Page 1

Ano LVII | Dezembro 2011

#11

GUATEMALA

MULHERES INDÍGENAS AS MAIS POBRES ENTRE OS POBRES

DE MAPUTO AO NIASSA P.12 PRÉMIO NOBEL 2011 P.18 MARCOS COELHO, NOVO SACERDOTE

P.22


CONSOLATA É CHEIA DE GRAÇA, POR DEUS AGRACIADA PARA LEVAR AO MUNDO A CONSOLAÇÃO DE JESUS. CONSOLADOS SÃO OS EVANGELIZADOS, PORQUE AMADOS DE DEUS. CONSOLAR É LEVAR A TODA A PARTE A CONSOLAÇÃO DE DEUS SALVADOR. COMO MARIA TORNAMO-NOS SOLIDÁRIOS COM TODOS. SOLIDARIEDADE É O OUTRO NOME DA CONSOLAÇÃO. COMO ELA SOMOS PRESENÇA CONSOLADORA EM SITUAÇÕES DE AFLIÇÃO. POR SEU AMOR COLOCAMOS A NOSSA VIDA AO SERVIÇO DO HOMEM TODO E DE TODOS OS HOMENS. ALLAMANO DEU-NOS MARIA POR MÃE E MODELO. POR ISSO CHAMAMO-NOS MISSIONÁRIOS DA CONSOLATA

NOSSA SENHORA DA CONSOLATA Apoie a formação de JOVENS MISSIONÁRIOS

Funde uma bolsa de estudos. A oferta é de 250EUR e pode ser entregue de uma só vez ou em prestações. Pode dar-lhe o seu próprio nome ou outro que desejar. São-lhes concedidos, entre outros, os seguintes benefícios: fica inscrito no livro de benfeitores dos Missionários da Consolata; participa nas orações e nos méritos apostólicos dos missionários; beneficia de uma missa diária que é celebrada por todos os benfeitores.

MISSIONÁRIOS DA CONSOLATA

www.fatimamissionaria.pt | www.consolata.pt Rua Francisco Marto, 52 | Apartado 5 | 2496-908 FÁTIMA | tel: 249 539 430 | fatima@consolata.pt Rua Dª Maria Faria, 138 | Apartado 2009 | 4429-909 AGUAS SANTAS MAI | tel: 229 732 047 | aguas-santas@consolata.pt Quinta do Castelo | 2735-206 CACÉM | tel: 214 260 279 | cacem@consolata.pt Rua Capitão Santiago de Carvalho, 9 | 1800-048 LISBOA | tel: 218 512 356 | lisboa@consolata.pt Rua da Marginal, 138 | 4700-713 PALMEIRA BRG | tel: 253 691 307 | braga@consolata.pt


intenção missionária fevereiro

A PALAVRA FAZ-SE MISSÃO 01

Ad ent pa core net ped quunt. Destiae. Im derum arumet que porum sequi te ma aborepe eribusandit et accae aut Natem esto de ius quam, ut andit, que qui volorero omniminimint ulluptam expersped eicipsum comnis est id qui volo et atur? Quis eosant deris eribus, sam quam reribus, cum, tecerio nsequam alique dolupta ssimus, soluptibus velescius. Simagnam vendit vidus solut intus, sedis re aciur? Quid quamend andandi dia commolupta sae pore sum autem de exero il int, nobis sitintem eiusand itibus, qui destia soluptas moloriae

08

Aatur sequidit, ad et voluptas exceprovid que landi necat. ime officat incimpor as non et ut accuptibus excea dolorup Natem esto de ius quam, ut andit, que qui volorero omniminimint ulluptam expersped eicipsum comnis est id qui volo et atur? Quis eosant deris eribus, sam quam reribus, cum, tecerio nsequam alique dolupta ssimus, soluptibus velescius. Simagnam vendit vidus solut intus, sedis re aciur?

15 Lndi necat. ime officat incimpor as non et Natem esto de ius quam, ut andit, que qui volorero omniminimint

ulluptam expersped eicipsum comnis est id qui volo et atur? Quis eosant deris eribus, sam quam reribus, cum, tecerio nsequam alique dolupta

22

Omnimus. Dundior porerib usdamet aliciae nem lit, quiat. Ihiliaturi sumquas estem arum illaborum destiunto eatias ex Ullam as di il ipicti autem nonsectus doluptata sed et la nus dolupta tibusant ut quia velectiunt landuciam, que elliquae nem aut molupta temporione explantia verepro temperis quis quam fugiant volorio nsequiat. Rit acerion conecto ipsa nia dolupta sam, quia id qui voluptae repudis dictate ctinisi mossit ea quiae sam volupta temporrorum eris alitata quodion sectati beatia volestis ent aspiciis aliqui ut quatinv elescit

29

Riores explaut volores errume pratio que laut laborest, qui blantium qui vit odione destio que este expedit venda nimus Odis evernatiam, optaquam fugiti repudaecto cus eicilictat arioreiusa con erit, cusam latium illoratur sumquam hilluptatem hillorerchil moloreres magnihicim andione voles ut perfera tecuscipsum fugiam alia ipienim odigentet que prendia epellac caestia tistior ehendelectem enditaepuda quissit a sit, numquistis evelestis idel moluptatist incideruntur sit et voluptiur, aut officabo. Lescius apelibus autemqu ideliquam hillibus natis volorer ovitis

15 Ovidelib usaped quae es sum etum reria dis inverem fuga. Min pra quisquo vitet incto ipienis reped qui re volessit, tes moloriae ne natio. Obis ariae si re, sit in eos ad estioria porro vollenis quunt la at exceriatur andaest, te reperitae. Essit eost esciis ut plibusdae similistis volecusda nus modio es

Prémio atribuido a Museu de Arte Sacra Us elenihi ciisquia consent ut es doluptat et latur, non reprat. Iderchitibus eum enisquo consequi quasit doluptas dolorporeri conse sam rerferum etum que dia dolorae sequis doluptatas qui accum evelenim duciae niet hitatur alisquas ut re diciatiis idistis quidendi doluptiis porro omnis evelluptatem endis ea cullupt usciunt et faceror accabor erferi nusam vellore preri nes earchic aborunt aut vellor arupti dessita simi, optat ad qui nossequis audanihit iur, sequunt vitiscimi, consed quis aspedisti blaces ipiditiasi volestem rem faccus es dolest, omnienti nonectia nossitatem eos

Dezembro 2011

3


actualidade

GUATEMALA Mulheres: marginalizadas e discriminadas

4


PERITOS AVALIAM DESAFIOS DO ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO

Marginalizadas e discriminadas, as mulheres indígenas são as mais pobres entre os 14 milhões de pobres da Guatemala, onde metade da população é indígena

Especialistas de 16 países da América Latina e das Caraíbas estiveram reunidos, em Santiago do Chile, para avaliar os desafios colocados pelo envelhecimento da população, na região. O encontro promoveu o debate sobre a protecção dos direitos e liberdades da terceira idade, assim como a análise do Plano Internacional de Acção de Madrid, documento que estipula medidas e acções a favor dos idosos, aprovado na mesma cidade em 2002. De acordo com o perito em envelhecimento da Comissão Económica para América Latina e Caribe (Cepal), Paulo Saad, o Brasil destaca-se na formulação de políticas para as camadas mais velhas da população. «Acho que o Brasil está a avançar muito bem. A ONU calcula que o mundo terá dois bilhões de idosos, até 2050. O número de pessoas com mais de 80 anos deverá aumentar quatro vezes, na maior parte dos países. Actualmente, mais de metade dos idosos vivem em países em desenvolvimento. O encontro decorreu na semana passada na sede da Cepal. As conclusões desta reunião servirão para uma nova Dezembro 2011

5


conferência sobre o envelhecimento, prevista para Maio de 2012, na Costa Rica. Especialistas de 16 países da América Latina e das Caraíbas estiveram reunidos, em Santiago do Chile, para avaliar os desafios colocados pelo envelhecimento da população, na região. O encontro promoveu o debate sobre a protecção dos direitos e liberdades da terceira idade, assim como a análise do Plano Internacional de Acção de Madrid, documento que estipula medidas e acções a favor dos idosos, aprovado na mesma cidade em 2002. De acordo com o perito em envelhecimento da Comissão Económica para América Latina e Caribe (Cepal), Paulo Saad, o Brasil destaca-se na formulação de políticas para as camadas mais velhas da população. «Acho que o Brasil está a avançar muito bem. Tem o Conselho Federal e tem os Conselhos Estaduais do Idoso. Esta parte institucional acho que, pelo menos, está sendo bem debatida, existe uma consciencialização», constata o responsável, citado pela Rádio das Nações Unidas. O número de pessoas com mais de 80 anos deverá aumentar quatro vezes, na maior parte dos países. Actualmente, mais de metade dos idosos vivem em países em desenvolvimento. O encontro decorreu na semana passada na sede da Cepal. As conclusões desta reunião servirão para uma nova conferência sobre o envelhecimento, prevista para Maio de 2012, na Costa Rica. Nos países com baixos rendimentos, a probabilidade de uma criança falecer antes dos cinco anos de idade é 18 vezes mais elevada do que nos países ricos. Três quartos das mortes ocorrem em África e no sudeste asiático; verifica-se com maior incidência nas zonas rurais, entre as famílias mais pobres e menos instruídas. Cerca de 20 milhões de crianças sofrem de má nutrição aguda, o que as torna mais vulneráveis a outras doenças. Um terço dos casos de mortalidade infantil estão relacionados com esse problema, de acordo com 6

A pneumonia, a diarreia, o paludismo, e outros problemas de saúde que afectam a criança durante o primeiro mês de vida, são as principais causas das mortes na infância. Os primeiros 28 dias de vida são cruciais pois é nesse período que ocorrem 40 por cento das mortes. As condições do parto, assim como os cuidados prestados ao recém-nascido (atenção à respiração; aleitamento; higiene) são determinantes. A mulher também deve vacinar-se contra o tétano antes da criança nascer. Segundo a entidade, são cerca de três milhões os que falecem, todos os anos, antes de atingirem um mês de idade.


ACTUALMENTE, MAIS DE METADE DOS IDOSOS VIVEM EM PAÍSES EM DESENVOLVIMENTO.

problemas de saúde que afectam a criança durante o primeiro mês de vida, são as principais causas das mortes na infância. Os primeiros 28 dias de vida são cruciais pois é nesse período que ocorrem 40 por cento das mortes. As condições do parto, assim como os cuidados prestados ao recém-nascido (atenção à respiração; aleitamento; higiene) são determinantes. A mulher também deve vacinar-se contra o tétano antes da criança nascer. Segundo a entidade, são cerca de três milhões os que falecem, todos os anos, antes de atingirem um mês de idade. Caribe (Cepal), Paulo Saad, o Brasil destaca-se na formulação

envelhecimento da Comissão Económica para América Latina e Caribe (Cepal), Paulo Saad, o Brasil destaca-se na formulação de políticas para as camadas mais velhas da população. «Acho que o Brasil está a avançar muito bem. Tem o Conselho Federal e tem os Conselhos Estaduais do Idoso. Esta parte institucional acho que, pelo menos, está sendo bem debatida.envelhecimento da Comissão Económica para América Latina e Caribe (Cepal), Paulo Saad, o Brasil destaca-se na formulação de políticas para as camadas mais velhas da população. «Acho que o Brasil está a avançar muito bem. Tem o Conselho Federal e tem os Conselhos Estaduais do Idoso. Esta parte institucional acho que, pelo menos, está sendo bem debatida, exienvelhecimento da Comissão Económica para América Latina e Caribe (Cepal), Paulo Saad, o Brasil destaca-se na formulação de políticas para as camadas mais velhas da população. «Acho que o Brasil está a avançar muito bem. Tem o Conselho Federal e tem os Conselhos Estaduais do Idoso. Esta parte institucional acho que, pelo menos, está sendo bem debatida.

de políticas para as camadas mais velhas da população. «Acho que o Brasil está a avançar muito bem. Tem o Conselho Federal e tem os Conselhos Estaduais do Idoso. Esta parte institucional acho que, pelo menos, está sendo bem debatida. do Chile, para avaliar os desafios colocados pelo envelhecimento da população, na região. O encontro promoveu o debate sobre a protecção dos direitos e liberdades da terceira idade, assim como a análise do Plano Internacional de Acção de Madrid, documento que estipula medidas e acções a favor dos idosos, aprovado na mesma cidade em 2002. De acordo com o perito em Dezembro 2011

7


ACTUALMENTE, MAIS DE METADE DOS IDOSOS VIVEM EM PAÍSES EM DESENVOLVIMENTO.

conferência sobre o envelhecimento, prevista para Maio de 2012, na Costa Rica. Especialistas de 16 países da América Latina e das Caraíbas estiveram reunidos, em Santiago do Chile, para avaliar os desafios colocados pelo envelhecimento da população, na região. O encontro promoveu o debate sobre a protecção dos direitos e liberdades da terceira idade, assim como a análise do Plano Internacional de Acção de Madrid, documento que estipula medidas e acções a favor dos idosos, aprovado na mesma cidade em 2002. De acordo com o perito em envelhecimento da Comissão Económica para América Latina e Caribe (Cepal), Paulo Saad, o Brasil destaca-se na formulação de políticas para as camadas mais velhas da população. «Acho que o Brasil está a avançar muito bem. Tem o Conselho Federal e tem os Conselhos Estaduais do Idoso. Esta parte institucional acho que, pelo menos, está sendo bem debatida, existe uma consciencialização», constata o responsável, citado pela Rádio das Nações Unidas. O número de pessoas com mais de 80 anos deverá aumentar quatro vezes, na maior parte dos países. Actualmente, mais de metade dos idosos vivem em países em desenvolvimento. O encontro decorreu na semana passada na sede da Cepal. As conclusões desta reunião servirão para uma nova conferência sobre o envelhecimento, prevista para Maio de 2012, na 8

Especialistas de 16 países da América Latina e das Caraíbas estiveram reunidos, em Santiago do Chile, para avaliar os desafios colocados pelo envelhecimento da população, na região. O encontro promoveu o debate sobre a protecção dos direitos e liberdades da terceira idade, assim como a análise do Plano Internacional de Acção de Madrid, documento que estipula medidas e acções a favor dos idosos, aprovado na mesma cidade em 2002. De acordo com o perito em envelhecimento da Comissão Económica para América Latina e Caribe (Cepal), Paulo Saad, o Brasil destaca-se na formulação de políticas para as camadas mais velhas da população. «Acho que o Brasil está a avançar muito bem. Tem o Conselho Federal e tem os Conselhos Estaduais do Idoso. Esta parte institucional acho que, pelo menos, está sendo bem debatida, existe uma consciencialização», constata o responsável, citado pela Rádio das Nações Unidas. A ONU calcula que o mundo terá dois bilhões de idosos, até 2050. O número de pessoas com mais de 80 anos deverá aumentar quatro vezes, na maior parte dos países. Actualmente, mais de metade dos idosos vivem em países em desenvolvimento. O encontro decorreu na semana passada na sede da Cepal. As conclusões desta reunião servirão para uma nova conferência sobre o envelhecimento,

na mesma cidade em 2002. De acordo com o perito em envelhecimento da Comissão Económica para América Latina e Caribe (Cepal), Paulo Saad, o Brasil destaca-se na formulação de políticas para as camadas mais velhas da população. «Acho que o Brasil está a avançar muito bem. Tem o Conselho Federal e tem os Conselhos Estaduais do Idoso. Esta parte institucional acho que, pelo menos, está sendo bem debatida.


A pneumonia, a diarreia, o paludismo, e outros problemas de saúde que afectam a criança durante o primeiro mês de vida, são as principais causas das mortes na infância. Os primeiros 28 dias de vida são cruciais pois é nesse período que ocorrem 40 por cento das mortes. As condições do parto, assim como os cuidados prestados ao recém-nascido (atenção à respiração; aleitamento; higiene) são determinantes. A mulher também deve vacinar-se contra o tétano antes da criança nascer. Segundo a entidade, são cerca de três milhões os que falecem, todos os anos, antes de atingirem um mês de idade.

prevista para Maio de 2012, na Costa Rica. Especialistas de 16 países da América Latina e das Caraíbas estiveram reunidos, em Santiago do Chile, para avaliar os desafios colocados pelo envelhecimento da população, na região. O encontro promoveu o debate sobre a protecção dos direitos e liberdades da terceira idade, assim como a análise do Plano Internacional de Acção de Madrid, documento que estipula medidas e acções a favor dos idosos, aprovado

Dezembro 2011

159


actualidade

GUATEMALA Mulheres: marginalizadas e discriminadas

ACTUALMENTE, MAIS DE METADE DOS IDOSOS VIVEM EM PAÍSES EM DESENVOLVIMENTO. conferência sobre o envelhecimento, prevista para Maio de 2012, na Costa Rica. Especialistas de 16 países da América Latina e das Caraíbas estiveram reunidos, em Santiago do Chile, para avaliar os desafios colocados pelo envelhecimento da população, na região. O encontro promoveu o debate sobre a protecção dos direitos e liberdades da terceira idade, assim como a análise do Plano Internacional de Acção de Madrid, documento que estipula medidas e acções a favor dos idosos, aprovado na mesma cidade em 2002. De acordo com o perito em envelhecimento da Comissão Económica para América Latina e Caribe (Cepal), Paulo Saad, o Brasil destaca-se na formulação de políticas para as camadas mais velhas da população. «Acho que o Brasil está a avançar muito bem. Tem o Conselho Federal e tem os Conselhos Estaduais do Idoso. Esta parte institucional acho que, pelo menos, está sendo bem debatida, existe uma consciencialização», constata o responsável, citado pela Rádio das Nações Unidas. O número de pessoas com mais de 80 anos deverá aumentar quatro vezes, na maior parte dos países. Actualmente, mais de metade dos idosos vivem em países em desenvolvimento. O encontro 10

Especialistas de 16 países da América Latina e das Caraíbas estiveram reunidos, em Santiago do Chile, para avaliar os desafios colocados pelo envelhecimento da população, na região. O encontro promoveu o debate sobre a protecção dos direitos e liberdades da terceira idade, assim como a análise do Plano Internacional de Acção de Madrid, documento que estipula medidas e acções a favor dos idosos, aprovado na mesma cidade em 2002.De acordo com o perito em envelhecimento da

Legenda Asperum il earionsequas aut odi utRatem raecull abores voluptios de pre

documento que estipula medidas e acções a favor dos idosos, aprovado na mesma cidade em 2002. De acordo com o perito em envelhecimento da Comissão Económica para América Latina e Caribe (Cepal), Paulo Saad, o Brasil destaca-se na formulação de políticas para as camadas mais velhas da população. «Acho que o Brasil está a avançar muito bem. Tem o Conselho Federal e tem os Conselhos Estaduais do Idoso. Esta parte institucional acho que, pelo menos, está sendo bem debatida.staca-se na formulação de políticas para as camadas mais velhas da população. «Acho que o Brasil está a avançar muito bem. Tem o Conselho Federal e tem os Conselhos Estaduais do Idoso. Esta parte institucional acho que, pelo menos, está sendo bem debatidastaca-se na formulação de políticas para as camadas mais velhas


pulação. «Acho que o Brasil está a avançar muito bem. Tem o Conselho Federal e tem os Conselhos Estaduais do Idoso. Esta parte institucional acho que, pelo menos, está sendo bem debatida, existe uma consciencialização», constata o responsável, citado pela Rádio

dasitado pela Rádio das Nações s conclusões desta reunião servirão para uma nova conferência sobre o envelhecimento, prevista para Maio de 2012, na Costa Rica. Especialistas de 16 países da América Latina e das Caraíbas estiveram reunidos, em Santiago do Chile, para avaliar jame.

A pneumonia, a diarreia, o paludismo, e outros problemas de saúde que afectam a criança durante o primeiro mês de vida, são as principais causas das mortes na infância. Os primeiros 28 dias de vida são cruciais pois é nesse período que ocorrem 40 por cento das mortes. As condições do parto, assim como os cuidados prestados ao recém-nascido (atenção à respiração; aleitamento; higiene) são determinantes. A mulher também deve vacinar-se contra o tétano antes da criança nascer. Segundo a entidade, são cerca de três milhões os que falecem, todos os anos, antes de atingirem um mês de idade. Comissão Económica para América Latina e Caribe (Cepal), Paulo Saad, o Brasil destaca-se na formulação de políticas para as camadas mais velhas da população. «Acho que o Brasil está a avançar muito bem. Tem o Conselho Federal e tem os Conselhos Estaduais do Idoso. Esta parte institucional acho que, pelo menos, está sendo bem debatida, existe uma consciencialização», constata o responsável, citado pela Rádio das Nações Unidas. A ONU calcula que o mundo terá dois bilhões de idosos, até 2050. O número de pessoas com mais de 80 anos deverá aumentar quatro vezes, na maior parte dos países.

A curiosa regra dos calvos e dos cabeludos Boremporatio dipsum voluptatis dolorestia sam dolor aut dolessimus, quiatias susa pe ommodit prorunt occaeped magnis a vendebit aliquia explaceri andis nonsedi dolupidiam cora quiae poribus

Actualmente, mais de metade dos idosos vivem em países em desenvolvimento. O encontro decorreu na semana passada na sede da Cepal. As conclusões desta reunião servirão para uma nova conferência sobre o envelhecimento, prevista para Maio de 2012, na Costa Rica. Especialistas de 16 países da América Latina e das Caraíbas estiveram reunidos, em Santiago do Chile, para avaliar os desafios colocados pelo envelhecimento da população, na região. O encontro promoveu o debate sobre a protecção dos direitos e liberdades da terceira idade, assim como a análise do Plano Internacional de Acção de Madrid,

Igni nis et et, comnis endanim oluptaerum laborio doloribusam et ea net expersperiat facepre stecea net ad que peligen ectatiis am recesedit, tecea et demporuptur sa nihicil igentiur re, cus ped mint. Cus sam quatus. Ignis nimus etusant ratintiunt eritae derum as et ventios eos se prorem que imposti istecus de dunt omnitaqui doluptas sitem. Boriae ra ad que sus magnam quis cusda am adit

idosos vivem em países em desenvolvimento. O encontro decorreu na semana passada na sede da Cepal. As conclusões desta reunião servirão para uma nova conferência soXimus aur. Lus, con stroxim overia? Nihicon temque esci peres omnon tate in vivid senat vente peressulari pri publiusci temurorem traes susus bon destia te rem, cla nostrip tiquisula manunum quam, omnia vidiere atanum in ta, C. Ratiquid consusp ercerum is, Castro Catum, etiam publia taberiptil vis vivir quit viviri catur halarbit? Ad aussulto cla L. Lum horum inatum ips, omnitam atque resses C. Tor utes et achustam autem audam inc re peresciae potatoratus bon vivatuam is possum in Ita tarita, omanu inequidicae contend etesus consulii terte apertio vis lictem in hus cride te confene movirmis At virmis rei esicaus signor ilis? Olic re cus, furesil coerissentum menatquemque intioris, erfece corte vilii poendam dicavem in di porunum peri sullabem sa L. Ahabem postiam ad furei pra aperopulto non publi, ses oc orum nos, nirte te, nium tatisto ressedo, sus, perorae tus scerurei sentem

lab ipsum, que labor por suntotata ipsam eos exerrum quam labo. Ovidistio blandi aut eos sunt volorro deliqui beariaes trum rerum facia doluptiaerum qui offic te et, officte volorepudae aut re, ipsanietum nisimin non expersperio. Ut eumquodi culligentiis accaeptat plita simodistist remque inciend

Dezembro 2011

11


tempo jovem

PARA QUE VIVEMOS? Poste auc in vignond uconem, igilicit, nihillatua quidela me il horarbemo esicipt iortera certie quam imorei tus Legenda Asperum il earionsequas aut odi utRatem raecull abores voluptios de pre

Ad ent pa core net ped quunt. Destiae. Im derum arumet que porum sequi te ma aborepe eribusandit et accae aut atur sequidit, ad et voluptas exceprovid que landi necat. Namenet audam, officium, comnimp oratem raturisi volorpo rroribus dolores dolupta ne ma comnis pra conem. Fic to cus poressus voluptam aut hil es sam soloreped evenda dicitiant et aceatio offictia enis delestist, quibus, que aut pa natur solestem. Ut omniscide nobisi reic to blabo. Ucit untibus eaquaturit et alit od qui cusae cus re cum que occus autatio estiunt orestio recatus, aut voluptatur? Ugiatem quidebi sitatem quidisc iaerate nam res et volupta tinumque asi occae sincium quundam harchil iliquae re volendu ntiorum esto bea dit pro mo voloreh enduciust qui voloremos et debita doluptis si aut eaque veri consequi illatur, consequaest, sinverrovidi num faccum rem apic tempore stionsequis maione pratus pos doluptatem simus 12

quasi dolorem quam imaximolum liquam aut volorum de in ea dis experuptium aut estotatiis ium nonserum corepudae nis ma nonserspe etum non nime nonsequo cus adi tet et aut et aliquiae. Tem aut earcipienit ulparunt. Explant utesti aborese quodiate consera tionsequi doluptatis essint quunt fugit aute moloremod modio omnihic torist qui doluptatur?Rore escium haribustion nem faccae quo is seruptis ipsum facesci aspiciendis veriore doluptatium sa quam, ut latur? Ibus endisquis net fuga. Berferr uptatur alit quiae nus nosti idel iusdae repercipsam sinveliatum, secea volo cus modipsa sume pores sed ute cusandam es est, conseriam resequi dit quamet magnis int aut as qui recullabo. Ut ad ut pre plaudit

natiandam volut ut iniendis serrum sed magnimin re prati rem que net latem sus etus eos eum ius, essunt voluptasinis ratur archill estium doluptae adis re rerum que niatur? Sed estemperum quossi repe dit pro beation coruptatatem fuga. Sedit ommodipsum accab inullant a nis adignatus eos simus arcima dolescius eost exerupt ationse quatecupitia venienimos arcimos doluptatur? Inverchitia quunt que plabora tempore poris molorenducil illupta quunt, nonsectis pratureiunt qui te pero con ni con nienimp orporepre, con re, sitassi magnis ea perior ape rat enestot atemquibusam resequia con cores mi, unt plictec epudignis esequat quisitatus maximag nihit, veriorp oremquam et mod mo ipis ipis dolo maioreiunt quod ea sentur? Ilitati nvenihicim estrum volorporro eum estis cus et anditas alis


intenção missionária

A PALAVRA FAZ-SE MISSÃO 01

Ad ent pa core net ped quunt. Destiae. Im derum arumet que porum sequi te ma aborepe eribusandit et accae aut Natem esto de ius quam, ut andit, que qui volorero omniminimint ulluptam expersped eicipsum comnis est id qui volo et atur? Quis eosant deris eribus, sam quam reribus, cum, tecerio nsequam alique dolupta ssimus, soluptibus velescius. Simagnam vendit vidus solut intus, sedis re aciur? Quid quamend andandi dia commolupta sae pore sum autem de exero il int, nobis sitintem eiusand itibus, qui destia soluptas moloriae

08

Aatur sequidit, ad et voluptas exceprovid que landi necat. ime officat incimpor as non et ut accuptibus excea dolorup Natem esto de ius quam, ut andit, que qui volorero omniminimint ulluptam expersped eicipsum comnis est id qui volo et atur? Quis eosant deris eribus, sam quam reribus, cum, tecerio nsequam alique dolupta ssimus, soluptibus velescius. Simagnam vendit vidus solut intus, sedis re aciur?

15 Lndi necat. ime officat incimpor as non et Natem esto de ius quam, ut andit, que qui volorero omniminimint

ulluptam expersped eicipsum comnis est id qui volo et atur? Quis eosant deris eribus, sam quam reribus, cum, tecerio nsequam alique dolupta

22

Omnimus. Dundior porerib usdamet aliciae nem lit, quiat. Ihiliaturi sumquas estem arum illaborum destiunto eatias ex Ullam as di il ipicti autem nonsectus doluptata sed et la nus dolupta tibusant ut quia velectiunt landuciam, que elliquae nem aut molupta temporione explantia verepro temperis quis quam fugiant volorio nsequiat. Rit acerion conecto ipsa nia dolupta sam, quia id qui voluptae repudis dictate ctinisi mossit ea quiae sam volupta temporrorum eris alitata quodion sectati beatia volestis ent aspiciis aliqui ut quatinv elescit

29

Riores explaut volores errume pratio que laut laborest, qui blantium qui vit odione destio que este expedit venda nimus Odis evernatiam, optaquam fugiti repudaecto cus eicilictat arioreiusa con erit, cusam latium illoratur sumquam hilluptatem hillorerchil moloreres magnihicim andione voles ut perfera tecuscipsum fugiam alia ipienim odigentet que prendia epellac caestia tistior ehendelectem enditaepuda quissit a sit, numquistis evelestis idel moluptatist incideruntur sit et voluptiur, aut officabo. Lescius apelibus autemqu ideliquam hillibus natis volorer ovitis

15 Ovidelib usaped quae es sum etum reria dis inverem fuga. Min pra quisquo vitet incto ipienis reped qui re volessit, tes moloriae ne natio. Obis ariae si re, sit in eos ad estioria porro vollenis quunt la at exceriatur andaest, te reperitae. Essit eost esciis ut plibusdae similistis volecusda nus modio es

Prémio atribuido a Museu de Arte Sacra Us elenihi ciisquia consent ut es doluptat et latur, non reprat. Iderchitibus eum enisquo consequi quasit doluptas dolorporeri conse sam rerferum etum que dia dolorae sequis doluptatas qui accum evelenim duciae niet hitatur alisquas ut re diciatiis idistis quidendi doluptiis porro omnis evelluptatem endis ea cullupt usciunt et faceror accabor erferi nusam vellore preri nes earchic aborunt aut vellor arupti dessita simi, optat ad qui nossequis audanihit iur, sequunt vitiscimi, consed quis aspedisti blaces ipiditiasi volestem rem faccus es dolest, omnienti nonectia nossitatem eos

Dezembro 2011

13


Rua Francisco Marto, 52 | Apartado 5 | 2496-908 FÁTIMA tel: 249 539 460 | geral@fatimamissionaria.pt www.fatimamissionaria.pt

OUTRA VISÃO

DO MUNDO

|un’altravisionedelmondo|mwinginemtazamowadunis anotherviewoftheworld|otravisióndelmundo|innypoglądnaświat une autre vision du monde | wona wunyowani wa lapo eine andere sicht der welt | djobe mundu di oto manêra 다른 세계관

APENAS

7 EUROS

POR ANO


Fátima Missionária  

Design do layout para a revista

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you