Issuu on Google+

Eleições Legislativas 5 perguntas a 5 candidatos Os que dizem os nossos candidatos a deputados sobre: A relação dos deputados com os eleitores, o novo mapa autárquico, a regionalização, os governos civis e as respostas sociais à crise. PÁGINAS 04-05

Grande Plano P.04 // Opinião inião o P.06 // Região o P.10 // Ensino o P.31 // Negócioss P.41 // Culturaa P.46 // Desporto o P.60

ORIBATEJO

€0,80 // 02 Junho 2011 // Semanário // Ano XXVI // N.º 1335

Director Joaquim Duarte

Feira Nacional de Agricultura com grandes espectáculos A 48ª edição da Feira Nacional de Agricultura/58ª Feira do Ribatejo realiza-se de 4 a 12 de Junho e promete nove dias em que a crise é para ficar à porta. PÁGINAS 33-40

15 milhões perdidos Tribunal de Contas chumba Águas de Santarém DESILUSÃO O Tribunal de Contas chumbou rém, por a privatização das Águas de Santarém, icação à várias irregularidades na adjudicação empresa Aquascallabis. A Câmara ra previa encaixar uma receita de 15,3 milhões lhões de euros, em troca da venda de 49% do capital da empresa municipal. Caem, assim, ssim, por terra, os planos do presidente Moita ta Flores para aliviar a tesouraria e pagar as dívidas a fornecedores, conforme vinha prometendo. metendo. PÁGINA 10

Negócios Resitejo investe mais 12 milhões no lixo

Santarém Três tribunais a caminho da cidade judiciária

PÁGINA 44

PÁGINA 12

Desporto Monsanto regressa à 2ª Nacional

Achete Sem dinheiro não há projectos nem obras

Autarquias 21 municípios querem criar associação

PÁGINA 60

PÁGINAS 20-22

PÁGINA 28


EDITORIAL

Café Central

Domingo vamos eleger 10 deputados SOPA DA PEDRA

01

D

omingo, é dia de eleições legislativas. Se bem se recordam, vamos de novo a votos antes do tempo regulamentar. Pela razão, já eventualmente esquecida, de que todos os partidos políticos, da direita à esquerda – com excepção óbvia do partido do governo – decidiram deitar abaixo o governo por acharem excessivas as medidas de austeridade impostas no PEC 4. Dias depois veio a troika do FMI pôr-nos uma canga bem mais pesada ao pescoço, a troco é certo de uma antecipação de 78 mil milhões, embora a juros incomportáveis. Um somenos para a oposição, perante a ridente possibilidade de expulsar de vez o mais odiado e enxovalhado dos primeiros-ministros, que só continua a surpreender pela invulgar resiliência política. Até as sondagens se lhe rendem em sucessivos empates técnicos, o que tem contribuído também para azedar os discursos de campanha. Por este andar, só os indecisos que as sondagens continuam a exibir em grande número vão decidir quem vai ganhar aquela que se revela antecipadamente uma vitória de Pirro. Com José Sócrates ou Passos Coelho, o programa imposto pela troika não vai deixar margem para aventuras pós eleitorais. E não é de excluir a hipótese, se a votação do CDS não vier a permitir uma coligação de maioria absoluta, de um governo de bloco central, embora apenas com o líder do partido vitorioso sobrevivente – Sócrates ou Passos Coelho em primeiro-ministro é a dúvida que permanecerá até à contagem dos votos no próximo domingo. Já a disputa eleitoral em Santarém tem outros contornos políticos. O nosso distrito elege apenas 10 deputados. Menos de 5% do total dos 230 que têm assento no hemiciclo de S. Bento. Apesar desta magra representação, os cinco partidos políticos com representação Parlamentar – PS, PSD, CDS, PCP e BE – conseguem, todos eles, fazer eleger aqui pelo menos um deputado. Ou melhor, conseguiram há dois anos , quando o anterior acto eleitoral pôs fim à liderança laranja de Manuela Ferreira Leite e retirou a maioria absoluta ao governo de José Sócrates – aparentemente em eleições menos polarizadas do que aquelas que a actual campanha eleitoral deixa sugerir. A dúvida que agora se coloca é a de saber se os pequenos partidos vão resistir ao embate eleitoral de domingo neste círculo distrital. Ou seja, se a CDU, o CDS e o BE vão conseguir manter cada um deles o seu deputado ou até, eventualmente crescerem. É pelo menos esse o sonho do CDS, acalentado nas sondagens favoráveis. Quanto ao PS e ao PSD, actualmente com quatro e três deputados respectivamente, o resultado do confronto nacional decidirá, também aqui, quem sairá a ganhar – ou não fosse o nosso distrito um já clássico barómetro eleitoral do país. Mas o melhor mesmo é ouvir o que nos dizem os cabeças de lista do distrito nos filmes que disponibilizamos no Ribatejo online, ou ler as suas respostas ponderadas às questões sugeridas pelos nossos leitores nas páginas seguintes desta edição, onde surgem algumas ideias originais como a da constituição de um banco público de terras. Um regresso à agricultura que aqui se saúda.Joaquim Duarte

Fale connosco Sede: Centro Nacional de Exposições, Quinta das Cegonhas Apartado 355 - 2000-471 Santarém Telefone: 243 309 600 Fax: 243 333 766 Site: www.oribatejo.pt Email: info@oribatejo.pt Deve sempre incluir o seu nome e a localidade

2 O RIBATEJO 02 Junho 2011

02

03

01 Este país é um circo

02 Nove refeições por dia

03 Sopa da Pedra a votos

TEATRO O Grupo Cénico da Música Nova de Pernes, encenado pelo veterano Vicente Batalha, estreou mais uma peça, desta feita uma revista à portuguesa que tem como tema central o circo e que reúne em palco 33 artistas amadores. O espectáculo esgotou por duas vezes a pequena sala da vila e trouxe momentos de muita diversão e gargalhadas às centenas de espectadores que já assistiram a esta divertida sátira política e social. “Este país é um circo” está incendiado com a campanha das legislativas, que merece também forte crítica numa das rábulas desta peça em que se recria o já popular grupo “Homens da Luta”.

SACRIFICIO Foi muito dura a tarefa do júri do concurso de iguarias e Vinhos do Tejo. Para se ter uma ideia do hercúleo trabalho, o presidente do júri sublinhou que tiveram de avaliar nada menos que nove restaurantes por dia… Com uma tal maratona de comes e bebes, imaginase como ficou o colesterol e o fígado desta sacrificada gente.

CONCURSO Como é sabido, a singular e gostosa “Sopa da Pedra” de Almeirim é candidata ao concurso das “7 Maravilhas da Gastronomia de Portugal”, pelo que a Câmara Municipal e a Confraria gastronómica se juntaram num apelo ao voto massivo dos almeirinenses e de todos os apreciadores em geral desta suprema sopa. E só para as primeiras impressões, dizem-nos que foram editados cem mil folhetos como este de que aqui damos mostra. Naturalmente que têm todo o nosso apoio, ou esta secção do jornal não se chamasse, precisamente, Sopa da Pedra.


PERGUNTA DA SEMANA

Qual é que deve ser a prioridade do próximo Governo?

O próximo governo deve ter em conta a componente social, protegendo as famílias em reais dificuldades e realizando parcerias com as instituições de solidariedade. Ao mesmo tempo deve-se agilizar a máquina do estado tornando-a mais leve e adequada aos tempos, privatizar as empresas públicas não rentáveis e reduzir a carga fiscal imposta as empresas. Paulo Santos

A prioridade do próximo Governo, face à presente conjuntura, não poderá deixar de se centrar nas áreas da Economia e das Finanças Públicas, sendo que a prioridade máxima deverá ser a adopção de medidas que conciliem o crescimento económico com as metas de redução do défice. E não podemos esquecer a tecnologia e o ensino superior. Pedro C arvalho

O novo Governo terá que estabelecer como prioridade máxima a adopção de medidas concretas de combate ao desemprego. Deverão existir acções de consciencialização para que os portugueses comprem o que é nacional porque possibilita a manutenção de empregos. Educação e Cultura deverão ser também de máxima prioridade para o novo governo. Ana Mota

FOTO DENÚNCIA

“Esta campanha eleitoral não devia ser assim. A banalidade do estilo leva inexoravelmente a uma banalidade do discurso. Nesta altura isso é um absurdo” Ricardo Costa EXPRESSO

“Isto não é uma campanha. É um verdadeiro atestado de incompetência moral, cívica e política a esta bicharada que quer ser poder, apenas pensando nos seus umbigos.”

AS ESTRELAS

Rui Henriques PRESIDENTE DO DESPORTIVO DE MONSANTO

ÎÎÎÎÎ O presidente do Monsanto é um dos principais responsáveis pelo sucesso do pequeno clube que se já se tornou uma bandeira do concelho de Alcanena. Depois de voltar a fazer do Monsanto campeão, Rui Henriques apelou à maior mobilização da população e ao apoio da autarquia.

Francisco Moita Flores CORREIO DA MANHÃ

“A resposta convencional à crise é anorexia política: limita-se a salvar os credores punindo a gente comum.” José M. Gonçalves CORREIO DA MANHÃ

“Quem pede uma campanha sem brejeirices está, na verdade, a apelar ao fim da campanha. Descuido Numa das principais saídas da cidade de Rio Maior a vegetação já tapou as placas de sinalização das localidades mais próximas: Santarém e Alcanede. Um descuido da câmara mas que qualquer tesoura de jardim resolve rapidamente.

ORIBATEJO ORIBATEJO Director Joaquim Duarte CP. n.º 867 joaquim.duarte@oribatejo.pt Redacção João Baptista (chefe) CP. n.º 1157 joao.baptista@oribatejo.pt João Nuno Pepino CP. n.º 6911 joao.pepino@oribatejo.pt Bruno Oliveira CP. nº 8754 bruno.oliveira@oribatejo.pt Vânia Clemente vania.clemente@oribatejo.pt Jerónimo Belo Jorge CP. nº 1907 (Abrantes) Joana Margarida Carvalho (Estagiária - Abrantes) Colunistas Armando Fernandes, Beja Santos, Carlos Chaparro, Daniel Abrunheiro, Eurico Heitor Consciência, José Niza, Luís Eugénio Ferreira, António Maia (Cartoon) Colaboradores António Branquinho Pequeno, António Brotas, Alexandre Manuel,

André Lopes (desporto), Adolfo Luís (foto futebol), Carlos Alberto Cruz, Francisco Maia (critica cinema) Hélder Duque (foto futebol), Joaquim Dâmaso (fotografia), João Grego Esteves, José A. Costa (foto futebol), Júlio Freches, Nuno Abreu (foto futebol), Nuno Matos (foto futebol), Renato Campos, Rogério Rodrigues, Rosalina Melro, Vítor Gomes (foto futebol)

Departamento Comercial Directora Rita Duarte 962 108 761 rita.duarte@oribatejo.pt Luís Silva - 962 108 756 Ana Marecos - 962 108 762 Secretariado Ana Sousa - 962 108 760 Contactos Geral: 243 309 600 Publicidade 243 309 602 Fax: 243 333 766 E-mail: info@oribatejo.pt Site: www.oribatejo.pt Sede Centro Nacional de Exposições Quinta das Cegonhas Apartado 355, 2000-471 Santarém

Serviços assinaturas 243 309 600 Departamento Gráfico Vítor Arsénio (chefe), António Vieira, David Antunes Projecto Gráfico: Pedro Fernandes

Impressão Imprejornal, S.A., Lisboa Distribuição: Vasp Tiragem média semanal 15.000 exemplares Assinaturas (52 Números) Portugal: 25,50 € Europa: 50,50 € Resto do Mundo: 76 € Preço Avulso 0.80 € (IVA incluído) Editora e proprietária: Jortejo, Lda., Apartado 355 2002 SANTARÉM Codex Depósito Legal 13 983/86 Sócios com mais de 10% de capital Sojormédia: 83% Nº Registo no ICS: 111209 (20.11.85) Nº Contribuinte: 501636110 GERÊNCIA Francisco Santos, Ângela Gil, Albertino Antunes

Departamento Financeiro: Ângela Gil (Direcção), Ana Rita Fonseca, André Pedro, Catarina Branquinho, Gabriela Alves e Patrícia Santos info@lenacomunicacao.pt Marketing: Susana Santos (Coordenação) e Catarina Fonseca marketing@lenacomunicacao.pt Recursos Humanos: Sónia Vieira drh@lenacomunicacao.pt Sistemas de Informação: Tiago Fidalgo (Direcção) e Hugo Monteiro dsi@lenacomunicacao.pt Unidade de Projectos: Lúcia Silva (Direcção) projectos@ lenacomunicacao.pt Membro da Assoc. Portuguesa para o Controlo de Tiragem e Circulação Associação Portuguesa de Imprensa

Autorizado pelos CTT a circular em invólucro fechado de plástico envoi fermé autorisé par les PTT Portugais · Autorização - Autorisation: Nº 16 DE 001602 DCE pode abrir-se para verificação postal

Nuno Rodrigues ENÓLOGO CENTRO AGRÍCOLA TRAMAGAL

ÎÎÎÎÎ Nuno Falcão Rodrigues evidenciou-se em 2010, com o seu ‘Casal da Coelheira Rosé 2009’ que conquistou, no Concurso Mundial de Bruxelas, um dos mais importantes galardões alcançados por um vinho português. A Gala Vinhos do Tejo elegeu-o no sábado o enólogo do ano.

Ricardo Araújo Pereira VISÃO

NÚMERO

40 É o número de golos marcado por Cristiano Ronaldo ao serviço do Real Madrid, o que faz dele o melhor marcador europeu do ano e o terceiro “bibota” de ouro português, depois de Eusébio e Fernando Gomes. Marcar 40 golos numa Liga competitiva como a espanhola é tremendo e praticamente irrepetível, basta dizer que Messi, o seu rival do Barcelona, se ficou pelos 31 tentos.

Moita Flores PRESIDENTE DA CÂMARA DE SANTARÉM

ÎÎÎÎÎ O Tribunal de Contas chumbou-lhe o negócio das águas. E assim caem por terra os 15 milhões de que precisava para aliviar a tesouraria da Câmara e pagar aos credores que lhe batem à porta. A malapata está nas negociações, depois das Águas do Ribatejo volta a tramar-se nas Águas de Santarém. 02 Junho 2011 O RIBATEJO 3


Grande Plano Inquérito. 5 candidatos 5 perguntas Os cinco partidos com representação parlamentar elegeram, todos eles, deputados em Santarém nas últimas eleições legislativas. CDS, PCP e Bloco apresentam agora os mesmos cabeças de lista. Já o PSD, regressa com Miguel Relvas depois do breve interregno de Pacheco Pereira. E no PS é António Serrano, actual ministro da Agricultura, que substitui o até aqui enraizado Jorge Lacão. Todos eles são aqui ouvidos sobre cinco temas. Cinco perguntas escolhidas de entre as várias sugestões apresentadas pelos nossos leitores. A palavra, pois, aos candidatos. E quem os quiser ouvir na íntegra, basta ir ao nosso site, em www.oribatejo.pt

1 - Relação dos deputados com e os eleitores? 2 - Novo Mapa Autárquico? 3 - Regionalização e governos e e e civis? 4 - Prioridades para a região? 5 - Respostas Sociais à crise?

PS António Serrano

CDS-PP Filipe Lobo D’ Ávila

1. Um Temos duas formas de actuar. Uma que demorará tempo e provavelmente nesta altura temos outras prioridades, que são os círculos uninominais, em que o eleitor elege de facto o seu representante directo, pede-lhe contas a ele e não a um partido. Acho que é um modelo mais avançado, do ponto de vista democrático. Não sendo isso, a alternativa é aperfeiçoarmos o regimento da Assembleia permitindo que o deputado tenha mais tempo no seu distrito para fazer trabalho.

1. Um aspecto que pode melhorar o desempenho dos deputados é haver um report, uma prestação de contas permanente daquilo que é feito. Podese fazer isso através das novas tecnologias com o uso do facebook e newsletters electrónicas, ou dos órgãos de comunicação social regionais, essenciais para demonstrar o que fazemos em função dos problemas concretos das populações. Enquanto deputado, procurei ter essa relação de proximidade com as pessoas do distrito.

2. A reforma do nosso sistema administrativo e

2. É possível manter os concelhos tal como exis-

organização do território não pode ser mais adiada. E esta crise é uma oportunidade para olharmos a sério a questão. Somos um país pequeno, que tem inúmeros concelhos de muita contiguidade, alguns deles separados por semáforos (aqui no distrito também temos alguns desses), o que levou ao longo destes anos a que se multiplicassem investimentos públicos em infra-estruturas. Não é um processo fácil, mas justifica-se porque podemos reduzir despesa pública e podemos aumentar a nossa eficiência de aparelho de Estado ao nível local.

tem hoje, mas devem ser dirigidos por uma única Câmara Municipal e a mesma lógica se deve aplicar às Juntas de Freguesia. Defendo a reforma do mapa administrativo como questão fundamental, e tendo em conta ganhos de eficiência. É preciso olhar para os recursos que existem e fazer sacrifícios, obviamente sem sacrificar os serviços às populações.

3. Enquanto não houver regionalização não se justifica a opção de terminar com os governos civis. São estruturas pequenas, entidades fundamentais de representação do governo no território, com várias funções a seu cargo, e não são consumidoras de muitos recursos. 4. O financiamento das empresas é hoje o prin-

Ver entrevista integral dos candidatos em www.oribatejo.pt

4 O RIBATEJO 02 Junho 2011

cipal estrangulamento que temos na actividade económica, talvez seja o maior desafio que temos pela frente, garantir que com este plano de ajuda a banca tenha condições para colocar rapidamente o dinheiro na economia. Se fizermos isso, podemos crescer economicamente, criar emprego e gerar mais riqueza no distrito e no país. Santarém é um distrito com muito empreendedorismo e com uma actividade muito importante do ponto de vista económico, quer na agro-indústria quer em outras actividades ligadas à distribuição e à agricultura. As outras prioridades são o reforço da escola pública e dos cuidados de saúde.

5. É na hora da crise que temos de ser mais solidários. Não somos hoje detentores de grandes recursos e não vale a pena prometer o que não conseguimos cumprir. Temos que trabalhar é uns com os outros (governo, autarquias, IPSS’s, a igreja, que presta hoje um serviço enorme), aumentar a eficiência desta rede, tirar partido de todas as entidades de natureza social que estão no terreno, servindo melhor os cidadãos e aqueles que estão numa situação difícil.

3. A questão da regionalização é relevante, sou a favor das cinco regiões. Em todo o caso não pode estar dissociada da questão da reforma do mapa administrativo, e esse tem sido o erro. Também acho que não é possível exigir sacrifícios às pessoas sem impor fortes restrições daquilo que é a despesa pública. Nesse sentido, a extinção dos governos civis é uma medida a avançar. 4. Diria que há pelo menos quatro prioridades fundamentais: combater a sensação de insegurança, temos vindo a assistir a vários assaltos pelo distrito; criação de emprego, há que recentrar a politica económica nas PME’s, a questão dos créditos fiscais e apoiar quem cria emprego; a agricultura, temos uma dependência alimentar que não deve continuar como está, temos de conseguir exportar mais e aproveitar o PRODER. E finalmente, a reabilitação urbanística dos centros históricos das cidades e vilas do distrito. 5. É preciso recentrar a politica económica nas PME’s e nas empresas exportadoras, por exemplo criando um crédito fiscal para as empresas que exportem nesta actual conjuntura, ou para as empresas que contratem mais pessoas e isso é uma medida de combate ao desemprego. Há também que estimular o auto-emprego. E tem que haver uma interligação com as IPSS, nós achamos que é possível criar um programa que chamámos “Trabalho Voluntário e Solidário”, um pequeno complemento que acrescesse às pessoas que se voluntariam e que já estão a receber uma determinada prestação social.


BE José Gusmão

CDU António Filipe

PSD Miguel Relvas

1. Os deputados não podem vir ao distrito apenas

1. Uma boa relação entre eleitos e eleitores decorre essencialmente da prática política, e não da natureza nem dimensão dos círculos eleitorais. Santarém elege 10 deputados e todos eles se quiserem manter uma relação estreita com os seus eleitores podem e devem faze-lo. Da nossa parte, podemos apresentar iniciativas e resultados concretos, que reflectem um mandato de grande proximidade.

1. Quem é eleito tem obrigação de manter uma relação de proximidade com os eleitores. É obvio que a existência de cabeças de lista e de deputados pára-quedistas, que não têm nada a ver com a região, também tem afastado os eleitos dos eleitores. Por outro lado, a lógica do deputado que ia para Lisboa defender o Piddac para a sua região vai ter de mudar. A crise que atravessamos impõe-nos a defesa do interesse global do país, não impedindo isto que cada um de nós seja capaz de defender também os interesses dos que nos elegeram.

em campanha eleitoral. Pela nossa parte, tivemos uma presença muito permanente e actuante em todo o distrito e em torno de todas as problemáticas. É sempre possível melhorar aspectos da comunicação, o facebook tem-me sido muito útil para contactar com as pessoas e saber dos problemas.

2. O novo mapa administrativo não pode ser norteado por critérios estritamente economicistas. Temos contestado a política de encerramento sistemático das escolas, das extensões de saúde, até dos CTT em muitas localidades. Vemos com preocupação esta tendência para o desaparecimento de serviços públicos em muitas zonas do país, que são o esqueleto da coesão territorial. A reforma deve ser feita, mas deve ter como base a definição de critérios objectivos e o envolvimento das populações e das autarquias.

3. Os governos civis devem ser extintos, quanto mais não seja porque implicam uma despesa mais significativa que a das Juntas de Freguesia que possam estar a mais, e estranhamos que no plano da Troika não esteja previsto nada em relação aos governos civis. Existe um outro poder que faz sentido, mas que actualmente não é eleito, que é o poder das CCDR, defendemos que deve passar a ser eleito e é disso que se trata quando se fala de regionalização.

4. É preciso uma política de investimento público que, ao contrário do que tem acontecido, seja virada para áreas de pequeno investimento, intensivas em emprego. E o BE tem dado alguns exemplos: a reabilitação urbana, a aposta na ferrovia de proximidade... Outro aspecto fundamental é a aposta na agricultura. Mas com garantia de preços mínimos ao produtor, que recebe menos de 10% do que o consumidor final paga na rede de distribuição, um abuso de mercado; também os subsídios e apoios devem ser melhor distribuídos, porque 70% dos apoios ao sector agrícola estão concentrados em apenas 6% dos produtores; e a criação de um banco público de terras, porque há muitas terras ao abandono e é importante que seja possível aos proprietários dessas terras que as possam colocar num banco público para serem arrendadas a jovens agricultores, porque o nosso défice em produtos agrícolas ascende a quase quatro mil milhões de euros por ano.

5. O combate ao desemprego é a prioridade, ponto fulcral de qualquer política económica e social. Preocupa-nos também que haja uma política sistemática de desinvestimento na saúde e na educação, serviços essenciais à vida das pessoas.

2. Não consideramos que seja essencial uma reformulação do mapa autárquico. Mas em todo o caso, qualquer reformulação deve ser feita em diálogo com as populações e com os autarcas e não contra eles. O poder local não pode ser o bode expiatório do défice público, pelo contrário, o poder local tem dado um enorme contributo para o desenvolvimento do país. 3. A Constituição prevê que haja três níveis de poder local: o regional, o municipal e o de freguesia, e só existem dois neste momento. Independentemente do mapa que se venha a estabelecer, a regionalização é acima de tudo um imperativo democrático, porque há um nível de poder no nosso país que não existindo institucionalmente, funciona como uma extensão do poder central, através das CCDR’s. Já os Governos civis são dispensáveis. 4. O investimento público é essencial e permitirá um desenvolvimento equilibrado da região. Há ausência de uma unidade hospitalar no sul do distrito. Há ainda investimentos em matéria de acessibilidades que deveriam ser resolvidos, há mais de cem anos que não se constrói uma travessia do Tejo a norte de Santarém. Temos uma situação gravíssima de atravessamento do Tejo em Constância que deveria ser resolvida. É preciso não criar mais problemas às pessoas do que aqueles que já existem. Quando se prevê que possam vir a ser impostas portagens na A23 isso é uma má notícia para o desenvolvimento da região.

5. Há duas vertentes fundamentais de resposta à crise: uma é pôr o país a produzir mais e a outra é respeitar mais os direitos das pessoas. Olhando para o distrito de Santarém, temos uma capacidade de produção agrícola que não está a ser potenciada, por dificuldades relacionadas com o escoamento dos produtos e com os custos dos factores de produção. Há potencialidades turísticas. E há uma boa capacidade industrial, como a da EMEF que poderia perfeitamente estar a construir carruagens para comboios porque Portugal tem grandes pergaminhos nessa matéria e deixou de os ter. Mas o país não sai da crise se as pessoas perderem sistematicamente o seu poder de compra e continuarem a encerrar serviços públicos.

2. Não acredito que tenhamos a capacidade de num curto espaço de tempo extinguir, fundir ou criar novos municípios, sejam eles do âmbito municipal ou da freguesia, portanto, o caminho tem que ser de eficiência, com os municípios a transferirem competências para as entidades que são hoje as comunidades intermunicipais. É um caminho que tem de ser feito com delegação de competências na cultura, na protecção civil, na área das aquisições, na área social. Assim, vamos fazer mais, chegar a mais gente e gastando menos.

3. Não podemos sobrepor sobre a este Estado – que é grande, pesado e lento – mais Estado. A regionalização, a ter razão de ser, tem que partir das cinco regiões plano, mas baseada numa profunda reforma da administração central. Já os governos civis simbolizam bem o exemplo do estado gorduroso, do estado do amiguismo e do estado desnecessário. Portugal não precisa de governos civis.

4. Vamos ter que parar com a lógica dos investimentos de fachada. Felizmente, no meio desta crise, o nosso distrito é daqueles que tem hoje das melhores acessibilidades, bem dotado de infra-estruturas que são os mecanismos essenciais ao desenvolvimento. Com uma governação sólida, o distrito será sempre locomotiva de recuperação do país e não mera carruagem, temos a possibilidade de poder crescer na indústria, na agricultura, com investimentos adequados no sector agro-industrial… E apesar das grandes dificuldades que atravessamos, tenho a esperança e a ambição de que seremos os primeiros a recuperar. 5. O Estado tem que ser um regulador e tem que ajudar, mas temos que permitir que as IPSS possam ter um papel mais importante. Temos boas IPSS e boas misericórdias, o Estado deve fiscalizá-las sim, mas não as pode limitar e condenar a serem um braço da administração pública. Portugal tem que começar a apostar no sector da economia social. Entre o privado e o Estado, há uma nova realidade. E também abrir espaço ao voluntariado, à noção de serviço cívico que é tão importante. 02 Junho 2011 O RIBATEJO 5


Opinião CARTOON António Maia

HÁ 20 ANOS

Também com eleições legislativas à porta, a 23ª edição da Feira Nacional de Agricultura era então passerelle preferida da classe política. No 10 de Junho em Tomar o Presidente da República Mário Soares homenageava nove personalidades ribatejanas, duas delas a título póstumo. O Hospital distrital de Santarém impunha um filtro nas urgências, os casos menores eram remetidos para os Centros de Saúde. Editávamos também um especial da Ribatel, empresa de telecomunicações de armando Rosa em ascensão na região de Santarém.

PENSO LOGO INSISTO

Pare, escute e olhe. E pense.

José Niza

1.. Estive na vida política muitos anos. Ganhei e perdi muitas eleições sempre com fair play. Mas agora, é diferente. Pela primeira vez desde o 25 de Abril de 1974 estou seriamente preocupado com o governo que possa sair das eleições do próxmo domingo. É que a coisa está preta, como dizem os brasucas. E isto não está, nem para políticos sem experiência, nem para aventureirismos. Os compromissos que assumimos com os nossos credores exigem gente que saiba o que está a fazer, como fazer e quando fazer. Passos Coelho não garante nada disto. Porquê? Por múltiplas e pertinentes razões. É que as propostas que o PSD tem vindo a apresentar ao País são todas elas um manual de destruição e de demolição das conquistas de Abril e dos direitos mais elementares da maioria dos portugueses. Vejamos: - Algumas empresas estão com dificuldades? Então acabe-se já com essa aberração constitucional dos despedimentos só poderem ser feitos com justa causa! - A Caixa Geral de Depósitos dá lucros ao Estado? Então vamos vendê-la a uns agiotas amigalhaços que andam por ai! - O Serviço Nacional de Saúde é caro? Então acaba-se já com ele, que há por aí muitos hospitais privados e muitas 6 O RIBATEJO 02 Junho 2011

misericórdias para tratar os doentes. Aliás, o governo não tem culpa que as pessoas adoeçam. - Há por aí grandes empresas como a Portugal Telecom, a EDP, a GALP, a BRISA, os bancos, os supermercados, a queixarem-se de não terem os lucros que ambicionam? Então baixem-se já as contribuições para a Segurança Social! E, para compensar, para arranjar dinheiro para as reformas e pensões, subam-se os impostos! - A TAP, finalmente, começou a dar lucros? Então é uma excelente altura para a vender! - O governo tem muitos ministérios? Então reduzam-se para metade! - E os funcionáris públicos, esses preguiçosos, esses incompetentes? Por cada cinco que saírem só entra um! Ouviram? Há médicos a mais! Há polícias a mas! Há juízes a mais! Há professores a mais! Acabe-se já com essa corja toda! - E, se já temos o Tony Carreira, para quê um ministro da cultura?

2.. O que acabo de escrever não é infelizmente uma caricatura, é tão só a enumeração de algumas propostas que Passos Coelho tem vindo a anunciar. Se bem repararem, todas elas visam um único e claro objectivo: a destruição, desagre-

Os compromissos que assumimos com os nossos credores exigem gente que saiba o que está a fazer, como fazer e quando fazer. Passos Coelho não garante nada disto.

gação e a demolição das instituições e serviços do Estado. Uma razia. Nada escapa. O privado neo-liberal é que está a dar! Não é destruindo todas as estrutras do País para as entregar aos privados que se resolve a crise. Não é com desempregados despedidos sem justa causa que se reduz o desemprego. Não é vendendo tudo a preços de saldo – a portugueses e, pior ainda, a estrangeiros – que se pode garantir uma assistência médica decente, reformas dignas, um ensino público acessível a todos, uma segurança eficaz que proteja as nossas vidas e os nossos bens. Não. Não é assim. Não é por aí.

3.. A ignorância, a inexperiência e a incompetência políticas de Pedro Passos Coelho e do seu séquito de conselheiros ultra-neo-liberais, são um perigo público e uma ameaça. Portugal precisa – mais do que nunca – de um governo completo, competente, ágil, eficaz, com os melhores ministros possíveis, sejam eles quem forem e venham donde vierem. Aliás – para quem ainda tenha dúvidas – estão bem à vista os trágicos resultados que políticas iguais às que agora o PSD propõe para Portugal, provocaram nos Estados Unidos e em toda a Europa: a maior crise mundial dos últimos 80 anos! Mas, para mim, o mais preocupante nem sequer são os números de ilusionismo de feira de Passos Coelho. Isso até é divertido. O que verdadeiramente me preocupa, e tira o sono, é que os portugueses cometam a loucura de entregar o poder a um voluntarista inexperiente.

EFEMÉRIDES

05/07 A 5 de Junho assinala-se o Dia Europeu da Prevenção do Melanoma, designação dada ao tipo de cancro da pele mais grave. Em Portugal surgem, anualmente, cerca de 700 novos casos de melanoma maligno. A protecção solar pode reduzir o risco de melanoma, portanto muito cuidado com as queimaduras solares na praia.

1944 A 6 de Junho de 1944 tem início da operação de desembarque das tropas aliadas na costa da Normandia (França), o célebre Dia D da II Guerra Mundial – que Steven Spielberg filmou com grande realismo em “O resgate do soldado Ryan”. Começa neste dia o fim da hegemonia nazi na europa. Menos de um ano depois Hitler suicidava-se no seu bunker em Berlim e a Alemanha rendiase, depois de cino anos de uma guerra devastadora e global.


PUBLICIDADE

02 Junho 2011 O RIBATEJO 7


Opinião

COLUNA

CRÓNICA DE MALDIZER

Os ateus e o inferno

Eurico Heitor Consciência

O

s ateus, que tantas vezes vemos contentinhos e impantes, alardeando o seu racionalismo, não s a b e m o q u e p e rd e m por não terem as compensações que os crentes têm por isso mesmo, por serem crentes. Basta ponderar que os ateus não encaram sequer os inefáveis prazeres da vida eterna, não podendo por isso confortar-se, nas horas amargas, com as perspectivas ridentes dumas partidas de sueca ou de bisca lambida com o S. Pedro, sob os olhares paternalmente sorridentes de Deus. Nem nunca gozarão dos eflúvios da

santidade – que também não bafejaram a Coco Chanel, que nunca se gastaria nas misturadas penosas que deram o Chanel nº 5 se alguma vez tivesse adregado aproximar-se dalgum Santo. Mas o pior da condição de ateu é não se crer no Céu, nem no Inferno – nem, logicamente, no Purgatório: não pode crer-se no meio termo quando se não acredita que existam os termos. Mas, agora ou logo, todos reflectimos, com gosto ou contra vontade, sobre questões destas. E todos, crentes e descrentes, gracejamos sobre o destino, no outro lado, das criaturas de que gosta-

O pior da condição de ateu é não se crer no Céu, nem no Inferno – nem, logicamente, no Purgatório: não pode crer-se no meio termo quando se não acredita que existam os termos.

mos ou que detestamos. Por mim, nos tempos de propaganda política em que nos encontramos há largos anos, só me atrevo a pôr no Céu uma das inúmeras pessoas que se vêm governando às custas deste povo dizendo que se sacrificam para o governar: a Maria de Belém Roseira. Uma roseira, de mais a mais de Belém, nunca se recusa, e àquele sorriso angelical não há S. Pedro que resista. No Inferno estará, claro, José Sócrates. Para perceber, ao vivo, em que condições de vida deixou este povo. Ao Purgatório acederá uma multidão: a dos que dizem mal de tudo, sem, nas constantes afirmações de Sócrates, apresentarem Soluções. Os bota-baixistas profissionais, puros e duros, como o Dr. Medina Carreira, o Vasco Pulido Valente, eu, acompanhados, verdade se diga, por não sei quantos milhões. Chego a temer que não haja espaço para tanta gente no Purgatório. No meio disto tudo há uma senhora talentosa: a Maria de Medeiros – que todas as semanas transita entre o Céu e o Inferno.

A ESPUMA DOS DIAS

Acampados no Rossio

Armando Fernandes

O

leitor já foi ao Rossio? Se não foi, vá. Na praça do femeeiro e machista Pedro IV, raparigas libertadas da escravidão do trabalho e do estudo, amigas da discussão, pouco amantes da água, apaixonadas pelo nada, estão presas à dócil tarefa de nos libertarem de obrigações, os ricos europeus (nós não somos) que paguem a crise e lixe-se a taça. (O Barcelona e o Porto açambarcadores de taças e tacinhas não são exemplo, muito menos matéria interessante, nem recorrendo ao estafado ópio do povo, pela simples razão das jecas serem pouco conhecedoras do assunto.) O leitor vá ao Rossio, não leve roupinha passada, caso tenha o cabelo canoso 8 O RIBATEJO 02 Junho 2011

ao exemplo do meu exiba-o despenteado, logo surge um neto a ensinar-lhe as regras da festança do vazio, se tiver algum talento discursivo persista na concordância acrescentando sempre, sempre uma nótula cultural de carácter político de antanho. O improvisado neto resmunga, tenta recentrar a discussão recorrendo aos slogans decorados e debitados ao ritmo acelerado do fluxo líquido ventral, se continuar a encontrar resistência argumentativa atira um olhar furibundo antes de desistir. O leitor vá ao Rossio, tente recordar-se do frenesim pós 25 de Abril, verifique olhos nos olhos, ouça bem tudo quanto lhe dizem, por fim abra a boca de espanto pela indigência palavrosa dos acampados de agora em comparação com as raparigas e rapazes da escola maoísta

O leitor vá ao Rossio, tente recordar-se do frenesim pós 25 de Abril e abra a boca de espanto pela indigência palavrosa dos acampados.

nas suas diversas ramificações. Enquanto não cerra a boca, continue de olhos abertos de maneira a ler convenientemente as mensagens e pensamentos do dia, evite rir-se às escâncaras, prefira usar o telemóvel na fixação de tais imagens reveladoras da miséria intelectual destes pseudo-agitadores vestidos, calçados e alimentados a contento. Se tiver sorte talvez veja uma mãe a beijar sofregamente a menina concedendolhe bênçãos e hossanas, enquanto retira da carteira uma nota azul, animando-o a continuar a luta em favor da “democracia já, da democracia dele”, embora não saiba qual é. Uma mãe urbana, usando roupas a ficarem bem à filha na cor e na forma, a acusar o Mundo porque a pequerrucha não possui um bom emprego a ganhar condignamente. Alguém pergunta: o que é condignamente? Melhor estar calado, no acampamento nenhuma pergunta fica sem resposta, até uma resposta torta gorda de acinte. Desanda perguntador, desanda. É melhor. O acampamento não deve ser desarmado, o modelo deve ser copiado noutras cidades, a fim de nos envergonharmos da ponta dos cabelos à sola dos pés.

Governação de organizações públicas

Florinda Matos

G

overnação de Organizações Públicas em Portugal”, é o título do livro do Prof. Carlos Rodrigues que vai ser apresentado esta quinta-feira, dia 2, às 19h, na Sala de Leitura Bernardo Santareno, em Santarém. Neste período eleitoral, em que os nossos políticos se têm degladiado na discussão de quem pior geriu as Organizações públicas, o tema não podia ser mais oportuno. Com prefácio e posfácio do Prof. Albino Lopes, conceituado académico, com diversas intervenções na gestão de Organizações públicas portuguesas, o livro põe em causa as práticas de gestão que têm vindo a ser seguidas em muitas das nossas Organizações públicas (Municípios, Tribunais, Hospitais, Agrupamentos Escolares, etc.), considerando-as, maioritariamente, inadequadas ao desenvolvimento de um Estado económico e funcional. Mais do que apresentar problemas, a obra debate o papel do Estado na sociedade portuguesa e elenca caminhos que poderão levar a melhores práticas de governação, em que haja uma plena separação entre o poder político e o poder organizacional. Saltando do meio meramente académico e centrando-se nos verdadeiros problemas do país, esta obra permite-nos alargar horizontes e traz uma nova visão da governação pública, mais centrada no cidadão e no desenvolvimento de um Estado facilitador que nos conduza ao desenvolvimento económico e social. A grande discussão, centralizada na dicotomia de Mais Estado / Menos Estado, aparece aqui traduzida naquilo que se quer para Portugal, um menor e melhor Estado. Assim, recomendo, a todos aqueles que se interessam pela temática, que participem activamente no workshop de apresentação da Obra. A actual crise exige novas e melhores medidas, o Estado tem que ser melhor governado, só assim poderemos auspiciar tempos mais prósperos para Portugal. Informações/ inscrições:: florinda.matos@unisla.pt.


R Região R

Santarém P.10 San Região P.23 Reg Ensino P.31 Ens Negócios P.41 Neg

Foto: Tó Vieira

Feir Nacional Feira de A Agricultura está de arrasar TRADIÇÃO e modernidade é TRADIÇ nos promete a Feira o que n Nacional de Agricultura (outra Nacion par Da FERSANT), a vez a pa simbólica das festas ribamais si tejanas, a decorrer entre 4 e tejanas Junho, nas instalações 12 de Ju CNEMA, em Santarém. do CNE dias recheados de granNove di espectáculos e muita anides esp mação popular, cujo programa ser consultado nas págipode se nas 40 e 46 desta edição. O de entrada mantém-se a preço d euros, com direito a concinco e como o de Rui Veloso certos c ou dos Xutos e Pontapés. Sendo que a entrada, na segundadia 6, é de borla. feira, di

02 Junho 2011 O RIBATEJO 9


Região

OPINIÃO

O nosso parque de elefantes brancos

Santarém

Águas paradas em Santarém com chumbo do Tribunal de Contas

Luís Eugénio Ferreira

E

lefante branco: obra cujo custo/investimento/manutenção é desproporcional à sua utilidade/valor/ rendimento. (…) Os elefantes brancos são o resultado de políticas agressivas, geralmente com sentido eleitoralista, quase sempre tendo o concurso de técnicos de reconhecido mérito, amantes de obras megalómanas onde possam exibir os seus atributos. (…) Estará Santarém a tornar-se num mini parque de mini elefantes brancos? Evidenciado talvez pela exiguidade dos espaços ainda disponíveis no planalto, onde cada centímetro é precioso. Temos assim elefantes brancos velhos, como a Praça de Touros, ocupando uma área obviamente desproporcional em relação à área do espaço disponível e já agora à sua utilidade/rendimento. Mas pronto! A praça está lá, está paga, está bem conservada por uma manutenção cuidadosa, tornou-se num elefantesinho de estimação, ícone de coisa nenhuma, mas aceitável. Temos depois outros elefantes, que foram sendo criados no tempo, resultantes de reclassificações urbanas de alguns espaços que não esgotaram estudos de implantação. Temos assim um conjunto de construções de nova geração na periferia do Jardim da Liberdade que não atam nem desatam, isto é, que não anda nem para trás nem para a frente. Terminaremos esta pequena visita ao parque dos elefantes, expondo dois deles a que todos estamos ligados sentimentalmente, mas que se tornaram em dois elefantes desprezados, que já não conseguem erguer a tromba e estão a atingir o colapso total. Refiro-me ao meu velho Café Central e ao meu velho Rosa Damasceno. Que tenha eu vida para ver esses dois elefantes ergueremse gloriosamente neste mini parque de elefantes brancos.

10 O RIBATEJO 02 Junho 2011

Câmara perde receita de 15,3 milhões de euros. Presidente Moita Flores procura alternativa. João Baptista joao.baptista@oribatejo.pt

O Tribunal de Contas chumbou a privatização das Águas de Santarém. Caem, assim, por terra, os planos do presidente Moita Flores para aliviar a tesouraria e pagar as dívidas a fornecedores. A Câmara previa encaixar uma receita de 15,3 milhões de euros, em troca da venda de 49% do capital da empresa municipal. O presidente Moita Flores disse a O Ribatejo que ainda esta semana “será decidida uma solução alternativa a este negócio, que passará sempre por uma venda de acções, sem alienação de património”. Para Moita Flores, “a recusa do visto do TC tem pouco significado na execução dos projectos de saneamento que estamos a levar a afeito, embora devamos reconhecer que adiam por mais alguns meses o alívio de tesouraria da Câmara”. O Partido Socialista de Santarém lamenta, em comunicado, a “profunda incompetência demonstrada pelo PSD e pelo Dr. Moita Flores na condução dos destinos do Município de Santarém. No mandato anterior o PS de Santarém criticou o presidente da Câmara por ter abandonado as Águas do Ribatejo. “Foi um comportamento irresponsável e leviano, que fez com que Santarém perdesse investimentos na ordem dos 6, 7 milhões de euros”, acusa o PS. Recorde-se que a Câmara de Santarém decidiu, em Abril de 2007, abandonar a empresa intermunicipal Águas do Ribatejo, que integra os concelhos da Lezíria do Tejo, e criar uma empresa municipal, com a intenção de privatizar parte do seu capital. “Desde o início que criticamos

O presidente Francisco Moita Flores promete encontrar solução alternativa para pagar as dívidas aos fornecedores. esta via negocial, que além de ilegal é prejudicial para Santarém”, afirma o deputado municipal do PS Carlos Nestal, que tem sido um dos críticos deste processo. “Se Santarém tivesse permanecido na Águas do Ribatejo teríamos mais obra feita e as populações estariam a beneficiar de uma maior qualidade de vida”, afirma. “Moita Flores vendeu-nos ilusões e, agora, seis anos passados, não só não tem dinheiro para honrar os compromissos com as juntas de freguesia, as associações e as empresas, como as populações continuam sem saneamento”, adianta Carlos Nestal. O longo processo merece agora a reprovação do Tribunal de Contas. O TC considera que a

Câmara de Santarém violou a lei e os princípios da concorrência e da igualdade.

Câmara violou os princípios da concorrência e da igualdade e violou diversos artigos dos decretos-lei 223/2001 e 197/99, “ilegalidades susceptíveis de alterar o resultado financeiro do contrato e que violam de forma grave a lei e os princípios de toda a contratação pública”. Segundo o TC, “foi já na fase de negociações que se fixou o direito dos accionistas a uma distribuição mínima dos lucros da empresa, assim como se estabeleceu o direito do parceiro privado a revender as suas acções ao município e, por fim, atribuiu ao consórcio o direito a uma remuneração mínima. Direitos que, realce-se, não constavam da proposta inicial do concorrente seleccionado”, refere o acórdão do Tribunal de Contas. Recorde-se que a Câmara de Santarém aprovou em Setembro de 2010 o contrato de compra das acções e as negociações decorreram antes desta deliberação. O Tribunal de Contas sublinha a “obrigação de assegurar a não alteração do programa do concurso, do caderno de encargos e outros documentos base, e de garantir

que, decorrendo negociações em momento pós-adjudicatório, estas compreendam tão só ajustamentos à proposta escolhida que incidam sobre condições acessórias e, inequivocamente, em benefício da entidade adjudicatária”, neste caso o município. Acontece, porém, que as alterações negociadas beneficiam o consórcio privado. Desde logo aumentam, de 9,6% para 11,4% a taxa interna de rentabilidade sobre os lucros a atribuir ao parceiro. Garante ao consórcio o direito de, no final dos 40 anos de contrato, ainda poder revender as acções ao município, situação que no caso das concessões a privados nem sequer se coloca. O acordo parassocial atribui ainda ao privado um contrato de assistência, que remunera o parceiro com 4% do volume de negócios. O Tribunal de Contas considera que esta prestação de serviços exigiria um concurso público ou, no mínimo, um concurso limitado. O Tribunal menciona também o facto do júri do concurso ter decidido pontuar os factores em reunião posterior ao final do prazo para apresentação de propostas.


PUBLICIDADE

02 Junho 2011 O RIBATEJO 11


Região

Santarém

Volta a Portugal do Ano Europeu do Voluntariado passa por Santarém

O protocolo foi assinado por Luís Meneses, do Ministério da Justiça, e Francisco Moita Flores

Três tribunais a caminho da Fundação da Liberdade Presidente da Câmara garante que a Cidade Judiciária de Santarém, na antiga Escola Prática, começa a funcionar dentro de um ano João Nuno Pepino joao.pepino@oribatejo.pt

Os três primeiros tribunais da Cidade Judiciária de Santarém – da Propriedade Intelectual, da Concorrência, Regulação e Supervisão, e do Trabalho e do Comércio – deverão estar concluídos e prontos a funcionar no prazo de um ano. A garantia foi dada pelo presidente da Câmara, Moita Flores, durante a assinatura do contrato promessa com o Instituto de Gestão Financeira de Infraestruturas da Justiça (IGFIJ) para o arrendamento do espaço na futura Fundação da Liberdade, um acto que decorreu na sexta-feira, 27 de Maio. Segundo o documento assinado entre Moita Flores e Luís Meneses, presidente do IGFIJ, PUBLICIDADE

12 O RIBATEJO 02 Junho 2011

a Câmara de Santarém será responsável pela realização das obras necessárias para a instalação dos tribunais, que ficarão nas antigas oficinas da Escola Prática de Cavalaria (futura Fundação da Liberdade), ao passo que o Ministério da Justiça suportará uma renda mensal de 36 mil euros nos próximos 18 anos. Os trabalhos de adaptação e remodelação dos edifícios têm que estar concluídos dentro de um ano. Moita Flores não teme que uma eventual mudança de governo que suspenda a aplicação do novo Mapa Judiciário possa travar a vinda dos tribunais para Santarém. “Estes tribunais especializados são os únicos que estão previstos no acordo assinado com a Troika, e é por isso que este contrato

é definitivo. São os únicos que podem ser feitos no quadro de despesas que a Troika autoriza, por isso não há volta a dar-lhe”, explicou o autarca. “Não vale a pena ler o programa dos partidos políticos, porque o que realmente conta e interessa está no memorando da Troika. Esse é o verdadeiro programa de governo, onde a primeira prioridade é a justiça e onde está claramente definido o que

“Cidade judiciária tem sido palco de maledicência e demagogia política”, lamentou Moita Flores

aqui foi anunciado”, desabafou. Numa primeira fase de funcionamento, Moita Flores estima a chegada à cidade de cerca de 200 trabalhadores, directos e indirectos; muitos são quadros do Ministério da Justiça, mas há margem para contratação de pessoal na região, sobretudo para a prestação dos chamados serviços indiferenciados. “Dentro de dois anos, poderemos ter ali cerca de mil funcionários a trabalhar”, estimou ainda o autarca, avançando que a Cidade Judiciária de Santarém possa ter oito a nove tribunais em funcionamento, no futuro. Para já, está praticamente concluída a negociação para a vinda de mais três tribunais, mas Moita Flores recusou-se a adiantar mais pormenores sobre a questão.

O Ano Europeu do Voluntariado é assinalado durante a Feira do Ribatejo. SAÚDE A Volta a Portugal do Ano Europeu do Voluntariado vai passar por Santarém de 4 a 12 de Junho, integrando a 48ª Feira Nacional de Agricultura. No âmbito do Ano Europeu do Voluntariado (AEV), a Volta pretende promover o debate sobre o tema e dar a conhecer diferentes instituições e oportunidades de voluntariado a nível local, nacional e europeu. A passagem da Volta por Santarém consistirá na dinamização de um stand do AEV na Feira Nacional de Agricultura e na organização de um Workshop subordinado ao tema “Voluntariado nos seus diferentes domínios: exemplos de boas práticas”, que terá lugar no Estúdio 1 do CNEMA, pelas 14h00, no dia 6 de Junho, dia gratuito para os visitantes da Feira. A Representação da Comissão Europeia em Portugal, o Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado, o Centro Europe Direct de Santarém e o Banco Local de Voluntariado da Câmara Municipal de Santarém, unem assim esforços e vontades.


PUBLICIDADE

02 Junho 2011 O RIBATEJO 13


Região

Santarém

Debate morno com líderes das juventudes partidárias Federação das Associações Juvenis do Distrito organizou debate com os dirigentes distritais das juventudes partidárias. João Baptista joao.baptistae@oribatejo.pt

A FAJUDIS - Federação das Associações Juvenis do Distrito de Santarém organizou, no dia 26, um debate sobre juventude e associativismo, com a participação dos dirigentes distritais das juventudes partidárias. O debate teve lugar na Casa do Brasil e na escassa assistência mostrou bem o alheamento dos em relação à política. O debate contou com as participações de Ana Sofia, da Juventude Comunista, Hugo Costa, da Juventude Socialista, Duarte Marques, presidente nacional da Juventude Social Democrata, António Gomes Pereira, da Juventude Centrista e Paulo Marques, do Bloco de Esquerda. A crise, o desemprego dos jovens, o trabalho precário, as alterações da legislação laboral e a liberalização dos despedimentos dominaram a fase inicial do debate. O líder nacional da JSD, Duarte Marques, agitou a discussão com a crítica ao facto do presidente da Inovjovem ter alterado a morada para receber ajudas de custo. Hugo Costa, da JS, considerou que se trata de declarações demagógicas, mas Duarte Marques insistiu na necessidade de fiscalizar o que se passa no instituto da Juventude. O presidente da Fajudis, Jorge Claro, recentrou o debate nas questões que os jovens e as suas associações pretendem ver respondidas. Em primeiPUBLICIDADE

14 O RIBATEJO 02 Junho 2011

Mega aula de defesa feminina no sábado em Santarém KARATE A Associação Distrital de Santarém - Amicale Karate vai realizar uma mega aula de defesa pessoal feminina, no sábado, dia 4, no Pavilhão Municipal de Santarém, pelas 10h00. A aula será orientada por Carlos Dias, mestre de artes marciais, e a sua equipa. A iniciativa conta com os apoios da A.P.A.V. (Associação Portuguesa de Apoio à vitima) com sede Distrital em Santarém, e da Scalabisport, É ambição da organização reunir um número aproximado de 200 pessoas, (público feminino com idade superior a 10 anos de idade). As inscrições poderão ser feitas online para o email portugaleventos.ice@gmail.com ou nos sites www.amicalekarate.com e www.scalabisport.com.

Os dirigentes distritais das juventudes partidárias participaram no debate da FAJUDIS. ro lugar, saber se defendem a continuidade do Instituto da Juventude ou se deverá ser extinto juntamente com outros institutos públicos. À excepção do representante do Bloco de Esquerda, todos os dirigentes das juventudes partidárias defenderam a continuidade do IPJ. Porém, o dirigente da JSD distrital, João Leite, considera que este instituto não poderá continuar a gastar 60 ou 70% do orçamento em despesas correntes e deverá reforçar a sua ligação às autarquias. A segunda questão diz respeito ao RNAJ (Registo Nacional do Associativismo Jovem), um instrumento de identificação de

associações de Jovens, respectivas federações, entidades equiparadas e grupos informais. Ao efectuar a inscrição RNAJ é simultaneamente efectuado o processo de reconhecimento das entidades e a inscrição é condição determinante no acesso aos Programas de Apoio. Jorge Claro pretendeu saber se o RNAJ deverá ser equiparado ao estatuto de utilidade pública, com os respectivos benefícios fiscais, como já acontece com as instituições particulares de solidariedade social. Ana Sofia, da Juventude Comunista, defende que o RNAJ não deve servir para filtrar os apoios do Estado, enquanto João Leite

considera que a burocracia impede o acesso das associações. A terceira questão colocada pelo presidente da Fajudis diz respeito à falta de uma política de juventude na maioria dos municípios do distrito, que se manifesta no facto de apenas seis dos 21 municípios possuírem conselhos municipais de juventude. “Deve ou haver sanções para os municípios que não criaram os conselhos municipais de juventude, conforme determina a lei?”, questiona Jorge Claro. Hugo Costa defende a aplicação de sanções às autarquias que não estão a cumprir a legislação.

Dádiva de sangue no Hospital de Santarém SAÚDE O Grupo de Dadores de Sangue de Pernes organiza esta sexta-feira, entre as 15h e as 20h, uma recolha de sangue no Hospital Distrital de Sangue. A recolha vai ser feita na unidade móvel do IPS e vai contar com o apoio de algumas alunas do Liceu Sá da Bandeira que, voluntariamente, se vão envolver nesta actividade nobre da dádiva de sangue.


PUBLICIDADE

02 Junho 2011 O RIBATEJO 15


Região

Santarém

Mercado de velharias no sábado em Pernes

Câmara municipal altera trânsito no Largo Infante Santo Câmara de Santarém implementa alterações à circulação rodoviária no Largo Infante Santo.

PERNES O mercado de velharias regressa a Pernes no próximo sábado, 4 de Junho, a partir das 8h00, no Largo do Rossio, em Pernes. São esperados cerca de 30 expositores, com todo o tipo de velharias, à excepção de roupas, estendendo-se o Mercado por toda a tarde. Para garantia de lugar, as inscrições devem ser feitas previamente na Junta de Freguesia. PUBLICIDADE

16 O RIBATEJO 02 Junho 2011

FAIRPLAY A Câmara Municipal de Santarém implementou, na passada sexta-feira, alterações à circulação rodoviária no Largo Infante Santo e zona envolvente. Com esta intervenção, a autarquia pretende “melhorar a fluidez e os níveis de segurança rodoviária nesta zona nevrálgica da cidade, ao assegurar a reorganização e disciplina da circulação no Largo Infante Santo, designadamente, com a marcação das vias e sentidos de circulação, dar prioridade de

Alterações ao trânsito frente ao mercado diário de Santarém. passagem dos veículos que circulam na Avenida José Saramago, na intersecção com a Rua Cidade da Covilhã, e criar uma caixa de viragem à esquerda em

frente ao Mercado Municipal, possibilitando o acesso directo à Rua Dr. Jaime Figueiredo e ao centro da cidade. Nesta fase os serviços da

autarquia estão, ainda, a analisar os tempos dos ciclos de funcionamento do sistema semafórico, com vista à sua optimização.


PUBLICIDADE

02 Junho 2011 O RIBATEJO 17


Região

Santarém

Eurodeputado Carlos Coelho na Escola Profissional do Ribatejo

Banco Alimentar Contra a Fome angariou 65 toneladas No último fim-desemana, o Banco Alimentar de Santarém angariou 65 toneladas de alimentos.

CIDADANIA EUROPEIA O eurodeputado do PSD Carlos Coelho será o principal orador da conferência sobre a Cidadania Europeia, a realizar esta sexta-feira, dia 3 de Junho, às 10 horas, no auditório da Escola Técnica e Profissional do Ribatejo e do Colégio Infante Santo, em Tremês. PUBLICIDADE

18 O RIBATEJO 02 Junho 2011

SOLIDARIEDADE O Banco Alimentar Contra a Fome de Santarém recolheu, nos concelhos de Almeirim, Alpiarça, Benavente, Cartaxo, Chamusca, Coruche, Golegã, Rio Maior, Salvaterra de Magos e Santarém, um total de 65 toneladas, em cerca de 70 superfícies comerciais. A quantidade agora recolhida compara com 52 toneladas recolhidas em Maio de 2010, ou seja, um acréscimo de cerca de 23%. Esta acção mobilizou cerca de 2.000 voluntários no

armazém do Banco e nos 10 concelhos. Estes alimentos vão agora ser distribuídos, mensalmente, às instituições parceiras, que por sua vez apoiarão com eles mais de 6.500 pessoas da Lezíria do Tejo. A nível nacional, todos os Bancos Alimentares Contra a Fome recolheram um total de 2309 toneladas de géneros alimentares em mais de 1560 superfícies comerciais das zonas de Abrantes, Algarve, Aveiro, Beja, Braga, Coimbra, Cova da Beira, Évora, Leiria-Fátima, Lisboa, Oeste, Portalegre, Porto, Santarém, Setúbal, Terceira, Viana do Castelo e Viseu. Esta quantidade significa um acréscimo de 14,9% face a Maio de 2010. Em Ano Europeu de Voluntariado, esta é a maior acção de voluntaria-

Nos 10 concelhos da Lezíria, a recolha deu mais 23%. do organizada regularmente em Portugal. Até 5 de Junho, haverá ainda a possibilidade de doar alimentos através da campanha na Internet, em www. alimentestaideia.net. Também

na rede de cerca 3.900 lojas Payshop espalhadas por todo o País é possível contribuir até 5 de Junho para esta campanha, efectuando uma doação que será convertida em leite.


PUBLICIDADE

Scalabisport inaugura época balnear no próximo sábado Empresa municipal de desporto abre a época balnear com um dia repleto de animação. PISCINAS A S c a l a b i s p o r t empresa municipal de desporto de Santarém vai inaugurar a época balnear de 2011 no Complexo Aquático Municipal,no próximo sábado, dia 4 de Junho. O Dia da Scalabisport será dedicado ao tema “Especial Portugal” e pretende presentear todos os visitantes do nosso Parque Aquático com um dia repleto de actividades, como jogos aquáticos promovidos Escola Municipal de Natação de Santarém, uma mega aula de hidroginástica, sessão de fotografias com a modelo pintada por Cristiano Neves que vai elaborar uma pintura corporal ao longo do dia, jogos tradicionais, músi-

ca ao vivo e uma marcha, às 19h30, com partida no complexo aquático e com participação gratuita. Segue-se um churrasco (5 euros por pessoa – grelhados à descrição, uma bebida e uma salada de fruta) na esplanada do restaurante El Galego no Complexo Aquático, pelas 21h00, hora de início do jogo Portugal-Noruega ao qual poderá assistir neste mesmo local e torcer pela selecção nacional. A noite promete ser animada com música ao vivo pela voz dos irmãos Pedro e António Monteiro. A quem se fizer acompanhar de uma peça alusiva a Portugal ao entrar no Parque Aquático, beneficia de um desconto na entrada para o Parque Aquático, válido a partir do dia 6 de Junho de 2011 (10% na entrada para o Parque Aquático durante a semana) e à noite, beneficia do Cocktail de Portugal, oferta El Galego.

Santarém recebe campanha comer bem é mais barato O chefe André vai mostrar como confeccionar uma refeição completa e saudável por 1 euro. SAÚDE A Campanha Comer Bem é Mais Barato vai estar em Santarém no próximo sábado, dia 4 de Junho. esta campanha nacional tem como promotores a Fundação Gulbenkian, a Fundação EDP e a SIC, com o apoio da DECO – Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor e da Associação Portuguesa dos Nutricionistas, e que tem como objectivo contribuir para a mudança de atitudes e comportamentos alimentares das famílias portuguesas e da população em geral. A iniciativa, que conta com o apoio da Câmara de Santarém, vai estar na Rotunda

junto ao W Shopping – Largo Cândido dos Reis, numa campanha que pretende ajudar as famílias a comer de forma mais equilibrada e saudável por menos dinheiro e fomentar a mudança de hábitos de aquisição de alimentos, da sua confecção e ingestão. Pelas 9h00, o Chefe André vai deslocar-se ao mercado para aconselhar as pessoas sobre a compra dos alimentos, e pelas 11h00, em contacto directo com a população, apresenta receitas concebidas pela Associação Portuguesa dos Nutricionistas, com todos os nutrientes essenciais e a rondar 1€, sendo a ementa do dia: Sopa de couve portuguesa, Bife de porco grelhado com arroz de couve penca, Abacaxi e 1 copo de água. Está ainda prevista a distribuição gratuita de um livro com as receitas divulgadas durante a campanha. 02 Junho 2011 O RIBATEJO 19


Região

Rota das freguesias Achete

Achete, freguesia do concelho de Santarém, tem cerca de 2000 habitantes e possui uma área de 32,163 km2. Tem como principal património a capela de S. António em Advagar, a capela de S. João no Verdelho, a capela de S. Amaro na Fonte da Pedra, a Igreja de Santa Maria em Achete, a capela de Nossa Senhora da Arrocela em D. Fernando, a Fonte das Almas em D. Fernando, a Fonte do Piúlho em Achete. Dividida entre 37 aldeias e lugares, destacando-se Casais de Advagar, Casais da Bufinha, Comeiras de Baixo,Comeiras de Cima, Dom Fernando, Dona Belida, Fonte da Pedra, Nabais, Quinta de Vale Flores e Verdelho

Joaquim Saramago, presidente da Junta de Freguesia de Achete lança críticas à Câmara Municipal de Santarém

“Sem dinheiro não há projectos nem obras” Joaquim Saramago diz que a falta de verbas impede novas obras e projectos na freguesia, mas assim que haja dinheiro há muito para fazer. Vânia Clemente vania.clemente@oribatejo.pt

É uma freguesia cujas principais actividades esconomicas se dividem entre agricultura, pecuária, azeite e produção de rações.

20 O RIBATEJO 02 Junho 2011

Numa altura de grandes dificuldades económicas, Joaquim Saramago, presidente da Junta de Freguesia de Achete, lança duras críticas à Câmara Municipal de Santarém pela falta de pagamentos e transferências de verbas às Juntas de Freguesia, o que impede a realização de novos projectos importantes para a freguesia. Uma situação que se arrasta há meses, em alguns casos até há anos e que para o presidente da Junta de Freguesia começa a chegar ao limite. “Não temos que andar a pedir esmola quando a obrigação deles é pagar, porque recebem o dinheiro do Estado, não pagam e ficam com o valor das transferências”, diz o autarca. Segundo Joaquim Saramago há mesmo casos muito graves como o atraso de pagamentos

a funcionários, ordenados que se não fosse a Junta de Freguesia a assegurar, não recebiam desde Setembro de 2010, ou o caso dos transportes escolares, cuja verba não é transferida desde 2009 e a dívida escolar já chega aos 80 mil euros. Segundo Joaquim Saramago, a solução tem passado por um controlo diário das contas, “e vamos sobrevivendo com o dinheiro dos almoços que também não entregamos à Câmara Municipal, dos rendimentos das secretaria, do ser viço dos CTT, e dos pagamentos de águas e electricidade”, ou seja, “andamos a bailar com a feia e temos de nos servir do dinheiro que nos pagam, quando temos tanto para receber”. O presidente da Junta de Freguesia afirma mesmo que muitas vezes tem que utilizar o dinheiro das águas, acumulando uma dívida de meses, que ficou saldada devido a um

acordo tripartido entre Câmara Municipal, Junta de Freguesia e empresa de águas. Quanto a novos projectos, Joaquim Saramago diz que “assim que a Câmara pagar o que nos deve em obras” irá construir umas casas de banho públicas junto ao cemitério, recuperará as restantes fontes da freguesia, que são património da Junta de Freguesia e irá requalificar o pavimento dentro de alguns lugares. Projectos de pequena dimensão, mas que significam muito para a freguesia, principalmente quando “a verba é curta”. Já

População vai ter oportunidade de receber formações, a começar brevemente através do Cenfim

na saúde e no ensino, estas são duas áreas, que para o presidente da Junta “continuamos bem”. Na saúde, Achete “tem dos melhores serviços”, não havendo consultas em atraso, nem filas de espera, com médico permanente em Achete e no Verdelho e serviço de enfermagem. No ensino, para além do ensino pré-primário e primário, há também as aulas extra-curriculares. Quanto a equipamentos para os mais novos, como os parques infantis, José Saramago adianta que existe um no Verdelho, outro em Advagar e mais recentemente o de Achete, que apesar de estar nas instalações do Jardim de Infância, ao fimde-semana continua aberto ao público. Para o presidente da Junta de Freguesia, importante na freguesia, têm sido também as Novas Oportunidades, “já lá vão quatro anos e continuamos a abrir turmas”.


02 Junho 2011 O RIBATEJO 21


Região

Rota das freguesias Achete

Associação Recreativa e Cultural “Três Aldeias” Lúcio Pombo diz que a difícil relação com o pároco está a dificultar o projecto ASSOCIAÇÃO A Associação Recreativa e Cultural Três Aldeias, foi fundada em 1990, tendo sido a sua sede construída em 1999. Uma associação ligada ao desporto e à cultura, mas que no último ano se dedicou à formação de adultos através das Novas Oportunidades. Segundo Lúcio Pombo, esta é uma associação com algumas actividades nomeadamente ao nível do desporto motorizado (lambretas e moto 4) e da cultura, com formações de pintura e ginástica de manu-

tenção e apesar dos dias difíceis em que se vive, ainda vão conseguindo alguns apoios de empresas e pais que continuam a contribuir para a existência da associação. Como fonte de rendimento a associação tem ainda o bar alugado e “tínhamos um infantário nas nossas instalações, mas com a reforma do ensino, já não está a funcionar”. Quanto a novos projectos, Lúcio Pombo adianta que “tudo dependerá do capital disponível”, mas gostariam de requalificar a capela em anexo ao edifício sede, uma situação que não está fácil devido a algumas desavenças com o pároco local. Depois, haverá uma festa que de certeza sairá para a rua, a Festa Anual em honra de S. Simão, a 28 de Outubro.

Achete, terra agrícola da Hortomelão HORTOMELÃO Achete é uma terra essencialmente agrícola, onde se destaca a Hortomelão, um organização de produtores de hortícolas e frutas com mais de uma dezena de produtores associados. Segundo Joaquim Sampaio, esta empresa liderada por Carlos Ferreira, principal produtor da zona, que levou a empresa a ser líder no mercado nacional, no ramo da hortifruticultura, é a maior empresa da

região, dando emprego a um elevado número de pessoas durante todo o ano, devido à grande variedade de produtos que produz. O presidente da Junta de Freguesia diz mesmo que na freguesia “só há desemprego porque as pessoas querem”, pois esta empresa está constantemente à procura de mão-de-obra, mas como não encontra, acaba por recorrer aos estrangeiros.

Polidesportivo que ocupará pavilhão da colectividade continua sem arrancar

Verdelho organiza festa de S. João CULTURA Longe vão os tempos em que o Centro Desporto e Cultura de Verdelho, fundado em 1976, no lugar de Verdelho, se enchia de sócios e simpatizantes para festas e bailaricos. Um espaço de lazer e convívio, agora quase deitado ao abandono não fosse o bar da sede.

22 O RIBATEJO 02 Junho 2011

almoço convívio para sócio e vão realizar a tradicional festa de S. João, a 23 de Junho, onde não faltarão “torneios para divertir o pessoal”, um passeio pedestre, um passeio de BTT - a Rota das Fontes, um peditório e o habitual baile de sábado à noite.

VOX Quais as maiores necessidades na freguesia de Achete?

A freguesia de Achete precisa de uma só unidade de saúde, sem descentralização de serviços, para que a população seja melhor servida e com mais transportes de idosos r para o Posto de Saúde, e mais transportes públicos para os vários lugares da freguesia Dionísio Gomes ADMINISTRATIVO

PUBLICIDADE

Segundo Manuel Abreu, presidente da direcção do CDCV, as actividades de hoje são mais reduzidas, “não podemos explorar dinheiro a ninguém e nós também temos pouco para dar continuidade às iniciativas”, assim lembra que fizeram o habitual baile de carnaval, o

Achete precisa de um supermercado porque não há comércio e os pequenos estabelecimentos de comércio tradicional que existem, praticam ‘preços muito elevados. Depois, nunca há transportes na freguesia, principalmente aos fins-desemana e feriados, o que impossibilita quem não tem veículo próprio, de ir à cidade. Maria Ribeiro.

Precisamos de mais transportes para os idosos e para as crianças, que todos os dias precisam de ir para a escola. Depois, precisamos de um Centro de Dia, mais organizado ao nível dos horários, porque os mais velhos às 16h00 já estão em casa, e se houvesse turnos estes não precisavam de estar em casa tanto tempo sozinhos. Manuela Colaço

REFORMADA

EMPREGADA DE BALCÃO


Região

Cartaxo

Salvaterra

Associação Vira-Lata vai ter canil e gatil

Colectivo de juízes do Cartaxo decidiu dar nova oportunidade a jovem de 24 anos que atacou duas vizinhas

Tribunal deixa agressor sexual em liberdade As duas sexagenárias atacadas pelo arguido choraram no final da leitura do acórdão, ao saber que vão continuar a viver lado a lado com o jovem. João Nuno Pepino joao.pepino@oribatejo.pt

O jovem de 24 anos que entrou em casa de duas vizinhas de 60 e 61 anos por motivos libidinosos foi condenado pelo Tribunal do Cartaxo a três anos e seis meses de prisão, com pena suspensa mediante o cumprimento de um plano de readaptação social. Tomás Mota, que faltou sem justificação à leitura do acórdão na quinta-feira, 26 de Maio, foi considerado culpado de um crime de coacção sexual, dois de ofensa à integridade física, um de violação de domicílio agravado e outro de introdução em lugar vedado ao público. O colectivo de juízes decidiu dar uma oportunidade ao arguido suspendendo-lhe a execução da pena enquanto estiver inserido num plano de reintegração que será agora definido pelo Instituto de Reinserção Social, e que inclui a frequência de um curso de formação profissional

e acompanhamento médico psiquiátrico. Ficou ainda proibido de contactar de qualquer forma com as vítimas, mas a decisão do Tribunal do Cartaxo levou ao desespero as duas mulheres que foram atacadas pelo jovem, que continuam a viver lado a lado com ele na aldeia de Casais das Areias, freguesia de Pontével. “Ele é provocador e passa por nós como se estivesse a gozar”, referiu ao nosso jornal uma das queixosas, no final da leitura do acórdão. Com lágrimas nos olhos, a vizinha corrobora: “é impossível vivermos descansadas, sabendo que ele pode fazer a mesma coisa quando lhe der na cabeça”. Já depois de ter sido deduzida acusação neste processo, o arguido, um consumidor de álcool e haxixe com distúrbios psiquiátricos, voltou a entrar na residência de uma delas, tendo sido apanhado pela GNR do Cartaxo todo nu, num anexo que serve de casa

de banho. Este processo ainda está a decorrer na Comarca do Cartaxo, segundo uma das vítimas. Neste processo, o jovem foi julgado por um caso que ocorreu a 25 de Março de 2010, pelas 2h30 da madrugada, quando entrou à socapa em casa da vizinha, divorciada, de 60 anos, depois de partir o vidro de um quarto nas traseiras com uma pedra. Alertada pelo barulho, a vítima levantou-se e surpreendeu-o no interior da residência. Foi dado como provado que o arguido agarrou-a e tentou tirar-lhe o pijama, ordenando-lhe que se deitasse na cama. Enquanto tapava a boca da vítima com uma mão, com a outra apalpou-

Arguido ficou proibido de tentar qualquer contacto com as duas vítimas

lhe os seios, dizendo-lhe: “tens umas mamas boas”. A custo, a mulher conseguiu afastá-lo e trancar-se por dentro no seu quarto, telefonando de imediato para as filhas a pedir socorro. O arguido despiu-se e foi todo nu atrás da mulher, mas não conseguiu arrombar a porta e acabou por abandonar o local ameaçando de morte a vítima, caso fizesse queixa às autoridades. O outro caso foi registado a 2 de Agosto de 2009, pelas 20h15, quando saltou uma vedação e introduziu-se numa casa onde reside sozinha a mulher de 61 anos, que foi esbofeteada na cara. O arguido estava inicialmente acusado de um crime de violação de domicílio agravado, mas, face à prova produzida em julgamento, o colectivo decidiu alterar a qualificação jurídica e condená-lo por introdução em lugar vedado ao público. Foi absolvido da acusação de detenção de arma proibida.

ANIMAISO novo canil e gatil do concelho de Salvaterra de Magos vai ser construído pela Associação Terra de Duendes, conhecida por Associação Vira-Lata, na zona industrial de Muge, num terreno recentemente cedido em direito de superfície pela Câmara Municipal de Salvaterra de Magos. A parcela, que já foi alvo de destaque, é cedida a título gratuito por um prazo de 50 anos, prorrogável por iguais períodos de 10 anos, segundo uma nota de imprensa da autarquia. A Câmara vai também apoiar na construção e no futuro funcionamento do espaço, através de um protocolo que será assinado entre o município e a associação de protecção animal, que ficará responsável pela gestão do canil / gatil. “Temos a plena noção de que a associação não conseguirá suportar por si só os custos associados a esta missão, pelo que a Câmara, naturalmente, apoiará mensalmente este serviço”, frisa a presidente Ana Cristina Ribeiro.

Câmara investe quase um milhão de euros em Muge REQUALIFICAÇÃOA Câmara Municipal de Salvaterra de Magos lançou um concurso público para o arranjo urbanístico do rossio de Muge e reabilitação da vala do rio Mugem, orçado em cerca de 950 mil euros. Após a intervenção, que se estende por uma área de cerca de 7,2 hectares, o rossio de muge passará a ter um parque de merendas, um espaço de jogo e recreio, uma alameda pedonal, uma área de estadia e lazer, uma área de tratamento de resíduos verdes e servirá, no futuro, como recinto de festas, com respectivo edifício de apoio. A obra será financiada pelo QREN no âmbito da candidatura apresentada pela Câmara, que já foi aprovada pela CCDR Alentejo, no âmbito da valorização do espaço rural. Dos 98 projectos apresentados, apenas 20 foram aprovados.

02 Junho 2011 O RIBATEJO 23


Região

Almeirim

Creche do Paço já tem acordo com Segurança Social Solução abrange apenas 17 das actuais 33 crianças, mas permite evitar o encerramento INFÂNCIA A Santa Casa da Misericórdia de Almeirim (SCMA) e o Centro Distrital de Segurança Social de Santarém assinaram na quarta-feira, 25 de Maio, um acordo de cooperação relativo à creche do Paço, valência que estava em risco de fechar as portas no final do ano lectivo por acumular um prejuízo de quase 200 mil euros. Segundo o que foi explicado aos pais na reunião que se seguiu à assiPUBLICIDADE

24 O RIBATEJO 02 Junho 2011

natura, o acordo, apesar de não abranger a totalidade das crianças, afasta a hipótese do encerramento da creche e salvaguarda a manutenção de 12 postos de trabalho. A Segurança Social vai pagar, com retroactivos a Março, quase 240 euros por mês por um máximo de 17 utentes, apesar da creche ter (este ano lectivo) um total de 33 crianças. Na realidade, foi o vice-presidente da Câmara, Pedro Ribeiro, quem conseguiu resolver a questão do apoio, que se arrastava desde a abertura da creche, em 2009. Interessou-se pelo problema e explicou aos vários níveis da Segurança Social a importân-

cia da creche, tendo em conta a falta de alternativas para as famílias e a manutenção dos postos de trabalho. Na reunião com os pais, os responsáveis da SCMA garantiram apenas que os 17 apoios vão ser atribuídos a famílias cujos filho ou filha já frequentam a creche, mas não explicaram como vai ser gerido este processo. Contactada pelo nosso jornal, a coordenadora geral da SCMA, Helena Duarte, disse que só presta declarações a outros órgãos de comunicação após uma notícia sobre esta questão ser publicada no jornal “Almeirinense”, que é propriedade da Misericórdia de Almeirim.

Creche acumula um prejuízo que ronda os 200 mil euros


Noite de fados a favor dos bombeiros

Rotários elegem Salomé Rafael como profissional do ano A actual presidente da Nersant foi reconhecida pelo seu percurso na gestão e educação

ESPECTÁCULO A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Almeirim vai realizar uma noite de fados com jantar na sexta-feira, 3 de Junho, no salão Moinho de Vento, a partir das 20 horas. João Chora, Cristina Maria e Manuel João Ferreira são os fadistas convidados. Os bilhetes custam 16 capacetes e podem ser adquiridos no quartel.

HOMENAGEM O Rotary Clube de Almeirim homenageou a presidente da Nersant, Salomé Rafael, como a profissional do ano na gestão e educação. “É um prémio que muito me honra por ser entregue por uma instituição cujos membros revelam uma formação humana muito acima da média”, referiu Salomé Rafael na cerimónia de homenagem, que decorreu no salão nobre da Câmara de Almeirim, na sexta-feira, 27 de Maio. Natural de Leiria mas com

fortes ligações ao Ribatejo desde muito nova, a empresária frisou que tentou, durante a sua vida, “honrar a memória dos meus pais, apesar de ter convivido pouco tempo com eles. Foi com eles que assimilei valores educacionais e de carácter que procurei cumprir e transmitir durante toda a minha vida”. Detentora de um extensíssimo curriculum profissional na gestão de empresas, no associativismo empresarial e na área do ensino, a fundadora da Escola Profissional de Salvaterra de Magos – um dos seus projectos de maior projecção e sucesso – elogiou também a actividade que os clubes rotários, no geral, e o de Almeirim, em particular, têm desenvolvido nas comunidades em que estão inseridos.

A homenageada e João Correia, presidente do Rotary Clube de Almeirim “Tenho acompanhado o seu trabalho e sei que exercem activamente a solidariedade e o companheirismo. Tem sido graças aos rotários que muito jovens sem posses pecuniárias

têm podido continuar os seus estudos através de bolsas de estudo”, exemplificou Salomé Rafael. Notícia completa em www.oribatejo.pt PUBLICIDADE

OBTENÇÃO DE PASSAPORTE COMUM (COM MARCAÇÃO PRÉVIA)

O Governo Civil de Santarém, com o objectivo de melhorar o atendimento ao cidadão e implementar exemplos de boas práticas, iniciou, em Maio de 2011, um novo serviço que possibilita a marcação prévia para concessão e obtenção de passaporte comum, através de agendamento, por email (expediente@ gcs.pt), ou via telefone: 243 304 524 e 243 304 536, do dia e hora de atendimento. Instituiu-se,

ainda,

um

sistema

de

informação por sms, aos utentes de passaportes comuns, quando da emissão do passaporte.

02 Junho 2011 O RIBATEJO 25


Região

Rio Maior

Movimento Pais-em-Rede reuniu na cooperativa Terra Chã PUBLICIDADE

REUNIÃOO encontro nacional de coordenadores do Pais-emRede, um movimento cívico nacional de pais com filhos portadores de deficiência, realizou-se nas instalações da cooperativa Terra Chã, na aldeia de Chãos, Rio Maior.

Organizado pela coordenação distrital de Santarém, o encontro contou com a presença de 14 coordenadores vindos de Mangualde, Setúbal, Lisboa, Santarém e Évora, e três elementos da direcção nacional do Pais-em-Rede.

Mulher atingida a tiro na cabeça recupera em casa RECTIFICAÇÃOFlorinda Azenha, a ex-companheira de Eurico Madeira que foi atingida com um tiro na face num café em Cabeça Gorda, Rio Maior, encontrava-se já a recuperar em casa e não no Hospital S. Francisco Xavier, ao contrário do que, por lapso, indicámos na peça “O homem que disparou sobre as duas mulheres que o tentaram deixar”, publicada na edição passada do nosso jornal. Fomos ainda informados pela família de Eurico Madeira que o visado nunca foi casado com a primeira mulher, Teresa, com quem viveu durante alguns anos. Na primeira tentativa de homicídio, o homem não foi condenado a nove anos de prisão, mas sim a dois anos, tendo cumprido quatro meses e três semanas, o tempo que esteve em prisão preventiva à espera da pena, que acabou por ser suspensa. Pelas incorrecções, as nossas desculpas aos visados e aos nossos leitores.

Augusto Mateus apresentou plano estratégico ESTUDOAprofundar a vocação produtiva de Rio Maior, potenciar a “cidade desportiva”, articular os modos de vivência urbana e rural e desenvolver os elos do potencial de visitação do concelho são os quatro eixos do plano estratégico de Rio Maior. Depois de três workshops e seminários, o documento foi apresentado publicamente pelo próprio autor, Augusto Mateus, no passado dia 25 de Maio, na Câmara Municipal, durante a primeira reunião da comissão de acompanhamento do plano estratégico. O concelho de Rio Maior deve ter “uma coesão em lógica de articulação entre a sede e as freguesias”, sugeriu Augusto Mateus durante a apresentação. Para o autor, o caminho a construir deve ter por base “um modelo estruturado de oferta residencial, que equilibre a vivência em ambiente urbano com a fruição do mundo rural”.

26 O RIBATEJO 02 Junho 2011


Almeirim

Crianças visitam ETAR de Almeirim / Alpiarça

Trapezistas caem durante número arriscado RFCV sonha acolher a final do Inatel e porque considera ter condições superiores a outros clubes

AMBIENTE Cerca de 100 alunos das escolas pré-primárias de Paço dos Negros, Raposa, Fazendas de Almeirim, Raposa e Marianos, com idades entre os 3 e os 6 anos, visitaram a ETAR de Almeirim / Alpiarça, numa acção de sensibilização para o processo de tratamento dos esgotos promovida pela Quercus e pela empresa intermunicipal Águas do Ribatejo.

QUEDA Dois artistas do “Royal Circus” ficaram feridos com gravidade ao cair de uma altura de seis metros durante uma actuação em Almeirim, no domingo, 29 de Maio. Paulo Costa, de 35 anos e proprietário do circo, e Carlos Ferreira, de 58 anos, estavam a fazer um número arriscado de equilíbrio nas extremidades de uma escada suspensa no ar, quando o trapezista mais novo escorregou acidentalmente e provocou a queda de ambos. Segundo explicou ao nosso

jornal a esposa do proprietário, Paula Guilherme, Carlos Ferreira foi submetido a uma intervenção cirúrgica à bacia e anca na segunda-feira, e era o ferido que inspirava maiores cuidados, tendo internado ficado sob vigilância médica. O marido sofreu uma fractura num pulso e um traumatismo craniano. Foi transportado ao Hospital de Santa Maria, em Lisboa, para ser visto por um especialista em neurocirurgia, mas regressou também na segunda-feira ao Hospital de Santarém. Desde que o casal é proprietário do “Royal Circus”, há cerca de quatro anos, “este foi o primeiro acidente grave”, acrescentou Paula Guilherme, garantindo que todas as normas de segurança foram

Segundo a proprietária, Paula Guilherme, o acidente ficou a dever-se a uma “escorregadela” cumpridas. A queda ocorreu durante o quarto número, ainda antes do intervalo. Dentro da tenda montada no Parque da Tílias, estavam cerca de 60 espectadores, na sua maioria

crianças. A sessão foi imediatamente suspensa, mas os responsáveis do circo dispuseram-se de imediato a devolver o dinheiro do bilhete a quem o reclamasse. PUBLICIDADE

02 Junho 2011 O RIBATEJO 27


Região

Constância

Abrantes

Autarcas querem criar associação com 21 municípios

Tramagal ficou sem telecomunicações por furto de cobre

A concretizar-se, esta ideia voltaria a juntar a Lezíria e o Médio Tejo, novamente

Há casos semelhantes nas freguesias vizinhas de Mouriscas e São Facundo

MUNICÍPIOS Dezassete dos 21 municípios do distrito vão propor a criação de uma associação de âmbito distrital e “deixar de vez no papel” a Assembleia Distrital. A decisão foi tomada numa reunião realizada na quinta-feira, 26 de Março, e que teve como objectivo discutir o projecto de reabilitação da Colónia Balnear da Nazaré, que é propriedade da Assembleia Distrital. “A criação desta associação implica o fim da Assembleia Distrital, ficando PUBLICIDADE

28 O RIBATEJO 02 Junho 2011

as 21 autarquias a gerir o património”, que terá de transitar para a nova estrutura, afirmou à Lusa António Rodrigues, que preside também à câmara de Torres Novas e à Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT). Sublinhando que as assembleias distritais se tornaram estruturas “caducas”, Rodrigues afirmou que a nova associação será “mais ágil”, passando a ser constituída por um terço dos actuais membros (um por cada câmara em vez

Assembleia tem verbas para pagar componente nacional do projecto

dos actuais 63), o que permitirá também alguma poupança. A reunião destinava-se a apresentar aos 21 municípios o projecto para a reabilitação da Colónia Balnear da Nazaré, edifício doado à Assembleia Distrital de Santarém nos anos de 1930 exclusivamente para uso de cariz social e que está fechado há dois anos por falta de condições. Orçado em 2,5 milhões de euros, o projecto já foi aprovado pela câmara municipal da Nazaré, acreditando António Rodrigues que tem todas as condições para ser aprovada a sua candidatura ao Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN). Notícia mais desenvolvida em www.oribatejo.pt

FURTOS A vila do Tramagal, no concelho de Abrantes, este ve sem telecomunicações praticamente durante todo o dia de quarta-feira, 25 de Maio, devido a furtos de cabos em cobre que ocorreram durante a madrugada na central de distribuição que serve toda a freguesia. A Portugal Telecom (PT) só conseguiu restabelecer o funcionamento dos serviços de Internet, telefone e multibanco já ao final da tarde. O furto dos cabos de telecomunicações

provocou enormes “constrangimentos” aos cerca de quatro mil habitantes do Tramagal, e deixou praticamente paralisada a actividade no comércio local e em empresas, agências bancárias e serviços públicos. Em declarações à Lusa, o presidente da junta de freguesia manifestou a sua “revolta” com uma situação que assegurou ser “inadmissível, porque é demasiado recorrente” na região, e defendeu a introdução de “um sistema de alarme” que permita às autoridades actuar em tempo útil. O comandante da GNR de Abrantes, João Santos, afirmou ser “muito difícil” detectar os autores deste tipo de furtos e ter conhecimento deles à priori.


População lança petição a exigir mais segurança “Por uma Abrantes segura como dantes” é o nome da petição que exige maior acção policial INSEGURANÇA Um grupo de estudantes da Escola Superior de Tecnologia de Abrantes (ESTA) lançou na Internet uma petição pública a que chamaram “por uma Abrantes segura como dantes”, onde exigem maior segurança à Câmara Municipal e ao Governo Civil de Santarém, e que em poucos dias recolheu mais de 300 assinaturas. Os assaltos cada vez mais frequentes e o tiroteio que ocorreu em plena via pública impulsionaram os cidadãos a aderir a esta iniciativa. No documento, os peticionários afirmam-se “cansados” de viver numa cidade “controlada por uma comunidade de marginais que semeia o terror a seu bel-prazer, sobretudo quem frequenta espaços comerciais e de lazer e as zonas próximas

do pólo universitário e das escolas”. Defendem ainda que a área de intervenção no perímetro urbano da cidade seja retirada da PSP e entregue à GNR, tendo em conta a sua estrutura militarizada, devendo o posto de Abrantes ser reforçado com pessoal e equipamento. O furto de fios de cobre em cabos de telecomunicações, que tem deixado as comunidades rurais do concelho sem telefone, internet e televisão, e os assaltos e agressões a habitantes associados a recorrentes atos de vandalismo tem revoltado a população, tendo o assunto dominado as conversas no dia a dia. Contactada pela Lusa, a presidente da câmara, Maria do Céu Albuquerque, afirmou estar a efectuar “todas as diligências” para a criação do “conselho municipal de segurança” (CMS), cujo diagnóstico “já foi aprovado” pela tutela, aguardando a sua concretização pelo Governo que resulte das eleições de 5 de Junho. O documento elenca e

Na semana passada, a cidade foi palco de uma troca de tiros em plena via pública avança com medidas concretas e é considerado um instrumento “fundamental” para combater os fenómenos da criminalidade e da delinquência no concelho. Céu Albuquerque afirmou que um grupo de jovens, “alguns com menos de 16 anos”, está identificado como sendo o “responsável pelo clima de medo e de insegurança” que se sente em “determinados pontos” da cidade. Fontes policiais relataram à

Lusa que esta semana registaram-se vários casos de assaltos e desavenças com perseguições de automóveis que incluíram disparos com armas de fogo na

A casa da presidente da Câmara, Maria do Céu Albuquerque, também já foi assaltada

via pública, alegadamente entre elementos de gangues rivais. A residência da própria presidente da autarquia não escapou à voragem dos assaltantes, que lhe levaram um carro, um computador e vários objectos pessoais. Céu Albuquerque disse à Lusa que, “enquanto cidadã”, formalizou a queixa junto das autoridades, tendo adiantado que o automóvel furtado “já foi recuperado” e os assaltantes identificados. PUBLICIDADE

02 Junho 2011 O RIBATEJO 29


Região

Torres Novas Abrantes

Tomar

Rastreio ao cancro da mama em duas freguesias

Festa dos Tabuleiros em postal exclusivo

SAÚDEA Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) vai realizar rastreios gratuitos ao cancro da mama em duas freguesias do concelho de Torres Novas. Entre 2 e 15 de Junho, a unidade móvel da LPCC vai na Junta de Freguesia de Assentiz. De 17 de Junho e 15 de Julho, o rastreio realiza-se próximo da Junta de Freguesia de Pedrógão. Esta iniciativa, que se realiza , no âmbito da 5ª volta do “Programa de Rastreio de Cancro da Mama” da LPCC, tem como público-alvo as mulheres com idades entre os 45 e 69 anos. Para mais informações, as interessadas podem contactar o Grupo de Apoio de Portalegre, pelo 245 330 989, a unidade móvel de rastreio, pelo 915 999 895, ou o coordenador adjunto do rastreio, pelo 915 999 904.

Segundo o relatório, há 88 médicos a receber suplementos ilegais

Auditoria arrasa gestão do Centro Hospitalar Médio Tejo GASTOS Segundo uma auditoria da Inspecção-Geral das Finanças (IGF), há 88 médicos no Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) a receber suplementos ilegais. Entre os profissionais nesta situação, estão directores de departamento,

directores de serviço e chefes de serviço que recebem mais de 15 mil euros por mês, de acordo com o relatório revelado pelo Correio da Manhã. A IGF, que arrasa a gestão praticada nos hospitais de Torres Novas, Tomar e Abrantes, assinala que

os vencimentos dos seis administradores, de três assessores e de três estruturas de gestão custam 308 mil euros por ano ao Estado, um valor que seria reduzido se administração assumisse a gestão conjunta das unidades.

COLECCIONISMO Os CTT e a delegação dos Templários do Turismo de Lisboa e Vale do Tejo (T-LVT) vão editar um postal comemorativo da edição 2011 da Festa dos Tabuleiros de Tomar, em exclusivo e com edição limitada a 200 exemplares. O postal de poderá ser adquirido na Galeria Templários, durante a manhã de 10 de Julho, dia em que estará presente um funcionário dos CTT para colocar o carimbo nos postais. Segundo uma nota de imprensa da T-LVT, o “postalmáximo é uma peça filatélica em que os três elementos que o constituem - selo, postal e obliteração - apresentam entre si o máximo de concordância, de motivo, de lugar e de tempo, neste caso a temática será Festa dos Tabuleiros”.

PUBLICIDADE

A N Ú N C I O e ÉDITOS DE 20 DIAS PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL N.º 2089200801115863AP

CITAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS 1ª PUBLICAÇÃO JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que por este Serviço de Finanças correm ÉDITOS DE 30 (TRINTA) DIAS, contados da segunda e última publicação deste anúncio, citando, nos termos do n.º 3 do artigo 193.º do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), a executada MARIA GORETI FERNANDES DA SILVA, no estado de divorciada, com domicílio fiscal na Rua Principal - Valverde – 2025 Alcanede, de que contra ela corre termos o processo de execução fiscal acima indicado, por dívidas à Administração Fiscal provenientes de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e Coimas Fiscais (CF), dos anos de 2007 a 2009, na quantia exequenda total de 1.111,46 € (mil cento e onze euros e quarenta e seis cêntimos), pelo que deverá, no prazo de 30 (TRINTA) DIAS seguintes ao do final dos éditos, proceder ao seu pagamento, acrescido dos respectivos juros de mora e custas processuais, mediante guias que deverá solicitar neste Serviço de Finanças, podendo, no mesmo prazo, deduzir oposição à execução (art.º 203.º/ss, CPPT), requerer o pagamento em prestações (art.º 196.º/ss, CPPT) ou solicitar a dação em pagamento (art.º 201.º/ss, CPPT). Faz ainda saber que, se a executada ou outra pessoa por ela não fizer o pagamento no prazo dos éditos, no dia 7 de SETEMBRO de 2011, pelas 11,00 HORAS, se procederá à venda judicial por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (n.º 1 do art.º 248.º do CPPT), do bem a seguir indicado, o qual foi penhorado em 2 de Fevereiro de 2009 no processo de execução fiscal acima identificado, com o valor base para a venda de 23.213,00 €, correspondente a 70 % do valor atribuído em avaliação, não sendo consideradas as de valor inferior (n.º 4 do art.º 250.º do CPPT). BEM A VENDER Prédio urbano destinado a habitação composto por casa de dois andares com logradouro, sito no lugar de Hospital, freguesia de Golães, concelho de Fafe. Possui as seguintes CARACTERÍSTICAS: Tipo de Prédio: Prédio em propriedade total sem andares nem divisões susceptíveis de utilização independente, Afectação: habitação, Tipologia/Divisões: 3, N.º de pisos: 2, Área total do terreno: 1.081,00 m2, Área de implantação do edifício: 131,00 m2, Área bruta de construção: 262,00 m2. Área bruta dependente: 211,00 m2 e Área bruta privativa: 51,00 m2. Confronta de norte com património dos pobres, de sul com António Fernandes Silva, de nascente com Celso António Fernandes e de Poente com José Batista e caminho público. Encontra-se inscrito na matriz urbana sob o artigo n.º 1286 da freguesia de Golães e acha-se descrito na Conservatória do Registo Predial de Fafe, sob o n.º 01524/20080917 – Golães. Coordenadas: X – 194.602,00 e Y – 499.515,00. É depositária a Sr.ª Maria Goreti Fernandes da Silva, Telf. n.º 969.893.077, executada nos autos, o qual, depois de contactada no seu domicílio fiscal sito na Rua Principal - Valverde – 2025 Alcanede, o mostrará aos interessados. As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.e-financas.gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 11 horas do dia da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA N.º 2089.2009.166 – MARIA GORETI FERNANDES DA SILVA”, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo assistir ao acto a executada, os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art.º 892.º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrir-se-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (al. c) do art.º 253.º do CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço, no prazo de 15 dias, contados do termo do prazo de entrega das propostas, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. Sendo devido Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (I.M.T.), o pagamento deverá ocorrer no prazo de 30 dias contados da data da adjudicação, nos termos do n.º 3 do artigo 36.º do respectivo código. É devido Imposto do Selo a que se refere a verba n.º 1 da respectiva Tabela. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, aos vinte e sete dias do mês de Maio do ano de dois mil e onze. . O CHEFE DE FINANÇAS, O ESCRIVÃO, (Jorge Manuel Sardinha Serra) (Jorge Fernando Santos Morgado) (em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1335 de 2.06.2011)

30 O RIBATEJO 02 Junho 2011


Ensino Congresso da Cultura Avieira marcado para os dias 17 e 18 de Junho

Auditório da ESGTS encheu durante as Jornadas do Empreendedorismo, que se realizaram no passado dia 26 de Maio

Empreendedorismo em tempos de crise na ESGTS Alunos da ESGTS discutiram ideias, projectos e formas de financiamento através de uma jornada dedicada ao empreendedorismo.

Instituto Politécnico de Santarém Integram o Instituto Politécnico de Santarém a Escola Superior Agrária de Santarém, Escola Superior de Educação de Santarém, Escola Superior de Desporto de Rio Maior, Escola Superior de Saúde de Santarém, Escola Superior de Gestão e Tecnologia de Santarém

Bruno Oliveira bruno.oliveira@oribatejo.pt

A Escola Superior de Gestão e Tecnologia de Santarém (ESGTS) realizou no passado dia 26 de Maio, a iniciativa “Jornadas de Empreendedorismo – empreendedorismo em tempos de crise”. Uma iniciativa presidida pelo director da ESGTS, Ilídio Lopes, que realçou a pertinência do assunto, principalmente no período difícil que o país atravessa. Ideias, projectos e financiamento, foi o grande tema da jornada que contou com a par-

ticipação de Francisco Pegado, representante do IAPMEI dando uma visão geral da situação do país e das oportunidades existentes. Francisco Pegado adiantou que actualmente, o peso das pequenas e médias empresas (PME) no tecido económico do país é de 99,7 por cento, assegurando mais de 55 por cento do emprego privado. No entanto, a difícil conjuntura económica que o país atravessa leva a perdas de emprego, principalmente emprego qualificado, o que dificulta a entrada dos jovens no mercado de trabalho. Qual a solução? Para o representante do IAPMEI, a solução passa por criar o seu próprio negócio/emprego, dando ao mesmo tempo emprego a novos jovens. Segundo Francisco Pegado, para criar o seu próprio negócio, os jovens devem aproveitar as novas oportunidades que os Institutos Politécnicos oferecem, como os “Poliempreende”, que lhes dá formação quanto ao fenómeno do empreendedorismo; apoio de docentes em projectos empresariais e a

ajuda de júris com painéis de especialistas. O representante adiantou ainda, que os alunos devem saber tirara partido do contexto em que o país se encontra, pois “é nesta altura de crise, que os empreendedores são colocados à prova” e há que apostar em projectos exequíveis, com equipas complementares e interessadas nas mais diversas áreas, utilizando modelos de planos de negócio e de mercado e finalmente, que saibam decidir o que fazer com o projecto no final do exercício, porque “boa parte dos bons projectos não chegam a ser concretizados”. Para aqueles que querem dar continuidade aos seus projectos, Francisco Pegado aconselhou a olharem paras as soluções de financiamento do IAPMEI, com o Fini-

“É nesta altura de crise, que os empreendedores são colocados à prova” disse Francisco Pegado

cia, ou as soluções do Instituto de Emprego e Formação Profissional, muito úteis, tendo em conta o contexto nacional. Durante as “Jornadas do Empreendedorismo”, os alunos tiveram ainda a oportunidade de contactar com casos concretos, através de Pedro Nunes, representante dos Business Angels em Santarém, uma empresa de apoio e financiamento, que auxilia a equipa e arranja modo de financiamento, caso a ideia seja viável. Pedro Nunes, aconselhou os alunos a estruturarem bem a ideia, discuti-la previamente, posteriormente apresentar e ideia e elaborar um bom plano de negócios, para finalmente conseguirem financiamento, tal como aconteceu com grandes empresas internacionais como o Google e a Amazon. com, ou portuguesas como a Ortik, a Smart Advertisisng, a Micropolis, a Key4kids ou a myguide.pt. Como conselho, o representante dos Business Angels, deixou que é importante olhar para os melhores, pois é com eles que se aprende.

AVIEIROS O Gabinete do Projecto da Cultura Avieira irá promover, nos próximos dias 17 e 18 de Junho o 2.º Congresso Nacional da Cultura Avieira, em Santarém. O programa será divulgado brevemente e incluirá, no dia 17, várias sessões temáticas paralelas relativas à Cultura Avieira. No dia 18 haverá um passeio de barco pelo Rio Tejo e uma visita às aldeias avieiras. Para mais informações contacte-nos através de cultura.avieira@ ipsantarem.pt. O “Projecto Âncora 10 - A Cultura Avieira a Património Nacional - Gestão, Coordenação e Execução da Estratégia de Eficiência Colectiva”, uma iniciativa empreendedora de acompanhamento, dinamização e cooperação de um consorte constituído por 39 instituições públicas e privadas, liderado pelo Instituto Politécnico de Santarém, com vista ao desenvolvimento regional em torno do rio Tejo e da Cultura Avieira, é uma iniciativa QREN, apoiada no âmbito do Programa Operacional Alentejo - INALENTEJO, cujo investimento ascende a 394.153,03 euros, com co-financiamento do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional de 118.111,47 euros.

Agrária vai ter mestrado em Agricultura Sustentável NOVIDADE A Escola Superior Agrária vai abrir inscrições para um novo mestrado em Agricultura Sustentável. Este mestrado pretende complementar “os saberes e competências adquiridas nas áreas científicas de Produção Agrícola e Produção Animal” (dois cursos da escola). O curso está organizado de acordo com o processo de Bolonha, em 2 anos curriculares, com uma carga horária média de 18 horas por semana no 1º ano. O 2° ano destina-se à elaboração de um projecto, à realização de um estágio profissionalizante e à elaboração e discussão da tese de mestrado.

02 Junho 2011 O RIBATEJO 31


PUBLICIDADE

32 O RIBATEJO 02 Junho 2011


especial

O Crédito Agrícola é o patrocinador oficial da 48ª edição da Feira Nacional de Agricultura que decorrerá entre os dias 4 e 12 de Junho, no CNEMA - Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas, em Santarém. No ano em que comemora o seu Centenário, o Crédito Agrícola renova o patrocínio à Feira Nacional de Agricultura, um apoio com mais de duas décadas traduzido no diálogo com o público visitante, fazendo jus a uma das características distintivas desta Instituição financeira – a proximidade com as comunidades locais. Este ano o Crédito Agrícola voltará a dispor de uma área de exposição marcante e de grande visibilidade, onde os visitantes poderão encontrar toda a informação de produtos e serviços e um atendimento personalizado na melhor tradição CA.

FEIRA NACIONAL DE AGRICULTURA

Feira com programa anti-crise Animação A Feira Nacional de Agricultura reduziu o orçamento para este ano mas consegue manter um cartaz de espectáculos de luxo.

Bruno Oliveira bruno.oliveira@oribatejo.pt

A 48ª Feira Nacional de Agricultura e 58ª Feira do Ribatejo abre as portas ao público no próximo sábado, dia 4, pelas 15h00. Em dia de reflexão antes das eleições de domingo, a inauguração da Feira Nacional de Agricultura deverá contar com as presenças do ministro da Agricultura António Serrano, do presidente da Câmara Municipal de Santarém Francisco Moita Flores, da governadora civil de Santarém Sónia Sanfona, entre outros. Promotora da agricultura e do mundo rural, a Feira Nacional de Agricultura/Feira do

Ribatejo é reconhecida como a feira de maior referência nacional no sector agrícola e agro-industrial, motivo para a preferência de empresas e representações oficiais de países estrangeiros, como Espanha, França e Itália. A Feira Nacional de Agricultura recebeu cerca de 167

A Feira espera receber os mesmos 167 mil visitantes que teve no ano passado

mil visitantes e aproximadamente 600 expositores no ano de 2010. Nesta edição e considerando que em 2011 se assinala o Ano Internacional das Florestas, o destaque vai para esta temática como forma de sensibilizar o público da feira para a importância da preservação da floresta e para o papel que representa no domínio do desenvolvimento sustentável. A pensar na crise, a organização manteve o preço dos bilhetes diários: cinco euros. Segunda-feira, dia 6, é dia de entrada livre. Os livres-trânsito custam 18 euros e as cadernetas de 10 bilhetes são vendidas a 35 euros. 02 Junho 2011 O RIBATEJO 33


especial FEIRA NACIONAL DA AGRICULTURA

António Serrano

“A agricultura é o sector mais importante da nossa economia” Entrevista O ministro da Agricultura António Serrano justifica a vinda à Feira a Santarém com a necessidade de ouvir as preocupações dos agricultores.. João Baptista joao.baptista@oribatejo.pt

Que importância atribui à Feira Nacional de Agricultura e que mensagem vai trazer aos agricultores nesta edição? Este ano é uma edição especial, porque a Feira realiza-se em contexto eleitoral. Estou em funções e nesse sentido visitarei a Feira no dia de inauguração, embora com uma presença mais discreta, pois não quero perturbar o dia de reflexão. Mas havia um convite feito já há vários meses, muito antes de se saber que iria haver eleições, e por isso não posso deixar de estar presente. Esta Feira é muito importante e compreendo que a organização queira ter o ministro presente e acompanhar o dia da inauguração …E ouvir as preocupações dos agricultores e das suas associações? Tenho mantido um contacto muito directo com as associações de agri-

cultores. Felizmente as coisas correram melhor neste último ano. Recuperámos nestes dois anos algum atraso que se verificava nos prazos de pagamentos do Proder. Assumi aqui no ano passado o compromisso de encurtar os prazos de pagamentos de 500 para 100 dias. Estamos a cumprir. Comprometi-me igualmente a reduzir o nível de não utilização dos fundos comunitários. Tínhamos cerca de 89% de fundos utilizados e em 2010 utilizámos 97%. Temos desafios importantes pela frente e a mensagem que trago aqui hoje aos agricultores portugueses é uma mensagem de confiança. Temos muito trabalho pela frente em conjunto e é fundamental que exista uma ligação forte entre as associações e o governo, em defesa dos interesses dos agricultores, quer no exterior, nas instâncias comuntárias, quer no intrerior, na relação com a agro-indústria e a distribuição. Qual é o retrato actual, em linhas gerais, que faz da agricultura portuguesa? Nestes últimos 30 anos, a agricultura teve uma transformação enorme e as pessoas por vezes não se apercebem disso porque tem dado uma imagem negativa dos agricultores. E no entanto o sector tem registado uma evolução enorme. Apesar de termos reduzido em 6% superfície agrícola útil e termos menos agricultores, também temos mais produção do que há 10 anos. E isto deve-se à modernização da agricultura, que se traduz numa maior produtividade. A sociedade tem de acarinhar muito o agricultor e reconhecer que tem uma função nobre e fundamental. Quando encaminhamos os nossos filhos, podemos hoje dizer-lhes que a agricultura é uma boa opção empresarial. Neste momento, produzimos 70% do que consumimos, mas esse é um dado histórico que sempre existiu, o que não quer dizer que não possamos aumentar a nossa auto-suficiência, com o aparecimento de gente nova e mais qualificada. Temos ainda um dos maiores índices de envelhecimento na agricultura e uma baixa taxa de qualificação. Que papel pode a agricultura desempenhar num momento de crise como o que estamos a viver? Faz sentido falar num regresso à terra?

34 O RIBATEJO 02 Junho 2011

Tenho feito esse apelo. A sociedade está mais desperta para a importância do sector. Não me canso de dizer que a agricultura é o sector mais importante da nossa economia e pode contribuir decisivamente para reduzir as nossas importações, criar emprego e aumentar as exportações e alavancar a agro-indústria como há aqui neste distrito. As autarquias em vez de se dedicarem apenas a construir rotundas deviam preocupar-se em criar pequenos mercados locais, para escoar a produção dos nossos agricultores. Ouvem-se muitas queixas de que os fundos comunitários são absorvidos por apenas cerca de 6% dos agricultores. Por que não existe uma repartição mais equitativa dos apoios? É possível, mas o problema reside nos critérios de repartição dos fundos em termos de áreas e do histórico de produção. Com a nova Política Agrícola comum, prevista para 2013, vamos ter uma nova política de redistribuição das ajudas, não só a nível europeu – Portugal é dos estados membros que menos recebe – mas também no plano interno, com novos critérios em que o histórico não conte. Admito porém, que vai ser difícil. Mas a nova PAC vai dar mais atenção aos pequenos agricultores. Na formação dos preços dos produtos agrícolas verifica-se que os agricultores só ficam com cerca de 10% do valor pago pelo consumidor, ficando a maior fatia do valor para as grandes cadeias de distribuição. Não se pode criar mecanismos que equilibrem esta relação desigual? Na relação do mercado, existe um desequilíbrio de poder. Em Portugal, a distribuição está muito concentrada, com dois grandes grupos a dominar o mercado. Mas é preciso ter cuidado. Não se pode hostilizar a distribuição, porque tem um papel fundamental.

“A agricultura é o sector mais importante da economia e pode contribuir para vencer a crise”


PUBLICIDADE

02 Junho 2011 O RIBATEJO 35


especial FEIRA NACIONAL DA AGRICULTURA

Luís Mira. “Feira mostra o que de melhor se produz em Portugal” Luís Mira, administrador do Cnema, afirma que a Feira está a conseguir resistir à crise. No ano passado, a Feira Nacional de Agricultura conseguiu resistir aos efeitos da crise. E este ano, como vai ser? Tomámos várias cautelas, entre as quais uma redução de 150 mil no orçamento da Feira, que baixou de um milhão para 850 mil euros. Como temos este ano menos um feriado e uma véspera de feriado é natural que haja menos visitantes. Temos um programa muito forte de seminários, mais de 30 conferências vão realizar-se durante esta feira, com o objectivo de trazer os agricultores. Vamos ter aqui seminários de qualidade entre os quais destaco intervenções dos deputados europeus, do presidente da comissão parlamentar de agricultura do Parlamento Europeu, e provavelmente do comissário europeu de agricultura. Por isso, vamos poder ouvir as pessoas que mais sabem sobre a política agrícola comum, que está em negociações. Vamos ter grandes seminários sobre a floresta, que é o tema central da Feira. Este ano vamos ter mais área de exposição, no espaço exterior da Feira, e vamos ter as presenças de grandes empresas de referência mundial e teremos também um reforço da exposição de maquinaria agrícola. Em termos de expositores, vai parecer que não há crise… PUBLICIDADE

36 O RIBATEJO 02 Junho 2011

Que iniciativas destaca do programa da Feira deste ano e que novidades vai trazer? Além dos seminários, vamos reforçar a aposta na área dedicada ao Prazer de Provar, na Nave A. Destaco igualmente os vários concursos nacionais que realizámos e cujos resultados serão apresentados durante a Feira. O concurso de vinhos teve este ano mais de 800 participantes, o que representa um recorde. No concurso de azeites regista-se igualmente o maior número de concorrentes de sempre, com mais de 100 azeites a concurso. Temos ainda o concurso nacional do mel e organizamos este ano pela primeira vez um concurso nacional de queijos e um concurso de enchidos. Por isso, temos aqui representado na Feira o que de melhor se produz em

Portugal e que constitui uma vertente da Feira mais voltada para o público consumidor que aqui pode provar a comprar os nossos melhores produtos tradicionais. Vamos ter 51 provas gastronómicas, provas conduzidas de vinhos e azeite, demonstrações de cozinha ao vivo, organizados por confrarias, escolas de hotelaria e turismo, autarquias, empresas, associações. Recordo que há 3 anos esta era uma área residual na Feira e actualmente já se tornou uma imagem de marca. Na Nave C, onde se recria um ambiente de feira muito próprio, vamos ter este ano um palco com animação própria. A Fersant volta a realizar-se em simultâneo com a FNA. Que resultados espera desta parce-

ria com o mundo empresarial? É uma parceria que está a correr bem, com muito sucesso. Acho que pode servir de exemplo a outro tipo de iniciativas que se realizam na região, muitas delas com pequeníssima dimensão e que juntas a este certame de projecção nacio-

“Área dedicada ao prazer de provar os melhores produtos tradicionais feitos em Portugal é já uma imagem de marca da Feira”

nal teriam um retorno muito maior. O Cnema foi concebido com a função de ser o parque de exposições da região, mas só pode cumprir essa missão se todos colaborarem. Aproximação da Feira à cidade de Santarém e à região tem merecido um esforço do Cnema. Que medidas estão a ser tomadas nesta edição? Destaco o facto de termos agora um serviço de autocarro, com uma paragem no Cnema que permite uma melhor ligação à cidade. Além dos parques do Cnema, este ano os visitantes poderão estacionar gratuitamente os carros no Retail Park e no Jom, o que irá facilitar o estacionamento no feriado e no fim-de-semana em que se espera uma maior afluência de público.


PUBLICIDADE

02 Junho 2011 O RIBATEJO 37


especial FEIRA NACIONAL DA AGRICULTURA

Vasco Garcias. “Animação tradicional leva maior fatia do orçamento da Feira” Vasco Gracias, secretário-geral do Cnema, sublinha forte aposta na tradição da Feira do Ribatejo. “A animação tradicional da Feira do Ribatejo com os ranchos folclóricos, largadas de toiros, campinos, etc. custa mais do dobro do que se gasta com os concertos durante a Feira”, afirma Vasco Gracias, secretário-geral do Cnema. “Ao contrário do que muitas pessoas pensam, fazemos um grande investimento na animação tradicional que caracteriza a Feira do Ribatejo”, sublinha o responsável pela organização da Feira. A crise é naturalmente uma preocupação para os responPUBLICIDADE

38 O RIBATEJO 02 Junho 2011

sáveis do Cnema. “Encaramos esta crise com preocupação, mas também com confiança porque se trata da maior feira agrícola do país o principal evento da região”, afirma. Vasco Gracias sublinha “com agrado a resposta positiva das empresas que se traduz no maior número de expositores presentes, cerca de 600, numa maior área de exposições, mais diversidade. Penso que vamos ter uma feira muito interessante, em termos de exposição de maquinaria e de animais”. “Só não sabemos ainda qual vai ser a resposta do público à Feira, embora tenhamos feito uma aposta muito forte no cartaz dos espectáculos e de animação de forma a trazer o público à feira”, adianta o responsável da organização que espera manter o mesmo número de visitantes do ano passado, em que a Feira recebeu cerca de 167 mil pessoas.

Este ano mantém-se o preço de 5 euros do ingresso na Feira, valor que desce para 3,5 euros se optar pela compra de cadernetas de bilhetes. Os livres-trânsito custam 18 euros e permitem entrar todos os dias a qualquer hora na Feira. Das 167 mil pessoas que visitaram a Feira no ano passado, metade entrou com convites oferecidos pelos expositores ou no dia de entrada livre, que este ano será na segunda-feira, dia 6.

“Animação tradicional custa o dobro dos concertos


PUBLICIDADE

02 Junho 2011 O RIBATEJO 39


especial FEIRA NACIONAL DA AGRICULTURA

Espectáculos Feira com cartaz de luxo para combater a crise A 48ª edição da Feira Nacional de Agricultura (FNA)/58º Feira do Ribatejo realiza-se de 4 a 12 de Junho e promete nove dias em que a crise é para ficar à porta. O cartaz da Feira Nascional de Agricultrura é muito aliciante: os concertos nocturnos vão trazer nomes como Rui Veloso (4 de Junho), Camané (8 de Junho), Deolinda (9 de Junho), Pedro Abrunhosa (10 de Junho) e Xutos e Pontapés (11 de Junho). Entradas e largadas de toiros e provas de campino animam diariamente a Feira. Do programa destaca-se ainda o Concurso A Melhor Voz da região, promovido pelo jornal O Ribatejo, que terá lugar na noite de 6 de Junho. Folclore, sevilhanas, danças de salão, bandas filarmónicas, festas temáticas e Dj sessions vão animar a feira. Haverá ainda dois concursos de fotografia, e nove seminários e conferências sobre os grandes temas da agricultura. Em paralelo com a Feira de Agricultura decorre pela segunda vez em Santarém, a Fersant – Feira Empresarial da Região de Santarém, organizada pela Nersant. Decorre também o Salão

40 O RIBATEJO 02 Junho 2011

da Alimentação, do Azeite e o 6º Festival Nacional do Vinho, como em anos anteriores. Este ano os concursos nacionais de queijos e enchidos (de porco alentejano e porco bísaro) juntam-se aos habituais concursos vinhos, de azeites e do mel. Também a pensar na crise, a organização manteve também o preço dos bilhetes diários: cinco euros. Segunda-feira, dia 6, é dia de entrada livre. Os passes que dão acesso a todos os dias da Feira custam 18 euros e a caderneta de 10 bilhetes são vendidas a 35 euros. Os restaurantes na Feira vão ter preços para todas as carteiras, havendo um reforço das tasquinhas das colectividades e dos stands de sandes e afins e menus mais em conta. Novidade este ano é o facto dos municípios da Lezíria passarem a estar representados no espaço da nave A, junto ao Salão da Alimentação e dos Vinhos. Nos claustros, onde ficavam habitualmente os municípios, vai estar uma zona dedicada à fileira florestal, o tema principal da Feira de 2011, o Ano Internacional das Florestas. Ao tema da floresta vai também ser dedicado um vasto conjunto de seminários e debates.

Rui Barreiro “Futuro da agricultura debate-se nesta Feira” O secretário de Estado das Florestas Rui Barreiro destaca o tema central desta edição da Feira. Estamos no Ano Internacional da Floresta. Que iniciativas destaca do programa das comemorações nacionais? Portugal é um país de florestas e a floresta desempenha um papel importante para o bemestar da nossa sociedade, que importa comunicar aos portugueses. Foi com esse objectivo que a Secretaria de Estado assumiu o desafio de presidir a Comissão Executiva do Comité Português para o Ano Internacional das Florestas. São muitas as iniciativas inscritas no Ano Internacional das Florestas, pelo que me é difícil destacar uma iniciativa. Gostaria, sim, de destacar o crescente envolvimento da sociedade civil e das autarquias em prol da floresta. A campanha de sensibilização para a prevenção dos incêndios florestais, que conta com a parceria do Movimento ECO – Empresas contras os Fogos, é um bom exemplo da

importância cidadania activa na defesa de um bem que é de todos, para todos. A floresta vai ser o tema central da Feira Nacional de Agricultura. Que mensagem vai trazer? A Feira Nacional da Agricultura é o principal certame do sector agrícola em Portugal. Nesta edição da Feira Nacional da Agricultura vão realizar-se um conjunto de debates muito interessantes e de enorme oportunidade em torno da discussão sobre a PAC pós-2013. Espero que os debates produzam conclusões importantes para o futuro da agricultura e do sector florestal em Portugal.

“A floresta deve ser encarada como um investimento de longo prazo, como um PPR, mas que exige um acompanhamento profissional

Quais são os principais problemas da floresta portuguesa e que medidas podem ser implementadas para os combater? A floresta portuguesa debatese com alguns problemas estruturantes que têm condicionado o seu desenvolvimento. Desde logo, a falta de escala da pequena propriedade que condiciona a obtenção de uma boa rentabilidade ao seu proprietário e que leva ao abandono, com todas as consequências negativas que daí advêm - os incêndios florestais e as pragas e doenças. A floresta deve ser encarada como um investimento de longo prazo, como um PPR, mas que exige um acompanhamento sistemático e profissional. Sendo a floresta portuguesa constituída na sua larga maioria pela pequena propriedade florestal privada, foi nossa preocupação, apostar nas Zonas Intervenção Florestal. Os resultados desta aposta têm sido positivos. Neste momento, estão constituídas cerca de 750 ZIF, que representam mais de 750.000 hectares. Temos estado a trabalhar com o PRODER na agilização do acesso das ZIF às medidas de apoio ao investimento e também no seu envolvimento na realização do cadastro florestal.


Negócios OPINIÃO

Mas afinal quanto vale um cliente?

Marco Pombo

J

á se perguntou alguma vez quando vale cada cliente da sua empresa? Note que o valor de um cliente não pode ser medido só pelo lucro que a empresa tem em cada transacção. Se assim fosse, não se justificava fazer muito esforço para o satisfazer, nem tinha importância que o cliente fosse embora insatisfeito. Estaria em jogo pouco dinheiro. Mas vamos a um caso real. Há pouco tempo entrei numa pastelaria próxima de minha casa, onde não era cliente habitual mas sabiam que eu morava perto. Ao pedir um café, noto que não tinha dinheiro comigo. Fi-lo notar à pessoa que me atendia. Resposta pronta. - “Veja que está com pouca sorte!”- disse-me. Ouvindo isso e pela linguagem nãoverbal, concluí que não iria satisfazer aquele meu desejo de cafeína. A senhora não sabia o meu valor como cliente. Em gestão, não se pode controlar o que não se mede. Quer para se corrigir desvios ou mesmo para se saber quando comemorar. Assim, há uma forma de calcular o valor de um cliente. Retenha a fórmula. Valor do cliente é igual ao produto da sua compra média, pela frequência de compras, pela sua vida média. Isto dá um número jeitoso. Agora, supondo que cada cliente influencia directamente 3 pessoas, multiplique o total anterior por 3. Que tal? A maioria dos empresários surpreende-se com o resultado final. Esta análise torna relevante e rentável o investimento em medidas para retenção e satisfação de clientes. E claro, a mudança de atitude dentro da empresa. Já agora, para a senhora do café, o meu valor é (ou melhor, era) 4500€… Quem é que teve pouca sorte? vamosvendermais@gmail.com

Adega do Cartaxo prepara novos vinhos e mais investimentos A Cooperativa do Cartaxo aposta na qualidade dos seus vinhos e na modernização da sua adega NOVIDADES No ano do seu 57º aniversário, a Adega Cooperativa do Cartaxo prepara o lançamento de quatro vinhos monocastas, que deverão estar no mercado por volta do Natal. São colheitas de tinto de 2009 de várias castas individualizadas: touriga nacional, syrah, Merlot e Trincadeira. Vai ser colocada ainda à venda uma colheita seleccionada de 2008 e a Adega prepara para também para 2011/2012 o lançamento de um Rosé Bridão DOC, de um Generoso Branco e de um Plexus Frisante Tinto. O presidente da Adega, Jorge Antunes, refere que 2010 foi um bom ano de vendas e que prevê um aumento para 2011. A exportação representa já 30% da facturação desta adega que tem apostado forte em novos mercados como a China, os EUA, o Brasil, a Índia, S. Tomé e Príncipe, Angola Moçambique, a par dos tradicionais destinos europeus como a Alemanha, a França, o Luxemburgo, a Suiça, entre outros. Os novos países representam cerca de 50% da quota de exportação e, para os próximos anos, a adega prefere manter e reforçar a aposta nestes mercados ao invés de procurar novos. Com uma produção média anual de 6 milhões de litros, a Adega do Cartaxo tem investido no alargamento e modernização da capacidade produtiva da sua linha de enchimento e de processamento. A cooperativa candidatou-se a apoios para um projecto de alargamento de armazém para produtos acabados e consumíveis, de compra de equipamentos, de reforço da capacidade de enchimento e para a requalificação do edifício de serviços administrativos. Ao todo este projecto representará um investimento de 1,5 milhões de euros que poderão ser comparticipados em 35%. Recorde-se que a adega investiu recentemente no alargamento da capacidade de enchimento que veio dar mais escoamento para a linha

Jorge Antunes, presidente da Adegam, com o famoso Bridão de bag-in-box. Para dar escala à produção e melhorar a gestão de apoios, a Adega dinamizou candidaturas conjuntas de produtores que abrangem já entre 75 a 80 hectares de vinhas que vão ser modernizadas. “A grande incerteza deste ano é a qualidade e produtividade das vinhas. O míldio atacou algumas vinhas e as mudanças bruscas de temperatura conjugadas com as chuvas até finais de Maio podem afectar a quantidade de vinho produzido”, refere o presidente da adega. Outra dificuldade da Cooperativa é a redução progressiva do número de associados, uns por abandono da actividade e arranque das vinhas e outros por motivos de idade

6 milhões de litros de vinho são produzidos, em média, por ano na Adega Cooperativa do Cartaxo; cerca de 30% desta produção é destinada à exportação; a produção de 2010 aumentou cerca de 10%.

e de reforma dos produtores, na sua maioria pequenos proprietários e idosos. Quanto ao futuro, Jorge Antunes considera que a Adega “tem mercado para continuar porque, apesar da saída de alguns associados, têm entrado alguns novos”. “Se tudo correr dentro da normalidade a adega tem toda a estabilidade e sustentabilidade para continuar”, sublinha o presidente. A Adega Cooperativa do Cartaxo foi fundada em 1954 e teve as suas primeiras instalações na antiga Junta Nacional do Vinho, na Ribeira do Cartaxo, que depois foi também uma delegação do Instituto da Vinha e do Vinho (IVV) e a sede da VitiCartaxo. Em 1974 inaugurou as actuais instalações na estrada para Pontével. É uma das maiores, senão mesmo a maior adega da região. Tem recebido vários prémios nacionais e internacionais com destaque para os mais recentes que consagraram a adega como a que melhor vinhos apresentou na categoria de “Produção” no âmbito dos concursos de vinhos do Cartaxo e do Tejo, realizados durante o mês de Abril e cuja entrega decorreu neste concelho.

Mendes Gonçalves no top dos vinagres mundiais GOLEGÃ A Mendes Gonçalves, indústria produtora de vinagres e molhos na Golegã, chegou ao top 10 no concurso Trends&Innovations, sendo a única empresa portuguesa entre as restantes 9 com origem no Canadá. A empresa foi a concurso com os vinagres com fruta fresca adicionada “Creative”. Estes vinagres resultaram de um trabalho conjunto entre o departamento de investigação e desenvolvimento, design, e painel de provadores da empresa. “Mestres Vinagreiros” é assim que a Mendes Gonçalves se tem apresentado, tendo neste produto o denominador comum à maioria dos produtos fabricados (mostardas, maioneses, ketchup’s, preparados de cozinha... todos contêm vinagre na sua constituição). Recebeu recentemente o reconhecimento da qualidade dos vinagres Peninsular através do Selo “Sabor do Ano”. Recentemente, o chefe de cozinha Chakall foi convidado a criar receitas de vinagre exclusivas para a Peninsular.

Cluster Agro-Industrial do Ribatejo em encontro internacional INVESTIDORES O Cluster AgroIndustrial do Ribatejo e a Nersant foram as únicas entidades portuguesas presentes num encontro de Clusters do sector Agro-Alimentar que congregou mais de 40 entidades de 16 países da Europa e América. Este evento decorreu nos dias 25 e 26 de Maio em Paris e marcou o arranque de uma rede mundial de Clusters Agro-alimentares, dinamizada pelos Pólos franceses do sector. O Cluster Agro-Industrial do Ribatejo apresentou o trabalho que se encontra a ser desenvolvido pelo seu associado, a Escola Superior Agrária de Santarém, na área da utilização das plantas aromáticas e medicinais autóctones, o qual despertou o interesse entre vários dos clusters presentes, criando condições para o desenvolvimento de relações.

02 Junho 2011 O RIBATEJO 41


Negócios

Securitas reforça sistemas de segurança para a habitação A Securitas Direct está presente na região com inovadores sistemas de segurança e alarme SEGURANÇA Para além dos tradicionais sistemas de alarme, a Securitas está a comercializar um sistema de SOS destinado a públicos mais fragilizados e susceptíveis de estarem envolvidos em situações de emergência na habitação, como o caso dos idosos. Este sistema SOS permite alertar a Securitas e, posteriormente accionar as forças de segurança e de socorro, com o apertar de um único botão. É um dispositivo instalado num colar e que permite ao utilizador alertar para situações de roubo, de emergência médica, de pânico, de incêndio, entre outras. A Securitas faz o rastreio dos falsos alarmes, uma vertente muito desenvolvida e apreciada nesta empresa, e reencaminha as verdadeiras situações para os respectivos destinatários adequados. Este colar funciona com tripla comunicação: GSM, GPRS e SMS, para evitar qualquer falha. A Securitas tem reforçado também as acções de sensibilização e de prevenção de roubos junto dos seus utilizadores e está particularmente atenta às situações de assaltos com violência em casa. Também os dispositivos base comercializados pela empresa já vêm equipados com câmaras que captam imagens no interior da habitação quando ocorre o accionar do alarme, estando previsto que, num futuro próximo, estas câmaras possam também ser instaladas no exterior da habitação para permitir uma prevenção e detecção de perigos mais rápida e segura para os clientes. A Securitas Direct tem também um sistema

Feira da Cortiça busca sustentabilidade do sector A certificação do montado e o reforço da aposta em novos usos da cortiça em destaque na FICOR

O gestor de zona, Ricardo Carreira, fundador da delegação de Santarém de detecção perimetral que é instalado nos limites da habitação, fazendo uma detecção de intrusões e perigos de forma mais alargada. Além dos sistemas de protecção, a Securitas comercializa também soluções de domótica, isto é, de controlo à distância de determinadas funções da casa, como sejam o abrir de fechaduras electrónicas (caso seja necessário abrir a porta à polícia quando o proprietário está distante), como a ligação remota da iluminação da casa ou do sistema de rega, entre outras hipóteses. O pacote base de segurança da Securitas Direct é vendido a partir de 499 euros, disponibilizando o controlo de 3 zonas de protecção na habitação (ou na empresa), de duas sirenes e de meios de controlo avançados como sejam uma chave magnética que é usada para activar ou desactivar o alarme sem necessidade de decorar códigos (uma solução pensada para públicos como os idosos ou pessoas com necessidades especiais). A Securitas Direct está presente na região desde 2007, tendo a sua sede na Avenida Bernardo Santareno (rua do Hospital) em Santarém. Tem também equipas móveis nos concelhos de Benavente e Torres Novas e uma estrutura de 15 profissionais.

FICOR “Ultrapassamos o período pessimista que se viveu há alguns anos”, afirmou Dionísio Mendes, presidente da Câmara de Coruche, na abertura da terceira edição da FICOR- Feira Internacional da Cortiça. O autarca aludia ao facto da cortiça estar de novo em alta no mercado e da rolha de cortiça ter voltado a ser preferida como vedante de garrafas. Recordese que Coruche é o principal concelho produtor mundial de cortiça e daqui saem diariamente mais de 5 milhões de rolhas de cortiça. “A rolha tem sido a mais-valia e o produto decisivo do sector. Mas a inovação traz novos usos e novas aplicações para a cortiça, trazendo novos mercados” referiu Dionísio Mendes, sublinhando que a FICOR também procurou desde o início mostrar estes novos usos e produtos oriundos da cortiça. Dionísio Mendes alertou também para a importância da preservação da biodiversidade associada ao montado de sobro, referindo que a certificação destes povoados florestais “garante a sustentabilidade e o futuro”. “A certificação está a funcionar cada vez melhor e temos já mais de 70 mil hectares de montado de sobro certificado”, disse o presidente da Câmara de Coruche. Segundo a Associação de Produtores Florestais de Coruche, este volume de montado certificado pode atingir os 100 mil hectares no final deste ano. O autarca classificou ainda a cortiça como “um produto de excelência que puxa pela nossa economia

Ministro da Agricultura na inauguração da FICOR e pelas nossas exportações”. Uma ideia corroborada pelo ministro da Agricultura, António Serrano, que na sua intervenção deixou números animadores: a cortiça atingiu em 2010 cerca de 800 milhões de euros em volume de exportação e o principal produto, a rolha, “está a recuperar a sua imagem no contexto mundial dos vedantes e representa cerca de 500

70 mil hectares de montado de sobro estão já certificados em Coruche, sendo que a associação local de produtores florestais prevê certificar cerca de 100 mil hectares até ao final do ano.

milhões de euros na balança comercial portuguesa”. O ministro disse ainda que é importante “manter o sector vivo” porque traz também “muitos efeitos positivos a montante”. Por todas estas razões, António Serrano defendeu que a próxima Política Agrícola Comum (PAC) “tem que atender às especificidades deste sector assegurando os meios financeiros suficientes para esse fim”. António Serrano falou ainda da nova legislação que deixou pronta e que permite a inscrição nos rótulos das garrafas de vinho da referência a que essas garrafas são vedadas com rolhas de cortiça. “Temos que sensibilizar o mercado mundial para a qualidade deste vedante”, frisou, acrescentandoainda que “quando se usa uma rolha de cortiça estamos também a dar um contributo para o ambiente”. PUBLICIDADE

42 O RIBATEJO 02 Junho 2011


Comissão Vitivinícola Regional premeia melhores Vinhos do Tejo Melhores vinhos, restaurantes, produtores de vinho e o enólogo do ano foram distinguidos. PRÉMIOS A CVR Tejo distinguiu, na II Gala Vinhos do Tejo, no sábado em Vila Chá de Ourique, os melhores restaurantes, vinhos, produtores e enólogo da Região em 2011. O ‘2º Concurso de Iguarias e Vinhos do Tejo’ contou com a participação de 30 restaurantes do distrito de Santarém e concelho de Azambuja. No âmbito desta competição, a CVR Tejo atribuiu aos participantes diplomas de prestígio, de ouro, de prata e de participação. Para distinguir os melhores restaurantes a concurso, a CVR Tejo reservou dois prémios finais – ‘O Melhor Gourmet’, conquistado pelo restaurante Vila Hotel, de Benavente – e o diploma ‘O

Melhor Restaurante’, atribuído ao restaurante Taberna do Alfaiate, do Cartaxo, que pelo segundo ano consecutivo se consagrou como o grande vencedor da competição. No ‘II Concurso de Vinhos Engarrafados do Tejo’, a CVR Tejo atribuiu 18 medalhas de ouro e 15 de prata. Os galardões máximos atribuídos nesta prova foram as medalhas de excelência, entregues ao melhor vinho branco a concurso – ‘Vale d’Algares Selection Branco 2010’ (Quatro Âncoras) –, ao melhor vinho Rosé – ‘Quinta da Alorna Touriga Nacional Rosé 2010’ (Quinta da Alorna) – e ao melhor vinho tinto – ‘Conde de Vimioso Tinto 2008’ (Falua – Sociedade de Vinhos). Esta competição colocou à prova 121 vinhos do Tejo e 40 produtores da região, registo que constituiu um recorde de participação em concursos realizados na Região nos últimos 12 anos.

A ‘II Gala Vinhos do Tejo’ enumerou alguns dos pontos Comunidades Portuguesas’. encerrou com a atribuição à em que, numa perspectiva de Em Junho de 2003 foi agraciaSociedade Agrícola da Quinta marketing, o novo Embaixa- do, pelo Presidente da Repúblida Ribeirinha do prémio de dor dos ‘Vinhos do Tejo’ irá ca Jorge Sampaio, com o grau ‘Empresa Dinamismo Vinhos contribuir enquanto veículo de de Comendador da Ordem de do Tejo’, à Enoport United comunicação da marca. “Além Mérito. Wines do prémio Empresa da popularidade que tem junto Carlos Alberto Moniz afirmou Excelência Vinhos do Tejo’, das comunidades portuguesas estar perfeitamente identificado e o prémio ‘Enólogo do Ano no estrangeiro, a credibilidade e sintonizado com os objectivos Vinhos do Tejo’ a Nuno Falcão da imagem do Carlos Alberto de expansão da notoriedade dos Rodrigues, do Centro Agrícola Moniz será decisiva no apoio à ‘Vinhos do Tejo’. “Os objectido Tramagal. CVR Tejo no estabelecimento de vos de expandir a notoriedade Nesta gala foi também apre- parcerias institucionais e a sua da marca no país e no estranNuno Falcão Rodrigues recebeu o prémio Enólogo do Ano das mãos do embaixador Carlos A. Moniz sentado o embaixador dos ‘Vinhos do Tejo’, Carlos Alberto Moniz que vai assumir um papel activo na dinamização dos vinhos da Região em Portugal e junto das comunidades portuguesas no estrangeiro, na qualidade de Embaixador da marca. O nome foi revelado pelo presidente da Comissão Vitivinícola Regional do Tejo (CVR Tejo), José Pinto Gaspar que

presença em eventos socioculturais será um excelente cartão de visita para a marca”. Com 40 anos de carreira dedicados a públicos de todas as idades, nos meios urbanos e rurais, em Portugal e no estrangeiro, Carlos Alberto Moniz actuou já em mais de 20 países. Recentemente, em Abril, recebeu o prémio ‘Portugal Sem Fronteiras – O Programa de Televisão do ano para as

geiro e a firme convicção de consolidar uma marca forte, com qualidade e credibilidade reconhecidas, são iguais aos objectivos que sempre nortearam o meu percurso artístico”, referiu. “Sem falsas modéstias, a marca Carlos Alberto Moniz é reconhecida do público português espalhado pelo mundo por ser uma marca que se interessa particularmente pelo que de melhor nos distingue”, disse. PUBLICIDADE

02 Junho 2011 O RIBATEJO 43


Negócios

Novo aterro em construção e outros investimentos em curso SUSTENTABILIDADE Neste último ano os investimentos da empresa não se ficaram por aqui. A Resitejo remodelou e aumentou a sua rede de combate a incêndios, num investimento de 100 mil euros. A empresa está também já a construir uma nova célula do aterro sanitário com capacidade para 900 mil toneladas e para receber resíduos nos próximos 25 anos. O actual aterro tem capacidade para 300 mil toneladas de resíduos. Um investimento que se vem juntar a outro já realizado recentemente e que consistiu na construção de um equipamento para o tratamento das águas do aterro, no valor de 700 mil euros.

A Resitejo investiu recentemente em novos sistemas de triagem de resíduos recicláveis

Resitejo vai investir 12 milhões em nova unidade

Empresa com contas equilibradas e novos clientes

A empresa intermunicipal de tratamento dos “lixos” está a levar por diante um ambicioso plano de investimentos e promete não ficar por aqui Bruno Oliveira bruno.oliveira@oribatejo.pt

A Resitejo, empresa que trata dos “lixos” da nossa região, prepara-se para investir cerca de 12 milhões de euros numa nova unidade de tratamento mecânico de resíduos que vai permitir que vai permitir produzir matéria que poderá ser vendida para a produção de energia e de calor. Este é um dos investimentos mais significativos desta empresa que, em tempo de crise, tem vindo a desenvolver um ambicioso plano de investimentos que totaliza quase 15 milhões de euros, distribuídos pelo ano passado, por este ano e pelos próximos. Além do investimento físico no aterro da Chamusca, no Eco Parque do Relvão, a Resitejo reforçou também a rede de recolha selectiva – os ecopontos – que já tem uma taxa de 44 O RIBATEJO 02 Junho 2011

cobertura de 1 ecoponto por 150 habitantes. Este reforço representou um investimento de 1,4 milhões só no último ano e permitiu um aumento da recolha selectiva que já representa 85 por cento dos resíduos que chegam à Resitejo. Só na área das embalagens, por exemplo, a recolha selectiva aumentou 70%. Durante o último ano, a Resitejo investiu também cerca de 500 mil euros na estação de triagem de resíduos recicláveis. Este crescimento no processo de reciclagem permitiu à empresa empregar mais 60 pessoas, tendo agora cerca de 150 funcionários ao seu serviço. A empresa passou também a laborar 24 horas por dia todos os dias do ano. Segundo Diamantino Duarte, administrador da empresa, estes investimentos inserem-se no plano já definido e aprovado pelos municípios associados.

No caso da construção da nova unidade de tratamento de resíduos, foi lançado um concurso público internacional sendo que existe a possibilidade de

15 milhões de euros é o valor total do plano de investimentos já realizado e por realizar pela Resitejo nos próximos anos.

90 empregos foram criados recentemente pela Resistejo com a ampliação do sistema de triagem de resíduos recicláveis; o centro trabalha agora 24 horas por dias/365 dias por ano.

este equipamento vir a ter um parceiro privado envolvido. Esta central vai fazer o tratamento mecânico dos resíduos indiferenciados (que não são alvo de separação selectiva) que, após passarem por este processo, podem ser vendidos como matéria inorgânica para centrais de compostagem que produzem calor e energia. A unidade está orçada em 12 milhões de euros, dos quais 7 milhões são co-financiados por fundos do QREN e o restante por fundos próprios da Resitejo e do eventual parceiro privado de que a empresa está à procura. Deverá estar a funcionar no último trimestre de 2012. Da totalidade de resíduos sólidos urbanos recolhidos pela Resitejo, só 15 por cento vão para aterro. Será esta a parcela que a empresa quer tratar e reaproveitar através do seu processamento nesta nova unidade.

SUCESSO A empresa terminou 2010 com resultados positivos e um volume de negócios de 6 milhões de euros. Se até há alguns anos, a empresa dependia muito das taxas cobradas aos municípios associados, actualmente cerca de 50% da facturação anual da Resitejo está dependente de entidades terceiras (privados e outros sistemas de tratamento de resíduos) que recorrem aos equipamentos da Chamusca para tratarem os seus resíduos. Após ter havido alguns problemas com atrasos nos pagamentos por parte dos municípios, o administrador da Resitejo, Diamantino Duarte, referiu ao nosso jornal que essa situação já está a ser resolvida e de regresso “à normalidade”. Em 2010, o aterro da Resitejo recebeu cerca de 7 mil toneladas de resíduos. Para este ano, o objectivo é chegar às 12 mil toneladas.


Cultura & espectáculos P.46 Comeres & Beberes P.50

Foto: Tó Vieira

Desporto P.60

R+ Viver a região

Melhor voz da região sobe dia 6 ao palco da Feira do Ribatejo ESPECTÁCULO A “Melhor Voz da Região” vai subir ao palco da Feira do Ribatejo já na próxima segunda-feira, dia 6 de Junho, a partir das 21 horas. Doze vozes entre as cerca de quatro dezenas que concorreram a esta segunda edição do concurso organizado pelo jornal O Ribatejo. Um grande espectáculo que terá a apresentação do humorista Pedro Fernandes - do programa da RTP “5 para a meia noite” - e o suporte musical de “David Antunes & the Midnight Band”, a banda (na foto) do mesmo programa da RTP. No juri desta final estará ainda a cantora Nucha e o vocalista dos Kaviar, entre outras figuras do mundo do espectáculo. Tempo ainda para um apontamento de bailado, como modelos vestidos pela Casa das Peles, patrocinadora deste espectáculo.

02 Junho 2011 O RIBATEJO 45


R+ Cultura & Espectáculos Concerto de canto e piano no Teatro Sá da Bandeira MÚSICA O Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa (MPMP), regressa a Santarém, dia 11 de Junho (sábado), pelas 21h30, ao Teatro Sá da Bandeira. Para esta vez, o MPMP preparou um concerto dedicado a obras para canto e piano e canto a solo, com composições de Lopes-Graça, Francisco António de Almeida, Cláudio Carneyro e Joly Braga Santos, entre muitos outros. Preço do bilhete 3 euros.

Iniciatica “comer bem é mais barato” chega a Santarém COMER BEM Santarém recebe dia 04 de Junho, às 11h00, no Largo cândido dos Reis a Campanha Comer Bem É Mais Barato. Uma iniciativa da Fundação Gulbenkian com o apoio da Associação Portuguesa dos Nutricionistas, com o objectivo de contribuir para mudar atitudes e comportamentos alimentares das famílias portuguesas.

Noite de café concerto em Santarém CONCERTO O Centro Cultural Regional de Santarém promove dia 03 de Junho (sextafeira), às 21h30, uma noite de café concerto com a participação especial dos grupos musicais “Tiagos & Friends” e “Verde & Sr. Roubado”. Para ver e ouvir no Fórum Actor Mário Viegas.

Rui Veloso, Camané e Deolinda no Cnema Feira da Agricultura Regressa a Santarém de 4 a 12 de Junho, com exposições agrícolas, gado, campos de cultivo, largadas de toiros e muita animação musical.

“Embebendo arte bebendo café” em Santarém ARTESantarém organiza até 30 de Junho, no Urbi Scallabis Centro de Interpretação.a iniciativa “Embebendo arte bebendo café”, com patrocínio do “Delta Cafés”. Uma iniciativa que visa promover o convívio, o recreio, a cultura e a arte neste núcleo museológico instalado no Jardim das Portas do Sol.

46 O RIBATEJO 02 Junho 2011

De 4 a 12 de Junho o CNEMA – Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas volta a realizar a 48ª Feira Nacional de Agricultura, 58ª Feira do Ribatejo, feiras de referência a nível nacional, onde não faltarão exposições agrícolas, a tradicional feira de gado, seminários e debates ligados à agricultura, largadas com lides taurinas, tasquinhas, artesanato e muita animação musical. Um começo de mês de Junho bem musical, com Rui Veloso, figura incontornável da música portuguesa, a abrir o leque de concertos que a organização

preparou para este anos de 2011. Uma noite que promete lembrar grandes êxitos da música portuguesa, cantados pelo cantor, ao longo de mais de 30 anos de carreira musical. Dia 8, é a vez do fadista Cama-

Segunda edição “Melhor Voz da Região” acontece dia 06 de Junho, às 21h00, no palco Fora D’Horas

né subir aos palcos com o seu mais recente álbum “Do Amor e dos Dias”. Deolinda é outra das fortes apostas deste ano, um grupo que ter percorrido o país,e encontrou o sucesso na voz de Ana Bacalhau que promete dar-lhe a mão, fazê-lo sair de casa e ir para a rua com os sucessos da música popular lisboeta e fazê-lo cantar ao som do seu último disco “Dois selos e um carimbo”. A par dos grandes concertos, a Feira da Agricultura não esqueceu as raízes do folclore, trazendo aos amantes desta dança e cultura noites dedicadas às modas e

fandangos. O Rancho folclórico de Santarém e o Rancho Folclórico de Alcanhões são os primeiros a pisar os palcos (dia 4), seguindo-se o Rancho Folclórico da Romeira e o Rancho Folclórico do Vale de Santarém (dia 5). Outro espectáculo a não perder é a segunda edição da Melhor Voz da Região, um espectáculo organizado pelo nosso jornal, dia 06, a partir das 21h00, no Palco Fora D’Horas. Também David Antunes animará as noites da feira, dias 4, 6, 9, 10 e 11, com os seus espectáculos irreverentes e sempre imprevistos.


Festival de cinema IndieLisboa 2011 em Coruche

CLICK

FESTIVAL INDIE A Associação Cultural de Coruche “O Conta Cenas” em parceria com a Câmara Municipal de Coruche traz à região uma extensão do já conhecido festival de cinema independente: IndieLisboa 2011. Dia 4 de Junho, às 16h00, será exibida uma sessão de curtas metragens de animação para crianças a partir dos 4 anos, enquanto às 21h30, serão exibidas a longa metragem “The Ballad of Genesis and Lady Jaye” e a curta metragem “The Story of Elfranko Wessels”, ambas premiadas.

A Tempestade O Cine-Teatro São Pedro, em Alcanena recebe dia 4 de Junho (sábado) às 21h30, a peça de teatro “A Tempestade”, levada à cena pela Companhia do Chapitô. Uma comédia baseada na peça mais vista de William Shakespeare, sobre uma história de magia, monstros e espíritos numa ilha encantada e num mar distante. Um sonho onde a inocência, o amor, o medo, a malvadez e a vingança entram em confronto sob o poder de um grande mágico que vai mudar o rumo de toda a história. Preço dos bilhetes 5 euros.

“Nesta Peça, Peça Tudo” chega a Rio Maior

RIO MAIOR recebe uma comédia de improviso com Carlos Cunha, César Mourão e Ricardo Peres, dia 3 de Junho (sexta-feira), às 21h30, no cine-teatro. Uma comédia onde o público dá as cartas, enquanto os actores em palco criam improvisos hilariantes. Nesta peça é você que pede, enquanto eles se limitam a dar asas à imaginação.

Comédia musical “Oh Zé põe-te em pé!” sobe ao palco

Tiago Sousa em noite de cultura urbana

“Que farei com este livro?” no Castelo de Ourém.

TEATRO O cine-teatro de Benavente recebe dia 3 de Junho (sexta-feira), a revista à portuguesa “Oh Zé põete em pé!”. Uma comédia musical com Tózé Martinho, Carlos Areias, Miguel Dias e Patrícia Candoso, nos principais papéis numa verdadeira sátira ao estado do país e à crise que se vive.

MÚSICA As noites de cultura urbana chegam ao Cartaxo neste mês de Junho com o artista Tiago Sousa. O músico chega ao Centro Cultural, dia 04 de Junho, às 23h30, onde apresentará o seu mais recente álbum “Walden Pond’s Monk”, um trabalho artístico a solo, o quarto de Tiago Sousa. Depois de Crepúsculo, The

TEATRO O grupo de Teatro Apollo apresenta dia 4 de Junho (sábado), a peça de teatro “Que farei com este livro?”, com texto de José Saramago, no Terreiro de S. Tiago, no Castelo de Ourém. Uma peça cuja acção decorre em Almeirim e Lisboa, entre Abril de 1570 e Março de 1572

Teatro Virgínia recebe teatro musical “Coitado do rei”

TEATRO O teatro Virgínia, em Torres Novas recebe dia 4 de Junho (sábado), às 21h30, a peça “The Sunshine King”. Uma obra inspirada no conto “O Rei Vai Nu, de Hans Christian Andersen” que pretende chamar a “atenção para a tomada de consciência da

importância da nossa afirmação enquanto seres únicos, com opinião própria, e a aceitação que deveremos fazer disso mesmo”. Nesta peça moderna, o rei actual chega por antítese ao rei contado por Hans Christian Andersen e de forma excêntrica, vai fundindo várias épocas, ao nível do guardaroupa, caracterização e até danças, sempre com uma banda sonora variada, que vai desde a música clássica até ao “beat urbano”, dando a esta peça ritmo e energia, numa peça da Escola de Dança Helena Azevedo. Para ver em Torres Novas, dia 4 de Junho, às 21h30.

Western Lands e de Insónia, Tiago Sousa lança agora este tão esperado disco, o seu quarto longa-duração, que conta com distribuição mundial da Thrill Jockey. Depois deste espectáculo a noite de Cultura Urbana do Centro Cultural prossegue pela noite dentro com actuações de vários Dj’s. No bar do Centro Cultural.

CÂMARA LENTA

A Árvore da Vida. Obra-Prima

Francisco Maia

D

e tempos a tempos, aparece um filme que muda as regras do jogo, “A Árvore da Vida” é um desses filmes. De tal maneira que arrisco afirmar que este é um filme que possui o poder de mudar a maneira que olhamos para o mundo. O visionário rea-

lizador Terrence Malick, conhecido por “A Barreira Invisível”, cria nesta longa-metragem talvez e muito provavelmente a sua grande obra-prima. Conta também com um elenco de peso, que inclui grandes nomes da sétima arte, tais como Brad Pitt e Sean Penn, o que se transpõe num grande nível de experiencia artística quase palpável em ecrã. Num estilo a raspar no pretensioso, mas de igual brilhantismo o filme torna-se quase um debate visual sobre o eterno das relações e vidas humanas. Simplesmente a não perder. 02 Junho 2011 O RIBATEJO 47


R+ Cultura & Espectáculos

CINEMAS Santarém W Shopping - Cinemas Tel: 707220220 Castello Lopes 1 Arrependimentos Drama (M12) – Mathieu Lievin, um arquitecto parisiense, regressa à sua cidade natal quando a mãe é internada de urgência no Hospital. Enquanto vagueia pelas ruas da cidade Mathieu cruza-se casualmente com Maya, a sua namorada de infância.Sessões às 13h30, 16h10 e 18h50. Katalyn Varga Drama (M12) – Banida da aldeia em que vive pelo marido, Katalin Varga é obrigada a iniciar uma cruzada para encontrar o pai verdadeiro do filho, Orbán. Escondendo do filho o real objectivo da viagem, Katalin atravessa os Cárpatos onde decide reabrir um capítulo sinistro da sua vida e vingar-se do que lhe fizeram.. Sessões às 21h00, 21h50, 00h00 e 00h10. Castello Lopes 2 Velocidade Furiosa 5 Acção (M12) – O polícia demissionário Brian O’Conner junta-se ao ex-condenado Dom Toretto no outro lado da lei. Dwayne Johnson é a nova aquisição, com Jordana Brewster, Chris “Ludacris” Bridges, Tyrese Gibson, Sung Kang, Gal Gadot, Matt Schulze, Tego Calderon e Don Omar para esta derradeira corrida. Este poderoso elenco, conta ainda com a participação de Joaquim de Almeida. Sessões às 13h00, 15h10, 18h10, 21h00 e 23h40. Castello Lopes 3 Piratas das Caraíbas por Estranhas Marés Aventura(M12) –Quando Jack se cruza com uma mulher do passado, não consegue distinguir se é amor - ou se esta o está a usar para encontrar a lendária Fonte da Juventude. Quando ela o força a embarcar no navio “Queen Anne’s Revenge”, o navio do formidável pirata Barba Negra, Jack encontra-se numa aventura inesperada, onde não sabe quem temer mais: O Barba Negra, ou a mulher do seu passado. Sessões às 12h50, 15h40, 18h40, 21h30 e 00h20. Castello Lopes 4 Rio VP Animação (M6) – A história de uma arara “geek” que viaja desde a sua aldeia no Minnesota até ao Rio de Janeiro. Um filme de Carlos Saldenha, com interpretações de Anne Hathaway, Jesse Eisenberg, Leslie Mann e Rod48 O RIBATEJO 02 Junho 2011

ESTREIA rigo Santoro. Sessões às 12h40, 14h50, 17h00 e 19h10 Água aos elefantes Drama (M12) – Durante a Grande Depressão, Jacob, um desafortunado estudante de veterinária de 23 anos, aproveita a sua experiência e técnica com animais para se associar a um circo ambulante. A sua vida complica-se quando conhece e se apaixona por Marlena, uma das atracções femininas do show, mulher do carismático mas instável patrão da companhia. Sessões às 21h00, 21h20, 00h00 e 00h30 Castello Lopes 5 Sem identidade Thriller (M12) – Após um acidente de carro em Berlim, Dr. Martin Harris acorda e descobre que a sua mulher, estranhamente, não o reconhece, e que outro homem assumiu a sua identidade. Ignorado pelas autoridades e perseguido por misteriosos assassinos, Martin encontra-se sozinho, cansado e em fuga Sessões às 13h20, 16h00, 18h30, 21h10 e 23h50. Castello Lopes 6 A ressaca II Comédia (M12) – Phil, Stu, Alan e Doug viajam para a exótica Tailândia, para o casamento de Stu. Com a desastrosa despedida de solteiro de Doug bem presente na sua memória, Stu não quer correr riscos. Assim sendo, optou por uma reunião com os amigos estilo brunch Sessões às 12h50, 14h50, 19h20, 21h40 e 00h00. Teatro Sá da Bandeira La Pivellina Patty e o marido, Walter, são artistas circenses a viverem num parque de campismo nos arredores de Roma. Num dia de Inverno, Patty encontra, abandonada e ao frio num parque infantil, uma menina de dois anos com um bilhete de uma mãe desesperada a pedir que cuidem da criança.. Dia 8 de Junho, às 21h30

Torres Novas Teatro Virgínia A Erva do Rato Drama (M12) - A Erva do Rato funde dois elementos dos contos A Causa Secreta e Um Esqueleto, de Machado de Assis: a relação do homem com a morte e a incompreensível relação que estabelece com os animais. Dia 8de Junho, às 21h30

EXPOSIÇÕES

PERIGO ONLINE Abrantes Livros fantásticos Título: Trust De: David Schwimmer Com: Catherine Keener, Clive Owen, Noah Emmerich e Viola Davis Género: Drama Classificação:M/12

Exposição fruto dum extenso trabalho no mundo da narração oral e da animação da leitura, com mais de 50 peças, que transformam a estética do livro dando-lhe uma carga visual. Uma exposição de Carmen Domech.

Benavente Um drama sobre uma família ideal. Marido, mulher e três filhos, vivem num mundo perfeito. Bem instalados na sua casa dos subúrbios, Will e Lynn Cameron sempre confiaram que os seus filhos estavam protegidos. Will, em particular, sentese confortável com o facto de ele e Lynn terem criado crianças brilhantes, e que depois das portas estarem fechadas e o alarme ligado nada poderá fazer mal à sua família. Quando a sua filha de 14 anos, Annie, faz um novo amigo online, um rapaz de 16 anos chamado Charlie, que conheceu num “chat room” de voleibol, Will e Lynn não pensam no assunto, assumindo ser normal entre adolescentes. Mas depois de várias semanas, Annie fica cada vez mais seduzida e aos poucos, descobre que ele não é quem diz ser. Mas continua intrigada mesmo após o seu segredo ser revelado. Uma revelação devastadora, com implicações para toda a sua família, desencadeando uma série de acontecimentos que irão mudar as suas vidas, de uma forma que ninguém poderia prever, o jovem sedutor é um predador sexual.

Rostos O Palácio do Infantado, em Samora Correia, recebe a Exposição de Desenhos a Carvão, «Rostos», da autoria de Maria Luisa Peixe. Uma mostra de 25 retratos desenhados a carvão sobre cartolina, dedicados a figuras de relevo na história local e nacional.

Riachos Alves Redol Exposição colectiva de Pintura dos alunos do Atelier de Desenho e Pintura do Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, para ver na “Galeria das Artes” do Museu Agrícola de Riachos. Inauguração dia 04 de Junho, pelas 17h00, com a presença dos artistas.

Santarém “Pequenos Ilustradores” Ilustrações realizadas pelas crianças num conto intitulado “A Vaca Paca”, distribuído às turmas no âmbito do Projecto “Era uma vez…”. Patente de 01 a 13 Junho, na sala de leitura Bernardo Santareno “Músicas” Retratos de bandas e artistas nacionais produzidos entre 1993 a 2008, por Rita Carmo, uma fotógrafa dedicada à cena musical há mais de 19 anos. Patente durante o mês de Junho, na sala de leitura Bernardo Santareno

Salvaterra Alves Redol Exposição fotográfica comemorativa do nascimento do autor de “Avieiros” e “Glória, uma aldeia do Ribatejo” intitulada “Centenário do Nascimento de Alves Redol. Para ver na casa do Povo da Glória do Ribatejo até 27 de Maio e na Biblioteca Municipal de Salvaterra de Magos até 14 de Junho

EVENTOS Abrantes Teatro O Grupo de teatro Palha de Abrantes apresenta dia 03 de Junho, às 21h30, no CineTeatro S. Pedro, a peça de teatro “Fulaninha e Dona Coisa” de Noémi Marinho.

Azambuja Festa do Caracol Decorre nos dias 3, 4 e 5 de Junho mais uma edição da “Festa do Caracol” no Campo da Feira, em Azambuja,

Barquinha Palestra O Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha recebe dia 4 de Junho, às 17h00, mais um ciclo de palestra dedicado ao património, este mês com a participação especial de Mónica Gomes, uma licenciada em História, na variante de Arqueologia, que nos últimos anos, fez o acompanhamento arqueológico de obras como a construção do Metropolitano de Lisboa, no Terreiro do Paço.

Coruche Serão de tradições Serão de Tradições para ver dia 4 de Junho, às 21h00, no Centro Social de Santa Ana do Mato. Uma iniciativa ligada ao folclóre, com representação de usos e costumes.

Entroncamento Bandas O 7º Concurso Nacional de Bandas – Música Moderna, começa a ser disputado dia 10 de Junho, seguindo-se três eliminatórias até à final, dia 18 de Junho, no Recinto Multiusos.

Salvaterra Festa do Foral De 4 e 12 de Junho, Salvaterra mostra as suas tradições ribatejanas com a Festa do Foral, dos Toiros e do Fandango. Os visitantes terão muita música, dança, desporto, fado, sevilhanas, tasquinhas e as entradas e largadas de toiros na avenida.

Ourém Oficina Oficina Pedagógica de “Pintura Experimental”, no Museu Municipal de Ourém, Casa do Administrador. Uma iniciativa conduzida por Nuno Gaivoto.


MODA, BARES & DISCOTECAS Cartaxo Click!

Festa dos Zeros HORTA DA FONTE Sábado, dia 4 No final da noite a tua conta tem menos um zero, isto é, se consumires 20 euros só pagas 2. Na pista principal vai estar o DJ Bruno F., produtor no novo hit ‘Mengão’, acompanhado pelo DJ Tiago R. Na pista electrónica mais uma grande noite de anos 80, desta feita com o DJ Paulo Ferrão.

Kapott Club - Almeirim Crazy Hospital Party Estas meninas respiram “saúde” na Crazy Hospital Party que decorreu no último fim-de-semnana no Kapott Club.

Santarém

Noites na Feira ILAND BAR Sábado, dia 4 Abertura oficial de abertura da Feira da Agricultura. A 3ª bebida é paga pela casa. Música com DJ Thiaz tha boy. Noites na Feira FRA CLUB 4 a 12 de Junho

Esta é a equipa que vai estar a animar as noites do espaço do FRA ClubIN na Feira Nacional de Agricultura, na zona por cima das bancadas. O FRA vai estar também representado na “Zona Discoteca” com um espaço designado FRACLUB. Música ao vivo BARVILA

Mais fotografias em www.oribatejo.pt

Sexta-feira, dia 3 Música ao Vivo com Carlos Velez e oferta de entradas na Feira Agricultura.

Rio Maior Fados VINTAGE CLUB Sexta-feira, dia 3 Noite de fados com caldo verde, vinho e queijo, a partir das 23h30. Com Sara Condinho e Marília Fernandes e Joaquim Júlio (fadista humorista).

Oliveira, finalista da primeira edição do programa “Í

Torres Novas Remember DISCOTECA EMOTION Sexta-feira, dia 3 Sexta, dia 3, há mais uma noite Remember. . . Good Times para recuperar o melhor das décadas de 70, 80 e 90 do século passado. Live act dos Fun2Rock e a selecção musical de L. Bento e Dj White.

Becky Lee INABAR Sábado, dia 4 A cantora e compositora Becky Lee actua com o DJ Set “Smash My Nuts”.

Remember. . . Good Times DISCOTECA EMOTION Sábado, dia 4 AFebre de sábado à noite está de volta à Emotion ao estilo Remember. . . Good Times, com a noite “I Love the 80´s”.

Almeirim

Aniversários SEVEN CLUB Sábado, dia 4 O Seven Club recebe os TASTE2BEAT para comemorar o Aniversário do elemento Pedro. Esta dupla de percurssionistas vem animar a noite em conjunto com o Dj Antony A, que vai passar os melhores sons houselatinos das pistas de dança.

Festa de finalistas QB Sexta-feira, dia 3 Baile de Finalistas dos alunos da Escola Marquesa de Alorna com o DJ Peste. Ricardo Oliveira- Ídolos CV BAR Quinta-feira, dia 2 Música ao vivo com Ricardo

MODA Ana Cruz Tem 22 anos, é de Santarém e estuda História de Arte. Uma beldade ribatejana que vai conhecer melhor. UM DESEJO Fazer mais trabalhos como modelo fotográfica e trabalhar em figuração na TV UM OBJECTIVO Trabalhar na área do Turismo Cultural. A cidade de Santarém e o seu património histórico fascinaram-me desde pequena

Fábio Barralé - www.facebook.com/fabio.barrale.photographia

Festa do Balão ILAND BAR e FRA CLUB Quinta feira, dia 2 Festa do Balão com oferta de bilhetes para a Feira Nacional de Agricultura. Estes dois bares vão ter balões com bilhetes para a feira lá dentro. Quem os rebentar ganha o bilhete. Dj Alameiras convida Manuel Melo para concerto acústico no Iland Bar. O Dj Gonçalo Henriques vai animar a noite da FRA que oferece 400 bilhetes aos primeiros 400 estudantes.

FAMÍLIA A minha família ainda vê esta minha faceta de modelo com alguma relutância O QUE GOSTO EM MIM Não sou alta mas acho que tenho boas formas para ser modelo UM ÊXITO Foi 17ª classificada no concurso nacional “Miss Facebook”

www.facebook.com/oribatejo Envie-nos as informações de festas através da nossa página de Facebook 02 Junho 2011 O RIBATEJO 49


R+ Comeres & Beberes SANTARÉM A Grelha Especialidades Peixe Fresco, Bacalhau Assado com Magusto, Espetadas de Lulas com Gambas, Espetadas de carne Barrosã com Gambas e Ananás, Espetadas Mistas, Arroz de Feijoca, Bons Vinhos da Região Folga 2ª Feira Morada R. Ateneu Comercial, 1 r/c Esq. – Santarém Telefone. 243333348/ 243322636/ 917604488 Adega do Bacalhau Especialidades Bacalhau à Lagareiro, Bacalhau assado com Magusto, Bife à Casa Folga Domingo Morada Travessa da Boleta, 2 e 4 (centro histórico) Santarém. Tel. 243306519- 964569837. Quintal do Beco Especialidades Lulas fritas com camarão, Bife à Beco. Folga Domingo. Morada Beco dos Fiéis de Deus, nº 15, Santarém. Tel. 243391247. Oh Vargas Especialidade Comida Tradicional Folga Sábado (excepto para serviços marcados) Morada EN 3 - Portela das Padeiras - Santarém Tel. 243351146. O Salsa Especialidades Peixe Fresco, Carnes da Especialidade, Massinhas de Peixe, Açorda de Ovas Folga Domingo - Aberto nos Feriados Morada EN 3 – Portela das Padeiras – Santarém Tel. 243351341 J F Restaurante Especialidades Folhado de Perdiz, Bacalhau frito com Gambas e Coentros, Camarão com Risotto 3 queijos, Bifes do lombo, Cozinha Tradicional portuguesa Folga 3ª Feira Morada Jardim de Cima Santarém Tel. 243302200 Casa Condeço Especialidades Açorda de Bacalhau à Barrão, Molhinhos de Carneiro com Grão, Migas Ribatejanas c/ Bochechas de Porco Favas com Entrecosto Folga 2ª Feira Morada Rua do Alfageme, 41 – Ribeira de Santarém - Santarém Tel. 243326887 A Carroça Especialidades Bacalhau à Carroça; Bacalhau à Lagareiro, Bacalhau à Brás, Carne de porco à Alentejana, Petiscos (amêijoas, moelas, pica-pau) - Aberto todos os dias Morada Rua Principal – Advagar Achete Tel. 243478216 Luís do Leitões Especialidades Leitão assado à Bairrada, Bacalhau à Lagareiro, Grelhados variados Folga 2ª Feira Morada Rua Teófilo Braga, 10 Santarém Tel. 243332102 Taberna do Quinzena Especialidades Magusto com Bacalhau Assado, Pato Assado no Forno, Cozido à Portuguesa, Cabrito Assado no Forno, Pernil de Porco e Naco de Toiro Bravo Avinhado Folga Domingo Morada Taberna I - Rua Pedro Santarém, 93/95 Santarém Tel. 243322804 Morada Taberna II – Cerco da Mecheira, 20 - Santarém Tel. 243333110 Mina Velha Especialidades Bacalhau Assado com Magusto, Bacalhau c/ Broa, Massa à Barrão, Bife à Mina Velha, Posta à Mina Velha. Folga Domingo à Noite e 2ª Feira. Contacto 243 372 581. Morada Urb. Quinta das Fontainhas – Santarém. Long. 08´42´20” O. Lat. 39´42´19” N Quinta dos Gravelhos Folga 3ª feira Morada: Rua do Comércio, 58 - Moçarria Tel. 243499300 Tlm. 967062629 O Cantinho dos Sabores Especialidade Bacalhau Assado com Açorda de Grelos Folga: Domingo. Morada Estrada Nacional 3, Alto do Vale, Vale de Santarém Tel. 243761268

Folga à 2ª Feira. Aceita reservas Morada Foros de Benfica – Benfica do Ribatejo Tel. 243589156

Taberna Rentini Especialidades Cozinha Tradicional, Grelhados no carvão Morada Casais do Quintão - Perofilho, 2005-021 Várzea - Santarém Tel. 243499254

Cambáia Especialidades: Ensopado de Enguia e Enguias Fritas. Folga 4ª e 5ª feira (excepto feriados). Morada Rua do Campo da Bola - Foros de Benfica. Tel. 243580934

Chafarica da Torre Especialidades Carne de Vitela Maronesa, Bacalhau na brasa, Camarão Tigre, Raia com molho de alcaparras Folga Domingo Morada Praceta João Caetano Brás, 9 - S. Domingos - Santarém Telf. 243 372 649 - 96 6620790

CARTAXO QG Folga 3ª feira Morada: Praça 15 de Dezembro, 1 - Cartaxo Tel. 243499300 Tlm. 967062629

O Tasco Especialidades Massa à Barrão, Bacalhau grelhado com Magusto, Bife à Tasco, Entrecôte com Migas, Carnes de Porco Preto grelhadas Folga Domingo Morada EN 3 – S. Pedro (frente à JAE) – 2005 Santarém Tel. 243302740 Tlm. 917062391 O Bernardo Especialidades Bacalhau no forno com Broa de Milho, Polvo no forno, Ensopado de Borrego, Cabrito no Forno e Lombos de Fataça Grelhados Folga 2ªas Feiras Morada: Loja Nova – S. Vicente do Paúl Contactos: 243428388 Telemóvel 9918939656 O Cantinho do Avô Especialidades: Queixadas de Porco no Forno, Molhinhos com Feijão Branco, Cozido à Portuguesa, Feijoada à Transmontana, Secretos de Porco Preto, Magusto com Bacalhau Assado, Polvo à Lagareiro. Folga Domingo. Morada Rua Paulino da Cunha e Silva nº 121 – 2000-369 Alcanhões. Tel. 243428303 Paparika do Mocho Especialidades: Muamba de galinha, Caracoletas guisadas, Cataplana de marisco e Torricado de bacalhau Folga: Domingo Morada: Rua do Matadouro Regional, Lote 22 – Quinta do Mocho – Zona Industrial – 2005-002 Santarém Contactos: 243325144/ 918550164/ 919848045 Restaurante O Fabio Especialidades: Costeletas de Touro bravo, Lombinhos de porco, grelhados no carvão. Encerra aos Domingos. Morada R. Dr. Jaime Figueiredo, 21 – Santarém – Tel. 243329507 – Tlm. 919484113 O Telheiro Especialidades Entremeada de Vitela Grelhada, Capado grelhado, chanfana, Bacalhau c/cebolada e tomate, cherne grelhado. Telef 249870517. Amiais de Baixo

SALVATERRA Preto & Branco Especialidades Bacalhau com natas, Porco Preto, Arroz de Pato, Enguias do Rio, Carne Mirandesa Folga 2ª feira Morada Av. Dr. Roberto Ferreira da Fonseca, 144 - Salvaterra de Magos Tel. 263507858 918675981 Califórnia Especialidades Enguias c/arroz de feijão, Ensopado de Enguias, Entrecosto Frito c/arroz de feijão, Vitela estufada, Chispe c/Feijão Branco. Serve Jantares. Fecha às terças. Tel: 263504643 . Foros de Salvaterra. Tananas Especialidades Enguias Fritas com arroz de feijão, ensopado de enguias, caldeirada de enguias, enguias grelhadas com grelos salteados e feijão preto, cataplana de enguias, espetada de enguias. Morada Estrada das Malhadinhas, nº 4 -Foros de Salvaterra – 2120-180 Foros de Salvaterra. Telf: 263508597 Falcoaria Especialidades Sopa de Enguias, Enguias de escabeche , enguias

50 O RIBATEJO 02 Junho 2011

O Churrasco Especialidades Frango, Coelho, Costeletas e Mistas grelhadas. Pratos do dia. Cozido à portuguesa (à quinta-feira). Morada R. Dr. Gomes da Silva (Sociedade Filarmónica Cartaxense) - Cartaxo Telem: 963458371

fritas com Arroz de Feijão Ensopado de Enguias, Caldeirada de enguias. Morada Falcoaria do Palácio Real – 2120-051 Salvaterra de Magos. Telef: 969679945 Mail: real.falcoaria@mail.com Casa João da Quinta Especialidades Enguias Fritas com Arroz de Feijão, Ensopado de Enguias e Caldeirada de Enguias. Fecha ao domingo. Morada Rua Padre Cruz, 26; Salvaterra de Magos; Telf: 263507575 Adega da Rosa Especialidades Picanha, Bacalhau à Lagareiro, Chocos à Lagareiro, Espetada de lulas c/gambas, costeleta Mirandesa. Morada: Garrocheira – Foros de Salvaterra; Telf: 263 507 240 Escaroupim Especialidades: Enguias todo o ano, Açorda de Sável, Lampreia em época, Arroz de Bacalhau c/ farinheira, Migas, Tarte de Perdiz. Folga: 5ª Feira e Domingo ao jantar. Morada: Largo dos Avieiros – Escaroupim – Salvaterra de Magos. Telf: 263107332; tlm: 912539228. email: rest.o.escaroupim@hotmail.com

ou com Alho. Reservas para grupo e Serviço de Take Away pelo 968486613 - Karaoke aos Sábados Morada Av. Forças Armadas - Abrantes O Fumeiro Especialidades Bife da casa, Fondue de Porco Preto, secretos com migalhana, Ovas na Brasa com Açorda de Ovas, Bacalhau à Fumeiro Folga Domingo Morada Rua do Pisco, 9 – Abrantes Tel. 938851963 Email restaurantefumeiro@clix.pt

ALMEIRIM O Minhoto Especialidades: sopa de pedra, peixe fresco, bife à minhoto, espetadas de lombinhos. Folga à 2ª feira. Rua de Timor, 4 Almeirim. Tel. 243592057. O Pinheiro Especialidades: sopa de pedra, sopa de peixe, cabeça de cherne grelhado, cherne grelhado, medalhões e costeletas de novilho. Folga à 5ª feira. Morada Largo da Praça de Toiros, 41 Almeirim. Tel. 243592052.

A Casinha Especialidades Ensopado de Enguias, Enguias Fritas, Picanha, Plumas de Porco Preto, Alheira, Caça Grelhada Morada Av. Dr Roberto Ferreira da Fonseca 54 - Salvaterra de Magos Tel. 263504795 Aberto ao domingo durante o mês da enguia

O Zézano Especialidades: sopa de pedra, carne de touro bravo grelhada, lagartos e secretos porco preto, Bife à casa, enguias fritas ou ensopado, sável frito. Morada Largo da Praça de Toiros, 5 Almeirim. Tel. 243509281.

BARQUINHA

Marisqueira Paulos Viveiros de marisco vivo: lagosta, sapateira e amêijoa. Sala própria para grupos. Morada Largo da Praça de Toiros, 11 Almeirim. Tel. 243592200/202.

Almourol Especialidades Enguias, Sável e Lampreia Folga 3ª Feira Morada Tancos, Vila Nova da Barquinha Tel. 249 720 100. Mail: www.almourol.com

ABRANTES Cristina Especialidades Bacalhau c/ Broa, Polvo à Lagareiro, Cherne c/molho de coentros, cabrito assado no forno, Arroz de Pato à Antiga, Perna de Borrego assada c/alecrim. Folga Domingo à tarde e 2ª feira Morada Rio Moinhos – Abrantes Tel. 241881177 Fax: 241881343 Email info@ restaurante-cristina.com Web www.restaurante cristina.com Avenida Especialidades Polvo a Lagareiro, Bacalhau a Braga, Pescada Gratinada com Camarão, Bifes da vazia à Portuguesa com Pimenta

Tertúlia da Quinta Especialidades de touro bravo, sopa de pedra, cachola de porco, caldeirada de bacalhau à moda de Almeirim. Folga à 2ª feira. Tel.243593008/Fax:243098345 Sepúlveda Especialidades Bacalhau à Lagareiro, Molhinhos c/ Grão, Entremeada de Vitela, Moelas estufadas c/ batata frita, Chocos e Grelhados Folga Não tem Morada Rua Vinha do Santíssimo, Bloco 32 - Almeirim Tel. 938732058 O Forno Especialidades Sopa da Pedra, Peixe Fresco, Carne Porto Preto e Grelhados Folga 3ª feira Morada Largo da Praça de Touros, 23 - Almeirim Tel. 243592916 Constantino das “Enguias” Especialidades: Enguias Fritas, Ensopado, Grelhados no carvão

Taberna do Gaio Especialidades Pratos Regionais e grelhados de peixe e carne. Jantares às sextas e sábados. Folga ao domingo. Estrada Nacional N3 - Cruz do Campo - Cartaxo. Telf: 243 759 883 Taberna do Alfaiate Especialidades Bacalhau assado no forno com manja, Migas de bacalhau, Cabrito assado no forno, Naco de boi em vinho tinto com migas, Entrecosto de porco preto com arroz de feijoca, Porco preto assado no forno à padeiro. Folga Encerra às 2ª feiras e Domingos ao jantar. Morada Lapa, Cartaxo, telefone 243 790 005

GOLEGÃ Central Especialidades: Bife à Central com Molho à Brogueira, Entrecosto à Goleganense, Açorda de SávelSobremesa: Toureiros Telefone: 249976345 Morada Largo Imaculada Conceição 3 a 8 - 2150-125 Golegã. Reservas@cafecentral.pt www.cafecentral.pt O Barrigas Especialidades: Buffet de entradas regionais, fritada de camarão com açorda e naco de boi no carvão. Folga: Domingo ao jantar e 2ª feira Morada: Largo 5º Outubro, nº 55 e 56 – Golegã Contacto: 240 717 631 Site: www.obarrigas.com Outras info: Zona para fumadores

ca) – Coruche Tel. 243618875. Tel. 917785703 O Farnel Especialidades Bacalhau à Farnel; Bacalhau assado c/migas à moda de Coruche; cabrito frito à lavrador; migas de batata c/carne de porco; ensopado de borrego, grelhado de novilho bravo e porco preto na telha Folga 2ª feira Morada Sala p/banquetes no Monte da Barca. Rua Vasconcelos Porto – Coruche Tel. 243675436 Sal & Brasas Especialidade: Carnes na brasa Folga 2ª feira Morada Cruzamento Monte da Barca - Coruche Tel. 243618319 Ponte da Coroa Especialidades: Cozinha regional e grelhados no carvão Folga Domingo Morada Estrada Nacional 114 - Coruche Tel. 243617390

RIO MAIOR Manjar do Parque Especialidades Leitão assado em forno de lenha, Picanha à Brasileira, Secretos de porco preto na brasa, Manjar de Gambas, Bacalhau Maravilha, Bife à Casa. Leitão assado para fora. Ementas para grupos Morada Rua Almirante Cândido Reis, 26 R/c (junto ao jardim) – Rio Maior Tel. 243997071 Email geral@manjardoparque.net Palhinhas Gold Especialidades Alheira de caça, Carne mirandesa, Porco preto com migas, Picanha, Bacalhau com crosta de azeitona, Tiborna de bacalhau, Caril de gambas, Arroz de tamboril, , Pão de Ló caseiro. Folga Domingo à noite e 2ª Feira. Morada Trav. do Palhinhas (centro da cidade) - Rio Maior Tel. 963435547. Site www.palhinhasgold.pt

FÁTIMA Santa Rita - Madeirense e Açoriano Especialidades: Bacalhau Espiritual, Bacalhau com camarão, Bacalhau Nove Ilhas, Bife de Atum; Alcatra, Linguiça do Pico, Secretos Porco Preto, Vitela. Morada: R. Rainha Santa Isabel (em frente ao Hotel Cinquentenário) Fátima. Tel. 249098041/919822288. Site: http://santarita.no.comunidades. net. Oferta de 5% de desconto com a apresentação deste jornal.

CORUCHE

MAÇÃO

Ó Manel Especialidades: Espetadas do Toiro Bravo. Dobrada e mão de vaca. Sopa de Rabo de boi. Grelhados. Morada Rua de S Tomé, 4 – Bairro Novo. Tel. 243675878. Folga ao Domingo

O Godinho Especialidades Café – Restaurante.Cozinha Regional. Quarta-Feira: Cozido à Portuguesa. Serve Almoços e Jantares. Encerra ao Domingo. Telf: 241572874;tlm 962536310 Rua da Republica – Mação

Jakim Girassol Especialidades: Bacalhau c/ Migas, Feijoada de Chocos c/ Gambas, Borrego assado no forno, Pernil de Porco no Forno, Arroz de Pato, Bacalhau gratinado c/camarões. Petiscos variados. Encerra à Segunda-feira. Morada: Estrada Nacional 119 (Área de serviço Repsol) – Biscainho . Tel. 243660333

O Cantinho Restaurante Marisqueira; Especialidades: Arroz de Marisco, Cataplana de Cherne, Bife à Cantinho na Frigideira e Maranho de Mação. Almoços e Jantares. Aberto todos os dias.Telf: 241107558. Tlm: 964677705. Rua Monsenhor Alvares de Moura - Mação

A Tasca Especialidades Pernil de porco no forno, cozido à portuguesa. Carne Brava Folga Domingo Morada Mercado Municipal – Coruche Tel. 243618748 O Choupo Especialidades Bacalhau à Choupo, enguias fritas e ensopado, medalhões de Maronesa, Posta Maronesa, Carnes de porco preto, cataplanas Folga 2ª feira (após almoço) Morada Montinhos dos Pegos (1 Km cruz. Monte da Bar-

CONSTÂNCIA Falcões Especialidades: Troxas de Sta. Madalena, Bife na Pedra, Terra e Mar, Maçã Romana Folga: Terça-Feira Morada: Rua Luís de Camões, 33 - Abrantes Horário: 12h10m ás 15h00m e das 19h30m ás 22h30m Tel. 249 098 875 E-mail: restaurantefalcoes@gmail.com


Gastronomia Restaurante Tia Alice FÁTIMA Há mais de vinte

anos que, pela primeira vez, noutro jornal, dediquei atenção a este restaurante situado em frente à Igreja da freguesia de Fátima. Ano após ano ganhou merecida fama, consequente aumento de clientela, porque os seus mentores nunca esqueceram o essencial na difícil e delicada área das artes culinárias: bons produtos, competência na sua confecção, simpatia e serviço à altura do confeccionado e servido. Existem outros factores, no entanto, a sua enunciação obrigavam ao alargamento desta crónica e o espaço não estica. A lista continua a ser fixa e desta feita pela falta de tempo e companhia prescindi das entradas, encomendando vitela assada em forno de lenha. Mesa impecável: atoalhados e guardanapos de qualidade, vidros e cutelarias em consonância num ambiente luminoso na cor bege, apesar da exiguidade de luz natural. Na mesa colocaram pão quente e fofo a pedir barragem com manteiga, das duas em presença escolhi a que continha alho. Veio a vitela, duas nédias fatias acompanhadas por batatas pequenas

e uma cebolinha. Carne bem assada embebida num molho semi-grosso guloso a estender a sua influência às batatinhas e cebola. Confecção grácil a conceder muitas graças ao palato. Referências doceiras tentadoras no naipe das sobremesas, preferi optar pelo queijo amanteigado de Azeitão, o qual também é servido na companhia de doce de marmelo. A lista vinhos apresenta-se bem, todas as referências datadas, ampla possibilidade de escolha no referente aos vinhos durienses e alentejanos. No tocante a vinho a copo dois tintos e um branco, bebi o Defesa (Esporão) tinto, coadjutor a contento. Serviço feminil, despachado e seguro. Permito-me dizer: os profissionais da restauração ganham saberes se de quando em vez tomarem uma refeição no Tia Alice. E mais não digo! Armando Fernandes

Aceita cartões de crédito. Telefone 249531737. Tlm. 913080334. Encerra ao jantar no domingo e à segundafeira. Amplo parque de estacionamento nas imediações.

CVR II Gala Vinhos Tejo A II Gala Vinhos do Tejo juntou quase 300 convidados na quinta de Vale d’Algares, em Vila Chã de Ourique. VALE D'ALGARES  D i z i a m o s antigos:”Quinze e quinze são trinta. Não há vinho como o da quinta.” No amplo salão de uma quinta dona de histórico passado vinícola realizou-se a II Gala dos Vinhos Tejo. Enquanto assistia à cerimónia fui revendo de memória actos e episódios associados ao emblemático rio e às vides já nomeadas pelo grego romanizado Estrabão. Antes, no intróito da cerimónia tive ensejo de acentuar a importância cultural da cortiça numa saltitante troca de palavras com uma senhora que só nessa altura acabei por saber quem era, ante os olhares divertidos de Edgar Nunes e João Marcelino. Muitos vinhos à disposição das mais de duas centenas de convivas, olhei e apreciei um rosé, volta a estar na moda o rosado, depois ala para a festa da entrega dos prémios. Antes que me esqueça, deixo o reparo: foi muito longa a interrupção entre a sopa e os pratos seguintes, o estômago como lhe compete inicia a sua nobre função ignorando que a refeição está a principiar, depois fica irritado ao receber mais alimentos passado mais de uma hora. Coisa de fácil solução. Mais vinhos ao alcance de quem desejava, a possibilitarem troca de vivazes opiniões,

Medalha Excelência Vinho Tinto Conde de Vimioso Tinto 2008 - Falua Sociedade de Vinhos sendo dominador comum a certeza de os vinhos do Tejo terem nos últimos anos ganho qualificações de tomo, em consequência prestígio e mercado, embora longe do desejado e merecido. Aos circunstantes referi malfeitorias sofridas ao longo dos séculos pelos vinhos deste terrunho repleto de húmus, acentuando a ingente tarefa de os promover, nessa altura o Engenheiro José Pinto Gaspar, Presidente da CVR do Tejo anunciou como embaixador destes vinhos o cantor e compositor Carlos Alberto Moniz. Um embaixador de truz a contas com uma tarefa difícil e recheada de imprevistos, falámos em duas ou três nuances de atracção, ele já tinha cantado, aí recordei: “Já cá tomara a vindima/ E o tempo da brincadeira, /Para dar ao meu amor/ Um cacho da trincadeira”. Os prémios sucederam-se, as palavras refeiçoeiras também, os judeus vieram à baila por cau-

sa das alheiras, eles gostavam de vinho e numas bodas Jesus Cristo provocou espanto porque o último néctar eram superior ao primeiro, por cá já se produzem vinhos segundo o princípio Kasher, e fomos olhando, metendo o nariz nos copos, soltando o palato por este, aquele e outro néctar. Divergência de opiniões? Nem por isso, apenas no tocante ao futebol dada a presença de um portista gordo de triunfos, mas pouco conhecedor da história do pé na bola. Uma grata gala, uma reverência à amiga Teresa Batista, a esperança no continuado aumento de valor dos vinhos Tejo, findo a crónica trazendo à colação o poema Despedida de Wang Wel, séc. VIII d.C. : “Porque não desmontas do cavalo e bebes um copo? Desiludido retiras-te para as montanhas do sul/ Não tenho mais perguntas. Podes partir/ Nuvens brancas se arrastam no céu azul”. Armando Fernandes PUBLICIDADE

02 Junho 2011 O RIBATEJO 51


Publicidade

NOVOS CURSOS Ano Lectivo 2011/2012 DANÇA CONTEMPORÂNEA BATERIA PERCUSSÃO COMBOS DE JAZZ COMBOS DE ROCK

Abertas pré-inscrições RUA DR. JOAQUIM LUÍS MARTINS, 16 - SANTARÉM (1º ANDAR DO FÓRUM MÁRIO VIEGAS JUNTO AO LARGO DO SEMINÁRIO)

TELEF. /FAX: 243 327 070 - 91 533 54 78 E-mail: conservatorio.sant@sapo.pt www.conservatoriosantarem.pt

Tribunal Judicial do Entroncamento

CURSOS LIVRES

Secção Única Av.ª Dr. José Eduardo Vítor das Neves - 2330-066 Entroncamento Telef.: 249720230 - Fax 249718732 - Mail: entronc.tc@tribunais.org.pt

ANÚNCIO 2ª PUBLICAÇÃO Processo: 54/03.8TBENT-A Inventário / Partilha de Bens em Casos Especiais N/Referência: 944643 - Data: 11-05-2011 Requerente: Marlene da Costa Pestana e outro(s)... Cabeça de Casal: Nuno Alberto Brites Nobre Correm éditos de 20 dias para citação dos credores desconhecidos que gozem de garantia real sobre os bens abaixo indicados, para reclamarem o pagamento dos respectivos créditos pelo produto de tais bens, no prazo de 15 dias, findo o dos éditos, que se começará a contar da data da segunda e última publicação do anúncio. Bens: Fracção Autónoma, designada pela letra L - 3.º andar, esquerdo com cozinha, despensa, sala, três quartos, hall, duas casa de banho e arrecadação na cave com saída para a escada de acesso, é a primera do lado esquerdo do prédio esquerdo, prédio urbano sito na Rua José Afonso, n.º 17 no Entroncamento, inscrito na respectiva matriz predial urbana sob o art.º 5457 - L com o valor patrimonial de € 26.880,13. A Juiz de Direito, - Dr. Rui Lopes Rebelo O Oficial de Justiça, - Vítor Daniel M. P. da Guia (em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1335 de 2.06.2011)

ALBERTINO ANTUNES • ALEXANDRE OLIVEIRA

ADVOGADOS Av. 5 de Outubro, Nº 77, 3º Dtº - 1050-049 LISBOA Tel. 213 172 720 - Fax. 213 172 729

ORIBATEJO 52 O RIBATEJO 02 Junho 2011

Mês de Julho PIANO, ÓRGÃO TUBOS, VIOLA DEDILHADA, VIOLINO, VIOLETA, VIOLONCELO, GUITARRA PORTUGUESA, GUITARRA ELÉCTRICA, FLAUTA, CANTO, OBOÉ, CLARINETE, SAXOFONE, TROMPETE, TROMBONE DE VARAS, ACORDEÃO

INSCREVE-TE RUA DR. JOAQUIM LUÍS MARTINS, 16 - SANTARÉM (1º ANDAR DO FÓRUM MÁRIO VIEGAS JUNTO AO LARGO DO SEMINÁRIO)

TELEF. /FAX: 243 327 070 - 91 533 54 78 E-mail: conservatorio.sant@sapo.pt www.conservatoriosantarem.pt


Serviços

HORÓSCOPO CARNEIRO 21/3 A 20/4 Não construa relacionamentos com base em falsas premissas. Deverá promover uma maior aproximação nas relações para formar melhor os juízos e sentimentos. Necessita de colocar um ponto de ordem na sua vida. Faça alguns reajustamentos e transferências de recursos. TOURO 21/4 A 21/5 Bons momentos, sobretudo depois de modificações provocadas ou assumidas. Favorecidas visitas, viagens e toda a espécie de convívio social e íntimo. Agarre os acontecimentos pessoal e determinadamente. Poderá não conseguir resolver tudo a contento. GÉMEOS 22/5 A 21/6 Não se mostre desinteressado nem enterre a cabeça na areia. Olhe com determinação para a sua vida sentimental e para as suas reais necessidades. Obterá algumas compensações se não se colocar em situações cómodas ou de apatia. Procure soluções a médio prazo. CARANGUEJO 22/6 A 22/7 Mantenha os pés em terra e ideias firmes e sobretudo não actue em antecipação. Expresse as suas opiniões com clareza, evitando explosões verbais mesmo que tenha toda a razão. Poderá mostrar uma maior flexibilidade em horários ou negociações, mas não dê tudo. LEÃO 23/7 A 23/8 Divergência de opiniões ou dúvidas sentimentais serão benéficas para as relações, mas não seja muito exigente ou excêntrico. Deixe o romance acontecer. Não vire as costas a novas responsabilidades, mas não aceite o que não lhe cabe. Cuidado com novas experiências. VIRGEM 24/8 A 23/9 Semana preciosa: as relações em curso tendem a viver momentos de harmonia e ternura, e, se estiver só, novos conhecimentos prometem ser entusiasmantes. Faça uma gestão sensata do seu património e aceite opiniões ou críticas. O factor sorte estará agora do seu lado. BALANÇA 24/9 A 23/10 O seu ritmo de vida, situações da vida profissional e também um assomo excessivo de independência tendem a afectar o desenvolvimento das relações. Preste muita atenção a pormenores e arrisque só quando estiver convencido da viabilidade de projectos. ESCORPIÃO 24/10 A 22/11 A sua capacidade de conquista está em bom nível; far-se-á notar independentemente de qualquer intenção sua. Seja cauteloso e não tente impor directamente a sua vontade. Semana intensa com opções variadas; contudo, não facilite nada ou caia em nenhuns idealismos. SAGITÁRIO 23/10 A 20/12 Semana excelente para ponderar sobre a sua vida e tomar decisões relevantes. Não faça muitas confidências, pois poderá, em consequência, sentir algum afastamento. Não deixe que factores de índole afectiva o façam estar eternamente ligado a locais de trabalho. CAPRICÓRNIO 21/12 A 20/1 Não tem muita paciência para lidar com problemas que se repetem, mas evite dar uma imagem de superficialidade fugindo das coisas. Ligações em boa fase, retribua sem reservas os sentimentos. Sector profissional está bastante protegido. Pode dizer-se que está inspirado. AQUÁRIO 21/1 A 19/2Cabe-lhe ter um papel moderador, quer no âmbito conjugal quer no plano familiar. Relações em tumulto ou desinteligências podem agora ser superadas. Deixe fluir os acontecimentos para ver até onde vão as coisas. Mas só intervenha se não surgirem as resoluções naturais. PEIXES 20/2 A 20/3 Pode surgir um grande e novo amor mas, por outro lado, pode surgir algum orgulho ou preconceito e trazer problemas. Tendência para alcançar objectivos; mostre-se convicto e seguro, mas nunca prepotente. Em assuntos económicos, a persistência dará resultados.

FARMÁCIAS DE SERVIÇO

ADVOGADOS SANTARÉM

SANTARÉM Quinta Sexta Sábado Domingo Segunda Terça Quarta Quinta

2 3 4 5 6 7 8 9

Baptista Veríssimo S. Nicolau Francisco Viegas Oliveira Pereira Sá da Bandeira Confiança

Rua Serpa Pinto, 101/3 R. Capelo Ivens, 74 R. Capelo Ivens, 38 Rua Pedro Santarém, 2-A Rua Colégio Militar, 1 Av. Grup. Forcados Amadores St - 8 Av.ª do Brasil, 38 Urb. Oliv. Arame - S. Domingos

243 322 072 243 330 230 243 325 067 243 330 570 243 326 182 243 325 113 243 322 966 243 306 410

Rua Serpa Pinto, 160-162 Av. Nuno Álvares Pereira, 62-64 Rua Silva Magalhães, 77-79 Rua Serpa Pinto, 27-33 Av. Norton de Matos Rua Serpa Pinto, 160-162 Av. Nuno Álvares Pereira, 62-64 Rua Silva Magalhães, 77-79

249 312 203 249 321 404 249 310 360 249 312 206 249 324 373 249 312 203 249 321 404 249 310 360

R. Tenente Cor. J. B. Camejo, 13 Largo Mota Ferraz, 7 Av. da Europa, Lt. 37, r/c-B, Lj 2 Av.ª Dr. António. A.S. Mart. 569 Rua José Estevão, 1 Rua do Comércio, 56 R. Tenente Cor. J. B. Camejo, 13 Largo Mota Ferraz, 7

241 333 222 241 360 520 241 822 120 241 360 530 241 360 060 241 371 713 241 333 222 241 360 520

TOMAR Quinta Sexta Sábado Domingo Segunda Terça Quarta Quinta

2 3 4 5 6 7 8 9

Dias Costa Alfa Nova Torres Pinheiro Ribeiro dos Santos Dias Costa Alfa Nova

ABRANTES Quinta Sexta Sábado Domingo Segunda Terça Quarta Quinta

2 3 4 5 6 7 8 9

Duarte Ferreira Motta Ferraz Ondalux Santos Silva Silva Tavares Duarte Ferreira Motta Ferraz

ALMEIRIM Quinta Sexta Sábado Domingo Segunda Terça Quarta Quinta

2 3 4 5 6 7 8 9

Barreto do Carmo Praça da República, 45/7 Mendonça Praça da República, 12 Correia de Oliveira Rua Condessa da Junqueira Central Rua 5 de Outubro, 58/60 Barreto do Carmo Praça da República, 45/7 Mendonça Praça da República, 12 Correia de Oliveira Rua Condessa da Junqueira Central Rua 5 de Outubro, 58/60

243 592 379 243 592 265 243 509 370 243 570 570 243 592 379 243 592 265 243 509 370 243 570 570

CARTAXO Quinta Sexta Sábado Domingo Segunda Terça Quarta Quinta

2 3 4 5 6 7 8 9

Central do Cartaxo Abílio Guerra Correia dos Santos Pereira, Sucrs Central do Cartaxo Abílio Guerra Correia dos Santos Pereira, Sucrs

R. H. Qt.ª da Cabreira, Lt 54A-55A-B Rua de S. Sebastião, 3 Rua da República, 10 Rua Serpa Pinto, 8 R. H. Qt.ª da Cabreira, Lt 54A-55A-B Rua de S. Sebastião, 3 Rua da República, 10 Rua Serpa Pinto, 8

243 749 123 243 702 653 243 770 997 243 700 130 243 749 123 243 702 653 243 770 997 243 700 130

Lg. Cor. António Maria Batista, 7 Rua 25 de Abril, 7 Av. de Sá Carneiro, Lote 7 Rua de São Pedro, 5 Rua José Augusto Torres, Lt 129 Lg. Cor. António Maria Batista, 7 Rua 25 de Abril, 7 Av. de Sá Carneiro, Lote 7

249 819 540 249 830 180 249 822 067 249 822 411 249 812 472 249 819 540 249 830 180 249 822 067

Rua da Misericórdia, 16 Rua Direita, 64 Rua da Misericórdia Largo de S. Pedro, 4 Rua da Misericórdia, 16 Rua Direita, 64 Rua da Misericórdia Largo de S. Pedro, 4

243 617 068 243 660 099 243 675 070 243 610 370 243 617 068 243 660 099 243 675 070 243 610 370

Rua Serpa Pinto, 50 R. Almir. Cândido dos Reis, 19 R. Almir. Cândido dos Reis, 19 R. Almir. Cândido dos Reis, 19 R. Almir. Cândido dos Reis, 19 R. Almir. Cândido dos Reis, 19 R. Almir. Cândido dos Reis, 19 R. Almir. Cândido dos Reis, 19

243 994 700 243 992 255 243 992 255 243 992 255 243 992 255 243 992 255 243 992 255 243 992 255

TORRES NOVAS Quinta Sexta Sábado Domingo Segunda Terça Quarta Quinta

2 3 4 5 6 7 8 9

Higiene Nicolau Lima Central Pereira Martins Higiene Nicolau Lima

CORUCHE Quinta Sexta Sábado Domingo Segunda Terça Quarta Quinta

2 3 4 5 6 7 8 9

Almeida Frazão Higiene Misericórdia Almeida Frazão Higiene Misericórdia

RIO MAIOR Quinta Sexta Sábado Domingo Segunda Terça Quarta Quinta

2 3 4 5 6 7 8 9

Cândido Barbosa Almeida Almeida Almeida Almeida Almeida Almeida Almeida

● Dr. José Francisco Faustino; Dr Francisco Luís; Dr.ª Graça Ferreira e Sousa; Dr. João Rafael; Dr. Pedro Goulão; Dr. Pedro Matos Barbosa; Dr. Francisco Lopes Leitão - Rua Reitor Pedro Calmon, nº 6 - 1º – 2000-031 Santarém - Tel. 243327159 Fax 243327160 - adv.santarem@mail.telepac.pt ● Oliveira Domingos - Largo Cândido dos Reis, 3 -1º - Santarém - Tel. 243326310 - Fax 243333587 - oliveiradomingos-161e@ adv.oa.pt ● Sandra Alexandre - Rua do Colégio Militar, 10 - 2º esq. - 2000-230 Santarém - Telef./Fax: 243 322 268 ● Dr. Francisco Antunes Luís - Av. D. Afonso Henriques, 89 - 2º Dtº - Santarém Tel. 243321024/ 243321426 - Fax 243321425 - advogados.s@mail.telepac.pt ● Dr. Morgado Ribeiro - Av. do Brasil – Edifício Scálabis, 1º Esq – Santarém - Tel. 243323143 Fax 243326144 morgadoribeiro-185e@adv.oa.pt ● Drª Margarida Lencastre Fróis - Praça Sá da Bandeira, 22 – 1º - Santarém - Tel. 243325178 Fax 243325178 - margarida. lencastre@gmail.com ● Dr.º Martins Carreto - Rua Dr. António José de Almeida, 17-2º Dto - 2000-238 Santarém - Telefone 243333519 Fax 243326531 e-mail: artinscarreto-1078C@ adv.oa.pt ● Dr.ª Helena Marques Duarte - Rua Pedro de Santarém - 2 – 2º A - Tel. 243 352 407 – Fax. 243 352 409 - 2000-223 SANTARÉM (Defronte do W Shopping) - hmduarte-16362l@adv.oa.pt

Drª Ana Gomes Ribeiro - Rua 5 de Outubro, 63 - 1º A/B – 2080-052 Almeirim - Tel. 243570093 Fax 243570099 anagomesribeiro-2104e@adv.oa.pt ● Dr. Pedro Borrego - Rua 5 de Outubro, 63 - 1º A/B – 2080-052 Almeirim -Tel. 243570091 Fax 243570099 pedroborrego-2083e@adv.oa.pt ● Drª América Cravo - R. Dr. Óscar da Costa Neves, 8 - 1º - 2080-130 Almeirim - Tel. 243597946/8 Fax 243597947 americacravo-855e@adv.oa.pt ● Drª Sónia Bento - Praça da República, 29 - 1º Esq.º - 2080-044 Almeirim - Tel. 243372159 Fax 243597999 - sbentompires. adv@gmail.com

ABRANTES ● Mário P. Claro - Célia Cruz Rua Luís

de Camões nºs 9 - 11, 1º Esq., 2200-421 Abrantes - Tel 241 379 090 - Fax.: 241 363 364; Trv. da Batoca, 6 - 2140-149 Chamusca; Tel/fax: 249 760 058 E-mail: mclaro.ccruz.spa@mail.telepac.pt ● Norberto Timóteo - Advogado - Praceta do Chafariz, Lote 6- 1º Esq. Apartado 93 - 2204-909 Abrantes; Tel.: 241 363 484; Fax: 241 365 234; Email: norbertotimoteo-169e@advogados.oa.pt ● Eurico Consciência & Associados - Abrantes - Apartado 37 Tel: 241372831 /2/3 - Fax: 241362645 - E-mail: consciencia839c@adv.oa.pt ● António Pires de Oliveira - Rua de Santa Isabel, nº 1- 1º Dto. 2200-393 Abrantes Tel.: 241 360 540 - Fax: 241 372 481 E-mail: dr.a.oliveira-355e@adv.oa.pt - Cédula Prof. 355 Évora

ALMEIRIM ●

Dr. Manuel Faustino Silva - Praça Lourenço Carvalho, 23 – 1º D – Almeirim - Tel. 243593626 Fax 243593626 - faustino1239e@adv.oa.pt ● Dr. Adriano de Melo Nazareth Barbosa Praça da República, 29 – 1º Esq. – Almeirim - Tel. 243597997/8 Fax 243597999 ● Drª Ana Sofia Casebre - Rua Dionísio Saraiva, Lote 1 – 1º Andar – Porta A – Almeirim - Tel. 243579134 Fax 243579134 TLM 936280534 ● Dr. Sérgio Luís Coutinho dos Santos - Praça da República, 18 A 1º - Apartado 61 – 2080-044 Almeirim - Tel. 2435991172 - Fax 243593224 sergiosantos - 365e@ advogados.oa.pt ● Dr. Vítor Sousa - Praça Lourenço Carvalho, 23 – 1º D – Almeirim - Tel. 243593626 Fax 243593626 ● Drª Célia Sousa Pinhal - Praça Lourenço de Carvalho, 12 A 1º - 2080-043 Almeirim - Tel. 243593737 Fax 243593737 TLM 966110936 - Celiasp-1498e@adv.oa.pt ● Drª Ana Oliveira Simões - Rua 5 de Outubro, 63 - 1º A/B – 2080-052 Almeirim - Tel. 243570092 Fax 243570099 anaoliveirasimoes-2078e@adv.oa.pt

ANA MARTINHO DO ROSÁRIO ISABEL ALVES DE MATOS VICTOR BAPTISTA

ADVOGADOS

CARTAXO ● Drª Liliana Pita - R. Dr. Manuel Correia Ramalho, 9 – 2º Esqº - 2070-095 Cartaxo - Tel 243703631 Fax 243703631- lilianapita18943l@adv.oa.pt ● Drª Rute Nunes - Rua Dr. Lopes Batista, 5 B -1º E – Cartaxo - TLM 914177635 Fax 243120102 - rute.nunes@apoiojuridico. com - www.apoiojuridico.com ● Drª Ana Fonseca e Silva - Praça 15 de Dezembro, 23ª - 2º A – 2070-049 Cartaxo - Tel. 243704323 Fax. 2437074328 - anafonsecaesilva-1002e@advogados. oa.pt

LISBOA ● Albertino Antunes - Av. 5 De Outubro,

Nº 77, 3º Dtº 1050-049 Lisboa Tel. 213172720 Fax. 213172729 ● Alexandre Oliveira - Telem.: 969 239 263 - Av. 5 De Outubro, Nº 77, 3º Dtº 1050-049 Lisboa - Tel. 213172720 - Fax. 213172729

Francisco Pedrógão Armando Ferreira

ADVOGADOS

Av. do Brasil - Edifício Scalabis - 1º F Tef.: 243 326 242 2000 SANTARÉM

Pcta. Pedro Escuro n. 2 1.º Esq. Telef.: 243 333 821 Fax: 243 391 021 2000 SANTARÉM

ORLANDO MENDES TERESA PINTO FERREIRA

MADEIRA LOPES FRANCISCO MADEIRA LOPES

SOCIEDADE DE ADVOGADOS, RL Travessa do Fróis, 3 - 1º e 2º Tel: 243 328 444 - Fax: 243 391 079 2000-145 SANTARÉM

ADVOGADOS

E-mail: orlandomtpf_socadv.rl@mail.telepac.pt

Tel.: 243323700 - Fax: 243332994 Rua Elias Garcia, 24 - 1º Apartado 173 2001-902 Santarém

02 Junho 2011 O RIBATEJO 53


Publicidade

A N Ú N C I O e ÉDITOS DE 20 DIAS

A N Ú N C I O e ÉDITOS DE 20 DIAS

PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL N.º 2089200701107119AP

PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL N.º 2089200201034464AP

CITAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS

CITAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS

1ª PUBLICAÇÃO

2ª PUBLICAÇÃO

JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que por este Serviço de Finanças correm ÉDITOS DE 20 DIAS, contados da segunda e última publicação deste anúncio, citando, nos termos do n.º 2 do artigo 239.º do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), os credores desconhecidos e sucessores dos credores preferentes do executado CARLOS MANUEL DA SILVA LIMA, no estado de viúvo, com domicilio fiscal na Rua 19 de Março, n.º 7 – Portela das Padeiras – 2005 Santarém, para no prazo de 15 (QUINZE) DIAS posteriores aos dos éditos, reclamarem os seus créditos pelo produto da venda do bem a seguir indicado, sobre o qual tenham garantia real (art.º 240.º do CPPT) e que foi penhorado em 15 de Abril de 2010 no processo de execução fiscal acima identificado, instaurado para pagamento de dívidas de Coimas Fiscais (CF) e de Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), dos anos de 2006 a 2009, no montante actual de 3.604,37 €, sendo 3.584,82 € de quantia exequenda e 19,55 € de acréscimos legais.

JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que por este Serviço de Finanças correm ÉDITOS DE 20 DIAS, contados da segunda e última publicação deste anúncio, citando, nos termos do n.º 2A do artigo 239.º do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), os credores desconhecidos e sucessores dos credores preferentes da executada FERNANDA MARIA SALSA DUARTE NOGUEIRA ALMEIRÃO, no estado de casada, com domicílio fiscal no Núcleo habitacional do Girão, Zona C – Lote 5 – 2000 Santarém, executada por reversão de NOGUINFOR II CENTRO DE CONTABILIDADES LD.ª, para no prazo de 15 (QUINZE) DIAS posteriores aos dos éditos, reclamarem os seus créditos pelo produto da venda do bem a seguir indicado, sobre o qual tenham garantia real (art.º 240. do CPPT) e que foi penhorado em 3 de Julho de 2009 no processo de execução fiscal acima identificado, instaurado para pagamento de dívidas de Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), dos anos de 2002 e 2003, no montante actual de 94.888,90 €, sendo 70.022,29 € de quantia exequenda e 24.866,61 € de acréscimos legais.

BEM A VENDER Prédio urbano destinado a habitação composto por casa de rés do chão e logradouro, sito na Rua 19 de Março – Portela das Padeiras, freguesia de S. Salvador, concelho de Santarém. Possui as seguintes CARACTERÍSTICAS: Tipo de Prédio: Prédio em propriedade total sem andares nem divisões susceptíveis de utilização independente, Afectação: habitação, Tipologia/Divisões: 3, N.º de pisos: 1, Área total do terreno: 962,00m2, Área de implantação do edifício: 71,00m2, Área bruta de construção: 71,00m2. Área bruta dependente: 0,00m2 e Área bruta privativa: 71,00m2. Confronta de norte com Benjamin Gomes Gonçalves e Maria Suzete Alves, de sul com Herdeiros de Guilherme da Silva e Manuel Rodrigues Fonseca, de nascente com Benjamin Gomes Gonçalves e de Poente com Maria Suzete Alves, Herdeiros de Guilherme da Silva e Manuel Rodrigues da Fonseca. Encontra-se inscrito na matriz urbana sob o artigo n.º 3237 da freguesia de S. Salvador e acha-se descrito na Conservatória do Registo Predial de Santarém, sob o n.º 00955/19911014 – S. Salvador. Coordenadas: X – 151.335,00 e Y – 255.945,00. É depositário o Sr.º Carlos Manuel da Silva Lima, Telf. 919.296.163, executado nos autos, o qual, depois de contactado no seu domicílio fiscal, o mostrará aos interessados. Findo o prazo dos éditos, no dia 14 de JULHO de 2011, pelas 11,00 horas, proceder-se-á à sua venda por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (n.º 1 do art.º 248.º do CPPT) sendo o valor base para a venda de 26.705,00 €, correspondente a 70% do valor atribuído em avaliação, não sendo consideradas as de valor inferior (n.º 4 do art.º 250.º do CPPT). As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.e-financas.gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 11 horas do dia da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA N.º 2089.2010.158 – CARLOS MANUEL DA SILVA LIMA”, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo assistir ao acto os executados, os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art.º 892.º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrir-se-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (al. c) do art.º 253.º do CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço, no prazo de 15 dias, contados do termo do prazo de entrega das propostas, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. Sendo devido Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (I.M.T.), o pagamento deverá ocorrer no prazo de 30 dias contados da data da adjudicação, nos termos do n.º 3 do artigo 36.º do respectivo código. É devido Imposto do Selo a que se refere a verba n.º 1 da respectiva Tabela. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, aos vinte e sete dias do mês de Maio do ano de dois mil e onze. . O CHEFE DE FINANÇAS, O ESCRIVÃO, (Jorge Manuel Sardinha Serra) (Jorge Fernando Santos Morgado) (em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1335 de 2.06.2011)

A N Ú N C I O e ÉDITOS DE 20 DIAS

BEM A VENDER Prédio rústico sito em LAGOA SECA, freguesia de Tremês, concelho de Santarém, com a área total de 2.600,00 m2, composto de terra de cultura arvense e oliveiras. Confronta de norte com Albino Pereira Jorge, de sul com António Joaquim Vieira, de nascente com Vítor Manuel Batista Guedes e de poente com estrada. Encontrase inscrito na matriz rústica sob o artigo n.º 22 da secção M, da freguesia de Tremês e acha-se descrito na Conservatória do Registo Predial de Santarém, sob o n.º 01911/20081118 – Tremês. È depositária a executada, a qual, depois de contactada no seu domicílio fiscal sito em Núcleo habitacional do Girão, Zona C – Lote 5 – 2000 Santarém, o deverá mostrar aos interessados. Findo o prazo dos éditos, no dia 12 de JULHO de 2011, pelas 15,00 horas, proceder-se-á à sua venda por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (n.º 1 do art.º 248.º do CPPT) sendo o valor base para a venda de 1.365,00 €, correspondente a 70 % do valor que lhe foi atribuído, não sendo consideradas as de valor inferior (n.º 4 do art.º 250.º do CPPT). As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.e-financas.gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 15 horas do dia da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA N.º 2089.2009.198 – FERNANDA MARIA SALSA DUARTE NOGUEIRA ALMEIRÃO”, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo assistir ao acto os executados, os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art.º 892.º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrir-se-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (al. c) do art.º 253.º do CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço, no prazo de 15 dias, contados do termo do prazo de entrega das propostas, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. Sendo devido Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (I.M.T.), o pagamento deverá ocorrer no prazo de 30 dias contados da data da adjudicação, nos termos do n.º 3 do artigo 36.º do respectivo código. É devido Imposto do Selo a que se refere a verba n.º 1 da respectiva Tabela. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, aos vinte dias do mês de Maio do ano de dois mil e onze. O CHEFE DE FINANÇAS, (Jorge Manuel Sardinha Serra)

O ESCRIVÃO, (Jorge Fernando Santos Morgado)

(em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1335 de 2.06.2011)

A N Ú N C I O e ÉDITOS DE 20 DIAS

PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL N.º 2089200701016199 AP

PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL N.º 2089200901014528

CITAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS

CITAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS

2ª PUBLICAÇÃO

2ª PUBLICAÇÃO

JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que por este Serviço de Finanças correm ÉDITOS DE 20 DIAS, contados da segunda e última publicação deste anúncio, citando, nos termos do n.º 2 do artigo 239.º do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), os credores desconhecidos e sucessores dos credores preferentes da executada MARIA JOANA PINTO DA SILVA DE SA RIBEIRO, solteira, com residência em Tv da Passagem, Lote 31 – 8400-282 Ferragudo, para no prazo de 15 (QUINZE) DIAS posteriores aos dos éditos, reclamarem os seus créditos pelo produto da venda do bem a seguir indicado, sobre o qual tenham garantia real (art.º 240.º do CPPT) e que foi penhorado em 3 de Abril de 2008 no processo de execução fiscal acima identificado, instaurado para pagamento de dívidas de Coimas Fiscais (CF) e Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), dos anos de 2005 e 2007, no montante actual de 4.880,64 €, sendo 4.852,82 € de quantia exequenda e 27,82 € de acréscimos legais.

JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que, no processo de execução fiscal acima identificado em que é executado LUIS MIGUEL PEREIRA DO CARMO, solteiro, com residência na Rua dos Domingos, n.º 5 – Barreirinhas – 2025-143 Alcanede e que corre termos por dívidas à Administração Fiscal de Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), do ano de 2008, foram penhorados em 21 de Dezembro de 2010 os veículos a seguir indicados, com vista a garantir o montante actual de 4.947,55 €, sendo 3.752,49 € de quantia exequenda e 1.195,06 € de acréscimos legais e que, no dia 15 de JUNHO de 2011, pelas 11,00 horas, se procederá à sua venda por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (n.º 1 do art.º 248.º do CPPT) sendo o valor base para a venda o indicado em cada verba, correspondente a 70 % do valor atribuído, não sendo consideradas as de valor inferior (n.º 4 do art.º 250.º do CPPT). BENS A VENDER

BEM A VENDER Fracção autónoma designada pela letra A do prédio urbano constituído no regime de propriedade horizontal, sito na Quinta do carapau – Urbanização Jardim de São Domingos, Lote 189, em Santarém, na freguesia de São Nicolau, concelho de Santarém, cuja fracção respeita a CAVE destinada a garagem com três espaços de estacionamento demarcados no solo e espaço para manobras, com entrada pelas traseiras, com a área de 70,50m2. Tem as seguintes CARACTERÍSTICAS: Afectação: Estacionamento coberto e fechado, Tipologia/Divisões: 1, Permilagem: 25,00, N.º de pisos da fracção: 1, Área do terreno integrante: 0,00 m2, Área bruta privativa: 70,50m2, Área bruta dependente: 0,00m2, Área total do terreno: 224,00m2, Área de implantação do edifício: 224,00m2, Área bruta privativa total: 70,50m2, Área do terreno integrante das fracções: 0,00m2. Inscrito na matriz no ano de 1999 sob o artigo urbano n.º 2.659 – Fracção A, da freguesia de São Nicolau. Acha-se descrito na Conservatória do Registo Predial de Santarém sob o n.º 00783/19921123 - A (São Nicolau). Coordenadas: X 151.024,00 e Y 252.451,00. É depositária a executada nos autos, a qual, nessa qualidade e depois de contactada na sua residência sito em Tv da Passagem, Lote 31 – 8400-282 Ferragudo, o mostrará aos potenciais interessados. Findo o prazo dos éditos, no dia 5 de JULHO de 2011, pelas 11,00 horas, proceder-se-á à sua venda por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (n.º 1 do art.º 248.º do CPPT) sendo o valor base para a venda de 10.325,00 €, correspondente a 70 % do valor atribuído em avaliação, não sendo consideradas as de valor inferior (n.º 4 do art.º 250.º do CPPT). As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.e-financas.gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 11 horas do dia da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA N.º 2089.2008.188 – MARIA JOANA PINTO DA SILVA DE SA RIBEIRO”, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo a ela assistir o representante da executada, os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art.º 892.º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrir-se-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (al.) c do art.º 253.º do CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço, no prazo de 15 dias, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. Sendo devido Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (I.M.T.), o pagamento deverá ocorrer no prazo de 30 dias contados da data da adjudicação, nos termos do n.º 3 do artigo 36.º do respectivo código. É devido Imposto do Selo a que se refere a verba n.º 1 da respectiva Tabela. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, aos dezasseis dias do mês de Maio do ano de dois mil e onze. O CHEFE DE FINANÇAS, (Jorge Manuel Sardinha Serra)

O ESCRIVÃO, (Jorge Fernando Santos Morgado)

(em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1335 de 2.06.2011)

54 O RIBATEJO 02 Junho 2011

Venda n.º 2089.2011.137 - Valor base para as propostas de 861,00 € (oitocentos e sessenta e um euros) Veículo automóvel de matrícula 06 – 75 – CC, marca OPEL, modelo Corsa – B, do ano de 1993, cor Preta, cilindrada 1389 cm3, a gasolina, do tipo Passageiros. Encontra-se em razoável estado de conservação e funcionamento. O veículo penhorado encontra-se estacionado na Rua dos Domingos, n.º 5 – Barreirinhas – Alcanede. Venda n.º 2089.2011.138 - Valor base para as propostas de 431,00 € (quatrocentos e trinta e um euros) Veículo automóvel de matrícula QS – 17 - 53, marca MAZDA, modelo E2200 PICK UP SD, do ano de 1989, cor Branca, cilindrada 2184 cm3, a gasóleo, do tipo Mercadorias, com 6 lugares. Encontra-se em mau estado de conservação e funcionamento. O veículo penhorado encontra-se estacionado na Rua do Alecrim – Cortiçal – Alcanede. É depositário dos bens o executado, com domicílio na Rua dos Domingos, n.º 5 – Barreirinhas – 2025-143 Alcanede, o qual, no cumprimento das suas obrigações e depois de contactado, deverá mostrar os bens aos interessados. As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.e-financas.gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 11 horas do dia da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA N.º 2089.2011.(n.º da venda) – LUIS MIGUEL PEREIRA DO CARMO, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo assistir ao acto a executada, bem como os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art.º 892.º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrir-se-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (al. c) do art.º 253.º do CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço, no prazo de 15 dias, contados do termo do prazo de entrega das propostas, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. O valor base para a venda inclui IVA à taxa legal. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, aos dezasseis dias do mês de Maio do ano de dois mil e onze. O CHEFE DE FINANÇAS, (Jorge Manuel Sardinha Serra)

O ESCRIVÃO, (Jorge Fernando Santos Morgado)

(em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1335 de 2.06.2011)


PUBLICIDADE

02 Junho 2011 O RIBATEJO 55


Classificados IMOBILIÁRIO ARRENDA-SE ●

QUARTOS a raparigas junto rotunda Forcado T 966981737

IMOBILIÁRIO VENDE-SE ● OU PERMUTO casa de 2 pisos T3, c/ nova, centro de Alcanhões TL 919112841 ● APT T4 c/ bons acabamen-

tos, zona privilegiada do Planalto de Santarém, vistas panorâmicas, equipado c/ AC e aq. central. Com áreas generosas, pavimento do hall de entrada e sala em pedra, wc’s revestidos a pedra. Cozinha total. equipada e arrecadação – 137.000€ www.remax. pt/120431071-120 AMI 5430 – RE/MAX SCALA – Santarém. Tel: 243 307 500

5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500

MOR.199 PREÇO 175.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243

● APT T4 Duplex, em S. Domin-

gos, vistas deslumbrantes. 5 Assoalhadas, 4 Quartos (um deles em suite), 4 casas-debanho. Lugar de parqueamento, Ar cond., lareira c/ recuperador de calor, cozinha totalmente equipada – 180.000€ Possibilidade de arrendamento por 675€ mensais, totalmente mobilado. www.remax. /120431071-180 AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500

● Santarém – Jardim de Baixo Moradia T3, r/c e 1º, usada, soalheira, em ópt. estado, pré-instal. p/ paneis solares, logradouro, alpendre, garagem indiv..Zona residencial mtº aprazível, próx. entrada A1, zonas comercias, escolas e cidade de Santarém. ZEN MOR.198 PREÇO 165,000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243 ● Romeira Moradia T4+1. r/chão,

APT T4 para venda junto às Finanças de Santarém. O apt possui 2 casas de banho, sala c/ varanda, marquise e despensa. Possibilidade de ficar equipado e mobilado. Perto de tudo e com bons acessos 80.000€ www. remax.pt/120431121-48 AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500

cave e sótão. No r/chão: hall, sala, quarto, suite, wc e alpendre; na cave: cozinha, despensa, casa máq., 2 quartos, casa jantar e wc. Sótão amplo. 2 cadernetas, urbana c/ 450m2, rústica c/ 11.680m2. ZEN MOR.130 PREÇO 199.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243 ● Alpiarça Moradia T5+1,usada

● QUINTINHA na Vila da Mar-

● APT T2, Almeirim, coo novo,

meleira c/ 4960 m² de lote, vedada c/ árvores e jardim. Amplos espaços de estar, zona de sala de jogos, c/ carácter rústico. Cozinha equipada, 2 quartos c/ roupeiro. Aq. central c/ caldeira a gasóleo e lareira c/ recuperador de calor. Garagem, alpendres, churrasqueira e forno, cozinha rústica. O terreno permite o loteamento. Possibilidade de aumentar o número de divisões. Alarme – 190.000€ www.remax.pt/120431105-18 AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500

cozinha equipada, logradouro c/churrasqueira. Valor 90.000,00€ - Ref. A-327 TLF: 243595033 www.habigotica. com AMI 5915

● APT T2 no centro de Santarém. Composto por 2 quartos, 2 salas (uma de estar e outra de jantar), 2 casas de banho, cozinha e marquise c/ ar cond., aproveitamento de sótão c/ entrada pela despensa e varanda. Vista desafogada e muita luminosidade – 59.000€ www.remax.pt/120431070-155 AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500 ●

APT em S. Domingos, com 3 quartos (um em suite), sala c/ lareira e AC, cozinha c/ placa, forno e esquentador, despensa na cozinha e área de estendal. Roupeiros. Edifício bem cuidado no seu interior e exterior. Boa localização, perto de comércio. Lugar de estacionamento e arrecadação com 4,20 m². – 122.000€ www.remax.pt/120431104-16 AMI

TERRENO c/ 165m2, Almeirim, c/ moradia para demolir. Valor 27.500,00€ Ref A-326 TLF: 243595033 www.habigotica.com AMI 5915

APT T3, Almeirim, novo, lugar garagem, ar condicionado, cozinha equipada, excelentes. Valor 115.000,00€ - Ref. A-322 TLF: 243595033 www. habigotica.com AMI 5915

● MORADIA T2 rural,

na Várzea, 1900m2 terreno, zona sossegada. Valor 68.000,00€ - Ref. A-320 TLF: 243595033 www.habigotica. com AMI 5915

LOJA em Santarém, nova, 110m2, grandes montras. Valor 97.500,00€ - Ref. S-574 TLF: 243595033 www.habigotica. com AMI 5915

( cave, r/c e 1º), proj. numa construção e acab. Qualidade, zona habitacional privilegiada...Barragem, Museu dos Patudos e Reserva Natural do Cavalo Sorraia. ZEN MOR.168 PREÇO 280.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243 ● Santarém – S.Salvador Apt Duplex T2, usado, bem cons., bons acab., 2 quartos, sala, Wc ,cozinha, zona arrumos, garagem priv. c/acesso ao duplex, arrecadação, em zona calma, a 3 min. centro da cidade, e 5 min. acesso a A1 .ZEN APT.107 PREÇO 97.500€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243 ● Almeirim Apt T3, novo, hall (tecto falso c/ projec.) 2 quartos (roupeiros de correr), 1 suite( banheira hidrom. wc c/ janela), sala, wc, cozinha semi-equipada c/ electrodom. INDESIT, garagem (box indiv. exterior, c/ água e luz ligado cada fracção), zona agradável, c/ jardim, bons acessos rodoviários ZEN APT.155 PREÇO 105.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243

● São Vicente Paúl - Moradia

T3, usada, como nova, c/ 2 quartos, suite , cozinha, sala, 2 wc, alpendre, garagem. 2 cadernetas urbana c/1.000m2 e rústica c/3.020m2. convida ao relax e qualidade de vida . ZEN , c/ a capital do gótico e entrada para A1 a 10 min. ZEN

PUBLICIDADE

Drª MADALENA BARRETO INSTITUT SUTHERLAND DE PARIS

OSTEOPATIA Av. Bernardo Santareno, 39 - 1.º Esq. Telefone 243327546 - 2000 SANTARÉM

Dr. ARMANDO RODRIGUES LOPES INSTITUT SUTHERLAND DE PARIS

OSTEOPATIA Av. Bernardo Santareno, 39 - 1.º Esq. Telefone 243 327 546 - 2000 SANTARÉM

56 O RIBATEJO 02 Junho 2011

Ap t . u s a d o T 2 A l m e i rim c/ 1 lugar de garagem. 100.000€ - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653

● Apt. novo T3 c/ garagem em Almeirim. 126.000€ - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653 ●ENTRONCAMENTO – T3 junto à estação C.P. c/excelentes acabamentos e áreas espaçosas. Estores eléctricos, lareira, ar condicionado. 110.000 € www. remax.pt/121871056-183 RE/ MAX Principal (Santarém) – AMI 6883 Tel. 961778968

● MORADIA T3 Arneiro Tremês, 415m2 útil, c/ terreno, a 10km Santarém Preço: 110.000,00€ - Ref. 363 Go Imobiliária AMI – 8191mTlf – 915084892/243094092

● APT

ALMEIRIM – Moradia T3 c/ logradouro amplo, poço, árvores de fruto. Garagem p/ 4 carros, garrafeira e arrumos. Centro da cidade. 140.000 € www.remax. pt/121871056-191 RE/MAX Principal (Santarém) – AMI 6883 Tel. 961778994

● SANTARÉM – Prédio no Centro

Histórico constituído por R/C, 1º e 2º andar, c/ 2 frentes. R/C c/ loja e logradouro c/ anexo. Precisa de obras de reconstrução. 121.500 € www.remax.pt/121871049-252 RE/MAX Principal (Santarém) – AMI 6883 Tel. 969754602

T3 S. Domingos, Usado, ar cond. box fechada, Oportunidade de negócio. Preço: 95.000,00€ - Ref. 700n Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092

LAVRE, Montemor-o-Novo – Herdade c/ 55 Hectares, c/ 4.000 pinheiros mansos c/ 12 anos e 2.800 Arrobas de cortiça p/ tirar já em Julho (3 tiradas de cortiça). 425.000 € www.remax. pt/121871056-192 RE/MAX Principal (Santarém) – AMI 6883 Tel. 961778961 ● SANTARÉM – Prédio de R/C e

1º andar c/ 365m2 de área bruta, frente ao Mercado. Projecto aprovado para Hospedaria.220.000€ www.remax.pt/121871053-49 RE/ MAX Principal (Santarém) – AMI 6883 Tel. 961311745 ● SANTARÉM – Prédio no Centro Histórico R/C, 1º e 2ºandar, c/ uma área de implantação de 238 m2. O R/C é constituído por 2 lojas. 300.000 € www.remax. pt/121871049-253 RE/MAX Principal (Santarém) – AMI 6883 Tel. 969754602 ● CARTAXO – Moradia T4 + 1 c/

piscina, jardim, rega automática, churrasqueira, ar condicionado… Muita privacidade. 310.000 € www.remax.pt/121871049-254 RE/MAX Principal (Santarém) – AMI 6883 Tel. 969754602

rim, nova, arrecadação, Lavandaria, garagem, A.C. Rec.calor, logradouro. Preço: 150.000,00€ Ref. 779 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092 ● APT T3 Hospital Str, novos, excelentes desde 135.000,00€ Ref. 842 Go Imobiliária AMI - 8191 Tlf – 915084892/243094092

MUGE, Salvaterra. Magos – Moradia T5 p/ recuperar c/quin-

● SANTARÉM - S. Domingos Apartamento 4 assoa.; 3 frentes c/ varandas; arrecadação; excelente exp. solar; muito bem localizado. IMÓVEL COM GARANTIA DE 18 MESES Ref. 4453 Preço: 82.000,00€ Trata: Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390 ● SANTARÉM – Salmeirim Lote

c/ 466,46m2; Viabilidade de Const. p/ Moradia Isolada c/ 2 Pisos + Cave; 100m2 de Área de Implantação e 200m2 de Área de Construção; A 5 Min. do Centro de Santarém. Ref. 4447 Preço: 65.000,00€ Trata: Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390 ● SANTARÉM – Arredores Mora-

dia Rústica c/ 2 Pisos; 5 Assoa. (110,34m2); Anexos (180,40m2); Logradouro (314,43m2); Murada; Localizada em Aldeia Próx. de Santarém. Ref. 4452 Preço: 57.000,00€ Trata: Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390 ● SANTARÉM – Vale de Estacas

APT T4 Alto Bexiga, usado, bom estado 1º andar s/ elevador. Oportunidade Preço: 105.000,00€ - Ref. 866 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092

Apartamento 4 Assoa.; Ar Condicionado; Varandas; Sotão; Óptima Localização. IMÓVEL COM GARANTIA DE 18 MESES. Ref. 4455 Preço: 84.000,00€ Trata: Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390

● SANTARÉM – Arredores Mora-

PT T4 Centro de Almeirim 2º andar s/ elevador Preço: 70.0 0 0,0 0 € - Re f. 8 6 4 G o Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092

● MORADIA T2 – Centro Almeirim – 29.990€ - AMI 8643 – Trata: Remax Vision Tel: 925 479 312 ● MORADIA T2 semi nova – Fazendas Almeirim – 96.000€ - AMI 8643 – Trata: Remax Vision Tel: 925 479 312

dia p/ Recuperar; Anexo; Telheiro; Forno a Lenha; Logradouro; Furo; Árvores de Fruto; Ideal para Fins de Semana; Acessos Alcatroados. Ref. 4439 Preço: 50.000,00€ Trata: Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390

VEÍCULOS VENDE-SE ● CITROËN Berlingo Diesel 2 Lug. TLM 913667331

APARTAMENTO T2 NOVO – Zona Norte Almeirim – 71.250€ AMI 8643 – Trata: Remax Vision Tel: 925 479 312

● APARTAMENTO T2 novo com

garagem – Alpiarça – 77.900€ AMI 8643 – Trata: Remax Vision Tel: 925479 312

DIVERSOS GERAL ● IDOSOS aceitam-se em vivenda familiar remodelada c/ quintal. Jardim de Cima TL 243372121 e 910180472 ● OLHE POR SI - Saúde 960272713

● APARTAMENTO T3 remode●

925 479 312

● MORADIA T3 Fazendas Almei-

Apt. usado T2 em Santarém. 65.000€ - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653

tal, centro da aldeia, c/ possibilidade de subir 1º andar encontrase em zona consolidada. 39.000 € www.remax.pt/121871049-249 RE/MAX Principal (Santarém) – AMI 6883 Tel. 969754602

lado – Almeirim – 66.150€ - AMI 8643 – Trata: Remax Vision Tel:

- Mudança Visual 969091189 Estética 916143203


CRÉDITOS PAU LO N I ZA * CRÉDITO RÁPIDO P/ INÍCIO DO SEU NEGÓCIO

Residêncial Lar

da Minha Mãe, Lda.

Taeg desde 7,00%

* CRÉDITO PESSOAL OU CARTÃO DE CRÉDITO C/ ASSINATURA DE 1 SÓ TITULAR, SE CASADO

Residência Assistida para Idosos, Dependentes e Doentes

Taeg desde 12,06%

* CRÉDITO CONSOLIDADO COM E SEM HIPOTECA C/ REDUÇÃO ATÉ 60% DO ENCARGO MENSAL Taeg desde 6,59%

* CRÉDITO COM GARANTIA DO SEU AUTOMÓVEL E NEGÓCIOS AUTO ENTRE PARTICULARES Taeg desde 18,52%

Espaço familiar, amplo jardim, alia o conforto aos cuidados profissionais de uma equipa em constante formação. Aceitamos doentes de Alzheimer e outras doenças de foro neurológico.

* LINHAS DE CRÉDITO COM APOIO DO ESTADO PARA INÍCIO DO SEU NEGÓCIO E PARA EMPRESAS JÁ EXISTENTES Taeg desde 2,50%

* CRÉDITO HABITAÇÃO E TRANSFERÊNCIAS COM REDUÇÃO DA SUA PRESTAÇÃO MENSAL E POSSIBILIDADE DE TAXA FIXA Taeg desde 5,1994%

* CONTACTE-NOS MESMO QUE TENHA

PROBLEMAS BANCÁRIOS, POIS EM MUITOS CASOS AINDA TEMOS A SOLUÇÃO

www.pauloniza.pt Urb. Vila das Taipas. Lt.4 – r/c Drt. 2080-067 Almeirim E-mail: geral@pauloniza.com

Telf.: 243 579 296

Telm. 938 879 678

Serviços médicos, enfermagem, psicossociais, animação, nutricionismo e possibilidade fisioterapia. Visite as nossas instalações com NOVA GERÊNCIA e reserve a sua vaga! Alvará 04/06 - Santarém

Tel/Fax.: 243 779 029 Telem.: 937 860 366 lardaminhamae@hotmail.com

Preços

Excelentes

Casal do Prioste – Estrada n.º3 , lote 2 Prioste 2070-036 Cartaxo

FAUSTINO SANTOS ABRANTES: Rua de S. Domingos – 336 – 2º A – Apart. 37 Tel. 241 372 831/2/3 – Fax 241 362 645 2200-397 ABRANTES LISBOA: Rua Braamcamp – 52 – 9º Esqº Tel. 213 860 963 – 213 862 922 – Fax 213 863 923 1250-051 LISBOA

Acupunctura / Hipnoterapia Clínica Licenciado em Medicina Tradicional Chinesa Curso pós-graduado de aperfeiçoamento de Hipnose em Clínica Médica (componente de especialização) da Faculdade de Medicina de Lisboa

Praceta Pedro Escuro, 10 - 3.º Esq.º (Junto à Rádio Pernes)

E.Mail: consciencia-839c@adv.oa.pt

MARCAÇÕES - Telemóvel: 962 600 338

Visite o nosso Site: advogadosabrantes.com

www.faustinosantos-acupunctura.com 02 Junho 2011 O RIBATEJO 57


Saúde

Sílvia Lencastre Fróis Psicóloga Clínica Psicologia Clínica e Psicoterapia Marcações pelo telemóvel

918 732 116 Santarém • Coruche • Rio Maior

JOSÉ MANUEL PIRES TEIXEIRA MÉDICO ESPECIALISTA - GINECOLOGISTA / OBSTETRA ASSISTENTE HOSPITALAR GRADUADO do HOSPITAL DE SANTARÉM DOENÇA DA MAMA - DIPLOMADO e MASTER em Senologia / / Pat. Mamária pela F. de Medicina da Un. de Barcelona CONSULTÓRIO NA CLÍNICA “FERRO DE ENGOMAR” Rua do Quintino, 9 - A - Tel.: 243770939 - CARTAXO

Dr. Rui Castro Médico Especialista de Clínica Geral

CONSULTÓRIO: Rua José Saramago, 17-1º (edifícios atrás do Banco de Portugal)

Telef. e Fax: 243 327 431 Telemóvel: 917 770 678 CONSULTAS E MARCAÇÕES DIÁRIAS

Dr. LUÍS RAPOSO MÉDICO ESPECIALISTA ENDOCRINOLOGIA, DIABETES E OBESIDADE

SURGIMED Praceta Eduardo Rosa Mendes, 6 R/c Marcações pelo Tel./Fax 2436305780

Dr. A. JÚLIO SILVA Médico Especialista

CENTRO CLÍNICO DO CHOUPAL MED. FÍSICA E REABILITAÇÃO CONSULTAS

Fisiatria (Dr.ª Helena Martins) (Dr. José Miguel Pais) Ortopedia (Dr. A. Júlio Silva) Psicologia (Dr.ª Elsa Couchinho) (Dr.ª Teresa Molina) Clínica Geral e doenças do Coração (Dr.ª Liliana Aleksandrov) ACORDOS FISIOTERAPIA: ADSE, ADMFA, ADMA, C.G. DEPÓSITOS, CTT, SAMS, TELECOM e SEGURADORAS R. Capitão António Montês, 4-A (Rampa Ciclistas) Tel. 243326935 - Fax: 243326935 2000 SANTARÉM

DR. JOSÉ LUÍS P. BARRETO

58 O RIBATEJO 02 Junho 2011

Anat.Patológica Dra. Margarida Mendes

Endocrinologia Dr. Luís Raposo

Ortopedia Dr. Duarte Cadavez

Cir.Geral/Obesidade Dr. Joaquim Costa

Gastroenterologia Dr. Júlio Veloso

Pneumologia Dr. Marco da Costa e Silva

Cirurgia Plástica Dr. Ribeiro de Carvalho

Medicina Interna Dra. Luísa Wandschneider

Cirurgia Vascular Dr. Mário Soares Clínica Geral Dra. Hélia Castro Dr. Benjamim Coimbra Dermatologia Dra. Joana Parente Dietética Dra. Célia Dias

Pela Ordem dos Médicos DOENÇAS DOS RINS, VIAS URINÁRIAS E APARELHO SEXUAL MASCULINO CONS. - SURGIMED

Pr. Eduardo Rosa Mendes n.º 6 R/C - Telef.: 243305780 2000 SANTARÉM

Neurocirurgia Dr. Carlos Calado Neurologia Dr. Jorge Becho Neuropsicologia Dr. Nuno Pestana Oftalmologia Dr. Juan Palomares Dr. Castela Rodrigues

Psicologia Dra. Elsa Martins Dr.João Paulo Ribeiro Dra. Cátia Lima Psiquiatria Dr. Vítor Henriques Reumatologia Dr. Teixeira Costa Urologia Dr. Luís Barreto Dr. Luís Costa

Exames Complementares e Outros:

UROLOGISTA

ORTOPEDIA (Centro Clínico do Choupal) R. Capitão António Montez, 4-A Tel. 243 326 935 SANTARÉM

Surgimed

• • • • • • •

Endoscopia Digestiva Alta Colonoscopia Fibrorectosigmoidoscopia Polipectomia Endoscópica Citologia Aspirativa Urofluxometria E.C.G.

• Trat. varizes (esclerose e laser) • Sedação profunda c/apoio de Anest. p/ exames endoscópicos • Laser Cirúrgico • M.A.P.A. • Holter 24 horas • Polisonografia em ambulatório

Marcações das 9:00 às 19:00 de 2ª a 6ª Feira Telef: 243 305 780 Fax: 243 305 781 Praceta Eduardo Rosa Mendes, 6-r/c 2005-174 SANTARÉM Email: surgimed@mail.telepac.pt


Drª ISABEL MONTEIRO

Júlio Aranha Cardiologista

Médica Cardiologista • Consultas de Cardiologia • Electrocardiogramas • Ecocardiogramas Modo M, 2D e Doppler a cor

„

• M.A.P.A. (Monitorização Ambulatória da Pressão Arterial) Rua Dr. António José de Almeida, nº 11, 4º Dt.º 2000 - SANTARÉM

Telef. 243 326 957

CLIMECO - Clínica Médica de Eduardo Lopes Oftalmologia Dr. Eduardo Lopes

Análises Clínicas Meios Terapêuticos: Ressonância Magnética 1,5 t RM Neuro/Corpo/Osteoarticular/ „ Litotrícia e Ortotrícia Exames de Cardiologia: Mamária/Angio Provas de Função respiratória: „ Ressonância Magnética TC 64, 16 e 4 Cortes „ Espirometria „ TC Neuro/Corpo/Colonoscopia e Cardíaca „ „ Mecânica Ventilatório Angiografia Cardíaca Virtual Broncoscopia Virtual „ “Compliance” Pulmonar „ Ecocardiograma Modo M e 2 D „ Angio TC, Uro TC „ Difusão „ Ecocardiograma com Döppler „ Dental Scan „ Oximetria Transcutânea „ Ecografia Geral pulsado, contínuo e codificado „ Registo Poligráfico do Sono „ Döppler a cor „ Electrocardiogramas „ Radiologia Digital com Avaliação Terapêutica „ ECG com prova de esforço em „ Mesa para exames CPAP) Tapete rolante Gastrointestinais „ ECG Holter 24 horas „ Mamografia Digital Exames de Neurofisiologia: „ Monitorização da pressão „ Ortopantomografia Digital Directo „ Electromiografia „ Electroencefalografia Ambulatória das 24h (MAPA) „ Potênciais Evocados „ Detector de eventos Imagiologia de intervenção: „ Estudo do Sono em „ Domicílios ECG „ Citologia da tiróide e Mama „ Biópsia Prostática Eco-guiada Ambulatório (electrocardiogramas) „

Consultas de Cardiologia Ecocardiograma M e 2D Ecocardiograma com doppler e côr ECG Holter de 24 horas Monitorização Ambulatória da Pressão Arterial Electrocardiograma Provas de Esforço RIBAMÉDICA - SANTARÉM - Telem. 912 722 206 Av. Bernardo Santareno, 11 r/c Dt.º 2005-117 Santarém Tel.: 243 092 883 RIBACLÍNICA - CHAMUSCA - Tel. 249 760 031

DRª MARISA PERES MÉDICA CARDIOLOGISTA

„

Santarém | R. Prof Pinto Correia Lote 6 C/v, 2005-266 T: 243 303 180 F: 243 303 188 Tomar | R. António Joaquim Araújo nº 32, 2300-555 T: 249 329 020 249 310 430 F: 249 320 029 Entroncamento | R. Ant.º Amílcar Correia nº 9, 2330-255 T e F: 249 719 984

SANTARÉM:

Acordos c/ Médis / Advancecare / EDP Portugal Telecom / CGD / SAMS / Multicare

„ GFS (Estrada S. Domingos, perto do Presídio):

Abrantes | CHMT - Largo Eng.º Bioucas, 2200-202 T: 241 372 396 241 331 676 F: 241 361 521

Oftalmologia Pediátrica Drª Cristina Amorim

243 328 890

Sertã | Av. Nuno Álvares Pereira nº 924 R/c, 6100-733 T: 274 603 433 F: 249 320 029

Acordos c/ Médis / Advancecare / EDP Portugal Telecom / CGD / SAMS / Multicare

ALMEIRIM: „ Clínica do Jardim: 243 593 422 „ Enfercentro: 243 579 601

Ortóptica Dr. Alfredo Sousa - Drª Ana Ascensão Neurocirurgia Dr. Bello da Silva

„ Centro Médico de Aveiras: 263 474 976

CENTRO MÉDICO E DE ENFERMAGEM DE ABRANTES Largo de S. João, N.º 1 - Telefones 241 371 566 - 241 371 690

C O N S U LTA S

Acordos c/ Multicare

Psicologia Drª Sandra Silva - Drª Isabel Baptista Medicina Interna Dr. Victor Bezerra Nutrição Drª Susana Rodrigues MARCAÇÕES PELO TELEFONE 243 328 303 Rua Colégio Militar, Lt. A - 1º Esquerdo (junto ao antigo Campo dos Leões) 2000 SANTARÉM

Santarém | Prolongamento da Praceta Jaime Cortesão Lote 4 C/v Dt.ª, 2000-228 T: 243 333 969 F: 243 321 945 e-mail: geral@crtomar.pt

AVEIRAS DE CIMA:

Acordos c/ Multicare

Neurologia Drª Adelaide Palos Dermatologia Drª Maria João Reumatologia Drª Manuela Micaelo

Torres Vedras | Av. General Humberto Delgado nº 22D, 2560-272 T: 261 319 130 F: 261 315 535

ACUPUNCTURA Dr.ª Elisabete Alexandra Duarte Serra ALERGOLOGIA Dr. Mário de Almeida; Dr.ª Cristina Santa Marta CARDIOLOGIA Dr.ª Maria João Carvalho CIRURGIA Dr. Francisco Rufino CLÍNICA GERAL Dr. Pereira Ambrósio - Dr. António Prôa DERMATOLOGIA Dr.ª Maria João Silva GASTROENTERELOGIA E ENDOSCOPIA DIGESTIVA Dr. Rui Mesquita; Dr.ª Cláudia Sequeira MEDICINA INTERNA Dr. Matoso Ferreira NEFROLOGIA Dr. Mário Silva NEUROCIRURGIA Dr. Armando Lopes NEUROLOGIA Dr.ª Isabel Luzeiro; Dr.ª Amélia Guilherme

POR

MARCAÇÃO

OBSTETRÍCIA E GINECOLOGIA Dr.ª Lígia Ribeiro, Dr. João Pinhel OFTALMOLOGIA Dr. Luís Cardiga ORTOPEDIA Dr. Matos Melo OTORRINOLARINGOLOGIA Dr. João Eloi PNEUMOLOGIA Dr. Carlos Luís Lousada PROV. FUNÇÃO RESPIRATÓRIA Patricia Gerra PSICOLOGIA Dr.ª Odete Vieira; Dr. Michael Knoch; Dr.ª Maria Conceição Calado PSIQUIATRIA Dr. Carlos Roldão Vieira; Dr.ª Fátima Palma UROLOGIA Dr. Rafael Passarinho NUTRICIONISTA Dr.ª Carla Louro SERVIÇO DE ENFERMAGEM Maria João TERAPEUTA DA FALA Dr.ª Susana Martins

DR. JOSÉ BRANCO PSICÓLOGO CLÍNICO PSICOTERAPIA DE ADULTOS E ADOLESCENTES Depressão – Ansiedade – Fobias – Ataques de Pânico – Obsessões/ compulsões – Perturbações do sono – Perturbações de Personalidade – Disfunções sexuais – Avaliação das causas do insucesso escolar

PREÇOS SOCIAIS Alverca R. Cidade de Dévnia, 21, 2º, Dto Lisboa Clínica Movimento e Saúde/ R. José Falcão, 52, 2º F INFORMAÇÕES E MARCAÇÕES:

961 285 155 ou 216 037 099

Terapeuta Osteopata Rui Leite Ceficarte

CENTRO DE FISIOTERAPIA DO CARTAXO

MARCAÇÕES: Tlm.: 919 612 454 • Tel./Fax: 243 702 311 Av. João de Deus, n.º 10 r/c • 2070-011 Cartaxo

CONSULTÓRIO DENTÁRIO - Nova morada CENTRO AUDITIVO WIDEX Audiologia  X  X  X X

Dr.ª Odete Batista Diagnóstico (adultos e crianças) Reabilitação Auditiva (Próteses Auditivas) Potenciais Evocados Auditivos do Tronco Cerebral (PEATC) Protectores de Natação

Cardiopneumologia X

Dr.ª Patrícia Branco

Estudo do Sono

Acordos: CGD, SAMS, PT, Médis, Advance Care e Mondial Assistance Horário: 13.00 às 20.00 horas

Largo Cândido dos Reis, 14 - 1.º Esquerdo • 2000-241 Santarém Tel.: 243 391 547 • Fax: 243 391 549 • E-mail: audioteste@netcabo.pt

DR. MARCÃO Médico especialista de ESTOMATOLOGIA (Doenças da boca e dentes) pela Ordem dos Médicos e pelo Hospital de Santa Maria

CLÍNICA - CIRURGIA - PRÓTESES DENTÁRIAS CONSULTAS TODOS OS DIAS Largo Cândido dos Reis, 11 - 1º Direito (junto à rotunda do hospital velho) Telef: 243 326 435 - 2000 SANTARÉM

02 Junho 2011 O RIBATEJO 59


R+ Desporto

A festa da subida voltou a fazer-se em Monsanto e em Alcanena. André Lopes

3ª Nacional Monsanto campeão de regresso à 2ª Divisão O Monsanto podia ter garantido a subida há semanas, mas acabou por prolongar o sofrimento. No fim de contas, houve justiça para a equipa mais forte da série D. André Lopes anfinulo@gmail.com

Que o Monsanto tinha a melhor equipa da série D já restavam poucas dúvidas. Aliás, apenas as últimas quatro infelizes jornadas criaram margem para isso. A equipa da aldeia do concelho de Alcanena já podia ter resolvido a questão há semanas, mas, à boa maneira portuguesa, o drama durou até ao fim. O equilíbrio patente na classificação até não escandaliza, visto que esta era uma série em que jogavam quatro equipas acabadas de descer da 2.ª Divisão Nacional. Mas vamos ao jogo mais importante da época. À partida para a última jornada, quatro equipas podiam ser campeãs e subir de divisão. O Monsanto segurava uma ténue liderança de apenas um ponto. Acabou PUBLICIDADE

60 O RIBATEJO 02 Junho 2011

por vencer - e bem - mas até nem foi preciso, dado que o Académico de Viseu empatou em Oliveira do Bairro e a classificação ficou na mesma. O Municipal de Alcanena recebeu a maior assistência da época, cerca de metade da qual suficiente para encher dois ou três autocarros, vindos de Nogueira do Cravo. Uma bonita festa se armou, portanto, à qual as equipas corresponderam em campo, oferecendo um jogo de ávido ataque. Perdeu-se em clarificação táctica o que se ganhou em vontade e determinação, e o jogo foi sempre a abrir. A primeira parte foi justamente

O Monsanto acabou por provar que tinha a melhor equipa da série D.

repartida, com ambas as equipas a deixarem bem claro que queriam a promoção. O activo foi aberto logo aos cinco minutos, com um golo de cabeça de Pedro Emanuel, que encaminhou da melhor maneira um canto do lado direito. Ainda os festejos do Monsanto mal tinham acabado quando veio a resposta. Um contra-ataque lateral rápido conduzido por dois homens do Nogueirense, um dos quais Melo, que cabeceou cruzado para um golo de belo efeito que não deu qualquer hipótese a Cléber. Aos 7 minutos estava restabelecida a igualdade. O momento decisivo do jogo surgiu em cima do intervalo quando Marco Paiva leva a mão à bola e o árbitro de Leiria Carlos Amado apita penálti. Pedro Mendes não teve dificuldade em marcar e festejou que nem

um louco. Ao intervalo, a vencer por 2-1 e com a notícia do 0-0 entre Oliveira do Bairro e Ac. Viseu, o Monsanto estava com um pé na 2.ª Divisão Nacional. Na segunda parte, o Nogueirense colocou toda a carne do assador e começou a jogar com o coração, enquanto ao Monsanto coube o papel de controlar as operações, nomeadamente com jogadores frescos (entraram Ba para a defesa, Jamerson para o ataque e Gutty para o meio-campo). Várias oportunidades para cada lado mantiveram em aberto o resultado final, saltando na memória três saídas precipitadas do guardião forasteiro Rui Vale. Foi numa dessas ocasiões que Jamerson não perdoou mesmo e matou o jogo. Depois vieram as lágrimas dos nogueirenses e a euforia dos monsantenses, que durou toda a noite.

Para o ano há mais para o pequeno clube de grandes feitos, na 2.ª Divisão Nacional.

Riachense perde último jogo Para culminar a época, os adeptos do Atlético Riachense pediam uma vitória na última jornada. Apesar de ser um jogo a feijões, os três pontos evitariam o sexto e último lugar do apuramento de campeão, tanto ao Riachense como ao Sourense. Miguel Luz marcou para os ribatejanos logo no primeiro minuto do jogo, mas na segunda parte o Sourense foi mais forte e deu a volta, logrando os três pontos. Com este resultado negativo terminou uma época muito positiva para o Riachense, a equipa com menos recursos de toda a série D e que terminou a primeira fase a um ponto do primeiro lugar.


Classificações Futebol

A figura da semana

LIGA DE HONRA 30ª jornada Gil Vicente Oliveirense Moreirense Belenenses Sp. Covilhã Santa Clara Arouca Feirense

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16

Gil Vicente Feirense Trofense Oliveirense Arouca Leixões Aves Moreirense Estoril Santa Clara Freamunde Penafiel Belenenses Covilhã Varzim Fátima

3-1 0-1 2-1 0-1 1-0 0-1 1-0 0-0 J 30 30 30 30 30 30 30 30 30 30 30 30 30 30 30 30

V 15 17 15 12 11 10 10 10 9 10 8 9 8 9 6 5

Fátima Varzim Penafiel Estoril Aves Trofense Freamunde Leixões E 10 4 9 9 10 12 10 10 11 8 13 9 11 5 13 8

D 5 9 6 9 9 8 10 10 10 12 9 12 11 16 11 17

M-S 55-38 41-31 41-27 36-35 47-41 35-27 35-31 36-41 36-31 26-29 37-39 37-44 33-36 32-48 38-47 29-49

P 55 55 54 45 43 42 40 40 38 38 37 36 35 32 31 23

Números

3ª DIVISÃO NACIONAL - SERIE D Apuramento do Campeão 10ª jornada Monsanto At. Riachense Oliv. Bairro

3-1 1-2 0-0

J 1 Monsanto 10 2 Oliv. Bairro 10 3 Ac. Viseu 10 4 Nogueirense 10 5 Sourense 10 6 Atl. Riachense 10

V 5 5 4 3 4 1

Nogueirense Sourense Ac. Viseu E 2 2 4 3 2 3

D 3 3 2 4 4 6

M-S 10-8 17-12 17-9 14-16 16-22 9-16

RUI GORRIZ Entrou no final da época passada em Monsanto para recuperar uma equipa praticamente despromovida. Depois foi-lhe entregue a responsabilidade de construir um grupo novo e ambicioso. Conseguiu devolver o Monsanto à 2.ª Divisão Nacional e todos, desde a equipa à direcção, lhe entregam rasgados elogios.

P 39 36 34 34 31 28

10 Perto de metade do plantel do Monsanto é estrangeiro (dez jogadores). São na sua maioria brasileiros e jovens à procura de uma oportunidade no futebol profissional. A estes ainda se juntam mais meia dúzia que jogam pelo Alcanenense, que funciona como clube satélite.

Futebol Impasse directivo em Riachos CRISE A boa época do Riachense não bastou para motivar os associados a formar uma direcção. A quarta tentativa de eleições voltou a ser frustrada. Vários membros da comissão directiva cessante reafirmaram a sua disponibilidade para assumir um cargo na futura direcção, mas sem haver um cabecilha emancipado, nada feito. José Ferreira, a principal cara da comissão encarregue desta época, alertou para as recorrentes contrariedades financei-

ras que o clube enfrentará caso continue a competir na 3.ª Divisão Nacional sem patrocinador. Uma das soluções colocadas em cima da mesa pelo director, caso não surja um grupo que garanta condições para o futebol sénior, é abdicar da participação na 3.ª divisão Nacional e baixar ao distrital, com obrigatório ingresso no escalão mais baixo, a Divisão Secundária. A assembleia definiu o final de Junho como prazo limite para uma decisão.

Distrital Árbitro Carlos Covão foi o melhor FUTEBOL Pelo segundo ano consecutivo, Carlos Covão foi o árbitro de futebol de onze melhor classificado no distrito de Santarém. O jovem árbitro de Ulme obteve uma pontuação média de 18,26 nas provas de campo (dada pelos observadores dos jogos), testes escritos e físicos, ficando à frente de Edgar Duarte por apenas 0,44 pontos. Ambos os juízes vão prestar provas de acesso à 3.ª categoria nacional no dia 11 de Junho em Fátima. Covão vai como efectivo e Duarte como suplente, o que significa que o primeiro só precisa de passar os testes para começar a apitar na 3.ª Divisão Nacional, enquanto o segundo tem de esperar que haja uma vaga. No ano passado, Covão

chumbou estas exigentes provas da Federação Portuguesa de Futebol. Quanto aos árbitros assistentes, o melhor classificado foi Nuno Vicente, com 10,67 de média final. Este árbitro natural de Riachos já prestou as provas de acesso à Federação (para assistir na 2.ª e 3.ª divisão nacional), classificando-se em 11.º lugar, o que significa que será o 11.º árbitro a ser colocado. Nuno Vicente está com um pé no nacional, uma vez que este ano há 10 lugares vagos e ainda a forte possibilidade de uma outra ser criada por desistência. Se tudo se desenrolar em condições normais, Santarém terá na próxima época pelo menos mais um árbitro e um assistente na Federação.

Liga orangina Fátima na festa do Gil Vicente FUTEBOL Apenas a cumprir calendário, porque a descida já era certa, a equipa de Ricardo Moura viajou ao norte para um jogo que o Gil Vicente precisava de ganhar para ser campeão e subir à I Liga. E não conseguiu estragar a festa aos doze mil adeptos que encheram o Estádio Cidade de Barcelos. O Feirense e o Trofense

estavam na mesma corrida e o Fátima obtinha assim um papel relevante na atribuição do título. A quatro minutos do fim, o Gil Vicente, comandado por Paulo Alves, vencia por 2-1, sendo que, se o Fátima empatasse, os gilistas diziam adeus ao título e à subida. Mas, digase em abono da verdade, que foram sempre os da casa que

dominaram o jogo e, em cima dos 90 minutos, Hugo Vieira acabou com os nervos de toda a gente e o Gil Vicente sagrou-se mesmo campeão. Acompanhao à I Liga o Feirense. Depois da época mais atribulada de sempre, o destino do Fátima é agora a 2.ª divisão, onde vai reencontrar o Monsanto na próxima época.

Treinador Mundanças no Ouriense FUTEBOL O treinador da equipa-sensação do campeonato distrital da Divisão Principal está de saída. Três anos depois de ter chegado a treinador da equipa sénior, registando uma descida de divisão, uma subida e um óptimo terceiro lugar, Carlos Jorge chegou à conclusão de que terminou um ciclo e resolveu fazer um intervalo na carreira. Mas o Ouriense

não mudou de filosofia. O novo treinador já foi encontrado e é novamente um homem da casa com carreira feita no Atlético: Jorge Santos. Foi jogador do Ouriense, depois acumulou essa função com o cargo de treinador e, por fim, foi coordenador das camadas jovens. Pasta, aliás, que deixou a Carlos Jorge quando este também resolveu deixar de jogar para

treinar. Aos 41 anos, Jorge Santos treinou pela última vez o Caxarias, conseguindo uma subida de divisão no campeonato distrital. Entretanto, está parado há vários anos e regressa agora para tentar dar continuidade ao trabalho desenvolvido nos últimos anos no clube que ainda aspira ser campeão distrital da 1.ª divisão pela primeira vez. PUBLICIDADE

02 Junho 2011 O RIBATEJO 61


R+ Desporto Piloto scalabitano com estreia promissora

CRIAL promove encontro em Almeirim

MOTOCICLISMO O piloto Filipe Carvalho, da “Benimoto / Motoclube Os Campinos”, teve uma estreia bastante positiva na primeira prova do campeonato de velocidade “Promo 1000” em motociclismo, tendo subido ao terceiro lugar do pódio. Filipe Carvalho, que partiu no 8º lugar da grelha de partida, terminou a 21 milésimos de segundo do vencedor sem nunca ter treinado no Autódromo do Estoril, circuito onde decorreu a prova, no passado fim-de-semana. O outro piloto scalabitano, Marco Pauzinho, da “Benimoto / Bispos do Asfalto”, terminou no 16º lugar da geral, mas a sua prestação ficou desde logo condicionada por uma queda sofrida durante os treinos, no dia anterior à prova.

TRIATLOO Centro de Recuperação Infantil de Almeirim (CRIAL) vai realizar o I encontro de triatlo adaptado no dia 8 de Junho, nas piscinas municipais de Almeirim, a partir das 11 horas. A iniciativa está integrada no plano de actividades da ADES – Associação de Desporto Especial de Santarém. O encontro termina por volta das 13 horas, altura em que terá lugar a entrega de prémios e um almoço convívio oferecido pela Câmara de Almeirim.

CLAC organiza torneio cidade do Entroncamento NATAÇÃOAs piscinas municipais vão receber o “XVIII torneio de natação Cidade do Entroncamento” no sábado, 4 de Junho, organizado pelo Clube de Lazer, Aventura e Competição (CLAC) do Entroncamento, e integrado no calendário desportivo da época 2010/2011 da Associação de Natação do Distrito de Santarém (ANDS). No total, a prova é composta por 30 provas para as categorias de absolutos (seniores, juniores, juvenis e infantis) e de cadetes, que vão decorrer em duas sessões, estando a primeira marcada para 9h30 e a segunda para as 16 horas. Vão estar presentes 13 equipas nacionais.

Rugby Mulheres fazem história em Coimbra Rugby Clube de Santarém venceu a 4ª etapa do campeonato nacional de seven’s feminino. João Nuno Pepino joao.pepino@oribatejo.pt

A equipa feminina do Rugby Clube de Santarém (RCS) encerrou a época da melhor forma ao vencer o IX torneio Cidade de Coimbra – Litocar, integrado na 4ª etapa do campeonato nacional de seven’s feminino 2011, e que se disputou no passado fim-de-semana nos campos da Escola Agrária de Coimbra. Integradas no Grupo E na fase de apuramento, as scalabitanas não deram qualquer hipótese às equipas adversárias e venceram os três jogos por 20-0, 15-0 e 25-0. Na grande final, as mulheres do RCS derrotaram o Rugby Clube S. Miguel

Francisca Laia de ouro na Taça de Portugal CANOAGEM Francisca Laia, do C.D. Os Patos, conquistou duas medalhas de ouro na II Taça de Portugal de velocidade em canoagem, prova disputada no passado fim-de-semana no centro de alto rendimento de Montemor-o-Velho. A atleta abrantina venceu nas distâncias de 500 metros, numa final brilhante em que se superiorizou a adversárias a quem nunca tinha ganho, e nos 200

62 O RIBATEJO 02 Junho 2011

metros, prova em que, sendo a sua especialidade, sentiu maiores dificuldades para vencer. Estes resultados obtidos de Francisca Laia deixam antever uma boa participação no campeonato europeu de pista, que se realiza no final de Junho em Zagreb, na Croácia. O outro canoista dos Patos, António Trigo, afectado por um problema respiratório, foi 4º classificado nos 1.000 metros.

e trouxeram para Santarém o troféu mais importante. Pela equipa do RCS alinharam a capitã Sónia Carvalho (20 pontos), a sub-capitã Filipa Cotrim (10), Kátia Santos (30), Filipa Conceição (5), Vera Marques (5), Gabriela Castanheira (5) e Andreia Cardador. Refira-se que, devido à impossibilidade de várias atletas em estarem

Com apenas sete jogadoras e sem suplentes, as scalabitanas venceram todos os jogos que disputaram

presentes no torneio, a equipa scalabitana apresentou-se com apenas sete jogadoras, ou seja, sem suplentes. Esta vitória da equipa feminina é mais conquista importante numa época recheada de sucessos para o RCS, clube que continua a treinar e jogar num campo improvisado no Cnema, sem as mínimas condições a nível de balneários e instalações. Recorde-se, por exemplo, que os seniores masculinos, depois de um brilhante percurso, chegaram à final do campeonato nacional da II divisão, tendo perdido no jogo decisivo frente ao Técnico, por 8-5, num jogo disputado há duas semanas no complexo do Jamor.

Atleta de Coruche sagrou-se campeã de juniores JIU-JITSU Teresa Rita, do Judo clube de Coruche, sagrou-se campeã nacional de juniores de jiu-jitsu, no campeonato realizado em Leiria. Na final, a atleta, que é tri-campeã nacional de esperanças, venceu a campeã nacional de séniores. Aos 16 anos, a coruchense está seleccionada para representar Portugal nos europeus de Madrid, que se realizam no próximo mês de Dezembro.

Mini volta a Portugal começa e acaba em Alpiarça CICLOTURISMO Com um total tem foto... de nove equipas à partida no pelotão, a 21ª mini volta a Portugal / 7º passeio a Portugal em cicloturismo está na estrada entre os dias 6 e 11 de Junho, num total de nove etapas que vão percorrer 659 quilómetros. Organizado pelo Grupo Cultural e Recreativo de Cicloturismo do Vale do Tejo (Citave) das Abitureiras, Santarém, com o apoio da União Desportiva do Oeste, a prova arranca em Alpiarça, passa por Nisa, Marvão, Fronteira, Avis, Reguengos, Portel, Vidigueira e Montemor, terminado novamente em Alpiarça.


PUBLICIDADE

Clube scalabitano quer atrair mais praticantes

CTS lança campanha para novos sócios TËNIS O Clube de Ténis de Santarém (CTS) lançou uma campanha especial de angariação de novos sócios, de 1 de Junho a 30 de Agosto. Os novos associados, por uma taxa de federação de 7,5 euros e jóia de 15 euros, têm direito a cinco horas de aluguer dos courts ao fim-de-semana (até Setembro), a um pólo de manga curta do clube e ainda a oferta de um mês de quota, caso optem por débito em conta. Os sócios que angariem um novo associado

recebem uma caixa de bolas Wilson, e um pólo do CTS e cinco horas de aluguer dos courts ao fim-de-semana. Durante os meses de Junho e Julho, há também promoções para os sócios, que podem adquirir uma caixa de quatro bolas da Wilson por 5 euros e têm 20% de desconto em equipamento do clube (t-shirt, pólo, camisola e calções). O CTS está também a lançar uma campanha de angariação de alunos para a escola de ténis.

“Tigres” estão a uma vitória da subida HÓQUEI EM PATINS O Hóquei Clube “Os Tigres”, de Almeirim, precisa apenas de uma vitória sobre o antepenúltimo classificado, o UDC Nafarros, para garantir a subida ao escalão principal do hóquei em patins português. Isto porque a equipa almeirinense, líder da tabela classificativa, passou com distinção na prova de fogo do passado fim-de-semana, ao empatar a três golos em casa do segundo classificado, o HC Turquel. O jogo da consagração está marcado para sábado, 4 de Junho, às 18 horas, no pavilhão Alfredo Bento Calado, onde se prevê casa cheia para apoiar a equipa comandada por Jorge Godinho. Em Turquel, os Tigres justificaram porque são líderes da série sul, frente a uma equipa muito forte em casa que jogava obrigada a vencer. Com golos de Carlos Trindade e David Abreu, os azuis e brancos de Almeirim estiveram sempre em vantagem até próximo do final da partida, altura em que o Turquel virou o jogo de 1-2 para 3-2. Quase a acabar, David Abreu entornou um verdadeiro

balde de água fria no pavilhão, ao assinar o golo da igualdade. Nos últimos momentos, apareceu como herói o guarda-redes dos Tigres, André Azevedo, que defendeu uma grande penalidade e um livre directo para desespero dos homens da casa. No final, a festa foi da turma de Almeirim, que agora comanda com 76 pontos, os mesmos que o Paço de Arcos, que venceu o Santa Clara por 4-2. O HC Turquel caiu para a terceira posição e corre sérios riscos de não subir de divisão, caso os dois primeiros vençam os jogos da última jornada. Se os Tigres recebem o Nafarros, 14º classificado, o Paço de Arcos também parece não ter tarefa muito complicada, ao receber no seu pavilhão o Biblioteca IR, que ocupa a 7ª posição na tabela. Como têm vantagem no confronto directo sobre o Paço de Arcos, os Tigres, em caso de vitória, vão disputar também o título de campeão nacional da 2ª divisão, frente ao Infante de Sagres (líder) ou ao Riba d’Ave HC (2º classificado). Os jogos da grande final estão marcados para 11 e 18 de Junho. 02 Junho 2011 O RIBATEJO 63


02.06.2011 Impresso em papel que incorpora 30 por cento de fibra reciclada, com tinta ecológica de base vegetal

ORIBATEJO

Não perder em www.oribatejo.pt

TEMPO

t u u u u t w QUINTA

SEXTA

SÁBADO

DOMINGO

SEGUNDA

TERÇA

QUARTA

Máx. 29º Mín. 19º

Máx. 28º Mín. 18º

Máx. 27º Mín. 18º

Máx. 27º Mín. 18º

Máx. 27º Mín. 19º

Máx. 29º Mín. 17º

Máx. 26º Mín. 15º

FOTOS

+LIDOS

ROSÁRIO BREVE

Vejam bem

A FICOR em Coruche recebeu um bonito desfile de moda com vestidos e acessórios feitos com cortiça. Modelos bem conhecidas da TV e das revistas e a popular apresentadora Maya marcaram este desfile com um toque de glamour. Veja as fotogaleria.

O Grupo Cénico da Música Nova de Pernes estreou um novo trabalho, desta vez uma revista chamada “Esta Revista É Com Todos!”, encenada por Vicente Batalha. As fotos dos dois primeiros espectáculos podem ser vistas no nosso site.

Daniel Abrunheiro

A

os 47 anos, não era para admirar: a minha optometrista demonstrou-me que os meus olhos padecem de hipermetropia e presbiopia. O olho esquerdo acumula estas moléstias com um assinalável véu astigmático. Quer dizer que troquei os óculos de leitura por umas cangalhas de lentes progressivas para o resto da vida. Sou, portanto, hipermétrope, presbita e astigmata. Paciência: a idade e as fadigas deram-me as duvidosas mas indubitáveis prendas do “olho curto”, da ovalação da córnea e da formação de imagens atrás da retina. Quero porém deixar claramente expresso, sem pretender dar nas vistas, que nada disto me impede de ver com toda a nitidez que Sócrates nunca prestou nem presta, que Passos Coelho não presta nem nunca prestará e que Paulo Portas foi, é e será imprestável. Não há desfoque físico que me impeça de ver tudo isto com a mais cristalina, reverberante,

nívea, luminosa e iluminada clareza. Podem ser turvas as minhas escleróticas, pupilas e córneas; pode o meu humor aquoso ter conhecido dias bem mais solares; pode qualquer das minhas íris nunca mais irisar com olhos de ver; pode o humor vítreo estar estilhaçado como nunca; pode o nervo óptico andar mais nervoso do que vidente; pode o cristalino achar-se, até por melancolia, mais turvo do se calhar merecia; podem a retina e a coróideia ter chegado a este ponto algo torpe da insuficiência de acomodação tão própria dos presbitas. Podem, podem. O que não podem é impedir-me de continuar a ter os olhos abertos. Eles estarão cansados, tristes e a funcionar mal no mundo das volumetrias luminoplastas. Eles, os olhos, estão. A vista está. Mas a visão, não. Olho com dificuldade, mas vejo perfeitamente. E o que perfeitamente vejo é que Sócrates nunca prestou nem presta, que Passos Coelho não presta nem nunca prestará e que Paulo Portas foi, é e será imprestável. Dia 5 de Junho, na posse dos meus óculos novos, não terei qualquer dificuldade em ver de onde venho e para onde quero ir. Os meus leitores verão, naturalmente, o que quiserem ver. Porque ver é ser, não é olhar para o lado. O mais que recomendo é que, em vez de vistas curtas, se lembrem da canção que dá nome a esta crónica. Porque “não há só gaivotas (ou milhafres) em terra / quando um homem se põe a pensar”. daniel.abrunheiro@gmail.com

Carta de António Brotas: Passos Coelho disse que o TGV devia ser substituído por pendulares, e que assim se poupariam milhões. Paulo Portas tentou convencer os elementos da troika a adiar o projecto da linha de Caia ao Poceirão. Estas duas notícias mostram que nem PSD, nem no CDS, há gabinetes de Estudo capazes de informar minimamente os seus principais responsáveis sobre os problemas ferroviários do país. Artigo integral em www.oribatejo.pt ORIBATEJO é parceiro dO PROJECTO

DITO

1

O caso do ex-presidente de Junta de Casével, que está a ser julgado por alegadamente ter desviado um cheque para pagar cruzeiro à esposa, foi a notía mais lida desta semana no nosso site.

2

As obras na Zootécnica, para permitir a instalação da direcção regional de agricultura, foram visitadas pelo secretário de Estado Rui Barreiro. A notícia é a 2ª mais lida.

3

A petição da população de Abrantes, a exigir mais segurança, ficou entre as mais lidas desta semana. O apelo partiu de um grupo de jovens da Escola de Tecnologia.

4

A escolha de Saloé Rafael como “profissional do ano” para os Rotários de Almeirim também mereceu destaque esta semana entre os nossos leitores internautas.

Comentário online “A população de Abrantes está entregue a ela propia. Não há policias nem politicos que nos defendam. É vergonhoso o que se passa aqui. Diz a PSP que não há queixas , pudera , quem vai apresentar queixa contra ciganos??? Justiça popular? Sim , justiça popular é que esta cidade precisa.... ” Anónimo PUBLICIDADE


O Ribatejo