On Startups Magazine Angola - #2 Abril 2021

Page 1

1

Pedro Castro e Silva Administrador do Banco Nacional de Angola

“O nosso empreendedor tem que ser capacitado de forma a não ficar limitado à sua criatividade” “Our entrepreneur has to be empowered in a way he is not limited to his creativity” EDIÇÃO/EDITION:

ANGOLA

ABRIL/APRIL 2021


2

INVESTIR

EM S U S T E N TA B I L I D A D E

EXPERIÊNCIA

COMPROMISSO

TRANSPARÊNCIA

CONFIANÇA

A VSM Capital é uma Sociedade Anónima de Gestão de Participações Sociais, criada em Maio de 2016 por um grupo de Business Angels orientados para o investimento em empresas comprometidas com objetivos de sustentabilidade financeira, ambiental e social. Por essa razão, a sociedade possui uma linha de co-investimento aprovada até 3.000.000€ com o IFD - Instituição Financeira de Desenvolvimento, para investimento em Startups das zonas Norte, Centro, Alentejo, Algarve e Ilhas e já investiu em 10 projetos. JUNTOS PODEMOS CRIAR UM PLANETA MAIS SUSTENTÁVEL JUNTE-SE A NÓS!

w w w.v s m c a p i t a l . p t


3

Índice

Table of Contents 40

Importância do empreendedorismo no pós-Pandemia

05 06 10 22 24 26 30 36 38

Editorial: Sabes qual é o propósito do teu negócio? Editorial: Do you know what the purpose of your business is? Notícias

42 44

Entrevista: Pedro Castro e Silva WiConnect WiConnect Os desafios das Relações Públicas num contexto de saturação da informação The Challenges of Public Relations in a context of excess of information

Crescimento do Empreendedorismo em Angola

News Interview: Pedro Castro Silva

Importance of entrepreneurship in the post-Pandemic

46 54 56

Growth of Entreprenerurship in Angola Mais de 80.000 empreendedores formados em Angola Moore than eighty thousand entrepreneurs trained in Angola Entrevista: Marcel Kruse Interview: Marcel Kruse Africell lança operadora em Angola Africell launches operator in Angola Empreender em tempos de pandemia: Risco ou oportunidade?

SSD

Entrepreneurship in times of pandemic:

SSD Angola empreendedora, uma nova forma de ver o nosso universo Entrepreneurial Angola, a new way of seeing our universe IAPMEI lança parceria para dinamizar cooperação entre Angola e Portugal

Risk or opportunity?

IAPMEI launches parnership to boost cooperation between Angola and Portugal Dossier Empreendedorismo

58

Como formar a equipa certa para a minha Startup?

60 64

How to form the right team for my Startup? Incubadoras e Aceleradoras de Startups Startups Incubators and Accelerators Agenda Calendar

Entrepreneurship File

FICHA TÉCNICA: Propriedade: Finy Ventures I NIF 514176806 I Morada: Rua dos Murças, N.º 71, 3.º Andar 9000-058 Funchal I Editor: Luis Barroca Monteiro COLABORAM NESTE NÚMERO: José Carlos Santos, Rosa Lutete Geremias, Stover Eduardo Ezequias, Daniela Rodrigues AGRADECIMENTOS: Pedro Castro e Silva, Marcel Kruse Publicação Isenta de Registo na ERC ao abrigo do Dec. Reg. 8/99 de 9/6 Art. 12º nº 1 - a)


4

TUDO O QUE A SUA STARTUP PRECISA!

STARTUP SERVICES | STARTUP FUNDING BO.x é o local onde encontra todo o apoio para começar a criar e desenvolver a sua Startup.


5

Luís Barroca Monteiro

Editor e CEO Finy Ventures

Sabes qual é o propósito do teu negócio? Do you know what the purpose of your business is? “A experiência de vida é uma coisa fantástica”, foi o primeiro pensamento que me ocorreu depois de ter definido aquilo que queria partilhar convosco, neste editorial. E porquê? Porque estar a falar sobre “propósito” de um negócio era algo que nem me passava pela cabeça há 10 anos atrás (mas devia!). Hoje (no dia em que faço 44 anos), tenho a certeza absoluta que aquilo que fazemos, o nosso esforço e dedicação, tem que ter um significado, um motivo forte, um propósito. Ao longo da minha vida fui fazendo muitas coisas apenas porque sim, apenas porque estavam “ali à mão”, porque era conveniente fazê-las nesse momento ou, simplesmente, porque precisava do dinheiro que elas me iam proporcionar. Contudo, se tivesse parado, corrido “o risco” de não enveredar por esse “caminho fácil”, e tivesse perseguido aquilo em que realmente acreditava e que realmente me poderia ver a fazer dali a 10 anos, então certamente que as minhas escolhas teriam sido outras. O bom de tudo isto é que temos sempre algo a aprender e eu aprendi muito! E como aprendi, queria deixar-te a pensar sobre isto: sabes qual é o propósito do teu negócio? Sim, porque se és empreendedor, tal como eu, o teu negócio és tu, e o propósito do teu negócio provavelmente fará parte do teu próprio propósito. Sugiro-te que pares para pensar, reflitas sobre o que estás a fazer, ouças quem te é próximo e quem te possa dar bons conselhos. Não tens que os seguir, mas deves utilizá-los para a tua reflexão e as tuas decisões serem mais ponderadas e mais refletidas. O caminho do empreendedor não é fácil, mas sabes que não há volta a dar. Sentes que tens que seguir e que tens que fazer acontecer. Aquilo que te posso dizer é que por ser assim, se for algo que realmente sentes que vale a pena, que sentes que vai fazer a diferença, então segue em frente. Provavelmente esse é o propósito do teu negócio e provavelmente é o teu próprio propósito.

“Life experience is a fantastic thing”, this was the first thougt that occurred to me after defining what I wanted to share with you, in this editorial. Why? Because talking about the “purpose” of a business was something that didn’t even cross my mind 10 years ago (but it should have!). Today (on the day I turn 44), I am absolutely sure that what we do, our effort and dedication, must have a meaning, a strong reason, a purpose. Throughout my life I did many things just because they were “there at hand”, because it was convenient to do them at that moment, or simply because I needed the money they were going to provide me. However, if I had stopped, taken the “risk” of not taking that “easy way”, and had pursued what I really believed in and what I could really see myself doing in 10 years, then surely my choices would have been others. The good thing about this is that we always have something to learn and I learned a lot! That is the reason why I wanted to make you think about this: do you know what the purpose of your business is? Yes, because if you are an entrepreneur, like me, your business is you, and the purpose of your business will probably be part of your own purpose. I suggest that you pause for thought, reflect on what you are doing, listen to who is close to you and who can give you good advice. You do not have to follow it, but you must use it for your reflection, for your decisions to be more thoughtful and pondered. The entrepreneur’s path is not easy, but you know there is no turning back. You feel that you have to move forward and you have to make it happen. Therefore, what I can tell you is that if you really feel it is something worthwhile, that you feel it is going to make a difference, then go ahead. That is probably the purpose of your business and it is probably your own purpose.


6 6

Angola vai ter Televisão Digital Terrestre até 2023

Notícias News

Pelo que tudo indica, Angola perspectiva ter, a partir de 2023 televisão digital terrestre, no quadro da modernização do sector das telecomunicações, tecnologias de informação e comunicação social. Para o efeito, o país adoptou a norma nipónico-brasileira neste processo de modernização. Trezentos e cinquenta mil euros serão aplicados este ano no projeto piloto de televisão digital terrestres (TDT), em Luanda e Malanje. Angola to have Digital Terrestrial Television by 2023 Angola is seemingly planning to have digital terrestrial television starting in 2023, within the modern iza t io n o f t h e telecommunications, information technology, and social communication sectors. To this end, the country adopted the Japanese-Brazilian standard in this modernization process. There will be an investment of 350.000,00 euros this year in the pilot project for digital terrestrial television (DTT) in Luanda and Malanje.

INAPEM lança plataforma digital para ajudar as cooperativas em Angola A agricultura é considerada um dos caminhos para acabar com a pobreza em África. O projecto PROMOVE é uma iniciativa lançada pelo Ministério da Economia e do Planeamento de Angola em articulação com o INAPEM, constituída por um um conjunto de acções com o objetivo de formalizar e modernizar as cooperativas de Angola.

INAPEM launches digital platform to help cooperatives in Angola Agriculture is one of the ways to end poverty in Africa. The PROMOVE project is an initiative launched by the Ministry of Economy and Planning of Angola in conjunction with INAPEM. It consists of a set of actions to formalize and modernize the cooperatives of Angola.


7

Angola desenvolve ferramenta para identificação de notícias falsas Com o acesso a informação facilitado pela massificação da internet, novos problemas vão surgindo. Um dos problemas mais debatidos nos últimos tempos tem sido a propagação de notícias falsas. A equipe do Manifexto (agregador de notícias angolano) decidiu dar um passo a frente e lançou o Nuxo, a primeira solução baseada em inteligência artificial, virada para detecção de notícias falsas, desenvolvida em Angola, por angolanos.

Angola develops tool to identify fake news With access to information facilitated by the widespread use of the internet, new problems are emerging. One of the most debated issues in recent times has been the spread of fake news. The Manifexto team (Angolan news aggregator) decided to take a step forward and launched Nuxo, the first solution based on artificial intelligence, aimed at detecting false news, developed in Angola, by Angolans.

Spotify disponível em Angola O Spotify vai finalmente estar disponível para Angola, bem com para a maioria dos países africanos. Quase um mês depois dessa informação ter sido divulgada, agora os utilizadores desses países, com destaque para Angola e Moçambique, já podem fazer o download da aplicação directamente, seja Android ou iOS. Os utilizadores já não precisam ter acesso ao serviço de streaming via VPN, ou registrar as suas contas como utilizadores de outros países como Portugal, Brasil, etc.

Spotify available in Angola Spotify will finally be available to users in Angola, as well as for most African countries. Almost a month after that information was made public, users from those countries, especially Angola and Mozambique, can now download the application directly, either Android or iOS. Users no longer need to have access to the streaming service via VPN or register their accounts as users in other countries such as Portugal, Brazil, etc.

Angola conta com Gateway Internacional para garantir ligações seguras para operadores de telefonia Os operadores nacionais de telecomunicações já têm disponível uma plataforma de gestão e segurança das chamadas internacionais. Trata-se do Gateway Internacional Angola (GIA). A infraestrutura localizada no bairro dos CTT, Km 7, em Luanda, serve para garantir controlo e gestão do tráfego internacional das comunicações, evitando fraudes nas chamadas telefónicas.

Angola relies on an International Gateway to guarantee secure connections for telephone operators National telecommunications operators already have an international call management and security platform available. This is the Angola International Gateway (GIA). The infrastructure located in the district of CTT, Km 7, in Luanda, serves to ensures control and management of international communications traffic, avoiding fraud in telephone calls.


8

Japão ajudará Angola na implementação do processo de migração para a TDT Angola planeia ter, a partir de 2023 televisão digital terrestre (TDT). Para o efeito, o país adoptou a norma nipónico-brasileira neste processo de modernização. Angola e o Japão assinaram já um acordo técnico para a implementação do processo no âmbito do qual o japão garante apoio técnico, formação de quadros, dentro e fora do país e envio de equipamentos tecnológicos.

Japan will assist Angola in implementing the migration process to DTT Angola plans to have digital terrestrial television (DTT) as of 2023. To this end, the country adopted the Japanese-Brazilian standard in this modernization process. Angola and Japan have already signed a technical agreement for the process implementation under which japan guarantees technical support, training of staff, inside and outside the country and the sending of technological equipment.

Microsoft chega à Angola A Microsoft, empresa com um footprint global e conhecida pelos vastos produtos de software, acaba de chegar a Angola. Entre os produtor mais populares da Microsoft estão as linhas de sistemas operacionais Windows, OneDrive, OneNote a rede social LinkedIn, Skype e Skype for Business, a solução de comunicação empresarial Microsoft Teams, a linha de aplicativos para escritório Office 365 e o navegador Edge. Entre produtos de hardware estão as consolas de videogame Xbox.

Microsoft arrives in Angola Microsoft, a company with a global footprint and known for its vast software products, has just arrived in Angola. Among Microsoft’s most popular products are the lines of Windows operating systems, OneDrive, OneNote, social network LinkedIn, Skype, Skype for Business, the Microsoft Teams business communication solution, line of Office 365 office applications, and the Edge browser. Hardware products include Xbox video game consoles.

Serviços de telecomunicações em Angola vão ter os preços regularizados

Nos últimos anos, os preços dos serviços prestados no sector das telecomunicações tiveram alterações regulares. As companhias apontaram a desvalorização da moeda nacional como um dos motivos. Agora, o Ministério das Telecomunicações vai regular os preços dos seus bens e serviços disponibilizados aos cidadãos, visando assegurar a autonomia dos respectivos departamentos ministeriais. Angola prepares a mobile application to check car’s insurance by license plate number At a conference held in Luanda, Elmer Serrão, president of the Insurance Supervisory Entity in Angola, presented an overview of the current situation in the sector, goals, and actions underway. Among them is a public mechanism for insurance verification through the license plate, with tools that will promote greater proximity between the Regulator and the market, which will be put into practice through an app for IOS and Android.


9


10 Entrevista / Interview

Pedro Castro e Silva

Administrador do Banco Nacional de Angola


11 Pedro Castro e Silva é Administrador e membro do Conselho de Administração do Banco Nacional de Angola (BNA). Sublinha que a prestação de serviços financeiros é das áreas com as quais se identifica melhor e ajuda-nos a criar uma imagem mental das suas funções, naquele que diz ser um banco central em contacto constante com instituições financeiras multilaterais, onde todos os dias se aprende algo novo. É formado em Gestão Financeira (Universidade de Indiana), e tem um MBA em Finanças e Marketing Estratégico (Escola Superior de Comércio de Paris). Iniciou a sua carreira no setor bancário, enquanto Administrador Executivo, no Banco Angolano de Investimentos (BAI), mas foi primeiramente Diretor de Marketing e Comunicação. Exerceu também funções de Diretor de Estudos Económicos, no BNA. Conhece de perto o funcionamento da indústria petrolífera. Fala-nos de como iniciou o seu percurso profissional nos quadros de direção da Sonangol. Concorda que a pandemia veio lançar novos desafios ao BNA e acredita que a migração dos serviços bancários para o online e mobile é irreversível. Quanto ao empreendedorismo, aponta como solução para o seu desenvolvimento duas condições complementares: capacitação e financiamento. Para Pedro Castro e Silva, a família vem em primeiro lugar. Valoriza também as suas amizades de infância. Quanto ao seu país, confessa-nos que tem vindo a apaixonar-se pela beleza natural de Angola. Nesta entrevista, ficamos a conhecer quem é Pedro Castro e Silva, enquanto pessoa e profissional. O papel do Banco Nacional de Angola, na conjuntura económica atual e no contexto do empreendedorismo, o projeto LISPA (que inclui vários programas de apoio aos empreendedores e aos seus projetos, nas áreas de inovação) e o futuro do mercado financeiro angolano, são algumas das temáticas abordadas.

Pedro Castro e Silva is an Executive Director and a member of the Board of Directors of the National Bank of Angola (BNA). He highlights that the provision of financial services is one of the areas with which he best identifies himself and helps us to create a mental image of his functions, in what he claims to be a central bank in constant contact with multilateral financial institutions, where one learns something new every day. The Executive Director has a degree in Financial Management (Indiana University), and an MBA in Finance and Strategic Marketing (Paris Business School). He started his career in the banking sector, as an Executive Director, at Investment Bank of Angola (BAI), but he began as a Marketing and Communication Director. He also worked as Director of Economic Studies at BNA. He knows well the oil industry and all the operations related to it. He tells us about how he started his professional career in Sonangol’s management boards. The Executive Director agrees that this pandemic has created new challenges for the BNA and believes that the migration of banking services to online and mobile is irreversible. As for entrepreneurship, he points out as a solution for its development two complementary conditions: capacity-building and financing. For Pedro Castro e Silva, family comes first. He also values his childhood friendships. As for his country, he confesses to us that he has been falling in love with the natural beauty of Angola. In this interview, we get to know who Pedro Castro e Silva is, as a person and as a professional. The role of the National Bank of Angola in the country, in the current economic and entrepreneurial context, the LISPA project (which includes several programs to support entrepreneurs and their projects, in the areas of innovation) and the future of the Angolan financial market, are some of the topics covered.


12 Para que possamos conhecê-lo fora do âmbito da sua atividade profissional, pode-nos desvendar alguns aspetos da sua vida? O trabalho não vem em primeiro lugar na minha vida, mas sim a minha família. A vida mostra-nos que o tempo passa tão rápido que, num ápice, não damos conta do crescimento dos nossos filhos e do envelhecimento dos nossos pais. Assim, procuro prestar atenção à minha família e, conjuntamente, participarmos em atividades que estimulem o companheirismo, a cumplicidade e o afeto. Procuro ainda estar sempre com os meus amigos, sobretudo, aqueles que conheço desde a infância, reduto de boas e felizes memórias. Quando não estou com a família, preencho os tempos livres na leitura, no exercício do crossfit e do golfe. Há uns anos que tenho vindo a viajar pelo interior de Angola, confirmando e apaixonando-me pela beleza natural do meu país. Fale-nos um pouco do seu percurso profissional, em Angola. Iniciei a minha carreira profissional na Sonangol, em junho de 1999. Logo nos primeiros 6 meses, fiz rotações de 28 dias on e off entre Malongo (Cabinda) e Luanda. O tempo que passei em Malongo, num campo petrolífero situado na província de Cabinda, permitiu-me tomar contacto com a forma como se desenvolvem as operações petrolíferas e, consequentemente, ganhar sensibilidade sobre o funcionamento dessa indústria. Na Sonangol, fui enquadrado na Direção de Economia das Concessões, onde se faziam os estudos de viabilidade para o desenvolvimento de novos reservatórios e se controlava os orçamentos dos operadores petrolíferos. Ao fim de 6 anos, decidi fazer um MBA. Depois disso, em 2007, vim parar ao sistema bancário. Trabalhei no Banco Angolano de Investimentos (BAI), por duas vezes, durante um período que totaliza 5 anos. Foi uma experiência enriquecedora e proporcionou-me um grande sentimento de realização, pois considero que a prestação de serviços financeiros é uma das áreas onde melhor me enquadro. Vir para o Banco Nacional de Angola pode ser visto como o corolário de uma carreira de prestação de serviços, desta vez com uma vertente pública muito forte e regozijante.

So that we can get to know you outside the scope of your professional activity, can you unveil some aspects of your life? Work does not come first in my life, but my family. Life shows us that time passes so fast and if we are not attentive, suddenly our children have grown up and our parents have aged. Thus, I try to pay attention to my family and together we participate in activities that encourage companionship, complicity and affection. I always try to be with my friends, especially those I have known since my childhood, a stronghold of good and happy memories. When I’m not with my family, I spend my free time reading, doing crossfit and golf. For some years I have been traveling through the interior of Angola, confirming and falling in love with the natural beauty of my country. Tell us a little about your professional career in Angola. I started my professional career at Sonangol, in June 1999. In the first 6 months, I rotated 28 days on and off between Malongo (Cabinda) and Luanda. The time I spent in Malongo, an oil field located in the province of Cabinda, allowed me to get in touch with the way the oil industry operates and is developed and, consequently, it permitted me to gain knowledge about the operations of this industry. At Sonangol, I was placed in the Economics Department of the Concessions, where feasibility studies were carried out for the development of new reservoirs and the budgets of the oil operators were controlled. After 6 years, I decided to take an MBA. After that, in 2007, I ended up in the banking system. I worked at Banco Angolano de Investimentos (BAI) twice during a period of 5 years. It was an enriching experience and gave me a great sense of accomplishment, as I believe that the provision of financial services is one of the areas in which I best fit. Coming to the National Bank of Angola can be seen as the corollary of a career dedicated to provision of financial services, this time with a very strong and rejoicing public angle.


13 Como podemos imaginar as suas funções enquanto Administrador do Banco Nacional de Angola (BNA)? Como é o seu quotidiano? Costumo dizer que o Banco Nacional de Angola (BNA) é das melhores ocupações profissionais que podemos ter. A instituição está no centro de muitos processos com impacto a nível nacional. Para além disso, pelo facto de ser um banco central, concentra competências várias e, portanto, todos os dias se aprende uma coisa nova no BNA. Estar em contacto constante com o sistema financeiro internacional e com as instituições financeiras multilaterais expõenos à possibilidade de adquirir conhecimento de profissionais de reconhecida capacidade intelectual. Enquanto membro da Administração, procuro garantir que as equipas se encontram alinhadas às linhas de orientação estratégica do BNA. Estimo muito a capacidade institucional, por essa razão estou sempre atento e procuro contribuir para o desenvolvimento profissional de quem trabalha no BNA, incluindo o meu próprio caso.

How can we imagine your role as a Director of the National Bank of Angola (BNA)? How is your daily life? I usually say that the National Bank of Angola (BNA) is one of the best professional occupations that we can have. The institution is at the center of many processes with an impact at the national level. In addition, due to the fact that it is a central bank, it focusses on various competences and, therefore, every day something new is learned at BNA. Being in constant contact with the international financial system and with multilateral financial institutions exposes us to the possibility of acquiring knowledge from professionals of recognized intellectual capacity. As a member of the Board, I try to ensure that the teams are aligned with the strategic guidelines of the BNA. I highly appreciate institutional capacity, for this reason I am always attentive and try to contribute to the professional development of those who work at BNA, including my own case.


14 Qual o papel do Banco Nacional de Angola no contexto económico atual? O Banco Nacional de Angola assume várias responsabilidades no contexto económico angolano. Em primeiro lugar, é a instituição responsável pela valorização da moeda nacional e da preservação da estabilidade dos preços; noutras palavras, o controlo da inflação. O BNA vela pela estabilidade financeira em Angola. Tem a função de garantir que os bancos comerciais e outras instituições não bancárias (casas de câmbio, prestadores de serviços de pagamento, entre outras) operam em estrito cumprimento da regulamentação bancária, não oferecendo quaisquer riscos para o consumidor bancário e para a economia angolana. A gestão das reservas internacionais do país também é da responsabilidade do BNA. Estas são o garante da estabilidade da moeda nacional e servem para obtermos do estrangeiro os bens de consumo, equipamento e serviços que não conseguimos obter cá.

What is the role of the National Bank of Angola in the current economic context? The National Bank of Angola assumes several responsibilities in the Angolan economic context. First, it is the institution responsible for the appreciation of the national currency and the preservation of price stability; in other words, the control of inflation. The BNA ensures financial stability in Angola. It has the function of ensuring that commercial banks and other non-banking institutions (exchange offices, payment service providers, among others) operate in strict compliance with banking regulations, offering no risk to the banking consumer and the Angolan economy. The management of the country’s international reserves is also the responsibility of the BNA. These are the guarantor of the stability of the national currency and serve to obtain from abroad the consumer goods, equipment and services that we are unable to obtain here.


15 A gestão das notas e moedas a circularem na economia também é responsabilidade do BNA. Em concertação com os bancos comerciais, disponibilizamos notas e moedas para o pagamento de bens e serviços

The management of banknotes and coins circulating in the economy is also the responsibility of the BNA. In consultation with commercial banks, we provide notes and coins for the payment of goods and services.

A pandemia veio, de certa forma, lançar novos desafios ao Banco Nacional de Angola? Absolutamente. É um evento que alterou a forma como ocorrem uma série de processos na sociedade e, no setor bancário, não podia ser diferente. Mas creio que para melhor. Aprecio o impacto que teve na urgência de desmaterializarmos certos processos, tais como a prestação de serviços bancários e do comércio. A migração para o online e mobile é irreversível. Por outro lado, a pandemia permitiu ainda que olhássemos mais para nós e para as capacidades internas que temos para o desenvolvimento do país. É um ímpeto que não podemos perder nem mesmo deixar esmorecer. O BNA, para além de ter apoiado as pequenas e médias empresas com a disponibilidade de liquidez em moeda nacional, acelerou iniciativas como o mobile Money, o estudo da introdução de uma moeda digital do banco central e do uso de tecnologias como o blockchain nos processos do BNA.

Has the pandemic, in a way, launched new challenges for the National Bank of Angola? Absolutely. It is an event that changed the way a series of processes occur in society and, in the banking sector, it could not be different. But I think for the better. I appreciate the impact it has had on the urge to dematerialize certain processes, such as the provision of banking and trade services. The migration to online and mobile is irreversible. On the other hand, the pandemic has also allowed us to look more closely at ourselves and the internal capacities we have for the country’s development. It is a drive that we cannot lose or even let go. The BNA, in addition to supporting small and medium-sized companies with the availability of liquidity in national currency, accelerated initiatives such as mobile Money, the study of the introduction of a central bank digital currency and the use of technologies such as blockchain in processes of the BNA.

Assegurar a preservação da moeda nacional é um dos objetivos do Banco Nacional de Angola. Qual é a importância desta missão e o que tem sido feito neste sentido? A estabilidade da moeda nacional está no centro da atividade económica. Se não tivermos uma inflação baixa e estável, a economia não funciona. Porquê? Do lado da oferta, o acesso ao crédito torna-se excessivamente caro – taxas de juro altas – o que impede o financiamento da atividade económica. Não existe economia sem financiamento. Do lado da procura, se não houver estabilidade de preços, há perda de poder de compra dos consumidores. Se não houver consumo, não há investimento. O Banco Nacional de Angola controla os fatores monetários que pressionam a estabilidade de preços e controla-os procurando manter a oferta de moeda à economia, à medida que ela precisa. Nem mais nem menos.

Ensuring the preservation of the national currency is one of the objectives of the National Bank of Angola. What is the importance of this mission and what has been done in this regard? The stability of the national currency is at the heart of economic activity. If we do not have low and stable inflation, the economy will not work. Why not? On the supply side, access to credit becomes excessively expensive - high interest rates - which prevents the financing of economic activity. There is no economy without financing. On the demand side, if there is no price stability, there is a loss of purchasing power for consumers. If there is no consumption, there is no investment. The National Bank of Angola controls the monetary factors that pressure price stability and controls them by trying to maintain the money supply to the economy, as it needs it. No more, no less.


16 Porém, há outros fatores que o BNA não consegue controlar como por exemplo a estiagem e inexistência de mecanismos/políticas orientadas para lidar com a mesma. Por outro lado, a pandemia obrigou à implementação de medidas que reduziram o abastecimento de bens a Luanda, o principal centro consumidor. Todos estes fatores contribuem para a preservação da moeda nacional e, como tal, deve ser a preocupação de todos nós.

However, there are other factors that the BNA cannot control, such as the drought and the absence of mechanisms/policies oriented to deal with it. On the other hand, the pandemic forced the implementation of measures that reduced the supply of goods to Luanda, the main consumer center. All of these factors contribute to the preservation of the national currency and being so it must be a priority concern of all of us.

Quais são os objetivos que estão no topo das prioridades do BNA, para melhor servir a economia do país? O BNA acuta em 4 quadrantes, com o objetivo de gerar valor para a sociedade, a saber: • Política Monetária e Cambial: assegurar a preservação da moeda nacional, em linha com o que já foi mencionado antes; • Estabilidade Financeira: garantir que o sistema bancário é robusto e suficientemente sólido para poder servir de alavanca para o desenvolvimento da economia; • Sociedade: promover a educação e a inclusão financeira das populações menos favorecidas, visando o seu acesso a serviços financeiros e, consequentemente, uma melhor inserção na sociedade; • Pessoas e Processos: apostar na capacidade institucional e na eficiência de processos de trabalho, com o objetivo de ter um banco central à altura daquilo que nos exige a sociedade angolana e o sistema financeiro internacional.

What are the objectives that are at the top of the BNA’s priorities, to better serve the country’s economy? The BNA acts in 4 quadrants, with the objective of generating value for society, namely: • Monetary and Foreign Exchange Policy: ensure the preservation of the national currency, accordingly to what has already been mentioned before; • Financial Stability: ensuring that the banking system is robust and sufficiently solid to be able to leverage the development of the economy; • Society: promoting the education and financial inclusion of the least favored populations, aiming at their access to financial services and, consequently, a better inset in society; • People and Processes: investing in institutional capacity and in the efficiency of work processes, with the goal of having a central bank equal to what the Angolan society and the international financial system require of us.

Como prevê o mercado financeiro angolano num futuro de 10 anos? Daqui a 10 anos, teremos um mercado financeiro angolano em que a prestação de serviços bancários será assegurada não apenas por bancos, mas por outro tipo de players. Nota-se que uma parte dos bancos angolanos já se começaram a posicionar para esse futuro, apostando na digitalização da sua oferta. A maior parte das transações, em termos quantitativos, não será feita em contas bancárias, mas em contas de pagamento. Grande parte da população não terá uma conta bancária, mas um número de telefone e, por via deste, usará contas de pagamento para pagar bens e serviços e transferir dinheiro para os seus.

How do you foresee the Angolan financial market in a 10-year future? 10 years from now, we will have an Angolan financial market in which the provision of banking services will be ensured not only by banks, but by other types of players. We can see that part of the Angolan banks have already started to position themselves for that future, betting on the digitization of their offer. Most transactions, in quantitative terms, will not be made on bank accounts, but on payment accounts. A large part of the population will not have a bank account, but a telephone number and, through it, will use payment accounts to pay for goods and services and transfer money to their own families.


17 O BNA alguma vez teve ou pensa vir a ter iniciativas diretas, ou em parceria, para fomentar o empreendedorismo em Angola? O BNA atua em algumas áreas que visam promover o empreendedorismo em Angola. Há dois anos, fez sair regulamentação que fixava uma taxa de juro abaixo do mercado com o objetivo de promover o empreendedorismo agrícola, tão necessário para sermos autossuficientes. Adicionalmente, assinou recentemente um protocolo com o Ministério da Juventude e Desportos, no qual se acorda cooperar na conceção, desenvolvimento e implementação de iniciativas, a nível nacional, com o objetivo de promover a literacia e a inclusão financeira dos adolescentes e jovens, de modo a fomentar uma relação responsável e consciente por parte destes com as instituições do sistema financeiro. Esta iniciativa permitiu relançar a atividade agrícola no país. No primeiro trimestre deste ano, o BNA assinou e implementou um protocolo com alguns bancos comerciais, para o fornecimento de Terminais de Pagamento Automático (TPA) a preço subsidiado pelo banco central. Esta oferta de um TPA mais económico é orientada para as pequenas e médias empresas.

Has the BNA ever had or does it intend to take direct initiatives, or in partnership, to foster entrepreneurship in Angola? BNA operates in some areas that aim to promote entrepreneurship in Angola. Two years ago, regulations were released that set an interest rate below the market in order to promote agricultural entrepreneurship, which is so necessary for us to be self-sufficient. Additionally, BNA recently signed a protocol with the Ministry of Youth and Sports, in which it is agreed to cooperate in the design, development and implementation of initiatives, at national level, with the objective of promoting literacy and financial inclusion of adolescents and young people, with the objective of fostering a responsible and conscious relationship with the institutions of the financial system. This initiative made it possible to relaunch agricultural activity in the country. In the first quarter of this year, the BNA signed and implemented a protocol with some commercial banks, for the supply of Automatic Payment Terminals (TPA) at a price subsidized by the central bank. This offer of a more economical TPA is geared towards small and medium-sized companies.


18

No primeiro trimestre deste ano, o BNA assinou e implementou um protocolo com alguns bancos comerciais, para o fornecimento de Terminais de Pagamento Automático (TPA) a preço subsidiado pelo banco central. Esta oferta de um TPA mais económico é orientada para as pequenas e médias empresas.

In the first quarter of this year, the BNA signed and implemented a protocol with some commercial banks, for the supply of Automatic Payment Terminals (TPA) at a price subsidized by the central bank. This offer of a more economical TPA is geared towards small and medium-sized companies.

O BNA desenvolveu o Laboratório de Inovação do Sistema de Pagamentos de Angola (LISPA). De que se trata o projeto LISPA? O LISPA é uma ideia desenvolvida internamente pelo Banco Nacional de Angola. Foi a forma que encontrámos para reagir à rápida inovação que se observa no sistema de pagamentos, a nível mundial. Aliado a isso, vimos no LISPA a oportunidade de ter uma plataforma para o desenvolvimento e inserção de fintechs no sistema financeiro angolano. O LISPA inclui vários programas de apoio às áreas de Inovação, FinTech e InsurTech, que abrangem os diferentes estados de maturidade dos empreendedores e dos seus projetos. Temos uma Incubadora que procura acelerar o crescimento de startups no mercado, uma sandbox, que é um espaço seguro que cria um ambiente real de teste para as FinTech participantes testarem as suas soluções, modelos de negócio, produtos e serviços financeiros.

BNA developed the Angola Payment System Innovation Laboratory (LISPA). What is the LISPA project about? LISPA is an idea developed internally by the National Bank of Angola. It was the way we found to react to the rapid innovation that is observed in the payment system, worldwide. Besides this, we saw in LISPA the opportunity to have a platform for the development and inset of fintechs in the Angolan financial system. LISPA includes several support programs for the areas of Innovation, FinTech and InsurTech, which cover the different states of maturity of entrepreneurs and their projects. We have an Incubator that seeks to accelerate the growth of startups in the market, a sandbox, which is a safe space that creates a real testing environment for participating FinTech to test their solutions, business models, products and financial services.


19

Temos feito alguns programas pontuais orientados para o desenvolvimento da capacidade empresarial de jovens estudantes universitários.

We have carried out some specific programs aimed at developing the entrepreneurial capacity of young university students.

Considera, que neste momento, Angola oferece condições ao empreendedorismo jovem? A vontade e a criatividade da juventude angolana são inquestionáveis. Para se poder materializá-las em empreendedorismo, são necessárias outras condições complementares. À medida que o tempo passa, vão surgindo plataformas de aceleração de ideias e projetos. A vossa é uma delas. No entanto, precisamos agora de completar o ecossistema do empreendedorismo com dois aspetos fundamentais: capacitação e financiamento. O nosso empreendedor tem que ser capacitado de forma a não ficar limitado à sua criatividade, mas sim tomar contacto com as outras técnicas e fatores que são críticos para o desenvolvimento robusto e sustentável das suas ideias. Por outro lado, é necessário que desenvolvamos a componente financeira. O desenvolvimento do empreendedorismo jovem não vai acontecer com recurso a crédito bancário. Sendo assim, é necessário que criemos formas de apoiar financeiramente as iniciativas de empreendedorismo com recurso a fontes de financiamento que já existem noutros mercados, como o capital de risco, por exemplo.

Do you consider that, at this moment, Angola offers conditions for young entrepreneurship? The will and creativity of Angolan youth are unquestionable. In order to be able to materialize them into entrepreneurship, other complementary conditions are required. As time goes by, platforms for accelerating ideas and projects are emerging. Yours is one of them. However, we now need to complete the entrepreneurship ecosystem with two fundamental aspects: capacitybuilding and financing. Our entrepreneur has to be empowered in a way he is not limited to his creativity, but instead he should be in touch with other techniques and factors that are of the outmost importance to the development of more robust and sustainable ideas. On the other hand, it is necessary that we develop the financial component. The development of youth entrepreneurship will not happen by resorting to bank credit. Therefore, it is necessary that we create ways to financially support entrepreneurship initiatives through funding sources that already exist in other markets, such as venture capital, for example.

“Do ponto de vista da criatividade e propostas de soluções, estamos ao mesmo nível de qualquer outro país” “From the point of view of creativity and proposals for solutions, we are at the same level as any other country”


20

Vê alguma diferença no ecossistema empreendedor angolano face ao europeu? Podem os empreendedores angolanos sentir-se seguros para ombrear com os projetos dessa geografia? Do ponto de vista da criatividade e propostas de soluções, estamos ao mesmo nível de qualquer outro país. O que faz outros países materializarem as suas iniciativas é o ecossistema que habilmente desenvolveram, totalmente orientado para a inovação. É o que precisamos de fazer cá.

Do you see any difference in the Angolan entrepreneurial ecosystem compared to the European one? Can Angolan entrepreneurs feel safe to deal with projects in this geography? From the point of view of creativity and proposals for solutions, we are at the same level as any other country. What makes other countries materialize their initiatives is the ecosystem that they have skillfully developed, totally oriented towards innovation. That’s what we need to do here.

As suas áreas de especialidade dividem-se entre economia, finanças e marketing. Que conselhos pode deixar aos jovens empreendedores angolanos e a startups? O mais importante a nossa juventude já o tem; é a vontade incessante de empreender e criar. Gostaria de fazer uma pequena contribuição que pode servir para garantir a sustentabilidade dos projetos e startups. Tem a ver com a atenção e tempo que os seus promotores devem dedicar à consolidação do modelo de negócios e à governança corporativa. Testar ao máximo o modelo de negócios, frequentemente, face aos riscos inerentes e, concomitantemente, adaptar e inovar é fundamental para a longevidade do negócio. Ter um sistema de governança corporativa e controlo interno bem definido é fundamental. A governança corporativa trata da arquitetura de gestão e controlo das empresas. Deve estar bem claro o modelo de relacionamento entre o criador, o gestor, os acionistas e a sociedade. Uma boa estrutura de governança corporativa melhora o acesso ao capital, mitiga riscos e protege todos os stakeholders.

Your expertise areas are divided between economics, finance and marketing. What advice can you give to young Angolan entrepreneurs and startups? Our youth already has the most important thing; it is the incessant desire to undertake and create. I would like to make a small contribution that can help to ensure the sustainability of projects and startups. It has to do with the attention and time that its promoters must dedicate to the consolidation of the business model and to the corporate governance. Testing the business model to the maximum, frequently, in the face of inherent risks and, simultaneously, adapting and innovating is fundamental to the longevity of the business. Having a well-defined system of corporate governance and internal control is essential. Corporate governance deals with the management architecture and corporate control. The relationship model between the creator, the manager, the shareholders and society must be very clear. A good corporate governance structure improves access to capital, mitigates risks and protects all stakeholders.


21

A nossa empresa tem como visão melhorar a qualidade de vida dos Angolanos potenciando a criação de empregos de qualidade. Apoiamos PME’s e grandes empresas em temas como a melhoria da sua capacidade de execução e mudanças culturais e/ou organizacionais visando a dinamização dos seus negócios

www.ip.co.ao I Condominio Dolce Vita, Predio 9C, 7ºB, Talatona, Luanda I info@ip.co.ao


22

A WiConnect é uma startup Angolana na área da Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC), que tem como objetivo conectar a população Angola à internet a custo zero, usando a tecnologia wi-fi, e em simultâneo criar uma plataforma que permita às empresas/marcas ter mais sucesso (taxas de conversão) nas suas campanhas de marketing. Também, é uma empresa especializada no desenho e implementação de redes wi-fi para escritórios, fábricas e projectos complexos. Nasceu em 2015, e até o momento já desenvolveu várias parcerias a nível local com empresas de renome como a Espaços, MsTelcom e a IpWorld a fim de acelerar a conexão dos Angolanos à Internet e dinamizar a oferta de serviços de internet no país.

WiConnect is an Angolan startup in the area of Information and Communication Technology (ICT), which aims to connect the Angolan population to the internet at zero cost, using wi-fi technology, and at the same time create a platform that allows companies/brands to be more successful (conversion rates) in their marketing campaigns. Also, it is a company specialized in the design and implementation of wi-fi networks for offices, factories, and complex projects. It was born in 2015 and has so far developed several partnerships at a local level with renowned companies such as Espaços, MsTelcom, and IpWorld to speed up the connection of Angolans to the Internet and to boost the offer of internet services in the country. The internet (Digital GDP) contributes to less than 1% of Angola’s GDP. By increasing the country’s connectivity rates to levels of some African countries, by about 5% -10%, the Angolan economy can grow by 8 billion US dollars. WiConnect aims to be one of the engines that drives the national economy. WiConnect has already served more than 200,000 users and has a growth rate of around 8,000 users per month. In 2020, it expanded to Uganda and continues to develop partnerships to expand to the remaining African countries.


23

A internet (PIB Digital) contribui para menos de 1% do PIB de Angola. Aumentando as taxas de conectividade do país para níveis de alguns países africanos, cerca de 5-10%, a economia Angolana pode crescer 8 mil milhões de dólares americanos. A WiConnect tem como objetivo ser um dos motores que impulsiona a economia nacional. A WiConnect já serviu mais de 200,000 utilizadores, e tem uma taxa de crescimento de cerca de 8,000 utilizadores por mês. Em 2020, expandiu-se para o Uganda e continua a desenvolver parcerias para se expandir para os restantes países africanos. Em 2019, a WiConnect e a Ipworld lançaram o FreeNet, 100% financiado pelas mesmas que tem como objectivo criar 500 pontos de internet grátis por todo país. Este projecto já tem diversos pontos com wi-fi grátis na área da educação, dos quais se realça a Universidade Agostinho Neto, na faculdade de Direito, Engenharia e Arquitetura, e está também presente em shoppings e restaurantes em Angola. Ao desafiar todas as dificuldades impondo-se no mercado, o FreeNet conta com mais de 80,000 ligações de dispositivos e propôs-se como meta chegar a +1,000,000 este ano. O projecto possui abertura para parecerias com as mais diversas entidades em Angola. O Banco Africano de Investimentos (BAI) é a empresa que mais investe nesta tecnologia, com mais de 100 pontos de wi-fi grátis por todo país nas suas agências, alavancando os produtos de wi-fi marketing para melhor atingir os seus objetivos de vendas. Alguns projectos notáveis na nossa capital são também os hotspots grátis disponibilizados pela Tigra e o Standard Bank no Aeroporto 4 de Fevereiro. A WiConnect vai continuar a adicionar valor aos seus clientes, e expandir cada vez mais o acesso à internet em Angola e no continente africano. Tem também como objectivo fortalecer as parecerias já existentes e criar novas no sentido de melhorar o país e a vida dos angolanos.

In 2019, WiConnect and Ipworld launched FreeNet, 100% financed by them, which aims to create 500 free internet points across the country. This project already has several points with free wi-fi in the education area, of which the Agostinho Neto University is highlighted, in the Faculty of Law, Engineering and Architecture, and is also present in shopping malls and restaurants in Angola. In defying all the difficulties imposing itself in the market, FreeNet has more than 80,000 device connections and proposed itself to the goal of reaching +1,000,000 this year. The project is open to partnerships with the most diverse entities in Angola. The African Investment Bank (BAI) is the company that most invests in this technology, with more than 100 free Wi-Fi points throughout the country at its branches, leveraging Wi-Fi marketing products to better achieve its sales objectives . Some notable projects in our capital are also the free hotspots offered by Tigra and Standard Bank at Aeroporto 4 de Fevereiro. WiConnect will continue to add value to its customers, and will increasingly expand internet access in Angola and the African continent. It also aims to strengthen existing partnerships and create new ones in order to improve the country and the lives of Angolans.


24

Stover Eduardo D. Ezequias

Consultor

Os desafios das Relações Públicas no contexto da saturação da informação The challenges of Public Relations in a context of excess of information Diante do excesso de informação resultante da revolução digital ou da informação, os consumidores têm a possibilidade de possuir tais informações de forma ilimitada e de forma seletiva, porque as novas tecnologias de informação e comunicação dão aos consumidores a possibilidade de selecionar a quantidade de conteúdos que desejam ver, quando desejam ver e se desejam ver por completo. E esta revolução veio trazer às organizações enormes desafios ao que a comunicação diz respeito de modo a se evitar desinformação e consequentemente danos de imagens resultante de uma má comunicação. É de suma relevância considerar, o valor estratégico das Relações Públicas na comunicação, para as organizações no que concerne ao estabelecimento de relacionamentos eficazes com seus diferentes públicos, mediante a definição de suas diretrizes e políticas permanentes de interação, tanto do ponto de vista social e como do ponto de vista empresarial neste século. Sabe-se que o objetivo comum das Relações Públicas é aumentar a saliência da marca “hints”, ou seja, mencionar o nome da empresa numa notícia. Pode ser positivo, negativo ou neutro para a empresa, depende do assunto e contexto da notícia. É uma boa estratégia procurar menos “hints” (sair em menos media) mas com a certeza que a imagem que dá à empresa é positiva. Mas, para isto é necessário que às funções das Relações Rúblicas (identificar os seus públicos internos e externos, avaliar a reputação corporativa, auditar a responsabilidade social corporativa, criar atividades que construam uma imagem positiva, prevenir ou reduzir danos de imagem) sejam exercidas nas organizações de forma planeada e coordenada.

Faced with the excess of information resulting from the digital or information revolution, consumers can have information in an unlimited and selective way. New information and communication technologies give consumers the possibility to select the amount of content that they want to see, when they want to see it, and if they want to see it completely. This revolution brought organizations enormous challenges to what communication is concerned to avoid misinformation and consequent damage to images resulting from poor communication. Organizations should consider the strategic value of Public Relations in communication by establishing effective relationships with their different audiences. Organizations should define their permanent interaction guidelines and policies, both from the social and from the business point of view in this century. It is known that the common objective of Public Relations is to increase brand salience (“hints”), that is, to mention the name of the company in a news item. It can be positive, negative, or neutral for the company, depending on the subject and context of the news. It is a good strategy to look for fewer “hints” (leave in fewer media) but with the certainty that the image you give to the company is positive. But, for this, the functions of Public Relations (identify your internal and external audiences, assess corporate reputation, audit corporate social responsibility, create activities that build a positive image, prevent or reduce image damage) must be carried out in organizations in a planned and coordinated way.


25 Refletir sobre os desafios das relações públicas num contexto de saturação da informação, no contexto das empresas angolanas constitui um dos objetivos deste artigo. Relações Públicas é uma profissão crítica na sociedade contemporânea, que se caracteriza pela interação global, relacionamentos e responsabilidade. Grunig, J. (2011). Lidar com a instantaneidade da informação é um grande desafio para o profissional de Relações públicas. As notícias*, por exemplo segundos depois de serem lançadas à sociedade, já estão invariavelmente desfasadas no tempo; seus desdobramentos podem ser alvos de cobertura imediata em qualquer ponto do planeta, e é justamente essa velocidade na circulação e consequentemente nas possíveis alterações da versão original que, muitas vezes, prejudica sua compreensão. O risco de “ruído” na comunicação hoje se dá, sobretudo, pelo excesso e pela rapidez (FREITAS, e LUCAS, 2002:9). As Relações Públicas fazem parte dessa saturação de dados jogados aos mais diversos públicos-alvo, no ambiente de trabalho, em casa, ou nos espaços públicos, contribuindo assim, para novas dimensões temporais e tribais no quotidiano. Valendo-se de uma série de técnicas de comunicação, os profissionais de Relações Públicas solicitam a atenção do cidadão com informações que, a princípio, pretendem lhe trazer benefícios. (FREITAS, e LUCAS, 2002:9).

Reflecting on public relations challenges in the context of information saturation, in the context of Angolan companies is one of the objectives of this article. Public Relations is a critical profession in contemporary society, which is characterized by global interaction, relationships, and responsibility (Grunig J., 2011). Dealing with the instantaneousness of information is a major challenge for public relations professionals. News*, for example, seconds after being released to society, are already invariably out of time; its developments can be targets for immediate coverage at any point on the planet, and it is precisely this speed in circulation and consequently in the possible changes in the original version that, many times, impair its understanding. The risk of “noise” in communication today is mainly due to excess and speed (FREITAS, and LUCAS, 2002: 9). Public Relations are part of this data saturation thrown to the most diverse target audiences, in the work environment, at home, or in public spaces, thus contributing to new time and tribal dimensions in everyday life. Using a series of communication techniques, Public Relations professionals request the citizen’s attention with information that, in principle, intends to bring benefits to them. (FREITAS, and LUCAS, 2002: 9).

* As notícias são uma das matérias-primas da área de Relações

* News are one of the raw materials in the area of Public Relations.

Públicas. Nesse sentido, é fundamental que a assessoria de

In this sense, the press office and publications of the organization

imprensa e as publicações em geral da organização sejam bem

must be well planned and organized. The objectives of

planeadas. Os objetivos da divulgação da notícia e seu

disseminating the news and its schedule are key issues in this case.

cronograma são questões chave nesse caso.


26

A SSD é uma start-up, criada por Idalécio de Oliveira, que tem como objectivo principal diminuir a distância entre médicos e pacientes, através da telemedicina e do atendimento domiciliar. Acreditamos que através da tecnologia é possível partilharmos o conhecimento médico por todo o país, diminuindo as transferências médicas das outras províncias para Luanda ou de Luanda para outros países. A plataforma foi lançada no dia 8 de Junho de 2020, e hoje estamos estabilizados, possuímos poucos mais de 300 médicos prestadores de serviço e estamos a crescer saudavelmente.

SSD is a startup created by Idalécio de Oliveira, whose main objective is to reduce the distance between doctors and patients through telemedicine and home care. We believe that, through technology, it is possible to share medical knowledge across the country, reducing medical transfers from other provinces to Luanda or from Luanda to other countries. The platform was launched on 8 June 2020, and today we are stabilized. We have just over 300 medical service providers and grow healthily.


27


28

Trabalhamos para a melhoria dos cuidados de saúde e recebemos solicitações de todo o país onde para além do atendimento facilitamos o acesso a cirurgias complexas. O nosso serviço pauta-se pela equidade, poder fornecer atendimento médico a todas as pessoas independentemente do seu extrato social. Estabelecemo-nos em Luanda, onde criamos rotinas e processos e estamos a trabalhar no nosso producto para podermos escalar para todo o país. A telemedicina em Angola já é uma realidade e nós acreditamos que através desta modalidade poderemos ter uma melhor gestão de recursos humanos e não só; termos uma medicina conectada, ao que é chamado hoje no mundo Saúde 4.0.

We work to improve health care and receive requests from all over the country where, in addition to providing assistance, we facilitate access to complex surgeries. Our service is guided by equity, being able to provide medical care to all people regardless of their social background. We established ourselves in Luanda, where we created routines and processes and we are working on our product to be able to scale across the country. Telemedicine in Angola is already a reality and we believe that through this modality we will be able to have better management of human resources and not only; to have a connected medicine, to what is called today in the Health 4.0 world.

O SSD é o que podemos chamar “O Futuro da Saúde em Angola”.

The SSD is what we can call “The Future of Health in Angola”.


29


30

José Carlos Santos

Managing Partner da Acelera Angola

Angola empreendedora, uma nova forma de ver o nosso Universo Entrepreneurial Angola, a new way of seeing our Universe “Nenhum de nós se pode dar ao luxo de escolher os desafios. O destino e a história não nos fornece. O nosso trabalho é enfrentar os testes que nos são apresentados”.

“ N o n e o f u s c a n a f fo rd t o c h o o s e o u r challenges. Fate and history do not provide us. Our job is to meet the tests that are presented to us”.

Esta semana tem sido animada, fundamentalmente, por acolher uma nova metodologia de trabalho que tem alterado completamente a forma de inovar e de reagir face o crescimento das startups, mas tem conduzido a inovações na configuração como o mundo olha para o crescimento e como a nossa abordagem do incremento rápido e globalizado nem sempre é o condutor a consagração de sucesso. São 12 milhões de pessoas que estão entre as idades dos 15 e os 40, para não considerar ainda uma idade activa mais alargada, mas é quase metade da população angolana que está nesta banda. Estamos perante um momento desafiante, onde a nossa demografia não vai ter nenhum tipo de freio à espera que as melhores politicas ou que a economia ganhem forma com a linha que está neste momento a ser implementada, que pode levar Angola mais 50 anos. Talvez o mais crucial para determinar as pontes futuras do que queremos ter como sociedade e perfil, está em descobrir as reais necessidades e atender aos testes. Parte do empreendedorismo nascente é feito através de jovens empreendedores, uma vez que grande parte da população está prestes a ter de fazer uma escolha, e que coloca uma pressão sobre as alternativas que estes jovens podem ter na configuração do empreendedorismo através de formas mais alternativas até ao formato mais limitado.

This week has been mainly animated by embracing a new work methodology that has completely changed the way of innovating and reacting to the growth of startups but has led to innovations in the way the world looks at growth and how our approach to rapid and globalized growth is not always the driver of success. There are 12 million people who are between the ages of 15 and 40, not to consider a broader working age yet, but it is almost half of the angolan population who are in this band. We are facing a challenging moment, where our demographics will not have any kind of brake waiting for the best policies or for the economy to take shape with the line that is currently being implemented, which may take Angola another 50 years. Perhaps the most crucial to determine the future bridges of what we want to have as a society and profile is to discover the real needs and meet the tests. Part of the nascent entrepreneurship is done through young entrepreneurs, since a large part of the population is about to have to make a choice, and that puts a pressure on the alternatives that these young people can have in the configuration of entrepreneurship through more alternative ways until to the most limited format.

Jay Powell

Jay Powell


31

A primeira experiência muito interessante, foi quando um dos shareholders do Acelera Angola partilhou uma matéria à volta de um conceito novo que Alexandre Lazarow explorou que retrata no livro que foi lançado, com o título “Inove mais: como os empreendedores globais - de Delhi a Detroit - estão reescrevendo as regras de Silicon Valey”, em que citando parte dos seus comentários antes do lançamento do livro ele retrata como: “Sob tais condições, os empreendedores devem ser criadores que constroem indústrias, em vez de disruptores que as mudam, porque existem poucas empresas existentes para desorganizar”. As empresas que eles criam devem ser globais desde o nascimento, porque os mercados locais são muito pequenos. Eles se concentram na resiliência e na sustentabilidade, e não no crescimento no estilo unicórnio a qualquer custo.

The first very interesting experience was when one of the shareholders of Acelera Angola shared a material around a new concept that Alexandre Lazarow explored that he portrays in the book that was launched, with the title “Innovate more: as global entrepreneurs - from Delhi to Detroit - are rewriting the rules of the Silicon Valley”, in which, quoting part of his comments before the book was released, he portrays how: “Under such conditions, entrepreneurs should be creators who build industries, instead of disruptors who change them, because there are few existing companies to disorganize”. The companies they create must be global from birth because local markets are very small. They focus on resilience and sustainability, not unicorn style growth at all costs.

“Mercados, você vê quem está nadando nú quando a maré baixa”.

“Markets, you see who is swimming naked when the tide is low”.

Com este conceito de diferença e resiliência ele criou mais um tipo de animal que ele observa que as Startups nestes lugares do mundo como Angola devem ser apreciadas, como camelos. Os camelos podem rodar até 65 km em rajadas curtas e manter velocidades de até 40 km. Têm uma série de adaptações fisiológicas que lhes permitem suportar longos períodos de tempo sem nenhuma fonte externa de água. Pode beber água tão raramente quanto uma vez a cada 10 dias, mesmo em condições muito quentes, e pode perder até 30% de sua massa corporal devido à desidratação.

With this concept of difference and resilience, he created yet another type of animal that he observes that Startups in these places in the world like Angola should be appreciated, like Camels. Camels can travel up to 65 km in short bursts and maintain speeds of up to 40 km. They have a series of physiological adaptations that allow them to withstand long periods of time without any external source of water. You can drink water as rarely as once every 10 days, even in very hot conditions, and you can lose up to 30% of your body weight due to dehydration.

Warren Buffett

Warren Buffett


32

Ao beber grandes quantidades de água: um camelo pode beber 200 Litros de água em três minutos. Precisamente isso deve ocorrer, do jeito que, no estágio em que grande parte das startups Angolanas devem encontrar-se nesta altura de fastidiosa incerteza, observar a sua construção em que o mix é profundamente complexo de construir como: talento, organização e produto, políticas e uma cultura empreendedora. A face dos negócios nos EUA está a mudar - e está ser alimentada por uma força de trabalho freelancer dinâmica, apaixonada e em rápida expansão. Estatísticas recentes revelam que em 2019, mais de 57 milhões de pessoas (35% da força de trabalho americana) migraram para consultoria independente, um aumento de 4 milhões de pessoas nos últimos cinco anos. Além disso, os ganhos de freelancers americanos estão a aproximar-se rapidamente do valor de referência de US $ 1 trilhão. Espera-se que esses números aumentem à medida que mais empresas adotam modelos de contratação freelancer para aumentar os benefícios corporativos, como economia de custos, agilidade em desempenho e maior acesso a uma gama diversificada de talentos criativos especializados, algumas Startups, já anunciaram que não precisam de ter mais escritórios e nem funcionários que não sejam remotos, como pacote de benefícios para o novo mundo. “Você quer vender água com açúcar para o resto da vida (Pepsi), ou quer vir comigo e mudar o mundo?” Steve Jobs

Para desmistificar aqui a nossa principal causa de noites mal dormidas, há componentes que nos remetem recomendar que o real boom das startups Angolanas vai existir por factores externos ao seu crescimento, nomeadamente esta crise provocada por um elemento é o disruptor. Um Ecosistema e especialmente o Angolano tem de estar imbuído em espirito de colaboração efetivo onde as integrações devem existir entre: Estado, empresas nos vários sectores de actividade, informal e estas Startups.

When drinking large amounts of water: a camel can drink 200 liters of water in three minutes. Precisely this must occur, in the way that, at the stage when most Angolan startups must find themselves in this time of fastidious uncertainty, observe their construction in which the mix is deeply complex to build such as talent, organization and product, policies, and entrepreneurial culture. The face of US business is changing - and it is being fueled by a dynamic, passionate and rapidly expanding freelance workforce. Recent statistics reveal that in 2019, more than 57 million people (35% of the American workforce) migrated to independent consulting, an increase of 4 million people in the last five years. In addition, earnings for American freelancers are rapidly approaching the $ 1 trillion benchmark. These numbers are expected to increase as more companies adopt freelance hiring models to increase corporate benefits, such as cost savings, agility in performance, and greater access to a diverse range of specialized creative talent, some Startups have already announced that they do not. they need to have more offices and employees who are not remote, as a benefits package for the new world. “Do you want to sell sugar water for life (Pepsi), or do you want to come with me and change the world?” Steve Jobs

To demystify our main cause of sleepless nights here, there are components that suggest that the real boom in Angolan startups will exist due to factors external to their growth, namely this crisis caused by one element is the disruptor. An Ecosystem and especially the Angolan one must be imbued with a spirit of effective collaboration where integration must exist between: State, companies in the various sectors of activity, informal and these Startups.


33

Vários modelos em análise dos mais de 480 ecossistemas, o nosso não é diferente do surgimento de um modelo que permita investigar seriamente como o investimento deve ser feito, através de modelos pioneiros ou de adaptações. O que é certo é que não vamos seguramente aguardar pelo Unicórnio de sonhos Angolanos, mas sim pelos nossos Camelos que passarão a resistir qualquer crise e prosperar na adversidade que sempre existiu para desfazer os seus problemas até que estejam encaixados para a sua rampa de lançamento. Como último conceito e que se adapta certamente aos nossos camelos é que nos precisamos de mais CEOs para Guerra, e não CEOs de paz. Como há referência: “Em tempos de guerra, uma empresa está afastando uma ameaça existencial iminente. Essa ameaça pode vir de uma ampla variedade de fontes, incluindo concorrência, mudanças macroeconómicas dramáticas, mudanças no mercado, mudanças na cadeia de suprimentos e assim por diante”. O grande CEO da época da guerra, Andy Grove, descreve maravilhosamente as forças que podem levar uma empresa de tempos de paz a tempos de guerra em seu livro ”Only The Paranoid Survive”.

Several models in the analysis of the more than 480 ecosystems, ours are no different from the emergence of a model that allows to seriously investigate how the investment should be made, through pioneering models or adaptations. What is certain is that we will certainly not wait for the Unicorn of Angolan dreams, but for our Camels that will come to withstand any crisis and prosper in the adversity that has always existed to undo their problems until they are fit for their launching pad. As a last concept and that certainly fits our camels is that we need more CEOs for War and not CEOs for peace. As a reference: “In times of war, a company is warding off an imminent existential threat. This threat can come from a wide variety of sources, including competition, dramatic macroeconomic changes, changes in the market, changes in the supply chain, and so on”. The great wartime CEO, Andy Grove, wonderfully describes the forces that can lead a peacetime company to wartime in his book “Only The Paranoid Survive”.


34

“Mova-se rápido e quebre as coisas. A menos que você esteja quebrando coisas, você não está se movendo rápido o suficiente”. Mark Zuckerberg

Em tempo de paz, os líderes devem maximizar e ampliar a oportunidade atual. Como resultado, os líderes em tempo de paz empregam técnicas para incentivar a criatividade e a contribuição amplas em um conjunto diversificado de objetivos possíveis. Em tempos de guerra, por outro lado, a empresa normalmente tem uma única bala na câmara e deve, a todo custo, atingir o alvo. A sobrevivência da empresa em tempo de guerra depende de estrita adesão e alinhamento à missão. Quando Steve Jobs voltou à Apple, a empresa estava a semanas de falência - um cenário clássico de guerra. Da mesma forma que quando Elon Musk estava à beira de falir a Tesla, faltava um dia também era o mesmo cenário. Eles precisavam que todos se movessem com precisão e seguissem seu plano exato; não havia espaço para a criatividade individual fora da missão principal. Em contraste, quando o Google alcançou o domínio no mercado de buscas, a gestão da Google promoveu a inovação em tempos de paz, permitindo e até exigindo que todos os funcionários passassem 20% do tempo em seus novos projetos. Vivemos de facto tempos interessantes, de muita incerteza, mas também de imensa oportunidade. Mais do que tudo – LET’S KEEP CHARGING and GOING.

“Move fast and break things. Unless you’re breaking things, you’re not moving fast enough”. Mark Zuckerberg

In peacetime, leaders must maximize and expand the current opportunity. As a result, peacetime leaders employ techniques to encourage broad creativity and contribution to a diverse set of possible goals. In times of war, on the other hand, the company usually has a single bullet in the chamber and must, at all costs, hit the target. The company’s survival in wartime depends on strict adherence and alignment with the mission. When Steve Jobs returned to Apple, the company was weeks away from bankruptcy - a classic war scenario. Just as when Elon Musk was on the verge of failing Tesla, one day was missing, so was the same scenario. They needed everyone to move accurately and follow their exact plan; there was no room for individual creativity outside the main mission. In contrast, when Google achieved dominance in the search market, Google’s management promoted innovation in times of peace, allowing and even demanding that all employees spend 20% of their time on their new projects. We are in fact experiencing interesting times, of great uncertainty, but also of immense opportunity. More than anything - LET’S KEEP CHARGING and GOING.


35


36

IAPMEI lança parceria para dinamizar cooperação entre Angola e Portugal IAPMEI launches partnership to boost cooperation between Angola and Portugal

O IAPMEI, o INAPEM e o Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) querem capacitar agentes económicos em Angola de forma a incentivar e alargar o acesso das micro, pequenas e médias empresas aos serviços financeiros. O projeto é financiado pela União Europeia.

IAPMEI, INAPEM and the Polytechnic Institute of Setúbal (IPS) want to train economic agents in Angola in order to encourage and expand the access of micro, small and medium-sized companies to financial services. The project is funded by the European Union.


37

Atualmente, o setor privado e as micro, pequenas e médias empresas em Angola confrontam-se com importantes desafios, nomeadamente: barreiras burocráticas à criação de um negócio, acesso limitado a financiamento e a crédito, infraestruturas insuficientes, baixo nível de qualificação dos recursos humanos e dificuldades de acesso a moeda estrangeira. O objetivo deste projeto é dinamizar o empreendedorismo em Angola, alargando o acesso de micro empresas e PME ao financiamento através da formação e capacitação de todos os atores envolvidos, bancos comerciais, sistema judiciário, entre outros, e através do estabelecimento de um diálogo público-privado estruturado. O IAPMEI e o Instituto Politécnico de Setúbal irão dinamizar um conjunto de atividades, como ações de formação e sensibilização, desenvolvimento de instrumentos de apoio à gestão, eventos temáticos dirigidos ao setor público e privado, campanhas de sensibilização para o incremento da literacia financeira, entre outras. De acordo com a embaixadora da União Europeia em Angola, Jeannette Seppen, este projeto inscreve-se no esforço conjunto da União Europeia e do Governo angolano para gerar empregos e valor acrescentado para o país, o que necessita mobilizar todos os instrumentos, desde o capital humano até às fontes de financiamento para dinamizar o ambiente de negócios em Angola.

Currently, the private sector and micro, small and medium-sized companies in Angola are facing important challenges, namely: barriers bureaucratic ways of starting a business, limited access to finance and credit, insufficient infrastructure, low level of human resources qualification and difficulties in accessing currency foreign. The objective of this project is to boost the entrepreneurship in Angola, expanding the access of micro companies and SMEs to finance through the training and qualification of all the actors commercial banks, the judicial system, among others, and through the establishment of a structured public-private dialogue. IAPMEI and the Polytechnic Institute of Setúbal will promote a set of activities, such as training and awareness-raising activities, development of management support instruments, thematic events aimed at the public and private sector, awareness campaigns to increase literacy financial, among others. According to the European Union ambassador to Angola, Jeannette Seppen, this project is part of the joint effort of the European Union and the Angolan government to generate jobs and added value for the country, which needs to mobilize all instruments, from human capital to sources of financing to boost the business environment in Angola.


38

Empreendedorismo Entrepreneurship


39 O empreendedorismo, principalmente na sua vertente digital, é hoje essencial ao desenvolvimento dos países, na medida em que permite a camadas da sociedade que enfrentam dificuldades, a empregabilidade e a inserção no mercado de trabalho, evitando, deste modo, a redução da base de contribuição tributária e a consequente ampliação dos custos dos estados, em face da necessidade de criação de políticas públicas de apoio social. Este peso do empreendedorismo é particularmente importante junto dos jovens na faixa etária dos 15 aos 30 anos, oriundos de uma geração habituada à tecnologia, propensa a adotar ações inovadoras e disruptivas, típicas do seu universo cognitivo.

Entrepreneurship, especially in its digital aspect, is today essential to the development of countries, as it allows the strata of society that face difficulties, to employability and insertion in the labor market, thus avoiding the reduction of the tax contribution base and the consequent increase in the costs of the states, in view of the need to create public policies of social support. This weight of entrepreneurship is particularly important among young people aged 15 to 30, from a generation used to technology, prone to adopt innovative and disruptive actions, typical of their cognitive universe.

Ser empreendedor é sobretudo uma atitude, mais do que qualquer outra coisa. É a atitude para explorar novas oportunidades, para assumir riscos e criar coisas novas Being an entrepreneur is above all an attitude, more than anything else. It is the attitude to explore new opportunities, to take risks and create new things

Ao longo dos tempos a humanidade mudou os seus padrões comportamentais em décadas, passando de geração em geração. Hoje a velocidade das mudanças e transformações dá-se dentro da mesma geração. Vivemos num momento ímpar em que novas profissões surgem diariamente. Os startuppers, que ao longo da sua vida pessoal e profissional desenvolveram uma cultura interior empreendedora, conseguem com grande rapidez e com grande propriedade implantar as suas ideias dentro das Startups e mover players que contribuem de forma mais proactiva no processo.

Over time, humanity has changed its behavioral patterns in decades, passing from generation to generation. Today the speed of changes and transformations takes place within the same generation. We live in a unique moment when new professions appear daily. Startups, who throughout their personal and professional lives have developed an entrepreneurial interior culture, are able to implement their ideas within Startups very quickly and with great ownership and move players who contribute more proactively to the process.


40

Importância do empreendedorismo no pós-pandemia Importance of entrepreneurship in the post-pandemic

Após a crise financeira de 2010/2014 o empreendedorismo e as startups desempenharam um papel crucial na recuperação económica. Também agora, que estamos a chegar ao período pós-pandemia, caberá ao universo empreendedor ser o catalisador das economias nacionais. Hoje o empreendedorismo está no coração da economia e tem um papel central na sua recuperação, principalmente porque o empreendedor é o principal interessado em encontrar novas oportunidades e tem a coragem de arriscar.

After the 2010/2014 financial crisis, entrepreneurship and startups played a crucial role in the economic recovery. Also, now that we are reaching the post-pandemic period, it will be up to the entrepreneurial universe to be the catalyst for national economies. Today entrepreneurship is at the heart of the economy and has a central role in its recovery, mainly because the entrepreneur is the main one interested in finding new opportunities and has the courage to take risks.


35 41

Os empreendedores são os responsáveis por liderar as iniciativas inovadoras no setor privado, criar produtos e serviços com custo-benefício cada vez melhores para os consumidores. Criam soluções para diminuir custos e desperdícios em todas as áreas (construção civil, agricultura, indústria alimentar e muitas outras), geram empregos e estimulam o consumo interno. Hoje, empreendedorismo e crescimento estão diretamente relacionados sendo as startups responsáveis pela criação de mais de 50% dos empregos em todo o mundo. Com a ajuda da tecnologia, a expansão das startups não é restrita apenas à área em que está localizada. Muitas soluções são globais e servem públicos diversos em várias partes do mundo. Assim, a movimentação económica gerada pelas startups é global, colocando estas empresas no radar de profissionais, investidores e utilizadores de todas as áreas e locais.

Entrepreneurs are responsible for leading innovative initiatives in the private sector, creating cost-effective products and services that are increasingly better for consumers. They create solutions to reduce costs and waste in all areas (construction, agriculture, food industry and many others), generate jobs and stimulate domestic consumption. Today, entrepreneurship and growth are directly related and startups are responsible for creating more than 50% of jobs worldwide. With the help of technology, the expansion of startups is not restricted to just the area in which it is located. Many solutions are global and serve diverse audiences in various parts of the world. Thus, the economic movement generated by startups is global, placing these companies on the radar of professionals, investors and users from all areas and locations.

Ser empreendedor é sobretudo uma atitude, mais do que qualquer outra coisa. É a atitude para explorar novas oportunidades, para assumir riscos e criar coisas novas. Hoje, precisamos desta atitude a vários níveis: a nível individual, porque o empreendedorismo é uma via eficaz para a autorrealização e felicidade; a nível organizacional, porque as empresas precisam de uma cultura de empreendedorismo para sobreviver (no dia em que uma empresa acha que está segura na sua posição de liderança, torna-se um alvo perfeito para a concorrência); e por fim, ao nível das sociedades, porque o empreendedorismo já provou ser uma poderosa solução para os problemas que os governantes não conseguem resolver.

Being an entrepreneur is above all an attitude, more than anything else. It is the attitude to explore new opportunities, to take risks and create new things. Today, we need this attitude on several levels: at the individual level, because entrepreneurship is an effective route to self-realization and happiness; at the organizational level, because companies need a culture of entrepreneurship to survive (the day a company thinks it is safe in its leadership position, it becomes a perfect target for the competition); and finally, at the level of societies, because entrepreneurship has already proved to be a powerful solution to the problems that government officials are unable to solve..


42

Crescimento do Empreendedorismo em Angola Growth of Entrepreneurship in Angola

O empreendedorismo em Angola registou, em 2018, um aumento de 4,5% comparativamente ao ano de 2016, segundo o estudo do Global Entrepreneurship Monitor (GEM) que é considerado o maior estudo contínuo sobre empreendedorismo a nível mundial 2018/2019.

Entrepreneurship in Angola registered, in 2018, an increase of 4.5% compared to the year 2016, according to the Global study Entrepreneurship Monitor (GEM) which is considered the largest continuous study about entrepreneurship worldwide 2018/2019.


43 O Global Entrepreneurship Monitor (GEM) é considerado o maior estudo contínuo sobre empreendedorismo a nível mundial, releva que, em 2018, em 100 angolanos adultos, 40 são empreendedores, onde 77,9% representam actividade B2C, trabalham um mercado em que o cliente é um consumidor individual. O estudo revela que, em 2018, cerca de 57% dos empreendedores foram incentivados por oportunidades e 38,8% pelo negócio, enquanto 4,2% por uma conjunção de motivação subjacente à criação de negócio. As faixas etárias dos empreendedores em Angola situam-se entre os 25 e 35 anos e apresentam um nível académico meritoriamente médio e superior. O estudo da Global Entrepreneurship Monitor (GEM) em Angola foi uma iniciativa de Sociedade Portuguesa de Inovação (SPI), Centro de Investigação Científica da Universidade Católica de Angola (CEIC) e do Banco de Fomento Angola (BFA) e contou com uma amostra de 2.023 indivíduos com idades compreendidas entre 18 e 64 anos.

The Global Entrepreneurship Monitor (GEM) is considered to be the largest continuous study on entrepreneurship in the world, showing that in 2018, out of 100 adult Angolans, 40 are entrepreneurs, where 77.9% represent B2C activity, working in a market in which the client is an individual consumer. The study reveals that, in 2018, about 57% of entrepreneurs were encouraged by opportunities and 38.8% by business, while 4.2% by a conjunction of motivation underlying business creation. The age groups of entrepreneurs in Angola are between 25 and 35 years old and have a meritoriously average and higher academic level. The Global Entrepreneurship Monitor (GEM) study in Angola was an initiative of the Portuguese Innovation Society (SPI), the Scientific Research Center of the Catholic University of Angola (CEIC) and the Banco de Fomento Angola (BFA) and included a sample of 2,023 individuals aged between 18 and 64 years.


44

Mais de oitenta mil empreendedores formados em Angola More than eighty thousand entrepreneurs trained in Angola

O Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social, através do Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional, capacitou 80.688 cidadãos ligados ao negócio, desde 2015 até Março de 2021, nos Centros Locais de Empreendedorismo na Comunidade.

The Ministry of Public Administration, Labor and Social Security, through the National Institute of Employment and Professional Training, trained 80,688 citizens linked to business, from 2015 to March 2021, at the Local Entrepreneurship Centers in the Community.


45 A informação foi avançada em Luanda, pela directora adjunta do Instituto Nacional de Formação Profissional (INEFOP), Edgarda Sacramento Neto, quando falava aos participantes do seminário subordinado ao tema “ O Empreendedorismo Feminino no Mundo e o Empretec enquanto Ferramenta da Empreendedora”, promovido pelo Ministério da Indústria e Comércio, tendo avançado que do número dos capacitados 36.853 são mulheres. A responsável apelou ao engajamento das mulheres nos negócios a promoverem concorrência profissional e empresarial, qualificação permanente e terem o desenvolvimento tecnológico como suporte para garantir o sucesso nos negócios. A directora nacional do Comércio Interno, Edna Capalo, considerou que o empreendedorismo pelo seu papel indispensável no desenvolvimento do tecido empresarial e na dinamização das Pequenas e Médias Empresas (PME), é responsável pela criação de um número elevado de empregos e pelo aumento da renda das famílias. De igual modo, as em-preendedoras são responsáveis pelo aumento da produção nacional com o apoio do Estado, na perspectiva de cumprirem com o papel atribuído no crescimento económico.

The information was provided in Luanda by the assistant director of the National Institute for Professional Training (INEFOP), Edgarda Sacramento Neto, when speaking to the seminar participants on the theme “Female Entrepreneurship in the World and Empretec as a Tool for Entrepreneurs”, promoted by Ministry of Industry and Commerce, having advanced that of the number of trained 36,853 are women. The official called for the engagement of women in business to promote professional and business competition, permanent qualification and to have technological development as a support to guarantee business success. The national director of Internal Trade, Edna Capalo, considered that entrepreneurship, due to its indispensable role in the development of the business fabric and in the dynamization of Small and Medium Enterprises (SMEs), is responsible for the creation of a high number of jobs and for the increase of income of families. Likewise, companies are responsible for increasing national production with the support of the State, with a view to fulfilling the role assigned to economic growth.


46

Marcel Krüse

CEO África Corporate Finance Advisory Marcel Krüse é um suíço multicultural. Fala quatro línguas, nasceu no Brasil, viveu no Japão, cresceu na Suíça e foi viver para Angola. Com um mestrado em Ciências Económicas, pela Universidade de Lausanne, é Especialista em Finanças Corporativas, Mestre em Gestão de Empresas, Perito Contabilista e Revisor Oficial de Contas, com um Diploma Federal da Confederação Suíça. Atualmente em Angola é, desde 2015, Fundador e CEO da África Corporate Finance Advisory S.A., uma empresa de assessoria em finanças corporativas que procura apoiar empreendedores, líderes empresariais e instituições, oferecendo assistência na condução dos seus negócios, particularmente em investimentos, finanças, gestão, organização e formação.

Marcel Krüse is a multicultural Swiss. He speaks four languages, he was born in Brazil, lived in Japan, grew up in Switzerland and went to live in Angola. He is a Specialist in Corporate Finance, having a Master’s Degree in Economic Sciences, from University of Lausanne, and has an expertise in Business Management. He is also an Accountant Expert and a Chartered Accountant, with a Federal Diploma from the Swiss Confederation. Currently in Angola, he is, since 2015, Founder and CEO of África Corporate Finance Advisory SA, a corporate finance advisory company that aims to support entrepreneurs, business leaders and institutions, offering assistance in conducting their business, particularly in investments, finance, management, organization and training.


47 Pode-nos contar um pouco sobre si? Sou de nacionalidade suíça. Tenho 54 anos e sou casado com uma mulher angolana, com quem formei a minha família. Cheguei a Angola há quase 17 anos, casei e fiquei. Quando cheguei a Luanda não falava português, aprendi-o em Angola, assim como a cultura angolana (e a portuguesa). Nasci no Brasil, na cidade de São Paulo, mas não fiquei muito tempo. Rapidamente a família viajou para o Japão, para a região de Kobe, na qual ficámos 8 anos e onde nasceram as minhas irmãs Conheci a minha terra, a Suíça, apenas quando tinha 9 anos de idade. Na Suíça cresci em Vevey, à margem do Lago Léman, a uma hora de viagem de Genebra. Como é sabido, existem 4 regiões linguísticas na Suíça, sendo o suíço-alemão a língua que falávamos em casa, um dialeto da língua alemã. Enquanto no Japão, falava inglês, a língua dos expatriados. Na região de Vevey fala-se francês, pelo que tive de aprender essa língua quando chegámos do Japão e a mesma serviu-me até ao termo do meu Mestrado em Ciências Económicas, na Universidade de Lausanne. Como iniciou o seu percurso profissional nas áreas em que é especialista? Iniciei a minha carreira profissional na Deloitte & Touche em Zurique, onde trabalhei durante 8 anos, na área de auditoria externa e na sequência realizei cursos na Ordem dos Peritos Contabilistas em Zurique em língua alemã e obtive o meu Diploma de Revisor Oficial de Contas. Em seguida, ingressei na PriceWaterhouse em Zurique no momento da fusão com a Coopers & Lybrand, onde me especializei em temas mais técnicos designadamente IAS/IFRS, preparação de contas consolidadas, parametrização de sistemas de gestão financeira para grandes empresas bem como outros temas ligados à controladoria a nível de grupo para sociedades SGPS, geralmente listadas na bolsa de valor. Aos meus 30 anos, decidi mudar o curso da minha carreira e entrei no setor financeiro ligado ao capital de risco e ao private equity. Tornei-me CEO de uma sociedade de investimento cotada na bolsa de valores. O objetivo dessa sociedade era de adquirir participações maioritárias de sociedades PME com dificuldades, com um portfólio de produtos obsoletos, entretanto com estruturas sólidas, aumentar o seu valor através da implementação de novas tecnologias e de vendê-las com lucro.

Can you tell us a little about yourself? I am of Swiss nationality. I am 54 years old and married to an Angolan woman, with whom I started my family. I arrived in Angola almost 17 years ago, got married and stayed. When I arrived in Luanda I didn’t speak Portuguese. I learned Portuguese in Angola, as well as Angolan (and Portuguese) culture. I was born in Brazil, in the city of São Paulo, but I didn’t stay long. The family quickly traveled to Japan, in the Kobe region, where we stayed for 8 years and my sisters were born. I only got to know my homeland, Switzerland, when I was 9 years old. In Switzerland I grew up in Vevey, on the shore of Lake Léman, an hour’s drive from Geneva. As is known, there are four language regions in Switzerland, with Swiss German being the language we speak at home, a dialect of the German language. While in Japan, he spoke English, the language of expatriates. In the Vevey region, French is spoken, so I had to learn that language when we arrived from Japan and it served me until the end of my Masters in Economic Sciences at the University of Lausanne. How did you start your professional career in the areas in which you are a specialist? I started my professional career at Deloitte & Touche in Zurich, where I worked for 8 years, in the area of external auditing and subsequently took courses in the Order of Experts Accountants in Zurich in German and obtained my Diploma of Statutory Auditor. Then, I joined PriceWaterhouse in Zurich at the time of the merger with Coopers & Lybrand, where I specialized in more technical topics such as IAS / IFRS, preparation of consolidated accounts, parameterization of financial management systems for large companies as well as other topics related to group-level controllership for SGPS companies, usually listed on the stock exchange. At the age of 30, I decided to change the course of my career and entered the financial sector linked to venture capital and private equity. I became CEO of an investment company listed on the stock exchange. The objective of this company was to acquire majority stakes in SME companies with difficulties, with a portfolio of obsolete products, however with solid structures, to increase its value through the implementation of new technologies and to sell them at a profit.


48 Em 2015, fundou a sua própria empresa. Com que objectivo surge a Africa Corporate Finance Advisory? Com a experiência de CEO de um banco angolano especializado em banca de investimento, até fins de 2013, constatei que um banco não é o melhor veículo para servir clientes que procuram fundos próprios de crescimento, know-how e tecnologia para se desenvolver. Em Angola, a legislação define um banco como veículo de promoção de crédito e de sistemas de pagamentos, entre outros. A estrutura elevada de custos de um banco devido a sua governação corporativa, sistema de controlo interno e sistema de gestão de risco combinado com um baixo fluxo das transacções, obriga-a a cobrar honorários elevados e muitas vezes acima das taxas praticadas nos mercados europeu, norteamericano ou asiático, onde o fluxo das transacções é bem superior. Foi por essa razão que constituímos, em 2015 a Africa Corporate Finance Advisory SA. A nossa estrutura de custos mais baixos permite uma formulação mais abordável de honorários, que vai ao encontro das expetativas do empresariado privado nacional.

In 2015, you founded your own company. What is the purpose of Africa Corporate Finance Advisory? With the experience of CEO of an Angolan bank specialized in investment banking until the end of 2013, I realized that a bank is not the best vehicle to serve clients looking for their own funds for growth, know-how and technology to develop. In Angola, legislation defines a bank as a vehicle for promoting credit and payment systems, among others. The high cost structure of a bank due to its corporate governance, internal control system and risk management system combined with a low flow of transactions, forces it to charge high fees and often above the rates practiced in the European markets, American or Asian, where the flow of transactions is much higher. It was for this reason that in 2015 we formed Africa Corporate Finance Advisory SA. Our structure of lower costs allows a more affordable formulation of fees, which meets the expectations of the national private business.

O que é que faz um “Especialista em Finanças Corporativas”? Como é o seu quotidiano? O nosso objectivo é apoiar empreendedores e líderes empresariais a aumentar o valor da sua empresa. Os serviços que oferecemos dependem muito de onde o projecto empresarial se situa no seu ciclo de vida, quer se trate de projectos nacionais (com sócios angolanos) ou internacionais (com investimento estrangeiro). Para projectos novos, que ainda não iniciaram as suas actividades, damos apoio na formulação da estratégia e do modelo de negócio, na estruturação do projecto empresarial, à sua forma jurídica e tributária, e à governação corporativa para satisfazer as expectativas de potenciais futuros investidores. Podemos igualmente desenvolver o plano estratégico, plano de negócio ou estudo de viabilidade e tomar responsabilidade de pelouros determinados na implementação do projecto.

What does a “Corporate Finance Specialist” do? How is your daily life? Our aim is to support entrepreneurs and business leaders to increase the value of their company. The services we offer depend a lot on where the business project is located in its life cycle, whether it be national (with Angolan partners) or international (with foreign investment) projects. For new projects, which have not yet started their activities, we support the formulation of the strategy and the business model, the structuring of the business project, its legal and tax form, and corporate governance to satisfy the expectations of potential future investors. We can also develop the strategic plan, business plan or feasibility study and take responsibility for specific areas in the implementation of the project.


49

Para projetos já existentes, mas pequenos, ajudamos a empresa a crescer, através de acções de formação, melhoria e otimização organizacional ou na busca de parceiros de know-how ou de tecnologia, ou ainda com uma marca internacional. Para sociedades que detenham uma certa quota de mercado ou atingiram um certo tamanho crítico, apoiamos na busca de parceiros, nacionais ou estrangeiros, para trazer capital (geralmente fundos próprios), know-how (através de pessoal especializado) ou tecnologia. Também apoiamos empresas que se encontram em estado crítico, e que precisam de reverter o quadro de uma potencial falência. Esse perfil de empresas geralmente carece de apoio em forma de serviços de auditoria interna, consultoria especializada (“turnaround”) ou serviços de gestão.

For existing projects, but small, we help the company to grow, through training, improvement and organizational optimization actions or in the search for know-how or technology partners, or with an international brand. For companies that have a certain market share or have reached a certain critical size, we support the search for partners, national or foreign, to bring in capital (usually own funds), know-how (through specialized personnel) or technology. We also support companies that are in critical condition, and that need to reverse the situation of a potential bankruptcy. This profile of companies generally lacks support in the form of internal audit services, specialized consultancy (“turnaround”) or management services.


50

“O nosso objectivo é apoiar empreendedores e líderes empresariais a aumentar o valor da sua empresa” “Our aim is to support entrepreneurs and business leaders to increase the value of their company”

Quais são as principais dificuldades que as empresas enfrentam, quando procuram as soluções da Africa Corporate Finance Advisory? Regulamente batem à nossa porta homens de negócio com ideias interessantes, mas com projectos mal estruturados ou não bancáveis, sem generalizar. É comum recebermos documentos irrelevantes (cópias de pactos sociais, alvarás, entre outros), pois faltam o respectivo plano de negócio bem elaborado ou ainda a equipa de gestão credível. Às vezes trata-se de solicitações de crédito camuflado: pretende-se um investidor, mas quer-se pagar juros e reembolsar em tranches. Há promotores que não entendem a diferença entre investimento e financiamento, e não entendem a importância da governação corporativa na estruturação, para promover a confiança. Muitas vezes, os promotores não se colocam no lugar do investidor. A forma jurídica de Sociedade por Quota (“Lda”) também pode ser inadequada para angariar fundos próprios de minoritárias. Além de ter muitas falhas na sua estrutura de governação corporativa, uma Limitada não permite gerar aumento do valor acionista ao nível do “preço por acção” (tal como numa “sociedade anónima”), tão procurado por certos investidores. A falta de capacidade de gestão é outra constatação frequente, que leva a apresentação de planos fracos, modelos de negócios errados, uma organização frágil, ou ainda uma falta de atenção dada ao compliance legal ou fiscal, e ainda a falta total de experiência na gestão para a dimensão pretendida do projeto. A falta de profissionalismo pode tornar impossível uma procura eficiente de capital.

What are the main difficulties that companies face when looking for solutions from Africa Corporate Finance Advisory? Regularly, businessmen knock on our door with interesting ideas, but with poorly structured or nonbankable projects, without without generalisations. It is common to receive irrelevant documents (copies of social pacts, permits, etc.), as well as the lacking of well-designed business plan or credible management team. Sometimes these are requests for camouflaged credit: you want an investor, but you want to pay interest and repay in installments. There are promoters who do not understand the difference between investment and financing, and do not understand the importance of corporate governance in structuring, to promote trust. Often, promoters do not put themselves in the investor’s shoes. The legal form of Private Limited Company (Sociedade por Quota - Lda) may also be inadequate to raise own funds from minority shareholders. In addition to having many flaws in its corporate governance structure, a Limited does not allow an increase in shareholder value at the level of the “price per share” (as in a limited company), which is so sought after by certain investors. The lack of management capacity is another frequent finding, which leads to the presentation of weak plans, wrong business models, a fragile organization or even a lack of attention given to legal or fiscal compliance, or even the total lack of management experience for the intended size of the project. The lack of professionalism can make an efficient search for capital impossible.


51

O Marcel é, igualmente, Mestre em Gestão de Empresas. Que conselhos pode deixar aos nossos leitores para uma boa gestão das suas empresas? Os conselhos que deixo, são: 1) Ter um produto de qualidade, diferenciado dos concorrentes, direcionado para um nicho de mercado suficientemente grande para conseguir crescer, sem depender apenas de um ou dois clientes. 2) Evitar situações de conflitos de interesses, a todos os níveis, do topo para baixo, sem exceção. 3) Ter uma equipa de gestão competente. Idealmente, cada membro da equipa seria um profissional de topo no seu pelouro e com a experiência necessária. O objetivo dessa equipa deve ser o aumento do valor accionista da empresa, para todos os sócios, maioritários e minoritários, e não a procura de lucros individuais a curto prazo. 4) Ter na empresa uma cultura de transparência e de prestação de contas. Isso cria confiança recíproca. 5) Integrar as novas tecnologias no modelo de negócio. Temos de aceitar o facto de que o mundo está em evolução e não podemos cair na obsolescência.

Marcel, your also have an expertise in Business Management. What advice can you give our readers for the good management of their companies? The advice I leave, are: 1) To have a quality product, differentiated from the competitors, aimed at a niche market large enough to be able to grow without depending on only one or two customers. The state should never be the company’s biggest customer. 2) Avoid conflict of interest situations, at all levels, from top to bottom, without exception. 3) Have a competent management team. Ideally, each member of the team would be a top professional in their field and with the necessary experience. The objective of this team should be to increase the shareholder value of the company, for all partners, majority and minority, and not the search for individual profits in the short term. 4) Have a culture of transparency and accountability in the company. This creates mutual trust. 5) Integrate new technologies into the business model. We must accept the fact that the world is evolving, and we cannot fall into obsolescence.


52

O que aconselha a uma Startup que procure financiamento? Começar por ter uma boa estratégia de negócio, que permite o crescimento. Ganhar dinheiro não é estratégia nenhuma. Organizar as suas ideias de forma coerente e preparar um plano de qualidade. Importante é ter um plano bem feito, não papéis bonitos. Quando possível, não esperar o financiamento para começar. Melhor começar pequeno do que ficar simplesmente à espera sentado até que apareça dinheiro. Estruturar o financiamento por tranches, conforme o plano de crescimento e gerar cash flow tão rápido que possível com o seu modelo de negócio. Faturar os seus clientes é a melhor forma de financiamento.

What would you advise a Startup wich is looking for funding?

Qual a sua opinião acerca do Kaizen, filosofia japonesa de melhoria contínua de processos em indústrias variadas e em gestão de negócios? É apologista desta metodologia? Tem por hábito aplicá-la? Essa palavra faz-me lembrar o meu blog, Kaizzenn. com, que criei em 2019 e que acabei de fechar, devido a falta de visitas no site. Eu escrevo regularmente artigos relacionados a startups, financiamento e investimento, estou à procura de uma outra plataforma para melhor divulgar os meus artigos. Kaizen é uma filosofia empresarial japonesa que significa “mudança para melhor” ou “melhoria contínua”. Kaizen é uma filosofia que eu uso no meu quotidiano. Sempre procuro melhorar a minha maneira de fazer as coisas ou os produtos dos meus trabalhos.

What is your opinion about Kaizen, Japanese philosophy of continuous process improvement in various industries and in business management? Are you an apologist for this methodology? Do you habitually apply it? That word reminds me of my blog, Kaizzenn.com, which I created in 2019 and which I just closed, due to the lack of visits to the site. I regularly write articles related to start-up, financing and investment; I am looking for another platform to better publicize my articles. Kaizen is a Japanese business philosophy that means “change for the better” or “continuous improvement”. Kaizen is a philosophy that I use in my daily life. I always try to improve my way of doing things or the products of my work.

Start by having a good business strategy, which allows growth. Making money is no strategy at all. Organize your ideas in a coherent way and prepare a quality plan. It is important to have a plan well done, not pretty papers. When possible, don’t wait for funding to start. Better to start small than just sit around waiting for money to show up. Structure the financing by tranches, according to the growth plan and generate cash flow as fast as possible with your business model. Invoicing your customers is the best form of financing.


53

Juntos Seremos Mais Fortes!


54

Africell lança operadora em Angola Africell launches operator in Angola

O Grupo Africell formalizou um contrato com o Governo de Angola para se tornar na quarta operadora global de telecomunicações e começar a oferecer serviços já em 2021. A empresa vai investir “várias centenas de milhões de dólares” em infraestruturas e serviços durante a primeira fase do projeto, estimando que nos próximos cinco anos sejam criados 6.500 postos de trabalho.

The Africell Group formalized a contract with the Government of Angola to become the fourth global telecommunications operator and to start offering services as early as 2021. The company will invest “several hundred million dollars” in infrastructure and services during the first phase of the project, estimating that in the next five years, 6,500 jobs will be created.


55 A Africell também vai subcontratar empresas locais para as obras, esperando gerar empregos indiretos significativos e impulsionar a base de conhecimento de Angola através da cadeia de abastecimento e serviços de apoio necessários para operar um negócio sofisticado de comunicações e tecnologia. A formalização do acordo com o Ministério das Telecomunicações de Angola, o Ministério das Finanças de Angola e o regulador das telecomunicações angolano INACOM aconteceu seis meses depois de a Africell ter vencido o concurso público para uma quarta licença de telecomunicações em Angola, ao qual foi a única candidata. A empresa entende que Angola é um dos destinos de investimento mais atrativos na África subsaariana e um líder africano, considerando este como o passo lógico para a Africell à medida que continua a expandir a sua nossa rede e a aprofundar a sua pegada em todo o continente. A Africell pretende oferecer serviços a custo acessível a clientes em todo o país, apostando numa rede móvel de alta velocidade e centrada em dados e smartphones sofisticados. Angola é o quinto mercado onde o Grupo Africell vai ter operações, juntando-se ao Uganda, Serra Leoa, Gâmbia e República Democrática do Congo, onde já tem uma base de 12 milhões de clientes.

Africell will also subcontract local companies for the works, hoping to generate significant indirect jobs and boost Angola’s knowledge base through the supply chain and support services needed to operate a sophisticated communications and technology business. The formalization of the agreement with the Angolan Ministry of Telecommunications, the Angolan Ministry of Finance and the Angolan telecommunications regulator INACOM happened six months after Africell won the public tender for a fourth telecommunications license in Angola, which was the single candidate. The company understands that Angola is one of the most attractive investment destinations in sub-Saharan Africa and an African leader, considering this as the logical step for Africell as it continues to expand its network and deepen its footprint across the continent . Africell intends to offer affordable services to customers across the country, betting on a high-speed mobile network focused on sophisticated data and smartphones. Angola is the fifth market where the Africell Group will have operations, joining Uganda, Sierra Leone, Gambia and the Democratic Republic of Congo, where it already has a base of 12 million customers.

Amesterdão / Amsterdam


56

Rosa Lutete Geremias Docente universitária Representante Nacional de Portugal na EURAM (European Academy of Management)

Empreender em tempos de pandemia: Risco ou oportunidade? Entrepreneurship in times of pandemic: Risk or opportunity?

Diferentes estudos desenvolvidos apontam que os empreendedores são considerados mais propensos ao risco do que outras pessoas. Assim sendo, parece existir um consenso de que o risco é um pré-requisito necessário para a atividade empreendedora. Adicionalmente, estudos realizados com recurso às várias medidas de propensão ao risco concluíram que existem diferenças estatisticamente significativas entre empreendedores e não empreendedores. Contudo, os mesmos estudos afirmam que os empreendedores são muito mais propensos a assumirem riscos quando o resultado da ação depende das suas próprias habilidades, e não meramente do acaso. Com base nestas evidências, é legítimo questionarmos se empreender em tempos de pandemia pode ser considerado um risco ou uma oportunidade. Apesar da escassez de estudos realizados sobre esta temática, parece evidente que, durante os períodos de crise, incluindo a atual pandemia do Covid-19, os empreendedores devem proceder à avaliação de processos e abordagens que permitam enfrentar e transformar novos desafios e restrições em oportunidades. Estas avaliações podem estar relacionadas com a identificação de áreas e negócios que necessitam de ajustes ou adaptação.

Different studies developed show that entrepreneurs are considered more prone to risk than other people. Therefore, there seems to be a consensus that risk is a necessary prerequisite for entrepreneurial activity. Additionally, studies carried out using the various risk propensity measures concluded that there are statistically significant differences between entrepreneurs and non-entrepreneurs. However, the same studies claim that entrepreneurs are much more likely to take risks when the outcome of the action depends on their own abilities, and not merely by chance. Based on this evidence, it is legitimate to question whether undertaking in times of a pandemic can be considered a risk or an opportunity. Despite the scarcity of studies carried out on this subject, it seems evident that, during periods of crisis, including the current Covid-19 pandemic, entrepreneurs must proceed with the assessment of processes and approaches that allow them to face and transform new challenges and restrictions into opportunities. . These assessments can be related to the identification of areas and businesses that need adjustments or adaptation.


57

A presente pandemia introduziu novas restrições, interrompeu e mudou planos, e alterou a dinâmica das relações sociais existentes, tornando, assim, clara a nossa incapacidade de prever o futuro. Todavia, apesar da incerteza e do caos provocado pela pandemia em causa, o CEO da startup angolana Xtagiarious, em entrevista à Forbes, garantiu que 2020 foi um ano positivo para a empresa. Mencionou também que a startup conseguiu antecipar a concretização de alguns objetivos, projetados inicialmente para serem realizados dentro de três anos. Podemos concluir, então, que empreender pode ser considerado um caminho para reconquistar o desenvolvimento económico, tendo em conta que os empreendedores veem oportunidades onde outros veem obstáculos.

The current pandemic has introduced new restrictions, interrupted and changed plans, and altered the dynamics of existing social relations, thus making clear our inability to predict the future. However, despite the uncertainty and chaos caused by the pandemic in question, the CEO of Angolan startup Xtagiarious, in an interview with Forbes, guaranteed that 2020 was a positive year for the company. He also mentioned that the startup was able to anticipate the achievement of some goals, initially designed to be accomplished within three years. We can conclude, then, that entrepreneurship can be considered a way to regain economic development, taking into account that entrepreneurs see opportunities where others see obstacles.


58

Daniela Rodrigues

Business Development Manager Finy Ventures

Como formar a equipa certa para a minha startup? How to form the right team for my startup?

Como diz o famoso provérbio africano, se queres ir rápido vai sozinho, se queres ir longe vai em grupo. A equipa é provavelmente o aspeto mais decisivo para o sucesso do teu projeto e também um dos mais complexos. A vida de empreendedor não é para fracos, sendo repleta de desafios, aventuras, altos e baixos. Uma boa equipa irá, sem dúvida, contribuir para o sucesso do teu projeto, e dar-te aquele empurrão e incentivo quando mais precisas. Por outro lado, uma má equipa (por isto todos nós já passámos e quase dispensa explicação) pode minar o potencial do teu projeto. Bem poderia escrever um artigo inteiro sobre os seus efeitos devastadores. Talvez numa próxima edição. Nesta, tentarei dar-te algumas dicas para te ajudar nesta importante decisão.

As the famous African proverb says, if you want to go fast, go alone, but if you want to go far, go in a group. Your team is probably the most decisive aspect in your project’s success, but one of the most complex. The life of an entrepreneur is not for faint-hearted, being full of challenges, adventures, ups, and downs. On one hand, a good team will undoubtedly contribute to the success of your project, and give you that boost and encouragement when you need it most. On the other hand, a bad team (well I think that we all have been through that and does not need any further explanation). A bad team can undermine the potential of your project, and I could easily write an entire article about its devastating effects. Perhaps in an upcoming edition. In this one, I will try to give you some tips to help you with this important decision.

Atitudes mais do que competências

Personality more than competencies

A realidade das startups e pequenas empresas é bem diferente da das grandes empresas, por esse motivo, o processo de recrutamento não deverá seguir os mesmos parâmetros. Uma startup passa por mudanças constantes e por vezes diárias, muita experimentação, alguma falha e restruturação. Regra geral, as startups não são tão estruturadas como as grandes empresas, e tentam também atingir os seus objetivos com muito menos recursos.

The reality of startups and small companies is quite different from the one of large companies. For this reason, the recruitment process should not follow the same parameters. A startup goes through constant and sometimes daily changes, a lot of experimentation, some failure, and restructuring. Normally, startups are not as structured as large companies, and they also try to achieve their goals with much fewer resources.


59 Neste ambiente desafiador, deves ter mais em atenção a atitude do candidato, do que propriamente as suas competências (apesar destas continuarem a ser muito importantes) ou experiência profissional. É importante que os membros da tua equipa trabalhem bem neste tipo de ambiente e sejam resilientes. Trabalhar numa startup poderá ser extremamente estimulante para certas pessoas, mas poderá ser um pesadelo para outras.

In this challenging environment, you should pay more attention to the candidate’s personality, rather than their skills (although these remain very important) or professional experience. It is important that your team members work well in this type of environment and are resilient. Working at a startup can be extremely stimulating for some people, but it can be a nightmare for others.

Encontra as competências que faltam na tua equipa

Find the skills your team lacks

Deves reunir na tua equipa todas as competências que a tua startup precisa para ter sucesso. Os membros da tua equipa adicionam capacidade de trabalho e ajudam-te com o que não sabes fazer. Reflete bem sobre as competências que não tens, e, mesmo que custe um pouco, sê sincero contigo mesmo e reconhece as competências que tens em falta. Deves criar uma equipa complementar, procurando novos membros com competências que não tens. És um visionário, mas tens dificuldade em organizar-te? Procura alguém que seja organizado! És tímido e tens dificuldades em expressar as tuas ideias a outras pessoas? Arranja alguém que seja extrovertido e comunicativo!

You must gather in your team all the skills that your startup needs to be successful. Your team members add work capacity and help you with what you don’t know how to do. Reflect well on the skills you don’t have, and even if it hurts a little, be honest with yourself and recognize the skills you lack. Create a complementary team, looking for new members with skills that you don’t have. Are you a visionary but not very organized? Look for someone organized! Are you shy and have a hard time expressing your ideas? Get someone who is outgoing and communicative!

Escolhe membros da equipa como as quais te dês bem

Choose team members with whom you get along

Pode parecer cliché, mas é essencial escolher pessoas com as quais tenhas um bom relacionamento. Não precisam de ser melhores amigos nem fazer planos fora do trabalho, mas como vão trabalhar durante muito tempo em conjunto, tu e os membros da tua equipa devem relacionar-se bem. Se tens mais membros na tua equipa, torna o processo de recrutamento democrático e inclui os teus colegas no processo de tomada de decisão. Podes apresentar os candidatos ao resto da equipa para aferir se poderá ser um bom match. Dá muita importância à personalidade e competências sociais do candidato, e se as mesmas serão ou não compatíveis contigo e com o resto da equipa.

It may seem cliché, but it is essential to choose people with whom you have a good relationship. You don’t need to be best friends or make plans outside of work, but since you will work together for a long time, you and your team members should get along well. If you already have more members on your team, make the recruitment process democratic. Include your colleagues in the decision-making process. You can introduce the candidates to the rest of the team to see if they can be a good match. Give a lot of importance to the candidate’s personality and social skills and whether they will be compatible with you and the rest of the team.


60

Incubadoras e Aceleradoras de Startups Startup Incubators and Accelerators

O Acelera Angola é uma incubadora e aceleradora de micro e pequenas empresas, que proporciona as ferramentas necessárias para ajudar a alavancar ideias de negócio ou empresas já estabelecidas. No Acelera Angola há também um espaço de co-working, especialmente concebido para garantir comodidade e a logística necessária para acesso à Internet. Além de criar uma base de apoio, o Acelera Angola desenvolve ainda um importante networking para que os empreendedores passam criar uma rede de contactos crucial para os seus negócios.

Acelera Angola is an incubator and accelerator for micro and small businesses, which provides the necessary tools to help leverage business ideas or established companies. At Acelera Angola there is also a co-working space, specially designed to ensure convenience and the necessary logistics for Internet access. In addition to creating a support base, Acelera Angola also develops important networking so that entrepreneurs can build a network of contacts crucial to their businesses.


61

Incubadoras e Aceleradoras de Startups Startup Incubators and Accelerators

O Founder Institute é o principal acelerador de estágio de ideias e programa de lançamento de startups do mundo. Se você estiver à altura do desafio, o nosso programa abrangente passo a passo lhe dará a estrutura, o suporte do mentor e a rede global de que você precisa para iniciar uma empresa duradoura. Além disso, o Founder Institute é o único programa do género que aceita fundadores individuais (Solo) e fundadores com trabalhos diurnos e compartilha o património com todos os participantes. Os líderes das empresas de crescimento mais rápido do mundo usaram nosso programa para fazer a transição de funcionário para empresário, testar suas ideias de startups, formar uma equipe, obter seus primeiros clientes, levantar fundos e muito mais.

Founder Institute is the world’s leading idea-stage accelerator and startup launch program. If you’re up to the challenge, our comprehensive step-by-step program will give you the structure, mentor support, and global network you need to start a lasting company. Also, Founder Institute is the only program of its kind that accepts individual founders (Solo) and founders with day jobs and shares assets with all participants. Leaders of the world’s fastest-growing companies have used our program to transition from employee to entrepreneur, test their startup ideas, build a team, get their first customers, raise funds, and more.


62

Incubadoras e Aceleradoras de Startups Startup Incubators and Accelerators

Bantu Makers é um estúdio startup que constrói empresas usando as nossas próprias ideias e recursos. Somos investidores e empreendedores, construímos empresas e investimos em líderes para resolverem grandes desafios dos mercados africanos.

Bantu Makers is a startup studio that build companies using our own ideas and resources. We are investors and entrepreneurs who build companies and invest in leaders to solve great challenges in the African markets.


63

Incubadoras e Aceleradoras de Startups Startup Incubators and Accelerators

A Fábrica de Sabão é um ecossistema que visa impulsionar a educação inovadora, a criatividade e o empreendedorismo em todos os sectores nacionais. A mesma é uma combinação de centro incubador e acelerador, um espaço de trabalho e MakerSpace, e uma plataforma de intercâmbio criativo e cultural.

The Fábrica de Sabão is an ecosystem that aims to boost innovative education, creativity and entrepreneurship in all national sectors. It is a combination of an incubator and accelerator center, a workspace and MakerSpace, and a platform for creative and cultural exchange.


64

Agenda Calendar

Angola Oil And Gas Regressa a Luanda O principal evento do setor energético de Angola, organizado pela Africa Oil & Power regressa para a sua segunda edição. Os principais protagonistas do setor energético angolano vão convergir no maior evento do ano, com dois dias recheados de debates com especialistas, oportunidades de networking e rondas de negociações. Estima-se que a Angola Oil and Gas 2021 supere o enorme sucesso da sua primeira edição em 2019.

East Africa Com Mostrar o impacto positivo da tecnologia para impulsionar a economia digital A East Africa Com analisará os desafios e oportunidades nos diversos ecossistemas de tecnologia da região, com o objetivo de moldar o futuro das empresas. Descubra como as tecnologias disruptivas, os investimentos e a pandemia COVID-19 estão a gerar uma necessidade urgente pela pela aceleração da inovação e transformação digital.

Data: 15 e 16 de junho 2021 Local: Luanda

Data: 11 a 12 de maio de 2021 Localização: Online

Angola Oil And Gas Returns To Luanda The main event in the Angolan energy sector organized by Africa Oil & Power returns for its second edition. The main players in the Angolan energy sector will converge at the biggest event of the year, with two days full of debates with experts, networking opportunities and rounds of negotiations. Angola Oil and Gas 2021 is expected to overcome the huge success of its first edition in 2019

East Africa Com Showcasing the positive impact of technology to drive the digital economy East Africa Com will look at challenges and opportunities across the region’s diverse tech ecosystems, with a focus on shaping the future of enterprise. Find out how disruptive technology, investment, and the COVID-19 pandemic are driving a renewed urgency for accelerated innovation and digital transformation

Date: June 15-16, 2021 Location: Luanda

Date: May 11-12, 2021 Location: Online


65

FIMA Os principais objectivos da 2ª Edição da FIMA são, entre outros, a satisfação das necessidades locais no desenvolvimento da Indústria do sector, criação de cursos técnicoprofissionais, escolas e universidades, aumento da oferta e consequente incremento do comércio, identificação da produção florestal nacional para a selecção das melhores e mais nobres espécies para a exportação. Data: 12 a 15 de maio de 2021 Local: Baía de Luanda

FIMA The main objectives of the 2nd Edition of FIMA are meeting local needs in the development of the industry in the sector, the creation of technical and professional courses, schools, and universities, the increase in supply and consequent increase in trade, and finally the identification of the production of the national forest for the selection of the best and most noble species for export. Date: May 12-15, 2021 Location: Luanda Bay

Feira Internacional de Benguela Os principais objectivos da segunda edição da FIMA são promover e desenvolver o potencial económico e industrial da Região Sul do país, atrair investimento nacional e internacional, reunir os principais agentes económicos e sociais e propocionar um ambiente educativo, propício a negócios de entretenimento. Data: 26 a 29 de maio de 2021 Local: Estádio Nacional de Ombaka, Benguela

Benguela International Fair The main objectives of the 2nd Edition of FIMA are meeting local needs in the development of the industry in the sector, the creation of technical and professional courses, schools, and universities, the increase in supply and consequent increase in trade, and finally the identification of the production of the national forest for the selection of the best and most noble species for export. Date: May 26-29, 2021 Location: Ombaka National Stadium, Benguela

Alimentícia Feira da indústria alimentar, bebidas, distribuição e logística

Principais Objectivos: Apresentar novidades e tendências de mercado, dar ênfase a ecologia associada ao sector alimentício, promover o encontro de diversos players do mercado, promover e valorizar a produção nacional e melhorar a qualidade alimentar, potencializar a troca de informações e experiências e alavancar a exportação em angola. Data: 9 a 12 de junho de 2021 Local: Baía de Luanda

Alimentícia

Food, beverage, distribution and logistics fair

Main objectives: Presenting news and market trends, emphasizing ecology associated with the food sector. Promoting the meeting of several market players, promoting and enhancing national production, increasing the exchange of information and experiences, and leveraging exports in Angola. Date: June 9-12, 2021 Location: Luanda Bay


66

Feira Internacional de Luanda Principais Objectivos: Expor produtos e serviços, prospecção de clientes, formação de novas parcerias, promover e desenvolver o potencial económico e industrial do pais, atrair investimentos nacionais e internacionais, reunir os principais agentes económicos e sociais, fomentar o emprego, incremento da competitividade entre as indústrias nacionais, incentivo ao investimento privado e diversificar a economia. Data: 6 a 10 de julho de 2021 Local: ZEE-Zona Económica Especial Luanda-Bengo

Luanda International Fair Main Objectives: Expose products and services, prospecting customers, formation of new partnerships, promote and develop the country’s economic and industrial potential, attract national and international investments, bring together the main economic and social agents, foster employment, increased competitiveness among national industries, encouraging private investment and diversifying the economy. Date: July 6-10, 2021 Location: ZEE-Zona Económica Especial Luanda-Bengo

Hands On: Marketing Digital A Vantagem+ organiza o Formação Hands On: Marketing Digital - Construa o seu plano digital em 15 dias, com o intuito de dar a conhecer todas as vertentes do marketing de conteúdo e ajudar a criar um plano de marketing para as empresas.

Projekta A Feira Internacional de Equipamentos e Serviços para a Construção Civil, Obras Públicas, Urbanismo, Arquitectura e Decoração de Interiores e imobiliário é uma organização da Eventos Arena e do Ministério da Construção e Obras Públicas, com o apoio da AIMCA.

Data: 12 a 23 de Abril de 2021 Local: Online

Data: 24 a 27 de novembro de 2021 Local: ZEE-Zona Económica Especial Luanda-Bengo

Hands On: Digital Marketing Vantagem + organizes the Hands On Training: Digital Marketing Build your digital plan in 15 days, to make known all these aspects of content marketing and help to create a marketing plan for companies. Date: April 12-23, 2021 Location: Online

Projekta The International Fair of Equipment and Services for Civil Construction, Public Works, Urbanism, Architecture and Interior Decoration and real estate is an organization of Eventos Arena and the Ministry of Construction and Public Works, with the support of AIMCA. Date: November 24-27, 2021 Location: EEZ-Luanda-Bengo Special Economic Zone


67


VAMOS

INOVAR

68

JUNTOS?

ventures

CLUBE DE INVESTIDORES EM STARTUPS

Acrescentámos conhecimento à tecnologia para potenciar o know-how da nossa equipa e assim alcançar os empreendedores que procuram o investidor certo para o seu negócio.

Finy Club O Finy Club apresenta as melhores startups a investidores pré-validados, de acordo com critérios de investimento pré-estabelecidos, favorecendo assim o contacto entre os melhores investidores para determinado projeto.

INVESTIDORES Aceda a projetos pré-selecionados e alargue a sua rede de contactos.

STARTUPS É hora de procurar investidores? Podemos ajudá-lo a alavancar os seus negócios.

TORNE-SE MEMBRO Seja parte do clube e tenha acesso a oportunidades exclusivas.

/finyventures

+351 291 224 216

/finyventures

www.finy.pt

/finy-club

info@finy.pt


Issuu converts static files into: digital portfolios, online yearbooks, online catalogs, digital photo albums and more. Sign up and create your flipbook.