Issuu on Google+

Quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 • Edição 150 • Ano 10 • Século 21 • Preço R$ 1,00

A temporada das fortes chuvas começou e com ela os transtornos das enchentes e destruição. Foi o que aconteceu no dia 26 de dezembro de 2010. Um temporal castigou a região, rompendo dutos de escoamento no Km 132 da Rodovia Francisco José Ayub

– SP-264, divisa de Pilar do Sul e Salto de Pirapora. Com o rompimento, a principal via de acesso de São Miguel Arcanjo e Pilar do Sul com Sorocaba foi interditada, causando sérios transtornos aos usuários.

Geni A. Santos / OJ

Estradas sofrem o efeito dos fortes temporais do mês de janeiro PÁG. 3

Augusto Camargo / OJ

São Miguel Arcanjo ganha três semáfaros no centroPÁG. 4

ir às compras ou realizar serviços de carro no centro comercial de Pilar do Sul, é preciso vagas Para contar com a sorte e paciência na hora de conseguir uma vaga para estacionar. PÁG. 4

“Doar sangue é um ato de amor que pode salvar vidas!” PÁG. 5

Projeto Escola da Família na“EE Profª Maria Elisa de Oliveira”deve continuar PÁG. 6

Política: Confira as entrevistas com os vereadores da região pág. 7

Social: Baladas e Aniversários PÁG 8


Cidade

A2

Quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

EDITORIAL Ano novo, problemas velhos... Chuvas torrenciais causam enchentes, perdas de vidas e danos materiais. Estragam estradas, isolam bairros rurais e deixam as ruas da cidade esburacadas. Ah, você já viu esse filme muitas vezes, não é mesmo? Os apresentadores de tevê perdem a voz de tanto gritar impropérios às autoridades (in) competentes! Alguns programas parecem sobreviver da desgraça alheia: exibem os motoristas pegos de surpresa (!) pelos alagamentos nas grandes cidades, ilhados em seus carros, ou sendo arrastado para o

charge

leito dos córregos. Filminho de horror de quinta categoria exibido ano após ano, mudando apenas o elenco; alguns personagens contam com orgulho às câmeras que é a quinta ou sexta enchente que enfrentam; perdem tudo, menos a vida para recomeçar, porque é brasileiro, com sobrenome Esperança em Dias Melhores ou Dias Melhores Virão. A cada quatro anos, mudam diretor e produtor desse filme recorrente e na reunião (ou posse) com os coadjuvantes (o povo, claro!) prometem providências urgentes e que nunca mais

Caco Sales

nesse país, nesse estado, nesse município... Às vezes o mesmo elenco escolhe o mesmo diretor e a mesma produtora, que repetem o repetitório. Pois é. Ano novo, velhos problemas... Políticos sabidamente corruptos tomaram posse no dia primeiro de janeiro (talvez fosse melhor a posse ser no dia primeiro de abril). O cenário político federal, estadual e municipal já está armado, mais para picadeiro de um grande circo... Adivinha quem é o bobo da corte? É só olharmos no espelho e teremos a resposta.

Tráfico reage em defesa do “seu” território *Antonio Carlos Pannunzio O crescente aumento do número dos usuários de drogas ilícitas, o crescimento dos lucros gerados pelo comércio de tais substâncias e a tácita aceitação de seu consumo por setores consideráveis da sociedade induziu mudanças logísticas importantes na conduta dos controladores do tráfico. Antes confinados às periferias das cidades, os pontos de distribuição estão se movendo em direção a locais em que os consumidores possam chegar mais facilmente. A aquisição de maconha, crack ou cocaína deixou de ser um episódio aventuroso, que reclama do usuário a disposição de perambular por becos escuros e distantes de sua área de circulação e se avizinha, cada vez mais, da prática de um rotineiro ato de comércio. Determinados tipos de droga, particularmente o crack, estão gerando, em algumas, cidades áreas específicas em que a venda e o consumo público se processas de forma tão ostensiva e intensiva que os incomodados foram ou estão sendo obrigados a fixar residência ou atividade comercial em outros locais. É o que se observa na cidade de São Paulo. A ausência de uma política de segurança integrada e constante, voltada para a contenção ao consumo daquela substância, originou várias cracolândias. Uma das mais recentes gerou um cerco não declarado a uma das unidades de ensino mais importantes da congregação dos padres salesianos no Brasil, o Liceu Coração de Jesus, tornando a chegada e a saída de alunos àquela escola operações de alto risco. Sob essa perspectiva, a criação das UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora), levada a termo pela Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro, representa uma novidade interessante. Com elas, o Estado reafirma seu

controle sobre porções do território, reduz a necessidade das sangrentas e passageiras ocupações das áreas de favela e dá um primeiro passo rumo à normalização da vida da antiga capital brasileira em áreas governadas, de maneira ostensiva ou camuflada, pelo crime organizado. A estratégia traçada pelo secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, afeta diretamente a lucratividade do tráfico e do conjunto de atividades paralelas controladas pelo crime organizado. Estranhamente, os chefões do banditismo demoraram a perceber tais implicações. Expulsar o condutor e os passageiros de um carro qualquer em trânsito por uma área muito movimentada e incendiá-lo diante dos olhos de passantes estupefatos é uma maneira eficiente de o crime organizado demonstrar que continua presente naquele local e não está disposto a restituí-lo, sem luta, ao controle da autoridade. Os fatos destes últimos dias valem, principalmente, para o Rio de Janeiro, pois as áreas cujo controle precisa ser retomado são ainda muito extensas, mas em boa parte se aplicam às áreas urbanas de outros pontos do país. Ainda que eficaz, a estratégia fluminense de combate ao crime organizado é insuficiente. Ela precisa ser reforçada por um esquema federal de policiamento de fronteiras e áreas marítimas para conter o contrabando de armas, uma das fontes do poder de fogo das quadrilhas, e de matérias primas para a produção de drogas por processamento, como é o caso da maconha, ou operações químicas, como acontece com o crack e as drogas artificiais. As cidades na rota do tráfico precisam ter seus esquemas de segurança estruturados para enfrentar situações parecidas com as que estão ocorrendo no Grande Rio. Esforços limitados ao âmbito municipal terminam por se revelarem ineficazes. Em São Paulo, o prefeito Gilberto Kassab (DEM)

iniciou o combate às áreas controladas pelo crack com ímpeto, encontrou resistências não previstas e parece haver retirado a questão de sua lista de prioridades. A ausência de um maior apoio às suas iniciativas, naquela área, revelou-se uma perda para todos os paulistanos e moradores da Grande São Paulo no médio prazo. O crime organizado é um câncer agressivo, cuja capacidade de gerar metástases e comprometer todo o organismo é cada vez mais evidente. Para combatê-lo com eficiência precisa-se de um profundo conhecimento da realidade local amparado por ações de amplitude nacional e internacional que permitam chegar às suas raízes e eliminá-las. Na medida em que isso não é feito, ele recebe, indiretamente, um poderoso incentivo para operar também em bairros, logradouros e colégios que se consideravam a salvo de sua atuação. Voltando ao caso do Rio de Janeiro, há que se fazer um sério reparo à ineficiência demonstrada pela Secretaria de Segurança daquele Estado nas áreas de comunicação e mobilização. As possibilidades que se abrem a partir de tais episódios são três e todas deixam o governo fluminense em posição muito má: 1ª) o equipamento de comunicação e os veículos policiais são insuficientes em número e ultrapassados em qualidade; 2ª) o pessoal que opera as comunicações e coordena a mobilização das viaturas não tem preparo suficiente para desempenhar tais funções e 3ª) há equipamento, veículos e pessoal preparado e falta compromisso dos comandados do secretário Beltrame com a missão de garantir a segurança da população fluminense. Deputado federal (PSDB/ SP), membro da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

FLASH

Geni Alves Santos/OJ

Polícia nas praças - Dia 26 de dezembro à tarde foi programada uma operação para coibir o abuso dos carros com som exageradamente alto na Pça. Cel. Fernando Prestes (centro) e Pça. Gabriel Valio (Campo Grande). A operação atendeu às reclamações dos moradores, comerciantes e usuários desses locais públicos, indignados com o barulho infernal que lhes tira o sossego, dispara alarmes de carros e estabelecimentos comerciais, atrapalha as liturgias religiosas, os eventos realizados nas praças e perturba, sobremaneira, pessoas idosas e doentes. Autoridades policiais informaram, no entanto, que devido à chuva, a operação foi suspensa. Mas fica o alerta à população: registram as placas dos carros com som alto, denunciem e os infratores sofrerão as penalidades previstas em lei.

BRASIL Chuva ameaça cidade histórica em Goiás Prefeitura esvazia casa da poeta Cora Coralina, por precaução. Rio Vermelho, que corta o município de Goiás Velho, transbordou e chegou a três metros acima do nível normal. A prefeitura, o Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e a Defesa Civil ficarão de prontidão, porque há previsão de mais chuva nos próximos dias. O Iphan retirou, por precausão, documentos e arquivos da casa da poeta Cora Coralina, restaurada depois que uma enchente comprometeu sua estrutura na passagem de 2001 para 2002. Ex-vice-prefeito acusa cunhado de Alckmin Segundo o atual prefeito de Pindamonhangaba, João Ribeiro, o cunhado de Alckmin criou esquema para direcionar contratações no município. Cirurgia gratuita para transexuais A partir de janeiro, hospital irá remover útero de mulheres que se sentem homens. A. S. nasceu mulher; quando conheceu a nomenclatura “transexual”, descobriu que na verdade era um homem em corpo de mulher. Passou por toda a sorte de constrangimento e deve ser um dos primeiros pacientes operados pelo hospital Pérola Byington (em São Paulo, capital), que começará a realizar, gratuitamente, a remoção de útero em mulheres que se sentem homens. Para passar pela cirurgia, os pacientes devem ter tido pelo menos dois anos de atendimento psicológico. Cinco pessoas já se encontram na lista de espera.

Campanha da Fraternidade A Campanha da Fraternidade 2011 estará em debate na manhã do sábado, a partir das 8h30, no Centro Arquidiocesano de Pastoral (Sorocaba). Participarão do encontro multiplicadores das 51 paróquias da Arquidiocese de Sorocaba. O objetivo é oferecer subsídios aos grupos de várias pastorais que trabalharão nas comunidades o tema “Fraternidade e a Vida no Planeta”, lema “A criação geme em dores de parto”. Governo quer inaugurar três novos presídios O Governo do Estado de São Paulo pretende inaugurar três penitenciárias na região de Sorocaba até o final deste ano e criar 2.304 novas vagas no sistema penitenciário. As unidades estão localizadas em Votorantim e outras duas em Capela do Alto. Semáforos terão placas para ajudar daltônicos A Companhia de Engenharia de Tráfego – CET, de São Paulo, começou a implantar placas brancas refletivas ao lado das lâmpadas amarelas dos semáforos. O objetivo é realçar o brilho da luz que estiver acesa, para facilitar a vida de motoristas daltônicos, que têm dificuldades em distinguir o verde e o vermelho. Preço do álcool volta a subir O preço do álcool subiu 1,15% entre os dias 2 e 8. O valor médio praticado ficou em R$ 1,85 no período, de acordo com a ANP (Agência Nacional do Petróleo) e equivale a 71% do preço médio da gasolina, de R$ 2,60. Vale a pena abastecer com etanol quando seu preço

é igual ou inferior a 70% da cotação do derivado de petróleo. Com esses dados, a gasolina se consolida como mais competitiva. Via Láctea é ‘pequena’ dizem brasileiros Cientistas de três universidades do país dizem que galáxia não tem os 100 mil anos-luz de diâmetro imaginados. Novo estudo feito por astrônomos brasileiros sugere que a Via Láctea, galáxia na qual está inserido o Sistema Solar, pode ser menor do que antes se imaginava. Terremoto no Haiti Um ano do terremoto que matou mais de 200 mil, Haiti encerra mandato presidencial sem sucessor definido. Haiti ainda espera a definição do segundo turno das eleições gerais após a controvertida votação de 28 de novembro. O caos político gera ansiedade na população que ainda sofre as consequências do terremoto. Reconstrução do país é precária. Bento 16 pede que pais deem nomes católicos a seus filhos De acordo com o jornal italiano “Corriere della Sera” o papa disse que tal prática beneficiará o renascimento religioso das crianças. Entre os nomes sugeridos, estão Francisco, Mateus, João, Pedro, Maria, Ruth, Madalena, Sara. Amy Winehouse no Brasil Amy Winehouse ficou ainda mais reclusa no dia da primeira das duas apresentações no Rio. Hospedada em um hotel em Santa Tereza, a cantora ainda não saiu para conhecer a cidade. Sua rotina dividese entre a suíte de 180m2 e a piscina.

Pilar do Sul e São Miguel Arcanjo

CULTURA - INFORMAÇÃO - CIDADANIA Diretor: José Augusto Camargo Neto Jornalista responsável: Geni Alves dos Santos - MTB - 49926 Diagramação: Artedesign Impressão: Gráfica Diario de Sorocaba Tiragem: 3.000 exemplares Periodicidade: Quinzenal

Empresa ASA promoções e Eventos Ltda. CNPJ: 04.442.577/0001-04 Registrado sob nº 001276 no Cartório Oficial de Registro de Pessoa Jurídica de Piedade/SP

A redação não se responsabiliza pelos artigos assinados; não devolve os originais, mesmo quando não são publicados e faculta o direito de resposta.

Telefones: (15) 3278.1413 / (15) 8127.2605 Contato pelo e-mail: ojornal.pilar@hotmail.com Redação: Rua Professor Eloi Lacerda, 853 (fundos) - Centro Pilar do Sul - CEP 18.185-000

Telefone São Miguel Arcanjo: (15) 9731.1856 Contato pelo e-mail: ojornal.sma@gmail.com Redação: Rua Euzebio P. de Assis, 135 - Res. Monte Verde - São Miguel Arcanjo - CEP 18.230-000

Circulação: Pilar do Sul, São Miguel Arcanjo e Sarapuí. Preço em banca: R$ 1,00. Ilustrações: Caco Salles Classificados: classificados.ojornal@gmail.com


Cidade

A3

Quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

transtornos

Estradas sofrem o efeito dos fortes temporais do mês de janeiro Augusto Camargo / OJ

Geni A.Santos / OJ

O LEITOR COMUNICA As cartas devem ter nome, endereço e telefone para contato. A redação reserva-se no direito de selecioná-las e resumi-las conforme o espaço disponível.

Envie sua colaboração para “O Jornal”. » Por carta: R. Prof. Eloi Lacerda, 853 (fundos) - Centro - CEP 18.185-000 » Por fax: (15) 3278 1413 » Por e-mail - Pilar: ojornal.pilar@hotmail.com » Por e-mail - São Miguel Arcanjo: ojornal.sma@gmail.com

Denúncia

No dia 26 de dezembro após temporal, a enchurrada transbordou deixando a rodovia SP-264 parcialmente interditada Augusto Camargo / OJ

Geni A.Santos / OJ

Outro temporal no dia 7 deixou a rodovia interditada até a metade do dia 8. Funcionários do DER trabalhavam para liberar a pista.

No detalhe acima aparece um buraco causado pela chuva na rua 5 de Novembro esquina com a rua Américo Brasiliense.

A temporada das fortes chuvas começou e com ela os transtornos das enchentes e destruição. Foi o que aconteceu no dia 26 de dezembro de 2010. Um temporal (a chamada ‘tromba d’água’) castigou a região, rompendo dutos de escoamento no Km 132 da Rodovia Francisco José Ayub – SP-264, divisa de Pilar do Sul e Salto de Pirapora (Bairro da Ilha). Com o rompimento, a principal via de acesso de São Miguel Arcanjo e Pilar

ra de uma cratera causada pela forte chuva da noite do dia sete. Segundo dados, em uma hora choveu 125 milímetros na região. No mesmo dia, uma pista da rodovia foi liberada.) “O Jornal” contatou a Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente que informou que somente uma pista da rodovia está liberada para o tráfego. Segundo o Departamento de Estradas de Rodagem – DER, os reparos já foram iniciados e que a

do Sul com Sorocaba foi interditada, causando sérios transtornos aos usuários. Segundo as autoridades, a interdição foi necessária porque havia risco de desmoronamento do trecho. Para chegar a Sorocaba, foi necessário usar as rodovias SP-250 (Pilar-Piedade) e a SP-79 (Piedade-Sorocaba). Após alguns dias, uma pista da rodovia foi liberada ao tráfego. (N.R. Na manhã do dia oito de janeiro a rodovia foi novamente interditada devido à abertu-

volta à normalidade está prevista para dois meses. Ruas esburacadas Não só as rodovias e estradas rurais estão sofrendo o efeito dos temporais que têm atingido a região. Ao trafegar pelas ruas da cidade, os motoristas precisam fazer malabarismos para não “cair” nas crateras deixadas nas vias públicas pela enxurrada. As chuvas diárias estão dificultando a chamada ‘operação tapa buraco’.

cidadania

Fique por dentro: Origem das Câmaras Municipais Câmara Municipal, Câmara de Vereadores ou Câmara Legislativa é a denominação do órgão legislativo da administração dos municípios, configurandose como a assembleia de representantes dos cidadãos ali residentes. As câmaras municipais do Brasil têm origem nas tradicionais câmaras municipais portuguesas, que remontam à Idade Média. No Brasil, a história das câmaras municipais começa em 1532, quando São Vicente (município praiano do Estado de São Paulo) é elevado à categoria de Vila. Durante todo o período do Brasil Colônia, possuíam câmaras municipais somente as localidades que tinham o estatuto de vila, condição atribuída pelo Reino de Portugal, mediante ato régio. Na época, as câmaras municipais exerciam um número bem maior de

funções do que atualmente. Eram as responsáveis pela coleta de impostos, regular o exercício de profissões e ofícios, regular o comércio, cuidar da preservação do patrimônio público, criar e gerenciar as prisões, ou seja, uma ampla gama nos três campos da administração pública: executivo, legislativo e judiciário. Com a Independência do Brasil, a autonomia de que gozavam as câmaras municipais é drasticamente diminuída. O império centraliza a administração pública através da Constituição de 1824. A duração da legislatura é fixada em quatro anos e o vereador mais votado assumia a presidência da câmara, visto que até então não havia a figura do “prefeito”. Após a Proclamação da República as câmaras municipais são dissolvidas e os governos estaduais nomeavam os membros

do “conselho da intendência”. Em 1905 cria-se a figura do “intendente” que permanecerá até 1930 com o início da Era Vargas. Com a Revolução de 1930 criam-se as prefeituras, às quais serão atribuídas as funções executivas dos municípios. As câmaras municipais passaram a ter especificamente o papel de casa legislativa. Durante o Estado Novo (entre 1937 e 1945), as câmaras municipais são fechadas e o poder legislativo dos municípios é extinto. Com a restauração da democracia em 1945, as câmaras municipais são reabertas e começam a tomar a forma que têm até hoje. Estrutura atual Cada câmara municipal pode possuir comissões especiais responsáveis pela discussão de determinados assuntos, com poderes equi-

valentes ao da Câmara dos Deputados - guardadas as devidas proporções. A Câmara na Constituição de 1988 Segundo a Carta Magna brasileira, compete às câmaras municipais: fiscalização das contas do Município; elaborar a Lei Orgânica; organizar as funções internas para legislar e fiscalizar; nomear logradouros, elaborar leis ordinárias ou apreciar aquelas cuja iniciativa é prerrogativa do Executivo. (Fontes: Laxe, João Baptista Cortines – Câmaras municipais (histórico). Rio de Janeiro – B. L. Garnier, 1885. Melo, Diogo Lordelo de – Papel do Vereador e a câmara municipal: problemas municipais. Rio de Janeiro: IBAM, 1981. Nunes, José de Castro – Do Estado Federado e sua organização municipal. Brasília: Câmara dos Deputados, 1982).

Ilmo. Srs. desse conceituado meio de comunicações folha o jornal Que por meio desta denunciar, atraves da imprensa um caso que esta sendo executado trazendo serios perigos para futuros usuarios bem como para vizinhança e transito de pessoas por aquele local. Trata-se de uma obra de habitação que esta sendo edificada em terreno localizado a Rua José Piloto inicio da mesma que começa junto a Avenida Papa João XXIII. A referida esta sendo edificada para fins de condominio vertical, compondo de 4 pavimentos 1 terreo e 3 superiores, composto em apartamento multiplos no qual somente o pavimento terreo, onde se localizam as garages, possui estrutura em concreto armado os demais pavimentos não obedecem as normas tecnicas A.B.N.T. pois não possuiem es-

truturas adequadas para obra dessa especie, por exemplo, os pilares de sustenção são composto apenas por uma barra de aço de 0 ½’ na vertical, não tendo sustentabilidade das cargas, ou seja, o peso proprio do edificio e as sobrecargas, que são os moveis e habitantes futuros. As vigas horizontais são compostas por treliça pre fabricadas usadas na confecção de laje pre fabricadas, colocadas em canaletas de tijolo ceramicos. Dessa o prédio em questão no meu ponto de vista deve ser interditado pelos orgãos competentes, Defesa Civil, CREA ou Corpo de Bombeiros. Pilar do Sul, 10 de dezembro de 2010. Jurandir Feitosa. (N. R. “O Jornal” recebeu a correspondência acima no dia 30 de dezembro de 2010, conforme carimbo dos Correios. Publicado na íntegra, sem correção gramatical). Jurandir Feitosa Pilar do Sul

Cartas para esta seção devem ser enviadas à Redação pelo correio (endereço acima) ou pelo e-mail ojornal.pilar@hotmail.com ou ojornal. sma@gmail.com, assinadas e acompanhadas de nome e sobrenome completos, endereço, e telefone. Podem enviar sugestões, reclamações e agradecimentos que iremos verificar e buscar soluções.

Agradecimentos A direção da EMEF. Profa. Hilda Holtz Carvalho agradece às empresas Auto Escola Pilar, Madeireira Regis, Loja Coração de Jesus, Bilico Móveis, Funelaria Nogueira, Paiotti Materiais p/ Construção, Mercado Arco-Íris, Jomar Peças, Laércio Correa, Padaria Manchester, Loja Pop Star, Drogaria Siqueira, Liquigás, Laércio Cabelereiro, Branco Projetos, Rossi Promissor Seguros, Auto Posto Farrapo, Enxovais Correa, Tecidos Correa, Verdureiro Horti Super, Lanchonete Paloma, Agromaia, Ouro Safra, Auto Center 3 Irmãos e Loja Paulinho, pela doação de bolas para os alunos. Deseja a todos os colaboradores, alunos, pais, professores e comunidade um Ano Novo repleto de saúde e paz.


Cidade

A4

Quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

novidade

São Miguel Arcanjo ganha três semáfaros no centro Augusto Camargo / OJ

Funcionários instalando o semáfaro na rua Manoel Fogaça

Ano novo, presidente nova, Mesa Diretora da Câmara nova, “semáfaros-novos”. Essa é a vida dos cidadãos de São Miguel Arcanjo. Agora na cidade foram instalados 3 semáfaros, que de acordo com a Diretora do Departamento de Trânsito, Aida Maria de Carvalho os semáfaros foram instalados em pontos estratégicos da cidade, “após alguns estudos que tiveram como critério o fluxo de pedestres e a ocorrência de incidências nesses pontos”, diz Aida. Os semáfaros foram instalados nos cruzamentos das

ruas Conego Francisco Ribeiro com a Governador Pedro de Toledo, e mais dois instalados na rua Manoel Fogaça esquina com a rua Siqueira Campos e Cel. Fernando Prestes. O Departamento de Trânsito já fez as instalações nos locais, “agora dependemos da empresa que cuida da rede elétrica, a Sul Paulista de Energia, que enviem os funcionários para ligação elétrica, mais acreditamos que até o final de semana já esteja tudo funcionando”, completa Aida. Desde novembro passado a secretaria vem fazendo al-

gumas mudanças no trânsito local, como no sentido da rua Dom Aguirre, do nº 874 à 990 que passou a ter sentido único de direção centro/bairro, a rua Campos Sales que tinha duplo sentido, hoje do nº 290 à 419 tem sentido único bairro/ centro, já a rua João Colaço mudou o sentido, era bairro/ centro hoje é centro/bairro, a rua José Rolim de Moura, na COHAB I, tem o sentido centro/bairro. Em dezembro foi a vez da rua José Correia, no bairro Abaitinga que passou a ter o sentido invertido de bairro/ centro para centro/bairro. Já em janeiro foi a vez da rua Dr. Fernando Costa, no trecho do nº 721 até o nº 667 passou a ter duplo sentido de circulação. Essas mudanças ainda causam certa confusão nos motoristas locais, e agora ainda terão que se preocupar com os semáfaros. Esperamos que o estudo realizado pelo Departamento de Trânsito local esteja correto e não venha causar mais transtornos no trânsito local que já está saturado.

trânsito

Poucas vagas para estacionar no centro e o descaso com as vagas de idosos e deficientes

Geni A. Santos / OJ

Quem precisa de uma vaga na praça central de Pilar do Sul tem que contar com a sorte

Para ir às compras ou realizar serviços de carro no centro comercial de Pilar do Sul, é preciso contar com a sorte na hora de conseguir uma vaga para estacionar. O que era para facilitar o transporte e o tempo de espera, muitas vezes acaba se transformando num transtorno, com voltas e voltas pelas ruas até encontrar uma vaga. Com um trânsito saturado e o aumento crescente da frota de veículos, fica cada vez mais difícil encontrar uma vaga na área central. O motorista Anderson Dias diz que os bancos e as lojas principais da cidade estão muito próximos. Ainda temos o agravante que muita gente passa pelo centro porque precisa, não tem outra opção. A motorista Priscila Andrade Souza fala que o centro da cidade é muito movimen-

tado e que em alguns dias é quase impossível encontrar vagas, principalmente em época de pagamento, no começo do mês, é impossível achar uma vaga perto do centro. “Inúmeras vezes fui obrigada a dar várias voltas para encontrar uma vaga, e por fim acabei estacionando muito longe do centro”. Vagas Reservadas A lei obriga que os municípios reservem 2% das vagas de estacionamento em lugares públicos para veículos que transportem pessoas portadoras de deficiências física, visual ou com mobilidade reduzida. Outros 5% das vagas devem ser destinadas às pessoas com mais de 60 anos. Parar o veículo em vagas destinadas para deficientes ou idosos é considerada infração leve com multa

de R$ 53,20 e a perda de três pontos na carteira. Em Pilar do Sul e São Miguel Arcanjo, placas indicam o local reservado; no entanto, motoristas mais jovens e sem problemas de mobilidade desrespeitam a resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito). O que se observa é a falta de consciência e respeito por parte dos motoristas que se utilizam das vagas que é destinada àqueles com maior dificuldade de locomoção. Alguns motoristas, além de estacionar em lugar para o idoso deixam o pisca alerta ligado como se fosse voltar logo e, às vezes, leva mais de meia hora. O que está faltando é uma fiscalização mais apurada para quem desrespeitar a lei e estacionar em lugar impróprio. Tem que ser multado.


Saúde

Edição 150 • Ano 10

A5

Quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

saúde

Doação de sangue

“Doar sangue é um ato de amor que pode salvar vidas!”

Requisitos para doar sangue:

As Igrejas Presbiterianas Independentes em Pilar do Sul, sensibilizados com todos aqueles que necessitam de receber sangue, promoveram uma campanha para a doação. Aproveitando o feriado do dia 5 de novembro, aniversário da cidade e o dia 27 Novembro, um grupo de 48 pessoas se dirigiu ao Hemonúcleo de Sorocaba para a doação. Antes da saída a Sorocaba, um farto café da manhã foi servido no espaço social da igreja, pois é muito importante que o doador esteja bem alimentado. Também houve o momento de oração, pedindo a Deus a direção na viagem e amparo aos doadores. Os doadores são membros das igrejas e pessoas que não pertencem a IPI. Alguns podem achar insignificante tal atitude; outros podem achar bonito gesto; outros sentem-se agradecidos por essa ação, como é o caso da Santa Casa de Pilar do Sul que, sentindo de perto a necessidade e tendo conhecimento do fato, encaminhou oficio de agradecimento as IPIs, por tal atitude. Há, ainda, os pacientes e fami-

O que é Optometria? Do Grego – Opto = Visão / Metron = Medida Optometria = Medida da visão Divulgação

48 pessoas de Pilar do sul se dirigiram ao Hemonúcleo de Sorocaba para a doação de sangue

liares que, beneficiados pela doação, não têm palavras para agradecer. Mas, após ler esta simples matéria, esperamos que outros sigam esse exemplo e motivem suas igrejas, comunidades e outros grupos a fazerem o mesmo. O ontem é passado,

Você deve ter mais de 18 e menos de 60 anos; Seu peso deve ser superior a 50 kg; Se homem, deve ter doado há mais de 60 dias; Se mulher deve ter doado há mais de 90 dias; não estar grávida; não estar amamentando; já terem se passado pelo menos 3 meses de parto ou aborto; Se você não teve Hepatite após os 10 anos de idade; Se você não teve contato com o inseto barbeiro, transmissor da Doença de Chagas; Se você não teve malária ou esteve em região de malária nos últimos 6 meses; Se você não sofre de Epilepsia; Se você não tem ou teve Sífilis; Se você não é diabético; Se você não tem tatuagens recentes (menos de 1 ano); Se você não recebeu transfusão de sangue ou

hoje é o presente, amanhã é o futuro e a Deus pertencem todos os dias de nossas vidas e nunca sabemos como será o amanhã. Pode ser eu, você, um familiar, um amigo, um conhecido que esteja precisando de sangue. Independente de quem precise,

precisamos nos unir, ser solidário e ajudar o próximo. Esperamos que não fique somente nesta vez, mas que seja a primeira de muitas outras. Fonte: Igrejas Presbiterianas Independentes em Pilar do Sul.

hemoderivados nos últimos 10 anos; Se você não ingerir bebidas alcoólicas nas 24hs que antecedem a doação; Se você estiver alimentado e com intervalo mínimo de 2 horas do almoço; Se você dormiu pelo menos 6 horas nas 24hs que antecedem a doação; Se você não se expõe ao risco de contrair o vírus da AIDS, tendo comportamentos como: * não usar preservativos em relações sexuais * Ter tido mais de dois parceiros sexuais nos últimos 3 meses * usar drogas injetáveis Antes da doação você vai passar por uma entrevista de triagem clínica, na qual podem ser detectadas algumas condições adicionais que possam impedir sua doação.

A optometria é uma ciência da área da saúde, com base na física. É responsável pelo cuidado primário da visão. O óptico-optometrista ocupa -se do exame do processo visual em seus aspectos funcionais e comportamentais, determinando e medindo cientificamente os defeitos de refração como: miopia, astigmatismo, presbiopia, acomodação e motilidade dos olhos (deficiência dos movimentos oculares), prevenindo e corrigindo os transtornos da visão, diagnosticando e adaptando os meios ópticos compensatórios. Busca oferecer o máximo de rendimento visual com a mínima fadiga, por métodos objetivos. O Óptico-optometrista é um profissional NÃO MÉDICO especialista da visão. Não utiliza qualquer equipamento ou técnica invasiva ao corpo humano. Todos os seus equipamentos são de caráter observativo e direcionados à avaliação quantitativa e qualitativa do sentido visual, não fazendo uso de medicamentos e/ou métodos cirúrgicos.

Países que adotaram a Optometria (+ de 150) perceberamse uma melhor distribuição desses profissionais em regiões de difícil acesso. Nos EUA, foi detectado por ópticos-optometristas e encaminhando para oftalmologistas, o maior número de portadores de patologias do globo ocular, como o “glaucoma”, evitando em tempo a cegueira pela facilidade de acesso ao óptico-optometrista. Em todos estes países o profissional possui qualificações específica e trabalha em harmonia com todos os outros profissionais sanitaristas e médicos. Habilitado pelo MEC, regulamentada pela Classificação Brasileira de Ocupações, e pertence à família nº 322305 do Ministério do Trabalho e Emprego. Fonte: Conselho Brasileiro de Óptica e Optometria Para maiores informações acesse: www.cboo.org.br

Presbiopia

A Presbiopia, popularmente conhecida como “vista cansada” ocorre com o envelhecimento da pessoa. Por volta dos 40 anos de idade apresentam-se os primeiros sintomas: Dificuldades na visão de perto, como por exemplo na leitura. Os textos impressos aparecem indistintos , principalmente sob má iluminação, podendo ocorrer dor de cabeça à leitura. O presbita tem o costume de afastar o texto dos olhos para enxergar melhor. A correção deste processo é realizada com o uso de lentes corretoras(lente de contato), multifocais, bifocais ou pelo uso de óculos para leitura. Tochio André Kamonseki Optometrista CROO-SP 60.0749


Educação

A6

Quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

são miguel arcanjo

pilar do sul

Projeto Escola da Família na “EE Profª Lição para Valentina Maria Elisa de Oliveira” deve continuar

Foto divulgação

Foto divulgação

Em função de “O Jornal” receber algumas cartas falando sobre o fechamento do Programa Escola da Família na escola EE Proª Maria Elisa de Oliveira, em São Miguel Arcanjo, buscamos esclarecimentos sobre a polêmica que se criou na cidade. Procurada pela redação do “O Jornal”, Silvana Matelli, Supervisora do Programa Escola da Família respondeu as perguntas a ela encaminhadas, e está sendo publicada na íntegra, confira abaixo: O Jornal: Porque vai fechar a Escola da Família na escola EE Profª Maria Elisa em São Miguel Arcanjo? Silvana Matelli: O Programa Escola da Família não vai fechar na EE Profª Maria Elisa de Oliveira; essa confusão se instalou na comunidade, creio eu, a partir de comentários originados em diversos locais, cada um dizendo sua verdade, contraditórias entre si e acabou por tomar uma proporção desmedida. O Programa Escola da Família está mais ativo do que nunca, sendo desenvolvido por profissionais qualificados e experientes. OJ: Existe a possibilidade de abrir o projeto em outra escola? Qual seria? Silvana: Nós trabalhamos sempre com a possibilidade de expandir o Programa, não só em São Miguel, mas em qualquer dos nove municípios que compõe esta

Escola EE Profª Maria Elisa de Oliveira deve continuar com o projeto “Escola da Família”

Diretoria. No caso desse município, nós indicamos a EE Nestor Fogaça, pois entendemos que ela reúne as condições necessárias para tanto: equipe de gestão comprometida com o sucesso escolar, comunidade participativa e recursos materiais. O Sr Dirigente já encaminhou ofício ao Sr Coordenador da CEI – Coordenadoria de Ensino do Interior - solicitando a abertura da EE Nestor Fogaça e estamos aguardando a resposta. OJ: Tem algum prazo para voltar a funcionar o projeto, quando a população poderá freqüentar novamente?

Silvana: Uma vez que o Programa Escola da Família da EE Profª Maria Elisa de Oliveira permanece ativo, a população poderá, de imediato, freqüentar as atividades programadas. Para tanto contamos com uma Educadora Profissional, a professora Kelly, que é bastante atuante e tem vasta experiência na condução do Programa, com um Gestor, que é o professor Nivaldo e com dois Educadores Universitários, todos trabalhando em projetos voltados para atender a comunidade. OJ: A diretora da escola Maria Elisa tem responsabilidade no fechamento?

Silvana: A Diretora da EE Profª Maria Elisa de Oliveira, a Profª Maria Carolina Rocha, não tem responsabilidade no suposto fechamento do Programa. Esta Coordenação Local acompanha o trabalho realizado tanto pela Direção quanto pelo Professor Nivaldo e ambos são extremamente comprometidos com o trabalho pedagógico, não só com o sucesso escolar de seus alunos, mas também, com o sucesso de seu corpo docente. São profissionais empenhados e competentes nas suas áreas de atuação e creio que tudo não passou de um mal entendido e que essa confusão em torno do Programa Escola da Família já é página virada.

No dia 20 de dezembro, às 19h30min, o Colégio Anglo Pilar do Sul realizou sua sessão solene de formatura no Auditório da Secretaria Municipal de Educação. Além da entrega simbólica de certificados aos concluintes da Educação Infantil (maternal e nível II) e do Ensino Fundamental (ciclo I e II), o colégio realizou uma apresentação artística única, reunindo suas diversas oficinas: teatro (profº. César A. Carvalho); balé (profª. Tábada Giostri) e coral (prof.ª Edimeire G. de Carvalho). A dramatização “Lição para Valentina” foi escrita especialmente para essa noite por Nádia e Renê de Carvalho, tendo como personagens principais os alunos do Fundamental II que

fizeram a Oficina de Teatro durante o ano. Valentina, a protagonista, é uma adolescente característica da nossa realidade, excessivamente envolvida com seu notebook, o que já preocupa sua família. Certa noite, porém, durante sono profundo, a garota entra em um mundo mágico, onde se encontra com animaizinhos da floresta, duendes e fadas, que lhe trazem mensagens simbólicas através do balé, do coral e do sapateado. Ao final, Valentina monta seu quebra-cabeça, aprende a mensagem e se reconcilia com a vida real, a família e os amigos. O espetáculo termina com um hino à amizade cantado por todos os participantes, num clima de confraternização geral.


Política

A7

Quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Pilar do sul

são miguel arcanjo

Vereador Evandro Macedo Carvalho assume a presidência da Câmara

Ex-presidente vereador Paulo Ricardo, fala sobre o seu mandato

O vereador Evandro de Macedo Carvalho, do PSDB, foi eleito o presidente da Câmara para o biênio 2011 -2012, em eleição realizada no dia 21 de dezembro de 2010. Em acirrada disputa com Nivaldo Gomes, também do PSDB, Evandro obteve cinco votos, um a mais que Nivaldo. A Mesa Diretora para os dois próximos anos ficou constituída por Evandro de Macedo Carvalho – Presidente, Miguel Pereira Domingues – Vice-Presidente, Roberto Toshimi Kuroiwa – Primeiro Secretário e Marcos Augusto de Góis Vieira – Segundo Secretário.

Procurado pelo “O Jornal” o vereador Paulo Ricardo da Silva (PDT), fala sobre os dois anos de mandato como presidente da Casa de Leis de São Miguel Arcanjo. Paulo diz que atingiu os objetivos, “abrimos novamente a casa do povo para o povo, atendemos as necessidades de todas as áreas ao máximo onde dependia do legislativo, apoiamos as entidades aprovando projetos de subvenção e pedindo emendas aos deputados e dando total apoio executivo nos projetos que beneficiaram nossa população”. Foi bom que ainda trabalhou o legislativo com o executivo em harmonia, mesmo o executivo não abrindo as portas para o legislativo, mais trabalhamos ainda pensando no bem estar da população. Nestes dois primeiros anos tivemos a novidade dos gabinetes, foi bom porque todos os vereadores puderam expandir seu campo de trabalho, e quem ganhou foi a população, porque quem visitou a nossa Câmara nesses dois anos, tanto os vereadores como o grupo de funcionários tentou no máximo atender as necessidades das pessoas em todas as áreas, no esporte, no social, na saúde e foi bom porque antes era uma sala para todos os vereadores, e agora cada vereador tem seu gabinete, e quem ganha novamente é a população que procura a casa de leis, todos os dias uma quantidade grande de

Comissões Justiça e Redação - Miguel Pereira Domingues (PMDB) – Presidente; Roberto Toshimi Kuroiwa (DEM) – Vice-Presidente; Evandro Gomes dos Santos (PSDB) – Membro. Finanças e Orçamento: Nivaldo Gomes da Silva - Presidente, Roberto Toshimi Kuroiwa – Vice-Presidente e Marcos Fábio Miguel dos Santos - Membro. Obras e Serviços Públicos: Evandro Gomes dos Santos - Presidente, Marcos Fábio Miguel dos Santos – VicePresidente e Roberto Toshime Kuroiwa - Membro. Educação, Saúde e Assistência Social: Roberto Toshime Kuroiwa - Presidente, Nivaldo Gomes da Silva – Vice-Presidente e Marcos Fábio Miguel dos Santos - Membro. Quem é Evandro de Macedo Carvalho Aos 24 anos Evandro de Macedo Carvalho, conhecido como “Evandro do Darci” iniciou sua carreira política, candidatando-se a vereador; obteve 419 votos, empatando com outro candidato. O critério

Augusto Camargo / OJ

Evandro de Macedo Carvalho foi eleito Presidente com 5 votos

usado por lei para desempate é a idade e Evandro ficou como suplente na gestão iniciada em 2000. Foi convidado para trabalhar no Executivo como Chefe de Transporte escolar. Em 2004, já filiado ao PSDB candidatou-se novamente e também ficou como suplente. Na gestão 2004-2008 ocupou o cargo de Chefe de Patrimônio Municipal. Nas eleições de 2008 foi o vereador mais votado da bancada do PSDB. Como vereador, desenvolve indicações e projetos voltados à coletividade e ao bem comum dos munícipes. Entre os projetos, está a construção da Pista de Caminhada “Cezarino Dias de Góes” (nome indicado pelo próprio vereador). Em entrevista ao “O Jornal” o recém eleito presidente da Câmara enfatiza que tem como meta ‘somar’ forças com o Executivo para promover melhorias que beneficiem a população. “Vamos às secretarias (estaduais) junto com o prefeito para buscar recursos”, diz. Evandro. Enfatiza que vai se empenhar, junto ao Executivo, para resolver o mais breve

possível o problema das pontes. Segundo o presidente da Câmara a verba já está liberada. “Recebi um telegrama no dia 19 de abril de 2010 informando que o dinheiro já estava em caixa para a obra da ponte próxima à Delegacia, faltavam alguns documentos; o que faltou foi empenho em levar esses documentos para a ponte sair”, salienta. Evandro conta que pretende promover palestras nas Escolas e Faculdades do município, convidar associações, entidades e sociedade civil para as sessões da Câmara, promover reuniões nos bairros. “Vamos dar continuidade aos projetos da Câmara. Um desses projetos é o do Vereador Mirim, elaborado pela Dra. Maria Elisabete Marcondes Guimarães, porque acho um projeto importante. É o caminho que a gente quer fazer, mostrar a Câmara e já começou com esses alunos”, comenta. O presidente da Câmara deseja aos munícipes um ano de realizações e convida a todos para assistirem às sessões da Câmara, realizadas todas as terças-feiras, às 19h00m.

Augusto Camargo / OJ

Paulo Ricardo Silva (PDT) agora é o segundo secretário da Câmara

pessoas que vem procurar o gabinete dos vereadores. Para o executivo é ótimo porque quase não chega problemas lá, e nós sofrendo porque não temos o poder da caneta e não podemos atender, e as pessoas acabam saindo brava com o vereador, e tem hora que não depende do vereador. Secretariado do Executivo não colaborou, bastante promessa e pouca ação, e quem acaba perdendo é o povo. O povo confia no vereador como porta-voz, ta na feira, na igreja, na câmara, no dia-a-dia na cidade, e as pessoas procuram mais os vereadores do que o executivo, porque o executivo não atende a população. Graças a Deus esse ano de 2010, tivemos a devolução de

R$ 110 mil, o ano passado teve um valor um pouco menos devido a reforma da Biblioteca Municipal, 70 anos, onde foi trocado tudo, desde instalação hidráulica, elétrica, madeiramento, forro, telhado onde ficou só o esqueleto, por isso a devolução foi menor. Acho que o executivo deveria olhar melhor para a Câmara, em 6 anos de administração tudo que veio foi aprovado, a únicas coisas reprovadas foram o aumento de IPTU e a taxa de iluminação, o que nunca foi aprovada desde 2002, e que seria mais uma taxa para a população. O vereador Paulo Ricardo (PDT) continuará participando da mesa diretora, mais agora como segundo secretário.

sarapuí

Ronaldo Alves é o novo Presidente Divulgação CMS

te José Cristiano Silva (PT), Primeiro Secretário Marcos de Carvalo Costa (PPS) e Segundo Secretário José Jorge Chauar (PMDB). Toda eleição da Mesa transcorreu dentro da normalidade, prevalecendo o respeito entre todos os Vereadores.

OJ: Quais as mudanças que você pretende fazer no seu mandato? Ronaldo: A nova Mesa Diretora inicia a gestão com metas definidas à curto, médio e longo prazo. De início criaremos o site da Câmara Municipal de Sarapuí, informatização de todos os trâmites na secretaria e processos legislativos, abertura de concurso público para provimento de cargos do quadro efetivo. A adequação do prédio da CMS visando acessibilidade de deficientes físicos, transparência e eficiência nos trabalhos administrativos e legislativos. Enfim, a grande meta é trazer à população de Sarapuí para conhecer e participar dos trabalhos da Câmara, e levar a CMS até a população através da divulgação por vários meios dos trabalhos aqui realizados.

OJ: Quais as dificuldades encontradas nessa mudança? Ronaldo: A princípio as maiores dificuldades encontradas dizem respeito ao fato da Secretaria da Câmara encontrar-se sem sistema de informatização, o que vai demandar um grande trabalho referente a digitalização de documentos, treinamento de pessoal. Outra questão que estamos enfrentando é a necessidade falta de fun-

OJ: Você tem apoio ou existe oposição? Ronaldo: Até o momento posso dizer que encontrei apoio de todos os meus colegas, e o trabalho vem sendo desenvolvido de forma harmônica. A CMS é composta políticos conscientes e que desejam acima de qualquer divergência político-partidária, promover transformações positivas para a população.

Na foto José Jorge Chauar, 2° secretário, Ronaldo Alves, presidente eleito, José Cristiano, vice-presidente e Dr. Marcos,1° secretário

O vereador Ronaldo Alves da Silva (PSDB) foi eleito para presidente da Câmara Municipal de Sarapuí, para o biênio 2011/2012 no dia 15 de dezembro de 2010. Em entrevista ao “O Jornal” Ronaldo respondeu as perguntas: O Jornal: Como foi a votação e como ficou a mesa? Ronaldo: Tivemos dois candidatos ao cargo da Presidência da Mesa Diretora da Câmara de Sarapuí, 5 votos que me elegeram à Presidência, sendo que meu oponente o Nobre Vereador Francisco de Almeida do PMBD, que teve o total de 4 votos. A mesa ficou composta da seguinte forma: Presidente Ronaldo Alves da Silva (PSDB), Vice-Presiden-

cionários, e estamos em via de contratação de empresa para realização de concurso público visando preencher as vagas de motorista, escriturário e auxiliar contábil.


Social

A8

Quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 Carol Machado

Duda Correa

Quem assoprou velinhas no dia 4 de janeiro, foi Elizabete Machado. Familiares e amigos a parabenizam por essa data especial. Parabéns!!! Divulgação

Duda Correa

Confira alguns flash´s da Balada de Natal no Barracão

Duda Correa

Mais flash´s da Balada de Natal no Barracão

Participaram da 86ª São Silvestre em São Paulo os atletas sãomiguelenses Potó, Terezinha, Adeval, Ramiro, Bruno e Dirceu. Na foto a chegada de Potó que percorreu os 15km em 1h22m, sua classificação geral foi nº 4.465. Parabéns a todos .

O Auto Posto Garcia sorteou no dia 24 de dezembro mais um automóvel Uno Mille 0km e quem levou o carro dessa vez foi Odair José Muller. Parabéns! Na foto acima Odair e sua esposa recebendo as chaves do Uno Mille Way 0km de Marcos Sales e Silene Carvalho, diretores do Auto Posto Garcia.


O Jornal - 150