Page 1


Neal Gabler

WALT DISNEY O Triunfo da Imaginação Americana

Extras Tradução Ana Maria Mandim

SÃO P AULO 2013

DisneyInteiro.indd 3

07.04.09 13:28:34


Apêndice

Filmes longas-metragens produzidos por Walt Disney A = animação AV = ação ao vivo C = combinação de animação e ação ao vivo AVR = aventura da vida real FVR = fantasia da vida real (documentário em contexto fictício)

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18. 19. 20. 21. 22.

DisneyInteiro.indd 711

1937 Branca de Neve e os Sete Anões* (A) (Snow White and the Seven Dwarfs). 1940 Pinóquio (A) (Pinocchio). 1940 Fantasia (A) (Fantasia). 1941 O Dragão Relutante (C) (The Reluctant Dragon). 1941 Dumbo (A) (Dumbo). 1942 Bambi (A) (Bambi). 1943 Você já foi à Bahia? (C) (Saludos, amigos). 1942 Victory Through Air Power (C). 1945 Alô, Amigos (C) (The three caballeros). 1946 Música, maestro! (A) (Make Mine Music). 1946 Canção do Sul (C) (Song of the South). 1947 Como é Bom se Divertir (A) (Fun and Fancy Tree). 1948 Tempo de Melodia (A) (Melody Time). 1949 Meu Querido Carneirinho (C) (So Dear to My Heart). 1949 As Aventuras de Ichabod e o sr. Sapo (A) (The Adventures of Ichabod and Mr. Toad). 1950 Cinderela (A) (Cinderella). 1950 Treasure Island (AV). 1951 Alice no País das Maravilhas (A) (Alice In Wonderland). 1952 Robin Hood (AV) (The Story of Robin Hood and His Merrie Men). 1953 Peter Pan (A) (Peter Pan). 1953 The Sword and the Rose (AV). 1953 The Living Desert (AVR).

07.04.09 13:29:26


Neal Gabler 23. 24. 25. 26. 27. 28. 29. 30. 31. 32. 33. 34. 35. 36. 37. 38. 39. 40. 41. 42. 43. 44. 45. 46. 47. 48. 49. 50. 51. 52. 53. 54. 55. 56. 57.

1954 Rob Roy – The Highland Rogue (AV). 1954 The Vanishing Prairie (AVR). 1954 20.000 Léguas Submarinas (AV) (20.000 Leagues Under the Sea). 1955 Davy Crockett, King of the Wild Frontier (AV). 1955 A Dama e o Vagabundo (A) (Lady and the Tramp). 1955 The African Lion (AVR). 1955 The Littlest Outlaw (AV). 1956 The Great Locomotive Chase (AV). 1956 Davy Crockett and the River Pirates (AV). 1956 Secrets of Life (AVR). 1956 Westward Ho the Wagons! (AV). 1957 Johnny Tremain (AV). 1957 Perri (FVR). 1957 Old Yeller (AV). 1957 The Light In the Forest (AV). 1957 White Wilderness (AVR). 1958 Tonka (AV). 1959 A Bela Adormecida (A) (Sleeping Beauty). 1959 Soltando os Cachorros (AV) (The Shaggy Dog). 1959 Darby O’Gill and the Little People (AV). 1959 Third Man on the Mountain (AV). 1960 O Mundo Fabuloso do Circo (AV) (Toby Tyler, or Ten Weeks With a Circus). 1960 Kidnapped (AV). 1960 Poliana (AV) (Pollynna). 1960 A marca do Zorro (AV) (The sign of Zorro). 1960 Ten who dared (AV). 1960 Jungle cat (AVR). 1960 A família Robinson (AV) (Swiss family Robinson). 1961 A guerra dos dálmatas (A) (One hundred and one dalmatians). 1961 O fantástico super-homem (AV) (The absent-minded professor). 1961 Operação cupido (AV) (The parent trap). 1961 Nikki, wild dog of the north (FVR). 1961 Meu leal companheiro (AV) (Greyfriars Bobby). 1961 Babes in toyland (AV). 1962 Moon Pilot (AV).

712

DisneyInteiro.indd 712

07.04.09 13:29:26


Walt Disney 58. 59. 60. 61. 62. 63. 64. 65. 66. 67. 68. 69. 70. 71. 72. 73. 74. 75. 76. 77. 78. 79. 80. 81. 82. 83. 84. 85. 86. 87.

1962 Bon voyage (AV). 1962 Clifford, o Cão Gigante (AV) (Big red). 1962 Almost Angels (AV). 1962 The Legend of Lobo (FVR). 1962 As Grandes Aventuras do capitão Grant (AV) (In Search of the Castaways). 1963 Son of Flubber (AV). 1963 The Miracle of the White Stallions (AV). 1963 Savage Sam (AV). 1963 Summer Magic (AV). 1963 A Incrível Jornada (AV) (The Incredible Journey). 1963 A Wspada era a Lei (A) (The Sword in the Stone). 1963 As 3 vidas de Thomasina (AV) (The Three Lives of Thomasina). 1964 The Misadventures of Merlin Jones (AV). 1964 A Tiger Walks (AV). 1964 O Segredo das Esmeraldas (AV) (The Moon-spinners). 1964 Mary Poppins (C) (Mary Poppins). 1964 Emil and the Detectives (AV). 1965 Those Calloways (AV). 1965 The Monkey’s Uncle (AV). 1965 That Darn Cat (AV). 1966 The Ugly Dachshund (AV). 1966 Robinson Crusoé (AV) (Lt. Robinson Crusoe U.S.N.). 1966 The fighting prince of Donegal (AV). 1966 Follow me, boys! (AV). 1967 Monkeys, go home (AV)**. 1967 The adventures of Bullwhip Griffin (AV)**. 1967 The happiest millionaire (AV)**. 1967 The gnome-mobile (AV)**. 1967 Mogli, o menino-lobo (A) (The jungle book)**. 1967 Charlie, the lonesome cougar (AV)**.

* Os títulos traduzidos referem-se aos filmes exibidos no Brasil. ** Distribuídos após a morte de Walt Disney

713

DisneyInteiro.indd 713

07.04.09 13:29:26


DisneyInteiro.indd 714

07.04.09 13:29:26


Notas Introdução Fonte da história do congelamento. Bill Burnett, “Walt Disney is frozen: he’ll be back in 1975”, National Spotlite, sem data, Walt Disney Archive (Arquivo Walt Disney), Burbank, Calif. (doravante WDA). Ici Paris. Pierre Grillet, “Disney in deep freeze awaiting resurrection”, National Tattler, ?/ jun/1969, WDA. “Obcecado.” Frank Cusimano, “Walt Disney is being kept alive in deep freeze”, Mignight, 4/out/1971. WDA. Um autor para o clube do Mickey Mouse. Charles Shows, Walt: backstage adventures with Walt Disney (Huntington Beach, Calif.: Windsong Books International, 1979), p.198. Ward Kimball… sentia orgulho… Jim Korkis, “Ward Kimball”, em Walt’s people, Didier Ghez, ed. (Xlibris, 2006) p. 297. Filme póstumo de Disney. Jim Korkis, “The final days of uncle Walt, Persistence of vision (doravante POV), 17/jul/1992, p.52. Aparentemente, o animador Eric Larson confirmou a projeção do filme. Segundo uma opinião... Richard Schickel, The Disney version: the life, times, art and commerce of Walt Disney, 3.ª ed. (1968; reimpresso em Chicago: Elephant Paper backs, 1997), p. 19. Segundo outra opinião... Richard G. Hubler, Walt Disney, ms. (manuscrito) não pub. Richard Hubler Collection, Special Collections, Mugar Library, Boston University (doravante RHC), pp. 489-90. 60 milhões de visitantes da Disneylândia. Martin A. Sklar, Walt Disney’s Disneyland (New York: Disney Productions, 1964), não pub. “O mais famoso host do mundo...” Jack Alexander, “The amazing story of Walt Disney”, Saturday Evening Post, 31/out/1953, p. 84. “Provavelmente o único homem…” New York Times (doravante NYT), 16/dez/1966. “Aconteceu…” Robert Hughes, “Disney: Mousebrow to highbrow”, Time, 15/out/1973, p. 91. “O maior trabalho de desenho urbano...” Citado em Randy Bright, Disneyland: The inside story (New York: Harry N. Abrams, 1987), p. 29. “Parece improvável…” Peter Blake, “The lessons of the parks”, em Christopher Finch, The art of Walt Disney: From Mickey Mouse to the Magic Kingdom, ed. rev. (New York: Harry N. Abrams, 1993). “Sua realização se tornou…” Hughes, “Mousebrow”. “Corporação multimídia moderna.” Richard Schickel, “Ruler of the Magic Kingdom”, Time, 7/dez/1998, p. 124. “Imagem precisa, limpa, insípida, mecânica.” Max Apple, “Uncle Walt”, Esquire, dez/1998, p.166.

DisneyInteiro.indd 715

07.04.09 13:29:26


Neal Gabler A forma circular de Mickey Mouse. John Hench citado em Steven Watts, The Magic Kingdom: Walt Disney and the american way of life (Boston: Houghton Mifflin, 1997), pp. 438-39. “Populismo sentimental.” Ibid., pp. xvi-xvii. “Deus tem as coisas bem sob controle.” John Gardner, “Saint Walt: The greatest artist the world has ever known, except for, possibly, Apollonius of Rhodes”, New York, 12/ nov/1973, p. 68. Ideal de infância de classe média protestante. Nicholas Sammond, Babes in tomorrowland: Walt Disney and the making of the american child (Durham, N.C.: Duke University Press, 2005.) “Primeiro criador da contracultura…” Douglas Brode, From Walt to Woodstock: How Disney created the counterculture (Austin, Tex.: University of Texas Press, 2004), p. x. “Transforma os sonhos em realidade.” Adela Rogers St. John, “Walt Disney’s gambles”, American Weekly, 1.º/mai/1955, p.18 “Ele surgiu do próprio coração...” Robert D. Feild, The art of Walt Disney (New York: Macmillan, 1942), p. 23. “De todos os ativistas…” John Bright, “Disney’s fantasy empire”, Nation, 6/mar/1967. “Walt Disney tinha o mau gosto inato…” Art Babbitt citado em Leonard Mosley, Disney’s world: A biography (New York: Stein & Day, 1985), p. 204. “Ponto comum dos subliteratos…” Schickel, Disney version, p. 339. “poucos anos atrás, quando se mencionava Walt Disney…” Gardner, “Saint Walt”, p.64. “Ilusão de vida sem nenhuma confusão.” Apple, “Uncle Walt”, p. 166. “As fronteiras da fantasia...” Robert Sklar, “The making of cultural myths–Walt Disney”, em The american animated cartoon: A critical anthology, ed. Gerald Peary e Danny Peary (New York: E. P. Dutton, 1980), p. 65. “Uma enjoativa mistura de fórmulas baratas...” Julian Halevy, “Disneyland and Las Vegas”, Nation, 7/jun/1958, p. 511. “Uma ilusão criada por uma vasta maquinaria.” Schickel, Disney version, p. 44. “Disney era um homem duro...” Edmund Carpenter, “Very, very happy; Very happy”, New York Times Book Review, 5/mai/1968. Hollywood’s dark prince. Marc Eliot, Walt Disney: Hollywood’s dark prince (New York: Carol Publishing Group, 1993). Vendendo o nome “Walt Disney”. Ken Anderson citado em Bob Thomas, Walt Disney: An american original (1976; reimpresso, New York: Hyperion, 1994), p. 192. “Não sou mais Walt Disney.” Marty Sklar citado em Bright, Disneyland, p. 189. “Ele era um homem difícil de entender...” Ben Sharpsteen entrevistado por Richard Hubler, 29/out/1968, p. 1, WDA. “Acredito que conhecia Walt…” Bill Peet, Bill Peet: An autobiography (Boston: Houghton Mifflin, 1989), p. 171 “Eu sempre disse que se você reunisse...” Amy Boothe Green e Howard E. Green, Remembering Walt: Favorite memories of Walt Disney (New York: Hyperion, 1999).

716

DisneyInteiro.indd 716

07.04.09 13:29:26


Walt Disney

Capítulo 1 Fuga I “Caminhando por uma senda estreita e reta.” Roy Disney entrevistado por Richard Hubley, RHC, Caixa 14, Pasta 51. Família Disney. Diane Disney Miller, como relatado a Pete Martin, The story of Walt Disney (New York: Holt, 1956), p. 6. “Classificados entre os intelectuais…” Citado em Richard G. Hubler, Walt Disney, ms. não pub., RHC, p. 45. Arundel Elias Disney. Sherry Foresman, The history of the Disney family (Des Moines, Ia.: Foresman, 1979), p. 192; District of New York–Port of New York Manifest, New Jersey, 3/out/1834, Disney Family, Documentos Europa-Canadá, Caixa 2560, WDA. Goderich. Jamers Scott, Pioneer times (Condado Huron), citado em David Smith, Disney-Call Family History, set/1971, WDA. Mary Richardson. Goderich township families, n.d., Goderich Public Library, p. 267. “Um homem tão bonito…” Peter Cantelon citado em artigo, Stratford (Ontário) Daily, 15/ jul/1938, Caixa Elias Disney, WDA. Relutantemente voltou a ser fazendeiro. Victor Lauriston, “Walt takes snapshots of the Huron gravestones”, Chatham Daily News, 18/fev/1953, Pasta Rob Roy, Corr. Walt Disney, 1953-1954, P–S, A1554, WDA. Partiram em 1877. Bob Thomas, Building a company: Roy O. Disney and the creation of an entertainement empire (New York: Hyperion, 1998), p. 9; Leon Cantelon, “Village Bluevale became thriving industrial center”, sem fonte, 25/jun/1960, Pasta de fotografias do Canadá, Família Disney, Documentos Europa-Canadá, A2560, WDA. Peter Cantelon diz que a família viajou com Kepple. Veja “Disney family settled in Huron County in 1848”, Goderich signal star, 7/jul/1999. Comprou pouco mais de trezentos acres. Registro de certificados, Kepple Disney, 14/jun/1887, Registro de documentos, condado de Ellis, Kansas. Massacres índios. Maureen Winter, ed., Indians to industry (Ellis County Star, 1967), p. 13. Com medo de ataque índio. Will Disney citado por Kittie Dale em “Disneyland, ks., had its historic, exciting moments”, Ellis Review, 1972, Pastas Ellis, Kansas, Disney Family: Genealogy, etc., A2382, WDA. “Sodoma das planícies.” At home in Ellis County, Kansas, 1867-1992 (Hays, Kan.: History Book Committee, 1991), p. 1:115. Limpavam ossos de búfalo. Ibid., p. 1:128. Inverno de 1885-86. Dale, “Historic, exciting moments”. Visita à Flórida. Jessie Call Perkins, The history of the Call family, ms. não pub., dez/1947, Pasta Jessie Perkins, Corr. Walt Disney, 1956, M–R, A1564, WDA. Os Call. Ibid.

717

DisneyInteiro.indd 717

07.04.09 13:29:26


Neal Gabler Deixando Ohio. David Smith, Call family history, set/1971, pp. 32-33, WDA. Flora e Albertha. Ibid. p.18. “Vastidão desolada.” David Smith para Irene Campbell, 23/fev/1972, Corr. Família Call, Corr: Família Disney, A2379, WDA. “Bonita.” Perkins, History of Call family. Pine Island. Call family–Pasta Jessie Perkins, Disney family: Genealogy, etc., A2382, WDA. Sete Famílias. Genealogia Call, compilada por Erma Campbell Statler, 1971, Call Family − Pasta Erma Statler, Disney Family: Genealogy, etc., A2383, WDA. Lecionando na Flórida. Ibid. Flora leciona em Paisley. David Smith, pasta notes on Call Family – Notes, Drafts, etc. Disney Family: Genealogy, etc., WDA. Elias entregava correspondência. Ernest Belligio para Dave Smith, 11/ago/1980, Pasta Call Family – Jessie Perkins, Disney Family: Genealogy, etc., WDA. Comprou um laranjal. Gainesville, Fla., Land Office, n.º 9666, 30/out/1988. “Elias era muito…” “Disney family settled in Huron County in 1848”, Goderich Signal Star, 7/jul/1999. “Verdadeiro dândi…” Walt para Clara McKenzie, 7/mai/1958, Pasta Mc, Corr. Walt Disney, 1958, H–P, A1571, WDA. Minas de ouro. Certificado de ações, Dahlonega Gold Mine and Milling Co., 2/ago/1906, pasta Corr. Família Disney, Corr. Família Disney, A2379, WDA. Hotel de Robert. Peter Cantelon citado em “Disney family settled in Huron County in 1848”. South Vernon, n.º 3515. Comissão de Marcos Históricos e Arquiteturais de Chicago, Early Chicago residences of the Elias Disney family (1991). Um dólar por dia. Walt Disney entrevistado por Pete Martin, bobinas 3 & 4, p. 14, A2361, WDA. Casa para a família. Registro de Documentos do Condado Cook, Livro 221A, p.302, Avenida Tripp, 1249, 31/out/1891; Record of Building Permits for Permanent Structures, Condado Cook, Tripp, 2156 (antes Tripp, 1249), 23/nov/1892. Duas estradas pavimentadas... “Way Back When”, artigo (sem fonte), 13/set/1950, Pasta Chicago, Disney Family: Genealogy, etc., A2383, WDA. “Pregava e serrava tábuas…” Walt citado em Richard Schickel, The Disney version: The life, times, art and commerce of Walt Disney, 3.ª ed. (1968; reimpressão Chicago: Elephant Paperbacks, 1997), p. 47. Sete dólares por semana. Flora Disney em “Disney biography, 50th wedding anniversary of mr. & mrs. Elias Disney”, WDA. Duas casas adicionais. Early Chicago Residences of the Elias Disney family, Cook County Recorder, Livro 6760, p. 83, 18/set/1899. “Ele era um pregador bastante bom...” “Disney biography, 50th wedding anniversary of mr. & mrs. Elias Disney”, WDA. O nome da criança. Bob Thomas, Walt Disney: An american original (1976; reimpressão New York: Hyperion; 1994), p. 24. O segundo filho, Ray. Registro de nascimentos, Illinois, 30/dez/1890, Depositário de Arquivos Regionais, Biblioteca Ronald Williams, Northeastern Illinois University.

718

DisneyInteiro.indd 718

07.04.09 13:29:26


Walt Disney Walt Elias Disney. Batismos, Igreja Congregacional St. Paul, Biblioteca Hammond, Chicago Theological Seminary. Roubo de garagem. Roy Disney entrevistado por Richard Hubler, 17/nov/1967, RHC, Caixa 14, Pasta 51. Elias vendeu a casa. Early Chicago residences of the Elias Disney family. “Soava maravilhoso…” Entrevista Roy Disney, RHC. II “Marceline foi a mais importante...” Lillian Disney Truyens entrevistada por Bob Thomas, 19/ abr/1973, Pasta Disney, Lillian, WDA. “Lembrava claramente cada detalhe.” Walt citado em Hubler, p. 53. Primeira impressão de Marceline. Walt Disney, “The Marceline I knew”, Marceline News, 2/ set/1938. Era uma fazenda pequena. Certificado Elias Disney, Linn County, Mo., Registro de Documentos, livro 160, p. 206. Prestações. Depoimento, Jean P. Taylor, 14/jan/1960, Marceline, Mo., Western Historical Manuscript Collection, University of Missouri. Patos verde-azulados e brotos de plantas. Jack Jungmeyer, “The Marceline farm days in the boyhood of Walt Disney”, ms. não pub., 20/dez/1954, Disney Family General Folder, Disney Family: Genealogy, etc., A2383, WDA. “Tínhamos todos os tipos de maçãs...” Miller, Story of Disney, p. 11 “Era simplesmente o céu…” Roy Disney entrevistado por Hubler. Lilases... Depoimento, Marie Mercy Taylor, 14/jan/1960, Marceline, Mo., Western Historical Manuscript Collection, University of Missouri. “Um lugar muito boíto…” Mary Disney para neta (não identificada), 2/jul/1907, Disney Family General Folder, Disney Family: Genealogy, etc., A2383, WDA. “Tudo ligado a Marceline…” Disney, “The Marceline I knew”. “Apinhado, enfumaçado.” Miller, Story of Disney, p. 12. Sentimento especial em relação a animais. Ibid. Juntando porcos. Walt Disney, discurso em Marceline, 1956, WDA; Miller, Story of Disney. P. 12. Charley. Hubler, Disney, p. 53. Terrier maltês. Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 3 & 4, p. 20, WDA. “Foi a coisa mais embaraçosa...” Walt Disney: An intimate history of the man and his magic, CD-ROM, Pantheon Productions, 1998. Tábua de barril. Walt Disney, Autobiography, ms. não pub., 1939, 2.º parte, pp. 5-6, WDA. Pescando. Clem Flickinger citado em Katherine Greene e Richard Greene, The man behind the magic: The story of Walt Disney (New York: Viking, 1991), p.8; Frank Van Tiger para Walt, 26/jan/1947, Pasta V, Corr. Walt Disney, 1947-1948, T-Z, A1540, WDA. Andando de trenó ou de skate. Ibid. p.8; Disney, “The Marceline I knew”. “Acho que ele jamais esteve em uma batalha...” Walt Disney: An intimate history, CD-ROM. Domingos. Don Taylor, Marceline, Mo., 6/ago/1971, WDA.

719

DisneyInteiro.indd 719

07.04.09 13:29:27


Neal Gabler Marceline. Marceline, Misssouri: Past and present, progress and prosperity (1913; repr., Walsworth Publishing Co., 1975), p. 1. Nome da cidade. James Aucoin, A history of Marceline, 1888-1988, Centennial Edition (Marceline, Mo., 1988), p. 68. Minas de carvão. Marceline past and present; Marceline Mirror, 28/jul/1905. “Mostruário variado de tendas e barracos.” Marceline Mirror, 28/jul/1905. “Respeitável e sólida.” Ibid. “Um estranho que chegue aqui...” Marceline past and present, p. 3. “Mais coisas de importância…” Disney, “The Marceline I knew”. Circo. Dick Williams, “Disney maps new frontier”, Los Angeles Times (doravante LAT), 10/12/1961. Peter Pan. Jim Korkis, “Disney pre-production Peter Pan”, POV 1, n.º 2 (inverno de 1992), p. 47. Búfalo Bill. Walt para Martin L. Wolf (editor-chefe, Library Publishers), Wi Folder, Corr. Walt Disney, 1955, S-Z, A1560, WDA. Primeiro filme. Ruth Flora Disney Beecher “Recollections of Marceline”; Ruth Disney entrevistada por David Smith, 4/nov/1974, Pasta Ruth Beecher, WDA. “Tudo estava feito…” Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 3 & 4. “Um dos orgulhos da minha vida.” Disney, “The Marceline I knew”. Chegada de tio Mike. Walt Disney: An intimate history, CD-ROM. Visitas da vovó Disney. Walt para a sra. George Miles, 21/mai/1965, Walt Disney – Pasta Pessoal, Corr. Walt Disney, 1965, Comitês – Escola Disney, A1607, WDA. “Sou eu!” Ruth Disney entrevistada por Smith. Maravilhoso colega de brincadeiras. Lawrence Edward Watkin, Walt Disney, ms. não pub., WDA. “Tio Ed fazia tudo…” Waslt Disney entrevistado por Martin, bobinas 3 & 4. Na floresta com tio Ed. Miller, Story of Disney, p. 14. “Para mim ele representava diversão...” Ibid. Visitas de tio Robert. Depoimento, Jean P. Taylor; entrevista com Don Taylor. “Titia.” Walt Disney entrevistado por Martin, Disco 3, CD. Presentes de tia Margaret. Lowell Lawrance, “Mickey Mouse – Inspiration from mouse in K.C. studio”, Kansas City Journal-Post, 8/set/1935, pasta sem título, caixa de Kansas City, A2364, WDA. “Quase assim que pude segurar um lápis.” Walt para Jerome Tunney, 1.º/nov/1961, Pasta Mc, Corr. Walt Disney, 1961, M-Z, A1589, WDA. “Garoto maravilha”, “língua lisonjeira”. Walt Disney, Autobiography, não pub. ms.,1939, 2.ª parte, WDA. Doc Sherwood. Entrevista com Don Taylor. “Não tenha medo…” Walt Disney, “O melhor conselho que já recebi”, ms. não pub., Pasta Walt Disney, Corr. Walt Disney, 1962, Comitê-H (Miscelânea.), A1591, WDA. “O resultado foi terrível...” Phil Santora, “A kid from Chicago”, New York Daily News, 30/ set/1964. Cinco cents pelo desenho. Miller, Story of Disney, p. 17 Não característico. Entrevista com Don Taylor. Emoldurado e pendurado. Walt Disney, Autobiography, p.7

720

DisneyInteiro.indd 720

07.04.09 13:29:27


Walt Disney “O destaque da vida de Walt.” Citado em Amy Boothe Green e Howard E. Green, Remembering Walt: Favorite memories of Walt Disney (New York: Hyperion, 1990), p.5. “Posso recordar um sentimento terrível…” Ruth Disney entrevistada por Smith; Walt Disney: An intimate History, CD-ROM; Roy O. Disney entrevistado por Richard Hubler, RHC, 14, Pasta 51. “Ele tinha idade bastante…” Richard H. Syring, “One of the great geniuses”, Silver Screen, nov/1932. “Dar uísque a um homem…” Entrevista com Don Taylor. Dando água aos cavalos. Depoimento, Jean P. Taylor. Milho de pipoca. Clem Fleckinger citado em Bob Thomas, Building a company, p. 22. Vendendo maçãs de porta em porta. Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 3 & 4, p. 23. Colhia maçãs dos vizinhos. Depoimento, Jean P. Taylor. Reformou a casa do vizinho. Ibid. Flora pondo manteiga no fundo do pão. Miller, Story of Disney, p. 15. Briga com Herbert e Ray. Depoimento, Jean P. Taylor. Herbert e Ray em Kansas City. Entrevista a Don Taylor; diretor dos correios, Portland, Ore., para Herbert Disney, 15/fev/1927, Pasta Herbert Disney, Centro Nacional de Registro de Pessoal, Registro de Pessoal Civil, Arquivo Nacional. Tabaco no bolso. Miller, Story of Disney, p. 16. American Society of Equity. Marceline Mirror, 8/nov/1907. “Radical.” Depoimento, Jean P. Taylor. “Ele tinha grandes ideais...” Ruth Disney entrevistada por Smith. Socialismo. Miller, Story of Disney, p. 10. Doença de Elias. Ibid., pp. 14-15; Roy O. Disney entrevistado por Hubler, 18/jan/1968, RHC. Leilão. Roy O. Disney entrevistado por Hubler. “A América da cidade pequena de Disney...” Steven Watts, The Magic Kingdom: Walt Disney and the american way of life (Boston: Houghton Mifflin, 1997), p. 6. Crescimento populacional. Marceline Mirror, 2/fev/1911. Mudanças em Marceline. Marceline Mirror, 23/mar/1911 (automóvel), 20/set/1907 (escola), 11/jun/1909 (usina elétrica), 23/out/1908 (distribuição de água), 25/mai/1911 (iluminação pública). “Para pessoas que vivem nas cidades...” Discurso de Disney em Marceline. Passageiros da ferrovia. Green e Green, Remembering Walt, p. 13. Lembrança de Marceline. John Culhane, Walt Disney’s Fantasia (New York: Harry N. Abrams, 1983), pp. 134-35. Preocupação com a vida na fazenda. Rush Johnson entrevistado pelo autor. “É isso que é...” Encontro no estúdio de gravação – Sexta Sinfonia de Beethoven, Encontros de Enredo 1939, Fantasia, Encontros de Enredo, Etc., A1782, WDA. Kansas City. Kansas City Directory (Kansas City: Gate City Directory Co., 1913); Workers of the Writers Programo f the Work Projects Administration in the State of Missouri, Missouri: A guide to the “show-me” state (New York: Duell, Sloan & Pearce, 1941; rep. 1973), pp. 244-45. “A cidade não era bonita...” Escritores da WPA, Missouri Guide.

721

DisneyInteiro.indd 721

07.04.09 13:29:27


Neal Gabler Tamanho da casa. Memorando, Roy para Walt, 27/fev/1962, Pasta Roy Disney, Corr Interescritórios Walt Disney, 1960-1964, A-Disney Aircraft, A1648; Greene e Greene, Man behind the magic. Existe uma discussão sobre o endereço exato. O catálogo de endereços da cidade lista o endereço como Rua 31, n.º 2704, e os registros escolares, como n. º 2716. Sem encanamento interno. Brian Burnes, Robert W. Butler e Dan Viets, Walt Disney’s Missouri: The roots of creative genius, ed. Donna Martin (Kansas City: Kansas City Star Books, 2002), p. 49. “Terra de fadas…” Ruth Disney entrevistada por Smith. III Vendeu a fazenda em Marceline. Documento Elias Disney, Livro 178, p. 374. Roteiro de entrega de jornais. Burnes, Butler e Viets, Disney’s Missouri, p. 53. Proprietário do roteiro. Ibid. “O roteiro listava…” Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 3 & 4, pp. 39-40. Rendimento do roteiro. Paul Hollister, Man or mouse: The story of Walt Disney, so far, ms. não pub., 1955, WDA, cap. 1, pp. 11-12. “Um pequeno valor.” Roy Disney, entrevistado por Richard Hubler, 18/jun/1968, RHC. Carruagens romanas. Lorena Butler (Coomber), entrevistada por David Smith, 2/fev/1972, WDA. Jornais de domingo. Walt Disney: An intimate history, CD-ROM. Ida à igreja. Roy Disney entrevistado por Hubler, 18/jun/1968. Escola dominical de Ruth. Ruth Disney entrevistada por Smith. Rotina. Hollister, Man or mouse, cap. 2, pp. 1-2; Disney, Autobiography, p. 10. Entusiasmado com o roteiro de entrega dos jornais. Walt Disney, “Newspaperboys, ah, how well I remember!”, Family Weekly, 14/out/1961. Vendo os acendedores de lampiões. “Disney’s no comic character: Burris Jenkins in Disneyland”, The E Ticket outono de 2002, p. 36; em Baltimore News-Post, mai/1959. Insistia em que os jornais fossem colocados. Miller, Story of Disney, p. 22. Depois que Roy se formou.Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 3 & 4, pp. 44- 45. Caindo no sono. Ibid., bobina 11, p. 25. “Então, o resultado disso foi...” Ibid., bobinas 3 & 4, pp. 45-46. Divertindo-se com brinquedos. Miller, Story of Disney, p. 21. “Isso se destaca na memória...” Walt para tia Josie (Barnes), 24/dez/1952, Pasta B, Corr. Walt Disney, 1953-1954, A-B, A1550, WDA. Prego na bota. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 11, pp. 26-28. Aumentar a casa. Richard Hubler, Walt Disney, ms. não pub., RHC, p. 71. “Aprendi a valorizar…” Walt para Doris Kanter, 3/jun/1957, Pasta E, Corr. Walt Disney, 1957, E-O, A1567, WDA. Pesadelos. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 11, p. 22. Agarrar uma bola. Roy citado em Robert De Roos, “The magic worlds of Walt Disney”, National Geographic, ago/1963.Sttled

722

DisneyInteiro.indd 722

07.04.09 13:29:27


Walt Disney Entregando ingressos de cinema. Paul H. Hefty para Walt (1938), Pasta He, Corr. Walt Disney, 1938-1939, De-I, A1516, WDA. Laticínios McCAllister. Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 3 & 4, p. 55. Calda de amoras. “Meu presente de Natal mais importante”, McCall’s (1957), Pasta Mc, Corr. Walt Disney, 1957, E-O, A1567, WDA. Botas de couro. Ibid. “Confortos e coisas boas...” Ruth Disney Beecher para David Smith (dez/1976), Pasta Ruth Beecher, Corr. Família Disney, A2379, WDA. “Ele era um pedestre muito rápido.” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 11, p.19. Sobrinho em Glendale. Thomas, Building a company, pp. 123-24. Pagava as contas em dinheiro. Ruth Disney Beecher para Smith. Encontrando uma nota de 20 dólares. Miller, Story of Disney, pp. 25-26. “Simplesmente não acreditava...” Entrevista de Roy Disney, 18/jun/1968. Personalidade de Elias Disney. Hollister, Man or mouse, cap. 1, p. 5; entrevista de Roy Disney, 18/jun/1968. Dorothy Puder, entrevista do autor. “Toda a família Disney…” Walt Pfeiffer em Hubler, Disney, p. 120. “Tornou-se muito conservador...” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 1. Procurando o carrinho de Brian. Ibid. bobina 11, p. 10. Republicano. Hollister, Man or mouse, cap. 7, p. 7. Fim da prática de violino. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 1. “Levou surra de chicote.” Citado em Thomas, Building a company, pp. 14-15. “Violento.” Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 3 & 4, p. 43. “Ele tinha temperamento forte.” Ruth Disney entrevistada por Smith. “Ele era cheio de palhaçadas...” Roy O. Disney entrevistado por Hubler, 17/nov/1967. Truque do prato. Miller, Story of Disney, pp. 28-29. “Muito lento para entender…” Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 3 & 4, p. 22. “Maior satisfação...” Marjorie Walters para Walt, 18/jan/1957, Pasta W, Corr. Walt Disney, 1957, P-Z, A1568, WDA. Vestido com roupa de mulher. Syring, “Great geniuses”, pp. 47-48. “Entusiasmado com tudo.” Walt Pfeiffer citado em Greene and Greene, Man Behind the Magic, p. 16. “Tudo que quisesse fazer…” Syring , “Great geniuses”, p. 46. “Dava a impressão...” Citado em Hollister, Man or mouse, cap. 2, p. 9. “Simplesmente acalmar os demônios…” Roy Disney entrevistado por Hubler, 18/jun/1968. Impaciência de Elias. Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 3 & 4, pp. 57-58. “Ele levantou o outro braço...” Ibid., pp. 59-60. “Mau humor.” Roy Disney entrevistado por Hubler, 18/jun/1968. “Ela não conseguia esconder de papai...” Walt Disney, discurso em Big Brothers of America, 14/mar/1957, WDA. “Estranhos para mim…” Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 3 & 4, p.17. Engatinhar na cama. Walt citado em Thomas, Building a company, p. 32. Roy como figura paterna. Ruth Disney entrevistada por Smith; Walt Disney: An intimate history, CD-ROM. “Eu realmente acredito…” Roy Disney entrevistado por Hubler, 18/jun/1968.

723

DisneyInteiro.indd 723

07.04.09 13:29:27


Neal Gabler “Verdadeira família.” Walt Pfeiffer citado em Hubler, Disney, pp. 64-65. “Minha própria família...” Walt para Richard Gehman, 7/fev/1964, Pasta G, Corr. Walt Disney, 1964, Disney-Presentes, A1601, WDA. “O velho Elias não gostava de nada...” Walter Pfeiffer, entrevistado por Bob Thomas, 26/ abr/1973, WDA. Conhecendo Walt Pfeiffer. Ibid. “Canastrão”. Ibid. Lições de violino. Ruth Disney Beecher para Smith; Miller, Story of Disney, pp. 30-31; Ruth Disney entrevistada por Smith. “Eu ia para a cama cansado…” Walt para Richard Gehman. “Fazia qualquer coisa…” Walt Disney entrevistado por Martin, disco 11 CD. Vestido como Lincoln. KCKN Disney Transcription Spot, 29/mar/1945, Kansas City Bradcast (Three caballeros), Corr. Walt Disney, 1945-1946, L-P, A1535, WDA. “Sempre conseguia algo…” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 11, p. 12. “Dois Walters maus.” Ora Newsome (professora) para Walt, 5/fev/1945, Pasta N, Corr. Walt Disney, 1944, F-N, A1531, WDA. Concurso de talentos. Walt Disney, Autobiography, pp. 12-13; KCKN Disney Transcription Spot. Walt tinha que escapar pela janela. Pfeiffer entrevistado por Thomas. Hans e Mike. KCKN Disney Transcription Spot. Estudavam Chaplin. Pfeiffer citado em Hubler, Disney, p. 120. “O fazia com perfeição.” LeRoy “Lefty” Greene para Walt, 6/jan/1936, 22/jan/1936, Pasta Gr, Corr. Walt Disney, 1936, E-L, A1512, WDA. “Sempre conseguíamos um pouco mais de aplauso...” Walt Disney: An intimate history, CDROM. “Reagiam a mim como...” Disney, Autobiography, pp. 12-13. Repetiu o segundo ano. Benton School Annual Register, Sala 14, District Year Ending 7/ jun/1912, Registrar, Kansas City School District. “Cortês...” Margaret Hamilton, “Walt Disney: Back to school”, Kansas City Star, 8/fev/1942. “O segundo mais burro.” Greene and Greene, Man behind the magic, p. 14. Imaginando coisas. Bert A. Teeters para Walt, 19/mai/1961, Pasta T, Corr. Walt Disney, 1961, M-Z, A1589, WDA. “Sonhador” e “eu me sentava na sala...” Edith Efron, “Still atacking his ancient enemy – conformity”, TV Guide, 17/jun/1965, p. 11. Rato na escola. Walt Disney, “A roving mouse landed me in a hole!”, New York Enquirer, 5/ mai/1957; Walt para Daisy Beck, 27/set/1940, Pasta B, Corr. Walt Disney A-B, A1520, WDA. “Os garotos costumavam brincar…” Pfeiffer entrevistado por Thomas. “Ele costumava vir para casa...” Ruth Disney entrevistada por Smith. “Atrasado.” JWM, “Walt Disney, showman and educator, remembers Daisy”, CTA Journal, dez/1955, p. 5. “Grande paciência…” Ibid.

724

DisneyInteiro.indd 724

07.04.09 13:29:27


Walt Disney Equipe de revezamento. Walt para Daisy Beck, 27/set/1940; Margaret Hamilton, “Back to school”. Desenhando. “Mickey Mouse a local boy”, Kansas City Star, 13/fev/1942. Semelhança com Teddy Roosevelt. Mildred Pease Smalley para Walt (recebido em 29/ mar/1960), Pasta S, Corr. Walt Disney, 1963, O-Z, A1598, WDA. Animando flores. Hubler, Disney, p. 67. Cartazes da srta. Beck. Ibid. Anúncios no vidro. Pfeiffer entrevistado por Thomas. Depois da aula... Katherine Rhels para Walt, 23/mar/1940, Pasta R, Corr. Walt Disney, 19401941, N-R, A1524, WDA. Decorando o salão do clube. Laura Francis Cottingham para Walt, 1.º/jul/1945, Pasta Co, Corr. Walt Disney, 1945-1946, A-K, A1534, WDA. Apelo à Razão. Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 3 & 4, p. 7. “Era meio coisa de mulherzinha...” Walt Pfeiffer entrevistado por Christopher Finch e Linda Rosenkrantz, 5/jul/1972, WDA. “Até no nosso 7.º ano...” Smalley para Walt. “Era um grande estímulo...” Walt para Bert Hudson, 9/fev/1949, Corr. Walt Disney, 19491950, H-Q, A1542, WDA. “Coberta de desenhos.” Joseph Becker para Walt, 18/fev/1953, Pasta B, Corr. Walt Disney, 1953-1954, A-B, A1550, WDA. Desenhando do lado de fora em um quadro-negro. John C. Harvey para Walt, 6/fev/1956, Pasta H, Corr. Walt Disney, 1956, G-L, A1563, WDA. “Os vizinhos iam até lá…” Citado em Syring, “Great geniuses”, p. 47. Recebendo instrução. Pfeiffer entrevistado por Thomas. “Foi um dia triste...” Roger Swanson, “Disney holds fond memories of years in Kansas City”, Kansas City Star, n.d., Caixa Kansas City, A2364, WDA. Pensando em ser um cartunista de jornal. JWM, “Disney, showman and educator”. “Completar o sétimo ano…” Ibid. “Ele desenhará você...” My golden school days, comp. e arr. Janet Madison (Chicago: ReillyBritton Co., 1911), Ruth Disney, WDA. “Ainda tenho mais orgulho…” Lowell Lawrance, “Mickey Mouse-Inspiration from mouse in K. C. studio”, Kansas City Journal-Post, 8/set/1935. Ganhou US$ 16 mil. Greene e Greene, Man behind the magic, p. 20 “Educacional.” Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 3 & 4, p. 64. Subornando o maquinista. Phil Santora, “A kid from Chicago”, New York Daily News, 30/ set/1964. Roteiro do açougue. Ibid. “Elegância do veludo...” Schickel, Disney version, p.61. Grupo de soldados. Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 3 & 4, pp. 64-68. Vagões desengatados. Ibid. “Trapaceando.” Ibid., bobina 4, p. 1. “Ele andava de um lado para outro no trem...” Roy citado em Walt Disney: An intimate history, CD-ROM.

725

DisneyInteiro.indd 725

07.04.09 13:29:27


Neal Gabler “Capítulos de abertura de uma história americana de sucesso...” Watts, Magic Kingdom, p. 14. Vida familiar “maravilhosa”. Roy Disney entrevistado por Hubler, 18/jun/1968. IV O-Zell em KC. Artigos de Incorporação de O-Zell Co., 14/set/1911, Arizona Corporation Commission. Comprando ações da O-Zell. Inventário da Coleção Moore, Pasta Ruth Beecher, Corr. Família Disney, A2379, WDA. “Dificuldades” nos negócios... O-Zell para Elias, 2/dez e 21/dez/1916, ibid. “Walter Disney, um dos recém-chegados...” McKinley Voice, out/1917, Pasta de Desenhos de Walt Disney, WDA. Dispensado da aula. Wilma Gloss para Walt, 17/abr/1954. Pasta G, Corr. Walt Disney, 19531954, G-K, A1552, WDA. Era a paixão da sua vida!” Ibid. “Mesmo quando o professor pensava...” Lena B. Stein para Walt, 3/ago/1955, Pasta S, Corr. Walt Disney, 1955, S-Z, A1560. Veja também A. Alvin Abrams para Walt, 22/mar/1940, Pasta A, Corr. Walt Disney, 1940-1941, A-B, A1520, WDA. Lindas garotas dançando. Birdie Cohan para Joel Cohen, 30/set/1987, Pasta Chicago, Disney Family: Genealogy, etc, A2383, WDA. Desenhava nas reuniões sociais da escola. Ruth Disney entrevistada por Smith. Fazendo o esboço da cabeça de um homem. Minnie M. Dunwell para Walt, 7/mai/1957, Pasta Do-Dz, Corr. Walt Disney, 1957, A-D, A1566, WDA. Desenhando o corpo humano. Elias citado em Syring, “Great geniuses”, p. 47. Fazendo gazeta. Roy Disney entrevistado por Hubler, 18/jun/1968. “Com minha boca aberta...” Walt para Carey Orr, Chicago Tribune, 16/mar/1949, Pasta O, Corr. Walt Disney, 1949-1950, H-Q, A1542, WDA. Academia de Belas Artes de Chicago. Miller, Story of Disney, p. 36. Modelos vivos. Ibid. Nunca seria um grande artista. S. J. Woolf, “Walt Disney tells us what makes him happy”, NYT Magazine, 10/jul/1938. “Sem dúvida o momento decisivo de toda a minha carreira.” Walt para Ruth Van Sickle Ford (diretora da Academia de Belas Artes de Chicago), 12/jul/1957, Pasta C, Corr. Walt Disney, 1957, A-D, A1566, WDA. Livros mágicos. Artigo sem título. 8 MWEZ, n.c., 17,901, New York Public Library for the Performing Arts. Dupla burlesca com Maas. Disney, Autobiography, 2ª parte, pp. 1-2. “‘Garoto convencido’...” Harry F. Gilliam para Walt, 23/nov/1946, Pasta G, Corr. Walt Disney, 1945-1946, A-K, Caixa A1534, WDA. “Extremamente tímido e reservado.” Rochelle Bregstone Livingston para Diane Disney Miller, 11/ out/1983, Pasta Chicago, Disney Family: Genealogy, etc., Caixa A2383, WDA.

726

DisneyInteiro.indd 726

07.04.09 13:29:27


Walt Disney “Algo de mulherengo.” Ruth para Walt, 5/dez/1950, Corr. Walt Disney, 1949-1950, A-G, A1541, WDA. Gostava de Walt. Livingston para Miller. Beatrice Conover. sra. Beatrice Conover Peterson para Walt, 17/jan/1933, Pasta Misc., WDA. Trabalhando na O-Zell. Miller, Story of Disney, pp. 35-36. Estímulo de Sarah Scrogin. Walt para J. C. Parsons (Wahl Co.), 4/mai/1935, Pasta Misc., WDA. Cartaz de piquenique. Walt para Sarah York Scrogin, 7/nov/1934, Pasta Misc., WDA. Potencial de Walt. Sarah York Scrogin para Walt, 31/out/1934, Pasta Misc., WDA. Carteiro. Walter E. Disney, National Personnel Records Center, Civilian Personnel Records, National Archives and Records Administration. Consegue emprego de carteiro. New York Journal American, 29/jan/1938, 8 MWEZ, n.c., 17,901, New York Public Library for the Performing Arts. Rotina de carteiro. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 12, pp. 10, 13-16. “Corrida do ouro para mim.” Ibid. p. 10. “Era emocionante...” Ibid., Disco 13, CD. Bomba. NYT, 6/set/1918. “Desgostoso.” Walt para J. M. Cottingham, 10/fev/1931, Pasta Misc., WDA. Vestido como Chaplin. Syring, “Great geniuses”, p. 48. Perdendo a câmera. Ibid. Despedindo-se de Roy. Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 3 & 4, p. 4. “Eles estavam soprando...” Entrevista de Walt Disney, Marceline, tape de áudio, WDA. Vergonha. Ruth Disney entrevistada por Smith. “Ele ficava bem...” Walt Disney entrevistado por Martin, Disco 4, CD. Alistando-se nas forças canadenses. Walt para Barney Yanofsky (editor de Foreign Service), 2/ jul/1934, Pasta Misc., WDA. Regimento de flautas transversas e tambores. Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 3 & 4, p. 5. Jovem demais, velho demais... Ibid., Disco 4, CD. Irmãos St. John. Miller, Story of Disney, pp. 37-38. Encontrando a bagagem de Maas. Ruth Disney entrevistada por Smith. “Se eu fizesse...” Miller, Story of Disney, p. 39. Flora cede. Syring, “Great geniuses”, p. 48; Miller, Story of Disney, p. 39. Rotina em Camp Scott. Jack Lait “The short cut to France and other fronts”, American Red Cross, Central Division Bulletin 1, n.º 42 (19/out/1918), Pasta de fotos da Cruz Vermelha, WDA. “Um período bom lá fora…” Walt para Virginia Baker, 6/set/1918, Pasta de Corr. Inicial de Walt Disney, Corr. Walt Disney, 1918, A3381, WDA. “Nunca vi (um bando) mais deprimido...” Miller, Story of Disney, p. 40. Selecionado para a França. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 4, p. 9. Vaubin. Ibid. p. 10. St. Cyr. Ibid., p. 14; Miller, Story of Disney, p. 41. Longchamps. Disney, Autobiography, pp. 8-9; Hollister, Man or mouse, cap. 3, p. 4. Deveres em Neufchâteau. Walt para Alice Howell, 29/dez/1931, Pasta Misc., WDA. Um ótimo guia turístico. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 4, pp. 32-33.

727

DisneyInteiro.indd 727

07.04.09 13:29:27


Neal Gabler Piquenique com Pershing. Walt para Alice Howell, 29/dez/1931, Pasta Misc., WDA. Recebendo a bandeira. Alice Howell para Walt, 1.º/dez/1939, Pasta Ho, Corr. Walt Disney, 19401941, G-M, A1523, WDA. “Mistura de alegria e tristeza.” Walt para Howell, 5/dez/1942, Pasta Ho, Corr. de Walt Disney, 1942-1943, D-H, A1527, WDA. Hostilidade francesa. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 5, pp. 28-29. Capacetes alemães no lixo. Ibid., bobina 4, pp. 25-28. “Fazendo algo que raramente faço...” Walt Disney: An intimate history, CD-ROM. Viagem para Soissons. Miller, Story of Disney, pp. 43-44. “Descobri que dentro…” New York Journal American, 29/jan/1938. Enviando caricaturas para Life e Judge. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 5, p.32. Pintando capacetes alemães. Entrevista de Walt Disney, Marceline, tape de áudio. “A França é um lugar interessante...” McKinley Voice anual, 1919, Disney, Pasta de Desenhos de Walt Disney, WDA. Pensando na Albânia. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 4, p. 36. Vendo a partida de Pershing. Ibid., p. 37. Desmobilizado. Capitão F.A. Fellows (chefe de pessoal, departamento de transporte) para o Escritório de Pessoal, 7/ago/1919, Hazel Brough Records Center, Cruz Vermelha, Falls Church, Va. Reencontrando-se com Maas. Miller, Story of Disney, p. 50; Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 5, pp. 39-40. Voltando da França. Walt para Mark (?), 12/mai/1920, Corr. Walt Disney, Corr. Inicial de Walt Disney, WDA; Walt para Edwin McQuade, 24/set/1963, Pasta de fotos da Cruz Vermelha, WDA. Maas em Chicago. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 5, p. 40. Beatrice. Ibid., p. 31; Walt para a sra. Beatrice Peterson, 18/ago/1933, Pasta Misc., WDA. Economizando. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 5, p. 34. “Ele nunca me entendeu.” Walt Disney, discurso na cerimônia de Big Brothers, 14/mar/1957, WDA. Fumando. Diane Disney Miller, “A plea to erradicate a ‘pediatric’ disease”, LAT, 9/ago/1995. “Uma vida de experiência…” Miller, Story of Disney, p. 48. Polegar “ensanguentado”. Roy Disney entrevistado por Hubler, 18/jun/1968. “Eu estava decidido.” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 4, p. 35. “Parecia mais fácil...” Citado em Hubler, Disney, p. 93.

Dois Homem de ação I “A América no fim da Grande Guerra...” Ann Douglas, Terrible honesty: Mongrel Manhattan in the 1920s (New York: Farrar, Straus& Giroux, 1995), p. 4.

728

DisneyInteiro.indd 728

07.04.09 13:29:27


Walt Disney “Coragem e bondade em conjunto.” Walter Kerr, The silent clowns (New York: Alfred A. Knopf, 1975), pp. 190-91. Procurando emprego. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 5, pp. 45-44, A2361, WDA. Louis Pesmen afirmou que Walt voltou com amostras no dia seguinte. Louis Pesmen (Anotações), 11/ago/1971, Pasta Louis A. Pesmen, Kansas City, A3256, WDA. “Eu poderia tê-lo beijado!” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 5, p. 45. Tia Margaret. Ibid. “Fazendo um grande sucesso.” Lowell Lawrance, “Mickey Mouse- Inspiration from mouse in K.C. studio”, Kansas City Journal-Post, 8/set/1935. Anúncios de revista do cinema Newman. Pesmen (Anotações). Entregando correspondência. Walt Disney, Autobiography, ms. não pub., 1939, 2.ª parte, p. 12, WDA. Caricaturista político. Pasta de Desenhos de Walt Disney, WDA. Tiras de quadrinhos. Inventário da Coleção Moore, Pasta Ruth Beecher, Corr. Família Disney, A2379, WDA. “Cartunista.” Censo Federal (7/jan) 1920, Jackson County, Mo., ed. 166, folha 5, linha 37. “Eu me senti bem qualificado.” Walt Disney, Autobiography, ms. não pub., 1934, WDA. “Caipira.” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 5, p. 48. Treinando a assinatura. Leslie Iwerks e John Kenworthy, The hand behind the mouse (New York: Disney Editions, 2001), p. 4. “Ele simplesmente não teve infância…” Donald Iwerks entrevistado pelo autor. Juventude de Iwwerks. David R. Smith, “Ub Iwerks, 1901-1971”, Funnyworld, n.º 14 (primavera de 1972), p. 33. “Joguem em uma vala.” Entrevista de Iwerks. Censurando Pesmen. Hal Pesmen (filho de Louis Pesmen), entrevistado pelo autor. Segundo uma versão... Disney, Autobiography, 1934. Acordo com Carder. Ibid. Metade das economias. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 5, p. 50. United Leather Workers Journal. Walt Pfeiffer, entrevistado por Bob Thomas, 26/abr/1973, WDA. Entre US$ 125 e US$ 135 naquele primeiro mês. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 5, p. 50. Chapas de tiras de quadrinhos. Ibid. p. 51. Anúncio para a Kansas City Slide Co. “The mouse that won a nation”, Kansas City Times, 11/nov/1978. Iwerks e Kenworthy, em Hand behind the mouse, dão a data de 29/ jan/1920. Entrando para a Kansas City Slide Co. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 5, pp. 52-53. Um milhão de dólares em negócios. Ibid., Disco 5, CD, WDA. “Um dos pioneiros...” A.V.Cauger para Walt, 11/set/1942, Pasta C, Corr. Walt Disney, 19421943, A-C, A1526, WDA. A. V. Cauger. “O próprio ‘papai’ de Kansas City da Ad Films é homenageado por seus alunos de Hollywood”, Box Office, 3/fev/1945. “Eu tinha um bom emprego aqui...” Walt para Mack (?), 12/mai/1920. Corr. Walt Disney, 1920, Corr. Inicial Walt Disney, A3381, WDA.

729

DisneyInteiro.indd 729

07.04.09 13:29:27


Neal Gabler “Os poucos clientes que eu tinha telefonavam...” Walt Disney enhtrevistado por Martin, bobina 5, p. 54. Oferta para ser caricaturista. Brian Burnes, Robert Butler e DanViets, Walt Disney’s Missouri: The roots of creative genius, ed. Donna Martin (Kansas City: Kansas City Star Books, 2002), p. 79. “O truque de fazer as coisas se mexerem…” Don Alpert, “The man of the land Disney, LAT, 30/abr/1961. Voz rouca. Theodore Cauger, entrevistado pelo autor. Cuspindo no bebedouro. Philip Fisher para Walt, 25/jan/1934, Cartas de D.V., 1934, Corr. Walt Disney, A1504, WDA. Desenvolvendo seus próprios anúncios. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 5, pp. 56-57. Anúncio de automóvel. Diane Disney Miller, como contado a Pete Martin, The story of Walt Disney (New York: Holt, 1956), p. 64. Pegou uma câmera emprestada. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 5, p, 64. Esquema financeiro. David Smith, Call family history, set/1971, p. 16, WDA. Carro de passeio sem capota alugado. Ruth Disney Beecher citada em Lawrence Edward Watkin, Walt Disney, ms. não pub., p. 118, WDA. Garagem. Roy Disney citado em Walt Disney: An intimate history of the man and his magic, CD-ROM, Pantheon Productions, 1998. Câmera com negativo de vidro. Louis Pesmen, ms. sem título, 7/jul/1971, Pasta Louis A. Pesmen, Kansas City, A3256, WDA. “Walt era um homem centrado…” Dorothy Puder entrevistada pelo autor. “Quando vinha para casa…” Roy O. Disney citado em Walt Disney: An intimate history, CD-ROM. “Ele simplesmente estava ocupado…” Entrevista de Puder. II “Lightning sketchers.” Donald Crafton, Before Mickey: The animated film 1898-1928 (Cambridge, Mass.: MIT Press, 1982), p. 48. Winsor McCay. Charles Solomon, Enchanted drawings: The history of animation (New York: Alfred A. Knopf, 1989), pp. 14-17; veja também John Canemaker, “Winsor McCay”, em The american animated cartoon: A critical anthology, ed. Gerald e Danny Peary (New York: E. P. Dutton, 1980), pp. 13-15. Métodos de animação. Crafton, Before Mickey. Veja também Michael Barrier, Hollywood cartoons: American animation in its golden age (New York: Oxford University Press, 1999), pp. 9-16. “Os animadores eram escassos.” “Snow White animator”, Cartoonist Profiles 1, n.º 4 (outono de 1969), p. 14.

730

DisneyInteiro.indd 730

07.04.09 13:29:27


Walt Disney “O cenário provavelmente seria…” Dick Huemer em Charles Solomon, The Disney that never was: The stories and art from five decades of unproduced animation (New York: Hyperion, 1995), p. 8. “Conseguíamos muito poucas risadas.” Joe Adamson, “A talk with Dick Huemer”, em Peary e Peary, American animated cartoon, p. 31. “Características distintivas.” Crafton, Before Mickey, p. 60. “Havia apenas aquele único livro...” Alpert, “Man of the land”. “Vulgata da moderna animação industrial.” Crafton, Before Mickey, p. 201. Recomendações de Lutz. Edwin G. Lutz, Animated cartoons, how they are made, their origin and development (1920; repr., Bedford, Mass.: Applewood Books, 1998), pp. 62-66, 58-59. “Não muito profundo.” Walt Disney entrevistado por Martin, Disco 5, CD. “Scarfoot” McCory. Richard G. Hubler, Walt Disney, ms. não pub., p. 105, RHC. Curso por correspondência. Ben Sharpsteen entrevistado por Dave Smith, 21/out/1974, p. 3, WDA. Cópia fotostástica do livro de Muybridge. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 5, p. 56. “A melhor cena de animação...” Citado em Hubler, Disney, p. 106. Instituto de Arte de Kansas City. Iwerks em KCKN Disney Transcription Spot, 29/mar/1945, Kansas City Broadcast, Corr. Walt Disney, 1945-1946, L-P, A1535, WDA. Sistema de celuloide em Slide Co. Disney, Autobiography, 1934. “O pequeno artista.” Barrier, Hollywood cartoons, p. 36. Pesmen and Newman. Louis Pesmen, ms. sem título, 7/jul/1971, Pasta Louis A. Pesmen, Caixa Kansas City, A3256, WDA. “Maior empresário de espetáculos de Kansas City...” Citado em Richard H. Syring, “One of the great geniuses”, Silver Screen, nov/1932, p. 48. Descrição do cinema Newman. Newman Theater Magazine 1, n.º 1 (n.d.), WDA. Mostrando os Laugh-O-grams a Milton Feld. Diane Disney Miller, como relatado a Pete Martin, The story of Walt Disney (New York: Holt, 1956), pp. 61-62. “Naturalmente, de todos os meus contatos…” Walt para Frank Newman, 21/jun/1933, Cartas de D.V. (N), 1934, Corr. Walt Disney, 1930-1934, J-O, A1504, WDA. Mostrando a Newman os Laugh-O-grams. Don Eddy, “The amazing secret of Walt Disney”, American Magazine, ago/1955, p. 113. Estreia dos Laugh-O-grams. Russell Merritt e J. B. Kaufman, Walt in wonderland: The silent films of Walt Disney (Baltimore: Johns Hopkins University Press, 1993), p. 38. “Fiquei intrigado…” Citado em “The mouse that won a nation”, Kansas City Times, 11/ nov/1978. Método Laugh-O-gram. Merritt e Kaufman, Walt in wonderland, p. 38. Desenhos animados no programa do cinema. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 5, pp. 66-67. “Cheguei a ser uma pequena celebridade...” Ibid.; Miller, Story of Disney, p. 64.

731

DisneyInteiro.indd 731

07.04.09 13:29:27


Neal Gabler Filmes ao vivo. Vi esses filmes em Marceline graças à gentileza de Kay Malins. Estúdio em uma colina suja. Entrevista de A. V. Cauger, 29/mar/1945, Coleção Ted Cauger. Montando o estúdio. Disney, Autobiography, 1934, WDA. “Nossos olhos…” Fred Harman, “New tracks in old trails”, True West, out/1968, pp. 10-11. “Nossas esperanças…” Ibid. Amigo em um distribuidor local de filmes. Jim Foland para Walt, 30/jul/1931, Cartas de D.V. (F), 1931-33, Corr. Walt Disney, 1930-1934, D-I, A1503, WDA. “Aquilo era Walt…” Roy Disney entrevistado por Richard Hubler, 18/jun/1968, RHC, Caixa 14, Pasta 52. “Nós simplesmente não dávamos conta.” Harman, “New Tracks”, p. 11. O conselho do pai. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 1, p. 27. Propósito da Laugh-O-Gram. Artigos de criação da firma, 18/mai/1922, Arquivo da secretaria de estado de Missouri, 39844. Existe alguma discussão sobre se o nome da companhia era “Laugh-O-Gram”, como aparece em documentos legais, ou “Laugh-O-gram” como nos cartazes. Escolhi usar o primeiro para o nome da companhia e o último para o nome dos filmes. Tuberculose de Roy. Hubler, Disney, pp. 96-97. Roy se muda para a Califórnia. Gilbert Seldes, “Mickey Mouse maker”, The New Yorker, 19/ dez/1931, p. 24. Transferência de Herbert. Herbert A. Disney para Bayles Steele, Postmaster Kansas City, 12/mai/1921, Pasta Herbert Disney, National Personnel Records Center, Civilian Personnel Records, National Archives. Irmã de Elias em Portland. Lawrence Edward Watkin, Walt Disney, ms. não pub., p. 137, WDA. Cansado dos invernos de Kansas City. Entrevista Puder. Seis de novembro de 1921. Flora Disney para Raymond Disney, 4/nov/1932, Disney Family: Genealogy, etc., A2383, WDA. “Nunca conheci os sentimentos de Walt…” Citado em Katherine Greene e Richard Greene, The man behind the magic: The story of Walt Disney (New York: Viking Press, 1991), p. 37. Casas de cômodos. Marion Cauger para David Smith, 11/nov/1970, Pasta Marion Cauger, Caixa Kansas City, A325; Walt para Mel Cauger, 16/ago/1946, Pasta C, Corr. Walt Disney, 1945-1946, A-K, A1534; Esther Hammond para Walt, 10/dez/1940, Pasta H, Corr. Walt Disney, 1942-1943, D-H, A1537, WDA. “Um dos mais importantes eventos...” Walt para a sra. R. B. Cowell, 26/abr/1965, Pasta D, Corr. Walt Disney, 1965, Comitês – Escola Disney, A1607, WDA. “Crença em um ser supremo...” Walt para Frank Land, 25/mai/1951, Pasta Frank S. Land, Corr. Walt Disney, 1951-1952, H-L, A1546, WDA. Editor de arte da revista DeMolay. C. B. Liter para o dr. Cecil Munsey, 22/ago/1977, Pasta sem título, Caixa Kansas City, A2364, WDA. Conhecendo Edna. Roy citado em Hubler, Disney, p. 200. Edna Francis. Bob Thomas, Building a company: Roy O. Disney and the creation of an entertainment empire (New York: Hyperion, 1998), pp. 32-33. “Era uma questão de…” Citado en Hubler, Disney, p. 200.

732

DisneyInteiro.indd 732

07.04.09 13:29:27


Walt Disney Esquecendo o convite para jantar. sra. Walt Disney como contado para Isabella Taves, “I live with a genius”, McCalls’s, fev/1953, p. 104. “Falava e falava...” Edna Francis citada em Hubler, Disney, p. 100. Ativos. Ibid. III Empréstimo de Ising. Merritt and Kaufman, Walt in wonderland, p. 40. “Um vendedor bastante bom.” Ibid. Esquema de refinaria de petróleo. Transcrição de tape de áudio, Jack Kloepper (out. 1970), Caixa Kansas City, A3256, WDA. Dr. John Cowles. John Cowles, Jr., entrevistado pelo autor. Aconselhamento de Cowles para o First National Bank. Nadine Missakian entrevistada por David Smith e Jim Stewart, 12/ago/1970, WDA. “Papai estava sempre...” Entrevista Cowles. US$ 2.500 naqueles primeiros meses. In the matter of Laugh-O-Gram Films, Inc., District Court of the U.S. Western Division of the Western District of Missouri, processo 4457, National Archives, Central Plains Region. Anúncio da Motion Picture News. Motion Picture News, 17/jun/1922. Contratando Carmen Maxwell. Merritt and Kaufman, Walt in wonderland, p. 44. Walt Pfeiffer como editor de cenário. Walt Pfeiffer entrevistado por Bob Thomas, 26/abr/1973, WDA. Pesquisa de cinema de 1922. L. C. Moen, “Statistics of the motion picture industry”, Motion Picture News, 2/dez/1922, p. 2772, citado em Richard Koszarski, An evening’s entertainment: The age of the silent feature picture, 1915-1928 (Berkeley, Calif.: University of California Press, 1990), p. 48. Mace em Nova Iorque. Motion Picture News, 26/ago/1922. “As contas subiam…” Kloepper, transcrição de tape de áudio. Anúncios. Citado em Alma Vaughn (Newspaper Library, State Historical Society of Missouri) para David Smith, 17/mar/1977, Laugh-O-Gram Film Co., A2378, WDA. “Nosso único estudo era…” Citado em Barrier, Hollywood Cartoons, p. 37. Desenho animado de Krazy Kat. Entrevista Pfeiffer. “Walt teve a ideia...” Citado em Barrier, Hollywood Cartoons, p. 82. Arranjo. Merritt and Kaufman, Walt in wonderland, p. 44. Folhas modelo. Ibid. p. 45. Desenhar diretamente no celuloide. Ibid. Pregadores embaixo. Frank Thomas e Ollie Johnston, The illusion of life: Disney animation (New York: Hyperion, 1981), pp. 31-32. Cenário de Cinderela. Cinderela (Laugh-O-gram), roteiro original, 1922, Laugh-O-Gram Film Co., A2378, WDA. “Era mais pela diversão que pelo dinheiro.” Entrevista Pfeiffer. “Espírito feliz que existia...” Jack Kloepper para David Smith, 27/out/1970, Pasta Kloepper, Caixa Kansas City, A3256, WDA.

733

DisneyInteiro.indd 733

07.04.09 13:29:27


Neal Gabler Procurando acidentes. sra. Rod Thurlow para Walt, 27/abr/1956, Pasta T., Corr. Walt Disney, 1956, S-Z, A1565, WDA. Thurlow era a filha de Lorey Tague. “As pessoas vinham...” Citado em Merritt and Kaufman, Walt in wonderland, p. 44. “Não herdei nada daquele espírito poupador.” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 11, p. 10. “Vou tomar mais cinco mil...” Mac (Red Lyon) para a mãe, 7/out/1922, Laugh-O-Gram Film Co., A2378, WDA. “Os cheques de Walt continuavam a voltar.” Citado em “The mouse that won a nation”, Kansas City Times, 11/nov/1978. Walt Dinsey. Merritt and Kaufman, Walt in wonderland, p. 40. “Pior que quebrado.” Mac (Red Lyon) para a mãe, 16/out/1922, Laugh-O-Gram Film Co., A2378, WDA. “Ele tinha o ímpeto e a ambição...” Anotações Nadine Missakian, Pasta Corr. Nadine Missakian, Caixa Kansas City, A2364, WDA. “Filme de fotografias de crianças...” Kansas City Star, 29/out/1922. Dr. Thomas B. McCrum e os sapatos. Miller, Story of Disney, p. 71. “Walt Disney em cada filmagem…” Introduction to film on dental hygiene, “Tommy Tucker’s tooth”, Pasta Tommy Tucker’s Tooth, Laugh-O-Gram Film Co., A2378 (O registros refere-se erroneamente aqui como “Reynolds”.) Registros relatados a outro entrevistador... Merritt and Kaufman, Walt in wonderland, p. 47. O dr. Cowles cobre o débito. In the matter of Laugh-O-Gram films. Avistando uma cédula de um dólar. Citado em David R. Smith, “Up to date in Kansas City”, Funnyworld, n.º 19 (outono de 1978), p. 26. “Desenhos animados e piadas apimentadas.” Paul H. Cromelin para Laugh-O-Gram, 10/ fev/1923, Corr. Walt Disney, 1923, Corr. Inicial Walt Disney, A3381, WDA. Reeditando os Lafflets. Merritt and Kaufman, Walt in wonderland, p. 46. Universal. diretor geral, Laugh-O-Gram, para Paul H. Cromelin, Inter-Ocean, 28/mar/1923, Corr. Walt Disney, 1923, Corr. Inicial Walt Disney, A3381, WDA. “Olhamos o seu produto…” H. A. Boushey para Jack Kloepper, 4/abr/1923, ibid. “Não acreditamos…” Commercial Traders Cinema Corp. para Laugh-O-Gram, 12/mai/1923, ibid. “Muito experimental e caro.” Walt para Eunice Snyder, 13/nov/1922, ibid. “Surpreender o mercado.” Walt Disney entrevistado por Martin, Disco 5, CD. “Acabamos de descobrir...” Walt para Paul H. Cromelin, 16/mai/1923, Corr. Walt Disney, 1923, Corr. Inicial Walt Disney, A3381, WDA. Vendo Virginia Davis. Davis citada em Merritt and Kaufman, Walt in wonderland, p.49. Contrato. Anotações de David Smith em cartas, Walt para a sra. Davis, 13/abr/1923, Comédias de Alice, Oswald, A2357, WDA. A casa dos Davis como locação. “The Virginia Davis interview”, Hogan’s Alley, n.º 2 (verão de 1995), p. 108. “Muito em breve.” Walt para Frank Duffey (Pathé) 9/mai/1923, Corr. Walt Disney, 1923, Corr. Inicial Walt Disney, A3381, WDA. “Numerosos atrasos e entraves.” Walt para Paul H. Cromelin, 18/jun/1923, ibid.

734

DisneyInteiro.indd 734

07.04.09 13:29:28


Walt Disney “Tivemos de nos mudar duas vezes…” Citado em Michael Harris, “Original Disney cartoon gang remembers Laugh-O-Grams” (sem fonte), 25/mai/1978, Laugh-O-Gram Film Co., A2378, WDA. “Nós não fazíamos três refeições...” Ibid. Forest Inn Café. Anotações de Nadine Missakian, Missakian; Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 6 & 7, p. 4. “Quando meu crédito acabou...” Walt Disney entrevistado por Martin, Disco 5, CD. Sra. Gertrude McBride. Gertrude McBride para Walt, 24/mar/1932, Cartas de D.V. (M), Pasta 1930-1933, Corr. Walt Disney, 1930-1934, J-O, A1504, WDA. Mudando-se para o escritório. Walt Disney entrevistado por Martin, Disco 5, CD; Jack Kloepper, transcrição de tape de áudio. Certa de que ele tinha tuberculose. Walt Disney entrevistado por Martin, Disco 6, CD. Filme-noticiário Kansas City Post. Lowell Lawrance, “Mickey Mouse – Inspiration from mouse in K.C.studio”. Conselho de tio Robert. Walt Disney entrevistado por Martin, Disco 6, CD. “Dar o fora dali.” Citado em Thomas, Building a company, p. 43. “Ninguém nunca entrou com processo...” Anotações Nadine Missakian. “Teria sido derrubado por ladrões.” Roy Disney entrevistado por Hubler, 18/jun/1968, RHC, Caixa 14, Pasta 52. “Nossas ideias eram grandes...” Citado em “The mouse that won a nation”, Kansas City Times, 11/nov/1978. “Nunca ouvi Walt...” Kloepper, transcrição de tape de áudio. “A maioria das pessoas que pediam falência...” Citado em “The mouse that won a nation”. “Não tenho recordação…” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 4, p. 34. “Acabado e desanimado”. Walt Disney, Autobiography, 1939, 3.ª parte, p. 6. Fortalecido pelo fracasso. Walt Disney entrevistado por Martin, Disco 6, CD. “Ficou ali com lágrimas...” Ibid. Martha. Ibid., bobinas 6 & 7, p. 7. Filmes de bebês. Walt Disney, Autobiography, 1934; Walt Disney entrevistado por Martin, Disco 6, CD; Garrett D. Byrnes, “Looking at Hollywood”, Evening Bulletin, 27/ dez/1935, Mickey #1, M-16, A3182, WDA. Deu seus pertences para os Harmans. Walt para Jerry Raggos, 4/mar/1935, Pasta Misc., WDA. Equipamento da Laugh-O-Gram. In the matter of Laugh-O-Gram films. Os outros credores. Miller, Story of Disney, p. 80. Jantar com Edna Francis. Thomas, Building a company, p. 43. Refeições para a viagem de trem e as roupas. William Rast para Donn Tatum, 18/set/1979, Pasta William Rast, Disney Family: Genealogy, etc., A2382, WDA. Mala e sapatos. Walt Disney entrevistado por Martin, Disco 6, CD. “Eu levei Walt Disney...” William Rast para Walt, 9/jan/1959, Pasta Prêmios, Corr. Walt Disney, 1959, A-Ca, A1573, WDA. Filmando a partida. J. B. Kaufman, “Rudy Ising”, em Walt’s people, ed. Didier Ghez (XLibris, 2005), p.1:59.

735

DisneyInteiro.indd 735

07.04.09 13:29:28


Neal Gabler “O que significava cuidar de mim mesmo...” Walt para Floyd C. Shoemaker (secretário da Sociedade Histórica do Estado de Missouri), 4/mai/1945, Pasta S, Corr. Walt Disney, 1945-1946, R-Z, WDA. “Foi um grande dia...” Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 6 & 7, p. 8. “Como se estivesse aceso por dentro...” Miller, Story of Disney, p. 73.

Três Terra da fantasia “A mais popular fábrica...” Alistair Cooke, Alistair cooke’s America (New York: Alfred A. Knopf, 1973), p. 319. “Sempre quis da melhor maneira.” Lillian Disney citada em Amy Boothe Green e Howard Green, Remembering Walt: Favorite memories of Walt Disney, de (New York: Hyperion, 1999), p. 8. “Ele estava horrível.” Roy Disney citado em Richard Hubler, Walt Disney, ms. não pub., p. 127, RHC. Ele não estava esperançoso. Walt Disney entrevistado por Tony Thomas, jan/1959 (passagem selecionada), p. 1, WDA. “Eu havia posto de lado minha mesa de desenho.” Citado em “The world of Walt Disney”, Newsweek, 31/dez/1962, pp. 49-50. “Uma das grandes sensações…” Walt Disney entrevistado por Pete Martin, bobinas 6 & 7, p. 17, A2361, WDA. Passeou pelo Vitagraph. Alice Disney Allen entrevistada por David Smith, 5/out/1972, Pasta Alice Disney Allen, WDA. Visitando a Paramount. Walt Disney entrevistado por Martin, Disco 6, CD. “Amanhã seria sempre...” Roy Disney entrevistado por Richard Hubler, 18/jun/1968, RHC, Caixa 14, Pasta 51. Convencer alguém a contratá-lo. “The ups and downs of Walt Disney”, Film Daily, 4/ out/1966. Pedindo conselho a produtores. Walt Disney, “The best advice i ever had”, Pasta Walt Disney, Corr. Walt Disney, 1962, Comitês – H (Misc.), A1591, WDA. Walt havia falado com Bryan Foy, dos “Seven Little Foys”, que disse a ele, “você está tentando ser original demais. Não tenha medo de usar uma piada só porque ela foi usada antes”. Mandando impresso para Alicoate. Roy Disney entrevistado por Richard Hubler, 17/nov/1967, WDA, p. 62; Diane Disney Miller, como contado a Pete Martin, “The coming of the mouse”, Saturday Evening Post, 1.º/dez/1956, p. 67. A esposa do sr. George. Richard Hubler, Walt Disney, ms. não pub., RHC, p. 132.

736

DisneyInteiro.indd 736

07.04.09 13:29:28


Walt Disney “As câmeras o afetavam…” Diane Disney Miller, como relatado a Pete Martin, The story of Walt Disney (New York: Holt, 1956), pp. 72-73. Motor de segunda-mão. Walt Disney, “Growing pains”, American Cinematographer, mar/1941, p. 106. “Rolo especial de piadinhas...” Walt Disney, Autobiography, 1934, WDA. Animando uma amostra para Pantages. Garrett D. Byrnes, “Looking at Hollywood”, Evening Bulletin, 27/dez/1935, Mickey # 1, M-16, A3182, WDA. Temperamento de Margaret Winkler. William Mintz, entrevistado pelo autor. Assinando para distribuir Félix, o gato. John Canemaker, Felix: The twisted tale of he world’s most popular cat (1991; repr., New York: DaCapo Press, 1996), p. 60. “Acho que a indústria está cheia...” Exhibitor’s Herald, 30/dez/1922. Disputa com Sullivan. Canemaker, Felix, pp. 79, 81. “Ficaria encantada.” Margaret Winkler para Walt, 16/mai/1923, Pasta Winkler Film Corporate, Documentos Corporativos Iniciais, WDA. “Se você puder separar…” Winkler para Walt, 7/set/1923, ibid. “Acredito série possa ser exibida.” Winkler para Walt, 15/out/1923, ibid. Contratos. 16/out/1923, ibid. Fotografias de Alice. Winkler para Walt, 16/out/1923, ibid. “Indo muito bem.” Harry Warner para Walt, 23/out/1923, ibid. Alice’s day at the sea. Walt para Winkler, 24/out/1923, ibid. “Não vejo razão...” Winkler para Wa\lt, 30/out/1923, ibid. Despertando Roy em Sawtelle. Roy Disney entrevistado por Richard Hubler, 18/jun/1968, RHC. Carta para a mãe de Virginia. Walt para a sra. T. J. Davis, 16/out/1923, Comédias de Alice, Caixa Oswald, A2357, WDA. Viagem de verão de Virginia a Hollywood. sra. T. J. Davis, 6/ago/1923, Pasta Virginia Davis, Laugh-O-Gram Film Co., A2378, WDA. Termos de Virginia Davis. Walt para a sra. T. J. Davis, 20/out/1923, ibid. Os Davis decidem ir para a California. “The Virginia Davis interview”, Hogans’s Alley, n.º 2 (verão de 1995), p. 109. Roy ficou chocado. Hubler, Disney, p. 134. Corte a tio Robert. Ruth Disney entrevistada por David Smith, 4/nov/1974, WDA. “Ele exigia muito respeito...” Miller, Story of Disney, p. 78. Dívida com Ray. Ibid., pp.79-80. Empréstimos de tio Robert. Livros de Contabilidade do Estúdio, 1923-1930, A2384, WDA. Empréstimos. Ibid. “Eu estava apenas ajudando...” Roy Disney entrevistado por Hubler, 17/nov/1967, p.22. Teria sido enganado. Roy Disney entrevistado por Hubler, 18/jun/1968. “Amor por Walt”. Lawrence Edward Watkin, Walt Disney, ms. não pub., p. 144, WDA. Mudando-se da casa de tio Robert. Louis Sobol, “Voice of Broadway”, New York JournalAmerican, 5/fev/1938. Alugando Kingwell, n. º 4651. Canhoto n.º 1, Livros de Contabilidade do Estúdio, 19231930, A2384, WDA.

737

DisneyInteiro.indd 737

07.04.09 13:29:28


Neal Gabler Uma cena filmada sem cortes. Virginia Davis citada em Katherine Greene e Richard Greene, Inside the dream: The personal story of Walt Disney (New York: Roundtable Press, 2001), p. 30. “Era muito informal.” “Virginia Davis interview”. Policiais no Parque Griffith. Walt Disney, discurso no Banquete de Premiação Milestone, Associação dos Produtores, 17/fev/1957, Pasta da Associação dos Produtores Cinematográficos, Corr. Walt Disney, 1959, P-Sm, A1578, WDA. Fazendo Alices. Almoço para discutir Produção F-1, Branca de Neve, 18/fev/1937, Reuniões de Enredo, fev-mar 1937, pasta, Branca de Neve e os sete anões, reuniões de enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. Animando sozinho. Disney, Autobiography, 1934. “Satisfatório”. Margaret Winkler para Walt, 26/dez/1923, Pasta Winkler Film Corp., Documentos Corporativos Iniciais, WDA. “Injetar o máximo de humor...” Winkler para Walt, 9/jan/1924, ibid. Alice hunting in Africa. Walt para Winkler, 21/jan/1924; Winkler para Walt, 31/jan/1924, ibid. Contratando. Veja Ledger, 1923-1924, Livros de Contabilidade do Estúdio, 1923-1930, A2384, WDA. É difícil determinar exatamente quantos empregados a Disney Bros., tinha naqueles meses iniciais porque alguns eram apenas diaristas e não efetivados. “O melhor que você já produziu.” Winkler para Walt, 4/mar/1924, Pasta Winkler Film Corp., Documentos Corporativos Iniciais, WDA. “Um pouco diferente...” Walt para Winkler, 26/fev/1924, ibid. “Se nenhum dos filmes futuros...” Telegrama de Winkler para Walt, 7/abr/1924, ibid. Winkler visita a Disney Bros., Walt para Ubbe Iwwerks, 10/jun/1924, ibid. “Rapaz, você nunca lamentará isso…” Walt para Ubbe Iwwerks, 10/jun/1924, ibid. Viagem de Iwwerks. Walt para o dr. Thomas B. McCrum, 4/ago/1924, ibid. “Onde duas palavras mal seriam suficientes...” Shamus Culhane, Talking animals and other people (New York: St Martin’s Press, 1986), pp. 71-72. “Eu nunca fiz um desenho…” Artigo, Mobile Press Register, Pasta Me-Mz, Corr. Walt Disney, 1957, E-O, A1567, WDA. Ênfase na animação. Walt para Winkler, 29/ago/1924, Pasta Winkler Film Corp., Documentos Corporativos Iniciais, WDA; também Michael Barrier, Hollywood cartoons: American animation in its golden age (New York: Oxford University Press, 1999), p. 40. “Garota se destaca…” Walt para Winkler, 29/ago/1924, Pasta Winkler Film Corp., Documentos Corporativos Iniciais, WDA. “O conceito de fotografia de Walt...” Culhane, Talking animals, p. 8. Dirigindo para o cinema Hill Street. Hubler, Disney, p. 235. “Eu era ambicioso...” Disney, “Growing pains”, p. 107. “Por uma piada de vinte dólares...” Walt citado em Miller, Story of Disney, p. 123. “Piadas e Situações.” Alice in the wooly west, Pasta Comédias de Alice, Caixa Oswald, A2357, WDA. Irritando Sullivan. Russell Merritt e J. B. Kaufman, Walt in wonderland: The silent films of Walt Disney (Baltimore: Johns Hopkins University Press, 1993), p. 63. Problemas de copyright. Canemaker, Felix, p. 90.

738

DisneyInteiro.indd 738

07.04.09 13:29:28


Walt Disney Charles Mintz. William Mintz entrevistado pelo autor; Friz Freleng, Reflections of Friz Freleng, ms. não pub., 1969, Special Collections, Young Research Library, UCLA; NYT, 31/ dez/1939. “Um homem de rosto impiedoso...” Culhane, Talking animals, p. 25. Distintivos da polícia. Entrevista de Mintz. “Lugar muito apertado.” Walt para Mintz, 15/ago/1924, Pasta Winkler Film Corp., Documentos Corporativos Iniciais, WDA. Nota promissória. Ledger 1924-1927, Livros de Contabilidade do Estúdio, 1923-1930, A2384, WDA. “Precisamos de dinheiro.” Walt para Winkler, 29/ago/1924; Mintz para Walt, 6/out/1924, Pasta Winkler Film Corp., Documentos Corporativos Iniciais, WDA. Salário. Ledger 1924-1927, Livros de Contabilidade do Estúdio, 1923-1930, WDA. “Se as coisas não estão 100% cor de rosa...” George Winkler para Walt, 8/dez/1924, Pasta Winkler Film Corp., Documentos Corporativos Iniciais, WDA. Termos do contrato. George Winkler para Walt, 8/jan/1925, ibid. Melhoramentos. Walt para Winkler, 29/set/1924; Walt para Mintz, 2/dez/1924, ibid. “Você não...” Walt para Hugh Harman, 27/fev/1925, Corr. Walt Disney, 1925, Corr. Inicial de Walt Disney, A3381, WDA. “Coisas que só podem ser aprendidas...” Walt para Rudy Ising, 30/mart/1925, ibid. “Walt queria raspar…” Lillian Disney entrevistada por Richard Hubler, 16/abr/1968, Pasta Lillian Disney, WDA. Deixando crescer o bigode. Ising para Walt, 8/abr/1924, Corr. Walt Disney, 1925, Corr. Inicial de Walt Disney, A3381, WDA. “Bem, aqui estou…” Fotos Cruz Vermelha, WDA. “Ele tinha um complexo...” Roy Disney entrevistado por Hubler, 18/jun/1968. II “Ele estava um pouco diferente...” Walt Pfeiffer, entrevistado por Bob Thomas, 26/abr/1973, WDA. “Eu era normal...” Citado em “Father goose”, Time, 27/dez/1954, p. 44. Dorothy Wendt. John Cowles, Jr., entrevistado pelo autor. Peterson. David Iwerks, entrevistado pelo autor. Vinte e cinco anos de idade e havia poupado US$ 10 mil. Miller, Story of Disney, p. 73. Proposta de Roy e casamento. Roy Disney entrevistado por Hubler, 20/fev/1968; sra. Edna Disney, entrevistada por Richard Hubler, 20/ago/1968, RHC, Caixa 14, Pasta 52. Lillian entra para a Disney Bros., Lillian Disney Truyens entrevistada por Bob Thomas, 19/ abr/1973, Pasta Lillian Disney, WDA; Greene e Greene, Inside the dream, p. 34. A primeira vez que ela o viu… Hubler, Disney, p. 758. Avô de Lillian. An illustrated history of North Idaho embracing Nez Perce, Idaho, Latah, Kootenai e Shoshone Counties (Western History Publishing, 1903), p. 142. Conduzindo uma carroça “pagadora”. Artigo, Pasta Geral Família Disney, Disney Family: Genealogy, etc, A2383, WDA.

739

DisneyInteiro.indd 739

07.04.09 13:29:28


Neal Gabler Lapwai. Clara Glasby, “Old spalding class has just one left”, Lewiston Morning Tribune, 18/ago/1972; Carol Wilson, “Lapwai became Village 60 years ago today”, Lewiston Morning Tribune, 30/jan/1971. “Eles nunca sabiam se teriam…” Citado em Hubler, Disney, p. 757. Levando de carro para casa. Lillian Disney entrevistada por Richard Hubler, RHC, 16/ abr/1968. “Comecei a olhar para ele…” Citado em Green and Green, Remembering Walt, p. 11. Pedindo a Lillian para sair com ele. Lillian Disney entrevistada por Hubler; Bob Thomas, Building a company: Roy O Disney and the creation of an entertainment empire (New York: Hyperion, 1999), p. 11. “Eu não tinha outros compromissos…” Hubler, Disney, p. 759. “De repente…” Citado em Greene and Greene, Inside the dream, p. 35. Pondo Marjorie na cama. Katherine Greene e Richard Greene, The man behind the magic: The story of Walt Disney (New York: Viking, 1991), p.46. Encontros. Lillian Disney Truyens entrevistada por Thomas; Hubler, Disney, p. 760. “Ele nunca pensava em nada…” Edna Francis entrevistada por Richard Hubler, 20/ago/1968. “Como você sabe...” Ibid., p. 88. “Walt era uma pessoa dominadora.” Citado em Thomas, Building a company, pp. 51-52. “Bom ouvinte…” Miller, Story of Disney, p. 87-88. Administrando o escritório. Artigo (sem data), Pasta Comédias de Alice, Oswald, A2357, WDA. O artigo diz: “A srta. Lillian Bounds é diretora do escritório de negócios.” Tomando ditado. Thomas, Building a company, p. 51. “Parecia o farol de uma locomotiva...” Miller, Story of Disney, p. 88. “Walt não gostava de ficar sozinho.” Lillian Disney entrevistada por Hubler. Locomotiva a vapor para Seatlle. Walt para Carl Stalling, 16/set/1925, Corr. Walt Disney, 1925, Corr. Inicial Walt Disney, A3381,WDA. Roy disse que Walt foi dirigindo seu conversível Moon, mas isso parece improvável. Veja Roy Disney entrevistado por Hubler, 20/fev/1968, p. 4. Walt pegou US$ 150. Ledger, 1924-1927, Livros de Contabilidade do Estúdio, 1923 1930, A2384. Veja 13/jul/1925. Lillian dando risadinhas. Greene and Greene, The man behind the magic, p. 48. Lua de mel. Walt para Carl Stalling, 16/set/1925. Noite de núpcias. Miller, Story of Disney, p. 88. Críticas dos jornais. Panfleto promocional, Comédias de Alice, (1925), Pasta Comédias de Alice, Oswald, A2357, WDA. III Aparições de Virginia Davis. Merritt and Kaufman, Walt in wonderland, p. 63. Portfólio sobre a série. Walt para George Winkler, 17/ago/1925, Pasta Winkler Film Corp., Documentos Corporativos Iniciais, WDA. Depósito para estúdio. David R. Smith, “Disney before Burbank: The Kingswell and Hyperion studios”, Funnyworld, n.º 20 (verão de 1979), pp. 34-35.

740

DisneyInteiro.indd 740

07.04.09 13:29:28


Walt Disney Disputas com Mintz. Mintz para Waltz, 26/set/1925; Walt para Mintz, 2/out/1925; Mintz para Walt, 6/out/1925; Walt para Mintz, 15/out/1925, Corr. Walt Disney, 1925, Corr. Inicial Walt Disney, A3381, WDA. Termos da distribuição. Telegrama de Mintz para Walt, 11/nov/1925, Pasta Winkler Film Corp., Documentos Corporativos Iniciais, WDA. “Pretendo tornar seu produto...” Mintz para Walt, 24/nov/1925, Corr. Walt Disney, 1925, Corr. Inicial Walt Disney. “Todas as questões relativas à produção de comédias...” Walt para George Winkler, 9/jan/1926, Pasta Winkler Film Corp., Documentos Corporativos Iniciais. Mintz rejeita exigência. Mintz para George Winkler, 14/jan/1926; Tel.: Walt para Mintz, 17/ jan/1926, ibid. Os Davis explodem. Mintz para a sra. Margaret J. Davis, 1.º/out/1925, brochura da Christie, 18/abr/1994, Pasta de Comédias de Alice, Oswald, A2357, WDA. Veja também Jeff e Margaret Davis para Walt, 7/jan/1925, Pasta Virginia Davis, Laugh-O-Gram Film Co, A2378, para um exemplo das tensões entre os Davis e Walt. “Virginia Davis tinha alguma coisa...” Christopher Finch, The art of Walt Disney: From Mickey Mouse to the Magic Kingdoms (1973; repr., New York: Harry N.; Abrams, 1993), p. 44. “Margie era bonita…” “Virginia Davis interview”, p. 112. Do tamanho de um armazém. Ben Sharpsteen entrevistado por Don Peri, 6/fev/1974, p. 3, WDA. “Estrutura pequena verde e branca...” Disney, Autobiography, 1939, 3.ª parte, P. 5. “Uma noite quando Walt…” Jack Kinney, Walt Disney and other animated characters: An unauthorized account of the early years at Disney’s (New York: Harmony Books, 1988), p. 198. O empregado para quem Roy contou a história foi Jack Cutting. Outros, entretanto, incluindo Dave Smith, dizem que Roy lhes disse que havia sido sua a ideia de dar o nome de Walt ao estúdio porque o público podia identificar melhor um único indivíduo. “Extremamente desapontado.” Mintz para Walt, 28/jan/1926, Pasta Winkler Film Corp., Doumentos Corporativos Iniciais, WDA. Novos termos de Walt. Telegrama de Walt para Mintz, 8/fev/1926, ibid. “Quero que você compreenda...” Walt para Mintz, 1.º/mar/1926, ibid. McCrum e Stalling. Walt para McCrum, 20/ago/1924, Corr. Walt Disney, 1924, Corr. Inicial Walt Disney, A3381, WDA; Walt para Stalling, 16/set/1925, Corr. Walt Disney, 1925, Corr. Inicial Walt Disney, A3381, WDA. Subcontratado. Merritt e Kaufman, Walt in wonderland, p. 79 “Os livros do escritório de Walt...” Rudy Ising para a família, 13/abr/1926, citado em Michael Barrier, Hollywood cartoons, p. 43. Lucros de Alice. Contabilidade geral, 1925, 1926, 1927, WDA. “Pedi emprestado...” Walt para Mintz, 27/dez/1926, Pasta Winkler Film Corp., Documentos Corporativos Iniciais, WDA. Eu me lembro de que estava tão infeliz...” Lillian Disney Truyens entrevistada por Thomas. “Walt tinha uma ideia...” Rudy Ising citado em Merritt and Kaufman, Walt in wonderland, p. 73.

741

DisneyInteiro.indd 741

07.04.09 13:29:28


Neal Gabler Quando animava… Friz Freleng, Reflections of Friz Freleng, 1969, p. 5, Special Collections, Young Research Library, UCLA. Ano Novo de 1926. Rudy Ising para Nadine Missakian, 22/jan/1926, Pasta sem título, Caixas Kansas City, A2364, WDA. “Choque de personalidades.” Thurston Harper para David Smith, 26/out/1973, Pasta de Comédias de Alice, Oswald, A2357, WDA; Freleng citado em Brian Burnes, “Cartoon history stars KC artists”, Kansas City Star, 22/fev/1990. “Cometi erros…” Citado em Barrier, Hollywood Cartoons, p. 46. “Não podia suportar o abuso.” Ibid. “Fazia observações insultantes para mim.” Freleng, Reflections, p. 25. “Walt podia fazer você se sentir realmente mal...” Wilfred Jackson, citado em Frank Thomas e Ollie Johnston, The illusion of life: Disney animation (New York: Hyperion, 1981), p. 34. “Ele era desse jeito.” Citado em Walt Disney: An intimate history of the man and his magic, CD-ROM, Pantheon Productions, 1998. “Isso deixará Walt…” Harman and Ising para C. G. Maxwell, 1.º/ago/1926, Pasta Comédias de Alice, Oswald, A2357, WDA. Demissão de Ising. Barrier, Hollywood cartoons, p. 45. Demissão de Freleng. Stevem Watts, The Magic Kingdom: Walt Disney and the american way of life (Boston: Houghton Mifflin, 1997), p. 45. “Caverna de conflitos e opressão.” Ising para Thurston Harper em 1927, citado em Barrier, Hollywood cartoons, p. 67. “Ninho de doidos.” Desenhos por Iwerks e Les Clark reimpressos em John Canemaker, Walt Disney’s nine old men and the art of animation (New York: Disney Editions), p. 12. IV Bônus e programação. Ising para C.G.Maxwell, 10/jun/1926, Pasta Comédias de Alice, Oswald, A2357, WDA. “Sinto que estamos em uma espécie de rotina.” Walt para Mintz, 26/fev/1927, Pasta Winkler Film Corp., Documentos Corporativos Iniciais, WDA. “Cheio de vida e emoção.” Walt para Mintz, 26/jan/1927, ibid. “As pernas pareciam meio pesadas.” Mintz para Walt, 31/jan/1927, ibid. “Eles parecem pensar…” Mintz para Walt, 31/jan/1927, ibid. “Estabelecer um estúdio especialmente construído...” Motion Picture World, 12/mar/1927. “Filmar a primeira película...” Mintz para Walt, 1.º/abr/1927, Pasta Winkler Film Corp., Documentos Corporativos Iniciais, WDA. “Jovem e de aparência impaciente...” Tel. de Mintz para Walt, 15/abr/1927, ibid. “Personagem coelho...” Walt para Mintz, 27/abr/1927, Pasta 1926-1927, Corr. inicial de Walt Disney, WDA. “Isso é tudo que quero ver...” Freleng citado em Merritt e Kaufman, Walt in wonderland, p. 81. “Eu sou o coelho SORTUDO.” Universal Weekly, 28/mai/1927, Fotos Oswald, Comédias de Alice, Oswald, A2357, WDA.

742

DisneyInteiro.indd 742

07.04.09 13:29:28


Walt Disney “Oswald parece um verdadeiro lutador…” Film Daily, 7/jun/1927, ibid. “Esta série se destina…” Motion Picture News, 19/ago/1927. “Simular os gestos…” Motion Picture World, 13/ago/1927. “Contém algumas das melhores piadas…” Motion Picture World, 10/set/1927. “Transformar o absurdo…” e natureza libidinosa. Donald Crafton, Before Mickey: The animated film 1898-1928 (Cambridge: Mass.: MIT Press, 1982), pp. 294-95. Dois outros historiadores… Merritt e Kaufman, Walt in wonderland, p. 32. “Ruins como parecem hoje…” Richard Huemer, Recollections of Dick Huemer, p. 30, Special Collections, Young Research Library, UCLA. Vinte e dois no estafe. Disney, Autobiography, 1934. O relato em Ledger, Disney Bros., 19231924, Livros de Contabilidade do Estúdio, 1923-1930, parece indicar que havia apenas 16 empregados no fim de 1927. Aumento de Iwerks. David R. Smith, “Ub Iwerks, 1901-1971”, Funnyworld, n.º 14 (primavera de 1972), p. 34. “Um homem de experiência…” Walt para Mintz, 27/abr/1927, Pasta 1926-1927, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. Dividindo os lucros. Contabilidade Geral, 1925, 1926, 1927, WDA. Comprando terra. Ibid. “O tipo mais comum de classe média...” Gilbert Seldes, “Mickey Mouse maker”, The New Yorker, 19/dez/1931. Custo das casas. Roy Disney entrevistado por Hubler, 18/jun/1968. A melhor casa que ela já havia visto. Citado por Diane Disney em Greene e Greene, Inside the dream, p. 36. “Walt era tão bom para a minha avó.” Ibid. pp. 36-37. V “Eu estava interessado...” Citado em Barrier, Hollywood cartoons, p. 4. Assinou com a equipe. Ub Iwerks, ca. 1956, WDA. “Um dos mais populares...” Film Daily, 16/fev/1928. “Segunda lua de mel.” sra. Walt Disney, como contado a Isabella Taves, “I live with a genius”, McCall’s, fev/1953, p. 104. Conhecendo Quimby. Walt para Roy, sem data (mar 1928), RHC, Caixa 27, Pasta 107. Encontrando-se com Mintz. Walt para Roy, sem data (março 1928), ibid. “Reservado e digno.” Walt para Roy, 28/fev/1928, ibid. “Rompimento com charlie à vista.” Tel. de Walt para Roy, 1.º/mar/1928, ibid. “Dos comentários feitos...” Walt para Roy, sem data (março 1928), ibid. “Faça-os assinar...” Tel. de Walt para Roy, 2/mar/1928, Corr. Walt Disney 1928, Corr. Inicial de Walt Disney, WDA. “Posso conseguir muitos profissionais bons.” Tel. De Walt para Roy, 2/mar/1928, ibid. “Vá para casa...” Walt para Roy, 2/mar/1928, 22h30, ibid. Encontrando-se com Goldstein. Ibid. Última oferta de Mintz. Tel. Walt para Roy, 5/mar/1928, ibid.

743

DisneyInteiro.indd 743

07.04.09 13:29:28


Neal Gabler Voltando para o hotel. sra. Walt Disney, “I live with a genius”, p. 104. “Bem, ainda estamos por aqui...” Walt para Roy, 7/mar/1928, Corr. Walt Disney, 1928, Corr. Inicial de Walt Disney, WDA. “Ele contava isso exatamente como a trama...” Ward Kimball citado em Hubler, Disney, p. 778.

Quatro O rato I “Ele estava como um leão enfurecido...” Don Eddy, “The amazing secret of Walt Disney”, American Magazine, ago/1955, p. 113. Novo personagem. Citado em Richard Hubler, Walt Disney, ms. não pub., 1968, p. 144, RHC. História de Mickey Mouse. Eddy, “Amazing secret”, p. 113; sra. Walt Disney, como contado a Isabella Taves, “I live with a genius”, McCall’s, fev/1953, p. 104; Jack Alexander, “The amazing story of Walt Disney”, Saturday Evening Post, 31/out/1953, p. 92; Disney, Autobiography, ms. não pub., 1934, WDA; Diane Disney Miller, como contado para Pete Martin, The story of Walt Disney (New York: Holt, 1956), p. 92. Histórias de rato. LAT, 15/nov/1931, sec. 2, p. 2; New York Journal American, 29/jan/1938; Nadine Missakian entrevistada por David Smith e Jim Stewart, 12/ago/1978, WDA; A.V.Cauger citado em entrevista de Walt Disney, 29/mar/1945. Coleção Ted Cauger; Gerald Nachman, “Walt Disney: Portrait of the artist”, New York Post, 10/out/1965; Walt Disney, “Mickey Mouse is 5 years old”, Film Pictorial, 30/set/1933, p. 36; J.P. McEvoy, “Walt Disney goes to war”, This Week, 5/jul/1942. “Ideia maravilhosa.” Citado em Bob Thomas, Building a company: Roy O. Disney and the creation of na entertainment empire (New York: Hyperion, 1998), p. 57. “Um dos nossos pontos baixos absolutos…” Citado em Hubler, Disney, p. 150. Iwerks lembra de Walt retornando de Nova Iorque após tentar vender Plane crazy, mas Walt não tentou vender Plane crazy em Nova Iorque senão mais tarde naquele verão, voltando em um estado de espírito diferente. “Altamente exagerado...” Ibid., p. 147. “Nós simplesmente pensamos o rato...” sra. Walt Disney, “Genius”, p. 104. “Um par dos ratos…” Ub Iwerks entrevistado por George Sherman, 30/jul/1970, WDA. Clifton Meek. Ben Sharpsteen entrevistado por Don Peri, 6/fev/1974, p. 5, WDA; entrevista de Ub Iwerks, ca. 1956, WDA. “Eu cresci com aqueles desenhos...” Mary Braggiotti, “Mickey Mouse’s dearest friends”, New York Post, 30/jun/1944, p.17.

744

DisneyInteiro.indd 744

07.04.09 13:29:28


Walt Disney “Corpo em forma de pera…” Iwerks para John Culhane citado em Robert W. Brockway, “The masks of Mickey Mouse: Symbol of a generation”, Journal of Popular Culture, primavera de 1989, pp. 27-28. “Ele foi desenhado para o máximo conforto...” Christopher Finch, The art of Walt Disney: From Mickey Mouse to the Magic Kingdoms (New York: New American Library, 1975), p. 25. “Walt desenhou um rato.” Citado em John Culhane, “A mouse for all seasons”, Saturday Review of Literature, 11/nov/1978, p. 50. “Depois de tentar vários nomes…” Disney, Autobiography, 1934, WDA. Mickey era menor. Henry F. Pringle, “Mickey Mouse’s father”, McCall’s, ago/1932, p.28. Wilfred Jackson. Wilfred Jackson entrevistado por David Smith, 14/mai/1971, WDA. Primeira semana de Jackson. Ibid. “Rejeitado.” Entrevista de Iwerks, ca. 1956. “O grande segredo...” Harman citado em Michael Barrier, Hollywood cartoons: American animation in its golden age (New York: Oxford University Press, 1999), p. 49. “O primeiro Mickey Mouse…” Walt Disney, “Growing pains”, American Cinematographer, mar/1941, p. 106. Setecentos desenhos por dia. Entrevista de Iwerks, ca. 1956. Custo de Plane crazy. Contabilidade Geral, 1925, 1926, 1927, WDA. “Trabalhávamos noite e dia.” sra. Walt Disney, “Genius”, pp. 104, 106. Les Clark pôs a data… Frank Thomas e Ollie Johnston, The illusion of life: Disney animation (New York: Hyperion, 1981), p. 39. As próprias filhas de Walt… Ibid., p. 103. O nome Minnie. John Cowles entrevistado pelo autor. “Foi aplaudido mais...” Tel. de Charles McManus para Walt, 17/jul/1955, Pasta Estreia Disneylândia, Corr. Walt Disney, 1955, C-D, A1557, WDA. “Faça o nome de ‘Mickey Mouse’...” Entrevista Iwerks, ca. 1956; E, J. Denison para Bob C. Baldridge, 18/mai/1928; Walt para Denison, 21/mai/1928, Corr. Walt Disney, 1928, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. Decisão da Metro. Tel. de R. W. McGrath (MGM) para Walt, 29/mai/1928, ibid. “Vamos fazê-lo de novo com som.” sra. Walt Disney, “Genius”, p. 106. Versão de Roy. Roy Disney entrevistado por Richard Hubler, 18/jun/1968, RHC, Caixa 14, Pasta 51. Som de garrafa sendo aberta. Jackson entrevistado por Smith. “Desenhos não falam.” Wilfred Jackson entrevistado por Richard Hubler, 26/mar/1968, WDA. “Como se o barulho…” Citado em Barrier, Hollywood cartoons, p. 51. “Droga, eu sei o quão rápido...” Jackson entrevistado por Smith. “Podíamos decompor...” Citado em Leslie Iwerks e John Kenworthy, The hand behind the mouse (New York: Disney Editions, 2001). P. 62. Exibição de Steamboat Willie. Mike Barrier, “‘Building a better mouse’: Fifty years of Disney animation”, Funnyworld, n.º 20 (outono de 1979), pp. 6, 8; Jackson entrevistado por Smith; entrevista de Iwerks, ca. 1956.

745

DisneyInteiro.indd 745

07.04.09 13:29:28


Neal Gabler “Nunca vi tal reação…” Citado em Hubler, Disney, pp. 152-153. “Vocês estão aí fora falando sobre bebês...” Citado em Iwerks e Kenworthy, Hand behind, pp. 63-64. “Nada desde então igualou isso.” Entrevista de Iwerks, ca. 1956. “Foi terrível...” Disney, “Growing pains”, p. 107. Voltaram a se reunir às seis. Hubler, Disney, p. 153. “Jazz singer da animação.” John Canemaker, Felix: The twisted tale of the world’s most popular cat (New York: Da Capo Press, 1996), p. 6. II “Todos eles estão com medo…” Walt para Nat Levine, 21/ago/1928, Pasta Mascot Pictures Corp., Corr. Roy O. Disney, Lu-Mi (1930-1939), A2997, WDA. “Espero não ter tropeçado.” Roy para Walt e Ubbe, 4/set/1928, Corr. Walt Disney 1928, Corr. Inicial de Walt Disney, WDA. “Grande e amigável irlandês.” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 2, p. 17. “Cara de boa índole.” Walt para Roy e Ub, 14/set/1928, Corr. Walt Disney, 1928, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. “Quando em dúvida, Powers ataca.” Terry Ramsaye, A million and one nights (New York: Simon & Schuster, 1926), p. 591. Para mais sobre Powers veja pp. 497-504. Atirando livros pela janela. Ibid. p. 592. “Muito entusiasmado...” Walt para Roy (set/1928); Walt para Roy e Ubbe, 7/set/1928, Corr. Walt Disney, 1928, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. “Um bocado de barulho...” Walt para Roy e Ubbe, 7/set/1928, ibid. Custos de gravação. Walt para Roy e Ubbe, 4/set/1928; Walt para Roy e Ubbe, 7/set/1928, ibid. “Minha ideia é pegar a coisa…” Walt para Roy e Ubbe, 7/set/1928, ibid. “Esteja certo de conseguir dinheiro suficiente…” Walt para Roy, 11/set/1928, ibid. “Nossa melhor aposta é Powers.” Ibid. “Efeitos sinfônicos demais.” Walt para Roy e Ub, 20/set/1928. ibid. Primeira sessão de gravação. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 2, pp. 17-23; Diane Disney Miller, como contado a Pete Martin, The story of Walt Disney (New York: Holt, 1956), pp. 100-101. Odiando Nova Iorque. Walt para Roy, 11/set/1928; Walt para Ub e Roy, 23/set/1928, Corr. Walt Disney, 1928, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. Abcesso. Ibid. “Se vocês soubessem de toda a situação...” Walt para Ub e Roy, 20/set/1928, ibid. “Consiga o maior empréstimo…” Tel. de Walt para Walt Disney Estúdio, 21/set/1928, ibid. “Oportunidade para o velho...” Walt para Roy e Ub, 23/set/1928, ibid. Sistema de bola. Walt para Roy 25/set/1928, ibid. “Funcionava como um relógio.” Walt para “bando”, 30/set/1928, ibid. “Isso prova uma coisa para mim.” Ibid. “Todos juntos agora.” Walt para Roy, 1.º/out/1928, ibid.

746

DisneyInteiro.indd 746

07.04.09 13:29:28


Walt Disney “Podemos finalizar todos eles.” Walt para Roy e Ub, 23/set/1928, ibid. “Que melhor vendedor poderíamos desejar...” Walt para Roy e Ub, 14/set/1928, ibid. “Meninos crescidos.” Walt para Roy e Ub, 20/set/1928, ibid. “Vou ficar o mais perto...” Walt para Roy, 1.º/out/1928, ibid. Exibição de Willie para Universal. Walt para Lilly, 15/out/1928, ibid. Acordo com Powers. Patrick A. Powers–et al. com Walt Disney, 15/out/1928, Pasta Cinephone Powers, WDA. Acordo com Universal. Walt para Lilly, 19/out/1928, Corr. Walt Disney, 1928, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. Encontro com Universal e escritório de Powers. Walt para Lilly, 20/out/1928, ibid. “Neste jogo…” Walt para (Roy), 22/out/1928, ibid. “Acumulou.” Walt para Lilly, 26/out/1928, ibid. Decisão da Universal. Walt para Lilly, 27/out/1928, ibid. “Se você alguma vez trabalhou como louco…” Walt para Roy e Ubbe, 6/out/1928, ibid. Chegada de Stalling. Walt para Lilly, 26/out/1928, ibid. “Não contei para ele…” Walt para Lilly, 27/out/1928, ibid. Finanças. Contabilidade Geral, 1925-1926-1927; Walt para Lilly, 27/out/1928, ibid. Harry Reichenbach. Harry Reichenbach, como contado para David Freedman, Phantom fame: The anatomy of ballyhoo (New York: Simon & Schuster, 1931). Acordo com Reichenbach. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 2, pp. 25-26; Miller, Story of Disney, p. 104. Segundo outro relato, Walt recebeu US$ 250 por semana durante duas semanas. Veja Hubler, Disney, p. 160. “Ouvi gargalhadas e risadinhas...” Citado em Brian Burnes, Robert W. Butler, a Dan Viets, Walt Disney’s Missouri: The roots of creative genius, ed. Donna Martin (Kansas City, Mo.: Kansas City Star Books, 2002), p. 132. “Não o primeiro…” Variety, 21/nov/1928. “Me fez cair da cadeira.” Exhibitor’s Herald, nov/1928. “Um trabalho inteligente...” NYT, 21/nov/1928. “Não acredito...” Citado em Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 288. O andar de Mickey. Ibid. p. 346. “Tornou-se um furor.” David Dodd Hand, Memoirs (Cambria, Calif.: Lighthouse, Litho, 1990), p. 66. “Disney nos pôs para fora do negócio...” Citado em Canemaker, Felix, p. 7. “Eu sabia que seria limitado...” Disney, Autobiography, 1934. Exigências e termos do contrato. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 2, p. 27. “Com isso está a bolsa...” Charles Giegerich para Walt, 19/dez/1928, Corr. Powers Cinephone Equipment Corp., 1928-29, WDA. Acordos para Mickey Mouse. Giegerich para Walt, 31/dez/1928; Giegerich para Walt, 24/mar/1929; Walt para Giegerich, 3/mai/1929, ibid. “Nós damos a eles a coisa…” Walt para Roy e Ubbe, 9/fev/1929, RHC, Caixa 27, Pasta 107.

747

DisneyInteiro.indd 747

07.04.09 13:29:28


Neal Gabler III Um rolo de comédias sonoras ao vivo. Walt para dr. J.V. Cowles, 28/dez/1929, ibid. Desenvolvendo com Stalling. Walt para Roy e Ubbe, 7/set/1928, Corr. Walt Disney, 1928, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. Ideia no ar. Walt para Roy, 11/set/1928, ibid. Anúncio do esqueleto. Iwerks and Kenworthy, Hand behind, p. 75. “Ideia de Carl da ‘Dança do esqueleto’…” Walt para Roy, 25/set/1928, Corr. Walt Disney 1928, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. “Bastante fora do comum.” Walt para Giegerich, 16/jan/1929, Corr. Powers Cinephone Equipment Corp., 1928-29, WDA. “Ele é um… sucesso.” Walt para Lilly, 10/fev/1929, Corr. Walt Disney 1928, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. “O público conhece Life Savers.” Walt Disney entrevistado por Martin, Disco 9, CD. “Agora é nossa chance...” Walt para Roy e Ubbe, 9/fev/1929, Corr. Walt Disney 1928, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. “Devíamos ser capazes de limpar…” Walt para (Roy), (nov/1928), ibid. Jimmy Lowerre. Walt para Lilly, 27/out/1928, ibid. Instalando equipamentos de gravação. Walt para Roy e Ubbe, 9/fev/1928, ibid. “Mas temos de levantar a grana.” Walt para Roy e Ubbe, 9/fev/1929, ibid. “Não é uma aposta...” Walt para Elias (1929), ibid. “Quanto estiver terminado...” Roy para Nat Levine, 11/mar/1929, Pasta Mascot Pictures Corp., Corr. Roy O. Disney, Lu-Mi (1930-1939), A2997, WDA. Operação de som. Veja Pasta Disney Film Recording Studio, WDA. Dança do esqueleto. Disney, Autobiography, 1934; Miller, Story of Disney, p. 107; Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 2, pp. 33-35. “É difícil explicar…” Walt para Giegerich, 12/jun/1929, Corr. Powers Cinephone Equipment Corp., 1928-1929, WDA. “Eles estão rindo…” Entrevista de Iwerks, ca. 1956. “Fazendo um grande sucesso.” Walt para Giegerich, 12/jun/1929, Corr. Powers Cinephone Equipment Corp., Corr., 1929-1929, WDA. “Funcionários da Fox ficarão vendidos…” Tel. de Walt para Powers (jul/1929), ibid. “Eis aqui um dos mais novos...” Film Daily, 21/jul/1929. “Sem exceção...” Anúncio, Film Daily, 22/jul/1929. Joseph Barbera. Joseph Barbera, My life in ’toons: From flatbush to bedrock in under a century (Atlanta: Turner Publishing, 1994), p. 37. Contratando Burt Gillett. Walt para Roy e Ubbe, 9/fev/1929, Corr. Walt Disney 1928, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. Sharpsteen. Ben Sharpsteen entrevistado por David Smith, 19/may/1971, WDA. “Era uma pressão!” Citado em Donald Crafton, “Before Mickey: The animated film, 18981928 (Cambridge: Mass.: MIT press, 1982), p. 319. “Um daqueles intermináveis…” Janet Flanner, Harper’s bazaar, 1.º/nov/1936, citado em Finch, Art of Disney, p. 124. Descrição de Hyperion. Sharpsteen entrevistado por Smith; Jackson entrevistado por Smith.

748

DisneyInteiro.indd 748

07.04.09 13:29:28


Walt Disney “A salvação estava em fazer...” Sharpsteen entrevistado por Peri, p. 3. “Completamente ao contrário.” Citado em Barrier, Hollywood cartoons, p. 60. “Na estimativa de Walt...” Sharpsteen entrevistado por Peri. “Encontrei muitos problemas...” Walt para Giegerich, 10/abr/1929, Corr. Powers Cinephone Equipment Corp., 1929-1929, WDA. “Detestávamos ir para casa…” Ub Iwerks, entrevistado por George Sherman, 30/jul/1970, WDA. “Nós nos reuníamos...” Walt para Giegerich, 14/dez/1929, Corr. Powers Cinephone Equipment Corp.,1929-1929, WDA. “Não temos nenhum presidente…” Florabel Muir, “Animated Cartoons Going Over Big”, New York Sunday News, 1.º/dez/1929. Chave da porta da frente. Jack Cutting citado em Finch, Art of Disney, p. 67. “Os homens adoraram…” Iwerks entrevistado por Sherman. “O dinheiro tem entrado...” Roy para Edna, Walt, Lilly, 10/ago/1929, Corr. Walt & Roy Disney, 1929-1930, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. Finanças. Extrato de Conta de Walter E. Disney, 31/mai/1929; Walt para H. A. Post, 31/ mai/1929, Corr. Powers Cinephone Equipment Corp., 1928-1929, WDA. Produzindo os filmes de Mickey. Tel. de Walt para Giegerich, 30/jun/1929, Corr. Powers Cinephone Equipment Corp., 1928-1929, WDA. “Sabotaram isso.” Roy para Edna, Walt, Lilly, 10/ago/1929, corredor Walt e Roy Disney, 19291930, Walt Disney corred. inicial, WDA. Hollywood Screen Star News. Walt para Giegerich, 3/jun/1929, Corr. Powers Cinephone Equipment Corp., 1928-1929, WDA. Mayer e MGM. Frances Marion, Off with their heads! A serio-comic tale of Hollywood, extraído de The grove book of Hollywood, ed. Christopher Silvester (New York: Grove Press, 1998), pp. 116-18. Frank Capra e Walt. Frank Capra, The name above the title: An autobiography (New York: Macmillan 1971), p. 104. Acordo com a Columbia. Roy para Walt (9/ago/1929), Corr. Walt Disney, 1929, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. Félix. Veja Canemaker, Felix. “Por volta de 1930 Félix estava condenado.” Hal Walker citado em ibid., p. 130. Chamando professores. Roy Disney entrevistado por Hubler, 18/jun/1968. Desenho de Mickey conduzindo uma orquestra. Roy Disney entrevistado por Hubler, 20/ fev/1968, WDA. Anúncios. Exhibitor’s Herald World, 31/ago/1929. Clubes do Mickey Mouse. Walt para Giegerich, 30/jul/1929; Walt para Giegerich, 16/set/1929, Corr. Powers Cinephone Equipment Corp., 1928-1929, WDA. Carta de deveres do membro do clube do Mickey Mouse. Campanha geral, Clube do Mickey Mouse, 1930, Clubes do Mickey Mouse, Alpha-M, Pasta Geral 1934-37, Corr. Roy O. Disney, Lu-Mi (1930-1939), A2997, WDA. “O ‘iu-rru’ da Minnie.” Columbia Beacon, 29/abr/1930. Popularidade do Clube do Mickey Mouse. Artigo, sem data. Mickey Mouse e Histórias Gerais, 1925-1931, M-17, Caixa 3182, WDA.

749

DisneyInteiro.indd 749

07.04.09 13:29:28


Neal Gabler Parada Milwaukee. Hans Peters para Roy, 8/jun/1931, Cartas de D.V. (P), 1931-1933, Corr. Walt Disney 1930-1934, P-U, A1505, WDA. Associação. Roy citado em Hubler, Disney, p. 260; Motion Picture Herald, 1.º/out/1932, citado em Lorraine Santoli, The official Mickey Mouse club book (New York: Hyperion, 1995), pp. xiv-xix. King Features e tira de quadrinhos. J.V.Connelly para Iwerks, 24/jul/1929; Iwerks para Connelly, 30/jul/1929; Walt para Giegerich, 30/jul/1929; Giegerich para Walt, 12/ ago/1929, Corr. Powers Cinephone Equipment Corp., 1928-1929, WDA; Walt para Roy, 3/ago/1929, Corr. Walt Disney, 1929, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. Mudando Gottfredson de área. George Morris para Roy, 19/abr/1930, Corr. Walt & Roy Disney, 1929-1939, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. Publicado em 40 jornais. Roy para Flora Disney, 25/ago/1930, Pasta Roy O. Disney – 1930, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Pessoal & Viagens (1930-1933), A2994, WDA. Vinte mil pedidos. Carolyn Kay Shafer (diretor de publicidade, Walt Disney Productions) para J. P. Murphy, Boston Daily Record, 8/jun/1931, Cartas de D.V. (B), 1931-1933, Corr. Walt Disney, 1930-1934, A-C, A1502, WDA. Incitando Giegerich. Walt para Giegerich, 4/out/1929, Corr. Powers Cinephone Equipment Corp., 1928-1929, WDA. Ver também Giegerich para Walt, 8/out/1929, e Walt para Giegerich, 24/out/1929. Primeira licença. Miller, Story of Disney, p. 133. Acordo com Borgfeldt. Tel. de Walt para Roy, 29/jan/1930, Corr. Walt & Roy Disney, 19291930, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. Modelos de bonecos. George Morris para Roy, 7/abr/1930, ibid. Promovendo livros e barras de doces. Roy para Buzza Co., 20/mar/1930; Roy para Curtiss Candy Co, 21/mar/1930, Toys + Novelties, Pasta Misc., Corr. Roy O. Disney, Mo–T (1928-1939), A2998, WDA; Roy para Walt, 26/abr/1930, Corr. Walt & Roy Disney, 1929-1930, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. “As coisas estão acontecendo rápido...” Roy para sr. e sra. E Disney, 6/jan/1930, Pasta Roy O. Disney – 1930, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33), A2994, WDA. Oferta de mascote. Roy para Walt, 25/jan/1930, ibid. “Se os desenhos não fossem bons...” Roy para Walt, 24/jan/1930, Corr. Walt & Roy Disney, 1929-1930, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. Disputa com Powers sobre a Columbia. Walt para Giegerich, 21/out/1929; Walt para Powers, 20/dez/1929; Powers para Walt, 26/dez/1929, Corr. Powers Cinephone Equipment Corp., 1928-1929, WDA. “Ladrão.” Roy Disney entrevistado por Hubler, 18/jun/1968. “Você sabe, minha maior fraqueza...” Paul Smith e Hazel George entrevistados por David Tietyen, 29/ago/1978, p. 27, WDA. Powers detecta insatisfação. Tel. De Powers para Walt, 2/jan/1930, Corr. Walt Disney, 1929, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. Saída de Iwerks. Tel. de Roy para Walt, 21/jan/1930; Roy para Walt, 24/jan/1930, Corr. Walt Disney, 1929, Corr. Inicial Walt Disney, WDA.

750

DisneyInteiro.indd 750

07.04.09 13:29:28


Walt Disney Tensões com Walt. Entrevista de Iwerks, ca. 1956. “Desenhe o seu próprio Mickey.” Iwerks e Kenworthy, Hand behind, p. 83. “Se a ação de Ub…” Walt para Roy, 21/jan/1930, Corr. Walt & Roy Disney, 1929-1930, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. Acordo e encontro. Renúncia, 22/jan/1930, Pasta Security First National Bank of L.A., Corr. Roy O. Disney Mo-T (1928-1939), A2998; Roy para Walt, 25/jan/1930, Pasta Roy O. Disney – 1930, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33), A2994, WDA. “Obviamente amava aquele cara.” Leonard Mosley, Disney’s world: A biography (New York: Stein & Day, 1985), p. 201. Falando para jovem animador. Dave Hand citado em Barrier, Hollywood cartoons, p.66. “Não seria uma boa ideia...” Roy para Walt, 18/jan/1930, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33), A2994, WDA. Partida de Stalling. Roy para Walt, 24/jan/1930, Corr. Walt Disney, 1929, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. “Os caras dos Estados Unidos que têm sido...” Roy para Walt, 24/jan/1930, Corr. Walt & Roy Disney, 1929-1930, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. “O ano que vem vai mostrar a eles...” Ibid. Ollie Wallace. Roy para Walt, 25/jan/1930, Corr. Walt Disney, 1928, Corr. Inicial Walt Disney, WDA Recrutando a Columbia. Roy para Walt, 25/jan/1930, ibid. Suspendendo a produção dos Mickey. Walt para Roy, 1.º/fev/1930, Corr. Walt & Roy Disney, 1929-1930, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. “Advogados estão seguros…” Tel. de Walt para Roy, 29/jan/1930, ibid. Oferecendo US$ 2 mil a Walt. Lilly para “Pessoal”, 30/jan/1930, Corr. Walt & Roy Disney, 1929-1930, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. “Powers é desonesto…” Lillian para Roy e Edna, 29/jan/1930, ibid. Astúcia de Powers. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 2, p. 39; Roy para Walt, 1.º/ fev/1930; Roy para Walt, 29/jan/1930; Corr. Walt & Roy Disney, 1929-1930, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. “Rapaz, estão atirando nele de todos os lados...” Lillian para Roy e Edna, 29/jan/1930, Corr. Walt & Roy Disney, 1929-1930, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. Duas semanas antes com Lillian... Ibid. Almoço com Huemer. Richard Huemer, Recollections of Richard Huemer, ms. não pub., Special Collections, Young Research Library, UCLA. Rompendo com Powers. Tel. de Walt para Roy, 7/fev/1930, Corr. Walt & Roy Disney, 19291930, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. Escapando do oficial de Justiça. George Sherman entrevistado por Hubler, RHC, Caixa 17, Pasta 65; Conta, Hotel Picadilly, fev/1930, Corr. Walt & Roy Disney, 1929-1930, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. Tomando emprestado do estúdio de gravação. George Morris para Roy, 3/mai/1930, Pastas Roy O. Disney-1930, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (193033), A2994, WDA.

751

DisneyInteiro.indd 751

07.04.09 13:29:28


Neal Gabler Faturamento de US$ 400 mil. Roy para Walt, 24/abr/1930, Walt & Roy Disney, 1929-1930, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. Roy acrescenta: “Não é tão ruim, não é?” “Complicado”. Bert Nayfack (Newgass, Nayfack e Waldheim) para Walt, 30/mar/1930, Corr. Powers Cinephone Equipment Corp., 1930-36, WDA. Powers faturou US$ 100 mil. Hubler, Disney, p. 166. Acordo com Powers. Rascunho de telegrama de Roy para Lessing (9/abr/1930), Pasta Roy O. Disney – 1930, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (193033), A2994, WDA; Contrato, Patrick A. Powers–et al. com Walt Disney, 22/abr/1930, Pasta Powers Cinephone, WDA. “Ao mesmo tempo em que o sacrifício me enfurece...” Lessing para Roy, 9/abr/1930, Corr. Powers Cinephone Equipment Corp., 1930-36, WDA. Encontros de negociação. Roy para Walt, 23/abr/1930, Corr. Walt & Roy Disney, 1929-1930, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. “Honestamente me sinto exultante…” Tel. de Roy para Walt, 6/mai/1930, ibid. “O peso de preocupação...” George Morris para Roy, 24/abr/1930, Pasta Roy O. Disney – 1930, Corr. Roy O. Disney, Disney, Roy O. – Personal & Trips (1930-33), A2994, WDA. Condições da Columbia. Arthur Mann, “Mickey Mouse’s financial career”, Harper’s (mai/1934), pp. 717-18. IV Oferta da Columbia a Powers. Roy para Walt, 15/abr/1930, Corr. Walt Disney 1928, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. “O personagem mais popular.” Film Daily, 1.º/dez/1930. “‘Mickey Mouse’ é um dos muito poucos…” Artigo (1929), Mickey Mouse e General Stories, 1925-1931, M-17, 3182, WDA. “Estou muito atrasado para Mickey Mouse?” Saturday Evening Post, 4/out/1930. Descoberto pela intelligentsia. Creighton Peet, “Mickey Mouse’s miraculous monkey shines”, Literary Digest 106 (9/ago/1930), p. 36. 150 Pedido de Chaplin. Karen Merritt e Russell Merritt, “Mythic mouse”, Griffithiana, n.º 34 (dez/1988), p. 59. Madame Thussaud. Boston Herald, 13/nov/1930. Trinta mil Cartas de fãs. “Mickey Mouse publicity items”, 29/out/1931, Cartas de D.V. (Mo), Corr. Walt Disney, A1504, WDA. Público de um milhão. Gilbert Sedes, “Mickey Mouse maker”, The New Yorker, 19/dez/1931, p. 23. “A mais popular estrela do cinema...” Photoplay, nov/1930. “Personalidade proeminente...” Artigo, Iza Schallert, “German author lokks us over”, 17/ ago/1930, Mickey Mouse and General Stories, 1925-1931, M-17, 3182, WDA. Críticos franceses. “Europe’s highbrows hail ‘Mickey Mouse’”, Literary Digest 110 (8/ ago/1931), p. 19. Mais popular que Mozart. “Mickey Mouse publicity items”, 29/out/1931.

752

DisneyInteiro.indd 752

07.04.09 13:29:29


Walt Disney Abrindo processo e advertindo Mintz. NYT, 1.º/abr/1931; Tel. de George Morris para Roy, 5/mai/1930, Pasta M, D.V.’s letters, Pasta 1930-33, Corr. Walt Disney 19301934, J-O, A1504, WDA. Paramount e Krazy Cat copiam trabalho. Lillian para “Pessoal”, 30/jan/1930, Corr. Walt & Roy Disney, 1929-1930, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. Primeiras avaliações de Walt. Fenn Sherie, “Meet Mickey’s master”, Pearson’s (abr/1030), Pearson’s Mag, Pasta Fenn Sherie, Corr. Walt Disney 1930-1934, P-U, A1505, WDA. Tamanho de Mickey. Shelly Fored, “He wanted a ‘little fellow’”, Hollywood (?), jun/1930, Mickey Mouse and General Stories, 1925-1931, M-17, 3182, WDA. “Mickey é tão simples…” Barbara Berch Jamison, “Of mouse and man, or Mickey reaches 25”, NYT Magazine, 13/set/1953, seção 4, pp. 26-27. “Nós apenas fizemos um Mickey…” John T. McManus, “Speaking of movies”, PM (ago/1943), Pasta A, Corr. Walt Disney, 1942-1943, A-C, A1526, WDA. “Expressão perfeita…” John Culhane, “A Mouse for all seasons”, Saturday Review of Literature, 11/nov/1978, p. 50. “Bem-amado Dom Quixote…” Willliam DeMille, “Mickey versus Popeye”, em The animated american cartoon: A critical anthology, ed. Gerald Peary e Daniel Peary (New York: E.P.Dutton, 1980), p. 241-44. “O ritmo espasmódico…” “The Mechanical mouse”, Saturdat Review of Literature 10 (11/nov/1933), p. 252. “Época de ditadores…” Edward G. Smith, “St. Francis of the silver screen”, Progress Today, jan-mar 1935, citado em Steven Watts, The Magic Kingdom: Walt Disney and the American way of life (Boston: Houghton Mifflin, 1997), p. 76. “O mundo de Disney é um mundo…” Warren I. Susman, Culture as history: The transformation of american society in the twentieth century (New York: Pantheon, 1984), p. 197. “Círculos nunca causam…” Citado em Robert W. Brockway, “The masks of Mickey Mouse: Symbol of a generation”, Journal of Popular Culture, primavera de 1989, pp. 31-32. Rosto achatado de Mickey. Calvin Trillin, Disney World, Fla.”, The New Yorker, 6/nov/1971, pp. 173-180. Saúde. Citado em Brockway, “Masks”, p. 31. “Uma cabeça relativamente grande...” Stephen Jay Gould, “A biological homage to Mickey Mouse”, em The panda’s thumb: More reflections on natural history (New York: W.W. Norton, 1980), pp. 95-107. “Apaixonada investigação do corpo.” Merritt e Merritt, “Mythic mouse”, p. 61. Pastelão “roubado” da tela. Frank S. Nugent, “The slapstick professor”, NYT, 5/mai/1935, seção 9, p. 3. “O espírito da criança…” Robert D. Feild, The art of Walt Disney (New York: Macmillan, 1942), p. 34. “Narcotizado.” dr. A.A.Brill, “dr. Brill analyses Walt Disney’s masterpiece”, Photoplay 45 (abr/1934), p. 103. “Ego ideal.” David I. Berland, M.D., “Disney and Freud: Walt meets the Id”, Journal of Popular Culture 15 (primavera de 1982), p. 96. “Ele pode quebrar todas as leis naturais.” “Profound mouse”, Time, 15/mai/1933, p. 37.

753

DisneyInteiro.indd 753

07.04.09 13:29:29


Neal Gabler “Rápido, arrogante e cruel...” Richard Schickel, The Disney version: The life, times, art and commerce of Walt Disney, 3.ª ed. (1968; reimpresso em Chicago: Elephant Paperbacks, 1997), p. 129. “Elemento escandaloso…” E. M. Forster, “Mickey and Minnie”, em Peary e Peary, Animated Cartoon, p. 239. Censores de Ohio. Artigo, 4/fev/1931, MWEZ, n.c., 17,901, New York Public Library for the Performing Arts. “Nunca foi nossa intenção…” Walt to Giegerich, 23/dez/1929, Corr. Powers Cinephone quipment Corp., 1928-29, WDA. “Anarquia” e “cupidez”. Merritt e Merritt, “Mythic mouse”, p. 61 “A vitória cósmica do perdedor...” Motion Picture Herald, 1.º/out/1932. “O maior de todos.” Disney, Autobiography, 1939, 2.ª parte, p. 11. “Nós queríamos algo que tivesse atrativo...” Exhibitors complete campaign por Walt Disney’s “Mickey” (1931) mouse, United Artists, Pamphlet # 4, Margaret Herrick Library, Academy of Motion Picture Arts and Sciences. Projetando filmes de Chaplin. Entrevista de Sharpsteen por Peri, p. 5. “Sempre nos mostrando como Chaplin...” Ward Kimball entrevistado por Christopher Finch e Linda Rosenkrantz, 10/mai/1972, p. 113. WDA. “Ele simplesmente não conseguia...” Huemer, Recollections, p. 41. Esquete de Mickey Mouse personificando Chaplin. Walt para Steichen, 11/nov/1933, Si, D.V.’s Letters, Pasta 1931-1933, Corr. Walt Disney 1930-1934, P-U, A1505, WDA. “Ele era o super-herói da hora.” Iwerks entrevistado por Sherman. “Walt e Mickey eram tão compatíveis...” Citado em Katherine Greene e Richard Greene, The man behind the magic: The story of Walt Disney (New York: Viking, 1991), p.54. “Sempre que ele menciona Mickey Mouse…” Artigo, Robert Sherwood, 29/ago/1931 (sem título), MWEZ, n.c. 19,000, New York Public Library for the Performing Arts. “Walt era Mickey…” Clark para Barrier, 19/ago/1976, citado em Canemaker, Walt Disney’s nine old men and the art of animation (New York: Disney Editions, 2001), p. 21. “Não acho que Mickey…” Henry F. Pringle, “Mickey Mouse’s father”, McCall’s, ago/1932, p. 7. “Enquanto existir um Estúdio Disney…” Barbara Berch Jamison, “Of mouse and man, or Mickey reaches 25”, NYT Magazine, 13/set/1953, pp. 26-27. “Insatisfeito com a voz de Mickey. Walt para Giegerich, 26/jul/1929, Corr. Powers Cinephone Equipment Corp., 1928-29, WDA. Helen Lind. Variety, 3/dez/1930. Fazendo a voz de MM. Walt Disney entrevistado por Tony Thomas, jan/1959 (extrato), pp. 3-4, WDA. “Há mais emoção...” Citado em Hubler, Disney, p. 172. V Ted Sears. Tel. de Walt para Roy, 21/nov/1930; rascunho de telegrama de Roy para Walt, 7/ dez/1930, Pasta Roy O. Disney–NY Trip–nov/1930, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33), A2994, WDA.

754

DisneyInteiro.indd 754

07.04.09 13:29:29


Walt Disney Harry Reeves. Walt para Roy, 15/nov/1930, ibid. Grim Natwick. Roy para Walt, George Morris, Gunther Lessing, 21/nov/1930; Roy para Walt, George Morris, Gunther Lessing, 16/nov/1930, ibid. “Prédio tranquilo e pequeno…” Alice ames winter, “Animated Cartoon Pictures”, Motion Picture Monthly, jan/1931, p. 7. Expansão. Contrato do superintendente, Roy Disney e F. Scott Crowhurst, 4/fev/1931; Roy para F.A.Munsie (secretário, diretoria da Comissão de Construção e Segurança), 2/ jun/1930; George A. Conlon (departamento de vendas, QRS Neon) para Walt, 1.º/ dez/1930, Pasta Propostas de Construção, Corr. Roy O. Disney, A-C (1927-51), A2993, WDA. Veja também David R. Smith, “Disney before Burbank: The Kingswell and Hyperion studios”, Funnyworld, n.º 20 (verão de 1979), pp. 36-38; Thomas, Building a company, p. 89. “Como se fôssemos membros…” Schickel, Disney version, p. 184. Atmosfera fraternal. Sharpsteen entrevistado por Peri, p. 6; Bill Peet, Bill Peet: An autobiography (Boston: Houghton Mifflin, 1989), p. 99. “Nossa, como o dia voava!” Huemer, Recollections, p. 56. “O dia inteiro, todos os dias...” Barrier, Hollywood cartoons, p. 70. Roy Williams. Amy Boothe Green and Howard E. Green, Remembering Walt: Favorite memories of Walt Disney (New York: Hyperion, 1999), p.10. “Walt me surpreendeu…” Sharpsteen entrevistado por Peri, p. 6. “O que quer que fizéssemos...” John Canemaker, “Grim Natwick”, Film comment, jan-fev. 1975, p. 60. Acelerando o cronograma de produção. George Morris para Roy, 11/nov1960, Pasta Roy O. Disney – NY Trip – nov.1930, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33), A2994, WDA. “Confronto.” Roy para Irving Lesser, 16/mar/1931, Pasta Irving Lesser, Corr. Roy O. Disney, G-Lo (1930-41), A2996, WDA. “Isso levava a uma situação muito injusta...” Citado em Hubler, Disney, p. 244. “Eles não estão sobrecarregados...” Roy para Walt, 26/abr/1930, Corr. Walt & Roy Disney, 1929-1930, Corr. Inicial Walt Disney, WDA. Surpreso. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 7, p. 9. Negociações com a United Artist. George Morris para Roy, 17/nov/1930; telegrama de Morris para Roy, 17/nov/1930; Morris para Roy, 20/nov/1930, Pasta Roy O. Disney – NY Trip – nov. 1930, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33), A2994, WDA. Encontrando-se com Laemmle. Roy para Irving Lesser, 3/abr/1931, Pasta Irving Lesser, Corr. Roy O. Disney, G-Lo (1930-41), A2996, WDA. “Trouxa.” Irving Lesser para Roy, 10/abr/1931, ibid. “Fomos consultados...” “Mickey Mouse publicity items”, 29/out/1931, Mo, Cartas de D.V., Corr. Walt Disney, A1504, WDA. “Muito francamente…” Roy para Elias e Flora, 8/mai/1931, citado em Thomas, Building a company, p. 89. Custo dos desenhos. Walt Disney, “Growing pains”, American Cinematographer, mar/1941, p. 107.

755

DisneyInteiro.indd 755

07.04.09 13:29:29


Neal Gabler Empréstimo de US$ 25 mil. Roy para Irving Lesser, 14/mai/1931, Pasta Irving Lesser, Corr. Roy O. Disney, G-Lo (1930-41), A2996, WDA. “Demasiado.” Telegrama de Irving para Roy, 1.º/jun/1931, Pasta Roy O. Disney – 1931, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33), A2994, WDA. Entregando com mais rapidez. Roy para Walt, 5/jun/1931, D, Cartas de D.V., 1931-1933, Corr. Walt Disney, 1930-1934, D-I, A1503, WDA. “A menos que algo muito drático...” Memorando, George (Morris) para Walt, Re: Finanças do Estúdio, 27/jun/1931, Cartas de D.V. (Mo), 1934, Corr. Walt Disney, A1504, WDA. “O negócio ficou grande demais...” Lessing para Roy, 27/jun/1931, Pasta Roy O. Disney, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33), A2994, WDA. “Se você quer saber o verdadeiro segredo…” Ward Kimball, “The wonderful world of Walt Disney”, em You must remember this, ed. Walter Wagner (New York: G. P. Putnam’s Sons, 1975), p. 267. Walt se encontra com Morris. Morris para Roy, 29/jun/1931, Pasta Roy O. Disney, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33), A2994, WDA. “No fim…” Lessing para Roy, 6/jul/1931, ibid. Walt nunca saía... Bill Cottrell entrevistado por Jay Horan, ago-out 1983, p. 66, WDA. Andando pelo estúdio à noite. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 2, p. 42. Problemas no tráfego. Sharpsteen entrevistado por Peri, p. 17. Walt conta história para Sharpsteen. Sharpsteen entrevistado por Smith. “Seu hobby é seu trabalho...” GM (George Morris) para Fenn Sherie, Pearson’s, 23/mai/1930, Pasta Sherie, Fenn, Corr. Walt Disney, 1930-34, P-U, A1505, WDA. “Viúva do rato.” “Profound mouse”, Time, 15/mai/1933, p. 38. Socializando com Roy. Greene and Greene, Man behind the magic, p. 86. Melhor companheiro. GM (George Morris) para Fenn Sherie, 23/mai/1930. Tempo livre com Lillian. Lillian citada em Green and Green, Remembering Walt, p. 107. Voltando o relógio. Jamison, “Of mouse and man”, pp. 26-27. “Acho que terminei.” Lillian Disney entrevistada por Pete Martin, disco 16. “Quero ter dez garotos...” Diane Disney Miller entrevistada pelo autor. A atitude de Lillian com crianças. Miller citado em Greene and Greene, Inside the dream, p. 54. Relação sexual no consultório médico. Thomas, Building a company, p. 78. “Walt e Lillian estão ambos loucos...” Roy para Flora Disney, 15/ago/1930, Pasta Roy O. Disney – 1930, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33), A2994, WDA. “Ele fica no alto da escada…” Citado em Greene and Greene, Inside the dream, p. 37. Novo terreno para casa. H. F. Elliot (diretor de vendas: Frank Malins Co.) para Walt, 18/ mar/1931, M, Pasta Cartas de D.V., 1930-33, Corr. Walt Disney, 1930-34, J-O, A1504; Leonard A. Hardie (diretor de vendas, Santa Monica Land & Water Co. Ltd.) para Walt, 20/mar/1931, H, Cartas de D.V., 1931-33, Corr. Walt Disney, 1930-34, D-I, A1503, WDA.

756

DisneyInteiro.indd 756

07.04.09 13:29:29


Walt Disney “Foi muito triste.” Citado em Katherine Greene and Richard Greene, Inside the dream: The personal story of Walt Disney (New York: Roundtable Table Press, 2001), p. 54. “Sou casado…” Walt para Prima Lena, 6/ago/1931, Pasta Misc., WDA. Roy sugeriu viagem. Roy para Walt, 18/jun/1931, Pasta Misc., WDA. “Não importa o quanto um filme esteja bom...” Disney, Autobiography, 1934. Amídalas removidas. Roy para Walt, 30/jun/1931, Pasta Roy O. Disney – 1931, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33), A2994, WDA. “Francamente, estou preocupado…” Roy para Walt, Gunther (Lessing) e George (Morris), 2/ jul/1931, ibid. “Acho que estava trabalhando...” Miller, Story of Disney, p. 111. Consultando médico. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 2, p. 44. “Eu estava em pânico emocional.” Miller, Story of Disney, p. 111.

Cinco O culto I “Tudo que poupamos…” Roy para Flora e Elias, 15/jun/1932, citado em Bob Thomas, Building a company: Roy O. Disney and the creation of an entertainement empire (New York: Hyperion, 1998), p. 93. Planos de férias. Carolyn Kay Shafer para Archie B. Sharp, Honolulu Advertiser, 18/jun/1931, Pasta Misc., WDA; George Morris para Roy, 30/jun/1931, Pasta Roy O. Disney – 1931, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33), A2994, WDA. Viagem a Washington. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 2, p. 46. “Muito descansado.” George Morris para Roy, 9/set/1931, Pasta Roy O. Disney – 1931, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33), A2994, WDA. “Me acordou…” Walt Disney, Autobiography, ms. não pub., 1934, WDA. “Foi até lá…” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 2, p. 47. “Cheio de ânimo.” Ibid., p. 48. “Walt ficava com tanta raiva...” sra. Walt Disney, como contado a Isabella Taves, “I live with a genius”, McCall’s, fev/1953, p. 103. “Novo homem.” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 2, p. 46. “Walt está se sentindo muito melhor...” Roy para Flora e Elias, 30/dez/1931, citado em Bob Thomas, Building a company, pp. 71-72.

757

DisneyInteiro.indd 757

07.04.09 13:29:29


Neal Gabler Revisão da United Artists. Roy para George Morris, 22/jan/1932, , Pasta Roy O. Disney – 1931, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33), A2994, WDA. “Nosso primeiro contrato bom.” Citado em Richard G. Hubler, Walt Disney, ms. não pub., 1968, p. 243, RHC. Tirando animadores das Symphonies. George Morris para Roy, 22/jan/1932, Pasta Roy O. Disney – 1931, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33), A2994, WDA. “Praticamente todas as ferramentas…” Citado em Mike Barrier, “‘Building a better mouse’: Fifty years of disney animation”, Funnyworld, n.º 20 (verão de 1979), p. 6; Greg Ford e Richard Thompson, “Chuck Jones”, Film comment, jan-fev 1975, p. 30. “Por causa da insistência e supervisão de Walt.” Citado em Frank Thomas e Ollie Johnston, The illusion of life: Disney animation (New York: Hyperion, 1981), p. 30. “A euforia de romper barreiras…” Ibid., p. 266. “Walt não aprovava – repito – não aprovava...” David Dodd Hand, Memoirs (Cambria, Calif.: Lighthouse Litho, 1990), p. 71. “Analisando e reanalisando…” Dick Huemer, “Thumbnail sketches”, Funnyworld, n.º 21 (outono de 1979), p. 43. “Você era pago para acabar...” Shamus Culhane, Talking animals and other people (New York: St Martin’s Press, 1986), p. 131. Origem dos testes a lápis. Dick Lundy citado em Michael Barrier, Hollywood cartoons: American animation in its golden age (New York: Oxford University Press, 1999), p.71. “Acho espantoso…” Walt Disney, “Growing pains”, American Cinematographer, mar/1941, p. 107. “Filmes Leica”. Ben Sharpsteen, answers to questions submitted by Dave Smith, set/1964, p. 10, WDA. “Depois que um desenho ficava pronto...” George Morris para Roy, 19/out/1933, Pasta Roy O. Disney – 1933, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1934A2995, WDA. “A velha animação estava acabada…” Joe Adamson, “A talk with Dick Huemer”, em The american animated cartoon: A critical anthology, ed. Gerald Peary and Daniel Peary (New York: E. P. Dutton, 1981), pp. 33-34. “Seu personagem morreu…” Thomas and Johnston, Illusion of life, p. 99. “O trabalho mais difícil…” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 10, p. 57. Frolicking Fish. John Canemaker, Walt Disney’s nine old men and the art of animation (New York: Disney Editions, 2001), p. 245. “Logo, todos começaram a desenhar de forma mais solta…” Jack Kinney, Walt Disney and other animated characters: An unauthorized account of the early years at Disney’s (New York: Harmony Books, 1988), pp. 42-43. “A ação estendida foi uma invenção...” Adamson, “Talk with Huemer”, p. 34. “Então, vamos todos começar logo isso…” Citado em Richard Schickel, The Disney version: The life, times, art and commerce of Walt Disney, 3.ª ed. (1968; reimpresso em Chicago: Elephant Paperbacks, 1997), p. 147.

758

DisneyInteiro.indd 758

07.04.09 13:29:29


Walt Disney Prêmios para piadas. Pasta Prêmios de piadas, Corr. Walt Disney, 1930-1934, D-I, A1503, WDA. “Vocês devem aprimorar…” Memorando, Walt para Dick Huemer, 1.º/jun/1935, Corr. Comunicações Inter-escritórios Walt Disney, 1935, He-R, A1509, WDA. “Entendimento da representação adequada...” Walt para Bob Wickersham, 1.º/jun/1935, ibid. “Eles eram mais bem encenados…” Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 34. “Nosso erro…” Citado em Charles Solomon, Enchanted drawings: The history of animation (New York: Alfred A. Knopf, 1989), p. 28. “Densidade.” Barrier, Hollywood cartoons, p. 91. “Monge sem batina.” Bill Tytla entrevistado por George Sherman, em Walt’s people, Ed. Didier Ghez, (Xlibris, 2006) p. 1:97. “Voltei em dois dias…” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 11, p. 4. Sala do departamento de enredo. Barrier, Hollywood cartoons, p. 94. Invenção do “storyboard”. Schickel, Disney version, p. 147; Richard Shale, Donald Duck joins up: The Walt Disney studio during World War II (Ann Arbor, Mich.: UMI Research Press, 1982), p. 4. Um empregado datou o storyboard de Babes in the woods em 1933: veja Don Graham, The art of animation, mas. não pub., sem data, WDA. “Você ficava com a sensação…” Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 195. “A grande razão de por que ninguém lembra...” Animador anônimo citado em Hubler, Disney, p. 140. “Pequenos toques de personalidade.” Frank Thomas citado em John Canemaker, Felix: The twisted tale of the world’s most popular cat (1991; repr., New York: DaCapo Press, 1996), p. 128. “Era o que vinha em primeiro lugar…” Wilfred Jackson entrevistado por Steve Hulett, 25/ jul/1978, WDA. “Seus personagens...” Eric Larson entrevistado por Mica Prods., sem data, p.12, WDA. “O objetivo mais importante...” Walt para John Culhane, 26/ago/1951, citado em Canemaker, Nine old men, p. 7. “Movimento plausível…” Mel Shaw citado em Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 505. “Tudo em seus desenhos…” Ward Kimball, “The wonderful world of Walt Disney”, em You must remember this, ed. Walter Wagner (New York: G. P. Putnam’s Sons, 1975), p. 275. “Como se sentiria um piano…” Henry F. Pringle, “Mickey Mouse’s father”, McCall’s, ago/1932, p. 7. “Você tem que retratar…” Official report of the proceedings before the NLRB, in the matter of Walt Disney and Arthur Babbitt, 8/out/1942, p. 42. “Um dos grandes.” Citado em Barrier, Hollywood cartoons, p. 115. “Foi um sucesso...” Ward Kimball entrevistado por Rick Shale, 29/jan/1926, p. 10, WDA. “Fergie, você é um grande ator...” Dick Huemer, ““Thumbnail Sketches”, Funnyworld, n.º 21 (outono 1979), p. 38. “Impossível plausível.” Graham, Art of animation, p. 22. “Quando Walt começou a avançar…” Citado em Barrier, Hollywood cartoons, p. 74. “Ninguém pensava...” Adamson, “Talk with Dick Huemer”, p. 33.

759

DisneyInteiro.indd 759

07.04.09 13:29:29


Neal Gabler “O seu desenho tem (…)?” Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 67. “Eu, definitivamente, sinto que não podemos…” Citado em Katherine Greene e Richard Greene, The Man behind the magic: The story of Walt Disney (New York: Viking, 1991), p.81. Aulas no Chouinard. Les Clark citado em Barrier, Hollywood cartoons, p. 82. Início das aulas. Culhane, Talking animals, p. 116; Christopher Finch, The art of Walt Disney: From Mickey Mouse to the Magic Kingdom, (New York: Harry N. Abrams, 1975), p. 57; Charles Solomon, Enchanted drawings: The history of animation (New York: Alfred A. Knopf, 1989), p. 52; John Canemaker, “Art Babbitt: The animator as firebrand”, Millimeter, set/1975, p. 12. Dividindo a turma. Finch, Art of Disney, p. 57. “É melhor ir!” John Canemaker, “Disney Design: 1928-1979: How the Disney studio changed the look of the animated cartoon”, Millimeter, fev/1979, p. 102. Cigarro de Graham. Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 72. “Necessariamente imposível.” Chuck Jones, Chuck Amuck: The life and times of an animated cartoonist (New York: Avon Books, 1989), p. 53. “Ele estava sozinho…” Culhane, Talking animals, p. 136. “Para analisar.” Citado em Barrier, Hollywood cartoons, p. 84. “O maior impacto...” Culhane, Talking animals, p. 137. “Tendo problemas?” Jones, Chuck Amuck, p. 54. Graham juntou-se ao estafe. Canemaker, “Disney design”, p. 106. “Vidro quebrando...” Diane Disney Miller, como contado para Pete Martin, The story of Walt Disney (New York: Holt, 1956), p. 121; Janet Martin, “Librarian to Walt Disney”, Wilson Library Bulletin, dez/1939, pp. 292-93; Thomas e Johnston, Illusion of life, pp. 321, 474. “Eles dizem que quem vai a uma escola de arte…” John Canemaker, “Vlad Tytla: Animation’s Michelangelo”, em The american animated cartoon: A critical anthology, ed. Gerald Peary e Danny Peary (New York: E. P. Dutton, 1980), p. 84. “Eles não poderiam nunca aceitar…” Culhane, Talking animals, p. 226-27. “A maioria das pessoas acha...” Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 146. “Nós os investimos de vida.” Douglas Churchill, “Disney’s Philosophy”, NYT Magazine, 6/ mar/1989, p. 23. “Caricatura de vida.” Ibid. “Nossos atores devem ser…” Ham Luske, “Character Handling”, 6/out/1938, citado em Canemaker, Nine old men, p.61. Estoque de filme positivo. Tel. De Roy para Walt, 29/jan/1930, Corr. Walt & Roy Disney, 1929-1930, Corr. Inicial de Walt Disney, WDA. “Acho que ele esperava...” Bill Cottrell entrevistado por Jay Horan, ago-set/1983, p. 25, WDA; Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 307. “Estou convencido…” Walt para L.P.Wright (Colorcraft Corp.), 18/set/1931, C, Cartas de D.V. , 1931-1933, Corr. Walt Disney, 1930-1934, A-C, A1502, WDA. “Finalmente!” John Culhane, Walt Disney’s Fantasia (New York: Harry N. Abrams, 1983), p. 159. Custo da cor. Disney, Autobiography, 1934.

760

DisneyInteiro.indd 760

07.04.09 13:29:29


Walt Disney “Descobri que as pessoas…” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 10, p. 35. Perdeu US$ 235 mil. Richard Neupert, “Painting a pausible world: Disney’s color prototypes”, em Disney discourse: Producing the Magic Kingdom, ed. Eric Smoodin (New York: Routledge, 1994), p. 106. Repintando os celuloides. William Cottrell citado em Barrier, Hollywood cartoons, p. 80. “Criação genial…” Grauman para Walt, 27/jul/1932, RHC, Caixa 27, Pasta 107. “Uma avalanche de pedidos...” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 10, p. 38. “Uma impressão em preto e branco...” Walt Disney, “Growing pains”, p. 139. Fazendo lobby da cor. George Morris para Roy, 9/mai/1933, Pasta Roy O. Disney – 1933, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33), A2994, WDA. “Walt está fazendo muita…” Memorando sobre extensão com United Artists de G. R. Lessing, 24/mai/1933, ibid. Temia que se não fechasse um acordo... Tel. de George Morris para Roy, 24/mai/1933, ibid. Roy se encontra com Kalmus. Roy para Walt, 15/mai/1933, ibid. Technicolor empresta dinheiro. Lessing para Roy, 5/jun/1933, ibid. Na verdade, se passasse inteiramente para filmes coloridos, o estúdio contaria com um substancial empréstimo da Technicolor para fazer isso. “Temos de parar de gastar...” Cottrell entrevistado por Horan, p. 40. “Continuamente (sem a menor pausa)...” Roy para Flora e Elias, 14/abr/1933, citado em Thomas, Building a company, p. 96. Rosenbaum. George Morris para Roy, 6/mai/1933; Morris para Roy, 8/mai/1933; Pasta Roy O. Disney – 1933, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33), WDA; Roy para L. N. Rosenbaum, 8/jun/1933; Memorando L. N. Rosenbaum, 11/ mai/1933, Pasta L. N. Rosenbaum, Corr. Roy O. Disney, MO-T (1928-1939), A2998, WDA. Reportagem sobre abrir capital da pública. Artigo sem título, 8-MWEZ, n.c. 17,901, New York Public Library for the Performing Arts. “Mentalidade da Depressão.” Roy para Walt, 15/mai/1933, Pasta Roy O. Disney – 1933, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33), A2994, WDA. Novo empréstimo da UA. Roy para Walt, George (Morris), Gunther (Lessing), 10/mai/1933, ibid. A.P. Giannini. Veja Julian Dana, A.P.Giannini: Giant in the west (New York: Prentice Hall, 1947). “Diga àqueles filhos…” Morris para Roy, 8/mai/1933, ibid. Oferta do Bank of America de assumir o empréstimo. Morris para Roy, 27/mai/1933, ibid. Termos do Bank of America. Roy para Morris, 29/mai/1933, ibid. Crédito rotativo. Morris para Roy, 7/jun/1933, ibid. II “Perfeição do cinema.” Gilbert Seldes, “Disney and others”, New Republic, 8/jun/1932, p. 101.

761

DisneyInteiro.indd 761

07.04.09 13:29:29


Neal Gabler “Esses personagens de três porquinhos…” Dos papéis de Ben Sharpsteen citados em Barrier, Hollywood cartoons, pp. 99-100. “Walt praticamente vivia…” Ben Sharpsteen entrevistado por Don Peri, 24/abr/1974, p. 7, WDA. Atleta natural. Ken Anderson entrevistado por Bob Thomas,. 15/mai/1973, p. 10, WDA. “Animar era muito fácil...” Clark para Michael Barrier, 19/ago/1976, citado em Canemaker, Nine old men, p. 16. Abandonando a “mangueira de borracha”. Barrier, Hollywood cartoons, p. 90. Distribuição de Porcos. J. B. Kaufman, “Three little pigs – Big little picture”, American Cinematographer, nov/1988, p. 39. “Sob sua influência…” Citado em Solomon, Enchanted drawings, p. 50. “O desenho que fazia as pessoas pensarem em...” Citado em ibid. Walt parando na mesa de Moore. Claude Smith para Barrier, em Barrier, Hollywood cartoons, p. 90. “Quem tem medo do grande lobo mau?” Cottrell entrevistado por Horan, p. 14; Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 6 & 7, pp. 36-37; Kaufman, “Three little pigs”, p. 41. “Pelo menos conseguimos...” Graham, Art of animation, p. 1. Reação da UA. Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 6 & 7, pp. 32-33. Assoviando “Quem tem medo...” Kaufman, “Three little pigs”, p. 41. “Você não consegue escapar.” Richard Watts, Jr., “Sight and sound: What Disney did”, New York Herald Tribune, 15/out/1933. “Pessoalmente, eu gostaria de levar você...” J.P.McEnvoy, “Letters I would love to mail”, New York Daily Mirror, (1933), Artigos sobre Disney, Margaret Herrick Library, Academy of Motion Picture Art and Sciences. Muito poucas cópias. Dick Lundy citado em Kaufman, “Three little pigs”, p. 40. Encomprindo as barbas. Katherine Greene e Richard Greene, Inside the dream: The personal story of Walt Disney (New York: Roundtable Table Press, 2001), p. 44. Tira de quadrinhos. Roy para Walt, 26/out/1933, Pasta Roy O. Disney – 1933, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1934-41), A2995, WDA. Jantar no Clube dos Escritores. Owen Crump para Walt, 28/mar/1963, Pasta C, Corr. Walt Disney, 1963, C-Complaint, A1595, WDA. Não terminou sem perdas. Morris para Roy, 18/out/1933, Pasta Roy O. Disney – 1933, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1934-41), WDA. Pedido de desculpas. Kaufman, “Three little pigs”, p. 41. “Percebi que alguma coisa estava acontecendo…” Citado em Solomon, Enchanted drawings, p. 52. Animação com personalidade começou… Citado em Stefan Kanfer, Serious business: The art and commerce of animation in America from Betty Boop to Toy Story (New York: Charles Scribner’s Sons, 1997), p. 82. “Ele nos trouxe honrarias…” Disney, “Growing pains”, p. 139. “A principal coisa sobre...” Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 6 & 7, p. 21. Alegou ignorância. Harry Tytle, “Walt’s Boys”: An insider account of Disney’s golden years (Royal Oak, Mich.: Airtight Seals Allied Production, 1997), p. 147.

762

DisneyInteiro.indd 762

07.04.09 13:29:29


Walt Disney Se não fosse a Depressão… Ken Anderson entrevistado por Bob Thomas, 15/mai/1973, p. 8, WDA. Elias e Flora em Portland. Flora para Raymond, 4/nov/1932, Disney Family: Genealogy, etc, A2383, WDA; Elias para Raymond, 31/fev/1933 (?), Caixa Elias Disney, WDA. “Muito preocupante.” Richard G. Hubler, Walt Disney, ms. não pub., 1968, pp. 189-90, RHC. “Por força da circunstância…” Lewis Jacob, The rise of the American film: A critical history (1939; repr., New York: Teachers College Press, 1968), p. 500. “Ninguém jamais saberá…” Robert D. Feild, The art of Walt Disney (New York: Macmillan, 1942), p. 46. “Historiadores do futuro…” Will Hays, Annual Report to the Motion Picture Producers and Distributors of America (New York, 1934). “Fábrica Ford.” Disney, “Growing pains”, p. 140. “O filme que Walt buscava…” Barrier, Hollywood cartoons, p. 92. “Este seria um modo ideal…” Ibid., p. 116. “Os melhores argumentistas…” Kinney, Disney and animated characters, p. 62. “Uma sobrancelha…” Bill Justice, Justice for Disney (Dayton, Ohio: Tomart Publications, 1992), pp. 49-50. “Como um imperador romano…” I. Klein. Cartoonist profiles, n.º 39 (set/1978), p. 95. Questionários. Veja Encontros de Histórias em Sailormen all, 4/abr/1938, Pasta de Escoteiros do Mar, RM 26, WDA; Memorando, Walt para Todos os Interessados, 28/fev/1936, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1936-1937, E-L, A1512, WDA. Arquivos de piadas. Roy para Walt, 6/jun/1936, Pasta George Drake, Corr. Walt Disney, 1936-1937, A-D, 1511, WDA; Paul Hollister, “Genius at work: Walt Disney”, Atlantic Monthly 166, n.º 6 (dez/1940), pp. 689-701. Responsabilidades do diretor. Justice, Justice, p. 56; Thomas and Johnston, Illusion of life, p. 81. “Walt era o antagonista.” Ben Sharpsteen, answers to questions submitted by Dave Smith, set/1974, p. 16, WDA. “Albert Hurter tinha uma grande sala...” Citado em John Canemaker, “Grim Natwick”, Film Comment, jan-fev., 1975, p. 59. “O director ‘via’ a história…” John Culhane, Walt Disney’s Fantasia, p. 25. “Fazê-lo mais forte…” Eric Larson entrevistado por Christopher Finch e Linda Rosenkrantz, 25/jul/1972, p. 9, WDA. Contribuição à beleza do redesenho. Thomas and Johnston, Illusion of life, p. 229. Um animador resistiu tanto… Barrier, Hollywood cartoons, p. 79. “Uma sessão na ‘cela’...” Kinney, Disney and animated characters, p. 44. Exibições prévias. Shamus Culhane, Talking animals, pp. 148-49; Kinney, Disney and animated characters, p. 113. “Mesmo assim ele estava bloqueando…” Sharpsteen entrevistado por Peri, p. 10. “A despeito de todo o seu trabalho...” Walt para Eleanore Huminston, 13/jun/1962, Pasta H, Corr. Walt Disney, 1962, Comitês-H (Misc.), A1591, WDA. “Tomava muito…” Disney, Autobiography, 1934, WDA. Jogos de Badminton. Marc Davis entrevistado por Richard Hubler, 21/mai/1968, pp. 1-2, WDA.

763

DisneyInteiro.indd 763

07.04.09 13:29:29


Neal Gabler “É uma parte deles...” Lillian Disney Truyens entrevistada por Bob Thomas, 19/abr/1973, Pasta Lillian Disney, WDA. Viagem. Walt para Edith Hughes, 3/ago/1933; Walt para Flora, 8/set/1933, Pasta Misc., WDA. III Introdução ao pólo. Hedda Hopper, “O’Connors Grove Opening”, LAT, 23/mar/1963. Aulas de pólo. Cottrell entrevistado por Horan, p. 65; Lucille Benedict para Roy, 17/mai/1933, Pasta Roy O. Disney – 1933, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-1933), A2994, WDA; Disney, Autobiography; Walt para a sra. L.E.Francis, 13/ mai/1958, Pasta F, Corr. Walt Disney, 1958, D-G, A1570, WDA. Colegas de pólo. Los Angeles Herald & Express, 14/abr/1933; Mercury, 22/nov/1934; New York Post, 14/mai, 1934; Daily Trojan, 9/jan/1934. “Muito poucas pessoas de fora…” Citado em Marc Eliot, Walt Disney: Hollywood’s dark prince (New York: HarperCollins, 1994), p. 82. Passeios de carro aos domingos. Entrevista de Lillian Disney Truyens. “É o meu único pecado.” Walt para Flora Disney, 5/dez/1933, Lawrence Edward Watkin, Walt Disney, ms. não pub., p. 279, WDA. Conselho médico. Diane Disney Miller, como contado para Pete Martin, The story of Walt Disney (New York: Holt, 1956), p. 113. Construindo uma casa maior. Thomas Wood, (sem título), 1944, artigos Disney, Margaret Herrick Library, Academy of Motion Picture Arts and Sciences. Trabalho acelerado. LAT, 12/jun/1932. “Lilly está se sentindo...” Walt para Flora, 8/set/1933, Pasta Misc., WDA. “Realmente, é um clima bastante estranho...” Walt para Flora, 5/dez/1933, ibid. Fazendo segredo do nascimento. Walt para Rob Wagner, 13/jan/1934, Pasta de roteiros de Rob Wagner, Corr. Walt Disney, 1930-1934, V-Z, 1935, A-B, 1506, WDA. Nascimento de Diane. Miller, Story of Disney, p. 131; NYT, 19/dez/1933; LAT, 19/ dez/1933. “Sou pai orgulhoso…” Tel. de Walt para Roy, 18/dez/1933, Pasta Roy O. Disney –1933, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1934-1941), A2995, WDA. “Pensarei em alguma coisa…” Sidney Skolsky, “Mickey Mouse – Meet your maker”, Hearst’s International Cosmopolitan, fev/1934, p. 173. Membro do clube do Mickey Mouse. Walt Disney, “The cartoon’s contributing to children”, Overland Monthly and Outwest Magazine, out/1933, p. 138. 500 milhões de ingressos pagos. “Mickey Mouse is eight years old”, Literary Digest, 3/ out/1936, p. 18. Dúzias de trabalhados produzidos…” Gilbert Seldes, “No art, mr. Disney”, Esquire, set. 1937. Suprema realização artística…” “The pie in the art”, Nation, 7/nov/1934. “Amado Mickey Mouse…” Citado em John Culhane, “A mouse for all seasons”, Saturday Review of Literature, 11/nov/1978, p. 50.

764

DisneyInteiro.indd 764

07.04.09 13:29:29


Walt Disney O maior cumprimento. “Miracle Mickey”, Film Daily, 7/ago/1935. “Herói internacional…” “The big bad wolf ”, Fortune, nov/1934, p. 89. Queen Mary. Ibid. p. 146. Arturo Toscanini. LAT, 2/fev/1936. “Não desde os dias…” NYT, 11/dez/1935. Sergei Eisenstein. Eisenstein para Walt, 16/mar/1935, RHC, Caixa 27, Pasta 107. Charlotte Clark. George Morris para Roy, 8/nov/1930, Pasta Roy O. Disney – NY trip – nov/1930, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33); Roy para Irving Lesser, 4/mar/1931, Pasta Irving Lesser, Corr. Roy O. Disney, G-Lo (193041), A2996, WDA. “Um livro verdadeiramente de alta classe.” Roy para Irving Lesser, 26/mar/1931, Pasta Irving Lesser, Corr. Roy O. Disney, G-Lo (1930-41), WDA. “Estamos construindo...” George Borgfeldt Co. para Roy, 27/abr/1931, Bi, cartas de D.V., 1931-33, Corr. Walt Disney, 1930-34, A-C, A1502, WDA. “Escritos à mão sem abreviaturas como de um bando de fazendeiros.” Roy para Irving Lesser, 23/mar/1932, Pasta Irving Lesser, Corr. Roy O. Disney, G-Lo (1930-41), WDA. Controle de qualidade. Tom Tumbusch, “Walt’s businessman”, POV, 17/jul/1992, p.47. “Um dos homens mais feios…” Jimmy Johnson, Inside the whimsy works: My thirty-seven years with Walt Disney Productions, ms. não pub., 1975, cap. 2, p. 17, WDA. Orgulhoso de sua feiura. DeWitt Jones citado em Leonard Mosley, Disney’s world: A biography (New York: Stein & Day, 1985), p. 151. Kamen background. M. J. Hirsch, Jr., “Mouse minter”, Advertising and Selling, 18/jul/1935. “Não sei quantos negócios…” Roy Disney entrevistado por Richard Hubler, 20/fev/1968, p. 19, RHC. Os acordos de Kamen. Tumbusch, “Businessman”, p. 48; Hirsch, “Minter”. “Pôr os Três porquinhos…” Hirsch, “Minter”. Quarenta licenciados. “Mickey Mouse financier”, Literary Digest, 21/out/1933, p. 41. US$ 35 milhões. Hirsch, “Minter”. “Consumidores carregam…” L. H. Robbins, “Mickey Mouse emerges as economist”, NYT Magazine, 10/mar/1935, pp. 8, 22. “Para onde quer que ele corra...” Ibid., p.8. Relógio Mickey Mouse. Roy para Lucille (Benedict), 29/mai/1933, Pasta Roy O. Disney – 1933, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-31), A2994, WDA. Lionel Corporation. NYT, 22/jan/1935, p. 21. Licenciamento crescente de Kamen. “Mickey Mouse is eight years old”, Literary Digest, 3/ out/1936, p. 18; Sumário de Declarações de Rendimentos de 31/dez/1934 a 2/ out/1943, Pasta George Morris, Corr. Walt Disney Inter-escritórios 1938-1944, L-M, A1629, WDA. Direitos subordinados. NYT, 12/mar/1934, p. 20. “Não é exagero...” “Mickey Mouse is eight years old”, p. 19. “Começamos a ter um horrível…” Citado em Marcia Blitz, Donald Duck (New York: Harmony Books, 1979), p. 13. Parecendo a tira de quadrinhos de Mickey. Barrier, Hollywood cartoons, p. 98.

765

DisneyInteiro.indd 765

07.04.09 13:29:29


Neal Gabler “Abandonou gradualmente…” “1933: A trial Balance – Mickey Mouse”, Theatre Arts Monthly, fev/1934, p. 87. “No início dos anos 1930…” Eric Larson entrevistado Thorkil Rasmussen, 22/fev/1978, p. 10, WDA. “Percebi no minuto em que…” Ward Kimball entrevistado por Steve Hulett, p. 5. WDA. “Sensação de beleza...” Les Clark, Training course lecture: Discussion of Mickey, 17/ago/1936, WDA. Mickey e Minnie estavam casados. Walt Disney, “Mickey Mouse is 5 years old”, Film Pictorial, 30/set/1933, p. 36. Comparando com Harold Lloyd. Walt Disney entrevistado por Hooper Fowler, Look, jan/1964, p. 8, WDA. “Para mim havia alguma coisa…” Citado em Karen Merritt e Russell Merritt, “Mythic mouse”, Griffithiana, dez/1988, p. 59. “Se o nosso bando…” Disney, “Cartoon’s contribution”, p. 138. “Uma chateação internacional.” “Puppets-two styles”, Nation, 8/mai/1935. Clarence Nash. Tony Hiss e David McClelland, “The quack and Disney”, The New Yorker, 19/ dez/1975, p. 35; Miller, Story of Disney, pp. 123-24; Blitz, Donald Duck, p. 17. Nash e Iwerks. Culhane, Talking animals, p. 82. “Ser um pato…” Miller, Story of Disney, p. 124. “Momento decisivo.” Ward Kimball, “Wonderful world”, pp. 275-76. “Tem havido sinais…” Gilbert Seldes, “True to type”, New York Journal, 8/abr/1935. “Às vezes, era difícil para uma audiência...” Miller, Story of Disney, p. 125. “Todas as vezes em que o colocávamos…” Anômino citado em Irving Wallace, “Mickey Mouse and how he grew”, Collier’s, 9/abr/1949, p. 21. “O pato pode explodir de raiva...” Robert De Roos, “The magic worlds of Walt Disney”, National Geographic, ago/1963. Walt dá mais espaço a Donald. Hiss e McClelland, “Quack”, p. 40. “Donald podia ser qualquer coisa…” Ibid., p. 33. “Se começarmos a usar o pato…” Memorando, Walt para Roy, 9/out/1935, Pasta Clarence Nash, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1935, He-R, A1509, WDA. “Novamente, é manifesto...” Variety, 12/fev/1936. IV “Constitui arte…” NYT, 15/dez/1933. “Assustado…” Sergei Eisenstein, Eisenstein on Disney, ed. Jay Leyda (London: Methuen, 1988), n. p. “Todo mundo batia à porta…” Richard Huemer, Recollections of Richard Huemer, 1969, p. 119, Special Collections, Young Research Library, UCLA. Cobertura da mídia. “Profound Mouse”, Time, 15/mai/1933; Douglas W. Churchill, “How Mickey Mouse enters art’s temple”, NYT Magazine, 3/jun/1934; Vanity Fair, out/1933, p. 26. “Sinto, às vezes…” Lowell Lawrance, “Mickey Mouse – Inspiration from mouse in K.C.

766

DisneyInteiro.indd 766

07.04.09 13:29:29


Walt Disney studio”, Kansas City Journal-Post, 8/set/1935. “Horatio Alger do cinema.” Churchill, “Art’s temple”. “Tanto quanto posso lembrar…” “By the Way, Mr. Disney”, NYT, 1.º/dez/1935, sec. 9, p. 9. “Quase dolorosamente tímido…” Artigo, Robert Sherwood, 29/ago/1931, MWEZ, n.c. 19,000, New York Public Library for the Performing Arts. “É o rato…” Brian Burnes, Robert W. Butler e Dan Viets, Walt Disney’s Missouri: The roots of creative Genius, ed. Donna Martin (Kansas City: Kansas City Star Books, 2002), p. 161. Informalidade. “Big Bad Wolf ”, p. 93. “O ar clareia…” “Extra added attractions” (7/ago/1935), em Otis Ferguson, The film criticism of Otis Ferguson, ed. Robert Wilson (Philadelphia: Temple University Press, 1971), p. 85. “Disney é um livre…” Artigos, (n.d.), 8 MWEZ, n.c. 17,901, New York Public Library for the Performing Arts. Indiferente ao dinheiro. Veja Pringle, “Mickey’s father”, p. 28; “Profound mouse”, p. 38; Arthur Mann, “Mickey Mouse’s financial career”, Harper’s 168 (maio 1934), p.714. “Ele podia xingar…” Kinney, Disney and other animated characters, p. 149. “Desempenhava o papel…” Citado em Randy Bright, Disneyland: The inside story (New York: Harry N. Abrams, 1987), p. 190. “Existe apenas uma coisa…” Citado em Bob Thomas, Walt Disney; An american original (New York: Hyperion, 1994), p. 192. “Bem ele sabia…” Colvig para Larry Morey, 29/dez/1937, Pasta pessoal Pinto Colvig, Corr. Roy O. Disney A-C (1929-51), A2993, WDA. O toque de ouro. Kinney, Disney and other animated characters, p. 52; Ben Sharpsteen entrevistado por Don Peri, 5/mar/1975, p. 2, WDA. Pouco atraente. Culhane, Talking animals; Milton Kahl citado em Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 379. Matando coruja. Churchill, “Disney’s philosophy”, p. 9. Estados de espírito. Kinney, Disney and other animated characters, p. 157; Bill Peet citado em Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 379. “Capaz de rasgar um storyboard…” Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 379. “A parte importante de minha carreira…” Citado em Hubler, Disney, p. 479. Osmose. Ben Sharpsteen, answers to questions submitted by Dave Smith, set/1974, p. 13, WDA. “Entre todas as coisas...” Animador Paul Carlson citado em Amy Boothe Green e Howard Green Remembering Walt: Favorite memories of Walt Disney (New York: Hyperion, 1990), p. 209. “A melhor cabeça para piadas…” Huemer, Recollections, p. 49. “De todos os chefes de estúdio...” Citado em Mosley, Disney’s World, p. 278. “Faria um esboço cru...” Ward Kimball entrevistado por Rick Shale, pp. 23-24, WDA. “E ele seria o líder...” Ibid. Walt escrevia todo o diálogo. Ben Sharpsteen entrevistado por Don Peri, 16/abr/1974, p. 7, WDA. “Walt era sempre muito...” Betsy Richmond, “Remembering Walt: Ollie Johnston”, abr/1986,

767

DisneyInteiro.indd 767

07.04.09 13:29:29


Neal Gabler p. 1, WDA. Eric Larson afirmava… Larson entrevuistado por Rasmussen, 22/fev/1978, p. 3, WDA. Pontas de Chesterfield. Kinney, Disney and other animated characters, p. 72. Nos anos 1930 Walt também fumou Lucky Strikes. “Ele podia ser brutal.” Citado em Jim Korkis, “The story of Jack Hannah”, Persistence of vision, n.º 8 (1995), p. 35. Homer Brightman. Leo Salkin citado em Solomon, Enchanted drawings, p. 57. “Se Walt dissesse para mim...” Charles Solomon, The Disney that never was: The stories and art from five decades of unproduced animation (New York: Hyperion, 1995), p. 16. “Espécie de transe.” Green e Green, Remembering Walt, p. 110. “Você sabia que esse velho viria farejando...” Thomas e Johnston, Illusion of life, pp. 99-100. “Você tinha a sensação…” Ibid., p. 41. “Super-vendedor.” Kimball, “Wonderful world of Disney”, p. 226. Sensibilidade única. Larson entrevuistado por Rasmussen, p. 3. “Ele frequentemente não sabia...” Citado em Eliot, Dark prince, p. 91. Colocou uma mesa. Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 37. “Seu talento era a supervisão…” Ben Sharpsteen entrevistado por Don Peri, 6/fev/1974, p. 12, WDA. “Um monte de caras...” Maurice Rapf citado em Patrick McGilligan e Paul Buhle, Tender Comrades: A backstory of the Holluwood blacklist (New York: St. Martin’s Press, 1997), p. 522. “Pequenas coisas…” Citado em Barrier, Hollywood cartoons, p. 70. The country mouse. Hubler, Disney, pp. 187-88. O rabo de Mickey. Frank Reilly, “The Walt Disney comic strips”, Cartoonist profiles, inverno de 1969, p. 14. “As pessoas não percebem…” Solomon, Disney that never was, p. 20. “Acho que a coisa que sobressai…” Barrier, Hollywood cartoons, p. 70. “O maior presente.” Empregado anônimo citado em Watkin, Disney, p. 19. “Não quero apenas...” Frank Thomas citado em Green e Green, Remembering Walt, p. 100. “Ele estava muito animado…” Greene e Greene, The man behind the magic, p. 91. Walt era um maestro. Ruth Waterbury, “What Snow White’s father is doing now”, Liberty, 26/nov/1938. Pólen. “O homem pólen”, The New Yorker, 1.º/nov/1941, pp. 14-15. “Todos tínhamos egos…” Steve Hulett, “A star is drawn”, Film Comment, jan-fev. 1979. “Ele podia desarmar as pessoas…” Ben Sharpsteen entrevistado por Don Peri, 26/abr/1974, p. 5, WDA. “Isso era o que Walt...” Bob Broughton, entrevistado pelo autor. “De todas as coisas que fiz...” Miller, Story of Disney, p. 125. “Quando ele entrava em uma sala…” Huemer, Recollections, p. 95. “Veneração.” Jim Korkis, “Close encounters of the Walt kind”, POV 1, n.º 3, (primavera de 1993), p. 49. “Ele tinha um poder impressionante…” Green e Green, Remembering Walt, p. 87.

768

DisneyInteiro.indd 768

07.04.09 13:29:29


Walt Disney “Você fala como se…” Hubler, Disney, p. 229. “Eu não podia compreender.” Anônimo citado em Michael Fessier, Jr., “Legacy of a last tycoon”, LAT, 12/nov/1967.

Seis Extravagância I Receitas 50% mais altas. “Mickey Mouse and the Bankers”, Fortune, nov/1934, p. 94. Rentabilidade dos curtas. Memo, Bill Garity para Roy, 12/jul/1935, Corr. Roy O Disney, Pasta re: Trips, 1934-1935, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (193441), A2995, WDA. Entradas duplas. Irving Lesser para Roy, 28/abr/1931, Pasta Irving Lesser, Corr. Roy O. Disney, G-Lo (1930-41), A2996, WDA. US$ 600 mil. “Mickey Mouse and the Bankers”, p. 94. “A primeira década…” Citado em Lawrance Edward Watkin, Walt Disney, ms. não pub., sem data, p. 149, WDA. “O curta era apenas para preencher tempo...” Walt Disney entrevistado por Pete Martin, bobinas 6 & 7, pp. 48-49, A2681, WDA. “Acho que Walt estava impaciente...” Steven Hulett, “A star is drawn”, Film Comment, janfev/1979. “Sentíamos que havíamos ido…” Walt Disney, “Growing pains”, American Cinematographer, mar/1941, p. 140. A ideia de produzir um filme...” Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 6 & 7, p. 43. Alice no País das Maravilhas. Fulton Brylawsky (advogado) para Roy, 6/jun/1932, Pasta Misc., WDA. Schuster estimulando Walt a fazer Bambi. M. Lincoln Schuster para Walt, 1.º/mai/1933, Si, Cartas de D.V., Pasta 1931-33, Corr. Walt Disney, 1930-34, P-U, A1505, WDA. “Schenck fala como se...” Roy para Walt, George (Morris), Gunther (Lessing), 10/mai/1933, Pasta Roy O. Disney – 1933, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33), A2994, WDA. O receio de Walt. (Lessing) para Roy, 21/out/1933, Disney, Roy O. – 1933 Pasta, Roy O. Disney – Corredor Disney, Roy O. – Personal & Trips (1934-41), A2995, WDA. Sugestões. Hobart Bosworth para Walt, 2/nov/1932, cartas de D.V. (b), 1931-33, Corr. Walt Disney, 1930-34, A-C, A1502, WDA; (?) para Symon Gould, 9/mai/1933, cartas de D.V. (O), 1931-33, Corr. Wal.t Disney, 1930-34, J-O, WDA. Mary Pickford e Alice. Pickford para Walt, 19/abr/1933; Walt para Pickford, 27/abr/1933; Pickford para Walt, 24/mai/1933, Pasta Misc., WDA.

769

DisneyInteiro.indd 769

07.04.09 13:29:30


Neal Gabler Registrando Branca de Neve. Roy para Lucille Benedict, 22/mai/1933, Pasta Roy O. Disney – 1933, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (193033), A2994, WDA. “Era bem sabido...” Disney, “Growing pains, p. 140. “Eu tinha simpáticos...” Citado em Katherine Greene e Richard Greene, The man behind the magic: The story of Walt Disney (New York: Viking, 1991), p.80. Peça Branca de Neve. Brooklyn Eagle, 27/fev/1938; Hollister, Man or mouse: The story of Walt Disney, so far, ms. não pub., 1955, cap. 8, p. 2, WDA. Projeção de Branca de Neve. Walt para J. Searle Dawley, 4/jan/1944, Pasta D, Corr. Walt Disney, 1944, A-E, A1530, WDA; Walt para Frank L. Newman, 21/fev/1939, Pasta Misc., WDA; Harry Tytle, “Walt’s boys”: An insider account of Disney’s golden years (Royal Oak, Mich.: Airtight Seals Allied Production, 1997), p. vii. Veja também Karen Merritt “The little girl/little mother transformation: The american evolution of ‘Snow White and the seven dwarfs’”, em Storytelling in animation: The art of the animated image, ed. John Canemaker (Los Angeles, AFI, 1988), pp. 2:105-21; e Brian Burnes, Robert W. Butler e Dan Viets, Walt Disney’s Missouri: The roots of creative genius, ed. Donna Martin (Kansas City: Kansas City Star Books, 2002), pp. 62-63. “Histórias que falam sobre...” Bruno Bettelheim, The uses of enchantment: The meaning and importance of fairy tales (New York: Alfred A. Knopf, 1975), pp. 7-8. Interpretação freudiana. Peter Brunette, “Snow White and the seven dwarfs”, em The american animated cartoon: A critical anthology, ed. Gerald Peary e Danny Perry (New York: E. P. Dutton, 1980), pp. 72-73. Interpretação cultural. Steven Watts, The Magic Kingdom: Walt Disney and the american way of life (Boston: Houghton Mifflin, 1997), p. 83. Peça de Winthrop Ames. Memorando, Gunther Lessing para Walt, Re: Versão Ames – Snow White, 7/abr/1939, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1936-37, E-L, A1512, WDA; Merritt, “Little Girl”, pp. 100-11. Jessie Braham White. Snow White and the seven dwarfs por Jessie Braham White, Continuidades Branca de Neve, sugestões de piadas etc., 1934, dupes, Snow White and the seven dwarfs, Continuidades, sugestões de piadas etc., jan/1937 – sem data, Caixa 3, A1736, WDA. “Tínhamos um encontro de negócios...” (Lucille Benedict?) para Roy, 19/mai/1933, Pasta Roy O. Disney – 1933, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33), A2994, WDA. “Walt era um ator tão maravilhoso…” Dick Huemer, “The battle of Washington”, Funnyworld, n.º 22 (inverno de 1980), p. 24. Contando a Pfeiffer. Walter Pfeiffer entrevistado por Bob Thomas, 26/abr/1973, WDA. “Ele era um orador fascinante.” Joe Grant, entrevistado pelo autor. Lembranças de Anderson do encontro. Richard Holliss and Brian Sibley, Walt Disney’s Snow White and the seven dwarfs and the making of the classic film (New York: Simon & Schuster, 1987), p. 7; Charles Solomon, Enchanted drawings: The history of animation (New York: Alfred A. Knopf, 1989), pp. 57-58; Jay Horan, Video interview with Ken Anderson, Bill Cottrell and Herb Ryman, 15/set/1983, pp. 18-19; Martin Krause and

770

DisneyInteiro.indd 770

07.04.09 13:29:30


Walt Disney Linda Witkowski, Walt Disney’s Snow White and the seven dwarfs: An art in its making (New York: Hyperion, 1994), pp. 25-26, 42. “Aquela única performance…” Robert De Roos, “The magic worlds of Walt Disney”, National Geographic, ago/1963, em Disney discourse: Producing the Magic Kingdom, ed. Eric Smoodin (New York: Routledge, 1994), p. 59. “A príncipio víamos como extravagância de Walt.” Joe Grant entrevistado pelo autor. “Possam tirar o interesse...” Carta de 1934 citada em Richartd Hubler, Walt Disney, ms. não pub., pp. 248-49, RHC. Preocupação com investimento emocional. “Mouse & man”, Time, 27/dez/1937, pp. 19, 21. Preocupação com a capacidade de Walt de se concentrar. Frank Thomas citado em Krause e Witkowski, Walt Disney’s Snow White, p. 43. “Nós o destruiremos.” Douglas W. Churchill, “Now Mickey Mouse enters art’s temple”, NYT Magazine, 3/jun/1934, pp. 12-13. “Países estrangeiros estavam gritando…” Lessing para Roy, 15/jul/1935, Corr. Roy O. Disney, Pasta Re. trips: 1934-35, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1934-41), A2995, WDA. Encontrando-se com Whitney, Zanuck, Schenck. Roy para Walt, Lessing, 2/nov/1933, Pasta Roy O. Disney – 1933, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (193441), A2995, WDA. Schenck se retira. Roy Disney entrevistado por Richard Hubler, 20/fev/1968, p. 15, WDA. “Compramos todos os malditos bilhetes de aposta.” “Mouse & man”. Primeiras sinopses. Manuscrito, 9/ago/1934, Branca de Neve – Anotações de Walt sobre continuidades, Snow White and the seven dwarfs, Anotações de revisão na moviola, seqs. 13A-16A, arquivos Misc. (financeiro, promoção etc.) Folhas perfuradas – Versão francesa, Caixa 7, A1733, WDA. Estas foram as primeiras sinopses arquivadas pelo estúdio. Sugestões de roteiro. “Sugestões e anotações de ‘Branca de Neve’” Reunião 3/out/1934, por Harry Bailey, Pasta Branca de Neve – Reunião de enredo, out/1934-nov 1934, Snow White and the seven dwarfs, reuniões de enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. As anotações têm a data de 12/out/1934. Pondo nome nos anões. Manuscrito (Branca de Neve), 9/ago/1934. Branca de Neve – Continuidades, sugestões de piadas etc., jul-set/1934, Snow White and the seven dwarfs, Continuidades, sugestões de piadas etc., jul/1934-dez/1936, Caixa 2, A1737; “Sugestões e Anotações sobre ‘Branca de Neve’”, Reunião 9/out/1934, por Harry Bailey, Branca de Neve – reuniões de enredo, Pasta out/1934-nov/1934, Snow White and the seven dwarfs, reuniões de enredo, out/1934-37, Caixa 1, A1731, WDA. “Em vez de gastar demasiado...” Branca de Neve (sumários tentativos), 22/out/1934, SW – Continuidades, sugestões de piadas etc., 1934 dupes, Snow White and the seven dwarfs, Continuidades, sugestões de piadas etc., jan/1937 – sem data, Caixa 3, A1736, WDA. Encontro no estúdio de gravação. “Sugestões e Anotações para ‘Branca de Neve’”, Reunião no estúdio de gravação, 30/out/1934, Pasta Branca de Neve – reuniões de enredo, out/1934-nov/1934, Snow White and the seven dwarfs, reuniões de enredo, out/19341937, Caixa 1, A1731, WDA.

771

DisneyInteiro.indd 771

07.04.09 13:29:30


Neal Gabler “Tentar fazer...” Sinopse, Branca de Neve e os sete anões, 2/nov/1934, Branca de Neve Continuidades, sugestões de piadas etc., nov/1934, Snow White and the seven dwarfs, Continuidades, sugestões de piadas etc., jul/1934-dez/1936, Caixa 2, A1737, WDA. “No início...” Citado em Krause e Witkowski, Walt Disney’s Snow White. p. 19. “Tireoide deficiente.” Roy entrevistado por Hubler, 20/fev/1968, p. 7. “Questões se acumulavam...” Memorando, Walt para Ben (Sharpsteen), Dave (Hand), (Wilfred) Jackson, 1.º/jun/1935, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney 1935, He-R, A1509, WDA. Sharpsteen, Hand e Jaxon encarregados da parte da animação. “Todos a bordo...” Roy para Gunnie (Lessing), George (Morris) e Mitch (Francis), (7/ jun/1935), Corr. Roy O. Disney, Pasta Re. trips: 1934-35, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1934-41), A2995, WDA. “Não estávamos acostumados a ser celebridades…” Edna Disney, 20/ago/1968, RHC, Caixa 14, Pasta 52. Jantar com os Rothschild. Bob Thomas, Building a company: Roy O. Disney and the creation of an entertainment empire (New York: Hyperion, 1998), pp. 100-101. Multidões em Londres. LAT, 13/jun/1935. “Uma centena de jornalistas...” Paul Holt, “His brother dispels a load of illusions”, London Daily Express, 13/jun/1995, Scrapbook, WDA. “Figurão.” Roy Disney entrevistado por Hubler, 20/fev/1968, pp. 9-10. Recepção na Liga das Nações. Walt para Ted Patrick, Holiday, 1.º/fev/1956, Pasta Ho, Corr. Walt Disney, 1956, G-L, A1563, WDA. Mussolini se gabou…” Hubler, Disney, p. 206. “Cansado, mas feliz.” Tel. da Walt Disney Prods. para Roy Disney, 5/ago/1935, Corr. Roy O. Disney Re: trips: 1934-35, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney Personal & Trips (1934-41), A2995, WDA. “Teve uma tal recepção…” LAT, 12/ago/1935. “Walt foi recebido como rei...” Roy para o sr. e a sra. Elias Disney, 5/ago/1935, Corr. Roy O. Disney Re: trips: 1934-35, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney Personal & Trips (1934-41), A2995, WDA. “Diga ao doutor…” Hubler, Disney, p. 207. “Quando uma mensagem...” LAT, 12/ago/1935. “Descobri que no mundo inteiro...” Los Angeles Examiner, 11/ago/1935. Semanas alternadas. Memorando, Walt para Sears, 12/out/1935, Comunicações Interescritórios, Corr. Walt Disney, 1935, He-R, A1509, WDA. “Nossa única chance...” Memorando, Walt para Roy, 2/dez/1935, Assunto: Contrato UA, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1935, A1509, WDA. “Ponha alguns passarinhos...” Reunião de enredo de BRANCA DE NEVE, 31/out/1935, Pasta Branca de Neve – Reuniões de enredo, out/1935-dez/1935, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de enredo out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Tenho a continuidade toda amarrada...” Walt para Sidney Franklin, 19/dez/1935, WDA. Cenas para Bill Tytla. Memo para Bill Tytla, 4/dez/1935, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1935, A1509, WDA.

772

DisneyInteiro.indd 772

07.04.09 13:29:30


Walt Disney II “Não posso ficar satisfeito...” Carmen Maxwell para Walt, 10/ago/1934, M, Pasta Cartas de D. V. (M), 1934, Corr. Walt Disney, 1930-34, J-O, A1504, WDA. Art Babbitt. John Canemaker, “Art Babbitt: The animator as firebrand”, Millimeter, set/1975, pp. 8-12, 42; Klaus Strzyz, “Art Babbitt”, Comics Journal, n.º 120 (março 1988), pp. 77-87; Michaerl Barrier, Hollywood cartoons: American animation in its golden age (New York: Oxford University Press, 1999), p. 83. Dick Huemer. Richard Huemer, Recollections of Richard Huemer, ms. não pub., 1969, pp. 1,45, Special Collections, Young Research Library, UCLA. Grim Natwick. “Snow White animator”, Cartoonist profiles, n.º 4 (outono de 1969), pp. 14-15; John Canemaker, “Grim Natwick”, Film comment, jan-fev./1975, pp. 57-61. “Sou um cossaco!” Huemer, Recollections, p. 188. “Curvava-se sobre sua mesa de desenho...” Grim Natwick, “Animation”, Cartoonist profiles, n.º 40 (dez/1978), p. 42. “Ele expressa um intenso desejo…” Roy para Walt, 26/mai/1933, Pasta Roy O. Disney-1933, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33), A2994, WDA. “Trazer um estranho para…” Sharpsteen para Tytla, 2/dez/1934, Pasta Ben Sharpsteen, Corr. Walt Disney, 1930-34, P-U, A1505, WDA. “Romance intermitente”. Bill Tytla, entrevistado por George Sherman, Cartoonist profiles, ago/1970, p. 12. Forças e Formas. Frank Thomas e Ollie Johnston, The illusion of life: Disney animation (New York: Hyperion, 1981), p. 539. Pegavam os desenhos atirados no lixo. Natwick, “Animation”, p. 42. “A ideia era como uma corrente por carta...” Ham Luske, Anotações, ca. 1956, WDA. Background de Reitherman. John Canemaker, Walt Disney’s nine old men and the art of animation (New York: Disney Editions, 2001), pp. 32-33. “Tipo de cara…” Anotações de revisão na moviola, Bambi, 1.º/set/1939, Bambi – Reuniões de enredo, 1939, Materiais de produção de Bambi – anotações de reuniões de enredo, anotações de revisão na moviola, corr., pesquisa, A3267, WDA. Eric Larson. Canemaker, Nine old men, pp. 56-58; Eric Larson entrevistado por Mica Prods., sem data, pp. 1-5, WDA. Ward Kimball. Canemaker, Nine Old Men, pp. 88-93; Ward Kimball entrevistado por Christopher Finch e Linda Rosenkrantz, 10/mai/1972, pp. 1-4, WDA; Marc Eliot, Walt Disney: Hollywood’s dark prince (New York: Carol Publishing Group, 1993), p. 88; Ward Kimball, “The Wonderful World of Walt Disney”, em You must remember this, ed. Walter Wagner (New York: G. P. Putnam’s Sons, 1975), pp. 264-65. “Ele nunca fazia o que se esperava.” Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 171. “Procurava uma oportunidade…” Ben Sharpsteen, answers to questions submitted by Dave Smith, set/1964, p. 10, WDA. Milt Kahl. Canemaker, Nine Old Men, pp. 132-36; Milt Kahl, Mica Prods., 3/nov/1983, p. 7, WDA. Frank Thomas. Canemaker, Nine old men, pp. 170-74; John Canemaker, “Sincerely yours, Frank Thomas”, Millimeter, jan/1975, pp. 16-17.

773

DisneyInteiro.indd 773

07.04.09 13:29:30


Neal Gabler Ollie Johnston. Canemaker, Nine old men, pp. 208-13. Marc Davis. Ibid., pp. 266-71. “Assistia às aulas…” Marc Davis entrevistado por Bob Thomas, 25/mai/1973, p. 1, WDA. “A qualificação...” Ben Sharpsteen para o diretor de instrução de arte, Pratt Institute, 6/ jun/1934, Pasta Ben Sharpsteen, Corr. Walt Disney, 1930-34, P-U, A1505, WDA. Resposta ao recrutamento. Richard Schickel, The Disney version: The life, times, art and commerce of Walt Disney, 3.ª ed. (1968; reimpresso em Chicago: Elephant Paperbacks, 1997), p. 172; Memo, Vern Caldwell para Walt, Re: Talent Publicity, 15/nov/1939, Pasta Vernon Caldwell, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, C, A1626, WDA. “A Depressão foi a maior coisa…” Marc Davis, entrevista, 21/mai/1968, RHC, Caixa 14, Pasta 51. “Parecia uma utopia real...” Citado em Canemaker, Nine old men, p. 243. De in-betweener a mestre animador. Relato Oficial dos Procedimentos da Direção Nacional de Relações de Trabalho na questão da Walt Disney Prods., Inc. e Arthur Babbitt, Los Angeles, 9/out/1942, p. 231. “Malditos hábitos de trabalho...” Shamus Culhane, Talking animals and other people (New York: St Martin’s Press, 1986), pp. 110-11. Treinamento. Marc Davis entrevistado por Bob Thomas, outono de 1989, WDA; Frances Osborne (Walt Disney Productions) para Don Graham, 8/fev/1935, G, Corr. Walt Disney, 1935, A1508, WDA. “Palestras intensivas...” Citado em John Canemaker, “Disney design – 1928-1979: How the Disney Studio changed the look of the animated cartoon”, Millimeter, fev/1979, p. 107. “Estão ligadas de alguma forma…” Memo, Walt para Roy Scott, Re: espetáculos de terça à noite, 18/set/1935, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1935, He-R, 1509, WDA. Analisando o filme. Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 72. “Colocado em termos simples…” Citado em Canemaker, “Disney design”, p. 106. “Discutir com eles...” Thomas e Johnston, Illusion of Life, pp. 71-72. “Imediatamente depois dessas conversas…” Memo, Walt para Don Graham, 23/dez/1935, citado em Culhane, Talking animals, p. 117. “Aula de caricatura.” Memo, Walt para Don Graham, 10/jan/1936, Comunicações Interescritórios, Corr. Walt Disney, q1936-37, E-L, A1512, WDA. Expandindo os cursos. Don Graham, The art of animation, ms. não pub., sem data., p. 7, WDA. Excursões ao zoológico. Culhane, Talking animals, pp. 133-36. “Estou convencido...” Memo, Walt para Graham, 23/dez/1935, citado em ibid., p. 119. “Uma estrutura criativa...” I. Klein, “When Walt Disney took another giant step!” Cartoonist profiles, n.º 33 (mar/1977), p. 75. “Como um maravilhoso salão de projetos para uma grande Renascença…” Citado em Richard Holliss e Brian Sibley, The Disney studio story (New York: Crown Publishers, 1988), p. 26. “Ideia de Walt…” Boris MoRKOvin, Technique and psychology of the animated cartoon, studio course, 14/nov/1935-5/fev/1936, Beginners’ class, 1935-1936, WDA.

774

DisneyInteiro.indd 774

07.04.09 13:29:30


Walt Disney “A surpresa é a alma da piada.” dr. Boris MoRKOvin, “Psychology of a gag”, (sem data), p.2, WDA. “Vocês devem treinar sua imaginação...” Ibid., p. 11. “Um meio ideal de promover...” Memo, Walt para dr. MoRKOvin, 10/out/1935, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1935, He-R, A1509, WDA. “Uma hora por semana com Ted Sears...” George Turner para Walt, 24/jan/1935, ibid. “Personagem de desenho pensante...” Graham, Art of animation, p. 12. “Analisando pessoas…” Ward Kimball para Thorkil Rasmussen, 23/fev/1978, citado em Canemaker, Nine Old Men, p. 96. “Observem estes…” Thomas para Christopher Finch, 17/mai/1972, citado em ibid. p. 198. “Chegou a um ponto...” Larson entrevistado por Mica Prods., pp. 13-14. Luske tirava a gravata. Canemaker, Nine old men, p. 59. “Ham estava estudando…” Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 107. “Víamos todos os balés...” Holliss e Sibley, Disney’s Snow White, p. 17. “Tempo perfeito…” Canemaker, Nine old men, p. 273. “É possível…” Memo, Walt para Paul Hopkins, 25/nov/1935, Re: Anotações de produção de Branca de Neve, Snow White Prod. Notes, 25/nov/1935, Snow White and the seven dwarfs, Continuidades, sugestões de gags etc., jul/1934-dec/1936, Caixa 2, A1737, WDA. “Se ele desse Zangado para Tytla...” Krause e Witkowski, Walt Disney’s Snow White, p. 31. “Dois meses de animação experimental…” Citado em Holliss e Sibley, Walt Disney’s Snow White, p. 31. Walt distribuiu o trabalho. Memo, Walt para Paul Hopkins, 25/nov/1935. Harry Bailey. Huemer, Recollections, p. 200. Cottrell como diretor. Bill Cottrell entrevistado por Jay Horan, ago-out 1983, p. 109, WDA. “Todos os principais animadores…” David Dodd Hand, Memoirs (Cambria, Calif.: Lighthouse Litho, 1990). P. 77. Personagens versus cenas. Veja Barrier, Hollywood cartoons, pp. 150-51. “Preciso de 300 artistas...” Holliss e Sibley, Disney studio story, p. 28. Walt nunca agradeceu a ele. Sharpsteen entrevistado por Dave Smith, 21/out/1974, p. 20, WDA. Primeiros 700 candidatos. George Drake para Walt, 4/abr/1936; 18/abr/1936; 19/abr/1936, Pasta George Drake, Corr. Walt Disney, 1936-37, A-D, A1511, WDA. Custo do recrutamento em Nova Iorque. Memo, Edward M. Francis para Walt, 12/jun/1936, Re: Custos – New York Art School, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1936-37, E-L, A1512, WDA. Ressentimentos. Sharpsteen entrevistado por Smith, p. 21. Vinte e dois entre mais de 2 mil. Carter Ludlow para Roy, 16/mai/1936; Ludlow para Louis Sobol, 17/jun/1936, Pasta Carter Ludlow – 1936, Corr. Roy O. Disney, Lu-Mi (19301939), A2997, WDA. O homem mais odiado no estúdio. Canemaker, Nine old men, p. 59. “George tinha grandes orelhas…” Jay Horan, Video interview with Ken Anderson, Bill Cottrell and Herb Ryman, 19/set/1983, p. 73, WDA. “Durante aquele mês…” Bill Peet, Bill Peet: An Autobiography (Boston: Houghton Mifflin, 1989), n. p.

775

DisneyInteiro.indd 775

07.04.09 13:29:30


Neal Gabler III “Até então, antecipadamente…” Robert D. Feild, The art of Walt Disney (New York: Macmillan, 1942), p. 78. “Sol mítico…” Grim Natwick, “Animation”, Cartoonist profiles (jun/1979), p. 74. “Cada novo filme continha…” Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 145. “Éramos parte de uma coisa…” Dick Huemer, “With Disney on Olympus”, Funnyworld, n.º 17 (outono de 1977), p. 38. “Não era que você tivesse que fazer…” Citado em Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 146. “Todo o estúdio cresceu como Topsy.” Citado em Krause e Witkowski, Walt Disney’s Snow White, p. 24. Expansão. David R. Smith, “Disney Before Burbank: The Kingswell and Hyperion studios”, Funnyworld, n.º 20 (verão de 1979), pp. 36-38; Thomas e Johnston, Illusion of life, pp. 141-42; Jimmy Johnson, Inside the whimsy works: My thirty-seven years with Walt Disney Productions, ms. não pub., 1975, p. 3, WDA. “Qualquer estrutura que estivesse próxima...” Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 142. “Ocuparam todas as salas…” Peet, Autobiography, p. 95. Doze prédios. Walt Disney, Autobiography, 1939, 5.ª parte, p. 6, WDA; Memo, George Morris para Roy O. Disney, Re: seguro, 30/abril/1937, Board of Fire Underwriters of the Pacific, Corr. Roy O. Disney, A-C (1929-51), A2993, WDA. “Uma bonita planta.” John Canemaker, “Vlad Tytla: Animation’s Michelangelo”, em The american animated cartoon: A critical anthology, ed. Gerald Peary e Danny Peary (New York: E. P. Dutton, 1980), p. 85. Pátio. Henry F. Pringle, ““Mickey Mouse’s father”, McCall’s, ago/1932, pp. 7, 28. “Pequeno jardim de infância municipal…” Janet Flanner, “Boom shot of Hollywood”, Harper’s bazaar, 1.º/nov/1936. “Aparência estranhamente charmosa…” Peet, Autobiography, p. 80. “Para começar...” Culhane, Talking animals, p. 113. “A mobília das salas era incrível!” Ward Kimball entrevistado por Christopher Finch e Linda Rosenkrantz, 10/mai/1972, p. 8, WDA. “Talvez um campus da Yvy League...” Tytle, “Walt’s boys”, p.7. The Mickey Mouse Melodeon. Jack Kinney, Walt Disney and other animated characters: An unauthorized account of the early years at Disney’s (New York: Harmony Books, 1988), pp. 50-51. Beisebol. Peet, Autobiography, p. 99; Disney and other animated characters, p. 21. Brincadeiras. Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 120; Ward Kimball entrevistado por Walt Kelly, 25/mai/1964, p. 4, WDA; Bill Justice, Justice for Disney (Dayton, Ohio: Tomart Publications, 1992), p. 106; Canemaker, Nine old men, p. 136; Culhane, Talking animals, p. 146; Milt Kahl entrevistado por Mica Prods, 3/nov/1983, pp. 6-7, WDA. “Paraíso do psiquiatra.” Arthur Miller, “Walt in wonderland”, LAT Magazine, 4/dez/1938. “Se esta não for uma casa de doidos...” Ferdinand Horvath, 1.º/jun/1933, citado em John Canemaker, Before the animation begins: The art and lives of Disney inspiracional sketch artists (New York: Hyperion, 1996), p. 27.

776

DisneyInteiro.indd 776

07.04.09 13:29:30


Walt Disney “Visitas demais…” Memo, Walt para todos os empregados da produção, 20/mai/1935, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1935, He-R, A1509, WDA. “Por que não usam algumas dessas...” Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 145. Bebida. Canemaker, Nine old men, p. 93; Kinney, Disney and other animated characters, p. 75. “Talvez mais ideias…” Kinney, Disney and other animated characters, p. 170. Filmes só para homens. Kimball entrevistado sobre Kelly, p. 8. Desenhos animados pornográficos. Kimball entrevistado por Finch e Rosenkrantz, p. 7. “Mergulhando a sua caneta...” Kinney, Disney and other animated characters, p. 37. “Ben Sharpsteen.” Ibid. No mínimo 35 casais. Tytle, “Walt’s boys”, p. 11. “Intercurso sexual.” Canemaker, Nine old men, p. 154. “A grande família feliz de Walt.” Sidney Skolsky, “Mickey Mouse – Meet your maker”, Hearst’s International Cosmopolitan, fev/1934, p. 172. “Papai queria tomar conta…” Amy Boothe Green e Howard E. Green, Remembering Walt: Favorite memories of Walt Disney (New York: Hyperion, 1999), p. 68. Sem relógio de ponto. Douglas Churchill, “Disney’s philosophy”, NYT Magazine, 6/mar/1989, p. 23. Falta por doença. Jim Korkis, “Excuse me, but have you heard of Paul Murry?”, POV, n.º 5, p. 24. Férias. George Morris para Roy, 17/mai/1933, Pasta Roy O. Disney – 1933, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-1933), A2994, WDA. “Quero que você tire…” Walt para Bill Garity, 6/jul/1934, Pasta Pessoal William E. Garity, Corr. Roy O Disney, G-Lo (1930-41), A2996, WDA. Salários. Culhane, Talking animals, p. 14; Klaus Strzyz, “Art Babbitt”, Comics Journal, n.º 120 (mar/1988), p. 78. Ajustes salariais. Memo, Walt para Paul Hopkins, 10/mai/1937, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1936-37, E-L, A1512, WDA. Walt pede a Hopkins para verificar no departamento de efeitos especiais aqueles empregados cujos períodos de tempo não foram completados e “avaliar sua habilidade e fazer todos os ajustes salariais necessários”. “Sua ambição é pagar...” Douglas W. Churchill, “How Mickey Mouse enters art’s temple”, NYT Magazine, 3/jun/1934, p. 13. “‘Você sabe, Joe’…” Citado em Eliot, Dark prince, p. 115. “Pioneiro em mais coisas...” (26/jan/1938), Otis Ferguson, The film criticism of Otis Ferguson, ed. Robert Wilson (Philadelphia: Temple University Press, 1971), p. 211. Elogio da esquerda. Gregory A. Waller, “Mickey, Walt and film criticism from Steambot Willie to Bambi”, em Peary e Peary, Animated cartoon, p. 55 “Fisicamente incapaz…” Memo, Paul Hopkins para Walt, 7/nov/1936, Comunicações Interescritórios, Corr. Walt Disney, 1936-1937, E-L, A1512, WDA. Tão bom quanto a última cena. Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 235. “Nunca encontrei…” Reunião de enredo de Bambi, 5/abr/1939, pp. 21-22, citado em Steven Watts, The Magic Kingdom: Walt Disney and the american way of life (Boston: Houghton Mifflin, 1997), p. 186. “Acho que isso me ajudará…” Jack King para Walt, 31/mai/1933, K, Pasta Cartas de D.V., 1931-33, Corr. Walt Disney, 1930-1934, J-O, A1504, WDA.

777

DisneyInteiro.indd 777

07.04.09 13:29:30


Neal Gabler “Ben percebe que não tem talento...” Citado em Hubler, Disney, p. 327. “Ele está o.k.” Citado em Watts, Magic Kingdom, p. 197. “Filho da puta…” Hubler, Disney, p. 327. “As surras verbais...” Ibid., p. 328. “Eu era constantemente chamado...” Ben Sharpsteen entrevistado por Richard Hubler, 29/ out/1968, p. 26, WDA. Plano de bônus. Walt Disney entrevistado por Pete Martin, bobinas 6 & 7, p. 42. “Serem pagos novamente...” Roy para Walt, 31/ago/1935, Pasta Corr. Roy O. Re: trips: 1934-1945, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1934-41), A2995, WDA. “Eu estava sempre tentando…” Depoimento de Walt Disney, 19/jun/1942, Superior Court, California, n.º 471865, caso Babbitt, p. 37, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 19381944, A-B, A1625, WDA. Detalhes do plano de bônus. Memo, Bill Garity, 8/abr/1936, caso Babbitt, Corr. Walt Disney, Comunicações Inter-escritórios, 1938-1944, A-B, A1625, WDA. “Ninguém gostava realmente...” Ben Sharpsteen entrevistado por Don Peri, 6/fev/1974, p. 21, WDA. Refazendo o trabalho de animadores menos talentosos. Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 153. “Uma espécie de luz mágica…” Ward Kimball entrevistado por Richard Hubler, 21/mai/1968, p. 33, WDA. “Eu definitivamente tenciono...” Ed Strickland para Walt, sem data, Pasta St, Corr. Walt Disney, 1936-1937, S-Z, A1514, WDA. IV “Noite e dia...” Citado em Krause e Witkowski, Walt Disney’s Snow White, p. 31. “Era o amor da vida dele…” Hubler, Disney, p. 308. “Abra com dança…” Discussão da sequência de entretenimento de “Branca de Neve” (jan/1936), 10h às 12h, Reuniões de Enredo de Branca de Neve, Pasta jan/1936-jul/1936, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Ele contava a história o tempo todo...” Eric Larson entrevistado por Mike Bonifer, p. 18, WDA. “Toda vez que ele entrava em uma sala...” Eliot, Dark Prince, p. 101. Três ou quatro dúzias de vezes. Greene e Greene, Inside the dream, p. 50. “Se ele usava a ideia…” Sharpsteen entrevistado por Hubler, 29/out/1968, p. 25. “Seria bom para ela…” Reunião de enredo sobre a seq. 3B, Branca de Neve sozinha na floresta, sábado, 27/jun/1936, das 8h45 às 13h, Pasta Reuniões de Enredo, jan/1936-jul/1936, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo – out./1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Ela está inclinada...” Reunião de enredo sobre a seq. 3A, Branca de Neve e o caçador na floresta, ibid.

778

DisneyInteiro.indd 778

07.04.09 13:29:30


Walt Disney “Faça-o amolecer...” Seq. 11A, Encontro na cabana, Reunião de enredo, 7/dez/1936, 9h às 12h30, ibid. “Eu gosto de boa comédia...” Conferência de enredo sobre a seq. assustadora de Branca de Neve (4D), 21/mai/1936, ibid. “Seu traseiro na última metade...” Seq. 3D, Limpeza da casa, Snow White and the seven dwarfs, anotações de revisão na moviola, seqs. 1b-10B, Caixa 6, A1732, WDA. “Dunga podia entrar...” Reunião de enredo, seqs. 4A & 4B (anões na mina e voltando para casa), 2/nov/1936, 9h às 11h50, 2/nov/1936, Branca de Neve – Reuniões de Enredo, única pasta de nov/1936, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Frequentemente era difícil...” Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 113. “O que estamos tentando fazer…” Reunião sobre a personalidade dos anões, 29/dez/1936, Pasta Branca de Neve – Reuniões de Enredo – 16-31/dez/1936, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Todos que já estiveram ligados...” Joseph Barbera, My life in ’toons: From flatbush to Bedrock in under a century (Atlanta: Turner Publishing, 1994), p. 44. “É minha opinião…” Citado em Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 97. “Todos andavam na ponta dos pés...” George Sherman, “Bill Tytla interview”, Cartoonist profiles (ago/1970), p. 12. “Há um monte de coisas…” Bill Tytla, “Handling of dwarfs in Snow White”, Aula de Análise de Ação, 10/dez/1936, p. 4, WDA. “Acho que eles estão com medo…” Anotações, Ted Sears, sem data, Comunicações Interescritórios, Anotações S.W. (coisas para observar), SW Continuidades, sugestões de piadas etc., Snow White and the seven dwarfs, Continuidades, sugestões de piadas etc., jan/1937, Caixa 3, A1736, WDA. “A única coisa que eu não quero...” Eric Larson e Ham Luske, Série de Palestras do Curso de Treinamento, “Análise e tratamento dos personagens animais em Branca de Neve” (1937), Pasta sem data da sequência dos anões tomando sopa, Snow White and the seven dwarfs, Reunião de Enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Era engraçado...” Frank Thomas citado em Krause e Witkowski, Walt Disney’s Snow White, p. 44. Facções. David R. Smith, “Ben Sharpsteen…33 years with Disney”, Millimeter, abr/1975, p. 40. “Não sei o que eles estão procurando.” Canemaker, Nine old men, pp. 176-177. “Bando de Cinderelas.” Ibid., p. 177. “Chegamos à conclusão...” Sears para Klein (nov/1933) citado em I. Klein, “When Walt Disney took another giant step!”, Cartoonist profiles, n.º 33 (mar/1977), p. 74. “Acho que poderíamos fazer melhor…” Clark para Thomas e Johnston, 14/set/1978, citado em Canemaker, Nine old men, p. 18. Queixas sobre Natwick. Memo, Paul Hopkins para Walt, Re: Grim Natwick, 22/ago/1935, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1935, He-R, A1509, WDA. De acordo com Hopkins, Natwick estava entregando apenas 35% de sua cota de produção de curtas.

779

DisneyInteiro.indd 779

07.04.09 13:29:30


Neal Gabler Natwick versos Luske. Veja Barrier, Hollywood cartoons, pp. 199-200. Desprezo de Natwick. Veja animationartist.com/columns/DJohnson/FourFaces/fouraces.html Johnson acredita que Walt reteve a animação inicial de Luske em que Branca de Neve encontra a cabana dos sete anões principalmente porque teria sido proibitivamente dispendioso fazer todo o filme dessa maneira, mas que se inclinou para os desenhos de Natwick e Campbell. “Branca de Neve era doce e graciosa...” Canemaker, “Grim Natwick”, Film comment, janfev/1975, p. 59. Vinte e seis cenas. Barrier, Hollywood cartoons, p. 193. O mudo Dopey (Dunga). Folha sem título. 25/nov/1935, Continuidades, sugestões de piadas etc. de Branca de Neve, set-nov/1935, Snow White and the seven dwarfs, continuidades, sugestões de piadas etc., jul/1934-dez/1936, Caixa 2, A1737, WDA. “O tipo do sujeito feliz.” Personalidades dos anões de Branca de Neve, 3/dez/1935, Continuidades, sugestões de piadas etc. de Branca de Neve, dez/1935, A1737, WDA. Deafy (surdo) descartado por Sneezy (Atchim). Veja Pasta de continuidades, sugestões de piadas etc. de Branca de Neve, jan-fev/1936, Snow White and the seven dwarfs, continuidades, sugestões de piadas etc., jul/1934-dez/1936, Caixa 2, A1737, WDA. Em suas anotações de “filme Leica”, Fred Moore se refere a Sneezy, embora o nome Dozey (Cochilador) seja usado em lugar de Sleepy (Soneca). James Gleason. Gleason para Walt, 30/ago/1935, G, Corr. Walt Disney, 1935, A1508, WDA. “Ele fez todos aqueles movimentos inspiradores...” Kimball entrevistado por Bonifer, p. 29. “Características dos anões.” Reunião de enredo, personalidades dos sete anões, 3/nov/1936, 19h30 às 22h, Branca de Neve – Reuniões de Enredo, única pasta de nov/1936, Snow White and the seven dwarfs, Encontros de Enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Ele esquecia que estávamos ali.” Thomas and Johnston, Illusion of life, p. 398. “Os próprios animadores ainda não sabem…” Tytla, “Handling of dwarfs in ‘Snow White’”, p. 8. “Temos que ter características…” Reunião de enredo, Personalidades dos Sete Anões, 17/ nov/1936, 19h30 às 22h, Branca de Neve – Reuniões de Enredo, única pasta de nov/1936, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Para mim, Erny...” Anotações à mão sobre as personalidades dos anões de Branca de Neve, 15/dez/1936, Pasta Branca de Neve – continuidades, sugestões de piadas etc., Pasta dez/1936, Snow White and the seven dwarfs, continuidades, sugestões de piadas e etc., jul/1934-dez/1936, Caixa 2, A1737, WDA. “Maneirismo superficial.” Reunião de enredo de discussão das personalidades dos anões, 17/ nov/1936, 19h30m às 22h, Branca de Neve – Reuniões de Enredo, única pasta de nov/1936, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Acho que vocês têm que conhecer esses caras...” Reunião de enredo sobre as características e personalidades dos sete anões, 15/dez/1936, 19h às 22h30, Pasta Reuniões de Enredo, 1.º-15/dez/1936, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out. 19341937, Caixa 1, A1731, WDA.

780

DisneyInteiro.indd 780

07.04.09 13:29:30


Walt Disney “Ele é, como Mestre...” Anotações à mão sobre as personalidades dos anões de Branca de Neve, 15.º/dez/1936, Pasta Branca de Neve – continuidades, sugestões de piadas etc., dez/1936, Snow White and the seven dwarfs, continuidades, sugestões de piadas, etc., jul/1934-dez/1936, Caixa 2, A1737, WDA. Harlan tem uma característica...” Ibid. Stepin Fetchit. Reunião de Enredo, Personalidades dos Sete Anões, 17/nov/1936, 19h30 às 22h, Branca de Neve – Reuniões de Enredo, única pasta de nov/1936, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. Descrições de Moore. Reunião de enredo sobre as personalidades e características dos anões, 8/ dez/1936, 19h às 22h, Pasta Reuniões de Enredo, 1.º-15/dez/1936, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Estamos dependendo de...” Personalidades dos anões de Branca de Neve, 3/dez/1935, Branca de Neve – continuidades, sugestões de piadas etc., dez/1936, A1737, WDA. Nome Dunga. Diane Disney Miller, como contado a Pete Martin, The story of Walt Disney (New York: Holt, 1956), p. 138. “Dunga tem algo de Harpo…” Reunião de enredo, discussão sobre as personalidades dos anões, 17/nov/1936, 19h30 às 22h, Branca de Neve – Reuniões de Enredo, única pasta de nov/1936, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out. 1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Os rapazes pareciam não conseguir captá-lo...” Holliss e Sibley , Disney studio story, p. 15. “Ele é lento para entender as coisas…” Discussão sobre Dunga, 9/dez/1936, Pasta Reuniões de Enredo, 1.º-15/dez/1936, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Acho que a coisa...” Reunião de enredo sobre as personalidades e características dos anões, 15/ dez/1936, WDA. Convidando Eddie Collins. Reunião de enredo, discussão sobre as características e personalidades dos anões, 8/dez/1936, WDA. “De certa forma como Pluto.” Personalidades dos anões de Branca de Neve, 3/dez/1935, WDA. “Sabe o jeito que um cachorro...” Holliss e Sibley , Disney studio story, p. 15. “Detalhes que têm de estar nos anões...” 8/jan/1937, SW Continuidades, augestões de piadas etc., jan-fev/1937, Snow White and the seven dwarfs, Continuidades, sugestões de piadas, etc., jan/1937, sem data, Caixa 3, A1736, WDA. V “Ela lia as linhas.” Bill Cottrell entrevistado por Jay Horan, ago-out/1983, p. 8, WDA. Removeu os dentes falsos. Krause e Witkowski, Walt Disney’s Snow White, p. 36. Cento e cinquenta garotas. “Andrea Caselotti” em Dave Smith, Disney A to Z: The updated official encyclopedia (New York: Hyperion, 1998), p. 92. Virginia Davis. “The Virginia Davis interview”, Hogan’s Alley, n.º2 (verão de 1995), p. 110. “Ela me parece…” Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 6 & 7, pp. 53-54. Primeiras gravações de Caselotti. Informe diário do departamento de som, 20/jan/1936,

781

DisneyInteiro.indd 781

07.04.09 13:29:30


Neal Gabler Relatos da Gravação de Branca de Neve, Snow White and the seven dwarfs, Anotações de revisão na moviola, seqs. 13A-16A, Arquivos Misc. (finanças, promoção, etc), Folhas de fichário – Versão francesa, Caixa 7, A1733, WDA. “Sem rima ou ritmo definido...” Branca de Neve – Tratamento Geral do Diálogo, Ação e Música (1935), Branca de Neve – Pasta Reuniões de Enredo out/1935-dez/1935, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo out 1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Eu não gosto do gênero Cab Calloway...” Seq. 8A – Reunião sobre cena de entretenimento, 18/jan/1936, 14h às 16h, Pasta Reuniões de Enredo de Branca de Neve, jan/1936jul/1936, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Você nunca é velho demais para ser jovem.” Branca de Neve Seq. de Entretenimento, 8A, 6/jan/1936, 9h às 12h, Pasta Reuniões de Enredo de Branca de Neve, jan/1936-jul/1936, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Soprando em garrafas e jarras...” Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 298. Dengoso podia meio falar…” Reunião de enredo sobre seq. 8A (Entretenimento), 31/mar/1937, 8h30 às 12h15, Branca de Neve – Pasta Reuniões de Enredo de Branca de Neve, fevmar/1937, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. Uma trilha não tinha ritmo. Críticas de Walt e Discussão da Trilha Gravada de 5B, 6A, seq. 5B, SW diz aos anões para se lavarem, Snow White and the seven dwarfs, anotações de revisão na moviola, seq. 1b-10B, Caixa 6, A1732, WDA. “The silly song.” Branca de Neve – diálogo: canções, 1937, Snow White and the seven dwarfs, Diálogos e Canções, 1934-1937 duplicata sem data, Caixa 5, A1735, WDA. “Ainda é aquela influência...” Seq. 8A – Reunião sobre cena de entretenimento, 16/fev/1937, Branca de Neve – Pasta Reuniões de Enredo fev-mar/1937, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. Reclamações sobre as tintas. Edward M. Francis para F. R. Miller, 16/jul/1935, Pasta F.R. Miller, Corr. Roy O. Disney, Lu-Mi (1930-1939), A2997, WDA. Sua própria cola. Stephen Worth e Lew Stude, “Vintage notes: The care and restoration of Vintage animation cels”, POV 1, n.º 2 (inverno de 1992), p. 13. Espectrofotômetro. New York Daily Mirror, 16/fev/1938. Mil e duzentos pigmentos distintos. Robert Feild, The art of Walt Disney (New York: Macmillan, 1942), p. 270. Diagrama Technicolor. Leonard Maltin, The Disney films, 3.ª ed. (New York: Hyperion, 1995), pp. 9-10. “Eles tinham cores em todos os lugares…” Efeitos nas seqs.3C & 3D, sessão na moviola, 1.º/dez/1936, 13h às 17h30, Pasta Branca de Neve – Reuniões de Enredo, 1.º-15/dez/1936, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Para Branca de Neve...” Mike Barrier, “Screenwriter for a Duck: Carl Barks at the Disney studio”, Funnyworld, n.º 21 (outono de 1979), p. 12. “Ele simplesmente ficava sentado o dia todo…” Eric Larson, entrevistado por Steve Hulett, 19/abr/1978, p. 2., WDA. Para mais sobre Hurter, veja John Canemaker, Before the

782

DisneyInteiro.indd 782

07.04.09 13:29:30


Walt Disney animation begins: The art and lives of Disney inspiracional sketch artists (New York: Hyperion, 1996), p. 9 a 25. De 50 a cem esboços. Steve Hulett , “A star is drawn”, Film comment (jan-fev/1979), p. 13. “Eu me lembro bastante claramente...” Larson, entrevistado por Hulett, p. 2. “A cor de todos os objetos...” Reunião sobre cenário com os homens de layout de Branca de Neve, 23/nov/1936, Reuniões de Enredo, única pasta de nov/1936, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Albert conhece a natureza...” Reunião, 1.º/dez/1936, em Robin Allan, Walt Disney and Europa (Bloomington, Ind.:Indiana University Press, 1999), p. 46. Papel e textura. Veja Krause e Witkowski, Walt Disney’s Snow White, p. 164; The art of Walt Disney: From Mickey Mouse to the Magic Kingdom, ed. rev. (New York: Harry N. Abrams, 1993), p. 67. “Ele estava com medo…” Miller, Story of Disney, p. 137. Testes de Ken Anderson. David Smith “New dimensions – Beginnings of the Disney multiplane camera”, em The art of the animated image: An anthology, ed. Charles Solomon (Los Angeles: American Film Institute, 1989), pp. 40-41. Multiplano de Iwerks. Ibid., p. 40. Operação da câmera multiplano. Bob Broughton entrevistado pelo autor; Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 307. Dolorosamente lento. Memo: Sam Armstrong para Walt Disney/Paul Hopkins, Re: The old mill (O velho moinho), Multiplane Prod., 30/mar/1937, Comunicações Interescritórios, Corr. Walt Disney, 1936-1937, E-L, A512, WDA. “Sempre foi minha amibição...” “Mouse & man”, Time, 27/dez/1937, pp. 19-21. “Uma plateia podia ser cativada…” Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 307. Eric Larson em The old mill. Eric Larson entrevistado por Mica Prods., sem data, pp. 11-12, WDA. “Até mesmo aos olhos do estúdio...” Feild, The art of Walt Disney, p. 274. VI “Os grandes estúdios…” Roy para Elias e Flora Disney, 6/abr/1936, citado em Thomas, Building a company, p. 105. “Desenhos competitivos...” Memo, Walt para Roy, 29/nov/1935, assunto: Contrato UA, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1935, A1509, WDA. “Não quero ganhar dinheiro algum...” Memo, Lessing para Roy, 15/jun/1936. Roy O. Disney – Viagem a NY, mai/1936, abr/1937, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1934-1941), A2995, WDA. Direitos de televisão. Dudley McClure, “Television prospects cause Disney to join forces to RKO”, Oregon Sunday Journal, 15/mar/1926. “Pessoalmente, vi o bastante…” LAT, 3/mar/1936. “Fazer pelo menos metade...” Memo, Walt para Roy, 4/dez/1936, Comunicações Interescritórios, Corr. Walt Disney, 1936-1937, E-L, A1512, WDA.

783

DisneyInteiro.indd 783

07.04.09 13:29:30


Neal Gabler Primeiros celuloides enviados para tinta e pintura. Press release (Comunicado à imprensa), Pasta de Publicidade de Branca de Neve, press releases, 1951, WDA. “Muitos sentiram que ter...” Hand, Memoirs, p. 77. Anões entrando na cabana. Veja seq. 4D, Assustadora, Snow White and the seven dwarfs, Anotações de revisão na moviola, seq. 1b – 10B, Caixa 6, A1732. Cenas revisadas na moviola. Agendas de mesa de Walt Disney, 1937, A3084, WDA. “Tremenda pressão.” Ollie Johnston entrevistado pelo autor. “Temos que fazer esse filme!” Frank Thomas para John Canemaker, 18/mar/1998, citado em Canemaker, Nine old men, p. 21. “Minha crítica é completamente impessoal...” Reunião de diretores assistentes sobre procedimentos no filme, 3/fev/1937, Pasta Reuniões de Enredo fev-mar/1937, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. Cronometrando Walt. Hand, Memoirs, p. 76. “Devemos evitar tomar o tempo…” Reunião de diretores assistentes sobre procedimentos no filme, 3/fev/1937, WDA. Conversa estimulante. Memo, George Groepper (layout e in-between) para Walt, 29/jan/1937, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1936-1937, E-L, A1512, WDA. “Este filme é uma coisa tremenda.” Reunião de diretores assistentes sobre procedimentos no filme, 3/fev/1937, WDA. “O trabalho agora está sendo planejado...” Bill Tytla, Aula de Análise de Ação, 8/jun/1937, citado em Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 548. Modelos para ação ao vivo. Ward Kimball entrevistado por Bonifer, p. 28; Canemaker, Nine old men, p. 245; Pasta Branca de Neve – Continuidades, sugestões de piadas etc., marabr/1936, Snow White and the seven dwarfs, Continuidades, sugestões de piadas etc., jul/1934-dez/1936, Caixa 2, A1737, WDA. “Acho que você pode usar...” Reunião de enredo para discutir personalidades e características dos anões, 8/dez/1936, WDA. “Enfatize o ponto...” Reunião de enredo para discutir personalidades e características dos anões, 24/nov/1936, 19h30 às 22h, Branca de Neve – Reuniões de Enredo, única pasta de nov/1936, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Ele não queria muitos animadores...” Ben Sharpsteen entrevistado por Don Peri, 26/mar/1975, p. 12, WDA. “Ação ao vivo é o que...” Almoço para discutir produção, F-1, Branca de Neve, 18/fev/1937, Pasta Reuniões de Enredo, fev-mar/1937, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. Atores infantis. Reunião sobre a seq. 10A – Anões partem para a mina, 16/mar/1937, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Há muito de Branca de Neve...” Ibid. Cópias fotostáticas da rainha. Seq. 7A, rainha se transforma em bruxa, Snow White and the seven dwarfs, Anotações de sessão na moviola, seqs. 1b-10B, Caixa 6, A1732, WDA.

784

DisneyInteiro.indd 784

07.04.09 13:29:30


Walt Disney “Eu quero isso definitivamente fora...” Walt para Roy Scott, 15/mai/1937, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1936-1937, E-L, A1515, WDA. “Acelerou...” Sessão na cela, anões terminam a cama – animais os avisam, 13/jul/1937, Snow White and the seven dwarfs, Anotações de sessão na moviola, seqs. 13A-16A, Pastas Misc. (finanças, promoção etc.), Folhas de fichário – Versão francesa, Caixa 7, A1733, WDA. “Acho que elas não têm...” A Reunião e a Cama (Dick Creedon), 15/nov/1936, Pasta de continuidades, sugestões de piadas etc. de Branca de Neve, nov/1936, Snow White and the seven dwarfs, Continuidades, sugestões de piadas etc., jul/1934-dez/1936, Caixa 2, A1737, WDA. “Tirem todas as coisas supérfluas...” Anotações de Reuniões de Enredo de Branca de Neve F-1 (seq. da construção da cama), 1.º/fev/1937, Pasta Branca de Neve – Reuniões de Enredo fev-mar/1937, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Criou um sentimento de tensão...” Culhane, Talking animals, p. 179. “Vocês, rapazes, estão todos tentando…” Reunião dos animadores dos anões, 8/jun/1937, Branca de Neve – Reuniões de Enredo, Pasta fev-mar/1937, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Terminem os detalhes...” Sessão na moviola, anões terminam a cama – animais os avisam, 12/jul/1937, Snow White and the seven dwarfs, Anotações de sessão na moviola, seqs. 13A-16A, Pasta Misc. (finanças, promoção etc.), Folhas de Fichário – Versão Francesa, Caixa 7, A1733, WDA. Branca de Neve nua. Kimball, “Wonderful world of Walt Disney”, p. 269. Luzes das mesas de animação. Marc Davis para Richard Williams, sem data, citado em Canemaker, Nine old men, p. 1. Turnos de 12 horas. Entrevista de Broughton. “Realização do ideal.” Cy Young para Walt, 17/set/1938, Pasta XYZ, Corr. Walt Disney, 19381939, U-Z, A1520, WDA. “Sugiro que se concentre...” Memo, Walt para Bob Kuwahara, 22/jun/1937, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1936-1937, E-L, A1512, WDA. Tomou emprestadas garotas da tinta e pintura. Memo, George Morris para Roy, 23/out/1937, Pasta Roy O. Disney – Viagem a NY, set/1937-1938, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1934-41), A2995, WDA. “Com toda essa ajuda adicional…” Roy para Lessing, 2/out/1937, ibid. “Negócios inesperados…” Tel. de Walt para Feg Murray, 16/jul/1937, Pasta Mo, Corr. Walt Disney, 1936-1937, M-R, A1513, WDA. “A supercolossal Branca de Neve…” Tel. de Walt e Lillian para Margaret e Hal Roach, 28/ set/1937, Pasta Ro, ibid. Estimativa de US$ 250 mil. Disney, “Growing pains”, p. 140. “Nossa única dificuldade…” Roy para Walt, 31/ago/1935, Pasta Corr. Roy O. Disney, Re: Trips, 1934-1935, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1934-41), A2995, WDA. Empréstimos do Bank of America. Memo, Herb Lamb para Walt, Re: Status Financeiro, 8/fev/1941, Pasta Lamb, Corr. Walt Disney Inter-escritórios, 1938-1944, L-M, A1629, WDA.

785

DisneyInteiro.indd 785

07.04.09 13:29:30


Neal Gabler “Eu não tinha hipoteca...” New York Post, 20/jun/1938. “Roy estava muito zangado...” Disney, Growing pains”, p. 140. Joe Rosenberg. Mitchell Gordon, “Case of the unretiring mr. Rosenberg”, Wall Street Journal, 14/fev/1968. “Joe, se Disney fizer essa coisa...” Miller, Story of Disney, p. 143. Veja também Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 6 & 7, bobina 7, p. 1. “Um bando de FDPs.” Roy Disney entrevistado por Richard Hubler, 18/jun/1968, RHC, Caixa 14, Pasta 52. US$ 20 mil por semana. B. R. Crisler, “Film gossip of the week”, NYT, 30/mai/1937, seção 10, p. 3. “Estamos confiantes…” Memo, Roy para Walt, 1.º/abr/1937, Re: Misc. Corr. Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1938-1939, I-Me, A1517, WDA. Projeção para Rosenberg. Miller, Story of Disney, pp. 140-141. “Inocente e sem sofisticação.” Green e Green, Remembering Walt, p. 77. “Apesar do fato de a maioria da audiência...” Walt para Depinet, 4/set/1937, Pasta RKO-NY, Corr. Walt Disney, 1938-1939, Q-T, A1519, WDA. 359 responderam. Questionários de projeção de Branca de Neve, Snow White and the seven dwarfs, Anotações de sessão na moviola, seq. 13A-16A, Arquivos Misc (finanças, promoção etc.), Folhas de Fichário – Versão Francesa, Caixa 7, A1733. “Se você estivesse tentando vender uma ideia...” Thomas e Johnston, Illusion of life, p.288. “Obviamente, minha reação…” Newsweek, 28/jun/1999, p. 42. “Fico tão contente por vocês estarem tão entusiasmados...” Kay Kamen para Roy, 31/ago/1937, Pasta Kay Kamen, WDA. “Muito dinheiro.” Memo, Lessing para Roy, Re: “Snow White” etc., 14/set/1937, Pasta Roy O. Disney – Viagem a NY, set/1937-1938, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1934-41), A2995, WDA. “Ned diz que o seu investimento…” M. H. Aylesworth para Walt, Pasta A, Corr. Walt Disney, 1936-1937, A-D, A1511, WDA. “Ele continua a berrar…” I. Klein, “Some close-up shots of Walt Disney during the ‘golden years’”, Funnyworld, n.º 23 (primavera de 1983), p. 48. Contrato de Sharpsteen. Memo, Walt para Roy, 18/fev/1937, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1936-1937, E-L, A1512, WDA. Ajustes salariais. Memo, George Morris para Walt, 19/abr/1937, Corr. Inter-escritórios George Morris, Walt Disney, 1938-1944, L-M, A1629; Memo, Walt para George Morris, Re: Ajustes salariais, 21/abr/1937, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1936-1937, E-L, A1512, WDA. Metade da produção em média. Memo, Paul Hopkins para Walt, 7/ago/1937, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1936-1937, E-L, A1512, WDA. Produção diária. Branca de Neve – Estatísticas de custo (sem data) Branca de Neve – Análise de Custo da Animação, Snow White and the seven dwarfs, Anotações de sessão na moviola, seqs 13A-16A, Arquivos Misc. (finanças, promoção etc.), Folhas de Fichário – Versão Francesa, Caixa 7, A1733.

786

DisneyInteiro.indd 786

07.04.09 13:29:31


Walt Disney Não ficará pronto para o Natal. Memo, Lessing para Roy, Re: “Branca de Neve” etc., 14/ set/1937, Pasta Roy O. Disney – Viagem a NY, set/1937-1938, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1934-41), A2995, WDA. Animação final, celuloides, fotografia. Press release, Arquivo de Publicidade de Branca de Neve, Press releases, 1951, WDA. Embora o comunicado à imprensa registre a data da animação final em 8 de novembro, outro documento sugere que o filme foi terminado em 11 de novembro. Snow White and the seven dwarfs, seqs. 13A-16A, De Volta à Vida, Vai Embora com o Príncipe, Snow White and the seven dwarfs, Anotações de sessão na moviola, seqs. 13A-16A, ibid. “Espalhou-se a notícia...” John Province, “Bill, Peet Unleashed”, Hogan’s Alley, hogan/ interviews/peet/peet.asp. “Haverá muita simpatia…” Reunião de Enredo – Anotações – seq. 15A (anões chorando junto ao caixão de B.N.), 27/jul/1937, Branca de Neve Reuniões de Enredo – abrout/1937, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out. 1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Concentrando em Zangado...” Anotações de Reunião de Enredo de Branca de Neve, seqs. 10B, 14J, 15A, 1.º/mai/1937, Snow White and the seven dwarfs, anotações de sessão na moviola, seqs. 13A-16A, Arquivos Misc. (finanças, promoção etc.), Folhas de Fichário – Versão Francesa, Caixa 7, A1733, WDA. Também Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 477. “O movimento dos anões…” Sessão na moviola, 18/ago/1937, Pasta Branca de Neve – Reuniões de Enredo – abr-out/1937, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out. 1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Está na verdade despedaçando o seu coração...” Encontro dos animadores dos anões, 18/ ago/1937, Pasta Branca de Neve – Reuniões de Enredo – abr-out/1937, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out. 1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Como se soubessem em suas mentes...” Seq. 4D, Assustadora, Snow White and the seven dwarfs, Anotações de sessão na moviola, seqs. 1b-10B, Caixa 6, A1732, WDA. Lamentou que o Espelho Mágico. Snow White and the seven dwarfs, Anotações de sessão na moviola, seqs. 1b-10B, Caixa 6, A1732, WDA. “Ela carregava...” Sessão na moviola, seq. 13A, 23/set/1937, Branca de Neve, seq. 13A – Branca de Neve fazendo tortas, Snow White and the seven dwarfs, Anotações de sessão na moviola , seqs. 13A-16A, Arquivos Misc. (finanças, promoção etc.), Folhas de Fichário – Versão Francesa, Caixa 7, A1733, WDA. Moore e o dedo de Zangado. Frank Thomas citado em Green e Green, Remembering Walt, p. 67. “Quando alguém canta…” F-1 Reunião sobre Branca de Neve, seq. 10A – Anões partem para a mina, mar/1937, Branca de Neve – Reuniões de Enredo, fev-mar/1937, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out. 1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA. “Tomem cuidado para manter...” Reunião de enredo sobre a seq. 8A (Entretenimento), 31/ mar/1937, 8h30 às 12h15, Branca de Neve – Reuniões de Enredo – fev-mar/1937, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de Enredo, out/1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA.

787

DisneyInteiro.indd 787

07.04.09 13:29:31


Neal Gabler “Trabalhamos muito...” Citado em Maltin, Disney Films, p. 32. “Houve algumas coisas…” J. P. Shanley, “King of Disneyland”, NYT, 5/dez/1954. “Eu disse para esquecer.” Roy Disney entrevistado por Hubler, 18/jun/1968. “Extravagância de Disney.” Miller, Story of Disney, p. 145. “Quero que todos estejam informados…” Memo, Walt para Roy, 25/fev/1937, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1936-1937, E-L, A1512, WDA. Oferta de Chaplin. Memo, Roy para Walt, Re: Campanha “Branca de Neve”, 31/mar/1937, Corr. Inter-escritórios, Corr. Walt Disneu, 1938-1939, I-Me, A1517, WDA. “Serviço inestimável.” Walt para Chaplin, 31/mai/1938, Pasta Ch, Corr. Walt Disney, 19381939, A-De, A1515, WDA. Pré-estreia em Pomona. Bill Cottrell entrevistado por Bob Thomas, 6/jun/1973, Pasta Bill Cottrell; Ben Sharpsteen, Answers to Questions Submitted by Dave Smith, set/1974, p. 1, WDA. Animadores levam pôsteres. Ken Anderson entrevistado por Bob Thomas,15/mai/1973, p. 13, WDA. Homem na plataforma do trem. Miller, Story of Disney, p. 145. “ESTOU CONVENCIDO DE QUE NOSSAS MAIS CARAS ESPERANÇAS...” Telegrama de Chaplin para Walt, 21/dez/1937, Pasta Branca de Neve (Congratulações pela estreia etc.), Corr. Walt Disney, 1938-1939, Q-T, A1519, WDA. “Bem, nos divertimos muito...” Walt Disney, entrevistado na estreia de Branca de Neve, 21/ dez/1937, Carthay Circle, WDA. “Acredito que todos...” Peet, Autobiography, n.p. “Eles até aplaudiram...” Steve Hulett, “A star is drawn”, Film comment (inverno de 1979). “Destaque.” Greene e Greene, Man behind the magic, p. 83. “Clark Gable e Carole Lombard…” Krause e Witkowski, Walt Disney’s Snow White, p. 47. “Estrondosa ovação.” Peet, Autobiography, n.p. “Não sei como o fizemos.” Canemaker, “Grim Natwick”. Congratulações. Pasta Branca de Neve (Congratulações da estreia), Hunt Stromberg para Walt, 29/dez/1937; Telegrama de Harman-Ising Studios para Walt, 22/dez/1937; Nat Levine para Walt, 27/dez/1937, Corr. Walt Disney, 1938-1939, Q-T, A1519, WDA. “Gostaria de poder fazer filmes...” Telegrama de DeMille para Walt, 1.º/fev/1938, Corr. Walt Disney, 1938-1939, Q-T, A1519, WDA. “É provavelmente cedo demais...” Joe Rosenberg para Walt, 23/dez/1937, Pasta B, Corr. Walt Disney, 1936-1937, A-D, A1511, WDA. “Deixem que seus temores se aquietem...” NYT, 14/jan/1938, p. 21. “Uma autêntica obra-prima...” “Mouse & man”. “Entre as genuínas realizações artísticas...” (26/jan/1938), Ferguson, Film Criticism, p. 209. “Evento mais feliz desde o Armistício.” NYT, 8/fev/1940, p. 18. “Ele pensou na Metro Goldwyn...” Hal Sloane para Walt, 5/jan/1937 (na verdade, 1938), Pasta Hal Sloane, Corr. Walt Disney, 1938-1939, Q-T, A1519, WDA. “Sociedade comunista em miniatura.” Daily Worker, 15/jan/1938.

788

DisneyInteiro.indd 788

07.04.09 13:29:31


Walt Disney “Guerras estão sendo travadas...” Frank Nugent, “One touch of Disney”, NYT, 23/jan/1939, seção 11, p. 5. Conquista técnica. Field, Art of Disney, pp. 2-3.

Sete Parnasso I Faturamento de Branca de Neve. Pasta Faturamento de Filme – Volume de retorno de cinemas, Snow White and the seven dwarfs, Anotações de sessão na moviola, seqs. 13A-16A, Pastas Misc. (finanças, promoção etc.), Folhas de Fichário – Versão Francesa, Caixa 7, A1733, WDA. Cifras gerais da distribuição. Memo, George Morris para Walt, 1.º/ago/1938, Pasta George E. Morris, Corr. Walt Disney, Corr. Inter-escritórios, 1938-1944, A1629; Sumário de Declarações de Rendimentos de 31/dez/1934 a 2/out/1943, Pasta George E. Morris, Corr. Inter-escritórios, 1938-1944, L-M, A1629, WDA. A maior bilheteria. NYT, 2/mai/1939, p. 29. Vista por mais pessoas. Diane Disney Miller, como contado a Pete Martin, The story of Walt Disney (New York: Henry Holt, 1956), pp. 146-47. “Eles vinham às centenas…” C.A.Lejeune, “Dopey is adopted by John Bull”, NYT, 18/ set/1938, seção 10, p. 3.Bilheteria estrangeira. Pasta Cabograma Receitas Brutas Diárias na Primeira Temporada, Paris, Receita de Filme – Volume de retornos de cinemas, Snow White and the seven dwarfs, Anotações de sessão na moviola, 13A-16A, Pastas Misc. (finanças, promoção etc.), Folhas de Fichário – Versão Francesa, Caixa 7, A1733, WDA. Boicote holandês. NYT, 5/fev/1939, seção 9, p. 4. Quarenta e nove países. Ibid. Produtos Branca de Neve. Ibid. Peça autorizada. Memo, Erwin Verity para Hal Thompson, Re: Listas de Reações do Público, 7/abr/1938, peça de um ato Branca de Neve, Snow White and the seven dwarfs, Anotações de revisão na moviola, seqs. 13A-16A, Pasta Misc. (finanças, promoção etc.), Folhas de Fichário – Versão Francesa, Caixa 7, A1733, WDA. “Se eu ouvir o programa...” Memo, Walt para Roy, Re: Programa de rádio, 10/jan/1938, Pasta de Rádio, Corr. Walt Disney, Inter-escritórios, 1938-1944, R-S, A1631, WDA. Vendendo celuloides. Richard Holliss e Brian Sibley, Walt Disney’s Snow White and the seven dwarfs and the making of the classic film (New York: Simon & Schuster, 1987), p. 66.

789

DisneyInteiro.indd 789

07.04.09 13:29:31


Neal Gabler NYT editorial. “Topics of the Times”, NYT, 2/mai/1938, p. 16. “Está bem dentro dos limites…” Memo, Gregory Dickson para Walt, Re: Academy Ward, 25/jan/1938, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1936-1937, E-L, A1512, WDA. Apresentação do Prêmio da Academia. Mason Wiley e Damien Bona, Inside Oscar: The unofficial history of the academy awards (New York: Ballantine Books, 1987), p. 90. Veja também Transcrição, WDA. “Condições para nós…” Elias para Walt, 25/ago/1933, Caixa Elias Disney, WDA. “Roy é muito generoso...” Elias para Ray Disney, 21/fev/1933, Caixa Elias Disney, WDA. Carro DeSoto. Ruth Disney para Raymond Disney, 21/jan/1933, Disney Family: Genealogy, etc, A2383, WDA. Flora recebe ordem de descansar. Flora Disney para Raymond Disney, 21/jan/1933, Disney Family: Genealogy, etc, A2383, WDA. Enfraquecimento da saúde de Elias. “Disney family settled in Huron County in 1848”, Goderich Signal Star, 7/jul/1999, p. A4; o artigo foi originalmente publicado em 1938. “Temos uma tremensa carga…” Carta citada em Bob Thomas, Building a company: Roy O. Disney and the creation of an entertainement empire (New York: Hyperion, 1998), p. 115. “Nós gostaríamos de poder vender…” Flora para Irene Campbell, 10/dez/1931, Pasta sra. Jessie Perkins, Pasta P, Corr. Walt Disney, 1956, M-R, A1564, WDA. “Acho que é um grande dia...” “Disney family settled in Huron County”. “Crítico mais severo.” sra. Walt Disney, como contado a Isabella Taves, “I live with a genius”, McCalls’s, fev/1953, p. 40. “Não suporto ver…” Citado em Frank Rasky, “80 million a year from fantasy”, Star Weekly (Toronto), 14/nov/1964. “Ele exighia um bocado…” sra. Walt Disney entrevistada por Richard Hubler, 16/abr/1968, Pasta Lillian Disney, WDA. Divórcio discutido. Marc Eliot, Walt Disney: Hollywood’s dark prince (New York: Carol Publishing Group, 1993), p. 113. Embora Eliot não tenha tenha fornecido uma anotação, ele fez uma entrevista com Bill Cottrell, empregado de longo tempo de Walt e, na altura de 1938, o marido da irmã de Lillian, Hazel; em um bilhete para o autor, Eliot confirmou que Cottrell foi a fonte. “Ele era muito próximo de Lilly...” Richard G. Hubler, Walt Disney, ms. não pub., 1968, pp. 766-67, RHC. “Mamãe era uma pessoa contida…” Sharon Brown entrevistada por Richard Hubler, 9/ jul/1968, RHC, Caixa 14, Pasta 51. Sharon Mae. Sharon Brown entrevistada por Richard Hubler, 9/jul/1968, RHC, Caixa 14, Pasta 51. Buscando Sharon. Diane Disney Miller entrevistada pelo autor. “Não me importo...” Walt para Mike Cowles, Look, 25/jul e 29/jul/1955, Pasta Li, Corr. Walt Disney, 1955, E-L, A1558, WDA. Outra adoção. Uma anotação na agenda de mesa de Walt em 8/mar/1938 indica um encontro às 9h45 no Tribunal Judiciário para “adoção”. É impossível dizer se isso se relacionava com Sharon ou com outra adoção.

790

DisneyInteiro.indd 790

07.04.09 13:29:31


Walt Disney Tratamentos para queda de cabelos. Sidney Skolsky, “Tintypes”, New York Daily Mirror, 13/ jan/1938. Ferimento de pólo. sra. Walt Disney entrevistada por Hubler. Acidente de Wetscott. LAT, 28/out/1935, 30/out/1935, 31/out/1935; Hollywood Reporter, 28/out/1935. Veja também Harry Tytle citado em Disney, pp. 271-72. Tytle acredita que o próprio capacete de Westcott quebrou seu pescoço, embora Westcott tenha morrido de fratura no crânio. Roy deixa o pólo. Memo, Roy para Dolores Voght, 2/dez/1935, Comunicações Interescritórios, Corr. Walt Disney, 1935, A1509, WDA. Deixando o pólo. Walt para o Comitê de Pólo, Riviera Country Club, 21/mai/1938; Walt para o sr. L.L.Morrison, 21/mai/1938, Arquivos Misc., WDA. Badminton. Walt Disney entrevistado por Pete Martin, bobinas 6 & 7, WDA, P. 30. “Quando o estúdio começou...” Citado em Amy Boothe Green e Howard E. Green, Remembering Walt: Favorite memories of Walt Disney (New York: Hyperion, 1999), p. 28. Os Spencer Tracy. Veja, por exemplo, Walt para Spencer Tracy e Louise Tracy, 24/jun/1936, Pasta T, Corr. Walt Disney, 1936-1937, S-Z, A1514, WDA. “Walt era um homem difícil...” Ward Kimball, “The wonderful world of Walt Disney”, em You must remember this, ed. Walter Wagner (New York: G. P. Putnam’s Sons, 1975), p. 264. “Amigável...” Harry Tytle, One of the “Walt’s boys”: An insider account of Disney’s golden years (Royal Oak, Mich.: Airtight Seals Allied Production, 1997), p. 223. “Ele realmente não tinha tempo…” sra. Walt Disney entrevistada por Hubler. “Pouco tempo para distração.” Walt para a sra. Grace L. Stenderup, Folded Hills Ranch, 4/ fev/1939, Pasta St, Corr. Walt Disney, 1938-1939, Q-T, A1519, WDA. “Podiam trazer junto mesas...” Citado em Eliot, Dark prince, p. 82. “Ele não sabia de mais nada...” Dave Hand entrevistado por Michael Barrier, em Didier Ghez, Walt’s People (XLibris, 2005), p. 1:93. “Vivi com isso durante muito tempo...” Walt Disney entrevistado por Martin Reel, bobina 11, p. 49. Diane pede um autógrafo. Miller, Story of Disney, p. 5. “Eu achava que meu pai…” Walt Disney: An intimate history of the man and his magic, CDROM, Pantheon Productions, 1998. “Elas adoravam ir…” Walt Disney entrevistado por Martin Reel, bobinas 9 & 10, pp. 67-68. Alice no País das Maravilhas. Memo, Gunther Lessing para Walt, Re: Alice in wonderland, 26/nov/1937, Comunicações Inter-escritórios, Walt Disney Corr., 1936-1937, E-L, A1512, WDA; NYT, 23/mai/1938. Peter Pan. Roy para Lessing, 22/abr/1938, Pasta Roy O. Disney – Trip to Europe, 1938, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1934-1941), A2995, WDA; Jim Korkis, “Disney’s pre-production Peter Pan”, POV 1, n.º 2 (inverno de 1992), p. 47. “Ainda tem o olhar…” NYT, 12/jun/1938, seção 10, p. 4. Custos de Branca de Neve. Branca de Neve – Estatísticas de custo (sem data) Branca de Neve – Análise de Custo da Animação, Snow White and the seven dwarfs, anotações de revisão na moviola, seqs. 13A-16A, Arquivos Misc. (finanças, promoção etc.), Folhas de Fichário – Versão Francesa, Caixa 7, A1733. Esse documento também relaciona o custo de todos os empregados que trabalharam no filme e as horas que gastaram nele.

791

DisneyInteiro.indd 791

07.04.09 13:29:31


Neal Gabler Débito de US$ 2,3 milhões. Memo, Herb Lamb para Walt, Re: Status financeiro, 8/ fev/1941, Pasta Lamb, Corr. Walt Disney Inter-escritórios, 1938-1944, L-M, A1629, WDA. “Roy trouxe o sr. Giannini…” I. Klein, “Reminiscences”, Cartoonist profiles, 1, n.º 7 (ago/1070), p. 17. Crédito rotativo. Memo, Lessing para Roy, Re: Misc. Em andamento, 27/abr/1938, Pasta Roy O. Disney – Trip to Europe, 1938, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1934-1941), A2995, WDA, “Nós já tiramos deles a última gota...” Memo, Lessing para Roy, Re: Distribuição Futura do Produto, 4/mai/1938, ibid. Bônus. Memo, Morris para Roy, 2/mai/1938, ibid; New York Post, 29/jun/1938. “Eles merecem.” Ed Sullivan, “Hollywood”, New York Daily News, 10/ago/1938. Semana de 5 dias e anúncio de Lake Narconian. Memo, Morris para Roy, 2/mai/1938. Lake Narconian. Dick Huemer, “Thumbnail sketches”, Funnyworld, outono de 1979, p. 42; Bob Broughton entrevistado pelo autor; Leonard Mosley, Disney’s world: A biography (New York: Stein & Day, 1985), p. 167. “Aplauso prolongado.” NYT, 23/jun/1938, p. 25. Music Hall. NYT, 3/jul/1938, seção 9, p. 3. Caixa para o troféu. Frank Nugent, “This Disney whirl”, NYT, 29/jan/1939, seção 9, p. 5. “Temos que provar para o público...” Walt para W. G. Van Schmus, 27/mai/1938, Pasta Misc., WDA. “Ele tinha medo...” Douglas W. Churchill, “Walt Disney sights for more whirls”, NYT, 9/ jan/1938, seção 10, p. 5. “Falando literalmente…” Sessão na moviola, The autograph hound (O caçador de autógrafos), 8/jul/1938, Pasta de Autograph Hound, RM 25, WDA. Acrescentando empregados. Walt Disney, “Growing pains”, American Cinematographer, mar/1941, p. 141. “Acordo horrível.” Ham Luske, Anotações, ca. 1956, WDA. “Anos de confusão...” Disney, “Growing pains”. P. 141. “O único caminho...” Plano de Distribuição de Lucro do Estúdio (Minutas), 30/jan/1940, Walt Disney Productions, 31/mar/1942, Walt Disney Productions, Corr. Walt Disney Inter-escritórios, 1938-1944, D, A1627, WDA. Mudando o nome da companhia. Memo, Roy para Walt, Re: Nome corporativo, 10/out/1938, Pasta Roy O. Disney, Corr. Walt Disney Inter-escritórios, 1938-1944, D, A1627, WDA. Veja também LAT, 30/set/1938. Decisão de construir o novo estúdio. Memo, Morris para Roy, 2/mai/1938, Pasta Roy O. Disney – Trip to Europe, 1938, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1934-1941), A2995, WDA. “Parece que…” Memo, Morris para Roy, 21/mai/1938, ibid. Lessing pressiona Roy a apressar a volta. Memo, Lessing para Roy, Re: Volta para o estúdio, 21/mai/1938, ibid. Reportagem do Los Angeles Times. LAT, 18/jun/1938. “Vocês sabem como consegui...” Plano de Distribuição de Lucro do Estúdio (Minutas), 30/ jan/1940.

792

DisneyInteiro.indd 792

07.04.09 13:29:31


Walt Disney Resposta de Joe Rosenberg. Memo, George Morris para Walt, 26/mai/1938, Pasta George E. Morris, Corr. Walt Disney Inter-escritórios, 1938-1944, A1629, WDA. Kem Weber. Veja David Gebhard e Harriete Von Breton, Kem Weber: the Moderne in southern California, 1920-1941 (Santa Barbara: University of California Press, 1969). “Conforto da mente…” “Walt Disney studios”, California Arts and Architecture, jan/1941. “Walt planejou muito cuidadosamente.” Ben Sharpsteen entrevistado por Richard Hubler, 29/ out/1968, p. 4, WDA. “Ele dizia, “Que tal se...” Citado em Thomas, Building a company, p. 133. Frank Thomas desenhando a mesa de animação. Milt Kahl entrevistado por Christopher Finch e Linda Rosenkrantz, 18/mai/1972, p. 19, WDA. Novas mesas. Bill Justice, Justice for Disney (Dayton, Ohio: Tomart Publications, 1992), p. 30. Controle de umidade e temperature. Paul Hollister, Man or mouse: The story of Walt Disney, so far, ms. não pub., 1955, cap. 9, p. 4, WDA. II Encontrando-se com Franklin. Sidney Franklin para Walt, 20/abr/1935; Walt para Franklin, 13/set/1935, Arquivo Misc., WDA. Oferta MGM. Franklin para Walt, 10/dez/1935; Memo, Roy para Walt, 27/fev/1936; Pasta Sidney A. Franklin, Corr. Walt Disney, 1936-1937, E-L, A1512, WDA. Sinopse de Bambi. Sinopse de Bianca Majolie, 13/mai/1937, BAMBI – Continuidades, Dave Hand, Materiais de produção Bambi – Anotações de Reuniões de Enredo, anotações de revisão na moviola, corr., pesquisa, A3267, WDA. “A equipe olhou esperançosamente para Walt...” Frank Thomas e Ollie Johnston, Walt Disney’s “Bambi” (Nova Iorque: Stewart, Tabori & Chang, 1990), p. 113. “Possibilidades com animais.” Reunião de enredo de Bambi, 11/set/1937, Bambi – Reuniões de enredo, 1937-1938, Bambi Materiais de produção – Anotações de Reuniões de Enredo, anotações de revisão na moviola, corr., pesquisa, A3267, WDA. Reunião de 4 de setembro. Reunião de enredo de Bambi, 4/set/1937, ibid. História de lebre. Comentários de Larry (Morey) e Ted (Sears), resumindo a reunião com Sidney Franklin em 20/out/1937, Bill Cottrell, Notes & Drafts, out/1937, ibid. “Ele nos mostrou uma nova dimensão...” Thomas e Johnston, Disney’s “Bambi”, pp. 116-17. Sessão com Franklin. Reunião de enredo sobre Bambi, 15/dez/1937, Bambi –Reuniões de Enredo, 1937-1938, Bambi Materiais de produção – Anotações de Reuniões de Enredo, Anotações de revisão na moviola, corr., pesquisa, A3267, WDA. Anúncio do adiamento do filme. LAT, 15/dez/1937. “Simplesmente explodindo de entusiasmo...” Citado em Mosley, Disney’s world, p. 177. Instruindo Lessing. Walt para Gunther Lessing, 15/set/1937, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1936-1937, E-L, A1512, WDA. “Acho que a coisa a fazer...” Reunião de enredo, 3/dez/1937, Reuniões de Enredo, Pasta 19371938, Pinóquio, Material de enredo, A2961, WDA.

793

DisneyInteiro.indd 793

07.04.09 13:29:31


Neal Gabler “Produzam...” Jack Kinney, Walt Disney and other animated characters: An unauthorized account of the early years at Disney’s (New York: Harmony Books, 1988), pp. 108-109. Visitando Roy E. Disney. Greene and Greene, Inside the dream, p. 62. Acelerando o processo. Reunião de enredo, 11/dez/1937, Pasta Reuniões de Enredo 19371938, Pinóquio, Material de enredo, A2961, WDA; Walt Disney, “Pinocchio – How now?”, NYT, 4/fev/1940, seção 9, p. 4. Recordações de Peet das reuniões de enredo. Bill Peet, Bill Peet: An autobiography (Boston: Houghton Mifflin, 1989), pp. 100-107. Walt nas reuniões de enredo. Veja Pasta Reuniões de Enredo 1937-1938, Pinóquio, Material de enredo, A2961, WDA. “Quero sentir...” Reunião de Enredo, seq. 10 (Pinóquio entra no oceano à procura de Geppetto), 19/mai/1938, ibid. “Pinóquio era um filme...” Thomas e Johnston, Disney’s Bambi, p. 113. “Estávamos muito arrogantes…” Ward Kimball entrevistado por Mica Prods., transmitido em 1.º/jul/1984, pp. 21-22, WDA. “Na verdade, Walt confiantemente predisse...” Plano de Distribuição de Lucro do Estúdio (Minutas), 30/jan/1940, WDA. Sharpsteen e Pinóquio. Luske, Anotações, ca. 1956; Ken Anderson entrevistado por Bob Thomas, 15/mai/1973, p. 14, WDA. Análise de Sharpsteen. Ben Sharpsteen, Answers to Questions Submitted by Dave Smith, set/1964, p. 13, WDA. “Tentamos tomar cuidado…” Anotações de sessão na moviola, Bambi, 1.º/set/1939, Bambi – Reuniões de Enredo, 1939, Bambi Materiais de produção – Anotações de Reuniões de Enredo, anotações de revisão na moviola, Corr., Pesquisa, A3267, WDA. “Nós levamos adiante...” Anotações de reuniões de enredo, 29/nov/1939. “Uma dificuldade...” Reunião de enredo, 3/de/1937, Pasta Reuniões de Enredo 1937-1938, Pinóquio, Material de enredo, A2961, WDA. Aumentando o papel da Fada Azul. Ibid. Pinóquio como Charlie Chaplin e Grouxo Marx. Reunião de enredo, 6/jan/1938, Pasta Reuniões de Enredo 1937-1938, Pinóquio, Material de enredo, A2961, WDA. Walt não gostou. Christopher Finch, The art of Walt Disney: From Mickey Mouse to the Magic Kingdom, ed. rev. (New York: Harry N. Abrams, 1993), p. 77. Sugestão de Ham Luske. Mosley, Disney’s world, p. 179. “Depois de seus ou oito meses…” Kimball entrevistado por Mica Prods., pp. 21-22. Sinopse revisada. Sinopse de Pinóquio, 22/jun/1938, Pasta Sinopse geral, 22/jun/1928, Pinóquio, Material de enredo, A2961, WDA. “Nós dissemos, ‘aqui...’” Notas de revisão na moviola, Bambi, 1.º/set/1939, Bambi – Reuniões de Enredo, 1939, Bambi Materiais de produção – anotações de Reuniões de Enredo, anotações de sessão na moviola, Corr., Pesquisa, A3267, WDA. Em um único dia típico de fevereiro... 4/fev/1938, Agendas de mesa de Walt Disney, 1938, Agendas de mesa de Walt Disney, 1934-1943, A3084, WDA. “Total fantasia...” Walt Disney, “Mickey Mouse Presents”, em We make the movies, ed. Nancy Naumburg (New York: W.W.Norton, 1937), p. 270.

794

DisneyInteiro.indd 794

07.04.09 13:29:31


Walt Disney Encontrando Stokowski no Chansen’s. Abram Chasins, Leopold Stokowski: A profile (New York: Hawthorne Books, 1979), pp. 168-69; John Culhane, Walt Disney’s Fantasia(New York: Harry N. Abrams, 1983), pp. 15, 81. Yen Sid. Steven Watts, The Magic Kingdom: Walt Disney and the american way of life (Boston: Houghton Mifflin, 1997), p. 96. “É o filme…” Continuidade da história, 6/nov/1937, citado em ibid., pp. 84, 96. “Naturalmente, você sabe...” “Three Disney channel stars remember Walt”, Disney Channel Magazine, fev/1984. “Corajoso, explorado…” Introdução a The art of Mickey Mouse, ed. Craig Yoe e Janet Morra Yoe, em John Updike, More matter (New York: Alfred A. Knopf, 1999), p. 205. “Nosso dilema…” Kimball, “Wonderful world of Walt Disney”, p. 276. “Mickey Mouse era um nada...” Friz Freleng, Recollections of Friz Freleng, ms. não pub., 1969, p. 34, Special Collections, Young Research Library, UCLA. Desenvolvendo Mickey. Kinney, Disney and other animated characters, p. 108; Ben Sharpsteen entrevistado por Dave Smith, 21/out/1974, p. 23, WDA. “Agora é desse jeito…” Frank Thomas e Ollie Johnston, The illusion of life: Disney animation (New York: Hyperion, 1981), p. 126. “O corpo deve ser desenhado…” citado em ibid., p. 551. “Movimentos contrários...” Ward Kimball entrevistado por Steve Hulett, p. 5, WDA. “Percorreu esse caminho ontogênico...” Stephen Jay Gould, “A biological homage to Mickey Mouse”, em The panda’s thumb: More reflections on natural history (New York: W.W. Norton, 1980), pp. 97-104. “Acho que as pessoas pensam em Mickey…” Citado em Charles Solomon, The Disney that never was: The stories and art from five decades of unproduced animation (New York: Hyperion, 1995), p. 38. “Sua vitalidade…” Updike, More matter, p. 204. “Ficamos cansados…” Anotações de Walt em Bob Thomas, Walt Disney, ms., pp. 54-55, WDA. Não reabilitando Mickey. Culhane, Disney’s Fantasia, p. 13; Sharpsteen entrevistado por Smith, pp. 10-11. “Seria difícil...” Chester S. Cobb, Notas manuscritas, sem data, Sorcerer’s apprentice – Sugestões de Chester Cobb, Reuniões de Enredo de Fantasia etc., A1782, WDA. “O que você acharia...” Stokowski para Walt, 26/nov/1937, Pasta St, Corr. Walt Disney, 19381939, Q-T, A1519, WDA. “Nós tentaríamos seguir...” Memo, Walt para Otto Englander, 31/ago/1937, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1936-1937, E-L, A1512, WDA. “Ficou energizado.” Walt para Gregory Dickson, 26/out/1937, Pasta St, Corr. Walt Disney, 1938-1939, Q-T, A1519, WDA. “Você não tem mais…” Stokowski para Walt, 2/nov/1937, Pasta St, ibid. “Evitem piadas burlescas...” “The Sorcerer’s apprentice”, anúncio especial, 15/nov/1937, Sorcerer’s apprentice, Transcrições – Pasta de Cópias extras, Reuniões de Enredo de Fantasia etc., A1782, WDA. “Nunca me senti mais entusiasmado...” Walt para Stokowski, 18/nov/1937, Pasta St, Corr. Walt Disney, 1938-1939, Q-T, A1519, WDA.

795

DisneyInteiro.indd 795

07.04.09 13:29:31


Neal Gabler Explorando o divórcio. Walt para Gregory Dickson, 27/dez/1937, Comunicações Interescritórios, Corr. Walt Disney, 1936-1937, E-L, A1512, WDA. Gravando à noite. James Algar citado em Culhane, Disney’s Fantasia, p. 16. Toalhas de banho. Ibid. “Uma grande parte...” Chasins, Stokowski, p. 171. Novo contrato. Memo, Roy para Walt, Re: sr. Stokowski e o Musical, 22/fev/1938, Corr. Interescritórios, Corr. Walt Disney, 1938-1939, I-Me, A1519, WDA. Análise de Sharpsteen. Sharpsteen entrevistado por Smith, p. 11, WDA. Prevenindo a chateação dos animadores. Reunião de enredo de “Suíte Quebra-Nozes”, 2/mar/1939, Reuniões de Enredo 1939, Fantasia, Reuniões de Enredo etc., A1782, WDA. Balé das flores. Anotações de uma Reunião Geral de Enredo, 11/mai/1935; Dick Creedon para Halveston e Richard, Flower ballet, 10/set/1936; Reunião sobre “Flower ballet”, 24/ set/1936, Fantasia – “Flower ballet” – reuniões com datas & continuidades, Reuniões de Enredo de Fantasia etc, A1782, WDA. “Não posso cair na rotina...” LAT, 21/fev/1941. “Este não é o meio do desenho animado.” Reunião de Enredo, 8/dez/1938, Filme do concerto – Reuniões, 1939, Fantasia, Reuniões de Enredo etc., A1782, WDA. “É uma luta contínua...” Ibid. “Não estamos fazendo...” Reunião de enredo, 23/dez;1938, ibid. “Eles estão preocupados com o intelectualismo...” Reunião de enredo, 11/nov/1938, ibid. “Eu não me preocuparia...” Reunião de enredo, 17/nov/1938, ibid. “Há coisas nessa música...” Reunião de enredo, 8/nov/1938, ibid. “Apenas o homem comum...” Roy O. Disney entrevistado por Richard Hubler, 17/nov/1967, p. 15, WDA. “Mesmo se essa coisa for um fracasso...” Anotações de reunião de enredo, 29/nov/1939, Bambi – Reuniões de enredo, 1939, Materiais de produção Bambi – Anotações de reuniões de enredo, anotações de sessão na moviola, Corr., Pesquisa, 3267, WDA. “Estou até o pescoço...” Walt para Deems Taylor, 4/ago/1938, Pasta T, Corr. Walt Disney, 1938-1938, Q-T, A1519, WDA. Em frente a um estúdio de filme pornográfico. John Canemaker, Walt Disney’s nine old men and the art of animation (New York: Disney Editions, 2001), pp. 274-75. Ressentido. Thomas e Johnston, Disney’s Bambi, p. 126. Walt raramente aparecia. Marc Davis entrevistado por Bob Thomas, outono de 1989, WDA. “Trazendo animais...” Memo, Lessing para Roy, Re: Misc. Em andamento, 27/abr/1938, Roy O. Disney – Trip to Europe, 1938, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1934-1941), A2995, WDA. Descontentes e temerosos. Thomas e Johnston, Disney’s Bambi, pp. 107, 135. Nova casa para os dos pais. Memo, Roy para Walt, Re: Nova casa para mamãe e papai, 22/ set/1938, Pasta Roy O. Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. “É melhor consertamos esse aquecedor...” Ruth Disney Beecher entrevistada por David Smith, 4/nov/1974, Pasta Ruth Beecher, WDA.

796

DisneyInteiro.indd 796

07.04.09 13:29:31


Walt Disney Morte de Flora. Ibid. Também Ted Beecher entrevistado por Dave Smith, 4/nov/1974, WDA. “A instalação do aquecedor mostrou…” Citado em Thomas, Building a company, p. 126. Pais passeando em Forest Lawn. Hubler, Disney, p. 842. “Você devia ter visto…” Gleen Puder entrevistado pelo autor. “Não quero falar…” Katherine Greene e Richard Greene, The man behind the magic: The story of Walt Disney (New York: Viking, 1991), p.86. III “Jiminy.” A primeira referência a esse nome que consegui encontrar foi em Reuniões de Enredo, seq. 3 – Pinóquio encontra raposa e gato – Levado ao cinema; seq. 7 – Raposa e gato levam Pinóquio para Ilha do Prazer, 13/set/1938, Pasta Reuniões de Enredo 19381939, Pinóquio, Material de enredo, A2761, WDA. “Harpas elétricas...” Reuniões de enredo, 21/out/1938, ibid. “Sua risada baixa...” Reuniões de enredo, 8/dez/1938, ibid. “A linha geral parece...” Ibid. Jiminy como narrador. Reunião de enredo, 16/jan/1939, ibid. Jiminy e tio Ed. Mosley, Disney’s World, pp. 181-82. “Deus, ele fez um trabalho…” Ward Kimball entrevistado por Thorkil Rasmussen, 23/ fev/1978, p. 5, WDA. “Uma espécie de coisa incompleta.” Kimball entrevistado por Mica, pp. 32-33. “Sentiu que o personagem precisava ser...” Citado em Charles Solomon, Enchanted drawings: The history of animation (New York: Alfred A. Knopf, 1989), p. 63. Kahl animando Pinóquio. Ollie Johnston para John Canemaker, 19/mar/1998, em Canemaker, Nine old men, pp. 137-38; Milt Kahl entrevistado por Mica Prods., 3/nov/1983, p. 42, WDA. Até Fred Moore ficou impressionado... Charles Solomon, “An afternoon with Ollie Johnston, Frank Thomas e Pinocchio”, Animation world, n.º 3 (jul/1998). “Isso nos dará…” Walt para Otto Englander, 4/dez/1937, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1936-1937, E-L, A1512, WDA. Departamento de modelos. Citado em Greene e Greene, Inside the dream, p. 61. Filmando objetos inanimados. Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 329. Vinte mulheres no departamento de airbrush. Ibid., p. 271. “Devemos impedir que se quebre...” Reunião sobre testes de cor, 29/mar/1938, Reuniões de Enredo, 1938-1939, Pinóquio, Material de enredo, A2961, WDA. “Essa foi uma época...” Frank Thomas entrevistado por Bob Thomas e citado em Watts, Magic Kingdom, p. 106. “Mudar a história...” Ollie Johnston entrevistado pelo autor. “Sempre quisemos fazer...” Reuniões de enredo de “Suíte quebra-nozes”, 2/mar/1939, Reuniões de Enredo,1929, Fantasia, Reuniões de Enredo etc., A1782, WDA.

797

DisneyInteiro.indd 797

07.04.09 13:29:31


Neal Gabler Assegurando os direitos. Stokowski para Walt, 10/jun/1938, Pasta St, Corr. Walt Disney, 19381939, Q-T, A1519, WDA. Avaliando a música. Anotações de reuniões de enredo 8/set/1938, “Moto Perpétuo”, 15/ set/1938; Reunião de enredo 10/set/1938; Hal Thompson, “Siegfried”, 12/set/1938, Cópias extras (Anel dos nibelungos); Memo, Mary Goodrich para John (Rose) 9/ jun/1938; Reunião de enredo 14/set/1938; Reunião de enredo 26/set/1938, Fantasia, Reuniões de enredo etc, A1782, WDA. “Passando rapidamente pelos corredores...” Shamus Culhane, Talking animals and other people (New York: St. Martin’s Press, 1986), p. 197. “O que é alto…” Robyn Flans, “Joe Grant”, Disney News, outono de 1970, p. 31. Harpo Marx. Culhane, Disney’s Fantasia, p. 16. “Explodir o topo...” Reunião de enredo 17/nov/1938, Concert feature (Filme do concerto) – Reuniões, 1938, Fantasia, Reuniões de Enredo etc., A1782, WDA. Concerto no estúdio de gravação. 29/set/1938, Filme do concerto – Reuniões, set/1938, ibid. “Até as mãos ficarem vermelhas.” Jimmy Johnson, Inside the whimsy works: My thirty-seven years with Walt Disney Productions, ms. não pub., 1975, p. 11, WDA. “Eu não sei o que mais...” Reunião de enredo 30/set/1938, Filme do concerto – Reuniões, set/1938, Fantasia, Reuniões de Enredo etc., A1782, WDA. “Estamos buscando aqui...” Reunião de enredo 11/nov/1938, ibid. “É como podar...” Reunião no estúdio de gravação – Sexta Sinfonia de Beethoven, sem data, ibid. “Se o espírito da música...” Reunião de enredo, Fantasia, sala 232, 13/set/1938, ibid. Nem tudo tem que estar interconectado. Reunião de enredo 24/out;1938, Filme do concerto – Reuniões, 1938, Fantasia, Reuniões de Enredo etc., A1782, WDA. “Eu sei que todo mundo tem a tendência...” Reunião de enredo 23/dez/1938, ibid. “A história aborrece você.” Reunião de enredo de Fantasia, 28/set/1938, ibid. Efeito tridimensional. Reunião de enredo de Fantasia, 26/set/1938; 28/set/1938. Perfume. Reunião de enredo 14/set/1938, ibid. “Seria uma grande sensação...” Reunião de enredo 26/set/1938, ibid. “Não queremos seguir...” Reunião de enredo, “Tocata e fuga”, 8/nov/1938, ibid. “Uma espécie de músico louco...” Reunião de enredo 10/set/1938; “Noite na montanha careca”, Reunião de enredo 29/set/1938, Filme do Concerto – Reuniões, 1938, Fantasia, Reuniões de Enredo etc., A1782, WDA. Cydalise. Reunião de enredo 30/set/1938; Filme do concerto – Reuniões, set/1938, Fantasia, Reunião de enredo 17/out/1938, Filme do concerto – Reuniões, 1938; Reunião de enredo 2/nov/1938, Filme do concerto – Reuniões, 1938, Fantasia, Reuniões de Enredo etc., A1782, WDA. “Dança das horas.” Reunião de enredo de Fantasia, 29/set/1938; Reunião de enredo 17/ out/1938. Belcher ao vivo. 9/nov/1938, Agendas de mesa de Walt Disney, 1938, Agendas de mesa de Walt Disney, 1934-1943, A3084, WDA; Memo, Jack Caldwell para Dick Huemer, Re: “Dance of the hours”, 27/out/1938; Reunião de enredo 2/nov/1938, Filme do concerto – Reuniões, 1938, Fantasia, Reuniões de Enredo etc., A1782, WDA.

798

DisneyInteiro.indd 798

07.04.09 13:29:31


Walt Disney “Suíte quebra-nozes.” Reunião de enredo de Fantasia (Nutcracker Suíte), 28/set/1938; Filme do concerto – Reuniões, 1938, Fantasia, Reuniões de Enredo etc., A1782, WDA. Reconsiderando “Quebra-nozes.” Breve sinopse de “Suíte Quebra-nozes”, 1.º/nov1938, Filme do concerto – Reuniões, 1938, Fantasia, Reuniões de Enredo etc., A1782, WDA; Reunião de enredo, Filme do concerto – “Suíte Quebra-nozes” – Dança chinesa, 25/ nov/1938, Filme do concerto – Pasta Reuniões 1938, Fantasia, Reuniões de Enredo etc., A1782, WDA. “Há uma coisa muito valiosa...” Reunião de enredo, Filme do concerto – “Suíte Quebra-nozes” – Dança chinesa, 25/nov/1938. “Algo de dança pré-histórica...” Reunião de enredo 13/set/1938, Filme do concerto – Reuniões, set/1938, Fantasia, Reuniões de Enredo etc., A1782, WDA. “O final feliz novamente!” Reunião de enredo de Fantasia, 30/set/1938, ibid. “Como se o estúdio tivesse mandado...” John Hubley citado em Culhane, Disney’s Fantasia, p. 120. H.G. Wells. Reunião de enredo 23/set/1938, WDA. Não queria antagonizar cristãos fundamentalistas. John Hubley citado em Disney’s Fantasia, p. 126. “É o que vejo...” Reunião de enredo 23/set/1938, WDA. Tocando temas primitivos. Reunião de enredo 3/out/1938, WDA. “Será mais seguro...” Ibid. “Algo como o último...” Reunião de enredo 19/out/1938, Filme do concerto – Reuniões, 1938, Fantasia, Reuniões de Enredo etc., A1782, WDA. “Se você tivesse selecionado algum outro...” Deems Taylor para Stuart (Buchanan), 22/ fev/1939, Pasta T, Corr. Walt Disney, 1938-1939, Q-T, A1519, WDA. Restrições. Chasins, Stokowski, pp. 175-76. “O sr. Stokowski é um pouco difícil...” Memo, Stuart Buchanan para Walt, 17/mar/1939, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, Stuart Buchanan, 1938-1944, A1625, WDA. Stokowski mais feliz com as gravações. Chasins, Stokowski, p. 172. Já acima do orçamento. Memo, Herb Lamb para Walt, Re: Informe de Produção e Custo, 16/ nov/1938, Pasta Herb Lamb, Corr. Walt Disney, Inter-escritórios, 1938-1944, L-M, A1626, WDA. A essa altura o estúdio havia gasto US$ 650.739, 06. “Existem certos caras...” Notas de revisão na moviola, Bambi, 9/set/1939, Bambi – Reuniões de Enredo, 1939, Bambi Materiais de produção – Anotações de Reuniões de Enredo, Notas de revisão na moviola, Corr., Pesquisa, A3267, WDA. “Essas pessoas vieram...” Memo, William B. Levy para Walt, 31/out/1939, Pasta William B. Levy, Corr. Inter-escritótios Walt Disney, 1938-1944, L-M, A1629, WDA. Dividendos do tempo extra. Anotações de revisão na moviola, 1.º/set/1939, Bambi – Reuniões de Enredo, 1939, Bambi Materiais de produção – Anotações de reuniões de enredo, anotações de revisão na moviola, Corr., Pesquisa, A3267, WDA. “Juntam-se tão bem.” Notas de revisão na moviola, 9/set/193e9, ibid. “Toda aquela maldita coisa...” Milt Kahl entrevistado por Bob Thomas, 14/mai/1973, p. 14, WDA.

799

DisneyInteiro.indd 799

07.04.09 13:29:31


Neal Gabler “Você tinha pessoas tentando passar à frente das outras...” Citado em Steven Hulett, “A star is drawn”, Film comment, jan-fev/1979. “Trabalhávamos durante toda a noite…” Citado em Eliot, Dark prince, pp. 122-23. “É o trabalho mais difícil...” Walt para Van Schmus, 20/out/1939, Pasta Misc., WDA. Concurso de sugestões. F#4 – Concurso de título – Arquivo Chave, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, S-Z, A1632, WDA. “Não é a palavra somente...” Hall Horne para Stuart Buchanan, 26/mai/1939, F#4 – Concurso de título – Arquivo Chave, Corr. Walt Disney, Inter-escritórios, 19381944, S-Z, A1632, WDA. Para mim, a primeira vez que a palavra Fantasia apareceu relacionada com o filme foi em uma anotação na agenda de mesa em 20/abr/1938, para uma sessão na moviola de a “Dança dos faunos”. “Ao tentar descobrir o que queremos...” Stokowski para Walt, 20/out/1939, Pasta St, Corr. Walt Disney , 1938-1939, Q-T, A1519, WDA. “Sem artistas.” Citado em Jules Engel entrevistado por Lawrence Wechsler e Milton Zolotow, Los Angeles Art Community Group Portrait, UCLA, 1985, p. 21. “Você verá as pessoas...” Ibid. “Abstração selvagem.” Reunião de enredo de “Tocata e fuga”, 28/fev/1939, Reuniões de Enredo – 1939, Fantasia, Reuniões de Enredo etc., A1782, WDA. “Ponha figuras nele...” Anotações de reuniões de enredo – “Tocata e fuga”, 21/ago/1939, ibid. “Isso é mais ou menos como desenhar...” Ibid. “É como algo que você vê...” Reuinião de enredo de “Suíte Quebra-nozes”, 2/mar/1939, Reuniões de Enredo, 1939, Fantasia, Reuniões de Enredo etc., A1782, WDA. “Existe uma teoria...” Reunião de enredo de “Tocata e fuga”, 3/mar/1939, ibid. “As coisas devem ser grandes...” Reunião de enredo “Tocata e fuga”, 3/mar/1939, ibid. “Não ficamos sérios demais...” Reunião no estúdio de gravação – Sexta Sinfonia de Beethoven, 8/ago/1939, ibid. Walt estava tão ansioso para seguir... Ibid. Briga em torno da “Pastorale”. Reunião de Filme do concerto com Stokowski, 14/jul/1939; Reunião no estúdio de gravação – Sexta Sinfonia de Beethoven, 8/ago/1939, Reuniões de Enredo – 1939, Fantasia, Reuniões de Enredo etc., A1782, WDA. Cronograma de Bambi. Conversação telefônica entre Dave Hand e Perce Pearce, 29/mar/1939, Bambi – Correspondência, Perce Pearce, Materiais de produção de Bambi, anotações de enredo e de reuniões, anotações de sessão na moviola, Corr., Pesquisa, A3267, WDA. “Os melhores animadores de animais...” Reunião, 5/abr/1939, Bambi – Reuniões de enredo, 1939, ibid. “Não existe fórmula...” Ibid. “Descobrimos que...” Bambi – Primeiros quatro rolos (anotações de reuniões – Estúdio de gravação – 31/ago/1939), ibid. “Eles têm a mente...” Anotações de revisão na moviola, Bambi, 1.º/set/1939, ibid. Kahl, Larson, Thomas controlando a animação. Anotações de revisão na moviola, Bambi, 9/ set/1939, ibid. Novo cronograma de Bambi. Ibid.

800

DisneyInteiro.indd 800

07.04.09 13:29:31


Walt Disney “Haveria um desastre...” Ibid. “É mais sábio ir mais devagar...” Ibid. “Sacos de trigo.” Eric Larson entrevistado por Mica Prods., sem data, pp. 18-19, WDA. Fime de veado e veado vivo. Walt para George Schaefer, RKO, 1.º/nov/1939, Pasta RKO Hollywood, Corr. Walt Disney, 1938-1939, Q-T, A1519, WDA; Richard Huemer, ms. não pub., 1969, p. 103, Special Collections, Young Research Library, UCLA; Thomas e Johnston, Disney’s Bambi, p. 130. Aulas de anatomia de Lebrun. Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 336-37, 339-40; Larson entrevistado por Mica, p. 20. Centralizando Thumper. Anotações de revisão na moviola, Bambi, 1.º/set/1939, Bambi – Reuniões de enredo, 1939, Materiais de produção de Bambi – anotações de reuniões de enredo, anotações de revisão na moviola, Corr., Pesquisa, 3267, WDA. “Agora a primeira parte...” Thomas e Johnston, Disney’s Bambi, p. 130. “Digamos que a abertura...” Anotações de reunião de enredo, 22/nov/1939, Bambi Reuniões de enredo, 1939, Materiais de produção de Bambi – anotações de reuniões de enredo e de revisões na moviola, Corr., Pesquisa, 3267, WDA. “Ele nunca esteve sobre gelo antes.” Anotações de reuniões, 11/dez/1939, ibid. IV Consultando três vezes por semana. Discussion of new Disney Studio by G. Frank Crowhurst, entrevistado por Gerrit Roelof, 16/abr/1940, p. 15, WDA. “Tudo estava nebuloso...” Ibid. Inovador. Construção do novo estúdio (Pasta Misc.), Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, NoQ, A1630, WDA. “Vai salvar o estúdio...” Memo, Roy para William Garity e Frank Crowhurst, Re: Programa de Construção do Estúdio, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, N-Q, A1630, WDA. Discutindo finanças. Discussão sobre a construção da unidade do novo estúdio, 24/out/1938 – Moviola 4, Construção do Novo Estúdio (Misc.), ibid. Empréstimo RFC. Memorando, George Morris para Roy, 9/jun/1939; Roy para George Morris, 25/jun/1939, Roy O. Disney – Viagem a NY, Pasta jun-jul/1939, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1934-41), A2995, WDA. Diane e Sharon gritando. Anotações de reuniões, 11/dez/1939, Bambi – Reuniões de enredo, 1939, Materiais de produção de Bambi – anotações de reuniões de enredo e de revisão na moviola, Corr., Pesquisa, 3267, WDA. “Pensei que ele ficaria entusiasmado...” Citado em Thomas, Building a company, p. 127. “Para o quê mais serve isso?” J. P. McEnvoy, “Walt Disney Góes to War”, This week, 5/jul/1942, p. 16. “Dê-me os planos…” Discussão do novo estúdio Disney em Burbank, p. 2. Cores e campus. Ibid., pp. 6-7, 16. Codornas, pombos, coelhos... Cash Shockley (chefe da pintura) para Marty Sklar, 26/jul/1968, RHC, Caixa 2, Pasta 107.

801

DisneyInteiro.indd 801

07.04.09 13:29:31


Neal Gabler “Não foi senão...” Bill Cottrell entrevistado por Jay Horan , ago-out/1983, p. 72, WDA. Tamanho de Burbank comparado com Hyperion. Estimativa de custo do novo estúdio, N.º 3 – 4/nov/1938, Pasta Misc. Construção do Novo Estúdio, Corr. Walt Disney, Interescritórios, 1938-1944, N-Q, A1630, WDA. Prédio da animação. Robert D. Feild, The art of Walt Disney (New York: Macmillan, 1942), pp. 80-82, 85-86; Justice, Justice, pp. 28-29. Lanchonete. Ollie Johnston citado em Thomas, Building a company, p. 133. Gymnasium. Justice, Justice, pp. 116-17. Espetáculo das 12h. Paul Hollister, “Genius at work: Walt Disney”, Atlantic Monthly 166, n.º 6 (dez/1940), pp. 689-701. “Hotel de luxo.” Walt para Mike May, 18/jan/1940, Pasta C.A.(Mike) May, Corr. Walt Disney, 1945-1946, L-P, A1535, WDA. Casas no terreno. Joe Grant citado em Green e Green, Remembering Walt, p. 188. “Toda a atmosfera...” Artigo, LAT, sem data (dez/1940; jan/1941), WDA. “Andar pelos gramados...” Sam Robins, “Disney again tries trailblazing”, NYT Magazine, 3/ nov/1940, p. 6. “Não se pode evitar...” Hollister, “Genius at work”. “Todo mundo parecia feliz...” Fay Adler para Walt (rec. 11/mar/1941), Pasta A, Corr. Walt Disney, 1940-1941, A-0B, A1520, WDA. “Atmosfera universitária...” Anthony Bower, “Snow White and the 1.200 dwarfs”, Nation, 152 (10/mai/1941), p. 565. “Tudo era tão bonito…” Justice, Justice, p. 28. “Você vai causar descontentamento!” Citado em Hollister, Man or mouse, cap. 8, p. 7. Impessoalidade. Citado em Watts, Magic Kingdom, p. 207. Tentativas de maior eficiência. Johnson, whimsy works, cap. 2, p. 5. “Quando Disney começou a…” Art Babbitt citado em Charles Glenn, “Disney strike leader tells of new kind of ‘animation’”, LA Labor (jul/1941), 1941 Artigos da imprensa sobre a greve, greve no estúdio Disney, 1941 (dos Arquivos Principais), A1683, WDA. “Linha de demarcação.” Bill Melendez citado em Solomon, Enchanted drawings, pp. 62-63. “Era o pensamento dele...” Memo, George Morris para Roy, 26/jan/1939, Roy O. Disney – Viagem a NY, Pasta jan/1939, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1939-41), A2995, WDA. “Pinóquio se iguala a qualquer…” LAT, 4/fev/1940. “Evento mais feliz desde a guerra.” NYT, 8/fev/1940. “Traz o desenho…” “É um Disney”, (11/mar/1940) em Otis Ferguson, The film criticism of Otis Ferguson, ed. Robert Wilson (Philadelphia: Temple University Press, 1971), p. 289. “Infalível.” New York Herald Tribune, 8/fev/1940. “Quaisquer preocupações que você pudesse ter…” Memo, Stuart Buchanan para Walt, 8/ fev/1940, Pasta Pinóquio (Congratulações da estreia), Corr.Walt Disney, 1938-1939, A1518, WDA. “Tudo do meu ponto de vista...” Roy para Walt, 10/fev/1940, Pasta Roy O. Disney, Corr. Walt Disney Inter-escritórios, 1938-1944, D, A1627, WDA.

802

DisneyInteiro.indd 802

07.04.09 13:29:31


Walt Disney “Severo prejuízo.” Memo, George Morris para Roy, 24/abr/1940, citado em “Outline of points that may come up in Walt Disney’s deposition”, 6/jun/1942, Pasta Caso Babbitt, Corr. Walt Disney Inter-escritórios, 1938-1944, A-B, A1625, WDA. “A expressão estava no Music Hall...” Ben Sharpsteen entrevistado por Richard Hubler, 9/ out/1968, WDA, p. 6. “Visão mais sombria…” Finch, Art of Disney, p. 88. Walt culpou E o vento levou. Sam Robins, “Disney again tries trailblazing”, NYT Magazine, 3/nov/1940, p. 6. Pinóquio no exterior. Thomas Brady, “Hollywood makes little ones out of big ones”, NYT, 21/ jul/1940, seção 9, p. 3; Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 6 & 7, bobina 7, p. 21, WDA. US$ 2 milhões de faturamento. Anotações de revisão na moviola de bobina por bobina, 10/ mar/1941, anotações de revisão de bambi (Completas por seq.) Resultante de exibições em março, 1941, Materiais de produção de Bambi – Anotações de reuniões de enredo e de revisão na moviola, Corr., Pesquisa, 3267, WDA. “Falta a Pinóquio...” LAT, 12/jan/1941. “Homem na floresta!” Charles Solomon, “Historical perspective”, Animation Magazine (verão de 1992), pp. 31-33. “Gostaríamos de envolver você...” Bambi, seq. 4.3 (Bambi encontra Faline no pasto), 9/ jan/1940, Bambi – Reuniões de enredo, 1939, Materiais de produção de Bambi – Anotações de reuniões de enredo, anotações de revisão na moviola, Corr., Pesquisa, A3267, WDA. “Esses filmes representam...” Bambi – SEQ. II 1.º/fev/1940, Bambi – Reuniões de enredo, 1940, ibid. Quinze meses. Bambi – SEQ. 12.0 (Anotações de reuniões de enredo), 27/fev/1940, Bambi – Reuniões de enredo, 1940, ibid. “Eu queria um espetáculo especial.” Reunião Leica colorida, Bambi – “Sequência dos pingos de chuva”, 2.4, 22/abr/1940, ibid. RCA e Fantasound. Walt para Sarnoff, 24/mai/1939; Sarnoff para Walt, 14/jun/1939; Telegrama de Roy para Walt, 27/jun/1939, Pasta Radio Corp. of America (David Sarnoff), Corr. Walt Disney, 1938-1939, Q-T, A1519; Memo, Roy para Walt, 6/ jul/1939, Re: Equipamento de Projeção da RCA para Fantasia, Pasta Roy. O., Corr. Walt Disney I Inter-escritórios, 1938-1944, A1627, WDA. “Houve completo silêncio.” Hand, Memoirs, p. 72. Salário generoso. Motion Picture Daily, 7/jan/1936. O salário de Walt em 1934 foi listado em US$ 78 mil. Chaplin recebeu US$ 143 mil, Bing Crosby USA$ 104.499 e Mae West, US$ 339.266. Salários. John H. Crider, “Disney cartoons go ‘big business’”, NYT, 14/mar/1940, p.28. “Eu poderia comprar…” Arthur Miller, “Walter in wonderland”, LAT Magazine, 4/dez/1938. “Eu pertenço a este estúdio.” Ibid. Já em 1928... Edwin Schallert, “Busy Future Outlined”, LAT, 2/fev/1953. “Não temos que responder…” Douglas W. Churchill, “Disney’s ‘philosophy’”, NYT Magazine, 6/mar/1938, p. 23.

803

DisneyInteiro.indd 803

07.04.09 13:29:31


Neal Gabler Esperando depois de Branca de Neve. Memo, Herb Lambo para Walt, Re: Status Financeiro, 8/fev/1941, Pasta Lamb, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, L M, A1629, WDA. Lucro e perda. Crider, “Cartoons”, p. 28; NYT, 21/dez/1940, p. 25. Finanças. Hollister, Man or mouse, cap. 6, pp. 12-14. “Eu sugiro que dê a esses meninos…” Ibid. p. 14. US$ 45 mil por curta. Sumário Declarações de Rendimento de 31/dez/1934 a 2/out/1943, Pasta George Morris; Roy para Bob Carr, John Ross, Re: Definição de Custos do Filme, 2/ jul/1941, Corr. Inter-escritórios Roy O, Walt Disney, 1938-1944, L-M, A1627, WDA. “Você gastou uma grana...” Memo., George Morris para Roy, 16/jun/1939, Roy O. Disney – Viagem a NY, Pasta jun-jul/1939, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1934/41), A2995, WDA. Termos do lançamento de ações. Roy para Walt, 16/fev/1940, Corr. Inter-escritórios Roy O., Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA; NYT, 2/abr/1940. “Vai parecer um pouco estranho…” Citado em “History in the making”, Current History, abr/1940, p. 7. Visita de Fred Moore. Fred Moore para Walt, 26/mar/1940, Pasta Kidder, Peabody Co., Corr. Walt Disney, 1940-1941, G-M, A1523, WDA. “Se você vender uma parte…” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 12, pp. 23-24. V “Está lá.” Bambi – SEQ. 12.0 (Anotações de Reuniões de Enredo), 27/fev/1940, Bambi – Reuniões de Enredo, 1940, Bambi Materiais de Produção – Anotações de Reuniões de enredo, anotações de revisão na moviola, Corr., Pesquisa, A3267, WDA. “Ele me fez saber com muita ênfase...” Answers to Questions Submitted by Smith, p. 10. “A razão pela qual o fizemos…” Citado em Leonard Maltin, The Disney films, 3.ª ed. (New York: Hyperion, 1995), p. 50. “E ouvindo-o contar…” Ward Kimball entrevistado por Mica Prods., transmitida em 1.º/ jul/1984, pp. 23-24, WDA. “Eu era um dos garotos ‘pobres’...” “Bill Peet unleashed”, entrevista de John Province, sem data, Hogan’s alley, http://cagle.msnbc.com/hogan/interview/peet/peet.asp. “Estava na natureza...” George Sherman, “Bill Tytla”, Cartoonist profiles (ago/1970), p. 12. Eficiências. Michael Barrier, Hollywood Cartoons: American animation in its golden age (New York: Oxford University Press, 1999), p. 310. Ideia para O dragão relutante. LAT, 19/nov/1940. “A resposta (para a crise financeira)...” Reunião sobre filme de Benchley, 7/mai/1940, Pasta Benchley – A Trip through the studio, Caixa: Reluctant dragon, Dumbo, Saludos amigos, Victory through a ir power, Three caballeros, A2829, WDA. Apresentando a história. A trip through the studio (filme Benchley), 21/mai1940, ibid. “Não acho que se deveria fazer...” Ibid. “A coisa que devemos passar...” Memo, Walt para Al Perkins, Re: curta Benchley, 6/mai/1940, ibid.

804

DisneyInteiro.indd 804

07.04.09 13:29:32


Walt Disney “Walt me deu carta branca...” Citado em Maltin, Disney films, p. 48. Examinando o copião. Agendas de mesa de Walt Disney, 30/out/1940, anotação, 1940, WDA. “Tipo muito revolucionário...” Ward Kimball entrevistado por John Canemaker, 7/jul/1973, WDA. “Todas as sequências restantes...” Memo, Pearce para Walt, Re: Informe Bambi, 8/jun/1940, Corr. Bambi, Perce Pearce,. Bambi Materiais de Produção – anotações de reuniões de enredo, anotações de revisão na moviola, corr., pesquisa, A3267, WDA. “O temor do homem...” BambI – SEQ. 8.0 (Anotações de reuniões de enredo), 15/jun/1940, Bambi – Reuniões de enredo, 1940, ibid. “Está procurando a mãe...” Bambi – SEQ. 13, 14, 15, anotações de reuniões de enredo, 14/ jun/1940, ibid. “Walt está exigindo eloquência...” Thomas e Johnston, Disney’s Bambi, pp. 142-43. Skunk e Owl. Anotações de sessão na moviola, Bambi, 89/set/1939, Bambi – Reuniões de enredo, 1939, Bambi Materiais de produção, anotações de revisão na moviola, Corr., Pesquisa, A3267, WDA. “Eu gostaria que encontrássemos coisas...” Bambi – SEQ. 11, 1.º/fev, 1940, Bambi – Reuniões de Enredo, 1940. Ele faz comentário semelhante em uma reunião de enredo em 3 de fevereiro. “Possivelmente o dia mais importante...” Thomas e Johnston, Disney’s Bambi, p. 160. “Isso é uma grande coisa…” Bambi – Revisão da animação, seqs. 2.1,1.1, 4.3, 1.º/mar/1940, Bambi – Reuniões de enredo , Bambi Materiais de produção – Anotações de reuniões de enredo, anotações de revisão na moviola, Corr., Pesquisa, A3267, WDA. “É o seu filme...” Thomas e Johnston, Disney’s Bambi, p. 160. Viajou. Bambi – Revisão da animação, seqs. 2.1,1.1, 4.3, 1.º/mar/1940. “Isso é o início de alguma coisa...” Ibid. “Ele precisa de coisas mais amplas.” Anotações de revisão na moviola, Bambi, 1.º/set/1939, Bambi – Reuniões de enredo, 1939, Bambi materiais de produção – anotações de reuniões de enredo, anotações de revisão na moviola, corr. pesquisa, A3267, WDA. “Eles têm absoluta confiança em nós...” Memo, Roy para Walt, 5/jul/1940. Memos para e de Walt, Pasta 1940-1943, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – viagens para a Disneylândia (1954-61), A3002, WDA. VI “Estamos usando nosso melhor...” Walt para Stoky, 29/jul/1940, Pasta Leopold Stokowski, Corr. Walt Disney, 1945-1946, R-Z, A1526, WDA. Um cameraman… Thomas and Johnston, Illusion of life, p. 307. Olhando as provas (dailies). Bob Broughton (cameraman) entrevistado pelo autor. “Sim, é verdade.” John Canemaker, “Art Babbitt”, Cartoonist profiles (dez/1979), p. 11. “Estamos retratando...” “Ave Maria”, Anotações de reunião, 8/fev/1940, “Ave Maria” – Anotações de reuniões, Fantasia, reuniões de enredo etc., A1782, WDA.

805

DisneyInteiro.indd 805

07.04.09 13:29:32


Neal Gabler “Ainda há muitos cristãos...” Reunião de enredo 8/dez/1938, Concert feature – Reuniões, 1938, Fantasia, Reuniões de enredo etc., A1782, WDA. “Sentindo que você está dentro de uma catedral...” “Ave Maria”, anotações de reuniões, 12/ jan/1940, “Ave Maria” – anotações de reuniões, ibid. Até o desaparecimento gradual da cena. Anotações de “Ave Maria” ditadas por Jaxon sobre mudanças sugeridas por Walt, 25/jun/1940, “Ave Maria” – Anotações de reuniões, ibid. Levou seis dias. Thomas e Johnston, Illusion of life, pp. 265-66; entrevista de Broughton. Levar Stokowski para tocar. Entrevista de Broughton. “Trabalho ruim.” “Ave Maria”, reunião, 2/ago/1940, “Ave Maria”, anotações de reunião, anotações de reuniões de enredo de Fantasia etc., A1782, WDA. Terremoto. Entrevista de Broughton. Motocicleta à espera. Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 541. “Algo que prenderá a atenção…” Stokowski para Walt, 16/nov/1940; Walt para Stokowski, 18/ nov/1940, Pasta Leopold Stokowski, Corr. Walt Disney, 1945-1946, R-Z, A1536. “Vai dar lucro devagar...” Reunião sobre o filme com Benchley, 7/mai/1940, Pasta Benchley – A trip through the studio, Caixa: Reluctant dragon, Dumbo, Saludos amigos, Victory through air power, Three caballeros, A2829, WDA. Financiando e distribuindo Fantasia eles próprios. Roy para Walt, 16/fev/1940, Corr. Interescritórios Roy O., Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. “Um excelente programa de financiamento…” M. H. Aylesworth para Walt, 27/dez/1939, Pasta A, Corr. Walt Disney, 1938-1939, A-De, A1515, WDA. 390 Mudança de opinião de Hal Horne. Hal Horne para Roy, 9/jul/1940, Pasta Hal Horne, Corr. Walt Disney, 1942-1943, D-H, A1527, WDA. Contrato RKO. Memo, Roy para Walt, Re: Contratos de filme, 2//ago/1940, Pasta D, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. Distribuindo eles próprios. Roy para Walt, 5/dez/1940, Roy O. Disney, ibid. Peso do Fantasound. Roy para Walt, 23/out/1940, Re: Equipamento de Som, ibid. Instalação do Fantasound. NYT, 1.º/nov/1940, p. 32. Uma disputa jurisdicional se seguiu entre dois sindicatos, um alegando prioridade porque a Broadway era um cinema antigo e o sindicato cuidava de seu equipamento, e o outro reivindicando prioridade porque o cinema tinha sido reformado e o sindicato instalou equipamento novo. A disputa comprometeu a estreia. Embora tenha sido finalmente resolvida, significou que o cinema ainda estava sendo preparado no dia da estreia. Viajando para Nova Iorque. Dolores Voght para C. W. May, 2/nov/1940, Pasta C. A. (Mike) May, Corr. Walt Disney, 1945-1946, L-P, A1525; Walt Disney para Daisy Beck, 15/ fev/1941, Pasta Misc., WDA. “Apenas vai servir para mostrar…” Walt para Neysa McMein, 2/nov/1940, Pasta Mc, Corr. Walt Disney, 1940-1941, G-M, A1523, WDA. “Não sei quanto dinheiro...” Theodore Straus, “A sorcerer, not an apprentice”, NYT, 17/ nov/1940, seção 9, p. 4. “Estamos vendendo entretenimento…” New York World-Telegram citado em Culhane, Disney’s Fantasia, p. 29. Patronesses. NYT, 28/out/1940, p. 14.

806

DisneyInteiro.indd 806

07.04.09 13:29:32


Walt Disney “Estreia de gala.” Walt para Daisy Beck, 15/fev/1941, Pasta Misc., WDA. “Fez-se história do cinema...” NYT, 14/nov/1940, p. 28. Editorial do Times. NYT, 15/nov/1940, p. 20. Olin Downes. NYT, 14/nov/1940, p. 28; 17/nov/1940, seção 9, p. 7. “Seu primeiro erro.” “Both fantasy and fancy”, (25/nov/1940) em Ferguson, Film criticism, p. 317. “As forças do mal…” Harry Raymond, “A dissenting report on Disney’s ‘Fantasia’”, Daily Worker, 6/dez/1940. Dorothy Thompson. “On the record”, NY Herald Tribune, 25/nov/1940, p. 8. “Não poderia ter sido mais doce.” Walt para Mike May, 19/nov/1940, Pasta C. A. (Mike) May, Corr. Walt Disney, 1945-1946, L-P, A1525, WDA. Escrevendo para Stokowski. Walt para Stokowski, 18/nov/1940, Pasta Misc., WDA. “A audiência da estreia foi...” Edwin Schallert, “Fantasia acclaimed as cinema masterpiece”, LAT, 30/jan/1941. “Um terremoto na história do cinema.” Arthur Miller, “The art thrill of the week”, LAT, 2/ fev/1941. “Não há nada…” LAT, 2/fev/1941. “Grande experiência.” Robins, “Disney again tries trailblazing”, p. 7. “Suicida.” Walt para Dudley Crafts Watson (Art Institute of Chicago), 20/mai/1941, Pasta W, Corr. Walt Disney, 1940-1941, S-Z, A1525, WDA. “Desapontamento.” Roy O. Disney entrevistado por Richard Hubler, 17/nov/1967, p. 16, WDA. “Ele disse algo a respeito de...” Citado em Solomon, The Disney that never was, p. 153. “Toda vez que cometo um erro…” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 11, p. 42. Visita de Stravinsky. Igor Stravinsky e Robert Craft, Expositions and developments (Garden City, N.Y.: Doubleday & Co., 1962), p. 166. Saiu intempestivamente. Citado em Champaign-Urbana Courier, 3/mar/1949, em Culhane, Disney’s Fantasia, p. 117. “Não está mau...” “Disney backward masking”, POV, n.º 6-7 (1995), p. 4. “Não soa como se...” LAT, 12/jan/1941. “ENCERRAREMOS ESTA SEMANA...” Telegrama de Roy para Walt, 30/nov/1940, Corr. Inter-escritórios Roy O., Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. Cinema Broadway. Memo, Paul Scanlon para Dolores Voght, Re: Fantasia, 11/mar/1941, Fantasia – Distribuição, corr. Inter-escritórios Walt Disney 1938-1944, F-K, A1628, WDA. Thomas M. Pryor, “By Way of Report”, NYT, 24/nov/1940, seção 9, p. 4. Bilheteria em Boston, Los Angeles, San Francisco. Fantasia: Receita em todos os lugares onde Fantasia está sendo exibido de oeste a leste, 5/abr/1941, Corr. Inter-escritórios Roy O., Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. “Não vejo razão...” Roy para Walt, 5/dez/1940, ibid. “Estávamos assustados.” Reunião de enredo do futuro Filme do concerto, 14/mai/1940, Filme do concerto II (sequência), Fantasia, reuniões de enredo etc, A1782, WDA. “O cliente regular em perspectiva...” Hollywood citizen-news, 20/jan/1941, citado em Solomon, Disney that never was, p. 130. Refazer o filme todo ano. Disney, “Growing pains”, p. 141. “De toda a conversa…” Stokowski para Walt, 27/dez/1940, Pasta Leopold Stokowski, Corr. Walt Disney, 1945-1946, R-Z, A1536, WDA.

807

DisneyInteiro.indd 807

07.04.09 13:29:32


Neal Gabler “Agitar os círculos musicais.” Reunião de storyboard de “Insect ballet”, 23/dez/1940, Concert feature II (sequência), Fantasia, reuniões de enredo, etc, A1782, WDA. “Pedro e o lobo.” Ibid.; Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 9 & 10, p. 39. Finanças. Reunião de enredo de “Ride of the Valkyries” e “Swan of Tuonela”, 27/jan/1941, Concert feature II (sequência), Fantasia, reuniões de enredo etc., A1782, WDA. “Humoresque.” Reunião de enredo, temas substitutos em Fantasia, “Mushrooms”, 19/ mar/1941, ibid. Excedendo o limite de crédito. Memo, Herb Lamb para Walt, 22/fev/1941, Pasta Herb Lamb, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, L-M, A1629, WDA. “É minha opinião...” Roy para Walt, Re: Fantasia, 8/abr/1941, Corr. Inter-escritórios Roy O., Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. “Até a menor cidade...” Ibid. Sistema de som modificado. NYT, 27/abr/1941, seção 9, p. 4. Dizendo a Stokowski. Roy para Walt, 18/mar/1941, Re: Stokowski Fantasia, Corr. Interescritórios Roy O., Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA; Ed Plumb para Stokowski, 28/mar/1941, Pasta Leopold Stokowski, Corr. Walt Disney, 1945-1946, R-Z, A1526, WDA. “Eu francamente não sei...” Memo, Walt para Roy, 28/abr/1941, ibid. “Devemos lembrar...” Memo, Walt para Roy, 24/nov/1941, Memos para e de Walt, Pasta 19401943, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Viagens à Disneylândia (1954-1961), A3002, WDA. “Estou temeroso…” Roy para Walt, Re: Situação do estúdio, 18/out/1941, ibid. “Vamos pensar nos segmentos agora...”Memo, Herb Lamb para todos os listados, Re: Mudanças de substitutos em Fantasia, 1.º/abr/1941, Pasta Herb Lamb, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1946, R-Z, A1526, WDA. “Tenho a certeza de que terei...” Walt para Stokowski, 26/jan/1942, Pasta Leopold Stokowski, Corr. Walt Disney, 1945-1946, R-Z, A1526, WDA. “Aquela maldita coisa…” “Pollen man”, The New Yorker, 1.º/nov/1941, pp. 14-15. “Que guerra?” Jack Hannah citado em Jim Korkis, “Jack Hannah in his own words”, POV, n. 8 (1995), p. 48.

Oito Duas guerras I Aperto de cinto. Memo, Roy para Walt, et al, 30/abr/1940, Memos para e de Walt, Pasta 19401943, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA.

808

DisneyInteiro.indd 808

07.04.09 13:29:32


Walt Disney Reinstituindo aumentos por mérito. Memo, Walt parea Roy, 14/dez/1940, Pasta Hugh Presley – Pasta Depto. de Pessoal, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, N-Q, A1630, WDA. Aumentando gradativamente os salários. Memo, Walt para Herb Lamb, Re: Escala de Salários do Laboratório de Processamento, 3/m,ar/1941, Pasta Herb Lamb, Corr. Interescritórios Walt Disney, 1938-1944, L-M, A1629, WDA. Lucro pré-impostos e bônus. NYT, 7/fev/1941, p. 33; Walt Disney, Discurso para a equipe Disney, 10/fev/1941, WDA. “Com banqueiros, você nunca vence.” Conversação telefônica, Walt com Dwight Cooke, Henry Souvaine, Inc. (26/fev/1941), Pasta Henry Souvaine Inc., Corr. Walt Disney, 1942-1943, Q-S, A1529, WDA. “Entre os dois…” Artigos (mar/1941), Joe Rosenberg para Walt, 11/mar/1941, Pasta Ro, Corr. Walt Disney, 1940-1941, N-R, A1524, WDA. “Sei que o banco está nervoso...” Memo, Roy para Walt, Re: Nossa posição geral, 11/mar/1941, memos para e de Walt, Pasta 1940-43, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-61), A3002, WDA. Splicer. Memo, Walt para Bob Cook, 26/fev/1941, Pasta C, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, C, A1626, WDA. Sonho com Burbank vazio. Joe Grant entrevistado pelo autor. Walt começou a se desinteressar...” Wilfred Jackson entrevistado por Steve Hulett, 25/jul/1978, WDA. “Parecia ter problema...” Harry Tytle, One of “Walt’s boys”: An insider’s account of Disney golden years (Royal Oak, Mich.: Airtight Seals Allied Products, 1997), p. 15. Raramente se envolvia em conversas. Frank Reilly, “The Walt Disney comic strips”, Cartoonist Profiles (inverno de 1969), p. 18. Ninguém se aproximava de Walt sem aviso. Milt Kahl entrevistado por Christopher Finch e Linda Rosenkrantz, 18/mai/1972, p. 19, WDA. “Você podia pôr o braço...” Citado em Bob Thomas, Building a company: Roy O. Disney and the creation of an entertainement empire (New York: Hyperion, 1998), p. 3. “Ele havia ficado com Disney…” Marc Eliot, Walt Disney: Hollywood’s dark prince (New York: HarperCollins, 1994), p. 90. “Ele foi um dos primeiros…” Citado em Charles Solomon, Enchanted drawings: The history of animation (New York: Alfred A. Knopf, 1989), pp. 86-87 Iwerks escreve para Walt. Iwerks para Walt, 26/jul/1940, Memo, Caldwell para Walt, Re: Ub Iwerks, 8/ago/1940, Pasta Vernon Caldwell, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 19381944, C, A1626, WDA. Recontratando Iwerks. Ben Sharpsteen entrevistado por Don Peri, 6/fev/1974, p. 35, WDA; Ben Sharpsteen entrevistado por David Smith, 19/may/1971, WDA; Memo, Ben Sharpsteen para Walt, Re: Ub Iwerks, 12/ago/1940, Pasta Ben Sharpsteen, Corr. Inter-escritórios, 1938-1944, R-S, A1631, WDA; entrevista Ub Iwerks, ca. 1956, WDA. “Eu sempre soube que ele se aproximava...” Ben Sharpsteen entrevistado por Don Peri, 5/ mar/1975, p. 8, WDA. “Removendo pessoas desimportantes.” Tytle, one of “Walt’s Boys”, p. 142.

809

DisneyInteiro.indd 809

07.04.09 13:29:32


Neal Gabler “Pessoalmente, fico muito chocado…” Hazel Sewell para Walt, 12/mai/1938; Walt para Hazel, 13/mai/1938, Pasta Se, Corr. Walt Disney, 1938-1939, Q-T, A1519, WDA. “A razão pela qual você não foi...” Memo, Walt para Carlos (Manriquez), 20/jan/1936, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1936-1937, E-L, A1512, WDA. “Como um conselheiro...” Gunther Lessing para Roy, 19/mai/1927, Roy O. Disney – Viagem para Nova Iorque, mai/1936, abr/1937, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1934-41), A2995, WDA. “Ele é apenas um palhaço…” Memo, Walt para Roy, 14/ago/1937, Pinto Colvig – Pessoal, Corr. Roy O. Disney, A-C (1929-1951), A2993, WDA. Um roteirista foi demitido… Ward Kimball entrevistado por Rick Shale, 29/jan/1976, p. 23, WDA. Idade média dos animadores. Douglas Gomery, “Disney’s business history: A reinterpretation”, em Disney discourse: Producing the Magic Kingdom, ed. Eric Smoodin (New York: Routledge, 1994), p. 74. Divisão entre empregados. Jack Kinney, Walt Disney and other animated characters: An unauthorized account of the early years at Disney’s (New York: Harmony Books, 1988), p. 148. “Meus rapazes.” Shamus Culhane, Talking animals and other people (New York: St Martin’s Press, 1986), pp. 236-37. Livro de psicologia. Depoimento de Walt Disney, 19/jun/1942, Superior Court, Calif., n.º 471.865, Caso Babbitt, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, A-B, A1625, WDA. “Normalmente, cada um de nós...” Frank Thomas e Ollie Johnston, The Illusion of life: Disney animation (New York: Hyperion, 1981), pp. 105-06. “Que Deus o ajude…” Walt Disney: An american original (1976; reimpresso, New York: Hyperion, 1994), p. 15. “Mas se não tentamos…” Ibid., p. 189. “Você aprendia logo...” Citado em Leonard Mosley, Disney’s World (New York: Stein & Day, 1985), p. 188. “Todo mundo com algum juízo…” Bob Broughton (operador de câmera) entrevistado pelo autor. “Nenhuma pessoa...” Citado em Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 303. “Não mencione nenhuma pessoa…” Dave Hand entrevistado por Michael Barrier em Didier Ghez, Walt’s people (Xlibris, 2005). p. 1:68. “Ser deixado fora dos créditos...” Bill Peet, Bill Peet: An autobiography (Boston: Houghton Mifflin, 1989), p. 108-9. “Se houver prêmios…” Bill Melendez entrevistado pelo autor. “Não me toques.” Tytle, one of “Walt’s boys”, p. 69. “Ele é um gênio em usar…” Anônimo em Richard G. Hubler, Walt Disney, ms. (manuscrito) não pub., 1968, , p. 8, RHC. Salários. Memo, H. J. Presley para Herb Lamb, Re: Personnel Report, 14/dez/1939, Pasta Herb Lamb, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, L-M, A1629, WDA. “Zangados.” Sharpsteen entrevistado por Peri, p. 22. Tensões. Ward Kimball entrevistado por John Canemaker, 7/jul/1973, WDA; Ward Kimball entrevistado por Hubler, 21/mai/1968, p. 34, WDA. “Se eu der a uma pessoa...” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 12, p. 27.

810

DisneyInteiro.indd 810

07.04.09 13:29:32


Walt Disney “Sua prática podia ser ouvida...” Animador Paul Murry citado em Jim Korkis, “Excuse me, but have you heard of Paul Murry?”, POV, º 5, p. 24. Penthouse Club. Bob Thomas, Building a company, p. 144. Organizando Iwerks. Culhane, Talking animals, p. 86. Greve no estúdio Fleischer. Leslie Cabarga, “Strike at the Fleischer factory”, em The american animated cartoon: A critical anthology, ed. Gerald Peary e Danny Peary (New York: E. P. Dutton, 1980), pp. 201-6; Solomon, Enchanted drawings, p. 80. Herbert Sorrell organizando. Herbert Knott Sorrell, You don’t choose your friends: The memoirs of Herbert Sorrell, Oral History Project, 1963, pp. 66-68, Special Collections, Young Research Library, UCLA. Sindicalização no estúdio Disney. Official report of the proceedings before the national labor relations board, in the matter of Walt Disney and Arthur Babbitt, 8/out/1942, pp. 1-155, Caso Babbitt, Corr. Inter-escritórios, 1938-1944, A-B, A1625, WDA. Lessing no México. Gunther Lessing, My adventures during the Madero-Villa mexican revolution, ms. não pub., 1963, WDA. “Dunga.” Roy O. Disney entrevistado por Richard Hubler, 17/nov/1967, pp. 18-19, WDA. Elias Disney sofre ataque. “Disney biography, 50th wedding anniversary of mr. and mrs. Elias Disney”, Disney Family: Genealogy, Etc., A2383, WDA. “Durante os encontros preliminares...” Culhane, Talking animals, p. 224. Arte-finalista desmaia. Citado em Eliot, dark prince, p. 136. “Apertar o saco de Disney...” Ibid., p. 138. Federação se reúne e planeja. Avisos, reuniões abertas; mimeógrafo, O Plano da Presidência Imparcial (7/fev/1941, Federation of Screen Cartoonists (Federação de Cartunistas da Tela) – avisos e boletins, greve no estúdio Disney 1941 (from Main Files) (Arquivos Principais), A1683, WDA. Acusações da SCG e retaliação de Disney. NYT, 4/fev/1941, p. 19; Memorando para o sr. Walt Disney (1942), Caso Babbitt, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, A-B, A1625, WDA. Herbert Sorrell. Sorrell, You don’t choose, pp. 1-26. 10 de fevereiro de 1941, discurso. Fala de Walt a todos os empregados, 10 e 11/fev/1941, Discursos Walt Disney, Greve (10/fev/1941, 27/mai/1941) TR 91 3, WDA. “História de soluçar.” Klaus Strzyz, “Ward Kimball”, Comics Journal, n.º 120 (mar/1988), p. 91. “Pai benevolento e compreensivo.” David Swift citado em Leonard Mosley, Disney’s World (New York: Stein & Day, 1985), p. 193. “Esse discurso recrutou mais…” Anthony Bower, “Snow White and the 1,200 dwarfs”, Nation 152 (10/mai/1941), p. 565. Encontrando-se com Lamb. Encontro em almoço, 12/fev/1941, Pasta Herb Lamb, Corr. Interescritórios Walt Disney, 1938-1944, L-M, A1629, WDA. “Eu fiquei todo confuso.” Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 6 & 7, bobina 7, p. 29. “Estávamos desapontados com ele.” Anônimo citado em Richard Schickel, The Disney version: The life, times, art and commerce of Walt Disney, 3.ª ed. (1968; reimpresso em Chicago: Elephant Paperbacks, 1997), p. 256.

811

DisneyInteiro.indd 811

07.04.09 13:29:32


Neal Gabler “Quase um personagem patético.” Charles Glenn, “Exploding some myths about mr. Walt Disney”, Daily Worker, 17/fev/1941. “Estrelas nos olhos…” Bill Hurtz citado em Leonard Maltin, Of mice and magic: A history of american animated cartoons (New York: Plune), p. 23. Babbitt no encontro. In the matter of Walt Disney Prods. and Arthur Babbitt, decisions of the national labor relations board, NLRB, Case n.º C-2415, 31/mar/1943. Checagem. Folha de apresentação (Unidade Disney da SGC) (mar/1941); O animador, abr/1941, avisos (distribuídos durante a greve), greve no estúdio Disney 1941 (dos Arquivos Principais), A1683, WDA. O’Rourke. Aviso, anúncio especial, 14/mar/1941, Federation of Screen Cartoonists – avisos e boletins, greve no estúdio Disney 1941 (dos Arquivos Principais), A1683, WDA. Plano de austeridade. Official report of the proceedings before the NLRB, In the matter of Walt Disney Prods., Inc., and Arthur Babbitt, Los Angeles, 9/out/1942, pp. 56-312, Caso Babbitt, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, A-B, A1625, p. 241. Eliminando o serviço de comida. Roy (rascunho do discurso), 22/mar/1941, Corr. Interescritórios Roy O. Disney, Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. “Vamos nos assegurar agora...” Ibid. “Munique.” Anthony O’Rourke para Walt, 14/abr/1941, Pasta Anthony O’Rourke, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, L-M, A1629, WDA. “Realizar a muito necessitada produção...” Memo, Walt para todos os empregados, 15/ abr/1941, avisos (distribuídos durante a greve), greve no estúdio Disney 1941 (dos Arquivos Principais), A1683, WDA. “Colocada na porta...” Variety, 30/abr/1941. “Em toda a nossa história...” Rascunho de carta, Walt para Eleanor Roosevelt, 2/mai/1941, Pasta Ro, Corr. Walt Disney, 1940-41, N-R, A1524, WDA. Sociedade Americana de Cartunistas da Tela. LAT, 23/mai/1941, clipping de artigos sobre a greve na imprensa, greve no estúdio Disney 1941 (dos Arquivos Principais), A1683; Aviso: Mas sr. Babbitt...” (15/mai/1941) Federation of Screen Cartoonists – avisos e boletins, greve no estúdio Disney 1941 (dos Arquivos Principais), A1683, WDA. “Não me interessa se você fica...” Official report of the proceedings before the NLRB, pp. 159-60. “Eletricidade entre nós.” John Canemaker, “Art Babbitt: The animator as firebrand”, Millimeter, set/1975, p. 10. “Uma pessoa que parecia apertar…” Tytle, one of “Walt’s boys”, p. 93. Barulhento. Canemaker, “Art Babbitt”, p. 42. “Minha atitude era…” Ibid. Caso com Marjorie Belcher. Eliot, Dark prince, p. 102. “Eu estaria me expondo...” Official report of the proceedings before the NLRB, p. 151. “Rígido, antiquado.” Memo, Walt para Jaxon, 3/mar/1941, Pasta J, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, F-K, A1628, WDA. Prendendo Babbitt. Strzyz, “Ward Kimball”, p. 79. “Ele era um lutador.” Strzyz, “Ward Kimball”, p. 79.

812

DisneyInteiro.indd 812

07.04.09 13:29:32


Walt Disney “Meta-se nos seus próprios malditos assuntos.” Official report of the proceedings before the NLRB, p. 154. “É Babbitt…” Memo, Lessing para Walt, 1.º/mai/1941, Gunther Lessing Memo/Variety, 30/ abr/1941, greve no estúdio Disney 1941 (dos Arquivos Principais), A1683, WDA. “Blitzkrieg.” Blitzkrieg, avisos (distribuídos durante a greve), ibid. 27 de maio de 1941, discurso. Fala de Walt para o pessoal do estúdio no auditório, 27/ mai/1941 (datado de 14/out/1942), Walt Disney, discursos na greve, (10/fev/1941, 27/mai/1941) TR 91-3, WDA. “Caiu com estrondo...” Lessing para Walt, 27/mai/1941, Pasta Anthony O’Rourke, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, L-M, A1629, WDA. Demissão de Babbitt. Official report of the proceedings before the NLRB, p. 174. II “Carros parados ao longo…” Strzyz, “Ward Kimball”, p. 92. “Walt Disney, você devia se envergonhar...” Citado em Eliot, Dark prince, p. 153. Walt sorridente. Strzyz, “Ward Kimball”, p. 93. No fim daquela tarde… Kinney, Walt Disney and other animated characters, pp. 137-38. Número de grevistas. Thomas Brady, “Whimsy on strike”, NYT, 29/jun/1941, seção 9, p. 3. Estimativa da associação. Hollywood Reporter, 28/mai/1941. “Doutrinado por Disney...” Bill Melendez entrevistado pelo autor. “Insatisfeitos.” Walt para Westbrook Pegler, 11/ago/1941, Pasta P, Corr. Walt Disney, 19401941, N-R, A1524, WDA. “Nos bons velhos dias quando tínhamos...” Leland Payne para Walt, 25/jun/1941, Pasta P, Corr. Walt Disney, 1940-1941, N-R, A1524, WDA. “Aquilo o feriu.” Citado em Mosley, Disney’s World, p. 195. “Comunas filhos da puta.” Strzyz, “Ward Kimball”, p. 94. “Os comunas entraram…” Citado em Paul Hollister, Man or mouse: The story of Walt Disney, so far, ms. não pub., 1955, WDA, cap. 10, p. 7. “Dinheiro nunca foi o básico…” Roy Disney entrevistado por Richard Hubler, 18/jun/1968, RHC, Caixa 14, Pasta 52. O’Rourke e Tenney. Rascunho de nota (sugerida por A. O’Rourke, 3/jun/1941), Walt para o parlamentar Jack B. Tenney, Pasta Anthony O’Rourke, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, L-M, A1629, WDA. Dossiê Herbert Sorrell. Relato, Infiltração Comunista na Screen Cartoonists Guild (Associação dos Cartunistas da Tela), 30/out/1944, FBI, Pasta Screen Cartoonists Guild, #10-22533. “Havia muita gente...” Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 9 & 10, p. 50. Comunismo de David Hilberman. John Canemaker, “David Hilberman”, Cartoonist Profiles (dez/1980), p. 19. William Pomerance. Relato, Infiltração Comunista na Screen Cartoonists Guild (Associação dos Cartunistas da Tela), 30/out/1944, FBI, Pasta Screen Cartoonists Guild, Arquivo #10-22533.

813

DisneyInteiro.indd 813

07.04.09 13:29:32


Neal Gabler “Algo saído de Vinhas da Ira.” Hubler, Disney, p. 365. Cartazes dos piquetes. Artigo sem título, 5/ago/1941, 8-MWEZ: n.c., 17,901, New York Public Library for the Performing Arts;. Fotografia, greve no estúdio Disney 1941 (dos Arquivos Principais), A1683, WDA. “Linha de piquete muito singular...” Citado em Screen Actor, jun/1941, artigos publicados na imprensa sobre a greve, 1941 (dos Arquivos Principais), A1683, WDA. Leon Schlesinger. Sorrell, You don’t choose, pp. 69-70. “Muito confiante.” Strzyz, “Ward Kimball”, pp. 81-82. Walt na entrada. Citado em Amy Boothe Green e Howard Green, Remembering Walt: Favorite memories of Walt Disney (New York: Hyperion, 1999), p. 118. “Coisas tremendamente insultantes.” Richard Huemer, Recollections of Dick Huemer, p. 30, Special Collections, Young Research Library, UCLA. Jack Kinney lembrou. Kinney, Disney and animated characters, p. 138. Cinquenta policiais. Sorrell, You don’t choose, pp. 68-69. Boneco de Lessing enforcado. LAT, 6/jun/1941. “Esquadrão de panfletagem.” Variety, 29/mai/1941. O dragão relutante. “Pré-estreia cancelada”, (Variety) 1941, Variety, 7/jul/1941, Artigos publicados na imprensa sobre a greve, greve no estúdio Disney 1941 (dos Arquivos Principais), A1683; “One the Line”, 25/jul/1941, avisos (distribuídos durante a greve), greve no estúdio Disney 1941 (dos Arquivos Principais), A1683, WDA. Negociações em junho. Veja Hollywood Reporter, 20/jun/1941, 25/jun/1941; Motion Picture Daily, 12/jun/1941, 25/jun/1941; Variety, 25/jun/1941, 27/jun/1941; Hollywood Citizen News, 26/jun/1941; Los Angeles Daily News, 7/jun/1941; Los Angeles Evening Herald and Express, 11/jun/1941, 17/jun/1941. “Nós sentimos muito…” Walt para Paul Hollister, 30/jun/1941, Pasta Ho, Corr. Walt Disney, 1940-41, G-M, A1523, WDA. “Supérfluo.” Los Angeles Evening Herald and Express, 2/jun/1941. Dissolução do estúdio. Joe Grant entrevistado por Michael Barrier, www.michaelbarrier.com/ interviews/grant/interview_joe_grant.htm. Walt e Tytla. George Sherman, “Bill Tytla”, Cartoonist Profiles (ago/1970), p. 14. Encontro com Bioff. Eliot, Dark prince, pp. 156-57; Sorrell, You don’t choose, pp. 71-72; Strzyz, “Ward Kimball”, p. 81; Variety, 2/jul/1941. “Ele honestamente tentou chegar a um acordo…” Walt para Westbrook Pegler, 11/ago/1941, Pasta P, Corr. Walt Disney, 1940-1941, N-R, A1524, WDA. Reação de Lessing. LAT, 15/jul/1941. Envolvimento de Doc Giannini. Sorrell, You don’t choose, pp. 70-71. Termos do acordo. NYT, 7/ago/1941, p. 15; Los Angeles Daily News, 6/ago/1941. “Passei de US$ 32,50…” Entrevista a Broughton. “Catástrofe.” Walt para Pegler, 11/ago/1941.

814

DisneyInteiro.indd 814

07.04.09 13:29:32


Walt Disney III “Dádiva dos céus.” Ibid. Nelson Rockfeller e coordenador. Cary Reich, The life of Nelson Rockfeller: Worlds to conquer, 1908-1958 (New York: Doubleday, 1996), pp. 166-73, 181-185, 214. Encontro com coordenador. “Walt Disney: Great teacher”, Fortune, ago/1942, p. 93. Roy encontra-se com Whitney. Roy (ditado para Marian Collins) para Walt, 18/jun/1941, Corr. Inter-escritórios Roy O., Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. “Vamos tentar fechar com...” Roy para Walt, sem data (junho /1941), ibid. “‘Negócios e prazer’ combinados...” Walt para Jack Fugit, 31/jul/1941, Corr. Walt Disney, 1940-1941, F, A1522, WDA. “Não sabemos se vamos ter...” Ben Sharpsteen entrevistado por Don Peri, 6/fev/1974, p. 28, WDA. “Aterrissamos para reabastecer...” Citado em Jay Horan, Video interview with Ken Anderson, Bill Cottrell e Herb Ryman, 15/set/1983, p. 7, WDA. “Principalmente, éramos recebidos para jantares e drinques...” Frank Thomas para Bob Thomas, 10/mai/1973, citado em John Canemaker, Walt Disney’s nine old men and the art of animation (New York: Disney Editions), p. 185. Palace Hotel. Cottrell citado em Video interview with Ken Anderson, Bill Cottrell e Herb Ryman, p. 12; Bill Cottrell entrevistado por Richard Hubler, 12/mar/1968, WDA. “Danças e banquetes e drinques.” Citado em Hubler, Disney, p. 373. Lillian observou... sra. Walt Disney, como relatado a Isabella Taves, “I live with a genius”, McCall’s, fev/1953, p. 106. “Tão cansado...” Cottrell citado em Hubler, Disney, p. 376. “Tão esgotado...” Walt para Colonel Gil Proctor, 21/mai/1943, Pasta P, Corr. Walt Disney, 1942-1943, I-P, A1528, WDA. Viagem de barco sem rumo certo. Cottrell entrevistado por Hubler. “Somando tudo...” Walt para Daisy Beck, 27/nov/1941, Pasta Misc., WDA. Lista de demissões. Variety, 18/ago/1941. “Chapéu na mão...” David Dodd Hand, Memoirs (Cambria. Calif.: Lighthouse Litho, 990), p. 81. Chegando a acordo sobre as demissões. Memo, (Hal) Adelquist para Roy, Re: Demissão e reorganização, 15/out;1941, relatos enviados a Walt em Nova Iorque, 23/out/1941; Memo, George Morris para Roy, Re: Resumo dos eventos, 16/out/1941, relatos enviados a Walt em Nova Iorque, 23/out/1941; Roy para Walt, 20/ago/1941; Roy para Walt, 20/ago/1941, Corr. Inter-escritórios Roy O., Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. Número de empregados. LAT, 16/set/1941. “Estamos definitivamente em um período…” Memo, Roy para Walt, Re: Situação do stúdio, 18/out/1941, relatos enviados a Walt em Nova Iorque, 23/out/1941; Corr. Interescritórios Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. “Completamente perdido e triste...” Ruth Disney Beecher para o sr. Kersey Jackson, 17/fev/1939, Corr. Canada Disney Family, Disney Family: Genealogy, Etc, A2382, WDA.

815

DisneyInteiro.indd 815

07.04.09 13:29:32


Neal Gabler “Condição física notável…” dr. Thomas M. Hearn para Roy, 19/dez/1938, Pasta Pessoal Walt Disney, Corr. Walt Disney, 1938-1939, De-I, A1516, WDA. “Realmente uma pessoa perdida.” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 11, p. 15. Morte de Elias. Roy para Walt, 21/set/1941, Disney Family Arquivo Geral, Disney Family: Genealogy, Etc, A2383, WDA. Telegrama da morte de Elias. Bill Cottrell citado em Steven Watts, The Magic Kingdom: Walt Disney and the american way of life (Boston: Houghton Mifflin, 1997), p. 22. Coroa de lírios. Roy para Walt, 21/set/1941. “Acredito que quando você chegar...” Ibid. Estimativas de Roy. Memo, Roy para J. H. Rosenberg, 8/out/1941, Corr. Inter-escritórios Roy O., Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. “Comitê executivo.” Roy para Walt, Re: Situação do estúdio, 18/out/1941, Memos para e de Walt, Pasta 1940-1943, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-61), A3002, WDA. Nove filmes em dois anos. Walt Disney, “Growing pains”, American Cinematographer, mar/1941, p. 141. Peter Pan em vez de Wind in the Willows. Memo, Walt para Roy, 24/nov/1941, Memos para e de Walt, Pasta 1940-1943, Corr. Inter-escritórios Roy O., Walt Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-61), A3002, WDA. Finanças. Memo, Roy para Walt, Re: Situação do estúdio, 18/out/1941, relatos mandados para Walt em Nova Iorque, 23/out/1941, Corr. Inter-escritórios Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. “Era como estar em outro mundo!” Hand, Memoirs, p. 82. “Minha esposa costumava me acusar...” Hubler, Disney, p. 487. A fonte provável da citação é Ward Kimball. “De todos os relatos que recebo...” Roy para Walt, Re: Situação do estúdio, 18/out/1941, WDA. “Às vezes você tem que crescer...” Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 6 & 7, bobina 7, pp. 45-46. “Ele ficou distante...” Citado em Michael Barrier, Hollywood cartoons: American animation in Its golden age (New York: Oxford University Press, 1999), pp. 383-84. “Fazíamos um monte de coisas loucas...” John D. Ford, “An Interview with John and Faith Hubley”, em Peary e Peary, The animated american cartoon, p. 184. “Ele se sentiu traído.” Citado em Richard Holliss e Brian Sibley, The Disney studio story (New York: Crown Publishers, 1988), p. 44. “Quase partiu o coração de Walt.” Ham Luske, Anotações, ca. 1956, WDA. “Apenas por pura compaixão.” Klaus Strzyz, “Ward Kimball”, Comics Journal, mar/1988, p. 94. “Era agora um lugar muito sério.” Jack Kinney, Disney and animated characters, p. 139. “Elogios não levam a nada…” Memo, Walt para Frenchy, 1.º/jun/1935, Comunicações Interescritórios, Corr. Walt Disney, 1935, He-R, A1509, WDA. “Sempre dissemos...” Ward Kimball entrevistado por Richard Hubler, 21/mai/1968, pp. 3-4, WDA.

816

DisneyInteiro.indd 816

07.04.09 13:29:32


Walt Disney Bianca Majolie vomitando. Bill Peet citado por John Canemaker em Katherine Greene e Richard Greene, Inside the dream: The personal story of Walt Disney (New York: Roundtable Table Press, 2001), p. 68. “Não tenham medo de mim.” Huemer, Recollections, p. 171. “Ele tinha um jeito...” Jack Kinney, Disney and animated characters, p. 152. Ken Anderson queimando o bigode de Walt. Ken Anderson entrevistado por Bob Thomas, 15/ mai/1973, pp. 17-18, WDA. “Você ia a uma reunião...” Citado em Hubler, Disney, p. 326. “Cuidadosa e deliberadamente.” Thomas and Johnston, Illusion of life, p. 81. “Sua attitude em relação a todos…” Kimball entrevistado por Hubler, p. 27, WDA. Retorno de Babbitt e desligamento. In the matter of Walt Disney Prods. and Arthur Babbitt, decisions of the national labor relations board, NLRB, Case n.º C-2415, 31/mar/1943, pp. 904-6; Official report of the proceedings before the national labor relations board, in the matter of Walt Disney Prods. and Arthur Babbitt, 9/out/1942, p. 213. “Pessoa difícil…” Memorando para o sr. Walt Disney (de Gunther Lessing), sem data, Caso Babbitt, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, A-B, A1625, WDA. Decisão da NLRB. In the matter of Walt Disney Prods.and Arthur Babbitt, decisions of the NLRB, 31/mar/1943, pp. 892-95. “Costumava ser…” John Cowles, Jr., entrevistado pelo autor. Andando cinco lado a lado pelos corredores. Strzyz, “Ward Kimball”, p. 95. “Nunca nos perdoou...” Citado em Solomon, Enchanted drawings, p. 71. “Camaradagem...” Culhane, Talking animals, p. 236. IV “O mais genial...” NYT, 24/out/1941, p. 27. “Nunca vi nada...” “Two for the show” (27/out/1941) em Otis Ferguson, The film criticism of Otis Ferguson, ed. Robert Wilson (Philadelphia: Temple University Press, 1971), p. 392. “Pacote de produtos inferiores.” Westbrook Pegler, “Fair enough”, LAT, 5/dez/1941. “Maior realização já alcançada...” Alexander Woollcott para Walt, 12/jan/1942; Walt para Woollcott, 30/jan/1942, Pasta Wi, Corr. Walt Disney, 1942-1943, T-Z, A1530, WDA. Walt resmunga sobre créditos de Dumbo. Huemer, Recollections, p. 154. “Engraçadinha.” Williston Rich para Walt, 16/dez/1941, Pasta T, Corr. Walt Disney, 19401941, S-Z, A1525, WDA. Sete de dezembro. Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 6 & 7, bobina 7, p. 47; Bill Justice, Justice for Disney (Dayton, Ohio: Tomart Publications, 1992), p. 37. Kamen em Washington. Kamen para Walt, 6/dez/1941; Kamen para Walt, 13/dez/1941, Pasta Kay Kamen (Government & Commercial films), Corr. Inter-escritórios Walt Disney, II World War, A-K, A1633. “Propósito essencial.” Walt para Norman Thomas, 15/jul/1938, Pasta T, Corr. Walt Disney, 1938-1939, Q-T, A1519, WDA.

817

DisneyInteiro.indd 817

07.04.09 13:29:32


Neal Gabler “Um técnico ou outro...” Memorando sobre o uso do meio do desenho animado para filmes de treinamento técnico na indústria da defesa, De: Walt Disney’s Prods., Para: Os responsáveis pelo trabalho de treinamento nas indústrias da defesa, 14/mar/1941, Isador Lubin Papers, Caixa 93, FDR Library. Reunião de 3 de abril. Almoço e reunião, 3 de abril de 1941; Walt para Aviation Film Comitê., 10/abr/1941, Industrial Training Films, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 19381944, C, A1626, WDA; New York Post, 7/abr/1941. Contrato canadense. Richard Shale, Donald Duck joins up: The Walt Disney studio During World War II (Ann Arbor, Mich.: UMI Research Press, 1982), p. 16; Memo, SAT para Walt, 8/mai/1941, Re: Rivet Job Cost, Industrial Training Films, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, C, A1626, WDA. Service representative and defense committee. Diários de Mesa de Walt Disney, 21/out/1940, entrada, WDA; Jock Lawrence para Walt, 14/nov/1940, Pasta da Association of Motion Picture Producers, Corr. Walt Disney, 1940-1941, A-B, A1520, WDA. “Miraculoso!...” Bob Carr para Walt, 2/ago/1941, War Films Canadian Govt. (John Grierson, Film Commissioner), Corr. Inter-escritórios Walt Disney, World War II, A-K, A1633, WDA. Henry Sell. Walt para Kamen, 3/dez/1941, Pasta Kay Kamen (Government & Commercial Films), Corr. Inter-escritórios Walt Disney, World War II, A-K, A1633, WDA. Telefonema de 8 de dezembro. Shale, Donald Duck, pp. 22-23. Embora Shale cite uma transcrição dessa conversa, fui incapaz de localizá-la nos Arquivos Disney. Ver também Kamen para Walt, Roy, Bob Carr, 13/dez/1941, Pasta Kay Kamen (Government & Commercial Films), Corr. Inter-escritórios Walt Disney, World War II, A-K, A1633, WDA. Asas no prédio. Frank Thomas e Ollie Johnston, Walt Disney’s Bambi (New York: Stewart, Tabori & Chang, 1990), p. 186. “O que John Barrymore…” Diário de Morgenthau, sem data, n.º 493, pp. 12-13, FDR Presidencial Library. Encontrando-se com Morgenthau. Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 6 & 7, bobina 7, pp. 51-53; Joe Grant entrevistado pelo autor. Carta de acordo. Memo, George Buffington para secretário Morgenthau, 19/dez/1941, departamento do Tesouro (filme sobre impostos), Corr. Inter-escritórios Walt Disney, World War II, L-Z, A1634, WDA. Animado em uma semana. Memo, Adelquist para Walt, Re: Animation Casting, 30/dez/1941, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, A, A-B, A1625, WDA. Encontro com Morgenthau. Dick Huemer, “The battle of Washington”, Funnyworld, n.º 22 (inverno de 1980), pp. 22-24; Diane Disney Miller, como relatado a Pete Martin The story of Walt Disney (New York: Holt, 1956), pp. 174-75; Walt para Morgenthau, 13/ jan/1942; departamento do Tesouro (filme sobre impostos), Corr. Inter-escritórios Walt Disney, World War II, L-Z, A1634, WDA. “Dormíamos no trabalho.” Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 6 & 7, bobina 7, p. 53. “Este foi o tempo mais rápido...” Telegrama de Walt para George Buffington, 20/jan/1942, departamento do Tesouro (filme sobre impostos), Corr. Inter-escritórios Walt Disney, World War II, L-Z, A1634, WDA.

818

DisneyInteiro.indd 818

07.04.09 13:29:32


Walt Disney “Finalmente, ele se virou…” Citado em Hubler, Disney, pp. 401-2. “Muito animados...” Memo, George Morris para Roy, 26/jan/1942, Pasta George E. Morris, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, A1627, WDA. Sucesso do New spirit. Arthur Mayer, Comitê de Atividades de Guerra, Motion Picture Industry, 17/mar/1942, para George Buffington, departamento do Tesouro (filme sobre impostos), Corr. Inter-escritórios Walt Disney, World War II, L-Z, A1634; George Gallup para Buffington, 28/abr/1942, Pasta Pesquisa Gallup, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, F-K, A1628, WDA. Oposição da Câmara a apropriações para o filme New spirit. Anais do Congresso, Câmara, 77th Cong., 2.ª sessão, 6/fev/1942, p. 1095; 9/fev/1942, pp. 1128, 1110, LAT, 10/ fev/1942. Veja também Shale, Donald Duck, pp. 29-31. Perda com New spirit. Walt para o Senador Sheridan Downey, 19/mar/1943, Pasta Do, Corr. Walt Disney, 1942-1943, D-H, A1527, WDA. “Incluindo os seus gastos.” Memo, Roy para Walt, Re: filme do departamento do Tesouro, 30/ jan/1942, departamento do Tesouro (filme sobre impostos) Corr. Inter-escritórios Walt Disney, World War II, L-Z, A1634, WDA. Visita a Kansas City. “A loving cup to Disney”, Kansas City Star, 14/fev/1942; “Mickey Mouse a local boy”, Kansas City Star, 13/fev/1942. “Vou fazer esses filmes sul-americanos…” “Pollen man”, The New Yorker, 1.º/nov/1941, pp. 14-15. “Apelo tão grande…” Roy para Walt, 14/nov/1941, Corr. Inter-escritórios Roy O., Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. Lobby de Selznick. Veja Walt para Selznick, 30/jan/1942; Selznick para Whitney, 3/fev/1942; Whitney para Selznick, 12/fev/1942, Selznick para Whitney, 17/fev/1942, National Records Center, Suitland, Md., Record Group 229, Caixa 216, Misc. Disney, citado em Shale, Donald Duck, p. 44. “Se os 12 sul-americanos…” Memo, Walt para Roy, Re: Shorts Production Program, 2/ abr/1942, memos para e de Walt, Pasta 1940-1943, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA. “Minha fotografia ruim…” Walt para Selznick, 23/jul/1942, citado em Shale, Donald Duck, p. 44. “Talvez o desenvolvimento acima...” Walt para Kamen, 3/dez/1941, Pasta Kay Kamen (Government & Commercial films), Corr. Inter-escritórios Walt Disney, II World War, A-K, A1633, WDA. Capra e Walt. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 8, pp. 15-16; Capra para Walt, 4/ mar/1942, Depto. do Exército–Projeto Capra, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, II World War, A-K, A1633, WDA. “Lidar diretamente com a ameaça do Eixo…” Telegrama de Jock Whitney para Walt, sem data (1942), Coordenador de Assuntos Interamericanos, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, II World War, A-K, A1633, WDA. Insígnia. Veja Shale, Donald Duck, p. 85; Bob Carr para Kamen, Re: Licenciamento de insígnia, 12/jan/1942, Pasta Kay Kamen (Government & Commercial films), Corr. Inter-escritórios Walt Disney, II World War, A-K, A1633, WDA.

819

DisneyInteiro.indd 819

07.04.09 13:29:32


Neal Gabler “Não existe nada no momento…” Fred L. Moore para Walt, 30/jan/1942, Pasta Fred Moore (Corr. Misc.), Corr, Walt Disney, 1942-1943, I-P, A1528, WDA. Mais que custo. Memo, Roy para Walt, Re: Curtiss-Wright People, 30/jan/1942, Pasta CurtissWright, Corr. Walt Disney, 1942-1943, A-C, A1526, WDA. Contratos da Marinha. William Garity para George Morris e Roy, 11/mai/1942; Roy para Walt, 12/mai/1942, Navy Forming Operations, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, II World War, L-Z, A1634, WDA. “Que podia ser ouvida nos corredores.” J. C. Hutchinson para Walt, 9/set/1942; telegrama de Walt para Hutchinson, 11/set/1942, Pasta Ho, Corr. Walt Disney, 1942-1943, D-H, A1527, WDA. “Walt mais ou menos…” Citado em Greene e Greene, Inside the dream, p. 79. “Disney está temeroso...” Comunicações Inter-escritórios, Kuhn para Morgenthau, 6/ mar/1942, Diário de Morgenthau, #505, FDR Library. Disputa em torno do financiamento de Education for death. Ferdinand Kuhn, Jr., para Morgenthau, 24/mar/1942, Diário de Morgenthau 510 #208, FDR Library. Cruzando a linha da propaganda. Roy para Walt, Re: Quatro filmes de propaganda, 9/ jul/1942, Corr. Inter-escritórios Roy O., Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. Esta anotação diz que Roy fechou contrato para a realização de quatro filmes com o Escritório do Coordenador até 1.º/out, 1.º/nov, 1.º/dez e 1.º/jan, respectivamente. “Por trás da cena...” Memo, Roy O. Disney, 16/fev/1942, Pasta Reader’s Digest, Annex, WDA. “A face do Fuehrer.” Oliver Wallace, como relatado a Ralph Parker, “How I wrote the Fuehrer’s face”, Dispatch from Disney’s, I, 1943; telegrama de Roy para Walt, 5/out/1942, Corr. Inter-escritórios Roy O., Walt Disney 1938-1944, D, A1627, WDA; Shale, Donald Duck, pp. 62-63. Filmes de propaganda. Donald M. Niles, Coordenador de Filmes de Guerra, para Francis Alstock, 3/nov/1942, Pasta Education for death, A2743, WDA. Major Alexander de Seversky. “Victory through air power”, Reader’s Digest, jul/1942, Pasta Victory Through Air Power, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, S-Z, A1632, WDA. Biografia de Seversky. “Victory through air power”, Reader’s Digest, jul/1942, Pasta Victory through air power, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, S-Z, A1632, WDA. 5.º livro mais vendido. Alice Payne Hackett, Seventy Years of Bestsellers, 1895-1965 (New York: R.R. Bowker, 1967). Críticas a de Seversky. Philadelphia Record, 3/mai/1942; Washington Post, 26/abr/1942; New York Daily News, 20/abr/1942; NYT, 3/mai/1942, trechos extraídos de Critics’ Comments on Seversky’s book, Victory through air power–Misc. abordagens, rascunhos, Reluctant dragon, Dumbo, Saludos amigos, Victory through air power, Three caballeros, A2829, WDA. “A coisa que senti…” Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 9 & 10, p. 30. “Definitivamente elimina o meu nome...” Tel. de Walt para Leo Samuels, 4/mai/1942, citado em Shale, Donald Duck, p. 68. A Marinha dissuadindo-o. Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 9 & 10, p. 31.

820

DisneyInteiro.indd 820

07.04.09 13:29:32


Walt Disney “Toda a questão com Seversky...” Frank Wead (Navy Department Bureau of Aeronautics), 10/jul/1942, Pasta W, Corr. Walt Disney, 1942-1943, T-Z, A1530, WDA. Marinha promete dar mais trabalho ao estúdio. Kamen para Walt, Re: Navy, 19/set/1942, Pasta Kay Kamen (Government & Commercial films), Corr. Inter-escritórios Walt Disney, II World War, A-K, A1633, WDA. John Thatch. Shale, Donald Duck, p. 70; Erwin Verity entrevistado por Dave Smith e Rick Shale, 19/jan/1976, p. 2, WDA. “Ficou completamente vendido…” Marc Davis entrevistado por Bob Thomas, 25/mai/1973, p. 14, WDA. “Tornou-se uma espécie de Meca...” Pasta entrevista Victory through air power, Corr. Interescritórios Walt Disney, 1938-1944, S-Z, A1632, WDA. “Estimulante e interessante.” Roy para Walt, 21/jul/1942, Re: Major de Seversky, Corr. Interescritórios Roy O., Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. “Quanto mais cedo Victory through air power…” Jack Sayers (Audience Research Institute – ARI) para Perce Pearce, 24/set/1942, Pasta Victory through air power, Corr. Interescritórios Walt Disney, 1938-1944, S-Z, A1632, WDA. “Seversky entrava…” Jay Horan, , Video Interview with Ken Anderson, Bill Cottrell and Herb Ryman, 15/set/1983, p. 3, WDA. “Tínhamos que fazer isso…” Bombardeio de Tóquio – e Discussão Geral do Filme, 10/ set/1942, 3B-1, Reuniões com Seversky, Reluctant dragon, Dumbo, Saludos amigos, Victory through air power, Three caballeros, A2829, WDA. “É melhor fazerem um bom…” Bombardeio de Tóquio – Discussão Geral do Filme, 10/ set/1942, 3B-1, Reuniões com Seversky, Reluctant dragon, Dumbo, Saludos amigos, Victory through air power, Three caballeros, A2829, WDA. “Se vamos ficar presos…” Reuniões de enredo sobre problemas globais, 11/set/1942, reunião da tarde, reuniões com Seversky, ibid. “Filme bastardo.” Ibid. “Podemos mostrar torpedos...” United Press International, 5/ago/1942, Pasta Victory through air power, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, S-Z, A1632, WDA. “Você bombardeia o coração do polvo...” Anotações de reunião – narração e diálogo da seq. de 50-Ton de carga explosiva até o final do filme, 22/set/1942, Pasta Victory Through Air Power – Misc. tratamentos, rascunhos, Reluctant dragon, Dumbo, Saludos amigos, Victory through air power, Three caballeros, A2829, WDA. “A ideia básica é grande.” Memo: Walt para Pearce, Dave (Hand), Sherriff, 27/ago/1943 (?);Victory through air power – I, ARI, 2/set/1942, Pasta Victory through air power, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, S-Z, A1632, WDA. “Mal tenho ficado em meu escritório...” Walt para Walter Wanger, 23/out/1942, Motion Picture Society for the Americas, Corr. Walt Disney, 1944, F-N, A1531, WDA. Queixas de Walt. Reunião Geral, Victory through air power, 10/nov/1942, Reuniões com Seversky, Reluctant dragon, Dumbo, Saludos amigos, Victory through air power, Three caballeros, A2829, WDA. “Há um pouco de otimismo demais...” Exibição geral, Victory through air power, 27/nov/1942, ibid.

821

DisneyInteiro.indd 821

07.04.09 13:29:33


Neal Gabler “É melhor acertar logo isso...” Comentários sobre a administração de #2015, Saludos amigos, 6/mai/1942, Saludos – reuniões – anotações, ibid. “Todos em nosso escritório estão...” Fran Alstock para Walt, 30/jul/1942, Coordenador de Assuntos Interamericanos, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, World War II, A-K, A1633, WDA. “Excede em muito…” Nelson Rockfeller para Walt, 30/jul/1942, ibid. Impedindo outros estúdios de fazerem filme de gremlins. Shale, Donald Duck, p. 83. Queixa de Roy. Roy para Walt, 28/jul/1942, Corr. Inter-escritórios Roy O., Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. “Vilões muito, muito maus.” Reunião de enredo sobre Gremlins, 20/ago/1943, História dos Gremlins (Dados e material), Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, F-K, A1628, WDA. Ninguém parecia saber qual seria a aparência de um gremlim. Ward Kimball entrevistado por Rick Shale, 19/jan/1976, p. 7, WDA. Encontrando-se com aviadores da RAF. T Hee citado em Hubler, Disney, 395-96. “Definitivamente, os GREMLINS...” Walt para Stalky (Dahl), 18/dez/1943, História de Gremlins (Dados e material), Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, F-K, A1628, WDA. V US$ 150 mil do Bank of America. Memo, George Morris para Roy, Re: Resumo dos eventos, 16/out/1941, relatos enviados a Walt em Nova Iorque, 23/out/1941, Corr. Interescritórios Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. Finanças de Bambi. Memo, George Goepper para Walt, Re: cenas de Bambi, 29/abr/1941, Corr. Inter-escritórios George Goepper, Walt Disney, 1938-1944, F-K, A1628, WDA. Veja também reunião no escritório de Walt, 3/mar/1941, anotações de bambi (completas por seq.) de revisões resultantes de exibições em março, 1941, Materiais de produção de Bambi – Anotações de reuniões de enredo, anotações de moviola, corr., pesquisa, A3267, WDA. “Frank, eu sei que dói...” Frank Thomas e Ollie Johnston, Walt Disney’s “Bambi” (New York: Stewart, Tabori & Chang, 1990), p. 181-82. “Perdendo alguma coisa.” Sharpsteen entrevistado por Peri, p. 4. Cortando o filme. Thomas e Johnston, Walt Disney’s “Bambi”, p. 183. “Não havia muito entusiasmo...” Ibid, p. 186. “Aqui estou, Bambi!” Ibid. Desistindo dos planos de roadshow. Memo, Dave Hand para Walt, Re: Dave Hand’s Unit, 17/ out/1941, relatos sendo enviados a Walt em Nova Iorque, 23/out/1941, Corr. Interescritórios Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. Pesquisa Gallup. David Ogilvy (diretor associado, Audience Research Institute) para Roy, 22/ ago/1942, Bambi – Exploração e publicidade, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, A, A1625, WDA.

822

DisneyInteiro.indd 822

07.04.09 13:29:33


Walt Disney “Os negócios de Bambi estão vindo...” Memo, Roy para Walt, Re: Bambi, 3/set/1942, memos para e de Walt, Pasta 1940-1943, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA. “Círculo musical de Hollywood.” Comentários durante a primeira temporada nos cinemas, 7/ mar/1941, anotações de bambi (completas por seq.) de revisões resultantes de exibições em março, 1941, Materiais de produção de Bambi – Anotações de reuniões de enredo, anotações de moviola, corr., pesquisa, A3267, WDA. Frank Churchill. Carolyn Churchill para Walt, 24/mai/1942, Pasta C, Corr. Walt Disney, 1942-1943, A-C, A1526, WDA. “Em sua busca da perfeição...” NYT, 13/ago/1942. “Inteiramente desagradável.” Manny Farber, “Saccharine Symphony–Bambi”, em Peary e Peary, The american animated cartoon, p. 90. Jovem Diane. Diane Disney Miller entrevistada pelo autor; Don Eddy, “The amazing secret of Walt Disney”. Discussão com Raymond J. Brown. Brown para Walt, 17/jun/1942; Walt para Brown, 17/ jun/1942, Pasta O, Corr. Inter-escritórios Roy O., Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. Controvérsia com Brown. Howard Kemp para Walt, 6/set/1942; Walt para Harry Leeding, 11/ set/1942; VC (Vern Caldwell) para Walt (set/1942), Bambi (cartas controversas), Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, A, A1625, WDA. “Nossos amigos no Music Hall…” Roy para George Morris, 19/ago/1942, Corr. Interescritórios Roy O., Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. Perda de cerca de US$ 200 mil. Para: Diretoria De: George Morris, 21/out/1943, Walt Disney Productions, ibid. “Ao conviver com Bambi...” Walt para Jimmy Starr, 9/jul/1942, Pasta St, Corr. Walt Disney, 1942-1943, Q-S, A1529, WDA. Crachás de identificação. Walt para tio Robert, 10/ago/1942, Pasta D, Corr. Walt Disney, 1942-1943, D-H, A1527, WDA. Visitando mesas de desenho. Walt Disney entrevistado por Martin, Disco 9, WDA. Quase 28% da equipe. Hedda Hopper, “Disney outlines postwar plans”, LAT, 20/fev/1944. Tirando o quarto de dormir do escritório de Walt. Erwin Verity entrevistado por Dave Smith e Rick Shale, 19/jan/1976, p. 18, WDA. Soltando foguetes do telhado. John Hench entrevistado por Leonard Maltin, On the front lines: The war years, DVD (Buena Vista Home Entertainment, 2004). Economia de guerra. Marc Davis citado em Solomon, Enchanted Drawings, p. 119; memo, George Morris para Walt, Re: Aluguéis da Lockheed, 19/jul/1942, Pasta George E. Morris, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, A, A1629; Jim Fletcher, artista, citado em Green e Green, Remembering Walt, p. 120; Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 8, p. 14. “Você simplesmente ficaria trancado ali...” Mike Barrier, “Screenwritter for a Duck: Carl Barks at the Disney Studio”, Funnyworld, n.º 21 (outono de 1979), p. 14. “Equipamento mental.” Carl Nater, “Walt Disney studio–A war plant”, Journal of the Society of Motion Picture Engineers, vol. 42, n.º 3 (mar/1944), p. 173.

823

DisneyInteiro.indd 823

07.04.09 13:29:33


Neal Gabler “Devemos nos livrar inteiramente…” Memo, Adelquist para Walt, 13/jan/1942, Corr.Interescritórios Walt Disney, 1938-1944, Pasta A-B, A1625, WDA. “Eu realmente acredito que Walt...” “Walt Disney: Great teacher”, Fortune, ago/1942, p. 156. Cobrava em média US$ 12 por pé de filme. Thomas F. Brady, “Donald doesn’t Duck the Issue”, NYT, 21/jun/1942, seção 8, p. 3; Nater, “Disney Studio”, pp. 172-73. Corte de pagamento. Walt para Walt Disney Productions, 28/mai/1943, Walt Disney Productions, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, Pasta D, A1627, WDA. Encontrando-se com Rosenberg. Memo, Roy para Walt, 28/jan/1942, memos para e de Walt, Pasta 1940-1943, Corr. Inter-escritórios Roy O., Walt Disney, Roy O. – Trips to Disneyland (1954-61), A3002; memo, George Morris para Walt, 28/jan/1942, Pasta George E. Morris, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, A1629, WDA. “No ano que passou...” Walt para tio Robert, tia Charlotte, 28/dez/1942, Pasta D, Corr. Walt Disney, 1942-1943, D-H, A1527, WDA. 300 mil pés de filme. Theodore Straus, “Donald Duck’s Disney”, NYT, 7/fev/1943, seção 2, p. 3. Mais de 75% da produção do estúdio. LAT, 17/mai/1942. “Um dos grandes professores...” “Walt Disney: Great teacher”, p. 93. “Às vezes parecia que havíamos escorregado…” Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 43. VI Dr. Earnest Hooten. David M. Little (Harvard University) para Walt, 15/fev/1943, Pasta H, Corr. Walt Disney, 1942-1943, D-H, A1527, WDA. “Espero que tenha todo sucesso…” Gilbert Seldes para Walt, 15/jan/1943, Pasta Se, Corr. Walt Disney, 1942-1943, Q-S, A1529, WDA. “Uma das missões mais felizes…” NYT, 13/fev/1943, p. 8. “Me deprime.” James Agee, Agee on film (New York: Universal Library, Grosset & Dunlap, 1969), p. 1:29 (20/fev/1943). “Mistura de orgulho e tristeza.” Citado em Watts, Magic Kingdom, p. 246. “Destacada realização.” Nelson Rockfeller para Walt, 20/mai/1943, seminário (para países sul-americanos), Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, Pasta R-S, A1631, WDA. Ameaça pôr abaixo o cinema. Kyle Crichton, “Riot from Rio”, Collier’s, 19/dez/1942, p. 90. “Completamente adorado…” Gladys Arnold para Walt, 9/out/1943, Pasta A, Corr. Walt Disney, 1942-1943, A-C, A1526, WDA. Queixas. Shale, Donald Duck, pp. 48-49. “É importante.” Straus, “Duck’s Disney”, p. 3. Walt e Skouras. Reunião sobre Victory through air power, 24/fev/1943, Pasta Victory through air power, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, Pasta S-Z, A1632, WDA. “Dividir a atenção.” Leonard Maltin, The Disney films, 3.ª ed. (New York: Hyperion, 1995), pp. 63-64.

824

DisneyInteiro.indd 824

07.04.09 13:29:33


Walt Disney “Tenho a certeza de que vamos provocar...” Memo: Roy para Walt, 11/mai/1943, Victory through air power, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, Pasta S-Z, A1632, WDA. Pearce e Seversky. Walt para Roy, 15/mai/1943, ibid. “Documento mais poderoso e vital…” Telegrama de Mary e Albert Lasker para Walt, 2/ jul/1943, ibid. “Realmente uma grande produção.” Tel. Hearst para Walt, 2/jul/1943, ibid. Nelson Rockfeller. Rockfeller para Walt, 10/jul/1943, ibid. Reação na pré-estreia. David E. Weshner (publicidade Disney) para Walt, 13/jul/1943, ibid. Críticas. Christian science monitor, 19/jul/1943; Wall Street Journal, 10/jul/1943; NYT, 26/ jul/1943; NYT, 25/jul/1943; Agee, On film, p. 43; Daily Worker, 21/jul/1943. “Resposta entusiástica.” Telegrama Vern Caldwell para Walt, 9/jul/1943, Pasta Victory through air power, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, Pasta S-Z, A1632, WDA. Exibições de Arnold. Vern Caldwell para Walt (jul/1943), ibid. Segundo Paul F. Anderson, “The artist and the aviator”, ms. não pub., 2005, a marinha recrutou um ex-almirante, Harry Ervin Yarnall, para montar um contra-ataque ao filme, basicamente promovendo as próprias teorias da marinha para o sucesso militar. Mostrando Victory para FDR. John Gunther, Taken at the flood (New York: Harper Bros., 1960), p. 285. “Fiquei certo…” De Seversky para Elsa Maxwell, 9/dez//1947, Pasta Se, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1947-1948, Pasta N-S, A1539, WDA. “Quer fature ou não...” Walt para Upton Close, 9/jul/1943, Pasta C, Corr. Walt Disney, 19421943, A-C, A1526, WDA. “Não havia nenhuma dúvida...” Woolie Reitherman entrevistado por Christopher Finch e Linda Rosenkrantz, 9/mai/1972, p. 4, WDA. Custos de Victory. Paul L. Pease para de Seversky, 27/fev/1958, Pasta S, Corr. Walt Disney, 1958, Q-Z, A1572; Para: Diretoria, De: George Morris, 22/out/1943, Walt Disney Productions, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. US$ 500 mil em projetos de filme. Memo, Cottrell/Cutting para Walt, Re: Educational Program, 5/fev/1943, Pasta México e América Central, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, N-Q, A1629, WDA. O memorando acrescenta que US$ 100 mil da apropriação “poderia ser mais ou menos gastos em experimentação”. Mazatlán. LAT, 10/out/1943. Ordem requerendo aprovação pessoal. Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 47. Contratando John Sheehan. Minutas da diretoria, 1938-1944, A1629, WDA. Comerciais. Memo, Jack Sheehan aos Interessados, Re: Lista de prioridade de projetos, 1.º/ jul/1944, Pasta J. V. Sheehan, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, R-S, A1631; Kamen para Walt e Roy, Re: National Dairy Products Corp., 13/jul/1943; Kamen para William Reydel, 25/fev/1942, Pasta Kay Kamen (Government & Commercial films), Corr. Inter-escritórios Walt Disney, World War II, A-K, A1633. Foote, Cone & Belding. Memo, Roy para Walt, Re: Nossa Associação Foote, Cone & Belding, 23/out/1944, Pasta Walt Disney 1941-1945, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA.

825

DisneyInteiro.indd 825

07.04.09 13:29:33


Neal Gabler Vacilando com comerciais. Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 99; Walt para Carol Irwin, Young & Rubicam, 3/out/1943, Pasta Ho, Corr. Walt Disney, 1942-1943, D-H, A1527, WDA. Noventa e quatro por cento. Hedda Hopper, “Disney Outlines Postwar Plans”, LAT, 20/ fev/1944. Produção em junho de 1944. Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 43. “Se todos os americanos…” Walter Wanger, “Mickey Icarus, 1943”, Saturday review of literature, 4/set/1943, em Smoodin, Disney discourse, p, 46. “Todos temos que nos ajustar…” Walt para Nina Cauger, 25/jun/1942, Ted Cauger Collection. “E eu não quis ir embora…” Greene e Greene, Inside the dream, p. 79. Walt tenta interessar Roy em combinações. Memo, Roy para Walt, Re: Mickey Mouse/Wind in the willows Combinados, 28/out/1943; Memo, Roy para Walt, Re: Produto do estúdio, 10/nov/1943, Pasta memos para e de Walt, 1940-1943, Corr. Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA. Também memo, Paul Pease para Walt e Roy, 4/out/1943, Pasta Paul Pease, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, N-Q, A1630, WDA. Domingos com as garotas. Diane Disney Miller citada em Thomas, Walt Disney, p. 5; Green e Green, Remembering Walt, p. 32; Diane Disney Miller entrevistada pelo autor. Taffy. Walt para Janet Bishop, 30/jan/1942, Pasta F, Corr. Walt Disney, 1942-1943, D-H, A1527, WDA. “Me tirava de minhas altas cavalarias.” Walt para Norman Rockwell, 31/dez/1941, Folder Ro, Corr. Walt Disney, 1940-1941, N-R, A1524, WDA; Rockwell havia feito retratos das garotas. “Domingo passado foi a primeira vez…” Walt para Deems Taylor, 25/abr/1944, Pasta T, Corr. Walt Disney, 1944, S-Z, A1533, WDA. “Amplidão.” Hubler, Disney, p. 703. Renúncia de Dave Hand. Hand, Memoirs, p. 82. Roy mostra material de Caballeros a Rockfeller. Memo, Roy para Walt, 27/mar/1944, Pasta T, Corr. Walt Disney, 1944, S-Z, A1533, WDA. Walt telegrafou a Vern Caldwell. Tel. de Walt para Caldwell, 13/jul/1943, Pasta Vernon Caldwell, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, C, A1626, WDA. “Ele se movimenta com a velocidade…” Tel. de Walt para Rockfeller, 10/nov/1944, Pasta The three caballeros, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1946, R-Z, A1536, WDA. “Trecho de animação do qual estou orgulhoso.” Ward Kimball entrevistado por Rick Shale, 29/ jan/1976, pp. 34-35, WDA. “Onda de ações absurdas…” Thomas e Johnston, Illusion of life, pp. 522, 524. Agee, On film, p. 141 (10/fev/1945). Deming sobre Caballeros. Barbara Deming, “The artlessness of Walt Disney”, Partisan Reiew 12, n.º 2 (primavera de 1945), pp. 226-31. Kamen ouve RKO reclamar. Memo, Kamen para Roy, 2/fev/1945, Pasta Kay Kamen (Government & Commercial films), Corr. Inter-escritórios Walt Disney, World War II, A-K, A1633, WDA.

826

DisneyInteiro.indd 826

07.04.09 13:29:33


Walt Disney US$ 900 mil em 11 semanas. Memo. William D. Levy para Roy, Re: Contas, 15/mai/1945, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. ”Um dos maiores criadores…” Citado em Memo, Jack Cutting para Walt, 10/jan/1944 (sic), Pasta Jack Cutting, ibid. “A melhor coisa que Disney fez…” Memo, Cutting para Walt, 2/abr/1945, ibid. Reduzindo o débito. Memo, George Morris para Walt, Re: Informe financeiro, 10/mai/1943, Pasta George E. Morris, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, A1629, WDA. Sugestões do Bank of America. Memo, Jonathan Lovelace para Walt, Roy, Re: Walt Disney Productions, Ações Preferenciais, 21/out/1944, Pasta L, Corr. Walt Disney, 1944, F-N, A1531, WDA. “Queremos continuar...” Memo, Roy para Walt, 31/mar/1945, Pasta Roy Disney, Corr. Interescritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. “Perderam a fé em mim.” Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 9 & 10, bobina 10, p. 14. Viagem de trem com Nate Blumberg. Memo, Walt para Roy, 16/mar/1942, memos para e de Walt, 1940-1943, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA. Walt pressiona Roy a relançar Branca de Neve. Tel. de Walt para Roy, 1.º/jul/1943, Corr. Interescritórios Roy O., Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. “Receita excepcional.” Vern Caldwell para Walt, 14/dez/1943, Pasta RKO (NY), Corr. Walt Disney, 1951-1952, R-S, A1540, WDA. “Seus problemas de produção.” Memo, Roy para Walt, 11/fev/1944, Pasta Roy O. Disney, Corr. Walt Disney, 1944, S-Z, A1533, WDA. “Branca de Neve parece realmente quente.” Memo, Roy para Walt, 27/mar/1944, Pasta T, Corr. Walt Disney, S-Z, A1533, WDA. US$ 50 milhões em títulos de poupança. LAT, 6/mai/1946. Entre 150 e 300 horas de filmes. Hollister, Man or mouse, cap. 15, p. 12. “Pelo amor de Cristo…” Citado em Charles Solomon, The Disney that never was: The stories and art from five decades of unproduced animation (New York: Hyperion, 1995), p.119. “Criou uma grande sensação…” Memo, Jack Cutting para Walt, 23/jan/1945, Pasta Jack Cutting, Corr. Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. “Trabalho mais eficaz…” Nelson Rockfeller para Walt, 17/mai/1946, Pasta Ro, Corr. Walt Disney, 1945-1946, R-Z, A1536, WDA. Paul F. Anderson em “The Artist and the Aviator” credita a Victory through air power a mudança de táticas militares e a maior ênfase na aeronáutica. Entre outras coisas, ele cita a decisão do secretário da marinha Frank Knox, pouco depois da estreia do filme, para consolidar as armas do corpo aéreo da marinha.

827

DisneyInteiro.indd 827

07.04.09 13:29:33


Neal Gabler

Nove Sem rumo I “Estou esperando...” Walt para Ruth, 5/dez/1945, Pasta D, Corr. Walt Disney, 1945-1946, A-K, A1534, WDA. Projetos. LAT, 18/fev/1945; Charles Solomon, The Disney that never was: The stories and art from five decades of unproduced animation (New York: Hyperion, 1995), p.172; NYT, 10/mar/1946, seção 2, p. 3; Hedda Hopper, “Disney outlines postwar plans”, LAT, 20/ fev/1944. Walt havia anunciado a coprodução de Hans Christian Andersen em 1941. Veja LAT, 28/mar/1941. Programa de rádio. Memo, Jack Reeder para Walt, Re: Trabalho de pesquisa para um possível programa de rádio Disney, 22/out/1945, Pasta John Reeder, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, M-Z, A1636, WDA. “O negócio do cinema realmente...” Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 9 & 10, p. 23. “Acho que temos um grande futuro...” Walt para Lieutenant Lee Blair, USNR, 4/dez/1945, Pasta Bi, Corr. Walt Disney, 1945-1946, A-K, A1534, WDA. “Cem por cento a aumentar…” Walt para Arch A. Mercey (consultor de cinema, Escritório de Mobilização de Guerra e Reconversão), 10/mai/1946, Pasta M, Corr. Walt Disney, 1945-1946, L-P, A1535, WDA. Dali e Walt. Richard Hubler, Walt Disney, ms. não pub., 1968, p. 691, RHC; Walt para Dali, 19/fev/1944; Dali para Walt, 21/fev/1955, Pasta D, Corr. Walt Disney, 1944, A1530, WDA. Acordo com Dali. Memo, Jack para Walt, Re: Salatore (sic) Dali, 2/nov/1945, Pasta L, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. Dali deveria receber US$ 10 mil e duas passagens ida-e-volta de New York a Los Angeles. Ele também exigia “equal billing” com todos, exceto Walt Disney. “NOVAS E REVIGORANTES...” Dali para Walt, 20/set/1945, Corr. Walt Disney, 19451946, Pasta D, A-K, A1534, WDA. “Aguardamos com grande esperança…” Ibid. “A coisa que mais me desagrada...” Arthur Miller, “Dali and Disney plan something definitely new”, LAT, 7/abr/1946. Procurando artistas no país. Ibid. “Na noite em que nos conhecemos...” Dali para Walt, sem data (1946), Pasta D, Corr. Walt Disney, 1945-1946, A-K, A1534, WDA. “De fato, espirravam...” Walt para Fleur Cowles, 10/jun/1957, Pasta Da, Corr. Walt Disney, 1957, A-D, A1566, WDA. “Será um dos momentos mais...” Gala Dali para Walt, 2/jun/1946, Pasta D, Corr. Walt Disney, 1945-1946, Pasta D, A-K, A1534, WDA.

828

DisneyInteiro.indd 828

07.04.09 13:29:33


Walt Disney “Não deixaremos...” Walt para os Dali, 11/jun/1946, ibid. Floyd B. Odlum. NYT, 30/set/1945, seção 2, p. 1. “Depois que a guerra terminou…” Roy O. Disney entrevistado por Richard Hubler, 17/ nov/1967, p. 7, WDA. “O típico homem de negócios pão-duro...” Shamus Culhane, Talking animals and other people (New York: St Martin’s Press, 1986), p. 140. Roy visita animadores. David Dodd Hand, Memoirs (Cambria, Calif.: Lighthouse Litho, 1990), p. 72. “Um berreiro.” Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 9 & D, p. 40. “Parecia quase uma tarefa...” Ibid. pp. 37, 40. “Walt tinha uma forma de contar...” Frank Thomas e Ollie Johnston, The illusion of life: Disney animation (New York: Hyperion, 1981), p. 274. “Apenas conversando.” Wilfred Jackson entrevistado por David Smith, 14/mai/1971, WDA. “Súbita mudança de curso...” Harry Tytle, One of “Walt’s boys”: An insider’s account of Disney golden years (Royal Oak, Mich.: Airtight Seals Allied Products, 1997), p. 87. “Não gostava que duas pessoas ficassem juntas demais...” Marc Davis entrevistado por Richard Hubler, 21/mai/1968, RHC, Caixa 14, Pasta 51. “Hábito de pegar...” Richard Huemer, Recollections of Dick Huemer, ms. não pub., 1969, p. 130, Special Collections, Young Research Library, UCLA. “Estamos completamente desorganizados…” Sharpsteen entrevistado por Richard Hubler, 29/ out/1968, p. 32, WDA. Inventário do equipamento do estúdio. Anônimo citado em Hubler, Disney, p. 29. “A queixa mais comum...” Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 58. “Um estúdio não pode ser operado...” Robert B. Sherman e Richard M. Sherman, Walt’s time: From before to beyond, ed. Bruce Gordon, David Mumford e Jeff Kurtti (Santa Clarita, Calif.: Camphor Tree Publishers, 1998), p. 158. “Estou convencido…” Memo, Walt para Roy Williams, Re: Donald’s cure, 21/mar/1943, Pasta W, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, Pasta S-Z, A1632, WDA. Aumento das despesas gerais como porcentagem do custo do estúdio. DeBoard para Walt e Roy, 7/dez/1944, Pasta Edward DeBoard, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 19381944, D, A1627, WDA. Recomendações de DeBoard. DeBoard para Roy, 28/ago/1944; DeBoard para Walt, 19/ out/1944, ibid.; Memo, DeBoard para Walt, Re: Plano de bônus dos diretores, 10/ abr/1945, Pasta de DeBoard Engineering, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 19451952, A-L, A1635; Minutas de encontro adiado da diretoria, 13/jun/1944, Pasta George E. Morris, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, A1629, WDA. Procurando e contratando Reeder. Vern Caldwell para Walt, sem data (abr/1945), Pasta R, Corr. Walt Disney, 1945-1946, Pasta R-Z, A1536; Roy para Walt, 19/jun/1945, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. Comitê de gerenciamento. Roy para John F. Reeder et al., 10/out/1945, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. Reorganização. Memo, Walt para os listados, Re: Mudanças na organização, 7/dez/1945, Pasta John Reeder, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, M-Z, A1636, WDA; LAT, 11/set/1945.

829

DisneyInteiro.indd 829

07.04.09 13:29:33


Neal Gabler “Nove velhos.” Harry Tytle entrevistado pelo autor; Ollie Johnston entrevistado pelo autor; Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 159; Culhane, Talking animals and other people (New York: St Martin’s Press, 1986), p. 244. Ambivalência. Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 50. Irrritado com Leahy e Reeder. Ibid., p. 49. Não comparecimento às reuniões do comitê de gerenciamento. Ibid., pp. 50-51. Erupção de Walt. Ibid. p. 75. Harry Teitel, mais tarde, Tytle, manteve um diário durante os anos em que trabalhou no estúdio Disney. Isto vem de uma entrada em 8/abr/1946, citando Bill Anderson, que assistiu à reunião. Recomendações de Reeder. Informe (Jack Reeder), 19/ago/1946, Demissão (ago/1946), Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. “Na parte mecânica, embora não espiritual.” Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 56. “As novas pessoas se interpunham...” Jimmy Johnson, Inside the whimsy works: My thirty-seven years with Walt Disney Productions, ms. não pub., 1975, cap. 3, pp. 1-2, WDA. Perdendo interesse nos curtas. Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 83. Chip e Dale. Jim Korkis, “Jack Hannah in his own words”, POV, n.º 8 (1995), p. 44; Bill Justice, Justice for Disney (Dayton, Ohio: Tomart Publications, 1992), p. 47. Eles foram batizados, de acordo com Hannah, por sua assistente, Bea Selke, com o nome do estilo de móveis Chippendale. “Gradualmente, as pessoas esqueceram...” Thomas e Johnston, Illusion of life, p. 280. “De remover talentos marginais.” Memo, Ken Peterson para Walt, Re: Remover, 5/jul/1946, Pasta F, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, M-Z, A1636, WDA. “Chopin” dos animadores. Citado em John Canemaker, Walt Disney’s nine old men and the art of animation (New York: Disney Editions), p. 175-76. “Insatisfação” e “tormento.” Ibid. “Mau negócio para ele.” Ward Kimball entrevistado por Steve Hulett, p. 6, WDA. “Parecer tosco.” Ibid. “Não havia acompanhado...” Canemaker, Nine old men, p. 16. “Faltava habilidade…” Ben Sharpsteen, answers to questions submitted by Dave Smith, set/1974, pp. 18, 19, WDA. “Psicologicamente frágil.” Frank Thomas, entrevistado pelo autor. “O caviar acabou.” “Father goose”, Time, 27/dez, 1954, p. 46. “Walt era um urso…” Bill Peet, Bill Peet: An Autobiography (Boston: Houghton Mifflin, 1989), p. 123. Suspiros “prodigiosos.” Lawrence Edward Watkin, Walt Disney, ms. não pub., sem data, p. 14, WDA. ARI. Tytle, One of “Walt’s boys”, pp. 28-29; Leo Salkin, “Disney’s ‘pigs is pigs’: Notes from a Journal, 1949-1953”, em Storytelling in animation: The art of the animated image, ed. John Canemaker (Los Angeles: AFI, 1988), p. 2:13. Nunca houve pré-estreia para crianças. Bob Thomas, Walt Disney, manuscrito anotado por Walt Disney, p. 39, WDA. Isso pode levar à impressão errada de que Walt não gostava de crianças. De fato, ele frequentemente respondia as cartas de crianças pessoalmente – aconselhando jovens animadores em perspectiva sobre o que deveriam fazer para entrar na profissão.

830

DisneyInteiro.indd 830

07.04.09 13:29:33


Walt Disney Vinte avaliações separadas. Jack Sayers (ARI) para Card Walker, 7/dez/1948, Corr. Audience Research, 1948-1949, Corr. Roy O. Disney, A-C (1929-1951), A2993, WDA. Curtas e qualidade. Tytle, One of “Walt’s boys”, pp. 76-77. “Eu tinha uma forte convicção…” Diane Disney Miller, como relatado a Pete Martin, The story of Walt Disney (New York: Holt, 1956), p. 190. “A fim de completar o pacote…” Memo, Jack Roberts para Walt, 4/nov/1944, Swing street package, Pasta R, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, R-S, A1631, WDA. “Nós no estúdio...” Ben Sharpsteen entrevistado por Don Peri, 26/mar/1975, p. 33, WDA. “Experiência em precipitar altos e baixos.” NYT, 28/abr/1946, seção 2, p. 1. “Sem gosto.” James Agee, Agee on film (New York: Universal Library, Grosset & Dunlap, 1969), p. 1:198 (Apr. 27, 1946). “Explodiu em risadas…” T. Hee citado em Hubler, Disney, pp. 38-40. Feitos com as equipes dos curtas. Memo, Walt para Sharpsteen, Re: Filme de Mickey, 6/ mai/1940, Pasta Ben Sharpsteen, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, R-S, A1631, WDA. Jimmy Macdonald como Mickey Mouse. Jim Macdonald entrevistado por Richard Hubler, 13/ago;1968, p. 3; Julia Joslin, “Mickey’s other voice”, Disney News, verão de 1988, p. 43. Eisenstein sobre Make Mine Music. Eisenstein sobre Disney, ed. Jay Leyda, trans., Alan Upchurch (London: Methuen, 1988), pp. 63-65. Análise de Schickel. Richard Schickel, The Disney version: The life, times, art and commerce of Walt Disney, 3.ª ed. (1968; reimpresso em Chicago: Elephant Paperbacks, 1997), p. 13. “Suponha que você visite um amigo.” Hermine Rich Isaacs, “The films in review”, Theatre Arts, junho de 1946, pp 343-45. II “Bando de galgos…” Al Eugster citado em Leslie Iwerks e John Kenworthy, The hand behind the mouse (New York: Disney Editions, 2001), p. 133. Ali Babá. Artigos, 4/set/1938, MWEZ, n.c. 19,000, New York Public Library for the performing arts; Danny Peary, “Reminiscing with Walter Lantz” em The animated american cartoon: A critical anthology, ed. Gerald Peary and Danny Peary (New York: E. P. Dutton, 1980), p. 195. “Disney é a Tiffany…” Citado em Charles Solomon, Enchanted drawings: The history of animation (New York: Alfred A. Knopf, 1989), p. 94. “Fazer desenhos animados é como entregar leite.” Joseph Barbera, My life in ’toons: From Flatbush to Bedrock in under a century (Atlanta: Turner Publishing, 1994), p. 54. “Ele não se importava.” Huemer, Recollections, p. 46. Mintz ordenou à equipe… I. Klein, “‘Screen Gems’ made of paste: Memories of the Charles Mintz studio”, Funnyworld, n.º 20 (verão de 1979), p. 41. Walter Lantz não tinha departamento de enredo. Leo Salkin citado em Solomon, Enchanted drawings, p. 89.

831

DisneyInteiro.indd 831

07.04.09 13:29:33


Neal Gabler “Nós mostramos àqueles caras Disney...” Citado em Culhane, Talking animals, p. 235. Fred Quimby. Barbera, Life in ’toons, pp. 65, 84. Terraço dos cupins. Bill Melendez entrevistado pelo autor. “Parecia e fedia...” Culhane, Talking animals, p. 246. Assoalhos, óleo e buracos. Entrevista de Melendez. Paredes. Michael Maltese citado em Joe Adamson, “Well, for heaven’s sake! Grown men!” Film Comment, jan-fev/1975, p. 18. “Que nojo...” Ibid. Walt gastava mais…” Citado em Solomon, Enchanted drawings, p. 149. Comprimento. Ibid., p. 104. “Sempre cheirava a Violeta de Parma.” Ibid., p. 153. JeeThus Christh...” Chuck Jones, Chuck Amuck: The life and times of an animated cartoonist (New York: Avon Books, 1989), pp. 89-90. “Sua carteira de dinheiro falava.” Citado em Michael Barrier, Hollywood cartoons: American animation in its golden age (New York: Oxford University Press, 1999), p. 335. “Eles não são rebeldes…” Joe Adamson, Tex Avery: King of cartoons (New York: DaCapo Press, 1975), p. 160. “Coisa adorável.” Maltese citado em Adamson, “Well, for heaven’s sake!”, p. 18. “Os animadores da Warner Bros. não tinham...” Entrevista de Melendez. “Nós ríamos...” Chuck Jones citado em Stefan Kander, Serious business: The art and commerce of animation in america from Betty Boop to “Toy Story” (New York: Scribner, 1997), p. 95. “Diretores, animadores e escritores eram de fato um laboratório...” Jones, Chuck Amuck, p. 65. “Fazíamos as nossas coisas…” Reg Hart, “Entrevista com Friz Freleng”, Griffithiana, n.º 34 (dez/1998), p. 35. “Preciso de um filme animado...” Ibid., p. 74. “Muitos de nós desejávamos...” Jack Kinney, Walt Disney and other animated characters: An unauthorized account of the early years at Disney’s (New York: Harmony Books, 1988), p. 130. “Era com o admirar o tipo de mulher…” Barrier, Hollywood cartoons, p. 402. “Ciúmes de como eram engraçados…” Citado em Solomon, Enchanted drawings, p. 107. “Havia libertado o povo americano…” David M. Kennedy, Freedom from fear: The american people in Depression and War, 1929-1945 (New York: Oxford University Press, 1999), p. 857. III “Pedra no sapato…” Reitherman para Frank Thomas e Ollie Johnston, 17/jan/1979, citado em Canemaker, Nine old men, pp. 44-45. “Uma forma de entrar nos filmes ao vivo...” Citado em Solomon, Enchanted drawings, p. 185. Negociando com a família Harris e preparando histórias. Memo, Roy Disney e John Ross (editor de história) para Walt e direção de Produção, Re: Material de “Tio Remus”, 23/mai/1939; memo, George Stallings para Walt, Re: Tio Remus, 8/set/19339, Pasta de corr. de Song of the South, Corr. Walt Disney, 1947-1948, N-S, A1539, WDA.

832

DisneyInteiro.indd 832

07.04.09 13:29:33


Walt Disney “Para conseguir um clima autêntico...” Artigos, Variety, 5/nov ou 6/nov/1940, Pasta C.A. (Mike) May, Corr. Walt Disney, 1945-1946, L-P, A1535, WDA. “Calibre grande o suficiente...” Memo, Roy para Walt, 21/jun/1944, Pasta Walt Disney 19411954, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA. “Insaciável.” Citado em Patrick McGilligan e Paul Buhle, Tender comrades: A backhistory of the Hollywood blacklist (New York: St. Martin Press, 1997), p. 522. “Uma enganação ruim…” Chattanooga Tennessee Times, 15/set/1944, Corr. Inter-escritórios Vernon Caldwell, Walt Disney, 1938-1944, C, A1626, WDA. “Pilha de negrinhos” e “negrinha.” Reunião de enredo de Branca de Neve – última parte da seq. 6ª, 23/jun/1936, Reuniões de enredo de Branca de Neve, Pasta jan/1936-jul/1936, Snow White and the seven dwarfs, Reuniões de enredo– out. 1934-1937, Caixa 1, A1731, WDA; Walt para Mike May, 19/abr/1945, Pasta C.A. (Mike) May, Corr. Interescritórios Walt Disney, 1947-1938-1944, C, A1626, WDA. Corvos entendem o preconceito. Michael Wilmington, “Dumbo”, em American animated cartoon, p. 81. Centaurete negra. Reunião de enredo, 17/out/1938 (tarde), Filme do concerto – Reuniões, 1938, Fantasia, Reuniões de enredo etc., A1782, WDA. Isso foi retirado das exibições subsequentes. “Entre os que odeiam negros...” Caldwell para (Perce) Pearce, 19/jun/1944. Bill Kupper e Stormy Weather. Memo, William B. Levy para Roy, Re: “Tio Remus”, 26/ jun/1944, Pasta Corr. Inter-escritórios Roy O., Walt Disney, 1938-1944, D, A1627, WDA. “É exatamente por isso que quero que você...” McGilligan e Buhle, Tender comrades, p. 521. Mudanças de Rapf. Maurice Rapf, Notes on Uncle Remus (1944), Pasta Corr. Song of south, Corr. Walt Disney, 1947-1948, N-S, A1539, WDA; McGilligan e Buhle, Tender comrades, p. 524. “Não consigo encontrar uma droga...” Memo, Lessing para Walt, Re: Sequência A Uncle Remus, 9/nov/1944, Pasta Corr. Song of south, Corr. Walt Disney, 1947-1948, N-S, A1539, WDA. Hattie McDaniel. Hattie McDaniel para Walt, 9/jun/1947, ibid. Walter White. Walt para Walter White, 25/jul/1944, ibid. Comentários de amigos de Breen. Memo, Francis Harmon para Joseph Breen, 31/jul/1944, Pasta MPPDA, Corr. Walt Disney, 1945-1946, L-P, A1535, WDA. Dr. Alain Locke. dr. Alain Locke para Walter Wanger, 4/set/1944, Pasta Corr. Song of south, Corr. Walt Disney, 1947-1948, N-S, A1539, WDA. “Causar problema sério…” Memo, Arch Reeve para Joseph I. Breen e Will Hays, 18/ago/1944, ibid. Clarence Muse. Relato sobre Agitação de Inspiração Externa entre negros americanos na divisão de campo de Los Angeles (1945), Arquivo #100-14872, Walt Disney, FBI. Vingança de Muse. Rapf citado em McGilligan e Buhle, Tender comrades, p. 524. Fazendo contato com Robeson. Memo, Earl Rettig para Walt, 20/fev/1941; Earl Rettig para Rudolph Polk, Administração da Columbia, 20/fev/1941, Pasta Earl Rettig, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1942-1943, D-H, A1527, WDA.

833

DisneyInteiro.indd 833

07.04.09 13:29:33


Neal Gabler Encontrando James Baskett. Walt para Jean Hersholt, 30/jan/1948, Pasta da Academy of Motion Picture Arts & Sciences, Corr. Walt Disney, 1951-1952, A-Ch, A1544, WDA. Custo estimativo de equipar o estúdio de gravação. Memo, Dick Pfahler para os listados, Re: Equipamento para gravação ao vivo, 9/out/1945, Pasta Dick Pfahler, Corr. Walt Disney, 1945-1952, M-Z, A1636, WDA. Sugestão de Lovelace. Jonathan Bell Lovelace para Walt, 18/set/1944, Pasta Corr. Song of south, Corr. Walt Disney, 1947-1948, N-S, A1539, WDA. US$ 390 mil pelos serviços de Goldwyn. Memo, Fred Leahy para Walt, 22/jan/1948, Pasta L, Corr. Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. “Tomadas atmosféricas.” Walt para Joseph Breen, 11/dez/1944, Pasta MPPDA, Corr. Walt Disney, 1945-1946, L-P, A1535, WDA. Censurando Jackson. Wilfred Jackson citado em Barrier, Hollywood cartoons, p. 389. “Todos nos sentamos lá…” Jackson citado em Hubler, Disney, p. 504. Filme reintitulado Song of the South. Walt para Wright Bryan (editor do Atlanta Journal), 11/jun/1946, Pasta Corr. Song of south, Corr. Walt Disney, 1947-1948, N-S, A1539, WDA. Walt disse aos Harris que havia tantos “tios” em vários programas de rádio para gente jovem que o filme poderia ser erradamente entendido como um filme de “entretenimento exclusivamente para crianças”. “Quase todos os animadores...” Marc Davis entrevistado por Bob Thomas, 25/mai/1973, p. 16, WDA. “Ponto alto na animação...” Milt Kahl entrevistado por Mica Prods., 3/nov/1983, p. 28, WDA. “Vi Canção do Sul de Walt Disney...” Ned Depinet para John Reeder, 31/jul/1946, Pasta John Reeder, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, M-Z, A1636, WDA; Ned E. Depinet para Robert Mochrie, 31/jul/1946, Make Mine Music, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1946, L-P, A1535, WDA. Caldwell tinha passado a carta para Walt com seus comentários embaixo. “O mais alto potencial.” Bill Levy para Roy, 18/nov/1946, Pasta Corr. Song of south, Corr. Walt Disney, 1947-1948, N-S, A1539, WDA. “Cada vez mais os artesãos de Disney...” NYT, 28/nov/1946. US$ 3,3 milhões de faturamento. Roy para Walt, 21/jan/1947, Pasta Roy Disney, Corr. Interescritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. “Relação idílica senhor-escravo…” NYT, 28/nov/1946. “Insulto às minorias.” NYT, 24/dez/1946. Piquetes. NYT, 14/dez/1946. “Você deixou de ser Walt Disney...” Billy Rose, “Pitching horseshoes”, OM, 17/dez/1946. Maurice Rapf concorda com os críticos. McGilligan e Buhle, Tender comrades, p. 523. “Está de acordo com a reputação...” Phineas J. Biron, “Strictly Confidencial”, (Messenger, 3/jan/1947m citado em Steven Watts, The Magic Kingdom: Walt Disney and the american way of life (Boston: Houghton Mifflin, 1997), p. 276. “Acredito que o melhor ator…” Walt para Ruth, 5/dez/1945, Pasta D, Corr. Walt Disney, 1945-1946, A-K, A1534, WDA.

834

DisneyInteiro.indd 834

07.04.09 13:29:33


Walt Disney Disco de Bert Williams. Walt para James Baskett, 28/jul/1947, Pasta B, Corr. Walt Disney, 1947-1948, A-H, A1537, WDA. “Quase inteiramente sem direção.” Walt para Jean Hersholt (presidente, Motion Picture Academy), 30/jan/1948, Pasta Academy of Motion Picture Arts & Sciences, Corr. Walt Disney, 1951-1952, A-Ch, A1544, WDA. “Amigo em fatos...” Margaret Baskett para Walt, 20/ago/1948, ibid. “Vamos fazer qualquer coisa...” Walt Disney entrevistado por Martin, disco 9, WDA. “Seria, naturalmente, um novo começo...” Walt para James Mason, 7/fev/1947, Pasta M, Corr. Walt Disney, 1947-1948, I-M, A1538, WDA. “Um chute nos dentes…” Miller, Story of Disney, p. 80. “Quando ele voltou para animação...” Citado em Katherine Greene e Richard Greene, Inside the dream: The personal story of Walt Disney (New York: Roundtable Press, 2001), p. 95. Estúdio em retração. NYT, 10/jan/1947. Empréstimo da RKO. Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 57. “Sempre parecia um pouco preocupado.” Citado em Canemaker, Nine old men, p. 45. 440 “Walt olhou para ele...” Anônimo citado em Hubler, Disney, p. 24. “Olhem, você está deixando que este lugar...” Citado em Bob Thomas, Building a company: Roy O. Disney and the creation of an entertainement empire (New York: Hyperion, 1998), p. 160. Saúde. George L. Williams para Walt, 10/jul/1047, Pasta W, Corr. Walt Disney, 1947-1948, T-Z, A1540; dr. Barclay E. Noble para Walt, 18/jan/1945, Pasta N, Corr. Walt Disney, 1944, F-N, A1531; Walt para Jessie Perkins, 24/mar/1949. Pasta P, Corr. Walt Disney, 1949-1950, H-Q, A1542; Agendas de mesa de Walt Disney, mai/jun, 1948, WDA. “Eu daria muito por um pouco...” Walt para Herb Disney, 8/dez/1937, Pasta D, Corr. Walt Disney, 1947-1948, A-H, A1537, WDA. “Figura central na reivindicação corporativa…” Jackson Lears, “The mouse that roared”, New Republic, 15/jun/1998, p. 29. “Se ninguém (mais) estava no quarto...” Citado em Barrier, Hollywood cartoons, p. 395. Jaqueta tirolesa. Frank Nugent, “This Disney whirl”, NYT, 29/jan/1939, seção 9, p. 5. 442 “Conjunto variado.” Paul Hollister, “Genius at work: Walt Disney”, Atlantic Monthly 166, n.º 6 (dez/1940), 689-701. Ousada. Citado em Hubler, Disney, p. 759. “Ele se transformou de cartunista...” Robert Hughes, “Disney: Mousebrow to Highbrow”, Time, 15/out/1973, p. 91. “Críticas da ordem social...” Watts, Magic Kingdom, p. xvi. “Artista descuidado, temperamental.” Walt para Helen Hughes Dulany, 5/dez/1933, D. Cartas de D.V., 1931-33, Corr. Walt Disney, 1930-1934, D-I, A1503, WDA. “O fim dos anos 1940 foi a época...” Anônimo citado em Schickel, Disney version, p. 282. Viagem a Goderich. Walt Disney Party (1947), Walt Disney, Pasta 1941-1954, Corr. Interescritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA; “Walt Disney visits home of his forebears in Goderich District”, Goderich Signal Star, 19/jun/1947; Walt para tio Robert, 7/ago/1947, Pasta D, Corr. Walt Disney, 1947-1948, A-H, A1537, WDA; “Walt and his philosophy”, entrevistado por Fletcher Markle, Canadian Broadcasting Co., (set/1963), ReView, jan/1978, p. 81.

835

DisneyInteiro.indd 835

07.04.09 13:29:33


Neal Gabler “Não é visionário…” Memo, Roy para Walt, Saturday Night Broadcast, “For this we fight”, 27/jul/1943, Pasta Programa de Rádio – “For this we fight”, Corr. Walt Disney, 19421943, Q-S, A1529, WDA. Negociações com Enciclopaedia Britannica. Telegrama de William Benton para Walt, 5/ abr/1944, Pasta filmes da Enciclopaedia Britannica, Corr. Walt Disney, A-E, 1944, A1530, WDA. “Provavelmente o pior estudante.” Walt para Disney Beck Fellers, 11/dez/1944, Pasta F, Corr. Walt Disney, 1944, F-N, A1531, WDA. Visitando Stanford. Donald B. Tresidder para Walt, 21/mar/1945, Pasta T, Corr. Walt Disney, 1945-1946, R-Z, A1536, WDA. “Ele faria entretenimento...” Jimmy Johnson, Inside the whimsy works: My thirty-seven years with Walt Disney Productions, ms. não pub., 1975, cap. 2, p. 11, WDA. “Não podemos ser chatos.” Ben Sharpsteen entrevistado por Richard Hubler, 29/out/1968, p. 17, WDA. “Certamente leva muito tempo…” Memo, Roy para Walt, 15/dez/1944, Pasta C, Corr. Walt Disney, 1944, A1530, WDA. Veja também Wendell Chapman para Walt, 6/dez/1944, ibid. “Esta é uma das criaturas de Deus...” sra. Ted Cauger entrevistada pelo autor. “Para finalmente fazer filmes...” Memo, Carl Nater para Jack Sheehan, 26/dez/1944, Pasta Carl Nater, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, N-Q, A1630, WDA. Sharpsteen se aproxima de Walt. Sharpsteen entrevistado por Hubler, pp. 18-20. Oferta de fotos de Milotte. Walt para A. Milotte, 17/dez/1940, Pasta Me, Corr. Walt Disney, 1940-1941, G-M, A1523, WDA. “Você sabe – mineração, pesca…” J. P. McEvoy, “McEvoy in Disneyland”, Reader’s Digest, fev/1955, p. 23. “Minas demais…” Ibid. p. 23. “Tudo que se mexia…” Sharpsteen entrevistado por Hubler, p. 23. “Para ver algumas das coisas...” Roy para Ruth, 15/ago/1947, Pasta B, Corr. Walt Disney, 1947-1948, A-H, A1537, WDA. “Todos eles dizem...” McEvoy, “Disneyland”, p. 23. “As pessoas se maravilhavam...” Citado em Iwerks e Kenworthy, The hand behind the mouse, p. 169. “Diga a ele para acertar a RKO...” Ben Sharpsteen entrevistado por Don Peri 26/mar/1975, WDA, p. 34. “Sempre que víamos uma mudança...” Citado em Hubler, Disney, p. 554.

IV “Esperando que fosse o fim.” Walt Disney entrevistado por Martin, disco 9, WDA. “Muitas coisas que ele defendia...” Carta citada em Bob Thomas, Building a company, p. 121. Atacado por crianças irlandesas. McGilligan e Buhle, Tender comrades, p. 523. Votou em Roosevelt. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 12, p. 28.

836

DisneyInteiro.indd 836

07.04.09 13:29:33


Walt Disney “Há muito tempo atrás...” Walt para Neysa McMein, 13/ago/1940, Pasta Mc, Corr. Walt Disney, 1940-1941, G-M, A1523, WDA. “Não entro em patriotismo de fachada.” Memo, Walt para Bob Carr, 8/jun/1940, Pasta C, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, C, 1626, WDA. Ele era muito apolítico...” Joe Grant entrevistado pelo autor. Walt comparece às reuniões de Bund. Citado em Marc Eliot, Walt Disney: Hollywood’s dark prince (New York: HarperCollins, 1994), p. 129. Jay Stowitts. Anne Holliday, “Stowitts”, QAR: Artist Page. queerarts.org/archive/jan_98/ stowitts/biography.html Riefenstahl’s visit. Leni Riefenstahl, Leni Riefenstahl: A Memoir (New York: St. Martin’s Press, 1987), pp. 239-40. “Deixe-os brigar…” Los Angeles News, 15/set/1935. Causas de esquerda. Thomas L. Harris (diretor executivo do National Council of American Soviet Friendship) para Walt, 20/out/1943, Pasta N, Corr. Walt Disney, 1942-1943, I-P, A1528, WDA; Jessica Smith (editor de Soviet Russia Today) para Walt, 7/out/1942, Pasta Si, Corr. Walt Disney, 1943-1943, Q-S, A1529, WDA; Associated Colleges para Walt, 4/mar/1943, Pasta A, Corr. Walt Disney, 1942-1943, A-C, A1526, WDA, Daily Worker, 13/jan/1944. Elogiando Max Eastman. Walt para A. L. Cole (diretor geral de Reader’s Digest), 2/jul/1943, Pasta Reader’s Digest, Corr. Walt Disney, 1944, O-R, A1532, WDA. Comitê Republicano de Hollywood. Daily Worker, 7/set/1942. Conferência de escritores na UCLA. Relatório, Liga de Escritores Americanos, FBI, 25/ out/1943, #100-5377. Organizando um grupo anticomunista. Memo para SAC, Re: Metro-Goldwyn-Mayer, 1.º/ dez/1943, FBI, Motion Picture Alliance, #62-2481-1; Assunto: recomendações para associar-se, MPS, 14/dez/1943, FBI, Motion Picture Alliance, #62-2481-4. Primeira reunião da MPA. Agendas de mesa de Walt Disney, 1944: “Film Group Will Fight comunism” (Grupo do cinema vai combater o comunismo), AP, 5/fev/1944; Relatório: Communist infiltration of the council of Hollywood guilds and unions (Infiltração comunista no conselho de sindicatos e associações de Hollywood), 21/set/1944, FBI, #LA100-22299. Carta a Reynolds. Variety, 15/mar/1944. Boatos sobre Dies. Daily Variety, 17/mai/1944. Reunião da SWG. Para: diretor do FBI, Re: Motion Picture Alliance for the Preservation of American Ideals, FBI, 10/mai/1944, #62-2484-65. “Os pronunciamentos públicos…” Elmer Rice, “Strictly personal”, 11/nov/1944, p. 18. Um informante disse ao FBI… Para: Diretor, Re: Motion Picture Alliance for the Preservation of American Ideals, FBI, 10/mai/1944. Wanger e Walt. Wanger para George Leighton, MPA, 26/mai/1944; Wanger para Walt, 29/ mai/1944; Walt para Wanger, 28/jul/1944; Wanger para Walt, 31/jul/1944, Pasta Walter Wanger, Corr. Walt Disney, 1944, S-Z, A1533, WDA. Apoiando Dewey. Recibo, Comitê Republicano de Finanças do Sul da Califórnia da Comissão Republicana Central do Estado da Califórnia de 1944-46, 2/out/1944, Campanha do Partido Republicano, Pasta 1944, Corr. Walt Disney, 1944, O-R, A1532, WDA.

837

DisneyInteiro.indd 837

07.04.09 13:29:33


Neal Gabler “Desculpe-me por só poder dar dinheiro.” Walt para K. F. Morgan, 14/out/1946. Pasta Mo, Corr. Walt Disney, 1945-1946, L-P, A1535, WDA. Aparição do HUAC. Transcrição estenográfica das audiências ante o Comitê de Atividades Antiamericanas, vol. 5, 24/out/1947 (Washington, D.C.: Washington Reporting Service), pp. 717-30; Washington Daily News, 24/out/1947. “Tão eficaz quanto o de qualquer testemunha.” H. A. Smith para Gunther Lessing, 28/ out/1947, Un-American Activities Committee Folder, Corr. Walt Disney, 1947-1948, T-Z, A1540, WDA. Investigação da Liga. Anna Lord Strauss para Walt, 29/out/1947, ibid. “Várias mulheres…” LAT, 29/out/1947. Investigação de Lessing. Memo, Gunther Lessing para Walt, 29/out/1947, Un-American Activities Committee Folder, Corr. Walt Disney, 1947-1948, T-Z, A1540, WDA. “Falarei bem de sua organização...” Lessing para Anna Lord Strauss, 20/nov/1947, ibid. “Não hesitaria em…” Walt para William A. Knost (presidente do posto n.º 43 da Legião Americana Hollywood), 24/dez/1947, ibid. Reunião no Waldorf. Telegrama de Eric Johnson (presidente da MPAA), 19/nov/1947, ibid. “Me incluir na lista negra teria sido embaraçoso.” McGilligan e Buhle, Tender Comrades, pp. 522-23. Alerta. N. H. Partridge Jr., para Walt, 22/mar/1949, Pasta A, Corr. Walt Disney, 1949-1950, A-G, A1541, WDA. Cooperando com o FBI. Veja R. C. Hood, SAC, para Walt, 16/dez/1949, Pasta F, ibid.; R. C. Hood, SAC, para Walt, 21/dez/1949, Pasta Ho, Corr. Walt Disney, 1947-1948, A-H, A1537, WDA; Administrativo, n. d., FBI, LA #140-1847. Vendedor em Porcos. Rabino J. X. Cohen para Walt, 14/jun/1933; Roy para Cohen, 21/jun/1933, Pasta A, 1932-1933, Corr. Roy O. Disney, A-C (1929-51), A2993, WDA; J. B. Kaufman, “Three litlle pigs – Big little picture”, American cinematographer, nov/1988, pp. 34-44. “Isso prova que não temos preconceito.” Memo, Kay Kamen para Roy, 13/ago/1935, Comunicações Inter-escritórios, Corr. Walt Disney, 1935, He-R, A1509, WDA. “Judeu barato.” Roy para Lucille (Benedict), 11/mai/1933, Pasta 1933 Roy O. Disney, Corr. Roy O Disney, Roy O. Disney – Personal & Trips (1930-33), A2994, WDA. Walt reclamando dos judeus. ¨Ted Cauger entrevistado pelo autor. “Vozes de negro” e “comedores de alho.” Reunião de enredo, 18/jan/1939, Reuniões de Enredo, 1938-1939, Pinóquio, Material de história, A2761, WDA. “Acho que ela é inteligente...” Walt para Ruth, 22/jan/1943, Pasta D, Corr. Walt Disney, 19421943, D-H, A1527, WDA. “Algumas das pessoas mais influentes…” Citado em Amy Boothe Green e Howard E. Green, Remembering Walt: Favorite memoirs of Walt Disney (New York: Hyperion, 1999), p. 88. Ele fez a mesma afirmação em uma entrevista com o autor. Mais judeus... Diane Disney Miller entrevistada pelo autor. “Um sujeito muito conservador.” McGilligan e Buhle, Tender comrades, p. 523. Tytle contando a Walt. Harry Tytle entrevistado pelo autor. Filme com tenática judaica. Memo, Roy para Walt, Re: Little songs on big subjects, 24/ dez/1947, Walt Disney, Pasta 1941-1954, Roy O. Disney Corr. Inter-escritórios, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA.

838

DisneyInteiro.indd 838

07.04.09 13:29:34


Walt Disney Homem do ano. dr. Irving Leroy Ress para Walt, 15/dez/1955, Pasta B’nai B’rith, Corr. Walt Disney, 1955, A-B, A1556, WDA. “Ele não era um criador de caso...” Citado em Eliot, Dark prince, p. 138. “Está bem, garoto Davy...” Citado em Leonard Mosley, Disney’s world: A biography (New York: Stein & Day, 1985), p. 207. Swift e a cordialidade de Disney. David Swift para Walt, 14/dez/1964, Pasta S, Corr. Walt Disney, 1964, Radziwill-Z, A1604; Walt para Swift, 15/jun/1961, Pasta C, Corr. Walt Disney, 1961, A-Christmas, A1586, WDA. Antissemitismo de Smoke Tree. Harry Tytle entrevistado pelo autor. Pedindo a Josie Mankiewicz que saísse. Peter Davis (viúvo de Josie Mankiewicz), conversa com o autor. Antissemitismo de Sharpsteen. Art Davis entrevistado por Paul Anderson, Coleção Paul Anderson. “É totalmente possível...” Memo, 22/mar/1944, Arquivo Motion Picture Alliance, FBI, #622404-87. MPA e antissemitismo. Memo, SAC, Re: Motion Picture Alliance for the Preservation of American Ideals, 13/mar/1944, #62-2404-39; Memo, SAC, Re: Motion Picture Alliance for the Preservation of American Ideals, 24/mar/1944, #62-2404-40; Memo, SAC, Re: Motion Picture Alliance for the Preservation of American Ideals, 22/mar/1944, #622404-47, Arquivo: Motion Picture Alliance, FBI. V Outra reorganização. Memo, Leahy para Walt, 3/dez/1947, Anexado: Cartoon Feature Production, Pasta L, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. “Sabíamos que aquilo nunca iria durar.” Ben Sharpsteen entrevistado por Don Pari, 2/ mai/1974, WDA, pp. 1-2. Leahy perdendo autoridade. Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 52. “Nunca o consideramos…” Walt para a sra. Elbert Dwinell, 22/fev/1937, Pasta Do, Corr. Walt Disney, 1936-1937, A-D, A1511, WDA. Fracasso de Melody time. Hubler, Disney, p. 404; Memo, Roy para Walt, Re: Distribuição, 10/set/1948, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. Roy era insistente. John Province, “Bill Peet unleashed”, Hogan’s alley, http://cagle.msnbc. com/hogan/interviews/peet/pett.asp. “Muito, muito inseguro.” Woolie Reitherman entrevistado por Christopher Finch e Linda Rosenkrantz, 9/mai/1972, pp. 4-5, WDA. Margaret O’Brien. Memo, Roy para Walt, Re: Distribuição, 10/set/1948. Voto em Cinderela. Jimmy Johnson, Inside the whimsy works, cap. 3, p. 3. Competindo para ver quem terminaria primeiro. Card Walker citado em Greene e Greene, Inside the dream, p. 94. Reitherman e Cinderela. Reitherman entrevistado por Finch e Rosenkrantz, p. 5.

839

DisneyInteiro.indd 839

07.04.09 13:29:34


Neal Gabler “Cinderela realmente trouxe de volta...” Ben Sharpsteen entrevistado por Don Peri, 5/ mar/1975, pp. 11-12, WDA. “Importante.” Milt Kahl entrevistado por Mica Prods., WDA. “Para ver se as cenas...” Citado em Greene e Greene, Inside the dream, p. 95. Certa perspectiva diretorial. Frank Thomas entrevistado pelo autor. “Seus pés estavam pregados...” Solomon, Enchanted drawings, p. 188. “Tinha de ser feito com uma grande dose de...” Walt para Margaret Hedda Johnson, 26/ jun/1947, Pasta J, Corr. Walt Disney, 1947-1948, I-M, A1538, WDA. Design de Mary Blair. Ben Sharpsteen entrevistado por Don Peri, 26/abr/1974, pp. 1-2, WDA. Cenas remanescentes. Tytle, One of Walt’s boys, p. 51. Pesquisas ARI. Agendas de mesa de Walt Disney, 1.º/nov/1948. Essas pesquisas foram feitas até 1949. Informe de Sharpsteen. Memo, Bem (Sharpsteen) para Walt, 23/nov/1948, Pasta Ben Sharpsteen, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, M-Z, A1636, WDA. “Uma espécie de cachorrinho.” Tommie Wilck entrevistada por Richard Hubler, 13/ago/1968, p.22, WDA. Demasiado dever de casa. Greene e Greene, Inside the dream, p. 57. “Ele colecionava todos os meus desenhos…” Greene e Greene, Man behind the magic, p. 103. Peças escolares de Sharon. Ibid. Diane e ópera. Citado em Hubler, Disney, p. 792; Diane Disney Miller entrevistada pelo autor. “E ele ouvia.” Citado em Bob Thomas, Walt Disney: An american original (New York: Hyperion, 1994), p. 5. Batendo em Sharon. Sharon Brown entrevistada por Richard Hubler, 9/jul/1968, RHC, Caixa 14, Arquivo 51. Diane e Palm Springs. Bob Thomas, An american original, p. 5. “Bem, você é.” Diane Disney Miller entrevistada pelo autor. “Imagem da paciência.” Brown entrevistada por Hubler, RHC, Caixa 14, Pasta 51. Primeira menstruação de Diane. Watts, Magic Kingdom, p. 356. Trilha de Burma. Diane Disney Miller entrevistada pelo autor. Atuando em Smoke Tree. sra. Walt Disney entrevistada por Richard Hubler, 16/abr/1968, RHC, Caixa 14, Pasta 52. “Nenhum outro cachorro...” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 11, pp. 57-58. Duchess no estúdio. Paul Smith e Hazel George entrevistados por David Tietyen, 29/ago/1978, pp. 7-8, WDA. Passado de Hazel George. Hazel George entrevistada por John Canemaker, 4/jan/1995, WDA, transcrita pelo autor. Hazel George e Walt. Ibid.; Thomas, Walt Disney, p. 8. Convidando Kimball para feira de ferrovia. Ward Kimball entrevistado por Mica Prods., transmitido em 1.º/jul/1984, WDA, p. 67. “Apenas sentado ali...” Citado em Mosley, Disney’s World, p. 217.

840

DisneyInteiro.indd 840

07.04.09 13:29:34


Walt Disney “Éramos como garotinhos...” Greene e Greene, Man behind the magic, p. 104. Veja também Michael Broggie, Walt Disney’s railroad story (Pasadena, Calif.: Pentrex, 1997), p. 77. “Terras.” Karal Ann Marling, “Imagineering the Disney theme parks” em Designing Disney’s theme parks: The architecture of reassurance, ed. Karal Ann Marling (New York: Flammarion, 1997) p. 45. Na viagem a. Broggie, Railroad Story, p. 62. “Ele estava muito preocupado…” Ward Kimball entrevistado por Richard Hubler, 21/ mai/1968, pp. 40-41, WDA. “Walt estava revivendo sua juventude.” Citado em Broggie, Railroad story, p. 81. “Não importava os planos que eu fizesse…” sra. Walt Disney, como relatado a Isabella Taves, “I live with a genius”, McCall’s, fev/1953, p. 103. “Apenas um hobby...” LAT, 23/jun/1955. Apressando Lillian. Lillian Disney, prólogo a Broggie, Railroad story, n. p. Plantou a semente. Broggie, Railroad story, pp. 52, 56. Walt na festa “de aquecimento”. Ward Kimball, introdução a ibid. p. 12. Pistão do trem. Hubler, Disney, p. 774. “Comprei para mim um presente...” Walt para Ruth, 8/dez/1947, Pasta B, Corr. Walt Disney, 1947-1948, A-H, A1537, WDA. “De acordo com um visitante...” John Hench citado em Hubler, Disney, p. 773. “Este é um trem elétrico...” Marling, Theme parks, p. 40. Ferrovia de Ollie Johnston. Broggie, Railroad story, p. 99. Dick Jackson. Ibid., pp. 95-96. “Pessoalmente, invejo você…” Walt para William Jones, 14/mai/1948, Pasta ferrovia em miniatura, Corr. Walt Disney, 1947-1948, I-M, A1538, WDA. Indagações de Richard Jones. Veja Pasta ferrovia em miniatura, ibid. Máquinas pequenas. Irene Lewis (Little engines) para Walt, 19/set/1948, ibid. Central Pacific 173. Walt para William “Casey” Jones, 17/nov/1948, ibid. Como contou Roger Broggie... Broggie, Railroad story, pp. 126-127. “Se pode ser comprada por…” Walt para Jones, 17/nov/1948. “Vagões.” Broggie, Railroad story, p. 127. Na oficina com Duchess e Sharon. Diane citada em Green e Green, Remembering Walt, p. 44; Brown entrevistada por Hubler. “Maquinista novato.” Broggie, Railroad story, p. 127. “Sabe, me fez bem…” Green e Green, Remembering Walt, p. 31. “Ei, acho que descobri...” Citado em Christopher Finch, The art of Walt Disney: From Mickey Mouse to the Magic Kingdoms (New York: Henry Abrams, 1975). “Se ele levasse a família dele…” Miller, Story of Disney, p. 157. Corridas experimentais no estúdio. Walt para Jack Cutting, 5/jan/1949, Pasta Co, Corr. Walt Disney, 1949-1950, A-G, A1541, WDA. “Total, quase estranha…” Bosley Crowther, “The dream merchant”, NYT, 16/dez/1966, p. 40.

841

DisneyInteiro.indd 841

07.04.09 13:29:34


Neal Gabler VI “Ele deixava as rédeas…” Citado em Leonard Maltin, The Disney films, 3.ª ed. (New York: Hyperion, 1995), p. 88. Pondo Bill Anderson para fora da reunião. Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 42. “Fragmentos da imaginação de um garotinho.” Citado em Maltin, Disney films, p. 88. “Ele sabia que tinha um problema.” Carl Walker entrevistado por Richard Hubler. “Nenhum bem certamente pode vir de...” Mr. Harper, “After hours”, Harper’s, jun/1948, pp. 573-74. “Isso não se destina…” Walt para George Schaefer, 27/mar/1941, RKO (Hollywood), Corr. Walt Disney, 1940-1941, N-R, A1524, WDA. “Assim que Walt segurasse...” Anônimo citado em Greene e Greene, Inside the dream, p. 91. “Muito preocupados.” Bem Sharpsteen entrevistado por Don Peri, 5/mar/1975, p. 10, WDA. “Bem, eu lhe direi, Milt...” Hazel George entrevistada por David Tietyen, p. 25, WDA. Regras britânicas para importação de filmes. LAT, 18/jun/1948. Acordo com a França. NYT, 23/ago/1948. Fundos retidos. Memo, Roy para Paul Pease, Kay Keller, Re: Recurso bloqueado, 1.º/set/1949, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. “Eu fazia os filmes no verão...” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 8, p. 22. “Em excelente estado de espírito...” Memo, Roy (citando carta de 5 de julho de Bill Levy em Londres), 8/jul/1949, Pasta Corr. Treasure island, Corr. Walt Disney, 1949-1950, R-Z, A1543, WDA. “Dia de sol fantasticamente maravilhoso.” Memo, Roy (citando carta de 11 de julho de Cyril James), Re: Treasure island, 14 de julho, 1949, ibid. “Parece satisfeito com tudo.” Alvin Manuel para Jack Lavin, 20/jul/1949, ibid. Provisões. Memo, Dolores Voght para Steve Keller (escritório de Nova Iorque), 8/jun/1949, Pasta K, Corr. Walt Disney, 1949-1950, H-Q, A1542, WDA. Problema de Driscoll. Memo, Fred Leahy para Walt, Re: Treasure island, 1.º/jun/1949; Memo, Roy para Walt, Re: Bobby Driscoll – Treasure island, 6/set/1949, Pasta de Corr. Treasure island, Corr. Walt Disney, 1949-1950, R-Z, A1543; LAT, 28/set/1949. Envolvimento em Treasure island. Telegrama de Walt para Pearce, 10/jan/1950; tel. de Walt para Leahy, 12/jan/1950; tel. de Walt para Perce Pearce, Fred Leahy, 18/jan/1950, Pasta de Corr. Treasure island, Corr. Walt Disney, 1949-1950, R-Z, A1543, WDA. Lucro de Treasure island. Memo, Roy para Walt, Re: Produção de filme ao vivo, 1.º/fev/1951, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. “Não estamos abandonando...” Walt para Douglas Fairbanks, Jr., 27/dez/1950, Pasta F, Corr. Walt Disney, 1949-1950, A-G, A1541, WDA. “O prestígio e a dignidade do nome...” Kay Kamen para Walt Granger, Jr., 9/abr/1947, Pasta G, Corr. Walt Disney, 1947-48, A-H, A1537, WDA. Cerca de US$ 100 milhões em bens. Frank Nugent, “The million dollar mouse”, NYT Magazine, 21/set/1947, p. 61.

842

DisneyInteiro.indd 842

07.04.09 13:29:34


Walt Disney Alimentos Pato Donald. Kay Kamen para Walt, 29/out/1948, Pasta K, Corr. Walt Disney, 1947-1948, I-M, A 1538, WDA. 5.000.000.º relógio de pulso Mickey Mouse. “The mighty mouse”, Time, 25/out/1948. US$ 1,25 milhão de lucro. Memo, Roy para Walt, Re: Anotações gerais, 10/jul/1950, Pasta Walt Disney 1941-1954, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA; Irving Wallace, “Mickey Mouse and how he grew”, Collier’s, 9/abr/1949, p. 36. Acordo com Whitman Publishing. Memo, Roy para Walt, 7/jan/1948, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. “Muito feliz.” Walt para o sr. e sra. Isidore Goldstein, 16/nov/1949, Pasta G, Corr. Walt Disney, 1949-1950, A-G, A1541, WDA. Carta de Kamen para o vice-presidente Robert Heide e John Gilman. “The master of marketing”, http://scoop.diamondgalleries.com/scoop_article.asp?ai=1317&si=124. “Novo pico em nossa história.” Memo, Roy para Walt, Re: Anotações gerais, 10/jul/1950, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. Indicando O. B. Johnston. Jimmy Johnson, Inside the whimsy works, cap. 2, pp. 25-26. Divisão de edição de música. Ibid. cap. 5, p. 4. “Alguns altos e baixos...” Memo, Roy para Walt, Re: Anotações gerais, 10/jul/1950, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. VII “Não importava o assunto de que você estivesse falando...” Ward Kimball entrevistado por Richard Hubler, 21/mai/1968, pp. 41-42, WDA. “Ele vivia lá...” Milt Kahl entrevistado por Bob Thomas, 14/mai/1973, p. 11, WDA. “Sua secretária relembrou...” Anônimo (Dolores Voght) entrevistada por Richard Hubler, RHC, Caixa 17, Pasta 64. “Espécie de presente de aniversário de casamento...” Walt para Jessie Perkins, 16/nov/1949, Pasta P, Corr. Walt Disney, 1949-1950, H-Q, A1542, WDA. “No geral, acho que será...” Ibid. Diane e Lillian encontraram um lugar... Lillian citada em Hubler, Disney, p. 619. Olhando a propriedade em Holmby Hills. Ibid.; Harold Janss para Walt, 24/mai/1948, Pasta J, Corr. Walt Disney, 1947-1948, I-M, A1538, WDA; Broggie, Railroad story, pp. 107-9. Vantagem da propriedade. Diane Disney Miller entrevistada pelo autor. Fechando o acordo. Formulário de pedido de empréstimo do Bank of America, 15/fev/1949, WDA. “Não ganhava a quantidade de dinheiro...” Diane Disney Miller entrevistada pelo autor. Pondo os trilhos. Walt para Casey Jones, 3/mai/1950; Walt para Geraldine (sra. Casey Jones), 9/nov/1950, Pasta William (Casey) Jones, Corr. Walt Disney, Ferrovia 1958, A-J, A1668, WDA. “E ela se sentava e olhava para mim...” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 11, pp. 5758. Veja também Don Eddy, “The amazing secret of Walt Disney”, American Magazine, ago/1955, p. 113 475 “Arrumava aquelas enormes coisas grudentas…” Ward Kimball,

843

DisneyInteiro.indd 843

07.04.09 13:29:34


Neal Gabler “The wonderful world of Walt Disney” em You must remember this, ed. Walter Wagner (New York: G. P. Putnam’s Sons, 1975), p. 274. “Misturas estranhas.” Citado em Greene e Greene, Inside the dream, p. 120. “Uma forma de mantê-las...” Walt para Jack Cutting, 3/abr/1951, Pasta Co, Corr. Walt Disney, 1951-1952, Co-G, A1545, WDA. Custo da ferrovia. Instalação permanente da ferrovia de Walt Disney em casa, 5/mar/1951, Pasta A, Corr. Miniaturas de Walt Disney, 1948-1956, A-Z, A1667, WDA. “Passamos a metade do primeiro ano...” sra. Walt Disney, “Genius”, p. 103. Dali sobre a perfeição do trem. Walt para Fleur Cowles, 10/jun/1957, Pasta Da, Corr. Walt Disney, 1957, A-D, A1566, WDA. “Walt não é um artista.” Citado em Irving Wallace, “Mickey Mouse and how he grew”, Collier’s, 9/abr/1949, p. 36… “Metódico.” Entrevista de Cowles. Mais imprevisível. Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 111. “Rapazes, se Cinderela…” Richard Huemer, Recollections, UCLA, Special Collections, Young Research Library, p. 150. “O filme acabado não é tudo…” Walt para William I. Nichols, This Week, 18/nov/1949, Pasta N, Corr. Walt Disney, 1949-1950, H-Q, A1542, WDA. “Foi apenas um filme.” Walt Disney entrevistado por Martin, disco 9, WDA. “Elogios generosos de todos.” Tel. de Bill Levy para Walt, 10/nov/1949, Pasta Cinderela, Corr. Walt Disney, 1949-1950, A-G, A1541, WDA. Recepção a Cinderela. Michael Curtiz para Walt, 16/jan/1950; Hall Wallis para Walt, 13/ fev/1950; Walter Wanger para Walt, 9/jan/1950, ibid. “Sinto-me mais forte que nunca...” Roy para Walt, 12/abr/1950, Pasta Corr. Treasure island, Corr. Walt Disney, 1949-1950, R-Z, A1543, WDA. Faturamento de Cinderela. Hubler, Disney, p. 484.

Dez Cidadela na colina I “Banquete conturbado.” William E. Leuchtenberg, A troubled feast: American society since 1945, ed. atualiz. (Boston: Little, Brown, 1983). “Os problemas fundamentais…” Citado em ibid., p. 4. “Nas fábricas...” J. Howard McGrath citado em William Chafe, The unfinished journey: America since World War II, 3.ª ed. (New York: Oxford University Press, 1995), p. 99. “Ao dilema existencialista…” Ibid., p. 136.

844

DisneyInteiro.indd 844

07.04.09 13:29:34


Walt Disney “Se as pessoas pensassem mais em fadas...” Mr. Harper, “After hours”, Harper’s, jun/1948, p. 573. “Os problemas se tornaram frenéticos demais.” Walt para Ruth, 4/dez/1952, Pasta B, Corr. Walt Disney, 1951-1952, A-Ch, A1544, WDA. Pedindo miniaturas. Veja William Rast, Pasta R, Corr. Walt Disney, 1947-1948, N-S, A1539; Dorothy Voght para Edith Perry Mason; Milles Kimball; Pueblo Gift Shop etc., 19/ nov/1948, Pasta ferrovias em miniatura, Corr. Walt Disney, 1947-1948, I-M, A1538; Walt para Beth Martin, 9/set/1949, Pasta Beth Martin, Corr. Miniaturas Walt Disney, 1948-1956, A-Z, A1667; Kate G. Kamen para Walt, 15/set/1949, Pasta K, Corr. Walt Disney, 1949-1950, H- Q, A1542; Walt para Elizabeth Pijuet, 30/set/1949, Pasta P, Corr. Walt Disney, ibid., WDA. “Fico tão absorvido …” Walt para M. L. Gordon (S. E. Overton Co.), 18/abr/1951, Pasta O, Corr. Walt Disney, Miniaturas, 1948-1956, A-Z, A1667, WDA. Agarrando Ken Anderson. Jay Horan, Video interview with Ken Anderson, Bill Cottrell and Herb Ryman, 19/set/1983, pp. 38-41, WDA; Richard G. Hubler, Walt Disney, ms. não pub., 1968, RHC, p. 620. Cenas americanas arquetípicas. Pasta Esquetes de Ken Anderson para o chalé da vovó, Walt Disney, Herb Lamb Reports, 1940-41, Miniaturas, Homem dançarino etc, A1673, WDA. Contratando Ebsen. Contrato, Buddy Ebsen, 12/fev/1951, Pasta E, Corr. Walt Disney, 19511952, Co-G, A1545, WDA. Ele recebeu US$ 150. Analisando a dança de Ebsen. Broggie citado em Paul F. Anderson, “A great big beautiful tomorrow: Walt Disney’s & world’s fairs, POV, n.º 6-7 (1995), p. 85. As calças da figura. Milt Kahl entrevistado por Mica Prods., 3/nov/1983, bobina 6, p. 31, WDA. “O produto quintessencial...” Jackson Lears, “The mouse that roared”, New Republic, 15/ jun/1998, p. 27. “Sempre leva um bocado de tempo…” Walt para William Stensgaard, 15/jan/1951, Pasta St, Corr. Walt Disney, 1951-1952, R-S, A1548, WDA. Gastou US$ 24 mil. A Americana de Walt Disney em miniatura, 5/mar/1951, Pasta A, Corr. Walt Disney, Miniaturas, 1948-1956, A-Z, A1667, WDA. Aprovação de miniaturas. Veja Pasta Beth Martin, ibid. Fogões-estufas redondos. Walt para Beth Martin, 22/jan/1952; 21/fev/1952; 4/mar/1952; 12/ mar/1952, ibid. Mostrando a Disneylândia. Walt para William Stensgaard, 29/nov/1951, Pasta St, Corr. Walt Disney, 1951-1952, R-S, A1548, WDA; Karal Ann Marling, “Imagineering the Disney theme parks” em Designing Disney’s theme parks: The architecture of reassurance, ed. Karal Ann Marling (New York: Flammarion, 1997) pp. 50-51. Chalé da vovó Kincaid. Los Angeles Daily News, 28/nov/1952; Walt para Beulah Bondi, 3/ dez/1952, Pasta miniaturas de chalés, Corr. Walt Disney, Miniaturas, 1948-1956, A-Z, A1667, WDA. “Por que ele o faz?” Walt para Hedda Hopper, 19/dez/1952, Pasta Ho, Corr. Walt Disney, 1951-1952, H-L, A1546, WDA. “Um dia destes...” Citado em Charles Solomon, Enchanted drawings: The history of animation (New York: Alfred A. Knopf, 1989), p. 191.

845

DisneyInteiro.indd 845

07.04.09 13:29:34


Neal Gabler “Ele via famílias…” Citado em Amy Boothe Green e Howard Green, Remembering Walt: Favorite memories of Walt Disney (New York: Hyperion, 1999), p. 147. “Ele sempre quis construir…” Don Eddy, “The Amazing secret of Walt Disney”, American Magazine, ago/1955, p. 114. Wilfred Jackson na estreia de Branca de Neve. Wilfred Jackson entrevistado por David Smith, 14/mai/1971, WDA. “Apenas alguma coisa para mostrar às pessoas...” Ben Sharpsteen entrevistado por Don Peri, 7/ fev/1975, p. 6, WDA. Dick Irvine lembrou... Hubler, Disney, p. 626. John Hench recordou… Citado em Marling, “Imagineering”, p. 52. Mencionando a volta de trem para Tytle. Harry Tytle, One of “Walt’s boys”: An insider’s account of disney golden years (Royal Oak, Mich.: Airtight Seals Allied Products, 1997), p. 125. A data exata foi 19/abr/1948. “Bastante para pagar…” Ward Kimball para Walt, 12/jul/1948, Pasta K, Corr. Walt Disney, Miniaturas, 1947-1948, I-M, A1538, WDA. “Embora eu saiba que todo o plano...” Walt para William “Casey” Jones, 19/ago/1948, Pasta ferrovias em miniatura, ibid. Descrição da cidade. Sem título para Dick Kelsey, 31/ago/1948, Pasta ferrovias em miniatura, ibid. Barco fluvial e carrossel. Walt para Colonel D. O. Elliott (Corpo de Engenheiros), 15/out/1948, ibid.; Walt para Jack Cutting, 5/jan/1949, Pasta Co, Corr. Walt Disney, 1949-1950, A-G, A1541, WDA. “Para falar a verdade...” Walt para Hank O’Leary (Atchison, Topeka e Santa Fé Railway Co.), 15/out/1948, Pasta ferrovias em miniatura, Corr. Walt Disney, 1947-1948, I-M, A1538, WDA. “Vou continuar...” Paul Smith e Hazel George entrevistados por David Tietyen, 29/ago/1978, p. 29, WDA. Direitos de Alice. NYT, 20/mai/1938. Huemer sobre Huxley. Richard Huemer, Recollections of Dick Huemer, ms. não pub., 1969, pp. 121-22, Special Collections, Young Research Library, UCLA. “Não há história no livro.” Bob Carr para Ralph Parker, 20/abr/1943, Pasta Ralph Parker, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, N-Q, A1630, WDA. “Podia-se ouvi-lo...” Citado em “Growing up Disney”, People, 21/dez/1998, p. 55. “Especialmente pessoas sofisticadas.” Ben Sharpsteen entrevistado por Don Peri, p. 13, WDA. Substituindo Alice por Peter Pan. Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 9 & 10, p. 46. “Efeito de um contradizer...” Citado em Leonard Maltin, The Disney films, 3.ª ed. (New York: Hyperion, 1995), p. 103. “Muito monótono.” Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 41. “Preso na realização…” Citado em Peter Bart, “The golden stuff of Disney dreams”, NYT, 5/ dez/1965, seção 2, p. 13. “Simplesmente não sentíamos coisa alguma...” Walt Disney entrevistado por Martin, disco 12, WDA.

846

DisneyInteiro.indd 846

07.04.09 13:29:34


Walt Disney Produção rival. NYT, 3/jul/1951. Veja também Memo, Roy para Walt (Paris), 16/jul/1951, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. Roy escreveu sobre a decisão do juiz: “Foi um choque terrível para mim. Não podia acreditar que aquilo fosse possível.” Teve um branco. Walt para Victor Young, 9/mar/1951, Pasta XYZ, Corr. Walt Disney, 19511952, T-Z, A1549, WDA. “Olhando esse filme…” NYT, 30/jul/1951. Apenas US$ 2 milhões. Hubler, Disney, p. 484. “Meramente sugestões.” Walt para Perce (Pearce) e Larry (Watkin), 12/jan/1951, Pasta Robin Hood (Correspondência, detalhes etc.), Corr. Walt Disney, 1951-1952, R-S, A1548, WDA. “Isto é importante...” Walt para Pearce, 19/abr/1951, ibid. Deliciando a família com planos. Lillian Disney, Foreword, em Michael Broggie, Walt Disney’s railroad story (Pasadena, Calif.: Pentrex, 1997), não pub. “A conversa dele sobre isso em casa…” Diane Disney Miller, como relatado a Pete Martin, The story of Walt Disney (New York: Holt, 1956), p. 199. Planos de Goff. Veja Marling, “Imagineering”, pp. 39, 52. “Todas as vezes que havia uma reunião...” Milt Kahl entrevistado por Bob Thomas, 14/ mai/1973, p. 12, WDA. “Walt apenas continuou a falar sem parar...” Donn Tatum citado em Randy Bright, Disneyland: Inside story (New York: Harry N. Abrams, 1987), p. 54. Lillian com “medo” do parque. Citado em Green e Green, Remembering Walt, p. 150. Justificando o parque como estúdio de TV. Roy Disney para Harlan Hobbs, 24/go/1951, Pasta Ho, Corr. Walt Disney, 1951-1952, H-L, A1546, WDA. Desenhos arquiteturais de John Cowles. John Cowles, Jr., entrevistado pelo autor. Apresentação para o Comitê de Recreação e Parques de Burbank. “Walt Disney Plans park for children”, LAT, 24;/mar/1952; Marling, “Imagineering”, pp. 52, 54. Procurando uma carruagem. Larry Lansburgh para Walt, 29/mar/1952, Pasta Carriages, Coaches, Carousels, Etc., Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1958-1959, A-Do, A1645, WDA. Owen Pope. Dolly e Owen Pope entrevistados por Bob Mathieson, 25/jan/1980, Pasta Pope, Owen e Dolly, WDA. “Uma viagem pela Disneylândia.” Memo, Ben Sharpsteen para Walt, Re: Non-Theatricals, 17/ ago/1951, Pasta Ben Sharpsteen, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, M-Z, A1636, WDA. “Não me lembro de uma ocasião específica...” Bill Cottrell entrevistado por Jay Horan, agoout/1983, p. 86, WDA. “Tão ocupado quanto o provérbio ‘dez gatos em um telhado de zinco’.” Memo, Walt para Pearce, 1.º/out/1952, Pasta knighthood, Corr. Walt Disney, 1951-1952, H-L, A1546, WDA. Desenvolvimento e dinheiro gasto em Peter Pan. Roy para Walt, 9/jul/1942, Corr. Interescritórios Walt Disney, Roy O. Disney, 1938-1944, D, A1627; Memo, Ralph Parker para Walt, 2/jul/1943, Anexado: Lista alfabética de histórias em que temos trabalhado e colocado em reserva, Pasta Ralph Parker, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 19381944, N-Q, A1630, WDA.

847

DisneyInteiro.indd 847

07.04.09 13:29:34


Neal Gabler “Pesado demais...” Memo, Roy para Walt, 27/mar/1944, Pasta T, Corr. Walt Disney, 1944, S-Z, A1533, WDA. Cary Grant. Memo, Jack Lavin para Walt, Re: Cary Grant, 22/jul/1946, Pasta L, Corr. Interescritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. Dom Quixote. Memo, Roy para Walt, 3/nov/1950, Pasta Walt Disney, 1941-1954, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA. “Você sabe, tenho pensado em Cinderela.” Jack Kinney, Walt Disney and other animated characters: An unauthorized account of the early years at Disney’s (New York: Harmony Books, 1988), pp. 173-174. Peter Pan ao vivo. Jim Korkis, “Disney’s pre-production Peter Pan”, POV 1, n.º2 (inverno de 1992), p. 48. “Alguns destes Peter Pan têm uma aparência horrível.” Milt Kahl entrevistado por Mica Prods., 3/nov/1983, p. 8 em A, WDA. Análise de Bill Peet. Citado em Solomon, Enchanted drawings, p. 192. “Acho que você está começando a captá-lo.” Citado em Michael Barrier, Hollywood cartoons: American animation in its golden age (New York: Oxford University Press, 1999), pp. 551-552. “Franca e corajosamente criado…” NYT, 12/fev/1953, p. 23. “Eu diria que Roy está usando...” Walt para Kathryn Gordon, 17/mar/1953, Pasta Gr, Corr. Walt Disney, 1953-1954, G-K, A1552, WDA. Memorando de Ken Peterson. Memo, Ken Peterson para Walt, 2/dez/1953; Pasta Ken Peterson, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, M-P, A1639, WDA. II Sugestão de Roy sobre direitos do nome de Walt. Memo, Roy para Walt, Re: Sua Situação Pessoal, 14/set/1951, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 19451952, A-L, A1635, WDA; Bill Cottrell entrevistado por Jay Horan, ago-out/1983, p. 37, WDA. Acordo WED-Walt Disney Productions. Variety, 17/jun/1953; Minutas da reunião anual de acionistas, 3/fev/1953, Pasta de reuniões da diretoria da Walt Disney Productions, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, D-L, A1638, WDA. Um acionista irado. NYT, 18/jun/1953; LAT, 28/ago/1953. “Quero que você trabalhe na Disneylândia...” Citado em Steven Watts, The Magic Kingdom: Walt Disney and the american way of life (Boston: Houghton Mifflin, 1997), p. 435. “Quando entrou para valer na Disneylândia...” Cottrell entrevistado por Horan, p. 67. “Completamente ganho.” W. L. Pereira (Pereira e Luckman) para Walt, 10/abr/1952, Pasta Pereira e Luckman, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, M-P, A1639, WDA. Dr. Charles Straub. (Marty Sklar), The WED story, primeiro rascunho, 2/mar/1964, Pasta WED Enterprises, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1960-1964, Tryon-Z, A1652, WDA.

848

DisneyInteiro.indd 848

07.04.09 13:29:34


Walt Disney “Muito parecido com fazer um cenário...” Wade Rubottom citado em Disneyland News, jul/1955. Goff na Europa. Walt para Harper Goff, 20/mar/1951, Pasta Ho, Corr. Walt Disney, 19511952, H-L, A1546, WDA. Roy investiga atrações. Memo, Cyril James, escritório de Londres, para Roy, Re: “Rotor” carnival concession, 5/out/1951, Pasta escritório de Londres, ibid. Excursões de Harper Goff. Memo, Harper Goff para Walt, Re: Georgia Trip, 28/jan/1952, Pasta O, Corr. Walt Disney, 1951-1952, N-P, A1547; Memo, Harper Goff para Walt, 16/abr/1953, Pasta G, Corr. Walt Disney, Miniaturas, 1948-1956, A-Z, A1667; Memo, Bill Hyland para Walt/Roy, Re: Tour re “Disneyland”, 8/jan/1953, Propriedade: Prospectos etc. – Pasta Disneylândia, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956-1957, Disneyland J, A1642, WDA. O torvelinho de Walt. Richard W. Fewel (Fewel & Co. Investment Securities) para Walt, 19/ mai/1953, Pasta F, Corr. Walt Disney, Miniaturas, 1948-1956, A-Z, A1667, WDA; Walt para Ivan L. Colins, 1.º/mai/1953, ibid.; Memo, WED Enterprises para Walt, Re: Reunião sobre Disneylândia com John Gostovich (diretor geral de A.F.Gilmore Co. & Farmers Market), 6/nov/1953, Geral Disneylândia, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, D-L, A1638, WDA. “Medimos a largura...” Citado em Green e Green, Remembering Walt, p. 152. “O sonho é imprevisível...” Randy Bright, Disneyland: Inside story (New York: Harry N. Abrams, 1987), p. 48. “Nós escrevíamos nossas ideias…” Citado em Hubler, Disney, pp. 627-628. Exausto dos dias de planejamento. Broggie, Railroad story, p. 204. “Como um hobby.” Robert DeRoos, “The magic worlds of Walt Disney”, National Geographic, ago/1963. “O primeiro esquema que você…” Citado em Katherine Greene e Richard Greene, The man behind the magic: The story of Walt Disney (New York: Viking, 1991), p.124 496 Walt refaz o layout. Hubler, Disney, p. 782. Walt redesenhando o esquema. Hubler, disney,p. 782. “Droga, eu amo isto aqui.” Citado em Bob Thomas, Walt Disney: An american original (New York: Hyperion, 1994), p. 305. “Pensei que fosse por isso que ele se divertia…” Cottrell entrevistado por Horan, p. 73. “Caixa de areia.” Katherine Greene e Richard Greene, Inside the dream: The personal story of Walt Disney (New York: Roundtable Table Press, 2001), p. 131. “Aqui você vê beleza misturesca…” Citado em Neil Harris, “Expository expositions”, em Marling, Theme parks, p. 26. “Criança de Hollywood do interior de Kansas.” Anônimo citado em ibid. “Esta é a cena um...” Anônimo citado em Marling, Theme parks, p. 60. “Podia-se pegar cada aspecto...” Christopher Finch, The art of Walt Disney: From Mickey Mouse to the Magic Kingdoms (New York: Henry Abrams, 1975), p. 158. 497 Cidade do Oeste. Marling, Theme parks, pp. 103, 105. Cruzeiro pela selva. Bright, Inside story, p. 69. “Queremos que cada um sinta...” The Disneyland story, 3/set/1954, Pasta Disneylândia, 19541961, Roy O. Disney, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to

849

DisneyInteiro.indd 849

07.04.09 13:29:34


Neal Gabler Disneyland (1954-1961), A3002, WDA. “Entramos na terra de Disney…” Leo E. Litwak, “A fantasy that paid off.”, NYT Magazine, 27/jun/1965, p. 27. “Quando se entra na Disneylândia…” Disneyland story. Análise de John Hench do atrativo da Disneylândia. Bright, Inside story, p. 48. “Arquitetura da confiança.” Marling, Theme parks, p. 83. “O mapa da estrada...” Citado em Van Arsdale France, Window on Main Street: 35 Years of creating happiness at Disneyland Park (Nashua, N. H.: Laughter Publications, 1991), p. 111. “O simbolismo é quase perfeito demais...” Richard Schickel, The Disney version: The life, times, art and commerce of Walt Disney, 3.ª ed. (1968; reimpresso em Chicago: Elephant Paperbacks, 1997), p. 48. “Há uma temática americana...” LAT, 9/jul/1957. “Então, os parques Disney...” Margaret J. King, “Disneyland and Walt Disney World: Traditional values in futuristic form”, Journal of American Culture 15, no. 1 (verão de 1981), p. 131. “Viram-se completamente submergidos…” Watts, Magic Kingdom, p. 392. “Examinando se valia a pena...” Walt para Terry Turner (RKO), 15/mai/1952, Propriedade: Prospectos etc., Pasta Disneylândia, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956-1957, Disneyland J, A1642, WDA. “A cidade de Burbank não queria...” Entrevista de Cowles. À caça de propriedades. Card Walker citado em Hubler, Disney, p. 623; Walt para Kathryn Gordon, 17/mar/1953, Pasta Gr, Corr. Walt Disney, 1953-1954, G-K, A1552, WDA; Memo, Roy para Walt, 29/out/1952, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, D-L, A1638, WDA. Pesquisa SRI. Harrison Price, Stewart e Rollins, Relatório Final, “Uma análise dos fatores de locação para Disneylândia”, 28/ago/1953, Stanford, Research Institute, History Room, Anaheim Public Library. III “Minha esposa ficava se queixando...” “The world of Walt Disney”, Newsweek, 31/dez/1962, p. 49. “Limite da minha capacidade pessoal de endividamento.” Walt para dr. William C. Bowers, 31/jan/1951, Pasta Bi, Corr. Walt Disney, 1951-1952, A-Ch, A1544, WDA. Smoke Tree. Walt para Jessie (Perkins), 2/abr/1952, Pasta sra. Jessie Perkins, Corr. Walt Disney, 1951-1952, N-P, A1547; Will Dean para Walt, 3/mar/1953, Pasta Si, Corr. Walt Disney, 1955, S-Z, A1560; Walt para John J. Mitchell, 10/fev/1954; Pasta Me, Corr. Walt Disney, 1953-1954, L-O, A1553, WDA. Defensores e apoiadores da Disneylândia. Bright, Inside story, p. 53. “Ele sempre, subitamente…” Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 9 & 10, bobina 7, p. 68.

850

DisneyInteiro.indd 850

07.04.09 13:29:34


Walt Disney “Me perguntava de onde o dinheiro estaria vindo...” Don Eddy, “The amazing secret of Walt Disney”, American Magazine, ago/1955, p. 114. “Pensando consideravelmente.” Roy (em Nova Iorque) para Walt, 21/mar/1952, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. Demonstração da televisão em Camden. Ralph Austrian para Walt, 7/ago/1956, Pasta A, Corr. Walt Disney, 1956, A-B, A1561, WDA. Licença da FCC. A. H. Weiler, “By way of report”, NYT, 14/out/1945, seção 2, pág. 3; Memo, Roy para Walt, Re: Televisão, 5/mar/1946, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. Aparelhos de TV para os executivos. Memo, Roy para Walt, Re: Aparelhos de TV, 19/mar/1947, ibid. “Dia e noite.” John Crosby, “Radio and television”, New York Herald Tribune, 13/dez/1954. “Televisão é o futuro...” Paul Smith e Hazel George entrevistados por David Tietyen, 29/ ago/1978, p. 32, WDA. “Tirar toda a vantagem...” Thomas M. Pryor, “Disney will spend millions on films”, NYT, 20/ jun/1952, p. 19. “Não seríamos pressionados…” Memo, Roy para Walt, Re: Programa de televisão, 4/set/1951, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. Já em março de 1950. Memo, Roy para Walt, Re: Programa de televisão, 17/mar/1950, Pasta Walt Disney, 1941-1954, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA; Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 113. “Uma tremenda partida.” Memo, Roy para Walt, Re: Programa de televisão, 30/ago/1950, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. “Você pensa em termos de colocar...” Memo, Roy para Walt, Re: Proposta de programa de televisão com a Coca-Cola, 15/set/;1950, ibid. “Walt Disney pode assumir o comando da televisão...” NYT, 26/dez/1950, p. 24. 503 Uma pesquisa Gallup. Citado em Watts, Magic Kingdom, p. 367. Discutindo uma série. Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 114. Tytle data a primeira reunião em 30/mar/1951. 504 Encontro com Stein. Memo, Roy para Walt, Re: Jules Stein, 5/ mai/1951, pasta Walt Disney, 1941-1954, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA. “Polvo.” Ward Kimball entrevistado por Richard Hubler, 21/mai/1968, p. 48, WDA. Discussões sobre o patrocínio da televisão. Memo, Roy para Walt, 10/jul/1952; Memo, Roy para Walt, 17/jul/1952, Pasta Walt Disney, 1941-1954, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA. “Meu próprio empreendimento privado…” Walt para Kathryn Gordon, 17/mar/1953, Pasta Gr, Corr. Walt Disney, 1953-1954, G-K, A1552, WDA. Solicitado a fazer um piloto. Ray Stark (Famous Artists Corp.) para Walt, 6/jan/1953, Pasta Norman Foster, Corr. Walt Disney, 1955, E-L, A1558; Cottrell entrevistado por Horan, pp. 83-85. Discussões de Roy. Memo, Roy para Walt, Re: Televisão, 31/jul/1953, Pasta Walt Disney, 19411954, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA.

851

DisneyInteiro.indd 851

07.04.09 13:29:34


Neal Gabler Sugestões de Cottrell. Walt Disney, programas de TV, primeiro rascunho, 30/set/1953, Pasta Bill Cottrell, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1954, A-C, A1637, WDA. “Walt está muito ‘zeloso’...” Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 125. Sessão com Ryman. Horan, Video interview, pp. 31-34; Lucille Ryman Carroll citada em Paul F. Anderson, “A brush with Disney...Herb Ryman”, POV 1, n.º 2 (inverno de 1992), p. 29. Nesta versão, Walt acrescentou: “Este é o meu sonho.” Lembrança de Goldenson. Leonard H. Goldenson, Beating the odds, com Marvin J. Wolf (New York: Charles Scribner’s Sons, 1991), pp. 122-23. Situação da ABC. Veja Christopher Anderson, Hollywood TV: The studio system in the fifties (Austin, Tex.: University of Texas Press, 1994), pp. 138-40. Paley deixou-os esperando. Harry Ackerman (vice-presidente a cargo dos programas da rede, CBS) para Walt, 24/fev/1954, Pasta C, Corr. Walt Disney, 1953-1954, C-F, A1551, WDA. “Eles vêm um tremendo valor na associação...” Memo, Nat (Winecoff) e Dick (Irvine) para Walt, Re: Relato da viagem, 30/dez/1953, geral Disneylândia, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, D-L, A1638, WDA. Acordo de Goldenson para financiamento. Goldenson. Beating, pp. 123-24. Negociações ferozes. Walter Ames, “Disney signs agreement for TV”, LAT, 3/abr/1954. Ames disse que os Disney romperam as negociações quando um executive da ABC vazou prematuramente o acordo para uma publicação do setor e as negociações foram retomadas por telefone no fim daquela semana. Veja também Paul Hollister, Man or mouse: The story of Walt Disney, so far, ms. não pub. , 1955, cap. 22, p. 5, WDA. Hollister diz que Roy negociou com os executivos Robert Kintner e Sid Markley, da ABC, durante dois dias. “A ABC precisava do programa de televisão...” Discurso no décimo aniversário da Disneylândia, 17/jul/1965, citado em France, Window, não pub. Pago pelo próprio Walt. Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 9 & 10, p. 70. Relatório do SRI sobre financiamento. C.V.Wood (Stanford Research Institute), “Disneyland financial planning analysis”, 25/jan/1954, Pasta St, Corr. Walt Disney, 1953-1954, P-S, A1554, WDA. Aumentando a linha de crédito. Minutas da Reunião Especial de Diretoria, 29/mar/1954, Walt Disney Productions – Pasta reuniões de diretoria, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, P-S, A1554, WDA. Financiamento. Relatório sobre situação atual – Disneylândia – 5-10-54, Geral Disneylândia, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, D-L, A1638; Memo, Paul Pease, Roy Disney, Sidney Markley, E.H. Waldewitz, C.V.Wood, Dick Leonard para membros da diretoria da Disneylândia, Re: Projeção da disposição da Disneyland, Inc., First Mortgage Bonds, 23/jun/1954, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, Pasta P, M-P, A1639; Minutas de reunião especial de diretoria, 13/mai/1955; Minutas de reunião especial de diretoria, 30/abr/1954, Pasta de reuniões da diretoria da Walt Disney Productions, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, D-L, A1638; Schickel, Disney Version, p. 313. “Pequeno homem rotundo…” Jimmy Johnson, Inside the whimsy works: My thirty-seven years with Walt Disney Productions, ms. não pub., 1975, cap. 3, p. 4, WDA.

852

DisneyInteiro.indd 852

07.04.09 13:29:34


Walt Disney “Primeiro passo de um grande estúdio de cinema...” Thomas M. Pryor, “Hollywood double entente”, NYT, 11/abr/1954, seção 2, p. 5. “Um conceito inteiramente novo…” Citado em Thomas M. Pryor, “Disney and A.B.C. sign TV contract”, NYT, 3/abr/1954, p. 19. Reunião de TV. Anotações de reunião de TV – 19/mar/1954, Pasta anotações e reunião de TV, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, R-Z, A1640, WDA. Encontro com Kintner e executivos da ABC. Anotações de reunião de TV – 22/mar/1954, ibid. “Você – você será o produtor...” Lorraine Santoli, The official Mickey Mouse club Book. (New York: Hyperion, 1995), p. 16. “Deliciado.” Tel. de Kintner para Walt, 19/abr/1954, Pasta ABC – Robert E. Kintner, Corr. Walt Disney, 1955, A-B, A1556, WDA. Kintner assiste à estreia. Hollister, Man or mouse, cap. 22, p. 7. “Se a promessa desta noite…” NYT, 29/out/1954, p. 34. “Será uma figura dominante…” Variety, 3/nov/1954. Índices de audiência de Disneylândia. Memo, Card Walker aos listados, Re: Informe de Nielsen, 11/nov/1956, Pasta Card Walker, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956-1957, Sunderland-Z, A1644; Comunicado à inprensa, ABC, 23/jun/1955, Sandy Cummings, ABC, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, A-C, A1637, WDA. Metade da receita publicitária da ABC. Anderson, Hollywood TV, p. 141. “Uma instituição americana.” “A wonderful world”, Newsweek, 18/abr/1955, p. 62. Acordo para não aparecer mais de três vezes. Memo, Roy para Walt, R|e: Contrato televisão ABC, 11/mai/1954, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, D-L, A1638, WDA. Autoavaliação de Walt. Reunião em 26/mai/1954, Pasta de anotações & reuniões de TV, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, R-Z, A1640, WDA. Capa da Time. “Father goose”, Time, 27/dez/1954, pp. 42-46. “A mudança na vida dele.” Ward Kimball entrevistado por Richard Hubler, 21/mai/1968, pp. 21, WDA. “Eu fumo e eu bebo...” Marty Sklar, http://disney.go.com/disneyatoz/familymuseum/index. html. “Podia-se ver como ele havia crescido...” Citado em Green e Green, Remembering Walt, p. 145. “Deixando as pessoas saberem...” Citado em ibid., p. 30. “Desempenhava o papel...” Citado em Bright, Inside story, p. 190. “Exemplo mais flagrante...” Lears, “The mouse that roared”, p. 33. “Em última análise…” Schickel, Disney version, p. 44. “O material de Disney é bom o bastante...” Thomas Hart Benton para Walt, 19/mar/1946, Pasta D, Corr. Walt Disney, 1945-1946, A-K, A1534, WDA. “E o primeiro que tiramos…” Citado em Paul F. Anderson, Walt Disney’s Davy Crockett, POV, n.º 5, p. 26. “Sim, mas o que ele faz?” Bill Walsh entrevistado por Leonard Shannon, 9/abr/1974, p. 8, WDA. Audição de Fess Parker. Citado em Greene e Greene, Inside the dream, p. 115.

853

DisneyInteiro.indd 853

07.04.09 13:29:34


Neal Gabler Parker deu a si mesmo 36 meses. Mark Hawthorne, “Fess Parker”, Disney News, inverno de 1989, p. 38. Escrevendo a “Balada de Davy Crockett”. Bill Walsh citado em Christopher Finch, The art of Walt Disney: From Mickey Mouse to the Magic Kingdom (New York: Henry Abrams, 1975), p. 137. Bill Walsh e a canção. Citado em Hubler, Disney, p. 587. O Público da Disneylândia. Sandy Cummings para Walt, 28/dez/1954, Pasta Sandy Cummings, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, A-C, A1637, WDA. O índice era de 44,4, o que tornou a Disneylândia o quinto programa de maior audiência na época. “A ABC não conseguia acreditar...” Citado em Anderson, “Disney’s Davy Crockett”, p. 38. Comparado a Mickey Mouse. Walt Disney entrevistado por Martin, disco 10, WDA. Até em círculos políticos. Watts, Magic Kingdom, pp. 319-320. Parker em Washington. Citado em ibid., p. 313. “E aonde quer que ele vá...” Memo, Card Walker para Walt, Re: Davy Crockett – Fess Parker Tour, 4/jun/1955, Pasta Card Walker, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, R-Z, A1640, WDA. “E foi extremamente emotivo...” Citado em Anderson, “Disney’s Davy Crockett”, p. 38. “Cedo ou tarde ele irá...” Memo, Bill Anderson para Walt, Re: Fess Parker, 1.º/mai/1956, Pasta Bill Anderson, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956, A1641, WDA. Orçamento de US$ 750 mil. Memo, Bill Anderson para Walt, Re: 1954-1955 Programa de televisão Disneylândia, 29/jan/1955, Pasta Bill Anderson, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, A-C, A1637, WDA. Zíper do urso. Greene e Greene, Inside the dream, p. 116. “As pessoas nos Estados Unidos...” “Davy’s time”, Time, 30/mai/1955, pp. 9-10. “Fome de herói.” J. P. Telotte, Disney TV (Detroit: Wayne State University Press, 2004), p. 35. “Walt Disney, com sua percepção instintiva…” Watts, Magic Kingdom, p. 317. Walt inicia O homem no espaço. Ward Kimball entrevistado por Mica Prods., transmitido em 1.º/jul/1984, p. 39, WDA. Nosso amigo o átomo. Marian para Walt, 10/jun/1956, Pasta E, Corr. Walt Disney, 1956, C-F, A1562; Walt para o sr. J. E. Thorin, Fundação de Pesquisa Armour, 2/jul/1956, Pasta A, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956, A-B, A1561, WDA. Orçamentos de Disneylândia. Memo, Bill Anderson para Walt, Re: 1954-1955, Programas de televisão Disneylândia, 29/jan/1955, Pasta Bill Anderson, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, A-C, A1637, WDA. Associação de Cimento Portland. Memo, Carl Nater para Walt, 15/mar/1956, Pasta Carl Nater, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956-1957, K-Secrets, A1643, WDA. “Em geral, são todos...” Memo, Roy para Walt, 13/set/1948, Pasta Roy Disney, Corr. Interescritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. Negociando com a RKO. Memo, Roy para Walt, 9/nov/1950, Pasta Walt Disney 1941-1954, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (19541961), A3002, WDA. “Eles tinham um bocado de obrigações financeiras...” Citado em Hubler, Disney, p. 488. Pedem que assuma um estúdio para barrar Hughes. Bob Thomas, “Disney tell of plans”, Los Angeles Herald Express, 16/set/1955.

854

DisneyInteiro.indd 854

07.04.09 13:29:34


Walt Disney RKO hesita em distribuir curtas. Memo, Roy para Walt, Re: Curtas, RKO, 5/jun/1952, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. “Liquidação completa...” Walt para Roy, 2/jul/1952, Pasta Walt Disney 1941-1954, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA. Plano de Roy. Memo, Roy para Walt, 4/ago/1952, ibid. “Tão importante para eles...” Memo, Roy para Walt, Re: Geral, 31/jul/1953, Pasta Walt Disney, 1941-1954, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA. Deixando a RKO. NYT, 21/set/1954, p. 24. “O projeto do meu irmão mais velho Roy...” Walt para Donald M. Merserau, Box Office, 26/ nov/1954, Pasta Me, Corr. Walt Disney, 1953-1954, L-O, A1553, WDA. “Foi filmado para a TV...” Walt para Elmo e Lorraine Williams, 17/mar/1955, Pasta Wi, Corr. Walt Disney, 1955, S-Z, A1560, WDA. Caso Kirk Douglas. NYT, 2/ago/1956, p. 49; LAT, 11/dez/1956; Tytle, One of “Walt’s boys”, pp. 119-20; Memo, Walt para Gunther Lessing, Re: Kirk Douglas Case, 1.º/ mai/1957, Pasta L, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956-1957, Segredos-K, A1643, WDA. “Me deixa um pouco triste…” Kirk Douglas para Walt, 11/mai/19059, Pasta Do, Corr. Walt Disney, 1959, Di-G, A1575, WDA. “Momento decisivo.” Anderson, Hollywood TV, p. 141. “Não tenho certeza de quando exatamente...” Benjamin Kalmenson, U.S. vs Twentieth Century Fox, et. Al, 31/out/1955, citado em ibid., p. 154. Rapsódia de Kintner. Robert Kintner para Walt Disney, 16/dez/1954, Pasta A, Corr. Walt Disney, 1953-1954, A-B, A1550, WDA. Segundo um relato… Hopllister, Man or mouse, cap. 22, p. 12. Linhas gerais para os primeiros cem programas. Memo, Adelquist para Walt, Re: Mickey Mouse club show, 19/fev/1955, Pasta TV Hal Adelquist, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, A-C, A1637, WDA. “Aqueles tipos com cabelos cheios de cachinhos.” Walsh citado em Finch, Art of Disney, pp. 62-63; Walsh citado em Santoli, Official Mickey Mouse, pp. 29-30. “Os garotos talentosos…” Memo, Walt para Hal Adelquist, 15/abr/1955, Pasta TV Hal Adelquist, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, A-C, A1637, WDA. “Temos que deixar Walt descobrir você.” Santoli, Mouse club book, pp. 23-24. “Gordo e de aparência engraçada.” Ibid. Inventando o chapéu. Ibid., p. 25. “Discutíamos uma ideia...” Citado em Hubler, Disney, p. 591. “Desastrosa.” NYT, 4/out/1955, p. 71. 131 crianças. Reações do MM club, 4/out/1955, Pasta reações do clube do Mickey Mouse, Roy para Jack Wrenn, City Hall, Marceline, 24/jul/1956, Pasta M, Corr. Walt Disney, 1956, M-R, A1564, WDA. “Apenas mostre a Babe Paley...” Jimmie Dodd para Walt, 27/fev/2956, Pasta Do, Corr. Walt Disney, 1956, C-F, A1562, WDA.

855

DisneyInteiro.indd 855

07.04.09 13:29:35


Neal Gabler Cerca de US$ 3 milhões. Roy Disney para Robert Kintner, 20/jan/1956, Pasta ABC Robert Kintner, Corr. Walt Disney, 1956, A-B, A1561, WDA. “Ordens tremendamente sérias e diretas.” William C. Park para Ed Attinger (relações públicas), 12/ago/1955, Pasta Mickey Mouse club – rolo de notícias, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, M-P, A1639, WDA. US$ 2,4 milhões para o parque. Memo, Paul Pease para Walt, 10/fev/1955, Pasta P, ibid. IV “Uma avalanche de trabalho...” Citado em Hubler, Disney, p. 580. “Aqueles foram dias...” Ward Kimball entrevistado por John Canemaker, 7/jul/1973, WDA. “A diferença era...” Milt Kahl entrevistado por Christopher Finch e Linda Rosenkrantz, 18/ mai/1972, p. 9, WDA. Davis traça novos planos. Marling, Theme parks, p. 63. “Através de uma mixórdia fascinante...” J. P. McEvoy “McEvoy na Disneylândia”, Reader’s Digest, fev/1955, pp. 25-26. Expedições. Relatório preliminar de Wm. H. D. Cottrell, 25/jun/1954, para WED Enterprises, Disneyland, Inc., Pasta Bill Cottrell, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, A-C, A1637; Memo, Ron Miller para C. V. Wood, Jr., 7/jul/1954, Pasta Disneyland (outros parques de diversão exceto D.L.), Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 19581959, A1645, WDA. “Enquanto planejávamos...” Citado em Dick Adler, “Hippos revenge”, Los Angeles Magazine, set/1990, pp. 90-91. Nenhum com experiência. France, Window, p. 36. “A mais convincente e amável...” R. C. Linnell, “Personal experiences, observations and opinions relative to thematic parks”, 1.º/ago/1960, Pasta C. V. Wood, Corr. Interescritórios Walt Disney,1961, M-Z, A1589, WDA. Usando o charme para persuadir. France, Window, p. 17. “Walt reagiu a ele...” Harrison “Buzz” Price, Walt’s revolution! By the numbers (Orlando, Fla.: Ripley Entertainment, 2003), p. 136. “Preso.” Disney, discurso do décimo aniversário da Disneylândia citado em ibid., p. 37. Escritórios da Disneylândia. Ibid., p. 52. Construindo as fundações e a estrutura. William T. Wheeçer (engenheiro de estruturas), “Report on structural design of Disneyland Anaheim, Calif.”, 15/ago/1955, Pasta W, Corr. Walt Disney, 1955, S-Z, A1560, WDA. Solo arenoso. Martin A. Sklar, Walt Disney’s Disneyland (New York: Disney Productions, 1964), não pub. Problemas trabalhistas. Horan, Video Interview, p. 43, WDA; Bright, Inside story, pp. 92-93. “Ele andava por cada polegada…” Ward Kimball, “The wonderful world of Walt Disney”, em You must remember this, ed. Walter Wagner (New York: G. P. Putnam’s Sons, 1975), p. 272. “O jeito de Walt era dizer...” Greene e Greene, Inside the dream, p. 107.

856

DisneyInteiro.indd 856

07.04.09 13:29:35


Walt Disney “Você sabe, gastei…” Goff citado em Betsy Richman, “Harper Goff remembers”, Disney News, verão de 1986, p. 33. Chorava quando disse isso. Robin Allan, “Harper Goff”, em Walt’s people, ed. Didier Ghez (Xlibris, 2005), p. 1:229. “Quando Joe terminar de…” Bright, Inside story, p. 68. “O dique de Joe.” Ibid., p. 76. Deixando os Pope escolherem a casa. Dolly e Owen Pope entrevistados por Bob Mathieson, WDA. Walt visita o Arrow Development. Memo, George Whitney para Walt, 21/dez/1954, Pasta George Whitney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956-1957, Sunderland-Z, A1644, WDA. Veja também Whitney para C. V. Wood, 9/set/1954; Whitney para Walt, 27/jul/ 11/ago, 17/ago, 19/ago/1954. Pressionando por um trem. Walt para Frederic Shaw (arquiteto), 10/fev/1954, Pasta Si, Corr. Walt Disney,1955, S-Z, A1560; Kimball citado em Marc Eliot, Walt Disney: Hollywood’s dark prince (New York: HarperCollins, 1994), p. 246. “Ele odiaria ser aquele que…” Jack DeVol, 15/jan/1954, Disneylândia – Geral, Corr. Interescritórios Walt Disney, 1953-1955, D-L, A1638, WDA. “Grandemente entusiasmado.” Nat Winecoff para Robert Kintner (1954), Pasta A, Corr. Walt Disney, 1953-1954, A-B, A1550, WDA. “Nunca em sua vida…” Memo, Roy para Walt, Re: Standard Oil of Calif., 15/jul/1954, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, D-L, A1638, WDA. Arrendatários. Disneyland Lessee Rent & Participation Status (dez/1955), Pasta C. V. Wood, Jr., Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, R-Z, A1640, WDA. Custos aumentam em espiral. Joe Fowler citado em Bright, Inside story, p. 92. Financiamento. Memo, Paul Pease para Roy/Walt, Re: Disneylândia, 13/jun/1955, Pasta P, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, M-P, A1639, WDA. “Olhe, a coisa...” Greene e Greene, Inside the dream, p. 16. Aquarela de Gustaf Tenggren. Marling, Theme parks, pp. 123-24. Barcos de canais do mundo. Bright, Inside story, pp. 116-17. “Aproximando-se a data da inauguração...” Citado em Michael Broggie, Walt Disney’s railroad story (Pasadena, Calif.: Pentrex, 1997), p. 121. “Não contratamos para empregos aqui…” Van France citado em Kevin Wallace, “The Engineering of ease”, The New Yorker, 7/set/1963, p. 114. “Você não pode subir ao palco...” Ibid., p. 122. Código de vestuário. Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 131. “Walt não gosta de caras gordos.” Charley Thompson citado em France, Window, p. 50. Grevistas sobre a antipatia de Walt em relação a negros. Bill Melendez entrevistado pelo autor. Pedido do CORE. NYT, 26/jul/1963 “É calculado...” Leo E. Litwak, “A Fantasy that paid off.”, NYT Magazine, 27/jun/1965, p. 25. “Uma bela e limpíssima Coney Island”. Wallace, “Engineering of ease”, p. 104. “As pessoas vão ficar embaraçadas…” Jack Linquist (executivo da Disneylândia) citado em Greene e Greene, Inside the dream, pp. 124-25. ABC esgota venda de espaços publicitários. Tel. James A. Stablie (ABC) para Roy, 10/mar/1955, Pasta Geral ABC, Corr. Walt Disney, 1956, A-B, A1561, WDA. Ensaio das equipes. NYT, 3/jul/1955, seção 2, p. 7.

857

DisneyInteiro.indd 857

07.04.09 13:29:35


Neal Gabler 9.500 pessoas. Memo de notícias para os locatários da Disneylândia, 16/mai/1955, Pasta Disneylândia 1954-1961, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA. “Exatamente como um garotinho.” Citado em Green e Green, Remembering Walt, p. 155. Harrison Ellenshaw. Citado em Scott M. Richter, “Peter Ellenshaw e Harrison Ellenshaw”, Disney news, outono de 1994, p. 64. “O maior brinquedo do mundo…” “Father goose”, p. 42. “Ele parava…” Grenade Curran citado em Paul F. Anderson, “The apple box incident”, POV 1, n.º 1 (17/jul/1972), p. 31. “Ele mandou armar uma tenda...” Walt Pfeiffer entrevistado por Christopher Finch e Linda Rosenkrantz, 5/jul/1972, WDA. Festa de aniversário. Greene e Greene, Man behind the magic, p. 126-27. Walt esperando pelos convidados. France, Window, p. 28. Hollywood Bowl. LAT, 11 e 15/jul/1955; Memo, Bill Walsh para Walt, Re: Folha de serviço, 12/jul/1955, Pasta Bill Walsh, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, R-Z, A1640, WDA. Três mil trabalhadores… Richard Holliss e Brian Sibley, The Disney studio story (New York: Crown Publishers, 1988), p. 69. “Walt pôs uma máscara…” Ken Anderson em Jay Horan, Video interview with Ken Anderson, Bill Cottrell e Herb Ryman, 15/set/1983, p. 26, WDA. “Todos estavam preocupados…” Citado em France, Window, p. 30. Falsificação de ingressos. Bright, Inside history, p. 96. 28.000 pessoas conseguiram entrar. France, Window, p. 30. Saltos altos presos. Bob Broughton entrevistado pelo autor. “Ou você me deixa passar...” Art Linkletter citado em Greene e Greene, Inside the dream, pp. 122-23. Setenta milhões de americanos. Memo de notícias para os locatários da Disneylândia, 19/ ago/1955, Pasta Publicidade da Disneylândia, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956-1957, Disneyland J, A1642, WDA. O diretor ficou tão exausto. France, Window, p. 30. “As coisas não estavam indo muito bem.” Glenn Puder entrevistado pelo autor. “Nunca vi um homem mais feliz.” Citado em “Growing up Disney”, People, 21/dez/1998, p. 56. “Uma lágrima escorria por sua bochecha.” Green e Green, Remembering Walt, p. 153. Vendo os fogos de artifício. Greene e Greene, Inside the dream, p. 126. “O sonho de Walt é um pesadelo.” Bright, Inside history, p. 107. “Acho que todos...” Disneylândia, USA, Disney Enterprises, DVD. “O mundo do desenho animado de Walt Disney...” “Disneyland”, McCall’s, jun/1955, p. 8. “O sr. Disney combinou com bom gosto...” NYT, 22/jul/1955, p. 22. “Um bonito cenário de cinema é o que...” Anotações sobre reunião de TV, 22/mar/1954, Pasta de anotações & Reuniões, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, R-Z, A1640, WDA. “O sucesso de Disney se baseia fundamentalmente...” Ben Sharpsteen entrevistado por Don Peri, 7/fev/1975, p. 4, WDA.

858

DisneyInteiro.indd 858

07.04.09 13:29:35


Walt Disney Escala. Walt para William Rast, 21/nov/1957, Pasta R, Corr. Walt Disney, 1957, P-Z, A1568, WDA. “Tornou a rua um brinquedo.” Citado em Marling, Theme parks, p. 79. “As pessoas gostam de pensar que …” Ibid., p. 80. “Você sabe, os tiranos no passado…” Ken Anderson em Horan, Video interview, p. 64. “Quadros principais.” Bright, Inside history, p. 156. “Tipo de dissolução da ação ao vivo.” Citado em Green e Green, Remembering Walt, p. 156. Fingindo a reação dos visitantes. Marling, Theme parks, p. 64. “Que o bem triunfa sobre o mau…” Yi Fu Tuan com Steven D. Hoelscher, “Disneyland: Its place in world culture”, em ibid., p. 198. Censurando o publicitário. Bright, Inside history, p. 115. “Quero que todos sintam...” Citado em Sklar, Disneyland. “Menos um parque de diversões...” Gladwin Hill, “The never never land Khrushchev Never Saw”, NYT, 4/out/1959, seção 2, parte 2, p. 11. “Alguma coisa nos parques Disney...” Greil Marcus, “Forty years of overstatement”, em Marling, Theme parks, p. 203. “Quando Walt construiu a Disneylândia…” Citado em Green e Green, Remembering Walt, p. 102. John Hench e ordem. Citado em Marling, Theme parks, p. 82. “Única palavra descritiva…” Walter Annenberg para Walt, 10/set/1956, Pasta A, Corr. Walt Disney, 1956, A-B, A1561, WDA. “Onde, na mais elaborada das...” Wallace, Engineering of ease. V “Você está sempre tão absorvido…” Walt Disney entrevistado por Martin, disco 10. “Ele sabia de tudo...” Citado em Green e Green, Remembering Walt, p. 159. Lillian disse que ele sabia onde todos os pregos... Greene e Greene, Inside the dream, p. 124. “Eliminando algunhs probleminhas.” Walt para Feg Murray, 29/jul/1955, Pasta Inauguração da Disneylândia, Corr. Walt Disney, 1955, C-D, A1557, WDA. Passando a maior parte do tempo no parque. Walt para Robert A. Day, 1.º/dez/1955, Pasta D, ibid. “Você sabe, Joe...” Citado em Green e Green, Remembering Walt, p. 164. Autógrafos. Walt para a sra. Max Hill, 1.º/dez/1961, Pasta A, Corr. Walt Disney, 1961, A-Christmas, A1586, WDA. “Se a volta é de sete minutos...” France, Window, pp. 44-45. Enchendo de laranjas. Bo Foster citado em Green e Green, Remembering Walt, p. 160. Aparecer à noite. James Haught, Jr., citado em ibid., p. 157. “Ele praticamente vivia lá.” Citado em Greene e Greene, Man behind the magic, p. 138. De pé à janela. Sherry Alberoni citado em Eliot, Dark prince, p. 254. Frequência. Gladwin Hill, “A world Walt Disney created”, NYT Magazine, 31/jul/1955; Gladwin Hill, “Disneyland reports on its first ten million”, 2/fev/1958, seção 2, parte 2, pp. 1, 7; Memo de notícias para locatários da Disneylândia, 17/ago/1955, Pasta Disneylândia 1957-

859

DisneyInteiro.indd 859

07.04.09 13:29:35


Neal Gabler 1961, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (19541961), A3002; Memo de notícias para locatários da Disneylândia, 8/out/1955, Pasta de Publicidade da Disneylândia, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956-1957, Disneyland J, A1642, WDA; “How to make a duck”, Time, 29/jul/1957, pp. 76, 78. Livreto de ingressos. Memo de notícias para locatários da Disneylândia, 8/out/1955, Pasta de Publicidade da Disneylândia, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956-1957, Disneyland J, A1642, WDA. Ambição e fracasso do circo. Walt para Gil Conlin, 9/mar/1960, Corr. Walt Disney, 1960, C, A1581; Walt para John H. Harris (Ice Capades), 19/mar/1958, Pasta John Harris, Corr. Walt Disney, 1958, H-P, A1571, WDA. “Não é original o bastante...” Comissão de operações do parque, minutas de reunião, 13/ dez/1955, Pasta comitê de operações da Disneylândia, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, D-L, A1638, WDA. Rota Alpina. Memo, Jack Sayers para Walt, Re: Cabo que suspende a cadeira do passageiro, 18/ nov/1955; F.A. Picard para C.V. Wood, 1.º/dez/1955, Pasta Von Roll (Picard), Corr. Walt Disney, 1956, S-Z, A1565, WDA. Casa do amanhã. Walt para Edgar Monsanto Queeny, 2/dez/1955; Walt para Ralph F. Hansen (diretor de desenvolvimento de mercado, Monsanto), 10/jan/1956, Hansen para Walt, 20/jan/1956, Pasta Monsanto, Corr. Walt Disney, 1956, M-R, A1564, WDA; Popular Science, abr/1956. Reavaliação de Cottrell. Memo, Walt para Bill Cottrell, 2/fev/1956, Pasta Bill Cottrell, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956-1957, A-Disney, A1641, WDA. Expansão. LAT, 13/mai/1956. Neve na rua Principal. Joe Fowler citado em Dave Hooper, “WDW Disneyana Convention, 1992”, POV 1, n.º 2 (inverno de 1992), p. 56. Medo do grupo de Wood. France, Window, p. 50. Assumindo os deveres de diretor-geral. Bulletin, 19/jan/1956, Pasta C.V. Wood, Jr., Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, R-Z, A1640, WDA. Reunião do Comitê de Planejamento e Política da Disneylândia. Minutas do Comitê de Planejamento e Política da Disneylândia, 8/fev/1956, 22/mar/1956, 17/abr/1956, Pasta do Comitê de Planejamento e Política da Disneylândia, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956-1957, Disneyland J, A1642, WDA. “Eu sinto o que está errado...” Walt Disney entrevistado por Martin, bobinas 9 & 10, bobina 10, p. 16. “Podemos discutir alguma coisa...” Ibid. p. 64. Reunião de “sinopse”. Memo, Bob Sunderland para Walt, Re: Reunião de sinopse, 28/fev/1956, Pasta Bob Sunderland, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956-1957, Sunderland-Z, A1644, WDA. “Walt diz, casualmente...” Ben Sharpsteen entrevistado por Dave Smith, 21/out/1974, p. 15, WDA. O dilema. Ben Sharpsteen entrevistado por Peri, 6/fev/1974, p. 38. WDA. “Havia um nervosismo geral...” Richard Fleischer, Just tell me when to cry: A memoir (New York: Carroll & Graf, 1993), p. 104. “Com o respeito total…” Charles Shows, Walt: Backstage adventures with Walt Disney (Huntington Beach, Calif.: Windsong Books International, 1979), pp. 24, 52.

860

DisneyInteiro.indd 860

07.04.09 13:29:35


Walt Disney “Medo, na verdade…” Joan Scott, “Ordeal by Disney”, Film comment, dez/1987, pp. 52, 54. “Isso parece estar acontecendo…” Memo, Ben Sharpsteen para Walt, 2/out/1956, Pasta S, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956-1957, K-Secrets, A1643, WDA. “Mola de aço dentro de um travesseiro de seda.” Don Eddy, “The amazing secret of Walt Disney”, American Magazine (ago/1955), p. 111. “Todo o material inútil…” Memo, Walt para Lessing, 13/mar/1952, Pasta Gunther Lessing, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1945-1952, A-L, A1635, WDA. “Sinto que ele ainda está em nossa folha de pagamento...” Memo, Walt para Bill Anderson, 3/fev/1956, Pasta Bill Anderson, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956-1957, A-Disney, A1641, WDA. “Por causa das condições do mercado mundial…” A quem interessar possa, 12/out/1948, Pasta J, Corr. Walt Disney, 1947-1948, I-M, A1538, WDA. “Material inútil.” Harry Tytle entrevistado pelo autor. Hal Adelquist. Adelquist para Walt, 8/jul/1957, Pasta A, Corr. Walt Disney, 1957, A-D, A1566, WDA. Demitindo Jack Kinney. Harry Tytle, One of “Walt’s boys”, pp. 142-43. “Não acredito que exista justificativa…” Elly Horvath para Walt, 19/abr/1956; Walt para a sra. Horvath, 23/abr/1956, Pasta Ho, Corr. Walt Disney, 1956, G-L, A1563, WDA. “No ameaçador silêncio...” Scott, “Ordeal by Disney”, p. 56. Walt e Bill Peet. Ward Kimball entrevistado por Richard Hubler, 21/mai/1968, pp. 25-26, WDA. “Depois que você entra no canil de Walt...” Bill Peet, Bill Peet: An autobiography (Boston: Houghton Mifflin, 1989), p. 158. “Detonou de um lado…” Fleischer, Just tell me when, p. 105. “Estou falando…” Citado em Leonard Mosley, Disney’s world (New York: Stein & Day, 1985), p. 240. “Você tem que ter uma attitude humilde…” Harry Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 164. “Você recebia tapinhas na cabeça…” Lawrence Edward Watkin, Walt Disney, ms. não pub., sem data, p. 32, WDA. “À medida que o tempo passava...” Citado em Bob Thomas, Building a company: Roy O. Disney and the creation of an entertainement empire (New York: Hyperion, 1998), p. 3. “Porque haviam trazido gente de fora...” Eric Larson entrevistado por Steve Hulett, 19/ abr/1978, p. 5, WDA. VI “Gênio adorável.” Louella O. Parsons, “Walt Disney, The lovable genius who never grew up”, Los Angeles Examiner, Pictorial Living Section, 9/jan/1955. “Nossa maravilhosa vida juntos.” Watts, Magic Kingdom, p. 354. “Ela se irritava...” Roy O. Disney entrevistado por Richard Hubler, 20/fev/1968, p. 5, WDA. “Possessiva.” Citado em Hubler, Disney, p. 765. “Bem, pelo menos impede Walt...” Kimball, “Wonderful world”, p. 281. Walt e o cabritinho. Citado em Green e Green, Remembering Walt, pp. 16-17.

861

DisneyInteiro.indd 861

07.04.09 13:29:35


Neal Gabler “Essa situação quase causou…” Walt para T. Hee, 17/jan/1957, Pasta He-Hn, Corr. Interescritórios Walt Disney, 1957, E-O, A1567, WDA. “Presa a um daqueles discos voadores...” sra. Walt Disney, como relatado a Isabella Taves, “I live with a genius”, McCall’s, fev/1953, p. 39. “Sempre me preocupei...” Citado em Hubler, Disney, p. 257. “Você dá ouvidos à sua esposa, hein?” I. Klein, “Some close-up shots of Walt Disney during the ‘golden years’”, Funnyworld, n.º 23 (primavera de 1983), p. 48. “O quanto ele é intimidador.” sra. Walt Disney, Genius, p. 39. “Meu Deus, mamãe tinha brigas…” Hubler, Disney, p. 768. “Na verdade, era ela que comumente...” Hedda Hoipper, “Poppins’ success depresses Disney”, LAT, 1.º/jan/1965. “Mas você gostaria…” Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 96. “Ela era meio inconsciente…” Citado em Hubler, Disney, p. 763. “Madame rainha.” Lillian citada em ibid., p. 761. Diane achava. Diane Disney Miller entrevistada pelo autor. “Sempre punha o braço em torno dela.” Ibid. Lições de mambo ou rumba. Green e Green, Remembering Walt, p. 23. “Aqui está o seu presente de Natal.” sra. Lillian Disney Truyens entrevistada por Bob Thomas, 19/abr/1973, Lillian Disney, WDA. Caixa de rádios. Lucille Martin (secretária, Convenção NFFC), 21/jul/2000. Agenda diária. Dolores Voght em Hubler, Disney, p. 208. “Ele sempre o tocava...” Citado em Broggie, Railroad story, p. 105. “Entrou à toda do lado da garagem…” Citado em Hubler, Disney, p. 781. “Eu me cansando de pôr carvão o tempo todo...” Bill Davidson, “The fantastic Walt Disney”, Saturday Evening Post, 8/nov/1964. “Acho que os pegamos…” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 11, pp. 58-59. “Ele ficou furioso.” Citado em Hubler, Disney, p. 546. O cobertor de Duchess. Eddy, “Amazing secret”, p. 113. “Sempre em movimento.” Walt para Ruth, 5/dez/1951, Pasta D, Corr. Walt Disney, 19511952, A-Ch, A1544, WDA. “Até então as relações eram apenas com garotas...” Walt para Jessie Perkins, 12/out/1951, Pasta sra. Jessie Perkins, Corr. Walt Disney, 1951-1952, N-P, A1547, WDA. Walt sugere que Diane se case com Ron Miller. Diane Disney Miller, como relatado a Pete Martin, “My dad, Walt Disney”, Saturday Evening Post, 17/nov/1956, p. 27. “Rapaz maravilhoso…” Walt para Herb Disney, 28/abr/1954, Pasta D, Corr. Walt Disney, 1953-1954, C-F, A1551, WDA. Louise, esposa de Herbert, havia morrido de câncer e o próprio Herbert se casou apenas um mês antes de Diane. Casamento de Diane. LAT, 10/mai/1954. “Diane surgiu com um nome...” Walt para Bob Stevenson, 28/nov/1961, Pasta S, Corr. Walt Disney, 1960-1964, N-Tatum, A1651, WDA. Dando o nome de Christopher. Greene e Greene, Man behind the magic, p.135. “Custodiante de seu neto.” Diane citada em Hubler, Disney, p. 771. “Ficava um pouco frenético às vezes...” Walt para Ruth, 5/dez/1956, Pasta B, Corr. Walt Disney, 1956, A-B, A1561, WDA.

862

DisneyInteiro.indd 862

07.04.09 13:29:35


Walt Disney “Com a nova neta na família...” Walt para a sra. Tom Deane, Tracy Clinic, Pasta Clínica John Tracy, Corr. Walt Disney, 1956, S-Z, A1565, WDA. “Ao escrever uma história como…” Walt para Cameron Shipp, 7/jun/1950, Pasta Se, Corr. Walt Disney, 1949-1950, R-Z, A1543, WDA. Paul Hollister. Ted Weeks (Atlantic Monthly) para Walt, 30/mar/1955, Pasta The Atlantic Monthly; Paul Hollister para Roy, 18/jul/1955, Pasta Paul Hollister; Memo, Roy para Walt, Re: Manuscrito de Paul Hollister Man or Mouse, 10/nov/1955, Pasta Paul Hollister; Paul Hollister para Walt, 26/abr/1956, Pasta Paul Hollister, Corr. Walt Disney, 1956, S-L, A1563, WDA. “Não posso dar nenhum dinheiro…” Diane citada em Greene e Greene, Inside the dream, p. 10. The story of Walt Disney. Pete Martin para Diane, 18/fev/1957; Walt para Ben Hibbs (editor do Saturday Evening Post), 2/out/1956, Pasta Sat. Eve. Post, Corr. Walt Disney, 1957, P-Z, A1568, WDA. “Passava facilmente de ano.” Walt para Ruth, 8/dez/1947, Pasta B, Corr. Walt Disney, 19471948, A-H, A1537, WDA. “Ela prefere andar a cavalo...” Ibid. “A personalidade parecia estar oculta...” Walt para a sra. J. Burton Vasche, 9/mar/1954, Pasta P, Corr. Walt Disney, 1953-1954, P-S, A1554, WDA. “Adora” a universidade. Walt para Perce Pearce, 15/fev/1955, Pasta Perce Pearce, Corr. Interescritórios Walt Disney, 1953-1955, M-P, A1639, WDA. “Eu simplesmente não gostava.” Sharon Brown entrevistada por Richard Hubler, 9/jul/1968, RHC, Caixa 14, Pasta 51. “Após essa pequena experiência...” Walt para Ruth, 5/dez/1956, Pasta B, Corr. Walt Disney, 1956, A-B, A1561, WDA. Organizado tão às pressas que Roy não foi. Memo, Roy para Walt, 14/abr/1959, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1958-1959, A-Do, A1645, WDA. “Tremia como um homem com febre.” Citado em Hubler, Disney, p. 772. “Esta ainda não é a sua dança...” Citado em ibid. Thelma Howard. Duane Noruyuki, “Thelma Howard’s legacy of hope”, LAT 24/out/1994; “Saving grace”, People, 21/nov/1994; Greene e Greene, Inside the dream, p. 136. Biff’s. Miller, “My dad, Walt Disney”, p. 132. “Se algum dia houver um confronto...” Eddy, “Amazing secret”, p. 112. “Ele não confiava em mulheres ou gatos.” Citado em Hubler, Disney, p. 481. “Muita suspeita das mulheres.” Citado em ibid., p. 482. “Mais à vontade com mulheres...” Paul Smith e Hazel George entrevistados por David Tietyen, 29/ago/1978, p. 41, WDA. “Eu amo Mickey Mouse...” Ward Kimball, “The wonderful world of Walt Disney” em You must remember this, ed. Walter Wagner (New York: G. P. Putnam’s Sons, 1975), p. 281. “Noites selvagens.” Ken Anderson entrevistado por Bob Thomas, 15/mai/1972, pp. 29-30, WDA. “Ele via tudo.” Citado em Green e Green, Remembering Walt, p. 138. “Toda vez que eu levava o garfo à boca...” Citado em Greene e Greene, Inside the dream, p. 135.

863

DisneyInteiro.indd 863

07.04.09 13:29:35


Neal Gabler Lillian e Thelma não riam alto o bastante. Tommie Wilck entrevistado por Richard Hubler, 13/ago/1968, p. 25, WDA. Hora de dormir. Bill Davidson, “The Latter Day Aesop”, TV guide, 27/mai/1960; Brown entrevistado por Hubler. Levantando-se à noite. sra. Walt Disney entrevistada por Richard Hubler, 16/abr/1968, RHC, Caixa 14, Pasta 52; Truyens entrevistada por Thomas. “Não o deixava em paz.” Bob Broughton entrevistado pelo autor. Quatro Oscars. Patty Disney citada em Green e Green, Remembering Walt, p. 19. Recontratando Phyllis Hurrell. Wilck entrevistado por Hubler, pp. 14-16. “Maldição...” Milt Kahl entrevistado por Richard Hubler, 27/fev/1968, p. 21, WDA. “Não quero nenhuma publicidade.” Walt para sr. e sra. Louis Lighton, 8/ago/1957, Pasta L, Corr. Walt Disney, 1957, E-O, A1567, WDA. “Estávamos mais que felizes...” Walt para Ruth, dez/1957, Pasta B, Corr. Walt Disney, 1957, A-B, A1566, WDA. “Regra inviolável…” Walt para Alma Taylor, 19/jan/1961, Pasta T, Corr. Walt Disney, 1961, M-Z, A1589, WDA. VII “Tem que continuar.” Citado em Tytle, One of “Walt’s boys”, 17/set/1953, p. 80. “Algo para manter…” Citado em Solomon, Enchanted drawings, p. 201. Roteiristas importunando. Citado em Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 88. “Não parecia possível…” Wilfred Jackson entrevistado por Richard Hubler, 26/mar/1968, WDA. “Você tinha que perguntar a Walt...” Citado em Solomon, Enchanted drawings, p. 194. “Você não se meteu em nenhum problema.” Frank Thomas citado em John Canemaker, Walt Disney’s nine old men and the art of animation (New York: Disney Editions, 2001), p. 203. Empurrando Walt. Milt Kahl entrevistado por Christopher Finch e Linda Rosenkrantz, 18/ mai/1972, p. 16, WDA. Memorando “encomendar fora”. Harry Tytle para Walt, Re: Relatório de andamento, 11/jan/1957, Pasta Harry Tytle, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956-1957, Sunderland-Z, A1644, WDA. “Que diabos...” Paul Smith e Hazel George entrevistados por David Tietyen, 29/ago/1978, p. 41, WDA. Relançamentos faturavam até 90%... Citado em Solomon, Enchanted drawings, p. 171. “Era muito moderno...” Citado em John D. Ford, “An interview with John and Faith Hubley”, em The american animated cartoon: A critical anthology, ed. Gerald Peary e Danny Peary (New York: E. P. Dutton, 1980), p. 190. “Revolução.” John Hubley, “Evolution of a cartoonist”, Sight and sound, inverno de 1961-62, p. 17. Formação do Poster Service. John Canemaker, “David Hilberman”, Cartoonist profiles (dez/1980), p. 21; Solomon, Enchanted drawings, pp. 211-14; Barrier, Hollywood Cartoons, pp. 507-11.

864

DisneyInteiro.indd 864

07.04.09 13:29:35


Walt Disney “Nossa câmera é mais próxima…” Barrier, Hollywood cartoons, p. 512. “Era simplesmente…” Canemaker, “Hilberman”, p. 19. “Nossa abordagem era a de um pintor...” Jules Engel entrevistado por Lawrence Wechsler e Milton Zolotow, Los Angeles Art Community Group Portrait, UCLA, 1985, p. 67. “Pensavam que eles estavam mortos.” Bill Melendez entrevistado pelo autor. “Humor da Warner Bros.” Bill Scott citado em Barrier, Hollywood cartoons, p. 522. “Sorriso torcido…” David Fisher, “Two premières: Disney and UPA”, em Peary and Peary, Animated cartoon, p. 180. “A grande mudança…” Citado em Patrick McGilligan e Paul Buhle, Tender comrades: A backhistory of the Hollywood blacklist (New York: St. Martin Press, 1997), p. 297. “Pode ressoar tão alto…” Citado em Solomon, Enchanted drawings, p. 214. “Um novo culto está se formando…” Fisher, “Two premières”, pp. 178-79, 182. “Não há dinheiro suficiente…” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 1, p. 8. “Tínhamos um bocado de produtos...” Citado em Hubler, Disney, p. 237. “Todo mundo diz que você nunca...” Ward Kimball entrevistado por Christopher Finch e Linda Rosenkrantz, 10/mai/1972, pp. 13-14, WDA. “No estilo, um claro roubo...” Time, 7/dez/1953. História da Dama e o vagabundo. História de Lady, 12/ago/1943, Pasta Ralph Parker, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, N-Q, A1630, WDA. “Desagradável.” Memo, Joe Grant, Dick Huemer para Walt, Re: Comentários sobre o roteiro de Ward Green (sic), 5/out/1943, Pasta Ward Greene, Corr. Walt Disney, 1953-1954, G-K, A1552, WDA. “Vagabundo.” Ward Greene, “Happy Dan, the whistling dog, and miss Patsy, the beautiful spaniel”, p. 16, ibid. “Deveria limitar meus esforços…” Walt para Ward Greene, 25/jul/1944, Pasta King Features Syndicate, Corr. Walt Disney, 1951-1952, H-L, A1546, WDA. Roy apoia Lady. Memo, Roy para Walt, Re: Lady, 20/mai/1952, Pasta Roy Disney, Corr. Interescritórios Walt Disney, 1953-1955, D-L, A1638, WDA. Lady perde a data de lançamento. Memo, Bill Anderson para Walt, Re: Informe sobre o status da produção, 1.º/mar/1954, Pasta Bill Anderson, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, A-C, A1637, WDA. “Assumiram o projeto...” Citado em Hubler, Disney, p. 373. “Nosso mais ambicioso filme animado até o momento.” Walt para Dodie Smith, 19/dez/1957, Pasta Si, Corr. Walt Disney, 1957, P-Z, A1568, WDA. “Faça os personagens os mais reais...” Citado em Leonard Maltin, The disney films, 3.ª ed. (New York: Hyperion, 1995), p. 156. “Quando vi o trabalho dele...” Citado em John Canemaker, Before the animation begins: The art and lives of Disney inspiracional sketch artists (New York: Hyperion, 1996), p. 162. “Tive que lutar comigo mesmo…” Citado em ibid., p. 160. “Ilustração animada…” Eric Larson entrevistado por Thorkil Rasmussen, 22/fev/1978, p. 6, WDA. Não importava quanto tempo levasse. Eric Larson para Mike Barrier, 27/out/1976, citado em Canemaker, Nine old men, pp. 74-75.

865

DisneyInteiro.indd 865

07.04.09 13:29:35


Neal Gabler “Discussão geral de storyboard.” Memo, Ken Peterson para Walt, Re: Bela adormecida, 25/ fev/1955, Pasta Ken Peterson, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, M-P, A1639, WDA. “Ele não fazia reuniões para discutir roteiro.” Milt Kahl entrevistado por Bob Thomas, 14/ mai/1973, p. 2, WDA. Equipe e trainees. Memo, Ken Peterson para Walt, Re: Relatório de contratação de trainees, 23/mai/1955, ibid. Na metade do tempo. Memo, Harry Tytle para Walt, Re: Produção de desenho animado, 30/mar/1956, Pasta Harrt Tytle, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956-1957, Sunderland-Z, A1644, WDA. Em janeiro de 1957... Memo, Ken Peterson para Walt, Re: Bela adormecida, 30/jan/1957, Pasta P, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956-1957, K-Secrets, A1643, WDA. Orçamento do filme havia subido. Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 219. “Você tinha que fazer…” Don Bluth citado em Canemaker, Nine old men, p. 75. “Uma diferença notável, marcante.” Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 219. Dick Huemer concordou. Huemer, Recollections, pp. 154-55. “Mestre de cerimônias de um circo…” Peet, Autobiography, p. 150. “Eles mediam a largura da linha...” Don Bluth para John Canemaker, 2/dez/1998, citado em Canemaker, Nine old men, p. 75. Manchas vermelhas. Ibid. p. 196. Colapso. Ibid. p. 73 “Será uma mina de ouro...” Memo, Card Walker para Walt, Re: Bela adormecida, não significativo, 11/abr/1957, Pesquisas ARI, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 19561957, A-Disney, A1641, WDA. “Ficou monótono.” Ben Sharpsteen entrevistado por Don Peri, 5/mar/1975, p. 12, WDA. Dick Huemer achou que foi falta de envolvimento de Walt. Citado em Hubler, Disney, p. 486. “Como a animação era pesada...” Milt Kahl entrevistado por Mica Prods., 3/nov/1983, WDA, bobina 6, p. 15. Perda de US$ 900 mil. Memo, Roy para Walt, Rer: Fechamentos de fim-de-ano, 7/out/1960, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1960-1964, A-Disney Aircraft, A1648, WDA. Juramentos de lealdade. Barrier, Hollywood cartoons, pp. 533-34. Assédio do sindicato. Entrevista de Melendez. Um produtor tinha uma máxima... John Canemaker, Felix: The twisted tale of the world’s most popular cat (1991; repr., New York: DaCapo Press, 1996), p. 150. “Arma secreta.” Joseph Barbera, My life in ’toons: From Flatbush to Bedrock in under a century (Atlanta: Turner Publishing, 1994), p. 115.

866

DisneyInteiro.indd 866

07.04.09 13:29:35


Walt Disney

Onze Mergulhando na utopia I Lucro por ação. Michael Gordon, “Disney’s Land”, Wall Street Journal, 4/fev/1958, p. 1. Vendas e lucro líquido desfrutaram…” George Adamy, consultor de portfólio, “Walt Disney Prods.”, Pasta A, Delafield and Delafield, set/1958, Corr. Walt Disney, 1958, A-C, A1569, WDA. “Espremer cada possível guincho...” Gordon, “Disney’s land”, pp.1, 12. Perda de receita. Adamy, “Walt Disney Prods.” Fundindo e renovando. Memo, Roy para Walt, 7/out/1960, Pasta Walt Disney, 1955-1961, Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA. 70 milhões de receita. Memo, Mel Melton para Walt, Re: Destaques financeiros, 5/dez/1961, Pasta M, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1960-1964, Herald-M, A1650, WDA. “Pela primeira vez...” Art Buchwald, “The banks owe Disney now”, New York Herald Tribune, 17/set/1961. Renovação com a ABC. Contrato, 15/jan/1957, Pasta American Broadcasting Co., Corr. Walt Disney, 1957, A-D, A1566, WDA. “Sem paralelo…” Tel. de Walt para K. G. Manuel (vice-presidente da AC Sparkplugs), 20/ mai/1957, Pasta G, Corr. Walt Disney, 1957, E-O, A1567, WDA. “Intensidade e precisão da concentração de Walt...” Robert Sherman e Richard H. Sherman, Walt’s time: From before to beyond, ed. Bruce Gordon, David Mumford e Jeff Kurtti (Santa Clarita, Calif.: Camphor Tree Publishers, 1998), p. 13. Walt e o Z. “A Disney animator looks back”, Disney News, outono de 1985, p. 25. “Nunca terminará.” Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 12, p. 27. “Meu bebê.” Gereon Zimmerman, “Walt Disney: Giant at the fair”, Look, 11/fev/1964, p. 32. “Trabalhando, planejando e desenvolvendo.” Walt para a sra. Max Hill, 1.º/dez/1961, Pasta A, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1961, A-Christmas, A1586, WDA. “Saindo do buraco.” Anne K. Okey, “Jack Lindquist”, Disney News, verão de 1993, p. 41. Expansão de US$ 5,5 milhões. Memo, Ed Ettinger para Walt, Re: Coletiva de imprensa quintafeira, 4/dez/1958, 2/dez/1958, Pasta Ed Ettinger, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1958-1959, Dover-M, A1646, WDA. “Walt andou até...” Marc Davis entrevistado por Bob Thomas, 25/mai/1973, p. 23, WDA. Liberty Street. Karal Ann Marling, “Imagineering the Disney theme parks” em Designing Disney’s theme parks: The architecture of reassurance, ed. Karal Ann Marling (New York: Flammarion, 1997) p. 90; Paul F. Anderson, “A great big beautiful tomorrow: Walt Disney’s & world’s fairs, POV, n.º 6-7 (1995), p. 60; Memo, Bill Mahoney aos listados, Re: Liberty Street, 11/fev/1959, Pasta Bill Mahoney, Corr. Interescritórios Walt Disney, 1958-1959, Dover-M, A1646, WDA. Personagens a caráter. Memo, Tommy Walker para Dick Irvine, Re: Projeto Personagens de Disney, 22/mar/1961, Pasta Disneylândia 1952-1961, Corr. Inter-escritórios Roy

867

DisneyInteiro.indd 867

07.04.09 13:29:35


Neal Gabler O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA. Foi mais sinergia que o animador Bill Justice tenha sido soliciotado a ajudar a desenhar as roupas. Expansão de US$ 7 milhões. NYT, 8/fev/1962, p. 19. Comprando mais terra. Memo, Jack Sayers para Walt, Re: Propriedades em torno da Disneylândia, 7/ago/1956, Memo, Fred Schumacher para Jack Sayersd, Re: Programa de aquisição de terras, 28/out/1957, Pasta Jack Sayers, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956-1957, K-Secrets, A1643; Price para Walt, 18/nov/1957, Pasta P-Q, Corr. Walt Disney, 1957, P-Z, A1568, WDA. “Você nunca sabe quando vai esbarrar...” Kevin Wallace, “The engineering of ease”, The New Yorker, 7/set/1963, p. 106. “Olhávamos ansiosos para a Disneylândia…” NYT, 13/nov/1961. “Disseram-me que na Indonésia...” John Foster Dulles para Walt, 19/jun/1956, Pasta Do, Corr. Walt Disney, 1956, A-B, A1561, WDA. Um presidente africano… LAT, 23/jun/1960. Pedido da sra. Khruschev. NYT, 22/set/1959, p. 16. Ira de Khruschev. NYT, 20/set/1959, p. 1. “Se vocês querem continuar com a corrida armamentista...” Harrison Salisbury, “Premier Angered”, NYT, 20/set/1959, p. 1. “Privado do prazer...” NYT, 22/set/1959, p. 21. Prêmio Milestone. NYT, 25/out/1956, p. 39; LAT, 18/fev/1957. Olimpíadas. NYT, 5/nov/1958, p. 50; NYT, 26/nov/1959, p. 58. Presidente do Comitê de Educação. NYT, 20/abr/1956; Walt para Shane McCarthy (diretor executivo do Conselho Presidencial para a Saúde Juvenil), 18/abr/1957, Pasta P-Q, Corr. Walt Disney,1957, P-Z, A1568, WDA. Povo para Povo. NYT, 9/nov/1961, p. 1. Tullytown, Pensilvânia. Notícias de jornais, “School to be named for Walt Disney” (1953), Pasta T, Corr. Walt Disney, 1953-1954, T-Z, A1552, WDA. O novo nome foi adotado em 25/set/1955. Títulos honoríficos. Anônimo em Richard G. Hubler, Walt Disney, ms. (manuscrito) não pub., 1968, p. 22, RHC; LAT, 3/jun/1963. Museu de Arte Moderna. Richard Griffith para Walt, 11/nov/1957, e Card Walker para Richard Griffith, 26/nov/1957, Pasta Mz-Me, Corr. Walt Disney, 1957, E-Q, A1567, WDA. Campanha para o Prêmio Nobel. Lillian Gish para Walt, 27/jul/1962, Pasta G, Corr. Interescritórios Walt Disney,1960-1964, N-Tatum, A1561, WDA. “Campo magnético.” Ken Anderson entrevistado por Bob Thomas, 15/mai/1973, p. 1, WDA. “Seus olhos são opacos...” Edith Efron, “Still atacking his ancient enemy – Conformity”, TV Guide, 17/jul/1965, p. 11. “Qualidade sobrenatural.” Jack Alexander, “The amazing story of Walt Disney”, Saturday Evening Post, 31/out/1953, p. 84. Mercedes. Ivan Stauffer para Walt, 26/mai/1965, Pasta S, Corr. Walt Disney, N-S, A1611, WDA. “Xingava mais que um papagaio de pirata...” Charles Shows, Walt: Backstage adventures with Walt Disney (Huntington Beach, Calif.: Windsong Books International, 1979), pp. 71, 72.

868

DisneyInteiro.indd 868

07.04.09 13:29:35


Walt Disney Os olhos do jovem Walt Disney. Recortes de jornais, Maria Winn, “Front views and profiles”, Chicago Tribune (ago/1943) Pasta Wi, Corr. Walt Disney, 1942-1943, T-Z, A1530, WDA; Henry F. Pringle, “Mickey Mouse’s father”, McCall’s, ago1932, p. 28. “Brilhantes.” Amy Boothe Green e Howard Green, Remembering Walt: Favorite memories of Walt Disney (New York: Hyperion, 1999), p. 60. “Uma espécie de alegre divertimento…” Ibid., p. 76. “Parecia estar sob o chicote...” Aubrey Menen, “Dazzled in Disneyland”, Holiday, jul/1963. “Funciono melhor…” Van Arsdale France, Window on Main Street: 35 years of creating happiness at Disneyland park (Nashua, N. H.: Laughter Publications, 1991), p. 33. “Tenho que ter um projeto…” Ollie Johnston entrevistado por Christopher Finch e Linda Rosenkrantz, 2/jun/1972, p. 27, WDA. “Existe apenas um certo número...” Robert Kintner para Walt, 23/fev/1956, Pasta ABC – Robert E. Kintner, Corr. Walt Disney, 1956, A-B, A1561, WDA. Problemas de Zorro. Tel. de Card Walker para Leonard Goldenson, 10/jul/1957, Pasta Card Walker, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956-1957, Sunderland-Z, A1644, WDA. Pressão por faroestes. Walt Disney entrevistado por Martin, bobina 1 & 2, p. 17. “Aproximadamente uma hora do nosso tempo.” Memo, Card Walker para Walt, Re: Reunião sobre Walt Disney Presents, 27/jul/1959, Pasta Card Walker, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1958-1959, N-Z, A1647, WDA. Propostas de Roy. Memo, Roy para Walt, Re: Contratos com ABC, 20/fev/1959, Pasta Geral ABC, Corr. Walt Disney, 1959, A-Ca, A1573, WDA. “Acho que eles são um bando…” Ibid. “Em termos de senso comum...” Memo, Roy para Walt, Re: Leonard Goldenson, 19/jun/1959, Pasta Walt Disney, 1955-1961, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA. “Nos parece que você não está tão ansioso...” Roy para Leonard Goldenson, 27/mar/1959, Pasta Geral ABC, Corr. Walt Disney, 1959, A-Ca, A1573, WDA. “Meu irmão imaginou...” Citado em France, Window, p. 79. “Faça o que achar necessário.” Roy Disney entrevistado por Richard Hubler, 18/jun/1968, RHC, Caixa 14, Pasta 52. Compra da Disneylândia pela WDP. Memo, Roy, Re: Caso ABC, 6/jun/1960, Pasta A, Corr. Walt Disney, 1960, A-B, A1580, WDA. “Tendência.” Telegrama de Card Walker e Donn Tatum para Walt (em Londres), 11/ago/1960, Pasta National Broadcastiong Co., Corr. Walt Disney, 1960, N-O, A1584, WDA. “Faça esse acordo.” Citado em Katherine Greene e Richard Greene, Inside the Dream: The personal story of Walt Disney (New York: Roundtable Table Press, 2001), p. 118. Acordo NBC. Variety, 2/dez/1960. “Mais importante e de maior alcance…” Variety, 10/ago/1960. “Eu devia ter ouvido.” Cecil Smith, “Disney’s new magic wand”, LAT, 20/ago/1961. “Nunca vi uma mudança tão rápida...” Anônimo citado em Bill Davidson, “The Latter-Day Aesop”, TV guide, 20/mai1961. “Newton Minow pode relaxar.” New York Herald Tribune, 25/set/1961. Vendendo televisões. Card Walker para Walt, (set/1961), Pasta Walt Disney, Corr. Walt Disney, 1961, Comentário sobre Disneylândia, A1587, WDA; Memo, Card Walker para Roy/

869

DisneyInteiro.indd 869

07.04.09 13:29:35


Neal Gabler Walt, 5/out/1961, Pasta Card Walker, 1960-62, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1960-1964, Tryon-Z, A1652, WDA. “Toda a atmosfera é agradável...” Memo, Roy para Walt, Re: Televisão, 15/nov/1961, Pasta Walt Disney, 1955-1961, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA. II “Você sabe, Rush…” Rush Johnson entrevistado pelo autor. Fazenda em Ellis, Kansas. “Walt and his philosophy”, entrevista por Fletcher Markle (CBCS), ReView, jan/1978, p. 81. Centros de Cuidado Infantil. William F. Brandt (diretor de relações públicas, Bozell & Jacobs) para Walt, 21/mar/1957; Card Walker para Walt, 22/;abr/1957, Pasta B, Corr. Walt Disney, 1957, A-D, A1566, WDA. Investimento no Arrow Development. Memo, Bill Cottrell para Walt, Re: Informe sobre andamento – WED, 15/mar/1960, Pasta Harrison Price, Corr. Walt Disney, 19601964, N-Tatum, A1651, WDA. Relocando o trem e construindo o centro de convenções. Memo, Edsel Curry para Walt, Re: Relocação do Viewliner – Newport Dunes, 18/dez/1958; Memo, Curry para Walt, Re: Projetos WED, 20/ago/1958, Pasta Co, Corr. Walt Disney, 1958-1959, A-Do, A1645, WDA. Empreendimento imobiliário em Smoke Tree. Memo, Bob Clark para Walt, Re: Programa de Empreendimento em Smoke Tree, 7/fev/1958; Memo, Edsel Curry para Walt, Re: Planta para o terreno – Frente da propriedade em Smoke Tree, 29/dez/1958, Smoke Tree Ranch – Pasta 1958, Corr. Walt Disney, 1958, Q-Z, A1572, WDA; Walt para diretoria, Smoke Tree Ranch, 11/nov/1963, Pasta Smoke Tree, Corr. Walt Disney, 1963, O-Z, A1598, WDA. Participação de US$ 277 mil. Memo, Dolores Voght para Walt, 25/ago/1961, Pasta Walt Disney, Corr. Walt Disney, 1961, Comentário sobre Disneylândia, A1587, WDA. “Gastamos um milhão de dólares...” Citado em Hubler, Disney, p. 734. “Os dados apontavam a necesssidade gritante...” Citado em ibid., pp. 439-40. “O governo vê favoravelmente...” Memo, Buzz Price para Mickey Clark, Re: Mamute, 25/jun/1963, Pasta Harrison Price, Corr. Walt Disney, 1960-1964, N-Tatum, A1651, WDA. Mineral King. Harrison Price para o Hon. Hugh M. Burns, Senado da Califórnia, 29/ nov/1963, ibid. Aspen. Rascunho. Análise do desenvolvimento de oportunidades em Aspen, Colorado, sem data, Pasta Aspen Development Opportunities, Corr. Walt Disney, Projetos Especiais, 1961-1965, Aspen-Hallmark, A1660, WDA; Bob Hicks (ERA) para Walt, 18/jan/1963, Pasta Harrison Price, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1960-1964, N-Tatum, A1651, WDA. “Estou tão animado…” Jules Stein para Walt, 3/mar/1959, Pasta St, Corr. Walt Disney, 1959, Sp-Z, A1579, WDA. Vacation Village. Memo, Jack Sayers para os interessados, Re: Projeto Monterey, 3/jun/1963, Pasta Jack Sayers, Corr. Walt Disney, 1960-1964, N-Tatum, A1651, WDA.

870

DisneyInteiro.indd 870

07.04.09 13:29:35


Walt Disney Empreendimento Hallmark. Richard Irvine para J. C. Hall, 19/out/1962; Buzz Price para Irvine, 20/nov/1962; Price para Irvine, 6/mar/1963; Pasta Projeto Hallmark, Corr. Walt Disney, Projetos Especiais, 1961-1965, Aspen-Hallmark, A1660, WDA. Cachoeira do Niagara. Memo, Card (Walker) para Roy/Walt, 25/set/1963, Pasta Projeto Cachoeira do Niagara, Corr. Walt Disney, Projetos Especiais, 1961-1965, New YorkPratt, A1662, WDA. Cidade das Artes. “A Cidade das Sete Artes Walt Disney”, WED Enterprises, Inc., (1958), Pasta Chouinard, Corr. Walt Disney, 1958, A-C, A1569, WDA; “Cidade das Sete Artes”, sem data, Pasta Chouinard – Cidade das Artes, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1959, Ch-De, A1574, WDA; Memo, Harrison Price para Walt, Re: Lincoln Center, 5/mar/1960, Pasta Harrison Price, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 19601964, N-Tatum, A1651, WDA. “Uma cidade inteira...” Walt para William Pereira, 13/mai/1960, Pasta Chouinard – Cidade das Artes, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1960, C, A1581, WDA. Desenho animado Nabisco. Memo, Roy para Walt, Re: National Biscuit Picture, 25/jul/1938, Corr. Walt Disney, 1938-1939, I-Me, A1517, WDA. “Algo que irá impressionar…” Robert Warner para Walt, 17/jan/1957, Pasta B, Corr. Walt Disney, 1957, A-D, A1566, WDA. “Atração não apenas do pavilhão americano...” Ralph Adams para Jack Sayers, 5/mai/1958, Pasta Jack Sayers – 1958, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1958-1959, N-Z, A1647; Robert Warner para Dolores Voght, 19/abr/1958, Pasta Bob Warner, Corr. Walt Disney, 1959, Sp-Z, A1579, WDA. Feira de Moscou. Anthony Guarco (diretor interino, Motion Pictures Services, USIA) para Walt, 18/ago/1959, Pasta Governo dos Estados Unidos, ibid. Encontro com Moses. Memo, Jack Sayers para os interessados, 15/ago/1960, Pasta Jack Sayers 1960-1962, Corr. Walt Disney, 1960-1964, N-Tatum, A1651, WDA. Encontro com executivos de companhias. Memo, Jack Sayers para os interessados, 25/jul/1960, Pasta Walt Disney, 1955-1961, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA. Viagem de Jack Sayers. Memo, Jack Sayers para os interessados, 23/dez/1960, Pasta Jack Sayers 1960-1962, Corr. Walt Disney, 1960-1964, N-Tatum, A1651, WDA. Ford e GE. Memo, Jack Sayers para os interessados, Re: General Electric, 22/set/1960, ibid. “Isso nos ajudará...” Citado em Green e Green, Remembering Walt, pp. 169-70. Análise de Bill Cottrell. Bill Cottrell entrevistado por Jay Horan, ago-out/1983, p. 51, WDA. “Balão de ensaio.” Citado em Paul F. Anderson, “A great big beautiful tomorrow: Walt Disney’s & world’s fairs, POV, n.º 6-7 (1995), p. 85. Uma série de rodas subterrâneas. Ibid., pp. 32-33. Demonstração da Ford. Ibid., p. 41. Orçamento da GE. Telegrama de Dick Irvine e Jack Sayers para Walt, 1.º/set/1961, Pasta Walt Disney, Corr. Walt Disney, 1961, Comitê. para Disneylândia, A1587, WDA. “Você não acha que poderia ter perguntado…” Cottrell entrevistado por Horan, pp. 43-45. GE rejeita abordagem histórica. William Cottrell para James Weldy (GE), 2/ago/1962, Pasta General Electric, Corr. Walt Disney, Special Projects, 1961-1965, Aspen-Hallmark, A1660, WDA.

871

DisneyInteiro.indd 871

07.04.09 13:29:36


Neal Gabler “Passei minha vida inteira…” Anderson, “Great big”, p. 63. “Tudo bem, cavalheiros, o que eu quero…” Jack Spiers citado em Green e Green, Remembering Walt, p. 174. “Show do refrigerador.” Citado em Randy Bright, Disneyland: The inside story (New York: Harry N. Abrams, 1987), p. 176. Walt sobe ao palco. Anderson, “Great big”, pp. 65-66. Pulando na banheira. Ibid., p. 68. “Walt se metia em tudo.” Ibid., p. 69. “Havia mais de Walt...” Ibid., p. 68. Encontro com departamento do Comércio. Charles Luckman para Walt, 2/out/1962; George Rothwell para Roy, 17/set/1962, Pasta Feira Mundial de Nova Iorque, Corr. Walt Disney, 1962, Helen-N, A1592, WDA. Monotrilho. Anderson, “Great Big”, pp. 109-10. Exibições de Uma nação sob Deus e reações. Memo, Jack Sayers parea os interessados, Re: Apresentação de Uma nação sob Deus, 7/jun/1961, Pasta Jack Sayers, 1960-1962, Corr. Walt Disney, 1960-1964, N-Tatum, A1651; Marvin Stone (diretor, seção industrial, Feira Mundial de Nova Iorque), 13/jun/1961; Memo, Jack Sayers parea os interessados, Re: “One nation under God”, 31/jul/1961, Pasta Feira Mundial de Nova Iorque, Corr. Walt Disney, 1962, Helen-N, A1592, WDA. Lobby de Moses. Anderson, “Great big”, pp. 89-90. “Importante demais para a feira…” Ibid., p. 90. “Gostaria de não ser capaz...” Ibid., p. 61. Chinatown. Memo, Dick Irvine para Walt, Re: Anotações sobre encontro em Chinatown de 1.º/out, 2/out/1959, Pasta Audioanimatrônicos, WDA. Cunhando a expressão audioanimatrônicos. Memo, David Munford para Dave Smith, Re: Origem de “audioanimatrônico”, 20/mar/1985, ibid. A cabeça feita por Ub Iwerks. Ken Anderson em Jay Horan, Video interview with Ken Anderson, Bill Cottrell e Herb Ryman, 19/set/1983, p. 47, WDA. “Não é possível ter seres humanos...” Herb Ryman em ibid., pp. 49-50. Lendo sobre Lincoln. Jack Alexander, “The amazing story of Walt Disney”, Saturday Evening Post, 31/out/1953. “Estava bem para você…” Norris Leap, “Disney has one success secret”, LAT, 2/set/1960. “Parecia que você estava entrando em áreas…” Blaine Gibson citado em Bright, Inside story, p. 172. “Estávamos fazendo a lenda do Pigmalião...” Hubler, Disney, p. 33. “E erguia a sobrancelha...” Citado em Anderson, “Great big”, p. 92. Comprando patente. Memo, Neal E. McClure para Walt, Re: Audio-animatronics, 14/ jun/1962, Pasta Mc, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1960-1964, Herald-M, A1650, WDA. “Tudo que temos a fazer...” Murray Schumach, “Disney animation uses Polaris tape”, NYT, 20/jun/1963, p. 30. “Pesa metade…” Anderson, “Great big”, p. 88. Levantando Lincoln. Memo, Irvine para Walt, Re: Relatório de situação, 19/jul/1961, Pasta Dick Irvine, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1960-1964, Herald-M, A1650, WDA.

872

DisneyInteiro.indd 872

07.04.09 13:29:36


Walt Disney Sala secreta. Neil Gallagher (mecânico) citado em Anderson, “Great big”, p. 87. Moses no estúdio. Memo, Dick Irving-Jack Sayers para Walt. Re: Visita do sr. Moses, 23/ abr/1962, Pasta Feira Mundial de Nova Iorque, Corr. Walt Disney, 1962, Helen-N, A1592; Bright, Inside story, pp. 169-70. “Estupefato.” Anderson, “Great big”, pp. 90-91. “Encarar com bons olhos…” Memo, Jack Sayers para os interessados, 18/abr/1963, Pasta de projetos da feira, Corr. Walt Disney, special projects, 1961-1965, Aspen-Hallmark, A1660, WDA. Reunião da comissão e negociações. Memo, Jack Sayers para os interessados, 10/mai/1963, Pasta Jack Sayers, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1960-1964, N-Tatum, A1651; Memo, Fred Schumacher (diretor de projetos) para Card Walker, Re: Boneco de Lincoln, 29/jul/1963, Pasta Exibição de Illinois para a feira de Nova Iorque, Corr. Walt Disney, special projects, 1961-1965, Illinois-National, A1661, WDA. “Melhor proposta de negócios...” Telegrama de Walt para Moses, 26/jul/1963, ibid. Críticas. Jack Mabley, Chicagos’s American, 4/nov/1963. “Imagine que está na presença...” Chicago Daily News, 20/nov/1963. “Eu tomo essas decisões.” Bright, Inside story, p. 177. “Mais um terreno.” Citado em Anderson, “Great big”, p. 99. “É um mundo pequeno…” Citado em ibid., p. 105. Mobilização. Karal Ann Marling, “Imagineering the Disney theme parks” em Designing Disney’s theme parks: The architecture of reassurance, ed. Karal Ann Marling (New York: Flammarion, 1997) p. 99. “Colocaríamos Walt…” Citado em Anderson, “Great big”, p. 107. III “Entenda Bill…” Bill Peet, Bill Peet: An autobiography (Boston: Houghton Mifflin, 1989), p. 172. Delegando mais responsabilidade. Robert De Roos, “The magic worlds of Walt Disney”, National Geographic, ago/1963. “Eles não serão capazes de lidar…” Citado em Leonard Mosley, Disney’s world (New York: Stein & Day, 1985), p. 276. Acrescentando um terceiro studio de gravação. Minutas de reunião especial dos diretores, 3/ abr/1953, Pasta Walt Disney Productions – Reunião de diretoria, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1953-1955, D-L, A1638, WDA; Citado em Paul Hollister, Man or mouse: The story of Walt Disney, so far, ms. não pub., 1955, WDA, cap. 17, p. 3, WDA. Hollister estima o custo em US$ 600 mil. Expansão do estúdio. Michael Gordon, “Disney’s land”, Wall Street Journal, 4/fev/1958, p. 12. Golden Oak Ranch. LAT, 9/abr/1959; Memo, Dick Pfahler para os interessados, 2/mar/1964, Pasta P, Corr. Walt Disney, 1960-1964, N-Tatum, A1651, WDA. Demitindo Ward Kimball. Marc Davis para Robin Allan, 11/jun/1985, em John Canemaker, Walt disney’s nine old men and the art of animation (New York: Disney Editions), p. 121.

873

DisneyInteiro.indd 873

07.04.09 13:29:36


Neal Gabler “Sou o chefe de tudo…” De Roos, “Magic worlds”. “Não sou mais o perfeccionista.” Baltimore News-Post, mai/1959, em “‘Disney’s no comic character”: Burris Jenkins in Disneyland”, The E ticket, outono de 2002, p. 40. “Era de cima para baixo…” Shows, Backstage adventures, p. 75. “Walt nunca deixaria nenhuma pessoa se meter...” Citado em Hubler, Disney, p. 413. “Penso que ele é um achado.” Memo, Walt para Bill Anderson, 29/jun/1956, Pasta Bill Anderson, Corr. Walt Disney, 1956, A1641, WDA. Descobrindo Hayley Mills. Bill Anderson entrevistado por Bob Thomas, 17/mai/1973, WDA. “Seus filmes ao vivo tinham se tornado...” dr. Max Rafferty, “The greatest pedagogue of them all”, LAT, 19/abr/1965. Faturamentos. Memo, Card (Walker) para Walt: Re: Filmes de Doris Day, 29/mai/1962, Pasta Card Walker, 1961-62, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1960-1964, Tryon-Z, A1652, WDA. “Um dos mais engraçados...” Telegrama de Walt para Russell Downing, Radio City Music Hall, 28/set/1960, Pasta D, Corr. Walt Disney, 1960, D-H, A1582, WDA. Chorando em Poliana. Mosley, Disney’s world, p. 260. “Nossa participação nas coisas...” “The world of Walt Disney”, Newsweek, 31/dez/1962, p. 48. “Estamos fazendo milho, Peter.” Citado em Green e Green, Remembering Walt, p. 99. “Esses artistas de avant-garde...” Efron, “Still atacking”, p. 13. “Infinitas possibilidades.” Richard Schickel, The Disney version: The life, times, art and commerce of Walt Disney, 3.ª ed. (1968; reimpresso em Chicago: Elephant Paperbacks, 1997), pp. 306-7, 94. “Sinto que a inteligência...” Bill Roberts para Walt, 27/abr/1960, Pasta R, Corr. Walt Disney, P-Z, A1585, WDA. “Eles tiveram a oportunidade...” Telegrama de Bill Anderson para Walt, 5/jun/1963, Pasta Bill Anderson, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1960-1964, A-Disney Aircraft, A1648, WDA. “Não quero meu nome ligado...” Telegrama de Walt para William Anderson, 23/abr/1962, Pasta John Mills e Família, Corr. Walt Disney, 1965, K-M, A1610, WDA. “É o tipo de filme...” Ron Miller citado em Katherine Greene e Richard Greene, Inside the dream: The personal story of Walt Disney (New York: Roundtable Table Press, 2001), p. 137. “Isso me levou a pensar…” Memo, Walt para Roy, 31/mai/1963, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1960-1964, A-Disney Aircraft, A1648, WDA. “Um bocado de berros e gritos...” Citado em Bob Thomas, Building a company: Roy O. Disney and the creation of an entertainement empire (New York: Hyperion, 1998), p. 256; Ron Miller entrevistado pelo autor. “Tentei explicar…” Ibid., p. 257. Pancake House. Anderson, Hollywood TV, p. 36. “Ninguém tinha que perguntar a ninguém...” Citado em Greene e Greene, Inside the dream, p. 131. Dinheiro pago no ano fiscal de 1960. Variety, 18/abr/1961. Negociando com Loyd Wright. Memo, Roy para Walt, Re: Seu contrato pessoal com W. D. P., 11/nov/1960, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1960-1964, A-Disney Aircraft, A1648, WDA.

874

DisneyInteiro.indd 874

07.04.09 13:29:36


Walt Disney “Você podia ouvi-los...” Citado em Hubler, Disney, p. 459. Batida da porta do carro. Citado em Thomas, Building a company, p. 161. “Trabalhamos durante anos…” Jimmy Johnson, Inside the whimsy works: My thirty-seven years with Walt Disney Productions, ms. não pub., 1975, cap. 1, p. 2, WDA. “A grande ambição de Roy na vida…” Citado em Greene e Greene, Man behind the magic, p. 70. “Pai com aspirações…” Harry Tytle, One of “Walt’s boys”: An insider’s account of Disney golden years (Royal Oak, Mich.: Airtight Seals Allied Products, 1997), p. 14. “Walt diria a ele…” Walter Pfeiffer entrevistado por Bob Thomas, 26/abr/1973, WDA. Rivalidade entre Roy E. e Ron Miller. Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 19. “Foi a primeira vez…” Citado em Thomas, Building a company, p. 261. “Nenhum de nós estaria aqui...” Ibid., p. 262. Termos dos contratos. Variety, 18/abr/1961. “É maravilhoso fumar...” Walt para Roy, 24/jun/1961, Pasta D, Corr. Walt Disney, 1961, Comitê para a Disneylândia, A1587, WDA. Cachimbo da paz em cima do retrato. Johnson, Whimsy works, cap. 2, p. 3. 591 Revisando e fazendo auditoria no Chouinard. Memo, Mickey Clark para Walt, Re: Relatório da situação, n.º 1, Instituto de Arte Chouinard, 27/set/1956, Price Waterhouse (sem assinatura) para Walt, 2/out/1956; Memo, Clark para Walt, Re: Escola de Arte Chouinard, 22/jan/1957; Memo, Mickey Clark para Walt, Re: Instituto de Arte Chouinard, 13/dez/1957, Pasta Instituto de Arte Chouinard, Corr. Walt Disney, 1957, A-D, A1566; Memo, Mickey Clark para Walt, 3/out/1956, Pasta Mickey Clark, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956-1957, A-Disney, A1641, WDA. “Poderíamos conseguir os melhores instrutores...” Walt para Hopkins, Re: Prof. Robert Feild, 28/ fev/1939, Pasta Robert Feild, Corr. Walt Disney, 1938-1944, F-K, A1628, WDA. “Você tem que fazer alguma coisa…” Tommie Wilck citado em Hubler, Disney, p. 808. “Walt estava obcecado pela ideia...” Citado em Hubler, Disney, p. 278. “Ele queria construir aquela escola!” Citado em Green e Green, Remembering Walt, p. 184. “Quero que as pessoas vão lá...” Citado em Hubler, Disney, p. 749. “Teríamos escolas de música...” Millard Sheets, Los Angeles Art Community: Group Portrait, entrevista por George M. Godwin, 1977, pp. 341-42, Special Collections, Young Research Library, UCLA. “De forma que os alunos de belas artes…” Citado em Greene e Greene, Inside the dream, p. 176. “Não quero dizer ensinar a desenhar…” Citado em Green e Green, Remembering Walt, p. 185. “Ele estava perdendo o interesse...” Libby Slate, “Marc Davis”, Disney News, outono de 1992, p. 26. “Se você acha apropriado...” Walt para Joseph P. Kennedy, 26/abr/1961, Pasta Joseph P. Kennedy, Corr. Walt Disney, 1965, K_M, A1610, WDA. IV “Falta uma salsicha!” Anderson, “Great big”, p. 69. Walt não viu o protótipo. Memo, Tommie (Wilck) para Walt, 6/set/1963, Pasta Walt Disney, Corr. Walt Disney, 1963, Congratulações-H (Misc.), A1596, WDA.

875

DisneyInteiro.indd 875

07.04.09 13:29:36


Neal Gabler “Estávamos vivendo de café preto...” Citado em Anderson, “Great big”, p. 107. “É muito gratificante…” Memo, Walt para Roy, Re: Praça New Orleans, 15/mai/1964, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1960-1964, A-Disney Aircraft, A1648, WDA. Royal Dano e Lincoln. Bob Gurr citado em Anderson, “Great big”, p. 94. “Oh, sim, (Walt) estava preocupado...” Marc Davis entrevistado por Bob Thomas, 25/ mai/1973, p. 25, WDA. “Nunca se viu uma pilha tão grande...” Ruthie Thompson, apresentação na convenção do National Fantasay Fan Club (NFFC), 21/jul/2000. “Bem, acho que prolongamos isso...” Anderson, “Great big”, p. 97. “Senhoras e senhores...” Bright, Inside story, p. 69. “Isto não é um brinquedo.” Chicago Daily News, 21/abr/1964. Outros relatos atribuem as dificuldades... Anderson, “Great big”, pp. 97-98. Funcionando em 30 de abril. Chicago Sun-Times, 30/abr/1964; Chicago Tribune, 30/ abr/1964. “Você acha que Deus está furioso...” Citado em Hubler, Disney, p. 365. “Papai chorava...” Citado em Greene e Greene, Inside the dream, p. 157. Checkup e descanso. LAT, 13/mai/1964. Comparecimento na primeira temporada. Steve C. Van Voorhis (diretor de operações da GE para a Feira Mundial de Nova Iorque) para membros da diretoria, 6/nov/1964, Pasta General Electric, Corr. Walt Disney, projetos especiais, 1961-1965, Aspen-Hallmark, A1660, WDA. “Sempre havia sido seu destino final.” Walt para Ralph Newman, 10/nov/1964, Pasta Illinois Exhibit for New York Fair, Corr. Walt Disney, projetos especiais, 1961-1965, IllinoisNational, A1661, WDA. “Rindo, realmente se divertindo…” Robert B. Sherman e Richard M. Sherman, Walt’s Time: From before to beyond, ed. Bruce Gordon, David Mumford e Jeff Kurtti (Santa Clarita, Calif.: Camphor Tree Publishers, 1998), p. 39. Joe Grant e Mary Poppins. Joe Grant entrevistado por Michael Barrier, www.michaelbarrier. com/interviews/grant/interview_joe_grant.htm. Roy contacta Travers. Memo, Perce Pearce para Roy, Re: Mary Poppins, 6/jan/1944, Pasta P, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1938-1944, N-Q, A1630; Memo, Roy para Walt, Re: Histórias de Mary Poppins, 24/jan/1944, Pasta T, 1944, S-Z, A1533, WDA. Roy se encontra com Travers e Walt quer voar para o Arizona. Memo, Roy para Walt, 20/ jan/1944, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Walt Disney, 1938-1944, D, A1627; Walt para a sra. P. L. Travers, 24/fev/1944, Pasta T, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1944, S-Z, A1533, WDA. Roy telefonou novamente em março. Memo, Roy para Walt, 27/mar/1944, Pasta T, Corr. Walt Disney, S-Z, A1533, WDA. Aprovação do roteiro. Memo, Bill Dover para Walt, Re: Mary Poppins, 20/abr/1959; Memo, Bill Dover para Walt, Re: Mary Poppins, 3/jul/1959, Pasta Bill Dover, Corr. Interescritórios Walt Disney, 1958-1959, Dover-M, A1646, WDA. Termos de Travers. Memo, Frank Waldheim para Bill Dover, Re: Mary Poppins, 20/abr/1959; Memo, Bill Dover para Walt, Re: Mary Poppins, 3/jul/1959, Pasta Bill Dover, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1958-1959, Dover-M, A1646, WDA.

876

DisneyInteiro.indd 876

07.04.09 13:29:36


Walt Disney “Do tipo (sic) Amelia Earhardt.” Memo, Roy para Walt, Re: Histórias de Mary Poppins, 24/ jan/1944. Não era uma fã do trabalho de Disney. Brian Sibley citado em Citado em Greene e Greene, Inside the dream, p. 147. Tratamento a Travers. Walt para Travers, 19/jul/1960; Walt para Travers, 13/fev/1961, Pasta Pamela Travers, Corr. Walt Disney, 1964, Radziwill-Z, A1604, WDA. Assinando e se recolhendo. Memo, Bill Dover para Walt, Re: Mary Poppins – Pamela Travers, 2/mai/1961, Walt para Travers, 18/mai/1962, Pasta Pamela Travers, Corr. Walt Disney, Ibid. “Quando nos sentamos...” Sherman e Sherman, Walt’s time, p. 40. “Usaremos tudo...” Walt para Pamela Travers, 21/mar/1963, Pasta Pamela Travers, Corr. Walt Disney, 1964, Radziwill-Z, A1604, WDA. Mary Martin. Walt para Travers, 31/mar;1961; Tel. de Walt para Mary Martin, 8/mar/1961, ibid. Julie Harris. Memo, (Bill) Dover para Walt, Re: Mary Poppins, 6/out/1961, Pasta Bill Dover, 1960-1962, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1960-1964, Disney Foundation-H (Misc.), A1649; Walt para Julie Harris, 26/mar/1962, Pasta H, Corr. Walt Disney, 1962, Committees-H (Misc.), A1591, WDA. Julie Andrews. Walt para Julie Andrews, 26/fev/1962, Pasta Julie Andrews, Corr. Walt Disney, 1964, A-C (Misc.), A1599, WDA. Operação especial. Walt para Julie Andrews, 31/out/1962, ibid. “Mutilando a história.” Travers para Walt, 21/mai/1962, Pasta Pamela Travers, Corr. Walt Disney, 1964, Radziwill-Z, A1604, WDA. “Walt tinha salas de storyboards…” Citado em Greene e Greene, Inside the dream, p. 151. “Não havia uma só cara triste…” Citado em Paul F. Anderson, “Walt’s world”, POV 1, n.º 3 (primavera de 1993), p. 9. “Certificando-se de que todo mundo estava feliz...” Citado em Greene e Greene, Inside the dream, p. 151. “Como um garoto grande.” Tracy Watson, “Karen Dotrice”, Disney News, inverno de 1994, p. 47. “Acho que este será um dos nossos melhores.” Walt para Ruth, 5/dez/1963, Pasta B, Corr. Walt Disney, 1963, A-B, A1594, WDA. “Insignificâncias.” Iwerks citado em Hubley, Disney, p. 457. “Jolly Holiday.” Sherman e Sherman, Walt’s time, p. 40. “O animador se preocupava e reclamava…” Frank Thomas e Ollie Johnston, The illusion of life: Disney animation (New York: Hyperion, 1981), pp. 526-27. “Excelente.” Telegrama de Walt para Bill Anderson, 17/out/1063, Corr. Walt Disney, 1963, A-B, A1594, WDA. Mostrando o filme para o exibidor. Hubler, Disney, p. 535. “Você fez uma grande quantidade...” Goldwyn citado em Sherman e Sherman, Walt’s time, p. 60. “Todo o filme é…” Pamela Travers para Walt, 1.º/set/1964, Pasta Pamela Travers, Corr. Walt Disney, 1964, Radziwill-Z, A1604, WDA.

877

DisneyInteiro.indd 877

07.04.09 13:29:36


Neal Gabler Travers expressando seu desapontamento. Caitlin Flanagan, “Becoming Mary Poppins”, The New Yorker, 19/dez/2005, 19/dez/2005, p. 46. Flanagan também conta uma história de Richard Sherman em que Travers, tendo que manobrar para obter um convite para a e estreia, encurralou Walt depois e se queixou da sequência animada. A isso, Walt supostamente disse: “Pamela, esse navio já zarpou.” Mas isso é altamente improvável, dada a comunicação de Travers com Walt. Faturamento de Poppins. Memo, Card Walker para Walt, Re: Mary Poppins, 10/mar/1966, Pasta Card Walker, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1965-1966, Retlaw-Z, A1655, WDA; Schickel, Disney Version, p.28. Exibição em Moscou. Memo, Card Walker para Walt, Re: Mary Poppins – Moscou, carta de Ned Clarke, 7/11/1965, 19/jul/1965, Pasta Card Walker, ibid. “Aquela adorável estatueta…” Julie Andrews para Walt, (29/abr/1965), Pasta Julie Andrews, Corr. Walt Disney, 1964, A-C (Misc.), A1599, WDA. “Conhecendo Hollywood…” Walt para Julie Andrews, 29/abr/1965, ibid. “Com o negócio…” Hedda Hopper, “Rumoured sell-out denied by Disney”, LAT, 13/ fev/1965. “Estou sob os refletores.” Efron, “Still atacking”, p. 14. “Quando entramos no carro...” Marc Davis entrevistado por Bob Thomas. 25/mai/1973, pp. 27-29, WDA; Hubler, Disney, p. 609. Comparecimento à feira. Memo, Frank Stanek para Marty Sklar, 9/mai/1968, Re: Feira Mundial de Nova Iorque: Números de comparecimento, RHC, Caixa 17, Pasta 57. “Se Isto é arquitetura...” Life, 31/jul/1964. Winston Churchill. Bill Cottrell entrevistado por Jay Horan, ago-out/1983, p. 52, WDA. Reuniões de Sayers. Memo, Jack Sayers para Walt, 31/ago/1965, Pasta Jack Sayers, Corr. Interescritórios Walt Disney, 1965-1966, Retlaw-Z, A1655, WDA. Recrutando General Potter. Memo, Card Walker para Walt, Re: General Potter, 18/jan/1965, Corr. Walt Disney, N-S, A1611, WDA. “Testando o solo.” Citado em Anderson, “Great big”, p. 30. V Estudo do SRI sobre New Jersey. SRI (Relatório sobre o parque temático em New Jersey), (1958), Pasta Harrison Price, Corr. Walt Disney, 1960-1964, N-Tatum, A1651, WDA. “Aquela audiência não é receptiva.” Harrison Price citado em Hubler, Disney, p. 722. “Walt está interessado...” Memo, Vincent Jefferds para Walt, Re: Disneyland-Type Park em Brasília, 31/mai/1960, Pasta J, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1960-1964, Herald-M, A1650, WDA. Início do projeto de St. Louis. Brian Burnes, Robert W. Butler e Dan Viets, Walt Disney’s Missouri: The roots of creative genius, ed. Donna Martin (Kansas City: Kansas City Star Books, 2002), p. 142. Atrações de St. Louis. Memo, Depto de Arte a quem possa interessar, re: Walt Disney-St Louis Project, 27/nov/1963, Pasta Projeto St. Louis, Corr. Walt Disney, Special Projects, 1961-1965, Premiere-Walt, A1663, WDA.

878

DisneyInteiro.indd 878

07.04.09 13:29:36


Walt Disney Anunciando a Segunda Disneylândia. Peter Bart, “Walt Disney eyes a 2nd Disneyland”, NYT, 3/jul/1964, p. 13. “O projeto de St. Louis ainda está no estágio de conversa.” Walt para Jack Williams, Jr., (Waycross (Ga.) Journal-Herald), 1.º/jul/1964, Pasta Disneylândia Geral, Corr. Walt Disney, 1964, Disney-Gifts, A1601, WDA. Perdendo o interesse. Burnes, Butler e Viets, Disney’s Missouri, pp. 147,151; Memo, Mel Melton para Walt, Re: Projeto St. Louis, 28/abr/1964, Pasta Projeto de St. Louis, Corr. Walt Disney, Special Projects, 1961-1965, Premiere-Walt, A1663, WDA. “A Flórida seria melhor…” Phil Mayre, “Flórida Disneyland?”, Miami Herald, 9/ago/1959. Cidade do amanhã. Um plano geral econômico para a Cidade do amanhã, 17/dez/1959, Pasta projeto oeste, Corr. Walt Disney, 1960, P-Z, A1585, WDA. Roy fez o reconhecimento do terreno. Robert Price Foster, The founding of kingdom, ms. não pub., 1992, p.7, WDA. “Influenciar planos da RCA.” Card Walker para Walt, 26/mai/1960, Pasta Walt Disney de Memorandos internos de comunicação, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 19601964, A-Disney Aircraft, A1648, WDA. “Simplesmente não estava funcionando.” Bill Cottrell entrevistado por Jay Horan, agoout/1983, p. 61, WDA. “Era que a Disneylândia...” Citado em Hubler, Disney, pp. 722-23. “Estamos mais entusiasmados...” Memo, Donn Tatum para Walt, Re: Flórida, 1.º/jun/1961, Pasta Donn Tatum, Corr. Walt Disney, 1960-1964, N-Tatum, A1651, WDA. Reunindo executivos. Foster, Founding, p. 11. “Para que você quer fazer isso?” sra. Walt Disney entrevistada por Richard Hubler, 16/abr/1968, Pasta Lillian Disney, WDA. “Escolheríamos cuidadosamente uma terceira parte…” Memo, Card Walker para Walt/Roy, Re: Discussão planejada para o novo projeto, 13/set/1963, Pasta Card Walker, 19601962, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1960-1964, Tryon-Z, A1652, WDA. Decisão de Walt. Bob Thomas, Walt Disney: An american original (New York: Hyperion, 1994), p. 334. Viagem de novembro. Foster, Founding, pp. 9-10. Voando no Gulfstream. Ibid., pp. 27-28. Foster na Flórida. Ibid., pp. 38-45; Memo, Bob Foster para Walt, Re: Situação atual do projeto futuro, 7/mai/1964, Pasta de memos Inter-escritórios Flórida, Corr. Walt Disney, Walt Disney World, A-Z, A1666, WDA. Negociações de Roy. Foster, Founding, pp. 67-73. “Nossa própria convenção constitucional.” Ibid., p. 143. Reconhecido pela garçonete. Card Walker citado em Greene e Greene, Inside the dream, p. 165. “Existem tantas coisas...” News-Journal, Daytona Beach, 11/abr/1965, Pasta B, Corr. Walt Disney, 1965, A-B, A1605, WDA. Já comprados 27.400 acres. Memo, Bob Foster os listados, re: Projeto futuro, 26/abr/1965, Pasta de memos Inter-escritórios Flórida, Corr. Walt Disney, Walt Disney World, A-Z, A1666, WDA. “Vender a você a ideia…” Memo, Roy para Walt, 3/ago/1965, Pasta Roy Disney, Corr. Interescritórios Walt Disney, 1965-1966, A-I, A1653, WDA.

879

DisneyInteiro.indd 879

07.04.09 13:29:36


Neal Gabler “Parecia que eu havia atirado um balde...” Orlando Sentinel, 28/jul/2003. “We say: ‘Mistery’ industry is Disney” (“Afirmamos: Indústria misteriosa é Disney”) Orlando Sentinel, 24/out/1965. Coletiva de imprensa. NYT, 16/nov/1965, comunicado à imprensa: Walt Disney outlines preliminary concepts for his Disney World (Walt Disney esboça ideias preliminares para o Mundo Disney), 15/nov/1965, Pasta de Comunicados à imprensa – Flórida, Corr. Walt Disney, Walt Disney World, A-Z, A1666, WDA; Variety, 24/nov/1965; C. E. Wright, “East cost Disneyland to rise near Orlando” (“Disneylândia da costa leste será perto de Orlando”), NYT, 21/nov/1965, seção 10, p. 3. “Queremos alguma coisa educativa…” NYT, 16/nov/1965. “Trabalho ruim.” Peter Blake, “The lessons of the parks”, em Christopher Finch, The art of Walt Disney: From Mickey Mouse to the Magic Kingdom (1973; New York: Henry N. Abrams, 1993), p. 431. Walt não pôs o pé na propriedade. Foster, Founding, pp. 155-56. Não um membro do comitê central. Minutas de 9/dez/1965, Reunião do comitê de operações da Flórida, Pasta Comitê de Operações da Flórida, Corr. Walt Disney, Walt Disney World, A-Z, A1666, WDA. Walt de fato figurou entre os 11 membros do comitê de operações, mas era o comitê central de quatro membros que funcionava como secretariado do parque. “Walt resiste instintivamente...” Bart, “Disney eyes a 2nd”, p. 13. Andando no trem da Feira Ferroviária de Chicago... Kimball citado em Michael Broggie, Walt Disney’s railroad story (Pasadena, Calif.: Pentrex, 1997), p. 68. Livros de planejamento da cidade. Marling, Theme parks, pp. 146-47; Green e Green, Remembering Walt, p. 175. “Por que eu deveria concorrer para prefeito…?” Ray Bradbury entrevistado pelo autor. “Walt estava intrigado...” Citado em Hubler, Disney, pp. 724-25. “Era a verdadeira salsicha.” Citado em Marling, Theme parks, p. 154. “Vivendo, respirando comunidade.” Citado em Blake, “Lessons of parks”, p. 448. 20.000 residentes, 60.000 residentes, 100.000 residentes… ERA (Economics Research Associates), “An economic master plan for Project Future”, 13/out/1965, Pasta de Relatos do E.R.A. – Flórida, Corr. Walt Disney, Walt Disney World, A-Z, A1666, WDA; R. O. Stratton (diretor do programa de desenvolvimento, GE), Aspectos de Transporte da “Comunidade de Amanhã” no Pavilhão Ge-Disneylândia, 18/mar/1966, Pasta M, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1965-1966, J-Reddy, A1654; Stratton para O.V. Melton (presidente, WED), 1.º/dez/1965, Pasta de Memos Inter-escritórios – Flórida, Corr. Walt Disney, Walt Disney World, A-Z, A1666, WDA. “Ela se preocupará...” Blake, “Lessons of Parks”, p. 448. Governo de EPCOT. Ver Steven Mannheim, Walt Disney and the quest for community (Burlington, Vt.: Ashgate, 2002), pp. 113-14. “Walt esperava coisas…” Citado em Hubler, Disney, p. 718. “Demais.” Robert Moses, “EPCOT: Walt Disney’s legacy”, Newsday, 29/abr/1967, p. 14. Parceiros corporativos. R.O. Stratton para O.V. Melton, 1.º /dez/1965, Pasta de Memos Interescritórios, Walt Disney, Walt Disney World, A-Z, A1666, WDA; Joe Potter para Tommie Wilck, Re: Pittsburgh Trip, 5/jan/1966, Pasta P, Corr. Inter-escritórios Walt

880

DisneyInteiro.indd 880

07.04.09 13:29:36


Walt Disney Disney, 1965, J-Reddy, A1654; Memo, Jack Sayers para Waslt, Re: RCA, 2/fev/1966, Pasta Jack Sayers, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1965-1966, Retlaw-Z, A1655, WDA. Design de Becket. Marvin Davis citado em Citado em Marling, Theme parks, p. 149. Planos rabiscados em guardanapo. Citado em Hubler, Disney, p. 726. “Fazendo esquetes com um grande lápis...” Bob Gurr citado em Greene e Greene, Inside the dream, p. 79. “Lembro-me vividamente…” Citado em ibid., p. 169. VI Saindo da MPA. Walt para a MPA, 9/fev/1956; Borden Chase (comitê executivo, Motion Picture Alliance) para Walt, 29/fev/1956; Memo, Gunther Lessing para Dolores Voght, 6/fev/1956; Pasta MO, Corr. Walt Disney, 1956, M-R, A1564, WDA. Lessing, ele próprio membro da diretoria, aparentemente insistiu com Walt para que saísse da MPA depois do ataque à Writers Guild of America (sobre o qual ele não havia sido consultado), “não apenas porque a necessidade de tal organização deixou de existir, mas ela é agora, em minha opinião, um veículo para Ward Bond usar seu poder de intimidação”, citando um notório caçador de comunistas. A MPA disse que a saída de Walt foi uma “bomba” e pediu-lhe que reconsiderasse. Ele não o fez. Contribuições por intimidação. Michale Barrier, “Ward Kimball”, em Walt’s people, ed. Didier Ghez (Xlibris, 2006), pp. 2: 116-17. Apoio de Goldwater. Memo, Bill Anderson para Walt/Roy, Re: Contribuições para a campanha republicana, 26/out/1964, Pasta Bill Anderson, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 19601964, A-Disney Aircraft, A1648; Walt para Holmes Tuttle, 11/set/1964, Pasta T, Corr. Walt Disney, 1964, Radziwill-Z, A1604; Walt para Barry Goldwater, 31/jul/1964; Goldwater para Walt, 9/ago/1964, Pasta G, Corr. Walt Disney, 1964, Disney-Gifts, A1601, WDA. “Pegar a arma…” Walt para Di, 2/out/1964, Pasta M, Corr. Walt Disney, 1964, M-R (Misc.), A1603, WDA. “Falar com bastante pessoas…” Herbert Gold, “Nobody’s mad at Murphy”, NYT Magazine, 13/dez/1964, p. 52. Lillian e Democratas por George Murphy. Lillian para Wayne Griffin, 18/ago/1964, Pasta G, Corr. Walt Disney, 1964, Disney-Gifts, A1601, WDA. “Tive meu pequeno experimento…” Peter Bart, , “The golden stuff of Disney dreams”, NYT, 5/dez/1965, seção 2, p. 13. “Uma pessoa de que país nenhum poderia reclamar.” Nota para Walt, 3/mar/1965, Pasta de Torneio de Rosas, Corr. Walt Disney, 1966, Convites para palestras-Z, A1620, WDA. “Reverenciado e honrado...” Bart, “Golden stuff”, p. 13. Medalha Presidencial da Liberdade. Charles Ridgway, citado em Green e Green, Remembering Walt, p. 82. Companheiros honoráveis. NYT, 4/jul/1964, pp. 1,10. “Quase tudo questionável.” Francis Clark Sayers, “Walt Disney Accused”, entrevistado por Charles M. Wisenberg, F.M. and fine arts, ago/1965.

881

DisneyInteiro.indd 881

07.04.09 13:29:36


Neal Gabler “Disneylândia é apresentada como imaginária.” Jean Baudrillard, Selected writings, Ed. Mark Poster (Stanford, Calif.: Stanford University Press, 1988), p. 172. “Desapontamento das expectativas.” Godfrey Hodgson, America in our time: From World War II to Nixon, What happened and why (New York: Random House, 1976), p. 38. “Que tal isso para a capa…” Gene Lester citado em Hubler, Disney, pp. 697B-98. Reavaliação dos filmes de Disney. Douglas Brode, From Walt to Woodstock: How Disney created the counterculture (Austin, Tex.: University of Texas Press, 2004). Este é um dos mais originais e interessantes estudos sobre o trabalho de Walt Disney e é praticamente o único que apresenta um liberal disfarçado. “Suspiro pesaroso.” Peet, Autobiography, p. 171. “E ele se fechou novamente...” Marc Davis entrevistado por Richard Hubler, 21/mai/1968, RHC, Caixa 14, Pasta 51. “Ele pode ter consumido...” Citado em Green e Green, Remembering Walt, p. 85. “A partir das cinco horas...” Ward Kimball entrevistado por Richard Hubler, 21/mai/1968, p. 24, WDA. “Era um caminho bastante longo...” Jack Kinney, Walt Disney and other animated characters: An unauthorized account of the early years at Disney’s (New York: Harmony Books, 1988), p. 160. Dieta de bebida. Tommie Wilck entrevistado por Richard Hubler, 13/ago/1968, WDA. Hollywood Stars. Louella Parsons, “Walt Disney, The lovable genius who never grew up”, Los Angeles Examiner, Pictorial Living Section, 9/jan/1955. Time de beisebol de Los Angeles. Walt para Bob Reynolds, Pres. (presidente do Los Angeles Angels), 2/fev/1965, Pasta R, Corr. Walt Disney, N-S, A1611, WDA. “Subir à cabeça.” Walt para Nels Hokanson, 2/abr/1964, Pasta H, Corr. Walt Disney, 1964, H-Mc, A1602, WDA. Paixão por boliche de grama. (Tommie Wilck) para Walt, 16/fev/1965, Pasta Smoke Tree, Corr. Walt Disney, N-S, A1611; Itinerário, 11/set/1964, Pasta Walt Disney, Corr. Walt Disney, 1964, Disney-Gifts, A1601, WDA. Férias australianas. Walt para Max e Emily Schwab, 4/mai/1966, Pasta S, Corr. Walt Disney, 1966, N-Smoke Tree Ranch, A1619, WDA. “Muito.” Sharon Brown entrevistada por Richard Hubler, 9/jul/1968, RHC, Caixa 14, Pasta 51. 150 horas. Hubler, Disney, p. 703. “Estou entusiasmado por ter um herdeiro homem...” Walt para Bob Stevenson, 28/nov/1961, Pasta S, Corr. Walt Disney, 1960-1964, N-Tatum, A1651, WDA. “Brincávamos na grama…” Citado em Greene e Greene, Inside the dream, pp. 170-71. VII “Alimentem os pássaros.” Sherman e Sherman, Walt’s time, p. 49. “O sujeito simplesmente tinha um desejo sincero...” Memo, Charles Levy para Joe Reddy, re: Dick Schickel, 9/set/1966, Pasta R, Corr. Walt Disney, 1966, N-Smoke Tree Ranch, A1619, WDA.

882

DisneyInteiro.indd 882

07.04.09 13:29:36


Walt Disney “No que me diz respeito…” Walt para Hobart Lewis (editor executive, Reader’s Digest), 15/ set/1966, Pasta R, Corr. Walt Disney, 1966, N-Smoke Tree Ranch, A1619, WDA. “Eu não sei quanto tempo…” Reverendo Glenn Puder entrevistado pelo autor. Crédito por Lt. Robin Crusoe, U.S.N. Green e Green, Remembering Walt, p. 135. Projeto Marceline. Memo, Harrison Price/Bill Cottrell para Walt, Re: Projeto Marceline, 25/out/1965; Memo, Buzz Price/Mickey Clark/Bill Cottrell para Rush Johnson, re: Projeto Marceline, 1.º/nov/1965, Pasta da Cidade de Marceline, Corr. Walt Disney, 1966, J-M, A1618, WDA. Mineral King. LAT, 6/nov/1965; NYT, 18/dez/1965. Visitando a Disneylândia. Walt Disney entrevistado por Hooper Fowler, Look, jan/1964, p. 2. WDA. “É exatamente como em casa.” NYT, 26/jul/1966. Regalando as secretárias. Lucille Martin, apresentação no NFFC Convention, 21/jul/2000. “Com esse início...” Memo, Roy para Walt, 20/ago/1965, Pasta Walt Disney, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA. Empréstimos e doações. Walt para o Brigadier General C. B. Drake, 4/abr/1966, Pasta D, Corr. Walt Disney, 1966, Christmas Thank Yous – Aniversário de Disney, A1615, WDA. Ouvindo uma ópera. Walt para Blanche Seaver, 15/ago/1966, Pasta S, Corr. Walt Disney, 1966, N-Smoke Tree Ranch, A1619, WDA. Simplificando o sistema. Canemaker, Nine old men, p. 50. Bill Peet se queixou. Peet, Autobiography, p. 165. Xerografia. Bill Tytla para Walt, 4/mar/1956, Pasta T, Corr. Walt Disney, 1956, S-Z, A1565, WDA; Leslie Iwerks a John Kenworthy, The hand behind the mouse (New York: Disney Editions, 2001), pp. 192-93. “Foi a primeira vez…” Marc Davis entrevistado por Bob Thomas, outono de 1989, WDA. “Estraga a beleza...” Eric Larson entrevistado por por Christopher Finch e Linda Rosenkrantz, 25/jul/1972, p. 7, WDA. “Ele pensou novamente.” Citado em Charles Solomon, Enchanted drawings: The History of animation (New York: Alfred A. Knopf, 1989), p. 266. “Requer medidas drásticas…” Memo, Ken Peterson para Walt, Re: Sword in the stone, 5/ jan/1961, Pasta Ken Anderson, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1960-1964, N-Tatum, A1651, WDA. “Ele estava interessado em uma pintura…” Milt Kahl entrevistado por Bob Thomas, 14/ mai/1973, p. 6, WDA. “Levaria cerca de meia hora.” Memo, Woolie (Reitherman) para Walt, re: Jungle book, 20/abr/1966, Pasta R, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1965-1966, J-Reddy, A1654, WDA. Walt pensou que o público não identificaria... Michael Fessier, Jr., “Legacy of a last tycoon”, LAT, 12/nov/1967. “Quando Walt ouviu o teste de Phil…” Frank Thomas e Ollie Johnston, The illusion of life: Disney animation (New York: Hyperion, 1981), p. 407. “Estou fazendo esta viagem…” Walt para a sra. Eugene Hill-Smith, 29/abr/1966, Pasta H, Corr. Walt Disney, 1966, H-I, A1617, WDA. “Trabalho suficiente para manter...” Price citado em Hubler, Disney, p. 722.

883

DisneyInteiro.indd 883

07.04.09 13:29:36


Neal Gabler Dores. Tommie Wilck citado em Hubler, Disney, pp. 829-30; dr. Edward W. Boland para Walt, 22/jun;1959, Pasta Bi, Corr. Walt Disney, 1959, A-Ca, A1573, Walt para Ruth, 6/dez/1960, Pasta B, Corr. Walt Disney, 1960, A-B, A1580, WDA. “Estou em regime de...” Walt para Hayley Mills, 1.º/out/1963, Pasta de John Mills e Família, Corr. Walt Disney, 1965, K-M, A1610, WDA. Ferimento de pólo. Walt para Floyd Odlum, 15/dez/1951, Pasta O, Corr. Walt Disney, 19511952, N-P, A1547, WDA; Roy O. Disney entrevistado por Richard Hubler, 17/ nov/1967, p. 25, WDA. Viagem com Ellenshaw. Mosley, Disney’s world, pp. 241-43. “Ficou tão ruim…” Citado em Hubler, Disney, p. 830. “Ele se queixava constantemente...” Marc Davis entrevistado por Hubler, 21/mai/1968, p. 6. “Deficiente físico” e “defecado.” Citado em Hubler, Disney, p. 830. “Alcoólatra.” Mosley, Disney’s World, pp.276-77. Paul Smith e Hazel George entrevistados por David Tietyen, 29/ago/1978, pp. 7-8, WDA. “Aqui está o mesmo homem...” Ward Kimball entrevistado por Rick Shale, p. 24, WDA. “Sua cabeça orgulhosa...” Shows, backstage adventures, p. 197. Filtros de difusão. Robert De Roos, “The magic worlds of Walt Disney”, National Geographic, ago/1963. “Sempre que papai fica deprimido…” Diane Disney Miller, como relatado a Pete Martin, The story of Walt Disney (New York: Holt, 1956), p. 114. “Voltar imediatamente ao trabalho.” Ryman citado em Hubler, Disney, p. 842. “Feroz reprimenda.” Harrison “Buzz” Price, Walt’s revolution! By the numbers (Orlando, Fla.: Ripley Entertainment, 2003), p. 62. “A longevidade parece andar…” Walt para tia Jessie, 20/abr/1951, Pasta Jessie Perkins, Corr. Walt Disney, 1951-1952, N-P, A1547, WDA. “Normal para a minha idade.” Walt para Hayley Mills, 3/fev/1966, Pasta M, Corr. Walt Disney, 1966, J-M, A1618, WDA. “Simplesmente o mais interessante…” Walt para capitão Martin D. Carmody (11.º Distrito Naval, San Diego), 28/jul/1965, Pasta C, Corr. Walt Disney, 1965, C-Christmas, A1606, WDA. “É algo que eu sempre quis…” Walt pata Thomas Meek (Harris, Upham & Co), 14/jun/1966, Pasta M, Corr. Walt Disney, 1966, J-M, A1618, WDA. “Vamos apenas fazer um cruzeiro…” Walt para Kay Clark, 22/jun/1966, Pasta C, Corr. Walt Disney, 1966, B-Christmas, A1614, WDA. “Estavam às turras…” Citado em Hubler, Disney, p. 7. Ensaiando a apresentação de EPCOT. Marling, Theme parks, p. 150. Argumentando com Kahl. Johnston entrevistado por Richard Hubler, RHC, Caixa 17, Pasta 57. “Não sei, rapazes...” Schickel, Disney version, p. 360. Encarregando Tytle de baixar custos. Memo, Harry Tytle para Walt, 22/jul/1966, Pasta Harry Tytle, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1965-1966, Retlaw-Z, A1655, WDA. Fusão com GE. Walt para Dave Burke (GE), 16/set/1966; agenda para reunião de 3/out, sem data, Pasta G, Corr. Walt Disney, 1966, Disney Personal – Gifts, A1616, WDA. “Você podia vê-lo afundar.” Herbie Hughes (chefe do cordame), entrevista, WDA.

884

DisneyInteiro.indd 884

07.04.09 13:29:36


Walt Disney Data “D”. Memo, Roy para Walt, 24/pout/1966, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1965-1966, A-I, A1653, WDA. “Quando eu sair do hospital…” Green e Green, Remembering Walt, p. 192. “Não vou lá para morrer.” Citado em Katherine Greene e Richard Greene, Inside the dream: The personal story of Walt Disney (New York: Viking, 1991), p. 196. “Eles tiraram um raio-X…” Citado em Greene e Greene, Inside the dream, pp. 177-78. Comunicado à imprensa oficial. NYT, 9/nov/1966, p. 42. “Simplesmente não consigo imaginá-lo...” Diane Disney Miller entrevistada pelo autor. Sharon e a peça escolar. Miller, Story of Disney, p. 131. “Queimou mais mobília…” Citado em Hubler, Disney, p. 199. “Ele esquecia de apagá-los.” Citado em Green e Green, Remembering Walt, p. 83. Trocando para cachimbo. Grant entrevistado por Barrier, www.michaelbarrier.com/interviews/ grant/interview_joe_grant.htm Lessing fazendo lobby com Walt. Memo, Gunther Lessing para Walt, 5/fev/1957, Pasta L, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1956-1957, K-Secrets, A1643, WDA. “Eu não disse a ela como...” Fulton Barley citado em Green e Green, Remembering Walt, pp. 200-201. “Quando eu timidamente peguntei…” Citado em Mosley, Disney’s World, p. 275. O dia antes da operação. Diane Disney Miller citada em Greene e Greene, Inside the dream, p. 178; entrevista do autor. O anúncio do médico. “Growing up, Disney”, People, 21/dez/1998, p. 56. Roy explodiu. Greene e Greene, Man behind the magic, p. 167. “Elementos essenciais…” Spec McClure para Tommie Wilck, 7/dez/1966, Pasta Spec (David C.) McClure, Corr. Walt Disney, 1966, J-M, A1618, WDA. Visita de Tytle. Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 213. “Bem-vindo ao clube.” Ron Miller citado em Green e Green, Remembering Walt, pp. 200201. “Vários papéis levam...” Memo, Cyril Edgar para Ned Clark, 11/nov/1966, Pasta Walt Disney, Corr. Inter-escritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (19541961), A3002, WDA. “Ele vai ficar bem.” Ruth para Madeline (Wheeler), 26/nov/1966; Madeline Wheeler para Ruth, 1.º/dez/1966, Pasta B, Corr. Walt Disney, 1966, B-Christmas, A1614, WDA. Comunicado à imprensa. LAT, 23/nov/1966. Pedindo a Tommie Wilck... Tommie Wilck entrevistado por Bob Thomas, WDA. “Dava a impressão que eu ia morrer...” Tytle, One of “Walt’s boys”, p. 213. “Ele estava ganhando força.” Ben Sharpsteen entrevistado por Don Peri, 6/fev/1974, p. 42, WDA. “Sua voz ficou entusiasmada...” Citado em Hubler, Disney, p. 838. “Riu muito.” Marc Davis entrevistado por Richard Hubler, 21/mai/1968, p. 7, WDA. “Adeus, Marc.” Ibid., Greene e Greene, Man behind the magic, p. 167. “Levei um susto, Hib.” Green e Green, Remembering Walt, p. 196. “Chegamos à conclusão de que ele estava condenado.” Mosley, Disney’s world, pp. 293-94. “Há uma coisa que eu quero dizer a você.” Thomas, American original, p. 352. “Ele parecia derrotado...” Citado em Hubler, Disney, p. 841.

885

DisneyInteiro.indd 885

07.04.09 13:29:36


Neal Gabler “Acabamos de saber que Walt...” Edna e Roy para Walt e Lillian, 22/nov/1966, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1965-1966, A-I, A1653, WDA. “No que diz respeito ao meu problema...” Walt para Kay Clark, 23/nov/1966, Pasta C, Corr. Walt Disney, 1966, B-Christmas, A1614, WDA. Lillian se agarrou à esperança. sra. Walt Disney entrevistada por Hubler, 16/abr/1968, RHC, Caixa 14, Pasta 52. “Não acho que ele tenha aceitado isso.” Kimball entrevistado por Hubler, p. 23. Walt disse a Ron Miller... Hubler, Disney, p. 833. US$ 3,75 milhões. Memo, Mickey Clark para Walt, 22/fev/1965, Pasta Mickey Clark, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1965-1966, A-I, A1653, WDA. US$ 12 milhões de lucro. Memo, Roy para Walt, 24/out/1966, Pasta Walt Disney, Corr. Interescritórios Roy O. Disney, Roy O. Disney – Trips to Disneyland (1954-1961), A3002, WDA. Testamento. Última vontade e testamento de Walter E. Disney, 18/mar/1966, livro 1809, p. 108. “A última coisa que ele disse para mim foi...” Citado em Hubler, Disney, p. 834. “Espero que este encontre você...” Telegrama de Roy para Walt, 5/dez/1966, Pasta Roy Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1965-1966, A-I, A1653, WDA. Pintura de Ellenshaw. Mosley, Disney’s world, p. 294; Greene e Greene, Man behind the magic, p. 168. “De alguma forma aquilo faria com que não morresse.” Citado em Hubler, Disney, pp. 834-35; Diane Disney Miller entrevistada pelo autor. “Eu sei que ele vai melhorar.” Diane Disney Miller citada em Greene e Greene, Inside the dream, p. 179. Visita de Bob Brown. sra. Walt Disney entrevistada por Hubler, 16/abr/1968, RHC, Caixa 14, Pasta 52. “Tio Roy estava de pé...” Citado em Greene e Greene, Inside the dream, p. 179. “Agora, papai, agora você não...” Diane citada em http://disneygo.com/disneyatoz/ familymuseum/collection/insidestory; Diane Disney Miller entrevistada pelo autor. “Parada cardíaca...” Atestado de óbito, n.º 7097-050719, Registrar-Records, Condado de Los Angeles. “Eu tomei conta de Walt...” Patty Disney citada em Green e Green, Remembering Walt, p. 197. “Eu sabia que ele estava muito doente.” Martin, apresentação na Convenção NFFC. “A morte de Walt Disney...” Declaração de Roy O. Disney, Walt Disney Productions, Pasta Walt Disney, Corr. Inter-escritórios Walt Disney, 1965-1966, A-I, A1653, WDA. “Por que estão se atrasando?” Mosley, Disney’s world, p. 290. “Imagine ser lembrado...” Ibid., p. 296. “Marvin, Walt morreu.” Citado em Marling, Theme parks, p. 154. “Tudo em que…” NYT, 16/dez/1966, seção 2, p. 4. “Disney estava morto...” Time, 23/dez/1966, p. 71. Funeral. Diane Disney Miller entrevistada pelo autor. “Memorial sagrado...” Livreto de Forest Lawn, Pasta da morte de Walt Disney, WDA.

886

DisneyInteiro.indd 886

07.04.09 13:29:36


Ilustrações dos capítulos 1 ✩ Desenho de uma menina por Walt Disney, cerca de 1915 2 ✩ Cartão de visita de Walt Disney, cerca de 1921 3 ✩ Cartaz promocional das comédias de Alice desenhado por Ub Iwerks, .cerca de 1924 4 ✩ Mickey Mouse 5 ✩ Três porquinhos (1933) 6 ✩ Branca de Neve e os sete anões (1937) 7 ✩ “Noite na montanha careca” em Fantasia (1940) 8 ✩ Victory through air power (1943) 9 ✩ Brer Rabbit em Canção do sul (1946) 10 ✩ Planta da Disneylândia pelo artista Herb Ryman para apresentação .à ABC (1953) 11 ✩ Walt em frente ao mapa do EPCOT no filme promocional .do EPCOT (1966) Todas as imagens são cortesia da Disney Enterprises, Inc.

Créditos fotográficos

Todas as fotografias e ilustrações são cortesia de Disney Enterprises, Inc. © Disney Enterprises Inc., exceto as seguintes: The Academy of Motion Pictures Arts and Sciences: Pat Powers Fotos AP: Walt depondo ante a HUAC Barbara Babbitt: Art Babbitt e foto da greve Bettmann/CORBIS: Walt e Christopher; Stokowski e Walt Getty Images: Walt e Kay Kamen

DisneyInteiro.indd 887

07.04.09 13:29:36


DisneyInteiro.indd 888

07.04.09 13:29:37


Bibliografia selecionada Uma nota sobre as fontes O que se segue é, por necessidade, uma bibliografia altamente selecionada cuja intenção é apenas sugerir fontes para aqueles que gostariam de satisfazer seu interesse por Walt Disney. É limitada porque existem centenas de livros sobre Walt Disney, seus filmes, seus parques temáticos, e os números continuam a crescer rapidamente. Existem também milhares de artigos sobre ele. A quantidade, que rivaliza com a de um presidente americano, pode ser considerada maior que a de qualquer outra figura da cultura popular e é uma prova de seu alcance e influência. Listá-los, porém, está além do objetivo desta bibliografia da biografia. Qualquer bibliografia completa facilmente preencheria um livro, e preencheu: Kathy Merlock Jackson publicou Walt Disney: A Bio-Bibliography (Greenport, Conn.: Greenwood Press, 1993) e Elizabeth Leebron e Lynn Gartley publicaram Walt Disney: A Guide to References and Resources (Boston: G.K. Hall, 1979). Consultar esses livros seria aconselhável para qualquer pessoa interessada em um estudo sério de Disney. Tentei ler toda a literatura existente sobre Disney – livros e artigos – e cito muitas dessas fontes nas notas finais. Este volume, no entanto, baseia-se principalmente no meu estudo dos documentos que estão nos Arquivos Walt Disney (aqui WDA, Walt Disney Archives) e em outros repositórios. Essas fontes estão citadas nas notas, para que os leitores possam ver os materiais em que baseei minhas conclusões e que os futuros investigadores possam encontrar esses materiais. Os estudiosos têm sorte pelo fato de Walt, que praticamente desde a infância tinha um senso exagerado de sua própria importância, parecer ter guardado tudo, até um cartão postal que desenhou para a mãe quando era garoto – e o arquivo conserva quase todos esses fragmentos. Quando embarquei neste projeto, tentei aplicadamente ler cada carta, memorando, transcrição de reunião de enredo, livro de contabilidade, organograma, agenda de mesa, anotação e rabisco, em ordem cronológica, para poder acompanhar Walt no próprio momento que vivia, experimentar o melhor que pudesse o que sentia e pensava na época e com o passar do tempo. Existem, não é preciso dizer, dezenas, se não centenas de milhares desses itens. Não sei se consegui lê-los todos – o arquivo continuamente revela surpresas –, mas me disseram que apenas David Smith, arquivista de longo tempo, e eu fizemos a tentativa. Levou anos, e só posso esperar que o leitor se sinta recompensado pelo esforço.

DisneyInteiro.indd 889

07.04.09 13:29:37


Neal Gabler Outras grandes fontes desta biografia são as recordações daqueles que conheceram Walt Disney. Fiz dúzias de entrevistas, em média de duas a três horas de duração cada uma. Diane Disney Miller, a única filha sobrevivente de Walt, não apenas se submeteu a uma prolongada entrevista, como graciosa e generosamente me enviou suas observações e respondeu perguntas enquanto eu revisava o manuscrito. Quanto às entrevistas com os funcionários de Walt, tive um leve desapontamento. Rapidamente descobri que aqueles que trabalharam mais intimamente com ele já haviam morrido e aqueles que sobreviveram o conheceram apenas de vista (Walt completaria 100 anos em 5 de dezembro de 2001). À medida que o estúdio se expandia, ele se isolava, de forma que ninguém poderia realmente ser considerado íntimo dele. Quase todos que entrevistei – até indivíduos notáveis como os animadores Frank Thomas e Ollie Johnston, que eram figuras centrais do estúdio – tiveram surpreendentemente poucos encontros pessoais com Walt, quando se considera o tempo que lá trabalharam. (Um empregado que entrevistei, que trabalhou durante décadas no estúdio e ocupou posição de alguma importância, mal podia recordar as poucas vezes em que se encontrou individualmente com Walt.) Afortunadamente, o arquivo abriga dúzias, se não centenas de entrevistas com membros da família Disney e empregados do estúdio, incluindo os que trabalharam mais próximo dele nos primeiros anos. Embora nenhuma entrevista isoladamente forneça – ou se poderia esperar que fornecesse – uma revelação que tudo explicasse, tomadas em conjunto mostram um retrato tão vívido de Walt Disney quanto o que poderíamos desejar. Novamente, tentei com diligência ler todas as transcrições e ouvir os tapes quando não existiam transcrições, e a elas me referi extensamente nas notas, embora não nesta bibliografia. Um conjunto particular de entrevistas tem especial importância. Pouco depois da morte de Walt, Roy O. Disney autorizou uma biografia do irmão e contratou Richard Hubler, jornalista veterano que recentemente escrevera uma biografia de Cole Porter e havia sido o ghost-writer de uma biografia de Ronald Reagan, Where’s the Rest of Me? Sob os Auspícios do Estúdio, Hubler entrevistou dezenas de empregados, bem como Roy O., Sharon, Diane e a reticente Lillian. Embora Roy tenha ficado profundamente desapontado com o manuscrito e, finalmente, o considerado impublicável, as entrevistas são um tesouro precioso para qualquer biógrafo de Disney. Citei, em geral, a fonte dessas entrevistas como RHC, pela Richard Hubler Collection, da Universidade de Boston, embora elas também estejam disponíveis nos arquivos Disney, e usei aquela citação quando as transcrições completas estavam disponíveis em RHC. 890

DisneyInteiro.indd 890

07.04.09 13:29:37


Walt Disney Quando “persuadiu” Diane a “escrever” sua biografia, Walt recrutou Pete Martin, outro jornalista veterano, para ajudá-la. Martin fez longas entrevistas com Walt e sua família que servem de base para The Story of Walt Disney. Essas entrevistas foram transcritas e estão disponíveis nos arquivos, mas ouvi o áudio também e encontrei discrepâncias e omissões entre os tapes originais e as transcrições. Sempre que possível, citei o próprio livro como referência em minhas notas porque ele é facilmente acessível aos leitores. Citei as transcrições como referência nas notas quando se estendem sobre alguma coisa no texto de Diane Disney Miller porque são – teoricamente ao menos – igualmente acessíveis aos estudiosos. Finalmente, citei os próprios discos de áudio, que não estão imediatamente disponíveis, apenas quando têm informação não incluída no livro de Martin ou nas transcrições. Em qualquer caso, essas entrevistas podem ser a fonte mais valiosa para se entender o que Walt realmente pensava – a versão dos eventos na própria voz de Walt. Além desses materiais, existem relatos sobre Walt e o estúdio, publicados e não publicados, de funcionários de Disney, incluindo Dave Hand, Jack Kinney, Bill Justice, Harry Tytle e Robert Price Foster, que chefiou a operação de compra do terreno para o Disney World. Embora se tenha sempre que dar um desconto para as recordações e para as vicissitudes da memória, essas lembranças enriquecem substancialmente os registros existentes. Qualquer biógrafo de Disney também está em dívida com jornais de animação, especialmente Millimeter, Funnyworld e Cartoonist Profiles. Vários artigos de particular interesse estão listados na bibliografia, mas muitos outros de igual valor não estão porque fazer isso seria, novamente, aumentar a bibliografia além do que seria prático ou conveniente. Qualquer investigador sério seria recompensado se estudasse cuidadosamente essas publicações que, obviamente, não estão limitadas às animações de Walt Disney. A maior dívida dos especialistas em Disney, no entanto, é para com Persistence of Vision, de Paul Andersen (aqui POV), publicação não periódica que era divulgada somente quando Paul achava que o conteúdo estava pronto. Não se pode dizer o bastante sobre o quanto Paul e POV têm contribuído para o estudo de Disney e não se pode sequer tentar citar como referência questões ou artigos isolados na bibliografia porque todos são essenciais. De fato, o número sobre a New York World’s Fair intitulado A Great Big Beautiful Tomorrow (1955) continua a ser a melhor fonte isolada sobre o envolvimento de Walt na feira. Embora tenha partido há muito, Walt Disney continua acontecendo. Suspeita-se que seus filmes e parques temáticos vão fornecer material para reflexão interminável, 891

DisneyInteiro.indd 891

07.04.09 13:29:37


Neal Gabler análise e confronto com questões como o significado da América, capitalismo, a cultura de massa, fantasia, história e até valores em relação ao sexo e aos animais. As atitudes em relação a Walt Disney serão um barômetro da mudança de estado de espírito para com todas essas coisas durante os anos e talvez as décadas vindouras. Nenhuma bibliografia pode capturar a dimensão completa desse debate, razão pela qual a lista continuará a ampliar-se enquanto as discussões sobre Walt Disney e seu legado ressoarem fortemente.

892

DisneyInteiro.indd 892

07.04.09 13:29:37


Livros 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14.

15. 16. 17.

DisneyInteiro.indd 893

Allan, Robin. Walt Disney and Europe: European influences on the animated feature films of Walt Disney. Bloomington: Indiana University Press, 1999. Anderson, Christopher. Hollywood TV: The studio system in the fifties. Austin, Tex.: University of Texas Press, 1994. At home in Ellis County, Kansas, 1867-1992, vol. I. Hays, Kan.: History Book Committee, 1991. Bain, David, e Bruce Harris. Mickey Mouse: Fifty happy years. New York: Harmony Books, 1977. Barbera, Joseph. My life in ’toons: From flatbush to bedrock in under a century. Atlanta: Turner Publishing, 1994. Barrier, Michael. Hollywood cartoons: American animation in Its golden age. New York: Oxford University Press, 1999. Bettelheim, Bruno. The uses of enchantment: The meaning and importance of fairy tales. New York: Alfred A. Knopf, 1975. Blitz, Marcia. Donald Duck. New York: Harmony Books, 1979. Bright, Randy. Disneyland: The inside story. New York: Harry N. Abrams, 1987. Brode, Douglas. From Walt to Woodstock: How Disney created the counterculture. Austin, Tex.: University of Texas Press, 2004. Broggie, Michael. Walt Disney’s railroad story. Pasadena, Calif.: Pentrex, 1997. Briman, Alan. Disney and his worlds, New York: Routledge, 1995. _____. The disneyfication of society. London: SAGE, 2004. Burnes, Brian, Robert W. Butler e Dan Viets. Walt Disney’s Missouri: The roots of creative genius, ed. Donna Martin. Kansas City: Kansas City Star Books, 2002. Canemaker, John. Before the animation begins: The art and lives of Disney inspiracional sketch artists. New York: Hyperion, 1996. _____. Felix: The twisted tale of the world’s most popular cat. New York: Da Capo Press, 1996. _____. Paper dreams: The art and artists of the Disney storyboards. New York: Disney Editions, 2001.

07.04.09 13:29:37


Neal Gabler 18. 19. 20. 21. 22. 23. 24. 25. 26. 27. 28.

29. 30. 31. 32. 33. 34. 35. 36.

_____. Walt Disney’s nine old men and the art of animation. New York: Disney Editions, 2001. Capra, Frank. The name above the title: An autobiography. New York: Macmillan, 1971. Chasins, Abram. Leopold Stokowski: A profile. New York: Hawthorne Books, 1979. Cotter, Bill. The wonderful world of Disney television: A complete history. New York: Disney Editions, 1997. Crafton, Donald. Before Mickey: The animated film 1898-1928. Cambridge, Mass.: MIT Press, 1982. Culhane, John. Walt Disney’s Fantasia, New York: Harry N. Abrams, 1983. Culhane, Shamus. Talking animals and other people. New York: St. Martin’s Press, 1986. Eisenstein, Sergei. Eisenstein on Disney. Editato por Jay Leyda, traduzido por Alan Upchurch. London: Methuen, 1988. Eliot, Marc. Walt Disney: Hollywood’s dark prince. New York: Carol Publishing Group, 1993. Feild, Robert. The art of Walt Disney. New York: Macmillan, 1942. Finch, Christopher. The art of Walt Disney: From Mickey Mouse to the Magic Kingdom. Rev. ed. New York: New York: Harry N. Abrams, 1993), p. 77. Harry N. Abrams, 1993. Fleischer, Richard. Just tell me when to cry: A memoir. New York: Carroll & Graff, 1993. Foresman, Sherry. The history of the Disney family. Des Moines, Ia.: Foresman, 1979. France, Van Arsdale. Window on Main Street: 35 years of creating happiness at Disneyland Park. Nashua, N. H.: Laughter Publications, 1991. Gebhard, David e Harriete Von Breton. Kem Weber: The moderne in southern California, 1920-1941. Santa Barbara: University of California Press, 1969. Ghez, Didier, ed. Walt’s people, vol. 1, XLibris, 2005. _____. Walt’s people, vol. 2. XLibris, 2006. Giroux, Henry A. The mouse that roared: Disney and the end of innocence. Lanham, Md.: Rowman & Littlefield, 1999. Goldenson, Leonard H., com Marvin J. Wolf. Beating the odds. New York: Charles Scribner’s Sons, 1991.

894

DisneyInteiro.indd 894

07.04.09 13:29:37


Walt Disney 37. 38. 39. 40. 41. 42. 43. 44. 45. 46. 47. 48. 49. 50. 51. 52. 53. 54. 55. 56.

Green, Amy Boothe e Howard E. Green. Remembering Walt: Favorite memories of Walt Disney. New York: Hyperion, 1999. Greene, Katherine e Richard Greene. The Man behind the magic: The story of Walt Disney. New York: Viking, 1991. _____. Inside the dream: The personal story of Walt Disney. New York: Roundtable Press, 2001. Hand, David Dodd. Memoirs. Cambria, Calif.: Lighthouse, Litho, 1990. History of Marceline, 1888-1988, Centennial Edition. Marceline, Mo., 1988. Holliss, Richard e Brian Sibley. Walt Disney’s Snow White and the seven dwarfs and the making of the classic film. New York: Simon & Schuster, 1987. _____. The Disney studio story. New York: Crown Publishers, 1988. Iwerks, Leslie e John Kenworthy. The hand behind the mouse. New York: Disney Editions, 2001. Jackson, Kathy Merlock, ed. Walt Disney conversations. Jackson: University of Mississippi, 2006. Jones, Chuck. Chuck Amuck: The life and times of an animated cartoonist. New York: Avon Books, 1989. Justice, Bill. Justice for Disney. Dayton, Ohio: Tomart Publications, 1992. Kanfer, Stefan. Serious business: The art and commerce of animation in America from Betty Boop to Toy Story. New York: Charles Scribner’s Sons, 1997. Kinney, Jack. Walt Disney and other animated characters: An unauthorized account of the early years at Disney’s. New York: Harmony Books, 1988. Koszarski, Richard. An evening’s entertainment: The age of the silent feature picture, 1915-1928. Berkeley: University of California Press, 1990. Krause, Martin e Linda Witkowski. Walt Disney’s Snow White and the seven dwarfs: An art in its making. New York: Hyperion, 1994. Lutz, Edwin. G. Animated cartoons, how they are made, their origin and development. 1920; reprint Bedford, Mass.: Applewood Books, 1998. Maltin, Leonard. Of mice and magic: A history of american animated cartoons, rev. ed. New York: Plume, 1987. _____. The Disney films, 3rd ed. New York: Hyperion, 1995. Mannheim, Steven. Walt Disney and the quest for community. Burlington, Vt.: Ashgate Publishing, 2002. Marceline, Misssouri: Past and present, progress and prosperity. 1913; Reprint Walsworth Publishing, 1975. 895

DisneyInteiro.indd 895

07.04.09 13:29:37


Neal Gabler 57. 58. 59. 60. 61. 62. 63. 64. 65. 66. 67. 68. 69. 70. 71. 72.

73. 74.

Marion, Frances. Off with their heads! A serio-comic tale of Hollywood. New York: Grove Press, 1972. Marling, Karal Ann, ed. Designing Disney’s theme parks: The architecture of reassurance. New York: Flammarion, 1997. McGilligan, Patrick, e Paul Buhle, Tender comrades: A backstory of the Hollywood blacklist. New York: St. Martin’s Press, 1997. Merritt, Russell, e J.B. Kaufman. Walt in wonderland: The silent films of Walt Disney. Baltimore: Johns Hopkins University Press, 1993. Miller, Diane Disney, como dito a Pete Martin. The story of Walt Disney. New York: Holt, 1956. Mosley, Leonard. Disney’s world: A biography. New York: Stein & Day, 1985. Peary, Gerald, e Daniel Peary. The animated american cartoon: A critical anthology. New York: E.P.Dutton, 1980. Peet, Bill. Bill Peet: An autobiography. Boston: Houghton Mifflin, 1989. Price, Harrison “Buzz”. Walt’s revolution! By the numbers. Orlando, Fla.: Ripley Entertainment, 2003. Ramsaye, Terry. A million and one nights. New York: Simon & Schuster, 1926. Reichenbach, Harry, como dito a David Freedman. Phantom fame: The anatomy of Ballyhoo. New York: Simon & Schuster, 1931. Sammond, Nicholas. Babes in tomorrowland: Walt Disney and the making of the american child. Durham, N.C.: Duke University Press, 2005. Santoli, Lorraine. The official Mickey Mouse club book. New York: Hyperion, 1995. Schickel, Richard. The Disney version: The life, times, art and commerce of Walt Disney, 3rd ed. Chicago: Elephant Paperbacks, 1997. Shale, Richard. Donald Duck joins up: The Walt Disney studio during World War II. Ann Arbor, Mich.: UMI Research Press, 1982. Sherman, Robert B. e Richard M. Sherman. Walt’s time: From before to beyond, ed. Bruce Gordon, David Munford e Jeff Kurtti. Santa Clarita, Calif.: Camphor Tree Publishers, 1998. Shows, Charles. Walt: backstage adventures with Walt Disney. Huntington Beach, Calif.: Windsong Books International, 1979. Sklar, Martin A. Walt Disney’s Disneyland. New York: Disney Productions, 1964.

896

DisneyInteiro.indd 896

07.04.09 13:29:37


Walt Disney 75. 76. 77. 78. 79. 80. 81. 82. 83. 84. 85. 86. 87. 88. 89. 90.

Smith, Dave. Disney A to Z: The updated official encyclopedia. New York: Hyperion, 1998. Smith, David, com Steven B. Clark. Disney: The first 100 years. New York: Disney Editions, 2003. Smoodin, Eric. Disney discourse: Producing the Magic Kingdom, New York: Routledge, 1996. Solomon, Charles. Enchanted drawings: The history of animation. New York: Alfred A. Knopf, 1989. _____. The Disney that never was: The stories and art from five decades of unproduced animation. New York: Hyperion, 1995. Susman, Warren I. Culture as history: The transformation of american society in the twentieth century. New York: Pantheon, 1984. Telotte, J. P. Disney TV. Detroit: Wayne State University, Press, 2004. Thomas, Bob. Walt Disney: An american original. 1976; reprint New York: Hyperion, 1994. _____. Building a company: Roy O. Disney and the creation of an entertainment empire. New York: Hyperion, 1998. Thomas, Frank, e Ollie Johnston.The illusion of life: Disney animation. New York: Hyperion Books, 1981. _____. Walt Disney’s Bambi: The story and the film. New York: Stewart, Tabori & Chang, 1990. Tietyen, David. The musical world of Walt Disney. Milwaukee: H. Leonard Publishing, 1990. Trethewey, Richard L. Walt Disney: The FBI files. Pacifica, Calif.: Rainbo Animation Art, 1994. Tytle, Harry. One of “Walt’s boys”: An insider account of Disney’s golden years. Royal Oak, Mich.: Airtight Seals Allied Production, 1997. Wasko, Janet. Understanding Disney: The manufacture of fantasy. Malden, Mass.: Blackwell Publishers, 2001. Watts, Steven. The Magic Kingdom: Walt Disney and the american way of life. Boston: Houghton Mifflin, 1997.

897

DisneyInteiro.indd 897

07.04.09 13:29:37


DisneyInteiro.indd 898

07.04.09 13:29:37


Artigos e ensaios 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9.

10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18. 19. 20.

DisneyInteiro.indd 899

Adamson, Joe. “With Walt on olympus: An interview with Dick Huemer.” Funnyworld, outono de 1977. Alexander, Jack. “The amazing story of Walt Disney.” Saturday Evening Post, 31 de outubro de 1953. Apple, Max. “Uncle Walt.” Esquire, dezembro de 1983. Barrier, Mike. “‘Building a better mouse’: Fifty years of Disney animation.” Funnyworld, outono de 1979. _____. “Screenwriter for a duck: Carl Barks at the Disney studio.” Funnyworld, outono de 1979. Berland, David I. “Disney and Freud: Walt meets the Id”, Journal of Popular Culture, primavera de 1982. “Big bad wolf.” Fortune, novembro de 1934. Brockway, Robert W. “The masks of Mickey Mouse: Symbol of a generation.” Journal of Popular Culture, primavera de 1989. Brunette, Peter. “Snow White and the seven dwarfs.” Em The american animated cartoon: A critical anthology. Editado por Gerald Peary e Danny Perry. New York: E. P. Dutton, 1980. Canemaker, John. “Sincerely yours, Frank Thomas.” Millimeter, janeiro de 1975. _____. “Grim Natwick.” Film comment, janeiro – fevereiro de 1975. _____. “Art Babbitt: The animator as firebrand.” Millimeter, setembro de 1975. _____. “Vladimir William Tytla (1904-1968): Animation’s Michelangelo.” Cinefantastique, inverno de 1976. _____. “Disney design: 1928-1979: How the Disney studio changed the look of the animated cartoon.” Millimeter, fevereiro de 1979. _____. “David Hilberman.” Cartoonist profiles, dezembro de 1980. Charlot, Jean. “But is it art? Disney’s disquisiton.” American Scholar, verão de 1939. Churchill, Douglas W. “How Mickey Mouse enters art’s temple.” NYT Magazine, 3 de junho de 1934. _____. “Disney’s philosophy.” NYT Magazine, 3 de março de 1938. Culhane, John. “A mouse for all seasons.” Saturday Review of Literature, 11 de novembro de 1978. Dale, Kittie. “Disneyland, ks., had its historic, exciting moments.” Ellis Review, 1972.

07.04.09 13:29:37


Neal Gabler 21. 22. 23. 24. 25. 26. 27. 28. 29. 30. 31. 32. 33. 34. 35. 36.

37. 38. 39.

Davidson, Bill. “The fantastic Walt Disney.” Saturday Evening Post, 8 de novembro de 1964. De Roos, Robert. “The magic worlds of Walt Disney.” National Geographic, agosto de 1963. Deming, Barbara. “The artlessness of Walt Disney.” Partisan Review 12, no. 2 (Primavera de 1945). “Disney family settled in Huron County in 1848.” Goderich Signal Star, 7 de julho de 1999. Disney, mrs. Walt, como dito a Isabela Taves. “I live with a genius.” McCall’s, fevereiro de 1953. Disney, Walt. “The cartoon’s contribution to children.” Overland Monthly e Outwest Magazine, outubro de 1933. _____. “The Marceline I knew.” Marceline News, 7 de setembro de 1938. _____. “Growing pains.” American Cinematographer, março de 1941. _____. “A roving mouse landed me in a hole!” New York Enquirer, 5 de maio de 1957. _____. “Newspaperboys, ah, how well I remember!” Family Weekly, 14 de outubro de 1961. Eddy, Don “The amazing secret of Walt Disney.” American Magazine, agosto de 1955. Efron, Edith. “Still atacking his ancient enemy – conformity.” TV Guide, 17 de junho de 1965. “Father goose.” Time, 17 de dezembro de 1954. Fessier, Michael Jr. “Legacy of a last tycoon.” Los Angeles Times, 12 de novembro de, 1967. Flans, Robyn. “Joe Grant.” Disney News, outono de 1970. Ford, John D. “An interview with John and Faith Hubley.” Em The animated american cartoon: A critical anthology. Editado por Gerald Peary e Danny Perry. New York: E. P. Dutton, 1980. Gardner, John. “Saint Walt: The greatest artist the world has ever known, except for, possibly, Apollonius of Rhodes.” New York, 12 de novembro de 1973. Glenn, Charles. “Exploding some myths about mr. Walt Disney.” Daily Worker, 17 de fevereiro de 1941. Gordon, Mitchell. “Case of the unretiring mr. Rosenberg.” Wall Street Journal, 14 de fevereiro de 1968.

900

DisneyInteiro.indd 900

07.04.09 13:29:37


Walt Disney 40. 41. 42. 43. 44. 45. 46. 47. 48. 49. 50. 51. 52. 53. 54. 55. 56. 57. 58.

59. 60.

Gould, Stephen Jay. “A biological homage to Mickey Mouse” em The panda’s thumb: More reflections on natural history. New York: W.W. Norton, 1980. “Growing up Disney.” People, 21 de dezembro de 1998. Halevy, Julian. “Disneyland and Las Vegas.” Nation, 7 de junho de 1958. Hart, Reg. “Interview with Friz Freleng.” Griffithiana, no. 34 (Dezembro de 1988). Hirsch, M. J., Jr. “Mouse minter.” Advertising and Selling, 18 de julho de 1935. Hiss, Tony e David McClelland. “The quack and Disney.” The New Yorker, 19 de dezembro de 1975. Hollister, Paul. “Genius at work: Walt Disney.” Atlantic Monthly 166 (Dezembro de 1940). Huemer, Dick. “Thumbnail sketches.” Funnyworld, outono de 1979. _____. “The battle of Washington.” Funnyworld, inverno de 1980. Hughes, Robert. “Walt Disney: From mousebrow to highbrow.” Time, 15 de outubro de 1973. Hulett, Steve. “A star is drawn.” Film comment, janeiro – fevereiro de 1979. Jackson, Kathy Merlock. “Mickey and the tramp: Walt Disney’s debt to Charlie Chaplin.” Journal of American Culture, dezembro de 2003. Jamison, Barbara Berch. “Of mouse and man, or Mickey reaches 25.” NYT Magazine, 13 de setembro de 1953. JWM. “Walt Disney, showman and educator, remembers Daisy.” CTA Journal, dezembro de 1955. Kaufman, J.B. “Three little pigs – Big little picture.” American Cinematographer, novembro de 1988. Kimball, Ward. “The wonderful world of Walt Disney”. Em You must remember this. Editado por Walter Wagner. New York: G. P. Putnam’s Sons, 1975. King, Margaret J. “Disneyland and Walt Disney World: Traditional values in futuristic form.” Journal of American Culture 15, no. 1 (Verão de 1981). _____. “The recycled hero: Walt Disney’s Davy Crockett.” Em Davy Crockett: The man, the legend, the legacy. Editado por Michael A. Lofaro. Knoxville: University of Tennessee Press, 1985. Klein, I. “Golden age animator Wladimir (Bill) Tytla.” Cartoonist Profiles, agosto de 1970. _____. “Reminiscences.” Cartoonist Profiles. agosto de 1970. 901

DisneyInteiro.indd 901

07.04.09 13:29:37


Neal Gabler 61. 62. 63. 64. 65. 66. 67. 68. 69. 70. 71. 72. 73. 74. 75. 76. 77. 78. 79. 80. 81. 82. 83. 84.

_____. “The studio Disney in the 1930s.” Cartoonist Profiles, 1974. _____. “When Walt Disney took another giant step!” Cartoonist Profiles, março de 1977. _____. “I. Klein.” Cartoonist Profiles, setembro de 1978. _____. “‘Screen Gems’ made of paste: Memories of the Charles Mintz studio.” Funnyworld, verão de 1979. _____. “Some close-up shots of Walt Disney during the ‘golden years.’” Funnyworld, primavera de 1983. Lawrance, Lowell. “Mickey Mouse – Inspiration from mouse in K.C. studio.” Kansas City Journal-Post, 8 de setembro de 1935. Lears, Jackson. “The mouse that roared.” New Republic, 15 de junho de 1998. Litwak, Leo E. “A fantasy that paid off.” NYT Magazine, 27 de junho de 1965. Low, David. “Leonardo da Disney.” New Republic, 5 de janeiro de 1942. Mann, Arthur. “Mickey Mouse’s financial career.” Harper’s, maio de 1934. McEvoy, J.P. “Walt Disney goes to war.” This Week, 5 de julho de 1942. Menen, Aubrey. “Dazzled in Disneyland.” Holiday, julho de 1963. Merritt, Karen, e Russell Merritt. “Mythic mouse.” Griffithiana, dezembro de 1988. “Mickey Mouse and the bankers.” Fortune, novembro de 1934. Miller, Arthur. “Walt in Wonderland.” LAT Magazine, 4 de dezembro de 1938. _____. Arthur Miller, “Dali and Disney plan something definitely new.” LAT, 7 de abril de 1946. “Mouse and man.” Time, 27 de dezembro de 1937. “Mr. e mrs. Disney.” Ladies’ Home Journal, março de 1941. Muir, Florabel. “Animated cartoons going over big”, New York Sunday News, 1 de dezembro de 1929. Nater, Carl. “Walt Disney studio – A war plant.” Journal of the Society of Motion Picture Engineers 42, no. 3 (Março de 1944). Natwick, Grim. “Animation.” Cartoonist Profiles, dezembro de 1978. _____. “Animation.” Cartoonist Profiles, dezembro de 1978. Nugent, Frank S. “The slapstick professor”, NYT, 5 de maio de 1935. _____. “Disney is now art – But he wonders.” NYT Magazine, 26 de fevereiro de 1939.

902

DisneyInteiro.indd 902

07.04.09 13:29:37


Walt Disney 85. 86. 87. 88. 89. 90. 91. 92. 93. 94. 95.

96. 97. 98. 99. 100. 101. 102. 103. 104. 105. 106. 107. 108.

_____. “The million dollar mouse.” NYT Magazine, 21 de setembro de 1947. Peet, Creighton. “Mickey Mouse’s miraculous monkey shines.” Literary Digest, 9 de agosto de 1930. Peri, Don. “Roy Williams: An interview.” Funnyworld, outono de 1977. “Pollen man.” The New Yorker, 1 de novembro de 1941. Pringle, Henry F. “Mickey Mouse’s father.” McCall’s, agosto de 1932. “Profound mouse.” Time, 15 de maio de 1933. Rafferty, dr. Max. “The greatest pedagogue of them all.” Los Angeles Times, 19 de abril de 1965. Rasky, Frank. “80 million a year from fantasy.” Star Weekly (Toronto), 14 de novembro de 1964. Reilly, Frank. “The Walt Disney comic strips.” Cartoonist Profiles, inverno de 1969. Robbins, L. H. “Mickey Mouse emerges as economist.” NYT Magazine, 10 de março de 1935. Salkin, Leo. “Disney’s ‘pigs is pigs’: Notes from a journal, 1949-1953.” Em Storytelling in animation: The art of the animated image, vol. 2. Editado por John Canemaker, Los Angeles: AFI, 1993. Santora, Phil. “A kid from Chicago.” New York Daily News, 30 de setembro de 1964. Schickel, Richard. “Ruler of the Magic Kingdom.” Time, 7 de dezembro de 1998. Scott, Joan. “Ordeal by Disney.” Film Comment, deezembro de 1987. Scully, Vincent. “If this is architecture…” Life, 31 de julho de 1964. Seldes, Gilbert. “Mickey Mouse maker.” The New Yorker, 19 de dezembro de 1931. _____. “Disney and others.” New Republic, 8 de junho de 1932. _____. “No art, mr. Disney.” Esquire, setembro de 1937. Shanley, J. P. “King of Disneyland.” New York Times, 5 de dezembro de 1954. Sherman, George. “Bill Tytla.” Cartoonist Profiles, agosto de 1970. Skolsky, Sidney. “Mickey Mouse – meet your maker”, Hearst’s International Cosmopolitan, fevereiro de 1934. Slate, Libby. “Marc Davis.” Disney News, outono de 1992. Smith, David R. “Ub Iwerks, 1901-1971.” Funnyworld, primavera de 1972. _____. “Ben Sharpsteen…33 Years with Disney.” Millimeter, abril de 1975. 903

DisneyInteiro.indd 903

07.04.09 13:29:37


Neal Gabler 109. _____.“Up to date in Kansas City.” Funnyworld, outono de 1978. 110. _____. “Disney before Burbank: The Kingswell and Hyperion studios.” Funnyworld, verão de 1979. 111. _____. “New dimensions – Beginnings of the Disney multiplane camera”. Em The art of the animated image: An anthology. Editado por Charles Solomon. Los Angeles: American Film Institute, 1989. 112. Solomon, Charles. “Historical perspective.” Animation Magazine, verão de 1992. 113. Strzyz, Klaus. “Art Babbitt.” Comics Journal, outono de 1969. 114. _____. “Art Babbitt.” Comics Journal, março de 1988. 115. _____. “Ward Kimball.” Comics Journal, março de 1988. 116. Syring, Richard H. “One of the great geniuses.” Silver Screen, novembro de 1932. 117. Thompson, Dorothy. “On the record.” New York Herald Tribune, 25 de novembro de 1940. 118. Trillin, Calvin. “Disney World, Fla.” The New Yorker, 6 de novembro de 1971. 119. Updike, John. “Introduction to the art of Mickey Mouse.” Em John Updike, more matter. New York: Alfred A. Knopf, 1999. 120. “Virginia Davis interview.” Hogan’s Alley, no. 2 (Verão de 1995). 121. Wallace, Irving. “Mickey Mouse and how he grew.” Collier’s, 9 de abril de, 1949. 122. Wallace, Kevin. “The engineering of ease.” The New Yorker, 7 de setembro de 1963. 123. Waller, Gregory A. “Mickey, Walt and film criticism from Steambot Willie to Bambi.” Em The american animated cartoon: A critical anthology. Editado por Gerald Peary e Danny Peary. New York: E. P. Dutton, 1980. 124. “Walt Disney accused.” Frances Clark Sayers, entrevistado por Charles M. Weisenberg. F.M. and Fine Arts, agosto de 1965. 125. “Walt Disney studios.” California Arts and Architecture, janeiro de 1941. 126. Wanger, Walter. “Mickey Icarus, 1943: Fusing ideas with the art of the animated film.” Saturday Review of Literature, 4 de setembro de 1943. 127. Waterbury, Ruth. “What Snow White’s father is doing now.” Liberty, 26 de novembro de 1938. 128. “The wide world of Walt Disney.” Newsweek, 31 de dezembro de 1962. 129. “A wonderful world.” Newsweek, 18 de abril de 1955. 130. Woolf, S. J. “Walt Disney tells us what makes him happy.” NYT Magazine, 10 de julho de 1938.

904

DisneyInteiro.indd 904

07.04.09 13:29:37


Manuscritos e artigos nĂŁo publicados 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18. 19. 20.

DisneyInteiro.indd 905

Anderson, Paul F. The artist and the aviator: Victory through air power. 2005. Discussion of new Burbank Disney studio, Frank Crowhurst, entrevistado por Grant Roelof. 16 de abril de 1940. WDA. Disney, Walt. Autobiography. 1934. WDA. _____. Autobiography. 2nd, 3rd, 5th installments. 1939. WDA. Early Chicago residences of the Elias Disney family (1991). Commission on Chicago Historical and Architectural Landmarks. (1991.) Foster, Robert Price. The founding of a kingdom. 1992. WDA. Freleng, Friz. Reflections of Friz Freleng. 1969. Special Collections, Young Research Library, UCLA. Graham, Don. The art of animation. n.d. WDA. Hollister, Paul. Man or mouse: The story of Walt Disney, so far. 1955. WDA. Hubler, Richard G. Walt Disney. RHC. 1968. Huemer, Richard. Recollections of Richard Huemer. 1969. Special Collections, Young Research Library, UCLA. Johnson, Jimmy. Inside the whimsy works: My thirty-seven years with Walt Disney Productions. 1975. WDA. Jungmeyer, Jack. The Marceline farm days in the boyhood of Walt Disney. 20 de dezembro de 1954. WDA. Lessing, Gunther. My adventures during the Madero-Villa mexican revolution. 1963. WDA. Los Angeles art ommunity: Group portrait. Jules Engel, entrevistado por Lawrence Wechsler e Milton Zolotow. 1985. UCLA. Perkins, Jessie Call. The history of the Call family. Dezembro de 1947. WDA. Pesmen, Louis. Untitled ms. (1971). WDA. Sorrell, Herbert Knott. You don’t choose your friends: The memoirs of Herbert Sorrell. 1963. Special collections, Young Research Library, UCLA. Watkin, Lawrence Edward. Walt Disney. n.d. WDA.

07.04.09 13:29:38


DisneyInteiro.indd 906

07.04.09 13:29:38


Agradecimentos

Quando alguém trabalha em um projeto tão grande quanto este e pelos muitos anos que me tomou realizá-lo, acumulam-se muitas dívidas ao longo do caminho, mas tenho um grande credor: Howard Green. Entre estudiosos, a companhia Walt Disney ganhou a reputação nada invejável de fortaleza corporativa invulnerável, tão acessível quanto o velho Kremlin soviético. Ninguém ganha acesso completo, avisaram-me numerosos indivíduos que tentaram, a não ser que se esteja servindo aos objetivos da companhia. Essas pessoas não explicaram Howard Green. Howard Green é o vice-presidente de comunicações do estúdio há muito tempo na companhia Disney, embora a fria austeridade desse título seja enganosa. Howard não é nenhum burocrata convencional. Ele é um entusiasta, um historiador, um crítico astuto, um facilitador e um bom e generoso amigo – alguém que se encaixaria bem no velho e informal enclave da Hyperion. Sua amizade foi uma das grandes recompensas ao escrever este livro. Quando encontrei Howard pela primeira vez no estúdio, anos atrás, no início deste projeto, estava preparado para um labirinto de restrições e uma pilha de exigências legais, inclusive o compromisso de falar bem de Walt Disney. Em vez disso, uma única condição: escrever um livro sério. Tentei fazer isso, mas não teria conseguido sem a ajuda de Howard, que abriu os extensos arquivos da Disney para mim e me apresentou aos animadores da Disney, estudiosos da Disney, velhos empregados da Disney e conhecidos de Walt. Devo dizer aqui que, tendo feito tudo isso, Howard não me solicitou que submetesse o manuscrito à aprovação do estúdio, e eu não o fiz. Recebi cooperação. Não procurei nem recebi o imprimátur da companhia. Outra pessoa que merece elogio especial é Roy E. Disney, filho de Roy O. Disney e sobrinho de Walt Disney. Disseram-me que Roy E. seria útil para facilitar a cooperação do estúdio para este livro. Ao mesmo tempo, ele nunca tentou influenciar o que eu estava escrevendo. Perdido nos arquivos Disney, onde passaria milhares e milhares de horas abrindo caminho na correspondência de Walt Disney e lendo dezenas de milhares de outros documentos, bem como assistindo aos filmes Disney e ouvindo as gravações Disney, fui ajudado e estimulado por outros três indivíduos extraordinários a quem tenho o privilégio de chamar de amigos. Dave Smith fundou os arquivos em 1971 e os chefia desde então. Na comunidade Disney, Dave é uma lenda – a fonte primária de informação sobre Disney. Ele nunca foi menos que generoso em compartilhar essas

DisneyInteiro.indd 907

07.04.09 13:29:38


Neal Gabler informações comigo, em responder todas as perguntas, grandes e pequenas, e em descobrir qualquer material que eu pedisse e até alguns que eu não conhecia o bastante para solicitar. O gerente dos arquivos, Robert Tieman, também é uma autoridade que já publicou sobre Disney. Robert, um autoproclamado rabugento, uma vez ofendeu-se com um artigo que o descrevia como alegre, de modo que ele sem dúvida ficará ofendido por eu dizer o quanto sou grato por sua boa vontade em responder as numerosas perguntas que eu lhe atirava diariamente, suas excursões ao anexo para encontrar material que não estava imediatamente disponível, e – ouso dizer – o bom humor seco com que me tolerou mesmo após anos de aborrecimentos com pedidos de informações sobre Disney. As pilhérias de Robert aliviaram aquelas longas dez horas diárias de trabalho nos arquivos. Não poderia me esquecer de Rebecca Cline, a arquivista assistente. Rebecca não apenas respondia perguntas, como também trazia material, fotocopiava documentos, ajudava na pesquisa de fotos, chegando até a levar-me em uma turnê pelo estúdio, inclusive ao escritório de Walt. Além disso, ouvia pacientemente sempre que eu descobria algo que pensava ser uma pepita dourada de informação e ouvia mais pacientemente ainda enquanto eu descrevia em detalhes alguma nova teoria sobre Walt que estava formulando. A gentileza e a infatigável bonomia de Rebecca me ajudaram tanto quanto as piadas de Robert durante aqueles longos dias sem almoço. Não se poderia desejar companhia melhor ou ser humano mais decente. Além de tudo que fizeram, Dave, Robert e Rebecca leram o manuscrito e fizeram comentários que o tornaram um livro melhor do que teria sido sem a ajuda deles. Devo agradecimentos também a Brian Hoffman, dos arquivos, e Shelly Graham, da Fototeca Disney, que ajudou na pesquisa de fotos e escaneou as imagens, e Margaret Adamic, que providenciou as autorizações legais. Também recebi estímulo e assistência da comunidade de estudiosos da Disney – que de fato é uma comunidade. Virtualmente todos eles ofereceram-se para ajudar, dando-me as boas-vindas ao grupo, compartilhando entrevistas, documentos, contatos e pontos de vista. Devo agradecimentos a Michael Danley, Katherine e Richard Greene, J.B. Kaufman, Jeff Kurtti, Les Perkins, Alex Rannie, Rick Shale e, acima de tudo, a Paul F. Anderson, o redator e editor do indispensável jornal da Disney Persistence of Vision, que não apenas forneceu material de seus próprios e extensos arquivos e seu ponto de vista informado sobre várias questões, mas também guiou-me pessoalmente em uma turnê pela Los Angeles de Walt Disney. Muito me beneficiei com seu conhecimento e seus conselhos. 908

DisneyInteiro.indd 908

07.04.09 13:29:38


Walt Disney Em Marceline, Missouri, Kaye Malins me mostrou sua casa, que foi a fazenda de Disney, permitiu que eu passeasse pelo terreno e contou as viagens de Walt ao lugar. Dan Viets, outro estudioso de Disney, não apenas me acompanhou em minha visita a Marceline, mas me levou em uma turnê pelos lugares de Disney em Kansas City, da velha casa na Bellefontaine aos escritórios da Laugh-O-Gram no agora vazio edifício McConahy. Dan até tirou uma grande placa de madeira da porta do McConahy para que pudéssemos entrar, ainda que precariamente, na velha sede de Walt. Bárbara Babbitt, esposa de Art Babbitt, olhou sua coleção de fotos para me fornecer imagens do marido. Também estou em dívida com muitos funcionários de Disney, membros da família, e conhecidos a quem submeti a longas entrevistas ou que me deram informação. Entre eles, eu destacaria três indivíduos para agradecer em especial: o falecido Harry Tytle, que trabalhou durante mais de trinta anos no estúdio, a maior parte deles em cargo de direção, manteve um registro diário e foi generoso o bastante para me deixar ver; Diane Disney Miller e, novamente, Roy E. Disney. Não relacionei o número de arquivos e bibliotecas que visitei e com as quais me correspondi, incluindo bibliotecas presidenciais, sociedades históricas locais e até escritórios de igrejas. Listá-los, no mínimo, tomaria várias páginas. A equipe de cada um desses lugares tem a minha mais profunda gratidão. Minha própria biblioteca local, a Amagansett Free Library, na sublime comunidade de Amagansett, Nova Iorque, recebeu dúzias de pedidos de livros com inquebrantável bom ânimo, frequentemente me surpreendendo com a rapidez com que a equipe conseguia localizar até os mais obscuros volumes. Por esses esforços e por nunca se contentar com um não, a bibliotecária Judith Wolfe merece um agradecimento especial. A dificuldade básica em escrever um livro tão extenso quanto este é financeira. A John Simon Guggenheim Memorial Foundation forneceu uma bolsa que aliviou levemente esse fardo. Sou grato pela honra e pelo estipêndio. Ao longo dos anos, meus amigos me ouviram falar sobre Walt Disney, gentis demais para manifestar o tédio que devem ter sentido. Robert Solomon me deu orientação; David Suter ofereceu percepções; Elizabeth Bassine leu o manuscrito com olho arguto; Bob Spitz, ele próprio um soberbo biógrafo, se solidarizou comigo, me aconselhou e apoiou; Craig Hoffman me deu um lugar onde ficar na Califórnia, uma família substituta, forte apoio moral; Ann e Ed Dorr foram um segundo lar em minhas muitas visitas a Los Angeles enquanto eu estava completamente absorvido pelos arquivos; Marty Kaplan e meus colegas do Lear Center na 909

DisneyInteiro.indd 909

07.04.09 13:29:38


Neal Gabler University of Southern California me deram apoio intelectual; e Phil Rosenthal e Mônica Horan foram bons amigos durante meus longos dias. Na Alfred A. Knopf, minha editora, Jon Segal, editor com quem até agora completei três livros, foi um modelo de administração à moda antiga. Ele leu, examinou, estimulou, promoveu e advogou, elogiou o que considerou como pontos fortes do livro e incentivou-me a corrigir suas deficiências. Sua edição melhorou incomensuravelmente a obra. Ele também foi de uma paciência incomum, compreendendo o enorme tempo que se leva para reunir dados, especialmente quando se faz a pesquisa sozinho. Acima de tudo, ele se preocupou com a qualidade do livro e seu destino. Em um mundo de implacabilidade corporativa, não se poderia pedir mais. Também estou em dívida com a assistente de Jon, Ida Giragossian, que novamente desenvolveu tantas tarefas ingratas, mas necessárias e foi peça chave para fazer o manuscrito entrar em produção; com Gabrielle Brooks, minha agente de relações públicas, que parece gostar genuinamente dos livros que promove, razão pela qual os autores genuinamente a amam; com o incomparável Mel Rosenthal, que examinou atentamente o manuscrito com seu olhar infalível e me envolveu em longos e frutíferos debates sobre estilo e gramática; da mesma forma, Soonyoung Kwon, pelo delicado design do livro; e para com Barbara de Wilde, que desenhou a terceira capa, com sua habitual criatividade e brilho. Finalmente, como a todos na Knopf, sou grato a Sonny Mehta pelos padrões que estabelece e por todo o seu apoio. Todos os que trabalham na Knopf têm algo do senso de missão que os animadores da Disney sentiram nos dias de maior sucesso do estúdio. Em toda a minha carreira tive apenas uma agente, o que é testemunho de como é maravilhosa e do quanto a adoro pessoalmente. Durante os últimos vinte e cinco anos, Elaine Markson tem sido uma fonte de estímulo, segurança, compreensão e calma. Ela lê acuradamente, defende com ferocidade, intervém de maneira diplomática e apoia com entusiasmo. Não posso imaginar escrever um livro sem ela. Por mais que este livro tenha sido produto de dúzias, se não centenas, de indivíduos, ele finalmente pertence à minha família, que com frequência teve de sofrer ao longo da pesquisa e da redação e certamente se sacrificou por ele. Espero que achem que valeu a pena, pois a gratidão que posso estender a elas – para a minha mulher, Christina, minhas filhas Laurel e Tänne (a quem este livro é dedicado) e minha mãe – é certamente insuficiente. Eu amo meu trabalho, mas vivo para elas. 910

DisneyInteiro.indd 910

07.04.09 13:29:38


Walt Disney Assumo total responsabilidade pelo que aparece nestas páginas, embora, como Walt Disney, tenha tido um exército para me ajudar. Minha esperança mais profunda é ter justificado a fé de todas essas pessoas em mim e neste projeto.

911

DisneyInteiro.indd 911

07.04.09 13:29:38


INFORMAÇÕES SOBRE NOSSAS PUBLICAÇÕES E ÚLTIMOS LANÇAMENTOS Cadastre-se no site: www.novoseculo.com.br e receba mensalmente nosso boletim eletrônico

DisneyInteiro.indd 912

07.04.09 13:29:38

WALT DISNEY - APÊNDICE E NOTAS  

Apêndices e notas da biografia WALT DISNEY - O TRIUNFO DA IMAGINAÇÃO AMERICANA.