Issuu on Google+

nº59

trimestral

Dezembro de 2010

ónia do

Cerim a Verde Pag 5 | Bandeir r da hastea colas. ial da s -E Eco ia Mund

D Pag 4 | s ção ta n e Alim ação do memor o C a | c 8 li g Pa púb s da Re da por 100 anoPalestra proferi | 0 1 Pag lo nes Be D. Xime cial e p s |E Pag 14 een Hallow Multimédia | 6 1 Pag

Versão a cores on-line | http://issuu.com/obocas


jornal do agrupamento de escolas de Valongo do Vouga

2

EcoEscolas

Recepção do Galardão Eco-Escolas – Bandeira EB1 de Arrancada do Vouga, EB1 de Verde 2009-2010

Quatro escolas do Agrupamento de Valongo do Vouga foram distinguidas com a Bandeira Verde Eco-Escolas 2009-2010 e participaram na cerimónia de recepção do galardão. A Escola Básica do 2º e 3º ciclos de Valongo do Vouga foi pela terceira vez consecutiva galardoada com a Bandeira Verde Eco-Escolas. No entanto, não foi o único estabelecimento de ensino do agrupamento a ser premiado, pois também foram distinguidas as Escolas

Mourisca e EB1 de Macinhata do Vouga. É de louvar a crescente adesão das escolas do Agrupamento a este projecto que tem sido implementado com dedicação, que é evidenciado com a atribuição destes prémios pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE/Fee), como reconhecimento do empenho da comunidade educativa em prole duma melhor e mais ampla educação para o ambiente e para a sustentabilidade. Nesta conformidade, o Agrupamento de Escolas de Valongo do Vouga fez-se representar na cerimónia de entrega do galardão, que decorreu em Ourém, a 24 de Setembro do corrente ano, através de uma delegação composta por alunos, assistentes operacionais e professores pertencentes ao Conselho Eco-Escola da EB23 e uma professora representante das escolas do primeiro ciclo galardoadas. A Câmara Municipal de Águeda, parceira no projecto Eco-Escolas, honrou-nos através da importante representação do Sr. Vice-

Presidente Jorge Henrique Almeida, que atenciosamente disponibilizou o transporte para a referida cerimónia a todas as delegações escolares do concelho. A conquista de mais uma Bandeira Verde é um incentivo para que toda a comunidade educativa redobre os seus esforços com vista a obter novamente o título para o próximo ano lectivo. Foi neste sentido que a Câmara Municipal de Águeda diligentemente entregou uma declaração de compromisso de colaboração com as escolas envolvidas neste projecto, para que estas renovem as suas inscrições para o presente ano lectivo. O Programa Eco-Escolas visa “encorajar acções, reconhecer e premiar o trabalho desenvolvido na melhoria do seu desempenho ambiental, gestão do espaço escolar e sensibilização da comunidade”. Pretende ainda “estimular o hábito de participação e a adopção de comportamentos sustentáveis no quotidiano, ao nível pessoal, familiar e comunitário”.

Cerimónia do hastear da Bandeira Verde Eco-Escolas.

No dia 16 de Novembro, a Escola Básica do 2.º e 3.º ciclos de Valongo do Vouga, realizou a cerimónia do hastear da Bandeira Verde Eco-Escolas 2009/2010 atribuída pela ABAE (Associação Bandeira Azul da Europa). Foi um acto protocolar de demonstração da importância do trabalho conjunto de toda a comunidade escolar que a Câmara Municipal de Águeda engrandeceu ao fazer-se representar com a presença da Sra. Vereadora da Educação, Juventude e Cultura, Elsa Corga. Foi um momento alto na vida da comunidade escolar, com a participação dos alunos, professores e funcionários, animado com a afinada actuação da Fanfarra da Escola.

do empenho da comunidade educativa em prole duma melhor e mais ampla educação para o ambiente e para a sustentabilidade. A conquista de mais uma Bandeira Verde é um é um incentivo para que toda a comunidade educativa redobre os seus esforços com vista a obter novamente o título para o próximo ano lectivo.

com a recolha selectiva dos resíduos, compostagem, poupança da água e energia, preservação da biodiversidade, não esquecendo a problemática cada vez mais proeminente do aumento do efeito de estufa e consequentes alterações climáticas.

O Programa Eco-Escolas visa “encorajar acções, reconhecer e premiar o trabalho desenvolvido na melhoria do seu desempenho ambiental, gestão do espaço escolar e sensibilização da comunidade”. Pretende ainda “estimular o hábito de participação e a adopção de comportamentos sustentáveis no quotidiano, ao nível pessoal, familiar e É neste sentido que a escola vai continuar comunitário”. Este galardão simboliza o reconhecimento e melhorar as acções relacionadas nº59 Dezembro de 2010

A Escola renovou a inscrição no programa este ano lectivo e o Eco-Conselho, órgão constituído por representantes dos alunos, professores, funcionários e comunidade local, já reuniu para dar continuidade e alargar as actividades desenvolvidas no passado ano lectivo.


3

jornal do agrupamento de escolas de Valongo do Vouga

Semana Europeia da Prevenção de Resíduos. A Escola EB 23 de Valongo do Vouga através do Programa Eco-Escolas, associou-se a este Projecto Europeu cujo objectivo é promover boas práticas com vista à prevenção da produção de resíduos. Assim, ao longo do dia 25 de Novembro, quinta-feira, realizaram-se duas actividades de sensibilização para a prevenção dos resíduos. O atelier de reutilização decorreu no bar, com uma grande participação dos alunos, que dando largas à sua criatividade conceberam entusiasticamente animais e outros trabalhos utilizando materiais recicláveis. Esta acção permitiu demonstrar a toda a comunidade educativa que alguns resíduos podem ainda ter uma segunda vida, ao servir para a construção de objectos decorativos. Basta um pouco de boa vontade e imaginação. O ambiente agradece! Os alunos do CEF de electricidade de instalações dinamizaram, com preciosa ajuda dos professores, um atelier de reparação de electrodomésticos avariados. A comunidade educativa colaborou trazendo os aparelhos eléctricos avariados e ficou a lucrar, pois a taxa de sucesso nas reparações foi de cem por cento. Esta actividade contribuiu objectivamente para a redução de resíduos ao aumentar

o tempo de vida destes electrodomésticos e sensibilizou para a necessidade de procurar todas as soluções antes de simplesmente transformar os utensílios em resíduos. Durante toda a semana entre 22 e 26 de Novembro foi efectuada uma recolha intermédia de tampas de plástico e rolhas de cortiça, como forma de fazer um balanço da actividade “Tampa a tampa a turma encanta”, constando-se que as turmas já recolheram uma quantidade considerável destes resíduos. É uma acção de beneficência que visa ajudar a comprar instrumentos de apoio a pessoas com deficiências. Paralelamente, foram divulgadas ao

longo da semana dicas práticas de como prevenir a produção de resíduos de forma fácil. Toda a comunidade escolar e os alunos estão de parabéns pela forma como contribuíram para a divulgação e construção de um modelo de desenvolvimento sustentável em termos ambientais. Sobre a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos É um projecto de 3 anos e tem o apoio do Programa LIFE+ da Comissão Europeia até 2011. Em 2010, a Semana realizou-se entre o dia 20 e o dia 28 de Novembro de 2010.

Ano Internacional da Biodiversidade 2010: Momento para agir! No dia 9 de Dezembro foram promovidas quatro sessões de sensibilização para alunos do 6º e 8º anos, dinamizadas pela Dra. Susana Velasquez, Bióloga da Universidade de Aveiro, no âmbito do Programa Eco-Escolas, em colaboração com a SPEA (Sociedade Portuguesa para o Estudo de Aves), subordinadas aos temas Biodiversidade e conservação de aves. Estas palestras são mais uma forma informar e sensibilizar a comunidade educativa para a necessidade da preservação da diversidade biológica, uma vez que é a base da maioria dos recursos de que o homem depende, e por consequência da sustentabilidade de vida neste planeta. Este momento serviu também para a divulgação da nova plataforma “PortugalAves” da SPEA, que é utilizada em mais de 135 países e permite a quem desejar o registo online das aves, raras ou comuns, observadas em Portugal. Permite também saber que aves se encontram em cada local e promove a troca de informações entre observadores de aves nacionais e estrangeiros. Foi lançado o desafio aos alunos para participarem activamente nesta actividade, registando os seus avistamentos de aves nesta plataforma online.

As sessões terminaram com demonstrações de construção de ninhos e comedouros com materiais recicláveis, como forma de contribuir para a preservação da biodiversidade ornitológica local. Ficou demonstrada a necessidade de pequenas acções locais, pensando global, como forma de promovermos mudanças significativas na procura da sustentabilidade do nosso planeta. Com estas acções, a Escola, através do Programa Eco-Escolas, e a SPEA pretendem assinalar o Ano Internacional da Biodiversidade que as Nações Unidas declararam para 2010. A biodiversidade é constituída por uma variedade de genes, espécies e

ecossistemas que constituem a vida no planeta. Nos últimos anos tem-se assistido a uma perda gradual, mas acentuada desta diversidade, com extinções e destruições com profundas consequências para o mundo natural e consequentemente para o bem-estar humano. As principais causas deste declínio são as alterações nos habitats naturais resultantes dos sistemas intensivos da agricultura, da sobrexploração dos recursos naturais das florestas, oceanos, rios, lagos e solos, da introdução de espécies invasoras, da poluição e também das já bastante conhecidas alterações climáticas. O Ano Internacional da Biodiversidade 2010 é um ano de oportunidades para despertar a consciência das pessoas para a grave situação do nosso planeta. Prof. Jorge Almeida Dezembro de 2010 nº59


jornal do agrupamento de escolas de Valongo do Vouga

Jardins de Infância

Dia Mundial da Alimentação

4

1º Ciclo

EB1 de Macinhata a «Plantar Portugal»

No âmbito da Campanha «Plantar Portugal», no passado dia 29, a turma do 2º ano da Escola EB1 de Macinhata do Vouga, a convite da Junta de Freguesia, colaborou na plantação de árvores, na zona ribeirinha, da Sernada. Apesar do mau tempo, cumpriu-se o objectivo, também contemplado no Plano de Acção Eco-Escola 2010/11. Esta acção enquadra-se nos temas da

Biodiversidade e da Floresta. Como sempre, os alunos mostraram empenho e alegria, por contribuírem para melhorar o Planeta.

O Dia da Alimentação na Escola de S. Sebastião – Trofa No passado dia 15 de Outubro as crianças dos Jardins de Infância de Macinhata e Sernada do Vouga comemoraram o Dia Mundial da Alimentação. Com a colaboração dos Encarregados de Educação, foi possível organizar uma feira com produtos alimentares variados. As crianças participaram na confecção No dia 15 de Outubro, comemorámos o de doce de abóbora e na venda dos Dia da Alimentação, na nossa escola. Realizámos actividades divertidas, que nos produtos.

Visita à Junta de Freguesia

Os alunos da E.B.1 de S. Sebastião, na Trofa, fizeram uma visita de estudo à Junta de Freguesia da Trofa. Simularam uma Assembleia de Freguesia e levaram o seu caderno diário, porque tinham lá algumas perguntas escritas para fazer ao senhor Carlos Silva. Na entrada, a professora mostroulhes três fotografias da escola, onde ela estudou e que foi demolida, para construírem o edifício da Junta de Freguesia. Seguiram depois o secretário, senhor Paulo, até à sala, onde se realiza a Assembleia de Freguesia. Lá, ouviram explicações sobre as leis, os poderes mais importantes e os nossos deveres. O senhor presidente respondeu a algumas perguntas, tais como: Há quantos anos trabalha neste local, quando foi construída a Junta… Este foi um dia diferente, em que aprenderam muito sobre cidadania. Simão Pedro – 4º ano nº59 Dezembro de 2010

ensinaram muitas coisas. Trabalhámos em grupo na pesquisa e elaboração de materiais. Preparámos a sala para receber os alunos das outras turmas. Para os meninos do 1.º ano, colocámos papel de cenário na parede, para os desenhos e pinturas. Eles pintaram, ainda, a roda dos alimentos, montaram um puzzle e fizeram um jogo com alimentos.O workshop teve como principal objectivo, sensibilizar os participantes para esta temática e uma maior participação e articulação entre os pais e a Escola. É fundamental que os pais tenham um envolvimento mais activo

na vida escolar dos seus educandos, pois é na Instituição Família que se moldam as atitudes e as condutas e se adquirem modelos que se exteriorizam na escola. Os alunos do 4.º ano realizaram jogos de palavras: sopa de letras, crucigramas, palavras cruzadas e adivinhas. Eles escreveram, ainda, frases sobre a Alimentação, no papel de cenário. Nós participámos nestas actividades, orientámos e ajudámos os nossos colegas. O dia acabou em cheio, com uma deliciosa salada de frutas! Alunos do 3.º ano

Dia Mundial da Música

Feira traz comunidade à escola

De acordo com o Plano Anual de Actividades, no passado dia um de Outubro, na EB1 de Arrancada, em articulação com as AEC, comemorou-se o Dia Mundial da Música. As diversas actividades decorreram no pavilhão da Música, em sistema de rotatividade pelos vários ateliers: À Descoberta do Instrumento e do seu Local, Jogo de Ritmos e Timbres, Jogo do Desenvolvimento Auditivo e Motor, Sala de Cinema e Exposição de Orquestra em Papel. As crianças participaram com muito interesse e entusiasmo nas actividades realizadas.

No passado dia 15 de Outubro, a Escola do 1º Ciclo e o Jardim-de-Infância de Valongo do Vouga, uniram-se para comemorar o Dia da Alimentação, com a realização de uma feirinha, aberta para toda a comunidade. Para que tal pudesse acontecer, houve a participação massiva dos pais e encarregados de educação, com a oferta de vários bens alimentares, tendo sido a aquisição destes, feita pela comunidade em geral. Ainda no recinto escolar e, à hora de almoço, funcionou uma tendinha de fêveras e caldo verde. Esta actividade teve uma boa adesão, proporcionando o intercâmbio entre a comunidade e a escola, tendo superado as nossas expectativas.


jornal do agrupamento de escolas de Valongo do Vouga

5 Pais envolvidos, filhos bem sucedidos!

No âmbito do Projecto Território Educativo de Intervenção Prioritária – TEIP, o Agrupamento de Escolas de Valongo do Vouga promoveu mais uma iniciativa. Desta vez foi na Escola E.B. 1 de Macinhata do Vouga, no passado dia 27 de Outubro. A Acção do Formação incidiu sobre a temática “O Envolvimento dos Pais na Escola e o Desempenho Escolar dos Filhos”, contando com a colaboração do Centro Evoluir, de Oliveira do Bairro. A adesão dos pais / encarregados de educação foi boa, sendo nosso intuito um reforço cada vez maior entre a díade família, escola. É essencial que os pais se envolvam cada vez mais, pois as repercussões são francamente positivas no desempenho escolar dos seus educandos. É na Instituição família que se moldam comportamentos e atitudes, daí a importância desta intervenção de primeiro nível.

2º | 3º Ciclo Comemoração do Dia Mundial da Luta contra a Sida na EB2,3 de Valongo do Vouga

No dia 1 de Dezembro comemorou-se mais Dia Mundial da Luta contra a Sida. Na EB2,3 de Valongo do Vouga, esta data assinalou-se durante toda a semana de 29 de Novembro a 3 de Dezembro, com exposições de trabalhos, no espaço da biblioteca escolar. Ao assinalar esta data pretende-se fazer o balanço deste grande problema de saúde pública. Avaliam-se resultados, analisam-se estratégias, sobretudo, no que diz respeito à prevenção, faz-se a mise au point dos avanços terapêuticos e perspectivam-se acções futuras. No dia 2 de Dezembro, os alunos reuniramse no campo de jogos e formaram um “laço humano”, de modo a fazer saber que o vírus da Sida não se transmite por apertos de mãos ou de abraços, nem tão pouco por utilizar ou tocar na roupa de pessoas infectadas. Estas actividades tiveram a responsabilidade da biblioteca escolar em parceria com a Prof.ª Lídia Cunha. Teresa Olaio e Lídia M. Cunha

Campanha Solidária Natal 2010

Dia da Alimentação – A comprar e a vender, tudo é aprender

Estamos a proceder a uma campanha solidária de recolha de alimentos, brinquedos e roupas (em bom estado), para entregar na semana de Natal a alunos/famílias mais carenciadas da nossa escola. Para que esta iniciativa tenha sucesso e possamos entregar pelo menos um Cabaz de Natal por turma, contamos com a ajuda de toda a comunidade. Imbuídos pelo espírito natalício que se aproxima e tendo sempre presente que este não deveria ser um dia, mas todos os dias, vamos unir esforços para que estas famílias possam ter um Natal mais feliz e caloroso. Assim, vamos apelar ao espírito de solidariedade e entreajuda de todos para conseguirmos alcançar os objectivos a que nos propomos. Esta campanha continua a aceitar donativos durante todo o Ano para o próximo Natal.

Dia Mundial da Alimentação

Tal como previsto, a Escola EB1 de Macinhata, em conjunto com os Jardins de Macinhata e Sernada, com a colaboração da Comissão de Pais, levou a bom termo, a realização da Feira da Alimentação. À semelhança dos anos anteriores, verificou-se uma grande adesão, por parte da comunidade. Vieram pais, avós, vizinhos e amigos. Todos puderam comprar – a preços bastante razoáveis – produtos caseiros, tais como: frutos, legumes, cereais, bolos, doces, compotas, mel, animais e plantas. Também não faltou a habitual tômbola, que teve muita procura, por parte dos mais pequenos. Assim, considera-se que os objectivos foram atingidos, de forma bastante satisfatória. Alertou-se para as regras de uma alimentação saudável e reforçou-se a ligação escola – família – comunidade. Os Professores, Educadoras e Comissão de Pais agradecem a colaboração, daqueles que tornaram possível a realização desta actividade.

EB1 e JI de À-dos-Ferreiros No dia 15 de Outubro festejou na nossa escola o Dia Mundial da Alimentação com os meninos do Jardim de Infância. Todos os anos temos actividades diferentes e este ano foi muito giro porque preparámos uma sobremesa deliciosa: filhoses de chila. Todos participaram, o mais difícil foi tirar a casca à chila que é um tipo de abóbora, mais clara e rija, mas todos ajudaram. De seguida foi a cozer, escorreu e fez-se a massa. Nós também ajudámos a mexer. A fritura foi feita pelas professoras porque esse trabalho é perigoso para as crianças. Mas o melhor veio a seguir, comemos as

5ºC

Um grande bem-haja ao 5ºC pelo magnífico montante que angariou para a Liga Portuguesa contra o Cancro, no seu peditório anual que decorreu entre os dias 30 de Outubro e 2 de Novembro. 519,76 euros. Estas atitudes de solidariedade são cada vez mais necessárias e este grupo de alunos ajudou verdadeiramente uma causa tão nobre. Prof Benvinda Tavares

filhoses quentinhas e tão docinhas! Para terminar o dia, os meninos da escola apresentaram aos meninos do Jardim uma pequena peça de teatro que falava dos cuidados a ter com os nossos dentes Foi um dia diferente e muito divertido! EB1 e JI de À-dos-Ferreiros

Dezembro de 2010 nº59


jornal do agrupamento de escolas de Valongo do Vouga

6

Dia Mundial da Alimentação Com o objectivo de sensibilizar a comunidade escolar para os benefícios de uma alimentação mais saudável e promover hábitos e práticas de saúde alimentar, nos dias 14 e 15 de Outubro comemorou-se o Dia Mundial da Alimentação, no âmbito do Projecto de Promoção e Educação para a Saúde do Agrupamento e do Grupo de Ciências da Natureza. Foram realizadas diversas actividades, entre elas, a escolha de uma ementa equilibrada e do agrado dos alunos para o almoço do dia 14 de Outubro; no átrio principal da escola, foi montada a Roda dos Alimentos com alimentos verdadeiros, a exposição “Brincar com os alimentos” e a divulgação dos resultados estatísticos do Índice de Massa Corporal (IMC) dos alunos da Escola EB 23 de Valongo do Vouga, cuja recolha foi feita pelos docentes de Educação Física e tratamento estatístico da responsabilidade da docente Ana Cristina, Coordenadora do PPES. Da análise dos dados obtidos podemos concluir que apenas 57% dos alunos

apresenta Peso desejável, tendo os restantes um peso desajustado à sua estatura. Destes, 33% apresenta Baixo peso, 9% tem Excesso de peso e 1% Obesidade de grau I, sendo sobretudo do género feminino. Os alunos com Excesso de peso e Obesidade de grau I são todos do 3.º ciclo de escolaridade, enquanto que os alunos com Baixo peso distribuem-se por todos os anos de escolaridade. Com o objecto de melhorar o estado de saúde global dos nossos jovens, inverter a tendência crescente de perfis de doenças associadas a uma deficiente nutrição e promover a saúde dos jovens, especificamente em matéria de

SALADA DE FRUTAS “Criação de adivinhas”

Qual é o nome da cantora Pop que tem os símbolos químicos Lantânio, Disprósio e Gálio? LaDy GaGa Qual é o animal que tem como símbolos químicos Cobre, Carbono e Oxigénio? CuCO Qual é o grau de parentesco que atribuis ao irmão da tua mãe? TiO (Titânio e Oxigénio) Os alunos da turma do 7.º C também Tu a dançares tens uns pés de …. quiseram comemorar o Dia Mundial da Adivinha como termina a frase? Alimentação, através da preparação de Chumbo (Pb) uma salada de frutas para o lanche, por eles confeccionada e com as frutas por “Construção de palavras, através dos eles escolhidas. O empenho e a alegria símbolos químicos” estiveram sempre presentes. Esta Ra, Ag, O - AgORa actividade enquadrou-se na Área Projecto, Na, Ba, Na- BaNaNa no tema da Educação para a saúde N, Br, I, C, Ar - BrINCAr O, Ti - TiO alimentar.

DEIXEMOS O SEXO EM PAZ No âmbito do Projecto de Promoção e Educação para a Saúde do Agrupamento, teve lugar no passado dia 2 de Dezembro um espectáculo de teatro intitulado “DEIXEMOS O SEXO EM PAZ”, pela companhia de teatro MARIA PAULOS. Foram convidados a assistir ao espectáculo os alunos do 3.º ciclo e decorreu no Auditório da Casa do Povo de Valongo do Vouga. Monólogo em tom de comédia, onde a brincar se trataram muito a sério as coisas do sexo que ainda são tabu. Professores e alunos manifestaram o seu agrado pelo espectáculo, considerando-o muito divertido e admiraram o excelente desempenho da actriz Maria Paulos. nº59 Dezembro de 2010

alimentação saudável e actividade física, está a ser elaborado um Projecto-piloto de Intervenção no nosso Agrupamento, em parceria com o Centro de Saúde de Águeda. Prof Ana Abrantes

“A Química é divertida!”

“Simbologia Química” Desde a antiguidade que os alquimistas sentiram necessidade de uma simbologia própria para representar os vários elementos químicos. A primeira ideia foi representar os átomos dos diferentes elementos por desenhos inspirados na Astrologia (por exemplo: o ouro era identificado pelo símbolo do Sol e a prata pelo símbolo da Lua). Estes símbolos foram ao longo dos tempos sofrendo alterações. O seu uso apenas se veio a generalizar a partir do século XIX, quando Dalton propôs os seus próprios símbolos. Mas os símbolos de Dalton, tal como os anteriores, também não eram fáceis de memorizar e desenhar. Foi o químico sueco Jons Jakob Berzelius (1779-1848) que, em 1814, propôs que os símbolos fossem constituídos apenas por uma ou duas letras do seu nome escrito em latim, grego ou inglês, sendo a primeira letra maiúscula e a segunda, quando Paralelamente, foi divulgada diversa necessária, minúscula. informação nos diferentes espaços da Os símbolos são adoptados escola e distribuídos aos alunos diversos internacionalmente. materiais pedagógicos, gentilmente Alunos do 8.º ano oferecidos pela Comissão Distrital de Luta contra a Sida, de Aveiro. A coordenadora do PPES


7

jornal do agrupamento de escolas de Valongo do Vouga

XVI Olimpíadas do Ambiente

As XVI Olimpíadas do Ambiente são um concurso que apresenta três modalidades de participação: “Ambiente à Prova”, “Ambiente e Cidadania” e “Ambiente e Arte”. As Olimpíadas do Ambiente têm como objectivos fundamentais: - Incentivar o interesse pela temática ambiental; - Aprofundar o conhecimento sobre a situação ambiental portuguesa e mundial; - Estimular a capacidade oral e escrita; - Promover o contacto com situações experimentais concretas; - Desenvolver o espírito e curiosidade científica; - Estimular a dinâmica de grupo e espírito de equipa, assim como a cooperação. A modalidade “Ambiente à Prova”, em que a nossa escola está inscrita, é um concurso de problemas e questões dirigido aos estudantes do 7º ao 12º ano de escolaridade do ensino diurno e nocturno de escolas públicas, privadas ou do ensino cooperativo no território nacional, incluindo as regiões autónomas da Madeira e dos Açores.

Compreende duas categorias distintas, dirigidas a alunos dos seguintes níveis: - 7º ao 9º ano de escolaridade - Categoria Júnior - 10º ao 12º ano de escolaridade Categoria Sénior Inclui duas eliminatórias e uma final nacional. As provas escritas são individuais e sem consulta. As datas das eliminatórias e da Final Nacional obedecem ao calendário seguinte: - 1ª Eliminatória - 16 de Dezembro de 2010 - 2ª Eliminatória - 22 de Fevereiro de 2011 - Final Nacional - 28, 29, 30 de Abril e 1 de Maio de 2011 A modalidade Ambiente à Prova terá como tema central “Água”, focando as ameaças globais, conservação da natureza, estilos de vida, política ambiental, poluição, realidade nacional e recursos naturais A 1ª Eliminatória consiste num teste escrito individual constituído por 30 questões de escolha múltipla (Parte I) e por uma pergunta de desenvolvimento (Parte II). As cotações a atribuir são de 30 pontos para as questões de escolha múltipla (um ponto por cada resposta certa). A resposta à pergunta de desenvolvimento será levada em consideração, pela Comissão Organizadora, no caso de empate na tabela geral das classificações. Em cada categoria serão admitidos à 2ª Eliminatória os 200 melhores classificados a nível nacional. Serão ainda seleccionados os três alunos que obtenham a melhor pontuação em cada Escola concorrente (depois de retirados os já seleccionados pelo critério anterior), desde que a sua pontuação não seja inferior a 40% do valor máximo da prova A 2ª Eliminatória inclui um teste escrito com 30 questões de escolha múltipla e

duas perguntas de desenvolvimento, que se baseiam em propostas de resolução de problemas ambientais concretos. Avaliação Pontuação Parte I 30 questões de escolha múltipla 30 pontos Parte II 1ª questão de desenvolvimento 10 pontos 2ª questão de desenvolvimento 10 pontos

para aprenderem coisas novas, de forma a poderem dar uma explicação científica do que hoje fizemos, ou seja, a realização de novas aprendizagens. No final os alunos visionaram um filme intitulado “ Carta escrita em 2070”, onde aborda a situação do Planeta Terra e o desperdício da água que actualmente

fazemos, e a falta que ela nos virá a fazer no futuro, bem como a recitação de algumas poesias de António Gedeão e António Aleixo. Esta actividade esteve a cargo da Biblioteca Escolar, com a colaboração das Professoras Rosa Matos, Adelina Tondela

A Final Nacional realizar-se-á no Algarve - Faro, entre 28 de Abril e 1 de Maio de 2011, com os concorrentes apurados em cada categoria A Final Nacional é constituída por uma prova escrita individual com 50 questões de escolha múltipla e por uma prova oral em grupo. Os grupos e temas da prova oral serão divulgados uma semana antes da Final Nacional. A classificação de cada uma destas provas tem um peso de 50% na nota final. A Final Nacional, além das provas, incluirá actividades relacionadas com o tema central do projecto A cerimónia de encerramento e entrega de prémios será a única actividade da Final Nacional em que os Encarregados de Educação e Professores dos finalistas poderão estar presentes. Em cada categoria será atribuído um grande prémio e dois segundos lugares ex equo. Serão entregues prémios de presença e um certificado de participação a todos os concorrentes Na nossa escola estão inscritos para esta modalidade das XVI Olimpíadas do Ambiente, cerca de 40 alunos do 3.º ciclo. A Coordenadora das Olimpíadas do Ambiente

Prof Ana Abrantes

Dia da Ciência na EB2,3 de Valongo do Vouga

No dia 24 de Novembro, comemorouse o Dia Mundial da Ciência na EB2,3 de Valongo do Vouga, com a vinda dos alunos do 4.º ano da Eb1 de Arrancada a esta escola. Os alunos participaram activamente realizando variadas experiências, descobrindo o lado positivo das Ciências, nomeadamente das Ciências Físico – Químicas, ambas carregadas de magia, perspicácia e sabedoria. Estes alunos, estarão na Eb2,3 no próximo ano lectivo, para conhecerem novos professores e novos colegas, e

Dezembro de 2010 nº59


jornal do agrupamento de escolas de Valongo do Vouga

8

Comemoração dos 100 anos da República

A Revolução de 5 de Outubro

A Implantação da República Portuguesa foi o resultado de um golpe de estado organizado pelo Partido Republicano Português que, no dia 5 de Outubro de 1910, destituiu a Monarquia Constitucional e implantou um regime Republicano em Portugal. Na imagem ilustrativa deste acontecimento estão alguns objectos que não existiam nesta data. Descobre Quais São.

nº59 Dezembro de 2010


9

jornal do agrupamento de escolas de Valongo do Vouga

Dezembro de 2010 nยบ59


jornal do agrupamento de escolas de Valongo do Vouga

10

Biblioteca

Palestra proferida por D. Ximenes Belo “Direitos Humanos – Defesa e Violação” E. B. 2, 3 de Valongo do Vouga, 23 de Novembro de 2010 A nossa Escola e toda a comunidade envolvente viveram um dia de grande exultação com a presença de tão ilustre figura, Prémio Novel da Paz em 1996, D. Ximenes Belo. A Vila de Valongo do Vouga engalanou-se para o receber de forma honrosa e muito afável. Uniram-se esforços e a Escola pode contar com a ajuda da Câmara Municipal de Águeda, Junta de Freguesia e Casa do Povo de Valongo do Vouga, Fundação Nossa Senhora da Conceição e diversas empresas da região (Lanidor, Ramalhos, Aguimóveis, Aramague, Ferreira & C.ª, Caves da Montanha, Caves Primavera, Pastelarias Flor do Vouga e Doce Vouga). D. Ximenes Belo foi recebido na Junta de Freguesia, pelo Presidente Sr. Carlos Alberto, pelo Director do Agrupamento de Escolas de Valongo, Professor António Portela e restantes membros da Direcção, Câmara Municipal de Águeda, Bispo de Aveiro, Pároco de Valongo, Governador Civil de Aveiro, Guarda Nacional Republicana e muitos populares que não quiseram deixar de assistir a este momento. A recepção foi feita ao som de músicas entoadas pela Escola de Música de Valongo do Vouga e de danças típicas Timorenses. Seguiu-se um pequeno discurso já no interior do edifício, onde o Presidente da Junta presenteou D. Ximenes Belo, com uma bonita peça em prata. A comitiva seguiu para a Fundação Nossa Senhora da Conceição, fazendo uma breve visita às instalações e seus utentes, sucedendo-se um almoço muito agradável e bem confeccionado. Cerca das 14:15, D. Ximenes Belo dirigiu-se para a Escola E.B. 2,3 de Valongo do Vouga onde o aguardava uma aprazível recepção. Este foi um momento de grande emoção, os alunos fizeram um “cordão humano”, acenando com bandeirinhas de Portugal e Timor, ao som de bonitas canções. Para isso, contamos também com a presença dos alunos do Pré-Escolar e do 1.º Ciclo de Arrancada do Vouga. Este cordão ladeou todo o percurso percorrido por sua Iminência desde a entrada principal até ao pavilhão desportivo. Já no interior do Pavilhão alguns alunos entoaram melodias, proferiram poemas e exibiram peças de teatro, especialmente preparados com alguns dos seus professores, para esse dia tão especial. O espaço físico estava muito agradável e por detrás da mesa da Palestra podia apreciar-se uma bonita pintura alusiva à formação da lha de Timor, realizada pelos Professores Paulo Santos e Olívia Rosendo. A Palestra decorreu de forma atractiva e sobretudo instrutiva, havendo lugar a um debate, onde os alunos puderam questionar e interagir mais proximamente com D. Ximenes Belo. Durante a sessão de encerramento foram entregues a D. Ximenes alguns donativos para ajudar na reconstrução de Timor, gentilmente cedidos por alguns beneméritos da nossa região. Concomitantemente, sua Excelência foi presenteada com algumas lembranças de alunos, professores e entidades da região. No final houve um pequeno Coffee Breack, no acolhedor espaço da Biblioteca Escolar, onde se pode confraternizar de forma mais informal, bebericando uma chávena de chá acompanhada por um típico pastel de Águeda. Bem-haja a todos os que contribuíram para que este fosse de facto um dia memorável para a nossa Escola. Queremos agradecer (na qualidade de dinamizadoras da actividade, Professora Teresa Olaio e Técnica Superior de Serviço Social Fernanda Bastos), ao Órgão de Gestão bem como a todos que nos ajudaram, auxiliares e docentes, destacando em especial os professores João Lemos, Vitor Martins, Susana Sucena, Paulo Santos, Olívia Rosendo e professor Chichorro. Agradecemos ainda a presença de dois escritores da nossa região, D.ª Júlia Magalhães e Sr. António Rachinhas, que tão gentilmente aceitaram o nosso convite. Estamos certas que D. Ximenes Belo e também as crianças de Timor têm Valongo do Vouga nos seus corações e levarão este nome além fronteiras! Professora Teresa Olaio Técnica Superior de Serviço Social Fernanda Bastos

nº59 Dezembro de 2010


11

jornal do agrupamento de escolas de Valongo do Vouga

Desporto Escolar

Palavras Cruzadas Localiza entre as letras do quadro as palavras indicadas, tendo em atenção que se podem ler em qualquer direcção ou sentido ANDEBOL BASQUETEBOL CANOAGEM CICLISMO ESGRIMA FUTEBOL HIPISMO NATAÇÃO PUGILISMO RÂGUEBI REMO VOLEIBOL

Dança na Escola Não tenho jeito para dançar, nunca dancei, sou pior que um poste, tímido(a), envergonhado(a)….Será que consigo dançar? Identifica os vários tipos de dança.

Jogo das Expressões

Dezembro de 2010 nº59


jornal do agrupamento de escolas de Valongo do Vouga

12

A pensar na saúde O futuro começa hoje As possibilidades de cada um dependem da herança genética, do estilo de vida adoptado, da idade, da alimentação e da prática regular e adequada de actividade física. Todos temos de nos preocupar com a nossa qualidade de vida. Para atingir um nível óptimo, devemos cuidar do nosso corpo e da nossa condição física. Actualmente, diz-se que a qualidade de vida está a diminuir e apontam-se os principais factores: o aumento do stress, a poluição, menos tempo para actividades físicas e de lazer, uma alimentação mais rápida e de menor qualidade, um reduzido contacto com a Natureza, etc. Assim, todos temos de nos preocupar com a nossa qualidade de vida. Observa as figuras e identifica as actividades que contribuem para um estilo de vida activa e saudável. Dez Regras para te manteres activo 1. Introduz, no teu quotidiano, gestos e atitudes que privilegiam a prática de actividades físicas. 2. Sempre que tiveres oportunidade, participa nos jogos e competições organizados pela tua Escola. 3. Reserva, no mínimo, 30 minutos diários para praticares actividade física, pois podem fazer a diferença no teu futuro. 4. Organiza, com os teus companheiros e amigos, caminhadas, passeios e percursos ao livre. 5. Nas férias, mantém o teu nível habitual de actividade física e experimenta novas actividades. Quando voltares, procura integrá-las no teu dia-a-dia. 6. Encontra percursos e meios alternativos para te deslocares para a tua Escola. 7. Nos teus tempos livres, aproveita os espaços disponíveis da tua Escola e utiliza-os como áreas de recreio e lazer. 8. Promove, com os teus amigos, equipas, clubes e competições. 9. Sempre que possível, sobe as escadas em vez de utilizares o elevador. 10. Dançar é um meio privilegiado de fazeres actividades físicas e de te divertires. Escolhe bem os locais em que o podes fazer.

English Christmas Pecan Pie Bars (barrinhas de nozes) Ingredients • 1 cup butter, softened • 1/2 cup sugar • 2 cups flour • 4 Large eggs, beaten • 1-1/3 cups brown sugar • 1-1/2 teaspoons Vanilla extract • 2 cups Pecans, toasted & broken into pieces Preheat oven to 180ºC. In a large bowl, beat butter, sugar with an electric mixer until it is creamy. Add the flour. Beat well after each addition. Press into the bottom of a baking dish. Bake for 15 to 20 minutes, or until crust is golden brown. In a large bowl, whisk together eggs, brown sugar and vanilla until combined. Use a mixing spoon or rubber spatula to mix in the pecans. Pour the pecan mixture over the baked crust. Bake for +- 15 to 20 minutes. Cool completely in the pan. Cut into squares and serve. nº59 Dezembro de 2010

Prof Rui Calhau


13

jornal do agrupamento de escolas de Valongo do Vouga

Português Horas Vazias

Não tenho nada para fazer. Está tudo sossegado; demasiado sossegado para o meu gosto. Ponho-me a andar para cima e para baixo, só para passar o tempo. Mas quando queremos que o tempo passe o malvado não passa! E quando nos estamos a divertir passa a correr. É um grande desmanchaprazeres, o tempo. Ligo a televisão. Pfff, não está a dar nada de jeito. Desligo-a e sento-me a pensar. “ O que é que vou fazer?”. Decido ir dar uma volta pela casa. Vou à cozinha, mas lá não há nada para fazer. E na sala e no quarto também não. A casa está às moscas. Puxo o rabo do gato, só para me entreter, mas ele zanga-se e arranha-me. Vou à casa de banho para desinfectar o arranhão, e tropeço numa coisa com palavras e com desenhos. Um amigo meu disse-me que é um livro e que é muito divertido ler. Mas eu não sei o que é ler, nunca experimentei. A mãe gosta de ler revistas cor-de-rosa, daquelas que dizem que a Ti Maria casou com o Ti Jaquim e são

Amigos do 6ºC

Somos as gémeas Alexandra e Bruna e temos onze anos. Gostamos muito dos nossos nomes e dos nossos amigos, que são muitos! Temos amigos que são muito engraçados e que nos fazem rir. Vamos apresentarvos alguns e as alcunhas por que são conhecidos. Começamos pelo “Autocarro”, que não pára de perguntar as horas para não perder o autocarro; a “Namoradeira” porque anda sempre a trocar de namorado; “Olhos misteriosos” porque tem uns olhos muito bonitos (não sabemos se verdes ou azuis) e nós pensamos que ela é tímida, mas não, ela por vezes está quieta mas depois fica logo toda animada; a “Esfregona” porque tem o cabelo todo encaracolado e também parece um fio de esparguete porque é muito magra, quase que lhe poderíamos chamar “Lingrinhas” que é como a Rute chama a uma de nós (Bruna). Temos outros amigos que não têm alcunha mas de quem também gostamos muito. A nossa amiga Nádia é muito alta e joga muito bem andebol. Às vezes, até nos impressiona com a sua habilidade para o jogo; a Joana é pequena mas consegue fazer coisas que nós não conseguimos – sabe fazer a espargata, sabe fazer a roda (até com uma só mão) e é muito gulosa; a Soraia anda sempre na brincadeira com os rapazes, é uma “Maria rapaz”; a Tatiana, que é uma verdadeira artista, gosta muito de dançar e de cantar. Ainda temos outros que não podem estar connosco porque andam noutra escola mas não deixamos de ser

ambos famosos. O pai prefere ler um jornal sobre futebol chamado “ A Bola”. Eu gosto muito de jogar futebol, mas quando se joga futebol está-se a mexer e a ler estamos parados, quietos. Estar quieto é uma coisa chata. Pego no livro e sento-me a ler. O livro chama-se “Horas Vazias”. Leio a primeira palavra. Gostei da sensação. Leio uma frase, e depois outra. Já li dois capítulos e estou a gostar muito. Afinal ler até é giro, mas podia ser mais mexido. Entra o meu irmão mais velho. Ele é muito grande e chama-me minorca, mas eu sei que ele gosta de mim. Mas hoje eu acho que ele se esqueceu que gosta de mim, porque andámos à porrada e ele aleijou-me. Fico a chorar e saio de casa. Vou para casa da minha avó, porque ela é boa para mim e porque tem rebuçados. Quando lá chego ela dá-me um beijo e vai a correr fazerme um lanche. Eu acho que a culpa de haver obesidade mórbida está nas avós, porque não conheço nenhuma avó que não afogue os netos com pão com compota. “Gordura é formosura”, dizia-se antigamente. Mas acho que deixou de ser verdade, porque tenho

quase a certeza que neste momento há uma modelo a saltar refeições ou a fazer batidos à base de ovos de codorniz misturados com algas do Mar Morto. Mas eu estava a falar da minha avó. Então, depois de comer fui jogar às escondidas com o meu primo. Perdi por 10-20, mas porque ele fez batota, que eu sou melhor que ele. Cá eu acho que perdi 20 quilos hoje, com tanta coisa que fiz. Mas não se preocupem que a minha avó já está a tratar de os pôr de novo! João António Duarte, 5ºB

grandes amigos e divertimo-nos muito no fim-de-semana e durante os treinos/ jogos de andebol. E pronto! Estão apresentados alguns dos nossos amigos. Resta acrescentar um pouco mais sobre nós duas. Claro que somos iguaizinhas (ou quase!), guerreamos pela roupa que a nossa mãe compra quando ela é diferente, temos a mesma comida favorita, temos um irmão que anda no segundo ano de Engenharia Electrónica e Telecomunicações, na Universidade de Aveiro, que é muito guloso e brincalhão e também é muito nosso amigo. E agora sim! Estão feitas todas as apresentações. Alexandra e Bruna Almeida – 6ºC Outubro de 2010

Dezembro de 2010 nº59


jornal do agrupamento de escolas de Valongo do Vouga

14

Especial Halloween Hallowe’en was celebrated at our school on the 5th of November due to adverse weather conditions on the 29th October. Nevertheless it was a heck of a party! We had lots of students (including preschool and primary school students) watching and participating in the Hallowe’en Parade and also many creatively decorated pumpkins! There was time to Trick or Treat and the students showed how creative they were as far as Hallowe’en costumes go! Have a look! All the outfits created by the students were remarkable and the teachers had a hard time picking out the winners. After careful consideration, the first prize was given to our little bride corpse Beatriz Leal, no.6 of 5ºB. The second prize was awarded to a very creative bride team, Anabela Fernandes, no.1 of 6ºA together with Mara Santos, no.9 of 8ºB. Last but not least, we had a third prize tie: On the one hand, four horrible but very original witches from 7ºA (Ana Rita Arede, no.2; Daniela Gonçalves, no.8; Mª Beatriz Bastos, no.21 and Mª João Tondela, no.22) on the other hand, from 9ºA, the lovely scary witches Paula Alves, no.16 and Raquel Mendes, no.18. Congratulations! There were also some very colourful and frightening pumpkins decorating our school. Here are the results for the best Hallowe’en Pumpkin: 5ºA (Marco Lino) and 8ºA. CONGRATULATIONS!

nº59 Dezembro de 2010


15

jornal do agrupamento de escolas de Valongo do Vouga

What do you know about Halloween? Halloween, or Hallowe’en, is a holiday celebrated on the night of October 31st. Halloween activities include trickor-treating, ghost tours, bonfires, costume parties, visiting “haunted houses” and carving jack-o-lanterns. The term Halloween is shortened from All-hallow-even, as it is the eve of “All Hallows’ Day”, which is now also known as “All Saints’ Day”. Irish and Scottish immigrants carried versions of the tradition to North America in the 19th century. Other western countries embraced the holiday in the late 20th century. Halloween is celebrated in several parts of the Western world, most commonly in Ireland, the United States, Canada, Puerto Rico and the United Kingdom and occasionally in parts of Australia and New Zealand. Isabel Amaro and Cristina Carvalho

Dezembro de 2010 nº59


jornal do agrupamento de escolas de Valongo do Vouga Multimédia :O Jornal “O Bocas” assim como todos Blog do Eco-Escolas os que participam na sua produção desejam a todos umas Boas Festas. Links a destacar: Blog do Agrupamento

http://ecoescolaseb23vv.wordpress.com

16 Blog da Associação Estudantes

de

http://aeeb23vv.wordpress.com

http://eb23vvactividades.wordpress.com

História EARSCHPLITTENLOUDENBOOMER Como é que o reconhecimento da existência do poder das instituições afecta a concepção da natureza humana…? Habitualmente com teorias…! Para Hobbes o homem é um animal feroz cujos limites são impostos pelo Estado; já para Rousseau o homem apresenta-se como um nobre selvagem cujo estigma induzido por instituições sociais erradas o perverteu. As instituições têm vindo a ser pensadas como forças humanistas mas também consideradas como influências corruptoras. De qualquer maneira, a ideia geral é de que todas as organizações sociais são imposições exógenas, em áreas onde a natureza humana é uma agregação endógena. O devido entendimento daquilo que a natureza humana implica, requer que nos ausentemos da versão individualista, que tem vindo a ser assimilada ao longo dos séculos e que se tornou difícil de desalojar apesar de os seus encantos transparentes se apresentarem exíguos. Entretanto, a velha teoria da natureza humana como invariável, segue o seu curso… Quando descobrimos que alguém na antiguidade cometeu uma infracção semelhante àquela que acabámos de ler no jornal, quando encontramos evidências nos livros de história de políticos corruptos ou exemplos camuflados de bondade espontânea em povos esquecidos nas penumbras dos tempos, sentimos que há esperança. Plus ça change, plus c’est la même chose; gostamos de enfatizar, no entanto, apercebemo-nos que justificámos o mais pelintra curto prazo existencial. Aqueles que extraem segurança desta visão, fazem-no porque se encontram confinados num conjunto de ideias culturais, não possuindo uma apreciação nº59 Dezembro de 2010

qualitativa dos outros, sobretudo dos antigos. Crenças são ideias nocivas que interiorizadas emocionalmente acabam por se transformar em silogismos falaciosos utilizados retoricamente e indiscriminadamente de uma forma anárquica. O seu conteúdo pode ser analisado experimentalmente. Os seus axiomas proporcionam a consistência que encontramos no chão que caminhamos, e somente essas proposições são necessárias para sistematizar os achados empíricos. Para um peixe cujo habitat característico

se encontra confinado a vinte metros de profundidade num raio de doze milhas de oceano, podendo nadar em qualquer direcção, a possibilidade de vir à superfície ou atingir o fundo, é uma inconsistência da Natureza. Prof Queirós Ribau Jornal “O Bocas” nº59 Dezembro de 2010 Agrupamento de Escolas de Valongo do Vouga Rua Inspector Arménio Gomes dos Santos 3750-808 Arrancada do Vouga Tel. 234645337 Fax. 234646298 http://obocas.wordpress.com http://www.eb23valongodovouga.net Coordenação, edição, paginação, fotografia, edição de imagem: Professor João Vidal Lemos


Jornal O Bocas nº 59