Page 1

www.outdoorregional.com.br | 1


2 | www.outdoorregional.com.br


EXPEDIENTE

CARTA AO LEITOR

O Carnaval já passou, mas o axé continua por aqui e, aliás, muito bem representado pelo Babado Novo. A vocalista Mari Antunes bateu um papo conosco e falou a respeito da carreira, shows e detalhes do mais recente DVD.

Coordenador Geral Rafael J Pereira Coordenador de Criação André Maffeis Jornalista Responsável Juliana Moreno MTB: 0056878/SP Repórteres Bruno Rodrigues / AC Rezende Juliana Moreno / Rafael Barbosa Colaboradores Fábio Sanqueta / Aline Cunha Gabriela Barreto / Dr. Marcelo L. Galvão Laura Baggio / Luana Dourado

Em Saúde você confere informações muito importantes sobre o Aedes aegypti, o mosquito mais falado do momento e que, além da Dengue, pode também transmitir a Febre Chikungunya. Entenda as diferenças entre as duas doenças! Moda Masculina traz o Estilo Militar, uma tendência que volta a aparecer com força neste Outono-Inverno. Já para elas, o assunto é a Calça Carrot, modelo que foi das passarelas direto para as ruas neste ano. Finanças traz dicas de como proceder em uma economia em plena queda, ou seja, como preparar-se para o mercado de trabalho nesta atual situação do país. Isso e muito mais você confere a seguir! Boa leitura e até a próxima!

Revisão Juliana Moreno Diagramação / Projeto Gráfico Bruno Vieira Veiga de Oliveira Comercial Ronaldo Dória – (15) 9 9615-2398 Agradecimento Daniela Basilio / Keyla Rosas Assessoria de Imprensa Babado Novo Tiragem / Impressão 8.000 exemplares / Graf. Santa Edwiges Distribuição Boituva/Iperó/Cerquilho Tatuí/Sorocaba Assinaturas assinaturas@outdoorregional.com.br Edições anteriores edicoes@outdoorregional.com.br Empresa Pereira e Maffeis Editora LTDA CNPJ: 13.970.830/0001-93

j-moreno@outdoorregional.com.br A revista não se responsabiliza por conceitos e opiniões emitidos por entrevistados e colaboradores, assim como não se responsabiliza pelo conteúdo de informes e anúncios publicitários

www.outdoorregional.com.br | 3


ÍNDICE

10 08

06 08 10 12 14 16 18 22 24 26 54 58 60 62 64 66 68 70 72 74 78 80 82

Cinema Literatura Séries Música Web Moda Masculina Moda Feminina Transformação Arquitetura e Decoração Social Capa Esportes Saúde Games Pets Turismo Autos Finanças Direito Política Gourmet Galeria Crônica

78 Anúncios e Publicidade: Avenida Pereira Ignácio, 378 2º andar - sala 07 Telefone: (15) 3263-5028 (15) 99114-2136 / ID 113*16815 contato@outdoorregional.com.br

16 4 | www.outdoorregional.com.br

www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 5


CINEMA

6 | www.outdoorregional.com.br


O quão terrível seria uma professora de linguística simplesmente começar a se esquecer das palavras pouco a pouco? Pois esse é o drama vivido por Alice Howland em “Para Sempre Alice”.

Alice Ela é uma mulher bem sucedida em sua carreira, possui uma linda família, hábitos saudáveis. Aos 50 anos, entretanto, recebe o diagnóstico de Alzheimer de início precoce e começa a ver suas memórias sendo tiradas de si dia após dia. E é puramente nesse triste acontecimento que o longa enfoca, nos levando para dentro do contexto da doença e tudo que ela envolve.

Alzheimer Em “Para Sempre Alice”, veremos todo o desgaste emocional e psicológico que sobrevém à vida das pessoas próximas àquela acometida pela doença. Com pequenos esquecimentos esporádicos, conseguimos identificar os primeiros sintomas em Alice. Palavras esquecidas, compromissos que somem da mente e apagões de consciência passam a fazer parte de sua vida. No filme, esse processo de degeneração é bem rápido, pois esses sintomas logo já evoluem para crises de mudança de humor e até mesmo o esquecimento do rosto de sua filha, Lydia, interpretada

o drama conta a história de Alice Howland

É bem triste acompanhar, tão duramente, as perdas da personagem por Kristen Stewart. É bem triste acompanhar, tão duramente, as perdas da personagem.

Inspiração Julianne preenche divinamente o filme com sua forte atuação perante um tema tão trágico. Vale lembrar que a obra foi inspirada em um livro, lançado originalmente em 2007, pela pesquisadora americana Lisa Genova, P.H.D. em neurociência pela Universidade de Harvard. Lançado no Brasil em 2009, o livro este ano ganhou uma reedição com direito à uma nova identidade visual, que traz na capa uma foto da atriz Julianne Moore.

www.outdoorregional.com.br | 7


LITERATURA

“O Irresistível Café de Cupcakes” Por: Juliana Moreno j-moreno@ outdoorr egional.com.br

Suponho que a lição de tudo isso seja não chegar aos oitenta anos fazendo um retrospecto da vida e se perguntando se fez a escolha certa ou como a vida teria sido diferente se você tivesse feito uma opção e não a outra Com um título desse, a primeira coisa que pode passar pela sua cabeça é que se trata da história de uma mulher metida à cozinheira e que sonha em ter o próprio café. Bom, foi isso que eu imaginei, mas acredite, a trama não passa nem perto disso. Ellen Branford, a personagem principal, é uma poderosa advogada de Manhattan, cujo noivo, vindo de uma família rica, está prestes a se tornar um importante político. Tudo parece estar caminhando muito bem, até que ela recebe a triste notícia de que sua avó, a quem era muito apegada, veio a falecer. Antes disso acontecer, a avó tinha feito a ela um último pedido: queria que Ellen fosse até Beacon, cidade onde viveu, para entregar uma carta destinada ao grande amor de sua juventude. Prontamente ela atende a esse pedido e, chegando na cidadezinha, logo estranha a forma calma e simples da cidade, tão características do interior. Em certo momento, enquanto distraída tirava fotos do píer, ela acaba caindo no mar e é socorrida por Roy, com quem continua a es-

8 | www.outdoorregional.com.br

Ficha Técnica

Título: O Irresistível Café de Cupcakes Autora: Mary Simses Editora: Paralela 288 páginas

barrar por várias vezes enquanto procura o destinatário da carta de sua avó. Você já deve imaginar o que vem a seguir, não? Sim, é uma história bem clichê e previsível, mas que a autora Mary Simses sabe como conduzir para que se torne encantadora. Toda a história é permeada pelo quesito família, um assunto que sempre consegue emocionar e prender a atenção. É uma ótima história para quem deseja fugir um pouquinho da rotina agitada e relaxar. Um romance apaixonante e regado com doces cupcakes!


www.outdoorregional.com.br | 9


SÉRIES

The Last Man on Earth Por: Juliana Moreno j-moreno@ outdoorr egional.com.br

Apesar do título, nova série da Fox trata-se de uma comédia No dia 1º de março, a nova série da Fox, “The Last Man on Earth” (O Último Homem na Terra) estreou nos EUA. No ano de 2020, um vírus letal acabou com toda vida humana no planeta, ou quase toda, como o próprio nome da série já diz.

A série Phil Miller (Will Forte) surge a nós com o único sobrevivente do planeta. No início ele mesmo desacredita de tal fato, tanto é que rodou o país todo, por quase um ano, em busca de outros sobreviventes. Mesmo depois de ter viajado por todas as cidades dos Estados Unidos, não encontra uma viva alma sequer. Então, como detentor de tal status, ele acha por bem fazer de sua vida o que bem entender, afinal, quem o julgaria, não é mesmo?

Phil Mesmo sozinho ele consegue se divertir à beça, como numa cena em que tem um supermercado inteiro à sua disposição. Derrubar pilhas de produtos com um carrinho em alta velocidade é só o começo. Em contrapartida, apesar desse lado divertido, já é possível ver em Phil uma parte que se rende à solidão e é nesse ponto que o telespectador começa a indagar: como uma série de um personagem só irá se sustentar?

Detalhes Aí entra uma parte muito importante e que dá as caras com maestria já no piloto: a trilha sonora e a edição. Juntas, tornam-se quase coadjuvantes na série que, pelo menos no primeiro episódio, não conta com diálogos. Junte-se a isso a excelente direção de Phil Lord e Chris Miller, que conseguem equilibrar perfeitamente a série. Mesmo com tal premissa, de um homem solitário, não pende para o lado da depressão e do vazio. Pelo contrário: prepare-se para boas risadas. No segundo episódio, Phil descobrirá que sua real situação no mundo não é exatamente como no título da série. Mas isso é assunto para o segundo episódio e para quem ficou curioso com toda essa história!

10 | www.outdoorregional.com.br

Phil Miller (Will Forte) surge a nós com o único sobrevivente do planeta


www.outdoorregional.com.br | 11


MĂšSICA

12 | www.outdoorregional.com.br


Sucesso Quem não conhece e lê esse nome, prontamente, acha que ela é brasileira. Mas não. Ariane Grande nasceu em Boca Raton na Flórida (EUA). A atriz, cantora e compositora de 21 anos já é sucesso no mundo todo. Conhecida como “mini Mariah Carey”, ela faz jus ao apelido com estilo musical muito parecido. Nas músicas “Santa Tell Me”, “The Way”, “Lovin’it” e “Piano”, por exemplo, a semelhança é incrível. E nem a própria artista nega isso. “Eu amo a Mariah Carey. Ela é literalmente o meu ser humano favorito no planeta. E, claro, Whitney [Houston] também. Quanto a influências vocais, Whitney e Mariah praticamente respondem isso”, afirma Grande. A cantora pop também varia seu estilo com dance music, lembrando o jeitão de Lasgo com “One Last Time”, “Love Me Harder” e “Break Free”; os mais crescidinhos sabem bem do grupo a qual me refiro. Sucesso na atualidade, Grande influencia a geração atual com seu estilo musical e promete presença garantida em diversos Grammy Awards.

Promessa desde cedo Aos 15 anos, Grande já demonstrava ser uma estrela de sucesso. Em 2008, interpretou o papel de Charlotte, no musical 13 da Broadway, no qual ela ganhou o Prêmio Nacional de Teatro da Juventude. Em 2010, atuou como Miriam no novo musical, Cuba Libre, escrito e produzido por Desmond Child. No mesmo ano, foi escalada para interpretar Cat Valentine na série de televisão da Nickelodeon, Victorious. Como cantora, chegou emplacando logo de cara no mundo da música. Em 2013, alcançou o auge do seu sucesso com “The Way”, do seu primeiro álbum de estúdio, “Yours Truly”, que ocupou a nona posição no Billboard Hot 100 e foi certificado como ouro pela RIAA. O álbum foi aclamado pela crítica e estreou na primeira posição na Billboard 200. Isso consagrou Grande como a primeira artista feminina a ter o álbum de estreia na parada. Posteriormente, foi

Nos EUA, Ariana Grande é considerada uma ‘mini Mariah Carey’ honrada pela The Music Business Association em 2014 como Artista Revelação do Ano, por suas realizações em 2013. E tem mais! Numa ação, digamos, diferenciada para crianças, aos dez anos, Ariana Grande co-fundou o grupo de jovens cantores “Kids Who Care” e se apresentou com eles no sul da Flórida para arrecadar fundos para a caridade. Na época, foram arrecadados aproximadamente 500 mil dólares para as instituições de caridade, apenas em 2007. No verão de 2009, como membro da organização de caridade da Broadway na África do Sul, Grande se apresentou e ensinou músicas e danças para as crianças em Gugulethu, junto com seu irmão Frankie. Linda, talentosa e boa moça. Ariana tem tudo para ser uma GRANDE diva da música pop.

A atriz, cantora e compositora de 21 anos já é sucesso no mundo todo

www.outdoorregional.com.br | 13


WEB

Cenas Lamentáveis Por:Bruno Rodrigues b-rodrigues@ outdoorr egional.com.br

Irreverência, diversão e muito futebol: esses são alguns ingredientes da inusitada fanpage Cenas Lamentáveis Perfil da página Criada um pouco antes da Copa do Mundo no Brasil, a página chegou ao universo das redes sociais com a proposta de mostrar todo tipo de pancadaria que acontece no futebol. No entanto, o enfoque foi aumentando de acordo com o evento. Além das butinadas, a página costuma exaltar os anos 90, com estilo dos atletas mais antigos que usavam mullets, bigode e barba. Algo completamente diferente da atualidade, em que jogadores usam géis, laquês e até fazem a sobrancelha. Aliás, jogadores como Neymar, Daniel Alves e David Luiz são umas das principais vítimas das piadas e divertidos xingamentos da fanpage. Contrastando com esses atletas, lá, são exaltados jogadores polêmicos como Edmundo, Junior Baiano, Romário. A maioria dos homenageados já encerrou a carreia e são lembrados por brigas, vitórias e frases memoráveis que disseram ao longo de suas carreiras. Além de toda criatividade dos administradores da página, vale destacar a interatividade com os seguidores. Algumas vezes é possível ver até canais esportivos como Fox Sports e Esporte Interativo se aventurando nos comentários dos posts. Realmente hilário!

O ápice No dia 7 de janeiro, o Cenas Lamentáveis resolveu criar o “dia do foi pouco” em alusão aos 7x1 do jogo entre Brasil e Alemanha na Copa do Mundo de 2014. Eles elaboraram diversos posts referentes à goleada e inventaram até cartas para alguns jogadores que participaram do vexame. No dia, algumas rádios e portais se pautaram pela ideia da fanpage e entraram na onda da brincadeira. A página chegou a alavancar o número de seus curtidores neste dia com milhares de likes e atualmente ostenta a marca de mais de 65 mil seguidores. Ficou curioso? Borá lá dar uma olhada! /Cenas Lamentáveis 14 | www.outdoorregional.com.br

atualmente, a página ostenta a marca de mais de 65 mil seguidores


www.outdoorregional.com.br | 15


MODA MASCULINA

16 | www.outdoorregional.com.br


Este estilo já é influente na moda masculina há muito tempo, abrangendo desde peças que atualmente são consideradas tradicionais, como o trench coat (sobretudo com botões) e a famosa jaqueta estilo aviador, assim como os óculos Ray-ban, remetendo sempre ao estilo militar.

Trench Coat O famoso e favorito trench coat surgiu em 1879 quando Thomas Burberry criou um casaco de gabardine (tecido confortável e resistente à chuva), e os primeiros clientes a aderirem o casaco foram os soldados britânicos que lutaram nas trincheiras (daí o nome trench) na 1ª Guerra Mundial.

#DICAS Use apenas uma das peças com características militares numa mesma produção Invista em casacos com estampa militar

Aviador A jaqueta aviador foi usada primeiramente pela Força Aérea dos EUA, que passou a ser conhecida como “bomber” (bombardeiro, em inglês). Logo após, foi a marinha quem criou a sua própria versão de jaqueta para os pilotos locados nos porta-aviões. O aviador é um modelo de óculos que se tornou popular a partir da década de 60 e virou um clássico usado até hoje. Combinam com todo o tipo de rosto e ganharam novas cores de suas lentes.

Aposte nas cores verde escuro e caqui, que remetem bem o estilo

Estilo As peças como trench coat e jaquetas do tipo aviador são considerados clássicos do guarda-roupa masculino, por isso, nunca saíram totalmente de moda. Entretanto, neste outono-inverno muitas marcas apostaram neles como as peças coringas da coleção para esta estação. Para os calçados, os coturnos aparecem em versões sofisticadas em couro e camurça. Para investir no estilo militar, cores como o verde escuro e o cáqui têm o poder de remeter ao militarismo.

trench coat e jaquetas do tipo aviador são considerados clássicos do guarda-roupa masculino

www.outdoorregional.com.br | 17


MODA FEMININA

18 | www.outdoorregional.com.br


O estilo A calça cenoura tem um corte de alfaiataria com pregas no cós, ficando mais larga na parte de cima, na cintura e vai afinando até a barra, onde ela é bem justinha, criando volume nos quadris. O volume no quadril é ideal para silhuetas triângulo invertido, ou seja, possuem quadris estreitos e volume maior nos ombros e seios, pois o volume nos quadris acaba por harmonizar as proporções, disfarçando os ombros. O cavalo geralmente é mais baixo, o que não valoriza quem tem pernas curtas ou quadris largos. Para o tipo físico chamado pera, com medidas maiores no quadril e no bumbum do que nos ombros, uma ótima estratégia de vestimenta também para equilibrar o excesso de volume no quadril é coordenar com um blazer ou blusa com ombreiras, deixando o volume do quadril igualado ao dos ombros, equilibrando o look e as proporções.

Como usar Para um look altamente moderno separe os tops cropped para serem usados com uma calça de cintura alta carrot. Os tops para esta temporada outono-inverno aparecem mais clássicos, com cortes e materiais que remetem à alfaiataria, em cores neutras, dando um ar de sofisticação à produção. O modelo destas peças é mais uma inspiração dos anos 80, ideal para quem tem pernas longas. Os tecidos que são inseridos nos modelos para calça cenoura são variados desde que tenha caimento. Quanto mais caimento tiver o tecido, melhor a modelagem, pois diminui o volume do corte e aumenta o conforto. A calça cenoura pode ser usada por diversas mulheres, atentando-se sempre ao tipo de corpo que cada uma possui, já que quadris largos ou pernas curtas, requerem um pouco de cuidado. A calça carrot é tendência na temporada, por isso, invista nesse estilo e arrase na estação.

O cavalo baixo valoriza as mulheres de pernas mais longas

#DICAS Excelente modelo de calça para quem tem os quadris estreitos

As mulheres de pernas curtas podem combinar o estilo com um sapato nude de salto alto e bico fino Combine a calça cenoura com um belo top cropped em alfaiataria

www.outdoorregional.com.br | 19


Por: Juliana Moreno j-moreno@outdoorregional.com.br

BELEZA

Make de Outono Com a chegada do Outono, muito já começa a se falar sobre as tendências em maquiagem para a estação. Três versões serão bem vistas nos próximos meses: boca tudo, olho nada, o inverso e o inabalável nude, que promete ser o queridinho. Nas passarelas, as modelos têm aparecido com makes mais básicas, para transparecer naturalidade. Os tons nude são lindos e podem ser aproveitados em outras maquiagens também, já que combinam muito com as cores mais fortes também. Nos olhos, por exemplo, você pode usar a combinação de marrom mais quente, com um tom de ferrugem fosca. Já no acabamento, um marrom escuro e o dourado irão casar perfeitamente!

Batom roxo Aproveite, porque esta é a hora: pode usar e abusar do seu batom roxo! Além de estar super na moda, o tom favorece todos os tipos de pele, das mais branquinhas, até as negras. Uma boa dica é não pesar a maquiagem com outras cores, como o rosa e o alaranjado, por exemplo, quando for usar o roxo nos lábios. Prefira sombras mais escuras, com o cinza chumbo, o preto e até mesmo o marrom, pois isso deixará o contexto todo mais harmonioso. E a dica vale para todos os tons de roxo, desde que sejam os mais escuros, como aquele que é mais azulado, o beterraba e o berinjela, aquele mais escuro, quase preto! Na hora de aplicar, uma dica: escolha um lápis de boca da mesma cor e preencha o contorno dos lábios antes. Além de facilitar a aplicação do batom, aumentará a durabilidade dele.

Cuidado! É preciso estar atenta: existem coisas que você mesma faz e, sem perceber, está prejudicando e muito a saúde de sua pele. O primeiro erro é espremer espinhas, pelos encravados ou qualquer outra coisa que apareça no rosto. Quanto mais pressionar e manipular, mais inflamado ficará. Outro deslize muito comum é não fazer esfoliação na pele, que remove as células mortas. O ideal é realizar o procedimento uma vez na semana e usar hidratante nos outros, para nutrir as novas células. A mania de lavar o rosto demais também prejudica, já que o excesso resseca a pele e desequilibra o pH natural. Outra forma de prejudicar a pele, é esfregando o contorno dos olhos, local onde a pele é mais fina, ou seja, mais delicada. Esfregar demaquilante ou puxar para aplicar delineador são hábitos que desgastam as fibras, diminuindo o colágeno e a elasticidade. 20 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 21


TRANSFORMAÇÂO

Celebrando pequenas vitórias Por: Laura Baggio l-baggio@outdoorregional.com.br

A importância de comemorar cada passo Você merece! Comemoremos: viva! É quase sempre assim: decidimos atingir nossas metas, começamos entusiasmados e cheios de esperanças, nos primeiros dias não medimos esforços, saímos do nosso modo automático e vemos e sentimos a mágica acontecer. Porém, passa-se algum tempo e a nossa energia diminui. Percebemos desacelerar os ganhos, visualizamos possíveis desafios,

Já dizia William Shakespeare, “sofremos muito com o pouco que nos falta e gozamos pouco o muito que temos”. Penso que em algum momento perdemos a capacidade de olhar para nossos esforços com reverência e admiração, e, talvez por nos compararmos demasiadamente com os outros, esquecemo-nos de celebrar as nossas pequenas conquistas. Comemorar com alegria, com brinde, com festa, com grito, com dança um pequeno avanço, mas crucial para “chegarmos lá”, é o fogo que nos aquece, é o alimento que nos dá força, é o sono que nos dá energia para continuar explorando o desconhecido. Devemos tentar manter nossa chama acesa, e para isso é preciso celebrar! Então, pare por alguns segundos e vibre tudo o que você conquistou até aqui. Olhe para você e se orgulhe. Você merece! Comemoremos: viva! *Você pode encontrar mais textos no blog: www.oombrodaborboleta.blogspot.com.br

imaginamos intempéries e vagarosamente abrimos as portas para sentimentos desmotivadores. De repente nos visita o medo, a insegurança, a vaidade, a vergonha. E logo, tudo ao nosso redor parece nos dizer “não vai dar certo”. Pegamos novamente a velha estrada, repetimos padrões de comportamentos desfavoráveis, embarcamos mais uma vez em uma jornada acinzentada cheia de “desculpas”, estagnamos. E assim permanecemos até que, num ímpeto de vida, surja esse impulso, e iniciemos novamente a busca pelos nossos sonhos. Não é mesmo fácil abrir novos caminhos e encontrar novas formas de se pensar frente a uma “mata fechada”, algo novo, um desafio não desbravado (por você) ainda. Exige força e motivação contínuas. Mas como? Como manter a energia?

22 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 23


ARQUITETURA E DECORAÇÃO

24 | www.outdoorregional.com.br


As cortinas são o toque final na decoração de qualquer ambiente, mas também acabam sendo úteis, garantindo privacidade, uma boa iluminação, além de aconchego e beleza.

Cortinas Existem vários tipos de cortinas. As de tecido são as mais comuns e um dos mais utilizados é o algodão, por ser um bom condutor térmico, que mantém a temperatura tanto em dias frios quanto quentes. O linho, por sua vez, é mais encorpado e considerado nobre, e o voal um tecido levemente transparente, geralmente combinado com algum tipo de forro. Há também o blackout, feito de poliéster, capaz de bloquear 100% a iluminação natural.

Persianas Já as persianas são consideradas minimalistas, para ambientes mais modernos. São mais baratas que as de tecido, geralmente fabricadas em alumínio ou madeira. Diminuem a luminosidade, mas não são capazes de bloquear, como uma de tecido. Podem girar tanto na vertical, quanto na horizontal, e quanto maior suas lâminas, maior a entrada de luz quando abertas. Existem três maneiras de controlar as persianas: standart, com a cordinha, monocontrole, com uma haste e motorizada, geralmente utilizada em cortinas mais altas. Outro tipo de persiana muito utilizado é a cortina romana, constituída por camadas que podem ser fabricadas em diversos tecidos.

Outros estilos

são o toque final na decoração de qualquer ambiente, mas também acabam sendo úteis, garantindo privacidade, uma boa iluminação, além de aconchego e beleza

A cortina rolô é a mais moderna! É o modelo mais utilizado juntamente com o tecido blackout para impedir a entrada de luz no ambiente, ou como forro para cortinas tradicionais. Em grandes vãos, costuma-se usar a cortina painel, geralmente de lona ou sarja e metade dela fica sempre fechada. Existe ainda a cortina celular, que mais parece uma colmeia e forma uma espécie de sanfona.

Fixação Para fixar a cortina na parede pode-se usar trilho ou varão, que podem ser únicos, duplos ou triplos. O trilho tem o inconveniente de precisar ser escondido entre forros de gesso, por exemplo. O varão é mais simples e pode ficar à mostra. Pede cortinas de tecidos mais leves e pode ser fabricado em madeira, ferro ou aço. Cortina não é o tipo de coisa que trocamos com muita frequência, por isso, é importante analisar os diversos modelos disponíveis no mercado antes de investir.

www.outdoorregional.com.br | 25


SOCIAL

6 anos Revista Outdoor Regional Fotos: Vincenzo Augusto

26 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 27


SOCIAL

Fotos: Vincenzo Augusto

28 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 29


SOCIAL

Fotos: Vincenzo Augusto

30 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 31


SOCIAL

Deck Bar IPERĂ“ FEST 2015 & Restaurante Fotos: Renato Salles / Jhony Salles

32 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 33


SOCIAL

Deck Bar IPERĂ“ FEST 2015 & Restaurante Fotos: Renato Salles / Jhony Salles

34 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 35


SOCIAL

Deck Bar IPERĂ“ FEST 2015 & Restaurante Fotos: Renato Salles / Jhony Salles

36 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 37


SOCIAL

Deck Bar IPERĂ“ FEST 2015 & Restaurante Fotos: Renato Salles / Jhony Salles

38 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 39


SOCIAL

Deck Bar IPERĂ“ FEST 2015 & Restaurante Fotos: Renato Salles / Jhony Salles

40 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 41


SOCIAL

Deck Bar IPERĂ“ FEST 2015 & Restaurante Fotos: Renato Salles / Jhony Salles

42 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 43


SOCIAL

CulturaBar alternativa - Verdi Deck Fotos: Cintia Rodrigues ArielRestaurante Serr達o & Adriel Christo

44 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 45


CulturaBar alternativa - Verdi Deck Fotos: Cintia Rodrigues ArielRestaurante Serr達o & Adriel Christo

46 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 47


SOCIAL

Bangal么

48 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 49


SOCIAL

- A Fรกbrica - El Mexicano - Festa do Milho

50 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 51


SOCIAL

Temacon Deck Bar Temakeria & Cia & Restaurante Fotos: Raphael V達o

52 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 53


CAPA

54 | www.outdoorregional.com.br

Por: Juliana Moreno j-moreno@outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 55


Graças a Deus estávamos com a agenda cheia e realizamos um Carnaval lindíssimo. Ano que vem tem mais

Dentre os ritmos destacados estão o axé, o pagode e a arrocha, que aparecem distintos ou até mesmo misturados. Em entrevista, a cantora falo um pouco sobre a experiência de estar no comando dos vocais na gravação do novo DVD. “É uma responsabilidade muito grande, pelo fato da banda já ter um bom tempo de carreira, e fiquei surpresa com o resultado. Graças a Deus no final tudo deu certo, gostei muito do resultado. Foi feito com muito carinho, amor e dedicação. Um trabalho muito bem pensado para que fosse feito no Pelourinho”, disse ela. A cantora também falou sobre o retorno do público em relação a esse novo trabalho. “A receptividade está muito boa, estamos tendo um ótimo retorno. É bastante gratificante ver a galera nos shows cantando em coro nossas músicas”, diz.

Mari Antunes Mari Antunes é natural de Itapetinga, mas viveu em Itabuna. Possui formação em enfermagem, mas o grande amor da baiana sempre foi a música. Não é à toa que, quando dividiu-se entre as duas profissões, acabou pendendo e foi conquistada definitivamente pela arte de cantar, que é a sua paixão declarada. Sua história na música começou antes do Babado Novo. No início da carreira, em 2005, montou os grupos Estação Lunas, Bembolado e Descarga Elétrica. Depois disso, integrou o elenco da banda de baile Lordão e também passou pela Sarypa, sendo sua última parada antes, de enfim, assumir como vocalista do Babado Novo. Desde então, Mari afirma que houve muito amadurecimento profissional, seja na relação com os artistas de sua área, com os fãs e principalmente pessoal. Sobre a experiência de dar “sua cara” a um grupo já consagrado, ela disse estar trabalhando para que as duas histórias, sua e da banda, se completem. “O Babado Novo é uma banda de renome, já entrei com uma história estabelecida. Estou colocando o máximo de minha verdade, e com muito amor e muita dedicação, as coisas vão fluindo automaticamente”, afirma.

56 | www.outdoorregional.com.br


já entrei com uma história estabelecida. Estou colocando o máximo de minha verdade, e com muito amor e muita dedicação, as coisas vão fluindo automaticamente

Carnaval No Carnaval, Mari Antunes cumpriu uma agenda cheia, levando muita música, animação e axé para multidões de foliões. “Nosso Carnaval foi uma maratona (risos). Começamos já na quarta-feira (11), em Salvador, onde nos apresentamos entre trios e camarotes até domingo (15). Na segunda-feira fomos para Goiás e finalizamos no Rio Grande do Norte e Maranhão. Graças a Deus estávamos com a agenda cheia e realizamos um Carnaval lindíssimo. Ano que vem tem mais”, diz ela.

No sábado, dia 14, ela esteve em Salvador para puxar o Bloco Happy, no circuito Ondina/Barra. Vestida de boneca, ela animou duas mil pessoas, entre pais e filhos. No dia seguinte ela animou o Trio Papa, em Salvador, acompanhada dos cantores Sam Alves e Kim Lírio, ambos ex-participantes do reality show The Voice Brasil. No dia 16, em Aruanã, mais de 10 mil pessoas pularam e cantaram durante duas horas de show. Já no dia seguinte, o Babado encerrou o Carnaval de Macau, num show que estava previsto para começar às duas horas da madrugada já da quarta-feira de cinzas, mas que por conta de um atraso no voo do grupo, Mari e a banda só subiram ao palco às seis horas da manhã. Mesmo assim comandaram um show que se estendeu até oito horas, esbanjando energia e interatividade com o público, que dançou sem parar nessas duas horas de duração.

Recado E o Babado Novo não para! Mari nos contou que agora a banda prossegue trabalhando na divulgação do novo DVD nesse semestre todo. “Alô, leitores da Outdoor Regional! Um grande beijo da Mari Antunes e de toda banda Babado Novo! Desejo a todos muito sucesso, que Deus os abençoe mais e mais”, finaliza a cantora.

www.outdoorregional.com.br | 57


ESPORTES

58 | www.outdoorregional.com.br


Sobre a modalidade Com quase 100 anos de história, o handebol é um esporte coletivo que foi criado pelo professor alemão Karl Schelenz, no ano de 1919. Originalmente, começou a ser praticado de forma competitiva em países como, por exemplo, Áustria, Suíça, além da Alemanha. Nos primórdios, as partidas de handebol eram realizadas em campos gramados semelhantes aos de futebol. Em 1934, o Comitê Olímpico Internacional incluiu o handebol como esporte Olímpico. Em 1938, foi disputado, na Alemanha, o primeiro campeonato mundial de handebol. Atualmente, o esporte é praticado em 183 países, envolvendo mais de um milhão de equipes e trinta milhões de profissionais (jogadores, treinadores e outros profissionais do esporte). O principal torneio internacional de Handebol é o Campeonato Mundial. É realizado em todos os anos ímpares e conta com a participação de seleções nacionais. A edição mais recente foi o Mundial de Handebol (masculino), que ocorreu entre 15 de janeiro e 1º de fevereiro deste ano, no Qatar. A França tornou-se pentacampeã e a globalizada seleção do Qatar ficou como vice-campeã. Quanto às mulheres, a próxima versão feminina do Campeonato Mundial de Handebol ocorrerá entre 5 e 20 de dezembro, na Dinamarca.

Vinícius Leandro das Neves, treinador da equipe de handebol da FACENS feminino de handebol. Morten Soubak (técnico dinamarquês da seleção brasileira) vem desenvolvendo um trabalho em parceria com equipes europeias, com várias jogadoras brasileiras atuando por lá”, afirma Vinícius. Embora o esporte tenha crescido no país, as mazelas na ingressão do esporte ainda existem. “Nossa maior dificuldade no atual cenário nacional é o reconhecimento e investimento do esporte, temos uma Liga Nacional com a participação de menos de 15 equipes profissionais, muito pouco em relação ao número de cidades brasileiras”, comenta. A prática desse esporte traz muitos benefícios aos atletas. “O handebol faz muito bem à saúde: melhora a performance cardiorrespiratória e a circulação sanguínea, tonifica a musculatura do corpo inteiro, pois durante as atividades são exigidas e trabalhados grandes variedades de músculos. Além de ser um dos melhores meios de convivência e relações interpessoais”, incentiva o professor e treinador.

O Campeonato Mundial de Handebol feminino será em dezembro

Handebol na região Praticada em muitos colégios, a modalidade está em ascensão. Segundo o professor do colégio Objetivo e treinador da equipe de handebol da FACENS, Vinícius Leandro das Neves, 28, o esporte é mais praticado que o futsal em algumas escolas do país. “Somos o atual campeão do mundo

www.outdoorregional.com.br | 59


SAĂšDE

60 | www.outdoorregional.com.br


Todo ano é a mesma coisa: “não deixe água acumulada”, “coloque areia nos pratinhos das plantas”, “não deixe potes e pneus ao ar livre”, mas todo ano os casos de Dengue só aumentam. Mas agora os casos estão crescendo em níveis surreais. E para piorar, outra doença pegou carona no mosquitinho, a Febre Chikungunya. E para você entender quais as diferenças entre essas duas patologias, vamos explicar a seguir.

Mosquito ou pernilongo? Não se pode confundir o mosquito Aedes aegypti com o pernilongo doméstico, o Culex quinquefaciatus. Enquanto o transmissor da Dengue prefere buscar suas vítimas (sugar o sangue humano) durante o dia, em especial a início da manhã e o final da tarde, não faz zumbido, sua coloração é negra com manchas brancas no corpo e pernas, deposita seus ovos em local muito próximo da água limpa, potável ou não; mesmo em ambiente seco, os ovos podem ficar hibernando durante um ano e ao menor contato com a água, eclodem. Já o pernilongo prefere a noite, faz zumbido durante o voo, sua coloração é amarronzada, deposita seus ovos diretos na água suja, rica em material orgânico. Vale lembrar, que o pernilongo transmite a filariose, mais conhecida como elefantíase, que causa o inchaço dos membros inferiores e por isso devemos nos prevenir dele também.

Dengue vs Febre Chikungunya Para você entender bem a diferença entre as duas doenças, observe a frequência de cada sintoma descrito abaixo:

•Dengue 1.Febre: moderada 2.Dor muscular: moderada 3.Dor articular: baixa 4.Dor fundo olhos: alta 5.Sangramentos: alta 6.Exantema (manchas vermelhas): baixa 7.Após fase aguda: Fadiga

•Febre Chikungunya 1.Febre: alta 2.Dor muscular: baixa 3.Dor nas articulações: alta 4.Dor fundo olhos: baixa 5.Sangramentos: baixa 6.Exantema (manchas vermelhas): moderada 7.Após fase aguda: Dor nas articulações crônica

O que fazer em caso de suspeita? Sempre procure atendimento se perceber os sintomas descritos; outras doenças possuem sintomas parecidos. Nunca tome nenhuma medicação por conta própria. As doenças possuem fases distintas, aguda ou crônica, e as medidas tomadas diferem entre elas. O tratamento normalmente utiliza-se de antitérmicos para controlar a febre. Anti-inflamatórios não devem ser utilizados na fase aguda, pois podem causar sangramentos e agravar, já que existe a possibilidade do diagnóstico ser Dengue. A hidratação é fundamental em qualquer um dos casos e o repouso é essencial para a melhora.

www.outdoorregional.com.br | 61


GAMES

62 | www.outdoorregional.com.br


Desenvolvedora: Concept/ IntiCreates Editora: Concept Plataformas: 3DS/Wii-U/PC/PS3/ PS4/PSV/ Xbox 360/Xbox One Lançamento: Abril/2015

Quando Keiji Inafune iniciou uma campanha no KickStarter para produzir “Might nº 9”, muitos gamers ficaram surpresos. Após 23 anos de trabalhos prestados para a Capcom e que produziram pérolas como “Dead Rising” e “Onimusha”, o criador da franquia “Mega Man” apresentou aos fãs o projeto de um novo jogo que trazia muitas, se não todas, as características do robozinho azul mais famoso do mundo dos games. Foi impossível resistir. O projeto que precisava de R$900 mil para ser realizado recebeu cerca de R$ 4 milhões para ser produzido e neste mês nós vamos ver os resultados.

O jogo “Might nº 9” é um jogo que se utiliza da fórmula criada por “Mega Man”, muitas vezes de maneira tão intensa que fiquei surpreso pela Capcom não ter torcido o nariz para o projeto. No game, controlamos Beck, um robô que precisa derrotar seus irmãos que foram invadidos por um vírus que os deixou violentos. Assim, levaremos o robozinho azul para enfrentar seus

inimigos em fases que podem ser feitas na ordem que quisermos, passando por estágios sempre tematizados com a característica únicas de seu chefão, que quando derrotado, irá conferir um poder para o herói. Este esquema todo lembra algum outro jogo?

Modelo antigo, ideias novas Mas se nas mãos de outro desenvolvedor trazer um game tão parecido com “Mega Man” poderia soar como um sacrilégio (que provavelmente levaria a um processo por direitos autorais), este fator negativo praticamente some quando vemos os estágios do game. Assim como seu parente distante, Beck transforma seu braço em um canhão, mas esta é apenas a ponta do iceberg com relação aos poderes do herói. Ao adquirir a habilidade de um chefe, o robô pode transformar todo o seu corpo, assumindo uma forma diferente e com habilidades específicas para superar os desafios que virão. O game terá uma pegada árcade muito forte, com pontos que vão se multiplicando com o aumento dos combos e cuja somatória será disponibilizada on-line, além de um modo cooperativo e um modelo competitivo, para ver quem poderá terminar os estágios primeiro. Mas o que realmente encanta em “Mighty nº 9” é o toque especial que Keiji Inafune consegue trazer aos seus jogos e o carisma natural que dá aos seus personagens. Com um desafio interessante a cada estágio projetado, sempre com uma música de alto nível, composta por Takashi Tateishi, criador da trilha do saudoso “Mega Man 2”, o game promete ser um dos grandes destaques do mês de abril.

www.outdoorregional.com.br | 63


Por: Juliana Moreno j-moreno@outdoorregional.com.br

PETS

Cuidados com o aquário Não são poucas as pessoas que, ao invés de cachorros, gatos ou pássaros, optam pelos peixes. Apesar disso, é preciso manter o aquário sempre em boas condições. Nunca lave o vidro com sabão ou qualquer material de limpeza. Apenas a água corrente da torneira e uma esponja nova são necessárias. Essa limpeza deve ser feita todo mês, mas caso ele não se mantenha limpo por 30 dias, verifique se o sistema de filtragem está sendo suficiente para o tamanho do aquário e quantidade de peixes. No momento da limpeza, deve-se trocar apenas 1/3 da água, mas caso esteja muito sujo, pode ser a metade. Evite, também, colocar as mãos dentro do aquário, que pode conter suor e impurezas que contaminam a água.

Cães depressivos Sim, eles podem sofrer de depressão, geralmente resultado de uma situação traumática. Pode ser a chegada de outro cão ou de um bebê, mudança de residência, alteração na rotina do sono e até mesmo alterações de clima, como a chegada do inverno. Para identificar isso no cão, esteja atento a algumas situações, como: falta de interação com outros cães, mudança de apetite, alterações de sono, choros excessivos e até mesmo comportamentos autodestrutivos, como bater-se contra a parede, automutilar-se e parar de comer. Se identificar algum desses sintomas, procure ajuda de um veterinário que, juntamente com você, poderá identificar a causa a apontar o tratamento adequado.

A personalidade dos donos Uma pesquisa apontou que existem muitas diferenças de personalidade entre donos de cães e gatos. Segundo a pesquisadora Denise Guastello, professora de psicologia da Universidade Carroll, em Waukesha, as pessoas que preferem cães são mais animadas, gostam de sair e conversar. Já as que gostam mais de gatos, são mais introvertidas, sensíveis e preferem ficar em casa lendo um livro e não ter que levar o gato para passear. Ainda segundo a pesquisa, donos de cães possuem mais disposição, são extrovertidas e costumam seguir as regras. Em contrapartida, os donos dos gatos são abertos a novas ideias, mas tendem a desobedecer regras e obtiveram um desempenho melhor na avaliação de inteligência.

64 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 65


TURISMO

66| www.outdoorregional.com.br


A cidade Pensar na capital portuguesa é lembrar instantaneamente de becos e ruelas, sotaques carregados e muita história. A terra do extraordinário escritor Fernando Pessoa respira cultura e sua gastronomia é digna de roteiro específico. Com mais de 500 mil habitantes, a cidade foi fundada em 1147 a.C. e hoje tem como sua maior economia o turismo e a renda de indústrias multinacionais. A capital portuguesa do século 21, diferente da tradicional terrinha, reserva aos seus visitantes belas surpresas, como o Centro Cultural de Belém, o extraordinário Oceanário, o MUDE, Museu do Design e da Moda, e restaurantes e hotéis bem interessantes. A rede de metrô e trens é ótima para levar visitantes a áreas um pouco mais distantes, como Belém e Parque das Nações, e também para explorar a região, em destinos como Sintra, Queluz e Cascais. Com grande expressividade e beleza, a Torre de Belém é um ponto turístico obrigatório. Classificada como Patrimônio Mundial pela UNESCO, a belíssima construção teve seu início em 1514 e foi arquitetada por Francisco Arruda. Entre outras opções imperdíveis que fazem parte de um roteiro bacana, estão o Castelo de São Jorge, Oceanário de Lisboa, Elevador de Santa Justa, Igreja de São Roque e Mosteiro de Jerónimos. A sensação de caminhar pelos paralelepípedos portugueses é de respirar o velho mundo em plena atualidade.

A Torre de Belém é um ponto turístico indispensável lecimentos mais inovadores, trazendo requinte moderno para uma cozinha clássica. Encontram-se também bons vinhos de Douro, Dão e Alentejo. Para apreciar todas essas delícias, recomenda-se procurar locais com música ao vivo tocando a tradicional música lusitana, com objetivo de deixar a refeição ainda mais especial. Fora da cena gastronômica tipicamente portuguesa, seguindo um mundo globalizado, há várias boas mesas de outras especialidades também, mas estar em Portugal e não saborear suas iguarias é um pecado mortal.

Gastronomia No mundo todo, poucas cidades agradam mais ao paladar brasileiro do que Lisboa. É possível encontrar um bom número de restaurantes, tascas e cafés servindo receitas familiares e pratos tão queridos por nós. Bacalhau, sardinha, pastéis de belém, cozido português e uma variada miríade de doces estarão sempre no alcance dos turistas. Peixes de todo tipo, mariscos, sopas, cozidos e temperos bem peculiares recheiam a visita que se resulta em muita água na boca. Para completar, novidades chegaram à metrópole lisboeta, com estabe-

Praça do Rossio, na Baixa de Lisboa de Lisboa

www.outdoorregional.com.br | 67


AUTOS

68 | www.outdoorregional.com.br


Características Com lançamento previsto já para o segundo trimestre, o Peugeot 2008 traz motor 1.6 flex de 122 cv e câmbio manual de cinco velocidades, equipadas com um 1.6 turbo flex de 173 cv, com transmissão manual de seis marchas. Também chama atenção o isolamento acústico: a cabine só é invadida por ruídos quando ultrapassa os 120 km/h. O motor garante agilidade constante com 100% do torque desde os 1.400 rpm, além de ser bem casado com o câmbio, ideal para quem quer aproveitar o 2008 como um SUV familiar. Entre os diferenciais, estão detalhes cromados, teto panorâmico e revestimento parcial em couro. Há, ainda, seis airbags, ESP, assistente de partida em rampas, Grip Control, que serve como tração 4x4 simplificada e luzes para facilitar manobras. O modelo traz um design arrojado, tanque com 50 litros, porta-malas 422 litros e o preço deve variar entre R$ 56.500 e as versões turbo partirão de R$ 75 mil.

Fabricação no Brasil O Peugeot 2008 é a grande aposta da marca francesa para agitar as vendas dos utilitários esportivos compactos, que promete ser febre do momento. Feito sobre a

Detalhe superior

O preço deve variar entre R$56.500 e R$75 mil mesma base do hatch 208, o crossover chega às lojas em abril e será vendido em cinco versões: Allure, Griffe, Allure automático, Griffe automático e Griffe THP automático. Para produzir o modelo, a PSA Peugeot Citroën investiu cerca de R$ 400 milhões para desenvolver o projeto local e adaptar seu complexo industrial de Porto Real, no Rio de Janeiro. De acordo com a companhia, no total, foram três anos de um trabalho desenvolvido que incluiu uma equipe de mais de 300 pessoas baseadas no próprio Centro de Produção e no Latin America Tech Center, o Centro de Pesquisa, Desenvolvimento e Design da PSA Peugeot Citroën, que tem sede em território brasileiro.

Belíssimo acabamento interno

www.outdoorregional.com.br | 69


FINANÇAS

Prepare-se para o mercado de trabalho em crise Como proceder com uma economia em plena queda

Por: Fabio Sanqueta f-sanqueta@outdoorregional.com.br

O país passou por um período onde as taxas de desemprego alcançaram níveis mínimos, o que chamamos de pleno emprego. Segundo dados do governo, o mercado já encontra sinais de fragilidade e de acordo com o IBGE, o desemprego em Fevereiro chegou a 5,9% e, em uma simples comparação a Janeiro, cresceu mais que o mesmo mês de 2014. Jacqueline Resch (Sócia Diretora da Resch RH) e Richard Vinic (Coordenador de pós-graduação em marketing e vendas da FAAP e Diretor da 2B Treinamento Empresarial) mostram em números que não há muitas novas vagas, mas vagas de substituição sempre irão existir. Ainda segundo eles, a contratação depende de 3 fatores: cenário externo, comportamento e conhecimento.

Confiança

Segundo Vinic, a confiança é um dos principais desafios enfrentados. Lembre-se sempre que vagas irão existir, então, a questão é encontrar uma determinada posição ligada às suas competências.

Auto Avaliação

Empregados não devem ficar atrás do mercado, precisam sempre se atualizar. Converse com seus superiores, peça avaliações. Já os desempregados, se possível, não devem parar de investir em conhecimentos.

Não pare de buscar o conhecimento

Atualmente há diversas oportunidades e soluções, inclusive gratuitas. No mercado atual, competitivo e não

70 | www.outdoorregional.com.br

De acordo com o IBGE, o desemprego em Fevereiro chegou a 5,9% favorável à comodidade, o conselho é nunca abandonar totalmente os estudos e aprimorar os conhecimentos

não há muitas novas vagas, mas vagas de substituição sempre irão existir profissionais. Busque palestras, cursos, redes sociais como o Linkedin, oportunidades gratuitas ou baratas.

Alternativas e contatos

Abra um leque de opções e não foque apenas em uma determinada vaga. Dependendo do ramo de conhecimento, pode prestar consultoria, abrir seu negócio, se tornar professor, enfim, crie alternativas. Além de tudo, uma boa rede de contatos é fundamental ao longo da carreira. Deixe as portas abertas, seja um exemplo de profissional que com certeza será lembrado e indicado em futuras oportunidades por seus colegas.


www.outdoorregional.com.br | 71


DIREITO

Assédio Moral no trabalho Um sofrimento solitário que faz mal à saúde do corpo e da alma

Por: Aline Cunha direito@ outdoorr egional.com.br

Como acontece

Normalmente, o superior hierárquico realiza condutas abusivas (palavras, escritos, gestões, atitudes, comportamentos, cobranças de metas exageradas) que de forma intencional venham a ferir a dignidade e a integridade psíquica ou física do trabalhador. Em alguns casos a vítima é isolada do grupo, sem demais explicações, ou por fragilidade psicológica isola-se com intuito de amenizar as agressões. A partir daí, passa a ser ridicularizada e hostilizada dentro do seu local de trabalho.

Como identificar o assediador

É no dia a dia, dentro do ambiente de trabalho, que o assédio moral se caracteriza. Algumas atitudes típicas possibilitam identificar de maneira clara o assediador, entre elas: repetir a mesma ordem para a realização de tarefas simples, até desestabilizar emocionalmente o empregado; dar instruções confusas e imprecisas; ameaçar constantemente quanto à perda do emprego; desmoralizar publicamente; ignorar a presença do trabalhador; determinar metas impossíveis de serem cumpridas, impondo-lhes “castigos” em caso de não cumprimento; espalhar na empresa que o trabalhador está com problemas psicológicos; espalhar boatos sobre a moralidade do trabalhador; tentar forçar um pedido de demissão, entre outras.

Aspectos jurídicos

O assédio moral é, sem dúvida, uma conduta antijurídica e antissocial. O assédio praticado pelo empregador, representado por seus prepostos ou funcionário, pode dar nascimento à pretensão de resolução do contrato pelo empregado, mas por culpa do empregador, a chamada rescisão indireta, por descumprimento de deveres legais e contratuais, rigor excessivo ou exigência de serviços

72 | www.outdoorregional.com.br

O assédio moral é, sem dúvida, uma conduta antissocial além das forças do trabalhador. E sendo o assédio moral um ato violador da dignidade humana, direito de personalidade, e demais normas garantidas pelo ordenamento

sendo o assédio moral um ato violador da dignidade humana, direito de personalidade, e demais normas garantidas pelo ordenamento jurídico jurídico, o empregador poderá responder por danos morais e materiais causados ao ofendido/empregado. A empresa/empregadora, identificando o agressor/assediador, poderá aplicar punições disciplinares, inclusive sua dispensa por justa causa pelo agir ilícito.

Importante!

Se você é testemunha de cenas humilhantes no trabalho, supere seu medo, seja solidário com seu colega. Você poderá ser “a próxima vítima” e nesta hora o apoio dos seus colegas também será precioso. Não esqueça que o medo reforça o poder do agressor!


www.outdoorregional.com.br | 73


POLĂ?TICA

74 | www.outdoorregional.com.br


O sociólogo português Boaventura de Sousa Santos, diretor do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, defendeu no Fórum Social Mundial (FSM), mais diálogo da presidente Dilma Rousseff com os movimentos sociais. “Ela [Dilma] está com tempo para inverter este caminho [de distanciamento] e de rapidamente procurar o apoio dos movimentos sociais. Mas é preciso vontade política”, disse.

Situação atual Para ele, a situação social e política mudou muito desde o início da década de 2000, quando havia um grande ânimo de transformação social e política e grande participação social. Muitos países da América Latina, segundo ele, atravessam dificuldades, e é preciso aprender com os erros. “Penso que houve muitos erros que se cometeram ao longo desses anos, alguns deles têm a ver com o fato de a energia da participação social, que foi fundamental na transformação política, de uma certa maneira, se atenuou”, disse Boaventura, que também é fundador da Universidade Popular dos Movimentos Sociais.

Para a secretária de Cidadania e Diversidade do Ministério da Cultura, Ivana Bentes, é decisivo pensar a participação nas urnas e nas ruas

Participação Para a secretária de Cidadania e Diversidade do Ministério da Cultura, Ivana Bentes, é decisivo pensar a participação nas urnas e nas ruas. “Temos visto um Brasil desde 2013 nas ruas com manifestações da esquerda e da direita. Isso é absolutamente legítimo. O que falta, talvez, seja uma integração maior entre os mecanismos da rua com o voto, ou seja, as pessoas querem ser cogestoras das políticas do Estado.” Segundo Ivana, o Estado e os movimentos sociais têm de reinventar as formas de participação para que haja uma ponte entre as manifestações e as políticas públicas. “O aparato de Estado é lento, ele custa a incorporar as inovações sociais, só que as pessoas estão cada vez mais intolerantes com essa velocidade”.

Temos visto um Brasil desde 2013 nas ruas com manifestações da esquerda e da direita

www.outdoorregional.com.br | 75


BOITUVA

CONFIRA AS NOVIDADES DO MUNICÍPIO Fonte: Assessoria de Comunicação Prefeitura de Boituva

Prefeito faz inspeção nas obras do novo prédio do Fórum de Boituva

O prefeito Edson Marcusso inspecionou três obras em execução do município

Prefeitura dá prazo de 150 dias para 8 mil proprietários regularizarem seus imóveis Os proprietários de imóveis de Boituva que não atendem requisitos do Código de Obras, como aqueles que não respeitam recuo frontal, lateral e nos fundos e, por essa razão, estão em desacordo com os padrões exigidos, terão a oportunidade de regularizar seus imóveis junto a Prefeitura e obter de forma ágil o Habite-se do imóvel, que poderá ser parcelado em até três vezes.

Agilidade e Fiscalização Para regularizar o seu imóvel, através de um engenheiro, arquiteto ou técnico, o proprietário deve protocolar junto a Prefeitura, seu pedido preenchido em formulário próprio e simplificado – que pode ser retirado na Secretaria de Planejamento Urbano –, anexando ao pedido imagens do imóvel e o projeto técnico simplificado padronizado. Após protocolar, fiscais da Prefeitura farão as averiguações para confrontação de informações e, havendo conformidade, segue para aprovação técnica final. A previsão da Secretaria é de que, caso o proprietário cumpra todos os requisitos e o imóvel devidamente habitado, o Habite-se seja emitido no prazo de 30 dias. No caso de desdobros de lotes é necessário que o solicitante esteja atento ao limite primordial de 125 metros quadrados de área, com 5 metros de testeira.

76 | www.outdoorregional.com.br

Proprietários terão a oportunidade de regularizar seus imóveis

As obras A visita começou na Praça Olympio Leite – a “Praça do Arvão” -, que está sendo revitalizada e ganhará piso de concreto intertravado, playground, duas quadras poliesportivas, academias ao ar livre e total acessibilidade. Outra obra que está em execução e que foi visitada pelo prefeito é o Centro de Educação Infantil do Parque Ecológico, que já está com mais de 70% das suas obras executadas. A creche é uma das cinco programadas pela Prefeitura de Boituva, como forma de atenuar a demanda reprimida da cidade. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação e Cultura, a creche deverá atender aproximadamente 70 famílias residentes na região do Parque Ecológico, com toda a infraestrutura necessária ao processo pedagógico, conforme padrões estabelecidos pelo Fundo para o Desenvolvimento da Educação (FDE/SEE). As inspeções do prefeito foram encerradas nas obras do novo prédio do Fórum de Boituva. Iniciadas em janeiro, as obras estão com aproximadamente 60% da fundação executadas, sendo que já foram realizados o fechamento do terreno, calçadas externas e terraplenagem.


www.outdoorregional.com.br | 77


GOURMET

Bolo de Uva Por: Juliana Moreno j-moreno@ outdoorr egional.com.br

O ventinho gelado dos finais de tarde de outono já começa a dar as caras! Este bolo fofinho é ideal para aproveitar esses momentos

INGREDIENTES

350 g de uvas roxas 2 xícaras (chá) de açúcar 1 colher (chá) de canela em pó 3 ovos 4 colheres (sopa) de manteiga ½ xícara (chá) de suco de laranja 1 ½ xícara (chá) de farinha de trigo 1 colher (sopa) de fermento em pó

01

Antes de tudo, unte com manteiga uma forma e polvilhe com farinha, açúcar e canela, previamente misturados, e reserve

04

Diminua a velocidade da batedeira e junte alternadamente o suco, depois a farinha com o fermento, batendo até ficar uniforme

02

Em uma tigela pequena, misture as uvas com a canela e ½ colher de açúcar e reserve

05

Com uma colher, misture as uvas preparadas anteriormente e coloque tudo na forma reservada

06

Leve ao forno preaquecido a 200ºC por cerca de 50 minutos ou até que fique dourado

07

Depois de retirar do forno, aguarde 10 minutos, desenforme e sirva morno ou frio, polvilhado com açúcar e canela

03

Na tigela da batedeira, coloque os ovos com o açúcar e manteiga, e bata bem até obter um creme

78 | www.outdoorregional.com.br


www.outdoorregional.com.br | 79


GALERIA

Shorts-saia Albumina Fitness

01

Camisola Recco estampada

02

Conjunto Fitness Modella FIT

03

1/3 - Rock Store - Rua Cel. Arruda Botelho, 148, Centro, Boituva/SP (15) 99743-7220 / 99700-8558 2 - Atrevida Lingerie - R: Cel EugĂŞnio Motta, 266, Centro, Boituva/SP (15) 3363-2258 99743-7220 / 99700-8558

80 | www.outdoorregional.com.br


Blazer escamado com detalhes leopardo marrom

Calça flare escamada com detalhes leopardo marrom

Camisa com detalhes em gripir ?????????????

Madame Filó Femme - R: Cel. Eugênio Motta, 398-A, Centro, Boituva/SP (15) 3363-2795

www.outdoorregional.com.br | 81


CRÔNICA

O cair da casa de cartas Por: Rafael Barbosa r-barbosa@outdoorregional.com.br

Recentemente passei a ver a série House of Cards. Não viu ainda? Pois recomendo fortemente que comece e passe a acompanhar um pouco da vida de Frank Underwood. Mas não indico o programa apenas pelo seu ótimo roteiro, a complexidade de seus personagens e a excelente atuação que a atração tem a oferecer. O verdadeiro motivo pelo qual peço que acompanhem a saga de Frank pela Casa Branca é o fato da série se propor a descontruir o conceito retrogrado e, arrisco dizer ingênuo, que muitos de nós temos em relação aos políticos. Estamos acostumados a ver os parlamentares em duas posições distintas; felizes e faceiros, beijando crianças e abraçando seus eleitores durante suas campanhas eleitorais, ou cabisbaixos e carrancudos durante as investigações de prováveis (e às vezes comprovados) esquemas de corrupção. Criamos o péssimo hábito de prestar atenção nos nossos governantes apenas quando não temos escolha, por conta de um horário obrigatório, ou quando a palavra escândalo pipoca nos telejornais. E é exatamente por isso que o povo brasileiro sofre tanto, pois ao deixarmos de prestar atenção nestes engravatados, esquecemos de tratá-los como o que realmente são: pessoas comuns que devem lidar diariamente com a tentação de colocar montes de dinheiro em suas cuecas e abusar do poder que conquistaram. Frank já passou desta fase. Ele sabe que não existem santos e demônios, somente pessoas que irão colocar seus próprios

Kevin Spacey como Frank Underwood

82 | www.outdoorregional.com.br

interesses à frente dos desejos dos outros. Ele não nega seus defeitos a ninguém, e por que deveria, afinal, é uma pessoa como qualquer outra. Ele irá corromper, subornar e passar por cima de qualquer um para atingir seus objetivos, pois ele sabe que a época de beijar bebês e dar abraços já passou, ninguém está prestando atenção nele e isso só acontecerá se ele for pego em algum de seus crimes. E se pensarmos em censurá-lo pelo seu modo egoísta, ele rapidamente nos dará dois tapas na cara. Primeiro: ele só finge ser um santo, pois é isto que as pessoas querem ver. A população não busca um governante, mas sim um salvador para os seus problemas e lidar com todas as responsabilidades, escolhendo a pessoa que pareça a mais confiável possível, pois na remota hipótese de isso ser verdade, eles estarão dispensados da tarefa de fiscalizá-lo. E no caso de ainda não estarmos convencidos e precisarmos de um segundo tapa, ainda resta uma simples pergunta. O que você prefere: alguém bonzinho e que queira ajudar todo mundo ou uma pessoa dura e que defenda seus interesses? E aí, quem é o egoísta agora? Este é o problema com a imagem política em nosso país. Ainda acreditamos em crenças políticas ingênuas e irresponsáveis, conceitos tão frágeis quanto um castelo de cartas.


www.outdoorregional.com.br | 83


84 | www.outdoorregional.com.br

Outdoor Regional  

Edição 62 - Mari Antunes

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you