Issuu on Google+

Ano III - nº 31 - setembro 2013

QUADRINHOS pág. 4

O RICO ‘‘PÃO DURO’’ pág. 3

ATIVIDADES págs. 2 e 5

O REINO EM PARÁBOLAS pág. 6


2

Ano III - nยบ 31 - setembro 2013


3

Ano III - nº 31 - setembro 2013

O RICO ‘‘PÃO DURO’’ PALAVRA DE VIDA: EVANGELHO DE SÃO LUCAS (16,19-31)

VAmOS COmENTAR A HISTóRIA CONTADA PELO mESTRE JESUS, CONTANDO OUTRA qUE é A mELHOR mANEIRA DE CATEqUIzAR: n Pe. Clóvis de Jesus Bovo Missionário Redentorista

A

ssim reza uma lenda árabe: Era uma vez um homem muito rico e muito avarento. Não dava esmola e a t é p ro i b i u a mulher de o fazer. Trabalhava dia e noite para ajuntar dinheiro. Sempre mais dinheiro. Se algum pobre que EXPEDIENTE

Produzido pela EQUIPE ANJOS DE ALEGRIA da Paróquia Divino Pai Eterno

Histórico: Equipe instituída pelo Pe. Marco Aurélio em dezembro/2009 com propósito de evangelizar, de maneira lúdica, as crianças da Paróquia Divino Pai Eterno Trindade-GO COORDENAÇÃO: Ana Cláudia Ferreira Reis Correa ANJOS COLABORADORES: Nelson Rodrigo Correa Neves, Ir. José Alves de Almeida, Pe. Clóvis de Jesus Bovo C.Ss.R. e Equipe da AFIPE PROJETO GRÁFICO: Silvio Leal ILUSTRAÇÃO: Atilla Mundoca de Oliveira IMPRESSÃO E ACABAMENTO:

ainda não conhecia seu “pão-durismo” viesse pedir ajuda, ele batia a porta na cara gritando: – Vá trabalhar, seu preguiçoso! E ficará rico como eu. Esse avarento morreu e foi acertar as contas com Deus. Enquanto esperava sua vez de ser atendido, ficou numa sala como todos os outros. Durante o tempo de espera, cada um comia do que preparou na terra. O avarento não achou nada no seu lugar, a não ser um pedaço de pão seco e embolorado. Resmungou e reclamou energicamente. A resposta veio seca e dura como aquele pão: – Aqui cada um come do que deu aos pobres na terra. Ora, em toda a sua vida você deu apenas um pedaço

de pão seco para se livrar dele. Não se lembra mais?... > Pa l a v r a d e Deus: Ficai sabendo que nenhum i m o ra l , i m p u ro ou avarento... terá herança no reino de Cristo e de Deus (Ef 5,5). > O ra ç ã o : Peç o p e l o s r i c o s. Reconheçam que

todos os seus bens estão a serviço dos menos favorecidos... Peço pelos pobres. Embora pobres, saibam partilhar com os mais pobres do que eles. Peço por todos, ricos ou pobres. Saibamos todos lutar pela fraternidade e pela justiça cristã.


4

Ano III - nยบ 31 - setembro 2013


Ano III - nยบ 31 - setembro 2013

5


6

Ano III - nº 31 - setembro 2013

O REINO EM PARÁBOLAS n Pe. Clóvis de Jesus Bovo Missionário Redentorista

A Barca e o Submarino Nada mais imerso na água do que um submarino: água por cima e por baixo, por trás e pela frente, pela esquerda e pela direita. Nenhuma gota d’água consegue penetrar. A barca é completamente o contrário. Pode receber água do rio, das nuvens e de todos os seus lados. Lição: Na vida em comunidade você quer ser submarino (inteiramente fechado, isolado e impenetrável) ou uma barca sempre aberta para receber, acolher e partilhar?


Ano III - nº 31 - setembro 2013

CENTRO SOCIAL PAI ETERNO: Uma lição de amor

N

a edição passada do “Anjos de Alegria”, aprendemos sobre as Obras Sociais Redentoristas e acreditamos que vocês ficaram curiosos para conhecer sobre cada uma delas. Estamos certos?! Então, vamos lá. O Centro Social Pai Eterno, o Cespe, é daqueles lugares onde tem atividades para crianças e adultos, ajudando as famílias que mais precisam de apoio. é um local onde se aprende coisas bem legais como dança, teatro, capoeira, informática, artesanato, pintura, inglês e costura. Lá também tem uma educação religiosa que ensina a fazer as coisas que agradam a Deus. mas tudo isso, no Cespe, só acontece porque existem anjos, como é o caso dos voluntários, que possuem um coração bondoso e fazem tudo com muito amor. Os missionários Redentoristas também não medem esforços para dar o melhor a todos. querem saber algo bem curioso? Lá no Cespe tem a tia Francisca, que é voluntária há mais ou menos 15 anos e faz de tudo um pouco: ajuda na cozinha, na limpeza e no que for preciso. A tia Francisca tem duas netinhas: a Estéfany e a Sara. A Estéfany, que tem 14 anos e estudou por muito tempo no Cespe, hoje também é voluntária lá. Já a Sara tem 11 anos e ainda estuda no Centro. E olha que legal: o que ela mais gosta de fazer é ser monitora. Já entenderam, né? A solidariedade e o amor reinam na vida dessa família. Como é bonito saber dessas histórias! Vamos também vivenciar momentos assim e fazer o amor do Pai Eterno se espalhar em nossas famílias e em todos que estão a nossa volta!

7



Almanaque Anjos de Alegria nº 31, set 2013