A Voz da Glória 01 Ano 4

Page 1

PREPARAR-SE PARA RECEBER AQUELE QUE ESTÁ POR VIR (PADRE DENIS CAMPOS) Numa pequena cidade do interior, uma mãe se e não tem vontade de se levantar da mesa, encontra ansiosa. Já passou as roupas de cama acompanhando o seu filho saborear seu prato que estão dobradas em cima da cama exalando predileto enquanto continuam partilhando perfume. O banheiro está limpo de maneira a com um sorriso nos lábios, até mesmo os causar uma agradável sensação de bem-estar momentos difíceis vividos naquele ano. em quem chega. O jantar está sendo preparado, Neste domingo, iniciamos em nossa Igreja o não será um cardápio diferente do costume do tempo do Advento, como em todos os anos dia-a-dia, mas está sendo preparado como neste período. Mas a ânsia de nosso coração em nunca. O simples frango caipira, que na verdade, aguardar o “Esperado das Nações”, não era a galinha mais bem alimentada do quintal, permite que o vivamos de maneira já está sendo cozido a um bom tempo com o meramente repetida ou ritual. Com grande fogo brando para que o sabor do tempero fique zelo em acolher a quem se ama, possamos bem acentuado e os ossos quase ao ponto de viver este tempo com intensidade, aplainando derreter. o caminho através da vivência fervorosa de A casa inteira exalando cuidado, limpeza, todas as celebrações que a Igreja nos propõe preparação.... É o reflexo do coração de uma para este tempo. mãe que com grande expectativa espera seu Na beleza da simplicidade do cotidiano de filho chegar de férias. Desde quando o seu filho nossas vidas, podemos compreender a começou a faculdade de medicina, esta já é a simplicidade da Beleza que em todos os anos quarta vez que a metade do mês de dezembro vem ao nosso encontro. Não de maneira se tornou a data mais esperada do ano. Quantas poética, mas de forma tão real e presente que recordações e sentimentos de saudades foram ao tocar a nossa realidade, se torna uma abafados para serem traduzidos no aconchego poesia. de um forte abraço dado mesmo com as malas ainda nas mãos. Embora não seja, parece ser a primeira vez que o filho está voltando para casa após um longo ano de estudos. Em seguida, é o momento de fazer de uma só vez todas as perguntas que as rápidas ligações aos finais de semana, não davam oportunidade. Que noite especial para o coração daquela mãe! Embora tenha sido um dia árduo de trabalho e preparação, ela não se sente cansada ___ OLHE PARA VOCÊ COM AMOR (ELISEU ANTONIO) A água do lago estava tão limpa que parecia escapar dos perseguidores, graças às suas um espelho. Todos os animais que foram beber pernas, finas e ligeiras. Ao perceber que já água viram suas imagens refletidas no lago. O estava a salvo, o alce exclamou aliviado: urso e seu filhote pararam admirados e foram - Que susto! Os meus chifres são lindos, mas embora. O alce continuou admirando a sua quase me fizeram morrer! Ah, se não fossem as minhas pernas! imagem: - Mas que bela cabeça eu tenho. De repente, observando as próprias pernas, ficou desapontado e disse: Nunca tinha reparado nas minhas pernas. Como são feias! Elas estragam toda a minha beleza! Enquanto examinava sua imagem refletida no lago, o alce não percebera a aproximação de um bando de lobos que afugentara todos os seus companheiros. Quando finalmente se deu conta do perigo, o alce correu assustado para o mato. Mas, enquanto corria, seus chifres se embaraçavam nos galhos, deixando-o quase ao alcance dos lobos. Por fim, o alce conseguiu _______Pastoral da Comunicação - Igreja Matriz de Nossa Senhora da Glória Pároco - Padre Geovane Ferreira Silva Coordenação – Sérgio Calado Fadul Jr Agentes participantes no boletim: Elydia / Maria das Graças www.nsdagloria.com.br pascomnsdagloria1@gmail.com YouTube/pascomnsdagloria Instagram/nsdagloria Twitter/nsdagloriarj www. issuu.com/pascomnsdagloria Facebook/Matriz.de.Nossa.Senhora.da.Gloria A Voz da Glória: Acesse pelo nosso site (box) Secretaria (21) 3251-4511 ou (21) 3251-5929

01/12/2019 - Edição 01 - Ano 4

AVISOS PAROQUIAIS

Missa em honra a São Padre Pio, dia 04/12, quarta-feira às 20 h. Missa em Reparação ao Imaculado Coração de Maria, dia 07/12, sábado, às 10 h. Concerto de Natal – Novas Fronteiras, dia 06/12 às 20 h e O Messias, dia 07/12, às 18 h. A Assistência Religiosa ao Irmão em estado de rua pede doações de materiais de higiene e doações de refrigerantes para o jantar dos irmãos de rua no dia 16/12. Asilo do Padre Motinha - Confraternização dos idosos, dia 14/12, sábado às 9 h. Necessitamos de doações material de higiene e limpeza. Cesta de Natal - Se encontra disponível a Cesta de Natal das famílias assistidas de nossa paróquia. Mais informações na lojinha de artigos religiosos ou na secretaria.

Um cristão agradecido se torna dizimista comprometido. Venha ser dizimista. A pastoral do dízimo se encontra no final da igreja para fazer a sua inscrição ou durante a semana na lojinha dos artigos religiosos. Carnês da Obra: Os carnês estão sendo distribuídos na secretaria paroquial. Por favor, ajude-nos. O Cantinho Amigo estará aberto neste domingo. Teremos almoço. Rocambole de Frango recheado com arroz de brócolis e batata chips.

O ESSENCIAL DA VIDA INDICADO NO ADVENTO – PARTE 1 (PAPA FRANCISCO) O Advento é o tempo que nos é concedido para próximo e podemos dar-nos conta também acolher o Senhor que vem ao nosso encontro, suas capacidades e qualidades humanas e também para verificar o nosso desejo de Deus, espirituais”. para olhar em frente e nos preparar ao regresso de O Advento nos faz olhar para o céu, mas com os Cristo. Ele voltará a nós na festa do Natal, quando pés na terra: “A pessoa atenta também se fizermos memória da sua vinda histórica na preocupa com o mundo, procurando contrastar humildade da condição humana; mas vem a indiferença e a crueldade presentes nele, e dentro de nós todas as vezes que estamos dispostos alegrando-se pelos tesouros de beleza que, a recebê-lo, e virá de novo no fim dos tempos para contudo, existem e devem ser preservados. ‘julgar os vivos e os mortos’. Por isso, devemos estar Trata-se de ter um olhar de compreensão para vigilantes e esperar o Senhor com a expectativa de reconhecer quer as misérias e as pobrezas dos o encontrar. indivíduos e da sociedade, quer a riqueza São as três visitas do Senhor à humanidade: A escondida nas pequenas coisas de cada dia, primeira visita foi a Encarnação, o nascimento de precisamente ali onde nos colocou o Senhor. A Jesus na gruta de Belém; A segunda acontece no pessoa vigilante é a que aceita o convite a vigiar, presente: o Senhor visita-nos continuamente, todos ou seja, a não se deixar dominar pelo sono do os dias, caminha ao nosso lado e é uma presença desencorajamento, da falta de esperança, da de consolação; Por fim, teremos a terceira, a desilusão; e ao mesmo tempo, rejeita a solicitação última visita, o encontro com Cristo no Juízo Final: de tantas vaidades de que o mundo está cheio e “Tive fome e me destes de comer; tive sede e me atrás das quais, por vezes, se sacrificam tempo e destes de beber; era peregrino e me acolhestes; nu serenidade pessoal e familiar”. (CONTINUA) e me vestistes; enfermo e me visitastes; estava na prisão e viestes a mim" (Mt 25, 35s). Na noite da vida seremos julgados no amor. O convite de Jesus no Tempo do Advento é para estarmos atentos e vigilantes, para não desperdiçar as ocasiões de amor que nos doa: “A pessoa atenta é a que, em meio ao barulho do mundo, não se deixa tomar pela distração ou pela superficialidade, mas vive de maneira plena e consciente, com uma preocupação voltada antes de tudo aos outros. Com esta atitude percebemos as lágrimas e as necessidades do das ______


PALAVRAS DO PADRE GEOVANE Amados irmãos e irmãs, chegamos ao Senhor, prepararmos a nossa vida, Advento! prepararmos a nossa história, prepararmos o E como já ouvimos muitas vezes falar, esse que temos e o que somos. tempo inicial do Advento é um tempo do Você está preparado para a vinda do olhar escatológico, da busca do Senhor que Senhor? Você está preparado para encontrar vem. O Senhor que vem ao encontro com Jesus para fazer a experiência do Juízo? daqueles que mais precisam, mais necessitam; Que neste tempo do Advento, que neste mas ao mesmo tempo, Aquele que vem domingo do Advento, nós nos preparemos. libertar Israel. Nós possamos perceber os sinais, e nos Nesse tempo escatológico, nesse tempo desse prepararmos de tal modo, que sejamos sim, olhar do Senhor que há de vir, no dia do Juízo, “o sal da terra e luz do mundo”. precisamos pensar um pouco como está a Que esse tempo de Advento, nos faça não só nossa vida, preparando-nos para o dia do viver a expectativa do Menino, mas também, Juízo, pois como diz o Evangelho, será como o a alegria da Ressureição, da Vitória. A alegria dia de Noé, todos vivendo normal, quando do Cristo que há de vir sobre toda a sua seremos pegos de surpresa. Ninguém saberá Glória, para nos dar segundo aquilo que o dia, a hora, para se preparar, mas, será uma vivemos, aquilo que somos. surpresa para todos. Por isso, para que esta Que Deus abençoe! Uma santa semana! surpresa não nos pegue, não nos atrapalhe, Que Deus forme no nosso coração cada vez ou para que não nos pegue fazendo coisas mais, um desejo de conhecê-Lo, que não deveríamos, precisamos estar experimentá-Lo, amá-Lo e segui-Lo para preparados hoje, estarmos prontos hoje. todo, sempre. O tempo do Advento é também um convite Muita paz, e uma santa semana! a você, a mim, a todos nós. Prepararmos no __ SANTO DA SEMANA (Elydia – Canção Nova) A Igreja ocidental, que sempre amou a Santíssima 01 - Santo Elígio 02 – São Cromácio Virgem, tinha uma certa dificuldade para a 03 – São Francisco Xavier aceitação do mistério da Imaculada Conceição. 04 – São João Damasceno Em 1304, o Papa Bento XI reuniu na Universidade 05 – São Martinho de Dume de Paris uma assembleia dos doutores mais 06 – São Nicolau eminentes em Teologia, para terminar as 07 – Santo Ambrósio questões de escola sobre a Imaculada Conceição 08 - Nossa Senhora da Imaculada Conceição da Virgem. Foi o franciscano João Duns Escoto Nossa Senhora da Imaculada Conceição quem solucionou a dificuldade ao mostrar que era sumamente conveniente que Deus preservasse Maria do pecado original, pois a Santíssima Virgem era destinada a ser mãe do seu Filho. Isso é possível para a Onipotência de Deus, portanto, o Senhor, de fato, a preservou, antecipando-lhe os frutos da redenção de Cristo. Rapidamente a doutrina da Imaculada Conceição de Maria, no seio de sua mãe Sant’Ana, foi introduzido no calendário romano. A própria Virgem Maria apareceu em 1830 a Santa Catarina Labouré pedindo que se cunhasse uma medalha com a oração: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós”. No dia 8 de dezembro de 1854, através da bula Ineffabilis Deus do Papa Pio IX, a Igreja oficialmente reconheceu e declarou solenemente como dogma: “Maria isenta do pecado original”. A própria Virgem Maria, na sua aparição em Lourdes, em 1858, confirmou a Esta verdade, reconhecida pela Igreja de Cristo, é definição dogmática e a fé do povo dizendo muito antiga. Muitos padres e doutores da Igreja para Santa Bernadette e para todos nós: “Eu Sou oriental, ao exaltarem a grandeza de Maria, Mãe a Imaculada Conceição”. de Deus, usavam expressões como: cheia de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, graça, lírio da inocência, mais pura que os anjos. rogai por nós! ____ A Voz da Glória – 01/12/2019 – Página 02

ADVENTO (PADRE MANOEL PACHECO) “Adventus” significa “vinda solene”. Desde o quarto domingo antes de 25 de dezembro até essa mesma data, celebra a Igreja a vinda próxima do Senhor. Celebrar liturgicamente significa “comemorar”; porém, não só comemorar. Pois, os acontecimentos comemorados na celebração litúrgica são sempre fatos que concernem a nós, pessoalmente. “Celebrar” quer então dizer: “revivescer” os acontecimentos passados. Mas, procuremos entender-nos bem: não se trata de revivescência, tal como se faz na comemoração de personagem falecido, na qual se revive, em pensamentos, coisas do passado. A celebração litúrgica é muito mais: não se revive o acontecimento do passado apenas em pensamentos, e sim em realidade, na sua realidade profunda. Em que consiste esta? Cada acontecimento que a liturgia celebra, é, no seu núcleo mais íntimo, determinado encontro de Deus com os homens. E Deus está disposto a realizar, sempre de novo, a graça do acontecimento, nos homens e mulheres que o celebram liturgicamente. Em concreto, quer isso dizer que os participantes na celebração “vivem” o mesmo encontro divino daqueles que outrora presenciaram, de coração aberto, o próprio fato histórico. “De coração aberto”! Com efeito, os participantes na celebração vivem mais o encontro divino daqueles do que, por exemplo, alguém que, passando, por acaso, pelo lugar onde João Batista pregava, ficou escutando uns momentos, mas prosseguiu então, indiferente, seu caminho. Voltemos, com estes dados, para a celebração do Advento, isto é, do desejo saudoso da vinda de Deus e da conversão pessoal em preparação à mesma vinda. Nela se vivenciará a realidade profunda de Deus se aproximar sempre mais de nós, em nossa miséria e escuridão. Que a liturgia do Advento vise à realização dessa vivência demonstramos as leituras que são hauridas dos Profetas, os homens das grandes saudades. Isaías aparece aqui em primeiro lugar. O seu livro é, entre os escritos proféticos, o mais monumental e também o mais rico em textos messiânicos. Grandiosa é sua certeza de fé de que Javé há de enviar seu Ungido (= Cristo) e de dar sua Salvação. Ela lhe inspira palavras que também para o homem hodierno podem servir de expressão sincera de seu desejo de Deus. Pois ele não cessa de repetir: “Coragem”, “amaivos”, “não temais”, “não vos angustieis”, “pois vede, eis o vosso Deus”. O cântico do Advento, sempre impressionante, que se chama “Rorate, coeli desuper”... (Rorejai, ó céus, do alto...), provém igualmente do livro de Isaias. Este Profeta é assim um dos três principais personagens chamados aparecer ativamente ____

na liturgia do Advento. A segunda figura central já nos é conhecida: João Batista. Na celebração do Advento, o povo cristão dirigese ao Jordão, procura o Batista e o escuta. Quanto maior for à atenção e a concentração litúrgica, tanto mais profundamente absorverá o povo a atmosfera de esperança jubilosa, bem como as das serias exortações que valem para todos os tempos. Enfim, neste mesmo tempo, a liturgia preleciona, igualmente, todas as narrações sobre a preparação mais humana do grande acontecimento: a maneira com que a própria Mãe do ansiosamente Esperado vive a Vinda próxima. No corpo, é claro. Mas também no seu espírito de fé, como diz expressamente São Lucas (1, 45), e na sua alegria messiânica, que se expande no Magnificat.

Advento. Vinda solene. Três personagens históricos apontam-nos Outro que ainda não apareceu. A disposição com que o esperam é diferente. Tocam-se os extremos: a do profeta é de dolorosas saudades, enquanto a da jovem Mãe é de alegre expectativa. Imitando tais dissemelhantes disposições de alma, encontramos na liturgia do Advento variada mistura de símbolos de desolação e de alegria. O advento abrange, no seu sentido profundo, todas as vindas de Jesus. Em primeiro lugar, a entrada histórica do Senhor, no mundo pela encarnação. Mas, junto com isso, também a sua vida em nossa sociedade humana, aqui e agora. Todavia, nenhuma dessas duas vindas é considerada em independência de “a” Vinda por excelência: sua Aparição gloriosa no fim dos tempos, a chamada “Parusia”. Eis por que esta última já aparece no centro da liturgia no primeiro domingo do Advento. Ao lado da liturgia universal e geral, existem também certas práticas de Advento nas famílias cristãs. A mais significante entre elas é a celebração, com cânticos e orações, em redor da Coroa do Advento, feita de raminhos verdes (= símbolos de vida) e tendo quatro velas que se acendem nos quatro domingos, em número sempre maior, pois: aproxima-se a luz. Próxima reflexão: A origem de Jesus A Voz da Glória 01/12/2019 – Página 03


Millions discover their favorite reads on issuu every month.

Give your content the digital home it deserves. Get it to any device in seconds.