Anuário de Sustentabilidade do Sistema Florestal 2021 + Guia de Compras do Sistema Florestal

Page 1

Opiniões www.RevistaOpinioes.com.br

ISSN: 2177-6504

2021

anuário de sustentabilidade

do sistema florestal brasileiro

& Guia de Compras das empresas de base florestal


🔊

instruções IMPORTANTE • IMPORTANT • WICHTIG • First of all, before any action, please touch in the flag of your language. • Tout d'abord, avant toute action, veuillez toucher le drapeau de votre langue. • Primero, antes de realizar cualquier acción, toque la bandera de su idioma. • Bitte berühren sie vor jeder aktion die flagge ihrer sprache. • Para que obtenha o melhor aproveitamento dos recursos que a Plataforma Digital Multimídia da Revista Opiniões pode lhe oferecer, solicitamos que assista ao video abaixo. Nele estão contidos alguns recursos que lhe serão úteis neste momento. Ao acionar o play, o video abaixo será iniciado. Ao chegar no final, o video das instruções será iniciado novamente.

Plataforma Digital Multimídia da Revista Opiniões



Acervo: Suzano


2021 Anuário de Sustentabilidade do sistema florestal brasileiro e Guia de Compras das empresas de base florestal


Pantone 541 CP C100% M58% Y9% K42% Pantone 356 PC C95% M8% Y93% K27% Pantone 375 PC C47% M0% Y94% K0%

FERRO E AÇO

Gestão Florestal

Acervo: Suzano


Spot Colour Pantone 2728C

C-0 M - 75% Y - 95% K-0

C - 100% M - 85% Y - 20% K - 20%

Spot Colour Pantone 367C

Pantone 165C

Pantone 294C

F L O R E S TA L

Patrocinadores


Acervo: Suzano


Abertura, 10 José Carlos da Fonseca Jr., Ibá, 12 Sérgio Luiz Cotrim Ribas, Irani, 14 Sabrina de Branco, Bracell, 16 Deuseles João Firme, Cenibra, 18 Samantha Nazaré de Paiva, Klabin, 20 Fábio José de Paula, Eldorado, 22 Guilherme Setubal Souza e Silva, Duratex, 24 Cristiano Resende de Oliveira, Suzano, 26 Daniel da Rocha Ramos Pereira, CMPC, 28 Paulo Henrique Groke Junior, Ecofuturo, 30

Anuário de Sustentabilidade, 32 Aperam, 36 BO Paper, 40 Bracell, 42 Cenibras, 46 CMPC, 48 Eldorado, 52 Ferbasa, 56 Floraplac, 60 Ferbasa, 52 Papirus, 64 Ramezoni, 66 RMS, 70 Suzano, 72 Veracel, 76 Guia de Compras, 78

Índice


Acervo: Suzano


Abertura


Embaixador José Carlos da Fonseca Jr.

Diretor executivo da Ibá, com assento no Comitê Diretor do The Forests Dialogue (TFD) e no Advisory Committee on Sustainable Forest-based Industries (ACSFI), da FAO


2021: ano da retomada verde António Guterres, secretário-geral da ONU (Organização das Nações Unidas), referiu-se ao último relatório da Organização Meteorológica Mundial (OMM) afirmando: “este é um ano crucial para o futuro da humanidade”. Outrora considerado temática lateral, o desafio das mudanças climáticas se tornou assunto central nas discussões de nações e corporações. É impositivo que o ser humano reveja a forma como trata a Terra até aqui. Suas atitudes estão esgotando os recursos naturais, e presenciamos, cada vez mais, o desaparecimento da biodiversidade, assim como o aumento de zoonoses. A dolorosa Covid-19 está nos fazendo sentir na pele os impactos de atitudes irresponsáveis. Nesse cenário, o ano de 2021 é importante para começarmos a virar essa triste página da história planetária. Dois grandes eventos da ONU são fundamentais para endereçar esses desafios. A COP15, da Convenção da Diversidade Biológica, negociará o novo Marco Global de Biodiversidade, e a COP26, da Convenção do Clima, poderá, enfim, fazer com que o Artigo 6º do Acordo de Paris seja implementado de fato, e tenhamos um mercado mundial regulado de créditos de carbono. Além disso, terá lugar, em Belém do Pará, o Fórum Mundial de Bioeconomia, que, pela primeira vez, se realiza fora da Finlândia. Hoje, nações como Estados Unidos e Alemanha possuem metas ambiciosas de descarbonização. A China anunciou seu objetivo de redução de emissões até 2060. É o mundo apostando em uma nova economia, baseada em declinantes emissões de carbono. Esse cenário externo traz boas oportunidades ao Brasil e, especialmente, ao setor de base florestal. O País tem potencialidades para liderar o debate sobre uma retomada verde. Aqui, estão a maior biodiversidade e a maior floresta tropical do planeta, além dos 12% de água doce do mundo. Já o setor de árvores cultivadas se mostra pronto para atender aos anseios de uma sociedade. Desde a semente até o produto final, essa é uma agroindústria com um olhar cuidadoso em cada etapa do processo. A indústria de base florestal opera com os dois pés na bioeconomia. Atualmente, temos 1 milhão de árvores para fins industriais plantadas todos os dias. Ao todo, são 9 milhões de hectares no Brasil destinados para fins produtivos de pínus, eucalipto e teca, entre outras. Isso representa menos de 1% do território nacional e quase 100% de toda a madeira utilizada industrialmente no País. Já embarcado em uma nova economia, esse é um setor que destina 5,9 milhões de hectares em áreas para conservação entre RPPN (Reserva de Proteção do Patrimônio Natural), APP (Área de Preservação Permanente) e RL (Reserva Legal). Para cada hectare plantado, outro 0,7 é conservado, indo além do que a legislação exige. Juntas, as florestas do setor estocam ou removem 4,48 bilhões de toneladas de CO2 equivalente, um volume maior do que o emitido por toda a indústria brasileira em um ano. Para além do discurso, o correto manejo sustentável dessas áreas é atestado pelos principais selos de certificações internacionais, como o FSC (Forest Stewardship Council) e o PEFC/Cerflor. Na nossa indústria, o olhar para o meio ambiente também está conquistando espaço crescente. A matriz energética, por exemplo, utiliza quase 90% de fontes renováveis. Fábricas mais modernas, inclusive, geram excedentes de energia que vão para a rede pública. Tudo isso reflete no dia a dia da sociedade, com mais de 5.000 bioprodutos essenciais, como embalagens de papel, livros, cadernos, papel higiênico, máscaras cirúrgicas, pisos laminados, painéis de madeira, carvão vegetal para produção de aço verde, entre tantos outros. Itens que são fundamentais têm origem renovável, são recicláveis e biodegradáveis, em sua maioria. Como setor na vanguarda de avanços importantes, o que antes era só imaginado como ficção científica hoje já faz parte da realidade. Com a nanotecnologia, a celulose chegará à escala nanométrica, sendo potencial substituta de produtos de origem fóssil. Poderá, ainda, produzir fios têxteis com o emprego de até menos 90% de água e químicos. Também será fundamental para substituir as camadas de alumínio e plástico em embalagens, conferindo maior reciclabilidade e, até, mais biodegradabilidade. A lignina, utilizada para produção de energia limpa, após muitos estudos, está entrando no hall de materiais promissores e também tornará mais verdes o concreto, os termoplásticos e os bio-óleos, por exemplo. Esse é um setor que pode iluminar o caminho que está sendo construído rumo a uma nova economia. Se o Brasil tem potencialidade, a indústria de base florestal é uma das molas que impulsionará o País na promissora rota sustentável.

13


Sérgio Luiz Cotrim Ribas

Diretor Presidente da Celulose Irani

14


é tempo de virtudes Estamos vivendo uma enorme revolução de costumes que acabou tomando mais força durante a pandemia. Uma mudança geracional das mais profundas. É tempo de reconexão com nossas essências, com aquilo que há de mais virtuoso na vida. É tempo de desenvolvermos todo o nosso potencial a partir das nossas virtudes. É tempo da verdade. A vulnerabilidade trazida pela percepção de quão frágil nós somos, individualmente e como humanidade, está causando grande impacto nas pessoas, nos governos e, evidentemente, nas empresas. A valorização da vida, das relações humanas com significado e das coisas mais singelas têm sido a tônica dos últimos tempos. Voltamos, aparentemente, a nos perceber como partes de um todo completo, indivisível e que busca o seu equilíbrio permanentemente. A sabedoria do oriente, através da filosofia esotérica, já nos ensina, há milênios, que somos partes da natureza e sujeitos a suas leis. Há um reconhecimento cada vez maior que é preciso avançar. Que é preciso reduzir desigualdades e que é preciso que cada um assuma a sua responsabilidade. É preciso uma reconexão com causas mais transcendentes. É nessa perspectiva que gostaria de abordar os critérios ESG: tema que está tomando a agenda de tudo e de todos. Pode parecer mais um daqueles movimentos organizacionais que, de tempos em tempos, nos coopta de corpo, mente e alma até que um novo movimento se sobreponha e nos arrebate. No entanto parece que estamos diante de um fenômeno muito mais consequente, profundo e absolutamente contemporâneo. Ao olharmos para cada uma das siglas do tema ESG, podemos observar isso. O E, de Environmental, norteia o trabalho das empresas no sentido de utilizar os recursos naturais de forma adequada. Ao reduzir, reciclar e reutilizar os materiais da cadeia produtiva, possibilitamos a economia circular. É preciso respeito com a natureza. Somos apenas mais um ser que a compõe. Já a integração direta da organização com a sociedade é representada pelo S, de Social. Para mim, esse pilar remete ao conceito de empresas válidas da Escola de Marketing Industrial, que pressupõe que a verdadeira função de uma companhia é atender às necessidades das pessoas que a compõem. Para se tornar uma empresa efetivamente válida, é imprescindível seguir padrões de conduta exemplares para assegurar uma rota de crescimento duradoura e legítima e ser admirada pela sociedade. A sigla S também está vinculada à promoção e à inclusão da diversidade. Esse tema não pode ser apenas uma pauta de marketing ou de debate, mas sim um compromisso das empresas em dar oportunidade para que a sociedade seja representada com todas as suas diferenças. Por mais importante que seja debater a necessidade de valorização da pluralidade, são as ações, que se originam em compromissos públicos e metas assumidas, que constroem uma sociedade inclusiva e menos desigual. E não podemos nos esquecer do voluntariado, uma vertente relevante que deve promover o desenvolvimento, a educação e a capacitação das comunidades e movimentos sociais a partir de uma postura colaborativa. Por fim, quando falamos do G, de Governance, nos referimos a uma grande demanda social e que exige muita atenção das organizações. Cada vez mais, a sociedade cobra transparência e coerência das empresas. Quanto mais transparente e coerente for uma companhia, mais eficiente e próspera ela será. Governança também se refere à estrutura organizacional da empresa e seus diversos órgãos internos (conselho de administração, comitês, diretoria). Se essa estrutura funcionar com transparência e comprometimento, a possibilidade de resultados positivos é ainda maior. E também olhamos para o pilar Econômico que, embora não seja parte da sigla do ESG, a meu ver, está totalmente vinculado a esse tripé. Os elevados padrões ambientais, sociais e de governança propostos pelo ESG fazem com que as empresas sejam melhores em termos de gestão e de percepção do cliente e da sociedade, agregando valor à marca e aos seus resultados financeiros. Uma organização se torna sustentável pelo trabalho realizado, respeito à natureza, resultados econômicos alcançados e por suas práticas inclusivas. Não é possível falar de sustentabilidade sem olhar para o S, de Social, o G, de Governança, e o viés Econômico que complementa esse organismo. Assim como acontece com a natureza, acontece conosco. À medida que cuidamos do nosso corpo e mente, contribuímos para sermos mais saudáveis. Com uma empresa, acontece da mesma forma.

15


sustentável do começo ao recomeço Atuar em um setor que traz a sustentabilidade em sua essência é ter a oportunidade de colocar em ação muito do que se ouve falar em boas práticas, especialmente ambientais e sociais. As indústrias de papel e celulose têm nas florestas plantadas sua principal matéria-prima e conseguem praticar atitudes sustentáveis ao longo de todo o seu processo produtivo, do começo ao recomeço. O setor de florestas plantadas tem, cada vez mais, buscado liderar as iniciativas sustentáveis, contribuindo para a diminuição da pressão pelas florestas nativas – uma vez que se comprometem com o desmatamento zero –, ajudando a preservar recursos hídricos, solo e a biodiversidade, com a formação de corredores ecológicos e o monitoramento efetivo das espécies, além de mitigar os gases de efeito estufa. Qual outro setor consegue, por exemplo, preservar quase seis milhões de hectares de mata nativa (isso mesmo: 60 bilhões de metros quadrados) e, somando à sua área de florestas plantadas, ainda consegue contribuir com a absorção de 4,5 bilhões de toneladas de gás carbônico da atmosfera? Estamos falando de retirar da atmosfera o equivalente às emissões do Brasil por dois anos !!! O setor já tem sido um forte líder para o alcance da NDC brasileira no Acordo de Paris, que inclui como uma das suas metas a restauração e o plantio de 12 milhões de hectares de florestas nas próximas décadas, além do compromisso de redução de gases de efeito estufa. Estamos falando de um setor que pode também ser o grande aliado do Governo Federal no atingimento da Meta Nacional Florestal do Plano Nacional de Florestas Plantadas do MAPA, que prevê o plantio de mais dois milhões de hectares de florestas comerciais até 2030, em substituição a áreas antropizadas. Quando vamos para os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, que integram a Agenda Global 2030 da ONU, esse setor consegue ter sinergia com diversos objetivos de grande relevância, sejam eles com foco em preservação ambiental ou no desenvolvimento socioeconômico. Mas a maior contribuição do setor é com o ODS 15 (Vida terrestre), que tem como objetivo proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, evitar e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade. Trata-se de um setor que se destaca na economia brasileira não apenas por gerar produtos de primeira necessidade para toda a população e por sua grande competitividade, mas, especialmente, por estar fundamentado em bases sustentáveis e com grande potencial de expansão. Programas de melhoramento genético e nutrição florestal, aliados a modernas técnicas de plantio e colheita florestal, colocaram o Brasil na vanguarda da produção florestal. É importante destacar, ainda, a capacidade técnica do setor em responder de forma rápida às demandas impostas por mercados cada vez mais exigentes e, especialmente, pelas mudanças climáticas. Algumas empresas do setor já são carbono negativas ou estão caminhando para isso; outras estão investindo em equipamentos e processos que tornem suas fábricas capazes de operar sem o uso de combustíveis fósseis. Boa parte delas já são autossuficientes em energia e geram energia verde excedente para disponibilizar ao GRID nacional. Por se tratar de um negócio que demanda ações e investimentos de longo prazo, as empresas sabem que, além de atender a questões ambientais e econômicas, também é necessário desenvolver a região através da geração de valor compartilhado, como o melhor caminho para o crescimento sustentável. Então, mais que a geração de milhares de empregos diretos e indiretos, contribuição com impostos para municípios, estados e o País, as organizações do setor investem em robustos projetos de responsabilidade social em diferentes áreas. Muitas ainda desenvolvem programas de parcerias florestais com produtores locais, inclusive com a adoção de atividades de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF). E, historicamente, há registros do crescimento do IDH nos municípios onde essas empresas desenvolvem atividades predominantes. Assim, está mais do que claro o fundamental papel das indústrias de florestas plantadas na agenda e nos planos estratégicos de sustentabilidade. E as empresas acreditam que, aliando a conservação ambiental, o bem-estar da população e os resultados financeiros, o caminho para o sucesso de forma sustentável está garantido.

16


Sabrina de Branco

Diretora de Relações Corporativas, Comunicação e Sustentabilidade na Bracell


sustentabilidade: um objetivo constante A sustentabilidade é conceituada pela ONU como “a satisfação das necessidades presentes, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprir as próprias necessidades”. Esse conceito não deve se limitar à óptica antropocêntrica, mas se alargar para além da raça humana, de forma a considerar as demais formas de vida. Sempre nos passaram a ideia de que, a partir do Mercantilismo, passando pela Revolução Industrial, a sociedade passou a consumir excessivamente bens, de forma que a natureza não seria capaz de repor, conduzindo-nos à autodestruição. Fica subentendido que, antes disso, como, por exemplo, na América, antes da chegada de Colombo, existia a sustentabilidade. Será mesmo? Em sua obra “1492”, Iturralde (2014) traz relatos sobre os reinos pré-colombianos da América, constatando que diversos povos numerosos, como os astecas, incas, caribes e tupinambás viviam precariamente. Tomando o exemplo do reino asteca, apesar de alguma inovação na agricultura, como a irrigação, suas técnicas de cultivo eram bem primitivas, pois não conheciam a roda e o arado, nem haviam domesticado outros animais que não fossem o cachorro e o peru; raramente tiveram consciência ou oportunidade de armazenar alimentos. O crescimento desproporcional da população em relação aos recursos existentes levava à necessidade de novas terras férteis para o cultivo. Os acordos comerciais raramente existiam, faltava-lhes o arcabouço jurídico, e, assim, quase tudo terminava em guerras sangrentas. As grandes fomes registradas pelos historiadores ocorreram em razão das grandes catástrofes naturais, como secas e inundações; pragas como as formigas e lagartas; emprego de técnicas inapropriadas de cultivo; uso de queimadas com o esgotamento do solo. Assim, os maias perdiam até duas em cinco colheitas, e os incas, até três em cinco colheitas. Outros autores relatam que a base alimentar era muito estreita, com uma dieta deficiente em proteínas. Ainda, conforme registros de historiadores do século XVI, o homem americano estava exposto a diversas causas de enfermidades. Havia um grande número de plantas potencialmente tóxicas, inclusive alimentos básicos, como a mandioca e o feijão, que continham substâncias tóxicas somente degradadas pelo cozimento. Nas áreas tropicais e subtropicais, havia vários insetos, artrópodes e répteis venenosos. Confirmou-se, posteriormente, que a parasitação por carrapatos, mutucas, percevejos, piolhos e ácaros servia de vetor para enfermidades. Quem não se lembra do Jeca Tatu, personagem de Monteiro Lobato, da obra Cidades Mortas, 1919, sempre anêmico, acometido pelo nematódeo Necator americanus? Como encontrar sustentabilidade nesse contexto? Até a década de 1970, o Brasil importava quase um terço de seu alimento, as terras agricultáveis estavam todas ocupadas. Somente com um vigoroso e amplo trabalho de pesquisa e desenvolvimento, especialmente em manejo de solos tropicais, até então inférteis, essa realidade foi revertida. Hoje, somos um dos maiores produtores e exportadores de alimentos do mundo. Recordo-me de 1986, quando comecei minha vida profissional como especialista em solos e nutrição de plantas, numa fábrica de celulose e papel, no Vale do Paraíba-SP, terra natal de Monteiro Lobato. Nosso desafio era grande rumo à sustentabilidade: eliminação das causas da erosão, especialmente a queimada para limpeza de área, descompactação e reposição de nutrientes do solo, controle de plantas invasoras e de pragas e insetos, além do melhoramento genético de plantas. Esse esforço era de todo um setor, que sempre trocava experiências, com o apoio dos institutos de pesquisas (IPEF, SIF, Fupef, Embrapa e outros). Já na década de 1990, havíamos dado passos largos em direção à estabilidade e ao aumento da produção, permitindo uma vigorosa expansão das fábricas de celulose. De lá para cá, obtivemos grandes avanços no manejo dos solos tropicais e, hoje, temos as melhores plantações agrícolas e florestais do mundo. Contudo o ambiente dos negócios, o compliance, o ambiente civilizacional ainda precisa de mais aperfeiçoamentos. Assim, concluo, parafraseando o filósofo Ortega y Gasset, “a sustentabilidade é o resultado de um esforço. Só se mantém uma civilização se muitos dão sua colaboração ao esforço”. Devemos continuar investindo na educação das novas gerações, com a consciência plena de que a vida no planeta depende de nossos esforços.

18


Deuseles João Firme

Assessor de Comunicação Corporativa e Relações Institucionais da Cenibra – Celulose Nipo-Brasileira


Samantha Nazaré de Paiva

Responsável por Meio Ambiente e Certificação da Klabin


além de onde os olhos podem ver

Qual é sua opinião sobre sustentabilidade? Com certeza, você, leitor da Revista Opiniões, já se deparou com essa pergunta nos últimos meses. Seja na sua empresa, com sua equipe, nas reuniões (agora virtuais) com sua família... O "ser sustentável" ganhou, de vez, espaço nas rodas de conversa e nas decisões estratégicas de todas as companhias do Brasil e do mundo. A história que víamos, até um tempo atrás, de que sustentabilidade era coisa de “ambientalista” não existe mais. Sustentabilidade é dever de todos. Por isso é que, ao fazermos uma rápida pesquisa em ferramentas de busca digitais ou redes sociais, conseguimos ver um gráfico cada vez mais crescente sobre o interesse desse tema. Ao colocarmos a palavra no Google Trends, ferramenta que analisa tendências, vemos que “sustentabilidade” tem índice 90 (de 100) em popularidade com o público brasileiro. Na mesma linha de pensamento estratégico, temos outro termo que vem ganhando relevância: o ESG. A sigla, composta pelo tripé de ações ambientais, sociais e de governança corporativa, também está ligada à sustentabilidade, principalmente pela urgência de entendermos – e, mais do que isso, agirmos – em prol de inovações e caminhos para unirmos a conservação ambiental, a responsabilidade social, a reputação empresarial à sustentabilidade financeira. Ou seja: investir nesse segmento gera retorno financeiro, de valor, reputação, ao meio ambiente, à sociedade e à própria empresa. Mas devemos compreender que só pensar não é suficiente. É preciso agir. E rápido. Um dos temas que vão nortear a próxima Conferência Geral da ONU para Mudanças Climáticas, COP26, em novembro – evento no qual a Klabin terá a missão de representar todo o setor empresarial brasileiro –, será justamente a discussão de compromissos para mudanças de longo prazo, na questão ambiental. Daí você pode estar se perguntando: o que posso fazer na minha empresa, no meu dia a dia, para ajudar? Em primeiro lugar, é preciso ter objetivos claros e atingíveis de curto, médio e longo prazos embasados na ciência. O segundo passo é compartilhar cada um deles com todos os stakeholders, para que façam parte de um sistema. Na sequência, é mensurar através de indicadores, com análises constantes de resultados. Vou usar a Klabin como exemplo. A Companhia sempre teve como traço marcante de sua cultura organizacional o engajamento de seus colaboradores, fornecedores, prestadores de serviços e parceiros no sentido de ser sustentáveis. Tudo o que fazemos é pensado em promover inovações que reúnam o cuidado ao meio ambiente, o respeito ambiental, a inovação tecnológica, uma logística adequada, a análise de riscos e o menor impacto possível ao meio ambiente. Só que, nos últimos anos, decidimos ir além. Estamos buscando, por exemplo, aumentar nossa matriz energética renovável produzida a partir de biomassa e licor negro em todos os nossos processos produtivos. No ano passado, atingimos a marca de 92% de participação de fontes renováveis na matriz energética e temos objetivos ainda maiores. Também temos como meta reduzir em 20% o consumo de água em nosso processo produtivo, além de reforçar nosso posicionamento positivo no balanço de CO2. Hoje, capturamos e fixamos mais CO2 da atmosfera por meio de nossas florestas do que as nossas operações industriais emitem e temos, ainda, um saldo positivo do balanço de 4,7 milhões de toneladas de CO2eq. Tudo isso demonstra o avanço do compromisso firmado que a empresa possui com os princípios do Pacto Global e com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, e lançamos os KODS - Objetivos Klabin para o Desenvolvimento Sustentável, com metas de curto, médio e longo prazo, impulsionados pelos ODS, que organizam os marcos ambientais, sociais e de governança, prioritários e aderentes ao plano estratégico de crescimento e à visão de longo prazo da Klabin. E de onde vem tudo isso? Como falamos, do entendimento de que tudo está conectado Por isso que sustentabilidade está conectada desde o início de nossa operação no chão da floresta até o caminhão de entrega dos nossos produtos, já com os nossos clientes. E não acaba aí, afinal, reciclagem também faz parte das nossas atividades pensando de maneira integrada. Isso é ser sustentável, é pensar no futuro, nas próximas gerações. E, quando falamos de futuro, não podemos nos limitar somente às ações do dia a dia. Temos que olhar para além de onde os olhos podem ver.

21


somos protagonistas

O conceito “sustentabilidade” vem evoluindo ao longo do tempo. Historicamente, os problemas ambientais iniciaram durante a Revolução Industrial inglesa, em 1760, e demorou 300 anos até que a questão ambiental começasse a ser abordada. Até então, a visão era de que não existia uma relação entre impactos da população e o meio ambiente, ou eles eram ignorados. Para entender isso, é preciso analisar sob a óptica de um período em que a mentalidade era a de ver a poluição das fábricas como símbolo de vitória e prosperidade, sem perceber os possíveis efeitos colaterais do modelo industrial, marcado pelo uso irracional dos recursos naturais, pela desigualdade social e pelas péssimas condições de vida dos operários. Os primeiros movimentos ambientalistas, motivados pela preocupação com contaminação das águas e do ar nos países industrializados, tiveram início na década de 1970, quando surgiram os avanços na Agenda Climática Mundial. Em 1972, foi realizada, em Estocolmo, a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente. Nela, as nações começaram a criar seus órgãos ambientais e legislações para o controle da poluição ambiental e, logo depois, surgiu a política de gerenciamento ambiental. O marco principal dessa ação foi a criação do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente – PNUMA, para tratar de assuntos ambientais. Somente após esse ponto, poluir passou a ser considerado crime em diversos países. E os avanços continuaram na década de 1980, época em que a conservação ambiental passou a ser considerada uma necessidade, surgindo o conceito de ecoeficiência, que nada mais é que produzir produtos e serviços melhores com a redução sucessiva dos recursos e da geração de poluentes. Brasil: A primeira conferência das Nações Unidas realizada no Brasil aconteceu em 1992, no Rio de Janeiro, a ECO-92, que reuniu 172 países. Foi nessa conferência que os líderes mundiais reconheceram que os problemas ambientais eram globais e que o modelo vigente de exploração máxima dos recursos naturais deveria ser alterado, pois não se sustentaria no próximo século. Nesse evento, apareceu o primeiro registro do conceito de desenvolvimento sustentável. Passaram, então, a vigorar as normas internacionais de gestão ambiental, que introduziram conceitos como: certificação ambiental, auditoria ambiental e gestão ambiental. Desde então, as cúpulas climáticas da ONU, chamadas de COP (Conferência das Partes), realizam encontros anuais entre países-membros da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima – UNFCCC. 2021: Na conferência sobre o clima COP26, na cidade escocesa de Glasgow, que ocorrerá no final deste ano, avanços importantes são esperados, já que deve ser um encontro em que as metas para redução nas emissões de carbono sejam ampliadas. Para se ter uma ideia, o ano de 2020 foi um dos três mais quentes já registrados, segundo a OMM (Organização Meteorológica Mundial). Os outros foram 2016 e 2019. Os problemas ambientais atuais colocam em evidência a importância de desenvolvermos, cada vez mais, projetos inovadores, sobretudo de inovação sustentável, que possam trazer soluções para os desafios socioambientais que enfrentamos, com tecnologia pautada na ética e em novos modelos de negócios que promovem impacto positivo para a sociedade. Essas inovações tecnológicas poderão servir de meio para combater crises de água, energia, alimentos e sociais que o mundo enfrenta atualmente. Vejo o Brasil com um papel fundamental nessa agenda, já que possuímos a maior floresta tropical do mundo; nossa matriz energética é uma das mais renováveis do planeta, assim como nossa matriz elétrica, que é ainda mais renovável do que a energética, com 83% da geração por meio de fontes renováveis. Apesar de termos uma das legislações ambientais mais completas e avançadas do mundo, ainda temos uma fiscalização frágil e inoperante com relação aos crimes ambientais e temos perdido, nos últimos anos, o protagonismo que o Brasil sempre teve na agenda climática mundial. Posso destacar, por exemplo, o setor de florestas plantadas, que, há alguns anos, está se consolidando como um dos principais agentes no combate às mudanças climáticas mundiais, por meio de um modelo de gestão sustentável, em que as florestas plantadas e as áreas de conservação ambiental sequestram grandes quantidades de CO2 da atmosfera. Além de contribuir para a geração de energia de fontes renováveis, cumpre à risca a legislação, protege e preserva os serviços ecossistêmicos. O meio ambiente não possui barreiras, já que os efeitos dos impactos ambientais são globais. Portanto a preocupação ambiental deve ser de todos, indistintamente.

22


Fábio José de Paula

Gerente Executivo de Sustentabilidade na Eldorado Brasil Celulose


Guilherme Setubal Souza e Silva Gerente de ESG da Duratex


não há perenidade sem sustentabilidade A afirmação que dá título a este artigo foi dita por nosso presidente, Antonio Joaquim de Oliveira, em uma palestra realizada em 2014. Nesse intervalo de 7 anos, o conceito, que já era forte, ganhou ainda mais importância e relevância no dia a dia das empresas de todos os portes do Brasil e do mundo. O compromisso com o desenvolvimento sustentável aumenta constantemente e, hoje, esse é também considerado um conceito abalizador para se fechar ou não um negócio no mercado. Adicionalmente, a ampliação de boas práticas, nesse sentido, é peça-chave para a construção de um relacionamento sólido com o consumidor. Dessa maneira, torna-se cada vez mais urgente a necessidade de estabelecermos conexões entre os resultados econômico-financeiros das empresas e o compromisso orientado para um impacto positivo na sociedade. A preocupação com temas ambientais é acompanhada por importantes atitudes de eficiência de governança corporativa e pelo olhar às externalidades, preservando e cuidando de questões socioculturais. Esses pilares devem caminhar juntos e permear a estratégia das organizações de maneira transversal, pautando as discussões sobre futuro e qual legado queremos deixar para a sociedade. A Duratex traz em seu DNA atitudes sustentáveis desde o início de suas atividades, quando ainda era uma empresa de manufatura de painéis de madeira, 70 anos atrás. O trabalho direto com florestas plantadas e madeira sempre atraiu olhares minuciosos sobre nossas práticas. Já em 1995, foi a primeira empresa da América do Sul a conquistar a certificação de manejo florestal FSC (Forest Stewardship Council). Paralelamente, outro orgulho para a companhia é o trabalho de investigação e conservação da biodiversidade, por meio do qual foram registradas centenas de espécies de flora e fauna mantidas até hoje. O crescimento da capilaridade da Duratex, no que diz respeito às suas unidades de negócios, também trouxe desafios para a companhia. Atualmente, produzimos mais que somente painéis de madeira, com atuação em revestimentos cerâmicos, metais e louças sanitárias. Para a Duratex, a sustentabilidade traz consigo o desafio de unificar a estratégia do negócio, inovação, comunicação da marca, propósito e cultura. Diante disso, a companhia enxerga em suas atividades – e, consequentemente, na indústria como um todo – um papel essencial de fomentar o desenvolvimento de soluções de baixo impacto, que englobem os pilares de eficiência operacional, equilíbrio ambiental, justiça social e governança. Para avançarmos em equilíbrio e de forma uníssona em todas as nossas frentes de trabalho, portanto, realizamos nossas atividades com base em um planejamento estratégico, estruturado em conceitos sustentáveis e que levam em conta nosso impacto. Esse planejamento é revisto e ajustado anualmente, com novas metas e objetivos, sempre seguindo o nosso propósito de produzir Soluções para Melhor Viver. Essas e outras atitudes fizeram da Duratex referência no mercado, garantindo nossa participação em índices da Bolsa de Valores que demandam comprometimento com pilares, como o de Sustentabilidade Empresarial e Carbono Eficiente, ambos da B3. Diversos outros reconhecimentos e premiações fazem parte da nossa história, em que a transparência em atitudes está vinculada com o propósito de qualidade. Ao longo desses 70 anos de atuação, tivemos muitos aprendizados e acreditamos que o compromisso com o desenvolvimento de boas práticas que nos trouxe até aqui, com toda certeza, será o mesmo que nos levará adiante nas próximas décadas. Com a evolução dos conceitos de ESG (Environmental, social and corporate governance), um dos principais desafios é desenvolver ações que traduzam esses conceitos para os diversos stakeholders, reforçando que essa é uma agenda fundamental de investimento e geração de valor.

25


Cristiano Resende de Oliveira

Gerente Executivo de Sustentabilidade da Suzano


evolução sustentada por conexões É natural que o mundo observe com atenção os temas discutidos e as conclusões tomadas pelo G7, o grupo que reúne as maiores potências econômicas mundiais. Em junho, na mais recente reunião do grupo, ficou clara a preocupação com os desafios a serem enfrentados em decorrência das mudanças climáticas. O recado, explicitado no documento “G7 2030 Nature Compact”, não poderia ser mais claro: “nosso mundo não deve apenas se tornar net zero, mas também ser positivo para a natureza, em benefício das pessoas e do planeta”. O alerta, que não deveria exigir uma explicação, dada a obviedade da afirmação, torna-se ainda mais autoexplicativo quando analisamos o que a humanidade tem enfrentado desde o ano passado. A pandemia provocada pelo novo coronavírus mostra que grandes crises não respeitam fronteiras. Além disso, não são poucos os especialistas a alertarem que as mudanças climáticas podem ter um efeito ainda mais devastador do que o surgimento da Covid-19 e seus quase 4 milhões de vítimas fatais no mundo. Diante desse cenário, fica evidente que precisamos olhar para os recursos naturais de uma forma bastante diferente do que temos feito até hoje e que só conseguiremos reverter um quadro alarmante de potenciais impactos ocasionados pelas mudanças climáticas se, a partir de conexões, trabalharmos em rede. Isso não é uma novidade: vimos um movimento semelhante no enfrentamento ao coronavírus, quando empresas se uniram para viabilizar a produção e a doação de unidades de saúde ou de equipamentos de proteção individual, por exemplo. O caminho para a construção de um olhar sistêmico está, hoje, mais delineado do que nunca. Pesquisa realizada em setembro de 2020 pela BlackRock, a maior gestora de recursos do mundo, mostra que os investidores já entenderam a relação entre sustentabilidade e gestão de riscos. Quando perguntados sobre a razão para realizarem investimentos com foco sustentável, os entrevistados apontaram como principais respostas: “é a coisa certa a ser feita”, com 50%; “melhor desempenho ajustado ao risco”, com 46%; e “para mitigar o risco do investimento”, com 41%. São números que ainda não refletem de forma adequada a óbvia correlação entre aspectos socioambientais e gestão de riscos, mas é inegável que a evolução existe e é consistente. Caso fosse feita a mesma pesquisa entre os líderes de empresas de base florestal, arrisco-me a dizer que as opções que citam o termo “risco” teriam números próximos a 100%. Afinal, sabemos bem, todos os setores da economia mundial serão afetados pelas mudanças climáticas, mas poucos podem ser tão afetados quanto aqueles de capital natural. Cabe a nós, portanto, assumirmos o papel de protagonistas na promoção de conexões que criem redes efetivamente atuantes. Precisamos estar juntos – iniciativa privada, administração pública, Academia, ONGs e pequenos produtores – para potencializarmos nossa atuação. A partir dessa rede, mobilizaremos clientes, fornecedores, investidores e demais públicos, no Brasil e no exterior. Na Suzano, assumimos a responsabilidade de sermos ativos diante dos desafios enfrentados pela sociedade, incluindo as mudanças climáticas. Nesse sentido, no dia 25 de junho, anunciamos nossa Meta de Biodiversidade, a partir da qual atuaremos para conectar meio milhão de hectares de áreas prioritárias para a preservação nos biomas cerrado, mata atlântica e Amazônia. Estamos falando de uma área equivalente a quatro vezes a cidade do Rio de Janeiro a ser interligada até 2030. O anúncio foi realizado durante o primeiro ESG Call da história de 97 anos da Suzano. A decisão de divulgarmos esse compromisso durante o evento reflete nossa crença de que essa meta, assim como outros desafios a serem superados, depende do envolvimento de diferentes atores. No caso específico da Meta de Biodiversidade, aproximadamente metade dos 500 mil hectares a serem interligados estão em terras que não pertencem à Suzano. O desafio é enorme, portanto. O ESG Call foi a segunda etapa de um trabalho de engajamento desses diversos atores. A primeira foi a própria constituição da meta, estruturada a partir da consulta de mais de 50 stakeholders das esferas privada, pública e do terceiro setor, do Brasil e do mundo. Essa não é a primeira atuação colaborativa proposta pela Suzano, que possui inúmeras parcerias com empresas e organizações nacionais e internacionais. Mas é, certamente, a mais desafiadora e convincente demonstração de que acreditamos que, somente juntos, conectados e em rede, conseguiremos enfrentar os grandes desafios da humanidade e ajudar na construção de um futuro mais justo e sustentável.

27


Daniel da Rocha Ramos Pereira

Diretor de Relações Institucionais, Comunicação e Sustentabilidade da CMPC


diálogo e cocriação gerando valores No ambiente corporativo nunca se falou tanto em ESG – sigla que, em inglês, abrange Meio Ambiente, Social e Governança Corporativa. Esse é um termo moderno para o conceito do triplo resultado, pelo qual todas as empresas devem gerar vantagens sociais, ambientais e econômicas para seus stakeholders e a sociedade em geral. No segmento florestal, práticas que conservem os recursos naturais e beneficiem as comunidades são ainda mais necessárias para um ciclo produtivo sustentável. Não falo apenas da economia circular, cuja premissa está alicerçada em uma nova maneira de se usar os limitados recursos do planeta. A gestão empresarial alinhada aos valores de ESG vai além do equilíbrio entre a arrecadação e o retorno para a sociedade e o meio ambiente, mas deve envolver as comunidades em sua cadeia de negócio. De nada adianta as empresas lançarem mão de programas socioambientais ambiciosos e sofisticados se não estiverem abertas a ouvir e conversar com moradores vizinhos dos locais onde operam. As comunidades que estão inseridas no contexto de atuação da indústria precisam ser envolvidas, de alguma forma, nas decisões que vão impactar diretamente em suas vidas e atividades. Para isso, não existe outra fórmula que não seja o diálogo, a proximidade e a escuta ativa. A partir dessas ações diuturnamente colocadas em prática, é possível cocriar iniciativas concretas e que respondam às exatas necessidades de todos, sempre visando a um bem comum. Em outras palavras, é necessário ouvir a voz dos vizinhos para saber de que forma é possível desenvolver soluções eficazes no âmbito social. Nessa esteira, nós, da CMPC, concentramos esforços em prol da sociedade, com o comprometimento de gerar valor compartilhado. Ao agir dessa forma, estamos plenamente alinhados ao nosso propósito de conviver com as comunidades vizinhas e à nossa política de atuação social – alicerçada nos temas Qualidade de Vida, Educação e Geração de Emprego e Renda e desenvolvida com base em nossa experiência como companhia centenária. Ao cocriarmos iniciativas sociais, agimos com foco muito claro nos 40 mil moradores vizinhos às nossas operações, sejam eles de Guaíba-RS, onde está instalada nossa unidade industrial, ou dos municípios onde mantemos operações florestais e de logística no interior do estado. Um dos nossos mais importantes programas que foi construído a partir do diálogo entre as comunidades vizinhas e a empresa – e da escuta ativa pela empresa dos anseios dos moradores – é o Movimento Conecta, criado para fortalecer o elo entre a organização e as pessoas. Durante semanas, foram realizados encontros e assembleias com moradores vizinhos para que eles pudessem contribuir para o projeto de requalificação urbana das duas orlas do entorno da unidade da CMPC em Guaíba: balneário Alegria e balneário Alvorada. As obras foram concluídas e entregues à população em abril deste ano e contemplaram novas áreas de lazer, locais para práticas de esportes, espaço pet, novos píeres e, acima de tudo, mais qualidade de vida às pessoas, especialmente aos moradores das regiões, que estiveram envolvidos em todo o processo de escolha e definição das melhorias. Recentemente, lançamos a iniciativa Valor Local, um fundo de desenvolvimento voltado às comunidades onde temos operações, em que vamos financiar ações voltadas à geração de renda, à educação, ao meio ambiente, à qualidade de vida ou ao combate à pandemia. Serão selecionadas pelo menos 20 iniciativas, e cada uma delas poderá receber um recurso de até R$ 10 mil, definido de acordo com as necessidades da proposta. O apoio não diz respeito somente a um aporte financeiro, mas a ação prevê sessões de mentoria, acompanhamento e suporte para a execução do seu projeto participante. É comprovado que iniciativas sociais bem desenhadas, com olhar no longo prazo, diálogo com o público, entendimento das necessidades e propósito em construir legados, geram valor compartilhado e desenvolvimento em comunidades, ofertando empregos, renda e ganhos sociais. Dessa forma, é possível criar relações mais sólidas também com clientes, gestores, fornecedores, investidores e colaboradores. O diálogo e a cocriação são recursos que possibilitam edificar, em conjunto, soluções inovadoras, capazes de inspirar um processo de transformação social.

29


30

Paulo Henrique Groke Junior

Diretor-superintendente do Instituto Ecofuturo


amigáveis, permeáveis, produtivas e resilientes A nossa relação com as florestas obedece a uma necessidade ancestral. No entanto, ao longo dos últimos séculos, o Homo sapiens, exercendo a sua pretensa condição de “espécie superior”, vem suprimindo os ambientes naturais, levando-os a um processo denominado fragmentação. Entre os fragmentos remanescentes, surgem lotes, casas, bairros e cidades. Represas, minas, fábricas e estradas. Roças, pastos e plantações. A depender do tamanho, da distância que guardam entre si ou daquilo que surge no espaço que os separam, esses fragmentos de vegetação nativa podem não garantir mais a conservação da biodiversidade que ainda abrigam ou dos serviços ecossistêmicos que prestam. Nesse ciclo negativo, perdas geram mais perdas, resultando em sistemas naturais e econômicos menos resilientes. A sociedade e a sua economia, porém, confrontadas pelos desafios climáticos, ambientais, energéticos, hídricos e sanitários, parecem ter despertado para os riscos que correm e, juntando-se aos conservacionistas (seres que possuem o estranho comportamento de gostar da natureza “de graça”), agora se unem para dar força a uma importante tendência para o enfrentamento desses desafios, o que também representa grandes oportunidades. Essa tendência contempla não apenas a tarefa de estabelecer estratégias mais eficientes de conservação e do adequado uso dos recursos naturais, mas também pressupõe a necessidade da implantação de estratégias de restauração ambiental de parte do que foi perdido, de reconexão dos fragmentos remanescentes e, tão importante quanto, de reaproximação da nossa espécie com a natureza. E é possível que, mais uma vez, as empresas de base florestal se tornem a ponta de lança de um grande movimento. Isso pode acontecer por meio da conjunção de algumas estratégias já disponibilizadas pelas ciências sociais, econômicas e da conservação. A primeira delas é manejarmos os fragmentos remanescentes de forma mais eficiente. Isso significa a redução da pressão antrópica não apenas pela intensificação da vigilância e do monitoramento clássico, mas também pelo desenvolvimento da bioeconomia em áreas de reserva, educação para sustentabilidade, ecoturismo e envolvimento comunitário. Possivelmente, em um futuro próximo, sejamos capazes de monetizar valores semelhantes nas áreas nativas e na base florestal plantada. E, já que podemos manejar melhor as áreas de reserva, incluindo as já identificadas como áreas de alto valor de conservação, por que também não incentivamos a criação de mais RPPNs – Reservas Particulares do Patrimônio Natural nas regiões onde já atuamos, de forma a oferecer grande reforço ao Sistema Nacional de Unidades de Conservação? Na sequência, entram em cena a presença e a capilaridade nos territórios e a consequente capacidade de mobilização dos stakeholders das empresas, de forma a permitir arranjos que promovam a reconexão dos fragmentos por meio da restauração florestal e da implantação de corredores ecológicos, não apenas em suas próprias áreas, mas também nas regiões de influência direta. Além de possibilitar o melhor trânsito da biodiversidade, isso permitiria a ativação de uma economia florestal baseada na cadeia completa da restauração. O ciclo relativamente longo da atividade de silvicultura possibilita a adoção de práticas de manejo diversificadas, ao menos nas áreas caracterizadas como prioritárias para conservação. Essa ação, em adição às reservas e aos corredores, conferirá às plantações florestais um ambiente mais seguro em relação à ocorrência de pragas e doenças, além de torná-las mais permeáveis para a biodiversidade. Por fim, poderemos oferecer grande contribuição para a reconexão do ser humano à natureza, tornando nossas áreas florestais mais amigáveis e acessíveis para as comunidades, criando uma cultura florestal transformacional voltada para a conservação, a saúde e a qualidade de vida e para o enfrentamento dos grandes desafios da sociedade. Movidos pela constante inquietação e visão de futuro, a Suzano anunciou, recentemente, o seu compromisso para a conservação da biodiversidade. Ele expressa a tarefa de reconectar 500 mil hectares em áreas prioritárias para a conservação, nos biomas mata atlântica, cerrado e Amazônia até 2030. Elaborada em conjunto com o Instituto Ecofuturo, essa meta deverá conter boa parte dos elementos expostos acima. Certamente, será um enorme desafio, mas à altura da nossa responsabilidade e do nosso propósito.

31



2021 Anuário de Sustentabilidade do sistema florestal brasileiro


ENTREGAR SOLUÇÕES SUSTENTÁVEIS PARA O BENEFÍCIO DE NOSSOS CLIENTES E MEIO AMBIENTE é o propósito da PONSSE. Estamos empenhados, de todas as formas,em garantir a sanidade de florestas, de acordo com os princípios do desenvolvimento sustentável. Florestas saudáveis e bem manejadas são essenciais para o futuro, tanto da Ponsse como dos nossos clientes. O desenvolvimento sustentável nos proporciona um direcionamento e uma oportunidade para inovações e novos métodos de operação.

R. Joaquim Nabuco, 115, Vila Nancy Mogi das Cruzes, São Paulo, Brasil CEP 08735 120 Tel +55 11 4795 4600


A logger’s best friend www.ponsse.com


Aperam BioEnergia:

Pioneirismo e Tecnologia de ponta Para manter uma empresa com solidez no mercado, é necessário ter um time que vista a camisa. É assim que a Aperam BioEnergia chega aos 47 anos de existência, construindo relacionamento próximo com seus empregados e com a comunidade do Vale do Jequitinhonha. Presente nos municípios de Capelinha, Itamarandiba, Minas Novas, Turmalina e Veredinha, a Aperam BioEnergia possui como um dos seus pilares a valorização da equipe que trabalha diariamente para estabelecer o lugar que a empresa está inserida no mercado hoje.

com mais de R$ 33 milhões reinvestidos no comércio local, por meio de aquisição de materiais e serviços.

Com o trabalho incansável de pesquisa e inovação, utilizando as mais modernas tecnologias do setor, a Aperam BioEnergia vem transformando a região do Vale do Jequitinhonha em uma referência mundial, quando o assunto é biotecnologia, clonagem de espécies de eucalipto e produção de carvão vegetal. Atualmente, a empresa tem a capacidade de produzir aproximadamente 450 mil toneladas de carvão vegetal e 30 milhões de mudas de eucalipto por ano.

A Aperam BioEnergia é uma empresa que valoriza seus empregados, investindo e cuidando de pessoas. Com os mais altos níveis de satisfação entre seus empregados e garantindo o melhor ambiente para trabalhar, a empresa conquistou em 2020, o primeiro lugar na categoria Agronegócio, do prêmio Lugares Incríveis para Trabalhar, promovido pela Fundação Instituto de Administração (FIA) em parceria com o UOL.

Alinhada com o compromisso de promover o desenvolvimento socioeconômico local, em 2020, a Aperam BioEnergia realizou diversos investimentos nos municípios onde atua. Foram mais de R$ 6,8 milhões em investimentos florestais e tecnologias, mais de 3 mil empregos gerados direto e indiretamente, o que resultou em R$ 38 milhões investidos em salários e mais de R$ 15 milhões em melhorias na qualidade de vida dos empregados, além de fomentar a economia da região

Outra iniciativa que a empresa possui é promover constantemente ações para o Desenvolvimento Social, por meio da Fundação Aperam Acesita, como o Edital Projetos, Programas de Capacitação Profissional e apoio à cultura local

Prêmio Lugares Incríveis para trabalhar

Empresa inclusiva e diversa Inédito na Aperam BioEnergia, o programa Inclusão com Diversidade promove ações que fortalecem a cultura do respeito à igualdade entre gêneros, valorização de raças e gerações. Essa iniciativa é uma pauta prioritária e é entendida como fundamental para a


sustentabilidade e desenvolvimento da empresa. Uma iniciativa que ilustra este compromisso é a contratação de mulheres, como motoristas de carretas e operadoras de máquinas florestais, que anteriormente, eram cargos ocupados majoritariamente pelo público masculino. Essa inovação eleva a empresa a um patamar de inclusão, no qual a ocupação feminina já é uma realidade.

Aperam Bem Maior Para estar lado a lado com a comunidade, o projeto Aperam Bem Maior foi lançado em março de 2020, com o objetivo de minimizar os impactos sociais nas comunidades do Vale do Jequitinhonha, no período da pandemia. Em continuidade às ações, a Aperam BioEnergia, por meio da Fundação Aperam Acesita, realizou neste ano, a doação de 10 leitos de UTI para tratamento da Covid-19 e outras enfermidades, a unidades de saúde do Vale do Jequitinhonha. A ação destinou um aporte de R$1,2 milhões para a aquisição dos equipamentos. Em 2020, a Aperam realizou ainda doações de mais de 20 mil máscaras a diversas instituições da região e enviou ainda aproximadamente 4 mil unidades de materiais de higiene e prevenção, junto com testes rápidos de Covid-19 às Prefeituras Municipais e Secretarias de Saúde. A empresa também contou com o apoio de 147 voluntários na confecção de máscaras, além da doação de 600 cestas básicas.

Reconhecimento Semad O projeto “Dê Alças à Reciclagem”, que consiste na reciclagem de materiais usados em campanhas de comunicação da empresa,

garantiu a Aperam BioEnergia o selo “Semad Recomenda 2020”, contemplado pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad). Este reconhecimento reforça o compromisso da empresa na busca pela sustentabilidade e incentiva o desenvolvimento das comunidades em que atua. O selo é concedido a projetos desenvolvidos por pessoas físicas ou jurídicas que promovam a conservação dos recursos hídricos e da biodiversidade, melhorias no saneamento, adoção de fontes de energia sustentável, ações de educação ambiental e incentivo ao turismo ecológico.

Pioneirismo na tecnologia e tecnologia de ponta Um dos maiores investimentos da Aperam BioEnergia é em tecnologias de ponta para a produção do carvão vegetal, que abastece 100% os altos-fornos da Usina Siderúrgica da Aperam South America, em TimóteoMG. É assim que a empresa mantém a produção de aço sustentável, também conhecido como o “Aço Verde Aperam”. As soluções tecnológicas utilizadas pela empresa são referência no setor e são utilizadas em outros países. O queimador de gases é uma tecnologia patenteada pela empresa e que reduz significativamente a emissão de fumaça durante a produção do carvão. A empresa possui também o FAP 2000, maior forno retangular do mundo para a produção de carvão vegetal. Essas práticas sustentáveis elevam a empresa para um patamar de destaque no mercado por utilizar soluções inovadoras e sofisticadas, além de assegurar que seus processos são ancorados nos três pilares da sustentabilidade: ambientalmente correta, socialmente justa e economicamente viável.



Ser Aperam é ser incrível

Lilian Reis

Melhoramento Genético

Temos orgulho de dizer que somos um time incrível! A Aperam BioEnergia foi consagrada com o 1º lugar do Prêmio Lugares Incríveis para Trabalhar na categoria Agronegócio. O prêmio foi promovido pela FIA Employee Experience (FEEx) e UOL, que contou com a avaliação de empresas de todo o país. A conquista comprova o quanto trabalhamos para desenvolver a cultura de inovação na Empresa, representa o orgulho dos empregados de pertencer à Aperam e que superamos os desafios da pandemia da Covid-19 de maneira incrível! Parabéns pela conquista, time Aperam BioEnergia!


Tradição e evolução tecnológica, juntas. Fibras Termomecânicas de Alto Rendimento: a alma do nosso trabalho. Atualmente, na busca por produtos que possuam um ciclo de vida com menor impacto possível ao planeta, o papel passa a ter mais espaço de atuação em relação ao plástico e a outros materiais derivados de fontes não renováveis. Nosso compromisso é oferecer um portfólio refinado, que atenda às expectativas do mercado. Por isso, desenvolvemos produtos a partir de matéria-prima certificada extraída das árvores, de forma eficiente e otimizada. Na BO Paper utilizamos Fibras Termomecânicas de Alto Rendimento na produção de nossos papéis. Esse processo permite o maior aproveitamento da madeira, gerando um volume muito maior de fibras, quando comparado a um processo químico, reduzindo o consumo de água. Assim, utilizamos de forma eficiente os recursos naturais, acmead.com.br

sempre respeitando nosso bem mais precioso: a natureza.

b o p a p e r. c o m . b r



R

So

rec

Estratégia de

PRODUÇÃO Promoção do RESPONSÁVEL E SUSTENTÁVEL, desenvolvimento local paraPROTEÇÃO DO MEIO AMBIENTE E fazer a diferença DESENVOLVIMENTO onde SOCIOECONÔMICO

sustentabilidade da Bracell

operamos.

A Bracell entende que para construir um futuro grandioso, ações devem ser tomadas no presente. Por esta razão, sustentabilidade é um valor vivenciado diariamente na empresa por meio de parcerias, projetos e atitudes. A companhia tem o compromisso com o desenvolvimento sustentável em todas as suas operações, investindo tempo e recursos em melhoria contínua e fornecendo produtos diversificados de florestas plantadas, gerenciadas de forma responsável e sustentável. Lais Drezza, gerente de Sustentabilidade da Bracell explica que a estratégia de sustentabilidade da empresa é um importante norteador, “pois representa nosso propósito e missão maior, totalmente alinhada aos nossos valores e diretrizes. Acreditamos na criação de valor compartilhado com a construção de parcerias duradouras pois assim, podemos fazer o bem para nossas comunidades, país, clima, clientes e empresa”. A estratégia está alicerçada em seis pilares. Conheça cada um deles e veja as ações que já estão sendo realizadas:

Produção Responsável

SUS

PESSOAS E CULTURA

A Bracell propõe soluções inovadoras e eficientes em recursos renováveis, em toda sua cadeia produtiva. Em São Paulo, por exemplo, o Crescer+Juntos, projeto piloto em parceria com o Sebrae, tem contribuído para o desenvolvimento regional da rede de fornecedores da Bracell por meio da qualificação de micro e pequenas empresas, com o objetivo de melhorar a qualidade de seus serviços e produtos. Ele adota uma cultura de melhoria contínua e estabelece critérios para a classificação, seleção e avaliação de fornecedores atuais e futuros. Na Bahia, merece destaque a Central de Reciclagem de Resíduos existente na área da própria fábrica, onde cerca de 80% do total dos resíduos são convertidos em matéria-prima para fabricar fertilizantes agrícolas, revestimentos acústicos, cerâmicas, asfalto, telhas e muitos outros produtos.

Gente qualificada para os desafios do presente e do futuro, Clima em um ambiente de A Bracell anualmente elabora o inventário de GEE (Gases de Efeito Estufa) para todas as suas operações e da pegada de carbono para a celulose solúvel, na Bahia. Com isso, é possível identificar e quantificar respeito, diversidade as principais fontes de emissão e os respectivos gases emitidos, seguindo metodologias internacionais. e inclusão. A partir dessa análise, são desenvolvidos planos orientados para a redução das emissões. A Bracell é

negativa em emissão de carbono: ou seja, o valor líquido das emissões é menor do que a remoção de carbono promovida pelas florestas da empresa. Isso significa que a Bracell retira mais CO2 da atmosfera do que emite em sua operação.

D interde


PRODUÇÃO RESPONSÁVEL

oluções inovadoras e eficientes em cursos renováveis.

Biodiversidade e paisagens

Operações positivas ao clima, contribuindo para o cumprimento Pessoas e Cultura das metas e parceiros, para que estejam aptos aos A Bracell investe e acredita na qualificação profissional de seus colaboradores desafios do presente e do futuro e, desta forma, interajam em um ambiente de respeito, diversidade e inclusão. Um nacionais prático são as parcerias que a empresa realiza junto a escolase de para ensino técnico como Sesi e Senai, VISÃO DE exemplo promovendo oportunidades de capacitação nas comunidades onde atua. o desenvolvimento A companhia reforçou também seu compromisso aderindo aos Princípios de Empoderamento das Mulheres da STENTABILIDADE ONU (WEPs - Women Empowerment Principles). Os WEPs constituídos por de padrões internacionais de trabalho de são produtos e direitos humanos, todos baseados no reconhecimento de que as empresas têm interesse e responsabilidade pela baixo carbono. igualdade de gênero e empoderamento feminino. Os mosaicos florestais sustentáveis da Bracell favorecem a biodiversidade, os serviços ecossistêmicos e as paisagens. Em 2020, mais de 30% da base florestal da empresa, considerando Bahia e São Paulo, foi destinada à conservação ambiental (áreas de vegetação nativa, reserva legal e preservação permanente). A Bracell é detentora da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Lontra, considerada a maior área de RPPN do litoral norte baiano e reconhecida como Posto Avançado da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (RBMA), um modelo de gestão integrada, participativa e sustentável dos recursos naturais reconhecido pela UNESCO - Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.

Outra ação que reconhece os valores da empresa na promoção de um ambiente plural e de igualdade racial foi o Selo da Diversidade Ético Racial 2020, certificação concedida às organizações comprometidas em fortalecer a diversidade no mercado de trabalho. E, ainda neste ano, foi lançado o Comitê de Diversidade e Inclusão, fórum que reúne e discute as boas práticas e desafios da Bahia e de São Paulo.

Inclusão social

BIODIVERSIDADE E PAISAGENS

A estratégia de responsabilidade social corporativa está estruturada no Bracell Social, programa composto por três pilares: Empoderamento, Educação e Estar Bem, com o foco em pessoas e nas comunidades. Transversalmente a eles está o Programa de Voluntariado, que dá apoio a esses três pilares. No quesito geração de emprego, a Bracell contribui por meio de parcerias disponibilizando capacitações e, desta forma, apoiando o desenvolvendo das comunidades onde atuam suas operações. A região de Lençóis Paulista – SP encerrou o ano de 2020 com recorde histórico na geração de emprego no mercado formal. Segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério da Economia) foram 14.729 contratações.

Mosaicos florestais sustentáveis favorecendo a biodiversidade, Governança os serviços Uma das prioridades da Bracell se concentra na gestão de riscos e oportunidades socioambientais, monitorar o desempenho nos critérios ESG, além de acompanhar a implantação da agenda de sustentabilidade. Também ecossistêmicos faz parte das atribuições de Governança formular recomendações quanto a investimentos e direcionamentos que permitam a construção de uma empresa mais ética, íntegra, economicamente viável e responsável social e ecada asvezpaisagens. ambientalmente. Além dos comitês locais da Bahia e São Paulo, a empresa criou uma instância denominada Steering Committee, que tomará decisões estratégicas que influenciarão as operações da Bracell no Brasil.

Decisões de negócio ependentes e compatíveis




www.cenibra.com.br


Café c/ Design

TRANSFORMAR DESAFIOS EM RESULTADOS: ESTA É A NOSSA MARCA Para a CENIBRA, o ano de 2020 foi marcado por superações. A Empresa implantou diversas medidas para minimizar os efeitos da pandemia e de outros fatores negativos do mercado mundial, priorizando a produção de celulose com segurança e sustentabilidade. Com empregados qualificados e comprometidos, a CENIBRA manteve as operações para abastecer as suas demandas e, também, estabeleceu novo recorde de produção. A Empresa preservou as parcerias com os poderes públicos e os compromissos com as comunidades, implantando iniciativas que contribuem para o desenvolvimento regional e a geração de emprego e renda. Além disso, promoveu a cultura e ampliou o acesso ao lazer e às práticas esportivas, ao inaugurar o Complexo Cultural do Parque Multifuncional. É assim que a CENIBRA enfrenta os desafios: com superação e excelência em suas atividades!


cmpc





Eldorado Brasil

Ações responsáveis para o desenvolvimento sustentável Operação segura, eficiente e sustentável: A Eldorado Brasil é uma empresa moderna e inovadora, dotada de alta tecnologia e operada por profissionais focados na excelência, segurança e sustentabilidade. Suas ações baseiam-se em valores organizacionais da companhia e nas rigorosas exigências do mercado global. Já o investimento contínuo em tecnologia resulta em maior eficiência e sucessivos recordes. Em 2020, a companhia produziu 1,77 milhão de toneladas de celulose, superando em 18% a capacidade nominal da fábrica, de 1,5 milhão de ton/ano. Sua planta industrial, em Três Lagoas/MS, é autossuficiente em energia, gerando o suficiente para atender as operações e comercializar a produção excedente junto ao sistema nacional (GRID), registrando neste período a geração de total de 1.4 milhão MWh.

Em 2020, a companhia também expandiu investimentos e conquistou novos diferenciais com a conclusão de sua primeira usina termelétrica, que gera energia limpa a partir de biomassa de eucalipto, composta por tocos, raízes e resíduos de madeira não utilizados na produção de celulose. Com a ativação do empreendimento, em abril de 2021, a Eldorado Brasil tornou-se a primeira empresa nacional de celulose a consumir 100% do eucalipto em sua cadeia produtiva. Também no ano passado, a Eldorado Brasil assinou contrato de arrendamento da área STS14, no Terminal de Santos, pelo prazo de 25 anos. A empresa obteve as licenças ambientais para as obras de instalação de um novo armazém portuário, com acesso direto ao berço de atracação do navio, conectado à malha ferroviária do complexo marítimo e que vai permitir a chegada de trens carregados com celulose.


A importância das florestas Eldorado Brasil: Ao longo de 2020, as florestas da Eldorado Brasil retiraram aproximadamente dois milhões de toneladas de CO²e da atmosfera, acumulando historicamente mais de 34 milhões de toneladas de CO²e já removidas. Atualmente, a companhia mantém 230 mil hectares de florestas plantadas de eucalipto e mais de 110 mil hectares de áreas de conservação ambiental, em Mato Grosso do Sul e interior de São Paulo. São áreas ricas em biodiversidade, a maior parte no Cerrado, contemplando ainda a zona de ecótono com a Mata Atlântica, apresentando espécies de ambos os biomas. Para garantir a integridade dessa biodiversidade, a Eldorado Brasil tem gestão ambiental contínua, focada no desenvolvimento de cada uma das atividades, em diferentes setores. É um conjunto de ações voltadas à gestão de todos os aspectos inerentes à temática ambiental. Por tudo isso, a companhia conquistou diversas certificações de manejo florestal, reconhecidas mundialmente e que atestam o emprego das melhores práticas, em toda a cadeia produtiva do negócio. A avaliação das áreas e operações também é contínua, por meio de estudos e monitoramentos ambientais. O resultado positivo das práticas responsáveis, voltadas à conservação ambiental, é observado pela alta diversidade encontrada nessas áreas. • 331 espécies de Flora • 281 espécies de Avifauna • 58 espécies de Mamíferos • 31 espécies de Anfíbios • 26 espécies de Repteis

Entre as espécies encontradas, destaca-se a fauna endêmica de cada bioma, sendo 5 espécies da Mata Atlântica (aves) e 27 do Cerrado (13 anfíbios, 8 aves, 5 répteis, 1 mamífero), com o registro de 21 espécies ameaçadas de extinção (14 mamíferos e 7 aves). Como alcançar essa rica biodiversidade? A Eldorado Brasil desenvolve programas e projetos que maximizam os benefícios gerados pelas florestas, minimizando possíveis efeitos negativos gerados pela sua operação. Programa de Restauração Ambiental: Recupera áreas que foram degradadas em atividades anteriores à incorporação da Eldorado Brasil. O programa faz um diagnóstico, monitora e recupera a função ecológica dessas áreas, fortalecendo a regeneração natural e garantindo a perpetuação das espécies da região. Tudo feito com a mínima intervenção ao ambiente, preservando o fluxo gênico dos fragmentos, o banco de sementes e as espécies do local. Estudo de Conectividade dos Fragmentos Florestais: Avalia a conectividade interna e externa dos fragmentos de vegetação nativa, definindo corredores ecológicos para garantir o fluxo gênico entre os fragmentos. Programa Você e o Bicho: Incentiva o registro voluntário dos animais silvestres avistados nas áreas de atuação da empresa, feito


por colaboradores, contribuindo para o conhecimento da fauna existente e promovendo a conscientização por meio da educação ambiental. Todo material compõe um banco de dados que permite avaliar e conservar a população de espécies. Prevenção e Controle de Incêndios Florestais: Um moderno sistema de prevenção atua 24 horas por dia na detecção e controle de incêndios, dotado de alerta automático para focos de queimadas e inteligência artificial. A operação conta ainda com 26 caminhões pipa e 58 monitores que, juntos, garantem a segurança dos colaboradores, vizinhança e comunidades, além de reduzir possíveis danos causados pelo fogo, como perdas ao patrimônio florestal, danos ao meio ambiente e à vida humana. Centro de Inteligência Florestal (IRIS): Um sistema de monitoramento por câmeras de última geração e alta qualidade de imagem registra as ocorrências em tempo real, como focos de incêndios, invasões de propriedades ou qualquer incidente ocorrido em áreas da companhia. As câmeras são movidas a energia solar e instaladas em torres com 50 a 65 metros de altura. Estratégias e Ações Sociais: Um dos pilares da Eldorado Brasil se baseia no desenvolvimento local, com responsabilidade social. É parte da cultura da empresa construir parcerias genuínas e um relacionamento próximo e transparente com as comunidades do entorno de suas operações. Essa diretriz agrega ainda mais credibilidade ao negócio, proporcionando ganhos para todas as partes. Os ótimos índices de crescimento demonstrados desde a chegada da empresa em Três Lagoas/MS, onde estão localizadas suas operações florestais e industriais, atestam a importância do engajamento dos stakeholders. Os demais municípios da região, abrangidos pela atuação da Eldorado, também são beneficiados com o aumento de renda, investimentos em infraestrutura, oportunidades de emprego e maior consumo de bens produzidos localmente. A abrangência social das atividades florestais e industriais é ampliada por meio de canais de comunicação que operam com transparência, agilidade na resposta e escuta atenta, sempre com o objetivo de bem atender os diversos públicos envolvidos no negócio. Assim, amplia-se o potencial de construir metas coletivas e celebrar conquistas.

A comunicação da empresa com as comunidades também é feita por meio da imprensa, campanhas, palestras, participação em fóruns e comitês setoriais, visitas aos sindicatos, RES (Relacionamento e Engajamento Social) e pelo Programa Eldorado de Sustentabilidade (PES) e Canal Linha Ética. Os projetos e ações são escolhidos de modo a alavancar o crescimento técnico e econômico das famílias beneficiadas. Abaixo estão listadas as principais ações realizadas, como foco em saúde, educação e desenvolvimento econômico das comunidades. Programa de Responsabilidade Social Eldorado Brasil: Ações de Combate ao COVID-19: O maior projeto social já desenvolvido pela Eldorado Brasil direcionou recursos para ações de enfrentamento à pandemia que chegaram a 15 municípios, localizados nas áreas de atuação da empresa, incluindo as operações portuárias, em Santos/SP. As doações somaram R$ 13 milhões, repassados em três etapas: Na primeira fase, o projeto abrangeu 24 instituições em 13 municípios de Mato Grosso do Sul e São Paulo, beneficiando diretamente mais de 600 pessoas em casas de repouso e cerca de 4.600 funcionários de hospitais que, juntos, atendem 78 mil pessoas por mês. Já na segunda fase, foram entregues 32.700 cestas básicas a famíliasoem situação de vulnerabilidatna c de no 15 munícipios onde a empresa atua, além de 395.000 máscaras de tecido. Por fim, na terceira fase do Programa de Responsabilidade Social da Eldorado Brasil, foram doados 2,6 milhões de itens, entre equipamentos de proteção individual (máscaras, aventais, luvas e sapatilhas) e 68 mil testes rápido de COVID-19 à Secretaria Estadual de Saúde do Mato Grosso do Sul, o qual auxiliou no combate direto da pandemia. Outras ações: Saúde, Educação e Economia: Laboratório de Análises Clínicas – Priorizando investimentos nos setores de saúde e educação nas áreas de influência direta, a Eldorado Brasil construiu laboratório de análises clinicas em Inocência, contribuindo para melhores condições de saúde à população. Centro de Educação Infantil - No que tange os repasses para o setor de educação, a empresa


construiu um Centro de Educação Infantil (CEI), em Três Lagoas/MS, com capacidade para atender até 224 crianças em dois turnos (matutino e vespertino) e 112 crianças em período integral, com idade de zero a três anos. Escola no Assentamento São Joaquim: Investimentos na ampliação da escola e entrega de novas salas de aula permitiu alocar todos os alunos do assentamento São Joaquim, evitando o deslocamento de jovens da região para estudar em Selvíria. Desenvolvimento econômico nas Comunidades: A Eldorado Brasil apoia o Projeto PAIS (Produção Agroecológica Integrada e Sustentável) que incentiva a prática da agricultura orgânica pelos pequenos agricultores, sem o uso de agroquímicos no processo produtivo, preservando o meio ambiente, proporcionando segurança alimentar e promovendo o desenvolvimento econômico em suas áreas de influência. Desde 2016, a empresa adquire produtos deste projeto para o restaurante da fábrica, oriundos do assentamento Pontal do Faia, gerando renda bruta mensal aproximada de R$ 2.500 para cada família. Além do PAIS, mantém parceria com outros assentamentos para o fornecimento de refeições aos colaboradores Eldorado, priorizandocanto o mercado local e a geração de renda na comunidade. Outras ações para o desenvolvimento:

Cursos de Capacitação: Para contribuir com o desenvolvimento econômico, a Eldorado Brasil oferece cursos de capacitação técnica, em parceria com o SENAR/MS, programados de acordo com as necessidades e sugestões das comunidades. Ações de Saúde: Neste programa são distribuídos folders informativos e kits com material de apoio, relacionados aos cuidados básicos e preservação de saúde. Eventos sobre o tema também são realizados periodicamente pela equipe de Sustentabilidade da empresa. Grupo Voluntário Amigos da Eldorado: O Projeto “AME" desenvolve o conceito de voluntariado e responsabilidade social entre os colaboradores. Esses voluntários doam tempo, trabalho e talento para causas sociais e comunitárias, de forma espontânea, melhorando a qualidade de vida nas comunidades. As atividades do grupo incluem campanhas do agasalho, arrecadação de brinquedos e visitas em asilos e casas de abrigo. Resultados: Em nove anos de atuação, a Eldorado Brasil colaborou com diversas instituições, com a doação de ônibus escolares, ambulâncias, equipamentos hospitalares, construção e manutenção de locais esportivos, equipamentos para instituições filantrópicas e universidades, assim como apoio em eventos na região. Um resultado positivo, possível graças ao engajamento, comprometimento e força do time Eldorado Brasil, composto por mais de cinco mil colaboradores.


Do empenho nasce o

Em 1961, um homem sonhou e ousou criar o futuro. Guiado por seu espírito transformador, José Carvalho fundou a Ferbasa. Construído a várias mãos, o sonho do passado é, hoje, líder em produção de ferroligas e única produtora integrada de ferrocromo das Américas.

Mineração A extração de cromita, matéria-prima para as ligas de ferrocromo, é realizada na região Centro-Norte do estado da Bahia. As principais minas são a Coitezeiro, em Campo Formoso, e Ipueira, em Andorinha - esta considerada uma das mais modernas do setor.

Metalurgia O parque industrial, localizado em Pojuca, além de produzir as ligas de ferrocromo, é referência internacional por sua fábrica de ferrossilício - uma das plantas mais sustentáveis do mundo, 100% verde e com saldo zero na balança de carbono.


Florestas Dos 64 mil hectares de florestas, 45% são mantidas como reserva de matas nativas. Nesse ativo, estão incluídos 1.243 hectares de áreas aprovadas como Reserva Particular do Patrimônio Natural. Além disso, a Ferbasa assegura o seu suprimento interno de biorredutor com as plantações de eucalipto, processo fundamental para as suas atividades.

Energia Renovável Contribuindo para a diversificação da matriz elétrica nacional, a empresa produz energia renovável por meio de sua unidade eólica, a BW Guirapá, localizada na região Sudoeste baiana.

Como um presente para o futuro, parte do resultado da Companhia retorna para a Fundação José Carvalho, sua acionista majoritária, que investe, anualmente, na educação de cerca de 3.600 crianças e jovens nordestinos. Assim, com respeito, ética, humildade e valorização à vida, a Ferbasa completa 60 anos atuando de forma sustentável e competitiva.

Ferbasa, 60 anos sonhando e criando um futuro melhor.




Floraplac: desenvolvimento sustentável na prática Primeira indústria de MDF da região Amazônica, a paraense Floraplac atua há 11 anos no mercado com princípios socioambientais bastante solidificados e um compromisso prático de redução dos impactos ambientais. A empresa, localizada no município de Paragominas (PA), tem orgulho da sua origem e de poder levar um produto de alta qualidade para 20 estados brasileiros e Distrito Federal, garantindo a presença do padrão Floraplac em todas as regiões do Brasil. A Floraplac é reconhecida por utilizar somente matéria-prima originária de áreas reflorestadas que totalizam mais de 30 mil hectares, distribuídas em 21 fazendas no Pará e Maranhão. Já são mais de 30 milhões de árvores plantadas (cerca de 6 milhões por ano) e a meta é ultrapassar 40 milhões de árvores plantadas em um novo compromisso sustentável nos próximos anos. “A Floraplac pauta suas atividades na sustentabilidade ambiental. Para isso, mostra que é possível alcançar o crescimento econômico de forma ética a partir de uma série de

ações que garantem preservação das florestas, eficiência energética, reuso da água, dentre outras”, diz Argeu Duarte, diretor comercial da Floraplac. Atualmente, 100% da matéria-prima utilizada pela empresa é eucalipto. O uso desta planta vem de florestas de replantio, ao invés de florestas nativas, o que evita o desmatamento e tem forte redução no impacto ambiental. “O MDF fabricado com eucalipto traz mais benefícios como resistência a rachaduras e quebras no momento da fixação, montagem segura e remontagem por várias vezes sem sofrer desgastes na sua reutilização", destaca Argeu. Outro grande benefício do uso do eucalipto é a redução da emissão de carbono. Estudos apontam que 1 hectare de eucalipto absorve por ano 10 toneladas de carbono na atmosfera. A absorção ajuda na redução da poluição, do aquecimento global e do efeito estufa. A Floraplac tem uma contribuição anual que chega a 300 mil toneladas de absorção de carbono, gerando um grande impacto positivo na natureza.



Uma produção sempre à frente A empresa investe em equipamentos de ponta, com parte da tecnologia de origem alemã. A Floraplac preza por um controle rigoroso no seu processo de plantio, extração e transporte do eucalipto, utilizando um sistema altamente moderno que inclui processo de clonagem, aprimoramento da espécie e preservação da idade certa para o corte do eucalipto. A extração do eucalipto é feita por quatro maquinários de última geração que fazem o corte, o deslocamento da madeira, os ajustes nas laterais e acomodam o material no caminhão. Tudo isso feito sob um controle rígido por profissionais qualificados que garante ampla segurança aos colaboradores. O transporte até a fábrica é feito com sistema de rastreio eficiente, com profissionais treinados e um sistema de segurança de excelência. A Floraplac investe ainda em tecnologia sustentável em toda sua fábrica. A empresa

utiliza uma usina termelétrica própria, que gera cerca de 20 megawatts de energia por dia, estação de tratamento que permite reutilizar 100% da água da fábrica, além de reaproveitamento dos resíduos sólidos e efluentes, dentre outros recursos e facilidades. O projeto sócio-educativo do Grupo Concrem O Grupo Concrem, do qual a Floraplac integra, mantem o Programa Socioeducativo Grupo Concrem, que há mais de 20 anos tem como objetivo levar educação por meio da arte às crianças e jovens filhos de colaboradores e moradores da região de Paragominas (PA), onde fica localizada a fábrica da Floraplac. “O programa socioeducativo busca amenizar problemas sociais como a violência e o desemprego; entre outros, provocados pela ociosidade e pela falta de oportunidade que muitos têm em exercer uma atividade artística, podendo até mesmo usá-la como uma atividade profissional”, afirma Argeu Duarte, diretor comercial da Floraplac.



Papirus integra-se à cleantech para ampliar reciclagem de papel pós-consumo e garantir rastreabilidade Iniciativa permitirá gerar créditos de reciclagem e fortalecerá atuação sustentável da fabricante de papelcartão Uma das maiores fabricantes de papelcartão do País, a Papirus dá início a um projeto arrojado para fortalecer sua posição como a maior recicladora do segmento de papelcartão e cujas atividades estão pautadas na sustentabilidade e na economia circular. A empresa passa a aderir à plataforma da cleantech Pólen, visando certificar e catalogar informações referentes à rastreabilidade e origem

dos materiais reciclados recebidos das cooperativas e de outras fontes e transformá-los em créditos de reciclagem. Esses créditos serão transferidos para os fabricantes de grandes marcas de consumo (brand owners), que assim poderão atestar seu compromisso com a sustentabilidade e a destinação correta das embalagens, como determina a Política Nacional de Resíduos Sólidos. A Papirus será a primeira empresa do setor de papelcartão a integrar a plataforma da Pólen, cleantech especializada em solução e valoração de resíduos. Desta forma, fortalece sua estratégia de reciclagem, que já inclui a utilização de fibras recicladas pós-industriais e pós-consumo na fabricação da sua linha Vita. Segundo Amando Varella, diretor Comercial e Marketing da Papirus, a necessidade crescente por mais transparência nas práticas sustentáveis das empresas, tem provocado o aumento na procura por papelcartão reciclado, como o Vitacycle, que tem 30% de fibras pós-consumo. “A geração de créditos de reciclagem é um conceito inovador, e que pode ter um forte impacto para impulsionar o mercado de reciclagem e dar o aval de sustentabilidade que as grandes marcas e os consumidores requerem hoje. Por isso, estar vinculado a um sistema que permite ampliar o uso de material reciclado, que garante uma remuneração adicional às cooperativas de recicladores, gera créditos e certifica o processo de reciclagem, é muito positivo”, afirma Christian Kroes, gerente de Desenvolvimento de Produtos da Papirus. “Isto consolida nossa atuação como empresa pioneira na reciclagem de embalagens de papel e que atua desde a captação junto às cooperativas até reciclagem, funcionando como importante ferramenta da economia circular.”


Em geral, a quase totalidade das fibras recicladas utilizadas na Papirus são provenientes dos resíduos pós-industriais gerados na produção das embalagens e no envase nos brand owners. Esses resíduos realimentam o ciclo da economia circular e são fundamentais para manter este modelo sustentável em harmonia. Além disso, sua reciclagem ajuda a suprir a necessidade da indústria por aparas de boa qualidade e diminui os impactos ambientais nos aterros. Já o resíduo de papelcartão pós-consumo - ou seja, aquele proveniente da coleta das embalagens já utilizadas e descartadas pelos consumidores finais - tem participação menor. “Hoje temos mais capacidade de reciclar do que conseguimos comprar junto às cooperativas e aos aparistas. Com o novo sistema, a tendência é o volume de pós-consumo crescer, principalmente porque este modelo soluciona a falta de estrutura de logística reversa de muitas empresas para coletar e destinar os resíduos das embalagens descartadas pelo consumidor”, explica Christian Króes. O diretor Comercial e de Marketing destaca que este projeto vai agregar valor não apenas para os brand owners, mas também para as gráficas que são seus clientes e que imprimem as embalagens. “Para os brand owners, que querem reciclar suas embalagens, a compra de gráficas que usam o papelcartão da Papirus, e que atesta a origem das fibras recicladas, é uma forma de atender a Política Nacional de Resíduos Sólidos, que obriga as empresas que colocam produtos embalados no mercado a neutralizarem, pelo menos, 22% do volume destas embalagens anualmente”, acrescenta Varella. O impacto positivo chega também ao consumidor final, graças ao selo da Pólen, que poderá ser inserido nas embalagens produzidas, e que traz um QR Code por meio do qual é possível acessar os dados que demostram os índices de uso de material reciclado da cooperativa, entre outras informações relativas à sustentabilidade do ciclo de produção e ao ciclo de vida da embalagem. Como funciona o sistema de crédito de reciclagem O sistema de crédito de reciclagem é semelhante ao de crédito de carbono, em que as empresas podem adquirir créditos para zerar ou reduzir suas emissões de GEE (Gases de Efeito Estufa). Cada tonelada de apara de papel pós-consumo gera um crédito, que pode ser adquirido pelos brand owners para comprovarem que estão adequados à meta de reciclagem da PNRS, que é de 22% das embalagens utilizadas em seus produtos.

No caso da Papirus, a proposta é transferir esses créditos para os brand owners que utilizam o seu papelcartão, agregando valor para esses fabricantes de bens de consumo. Como todo o processo atende às exigências de geração de créditos estipulada pelo Ministério do Meio Ambiente e pelos órgãos ambientais dos estados, e é realizado por meio do sistema de blockchain - tecnologia que está por trás de operações como o Bitcoin e que oferece total segurança para a rastreabilidade de ativos como os créditos de logística reversa -, os créditos são certificados, garantindo transparência e segurança para as marcas e consumidores quanto à sustentabilidade dos produtos. O processo de geração de créditos inicia-se com a homologação e auditoria de todas as cooperativas e fornecedores de materiais reciclados. Documentos como licenças ambientais e auditorias, que comprovam a ausência de trabalho infantil ou em condições análogas a escravidão, fazem parte da extensa lista de itens a serem cumpridos pelos operadores para fazerem parte do sistema. Após a homologação, é feita a catalogação de todas as notas fiscais emitidas pelas cooperativas nas vendas de aparas. As Notas Fiscais de pós-consumo irão gerar créditos de reciclagem no sistema de blockchain. Com a segurança propiciada pelo sistema, é possível certificar o crédito. Adicione-se a isso, o benefício de que o processo inclui a certificação das cooperativas sob o aspecto ambiental e trabalhista. A Pólen opera todo o levantamento e catalogação das notas, o sistema de blockchain e o trabalho de certificação. A cleantech já tem catalogadas cerca de 800 empresas que geram material reciclado, além de recicladores, ampliando as possibilidades de utilização de resíduos de papel pós-consumo. Christian Kroes, Gerente de Desenvolvimento de Produtos e Amando Varella, Diretor Comercial e Marketing da Papirus


SOMOS UMA EMPRESA RECICLADORA. NOSSOS PAPÉIS SÃO FEITOS 100% DE FIBRAS RECICLADAS

PRODUZIMOS PAPEL MACULATURA, CARTÃO E MIOLO, CERTIFICADOS PELO FSC

POSSUIMOS ISO 9001/2015


SOMOS ECOLÓGICOS, SOMOS RECICLADOS

INDÚSTRIAS DE PAPEL R RAMENZONI S.A.

www. ra m e n zo n i .co m . b r TEL. (19) 3556-9020 / FAX. (19) 3556-9024


Tecnologia em Meio Ambien

CARGA E D S E R O NIPULAD

MA

Entre em contato conosco

11 2796-8196


nte e Movimentação de Carga

TRITURADOR

ES E PICADO RES

MULCHERS vendas@envimat.com.br

www.envimat.com.br


Fundada em 1950, a Resource Management Service, LLC (RMS) é uma empresa global de investimentos em florestas. Trabalhamos com grandes investidores institucionais e gerenciamos aproximadamente 1 milhão de hectares de ativos florestais em todo o mundo. Nossa visão é promover a prática da silvicultura e a valorização dos benefícios que as florestas privadas proporcionam à sociedade. Procuramos realizar a gestão sustentável das florestas dos nossos investidores, promovendo a saúde das comunidades em que operamos em todo o mundo.

Ao longo da nossa história, a RMS sempre demonstrou um forte compromisso de longo prazo com os recursos florestais que nos foram confiados. Nossa abordagem para a gestão responsável de investimentos é consistente com nossa herança e valores florestais - e está diretamente alinhada com os interesses de nossos investidores. O manejo florestal sustentável é fundamental para maximizar o valor a longo prazo. Nós operamos com a crença de que investimentos responsáveis requerem atenção à sustentabilidade em todas as suas formas - ambiental, social e de governança (ESG). Há 69 anos, a RMS gerencia as florestas dos nossos clientes principalmente para a produção de madeira, mas o gerenciamento bem-sucedido e responsável também envolve a conservação dos recursos do solo, do ar e da água e a preservação da diversidade biológica.

Em 2008, a RMS fez nosso primeiro investimento no Brasil e fundou a RMS do Brasil, nossa subsidiária no país. Em nome de nossos investidores, a RMS administra áreas florestais nos estados do Paraná e Santa Catarina, praticando o manejo florestal sustentável e certificado pelo Forest Stewardship Council® (FSC® C132196). Como um dos principais fornecedores mundiais de serviços de gestão de investimentos florestais, nós da RMS reconhecemos que nossas políticas, ações e operações podem ter impactos positivos no meio ambiente, nas comunidades onde operamos e na sociedade como um todo. Como resultado, um dos principais temas que ancora nossa abordagem ao ESG é a colaboração. Isso significa trabalhar em estreita colaboração com um amplo espectro de partes interessadas para abordar os desafios e oportunidades ESG que existem em nosso setor de negócios.


Certificação Todas as áreas florestais gerenciadas pela RMS do Brasil são certificadas pelo Forest Stewardship Council® (FSC® C132196). Para obter essa certificação, realizamos auditorias anuais externas e internas, que asseguram a conformidade com os padrões mínimos de manejo sustentável, e demonstram o nosso comprometimento com a melhoria contínua de nossas práticas em relação à colheita, silvicultura, condições de trabalho e envolvimento da comunidade. Além disso, por meio de auditorias de terceiros, garantimos que estamos cumprindo nosso compromisso de proteger as espécies e a biodiversidade dos ecossistemas em que operamos.

Enfrentando os desafios da Pandemia

Nossa Avaliação de Materialidade de 2019 identificou a área de Saúde e Segurança como um dos tópicos ESG de maior importância para a RMS. Sem dúvida, um tema de ampla influência em nossas operações, em nosso desempenho e nas comunidades onde operamos. Isso provocou um aumento significativo na nossa percepção quanto à importância de sermos proativos ao enfrentar os desafios colocados pela pandemia.

ESTUDO DE CASO

Saúde e segurança

Resiliência diante da pandemia Como todas as organizações e comunidades em todo o mundo, a RMS sofreu impactos significativos com o início da pandemia de coronavírus. O nosso principal objetivo no início da pandemia era manter a nossa equipe e seus familiares em segurança e, ao mesmo tempo, manter o desempenho dos investimentos de nossos clientes. Algumas das medidas que promovemos para manter a saúde e segurança e permanecer resilientes como organização foram:

1 2 3

Nossos líderes enfatizaram a importância da saúde e segurança dos colaboradores e incentivaram a flexibilidade, criatividade e compreensão das diferentes circunstâncias em que operamos. Promovemos o fechamento de alguns escritórios, bem como medidas de saneamento, flexibilizando o trabalho remoto sempre de acordo com as diretrizes de saúde pública federais, estaduais e municipais. Utilizamos tecnologias avançadas de comunicação e compartilhamento de dados, com o objetivo de fornecer à nossa equipe mais opções de reuniões virtuais e ambientes de colaboração, e ao mesmo tempo aprimoramos os treinamentos e sistemas de cyber-segurança, com o objetivo de reduzir ao máximo os constantes riscos dos acessos remotos.

4

Revisamos todas as nossas políticas de Saúde e Segurança e seguimos rigorosamente as normas internas e externas quanto a prevenção, proteção, monitoramento e assistência, tanto aos nossos colaboradores quanto a todos os colaboradores dos nossos prestadores de serviço.





MONITORAMOS E PROTEGEMOS FLORESTAS

Contribuir para a sustentabilidade do setor florestal, desenvolvendo, implementando e operando tecnologias, com integração de recursos, visando otimização e melhoria contínua de desempenho. • CONTROLE DA QUALIDADE DAS OPERAÇÕES FLORESTAIS • SISTEMA INTEGRADO DE MONITORAMENTO E PROTEÇÃO FLORESTAL (SIPF):

P Monitoramento de formigas cortadeiras P Monitoramento de pragas e doenças ocasionais P Monitoramento de plantas daninhas P Monitoramento de ocorrências florestais (proteção, meio ambiente e aspectos sociais) P Combate a incêndios P Serviços multifuncionais de silvicultura e combate a incêndios

EQUILIBRIO PROTEÇÃO FLORESTAL Rua Luis Curiacos, Nº 109 – Sala 411 Ed. Trio By Lindenberg 13416-461 - Piracicaba - SP 19 3402 5307 • 19 2533 2879 www.equilibrioflorestal.com.br

TECNOLOGIA E ESTRATÉGIA NO COMBATE A INCÊNDIOS

Equipamentos de alto desempenho para equipar veículos leves e ou multifuncionais, proporcionando maior eficiência no uso da água

P Praticidade de Operação P Economia de água e combustível P Maior mobilidade e agilidade P Multifuncionalidade com otimização de recursos P Redução do tempo entre detecção do foco de incêndio e início do combate P Redução de danos P Confiabilidade e Experiência

EQUILIBRIO EQUIPAMENTOS DE PROTECAO AMBIENTAL Rua N S de Fátima, 511 - Paulicéia 13424-230 - Piracicaba - SP 19 3434-0826 www.equilibrioepa.com.br


Inovamos, nos desafiamos e evoluímos! Nós somos movidos pelo propósito de ser responsável, inspirar pessoas e valorizar a vida. Somos

TRANSFORMAÇÃO! Em 2020 foram:

1.089.614

15,6 milhões

de toneladas de celulose produzidas

em investimentos sociais

õ

99.666,35 ha

4 lugar

de área de preservação

na Bahia no ranking Great Place to Work (GPTW)

3.200

%

99

empregos diretos

de reciclagem de resíduos

87 toneladas

1.817

de mel produzidos nos projetos de apicultura e meliponicultura

famílias beneficiadas Confira mais informações sobre nossas ações no Relatório de Sustentabilidade 2020!


Veracel Celulose: A superação de um ano de contingências com informação, articulação e cuidado genuíno com as pessoas Empresa manteve todas as iniciativas voltadas à sustentabilidade e a apoio social mesmo durante enfrentamento da pandemia de Covid-19 O último ano foi mundialmente desafiador. São as pessoas que fazem a empresa e essa é a história que vamos contar sobre esse ano tão peculiar que foi 2020. Fomos testados na firmeza do nosso propósito de sermos responsáveis, inspirar pessoas e valorizar a vida. Nesse cenário de pandemia por Covid-19, a atuação de forma rápida e unida diante das necessidades das pessoas foi essencial. A Veracel Celulose, mesmo diante dos impactos trazidos pela Covid-19, conseguiu apoiar a comunidade do Sul da Bahia, seus colaboradores e ainda manteve todas as iniciativas voltadas à sustentabilidade e ao apoio social que já haviam sido programadas antes da chegada da pandemia. Desde março de 2020, a empresa já realizou doações de: 86 mil itens de saúde e higiene; 83 mil litros de álcool; e 30 mil litros de hipoclorito, que foram distribuídos para a população das comunidades e dos municípios de sua região. A empresa também financiou a compra de equipamentos (8 camas, 1 eletrocardiógrafo e 1 gerador para manutenção de funcionamento de UTI) para auxiliar instituições de saúde públicas e privadas locais e, em parceria com a Suzano e o Governo da Bahia, apoiou a construção de um hospital de campanha na cidade de Teixeira de Freitas (BA), o que envolveu a doação de 35 respiradores fixos e móveis e um aporte para a oferta 20 leitos de UTI. Em 2020 também foram implementadas medidas de prevenção contra a pandemia para os colaboradores.

No último ano, o investimento social realizado pela Veracel foi de R$ 15,6 milhões, com atendimento a mais de 16 mil pessoas. Foram contemplados coletivos rurais, comunidade de pesca e indígenas, grupo de mulheres e associações comunitárias. Esse valor inclui projetos de agricultura familiar, além de outras iniciativas de geração de renda e de educação e, especialmente neste ano de contingências; doações de apoio emergencial para a segurança alimentar; e apoio aos órgãos de saúde da região de atuação da companhia. Atualmente, a empresa gera mais de 3,2 mil empregos diretos. Considerando, em cada família, uma média de quatro pessoas, estimamos que pelo menos 12,8 mil residentes na região dependam da Veracel para alimentação, transporte, educação, lazer e bem-estar. Além disso, em 2020, as compras de serviços e mercadorias da companhia representaram mais de R$ 740 milhões para o estado da Bahia. Esses números dão a dimensão da importância econômica da plena operação da empresa em época de pandemia, em uma região onde o turismo foi afetado. Outros destaques são o alcance do marco de mais de 5,5 milhões de árvores nativas da Mata Atlântica plantadas desde 1994 até o ano passado e a manutenção dos índices de reciclagem de resíduos industriais em 99% durante o ano. ações que elencamos em nosso Relatório “ As nos trazem muito orgulho, especialmente por terem sido realizadas em um ano tão desafiador como o de 2020. Queremos continuar aprendendo e ampliando essas iiniciativas para que a empresa e a comunidade continuem sempre em desenvolvimento de forma sustentável e responsável”, afirma o Diretor de Sustentabilidade e Relações Corporativas da Veracel, Renato Carneiro.


Acervo: Suzano


2021-2022 Guia de Compras das empresas de base florestal


Q Capa

Guia de Compras Abastecimento Comboio

Bombas Andrade

17 3321-5811

Bozza

11 2179-9966

Gascom

16 2105-3622

LDA Tanques

19 3838-9595

Mepel

54 3337-3700

Sage Oil Vac Brasil

11 2631-6343

Aço carbono 42 3227-4611 FERRO E AÇO

FEX, Ferro e Aço

42 98854-0601

www.fex.net.br

NLMK

11 5694-2100

SSAB

11 3303-0800

Vallourec

31 3328-2121

Aço em geral 42 3227-4611 FERRO E AÇO

FEX, Ferro e Aço

42 98854-0601

www.fex.net.br

Martin Sprocket

19 3877-9400

Novak & Gouveia

11 3977-4030

PTI

11 5613-1000

Rexnord

51 3579-8080

Vedacert

16 3947-4732

Vulkan do Brasil

11 4894-7300

Adesivo industrial Adelub

41 3372-8692

Hennings

47 3036-5555

Tesa

41 3021-8100

Agricultura de precisão Agrosystem

16 3434-3800

Apoiotec

14 3262-2480

Athenas

16 3202-1872

Geo Agri

16 3965-8220

Herbicat

17 3524-9797

Hexagon Agriculture

48 4009-2704

Horus Aeronaves

48 3029-7600

Jacto

0800 772 2100

Techsolo

14 3269-7233

Teejet

11 4612-0049

NLMK

11 5694-2100

Verion

11 2093-4956

SSAB

11 3303-0800

Visiona

12 2138-5801

Aço Inox Arinox

11 2797-8000 42 3227-4611 FERRO E AÇO

FEX, Ferro e Aço

Alimentador de fornos Lippel

47 3534-4266

Nicoletti

15 3273-2818

42 98854-0601

www.fex.net.br

Metalinox

11 2101-9000

NLMK

11 5694-2100

Retinox

11 2618-7070

Acoplamento

55 3376-9340 PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Alimentador vibratório Mavi

11 3577-6200

MVL Máquinas

11 4596-9220

Acoplast

31 2566-5900

DPE

16 3627-3529

Geremia Redutores

54 2105-3211

Análise de solo e água

John Crane

11 3371-2500

Athenas

16 3202-1872

Lamiflex Couplings

11 4615 6300

SGS Brasil

11 3883-8800

Mademil

48 3436-6404

Techsolo

14 3269-7233

80


Opiniões Análise química ambiental Athenas

16 3202-1872

Mérieux NutriSciences

19 3417-4700

SGS Brasil

11 3883-8800

48 4009-2704

Koppert

19 3124-3677

Verion

11 2093-4956

Área de vivência

Anticorrosão 31 3029-8002 Reframax

www.reframax.com.br

Rust Engenharia

Hexagon Agriculture

11 3140-1500

Aplicação de insumos Monitoramento

19 2533-2879 19 3402-5307 Equilíbrio

www.equilibrioflorestal.com.br

Rodotrem

12 3687-1366

Usingá

44 3266-2125

Armazenagem de biomassa Combio

11 3030-0040

Dujua

47 3534-5000

E.M.G.

41 3641-7200

Icavi

47 3545-8200

Lippel

47 3534-4266

Vantec

49 3441-5200

Zanella

41 2111-2300

Artefato de borracha Anhembi Borrachas

11 2601-3311

Plant Rubber

16 3969-9777

A Reframax é uma empresa consolidada e reconhecida no mercado industrial devido à grande competência de sua equipe!

Engenharia de Soluções Industriais Manutenção e Montagem Eletromecânica

Revestimento Refratário

Pintura Industrial

com

22 anos

de mercado

Isolamento Térmico e Acústico

Contratos de Manutenção

mais de

mais de Acessos e Andaimes

Assistência e Consultoria Técnica

Tecnologia e Equipamentos*

Excelência na prestação de serviços para indústria.

390

clientes

2.300

obras realizadas

Proteção Passiva Contra Fogo

(31) 3029-8002 www.reframax.com.br


Q Capa

Guia de Compras Ativo florestal

Autoclave

Gestão

11 4780-4391 14 99761-0165 Futuro Florestal

www.futuroflorestal.com.br

47 2104-6700

Fhaizer

47 3461-6500

Fortex

54 3242-2640

Rolmig

31 3834-3188

Rossin Equipamentos

16 3947-1981

Automação 19 3422-4634

Geplant

www.geplant.com.br

12 3426-0119 Gestão Florestal

12 98829-0401

IMA Negócios

12 99774-7342

Innovatech

19 3324-3019

Maxitree

19 3478-0528

Visiona

12 2138-5801

www.imaflorestal.com.br

Autocarregável Fischer

Arxo

54 99976-1777 41 3020-0900 0800 007 2690

Andritz

41 2103-7601

Anton Paar

11 5906-9000

Atma

16 2105-4945

Beckhoff

11 4126-3232

Bosch Rexroth

0800 704 5446

Dynapar

11 3616-0150

Endress+Hauser

11 5033-4333

Festo

11 5013-1600

Geolab

11 3331-1028

Grupo Viseu

11 5071-9962

Helmut Mauell

11 2117-5353

Index

11 3259-0460

Indumec

41 3347-2412

Mectrol

14 4009-0507

Metso Outotec

15 2102-1700

Micromecânica

47 3441-8800

MS Instrumentos

21 2493-0588

Neles

15 2102-9600

Grupo AIZ

4007-2690

Hegeza

41 3283-3539

Pepperl+Fuchs

11 4007-1448

Masal

51 3662-3066

Peu Eletricidade

19 3437-3030

Salvi Casagrande

11 3327-0033

Saturno

51 3462-7415

Servitel

16 2105-6464

SGS Brasil

11 3883-8800

TMSA

51 2131-3333

Valmet

41 3341-4444

Voith Paper

11 3944-4000

Yaskawa

11 3585-1100

www.grupoaiz.com.br

19 3412-1234 Motocana

19 98248-0330

www.motocana.com.br

55 3376-9340 PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Roder

14 3886-1441 41 3317-1414

Automação Implementos rodoviário

49 3227-3477 Timber

www.grupotimber.com.br

TMO

82

51 3038-8700

51 3491-8191 49 3561-6000

WDS Pneumática

www.wdspneumatica.com.br

51 98912-3376


Opiniões Balança e sistema de pesagem Balanças Jundiaí

11 4606-8400

Bombeiro Comboio

19 3935-1970

19 3434-0826 19 99741-1479

Emex Brasil C-0 M - 75% Y - 95% K-0

C - 100% M - 85% Y - 20% K - 20%

www.emexbrasil.com.br Pantone 165C

Pantone 294C

Hook do Brasil

19 98441-4111

Mettler Toledo

11 4166-7400

Navarro

11 2901-1895

Rinnert

47 3547-9100

Saturno

51 3462-7415

Testato

31 3241-2817

Toledo do Brasil

0800 554 122

Biometria florestal Método

16 3983-1549

Treevia

12 3921-2319

Equilíbrio

www.equilibrioepa.com.br

Gascom

Briquetadeira Biomax

51 3592-4922

Lippel

47 3534-4266

Cabeçote Doosan Infracore

19 3471-9100

Fiji

11 2024-7010

John Deere

19 3318-8140

Bomba e motobomba Andritz

41 2103-7601

Atlas Copco

11 3478-8883

Bosch Rexroth

0800 704 5446

Bozza

11 2179-9966

Brudden

14 3405-5000

Century do Brasil

11 2541-7145

Comam

31 3275-2118

Equipe Bombas

19 3417-4848

Gascom

16 2105-3622

KSB

11 4596-8500

Lemasa

19 3936-8555

Linde Hydraulics

11 2281-7879

Netzsch

47 3387-8222

Novak & Gouveia

11 3977-4030

ProMinent

11 4176-0722

Sulzer

11 4589-2000

Tetrapel

19 3236-1975

Bombeiro

41 2102-2828 Komatsu Forest

www.komatsuforest.com.br

Lion Equipamentos

41 3598-2220

Macedo

42 3239-1441

Minusa Forest

49 3226-1000

Ponsse

11 4795-4600

www.ponsse.com

Roman do Brasil

F L O R E S TA L

Sotreq

https://sotreq.com.br/florestal/ cut-to-length/

41 99262-7493 0800 940 1920 31 97320-0237 41 3317-1414 49 3227-3477

Timber

51 3491-8191

TMO

49 3561-6000

Tracbel

0800 200 1000

www.grupotimber.com.br

Tanque Gascom

16 2105-3622

16 2105-3622

83


Q Capa

Guia de Compras Cabeçote multifuncional J de Souza

49 3226-0511

Roder

14 3886-1441

31 3029-8002 Reframax

www.reframax.com.br

Cabo aéreo Macedo

42 3239-1441

Okubo

16 3514-9966 55 3376-9340

PENZSAUR

SGS Brasil

11 3883-8800

Vemag

16 3511-1000

ZBN

18 2102-9000

Carregadeira Caçamba

www.penzsaur.com.br

55 3376-9340 PENZSAUR

Caixa de vapor

www.penzsaur.com.br

Hergen

47 3531-4400

Lantier

11 4447-3072

Voith Paper

11 3944-4000

Carregador Carvão

J de Souza

Caldeira Andritz

41 2103-7601

Arauterm

51 3406-6979

Benecke

47 3382-2222

Biocal

47 3534-5400

Bremer

47 3531-9000 11 4431-3900

F L O R E S TA L

Sotreq

https://sotreq.com.br/florestal/ cut-to-length/

49 3226-0511 0800 940 1920 31 97320-0237

Carregador florestal Caterpillar

11 2109-2000 41 3020-0900

CBC

www.cbcsa.com.br

Engecass

47 3520-2500

Fimaco

47 3525-1000

HPB

16 3513-4600

Icavi

47 3545-8200

Mill Serras

49 3221-6200

Valmet

41 3341-4444

Grupo AIZ

www.grupoaiz.com.br

0800 007 2690 4007-2690

H Fort

47 3333-1495

Hegeza

41 3283-3539

J de Souza

49 3226-0511

John Deere

19 3318-8140 19 3412-1234

Caldeiraria

Motocana

19 98248-0330

Aeroar

49 3226-0322

Arxo

47 2104-6700

Bardella

11 2487-1000

Biocal

47 3534-5400

Embal

17 3524-6532

Grundfos

11 4393-5533

Pesa

41 2103-2211

Perenne

11 3022-6989

Roder

14 3886-1441

84

www.motocana.com.br

55 3376-9340 PENZSAUR

www.penzsaur.com.br


Opiniões Rotobec

F L O R E S TA L

41 3287-2835 0800 940 1920

Sotreq

31 97320-0237

Thorco

11 4613-1177

TMO

49 3561-6000

https://sotreq.com.br/florestal/ cut-to-length/

Carreta

Florestal 42 3227-4611 FERRO E AÇO

FEX, Ferro e Aço

42 98854-0601

Hallco

11 98213-7675

Hyva

54 3209-3400

Truckvan

11 2635-1133

Carreta

Pulverizadora Agrimec

55 3222-7710

Arador

16 3202-1760

Coagril

35 3292-3931

IMAP

51 3662-8500

Catraca

Pneumática

www.fex.net.br

19 3935-1970

41 3020-0900 Grupo AIZ

www.grupoaiz.com.br

0800 007 2690 4007-2690

Emex Brasil C-0 M - 75% Y - 95% K-0

C - 100% M - 85% Y - 20% K - 20%

www.emexbrasil.com.br Pantone 165C

Pantone 294C

Lion Equipamentos

19 3412-1234 Motocana

19 98248-0330

www.motocana.com.br

MSU

14 3366-3100 55 3376-9340

PENZSAUR Roder

TMA

14 3886-1441 16 3969-4933

www.tmamaquinas.com.br

TMO

49 3561-6000

Carreta

Piso móvel 19 3496-1555 Carrocerias Bachiega

19 99309-7571

www.carroceriasbachiega.com.br

41 3020-0900 Grupo AIZ

www.grupoaiz.com.br

51 3038-8700 WDS Pneumática

0800 007 2690 4007-2690

51 98912-3376

www.wdspneumatica.com.br

Cavalete automotivo Linha pesada

Fortech Equipamentos

www.penzsaur.com.br

41 3598-2220

16 3333-5100

Certificação 2Tree Consultoria

42 3272-3275

Geoambiente

12 3878-6400

Imaflora

19 3429-0800

Maxitree

19 3478-0528

SGS Brasil

11 3883-8800

SR4 Soluções

49 3563-1903

Sysflor

41 3344-5061

Vanzolini

11 3145-3700

Weiss

42 3522-0670

Cesta aérea IMAP

51 3662-8500

Palfinger

54 3026-7000

Terex

0800 031 0100

85


Q Capa

Guia de Compras Cesta e peneira

Colhedora de biomassa

Andritz

41 2103-7601

Hergen

47 3531-4400

55 3376-9340 PENZSAUR

Kadant

19 3849-8700

www.kadant.com

Voith Paper

11 3944-4000

Chapa, chave e chuveiro Hergen

Kadant

47 3531-4400 19 3849-8700

www.kadant.com

Lantier

11 4447-3072

www.penzsaur.com.br

Colheita florestal Grupo Semil

31 3402-2900

KTM Engenharia

31 3311-1772

Multifloresta

14 3731-2556

Comercialização de madeira Brasilmad

41 3382-2222

Brookfield

67 3044-2400

GCM

41 3335-1900

Grupo Fértille

67 3026-4031

Ciclone

12 3426-0119

Aeroar

49 3226-0322

Gestão Florestal

12 98829-0401

AFC do Brasil

11 2152-7100

IMA Negócios

12 99774-7342

Brunnschweiler

14 3408-6500

Delta Ducon

11 3218-6666

Multifloresta

14 3731-2556

Fortex

54 3242-2640

Potencial

15 3271-0556

Powder

11 3218-6666

Compactador

Cilindro hidráulico Famacil

47 3027-3536

Lion Equipamentos

41 3598-2220

Orkel

42 99973-5551

Volvo

41 3317-8111

Compostagem Orkel

Cinta de poliester Okubo

www.imaflorestal.com.br

16 3514-9966

Classificador de toras

Vermeer

Cerumaq

Volvo

47 3522-2971

42 99973-5551 19 3517-9400

www.vermeerbrasil.com.br

41 3317-8111

Coleta de sementes

Computador de bordo

Kolecti

Herbicat

17 3524-9797

Hexagon Agriculture

48 4009-2704

Solinftec

18 3622-2270

48 9692-0232

Coletor de dados Creare

51 3094-9090

Geoambiente

12 3878-6400

Hexagon Agriculture

48 4009-2704

Caçamba

Método

16 3983-1549

Fischer

54 99976-1777

Treevia

12 3921-2319

Potenza

49 3226-0677

86

Concha


Opiniões Condensador 82 2121-2000 Texas

16 3951-9393

www.texas.com.br

Construção industrial EcoPontes

18 2101-6199

Paranasa

31 3298-5700

Protendit

17 3214-7200

31 3029-8002 Reframax

www.reframax.com.br

SGS Brasil

11 3883-8800

Consultoria ambiental

Plante Roots

62 3598-0878

Powder

11 3218-6666

Pöyry

11 3472-6955

Pró-Ambiente

19 3201-6896

RT Reserva

31 3221-3177

SGS Brasil

11 3883-8800

Spectrum

11 94357-3074

STCP

41 3252-5861

Vasconcelos

16 3242-2975

Visiona

12 2138-5801

Weiss

42 3522-0670

Consultoria de negócios Agile Solutions

11 5501-6555

BlackWood

12 99646-1959

Claritas Investimentos

11 2131-4900

Consufor

41 3538-4497

Eba

14 3269-7211

2Tree Consultoria

42 3272-3275

ERG Engenharia

31 2138-4712

BMA Ambiental

31 3649-1450

Fundag

19 3739-8035

Delta Ducon

11 3218-6666

Geopixel

12 3949-1991

Ecomax

11 4602-3900

ERG Engenharia

31 2138-4712

Floresta Nova

41 3527-5626

Fundag

19 3739-8035

Geoambiente

12 3878-6400

Geoklock

11 5501-3777

Geopixel

12 3949-1991

Geoplan

43 3545-1369

Grupo Florestas

91 3226-0619

Hdom

92 3302-7249 41 3027-7209

41 3027-7209 Holtz

41 99185-9862

Hórus

19 98132-9001

www.holtz.com.br

12 3426-0119 Gestão Florestal

12 98829-0401

IMA Negócios

12 99774-7342

Innovatech

19 3324-3019

Pöyry

41 3252-7665

Pöyry

11 3472-6955

www.imaflorestal.com.br

Holtz

41 99185-9862

Serf

51 99425-1629

Smart3

41 4141-4123

Horizonte Ambiental

19 3645-1830

Visiona

12 2138-5801

Index Florestal

41 3015-4525

Wiabiliza

11 5584-8570

Key Associados

11 4890-4111

www.holtz.com.br

14 3733-6240 LRK Consultoria

14 99636-5740

www.lrkconsultoriaflorestal.com.br

Consultoria florestal Apoiotec

14 3262-2480

Athenas

16 3202-1872

Atrium

19 2534-2085

Maxitree

19 3478-0528

Bela Vista

35 3832-1132

Multifloresta

14 3731-2556

BlackWood

12 99646-1959

87


Q Capa

Guia de Compras Brasil Florestal

47 99187-1887

CAF Consultoria

47 3425-1807

Cenfor

42 3421-3093

Chabana

14 3262-1848

Cia Florestal

47 3447-1872

Ecomax

11 4602-3900 19 2533-2879 19 3402-5307

Equilíbrio

www.equilibrioflorestal.com.br

19 3935-1970 Emex Brasil

www.emexbrasil.com.br C-0 M - 75% Y - 95% K-0

C - 100% M - 85% Y - 20% K - 20%

Pantone 165C

Pantone 294C

F&W Forestry

51 3574-5237

Floresta Nova

41 3527-5626

FRM Brasil

91 3241-3111 11 4780-4391 14 99761-0165

Futuro Florestal

www.futuroflorestal.com.br

14 3733-6240 LRK Consultoria

14 99636-5740

www.lrkconsultoriaflorestal.com.br

Malinovski

41 3049-7888

Marco Almeida

15 99688-0853

Maxitree

19 3478-0528

Multifloresta

14 3731-2556

Plante Roots

62 3598-0878

Pöyry

41 3252-7665

Projeta

31 3564-6107

RR Agroflorestal

19 3402-6396

Spectrum

11 94357-3074

STCP

41 3252-5861

Topsis

41 3232-4577

Treevia

12 3921-2319

Vasconcelos

16 3242-2975

Visiona

12 2138-5801

Weiss

42 3522-0670

WSJ

41 3093-0556

Consultoria industrial ERG Engenharia

31 2138-4712

Innovatech

19 3324-3019

Geoflor

11 4152-4491

JRE Inspeções e Ensaios

19 3454-1292

Geopixel

12 3949-1991

Okte

11 3825-8799

Geoplan

43 3545-1369

PAC

11 4728-3120

Pöyry

11 3472-6955

19 3422-4634 Geplant

31 3029-8002

www.geplant.com.br

Reframax 41 3027-7209

Holtz

41 99185-9862

Hórus

19 98132-9001

Ibiguarim

19 3549-4184

www.holtz.com.br

12 3426-0119 Gestão Florestal

12 98829-0401

IMA Negócios

12 99774-7342

Index Florestal

41 3015-4525

Innovatech

19 3324-3019

www.reframax.com.br

STCP

Corda Okubo

16 3514-9966

Coroa de tração 14 3241-3701 14 98806-7000

www.imaflorestal.com.br

88

41 3252-5861

Engeforest

www.engeforest.com.br

14 98819-1000


Opiniões 14 3841-3454 Engtec Forest

14 99166-0920

Rotary-Ax

41 3557-5284

www.engtecforest.com.br

14 3841-3454 Engtec Forest

14 99166-0920

General Chains

19 3417-2800

Okubo

16 3514-9966

Rexnord

51 3579-8080

RUD

11 4723-4944

www.engtecforest.com.br

Correia Abrascort

41 2169-9999

Adelub

41 3372-8692

CBV

11 4418-8080

Corrente de corte

Comanbor

16 2133-5500

Lion Equipamentos

Conveybelts

11 3538-8307

Gates

11 5105-8100

Suprir

16 2102-6500

Correia transportadora Biocal

47 3534-5400

Borpac

31 3311-2700

CICAB

19 3464-9292

Cofaco

19 3026-8888

Continental ContiTech

0800 011 1572

Conveybelts

11 3538-8307

Correias Mercúrio

11 4588-6600

Demuth

51 3562-8484

47 3386-1246 HB Máquinas

41 3341-4444

Correia transportadora

Corrente de corte Afiador

14 3241-3701 14 98806-7000 Engeforest

14 98819-1000

Husqvarna

0800 773-2377

www.engeforest.com.br

Oregon®

31 3311-2700

Continental ContiTech

0800 011 1572

Abrascort

41 2169-9999

Adelub

41 3372-8692

Comanbor

16 2133-5500 14 3241-3701 14 98806-7000

Engeforest

www.engeforest.com.br

14 98819-1000

51 3579-9999

Corrente de corte Afiador automático

41 3208-0855 Eloforte

41 3208-0880

www.eloforte.com

Lion Equipamentos

Corrente

0800 411 630

www.oregonproducts.com

Peças e serviços Borpac

0800 411 630

www.oregonproducts.com

Stihl

www.hbmaquinasindustriais.com.br

Valmet

Oregon®

41 3598-2220

41 3598-2220

Crédito de carbono Visiona

12 2138-5801

Defensivo Tanque Arador

16 3202-1760

Bozza

11 2179-9966

89


Q Capa

Guia de Compras 16

16 99601-3896

FMCopling

14 3841-3454

3324-2223 Engtec Forest

14 99166-0920

www.engtecforest.com.br

www.fmcopling.com.br

Gascom

16 2105-3622

LDA Tanques

19 3838-9595

Descascador de toras

Defensivo agrícola

31 3514-0600 31 3514-0609

Adama

43 3371-9000

AMVAC do Brasil

16 99789-3688

Apoiotec

14 3262-2480

Bruno

49 3541-3100

Basf

0800 019 2500

Demuth

51 3562-8484

Fezer

49 3561-2222

Fortex

54 3242-2640

Astec

www.astecdobrasil.com

0800 017 9966 Kadant

Bayer

www.kadant.com

www.bayer.com.br

Dipil

0800 702 5152

Dow Agrosciences

0800 772 2492

FMC

19 3115-4400

Macedo

42 3239-1441

Metalcava

47 3523-9999

Terex

0800 031 0100

Destocador Roder

www.fmcagricola.com.br

Forestech

19 3291-0045

Futuragro

41 3291-1300

IHARA

15 3235-7700

Koppert

19 3124-3677

Malva

21 3147-6515

Polim-Agri

43 3024-1008

Samaritá

19 3827-9100

Syngenta

19 3849-8700

0800 704-4304

www.syngenta.com.br

UPL do Brasil

19 3794-5600

Vetquimica

19 3744-2700

F L O R E S TA L

https://sotreq.com.br/florestal/ cut-to-length/

Thorco

Vermeer

14 3886-1441 0800 940 1920 31 97320-0237 11 4613-1177 19 3517-9400

www.vermeerbrasil.com.br

Destopador AWK

Dente de corte

47 3534 4975

47 3386-1246

Parafuso

HB Máquinas 14 3241-3701 14 98806-7000 Engeforest

www.engeforest.com.br

90

14 98819-1000

www.hbmaquinasindustriais.com.br

Irmãos Dallabona

47 3382-1188

Mill Serras

49 3221-6200

Newmak

51 3582-4744


Opiniões Detector de metais Nicoletti

15 3273-2818

Shadow

41 3353-2226

Disco de corte de base Fiji

11 2024-7010

Disco orbital Açokorte

11 4013-8080

Saturno

11 2634-2000

Drone Geo Agri

16 3965-8220

Horus Aeronaves

48 3029-7600

XMobots

16 99422-3022

Eixo Fazanaro

19 3493-9430

General Chains

19 3417-2800

Magnus Hidráulica

11 2422-7944

Tec Tor

11 4428-2888

Elevador Martin Sprocket

19 3877-9400

Mavi

11 3577-6200

Metalcava

47 3523-9999

Mill Serras

49 3221-6200

Emergência química Ambipar

11 3429-5000

Empilhadeira Auxter

11 3602-6000

BMC - Hyundai

11 99687-8218

Doosan Infracore

19 3471-9100

Terex

0800 031 0100

Vantec

49 3441-5200

Yale

11 4134-4700

Energia

Comercialização Boven

11 2663-2910

Nova Energia

11 3124-4141


Q Capa

Guia de Compras Energia

Equipamentos Comercial Elétrica PJ

11 3649-9800

Elétrica Neblina

11 3619-1600

Geraforte

31 3396-9694

Stemac

0800 723 3800

Energia Gerador Cummins

0800 286 6467

Geraforte

31 3396-9694

Rodotrem

12 3687-1366

Stemac

0800 723 3800

ETEC Engenharia

34 3334-6400

Pöyry

11 3472-6955

SGS Brasil

11 3883-8800

STCP

41 3252-5861

Engrenagem Fazanaro

19 3493-9430

General Chains

19 3417-2800

Martin Sprocket

19 3877-9400

EPI Atmosfera

11 4588-5600 0800 704 4511

Energia

Guarany

Projetos

www.guaranyind.com.br

Biocal

47 3534-5400

Ideal Work

11 2188-0500

Engevix

11 2106-0100

Protspray

17 3524-9960

Icavi

47 3545-8200

Unibrasil

17 3421-1780

Pöyry

11 3472-6955

X-5

11 3586-8700

Replace Consultoria

11 5505-6637

SGS Brasil

11 3883-8800

TMSA

51 2131-3333

Equipamento florestal Peças e serviços

Energia

19 3935-1970

Recuperação Atlas Copco

11 3478-8883

Clyde Bergemann

19 3811-8080

Geraforte

31 3396-9694

Pöyry

11 3472-6955

Emex Brasil C-0 M - 75% Y - 95% K-0

C - 100% M - 85% Y - 20% K - 20%

www.emexbrasil.com.br Pantone 165C

Pantone 294C

42 3227-4611 FERRO E AÇO

FEX, Ferro e Aço www.fex.net.br

Energia

Sistemas de controle

41 3020-0900

Geraforte

31 3396-9694

Pöyry

11 3472-6955

Energia

Torre de iluminação Atlas Copco

11 3478-8883

Rodotrem

12 3687-1366

Grupo AIZ

www.grupoaiz.com.br

Engenharia e projeto

92

47 3534-5400

0800 007 2690 4007-2690

Lion Equipamentos

41 3598-2220

PrimeTech

92 99170-5637

Roman do Brasil

41 99262-7493

F L O R E S TA L

Biocal

42 98854-0601

Sotreq

https://sotreq.com.br/florestal/ cut-to-length/

0800 940 1920 31 97320-0237


Opiniões 41 3317-1414 49 3227-3477 Timber

www.grupotimber.com.br

51 3491-8191

Tracbel

0800 200 1000

XCMG

0800 770 8866

Fragmaq

11 4056-8057

General Chains

19 3417-2800

Irmãos Dallabona

47 3382-1188

Mill Serras

49 3221-6200

Rexnord

51 3579-8080

Vantec

49 3441-5200

Estrutura metálica

Escavadeira Auxter

11 3602-6000

BMC - Hyundai

11 99687-8218

Caterpillar

11 2109-2000

Doosan Infracore

19 3471-9100

www.reframax.com.br

Êxito

81 3464-1111

JCB

15 3330-0400

Estufa agrícola

31 3029-8002 Reframax

Flórida

19 3937-5229

41 2102-2828

Tropical Estufa

11 4035-7344

Van Der Hoeven

19 3877-2281

Link-Belt Excavators

15 3325-6402

Faca

Minusa Forest

49 3226-1000

Açokorte

11 4013-8080

Pesa

41 2103-2211

Afigraf

11 3226-8181

Demuth

51 3562-8484

Espessa

41 3376-2283

Fepam

51 3592-9952

Komatsu Forest

www.komatsuforest.com.br

F L O R E S TA L

0800 940 1920

Sotreq

31 97320-0237

Tracbel

0800 200 1000

Volvo

41 3317-8111

XCMG

0800 770 8866

https://sotreq.com.br/florestal/ cut-to-length/

42 3227-4611

Escavadeira

FERRO E AÇO

FEX, Ferro e Aço

42 98854-0601

www.fex.net.br

Gadotti Facas

47 3276-2160

Helsten

11 3205-5400 51 2125-9200

Mini

Doosan Infracore

19 3471-9100

Tramontini

51 3738-3100

Estabilizante de solo Base Forte

41 3359-3880

BMA Ambiental

31 3649-1450

Maxitree

19 3478-0528

Oxnix

19 3838-8989

Esteira

51 2125-9220 Infasul

51 2125-9204

Leitz

51 3635-1755

Lion Equipamentos

41 3598-2220

Lippel

47 3534-4266

Nicoletti

15 3273-2818

www.infasul.com.br

Faca

Afiação Afigraf

11 3226-8181

Biocal

47 3534-5400

Lippel

47 3534-4266

Fortex

54 3242-2640

Nicoletti

15 3273-2818

93


Q Capa

Guia de Compras Farol de LED K2ON

11 98105-7008

Testato

31 3241-2817

Vinco

11 2523-9595

Feller buncher

14 3241-3701 14 98806-7000 Engeforest

14 98819-1000

J de Souza

49 3226-0511

www.engeforest.com.br

Caterpillar

11 2109-2000

Feller de tesoura

John Deere

19 3318-8140

J de Souza

49 3226-0511

Roder

14 3886-1441

TMO

49 3561-6000

Komatsu Forest

41 2102-2828

www.komatsuforest.com.br

MSU

14 3366-3100

Potenza

49 3226-0677

F L O R E S TA L

Sotreq

https://sotreq.com.br/florestal/ cut-to-length/

16 3690-2200

Agrichem

16 3969-9122

Agronelli

0800 940 0013

AMVAC do Brasil

16 99789-3688

Axihum

16 3505-4584

CMOC

13 3362-7000

Compass Minerals

11 3016-9600

Compo

48 3722-9500

Fertiberia

11 2172-5888

Follyfertil

16 2138-8777

Fortgreen

44 3127-2700

14 3241-3701

Futuragro

41 3291-1300

14 98806-7000

Gecal

37 3323-5010

14 98819-1000

GenFértil

19 3022-2959

Green Has

11 4561-6292

Haifa

11 3057-1239

Heringer

19 3322-2200

ICL Brasil

11 2155-4500

Microquimica Tradecorp

19 2137-8100

Mosaic

11 4950-2600

Nutrigesso

0800 941 9228

Nutrivale

14 3269-7233

Redi Fertilizantes

43 3398-1719

Samaritá

19 3827-9100

Santa Clara

16 3620-3320

Supraphos

0800 646 5584

Timac

51 3382-8700

Tracbel

0800 200 1000

Feller buncher Dente de corte

14 3841-3454 Engtec Forest

14 99166-0920

Rotary-Ax

41 3557-5284

www.engtecforest.com.br

Feller buncher Disco de corte

16 3942-6855 www.dantonio.com.br

94

41 3278-8141

Agrária

51 3491-8191

D'Antonio

DRV

31 97320-0237

Timber

www.engeforest.com.br

47 3375-1277

Fertilizante e corretivo

49 3227-3477

Engeforest

Arte Diamante

0800 940 1920

41 3317-1414

www.grupotimber.com.br

Ferramenta de corte


Opiniões Filtragem - sistemas Delta Ducon

11 3218-6666

Powder

11 3218-6666

Komatsu Forest

www.komatsuforest.com.br

Minusa Forest

Filtro Acetecno

47 3330-5511

Acquasys

11 3628-1982

Aeroar

49 3226-0322

AFC do Brasil

11 2152-7100

Apoiotec

14 3262-2480

Aspersul

54 3238-0000

Astral

41 3346-2200

Bariontec

16 3368-1949

Bernauer

11 2666-3909

Comanbor

16 2133-5500

Cummins

0800 286 6467

Delta Ducon

11 3218-6666

Hansa Flex

47 3321-6300

Hidrara

16 3508-1300

Imporcate

0800 721 3811

John Crane

11 3371-2500

Jotaflex

11 3308-6600

Kadant

41 2102-2828

49 3226-1000 55 3376-9340

PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Pesa

41 2103-2211

11 4795-4600

Ponsse

www.ponsse.com

0800 940 1920

F L O R E S TA L

Sotreq

https://sotreq.com.br/florestal/ cut-to-length/

31 97320-0237 41 3317-1414 49 3227-3477

Timber

51 3491-8191

Tracbel

0800 200 1000

www.grupotimber.com.br

19 3849-8700

Freio industrial

www.kadant.com

Magnus Hidráulica

11 2422-7944

Tec Tor

11 4428-2888

MCFIL

19 3826-8398

Vulkan do Brasil

11 4894-7300

MTK

51 3459-6868

Novak & Gouveia

11 3977-4030

Parker

12 4009-3500

Powder

11 3218-6666

ProMinent

11 4176-0722

TMSA

51 2131-3333

VLC

19 3812-9119

Frota e telemetria Gestão de Aiko

31 3564-0815

Fueiro

Forwarder Caterpillar

19 3935-1970 11 2109-2000 41 3020-0900

Grupo AIZ

www.grupoaiz.com.br

John Deere

Emex Brasil C-0 M - 75% Y - 95% K-0

C - 100% M - 85% Y - 20% K - 20%

www.emexbrasil.com.br Pantone 165C

Pantone 294C

42 3227-4611

0800 007 2690 4007-2690 19 3318-8140

FERRO E AÇO

FEX, Ferro e Aço

42 98854-0601

www.fex.net.br

95


Q Capa

Guia de Compras 19 3412-1234

41 3020-0900 Grupo AIZ

www.grupoaiz.com.br

0800 007 2690 4007-2690

Motocana

www.motocana.com.br

MSU 48 3467-2200 Librelato

14 3366-3100 55 3376-9340

PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

www.librelato.com

Metalesp Implementos

19 98248-0330

41 3652-1419

54 3290-4800 Raptor Florestal

www.raptorflorestal.com.br

Pesa

41 2103-2211

Potenza

49 3226-0677

Roder

14 3886-1441

Rotobec

41 3287-2835

Thorco

11 4613-1177

TMO

49 3561-6000

Garra traçadora 16 3513-2600

J de Souza

49 3226-0511

Roder

14 3886-1441

Sergomel

www.sergomel.com.br F L O R E S TA L

Galpão Rentank Macrogalpões

11 4138-9266

Tópico

0800 120 1200

Sotreq

31 97320-0237

TMO

49 3561-6000

https://sotreq.com.br/florestal/ cut-to-length/

Gás natural

Garfo frontal J de Souza

49 3226-0511

Potenza

49 3226-0677

Garfo paleteiro J de Souza

0800 940 1920

49 3226-0511

Garra BMH Equipamentos

41 3556-6094

Caterpillar

11 2109-2000 14 3241-3701

GasBrasiliano

0800 773 6099

Gaxeta Anhembi Borrachas

11 2601-3311

CBV

11 4418-8080

Chesterton

11 3382-4900

Cofaco

19 3026-8888

John Crane

11 3371-2500

Parkits

16 3969-4092

Real

19 3444-6737

Engeforest

14 98819-1000

Georreferenciamento e topografia 2Tree Consultoria

42 3272-3275

Fischer

54 99976-1777

Agrotools

11 3045-6636

H Fort

47 3333-1495

Airbus Defence

11 5181-5184

IMAP

51 3662-8500

Alezi Teodolini

11 3868-0822

J de Souza

49 3226-0511

Brasil Florestal

47 99187-1887

14 98806-7000 www.engeforest.com.br

96


Opiniões Engesat

41 3023-1617

ERG Engenharia

31 2138-4712

Fazendas

38 3216-9657

Geoambiente

12 3878-6400

Geopixel

12 3949-1991

Geoplan

43 3545-1369

Grupo WZ

19 3569-5100

Horus Aeronaves

48 3029-7600

Imagem - Esri

12 3946-8966

Leica Geosystems

16 3377-9969

63 3215-3194 11 99615-2942 Teca Florestal

www.daplan.com.br

Gestão da informação 19 2533-2879

12 3302-4443 12 3923-1797 OPT GIS

19 3402-5307 Equilíbrio

www.equilibrioflorestal.com.br

www.optgis.com.br

Plante Roots

62 3598-0878

Quatro Folhas

41 3434-4131

Sigma Sensors

12 3933-3291

Soft Mapping

41 3276-2004

Spectrum

11 94357-3074

Visiona

12 2138-5801

Weiss

42 3522-0670

WorldGIS

41 3319 1134

19 3422-4634 Geplant

www.geplant.com.br

Spectrum

11 94357-3074

Grua 19 3412-1234

Gestão florestal Motocana

19 98248-0330

www.motocana.com.br

63 3215-3194 11 99615-2942

55 3376-9340 PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Daplan

www.daplan.com.br

Ponsse 19 2533-2879 19 3402-5307 Equilíbrio

www.equilibrioflorestal.com.br

Gestão Florestal

IMA Negócios

www.imaflorestal.com.br

11 4795-4600

www.ponsse.com

Potenza

49 3226-0677

Roder

14 3886-1441

Terex

0800 031 0100

Thorco

11 4613-1177

12 3426-0119

41 3317-1414

12 98829-0401

49 3227-3477

12 99774-7342

Timber

www.grupotimber.com.br

51 3491-8191

97


Q Capa

Guia de Compras Minusa Forest

Guincho Feldermann Forest

48 98419-2428

Nova Kabí

21 3301-9090

49 3226-1000

55 3376-9340 PENZSAUR

55 3376-9340 PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Pesa

41 2103-2211

www.penzsaur.com.br

Terex

0800 031 0100

TMO

49 3561-6000

Tracbel

0800 200 1000

Guindaste Argos

11 4795-4600 Ponsse

www.ponsse.com

F L O R E S TA L

51 3662-7700

Sotreq

https://sotreq.com.br/florestal/ cut-to-length/

49 3227-3477

Envimat

www.envimat.com.br

Êxito

81 3464-1111

Grimaldi

19 3896-9400

Hyva

54 3209-3400

Ibrag

47 3520-1500

IMAP

51 3662-8500

Masal

51 3662-3066

Palfinger

54 3026-7000

Potenza

49 3226-0677

Timber

51 3491-8191

TMO

49 3561-6000

www.grupotimber.com.br

Harvester Peças Craper

11 4425-4100

Lion Equipamentos

41 3598-2220

41 3317-1414 49 3227-3477 Timber

51 3491-8191

TKA Guindastes

54 3202-3000

XCMG

0800 770 8866

Oregon®

Harvester Caterpillar

11 2109-2000

Doosan Infracore

19 3471-9100

John Deere

19 3318-8140 41 2102-2828

www.komatsuforest.com.br

Macedo

98

42 3239-1441

0800 411 630

www.oregonproducts.com

41 3317-1414 49 3227-3477 Timber

www.grupotimber.com.br

Komatsu Forest

31 97320-0237 41 3317-1414

11 2796-8196

www.grupotimber.com.br

0800 940 1920

51 3491-8191

Hidráulica

Equipamentos e peças Hidrara

16 3508-1300

Hyva

54 3209-3400

Lion Equipamentos

41 3598-2220

Magnus Hidráulica

11 2422-7944

Novak & Gouveia

11 3977-4030

Salvi Casagrande

11 3327-0033


Opiniões Imagem de satélite Mapeamento

0800 704 4511

Brasil Florestal

47 99187-1887

Geoambiente

12 3878-6400

Geopixel

12 3949-1991 12 3302-4443 12 3923-1797

Guarany

www.guaranyind.com.br

J de Souza

49 3226-0511

John Deere

19 3318-8140

Maquinafort

47 3562-2369

Metalesp Implementos

41 3652-1419

OPT GIS

19 3412-1234

www.optgis.com.br

Visiona

12 2138-5801

19 98248-0330

Motocana

www.motocana.com.br

Pinheiro

Implemento florestal Arador

16 3202-1760

Bizmaq

27 3763-3353

19 3843-9250

54 3290-4800 Raptor Florestal

www.raptorflorestal.com.br

16 3969-4933 Dria

Roder

14 3886-1441

16 3513-2600

Sergomel

www.dria.com.br

www.sergomel.com.br

19 3935-1970 Emex Brasil C-0 M - 75% Y - 95% K-0

C - 100% M - 85% Y - 20% K - 20%

www.emexbrasil.com.br Pantone 165C

Pantone 294C

Feldermann Forest

48 98419-2428 42 3227-4611

FERRO E AÇO

FEX, Ferro e Aço

42 98854-0601

Fischer

Sotreq

31 97320-0237

Thorco

11 4613-1177

https://sotreq.com.br/florestal/ cut-to-length/

Implemento rodoviário AB Rodofort

www.fex.net.br

19 3770-2200

54 99976-1777 16

FMCopling

0800 940 1920

F L O R E S TA L

3324-2223

19 3496-1555 Carrocerias Bachiega

16 99601-3896 19 3935-1970

www.fmcopling.com.br

Gbach

47 3337-3390 41 3020-0900

Emex Brasil C-0 M - 75% Y - 95% K-0

C - 100% M - 85% Y - 20% K - 20%

www.emexbrasil.com.br Pantone 165C

Pantone 294C

0800 007 2690 Grupo AIZ

www.grupoaiz.com.br

GT Imports

19 99309-7571

www.carroceriasbachiega.com.br

4007-2690 27 3727-1218

42 3227-4611 FERRO E AÇO

FEX, Ferro e Aço

42 98854-0601

www.fex.net.br

99


Q Capa

Guia de Compras 41 3020-0900 Grupo AIZ

0800 007 2690 4007-2690

Metroval

19 2127-9400

Pd Instrumentos

11 4016-4600

Peu Eletricidade

19 3437-3030

ProMinent

11 4176-0722

Impacto

14 3623-9444

Salvi Casagrande

11 3327-0033

LDA Tanques

19 3838-9595

Sigma Sensors

12 3933-3291

Starrett

11 2118-8001

Treevia

12 3921-2319

www.grupoaiz.com.br

48 3467-2200 Librelato

www.librelato.com

Manos

49 3566-1426

Mepel

54 3337-3700

Metalesp Implementos

41 3652-1419

Noma

44 3264-8000

Inventário florestal 2Tree Consultoria

42 3272-3275

ERG Engenharia

31 2138-4712 11 4780-4391 14 99761-0165

Futuro Florestal 54 3290-4800

www.futuroflorestal.com.br

Raptor Florestal

19 3422-4634

www.raptorflorestal.com.br

Rodotrem

12 3687-1366

Schiffer

42 3227-6543

16 3513-2600 Sergomel

www.sergomel.com.br

Truckvan

11 2635-1133

Unifibra

16 3663-8002

Instrumento de medição Apoiotec

14 3262-2480

B. Krick

41 3332-0177

BrasEq

11 4016-0000

Brasil Florestal

47 99187-1887

Digisystem

41 3345-6169 41 3208-0855

Eloforte

41 3208-0880

Geplant

www.geplant.com.br

Hdom

92 3302-7249

Maxitree

19 3478-0528

Plante Roots

62 3598-0878

SR4 Soluções

49 3563-1903

Treevia

12 3921-2319

Visiona

12 2138-5801

Weiss

42 3522-0670

Irrigação

Equipamentos Agrolink

19 3802-2205

Gascom

16 2105-3622

Lindsay

19 3814-1100

Terra Molhada

19 3802-4749

Unifibra

16 3663-8002

Van Der Hoeven

19 3877-2281

Isca formicida

www.eloforte.com

Endress+Hauser

11 5033-4333

Macedo

42 3239-1441

Marrari

41 3332-9393

100

16 3629-1110 Dinagro

www.dinagro.com.br


Opiniões Dipil

0800 702 5152 0800 556 422

Mirex-S

www.mirex-s.com.br

Polim-Agri

43 3024-1008 16 3628-1010 0800 183 000

Unibrás

Rumo ALL

0800 701 2255

Scala Logística

51 3748-1111

Transvalco

16 3954-8400

VDA

96 3251-1950

Zappellini

49 3251-0399

Lubrificação

Máquinas e veículos Testato

31 3241-2817

www.unibras.com.br

Vetquimica

19 3744-2700

Klembank 55 3376-9340 PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Laboratório

Equipamentos Anton Paar

11 5906-9000

BrasEq

11 4016-0000

Mettler Toledo

11 4166-7400

Pd Instrumentos

11 4016-4600

Regmed

11 3601-5700

Salvi Casagrande

11 3327-0033

Sigma Sensors

12 3933-3291

Yon Elétrica

18 3823-1614

Limpeza industrial

Reframax

Adelub

41 3372-8692

Agecom

11 2149-8922

Bardahl

11 4898-8600

Castrol

0800 704 0720

Chemlub

19 3881-8644

Chesterton

11 3382-4900

Comanbor

16 2133-5500

Fuchs

11 4789-2311

Groeneveld Lubrication

11 2449-0353

Hennings

47 3036-5555

Iconic

0800 704 2230

Iorga

11 4617-8555

Ipiranga

0800 025 3805

ITW Chemical

11 4785-2630

Klüber

11 4166-9000

Lion Equipamentos

41 3598-2220

Lubeco

41 3643-3525

31 3029-8002

0800 411 630 Oregon®

www.reframax.com.br

www.oregonproducts.com

Logística e transporte Ambipar

11 3429-5000

Eco Forest

19 3811-7712 35 3694-9946

Expresso Nepomuceno

Lubrificante e aditivo

35 99235-1514

www.expressonepomuceno.com.br

Petronas

0800 883 3200

Lubrificante e aditivo Comboio

Bombas Andrade

17 3321-5811

Bozza

11 2179-9966

Gascom

16 2105-3622

Grupo Semil

31 3402-2900

LDA Tanques

19 3838-9595

JSL

11 2377-7000

Sage Oil Vac Brasil

11 2631-6343

101


Q Capa

Guia de Compras Mancal Fazanaro

19 3493-9430

General Chains

19 3417-2800

Golden Fix

41 3332-0033

John Crane

11 3371-2500

Servitel

16 2105-6464

Rexnord

51 3579-8080

SGS Brasil

11 3883-8800

Sindus Andritz

51 2121-4400

Sulcromo

51 2112-2600

Tec Tor

11 4428-2888

Mangueira

31 3029-8002 Reframax

www.reframax.com.br

Borpac

31 3311-2700

Comanbor

16 2133-5500

Continental ContiTech

0800 011 1572

Gates

11 5105-8100

Hansa Flex

47 3321-6300

Hennings

47 3036-5555

Valmet

41 3341-4444

Hidramave

47 3026-1929

Voith Paper

11 3944-4000

Hidrara

16 3508-1300

ZBN

18 2102-9000

Magnus Hidráulica

11 2422-7944

Parker

12 4009-3500

Specma

41 3669-6569

SuperAgri

14 3653-4433

Tetralon

11 4081-7000

Manutenção

Máquinas florestais FAM

43 3557-5175

Lion Equipamentos

41 3598-2220

Testato

31 3241-2817

WM Manutenções

14 3848-2241

82 2121-2000 Texas

16 3951-9393

www.texas.com.br

Manutenção

preditiva e preventiva Andritz

41 2103-7601

JRE Inspeções e Ensaios

19 3454-1292

M&M Lab Test

16 99102-1123

SGS Brasil

11 3883-8800

Techoleo

14 3269-7319

Máquina florestal Locação

Manutenção

63 3215-3194

Hidráulica FAM

43 3557-5175

Lion Equipamentos

41 3598-2220

Manutenção industrial

11 99615-2942 Daplan

www.daplan.com.br

Andritz

41 2103-7601

Estel

27 3256-9393

ICP Latin América

11 4496-4320

63 3215-3194

Intecnial

54 2107-8000

11 99615-2942

Irmãos Passaúra

41 2141-7000

Looking

19 3935-8840

PTI

11 5613-1000

102

Teca Florestal

www.daplan.com.br


Opiniões Marcador de madeira SignuMat

47 3338-1188

Indumec

41 3347-2412

Omeco

41 3316-7100

Mesa movimentação de tora

Material rodante Imporcate

0800 721 3811

Demuth

51 3562-8484

ITM

11 4417-7772

Dujua

47 3534-5000

Lopes Tratores

16 3628-6622

Indumec

41 3347-2412

49 3226-1000

Lippel

47 3534-4266

Nicoletti

15 3273-2818

Zanella

41 2111-2300

Minusa Forest

Medição

Equipamentos Endress+Hauser

11 5033-4333

Mesa traçadora - Slasher

Magnus Hidráulica

11 2422-7944

Caterpillar

11 2109-2000

Metroval

19 2127-9400

J de Souza

49 3226-0511

Mettler Toledo

11 4166-7400

Pesa

41 2103-2211

Novak & Gouveia

11 3977-4030

TMO

49 3561-6000

Pd Instrumentos

11 4016-4600

Salvi Casagrande

11 3327-0033

Sigma Sensors

12 3933-3291

Sondaterra

19 3433-7200

Woodtech

47 3268-5050

Medidor de umidade

Mesa vibratória Mavi

11 3577-6200

MVL Máquinas

11 4596-9220

Mini Torre

Instrumentos Marrari

41 3332-9393

Medidor

55 3376-9340 PENZSAUR

Transmissão de vazão e nível Anton Paar

11 5906-9000

Endress+Hauser

11 5033-4333

Metroval

19 2127-9400

www.penzsaur.com.br

Misturador e agitador Sulzer

11 4589-2000

Tetralon

11 4081-7000

Melhoramento genético ArborGen

19 3253-3800

Maxitree

19 3478-0528

Mesa elevadora E.M.G.

41 3641-7200

Monitoramento Equipamentos AgSolve

19 3825-1991

Horus Aeronaves

48 3029-7600 41 3317-1414 49 3227-3477

47 3386-1246 HB Máquinas

www.hbmaquinasindustriais.com.br

Timber

51 3491-8191

TMSA

51 2131-3333

www.grupotimber.com.br

103


Q Capa

Guia de Compras Montagem industrial Bardella

11 2487-1000

Engevix

11 2106-0100

Irmãos Passaúra

41 2141-7000

31 3029-8002 Reframax

www.reframax.com.br

Doosan Infracore

19 3471-9100 11 2796-8196

Envimat

www.envimat.com.br

F L O R E S TA L

0800 940 1920

Sotreq

31 97320-0237

https://sotreq.com.br/florestal/ cut-to-length/

SGS Brasil

11 3883-8800

ZBN

18 2102-9000

Terex

0800 031 0100

Volvo

41 3317-8111

Caterpillar

11 2109-2000

Êxito

81 3464-1111

Movimentação industrial

John Deere

19 3318-8140

Pesa

41 2103-2211

Volvo

41 3317-8111

XCMG

0800 770 8866

Motoniveladora

Motor Acoplast

31 2566-5900

Branco

41 3211-4040

Cummins

0800 286 6467

Imporcate

0800 721 3811

Jotaflex

11 3308-6600

Linde Hydraulics

11 2281-7879

Lion Equipamentos

41 3598-2220

Magnus Hidráulica

11 2422-7944

MVL Máquinas

11 4596-9220

Novak & Gouveia

11 3977-4030

Stemac

0800 723 3800

Motosserra 14 3405-5000

Carpa do Brasil

41 3562-8383

Husqvarna

0800 773-2377

Macedo

42 3239-1441

Makita

0800 018 2680

Stihl

51 3579-9999

Movimentação de carga

104

11 3602-6000

AWK

47 3534 4975

Indumec

41 3347-2412

SGS Brasil

11 3883-8800

TMSA

51 2131-3333

Muda

Cedro australiano Bela Vista

35 3832-1132 11 4780-4391 14 99761-0165

Futuro Florestal

www.futuroflorestal.com.br

Mudas da Mata

14 99604-3056

Vasconcelos

16 3242-2975

Muda

Eucalipto

Brudden

Caterpillar

Auxter

11 2109-2000

Agriflora

16 3322-6488 14 3267-2204

Angico's

www.mudasangicos.com.br

Bela Vista

35 3832-1132

Bortoli

43 99979-0240

Brotale Florestal

67 99963-1983

Camará

16 3343-1668


Opiniões Dacko

54 3375-1250

Emflora

27 3313-9000

Du Campo

27 3273-1010

Flora Sinop

66 3531-6691

Duffatto

47 3654-0944

Emflora

27 3313-9000

Flora Sinop

66 3531-6691

Golden Tree

42 3624-1096

Mudas de Eucalipto

21 2641-0803

Multifloresta

14 3731-2556

Planflora

49 3442-5433

Plante Roots

62 3598-0878

SBW do Brasil

19 3902-4041

Tecnoplanta

51 3482-1343

Vasconcelos

16 3242-2975

Viveiro Pavão

16 3721-6977

Viveiro Schorr Flora

42 3522-8716

Viveiro Taquara

77 3611-0618

Muda

Gel para plantio Evonik Degussa

11 3146-4100

Hydroplan

11 3322-7000

Polim-Agri

43 3024-1008

11 4780-4391 14 99761-0165 Futuro Florestal

www.futuroflorestal.com.br

Mudas da Mata

14 99604-3056

Multifloresta

14 3731-2556

Plante Roots

62 3598-0878

Muda Pinus Bortoli

43 99979-0240

Dacko

54 3375-1250

Florestal Aliança

49 3561-2700

Golden Tree

42 3624-1096

Planflora

49 3442-5433

Tecnoplanta

51 3482-1343

Viveiro Schorr Flora

42 3522-8716

Muda

Micropropagação

Muda

Mogno africano Click Mudas

11 4063-5206

Flora Sinop

66 3531-6691

14 3267-2204 Angico's

www.mudasangicos.com.br

11 4780-4391 14 99761-0165 Futuro Florestal

www.futuroflorestal.com.br

Mudas da Mata

14 99604-3056

Mudas Nobres

62 3208-6915

Plante Roots

62 3598-0878

Vasconcelos

16 3242-2975

Muda

Muda

Viveiro - equipamentos Aluminox

11 4496-4850

Correia Neto

43 99986-4777

Dacko

54 3375-1250

Flier Systems

46 70743-9929

Flórida

19 3937-5229

FRS

19 3442-6974

Futuragro

41 3291-1300

Nativa Camará

16 3343-1668

Click Mudas

11 4063-5206

Dacko

54 3375-1250

Duffatto

47 3654-0944

Eco Empreendimento

49 3323-1424

42 3271-4600 MecPlant

www.mecplant.com.br

Van Der Hoeven

19 3877-2281

105


Q Capa

Guia de Compras Mulcher triturador

Peletizadora de biomassa Gell

49 3253-1100

11 2796-8196

Kahl

51 2131-3333

49 3226-0511

Peneira

Envimat

www.envimat.com.br

J de Souza

Pá carregadeira BMC - Hyundai

11 99687-8218

Doosan Infracore

19 3471-9100

Fischer

54 99976-1777

JCB

15 3330-0400 19 3412-1234

Motocana

0800 200 1000

Controle Geraforte

31 3396-9694

Stemac

0800 723 3800

TMSA

51 2131-3333

Verion

11 2093-4956

Papel

Equipamentos

Kadant

47 3531-4400

Regmed

11 3601-5700

Voith Paper

11 3944-4000

Pátio de madeira Andritz

41 2103-7601

Demuth

51 3562-8484

Indumec

41 3347-2412

www.kadant.com

106

51 3562-8484

Fortex

54 3242-2640

Hamer

19 3862-6868

MVL Máquinas

11 4596-9220

Nicoletti

15 3273-2818

Planalto

49 3541-7400

Vantec

49 3441-5200

Vermeer

www.vermeerbrasil.com.br

Picador e triturador 31 3514-0600 Astec

19 3849-8700

31 3514-0609

www.astecdobrasil.com

Biomax

51 3592-4922

Brudden

14 3405-5000

Bruno

49 3541-3100

Demuth

51 3562-8484

Denis Cimaf

19 3802-2742

19 3849-8700

www.kadant.com

Kadant

Demuth

19 3517-9400

Painel de comando

Hergen

47 3330-5511

19 98248-0330

www.motocana.com.br

Tracbel

Acetecno

11 2796-8196 Envimat

www.envimat.com.br

Fezer

49 3561-2222

Fhaizer

47 3461-6500

Fragmaq

11 4056-8057

47 3386-1246 HB Máquinas

www.hbmaquinasindustriais.com.br

Himev

47 3632-1001


Opiniões John Deere

Kadant

19 3318-8140 19 3849-8700

Pintura industrial Pint Aplicadora

www.kadant.com

Leitz

51 3635-1755

Lippel

47 3534-4266

Macedo

42 3239-1441

Metalúrgica Trapp

47 2107-8844

Mill Serras

49 3221-6200

Nicoletti

15 3273-2818

Pallmann

11 4075-5044

Pinheiro

19 3843-9250

Planalto

49 3541-7400

PrimeTech

92 99170-5637

Roman do Brasil

41 99262-7493

Serena

49 3433-7681

Siebert

41 3099-7676

Terex

0800 031 0100

Vantec

49 3441-5200

44 3264-4725

31 3029-8002 Reframax

www.reframax.com.br

SGS Brasil

11 3883-8800

Plantio e manejo Serviços Agrara

12 3972-4590

Emflora

27 3313-9000

ES Reflorestamento

34 3832-7927

Florsil

42 3272-2248 11 4780-4391 14 99761-0165

Futuro Florestal

www.futuroflorestal.com.br

19 3517-9400 Vermeer

www.vermeerbrasil.com.br

Zanella

41 2111-2300

Picador e triturador Peças

Açokorte

Grupo Fértille

67 3026-4031

KTM Engenharia

31 3311-1772

Multifloresta

14 3731-2556

Plante Roots

62 3598-0878

Pneus Bridgestone Firestone

0800 016 1718

11 4013-8080 21 3189-9700 31 3514-0600

11 2093-8004

31 3514-0609

Astec

Comercial Rodrigues

www.astecdobrasil.com

Embremaq

19 3825-1873 42 3227-4611

FERRO E AÇO

FEX, Ferro e Aço

42 98854-0601

www.comercialrodrigues.com

Continental

11 4583-6161

Goodyear

0800 725 7638

Pirelli

0800 728 7638 41 3317-1414

www.fex.net.br

Gadotti Facas

47 3276-2160

Nicoletti

15 3273-2818

Orion

41 3272-1154

Serena Terex

31 3597-8004

49 3227-3477 Timber

51 3491-8191

49 3433-7681

Titan

0800 723 2476

0800 031 0100

Trelleborg

11 2802-9266

www.grupotimber.com.br

107


Q Capa

Guia de Compras Pneus

Corrente

11 4431-3900 CBC 21 3189-9700 11 2093-8004

Comercial Rodrigues

31 3597-8004

RUD

11 4723-4944

www.comercialrodrigues.com

Pneus Esteira

21 3189-9700

www.cbcsa.com.br

Clyde Bergemann

19 3811-8080

Delta Ducon

11 3218-6666

HPB

16 3513-4600

Powder

11 3218-6666

Prensa B. Krick

41 3332-0177

Fragmaq

11 4056-8057

Hamer

19 3862-6868

Indumec

41 3347-2412

11 2093-8004 Comercial Rodrigues

31 3597-8004

www.comercialrodrigues.com

Pneus

Reforma GDA Pneus

17 3521-2713

Recapadora Taquarense

41 3373-3622

Tecpolimer

11 3032-6480

Tipler

51 3097-2101

Vipal

54 3242-1666

www.kadant.com

Omeco

41 3316-7100

Tetrapel

19 3236-1975

Voith Paper

11 3944-4000

Prensa enfardadeira Fortex

Kadant Siebert

Brudden

14 3405-5000

Husqvarna

0800 773 2377

Makita

0800 018 2680

41 3099-7676

41 2103-7601

Contech

19 3881-7200

0800 411 630

Hergen

47 3531-4400

51 3579-9999

Kadant

Bardella

11 2487-1000

Terex

0800 031 0100

Unimaq - Hovam

16 3209-4071

Precipitador eletrostático

108

19 3849-8700

Andritz

Ponte rolante

AFC do Brasil

54 3242-2640

Preparação da massa

www.oregonproducts.com

Stihl

19 3849-8700

www.kadant.com

Podador

Oregon®

Kadant

11 2152-7100

19 3849-8700

www.kadant.com

Tetrapel

19 3236-1975

Voith Paper

11 3944-4000

Produção de vapor Biocal

47 3534-5400

Combio

11 3030-0040

Engecass

47 3520-2500


Opiniões Produto químico AkzoNobel

11 4589-4800

Amonex

11 4789-8989

Archroma

11 5683-7233

BASF

11 2039-2273

BMA Ambiental

31 3649-1450

Buckman

19 3864-5000

Contech

19 3881-7200

DND Química

16 3943-5283

EPA Química

11 2449-4455

Evonik Degussa

11 3146-4100

Hexion

41 3212-1600

ICL Brasil

11 2155-4500

Ingredion

11 5070-7700

Maxitree

19 3478-0528

Kemira

11 2189-4900

Mepel

54 3337-3700

Kurita

19 3827-8388

Lanxess

11 3741-2500

Minerals Tech

12 3925-4406

Miracema-Nuodex

19 3728-1000

Montana Química

11 3201-0200

Nexen

11 3443-7484

SI Group

19 3535-6828

Siderquímica

41 2105-3838

Solenis

11 3089-9225

SuperQuímica

51 2103-4200

Unipar Carbocloro

11 3704-4200

Prolongador Ponteira

19 3434-0826 19 99741-1479 Equilíbrio

www.equilibrioepa.com.br

Futuragro

41 3291-1300

Gascom

16 2105-3622 0800 704 4511

Guarany

www.guaranyind.com.br

31 3029-8002 Reframax

www.reframax.com.br

Seive

31 3282-7317

Siebert

41 3099-7676

Testato

31 3241-2817

Working on Fire

19 3246-1534

Proteção contra incêndio Kit para combate Argus Engenharia

19 3826-6670

Carverex

19 3446-8080

Dafo Brasil

31 3241-2817

42 3227-4611 FERRO E AÇO

19 3434-0826

42 98854-0601

19 99741-1479

FEX, Ferro e Aço www.fex.net.br

J de Souza

49 3226-0511

Equilíbrio

www.equilibrioepa.com.br

Proteção contra incêndio

0800 704 4511

Argus Engenharia

19 3826-6670

Bombas Andrade

17 3321-5811

Bozza

11 2179-9966

Carverex

19 3446-8080

Seive

31 3282-7317

Dafo Brasil

31 3241-2817

Testato

31 3241-2817

Guarany

www.guaranyind.com.br

109


Q Capa

Guia de Compras Proteção contra incêndio

Dafo Brasil

31 3241-2817

Líquido gerador de espuma Argus Engenharia

19 3826-6670

Carverex

19 3446-8080

Dafo Brasil

31 3241-2817

19 2533-2879 19 3402-5307 Equilíbrio

www.equilibrioflorestal.com.br

19 3434-0826 19 99741-1479 Equilíbrio

www.equilibrioepa.com.br

0800 704 4511 Guarany

www.guaranyind.com.br

Maxitree

19 3478-0528

Seive

31 3282-7317

Testato

31 3241-2817

Proteção contra incêndio Máquinas e veículos Argus Engenharia

19 3826-6670

Carverex

19 3446-8080

Dafo Brasil

31 3241-2817

Geoambiente

12 3878-6400

Seive

31 3282-7317

Sintecsys

11 3109-1815

Testato

31 3241-2817

Working on Fire

19 3246-1534

Pulverizador Bozza

11 2179-9966

Feldermann Forest

48 98419-2428 16 3324-2223

FMCopling

16 99601-3896

www.fmcopling.com.br

Futuragro

41 3291-1300

Gascom

16 2105-3622 0800 704 4511

Guarany

www.guaranyind.com.br

19 3434-0826 19 99741-1479 Equilíbrio

www.equilibrioepa.com.br

0800 704 4511

Herbicat

17 3524-9797

Husqvarna

0800 773 2377

Jacto

0800 772 2100

Matabi

11 5524-1663

Mepel

54 3337-3700

Oregon®

0800 411 630

www.oregonproducts.com

Guarany

www.guaranyind.com.br

Pulsfog

11 4054-0313

Seive

31 3282-7317

SuperAgri

14 3653-4433

Testato

31 3241-2817

Verion

11 2093-4956

Proteção contra incêndio

Pulverizador

Argus Engenharia

19 3826-6670

Apoiotec

14 3262-2480

Carverex

19 3446-8080

Comam

31 3275-2118

Monitoramento

110

Peças e acessórios


Opiniões 16 FMCopling

3324-2223

16 99601-3896

www.fmcopling.com.br

0800 704 4511 Guarany

www.guaranyind.com.br

Herbicat

17 3524-9797

Matabi

11 5524-1663

Oregon®

0800 411 630

www.oregonproducts.com

Teejet

11 4612-0049

Pulverizador

Tanque de polietileno Apoiotec

14 3262-2480

LDA Tanques

19 3838-9595

Pulverizador costal Apoiotec

14 3262-2480

Brudden

14 3405-5000

Futuragro

41 3291-1300

Pulverizador mecanizado Apoiotec

14 3262-2480

Herbicat

17 3524-9797

Husqvarna

0800 773 2377

Makita

0800 018 2680

Stihl

51 3579-9999

Radiocomunicação Avanzi

11 2101-4080

Grupo Ferrante

17 3279-1200

Rastreamento de frotas Autotrac

61 3307-7000

BySat

31 3057-4401

Geoambiente

12 3878-6400

Goldensat

0800 580 3030

OnixSat

43 3374-3822

Panorama

12 3204-4686

Tracker

11 3506-5700

Rebaixador com triturador Watanabe

42 3232-4466

Rebaixador de toco 0800 704 4511 Guarany

55 3376-9340

www.guaranyind.com.br

Herbicat

17 3524-9797

Husqvarna

0800 773 2377

Jacto

0800 772 2100

PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

19 3517-9400 Oregon®

0800 411 630

www.vermeerbrasil.com.br

www.oregonproducts.com

SuperAgri

Vermeer

14 3653-4433

Pulverizador estacionário Mini

Rebobinadeira Hergen

47 3531-4400

Index

11 3259-0460

Futuragro

41 3291-1300

Tetrapel

19 3236-1975

Herbicat

17 3524-9797

Voith Paper

11 3944-4000

111


Q Capa

Guia de Compras Rebolo Afiação

14 3241-3701

Reframax

31 3029-8002

www.reframax.com.br

RLX

16 3101-1414

Rust Engenharia

11 3140-1500

www.engeforest.com.br

Voith Paper

11 3944-4000

Redutor e motorredutor

Roçadeira

Acoplast

31 2566-5900

Branco

41 3211-4040

Dana Brevini

19 3446-8600

Brudden

14 3405-5000

Geremia Redutores

54 2105-3211

Carpa do Brasil

41 3562-8383

Lion Equipamentos

41 3598-2220

Husqvarna

0800 773-2377

Magnus Hidráulica

11 2422-7944

Macedo

42 3239-1441

PTI

11 5613-1000

Makita

0800 018 2680

Rexnord

51 3579-8080

Stihl

51 3579-9999

SuperAgri

14 3653-4433

14 98806-7000 Engeforest

14 98819-1000

Refratário

Roçadeira florestal J de Souza 31 3029-8002

Reframax

41 2169-9999

Cobra

16 3603-3333

Copabo

11 3741-6650

Irusa

11 3619-1000

11 3429-5000

JDF

19 2108-5013

15 3232-2425

Lion Equipamentos

41 3598-2220

Nachi

11 3284-9844

NSK

11 2169-3595

Platinum

16 3979-7009

Resíduo

Transporte Grupo Salmeron

Rolamento Abrascort

www.reframax.com.br

Ambipar

49 3226-0511

Resíduo

Tratamento Ambipar

11 3429-5000

Schaeffler

15 3335-1500

CentroProjekt

11 3556-1104

SKF

11 4448-8200

Silcon

11 2128-5777

SNR

41 3627-8000

Timken

11 5187-9200

Visão

11 2602-6533

Revestimento Chesterton

11 3382-4900

Confab

12 3644-9104 42 3227-4611

FERRO E AÇO

FEX, Ferro e Aço

42 98854-0601

www.fex.net.br

Hennings

112

47 3036-5555

Rolamento

Recuperação Intacta

11 3085-8003

Rolo e cilindro Cofaco

19 3026-8888

Hamer

19 3862-6868


Opiniões Hergen

47 3531-4400

Lion Equipamentos

41 3598-2220

RLX

16 3101-1414

Sulcromo

51 2112-2600 41 3317-1414 49 3227-3477

Timber

51 3491-8191

Voith Paper

11 3944-4000

www.grupotimber.com.br

Sabre - garra traçadora 14 3241-3701 14 98806-7000 Engeforest

www.engeforest.com.br

14 98819-1000

14 3841-3454 Engtec Forest

14 99166-0920

www.engtecforest.com.br

Sabre para harvester

Rotator

14 3241-3701

14 3241-3701

14 98806-7000

14 98806-7000 Engeforest

14 98819-1000

H Fort

47 3333-1495

J de Souza

49 3226-0511

Lion Equipamentos

41 3598-2220

Lufer

41 2111-3536

www.engeforest.com.br

Engeforest

14 98819-1000

www.engeforest.com.br

14 3841-3454 Engtec Forest

14 99166-0920

Lion Equipamentos

41 3598-2220

www.engtecforest.com.br

55 3376-9340 PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Potenza

49 3226-0677

Rotobec

41 3287-2835

Oregon®

www.oregonproducts.com

Rotary-Ax

41 3557-5284

Sabre - ponteira

Sabre

14 3241-3701

14 3241-3701 14 98806-7000 Engeforest

0800 411 630

14 98819-1000

www.engeforest.com.br

14 3841-3454 Engtec Forest

14 99166-0920

J de Souza

49 3226-0511

Lion Equipamentos

41 3598-2220

www.engtecforest.com.br

14 98806-7000 Engeforest

14 98819-1000

www.engeforest.com.br

14 3841-3454 Engtec Forest

14 99166-0920

Lion Equipamentos

41 3598-2220

Rotary-Ax

41 3557-5284

www.engtecforest.com.br

Secagem 0800 411 630 Oregon®

www.oregonproducts.com

de Madeiras Benecke

47 3382-2222

Contraco

47 3562-0016

113


Q Capa

Guia de Compras Separador 51 3091-9922 51 99262-4882 Drytech

51 99425-1629

www.drytechtecnologias.com.br

Mill Serras

49 3221-6200

Omeco

41 3316-7100

Secagem

de Resíduos Biomax

51 3592-4922

Fortex

54 3242-2640

RCA

54 3522-1202

Secagem Sistemas Andritz

41 2103-7601 51 3091-9922 51 99262-4882

Drytech

51 99425-1629

www.drytechtecnologias.com.br

Kadant

19 3849-8700

www.kadant.com

Segurança perimetral Sintecsys

11 3109-1815

19 3862-6868

Hergen

47 3531-4400

Voith Paper

11 3944-4000

Separador

de Resíduos Mill Serras

49 3221-6200

Nicoletti

15 3273-2818

Serra Brasmetal

11 4070-9500

Clux

49 3241-1900

DRV

41 3278-8141

Fepam

51 3592-9952

Fezer

49 3561-2222

Franzoi

54 3026-4433

Frezite

47 3635-2065

Indumec

41 3347-2412

Irmãos Dallabona

47 3382-1188

Leitz

51 3635-1755

Metalcava

47 3523-9999

Metalúrgica Turbina

47 3332-2221

Mill Serras

49 3221-6200

Omeco

41 3316-7100

Orion

41 3272-1154

Reval

54 2101-7878

Saturno

11 2634-2000

Siromat

41 3382-1345

Starrett

11 2118-8001

Serraria

Seguro florestal Corretora Estação

Hamer

19 4102-4402 11 4780-4391 14 99761-0165

Máquinas Águia

41 3248-4000

B. Krick

41 3332-0177

Vantec

49 3441-5200

Serraria

Futuro Florestal

www.futuroflorestal.com.br

Portátil

Selo mecânico

Ecoserra

61 98133-1796

Gil

16 2138-2800

John Crane

11 3371-2500

Macedo

42 3239-1441

Vedacert

16 3947-4732

Maquinafort

47 3562-2369

114


Opiniões Serrote e podão Carpa do Brasil

41 3562-8383

Saturno

11 2634-2000

Planalto

49 3541-7400

Powder

11 3218-6666

Sistema de Cobertura Caminhões

Serviço florestal

51 3038-8700 63 3215-3194 11 99615-2942

WDS Pneumática

51 98912-3376

www.wdspneumatica.com.br

Sistema de Cobertura

Daplan

Lona e manta

www.daplan.com.br

Okubo 19 2533-2879 19 3402-5307 Equilíbrio

www.equilibrioflorestal.com.br

ES Reflorestamento

34 3832-7927

Florestadora Nativa

51 3652-1020

Grupo Fértille

67 3026-4031

Kolecti

48 9692-0232

KTM Engenharia

31 3311-1772

Multifloresta

14 3731-2556

16 3514-9966

Skidder Caterpillar

11 2109-2000

John Deere

19 3318-8140

Minusa Forest

49 3226-1000

Pesa

41 2103-2211

Potenza

49 3226-0677

Roman do Brasil

41 99262-7493

F L O R E S TA L

0800 940 1920

Sotreq

31 97320-0237

63 3215-3194

Tracbel

0800 200 1000

11 99615-2942

Skidder

https://sotreq.com.br/florestal/ cut-to-length/

Mini

Teca Florestal

www.daplan.com.br

Vale do Tibagi

42 3271-7700

VDA

96 3251-1950

WM Treinamento

14 3848-2241

J de Souza

49 3226-0511 55 3376-9340

PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Silo

TMO

49 3561-6000

Biocal

47 3534-5400

Delta Ducon

11 3218-6666

Demuth

51 3562-8484

Designer, ERP, gestão e processos

Dujua

47 3534-5000

AEVO

27 3024-7800

Engecass

47 3520-2500

Agile Solutions

11 5501-6555

Exaustec

51 3451-5269

BlueCielo

11 3587-1224

Mill Serras

49 3221-6200

Creare

51 3094-9090

MTK

51 3459-6868

Geoambiente

12 3878-6400

Software

115


Q Capa

Guia de Compras Grupo Viseu

11 5071-9962

Hexagon Agriculture

48 4009-2704

Latin IFS

11 4133-3030

Maxitree

19 3478-0528

SAP

0800 888 9988

Sigma Sensors

12 3933-3291

Smart Matrix

41 3337-1033

Totvs

0800 709 8100

Treevia

12 3921-2319

Verion

11 2093-4956

Software

Gestão florestal 14 Pix

38 3212-2545

AGRO TI

16 3603-2720

ANI Sistemas

37 3524-1774

41 3018-0088 Brisa Consulting

www.brisaconsulting.com.br

Software

Planejamento florestal 14 Pix

38 3212-2545

41 3018-0088 Brisa Consulting

www.brisaconsulting.com.br

Geoambiente

12 3878-6400

Iptim

11 3280-8728

Maxitree

19 3478-0528

Optimber

41 3092-6157

Smart Matrix

41 3337-1033

SR4 Soluções

49 3563-1903

Treemap

47 99187-1887

Treevia

12 3921-2319

Soprador de fuligem Clyde

19 3811-8080

Herom

16 2105-7200

Cientec

31 3892-5008

Enalta

16 3411-6060

Subsolador florestal

Geoambiente

12 3878-6400

Feldermann Forest

48 98419-2428

Inflor

27 2122-0888

J de Souza

49 3226-0511

Iptim

11 3280-8728

Kersys

12 3308-2889

Maxitree

19 3478-0528 12 3302-4443

OPT GIS

Substrato Agrolink

19 3802-2205

Amafibra

19 3802-2140

Carolina Soil

51 3711-7740

12 3923-1797

www.optgis.com.br

Smart Matrix

41 3337-1033

Treevia

12 3921-2319

Trimble Forest

12 4009-2609

Otimização florestal

www.mecplant.com.br

19 3022-5500

Supressor de poeira 41 3018-0088

Brisa Consulting

BMA Ambiental

31 3649-1450

Maxitree

19 3478-0528

Tambor rotativo

www.brisaconsulting.com.br

116

MecPlant

Vida Verde

Software

Remsoft

42 3271-4600

12 3600-8094

General Chains

19 3417-2800


Opiniões Torno Benecke

Transportador 47 3382-2222

47 3386-1246

de Correntes E.M.G.

41 3641-7200

Indumec

41 3347-2412

TMSA

51 2131-3333

Transportador

HB Máquinas

Pneumático

www.hbmaquinasindustriais.com.br

Torre de resfriamento Alfaterm

11 4156-8930

Delta Ducon

11 3218-6666

Powder

11 3218-6666

Tecniplas

11 4528-0090

Aeroar

49 3226-0322

Astral

41 3346-2200

Bernauer

11 2666-3909

Delta Ducon

11 3218-6666

Powder

11 3218-6666

Transportador de Toras

Transformador

E.M.G.

41 3641-7200

Adelco

11 4199-7500

Fezer

49 3561-2222

Romagnole

44 3233-8500

Indumec

41 3347-2412

11 2813-6222

Irmãos Dallabona

47 3382-1188

Soltran

Transporte florestal

Transportador Demuth

51 3562-8484

Metalcava

47 3523-9999

TMSA

51 2131-3333

Potencial

15 3271-0556

Transvalco

16 3954-8400

Tratamento

Água e Efluentes

Transportador Componentes

Acetecno

47 3330-5511

Acquasys

11 3628-1982

General Chains

19 3417-2800

B&F Dias

19 3886-9600

Imepel

48 3433-4211

BMA Ambiental

31 3649-1450

TMSA

51 2131-3333

CentroProjekt

11 3556-1104

EP Engenharia

11 2463-7700

Transportador

de Caneca e Correia

11 2595-1300

Aeroar

49 3226-0322

Cerumaq

47 3522-2971

Dujua

47 3534-5000

E.M.G.

41 3641-7200

Grundfos

11 4393-5533

Martin Sprocket

19 3877-9400

Mann+Hummel

11 3378-7500

Metalúrgica Turbina

47 3332-2221

Perenne

11 3022-6989

TMSA

51 2131-3333

ProMinent

11 4176-0722

Zanella

41 2111-2300

SGS Brasil

11 3883-8800

11 94174-6004 Filtrando

www.filtrando.com.br

117


Q Capa

Guia de Compras Sigma Sensors

12 3933-3291

Suez environnement

11 2166-3600

Tera

11 3963-6500

Unifibra

16 3663-8002

Vibropac

11 2108-5600

Voith Paper

11 3944-4000

Wasserlink

11 5581-0076

Tratamento

Água - Produtos Compass Minerals

11 3016-9600

DND Química

16 3943-5283 11 2595-1300 11 94174-6004

Filtrando

Tratamento

Água e Efluentes - Produtos

www.filtrando.com.br

Acquaquímica

51 3205-2233

Buckman

19 3864-5000

Tratamento

Degani-Vaduz

11 2085-7777

Dryller

31 3286-8004 11 2595-1300 11 94174-6004

Filtrando

Madeiras Jimo

51 3470-6755

Montana Química

11 3201-0200

MSM Química

41 3347-8282

Texas Mourões

35 3232 7050

Trator

www.filtrando.com.br

Caterpillar

11 2109-2000

Kemira

11 2189-4900

John Deere

19 3318-8140

KSB

11 4596-8500

Pesa

41 2103-2211

Kurita

19 3827-8388

Tracan

16 3456-5400

Samaritá

19 3827-9100

Valtra

11 4795-2000

Suez environnement

11 2166-3600

Veolia

11 3888-8800

Tratamento

Água - equipamentos Delta Ducon

11 3218-6666 11 2595-1300 11 94174-6004

Filtrando

Esteiras BMC - Hyundai

11 99687-8218

Minusa Forest

49 3226-1000

Roman do Brasil

41 99262-7493

F L O R E S TA L

Sotreq

https://sotreq.com.br/florestal/ cut-to-length/

19 3849-8700

www.kadant.com

31 97320-0237

Peça e serviço Lopes Tratores

16 3628-6622

Tracan

16 3456-5400

Penstock

12 3845-3360

Powder

11 3218-6666

Tecnosan

47 3327-2108

Operadores florestais

Yete

11 3297-4100

Cenfor

118

0800 940 1920

Trator

www.filtrando.com.br

Kadant

Trator

Treinamento

42 3421-3093


Opiniões Eba

14 3269-7211

Lion Equipamentos

41 3598-2220

STC Simulador

12 99745-6544

Treemap

47 99187-1887

WM Treinamentos

14 3848-2241

Treinamento

Turbogerador 82 2121-2000 Texas

16 3951-9393

www.texas.com.br

Unidade hidráulica

Cursos florestais 2Tree Consultoria

42 3272-3275

Fundag

19 3739-8035

J de Souza

49 3226-0511

Usinagem

e Retífica de precisão 19 3422-4634 Geplant

www.geplant.com.br

Malinovski

41 3049-7888

Trocador de calor Ártica

19 3878-4800

Biocal

47 3534-5400

Brunnschweiler

14 3408-6500 11 4431-3900

CBC

www.cbcsa.com.br

Delta Ducon

11 3218-6666

ICP Latin América

11 4496-4320

JDF

19 2108-5013

Powder

11 3218-6666

Tetralon

11 4081-7000

Tubal

11 4606-8800

Turbina Engecass

11 4013-8080

B. Krick

41 3332-0177

Looking

19 3935-8840

Usina da Peça

16 3384-2121

Vemag

16 3511-1000

ZBN

18 2102-9000

Válvulas AFC do Brasil

11 2152-7100

Apoiotec

14 3262-2480

Argus Engenharia

19 3826-6670

Danfoss

11 2135-5400

Elof Hansson

11 3101-5257

Fluxo Control

11 2436-3888

Gradial

11 4474-1539

Hansa Flex

47 3321-6300

Herbicat

17 3524-9797

Hyva

54 3209-3400

Imapa

41 3382-3435

IMI Interativa

15 3235-9500

ITT Brasil

11 4602-9200

KSB

11 4596-8500

47 3520-2500 82 2121-2000

Texas

Açokorte

16 3951-9393

www.texas.com.br

Turbocompressor

21 3195-5350 LESER

www.leser.com

Magnus Hidráulica

11 2422-7944

Milano

19 2102-2500

MTK

51 3459-6868

Neles

15 2102-9600

Cummins

0800 286 6467

Nicsa

11 5525-4122

Volvo

41 3317-8111

Parker

12 4009-3500

119


Q Capa

Opiniões

Guia de Compras RTS Válvulas

11 2423-7322

SGS Brasil

11 3883-8800

TMSA

51 2131-3333

Vallair

11 2696-3411

Valmec

11 3186-5700

Valvugás

11 3604-8833

Verion

11 2093-4956

W.Burger

11 5525-4355

WM Válvulas

11 2116-3335

Zanardo

18 3117-1195

Vaso de pressão Andritz

41 2103-7601

Brunnschweiler

14 3408-6500 11 4431-3900

CBC

www.cbcsa.com.br

JRE Inspeções e Ensaios

19 3454-1292

SGS Brasil

11 3883-8800

Vedação CBV

11 4418-8080

Chesterton

11 3382-4900

Hennings

47 3036-5555

Hidramave

47 3026-1929

Hidrara

16 3508-1300

Parker

12 4009-3500

Sotequi

11 3831-9858

Ventilação e exaustão Aeroar

49 3226-0322

AFC do Brasil

11 2152-7100

Alfaterm

11 4156-8930

Astral

41 3346-2200

Bernauer

11 2666-3909

Brunnschweiler

14 3408-6500

Contraco

47 3562-0016

Delta Ducon

11 3218-6666

Exaustec

51 3451-5269

HPB

16 3513-4600

Powder

11 3218-6666

Roster

54 3332-1313

Ventec

19 3801-8800

120

EXPEDIENTE: Editora WDS Ltda e Editora VRDS Brasil Ltda: Rua Jerônimo Panazollo, 350 - 14096-430, Ribeirão Preto, SP, Brasil - Pabx: +55 16 3965-4600 - e-Mail Geral: Opinioes@RevistaOpinioes.com.br •Diretor Geral de Operações e Editor-chefe: William Domingues de Souza - 16 3965-4660 - WDS@RevistaOpinioes.com.br •Coordenadora Nacional de Marketing: Valdirene Ribeiro Souza - Fone: 16 3965-4606 - VRDS@RevistaOpinioes.com. br •Vendas: Lilian Restino - 16 3965-4696 - LR@RevistaOpinioes.com.br • Priscila Boniceli de Souza Rolo - Fone: 16 99132-9231 - pboniceli@gmail. com •Jornalista Responsável: William Domingues de Souza - MTb35088 jornalismo@RevistaOpinioes.com.br •Midia Social: Fernanda Silva - 16 39654600 - FS@RevistaOpinioes.com.br •Projetos Futuros: Julia Boniceli Rolo 2604-2006 - JuliaBR@RevistaOpinioes.com.br • Projetos Avançados: Luisa Boniceli Rolo - 2304-2012 - LuisaBR@RevistaOpinioes.com.br •Consultoria Juridica: Jacilene Ribeiro Oliveira Pimenta - RibeiroLena@hotmail.com •Correspondente na Europa (Augsburg Alemanha): Sonia Liepold-Mai Fone: +49 821 48-7507 -sl-mai@T-online.de •Copydesk: Roseli Aparecida de Sousa - RAS@RevistaOpinioes.com.br •Edição Fotográfica: Priscila Boniceli de Souza Rolo - Fone: 16 99132-9231 - pboniceli@gmail.com •Tratamento das Imagens: Douglas José de Almeira - douglas@saofranciscograf. com.br - 16 2101-4151 •Artigos: Os artigos refletem individualmente as opiniões pessoais sob a responsabilidade de seus próprios autores •Foto da Capa: Acervo Suzano •Foto do Índice: Acervo Suzano •Fotos dos Articulistas: Acervo Pessoal dos Articulistas e de seus fotógrafos pessoais ou corporativos •Foto da Próxima edição: Eldorado •Foto do Expediente: Acervo Opiniões •Expedição Revista Digital: 26.760 e-mails cadastrados •Cadastro para recebimento da Revista Digital: Cadastre-se no Site da Revista Opiniões através do serviço de Fale Conosco e receba as edições diretamente em seu computador ou celular •Portal: Estão disponíveis em nosso Site todos os artigos, de todos os articulistas, de todas as edições, de todas as divisões das publicações da Editora WDS, desde os seus respectivos lançamentos, com livre possibilidade para download •Auditoria de Veiculação e de Sistemas de controle: Liberada aos anunciantes a qualquer hora ou dia, sem prévio aviso • Home-Page: www.RevistaOpinioes.com.br ISSN - International Standard Serial Number: 2177-6504 Conselho Editorial da Revista Opiniões: Divisão Florestal: • Amantino Ramos de Freitas • Antonio Paulo Mendes Galvão • Augusto Praxedes Neto • Caio Eduardo Zanardo • Celso Edmundo Bochetti Foelkel • Eduardo Mello • Edimar de Melo Cardoso • Fernando Campos Passos • João Fernando Borges • Joésio Deoclécio Pierin Siqueira • Jorge Roberto Malinovski • José Ricardo Paraiso Ferraz • Luiz Ernesto George Barrichelo • Maria José Brito Zakia • Mario Sant'Anna Junior • Mauro Quirino • Mauro Valdir Schumacher • Moacyr Fantini • Moacir José Sales Medrado • Nairam Félix de Barros • Nelson Barboza Leite • Roosevelt de Paula Almado • Sebastião Renato Valverde • Walter de Paula Lima Divisão Sucroenergética: • Carlos Eduardo Cavalcanti • Eduardo Pereira de Carvalho • Evaristo Eduardo de Miranda • Ismael Perina Junior • Jaime Finguerut • Jairo Menesis Balbo • José Geraldo Eugênio de França • Julio Maria M. Borges • Luiz Carlos Corrêa Carvalho, Caio • Manoel Vicente Fernandes Bertone • Marcos Guimarães Andrade Landell • Marcos Silveira Bernardes • Martinho Seiiti Ono • Nilson Zaramella Boeta • Paulo Adalberto Zanetti • Paulo Roberto Gallo • Pedro Robério de Melo Nogueira • Plinio Mário Nastari • Raffaella Rossetto • Tadeu Luiz Colucci de Andrade

Revista Opiniões www.RevistaOpinioes.com.br 16 3965-4600 16 99777-7799


Dois recados:

Para a empresa de base florestal: Ano que vem, divulgue as suas ações sociais e ambientais no Anuário de Sustentabilidade da Revista Opiniões. Só fique de fora se sua empresa não fez nada nestas áreas. Para o fornecedor do sistema florestal: Ano que vem, exponha a marca e os produtos da sua empresa no Guia de Compras do Sistema Florestal da Revista Opiniões. Lembre-se: quem é visto é lembrado!

121


Próxima edição: A inteligência da colheita e a estratégia da logística florestal

Acervo: Eldorado

122


Anunciar n Revista Op a iniões 16 99777-7 799


Clique e acesse qualquer edição São quase 3 mil artigos, sobre 146 diferentes temas, escritos com exclusividade pelas maiores autoridades dos assuntos no país. Você tem 2 formas para ler as revistas: 1. Pela edição virtual, folheando as páginas como em uma antiga revista. Nesta opção você pode fazer o download da edição inteira, para ler quando estiver off-line. 2. Por texto corrido, lendo os artigos individualmente com livre acesso aos textos e imagens. Boa leitura. Revista Opiniões 16 99777-7799 124


da Biblioteca Opiniões

Faça um Plano de M a com a Revi rketing sta Opiniõ

es

16 99777-7

799

Biblioteca Sucroenergética

Biblioteca Florestal

Acesso ao Site

125


publicações

Opiniões


Articles inside

Veracel

2min
pages 76-77

Suzano

1min
pages 72-75

RMS

3min
pages 70-71

Papirus

5min
pages 64-65

Floraplac

3min
pages 60-63

Aperam

4min
pages 36-39

Ferbasa

3min
pages 56-59

Cenibras

1min
pages 46-47

Bracell

6min
pages 42-45

Paulo Henrique Groke Junior, Ecofuturo

3min
pages 30-31

Daniel da Rocha Ramos Pereira, CMPC

3min
pages 28-29

Guilherme Setubal Souza e Silva, Duratex

3min
pages 24-25

Cristiano Resende de Oliveira, Suzano

3min
pages 26-27

Sabrina de Branco, Bracell

3min
pages 16-17

Fábio José de Paula, Eldorado

3min
pages 22-23

Samantha Nazaré de Paiva, Klabin

3min
pages 20-21

Deuseles João Firme, Cenibra

3min
pages 18-19

Sérgio Luiz Cotrim Ribas, Irani

3min
pages 14-15

José Carlos da Fonseca Jr., Ibá

4min
pages 12-13
Issuu converts static files into: digital portfolios, online yearbooks, online catalogs, digital photo albums and more. Sign up and create your flipbook.