Page 1

DIRECTOR Joaquim Duarte

SEMANÁRIO 5 de Março de 2010 | Ano X X V | N. 1270 | €0,80

(IVA 5% incluído)

Telefone 243 309 600 · Fax 243 333 766 · Centro Nacional de Exposições - Quinta das Cegonhas - Apartado 355 - 2000-471 Santarém info@oribatejo.pt · www.oribatejo.pt

Os custos da água na região O Ribatejo publica nesta edição um comparativo dos tarifários da água praticados em diversos concelhos do distrito. Cartaxo é o concelho que pratica os preços mais baratos da água e Abrantes tem o tarifário mais alto.

| páginas 6 e 7

Salvaterra recebe Mês da Enguia | páginas 21 a 26

Abrantes Museu Ibérico colhe apoio do Governo página 19

Santarém Rui Barreiro traz novo alento à Zootécnica página 28

Politécnico Semana Académica já mexe em Santarém página 25

Almeirim Terreno à venda na net por preço milionário página 14

Negócios Fonte Salem compra fábrica Cintra página 29

Abrantes Judiciária deteve abusador de menor página 19

Cheias no Tejo e queda de barreiras em Santarém | páginas 8 e 12


2

O Ribatejo 5 | Março | 2010

praçapública sopa da pedra

Do coro à banda O vereador Vítor Gaspar justificou a formação do Coro dos Pequenos Cantores de S. Francisco como sendo parte do projecto de dinamização do Convento de S. Francisco. Disse-o na última reunião pública da Câmara de Santarém onde o vereador do PS, Ludgero Mendes, voltou a criticar a iniciativa, considerando que à Câmara compete apenas apoiar a actividade cultural e não concorrer directamente com as associações. Lembrou uma vez mais o caso do Círculo Cultural que constituiu recentemente um coro infantil. E Ludgero fechou com uma pergunta retórica: “A Banda de Santa-

rém acabou há uns anos, será que a Câmara também vai formar uma banda?” Ao que Vítor Gaspar retorquiu: “Estamos a pensar nisso…”

Cozinha para o povo A governadora civil de Santarém, Sónia Sanfona, foi uma das ilustres convidadas a experimentar cozinhar ao vivo nas Tasquinhas de Rio Maior. Com a ajuda do chefe Igor Martinho

(natural de Rio Maior), confeccionou dois pratos: Amêijoas com Chouriço e Caril de Camarões. Diz quem provou que estavam uma delícia. Nesta iniciativa culinária

participaram também o apresentador de televisão, Fernando Mendes, um habitué deste certame das Tasquinhas, e a presidente da Câmara de Rio Maior, Isaura Morais.

Mordomo virtual

Balizas reutilizáveis

Está a crescer no Facebook o movimento de apoio à recondução de João Victal como mordomo da próxima Festa dos Tabuleiros em Tomar. O perfil criado no Facebook, e que dá corpo a este movimento de apoio, conta já com mais de 620 membros e foi, segundo se pode ler na descrição dos autores, criado por um “Grupo de Tomarenses que quer reconduzir o João Victal no cargo de Mordomo da Festa dos Tabuleiros – 2011”. Sem dúvida uma forma original de usar as novas redes sociais.

O Tejo inchou e galgou as margens para os campos em redor, ao ponto de afogar o campo de futebol improvisado na “praia” da Ribeira de Santarém. Agora, claramente mais apropriado à prática do pólo-aquático.

crónica de maldizer

Cada macaco no seu galho Eurico H. Consciência

Se a sua filha, garota de 12 anos, já lhe pediu umas trinta vezes que a deixe ir à discoteca com uns amigos, todos fixes p’ra diante, katé não teria dúvidas em alinhar com eles o Santo Agostinho, já vê… e Você, defensor íntegro e intemerato dos bons costumes (e doutra coisa de que agora não falaremos), disse sempre que não

e firmemente, se, não obstante, a sua filha, com afagos e sorrisos primeiro, e depois chorando baba e ranho enquanto arrepela os cabelos, tornar a pedir-lhe licença para ir à discoteca com o Santo Agostinho, Você pensará que a sua filha é teimosa, renitente. Se o filho do parvo do seu vizi-

nho da frente, que tem a doença do protagonismo, e exibe grandes carrões (importados usados da Alemanha, em 4ª ou 5ª mão) só para lhe meter ferros, desgraçado, quanto não deverá ele, se o inocente filho do ordinário do seu vizinho da frente teve três acidentes de moto nos últimos quinze dias, mas não desiste de

andar na sua kawasaki, Você dirá dele que é um rapaz persistente. Mas se o Sr. Engº Sócrates não se demite apesar dos ditos sobre aquelas coisas dos “bonecos” da Guarda, do aterro da Cova da Beira, do Freeport, do diploma tirado na defunta Universidade Independente, da Manela Moura Guedes e do seu Moniz

e da compra da TVI pela PT, se ele, não obstante, não se demite, antes que você diga ou pense o que quer que seja, aparecerá o Dr. Vitorino a proclamar, com aquela beatitude que ninguém consegue imitar, que Sócrates é um resistente.


OPINIÃO | PRAÇA PÚBLICA 3

O Ribatejo 5 | Março | 2010

Cartoon de António Maia

eles dizem r Portugal enfrenta

problemas e perigos de uma dimensão tamanha que perder tempo a lavar roupa suja e a discutir lingerie enquanto os problemas se acumulam, é verdadeiro suicídio.

Miguel Sousa Tavares Expresso

a pergunta da semana

r

O que acha do preço que paga pela factura na água?

Neste momento o preço da água no Cartaxo é dos mais baratos e espero que assim continue, por se tratar de uma promessa do sr. Presidente de Câmara. Que o contrato seja cumprido e que dure por muitos e longos anos o preço e a qualidade da água, que também é importante. É importante que haja uma boa racionalização de recursos tão importantes e essenciais como a água por parte Gonçalo Gaspar do consumidor. Cartaxo

Como não gasto muita água os custos são muito reduzidos. Acho o que pago razoável. Concordo com pequenos aumentos caso sejam necessários investimentos, mas não muito. Não concordo é com a criação das empresas intermunicipais como as Águas do Ribatejo. Acho que essa responsabilidade deve estar somente na entidade competente, não entregue a empresas privadas que por sua vez NUno Miguel Lima estariam ligadas às câmaras Almeirim

F editorial

Nem o futebol tem artistas tão caros

A dureza desta já longa crise económica, sem prognóstico de fim à vista, continua a manifestar-se, sobretudo, nos preocupantes índices de desemprego, a atingir já os 10,5% do mercado de trabalho. E a tendência nos próximos tempos é ainda para subir mais. Enquanto isso, o país político continua mergulhado na bizantina questão das escutas telefónicas e seus derivados sobre a liberdade de expressão, com o circo mediático montado no parlamento onde o alvo privilegiado continua a ser José Sócrates, o sempre-em-pé que deputados e jornalistas se comprazem a enxovalhar. Eventualmente com carradas de razão, pois sobre ele já correm rumores antigos. Como muito bem recordava há dias Correia da Fonseca, um dos já raros críticos de televisão: as coi-

Considero o valor adequado, no entanto, não colocava em causa um aumento na factura caso houvesse uma rede de saneamento básico digna desse nome. Aguardo com expectativa os desenvolvimentos com a adesão à empresa “Águas do Ribatejo”, mas estaria mais optimista se Torres Novas tivesse aderido às “Águas do Centro”. Concordo com aumentos se for sinónimo de melhoria do João Henrique Conde serviço. Mas quanto à racionalização no consumo, Torres Novas o exemplo deve começar nos edifícios municipais e numa gestão sustentável dos sistemas de regas É um pouco exagerado, sobretudo porque ainda temos que pagar pela taxa dos resíduos sólidos. Como tenho dois estabelecimentos comerciais chego a pagar mais de resíduos sólidos do que o próprio consumo de água. Para não falar também de outras despesas.

Carla Narciso Tomar

sas começaram por um sussurro acerca da sua sexualidade, que não seria como é costume. Claro que não se apurou nada e a onda passou. Veio depois o caso da sua licenciatura, que também não seria como é costume… e deu em nada. Continuou por aí fora…, a compra da sua casa em local caro, rumor que passou e deu em nada, como o da assinatura dos projectos de engenharia que não seriam seus. Da plurianual suspeita de suborno no caso Freeport também nada se conclui e tudo se encaminha para que onda também acabe por passar. Por último, temos o folhetim das escutas publicadas pelo SOL onde o primeiro-ministro se terá permitido conduzir a PT num negócio de 150 milhões de euros para a compra de 30% da TVI com o fito único de silenciar a iminente jorna-

Nunca houve uma idade de ouro para a justiça. Hoje, nem ouro, nem prata, vivemos no tempo do chumbo. Que o diga o juiz Baltasar Garzón que [é] vítima do despeito dos seus pares demasiado complacentes com o fascismo” José Saramago Diário de Notícias

r

O ‘ainda’ é o estado gasoso em que o país vive” José de Pina Diário “i”

lista Manuela Moura Guedes. Ora, mais do que explosivo para a liberdade de imprensa, parece-nos que este caso seria sobretudo um péssimo negócio. É que nem o futebol tem artistas assim tão caros. Mas adiante, que vem aí comissão de inquérito parlamentar para manter o caso em lume brando. Enquanto isso, a crise que se dane. Mesmo que o país esteja a empobrecer a cada dia que passa, como se a falência fosse o seu destino inexorável. Felizmente que também temos, de quando em vez, algumas boas notícias para dar. Lembram-se da ribatejana Elvira Fortunato, a investigadora da Universidade Nova de Lisboa que há dois anos venceu o prémio europeu de engenharia por ter inventado transístores à tempe-

ratura ambiente – e que também O Ribatejo homenageou numa das suas galas? Pois volta agora a ser notícia, pelas mais nobres razões: acaba de aplicar o valor do prémio que ganhou, qualquer coisa como 2,25 milhões de euros, na compra de um supermicroscópio electrónico, único no país, que permitirá à equipa de investigadores que dirige ver e fabricar coisas à nanoescala. Elvira Fortunato investiu o seu “euromilhões” na compra deste equipamento para a sua universidade, apenas com o propósito de poder trabalhar mais e melhor. Seria bom que exemplos destes também fossem notícia de abertura nos telejornais, talvez que o país que nos vedem na pantalha e nos jornais fosse menos amargo e descrente de si. Joaquim Duarte


4 PRAÇA PÚBLICA | OPINIÃO

O Ribatejo 5 | Março | 2010

Director Joaquim Duarte joaquim.duarte@oribatejo.pt CP. n.º 867

Redacção - 243 309 601 João Baptista (chefe) joao.baptista@oribatejo.pt - CP. n.º 1157 João Nuno Pepino joao.pepino@oribatejo.pt - CP. n.º 6911 Bruno Oliveira bruno.oliveira@oribatejo.pt - CP. nº 8754 Jorge Guedes - CP. nº 2798 Jerónimo Belo Jorge - CP. nº 1907 (Abrantes) Maria João Ricardo - CP. nº 6383 (Abrantes) Vânia Clemente (Estagiária) Colunistas Armando Fernandes, Beja Santos, Carlos Chaparro, Daniel Abrunheiro; Eurico Heitor Consciência, José Niza, Luís Eugénio Ferreira, António Maia (Cartoon)

Colaboradores António Branquinho Pequeno, António Brotas, Alexandre Manuel, André Lopes (desporto), Adolfo Luís (fotografia futebol), Carlos Alberto Cruz, Hélder Duque (fotografia futebol), Joaquim Dâmaso (fotografia), João Grego Esteves, José A. Costa (fotografia futebol), Júlio Freches, Nuno Abreu (fotografia futebol), Nuno Matos (fotografia futebol), Renato Campos, Rogério Rodrigues, Rosalina Melro, Vítor Gomes (fotografia futebol)

Departamento Gráfico Vítor Arsénio (chefe), António Vieira

Projecto Gráfico

defrank - Comunicação Editorial defrank@interacesso.pt

Departamento Comercial - 243 309 602 Rita Duarte (directora comercial) 962 108 761 rita.duarte@oribatejo.pt Luís Silva - 962 108 756 Ana Marecos - 962 108 762 Sandra Amendoeira - 961 736 350

foto denúncia Em 2001, a queda das barreiras destruíu uma parte da muralha medieval e um troço da estrada nacional 114. Ao longo destes anos, foram reparadas as muralhas e elaborado o projecto global para a sustentação das encontas de Santarém. Esta semana, as barreiras de Santarém voltam a ser notícia. Torna-se agora cada vez mais urgente concretizar este projecto para evitar um desastre que todos temem na cidade.

Secretariado - 243 309 600 Ana Sousa - 962 108 760

Sede: Centro Nacional de Exposições Quinta das Cegonhas Apartado 355 2000-471 Santarém Geral: 243 309 600

Penso logo insisto

Duas histórias verdadeiras

Publicidade 243 309 602 Fax: 243 333 766

E-mail info@oribatejo.pt

Internet www.oribatejo.pt

Serviços assinaturas 243 309 600

Paginação e montagem Jortejo, Lda. - Santarém telef.: 243 309 605

Impressão Imprejornal, S.A. Rua Rodrigues Faria 103, 1300-501 Lisboa

José Niza

Distribuição Vasp

Assinaturas (52 Números) Portugal: 25 € Europa: 50 € Resto do Mundo: 75 € Preço Avulso 0.80 € (IVA incluído) Editora e proprietária: Jortejo, Lda. Apartado 355 2002 SANTARÉM Codex

GERÊNCIA Francisco Santos, Ângela Gil, Albertino Antunes

Departamento Financeiro Ângela Gil (Direcção), Catarina Branquinho, Celeste Pereira, Gabriela Alves, João Machado e Patrícia Santos. info@lenacomunicacao.pt

Departamento de Marketing Patrícia Duarte (Direcção), Susana Santos (Coordenação), Catarina Fonseca e Catarina Silva. marketing@lenacomunicacao.pt

Departamento Recursos Humanos Nuno Silva (Direcção) e Sónia Vieira. drh@lenacomunicacao.pt

Departamento Sist. Informação Tiago Fidalgo (Direcção) e Hugo Monteiro. dsi@lenacomunicacao.pt

Unidade de Projectos Lúcia Silva (Direcção) e Joana Baptista (Coordenação) projectos@lenacomunicacao.pt Tiragem semanal 9.500 exemplares Depósito Legal 13 983/86 Sócios com mais de 10% de capital Sojormédia: 83% Nº Registo no ICS: 111209 (20.11.85) Nº Contribuinte: 501636110

Autorizado pelos CTT a circular em invólucro fechado de plástico envoi fermé autorisé par les PTT Portugais · Autorização - Autorisation: Nº 16 DE 001602 DCE pode abrir-se para verificação postal

Vou contar vos duas interessantes histórias da minha passagem pela RTP que têm muito que ver com a actual conjuntura endémica do delírio paranóide e persecutório em que uma boa parte da nossa comunicação social hoje chafurda.

Nas minhas duas passagens pela RTP aconteceram me muitas e interessantes histórias. Vou contar-vos duas porque têm muito que ver com a actual conjuntura endémica do delírio paranóide e persecutório em que uma boa parte da nossa comunicação social hoje chafurda. Quando fui director de programas da RTP uma das minhas maiores prioridades foi a programação para crianças. Foi a tempo em que o Mário Viegas fazia o célebre “Peço a palavra”, a miudagem chorava com as venturas e desventuras da Heidi, ou se ria com os Marretas até às lágrimas. No Departamento de Programas Infantis ao qual mudei nome para Departamento de Programas para Crianças havia uma senhora chamada Maria do Sameiro Souto, casada com um senhor chamado Nuno Rocha que era director de um influente semanário chamado Tempo. A dita senhora queria à viva força que eu a promovesse a Chefe do Departamento. Mas havia lá outra senhora, por quem eu tinha grande admiração e com quem criei uma forte empatia, escritora e poetisa, que eu nomeei para o lugar. Chamava se Maria Alberta Menéres (1). Ao saber desta nomeação, a dona Maria do Sameiro ficou fula e o seu marido ficou possesso. E de tal forma que, em papel timbra-

do do seu jornal, me bombardeou com uma ameaçadora missiva: daí para a frente o jornal não me pouparia! E a verdade é que cumpriu a promessa: todas as semanas lá vinha uma notícia envenenada, como por exemplo, a denúncia de que eu recebia, em acumulação, dois ordenados: o da RTP e o da Assembleia da República. Podia tê-lo posto em tribunal, eram tudo mentiras, mas a verdade é que eu tinha mais que fazer. Anos mais tarde, quando voltei a ser responsável pela programação da RTP, colidi com um drama culinário: a senhora dona Filipa Vacondeus estava a terminar a sua série de programas e queria continuar. Mas, entretanto, alguém me informou de que tínhamos em stock, e prontos para emissão, 26 programas de culinária inéditos. E, assim, a dona Filipa foi de férias sabáticas. Acontecia que a senhora era casada com o senhor José Vacondeus, director do semanário O País. Foi então que o furibundo esposo me escreveu, em papel timbrado do jornal, uma carta ameaçadora, em tudo idêntica à epistolar missiva do director Rocha. E, se bem a es-

creveu, melhor o fez: daí para a frente, todas as 5as. feiras, lá vinham no pasquim as histórias das minhas “criminosas tropelias”. Podia tê lo posto em tribunal, eram tudo mentiras, mas a verdade é que eu tinha mais que fazer.Lembrei me destas duas histórias ao assistir no Canal Parlamento ao inqualificável espectáculo de degradação da Assembleia da República e da dignidade dos deputados, sem respeito por si próprios, que está em cena de segunda a sexta feira na Comissão de Ética. Como é que eleitas e eleitos do povo, ridiculamente armados em inspectores Poirot, ou travestidos de Misses Marple, permitem que uma Comissão Parlamentar seja enxovalhada com exibições de T shirts, insultos de “racistas”, ou clamorosas mentiras logo desmentidas? Como é possível que todo este lixo seja de imediato injectado nos media, sem contraditório, como se se tratasse de verdades absolutas? Como é possível que numa Comissão Parlamentar, a que chamam de Ética, se façam julgamentos sumários, populares e populistas? Quando criaturas jornalis-

ticamente tão abjectas como José Manuel Fernandes, ex director do Público, José António Saraiva, director do Sol, ou mercenários do ódio político como Mário Crespo ou Felícia Cabrita, impunemente se permitem, sem apresentar uma única prova, incriminar um Primeiro Ministro, um Procurador Geral da República e um Presidente do Supremo Tribunal de Justiça como se todos fossem cúmplices de uma tenebrosa cabala contra o Estado de Direito e a tudo isso os deputados da oposição batem palmas e rasgam elogios, estamos à beira de um precipício moral talvez sem retorno.Em, tempos passadas, os senhores directores de jornais, Nuno Rocha e José Vacondeus, utilizaram as suas canetas para me ameaçar, e o veneno dos seus jornais para me destruir. E, ou muito me engano, ou ainda um dia o meu amigo José Sócrates vai escrever um artigo igual a este.

(1) Há uns vinte e tal anos, quando na RDP surgiu a ideia de organizar uma campanha de ajuda às crianças deficientes, pediram me para musicar um poema que depois foi cantado em disco pelo Paulo de Carvalho, Rui Veloso, Adelaide Ferreira e Lena d’Água. A sua autora era Maria Alberta Menéres. E o poema chamava se Pirilampo Mágico.


OPINIÃO | PRAÇA PÚBLICA 5

O Ribatejo 5 | Março | 2010

há vinte anos

Tomar, que já quis ser capital de distrito, depois da elevação a cidade em 1843, comemorava os 830 da fundação do concelho e tinha destaque nesta edição. Alcanena realizava a primeira jornada de curtumes, com mais de meia centena de participantes. O Nersant, então presidido pelo José Eduardo Marçal, criava lóbi para se fazer ouvir junto do governo. ARS esclarecia situação da saúde na região.

números

18%

De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística, apenas 18% das famílias portuguesas habita em casas arrendadas. Somos, pois, um país de proprietários. Para sermos exactos, 76% dos portugueses são donos das suas habitações. A maioria está ainda a pagá-la ao banco, um “senhorio” caro e sem qualquer responsabilidade directa pelo bom estado da casa.

estrelas

Susana Pombo Directora-Geral de Veterinária

É ribatejana, natural de Santarém, a nova Directora-Geral de Veterinária, nomeada para o cargo pelo actual secretário de Estado da Agricultura, Rui Barreiro. Susana Pombo foi supervisora de zonas agrárias, esteve na Direcção Regional de Agricultura do Ribatejo e Oeste e chefiava até há pouco tempo a divisão de licenciamento de animais e explorações no Ministério da Agricultura. (Pág. 28)

A espuma dos dias

Armando Fernandes

Fiquei estupefacto ao ler a entrevista de António Barreto ao Expresso, na qual alude à possibilidade de alguém estar a ganhar muito dinheiro vendendo informações relativas ao processo Face Oculta.

Com a vitória sobre o Entroncamento, o Hóquei Clube os “Tigres” de Almeirim deu um passo decisivo para concretizar o seu objectivo de subir à 2ª divisão nacional. Deixou para trás um adversário directo e consolidou o segundo lugar na tabela classificativa. Obra de uma equipa treinada por Jorge Godinho, que apenas assumiu a liderança dos “Tigres” de Almeirim na sexta jornada. (Pág. 33)

Silvino Sequeira Ex-presidente da Câmara de Rio Maior

Inaugurado há meio ano apenas, o novo Centro Escolar de Alcobertas, no concelho de Rio Maior, já mete água. As deficiências detectadas na construção desta escola, que custou 1, 5 milhões, devem ser obviamente assacadas à empresa construtora, mas a coincidência da sua inauguração com a campanha das eleições autárquicas, faz lembrar o ditado popular: depressa e bem não há quem. (Pág. 17)

Opinião

Será possível? Nos pr i mei ros tempos da vivência em democracia aprendi a gostar de António Barreto. Dele apenas conhecia um estudo elaborado em conjunto com outros exilados em Genebra, mas a sua firmeza enquanto ministro, as suas intervenções parlamentares e acima de tudo os trabalhos científicos derivados do seu labor ou coordenação obrigaram-me (obrigam-me) a ler atentamente tudo quanto escreve ou afirma. Nos tempos idos de convivência no Parlamento guardo registos de avisados conselhos no referente à independência dos intervenientes na cousa pública de forma a não serem reduzidos à condição de escravos ou dependentes, pagos conforme os serviços prestados e a todo tempo à mercê do senhor, levando-os a praticarem actos grotescos (estou a ser meigo) para não serem despedidos. Algumas pessoas entendem ser António Barreto um impenitente pessimista, não chegam ao ponto de o acoimarem de lamechas por recearem um resposta convincente a denunciar ligeireza na classificação. Por tudo, e pelos ensinamentos sempre considerei António Barreto um formidável Presidente da República, no entanto, os elementos do aparelho socialista tudo fizeram no sentido de o silenciarem e reduzirem a estilhas. Antes de um célebre

Jorge Godinho Treinador do Hóquei “Tigres” de Almeirim

Museu controverso congresso António Barreto ironizava sobre a sua impossibilidade de pedir a um obscuro assessor de Sampaio a entrada nas listas dirigentes do Partido Socialista. Ainda não há muito tempo que vislumbrei o dito criado no aeroporto, pois agora ocupa um lugar na burocracia de Bruxelas. Por tudo quanto acima escrevi fiquei estupefacto ao ler no Expresso uma entrevista por ele concedida, na qual alude à possibilidade de alguém estar a ganhar muito dinheiro vendendo informações relativas ao processo Face Oculta. As restantes considerações são de molde a não nos deixarem sossegados em relação ao futuro, no entanto, o refulgente passa pelo ruidoso desabar da credibilidade do sistema judicial. Uma coisa é certa: ninguém discute a veracidade dos excertos publicados relativos à trama ou drama cujo papel principal está confinado a actores autores de declarações a adensarem o mistério. A situação é grave. Os aprendizes de feiticeiro cederam estrondosamente à tentação, revelaram pouco talento nessas artes, parecendo serem mais papistas que o papa. Na perspectiva de António Barreto o ambiente é tão mau que se tivesse vinte anos emigrava. Dá que pensar. Recordo o grande capitão Salgueiro Maia e pergunto: será possível? Estamos no pântano aludido por Guterres?

José Eduardo Marçal (*)

Sobre o controverso museu que alegadamente se pretende contruir em Abrantes, tenho sérias dúvidas sobre a sua viabilidade e concretização.

Desloquei-me com familiares e amigos a Salamanca com o intuito de visitar o “Museu Arte Déco e Arte Nova da Casa Lis”. A notável colecção de peças de arte expostas, desde peças de Lalique até Fabergé, coloca este museu a um nível ímpar na Península Ibérica. Na sequência da visita, ref lec t i sobre o cont roverso museu que alegadamente se pretende constr ui r em Abrantes. Tenho sérias dúvidas sobre a sua viabilidade e concretização. Desculpar-meão, mas começo a estar cansado de que ciclicamente os nossos autarcas apareçam com grandes parangonas, revestidos do papel de mensageiros evangélicos, anunciando a “Boa Nova” e os megas investimentos que vão ser colocados no concelho. Só lhes falta a barba branca, o cajado e o olhar possuído do Charlton Heston, para a “coisa” ficar mais credível. Mas concentremo-nos no projecto do museu. Em primeiro lugar para que serve o museu? Para ser um lugar de exposição e divulgação do nosso património cultural? Para ser uma referência de Abrantes? Para honrar o nosso passado histórico/cultural? Se forem estas as premissas o meu apoio é claro. Caso apenas se pretenda afagar o ego de alguns, expresso desde já o meu desacordo. Não deveria aproveitar-se esta oportunidade para exibir igualmente peças e obras re-

levantes de outros vultos da cultura abrantina e com isso honrarmos a nossa história local? Abstenho-me de indicar nomes, mas de certeza que os abrantinos que me lêem se estarão a lembrar de alguns. Importa repensar todo o projecto cultural subjacente ao museu. E o que dizer em relação ao invólucro proposto? Desde já manifesto a minha preocupação pelo conceito estético. A patente falta de integração urbanística é evidente e urge encontrar uma solução mais feliz. Não sendo só da responsabilidade do arquitecto as grandes opções do projecto, deixemme colocar uma última questão. Quem são os técnicos que asseguraram a Coordenação de Segurança e Saúde do Projecto? São reconhecidos como possuindo o nível exigido pelas suas organizações profissionais? Termino, manifestando a minha solidariedade ao Arquitecto António Castel-Branco, também ele uma voz crítica do projecto. A confirmar-se o que afirmou em outro periódico local, tal situação não é admissível e merece o nosso repúdio. Julgamentos por delitos de opinião são coisa do passado. Espero que a Ordem a que pertenço nunca entre por estes caminhos. * Engenheiro Civil, Coordenador da Especialização de Segurança do Trabalho na Construção da Ordem dos Engenheiros


6

O Ribatejo 5 | Março | 2010

abertura

texto o e fotos ∑ João Nuno Nu uno Pepino

Cartaxo promete água a preços imbatíveis A futura fu empresa que sector vai explorar o sec ecto torr das das águas e saneamento básico ico no no Ca Cart rtax axo o ttem um Cartaxo tarifário médio que chega a ser 70% mais barato que o da Águas do Ribatejo, a empresa intermunicipal que melhores preços pratica na região, neste momento. Os números foram dados ao nosso jornal pelo presidente da Câmara do Cartaxo, Paulo Caldas, para quem “fica cada vez mais provado que o nosso município tomou o rumo certo”. No escalão de consumo 15m3, que serve de referência para um agregado familiar de quatro elementos, a diferença de preços

é supe superior rior ior a 5 euros eur euros os em e relação laçã la ção ão à Águas Água Ág uass do Ribatejo, ua Rib Ribatejjo, quase 10 euros em relação relaçãão à empresa empr p esa de Santarém e 17 euros quando comparada com mpa para rada da com Abrantes, que optou por um modelo de serviços municipalizados. Nos escalões de menor consumo, as diferenças de custos tendem a esbater-se, mas o Cartaxo continua a ser o mais barato, segundo os dados a que tivemos acesso. O quadro apresenta uma comparação de alguns munícipios da região, tendo em conta o seu modelo de gestão, e com valores que incluem águas, saneamento básico e respectivas taxas de disponibilidade, um dos novos elementos

constam dass noque e co cons nsta tam da d no ofacturas chegam vass fa va fact ctur ct uras a que que che hega gam m aos consumidores. consumid dores es. Recorde-se que a futura empresa empre esa que que vai vai gerir estes sistemas no Cartaxo o será constituída pela autarquia e o consórcio Aquália / Lena, num modelo público – privado que tem suscitado grande desconfiança. Mas “não há nada a esconder”, garante Paulo Caldas. O autarca confirma que o estudo que serviu de base à definição da tarifa média prevê um crescimento de 26 para 40 mil consumidores, “tendo em conta os índices de desenvolvimento do concelho”, mas garante que, mesmo que este au-

Leitura dos tarifários Os números constantes no quadro ao lado foram fornecidos ao nosso jornal pela Câmara Municipal do Cartaxo e pela empresa Águas do Ribatejo. Este estudo comparativo reflecte um valor médio a pagar dentro de cada escalão de consumo, por cada consumidor, e que é apurado incluindo já a tarifa da água, a tarifa do saneamento, as respectivas tarifas de disponibilidade de águas e lixos, elementos novos que constam nas facturas mensais e que têm causado alguma confusão aos utentes. Refira-se ainda que, tal como o preço do

m3 da água varia tendo em conta o modelo de exploração seguido, também as taxas de saneamento básico não são uniformes e são, regra geral, calculadas a partir do consumo mensal de água. Sobre as novas facturas que chegam ao utente, nem todos os sistemas de gestão discriminam nas facturas os custos da recolha dos resíduos sólidos urbanos e das taxas obrigatórias que são pagas ao Estado, como por exemplo a de controlo de qualidade da água ou as taxas de recursos hídricos sobre a água e o saneamento.

mento verifique, não se ver erif ifiq ique ue, o parceiro parc cei eiro iro o privado pri p riva vado não poo para derá mexer nas tarifas tarif ifas asp par ara ra garantir gara ga rantir o lucro. “Os investimentos preparados pre repa para rado dos e os valores da tarifa média do contrato foram definidos para 35 anos e não há qualquer hipótese deste valor vir a sofrer alterações”, garantiu o autarca ao nosso jornal. Paulo Caldas sublinha ainda que ter abandonado o projecto Aguas do Ribatejo foi a melhor decisão por “razões de natureza financeira”. “A permanecer na Águas do Ribatejo, o Cartaxo teria

milhões 55,3 ,33 mi milh lhõe õess de inv iinvestimennves esti time menn Assim, assegurámos to.. As to Assi sim m, aass sseg eg gur urám ámos os 15 15 milhões de euros, e com a água a ser fornecida pela EPAL”. Deste bolo bolo l de de 15 mii lhões, cerca de um milhão vai ser utilizado “para fazer quatro quilómetros de ligação entre a conduta da EPAL que passa em Vila Chã de Ourique e a Central das Pratas, na cidade, que fará a distribuição por todo o concelho”, explica. Os restantes 14 milhões, assegura o presidente, “serão inteiramente para investimento, a grande maioria no saneamento básico,

estamos onde est onde e stam amos os realmente rrea ealm lmente mais ma is atr aatrasados”. tras asad ados os”. Por último, Paulo Caldas salienta que, caso o concelho conc elh lho permanecesse na Águas do Ribatejo, poderia candidatar apenas 1,8 milhões de euros aos fundos de coesão, para investimento. “Assim, podemos chegar aos 8 milhões de euros que, a serem aprovados, significam um de três cenários: a diminuição do tarifário, o aumento do investimento ou o aumento da renda para o munícipio”, que é, actualmente, de 23 milhões de euros.

Comparação da facturação com água e saneamento entre diversos sistemas, por utilizador doméstico com um contador de 15mm Empresa

Valor 5 m3 Valor 10 m3 Valor 15 m3

Águas do Cartaxo (Câmara e privado)

3,81 €

6,51 €

7,07 €

Águas do Ribatejo (intermunicipal)

4,04 €

8,41 €

12,36 €

Águas de Santarém (Câmara e privado)

6,98 €

11,72 €

16,46 €

SMAS Tomar (Público)

10,65 €

16,52 €

23,06 €

SMA Abrantes (Público)

10,58 €

16,36 €

24,93 €

Águas de Alenquer (Concessão a privado)

13,45 €

22,05 €

31,30 €


ÁGUAS E SANEAMENTO | ABERTURA 7

O Ribatejo 5 | Março | 2010

Águas do Ribatejo investe três milhões em Almeirim e Alpiarça Requalificação da ETAR ∑ Promete acabar com os problemas ambientais na Vala de Alpiarça A Águas do Ribatejo vai gastar cerca de 3,6 milhões de euros nos subsistemas de saneamento de Almeirim e Alpiarça, um investimento que, segundo os promotores, permite corrigir os problemas de funcionamento que sempre apresentaram. A recuperação da ETAR de Almeirim – Alpiarça, agora dimensionada para cerca de 25 mil habitantes, é uma das grandes obras do projecto, que engloba a construção de um emissário e sistema elevatório na zona industrial de Alpiarça, e estações elevatórias no Casal dos Gagos, Fazendas de Almeirim, Frade de Baixo e Frade de Cima.

O contrato de adjudicação foi assinado na segunda-feira, 1 de Março, numa cerimónia pública realizada no salão nobre da Câmara de Almeirim. A obra foi entregue à empresa Oliveiras, SA, com um prazo de construção de 240 dias. “Esta intervenção, a primeira de grande vulto no concelho, vai possibilitar a recuperação ambiental da Vala de Alpiarça e outras linhas de água, o que se traduz em ganhos de maior qualidade de vida para as populações”, disse o presidente da Câmara de Alpiarça. Mário Pereira, eleito pela CDU, disse ainda ter-se “convertido” ao modelo de funcionamen-

A Auto de adjudicação foi assinado na Câmara de Almeirim to da empresa intermunicipal. “No início, a constituição da empresa causava-me muitas reservas, mas com o abandono do

parceiro privado e o actual espírito de funcionamento entre os municípios, vejo que traz vantagens para toda a região”, declarou.

Fazem parte da empresa os municípios de Almeirim, Alpiarça, Chamusca, Benavente, Coruche e Salvaterra de Magos.

NOVA LOJA EM BENAVENTE A empresa intermunicipal, que em breve vai sair das instalações provisórias na Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo e passar para a sede em Salvaterra de Magos, inaugurou uma nova loja em Benavente. Está a funcionar desde o dia 1 de Março na Avenida Eng. António Calheiros Lopes, junto ao Parque 25 de Abril e à igreja da vila. Durante a inauguração, foi também apresentado o novo site on-line da empresa, em www.aguasdoribatejo.com. Além das notícias e de informações sobre os projectos em que a Águas do Ribatejo está envolvida, o site dispõe de um balcão digital numa área reservada a clientes onde estes, depois de efectuarem o seu registo, podem proceder ao pagamento de facturas, fazer a comunicação de leituras ou realizar pedidos on-line.


8

O Ribatejo 5 | Março | 2010

santarém PROJECTO DE SUSTENTAÇÃO DAS BARREIRAS VAI CUSTAR 25 MILHÕES DE EUROS

A A varanda de uma das casas da rua de Santa Margarida caiu pelas barreiras abaixo e ameaça prédios ao lado.

Queda das barreiras ameaça casas Insegurança ∑ Instabilidade das barreiras coloca em risco moradores da Rua de Santa Margarida Os moradores da Rua de Santa Margarida foram aconselhadas pela Câmara Municipal de Santarém a abandonar as suas casas, devido à ameaça de aluimento de terras nas barreiras. O alerta para o agravamento da situação foi dado com a derrocada da varanda de um edifício devoluto, no início da semana passada, e depois agravado no domingo com o desprendimento de pedregulhos da encosta que obrigaram a cortar o trânsito na EN114. Técnicos do Laboratório Nacional de Engenharia Civil e da Câmara Municipal de Santarém visitaram o local e comprovaram o agravamento da instabilidade desta zona das barreiras, precisamente no local onde, há 10 anos, a queda das barreiras destruiu um troço da estrada nacional e um lanço da muralha junto às Portas do Sol. Maria Helena vive há 50 anos na casa que é agora a mais ameaçada pela der-

rocada iminente. Em tempos, a sua varanda abriase para um amplo terraço. “Há 30 anos o quintal ruiu pela barreira abaixo e, desde então, todos anos tem caído mais um pedaço da encosta”, contou a O Ribatejo. Agora a varanda abre-se sobre o vazio da escarpa. Os técnicos do LNEC colocaram-lhe uma fita vermelha a vedar a passagem para a varanda de onde se avista a magnífica paisagem da lezíria. E

os responsáveis da Câmara aconselharam a moradora a sair de imediato da casa. “Ninguém resolve o problema das barreiras de Santarém, mas podem agora dormir descansados porque já me avisaram do perigo que corro”, afirmou a moradora. Sem alternativa e sem rendimentos, Maria Helena aguarda que a Câmara encontre uma alternativa. Outra moradora Branca Saloio ainda tem o quin-

tal intacto, mas o técnicos já lhe colocaram uma fita vermelha e aconselharamna a abandonar a casa. “E para onde vou? Com a reforma que recebo não posso arrendar casa”, afirmou, recusando sair enquanto a Câmara não lhe arranjar uma solução. Entretanto, na terça-feira, o genro da moradora, José Fernando, colocou-se à frente das máquinas que procedem à demolição dos edifícios ao lado da casa da

sogra, alegando que as vibrações podem fazer ruir as casas ainda habitadas. Camiões e rectro-escavadoras estiveram paradas toda a manhã e os trabalhos só foram retomados depois de almoço com a chegada da polícia. Ali bem perto as barreiras da Casa da Alcáçova, unidade de turismo de habitação, também caíram há 10 anos, destruindo um troço da muralha que envolve o jardim das Portas do Sol. Foram realizadas obras de recuperação da muralha e de sustentação da encosta. Mas os vizinhos da Rua de Santa Margarida queixamse de terem sido esquecidos: “Para salvar a muralha na Casa da Alcáçova fizeram obras, aqui não fizeram nada”, queixaramse os moradores da Rua de Santa Margarida. João Baptista joao.baptista@oribatejo.pt

A José Fernando protestou contra as demolições, impedido os trabalhos.

O presidente da Câmara de Santarém Moita Flores disse a O Ribatejo que o projecto global de sustentação das encostas de Santarém ficou concluído recentemente e vai ser apresentado em breve ao Governo, para ser objecto de uma candidatura a financiamentos nacionais e comunitários. Moita Flores sublinha que se trata de um investimento de 25 milhões de euros, a executar em três anos. “Esta é a solução para o problema da instabilidade das barreiras, até lá resta-nos apenas por fitinhas, arranjar um cano aqui outro ali, colocar uns remendos e ir rezando padre-nossos para ver se não acontece alguma desgraça”. O Conselho Superior de Obras Públicas já fez a avaliação do projecto e, nos contactos estabelecidos com o Governo, Moita Flores diz ter recebido indicações de disponibilidade de verbas para financiar este projecto considerado uma prioridade para a segurança da cidade.

SETE CASAS NA RUA DE SANTA MARGARIDA VÃO SER DEMOLIDAS Na Rua de Santa Margarida, as casas entre os números 11 e 29 estão ameaçadas, e os edifícios correspondentes aos números 17 ao 23 terão de ser demolidos por razões de segurança. Alguns dos prédios estão abandonados, mas também há construções recentes. Pelo menos quatro famílias já pediram auxílio à Câmara para um possível realojamento, por não terem alternativa nem condições económicas para arranjar outra habitação.


SANTARÉM 9

O Ribatejo 5 | Março | 2010

PSD DE SANTARÉM APOIA PASSOS COELHO Nuno Serra encabeça da única lista de delegados de Santarém ao Congresso Nacional do PSD. O director de campanha da candidatura em Santarém de Pedro Passos Coelho à presidência do PSD foi eleito no passado dia 1, por unanimidade, nas eleições para a escolha dos Delegados ao XXXII Congresso Nacional, a realizar nos dias 13 e 14 de Março em Lisboa. Apresentou-se a sufrágio uma única lista, encabeçada por Nuno Rafael Serra, lider da bancada de deputados do PSD na Assembleia Municipal de Santarém. Participarão no Congresso Nacional Nuno Serra e Carlos Marçal, como delegados efectivos, tendo ainda sido eleitos os suplentes; Joana Peres e José Francisco Gandarez.

“Revolução do 5 de Outubro foi obra de maçons e carbonários” Conferência ∑ Historiador e grão-mestre da Maçonaria nos 100 anos da implantação da República “A Maçonaria e a Implantação da República” foi o tema da conferência proferida pelo grão-mestre da Maçonaria Portuguesa António Reis, na Biblioteca Municipal de Santarém. A conferência teve lugar no âmbito das comemorações do Centenário da República levadas a cabo pela Câmara Municipal de Santarém. O presidente Francisco Moita Flores sublinhou o facto de estarmos na Biblioteca Municipal, antigo palácio de Braancamp Freire, figura determinante para a implantação da República, presidente do Senado da República que assinou a primeira Constituição da

República em 1911. O historiador e grãomestre do Grande Oriente Lusitano referiu que “os maçons do Grande Oriente Lusitano Unido tiveram uma participação determinante na implantação da República em 5 de Outubro de 1910”. Referiu, em primeiro lugar, o facto dos maçons se terem constituído como vanguarda ética e cívica do movimento republicano, através da criação de associações culturais, grémios, centros republicanos e escolas. O segundo contributo dos maçons foi a influência que tiveram na estratégia do Partido Republicano para a

A António Reis com o presidente Moita Flores, na Biblioteca Municipal. implantação do regime. Com a implantação da República, as divisões no movimento republicano reflectiram-se também

no interior da Maçonaria, mantendo embora a sua influência.O terceiro grande contributo da Maçonaria para a implanta-

ção da República foi no plano da diplomacia internacional. João Baptista


10 SANTARÉM

O Ribatejo 5 | Março | 2010

ARQUITECTO AMÍLCAR PINTO HOMENAGEADO

Duas novas unidades de saúde

A Biblioteca Municipal de Santarém vai realizar uma sessão de homenagem ao arquitecto Amílcar Pinto, nos 120 anos do seu nascimento, no próximo dia 12 de Março, às 18 horas. O arquitecto Amílcar Pinto foi o autor dos projectos de alguns dos edifícios mais marcantes da cidade de Santarém, como a Casa do Campino, o Teatro Rosa Damasceno, o Café Central ou a Estação dos Correios. A cerimónia de homenagem vai contar com as intervenções do historiador José Raimundo Noras, e dos arquitectos Tiago Soares Lopes e Rodrigo Pessoa, bisneto de Amílcar Pinto. Nesta sessão será ainda lançado o livro “Roteiro das obras de Amílcar Pinto na cidade Santarém”.

Saúde ∑ Todo o concelho fica abrangido pelas unidades de saúde familiar As novas unidades de saúde familiar (USF) de Santarém foram já constituídas e deverão iniciar o funcionamento no dia 5 de Abril, abrangendo mais 27 mil utentes. Trata-se das USF Almeida Garrett que abarcará a população das freguesias de Abitureiras, Almoster, Moçarria, Póvoa da Isenta, Ribeira de Santarém, Vale de Santarém e Várzea; e a USF do Planalto que irá abranger as populações das freguesias da cidade que ainda não estavam servidas por USF. Estas duas novas USF irão ficar instaladas no edifício localizado na Rua António Bastos, em S. Bento, mas provisoriamente e até à conclusão das obras de adaptação do edifício, a USF Planalto funcionará nas instalações do Centro de Saúde

A Novas USF vão funcionar no edifício do antigo CAE em S. Bento. de Santarém, na Avenida dos Combatentes, e a USF Almeida Garrett nas extensões de saúde existentes na sua área de influência, com sede na Unidade

de saúde de S. Nicolau em S. Domingos. O concelho de Santarém já possui duas unidades de saúde familiar, a USF Alviela e a USF S. Domin-

gos, que garantem o atendimento a cerca de 27.700 doentes. As USF funcionam com equipas multidisplinares que garantem a acessibili-

dade aos cuidados de saúde a todos os utentes inscritos, recorrendo a mecanismos de inter-substituição quando da ausência de algum dos profissionais.

A N Ú N C I O e ÉDITOS DE 20 DIAS PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL Nº 2089200501059424 AP

CITAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS 1ª PUBLICAÇÃO JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que por este Serviço de Finanças correm ÉDITOS DE 20 DIAS, contados da segunda e última publicação deste anúncio, citando, nos termos do n.º 2 do artigo 239º do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), os credores desconhecidos e sucessores dos credores preferentes do executado JOÃO PAULO RODRIGUES FAUSTINO, no estado de casado com MARIA DE FÁTIMA VIEIRA INÊS, com residência EM Azóia de Cima - 2025-452 Santarém, para no prazo de 15 (QUINZE) DIAS posteriores aos dos éditos, reclamarem os seus créditos pelo produto da venda do bem a seguir indicado, sobre o qual tenham garantia real (art. 240º, CPPT) e que foi penhorado em 21 de Abril de 2008 no processo de execução fiscal acima identificado, instaurado para pagamento de dívidas à Administração Fiscal respeitantes a Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) e Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e Coimas Fiscais (CF) dos anos de 2004 a 2007, no montante actual de 7.823,20 €, sendo 6.018,83 € de quantia exequenda e 1.817,37 € de acréscimos legais. BEM A VENDER Prédio URBANO de rés-do-chão e primeiro andar, destinado a habitação, sito na localidade de Azóia de Cima, freguesia de Azóia de Cima, concelho de Santarém, composto o rés-do-chão de quatro assoalhadas, casa de banho, hall e marquise e o primeiro andar com quatro divisões assoalhadas, sala, corredor, cozinha e casa de banho. Tem a área coberta de 143,00m2 e confronta de norte com serventia, de sul com estrada, de nascente com serventia e de poente com José Jesus Nunes e Adelino Madeira. CARACTERÍSTICAS: Afectação: Habitação, Tipologia/Divisões: 9, Nº de pisos: 2, Área total do terreno: 143,00m2, Área de implantação do edifício: 143,00m2, Área bruta de construção: 286,00m2. Área bruta privativa: 286,00m2, Área bruta dependente: 00,00m2. Encontra-se inscrito na matriz urbana da freguesia de Azóia de Cima desde o ano de 2001, sob o artigo nº 552 e acha-se descrito na Conservatória do Registo Predial de Santarém, sob o nº 0409/20000405 – Azóia de Cima. É depositário nomeado o Sr. João Paulo Rodrigues Faustino, executado nos autos, o qual, nessa qualidade e no cumprimento das suas obrigações, deverá mostrá-lo aos interessados. Findo o prazo dos éditos, no dia 28 de ABRIL de 2010, pelas 11,00 HORAS, proceder-se-á à sua venda por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (art. 248º/1,CPPT) sendo o valor base para a venda de 70.252,00€, correspondente a 70% do valor atribuído em avaliação, não sendo consideradas as de valor inferior (art. 250º/4, CPPT). As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.e-financas.gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 16 horas do dia anterior ao da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA Nº 2089.2009.090 – JOÃO PAULO RODRIGUES FAUSTINO”, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo assistir ao acto o executado e o seu cônjuge, os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art. 892º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrir-se-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (art. 253º/c. CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço ou parte dele, não inferior a 1/3 do valor da venda, devendo a restante parte ser depositada no prazo de 15 dias, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. Sendo devido Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (I.M.T.), o pagamento deverá ocorrer no prazo de 30 dias contados da data da adjudicação, nos termos do n.º 3 do artigo 36º do respectivo código. É devido o Imposto do Selo a que se referem as verbas nºs 1 e 3 da respectiva Tabela. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, em três de Março do ano de dois mil e dez. O CHEFE DE FINANÇAS, (Jorge Manuel Sardinha Serra)

O ESCRIVÃO, (João José Marcelino Tavares)

(em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1270 de 05.03.2010)


SANTARÉM 11

O Ribatejo 5 | Março | 2010

ELZA PAIS PARTICIPA NO DIA INTERNACIONAL DA MULHER NO VALE DE SANTARÉM O Dia Internacional da Mulher vai ser assinalado no próximo sábado, 6 de Março, no Vale de Santarém, por iniciativa do Partido Socialista, com a realização de um colóquio subordinado ao tema “Melhor Cidadania, Mais Igualdade”. Participam neste debate Elza Pais, secretária de Estado da Igualdade, e Anabela Freitas, deputada e presidente do Departamento Federativo das Mulheres Socialistas. Maria Ilda Lanceiro, presidente da Junta de Freguesia do Vale de Santarém, vai ser a moderadora do debate. O colóquio terá início às 15h30 na Sociedade Recreativa Operária do Vale de Santarém.

PS propõe estacionamento grátis no parque subterrâneo Assembleia Municipal ∑ Socialistas pretendem contribuir para dinamização do comércio na cidade O PS propôs na última Assembleia Municipal de Santarém que seja oferecida uma hora de estacionamento no novo parque subterrâneo aos clientes que façam compras superiores a 20 euros no comércio tradicional da cidade. A recomendação foi aprovada por unanimidade, mas ainda provocou alguma polémica, com o presidente da Câmara Municipal Francisco Moita Flores a apelidar a proposta apresentada por Carlos Nestal de “populista”. O parque de estacionamento, que está em fase de conclusão na Avenida Sá da Bandeira, deverá ser inaugurado no dia 25 de

Abril. A construção deste parque subterrâneo representa um investimento de 8 milhões de euros da empresa ABB – Alexandre Barbosa Borges SA que, como contrapartida, irá explorar o estacionamento tarifado também à superfície, num raio de 500 metros deste parque, ou seja, todo o centro histórico da cidade. A discussão prolongouse pela última sessão da Câmara, com o vereador António Carmo a considerar que a área de estacionamento tarifado é excessiva e a questionar a Câmara sobre se haverá parques alternativos gratuitos. Na resposta, Ricardo Gonçal-

A Parque substerrâneo deverá ser inaugurado no 25 de Abril. ves disse que os parques do Choupal e no Campo Infante da Câmara continuarão livres e haverá também preços diferencia-

dos para os trabalhadores e comerciantes do centro histórico. “A requalificação dos espaços públicos é a melhor ajuda que pode-

mos dar à revitalização do centro histórico, estratégia que vem sendo seguida pelo presidente Moita Flores”, declarou João Leite.

ARSLVT Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, I.P.

ACES RIBATEJO

Ministério da Saúde

Nota informativa Assunto: Entrada em funcionamento de duas novas Unidades de Saúde Familiares no concelho de Santarém Os Cuidados de Saúde Primários baseiam a sua organização de prestação de cuidados em unidades funcionais, Entre estas existe a Unidade de Saúde Familiar (U.S.F.), que assenta a prestação de cuidados numa equipa multidisciplinar a quem compete garantir a acessibilidade aos cuidados de saúde individuais, a todos os utentes nela inscritos, no mínimo entre as 8 e as 20 horas, nos dias úteis, recorrendo a mecanismos de Inter-substituição quando da ausência dos profissionais da equipa directa a que pertence o utente. O Concelho de Santarém já possui duas Unidades de Saúde Familiares, (USF’s), que garantem o atendimento a cerca de 27 700 utentes, (USF Alviela e USF S. Domingos). Mais duas USF’s vão ser constituídas, neste concelho, que irão abranger mais 27 mil utentes e que iniciarão actividade no próximo dia 5 de Abril.

São elas a USF Almeida Garrett, que abarcará predominantemente a população de Abitureiras, Almoster, Moçarria, Póvoa da Isenta, Ribeira de Santarém, Vale de Santarém e Várzea bem como ainda alguma população das freguesias do centro do urbano, e a USIF Planalto orientada para a restante população das freguesias urbanas. Estas duas novas USF irão ficar instaladas no edifício localizado na Rua António Bastos n.º 2 em Santarém (S. Bento), contudo, provisoriamente e até à conclusão das obras de adaptação deste edifício a USF Planalto funcionará nas instalações do CS de Santarém, na Av. dos Combatentes, n.º 9, e a USF Almeida Garrett nas, extensões de saúde

existentes na sua área de influência, com a sede na Unidade de Saúde de S. Nicolau em S. Domingos. Solicita-se aos utentes das zonas referenciadas e que não tinham o seu atendimento, ainda garantido no modelo USF que se informem junto da Unidade, onde até aqui eram assistidos Fevereiro de 2010 O Director Executivo do Agrupamento de Centros de Saúde Ribatejo Carlos M. M. Ferreira


12 SANTARÉM

O Ribatejo 5 | Março | 2010

Patrões absolvidos por morte de funcionário Os dois sócios da empresa Gaorfe foram absolvidos de qualquer responsabilidade no acidente de trabalho sofrido por Carlos Silva Figueiras, o funcionário que morreu electrocutado enquanto limpava o pavilhão do biogás numa suinicultura na Ponte D’Asseca, Vale de Santarém, em Março de 2007. Os arguidos estavam acusados de um crime de infracção às regras de segurança (com conduta dolosa em relação ao perigo e negligente em relação à produção do resultado morte), mas o colectivo de juízes do Tribunal de Santarém considerou não ter ficado provado que a conduta dos proprietários tivesse sido negligente ou omissa no dever de informar os trabalhadores sobre os riscos associados ao desempenho das suas tarefas. O acórdão, lido na terça-feira, 2 de Março, sublinha não ter ficado provada a origem da descarga eléctrica que matou Carlos Silva, nem tão pouco se o sistema eléctrico da exploração suinícola estaria ou não deteriorado. De qual-

quer forma, a lei também não obriga os proprietários a realizar inspecções periódicas, a suinicultura tinha apenas que estar vistoriada antes do início da laboração. A falta de equipamento de protecção individual no momento do acidente também não pode ser imputada aos patrões, uma vez que forneciam o fardamento (botins de borracha, fato, luvas, etc) a todos os trabalhadores, segundo testemunharam outros funcionários ouvidos durante o julgamento. O colectivo de juízes considerou ainda que não se verificou omissão no dever de informação, por parte dos arguidos. Apesar de nunca terem providenciado formação específica aos trabalhadores e de só terem contratado uma empresa de higiene e segurança no trabalho após o acidente mortal de Carlos Silva, o tribunal aceitou a explicação de que, sempre que era comprada nova maquinaria, um técnico da empresa vendedora ensinava os funcionários a operar com a máquina.

A A travessia das águas tem de ser feita de camião, pois ainda não tem profundidade para o barco.

Bombeiros salvam Reguengo do isolamento Cheias do Tejo ∑ Aldeia está transformada numa ilha desde dia 22 Os 52 moradores de Reguengo do Alviela estão “encurralados” pelas cheias do Tejo que transformaram esta aldeia do concelho de Santarém numa ilha. Os habitantes da aldeia estão agora dependentes do auxílio dos Bombeiros Voluntários de Pernes. O bombeiro José Manuel Ferreira vai buscar botijas de gás, avia receitas na farmácia, vai às compras à mercearia, regista o Euromilhões e ainda assegura a travessia da cheia para acesso à aldeia…. Desde o dia 22, Reguengo do Alviela é uma ilha, com as águas do rio Tejo a cobrirem os campos e estradas de acesso. “Fazemos tudo para que as pessoas possam manter a sua vida o mais normal possível e não se deixem desanimar pelo isolamento”, disse o bombeiro de 52 anos. A travessia do Pombalinho até ao Reguengo do Alviela demora quase meia hora, na marcha lenta do camião dos Bombeiros transformado em barca. “As águas ainda estão baixas de mais para o barco poder navegar, mas es-

tão já muito altas para o camião poder circular à vontade”, afirma José Manuel Ferreira, enquanto conduz o veículo na lezíria transformada num “mar” de águas barrentas. Guia-se pelos postes ao longo da estrada, mas qualquer deslize pode fazer o camião cair na profunda vala ao lado da estrada oculta pelas águas. À noite o perigo é muito maior. Vale a experiência deste bombeiro que já passou por todas as cheias desde a maior de todas, em 1979. Com esta são já 12 as viagens que José Manuel Ferreira e o seu ajudante Marco Batista fizeram desde manhã cedo. Primeiro transportaram os dois padeiros que trazem pão fresco à aldeia. Fizeram depois a travessia das funcionárias do Centro de Dia que prestam apoio domiciliário a duas pessoas da aldeia. Levaram alguns idosos a consultas médicas. Seguiu-se a passagem de um técnico que veio reparar os telefones da aldeia, que ficaram todos avariados. O problema dos telefones domina as conversas no café da al-

deia. Maria José Cunha, a dona do café, queixou-se da falta de comunicações. “Estamos aqui encurralados”, acrescentou Beatriz de Jesus Maria, de 85 anos, que diz sentir saudades dos filhos que moram longe. João Martinho, agricultor, de 30 anos, diz que a cheia é uma bênção que vem fertilizar os campos onde há-de cultivar o milho quando o tempo aquecer. Aproveita a folga do Inverno para conversar com os amigos no café da aldeia e para navegar na internet, mantendo-se em contacto com um amigo em Constância que dá conta da evolução da cheia. “De Constância ao

Protecção Civil: “situação vai normalizar-se gradualmente”

Reguengo, a cheia demora 6 horas, o que dá tempo para pormos os animais a salvo das águas”, afirma João Martinho. Também Alda Maria não troca a aldeia por nenhum outro lugar. Vive na casa mais alta da aldeia, onde se sente segura. “Estamos aqui muito bem, até os padeiros vêm todos os dias, e os bombeiros são uma grande ajuda”, afirma. Francisco Jorge, de 76 anos, está animado com o regresso de algum movimento à aldeia de Reguengo do Alviela: “No resto do ano, não nos ligam nenhuma”. João Baptista

∑ Segundo a Protecção Civil, “a retracção das águas das cheiras é um processo mais lento que a submersão inicial”. Os caudais das principais barragens tem sofrido oscilações todos os dias. Neste sobe e desce, Reguengo do Alviela ainda deverá continuar isolada por mais alguns dias.


14

O Ribatejo 5 | Março | 2010

região lezíria do tejo VOTO DE PESAR PELAS VÍTIMAS NA MADEIRA A Assembleia Municipal de Almeirim aprovou por unanimidade o envio de um voto de pesar colectivo à Assembleia Regional da Madeira e às Assembleias Municipais do Funchal, Machico e Ribeira Brava, os três concelhos mais afectados pela tragédia que assolou a ilha. A moção foi redigida em conjunto a partir dos quatro votos de pesar apresentados individualmente pelos grupos dos quatro partidos com assento neste órgão, PS, MICA, CDU e PSD. Nesta sessão, realizada no dia 26 de Fevereiro, os eleitos cumpriram ainda um minuto de silêncio em memória de todas as vítimas mortais.

A Os promotores afirmam que está tudo de acordo com o novo PDM de Almeirim, que ainda nem sequer está concluído

Terreno em reserva agrícola à venda por preço milionário

PAULO LEANDRO LIDERA PSD DE ALMEIRIM

Anúncio ∑ Fala em mega projecto urbanístico já aprovado, o que Sousa Gomes desmente Um terreno de 5,7 hectares entre Almeirim e as Fazendas de Almeirim, cadastrado em plena Reserva Agrícola Nacional (RAN), está à venda na Internet por 3,5 milhões de euros, uma vez que, segundo os promotores, já está aprovada a execução de um mega projecto de urbanização. O anúncio refere que o “terreno tem a viabilidade permitida pela Câmara Municipal de Almeirim de 300 fogos no total”, tendo um estudo já efectuado com “respecti-

va viabilidade para 42 prédios até 4 pisos acima do solo, dez moradias isoladas com lotes de 600 m2, oito espaços comerciais e duas zonas verdes comuns à urbanização”. Tudo isto em “conformidade com o novo PDM de Almeirim”, que, a bem da verdade, ainda não está aprovado porque anda há sete anos em processo de revisão. A questão foi levantada publicamente na última Assembleia Municipal de Almeirim por um grupo de cidadãos que está a

organizar uma estrutura local do Bloco de Esquerda (BE), e que, no período reservado às intervenções do público, questionou o executivo municipal sobre “o actual estado da revisão do PDM” e dos eventuais períodos de consulta e discussão pública sobre o novo documento, uma vez que o actual vigora no concelho há 17 anos. Sobre este caso em particular, o presidente da Câmara de Almeirim referiu “desconhecer em absoluto” qualquer projecto para terre-

nos ainda classificados em RAN. “Se for como dizem, por favor façam chegar à Câmara dados mais concretos porque estamos perante uma burla monstra, e nós próprios gostaríamos de saber quem são os responsáveis por ela”, respondeu Sousa Gomes. Contactado pelo nosso jornal, o promotor imobiliário admite que a informação constante no anúncio que ele próprio publicou “pode não ser a mais correcta”. “Eu trabalho com os dados que os clien-

tes me fornecessem e foi isso que aconteceu neste caso”, disse. “Só sei em que condições estão os terrenos quando me desloco às Câmaras para começar a formalizar um possível negócio. Até lá, confio no que me é transmitido pelo proprietário”, explicou o mediador, acrescentando que este imóvel faz parte da sua carteira há cerca de oito meses e que, até ao momento, ainda ninguém se mostrou interessado. João Nuno Pepino joao.pepino@oribatejo.pt

Novo médico no centro de saúde de Almeirim O agrupamento de centros de saúde (ACES) da Lezíria assegurou a contratação de mais um médico de família que, desde segundafeira, 1 de Março, presta serviço no Centro de Saúde de Almeirim, concelho onde a falta destes profissionais tem sido sentida pela po-

pulação nos últimos meses. Segundo dados avançados pela CDU em Julho de 2009, dos 16 lugares no quadro para clínicos, estavam ao serviço apenas nove profissionais, o que deixava qualquer coisa como 10 mil utentes sem médico de família. “Eu sei que é pou-

co, mas nos tempos que vivemos, em que é extremamente difícil assegurar a contratação de médicos de família, esta vinda deve ser um motivo de regozijo”, disse Jorge Veiga Dias, eleito do PS, durante a última sessão da Assembleia Municipal de Almeirim, onde o as-

sunto foi discutido. Alberto Narciso, enfermeiro e membro da bancada do Movimento Independente do Concelho de Almeirim (MICA) foi eleito, nesta reunião de 26 de Fevereiro, representante da Assembleia Municipal de Almeirim no conselho da

comunidade do ACES Lezíria, um órgão consultivo composto por 11 elementos, em que seis são nomeados directamente pelas assembleias dos concelhos que o compõem: Almeirim, Alpiarça, Chamusca, Salvaterra de Magos, Benavente e Coruche.

Paulo Leandro é o novo presidente da comissão política de secção do PSD de Almeirim, eleito em lista única nas últimas eleições internas do partido. O novo responsável, que foi cabeça de lista à Assembleia de Freguesia de Fazendas de Almeirim nas últimas autárquicas, definiu como objectivos do seu mandato “o aumento do número de militantes e o reforço da militância activa”, o “desenvolvimento de contactos tendo em vista as autárquicas de 2013” e “o aprofundamento das relações com os cidadãos através das novas tecnologias”. Paulo Leandro, 34 anos, reside em Fazendas de Almeirim, é licenciado em informática de gestão, e actualmente é gestor no ramo dos vinhos.


BENAVENTE | GOLEGÃ | CARTAXO | REGIÃO 15

O Ribatejo 5 | Março | 2010

ARCAS VAI ELEGER NOVOS CORPOS GERENTES

VEIGA MALTEZ NA CONFRARIA DO CAVALO

Pedro M. Ribeiro vence eleições no PS Cartaxo Objectivo ∑ Novo presidente quer “pacificar” internamente o partido

A Associação Recreativa e Cultural Amigos de Samora (ARCAS), responsável pela organização do afamado do carnaval de Samora Correia, cidade do concelho de Benavente, vai eleger os novos corpos gerentes para o biénio 2010/2012 no dia 12 de Março, a partir das 21 horas, durante a próxima assembleia-geral da colectividade. Da ordem de trabalhos, fazem ainda parte a apresentação, discussão e análise do relatório de contas referente a 2009, a leitura da correspondência expedida e recebida e a discussão de outros assuntos de relevo para a ARCAS.

Pedro Magalhães Ribeiro venceu no sábado, 27 de Fevereiro, as eleições para a comissão política concelhia (CPC) do PS Cartaxo, naquele que foi o acto eleitoral interno mais participado de sempre, com 199 votantes efectivos. A lista B, do ex-vereador e vice-presidente da Câmara, recolheu um total de 83 votos, contra 75 na lista C, de Bernardo Pereira. A lista A, liderada por Marco Caetano, teve apenas 37 votos, e quatro militantes votaram em branco. “A partir de hoje, vamos virar a página e trabalhar para a pacificação

do PS no Cartaxo”, disse ao nosso jornal Pedro Magalhães Ribeiro, acrescentando que pretende “agendar rapidamente uma reunião com os outros dois candidatos, e pedir à actual presidente do partido, a vereadora Rute Ouro, uma a marcação de uma comissão política concelhia para a tomada de posse do novo secretariado”. Quando o secretariado, o órgão máximo do partido a nível local, estiver eleito, o agora presidente da CPC vai solicitar o agendamento de “uma reunião geral de militantes, coisa que já acontece há mais de cinco anos”. Segundo o método de

A Pedro Ribeiro teve mais oito votos que Bernardo Pereira Hondt, a lista vencedora elege 13 elementos para a nova CPC, a lista de Bernardo Pereira 12 e a de Marco Caetano seis nomes. A estes 31, juntam-

se três elementos da JS Cartaxo, que têm também direito a voto. João Nuno Pepino joao.pepino@oribatejo.pt

O presidente da Câmara da Golegã, José Veiga Maltez, vai ser entronizado como confrade honorário da Confraria do Cavalo, numa cerimónia que se realiza no sábado, 6 de Março, no salão nobre da Junta de Freguesia de S. Martinho de Bougado, cidade e concelho da Trofa. A Confraria do Cavalo, que se define como “nobre guardiã da cultura equestre portuguesa”, vai ainda tornar membros Joana Lima, presidente da Câmara da Trofa, José Sá, presidente da Junta de S. Martinho do Bougado, e Ides Marchale, cronista internacional de hipismo e amante do cavalo lusitano. A cerimónia começa pelas 19 horas, com o ritual de entronização, seguido de jantar, um desfile atrelado da confraria e a grande gala equestre da Feira Anual da Trofa, no picadeiro central.


16 REGIÃO | ALMEIRIM | CORUCHE

O Ribatejo 5 | Março | 2010

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NAS ESCOLAS DE CORUCHE

ANÚNCIOe ÉDITOS DE 20 DIAS PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL Nº 2089200701081659 AP

A Câmara de Coruche está a introduzir um novo regime alimentar mais saudável nas ementas das escolas do concelho, que vão passar a servir mais fruta e um pão com baixo teor de sal. A experiência arrancou na passada quarta-feira, 3 de Março, nas escola básica nº 1 de Coruche e na escola EB 2,3 Dr. Armando Lizardo, com a distribuição simbólica de fruta pelos alunos e a apresentação deste tipo de pão, mas a autarquia quer estender o projecto a todos os estabelecimento de ensino do concelho, frequentados por um total de 715 alunos.

CITAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS 2ª PUBLICAÇÃO JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que por este Serviço de Finanças correm ÉDITOS DE 20 DIAS, contados da segunda publicação deste anúncio, citando, nos termos do n.º 2 do artigo 239º do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), os credores desconhecidos e sucessores dos credores preferentes da executada O REINO DO MÓVEL – COMÉRCIO E EXPOSIÇÃO DE MOBILIÁRIO, LDA., que tem a sua sede no lugar de Confeteiro – Alto da Calçadinha – 2000 Santarém, para no prazo de 15 (QUINZE) DIAS posteriores aos dos éditos, reclamarem os seus créditos pelo produto da venda dos bens a seguir indicados, sobre o qual tenham garantia real (art. 240º, CPPT) e que foram penhorados em 16 de Novembro de 2009 no processo de execução fiscal acima identificado, instaurado para pagamento de dívidas de Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Colectivas (IRC) e Coimas Fiscais (CF) dos anos de 2007 a 2009, no montante actual de 10.445,90 €, sendo 8.381,27 € de quantia exequenda e 2.064,63 € de acréscimos legais. Findo o prazo dos éditos, no dia 20 de ABRIL de 2010, pelas horas 15 H 00 M, proceder-se-á à sua venda por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (art. 248º/1,CPPT) sendo o valor base para a venda de cada uma das verbas anunciadas o correspondente a 70% do valor atribuído, não sendo consideradas as de valor inferior (art. 250º/4, CPPT). BENS A VENDER Verba I VENDA Nº 2089.2010.078 – Valor base para as propostas de 1.330,00 € (Mil trezentos e trinta euros): Um quarto de casal em cerejeira, modelo FOCUS, composto por cama de casal, duas mesas-de-cabeceira com duas gavetas, uma cómoda com espelho e dois gavetões. Encontra-se em estado de novo e foi-lhe atribuído o valor de 1.900,00 € (Mil e novecentos euros). Verba II VENDA Nº 2089.2010.079 – Valor base para as propostas de 658,00 € (Seiscentos cinquenta e oito euros): Um móvel de sala em cerejeira, modelo ELLITE, com dez prateleiras quadradas e móvel para televisão com três portas. Encontra-se em estado de novo e foi-lhe atribuído o valor de 940,00 € (Novecentos quarenta euros). Verba III VENDA Nº 2089.2010.080 – Valor base para as propostas de 2.212,00 € (Dois mil duzentos e doze euros): Uma mobília de sala de jantar em cerejeira, de modelo ELLITE, composta por um aparador de 2 mts. de comprimento com quatro portas, uma mesa rectangular de 1,80 m X 1,10 mts., com seis cadeiras com tampo em tecido de cor castanho escuro e uma cómoda living com três gavetas. Encontra-se em estado de novo e foi-lhe atribuído o valor de 3.160,00 € (Três mil cento e sessenta euros). Verba IV VENDA Nº 2089.2010.081 – Valor base para as propostas de 644,00 € (Seiscentos quarenta e quatro euros): Um sofá em pele, modelo 1016, com dois lugares, de cor branco pérola. Encontra-se em estado de novo e foi-lhe atribuído o valor de 920,00 € (Novecentos e vinte euros). Verba V VENDA Nº 2089.2010.082 – Valor base para as propostas de 644,00 € (Seiscentos quarenta e quatro euros): Um sofá em pele, modelo 1016, com dois lugares, de cor camel. Encontrase em estado de novo e foi-lhe atribuído o valor de 920,00 € (Novecentos e vinte euros). Verba VI VENDA Nº 2089.2010.083 – Valor base para as propostas de 742,00 € (Setecentos quarenta e dois euros): Um sofá chaiselong em tecido bocomcept, de cor castanha clara e almofadas em branco sujo. Encontra-se em estado de novo e foi-lhe atribuído o valor de 1.060,00 € (Mil e sessenta euros). Verba VII VENDA Nº 2089.2010.084 – Valor base para as propostas de 1.141,00 € (Mil, cento quarenta e um euros): Uma mobília de sala de jantar em cerejeira, de modelo BRITOS, composta por um aparador com duas portas em vidro e seis gavetas com puxadores em inox, uma mesa extensível de 1,20 mts. de comprimento, com quatro cadeiras com tampo em tecido de cor branco sujo. Encontra-se em estado de novo e foi-lhe atribuído o valor de 1.630,00 € (Mil, seiscentos e trinta euros). É depositário o representante legal da executada Sr. Paulo Jorge Rodrigues Louriceira, com domicílio fiscal na Rua Dr. António Maria Galhordas – Amiais de Baixo – Santarém, o qual, no cumprimento das suas obrigações e depois de contactado no seu domicílio, deverá mostrar os bens aos interessados. As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.e-financas. gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 16 horas do dia anterior ao da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA Nº 2089.2010.(nº da venda) – O REINO DO MÓVEL – COMÉRCIO E EXPOSIÇÃO DE MOBILIÁRIO, LDA.”, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo assistir ao acto o legal representante da executada, bem como os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art. 892º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrirse-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (art. 253º/c. CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço ou parte dele, não inferior a 1/3 do valor da venda, devendo a restante parte ser depositada no prazo de 15 dias, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. É devido o Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) à taxa de 20%. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, aos dezoito dias do mês de Fevereiro do ano de dois mil e dez. O CHEFE DE FINANÇAS, (Jorge Manuel Sardinha Serra)

O ESCRIVÃO, (João José Marcelino Tavares)

(em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1270 de 05.03.2010)

A Espaços lúdicos para crianças sofreram alterações legislativas

PS veta inspecção a parques infantis

BE CRIA ESTRUTURA LOCAL EM ALMEIRIM

Fazendas ∑ É a freguesia que tem menos equipamentos Com o argumento de que a proposta não foi entregue por escrito a tempo e horas, o grupo do PS na Assembleia Municipal de Almeirim chumbou uma inspecção às condições de segurança nos parques infantis do concelho. A proposta partiu da bancada do PSD, tendo em conta as recentes alterações legislativas em relação às normas de segurança que estes equipamentos são obrigados a cumprir. Segundo o documento elaborado por João Lopes e Luiz Inês, “depreendese a necessidade urgente de efectuar uma vistoria” a todos os parques infantis e equipamentos “que não parecem estar de acordo com a legislação específica”, nomeadamente no que se refere à sua “concepção, informação, seguros e segurança”, entre outras questões. Este foi um dos assuntos que mais polémica e discussão provocou na reunião ordinária da Assembleia Municipal de 26 de Fevereiro,

tendo em conta a posição dos eleitos socialistas. A bancada da CDU, através de Manuela Cunha, recordou que há poucos anos foi pedida uma inspecção ao Instituto do Desporto de Portugal, que esteve no terreno e enviou uma série de recomendações à Câmara Municipal. “Como podemos saber se essas recomendações foram cumpridas”, questionou Manuela Cunha, para quem “é uma pena que se ponha a segurança das crianças para trás das costas”. A proposta do PSD trazia ainda uma recomen-

dação para que fossem construídos mais parques lúdico-recreativos em Fazendas de Almeirim, a freguesia que mais carece deste tipo de equipamentos, segundo um estudo elaborado pelos próprios eleitos. Tendo em conta uma relação entre o número de crianças em idade escolar (que frequentam as escolas pré-primárias e dos 1º e 2º ciclos) e os espaços existentes, as Fazendas apresenta um rácio de 126,8 crianças / lotação, contra 21,9 em Almeirim, por exemplo.

Concelho precisa de mais espaços

∑ Segundo o levantamento apresentado pelo PSD na Assembleia Municipal, há um total de 49 equipamentos lúdico-infantis no concelho, 29 dos quais em Almeirim, nove na Raposa, oito em Benfica do Ribatejo e apenas três nas Fazendas de Almeirim, a segunda maior freguesia do concelho.

João Nuno Pepino

Um grupo de militantes e simpatizantes do Bloco de Esquerda está a criar as primeiras estruturas organizadas do partido em Almeirim, cidade que foi escolhida para acolher a próxima Assembleia Distrital do BE no próximo dia 27 de Março, no auditório da biblioteca municipal. “Ainda estamos numa fase embrionária a nível da organização, mas o facto de termos conseguido que a próxima assembleia se realize em Almeirim já é uma vitória e um sinal de que a distrital está a apoiar o nosso projecto”, referiu ao nosso jornal Paulo Marques. “No imediato, o objectivo é mostrar que temos actividade regular e conquistar mais militantes”, referiu o mesmo, acrescentando que o Bloco tem tido resultados eleitorais promissores no concelho, sobretudo para um partido sem um núcleo organizado.


RIO MAIOR | REGIÃO 17

O Ribatejo 5 | Março | 2010

DEFICIÊNCIAS GRAVES NO CENTRO ESCOLAR DE ALCOBERTAS

Barricado de Vale Marinhas apanha oito anos de prisão Acórdão ∑ Culpado de homicídio tentado, violência doméstica agravada e incêndio O homem que disparou a matar sobre dois militares da GNR e se barricou durante 10 horas dentro da sua casa em Vale Marinhas, freguesia de Outeiro da Cortiçada, Rio Maior, foi condenado a oito anos de prisão efectiva, em cúmulo jurídico. António Bento Feliciano, de 56 anos, foi considerado culpado de dois crimes de homicídio qualificado na forma tentada, ao atirar sobre os guardas, dois de violência doméstica agravada, um sobre a esposa de 27 anos e o outro sobre filho menor desta, de 11, e ainda um crime de incêndio, também agravado pelo facto de ter tentado explodir a casa sabendo que a filha de quatro meses estava indefesa no interior. “Apesar do acto tresloucado, de uma gravidade extrema, o tribunal ficou convencido de que este terá sido um episódio isolado”, referiu a juíza-presidente do colectivo durante a leitura do acórdão, que decorreu no dia 1 de Março, em Rio Maior. A soma do tempo de prisão por cada um dos cinco crimes cometidos valeria a António Feliciano uma pena total de 15 anos, que acabou por ser reduzida para oito

A António Feliciano foi ainda condenado ao pagameno de cerca de 15 mil euros, em indemnizações tendo em conta a idade do arguido e o facto de não ter antecedentes criminais. Os factos remontam a 19 de Março de 2007, quando um episódio de violência doméstica motivada por ciúmes se transformou numa operação policial de enorme aparato. O arguido envolveu-se numa cena de pancadaria com a esposa, uma moçambicana 30 anos mais nova. Como a situação já não era nova, a mulher mandou o seu filho de 11 anos (de outro relacionamento) fugir e pedir aju-

da. O menor alertou a vizinhança depois de escapar pela janela da casa de banho, mas não conseguiu levar a irmã bebé, que ficou no chão. A mulher, Sónia, acaba por conseguir fugir e pede à patrulha da GNR de Rio Maior, entretanto chegada ao local, para resgatar a bebé, que tinha ficado com o pai no interior. Ao aproximarem-se da casa, os militares ouvem duas explosões provocadas por António Feliciano, que estava a tentar incendiar a viven-

da. De seguida, o arguido disparou com uma arma de caça sobre os guardas, tendo atingido um deles na arma de serviço, que ficou completamente inutilizada. É então que o homem se barrica dentro de casa, ameaçando suicidar-se. Libertou a recém-nascida por volta das 5 da manhã, mas só se entregou às autoridades por volta das 13 horas. António Feliciano foi ainda condenado a pagar cerca de 15 mil euros em indemnizações cíveis. À sua anterior família, actu-

almente a morar em Braga, foi fixado o pagamento de 9 mil euros (pediam 50 mil). O militar da GNR atingido na zona do coldre por António Feliciano vai receber 4.238 euros e o camarada de patrulha 1.750 euros. O hospital de Santarém também vai ser indemnizado pela assistência à esposa, à bebé, que chegou a inalar fumo, e ao militar, que sofreu vários ferimentos na zona da anca. João Nuno Pepino joao.pepino@oribatejo.pt

Tasquinhas visitadas por muito público O mau tempo e o frio que se fez sentir no passado fim-de-semana não se fizeram sentir na afluência de público à 25ª edição da feira das Tasquinhas de Rio Maior, onde milhares de visitantes de todo o país têm provado os petiscos regionais servidos pelas colectividades e associações do concelho. A governadora civil, Sónia Sanfona, a presidente da Câmara, Isaura Morais, o “gordo” do Preço Certo, Fernando Mendes e o che-

fe Chakall, da Cozinha Divina, são alguns dos que já mostraram os seus dotes culinários na “cozinha ao vivo”, uma das novidades do formato do certame deste ano. A comemorar as bodas de prata, as tasquinhas prolongam-se até ao próximo domingo, 7 de Março, no pavilhão multiusos da cidade. Até lá, além da muita música e animação com bandas populares, ranchos e fadistas, ainda pode ver o vice-presidente da autar-

quia, Carlos Frazão, a cozinhar ao vivo, convidado pelo chefe Igor Martinho, e a entrega dos prémios às tasquinhas, antes do encerramento oficial desta edição. As tasquinhas foram inauguradas no passado dia 26 de Fevereiro pelo Secretário de Estado da Administração Local, José Junqueiro, que elogiou a longevidade do certame e a projecção que tem dado a Rio Maior por todo o país. “Este é um evento que une

a família riomaiorense, dinamiza as freguesias, movimenta os nossos produtos e promove o nosso con-

celho”, frisou a presidente da autarquia, Isaura Morais, durante a abertura do certame.

Inaugurado em Setembro de 2009, o novo centro escolar de Alcobertas, um dos três já construídos no concelho de Rio Maior, apresenta várias deficiências de construção graves que levaram a Câmara a pedir responsabilidades à empresa responsável pela construção. A vereadora da educação, Sara Cardoso, disse à Lusa que o actual executivo herdou esta situação, mas já “pediu responsabilidades ao construtor, que as assumiu”. Segundo a responsável, a empresa tem vindo a resolver as deficiências, que se prendem com problemas de construção e defeitos dos materiais, aos fins-de-semana, de forma a causar a menor perturbação possível na actividade lectiva. Sara Fragoso espera que os problemas estejam todos resolvidos até Abril, ainda antes do final deste ano lectivo. O edifício, que custou perto de 1,5 milhões de euros, apresenta, segundo um requerimento entregue na Assembleia da República pelo Bloco de Esquerda, problemas de água no tecto falso da sala de professores, rodapés e réguas de protecção soltos em várias paredes devido ao excesso de humidade, e suportes de extintor em risco de se soltarem das paredes, entre outras situações. Durante a execução da empreitada houve ruptura de um cano, que implica a necessidade de rectificação de uma parede, “detectada durante a construção, não tendo sido reparada, apenas disfarçada”, afirma o BE. Num cenário confirmado pela vereadora, o BE refere ainda chuva em vários pontos do edifício, “nomeadamente em cima do fogão, na cozinha”, problemas de canalização e revestimento do piso a empolar em vários locais, caixilhos de janelas que deixam passar água, “o que causa bolor em várias paredes”.


18 REGIÃO | ALMEIRIM | BENAVENTE | CHAMUSCA

O Ribatejo 5 | Março | 2010

“OS VERDES” PREOCUPADOS COM CIRVER

ANÚNCIOe ÉDITOS DE 20 DIAS

O deputado José Luís Ferreira, dos “Verdes”, entregou na Assembleia da República uma pergunta ao Ministério do Ambiente em que pede explicações sobre o facto dos dois CIRVER’s da Chamusca, planeados para tratar de 254 toneladas de resíduos por ano, apenas terem recebido cerca de 160 toneladas, em 2009. Os ecologistas quer saber “que fiscalização tem sido efectuada à exportação de resíduos perigosos e para quando está prevista apresentação de legislação sobre solos contaminados”.

PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL Nº 2089200701101064 AP

CITAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS 1ª PUBLICAÇÃO JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que por este Serviço de Finanças correm ÉDITOS DE 20 DIAS, contados da segunda e última publicação deste anúncio, citando, nos termos do n.º 2 do artigo 239º do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), os credores desconhecidos e sucessores dos credores preferentes da executada SOCIEDADE COMERCIAL DE SANTARÉM, LDA, com sede em Largo da Piedade N 8 2000 Santarém, para no prazo de 15 (QUINZE) DIAS posteriores aos dos éditos, reclamarem os seus créditos pelo produto da venda dos bens a seguir indicados, sobre os quais tenham garantia real (art. 240º, CPPT) e que foram penhorados em 24 de Setembro de 2009 no processo de execução fiscal acima identificado, instaurado para pagamento de dívidas de Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) e Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Colectivas (IRC) dos anos de 2003 a 2005, no montante actual de 65.903,21 €, sendo 65.061,14 € de quantia exequenda e 842,07 € de acréscimos legais. Findo o prazo dos éditos, no dia 27 de ABRIL de 2010, pelas horas indicadas, proceder-se-á à sua venda por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (art. 248º/1,CPPT) sendo o valor/preço base para cada uma das vendas o indicado, correspondente a 70% do valor atribuído em avaliação (Valor Patrimonial), não sendo consideradas as de valor inferior (art. 250º/4, CPPT). BENS A VENDER VENDA Nº 2089.2008.193 – Abertura de propostas pelas 11 H 00 M. Valor base para as propostas de 64.470,00 € (Sessenta e quatro mil, quatrocentos e setenta euros): Fracção autónoma designada pela letra A do prédio urbano constituído no regime de propriedade horizontal, sito na Rua Serpa Pinto N 20, 20-A, 20-B, na freguesia de Cartaxo, concelho de Cartaxo, cuja fracção respeita ao RÉS-DO-CHÃO DIREITO destinado a comércio, com uma divisão ampla e duas casas de banho, com a área de 133,25 m2. Tem as seguintes CARACTERÍSTICAS: Afectação: Comércio, Tipologia/Divisões: 1, Permilagem: 107,1000, Nº de pisos: 1, Área do terreno integrante: 0,00m2, Área bruta privativa: 133,25m2, Área bruta dependente: 00,00m2, Área total do terreno: 249,90m2, Área de implantação do edifício: 227,50m2, Área bruta privativa total: 133,25m2, Área do terreno integrante das fracções: 00,00m2. Inscrito na matriz no ano de 1991 sob o artigo urbano nº 4040 – Fracção A da freguesia de Cartaxo. Acha-se descrito na Conservatória do Registo Predial de Cartaxo sob o nº 00823/19881004-A (Cartaxo). Encontra-se arrendado, sendo a última renda mensal conhecida de 1.000,00 (MIL EUROS).

VENDA Nº 2089.2008.194 – Abertura de propostas pelas 11 H 30 M. Valor base para as propostas de 37.723,00 € (Trinta e sete mil, setecentos vinte e três euros): Fracção autónoma designada pela letra B do prédio urbano constituído no regime de propriedade horizontal, sito na Rua Serpa Pinto N 20, 20-A, 20-B, na freguesia de Cartaxo, concelho de Cartaxo, cuja fracção respeita ao RÉS-DO-CHÃO ESQUERDO destinado a comércio, com uma divisão ampla e uma casa de banho, com a área de 76,00 m2. Tem as seguintes CARACTERÍSTICAS: Afectação: Comércio, Tipologia/Divisões: 1, Permilagem: 107,1000, Nº de pisos: 1, Área do terreno integrante: 0,00m2, Área bruta privativa: 76,00m2, Área bruta dependente: 00,00m2, Área total do terreno: 249,90m2, Área de implantação do edifício: 227,50m2, Área bruta privativa total: 76,00m2, Área do terreno integrante das fracções: 00,00m2. Inscrito na matriz no ano de 1991 sob o artigo urbano nº 4040 – Fracção B da freguesia de Cartaxo. Acha-se descrito na Conservatória do Registo Predial de Cartaxo sob o nº 00823/19881004-B (Cartaxo). Encontra-se arrendado, sendo a última renda mensal conhecida de 750,00 (SETECENTOS CINQUENTA EUROS). É depositária a firma executada na pessoa do seu gerente Sr. César Pedro de Sousa Santos Flores, casado, com domicílio fiscal no Largo da Piedade, N 8 RC 2005-197 Santarém, o qual, nessa qualidade e depois de contactado, os mostrará aos interessados. As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.efinancas.gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 16 horas do dia anterior ao da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA Nº 2089.2008.__ – SOCIEDADE COMERCIAL DE SANTARÉM, LDA”, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo assistir ao acto o representante legal da executada, os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art. 892º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrir-se-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (art. 253º/c. CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço ou parte dele, não inferior a 1/3 do valor da venda, devendo a restante parte ser depositada no prazo de 15 dias, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. Sendo devido Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (I.M.T.), o pagamento deverá ocorrer no prazo de 30 dias contados da data da adjudicação, nos termos do n.º 3 do artigo 36º do respectivo código. É devido o Imposto do Selo a que se referem as verbas nºs 1 e 3 da respectiva Tabela. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, ao primeiro dia do mês de Março do ano de dois mil e dez. O CHEFE DE FINANÇAS, (Jorge Manuel Sardinha Serra)

O ESCRIVÃO, (João José Marcelino Tavares)

(em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1270 de 05.03.2010)

A Espaço envolvente ao pavilhão Alfredo Bento Calado vai ser requalificado

Parque desportivo de cara lavada Ôbra ∑ Câmara vai investir cerca de 430 mil euros O parque desportivo municipal de Almeirim vai ser alvo de uma profunda requalificação, que visa dar uma cara nova ao espaço, construído no centro da cidade após o 25 de Abril. O contrato para a execução da empreitada, no valor de cerca de 430 mil euros, foi assinado no dia 1 de Março, entre a Câmara Municipal e o consórcio responsável pela obra, composto pelas empresas Aquino & Rodrigues e Imoconstância. A velhinha pista de atletismo em terra batida vai dar lugar a uma em piso sintético homologado para competição, num anel de 250 metros com quatro corredores em toda a extensão e seis corredores na recta da meta, segundo o que está definido no projecto. Haverá ainda um sector próprio para as disciplinas do salto com vara e em altura, salto em comprimento, triplo salto, e lançamento do disco, martelo, dardo e peso.

O projecto prevê ainda a construção de um novo edifício de apoio com cerca de 250 m2, com balneários, gabinetes, posto médico e arrecadação para o material dos clubes, num “edifício equipado com rede de águas aquecidas com recurso a painéis solares, amigo do ambiente”, segundo se lê num comunicado da autarquia. Junto à recta da meta, serão também construídas bancadas de dois degraus para o público assistir às provas. Além da requalificação

geral que o espaço necessita, a Câmara justifica este investimento com o facto do concelho ter uma longa tradição no atletismo, modalidade cuja prática quer fomentar. Neste momento, há dois clubes inscritos com actividade no calendário competitivo da Associação Distrital de Atletismo de Santarém, com cerca de 100 atletas filiados, 80% dos quais com menos de 16 anos.

Campo de futebol vai ter relvado sintético

∑ Embora não estivesse previsto no projecto inicial, o executivo da Câmara de Almeirim aprovou, na reunião de Câmara de 1 de Março, a colocação de um relvado sintético no campo de futebol de sete do parque desportivo municipal, que passará a ser designado por complexo desportivo Alfredo Bento Calado.

João Nuno Pepino joao.pepino@oribatejo.pt

PSD INSURGE-SE CONTRA FALTA DE MÉDICOS O PSD de Benavente acusa o Ministério da Saúde de seguir uma “política demagógica” que é inteiramente responsável pela “situação vergonhosa que se está a viver no Serviço de Atendimento Permanente” (SAP) do centro de saúde local. “Não vemos mais do que uma profunda falta de respeito por todos nós”, afirmam o PSD em comunicado, onde denuncia que a empresa privada contratada pelo ACES da Lezíria para assegurar a urgência no SAP entre as 8 e as 20 horas “funciona vergonhosamente, havendo mesmos dias em que o serviço está fechado porque os médicos faltam ao trabalho”. Lembrando o encerramento recente das extensões de saúde do Porto Alto e da Barrosa e os milhares de utentes que estão sem médico de família, num concelho com cerca de 30 mil habitantes, o PSD exige que o ministério, a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo e o ACES da Lezíria “olhem com mais respeito e dignidade para esta situação”, acusando estas entidades de fazer “uma gestão de secretária que nem sequer conhece a realidade dos factos” e se refugia num “silêncio irresponsável”.


19

O Ribatejo 5 | Março | 2010

região médio tejo santarém Movimento Protejo reúne com todos os partidos políticos Os responsáveis do movimento PROTejo estão a realizar uma ronda de audiências parlamentares com os vários partidos políticos com assento na Assembleia da República para “sensibilizar, auscultar e ampliar” as acções em defesa do rio Tejo. Na quinta-feira, 25 de Fevereiro, apresentaram ao deputado Miguel Tiago, do PCP, “o carácter abrangente do seu objecto”, que integra os vários domínios ambientais, culturais e patrimoniais que envolvem o Tejo, entre as quais a “recusa da política de transvases” em Espanha, que tem sido o principal vector da intervenção do ProTejo. “É uma das nossa principais preocupações”, disse à Lusa Paulo Constantino, portavoz do movimento criado em 2009, que congrega 600 entidades, entre cidadãos, associações e autarquias. Há um “problema de falta

de informação”, afirmou, tendo em conta que os planos da bacia hidrográfica do Tejo se encontram em fase de elaboração e deverão estar concluídos até final do ano. “Estes planos não são conhecidos, apesar das nossas solicitações, e os deputados que nos receberam interessaram-se e comprometeram-se em obter mais informação sobre a matéria junto das entidades responsáveis”, afirmou o dirigente. Segundo informou, outras questões foram abordadas na audiência parlamentar realizada com o PCP, e também nas que decorreram já com PS e BE, como “a qualidade e quantidade de água no Tejo, a classificação das profissões e embarcações típicas do rio, as políticas de transvases e os vários domínios ambientais que afetam os recursos hídricos”.

Polícia Judiciária deteve suspeito de abusos sexuais A Policia Judiciária (PJ) deteve um homem de 23 anos por suspeitas de ter abusado sexualmente de forma continuada de uma menor de 13 anos, residente no Tramagal, concelho de Abrantes. No início de 2009, o suspeito já tinha sido detido por estar alegadamente envolvido com uma jovem de 14 em Torres Novas, sendo arguido num processo que ainda está em fase de instrução no tribunal judicial daquela comarca. Após primeiro interrogatório judicial, o homem voltou a sair em liberdade, ficando obrigado a apresentar-se num posto policial três vezes por semana. Desta vez, o arguido foi

detido em Alcains, distrito de Castelo Branco, onde estava a residir em casa de familiares. Contudo, os abusos sexuais cometidos sobre a menor de 13 anos terão sido cometidos na casa da vítima, no Tramagal, quando os pais se ausentavam. O agressor tentou silenciar a menor com ameaças de agressão e coacção psicológica, mas a menina acabou por se queixar à família, que apresentou queixa às autoridades. A PJ apreendeu ainda duas armas ilegais na posse do sujeito, uma pistola de alarme e outra para lançamento de gás. O suspeito tem antecedentes criminais e já cumpriu pena de por crimes de roubo.

CTT REMODELAM INSTALAÇÕES

A Abrantes evocou D. Francisco Almeida com uma grande ceia medieval

Secretário de Estado apoia museu ibérico

Os CTT investiram cerca de 160 mil euros na remodelação das suas instalações em Abrantes, transformando o velho posto num espaço mais amplo e moderno, com três balcões de atendimento e a prestar um maior número de serviços. “Esta estação tem tido um desempenho muito positivo, reconhecemos a sua potencialidade, e queremos melhorar a nossa prestação de serviços” referiu Marques Batista, administrador dos CTT, durante a inauguração, que decorreu a 22 de Fevereiro, onde chamou a atenção para os chamados serviços da era digital, casos do pagamento de impostos e facturas, aquisição de bilhetes para espectáculos e certificação de fotocópias, entre outros

VENTO PROVOCA QUEDA DE GRUA

Elísio Summavielle ∑ Visitou os locais classificados Na evocação dos 500 anos da mor te de D. Francisco de Almeida, primeiro Vice-Rei da India, o secretário de Estado da Cultura, Elísio Summavielle, deixou patente o seu apoio ao futuro Museu Ibérico de Arqueologia e Arte (MIAA) de Abrantes . O responsável frisou que, enquanto dirigente do IGESPAR, recebeu muitas cartas e abaixos-assinados contra o projecto de arquitectura do futuro museu, da autoria do arquitecto Carrilho da Graça, mas revelou que não existiram dúvidas na aprovação do projecto. Summavielle, que salientou o papel preponderante das autarquias locais na produção de 70% da cultura que se faz em Portugal, deixou a indicação que este museu será uma importante infra-

estrutura cultural para o país, apesar de ter deixado o repto para que se avaliem bem os suportes financeiros, depois de estar em funcionamento. Acompanhado pela presidente da Câmara de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque, o governante visitou os edifícios classificados da cidade, casos da Igreja de S. Vicente, Castelo, Biblioteca António Botto, Igreja da Misericórdia e Teatro S. Pedro, revelando a sua preocupação na preservação destes edifícios. Contudo, remeteu para um encontro entre a autarca e o director regional de cultura a avaliação das prioridades. Elísio Summavielle deixou, bem claro que “há preservações que podem ir sendo feitas sem grandes intervenções. Mudar

uma telha não necessita do Governo, e com a conservação continuada dos edifícios, evitam-se grandes, e dispendiosas, intervenções”. Maria do Céu Albuquerque mostrou-se satisfeita com a abertura do governo para a conservação do património construído na cidade e revelou que o Castelo também vai começar a sofrer intervenções. Uma das mais importantes será um acesso do jardim ao Castelo, pela porta da traição, assim como a reconversão da Igreja de Santa Maria, situada no interior do forte, em panteão dos Almeidas, quando o museu que ali funciona for transferido para o futuro MIAA. Jerónimo Belo Jorge jeronimo.jorge@oribatejo.pt

Uma grua caiu em cima de um edifício de apartamentos em construção em Torres Novas, devido aos ventos fortes que se fizeram sentir na madrugada de sábado, 27 de Fevereiro. O acidente não provocou vítimas, mas causou danos no topo do edifício e em algumas varandas. Ficou ainda destruída por completo uma viatura ligeira que se encontrava estacionada no perímetro de obras do bloco de apartamentos. Fonte da empresa que está a construir o complexo de apartamentos Bela Vista, na Avenida D., disse ao nosso jornal que a obra possui seguros e que os danos vão ser reparados, permitindo assim a continuidade dos trabalhos.


20 INICIATIVA | PAPA EM PORTUGAL

O Ribatejo 5 | Março | 2010

Movimento inédito para receber o Papa Acordo ∑ Lena Comunicação produz catálogo oficial da visita, com medalhas, lenços, bandeirolas e estandartes A Igreja Católica Portuguesa quer criar um movimento inédito de boas-vindas ao Papa Bento XVI, na visita que este efectua a Portugal entre 11 e 14 de Maio próximo. Pela primeira vez no país, o objectivo é proporcionar ao Sumo Pontífice uma recepção acolhedora e única, com uma aposta na coerência de comunicação e imagem. Milhares de estandartes, bandeirolas, lenços e medalhas estão já a ser produzidos para que a população possa engalanar as suas janelas e vestir-se com as mesmas cores e “com alegria”, durante os dias da visita, referiu o bispo D. Carlos Moreira de Azevedo, coordenador-geral da Viagem Apostólica de Sua Santidade o Papa Bento XVI a Portugal. Para a concepção da imagem e produção deste conjunto de peças, a Conferência Episcopal Portuguesa celebrou, no passado dia 25 de Fevereiro, um protocolo com a Lena Comunicação, rubricado por D. Carlos Azevedo e Francisco Rebelo dos Santos, administrador do grupo editorial. A Lena Comunicação associa-se, assim, à organização da visita do Papa a Portugal, assumindo o desafio de produzir uma linha de produtos de elevado valor estético e simbólico, disponibilizando-os em pontos de venda espalhados por todo o país. A imagem oficial da visita de Bento XVI, desenvolvida pelo artista plástico Albuquerque Mendes, apresenta, segundo informação oficial, “uma narrativa gráfica dirigida ao subconsciente colectivo, visando conduzir a população portuguesa para uma experiência espiritual da sabedoria e missão” que se espera com a visita do Papa. Entidades públicas e privadas, católicos e não católicos, todos são desafiados a aderir a um movimento sem precedentes na história das visitas de Sumos Pontífices a Por-

A

Francisco Rebelo dos Santos e D. Carlos Azevedo trocam protocolos assinados tugal. A comissão organizadora da visita do Papa Bento XVI a Portugal aponta para uma participação de centenas de milhares de pessoas nos eventos em que Bento XVI participará: 150 mil pessoas no Terreiro

do Paço (Lisboa), 250 mil na Avenida dos Aliados (Porto) e 500 mil no Santuário de Fátima. O conjunto de peças produzido para o efeito pode ser adquirido, a partir de meados do mês de Abril,

em todos os pontos de venda de jornais, nomeadamente quiosques, tabacarias e livrarias, bem como na generalidade das paróquias portuguesas. A imagem concebida por Albuquerque Mendes está a ser declinada em medalhas, estandartes e lenços. A medalha tem como símbolo principal o ramo de oliveira, com três perfurações vazadas no metal. Os espiráculos – três como as pessoas da Santíssima Trindade – encontram-se rodeados de círculos concêntricos que representam a perpetuidade da Palavra de Deus. Como sulcos de arado no terreno está ainda gravada a expressão “Cooperatores Veritatis”, o mote de inspiração do caminho do Papa Bento XVI. O lenço, enquanto peça milenar de tecido usada para cobrir a cabeça ou limpar o rosto, é aqui recriado de forma contemporânea, tendo impressas as cores do Vaticano e a imagem de Sua Santidade o Papa Bento XVI. As linhas de perspectiva convergem para a imagem do Santo Padre, procurando reflectir o lema “Contigo caminhamos na esperança”. O estandarte é uma peça concebida especialmente para colocar na varanda e saudar a passagem. A criação remete para as bandeiras medievais. As riscas verticais com as cores do Vaticano enquadram o ramo de oliveira.

Peças Medalhas

Lenços

Estandarte

Autor das peças

∑ Albuquerque Mendes nasceu em Trancoso, em 1953. Frequentou o Círculo de Artes Plásticas de Coimbra (de 1970 a 1979) e ganhou notoriedade em 1977, durante o congresso da Associação Internacional de Críticos de Arte, em Lisboa. Ganhou grande visibilidade internacional com as suas performances, participando em alguns dos mais importantes

festivais do género, em França, na Alemanha e Países Baixos. Em Novembro de 2001 realizou, no Museu de Arte Contemporânea de Serralves, no Porto, a sua primeira exposição antológica designada “Confesso”. Em 2005, promove outra exposição antológica, “Natureza e Crueldade”, no Museu de Arte Contemporânea de Niterói (Brasil).

PROGRAMA

Dia 11 de Maio

Dia 12 de Maio

∑ LISBOA 11h00 – Chegada ao Aeroporto da Portela 12h45 – Cerimónia de boas-vindas no Mosteiro dos Jerónimos 13h30 – Visita de cortesia ao Presidente da República 18h15 – Celebração de missa no Terreiro do Paço

∑ LISBOA 10h00 – Encontro com figuras da cultura no Centro Cultural de Belém 12h00 – Encontro com o primeiro-ministro na Nunciatura Apostólica ∑ FÁTIMA 17h30 – Chegada à Capelinha das Aparições 18h00 – Vésperas com padres, religiosos, seminaristas e diáconos na Igreja da Santíssima Trindade

21h30 – Recitação do Rosário e Procissão das Velas. Eucaristia presidida pelo cardeal Tarcisio Bertone, Secretário de Estado do Vaticano

Igreja da Santíssima Trindade 18h45 – Encontro com os bispos de Portugal na Casa de Nossa Senhora do Carmo

Dia 13 de Maio

Dia 14 de Maio

∑ FÁTIMA

10h00 – Missa da Peregrinação Internacional Aniversária 13h00 – Almoço com os bispos de Portugal 17h00 – Encontro com os membros de organizações da Pastoral Social, na

∑ PORTO 9h30 – Chegada ao heliporto da Serra do Pilar, em Gaia 10h15 – Missa na Avenida dos Aliados 13h30 – Cerimónia de despedida no Aeroporto Internacional do Porto 14h00 – Partida


21

O Ribatejo 5 | Março | 2010

especial

salvaterra de magos

Textos: Vânia Clemente

Mês da enguia anima Salvaterra Durante todo o mês de Março, todos os caminhos vão dar a Salvaterra de Magos e ao certame Mês da Enguia. A rainha do Tejo é o ex-líbris de todas as ementas a par do bom vinho, duas delícias para os apreciadores da gastronomia regional.

No mês de Março todos os caminhos vão dar a Salvaterra de Magos Enguia∑ Os pratos tradicionais com a “rainha do Tejo” são as mais procuradas por todos os visitantes “Sua Majestade, a Enguia do Tejo”, assim é conhecida esta especialidade gastronómica em Salvaterra de Magos, concelho que durante todo mês de Março aguarda milhares de visitantes para o festival gastronómico e cultural do Mês da Enguia. São 31 dias de animação, com 14 restaurantes associados e cinco casas vinícolas, pois “não há um bom prato de enguias, sem um bom copo de vinho”. Uma forma de dar a conhecer não a gastronomia tradicional, mas também os produtos regionais como os vinho, licores, os afamados doces como os “barretes” e o artesanato. A iniciativa tem vindo crescer de ano para ano e ganhou já dimensão nacional, sendo hoje um evento incontornável no panorama turístico

da região, e que permite um maior dinamismo na economia local, com os visitantes a procurarem a região durante todo o mês, especialmente aos fins-de-semana, para provar a rainha do certame. A gastronomia serve de pretexto para um passeio pela região, onde se podem avistar as paisagens do rio Tejo, a típica aldeia avieira do Escaroupim e os seus pescadores, a lezíria com o cavalo e o toiro, sem esquecer o património arquitectónico, com destaque para a capela do antigo Paço Real, a Igreja Matriz, o Palácio da Falcoaria Real, que remonta ao século XVIII, a praça de touros e ainda as paisagens do Cais da Vala. Por parte da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos esta tem sido uma aposta ganha. Neste ano de 2010,

o Mês da Enguia vai oferecer inúmeras actividades gastronómicas, culturais e desportivas. A edição deste ano vai também estar em directo para todo o país, a partir do “Programa de Festas” emitido em directo na RTP1. Razões suficientes para dar uma escapadinha ao concelho de Salvaterra durante o mês de Março, passear e fazer uma paragem merecida num dos restaurantes aderentes, onde poderá degustar “sua magestade, a rainha do Tejo, seja frita, grelhada, de caldeirada ou ensopado, e ainda de fricassé, na companhia dos bons vinhos ribatejanos. São 1001 delícias à sua espera, com actividades para todos os gostos, num certame cada vez mais diversificado.


22 ESPECIAL SALVATERRA | MÊS DA ENGUIA

O Ribatejo 5 | Março | 2010

Queremos elevar o Mês da Enguia a marca nacional” Ana Cristina Ribeiro ∑ Presidente da Câmara afirma que esta é uma oportunidade para divulgar a enguia O Mês da Enguia de Salvaterra de Magos foi apresentado em Muge, na Casa do Cadaval. O certame a decorrer durante todo o mês de Março, está a começar e com ele a gastronomia, rica em pratos variados mas onde nunca pode faltar “sua alteza, a rainha do Tejo - a enguia”. A apresentar o programa do mês da enguia 2010, esteve Ana Cristina Ribeiro, presidente da Câmara

Municipal de Salvaterra de Magos, Joaquim Rosa do Céu, presidente do Turismo de Lisboa e Vale do Tejo, António Saldanha, representante da Casa Cadaval, e ainda o célebre Chefe Silva, presidente do júri que irá eleger o melhor restaurante do certame deste ano. O concurso é uma das novidades introduzidas este ano, ainda que com valor meramente simbólico. Ana Cristina Ribeiro afirmou

que este “Mês da Enguia é um marco na região e uma mais valia no roteiro da gastronomia nacional”. O certame é também uma oportunidade para dinamizar a economia local, ao mesmo tempo que proporciona a divulgação dos produtos regionais, como a enguia, a ginginha, os vinhos, os licores, o arroz ou o artesanato. Joaquim Rosa do Céu, presidente do Turismo

de Lisboa e Vale do Tejo, disse que este é um evento com importância “estratégica, pois o Mês da Enguia já é uma marca nacional, presente na gastronomia portuguesa como referência há mais de dez anos e, por isso, considerada património gastronómico nacional”. Referiu ainda que esta é uma “iniciativa que prima pela autenticidade, apesar dos novos públicos, com gostos e sabores exi-

gentes, e que fazem com que esta gastronomia seja cada vez mais exigente no modo de confecção e apresentação”. Para Rosa do Céu, “são estes eventos que importa continuar a preservar, numa iniciativa que muito deve ao poder local”. E se esta é uma iniciativa que prima pela autenticidade, a organização de 2010 introduz algumas novidades, com o objectivo de a atrair novos públicos.

Exposições, livros, teatro, muito desporto, festivais de folclore e ainda uma noite de fados, sem esquecer o património arquitectónico e cultural, como a cultura avieira são algumas das apostas da organização. “Salvaterra de Magos é um concelho à sua espera” durante todo o mês de Março, e a enguia estará sempre presente à mesa em qualquer um dos 14 restaurantes associados.


MÊS DA ENGUIA | ESPECIAL SALVATERRA 23

O Ribatejo 5 | Março | 2010

ENSOPADO DE ENGUIA À MODA DO “PRETO E BRANCO” Desvendamos-lhe o segredo do famoso ensopado deste restaurante típico, na sua forma de confeccionar e apresentar os seus pratos. 1 Cebola 2 Dentes de alho 1 Colher (sopa) de azeite 1colher (sopa) bem cheia de margarina 0,5dl de vinho branco 4 Fatias de pão frito 1folha de louro Orégãos, salsa, coentros q.b Sal e pimenta q.b 1. Amanhe as enguias, lave-as bem e corte-as em pedaços de aproximadamente 3cm 2. Descasque a cebola e corte-a em meias luas, pique os alhos, deite tudo para o tacho, junte o louro, salsa e coentros em rama, o azeite e a margarina. Leve ao lume e deixe refogar um pouco. 3. Junte os tomates picados sem pele e semente, o vinho branco e um pouco de agua. Mexa e deixe ferver. Adicione os pedaços da enguia, tempere com sal e deixe cozinhar até as enguias ficarem macias. 4. Coloque as fatias de pão frito numa travessa ou tacho de barro, disponha as enguias por cima com o molho e sirva polvilhado com orégãos, salsa e coentros picados.

A Os gerentes João e Natália Figueiredo, acompanhados de Cecília Correia. Os três “elementos chave” deste restaurante

“Preto e Branco”, um restaurante especialista na enguia do rio Gastronomia ∑ Enguias confeccionadas das mais diversas formas Março é mês de rumar até Salvaterra de Magos para apreciar verdadeiras iguarias gastronómicas da região. O restaurante “Preto e Branco” é uma das sugestões no roteiro do Mês da Enguia em Salvaterra de Magos. Há mais de 12 anos, que o casal João e Natália Figueiredo tem portas abertas na Avenida Dr. Roberto Ferreira da Fonseca, de terça-feira a domingo. O casal conta-nos que este é um negócio de família que começou com um pequeno snack-bar e pastelaria onde servia

petiscos e doces. Natália Figueiredo especializouse na arte da doçaria, com mão certeira para doces como a delícia de amêndoa, o pudim de ovos, o bolo de bolacha com chantilly, o arroz doce e as já conhecidas broas. João Figueiredo dedicou-se à arte de bem servir, em que cada cliente merece uma atenção especial, sempre com um sorriso e simpatia habitual. Um restaurante acolhedor e hospitaleiro, com toalhas verdes e brancas, cores suaves que relembram a beleza da Lezíria Ribate-

jana. O restaurante tem a enguia como uma das rainhas da ementa. Oferece as mais diversas formas de confecção da enguia: frita com arroz de feijão e repolho, à lagareiro, grelhadas, com batata a murro, regadas com limão e azeite virgem, ou ainda ensopado de enguia”. A enguia é, pois, a especialidade da casa, com especial destaque neste mês de Março, época em que a enguia aparece com maior frequência nos rios. Ainda assim, João Figueiredo afirma que o seu restau-

rante serve enguia o ano inteiro, sendo esta sempre do rio, a mais apreciada por todos devido à sua qualidade e sabor. O barbo e o sável, duas espécies de peixe que encontramos no Tejo, fazem também parte da ementa deste restaurante. Mas, logo após a enguia, é o bacalhau com natas que faz a predilecção dos clientes. Assim como vir a este restaurante sem provar a sopa de peixe da cozinheira Cecília Correia “é quase como ir a Roma e não ver o Papa” como diz João Figueiredo.

O gerente enumera ainda outras especialidades, como a carne de vaca mirandesa e de porco ibérico, especialidades de grande qualidade e que primam pela diferença da textura e de sabor. Quem prova, recomenda. Tem clientes já certos, que vêm de Norte a Sul do país, e o número de pessoas que procuram o restaurante para se deliciarem com estas iguarias aumenta de ano para ano, especialmente neste Mês de Março, onde a enguia é mesmo a rainha do paladar deste restaurante.


24 ESPECIAL SALVATERRA | MÊS DA ENGUIA

O Ribatejo 5 | Março | 2010

“Ó TI MARIA QUER PEIXE?”

A Júlio Letra é um dos pescadores da aldeia avieira do Escaroupim que vai tentando a sorte no rio à procura de enguias

Com o Tejo cheio, pescadores queixam-se da fraca pescaria Escaroupim ∑ Homens saem todos os dias para o Tejo mas regressam sempre de redes quase vazias Longe vão os tempos em que o Tejo era generoso e enchia as redes de enguias. Agora, os poucos pescadores que restam na aldeia avieira do Escaroupim, em Salvaterra de Magos, queixam-se de que a pesca da enguia mal dá para viver. São dias difíceis, onde a pescaria não abunda e conseguir enguias para abastecer os restaurantes é tarefa árdua. Ainda assim, não desistem e lá saem para o Tejo nas suas pequenas embarcações de madeira, para lançar as redes ao rio e recolhê-las quando a maré baixa. Segundo Virgílio Botas, de 77 anos e uma vida inteira dedicada à pesca no rio, “já lá vai o tem-

po em que se via o cesto cheio de enguias, às vezes eram tantas que nem se vendiam”. Uma época de fartura que se contrapõe com os “tempos de agora” em que “tudo o que vem à rede é peixe”, nada se desperdiça e tudo se aprovei-

ta, pois a pescaria é escassa devido às cheias no Tejo e às correntes frias que se fazem sentir. E se Março é o mês em que começa a pesca à enguia, também a lampreia e o sável são espécies muito procuradas por pescado-

“Tenho saudades de quando trazíamos cesto cheio” diz Virgílio Botas

∑ Pescadores queixam-se da falta de enguia nas margens do rio Tejo. Espécie que este ano pouco se vê e custa a encontrar, devido à maré alta do rio e às aguas frias que ainda se fazem sentir. Momentos difíceis para quem nasceu de olhos postos no Tejo e daí tira o seu sustento diário.

res e restaurantes. Mas ao contrário de outros anos que “num dia bom conseguíamos apanhar 12 a 15 lampreias” este parece ser um “ano em que pouco se tira” apesar dos esforços dos pescadores. Júlio Letra tem 69 anos e há 12 que vive da pesca no rio. Diz que pouca enguia se apanha, ainda assim todos os dias sai para o rio na tentativa de fazer pela vida. “Há dias, apanhei uma enguia gorda, com 1,5 kg. É vendida a 15euros/ kg, mas quem a comprou, mesmo com descontos, quase que não pagava os 15euros pedidos”. Dias difíceis para quem vive das águas do rio e tenta fazer algum negócio com os comerciantes, que

quando acham o valor elevado recorrem a outras aldeias avieiras, como as do concelho de Vila Franca de Xira, na outra margem. “A pesca mal dá para o trabalho e são cada vez menos os que dão continuidade a este ofício”. Na aldeia avieira, os pescadores vão desaparecendo, com o passar do tempo e com a pouca generosidade do rio Tejo. Fica a esperança daqueles que usam o rio como meio de sobrevivência e que todos os dias, faça chuva, vento ou sol, saem nas suas embarcações para levantar as redes e encontrar a famosa enguia, de sabor único e por quase todos muito apreciada.

Maria da Silva Petinga tem agora 70 anos e na aldeia avieira todos a conhecem. Neta e filha de pescadores, ali nasceu com os olhos postos nas enguias, numa “pequena barraquinha de madeira à borda do rio” até que ao fim de uma semana de vida o seu pai a levou para casa. Perdida nas memórias que o rio lhe trás, diz que toda a sua vida foi passada num barco a remos, e os seus filhos, ao fim de 24 horas no mundo já estavam nos barcos, “lá foram criados e nunca caíram ao Tejo, sabiam de cor onde podiam por os pés para não caírem nos buracos do rio”. Uma vida inteira passada no rio, onde depois da pesca vinha a venda de porta em porta e o pregão já por todos ali conhecido: “ó Ti Maria quer peixe?”. Tempos em que a enguia abundava e muitas vezes até sobrava. Época em que o rio apesar de traiçoeiro para quem não o conhecesse, era fonte de sustento para muitas famílias de pescadores pobres.


MÊS DA ENGUIA | ESPECIAL SALVATERRA 25

O Ribatejo 5 | Março | 2010

DESPORTO UMA APOSTA AO AR LIVRE

EM DIRECTO DO PROGRAMA DE FESTA DA RTP1

Nesta edição do M~es da Enquia, Salvaterra de Magos, proporcionará desporto para todos, com oito modalidades propostas. As actividades desportivas começam dia 6, pelas 10h00, com um estágio nacional de karaté shotokan, no pavilhão desportivo Municipal. No dia 10, às 9h30 terá início o passeio pedestre na “Rota das Enguias”, para descontrair ao ar livre, apreciar a natureza e ficar a conhecer um pouco mais da região. No dia 13 de Março, terá lugar o Campeonato Nacional de Combates de Taekwondo, uma iniciativa da Associação de Taekwondo de Santarém e da Escola de Taekwondo de Salvaterra de Magos. Ainda neste dia, realizar-se-á a 9ª edição da prova de natação “Konta Kilometros”. No dia 14 de Março, realizar-se-á o Passeio de BTT Glória do Ribatejo, mais uma boa oportunidade para conhecer as paisagens ribatejanas. O rio Tejo será palco de uma prova de canoagem do campeonato regional de velocidade. Para terminar, no dia 20 de Março, às 9h00, Salvaterra de Magos será palco de um torneio de judo de infantis. Uma edição que promete cuidar do corpo, dando sentido ao provérbio: “saúde cuidada, vida conservada”.

O certame Mês da Enguia vai ocupar o bloco da emissão da tarde de sábado, no Programa das Festas, da RTP1, com quatro horas de emissão em directo, a partir do Cais da Vala. O programa vai ser apresentado por Tânia Ribas de Oliveira e Francisco Mendes ou Sónia Araújo e Jorge Gabriel, já que os apresentadores vão alternando, consoante a data e a região do país. Um programa dedicado às festas, feiras e romarias do país, e onde se divulgam os saberes tradicionais, a gastronomia, a etnografia, o passado, mas também a modernidade das regiões portuguesas, é o objectivo onde este certame não será excepção. Convidados especiais que vão dar a conhecer a região e os seus pratos típicos confeccionados para o momento, uma montra de produtos regionais como o vinho, os licores, a ginginha e o artesanato e ainda muita animação com a presença de convidados da música nacional e musicos locais. Um programa em directo de Salvaterra de Magos.

A Desporto e Cultura são duas das grandes apostas do certame em 2010

Actividades culturais dinamizam Mês da Enguia Cultura∑ Animação cultural complementa o certtame gastronómico Nem só de gastronomia vive o Mês da Enguia em Salvaterra de Magos. A organização deste ano preparou variadas actividades culturais a decorrer durante todo o mês de Março, iniciativas que pretendem dar animação ao certame. Vão realizar-se duas exposições, uma de Arte Sacra, na capela Real de Salvaterra de Magos, a inaugurar dia 6 de Março com a presença do Coro Capela Real. Haverá ainda uma exposição fotográfica intitulada “Cheias em Salvaterra de Magos”

que mostra a realidade da região e do seu povo em momentos mais difíceis, sempre que o Tejo galga as margens do rio. Esta exposição está a decorrer até 31 de Março, no Centro de Interpretação e de Educação Ambiental do Cais da Vala. O livro sobre “Cheias em Salvaterra de Magos” será apresentado dia 6 de Março, às 15h30. Um trabalho dedicado ao povo de Salvaterra de Magos, com edição da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos.

O fado terá destaque no programa do dia 6 de Março ao final da noite, com um espectáculo com o título intitulado “Fados e Enguias”. O folclore não será esquecido nesta edição 2010. O dia 21 de Março será dedicado às danças e cantares tradicionais. O Festival de Folclore Avieiro realiza-se no Cais da Vala, com as participações do Rancho Folclórico Peixeiras da Vieira, o Rancho Folclórico de Benfica do Ribatejo e a terminar, o Rancho Folclórico “Os Avieiros” do

Escaroupim. Para dia 28, a encerrar este “Mês da Enguia”, será levada à cena a peça de teatro “Super Silva – homenagem a Raúl Solnado” com encenação de Tó Zé Martinho, autor de muitas das novelas exibidas até hoje na TVI. O espectáculo vai realizar-se no Celeiro da Vala. Uma aposta em actividades culturais, que prometem trazer à região amantes da gastronomia e em especial da enguia, mas também dos produtos regionais e da cultura do Ribatejo.


26 ESPECIAL SALVATERRA | MÊS DA ENGUIA

Os restaurantes aderentes

SALVATERRA DE MAGOS D. Roberto Av. Dr. Roberto Ferreira da Fonseca, nº 70/72 - 2120 Salvaterra de Magos Telef. 263 098 461 Encerramento: 5ª feira Especialidades: Massada de Enguias, Enguias à Lagareiro, Espetada de Enguias com Ananás, Enguias Fritas com Arroz de Feijão, Ensopado de Enguias, Feijoada de Enguias, Enguia à Salvaterra.

A Casinha Av. Dr. Roberto Ferreira da Fonseca, nº 54- 2120-117 Salvaterra de Magos Telef. 263 504 795 Encerramento: Domingo ao jantar Especialidades: Ensopado de Enguias, Caldeirada de Enguias, Enguias Fritas com Arroz de Feijão, Enguias Grelhadas.

Cabana dos Parodiantes Av. Dr. Roberto Ferreira da Fonseca, nº 40 - 2120-117 Salvaterra de Magos Telef. 263 504 177 Encerramento: 4ª feira Especialidades: Molhata de Enguias, Enguias Fritas com Arroz de Feijão, Ensopado de Enguias

Preto & Branco Av. Dr. Roberto Ferreira da Fonseca, n 144 - 2120-118 Salvaterra de Magos Telef. 263 507 858 Encerramento: 2ª Feira Especialidades: Enguias Fritas com Arroz de Feijão, Ensopado de Enguias, Enguias à Lagareiro.

Zé do Moinho Quinta do Rego - E.N. 118 - 2120 Salvaterra de Magos - Telef. 263 507 330 Encerramento: 2ª Feira

Especialidades: Ensopado de Enguias, Enguias Grelhadas, Enguias Fritas com Arroz de Feijão, Caldeirada de Enguias.

O Escaroupim Largo dos Avieiros Escaroupim - 2120-013 Salvaterra de Magos - Telef. 263 107 332 Encerramento: 5ª Feira e Domingo ao jantar Especialidades: Enguias Fritas com Arroz de Feijão, Ensopado de Enguias, Caldeirada de Enguias, Enguias de Fricassé, Enguias Grelhadas.

Parque Real Estrada Nacional 118, Vale Queimado, nº 51 - 2120-114 Salvaterra de Magos Telef. 263 505 508 Encerramento: não encerra Especialidades: Cataplana de Enguias, Espetada de Enguias com Gambas à Lagareiro, Enguias Fritas com Arroz de Feijão, Ensopado de Enguias.

MARINHAIS

Flor da Vila Estrada Nacional 367, nº468 - 2125114 Marinhais - Telef. 263 597 401 Encerramento: 5ª Feira Especialidades: Enguias Fritas com Arroz de Feijão, Ensopado de Enguias.

FOROS DE SALVATERRA Tira Picos Estrada Nacional 114-3, nº899 - 2120194 Foros de Salvaterra - Telef. 263 501 447 Encerramento: 2ª feira Especialidades: Enguias Fritas com Arroz de Feijão, Ensopado de Enguias.

Califórnia Estrada Nacional 114-3 - 498-A Várzea Fresca - 2120-202 Foros de Salvaterra - Telef. 263 504 643 Encerramento: 3ª Feira Especialidades: Enguias Fritas com Arroz de Feijão, Ensopado de Enguias, Caldeirada de Enguias.

O Pinto

Quinta da Barragem

Estrada Nacional 118, km 54 - 2125-115 Marinhais - Telef. 263 595 130 Encerramento: não encerra Especialidades: Ensopado de Enguias, Caldeirada de Enguias, Enguias Fritas com Arroz de Feijão, Enguias de Fricassé.

Barragem de Magos – Várzea Fresca 2120-184 Foros de Salvaterra - Telef. 263 506 981 Encerramento: 2ª Feira Especialidades: Enguias Grelhadas com Magusto, Enguias Fritas com Arroz de Feijão, Ensopado de Enguias, Caldeirada de Enguias.

O Bom Garfo Rua dos Grilos, nº17 - 2125-175 Marinhais - Telef. 263 595 724 Encerramento: 3ª Feira Especialidades: Ensopado de Enguias à moda do Escaroupim, Enguias Fritas com Arroz de Feijão, Enguias no Churrasco com molho de vinagrete, Caldeirada de Enguias.

Adega da Rosa Garrocheira- Foros de Salvaterra 2120-214 Foros de Salvaterra - Telef. 263 507 240 Encerramento: não encerra Especialidades: Enguias Fritas com Arroz de Feijão, Ensopado de Enguias.

O Ribatejo 5 | Março | 2010

Chefe Silva, um nome de peso no festival da enguia Sendo a enguia uma das especialidades gastronómicas ribatejanas, a organização do Mês da Enguia trouxe a Salvaterra de Magos, um mestres da cozinha portuguesa: chefe Silva, um dos mais conceituados chefes de cozinha que Portugal já conheceu. Chefe Silva visitará, de surpresa, todos os 14 restaurantes associados à iniciativa. Irá provar os pratos e eleger, simbolicamente, o melhor restaurante. O Chefe Silva afirmou que “a tarefa não vai ser fácil, já que é sempre difícil escolher entre os bons, o melhor”. Ainda assim, recorda que “esta é uma óptima iniciativa, que permite valorizar restaurante e respectivo cozinheiro”, constituindo ainda um atractivo à região, passando a ser distinguido como “o restaurante eleito”. O Chefe Silva, que estará a presidir a mesa do júri do festival gastronómico neste mês de Março, contou na apresentação do programa doi Mês da Enguia, como foi o seu primeiro contacto com a cozinha, numa altura em que sequer pensava vir a fazer carreira junto das “panelas”. A cozer batatas e castanhas, pouco antes dos 11 anos de idade, o jovem nortenho, na época, não teve uma vida fácil. Até que aos 18 anos decidiu tentar a sorte na capital do país e bateu à porta de um meio-irmão que lhe conseguiu uma colocação na cozinha do Hotel SuíçoAtlântico, na Rua da Glória, onde começou às voltas com os esfregões e as cascas das batatas. “Anos depois, troquei a farda de ajudante pela bata branca de cozinheiro, no Hotel Império, hotel onde se assava o rosbife dos hóspedes, mas também onde se prepararam os futuros grandes chefes de

cozinha de que mais tarde se ouviria falar”. Ambicioso por natureza, viajou até Moçambique, passando por grandes hotéis e, anos mais tarde, regressou a Portugal, onde veio a fazer história. Convidado a fazer o “Tele-Culinária”, um programa didáctico, semanal, com duração de 25 minutos, na RTP, passou a fazer parte das vidas de todas as amantes da culinária, num programa para a época “imperdível”. Logo depois, abriu o seu restaurante no centro de Lisboa e continuou a desenvolver parcerias com outros canais de televisão, dando uma “mãozinha a todas as cozinheiras lá de casa”. Agora, numa idade avançada, leva na memória todas as iguarias realizadas e provadas até hoje, sem esquecer as enguias de Salvaterra de Magos, uma especialidade que faz parte do “passado, do presente e do futuro do país, naquela a que chamam de iguaria gastronómica”.


27

O Ribatejo 5 | Março | 2010

Instituto Politécnico de Santarém

politécnico

Integram o Instituto Politécnico a Escola Superior Agrária de Santarém, Escola Superior de Educação de Santarém, Escola Superior de Desporto de Rio Maior, Escola Superior de Saúde de Santarém e Escola Superior de Gestão e Tecnologia de Santarém

CURSOS PARA PREPARAÇÃO DAS PROVAS PARA MAIORES DE 23 O Instituto Politécnico de Santarém tem inscrições abertas para um Curso de Preparação para as Provas Específicas de Acesso para Maiores de 23 Anos. O curso contempla módulos de formação nas áreas das provas específicas com 45horas de duração por cada módulo. O início da formação está marcado para 15 de Abril e vai durar até 31 de Maio, em horário pós-laboral (durante a Semana) entre as 18h e as 23h, ou aos sábados, em datas e horas ainda a definir.

ESDRM FORMA PARA A GRAVIDEZ

A A Comissão Organizadora já está a trabalhar para realizar a “semana grande” dos estudantes em Santarém

Semana Académica já mexe Festa ∑ De 11 a 15 de Maio a cidade de Santarém vai encher-se da alegria dos estudantes Já começou o trabalho para a preparação da Semana Académica de Santarém, que se vai realizar de 11 a 15 de Maio, numa organização dos estudantes do Instituto Politécnico de Santarém. A COSAS – Comissão Organizadora da Semana Académica de Santarém já trabalha há três semanas e congrega elementos de cada uma das associações de estudantes das cinco escolas do Insti-

tuto. Para já não está ainda definido o cartaz dos espectáculos mas a comissão já definiu o quer para cada dia. Assim, no primeiro dia, é noite de serenatas, no segundo dia é a vez da noite “pimba” e do rally das tascas, no terceiro dia é a vez das tunas animarem a noite, no quarto dia a noite é dedicada à música jovem e no último dia, sábado, realiza-se a bênção das pastas durante a tarde e um

concerto à noite. A comissão faz questão de salientar as boas relações que tem mantido com a Câmara de Santarém, que todos os anos costuma dar apoio logístico e financeiro à realização destas festas Uma importante fonte de apoio é também o próprio Instituto Politécnico e o Instituto Português da Juventude que subsidia anualmente o associativismo estudantil. À semelhança

do patrocínio que já conseguiram junto da TMN, os estudantes estão receptivos a outras empresas e instituições que possam apoiar esta que é a maior realização estudantil do concelho de Santarém. Este ano, a comissão resolveu também disponibilizar um e-mail –

semanaacademica santarem2010@gmail. com – para que toda a comunidade possa dar ideias

e sugerir aquilo que gostava de ver realizado durante esta semana. Este ano a associação da Escola de Desporto volta a participar na organização, à semelhança do que aconteceu no ano passado. Novidade é ainda a realização, nos mesmos dias, da Semana da Juventude, uma organização da Câmara de Santarém que terá colóquios, debates e actividades desportivas.

Duarte Reis é o novo presidente da AE da Educação Duarte Zuzarte Reis, aluno do curso de Animação Cultural e Educação Comunitária, é o novo presidente da Associação de Estudantes da Escola Superior de Educação de Santarém (AEESES). O jovem estudante de 22 anos é natural de Alenquer e tomou posse a 20 de Janeiro, substituindo no cargo Emanuel Ferreira. Neste espaço de tempo

desde que é presidente, os novos membros da AEESES reabriram papelaria da associação, que para além de material académico disponibiliza aos alunos material de desgaste rápido. Foi também reaberta a rádio da escola, a RESES, que todos os dias é animada por estudantes de diferentes cursos. “Acreditamos que a rádio é uma importante e eficaz via de comu-

nicação entre a associação e os estudantes”, refere Duarte Reis. A associação candidatou-se também ao PAE- Programa de Apoio Estudantil do IPJ que possibilita a realização de algumas actividades contempladas no programa de trabalho da AEESES. A sala do aluno também ganhou um microondas, uma necessidade sentida por muitos alunos que trazem refeição

de casa e não tinham onde aquecê-la. A Associação quer também apoiar os alunos que necessitam de frequentar formações e workshops fora de Santarém no âmbito da sua formação curricular. Outra das prioridades da AE é a criação de um grupo de voluntariado que irá tentar dar o seu contributo já no dia 20 de Março no projecto Limpar Portugal.

A Escola Superior de Desporto de Rio Maior continua o seu programa de formação contínua na área da gravidez. Esta sexta e sábado decorrem duas acções, uma na sexta-feira, sobre Treino do Pavimento Pélvico na Gravidez e Pós-Parto, no auditório da Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa. No dia 6, a formação é sobre Programas de Exercício na Gravidez e Pós-Parto. No dia 13 de Março é sobre o Condicionamento para o Nascimento.

NOVO LIVRO APRESENTANDO NA EDUCAÇÃO Realiza-se no próximo dia 11, às 16h, no Auditório 1 da Escola Superior de Educação de Santarém, o lançamento do livro “Animação e Bem-estar Psicológico- Metodologias de Intervenção Sociocultural e Educativa” da autoria de Marcelino Lopes, Sónia Galinha e Manuel Loureiro. Prevê-se a presença de Ma nuela Ea nes numa sessão que contará com a presença de Adérito Gomes Barbosa da Universidade Católica.


28

O Ribatejo 5 | Março | 2010

negócios TRABALHADORES DA EMEF DESCONTENTES

A O secretário de Estado da Agricultura, Rui Barreiro, a promulgar o acordo que pemrite a transferência desta nova valência para a EZN

Zootécnica recebe banco genético das raças portuguesas Banco de Germoplasma Animal ∑ Nova valência vai trazer “alento” à EZN, diz Rui Barreiro O património genético animal português vai ficar salvaguardado numa nova valência que vai ser criada na ex-Estação Zootécnica Nacional (EZN), no Vale de Santarém. A medida foi decretada pelo secretário de Estado da Agricultura, Rui Barreiro, que esteve esta semana nas instalações da Zootécnica para promulgar o protocolo de criação formal do Banco Português de Germoplasma Animal. Este novo organismo, que será tutelado pelo Instituto Nacional de Recursos Biológicos (INRB) e pela Direcção Geral de Veterinária, irá ter o seu pólo central da Quinta da Fonte Boa, nas instalações da EZN que agora são parte integrante do INRB. O material genético que aqui vai ser salvaguardo resulta do trabalho conjunto entre estes dois organismos e que passou pela

recolha sistemática de elementos de germoplasma animal (sémen, embriões, células somáticas e ADN) de todas as raças nacionais de animais autóctones (bovinos, ovinos e caprinos). Este material tem estado guardado em instalações da DGV, na Amadora (Venda Nova) mas que foram já várias vezes alvo de vandalismo, segundo explicou Rui Barreiro. Por isso, e para reforçar o papel do pólo da Quinta da Fonte Boa (ex-Esta-

A nova orgânica da Estação Zootécnica

ção Zootécnica), o secretário de Estado Rui Barreiro decidiu esta transferência para Santarém, sublinhando que estas instalações “não estão esquecidas, que precisam é de ser repensadas nalguns aspectos, de acordo com a reorganização global que está a ocorrer no Ministério da Agricultura”. O Banco Português de Germoplasma Animal vai ter como missão a conservação e estudo da genética das raças portuguesas

de acordo com as orientações internacionais da área. Para a gestão desta valência, vai ser criada uma Comissão de Acompanhamento que, para além do INRB e da DGV, vai incluir representantes das associações de criadores de raças autóctones e dos criadores de raça bovina frísia. Rosa Sá, directora do INRB, salientou no decurso desta cerimónia que a criação deste banco de germoplasma é algo de mui-

∑ Onde funcionou durante décadas a reputada Estação Zootécnica Nacional (EZN), passam agora a funcionar três pólos do Instituto Nacional de Investigação Agrária (INIA) que faz parte do Instituto Nacional de Recursos Biológicos (INRB). Nas instalações da Quinta da Fonte Boa estão agora instaladas as unidades de Produção Animal, a de Recursos Genéticos, Reprodução e Melhoramento Animal e ainda o Pólo de Investigação da Quinta da Fonte Boa.

to desejado pelos dois organismos. Por seu turno, Rui Barreiro frisou ainda que espera que a instalação desta nova valência na antiga EZN permite trazer “um novo alento para esta infraestrututura”.

Direcção de Agricultura e Autoridade Florestal na Fonte Boa Na assinatura deste protocolo, foi ainda falada a já pensada transferência de serviços da Direcção Regional de Agricultura para instalações na Quinta da Fonte Boa. Uma situação que tem o apoio da directora do INRB, Rosa Sá, mas que exige a realização de algumas obras de requalificação. Em transferência para a Fonte Boa podem estar também os serviços da Direcção Regional do Ribatejo e Oeste da Autoridade Florestal Nacional (AFN).

Cerca de 150 trabalhadores das oficinas do Entroncamento da Empresa de Manutenção e Equipamento Ferroviário (EMEF) participaram na semana passada num plenário, onde contestaram a diminuição do volume de trabalho. Os trabalhadores entregaram uma moção na Camara Municipal do Entroncamento com os motivos do seu descontentamento. João Azevedo, do Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Sector Ferroviário, alega à Lusa que a empresa está a reduzir trabalho porque também está a “a retardar a intervenção nas máquinas” que, por isso, circulam mais quilómetros que os recomendados sem irem à manutenção. “Isso põe em causa a segurança do material e dos passageiros”, diz ainda o sindicalista. Motivo de insatisfação são também os contratos a prazo de 70 trabalhadores.

ADEGA DO CARTAXO LANÇA O VINHO BRIDÃO RESERVA 2006 A Adega Cooperativa do Cartaxo vai lançar o Bridão Tinto Reserva 2006. Este novo néctar é constituído por três castas - a Trincadeira Preta, a Touriga Nacional e a Touriga Franca – e passou por um processo de vinificação que foi sujeito a vários testes com estágio em depósito de cimento e barricas de carvalho francês, americano e nacional. Apresenta notas de fruta madura onde sobressai a ameixa preta e tem apontamentos de cacau e baunilha e apresenta-se ao mercado com um sabor intenso e encorpado. Segundo enólogo Pedro Gil, este “é um vinho que passou por um processo de vinificação que permitiu “um vinho completo e apurado”.


INVESTIR & AGIR | NEGÓCIOS 29

O Ribatejo 5 | Março | 2010

Reestruturar empresas é negócio em Almeirim Believe ∑ Empresa abre representação e realiza conferência de apresentação Para os responsáveis da empresa Believe e da sua associada Turn&Win, o lema é “não vire as costas à sua empresa”. Isto significa que, para estas duas empresas do grupo “Onebiz” é possível encontrar soluções de reestruturação e de alavancar os negócios mesmo que a situação seja de grande crise. É esta atitude que a Believe quer trazer para Almeirim, ao abrir a sua primeira representação nesta cidade, em conjunto com a HappyScreen, a sua parceria tecnológica local, que pertence ao futuro responsável local da Believe, Rui Sousa. A Believe posicionase com uma empresa de consultoria que “entra” dentro das empresas que se propõe reestruturar passando a assumir a gestão de todos os processos em parceria com o empresário. A tarefa desta consultora passa por dividir a empresa em que pega em vários centros de custos, de forma a implementar sistemas de controlo e de rigor e a aumentar as possibilidades de recuperação da mesma. Mário Costa, o responsável nacional da Believe, afirma mesmo que podem haver soluções viáveis para empresas com processos de insolvência

A Mário Costa, responsável nacional da Believe, e Rui Sousa, representante em Almeirim desta empresa em tribunal. “Primeiro temos que acreditar e levar os empresários a acreditar também no facto de que a empresa é rentável. Depois temos que incentivar um espírito de coragem e de sacrifício”, frisa o responsável. A Believe já está a trabalhar em Almeirim e diz ter já conseguido que uma empresa “desse a volta por cima da crise”. Em conjunto com a Turn&Win, uma empresa especializada em reestruturação de outras

empresas, a Believe propõe-se a “actuar rapidamente” para conseguir que os seus clientes sobrevivam. Este trabalho passa pela realização de um estudo de viabilidade da empresa em dificuldades, pela renegociação com a banca (com a qual este grupo tem relações privilegiadas), pela negociação de passivos bancários, pela recuperação de créditos e gestão de cobranças, pela alienação de activos (quando se justi-

ficar) e operações de leaseback, pela reestruturação da empresa, pelo estudo de fusões e alianças, pela intervenção junto das entidades oficiais no sentido de conseguir acordos com credores através do Procedimento Extrajudicial de Conciliação e ainda pela elaboração de candidaturas a sistemas de incentivo e apoios públicos. A empresa quer ainda incentivar em Almeirim uma união entre empresários que potencie sinergias

entre eles. Chama-se Clube de Negócios e vai ser implementado em breve.

Seminário junta especialistas do sector No seminário da Believe, marcado para as 14h de dia 13 de Março, no Salão Nobre da Câmara de Almeirim, vão participar representantes da banca (Montepio) e ainda um administrador de insolvências, Reinaldo Costa, e administradores da Onebiz, Turn&Win e da Accive Insurance.

Fonte Salem formaliza compra da fábrica Cintra Os espanhóis da Font Salem, do Grupo Damm, já assinaram a escritura de aquisição da cervejeira Drink In, em Santarém, comprada por 15, 5 milhões de euros. Apesar do interesse inicial manifestado pelo fundador da empresa, Sousa Cintra, apenas a Font Salem apresentou uma proposta de aquisição, em resposta ao anúncio publicado em Novembro de 2009, que impunha um valor de licitação mínimo de 12,5 milhões de

euros. A Drinkin, que pediu a insolvência em Fevereiro de 2009, tinha um passivo a rondar os 120 milhões de euros mas a Font Salem adquiriu a “livre do passivo, ónus ou encargos existentes à data da transmissão”, disse à Lusa, o administrador de insolvência da Cintra. A venda inclui “todos os edifícios, áreas descobertas e os furos de água localizados dentro do terreno” e implica a aceitação dos

trabalhadores “existentes à data da venda”, que, segundo fonte sindical disse à Lusa, são actualmente cerca de 45. A Drink In chegou a ter 190 trabalhadores, número que já havia baixado para 115 quando foi pedida a insolvência e que foi reduzido para os actuais cerca de 45 devido à saída dos trabalhadores contratados e dos efectivos que negociaram as rescisões no âmbito do processo da insolvência. Na sua proposta de aqui-

sição, a Font Salem afirmou ter um projeto que vai trazer “conhecimentos” e maximizar a actividade comercial da fábrica de Santarém”. Num protocolo celebrado com a Câmara Municipal de Santarém, submetido a ratificação na Assembleia Municipal, a Font Salem compromete-se a assegurar o funcionamento da fábrica por um período mínimo de cinco anos. No documento, a Font Salem refere

ainda que “obriga-se a não vender a fábrica” e a mantêla em actividade “enquanto unidade industrial de produção e/ou engarrafamento de bebidas por um período de cinco anos a contar da data da aquisição”. Fonte dos trabalhadores disse hoje à Lusa que a empresa já começou a mudar o equipamento da fábrica, dotando-a de máquinas mais modernas que está a transferir de uma unidade que encerrou em Espanha.

NERSANT RECEBE INSCRIÇÕES PARA A FERSANT EM SANTARÉM A Nersant encontrase a receber, até ao final do mês de Março, inscrições para a XXI Fersant – Feira Empresarial da Região de Santarém, que este ano, pela primeira vez, irá decorrer em simultâneo com a Feira Nacional da Agricultura e a Feira do Ribatejo, de 05 a 13 de Junho, no Cnema, em Santarém. A mudança para Santarém resulta de procura de sinergias, renovação e de promoção do tecido empresarial e a mostra deste ano terá uma vertente empresarial mas também com ligação ao mundo agrícola. A edição deste ano conta já com 82 inscrições. Os dois certames vão ter ainda em exposição o melhor da alimentação, com o decorrer simultâneo do Salão do Vinho, do Azeite e da Alimentação. A Feira da Agricultura contou, no passado ano, com 162 mil visitantes.

MERCADO DA RÚSSIA À LUPA A Nersant e a AICEP realizaram, no passado dia 22 de Fevereiro, em Torres Novas, mais uma sessão ABC Mercado, desta vez sobre o mercado da Rússia. pedro Patrício, especialista no mercado russo da AICEP, explicou que a Rússia tem um “mercado extraordinário e cheio de oportunidades”. Sendo o maior país do mundo, com cerca de 142 milhões de consumidores, foi ainda referido que 10 a 15 % da população apresenta um “grande poder de compra”. Para além disso, a classe média russa “tem uma grande propensão para o consumo”, existindo oportunidades de negócio em todos os sectores, referiu ainda Pedro Patrício. Foi ainda salientado que actualmente existem boas relações comerciais entre Portugal e a Rússia, havendo ligação aérea entre estes países, 5 vezes por semana.


30

O Ribatejo 5 | Março | 2010

desporto Z

LIGA DE HONRA

20ª jornada

Carregado Gil Vicente Penafiel Chaves Beira-Mar Freamunde Trofense Santa Clara

Fátima Aves Feirense Oliveirense Estoril Portimonense Sp. Covilhã Varzim

Z

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16.

Beira-Mar Oliveirense Portimonense Santa Clara Feirense Desp. Aves Trofense Fátima Gil Vicente Estoril Freamunde Varzim Chaves Penafiel Sp. Covilhã Carregado

20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20

11 10 10 8 9 6 8 6 6 5 6 4 5 4 5 3

3 5 5 8 5 10 4 8 7 10 7 11 7 9 5 4

6 5 5 4 6 4 8 6 7 5 7 5 8 7 10 13

GOLOS

28-20 24-16 29-23 28-19 24-16 23-21 26-29 21-21 23-20 18-18 27-29 14-20 23-23 19-24 26-34 14-34

PONTOS

DERROTAS

EMPATADOS

0 1 2 1 2 1 1 3

JOGOS

Gil Vicente Beira-Mar Chaves Santa Clara Freamunde Penafiel Carregado Trofense

21ª jornada (28 Fevereiro)

36 35 35 32 32 28 28 26 25 25 25 23 22 21 20 13

2ª NACIONAL - SÉRIE CENTRO

20ª jornada

21ª jornada (7 Março) Tourizense Marinhense U. Serra Ac. Viseu Esmoriz Eléctrico Vit. Pico Ol. Bairro

Arouca Praiense Operário Monsanto Mafra Sertanense Tondela Pampilhosa

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16.

Pampilhosa Tourizense Tondela Arouca Mafra Praiense Sertanense Esmoriz Operário Marinhense U. Serra Eléctrico Monsanto Ac. Viseu Oliv. Bairro Vit. Pico

20 20 20 20 20 20 20 20 19 20 20 20 20 20 20 19

11 10 10 9 9 8 8 8 8 7 6 5 4 5 5 3

6 5 4 6 5 6 5 5 3 5 7 6 9 5 5 4

3 5 6 5 6 6 7 7 8 8 7 9 7 10 10 12

GOLOS

31-16 26-17 36-17 26-20 22-21 19-17 26-23 19-20 22-22 15-20 17-19 19-28 14-23 23-27 19-29 14-29

PONTOS

DERROTAS

2 0 0 0 1 0 2 0

EMPATADOS

Marinhense Tourizense Ac. Viseu U. Serra Esmoriz Eléctrico Vit. Pico Ol. Bairro

JOGOS

Classificação 0 2 1 3 3 3 4 3

VITÓRIAS

Monsanto Praiense Pampilhosa Arouca Operário Mafra Sertanense Tondela

39 35 34 33 32 30 29 29 27 26 25 21 21 20 20 13

DISTRITAL - DIVISÃO PRINCIPAL - PRIMEIRA FASE

22ª jornada

Div. Principal - Apuramento Campeão 1ª jornada (28 Fevereiro) U. Tomar Atl. Riachense Cartaxo Torres Novas Alcanenense Amiense Div. Principal - Manutenção 1ª jornada (28 Fevereiro) Pego Mação Ouriquense Fazendense U. Almeirim Alferrarede

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12.

Atl. Riachense Amiense Alcanenense Torres Novas Cartaxo U. Tomar Pego Fazendense Mação U. Almeirim Ouriquense Alferrarede

22 22 21 22 22 22 22 22 22 22 22 21

18 15 13 11 10 9 5 5 5 6 5 1

4 5 3 7 7 7 6 5 5 2 3 2

0 2 5 4 5 6 11 12 12 14 14 18

GOLOS

61-9 43-15 51-21 42-23 29-19 34-38 18-37 23-33 27-40 22-54 23-41 13-56

PONTOS

DERROTAS

EMPATADOS

2 2 0 1 1 a)

JOGOS

Classificação

U. Tomar 2 Pego Cartaxo 2 Fazendense Atl. Riachense 4 Mação Amiense 1 Torres Novas U. Almeirim 3 Ouriquense Alferrarede Alcanenense a) Interrompido devido ao mau tempo

VITÓRIAS

Z

Divisão Principal - fase final

Classificação 0 2 2 2 2 2 2 1

VITÓRIAS

Fátima Oliveirense Estoril Feirense Varzim Sp. Covilhã Aves Portimonense

58 50 42 40 37 34 21 20 20 20 18 5

Só o Riachense venceu Se havia a expectativa acerca da resistência do líder nesta Fase Final em que a vantagem ficou curta, agora desvaneceu-se. Logo na 1.ª jornada, o único vencedor do grupo de apuramento de campeão foi mesmo o Riachense, que ampliou o avanço sobre o Amiense para seis pontos e sobre o Alcanenense para nove. Se é verdade que ainda falta realizar nove jogos, também o é que o líder ainda não perdeu qualquer jogo na corrente época. Assim, no domingo passado, o Riachense venceu por dois a um em Tomar, onde os unionistas locais ainda conseguiram reduzir através de penálti quando o jogo já terminava. Depois houve dois empates. O Amiense foi a Alcanena protagonizar um jogo digno de dois candidatos, recheado de oportunidades para ambos os lados e expulsões. Só faltaram os golos. Também no Cartaxo houve divisão de pontos com o Torres Novas; este foi o quarto empate consecutivo para as duas equipas, que também empataram nas três vezes que se encontraram nesta época. Registo para o golo do empate do Torres Novas, que surgiu mesmo ao cair do

A

Fazendense-Ouriquense: A turma de Fazendas demonstrou ser um sério candidato à manutenção pano, quando se acreditava na vitória do Cartaxo, e ainda para a expulsão de Eduardo e de Brito, jogadores cartaxenses. A partida disputou-se no Campo das Pratas, casa original da equipa da Capital do Vinho. Na próxima jornada, se o Alcanenense perder em Riachos, fica a 12 pontos do líder e praticamente arredado da corrida. Fica mesmo a sensação que qualquer descuido pode ser letal, mesmo da parte do Amiense que recebe o Cartaxo. O Torres Novas joga no Dr. Alves Vieira contra o U. de Tomar.

Manutenção Se no outro grupo há um claro favorito, já no grupo

de Manutenção há pelo menos quatro candidatos a considerar. Na jornada inaugural houve um vencedor em todos os jogos, com especial realce para o Alferrarede em Almeirim, que obteve a segunda vitória da época. O Mação foi vencedor no Pego e lidera ex-aqueo com o Fazendense, que venceu em Vila Chã de Ourique. Os pegachos, que terminaram a primeira fase na liderança do grupo e nela querem terminar, fizeram pela vitória no seu pelado, mas o Mação, a jogar reservado em contra-ataque, conseguiu resolver o jogo com dois golos obtidos em apenas cinco minutos, ain-

da na primeira parte. No entanto, o treinador Fernando Costa assumiu que a sua equipa vai lutar para ser o campeão da manutenção. Já o Fazendense protagonizou um jogo renhido com o Ouriquense, porém sempre com maior ascendente. O maior número de ataques da formação de Fazendas acabou por dar frutos na segunda parte. Ainda é cedo para definir inequivocamente os favoritos, pelo que cada jogo é uma final antecipada. O Mação recebe o U. Almeirim, enquanto o Fazendense joga em casa com o Pego. Já o Alferrarede recebe um Ouriquense em plena fase descendente.

2ª Nacional

Monsanto perde em casa S. Martinho do Porto Edifício Rotunda Empreendimento constituído por 16 apartamentos T2 e 3 T3, situado a 500m da praia. Localização privilegiada onde é valorizada a centralidade e as vistas simplesmente magnificas. Desde: 135 000,00€ Coutinho e Teixeira - Imobiliária, Lda. Tel. 262 28 26 28 Telem. 91 217 58 86 www.coutinhoeteixeira.com

Esteve a vencer por duas ocasiões, mas o Académico de Viseu deu a volta ao marcador em apenas dois minutos, quando já faltava pouco para o final da partida. Três pénaltis e uma postura excessivamente defensiva do Monsanto quando se encontrava em vantagem foram os aspectos que marcaram o jogo. Ito marcou o 1-0 logo no arranque da partida e Jamerson recolocou a vanta-

gem (2-1) na segunda parte, na recarga de um penálti falhado por João Martins. Apesar da desfeita da derrota, o empate seria o resultado mais justo pela entrega da formação de Vítor Alves durante primeira parte. A 22.ª jornada disputa-se amanhã, sábado, no Municipal de Alcanena, uma vez que no domingo terá ali lugar o Meeting de Atletismo Manuel da Piedade. O adversário é o Pampilhosa,

que lidera com o dobro dos pontos dos ribatejanos. Sem vencer há doze jornadas, uma derrota pode deixar o Monsanto no último lugar.

Gorriz treina Monsanto Rui Gorriz substituiu Vítor Alves no comando técnico do Monsanto. Guarda-redes do Torres Novas na década de 80, o agora treinador já passou pelo Olhanense, Barreirense e Fátima. Na última épo-

ca orientou o Al Akhdar da I Liga da Líbia. O treinador disse que a manutenção é possível, porém a estreia é a doer, frente ao líder do campeonato, o Pampilhosa. Os maus resultados do Monsanto na série Centro da 2.ª Divisão Nacional precipitaram esta “chicotada psicológica” que já muitos anteviam. Termina assim o ciclo dos irmãos Alves à frente da equipa ribatejana, depois de cinco anos.


FUTEBOL | DESPORTO 31

O Ribatejo 5 | Março | 2010

Liga de Honra

Empate trouxe justiça ao resultado O Fátima não tirou a desforra da derrota com o Carregado na primeira volta. O jogo ficou mesmo pautado pela sua pouca beleza, muito influenciado pelo mau estado do relvado do Municipal do Cartaxo. Apenas na segunda parte as equipas entraram mais aguerridas, com a consciência de que um golo poderia dar os três pontos o que deu alguma dinâmica ao jogo.

O Carregado marcou primeiro por Alexandre Matão e a um minuto do fim, Nuno Sousa restabeleceu a igualdade e a justiça da divisão de pontos. O balanço dos jogos do Fátima com o Carregado é negativo, já que aquela equipa é o lanterna vermelha, com apenas 14 pontos. Na próxima jornada o Desportivo das Aves, que venceu o Gil Vicente esta semana, desce à vila de Fátima.

AFS com torneio de encerramento

Divisão Secundária

Samora vai lutar pela subida

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9.

17ª jornada (28 Fevereiro) Barrosense Coruchense Porto Alto Salvaterrense Folga o Glória

Marinhais Samora Pontével Benavente

Benavente Samora Correia Porto Alto Barrosense Salvaterrense Glória Coruchense Pontével Marinhais

14 14 14 14 15 15 14 14 14

12 9 7 6 6 6 4 3 1

1 1 4 3 3 2 2 3 1

1 4 3 5 6 7 8 8 12

37 28 25 21 21 20 14 12 4

DISTRITAL - DIVISÃO SECUNDÁRIA - PRIMEIRA FASE - SÉRIE C

16ª jornada

17ª jornada (28 Fevereiro) Mouriscas F. Zêzere Assentis Ouriense Mindense

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10.

Ouriense Mindense Assentis Tramagal Cercal Caxarias Ferreira Zêzere Sardoal Linhaceira Mouriscas

16 16 16 15 15 16 16 16 16 16

11 11 9 6 7 6 6 4 4 2

4 1 2 8 2 3 2 2 1 1

1 4 5 1 6 7 8 10 11 13

41-10 42-17 41-25 21-15 25-27 32-25 30-33 26-40 17-40 14-57

PONTOS

GOLOS

DERROTAS

EMPATADOS

(a) 0 1 1 0

JOGOS

Classificação

Tramagal Cercal F. Zêzere 4 Linhaceira Assentis 2 Caxarias Ouriense 3 Sardoal Mindense 4 Mouriscas a) Interrompido devido ao mau tempo

Também nesta série se realizou apenas um jogo; o Tramagal-Cercal, também adiado por motivos climáticos. Ao perder este jogo, o Tramagal perdeu as hipóteses remotas que restavam de ser apurado. Na 17.ª jornada o Mindense vai tentar buscar o precioso ponto que lhe falta ao Sardoal, enquanto o Assentis se dedica a vencer o Linhaceira mantendo um olho no resultado do Mindense, na esperança que improvável aconteça. O Ouriense vai “treinar” a Caxarias, o Tramagal a Mouriscas e o Cercal a Ferreira do Zêzere.

DISTRITAL - DIVISÃO SECUNDÁRIA - PRIMEIRA FASE - SÉRIE B

37 34 29 26 23 21 20 14 13 7

17ª jornada (28 Fevereiro) Emp. Comércio Moçarriense Atalaiense Ferroviários Folga o U. Chamusca

Meiaviense Pernes Goleganense Rio Maior

1 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9.

Moçarriense Ferroviários Emp. Comércio Pernes Meiaviense U.Chamusca Rio Maior Atalaiense Goleganense

13 15 14 14 13 15 14 14 14

12 10 5 5 4 4 3 3 2

0 3 3 2 5 3 5 4 5

1 2 6 7 4 8 6 7 7

GOLOS

46-6 39-16 20-26 21-24 15-19 25-47 18-24 22-36 20-28

PONTOS

3

DERROTAS

Classificação

U. Chamusca 2 Emp. Comércio Meiaviense (a) Moçarriense Pernes 2 Atalaiense Goleganense 3 Ferroviários 2 Folgou o Rio Maior a) Interrompido devido ao mau tempo

EMPATADOS

GOLOS

41-10 32-14 29-17 22-27 22-29 27-24 23-32 17-35 9-34

PONTOS

DERROTAS

4 2 2 4

EMPATADOS

Barrosense Coruchense Porto Alto Salvaterrense

JOGOS

2 0 2 4

Série C - Apuramento impossível para Tramagal

16ª jornada

Classificação VITÓRIAS

Glória Marinhais Samora Pontével Folgou o Benavente

Tramagal Cercal Linhaceira Caxarias Sardoal

Z

DISTRITAL - DIVISÃO SECUNDÁRIA - PRIMEIRA FASE - SÉRIE A

16ª jornada

Z

Realizou-se o jogo que foi interrompido pela forte chuva na semana passada e que fez todo o calendário ser adiado uma semana. O Meiaviense impôs o primeiro empate ao Moçarriense, não obstante já estar tudo decidido. No domingo retoma-se o campeonato com toda a gente, para a penúltima jornada, com os seguintes jogos: Moçarriense-Pernes, Ferro-

VITÓRIAS

Z

Série B - Meiaviense trava líder

viários-Rio Maior, Empregados do Comércio-Meiaviense e AtalaienseGoleganense.

JOGOS

O líder Benavente empatou a zeros em Salvaterra de Magos enquanto o Samora cumpriu a tarefa de vencer o Coruche para ficar apurado para a fase seguinte. O goleador ucraniano Andrey e João Vítor foram os responsáveis pela vitória difícil dos axadrezados ante o Coruchense. Na realidade, o Samora nem precisava de vencer uma vez que o Porto Alto perdeu a possibilidade de apuramento ao ser surpreendido pelo Pontével, que ocupava o penúltimo lugar. Nas Fontainhas, o Porto Alto esteve a vencer até o Pontével deitar um balde de água fria a 5 minutos do final da partida. De resto, o Marinhais somou pontos pela terceira vez nesta época, ante o Barrosense, que

também já só cumpre calendário. O Salvaterra terminou o seu campeonato, uma vez que vai folgar na última jornada. Os apurados Benavente e Samora jogam em casa, respectivamente contra Porto Alto e Barrosense: dois dérbis concelhios para encerrar o calendário. O Marinhais recebe o Glória.

VITÓRIAS

Série A - Pontével vence em Porto Alto

A Associação de Futebol de Santarém organizou um torneio de encerramento para as equipas da Divisão Secundária que não foram apuradas, que decorrerá em simultâneo com a Fase Final (início previsto para 21 de Março). O objectivo é evitar que os clubes terminem a competição mais cedo do que habitual, já em meados de Março. Entre as 22 equipas que não vão lutar pela subida à Principal, apenas sete

36 33 18 17 17 15 14 13 11

se inscreveram neste torneio facultativo; Caxarias, Ferreira do Zêzere, Goleganense e U. Chamusca vão competir a uma volta na série 1, enquanto Salvaterrense, Empregados do Comércio e Pontével pertencem à série 2. A maior parte das restantes equipas está já a agendar os seus próprios jogos particulares, de forma a evitar um intervalo de bola demasiado grande, que vai até Setembro.


32 DESPORTO | MODALIDADES Futsal

Futsal - Taça do Ribatejo

Escola de gestão desistiu no nacional A equipa de futsal da Escola de Gestão de Santarém, que esta época era a única representante do distrito no campeonato nacional da 3ª divisão – série C, desistiu à 17ª jornada, quando ocupava o 13º e último lugar da tabela classificativa, com apenas 5 pontos e a despromoção já praticamente assegurada. No passado fim-de-semana, já não se realizou o jogo que esta-

O Ribatejo 5 | Março | 2010

va agendado frente ao Boa Esperança. Num comunicado pouco esclarecedor acerca dos motivos que levaram a esta desistência, o clube, fundado em 2002, adianta apenas que o “cessar das suas actividades” se deve ao “incumprimento de diversas entidades que não cumpriram com o que estava estabelecido nos mais diversos protocolos assinados”.

Coruche goleado e eliminado O CAD Coruche, clube que já assegurou a vitória na série B do campeonato distrital de futsal e vai disputar a subida de divisão ao escalão nacional, está fora da Taça do Ribatejo, depois de ter sido goleado por 7-2 nos quartos de final pelo Ribeira do Fárrio. A jogar no seu terreno e perante os seus adeptos, a equipa do concelho de Ourém já vencia

ao intervalo por 3-2 e acabou por mais quatro vezes na segunda metade, perante um Coruche quase irreconhecível e incapaz de contrariar o ímpeto adversário. Mas a maior goleada desta ronda, disputada no passado fim-de-semana, dias 27 e 28 de Fevereiro, ocorreu às portas de Tomar, onde o Carvalhos Figueiredo cilindrou o

Alferrarede por 13-1. Ao intervalo, a diferença de 8-0 no marcador já indicava claramente o vencedor. Pa ssa ra m a i nda à s meias-finais o CD Fátima, que veio a Santarém vencer o Vitória por 4-2, e a Casa do Benfica da Golegã, que aproveitou o factor casa para ganhar à Sabacheira por 4-2. Refira-se que os goleganenses são a única equipa

Troféu Albino Maria

ESDRM DESENVOLVE NATAÇÃO NA AZAMBUJA

Resultados da 8ª jornada do Inatel Grupo A: Envendos 1 – Sentieiras 2, Arreciadas 0 – Seiça 3, e Rio de Moinhos 4 – Alvega 1. Folgou a Amoreira. Comanda as Sentieiras, com 18 pontos. Grupo B: Arrouquelas 3 – Batalha 1, Alvitejo 0 – Azambujeira 4, e Vilanovense 0 – Almoster 3. Folgou o S. Domingos. Comanda a Azambujeira, com 21 pontos.

Grupo C: Paço dos Negras 4 – Vale da Pinta 0, Benfica do Ribatejo 8 – Vale Paraíso 0, e Valada 1 – Parreira 3. Folgou a Raposa. Comanda o Paço dos Negros, com 16 pontos. Grupo D: Erra 2 – Santanense 0, Azervadinha 0 – Rebocho 3, e Carapuções 1 – Santa Justa 0. Folgou o Lavre. Comanda a Erra, com 18 pontos.

Natação - Taça ANDS em Rio Maior

Jovens scalabitanos mostram qualidades A Scalabisport marcou presença na Taça ANDS – Cidade de Rio Maior com 19 jovens nadadores que mostraram as suas potencialidades na piscina olímpica de Rio Maior. Inês Rodrigues venceu os 100 e 200 metros bruços e ficou em 2º lugar nos 200 livres. Ivo Lopes ganhou os 200 livres e obteve um 2º lugar nos 200 mariposa. Mari-

sa Antunes conquistou o 1º lugar nos 200 costas e ficou em 2º lugar nos 100 costas. Na prova de 4x100m livres, a equipa masculina (Ivo Lopes, Eduardo Gonçalves, Diogo Nicolau e João Videira) conquistou o 2º lugar. A formação feminina (Luísa Condeço, Vitória Oliveira, Júlia Lopes e Inês Rodrigues) ficou no 4º lugar.

da série B do campeonato ainda em prova. Assim, no próximo dia 20 de Março, nas meias-finais, o Carvalhos Figueiredo recebe o Ribeira do Fárrio, ao passo que a Casa do Benfica da Golegã volta a jogar no seu terreno, frente ao CD Fátima. Os vencedores disputam a final da Taça do Ribatejo em futsal, ainda sem data oficial marcada.

Clube de Ténis de Santarém

“Smash Tour” trouxe jovens talentos do ténis O Clube de Ténis de Santarém (CTS) organizou no passado fimde-semana a 3ª etapa do circuito Smash Tour – zona centro, uma prova incluída no plano nacional de detecção de talentos (PNDT) da Federação Portuguesa de Ténis. Nem o mau tempo conseguiu estragar a realização do torneio, que reuniu à partida um total de 48 inscritos nos vários escalões sub10, o que o torna no torneio mais participado da região centro interior, esta época. Refira-se que 12 dos tenistas são do CTS,

um sinal de que a aposta da actual direcção na formação e no potencial de crescimento dos jovens está já a dar os primeiros resultados. No sábado, devido à chuva, os jogos dos esca lões la ra nja s (7- 9 anos) e vermelho (5-7 anos) tiveram que ser realizados “indoor” no pavilhão da escola Alexandre Herculano, com a ajuda da Scalabisport e de André Leite, o coordenador do PNDT na região centro. No escalão vermelho, disputado em sistema roundrobin misto, o vencedor

foi Miguel Redmond, do Carcavelos Ténis, com Martin R ibeiro, do CTS, a assegurar o 3º lugar. Duarte Falcão, do CT Quinta da Marinha, venceu os laranjas masculinos, com Martim Marujo, do CTS, na 4ª posição. Francisca Carolino, do CT CAD, ficou em primeiro lugar nos laranjas feminino e nos verdes feminino, escalão que começou a competição apenas no domingo de manhã, enquanto o tempo o permitiu. Nesta classe, Maria Serrano, do CTS, ficou-se pelo 4º lugar.

A Escola Superior de Desporto de Rio Maior (ESDRM) vai assinar um protocolo com a Câmara Municipal da Azambuja no âmbito do desenvolvimento da natação. A instituição do ensino superior, por 9.600 euros, vai delinear e colocar em prática um projecto de formação para a natação, garantir a orientação científica e pedagógica e preparar os atletas para a competição. O protocolo vai vigorar até 31 de Julho de 2010.

HÓQUEI CLUBE DE SANTARÉM COMEMORA OITO ANOS O Hóquei Clube de Santarém (HCS) completou oito anos de existência na passada sexta-feira, 26 de Fevereiro. A efeméride foi assinalada durante um jantar oferecido à direcção do clube pelo Restaurante “A Grelha”, numa forma de reconhecer publicamente os sucessos desportivos do HCS e o prestígio que tem trazido a Santarém.


MODALIDADES | DESPORTO 33

O Ribatejo 5 | Março | 2010

Almeirim

Basquetebol

Mau tempo estraga torneio de ténis O torneio de Carnaval da secção de ténis da Associação 20kms de Almeirim foi cancelado devido à chuva e aos ventos fortes que, no passado fim-de-semana, impossibilitaram a sua realização. Apesar de todos os contra-tempos, esta prova proporcionou excelentes jogos a quem se deslocou aos campos de ténis de Almeirim e de Alpiarça. Entre os 83 inscritos, número que

bateu todos os recordes de inscritos em torneios da região, contavam-se três tenistas do top5 nacional, cinco tenistas do top20 e nove tenistas do top50. A direcção da prova e do clube decidiram devolver o valor da inscrição aos atletas que ainda estavam em prova, que ficam assim com a participação paga no próximo torneio que disputem em Almeirim ou Alpiarça.

Torres Novas vence jornada dupla A equipa de sub18 masculina do CD Torres Novas / OAB venceu os jogos da jornada dupla que disputou no passado fimde-semana, a contar para a XIV taça nacional, zona sul. No sábado, os torrejanos derrotaram o ACD Ferragudo por 62-44, mas a vitória só começou a ser consolidada após o intervalo, quando os pupilos do treinador João Sousa re-

gressaram ao terreno de jogo com outra atitude e com maior concentração. No domingo, na 3ª jornada da Taça Nacional, o CD Torres Novas derrotou o GDR André Resende por 64-39, num jogo em que ficou bem patente a superioridade dos ribatejanos sobre a equipa que se deslocou de Évora. Com esta dupla vitória, o CD Torres Novas soma seis pontos e

divide a liderança com o Santarém Basket. Este fimde-semana, 6 e 7 de Março, os torrejanos vão estar envolvidos em mais uma jornada dupla. No sábado, visitam o Seixal, e no domingo recebem no Palácio dos Desportos de Torres Novas a equipa alentejana do Reguengos de Monsaraz, em dois jogos que se antevêem de elevado grau de dificuldade.

ÁGUIAS VENCEM DISTRITAL DE TRAMPOLINS

Santarém Basket perde nos Açores As seniores femininas do Santarém Basket, a disputar o campeonato nacional da 1ª divisão, perderam por 81-66 na sua deslocação aos Açores, onde defrontaram no passado domingo, 28 de Fevereiro, o União Micaelense. Também a contar para o campeonato nacional, as sub19 femininas foram surpreendidas em casa pelo Algés, que veio a Santarém vencer por 53-49. Das equipas scalabitanas que andam a disputar a Taça Nacional, os sub18 mascu-

linos receberam e venceram o Seixal por 71-56, as sub16 femininas venceram e convenceram em Évora, onde batera m o GDR André Resende por 68-34, os sub16 masculinos perderam em Olhão por 69-68, e os sub18 masculinos venceram fora o Belenenses por 54-48. Nos distritais, as sub13 femininas receberam e venceram o Mindense por 74-53, ao passo que os sub13 masculinos, também a jogar em casa, cilindraram o Torres Novas por 114-14.

Atletismo

Fábio Martins volta a bater recorde nacional O jovem Fábio Martins, do Clube de Lazer, Aventura e Competição (CLAC) do Entroncamento esteve em evidência no 4º meeting jovem de Pombal, realizado no passado dia 28 de Fevereiro, ao bater novamente o recorde nacional dos 150 metros planos em infantis masculinos,. Desta vez, o jovem baixou a marca de 19,25 segundos, que já lhe pertencia, para 18,8 segundos, mas de cronometragem manual. No dia anterior, o jovem atleta tinha ficado a escassos 17 centésimos do recorde na-

cional dos 60 metros planos e a nove centímetros do recorde distrital do salto em comprimento, ao fazer 5,25 metros.

A Com a vitória, os almeirinenses quase que asseguraram a subida de divisão Hóquei em patins

“Tigres” venceram no Entroncamento Num jogo de hóquei em patins que já se previa bastante difícil e equilibrado, os “Tigres” de Almeirim venceram por 6-4 no pavilhão do UF Entroncamento e deram um passo de gigante para concretizar o objectivo de subir à 2ª divisão nacional, ao consolidarem a 2ª posição na tabela classificativa, e deixando para trás um adversário directo. A equipa da cidade ferroviária vendeu bastante cara a derrota e obrigou a turma de Almeirim a aplicar-se a fundo para sair do Entroncamen-

to com os três pontos. Os Tigres estiveram a vencer por 2-0, com golos de João Silva e João Patrício, mas o UFE deu a volta ao resultado para os 4-2. Os visitantes só conseguiram reagir no último quarto de hora da partida, em que marcaram os restantes quatro golos que fizeram o resultado final, por Leandro Santos, Ivo Saldanha, Rui Cova e João Silva, novamente. Com este resultado, os Tigres somam 43 pontos em 17 jogos, e estão na vice-liderança do campeonato, a um ponto

do HC Mealhada, que não jogou frente ao FC Bom Sucesso por falta de electricidade no pavilhão. No 3º lugar, surge o UF Entroncamento, com 39 pontos mas mais um jogo que as equipas que ocupam os lugares que dão acesso à subida de escalão. Na próxima jornada, sábado, 6 de Março, a equipa almeirinense joga em casa, no pavilhão Alfredo Bento Calado, frente aos “Corujas” GCC, de Coruche (7º classificado), às 18 horas, ao passo que o HC Mealhada visita o Oliveira do Hospital.

A equipa masculina do Clube Desportivo “Os Águias”, de Alpiarça, composta pelos ginastas João Francisco Blindorro, Francisco Marques e Luís Afonso Gameiro, classificou-se em 1º lugar no duplo minitrampolim do troféu Associação de Ginástica de Santarém, durante o campeonato distrital de trampolins, que se realizou em Santarém no passado fimde-semana. No campeonato distrital, a equipa, orientada pela treinadora Dina Coutinho, classificou-se em 3º lugar. Individualmente, destaque para Luís Afonso Gameiro, que subiu ao 2º lugar do pódio no minitrampolim.

CASA DO BENFICA VENCE TIRO AO ALVO A Casa do Benfica de Santarém venceu colectivamente a II prova da Taça Scalabis Inatel de tiro ao alvo, que se realizou na Associação Cultural e Recreativa Alexandre Herculano (ACRAH), na Azóia de Baixo, no passado dia 28 de Fevereiro. Com 23 equipas participantes, a equipa da casa ficou em segundo lugar, seguida Cruz de Cristo Futebol Clube, da Portela das Padeiras, e pela Associação Cultural e Recreativa de Paço dos Negros, concelho de Almeirim, no 4º lugar. A III prova desta competição realiza-se a 14 de Março, na Portela das Padeiras.


34

O Ribatejo

Oficina Criativa em Abrantes

culturas

5 | Março | 2010

Dia 6 de Março, realiza-se no cineteatro S. Pedro uma oficina criativa, no âmbito da educação artística, sob a orientação do pintor Eurico Gonçalves e de Dalila D’Alte Rodrigues.

destaques

A sensualidade e paixão da dança argentina no Teatro Sá da Bandeira O Teatro Sá da Bandeira, em Santarém, recebe dia 12 de Março, às 21h30, o espectáculo “A Puro Tango”. Um espectáculo de reportório tradicional, onde canções e dança argentina vão fazer as delicias dos presentes. A reflectir o género musical argentino, “A PuroSangue” reflecte toda a mestria, sensualidade e a paixão exibida por Jorge Rámirez e Nelida Miglione, par da dupla de bailarinos de reconhecida trajectória internacional. Com Pablo Allende na guitarra, Óscar Guida na guitarra e no baixo, Hernán Hock na guitarra e Gregório López na voz, o grupo denuncia um misto de paixão, drama, sexualidade e agressividade, com movimentos únicos e exóticos reflectidos no jogo de pernas e contraste de cores. Um espectáculo, bem ao gosto de Buenos Aires, já nos ano de 1910, quando o ritmo era sincopado e de compasso binário, sem partituras, onde a música fluía originalmente. Para ver no Teatro Sá da Bandeira, dia 12 de Março, às 21h30.

Drákula, o vampiro anémico em Abrantes A Companhia do Chapitô apresenta “Drákula”, uma peça que pretende contar a verdadeira história do conde da Transilvânia: um vampiro anémico com uma terrível dor de dentes. Uma criação colectiva dos actores Jorge Cruz, José Carlos Garcia e Tiago Viegas e do encenador inglês John Mowat que pode ser definida como uma comédia visual. No cine-teatro S.Pedro, em Abrantes, dia 06 de Março, às 21h300.

Uj’Manus chegam ao Bar do Sá O grupo Uj´Manus chega ao bar do Sá, no Teatro Sá da Bandeira, em Santarém, dia 10 de Março, às 21h30. Composto por um trio de três jovens irmãos que decidiram criar uma banda e cantando em português, esta banda tem um disco de originais. O que faz deste concerto um momento repleto de covers e originais, onde a partilha do gosto pela música entre banda e publico é o ponto de partida essencial.

“Vai se andando” um nós em reflexão no Virgínia José Pedro Gomes regressa ao teatro Virgínia, em Torres Novas, dia 12 de Março, onde apresentará “Vai-se andando”. Um espectáculo que reflecte sobre a existência humana, numa comédia repleta de opiniões de personagens como Eduardo Madeira, Filipe Homem Fonseca, Henrique Dias, Luísa Costa Gomes, Marco Horácio, Nilton, Nuno Artur Silva e Nuno Markl, com encenação de António Feio. O jornal O Ribatejo oferece bilhetes para este espectáculo, aos leitores que ligarem para o 243 309 600.

roteiro cinemas SANTARÉM W Shopping - Cinemas Tel: 707220220

é suspeito por Zeus de roubar o seu relâmpago. Sessão às 16h20, 19h10, 21h50 e 00h30

Castello Lopes 1 Percy Jackson e os ladrões do Olimpo Aventura/Acção (M12) Num mundo moderno onde os doze deuses do Monte Olimpo estão vivos e prestes a criar uma nova raça de jovens heróis mitológicos Percy, o filho adolescente de Poseidon,

Chovem Almondegas Infantil (M4) A história do cientista Flint Lockwood e da sua maior invenção: fazer chover comida do céu! Sessões às 13h00, 15h10, 17h20 e 19h30.

Castello Lopes 2

O Lobisomem

lhas

Terror (M12) A infância de Lawrence Talbot terminou na noite da morte da sua mãe. Após deixar o adormecido vilarejo Vitoriano de Blackmoor, passou décadas a tentar recuperar e esquecer o sucedido. Sessões às 13h30 16h30, 18h50,21h10 e 23h50

Aventura (M06) Uma história que faz parte do imaginário de toda a criança Sessões às 13h20 16h10, 19h00,21h30, 00h00

para investigar o improvável desaparecimento de uma criminosa do impenetrável Ashecliffe Hospital.Sessões às 12h40 15h30, 18h30,21h20, 00h10

Castello Lopes 4

Castello Lopes 5

Shutter Island

A princesa e o sapo

Terror (M12) 1954, o pico da Guerra Fria, os agentes Teddy Daniels e Chuck Aule são convocados a “Shutter Island”

Animação (M4) Uma comédia passada na cidade de Nova Orleães, dos criadores da “A Pequena Sereia” e “Ala-

Castello Lopes 3 Alice no País das Maravi-

din”, Sessões às 12h50 15h00, 17h10 e 19h20,

Tudo pode dar certo Comédia/Drama(M12) -Woody Allen está de regresso à cidade de Nova Iorque com uma comédia pouco convencional sobre um excêntrico misantropo e uma ingénua e influenciável jovem fugitiva. Sessão às 21h00, 22h00, 00h00 e 00h40


O Ribatejo

CULTURAS 35

Mostra de doçaria em Tomar

5 | Março | 2010

Tomar vai acolher a segunda edição da mostra de doçaria tomarense De Tomar e dos Conventos. De 1 a 31 de Março pode experimentar algumas das 35 especialidades em 14 pastelarias à sua escolha.

exposições Constância

Noites de Cultura Urbana regressam ao Cartaxo

Ana Castro Osório Escritora, feminista e activista republicana, Ana de Castro Osório (18721935) é considerada a fundadora da literatura infantil no nosso país. Escreveu alguns livros que foram utilizados como manuais escolares e publicou ainda uma obra marcante na sua época, a colecção Para as Crianças. Na Biblioteca Municipal Alexandre O’Neill até 31 de Março

Dia 6 de Março, às 23h30, o Centro Cultural do Cartaxo, recebe a 15ª edição das noites de Cultura Urbana. OliveTreeDance é a banda de eleição para esta noite, onde apresentará o seu mais recente álbum “Didj Dance All Beauy!” A banda reproduz, em acústico, os sons ancestrais do didgeridoo “combinando a inspiração da composição actual das máquinas sonoras do nosso tempo, representadas pela variada percussão do mundo e a força cardíaca do kit da bateria”. Num momento de mudança, o grupo apresenta-se agora de “cara-lavada”, com uma nova formação, composta por Renato Oliveira, Márcio Pinto e Hugo Danin. “Didj Dance All Beauy!”, o novo álbum de OliveTreeDance, nas noites de cultura urbana, dia 6 de Março, no Centro Cultural do Cartaxo.

Torres Novas Janelas com Arte «Janelas com arte» uma exposição de peças da autoria de Reis Vieira, estará patente na Sala de Exposições da Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes, em Torres Novas, até ao dia 10 de Março. Miniaturas de dezassete janelas, algumas delas de Torres Novas, cinco barcos da etnografia portuguesa, e ainda oito espigueiros, podem ser apreciados.

À conversa com... João Lagarto

Destaque

Câmara Lenta - Antevisão

Exposição colectiva

Coruche Mulheres Exposição fotográfica, numa altura em que se celebra o Dia Internacional da Mulher. Na cafetaria do museu municipal de Coruche até 30 de Abril.

João Lagarto esteve no Centro Cultural do Cartaxo, a promover um workshop baseado na sua peça “Começar a Acabar”. No sábado, dia 27 de Fevereiro, levou à cena o seu mais recente trabalho, intitulado “O Quê?!”. Samuel Beckett tem sido uma constante no seu trabalho. Porquê este interesse particular por Beckett?

Santarém A Galeria 55 e o ISLA de Santarém, apresentam uma exposição colectiva de pintura. Cláudia Simenta, Helena Simas, João Pires, Marta Ramos, Patrícia Barbosa, Rosa Santana e Paula Sousa Cardoso, são alguns dos nomes que constam nesta exposição que dura até 20 de Março.

“Há que dar oportunidades aos jovens no Teatro”

Jack Sparrow no País das Maravilhas Imaginem a clássica história de Alice no Pais das Maravilhas… agora adicionem os luxuosos visuais 3D de Avatar, o Capitão Jack Sparrow com uma cabeleira laranja e por fim, mas não menos importante, o humor e mestria das histórias de Tim Burton. Temos então um filme que para além de todos as supostas características necessárias ao sucesso arrisca ter algo mais…

uma alma até! Re-imaginado pela mente do realizador Tim Burton, Alice no Pais das Maravinhas leva-nos por uma viagem que vai agradar a todas as idades. Este filme “Gótico-no-seu-melhor”, para além dos seus visuais cativantes e historia mais que comprovada, se mantiver a par com o que Tim Burton faz de melhor, promete valer a viagem ao cinema.

Eu gosto muito da obra de Beckett, tanto dos romances como das peças. Acho-o muito divertido e interessante, porque ele tem uma noção de teatro com a qual eu me identifico. Outro aspecto interessantíssimo do universo de Beckett é o da desconstrução. Explorar e isso agrada-me imenso. No workshop que trouxe ao Cartaxo, essas foram algumas das marcas do universo de Beckett que explorou?

O workshop é muito específico. Baseia-se no monólogo “Começar a

Acabar”, que é um texto que Beckett fez a partir de vários fragmentos das suas obras. É uma maneira interessante de avaliar este autor, porque há várias obras em jogo. O que nos propõe com este espectáculo é uma viagem muito peculiar?

É uma viagem muito estranha, feita por dois autênticos cromos. Em “À Espera de Godot” há dois cromos que passam imenso tempo num sítio à espera de um Sr. Godot que nunca mais chega. Como foi dirigir este elenco de jovens actores – um deles é do Cartaxo e outro tem a particularidade de ser seu filho?

Foi interessante. Eu já os conhecia porque ia vêlos ao Conservatório, aos exercícios finais. O meu filho e o Tiago Nogueira, eram da mesma turma. São agora recém-formados e a minha ideia foi um pouco aproveitar o talento deles.

roteiro cinemas Castello Lopes 6

Amar é complicado!

Amar é complicado

Comédia (M12)- Sessões às 13h20, 16h00, 18h40, 21h20 e 00h00

Comédia (M12) Devem Jane e Jake prosseguir com as suas vidas ou é o amor de facto mais belo numa segunda oportunidade? Certo, certo é que Amar…É Complicado! Sessões às 13h10 16h00, 18h40,21h40 e 00h20

A Princesa e o sapo Aventura (M4)- Sessões às 12h50, 15h00, 17h10 e 19h20

Alice no País das Maravilhas

TORRES NOVAS

Aventura (M6)- Sessões às 13h10, 15h40, 18,10, 21h30 e 23h50

TorreShopping

O lobisomem

Terror (M12)- Sessões às 21h40 e 00h20

Teatro Virgínia A Nova Vida do Senhor O’Horten Comédia(M12) Tragicomédia mas também um muito sensível olhar sobre uma fase da vida para a qual poucos estão preparados. Sessão dia 10 de Março, às 21h30.

∑ CARTAXO

ABRANTES

Centro Cultural

Espalhafitas

A Estrada

Welcome

Thriller(M16) Adaptação ao cinema do best-seller e vencedor do Pulitzer de Cormac MacCarthy. Um conto épico, pós apocalíptico, de sobrevivência de um pai e do seu filho pequeno à medida que eles atravessam uma América áridaSessão dia 11, às 21h30, no Cartaxo.

Drama (M12) Dia 10 de Março, às 21h30

Centro Comercial Millenium

Aventura(M6) Dia 5 de Março, às 21h30

Ouviste falar dos Morgans? Comédia(M12) Dia 6 de Março, às 21h30

Nas Nuvens Comédia(M1) Dia 11 a 17 de Março às 21h30.

BENAVENTE Centro Cultural Avatar

CONSTÂNCIA Cine Teatro Ouviste Falar dos Morgans? Aventura(M12) Dia 06 de Março às 21h30.


televisão Maria de Lurdes Pintassilgo RTP2

O Ribatejo

Actividades na Biblioteca em Azambuja

horóscopo carneiro 21/3 a 20/4

“Maria de Lourdes Pintasilgo”, de Graça Castanheira. Um documentário sobre a vida, as convicções e a carreira da primeira e única mulher que ocupou o cargo de Primeiro-Ministro de Portugal, no mês em que celebraria 80 anos. Maria de Lourdes Pintasilgo acreditava que “as mulheres podem constituir uma força de radical transformação da irracionalidade institucionalizada em que vivemos” Ao contrário de muitas outras mulheres esta converteu a sua vida em praxis da sua própria crença.

Não vão faltar-lhe hipóteses de conseguir o subalança 24/9 a 23/10 cesso desejado em todos os assuntos relaciona-

Decisões impulsivas e precipitadas podem acarretar problemas, especialmente no que se refere ao trabalho e vida pessoal. Semana plena de romance e momentos inesquecíveis junto da pessoa que actualmente faz parte da sua vida. Seja mais paciente e tolerante.

escorpião 24/10 a 22/11

gémeos 22/5 a 21/6

Confie na intuição e, em vez de se fazer vítima dos acontecimentos, enfrente-os com coragem e optimismo. Será fácil cumprir as obrigações profissionais e resolver assuntos pessoais. Os astros não favorecem muito os investimentos financeiros com maior risco.

sagitário 23/11 a 20/12

Embora se sinta motivado por grandes ambições, nem sempre a energia irá corresponder às suas expectativas. Pense bem e coloque os prós e contras na balança se lhe surgir oportunidade de mudar de casa. Resoluções amorosas dependem da sua capacidade criativa.

caranguejo 22/6 a 22/7

Verá alguns dos mais ousados projectos de trabalho realizados e a sua diligência será reconhecida. Esteja, contudo, atento a várias atitudes negativas dos que o rodeiam. Um romance imbuído de secretismo pode marcar inesperadamente o quotidiano dos nativos deste signo.

capricórnio 21/12 a 20/1

Acréscimo de responsabilidades profissionais, que podem revelar-se de extrema importância num futuro próximo. Espírito convincente e facilidade de expressão ao longo da semana. Uma pessoa especial pode surgir inesperadamente na sua vida, mas tenha alguns cuidados.

leão 23/7 a 23/8

Se acha que a nova filosofia de vida, que tem vindo a construir, se insere favoravelmente no seu quotidiano profissional, continue a segui-la, sem atender a opiniões e atitudes de terceiros. Dê mais atenção à pessoa amada e distraia-se em companhias divertidas.

aquário 21/1 a 19/2

Necessidade de mudanças no quotidiano profissional, o que pode revelar-se de grande utilidade, se conseguir canalizar ideias e energias de uma forma positiva. Concentre-se nas decisões amorosas e actue com alguma reserva, fugindo a entusiasmos demasiados.

Aproveite esta semana para dar largas aos seus desejos de sucesso no campo profissional, dado não lhe faltarem oportunidades de subir alguns degraus na escada do sucesso. A pessoa amada contribuirá para lhe restaurar algum optimismo que não têm marcado presença.

peixes 20/2 a 20/3

touro 21/4 a 21/5

Piratas, Terror no mar: Somália

Canal Odisseia Sábado,06 de Março,19h00

O transporte marítimo é vital para o comércio mundial. 90% das mercadorias que entram nas alfândegas de todos os países, fazem-no depois de percorrer longas distâncias através de mares e oceanos. Apesar disto, o espaço marítimo internacional carece da vigilância requerida, circunstância que é aproveitada por bandos de piratas com o fim de se apoderarem dos barcos e do seu carregamento. Para consegui-lo esta rede de delinquência marítima não hesita no momento de utilizar todo o tipo de violência.

sorte

virgem 24/8 a 23/9

21211xx1x2x12 Super 14. Sporting-Porto M-0

totoloto 16 | 33 |34 | 36 | 38| 47 | 7

joker 6.071.089

loto2 5 | 9 | 11 | 16 | 36| 43 | 15 Estes resultados não dispensam a consulta da lista oficial do Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

A reflexão constitui o processo mais indicado de encarar todos os assuntos, pelo que deve fazer um balanço de várias decisões tomadas nos últimos tempos no sector de trabalho e pessoal e tentar corrigir erros passados. Evite, contudo, ferir sentimentos desnecessariamente.

sudoku

4

2

7

4

6 5

1

6

8

9

1

1

3

7

9

9 8

HORIZONTAIS: 1 - Reúne-se no Capitólio. 2 - Dar asas. Veículo sobre rodas rebocado. 3 - Permite todas as esperanças. Não faz como S. Tomé. 4 - Meia tina. Cobre a cabeça ou o rosto de mulheres. Princípio de imortalidade. 5 - Formam dunas. Foi objecto de uma guerra entre a Inglaterra e a China. 6 - Sueca, por exemplo. No meio da mina. 7 - Sofre metamorfoses. Tem ossos. 8 - Lavra a terra. Sem interior. 9 - Número. Iniciais do sistema de segurança interna nacional. 10 - O que o generoso faz de bom grado. Tem seis faces. Nó meio de dois. 11 - Prática de subir montanhas. VERTICAIS: 1 - Podem estalar na boca. 2 - Trabalha o barro. Apresa o animal. 3 - Contracção. Contém todos os enganos do manuscrito (pl.). 4 - Força de atracção. 5 - Comei tarde. O tsunami é uma. 6 - Vivia na actual Toscana. Estabelece uma relação entre o pai e o filho. 7 - Tem tudo para ser. Aguçada. 8 - Metal alcalino. No meio do todo. 9 - Jogos a realizar-se em Londres. 10 - Herói de Spielberg. Princípio. 11 - Lacuna. Quebra a monotonia do deserto.

6

7

DVD Jericho - 1ªTemporada

2

5

1

6 1

2 1

2 6

3 7

Pat Metheny PVP:17,99€ Uma abordagem conceptual e vanguardista, onde Metheny compõe e toca sozinho vários instrumentos dos séculos XIX e XX e os mistura com a tecnologia actual. Pianos, marimbas, guitarras, várias percursões, entre muitos outros instrumentos, criam uma atmosfera e sonoridades únicas. Com 17 Grammy´s (entre muitos outros prémios) Metheny volta com um CD completamente inovador e revolucionário.

4

5 9

CD Orchestrion

3

8

4

4

Jean-Christophe Rufin PVP:18,90€ Juliette é uma jovem ecologista, frágil e idealista. Ao participar numa operação, aparentemente inocente, para libertar animais em cativeiro num laboratório, vê-se envolvida numa perturbante conspiração que, em nome do planeta, escolhe como alvo a espécie humana.

3

9

8

LIVRO O Perfume de Adão

3

7

HORIZONTAIS: 1 - Congresso. 2 - alar; trólei. 3 - se; acredita. 4 - ti; véu; im. 5 - areias; ópio. 6 - nórdica; in. 7 - rã; ofício. 8 - arado; oca. 9 - setenta; SIS. 10 - dá; dado; oi. 11 - escalada.

totobola

Risco de desentendimentos e interpretação errada dos seus projectos no campo profissional, pelo que se aconselha prudência. Reprima os comportamentos impetuosos e críticos. Tentação de reatar um amor do passado, mas deve reflectir antes de tomar decisões irreversíveis.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

VERTICAIS: 1 - castanhas. 2 - oleiro; rede. 3 - na; erratas. 4 - gravidade. 5 - ceai; onda. 6 - etrusco; tal. 7 - sre; afiada. 8 - sódio; od. 9 - Olímpicos. 10 - ET; início. 11 - hiato; oásis.

7 | 11 | 18 | 29 |42| 6 | 7

dos com o trabalho e igualmente com a sua vida pessoal. Fuja de romances tumultuosos e aventuras que sabe, de antemão, corresponderem a situações mais melindrosas.

palavras cruzadas Marcos Cruz - Rede Expresso

Concurso nº 09/2010

euromilhões

escaparate

O seu talento e espírito ambicioso encontram-se em destaque ao longo de toda a semana e obterá sucessos inesperados, tanto no sector profissional como num assunto da sua vida privada. Romantismo e sensibilidade e óptimas hipóteses de começo de um novo romance.

Segunda-feira, 8 de Março, 21h0

5 | Março | 2010

Caça ao Bibliotesouro é a actividade escolhida para integrar a comemoração da Semana da Leitura, no dia 06 de Março, pelas 15h30, na biblioteca municipal, em Azambuja. Esta actividade de equipas é dirigida a jovens dos 8 aos 12 anos, com o objectivo de dar a conhecer o espaço, serviços e as regras de funcionamento da biblioteca.

Soluções

36 CULTURAS

8

2

4

8

Stephen Chbosky/Jonathan E. St PVP: 39,99€ Jericho é um drama sobre o que acontece quando um imenso cogumelo resultante de uma explosão nuclear subitamente aparece no horizonte, mergulhando no caos os residentes de uma pequena e pacífica cidade do Kansas, deixando-os completamente isolados e questionando-se se serão os únicos Americanos que ficaram vivos.

4

5 5 7

6

4

5

6 5

3 2

9

7

1

Só há uma regra: completar a grelha, de modo a que cada linha, cada coluna e cada bloco de 3x3 incluam os números de 1 a 9, sem repetições!

JOGO James Cameron’s Avatar PS3 PVP: 69,99€ James Cameron’s Avatar: The Game é o jogo de vídeo oficial com base no Avatar, o tão aguardado filme de James Cameron. James Cameron’s Avatar: The Game irá levá-lo profundamente no coração de Pandora, um planeta alienígena que está além da imaginação.


O Ribatejo

“Cascata de Emoções” - Teatro no Sardoal

5 | Março | 2010

Sardoal recebe a peça de teatro “Cascata de emoções”, dia 6 de Março, às 21h30, no Centro Cultural Gil Vicente. Uma iniciativa do GETAS em parceria com a Companhia de Teatro de Montes da Senhora.

Crítica de Francisco Maia

Noite de vencedores Óscares 2010

Chegou mais uma vez aquela altura do ano tão importante para as nossas vidas, a que nos faz querer sobreviver mais um ano, e para os verdadeiros cinéfilos … ficar acordado até de madrugada! Falo então dos Óscares. Este ano a cerimónia vai ser apresentada pelo duo dinâmico Steve Martin e Alec Baldwin, ambos actores conceituados, presentemente mais na vertente de comédia. Contrariamente do ano passado, este é um ano cheio de grandes produções e grandes nomes. Na categoria de melhor filme, temos nomes sonantes, que nem precisam de introdução, tal como Avatar, Districto 9, Sacanas sem Lei e Nas Nuvens, filmes estes que pela opinião gene-

ralizada, se mostram como os favoritos ao prémio. Na categoria de melhor actor principal, Jeff Bridges, George Clooney e Morgan Freeman são os favoritos, tendo Jeff Bridges ganho já o prémio na mesma categoria nos Golden Globes deste ano. Este ano a categoria de melhor actriz principal é talvez uma das mais ferozmente disputadas. Brilham marcantes interpretações, tais como como Meryl Streep em Julia & Julia, Sandra Bullock no Blind Side e até a desconhecida Gabourey Sidibe no polémico filme Precious. Isto tudo promete uma muito disputada cerimónia de entrega de Óscares com algumas surpresas mas cheia de momentos divertidos.

Exposições

“Soeiro na esteira da Liberdade” Até meados de Março na Rua Alves Redol, 45, em Vila Franca de Xira, o Museu do Neo-Realismo apresenta “Soeiro na esteira da Liberdade”. Uma exposição de documentos únicos, como objectos pessoais, fotografias, cartazes de peça, manuscritos literários, peças de intervenção política e desenhos, com um catálogo, cuidadosíssimo e um estudo irrepreensível de Manuel Gusmão, que completa o esclarecimento sobre a vida e obra de Soeiro. Manuel Gusmão disseca a estrutura dos Esteiros, haven-

do que concordar que a sua arquitectura é ágil, recorre a metáforas compreensíveis e muito belas, é fenomenal na passagem das mensagens.

CULTURAS 37


38

O Ribatejo 5 | Março | 2010

comeres & beberes Casa da Edrosa Foi no meio de um jovial abraço que a minha amiga Maria Luísa me transmitiu a sua próxima jubilação do ensino, após dezenas de anos de entrega (apesar de todas as contrariedades) ao grato prazer de suscitar interesse e curiosidade junto dos alunos pelas diversas literaturas em geral, e a literatura para crianças em particular. Interroguei-a: e depois? Depois não, respondeu, agora estou no início de novo empreendimento cultural – o de transformar frutos e legumes, originários de pomares e terrenos localizados em Edrosa (concelho de Vinhais) e Bragança, cultivados de forma tradicional e de acordo com os conceitos da agricultura biológica. Não fiquei espantado, sei da energia e do querer de Maria Luísa, no entanto, não

deixei de esboçar um sorriso não seráfico, mas de índole de diabrete, ou não estivéssemos em tempo de Quaresma. Para completa erradicação de qualquer dúvida, passado algum tempo – estava em Bragança a participar no lançamento de um livro do qual sou autor dos textos –, recebi um cestinho com amostras. Frasquinhos ou boiões com chila ainda não confitada, compota de cereja, de ameixa vermelha, ameixa rainha-cláudia, de pera, de maçã, de tomate, geleia de marmelo, abóbora dourada, e uma malga de marmelada. Escusado será dizer que a sua confecção obedece aos normativos em vigor e em regime de certificação biológica, com o consequente interdito de conservantes, gelificantes, aromatizantes ou aditivos.

Kopke

Restaurante ∑ Vinhais

Dirá o leitor: e então a prova do provado? Por razões de contenção de peso sou obrigado à grande prudência na absorção de açúcares, por esse facto as provas nesta área são mais sensíveis, mais rigorosas e mais estudadas. Uma colher pequena de cada uma das especialidades foi o consumido por mim. Tomei notas, concedendo alta nota às especialidades degustadas pela manhã, em local ameno e em soledade. Aproveito para lembrar que o homem e as mulheres perceberam desde épocas remotas quão importante eram as reservas de alimentos, por isso, de indagação em indagação aprenderam a conservar os produtos, daí o surgir das compotas. Os gregos e os romanos para confitarem a fruta utilizavam mel, assim

o verifiquei mais uma vez na História Natural de Plínio, por essa altura os persas também fabricavam compotas e os muçulmanos serão seus propagadores. Só para aguçar o desejo dos leitores lembro que Maese Michel doutor em medicina, mais conhecido por NOSTRADAMUS escreveu um livro sobre confituras, e eu do provado fiquei guloso cerceado pelo receio de desastre nas análises. Mas que o pecado nestas circunstâncias vale, lá isso vale. De provar a todo o momento e debaixo de qualquer pretexto, os perfumes e húmus expressos em frutas do denominado reino maravilhoso. ARMANDO FERNANDES

Casa da Edrosa. Www.casadaedrosa.pt Tlm.919505524.

Tinto ∑ 2007 Marca emblemática da região duriense faz parte da consistente e gloriosa história da Região Demarcada mais antiga do Mundo. Por assim ser, os vinhos que a ostentam são objecto de redobrada atenção pela responsabilidade que transportam. No caso em apreço, este tinto da colheita de 2007, obtido à custa de uvas das castas Touriga Nacional, Tinta Roriz, Touriga Franca e Tinto Cão, mostra-se brilhante e sem mácula no copo, enquanto que no domínio dos aromas encontrei notações a fruta madura (o contrário é que seria de admirar) e silvestre, enquanto que na boca revelou harmonia e equilíbrio. Tal equilíbrio redunda num final de boca interessante, não só por via dos taninos domesticados, mas também pela discreta envolvência da madeira. Tendo em conta a relação qualidade/preço, menos de cinco euros, pode-se afirmar sem receio que também nesta dualidade há equilíbrio. A.F.

ÉDITOS E ANÚNCIO DE VENDA PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL N.º 2089200201024078 AP

CITAÇÃO, CONVOCAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS 1ª PUBLICAÇÃO JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que por este Serviço de Finanças correm ÉDITOS DE 30 (TRINTA) DIAS, contados da segunda e última publicação deste anúncio, citando, nos termos do n.º 3 do artigo 193º do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), MANUEL JOSÉ MONTEIRO VAZ, no estado de casado, com domicílio fiscal e última residência conhecida na Rua Dr. José Henriques Barata N 46 – Alto do Bexiga – 2000 Santarém, de que contra ele corre termos o processo de execução fiscal acima indicado, por dívidas à Administração Fiscal provenientes de Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) e Coimas Fiscais (CF) dos anos de 2001 e 2005, na quantia exequenda total de 4.895,89 € (Quatro mil, oitocentos noventa e cinco euros e oitenta e nove cêntimos), pelo que deverá, no prazo de 30 (TRINTA) DIAS seguintes ao do final dos éditos, proceder ao seu pagamento, acrescido dos respectivos acréscimos relativos a juros de mora e custas processuais, mediante guias que deverá solicitar neste Serviço de Finanças, podendo, no mesmo prazo, deduzir oposição à execução (art. 203º/ss, CPPT), requerer o pagamento em prestações (art. 196º/ss, CPPT) ou solicitar a dação em pagamento (art. 201º/ss, CPPT). Nos termos do artigo 220º e da parte final do nº 1 do artigo 239º, ambos do CPPT, fica por este meio citado o seu cônjuge e, simultaneamente, co-proprietário, Sra. D. MARIA DE FÁTIMA LOURENÇO MONTEIRO VAZ, para os termos do processo, exercendo os seus direitos e, se assim o entender, requerer a separação judicial dos bens. Conjuntamente, nos termos do n.º 2 do artigo 239º do CPPT, são citados os credores desconhecidos e sucessores dos credores preferentes do executado para, no prazo de 15 (QUINZE) DIAS, findos os primeiros 20 (VINTE) DIAS dos éditos, reclamarem os seus créditos pelo produto da venda do imóvel a seguir descrito, o qual foi penhorado em 7 de Maio de 2008 no processo de execução fiscal acima identificado e sobre o qual tenham garantia real, Faz ainda saber que, se o executado ou outra pessoa por ele não fizer o pagamento no prazo dos éditos, no dia 26 de MAIO de 2010, pelas 11 horas, se procederá à sua venda judicial por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (art. 248º/1,CPPT), com o valor base para a venda de 19.317,00 €, correspondente a 70% do valor atribuído em avaliação, não sendo consideradas as de valor inferior (art. 250º/4, CPPT). BEM A VENDER METADE INDIVISA da fracção autónoma designada pelas letras AT do prédio urbano constituído no regime de propriedade horizontal, sito na Rua Fernando Lopes Graça N 1 e Rua Almada Negreiros, N 22 a 22-B, no lugar de Tapada das Mercês, na freguesia de Algueirão Mem-Martins, concelho de Sintra, cuja fracção respeita ao SEXTO ANDAR DIREITO destinado a habitação, composto de três divisões assoalhadas, cozinha, casa de banho, hall, arrecadação e varanda, com a área de 80,00 m2. Tem as seguintes CARACTERÍSTICAS: Afectação: Habitação, Tipologia/Divisões: 3, Permilagem: 13,80, Nº de pisos da fracção: 1, Área do terreno integrante: 00,00m2, Área bruta privativa: 80,00m2, Área bruta dependente: 4,00m2, Tipo de prédio: Prédio em Regime de Propriedade Horizontal, Nº de pisos: 17, Área total do terreno: 465,00m2, Área de implantação do edifício: 465,00m2, Área bruta privativa total: 80,00m2, Área do terreno integrante das fracções: 00,00m2. Inscrito na matriz no ano de 1994 sob o artigo urbano nº 9175 – Fracção AT, da freguesia de Algueirão – MemMartins. Acha-se descrito na 1ª Conservatória do Registo Predial de Sintra sob o nº 01631/19861231-AT (Algueirão – Mem-Martins). É fiel depositário nomeado o executado, o qual, depois de contactado no domicílio fiscal acima indicado e no cumprimento das suas obrigações legais, o deverá mostra aos interessados. As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.e-financas.gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 16 horas do dia anterior ao da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA Nº 2089.2008.077 – MANUEL JOSÉ MONTEIRO VAZ”, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo assistir ao acto o executado, o seu cônjuge, os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art. 892º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrir-se-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (art. 253º/c. CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço ou parte dele, não inferior a 1/3 do valor da venda, devendo a restante parte ser depositada no prazo de 15 dias, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. Sendo devido Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (I.M.T.), o pagamento deverá ocorrer no prazo de 30 dias contados da data da adjudicação, nos termos do n.º 3 do artigo 36º do respectivo código. É devido o Imposto do Selo a que se referem as verbas nºs 1 e 3 da respectiva Tabela. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, aos dois dias do mês de Março do ano de dois mil e dez. O CHEFE DE FINANÇAS, (Jorge Manuel Sardinha Serra) (em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1270 de 05.03.2010)

O ESCRIVÃO, (João José Marcelino Tavares)


RESTAURANTES E ESPECIALIDADES | COMERES & BEBERES 39

O Ribatejo 5 | Março | 2010

SANTARÉM A GRELHA Especialidades Peixe Fresco, Bacalhau Assado com Magusto, Espetadas de Lulas com Gambas, Espetadas de carne Barrosã com Gambas e Ananás, Espetadas Mistas, Arroz de Feijoca, Bons Vinhos da Região Folga 2ª Feira Morada R. Ateneu Comercial, 1 r/c Esq. – Santarém Telefone. 243333348/ 243322636/ 917604488 ADEGA DO BACALHAU Especialidades Bacalhau à Lagareiro, Bacalhau assado com Magusto, Bife à Casa Folga Domingo Morada Travessa da Boleta, 2 e 4 (centro histórico) Santarém. Tel. 243306519- 964569837. QUINTAL DO BECO Especialidades Lulas fritas com camarão, Bife à Beco. Folga Domingo. Morada Beco dos Fiéis de Deus, nº 15, Santarém. Tel. 243391247. OH VARGAS Especialidade Comida Tradicional Folga Sábado (excepto para serviços marcados) Morada EN 3 - Portela das Padeiras - Santarém Tel. 243351146. O SALSA Especialidades Peixe Fresco, Carnes da Especialidade, Massinhas de Peixe, Açorda de Ovas Folga Domingo - Aberto nos Feriados Morada EN 3 – Portela das Padeiras – Santarém Tel. 243351341 J F RESTAURANTE Especialidades Folhado de Perdiz, Bacalhau frito com Gambas e Coentros, Camarão com Risotto 3 queijos, Bifes do lombo, Cozinha Tradicional portuguesa Folga 3ª Feira Morada Jardim de Cima - Santarém Tel. 243302200 CASA CONDEÇO Especialidades Açorda de Bacalhau à Barrão, Molhinhos de Carneiro com Grão, Migas Ribatejanas c/ Bochechas de Porco Favas com Entrecosto Folga 2ª Feira Morada Rua do Alfageme, 41 – Ribeira de Santarém - Santarém Tel. 243326887 A CARROÇA Especialidades Bacalhau à Carroça; Bacalhau à Lagareiro, Bacalhau à Brás, Carne de porco à Alentejana, Petiscos (amêijoas, moelas, pica-pau) - Aberto todos os dias Morada Rua Principal – Advagar - Achete Tel. 243478216 LUÍS DO LEITÕES Especialidades Leitão assado à Bairrada, Bacalhau à Lagareiro, Grelhados variados Folga 2ª Feira Morada Rua Teófilo Braga, 10 - Santarém Tel. 243332102 O BACALHAU Especialidades Borrego à Casa, Bacalhau à Lagareiro, Peixe Fresco Folga 3ª feira à tarde Morada Rua S. Tiago - Tremez Tel. 243479196 TABERNA DO QUINZENA Especialidades: Magusto com Bacalhau Assado, Pato Assado no Forno, Cozido à Portuguesa, Cabrito Assado no Forno, Pernil de Porco e Naco de Toiro Bravo Avinhado Folga Domingo Morada Taberna I - Rua Pedro Santarém, 93/95 - Santarém Tel. 243322804 Morada Taberna II – Cerco da Mecheira, 20 - Santarém Tel. 243333110 ADEGA DOS SABORES Especialidades Cabrito Assado no Forno, Bacalhau assado com batata a murro, Polvo à Lagareiro. Folga 5ª feira e domingo ao Jantar. Morada Rua 25 de Abril, 27 – Casa dos Pinheirinhos- Casal da Charneca – Almoster – Santarém. Tlm 916845000 MINA VELHA Especialidades: Bacalhau Assado com Magusto, Bacalhau c/ Broa, Massa à Barrão, Bife à Mina Velha, Posta à Mina Velha. Folga : Domingo à Noite e 2ª Feira. Contacto 243 372 581. Morada : Urb. Quinta das Fontainhas – Santarém. Long. 08´42´20” O. Lat. 39´42´19” N O CANTINHO DA BELA Especialidades Bacalhau gratinado, ba-

calhau à casa, ensopado de borrego, lombo assado com migas, coelho à caçador Folga Domingo Morada Estrada Nacional 3, Lote 3, Pernes Tel. 243 449 514.

SAL & BRASAS Especialidade: Carnes na brasa Folga 2ª feira Morada Cruzamento Monte da Barca - Coruche Tel. 243618319

QUINTA DOS GRAVELHOS Folga 3ª feira Morada: Rua do Comércio, 58 - Moçarria Tel. 243499300 Tlm. 967062629

PONTE DA COROA Especialidades: Cozinha regional e grelhados no carvão Folga Domingo Morada Estrada Nacional 114 - Coruche Tel. 243617390

DOM TACHO Especialidades Ensopado de Enguias, Feijoada de Gambas, Mar e Terra Morada Rua Marquesa da Ribeira Grande 53, Vale de Santarém Tel. 243 761078. Aberto todos os dias.

ALPIARÇA TERTÚLIA Especialidades Ensopado de enguias, bacalhau com broa, bacalhau com favas, bacalhau (frito) à marialva, porco preto, borrego à moda de Alpiarça, costeletas de borrego, espetada de javali, alheiras (caça/ mirandesa), coelho com molho de coentros. Bons vinhos da Região e de outras regiões. Ementas personalizadas para grupos e ocasiões especiais. Abrerto todos os dias Morada Rua Engº Álvaro da SilvaSimões,108-AlpiarçaTel:243558588 Reservas 935587920. Site http//tertuliarest-bar.hi5.com Email:bernardos.inv. hot@sapo.pt

O CANTINHO DOS SABORES Especialidade Bacalhau Assado com Açorda de Grelos Folga: Domingo. Morada Estrada Nacional 3, Alto do Vale, Vale de Santarém Tel. 243761268 TABERNA RENTINI Especialidades Cozinha Tradicional, Grelhados no carvão Morada Casais do Quintão - Perofilho, 2005-021 Várzea Santarém Tel. 243499254 CHAFARICA DA TORRE Especialidades Carne de Vitela Maronesa, Bacalhau na brasa, Camarão Tigre, Raia com molho de alcaparras Folga Domingo Morada Praceta João Caetano Brás, 9 - S. Domingos - Santarém Telf. 243 372 649 96 6620790 O TASCO Especialidades Massa à Barrão, Bacalhau grelhado com Magusto, Bife à Tasco, Entrecôte com Migas, Carnes de Porco Preto grelhadas Folga Domingo Morada EN 3 – S. Pedro (frente à JAE) – 2005 Santarém Tel. 243302740 Tlm. 917062391 O BERNARDO Especialidades: Bacalhau no forno com Broa de Milho, Polvo no forno, Ensopado de Borrego, Cabrito no Forno e Lombos de Fataça Grelhados Folga: 2ªas Feiras Morada: Loja Nova – S. Vicente do Paúl Contactos: 243428388 Telemóvel 9918939656 O CANTINHO DO AVÔ Especialidades: Queixadas de Porco no Forno, Molhinhos com Feijão Branco, Cozido à Portuguesa, Feijoada à Transmontana, Secretos de Porco Preto, Magusto com Bacalhau Assado, Polvo à Lagareiro. Folga Domingo. Morada Rua Paulino da Cunha e Silva nº 121 – 2000-369 Alcanhões. Tel. 243428303

de lulas c/gambas, costeleta Mirandesa. Garrocheira – Foros de Salvaterra; Telf: 263 507 240 CABANA DOS PARODIANTES Especialidades Bife à Patilhas & Ventoinha, Molhata de Enguias (caldeirada típica avieira). Pode encomendar Barretes, Bolo Rei e outras especialidades. Folga 4ªs feiras à tarde. Av. Dr. Roberto Ferreira da Fonseca. Mail: cabana.eventos@ gmail.com telf: 263504177 ; site: www. cabanadosparodiantes.com ESCAROUPIM Especialidades Enguias todo o ano, Açorda de Sável, Lampreia em época, Arroz de Bacalhau c/ Farinheira, Migas, Tarte de Perdiz Folga 5ª Feira e Domingo ao jantar Morada Largo do Avieiros - Escaroupim Salvaterra de Magos Tel. 263107332 telemóvel: 912539228 e mail: rest.o.escaroupim@hotmail.com A CASINHA Especialidades Ensopado de Enguias, Enguias Fritas, Picanha, Plumas de Porco Preto, Alheira, Caça Grelhada Morada Av. Dr Roberto Ferreira da Fonseca 54 - Salvaterra de Magos Tel. 263504795 Aberto ao domingo durante o mês da enguia

CONSTÂNCIA

BARQUINHA

FALCÕES Especialidades: Troxas de Sta. Madalena, Bife na Pedra, Terra e Mar, Maçã Romana Folga: Terça-Feira Morada: Rua Luís de Camões, 33 - Abrantes Horário: 12h10m ás 15h00m e das 19h30m ás 22h30m Telefone: 249 098 875 E-mail: restaurantefalcoes@gmail.com

ALMOUROL Especialidades Enguias, Sável e Lampreia Folga 3ª Feira Morada Tancos, Vila Nova da Barquinha Tel. 249 720 100. Mail: www.almourol.com

SALVATERRA PRETO & BRANCO Especialidades Bacalhau com natas, Porco Preto, Arroz de Pato, Enguias do Rio, Carne Mirandesa Folga 2ª feira Morada Av. Dr. Roberto Ferreira da Fonseca, 144 Salvaterra de Magos Tel. 263507858 918675981 CALIFÓRNIA Especialidades Enguias c/arroz de feijão, Ensopado de Enguias, Entrecosto Frito c/ arroz de feijão, Vitela estufada, Chispe c/ Feijão Branco. Serve Jantares. Fecha às terças. Telf: 263504643 . Foros de Salvaterra. O PINTO Especialidades Enguias fritas c/arroz de feijão, ensopado de enguias, polvo à lagareiro, Borrego à Alentejana. Fondue. Aberto todos os dias. Serve jantares. EN 118 KM54 – Marinhais ADEGA DA ROSA Especialidades Picanha, Bacalhau à Lagareiro, Chocos à Lagareiro, Espetada

ABRANTES CRISTINA Especialidades Bacalhau c/Broa, Polvo à Lagareiro, Cherne c/molho de coentros, cabrito assado no forno, Arroz de Pato à Antiga, Perna de Borrego assada c/alecrim. Folga Domingo à tarde e 2ª feira Morada Rio Moinhos – Abrantes Tel. 241881177 Fax: 241881343 Email info@ restaurante-cristina.com Web www.restaurante-cristina.com AVENIDA Especialidades Polvo a Lagareiro, Bacalhau a Braga, Pescada Gratinada com Camarão, Bifes da vazia à Portuguesa com Pimenta ou com Alho. Reservas para grupo e Serviço de Take Away pelo 968486613 - Karaoke aos Sábados Morada Av. Forças Armadas - Abrantes O FUMEIRO Especialidades Bife da casa, Fondue de Porco Preto, secretos com migalhana, Ovas na Brasa com Açorda de Ovas, Bacalhau à Fumeiro Folga Domingo Morada Rua do Pisco, 9 – Abrantes Tel. 938851963 Email restaurantefumeiro@clix.pt

ALMEIRIM RETIRO DO CAMPINO Especialidades Sopa da Pedra, Grelhados no Carvão Folga 3ª Feira Morada Largo da Praça de Toiros, 1 A - Almeirim Tel. 243592528 O GALINHA Especialidades Sopa 3/1, Sopa da Pedra, Polvo à Lagareiro, Cozido à Portuguesa, Arroz de Tamboril, Massada de Cherne, Bife à Cortador Folga 3ª Feira. Aceita-se reservas para grupos Morada Rua Ilha da Madeira, 16 J - Almeirim Tel. 243579797 DAVID PARK Especialidades Arroz de Tamboril, Espetadas de Lombinhos c/ Gambas, Cozinha Tradicional, Peixe Fresco grelhado na Brasa Folga 4ª feira Morada Largo da Praça de Touros, 15 - Almeirim Email: davidparkmail.telepac.pt. Tel. 243591475 SEPÚLVEDA Especialidades Bacalhau à Lagareiro, Molhinhos c/ Grão, Entremeada de Vitela, Moelas estufadas c/ batata frita, Chocos e Grelhados Folga Não tem Morada Rua Vinha do Santíssimo, Bloco 32 - Almeirim Tel. 938732058 O FORNO Especialidades Sopa da Pedra, Peixe Fresco, Carne Porto Preto e Grelhados Folga 3ª feira Morada Largo da Praça de Touros, 23 - Almeirim Tel. 243592916 O CHURRASCO Especialidades Frango, Coelho, Carnes grelhadas. Pratos do dia. Cozido à portuguesa (à quinta-feira). Morada R. 5 de Outubro, 115 - Almeirim Tel: 963458371 CONSTANTINO DAS“ENGUIAS” Especialidades: Enguias Fritas, Ensopado, Grelhados no carvão Folga à 2ª Feira. Aceita reservas Morada Foros de Benfica – Benfica do Ribatejo Tel. 243589156 CAMBÁIA Especialidades: Ensopado de Enguia e Enguias Fritas. Folga 4ª e 5ª feira (excepto feriados). Morada Rua do Campo da Bola - Foros de Benfica. Tel. 243580934 CARTAXO QG Folga 3ª feira Morada: Praça 15 de Dezembro, 1 - Cartaxo Tel. 243499300 Tlm. 967062629 O CHURRASCO Especialidades Frango, Coelho, Costeletas e Mistas grelhadas. Pratos do dia. Cozido à portuguesa (à quinta-feira). Morada R. Dr. Gomes da Silva (Sociedade Filarmónica Cartaxense) - Cartaxo Telem: 963458371

TABERNA DO GAIO Especialidades Pratos Regionais e grelhados de peixe e carne. Jantares às sextas e sábados. Folga ao domingo. Estrada Nacional N3 - Cruz do Campo - Cartaxo. Telf: 243 759 883 GOLEGÃ CENTRAL Especialidades: Bife à Central com Molho à Brogueira, Entrecosto à Goleganense, Açorda de Sável- Sobremesa: Toureiros Telefone : 249976345 Morada : Largo Imaculada Conceição 3 a 8 - 2150-125 Golegã. Reservas@cafecentral.pt www. cafecentral.pt O BARRIGAS Especialidades: Buffet de entradas regionais, fritada de camarão com açorda e naco de boi no carvão.Folga: Domingo ao jantar e 2ª feira Morada: Largo 5º Outubro, nº 55 e 56 – Golegã Contacto: 240 717 631 Site: www.obarrigas.com Outras info: Zona para fumadores CORUCHE Ó MANEL Especialidades: Espetadas do Toiro Bravo. Dobrada e mão de vaca. Sopa de Rabo de boi. Grelhados. Morada Rua de S Tomé, 4 – Bairro Novo. Tel. 243675878. Folga ao Domingo JAKIM GIRASSOL Especialidades: Bacalhau c/ Migas, Feijoada de Chocos c/ Gambas, Borrego assado no forno, Pernil de Porco no Forno, Arroz de Pato, Bacalhau gratinado c/camarões. Petiscos variados. Morada: Estrada Nacional 119 (Área de serviço Repsol) – Biscainho . Tel. 243660333 A TASCA Especialidades Pernil de porco no forno, cozido à portuguesa. Carne Brava Folga Domingo Morada Mercado Municipal – Coruche Tel. 243675232 O CHOUPO Especialidades Bacalhau à Choupo; ensopado de enguias; cabrito assado à padeiro; medalhões de porco à Ti Fernanda Folga 2ª feira (após almoço) Morada Montinhos dos Pegos (1 Km cruz. Monte da Barca) – Coruche Tel. 243618875 O FARNEL Especialidades Bacalhau à Farnel; Bacalhau assado c/migas à moda de Coruche; cabrito frito à lavrador; migas de batata c/ carne de porco; ensopado de borrego, grelhado de novilho bravo e porco preto na telha Folga 2ª feira Morada Sala p/ banquetes no Monte da Barca. Rua Vasconcelos Porto – Coruche Tel. 243675436

RIO MAIOR MANJAR DO PARQUE Especialidades Leitão assado em forno de lenha, Picanha à Brasileira, Secretos de porco preto na brasa , Manjar de Gambas, Bacalhau Maravilha, Bife à Casa. Leitão assado para fora. Ementas para grupos Morada Rua Almirante Cândido Reis, 26 R/c (junto ao jardim) – Rio Maior Tel. 243997071 Email geral@manjardoparque.net PALHINHAS GOLD Especialidades Alheira de caça, Carne mirandesa, Porco preto com migas, Picanha, Bacalhau com crosta de azeitona, Tiborna de bacalhau, Caril de gambas, Arroz de tamboril, , Pão de Ló caseiro. Folga Domingo à noite e 2ª Feira. Morada Trav. do Palhinhas (centro da cidade) - Rio Maior Tel. 963435547. Site www.palhinhasgold.pt FÁTIMA SANTA RITA - Madeirense e Açoriano Especialidades: Bacalhau Espiritual, Bacalhau com camarão, Bacalhau Nove Ilhas, Bife de Atum; Alcatra, Linguiça do Pico, Secretos Porco Preto, Vitela. Morada: R. Rainha Santa Isabel (em frente ao Hotel Cinquentenário) Fátima. Tel. 249098041/919822288. Site: http:// santarita.no.comunidades.net. Oferta de 5% de desconto com a apresentação deste jornal. MAÇÃO O GODINHO Especialidades Café – Restaurante.Cozinha Regional. Quarta-Feira: Cozido à Portuguesa. Serve Almoços e Jantares. Encerra ao Domingo. Telf: 241572874;tlm 962536310 Rua da Republica – Mação O CANTINHO Especialidades Restaurante Marisqueira; Especialidades: Arroz de Marisco, Cataplana de Cherne, Bife à Cantinho na Frigideira e Maranho de Mação.Almoços e Jantares.Aberto todos os dias.Telf: 241107558.Tlm: 964677705. Rua Monsenhor Alvares de Moura - Mação TORRES NOVAS O BACALHAU BRASAS Especialidades: Arroz de Pato, Cabrito no Forno, Camarão Flamejado c/manga, Peixe Fresco do Mar e Carne c/Qualidade. Folga ao Domingo à noite e Segunda. Ladeira da Enfermaria Militar, nº 21 – T Novas – Telf: 249183699. Reservas: 913125149


40 ADVOGADOS SANTARÉM A Dr. José Francisco Faustino; Drª. Cristina Alvarez; Dr. João Rafael; Dr. Pedro Goulão; Dr. Pedro Matos Barbosa; Dr. Francisco Lopes Leitão - Rua Capitão António Montez, 10 – Santarém - Tel. 243327159 Fax 243327160 - adv.santarem@mail. telepac.pt A Oliveira Domingos - Largo Cândido dos Reis, 3 -1º - Santarém Tel. 243326310 - Fax 243333587 oliveiradomingos-161e@adv.oa.pt A Sandra Alexandre - Rua do Colégio Militar, 10 - 2º esq. - 2000-230 Santarém - Telef./Fax: 243 322 268 A Dr. Francisco Antunes Luís - Av. D. Afonso Henriques, 89 - 2º Dtº - Santarém - Tel. 243321024/ 243321426 - Fax 243321425 advogados.s@mail.telepac.pt

O Ribatejo 5 | Março | 2010 A Drª Margarida Lencastre Fróis - Praça Sá da Bandeira, 22 – 1º Santarém - Tel. 243325178 Fax 243325178 - margarida.lencastre@ gmail.com A Drª Cristina Saldanha - Av. D. Afonso Henriques, 67 – 1º Esq – Santarém - Tel. 243323019 Fax 243333414 - cristinasaldanha1531e@adv.oa.pt A Dr.º Martins Carreto - Rua Dr. António José de Almeida, 17-2º Dto - 2000-238 Santarém - Telefone 243333519 Fax 243326531 e-mail: artinscarreto-1078C@adv.oa.pt A Dr.ª Helena Marques Duarte - Rua Pedro de Santarém - 2 – 2º A - Tel. 243 352 407 – Fax. 243 352 409 - 2000-223 SANTARÉM (Defronte do W Shopping) - hmduarte-16362l@adv.oa.pt

A Dr. Morgado Ribeiro - Av. do Brasil – Edifício Scálabis, 1º Esq – Santarém - Tel. 243323143 Fax 243326144 - morgadoribeiro-185e@ adv.oa.pt

A Drª Ana Sofia Casebre - Rua Dionísio Saraiva, Lote 1 – 1º Andar – Porta A – Almeirim - Tel. 243579134 Fax 243579134 TLM 936280534 A Dr. Sérgio Luís Coutinho dos Santos - Praça da República, 18 A 1º - Apartado 61 – 2080-044 Almeirim Tel. 2435991172 - Fax 243593224 sergiosantos - 365e@advogados.oa.pt A Dr. Vítor Sousa - Praça Lourenço Carvalho, 23 – 1º D – Almeirim - Tel. 243593626 Fax 243593626

A Dr. Pedro Borrego - Rua 5 de Outubro, 63 - 1º A/B – 2080-052 Almeirim -Tel. 243570091 Fax 243570099 - pedroborrego-2083e@ adv.oa.pt A Drª América Cravo - R. Dr. Óscar da Costa Neves, 8 - 1º - 2080-130 Almeirim - Tel. 243597946/8 Fax 243597947 - americacravo-855e@ adv.oa.pt A Drª Sónia Bento - Praça da República, 29 - 1º Esq.º - 2080-044 Almeirim - Tel. 243372159 Fax 243597999 sbentompires.adv@gmail.com

ADVOGADOS Av. 5 de Outubro, Nº 77, 3º Dtº - 1050-049 LISBOA Tel. 213 172 720 Fax. 213 172 729

ABRANTES

CARTAXO

A Mário P. Claro - Célia Cruz Rua Luís de Camões nºs 9 - 11, 1º Esq., 2200-421 Abrantes Tel 241 379 090 - Fax.: 241 363 364; Trv. da Batoca, 6 - 2140-149 Chamusca; Tel/fax: 249 760 058 E-mail: mclaro.ccruz.spa@mail. telepac.pt

A Drª Liliana Pita - R. Dr. Manuel Correia Ramalho, 9 – 2º Esqº - 2070095 Cartaxo - Tel 243703631 Fax 243703631- lilianapita-18943l@ adv.oa.pt

A Norberto Timóteo - Advogado Praceta do Chafariz, Lote 6- 1º Esq. - Apartado 93 - 2204-909 Abrantes; Tel.: 241 363 484; Fax: 241 365 234; Email: norbertotimoteo-169e@ advogados.oa.pt A Eurico Consciência & Associados - Abrantes - Apartado 37 Tel: 241372831 /2/3 - Fax: 241362645 - E-mail: consciencia-839c@adv.oa.pt A António Pires de Oliveira - Rua de Santa Isabel, nº 1- 1º Dto. 2200-393 Abrantes Tel.: 241 360 540 - Fax: 241 372 481 E-mail: dr.a.oliveira-355e@adv.oa.pt - Cédula Prof. 355 Évora

Armando Ferreira

A Drª Ana Fonseca e Silva - Praça 15 de Dezembro, 23ª - 2º A – 2070049 Cartaxo - Tel. 243704323 Fax. 2437074328 - anafonsecaesilva1002e@advogados.oa.pt

LISBOA A Albertino Antunes - Av. 5 De Outubro, Nº 77, 3º Dtº 1050-049 Lisboa Tel. 213172720 Fax. 213172729 A Alexandre Oliveira - Telem.: 969 239 263 - Av. 5 De Outubro, Nº 77, 3º Dtº 1050-049 Lisboa - Tel. 213172720 - Fax. 213172729

ADVOGADOS    

Eurico Heitor Consciência Rui Roboredo Consciência João Roboredo Consciência Teresa Roboredo Consciência

   

Normando Sérgio Rita Teimão Figueiredo Fernando Zuzarte Saraiva Helena Marques Duarte

ABRANTES: Rua de S. Domingos – 336 – 2º A – Apart. 37 Tel. 241372831/2/3 – Fax 241362645 – 2200 – 397 ABRANTES PONTE DE SOR: Rua Vaz Monteiro – 19 – 1º andar Tel. 242207319 – Fax 242203335 – 7400 – 281 PONTE DE SOR SANTARÉM: Rua Pedro de Santarém – 2 – 2º A Tel. 243352407 – Fax 243352409 – 2000 – 223 SANTARÉM (Defronte do W Shopping) LISBOA: Rua Braamcamp – 52 – 9º Esqº Tel. 213860963 – 213862922 – Fax 213863923 – 1250 – 051 LISBOA

assinatura anual por apenas 25 €

Francisco Pedrógão

A Drª Rute Nunes - Rua Dr. Lopes Batista, 5 B -1º E – Cartaxo TLM 914177635 Fax 243120102 - rute.nunes@apoiojuridico.com - www.apoiojuridico.com

MADEIRA LOPES FRANCISCO MADEIRA LOPES

ADVOGADOS

ADVOGADOS

Av. do Brasil - Edifício Scalabis - 1º F Tef.: 243326242 2000 SANTARÉM

A Drª Ana Gomes Ribeiro - Rua 5 de Outubro, 63 - 1º A/B – 2080-052 Almeirim - Tel. 243570093 Fax 243570099 - anagomesribeiro2104e@adv.oa.pt

Tel.: 243323700 - Fax: 243332994 Rua Elias Garcia, 24 - 1º Apartado 173 2001-902 Santarém

Tel: 243 328 444 - Fax: 243 391 079

ADVOGADOS

A Drª Ana Oliveira Simões - Rua 5 de Outubro, 63 - 1º A/B – 2080-052 Almeirim - Tel. 243570092 Fax 243570099 - anaoliveirasimoes2078e@adv.oa.pt

Telem.: 969 239 263

Travessa do Fróis, 3 - 1º e 2º

ANA MARTINHO DO ROSÁRIO ISABEL ALVES DE MATOS VICTOR BAPTISTA

A Dr. Adriano de Melo Nazareth Barbosa - Praça da República, 29 – 1º Esq. – Almeirim - Tel. 243597997/8 Fax 243597999

ALBERTINO ANTUNES ALEXANDRE OLIVEIRA

SOCIEDADE DE ADVOGADOS, RL

2000-145 SANTARÉM

A Dr. Manuel Faustino Silva - Praça Lourenço Carvalho, 23 – 1º D – Almeirim - Tel. 243593626 Fax 243593626 - faustino-1239e@adv.oa.pt

A Drª Célia Sousa Pinhal - Praça Lourenço de Carvalho, 12 A 1º 2080-043 Almeirim - Tel. 243593737 Fax 243593737 TLM 966110936 Celiasp-1498e@adv.oa.pt

ORLANDO MENDES TERESA PINTO FERREIRA

E-mail: orlandomtpf_socadv.rl@mail.telepac.pt

ALMEIRIM

Pcta. Pedro Escuro n. 2 1.º Esq. Telef.: 243333821 Fax: 243391021 2000 SANTARÉM

E.Mail: consciencia-839c@adv.oa.pt

Visite o nosso Site: advogadosabrantes.com

FARMÁCIAS DE SERVIÇO SANTARÉM

ALMEIRIM

Sexta

5 Vitorino

Av.ª Bernardo Santareno, 24

Sábado

6 Helena

Domingo

243 326 704

TORRES NOVAS

Sexta

5 Correia de Oliveira

Rua Condessa da Junqueira

243 509 370

Sexta

5 Lima

Av. de Sá Carneiro, Lote 7

249 822 067

R. Dr. Jorge Sena, 12 - Alto do Bexiga 243 420 214

Sábado

6 Central

Rua 5 de Outubro, 58/60

243 592 265

Sábado

6 Lima

Av. de Sá Carneiro, Lote 7

249 822 067

7 Flama Vitae

Pç. Sá da Bandeira, 4 e 5

243 322 195

Domingo

7 Barreto do Carmo

Praça da República, 45/7

243 592 379

Domingo

7 Lima

Av. de Sá Carneiro, Lote 7

249 822 067

Segunda

8 Baptista

Rua Serpa Pinto, 101/3

243 322 072

Segunda

8 Mendonça

Praça da República, 12

243 592 265

Segunda

8 Central

Rua de São Pedro, 5

249 822 411

Terça

9 Veríssimo

R. Capelo Ivens, 74

243 330 230

Terça

9 Correia de Oliveira

Rua Condessa da Junqueira

243 509 370

Terça

9 Higiene

Lg. Cor. António Maria Batista, 7

249 819 540

Quarta

10 S. Nicolau

R. Capelo Ivens, 38

243 325 067

Quarta

10 Central

Rua 5 de Outubro, 58/60

243 592 265

Quarta

10 Nicolau

Rua 25 de Abril, 7

249 830 180

Quinta

11 Francisco Viegas

Rua Pedro Santarém, 2-A

243 330 570

Quinta

11 Barreto do Carmo

Praça da República, 45/7

243 592 379

Quinta

11 Lima

Av. de Sá Carneiro, Lote 7

249 822 067

Sexta

12 Oliveira

Rua Colégio Militar, 1

243 326 182

Sexta

12 Mendonça

Praça da República, 12

243 592 265

Sexta

12 Central

Rua de São Pedro, 5

249 822 411

243 675 070

TOMAR

CORUCHE

ALPIARÇA

Sexta

5 Misericórdia

Rua Infantaria, 15, Nº 9

249 312 465

Sexta

5 Leitão

Rua José Relvas, 208-A

243 558 435

Sábado

6 Torres Pinheiro

Rua Serpa Pinto, 27-33

249 312 206

Sábado

6 Aguiar

Avenida Casa do Povo, 15

243 558 424

Domingo

7 Ribeiro dos Santos

Av. Norton de Matos

249 324 373

Domingo

7 Aguiar

Avenida Casa do Povo, 15

243 558 424

Segunda

8 Nova

Rua Silva Magalhães, 77-79

249 310 360

Segunda

8 Leitão

Rua José Relvas, 208-A

243 558 435

Terça

9 Central

Rua Marquês de Pombal, 16

249 312 329

Terça

9 Gameiro

Rua Silvestre Bernardo Lima, 94

243 558 365

Avenida Casa do Povo, 15

243 558 424

Quarta

10 Misericórdia

Rua Infantaria, 15, Nº 9

249 312 465

Quarta

10 Aguiar

Quinta

11 Torres Pinheiro

Rua Serpa Pinto, 27-33

249 312 206

Quinta

11 Leitão

Rua José Relvas, 208-A

243 558 435

Sexta

12 Ribeiro dos Santos

Av. Norton de Matos

249 324 373

Sexta

12 Gameiro

Rua Silvestre Bernardo Lima, 94

243 558 365

Sexta

5 Higiene

Rua da Misericórdia

Sábado

6 Misericórdia

Largo de S. Pedro, 4

243 610 370

Domingo

7 Almeida

Rua da Misericórdia, 16

243 617 068

Segunda

8 Frazão

Rua Direita, 64

243 660 099

Terça

9 Higiene

Rua da Misericórdia

243 675 070

Quarta

10 Misericórdia

Largo de S. Pedro, 4

243 610 370

Quinta

11 Almeida

Rua da Misericórdia, 16

243 617 068

Sexta

12 Frazão

Rua Direita, 64

243 660 099

SALVATERRA DE MAGOS ABRANTES

Sexta

CARTAXO

Sexta

5 Silva Tavares

Rua do Comércio, 56

241 371 713

Sexta

5 Correia dos Santos Rua da República, 10

243 770 997

Sábado

6 Duarte Ferreira

R. Tenente Cor. J. B. Canejo, 13

241 333 222

Sábado

6 Pereira, Sucrs

Rua Serpa Pinto, 8

243 700 130

Domingo

7 Duarte Ferreira

R. Tenente Cor. J. B. Canejo, 13

241 333 222

Domingo

7 Central do Cartaxo

R. H. Qt.ª da Cabreira, Lt 54A-55A-B 243 749 123

Segunda

8 Motta Ferraz

Largo Mota Ferraz, 7

241 360 520

Segunda

8 Abílio Guerra

Rua de S. Sebastião, 3

Terça

9 Santos

9 Correia dos Santos Rua da República, 10

243 702 653 243 770 997

Sábado a Sexta

5 Carvalho 6 a 12 Martins

Sexta Sábado a Sexta

5 Almeida

R. Almir. Cândido dos Reis, 19 243 992 255

6 a 12 Cândido Barbosa Rua Serpa Pinto, 50

Av.ª Dr. Ant. A.s. Mart. 47

241 360 530

Terça

10 Silva

Rua José Estevão, 1

241 360 060

Quarta

10 Pereira, Sucrs

Rua Serpa Pinto, 8

Quinta

11 Silva Tavares

Rua do Comércio, 56

241 371 713

Quinta

11 Central do Cartaxo

R. H. Qt.ª da Cabreira, Lt 54A-55A-B 243 749 123

Funciona 9 às 22 h

Sexta

12 Duarte Ferreira

R. Tenente Cor. J. B. Canejo, 13

241 333 222

Sexta

12 Abílio Guerra

Rua de S. Sebastião, 3

Assegura serviço durante a noite Martins

243 702 653

263 504 319

RIO MAIOR

Quarta

243 700 130

R. Dr. Gregório Fernandes, 20/2 263 504 451 R. Heróis de Chave

243 994 700

BENAVENTE Baptista

Av. Dr. Francisco S. Dias, 8, 1º 263 580 108 R. do Diário de Notícias, 9-r/c

263 517 633


D Tecnologias médicas da saúde na rede social

O Ribatejo 5 | Março | 2010

saúde

41

A Associação Portuguesa das Empresas de Dispositivos Médicos, que actua no sector das tecnologias para a saúde, já está presente no facebook e no linkedin. Há mais de 11 mil dispositivos médicos no mundo, entre equipamento hospitalar, estimuladores cardíacos, seringas, entre outros. O sector dá emprego a 3.200 cá.

Medicamentos não prescritos pelo médico Automedicação ∑ Problemas de escolha e de segurança Os medicamentos que podem ser comprados sem receita médica são substâncias destinadas a tratar os chamados mal estares ligeiros. Mas, como todos os outros, envolvem riscos. Nada como observar de perto algumas situações do quotidiano para nos apercebermos como a escolha deve ser acompanhada por um profissional de saúde.

Fenilpropanolamina: encontra-se em diferentes marcas utilizadas na constipação para aliviar a congestão nasal. É uma substância que não deve ser usada por hipertensos, pessoas com o ritmo cardíaco acelerado, com enfarte do miocárdio recente, irá agravar qualquer um destes tipos de doenças. Sabese que pode provocar ainda hemorragias cerebrais se

usada por muito tempo, em doses altas ou por pessoas sensíveis, designadamente hipertensos. Pseudoefedrina: encontra-se igualmente em várias marcas utilizadas na constipação. Destina-se a aliviar a congestão nasal. Esta substância não deve ser usada por hipertensos, pessoas com o ritmo cardíaco acelerado ou com enfarte do miocárdio recente, pode agravar estas doenças e descompensar de tal forma que ocasiona problemas cardíacos graves.

Hidróxido de magnésio: substância que se encontra em muitos medicamentos para alívio da azia e dores de estômago ocasionais. Recomendase o seu uso em associação porque isoladamente ocasiona diarreia. O mag-

nésio não pode ser tomado por doentes com insuficiência renal dado que se acumula e é muito tóxico. Também não pode ser tomada juntamente com outros medicamentos, como sejam alguns antibióticos, porque reduz em muito a sua acção dificultando o tratamento das infecções.

Hidróxido de alumínio ou outros sais de alumínio: é uma substância que se encontra em muitos medicamentos para alívio da azia e dores de estômago ocasionais. Recomendase o seu uso em associação porque isoladamente ocasiona obstipação. O alumínio reduz significativamente a absorção de muitos medicamentos, designadamente antibióticos e anti-fúngicos reduzindo a sua actividade no

tratamento das infecções.

Bicarbonato de sódio ou outros sais de sódio: substância que se encontra em medicamentos para alívio da azia e dores de estômago ocasionais. O seu uso isolado ou em associação deve ser cauteloso e não se deve utilizar em doentes que fazem restrição ao sal. Este antiácido reduz a absorção de medicamentos, designadamente antibiótico e anti-fúngicos.

Carbonato de cálcio: como antiácido, é uma substância que se encontra em muitos medicamentos para alívio da azia e dores de estômago ocasionais. Recomenda-se o seu uso em associação, visto que quando isolado pode ocasionar obstipação. Estes antiácidos podem reduzir a absorção

de muitos medicamentos, designadamente antibióticos e anti-fúngicos. Acresce ainda o facto de não deverem ser tomados por doentes com litíase renal cálcica, porque aumenta o risco de “pedras nos rins”. O que se acaba de ver para o alívio da congestão nasal e da azia e dores de estômago ocasionais podia ser multiplicado para os analgésicos, laxantes, antitússicos e expectorantes ou até mesmo a contracepção de emergência. Isto para realçar que a escolha de um medicamento é personalizada, obriga a escolher o melhor para cada doente, conforme os sintomas. A escolha deve ter por base a idade do doente, o seu estado (gravidez, amamentação), existência de outras doenças (hipertensão, dia-

betes, doença do coração, asma, doença do sangue, doença do estômago, intestinos, fígado, hipertrofia da próstata, glaucoma, etc.), tipo de queixas, sua duração e gravidade. A escolha depende ainda de outros medicamentos que o doente esteja a tomar porque há sempre o risco de aumento de toxicidade ou redução da eficácia, quando se tomam dois medicamentos. Beja Santos

CONSULTÓRIOS MÉDICOS DO JARDIM Praça da República, Nº 47 - 1.º - ALMEIRIM Junto à Farmácia Barreto do Carmo CIRURGIA VASCULAR MEDICINA GERAL E FAMILIAR Dr. Edgar Berdeja Dr.ª Emanuela Santos Andrade Dr. Generoso Barbosa FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA Dr.ª Anabela Xavier de Basto Fisioterapeuta Alexandra Claudino PSIQUIATRIA PNEUMOLOGIA Dr.ª Joana Alexandre Dr.ª Paula Cravo Dr. João Chambel IMUNOALERGOLOGIA CARDIOLOGIA Dr. Abreu Nogueira Dr.ª Marisa Peres DIETISTA/NUTRICIONISTA NEUROCIRURGIA Dr.ª Susana Brites/Dr.ª Helga Marques Dr. Rui Bello Silva ACUPUNCTURA PSICOLOGIA Dr.ª Alda Costa Dr.ª Sandra Silva Dr. Ricardo Luciano (Avaliação HOMEOPATIA Psicoterapia c/ crianças) Dr. Rui Pinto ENDOCRINOLOGIA NATUROPATIA/ Dr. Carlos Fernandes /HOMOTOXICOLOGIA Dr. Jaime João Tavares PEDIATRIA Dr.ª Teresa Barracha TERAPIA DA FALA Dr. Nuno Carvalho Terapeuta Dora Colaço GINECOLOGIA/OBSTETRÍCIA SERVIÇOS DE ENFERMAGEM Dr. Pedro Rocha (HDS) Enf.ª Ana Dr.ª Lucília Gaspar (HDS) SHIATSU PODOLOGIA Drª Mª Rosário Salavessa Dr.ª Sandrina Fortunato ELECTROCARDIOGRAMAS UROLOGIA Com Técnico Especializado Dr. António Oliveira CTG - Grávidas ORTOPEDIA Holter - 24 h Dr. Joaquim Simões Mapa (Tensão Arterial)

Acordos com ADVANCE CARE; MULTICARE e MÉDIS ANÁLISES CLÍNICAS - com todos os acordos

MARCAÇÕES

Tel 243 593 422 Tlm 969 902 195

Dr. A. JÚLIO SILVA

Dr. ARMANDO RODRIGUES LOPES

Médico Especialista ORTOPEDIA

INSTITUT SUTHERLAND DE PARIS

(Centro Clínico do Choupal) R. Capitão António Montez, 4-A • Tel. 243326935 • SANTARÉM

Av. Bernardo Santareno, 39 - 1.º Esq. Telefone 243 327 546 - 2000 SANTARÉM

OSTEOPATIA


42 SAÚDE

O Ribatejo 5 | Março | 2010

CENTRO AUDITIVO WIDEX Audiologia  X  X  X X

Dr.ª Odete Batista Diagnóstico (adultos e crianças) Reabilitação Auditiva (Próteses Auditivas) Potenciais Evocados Auditivos do Tronco Cerebral (PEATC) Protectores de Natação

Cardiopneumologia X

Dr.ª Patrícia Branco

Estudo do Sono

Acordos: CGD, SAMS, PT, Médis, Advance Care e Mondial Assistance Horário: 13.00 às 20.00 horas

Largo Cândido dos Reis, 14 - 1.º Esquerdo • 2000-241 Santarém Tel.: 243 391 547 • Fax: 243 391 549 • E-mail: audioteste@netcabo.pt

Drª MADALENA BARRETO INSTITUT SUTHERLAND DE PARIS

OSTEOPATIA Av. Bernardo Santareno, 39 - 1.º Esq. Telefone 243327546 - 2000 SANTARÉM

DR. JOSÉ LUÍS P. BARRETO UROLOGISTA Pela Ordem dos Médicos DOENÇAS DOS RINS, VIAS URINÁRIAS E APARELHO SEXUAL MASCULINO

F. RIBEIRO DE CARVALHO CIRURGIÃO PLÁSTICO Cirurgia Plástica Reconstrutiva e Estética Cirurgia Estética e Reconstrutiva da Mama Cirurgia do Contorno Corporal Cirurgia Estética Facial Surgimed Pcta. Praceta Eduardo Rosa Mendes, 6 - r/c SANTARÉM Marcações pelo Tel: 243 30 57 80

CONS. - SURGIMED

Pr. Eduardo Rosa Mendes n.º 6 R/C - Telef.: 243305780 2000 SANTARÉM

Dr. Martinho do Rosário

Médico de Urologia CONSULTAS 2ªs, 4ªs e 6ªfeiras a partir das 15 h. MARCAÇÕES todos os dias, a partir das 15 h. SANTARÉM

Rua José Saramago, 17 Telef.: 243327431 - 2005-185 SANTARÉM

Dr. Rui Castro

DRA. MARISA PERES

Médico Especialista de Clínica Geral

Consultas e Exames de Cardiologia

CLIMECO - Clínica Médica de Eduardo Lopes

CONSULTÓRIO:

Santarém: GFS: 243 328 890 IMS: 962 567 961

Oftalmologia Dr. Eduardo Lopes

Rua José Saramago, 17-1º (edifícios atrás do Banco de Portugal)

Telef. e Fax: 243 327 431

MÉDICA CARDIOLOGISTA

Almeirim: Clínica do Jardim: 243 593 422

Telemóvel: 917 770 678

Enfercentro: 243 579 601

CONSULTAS E MARCAÇÕES DIÁRIAS

Aveiras de Cima: Centro Médico de Aveiras: 263 474 976

Acordos c/ Médis / Advancecare / EDP Portugal Telecom / CGD / SAMS / Multicare

Oftalmologia Pediátrica Drª Cristina Amorim Acordos c/ Médis / Advancecare / EDP Portugal Telecom / CGD / SAMS / Multicare

Ortóptica Dr. Alfredo Sousa - Drª Ana Ascensão Neurocirurgia Dr. Bello da Silva Acordos c/ Multicare

Neurologia Drª Adelaide Palos Dermatologia Drª Maria João Reumatologia Drª Manuela Micaelo Acordos c/ Multicare

Psicologia Drª Sandra Silva - Drª Isabel Baptista Medicina Interna Dr. Victor Bezerra Nutrição Drª Susana Rodrigues MARCAÇÕES PELO TELEFONE 243 328 303 Rua Colégio Militar, Lt. A - 1º Esquerdo (junto ao antigo Campo dos Leões) 2000 SANTARÉM


SAÚDE 43

O Ribatejo 5 | Março | 2010

EXAMES COMPLEMENTARES DE CARDIOLOGIA

Dr. Júlio Aranha Cardiologista

Ecocardiograma M e 2D Ecocardiograma com doppler e côr ECG Holter de 24 horas Monitorização Ambulatória da Pressão Arterial Electrocardiograma EXAMES EFECTUADOS NO CONSULTÓRIO E AO DOMICÍLIO SANTARÉM - Tel. 243 327 431 RIBACLÍNICA - CHAMUSCA - Tel. 249 760 031

CENTRO CLÍNICO DO CHOUPAL MED. FÍSICA E REABILITAÇÃO CONSULTAS Fisiatria (Dr.ª Helena Martins) (Dr. José Miguel Pais) Ortopedia (Dr. A. Júlio Silva) Psicologia (Dr.ª Elsa Couchinho) (Dr.ª Teresa Molina) Clínica Geral e doenças do Coração (Dr.ª Liliana Aleksandrov)

Drª ISABEL MONTEIRO Médica Cardiologista

OTORRINO

DR. FLÁVIO DE SÁ CHEFE DO SERVIÇO HOSPITALAR DE OTORRINO PEDIÁTRICO

ACORDOS FISIOTERAPIA: ADSE, ADMFA, ADMA, C.G. DEPÓSITOS, CTT, SAMS, TELECOM e SEGURADORAS R. Capitão António Montês, 4-A (Rampa Ciclistas) Tel. 243326935 - Fax: 243326935 2000 SANTARÉM

• Otorrino (crianças) • Otorrino Geral • Alergologia • Terapia da Fala • Exames de Audição • Endoscopia • Cirurgia Pediátrica e Geral • Doenças do Saco Lacrimal

DR. JOSÉ BRANCO

TODOS OS DIAS DAS 9.00 - 20.00 horas R. Dr. António José de Almeida, n.º 11 - 2.º Esq.º Tel./Fax 243 329 010 - SANTARÉM

PSICÓLOGO CLÍNICO E PSICOTERAPEUTA MEMBRO FUNDADOR DA SOCIEDADE PORTUGUESA DE PSICOTERAPIAS CONSTRUTIVISTAS www.sppc.org.pt

• Consultas de Cardiologia • Electrocardiogramas

CONSULTAS DIÁRIAS DAS 10H. ÀS 20H.

• Ecocardiogramas Modo M, 2D e Doppler a cor

CONSULTAS DE CARÁCTER SOCIAL, ÀS TERÇAS-FEIRAS, NO MESMO HORÁRIO

• M.A.P.A. (Monitorização Ambulatória da Pressão Arterial)

LISBOA: CLÍNICA MOVIMENTO E SAÚDE R. JOSÉ FALCÃO 52, 2º F

Rua Dr. António José de Almeida, nº 11, 4º Dt.º 2000 - SANTARÉM

ALVERCA: R. CIDADE DÉVNIA, 21, 2º, DTO

Telef. 243 326 957 INFORMAÇÕES E MARCAÇÕES: 961 285 155

Sílvia Lencastre Fróis Psicóloga Clínica

Surgimed

Psicologia Clínica e Psicoterapia Marcações pelo tmóvel -

918 732 116

Santarém • Coruche • Rio Maior

CENTRO MÉDICO E DE ENFERMAGEM DE ABRANTES

JOSÉ MANUEL PIRES TEIXEIRA

Largo de S. João, N.º 1 - Telefones 241 371 566 - 241 371 690

MÉDICO ESPECIALISTA - GINECOLOGISTA / OBSTETRA ASSISTENTE HOSPITALAR GRADUADO do HOSPITAL DE SANTARÉM DOENÇA DA MAMA - DIPLOMADO e MASTER em Senologia / / Pat. Mamária pela F. de Medicina da Un. de Barcelona CONSULTÓRIO NA CLÍNICA “FERRO DE ENGOMAR” Rua do Quintino, 9 - A - Tel.: 243770939 - CARTAXO

CONSULTÓRIO DENTÁRIO - Nova morada -

DR. MARCÃO Médico especialista de ESTOMATOLOGIA (Doenças da boca e dentes) pela Ordem dos Médicos e pelo Hospital de Santa Maria

CLÍNICA - CIRURGIA - PRÓTESES DENTÁRIAS CONSULTAS TODOS OS DIAS Largo Cândido dos Reis, 11 - 1º Direito (junto à rotunda do hospital velho) Telef: 243 326 435 - 2000 SANTARÉM

C O N S U LTA S ACUPUNCTURA Dr.ª Elisabete Alexandra Duarte Serra ALERGOLOGIA Dr. Mário de Almeida; Dr.ª Cristina Santa Marta CARDIOLOGIA Dr.ª Maria João Carvalho CIRURGIA Dr. Francisco Rufino CLÍNICA GERAL Dr. Pereira Ambrósio - Dr. António Prôa DERMATOLOGIA Dr.ª Maria João Silva GASTROENTERELOGIA E ENDOSCOPIA DIGESTIVA Dr. Rui Mesquita; Dr.ª Cláudia Sequeira MEDICINA INTERNA Dr. Matoso Ferreira NEFROLOGIA Dr. Mário Silva NEUROCIRURGIA Dr. Armando Lopes NEUROLOGIA Dr.ª Isabel Luzeiro; Dr.ª Amélia Guilherme

POR

MARCAÇÃO

OBSTETRÍCIA E GINECOLOGIA Dr.ª Lígia Ribeiro, Dr. João Pinhel OFTALMOLOGIA Dr. Luís Cardiga ORTOPEDIA Dr. Matos Melo OTORRINOLARINGOLOGIA Dr. João Eloi PNEUMOLOGIA Dr. Carlos Luís Lousada PROV. FUNÇÃO RESPIRATÓRIA Patricia Gerra PSICOLOGIA Dr.ª Odete Vieira; Dr. Michael Knoch; Dr.ª Maria Conceição Calado PSIQUIATRIA Dr. Carlos Roldão Vieira; Dr.ª Fátima Palma UROLOGIA Dr. Rafael Passarinho NUTRICIONISTA Dr.ª Carla Louro SERVIÇO DE ENFERMAGEM Maria João TERAPEUTA DA FALA Dr.ª Susana Martins

Anat.Patológica Dra. Margarida Mendes

Endocrinologia Dr. Luís Raposo

Ortopedia Dr. Duarte Cadavez

Cir.Geral/Obesidade Dr. Joaquim Costa

Gastroenterologia Dr. Júlio Veloso

Otorrino. Dr. Flávio de Sá

Cirurgia Plástica Dr. Ribeiro de Carvalho

Medicina Interna Dra. Luísa Wandschneider

Pneumologia Dr. Marco da Costa e Silva

Cirurgia Vascular Dr. Mário Soares Clínica Geral Dra. Hélia Castro Dr. Benjamim Coimbra Dermatologia Dra. Joana Parente Dietética Dra. Célia Dias

Neurocirurgia Dr. Carlos Calado

Psicologia Dra. Elsa Martins Dr.João Paulo Ribeiro Dra. Cátia Lima

Neurologia Dr. Jorge Becho

Psiquiatria Dr. Vítor Henriques

Neuropsicologia Dr. Nuno Pestana

Reumatologia Dr. Teixeira Costa

Oftalmologia Dr. Juan Palomares Dr. Castela Rodrigues

Urologia Dr. Luís Barreto Dr. Luís Costa

Exames Complementares e Outros: • • • • • • •

Endoscopia Digestiva Alta Colonoscopia Fibrorectosigmoidoscopia Polipectomia Endoscópica Citologia Aspirativa Urofluxometria E.C.G.

• Trat. varizes (esclerose e laser) • Sedação profunda c/apoio de Anest. p/ exames endoscópicos • Laser Cirúrgico • M.A.P.A. • Holter 24 horas • Polisonografia em ambulatório

Marcações das 9:00 às 19:00 de 2ª a 6ª Feira Telef: 243 305 780 Fax: 243 305 781 Praceta Eduardo Rosa Mendes, 6-r/c 2005-174 SANTARÉM Email: surgimed@mail.telepac.pt


44

O Ribatejo 5 | Março | 2010

emprego & formação Empreendedorismo no Ensino Superior Florinda Matos(*)

As alterações que se estão actualmente a verificar, na economia mundial, obrigam a uma mudança incontornável. As profundas transformações e incertezas, em diversos campos do conhecimento, tais como organizacionais, tecnológicos, económicos, sociais e culturais, fazem com que alguns paradigmas sejam quebrados. Estamos numa nova era da economia, em que o empreendedorismo se tornou fac-

tor competitivo e diferenciador. Os desafios que Portugal enfrenta, neste momento, fazem com que, mais do que uma necessidade, o empreendedorismo seja uma realidade. As instituições de ensino e particularmente as de ensino superior, têm neste âmbito um papel fundamental. O ensino de empreendedorismo, em Portugal, tem mudado significativamente nestes últimos anos. As instituições de ensino superior têm vindo a adoptar uma nova postura que passa por inclusão de unidades curriculares de índole empreendedora, estágios obrigatórios, criação de departamentos de apoio ao empreendedorismo, incubadoras de ideias, etc.. Contudo, numa área do conhecimento maioritariamente

comportamental, que deveria contar com uma abordagem tridimensional, composta pela pessoa, pela empresa e pelo meio ambiente, ainda persiste uma metodologia demasiado teórica, não se procurando desenvolver, no espírito dos estudantes, condições de criatividade prática que os permitam tornar-se empreendedores. O empreendedorismo deixou de ser considerado um dom inato, e, nos dias de hoje, assume-se como uma disciplina que apresenta modelos, processos, fundamentação teórica, estudos de caso e um alto nível de convergência interdisciplinar. Ensinar a empreender permite que esta actividade seja aprendida noutras áreas científicas e de formação profissional, que exijam resposta pronta e capacidade de fazer frente às mu-

danças aceleradas do ambiente. O termo «empreendedor» foi aplicado, pela primeira vez, nos inícios do século XIX, por Jean Baptiste Say, um economista francês, com a intenção de definir o indivíduo que conseguia recuperar recursos económicos de um sector com baixa produtividade para um outro com alta produtividade. O empreendedor é aquele que procura a mudança, reage-lhe e identifica uma oportunidade, nem sempre vista pelos demais. Considera-se assim que, para verificar o processo empreendedor, é necessário que o empreendedor aceite o desafio de transformar ideias em oportunidades de negócio. Os factores fundamentais para o empreendedorismo são o talento, as ideias (ou criatividade), o

know-how, a tecnologia e o capital Ora, o ensino do empreendedorismo, nestes termos, em que os estudantes são ensinados e motivados a desenvolverem a sua criatividade, em que se lhes dá a conhecer os meios disponíveis e as fontes de capital, ainda está muito longe de ser uma realidade. Neste sentido, as instituições de ensino superior têm hoje um grande desafio: aproveitar o capital intelectual dos seus estudantes, preparando-os para intervirem activamente no desenvolvimento da sustentabilidade do País. Esperamos que estas instituições consigam agarrar esta oportunidade e, assim transformar-se, também elas, em instituições empreendedoras! (*) Investigadora MRC / ISCTE – IUL Consultora PMEConsult

A N Ú N C I O e ÉDITOS DE 20 DIAS PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL Nº 2089200501088491 AP

ENGENHEIRO(A) DO AMBIENTE / QUÍMICO Ô Ô Ô Ô

Licenciatura em Eng.ª do Ambiente / Química Exploração / Gestão de Etar’s Domínio da Legislação Ambiental Experiência mínima de 2 anos

CITAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS 1ª PUBLICAÇÃO JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que por este Serviço de Finanças correm ÉDITOS DE 20 DIAS, contados da segunda e última publicação deste anúncio, citando, nos termos do n.º 2 do artigo 239º do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), os credores desconhecidos e sucessores dos credores preferentes de JOSÉ JOÃO ROBERTO BOTELHO RODRIGUES, no estado de casado com Susana Paula da Conceição Silva Coelho, com domicílio fiscal em Rua Prior do Crato N 20 – 2005-364 Santarém, executado por reversão de SOCIEDADE AGRÍCOLA QUINTA DOS CARDEAIS, LDA., com sede na Rua Guilherme de Azevedo N 36 – 1 – 2000-245 Santarém, para, no prazo de 15 (QUINZE) DIAS posteriores aos dos éditos, reclamarem os seus créditos pelo produto da venda dos bens a seguir indicados, sobre os quais tenham garantia real (art. 240º, CPPT) e que foram penhorados em 8 de Outubro de 2009 no processo de execução fiscal acima identificado, instaurado para pagamento de dívidas de Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Colectivas (IRC) do ano de 2004, no montante actual de 151.754,12 €, sendo 110.982,93 € de quantia exequenda e 40.771,20 € de acréscimos legais. Findo o prazo dos éditos, no dia 28 de ABRIL de 2010, pelas 15,00 Horas, proceder-se-á à sua venda por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (art. 248º/1,CPPT) sendo o valor/preço base para cada uma das vendas o indicado, correspondente a 70% do valor atribuído em avaliação (Valor Patrimonial), não sendo consideradas as de valor inferior (art. 250º/4, CPPT). BENS A VENDER VENDA Nº 2089.2009.199

Preferência: Ô Residente na Região Resposta: Apartado 76 - 2384-909 Alcanena mail: austra@mail.telepac.pt

Valor base para as propostas de 22.302,00 € (Vinte e dois mil, trezentos e dois euros) METADE INDIVISA da fracção autónoma designada pela letra B do prédio urbano constituído no regime de propriedade horizontal, sito na Rua Prior do Crato, N 20-22, na freguesia de Marvila, concelho de Santarém, cuja fracção respeita ao RÉS-DO-CHÃO DIREITO com entrada pelo N 20, destinado a habitação, com sete divisões assoalhadas, cozinha, despensa, casa de banho, corredor, marquise e arrecadação, com a área coberta de 135,00m2 e logradouro com a área de 18,05m2. Tem as seguintes CARACTERÍSTICAS: Afectação: Habitação, Tipologia/Divisões: 7, Permilagem: 84,50, Nº de pisos: 1, Área do terreno integrante: 18,05m2, Área bruta privativa: 135,00m2, Área bruta dependente: 00,00m2, Área total do terreno: 238,00m2, Área de implantação do edifício: 148,00m2, Área bruta privativa total: 135,00m2, Área do terreno integrante das fracções: 18,05m2. Inscrito na matriz no ano de 1991 sob o artigo urbano nº 2256 – Fracção B da freguesia de Marvila. Acha-se descrito na Conservatória do Registo Predial de Santarém sob o nº 0387/19900126-B (Marvila).

VENDA Nº 2089.2009.203 Valor base para as propostas de 21.721,00 € (Vinte e um mil, setecentos vinte e um euros) Um prédio urbano sito na Calçada Mem Ramires, N 26, na freguesia de Marvila, concelho de Santarém, destinado a habitação, composto de rés-do-chão com três divisões, primeiro andar com três divisões e segundo andar com quatro divisões. Tem a área coberta de 40,00m2 e logradouro com a área de 6,00m2. Tem as seguintes CARACTERÍSTICAS: Afectação: Habitação, Tipologia/Divisões: 10, Nº de pisos: 3, Área total do terreno: 46,00m2, Área de implantação do edifício: 40,00m2, Área bruta de construção: 120,00m2, Área bruta dependente 00,00m2 e Área bruta privativa: 120,00m2. Inscrito na matriz sob o artigo urbano nº 533, da freguesia de Marvila. Acha-se descrito na Conservatória do Registo Predial de Santarém sob o nº 01060/19991116 (Marvila). É depositário nomeado o Sr. José João Roberto Botelho Rodrigues, executado nos autos, o qual, nessa qualidade e no cumprimento das suas obrigações, o mostrará aos interessados. As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.e-financas.gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 16 horas do dia anterior ao da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA Nº 2089.2009. – JOSÉ JOÃO ROBERTO BOTELHO RODRIGUES”, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo assistir ao acto o executado e o seu cônjuge, os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art. 892º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrir-se-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (art. 253º/c. CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço ou parte dele, não inferior a 1/3 do valor da venda, devendo a restante parte ser depositada no prazo de 15 dias, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. Sendo devido Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (I.M.T.), o pagamento deverá ocorrer no prazo de 30 dias contados da data da adjudicação, nos termos do n.º 3 do artigo 36º do respectivo código. É devido o Imposto do Selo a que se referem as verbas nºs 1 e 3 da respectiva Tabela. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, em três de Março do ano de dois mil e dez. O CHEFE DE FINANÇAS, (Jorge Manuel Sardinha Serra)

O ESCRIVÃO, (João José Marcelino Tavares) (em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1270 de 05.03.2010)


SERVIÇOS | PUBLICIDADE 45

O Ribatejo 5 | Março | 2010

CRÉDITOS PAU LO N I ZA assinatura anual

por apenas 25 €

* CRÉDITO RÁPIDO P/ INÍCIO DO SEU NEGÓCIO Taeg desde 7,00%

* CRÉDITO PESSOAL COM POSSIBILIDADE ASSINATURA DE 1 SÓ TITULAR, SE CASADO Taeg desde 12,06%

* CRÉDITO CONSOLIDADO S/ HIPOTECA C/ REDUÇÃO ATÉ 50% DO ENCARGO MENSAL Taeg desde 12,49%

* CRÉDITO COM GARANTIA DO SEU AUTOMÓVEL E NEGÓCIOS AUTO ENTRE PARTICULARES Taeg desde 18,52%

* LINHAS DE CRÉDITO C/ APOIO DO ESTADO

P/ INÍCIO DO SEU NEGÓCIO E REESTRUTURAÇÃO DE EMPRESAS JÁ EXISTENTES Taeg desde 2,50%

* CRÉDITO HABITAÇÃO E TRANSFERÊNCIAS COM REDUÇÃO DA SUA PRESTAÇÃO MENSAL E POSSIBILIDADE DE TAXA FIXA ATÉ 7 ANOS Taeg desde 5,1994%

* CRÉDITO CONSOLIDADO C/ HIPOTECA MESMO P/ PESSOAS COM PROBLEMAS BANCÁRIOS, Redução até 60% da prestação mensal Taeg desde 6,509%

www.pauloniza.pt Urb. Vila das Taipas. Lt.4 – r/c Drt. 2080-067 Almeirim E-mail: geral@pauloniza.com

Telf.: 243 579 296

Telm. 938 879 678

FAÇO LEITURA TAROT,

SE TEM PROBLEMAS DIFÍCEIS... NÃO CONSEGUE RESOLVER PROBLEMAS FAÇO AMARRAÇÕES INFALÍVEIS À PESSOA AMADA... OU A QUEM QUISER!!!

CONTACTE-ME TODOS OS DIAS SANTARÉM 927 354 476


46

O Ribatejo 5 | Março | 2010

imobiliário & classificados IMOBILIÁRIO arrenda-se A SANTARÉM Café p/ reformar c/ 100 m2 (R/c e logradouro) + 1º andar T1 em Duplex, junto ao Largo do Seminário 400€/mês www.remax.pt/12187107242 RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel. 961311745 A O CNEMA dispões de 3 lojas (espaços comerciais/ escritórios) c/ as seguintes áreas 18m2, 26m2 e 125m2 ( esta última inclui wc). Contactar TLF 243300300 ou geral@ cnema.pt A LOJA na Torre S. Domingos área 42m2 TL 249314528/ 913287515 A QUARTO em zona calma e simpática da cidade de Santarém TLM 919301034 A QUARTO mobilado em Santarém TLM 969303121 A ESCRITÓRIO Marvila, 3 salas, 1 wc, Perto do Seminário Preço: 400,00€ - Ref. A79 Go Imobiliária AMI - 8191 Tlf - 915084892 /243094092

A T1 Calçada do Monte. Com esquentador e exaustor. Preço: 280,00€ - Ref. A98 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092 A LOJA São Nicolau, 72m2, Zona urbana, com extracção fumos. Bem localizada. Preço: 600,00€ - Ref. A81 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092 A T4/ ESCRITÓRIO R. António José de Almeida. Remodelado, para escritório ou Habitação. Preço: 500,00€ - Ref. A39 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/ 243094092 A MORADIA T3 Arneiro de Tremês. Com lareira Com pátio. Lugar calmo. A 16 Km de Santarém. Preço: 350,00€ - Ref. A101 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/ 243094092 A APARTAMENTO T3 São Domingos. Todo mobilado e Equipado. Com lareira e ar condicionado. Preço: 550,00€ - Ref. A104 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/ 243094092

A QUINTINHA c/3casas 75000€/ troco T3 911008574

IMOBILIÁRIO trespassa-se A TROCO café restaurante + moradia 5 assoa Benfica do Ribatejo por moradia 3 assoa c/ terreno 250000€ em numerário 40000€ T 969738212 A CAFÉ em S. João da Ribeira (RIO MAIOR) Contacto: 243 949 159

IMOBILIÁRIO vende-se A SALA em Marvila, c/ roupeiro, serviço de recepção incluído. Para serviços médicos. Valor: 250€ - Ref. A73 Go Imobiliária AMI – 8191 Tlf – 915084892/243094092 A QUINTINHA c/3 casas recuperadas antes 250000€ AGORA 75000€ Santarem T 911008574

A APT T2 Jardim de Cima. Ano construção 2004 c/ novo 82.500€ negociável. TLM 966161229 (apartir das 18h). Trata o próprio A CARTAXO T1 ( 3º andar) com aproveitamento de sótão (acesso directo pelo apartamento). 67.500 € www.remax. pt/121871067-8 RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel. 961778994 A CARTAXO T2 semi-novo c/ lareira, cozinha semi-equipada, arrecadação e lugar de garagem. 100.000 € www. remax.pt/121871067-1 RE/ MAX Milénio – AMI 6883 Tel. 961778994 A CARTAXO T3 c/ aquecimento central, lareira c/ recuperador, aspiração central, hidromassagem, cozinha totalmente equipada, 2 lugares de garagem. 150.000 € www.remax. pt/121871067-7 RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel. 961778994 A CARTAXO Moradia T4 isolada, em plena cidade. Garagem e jardim. Visite!

A N Ú N C I O e ÉDITOS DE 20 DIAS

220.000 € www.remax. pt/121871067-6 RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel. 961778994 A CARTAXO T2 c/ suite, A/C, 2 lugares de garagem e um espectacular terraço com 80 m2… Rua Batalhoz. 140.000 € www. remax.pt/121871067-10 RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel. 961778994 A FAZENDAS DE ALMEIRIM Moradia T4 (2 pisos) c/ garagem e logradouro. 148.500 € www.remax.pt/12187107241 RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel. 961334733 A VALE DA PINTA Moradia T3 em lote de 1.166 m2 COMO NOVA. Áreas amplas e qualidade nos acabamentos. 190.000 € www.remax. pt/121871072-40 RE/MAX Milénio – AMI 6883 Tel. 961334733 A APT no Alto do Parisal, excelente estado, sala c/ lareira, aq. central, 2 roupeiros, banheira de hidromassagem. 3ºandar c/ elevador. Composto por 3 quartos, 2 wc, sala, cozinha equipada, despensa e arrecadação – 96.000€ www.remax. pt/120431070-135 AMI

5430 – RE/MAX SCALA – Santarém. Tel: 243 307 500 A APT T3 c/ sala de estar, marquise, sala de costura, 2 despensas e quintal em muito bom estado de conservação - RECENTEMENTE REMODELADO. R/chão c/ porta única em prédio em bom estado. Perto do Presídio de Santarém. PERMUTA POR T2 EM SANTARÉM – 74.000€ www. remax.pt/120431108-28 AMI 5430 – RE/MAX SCALA – Santarém. Tel: 243 307 500 A MORADIA em zona residencial sossegada. R/ chão c/ sala c/ lareira, sala de jantar, escritório, casa de banho e ampla cozinha c/ despensa. No 1º andar suite c/ wc, 2 quartos e casa de banho completa. Quartos têm roupeiro e existe ainda um grande roupeiro no R/chão. No exterior, uma garagem em box, zona com alpendre com churrasqueira, arrumos e jardim 189.000€ www.remax. pt/120431105-9 AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500 A APT T2 na Ribeira de Santarém necessita de melhoramentos, 2 quartos, cozinha, w.c. com banheira e hall c/ despensa.

Aproveitamento de Sótão. Na melhor zona da Ribeira de Santarém, este apartamento será uma mais valia numa altura de grandes transformações que a Ribeira irá sofrer a curto prazo – 51.500€ www.remax.pt/12043112119 AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500 A CASA de rés-de-chão, nas Fazendas de Almeirim destinada a habitação c/ 4 assoa., 3 quartos, cozinha, sala, wc e quintal c/ anexos. O quintal c/ cerca de 120m2. Junto ao portão da garagem encontra-se um pequeno terreno que é utilizado caso se pretenda para fazer uma pequena horta – 69.000€ www. remax.pt/120431071-101 AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500 A MORADIA no centro de Alpiarça mas numa rua bastante sossegada. A moradia é constituída no R/ Chão por ampla sala de estar um wc, cozinha, dispensa, sala de refeições, quintal serventia e diversos anexos. No aproveitamento do sótão pelos três quartos um wc, 2 roupeiros um deles no quarto maior e um amplo terraço – 125.000€ www. remax.pt/120431092-27

AMI 5430 - RE/MAX SCALA - Santarém. Tel: 243 307 500 A APT T3 c/ pouco tempo de uso. Possibilidade de espaço de garagem. Santarém – S. Domingos (95.000€) Ref; 001001018 Trata: Imovenda, Lda – AMI 5774 www.imovenda. pt – 243306076/ 917 997770 A MORADIA geminada c/ 3 assoa., 2 pisos, terraço e logradouro. Centro da cidade. Bom preço. Calçada do monte – Santarém (95.000€) Ref; 001002002 Trata: Imovenda, Lda – AMI 5774 www.imovenda.pt – 243306076/ 917 997770 A V2, pré-instalação a.c., cozinha rústica c/ lareira, telheiro c/ barbecue e lavatório, parqueamento, murado e possib. construção de 182m2. Frade de cima – (125.000€) Ref; 001003006 Trata: Imovenda, Lda – AMI 5774 www.imovenda.pt – 243306076/ 917 997770 A QUINTINHA c/ 10.200 m2, moradia c/ 4 quartos, sala comum (32.85 m2) c/ recup. calor, Cozinha semi-equipada, pré-instalação de aquec. central e garagem p/ 2

A N Ú N C I O e ÉDITOS DE 20 DIAS

PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL Nº 2089200501076060 AP

PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL Nº 2089200701094874 AP

CITAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS

CITAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS

1ª PUBLICAÇÃO

2ª PUBLICAÇÃO

JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que por este Serviço de Finanças correm ÉDITOS DE 20 DIAS, contados da segunda e última publicação deste anúncio, citando, nos termos do n.º 2 do artigo 239º do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), os credores desconhecidos e sucessores dos credores preferentes do executado FRANCISCO MANUEL SERRANHO SACRAMENTO, no estado de casado com MARIA FERNANDA MOREIRA VIEIRA SACRAMENTO, com residência na Rua Pinheiro das Areias N 7 Vale de Santarém 2005-428 Santarém, para no prazo de 15 (QUINZE) DIAS posteriores aos dos éditos, reclamarem os seus créditos pelo produto da venda do bem a seguir indicado, sobre o qual tenham garantia real (art. 240º, CPPT) e que foi penhorado em 17 de Junho de 2008 no processo de execução fiscal acima identificado, instaurado para pagamento de dívidas à Administração Fiscal respeitantes a Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) e Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e Coimas Fiscais (CF) dos anos de 2003 a 2007, no montante actual de 2.177.76 €, sendo 2.055,99 € de quantia exequenda e 121,77 € de acréscimos legais.

JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que por este Serviço de Finanças correm ÉDITOS DE 20 DIAS, contados da segunda e última publicação deste anúncio, citando, nos termos do n.º 2 do artigo 239º do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), os credores desconhecidos e sucessores dos credores preferentes dos executados PAULO JORGE ROXO SERRANHO e mulher FÁTIMA ALEXANDRA TAVARES MILHINHOS SERRANHO, com domicílio fiscal na Urbanização Quinta da Mota LT 45 – 2005-029 Vale de Santarém, para no prazo de 15 (QUINZE) DIAS posteriores aos dos éditos, reclamarem os seus créditos pelo produto da venda do bem a seguir indicado, sobre o qual tenham garantia real (art. 240º, CPPT) e que foi penhorado em 7 de Abril de 2009 no processo de execução fiscal acima identificado, instaurado para pagamento de dívidas à Administração Fiscal respeitantes a Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS), dos anos de 2006 a 2007, no montante actual de 4.569,08 €, sendo 3.285,72 € de quantia exequenda e 1.283,36 € de acréscimos legais.

BEM A VENDER

BEM A VENDER

Prédio URBANO de rés-do-chão e sótão, destinado a habitação, sito na Rua Marquesa da Ribeira Grande, freguesia de Vale de Santarém, concelho de Santarém, composto o rés-do-chão de quatro assoalhadas, cozinha, casa de banho, corredor, despensa, uma divisão para tratamento de roupa e dois alpendres e o sótão possui duas assoalhadas, casa de banho, hall e varanda. Tem a área coberta de 183,20m2 e um logradouro com a área de 584,80m2. Confronta de norte com Rua para a estrada do campo, de sul com serventia, de nascente com Mário Cardoso Diniz e de poente com Manuel Bento. CARACTERÍSTICAS: Afectação: Habitação, Tipologia/Divisões: 6, Nº de pisos: 2, Área total do terreno: 768,0m2, Área de implantação do edifício: 183,20m2, Área bruta de construção: 183,20m2. Área bruta privativa: 183,20m2, Área bruta dependente: 00,0m2. Encontra-se inscrito na matriz urbana da freguesia de Vale de Santarém desde o ano de 2000, sob o artigo nº 2033 e acha-se descrito na Conservatória do Registo Predial de Santarém, sob o nº 0887/19971030 – Vale de Santarém.

METADE INDIVISA da fracção autónoma designada pela letra C do prédio urbano constituído no regime de propriedade horizontal, sito na Rua da Fábrica, N 11, na freguesia de S. Pedro, concelho de Torres Novas, cuja fracção respeita ao SEGUNDO ANDAR destinado a habitação, composto de quatro divisões assoalhadas, cozinha, casa de banho, despensa e arrecadação com a área de 6,5 m2 no logradouro comum do prédio. Tem as seguintes CARACTERÍSTICAS: Afectação: Habitação, Tipologia/Divisões: 4, Permilagem: 333,00, Nº de pisos: 1, Área do terreno integrante: 00,00m2, Área bruta privativa: 90,500m2, Área bruta dependente: 6,500m2, Tipo de prédio: Prédio em Regime de Propriedade Horizontal, Nº de pisos: 3, Área total do terreno: 110,00m2, Área de implantação do edifício: 90,500m2, Área bruta privativa total: 90,500m2, Área do terreno integrante das fracções: 00,00m2. Inscrito na matriz no ano de 1988 sob o artigo urbano nº 1591 – Fracção C, da freguesia de S. Pedro. Acha-se descrito na Conservatória do Registo Predial de Torres Novas sob o nº 01246/19970827-C (S. Pedro).

É depositário o Sr. Francisco Manuel Serranho Sacramento, executado nos autos, o qual, nessa qualidade e no cumprimento das suas obrigações, deverá mostrá-lo aos interessados. Findo o prazo dos éditos, no dia 27 de ABRIL de 2010, pelas 15,00 HORAS, proceder-se-á à sua venda por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (art. 248º/1,CPPT) sendo o valor base para a venda de 60.592,00€, correspondente a 70% do valor atribuído em avaliação, não sendo consideradas as de valor inferior (art. 250º/4, CPPT). As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.e-financas.gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 16 horas do dia anterior ao da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA Nº 2089.2008.132 – FRANCISCO MANUEL SERRANHO SACRAMENTO”, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo assistir ao acto o executado e o seu cônjuge, os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art. 892º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrir-se-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (art. 253º/c. CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço ou parte dele, não inferior a 1/3 do valor da venda, devendo a restante parte ser depositada no prazo de 15 dias, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. Sendo devido Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (I.M.T.), o pagamento deverá ocorrer no prazo de 30 dias contados da data da adjudicação, nos termos do n.º 3 do artigo 36º do respectivo código. É devido o Imposto do Selo a que se referem as verbas nºs 1 e 3 da respectiva Tabela. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, ao primeiro dia do mês de Março do ano de dois mil e dez.

É depositária a Sra. D. Fátima Alexandra Tavares Milhinhos Serrano, executada nos autos, a qual, nessa qualidade e no cumprimento das suas obrigações, o deverá mostrar aos interessados. Findo o prazo dos éditos, no dia 20 de ABRIL de 2010, pelas 11,00 HORAS, proceder-se-á à sua venda por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (art. 248º/1,CPPT) sendo o valor base para a venda de 14.809,00€, correspondente a 70% do valor atribuído em avaliação, não sendo consideradas as de valor inferior (art. 250º/4, CPPT). As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.e-financas.gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 16 horas do dia anterior ao da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA Nº 2089.2009.270 – PAULO JORGE ROXO SERRANHO e mulher FÁTIMA ALEXANDRA TAVARES MILHINHOS SERRANHO”, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo assistir ao acto os executados, os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art. 892º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrir-se-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (art. 253º/c. CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço ou parte dele, não inferior a 1/3 do valor da venda, devendo a restante parte ser depositada no prazo de 15 dias, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. Sendo devido Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (I.M.T.), o pagamento deverá ocorrer no prazo de 30 dias contados da data da adjudicação, nos termos do n.º 3 do artigo 36º do respectivo código. É devido o Imposto do Selo a que se referem as verbas nºs 1 e 3 da respectiva Tabela. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, aos dezassete dias do mês de Fevereiro do ano de dois mil e dez.

O CHEFE DE FINANÇAS, (Jorge Manuel Sardinha Serra) (em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1270 de 05.03.2010)

O ESCRIVÃO, (João José Marcelino Tavares)

O CHEFE DE FINANÇAS, (Jorge Manuel Sardinha Serra) (em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1270 de 05.03.2010)

O ESCRIVÃO, (João José Marcelino Tavares)


IMOBILIÁRIO & CLASSIFICADOS 47

O Ribatejo 5 | Março | 2010 carros. Piscina (4.5mx9m). Achete (199.000€) Ref; 001004007 Trata: Imovenda, Lda – AMI 5774 www.imovenda.pt – 243306076/ 917 997770 A APT T2 em muito bom estado, situado na zona nobre de S. Domingos – Santarém (95.000 €) Ref; 001005001 Trata: Imovenda, Lda – AMI 5774 www.imovenda.pt – 243306076/ 917 997770 A APT T2, Almeirim, coo novo, cozinha equipada, logradouro c/churrasqueira. Valor 90.000,00€ - Ref. A-327 TLF: 243595033 www.habigotica.com AMI 5915 A TERRENO c/ 165m2, Almeirim, c/ moradia para demolir. Valor 27.500,00€ Ref A-326 TLF: 243595033 www.habigotica.com AMI 5915 A APT T3, Almeirim, novo, lugar garagem, ar condicionado, cozinha equipada, excelentes. Valor 115.000,00€ - Ref.

A-322 TLF: 243595033 www.habigotica.com AMI 5915 A MORADIA T2 rural, na Várzea, 1900m2 terreno, zona sossegada. Valor 68.000,00€ - Ref. A-320 TLF: 243595033 www. habigotica.com AMI 5915 A LOJA em Santarém, nova, 110m2, grandes montras. Valor 97.500,00€ - Ref. S-574 TLF: 243595033 www. habigotica.com AMI 5915 A São Vicente Paúl Moradia T3, usada, como nova, c/ 2 quartos, suite , cozinha, sala, 2 wc, alpendre, garagem. 2 cadernetas urbana c/1.000m2 e rústica c/3.020m2. convida ao relax e qualidade de vida . ZEN , c/ a capital do gótico e entrada para A1 a 10 min. ZEN MOR.199 PREÇO 175.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243 A Santarém – Jardim de Baixo Moradia T3, r/c e 1º,

usada, soalheira, em ópt. estado, pré-instal. p/ paneis solares, logradouro, alpendre, garagem indiv.. Zona residencial mtº aprazível, próx. entrada A1, zonas comercias, escolas e cidade de Santarém. ZEN MOR.198 PREÇO 165,000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243 A Romeira Moradia T4+1. r/chão, cave e sótão. No r/ chão: hall, sala, quarto, suite, wc e alpendre; na cave: cozinha, despensa, casa máq., 2 quartos, casa jantar e wc. Sótão amplo. 2 cadernetas, urbana c/ 450m2, rústica c/ 11.680m2. ZEN MOR.130 PREÇO 199.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243 A Alpiarça Moradia T5+1,usada ( cave, r/c e 1º), proj. numa construção e acab. Qualidade, zona habitacional privilegiada... Barragem, Museu dos Patudos e Reserva Natural do Cavalo Sorraia.

ZEN MOR.168 PREÇO 280.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243

100.000€ - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653

A Santarém – S.Salvador Apt Duplex T2, usado, bem cons., bons acab., 2 quartos, sala, Wc ,cozinha, zona arrumos, garagem priv. c/acesso ao duplex, arrecadação, em zona calma, a 3 min. centro da cidade, e 5 min. acesso a A1 .ZEN APT.107 PREÇO 97.500€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243

A Casa antiga em Ponte do Soleiro/ Santarém. 50.000€ - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653

A Almeirim Apt T3, novo, hall (tecto falso c/ projec.) 2 quartos (roupeiros de correr), 1 suite( banheira hidrom. wc c/ janela), sala, wc, cozinha semi-equipada c/ electrodom. INDESIT, garagem (box indiv. exterior, c/ água e luz ligado cada fracção), zona agradável, c/ jardim, bons acessos rodoviários ZEN APT.155 PREÇO 105.000€ AMI 6566 ZEN Santarém TLM 919727243 A Apt. usado T2 Almeirim c/ 1 lugar de garagem.

A LOJA c/ + - 40 m2 em Santarém na zona histórica. 42.500€ neg - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653 A Apt. usado T2 em Santarém. 65.000€ - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653 A Apt. novo T3 c/ garagem em Almeirim. 126.000€ - Xequecasa, Lda – AMI 6019 TLF 243306653 A APT T3 em Alcanena. Óptimo estado de conservação, ar condicionado, 2 varandas fechadas, arrecadação, lugar de garagem. Muito bem localizado. Ref. 3810 Preço: 70.000,00 € Trata Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390

A APT T4 c/ excelente área em Vale de Estacas. Cozinha semi-equipada, facilidade de estacionamento, junto a comércio, bombeiros e hospital. Ref. 3804 Preço: 85.000,00 € Trata Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390 A APT T3 no Jardim de Baixo. Boas áreas, arrecadação, lugar de garagem, junto a comércio, serviços e transportes. A 5 minutos do centro da Cidade. Ref. 3798 Preço: 84.000,00 € Trata Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390 A EXCELENTE APT T3 no centro de Santarém junto à Ginestal Machado. Área total 101,6m2, junto a comércio, serviços e transportes. Ref. 3795 Preço: 86.000,00 € Trata Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390 A APT T3 junto à Escola Ginestal Machado. Excelente área, 2 despensas, arrecadação no sótão. Excelente preço.

Terapeuta Osteopata Rui Leite Ceficarte CENTRO DE FISIOTERAPIA DO CARTAXO

A EXPLICAÇÕES: de Matemática A e B; biologia, geologia, física, química, geografia, estatística e MACS aos 2º e 3º ciclos e nível universitário. Perto da Ginestal Machado. Contacto: 914 626 531

EMPREGO oferece-se A Casal para trabalhar em quintas c/experiência TLM 966997886 A ENTREGAS de pão ao domicilio TLM 927295726

VEÍCULOS vende-se A CARRINHA Opel Campus inspeccionada TLM 914143540 A CHEVROLET Spazio 1.4Sx impecável TLM 936205470

DIVERSOS geral

A PEUGEOT 106 1.1 5 portas 1999 novo TL 965175504

A ASTROLOGIA Consultas diárias V.F.Xira TLM 910394376

FAUSTINO SANTOS

Acupunctura / Hipnoterapia Clínica Licenciado em Medicina Tradicional Chinesa Curso pós-graduado de aperfeiçoamento de Hipnose em Clínica Médica (componente de especialização) da Faculdade de Medicina de Lisboa

Praceta Pedro Escuro, 10 - 3.º Esq.º

MARCAÇÕES: Tlm.: 919 612 454 • Tel./Fax: 243 702 311 Av. João de Deus, n.º 10 r/c 2070-011 Cartaxo

ÉDITOS E ANÚNCIO DE VENDA

No centro de Santarém. Ref. 3790 Preço: 77.500,00 € Trata Era Santarém AMI 5563 – Telf. 243303390

(Junto à Rádio Pernes)

MARCAÇÕES - Telemóvel: 962 600 338

www.faustinosantos-acupunctura.com

A N Ú N C I O e ÉDITOS DE 20 DIAS

PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL N.º 2089200701002546 AP

PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL Nº 2089200501018213 AP

CITAÇÃO, CONVOCAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS

CITAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS

2ª PUBLICAÇÃO

2ª PUBLICAÇÃO

JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que por este Serviço de Finanças correm ÉDITOS DE 30 (TRINTA) DIAS, contados da segunda e última publicação deste anúncio, citando, nos termos do n.º 3 do artigo 193º do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), MARIA DE LURDES MENDES DA MATA RIBEIRO, no estado de divorciada, com domicílio fiscal e última residência conhecida na Quinta dos Formigais – Casével – 2000-451 Santarém, de que contra ela corre termos o processo de execução fiscal acima indicado, por dívidas à Administração Fiscal provenientes de Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) e Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) dos anos de 2004 a 2006, na quantia exequenda total de 4.600,55 € (Quatro mil, seiscentos euros e cinquenta e cinco cêntimos), pelo que deverá, no prazo de 30 (TRINTA) DIAS seguintes ao do final dos éditos, proceder ao seu pagamento, acrescido dos respectivos acréscimos relativos a juros de mora e custas processuais, mediante guias que deverá solicitar neste Serviço de Finanças, podendo, no mesmo prazo, deduzir oposição à execução (art. 203º/ss, CPPT), requerer o pagamento em prestações (art. 196º/ss, CPPT) ou solicitar a dação em pagamento (art. 201º/ss, CPPT). Nos termos do n.º 2 do artigo 239º do CPPT, são citados os credores desconhecidos e sucessores dos credores preferentes da executada para, no prazo de 15 (QUINZE) DIAS, findos os primeiros 20 (VINTE) DIAS dos éditos, reclamarem os seus créditos pelo produto da venda do imóvel a seguir descrito, o qual foi penhorado em 6 de Fevereiro de 2009 no processo de execução fiscal acima identificado e sobre o qual tenham garantia real, Faz ainda saber que, se não fizer o pagamento no prazo dos éditos, no dia 18 de MAIO de 2010, pelas 11 horas, se procederá à sua venda judicial por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (art. 248º/1,CPPT), com o valor base para a venda de 8.225,00 €, correspondente a 70% do valor atribuído em avaliação, não sendo consideradas as de valor inferior (art. 250º/4, CPPT).

JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que por este Serviço de Finanças correm ÉDITOS DE 20 DIAS, contados da segunda e última publicação deste anúncio, citando, nos termos do n.º 2 do artigo 239º do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), os credores desconhecidos e sucessores dos credores preferentes de MARCO ANTÓNIO DO ESPIRITO SANTO MENEZES CARDOSO, no estado de casado com Teresa Paula Infante Carreira Manhoso Menezes Cardoso, com domicílio fiscal em Urbanização Quinta do Jardim de Baixo LT 28 2 DT - Santarém, executado por reversão de MARCO CARDOSO SOLUÇÕES PARA ESCRITÓRIO UNIPESSOAL, LDA., com sede no Largo Mem Ramirez, Loja B - Santarém, para, no prazo de 15 (QUINZE) DIAS posteriores aos dos éditos, reclamarem os seus créditos pelo produto da venda do bem a seguir indicado, sobre o qual tenham garantia real (art. 240º, CPPT) e que foi penhorado em 8 de Outubro de 2009 no processo de execução fiscal acima identificado, instaurado para pagamento de dívidas de Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) e Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Colectivas (IRC) dos anos de 2005 e 2006, no montante actual de 10.218,48 €, sendo 7.220,15 € de quantia exequenda e 2.998,33 € de acréscimos legais.

BEM A VENDER Prédio rústico sito no lugar de Tojeiro, freguesia de S. Vicente do Paúl, concelho de Santarém, composto de cultura arvense de sequeiro e oliveiras, com a área de 9.400m2, confrontando de norte com Leonel Costa Ferrão e José Dias Moreira, de sul com estrada, de nascente com José Dias Moreira e de Poente com Ricardo Costa Moreira. Está inscrito na matriz rústica da freguesia de S. Vicente do Paúl sob o artigo 113 da secção AF e acha-se descrito na Conservatória do Registo Predial de Santarém sob o nº 00982/070397. É fiel depositária nomeada a executada, a qual, depois de contactada no domicílio fiscal acima indicado e no cumprimento das suas obrigações legais, o mostrará aos interessados. As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.e-financas.gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 16 horas do dia anterior ao da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA Nº 2089.2009.024 – MARIA DE LURDES MENDES DA MATA RIBEIRO”, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo assistir ao acto a executada e os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art. 892º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrir-se-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (art. 253º/c. CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço ou parte dele, não inferior a 1/3 do valor da venda, devendo a restante parte ser depositada no prazo de 15 dias, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. Sendo devido Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (I.M.T.), o pagamento deverá ocorrer no prazo de 30 dias contados da data da adjudicação, nos termos do n.º 3 do artigo 36º do respectivo código. É devido o Imposto do Selo a que se referem as verbas nºs 1 e 3 da respectiva Tabela. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, aos vinte e quatro dias do mês de Fevereiro do ano de dois mil e dez. O CHEFE DE FINANÇAS, (Jorge Manuel Sardinha Serra) (em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1270 de 05.03.2010)

O ESCRIVÃO, (João José Marcelino Tavares)

BEM A VENDER METADE INDIVISA da fracção autónoma designada pela letra F do prédio urbano constituído no regime de propriedade horizontal, sito na Rua Florentino Pereira Mota, N 29 – Jardim de Cima, na freguesia de S. Salvador, concelho de Santarém, cuja fracção respeita ao SEGUNDO ANDAR DIREITO destinado a habitação, com uma arrecadação na cave, designada pelo nº 5. Tem as seguintes CARACTERÍSTICAS: Afectação: Habitação, Tipologia/Divisões: 4, Permilagem: 125,000, Nº de pisos: 1, Área do terreno integrante: 0,00m2, Área bruta privativa: 98,45m2, Área bruta dependente: 5,10m2, Área total do terreno: 205,00m2, Área de implantação do edifício: 205,00m2, Área bruta privativa total: 98,45m2, Área do terreno integrante das fracções: 00,00m2. Inscrito na matriz no ano de 1997 sob o artigo urbano nº 3910 – Fracção F da freguesia de S. Salvador. Acha-se descrito na Conservatória do Registo Predial de Santarém sob o nº 01551/19951106-F (S. Salvador). É depositário o Sr. Marco António do Espírito Santo Menezes Cardoso, executado nos autos, o qual, nessa qualidade e no cumprimento das suas obrigações, o mostrará aos interessados. Findo o prazo dos éditos, no dia 21 de ABRIL de 2010, pelas 11,00 HORAS, proceder-se-á à sua venda por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (art. 248º/1,CPPT) sendo o valor base para a venda de 18.116,00€, correspondente a 70% do valor atribuído em avaliação, não sendo consideradas as de valor inferior (art. 250º/4, CPPT). As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.e-financas.gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 16 horas do dia anterior ao da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA Nº 2089.2009.174 – MARCO ANTÓNIO DO ESPIRITO SANTO MENEZES CARDOSO”, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo assistir ao acto o executado e o seu cônjuge, os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art. 892º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrir-se-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (art. 253º/c. CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço ou parte dele, não inferior a 1/3 do valor da venda, devendo a restante parte ser depositada no prazo de 15 dias, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. Sendo devido Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (I.M.T.), o pagamento deverá ocorrer no prazo de 30 dias contados da data da adjudicação, nos termos do n.º 3 do artigo 36º do respectivo código. É devido o Imposto do Selo a que se referem as verbas nºs 1 e 3 da respectiva Tabela. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, em vinte e quatro de Fevereiro do ano de dois mil e dez. O CHEFE DE FINANÇAS, (Jorge Manuel Sardinha Serra) (em Jornal “O Ribatejo”, edição n.º 1270 de 05.03.2010)

O ESCRIVÃO, (João José Marcelino Tavares)


tempo: nublado 5 | MARÇO | 2009

∑agenda Sexta-feira

Abrantes ∑ A Companhia do Chapitô apresenta “Drákula”, uma peça que pretende contar a verdadeira história do conde da Transilvânia. Às 21h30, no S. Pedro.

Sábado Santarém ∑ O Círculo Cultural Scalabitano apresenta “Beatriz Costa - Uma Mulher Admirável”, às 21h30 no Teatro Sá da Bandeira. Tomar ∑Concerto com o “The Legendary Tigerman”, às 21h30, no cine-teatro.

Impresso em papel que incorpora 30 por cento de fibra reciclada, com tinta ecológica de base vegetal

A chuva promete abrandar nos próximos dias mas o céu vai continuar nublado com possibilidade de ocorrência de aguaceiros durante o fim-desemana. A temperatura máxima vai baixar ligeiramente durante a próxima semana.

rosário breve

Tribunal de Almeirim julga roubos em farmácias Assaltos ∑ Quatro farmácias e uma pastelaria, no espaço de um mês O julgamento do principal suspeito da onda de assaltos à mão armada a quatro farmácias em Almeirim e Alpiarça, e a uma pastelaria perto do Parque da Zona Norte, começou na passada quarta-feira, no tribunal da cidade. O arguido é um ex-segurança nocturno de Santarém, que está acusado pelo Ministério Público (MP) de quatro crimes de roubo agravado, um de roubo na forma tentada e dois de detenção de arma proibida. O indivíduo, de 39 anos, encontra-se a cumprir pena no Estabelecimento Prisional nas Caldas da Rainha por um assalto a um posto de combustível, em Santarém. O suspeito está acusado dos assaltos à Pastelaria Venicien, a 27 de Dezembro de 2008, e às farmácias Mendonça, Gameiro (em Alpiarça), Central

e Barreto do Carmo, esta última a 31 de Janeiro de 2009, data em que foi detido na sequência de uma operação montada pela GNR de Almeirim. Na primeira sessão, nenhuma das seis testemunhas ouvidas conseguiu identificar cabalmente o arguido como o autor dos assaltos, apenas o reconheceram parcialmente pela altura, fisionomia e por uma tatuagem na mão. Em todos os roubos, o assaltante actuou com um gorro na cabeça e um cachecol a tapar-lhe o rosto, excepto os olhos e parte da testa. O ladrão usou sempre uma faca grande de cozinha para ameaçar as vítimas e escolhia as horas de encerramento dos estabelecimentos, quando não estavam já clientes no interior e os funcionários se preparavam para contar as caixas.

A

O arguido foi detido após o assalto à farmácia Barreto do Carmo

Esmeralda vai ser ouvida no tribunal A procuradora do Ministério Público no Tribunal de Torres Novas requereu a audição, em “ambiente informal”, de Esmeralda Porto, no âmbito do pedido de alteração da regulação do poder paternal interposto pela mãe da menor. No requerimento entregue na sessão do julgamento que decorreu na terça-feira, no tribunal de Torres Novas, a procuradora Ana Lima recorda que foi a própria criança a manifestar à pedopsiquiatra Ana Vasconcelos o desejo de ser ouvida pelo Tribunal sobre a sua situação. A criança, entregue pela mãe aos três meses ao casal Luís Gomes e Adelina Lagarto, está a viver com o pai, Baltazar Nunes, desde Dezembro de 2008, por decisão do Tribunal, requerendo a mãe, Aidida Porto, neste processo, a alteração da regulação do poder paternal e a guarda da menina, alegando reunir agora as necessárias condições económicas e familiares. O juiz Pedro Carrilho de Sousa não se pronunciou sobre o requerimento do Ministério Público, remetendo uma decisão para o final da audição de todas as testemunhas. O dia de terça-feira foi dedicado à audição das testemunhas arroladas por Aidida Porto, entre as quais se contam a sua mãe e um dos três filhos que deixou no Brasil quando veio viver para Portugal há 10 anos. Para o próximo dia 15 está agendada a audição das testemunhas indicadas por Baltazar Nunes.

Daniel Abrunheiro

Livros da Anita agora adulta Sobra-nos bem pouco amor nestes tempos de cólera. A nossa abananada República conta este Outubro cem anos de solidão, nestes cus-de-Judas onde só o conhecimento do Inferno dá para uma explicação de pássaros tais. Não vejo maneira de nos darmos por levantados do chão, com tão mau tempo no canal. Quatro prisões debaixo de armas são praticamente impossíveis, dadas estas supremas procuradorias e estas procuradas supremacias que não conjugam crime e castigo. O homem na cidade sabe que o problema não é o segredo, mas o degredo da Justiça. Não apenas o estrangeiro é já o homem revoltado. Os lusíadas desempregados que o digam. A tenda dos milagres deu já o que não tinha a dar, pois que cada vez mais os velhos marinheiros são capitães da areia. Pávidos e não serenos, de que nos adianta sabermos que o carreirismo é um carteirismo? Todos os nomes ensaiam a cegueira no rio triste dos dias e dos prodígios. Os meninos de ouro podem à fartazana repetir o erro de Descartes com a apologia de Sócrates, que o platónico banquete seguirá tinindo suas obscenas facas de prata. As palavras são pedras mas não partem ossos, por mais filosofais. Portugal, Portugal: um quarto com vista para uma seara de vento debaixo do vulcão, deste lado do paraíso onde nem já a noite é terna. A vida é difícil nas cidades invisíveis. Resta o quê aos gaibéus? Aprender a rezar na era da técnica ou arranjar uma máquina de fazer espanhóis? O tempo e o modo são o presente indicativo de que as palavras e as coisas já não têm sentimento de si. A culpa é dos indiferentes, dos homens sem qualidades, das serenatas ao luar com angústia para o jantar, dos joões com medo, dos principezinhos, dos vagões-jotas, das ninfomaníacas e das outras. Trocar de rosa com obstinado rigor é urgente no país possível. Uma pessoa despede-se da terra da alegria com uma mão cheia de nada e outra de coisa nenhuma. Dar grandes passeios aos domingos, só na selva dos emigrantes. Em viagem ao fim da noite, um gajo sente-se deus passeando pela brisa da tarde. Mas, como um homem não chora, era bom que trocássemos umas ideias sobre o assunto antes de dizermos adeus às armas e enquanto os suínos cobram por nós as flores do mal e as mãos e os frutos para sempre e até ao fim, Anita. daniel.abrunheiro@gmail.com

ed 1270  

Jornal O Ribatejo

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you