mantida de forma efetiva, constante. RC: Como deve o comprador proceder para adquirir uma posse de forma segura? JP: É recomendável que antes de fazer o negócio, o comprador pesquise na Prefeitura sobre cadastro, nome do ocupante, nome de eventual proprietário, existência de débito de impostos e confirme com vizinhos e confinantes a procedência da posse negociada. E, tendo qualquer dúvida, procurar o Cartório para obter esclarecimentos. RC: Muito tem-se falado sobre certificação digital e assinatura digital de documentos. De que se trata? JP: Em muito pouco tempo a maioria dos documentos deixará de ter suporte em papel, passando a ser guardada de forma digital. Este processo já vem sendo implantado em órgãos do Governo e empresas privadas e caminha a passos céleres para sua total implantação. Assim, os documentos que eram assinados de próprio punho pelas partes, passarão a ser assinados de forma digital e as pessoas, para isto, deverão ter uma chave pública (na realidade uma senha) cadastrada junto ao ICP-Brasil - Infra-Estrutura de Chaves Públicas Brasileiras, entidade que no Brasil, é responsável pela guarda dos documentos digitais. RC: Qual a participação dos Cartórios na implantação da certificação digital? JP: Em julho deste ano a Corregedoria Geral da Justiça baixou o provimento 11/2010, autorizando os Tabelionatos a atuarem como Instalação Técnica da Autoridade de RegisRevista Revistada daCidade Cidade||Caraguatatuba Caraguatatuba

07 09


“DESPESAS DE CONDOMÍNIO, CONTRATOS DE ALUGUEL E DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS JÁ PODEM SER ALVO DE PROTESTO” tro, ou seja, o local onde as pessoas poderão obter e autenticar sua assinatura digital. Ante tal autorização, o Colégio Notarial do Brasil, que é nossa associação de classe já credenciada como Autoridade de Registro junto ao ICP-Brasil, está promovendo cursos de capacitação entre os Tabeliães e funcionários, visando implantar nos cartórios, em pouco tempo, toda a estrutura para atender a sociedade relativamente à obtenção da assinatura digital. RC: Em nossa cidade, quando tal serviço estará disponível? JP: Estamos regularizando o Cartório como Instalação Técnica da Autoridade de Registro, vinculado à ACNotarial. Isto, entretanto, depende de parte material (local, instalações e equipamentos) e capacitação técnica de pessoal, além do necessário registro junto ao ICP-Brasil. Alguns de nossos funcionários já fizeram os cursos necessários e estão diplomados e aptos a atuarem como Agentes de Registro. Nosso pedido de autorização já foi feito em Brasília, estando, assim, em fase final a implantação para podermos iniciar mais essa atividade, o que, acreditamos, deva acontecer dentro de 60 a 90 dias. Com isto vamos oferecer em nossa cidade serviços no mesmo nível dos grandes centros. RC: Relativamente ao protesto de títulos também 08 10

Revista da da Cidade Cidade | | Caraguatatuba Caraguatatuba Revista

houve algumas mudanças. JP: Sim, alguns títulos de dívidas que antigamente não podiam ser protestados hoje já são recepcionados para protesto, tais como condomínio, contrato de aluguel, contrato de prestação de serviços. RC: Qual o custo para protestar um título? JP: O protesto atualmente é feito de forma gratuita para o credor-apresentante, pois as custas serão pagas pelo devedor ao resgatar o título ou ao solicitar o cancelamento do Protesto. O apresentante somente pagará custas se desistir do protesto e solicitar a retirada do título sem protesto. RC: Qual a vantagem de protestar um titulo? JP: Com o protesto o devedor tem seu nome lançado, automaticamente, junto a todos os órgãos de proteção do crédito, SERASA, SPC etc, pois os mesmos recebem relação de todos os títulos protestados e cancelamentos efetuados.

“TODO DOCUMENTO IMPORTANTE DEVE SER REGISTRADO” RC: O cartório também atua como Registro de Títulos e Documentos, no que consiste tal atividade? JP: O registro de documento é pouco conhecido mas deveria ser mais utilizado pela população, pois trata-se de uma forma segura de guardar um documento, e, a qualquer tempo, ter cópia do mesmo, com o mesmo valor probatório do o r i g i n a l .

RC: Quais documentos podem ser registrados? JP: Todos os documentos não registráveis em outras especialidades, podem ser registrados em Títulos e Documentos, para publicidade e validade contra terceiros ou simplesmente para guarda e conservação. Recomendamos que todo documento importante deve ser registrado. RC: O senhor tem alguma coisa a acrescentar? JP: Gostaria de fazer um esclarecimento que penso ser necessário. É relativamente ao reconhecimento de firmas e autenticação de documentos. Muitos usuários pensam que tais serviços se resumem em “bater carimbos” e deixam de dar a devida importância quando necessitam dos mesmos. Entretanto, a prática desses atos requer formalidades e obediência a normas que torna a execução, em alguns casos, um serviço um pouco mais demorado do que deseja o interessado. Assim, o usuário que necessitar de um ato de reconhecimento de firma ou autenticação de um documento deve destinar algum tempo (de 15 minutos a meia hora) para tal finalidade, pois a demora na execução dos serviços deve-se a cuidados tomados pelo Cartório em benefício e para segurança do próprio usuário. Finalmente, muitos acreditam que Cartório existe apenas no Brasil, quando, na verdade, é uma instituição que auxilia o Judiciário em muitos países. A União Internacional do Notariado Latino tem quase uma centena de países membros, entre eles muitos dos chamados “de primeiro mundo”, tais como Itália, França, Espanha, Alemanha, Grécia, Bélgica, Holanda, Japão e muitos outros. *União entre pessoas do mesmo sexo.


Revista da Cidade | Caraguatatuba


EX-PREFEITOS SÃO HOMENAGEADOS Os ex-prefeitos de Caraguatatuba que administraram a cidade nos últimos 102 anos foram homenageados em Sessão Solene da Câmara Municipal quando lhes foi outorgada placa comemorativa do Dia do Prefeito. Os familiares dos já falecidos receberam a honraria e os que não puderam comparecer enviaram representantes. A ex-prefeita Tereza Cury Nogueira, única mulher na história do município a assumir o Executivo (1973/1977), se fez presente à sessão, recebendo pessoalmente a placa e o diploma alusivos ao evento.

A

conteceu

Capa

Os fatos que marcaram a vida da cidade

SUCESSO DE SHAKESPEARE É ATRAÇÃO EM CARAGUÁ Foi apresentado no Teatro Mário Covas o espetáculo “Sonho de uma noite de verão”, de William Shakespeare, pelo Grupo Rotunda, com a participação do público em oficinas de teatro que aconteceram antes das apresentações. “Sonho de uma noite de verão” se passa na Grécia e relata encontros e desencontros amorosos, numa mistura de romance, comédia, fantasia e realidade.

10 12

Revista da Cidade | Caraguatatuba

OLIMPÍADA DA LÍNGUA PORTUGUESA Já foram escolhidos os textos classificados na fase municipal para a Olimpíada da Língua Portuguesa, que entra em sua fase estadual, com resultado a ser divulgado em 30 de outubro. Em novembro serão avaliados os semifinalistas e a premiação nacional acontece dia 29 de novembro em cerimônia a ser realizada em Brasília. Vamos torcer por nossos jovens escritores.


FILHOTE DE BALEIA É ENCONTRADO NA PRAIA Um filhote de baleia, com cerca de 1,80 metro, foi encontrado na praia do Massaguaçu. Apesar de já estar morta, a baleia não apresentava ferimentos ou qualquer lesão aparente. PREMIADOS DO CARAGUÁ À GOSTO Os restaurantes premiados na 5ª. edição do Caraguá a Gosto, Restaurante Golfinho – melhor ambiente; Kiosk Canto Bravo – melhor serviço; Parodi Pizza Bar – apresentação do petisco; Restaurante Akebono – apresentação do prato; Empório do Frei – sabor do petisco; Cantina Bela Vista – sabor do prato e Restaurante Ostra e Ouriço – melhor índice de aprovação, foram anunciados em encontro realizado no Teatro Mário Covas quando receberam a premiação.

CARAGUÁ FEST SHOW Com as apresentações de Djavu, Fernando & Sorocaba, Jeito Moleque, Pixote e Ivete Sangalo, aconteceu na Praça de Eventos o “Caraguá Fest Show”, que reuniu um público recorde, movimentando a cidade durante o último feriado prolongado.

Revista da Cidade | Caraguatatuba

11 13


SEMANA DO IDOSO Em comemoração ao Dia do Idoso foi realizada em Caraguá a Semana do Idoso, com eventos e atividades abertas ao público, destinados a promover uma grande interação e momentos de lazer para os integrantes da Melhor Idade. Na oportunidade foi inaugurada a Praça de Exercícios do Idoso, localizada na Pça. Diógenes Ribeiro de Lima, junto à Avenida da Praia, destinada a melhorar o condicionamento físico, com aparelhos adequados e dimensionados para prática de exercícios pelos idosos.

DIA DA ARVORE O Dia da Árvore foi comemorado com o plantio de mudas nativas e frutíferas nas escolas da rede municipal de ensino e associações da cidade. Foram 64 mudas plantadas, entre elas Pitangas, Grumixamas, Tamanqueiras e Paus-Brasil. Como parte da comemoração, funcionários da secretaria de Meio Ambiente e do Corpo de Bombeiros percorreram bairros da cidade, conscientizando a população sobre a importância da preservação da Mata Atlântica e suas espécies nativas.

12 14

Revista da Cidade | Caraguatatuba

ESPETÁCULO DE DANÇA ORIENTAL O Restaurante Khalifa vem apresentando mensalmente um espetáculo de Dança do Ventre com a dançarina e professora Natty Jamal, de São Paulo, alcançando grande sucesso e entusiasmo de seus freqüentadores. Maiores informações no Khalifa.


Especial

A CIDADE E

O R U T U F O

AQUI ESTÁ NASCENDO A NOVA CARAGUÁ

E

m área da Fazenda Serramar, junto ao bairro do Poiares, começa a ser construído o Serramar Parque Shopping, dando início a um empreendimento imobiliário arrojado que terá casas e condomínios, torres para escritórios e abrigará o Centro Político Administrativo do Município. O bairro já vem sendo designado como Lagoa em razão do rio Lagoa que corta a região, mas as previsões são de que ali surja a Nova Caraguá. Este empreendimento significativo junta-se a outras ações que vêm sendo desenvolvidas, projetando a cidade como o maior centro econômico, de negócios, comércio e serviços do Litoral Norte, com qualidade de vida superior à das demais cidades. O volume de obras da Prefeitura é o maior de todos os tempos. O desenvolvimento do comércio ocorre de forma consistente, com a inauguração de grandes lojas em todos os segmentos e projetos para a inauguração de outras tantas. A oferta de empregos já supera a mão de obra disponível, com carência principalmente em setores especializados. O prestígio político da cidade também cresceu graças ao apoio dado a candidatos que conseguiram se eleger tanto para o Governo do Estado quanto para o Congresso Nacional e Assembléia Legislativa. Os problemas deste crescimento já se fazem sentir, exigindo da administração pública um planejamento específico para atender às necessidades da população. Esta é a Caraguá do Futuro. Revista da Cidade | Caraguatatuba

15


Especial

O FUTURO JÁ COMEÇOU

A construção do Serramar Parque Shopping antecipa a visão do período de desenvolvimento acelerado para a cidade

N

um empreendimento do Grupo Soares Penido – Serveng, já foram iniciadas as obras para a construção do Serramar Parque Shopping, dando início ao projeto que se convencionou chamar de Nova Caraguá, com a urbanização que deverá ocorrer em áreas da Fazenda Serramar, onde também irá se localizar o Centro Político e Administrativo e conseqüente infraestrutura de serviços, inclusive com o lançamento de condomínios de alto padrão e hotel para executivos, segundo comentários correntes. Vale salientar que para a aprovação do projeto o local foi denominado de Bairro Lagoa, o que sinaliza para o surgimento de um novo bairro junto ao Centro Esportivo Municipal. O detalhamento de todo o projeto ainda está na fase especulativa, mas pelo início das obras e pelas notícias que circulam sobre a instalação de plantas industriais, de armazenamen-

Serramar Parque Shopping: as obras já foram iniciadas na área da Fazenda

to, retroportuárias e a própria “adequação” (leia-se ampliação) das instalações da Base de Gás da Petrobras para processar o gás do pré-sal, sinalizam um período de desenvolvimento ainda mais acelerado para Caraguatatuba. Segundo projeto apresentado para a aprovação da Prefeitura, o Serramar

Parque Shopping terá uma área construída de 30 mil metros quadrados, com nove blocos integrados, contendo: uma área de 3900 m² para Hipermercado, 4 cinemas, 3 restaurantes, 14 lanchonetes, 2340 m² para um Homecenter, 85 lojas e estacionamento para 800 carros. A obra deverá estar concluída em um ano.

Projeto da construção: área verde e Rio Lagoa farão parte da estrutura

16

Revista da Cidade | Caraguatatuba

Fonte: Lúmine Soluções em Shopping Centers Projeto Arquitetônico: Aflalo & Gasperini Arquitetos.


Projeto do Novo Shopping

Revista da Cidade | Caraguatatuba

17


Especial

CENTRO POLÍTICO ADMINISTRATIVO

O

projeto para a construção do Centro Político Administrativo, que reunirá a Prefeitura, as Secretarias e demais órgãos, já está concluído, e sua construção prevista para meados de 2012, para quando também está previsto o lançamento da primeira fase do empreendimento imobiliário, com residências, torres de escritórios e outras áreas em paralelo ao Shopping. Notícias não confirmadas revelam que existem negociações para uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Caraguatatuba e a Serveng, visando à construção do Centro Político Administrativo, sem ônus para o município.

Projeto da nova Prefeitura. Heliponto será na cobertura do prédio

18

Revista da Cidade | Caraguatatuba


Especial

GERALDO É O NOSSO GOVERNADOR e ALOYSIO O NOSSO SENADOR

A

s eleições de 2010 consolidaram o prestígio de Caraguatatuba na política. Em nenhum momento de nossa história conseguimos eleger tantos candidatos fortemente apoiados pelo município. Alguns nomes merecem destaque. Geraldo Alckmin, governador, e Aloysio Nunes, senador, assim como Emmanuel Fernandes, Ricardo Trípoli, Edson Aparecido, deputados federais, e Samuel Moreira e Barros Munhoz, deputados estaduais, mantêm estreito relacionamento com lideranças municipais e freqüentam com regularidade a cidade, conhecendo de perto sua potencialidade, seus problemas e necessidades. Este relacionamento com certeza facilitará a solução de eventuais problemas, assim como o encaminhamento de propostas e projetos para investimentos dos governos Federal e Estadual no município, com reflexos em nosso desenvolvimento futuro. Dependendo do resultado das eleições no segundo turno, este panorama poderá se modificar ainda para melhor. Revista da Cidade | Caraguatatuba

19


Especial

OBRAS, OBRAS, E MAIS OBRAS

C

om um orçamento de 80 milhões, as obras se multiplicam em toda a cidade, modernizando a paisagem urbana, melhorando a qualidade de vida da população. A perenização de ruas, obtida com o material retirada das escavações dos túneis da Petrobras, e as guias e sarjetas, eliminam os problemas de lama, buracos e poeira nas vias públicas e criam condições para o seu futuro asfaltamento, próximo passo do processo. O asfaltamento e a recuperação de ruas asfaltadas seguem em ritmo acelerado. Escolas, Unidades Básicas de Saúde e prédios públicos vêm sendo reformados aumentando o conforto e a funcionalidade das construções. Pontes ligando bairros, construção de Casas Populares, praças, rotatórias, além de 3 Centros Integrados de Desenvolvimento Educacional, já tiveram suas obras concluídas, estão em fase de construção ou de projeto. É cidade se preparando para o futuro.

20

Revista da Cidade | Caraguatatuba


U M A C I DA D E MUITO MAIS BONITA Várias praças e boulevares estão sendo projetadas para embelezar e revitalizar áreas de diversos bairros que estão degradadas, na Prainha, no Capricórnio e no Travessão, entre outros bairros.

Especial

OSOSNÚMEROS NÚMEROS Obras concluídas ou em andamento* -Pavimentação/repavimentação 306.000 m2 – 182 ruas – 12 bairros -Guias e Sarjetas 200.000 m – 354 ruas 18 bairros -Obras em licitação

(Carga, transporte, descarga, espalhamento, compactação de brita e abertura de caixa para pavimentação)

135.000 m de extensão – 469 ruas – 21 bairros *Números arredondados

Revista da Cidade | Caraguatatuba

21


Especial

A FORÇA DO

EMPRESARIADO

A

consolidação da Associação Comercial e Empresarial – ACE como entidade representativa do comércio, indústria e prestadores de serviço do município é um exemplo emblemático do desenvolvimento sustentável de Caraguá. Nos últimos cinco anos seu quadro associativo teve um aumento superior a 50%. As ações desenvolvidas pela ACE refletem este desenvolvimento. Treinamentos e palestras tiveram uma participação superior a duas mil pessoas, com destaque para o Curso de Boas Práticas em Manipulação de Alimentos, exigidos pela Vigilância Sanitária, onde foram treinados mais de mil funcionários e empresários locais. Campanhas promocionais de incentivo ao consumo no

comércio local foram realizadas com sucesso, distribuindo mais de 300 prêmios aos participantes, entre eles uma casa no valor de 50 mil reais e cinco motos zero quilômetro. A participação da entidade em eventos como o “Caraguá a Gosto”, a “Chegada de Papai Noel” e o “Super Verão Caraguá”, entre outros, contribuiu decisivamente para o seu sucesso, movimentando e valorizando o turismo na cidade. Outras ações da Associação Comercial refletem a vitalidade do órgão associativo do empresariado. O Clube de Convênios que oferece desconto em vários estabelecimentos para seus associados; a primeira loja credenciada Unimed no Vale do Paraíba; o Informativo publicado mensalmente dando transparência às ações da diretoria; várias pesqui-

Clientes visitam a Lojas Marisa.

22

Revista da Cidade | Caraguatatuba

sas detectando e apontando soluções para os problemas do empreendedorismo local; a pesquisa Empresa Nota 10 para destacar aqueles que conquistaram o consumidor por sua dedicação aos empreendimentos que dirigem, entre outras. Mas o melhor exemplo da união e força dos associados da ACE está na consolidação de seu patrimônio ocorrido nos últimos anos, com a compra da sede própria onde se encontra e do terreno ao lado onde está sendo construído um novo prédio, mais amplo e funcional, que terá na parte superior um auditório com capacidade para 150 pessoas. Um giro pela cidade demonstra como o comércio cresceu com a inauguração de lojas com instalações modernas e funcionais para atender a um público consumidor cada vez mais exigente. As redes de varejo têm instalado filiais na cidade num ritmo crescente. As últimas inaugurações foram das lojas Marisa e Star Móveis e Eletrodomésticos, que deverá transferir sua matriz para Caraguatatuba, anunciandose para breve a inauguração das Lojas Marabrás, C&A e Oscar Calçados. No setor bancário, a Caixa Econômica Federal prepara-se para mudar sua agência para local mais amplo e o Banco Itaú está construindo uma nova agência.


Estes são os destaques, mas inúmeras empresas comerciais de menor porte iniciam suas atividades a cada semana, no centro e nos bairros, contribuindo decisivamente para que Caraguá se consolide como o grande centro comercial da região. Donizette Machado Diretor da Residencial Imóveis

“Nosso empresariado sofreu muito com as incertezas e oscilações econômicas do passado. A sazonalidade era um entrave para nosso desenvolvimento. Hoje ele está no lugar certo, na hora certa. Caraguá é a cidade do futuro”

PROGRESSO COMERCIAL “Caraguatatuba hoje é um expoente significativo na demanda e competitividade de interesse comercial. A cidade cresceu, sua população aumentou bastante e em conseqüência disso o comércio varejista acompanhou a evolução e inovou em vários aspectos, como exemplo a modernização do “layout” da empresa e variedade maior de produtos. O mercado imobiliário é uma constatação favorável. Dia a dia, observamos a chegada à cidade de novos investidores e empresas de pequeno, médio e grande portes que apostam no potencial de Caraguá. Inclusive aqui surgem novos profissionais liberais em várias áreas. Esse avanço mercadológico abre perspectivas favoráveis para a arrecadação financeira maior para a cidade e também um aumento de oferta de empregos. Oportunidades que serão aproveitadas desde que tenhamos cursos técnicos profissionalizantes para capacitar e qualificar o pessoal para o mercado de trabalho”

Rui Fernando Coutinho Presidente da Associação Comercial e Empresarial de Caraguatatuba

Roberto Toti Restaurante Guaruçá

“Em gastronomia, Caraguatatuba deu um salto qualitativo e quantitativo impressionante. Dezenas de restaurantes e lanchonetes estão espalhados pela cidade para atender não só a população como os visitantes, de acordo com o seu poder aquisitivo, mas sempre com qualidade. Existem casas com cardápios requintados, principalmente em frutos do mar, para atender os mais exigentes paladares, em ambientes confortáveis e com bom atendimento. A opinião é dos clientes, quase sempre unânimes nos elogios. A cidade está se firmando como um roteiro gastronômico, e a demanda crescente pela boa comida faz antever um crescimento ainda maior para o setor, graças à iniciativa do empresariado local”

Mário Paulo Garcia Proprietário do Restaurante Tapera Branca

“Chegamos a Caraguatatuba em 96, exatamente quando se iniciaram as transformações na cidade, na primeira gestão do prefeito Antonio Carlos. Partilhamos desde o início deste desenvolvimento e nestes 15 anos as mudanças foram grandes, para melhor. Com uma boa gestão dos recursos do município é possível fazer muita coisa, e acredito que agora o ritmo será muito mais acelerado. Caraguá vai surpreender até os mais otimistas pelo seu desenvolvimento e progresso”

Revista da Cidade | Caraguatatuba

23


Especial

VISÃO DE FUTURO:

“MAIS IMPORTANTE QUE A DUPLICAÇÃO DA TAMOIOS SÃO OS CONTORNOS DA CIDADE” Antônio Carlos

Crescer com desenvolvimento, equilíbrio, de forma ordenada e ao mesmo tempo oferecer infra-estrutura, saúde e educação de qualidade para a população. Esses são alguns dos desafios para os administradores municipais para os próximos anos. Preocupado com o futuro, o município já se prepara para o que vem pela frente. Um Plano de Desenvolvimento está sendo elaborado para os próximos 20 anos. Com 80 milhões de orçamento destinados a obras em escolas, pontes ligando bairros, reformas de unidades básicas de saúde, pavimentação e serviços de perenização de ruas, além de três Centros Integrados de Desenvolvimento Educacional, já se notam diferenças e criam-se expectativas sobre o que está por vir. Saneamento básico, saúde, educação e trânsito, foram os principais temas abordados nesta entrevista exclusiva concedida pelo prefeito Antonio Carlos à Revista da Cidade. 2 – Saúde, que é alvo de críticas por não suprir as necessidades da população? E quanto à inexistência de um hospital de base? Quais as metas e o que deve ser feito para resolver este problema? Antonio Carlos – A 1 – Saneamento básico, cujo custo vontade política tem de ampliação é elevado e demanda sido demonstrada no porcentual do orçatempo para ser concretizado? Antonio Carlos – Nós fizemos par- mento destinado à Saúde. É de quaceria com a Sabesp, cobramos me- se 35%, quando a lei obriga que se lhorias e foi o maior investimento invista 15%. Nós queríamos assumir feito. Com as obras inauguradas a gestão do pronto-socorro, mas não recentemente, a cidade tem mais de tivemos a concordância da Santa 70% de esgoto coletado e tratado. Casa. Agora estudamos a implanCom as obras que estão em anda- tação de um Pronto-Socorro Munimento, vamos chegar a mais de 80% cipal, no prédio em que seria consde tratamento de esgoto. Já existe truído o Centro de Especialidades um planejamento da própria Sabesp Médicas. Carecemos de mão de obra para que o município atinja este ín- apesar de termos elevado o salário dice nos próximos dois ou três anos. dos médicos do Programa de Saúde Caraguá já tem índices de primeiro da Família- PSF. mundo com essas ligações. “Carecemos de mão de obra 3 – Habitação. A carência de moradias para a população de baixa renapesar de termos elevado o da é uma realidade. Áreas de risco salário dos médicos do Pro- vêm sendo ocupadas com construções improvisadas sem qualquer REVISTA DA CIDADE: Pelas oportunidades de negócios e trabalho que vem oferecendo, a atração de migrantes é permanente e desordenada. Alguns analistas calculam em 200 mil o número de habitantes até 2025. Em sua visão administrativa, que providências devem ser tomadas a curto e médio prazo com relação aos seguintes pontos:

grama de Saúde da Família”

24

Revista da Cidade | Caraguatatuba

conforto e segurança. O risco de “bolsões de miséria” é um argumento que vem sendo usado por aqueles que criticam o modelo administrativo adotado. Os planos de casas populares, embora existam, são tímidos diante das necessidades. O que pode e deve ser feito? Antonio Carlos – Após reunião com o secretário estadual de Habitação, iniciamos a construção, além da Vila Dignidade, que são 20 unidades, 47 unidades no Travessão e mais 145 unidades no mesmo bairro, destinadas às famílias das áreas de risco. Mas realmente é muito pouco ainda. Queremos agora acertar com o governo de Geraldo Alckmin o comprometimento para a construção de duas mil moradias à população de


baixa renda, que serão fundamentais para o desenvolvimento ordenado da cidade. 4 – Educação. Como atender à demanda da população em idade escolar? Como contribuir para a profissionalização de nossos jovens? Que medidas concretas devem ser adotadas, da forma mais ampla possível para a inclusão digital da população, já que no futuro próximo quem não estiver familiarizado com a informática será um analfabeto funcional? Como tornar o ensino da rede pública satisfatório, de melhor qualidade, atendendo de forma mais ampla a formação das futuras gerações? Antonio Carlos – Podemos tornar o ensino público satisfatório fazendo mais escolas. Estamos terminando uma creche no Porto Novo para mais de 300 crianças. Já está em licitação e vamos iniciar nos próximos meses a construção de duas escolas, uma no bairro Massaguaçu, do sexto ao novo ano, e outra no Perequê

Mirim. Estamos construindo três CIDEs – Centro Integrado de Desenvolvimento Educacional, que serão complexos educacionais em horário integral. Em Caraguá temos Centros de Educação Infantil (CEIs) que visam à formação integral das crianças en-

“A profissionalização é o nosso foco. Temos três estruturas profissionalizantes, mas queremos expandir.” tre 3 meses e 4 anos de idade, faixa etária em que a criança desenvolve o aprendizado. Os alunos recebem banho, boa alimentação e bom atendimento. Os projetos Tempero de Mãe e Nossa Escola Nosso Futuro irão atender também os CEIs. Na gestão passada implantamos e construímos no município, onde hoje é o Instituto Federal (IFSP), o Ceprolin. Temos essa visão de qualificação e capacitação há muito tempo.

Hoje é uma escola federal nas áreas de Construção Civil, Tecnologia da Informação e Gestão. Também temos uma parceria com o Senai para cursos de capacitação. Inauguramos no ano passado, no governo Serra, uma ETEC. A profissionalização é o nosso foco. Temos três estruturas profissionalizantes, mas queremos expandir. Implantamos em 2004 o setor de Educação Inclusiva, com o objetivo de detectar e articular uma rede de apoio aos alunos, com necessidades educacionais especiais, suas famílias e professores. Neste ano inauguramos o Centro de Referência para Inclusão Escolar (CRIE), no bairro Sumaré, que é uma extensão do setor de Educação Inclusiva. O CRIE atende a cada dia da semana uma determinada região da cidade com uma equipe formada por psicólogas, fonoaudiólogas, terapeutas ocupacionais e assistentes sociais. A meta é realizar 500 atendimentos semanais em alunos que apre-

Revista da Cidade | Caraguatatuba


Especial sentem deficiências intelectuais, auditivas, físicas e visuais, dislexia, distúrbios de comportamento e super dotação.

Precisamos incentivar as pessoas a andarem de bicicleta. Isso melhora o trânsito e o meio ambiente. O governo do Estado já licitou e deve iniciar em breve a construção de quatro rotatórias que irão melhorar bastante o fluxo de veículos na entrada da cidade, em frente ao Fórum, na avenida Jundiaí e outra próxima do Módulo.

5 – Trânsito. Como a cidade poderá se adaptar, principalmente em matéria de espaço físico, com as novas exigências de ordenamento do trânsito, já que a frota de veículos irá, “Precisamos incentivar 6 – Objetivos. Como no mínimo, quadru- as pessoas a andarem de definir o perfil da ciplicar nos próximos bicicleta. Isso melhora dade; de turismo? De negócios, comércio e anos? o trânsito e o meio prestação de serviços? Antonio Carlos – Esambiente” Centro Acadêmico e tamos fazendo um plano diretor que contempla um sistema de formação profissional? Pólo de viário fundamental. Agora vamos tra- cultura? Antonio Carlos – Caraguá é do tubalhar com o governo do Estado para fazer as marginais de Caraguá–São rismo, mas tem potencial para ser Sebastião, e Caraguá–Ubatuba. Com um grande centro comercial e até isso vamos disciplinar e melhorar industrial. Esse será o perfil da cibastante o trânsito. Vamos cobrar do dade. Estado a construção dessas marginais 7 – Desenvolvimento. Que provie disciplinar as rotatórias. Este é um dências podem ser tomadas para que a cidade venha a sediar plandetalhe que vamos buscar. Outro é a construção de ciclovias. tas de empresas de porte do ramo

Revista da Cidade | Caraguatatuba

industrial, petroquímico, náutico, portuário, entre outros? Antonio Carlos – O município está aberto para parcerias e pode dar incentivos às empresas e indústrias que queiram se instalar em Caraguá, como doação da área e isenção de impostos. 8 – Vias de acesso. A dificuldade de acesso rodoviário a Caraguatatuba tem desestimulado inúmeras empresas a investirem na cidade. A duplicação da Tamoios a que Geraldo Alckmin se comprometeu resolverá a situação ou é preciso mais?E o contorno da cidade? Antonio Carlos – Mais importantes do que a duplicação da Rodovia dos Tamoios são os contornos CaraguáSão Sebastião e Caraguá–Ubatuba. Se você pensar em duplicação da Tamoios sem os contornos você vai levas as pessoas mais rápido ao congestionamento. Inclusive a duplicação da Tamoios, na minha visão, deve começar pelos contornos. Isso é o que defendemos. •


Polêmica

O

cipalmente no trecho da serra. Sem falar nos acidentes, que se multiplicam ano após ano.

“O problema não é novo e sempre foi o maior empecilho para o desenvolvimento regional”

Imagem Google Earth

Litoral Norte tem nas vias de acesso o maior problema para o seu desenvolvimento. A Rodovia dos Tamoios já não comporta o intenso tráfego de veículos que demandam à região e aumenta continuamente. Na alta temporada e finais se semana prolongados a situação se agrava com congestionamentos e lentidão, prin-

Embora com promessas para a duplicação da Rodovia dos Tamoios, a construção de uma nova estrada ligando o Litoral Norte a São Paulo, encurtando o trajeto em mais de 50 quilômetros, apresenta-se como a solução fácil, rápida e ideal para assegurar o desenvolvimento da região

Vista por Satélite do trecho entre Ubatuba e São Sebastião

O problema é de difícil solução, pois envolve obras em área de preservação ambiental que exigem estudos exaustivos, projetos arrojados e investimentos elevados. O recém-eleito governador, Geraldo Alckmin, assumiu publicamente o compromisso de duplicar a Tamoios, adotando no trecho da serra a solução técnica utilizada na Rodovia dos Imigrantes, com extensas pontes, túneis e obras de arte de engenharia viária. Problemática também é a ligação entre as cidades do Litoral Norte, com vias que cortam bairros populosos, estreitas e sinuosas e que não comportam maior volume de tráfego, aí se incluindo a necessidade de um rodoanel para Caraguatatuba. O problema não é novo e sempre foi o maior empecilho para o desenvolvimento regional, sendo alvo de estudos, sugestões e promessas políticas. Em 1983, o então presidente da Câmara Municipal de Caraguatatuba, vereador José Benedito Gonçalves Pinto, hoje diretor-geral da Câmara, propôs ao então governador Franco Montoro a construção de uma via expressa ligando o Litoral Norte à capital paulista sem passar por São José dos Campos, Revista da Cidade | Caraguatatuba

27


Imagem Google Earth

Traçado da estrada por satélite, unindo Caraguá a Salesópolis

Rodovia do Sol. Estrada alternativa CaraguáSalesópolis 28

Revista da Cidade | Caraguatatuba

aproveitando um trecho de tráfego permanente no planalto, que serve de opção para acesso ao oleoduto da Petrobras, a partir do bairro do Porto Novo. Posteriormente o ex-governador Orestes Quércia, no final de sua gestão, retomou o projeto para a construção da via expressa, designada então como Rodovia do Sol, mas um grupo de ambientalistas de São Sebastião, tendo à frente líderes como o ex-prefeito João Siqueira e sua esposa, Priscila Siqueira, posicionouse contrário à construção da estrada, mobilizando manifestações nas audiências públicas que se realizaram naquela cidade e o projeto foi abandonado, perdendo-se a oportunidade de obter uma via de acesso rápido e seguro para o Litoral Norte. Este projeto de 27 anos atrás, com a estrada seguindo via Moji das Cruzes, que reduziria a distância entre Caraguatatuba e a capital de São Paulo em mais de 50 km, contribuindo para desafogar o trânsito na SP 99 (Rodovia dos Tamoios), surge novamente como a melhor solução rodoviária para a região, dependendo apenas da vontade política do governo de São Paulo, visto que a estrada já existe (veja as fotos do satélite), e, segundo técnicos, o traçado e o solo da Rodovia dos Tamoios no


trecho da serra são críticos, carecedores de confiança, principalmente para o tráfego pesado de carretas e caminhões. Toda a expectativa de desenvolvimento regional, incluindo a ampliação do Porto de São Sebastião, está condicionada e estará comprometida se não houver ações que garantam o fácil acesso ao Litoral Norte e a interligação entre as cidades litorâneas. Neste particular é necessário que se retome a construção da Rio–Santos, de responsabilidade do Governo Federal, com inúmeras obras de arte viárias já construídas e abandonadas em processo de deterioração (vide fotos). •

O AUTOR DA IDÉIA

COMPROMISSO

DO GOVERNADOR

Durante sua visita, ainda candidato, a Caraguatatuba, no mês de julho, por ocasião do 7º Festival da Tainha, o recém-eleito governador Geraldo Alckmin garantiu que a expansão da Rodovia dos Tamoios será obra prioritária de seu governo. Sobre o assunto, naquela oportunidade disse o governador: “O que encaminhamos à Justiça Eleitoral foram as diretrizes gerais do programa de governo. Não citamos nenhuma estrada, mas já assumi o compromisso e a duplicação da Tamoios será a primeira obra de nosso governo, caso eu seja eleito, porque é uma obra estratégica”, e acrescentou em seguida: “Espero que até

o final do ano o projeto executivo esteja pronto e as licenças ambientais liberadas para que possamos colocar a licitação na rua logo no início do ano”. O governador, em suas declarações à imprensa, reforçou também os compromissos de construir os contornos viários de Caraguatatuba e São Sebastião, ampliar o Porto e construir o Hospital Regional do Litoral Norte. Ressaltou que o maior problema de todo esse complexo viário é a descida da serra, mas que será adotada a mesma solução da Rodovia dos Imigrantes (que liga São Paulo a Santos)

Desde que se elegeu vereador em 1983, José Benedito Gonçalves Pinto vem defendendo a idéia de se construir uma nova rodovia de acesso ao Litoral Norte. “A Via Expressa, ligando o Litoral Norte a São Paulo, sem passar por São José dos Campos, é a melhor opção para resolver o problema de acesso a nossa região. Além de encurtar a distância em mais de 50 quilômetros, diminuindo o tempo de viagem e gasto de transporte, a estrada já está pronta precisando apenas se adequar às novas exigências de uso. Precisamos pensar em termos de futuro. Não podemos ficar condicionados apenas à Rodovia dos Tamoios, que sempre apresentou problemas de conservação e expansão. O acesso ao Litoral Norte pela Rodovia Oswaldo Cruz, que liga Taubaté a Ubatuba, pelo menos a médio prazo, não pode ser cogitado pela necessidade de se construir uma nova estrada exatamente no trecho da serra, com todas as implicações ambientais. O acesso pela região sul, através da Moji– Bertioga, esbarra na mesma dificuldade de acesso a São Sebastião. No caso de algum problema mais grave com a Tamoios, como já aconteceu no passado, o Litoral Norte ficará isolado. Nos dias atuais isso será uma catástrofe muito maior”, disse o ex-vereador Zezinho. José Benedito Gonçalves Pinto, natural de Caraguatatuba, é profundo conhecedor dos problemas da região, já tendo sido vereador por 10 anos, presidente da Câmara Municipal de Caraguatatuba e atualmente seu Diretor-Geral.

Revista da Cidade | Caraguatatuba

29


CARAGUÁ

NO TOPO DO MUNDO Zé Mário, um caiçara de coração, participa do maior evento de Vôo Livre do planeta em céus europeus

Voando em Annecy Alpes Franceses

Por Paulo Henrique Ferraz

V Zé Mário entregando pôster da cidade a Gerard e Daniel, organ izadores do evento

minique, Zé Mário e Do Copa Ícaro o inventor da

30

Revista da Cidade | Caraguatatuba

oar. O que foi um dia um sonho da humanidade, hoje é vivido com intensidade pelos amantes do Vôo Livre em toda a Terra. Esta prática tem feito milhões de pessoas deixarem seus limites para trás e buscarem refúgio e alívio para o estresse do dia a dia neste esporte, que cresce mais e mais a cada dia. Todo final de verão europeu, nos Alpes da França, acontece o maior encontro dos amantes do céu. A Copa Ícaro, em sua 37ª edição, reuniu praticantes de todo o mundo, e a nossa cidade foi bem representada pelo piloto e instrutor da High Fly Brasil, José Mário de Sousa. Ele, que nasceu em São José dos Cam-


a das Zé Mário em um Annecy decolagens em

No stand da SOL Pa rag Bandeira Oficial de liders, com a Caraguata tuba

pos, mas foi criado em Caraguá desde criança, pioneiro no profissionalismo deste esporte em toda a região e responsável por trazer a prática do Paraglider para a cidade, viaja pelo mundo para conhecer e explorar ainda mais essa prática. No evento, Zé Mário teve a oportunidade de se encontrar com autoridades e pessoas de renome do Vôo Livre internacional e manter contatos com os maiores fabricantes de equipamentos do setor. No stand de uma das fábricas de paraglider brasileiras, a SOL, ele expôs painéis de fotos aéreas de Caraguatatuba e região, mostrando as belezas do Litoral Norte paulista ao públi-

co presente. Segundo ele, “um trabalho turístico voluntário, que demonstra o amor e o valor à nossa gente e às nossas maravilhas”. Na viagem, o instrutor relata sentimentos indescritíveis. Um exemplo disso foi compartilhar o prestígio do famoso “Tura”, uma celebridade brasileira que leva milhares de pessoas ao evento, todos os anos, para soltar, junto com ele, mais de mil balões juninos após o festival de Cinema que a festa tem. “Tive o orgulho de vivenciar o valor que os brasileiros têm no evento”. Para ele, a sensação de voar acima dos Alpes Franceses também foi uma das maiores emoções de toda a sua vida.

Ao final, Zé Mário foi convidado para participar do jantar de confraternização junto com os organizadores e aproveitou para divulgar o nome da cidade convidando-os para visitarem a nossa região. Zé Mário, que é um dos primeiros brasileiros a voar com um paramotor, viaja freqüentemente por vários países do mundo, e desta vez será sobre os céus e mares da Austrália e da Indonésia, que serão o palco de mais uma aventura do nosso voador mais ilustre. Além de voar e fazer fotos aéreas, ele vai realizar um dos seus maiores sonhos surfando em algumas das praias mais lindas do mundo.

Mais aventuras do Zé Mário no site: www.hfbrasil.net

Revista da Cidade | Caraguatatuba

31


Arte

NASCE UMA

ESTRELA C

Foto: Fábio Cazuo

riada em 2008 pelo Grupo Arte Caiçara, a boneca Maria Caiçara vem alcançando o maior sucesso no Brasil e no Exterior. Premiada no Projeto UNICEFItália, foi presenteada por alunos das escolas municipais de Caraguatatuba a crianças de nove países em intercâmbio internacional, tendo a sua procura superado todas as expectativas. O Grupo Arte Caiçara surgiu da união de alunos do Projeto “Feito aqui, feito por nós”, de geração de renda, que, agora independente, lançou a linha de produtos “Farinha de meia”, compostos pela Boneca Maria Caiçara, Zé Caiçara e Aninha Caiçara, além de chaveiros artesanais diferenciados. Com identidade própria de seus produtos, além da geração de renda, o Grupo tem como objetivo divulgar a culinária e a cultura caiçara, tornando seu artesanato e sua história um atrativo a mais para os compradores e turistas. Para maiores informações acesse: www.grupoartecaicara.blogspot.com

32

Revista da da Cidade Cidade || Caraguatatuba Caraguatatuba Revista


Revista da Cidade | Caraguatatuba

33


CHARMOSOS

e AFETIVOS R

Os gatos vão ganhando espaço como animais de estimação, com destaque em desenhos animados, estórias e filmes, integrando-se à sociedade moderna

ejeitados por uns, amados por outros, os gatos se integraram à sociedade desde tempos remotos. A primeira associação com humanos da qual se tem notícia ocorreu há cerca de 9.500 anos. No Egito dos Faraós, havia uma lei que punia com a morte qualquer pessoa que matasse um gato, e em caso de morte natural do animal seus donos deveriam utilizar trajes de luto. De personalidade independente, o gato tornou-se um animal 34

Revista da Cidade | Caraguatatuba

de companhia em diversos lares ao redor do mundo, para pessoas dos mais variados estilos de vida. Na cultura humana, figura da mitologia às superstições, passando por personagens de desenhos animados, tiras de jornais, filmes e contos de fada. Em suas mais conhecidas representações, estão os gatos Tom, Gato Felix, Gato de Botas e Garfield. Um gato doméstico vive entre quinze e vinte anos e entre as 250 raças conhecidas atualmente, de acordo com o seu

porte e peso, é classificado como animal de pequeno ou médio porte. Se você está pensando em obter um gatinho de estimação, informe-se sobre o seu comportamento, características e necessidades antes de tomar uma decisão. Existem atualmente muitas informações disponíveis. Saiba um pouco mais sobre algumas raças, mas existem muitas outras que poderão se adequar melhor à sua personalidade.


Abissínio – De origem indiana, caracteriza-se por seu comportamento retraído e discreto com miados baixos. O corpo é esguio e musculoso, o que lhe confere agilidade. Com isso, tornam-se felinos ativos, que precisam de muita atividade física. Costumam interagir com outros gatos, mesmo que pertençam a raças diferentes.

Angorá – Os gatos angorás surgiram na região de Ankara na Turquia Central, e são conhecidos na Europa desde o início do século XVII. Os representantes desta raça são animais dóceis e amistosos. Curiosos, gostam de escalar pontos elevados, de onde possam observar a movimentação.

Persas – Originaram-se na antiga Pérsia, hoje Irã. No século XVII foram levados para à Itália, onde sua pelagem macia e brilhante fez com que imediatamente ganhassem popularidade. Atualmente esta é a raça de gato doméstico mais popular no Brasil e na maior parte do mundo. São procurados por pessoas que vivem em espaços pequenos, pois seus miados são baixos e pouco freqüentes além de apresentarem um forte apego a seus donos. Siamês – Originários do antigo Sião, atualmente Tailândia. Trata-se de um gato de psicologia complexa, frequentemente imprevisível em suas reações. Por isso precisa viver em espaços amplos, onde possa dar seus passeios noturnos. É uma das poucas raças que podem ser realmente adestradas, aceitando inclusive o passear de coleira com os seus donos, como fazem os cães, desde que treinados desde pequenos. Siberiano – Ani mal raro, este gato é astuto e ativo. Pouco se sabe sobre sua origem, mas es tudo s realizados na antiga ex - União Soviética apontam maior incidência da raça na antiga Le ning rado, hoje São Petersburgo.

Pelo curto brasileiro – Foi a primeira raça genuinamente brasileira a ser reconhecida internacionalmente. Criado a partir das espécies que se procriaram nas ruas das cidades brasileiras, são conhecidos por sua longevidade, resistência e docilidade com adultos e crianças. O corpo é forte e anguloso, mas o aspecto geral é de um gato muito ágil e elegante. Revista da Cidade | Caraguatatuba

35


O Gato

Preto

36

Revista da Cidade | Caraguatatuba

Os gatos há séculos estão associados a mitologia e a crenças populares. Dentre os antigos povos que reverenciavam os gatos destacam-se as civilizações egípcia, birmanesa, celta, latina. nórdica e persa. Todas essas culturas tinham em comum a presença de deuses que apresentavamse na forma de gatos. Os gatos de pelagem totalmente preta, entretanto, sempre estiveram associados a crenças e superstições. Na Idade Média acreditava-se que os gatos pretos eram bruxas transformadas em animais. Por isso a tradição diz que cruzar com gato preto é sinal de mau agouro. Em função dessas crenças, os gatos foram vítimas de inúmeras crueldades, pois algumas pessoas acreditavam que esses animais eram possuídos pelo diabo. No século XV, o Papa Inocêncio VIII chegou a incluir os gatos pretos na lista dos seres hereges perseguidos pela Inquisição. Esses gatos foram acusados de estarem associados aos maus espíritos e, assim, eram queimados nas fogueiras juntamente com as pessoas acusadas de bruxaria.


Uma grande

Gente

DA M A

A história de Caraguatatuba está repleta de mulheres de personalidade, fortes e de iniciativa, que ajudaram a construir seu desenvolvimento e consolidar a formação de uma sociedade mais humana, com trabalhos sociais relevantes, que ainda hoje preservam muitos de seus valores originais. A ex-primeira dama do município Maria Gema Trombini pode ser incluída neste rol de personalidades que marcaram presença na comunidade

E

sposa do falecido ex-prefeito Sidney Trombini, Maria Gema Vilas Boas Trombini, ou simplesmente “dona Gema”, como é carinhosamente tratada por todos, sempre se destacou por seu trabalho em prol da comunidade. Natural de Santa Rosa do Viterbo/SP, morando e trabalhando posteriormente na capital de São Paulo onde conheceu Sidney, seu futuro marido, em 1963 veio para Caraguatatuba, após seu casamento. Ativa, curiosa e com muita personalidade Gema foi

a grande companheira de Sidney Trombini, por entender que o –“o casamento é uma parceria de vida e deveria ser compartilhada não apenas no lar, mas também no aspecto profissional, pois o sucesso do homem é o sucesso da mulher e vice-versa”, revelou. Desde o início de sua vida conjugal esteve sempre pronta para “pegar junto”. Viajou com Sidney pelo interior de São Paulo acompanhando o Parque de Diversões em sua atividade itinerante, ele na barraquinha de tiro ao alvo, ela vendendo pipocas. Gema foi preparada por seu sogro, o Comendador Mário Trombini, que faleceu em 1982, patriarca da família Trombini e fundador do parque de diversões que veio para

Caraguá para abrilhantar os festejos do Centenário da cidade em 1957, para participar dos negócios da família, estando hoje à frente da administração do Parque de Diversões Imaculada ou simplesmente “o parquinho do centro”. Sempre pronta para ajudar aqueles que a procuram, dona Gema há muito se dedica às atividades sociais. Membro do Rotary Club de Caraguatatuba e de outras entidades, foi agraciada com os títulos de Comendadeira e Paul Harris por relevantes serviços prestados e homenageada pela Câmara Municipal de Caraguatatuba como “Cidadã Caraguatatubense”. Mas foi no período de 1993 a 1996, como Primeira Dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, que dona Gema demonstrou toda a sua energia e dedicação, a começar por estabelecer o pleno funcionamento do Fundo Social no município, que durante sua gestão viveu o período mais ativo desde sua implantação até os dias de hoje. Foram mais de 9.500 famílias atendidas em cursos profissionalizantes de corte e costura, bordado, crochê, tricô, artesanato em geral e tapeçaria para deficientes, proporcionando o verdadeiro sentido de auto-estima profissional e de cidadania.

Revista da Cidade | Caraguatatuba

37


Gente Sempre em ação, dona Gema promoveu inúmeros eventos obtendo recursos para atender as necessidades sociais, sem depender de verbas da prefeitura. Distribuiu milhares de cestas básicas, fez campanha para doação de óculos, remédios, fraldas, leite, procurando atender as necessidades dos mais carentes. Implantou a coleta seletiva de lixo cujo produto era vendido a empresas especializadas em reciclagem conseguindo recursos para serem distribuídos entre as entidades envolvidas nesta tarefa. Esta intensa atividade social coordenada por dona Gema transformou-se na marca da administração municipal naquele período.

38

Revista da Cidade | Caraguatatuba

Relembrando o p a s s a d o , Gema Trombini relata histórias comoventes de dramas humanos que vivenciou, envolvendo crianças e recém-nascidos abandonados, pessoas desesperançadas, idosos desistindo da vida, doentes em estado terminal: - “Aprendi muito”, conclui numa reflexão. Hoje, ainda em plena atividade à frente dos negócios da família, dona Gema em seus momentos livres, realiza um sonho de sua juventude: dedica-se à pintura por puro lazer para atender a pedidos de amigos ou doar obras para entidades assistenciais obterem recursos. Terra hospitaleira, que recebe de braços abertos aqueles que querem participar de sua vida, Caraguatatuba acolheu com carinho a jovem Gema, que veio para aqui iniciar uma nova etapa de seu viver; constituiu família, mãe de Osnildo, Eder e Maria Cristina e avó de Poliana, Juliana, Julio César, Giovana e Ana Clara, se transformou numa das grandes damas de sua história. •


Revista da Cidade | Caraguatatuba


o c e d n O

Lunamar – vale a pena ir até lá Quem gosta de saborear uma boa pizza em ambiente agradável e atendimento primoroso, tem que ir até a Pizzaria Lunamar, que fica na Avenida da Praia, esquina com a Avenida Miramar, no Porto Novo. São mais de 30 sabores especiais para atender ao mais exigente paladar. Experimente a pizza de bacalhau.

Tapera Branca - a variedade faz a diferença O Tapera Branca, com dois endereços na Praça Candido Mota, atrai aqueles que gostam de comida caseira, tipicamente mineira, servida pelo sistema self-service. A variedade permite que se elaborem pratos sofisticados, selecionando porções que atendam ao nosso desejo gastronômico com saladas, massas, assados, peixes, pernil, aves e carnes grelhadas na churrasqueira que completam a possibilidade de uma ampla escolha. Sem falar nos doces e frutas que são uma tentação à parte. Akebono – o endereço da cozinha oriental Com um delicioso cardápio da cozinha oriental, onde se destaca o yakisoba, o frango xadrez e os bolinhos primavera, o Restaurante Akebono atrai os apreciadores da boa comida pelos requintados pratos de frutos do mar, preparados com receitas especiais que lhe conferem sabor exclusivo. O Akebono é uma das atrações gastronômicas da Avenida da Praia. Tem patinhas de caranguejo e lagosta. Premiado no Caraguá a Gosto. Teca Barone – a mais tradicional da cidade Funcionando a partir das 18 horas, a Teca Barone Pizzas é especializada em embalagens para viagem fazendo entregas em domicílios. O atendimento é rápido e na Teca Barone a qualidade faz a diferença. Guaruçá – qualidade que se tornou referência O Restaurante Guaruçá, na Avenida da Praia, é o templo dos frutos do mar, obrigatório para quem deseja o melhor em pratos à base de peixes, camarões, mexilhões, lagostas, preparados em receitas atraentes e de sabor inigualável. Uma referência que atrai turistas de todos os lugares.

40

Revistada daCidade Cidade||Caraguatatuba Caraguatatuba Revista


m e b r e m

No Asa Delta Uma atração quando se deseja saborear uma boa carne, o Restaurante e Pizzaria Asa Delta, que fica na rodovia Caraguá – São Sebastião, na altura do Portal Santa Marina, junto ao Posto Asa Delta, é o endereço certo. Com pratos da cozinha luso-brasileira, grande variedade de pizzas que podem ser entregues em domicílio e ambiente agora climatizado, o Restaurante Asa Delta está lançando a Picanha Portenha, importada, de excepcional qualidade, grelhada com temperos especiais que lhe conferem sabor inigualável. Vale a pena conferir. Kampai – 6 tipos de mistura diferentes Para as refeições do dia a dia de quem necessita almoçar fora, o Restaurante Kampai oferece, de segunda a sábado, 6 tipos de mistura diferentes a escolher: bife, bisteca, filé de frango, frango ensopado e yakisoba. O Kampai faz entregas em domicílio pelo disk 3887-2862. Bar do Julinho - O Rei Frequentado por gente famosa, Julinho é considerado o Rei da Chuleta e do Caldinho. O ambiente é agradável e descontraído e a seleção de carnes não tem igual. Fica na Rua Aparecida do Norte, no Ipiranga, próximo à Avenida da Praia. Buffet Acalives Seja o convidado em sua própria festa! Especializada em formaturas, casamentos e outras comemorações, a Acalives surge em nossa cidade com requinte e sofisticação. Para quem quer economia com qualidade é a melhor opção. Oficina das Pizzas Em pleno calçadão da Santa Cruz, oferece grande variedade de saborosíssimas pizzas e possui ambiente atraente para festas e comemorações especiais, com reservas de mesa. Possui serviço de entrega tanto no centro 3883-9871, quanto na filial do Capricórnio 3884-4446. Golfinho – Bom gosto até na paisagem A vista para o mar é cinematográfica. O ambiente agradável com bom atendimento, e o cardápio à base de frutos do mar, massas, carnes e frango fazem sucesso há mais de 20 anos. Fica no Massaguaçu, na Av. Maria Carlota 698, junto à praia. Dá até para pôr os pés na areia. Premiado no Caraguá a Gosto como melhor ambiente.

Sabor e qualidade ao alcance de todos!

Revistada daCidade Cidade||Caraguatatuba Caraguatatuba Revista

41


u w u w Fatos

de nossa história

P R EFEITO

POR SEIS ANOS

J

air Nunes foi o único prefeito da história de Caraguatatuba, eleito para governar a cidade por seis anos – 1983 a 1988 inclusive. O “jeitinho” brasileiro é conhecido como arma poderosa para contornar problemas e proibições, mesmo que para isso seja necessário modificar a própria Constituição.

Os vereadores e prefeitos eleitos em novembro de 1976 e empossados em 1º de fevereiro de 1977 tinham um mandato de 4 anos, e deveriam ficar no cargo até final de 1980. Assim estava previsto, mas não foi isso que aconteceu. A ELEIÇÃO ÚNICA A idéia dos legisladores de então era fazer uma só eleição no país, em que seriam eleitos prefeitos, vereadores, deputados estaduais, federais, senadores e governadores. Falavam em diminuir o custo das campanhas e da eleição. A Emenda Constitucional 08/77 pretendeu instituir um “mandato tampão” de dois anos para os eleitos em 1980. Mas a gritaria foi geral. Os políticos não aceitaram a idéia. Logo a solução foi editar uma nova Emenda Constitucional, a de número 14/80, prorrogando os mandatos de prefeitos e vereadores por mais dois anos, mantendo os titulares até o fim de 1982.

Perfeito! Nem tanto... A idéia de “eleição única” causou controvérsias. Era preciso fazer algo para “descoincidir” as eleições. Foi assim que se editou a Emenda Constitucional 22/82, concedendo um mandato de seis anos para a representação que seria eleita em novembro de 1982 e empossada em 1983, com o seu término previsto para 31 de dezembro de 1988. Em razão destes fatos, o exprefeito José Bourabeby “ganhou” mais dois anos à frente do Executivo Municipal e Jair Nunes, seu sucessor, transformou-se no único prefeito da história de Caraguatatuba a ser eleito para governar a cidade por seis anos consecutivos.

A ADMINISTRAÇÃO DE JAIR NUNES O engenheiro Jair Nunes foi um dos poucos prefeitos que nasceu e foi criado em Caraguatatuba, onde reside até hoje. Diretor Regional da Sudelpa – Superintendência de Desenvolvimento do Litoral Paulista, no Litoral Norte, profundo conhecedor das necessidades dos moradores e dos problemas da cidade, foi eleito prefeito, derrotando nas urnas Geraldo Nogueira da Silva – o Boneca, uma das mais fortes lideranças locais. Sua administração foi marcada por inúmeras obras que contribuíram significativamente para o desenvolvimento da cidade, como u

Revista da Cidade | Caraguatatuba


construção da Rodoviária, a implantação do Plano Comunitário de Pavimentação, que promoveu a pavimentação de inúmeros bairros, como o Jardim Primavera, entre outros, além da criação de duas fábricas municipais de lajotas, visando baratear os custos, num volume de obras de pavimentação até então nunca visto na história de Caraguá. Jair instalou ainda o Terminal Turístico do Porto Novo, junto ao Jardim dos Sindicatos, para solucionar o problema dos ônibus de turismo que se espalhavam por todas as praias indiscriminadamente, sem uma infra-estrutura adequada para atender os que vinham passar o domingo na praia. Incentivou o esporte e reativou uma das mais importantes provas de natação em mar aberto – a travessia Caraguá-Ilhabela, com grande repercussão na mídia esportiva. Construiu ainda a primeira ciclovia da cidade ligando o Poiares ao Trevo, entre muitas outras obras de menor porte. Vale salientar que há 27 anos a realidade administrativa do município era outra, bem como o seu orçamento, dificultado ainda pela inflação e sucessivas mudanças de padrão monetário. Assim, o que pode parecer tímido e modesto hoje, eram grandes obras ao tempo de sua realização. Jair Nunes foi um prefeito que administrou a cidade com tranqüilidade e honestidade, preocupado, como filho da terra, em melhorar a qualidade de vida da população. •

A INDENIZAÇÃO

DA SERRA

A a d m i n i s t r ação do ex-pref eit o Jair N u n e s f o i m a r c a da por um at o signif icativo q u e m u i t o v e i o a contribuir par a o desen v o l v i m e n t o d a cidade. S e m s e p r e ocupar com possíveis repre s á l i a s p o l í t i c as, Jair N unes pr omoveu um p r o c e s s o c o n tr a o Es t ado de São Paulo p a r a o b t e r i n denização pela desapr opriaç ão d e t e r r a s do município na Serr a do M a r, u m p r o c esso demor ado, cujos result a d o s , e l e s a bia, não alcançaria sua ad ministração. O m u n i c í p i o saiu vit orioso e a indenizaç ão p a g a n a primeir a ges tão do pref eit o A n t o n i o C a r l o s, possibilit ando a realizaç ão d e i n ú m e r as obr as que contribuír am p a r a o c i c l o de desenvolviment o que est a m o s v i v e n d o. Revista da Cidade | Caraguatatuba

43


TERAPIA A

DE CASAL

h... o amor! Quantas vezes nós, mulheres, nos pegamos suspirando ao ver um filme em que o “ator-bonitão”, perfeito e com corpão, faz aquela linda declaração amorosa para a atriz-bonitona, magra e sem nenhuma celulite? Pois é, muitas vezes. E quantas vezes desejamos estar no lugar da “mocinha” da novela, também com todas as características citadas acima, naquela cena de amor tórrido com o galã, que além de bonitão, perfeito e com corpão, num piscar de olhos adivinha exatamente tudo o que a parceira quer, sem sequer ela ter o trabalho de falar? Todos os dias né? Bom, é isso o que a mídia nos traz como verdade absoluta sobre o amor. Amor irreal,

Revista da Cidade | Caraguatatuba

Alessandra de Campos*

diga-se de passagem, pois não tem um ser humano no mundo (principalmente se tratando do sexo masculino) que consiga adivinhar o que uma mulher pensa. E a partir daí, o que acontece? Simplesmente somos “tomadas” por um ímpeto de querer fazer da nossa vida uma novela. É aí que mora o perigo! Começamos a querer algo que só existe na ficção, e por isso infernizamos os coitados dos parceiros. Não estou querendo impor uma visão machista, mas mulheres alôôôu! Parem de achar que o parceiro deve adivinhar o que vocês pensam. Quer um exemplo? * Discussão por algum motivo bobo (devido a TPM lascada) e a mulher diz ao marido: - Tá bom, não quero mais falar disso, me deixa sozinha!

(na verdade, nesse momento ela quis dizer... “por favor, venha atrás de mim, me mime e diga que me ama!”) Porém o parceiro (homem= razão) vira as costas e satisfaz o desejo de sua amada deixando-a sozinha, achando que está fazendo o certo. Mal sabe ele que alguns minutos depois, ela, que o esperava para receber os mimos, vai para a cozinha batendo tudo, para fazer o jantar, e ele ainda tem coragem de perguntar: “O que aconteceu, amor?” É, mulheres... a situação não é tão simples como imaginamos. Infelizmente os parceiros não são peritos em telepatia, por isso falem o que realmente querem falar. O homem não entende entrelinhas e por esse motivo e tantos outros, cada vez mais os casamentos duram menos. Não coloquemos os homens na posição de vítimas, pois eles bem que poderiam continuar nos conquistando a cada dia, nos tratando como no começo do namoro, pois a partir do


momento que se casa, verdade seja dita, eles começam a se revelar. Controle remoto da TV dominado, toalha molhada em cima da cama, roupas jogadas por todo lado, palavras ditas sem nenhuma doçura (pra não dizer palavrões de todo tipo, até os que não foram catalogados) como se nós fossemos obrigadas a fazer todo o serviço sozinha e sem reclamar de não sermos bem tratadas. O q u e e u q u e r o dizer com tudo isso é que o c a s a m e n t o n ã o é só uma união de dois amant e s , n u m a e t e r n a paixão louca, mas uma dec i s ã o d e v i v e r com outro ser huma no que t e m d e f e i t o s , t anto quanto os nossos, há b i t o s d i f e r e n t e s, idéias diferentes, e que se n ã o h o u v e r d i á logo , tudo vai por água abai xo com certeza. E s s e é o p a p el da terapia de casal, fazer c o m q u e u m e scute o outro e que o outro f a l e o q u e s e n t e na hora que o sentir, pois a m a i o r i a d o s c a s ais que procuram ajud a, most r a m q u e , d e f ato, sequer conhecem o parc e i r o . Tr a z e m para o consultório coisas de 2 0 a n o s a t r á s que ficaram por dizer e que p o d e r i a m t e r s i do resolvidas no dia em que a c o n t e c e r a m . Na terapia os casais aprendem a c o n v i v e r c o m as diferenças e começ am a se e m p e n h a r n a r e lação. É como se estivessem s e “ r e - c o n h e c e ndo”, e agora, da maneira que d e v e s e r, a c o l h endo o outro e completandoo , s em j u l g a m e ntos e decisões impensadas. P a r a c o n c l u i r, f i c a a d i c a p a r a a s m u l h e res: A o i n v é s d e p e r g u n t a r e m : “ A m o r, v o c ê p e rc e b e u a l g o d i f e re n t e e m m i m ? ” ( q u a n d o você cortou apenas uma ponta dos cabelos ou tirou as cutículas das unhas dos pés, coisa que nem sua mãe repararia!) D i g a : “ A m o r, g o s t o u d o m e u c a b e l o ? Cortei hoje!” Se você quer elogios masculinos, FA C I L I T E! * Alessandra de Campos é psicóloga clínica especialista em terapia de casais.

Revista da Cidade | Caraguatatuba


Revista da Cidade | Caraguatatuba


Desenvolvimento

CONSÓRCIO CARAGUATATUBA TRAZ CRESCIMENTO E AVANÇOS PARA A CIDADE

O

Consórcio Caraguatatuba nasceu com a junção de três empresas líderes no mercado de óleo e gás com vasta experiência em Projetos do tipo EPC - Engineering, Procurement and Construction Contracts: Construtora Queiroz Galvão SA, Construções e Comércio Camargo Correa SA e IESA Óleo e Gás AS. Criado em 2007, o Consórcio foi contratado pela Petrobras para executar os serviços de engenharia, suprimento, construção, montagem e comissionamento da Unidade de Tratamento de Gás Monteiro Lobato (UTGCA), em Caraguatatuba (SP). A obra no trecho terrestre do gasoduto, que transporta o gás

natural da plataforma PMXL-I até a unidade, também foi assumida pelo Consórcio. A unidade terá capacidade de processar até 15 milhões de m³/ dia de gás, onde serão realizados a separação e o tratamento do gás recebido da Plataforma de Mexilhão, obtendo-se como produtos o gás natural especificado, o GLP (gás de cozinha) e o condensado (C5+). A construção da unidade está inclusa no Plano de Aceleração de Crescimento (PAC), do Governo Federal, e no Plano de Antecipação da Produção de Gás (Plangas) da Petrobras. Diante de tamanha responsabilidade, o Consórcio Caraguatatuba busca superar as expectativas

contratadas pelo cliente e as metas traçadas no início do empreendimento. Assim, garante capacitação profissional, valoriza o processo de auto-suficiência energética do país, respeita as questões ambientais, com plena consciência de sua Responsabilidade Social. Mas o Consórcio Caraguatatuba não se resume apenas a uma empresa de engenharia na área de construção e montagem. Paralelo a toda essa rigidez, existe uma empresa voltada para as questões sócio-ambientais e de Responsabilidade Social, mostrando a preocupação com a sua força de trabalho, na motivação e no desenvolvimento pessoal dos colaboradores. Revista da Cidade | Caraguatatuba

47


Oportunidades para

CARAGUATATUBA

A chegada da empresa no município contribuiu para a economia local, pois desde a sua instalação foram locados mais de 850 imóveis e atualmente mais de 12 pousadas estão alugadas para alojamento aos funcionários de outras localidades. Além disso, a empresa possui mais de 30 contratos com prestadoras de serviços locais. Sem contar a contratação de pequenos serviços, como gráficas, serviços de buffet, malharias, postos de combustíveis, oficinas, papelarias entre muitos outros. Também podemos citar os artistas locais, já que na maioria dos eventos da empresa eles são contratados, proporcionando entretenimento aos trabalhadores, de forma lúdica e educativa.

Vista geral da área do ponto de encontro em simulado de abandono de área. Treinamento para a segurança contínua de seus trabalhadores.

Ações de SMSRS

O setor de Segurança, Meio Ambiente, Saúde e Responsabilidade Social (SMSRS) está entrelaçado a todas as atividades da empresa. Com o objetivo de focar na prevenção de acidentes, na saúde, na qualidade de vida e na conscientização ambiental promove campanhas e treinamentos com diversos temas entre os 3.500 mil colaboradores. Além de ações sociais, que motivam a força de trabalho a contribuir com o próximo, como: doação de brinquedos, roupas de inverno e alimentos que estão in-

seridas no cronograma anual de atividades. Na área de Segurança, a empresa prioriza os treinamentos e campanhas que conscientizam o colaborador com relação às questões de prevenção de incidentes e acidentes, uso correto do Equipamento de Proteção Individual (EPI), trabalho em altura, sinalização, trânsito seguro, uso de ferramentas para cada tipo de atividade, espaço confinado, proteção com as mãos, entre outros temas que se fazem necessários. No projeto do Consórcio Caraguatatuba feliz-

Funcionários apóiam a entrega de doação de alimentos. Ação social promovida em benefício da comunidade.

48

Revista da Cidade | Caraguatatuba

mente, o setor de Construção e Montagem incorporou a cultura de prevenção e a prática se reflete nos resultados: mais rapidez nas atividades e o cumprimento dos requisitos de Segurança. Um dos eventos mais importantes na área de Segurança é a Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho (Sipat). O evento proporciona a toda força de trabalho palestras e treinamentos sobre saúde, segurança, bem-estar e qualidade de vida. Além do concurso de música, dinâmicas na hora do almoço, exposição de estandes e sorteio de brindes. Também na Sipat é feita a arrecadação de alimentos para doação às instituições de Caraguatatuba. Em 2009, a campanha ultrapassou a meta esperada, chegando a mais de três mil quilos de alimentos arrecadados, beneficiando quatro instituições do município. As instituições beneficiadas foram a Comunidade Católica Divina Providência, com 414 kg de alimentos e 33 cestas básicas, o Asilo Vicentino com 888 kg de alimentos e três cestas básicas, Abrigo Luz do Caminho com 704 kg de alimentos e o Abrigo de Crianças e Adolescente – Unidade II, com 951 kg de alimentos. Com relação ao Meio Ambiente, a empresa não deixa a desejar, com ações sustentáveis que comprovam a preocupação com os recursos naturais e a pre-


servação do meio ambiente. Campanhas e treinamentos são apenas algumas destas ações, mas o diferencial fica por conta da Central de Resíduos, que permite rigor no controle, na separação e no reaproveitamento de todo material que pode ser reciclado. “Há inúmeros programas para tratamento de resíduos, mas a forma como esse processo tem sido realizado, a destinação dos resíduos e o que se lucra com a comercialização deles é iniciativa nossa”, observa a coordenadora de Meio Ambiente, Andréa Garcia. Outra vantagem é um equipamento triturador que beneficia resíduos, por exemplo, de estacas descartadas. Foi assim que o Consórcio Caraguatatuba evitou que o resíduo de 20 mil estacas arrasadas fosse encaminhado para fora do município. O ferro foi separado e encaminhado para reciclagem. O investimento realizado pelo Consórcio Caraguatatuba na trituração dos resíduos de elemento de estaca possibilitou a reciclagem de aproximadamente 500 toneladas de sucata ferrosa. “Além do

Na Semana de Meio Ambiente, funcionário Clodomir, de Caraguatatuba, participa do plantio de mudas na obra.

ganho ambiental de não poluir e não ocupar áreas de aterros sanitários, conseguirmos reaproveitar o material”, enumera a coordenadora. A Saúde também é primordial para o SMSRS, pois é com ela que todos os funcionários aparecem todas as manhãs para se dedicarem ao trabalho. E para continuarem mantendo boa forma e uma boa qualidade de vida, o

setor investe em ações e campanhas com foco na prevenção e orientação da força de trabalho. Entre elas o combate a Dengue, DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis) e AIDS, vacinação contra várias doenças (gripe, H1N1, hepatite, rubéola, febre amarela e tétano), realizada sempre em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde.

Gestão de Pessoas

Preocupada com a falta de mão de obra qualificada na região, o Consórcio Caraguatatuba realizou durante sete meses em parceria com a Petrobras e o SENAI, os cursos profissionalizantes gratuitos nas áreas de construção civil e montagem industrial. O objetivo foi preparar e aperfeiçoar os moradores na qualificação para a busca de uma melhor oportunidade no mercado de trabalho, além de absorver a mão de obra local nas obras. Ao total 794 pessoas foram capacitadas entre homens e mulheres. Além de conhecimento, a parceria garantiu aos participantes a qualificação profissional e a oportunidade do ingresso ao mercado de trabalho, pois desde que o Consórcio Caraguatatuba se instalou no município para as obras da Petrobras, há cerca de três anos, mais de 60% da mão de obra local foi absorvida por causa da obra, gerando empregos diretos e indiretos. Além disso, a empresa promoveu internamente o Programa de Desenvolvimento Profissional (PDP), com o objetivo de desenvolver novas competências e habilidades de seus colaboradores com foco na superação de resultados organizacionais. Ao todo foram 11 turmas, desenvolvendo aproximadamente 220 Colaboradores.

Evento de Saúde e Segurança mobiliza toda força de trabalho

Revista da Cidade | Caraguatatuba

49


Desenvolvimento O programa foi realizado pela MB Serviços e Consultoria em Recursos Humanos. A ideia foi alinhar o comportamento do profissional ao resultado que o empreendimento espera, define a psicóloga organizacional e coordenadora dos trabalhos, Marli Barros. Para ela, os resultados foram bastante significativos. “Mais que isso, eu diria que foram superados”, emenda, já que a evolução dos participantes foi percebida não apenas na condução dos subordinados, mas também com a melhora no relacionamento interpessoal. E mais: 50% dos alunos do programa vol-

50% dos alunos do programa voltaram a estudar ou investiram em algum curso de aperfeiçoamento taram a estudar ou investiram em algum curso de aperfeiçoamento. O Consórcio Caraguatatuba é uma empresa que atua de acordo com a legislação em vigor e a convenção sindical, pagando aos seus funcionários todos os direitos trabalhistas. Como benefícios os colaboradores recebem o cartão farmácia que facilita a compra de medicamentos, auxílio moradia e ajuda de custo - (colaboradores de outras localidades) -, cartão alimentação, convênio médico e odontológico ao funcionário e seus dependentes e o transporte de ida e volta para casa. Todos esses benefícios fazem parte da filosofia da empresa, em querer o bem-estar de toda a força de trabalho. A busca pela mão de obra qualificada fez com a empresa contratasse profissionais em outras regiões. Para isso, os colaboradores contratados de outras localidades recebem moradia no período da obra e passagem de volta para casa no ato da desmobilização, o que demonstra a preocupação do Consórcio Caraguatatuba em não sobrecarregar o município com a mão de obra que veio trabalhar no empreendimento. O colaborador é informado deste benefício no ato da contratação, e durante os serviços prestados para a empresa ainda recebe o direito as passagens de folga 50

Revista da Cidade | Caraguatatuba

de campo para visitar os familiares. Pensando na fase de desmobilização, a empresa realiza com os funcionários palestras com o tema “Administre melhor o seu dinheiro”, ministradas pelo SESI-SP. O intuito é orientá-los a poupar e investir o seu dinheiro. Para ajudá-los a esclarecer as dúvidas neste período, o setor de Comunicação e Responsabilidade Social em parceria com o Departamento Pessoal criou o Programa de Orientação Pessoal. Como parte do programa, foi desenvolvida uma cartilha informativa entregue aos funcionários no ato da homologação. O material traz dicas sobre as oportunidades do mercado de trabalho, maneiras de se comportar em uma entrevista de emprego até as instituições de ensino que oferecem cursos de capacitação. Nos dias de homologação, a equipe de Comunicação Social acompanha o setor de Departamento Pessoal. Enquanto o DP faz a homologação, a Comunicação entrega a cartilha aos funcionários, conversa e explica a importância do material, que também oferece dicas sobre elaboração de currículo, tira dúvidas sobre o processo de desligamento da empresa, responde a perguntas freqüentes como - “como faço para sacar o FGTS?”, “como solicito o seguro desemprego?”, entre outras. A cartilha também possui uma lista de telefones úteis de vários órgãos nacionais e locais. Para que os colaboradores tenham uma recordação do empreendimento, eles também recebem junto à cartilha, uma porta-carteira de trabalho do Consórcio Caraguatatuba. Desse modo, os funcionários recebem todas as informações necessárias no período da sua desmobilização, bem como o subsídio para retornarem as suas casas. Prova disso, é que mais 44% já retornaram para suas casas, do total das 1500 desmobilizações ocorridas de janeiro a setembro deste ano. Para o coordenador do Departamento Pessoal, Francisco Jussimar Furtado, a iniciativa da equipe de Comunicação Social é brilhante, porque quebra o clima de tensão que prevalecia durante a homologação. “Com a cartilha, os colaboradores tiram dúvidas, recebem instruções sobre o processo de desligamento da empresa e se sentem mais seguros para uma nova oportunidade no mercado de trabalho”, pontuou.

Primeiras Letras

Resgatar o sonho dos funcionários de voltar a ler e escrever. A parceria entre o Consórcio Caraguatatuba e o SESI proporcionou a realização do PAI (Programa de Alfabetização Intensiva). O projeto demonstra o compromisso da empresa em participar na educação de seus funcionários. Para o diretor da empresa Agostinho Serafim, o projeto contribui na prática consciente da cidadania. “Isso demonstra que mesmo sendo uma empresa de engenharia, o Consórcio Caraguatatuba não realiza apenas obras, mas proporciona à sua força de trabalho o direito de participar efetivamente de nossa sociedade por meio da Alfabetização”, conclui. O colaborador José Rodrigues Ramos, que no auge dos seus 56 anos, é só alegria. O motivo? As letras, as palavras, os números não são mais um mistério na vida dele. O sonho de ler e escrever, que tinha desde menino, só foi realizado agora, quando passou a frequentar as aulas do projeto. “Gosto demais de estudar. Sento na primeira fila e presto atenção a tudo o que a professora fala. Não perco um dia de aula, só se eu ficar doente”, disse o colaborador. A professora da turma, Adriana, define o projeto como uma porta de acesso à cidadania. “O que difere este trabalho sem dúvida são as parcerias das duas empresas com todo apoio pedagógico, a minha parceira Vânia com uma proposta metodológica sócio-construtivista, que favorece este trabalho. Para os alunos, com certeza fará a diferença”, ressalta.

Turma do Projeto de Alfabetização Intensiva


Esporte e Integração

Visando promover a integração e um momento de lazer entre os profissionais, o Consórcio Caraguatatuba realizou o primeiro campeonato de futebol de campo para os funcionários. A 1ª Copa Lobatinho, nome dado ao evento, aconteceu em comemoração ao Dia do Trabalhador, celebrado em 1º de maio.

A competição contou com o apoio da Secretaria de Esportes na organização e no decorrer dos jogos que teve 33 equipes formada apenas por funcionários do Consórcio Caraguatatuba. Cada equipe foi formada por até 19 jogadores, o que movimentou cerca de 650 trabalhadores. Entre os times estavam

representantes de vários setores como, almoxarifado, tubulação, solda, engenharia, civil, qualidade, administrativo e muitos outros. O torneio garantiu troféus e medalhas os três primeiros colocados. Além de premiar o melhor artilheiro e o goleiro menos vazado.

equipe reaproveitou para confecção de formas de concretagem e construções internas. Quando o assunto é reaproveitar, não podemos esquecer o desperdício. Pensando nisso, a empresa adotou o programa “Prato Limpo”. O intuito é reduzir o desperdício de alimentos e resíduos orgânicos no refeitório. Na prática, cada colaborador recebe uma cartela que é carimbada todas as vezes

que o prato estiver sem sobras, após o almoço. No final de cada mês, são sorteados prêmios em DDSMS Geral. Um Indicador de Aproveitamento Alimentar (IAA) monitora a postura da força de trabalho em relação ao desperdício. No balanço de apenas quatro meses, o IAA demonstrou que o comprometimento dos colaboradores é tanto, que manteve o nível de aproveitamento alimentar da UTGCA em 90%.

Boas Práticas Pensando numa ação sustentável, a empresa reaproveita as folhas sulfite e as transforma em blocos de papel, assim economiza recursos naturais e promove a sustentabilidade. Outro item reutilizado é a madeira. O Consórcio Caraguatatuba já gerou mais de um milhão de tonelada de resíduo de madeira, que pode ser reutilizada para outras finalidades antes de ser descartada como resíduo. Assim a

Reconhecimento

Desde o início do empreendimento o Consórcio Caraguatatuba mostra que é uma empresa comprometida com as questões de SMSRS, atuando sempre com seriedade e qualidade nos serviços executados ao cliente. Prova disso são os prêmios de reconhecimento que a empresa ganhou nestes dois anos. Um deles foi entregue na 15ª edição do Prêmio Nacional Gestão Banas, evento que homenageou as companhias que foram destaque em gestão na categoria Qualidade, em 2009. O certificado recebido tem validade permanente e indica que o sistema de Gestão da Qualidade preencheu uma série de requisitos relacionados à norma ISO 9001 e que pode ser considerado um modelo a ser observado pelo mercado. Outra conquista importante foi o Prêmio Líder de Equipes da Qualidade, também promovido pela Revista Banas. A avaliação destacou o gestor da Qualidade do Consórcio Ca-

raguatatuba, Ricardo Lannes Maia, como o melhor líder de gestão de Qualidade do Brasil.

Além deste, o Consórcio Caraguatatuba participou do PPQG (Prêmio Paulista da Qualidade da Gestão) Prêmio administrado pelo IPEG - Instituto Paulista de Excelência da Gestão, entidade que promove a melhoria da gestão das organizações públicas ou privadas do Estado de São Paulo. O Prêmio é um reconhecimento anual às organizações paulistas que possuem os melhores sistemas de gestão. Conquistando a medalha de bronze,

o Consórcio Caraguatatuba levou a premiação no nível II – categoria Grandes Empresas. A empresa foi avaliada em oito requisitos como; Critérios de Excelência; Liderança, Estratégias e planos, Clientes, sociedade, informações e conhecimento, Pessoas, Processos, Resultados. Para o coordenador de Qualidade, Vitor Vitorino, um dos responsáveis pela participação da empresa no prêmio, vale destacar o apoio irrestrito da Direção. “A partir daí, tomamos como desafio a superação dos resultados, o espírito de integração e o desenvolvimento profissional por meio das boas práticas de gestão, acreditando que alcançaríamos resultados significativos para este tipo de negócio”, salientou. Ele ainda destaca, que a conquista de mais este prêmio, torna o Consórcio Caraguatatuba como modelo a ser seguido para as atividades nesse ramo. Revista da Cidade | Caraguatatuba

51


Desenvolvimento

Depoimentos

Para alguns funcionários da empresa e também moradores da cidade, o Consórcio Caraguatatuba proporcionou mudanças em suas histórias de vida, além de contribuir para o crescimento e desenvolvimento do município. O motorista Alexandre Mendes Cruz, 37 anos, morador da cidade desde a infância, afirma já ser um legítimo caiçara. Casado e pai de um filho, conta que como funcionário do Consórcio Caraguatatuba há mais de 02 anos o que mais o motiva é o crescimento profissional que a empresa proporciona a toda força de trabalho. “Entrei na empresa como ajudante de civil e depois de três meses já era apontador, passei pela elevação de cargas e hoje estou como motorista do setor de Almoxarifado, isso prova que aqueles que levam o trabalho a sério têm muitas chances de crescer”, afirma o motorista, entusiasmado. Além disso, ele afirma que a chegada da empresa ao município não contribuiu apenas com os moradores, mas com toda a cidade. “Estou muito satisfeito, e vejo que o consórcio trouxe boas mudanças, e como morador posso dizer que a cidade se desenvolveu e continua se desenvolvendo cada dia mais. Vejo que a tendência é esse crescimento só aumentar”, ressalta. Para o colaborador José Vidal Filho, 42 anos, a oportunidade da carteira assinada como pintor industrial surgiu com a chegada do Consórcio Caraguatatuba ao município. Há mais de 18 anos atuando nesta profissão, sempre trabalhou como autônomo. Ele conta que sua história de vida mudou desde que começou a tra52

Revista da Cidade | Caraguatatuba

balhar na empresa. “Nunca trabalhei como funcionário de uma firma, pelo contrário sempre fui autônomo”, conta. E tem muita diferença. “Como funcionário recebo instruções todos os dias a respeito do meu trabalho, já como autônomo fazia do meu jeito, sem saber se era o certo ou errado”, define. Fazer parte da empresa foi uma transformação na vida pessoal e profissional de Vidal. “Nesses 42 anos de vida posso dizer que foi uma das melhores coisas que me aconteceu. Pois nunca tive um emprego que me proporcionasse tanta segurança e estabilidade, tanto para mim quanto para minha família”, fala sorridente. Na opinião dele, a empresa representa para a cidade um crescimento na mão de obra local, pois a maioria das pessoas que hoje trabalham na obra e são moradores da cidade sempre trabalharam como autônomos, afirma o pintor.

Pintor Vidal trabalha com segurança em sua atividade.

“A vinda da obra trouxe geração de renda, porque temos o funcionário que trabalha aqui dentro e aqueles que prestam algum tipo de serviço por causa da obra, e isto é ótimo para Caraguá”, ressalta. Para o auxiliar de almoxarifado, Gileno Oliveira dos Santos, 39 anos, a obra contribui muito para o município e moradores, já que muitos são funcionários da empresa. “Antes do consórcio, as pes-

O motorista Alexandre Mendes, conhecido como Boca, participa de ações de Responsabilidade Social.


soas atuavam como autônomas ou serviços temporários, nunca teve uma empresa na cidade que oferecesse a estabilidade que a empresa oferece”, comenta. Segundo ele, a obra não aumentou apenas o número de empregos na cidade, mas contribuiu com outros setores, como o setor imobiliário. “Hoje o número de imóveis abandonados diminuiu, pois foram alugados, e isso traz crescimento financeiro para o município”, afirma o auxiliar. Satisfação é sua motivação para cumprir a jornada de trabalhado todos os dias. “Sinto que faço parte desta obra, e quero crescer cada vez mais como pessoa e como profissional. Com certeza é o melhor empreendimento que a cidade já teve se não tivesse prazo poderia ficar aqui para sempre”, finaliza.

Agradecimentos Desse modo, o Consórcio Caraguatatuba manifesta os seus sinceros agradecimentos ao município que de forma tão acolhedora recebeu não só a empresa, mas também todas as pessoas dos mais distantes locais deste país, que atuam em nosso canteiro de obras por conta do empreendimento. Aos munícipes o nosso muito obrigado de todo Comitê Executivo pela receptividade. Agostinho Serafim Junior, Walter Seixas, Sérgio Loureiro, Osmar Junqueira, Renato Resende, Adrair Martins, Ulisses Lopes, João Falabella, Ricardo Lannes, Milton Areas, Fernando Carvalho, Fernando Ribeiro, Antônio Carlos, Luiz Antonio e Adolf Herzog. Revista da Cidade | Caraguatatuba


Ponto Final

CUIDADO COM O

Alfredo Simões*

ENDIVIDAMENTO

A

facilidade de crédito tem promovido o endividamento de pessoas e empresas através dos juros elevadíssimos que as tentações dos cartões de créditos, cheque especial, financiamento para aquisição de bens, etc, proporcionam. Essa facilidade, criada pelas instituições financeiras, promove o desiquilibrio do orçamento e pode levar a situações financeiras de difícil solução. O desiquilíbrio econômico e financeiro ocorre principalmente quando as empresas apresentam dificuldades no sentido de afirmação no mercado. Na

maioria das vezes o motivo que leva a empresa a contrair dívidas com juros altos é a falta de capital de giro próprio para o financiamento dos bens necessários para a instalação e funcionamento da empresa. No caso das pessoas físicas, elas, tentadas pelos crediários com prazos elásticos, adquirem vários bens em épocas diferentes, e quando vão perceber já estão bastante endividadas e a somatória das despesas está superior ao ganho mensal, e é quando que, quase que obrigadas, vão em busca de empréstimos bancários, utilizam o cheque especial, ficando assim muito difícil reequilibrar e voltar à normalidade financeira. Todos nós, empresas e pessoas sofremos problemas provocados por vários fatores conjunturais, os quais exigem do gerente da empresa uma boa capacidade de trabalho e da pessoa um controle apuradíssimo entre o que se ganha e o que se gasta. Ao administrador de uma empresa, além de uma boa capacidade de trabalho, ele deve ter também muita experiência e sobretudo uma boa visão de análise para superar todos esses desafios financeiros. O desiquilíbrio financeiro e econômico ocorre quando o volume de operações da empresa passa a ser tão grande que se torna desproporcional ao seu capital de giro. Para que isso não aconteça, é necessário que haja um tratamento rigoroso no sentido de controlar os endividamentos e tentar saldar os compromissos já assumidos perante terceiros. • *Alfredo Simões é formado em Ciências Contábeis e é diretor da Simões Contabilidade.

54

Revista da Cidade | Caraguatatuba


Revista da Cidade | Caraguatatuba


Revista da Cidade | Caraguatatuba


Revista da Cidade | Caraguatatuba


Revista da Cidade | Caraguatatuba


Revista da Cidade | Caraguatatuba


R

Revista da Cidade | Caraguatatuba

Edição 17 - Original  

Bem amigos. Esta é a edição 17 - Outubro'2010 - da Revista da Cidade Caraguatatuba. A última que montei para a Espíndola & Associados Comu...

Advertisement