Issuu on Google+

Coruche fixa preços mundiais da cortiça e apresenta moda de estilista espanhol ESPECIAL FICOR NAS PÁGINAS 27-34

Grande Plano P.04 // Opinião P.06 // Região P.10 // Negócios P.22 // Cultura P.36 // Desporto P.48

ORIBATEJO €0,80 // 26 Maio 2011 // Semanário // Ano XXVI // N.º 1334

Director Joaquim Duarte

Governadora faz contas ao cargo, governo civil custa 1,3 milhões por ano PÁGINAS 04-05

DESTACÁVEL NESTA EDIÇÃO

NN Negócios

&

Notícias

Presidente de Junta desvia cheque para oferecer cruzeiro à esposa

PÁGINAS 10-11

Santarém Dois jovens arguidos fogem da cela do tribunal

Politécnico Escola de educação com ensino à distância

Negócios Nersant estimula jovens a criar empresas

Rota Freguesias Várzea quer solução para a zona industrial de Santarém

PÁGINA 12

PÁGINA 24

PÁGINA 22

PÁGINAS 19-21


EDITORIAL

O que distingue Coruche como marca nacional

Café Central SOPA DA PEDRA

01

F

igurações, símbolos e marcas, temos muitas na região. Golegã, capital do cavalo. Cartaxo, capital do vinho. Santarém, capital do Ribatejo (ou capital do gótico, como também se lê em Veríssimo Serrão e no painel da autoestrada, ou ainda capital da liberdade, no gosto duvidoso dos pórticos de Moita Flores). Rio Maior, capital do desporto. Almeirim, sopa da pedra (cá está uma das poucas que dispensa a designação de capital). Mação, capital do presunto. E “Fátima, altar do mundo”, a exceder-se a tudo. Enfim, todas estas designações, à parte o acidental exagero que possam transportar, são apenas representações simbólicas, marcas criadas a partir de especificidades locais ou regionais que, através de um simples slogan, pretendem diferenciar e promover estas localidades. Pois também Coruche se descobriu agora como capital mundial da cortiça. E, convenhamos, com inteira oportunidade o fez. Pela dimensão do montado de sobro existente no seu território. Pelas fábricas que tem a laborar no concelho e a produzirem cinco mil rolhas de cortiça por dia. E, sobretudo, pela FICOR, uma feira que começou atrevida e sob a reserva habitual dos críticos locais, mas que conseguiu, em apenas três anos, conquistar o estatuto de Feira Internacional da Cortiça. Uma proeza que nasceu da iniciativa corajosa da câmara municipal, em associação com os produtores, e que descortinou neste nicho de mercado da cortiça – em que Portugal é tão só o maior produtor mundial e, também, o maior exportador, como se pode ver pelos gráficos que publicamos nas páginas do Especial FICOR – uma oportunidade de afirmar o município fora de portas e, com inteira justiça, baptizar “Coruche, capital da cortiça”. A Vila do Sorraia vai receber durante a FICOR e pela segunda vez consecutiva, a bolsa da cortiça, o maior mercado desta matéria-prima que permite fixar os preços a nível mundial. Como se vê, também o marketing, pela sua natureza invasiva, viajou paulatinamente para outras latitudes que não apenas o da promoção das marcas de produtos provenientes das fábricas. As cidades e vilas também se vêm assumindo como marcas, na busca de uma singularidade que as distinga entre as demais. Embora, diga-se de passagem que nem todas com o mesmo sucesso na promoção económica e cultural das suas especificidades territoriais. Dito de outro modo, a economia tornou-se cultura e o cultural penetrou o comércio. Tudo se pensa em termos de competição e de mercado, de maximização de resultados ao melhor custo, de eficácia e de benefícios. Pelo que as nossas cidades e vilas, como as marcas dos produtos que retemos na memória, são forçadas a construir a sua imagem e legitimidade num tempo e num espaço muito competitivo e frenético. Infelizmente, nem todas com o mesmo sucesso que Coruche já alcançou. Joaquim Duarte

Fale connosco Sede: Centro Nacional de Exposições, Quinta das Cegonhas Apartado 355 - 2000-471 Santarém Telefone: 243 309 600 Fax: 243 333 766 Site: www.oribatejo.pt Email: info@oribatejo.pt Deve sempre incluir o seu nome e a localidade

2 O RIBATEJO 26 Maio 2011

01 Futebolada do PSD em Rio Maior

02 Comprar o que é nosso

CAMPANHA Com a campanha eleitoral já na estrada, o PSD juntou-se para uma futebolada amigável em Rio Maior. Duas equipas em confronto, uma liderada pela presidente da câmara local, Isaura Morais, e outra pelo secretário-geral do partido e cabeça de lista Miguel Relvas. O popular jornalista desportivo Ribeiro Cristóvão foi o árbitro da partida. Na equipa de Relvas participaram o dirigente da AIP José Eduardo Carvalho, os deputados Vasco Cunha e Carina João, e ainda Francisco Gandarez e Nuno Serra, entre outros. Pela equipa de Isaura Morais alinharam o benfiquista e presidente da Câmara de Sintra, Fernando Seara, o fadista Nuno da Câmara Pereira, o presidente da Junta de Rio Maior, Luís Santana Dias, e Carlos Coutinho (da Desmor), entre outros. Regista-se para a história eleitoral que os “Amigos de Miguel Relvas” ganharam a partida por uns expressivo 6-3.

APRENDER É um autêntico guia prático o que a revista “Visão” nos faculta para aprender a comprar português, e ajudar o país a sair da alhada em que nos meteram. No fundo, requer uma atitude bem simples e de fácil compreensão: cada vez que compramos um produto de fabrico nacional estamos a garantir o emprego a trabalhadores portugueses e, ao mesmo tempo, a evitar o crescimento das importações e respectiva saída de divisas. Simples, não é? Basta para tanto consultar a origem dos produtos que compra – mas cuidado, não se fique apenas pelo código de barras 560, porque há empresas que usam esse número de registo também em produtos importados.

02

03

03 Brevemente perto de si ANÚNCIO A história remonta a 1836 e transporta-nos à aldeia do senhor Rocha, quando este apresentou à sociedade uma nova espécie de pêra, resistente, sumarenta e granulosa, que vira a ganhar o seu apelido. E é contada num anúncio de época e produção hollywoodesca que está a ser filmado para a mais conhecida marca de Almeirim. Como nos revela a revista “Visão”: são perto de cem pessoas no terreno, entre técnicos e figurantes, para tudo acabar num spot de 45 segundos – a história do novo e, sobretudo, milionário anúncio da Compal, que brevemente passará numa televisão perto de si.


PERGUNTA DA SEMANA

Concorda com extinção dos Governos Civis?

Não concordo porque senão ficamos órfãos de representação política do Governo. Enquanto não houve uma outra estrutura, como prevê a regionalização, e enquanto os deputados do distrito só se lembrarem de vir à região de quatro em quatro anos pedir o nosso voto, eu preciso de ter alguém a quem me possa dirigir quando preciso Joaquim Palmela JORNALISTA - CARTAXO

Os governos civis não se justificam enquanto estrutura política e técnica. As suas competências de protecção civil podem passar para as câmaras municipais. Além disso, a nomeação directas destes agentes políticos do Governo não faz sentido, porque os governadores civis não fazem nada a não ser propaganda do próprio partido. Vicente Batalha PRES.DO INST. BERNARDO SANTARENO

Neste momento, os governos civis são entidades dispensáveis, porque não há necessidade daquilo que representam enquanto poder político e porque as suas competências em termos de protecção civil e prevenção rodoviária podem passar para o comando distrital de operações de socorro. Diamantino Duarte PRES. BOMBEIROS VOLUNT. SANTARÉM

“Esta campanha de 2011 trouxe toda a miséria do país: desde a miséria financeira, à miséria económica e à miséria política”

AS ESTRELAS

Vasco Pulido Valente

Rui Barreiro

PÚBLICO

“O que o PS fez em Évora, levando imigrantes indocumentados ao seu comício, já não é só aquela mentirinha eleitoral comum a todos os partidos. É uma indecência.” Ferreira Fernandes

FOTO DENÚNCIA

Alberto Gonçalves DIÁRIO DE NOTÍCIAS

“Pago o que for preciso para ser livre” Perigo No início de Março, demos voz à indignação de uma moradora da Golegã que dormia com estes pesados carregados de produtos explosivos à cabeceira. Parece que resolveram o problema passando os camiões para o outro lado da estrada, bem em frente à GNR.

Director Joaquim Duarte CP. n.º 867 joaquim.duarte@oribatejo.pt Redacção João Baptista (chefe) CP. n.º 1157 joao.baptista@oribatejo.pt João Nuno Pepino CP. n.º 6911 joao.pepino@oribatejo.pt Bruno Oliveira CP. nº 8754 bruno.oliveira@oribatejo.pt Vânia Clemente vania.clemente@oribatejo.pt Jerónimo Belo Jorge CP. nº 1907 (Abrantes) Joana Margarida Carvalho (Estagiária - Abrantes) Colunistas Armando Fernandes, Beja Santos, Carlos Chaparro, Daniel Abrunheiro, Eurico Heitor Consciência, José Niza, Luís Eugénio Ferreira, António Maia (Cartoon) Colaboradores António Branquinho Pequeno, António Brotas, Alexandre Manuel,

André Lopes (desporto), Adolfo Luís (foto futebol), Carlos Alberto Cruz, Francisco Maia (critica cinema) Hélder Duque (foto futebol), Joaquim Dâmaso (fotografia), João Grego Esteves, José A. Costa (foto futebol), Júlio Freches, Nuno Abreu (foto futebol), Nuno Matos (foto futebol), Renato Campos, Rogério Rodrigues, Rosalina Melro, Vítor Gomes (foto futebol)

Departamento Comercial Directora Rita Duarte 962 108 761 rita.duarte@oribatejo.pt Luís Silva - 962 108 756 Ana Marecos - 962 108 762 Secretariado Ana Sousa - 962 108 760 Contactos Geral: 243 309 600 Publicidade 243 309 602 Fax: 243 333 766 E-mail: info@oribatejo.pt Site: www.oribatejo.pt Sede Centro Nacional de Exposições Quinta das Cegonhas Apartado 355, 2000-471 Santarém

ÎÎÎÎÎ Em alternativa à proposta de construção de pré-fabricados para os serviços da DRARO na Quinta das Oliveiras, optou, com acerto, por investir na recuperação de instalações devolutas da EZN onde quer instalar de vez todos os serviços da Direcção Regional de Agricultura.

DIÁRIO DE NOTÍCIAS

“Se Passos Coelho surpreendeu foi por afirmar aquilo que o esquecimento ou uma desvairada estratégia o levaram a calar. Afinal, bastava insistir nas evidências para demolir o mito [José Sócrates]”.

ORIBATEJO ORIBATEJO

SECRETÁRIO DE ESTADO DA FLORESTAS

Serviços assinaturas 243 309 600 Departamento Gráfico Vítor Arsénio (chefe), António Vieira, David Antunes Projecto Gráfico: Pedro Fernandes

Impressão Imprejornal, S.A., Lisboa Distribuição: Vasp Tiragem média semanal 15.000 exemplares Assinaturas (52 Números) Portugal: 25,50 € Europa: 50,50 € Resto do Mundo: 76 € Preço Avulso 0.80 € (IVA incluído) Editora e proprietária: Jortejo, Lda., Apartado 355 2002 SANTARÉM Codex Depósito Legal 13 983/86 Sócios com mais de 10% de capital Sojormédia: 83% Nº Registo no ICS: 111209 (20.11.85) Nº Contribuinte: 501636110 GERÊNCIA Francisco Santos, Ângela Gil, Albertino Antunes

Departamento Financeiro: Ângela Gil (Direcção), Ana Rita Fonseca, André Pedro, Catarina Branquinho, Gabriela Alves e Patrícia Santos info@lenacomunicacao.pt Marketing: Susana Santos (Coordenação) e Catarina Fonseca marketing@lenacomunicacao.pt Recursos Humanos: Sónia Vieira drh@lenacomunicacao.pt Sistemas de Informação: Tiago Fidalgo (Direcção) e Hugo Monteiro dsi@lenacomunicacao.pt Unidade de Projectos: Lúcia Silva (Direcção) projectos@ lenacomunicacao.pt Membro da Assoc. Portuguesa para o Controlo de Tiragem e Circulação Associação Portuguesa de Imprensa

Autorizado pelos CTT a circular em invólucro fechado de plástico envoi fermé autorisé par les PTT Portugais · Autorização - Autorisation: Nº 16 DE 001602 DCE pode abrir-se para verificação postal

João Soeiro M. Lopes DIRIGENTE DO CINECLUBE SANTARÉM

ÎÎÎÎÎ Santarém já foi palco de festivais internacionais de cinema, que a autarquia deixou morrer. Agora, é o activo Cineclube local que consegue a proeza de convencer o IndieLisboa a estender-se a Santarém, com a exibição de alguns filmes a concurso no Sá da Bandeira.

Sofia Aparício CORREIO DA MANHÃ

NÚMERO

26 é o número de nomeações feitas pelo actual governo de gestão de José Sócrates. Tem sido sempre assim, esta tentação de nomear à última hora. Porém, apesar do alarido feito pelo candidato Passos Coelho, estas nomeações ficam ainda bastante aquém das 294 feitas pelo governo de gestão liderado pelo social democrata Santana Lopes. Isto embora a conta possa não estar ainda fechada...

Diamantino Vicente EX-PRESIDENTE DA JUNTA DE CASÉVEL

ÎÎÎÎÎ Foi um dos mais combativos autarcas do PSD no concelho de Santarém. Acabou por sair sem honra nem glória e com um processo de peculato e desvio de verbas da junta de freguesia a decorrer em tribunal. Está na Holanda, “fugido” aos eleitores e à justiça.

26 Maio 2011 O RIBATEJO 3


Grande plano Governadora faz contas ao cargo Governo civil custa 1,3 milhões A governadora Sónia Sanfona responde aos críticos que pretendem extinguir os governos civis, afirmando que estes organismos com 175 anos de história custam bem menos do que alguns apregoam. João Baptista joao.baptista@oribatejo.pt

Que balanço faz do seu trabalho à frente do Governo Civil? Depois de ter sido deputada durante quatro anos e meio, o cargo de governadora foi uma experiência nova, muito enriquecedora, muito diferente do trabalho na Assembleia da República. Foi com muito ânimo e expectativa que assumi estas funções. Este cargo permite um contacto próximo com a realidade do distrito, em todas as vertentes, da educação à saúde, desporto, segurança e protecção civil, economia, etc. E permite-nos ter alguma influência na forma como se resolvem alguns problemas do distrito. A vertente mais importante, o objectivo principal do Governo Civil, reside na área da protecção civil e da prevenção rodoviária, que nos convocam a ter um conhecimento aprofundado da realidade do nosso distrito. Tentei nestes dos anos e meio cumprir um papel dual. Por um lado de representação do Governo no distrito e procurar representar os cidadãos do meu distrito junto do Governo e das instituições da administração central. Procurei aprofundar essa relação, permitir uma relação mais próxima do cidadão com a administração central e desenvolvemos um conjunto de projectos na área da protecção civil e da segurança rodoviária que contribuíram para que conseguíssemos números mais animadores no distrito. Para que serve um governo civil e quanto é o orçamento? Julgo que a questão de saber para que serve um governo 4 O RIBATEJO 26 Maio 2011

civil não surge tanto da população, mas de uma certa elite política e económica que agora, numa tentativa desenfreada de diminuir custos, aponta as baterias aos governos civis. Digo isto porque os cidadãos procuram o governo civil e sabem o que pode aqui vir perguntar e que respostas podem encontrar. Os cidadãos procuram-nos pelas mais diversas razões. Ao longo destes dois anos e meio, recebi aqui praticamente todas as instituições particulares de solidariedade social, recebi movimentos de cidadãos, instituições diversas, recebi cidadãos individuais com importância na sociedade e que nos vieram expor os seus projectos e problemas, contactei com os municípios e freguesias, com as comunidades intermunicipais, com os organismos desconcentrados do Estado. Procurámos ter um papel de agregação das instituições e das pessoas e de aproximação entre os cidadãos e a administração pública. Em termos de custos, penso que numa reforma administrativa do Estado, é possível reduzir custos extinguindo ou fundindo organismos, e procurando enquadrar nas competências de alguns organismos

Concordo com a extinção dos governos civis, desde queb haja regionalização”

as competências que estão disseminadas por variadíssimos. Se calhar é desejável fazer isso, mas terá de ser de uma forma sustentável e coerente. Os governos civis têm cometidas várias responsabilidades que não podem estar num conjunto de outras organismos, como tem sido aventado por alguma comunicação social, por razão da sua natureza e porque fazem parte do núcleo de competências do ministério da Administração Interna. Para dar uma ideia, o ministério da Saúde tem direcções regionais, a educação também, e outros ministérios também. Neste esforço, bem conseguido de descentralização dos organismos da administração pública, todos os ministérios tem disseminados pelo território direcções regionais que evitam que as pessoas tenham de se deslocar a Lisboa quando precisam de resolver algum assunto. O Governo Civil também é uma direcção regional do Ministério da Administração Interna. Em termos de custos, o Governo Civil de Santarém, que é um dos maiores distritos do País, tem um orçamento anual de um milhão e 300 mil euros, dos quais 300 mil euros provêm do Orçamento de Estado e o restante é suportado por receitas próprias, como os passaportes, as coimas e a parte das prevenção rodoviária. Se juntarmos todos os governos civis, verdadeiramente não obtemos um montante que faça essa diferença toda que vem aí veiculada e apregoada com muita insistência neste período eleitoral. Depois surgiram ideias peregrinas, como aquela de atribuir a protecção civil à Defesa. O que não tem qualquer fundamento na organi-


BI

SIM

De deputada-sereia a governadora civil Advogada de profissão, Sónia Sanfona foi deputada durante quatro anos e meio. Eleita pelo distrito de Santarém nas listas do Partido Socialista, saiu para concorrer à presidência da Câmara Municipal de Alpiarça, sua terra natal, eleições em que perdeu o município para a CDU. Da sua passagem pela Assem-

zação, na gestão, na estratégia, na função e nos objectivos da protecção civil, não se enquadra de todo no Ministério da Defesa, mesmo que se mude o conceito da segurança nacional. Não se deve confundir a Defesa Nacional com aquilo que é hoje a gestão moderna eficaz que temos no país da protecção civil, é um erro que nem sequer tem comparação com qualquer outro país na UE. Não é também assim tão simples, como se julga, extinguir os governos civis que são instituições com 175 anos e que já passaram pela monarquia, república, estado novo e democracia, sempre a servir o Estado e a cumprir a sua missão eficazmente. Continuo adepta da regionalização do país. Penso que se estivéssemos melhor organizados, com um país regionalizado, estaríamos bem melhor., com ganhos para o país Sou adepta das cinco regiões plano com as duas áreas metropolitanas, e nesse caso penso que não se justificaria termos 18 governos civis, mas sete representantes do governo, a exemplo aliás do que acontece em Espanha, onde esses delegados asseguram um diálogo permanente do governo com as regiões. Acresce a tudo isto que para extinguir os governos civis é preciso primeiro alterar a Constituição da República, pois refere que haverá governos civis enquanto não houver regionalização. Será, portanto, necessário encetar novo processo de revisão constitucional e só depois se poderá extinguir os governos civis. Depois é preciso pensar bem que instituições poderão assumir as funções dos governos civis.

bleia da República, além dos elogios ao seu trabalho, ficou o registo de uma muito falada reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito ao caso BPN, de que foi relatora. Todos os jornais contaram que vários deputados lançaram piropos a Sónia Sanfona, que viria a ficar conhecida como a “deputada sereia”.

António Serrano “Governos civis fundamentais”

Acidentes e fogos são prioridades Fora da campanha eleitoral, a governadora está empenhada na preparação da época de incêndios. Estamos em campanha eleitoral. Vai manter-se em funções até quando? Deverei manter-me em funções pelo menos até Julho, que deverá ser a data da tomada de posse do novo governo. Independentemente da campanha eleitoral, temos obrigações para cumprir. Vamos entrar agora na fase mais complexa dos incêndios florestais. Foi apresentada esta semana a campanha nacional de prevenção dos fogos florestais que vai ser agora massificada para todo o país. Este programa está muito bem desenhado e conta com o apoio do movimento Eco, constituído por empresas com responsabilidade social.

Se tivéssemos a regionalização estaríamos bem melhor, haveria importantes ganhos para o país”

Depois temos uma campanha de prevenção da segurança rodoviária para condutores de tractores agrícolas, que apresentámos na semana passada. Temos no distrito um número elevado de atropelamentos de pessoas idosas, pelo que vamos lançar uma campanha que irá apelar a uma maior atenção de todos, também dos peões que julgam que as passadeiras são passeios e não são, de facto são estrada… De nossa iniciativa, temos em funcionamento um protocolo único no país, com as escolas de condução, mediante o qual elementos das forças de segurança vão a estas escolas dar conselhos de segurança rodoviária. Continuamos a distribuir o mapa turístico e rodoviário do distrito, no qual além de darmos conselhos sobre segurança rodoviária, aproveitamos para divulgar também os principais pontos turísticos da região. Prossegue o projecto Ribatejo Seguro, envolvendo um conjunto de empresas e instituições, com especial atenção na prevenção dos furtos de cobre na região. O projecto pode agora ser alargado, aproveitando o conhecimento dos Censos, em colaboração das juntas de freguesia, de forma a podermos georreferenciar as pessoas idosas que vivem sozinhas, protegendo embora a intimidade e privacidade das pessoas, mas permitir que haja um sistema que permita quebrar o isolamento dos nossos idosos.

Miguel Relvas “Portugal não precisa de governos civis” Os governos civis simbolizam bem o exemplo do Estado gorduroso, do Estado do amiguismo e do Estado desnecessário. Portugal não precisa de governos civis. Portugal precisa sim de reforçar outras entidades. Os governos civis são uma forma dos partidos políticos tentarem perpetuar o amiguismo e para onde se nomeiam pessoas que não cabem em outras funções de maior relevo. Portugal não pode continuar a gastar 300 milhões de euros por ano em governos civis. Tal como não pode continuar a gastar mais de um milhão de euros por dia com uma televisão pública.

NÃO

Já tive uma opinião diferente dos governos civis da que tenho hoje. Tenho contactado muito com os governos civis. Acho que enquanto não tivermos a regionalização, com as estruturas da administração regional, os governos civis são entidades fundamentais de representação do governo no território. Além destas funções de representação do governo, têm ainda um conjunto de funções da maior importância a seu cargo, desde logo na área social, mas principalmente na esfera de competências do Ministério da Administração Interna. Assume ainda um papel fundamental na coordenação de meios da protecção civil e emergência, com destaque nas questões da coordenação do combate aos incêndios e nas campanhas de prevenção e combate aos incêndios florestais. São estruturas pequenas, que não são consumidoras de muitos recursos. Penso que há alguma ilusão quando se afirma que se terminarem os governos civis haverá uma poupança para o Estado. Penso que não. Julgo que enquanto não houver regionalização não se justifica a opção de acabar com os governos civis. Enquanto se mantiver este figurino da organização do Estado deverão manterse os governos civis.

26 Maio 2011 O RIBATEJO 5


Opinião CARTOON António Maia HÁ 20 ANOS

A Escola Profissional de Salvaterra de Magos era matéria para um especial de 4 páginas. Com a Feira do Ribatejo à porta, publicavamos a entrevista com José Andrade, presidente do Cnema, polémico nas palavras e nas críticas. Em Tomar, visitávamos os bastidores da preparação para as comemorações do 10 de Junho em Tomar, e fazíamos uma visita guiada ao Convento de Cristo. E por último, na guerra das funerárias, uma agência convocava a família errada para as exéquias do morto.

PENSO LOGO INSISTO

O voto inútil

José Niza

1.. Para dizer a verdade – e ainda faltam quase quinze dias – já vou ficando enfartado com a praga de comentadores e de comendadores que a toda a hora, e em tudo o que é sítio, nos saem ao caminho com análises e profecias de futurologia eleitoral. A maioria deles – politicamente falando – tresandam a mau hálito: ou são politólogos de refugo, ou independentes do independantes. O seu drama existencial é que, como são imensos – e para não perderem os lugares – têm de ser todos diferentes uns dos outros. E aí é que a porca torce o rabo. Porque, com a obsessão de serem originais, esquecem o óbvio. E com a obsessão de serem diferentes, resvalam para o delírio. É por tudo isto e muito mais que, ao fim de trinta e sete anos de democracia, já vai sendo tempo de falar, não do voto útil, mas do voto inútil. Este voto, o inútil, é por definição o que não serve rigorosamente para nada. E só atrapalha as contas. É um acto tão leviano, tão desatento e tão ineficaz, que só serve para não servir.

2. No próximo dia 5 de Junho há eleições. E as pessoas que não forem à praia, vão votar. Desta vez – pela primeira vez desde 1975 – nunca foi tão fácil decidir. Porquê? 6 O RIBATEJO 26 Maio 2011

Por uma razão simples: em eleições anteriores, os tais comentadores comendadores, juravam a quem os quisesse ouvir, que o PS era igual ao PSD, e que o PSD era igual ao PS. (Aliás, tanto Jerónimo de Sousa como Francisco Louçã ainda hoje continuam a apregoar essa patranha). Mas desta vez não é assim. Desta vez é mais fácil escolher. O que também significa que é mais fácil rejeitar. É que o PSD, pela mão do dr. Passos Coelho, avançou com um programa tão radical e tão à direita que – mesmo com falinhas mansas e algumas catroguices – já muita gente percebeu que aquilo é mesmo a doer e a tirar. Mas a doer a quem e a tirar o quê? Aos que não têm dinheiro para irem tratarem-se em hospitais privados. Aos que não têm meios para pagar escolas e universidades privadas para os filhos. Aos que – atenção! – vão ter de trabalhar mais anos para receber menos na reforma. É por isto e muito mais que, desta vez, é mais fácil votar: ou se escolhe o garrote e o chicote, ou se avança por outro caminho mais justo e mais seguro. E, quem disser que isto é demagogia, que espere pela pancada.

3. Estamos assim chegados à questão do voto inútil, o tal que não serve para

Já vou ficando enfartado com a praga de comentadores que, a toda a hora, nos saem ao caminho com análises e profecias de futurologia eleitoral.

nada. Isto é, até serve. Serve exactamente para, uma vez entrado na urna, nos cair estrondosamente em cima. E é por isso que me permito deixar duas questões muito simples e concretas aos simpatizantes não ortodoxos do Bloco de Esquerda e da CDU. - Se quiserem oferecer um presente eleitoral ao dr. Passos Coelho, façam o favor de continuar a votar como têm votado nos últimos anos. E o PSD agradece penhorado este voto inútil. - Mas, se quiserem evitar que isto aconteça, tenham a lucidez e o pragmatismo que o dr. Álvaro Cunhal revelou em 1985 quando- para evitar que fosse eleito um Presidente da República de direita – disse aos comunistas: “Não olhem para a cara do Mário Soares, mas ponham lá a cruzinha”! E assim o dr. Cunhal provou que pode não haver votos inúteis. Isto é aqueles que não servem para nada. E agora a escolha, é vossa.

Ps.– O preço do petróleo continua a

baixar. Hoje desceu aos 109 dólares por barril. Também a valorização do euro em relação ao dólar significa que agora se pode comprar mais petróleo com menos euros. Tudo isto deveria obrigar a uma pronunciada descida dos preços da gasolina e do gasóleo. Mas não. Pelo contrário. Quando, em 2008, o preço do petróleo subiu aos 147 dólares a gasolina 95 atingiu 1,50 euros (300 escudos). Hoje, com o petróleo a 109 dólares, a gasolina está a 1,65 euros, 330 escudos! Feitas as contas, deveria estar, no máximo, a 1,11 euros (222 escudos)! Só espero é que o próximo governo – seja ele qual for – acabe com esta roubalheira.

EFEMÉRIDES

1983 Foi apenas há 24 anos. A 26 de Maio de 1983 o Parlamento aprovou a Lei da Reserva Ecológica Nacional. O Decreto -Lei n.º 321/83, de 5 de Julho, passou a proteger os nossos recursos naturais, água e solo, com vista a uma boa gestão do território e a favorecer a conservação da natureza e da biodiversidade, componentes essenciais do suporte biofísico do nosso país.

31/05 A 31 de Maio assinala-se o Dia Mundial de Combate ao Fumo. O tabagismo é a principal causa de muitas doenças pulmonares, como a bronquite crónica, o enfisema pulmonar, o cancro do pulmão e está ainda associado a doenças cardiovasculares. O tabagismo mata cerca de cinco milhões de pessoas por ano, e os pneumologistas afirmam que os males do fumo passivo também causam severos prejuízos à saúde. Precisamente, com o objectivo de consciencializar a população sobre os graves riscos do tabagismo se assinala este dia.


PUBLICIDADE

26 Maio 2011 O RIBATEJO 7


Opinião

CRÓNICA DE MALDIZER

ESPUMADOSDIAS

Ganda Sócrates!

Os passos em volta

Eurico Heitor Consciência

N

ão é novidade para ninguém e até já foi referido por mim que o Benfica terá mais de 10 milhões de simpatizantes: seis milhões por cá e alguns cinco milhões entre os nossos emigrantes. E todos sabemos o que custam ao país as derrotas do Benfica: prolongadas e profundas tristezas. E acontece que tristezas não pagam dívidas, e nós temos dívidas cabonde, dívidas com que ainda terão que entreter-se os nossos netos. E que poderão chegar aos nossos bisnetos se o Benfica tornar a ter um ano futebolístico como este: o

Jesus a prometer tudo, para, afinal, não dar quase nada. Há outro português assim… Entre este Jesus do Benfica e Jesus da Nazaré não há sombras de parecenças: o Jesus do Benfica não faz milagres. Para o país recobrar o ânimo, tem que se resolver o problema do Benfica, porque as derrotas do Benfica derrotam, derrubam, destroem, desfazem este povo. Devotado como sou à comunidade, pensei sobre o assunto. Com toda a atenção e concentração. E descobri a solução: demite-se o Filipe Vieira e substitui-se pelo Engº Sócrates,

Para o país recobrar o ânimo, tem que se resolver o problema do Benfica, porque as derrotas do Benfica derrubam este povo.

em Junho, depois das eleições. O que será óptimo para o Engº Sócrates, que terá nova oportunidade de satisfazer a sua queda para se sacrificar constantemente pelos portugueses, sendo magnífico para o Benfica, porque, mesmo que o Benfica continue a sofrer derrotas, no fim dos jogos logo teremos o Presidente Sócrates a discursar e a convencer os benfiquistas de que aquelas derrotas foram planeadas por ele. Estrategicamente. Para iludir os adversários sobre as reais capacidades do Benfica, para assegurar a vitória final. E garantirá, já se vê, que o Benfica será campeão. De Portugal, da Europa e do Mundo. E o povo benfiquista (seis milhões – tantos quantos são os portugueses que dependem do Estado, somando pensionistas e funcionários), e o povo benfiquista acreditará e mandará às malvas as tristezas, e assim já conseguiremos pagar as dívidas… Grande Sócrates! Se não existira, tinha, por força, que inventar-se…

DIVULGAÇÃO

Colhendo flores entre espinhos

Beja Santos

U

m frade perito em bioética e uma psicóloga especializada em qualidade de vida dos idosos procedem a uma reflexão sobre os desafios do envelhecimento, uma das questões socioeconómicas e culturais fundamentais do nosso tempo. Detêm-se no aumento da esperança de vida e nos problemas que esta longevidade suscita em termos de qualidade de vida; questionam o planeamento familiar e a política demográfica; tentam demonstrar que a qualidade de vida se cruza com a educação permanente, o ambiente, as estruturas sociais, económicas e políticas; descobrem como as rugas internas se repercutem nas rugas externas; e sublinham que a velhice pode perfeitamente ser entendida como o começo de uma nova etapa de vida – vive-se e morre-se melhor quando sabemos encher a nossa vida ultrapassando o medo de morrer. São estas as mensagens que os autores

8 O RIBATEJO 26 Maio 2011

nos propõem para um envelhecimento com qualidade (“Colhendo Flores entre Espinhos”, por Antônio Moser e Ana Maria Moser, Editora Vozes). A procura dos factores genéticos que possam justificar um envelhecimento bem-sucedido é uma das investigações do nosso tempo, mas tem-se revelado inconclusiva. Para um filósofo ou um teólogo a felicidade não deve ser confundida com momentos fugazes nem com meros sentimentos, só pode ser alcançada por quem está disposto a assumir certos pressupostos. Obviamente que para um cristão não há felicidade sem encontrar Deus, é ele que desperta as energias adormecidas, sem prejuízo das esperanças revolucionárias que pomos na biogenética e na biotecnologia. Os autores escrevem sem dar margem a equívocos: “A arte de ser feliz e a arte de manter vivo o vigor da juventude estão intimamente ligadas à arte de cultivar cuidadosamente as sementes da imortalidade”.

Um frade perito em bioética e uma psicóloga especializada em qualidade de vida dos idosos reflectem sobre os desafios do envelhecimento.

É bom ter sempre em conta que o estudo do envelhecimento como processo existencial é relativamente recente, só nas últimas décadas se começaram a dar passos gigantes na gerontologia (voltada para o bem-estar integral das pessoas de idade) e da geriatria (mais preocupada com as doenças). Hoje a gerontologia fala em velhice inicial e em velhice avançada em terceira e quarta idades. Graças à biogenética, os seres deixaram de ser identificados apenas pelas aparências mas pelo que são na sua interioridade. Mais do que um somatório de funções orgânicas bem ou mal organizadas, o grande desafio de um sénior é saber administrar perdas e ganhos, estamos em permanente evolução e interacção com o meio circundante. Quem busca novos ganhos mantém-se jovem, rompe menos penosamente com rotinas, recupera mais facilmente de eventuais fases depressivas. A chave do sucesso poderá passar por saber cuidarse e ser cuidado. Nós reflectimo-nos no espelho social mas o envelhecimento também faz parte de um processo existencial, é uma caminhada. Porque envelhecer significa mudar sem perder a identidade, conhecer o tempo e caminhar com ele. No fundo, o envelhecimento com qualidade é uma associação bem doseada entre o progresso científico e a resposta pessoal à alegria de viver.

Armando Fernandes

P

edro pica lume! Senhora quero pão! Pedro pica lume, que logo to darão! E Pedro Passos Coelho tem obedecido à Senhora, tem picado muito lume, e até agora pouco pão recebeu. (…) Pedro tem de picar imenso lume se quiser obter o pão do poder. Deixouse examinar. Por este lado, por aquele lado, virado do avesso, nos diversos exames até ao exame da passada sexta-feira os comentadores nunca lhe deram boas notas, a custo, sem alegria, a maioria deles concedeu-lhe a vitória no frente-a-frente com o ainda primeiro-ministro. Mas Pedro tem de dar muitos, mesmo muitos milhares de passos em volta, sempre a picar lume, a demonstrar quanto aprendeu devido aos erros cometidos, a procurar convencer os eleitores de merecer o pão da vitória. As pessoas andam angustiadas. Ao contrário dos politólogos conhecem as dificuldades em ganhar o pão, repartem-no em pequeninos bocados (leiam o notável prosador Manuel Bernardes) de modo a alimentarem os filhos, não falam de alto, baixam-se na procura de emprego e futuro. Pedro pica lume, tens de assumir os disparates, as asneiras, os erros e os dislates da governação laranjinha, tens de fazer meaculpa, tens de gritar: nunca mais ao amiguismo e aos truques tão bem executados pela equipa de Sócrates. Pedro pica lume, pela positiva, não lembres os escândalos dos boys, olha as pessoas nos olhos, enquanto cautelosamente vais dando passos e mais passos de modo a conseguires a vitória. O Pedro do cancioneiro picou muito lume antes de obter o ansiado pão, e a rapariga amada. Pedro pica lume, não cedas à exaustão, em democracia a alternância é uma normalidade, no entanto, não esqueças o adversário, ele sabe como poucos apagar o lume dos teus propósitos programáticos. Pedro pica lume. O título da crónica é de um livro de Herberto, escrito em Santarém.


R Região

Santarém P.10 Região P.14 Negócios P.22 Ensino P.24

Feira de Maio é cartaz na Azambuja TRADIÇÃO A centenária Feira de Maio, a mais castiça das festas ribatejanas, está de regresso à vila de Azambuja, entre 26 e 30 de Maio. Cinco dias recheados de festa brava e aficion, com largadas de toiros, actividades equestres, animação popular e muita música. Quinta-feira é dia dedicado às tertúlias ribatejanas. Sextafeira é a grande noite da sardinha assada (com distribuição gratuita de sardinhas, pão e vinho) em diversos locais da Vila e cortejo de campinos com o gado pelas ruas à luz de archotes. E sábado à noite, o destaque vai para o concerto dos Deolinda. A escolha é sua.

26 Maio 2011 O RIBATEJO 9


Região

Santarém

Cnema promove concursos de produtos nacionais AGRICULTURAO Centro Nacional de Exposições, em Santarém, acaba de ser palco dos concursos nacionais de Vinhos, de Azeite, de Mel, de Queijos Tradicionais e de Enchidos, Ensacados e Presuntos Tradicionais. Estas iniciativas enquadram-se no âmbito de um conjunto de diferentes acções promovidas pela Feira Nacional de Agricultura, destinadas a aproximar os produtores dos consumidores, proporcionando-lhes um contacto cada vez mais próximo com os produtos nacionais de qualidade reconhecida, contribuindo simultaneamente para a sua divulgação no mercado. O Concurso Nacional de Vinhos decorreu entre os dias 10 e 13 de Maio - contando com a presidência de João Pires e a direcção de Mário Louro - e registou a participação de cerca de 840 vinhos pertencentes a mais 300 produtores. No dia 17 de Maio, teve lugar o Concurso Nacional de Azeite Virgem Extra e de Packaging que pretende premiar os melhores azeites concorrentes, divididos em três categorias: Azeite Virgem Extra, Azeite Virgem Extra – Denominação de Origem Protegida e Azeite Virgem Extra – Modo de Produção Biológico. A presidência deste concurso esteve sob a responsabilidade de José Gouveia e a direcção de Henrique Herculano e registou a participação de 101 azeites de 83 produtores. Destinado a todos os apicultores registados no país, o Concurso Nacional de Mel – realizado a 18 de Maio - contou com a presidência e direcção de Ana Godinho e registou a participação de 25 méis pertencentes a 18 produtores. O Concurso Nacional de Queijos Tradicionais com Nomes Qualificados e Concurso Nacional de Enchidos, Ensacados e Presuntos Tradicionais Portugueses com Nomes Qualificados decorreram, pela primeira vez este ano, nos dias 18 e 19 de Maio, com a direcção da Qualifica, da FullSense e do CNEMA.

10 O RIBATEJO 26 Maio 2011

A aquisição do café Alambique foi um dos negócios investigados pela Judiciária, que não encontrou indícios de crime.

Ex-presidente desviou cheque para oferecer cruzeiro à mulher Diamantino Vicente vai começar a responder no Tribunal de Santarém por quatro crimes, relacionados com peculato e falsificação de documento. João Nuno Pepino joao.pepino@oribatejo.pt

O ex-presidente da Junta de Freguesia de Casével desviou 750 euros dos cofres deste órgão para oferecer um cruzeiro marítimo à esposa, como prenda surpresa pelos 25 anos de matrimónio. Foi o próprio Diamantino Vicente quem o confessou à Polícia Judiciária (PJ), quando foi ouvido no âmbito do processo judicial em que está acusado de quatro crimes: dois de peculato, um de peculato de uso e outro de falsificação de documento. Os factos remontam a 12 de

Fevereiro de 2007, dia em que o ex-presidente telefonou ao então tesoureiro, José Gomes, dando-lhe instruções para deixar na Junta um cheque em branco para comprar uma laje para repor no cemitério da aldeia, da qual desconhecia o valor. Segundo a acusação do Ministério Público (MP), a que o nosso jornal teve acesso, no dia seguinte, o próprio Diamantino Vicente escreveu a quantia de 750 euros no cheque e levantou-os ao balcão de um banco. Segundo as declarações que prestou à Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ, o arguido acabou por não com-

prar a viagem porque entretanto se divorciou, mas ficou com o dinheiro na mesma, uma vez que a compensação mensal por ser eleito do poder local – cerca de 250 mensais – não lhe estava a ser paga desde Outubro de 2006. Ainda segundo Diamantino Vicente, que se encontra a residir na Holanda, os restantes elementos do executivo da Junta tinham conhecimento desta situação, uma acusação que ambos negam. O ex-autarca local vai ainda começar a responder no Tribunal Judicial de Santarém por mais dois casos. Num deles, é acusado de ter falsificado

uma factura para ficar com 100 euros. A 8 de Agosto de 2006, comprou uma moldura por 35 euros numa loja em Santarém, tendo a factura sido emitida em nome da Junta de Freguesia de Casével. O arguido é suspeito de ter adulterado o documento que entregou para pagamento: no local referente à quantidade, colocou 10 molduras em vez de uma, e, no local do valor, escreveu manuscritamente 135 euros, tendo obtido um proveito de 100 euros. No outro caso, o professor reformado, de 51 anos, terá utilizado indevidamente verbas que lhe foram entregues pela Câmara Municipal de Santarém, ao abrigo dos protocolos de delegação de competências. O dinheiro foi usado para liquidar dívidas da Junta junto de várias empresas que realizaram obras, em vez de ser entregue às Construções Pragosa, segundo as indicações dadas pelas autarquia. Este processo judicial teve origem numa auditoria financeira que a Câmara mandou realizar aos registos contabilísticos da Junta de Freguesia. A PJ investigou outros casos em que Diamantino Vicente aca-


Santarém recebe extensão do festival IndieLisboa

Novas Oportunidades em debate non ISLA Santarém ENSINOA IV edição do Seminário Novas Oportunidades do Centro de Novas Oportunidades do ISLA de Santarém decorreu no dia 18, com o apoio da Agência Nacional para a Qualificação. O seminário sobre o desafio da aprendizagem ao longo da vida, deu ênfase à importância que esta iniciativa nacional representa para emancipação dos cidadãos. O ISLA colocou à mesma mesa académicos, decisores e empresas para dialogarem sobre a trajectória da educação e formação de adultos.

Festival de Cinema no Teatro Sá da Bansdeira, de 27 a 29.

Silva Peneda, esteve em Santarém, e realçou que escasseia visão e confiança entre o estado e o sector solidário.

Dia do Autor na Escola Secundária Ginestal Machado

bou por não ser pronunciado por qualquer crime, entre os quais o polémico negócio da compra do Café Alambique, em Casével, que terá dado origem ao seu pedido de demissão no Verão de 2007, depois de 13 anos à frente deste órgão. O imóvel, que era propriedade de um ex-tesoureiro da Junta, foi adquirido no final de 2006 por 125 mil euros, para acolher no futuro um espaço museológico, para o qual iria ser apresentada uma candidatura a fundos comunitários. A aquisição foi efectuada sem respeito por qualquer procedimento formal, segundo as conclusões da auditoria, e nunca a Câmara de Santarém nunca deu cobertura financeira a esta operação, caso a candidatura não se concretizasse, o que veio a acontecer. A factura acabou por ficar para a Junta de Freguesia de Casével pagar. Segundo o MP, e apesar das suspeitas levantadas pelo negócio, não há factos penalmente relevantes uma vez que não há indícios de que Diamantino Vicente tenha obtido vantagens patrimoniais, ou que terceiros tenham tido alguma regalia ilícita.

CULTURA O Dia do Autor Português foi assinalado na Escola Secundária Dr. Ginestal Machado, em Santarém, no dia 23, com uma palestra em que participaram os autores Ana Margarida Vieira Ana Margarida Vieira, professora e investigadora do universo queirosiano, e Raimundo Noras, jovem historiador e autor do livro “Fotobiografia de José Relvas”, que explicavam a importância das várias fases do processo de produção dos livros.

Conservatório de Música actua no sábado em Santarém MÚSICAO Coro de Câmara do Conservatório de Música de Santarém vai actuar no próximo fim de semana em Santarém e Lisboa. No sábado, dia 28. às 12h00terá uma intervenção nos momentos de oração integrados na Festa Diocesana, junto à Igreja da Sé em Santarém. No domingo dia 29, às 15h30 terá uma participação num Encontro de Coros, em Lisboa, a convite do Padre João Caniço.

Santarém recebeu congresso “Rumo Solidário para Portugal” Oliveira Martins defendeu novo contrato social, com mais iniciativas sociais e subsidiariedade SOLIDARIEDADE As Instituições de Solidariedade Social do país (IPSS) precisam de um novo contrato social, com mais capacidade de antecipação de riscos, mais descentralização e que afecte de forma diferenciada os recursos. Foi esta uma das conclusões do congresso “Rumo Solidário para Portugal” que decorreu nos passados dias 20 e 21 de Maio, no Centro Nacional de Exposições (CNEMA), em Santarém, numa organização da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade Social (CNIS). Durante dois dias, mais de 400 representantes de IPSS de todo o país tiveram a oportunidade de reflectir sobre o estado actual das IPSS à luz da crise global, analisar o sector solidário em Portugal e conhecer as relações do sector solidário com o Estado. Uma iniciativa que contou com a participação de Guilherme de Oliveira Martins, presidente do Tribunal de

Contas, que lembrou as origens da crise actual, uma crise de origem financeira com graves repercussões na vida económica e que se transformou numa crise social. O presidente do Tribunal de Contas lembrou também os dias difíceis vividos pelo Estado de Providência, conquista do século XX e que causam incerteza na sociedade civil, pois apesar dos dias difíceis em que se vive “o Estado de Providência não pode ser dispensável, porque não se pode dispensar os mecanismos assistencialistas”. Oliveira Martins realçou que é preciso um “novo contrato social” com mais reconhecimento da pessoa humana, mais intervenção da sociedade civil, “subsidiariedade e mais descentralização”. Já Lino Maia, presidente da CNIS afirmou que as regras impostas pelo Estado para o sector solidário aumentam os custos das IPSS, diminuem a capacidade de resposta e desincentivam o voluntariado, pelo que deveria “haver mais compreensão” para com o sector, face ao que o estado exige das instituições, que com a conjectura actual, vivem dias muito difíceis.

CINEMA A 8ª edição do IndieLisboa, que decorre anualmente em Lisboa, estende-se, este ano, ao Teatro Sá da Bandeira, em Santarém, de 27 a 29 de Maio, com o objectivo de promover e divulgar as obras e autores nacionais e estrangeiros ao público em geral e aos profissionais do sector. A iniciativa é uma organização conjunta da Cul.Tur e do Cineclube de Santarém. No dia 27, vai estar em exibição às 21h30, a curta Metragem “On The Water’s Edge”, de Tommaso De Sanctis (Secção Competição Internacional Animação) e ainda a longa metragem “A Little Closer”, de Matthew Petock (Secção Competição Internacional Ficção). No segundo dia (28) também às 21h30, passa a curta metragem “Pixels”, de Patrick Jean ( Secção Competição Internacional - Animação) e logo a seguir a longa metragem “Vampires”, de Vincent Lannoo (Secção Director’s Cut - Ficção). No último dia (29), o Teatro Sá da Bandeira recebe às 21h30 “Linha Vermelha” que conta com a presença do realizador José Filipe Costa (Prémio Caixa Geral de Depósitos para Melhor Longa Metragem Portuguesa). Em 1975, a equipa de Thomas Harlan filmou a ocupação da herdade da Torre Bela, no centro de Portugal. Três décadas e meia depois, “Linha Vermelha” revisita esse filme emblemático do período revolucionário português: de que maneira Harlan interveio nos acontecimentos que parecem desenrolar-se naturalmente frente à câmara? Qual foi o impacto do filme na vida dos ocupantes e na memória sobre esse período? O preço dos bilhetes é de 4€ e de 2€ para o sócios do Cineclube.

26 Maio 2011 O RIBATEJO 11


Região

OPINIÃO

Em defesa da educação de adultos

José Raimundo Noras

O

que está escondido por detrás do actual ataque infeliz às Novas Oportunidades é sobretudo a concepção imobilista do todo social, para a qual os bloqueios ao acesso à educação são úteis, porque não permitem a mobilidade social, nem a superação de condições desigualitárias, a priori. Quando todos sabemos que durante muitas décadas à maioria da população, sobretudo às mulheres, foi vedado o acesso ao ensino, por motivos políticos, ideológicos ou económicos, atacar um programa qualificador (dotado, entenda-se, de vários tipos de solução para a conclusão dos percursos formativos ou de reconhecimento de competências), para além de revelar desconhecimento da realidade, é uma monstruosidade intelectual. A fonte da ignorância está em todos nós e nas nossas limitações enquanto seres dotados de razão. Contudo, pior que o ignorante que tem consciência da sua condição mas procura o saber, será aquele que dando ares de sapiência, nem conhece o significado das palavras que utiliza. A nós, enquanto cidadãos, urge defender um modelo alternativo de qualificação que veio, pela primeira vez, depois das experiências de Educação Popular do após 1974, atacar realmente o problema da Educação de Adultos, em Portugal. A outra ignorância, aquela ignomínia crapulosa de que falava Garrett, essa serve o interesse das direitas na defesa das elites, talvez por isso tantos se preocupem em vedar o acesso ao ensino. Uma população qualificada, procurará, cada vez mais, pensar sobre o mundo e esse é um perigo que muitos não estão dispostos a correr. jmrnoras@gmail.com 12 O RIBATEJO 26 Maio 2011

Santarém

Jovens fugiram da cela do tribunal com a ajuda de uma cadeira Arguidos estão acusados de evasão, furto qualificado e detenção de arma proibida Uma simples cadeira com os pés revestidos a metal foi o suficiente para que dois jovens se evadissem da cela de detenção do Tribunal de Santarém, enquanto aguardavam para ser ouvidos por um juiz de instrução criminal. A fuga ocorreu a 12 de Janeiro, após a dupla ter sido capturada pela PSP numa vinha nos campos agrícolas da Ribeira de Santarém, quando tentavam arrombar uma máquina de tabaco furtada. Um dos jovens, de 18 anos, andou três dias a monte, ao passo que o cúmplice, de 24, foi capturado pela PSP sete dias depois da fuga. Segundo o relato de um dos fugitivos que consta do processo judicial, a que o nosso jornal teve acesso, ambos conseguiram libertar-se da fita plástica que lhes prendia as mãos atrás das costas. De seguida, agarraram na cadeira que estava esquecida no interior da cela e usaram um dos pés, revestidos a metal, para forçar a corrente de aço que estava presa às grades por um cadeado. Quando um dos elos da corrente cedeu, os jovens ficaram com o caminho livre, pois não estava ninguém a vigiá-los. Percorreram o corredor e saíram pela porta das traseiras do tribunal, que estava apenas fechada no trinco, por dentro. Os arguidos, naturais de Almeirim e Santarém, estão acusados pelo Ministério Público (MP) dos crimes de evasão, furto e furto qualificado, roubo e detenção de arma proibida. O mais novo vai ainda responder por condução de veículo sem habilitação legal. São suspeitos de terem começado por furtar um carro na rua Pedro Calmon, em Santarém, na madrugada de 11 de Janeiro. De seguida, pelas 7h30, roubaram por

Biodiversidade em exposição na Casa do Ambiente AMBIENTE A Casa do Ambiente tem patente, até dia 15 de Junho, a exposição “Biodiversidade” do Instituto de Conservação da Natureza e Biodiversidade (ICNB). É composta por 24 painéis que abordam os temas da floresta, áreas protegidas, legislação europeia e nacional aplicada à protecção da biodiversidade, a problemática do comércio internacional de espécies da fauna e da flora selvagem ameaçadas de extinção, entre outros. A exposição “Biodiversidade” foi elaborada pelo ICNB no âmbito do Ano Internacional da Biodiversidade – 2010 com objectivo de alertar para a importância da conservação da biodiversidade.

Aluno da Escola Ginestal Machado vence concurso nacional

A porta das traseiras estava apenas fechada no trinco esticão a mala a uma mulher que caminhava na rua Pedro Canavarro, tendo depois abandonado a mala já vazia, na zona do Alto de Bexiga. Na mesma manhã, assaltaram ainda o bar Vitorino’s, no miradouro do liceu Sá da Bandeira. Após terem cortado a lona da esplanada com um x-acto, arrombaram a porta de entrada e roubaram 80 euros em dinheiro da caixa e a máquina de tabaco, que continha 227 maços, no valor de 845,54 euros, e 264,65 euros em moedas. Transportaram-na no carro roubado até à vinha onde foram apanha-

Arguidos, de 18 e 24 anos, encontramse em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Leiria

dos pela PSP, depois de terem tentado a fuga por uma zona enlameada e inundada devido às cheias de Janeiro. Além de ter recuperado o veículo e o produto furtado no Vitorino’s, a polícia apreendeu ainda uma moca de madeira com 48 centímetros. Recorde-se que, quando foi detida pela primeira vez, esta dupla era também suspeita de uma tentativa de sequestro de uma estudante, menor de idade, que ia a caminho da escola. Segundo o MP, os arguidos terão proferido alguns piropos a várias meninas, mas não há indícios de que tenham tentado colocar à força uma delas dentro do carro. As raparigas foram ajudadas por um outro miúdo que acabou por ser agredido fisicamente, mas que não quis apresentar queixa. Os arguidos encontram-se em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Leiria.

CULTURA O aluno da Escola Dr. Ginestal Machado, João Filipe Quintas Madeira, da turma A do 9º ano, obteve o 1º prémio na final do Concurso Nacional de Leitura - Ler+, no tocante ao 3º Ciclo do Ensino Básico, que decorreu no passado sábado, dia 21 . A gravação do Concurso teve lugar em Lisboa no décor do popular concurso televisivo “Quem Quer Ser Milionário”. O aluno foi acompanhado por alguns dos seus familiares e da Escola Ginestal Machado foi acompanhado pelas docentes Elisabeta Duarte, como Coordenadora do PNL, Maria Emília Santos, coordenadora do Departamento de Línguas e Culturas e Amélia Noras, coordenadora da Biblioteca/BECRE.


Poesia, música e artes plásticas no Fórum Mário Viegas

Leonor Alvim tem varios projectos artísticos no Brasil e Estados Unidos.

O debate contou com os historiadores Jorge Custódio e Alice Lázaro, o geógrafo Jorge Gaspar, o antropólogo Aurélio Lopes, e a moderação de José Andrade. João Baptista

Ribatejo, em busca de uma identidade regional Existe uma identidade regional do Ribatejo? Existirá um homem do Ribatejo? Um antropólogo, um geógrafo e dois historiadores debatem a questão. João Baptista joao.baptista@oribatejo.pt

“A realização de um ciclo de conferências sobre o tema do Ribatejo - memória e identidade, foi o desafio que esta nova direcção do Centro Cultural Regional de Santarém aceitou levar por diante”, afirmou a presidente da direcção do CCRS Lurdes Asseiro na apresentação da primeira conferência. Jorge Custódio abordou a temática da história de Santarém até à sua conquista por d. Afonso Henriques. À luz das investigações realizadas nos últimos anos, verifica-se que Santarém era uma cidade islâmica de tal modo importante que ofuscava Lisboa. Jorge Custódio releva o trabalho dos povos árabes nas lezírias de Albisquer, trabalho hidráulico que consistiu em unir os

mouchões formando a lezíria, palavra de origem islâmica que significa ilha. Alice Lázaro falou da sua investigação sobre a comenda da Ordem de Santiago e a sua instalação na Lagoalva, Alpiarça, em 1193, trabalho que resultou na publicação de três livros. O geógrafo Jorge Gaspar falou da dificuldade em perceber a identidade do Ribatejo. Autor de várias obras sobre as regiões portuguesas, o geógrafo refere que até meados do século XX sempre se falou do território de Santarém e nunca do Ribatejo. Vencedor do prémio Universidade de Lisboa 2009/2010, Jorge Gaspar sublinhou na importância do Tejo para Lisboa, que sem o rio não teria passado de um mero porto de pesca e com o Tejo conseguiu resistir à força peninsular

e afirmar-se como a capital de um vasto território nacional. Segundo Jorge Gaspar, o Ribatejo nasce por via fluvial a partir de Lisboa, tal como o Oeste nasce a partir da via férrea: “Navegar para Ribatejo era subir o Tejo, e a toponímia dos primeiros portos a partir de Lisboa denunciam a origem da palavra,que em 1936, com o Estado Novo, é atribuída à pro-

5 conferências,sobre o tema “Ribatejo - no caminho de uma identidade” vão ter lugar no Centro Cultural Regional de Santarém até Novembro, com a participação de destacados especialistas.

víncia que abrange o território de Santarém e a antiga província da alta Estremadura”. Aurélio Lopes falou das comunidades do Ribatejo, unidade e diversidade cultural. Começou por desmontar o mito do campino como arquétipo regionalista do homem ribatejano, personagem sem correspondência com a realidade e que exclui importantes grupos da população, entre os quais se destacam as mulheres ribatejanas. O antropólogo destaca as populações da borda d’água como a matriz em que a cultura regional tem contornos mais diferenciados. Na caracterização dos principais traços da identidade cultural dos homens e mulheres ribatejanos destaca a afirmação e ostentação laboral, que estão na origem da expressão ser “um braço de trabalho”.

CULTURA O Centro Cultural Regional de Santarém (CCRS) promove a apresentação do livro de poesia “Palavras Soltas”, de Leonor Alvim, com apresentação de Pedro Canavarro. A apresentação do livro terá lugar sábado, dia 28, às 18 horas, e incluirá uma mostra dos trabalhos do workshop e panos collage realizdos por Graça Morgadinho, Maria de Jesus Natividade, Emília Ferreira Guerra Santos e Maria do Rosário Sacramento Marques. Incluirá também o projeto Cor Som Movimento – Palavras Soltas – com a projecção de um vídeo de autoria de Luis Ramos, com música de António Celso Ribeiro e voz de Janete Mendes. O livro de poemas de Leonor Alvim inclui 11 ilustrações de panos collage – temas de 11 poemas. A apresentação estará a cargo de Pedro Canavarro, com música de autoria de António Celso Ribeiro, voz de Janete Mendes e imagem visual de um CD, de autoria de Luis Ramos. O porjecto cor-som-movimento é composto por 11 painéis de panos collage, técnica desenvolvida pela artista e criados a partir de tecidos. este projecto pretende realizar eventos colectivos de expressões artísticas, tema defendido em 2002 em Mestrado na Universidade Presbiteriana Mackenzie em São Paulo, como bolseira do Estado português.

26 Maio 2011 O RIBATEJO 13


Região

Rio Maior

O homem que disparou sobre as duas mulheres que o tentaram deixar

01

Vítima de tentativa de homicídio, a primeira esposa de Eurico Madeira pagou-se na mesma moeda: deu-lhe um tiro de pistola nas costas, à traição. João Nuno Pepino joao.pepino@oribatejo.pt

Quase duas semanas após o crime, continuam internadas em estado grave as duas vítimas de Eurico Madeira, o homem que disparou a matar sobre a ex-companheira e o enteado num café em Cabeça Gorda, Rio Maior. A mulher, Florinda Azenha, permanece no Hospital S. Francisco Xavier, ao passo que o filho Rodrigo está em Abrantes, isolado numa unidade dos cuidados intensivos. Tudo indica que a dupla tentativa de homicídio foi premeditada. “Um dia antes da

Relação marcada pela violência doméstica

. Antes de se dirigir ao café, no dia do crime, Eurico pediu a uma vizinha que tomasse conta da sua cadela, a única companhia que tinha na sua casa em Vale da Rosa. Deu a entender que não regressaria.

. Segundo o cunhado, o arguido bateu na ex-mulher durante anos e era muito severo com os filhos, “que sofreram bastante ao crescer”.

. No total, o pai de Florinda teve 23 filhos, de duas mulheres. Alguns deles já faleceram. 14 O RIBATEJO 26 Maio 2011

desgraça, disse-me que ia matála, não suportava vê-la com outro homem”, disse ao nosso jornal Fernando Azenha, irmão de Florinda. Eurico vivia possuído pelo ciúme e cego pela raiva de ver a mulher envolvida num novo relacionamento. “Achava que andavam a gozar com ele e via aquilo como uma provocação”, acrescenta o cunhado, descrevendo-o como “desorientado e obcecado”. Eurico Madeira nasceu em 1953, na aldeia de Ribeira de Fráguas, fruto de um relacionamento extra-conjugal entre a mãe e um homem mais velho que acabou por abandoná-la com um filho nos braços. Apesar da mãe se ter juntado depois “com um homem sério, ele nunca foi muito bem visto logo desde pequenino por causa disso. Ainda por cima naquele tempo”, relata uma moradora, que pede para não ser identificada. Concluiu a instrução primária na escola da aldeia e começou a trabalhar desde muito novo no campo e em pecuárias da região, actividade que manteve durante boa parte da vida adulta. Curiosamente, Florinda, nascida na aldeia vizinha de Fráguas, foi a sua primeira grande paixão. “Ele bem tentou namorá-la, mas o meu pai proibiu-a. Achava que não era de boas famílias e não gostava dele”, recorda o cunhado. Cada um seguiu para seu lado e Eurico casou com Teresa, natural das Fráguas. Após o matrimónio, compraram uma propriedade em Vale Marinhas e tiveram um filho, Pedro, antes de uma separação violenta que

acabou a tiro. Há cerca de 25 anos, o homem não conseguiu perdoar os rumores de uma alegada traição à então esposa, que o queria abandonar, e tentou matá-la com um tiro de caçadeira. Teresa acabou ferida num braço e Eurico detido pela GNR, tendo sido posteriormente julgado por tentativa de homicídio no Tribunal de Rio Maior. Foi condenado a nove anos de prisão, mas cumpriu apenas quatro, nas Caldas da Rainha e em Alcoentre. Esta primeira esposa pagouse na mesma moeda, no final de uma das sessões do julgamento. Teresa apanhou Eurico de costas e disparou à traição um tiro de pistola que o colocou na cama de um hospital durante largos meses. “Teve sorte”, disseram na altura os médicos, pois o projéctil falhou a coluna vertebral por centímetros. Esse facto contribuiu para a sua libertação precoce, até porque tinha um filho pequeno para criar; a mãe abandonou Pedro ainda criança. Quanto a Florinda, casou nova com um namorado de A dos Negros, Óbidos, para onde foi residir. Teve três filhos: Hélder, Rodrigo e Pedro. Poucos anos mais tarde, o primeiro marido ficou incapacitado na sequência de um acidente em Fráguas, numa das ocasiões em

Florinda foi o primeiro amor de Eurico. Pai da mulher nunca consentiu relacionamento.

que vinham visitar a família. Foi quando regressou à aldeia com três filhos pequenos para criar. Quis o destino que a mulher encontrasse novamente Eurico, já solto do cárcere. O casal juntou os trapos e foi residir para uma pecuária na freguesia vizinha de São João da Ribeira, como caseiros. Segundo os residentes, trabalharam noutras suiniculturas e vacarias das redondezas até assentarem arraiais em Vale da Rosa, na casa onde moravam quando se deu a separação, em Junho

de 2010. Mesmo sem terem oficializado a relação através do casamento, partilharam cama e mesa durante 20 anos e criaram os quatro filhos. Ainda juntos, Eurico ficou sem emprego, e foi Florinda quem sustentou a casa durante muito tempo. “Ultimamente, não queria trabalhar, mas nunca deixou de ser muito amigo da paródia e das mulheres”, conta Fernando Azenha, para quem a irmã “pura e simplesmente, fartou-se” e foi procurar nova vida. “Ele chegou a dizer-me que, se matasse a Flo-


02

03

Coruche

Salvaterra de Magos

Dionísio Mendes quer médicos em Coruche

Ladrões assaltam sede da Águas do Ribatejo e levam informação sensível

SAÚDEO presidente da Câmara Municipal de Coruche, Dionísio Mendes, exige que o Ministério da Saúde coloque dois médicos no centro de saúde da vila até final do mês de Maio, mesmo que sejam estrangeiros. Esta foi uma promessa feita ao autarca pelo próprio secretário de Estado durante a última reunião que tiveram, em Abril. “É legitimo, normal e desejável que se prossiga o programa de recrutamento de médicos no estrangeiro, que colmatará a curto-prazo algumas lacunas. Não havendo a possibilidade de ter clínicos portugueses, exigimos a vinda de médicos estrangeiros”, salienta Dionísio Mendes.

Empresa garante que ladrões não vão ter acesso a dados pessoais sobre clientes CRIME A sede da empresa intermunicipal Águas do Ribatejo, em Salvaterra de Magos, foi assaltada por volta das 6 horas da madrugada de sexta-feira, 20 de Maio, altura a que foi accionado o alarme de segurança. Os ladrões, ainda não identificados, provocaram prejuízos elevados ao levar do departamento comercial todos

os computadores, monitores, telefones e até um retroprojector usado nas acções de formação. O funcionamento deste departamento da Águas do Ribatejo ficou inoperacional durante a manhã, tendo o sistema sido totalmente reposto durante a tarde. O equipamento furtado continha bases de dados relativos a clientes e conteúdos sensíveis para a sua actividade normal da empresa, mas fonte da Águas do Ribatejo garantiu ao nosso jornal que os ladrões não tiveram acesso a informação confidencial nem a empresa

perdeu dados sobre clientes. Os computadores estavam protegidos com passwords e os backups guardados num servidor, pelo que a actividade foi rapidamente retomada. Os suspeitos partiram uma janela lateral para entrar no edifício. Ao sair, deixaram cair alguns objectos, que ficaram inutilizados. O caso foi entregue ao Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Coruche, que esteve no local a recolher provas, entre as quais impressões digitais e amostras de sangue que se presume serem dos autores do crime.

Almeirim Encontro promove cultura de Macau no Ribatejo

01 Eurico Madeira está em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Leiria. 02 Fernando Azenha, irmão de Florinda, e Ana Tomás, esposa de Rodrigo. 03 Rodrigo Tomás, o enteado, está internado no Hospital de Abrantes.

rinda, também levava o novo companheiro”, referiu ainda o irmão. Os dois filhos menores de Rodrigo são a grande preocupação da família. “Revolta-me o que ele fez ao enteado, sabendo que tem duas crianças de 3 e 5 anos para sustentar”, diz Fernando, que acolheu a esposa do sobrinho e as crianças enquanto o homem luta pela vida no Hospital de Abrantes. A esposa de Rodrigo, Ana, não tem dúvidas: “quando ele sair cá para fora, mata-a de certeza. É homem para isso”.

GASTRONOMIA No seguimento do protocolo de cooperação entre a Confraria Gastronómica de Almeirim e a Confraria da Gastronomia Macaense, realizou-se no passado sábado, 21 de Maio, uma acção de promoção de Macau em Almeirim. O salão nobre da Câmara acolheu a palestra encontro de comunidades, que teve como oradores Rudolfo Faustino, coordenador do Centro de Promoção e Informação Turística de Macau (CPITM) em Portugal, Pedro Choy, especialista em medicina tradicional chinesa radicado há muito anos no Ribatejo, e Graça Pacheco Jorge, chefe de cozinha crioula de Macau. Esta iniciativa incluiu ainda um encontro de gastronomia macaense e almeirinense no refeitório da Câmara Municipal de Almeirim, onde foi servida sopa de pedra, o prato emblemático da confraria ribatejana, e minchi, um das receitas mais tradicionais de Macau.

GNR de Coruche recolheu impressões digitais e vestígios de sangue

Benavente

Almeirim

Encapuzado rouba maço de notas em bomba de gasolina

Violoncelista morre em acidente de viação

Rotários prestam homenagem a Salomé Rafael

ASSALTOUm indivíduo encapuzado assaltou à mão armada o posto de combustível da Galp em Benavente, no domingo. O assaltante entrou no gabinete de apoio e apanhou de surpresa o funcionário, numa altura em que estava sozinho na bomba. Apontou-lhe uma pistola e fugiu com um maço de notas num valor que não foi divulgado.

SINISTROKenneth Frazer, violoncelista da Orquestra Sinfónica Portuguesa, morreu num acidente de viação na EN118, perto de Samora Correia, no domingo, 22 de Maio. O músico irlandês foi a única vítima mortal de uma colisão frontal entre dois carros que provocou mais sete feridos.O sinistro terá sido provocado por um terceiro carro que se pôs em fuga.

SUCESSOPelo seu percurso nas áreas da gestão e do ensino, a presidente da Associação Empresarial de Santarém (Nersant), Salomé Rafael, vai ser alvo de uma homenagem profissional promovida pelo Rotary Club de Almeirim. A cerimónia realiza-se na sextafeira, 27 de Maio, às 18h30, numa sessão solene que vai decorrer no salão nobre da Câmara de Almeirim.

26 Maio 2011 O RIBATEJO 15


Região

Cartaxo

Almeirim

Detido por agressão ao comandante da PSP

Foi Maria Isabel Rodrigues, a mãe da vítima mortal, quem viu as mensagens no telemóvel do filho

Enviou SMS à namorada a dizer que o pai o ia matar Arguido admitiu em tribunal que tinha consumido vinho e cerveja antes de pegar no carro e sofrer o acidente que vitimou o próprio filho. João Nuno Pepino joao.pepino@oribatejo.pt

“Mor, antes de morrer quero dizer que te amo muito” ou “o homem ‘tá doido e eu vou com ele de carro” são apenas duas das várias mensagens SMS que João Paulo Amaral enviou à namorada minutos antes de perder a vida num acidente automóvel, a 20 de Março de 2009. O facto do jovem, então com 17 anos, ter tido o discernimento para transmitir à rapariga que o pai estava “bêbedo” e conduzia como um louco dominou a primeira sessão do julgamento em que o progenitor, António Rodrigues, de 52 anos, está acusado de um crime de homicídio por negligência. O acidente ocorreu quando António Rodrigues, que reside em Fazendas de Almeirim, pegou no carro para levar o filho a Ribeira de S. João, Rio Maior, a um treino de ciclismo, modalidade que praticava 16 O RIBATEJO 26 Maio 2011

nos Rapiocantes. Na Estrada Nacional 114, a seguir a Santarém, o arguido tentou uma ultrapassagem arriscada e perdeu o controlo ao veículo, que embateu num pilar de uma ponte. A violência da colisão foi toda do lado de João Paulo, que seguia no banco do pendura e teve morte imediata no local. No Tribunal de Santarém, na quinta-feira, 19 de Maio, a mãe da vítima mortal, Maria Isabel Rodrigues, explicou que só teve conhecimento das mensagens de telemóvel no dia do funeral de João Paulo. Sem sequer a conhecer, a mulher disse ter sido abordada pela namorada, que lhe mostrou os SMS que recebeu minutos antes do acidente fatal. A mulher foi confirmar o envio das mesmas no telemóvel do filho, e requereu que a sua transcrição fosse incluída no processo judicial contra o ex-marido. A jovem pode vir a ser chamada a tribunal, uma vez que, no final

da sessão, o advogado de Isabel Rodrigues, João Leitão, fez um requerimento para que a operadora móvel forneça a identificação e a morada da utilizadora do número para o qual João Paulo enviou as mensagens, à data do acidente. A diligência foi deferida pelo juiz Duarte Silva, que a considerou importante tendo em conta a matéria que consta dos autos. A acusação do Ministério Público é também omissa em relação ao facto do arguido

70 o acidente ocorreu ao quilómetro 70 da Estrada Nacional 114, a seguir a Perofilho, freguesia da Várzea, concelho de Santarém. António Rodrigues negou que ia a conduzir em excesso de velocidade.

conduzir alcoolizado, mas o relatório do acidente da PSP (que está no processo) refere que António Rodrigues acusou uma taxa de 1,03 g/l de álcool no sangue, quando fez a contra-prova já no Hospital de Santarém. Nesta primeira sessão, o arguido admitiu ter ingerido vinho ao almoço e três ou quatro cervejas uma hora antes de pegar no carro. O acidente destruiu a vida familiar de António Rodrigues, que entretanto foi condenado pelo Tribunal de Almeirim por um crime de violência doméstica a dois anos e seis meses de prisão, em pena suspensa. Segundo o processo, a que o nosso jornal teve acesso, o homem começou a discutir frequentemente com Maria Isabel Rodrigues após a morte de João Paulo, por desavenças em relação à indemnização dos seguros de vida e a questões de partilhas, tendo-a agredido em três ocasiões, entre Agosto e Outubro de 2009.

CRIME Um homem de 60 anos foi detido após ter agredido fisicamente o comandante da PSP do Cartaxo, durante uma operação de fiscalização rodoviária realizada ao final de tarde de sexta-feira, 20 de Maio. O condutor exaltou-se após os agentes terem detectado que seguia numa viatura com falta de inspecção periódica desde 2009 e se preparavam para o autuar por várias infracções. Segundo um comunicado da PSP, o homem injuriou e empurrou os polícias e provocou inclusivamente ferimentos no comandante da esquadra do Cartaxo, Sérgio Pombo Mendes, que foi assistido no centro de saúde da cidade. Durante a madrugada de sexta-feira, a PSP deteve mais quatro indivíduos no Cartaxo. Dois deles, de 16 e 17 anos, tinham escalado a parede de um estabelecimento comercial e preparavam-se para roubar um computador portátil avaliado pelo proprietário em 400 euros. Os outros dois, de 23 e 27 anos, de nacionalidade estrangeira, furtaram uma máquina de tabaco de um estabelecimento comercial, depois de terem arrombado a porta de entrada principal com um pé de cabra.

Paulo Fonseca e Idália Serrão debatem políticas sociais POLÍTICA Idália Serrão, secretária de Estado da Reabilitação, é a oradora principal de uma sessão de debate sobre políticas sociais, que se realiza no centro cultural do Cartaxo na quintafeira, 26 de Maio, às 21h30. O encerramento estará a cargo de Paulo Fonseca, o presidente da federação distrital de Santarém do PS. O moderador do debate será Pedro Magalhães Ribeiro, presidente da concelhia do PS Cartaxo, estrutura partidária responsável pela organização da iniciativa, que é aberta a todos os cidadãos.


Golegã

Centro de alto rendimento já tem primeira pedra Complexo de oito hectares terá condições de excelência para os desportos equestres INVESTIMENTO A Câmara da Golegã aproveitou a realização da XIII Expoégua para lançar simbolicamente a primeira pedra do futuro Centro de Alto Rendimento (CAR) em Desportos Equestres, cuja construção arranca ainda este ano num terreno de oito hectares adquirido pela autarquia. O investimento total ronda os três milhões de euros, pagos a 70% por uma candidatura ao QREN e a 5% pelo Instituto do Desporto de Portugal, cabendo os restantes 20% ao município. “Este acto simbólico é o pri-

meiro momento de uma obra não só muito bonita, mas também importante para a Golegã e para o desporto nacional”, frisou o secretário de Estado do Desporto, Laurentino Dias, que foi o convidado de honra da cerimónia, realizada na manhã de sábado, 21 de Maio. O responsável salientou que os CAR estão a ser lançados numa lógica que cumpre a dupla função de dar aos atletas nacionais as melhores condições de treino e de atrair investimento

A égua Alteza, uma puro-sangue lusitana da Coudelaria Santa Bárbara, foi eleita “Égua de Ouro”.

estrangeiro para o país. “Estes centros têm o objectivo de atrair atletas das mais variadas proveniências que encontrem em Portugal condições únicas de treino e de preparação”, explicou, acrescentando que se trata de “aproveitar aquilo que o desporto pode dar ao país, como alavanca para o seu próprio desenvolvimento económico”. “A juntar às infra-estruturas que já tem, e que são muito boas, este investimento ajuda não só o desporto na sua representação ao mais alto nível, mas também a Golegã a solidificar a sua marca”, concluiu. Para o presidente da Câmara, o futuro CAR “é a cereja em cima do bolo porque a Golegã é a capital do cavalo a tempo inteiro, e conseguiu as infra-estruturas

CAR vai custar cerca de 3 milhões de euros e os equipamentos necessários para se afirmar na Europa e no mundo”. Profundo conhecedor do mundo equestre, Veiga Maltez não tem dúvidas que esta é uma área “onde Portugal se pode distinguir e afirmar”. “As equipas sul-americanas, ou seja, todas as que têm que passar pela Europa para fazer

o circuito mundial e os Jogos Olímpicos, estão a estagiar na Alemanha com quatro graus negativos, e a almoçar ou jantar em França com um nível económico muito mais caro”, exemplificou o autarca, sublinhando que Portugal tem condições muito mais atractivas que outros países da Europa. PUBLICIDADE

26 Maio 2011 O RIBATEJO 17


Região

Tomar

Sardoal

Mação

PSP deteve seis jovens suspeitos de roubos e tráfico de droga

Força Especial de Bombeiros vai manter-se no concelho

Alunos ganham viagem a Paris em concurso de ciência

CRIME A PSP de Tomar dete-

ve seis indivíduos, um deles menor, na sequência de sete buscas domiciliárias a casas na cidade, no âmbito de uma investigação a furtos em residências e estabelecimentos comerciais daquela zona. A operação, que se realizou na sexta-feira, 20 de Maio, permitiu a polícia apreender 310 doses individuais de haxixe, 9.970 euros em dinheiro, vários maços de tabaco, um bastão extensível, uma soqueira, uma faca de mato, uma faca tipo borboleta, diversos cartuchos de caçadeira calibre 12, um computador portátil e diversos telemóveis, quer dos arguidos quer resultantes de furtos. Um dos suspeitos, com 19 anos, foi detido por tráfico de estupefacientes e quatro foram constituídos arguidos e sujeitos a termo de identidade e residência, adianta a PSP em comunicado.

Autoridades querem manter capacidade de resposta numa zona considerada muito sensível INCÊNDIOS Uma equipa da Força Especial de Bombeiros (FEB) vai permanecer no Sardoal para reforçar a capacidade de resposta numa região muito exposta aos incêndios florestais, garantiu o secretário de Estado da Protecção Civil na sexta-feira, 20 de Maio. À margem da assinatura de um protocolo para a entrega de um veículo de socorro aos bombeiros de Sardoal, Vasco Franco disse à Lusa que uma equipa de 15 “canarinhos” vai manter-se para dar cobertura a uma zona “muito sensível” e que abarca a maior mancha florestal existente na região norte do

Sardoal vai manter uma força com 15 canarinhos distrito de Santarém. Durante a semana, o PS do Sardoal acusou a maioria PSD que gere o concelho de ser responsável pela saída da FEB para Almeirim, apontando o “incumprimento” de um protocolo estabelecido em 2008 com a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) e que previa a requalificação de uma antiga escola em Sardoal, um investimento

até hoje não efectuado. O vicepresidente da Câmara do Sardoal, Miguel Borges, assegurou que este acordo com a ANPC se mantém “válido”, e disse que um destacamento desta força vai permanecer no concelho, nomeadamente ”na altura de maior risco de incêndios”. No entanto, o autarca defendeu a necessidade de “reavaliação” do protocolo de 2008, nomeadamente a “relação custo-benefício” do investimento a efectuar na requalificação da antiga escola de Andreus, avaliado em cerca de 500 mil euros, para ali instalar a FEB. “A questão é pacífica”, vincou o secretário de Estado, tendo afirmado que a ANPC chegou a um “consenso” com a autarquia para “redefinir um investimento que seja mais adequado” à actual conjuntura financeira e económica do país.

ENSINO A equipa “Horizontes”, do agrupamento de escolas Verde Horizonte de Mação, ficou em segundo lugar no concurso “Se eu fosse... cientista”, promovido pela Ciência Viva e pelo jornal “Ciência Hoje”. Com um trabalho exaustivo sobre a vida e obra de Marie Curie, duas vezes o Prémio Nobel da física, os alunos foram contemplados com uma viagem a Paris. Os prémios foram entregues no sábado, 21 de Maio, na Figueira da Foz, durante a gala da ciência. O concurso, que contou com o apoio do Ministério da Educação, reuniu um total de 246 equipas escolares de todo o país que, ao longo de vários meses, estudaram a história de mais de 150 cientistas, a maioria dos quais portugueses. Uma equipa da escola Mário Sacramento, de Aveiro, foi a vencedora do concurso, tendo a equipa CSI - Cientistas Sob Investigação, da escola da Ribeira Grande, na ilha de São Miguel, nos Açores, ficado pelo terceiro lugar.

Torres Novas

Três feridos a tiro num café

Oito milhões de investimento a iniciar de imediato

ENGANO Três homens, com idades entre os 30 e os 60 anos, foram feridos por tiros de caçadeira disparados por um carro em andamento para o interior de um café em Casal Sentista, concelho de Torres Novas, na noite de domingo, 22 de Maio. As autoridades acreditam que os autores dos disparos tinham um alvo concreto, mas acabaram por acertar em vítimas inocentes que nada têm a ver com um suposto caso de vingança. Dois dos indivíduos ficaram feridos com gravidade e foram transportados ao hospital, mas já não correm perigo de vida. O caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária de Leiria.

OBRAS PÚBLICAS O presidente da câmara de Torres Novas apresentou um conjunto de investimentos da ordem dos 8,1 milhões de euros “que se vão iniciar de imediato”. “Num tempo em que está tudo parado, é importante passar a mensagem de um pacote de obras desta dimensão”, que, ou já começaram, ou começam dentro de um mês, disse António Rodrigues à Lusa. A educação é o sector com maior volume de investimento, 4,7 milhões de euros, na construção do centro escolar da Olaia (1,6 milhões de euros) e a requalificação da escola Dr. António Chora Barroso, 3 milhões. Seguem-se as

18 O RIBATEJO 26 Maio 2011

acessibilidades, 1,7 milhões, com a requalificação de estradas e ruas e a criação de um “percurso acessível” (sem obstáculos) no centro da cidade, entre a biblioteca e o parque de estacionamento. Na renovação urbana, serão feitos investimentos de 1,68 milhões de euros, concretamente no projecto de recuperação da Casa das Lezírias, no Jardim das Rosas, que irá acolher a universidade da terceira idade, e a recuperação da antiga cerca da vila. Dos 8,1 milhões de euros, 7,7 milhões contam com financiamento comunitário (5,6 milhões de euros) e da administração central (928

António Rodrigues mil euros). Para as obras cofinanciadas, a autarquia terá que disponibilizar 1,6 milhões de euros, contendo este pacote mais 438,7 mil euros de investimento exclusivamente municipal.

Acções de formação para agentes económicos EMPRESAS A segunda sessão de formação para agentes económicos e empresas de Mação vai decorrer na sala de reuniões do Contrato Local de Desenvolvimento Social, nas instalações da antiga escola secundária de Mação, na terçafeira, 31 de Maio, às 19h30. Estas sessões, realizadas no âmbito do projecto AproxiMação, têm como objectivo divulgar as potencialidades dos recursos endógenos do concelho e sensibilizar as empresas para a expansão das suas actividades. A formação será ministrada por Fernando Monteiro, coordenador do Gabinete de Empreendedorismo de Mação, e Vera Rodrigues, licenciada em Marketing, que falará sobre a imagem da empresa.


Região

Rota das freguesias Várzea

Várzea, freguesia do concelho de Santarém, tem 1845 habitantes e possui uma área de 21 850 km2. Tem como principais lugares da freguesia Aramanha, Cortelo, Mafarra, Perofilho e Vilgateira. Da sua criação apenas se sabe que já era povoada durante a ocupação árabe e o seu nome, Várzea é um agrotopónimo, alusivo a campos planos e férteis. É uma freguesia predominantemente agrícola, rica no cultivo de cereais e da oliveira. Já no sector secundário destaque para a Zona Industrial e a existência de duas das maiores cervejeiras nacionais, que oferecem emprego na região. É uma freguesia com devoção à Nossa Senhora da Conceição.

José Coelho diz que protocolos referentes à publicidade não estão a ser cumpridos e que ainda não viram um cêntimo

Várzea quer solução para zona industrial Construção de uma mini-etar poderia ser uma solução para alguns lugares da freguesia, onde as águas das fossas correm a céu aberto. Vânia Clemente vania.clemente@oribatejo.pt

A freg uesia da Várzea há anos que espera um projecto de requalificação para a zona industrial. Uma obra que até ao momento não aconteceu e que segundo José Coelho, presidente da Junta de Freguesia da Várzea, vai continuar esquecida e “sem escoamento de águas pluviais, valetas fundas e perigosas, sem uma única passadeira e com erva que continuará a crescer” porque, diz ele, “nós não a vamos cortar”. Palavras amargas de José Coelho, que afirma que, até ao momento, a Câmara Municipal de Santarém não gastou um cêntimo na área da zona industrial e “parece que ficámos esquecidos”. Confrontado com as necessidades da freguesia, José Coelho adianta que a falta de sane-

amento continua a ser uma necessidade, principalmente em Perofilho, Vilagateira e Aramanha, “pólos onde o saneamento faz muita falta, porque há casas que não têm espaço para construir fossas, outras ligam-nas directamente às valetas e correm a céu aberto”, palavras do presidente que adianta que a construção de uma mini-Etar poderia ser uma solução para o problema, durante os próximos anos. Quanto a novos projectos, José Coelho afirma que havia o projecto para a construção de um polidesportivo na freguesia, que servisse toda a população e proporcionasse momentos de lazer e bem-estar, mas “continua em banho-maria porque a Câmara Municipal, ainda no tempo do vereador Ramiro Matos, ficou de ceder parte das verbas, deu os primeiros 10 mil euros e depois fomos esquecidos”. Uma situação que

o presidente da Junta lamenta. Segundo José Coelho, para além de não cumprirem com os projectos, também não pagam as dívidas que assumiram com a Junta de Freguesia. Diz ele: “Não nos dão os duodécimos e já lá vão quase 80 mil euros no total e esquecem-se que nós também temos responsabilidades e não podemos dever a funcionários nem à segurança social”. José Coelho afirma ainda que uma vez que não há verbas, a Câmara Municipal poderia, no entanto, ceder algum equipa-

“Na área da saúde não há críticas nem grandes filas”. Com médico de família permanente a população diz-se bem servida.

mento para requalificação dos espaços verdes e valetas, “era uma maneira de nos calar”. Mas nem tudo são más notícias, José Coelho realça que na saúde toda a freguesia está bem ser vida e tem acesso aos cuidados primários com médico de família e serviço de enfermagem três vezes por semana, e têm ainda o serviço de análises todas as terças-feiras, no Posto de Saúde, a funcionar no edifício da Junta de Freguesia. De acordo com o presidente da Junta, “não há críticas nem grandes filas e os mais velhos vêm ao médico e acabam sempre por usufruir dos serviços da Junta de freguesia”. Uma freguesia onde, diz o autarca, também se vivem tempos difíceis, com as dificuldades a aumentar devido à grave situação económica que os país atravessa e à qual a Várzea não é alheia. 26 Maio 2011 O RIBATEJO 19


Região

Rota das freguesias Várzea

Filipe Carvalho volta às competições de motociclismo

“Os Galitos da Várzea” recuperam instalações

Motociclista disputará campeonato nacional de velocidade na classe Promo 1000, pela Benimoto

ASSOCIATIVISMO E l i s a b e t e Ricardo, presidente da direcção d’Os Galitos da Varzea, um grupo que promove o desporto e a cultura na freguesia, diz que a principal prioridade do grupo tem passado pela recuperação da sua sede, e que “todo o dinheiro que conseguimos fazer e angariar é para investir nas instalações e em equipamentos”. Elisabete Ricardo adianta que ao nível das instalações, o primeiro andar está todo remodelado e o piso inferior, apesar de ainda estar em obras, também já tem um bar e é ai que funcionam habitualmente “os bailaricos e as festas”. A presidente diz que a direcção tem apostado em novos equipamentos, como uma mesa de snooker, setas e até uma mesa de badminton. Quanto a actividades, Elisabete Ricardo diz que o grupo continua com uma equipa de futebol sénior a disputar torneios inter-freguesias, no entanto o projecto de formar um grupo folclórico está parado apesar das constantes tentativas, mas “os jovens não aderem e só com os mais velhos é impossível continuar o projecto.”

MOTOCICLISMO Filipe Carvalho, tem 32 anos, cresceu na Várzea e sempre foi apaixonado por motas. Campeão nacional de motonáutica durante dois anos consecutivos, fez troféus em motos CBR 600 mas, por amor à família, adiou a paixão pelo motociclismo. Agora, recupera um sonho antigo e participa no campeonato nacional de velocidade, na classe Promo 1000, integrando a equipa Benimoto, equipa campeã nacional que tem como piloto principal o campeão Luís Carreira. Uma nova etapa na vida do motociclista, que é devolvido às pistas de alta competição e que Filipe Carvalho encara como “um momento de grandes expectativas que espero usufruir ao máximo”. Para o motociclista o ideal era ficar entre os oito primeiros lugares, “sei que não vai ser fácil mas vou trabalhar para isso, com a ajuda de todos em especial da PUBLICIDADE

20 O RIBATEJO 26 Maio 2011

equipa que me está a apoiar”. Filipe Carvalho afirma que o convite para participar na competição veio em cima da hora e ainda não houve tempo para grande preparação, por isso os treinos têm sido caseiros. Uma situação que não o preocupa porque, “depois da primeira prova, haverá tempo para treinar nos autódromos, um espaço mais adequado à modalidade”. Quanto a custos, Filipe Carvalho diz que as despesas totais rondam os 35 mil euros, custos muito elevados apesar dos patrocínios. Durante a competição Filipe Carvalho, será motociclista principal da equipa Benimoto e terá toda a assistência técnica e mecânica dos mesmos, um factor que lhe trás segurança e confiança, sabendo que se algo correr mal, estão consigo profissionais que saberão solucionar a situação. Quanto ao futuro, o motociclista que também é membro do Motoclube Os Campinos, de Vilagateira, diz que é incerto e que só depois da competição saberá o que fazer, até porque não é fácil conciliar família,

Motociclista integrará equipa do campeão nacional Luís Carreira desporto e trabalho. Filipe Carvalho disputará, já a partir de 28 e 29 de Maio, as provas no Autódromo do Esto-

rial, Portimão e Braga e quem sabe se conseguirá participar na prova SBK onde participarão os melhores do mundo.


“Fomos quem mais investiu em educação nos últimos 50 anos” na freguesia da Várzea José Coelho tem vindo a investir em parques infantis na freguesia EDUCAÇÃO “A educação funcio-

na lindamente na freguesia”, palavras de José Coelho, presidente da Freguesia da Várzea, que diz que desde que é presidente da Junta, a educação e o ensino passaram a ser uma prioridade, e foi o presidente que mais dinheiro gastou nessa área nos últimos 50 anos. É ele que realça: “hoje temos uma escola velhinha mas com nível”, prova disso é que a freguesia continua a receber crianças de outras freguesias e da cidade.

A juntar à preocupação com a educação, José Coelho pensou também no lazer dos mais novos e tem dotado a freguesia com parques infantis em todas as escolas e jardins-de-infância. “Recentemente fizemos a requalificação do jardim-deinfância na Várzea e colocamos um novo parque infantil, tudo feito por dois cantoneiros da junta, sendo no entanto, o equipamento em segunda mão mas em condições”. José Coelho revela ainda a intenção de fazer um novo parque infantil aberto ao público, em Perofilho, para que todas as crianças possam brincar, até porque “os parques infantis escolares estão fechados aos fins-de-semana e não podem ser utilizados”.

Festa da Várzea, uma festa que se paga a ela mesma com o esforço de todos.

Várzea está em festa entre os dias 27 e 29 de Maio FESTA A freguesia da Várzea vai estar em festa dias 27, 28 e 29 de Maio, uma festa que segundo o presidente da Junta se paga a ela mesma, apesar das entradas serem livres. Um fim-desemana em cheio, repleto de animação, que começa dia 27, às 16h00, com a abertura do

arraial, às 19h00 abertura da quermesse e às 21h30 as tunas sobem ao palco, num espectáculo dinamizado pela Tuna da Escola Superior de Gestão. Às 22h30, é a vez de “Função Pública” animar o recinto e às 02h30 a noite continua com “Disco Energy”.

Dia 28 há picaria e às 22h00,o grupo “Cordosom” animam a festa. Para terminar o certame dia 29, haverá desporto, com BTT e um passeio de vespas, procissão, missa campal, folclore, picaria e ainda a animação musical do “Duo Ritmo Certo”.

PUBLICIDADE

26 Maio 2011 O RIBATEJO 21


Negócios OPINIÃO

A CARTA dos Objectivos!

Marco Pombo

M

uitos vendedores fracassam nas suas metas, não por falta de competências, mas sim por falta de compromisso com o que querem atingir. E isto porque há uma simples diferença que distingue os bem-sucedidos dos restantes. Sucesso não deve ser algo que se tenta alcançar, mas sim algo que se tem de alcançar. Os melhores destacam-se por usar a palavra TER e não TENTAR. Para suportar isso, é fundamental traçar objectivos. Mas afinal, como se cria um objectivo? No meu dia-a-dia recorro à CARTA dos objectivos. Considero o sistema mais simples e eficaz. Vejamos. A letra “C” é de Concreto. Quer isto dizer que não deve ser uma ideia vaga. É algo específico que se pretende atingir. “A” de Ambicioso. Deve ser elevado o suficiente para o incentivar a alcançar excelentes níveis de desempenho, mas razoáveis de forma que possa imaginar-se a atingi-los. “R” de Realizável, pois deve ser algo que pode realmente acontecer e não permanecer como sonho. “T” de Temporizado, definindo-se a data que o mesmo deve acontecer, senão arrisca-se a estar eternamente atrás dessa meta. E o mais importante, “A” de Assumido. Deve estar comprometido emocional, física e mentalmente com essa meta. Isso torna-o resiliente, não desistindo à primeira. Após usar esta técnica, ponha-os por escrito. No início de cada ano, é a melhor altura para fazê-lo. Criar metas profissionais e pessoais para o novo ano, revendo as anteriores. Decomponha em parcelas mais pequenas e de forma mensurável se possível. Os objectivos mantêm-no no caminho certo e mostram-lhe quando e o que deve comemorar.

22 O RIBATEJO 26 Maio 2011

Nersant estimula jovens a criarem empresas inovadoras O programa chama-se Apoiar Micro e foi desenvolvido pela Nersant para estimular o aparecimento de ideias de negócio inovadoras e que criem emprego. Bruno Oliveira bruno.oliveira@oribatejo.pt

A Nersant escolheu quatro dessas ideias que recebeu para serem apresentadas numa sessão pública com potenciais investidores. Nesta sessão, realizada em Torres Novas, um dos projectos mais aplaudidos pelo júri foi o dos jovens Tiago Carrão e Fábio Ferreira que criaram um dispositivo de georeferenciação e localização com a inclusão de imagens fotográficas em tempo real. Este sistema, chamado “Think It”, funciona da mesma forma que os já existentes sistemas de localização por GPS (com recurso a um cartão de telemóvel de um operador) mas adiciona-lhes a possibilidade de ver em tempo real o que se está a monitorizar. Muito útil para um caso de roubo de automóvel

em que, através deste dispositivo, poderemos ver quem está dentro do nosso carro roubado e captar fotografias dos assaltantes. Além disso o dispositivo criado por estes dois jovens de Tomar pode aparecer no mercado a um preço mais competitivo do que a concorrência: 399 euros. Os jovens referiram ainda que pode ser usado na monitorização de idosos, crianças e de contentores em navios. Trata-se de um produto que foi desenvolvido pelos dois companheiros na Universidade de Aveiro e que está em vias de ser patenteado. Tiago Carrão e Fábio Ferreira referiram ainda que pode ser personalizado à medida de outras necessidades dos clientes. A apresentação deste produto seduziu o júri composto por representantes da Garval, do IAPMEI e da Bussiness Angels

de Santarém. Pedro Nunes, representante desta última organização, referiu que a sua organização terá todo o interesse em apoiar a comercialização deste produto através de um incentivo financeiro com base na lógica de “smart money”, isto é, dinheiro e conhecimentos técnicos e empresariais conjugados e direccionados para a criação de empresas “start ups”. Outro dos projectos mais elogiados foi o do microbiologista de Almeirim, o jovem João Cavaleiro que desenvolveu a ideia de comercializar um tipo de cogumelo que o consumidor possa cultivar em casa dentro de uma caixa e consumi-lo ainda em fresco como se o tivesse apanhado na horta. Além da inovação na forma de comercialização, este cogumelo designo “Gumelo” usará com

fertilizante simples borras de café, recolhidas em restaurantes e cafés. A ideia inovadora, segundo João Cavaleiro, é aproveitar as mais de 65 mil toneladas de borra de café que são produzidas em Portugal para lhes dar um reaproveitamento como fertilizante. O “cultivo” caseiro deste cogumelo é simples: a pessoa compra uma caixa com o cogumelo ainda em desenvolvimento, leva-a para casa e rega-a duas vezes ao dia, sem precisar de lhe adicionar mais nada a não ser permitir que apanhe alguma luz. No final de 10 a 15 dias tem um cogumelo pronto a comer e que ainda pode voltar a crescer para voltar a ser colhido para outra refeição. Segundo João Cavaleiro, com as 65 mil toneladas de borra de café/ano desperdiçadas actualmente em Portugal seria possível cultivar cerca de 16 mil toneladas destes cogumelos. Só em Almeirim, referiu o especialista, é possível recolher mensalmente cerca de 2 mil toneladas de borra de café. Manutenção de campas e jazigos foi a ideia da jovem engenheira civil de Samora Correia, Gabriela Fernandes, que se propõe criar uma empresa com este intuito comercial. “As pessoas têm cada vez menos tempo para cuidar das campas dos seus entes queridos e nós queremos proporcionar-lhe este serviço a um custo ajustado”,


OPINIÃO

Gerir competências com recompensas

01 João Cavaleiro quer comercializar cogumelos fertilizados com borra de café. 02 Pedro Oliveira desenvolveu aplicação para saber popularidade de marcas nas redes sociais. 03 Gabriela Fernandes quer cuidar de campas e jazigos. 04 Tiago Carrão e Fábio Ferreira criaram um dispositivo de georeferenciação com imagens fotográficas referiu a jovem empreendedora que tenciona ainda avançar com a eventual recuperação de jazigos históricos, aproveitando os seus conhecimentos na área da engenharia. A empresa tem como nome “Kampas” e pretende direccionar-se para pessoas que residam longe dos cemitérios. O quarto projecto apresentado nesta sessão foi o de Pedro Oliveira, um jovem engenheiro informático que propõe uma ferramenta que permite fazer estatísticas sobre a presença das marcas e das empresas nas redes sociais, como o Facebook ou o Twitter. Além de registar o número de vezes que as empresas e as marcas são faladas nas redes sociais, esta ferramenta criada por Pedro Oliveira permite saber se as opiniões/comentários foram favoráveis ou desfavoráveis para com essas marcas (que podem ser também personalidades públicas).

68 candidaturas foram recebidas pela Nersant ao abrigo da última edição do programa Apoiar Micro; quatro estão em fase mais avançada e outras 7 estão seleccionadas para serem acompanhadas.

Florinda Matos

F

ace à necessidade de acompanhar a evolução tecnológica e o alargamento dos mercados, mantendo a competitividade, as empresas começaram a perceber que o seu sucesso depende, em grande parte, da qualidade dos seus recursos humanos e, como tal, a desenvolver estratégias para motivar e atrair os “melhores” colaboradores. Assim, actualmente, a generalidade, dos sistemas de recompensas inclui uma retribuição base, benefícios associados à função e uma retribuição variável, estando esta última componente associada ao alinhamento dos colaboradores em relação aos objectivos estratégicos e/ou aos resultados da empresa. Estamos, portanto, perante uma nova forma de encarar a relação empregador/trabalhador que pressupõe alterações na organização do trabalho e consequentemente nas políticas de compensação. Neste momento, não basta remunerar o trabalho efectuado, é também necessário atrair, motivar e manter os melhores colaboradores. As competências, de um modo geral, e, em especial, as de natureza cognitiva, são decisivas na probabilidade de um trabalhador ser promovido com alteração da sua remuneração base. Aliás, os próprios critérios de selecção de recursos humanos tendem a deslocar-se das qualificações formais para as competências, ou seja, as empresas tornam-se mais exigentes e entre os candidatos qualificados apenas seleccionam aqueles que se mostrem competentes. É neste contexto que as empresas desenvolvem os seus sistemas de recompensas, sendo por isso natural que se encontrem diferenças consideráveis entre organizações.

Direcção Regional de Agricultura concentra serviços na Fonte Boa Obras nas instalações da Estação Zootécnica Nacional estarão concluídas em dois meses. AGRICULTURA As obras de adaptação das antigas instalações da Estação Zootécnica Nascional, na Fonte Boa, receberam na terça-feira, a visita do secretário de Estado das Florestas, Rui Barreiro, acompanhado do director regional de Agricultura de Lisboa e Vale do Tejo, Nuno Russo, e da presidente do Instituto Nacional de Recursos Biológuicos, Maria Rosa Tobias Sá. Rui Barreiro sublinha ter tomado a decisão de avançar com estes trabalhos na EZN

O secretário de Estado Rui Barreiro e o director regional Nuno Russo visitaram as obras na EZN. em alternativa à construção de pavilhões pré-fabricados juntos às actuais instalações na Quinta das Oliveiras. Nuno Russo disse que as

obras deverão estar concluídas dentro de 2 meses, e permitirão concentrar aqui os serviços actualmente dispersos por três edifícios em Santarém. PUBLICIDADE

26 Maio 2011 O RIBATEJO 23


Ensino 9 Equipas da Gestão na maior competição de estratégia e gestão

O secretário de Estado, Carlos Zorrinho, veio dar o seu apoio a esta iniciativa da ESES

Escola de Educação inova no ensino à distância Escola de Santarém desenvolve plataformas de ensino a distância abertas à população que vão ser implementadas noutras escolas do Instituto.

Instituto Politécnico de Santarém Integram o Instituto Politécnico de Santarém a Escola Superior Agrária de Santarém, Escola Superior de Educação de Santarém, Escola Superior de Desporto de Rio Maior, Escola Superior de Saúde de Santarém, Escola Superior de Gestão e Tecnologia de Santarém

Bruno Oliveira bruno.oliveira@oribatejo.pt

O dia 19 de Maio vai passar a ser o dia o e-learning (ensino a distância) do Politécnico de Santarém. O instituto apresentou na semana passada o seu projecto global de e-learning que está a ser desenvolvido pela Escola Superior de Educação (ESES) mas que será alargado às outras escolas do Politécnico. Maria Barbas, coordenadora do projecto “e-raízes_ redes”referiu que já foi aceite pelos responsáveis de cada 24 O RIBATEJO 26 Maio 2011

escola que alguns dos conteúdos de certas disciplinas comecem a passar do formato presencial para o formato digital (plataforma moodle). No caso da ESES, existe toda uma unidade curricular do mestrado de Educação e Comunicação Multimédia (ECM) que já é leccionada em formato de e-learning. No caso deste mestrado, os módulos vão também ser leccionados em inglês e espanhol, numa tentativa de iniciar a internacionalização, referiu Maria Barbas. A Escola ganhou também um kit de videoconferência que permite aos interessados em aprender a distância contactarem através de imagem em tempo real com os docentes responsáveis pelos módulos. Um equipamento adquirido através de uma candidatura à Fundação para Computação Científica Nacional (FCCN) e que vai permitir registar, transmitir e grava em vídeo os módulos e aulas para assistir em directo ou, à posteriori, em diferido. A grande inovação desta

plataforma é que alguns conteúdos de aprendizagem das várias escolas estarão disponíveis para qualquer pessoa aceder. Alguns dos professores envolvidos neste projecto estão numa lógica de voluntariado e o conhecimento aqui disponibilizado não segue o percurso tradicional docentealuno, como sublinhou Maria Barbas. “É uma oportunidade para qualquer cidadão poder aprender em casa em qualquer altura com apoio de professores especialistas”, explica a coordenadora do “e-raízes”. Maria Barbas frisa ainda que “o e-learning permite levar o estudante a construir as suas próprias de conhecimento e o seu próprio percurso de aprendizagem”. Nesta sessão esteve o secre-

O presidente do IPS garantiu que existe apoio do Instituto para este projecto de expansão do e-learning.

tário de Estado da Inovação e coordenador nacional da Estratégia de Lisboa e do Plano Tecnológico, Carlos Zorrinho, que elogiou o projecto como uma importante ferramenta para o objectivo de formar a população ao longo da vida. Dirigindo-se aos jovens, Carlos Zorrinho referiu que “vocês [os jovens] são de uma geração de transição de paradigma em que não há emprego garantido e em que há uma competição pelas qualificações”. O secretário de Estado disse ainda que, parte da dívida nacional, “está convertida em aposta na formação do capital humano”, deixando dados que colocam Portugal como o país em que houve um maior aumento de doutorados per capita e em que houve um maior crescimento de investimento em Investigação & Desenvolvimento. “O desafio agora é por este capital humano a render porque conhecimento sem aplicação prática não cria valor, é preciso juntarlhe identidade e inovação”, afirmou Carlos Zorrinho.

GLOBAL MANAGEMENT Das 640 equipas a participar no Global Management Challenge (GMC) na edição de 2011, nove são da Escola Superior de Gestão e Tecnologia de Santarém (ESGTS). O GMC é a maior competição de estratégia e gestão do mundo, actualmente, presente em mais de 30 países. As nove equipas da Escola de Gestão contam com a participação de 29 alunos, 5 recém-licenciados e 3 professores da escola e vários ex-alunos, quadros em diversas empresas. Os alunos estudam nos cursos de licenciatura de Gestão de Empresas, Contabilidade e Fiscalidade, Informática e Marketing e Publicidade. Duas equipas são mistas envolvendo alunos da Escola de Gestão e da Escola de Educação de Santarém. Quatro das equipas da escola estão a ser patrocinadas pelo Grupo Lena. A competição começou no dia 17 de Maio, com resultados bastante interessantes para as equipas de Santarém que, após a primeira decisão, duas conseguiram o primeiro lugar e outras duas o segundo lugar. O Global Management Challenge consiste numa simulação empresarial em que cada equipa deve gerir uma Empresa com o objectivo de obter a mais elevada cotação das suas acções na Bolsa de Valores.

Jornadas de Empreendedorismo na escola de Gestão CRISE No dia 26 de Maio de 2011, a partir das 17h, terá lugar no auditório da Escola Superior de Gestão e Tecnologia de Santarém (ESGTS) uma nova edição das Jornadas de Empreendedorismo que, este ano, terá como tema “Empreendedorismo em tempos de crise”. Do programa constam iniciativas como a apresentação do Estudo dos Novos Mercados das Apps (aplicações para SmartPhones), o papel dos Business Angels no fomento da inovação; apoios à inovação nos negócios e empreendedorismo na primeira pessoa, com relatos de experiência pessoais.


Ensino

Quatro jovens repórteres em defesa do ambiente Quatro jovens alunos da Ginestal Machado do propõem-nos aqui um agradável passeio o pela Reserva Natural do Boquilobo. “Jovens Repórteres para o Ambiente” é a designação do concurso europeu promovido pela Associação Bandeira Azul da Europa, a que concorreram estes quatro jovens alunos da Escola Secundária Ginestal Machado, de Santarém. Uma concisa e esmerada reportagem sobre a reserva natural do Paul do Boquilobo, que publicamos em baixo nesta página, da autoria do Diogo Andrade, do João Carlos Bento, do Miguel

Rodrigues e da Sara Amaral, maral, todos a frequentar o 12º 2º ano da área de Ciências e Tecnologias. Foi com este trabalho abalho jornalístico que concorreram rreram ao programa internacional nal que envolve actualmente jovens vens de 22 países e que visa contribuir tribuir para o exercício de uma cidadania mais activa e participada. cipada. Ora faça o favor de os lerr e partir à descoberta das maravilhas avilhas naturais da reserva do Paúl do Boquilobo.

Diogo Andrade, João Carlos Bento, Miguel Rodrigues e a Sara Amaral.

Paul do Boquilobo – Aspecto geral das zonas de aluvião, e vista do observatório de aves da Reserva (Patos-Reais).

Preservar a natureza Um passeio pelo Boquilobo Para amantes da natureza o passeio pela Reserva Natural do Boquilobo pode revelar-se uma verdadeira aventura. Situada na confluência dos rios Tejo e Almonda, bem perto da Golegã, a Reserva compreende uma área de cerca de 529 hectares numa zona naturalmente rica em flora, caracterizada principalmente por maciços de salgueiros e freixos e alberga a maior colónia de garças da Península Ibérica. Oficialmente, estão inventariadas na Reserva 16 espécies de peixes, 11 de répteis, 13 de anfíbios e cerca

de 221 espécies de aves. A Reserva é uma zona húmida, e a única área protegida portuguesa integrada na Rede Mundial de Reservas da Biosfera da UNESCO, com as suas zonas interiores alagadas durante praticamente todo o ano, encontrando-se cobertas por várias e importantes espécies de plantas aquáticas e caniçais, pelo que o período mais agradável para visita é entre os meses de Março e Julho, quando a Reserva fica coberta do verde que a caracteriza. É o único local em Portugal onde se reproduz o Zorrocomum, o Coelheiro, a Piadeira, ou peixes como o Ruivaco, a Boga-portuguesa.

Num passeio de 4kms, e que pode demorar cerca de 3 horas podem ainda encontrar-se espécies como a lontra, o Toirão e o Rato de Cabrera. BIODIVERSIDADE Cerca de 40% da economia mundial e 80% das necessidades humanas dependem dos recursos biológicos. Estes números por si só mostram bem a importância fundamental da diversidade biológica para a espécie humana, o que seria motivo mais que suficiente para que fosse preservada a todo o custo. No entanto, a tendência global é precisamente oposta a este conceito. As taxas de biodiversidade, cada vez mais ameaçadas

têm vindo a diminuir consideravelmente, seja pelo efeito da intervenção humana, seja pela extinção natural das espécies. Apesar dos inúmeros apelos e campanhas no sentido de conservação da natureza e preservação da qualidade do meio ambiente, o certo é que as consciências ambientais e hábitos seculares são muito

É o único local em Portugal onde se reproduz o Zorro-comum, o Coelheiro, a Piadeira, ou peixes como o Ruivaco.

difíceis de alterar. Portugal, pela sua localização biogeográfica e pelas influências atlânticas e mediterrânicas, é considerado, no enquadramento europeu, um país rico e diversificado em fauna e flora, sendo que algumas espécies consideradas como relíquias do ponto de vista genético/ biogeográfico, estão em constante ameaça de extinção. A principal causa desta ameaça são as modificações resultantes do desenvolvimento agrícola, como sejam: alterações do uso do solo, abandono de terrenos anteriormente cultivados, intensificação de processos agrícolas e degradação ambiental de alguns habitats. 26 Maio 2011 O RIBATEJO 25


Publicidade

A N Ú N C I O e ÉDITOS DE 20 DIAS PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL N.º 2089200201034464AP

CITAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS 1ª PUBLICAÇÃO JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que por este Serviço de Finanças correm ÉDITOS DE 20 DIAS, contados da segunda e última publicação deste anúncio, citando, nos termos do n.º 2A do artigo 239.º do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), os credores desconhecidos e sucessores dos credores preferentes da executada FERNANDA MARIA SALSA DUARTE NOGUEIRA ALMEIRÃO, no estado de casada, com domicílio fiscal no Núcleo habitacional do Girão, Zona C – Lote 5 – 2000 Santarém, executada por reversão de NOGUINFOR II CENTRO DE CONTABILIDADES LD.ª, para no prazo de 15 (QUINZE) DIAS posteriores aos dos éditos, reclamarem os seus créditos pelo produto da venda do bem a seguir indicado, sobre o qual tenham garantia real (art.º 240. do CPPT) e que foi penhorado em 3 de Julho de 2009 no processo de execução fiscal acima identificado, instaurado para pagamento de dívidas de Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), dos anos de 2002 e 2003, no montante actual de 94.888,90 €, sendo 70.022,29 € de quantia exequenda e 24.866,61 € de acréscimos legais. BEM A VENDER Prédio rústico sito em LAGOA SECA, freguesia de Tremês, concelho de Santarém, com a área total de 2.600,00 m2, composto de terra de cultura arvense e oliveiras. Confronta de norte com Albino Pereira Jorge, de sul com António Joaquim Vieira, de nascente com Vítor Manuel Batista Guedes e de poente com estrada. Encontrase inscrito na matriz rústica sob o artigo n.º 22 da secção M, da freguesia de Tremês e acha-se descrito na Conservatória do Registo Predial de Santarém, sob o n.º 01911/20081118 – Tremês. È depositária a executada, a qual, depois de contactada no seu domicílio fiscal sito em Núcleo habitacional do Girão, Zona C – Lote 5 – 2000 Santarém, o deverá mostrar aos interessados. Findo o prazo dos éditos, no dia 12 de JULHO de 2011, pelas 15,00 horas, proceder-se-á à sua venda por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (n.º 1 do art.º 248.º do CPPT) sendo o valor base para a venda de 1.365,00 €, correspondente a 70 % do valor que lhe foi atribuído, não sendo consideradas as de valor inferior (n.º 4 do art.º 250.º do CPPT). As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.e-financas.gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 15 horas do dia da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA N.º 2089.2009.198 – FERNANDA MARIA SALSA DUARTE NOGUEIRA ALMEIRÃO”, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo assistir ao acto os executados, os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art.º 892.º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrir-se-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (al. c) do art.º 253.º do CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço, no prazo de 15 dias, contados do termo do prazo de entrega das propostas, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. Sendo devido Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (I.M.T.), o pagamento deverá ocorrer no prazo de 30 dias contados da data da adjudicação, nos termos do n.º 3 do artigo 36.º do respectivo código. É devido Imposto do Selo a que se refere a verba n.º 1 da respectiva Tabela. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, aos vinte dias do mês de Maio do ano de dois mil e onze. O CHEFE DE FINANÇAS, (Jorge Manuel Sardinha Serra)

O ESCRIVÃO, (Jorge Fernando Santos Morgado)

(em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1334 de 26.05.2011)

A N Ú N C I O e ÉDITOS DE 20 DIAS

A N Ú N C I O e ÉDITOS DE 20 DIAS

PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL N.º 2089200701016199 AP

PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL N.º 2089200901014528

CITAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS

CITAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS

1ª PUBLICAÇÃO

1ª PUBLICAÇÃO

JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que por este Serviço de Finanças correm ÉDITOS DE 20 DIAS, contados da segunda e última publicação deste anúncio, citando, nos termos do n.º 2 do artigo 239.º do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), os credores desconhecidos e sucessores dos credores preferentes da executada MARIA JOANA PINTO DA SILVA DE SA RIBEIRO, solteira, com residência em Tv da Passagem, Lote 31 – 8400-282 Ferragudo, para no prazo de 15 (QUINZE) DIAS posteriores aos dos éditos, reclamarem os seus créditos pelo produto da venda do bem a seguir indicado, sobre o qual tenham garantia real (art.º 240.º do CPPT) e que foi penhorado em 3 de Abril de 2008 no processo de execução fiscal acima identificado, instaurado para pagamento de dívidas de Coimas Fiscais (CF) e Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), dos anos de 2005 e 2007, no montante actual de 4.880,64 €, sendo 4.852,82 € de quantia exequenda e 27,82 € de acréscimos legais.

JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que, no processo de execução fiscal acima identificado em que é executado LUIS MIGUEL PEREIRA DO CARMO, solteiro, com residência na Rua dos Domingos, n.º 5 – Barreirinhas – 2025-143 Alcanede e que corre termos por dívidas à Administração Fiscal de Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), do ano de 2008, foram penhorados em 21 de Dezembro de 2010 os veículos a seguir indicados, com vista a garantir o montante actual de 4.947,55 €, sendo 3.752,49 € de quantia exequenda e 1.195,06 € de acréscimos legais e que, no dia 15 de JUNHO de 2011, pelas 11,00 horas, se procederá à sua venda por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (n.º 1 do art.º 248.º do CPPT) sendo o valor base para a venda o indicado em cada verba, correspondente a 70 % do valor atribuído, não sendo consideradas as de valor inferior (n.º 4 do art.º 250.º do CPPT). BENS A VENDER

BEM A VENDER Fracção autónoma designada pela letra A do prédio urbano constituído no regime de propriedade horizontal, sito na Quinta do carapau – Urbanização Jardim de São Domingos, Lote 189, em Santarém, na freguesia de São Nicolau, concelho de Santarém, cuja fracção respeita a CAVE destinada a garagem com três espaços de estacionamento demarcados no solo e espaço para manobras, com entrada pelas traseiras, com a área de 70,50m2. Tem as seguintes CARACTERÍSTICAS: Afectação: Estacionamento coberto e fechado, Tipologia/Divisões: 1, Permilagem: 25,00, N.º de pisos da fracção: 1, Área do terreno integrante: 0,00 m2, Área bruta privativa: 70,50m2, Área bruta dependente: 0,00m2, Área total do terreno: 224,00m2, Área de implantação do edifício: 224,00m2, Área bruta privativa total: 70,50m2, Área do terreno integrante das fracções: 0,00m2. Inscrito na matriz no ano de 1999 sob o artigo urbano n.º 2.659 – Fracção A, da freguesia de São Nicolau. Acha-se descrito na Conservatória do Registo Predial de Santarém sob o n.º 00783/19921123 - A (São Nicolau). Coordenadas: X 151.024,00 e Y 252.451,00. É depositária a executada nos autos, a qual, nessa qualidade e depois de contactada na sua residência sito em Tv da Passagem, Lote 31 – 8400-282 Ferragudo, o mostrará aos potenciais interessados. Findo o prazo dos éditos, no dia 5 de JULHO de 2011, pelas 11,00 horas, proceder-se-á à sua venda por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (n.º 1 do art.º 248.º do CPPT) sendo o valor base para a venda de 10.325,00 €, correspondente a 70 % do valor atribuído em avaliação, não sendo consideradas as de valor inferior (n.º 4 do art.º 250.º do CPPT). As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.e-financas.gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 11 horas do dia da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA N.º 2089.2008.188 – MARIA JOANA PINTO DA SILVA DE SA RIBEIRO”, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo a ela assistir o representante da executada, os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art.º 892.º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrir-se-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (al.) c do art.º 253.º do CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço, no prazo de 15 dias, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. Sendo devido Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (I.M.T.), o pagamento deverá ocorrer no prazo de 30 dias contados da data da adjudicação, nos termos do n.º 3 do artigo 36.º do respectivo código. É devido Imposto do Selo a que se refere a verba n.º 1 da respectiva Tabela. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, aos dezasseis dias do mês de Maio do ano de dois mil e onze. O CHEFE DE FINANÇAS, (Jorge Manuel Sardinha Serra)

O ESCRIVÃO, (Jorge Fernando Santos Morgado)

(em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1334 de 26.05.2011)

26 O RIBATEJO 31 Março 2011

Venda n.º 2089.2011.137 - Valor base para as propostas de 861,00 € (oitocentos e sessenta e um euros) Veículo automóvel de matrícula 06 – 75 – CC, marca OPEL, modelo Corsa – B, do ano de 1993, cor Preta, cilindrada 1389 cm3, a gasolina, do tipo Passageiros. Encontra-se em razoável estado de conservação e funcionamento. O veículo penhorado encontra-se estacionado na Rua dos Domingos, n.º 5 – Barreirinhas – Alcanede. Venda n.º 2089.2011.138 - Valor base para as propostas de 431,00 € (quatrocentos e trinta e um euros) Veículo automóvel de matrícula QS – 17 - 53, marca MAZDA, modelo E2200 PICK UP SD, do ano de 1989, cor Branca, cilindrada 2184 cm3, a gasóleo, do tipo Mercadorias, com 6 lugares. Encontra-se em mau estado de conservação e funcionamento. O veículo penhorado encontra-se estacionado na Rua do Alecrim – Cortiçal – Alcanede. É depositário dos bens o executado, com domicílio na Rua dos Domingos, n.º 5 – Barreirinhas – 2025-143 Alcanede, o qual, no cumprimento das suas obrigações e depois de contactado, deverá mostrar os bens aos interessados. As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.e-financas.gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 11 horas do dia da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA N.º 2089.2011.(n.º da venda) – LUIS MIGUEL PEREIRA DO CARMO, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo assistir ao acto a executada, bem como os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art.º 892.º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrir-se-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (al. c) do art.º 253.º do CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço, no prazo de 15 dias, contados do termo do prazo de entrega das propostas, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. O valor base para a venda inclui IVA à taxa legal. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, aos dezasseis dias do mês de Maio do ano de dois mil e onze. O CHEFE DE FINANÇAS, (Jorge Manuel Sardinha Serra)

O ESCRIVÃO, (Jorge Fernando Santos Morgado)

(em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1334 de 26.05.2011)


NEGÓCIOS & NOTICIAS

TEL: 243 309 600 | FAX: 243 333 766 | CENTRO NACIONAL DE EXPOSIÇÕES - QUINTA DASCEGONHAS, APARTADO 355, 2000-471 SANTARÉM | COMERCIAL@NEGOCIOSENOTICIAS.COM

NN Negócios

&

Notícias

26 MAIO 2011 EDIÇÃO DESTACÁVEL Editor: Bruno Oliveira

Ano 7 Nº 76

A minha avenida Bernardo Santareno dá mais vida à cidade A Avenida Bernardo Santareno (ou avenida do Hospital como é conhecida) é uma das maiores artérias comerciais da cidade de Santarém. Conheça-a em detalhe nesta edição. P. 2

Construção civil à procura de novos caminhos A crise económica e de vendas é acentuada no sector da construção civil. O problema não é novo mas a crise global veio evidenciar uma dificuldade estrutural já sentida há vários anos. Mas o sector tem apostado em novos conceitos e novas formas de negócios, algumas das quais pode conhecer neste especial do seu Negócios&Notícias. P. 3 a 9

PUBLICIDADE


A MINHA AVENIDA

Bernardo Santareno Será sempre conhecida em Santarém pela Avenida do Hospital, o equipamento que, em finais da década de 80, serviu de âncora para o crescimento desta zona baixa da cidade. Mas a Avenida encerra no nome oficial o nome do maior dramaturgo da cidade e um dos maiores (senão mesmo o maior) do século XX português: Bernardo Santareno, ou antes António Martinho do Rosário. Mas ainda antes da construção do hospital, a câmara de Santarém tem registos de loteamentos habitacionais nesta zona: o primeiro data de 1973 e foi pedido pela empresa Falcão e Quinas, Lda. Mais tarde, surgiram os vários loteamentos do empresário Rosa Tomás, que é proprietário do Hotel Alfageme, aqui localizado. O mesmo empresário que agora tem pedido um licenciamento para a construção de uma nova clínica privada nesta zona. Aqui pontificam também os prédios da Coo-

perativa Lar Scalabitano e outros loteamentos da firma Vítor Carvalho. Recentemente requalificada, a Avenida Bernardo Santareno tem uma nova imagem: novos passeios, zonas verdes mais cuidadas e uma melhor reorganização do trânsito. Persiste o problema da falta de estacionamento, não porque a avenida seja pequena ou estreita mas porque é muito o trânsito nesta área, sobretudo porque é aqui também que se desenvolve uma das principais zonas comerciais da cidade, repleta de bancos, financeiras, imobiliárias, clínicas e consultórios médicos, cafés, restaurantes, etc. etc. Há quem a apelide de “Wall Street” de Santarém mas a Avenida Bernardo Santareno reclama para si uma nova atenção, mais humana, mais vivencial e prática, tais são as centenas (ou mesmo milhares de pessoas) que aqui vivem diariamente e fazem desta zona uma das grandes artérias da cidade de Santarém.

01

CONTRA PESO Pastelaria Pronto a Comer Av. Bernardo Santareno nº 47 r/c 919988943

04

FRANGO DOURADO Churrasqueira Av. Bernardo Santareno nº 1 r/c dto. 243092486

07

HORTO RIBATEJANA Av. Bernardo Santareno nº 43 lj 5 243372400

02

KIOSK AVENIDA (Frente ao Hospital) Av. Bernardo Santareno 243328092 (Aberto todos os dias)

05

AGÊNCIA FUNERÁRIA HELDER VACAS Av. Bernardo Santareno nº 49 243333520

08

JOMAR Restaurante Marisqueira Av. Bernardo Santareno nº 25 B 243325586

10

03

MONTE CARLO Café Pastelaria Monte Carlo Av. Bernardo Santareno nº 26B 243327526

06

O FOGAREIRO Café-Restaurante Av. Bernardo Santareno nº 39 r/c dto. 243326536 – 968035910 968035800 09

SCALIBAR PASTELARIA SNACKBAR Av. Bernardo Santareno nº 50 r/c Esq.. 243370767 - 969153696

11

Livro de reclamações Os comerciantes da Avenida Bernardo Santareno reclamam mais estacionamento e alguns arranjos no estacionamento já existente, um problema muito comum a toda a zona de S. Domingos. Pedem também mais limpeza do espaço, mais zonas verdes e mais limpeza dos esgotos que, nalguns casos estão entupidos ou deitam mau cheiros. Os comerciantes e empresários desta rua reclamam ainda contra o que considera ser o “preço excessivo das esplanadas”.

NEGÓCIOS&NOTÍCIAS 26 Maio 2011

AGÊNCIA FUNERÁRIA DOM FERNANDO Av. Bernardo Santareno nº 49 Loja B. 243108492

NATURHOUSE SANTARÉM II Frente ao Hospital Av. Bernardo Santareno nº 43 Loja 3. 243370352


DESTAQUE

3

O comércio da minha avenida

O sector da construção civil sofreu uma quebra de 7,3% até Março de 2011, face ao mesmo período do ano passado. Menos 8,3% de emprego e menos 5,9% nos vencimentos pagos. Dados oficiais que apenas registam percentualmente uma tendência que se vem acentuando no sector há vários anos. Certo é que existem “ilhas de sucesso” neste sector e formas novas de encarar a construção e a requalificação de edifícios já construídos. Conheça-as nesta N&N.

PASTELARIA PRONTO A COMER CONTRAPESO 919988943 KIOSK AVENIDA ( Frente ao Hospital) 243328092 CAFÉ PASTELARIA MONTE CARLO 243327526 FRANGO DOURADO CHURRASQUEIRA 243092486

• Outro dos projectos desta empresa é o conjunto de 8 moradias isoladas e 6 geminadas (T4) na zona nova do Entroncamento, próximo do Parque do Bonito, com todas as comodidades já referidas e com zona de cave, rés-do-chão e 1º andar. Seis destas moradias já estão com construção.

Vista geral do empreendimento no Entroncamento

AGÊNCIA FUNERÁRIA HELDER VACAS 243333520 O FOGAREIRO CAFÉ-RESTAURANTE 243326536

Novos conceitos de construção

HORTO RIBATEJANA 243372400 JOMAR – RESTAURANTE MARISQUEIRA 243325586 PASTELARIA SNACKBAR SCALIBAR 243370767 NATURHOUSE SANTARÉM II 243370352 AGÊNCIA FUNERÁRIA DOM FERNANDO 243108492

A empresa Trindade e Martins está a construir empreendimentos no Entroncamento e Fátima. Linhas direitas e arrojadas, espaços amplos e bem iluminados, zonas verdes, um sem número de comodidades e benefícios, são as principais marcas dos condomínios privados que estão a ser construídos pela Trindade e Martins no Entroncamento e em Fátima. Esta empresa, fundada em 2001 por Nuno Ferreira, está a sobreviver à crise no sector apostando na construção para um cliente exigente e com algu-

ma capacidade financeira. São os casos dos dois condomínios privados do Entroncamento e de Fátima, designados “Wide” e Equilibrium”. É também o caso do conjunto de moradias “Greenscapes” que estão a nascer no Entroncamento. No caso do empreendimento “Wide”, o condomínio inclui 32 apartamentos (T2, T3, T4, T2+2, T3+2, T4+2) com garagens, espaço verde, parque infantil, sala de ginásio, churrasqueira comum e própria de cada apartamento, parqueamento exterior, terraço com spa de hidromassagem, equipamento de cozinha Teka, aspiração central, ar condicionado, painéis solares, pré-instalação de

domótica e de som ambiente, elevadores panorâmicos e estores eléctricos. Os preços dos apartamentos, localizados na Rua José Régio, próximo do Parque do Bonito e das Piscinas, começam nos 135 mil euros. O empreendimento Equilibrium em Fátima, localizado numa zona calma próximo da Rotunda Sul, inclui 31 apartamentos (T1, T2, T3 e T1+2, T2+2 e T3+2) com quase todas as comodidades do empreendimento do Entroncamento e uma design de vanguarda, pouco usual de ver em Portugal. O preço de venda começa nos 110 mil euros e o empreendimento tem ainda disponíveis 3 espaços comerciais para lojas.

• A empresa tem também para vender apartamentos usados “a bons preços”, salientam os responsáveis, sendo que, desta forma, conseguem encontrar soluções de habitação para todas as carteiras. • A Trindade e Martins tem espaços comerciais na Rua Jacinto Marques Agostinho, próximo da câmara do Entroncamento, e em Fátima, na estrada principal no lote 29A. A empresa aposta também no serviço de após-venda.

NEGÓCIOS&NOTÍCIAS 26 Maio 2011


DESTAQUE

4

Securitas reforça sistemas de segurança para a casa A Securitas Direct está presente na região com inovadores sistemas de segurança e alarme

Além dos sistemas de protecção, a Securitas comercializa também soluções de domótica, isto é, de controlo à distância de determinadas funções da casa, como sejam o abrir de fechaduras electrónicas, como a ligação remota da iluminação da casa ou do sistema de rega, entre outras hipóteses. A Securitas Direct está presente na região desde 2007, tendo a sua sede na Avenida Bernardo Santareno (rua do Hospital) em Santarém. Tem também equipas móveis nos concelhos de Benavente e Torres Novas.

Um investimento em tempo de retracção económica mas que para o responsável, Sérgio Lopes, representa uma aposta num novo mercado que pode trazer crescimento para a empresa. “Foi uma decisão um pouco incentivada pelo Grupo Optivisão, que não tinha nenhum representante no Entroncamento, e acho que pode correr muito bem”, refere o responsável do espaço. Nesta nova loja pode encontrar todas as marcas exclusivas da Optivisão – Hello Kitty, Pepe Jeans, Moss – mas também as marcas já representadas pela Sérgióptica na sua loja de Torres Novas. Nesta loja tem também as consultas de optometria. “A venda de óculos é um serviço

PUBLICIDADE

NEGÓCIOS&NOTÍCIAS 26 Maio 2011

O gestor de zona, Ricardo Carreira, fundador da delegação de Santarém de confiança, no qual as pessoas procuram qualidade e garantia”, sublinha o optometrista, acrescentando que “as pessoas não compram em qualquer lado, querem saber quem lhes presta o serviço e que garantias lhes

damos”. A nova loja da Sérgióptica é um espaço muito atractivo em termos de design e representa uma aposta da empresa em atender de forma adequada os clientes. “Para mim é preferível apostar na qualidade, sobretudo

neste tempo em que as pessoas pensam duas vezes antes de comprar, e não apenas em promoções”, salienta Sérgio Lopes, referindo que, na sua loja, “os preços e a qualidade são competitivos todo o ano”.


DESTAQUE

Loja dObras media todo o tipo de trabalhos Esta empresa propõe-se fazer a mediação de todo o tipo de obras de construção. A Loja dObras tem espaço aberto recentemente em Rio Maior e abrange também os concelhos de Santarém, Cartaxo, Salvaterra, Almeirim, e Alpiarça. Esta cadeia de lojas de mediação de obras propõe-se a fazer a ponte entre as necessidades de obras de um determinado cliente (obras grandes ou pequenas) e a oferta que exista no mercado em termos de empresas fornecedoras de bens e serviços nesta área. Na prática, se você precisar de arranjar uma torneira, de mudar o silicone às janelas ou de requalificar por completo uma moradia que herdou de alguém e, no caso de não ter tempo ou de não se querer maçar com isso, basta con-

tactar a Loja dObras e esta empresa trata de tudo por si, apresentando-lhe várias propostas após ter consultado o mercado da oferta nesta área. Outra das grandes vantagens deste serviço de mediação de obras é que não cobra nada ao cliente final, assim como acontece com as empresas de mediação imobiliária. Quem paga a esta empresa são os parceiros que realizam as obras. O cliente final só paga o valor da obra cobrado pela empresa que realizar os trabalhos. Joaquim Carvalho, responsável da loja de Rio Maior, refere que, na maioria dos contactos que já recebeu, tem encontrado clientes elucidados sobre este conceito. “A receptividade tem sido boa e nós temo-nos encarregado e esclarecer o cliente sobre o que podemos fazer”, salienta o empresário. “ Todas as Obras numa só Loja – sem encargos e sem compromissos” é o lema da Loja dObras”.

Joaquim Carvalho, gerente do espaço em Rio Maior

5

Horário de Abertura ao Público: Segunda a Sexta: 09:00 / 12:30 - 14:00 / 18:30 Sábado: 09:00 / 13:00 Contactos: Morada: Rua José Pedro Inês Canadas, nº 1 – A – 2040 326 Rio Maior Email: santarem.riomaior@lojadobras. com Telf: 304 500 130 Fax: 305 500 131 Tlm: 963 010 886 Número Verde: 800 456 272 PUBLICIDADE

NEGÓCIOS&NOTÍCIAS 26 Maio 2011


PUBLICIDADE

NEGÓCIOS&NOTÍCIAS 26 Maio 2011


NEGÓCIOS&NOTÍCIAS 26 Maio 2011


DESTAQUE

8

A Tepsol tem fábrica e a sua sede na zona industrial de Santarém, na rua paralela ao concessionário Roques e à fábrica da Lourini. Tem também uma moderna loja e showroom de produtos na Estrada de São Domingos em Santarém, na qual pode encontrar todos os produtos e serviços da empresa em contexto real de instalação, para ver melhor como funcionam os inúmeros dispositivos à disposição do cliente.

Tepsol com soluções integradas para a casa A empresa Tepsol, com sede em Santarém, tem uma vasta gama de produtos para a sua casa. Os produtos da A Tepsol vão desde os simples estores até aos mais sofisticados sistemas de automatismos para portões e portas automáticas. A grande vantagem e mais-valia competitiva desta empresa é ter um serviço e uma gama de produtos integrados, que permitem um sem número de combinações de soluções para a construção ou remodelação da habitação. Além disso, esta empresa dispõe de uma fábrica na zona industrial de Santarém onde produz soluções à medida das

PUBLICIDADE

NEGÓCIOS&NOTÍCIAS 26 Maio 2011

O showroom da empresa na estrada de S. Domingos necessidades de cada cliente. “Somos uma empresa em que a venda está sempre associada a um serviço e a uma garantia de assistência e de qualidade”, frisa a responsável Lúcia Nunes. Para além da vasta gama de produtos que a empresa já comercializa há mais de uma

década – os tradicionais estores, toldos (com e sem automatismos), algerozes, mosquiteiros, portas de fole, portas e gradeamentos, portões (com e sem automatismos), coberturas, barreiras e parqueamentos, grades de segurança, resguardos de banho, entre outros – a

Tepsol passou a comercializar recentemente cortinas de vidro, que se traduzem em autênticas “paredes de vidro” com a possibilidade de serem abertas e em que os vidros podem funciona como portas que recolhem na sua totalidade, ficando ocultos.


DESTAQUE

9

Estores Tejo aposta na boa assistência Empresa de Santarém apostam em serviço próximo para melhor servir o cliente Estores, toldos, mosquiteiros com e sem automatismo podem ser encontrados na Estores Tejo, uma jovem e pequena empresa fundada em 2005 e que tem conseguido fazer frente à crise dos tempos recentes com um serviço próximo, personalizado e de muita atenção ao cliente. O gerente, Júlio Santos, refere que a aposta tem sido em fornecer bons produtos, das melhores marcas, acompanhados de uma boa assistência e de uma relação de proximidade com os clientes. Com o acentuar da crise na construção civil, principal cliente até há pouco tempo desta empresa, a Estores Tejo reforçou a sua aposta no cliente final, como

Júlio Santos e Bruno Praxedes forma de equilibrar o negócio. Para isso, abriu uma loja ao público, na Calçada do Monte em Santarém, onde podemos encontrar uma vasta gama de produtos na área de estores em PVC e alumínio, feitos à medida

das necessidades e exigências dos clientes. A empresa representa marcas como a Somfy, a Decorlux, entre outras e disponibiliza sistemas que podem integrar comando à distância e permi-

tem a abertura de estores e de toldos de forma diferenciada e ajustada aos pedidos dos clientes. A Estores Tejo faz também reparações e restauros de toldos e estores e comercializa mosquiteiros.

A Estores Tejo tem loja de venda ao público e de demonstração de produtos na Rua Alexandre Herculano (Calçada do Monte) em Santarém. O armazém e fábrica de produção situa-se em Fazendas de Almeirim. Para além da comercialização e montagem de sistemas de protecção solar novos, a empresa presta também serviços de manutenção e reparação de sistemas já existentes.

PUBLICIDADE

NEGÓCIOS&NOTÍCIAS 26 Maio 2011


OPINIÃO

10

ESPAÇO DECO

Brigadas Gerir € Poupar Faça contas à vida Os leitores interessados em obter esclarecimentos ou em apresentar eventuais problemas, podem recorrer ao Gabinete de Apoio ao Sobreendividado da Delegação Regional de Santarém da DECO na Rua Pedro de Santarém, 59, 1º Dto., 2000223 Santarém (E-mail: deco.santarem@deco. pt / Tel: 243 329 950.

A

DECO deu início à Campanha intitulada Gerir € Poupar – Faça contas á vida! Trata-se de um importante contributo da Associação para a melhoria da literacia financeira dos portugueses. As Brigadas Gerir € Poupar vão andar pelo país a realizar sessões informativas para a comunidade e para as escolas. O trabalho, desenvolvido pelas Brigadas Gerir €

Poupar, visa fomentar a poupança e fornecer aos cidadãos as ferramentas que lhes permitirão tomar decisões financeiras informadas. A gestão do orçamento familiar é também uma das preocupações da DECO, que percorrerá o país com um conjunto de acções informativas destinadas à comunidade. A campanha pretende também contribuir para a Educação Financeira dos mais novos. É importante sensibilizar os

jovens para as consequências dos seus actos individuais de consumo. Os jovens devem estar preparados para conhecer o valor do dinheiro, como geri-lo de forma a satisfazer as suas necessidades, administrar o dinheiro com inteligência e reconhecer a importância de poupar para o futuro. A DECO considera, por isso, que “importa preparar, desde muito cedo, as crianças e os

jovens para agirem como consumidores críticos, esclarecidos, selectivos e responsáveis”. A Campanha decorrerá entre Maio de 2011 e Janeiro de 2012. Para agendar uma acção deverá contactar a DECO – Delegação Regional de Santarém, 243 329 950, ou pelo e-mail: deco.santarem@deco.pt Susana Pestana Gabinete de Novas Iniciativas DECO – Delegação Regional de Santarém

PUBLICIDADE

CRÉDITOS PAU LO N I ZA * CRÉDITO RÁPIDO P/ INÍCIO DO SEU NEGÓCIO Taeg desde 7,00%

* CRÉDITO PESSOAL OU CARTÃO DE CRÉDITO C/ ASSINATURA DE 1 SÓ TITULAR, SE CASADO Taeg desde 12,06%

* CRÉDITO CONSOLIDADO COM E SEM HIPOTECA C/ REDUÇÃO ATÉ 60% DO ENCARGO MENSAL Taeg desde 6,59%

* CRÉDITO COM GARANTIA DO SEU AUTOMÓVEL E NEGÓCIOS AUTO ENTRE PARTICULARES Taeg desde 18,52%

* LINHAS DE CRÉDITO COM APOIO DO ESTADO PARA INÍCIO DO SEU NEGÓCIO E PARA EMPRESAS JÁ EXISTENTES Taeg desde 2,50%

* CRÉDITO HABITAÇÃO E TRANSFERÊNCIAS COM REDUÇÃO DA SUA PRESTAÇÃO MENSAL E POSSIBILIDADE DE TAXA FIXA Taeg desde 5,1994%

* CONTACTE-NOS MESMO QUE TENHA

PROBLEMAS BANCÁRIOS, POIS EM MUITOS CASOS AINDA TEMOS A SOLUÇÃO

Compra e Venda de Artigos de Coleccionismo Moedas, Postais, Livros e Acessórios de Coleccionismo, Antiguidades Rua João Afonso, nº 86 2000-055 Santarém

Tel.:91 972 76 84 - Fax: 243 324 296 E-mail: numismatica@numismatica.com.pt

http://www.numismática.com.pt

NEGÓCIOS&NOTÍCIAS 26 Maio 2011

www.pauloniza.pt Urb. Vila das Taipas. Lt.4 – r/c Drt. 2080-067 Almeirim E-mail: geral@pauloniza.com

Telf.: 243 579 296

Telm. 938 879 678

ESPECIALISTA EM ANÁLISES CLÍNICAS Segunda a Sexta: das 8h00 às 19h00 • Sábados das 8h00 às 12h00

Rua Luís de Camões, 10 - 2000-116 SANTARÉM Tel. 243 309 780 - Fax 243 309 781 biolabor@biolabor.pt | www.biolabor.pt


NEGÓCIOS&NOTÍCIAS 26 Maio 2011


NEGÓCIOS&NOTÍCIAS 26 Maio 2011


especial FICOR 2011 - CORUCHE

Coruche capital mundial da cortiça Confluência Coruche �� o maior produtor mundial de cortiça e tem um peso crescente na indústria.

As rolhas são ainda o principal subproduto da transformação da cortiça. Mas hoje em dia, a inovação não conhece limites e podemos encontrar todo o género de aplicações da cortiça, desde a construçãom, decoração, isolamentos e revestimentols, até às jóias e à moda. Nesse sentido, a organização da Ficor decidiu apostar nestes aspectos inovadores e vai promover um desfile de moda e que este ano incluirá algumas criações do estilista espanhol Eugenio Loarce que irá conceber algumas peças exclusivas em cortiça para o Coruche Fashion Cork.

Coruche chama a si, com toda a legitimidade, o título de capital mundial da cortiça, já que a somar aos factores produtivos, existem ainda factores inovadores, no domínio da I&D, como o Observatório do Sobreiro e da Cortiça, um pólo de investigação único na área do montado e da cortiça e a Feira Internacional da Cortiça, que se realiza de 27 de Maio a 1 de Junho, reunindo num mesmo espaço os principais actores do sector, dos produtores, aos industriais, técnicos e investigadores. Este ano um dos temas principais da FICOR - Feira Internacional da Cortiça será o “Ano Internacional das Florestas”. Pretende-se, deste modo, sensibilizar a comunidade inter-

nacional para a necessidade de uma gestão, conservação e desenvolvimento sustentáveis de todos os tipos de florestas. Sob o tema “Florestas para todos”, o Município de Coruche, como acérrimo defensor do montado e da sua exploração em contexto sustentável, resolveu apoiar esta iniciativa dando-lhe o merecido destaque na FICOR e através de outras iniciativas viradas para a sensibilização ambiental que têm vindo a desenvolver ao longo do ano. Tal como já vem sendo um hábito das anteriores edições, este ano será reforçada ainda mais a vertente multifuncional dos espaços florestais, característica essa em que os monta-

dos são exemplos perfeitos da conjugação de diversas actividades num mesmo espaço. Destaque para a animação musical com Tiago Bettencourt & Mantha que vão animar a noite de sábado, dia 28. Um espectáculo com entrada livre, a que se seguirá a festa com o espaço Cork by Night. Durante os seis dias realizam-se vários workshops de enologia e culinária associados aos sabores do montado e abertos a todos os visitantes, workshops de artes decorativas em cortiça, actividades de natureza como balonismo e passeios no montado, btt, corridas de galgos, demonstração equestre, visitas à corticeira Amorim e demonstrações de descortiçamento.

26 Maio 2011 O RIBATEJO 27


ESPECIAL FICOR

Rui Barreiro “FICOR tem papel único na fileira da cortiça” Entrevista O secretário de Estado das Florestas, Rui Barreiro, afirma que a FICOR tem um papel importante no estímulo e dinamização do sector. O Governo acaba de assinar um protocolo de financiamento para esta 3ª edição da FICOR. O que levou ao reconhecimento oficial deste certame? Pouco depois de ter tomado posse, no inicio de 2010, reuni com o sector corticeiro e registei que este se deparava com dificuldades de escoamento da cortiça, em resultado das quebras de exportação resultantes da crise internacional. Ciente de que era preciso intervir no sector e do enorme potencial que a Feira Internacional da Cortiça reúne para afirmar a cortiça portuguesa, o Ministério decidiu apoiar financeiramente a 2ª edição em 2010 e novamente esta edição, pois acreditamos que a FICOR tem um papel importante e único no estímulo e dinamização do sector, sobretudo se tivermos em conta que Coruche é a “Capital Mundial do Montado”, com uma autarquia liderada por um presidente que aposta na valorização das potencialidades do mundo rural. Em sua opinião, qual a importância da FICOR e que papel poderá ter ainda no futuro? A FICOR tem todo o potencial para continuar a crescer e a afirmar-se cada vez mais na internacionalização do sector corticeiro. Não é por acaso que este ano a feira será visitada por um grupo de deputados da Comissão de Agricultura do Parlamento Europeu e também por uma delegação de técnicos da Embaixada dos EUA, que são 28 O RIBATEJO 26 Maio 2011

um dos principais mercados da exportação de cortiça. Em 2011, quando se celebra por todo o mundo o Ano Internacional das Florestas, a FICOR ganha outra dimensão, como “embaixadora” da cortiça enquanto produto natural, reciclável e renovável e também do papel multifuncional do montado de sobro. Mas, respondendo à pergunta, creio que a FICOR está a fazer o seu caminho de uma forma segura e sustentável. Acredito que a FICOR continuará a merecer o apoio do Ministério da Agricultura, pois é um espaço de promoção e divulgação da cortiça e de partilha de conhecimento importante para o sector.

Quais são os principais problemas do montado e que medidas podem ser tomadas? O montado apresenta dois grandes problemas, mas que também são desafios: por um lado, a necessidade de revitalização daqueles montados mais antigos que necessitam

Como titular da pasta das Florestas, penso que o mais importante é que a cortiça produzida em 2010 foi toda vendida”


ROLHAS NATURAIS 68% 374.4 €

EXPORTAÇÕES DE ROLHAS DE CORTIÇA (milhões de euros) 2008

16%

OUTRO TIPO DE ROLHAS 16% 90.4 €

ROLHAS DE CHAMPANHE 88.1 €

Fonte: Instituto Nacional de Estatística (INE)

MONTADO DE SOBRO - em hectares

de adensamento e de rejuvenescimento e por outro lado, a necessidade de introduzir melhores práticas nas gestão deste sistema agro-silvo-pastoril que permitam manter em equilíbrio a sua multifuncionalidade e assim contrariar o avanço do declínio. No PRODER existem apoios financeiros tanto para o adensamento e beneficiação dos montados, como apoios específicos para a recuperação do montado nas zonas mais afectadas pelo declínio. Mas, também gostaria de chamara a atenção para o projecto Terraprima, que está a ser apoiado pelo Fundo Português de Carbono e que visa introduzir práticas de gestão de pastagens mais sustentáveis no futuro e menos agressivas para o montado.

A fileira da cortiça continua a ser uma das alavancas da economia nacional. Como têm evoluído os números do sector? Depois de dois anos mais difíceis (2008 e 2009), o sector começa a dar sinais de retoma, que tem vindo a ser consolidados nos primeiros meses de 2011.Em 2010, as exportações da fileira da cortiça representaram cerca de 735.000€, com um crescimento de 8,5% face a 2009. Mas, para mim, enquanto titular da Pasta das Florestas, o mais importante, é que a cortiça produzida no montado em 2010 foi praticamente toda vendida, com uma melhor remuneração ao produtor e as perspectivas para 2011 são optimistas. Que medidas de apoio específicas foram criadas pelo Governo para a fileira da cortiça? Para além das medidas inscri-

tas no PRODER, o Ministério da Agricultura criou uma linha de crédito bonificado de apoio à tesouraria para evitar a venda de cortiça a preços abaixo do real valor de mercado. No Ministério da Economia, foi desenvolvido o programa de promoção internacional da cortiça – INTERCORK, no valor de 21,5 M€, que tem dado bons resultados e que é fundamental para o crescimento do sector. Também vamos deixar uma proposta legislativa para a obrigatoriedade da informação ao consumidor sobre o tipo de vedante no rótulo dos vinhos engarrafados em Portugal. Trata-se de uma reivindicação antiga, sobretudo ao nível da produção e que mereceu o aplauso do sector corticeiro, conforme pude constatar na última reunião do Conselho Consultivo da Cortiça da UNAC – União da Floresta Mediterrânica. Por último, gostaria de expressar a minha satisfação pelos bons resultados obtidos com o incentivo que criámos no Fundo Florestal Permanente para a certificação da Gestão Florestal Sustentável. Dos números apurados até ao momento, será possível em dois/três anos aumentar, de forma muito significativa, a área de montado a produzir cortiça certificada e, assim, responder à procura crescente dos mercados internacionais.

Que papel pode desempenhar o Observatório do Sobreiro e da Cortiça? O Observatório do Sobreiro e da Cortiça, a par do Centro Nacional para a Valorização do Montado, podem desempenhar um papel importante na divulgação do sector e na disseminação de conhecimento e de boas práticas junto dos

Marrocos

França

Tunísia

736.700 506.000 414.000 345.000

Portugal

Espanha

Argélia

92.000

92.000

Itália

Total

92.000 2.777.700

Fonte: Direcção Geral dos Recursos Florestais (DGRF) e APCOR Ano: 2006

PRODUÇÃO DE CORTIÇA - em toneladas

Coruche é a capital mundial do montado, com uma autarquia que aposta na valorização do mundo rural”

Portugal

Espanha

Itália

Argélia

Marrocos

Tunísia

França

Total

157.000

88.400

17.000

15.000

11.000

7.500

3.400

299.300

Fonte: APCOR Ano: 2007

EXPORTAÇÕES PORTUGUESAS DE CORTIÇA França

subericultores. De facto, este é um campo onde ainda há muito para desenvolver! Tenho no meu gabinete, em análise, um projecto que foi apresentado pela UNAC para a valorização do montado de sobro que também contempla uma linha de acção dedicada à investigação. Na minha opinião, o Ministério deve apoiar a investigação aplicada, com base em projectos de parceria com as organizações de produtores florestais e com o Instituto Nacional dos Recursos Biológicos, como fizemos através do Fundo Florestal Permanente com o financiamento de estudos técnico-científicos para conhecer a biologia e os meios de luta da cobrilha da cortiça e para identificar as melhores práticas de gestão para mitigar o declínio do montado de sobro. São muitos os desafios que se colocam ao sector corticeiro, o único sector da nossa economia em que somos líderes mundiais na produção, transformação e comercialização. Acredito que com o envolvimento dos serviços da Administração Central e local, com as organizações do sector e com o apoio dos centros de investigação nacionais a fileira da cortiça pode crescer em Portugal.

EUA

Reino Unido China

€61.8

7.5%

Itália

Austrália

€95.6

11.6%

Alemanha

Rússia

€131.7

16%

Espanha

Chile

€155.2

18.8%

€60.4

7.3% €26.3

3.2%

€25.7

3.1% 2% 2% 2%

€16.1 €16.8 €17.3

África do Sul 1.5%€12.1 Japão

Valor em milhões € Percentagem

€6.6 1%

0

25

50

75

100 125

150

175

Fonte: Instituto Nacional de Estatística (INE)

CORTIÇA NATURAL EM BRUTO

47.2

OBRAS EM CORT. AGLOMERADA

320

EXPORTAÇÕES PORTUGUESAS POR CLASSE DE PRODUTOS (milhões de euros) 2008

382 OBRAS EM CORTIÇA NATURAL Fonte: Instituto Nacional de Estatística (INE)

8.1 SEMI MANUFACTURADAS

26 Maio 2011 O RIBATEJO 29


ESPECIAL FICOR

Dionísio Mendes “A cortiça é motor da ecnomia do concelho” Entrevista O presidente da Câmara Municipal de Coruche, Dionísio Mendes, afirma a grande aposta do município na fileira da cortiça, grande motor da economia do concelho. A Câmara de Coruche tem sido a grande impulsionadora desta Feira Internacional da Cortiça. Que resultados espera obter deste esforço concretizado na FICOR? Quando definimos o target para o concelho de Coruche identificamos a cortiça como um motor da economia local. Coruche é o maior produtor mundial de cortiça que tem um valor fundamental na economia do concelho. Identificámos este target como fundamental para a economia e como projecto de futuro para o concelho. Avançámos com uma candidatura ao programa Valtejo, para fazermos o Observatório da Cortiça, que foi projectado para funcionar como centro de investigação, virado para o sector da produção de cortiça. Tivemos alguma felicidade na conjuntura. Porque a cortiça é cada vez mais uma referência. A rolha ainda é o principal produto, mas esta matéria-prima já é explorada para muitos outros usos, da construção à moda, mobiliário, design, revestimentos, jóias. O facto de ser um produto ecologica30 O RIBATEJO 26 Maio 2011

mente limpo permite levar a melhor em confronto com os produtos alternativos. Como maior produtor mundial de cortiça achamos que temos a obrigação de puxar por esta causa, mas logo desde o início os produtores de cortiça estiveram associados connosco e conseguiu-se dar à feira uma visibilidade importante e conseguimos também introduzir alguma inovação, como é o caso da bolsa da cortiça. No período da Feira, em Maio, é precisamente quando se começam a projectar os negócios. A tiragem da cortiça tem lugar nos meses de Junho, Julho e princípio de Agosto, mas é agora em Maio que os compradores começam a aparecer nas herdades. A Feira surge assim como um mercado para toda a fileira. É inovadora esta plataforma que permite expor a cortiça de cada produtor, através de amostras, e a partir daí os compradores começam a discutir e a formar os preços da cortiça. Assim o comprador não tem de ir percorrer a herdade para ver a cortiça que vai ser tirada.

No ano passado havia um certo pessimismo, dizia-se que muitos produtores nem iam tirar a cortiça porque não havia procura dos industriais, e apesar disso conseguimos com a feira e com estes negócios que aqui se desenvolveram reanimar o sector. Para este ano, as expectativas são boas. Temos dados oficiais dos exportadores de rolhas de cortiça que as exportações cresceram em Janeiro e Fevereiro, cerca de 11 por cento face ao período homólogo do ano passado. Temos portanto uma conjuntura favorável às nossas exportações. Com essa maior procura dos mercados externos, verifica-se também uma

“No ano passado a Ficor permitiu superar algum pessimismo no sector”

tendência de subida dos preços à produção relativamente ao ano passado. Foi muito importante a campanha internacional da Intercork, apoiada pelo governo, onde se investiram cerca de 21 milhões de euros, levando a campanha promocional da cortiça português a todo o mundo. A crise afecta a Ficor? Alguns expositores reduziram a área de exposição, outros não puderam vir, alegando dificuldades relacionadas com a crise. Ainda assim, temos todo o espaço da Feira preenchido e decidimos prolongar o programa da Feira por mais alguns dias. A Autoridade Florestal Nacional deu o seu apoio financeiro este ano, e já o ano passado a Secretaria de Estado das Florestas apoiou a Feira, o que foi fundamental para manter o projecto.

sença, no dia 30, de uma delegação de 40 técnicos e quadros superiores da embaixada dos Estados Unidos, que vão também visitar o montado de sobro e uma fábrica. Na inauguração, vamos ter a presença de uma delegação de deputados da Comissão de Agricultura do Parlamento Europeu, que também vão visitar fábricas e montados de sobro. São aspectos muito importantes do impacto que a Ficor tem no panorama internacional e nomeadamente em áreas onde se jogam algumas decisões importantes e que permite reforçar a importância desta fileira económica. Internamente vamos apostar muito este ano na ligação às escolas do ensino básico e nas escolas profissionais do distrito. De forma a podermos dar resposta a esse interesse, decidimos prolongar a feira até 1 de Junho e, dessa maneira, termos visitas guiadas e um programa dedicado às crianças.

Quais as novidades deste ano? Destaco duas visitas da maior importância. Vamos ter a pre-

A Feira realiza-se em plena campanha eleitoral. Vamos ter aqui os candidatos… Um dos colóquios programa-


Moda, música, gastronomia e debates animam Ficor

“Para este ano, as expectativas de negócio são boas. Estamos a registar uma retoma das exportações, e esta procura também provoca uma pequena subida dos preços aos produtores” dos é sobre a perspectiva dos diversos partidos sobre a floresta. Vamos ter representantes dos diferentes partidos com representação parlamentar a discutir o futuro da floresta e do montado de sobro. Durante os dias da feira, esperamos a visita dos vários candidatos. José Sócrates deverá visitarnos no dia 31. A inauguração da Ficor é feita pelo ministro da Agricultura, acompanhado pelo secretário de Estado das

Florestas, Rui Barreiro, a exemplo do que fez no ano passado, mas nesta qualidade, embora seja também de cabeça de lista do PS. Outra novidade desta edição é a apresentação do cavalo Sorraia, pela Fundação Alter Real, que irá demonstrar as aptidões desta raça de cavalo autóctone do nosso território, nomeadamente para a prática de atrelagem. Na área da restauração, apostamos na promoção dos produtos relacionados com o montado de sobro. Vamos ter a chamada Loja do Montado que vai ter os diversos produtos do montado à venda . Pretendemos fazer assim a promoção das mais diversas hipóteses de aproveitamento económico do montado, desde o turismo ao lazer e ao desporto, com passeios de balão de ar quente, BTT, orientação passeios pedestres, e outras actividades como a fotografia e a observação de aves. No plano local, pretendemos promover os negócios no comércio local, pelo que integrámos o projecto Coruche Inspira Comércio.

O p re s i d e n t e d a C â m a r a Municipal de Coruche, Dionísio Mendes, considera que as duas edições anteriores da FICOR trouxeram resultados positivos no sector corticeiro, pelo que, apesar da crise, esta é uma feira a repetir. “A FICOR é hoje já extremamente importante no panorama nacional e internacional no que diz respeito à fileira da cortiça. No ano passado já se falava muito em crise, já se falava muito em problemas graves no sector, mas nós apostámos na FICOR como forma de resposta a essas dificuldades e foi evidente que o mercado da cortiça se animou bastante. Fizeram-se muitos negócios na FICOR e a recuperação do sector corticeiro também passou por aqui. Muito desse êxito deveu-se também à inauguração da Plataforma de Transacção da Cortiça da APFC. Este ano houve um crescimento de 11% no valor das exportações de rolhas de cortiça face ao ano passado”. Confirmando a importância da FICOR, o ministro da Agricultura, do Desenvolvimento

Tiago Bettencourt & Mantha vão animar a noite de sábado, 28. Rural e das Pescas, António Serrano, irá inaugurar a Feira no dia 27 de Maio, na presença do grupo de Eurodeputados da Comissão da Agricultura e do Desenvolvimento Rural do Parlamento Europeu. Será também apresentada a Plataforma de Transacção da Cortiça no stand da APFC. O programa da Feira irá manter o seu carácter científico com vários seminários dedicados ao sector. Para sábado, dia 28, está marcado o colóquio “Melhor montado, melhor cortiça”, organizado pela APFC e para segunda-feira, dia 30, a conferência “Inovar Cortiça”. Tiago Bettencourt & Mantha ão animar a noite de sábado, dia 28. Um espectáculo com

entrada livre, a que se seguirá a festa com o espaço Cork by Night. Durante os seis dias realizamse vários workshops de enologia e culinária associados aos sabores do montado e abertos a todos os visitantes, workshops de artes decorativas em cortiça, provas de vinho promovidas pela AMVP, actividades de natureza como balonismo e passeios no montado, btt, corridas de galgos, demonstração equestre, visitas à corticeira Amorim e demonstrações de descortiçamento. Destaque ainda para a 7.ª edição da Corrida das Pontes e da Família que este ano se realiza no domingo, dia 29, e que reúne todos os anos centenas de participantes.

O CORUCHE FASHION CORK está também de regresso, na sextafeira, dia 27, com a presença assegurada de várias figuras públicas da moda e da televisão. Liliana Santos, Sara Barradas, Nuno Pardal, Sara Prata e Santiago Romero, actores da telenovela Espírito Indomável, têm já presença garantida neste desfile de moda dedicado à

cortiça. A manequim e apresentadora Isabel Figueira irá também desfilar. A apresentação deste desfile ficará a cargo de Vanessa Oliveira. Este ano, o estilista espanhol Eugenio Loarce (http://www.eugenioloarce.com) irá conceber algumas peças exclusivas em cortiça para o Coruche Fashion Cork. 26 Maio 2011 O RIBATEJO 31


ESPECIAL FICOR

Joaquim Lima “FICOR permite abordar os temas do sector” Entrevista Joaquim Lima, directorgeral da APCOR, destaca o esforço para ganhar, no exterior, o domínio da rolha e para abrir mercados para os produtos inovadores da cortiça. Que importância tem a FICOR para a fileira da cortiça? A FICOR é uma feira com tradições e que permite abordar os grandes temas da indústria da cortiça, assim como as problemáticas, mais vastas, relacionadas com o montado de sobro e com a floresta. Aliás, este ano, terá o “Ano Internacional das Florestas” como um dos temas principais. O debate das temáticas ligadas à indústria da cortiça, como a dura disputa pelos mercados internacionais e o desenvolvimento de novos produtos, garantirá, por si só, a grande importância deste certame. Realce, ainda, para a diversidade do programa, que muito acertadamente elege o vinho e a gastronomia como parceiros essenciais e que ousa sair para o montado, (re)apresentando-o e debatendo-o. A APCOR - Associação Portuguesa de Cortiça estará presente na FICOR com um stand e António Rios de Amorim, o Presidente da Direcção, terá oportunidade de participar nos debates que serão realizados, principalmente para realçar o esforço que a Associação está a fazer para ganhar, no exterior, a guerra pela predominância da rolha nos principais mercados vinícolas e para abrir novos mercados para os produtos inovadores da cortiça que começam a fazer o 32 O RIBATEJO 26 Maio 2011

seu trajecto, nomeadamente em termos dos mercados da construção e da decoração, mas não só.

Que papel desempenha ou pode desempenhar o Observatório do Sobreiro e da Cortiça, sediado em Coruche? Numa época que reclama, continuadamente, criatividade e capacidade de inovar, o desenvolvimento de novos produtos faz a diferença entre o sucesso e a estagnação. Por isso, um espaço como o Observatório do Sobreiro e da Cortiça pode assumir um papel fulcral para garantir que a indústria portuguesa se mantenha na linha da frente da investigação e do conhecimento. É essencial que os investigadores que trabalham na cortiça disponham de meios como os que lhe são proporcionados por esta entidade – laboratórios, banco de dados e biblioteca. Peça central de um trabalho em rede, o Observatório é muito importante para agregar os esforços de associações de produtores e empresariais, de universidades e outras instituições ligadas ao saber e, como disse, dos investigadores ligados ao mundo do montado e ao sector da cortiça. Relativamente a FICOR 2011, relevo a importância do Observatório do Sobreiro e da Cortiça no programa, com destaque

para as demonstrações laboratoriais previstas e para as visitas agendadas de eurodeputados e de uma delegação da embaixada americana.

A crise também está a afec-

A moção exige o cumprimento das medidas negociadas e a reprogramação e mais uma linha”

tar ou poderá vir a afectar mais a fileira da cortiça? A crise é transversal à sociedade e ao tecido económico e empresarial. Por isso, seria inevitável que também afectasse a fileira da cortiça. Desde logo, a situação vigente provoca uma certa crise de confiança, que se poderá reflectir negativamente na gestão de muitas empresas, numa altura em que deverão ser redobrados os esforços para melhorar produtos, criar produtos novos e aumentar a visibilidade e a presença da cortiça portuguesa nos mercados internacionais. O que exige investimento, logo, esforços individuais das empresas, apesar dos apoios existen-

tes para estes domínios. Em termos mais práticos, as restrições no acesso ao crédito bancário poderão provocar estrangulamentos nos planos de desenvolvimento de muitas empresas, em especial nas pequenas e médias empresas (PME). No entanto, as nossas exportações começam a evidenciar sinais de retoma desde 2010. Sendo que cerca de 90% do que produzimos está destinado a mercados internacionais, o desempenho da nossa indústria acaba por evidenciar já hoje alguma melhoria.

A fileira da cortiça continua a ser uma das alavancas da


economia nacional. Como têm evoluído os números do sector? E como poderá ser a evolução nos próximos anos? A tendência decrescente no volume e valor das exportações que vinha de 2002 foi, entretanto invertida, com uma recuperação de 8 por cento, quando comparados os dados de 2009 com os do ano passado. Registe-se que a comparação entre o primeiro trimestre de 2010 e igual período do corrente ano revela um aumento de 7,39 por cento no que diz respeito ao valor dos produtos em cortiça vendidos para o exterior: 190,8 milhões nos três meses iniciais do ano transacto e 204,9 milhões de euros no trimestre que terminou em Março último. Como avalia a aplicação das medidas de apoio específicas criadas pelo Governo para a fileira da cortiça? E que outras medidas de apoio deveriam ser criadas? Numa lógica de apoio directo às suas associadas, a nossa Associação mantém-se como ponte entre as empresas e os organismos – nomeadamente a gestão de programas financiadores como o QREN e o PME Investe – que lhes podem garantir os apoios financeiros de que precisam para operacionalizar os seus planos de negócios. Mas, em termos de resultados alcançados, no âmbito do Plano de Apoio à Industria da Cortiça (PAIC), realço a campanha InterCork – Promoção Internacional da Cortiça, ç , que q é coordenada pela APCOR. Decorrerá até Setembro próximo e visa

promover os produtos em cortiça nos principais mercados internacionais. Corporizando um investimento de 21 milhões de euros, o projecto é financiado pelo QREN em 80 por cento, sendo que os restantes 20 por cento são assumidos pelos associados da APCOR, pelas associações e por empresas do sector presentes nos diferentes mercados. A campanha visa os principais mercados internacionais e tem por objectivos reganhar quota de mercado para a rolha de cortiça e conquistar novos mercados para outros produtos feitos em cortiça, com destaque para os materiais ligados à construção. Registe-se, entretanto, o sucesso já obtido no principal mercado vinícola mundial, os Estados Unidos da América (EUA): a rolha está a vencer a batalha com os vedantes alternativos, em plástico e em metal. No que respeita aos materiais de construção em cortiça, o InterCork está a fazer um esforço apreciável para conquistar mercados tão importantes como a China, a Rússia e os EUA. Relativamente ao que ainda falta apoiar, a APCOR luta, no momento e em conjunto com a Confederação Europeia da Cortiça, pelo reconhecimento, a nível da União Europeia, de todas as mais valias – económica, social e de preservação ambiental – do Montado de Sobro. O objectivo é que, a breve trecho, seja possível candidatar a fundos europeus projjectos no seu âmbito e visando a sua plena potenciação nas vertentes antes descritas.

N.os

754,3 milhões de euros foi o valor das exportações do sector da cortiça em 2010.

529,5 milhões de euros foi o valor das exportações de rolhas de cortiça, em 2010.

176,3 milhões de euros foi o valor das vendas para o exterior da indústria de cortiça no segmento dos materiais de construção, em 2010.

10 mil postos de trabalho directos na indústria portuguesa da cortiça

700 é o número de empresas na indústria portuguesa da cortiça.

Sector da cortiça está a retomar a pujança das exportações”

21 milhões de euros é o investimento na campanha InterCork – Promoção Internacional da Cortiça, coordenada pela APCOR.

90% da produção da indústria portuguesa da cortiça está destinada a mercados internacionais.

Conceição Santos Silva, secretária técnica da Associação dos Produtores Florestais de Coruche.

Bolsa da cortiça junta produtores e industriais Pelo segundo ano, a Ficor – Feira Internacional da Cortiça vai receber a bolsa da cortiça, o maior mercado desta matéria-prima que permite fixar os preços a nível mundial. A Associação dos Produtores Florestais do concelho de Coruche está apostada em aproveitar a Ficor – Feira Internacional da Cortiça para dar maior divulgação e projecção ao mercado da cortiça. Entre os serviços prestados pela APFC aos associados, destaca-se o mercado da cortiça, uma plataforma de transacção desta matéria-prima que foi inaugurada na Ficor do ano passado. “Um dos problemas do sector consiste na distorção do mercado, em que, por um lado, temos uma grande oferta dos produtores florestais, e do outro temos um reduzido número de compradores da indústria. A criação da bolsa da cortiça permite, assim, aos produtores exporem amostras das suas cortiças, evitando aos industriais terem de se deslocar ao mato para ver cortiça”, afirmou a O Ribatejo a engenheira florestal, Conceição Santos Silva, coordenadora técnica da Associação. “A recolha e análise das amostras tem permitido um melhor conhecimento das cortiças de cada produtor, em função da qualidade e calibre, criando uma base sólida para a comercialização e melhorando a capacidade de negociação do produtor”, sublinha. Criada em 1992, a Associação

dos Produtores Florestais do concelho de Coruche e limítrofes conta com 332 associados, que representam uma área de 197 mil hectares de floresta. “A Associação nasceu após o maior incêndio de que há memória nesta região, em 1991, que consumiu cerca de 10 mil hectares nos concelhos de Coruche e Salvaterra de Magos”, disse a secretária técnica da APFC. Desde 1994, a Associação organiza de forma integrada meios privados de defesa da floresta contra incêndios em todo o concelho de Coruche, abrangendo também algumas áreas de concelhos limítrofes, num projecto que permitiu estabelecer uma rede interna de comunicação via rádio, diminuir o número de fogos, e melhorar a comunicação com todos os agentes intervenientes na prevenção e combate aos fogos florestais. Actualmente enfrenta o desafio da Certificação Florestal, a demonstração perante a sociedade que a gestão florestal realizada nas propriedades dos nossos associados cumpre estritos requisitos técnicos, sociais e ambientais de acordo com a Norma do Forest Stewardship Council (FSC).

A Ficor recebe a bolsa da cortiça, o maior mercado desta matériaprima que permite fixar os preços . 26 Maio 2011 O RIBATEJO 33


PUBLICIDADE


R+ Viver a região

Cultura & espectáculos P.36 Comeres & Beberes P.40 Desporto P.48

Porque é que dia 1 de Junho é Dia Mundial da Criança CELEBRAÇÃO Como é de tradição, o dia mundial da criança é assinalado um pouco por todo lado, especialmente nas escolas e jardins de infância. Mas o dia 1 de Junho pretende também ser uma oportunidade para lembrar aquelas crianças que, um pouco por todo o mundo, continuam a sofrer de maus tratos, doenças, fome e discriminações. O dia mundial da criança surgiu, precisamente, no período difícil do pósguerra, quando a miséria ainda lavrava na Europa e cerca de metade das crianças não sabia ler nem escrever. Comemorado, pela primeira vez, a 1 de Junho de 1950, Foi a Federação Democrática Internacional das Mulheres que propôs às Nações Unidas que se criasse esse dia, e assim se passasse a reconhecer às crianças, independentemente da raça, cor, sexo, religião e origem o direito ao amor e compreensão; alimentação adequada; cuidados médicos; educação gratuita; protecção contra todas as formas de exploração; e crescer num clima de Paz e Fraternidade.

26 Maio 2011 O RIBATEJO 35


R+ Cultura & Espectáculos “É uma revista com todos!” sobe ao palco em Pernes TEATRO O Grupo Cénico da Música Nova de Pernes apresenta o seu novo espectáculo “É uma revista com todos!” dia 29 de Maio, às 21h30, com antestreia, 28, às 16H30. Um espectáculo que marca o regresso do estilo popular e da revista à portuguesa, aos palcos da Sociedade Musical União Pernense, numa peça irreverente com encenação de Vicente Batalha e Salomé Vieira, Bruno Oliveira e Sara Martins nos principais papéis

Extensão do Festival IndieLisboa chega a Santarém CINEMA O Teatro Sá da Bandeira, em Santarém recebe entre os dias 27 e 29 de Maio, a Extensão do Festival IndieLisboa, que vai na sua 8ªa edição. Longas e curtas metragens, obras de ficção, filmes de animação e documentários são algumas das propostas desta iniciativa que tem como objectivo divulgar obras e autores.

Café concerto relembra raízes africanas ÁFRICA O Centro Cultural Regional de Santarém recebe dia 27 de Maio, às 21h30, o café concerto “África”, numa noite dedicada à música africana. Ainda durante o certame os presentes poderão visitar a exposição “África”, patente até 27 de Maio, no Forúm Mário Viegas.

Ana Moura regressa a Santarém Fadista Ana Moura regressa à terra que a viu nascer, para um grande espectáculo musical a decorrer na Festa do Bacalhau, dia 28 de Maio, em Santarém.

“Palavras Soltas” é apresentado em Santarém LIVROO Centro Cultural Regional de Santarém recebe dia 28, às 18h00, a apresentação do livro de poesia “Palavras Soltas” de Leonor Alvim, uma iniciativa com apresentação de Pedro Canavarro. Inserido no projecto Cor Som Movimento terá ainda lugar a projecção de um vídeo de Luis Ramos.

36 O RIBATEJO 26 Maio 2011

Ana Moura, a fadista ribatejana, chega a Santarém, dia 28 de Maio, às 22h00, por ocasião da Grande Festa do Bacalhau, a decorrer na Casa do Campino. Fadista com uma voz inigualável, começou a cantar entre familiares, e desde cedo desenvolveu gosto por vários estilos musicais, em especial pelo fado, até que “numa festa de Natal, vários fadistas e guitarristas tiveram oportunidade de ouvila, entre os quais a Maria da Fé que a convidou para fazer parte do elenco da sua casa de fados, o Sr. Vinho.”. Deu-se aqui o primeiro passo para uma car-

reira que se tem pautado pelo sucesso. Em 2003 editou o seu primeiro disco “Guarda-me a Vida na Mão”, com criticas e elogios da imprensa e dos mais reconhecidos fadistas nacionais, e em 2004 edita “Aconteceu”, o seu segundo disco dividido em

“Pedra a Pedra” mostra como o mundo das pedras escondem histórias de encantar

duas áreas, o primeiro disco, a que chamou “A porta do fado”, e que aborda o fado clássico e o segundo disco, intitulado “Dentro de casa”, que se debruça sobre o fado tradicional. Um disco de sucesso que lhe valeu em 2005 o convite para actuar na famosa sala do Carnegie Hall, de Nova Iorque, seguindose várias digressões pelo estrangeiro e ainda a nomeação para os prémios World Music, os Edison Awards. Foi a conquista da fadista além fronteiras, que posteriormente conquistou Tim Ries, saxofonista dos Rolling Stones com a sua voz

e que lhe valeu uma participação especial no 2º volume da colectânea “The Rolling Stones Project”, enquanto Tim Ries em “A Sós Com a Noite” aquele que veio a ser o terceiro trabalho de Ana Moura, mais um disco de sucesso que a levou a percorrer um país e o mundo. Em 2008 edita o seu ultimo disco “Levame aos fados”, disco de sucesso que a levou a pisar os palcos do Coliseu do Porto e do Coliseu dos Recreios, em Lisboa. Agora, regressa à sua terra natal para mais um grande concerto, dia 28, às 22h00, no atrium principal da Casa do campino.


PUBLICIDADE

“Hamlet Sou Eu!” chega ao cine-teatro de Alcanena

Hot Club de Portugal no Centro Cultural do Cartaxo

Teatro de objectos e sombras para ver no Virgínia

TEATRO O Cine-Teatro São Pedro, em Alcanena, apresenta dia 26 de Maio, às 14h30, o espectáculo “Hamlet Sou Eu!”, pelo Teatro Praga. Uma peça onde a história de Shakespeare é contada aos mais novos, por dois actores de palmo e meio e que guiam a plateia pela narrativa, levando os mais novos a uma viagem pelo palco.

JAZZ As Noites de Jazz do Centro Cultural do Cartaxo vão contar com um concerto apresentado pelo Hot Club de Portugal, dia 27 de Maio, às 22h30. Uma noite que marca o regresso do projecto “concerto por instrumento”, após o sucesso da sua estreia e onde os alunos mostram as suas capacidades de trabalho e improvisação.

SOMBRAS Um espectáculo mágico e de descoberta onde miúdos e graúdos ocupam o seu lugar num espaço circular onde uma lâmpada ilumina o centro e partem para uma viagem, a dos pequenos nadas. Uma viagem onde a vida se inscreve no que tem de essencial. Para ver no Teatro Virgínia, em Torres Novas, dia 27 e 28 de Maio.

CLICK

José Raposo Convida Andrea, a jovem cantora que integrou a girls band Non Stop e representou Portugal em 2006 na Eurovisão, com a canção “Coisas de Nada”, será a próxima convidada de José Raposo para uma conversa descontraida, dia 29 de Maio, às 22h00, no bar do Centro Cultural do Cartaxo. Apesar da sua tenra idade já entrou nos musicais High School Musical, Peter Pan e Fame. E tem vindo a cantar originais de house music e covers. O hit single de 2009 “Selfish Love” ganhou o Melhor Dance Nacional nos Prémios Rádio Nova Era e Melhor Live-act Vocal nos Prémios Noite.pt.

CÂMERA LENTA

Piratas das Caraíbas por estranhas marés

Francisco Maia

O

que simboliza melhor a chegada do verão do que as míticas mas não menos estranhas aventuras do Capitão Jack Sparrow? Desta vez em busca da lendária fonte da juventude, ironicamente, o mesmo remédio que a saga parece estar a precisar. O regresso de “Piratas das Caraíbas” é sem

dúvida bom entretenimento, mas infelizmente é também possuidor de uma historia que rapidamente cai num mar de esquecimento, fazendo assim jus ao subtítulo de “Por Estranhas Marés”. Fazendo-se sobretudo valer do indispensável Johnny Depp, a mais recente aventura do infame pirata, não inova em nada a saga, mas também não é necessariamente pior que as prequelas. Vinda de um patamar elevadíssimo deixado pelos passados filmes, esta sequela vive principalmente da fama e da comunidade que tem vindo a criar, é talvez dos filmes mais esperados deste ano, mas também em risco de se tornar das maiores desilusões de 2011. 26 Maio 2011 O RIBATEJO 37


R+ Cultura & Espectáculos

CINEMAS Santarém W Shopping - Cinemas Tel: 707220220 Castello Lopes 1 A Rapariga do capuz vermelho Thriller (M12) – Red Riding Hood é descrito como uma adaptação irreverente do célebre conto sobre a rapariga que atravessa a floresta para ir visitar a sua avó doente. Sessões às 13h10, 16h00 e 18h50. Encontrarás dragões Biografia (M12) – Filmado durante a Guerra Civil Espanhola, este filme conta a história de dois amigos de infância separados quando escolhem caminhos distintos durante o conflito político. Sessões às 21h00, 21h40, 00h00 e 00h10. Castello Lopes 2 A Última Noite Drama (M12) – Joanna e Michael vivem em Nova York. Até então, nada nem ninguém tinha assombrado o seu relacionamento, até ao momento em que cada um deles é tentado, e numa mesma noite. Sessões às 13h20, 16h10, 19h00, 21h50 e 00h00. Castello Lopes 3 Piratas das Caraíbas por Estranhas Marés Aventura(M12) –Quando Jack se cruza com uma mulher do passado, não consegue distinguir se é amor - ou se esta o está a usar para encontrar a lendária Fonte da Juventude. Quando ela o força a embarcar no navio “Queen Anne’s Revenge”, o navio do formidável pirata Barba Negra, Jack encontra-se numa aventura inesperada, onde não sabe quem temer mais: O Barba Negra, ou a mulher do seu passado. Sessões às 12h40, 15h40, 18h40, 21h30 e 00h20. Castello Lopes 4 Rio VP Animação (M6) – A história de uma arara “geek” que viaja desde a sua aldeia no Minnesota até ao Rio de Janeiro. Um filme de Carlos Saldenha, com interpretações de Anne Hathaway, Jesse Eisenberg, Leslie Mann e Rodrigo Santoro. Sessões às 12h40, 14h50, 17h00 e 19h10 Thor 3D Acção (M12) – Aventura que une o Universo Marvel dos dias de hoje com o reino místico de Asgard. No centro da história está O Poderoso Thor, um forte, porém arrogante guerreiro, cujas imprudentes atitudes reacendem um antiga guerra.Sessões 38 O RIBATEJO 26 Maio 2011

às 21h00, 21h10, 23h50 e 00h00 Castello Lopes 5 Água aos Elefantes Drama (M12) – Durante a Grande Depressão, Jacob, um desafortunado estudante de veterinária de 23 anos, aproveita a sua experiência e técnica com animais para se associar a um circo ambulante. A sua vida complica-se quando conhece e se apaixona por Marlena, uma das atracções femininas do show, mulher do carismático mas instável patrão da companhia. Sessões às 13h00, 15h50, 18h30, 21h00 e 23h40. Castello Lopes 6 Velocidade Furiosa 5 Acção (M12) – O polícia demissionário Brian O’Conner junta-se ao ex-condenado Dom Toretto no outro lado da lei. Dwayne Johnson é a nova aquisição, com Jordana Brewster, Chris “Ludacris” Bridges, Tyrese Gibson, Sung Kang, Gal Gadot, Matt Schulze, Tego Calderon e Don Omar para esta derradeira corrida. Este poderoso elenco, conta ainda com a participação de Joaquim de Almeida. Sessões às 12h45, 15h30, 18h20, 21h20 e 00h10. Teatro Sá da Bandeira Extensão Festival IndieLisboa Curtas Metragens - A 8ª edição do IndieLisboa, que decorre anualmente em Lisboa e tem como a duração de 11 dias, estende-se, este ano, a Santarém de 27 a 29 de Maio.

Azambuja Atrium Engana-me que eu gosto Comédia (M4) - Dias 3 a 6 de Junho, às 16h30 e 21h30.

Cartaxo Centro Cultural do Cartaxo Eles vêm levar o ouro e levam tudo Documentário (M12) - Um filme realizado por Pablo D’Alo Abba e Cristián Harbaruk. Para ver dia 26 de Maio, às 21h30.

Torres Novas Teatro Virgínia O Mágico Animação (M6) - A história de um mágico “entertainer”, que afastado dos palcos vê-se obrigado a apresentar o seu “show” num dos “pubs” da costa ocidental escocesa. Mas uma mulher mudará a sua vida. Dia 1 de Junho, às 21h30

ESTREIA

EXPOSIÇÕES

EVENTOS

AMÉRICA

Alcanena

Barquinha

Maria Lucília Mota Exposição de Maria Lucília Moita intitulada “Vida e obra de Maria Lucília Moita” integrada nas comemorações do 97º Aniversário da Fundação do Concelho de Alcanena. Patente até 22 de Junho, na Biblioteca Municipal Dr. Carlos Nunes Ferreira.

Agility Vila Nova da Barquinha recebe dia 28 de Maio, às 17h00, no Barquinha parque, mais um campeonato de Agility, uma modalidade praticada por duplas compostas por um cão e o seu condutor.

Título: América De: João Nuno Pinto Com: Chulpan Khamatova, Dinarte Branco, Fernando Luís, María Barranco e Raul Solnado Género: Drama Classificação:M/12

Azambuja Um drama com argumento de João Nuno Pinto e Luísa Costa Gomes, que conta a história de Liza, uma jovem imigrante russa casada com Vítor, um burlão sem grande talento que vive de esquemas e de enganar velhinhas. Quando a ex-mulher de Vítor, uma efervescente andaluz, volta para Portugal reacende-se a sua paixão por vigarices e não só. Para desespero de Liza, a sua casa torna-se um nicho de vigaristas e falsários à procura do próximo esquema, e num ponto de passagem para inúmeros imigrantes de várias raças e nacionalidades, cada um à procura de um futuro e uma vida melhor. Com eles chega também Andrei, um jovem ucraniano procurado pela máfia russa que se apaixona por Liza, e ela por consequência vê nele a oportunidade de sair dali para fora. Só que as coisas não são tão simples como Liza pensa... Nesta América, falsificam-se passaportes, futuros, esperanças e a ilusão de um mundo cheio de promessas.

Eh Toiro Lindo Mostra com trabalhos de arte pública intitulados “Eh Toiro Lindo!” apresenta seis figuras de toiro pintadas por diversos artistas do concelho de Azambuja: António Canau, Susana Piteira, Carla Tavares, Sónia Militão, Pedro Lima e Adriana Matos.

Santarém Fundação Passos Canavarro Abertura da Casa-Museu da Fundação Passos Canavarro, a casa que foi imortalizada por Almeida Garrett nas “Viagens na Minha Terra” onde estará patente a colecção de obras doadas pelo fundador, a pintura de Mimi Fogt e as xilogravuras de Pedro de Sousa. África Exposição de pintura e artesanato dedicada aos países africanos, para ver no Centro Cultural Regional de Santarém, até 28 de Maio.

Salvaterra Alves Redol Exposição fotográfica comemorativa do nascimento do autor de “Avieiros” e “Glória, uma aldeia do Ribatejo” intitulada “Centenário do Nascimento de Alves Redol. Para ver na casa do Povo da Glória do Ribatejo até 27 de Maio e na Biblioteca Municipal de Salvaterra de Magos até 14 de Junho

Tomar Pintura Joaquim Rodrigo foi pintor de «Pintar Certo»: livro e exposição. Dedicou-se à pintura e expôs pela primeira vez na Sociedade Nacional de Belas Artes, tendo participado em mais de noventa exposições colectivas, mais de setenta em Portugal e de vinte no estrangeiro. Agora, chega a Tomar uma exposição com uma pintura ao seu estilo, para ver nos Paços do Concelho.

Chamusca À conversa Chamusca recebe de 1 a 4 de Junho as tradicionais festas da Ascensão. Uma festa onde não faltarão tasquinhas com iguarias tradicionais, animação de rua, pinturas faciais, desporto, apresentações de livros e ainda lides tauromáquicas.

Coruche Serão de tradições Serão de Tradições para ver dia 4 de Junho, às 21h00, no Centro Social de Santa Ana do Mato. Uma iniciativa ligada ao folclóre.

Mação Conversas com Arte Dia 26 de Maio, pelas 18h00, no Museu de Mação, terá lugar mais um Conversas com Arte. À conversa estarão os criadores do Jardim da Biodiversidade! Olga Teixeira e Karesz Kovacs do “OK movimento”.

Ourém Mostra de Teatro Ourém recebe mais uma mostra teatral concelhia, no Cine-Teatro Paraíso. Dia 27 de Maio, às 21h30 sobe ao palco a peça Sala de Espera, pelo grupo Espaço Zero. Dia 28, será a vez do Grupo de Teatro Vilanovense apresentar “Uma Casa Portuguesa…concerteza”, no ACD S. Silvestre e para terminar, Grupo de Teatro e Convívio de. Aboboreiras, apresenta às 17h00, O Tio Simplício, no SIRD Vilanovense

Sardoal Felizmente Há Luar O Teatro Meia Via, da Associação Cultural de Torres Novas, sobe ao palco do Centro Cultural Gil Vicente, dia 28 de Maio, pelas 21h30, para apresentar a peça “Felizmente há Luar”, da autoria de Luís de Sttau Monteiro.


BARES & DISCOTECAS LIVRO

Click! FRA Club – Santarém Mafalda Teixeira “perdida na tribo” do FRA Club A actriz e participante no concurso “Perdidos na Tribo”, Mafalda Teixeira, animou a noite da discoteca FRA, em Santarém, numa festa de promoção da Feira Nacional de Agricultura.

O Cemitério de Praga PVP:18,90€. Um romance-folhetim de estilo oitocentista, ilustrado com os feuilletons da época. onde excepto o protagonista, todos os outros personagens existiram realmente e fizeram aquilo que fizeram.

CD Mais fotografias em www.oribatejo.pt

Cartaxo Let’s Control the 80’s HORTA DA FONTE Quinta-feira, dia 26 A discoteca Horta da Fonte, no Cartaxo, recebe esta quintafeira os DJ’s Fernandinho, Pedro Simões e Paulino Coelho. Workshop de fotografia HORTA DA FONTE Sexta-feira, DIA 27

LIVE DJ’S HORTA DA FONTE Sábado, dia 28 a Horta da Fonte recebe os Dj’s Oskar, Bruno F. e Tiago R.

Rio Maior Paulo Holandês Vintage Club Sexta-feira, dia 27 Música ao vivo com Paulo Holandês . Noite de karaoke. DJ Rui Alx Vintage Club Sábado, dia 28 Animação com o som do Dj Rui Alx.

Almeirim

Workshop de Fotografia de Moda, das 15h às 19h, com o fotógrafo Fábio Barralé e a modelo Mafalda Dinis.

Festa da nova imagem QB Sábado, dia 28 Festa de apresentação do renovado QB com nova equipa, novo conceito novos preços e novo staff. A animar a noite na pista principal estará Dj Rui Leiria X-RULE e ainda o DJ PEST de volta a casa com o seu novo projecto em conjunto com DJ NOXXER ( F.M.I. DJS ). Na pista alternativa, estarão os DJ’s João Pacheco,Miguel Simões, Zé Rosa ,Ticha e Justino.

Crazy Hospital KAPOTT CLUB Sábado, dia 28 O Kapott Club recebe a Festa Crazy hospital e aconselha: “Venha-se tratar com a melhor equipa de animação nacional”. Música com os Dj’s Élio e Pedro Diaz e, nesta noite, por cada bebida que consumir o Kapott oferece outra de igual valor. No primeiro andar, vai estar o Dj Caspian from France e o Dj Over8.

Torres Novas Noite Academica c/ Dj White DISCOTECA EMOTION Sexta-feira, dia 27 Cocktail Party c/ promoçoes especiais DISCOTECA EMOTION Sábado, dia 28 Festa do Forró SEVEN CLUB Sexta-feira, dia 27 Festa solidária REFHUGIO’S BAR Sábado, dia 28 Noite Jameson ao som de Dj Sereno e numa festa que vai reverter a favor da Fundação José Relvas.

Santarém Festa Universitária ILAND BAR Quinta Feira, dia 26

DVD

Festa Universitária com oferta da 4ª bebida igual as anteriores. Som com Dj Alameiras. Ladies-Night ILAND BAR Sexta Feira 27 maio Noite “menos um zero” na 3ª e 5ª bebida, com a presença das Modelos Mafalda Dinis e Sara Inês Miss Ribatejo. Música com Dj Lowiss Roseta. Noite Caipiiland ILAN D BAR Sábado, dia 28 O Iland Bar promove a noite Capiiland com destaque para a caipirinha.

www.facebook.com/oribatejo Envie-nos as informações de festas através da nossa página de Facebook

Fado, a Oitava Cor PVP:12,99€. A nova voz revelação do Fado é apresentada pela mão do músico e produtor Jorge Fernando. Fábia Rebordão é uma jovem de 26 anos com um talento vocal único.

10 Curtas-Metragens Portuguesas: Festival Indie PVP:4€. Colectânea com 10 curtas metragens inéditas, que incluem 7 filmes seleccionados das várias edições do Festival IndieLisboa e 3 vencedores do prémio Novo Talento FNAC Cinema.

JOGO

LEGO Piratas das Caraíbas PVP:29,99€. Piratas das Caraíbas: O jogo de vídeo é um jogo de aventura e acção em que os personagens de Piratas das Caraíbas ganham vida através das figuras da LEGO 26 Maio 2011 O RIBATEJO 39


R+ Comeres & Beberes SANTARÉM A Grelha Especialidades Peixe Fresco, Bacalhau Assado com Magusto, Espetadas de Lulas com Gambas, Espetadas de carne Barrosã com Gambas e Ananás, Espetadas Mistas, Arroz de Feijoca, Bons Vinhos da Região Folga 2ª Feira Morada R. Ateneu Comercial, 1 r/c Esq. – Santarém Telefone. 243333348/ 243322636/ 917604488 Adega do Bacalhau Especialidades Bacalhau à Lagareiro, Bacalhau assado com Magusto, Bife à Casa Folga Domingo Morada Travessa da Boleta, 2 e 4 (centro histórico) Santarém. Tel. 243306519- 964569837. Quintal do Beco Especialidades Lulas fritas com camarão, Bife à Beco. Folga Domingo. Morada Beco dos Fiéis de Deus, nº 15, Santarém. Tel. 243391247. Oh Vargas Especialidade Comida Tradicional Folga Sábado (excepto para serviços marcados) Morada EN 3 - Portela das Padeiras - Santarém Tel. 243351146. O Salsa Especialidades Peixe Fresco, Carnes da Especialidade, Massinhas de Peixe, Açorda de Ovas Folga Domingo - Aberto nos Feriados Morada EN 3 – Portela das Padeiras – Santarém Tel. 243351341 J F Restaurante Especialidades Folhado de Perdiz, Bacalhau frito com Gambas e Coentros, Camarão com Risotto 3 queijos, Bifes do lombo, Cozinha Tradicional portuguesa Folga 3ª Feira Morada Jardim de Cima Santarém Tel. 243302200 Casa Condeço Especialidades Açorda de Bacalhau à Barrão, Molhinhos de Carneiro com Grão, Migas Ribatejanas c/ Bochechas de Porco Favas com Entrecosto Folga 2ª Feira Morada Rua do Alfageme, 41 – Ribeira de Santarém - Santarém Tel. 243326887 A Carroça Especialidades Bacalhau à Carroça; Bacalhau à Lagareiro, Bacalhau à Brás, Carne de porco à Alentejana, Petiscos (amêijoas, moelas, pica-pau) - Aberto todos os dias Morada Rua Principal – Advagar Achete Tel. 243478216 Luís do Leitões Especialidades Leitão assado à Bairrada, Bacalhau à Lagareiro, Grelhados variados Folga 2ª Feira Morada Rua Teófilo Braga, 10 Santarém Tel. 243332102 Taberna do Quinzena Especialidades Magusto com Bacalhau Assado, Pato Assado no Forno, Cozido à Portuguesa, Cabrito Assado no Forno, Pernil de Porco e Naco de Toiro Bravo Avinhado Folga Domingo Morada Taberna I - Rua Pedro Santarém, 93/95 Santarém Tel. 243322804 Morada Taberna II – Cerco da Mecheira, 20 - Santarém Tel. 243333110 Mina Velha Especialidades Bacalhau Assado com Magusto, Bacalhau c/ Broa, Massa à Barrão, Bife à Mina Velha, Posta à Mina Velha. Folga Domingo à Noite e 2ª Feira. Contacto 243 372 581. Morada Urb. Quinta das Fontainhas – Santarém. Long. 08´42´20” O. Lat. 39´42´19” N Quinta dos Gravelhos Folga 3ª feira Morada: Rua do Comércio, 58 - Moçarria Tel. 243499300 Tlm. 967062629 O Cantinho dos Sabores Especialidade Bacalhau Assado com Açorda de Grelos Folga: Domingo. Morada Estrada Nacional 3, Alto do Vale, Vale de Santarém Tel. 243761268

Folga à 2ª Feira. Aceita reservas Morada Foros de Benfica – Benfica do Ribatejo Tel. 243589156

Taberna Rentini Especialidades Cozinha Tradicional, Grelhados no carvão Morada Casais do Quintão - Perofilho, 2005-021 Várzea - Santarém Tel. 243499254

Cambáia Especialidades: Ensopado de Enguia e Enguias Fritas. Folga 4ª e 5ª feira (excepto feriados). Morada Rua do Campo da Bola - Foros de Benfica. Tel. 243580934

Chafarica da Torre Especialidades Carne de Vitela Maronesa, Bacalhau na brasa, Camarão Tigre, Raia com molho de alcaparras Folga Domingo Morada Praceta João Caetano Brás, 9 - S. Domingos - Santarém Telf. 243 372 649 - 96 6620790

CARTAXO QG Folga 3ª feira Morada: Praça 15 de Dezembro, 1 - Cartaxo Tel. 243499300 Tlm. 967062629

O Tasco Especialidades Massa à Barrão, Bacalhau grelhado com Magusto, Bife à Tasco, Entrecôte com Migas, Carnes de Porco Preto grelhadas Folga Domingo Morada EN 3 – S. Pedro (frente à JAE) – 2005 Santarém Tel. 243302740 Tlm. 917062391 O Bernardo Especialidades Bacalhau no forno com Broa de Milho, Polvo no forno, Ensopado de Borrego, Cabrito no Forno e Lombos de Fataça Grelhados Folga 2ªas Feiras Morada: Loja Nova – S. Vicente do Paúl Contactos: 243428388 Telemóvel 9918939656 O Cantinho do Avô Especialidades: Queixadas de Porco no Forno, Molhinhos com Feijão Branco, Cozido à Portuguesa, Feijoada à Transmontana, Secretos de Porco Preto, Magusto com Bacalhau Assado, Polvo à Lagareiro. Folga Domingo. Morada Rua Paulino da Cunha e Silva nº 121 – 2000-369 Alcanhões. Tel. 243428303 Paparika do Mocho Especialidades: Muamba de galinha, Caracoletas guisadas, Cataplana de marisco e Torricado de bacalhau Folga: Domingo Morada: Rua do Matadouro Regional, Lote 22 – Quinta do Mocho – Zona Industrial – 2005-002 Santarém Contactos: 243325144/ 918550164/ 919848045 Restaurante O Fabio Especialidades: Costeletas de Touro bravo, Lombinhos de porco, grelhados no carvão. Encerra aos Domingos. Morada R. Dr. Jaime Figueiredo, 21 – Santarém – Tel. 243329507 – Tlm. 919484113 O Telheiro Especialidades Entremeada de Vitela Grelhada, Capado grelhado, chanfana, Bacalhau c/cebolada e tomate, cherne grelhado. Telef 249870517. Amiais de Baixo

SALVATERRA Preto & Branco Especialidades Bacalhau com natas, Porco Preto, Arroz de Pato, Enguias do Rio, Carne Mirandesa Folga 2ª feira Morada Av. Dr. Roberto Ferreira da Fonseca, 144 - Salvaterra de Magos Tel. 263507858 918675981 Califórnia Especialidades Enguias c/arroz de feijão, Ensopado de Enguias, Entrecosto Frito c/arroz de feijão, Vitela estufada, Chispe c/Feijão Branco. Serve Jantares. Fecha às terças. Tel: 263504643 . Foros de Salvaterra. Tananas Especialidades Enguias Fritas com arroz de feijão, ensopado de enguias, caldeirada de enguias, enguias grelhadas com grelos salteados e feijão preto, cataplana de enguias, espetada de enguias. Morada Estrada das Malhadinhas, nº 4 -Foros de Salvaterra – 2120-180 Foros de Salvaterra. Telf: 263508597 Falcoaria Especialidades Sopa de Enguias, Enguias de escabeche , enguias

40 O RIBATEJO 26 Maio 2011

O Churrasco Especialidades Frango, Coelho, Costeletas e Mistas grelhadas. Pratos do dia. Cozido à portuguesa (à quinta-feira). Morada R. Dr. Gomes da Silva (Sociedade Filarmónica Cartaxense) - Cartaxo Telem: 963458371

fritas com Arroz de Feijão Ensopado de Enguias, Caldeirada de enguias. Morada Falcoaria do Palácio Real – 2120-051 Salvaterra de Magos. Telef: 969679945 Mail: real.falcoaria@mail.com Casa João da Quinta Especialidades Enguias Fritas com Arroz de Feijão, Ensopado de Enguias e Caldeirada de Enguias. Fecha ao domingo. Morada Rua Padre Cruz, 26; Salvaterra de Magos; Telf: 263507575 Adega da Rosa Especialidades Picanha, Bacalhau à Lagareiro, Chocos à Lagareiro, Espetada de lulas c/gambas, costeleta Mirandesa. Morada: Garrocheira – Foros de Salvaterra; Telf: 263 507 240 Escaroupim Especialidades: Enguias todo o ano, Açorda de Sável, Lampreia em época, Arroz de Bacalhau c/ farinheira, Migas, Tarte de Perdiz. Folga: 5ª Feira e Domingo ao jantar. Morada: Largo dos Avieiros – Escaroupim – Salvaterra de Magos. Telf: 263107332; tlm: 912539228. email: rest.o.escaroupim@hotmail.com

ou com Alho. Reservas para grupo e Serviço de Take Away pelo 968486613 - Karaoke aos Sábados Morada Av. Forças Armadas - Abrantes O Fumeiro Especialidades Bife da casa, Fondue de Porco Preto, secretos com migalhana, Ovas na Brasa com Açorda de Ovas, Bacalhau à Fumeiro Folga Domingo Morada Rua do Pisco, 9 – Abrantes Tel. 938851963 Email restaurantefumeiro@clix.pt

ALMEIRIM O Minhoto Especialidades: sopa de pedra, peixe fresco, bife à minhoto, espetadas de lombinhos. Folga à 2ª feira. Rua de Timor, 4 Almeirim. Tel. 243592057. O Pinheiro Especialidades: sopa de pedra, sopa de peixe, cabeça de cherne grelhado, cherne grelhado, medalhões e costeletas de novilho. Folga à 5ª feira. Morada Largo da Praça de Toiros, 41 Almeirim. Tel. 243592052.

A Casinha Especialidades Ensopado de Enguias, Enguias Fritas, Picanha, Plumas de Porco Preto, Alheira, Caça Grelhada Morada Av. Dr Roberto Ferreira da Fonseca 54 - Salvaterra de Magos Tel. 263504795 Aberto ao domingo durante o mês da enguia

O Zézano Especialidades: sopa de pedra, carne de touro bravo grelhada, lagartos e secretos porco preto, Bife à casa, enguias fritas ou ensopado, sável frito. Morada Largo da Praça de Toiros, 5 Almeirim. Tel. 243509281.

BARQUINHA

Marisqueira Paulos Viveiros de marisco vivo: lagosta, sapateira e amêijoa. Sala própria para grupos. Morada Largo da Praça de Toiros, 11 Almeirim. Tel. 243592200/202.

Almourol Especialidades Enguias, Sável e Lampreia Folga 3ª Feira Morada Tancos, Vila Nova da Barquinha Tel. 249 720 100. Mail: www.almourol.com

ABRANTES Cristina Especialidades Bacalhau c/ Broa, Polvo à Lagareiro, Cherne c/molho de coentros, cabrito assado no forno, Arroz de Pato à Antiga, Perna de Borrego assada c/alecrim. Folga Domingo à tarde e 2ª feira Morada Rio Moinhos – Abrantes Tel. 241881177 Fax: 241881343 Email info@ restaurante-cristina.com Web www.restaurante cristina.com Avenida Especialidades Polvo a Lagareiro, Bacalhau a Braga, Pescada Gratinada com Camarão, Bifes da vazia à Portuguesa com Pimenta

Tertúlia da Quinta Especialidades de touro bravo, sopa de pedra, cachola de porco, caldeirada de bacalhau à moda de Almeirim. Folga à 2ª feira. Tel.243593008/Fax:243098345 Sepúlveda Especialidades Bacalhau à Lagareiro, Molhinhos c/ Grão, Entremeada de Vitela, Moelas estufadas c/ batata frita, Chocos e Grelhados Folga Não tem Morada Rua Vinha do Santíssimo, Bloco 32 - Almeirim Tel. 938732058 O Forno Especialidades Sopa da Pedra, Peixe Fresco, Carne Porto Preto e Grelhados Folga 3ª feira Morada Largo da Praça de Touros, 23 - Almeirim Tel. 243592916 Constantino das “Enguias” Especialidades: Enguias Fritas, Ensopado, Grelhados no carvão

Taberna do Gaio Especialidades Pratos Regionais e grelhados de peixe e carne. Jantares às sextas e sábados. Folga ao domingo. Estrada Nacional N3 - Cruz do Campo - Cartaxo. Telf: 243 759 883 Taberna do Alfaiate Especialidades Bacalhau assado no forno com manja, Migas de bacalhau, Cabrito assado no forno, Naco de boi em vinho tinto com migas, Entrecosto de porco preto com arroz de feijoca, Porco preto assado no forno à padeiro. Folga Encerra às 2ª feiras e Domingos ao jantar. Morada Lapa, Cartaxo, telefone 243 790 005

GOLEGÃ Central Especialidades: Bife à Central com Molho à Brogueira, Entrecosto à Goleganense, Açorda de SávelSobremesa: Toureiros Telefone: 249976345 Morada Largo Imaculada Conceição 3 a 8 - 2150-125 Golegã. Reservas@cafecentral.pt www.cafecentral.pt O Barrigas Especialidades: Buffet de entradas regionais, fritada de camarão com açorda e naco de boi no carvão. Folga: Domingo ao jantar e 2ª feira Morada: Largo 5º Outubro, nº 55 e 56 – Golegã Contacto: 240 717 631 Site: www.obarrigas.com Outras info: Zona para fumadores

ca) – Coruche Tel. 243618875. Tel. 917785703 O Farnel Especialidades Bacalhau à Farnel; Bacalhau assado c/migas à moda de Coruche; cabrito frito à lavrador; migas de batata c/carne de porco; ensopado de borrego, grelhado de novilho bravo e porco preto na telha Folga 2ª feira Morada Sala p/banquetes no Monte da Barca. Rua Vasconcelos Porto – Coruche Tel. 243675436 Sal & Brasas Especialidade: Carnes na brasa Folga 2ª feira Morada Cruzamento Monte da Barca - Coruche Tel. 243618319 Ponte da Coroa Especialidades: Cozinha regional e grelhados no carvão Folga Domingo Morada Estrada Nacional 114 - Coruche Tel. 243617390

RIO MAIOR Manjar do Parque Especialidades Leitão assado em forno de lenha, Picanha à Brasileira, Secretos de porco preto na brasa, Manjar de Gambas, Bacalhau Maravilha, Bife à Casa. Leitão assado para fora. Ementas para grupos Morada Rua Almirante Cândido Reis, 26 R/c (junto ao jardim) – Rio Maior Tel. 243997071 Email geral@manjardoparque.net Palhinhas Gold Especialidades Alheira de caça, Carne mirandesa, Porco preto com migas, Picanha, Bacalhau com crosta de azeitona, Tiborna de bacalhau, Caril de gambas, Arroz de tamboril, , Pão de Ló caseiro. Folga Domingo à noite e 2ª Feira. Morada Trav. do Palhinhas (centro da cidade) - Rio Maior Tel. 963435547. Site www.palhinhasgold.pt

FÁTIMA Santa Rita - Madeirense e Açoriano Especialidades: Bacalhau Espiritual, Bacalhau com camarão, Bacalhau Nove Ilhas, Bife de Atum; Alcatra, Linguiça do Pico, Secretos Porco Preto, Vitela. Morada: R. Rainha Santa Isabel (em frente ao Hotel Cinquentenário) Fátima. Tel. 249098041/919822288. Site: http://santarita.no.comunidades. net. Oferta de 5% de desconto com a apresentação deste jornal.

CORUCHE

MAÇÃO

Ó Manel Especialidades: Espetadas do Toiro Bravo. Dobrada e mão de vaca. Sopa de Rabo de boi. Grelhados. Morada Rua de S Tomé, 4 – Bairro Novo. Tel. 243675878. Folga ao Domingo

O Godinho Especialidades Café – Restaurante.Cozinha Regional. Quarta-Feira: Cozido à Portuguesa. Serve Almoços e Jantares. Encerra ao Domingo. Telf: 241572874;tlm 962536310 Rua da Republica – Mação

Jakim Girassol Especialidades: Bacalhau c/ Migas, Feijoada de Chocos c/ Gambas, Borrego assado no forno, Pernil de Porco no Forno, Arroz de Pato, Bacalhau gratinado c/camarões. Petiscos variados. Encerra à Segunda-feira. Morada: Estrada Nacional 119 (Área de serviço Repsol) – Biscainho . Tel. 243660333

O Cantinho Restaurante Marisqueira; Especialidades: Arroz de Marisco, Cataplana de Cherne, Bife à Cantinho na Frigideira e Maranho de Mação. Almoços e Jantares. Aberto todos os dias.Telf: 241107558. Tlm: 964677705. Rua Monsenhor Alvares de Moura - Mação

A Tasca Especialidades Pernil de porco no forno, cozido à portuguesa. Carne Brava Folga Domingo Morada Mercado Municipal – Coruche Tel. 243618748 O Choupo Especialidades Bacalhau à Choupo, enguias fritas e ensopado, medalhões de Maronesa, Posta Maronesa, Carnes de porco preto, cataplanas Folga 2ª feira (após almoço) Morada Montinhos dos Pegos (1 Km cruz. Monte da Bar-

CONSTÂNCIA Falcões Especialidades: Troxas de Sta. Madalena, Bife na Pedra, Terra e Mar, Maçã Romana Folga: Terça-Feira Morada: Rua Luís de Camões, 33 - Abrantes Horário: 12h10m ás 15h00m e das 19h30m ás 22h30m Tel. 249 098 875 E-mail: restaurantefalcoes@gmail.com


Vinhos Dom Hermano

Gastronomia Inter Inter Magazine é uma qualificada publicação periódica no universo da gastronomia e restauração. REVISTA Nem sempre a recebo a tempo a Inter Magazine, no entanto, duas razões levam-me a dedicar esta crónica à qualificada publicação periódica de gastronomia e restauração. A primeira prende-se com a determinação e coragem do seu principal mentor – Paulo Amado –, o qual corre Franças e Araganças a fim de não a deixar fenecer sem perda de rigor e actualidade, a segunda no intuito de resgatar a dívida que tenho para com a Inter, pois apesar de ter prometido enviar textos sobre alimentação e gastronomia, até agora não cumpri a promessa. Mas vou cumprir. O número de Maio, oferta do responsável pela secção de revistas do El Corte Inglés, chama

a atenção para a crescente e salutar presença e influência das mulheres na área da restauração, dos possíveis efeitos negativos que as artes culinárias japonesas podem ter recebido por causa do sismo (sou parte interessada), e concede justo realce aos jovens cozinheiros portugueses. Duas referências

culinárias à tempura que os japoneses universalizaram e os missionários portugueses levaram até às terras nipónicas, obrigam-me a reflectir acerca do nosso secular descuido, daí não termos uma receita da lavra portuguesa reconhecida à escala mundial, ao contrário de outros países de origem mais recente e em termos comparativos pobretanas no referente a património gastronómico. Interessantes as referências ao atum, a sua história é fascinante como o demonstraram Arquéstrato e Ateneu, considerando o proveniente de Hipona como o melhor. O bispo mais famoso de Hipona foi Santo Agostinho, mas em tudo quanto li dele, não encontrei referências ao atum. Os amantes de beberem pelo rótulo ganham se lerem o artigo “Como escolher vinhos num restaurante”, também vindo a lume na Inter. Estas e outras peças levam-me a recomendar a revista em causa, se bem que a dívida não fica saldada. Armando Fernandes

ALMEIRIM  No rótulo ressalta a palavra Clássico. É um termo muito utilizado nas belas-letras, nas belas-artes e faz-nos recuar no tempo. É um clássico! No caso deste vinho remete para as clássicas castas Fernão Pires e Arinto, emblemáticas no Ribatejo, já no respeitante à famosa a nível mundial casta Chardonnay, julgo que será bem mais recente no terrunho ribatejano, apesar de os Fenícios terem acostado a Portugal, aos quais é atribuída a sua introdução na Europa. No velho e quezilento Líbano continuam a conservar-se as chardonnay matriciais. No referente à observação e prova, mostrou-se límpido num amarelo esverdeado, no que tange a aromas veio ao de cima a fruta acídula, mas também madura, resultado do bom casamento das três castas, corroborada a ideia quando o palato percebeu que a acidez estava mais redonda e o fresco erval aromático ressaltou em matéria de gosto agradável e deixem passar o pleonasmo – refrescante, com um final atreito a obrigar à repetição. Acompanhou a contento finas e frias fatias de toucinho, mais apurado coelho frito também frio num primeiro momento, atum em bife num segundo. Armando Fernandes

Origem: Almeirim. Produtor: Quinta do Casal Monteiro. SA. Colheita: 2009. Graduação: 12,5%. PUBLICIDADE

Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Franca de Xira

Inauguração da Ampliação do Quartel/Sede Dia 28 Maio 2011 Dia 28 de Maio de 2011 pelas 16 horas, vai realizar-se a inauguração das novas instalações – ampliações do Quartel – Sede desta Associação. Este projecto foi co-financiado em 70% do seu valor pela União Europeia.

ALBERTINO ANTUNES ALEXANDRE OLIVEIRA Telem.: 969 239 263

ADVOGADOS Av. 5 de Outubro, Nº 77, 3º Dtº - 1050-049 LISBOA Tel. 213 172 720 - Fax. 213 172 729

26 Maio 2011 O RIBATEJO 41


Publicidade

CAIXA DE SALVATERRA DE MAGOS

NOTARIADO PORTUGUÊS CARTÓRIO DE SANTARÉM A CARGO DA NOTÁRIA ISABEL MARIA RAIMUNDO DE OLIVEIRA FILIPE BATISTA MARQUES.

CONVOCATÓRIA Em cumprimento de disposições Regulamentares e Estatutárias convoco a ASSEMBLEIA GERAL DA CAIXA DE CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO DE SALVATERRA DE MAGOS, CRL, Pessoa Colectiva 501116591, para reunir em sessão extraordinária, nas instalações da sua Delegação de Marinhais, pelas 14H00 do dia 29 de Junho de 2011, com a seguinte

ORDEM DE TRABALHOS 1 – Elevação do Capital Social Mínimo da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Salvaterra de Magos, CRL para cinco milhões de euros; 2 – Alteração do Artº 8º, nº 1 dos Estatutos, que passará a ter a seguinte redação: “O Capital Social da Caixa Agrícola é variável e ilimitado, no mínimo de cinco milhões de euros; Se à hora marcada para a reunião não estiverem presentes mais de metade dos associados, a Assembleia reunirá, com qualquer número de sócios, uma hora depois. O PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA GERAL (José Manuel da Silva Ferreira Moreira)

Eu Isabel Maria Raimundo de Oliveira Filipe Batista Marques, Notária do Cartório Notarial de Isabel Marques, na cidade de Santarém, CERTIFICO, para efeitos de publicação, que por escritura de dezoito de Maio de dois mil e onze, lavrada de folhas sessenta e cinco a folhas sessenta e seis verso, no livro de notas para escrituras diversas número duzentos e onze - A. Dr. VÍTOR MANUEL DA COSTA DE OLIVEIRA GASPAR, solteiro, maior, natural da freguesia de Santarém (Marvila), concelho de Santarém, com domicílio profissional na Praça do Município, em Santarém, o qual outorga na qualidade de Vereador da Câmara Municipal e em representação do “MUNICÍPIO DE SANTARÉM” pessoa colectiva 505 941 350, com sede na morada acima indicada, qualidade e poderes que verifiquei pela certidão número 4/2010 emitida em vinte e nove de Janeiro de dois mil e dez da Acta de Instalação da Câmara Municipal de Santarém, para o quadriénio 2009 - 2013 e certidão número 6/2010, emitida pela mesma Câmara, em vinte e nove de Janeiro de dois mil e dez, as quais se encontram arquivadas a instruir escritura exarada a folhas cento e quarenta e duas do Livro cento e oitenta e oito-A, deste Cartório e pela certidão número 66/2010, emitida pela mesma Câmara, em vinte e um de Setembro de dois mil e dez, que também se encontra arquivada a instruir a escritura exarada a folhas sessenta e seis do livro de notas duzentos e um-A, deste Cartório, outorgou uma escritura de JUSTIFICAÇÃO na qual com exclusão de outrem, o seu representado se declara dono e legítimo possuidor, do seguinte: Prédio urbano, composto de palacete de rés do chão e primeiro andar com quinze divisões, com a área de mil setecentos e trinta e cinco metros quadrados, a confrontar de Norte com Maria da Luz Guimarães, de Sul com Rua Braamcamp Freire e outro, de Nascente com Travessa D. Mónica e rua e de Poente com José Severiano Carvalho, sito na Rua Braamcamp Freire, freguesia de Santarém (Marvila), concelho de Santarém, OMISSO na Conservatória do Registo Predial de Santarém, inscrito na matriz respectiva, em nome do seu representado, sob o artigo 3137, com o valor patrimonial tributário de € 543.680,00, valor que lhe atribui para efeitos fiscais. Que o mencionado prédio já se encontra na posse do Município de Santarém desde o ano de mil novecentos e trinta e sete, não tendo todavia título suficiente e formal que lhe permita efectuar o respectivo registo. Que, apesar disso, o Município de Santarém exerceu sempre, desde essa data, sobre este prédio, uma posse de boa-fé, contínua, pacífica e pública, à vista e com conhecimento de toda a gente, sem oposição de quem quer que seja, posse essa traduzida na fruição e conservação do prédio, bem como no exercício de todos os direitos de verdadeiro proprietário e na prática de todos os actos inerentes a essa qualidade. Estando o seu representado impossibilitado de comprovar pelos normais a aquisição do prédio atrás identificado, invoca aqui a usucapião como meio aquisitivo do direito de propriedade, suprindo, assim a ausência de título com vista a obter o registo de aquisição a seu favor. Que, assim, o seu representado, justifica por este meio o direito de propriedade sobre o mencionado prédio. ESTÁ CONFORME Cartório Notarial de Isabel Marques, dezoito de Maio de dois mil e onze. A Notária, (Isabel Maria Raimundo de Oliveira Filipe Batista Marques) (em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1334 de 26.05.2011)

NOTARIADO PORTUGUÊS CARTÓRIO DE SANTARÉM A CARGO DA NOTÁRIA ISABEL MARIA RAIMUNDO DE OLIVEIRA FILIPE BATISTA MARQUES.

O que é que tem a perder? Participe num divertido Desafio de Perda de Peso para ajudá-lo a atingir os seus objectivos de perda de peso! E até pode ganhar um prémio se for Um dos vencedores do seu Desafio!

NUM PROGRAMA DE 12 SEMANAS OBTÉM: • Dicas e informações úteis sobre uma boa nutrição e bem-estar a longo prazo • Um treinador pessoal . Apoio de um grupo para o manter motivado O número de participantes é limitado. Ligue já e reserve o seu lugar. Participe no desafio por apenas 30€.

O que é que tem a perder? Para fazer a sua inscrição ou obter 966 177 185 mais informações ligue:

Tribunal Judicial do Entroncamento

MINISTÉRIO DA ECONOMIA, DA INOVACÃO E DO DESENVOLVIMENTO Direcção Regional da Economia de Lisboa e Vale do Tejo

Secção Única Av.ª Dr. José Eduardo Vítor das Neves - 2330-066 Entroncamento Telef.: 249720230 - Fax 249718732 - Mail: entronc.tc@tribunais.org.pt

EDITAL

ANÚNCIO

INSTALAÇÃO DE ARMAZENAMENTO DE PRODUTOS DE PETRÓLEO/POSTO DE ABASTECIMENTO DE COMBUSTÍVEIS

1ª PUBLICAÇÃO Processo: 54/03.8TBENT-A Inventário / Partilha de Bens em Casos Especiais N/Referência: 944643 - Data: 11-05-2011 Requerente: Marlene da Costa Pestana e outro(s)... Cabeça de Casal: Nuno Alberto Brites Nobre Correm éditos de 20 dias para citação dos credores desconhecidos que gozem de garantia real sobre os bens abaixo indicados, para reclamarem o pagamento dos respectivos créditos pelo produto de tais bens, no prazo de 15 dias, findo o dos éditos, que se começará a contar da data da segunda e última publicação do anúncio. Bens: Fracção Autónoma, designada pela letra L - 3.º andar, esquerdo com cozinha, despensa, sala, três quartos, hall, duas casa de banho e arrecadação na cave com saída para a escada de acesso, é a primera do lado esquerdo do prédio esquerdo, prédio urbano sito na Rua José Afonso, n.º 17 no Entroncamento, inscrito na respectiva matriz predial urbana sob o art.º 5457 - L com o valor patrimonial de € 26.880,13.

Processo n.º D-27468 Em conformidade com a disposição n.º 9 da Portaria n.º 1188/2003, de 10 de Outubro, são convidadas as entidades singulares ou colectivas a apresentar, por escrito, para esta Direcção Regional de Economia, sita em Estrada da Portela – Zambujal, Apartado 7546 – Alfragide, 2721-858 Amadora, telefone 214729500 e fax 214714080, dentro do prazo de 20 dias, a contar da data da publicação deste edital, as suas reclamações contra a concessão da licença requerida pela entidade abaixo indicada, nos termos Decreto-Lei n.º 267/2002, de 26 de Novembro, com a redacção conferida pelo Decreto-Lei 195/2008, de 6 de Outubro, podendo para o efeito examinar o respectivo processo nesta Direcção. Entidade: CEPSA PORTUGUESA PETRÓLEOS, S.A. Localização da Instalação: Morada: E.N. 110, ao km 77.870 Localidade: Tojal Freguesia: Areias Concelho: Ferreira do Zêzere Distrito: Santarém Finalidade: venda Alfragide, 29 de Abril de 2011 Pel’ O Director Regional

A Juiz de Direito, - Dr. Rui Lopes Rebelo

Artigo 41.º do Código do Procedimento Administrativo

O Oficial de Justiça, - Vítor Daniel M. P. da Guia (em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1334 de 26.05.2011)

42 O RIBATEJO 26 Maio 2011

A. Simões de Sousa Director de Serviços

Eu Isabel Maria Raimundo de Oliveira Filipe Batista Marques, Notária do Cartório Notarial de Isabel Marques, na cidade de Santarém, CERTIFICO, para efeitos de publicação, que por escritura de dezoito de Maio de dois mil e onze, lavrada de folhas sessenta e três a folhas sessenta e quatro verso, no livro de notas para escrituras diversas número duzentos e onze - A. Dr. VÍTOR MANUEL DA COSTA DE OLIVEIRA GASPAR, solteiro, maior, natural da freguesia de Santarém (Marvila), concelho de Santarém, com domicílio profissional na Praça do Município, em Santarém, o qual outorga na qualidade de Vereador da Câmara Municipal e em representação do “MUNICÍPIO DE SANTARÉM” pessoa colectiva 505 941 350, com sede na morada acima indicada, qualidade e poderes que verifiquei pela certidão número 4/2010 emitida em vinte e nove de Janeiro de dois mil e dez da Acta de Instalação da Câmara Municipal de Santarém, para o quadriénio 2009 - 2013 e certidão número 6/2010, emitida pela mesma Câmara, em vinte e nove de Janeiro de dois mil e dez, as quais se encontram arquivadas a instruir escritura exarada a folhas cento e quarenta e duas do Livro cento e oitenta e oito-A, deste Cartório e pela certidão número 66/2010, emitida pela mesma Câmara, em vinte e um de Setembro de dois mil e dez, que também se encontra arquivada a instruir a escritura exarada a folhas sessenta e seis do livro de notas duzentos e um-A, deste Cartório, outorgou uma escritura de JUSTIFICAÇÃO na qual com exclusão de outrem, o seu representado se declara dono e legítimo possuidor, do seguinte: Prédio urbano, composto de casa do matadouro construída de cal e tijolo coberta de Lusalite, com a área de sessenta metros quadrados, a confrontar de Norte e Poente com estrada, de Sul com ribeira e de Nascente com José Ventura, sito na Estrada do Ribeiro, freguesia de Alcanhões, concelho de Santarém, OMISSO na Conservatória do Registo Predial de Santarém, inscrito na matriz respectiva, em nome do seu representado, sob o artigo 666, com o valor patrimonial tributário de € 2.480,00, valor que lhe atribui para efeitos fiscais. Que o mencionado prédio já se encontra na posse do Municipio de Santarém desde o ano de mil novecentos e quarenta e quatro, não tendo todavia título suficiente e formal que lhe permita efectuar o respectivo registo. Que, apesar disso, o Município de Santarém exerceu sempre, desde essa data, sobre este prédio, uma posse de boa-fé, contínua, pacífica e pública, à vista e com conhecimento de toda a gente, sem oposição de quem quer que seja, posse essa traduzida na fruição e conservação do prédio, bem como no exercício de todos os direitos de verdadeiro proprietário e na prática de todos os actos inerentes a essa qualidade. Estando o seu representado impossibilitado de comprovar pelos normais a aquisição do prédio atrás identificado, invoca aqui a usucapião como meio aquisitivo do direito de propriedade, suprindo, assim a ausência de título com vista a obter o registo de aquisição a seu favor. Que, assim, o seu representado, justifica por este meio o direito de propriedade sobre o mencionado prédio. ESTÁ CONFORME Cartório Notarial de Isabel Marques, dezoito de Maio de dois mil e onze. A Notária, (Isabel Maria Raimundo de Oliveira Filipe Batista Marques) (em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1334 de 26.05.2011)


Serviços

HORÓSCOPO CARNEIRO 21/3 A 20/4 A semana pode trazer acontecimentos ou factos decisivos para o futuro dos relacionamentos. Procure escapes às convenções e rotinas, mas não corre riscos desnecessários. Abrem-se boas perspectivas no campo profissional e económico, que podem sofrer quebras de apoio. TOURO 21/4 A 21/5 Podem ocorrer mudanças no sector amoroso que, tendencialmente, muito lhe agradarão. Assim sendo, pode constituir novos relacionamentos ou pôr termo a relações já gastas. A conjuntura é optimista e revela tendência para melhorias significativas em breve. GÉMEOS 22/5 A 21/6 Necessita de conhecer bem os outros para poder avaliar e actuar com segurança. A semana não lhe traz dissabores, mas terá de dar tempo e espaço à reflexão de ideias, pessoais ou de outros. Não deverá contar com facilidades, pelo que deve empreender uma preparação apurada. CARANGUEJO 22/6 A 22/7 A tendência desta semana é para o surgimento de conflitos, dúvidas, ciúmes e nervos, mas não alimente vinganças em termos amorosos. Tente que o seu orgulho ou problemas noutro sector não afectem o cumprimento de tarefas ou compromissos. Finanças estabilizadas. LEÃO 23/7 A 23/8 As perspectivas são bastante boas em termos amorosos, sobretudo nas relações familiares. Encare todos os relacionamentos sem reservas. A conjuntura é óptima para estabelecer comunicação com quem gosta. O momento é excelente para estabelecer contactos. VIRGEM 24/8 A 23/9 A tendência é para alguma confusão nos sentimentos, já que tende a sentir-se atraído para situações ou pessoas problemáticas. Tente actuar com o máximo de concentração e atenção, já que podem ocorrer alguns imprevistos e só lucrará em estar preparado para eles. BALANÇA 24/9 A 23/10 O período é excelente para encontros e convívio sentimental. Encare com confiança o futuro, não deixando que o passado o impeça de dar largas aos sentimentos. Pode contar com excelentes possibilidades de se realizar profissionalmente, já que se mostra criativo como nunca. ESCORPIÃO 24/10 A 22/11 As relações afectivas apresentam aspectos de entendimento e grande capacidade para ultrapassar conflitos. Pode assumir compromissos, desde que não receie alterar hábitos. A tendência no campo profissional é de êxito, ainda que não deva contar muito com ele. SAGITÁRIO 23/10 A 20/12 Tendência positiva no sector amoroso, com correspondência de sentimentos ou de interesses. Contudo, tenha sempre em conta que atitudes orgulhosas não estão aconselhadas. Os relacionamentos profissionais e institucionais estão, nesta semana, muito protegidos. CAPRICÓRNIO 21/12 A 20/1 Poderá ter bons resultados amorosos, sobretudo se pretende introduzir alterações de que antes não se sentia capaz. Uma nova paixão pode bater-lhe forte; não dê muita importância às diferenças de idades. Revelam-se algumas boas oportunidades para se destacar. AQUÁRIO 21/1 A 19/2 Senhor das situações, pode tomar decisões e pôr termo a conflitos relacionais. Relações novas ou muito recentes estão sob auspícios; não deixe que o passado ou terceiros interfiram. A tendência clarificadora da semana permite-lhe superar dificuldades laborais. PEIXES 20/2 A 20/3 Este período promete se de sucesso sentimental ou propiciador de uma forte paixão. Impõe-se uma atitude segura, mas muito descontraída; sobretudo, nada de manifestar desconfiança. Embora o aguarde muito trabalho, está recheado de questões complicadas.

FARMÁCIAS DE SERVIÇO

ADVOGADOS SANTARÉM

SANTARÉM Quinta 26 Sexta 27 Sábado 28 Domingo 29 Segunda 30 Terça 31 Quarta 1 Quinta 2

Oliveira Pereira Sá da Bandeira Confiança Vitorino Helena Flama Vitae Baptista

Rua Colégio Militar, 1 Av. Grup. Forcados Amadores St - 8 Av.ª do Brasil, 38 Urb. Oliv. Arame - S. Domingos Av.ª Bernardo Santareno, 24 R. Dr. Jorge Sena, 12 - Alto do Bexiga Pç. Sá da Bandeira, 4 e 5 Rua Serpa Pinto, 101/3

243 326 182 243 325 113 243 322 966 243 306 410 243 326 704 243 420 214 243 322 195 243 322 072

Rua Serpa Pinto, 27-33 Av. Norton de Matos Rua Serpa Pinto, 160-162 Rua Marquês de Pombal, 16 Rua Infantaria, 15, Nº 9 Rua Serpa Pinto, 27-33 Av. Norton de Matos Rua Serpa Pinto, 160-162

249 312 206 249 324 373 249 312 203 249 312 329 249 312 465 249 312 206 249 324 373 249 312 203

Rua do Comércio, 56 R. Tenente Cor. J. B. Camejo, 13 Largo Mota Ferraz, 7 Av. da Europa, Lt. 37, r/c-B, Lj 2 Av.ª Dr. António. A.S. Mart. 569 Rua José Estevão, 1 Rua do Comércio, 56 R. Tenente Cor. J. B. Camejo, 13

241 371 713 241 333 222 241 360 520 241 822 120 241 360 530 241 360 060 241 371 713 241 333 222

TOMAR Quinta 26 Sexta 27 Sábado 28 Domingo 29 Segunda 30 Terça 31 Quarta 1 Quinta 2

Torres Pinheiro Ribeiro dos Santos Dias Costa Central Misericórdia Torres Pinheiro Ribeiro dos Santos Dias Costa

ABRANTES Quinta 26 Sexta 27 Sábado 28 Domingo 29 Segunda 30 Terça 31 Quarta 1 Quinta 2

Silva Tavares Duarte Ferreira Motta Ferraz Ondalux Santos Silva Silva Tavares Duarte Ferreira

ALMEIRIM Quinta 26 Sexta 27 Sábado 28 Domingo 29 Segunda 30 Terça 31 Quarta 1 Quinta 2

Mendonça Praça da República, 12 Correia de Oliveira Rua Condessa da Junqueira Central Rua 5 de Outubro, 58/60 Barreto do Carmo Praça da República, 45/7 Mendonça Praça da República, 12 Correia de Oliveira Rua Condessa da Junqueira Central Rua 5 de Outubro, 58/60 Barreto do Carmo Praça da República, 45/7

243 592 265 243 509 370 243 570 570 243 592 379 243 592 265 243 509 370 243 570 570 243 592 379

CARTAXO Quinta 26 Sexta 27 Sábado 28 Domingo 29 Segunda 30 Terça 31 Quarta 1 Quinta 2

Abílio Guerra Correia dos Santos Pereira, Sucrs Central do Cartaxo Abílio Guerra Correia dos Santos Pereira, Sucrs Central do Cartaxo

Rua de S. Sebastião, 3 Rua da República, 10 Rua Serpa Pinto, 8 R. H. Qt.ª da Cabreira, Lt 54A-55A-B Rua de S. Sebastião, 3 Rua da República, 10 Rua Serpa Pinto, 8 R. H. Qt.ª da Cabreira, Lt 54A-55A-B

243 702 653 243 770 997 243 700 130 243 749 123 243 702 653 243 770 997 243 700 130 243 749 123

Rua de São Pedro, 5 Rua José Augusto Torres, Lt 129 Lg. Cor. António Maria Batista, 7 Rua 25 de Abril, 7 Av. de Sá Carneiro, Lote 7 Rua de São Pedro, 5 Rua José Augusto Torres, Lt 129 Lg. Cor. António Maria Batista, 7

249 822 411 249 812 472 249 819 540 249 830 180 249 822 067 249 822 411 249 812 472 249 819 540

Rua Direita, 64 Rua da Misericórdia Largo de S. Pedro, 4 Rua da Misericórdia, 16 Rua Direita, 64 Rua da Misericórdia Largo de S. Pedro, 4 Rua da Misericórdia, 16

243 660 099 243 675 070 243 610 370 243 617 068 243 660 099 243 675 070 243 610 370 243 617 068

R. Mariano de Carvalho, 83 Rua Serpa Pinto, 50 Rua Serpa Pinto, 50 Rua Serpa Pinto, 50 Rua Serpa Pinto, 50 Rua Serpa Pinto, 50 Rua Serpa Pinto, 50 Rua Serpa Pinto, 50

243 946 148 243 994 700 243 994 700 243 994 700 243 994 700 243 994 700 243 994 700 243 994 700

TORRES NOVAS Quinta 26 Sexta 27 Sábado 28 Domingo 29 Segunda 30 Terça 31 Quarta 1 Quinta 2

Central Pereira Martins Higiene Nicolau Lima Central Pereira Martins Higiene

CORUCHE Quinta 26 Sexta 27 Sábado 28 Domingo 29 Segunda 30 Terça 31 Quarta 1 Quinta 2

Frazão Higiene Misericórdia Almeida Frazão Higiene Misericórdia Almeida

RIO MAIOR Quinta 26 Sexta 27 Sábado 28 Domingo 29 Segunda 30 Terça 31 Quarta 1 Quinta 2

Central Cândido Barbosa Cândido Barbosa Cândido Barbosa Cândido Barbosa Cândido Barbosa Cândido Barbosa Cândido Barbosa

● Dr. José Francisco Faustino; Dr Francisco Luís; Dr.ª Graça Ferreira e Sousa; Dr. João Rafael; Dr. Pedro Goulão; Dr. Pedro Matos Barbosa; Dr. Francisco Lopes Leitão - Rua Reitor Pedro Calmon, nº 6 - 1º – 2000-031 Santarém - Tel. 243327159 Fax 243327160 - adv.santarem@mail.telepac.pt ● Oliveira Domingos - Largo Cândido dos Reis, 3 -1º - Santarém - Tel. 243326310 - Fax 243333587 - oliveiradomingos-161e@ adv.oa.pt ● Sandra Alexandre - Rua do Colégio Militar, 10 - 2º esq. - 2000-230 Santarém - Telef./Fax: 243 322 268 ● Dr. Francisco Antunes Luís - Av. D. Afonso Henriques, 89 - 2º Dtº - Santarém Tel. 243321024/ 243321426 - Fax 243321425 - advogados.s@mail.telepac.pt ● Dr. Morgado Ribeiro - Av. do Brasil – Edifício Scálabis, 1º Esq – Santarém - Tel. 243323143 Fax 243326144 morgadoribeiro-185e@adv.oa.pt ● Drª Margarida Lencastre Fróis - Praça Sá da Bandeira, 22 – 1º - Santarém - Tel. 243325178 Fax 243325178 - margarida. lencastre@gmail.com ● Dr.º Martins Carreto - Rua Dr. António José de Almeida, 17-2º Dto - 2000-238 Santarém - Telefone 243333519 Fax 243326531 e-mail: artinscarreto-1078C@ adv.oa.pt ● Dr.ª Helena Marques Duarte - Rua Pedro de Santarém - 2 – 2º A - Tel. 243 352 407 – Fax. 243 352 409 - 2000-223 SANTARÉM (Defronte do W Shopping) - hmduarte-16362l@adv.oa.pt

Drª Ana Gomes Ribeiro - Rua 5 de Outubro, 63 - 1º A/B – 2080-052 Almeirim - Tel. 243570093 Fax 243570099 anagomesribeiro-2104e@adv.oa.pt ● Dr. Pedro Borrego - Rua 5 de Outubro, 63 - 1º A/B – 2080-052 Almeirim -Tel. 243570091 Fax 243570099 pedroborrego-2083e@adv.oa.pt ● Drª América Cravo - R. Dr. Óscar da Costa Neves, 8 - 1º - 2080-130 Almeirim - Tel. 243597946/8 Fax 243597947 americacravo-855e@adv.oa.pt ● Drª Sónia Bento - Praça da República, 29 - 1º Esq.º - 2080-044 Almeirim - Tel. 243372159 Fax 243597999 - sbentompires. adv@gmail.com

ABRANTES ● Mário P. Claro - Célia Cruz Rua Luís

de Camões nºs 9 - 11, 1º Esq., 2200-421 Abrantes - Tel 241 379 090 - Fax.: 241 363 364; Trv. da Batoca, 6 - 2140-149 Chamusca; Tel/fax: 249 760 058 E-mail: mclaro.ccruz.spa@mail.telepac.pt ● Norberto Timóteo - Advogado - Praceta do Chafariz, Lote 6- 1º Esq. Apartado 93 - 2204-909 Abrantes; Tel.: 241 363 484; Fax: 241 365 234; Email: norbertotimoteo-169e@advogados.oa.pt ● Eurico Consciência & Associados - Abrantes - Apartado 37 Tel: 241372831 /2/3 - Fax: 241362645 - E-mail: consciencia839c@adv.oa.pt ● António Pires de Oliveira - Rua de Santa Isabel, nº 1- 1º Dto. 2200-393 Abrantes Tel.: 241 360 540 - Fax: 241 372 481 E-mail: dr.a.oliveira-355e@adv.oa.pt - Cédula Prof. 355 Évora

ALMEIRIM ●

Dr. Manuel Faustino Silva - Praça Lourenço Carvalho, 23 – 1º D – Almeirim - Tel. 243593626 Fax 243593626 - faustino1239e@adv.oa.pt ● Dr. Adriano de Melo Nazareth Barbosa Praça da República, 29 – 1º Esq. – Almeirim - Tel. 243597997/8 Fax 243597999 ● Drª Ana Sofia Casebre - Rua Dionísio Saraiva, Lote 1 – 1º Andar – Porta A – Almeirim - Tel. 243579134 Fax 243579134 TLM 936280534 ● Dr. Sérgio Luís Coutinho dos Santos - Praça da República, 18 A 1º - Apartado 61 – 2080-044 Almeirim - Tel. 2435991172 - Fax 243593224 sergiosantos - 365e@ advogados.oa.pt ● Dr. Vítor Sousa - Praça Lourenço Carvalho, 23 – 1º D – Almeirim - Tel. 243593626 Fax 243593626 ● Drª Célia Sousa Pinhal - Praça Lourenço de Carvalho, 12 A 1º - 2080-043 Almeirim - Tel. 243593737 Fax 243593737 TLM 966110936 - Celiasp-1498e@adv.oa.pt ● Drª Ana Oliveira Simões - Rua 5 de Outubro, 63 - 1º A/B – 2080-052 Almeirim - Tel. 243570092 Fax 243570099 anaoliveirasimoes-2078e@adv.oa.pt

ANA MARTINHO DO ROSÁRIO ISABEL ALVES DE MATOS VICTOR BAPTISTA

ADVOGADOS

CARTAXO ● Drª Liliana Pita - R. Dr. Manuel Correia Ramalho, 9 – 2º Esqº - 2070-095 Cartaxo - Tel 243703631 Fax 243703631- lilianapita18943l@adv.oa.pt ● Drª Rute Nunes - Rua Dr. Lopes Batista, 5 B -1º E – Cartaxo - TLM 914177635 Fax 243120102 - rute.nunes@apoiojuridico. com - www.apoiojuridico.com ● Drª Ana Fonseca e Silva - Praça 15 de Dezembro, 23ª - 2º A – 2070-049 Cartaxo - Tel. 243704323 Fax. 2437074328 - anafonsecaesilva-1002e@advogados. oa.pt

LISBOA ● Albertino Antunes - Av. 5 De Outubro,

Nº 77, 3º Dtº 1050-049 Lisboa Tel. 213172720 Fax. 213172729 ● Alexandre Oliveira - Telem.: 969 239 263 - Av. 5 De Outubro, Nº 77, 3º Dtº 1050-049 Lisboa - Tel. 213172720 - Fax. 213172729

Francisco Pedrógão Armando Ferreira

ADVOGADOS

Av. do Brasil - Edifício Scalabis - 1º F Tef.: 243 326 242 2000 SANTARÉM

Pcta. Pedro Escuro n. 2 1.º Esq. Telef.: 243 333 821 Fax: 243 391 021 2000 SANTARÉM

ORLANDO MENDES TERESA PINTO FERREIRA

MADEIRA LOPES FRANCISCO MADEIRA LOPES

SOCIEDADE DE ADVOGADOS, RL Travessa do Fróis, 3 - 1º e 2º Tel: 243 328 444 - Fax: 243 391 079 2000-145 SANTARÉM

ADVOGADOS

E-mail: orlandomtpf_socadv.rl@mail.telepac.pt

Tel.: 243323700 - Fax: 243332994 Rua Elias Garcia, 24 - 1º Apartado 173 2001-902 Santarém

26 Maio 2011 O RIBATEJO 43


Classificados IMOBILIÁRIO ARRENDA-SE ● QUARTOS a raparigas junto rotunda Forcado T 966981737 ●

CARTAXO – Estabelecimento comercial na Qta das Correias, pronto a funcionar c/ clientela. Extracção de fumos. Renda mensal de 650€. Opção de venda. 22.500€ www.remax.pt/121871072-124 RE/MAX PRINCIPAL – Santarém, AMI 6883 Tel. 961 334 733

IMOBILIÁRIO TRESPASSA-SE ●

CARTAXO – Pastelaria em funcionamento muito próxima da Escola e de Comércio e Serviços c/ renda mensal de 300€.35.000€ www.remax. pt/121871069-52 RE/MAX PRINCIPAL – Santarém, AMI 6883 Tel. 961 725 440

AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500 ● APT T2 no centro de Santarém. Composto por 2 quartos, 2 salas (uma de estar e outra de jantar), 2 casas de banho, cozinha e marquise c/ ar cond., aproveitamento de sótão c/ entrada pela despensa e varanda. Vista desafogada e muita luminosidade – 59.000€ www.remax.pt/120431070-155 AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500

● MORADIA T2 rural,

● APT em S. Domingos, com 3 quartos (um em suite), sala c/ lareira e AC, cozinha c/ placa, forno e esquentador, despensa na cozinha e área de estendal. Roupeiros. Edifício bem cuidado no seu interior e exterior. Boa localização, perto de comércio. Lugar de estacionamento e arrecadação com 4,20 m². – 122.000€ www.remax.pt/120431104-16 AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500

● São Vicente Paúl - Moradia

● APT T4 Duplex, em S. Domingos,

IMOBILIÁRIO VENDE-SE ● Apart T3 semi novo, Alcanena,

c/lugar garagem sotão e aquec central,boas areas,soalheiro, em excelente estado,boa urbanização.Tlm: 963602594 ● OU PERMUTO casa de 2 pisos

T3, c/ nova, centro de Alcanhões TL 919112841

vistas deslumbrantes. 5 Assoalhadas, 4 Quartos (um deles em suite), 4 casas-de-banho. Lugar de parqueamento, Ar cond., lareira c/ recuperador de calor, cozinha totalmente equipada – 180.000€ Possibilidade de arrendamento por 675€ mensais, totalmente mobilado. www.remax. /120431071-180 AMI 5430 - RE/ MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500 ●

● APT T4 c/ bons acabamentos,

zona privilegiada do Planalto de Santarém, vistas panorâmicas, equipado c/ AC e aq. central. Com áreas generosas, pavimento do hall de entrada e sala em pedra, wc’s revestidos a pedra. Cozinha total. equipada e arrecadação – 137.000€ www. remax.pt/120431071-120 AMI 5430 – RE/MAX SCALA – Santarém. Tel: 243 307 500 ● QUINTINHA na Vila da Marme-

leira c/ 4960 m² de lote, vedada c/ árvores e jardim. Amplos espaços de estar, zona de sala de jogos, c/ carácter rústico. Cozinha equipada, 2 quartos c/ roupeiro. Aq. central c/ caldeira a gasóleo e lareira c/ recuperador de calor. Garagem, alpendres, churrasqueira e forno, cozinha rústica. O terreno permite o loteamento. Possibilidade de aumentar o número de divisões. Alarme – 190.000€ www.remax.pt/120431105-18

APT T4 para venda junto às Finanças de Santarém. O apt possui 2 casas de banho, sala c/ varanda, marquise e despensa. Possibilidade de ficar equipado e mobilado. Perto de tudo e com bons acessos 80.000€ www. remax.pt/120431121-48 AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500 ● APT T2, Almeirim, coo novo,

cozinha equipada, logradouro c/churrasqueira. Valor 90.000,00€ - Ref. A-327 TLF: 243595033 www.habigotica. com AMI 5915

na Várzea, 1900m2 terreno, zona sossegada. Valor 68.000,00€ - Ref. A-320 TLF: 243595033 www.habigotica.com AMI 5915

LOJA em Santarém, nova, 110m2, grandes montras. Valor 97.500,00€ - Ref. S-574 TLF: 243595033 www.habigotica.com AMI 5915

T3, usada, como nova, c/ 2 quartos, suite , cozinha, sala, 2 wc, alpendre, garagem. 2 cadernetas urbana c/1.000m2 e rústica c/3.020m2. convida ao relax e qualidade de vida . ZEN , c/ a capital do gótico e entrada para A1 a 10 min. ZEN MOR.199 PREÇO 175.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243

TERRENO c/ 165m2, Almeirim, c/ moradia para demolir. Valor 27.500,00€ Ref A-326 TLF: 243595033 www.habigotica.com AMI 5915 ● APT T3, Almeirim, novo, lugar garagem, ar condicionado, cozinha equipada, excelentes. Valor 115.000,00€ - Ref.

Drª MADALENA BARRETO INSTITUT SUTHERLAND DE PARIS

OSTEOPATIA Av. Bernardo Santareno, 39 - 1.º Esq. Telefone 243327546 - 2000 SANTARÉM

Dr. ARMANDO RODRIGUES LOPES INSTITUT SUTHERLAND DE PARIS

OSTEOPATIA Av. Bernardo Santareno, 39 - 1.º Esq. Telefone 243 327 546 - 2000 SANTARÉM

Almeirim Apt T3, novo, hall (tecto falso c/ projec.) 2 quartos (roupeiros de correr), 1 suite( banheira hidrom. wc c/ janela), sala, wc, cozinha semi-equipada c/ electrodom. INDESIT, garagem (box indiv. exterior, c/ água e luz ligado cada fracção), zona agradável, c/ jardim, bons acessos rodoviários ZEN APT.155 PREÇO 105.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243

Ap t . u s a d o T 2 A l m e i rim c/ 1 lugar de garagem. 100.000€ - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653 ● Apt. usado T2 em Santarém. 65.000€ - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653 ●

Apt. novo T3 c/ garagem em Almeirim. 126.000€ - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653

● VALADA, Cartaxo – Moradia ●

Santarém – Jardim de Baixo Moradia T3, r/c e 1º, usada, soalheira, em ópt. estado, pré-instal. p/ paneis solares, logradouro, alpendre, garagem indiv..Zona residencial mtº aprazível, próx. entrada A1, zonas comercias, escolas e cidade de Santarém. ZEN MOR.198 PREÇO 165,000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243

● Romeira Moradia T4+1. r/chão,

cave e sótão. No r/chão: hall, sala, quarto, suite, wc e alpendre; na cave: cozinha, despensa, casa máq., 2 quartos, casa jantar e wc. Sótão amplo. 2 cadernetas, urbana c/ 450m2, rústica c/ 11.680m2. ZEN MOR.130 PREÇO 199.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243 ● Alpiarça Moradia T5+1,usada

( cave, r/c e 1º), proj. numa construção e acab. Qualidade, zona habitacional privilegiada...Barragem, Museu dos Patudos e Reserva Natural do Cavalo Sorraia. ZEN MOR.168 PREÇO 280.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243 ●

PUBLICIDADE

44 O RIBATEJO 26 Maio 2011

A-322 TLF: 243595033 www. habigotica.com AMI 5915

Santarém – S.Salvador Apt Duplex T2, usado, bem cons., bons acab., 2 quartos, sala, Wc ,cozinha, zona arrumos, garagem priv. c/ acesso ao duplex, arrecadação, em zona calma, a 3 min. centro da cidade, e 5 min. acesso a A1 .ZEN APT.107 PREÇO 97.500€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243

T3 c/ 177m2 de construção e um espaço exterior de 3.080m2 que fará os encantos dos seus fins-de-semana. Zona ideal para desportos náuticos e equestres. 120.000€ www. remax.pt/121871078-56 RE/ MAX PRINCIPAL – Santarém, AMI 6883 Tel. 926 613 915

Tel. 926 613 906 ●

SANTARÉM, QTA DAS TRIGOSAS – Moradia T4 isolada, 2 pisos, inserida num lote de terreno de 595m2. Materiais de 1ª qualidade! 250.000€ www.remax. pt/121871053-45 RE/MAX PRINCIPAL – Santarém, AMI 6883 Tel. 961 311 745 ● MORADIA T3 Arneiro Tre-

mês, 415m2 útil, c/ terreno, a 10km Santarém Preço: 110.000,00€ - Ref. 363 Go Imobiliária AMI – 8191mTlf – 915084892/243094092 ● APT

T3 S. Domingos, Usado, ar cond. box fechada, Oportunidade de negócio. Preço: 95.000,00€ Ref. 700n Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092

● MORADIA T3 Fazendas Almei-

rim, nova, arrecadação, Lavandaria, garagem, A.C. Rec.calor, logradouro. Preço: 150.000,00€ - Ref. 779 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092 ● APT T3 Hospital Str, novos, exce-

lentes desde 135.000,00€ - Ref. 842 Go Imobiliária AMI - 8191 Tlf – 915084892/243094092

SANTARÉM – Arredores Moradia p/ Recup.; Anexo; Telheiro; Forno a Lenha; Logradouro; Furo; Árvores de Fruto; Ideal para Fins de Semana; Acessos Alcatroados. Ref. 4439 Preço: 50.000,00€ Trata: Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390

● SANTARÉM – S. Nicolau Apartamento 4 Assoa.; Sala c/ Recup. de Calor; 3 Quartos 2 deles com Roupeiro; Cozinha Espaçosa; 2 WC; Varanda na Sala; Arrecadação no Sotão. IMÓVEL COM GARANTIA DE 18 MESES Ref. 4444 Preço: 85.000,00€ Trata: Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390 ● SANTARÉM – Arredores Mora-

dia p/ Reconstruir c/ Lagar; Logradouro; Poço; Árvores de Fruto. Ref. 4443 Preço: 36.500,00€ Trata: Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390 ● SANTARÉM – S. Salvador Apartamento 4 Assoa.; Pré-Instalação de Ar Cond.; Lareira c/ Recuperador de Calor; Lugar de Garagem; Óptima Localização; Bons Acessos. IMÓVEL COM GARANTIA 18 MESES. REF. 4422 Preço: 110.000,00€ Trata: Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390

● APT T4 Alto Bexiga, usado, bom ●

OUTEIRO CORTIÇADA, Rio Maior – Moradia T4 + 3 c/ cave (adega e tertúlia), sótão, quintal c/ churrasqueira, forno, telheiro, arrumos e horta. 100.000€ www. remax.pt/121871049-245 RE/MAX PRINCIPAL – Santarém, AMI 6883 Tel. 969 754 602

● CARTAXO – Moradia T2 em res-

tauro no centro da cidade. Cozinha totalmente equipada, sótão, quintal c/ churrasqueira, pré-instalação de ar condicionado.115.000€ www.remax.pt/121871053-35 RE/ MAX PRINCIPAL – Santarém, AMI 6883 Tel. 961 311 745 ●

CHAMUSCA – Moradia T3 à entrada da vila, a necessitar de algumas obras de benef.. Garagem, quintal e terraço c/ vista p/ o campo... 55.000€ www.remax. pt/121871053-1 RE/MAX PRINCIPAL – Santarém, AMI 6883 Tel. 961 311 745

● AZOIA DE BAIXO – Moradia T3

rústica usada em excelente estado. Logradouro c/ churrasqueira e espaço de garagem. Possib.de arrendamento.95.000€ www. remax.pt/121871028-424 RE/MAX PRINCIPAL – Santarém, AMI 6883

estado 1º andar s/ elevador. Oportunidade Preço: 105.000,00€ - Ref. 866 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092 ●

PT T4 Centro de Almeirim 2º andar s/ elevador Preço: 70.000,00€ - Ref. 864 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092

● MORADIA T2 – Centro Almei-

rim – 29.990€ - AMI 8643 – Trata: Remax Vision Tel: 925 479 312

● SANTARÉM – Arredores Ruí-

na Inserida em Terreno Rústico c/ 3.240m2; Área Bruta de Construção de 149m2; Zona de Moradias Novas. Ref. 4296 Preço: 34.500,00€ Trata: Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390

VEÍCULOS VENDE-SE ● CITROËN Berlingo Diesel 2 Lug. TLM 913667331

MORADIA T2 semi nova – Fazendas Almeirim – 96.000€ - AMI 8643 – Trata: Remax Vision Tel: 925 479 312

APARTAMENTO T2 NOVO – Zona Norte Almeirim – 71.250€ AMI 8643 – Trata: Remax Vision Tel: 925 479 312

DIVERSOS GERAL ● IDOSOS aceitam-se em vivenda familiar remodelada c/ quintal. Jardim de Cima TL 243372121 e 910180472 ● OLHE POR SI - Saúde 960272713

● APARTAMENTO T2 novo com

garagem – Alpiarça – 77.900€ AMI 8643 – Trata: Remax Vision Tel: 925479 312 ● APARTAMENTO T3 remodelado – Almeirim – 66.150€ - AMI 8643 – Trata: Remax Vision Tel: 925 479 312

- Mudança Visual 969091189 Estética 916143203

DIVERSOS MENSAGENS ● JOVEM procura senhora livre

futuro. TLM 963043193.


CRÉDITOS PAU LO N I ZA * CRÉDITO RÁPIDO P/ INÍCIO DO SEU NEGÓCIO

Residêncial Lar

da Minha Mãe, Lda.

Taeg desde 7,00%

* CRÉDITO PESSOAL OU CARTÃO DE CRÉDITO C/ ASSINATURA DE 1 SÓ TITULAR, SE CASADO

Residência Assistida para Idosos, Dependentes e Doentes

Taeg desde 12,06%

* CRÉDITO CONSOLIDADO COM E SEM HIPOTECA C/ REDUÇÃO ATÉ 60% DO ENCARGO MENSAL Taeg desde 6,59%

* CRÉDITO COM GARANTIA DO SEU AUTOMÓVEL E NEGÓCIOS AUTO ENTRE PARTICULARES Taeg desde 18,52%

Espaço familiar, amplo jardim, alia o conforto aos cuidados profissionais de uma equipa em constante formação. Aceitamos doentes de Alzheimer e outras doenças de foro neurológico.

* LINHAS DE CRÉDITO COM APOIO DO ESTADO PARA INÍCIO DO SEU NEGÓCIO E PARA EMPRESAS JÁ EXISTENTES Taeg desde 2,50%

* CRÉDITO HABITAÇÃO E TRANSFERÊNCIAS COM REDUÇÃO DA SUA PRESTAÇÃO MENSAL E POSSIBILIDADE DE TAXA FIXA Taeg desde 5,1994%

* CONTACTE-NOS MESMO QUE TENHA

PROBLEMAS BANCÁRIOS, POIS EM MUITOS CASOS AINDA TEMOS A SOLUÇÃO

www.pauloniza.pt Urb. Vila das Taipas. Lt.4 – r/c Drt. 2080-067 Almeirim E-mail: geral@pauloniza.com

Telf.: 243 579 296

Telm. 938 879 678

TINTAS VILCOR DIRECTAMENTE DO FABRICANTE PARA O APLICADOR ABRANTES: Rua de S. Domingos – 336 – 2º A – Apart. 37 Tel. 241 372 831/2/3 – Fax 241 362 645 2200-397 ABRANTES LISBOA: Rua Braamcamp – 52 – 9º Esqº Tel. 213 860 963 – 213 862 922 – Fax 213 863 923 1250-051 LISBOA E.Mail: consciencia-839c@adv.oa.pt

Visite o nosso Site: advogadosabrantes.com

PREÇOS COMPETITIVOS C/ SUPERIOR QUALIDADE MIKROQUIMICA, Lda.

Serviços médicos, enfermagem, psicossociais, animação, nutricionismo e possibilidade fisioterapia. Visite as nossas instalações com NOVA GERÊNCIA e reserve a sua vaga! Alvará 04/06 - Santarém

Tel/Fax.: 243 779 029 Telem.: 937 860 366 lardaminhamae@hotmail.com

Preços

Excelentes

Casal do Prioste – Estrada n.º3 , lote 2 Prioste 2070-036 Cartaxo

FAUSTINO SANTOS Acupunctura / Hipnoterapia Clínica Licenciado em Medicina Tradicional Chinesa Curso pós-graduado de aperfeiçoamento de Hipnose em Clínica Médica (componente de especialização) da Faculdade de Medicina de Lisboa

Praceta Pedro Escuro, 10 - 3.º Esq.º (Junto à Rádio Pernes)

Telef.: 249 890 017 • FAX: 249 890 524 mail: mikroquimica@mikroquimica.pt Apartado 84 - 2384-908 VILA MOREIRA

MARCAÇÕES - Telemóvel: 962 600 338

www.faustinosantos-acupunctura.com 26 Maio 2011 O RIBATEJO 45


Saúde

Sílvia Lencastre Fróis Psicóloga Clínica Psicologia Clínica e Psicoterapia Marcações pelo telemóvel

918 732 116 Santarém • Coruche • Rio Maior

JOSÉ MANUEL PIRES TEIXEIRA MÉDICO ESPECIALISTA - GINECOLOGISTA / OBSTETRA ASSISTENTE HOSPITALAR GRADUADO do HOSPITAL DE SANTARÉM DOENÇA DA MAMA - DIPLOMADO e MASTER em Senologia / / Pat. Mamária pela F. de Medicina da Un. de Barcelona CONSULTÓRIO NA CLÍNICA “FERRO DE ENGOMAR” Rua do Quintino, 9 - A - Tel.: 243770939 - CARTAXO

Dr. Rui Castro Médico Especialista de Clínica Geral

CONSULTÓRIO: Rua José Saramago, 17-1º (edifícios atrás do Banco de Portugal)

Telef. e Fax: 243 327 431 Telemóvel: 917 770 678 CONSULTAS E MARCAÇÕES DIÁRIAS

CENTRO CLÍNICO DO CHOUPAL MED. FÍSICA E REABILITAÇÃO CONSULTAS Fisiatria (Dr.ª Helena Martins) (Dr. José Miguel Pais) Ortopedia (Dr. A. Júlio Silva) Psicologia (Dr.ª Elsa Couchinho) (Dr.ª Teresa Molina) Clínica Geral e doenças do Coração (Dr.ª Liliana Aleksandrov) ACORDOS FISIOTERAPIA: ADSE, ADMFA, ADMA, C.G. DEPÓSITOS, CTT, SAMS, TELECOM e SEGURADORAS R. Capitão António Montês, 4-A (Rampa Ciclistas) Tel. 243326935 - Fax: 243326935 2000 SANTARÉM

Surgimed Anat.Patológica Dra. Margarida Mendes

Endocrinologia Dr. Luís Raposo

Ortopedia Dr. Duarte Cadavez

Cir.Geral/Obesidade Dr. Joaquim Costa

Gastroenterologia Dr. Júlio Veloso

Pneumologia Dr. Marco da Costa e Silva

Cirurgia Plástica Dr. Ribeiro de Carvalho

Medicina Interna Dra. Luísa Wandschneider

Cirurgia Vascular Dr. Mário Soares Clínica Geral Dra. Hélia Castro Dr. Benjamim Coimbra Dermatologia Dra. Joana Parente

Dr. LUÍS RAPOSO MÉDICO ESPECIALISTA ENDOCRINOLOGIA, DIABETES E OBESIDADE

SURGIMED Praceta Eduardo Rosa Mendes, 6 R/c Marcações pelo Tel./Fax 2436305780

Dr. A. JÚLIO SILVA Médico Especialista

DR. JOSÉ LUÍS P. BARRETO Pela Ordem dos Médicos DOENÇAS DOS RINS, VIAS URINÁRIAS E APARELHO SEXUAL MASCULINO

46 O RIBATEJO 26 Maio 2011

CONS. - SURGIMED

Pr. Eduardo Rosa Mendes n.º 6 R/C - Telef.: 243305780 2000 SANTARÉM

Neurologia Dr. Jorge Becho Neuropsicologia Dr. Nuno Pestana Oftalmologia Dr. Juan Palomares Dr. Castela Rodrigues

Psiquiatria Dr. Vítor Henriques Reumatologia Dr. Teixeira Costa Urologia Dr. Luís Barreto Dr. Luís Costa

Exames Complementares e Outros:

UROLOGISTA

ORTOPEDIA (Centro Clínico do Choupal) R. Capitão António Montez, 4-A Tel. 243 326 935 SANTARÉM

Dietética Dra. Célia Dias

Neurocirurgia Dr. Carlos Calado

Psicologia Dra. Elsa Martins Dr.João Paulo Ribeiro Dra. Cátia Lima

• • • • • • •

Endoscopia Digestiva Alta Colonoscopia Fibrorectosigmoidoscopia Polipectomia Endoscópica Citologia Aspirativa Urofluxometria E.C.G.

• Trat. varizes (esclerose e laser) • Sedação profunda c/apoio de Anest. p/ exames endoscópicos • Laser Cirúrgico • M.A.P.A. • Holter 24 horas • Polisonografia em ambulatório

Marcações das 9:00 às 19:00 de 2ª a 6ª Feira Telef: 243 305 780 Fax: 243 305 781 Praceta Eduardo Rosa Mendes, 6-r/c 2005-174 SANTARÉM Email: surgimed@mail.telepac.pt


Júlio Aranha

Drª ISABEL MONTEIRO

Cardiologista

Médica Cardiologista • Consultas de Cardiologia • Electrocardiogramas • Ecocardiogramas Modo M, 2D e Doppler a cor

„

CHECK UP CARDIOVASCULAR RISCO CARDIOVASCULAR PRÁTICA DESPORTIVA Consulta médica Exames laboratoriais Electrocardiograma Ecocardiograma M e 2D Prova de Esforço

• M.A.P.A. (Monitorização Ambulatória da Pressão Arterial) Rua Dr. António José de Almeida, nº 11, 4º Dt.º 2000 - SANTARÉM

Telef. 243 326 957

CLIMECO - Clínica Médica de Eduardo Lopes Oftalmologia Dr. Eduardo Lopes

RIBAMÉDICA - SANTARÉM - Telem. 912 722 206 Av. Bernardo Santareno, 11 r/c Dt.º 2005-117 Santarém Tel.: 243 092 883

DRª MARISA PERES MÉDICA CARDIOLOGISTA

Análises Clínicas Meios Terapêuticos: Ressonância Magnética 1,5 t RM Neuro/Corpo/Osteoarticular/ „ Litotrícia e Ortotrícia Exames de Cardiologia: Mamária/Angio Provas de Função respiratória: „ Ressonância Magnética TC 64, 16 e 4 Cortes „ Espirometria „ TC Neuro/Corpo/Colonoscopia e Cardíaca „ „ Mecânica Ventilatório Angiografia Cardíaca Virtual Broncoscopia Virtual „ “Compliance” Pulmonar „ Ecocardiograma Modo M e 2 D „ Angio TC, Uro TC „ Difusão „ Ecocardiograma com Döppler „ Dental Scan „ Oximetria Transcutânea „ Ecografia Geral pulsado, contínuo e codificado „ Registo Poligráfico do Sono „ Döppler a cor „ Electrocardiogramas „ Radiologia Digital com Avaliação Terapêutica „ ECG com prova de esforço em „ Mesa para exames CPAP) Tapete rolante Gastrointestinais „ ECG Holter 24 horas „ Mamografia Digital Exames de Neurofisiologia: „ Monitorização da pressão „ Ortopantomografia Digital Directo „ Electromiografia „ Electroencefalografia Ambulatória das 24h (MAPA) „ Potênciais Evocados „ Detector de eventos Imagiologia de intervenção: „ Estudo do Sono em „ Domicílios ECG „ Citologia da tiróide e Mama „ Biópsia Prostática Eco-guiada Ambulatório (electrocardiogramas) „ „

Santarém | R. Prof Pinto Correia Lote 6 C/v, 2005-266 T: 243 303 180 F: 243 303 188 Tomar | R. António Joaquim Araújo nº 32, 2300-555 T: 249 329 020 249 310 430 F: 249 320 029 Entroncamento | R. Ant.º Amílcar Correia nº 9, 2330-255 T e F: 249 719 984

SANTARÉM:

Abrantes | CHMT - Largo Eng.º Bioucas, 2200-202 T: 241 372 396 241 331 676 F: 241 361 521

Oftalmologia Pediátrica Drª Cristina Amorim

243 328 890

Sertã | Av. Nuno Álvares Pereira nº 924 R/c, 6100-733 T: 274 603 433 F: 249 320 029

Acordos c/ Médis / Advancecare / EDP Portugal Telecom / CGD / SAMS / Multicare

ALMEIRIM: „ Clínica do Jardim: 243 593 422 „ Enfercentro: 243 579 601

Acordos c/ Médis / Advancecare / EDP Portugal Telecom / CGD / SAMS / Multicare

„ GFS (Estrada S. Domingos, perto do Presídio):

Ortóptica Dr. Alfredo Sousa - Drª Ana Ascensão Neurocirurgia Dr. Bello da Silva

„ Centro Médico de Aveiras: 263 474 976

CENTRO MÉDICO E DE ENFERMAGEM DE ABRANTES Largo de S. João, N.º 1 - Telefones 241 371 566 - 241 371 690

C O N S U LTA S

Acordos c/ Multicare

Psicologia Drª Sandra Silva - Drª Isabel Baptista Medicina Interna Dr. Victor Bezerra Nutrição Drª Susana Rodrigues MARCAÇÕES PELO TELEFONE 243 328 303 Rua Colégio Militar, Lt. A - 1º Esquerdo (junto ao antigo Campo dos Leões) 2000 SANTARÉM

Santarém | Prolongamento da Praceta Jaime Cortesão Lote 4 C/v Dt.ª, 2000-228 T: 243 333 969 F: 243 321 945 e-mail: geral@crtomar.pt

AVEIRAS DE CIMA:

Acordos c/ Multicare

Neurologia Drª Adelaide Palos Dermatologia Drª Maria João Reumatologia Drª Manuela Micaelo

Torres Vedras | Av. General Humberto Delgado nº 22D, 2560-272 T: 261 319 130 F: 261 315 535

ACUPUNCTURA Dr.ª Elisabete Alexandra Duarte Serra ALERGOLOGIA Dr. Mário de Almeida; Dr.ª Cristina Santa Marta CARDIOLOGIA Dr.ª Maria João Carvalho CIRURGIA Dr. Francisco Rufino CLÍNICA GERAL Dr. Pereira Ambrósio - Dr. António Prôa DERMATOLOGIA Dr.ª Maria João Silva GASTROENTERELOGIA E ENDOSCOPIA DIGESTIVA Dr. Rui Mesquita; Dr.ª Cláudia Sequeira MEDICINA INTERNA Dr. Matoso Ferreira NEFROLOGIA Dr. Mário Silva NEUROCIRURGIA Dr. Armando Lopes NEUROLOGIA Dr.ª Isabel Luzeiro; Dr.ª Amélia Guilherme

POR

MARCAÇÃO

OBSTETRÍCIA E GINECOLOGIA Dr.ª Lígia Ribeiro, Dr. João Pinhel OFTALMOLOGIA Dr. Luís Cardiga ORTOPEDIA Dr. Matos Melo OTORRINOLARINGOLOGIA Dr. João Eloi PNEUMOLOGIA Dr. Carlos Luís Lousada PROV. FUNÇÃO RESPIRATÓRIA Patricia Gerra PSICOLOGIA Dr.ª Odete Vieira; Dr. Michael Knoch; Dr.ª Maria Conceição Calado PSIQUIATRIA Dr. Carlos Roldão Vieira; Dr.ª Fátima Palma UROLOGIA Dr. Rafael Passarinho NUTRICIONISTA Dr.ª Carla Louro SERVIÇO DE ENFERMAGEM Maria João TERAPEUTA DA FALA Dr.ª Susana Martins

DR. JOSÉ BRANCO PSICÓLOGO CLÍNICO PSICOTERAPIA DE ADULTOS E ADOLESCENTES Depressão – Ansiedade – Fobias – Ataques de Pânico – Obsessões/ compulsões – Perturbações do sono – Perturbações de Personalidade – Disfunções sexuais – Avaliação das causas do insucesso escolar

PREÇOS SOCIAIS Alverca R. Cidade de Dévnia, 21, 2º, Dto Lisboa Clínica Movimento e Saúde/ R. José Falcão, 52, 2º F INFORMAÇÕES E MARCAÇÕES:

961 285 155 ou 216 037 099

Terapeuta Osteopata Rui Leite Ceficarte

CENTRO DE FISIOTERAPIA DO CARTAXO

MARCAÇÕES: Tlm.: 919 612 454 • Tel./Fax: 243 702 311 Av. João de Deus, n.º 10 r/c • 2070-011 Cartaxo

CONSULTÓRIO DENTÁRIO - Nova morada CENTRO AUDITIVO WIDEX Audiologia  X  X  X X

Dr.ª Odete Batista Diagnóstico (adultos e crianças) Reabilitação Auditiva (Próteses Auditivas) Potenciais Evocados Auditivos do Tronco Cerebral (PEATC) Protectores de Natação

Cardiopneumologia X

Dr.ª Patrícia Branco

Estudo do Sono

Acordos: CGD, SAMS, PT, Médis, Advance Care e Mondial Assistance Horário: 13.00 às 20.00 horas

Largo Cândido dos Reis, 14 - 1.º Esquerdo • 2000-241 Santarém Tel.: 243 391 547 • Fax: 243 391 549 • E-mail: audioteste@netcabo.pt

DR. MARCÃO Médico especialista de ESTOMATOLOGIA (Doenças da boca e dentes) pela Ordem dos Médicos e pelo Hospital de Santa Maria

CLÍNICA - CIRURGIA - PRÓTESES DENTÁRIAS CONSULTAS TODOS OS DIAS Largo Cândido dos Reis, 11 - 1º Direito (junto à rotunda do hospital velho) Telef: 243 326 435 - 2000 SANTARÉM

26 Maio 2011 O RIBATEJO 47


R+ Desporto

Ferroviária: segundo ano de existência, segunda tentativa e primeira conquista do título.

Divisão Secundária Cidade Ferroviária é campeão Senhoras e senhores, o grande vencedor é: O cidade Ferroviária. . Bem, na realidade são três os felizes contemplados com a subida ao escalão maior do futebol distrital: Cidade Ferroviária, Porto Alto e Moçarriense. André Lopes anfinulo@gmail.com

Se o Ferroviária merece a maior parte dos flashes por se ter sagrado campeão, o Porto Alto surpreendeu por ter garantido a subida com alguma folga (até se deu ao luxo de perder o último jogo), o feito que mais agita as águas foi mesmo o do Moçarriense, que à última jornada selou a presença no pódio, conquistando o respectivo direito à subida. E porquê um feito? Porque de entre os seus adversários, o Moçarriense é o clube com menos presenças na 1.ª divisão distrital, a última das quais uma fugaz passagem na temPUBLICIDADE

48 O RIBATEJO 26 Maio 2011

porada 2005/06. E porque, sendo o único clube ainda com um campo pelado, agora em obras de conversão em sintético, todos os jogos em casa na fase final tiveram de ser disputados em casa emprestada. E finalmente porque – e aqui em ex aequo com o Ferroviária – já no ano passado tinha feito uma época de grande nível em que não subiu por uma unha

À partida para a última jornada, os “amarelos” da Moçarria só dependiam de si próprios para manter o 3.º lugar.

negra. À partida para a última jornada, os “amarelos” da Moçarria só dependiam de si próprios para manter o 3.º lugar e não perder a passagem para o Salvaterrense. E assim foi, a equipa de Sérgio Domingos bateu o já tranquilo Porto Alto, com golos de Nuno Sardinha, Mário Matias e Cláudio Cruz. E o Porto Alto era um difícil adversário, visto que Kikas e os seus pupilos foram ao campo da Escola Agrária ainda com um vislumbre do título. Na próxima temporada, o Moçarriense irá inaugurar o tão esperado relvado sintético com uma presença inaudita na divisão Principal. Entretanto, noutro ponto do

distrito, o Ferroviária também fazia história. Ao segundo ano de existência deste emblema baseado no antigo Ferroviários do Entroncamento, surge o primeiro título de campeão distrital. Foi também a segunda tentativa, visto que na época passada, o Ferroviária morreu na praia na fase final depois de uma espectacular primeira fase. E dignas de realce, para além da vitória da equipa de Kaloga sobre o Salvaterrense, foram também as centenas de pessoas que compuseram as bancadas do complexo municipal em que jogam os ferroviários. O atractivo da possibilidade da consagração do campeão aumentou com a oferta das entradas por parte

de um patrocinador, fazendo-se assim uma bonita festa. Dentro das quatro linhas, o espectáculo agradou aos adeptos, que viram muitos golos. Os marcadores foram Daniel Pires (2) e Filipe Carvalho a quem se juntou um defesa salvaterrense, autor de um auto-golo. Registe-se ainda o regresso às vitórias do União Abrantina, que conseguiu vencer pela segunda vez nesta fase final que foi muito pior do que a inicial. Os abrantinos venceram em Minde pela vantagem mínima. O Mindense, que pela positiva chegou à fase final, pela negativa voltou a não escapar ao último lugar, como foi no ano passado.


Classificações Futebol

A figura da semana

LIGA DE HONRA 29ª jornada Fátima Leixões Freamunde Aves Trofense Estoril Penafiel Varzim

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16

Feirense Gil Vicente Trofense Oliveirense Leixões Arouca Aves Santa Clara Freamunde Moreirense Penafiel Estoril Belenenses Covilhã Varzim Fátima

2-2 0-2 1-0 0-2 2-1 1-3 3-2 1-2 J 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29

V 17 14 14 12 10 10 10 10 8 9 9 8 8 8 5 5

Moreirense Arouca Santa Clara Feirense Sp. Covilhã Gil Vicente Oliveirense Belenenses E 3 10 9 9 11 10 10 8 13 10 9 11 11 5 13 8

D 9 5 6 8 8 9 9 11 8 10 11 10 10 16 11 16

M-S 41-31 52-37 40-27 26-34 25-27 46-41 35-30 26-28 37-38 34-40 36-42 35-31 33-35 31-48 37-47 28-46

P 54 52 51 45 41 40 40 38 37 37 36 35 35 29 28 23

30ª jornada (29.05.11) Gil Vicente - Fátima Oliveirense - Varzim Moreirense - Penafiel Belenenses - Estoril Sp. Covilhã - Aves Santa Clara - Trofense Arouca - Freamunde Feirense - Leixões

Números

29/05

3ª DIVISÃO NACIONAL - SERIE D Apuramento do Campeão 9ª jornada Nogueirense Ac. Viseu Sourense 1 2 3 4 5 6

Monsanto Oliv. Bairro Nogueirense Ac. Viseu Sourense Atl. Riachense

3-2 0-0 3-5 J 9 9 9 9 9 9

V 4 5 3 4 3 1

LUÍS BARBOSA Presidente desde a fundação do novo clube, Barbosa vê o Cidade Ferroviária sagrar-se campeão distrital e seguir para o escalão principal ao segundo ano de existência. Boas condições para os atletas e ambição q.b. com os pés assentes na terra caracterizam o sucesso do clube do Entroncamento.

At. Riachense Monsanto Oliv. Bairro E 2 1 3 3 2 3

D 3 3 3 2 4 5

M-S 7-7 17-12 13-13 17-9 14-21 8-14

P 36 35 34 33 28 28

As competições distritais do futebol sénior acabaram no domingo passado. As nacionais terminam no domingo que vem, dia 29 de Maio, com a última jornada da 3.ª divisão Nacional e da Liga Orangina. Depois vêm as férias e a lufa-lufa da preparação da nova época.

10ª jornada (29.05.11) At. Riachense - Sourense Monsanto - Nogueirense Oliv. Bairro - Ac. Viseu

DISTRITAL - DIVISÃO SECUNDÁRIA Apuramento do Campeão 9ª jornada Mindense Ferroviária Moçarriense 1 2 3 4 5 6

C. Ferroviária Porto Alto Moçarriense U. Abrantina Salvaterrense Mindense

0-1 4-1 3-1 J 10 10 10 10 10 10

V 5 5 4 2 3 1

Abrantina Salvaterrense Porto Alto E 5 2 3 5 2 3

D M-S P 0 13-4 20 3 15-11 17 3 11-10 15 3 5-7 11 5 9-15 11 6 9-15 6

01 Com a excepção da Liga, nesta época os campeões das três divisões em que jogam clubes do distrito foram definidos apenas na última jornada. Ao Monsanto, basta um ponto na recepção ao Nogueirense para ditar o sucesso ou o descalabro de uma época em que investiu tudo na subida.

Selecção Nacional Sub20 em Rio Maior FUTEBOL Tendo em vista a preparação na 39.ª edição do prestigiado Torneio Internacional de Toulon, em França, a selecção nacional de futebol sub-20 está a realizar um estágio em Rio Maior. Os 22 pupilos escolhidos por Ilídio Vale chegaram no dia 23 de Maio e estão na

cidade até sábado, 28, antes da partida para França. Portugal, que já venceu por três vezes o Torneio de Touloun (em 1992, 2001 e 2003), está no Grupo A, defrontando a Colômbia no dia 1 de Junho, a Itália no dia 3, e a Costa do Marfim no dia 5 de Junho.

3ª Nacional Monsanto a um empate da subida FUTEBOL Devagar se vai ao longe, diz o povo com sabedoria. Mas o Monsanto está a abusar do ditado, ao ponto de espremer os nervos aos adeptos até à última gota, até ao último jogo e até ao último minuto, previsivelmente. O ainda líder podia ter tudo mais que resolvido, mas não: há quatro jogos que teima em não ganhar. Sempre a marcar só um golo por jogo – e a conseguir ganhar com ele -, o Monsanto construiu uma vantagem confortável nos primeiros cinco jogos da fase final. Depois seguiram-se três inesperadas derrotas consecutivas, com o Sourense, o Riachense e o Oliveira do Bairro, que destruíram qualquer margem de manobra para as últimas jornadas. Depois daquilo, esta semana temia-se o pior, porque no Estádio do Fontelo esperava um Académico de Viseu determinado a vencer a todo o custo para conseguir a tão ambicionada subida. Mas Rui Górriz mostrou estar ciente das dificuldades que iria encontrar e preparou bem a sua equipa que vinha de uma sequência de resultados animicamente perigosa. Acabou por ser um jogo bem disputado, que ambas as equipas queriam e podiam ter vencido, mas que o Monsanto soube amansar para somar um ponto que o mantém na agora escassa liderança. A um jogo do fim, tudo é possível. Quanto à prestação do Riachense em Nogueira do Cravo, só se pode dizer que Nando Costa tem de treinar os lances de bola parada. A derrota com o Nogueirense deveu-se exclusivamente a três golos em lances

Santana marca o primeiro golo do Riachense. Manuel Lopes de bola parada. A derrota foi de 3-2 e a sequência dos golos a seguinte: 1-0 num canto, 1-1 um golo de Santana, 2-1 num canto, 3-1 num livre junto à bandeirola de canto e, por fim, 3-2 cabeça de Nuno Paulo. Cinco golos na primeira parte e nenhum na segunda (e poucas ocasiões) expressam bem o que foi o jogo. O resultado justo seria a divisão de pontos, mas a vitória do Nogueirense, que o mantém na luta pela subida, também não é descabida. No outro jogo do apuramento do campeão, o Oliveira do Bairro fez uma tomada de posição, “à leão”. Goleou por 3-5 o Sourense recuperando mais dois pontos para o líder Monsanto. E, finalmente, aproxima-se a jornada de todas as decisões. O Monsanto tem apenas um ponto de vantagem sobre o 2.º classificado (Oliveira do Bairro) e dois pontos sobre o 3.º (Nogueirense). A boa notícia é que o líder depende de si próprio para subir de divisão e a derrota em

Alcanena com o Nogueirense seria o único resultado que o afastaria do regresso à 2.ª divisão Nacional. Se vencer, o título é de campeão e a festa é total. Se empatar, poderá cair ao 2.º lugar mas também faz a festa da subida. Resumindo: grande jogo em expectativa no Municipal de Alcanena, domingo às 17 horas. Em Riachos, brinda-se o público com a última jornada em casa; a despedida de uma época espectacular, onde a equipa que foi bi-campeã distrital nas épocas anteriores definiu uma posição de respeito. Nem Riachense nem Sourense têm nada a ganhar no encontro no Campo Coronel Mário Cunha, a não ser uma bela tarde de calor e festa de encerramento de época. Entretanto, em Oliveira do Bairro, disputa-se uma luta até á morte com o Académico de Viseu, pois quem ganhar, acompanha o Monsanto na subida. Em princípio…

Liga orangina Fátima consegue empate na despedida FUTEBOL O Fátima despediuse dos seus adeptos e da liga profissional com um empate. Mas no jogo com o Moreirense não havia nada mais a decidir: a turma de Moreira de Cónegos desceu ao Ribatejo com a manutenção bem tranquila e o Fátima já não tinha hipóteses de evitar a despromoção. Os seus adversários directos, o Varzim e o Covilhã até perderam esta semana, mas mesmo

que o Fátima tivesse vencido, a matemática é dura. Ainda assim, o Moreirense entrou melhor e marcou primeiros os seus dois golos o Fátima empatou a partida no último quarto de hora. Ricardo Moura prepara-se para terminar a época no próximo domingo em Barcelos. Na última jornada o Fátima vai ao reduto do Gil Vicente que está em segundo lugar e precisa de

vencer para assinalar o regresso ao escalão maior do futebol nacional. Com os bilhetes à venda por 2,5 euros, espera-se a maior enchente da época no Estádio Cidade de Barcelos, que se receber 12 mil adeptos para ajudar a equipa a voltar à Liga. Entretanto, a terceira tentativa de eleições no Fátima está marcada para o dia 1 de Junho. 26 Maio 2011 O RIBATEJO 49


R+ Desporto Atletas de Alpiarça convocados para a selecção nacional

CTS e “O Ribatejo” organizam torneio sub12 e sub14

TRIATLO Duarte Marques, do Águias de Alpiarça, é um dos quatro triatletas que vão representar Portugal na segunda etapa do campeonato do mundo, em Madrid, Espanha, no dia 5 de Junho. Além de Duarte Marques, a selecção nacional é composta por Bruno Pais (SL Benfica), João Pereira (Alhandra) e João Silva (Sporting CP). Estes quatro triatletas de elite estão também já seleccionados para o campeonato da Europa que se disputa entre os dias 24 e 26 de Junho, em Pontevedra, Espanha, numa prova a que se junta outro atleta do Águias de Alpiarça, Miguel Arraiolos. A equipa masculina portuguesa vai preparar a competição num estágio em altitude em Font Romeu, França.

TÉNIS Organizado pelo Clube de Ténis de Santarém (CTS), realiza-se este fim-de-semana, dias 28 e 29 de Maio, o torneio do grupo juvenil “O Ribatejo”, que será disputado nos escalões de sub12 e sub14 nível C, e integrado no calendário oficial de provas da Federação Portuguesa de Ténis. Em termos dos encontros, que serão jogados nos courts de piso rápido, os jogos de sub12 realizam-se num sistema de grupos à melhor de três partidas curtas com “tie-break” aos quatro iguais. Quanto aos sub14, as eliminatórias disputam-se à melhor de três partidas normais com “tiebreak” em todas. Luís Seabra será o director da prova, ao passo que Marco Duarte será o juiz-árbitro.

Morreu o antigo ciclista António Lima Fernandes CICLISMOAntónio Lima Fernandes, uma das glórias do ciclismo português, faleceu no domingo, 22 de Maio, aos 76 anos. O antigo ciclista foi a sepultar na segunda-feira, 23 de Maio, para o cemitério de Alpiarça, de onde era natural. Lima Fernandes vestiu a camisola do Clube Desportivo “Os Águias de Alpiarça” durante 11 anos, entre 1958 e 1969, tendo participado em cinco Voltas a Portugal em Bicicleta, prova em que venceu um total de oito etapas. Na Volta de 1961, foi uma das grandes revelações ao conquistar cinco vitórias em outras tantas etapas, e foi ainda campeão português de velocidade duas vezes.

Santeirim Praia vence pela primeira vez Equipa de Cabo Verde derrotou o Castelo da Maia na grande final, por 3-0, e conquistou troféu. João Nuno Pepino joao.pepino@oribatejo.pt

A 20ª edição do torneio internacional de futebol veterano “Santeirim” acabou este ano com uma grande festa em tons cabo-verdianos. Os Veteranos da Praia venceram pela primeira vez a prova, que decorreu entre os dias 19 e 22 de Maio nos concelhos de Santarém, Almeirim e Cartaxo, organizada em parceria pela União de Veteranos de Almeirim (UVA) e pelos “Tricofaites”. Na grande final, que se disputou no Estádio Municipal do Cartaxo, a equipa da cidade da Praia, em Cabo Verde, não consentiu grandes veleidades

Clube Náutico conquista medalha nos nacionais CANOAGEM O Clube Náutico de Salvaterra de Magos (CNSM) conquistou uma medalha na segunda e última etapa da Taça de Portugal de Maratona em canoagem, prova que se disputou em Coimbra, no passado sábado, 21 de Maio. A proeza pertenceu à atleta Yana Lapukha, que trouxe para o Ribatejo a medalha de bronze na categoria K1 júnior feminino.

50 O RIBATEJO 26 Maio 2011

Em termos colectivos, o CNSM alcançou uma excelente classificação, ao terminar esta competição no 12º lugar entre os 44 clubes participantes. Desde que participa, foi a melhor classificação de sempre na Taça de Portugal de Maratona, salienta o clube através de uma nota de imprensa, onde dá os parabéns a todos os atletas do clube pelo seu esforço e performance “ao mais alto nível”.

aos vencedores da edição de 2010, o Castelo da Maia, e venceu por 3-0. A equipa “As Árvores Morrem de Pé”, do Porto, ficou no 3º lugar, após derrotar por 1-0 no jogo de apuramento os madeirenses do CD Funchal, que acabaram na 4ª posição. Seguem-se a Equipa dos Pais – Academia de Futebol (em 5º

Pela primeira vez, o torneio saiu dos concelhos de Santarém e Almeirim, e estendeu-se ao Cartaxo

lugar), os angolanos da Huila (6º), os Amigos da Rádio (de Angola, em 7º), Benguela (também de Angola, em 8º), os Tricofaites (9º), Huambo (de Angola, em 10º), os suecos do Old Boys Malmo (em 11º), o ACP Pretória (da África do Sul, em 12º), a UVA (13º), os suíços do AP Genéve (14º), os franceses do AP Chartres (15º), e a equipa do Dreux (também de França, no 16º e último lugar). No que se refere aos melhores marcadores, o troféu foi entregue a Agostinho Fernandes, da UVA, que marcou 11 golos, seguido por Pedro Pelarigo, dos “Tricofaites”, com 6 golos, e o angolano Bruno Pumo, do Benguela, com 5 tentos.

Jovem do Entrocamento vence nacional TAEKWONDOBeatriz Grácio, do clube Parafuso do Entroncamento, venceu o campeonato nacional escolar em taekwondo, na categoria de juniores femininos -68 quilos. O outro jovem atleta do Parafuso que participou, Afonso Galinha, trouxe a medalha de prata no escalão de cadetes masculinos -41 quilos. Este campeonato nacional escolar realizou-se no sábado, 21 de Maio, na escola secundária Alves Redol, em Vila Franca de Xira.

Nuno Nunes e Inês Henriques vencem torneio ATLETISMO Nuno Nunes, de Boiças, com 62 pontos, e Inês Henriques, de Rio Maior, com 56 pontos, foram os vencedores do 23º torneio de atletismo das freguesias do concelho de Rio Maior, que terminou com a realização da prova de Arrouquelas. O torneio disputou-se em oito provas, que envolveram cerca de mil atletas. Em relação aos participantes naturais ou residentes no concelho de Rio Maior, aptos a disputar o torneio, o número de praticantes cifrou-se nos 102 atletas, dos quais 65 no sector masculino e 37 no feminino, entre os oito e os 60 anos.


PUBLICIDADE

“Tigres” a caminho do jogo do título HÓQUEI EM PATINS O jogo decisivo do campeonato nacional da 2ª divisão de hóquei em patins disputa-se este sábado, 28 de Maio, às 21 horas, com os Tigres de Almeirim, que lideram a tabela com 75 pontos, entrarem no pavilhão do HC Turquel, o 2º classificado com apenas menos um ponto. O resultado deste encontro é decisivo para as duas equipas, uma vez que não é só o título de campeão que está em jogo, mas também a promoção à

divisão maior do hóquei português. Isto porque, com duas jornadas para jogar, o Paço de Arcos segue na 3ª posição, com 73 pontos, e está pronto para aproveitar qualquer escorregadela dos adversários mais directos para ascender ao 2º lugar, que dá acesso à subida. Na jornada passada, os os almeirinenses passaram outro teste decisivo e seguraram a liderança, ao vencer em casa o AD Oeiras, actual 4º classificado, por 6-5.

Final reuniu cerca de 180 jogadores em Rio Maior

Cartaxo venceu Mais Lezíria em futebol 7 FUTEBOL O município do Cartaxo venceu o torneio de futebol 7 de veteranos “Mais Lezíria”, que terminou no passado sábado, 21 de Maio, nos relvados do complexo desportivo de Rio Maior, onde cerca de 180 jogadores disputaram 22 jogos. O município de Almeirim ficou em segundo lugar e recebeu ainda a Taça Fairplay, tendo o município de Salvaterra conquistado a terceira posição. Este torneio de veteranos arrancou no passado mês

de Março, envolvendo cerca de meio milhar de jogadores dos concelhos associados da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CIMLT), que disputaram as fases concelhias para apurar a equipa que representou o município nesta final. O “Mais Lezíria” vai continuar este sábado, 28 de Maio, com uma prova de atletismo para crianças com idades entre os 6 e os 10 anos no parque desportivo municipal de Almeirim.

Almeirim domina torneio sopa da pedra TÉNIS A 4ªedição do torneio “sopa da pedra” de Almeirim foi dominado por atletas da Associação 20kms de Almeirim, que organizou esta competição que se disputou no fim-de-semana de 21 e 22 de Maio, nos courts do parque da Zona Norte da cidade. A final do escalão +35 colocou frente a frente José Rodrigues e Loredan Posa, tendo o primeiro vencido por 6-4 e 6-2, atingindo assim a ter-

ceira final em três anos, com duas vitórias. Em pares, os dois tenistas venceram competição, tendo derrotado na final António Arrais e António Alves. Na emotiva final do escalão +45, Paulo Carmo precisou de um super tie-break para vencer Emanuel Cadório, pelos parciais de 0-6, 6-3 e 10-8. Em +55, João Paulo Santos venceu o torneio após bater Coelho da Silva pelos parciais de 6-3 e 6-0. 26 Maio 2011 O RIBATEJO 51


26.05.2011 Impresso em papel que incorpora 30 por cento de fibra reciclada, com tinta ecológica de base vegetal

ORIBATEJO

Não perder em www.oribatejo.pt

TEMPO

w x u w u t t QUINTA

SEXTA

SÁBADO

DOMINGO

SEGUNDA

TERÇA

QUARTA

Máx. 25º Mín. 17º

Máx. 24º Mín. 15º

Máx. 27º Mín. 14º

Máx. 24º Mín. 13º

Máx. 24º Mín. 18º

Máx. 26º Mín. 19º

Máx. 26º Mín. 20º

VÍDEOS

+LIDOS

ROSÁRIO BREVE

Casar com a F(MI)rancelina e com a Ana DesGoverno A “futebolada” entre militantes do PSD em Rio Maior foi captada pela TV Ribatejo, numa partida que juntou os “amigos de Miguel Relvas” aos “amigos de Isaura Morais”. A equipa de Relvas ganhou por 6-3 num jogo repleto de “casos”.

A antiga Zootécnica está em obras para receber serviços da Direcção Regional de Agricultura. O secretário de Estado, Rui barreiro, visitou as obras em curso e a TV Ribatejo mostra-lhe qual é o conceito de remodelação deste espaço.

Daniel Abrunheiro

H

á duas mulheres com quem eu me casaria ao mesmo tempo sem olhar para trás nem para a frente. São de Celorico de Basto, mas mesmo assim lograram a fama e o desproveito. Chamam-se Francelina R. e Ana Maria C. Foram condenadas em Santarém por dezenas de burlas e demais falcatruas feias, como aquela de drogarem a comida e a bebida a um velho amoroso da Ribeira de Santarém chamado Agostinho S.P. E por que me casaria eu com estas duas aves não raras? Porque tal equivaleria a casar-me, de uma tiroleira assentada, com o desGoverno do “engenheiro” e com o FMI. Pois, tal como aquelas duas jeitosas, não praticam estas duas não respeitáveis nem respeitadas instituições não dezenas mas milhares de figurativas inoculações de benzodiazepinas económicas, financeiras, apocalípticas, manhosas, próamnésicas e o Diabo a quatro pintado a sete

com zero à Esquerda e à Direita? Ser casado com a Francelina e com a Ana Maria ou matrimoniado com os aparelhos clienteleiros desGoverno /FMI não me parece em nada – em absolutamente nada – diverso. É tudo uma questão de escalas e desproporções. Preferi-las-ia, porém, porque elas nunca fizeram ao emprego, ao ensino, à saúde, à justiça, à ortografia, à comunicação social, à moral, ao ambiente, ao poder local, à ferrovia, à rodovia, a Portugal e às muitas mais vias da vida individual e colectiva o que o “engenhoso” e o tenebroso Fundo (muito fundo) Monetário contranacional já fizeram, fazem e vão continuar a fazer. No fundo (muito Fundo), amo-as. À Francelina e à Ana. Tenho a certeza, aliás, sobretudo nesta altura, de que Passos Coelho, esse paradoxal transmontano de Massamá, também as amaria, se o coração dele, à maneira de um tal Alberto Caeiro, as sentisse pensando. Os nossos filhos (meus e da Francelina e da Ana Maria) só poderiam chamar-se Furto Miguel, Burla Vanessa, Droga Maria, Amnésia do Patrocínio, Roubo Micael e Zé S. Eu sei. Mas sempre haveria de ser um casamento melhor do que aquele que neste momento pratico, que é nenhum, à imagem triste e à triste semelhança do nosso futuro português, até que a morte (em vida) nos separe. daniel.abrunheiro@gmail.com

A mulher no Ensino Superior: são em número superior aaos homens tanto a nível de alunos como de diplomados, m mas a sua repartição por áreas de estudo continua a não ccorresponder de uma forma equilibrada às necessidades re reais do País. O estudo é da autoria do economista Eugénio Rosa, e mostra como a posição da mulher tem evoluído a nível do ensino superior, e como essa evolução se projecta a nível do trabalho. Texto completo em www.oribatejo.pt ORIBATEJO é parceiro dO PROJECTO

DITO

1

As inundações em Santarém mereceram a preferência dos nossos leitores esta semana que colocaram a notícia entre as mais lidas. O vídeo e o balanço dos estragos para ver online.

2

A Festa do Bacalhau, que esta semana decorre em Santarém, ficou no segundo lugar do pódio das notícias mais lidas. Confira o programa completo em www. oribatejo.pt

3

A história do jovem acusado de abusar de uma idosa ficou entre as mais lidas desta semana. Um estranho caso que está a ser julgado no tribunal do Cartaxo.

4

A proposta de Paulo Niza para criar uma nova associação empresarial despertou a curiosidade de centenas de leitores da nossa edição online. Veja também o vídeo.

Comentário online “Para conduzir estes [veículos] ‘mata-velhos’ devia ser obrigatório ter carta de condução, porque estes ‘papareformas’ unicamente só não podem circular nas auto estradas, porque de resto é um carro betoneira que circula em todo o lado a estorvar os outros e que ocupa o mesmo espaço na via pública ” Pedro PUBLICIDADE


O Ribatejo