Page 13

Olhar para o Futuro

A ESCOLA DENTRO DA ESCOLA CQ do Agrupamento de Escolas do Castêlo da Maia De tanto nos perguntarem, vida os obrigou a seguirem outro alunos, assistentes operacion- rumo e o que verdadeiramente ais, outros professores, famil- importa é que esse trajeto tenha iares, “que tal vão os cursos?”, acabado por os trazer até nós. rendemo-nos, e com muito or- Consoante os seus perfis, são gulho, à situação de sermos encaminhados para variadas uma Escola dentro da Escola. ofertas de formação, continuUma escola que não se dire- ando no nosso centro apenas ciona, como a outra, apenas a aqueles que ingressam um projovens dentro da escolaridade cesso de RVCC – Reconheciobrigatória, mas que visa essen- mento, Validação e Certificação cialmente aqueles que, por uma de Competências. Estes voltam razão ou outra, viram a sua vida assim aos bancos da escola, escolar interrompida e pretend- não para aprender (Não, não em retomá-la. Seja o construtor “damos cursos”!!!), mas para civil que precisa do 12º ano para demonstrarem as competências assinar alvarás de projetos, à que foram adquirindo ao longo mãe de sete que procura sat- das suas vidas pessoais, profisisfazer uma ambição pessoal, sionais e sociais. à administrativa que vê a pro- O processo não é fácil… São gressão na carreira vedada por alguns meses (em média seis falta de habilitações, ao desem- para concluir o ensino básico e pregado que não pode aceder nove para o secundário) de sesa determinada formação profis- sões presenciais, com as técnisional, nem é chamado para cas de RVC e os formadores das entrevistas de emprego, por não várias Áreas de Competências possuir o certificado de 9º ano. Chave (quatro para o Básico – Quem não conhece as histórias Cidadania e Empregabilidade, destes candidatos pode à parti- Linguagem e Comunicação, da pensar erroneamente que se Matemática para a Vida e Tecnoencontram nesta situação por logias de Informação e Comunivontade própria, desleixo, fal- cação – e três para o Secundário ta de motivação e gosto para a – Cidadania e Profissionalidade, escola em devido tempo, alvos Cultura, Língua e Comunicação perfeitos para a expressão tão e Sociedade, Tecnologia e Ciênem voga ultimamente “Olha, es- cia); muitas horas de trabalho Rodape-EscolaMaia.pdf 1 2/18/2015 1:33:18 PM tudasses!”. Mas o facto é que a autónomo entre compromissos

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

profissionais e familiares, muitas dúvidas e reformulações, que termina num momento de certificação (uma prova escrita, oral ou prática ou uma apresentação perante um júri de certificação). Ultrapassado este “obstáculo”, é um grande orgulho para nós vêlos “pelas costas”! Sentimos que cresceram um pouco connosco e nós muito com eles, recordamo-los com saudade e esper-

ançosos de termos contribuído para a concretização de alguns dos seus sonhos. Pelo menos, é a impressão que nos fica num ocasional reencontro, a de uma gratidão que não se esgota com a euforia da etapa cumprida, mas que perdura no tempo. A Equipa do CQ do Agrupamento de Escolas do Castêlo da Maia

NOTÍCIA Teve lugar no passado dia 19 de janeiro no AECM, a reunião mensal dos Coordenadores dos CQEP que integram a Rede Integrada de Qualificação do Norte Litoral (RIQNL). Constituída por doze centros, a RIQNL assenta o seu trabalho na eficiente articulação entre os agentes de educação e formação, tendo em vista uma resposta eficaz às expetativas, necessidades e objetivos dos jovens e adultos. Estas reuniões visam essencialmente um aprofundamento de partilha de experiências, metod-

ologias de intervenção, procedimentos, sugestões e instrumentos, contribuindo assim para o aperfeiçoamento dos seus centros, e, consequentemente, para a melhoria contínua do trabalho a ser desenvolvido com cada utente (jovem ou adulto).

Profile for nprata

Somos Jornal 2017  

Jornal do Agrupamento de escolas do Castêlo da Maia

Somos Jornal 2017  

Jornal do Agrupamento de escolas do Castêlo da Maia

Profile for nprata
Advertisement