Issuu on Google+

www.novojornal.jor.br

R$ 1,50

Ano 1 / N° 231 / Natal, SEXTA-FEIRA, 20 de agosto de 2010 04

RODA VIVA

MINISTRO GARANTE A CARLOS EDUARDO MENSAGEM DE LULA PARA A TV

14

CULTURA

BAILARINAS GÊMEAS SONHAM COM CARREIRA INTERNACIONAL

12

CULTURA

CANINDÉ, O FOTÓGRAFO QUE ESTÁ EM TODOS OS LUGARES

NEY DOUGLAS / NJ

MAGNUS NASCIMENTO / NJ

10

POR FRANKLIN JORGE

02

ÚLTIMAS

UM OLHAR DIFERENTE ANALISA O GUIA ELEITORAL DA TELEVISÃO

CIDADES

PREFEITURA PREPARA NOVO CÓDIGO DE OBRAS

/ NATAL / PROJETO DO NOVO CÓDIGO URBANÍSTICO DA CAPITAL DEVE SER LEVADO À CÂMARA ATÉ FINAL DE SETEMBRO; SECRETÁRIO DESCARTA IMPLANTAÇÃO DE MARINA PRÓXIMO AO FORTE E SUGERE A REDINHA

A partir de hoje, o jornalista Franklin Jorge faz uma análise particular do programa eleitoral gratuito da televisão. Numa linguagem leve e ágil, e acima de tudo com olhar crítico, o editor de Cultura do NOVO JORNAL comentará diariamente o guia, observando os discursos e avaliando as estratégias de comunicação dos candidatos. Na estreia, assinala o que chamou de dicotomia nos programas de José Serra e Dilma Rousseff. Ele, junto do povo; ela, sem o povo.

03

08

Nova rodada de pesquisas do Ibope e do Vox Populi mantêm Rosalba na frente, seguida por Iberê e Carlos Eduardo.

A partir do mês que vem as fachadas das Lojas Maia vão ganhar o nome Magazine Luíza. A Presidente da rede varejista, Luíza Helena Trajano, anunciou ontem em Natal que investirá R$ 10 milhões na reformulação das onze lojas que tem no Estado. Luíza comprou o grupo paraibano no mês passado, por R$ 290 milhões.

02

ÚLTIMAS

IVAN CABRAL AUGUSTO RATIS / NJ

CIDADES

BANDO DE MONTE ALEGRE ROUBOU ARMAS DA POLÍCIA A polícia prendeu três dos seis homens que tentaram assaltar agência do Banco do Brasil em Monte Alegre. Os que fugiram levaram pistolas e coletes à prova de bala dos policiais.

ECONOMIA

LUÍZA ANUNCIA PLANOS DE EXPANSÃO NO RN

POLÍTICA

NOVAS PESQUISAS REPETEM AS TENDÊNCIAS

09

ARGEMIRO LIMA / NJ

NO CONFRONTO DE RESERVAS, AMÉRICA E NÁUTICO FICAM NO ZERO A ZERO

WWW.IVANCABRAL.COM


Últimas 2

Editor Marcos Bezerra

E-mail pauta@novojornal.jor.br

Fones 84 3201.2443 / 3221.3438

/ NOVO JORNAL / NATAL, SEXTA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2010

POR FRANKLIN FR RANKLIN JJORGE

ZÉ BRASIL E A ‘MÃE DO PAC’ A partir de hoje, estarei aqui todos os dias comentando o Programa Eleitoral Gratuito, numa contribuição do NOVO JORNAL à cultura política do Rio Grande do Norte. O convite, feito de supetão, me pegou desprevenido. E foi assim, com o espírito desprevenido, que acompanhei no início da tarde de ontem a batalha travada na tevê pelos candidatos a presidente e a deputado federal, e percebi logo de entrada a curiosa dicotomia existente entre José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT). Apesar do populismo estar entranhado na alma do PT, notei a ausência de “povo” no programa de Dilma, no qual ela travou uma curiosa peleja sem peleja com o Presidente Lula, pois ambos estavam de acordo em tudo. Dilma não deu voz ao povo, ao contrário de seu principal opositor, José Serra, que botou o povo para falar num clima de grande intimidade que põe em dúvida sua imagem de paulista sisudo. É o fim do mundo: a populista sem povo e o elitista nos braços do povo. Sinceramente, não entendo mais nada... Dispensome de falar sobre o guarda-roupa de Dilma, que trocou de figurino várias vezes como se manequim fosse. Quanto a Marina, apesar da sua aparente fragilidade e do seu indisfarçável jeito de irmã de caridade, revelou-se uma aguerrida partidária do catastrofismo. Vamos agora aos deputados federais, os nossos que, mesmo quando adversários entre si, parecem estar todos debaixo das asas do Presidente Lula. Cada um mais lulista que o outro - ou quase -, como se o petista fosse uma panacéia capaz de dar consistência a discursos... Sem discurso. As mesmíssimas promessas de sempre, algumas patéticas, como o que propõe Geraldo Forte, de, se eleito, lutar pelo que ele chama de “Mulher Protegida”, ou seja, um projeto que dará à mulher agredida pelo marido uma outra espécie de bolsa que lhe assegure a sobrevivência. E, para dar sustância à sua tese, o candidato ainda se dirigiu a esse hipotético marido de maneira pouco convencional: “Cabra safado, em mulher não se bate nem com uma flor”. Beleza. Amanhã tem mais.

ALVIRRUBROS DE FUTEBOL CHOCHO

/ NORDESTÃO / CONFRONTO ENTRE RESERVAS DE AMÉRICA E NÁUTICO TERMINA DO JEITO QUE COMEÇOU E EQUIPES SE DISTANCIAM DO G-4 AUGUSTO RATIS / NJ

EM UM JOGO de muita correria e pouca técnica, América e Náutico empataram sem gols no estádio Machadão. Os alvirrubros, agora com 16 pontos, seguem em nono colocado e invictos pelo Campeonato do Nordeste há três jogos. Já os pernambucanos seguem sem vencer há quatro partidas e, ainda sim, permanecem na sétima posição. As duas primeiras chances da partida vieram com o lateral esquerdo Dick e com o atacante Alberto, que desperdiçaram. A resposta pernambucana com Thiaguinho, que tirou a tranqüilidade do torcedor americano, por outro lado, garantiu uma estreia de gala ao goleiro Adson - apesar de estar no alvirrubro desde janeiro, ele só fez sua estreia ontem. Em duas falhas da defesa, o atacante do Timbu quase colocou os visitantes em vantagem, mas parou nas mãos do arqueiro americano. Com o ataque ineficiente formado por Wellington Silva e Alberto, sobravam passes errados e finalizações sem direção que resultavam em contragolpes. Em dois deles, Nilson chegou próximo de abrir o placar, mas Adson fechou a porta. Na segunda etapa, a impressão era de que o América voltaria melhor. Com mais movimentação a partir da entrada de Soares no lugar de Alberto, o time da casa passou a dominar as ações e quase chegou à vantagem no marcador, mas a finalização do

▶ Vazio de futebol, diante de um estádio praticamente vazio jovem atacante rubro parou na defesa pernambucana. Minutos depois Dick quase fez a festa americana em chute forte, mas a bola acabou indo para fora. O técnico Lula Pereira, que assistia ao jogo das cabines do estádio, resolveu apostar num ataque formado na base do clube, sacou Wellington e colocou Pedro. Depois disso, o Náutico voltou a ter a posse de bola, enquanto o América tentava os contra-ataques. A última grande oportunidade de acabar com o 0 a 0 veio com Dick, que mais uma vez, mandou para longe a chance da vitória americana. O América volta a campo pelo Campeonato do Nordeste apenas no dia 27 de outubro, contra o Treze/PB, no estádio Amigão, em Campina Grande. No mesmo dia, o Náutico/PE en-

frenta o Vitória/BA, nos Aflitos. No Arruda, em Recife, o ABC venceu o Santa Cruz por 1 a 0, com gol de Thiago Garça. O clube natalense agora é o více-líder do Nordestão com 23 pontos, um a menos que o CSA/AL.

TERCEIRO

O volante Júlio Terceiro deve arrumar as malas e desembarcar no Fortaleza para disputar a Série C. Segundo o próprio atleta, os clubes estavam buscando o acerto sobre seu empréstimo. O jogador deverá permanecer até o final do ano na capital cearense. Terceiro disputou 56 partidas com a camisa do América. Pela Série B deste ano, o jogador atuou apenas duas vezes, enquanto pelo Nordestão teve uma participação maior: oito jogos.

ADVOGADOS ENTREGAM DEFESA PRÉVIA DE GOLEIRO FOLHAPRESS OS ADVOGADOS DO goleiro

Bruno Fernandes, réu no processo de homicídio de sua ex-amante Eliza Samudio, entregaram ontem à Justiça a defesa prévia do jogador e dos outros supostos envolvidos no crime. Segundo um dos advogados de Bruno, Frederico Franco, a defesa pediu novas investigações, perícias e que sejam ouvidas novas testemunhas do caso. Ele não quis revelar quem será ouvido. De acordo com o advogado, como a defesa é prévia não se entrou no mérito da participação de Bruno no crime. Antes de atuar na defesa do grupo de Bruno, Sanguinetti está trabalhando para a defesa do ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola (suposto autor do homicídio de Eliza). Segundo o advogado de Bola, o perito coletou cabelos na casa do expolicial e vai analisá-los. Na defesa entregue à Justiça, Zanone negou a participação de Bola no crime e também pediu mais testemunhas e perícias. Já o advogado Marco Antônio Siqueira, que defende Sérgio Rosa Sales, o Camelo (primo de Bruno), argumentou que seu cliente é apenas uma testemunha do caso.

/ ELEIÇÕES /

/ RIO /

PUBLICIDADE EM JORNAIS TEM FUTURO PROMISSOR FOLHAPRESS

/ CANADÁ /

Ursos guardavam maconha

PT VAI PROCESSAR PSDB POR USO DE LULA

REPRODUÇÃO INTERNET

FOLHAPRESS

A PUBLICIDADE EM jornais impres-

sos continuará existindo e há espaço para seu crescimento, mas as empresas que produzem conteúdo jornalístico ainda precisam buscar novos modelos de negócios que viabilizem suas operações em novas mídias digitais. Estas foram algumas das conclusões de debates de hoje no 8º Congresso Brasileiro de Jornais, que se encerrou ontem no Rio. No caso da publicidade em jornais impressos, mesmo com o surgimento de novas plataformas de distribuição de informação, há entendimento de que o futuro é promissor, em razão da credibilidade das marcas tradicionais. Segundo o diretor-presidente do Grupo Estado, Sílvio Genesini, o acesso à informação e ao entretenimento é cada vez mais fragmentado. “Os anunciantes querem estar juntos com a credibilidade e com a relevância, que ainda está no papel. O desafio para os jornais é ser o centro das plataformas multimídias”, afirmou o executivo. A migração dos veículos tradicionais para novos meios, no entanto, já mostrou que a mera transposição de conteúdo para o formato digital e a publicidade nessas plataformas não são suficientes para gerar receitas que sustentem o alto investimento exigido para manter um jornalismo de qualidade. Caio Túlio Costa, consultor da Costa e Kranz Consultores, Sandra Sanches, diretora executiva da unidade O Globo da Infoglobo, e Walter de Mattos Jr., dire-

/ CASO ELIZA /

FOLHAPRESS

CERCA DE DEZ

▶ Novo Jornal: credibilidade é atrativo tor-presidente e editor do Grupo Lance! e vice-presidente da ANJ, concordaram em suas falas que as empresas jornalísticas ainda estão em buscas de formatos que viabilizem suas operações em novas mídias. Em debate a respeito do crescimento dos dispositivos móveis no Brasil, Gustavo Ziller, sócio-diretor da Aorta, empresa especializada na produção de conteúdo e aplicativos para novas mídias, disse acreditar que até a Copa de 2014 o acesso a Internet por celulares, Ipads ou e-books superará o feito por meio de computadores pessoais. Para ele, se as empresas que produzem conteúdos não se prepararem para esta mudança, terão dificuldades semelhantes às enfrentadas hoje pela indústria da música por causa da massificação de arquivos em formato digital.

ursos surpreenderam os policiais que tentavam tomar uma plantação com milhares de pés de maconha na região de Christina Lake, no Estado de Colúmbia Britânica, no Canadá. Há suspeitas de que os animais tenham sido empregados como vigias da droga. Os dois proprietários do sítio onde estava localizada a plantação foram presos e indiciados por produção e posse de substância controlada. De acordo com o policial Dan Moskaluk, a plantação foi descoberta há duas semanas, mas o cerco e a tomada do local tiveram de ser cuidadosamente planejados, dado o risco de ataque. Na operação, no entanto, os policiais foram surpreendidos pela docilidade dos bichos, aparentemente encarregados de guardar mais de 2.000 pés de maconha. “Ficou evidente que os ur-

/ SERGIPE /

PRESIDENTE DE TRE DESCARTA ATENTADO FOLHAPRESS O PRESIDENTE DO TRE-SE (Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe),

▶ Policial canadense na plantação de maconha: animais dóceis sos estavam habituados aos humanos e que eram dóceis, permanecendo sentados, sem se preocupar com a presença dos policiais’’, contou o policial Moskaluk. Segundo Moskaluk, o serviço de proteção aos animais canadense foi notificado e irá decidir o destino dos ursos. Os animais podem acabar sacrificados, caso

os especialistas determinem que estão demasiadamente habituados aos humanos. No sítio foram encontrados indícios de que os ursos eram mantidos a base de ração para cachorro. Por isso, não está claro se os dois suspeitos presos os usavam como guardas ou os tinham como bichos de estimação.

desembargador Luiz Mendonça, 60, descartou ontem em Aracaju ter sido alvo de um atentado político. Anteontem, o carro que conduzia Mendonça ao trabalho foi alvejado por mais de 30 tiros. O motorista do veículo em que estava o juiz foi atingido pelos disparos e segue em estado grave. Em entrevista coletiva no prédio do TRE, Mendonça afirmou que a campanha eleitoral

segue de forma tranquila em Sergipe, podendo haver, às vezes, alguma palavra ríspida, mas que “não passa disso”. O presidente do TRE disse confiar no trabalho das polícias do Estado e não vê necessidade de uso de tropas federais durante o processo eleitoral. Mendonça já retornou ao trabalho e disse que sua rotina não será alterada em razão do atentado.

O PT ANUNCIOU que irá entrar com uma representação no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) contra o PSDB pela utilização de imagens do presidente Luiz Inácio Lula da Silva no programa do candidato ao Planalto José Serra (PSDB). O artigo 54 da Lei Eleitoral (9.504) proíbe a aparição, nos programas de rádio e TV, de pessoas filiadas “a outra agremiação partidária ou a partido integrante de outra coligação”. O programa da coligação que busca eleger José Serra mostrou o candidato ao lado do presidente em três quadros, na abertura da propaganda eleitoral. O texto dizia “Serra e Lula, dois homens de história, dois líderes experientes”. O presidente do PT, José Eduardo Dutra, confirmou a representação. No programa televisivo de ontem à noite, Serra apareceu ao lado de Lula. Enquanto a imagem era exibida, a voz do locutor disse: “Serra, a vivência que a Dilma não tem”. A narração também ressaltou Serra e Lula como “dois homens de história, dois líderes experientes”.


Política

Editor Heverton de Freitas

E-mail politica@novojornal.jor.br

Fones 84 3201.2443 / 3221.3438

3

NATAL, SEXTA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2010 / NOVO JORNAL /

OS NÚMEROS DE CADA UM / IBOPE / ANTES DO HORÁRIO ELEITORAL, PESQUISAS MOSTRAM ROSALBA COM LARGA VANTAGEM, IBERÊ CRESCENDO E CARLOS ESTAGNADO WALLACE ARAÚJO / NJ

▶ Rosalba aparece na liderança em todos os levantamentos com quase 50% VOX POPULI

A SEGUNDA RODADA

Rosalba Ciarlini ....................... 49% Iberê Ferreira .......................... 24% Carlos Eduardo Alves .............. 11% Não souberam ou não opinaram. 11% Brancos e nulos ........................ 5%

17 a 20 de julho

Desde o primeiro momento o IBOPE apontou situação bem definida na eleição para o Senado Federal. O voto casado entre os parlamentares Garibaldi Filho (PMDB) e José Agripino (DEM) parece estar consolidado, uma vez que cada eleitor poderá escolher dois representantes. O ex-presidente do Senado pela primeira vez na disputa figura na cada dos 60% depois de crescer 7%, em comparação com o levantamento anterior. Na sequência vem o líder democrata com 51% das intenções de voto, depois de um salto de 4%. Apesar de também ter crescido em 5%, a ex-governadora Wilma de Faria (PSB) ficaria de fora, caso as eleições fossem hoje, destaca a análise. A candidata está na terceira posição, somando 43% das intenções de voto, e é seguida pelo companheiro na coligação “Vitória do povo”, Hugo Manso (PT). O petista, porém, teve o desempenho comprometido e caiu um ponto, ficando com 3%. Na pesquisa mais recente foram ouvidas 812 pessoas durante os três dias. A margem de erro é de 3% para

O instituto que mais mostrou diferença entre as demais pesquisas divulgadas até então foi a do Perfil, mas apesar disso, o resultado das urnas seria o mesmo nas eleições majoritárias, com vitória de Rosalba Ciarlini no primeiro turno para o governo e Garibaldi Filho e José Agripino para o Senado. Entre os dias 13 e 15 desse mês foram ouvidos 1,7 mil eleitores em 77 municípios. Já o Vox Populi vem mostrando pequena variação desde o mês de maio. De lá até agora três tiveram divulgação pela Band Natal. Rosalba Ciarlini teve uma discreta elevação, mas agora aparece com a mesma incidência apontada no mês de maio. Carlos Eduardo vem caindo. Ele que chegou a aparecer no mês de maio à frente do governador Iberê Ferreira, baixou de 16% para 13% e agora está com 11%. O candidato governista está ganhando espaço. Desde a primeira aferição do Vox Populi, ampliou sua participação em 9%, fixando-se agora em 24%.

INSTITUTO PERFIL 13 a 15 de agosto Rosalba Ciarlini ...................41,47% Iberê Ferreira de Souza .......21,06% Carlos Eduardo Alves ..........12,41% Outros ..................................1,29% Indecisos ............................17,71%

Rosalba Ciarlini ....................... 48% Iberê Ferreira de Souza ........... 20% Carlos Eduardo Alves .............. 12% Sandro Pimentel ....................... 1% Roberto Ronconi ....................... 1% Indecisos .................................. 9% Brancos e nulos ........................ 8%

16 e 18 de agosto Rosalba Ciarlini ...................... 46 % Iberê Ferreira de Souza ........... 24% Carlos Eduardo Alves .............. 14% Sandro Pimentel ....................... 1% Roberto Ronconi ....................... 1% Indecisos .................................. 7% Brancos e nulos ........................ 6%

10 a 13 de agosto Garibaldi Alves Filho ................ 53% José Agripino Maia ................. 47% Wilma de Faria........................ 38% Hugo Manso ............................. 4% Dário Barbosa ........................... 2% Joanilson de Paula Rêgo ........... 1% Marcônio Cruz .......................... 1% Clóvis Costa .............................. 1% Ronaldo Garcia ......................... 1% Brancos e nulos ...................... 15% Indecisos ................................ 15% Citaram apenas um candidato .... 21%

16 a 18 de agosto

13 a 15 de agosto Garibaldi Alves Filho ............46,22% José Agripino Maia .............42,06% Wilma de Faria....................34,23% Hugo Manso .........................6,59% Outros ..................................5,60% Indecisos ............................41,42%

10 a 13 de agosto

SENADO

57% 55% 38% 8% 2% 2% 1% 1% 1%

SENADO

IBOPE

OUTROS INSTITUTOS

SENADO

Garibaldi Alves José Agripino Wilma de Faria Hugo Manso Dário Barbosa Joanilson de Paula Alexandre Guedes Ronaldo Garcia Marconio Cruz

SENADO

7 a 10 de agosto

de pesquisa de intenção de votos feita pelo IBOPE mostra que os números começam a se equilibrar na corrida pelo Governo do Estado. O que permanece igual é o quadro apontando vitória da candidata Rosalba Ciarlini (DEM) no primeiro turno. O levantamento feito entre segunda e quarta-feira desta semana – o primeiro dia de propaganda eleitoral para governador– indica a senadora democrata com 46%, enquanto todos os outros candidatos citados somam 40%. Desde a primeira análise realizada pelo IBOPE no Rio Grande do Norte, com vistas ao pleito de 2010, o instituto destacou no site dele que Rosalba “lidera com expressiva vantagem” a disputa. Da primeira rodada feita entre os dias 10 e 13 de agosto, e divulgada pela Intertv Cabugi, para a atual, ela caiu 2% dentro da margem de erro que é de três pontos percentuais. O IBOPE também confirma o crescimento da candidatura reeleitoral do governador Iberê Ferreira de Souza que passou a casa dos 20 pontos percentuais. No último IBOPE, teve 24% - um aumento de 4% em comparação com a pesquisa anterior. O ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), também apresentou melhor desempenho na segunda rodada, mesmo tendo uma estrutura de campanha menor que os dois primeiros colocados. Saiu de 12% para 14%. Os percentuais mais elevados para alguns têm reflexo no número de indecisos e eleitores que antes declaravam votar em branco ou nulo. Ambos aparecem reduzidos, sendo que o índice de indefinição caiu 2% - de 9% para 7% - e os que anulariam ou não votariam em nenhum dos colocados saíram de 8% para 6%.

Diferentemente da primeira pesquisa IBOPE, feita a pedido da Intertv Cabugi e Federação das Indústrias (Fiern), a segunda foi solicitada exclusivamente pela afiliada da Rede Globo. A emissora não divulgou o levantamento completo no RN TV 2ª edição. No primeiro, foi feita também uma pergunta para os entrevistados sobre qual candidato eles apostariam que conquistaria o executivo estadual. Nesse quesito, 51% dos eleitores disseram acreditar que Rosalba Ciarlini sairá vencedora. Outros 17% acreditam na recondução de Iberê Ferreira e 8% apontaram Carlos Eduardo.

GOVERNO

Garibaldi Alves 41% José Agripino 38% Wilma de Faria 24% Hugo Manso 3% Brancos e nulos 7% Não sabem ou não responderam 50%

▶ Iberê Ferreira apresenta tendência de crescimento e passou dos 20%

GOVERNO

GOVERNO

7 a 10 de agosto

HUMBERTO SALES / NJ

mais ou para menos.

DO NOVO JORNAL

Rosalba Ciarlini ....................... 49% Carlos Eduardo Alves .............. 16% Iberê Ferreira de Souza ........... 15% Miguel Mossoró ........................ 2% Sandro Pimentel ....................... 1% Simone Dutra............................ 1% Não sabe ou não respondeu...... 8% Brancos ou nulos ...................... 8%

Rosalba Ciarlini ....................... 53% Iberê Ferreira .......................... 18% Carlos Eduardo Alves .............. 13% Brancos e nulos ........................ 6% Não sabem ou não responderam 10%

▶ Sem estrutura e sem apoios, Carlos Eduado aparece abaixo dos 15%

CRISTIANO FÉLIX

8 a 12 de maio

17 a 20 de julho

MAGNUS NASCIMENTO / NJ

Garibaldi Alves Filho ................ 60% José Agripino Maia ................. 51% Wilma de Faria........................ 43% Hugo Manso ............................. 3% Dário Barbosa ........................... 2% Alexandre Garcia ...................... 1% Joanilson de Paula Rêgo ........... 1% Clóvis Costa .............................. 1% Ronaldo Garcia ......................... 1% Sávio Hackradt ......................... 1%

/ DISCURSO DE OPOSIÇÃO /

Iberê critica setores do governo de sua antecessora “A SECRETARIA DE

Educação precisa ser reformulada inteiramente, ela não acompanhou ao longo do tempo a modernidade, a tecnologia, tem que mudar a estrutura da secretaria e é o que eu vou fazer no meu governo”. A declaração não é de nenhum dos candidatos da oposição na atual campanha política, mas do governador Iberê Ferreira de Souza que até o mês de abril era vice-governador e assumiu o cargo sucedendo a ex-governadora Wilma de Faria. Nos últimos dias, o candidato à reeleição passou a fazer críticas à sua antecessora no Governo. Na quarta-feira em encontro com empresários da construção civil ele criticou a falta de planejamento no Estado e ontem em entrevista ao jornalista Diógenes Dantas na rádio 96 FM, sob o argumento de apresentar suas propostas para Educação, o candidato prometeu mudar a secretaria de Educação e anunciou medidas para melhorar a saúde como o aluguel de um hospital particular em Natal com 100 lei-

tos para desafogar o Walfredo Gurgel, tema do primeiro programa no horário eleitoral da sua adversária Rosalba Ciarlini que mostrou problemas no mesmo hospital e prometeu construir um novo hospital geral na zona Oeste de Natal. Na Educação, embora tenha reconhecido dois pontos que considera foram avanços como a eleição direta dos diretores das escolas, e o Plano de Cargos dos Professores, o governador-candidato prometeu uma série de medidas que não foram alcançadas nos últimos sete anos. Entre as medidas que o candidato prometeu para reverter esse quadro negativo na educação está a criação de uma espécie de Ideb estadual um índice a partir do qual seja possível ter indicadores sobre o desempenho das escolas para estabelecer prêmios como o pagamento de um ou dois salários extras por ano para os professores que atingirem metas a serem estabelecidas. “Vou mudar a estrutura, estabelecer a meritocracia, dar foco no en-

sino profissionalizante”, Iberê procurou desvincular a sua tentativa de reeleição como uma candidatura de continuidade ao governo da antecessora. “Continuidade não significa manter a mesma forma de governar, sim continuar aquilo que está dando certo, mas o meu governo é mais de avanços. O governo de Wilma avançou em muitos setores, mas um governo não se faz em quatro anos”, disse. Na verdade a ex-governadora Wilma de Faria assumiu o cargo em janeiro de 2003 e renunciou para se candidatar ao Senado no dia 30 de março deste ano, sete anos e três meses depois. O candidato do PSB reconheceu o problema com a falta de professores de química, matemática, física e biologia e apontou a solução só agora encontrada: “A Assembleia aprovou a lei autorizando a contratação provisória, vou ter que contratar para que os alunos não sofram este ano”. Iberê anunciou ainda que vai dar foco ao ensino profissionali-

CONTINUIDADE NÃO SIGNFICA MANTER A MESMA FORMA DE GOVERNAR, SIM CONTINUAR AQUILO QUE ESTÁ DANDO CERTO, MAS O MEU GOVERNO É MAIS DE AVANÇOS” Iberê Ferreira de Souza governador candidato a reeleição

zante e prometeu distribuir um computador a cada professor . “Temos muito o que fazer para modernizar a educação”, reconheceu.

“ASSEMBLEIA NÃO ESTÁ QUERENDO VOTAR FUNDO GARANTIDOR” Admitindo o risco para Natal com mais uma atraso nas obras para a construção da Arena das Dunas, o governador Iberê Ferreira de Souza colocou mais uma vez a culpa na Assembleia Legislativa para os atrasos no lançamento do edital da Parceria Público Privado a ser formada para viabilizar o estádio. “Fiz a minha parte, mandei para lá, espero que saia”, disse se referindo ao projeto que cria o Fundo Garantidor da PPP. O projeto chegou ao Legislativo no último dia antes do recesso de julho. Na volta dos trabalhos legislativos, ele foi aprovado na comissão de Constituição e Justiça e na terça-feira não foi apreciado pela comissão de Finanças pela falta de quórum. Só o presidente da comissão, deputado José Adécio (DEM), compareceu à reunião. Os de-

putados José Dias (PMDB) e Larissa Rosado (PSB) não apareceram a reunião não chegou a acontecer. Apesar de ter sido enviado no último dia de sessão, o governador considera que o projeto não está caminhando no legislativo por questão política. “Quando a Assembleia quer vota em 24 horas qualquer projeto de lei. A Assembleia não está querendo votar com brevidade o Fundo Garantidor da Copa. Se quiser vota”, acusou o governador. Iberê chegou a fazer um apelo pela despolitização dos temas ligados à Copa do Mundo e, embora tenha dito, acreditar que o projeto será votado por considerar que seria um “tiro no pé” se não for votado a tempo, o governador admitiu que se a Assembléia não votar o projeto não vai ter PPP.


Opinião 4

Editor Franklin Jorge

E-mail opiniao@novojornal.jor.br

Fones 84 3201.2443 / 3221.3438

/ NOVO JORNAL / NATAL, SEXTA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2010

Editorial Natal urbanizada

A ZPE do Sertão começa a tomar corpo. Dia 5 de outubro será realizada, pela Prefeitura de Assu, concorrência nacional para escolher a empresa que vai administra-la. É essa empresa que será responsável pela implantação da Zona de Processamento de Exportação. Maiores informações pelo site cpl@assu.rn.gov.br.

BOLSA FAMÍLIA

Esta não é a primeira vez que se coloca a Bolsa Família como argumento pela conquista de votos na propaganda política no Rio Grande do Norte. Há quatro anos, a governadora Wilma de Faria prometeu, se fosse eleita, dar um abono de 20% do total da bolsa para todos os inscritos no programa no estado. Eleita, Wilma não falou mais no compromisso assumido e o tal abono não chegou para ninguém.

GARUPA AMIGA

Quando disse que nunca na história deste país tinha havido uma disputa por uma garupa, quanto essa pela popularidade do presidente Lula, Roda Viva errou. Nos últimos 40 anos, foram registradas, pelo menos em duas eleições , disputas tão acirradas: 1 – Em 1970, no tempo do “Brasil Grande” (depois da Conquista do Tricampeonato no México), dos políticos da Arena se agarrando no presidente Médici; 2 – Em 1986, no auge do Plano Cruzado, para pegar uma beirada da popularidade do presidente José Sarney (no dia da eleição, no RN, os fiscais do PMDB usaram uma camiseta escrito “Fiscal do Sarney”).

EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA

O Secretário Nacional de Educação à Distância, Carlos Eduardo Bielschowky, e o Diretor de Educação a Distância do MEC, Celso José da Costa, participam hoje, com o reitor Ivonildo Rego, da inauguração da sede da Secretaria de Educação à Distância da UFRN, que conta com uma central de produção de material didático, estúdio de televisão, auditório com 100 lugares e sala de capacitação para 30 alunos. A UFRN tem, atualmente, 3.800 alunos matriculados em cursos à distância, sendo cinco de licenciatura e dois de bacharelato.

GOVERNO FALA COMO OPOSIÇÃO

Quatro anos depois da então governadora Wilma de Faria ter assumido a liderança da oposição ao governo Garibaldi Alves, que terminou aceitando essa situação esdrúxula, podemos estar assistindo a um estágio mais adiantado dessa incongruência: - O Governo fazer oposição a ele mesmo. Do discurso pronunciado pelo governador Iberê Ferreira de Souza, segundafeira, no debate no Sinduscom, vamos pinçar, apenas, afirmações que ele fez sobre a Educação que, como todos sabem, é uma verdadeira lástima. Sem gastar uma palavra para tentar explicar essa situação, agravada ao longo dos últimos sete anos, quando foram nomeados e empossados dez secretários de Educação e o Rio Grande do Norte foi colocado nas últimas posições, de acordo com diferentes índices, Iberê demonstrou um otimismo exagerado em cinco pontos que colocou: 1 – “Vamos fazer uma revolução inovadora, moderna, promotora do conhecimento, da cidadania”; 2 – “Vamos rever toda a estrutura da Secretaria da Educação. Hoje a tecnologia avançou, temos um ensino mais moderno, profissionalizante e a nossa estrutura ainda precisa ser adequada à nova realidade”; 3 – “As principais medidas que temos é implantar a meritocracia, que tenhamos um bônus dos resultados obtidos na escola”; 4 - “Vamos ampliar a oferta de escola em tempo integral. Vamos trabalhar para durante o meu governo implantar o tempo integral em todas as escolas”; 5 – “Vamos criar o sistema educacional de avaliação para que possamos avaliar permanentemente nossas escolas. Com essa avaliação permanente nós vamos implantar a meritocracia e vamos antecipar algumas metas do Ideb. Por exemplo, em 2014 temos de atingir a média 4, que seria o Ideb de 2017”. Sem entrar no mérito das propostas ou mesmo na sua exequibilidade só queremos lembrar que existem problemas muito maiores que o governo permitiu se implantar e não consegue resolver: 1 – Falta do cumprimento do calendário escolar; 2 – Inúmeras escolas sem professores de determinadas matérias que ainda não foram lecionadas no presente ano letivo; 3 – Crescimento dos índices de evasão escolar; 4 – Falta de segurança nos prédios escolares; 5 - Aumento nos índices de repetência. Mesmo aceitando o natural desejo do governador pensar grande, lembramos a distância entre o sonho e a nossa triste realidade. É improvável a realização do sonho não, simplesmente porque grandes objetivos nunca serão alcançados sem que haja uma base real para eles serem assentados. Sem esquecer que o instituto da reeleição só se justifica para continuar ou concluir o que está sendo feito. E o governador/candidato nem se lembra de apresentar justificativa para o quadro atual, como ocorreu no caso da Educação na apresentação de suas diretrizes.

MAGNUS NASCIMENTO / NJ

ZPE DO SERTÃO

WALLACE ARAÚJO / NJ

▶ rodaviva@novojornal.jor.br

Natal toma a dianteira na questão da mobilidade em relação a outras cidades-sede da Copa” DA PREFEITA MICARLA DE SOUSA NO LANÇAMENTO DO EDITAL PARA AS OBRAS DE MOBILIDADE URBANA PARA A COPA DO MUNDO.

LULA É MEU O candidato Carlos Eduardo Alves voltou de Brasília com o compromisso do Ministro da Articulação Política, Alexandre Padilha, de que o presidente Lula vai gravar uma mensagem para TV pedindo votos para ele. Alves parou sua campanha, quarta-feira, e foi a Brasília cuidar do assunto. Mas a campanha de Iberê insiste em conseguir na Justiça a proibição de Lula em qualquer outro programa que não seja o seu, mesmo dizendo que não faz isso.

DÉFICIT AUMENTA A Emproturn, empresa que havia sido liquidada no começo do governo Garibaldi Alves e renasceu no governo Wilma, para comandar a divulgação do nosso turismo, está custando caro. No exercício de 2008 apresentou um prejuízo de R$ 275.990,20 que no ano passado subiu para R$ 3.089.492,60.

OPOSIÇÃO NO RÁDIO

As maiores críticas ao modelo do sistema estadual de educação, na presente campanha não partiu de nenhuma propaganda dos candidatos de oposição. Entrevistado no Jornal 96 por Diógenes Dantas, o governador Iberê Ferreira de Souza aloprou. Em contradição com seu discurso de continuidade, proferido na TV, prometeu mudar tudo.

AGRICULTURA FAMILIAR

O Ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, é esperado, hoje, para participar da solenidade de abertura da 3ª Feira e Congresso Sindical da Agricultura Familiar do RN, às 16h na cidade de São Paulo do Potengi. A programação do congresso começa amanhã com oficinas sobre a agricultura familiar sustentável.

ROUBADA ELEITORAL

Os companheiros do PT, talvez em função da posição de subserviência adotada nos últimos oito anos no Rio Grande do Norte, estão entrando – literalmente – numa roubada no horário de propaganda eleitoral, sem se aperceber e demonstrar disposição, ao menos, para reclamar. Maior donatário dos tempos de rádio e TV na coligação “Vitória do Povo”, o Partido dos Trabalhadores está assistindo – passivamente – o seu horário ser usado para fazer propaganda de um concorrente. Entre um e outro candidato do PT aparece no meio do programa a chamada: “Vote 40”, o número do PSB. É bom lembrar que o PT de São Paulo tirou todos os candidatos da chapa proporcional do vídeo para fazer a propaganda, apenas, do “Vote no 13”. Os estrategistas esperam com o número de Lula (e de Dilma) fazerem uma bancada forte, inaugurando na prática o chamado voto de lista, que defende na Reforma Política.

ZUM ZUM ZUM ▶

Mesmo só tomando posse dia 3 de setembro, o presidente eleito do TRE, Vivaldo Pinheiro, esteve em Brasília, na reunião do Colégio de Presidentes dos TREs. ▶ Canindé Soares lança hoje (11h Hotel Pestana) seu livro “Vem viver Natal”, editado com apoio da prefeitura. ▶ O Tribunal de Justiça realiza hoje a 17ª edição do programa Justiça na Praça,

em Extremoz, na praça do conjunto Estrela do Mar. ▶ A Liga Desportiva Mossoroense é a aniversariante do dia. Completa 65 aninhos. ▶ Hoje tem o encerramento do treinamento realizado pelo Senar para formação de futuros educadores do seu sistema. ▶ A cidade de Mossoró sedia hoje o Fórum Empreender RN. O evento

acontecerá às 17h na Associação Comercial e Industrial de Mossoró (ACIM). ▶ Khrystal estará hoje, ao meiodia, no projeto Janela Aberta, do Sesc Restaurante, com o show Coisa de Preto. ▶ A Start Pesquisa e Consultoria foi contrata pelo Governo (R$ 53.980,00) para fazer avaliação econômica do Prodetur. ▶ Outro instituto, Perfil, foi contrato pela Prefeitura de Natal (R$ 6.000,00) para

levantamento de obras prioritárias. ▶ Carlos Ponta Negra apresenta hoje, no Praia Shopping, o seu show Acústico. ▶ Na Livraria Siciliano, o professor (e músico) Eduardo Torres Cordeiro lança hoje seu caderno de música e poesia. ▶ Túlio Fernandes abre hoje, no Teatro Alberto Maranhão, sua exposição “Similitudes”, reunindo 45 peças de sua autoria.

Não resta dúvida que a prefeitura precisa preparar a cidade para receber bem aqueles que a visitarem durante a Copa do Mundo de 2014 quando, tudo indica, apesar dos atrasos, Natal será uma das sedes dos jogos. Há de fato uma série de obras viárias - a que se está chamando de mobilidade urbana - que são urgentes. Aliás, tendo ou não partidas do mundial, a cidade carece faz tempo de melhorias na sua malha viária. A maioria das avenidas da capital foi projetada numa época em que não havia tantos veículos nem tantos habitantes. Também sob esse ponto de vista, Natal precisa ser revista pelos urbanistas. No entanto, paralelo ao que se está planejando para daqui a quatro anos, é urgente pensar também na cidade de agora, do dia a dia. Natal sofre com problemas que já deveriam estar superados, em se tratando de uma capital com cerca de 1 milhão de habitantes – de médio porte, portanto. A prefeitura deve chegar a um acordo com a Caern e executar uma operação tapa-buracos de verdade, profunda e não somente paliativa. Tem de resolver, de vez, o blecaute de semáforos, que de tempos em tempos afeta a rede e compromete o trânsito, principalmente no período chuvoso. Precisa, ainda, disciplinar a utilização de caçambas de lixo. Elas estão espalhadas em vários pontos de Natal, seja em áreas nobres ou na periferia. De tanto tempo expostas, se incorporaram ao cenário, mas o olhar mais atento - como costuma ser o dos turistas, por exemplo - percebe logo o choque na paisagem. Essas caçambas deveriam ser autorizadas apenas em locais próximos a construções, de modo a evitar o acúmulo de entulho e metralha, para de tempos em tempos ser removidas. Não é o que se observa. Há, então, uma série de pequenos atropelos urbanos que precisam da atenção do poder público municipal para serem resolvidos. Como a cidade está prestes a iniciar um conjunto de obras de mobilidade urbana, incluindo a instalação de viadutos e túneis e a duplicação de vias, é necessário corrigir com urgência os problemas atuais, sob pena de o tráfego, hoje já difícil na maior parte do dia em qualquer região de Natal, ficar ainda pior. Basta imaginar que as novas obras deverão interditar o tráfego em diversos bairros. Natal teve o privilégio de ser planejada. A elite do início do século passado, inspirada culturalmente na Europa, concebeu primeiro o Plano Polidrelli, do engenheiro italiano Antônio Polidrelli, em 1903. Mais tarde, início dos anos 30, a cidade ganhou o Plano Palumbo, do arquiteto Giacomo Palumbo, também da Itália. Ambos concentraram-se nos bairros centrais. O crescimento da cidade espraiou-se; e Natal precisa de um novo plano urbanístico, visionário como o feito por aqueles pioneiros.

Artigo ALEXANDRE HONÓRIO Chefe de Reportagem ▶ alexandrehonorio@novojornal.jor.br

A Web morreu; viva à Internet A revista norte-americana Wired decreta com toda pompa e circunstância em sua edição de setembro o fim da Web como conhecíamos. Para a revista, ela, a Web, está irremediavelmente morta – ou caminhando para tanto. Motivos para alarme, pânico ou desespero? Não, de modo algum: a mesma Wired desvela em dois artigos indispensáveis – e cujos autores dançam no leito de morte da moribunda – que o fim da Web revela a disseminação de um outro tipo de experiência frente à Internet: os usos particulares dos usuários da Rede. Para a revista, em dois textos que elegem dois lados como possíveis culpados pela morte da Web (nós, usuários, e eles, a Internet e sua indústria), o fim desta é inevitável, independente de quem está por trás de sua derrocada: ela, a Web, ficou para trás. Para o editor-chefe da Wired, Chris Anderson, os usuários da grande rede, ao contrário do que muitos previram, seriam os responsáveis diretos por tal morte já que adotaram modelos de uso e consumo que transformaram a Internet em suporte para aplicações individuais e familiarizadas com suas experiências e saberes. Assim, a informação múltipla, dispersa e passível de imersão para eventual deleite a partir dos bons e velhos browsers deu lugar à informação relacional, ao uso sob medida e à experiência resultante dos usos individuais de aplicações feitas sob medida: tudo isso tendo a Internet – e não a Web – como suporte. Segundo Anderson – que atribui as circunstâncias da morte da Web ao que eu e você fazemos com a Internet hoje –, passamos o dia na Rede, mas não na Web e esta não é uma distinção meramente trivial já que nós, seus consumidores, deixamos de nos importar com nossos navegadores e adotamos novas formas de produzir/consumir informação mais individualizada. A questão crucial levantada pela Wired é a de que, como eu e você, mais e mais usuários têm abandonado a filosofia de uma Web onipresente e dispersa (resultado de um mundo aberto a partir do browser) por uma política dos usos mais próxima, representada pelas aplicações semiproprietárias disponíveis em smartphones, leitores digitais, celulares, notebooks, etc. Quando aponta que o tráfego representado pela Web em nossos dias é menos de um quarto do que se propaga/consome através da Internet, a Wired parece apontar para as conseqüências desta revolução: fomos solapados pelo individualismo, pela experiência localizada e controlada do consumo e, mais, não damos a mínima para isso. E, no fim, você deve estar se perguntando: - Isto é ruim? Compre a edição da Wired e tire suas conclusões. Já comprei uma vela de sete dias para a defunta, se você se interessou em perguntar...


▶ POLÍTICA ◀

NATAL, SEXTA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2010 / NOVO JORNAL /

Painel RENATA LO PRETE Da Folha de São Paulo

painel@uol.com.br

Chamada oral

UM NOVO

5

PROADI

/ PROPOSTA / CANDIDATO À REELEIÇÃO, IBERÊ ANUNCIA ESTUDO PARA REFORMULAR PROGRAMA DE INCENTIVOS FISCAIS

NEY DOUGLAS / NJ

Diante do avanço de Dilma Rousseff (PT) em São Paulo, o PSDB local prepara um evento no qual espera reunir, ainda neste mês, 450 prefeitos. Com o objetivo de materializar uma ‘frente suprapartidária’ em apoio a José Serra e Geraldo Alckmin, o partido nominará os presentes, além de fotografá-los com a dupla. O esforço é particularmente direcionado ao PMDB, que controla 70 prefeituras e se divide entre o serrista Orestes Quércia e o dilmista Michel Temer. A direção tucana reconhece que não é fácil arregimentá-los, dado o tratamento dispensado a eles pelo governo Lula na aprovação de projetos e liberação de recursos.

MARCAÇÃO Hoje, dois ministros de Lula reunirão empresários e políticos de Ribeirão Preto em encontro regional do ‘Conselhão’. Alexandre Padilha (Relações Institucionais) e Wagner Rossi (Agricultura) comandam o evento, sob o pretexto de apresentar ‘agenda de desenvolvimento’ à região.

MELHOR NÃO

O PT desistiu da reunião, que havia sido marcada para a próxima terça em Brasília, com prefeitos de todo o país em apoio a Dilma. A mudança nos planos se deu, entre outros fatores, pela dificuldade de mobilização, sobretudo em tempos de Congresso parado.

DEDICAÇÃO TOTAL

Só dará Dilma na agenda de Lula na próxima semana. Além da madrugada de segunda-feira na porta da fábrica da Mercedes, em São Bernardo do Campo, estão pré-agendados outros dois comícios, um em Campo Grande, outro em Salvador. E a coordenação da campanha ainda discute a viabilidade de incluir mais um: seria no ‘horário de almoço’ do presidente na terça-feira, quando ele estará cumprindo agenda oficial em Dourados (MS).

DESABASTECIMENTO

De um observador da troca de desaforos na campanha nacional tucana: ‘Quando o dinheiro não entra pela porta, o amor sai pela janela’.

AH, BOM...

O presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra, telefonou a aliados de todas as praças para pedir que Serra seja imediatamente inserido nas propagandas re-

gionais. Ouviu, da maioria, a desculpa de que as omissões se deram por ‘desconhecimento jurídico’.

DIREITO AUTORAL

Clésio Andrade (PR) acionará o TRE-MG contra Antônio Anastasia. Alega que o tucano exibe como suas realizações do primeiro mandato de Aécio Neves, quando Clésio foi vice. O presidente da CNT (Confederação Nacional do Transporte), apoiador de Hélio Costa (PMDB), quer ser citado na propaganda tucana.

LOST

O helicóptero que levava Osmar Dias (PDT), candidato ao governo, Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (PMDB), ambos postulantes ao Senado, à cidade de Toledo desceu ontem no lugar errado. O trio, que dá palanque a Dilma no Paraná, se viu num campo de futebol protegido por grades e trancado a chave. Enquanto a criançada local foi buscar resgate, os três arranjaram uma árvore para descansar.

COBERTOR CURTO

Ellen Gracie, que na próxima quarta estará fora de Brasília, pediu a Joaquim Barbosa que interrompa a licença médica para o STF atingir o quórum mínimo de oito ministros.

LOUISE AGUIAR DO NOVO JORNAL

O GOVERNADOR IBERÊ Ferreira de Souza (PSB), candidato à reeleição, informou ontem que o Governo estuda uma reformulação no Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial, o Proadi. Ao participar ontem da sabatina promovida pelo Sindicato dos Auditores Fiscais, o candidato respondeu a uma pergunta da platéia sobre o motivo de ainda existirem muitas empresas se beneficiando com os incentivos fiscais do Programa, já que a proposta é que esses benefícios sejam aplicados apenas no início das operações. Na visão de Iberê, os incentivos devem ser retirados assim que os investidores não sentirem mais dificuldades no mercado local e, para tentar regular melhor o processo, o Governo trabalha em um estudo para modificar o Proadi. “Temos que ter um acompanhamento. Se a empresa já se consolidou, tem que começar a pagar imposto. Estamos criando um mecanismo para controlar isso, inclusive uma tabela para saber que espaços preencher com novas indústrias, de forma a pro-

▶ Em encontro com auditores, candidato Iberê Ferreira de Souza elogiou desempenho da secretaria de Tributação mover o desenvolvimento do interior do Estado”, explicou. Iberê Ferreira disse ainda que o Estado precisa oferecer incentivo fiscal, infraestrutura e mão de obra qualificada aos investidores.

PACTO FEDERATIVO

O atual governador deixou claro que a “salvação” do Rio Grande do Norte tem sido a arrecadação do ICMS, já que o Fun-

PROPOSTA É MANTER ATUAL POLÍTICA FISCAL “Em time que está ganhando não se mexe”. Foi com essa máxima que o candidato à reeleição para o Governo do Estado, Iberê Ferreira de Souza (PSB), definiu a política que adotará na área tributária caso vença as eleições no dia 3 de outubro. Durante a sabatina, o candidato elogiou o desempenho da Secretaria Estadual de Tributação e reforçou o interesse em continuar com a mesma política fiscal adotada atualmente. Nos últimos anos o Estado protagoniza uma curva crescente de arrecadação de ICMS, que deve fechar 2010 com R$ 2,8 bilhões recolhidos. “Me orgulho da Secretaria Estadual de Tributação e sei que não precisamos mexer. Acredito que

para mantermos a curva crescente de arrecadação o que a gente precisa fazer é estimular os funcionários e dar apoio na questão da estrutura. Em time que está ganhando não se mexe”, disse. O candidato do PSB falou ainda em investimentos nas áreas de inteligência e tecnologia para modernizar a máquina administrativa e levar o exemplo da SET às outras pastas do executivo estadual. Os auditores fiscais presentes à sabatina questionaram o candidato a respeito da sua posição sobre diversos aspectos que envolvem a categoria, entre eles a política existente no Governo de nomeação exclusiva dos profissionais. Iberê declarou apoio à norma e

do de Participação dos Estados (FPE) – recurso repassado pelo Governo Federal às Unidades da Federação – conta com déficit de R$ 150 milhões este ano. Para solucionar esse e outros problemas dos municípios, o candidato do PSB defende um pacto federativo, de forma que a União não detenha mais os 60% de receita que possui hoje. “Sou municipalista e não po-

demos ficar nisso de os prefeitos viverem em Brasília pedindo para complementar a receita. Assim ficamos todos dependentes da União e por isso defendo uma mobilização dos governadores para que a gente possa dar igualdade aos estados. Não podemos perder nossa autonomia”, argumentou. Segundo Iberê, a arrecadação de ICMS tem evitado um “colapso” nas receitas do RN.

garantiu que irá mantê-la caso vença as eleições. “Vou continuar com essa política de autonomia do fisco, porque ela está funcionando e dando certo”, respondeu. Os aplausos, inclusive, foram constantes durante a sabatina com o candidato. Ao perceber a receptividade do público presente, Iberê Ferreira ficou à vontade e até se permitiu brincar nas respostas. Os profissionais também o questionaram a respeito da Lei de Produtividade dos Auditores Fiscais, aprovada em 2000, a qual ele pretende dar continuidade. “Vamos manter a gratificação por produtividade porque queremos manter a curva crescente na arrecadação. Essa é uma maneira de estimular as pessoas”, afirmou.

tema abordado durante o encontro. O atual governador destacou o crescimento do Cidadão Nota 10 e a intenção de ampliar o alcance dessa política de educação nas escolas de ensino básico e médio. Iberê Ferreira também declarou apoio ao Projeto de Emenda Constitucional – ainda em votação na Assembléia Legislativa - que estabelece teto único remuneratório para os servidores estaduais. Segundo o candidato, caso se reeleja, assim que a PEC for aprovada será sancionada por ele. A presidente do Sindifern, Marleide Macêdo, defendeu a criação de uma Lei Orgânica para garantir uma administração tributária justa e transparente. O candidato do PSB se declarou favorável à criação da lei e garantiu estabelecer diálogo com a classe para implantar o projeto.

EDUCAÇÃO FISCAL

Educação fiscal foi outro

VISITA À FOLHA

Alfred Hackenberger, presidente da Basf América do Sul, visitou ontem a Folha, onde foi recebido em almoço. Estava com Fernando Figueiredo, vicepresidente, Gislaine Rossetti, diretora regional de Comunicação Social, e Mario Viana, assessor de comunicação.

TIROTEIO Mercadante ataca o ensino paulista por não se conformar com a aprovação automática conferida pelo eleitor ao PSDB em quatro eleições, indo para a quinta. DO DEPUTADO SILVIO TORRES (PSDB-SP), sobre as críticas feitas pelo petista à gestão tucana na educação, em especial ao sistema de progressão continuada.

CONTRAPONTO QUESTÃO DE FAMÍLIA A eleição deste ano colocou de um lado o sogro Moreira Franco (PMDB-RJ), que está com Dilma, e o genro Rodrigo Maia (DEM-RJ), o qual, apesar de muita encrenca, está oficialmente com Serra. – Esse é o desastre da política de saúde do governo federal – postou Rodrigo ontem no Twitter, remetendo seus seguidores para uma reportagem sobre o aumento do número de casos de dengue em Roraima. – Só falta agora você dizer que a saúde está sendo salva pelas políticas dos governos estaduais e municipais... – tuitou Moreira de volta.

/ IMPRENSA /

Serra acusa governo de perseguir jornalistas FOLHAPRESS O CANDIDATO DO

PSDB à Presidência, José Serra, acusou ontem o governo federal de financiar “blogs sujos” que “dão norte do patrulhamento” a jornalistas. Durante discurso no 8º Congresso Brasileiro de Jornais, Serra afirmou que o governo faz “patrulhamentos e perseguições sistemáticas” a jornalistas. “Boa parte desta estratégia não deixa de ser alimentada por recursos públicos, como por exemplo da TV Brasil, que não foi feita para ter audiência, mas para criar empregos na área de jornalismo e servir de instrumento de poder para um partido.” Serra defendeu que haja regulamentação do direito de resposta depois que o STF (Supremo Tribunal Federal) julgou a lei de imprensa como inconstitucional. “É uma questão que não deve ficar em aberto porque pode gerar coisa ruim em termos de censura e liberdade de imprensa.” Em seu discurso, Serra fez críticas diretas à candidata Dilma Rousseff e ao PT por defenderem o “controle da mídia”, que segundo ele, nada mais é do que censura e restrição à liberdade de expressão.

O candidato assinou ao final do pronunciamento da “Declaração de Chapultepec”, documento em defesa da liberdade de expressão elaborado em reunião no México, no qual, por exemplo, está expresso que nenhum meio de comunicação ou jornalista deve ser sancionado por difundir a verdade, criticar ou fazer denúncias contra o poder público. Após sua palestra, Serra se recusou a responder três perguntas de jornalistas sobre a suposta falta de oposição no Brasil e sobre quais são os blogs sujos a que se referia. Ao ser questionado, respondia: “Alguma outra pergunta?” Só manifestou-se quando um repórter de TV o perguntou sobre seu empenho na defesa da liberdade de expressão.

CANDIDATA REBATE CRÍTICA E VÊ ATITUDE “PATÉTICA” A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, rebateu ontem às declarações do tucano José Serra em relação às relações do governo do presidente Lula com a imprensa. Ela também participou do Congresso da ANJ, e disse que seu concorrente adota a atitude “muitas vezes patética” de tentar ligar o nome dele ao do presidente Lula às vezes, e fazer oposição em outros momentos. A afirmação foi feita após pergunta de jornalistas, que a questionaram sobre as declarações de Serra horas antes no mesmo evento, afirmando que o PT financiava “blogs sujos” que patrulham jornalistas e de apoiar conferências organizadas

por movimentos sociais com propostas de limitação à liberdade de imprensa. “Acho estranho [as críticas de Serra] porque ao mesmo tempo em que o candidato tenta, muitas vezes de forma patética, ligar seu nome ao do presidente Lula, ele fez oposição o tempo todo. Tem dia que ele faz crítica, tem dia que ele quer ligar seu nome ao projeto do presidente Lula. O candidato Serra é assim, o que podemos fazer?” Dilma tentou fugir das respostas a respeito do apoio do governo a conferências com propostas supostamente contrárias à liberdade de imprensa, mas, após insistência dos jornalistas, disse que jamais deixaria de escutar os movimentos sociais. “Muitas vezes não concordamos com as reivindicações, mas não tememos os movimentos sociais e jamais vamos deixar de escutá-los”, afirmou.


6

▶ OPINIÃO ◀

/ NOVO JORNAL / NATAL, SEXTA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2010

ALBIMAR FURTADO Jornalista

Um bandolin no som dos beatles SEPARAR MÚSICA E

vida, você se arrisca? Nem eu. O formidável é que para gostar, ou não, dela, não se exige de ninguém que passe pelos bancos escolares. É democrática, cada um canta, bem ou mal, e bota no som a música e o gênero que deseja ouvir.Na programação do rádio já não é bem assim, mas aí são outras questões. Comigo acontece, não estudei música, não entendo de harmonia, de notas musicais, não ouso julgar. Mas ouço e gosto ou não. Peço bis a um bocado delas porque me agradou, as mesmas que um montão de gente faz cara feia quando ouve. E evito ouvir, como repete uma multidão, outras que provocam agradáveis viagens em alguns poucos . Tudo numa boa. Mas há as que conseguem o milagre da unanimidade, ou quase isso. Beatles, por exemplo, que vivemos neste 2010 os 50 anos de sua criação e que agora, em 12 de agosto, também se celebrou os 50 anos de sua primeira apresentação fora de terras inglesas, em Hamburgo, na

Alemanha. Estou no meio dessa multidão e por isso e não somente isso, fui ver, dia 12, Diogo Guanabara e Macaxeira Jazz tocando Beatles. Fui também por gostar do que fazem Diogo e o Macaxeira. Semanas antes tinha visto, na Casa da Ribeira, Diogo Guanabara e Camila Masiso,deixando o auditório em absoluto silêncio ao apresentarem “Dindi” , de Tom Jobin e Aloysio de Oliveira. Não escrevo sobre detalhes técnicos porque não sei. Só sei que gostei, e muito, ver e ouvir o bandolin na música dos Beatles, ver e ouvir “os rapazes de Natal”, como alguém já os chamou, sentindo-se a vontade no palco do Teatro de Cultura Popular, atualizando e perpetuando o mito Beatles. E confirmar pra mim mesmo o que o produtor Zé Dias vem repetindo em toda oportunidade que lhe é permitida: Natal vive um de seus melhores momentos na música. Intérpretes e músicos potiguares estão na lista dos bons, dos melhores.

▶ albimar@superig.com.br

ESTA CAMPANHA PROMETE Brasil maravilha, Rio Grande do Norte promissor. É assim que chegamos ao final de semana, cheios de mensagens positivas, perspectivas estimulantes, esperanças infladas. Sem muito esforço descobrimos que avançaremos no rumo do mundo ideal nos próximos quatro anos. Basta sentar na poltrona, ligar a televisão (ou o rádio) no horário de propaganda gratuita e ver e ouvir os candidatos. Ouviremos que o Brasil cresceu, mas que “podemos crescer mais”. Ou que o desenvolvimento chegou mas é necessário desenvolver mais dento de um modelo que já existe. E aí mentes e corações, a audição e a visão de um enorme auditório verá na tela o fantástico país virtual. Pena que numa campanha assim e tomando emprestado um termo afeito ao direito, não tenhamos tido, ainda, o contraditório. A sobrada popularidade do presidente nos deixa órfãos desse debate. Vamos fazer justiça a um ou outro nanico que no tempo mínimo que usam, cobram definições e ações para um país real. Na campanha estadual, há defesas e há cobranças a uma administração que encerra o mandato e outras mais antigas, mas ainda vasculhadas. Tem governo e oposição. Pelo menos há discussão.Mas, como na tela cabe tudo, tem também o delírio para os anos que virão. Planos, programas, construções, grandes obras. Só não vi nem ouvi alguém dizer de onde sairá a grana para tais investimentos. Mas o debate está aberto, ninguém economiza nas promessas e elas ficam aí arquivadas nos vídeos, CDs, espaços de jornais, nos computadores para depois serem cobradas. Uns e outros juram, olhando a câmera, que mudarão a saúde, melhorarão a educação, trocarão a insegurança pela tranqüilidade, mais renda e emprego, cultura, ética, menor gasto. Pelo rádio o exercício é melhor ainda. Porque o rádio tem essa capacidade de fazer você construir a sua própria imagem do que está ouvindo. Se o candidato fala em pesca, a dimensão do mar que se abre em sua mente é infinitamente maior que a apresentada na tela da televisão. Se aborda o atendimento em saúde pública, sua imagina-

ção passeia por salas assépticas, a recepção detalhando as informações pedidas, o atendimento médico num tempo aceitável. Você pode visualizar o sorriso do filho que, finalmente, ganhará uma boa escola, com professores qualificados e assíduos, bem remunerados, merenda balanceada, biblioteca e laboratório,o prédio sempre limpo. O rádio – e as promessas- são realizadores desses milagres. As mensagens recebidas remetem o ouvinte às mais prazerosas viagens. Mas não foram apenas os programas eleitorais que mostraram um futuro ameno para o país, particularmente o Rio Grande do Norte. Notícias de ações já realizadas ou na iminência de serem apontam para outros tempos. Mas só apontam porque está tudo ainda no condicional. Nos próximo dias serão feitos os novos leilões de energias alternativas e aparecemos bem na foto. Poderemos encontrar aí um bom argumento para nossa potencialidade na produção de energia eólica, o que leva à previsão de que chegaremos em 2014 com dois mil megawatts instalados. Da administração municipal vem o lançamento do edital para a realização da etapa inicial do Programa de Mobilidade Urbana, uma das exigências para a realização da Copa do Mundo de 2014. Aqui importa mais o que ficará para a cidade e seus habitantes. São investimentos de cerca de R$ 142 milhões e que atenderão a obras em diferentes bairros. Melhor planejamento de suas ruas, do trânsito, espaço para pedestre, ciclovias (tão desprezadas em nossa cidade), melhor arrumação urbana. É um passo inicial, mas é só o lançamento do Edital com a possibilidade de realização do projeto ou, mais uma vez, desperdiçarmos a oportunidade. Há ainda a Ronda Escolar apresentado um balanço que as notícias dizem ser positivo. A segurança mais próxima das escolas, com a presença da Polícia Militar. Pouco ainda, muito pouco, para a carga de problemas na área, um desafio que exige permanência do programa. Um balanço de notícias ao final da semana. São promessas, algumas novas, outras já cansadas. São possibilidades e não custa nada dar crédito.

Albimar Furtado escreve nesta coluna às sextas-feiras

Plural

Cartas do Leitor

BIRA ROCHA Empresário ▶ birarocha@novojornal.jor.br

▶ cartas@novojornal.jor.br

Esperanças da Telinha O início do guia eleitoral inaugura a segunda etapa da campanha, que chega ao auge e monopoliza as atenções. O primeiro estágio, aberto com as convenções partidárias chegou ao fim. Na primeira parte das campanhas o que chamou a atenção do eleitor foram as alianças políticas firmadas e as pesquisas eleitorais. Eu entendo que a leitura de uma pesquisa não deve se firmar nos números que ela apresenta, isoladamente. O correto é observar a tendência exposta por uma série de sondagens. Tanto isso é verdade, que se um instituto encerrar um levantamento e iniciar outro, imediatamente após o término do primeiro, dificilmente encontrará os mesmos números. Certamente, entretanto, identificará uma tendência. Aqui no Rio Grande do Norte, as pesquisas realizadas por todos os institutos, na primeira fase da campanha, indicam uma tendência de vitória da senadora Rosalba Ciarlini, para o governo do Estado. A candidata sempre ficou acima dos 40% --- às vezes em torno de 50% --- enquanto os principais adversários, somados, oscilam entre 30% e 33%. Para Iberê Ferreira de Souza, o segundo colocado, a carga de continuar um governo mal avaliado parece estar sendo muito pesada. Ele dá indicações de que topou no seu limite. Enquanto isso Carlos Eduardo, na terceira posição, surpreende, por fazer uma campanha escoteira, sem apoio de nenhum grande grupo político. Do desempenho dele dependerá a possibilidade de uma segundo turno. É evidente que tanto Iberê, quanto Carlos, contam, a partir de agora, com esperanças de alavancar suas campanhas com o uso da imagem do “Cara” na TV. Isso vamos saber nos próximos 15 dias. Para o Senado a tendências de todas as pesquisas mostra Garibaldi Alves em primeiro, seguido de perto por José Agripino. Mais distante vem Wilma, em terceiro. A ex- governadora parece não liderar nem no primeiro nem no segundo voto. Acredito que esta eleição dificilmente sofrerá grandes transformações a partir da exposição dos méritos de cada candidato na TV. Até porque, Wilma, que encerrou um governo inoperante, desnorteado e desastroso---principalmente no quesito moralidade pública--- já consolidou seu posicionamento. È claro, porém, que a esperança é a última que morre. A quem acredite que aparições do “Cara” na telinha façam apagar a lembrança que o governo Wilma deixou. Vale lembrar que na democracia vale a escolha da maioria, o que não garante a escolha do melhor. Vamos aguardar 15 dias. A campanha presidencial é outra história. Bira Rocha escreve nesta coluna às sextas-feiras

Conexão Angola-Natal Li com um misto de saudosismo e felicidade a reportagem Conexão Natal Angola, sobre o mercado de trabalho para brasileiros naquele país Africano. A publicitária Fabiana Veras realmente é uma grande empreendedora que, ao convidar mais 10 natalenses para integrar sua equipe, oferece uma oportunidade de trabalho única para esses profissionais. O continente africano é um território que há muito tempo deixou de ser visto como exótico, perigoso e lugar de exploração racial para ir se transformando, aos poucos, na nova China. Luanda, capital de Angola, podem apostar, será a Dubai da África em, no máximo, uma década. Boa sorte aos natalenses que vão “aterrar” por lá e instensificar a parceria Brasil-Angola. Paulo Araújo, diretor de jornalismo da TV Ponta Negra

Adoção A sociedade brasileira vem, ano a ano, infelizmente, aperfeiçoando sua forma de lidar com o aumento da violência urbana. As mais diferentes formas de desvios da normalidade tomam as páginas dos jornais e das telas da TV, familiarizando, cada vez mais, as pessoas com níveis brutais de atos de violentos como tiroteios, homicídios, sequestros, assassinatos, assaltos, etc. Antes, algumas perguntas eram feitas desse jeito: “você já foi assaltado ou sofreu algum tipo de violência?” Hoje, em muito casos, ela pode ser substituída por: “quantas vezes você já foi assaltado?” O que mais tem preocupado a todos é que não precisa ser “especialista” no assunto para perceber

que muito pouco está sendo feito pelas autoridades para tentar reverter esse quadro de conivência passiva com atos violentos. Tais atos já chegaram ao ponto de levar locais como referência de respeito ao poder público, como: as delegacias e quartéis serem metralhados á bala por bandidos. E o pior: “tudo fica como antes no quartel de Abrantes”. E o pior: tudo impunemente! No rasto da violência urbana que tem feito inúmeras vitimas de sequestros para serem trocados por resgates gananciosos, também tem tomado grandiosidades. Temos outra modalidade deste tipo de crime: o desaparecimento de crianças que são criadas como se fossem filhos dos sequestradores. Isso passa a ser conhecido como: “adoção unilateral”, sem autorização dos pais biológicos ou da justiça. Uma arbitrariedade. Atos de pessoas que para compensarem suas frustrações deixam um rastro de destruição em diversas famílias, que são podadas do contato com suas crianças; e para sempre conviverão com o fantasma da dúvida, com a eterna e esperança possibilidade da volta. A família é indissolúvel, mas os riscos do mal sempre existirão. E a palavra de Deus ensina: “Sabei, porém, isto: se o pai de família soubesse a que hora havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria arrombar a sua casa” (Lucas 13;39). E o principio básico da democracia afirma: “o preço da liberdade é a eterna vigilância”. No que as palavras sagradas mais uma vez dão respaldo de sabedoria quando determinam: ‘Estai de sobreaviso, vigiai e orai; porque não sabeis quando será o tempo” (Marcos 13:33). A adoção de crianças necessitadas é mais do que válida do ponto de vista social. No entanto, realizada de forma violenta, fora da Lei dos homens, é crime

passível de severa punição. Quanto aos adotantes justos, terão sempre a salvação, porque também de acordo coma palavra de Deus: “para resgatar os que estavam sob a lei, afim de que recebêssemos a adoção de filhos” (Gálatas 4.5). Antonio Guimarães dos Santos

Câncer Em uma sociedade afeita à valorização do que é de fora, como é a nossa terra potiguar, são muitos os exemplos de trabalhos bem feitos aqui que não obtêm localmente o reconhecimento merecido. Nossa LIGA NORTE RIOGRANDENSE CONTRA O CÂNCER tem se dedicado a estabelecer um novo paradigma: conjugar compromisso filantrópico com excelência técnica. Infelizmente, ainda há quem não conheça nosso trabalho. São atiudades como a do NOVO JORNAL, de reconhecimento de nossa capacidade técnica e de nossa acessibilidade (mais de 70% dos nossos atendimentos destinam-se a pacientes do SUS), que nos motivam a continuar nessa árdua luta de oferecer a todos o melhor tratamento possível em oncologia. Vimos, além de agradecer as palavras elogiosas publicadas a nosso favor na coluna Roda Viva, do jornalista Cassiano Arruda Câmara, parabenizar o NOVO JORNAL por todo o apoio dado, em matéria de destaque, à Liga. Parabéns, Cassiano, pela atitude coerente de homem de comunicação bem informado e defensor da verdade. Em nome de todos os que fazem a LIGA CONTRA O CâNCER e, de todos que dela dependem para enfrentar a doença, muito obrigado. Roberto Magnus Duarte Sales Superintendente

O leitor pode fazer a sua denúncia neste espaço enviando fotografias

Diretor Cassiano Arruda Câmara Diretor Administrativo Manoel Pereira dos Santos Diretor de Redação Carlos Magno Araújo Diretora Comercial Bel Alvi

Telefones (84) 3201-2443 / 3342-0350 / 3221-4587 E-mails redacao@novojornal.jor.br / pauta@novojornal.jor.br / comercial@novojornal.jor.br / assinatura@novojornal.jor.br Para assinar (84) 3221.4554

IV – É livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato. (Constituição Federal – Artigo 5°)

Endereço Rua Frei Miguelinho, 33, Ribeira CEP 59012-180, Natal-RN Representante comercial Engenho de Mídia - (81) 3466.1308


Economia

Editor Carlos Prado

E-mail economia@novojornal.jor.br

Fones 84 3201.2443 / 3221.3438

NATAL, SEXTA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2010 / NOVO JORNAL /

DÓLAR COMERCIAL TURISMO PARALELO

INDICADORES

1,757 1,810 2,950

EURO

IBOVESPA

TAXA SELIC

IPCA (IBGE)

2,253

-1,11% 66887,13

10,75%

0,01%

EMPREGO NO RN FICA ABAIXO DA MÉDIA

7

/ PETROBRAS /

PRODUÇÃO PETROLÍFERA SOBE EM JULHO DIVULGAÇÃO PETROBRAS / ABR

/ CAGED / GERAÇÃO DE NOVOS POSTOS DE TRABALHO NO ESTADO EM JULHO AINDA ESTÁ ABAIXO DOS NÚMEROS ANTERIORES À CRISE ECONÔMICA EVOLUÇÃO DO EMPREGO FORMAL NO RN PERÍODO: 2003 A 2010

AO CONTRÁRIO DO

DESEMPENHO NO PAÍS

A geração de empregos formais no país atingiu 181.796 no-

5.000 Saldo (admitidos-desligados)

que aconteceu na média da Região Nordeste, a geração de empregos com carteira assinada no Rio Grande do Norte, em julho, ainda não recuperou os índices registrados antes da eclosão da crise financeira de 2008. A informação foi divulgada ontem pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados(Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego. No mês passado foram criadas no Estado 3.078 novas vagas, 29,12% menos do que as 4.343 geradas no mesmo mês de 2008. No Nordeste, o número de noivos postos em julho (40.675) foi praticamente igual ao de 2008(40.816). Em 2007 (3.936) e 2006(3918) também houve maior geração do que este ano, que superou apenas julho de 2009(2.899) no auge da crise. Natal, com saldo positivo de 1.471 vagas e Mossoró, com 850, garantiram 75% dos empregos formais criados no RN em julho deste ano. Por setores de atividade, os maiores números de novos postos de trabalho foram da agropecuária(857) indústria de transformação(723) e construção civil(632).

4.000 3.918

3.936

4.343

3.000

3.078 2.899

2.000 1.000

jul/06

Setores de Atividade Econômica

jul/07

jul/08

jul/09

jul/10

Saldo de Julho 2010 Var. Absoluta

Var. Relativa (%)

Extrativa Mineral

155

2,33

Indústria de Transformação

723

1,06

Serviços Industriais de Utilidade Pública - SIUP

-21

-0,44

Construção Civil

632

1,75

Comércio

322

0,35

Serviços

357

0,26

53

1,09

Administração Pública Agropecuária

Total

857

7,36

3.078

0,86

Fonte Caged, Lei 4.923/65

vas vagas em julho, o segundo melhor desempenho para o mês da série histórica. De acordo com o Ministério do Trabalho, o índice fica atrás apenas de julho de 2008, quando foram geradas

mais de 200 mil vagas. O emprego formal no país vem registrando alta desde janeiro, e acumula saldo de 1.655.116 novos postos com carteira assinada no ano, recorde

da série histórica, iniciada em 1991. O número é 5,8% maior que o registrado no mesmo período de 2008 (1.564.606 postos). Os dados mantêm a expectativa de que, em 2010, sejam criadas 2,5 milhões de empregos formais. Com exceção de junho e julho, o ano bateu recordes em todos os meses. A meta do Ministério do Trabalho é diferente da estipulada pela Fazenda, de 2,2 milhões de empregos no ano. “A Fazenda é sempre mais conservadora”, comentou Carlos Lupi, ministro do Trabalho. O setor de serviços foi o que gerou mais empregos formais no mês passado: 61.606, a maior marca para julho da série. “É uma mão de obra que não exige, por enquanto, tanta especialização. A metalurgia exige e tem, por isso, um melhor salário”, explicou Lupi. A geração de empregos na agricultura em julho (7.760 novos postos, ou 0,47% a mais do que no mesmo mês em 2009) se deve a atividades de serviço relacionadas à produção rural, como produção de frutas cívicas e uva, segundo o ministério. A indústria de transformação gerou 41.530 postos, segundo melhor índice para o setor em meses de julho.

/ TELES /

Impostos e ineficiência barram crescimento da banda larga FOLHAPRESS O BRASIL PRECISARIA investir US$

100 bilhões até 2015 para chegar ao patamar em que hoje estão EUA, Japão e países europeus com a internet em banda larga. A estimativa foi apresentada pelo Cide (Centro de Investigación y Docencia Económica) durante o Telebrasil, principal evento que reúne as operadoras do país. Para o instituto, mesmo investindo mais do que o dobro dos demais países emergentes, em valores nominais, o Brasil vai mal. “Outros conseguiram resultados melhores investindo menos”, afirma Ernesto FloresRoux, pesquisador do Cide. “No Brasil,as empresas gastam 16%

TIM PEDE MUDANÇAS NO MODELO DE CUSTOS

mais para obter o mesmo.” Entre 1990 e 2007, o país investiu, em média, US$ 516 por habitante para atingir cerca de 26 milhões de acessos (banda larga fixa e móvel). Isso equivale a 7,5% do PIB brasileiro. Na América Latina, esse índice foi de US$ 450 _ou 6,6% do PIB. “E, proporcionalmente, os acessos em outros países estão no mesmo nível do Brasil”, diz Flores-Roux. O Chile investiu US$ 642 por habitante (6,5% do PIB) e tornou-se o campeão em densidade de internet. Segundo Flores-Roux, de cada três países emergentes, dois estão melhores do que o Brasil no atendimento a sua demanda e somente um tem melhores condições de infraestrutura para isso.

FOLHAPRESS O PRESIDENTE DA TIM, Luca Lucia-

ni, enviou ontem à Anatel uma carta solicitando que seja revisto o modelo de custo dos serviços de telecomunicações no país cobrados das teles móveis pela fixas.

BARREIRAS O problema é que os consumidores acabam arcando com esses custos adicionais provocados em parte pelo apetite dos governos (municipais, estaduais e federal) à arrecadação de impostos e pela ineficiência das operadoras. Juntos, eles geram o chamado “custo Brasil” das telecomunicações. Para as operadoras, a falta de regras que estimulem o compartilhamento de infraestrutura é o que ajuda a explicar investimentos repetidos no setor em lugares em que existe mais de uma companhia competindo. Isso acaba se refletindo nas tarifas elevadas de interconexão (cobradas quando o cliente de uma operadora precisa usar a rede da concorrente

para ter o serviço de voz ou de dados). A Anatel deveria regular a cobrança pelo compartilhamento de infraestrutura, a preços de mercado, mas ainda não implementou um modelo de custo que sirva de referência para evitar abusos, dizem algumas operadoras. Para o governo, a redução de somente 1% na carga de impostos que incidem sobre a internet móvel em banda larga geraria aumento de quase US$ 5 bilhões no PIB em cinco anos. É o que mostra a projeção do Cide. Considerando todo o setor, essa geração de riqueza chegaria a US$ 205,5 bilhões, caso a carga tributária caísse dos atuais 43,2% para cerca de 6%, índice da Malásia.

Atualmente, as operadoras móveis alugam rede das teles fixas para prestarem seus serviços (voz e dados). Estima-se que 60% das redes usadas pelas móveis sejam compartilhadas (com as fixas). Mario Girasole, diretor de assuntos regulatórios da operadora,

defende que as concorrentes possam alugar infraestrutura por um preço justo. “Acho que as operadoras precisam fazer essa lição de casa [redução dos custos entre si] para discutir queda de imposto no setor”, disse.

FOLHAPRESS A PETROBRAS PRODUZIU

em julho 2,005 milhões de barris/ dia de petróleo em campos nacionais. O volume indica crescimento de 1,36% frente aos 1,978 milhão de barris/dia observados no mês anterior. Somada a produção internacional de 150,6 mil barris/ dia, a Petrobras teve média de 2,155 milhões de barris/dia de petróleo no mês. De janeiro a julho, a estatal teve produção média de 1,998 milhão de barris/dia. No exterior, a petrolífera produziu, em média, 151 mil barris/dia de óleo nos sete primeiros meses deste ano. A produção de gás natural totalizou 52,601 milhões de metros cúbicos diários, queda

de 1,9% na comparação com junho. No acumulado de janeiro a julho, a Petrobras registrou produção média de 51,683 milhões de metros cúbicos diários de gás em campos nacionais. No exterior, a produção de gás subiu 1% em relação a junho, ficando em 16,047 milhões de metros cúbicos/dia. Na média de janeiro a julho, a produção foi de 16,050 milhões de metros cúbicos. Somadas as produções de petróleo e gás natural no Brasil e exterior, a Petrobras extraiu 2,581 milhões de boe (barris de óleo equivalente) diários em julho, variação positiva de 0,7% sobre o mês anterior. De janeiro a julho, a média desta produção é de 2,569 milhões de barris de petróleo e gás.

/ CESSÃO /

ANP AVALIA VALOR E VOLUME DE REPASSES A AGÊNCIA NACIONAL

do Petróleo (ANP) e a Petrobras entregaram ontem as primeiras avaliações para definir o valor e a quantidade de barris de petróleo que serão repassados à estatal por meio do processo de cessão onerosa. Os resultados foram entregues aos Ministérios da Casa Civil, da Fa-

zenda e de Minas e Energia. Em nota, os três ministérios afirmaram que o governo pediu informações adicionais para a Petrobras e à ANP. De acordo com o comunicado, a União aguardará a conclusão dos laudos de certificação para definir os parâmetros da operação, mas o texto não menciona prazos.

/ NEGÓCIO /

EMBRATEL ADIA COMPRA DA NET FOLHAPRESS A EMBRATEL INFORMOU ontem que adiou para 29 de setembro a oferta que fará por 100% das ações preferenciais da Net. A data agendada inicialmente era 9 de setembro. O anúncio da OPA (Oferta Pública de Ações) foi comunicado ao mercado no início do mês. Os investidores têm até a véspera da oferta para se cadastrarem e participar. A OPA é uma oferta direcionada aos acionistas e precisa ser comunicada à CVM. Esses acionistas podem decidir, sem o aval da controladora, se vendem ou não suas posições na companhia. A Embratel informou que a oferta pode chegar a R$ 4,57 bilhões por 100% das ações preferenciais, sendo R$ 23 por ação. O comunicado de ontem informa ainda que a oferta pública será também apresentada nos Estados Unidos. No início do mês, a Embra-

tel -controlada pelo bilionário mexicano Carlos Slim- fez uma proposta pelas ações preferenciais da Net, sem direito a voto. Ele busca unificar seus negócios no mercado brasileiro, onde já controla a operadora de telefonia móvel Claro. Slim já tem presença no capital votante da Net, mas a legislação o impede de ter o controle -empresas de TV por assinatura no Brasil não podem ter como acionista majoritário um estrangeiro, mas um projeto de lei pode mudar isso. A GB Empreendimentos e Participações tem 51% das ações ordinárias da Net. Nessa holding, a Telmex, de Slim, tem 100% de participação sem direito a voto e 49% do capital votante. As Organizações Globo, da família Marinho, detêm 51% do capital votante da GB -caracterizando, portanto, controle nacional da Net. Além disso, a Embratel possui 35,8% das ações ordinárias e 5,4% das preferenciais da Net.


8

▶ ECONOMIA ◀

/ NOVO JORNAL / NATAL, SEXTA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2010

JEITO LUIZA DE SER CHEGA AO RN / INVESTIMENTOS / PRESIDENTE DA REDE VAREJISTA ANUNCIOU EM NATAL OS PLANOS DE EXPANSÃO NO NORDESTE. A PARTIR DO ANO QUE VEM SERÃO INVESTIDOS R$ 10 MILHÕES NA REMODELAGEM DAS LOJAS NO RN

ARGEMIRO LIMA / NJ

PRISCILA ADÉLIA PONTES DO NOVO JORNAL

A PARTIR DE setembro a fachada das Lojas Maia espalhadas por Natal, Mossoró e Parnamirim, passarão a ser “Lojas Maia e Magazine Luiza”. Além da expansão das 11 lojas existentes no Estado, a presidente do Magazine Luiza afirma que trará para o RN o LuizaCred, responsável por empréstimos ao cliente e oportunidade de comprar pelo crediário. A informação foi dada ontem em Natal pela presidente da Magazine Luiza, Luiza Helena Trajano, em entrevista coletiva. A presidente não divulgou valores de quanto foi o investimento da Magazine Luiza na compra do Grupo Maia, mas segundo informações de mercado o negócio girou em torno de R$ 290 milhões. Luiza Helena afirmou que investirá, no próximo ano, em cada Estado do Nordeste, cerca de R$ 10 milhões com reformas em lojas e capacitação dos funcionário. Os investimentos serão feitos somente à partir de 2011, porque a presidente destacou ser necessário focar na fusão das duas empresas. Segundo Luiza Helena, o potencial das Lojas Maia dará condiç��es de trazer produtos de outros setores para o RN. “Pretendemos investir no setor de brinquedos infantis e presentes”, disse. A LuiCred dará oportunidade a novos clientes, já que 70% das vendas da loja são feitas no crediário. A mudança completa para o nome Magazine Luiza será concretizada apenas quando os funcionários estivem adaptados e houver fusão completa das empresas. Essa modificação está prevista para no máximo um ano. A Magazine já adquiriu 11 empresas desde a fundação. Entre elas a Arno e Lider. A Lojas Maia é a 12º a integrar o Grupo. A Magazine Luiza chega ao Nordeste após 53 anos de fundação. A empresa estava presente em estados das regiões Sul, Sudeste e Centro Oeste do país. A escolha, segundo a presidente, é resultado do potencial de con-

COMPRAR AS LOJAS MAIA ERA UMA OPORTUNIDADE ÚNICA PARA CHEGAR NO NORDESTE. EU LIGUEI PARA O DONO DAS LOJAS MAIA E FALEI QUE TINHA INTERESSE. ELES SENTIRAM QUE ERA UM BOM NEGÓCIO” Luíza Helena Trajano

▶ Luíza Helena Trajano falou dos planos para o Nordeste sumo que ela vê no Nordeste e a compreensão de que a região está em crescimento. “Comprar as Lojas Maia era uma oportunidade única para chegar no Nordeste. Eu liguei para o dono das Lojas Maia e falei que tinha interesse. Eles sentiram que era um bom negócio”. A presidente afirmou entrar no Estado para gerar emprego e desenvolver a economia. O maior desafio, segundo ela, é continuar crescendo sem perder o jeito Luiza de Ser - caracterizado pela atenção dada tanto ao funcionário como ao cliente. Ela destacou ainda que uma das dificuldades em gerir um grupo tão grande é não poder estar em todas as lojas, por causa das distâncias. A Magazine Luiza já vinha negociando a compra da Lojas Maia, mas somente agora, dois anos após a negativa da varejista foi possível a compra das 141 lojas que compõem sua rede.

Em seu discurso, a presidente Luiza Helena afirmou acreditar ser responsável por uma empresa caracterizada pela preocupação com o bem estar e valorização dos funcionários. Por isso desenvolve incentivos como o cheque mãe e o bolsa educação. Segundo Luiza a expectativa é de aumentar cerca de mil empregos no Nordeste.

UM JEITO LUIZA DE SER

A administradora, Luiza Helena, apesar de ser responsável por uma das empresas que mais crescem no mercado, é dona de um jeito simples de ser. Cresceu em uma família empreendedora, e teve seu desejo pelo trabalho despontado quando sentiu a necessidade de ganhar dinheiro para dar presentes. “Eu comecei a trabalhar para dar presente às pessoas, destacou”. Natural de Franca, interior de São Paulo ela garante ter uma rotina normal. “Sou super normal. Faço ginástica, leio jornal. Trabalho o dia todo como qualquer um”, finaliza.

R$ 290 MILHÕES FOI O VALOR DE COMPRA DAS LOJAS MAIA

/ PESQUISA /

/ SEGUROS /

/ ENERGIA /

FAMÍLIAS BRASILEIRAS ESTÃO MAIS ENDIVIDADAS

BB ENTRA NA ÁREA DE ODONTOLOGIA

ANEEL VAI MUDAR APARELHOS MEDIDORES

FOLHAPRESS

FOLHAPRESS

AGÊNCIA BRASIL

AS FAMÍLIAS BRASILEIRAS

estão mais endividadas em agosto em relação a julho, segundo pesquisa da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo). A intenção de compras, no entanto, registrou a quarta alta consecutiva neste mês. O número de endividados no país aumentou de 57,7% em julho para 59,1% em agosto, de acordo com o levantamento. Em contrapartida, a inadimplência segue baixa. Entre os endividados, apenas 9,7% das famílias com renda até dez salários mínimos, e 2,9% com renda superior a este patamar não terão condições de quitar suas dívidas em agosto, o que caracteriza estabilidade em relação aos resultados de julho: 9,9% e 2,3%, respectivamente.

Já a intenção de consumo das famílias brasileiras subiu em agosto e atingiu 134,4 pontos, uma alta de 0,7% sobre julho. De acordo com o estudo, o resultado foi puxado principalmente pela satisfação das famílias com seus empregos atuais (135 pontos, alta de 2% sobre o resultado do mês passado) e pelo otimismo com a perspectiva profissional (130,4 pontos, ou alta de 1,2% sobre julho).

59,7% DOS BRASILEIROS ESTÃO ENDIVIDADOS

O BANCO DO

Brasil anunciou ontem, via comunicado ao mercado, acordo para ter uma fatia do capital da Odontoprev, ingressando no ramo odontológico de seguros. Não foram revelados os valores do negócio. Em comunicado, o BB informou que a parceria envolve estudos em torno da criação de uma empresa com participação de 75% do capital total (49,99% das ações ordinárias e 100% das preferenciais) da BB Seguros e de 25% do capital total (50,01% das ações ordinárias) da Odontoprev. Os estudos preveem ainda que a BB Seguros participará indiretamente de uma holding a ser constituída pelo banco e por outros dois acionistas relevantes da empresa de odontologia -Bradesco e ZNT Participações- com 10% do capital to-

tal da Odontoprev. O BB informou que esses estudos contemplam a disponibilização, em caráter exclusivo, dos canais de distribuição do BB para a comercialização dos produtos do ramo odontológico, provenientes da parceria estratégica, pelo prazo de 10 anos, bem como a contratação de planos odontológicos aos colaboradores e dependentes do Banco do Brasil. De acordo com o comunicado, a OdontoPrev é líder entre as empresas ligadas ao segmento odontológico, atende a mais de 4,4 milhões de pessoas e possui vasta rede com cerca de 25 mil credenciados em todo o Brasil. A efetivação da operação está sujeita à realização de estudos técnicos, jurídicos, financeiros, à negociação satisfatória dos documentos definitivos e ao cumprimento das formalidades legais e regulatórias aplicáveis.

O PREJUÍZO ANUAL

causado por perdas de energia no Brasil passa de R$ 6 bilhões, podendo chegar a   R$ 8,1 bilhões se forem contabilizados os impostos que deixam de ser arrecadados. Isso corresponde a 5,8% de toda a energia que é produzida no país. A fim de amenizar esse problema, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) pretende substituir 60 milhões de aparelhos de medição em todo o país. Dependendo do modelo a ser adotado, a medição passará a ser feita a distância, sem a necessidade de a empresa deslocar um funcionário até o local para fazer a leitura. “Estamos finalizando os estudos que indicarão o padrão dos equipamentos a serem adotados. Eles certamente passarão a ter um sistema de comunicação por faixa de rádio que possibilitará a

leitura remota. Além disso, informarão sobre eventuais interrupções [do fornecimento de energia] e indicarão o nível de qualidade do serviço, com a possibilidade de registrar as variações de tensão da energia fornecida”, explicou ontem o diretor-geral da Aneel, Nelson Hübner. De acordo com ele, a definição do padrão de equipamento deve ser concluída até o fim do primeiro trimestre de 2011. “Ainda em 2010 definiremos os papéis [de cada entidade envolvida nesse processo] e pretendemos começar a mudar os equipamentos em 2011 para, em 2012, com a experiência adquirida, o plano já estar estruturado”, disse o diretor da Aneel. “Será necessário encontrar formas de viabilizar a fabricação de todo esse equipamento, adaptando a indústria nacional à demanda que surgirá”, acrescentou. 


Cidades

Editor Moura Neto

E-mail cidades@novojornal.jor.br

Fones 84 3201.2443 / 3221.3438

NATAL, SEXTA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2010 / NOVO JORNAL /

PM PREJUÍZO / BANDIDAGEM / ASSALTANTES DE MONTE ALEGRE NÃO SAÍRAM DE MÃOS VAZIAS: ROUBARAM DA POLÍCIA MILITAR TRÊS PISTOLAS, UM REVÓLVER E DOIS COLETES À PROVA DE BALAS

DO NOVO JORNAL

TIAGO LIMA / NJ

ANDERSON BARBOSA

TIAGO LIMA / NJ

TIAGO LIMA / NJ

CORRE ATRÁS DO

ENGANAM-SE OS QUE

▶ Ivanildo Domingos da Silva: detido na zona rural

▶ Zaquiel Ramos da Silva: detido no canavial ARGEMIRO LIMA / NJ

▶ Erivan Pereira de Souza: taxista, alega inocência

TIAGO LIMA / NJ

acreditam que os bandidos que causaram um novo estardalhaço em Monte Alegre saíram da cidade de mãos vazias. A resposta da polícia foi rápida? Foi. Evitou-se o roubo ao carro forte e uma nova investida contra a agência do Banco do Brasil? Sim. Porém, diferentemente do que a própria PM divulgou à sociedade, o NOVO JORNAL descobriu que, apesar da prisão de três acusados, todos paraibanos, os demais marginais que conseguiram se embrenhar no canavial e escaparam do cerco deixaram um prejuízo considerável à Polícia Militar: no momento em que se apoderaram da viatura 340 para escapar do tiroteio, eles levaram três pistolas, um revólver e dois coletes à prova de balas que estavam no veículo do pelotão. O roubo dos armamentos da PM foi confirmado na manhã de ontem pelo coronel Francisco Araújo Silva, comandante geral da corporação. Ele recebeu a reportagem em seu gabinete para dar explicações sobre a reclamação dos moradores do município que atribuíram à nova ação ousada dos bandidos, a segunda em dois meses, pelo fato de o comando ter reduzido o efetivo policial. Situação que, de bate pronto, Araújo tratou de desmentir. “Isso não aconteceu. O que fizemos foi aumentar o número de policiais em Monte Alegre”, assegurou o coronel. “O efetivo foi quase triplicado desde que assumi o comando da PM no dia 6 de abril. O antigo destacamento que existia na cidade, inclusive, foi elevado ao status de pelotão. Isso significa que antes o município possuía um sargento como comandante e mais cinco soldados. Agora, quem comanda é um oficial, no caso um tenente, e são 15 subordinados”, afirmou, acrescentando que, em função desta última tentativa de assalto ao Banco do Brasil, ocorrida anteontem, o pelotão receberá mais seis soldados e uma nova viatura, no caso uma Blazer cabine dupla.

▶ Motos apreendidas com os presos acusados de participarem do assalto

BANDIDOS PRESOS REVELAM OS NOMES DE DOIS COMPARSAS Três dos seis bandidos que voltaram a causar pânico aos moradores de Monte Alegre já estão na cadeia. Todos são paraibanos e foram presos ainda na noite da quarta-feira. O primeiro a cair nas mãos da polícia foi Zaquiel Ramos da Silva, de 24 anos. Ele foi detido em meio a um canavial na comunidade de Manibú, zona rural do município de São José de Mipibu, a poucos quilômetros de Monte Alegre. Com o acusado, que confessou ser o motorista da quadrilha, os policiais apreenderam uma espingarda calibre 12 e uma pistola ponto 40. Em seguida, na mesma região, já por volta das 21h30, as diligências conseguiram encontrar outro membro da quadrilha. Também no meio do mato, portando uma pistola 380, munições de vários calibres e um rádio comunicador, foi capturado Ivanildo Domingos da Silva, 28. Ele e Zaquiel são naturais de Sapé. O último a ser pego, pelo menos até o fechamento desta edição, foi o também paraibano Erivan Pereira de Souza, de 33 anos, natural de Souza. Ele foi abordado

durante uma barreira policial na cidade de Mamanguape. Apesar de negar participação no crime, ele admitiu ao NOVO JORNAL conhecer dois dos bandidos que ainda permanecem foragidos. “Eu sou taxista em Mamanguape e realmente fiz uma corrida com dois homens que a polícia tá dizendo que participaram do crime. Só que eu só os conheço como ‘João Boato’ e ‘Galeguinho’. E não sei dizer se eles fizeram isso”, defendeu-se, também confessando ter mantido contato telefônico com ambos, uma vez que eles fizeram um percurso lá mesmo, em Mamanguape na manhã da quarta-feira e ficaram de pagar a corrida depois. “Juro que não tenho envolvimento com esses bandidos. Sou um trabalhador. Só porque eu fiz essa corrida pra eles a polícia me prendeu”, reclamou Erivan. Porém, apesar das alegações, o delegado plantonista não acreditou na história e autuou o taxista por formação de quadrilha. Já os outros dois, Zaquiel e Ivanildo, foram autuados em flagrante por tentativa de homicídio, assalto, porte ilegal de arma e também formação de quadrilha. O trio permanece nas carceragens da Delegacia de Plantão da Zona Sul à disposição da Justiça.

▶ Agência do Banco do Brasil em Monte Alegre: alvo de assalto fracassado

IBERÊ LIGA PARA O COMANDO PEDINDO EXPLICAÇÕES

FIZEMOS FOI AUMENTAR O NÚMERO DE POLICIAIS EM MONTE ALEGRE. O EFETIVO FOI QUASE TRIPLICADO” Coronel Francisco Araújo Comandante da PM TIAGO LIMA / NJ

Enquanto o comandante relatava a preocupação em reforçar o efetivo policial em Monte Alegre, como forma de evitar novas investidas, seu telefone celular tocou. E do outro lado da linha, veio o pedido de explicações sobre o que havia acontecido. “Bom dia, governador. Pois não”, atendeu o coronel. Pausadamente, num tom de voz tranquilizante, Araújo detalhou a Iberê Ferreira de Souza que três bandidos já tinham sido presos e que a tentativa de assalto à agência bancária da cidade tinha sido abortada, numa resposta rápida e eficaz. “Felizmente o soldado ferido passa bem e três delinquentes foram presos. Mas o policiamento na região continua, pois estamos tentando pegar os que fugiram”, resumiu.

9


10

▶ CIDADES ◀

/ NOVO JORNAL / NATAL, SEXTA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2010

PREFEITURA DEFINE SUA

POLÍTICA AMBIENTAL

/ URBANISMO / PROJETOS QUE REGULAMENTAM ZPAS SERÃO ENCAMINADOS À CÂMARA ATÉ O FINAL DO MÊS, ENTRE OUTRAS MEDIDAS MAGNUS NASCIMENTO / NJ

ATÉ O FINAL do mês a Prefeitura deverá encaminhar para a Câmara Municipal projetos de lei que regulamentam cinco das 10 Zonas de Proteção Ambiental (ZPAs) instituídas pelo Plano Diretor desde 1984. Esta é apenas uma das medidas contidas na Política Ambiental do Município para ser implantada até o final do ano, cuja apresentação foi realizada ontem no auditório da Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb). “Com a regulamentação se diz que aqui pode construir, ali pode menos ou pode mais”, explicou o titular da Semurb, Olegário Passos, referindo-se a ZPA 6 (entorno do Morro do Careca), ZPA 7 (região do Forte dos Reis Magos), ZPA 8 (ao redor do rio Potengi, nos bairros Salinas, Felipe Camarão, Quintas, Nordeste e Bom Pastor), ZPA 9 (bairro Lagoa Azul, Zona Norte) e ZPA 10 (bairro Mãe Luiza). As ZPAs 1 e 5 já estão regulamentadas. A ZPA 7 recebeu atenção especial por ser uma área de grande interesse imobiliário. Havia um projeto para que essa ZPA fosse regulamentada, encaminhado à Câmara Municipal pela gestão municipal anterior. “O antigo projeto era bem menos restritivo que o atual. E inclusive permitia a construção de uma marina naquela região”, criticou o secretário. Segundo Olegário Passos, a construção da marina de Natal era um projeto de empresários estrangeiros. Ele garantiu ainda que a obra não poderá ser construída às margens do rio Potengi, próximo à

Fortaleza dos Reis Magos. “Vai ter marina, mas na ZPA não. É possível que a construção seja feita na Redinha”, disse. Pelo projeto de lei, o que já foi construído permanece. A ZPA foi liberada apenas para uso e construção de equipamentos públicos. Na ZPA 7, o Exército Brasileiro também realizou terraplanagem em dunas. Para os proprietários de terrenos nessas zonas, a solução é o mecanismo de transferência de potencial construtivo. Isso significa que ele vai poder construir em outra área que tenha infraestrutura tudo que lhe foi proibido na ZPA. Outro mecanismo legal, a outorga onerosa, é semelhante. Modificações nesses dois mecanismos legais estão previstos no projeto do novo Código Urbanístico, também conhecido como Código de Obras. O secretário acredita que até 30 de setembro o projeto do Código de Urbanístico da cidade seja levado à Câmara para ser votado. No campo da poluição visual, haverá uma nova norma municipal que será encaminhada para a casa legislativa no final do próximo mês. “O nosso objetivo com a lei é mitigar, se possível eliminar a poluição visual na cidade”, comentou o titular da Semurb. Outro ponto da política ambiental dessa gestão é elaboração de um inventário florístico. O documento vai identificar as espécies de plantas presentes em cada bairro da cidade e a sua situação. As equipes já fizeram levantamento em Capim Macio e agora estão atuando em Ponta Negra.

O NOSSO OBJETIVO COM A LEI É MITIGAR, SE POSSÍVEL ELIMINAR A POLUIÇÃO VISUAL NA CIDADE” Olegário Passos Secretário do Meio Ambiente e Urbanismo

NATAL NÃO TERÁ MAIS UMA ÁRVORE POR HABITANTE A Prefeitura abortou ambicioso projeto de plantar 800 mil árvores até o final da gestão Micarla de Souza (PV). Em março do ano passado, o então titular da Semurb, Kalanzans Bezerra, hoje chefe do Gabinete Civil, anunciou durante a Semana da Árvore que a gestão verde plantaria uma árvore por habitante até o final de 2011. O atual secretário Olegário

Passos, porém, admitiu que o número é muito alto para ser alcançado no período de quatro anos. “Nós avaliamos que deve ter havido um erro de comunicação nesse quantitativo”, declarou. Segundo o secretário, haverá uma licitação para que uma empresa plante e faça a manutenção dos vegetais. Além disso, a Semurb prevê outras medidas para aumentar a

arborização de Natal, como fazer valer uma lei municipal que prevê a compensação de emissão de dióxido de carbono – principal gás que causa o aquecimento do planeta. A norma prevê que a cada dois carros vendidos, as concessionárias natalenses deverão plantar uma árvore. Todas essas medidas só conseguiram chegar a 1/8 da quantidade de árvores previstas. “Nós chegaremos entre 100 mil a 110 mil árvores em uma perspectiva bastante otimista”, disse Olegário Passos.


▶ CIDADES ◀

NATAL, SEXTA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2010 / NOVO JORNAL /

COMISSÁRIO

Já o curso de comissário habilita o candidato a exercer a atividade a bordo de aeronaves civis. Os alunos recebem ensinamentos de etiqueta, atendimento, regulamentação da profissão, instruções sobre a aviação civil, sobrevivência na selva e em condições hostis, como incêndios. Uma curiosidade do curso é que todos os alunos ficam obrigados a usar terno completo, para os homens, e blazer com saia, para as mulheres, durante o período de aulas. O curso está com inscrições abertas e as aulas estão previstas para iniciar em setembro, chegando a custar R$ 1.950. “Nós temos os maiores índices de aprovação na Anac. Nosso índice é de 80%, a média nacional chega a 65%. Grande parte dos egressos no comissariado é contratada por companhias aéreas e chegam a ganhar R$ 3,5 mil por mês”, afirma Luiz Alberto.

ARGEMIRO LIMA / NJ

▶ Luiz Alberto Romano Rocha, diretor do Aeroclube: tradição

AEROCLUBE

ENSAIA NOVOS VOOS / TRADIÇÃO / OITENTA E DOIS ANOS DEPOIS DE SUA CRIAÇÃO, O CLUBE CONTINUA FORMANDO PILOTOS E QUER SE TORNAR UM PÓLO DE FORMAÇÃO DE ATLETAS

ARGEMIRO LIMA / NJ

pioneirismo. Isto basta para resumir a história do Aeroclube do Rio Grande do Norte, primeira instituição a formar aviadores no Nordeste e a segunda em todo o país, que passa, atualmente, por uma fase de renovação e crescimento. Com apoio irrestrito dos associados, a instituição que vem atendendo diariamente 1200 pessoas em diversas práticas esportivas quer firmar-se também como um pólo de formação de atletas. De acordo com o diretor do clube, Luiz Alberto Romano Rocha, a instituição inicia um trabalho para retornar a tradição de grande formadora de profissionais de aviação. “Estamos trabalhando para dar melhor qualidade aos cursos oferecidos e oferecer uma formação de excelência”, conta. Atualmente, o Aeroclube oferece dois cursos: piloto privado e comissário de vôo. A estrutura para as aulas teóricas está sendo reformada. E como exigência da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), uma biblioteca está sendo montada para atender a demanda dos novos postulantes à aviação. O primeiro curso compreende a parte teórica e prática da aviação privada. A teórica é realizada em quatro meses, com três horas de aulas diárias. Em seguida, o aluno passa pela prática, com 40 horas de vôos em uma das quatro aeronaves AMT-600 Guri adquiridas em consignação com a Anac, que ficam no aeródromo de Ceará Mirim. As turmas de pilotos privados possuem entre 10 a 15 alunos e são formadas duas vezes por ano. O curso teórico custa R$ 1.830,00, e na aula prática cada hora de vôo custa R$ 300,00, totalizando R$ 12 mil. Após o término do curso, o aluno é submetido a uma prova da Anac para avaliar os conhecimentos. Se for aprovado recebe o CHT (Certificação de Habilitação Técnica), conhecido como brevê.

HISTÓRIA

ARGEMIRO LIMA / NJ

OITENTA E DOIS anos de

ARGEMIRO LIMA / NJ

DO NOVO JORNAL

ARGEMIRO LIMA / NJ

JALMIR OLIVEIRA

▶ Além das aulas de aviação, teóricas e práticas, o Aeroclube conserva uma área para a prática de esportes: hipismo, tênis, natação e futebol

DESTAQUE PARA O TÊNIS E HIPISMO Além das atividades de instrução aérea, o clube oferece várias opções de esporte. O tênis e o hipismo são as práticas mais procuradas pelo público. O clube também oferece aulas de karatê, natação e futebol society. A disposição do clube em promover esporte acabou por integrar na sua estrutura as federações potiguares de natação, tênis e karatê. Em maio deste ano, foi realizada uma reforma na estrutura do clube com a construção de novas baias para acondicionamentos dos animais da hípica e de quadras de tênis cobertas, além de melhorias das instalações sociais. “Estamos retomando os tempos áureos”, afirma Luiz Alberto, entusiasmado com o novo projeto arquitetônico. Nos próximos anos, novas salas de aula, uma sala de conferências e um museu estão sendo planejados para melhorar a estrutura. Pioneiro em aulas de hipismo, essa modalidade conta hoje com 170 alunos, entre crianças e adultos apaixonados pelo es-

porte. Alguns, com apenas quatro anos de idade, começam as aulas com pôneis. “É uma iniciação, baseado no primeiro contato com o animal”, conta Marta Porto, coordenadora do esporte. Ela conta que o hipismo já não é tão elitista, como há 10 anos, e pagando uma mensalidade de R$ 210,00 os alunos freqüentam as aulas práticas em animais do clube, incluindo o material. Os alunos que são donos de cavalos podem alugar baias e usufruir de todo o serviço oferecido pela hípica. A hípica também irá oferecer ainda este ano a equoterapia, método terapêutico que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar, nas áreas de saúde e educação. A terapia é indicada para pessoas com limitações físicas ou mentais. A prática do tênis, que conta com sete quadras no clube, está em expansão. No próximo dia 27 de agosto mais duas quadras de saibro cobertas serão inauguradas, as únicas do tipo no estado, com aula prá-

tica e jogo exibição com o ex-tenista profissional Flávio Sareta. De acordo com Aristides Barcelos, presidente da Federação Norte-Rio-Grandense de Tênis e professor do esporte, as quadras cobertas irão dinamizar o horário das aulas e aumentar o número de turmas. “Antes da cobertura, não oferecíamos aulas entre 10 às 15 horas”, afirma Barcelos. A cada ano o tênis atrai mais público. As quadras de saibro estão sempre ocupadas por 260 associados, que fazem animadas disputas em busca de lazer ou até com pretensões profissionais. O esporte, também considerado elitista, está se distanciando dessa fama. Os equipamentos estão mais acessíveis. Hoje, diversas empresas brasileiras participam do mercado esportivo – o que não acontecia há 25 anos. Mantido exclusivamente pelos sócios, inclusive as últimas reformas estruturais, o Aeroclube quer ser uma referência como associação esportiva.

AUGUSTO RATIS / NJ

A CAMPANHA DIZIA QUE PESSOAS ENTRE 17 E 30 ANOS PODERIAM FAZER O CURSO GRATUITAMENTE. EU ME INSCREVI” Pery Lamartine Empresário

11

Inaugurado oficialmente em 29 de dezembro de 1928, a história do Aeroclube começa um pouco antes disso. Em fevereiro ocorreu a sessão inaugural, presidida pelo então governador Juvenal Lamartine. Pouco tempo depois, em março, desembarca em Natal o comandante Djalma Petit. Segundo Pery Lamartine, Petit foi enviado pelo governo federal para estudar a construção de um aeroporto na cidade. Com a fundação do Aeroclube, Petit torna-se o primeiro instrutor de vôo do estado. No fim de 1928, dois aviões ingleses são adquiridos para o inicio das aulas e vôos populares. O primeiro, Curtiss, comprado pela empresa S/A Wharton Pedrosa, foi cedido para as atividades de instrução e também realizava vôos comerciais. Em 9 dezembro, o Aeroclube compra outro avião, o Blue Bird, produzido na Inglaterra. De posse das aeronaves, o clube pode, enfim, ser inaugurado. A pista de pouso é construída no clube, onde hoje fica localizada a hípica. Na solenidade que movimentou uma tranquila Natal, diversas autoridades locais e representantes do governo federal prestigiaram o evento. Uma multidão acompanhou a festa de inauguração e se encantou com as manobras aéreas que os aviões do clube executaram nos céus. No ano seguinte, dá-se inicio a Escola de Aviação propriamente dita. Com a criação do regulamento do curso, a escola matricula e forma seus primeiros alunos; a um dos alunos, Edgar Dantas, coube a tarefa do primeiro vôo de um potiguar formado pelo Aeroclube. Neste mesmo ano, Edgar falece em acidente aéreo no clube. Com o crescimento da cidade, a pista do clube é deslocada para as margens do Rio Potengi. O sucesso da atividade motivou o surgimento de pistas de pouso em diversos municípios do estado. Com a revolução de 30, o governo do Estado Novo, presidido por Getúlio Vargas, fecha o Aeroclube potiguar. O clube só reabriria em 1942, em meio a II guerra mundial, para formar um esquadrão de oficiais de reserva prontos para serem enviados para Europa. Com isso, desde então, o Aeroclube passou a ter cursos de formação de pilotagem privada e de comissariado de bordo. Ao longo das últimas décadas, a Escola de Aviação se tornou uma referência para a formação de muitos profissionais. Vários alunos vêm de outros estados para aprender com a octogenária associação. Muitos dos que saem da instituição, de pronto, já são contratados por grandes empresas aéreas brasileiras (Gol e Tam) e em grandes companhias estrangeiras, como Fly Emirates, dos Emirados Árabes.

PERY, O PRIMEIRO INSTRUTOR O empresário e escritor Pery Lamartine, o primeiro potiguar a se tornar instrutor aéreo, conta um pouco da sua relação com o Aeroclube. À frente da sua agência de viagens, a Dunas & Mares, Hypérides Lamartine – neto do ex-governador Juvenal Lamartine – explica que ingressou em 1943 na escola de aviação. Neste mesmo ano, o jornalista Assis Chateubriand lançou uma campanha, pelos Diários Associados, de sua propriedade, para elevar o número de pilotos de aviação formados em todo Brasil com o objetivo de formar uma reserva para a Força Aérea Brasileira. “A campanha dizia que pessoas entre 17 e 30 anos poderiam fazer o curso gratuitamente. E, como não queria servir o Exército na guerra, eu me inscrevi. Quem freqüentava as aulas iria direto para a reserva da Aeronáutica. Foi minha salvação”, conta. Em

1945 ele se forma como piloto e é enviado à Recife, por conta do clube, para cursar a especialização de instrução de vôo. Com o término da especialização em 1947, ele retorna para assumir o posto de instrutor em Natal. Mas, para sua surpresa, outro profissional já havia sido contratado para a função. No mesmo ano, ele viaja ao Rio de janeiro e, por indicação do Ministério da Aeronáutica, passa a dar aulas no Aeroclube de Joinville (SC). Em 1948, em razão de problemas coronários, ele não obtém autorização para continuar voando profissionalmente. “É engraçado, estou com 84 anos e vivo”, brinca. Apesar dos poucos anos atuando como profissional dos ares, a história de Pery se confunde com a aviação no estado. Com a impossibilidade de continuar na aviação, ele parte para outros caminhos –

mas sempre ligado aos ares. Foi funcionário da Varig, passando por várias funções entre 1955 e 1962, chegando ao cargo de sub-gerente regional. Ao deixar a empresa, devido a impossibilidade de crescimento, compra uma pequena agência de viagens. Sempre pioneiro, em 1962 organiza a primeira a excursão a Europa. A sua agência também inovou ao promover serviços de recepção para turistas que vinham para Natal. Hoje, o octogenário empresário não pensa em aposentadoria e continua trabalhando em sua agência no bairro de Petrópolis. Pery também é escritor e pertence a Academia Norte-RioGrandense de Letras, ocupando a cadeira 33. Ele admite que não perdeu o amor pela aviação. “Voar é uma cachaça, um vício que não se perde, é uma atividade emocionante e prazerosa ao mesmo tempo”, finaliza.

NÚMEROS Curso Teórico Aviação:

R$ 1.830,00

Aula prática:

R$ 300 / Hora

Curso de comissariado de bordo:

R$ 1.950

Índice de Aprovação na Anac:

80%

(Média Nacional 65%) Aulas de hipismo:

R$ 210,00 / mês

Aulas de tênis:

R$ 150,00 / mês


Cultura 12

Editor Franklin Jorge

E-mail cultura@novojornal.jor.br

Fones 84 3201.2443 / 3221.3438

/ NOVO JORNAL / NATAL, SEXTA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2010

FOTOS: MAGNUS NASCIMENTO / NJ

O

ONIPRESENTE

CANINDÉ SOARES / PERFIL / FOTÓGRAFO DE SÃO BENTO DO TRAIRI RECEBE TITULO DE ‘CIDADÃO NATALENSE’

ALEXIS PEIXOTO DO NOVO JORNAL

SÁBADO DE CÉU nublado e chuva fina discreta, 9h. O fotógrafo Canindé Soares já estava de pé desde às 6h e provavelmente não voltaria para a cama antes das duas da madrugada. A agenda do dia seria atribulada. Na primeira parte da manhã, aguardava ligações que iriam confirmar duas sessões de fotos para candidatos políticos. Mais tarde, por volta do meio dia, pegaria carona no mesmo voo de uma equipe de tevê que iria realizar filmagens áreas da cidade para fazer alguns cliques de Natal vista por cima. Descendo do avião, só haveria tempo de engolir um almoço rápido e pegar a estrada para cobrir uma caminhada da candidata Rosalba Ciarlini e aliados pelos municípios de Canguaretama, Pedro Velho, Montanhas, Nova Cruz e Santo Antônio do Salto da Onça. Ao contrário do que possa parecer, a carga pesada de trabalho daquele dia em particular não estava muito distante do que é normalmente enfrentado pelo fotógrafo. Com trinta anos de profissão e uma média de mil acessos diários em seu blog, Canindé, aos 50 anos, é um dos fotógrafos mais requisitados e atuantes da cidade: seu campo de atividade vai das fotos encomendadas pelas assessorias de imprensa a jogos de futebol, flagrantes cotidianos e eventos culturais. A capacidade do fotógrafo de se deslocar para diversos pontos da cidade para cobrir eventos de naturezas diferentes em um mesmo dia já lhe valeu a alcunha de “onipresente” entre os colegas de profissão. “Minha agenda é livre, fico à disposição, esperando o cliente ligar. E geralmente, eles ligam de última hora. Recebo o chamado e saio para a rua”, diz Canindé, afastando qualquer suspeita de estafa pelo acúmulo de trabalho. “Me considero um cara realizado, porque trabalho da maneira que eu gosto, fazendo o que eu gosto. Faço de tudo, até enterro se me pedirem”. Uma parte desse “tudo” poderá ser conferida no livro Vem Viver Natal, produzido sob encomenda para a prefeitura, e que reúne 92 fotos da cidade feitas por Canindé. O livro vai ser lançado hoje às 11h no Hotel Pestana. “O livro é um sonho realizado”, resume. Outra prova de reconhecimento de seu trabalho é o título de Cidadão Natalense que o fotógrafo natural de São Bento do Trairi recebeu na mesma ocasião, ontem, na Câmara, data em que se comemorou o Dia Mundial da Fotografia. “Foi muito interessante, porque todos os vereadores votaram a favor. É muito importante para mim, um reconhecimento legal do meu trabalho”, diz. Afora a qualidade inegável do trabalho do fotógrafo, a rapidez com que consegue entregar o material e postá-lo na rede é uma das qualidades responsáveis pelo prestígio de Canindé na praça. Ciente disso, ele não esconde seu entusiasmo com a tecnologia, em especial com o twitter, que costuma acessar do celular onde quer que esteja. E é no amor pelas geringonças do mundo moderno, aliás, que reside um ponto polêmico defendido por ele: o amor incondicional pelo equipamento digital, em desprezo às câmeras analógicas. “O analógico era um negócio tão complicado, nem sei como a gente conseguia trabalhar. O digital é infinitamente mais prático, ainda mais com essas ferramentas da internet. Não troco por nada”, diz. Como exemplo de sua crença firme no digital e na tecnologia, Canindé cita o dia em que fotografou as centenas de moréias que apareceram mortas nas praias de Maracajaú e Jacumã, em março deste ano. No dia do ocorrido, o fotógrafo curtia uma folga em Maracajaú quando recebeu a ligação de uma fonte avisando da mortandade dos peixes. “Corri para lá, fiz as fotos e já joguei no blog. Na mesma hora, o assunto virou um dos mais comentados no twitter e em outros blogs. Sem falar que no outro dia, todos os jornais da cidade usaram minhas fotos, já que eu era o único que estava lá. Essa praticidade só o digital traz”, conta.

SEM MODÉSTIA O relógio bate dez da manhã. Nenhum dos dois clientes que haviam agendado sessões de fotos naquele dia telefonou para confirmar o trabalho. Canindé não se mostra contrariado, nem faz cerimônias: reúne seu equipamento e decide sair para a rua, dar uma volta pelo centro da cidade em busca de cenas interessantes. “Sempre que tenho um tempo faço isso. Saio andando e observando a cidade, sempre aparece alguma coisa que chama a atenção”. Saindo de sua casa na Rua Correia Teles, Cidade Alta, Canindé vai até a praça André de Albuquerque. Pausa para um lanche rápido na banquinha de pastéis da praça e o fotógrafo sai, em périplo pelas ruas do centro. Mal dá cem passos, uma característica dos prédios em torno da Praça Padre João Maria lhe chama atenção: o contraste entre a fachada histórica dos edifícios e os estabelecimentos comerciais que se instalaram nos andares de baixo. Canindé prepara a câmera e sai andando e clicando os prédios, aparentemente despreocupado, mas sempre atento aos melhores ângulos que irão comunicar melhor a sua visão de fotógrafo. Entre um clique e outro, faz uma auto-análise de seu trabalho, sem falsa modéstia. “Tem gente que diz que eu sou ‘o cara’, mas não sou diferente de outros colegas que estão nas redações. Sou um trabalhador normal; a diferença é que eu me esforço para mostrar o meu trabalho”, diz. E, de fato, não são somente as fotografias de Canindé que são reconhecidas. A cada esquina que cruza nas ruas do centro, alguém o cumprimenta, acena, comenta uma foto que viu no blog. O repórter do NOVO JORNAL provoca, pergunta se o fotógrafo já pensou em se candidatar a vereador ou outro cargo público. “Não, tô fora! Política é a última coisa na minha lista de possibilidades”, responde, bem humorado, para logo em seguida confessar um desejo antigo: cobrir, de cabo a rabo, uma campanha eleitoral. “Já apareceram oportunidades. Mas sei que nunca vou fazer, porque vai tomar muito do meu tempo. Teria que ficar exclusivo, não poderia me dedicar às outras coisas que faço. Prefiro ir cobrindo na medida em que chamam como freelancer mesmo”, diz. O papo o faz lembrar que ainda tem um voo para pegar e uma caminhada política para percorrer naquele dia. “É assim que eu gosto de trabalhar”, enfatiza.

O CAMINHO DAS PEDRAS

TEM GENTE QUE DIZ QUE EU SOU ‘O CARA’, MAS NÃO SOU DIFERENTE DE OUTROS COLEGAS QUE ESTÃO NAS REDAÇÕES” Canindé Soares Fotografo

Canindé Soares deixou São Bento do Trairi e veio morar em Natal, ainda na infância. Nos primeiros anos na capital costumava andar a pé de sua casa na Avenida 6, no Alecrim, até o Baldo todos os dias para ir à escola. Aos dez anos, acompanhava o pai todos os dias à feira, carregando duas bacias cheias de carne de bode para vender. Foi por volta dos 17 anos, quando passou a trabalhar entregando fotografias em um estúdio no centro da cidade, que a vida do então adolescente Canindé começou a mudar. O interesse pelas câmeras o tomou de assalto e em pouco tempo já ensaiava os primeiros cliques. “Mas eu não tinha noção de nada naquela época. Cruzei com a fotografia por acidente; só fui aprender mesmo depois, quando passei a trabalhar em jornal”, diz. Das fotografias de batizados, casamentos e outros eventos sociais, Canindé passou às redações do extinto Dois Pontos, da revista RN Econômico e, mais tarde da Tribuna do Norte, onde chegou a ser sub-editor de fotografia. Como free-lancer, teve fotos publicadas em veículos de circulação nacional como Veja, IstoÉ, Folha de São Paulo, Jornal do Commercio, entre outros. “A fotografia entrou na minha vida por acaso. Mas precisei de dez anos percorrendo o caminho das pedras, aprendendo, para me assumir como profissional”, diz.


Social

Edito Editor Franklin Jorge Frank

E-mail social@novojornal.jor.br

Fones 84 3201.2443 / 3221.3438

NATAL, SEXTA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2010 / NOVO JORNAL /

Marcos

Os atuais demônios do consumismo, do vazio espiritual da vida moderna e do sensacionalismo são inimigos mortais da verdadeira poesia”

Sadepaula

Antonio Nahud Júnior

sadepaula@novojornal.jor.br

FOTOS: D´LUCA

Pés de valsa

/ NJ

Divas Registro da maior cantora cubana da atualidade, Omara Portuondo, com a diva brasileira Maria Bethânia, na turnê feita pelas artistas em Belo Horizonte, no Palácio das Artes, o DVD “Omara Portuondo e Maria Bethânia: Ao Vivo” desde já é um clássico. No repertório, pérolas dos cancioneiros cubano e brasileiro. Pode ser encontrado em Natal na 7ª Arte, simpática e cult lojinha no camelódromo do centro da cidade.

Junte uma grande orquestra com conceituados músicos e a bela voz de uma cantora convidada. Junte um belo espaço e um clima agradável. Imagine uma noite para dançar ao som dos grandes clássicos das músicas nacionais e internacionais tendo ao lado pessoas de bem com a vida. Assim é o Baile Champagne que desde sua primeira edição vem brindando a dança nos salões da cidade. As reservas já podem ser feitas com Dione Melo no 9179-1481 e a 4ª Noite do Baile Champagne será na sexta, 27 de agosto a partir das 21h no Átrios Recepções em Candelária.

Rapidíssima Agenda cheia Alexandre Maia da Agenda Propaganda está trazendo quatro grandes eventos para a cidade: ▶ Roberta Sá lançando seu CD “Quando o Canto é Reza” com o Trio Madeira Brasil no dia 29 de agosto (domingo) às 20h no Boulevard. Vendas antecipadas na La Femme (3646-3292) e Tábua de Carne (3642-1138) ; ▶ Zélia Duncan com o show “Pelo Sabor do Gesto” no dia, 04 de setembro (sábado) às 22h no Boulevard. Vendas antecipadas nos mesmos lugares do show de Roberta; ▶ Decameron – comédia com elenco global de 10 a 12 de setembro (sexta a domingo) no Teatro Alberto Maranhão. Vendas antecipadas na bilheteria do teatro (3222- 3669); ▶ Simone com “Em Boa Companhia” no dia 18 de setembro (sábado) às 22h no Boulevard. Vendas antecipadas na La Femme.

O delegado: - Quando você percebeu que havia sido estuprada? A prostituta, secando as lágrimas: - Quando o cheque voltou!!!

asso recebendo um am

oya ▶ Chrystian de Sabl, Tiq uinha e Ângela

sica da fina flor da mú

potiguar: Khrysta

Uma vez Flamengo... Em breve, o coração de Julinho (André Arteche), que perdeu o namorado em um acidente de carro, vai se abrir para uma nova paixão em Ti-ti-ti, da Globo. Segundo o ator, o novo pretendente pode ser inclusive uma mulher.

a Fontes e Tota

▶ Thiago Gomes, Marian

Carvalho na Rosana e Saulo Jarbas Bezerra, r ▶ Dalila Rocha,róp vai dar o que fala que olis Pet esquina de

Novidades na TT Tereza Tinoco se prepara para o lançamento da nova coleção primavera/verão no próximo dia 26. Com a loja repaginada por sua filha Bebel, Tereza promete uma linda coleção com muitas novidades. O evento contará também com a presença da estilista Helô Rocha, dona da Têca, além de mais algumas surpresas. É só aguardar.

13

a til prestigiando

a Gen ▶ Glauber e Adrian Rusto inauguração do

A carioca Christina Oiticica, esposa do escritor best-seller Paulo Coelho, está fazendo grande sucesso com a exposição “Os Portais”, no Hotel dos Reis Católicos, em Santiago de Compostela na Espanha. São 24 telas da pintora e algumas do também brasileiro Romero Brito, com frases do autor de “Diário de um Mago”.

Yunbi Vaz

Balada boa

21h no Praia Shopping Musical; ▶ O quarteto ‘Na Lua, Choro e Jazz’, formado por jovens estudantes de música da UFRN,  passeia pelo jazz, bossa e choro no Jobim; ▶ O grupo Énóis está às 21h30 no Tom Maior Botequim (anexo ao Maturi Restaurante) na São José, 2184 em Lagoa Nova;

Hoje tem a 2ª edição da Balada Premium no Sgt. Pepper’s de Ponta Negra. Os shows ficam por conta do UsKaravelho, apresentando seu novo show, e a Sgt. Peppers Rock Band, que abre os trabalhos da noite, a partir das 22h.

... Flamengo até morrer! O candidato a deputado federal pelo P-Sol no Rio Grande do Sul, o militante Roberto Seitenfus, o Roberto do Desobedeça, foi detido em Porto Alegre pela Polícia Militar no último domingo, 15, ao entrar em um desentendimento entre policiais e integrantes do PSTU. Eles estavam no Centro Comercial Nova Olaria, conhecido local de encontro LGBT. Ao chegar, Roberto percebeu que partidários do PSTU estavam sendo agredidos verbalmente pela polícia depois de terem pedido a identificação dos policiais, que, segundo Roberto, já há algum tempo tentam dispersar a reunião dos gays no local. Ele foi liberado e vai encaminhar às comissões de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa e da Câmara de Vereadores de Porto Alegre, além da corregedoria da Brigada Militar, uma denúncia contra a forma que os policiais vêm agindo no local.

▶ Colaboração de Dominique Sá

FOTOS: D'LUCA / NJ

▶ Vivaldo Pinheiro e Ana Célia

▶ Fátima Soares com as amigas Ivanice, Rosângela e Leonor

▶ A beleza oriental de

Dicas

▶ Carlos Ponta Negra em show acústico às

Retrato

Aniversário da juíza da 1ª Vara de Família de Natal, Fátima Soares, em sua residência

tiano Flávia Freire e Cris ▶ Os jornalistasand o no Versailles ald esb se x Féli

sailles Barbosa no Ver

▶ Henrique Baltazar e Telma Rolim

▶ Iberê de Souza, Fátima, Wilma de Faria e João Soares

▶ Marry e José Valdevino

▶ As juízas Tereza Maia, Fátima Soares e Francimar Dias

▶ Sara Isabelle e Patrícia Palhano

▶ Jô, Francisca, Ana Paula, Felipe e Lene Macêdo


14

▶ CULTURA ◀

/ NOVO JORNAL / NATAL, SEXTA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2010

FOTOS: NEY DOUGLAS / NJ

A Ç N A R E P S E COM R O M E T M E ES NO TALENTO, NA APARÊNCIA E ARAM PARA UMA , AS TIC ÊN ID / / BAILARINAS RIELLE GONÇALVES SE PREP DO MUNDO MEYRIANE E MEYORRIDAS COMPETIÇÕES DE BALÉ NC CO AIS M DAS

TIAGO LOPES DO NOVO JORNAL

QUANDO SE ESTÁ na frente de gêmeas idênticas, como as bailari-

nas Meyriane e Meyrielle Gonçalves, a primeira coisa sensata a se fazer é procurar um ponto de identificação diferente em cada uma, para manter a conversa ao menos no campo do reconhecimento de nomes. “Mas a gente não tem nada de diferente”, afirmaram. Elas não lembraram, mas Meyriane tem um furo a mais em cada orelha e usa dois pares de brinco. Meyrielle, além de usar só o regular, fala menos que a irmã. As duas estudam balé desde os oito anos de idade. Hoje, com 16, já integram a escola clássica da Escola de Dança do Teatro Alberto Maranhão (Edtam). Como acontece com os melhores alunos da turma, elas já miram a carreira internacional. O porte físico das duas, magras, altas e com o providencial pé grego (mais largo na ponta, fornecendo melhor equilíbrio), a insistência e o costume em superar problemas de variadas intensidades justificam toda a torcida que elas possuem de pessoas próximas. É só observar a rotina diária que conseguem levar. As gêmeas moram no município de São José de Mipibu e estudam na cidade vizinha, Nísia Floresta, na escola municipal Yayá Paiva, a 15 minutos de ônibus. Acordam as 5h30 todos os dias úteis, saem da escola às 12h30, voltam para casa, almoçam e se prepararam para embarcar no ônibus das 14h30, saindo para Natal. Elas conseguem chegar na Rua Chile, local onde a Edtam está localizada, às 16h. Ensaiam até às 22h e ainda voltam para São José de Mipibu. “É muito cansativo, tem dias que choro de raiva, por causa das feridas nos pés, das dores musculares”, admite Meyriane, afirmação prontamente assentida por Meyrielle. “Mas é o que a gente quer, a gente tem consciência disso e chora só para descarregar”, justifica a mais tímida. Os treinamentos estão ficando cada vez mais intensos, e devem ficar mais ainda, faltando apenas um mês para o dia em que irão concorrer a uma vaga para se apresentaram no Youth America Grand Prix, em Nova York. O evento acontece em março do próximo ano e é uma das principais vitrines para jovens bailarinos serem “pescados” para grandes escolas de balé na Europa e nos Estados Unidos. Em um mês, elas vão para Vinhedo, em São Paulo, onde concorrerão a uma vaga para se apresentar no festival novaiorquino. Como as oportunidades nunca são iguais na vida, nem para um par de gêmeas espantosamente idênticas, uma delas já possui ao menos uma vantagem extra na competição. Meyriane foi pré-selecionada na última edição Norte e Nordeste do festival Passo de Arte, em março desse ano, em Fortaleza. A pré-seleção lhe garantiu todas as despesas pagas, incluindo a inscrição de preço alto, para a seletiva em Vinhedo. Sua irmã também vai, mas a família vai arcar com as despesas. Há uma justificativa para que Meyrielle tenha ficado um pouco atrás. Quando as duas começaram os treinamentos, ela desistiu logo no início porque “não estava gostando”. Entrou para o time de futsal da escola. “Mas, do nada, a vontade de fazer balé voltou com força”, explica. Meyrielle sofreu o prejuízo de um ano a menos sem treinamento por conta desse momento de indecisão. “Mas já peguei o ritmo e acho que estou quase no mesmo patamar da minha irmã”, garante. Elas são muito apegadas, mesmo assim, afirmam que estão preparadas, caso só uma delas seja selecionada e a outra tenha que tentar novamente. “A gente sabe que nem tudo é do jeito que a gente quer. Nos preparamos para o melhor, mas também para o pior”, diz Meyrielle. É a segunda vez que elas tentam a vaga para se apresentarem no Youth America Grand Prix. A pré-avaliação no Brasil consiste de duas apresentações: a primeira, solo e clássico; a outra, de dança contemporânea. A média das notas em cada uma que define a seleção. “Nós não sabemos quanto tiramos, não temos como avaliar o que funcionou e o que não funcionou. Só temos que treinar mais e mais ainda”, diz Meyriane, se mostrando acostumada com os reveses.

MÃE FAZ ATÉ RIFAS PARA MANTER GÊMEAS NO BALÉ

A GENTE SABE QUE NEM TUDO É DO JEITO QUE A GENTE QUER” Meyrielle ( à dir.) Bailarina

A professora Solange Gameiro, que reconhece Meyrielle por uma marca que ela possui no braço esquerdo, falou sobre o último aluno da Edtam selecionado para o Youth America Grand Prix. Diogo Gonçalves participou da seletiva de 2009, se apresentou em Nova York em março e foi imediatamente convidado para ser bolsista em uma escola em Boca Raton, no estado da Flórida, Estados Unidos. “Vai passar dois anos lá, treinando balé e estudando, com as despesas todas pagas”, disse Solange. Diogo, como todos na Edtam, é de origem humilde: morava no Paço da Pátria, filho de pais separados e que nunca o apoiaram devidamente. “Ele merece muito o que conseguiu”, garantem as gêmeas, quando questionadas se veem no garoto um modelo a ser seguido. O pai de Meyriane é Meyrielle é policial; a mãe, psicopedagoga numa unidade de saúde de São José de Mipibu. Segundo Solange, os dois se esforçam muito para garantir que as filhas se mantenham na Edtam e participem das viagens, competições. “A mãe delas mobiliza a cidade toda, faz rifa, pede ajuda ao prefeito da cidade. É assim com quase todos que estão aqui”. As dificuldades para pagar as passagens, hospedagens, alimentação de todos os membros do grupo, para comprar tules e sapatilhas, até mesmo garantir o vale-transporte de um ou outro, são grandes. “O governo do estado ajuda como pode”, diz Solange, “e a gente faz o que pode do nosso lado também. É muito difícil, mas quando as oportunidades aparecem, a gente sabe usar bem”. Como fez Diogo, e como as gêmeas estão fazendo. “A gente espera muito conseguir essa vaga”, diz Meyriane. Justamente a vaga que levou seu já ex-namorado, o próprio Diogo, para longe dela. “Não tinha condição de manter um namoro assim. Ele fica lá por dois anos”. As gêmeas sabem que têm mais é que treinar, para conseguir o mesmo, ou até mais.

OS MERCENÁRIOS – 16 anos. Cinemark: 17h10 - 21h55 (LEG). Moviecom: 15h35 – 17h40 -19h45 – 21h50 (LEG).

ROTEIRO roteiro@novojornal.jor.br

CINEMA

MEU MALVADO FAVORITO 3D – Cinemark: Livre. 13h10 - 15h20 - 17h30 - 19h40 – 22h00 (DUB). A ORIGEM – 14 anos. Cinemark: 15h25 - 18h35 - 21h45 (DUB) 14h30 - 17h40 - 20h45 (LEG). Moviecom: 15h20 – 18h15 – 21h10 (LEG).

SALT – 14 anos. Cinemark: 15h00 – 19h35 (LEG). Moviecom: 18h00 – 20h00 – 22h00 (LEG).

DIREITO DE AMAR – 14 anos. Cinemark: 14h00 (LEG).

O APRENDIZ DE FEITICEIRO – 10 anos. Cinemark: 16h15 - 18h45 21h15 (DUB). Moviecom: 15h00 – 17h10 – 19h20 – 21h30

MEU MALVADO FAVORITO – Moviecom: 15h40 – 17h35 – 19h30 – 21h25 (DUB). O BEM AMADO – 12 anos. Cinemark: 13h30 - 16h00 - 18h30 - 21h00 Moviecom: 15h05 – 17h15 – 19h25 – 21h35.

SHREK PARA SEMPRE – Livre. Cinemark: 12h50 (DUB). O ÚLTIMO MESTRE DO AR – 10 anos. Cinemark: 14h25 - 16h45 - 19h10 - 21h30 (DUB) Moviecom: 13h10 – 15h15 – 17h25 – 19h35 – 21h45 (DUB).

MÚSICA A banda gaúcha de metal Hangar toca sua “The Infallible Tour” às 21h no Galpão 29. O grupo Boca de Sino toca, às 21h, os clássicos do pop e rock internacional no Só Mais Uma. Às 23h, o Taverna Pub apresenta, as bandas Conhaque com Tequila (samba rock) e Metamorfose (mistura de ritmos). O chorinho continua no Buraco da Catita com o músico Chico Bethoven. A partir das 20h.


Esportes

Editor Marcos Bezerra

E-mail esportes@novojornal.jor.br

Fones 84 3201.2443 / 3221.3438

NATAL, SEXTA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2010 / NOVO JORNAL /

O PREÇO DA LIDERANÇA

15

REPRODUÇÃO INTERNET

/ SÉRIE C / LÍDER ISOLADO DO GRUPO B, ALECRIM TEM MAIS UMA FOLGA NA TABELA E CORRE O RISCO DE CAIR PARA TERCEIRO; TÉCNICO RECLAMA E ATLETAS PROMETEM SECAR ADVERSÁRIOS DIEGO HERVANI DO NOVO JORNAL

o surpreendente Alecrim virou líder isolado do Grupo B, no Campeonato Brasileiro da Série C. A equipe é uma das três únicas invictas na competição, ao lado de Paysandu/PA e Fortaleza/CE, que estão no Grupo A e são os prováveis adversários dos clubes potiguares na segunda fase. Mas, mesmo parecendo confortável, a situação fez do esmeraldino o alvo principal dos adversários e qualquer tropeço pode custar caro. Por isso, não é à toa que o experiente técnico Ferdinando Teixeira reclama do formato da tabela. O próximo jogo do Alecrim pela Terceirona será o clássico contra o ABC, no domingo (29). Mas o time, que tem oito pontos ganhos, corre risco de cair para a terceira colocação já no próximo domingo. Para isso, basta que o ABC vença o Salgueiro/PE, em casa e o Campinense passe pelo CRB/AL, também em seus domínios. Sabedor desses detalhes, o treinador Ferdinando Teixeira reclamou do calendário da competição. “Essas paradas não são boas. Nós somos o líder, conquistamos uma vitória no último jogo e poderíamos disparar. Mas isso [a parada] acaba atrapalhando”, destacou. Teixeira fez questão de ressaltar a responsabilidade de estar na liderança. “Agora nós somos o principal alvo de todos os times.

FOTOMONTAGEM / GEANDSON OLIVEIRA

COM DUAS VITÓRIAS e dois empates

▶ Ferdinando Teixeira: de olho nos adversários e conta de 3 em 3 Todos irão torcer para que o Alecrim tropece, sempre jogarão contra a gente de uma maneira diferente. Isso é sempre uma preocupação a mais”, falou. Faltando quatro partidas para o fim da primeira fase, o comandante alviverde explicou a sua simplicidade matemática para a classificação. “Todo mundo faz essas contas. Mas eu não faço nada pensando lá na frente. Os meus cál-

importância de estar pontuando, pois ainda não tem nada definido”, comentou. Como só voltam a jogar no domingo da outra semana, os jogadores assumiram que irão secar os principais concorrentes: ABC e Campinense. “Sem dúvida nenhuma temos que torcer para ficarmos na primeira colocação depois do final de semana. Por isso quero que eles [ABC e Campinense] tropecem. Que pelo menos empatem os seus jogos”, destacou o volante Nivaldo.

CLÁSSICO

O técnico Ferdinando Teixeira já está chamando a atenção do grupo para próximo compromisso. “É uma partida muito importante. Ela é um divisor de águas. Se perdermos podemos nos complicar. Mas se conquistarmos os três pontos ficaremos muito perto da classificação”, finalizou. Depois do clássico potiguar, o Alecrim sai para dois compromissos seguidos fora de casa, contra o CRB em Maceió e o Campinense em Campina Grande.

culos são rodada após rodada. Se vencemos, podemos perder uns pontinhos ali, se perdemos, temos que buscar recuperar em outro jogo. Não podemos pensar em quantos pontos estaremos lá na frente”, finalizou. E o elenco parece ter assimilado as lições do treinador. O jogador Nivaldo tem uma opinião parecida. “O importante é estar vencendo jogo a jogo. Todos sabem da

8 É o número de pontos do Alecrim, líder isolado do Grupo B

/ ATLETISMO /

Fabiana Murer é diamante ZURIQUE MICHAEL BUHOLZER / REUTERS

FOLHAPRESS A BRASILEIRA FABIANA Murer ven-

ceu ontem a etapa de Zurique, na Suíça, e sagrou-se campeã de salto com vara da Liga Diamante, principal competição do calendário da Iaaf (Federação das Associações Internacionais de Atletismo). Fabiana saltou 4,81 m para conseguir o título. Ela ainda teve mais três tentativas para superar os 4,90 m - a marca seria seu recorde pessoal -, mas não conseguiu. A etapa suíça era a última que contava pontos no ranking do salto com vara. Se obtivesse o segundo lugar na etapa, a brasileira já garantiria o título. “Ela tem condições de superar os 4,90 m. As condições estavam boas e ela foi bem, conseguiu uma boa marca”, disse o técnico Elson Miranda ao canal BandSports após a conquista. Sem a presença da russa Yele-

▶ Murer passa o sarrafo a 4,81 m: sem a russa Ielena Isinbaieva, brasileira liderou a temporada na Isinbayeva, recordista e campeã olímpica e mundial, a temporada 2010 está sendo dominada por Fabiana. A brasileira é dona de três das quatro melhores marcas do ano. Na classificação final, Fa-

biana somou 23 pontos, seguida pela russa Svetlana Feofanova (14) e pela alemã Silke Spiegelburg (11). A temporada da Liga Diamante se encerra no dia 25, em Bruxelas, na Bélgica. Fabiana é a

primeira atleta brasileira a conquistar o título da competição. Entre os homens, o Brasil tem três campeões: Zequinha Barbosa (800 m), em 1986; Robson Caetano (200 m), em 1989; e Claudinei Quirino (200 m), em 1999.

▶ Site de esporte português destaca contratação de craque potiguar / JOÃO PAULO /

Artilheiro do ABC é festejado além-mar BRUNO ARAÚJO DO NOVO JORNAL

MAL FOI OFICIALIZADA

sua ida para o futebol português, o atacante João Paulo – artilheiro do ABC na temporada 2010 com 31 gols –, é destaque na imprensa especializada do país europeu. Apesar de os portais confirmarem a ida do jogador para o Paços Ferreira, que disputa a Liga Sagres, primeira divisão do campeonato português, os sites não chegam a um consenso sobre quando o atleta deverá se apresentar ao clube da Mata Real. O Record destaca a chegada do jovem atleta abecedista, mas com a ressalva de que o potiguar se apresentaria apenas no mês de novembro “depois de esgotar seu contrato com o ABC de Natal” para “não pagar qualquer verba pela transferência”. No entanto, ao contrário do divulgado pelo site, o contrato do atleta com o alvinegro tem vigência até 2012, segundo afirmou seu procurador, Gilberto de Nadai. Especializado em futebol, o site A Bola destacou as atuações do atleta brasileiro e confirmou uma visita antes da apresentação oficial. “O dianteiro móvel que tem feito furor em terras de Vera Cruz vai deslocar-se ao nosso País antes do final do ano para conhecer a realidade do clube, ser submetido a exames médicos e, naturalmente, oficializar a sua ligação ao Paços de Ferreira”, apontou. O site revelou a visita do presidente do clube português, Carlos Barbosa, ao Brasil para negociar a contratação do abecedista por quatro temporadas, com a apresentação prevista apenas para janeiro de 2011, quando a janela de transferência internacional seria reaberta. Contudo, antes de se apresentar em definitivo ao Paços Ferreira, o jogador deve viajar na próxima semana para conhecer a estrutura de sua

nova equipe, conforme anunciou o site português. O Jogo Online apenas registrou a ida do jogador alvinegro ao time português comandando pelo treinador Rui Vitória. “O avançado brasileiro João Paulo, 21 anos, será reforço para as próximas quatro épocas, embora, por agora, continue ao serviço do emblema brasileiro”, publicou. O jogador teve 70% de seu passe negociado pelo ABC junto a empresa ONSOCCER, sediada na cidade do Porto e que tem como filial brasileira o Corinthians Alagoano – a partir do qual começou a captar atletas no país. Os 30% restantes permanecem no clube potiguar. A intenção dos portugueses era que o jogador tivesse se apresentado antes do fim da janela de transferência do meio do ano encerrada ontem, no entanto, por um acordo feito entre as partes, o ABC conseguiu que o atacante permanecesse até o final do ano em Natal. “A negociação já acontecia há muito tempo, eles vieram assistir ao jogo do ABC contra o Alecrim e quiseram levar o João Paulo logo, mas conseguimos que ele só se transferisse no final do ano”, disse o vice-presidente do clube, Flávio Anselmo. Os valores da negociação não foram divulgados. HUMBERTO SALES / NJ

▶ João Paulo: viagem a Portugal


16

▶ ESPORTES ◀

/ NOVO JORNAL / NATAL, SEXTA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2010

PÉ-FRIO

DIVULGAÇÃO / CBF

TAMBÉM GANHA

/ INTERNACIONAL / CONQUISTA DO BICAMPEONATO DA LIBERTADORES PÕE FIM À FAMA DE PÉ FRIO DE CELSO ROTH, QUE PREFERIU DIVIDIR OS MÉRITOS COM O URUGUAIO JORGE FOSSATI

FOLHAPRESS QUEM TE VIU

e quem te vê, Celso Roth. Dirigentes do Internacional repetiam a frase às gargalhadas nos corredores do Beira-Rio, após a conquista do bicampeonato da Libertadores da América. O clube deixou o elenco mais caro do Brasil nas mãos de um dos treinadores mais contestados do país. Quando Roth chegou, há dois meses, a torcida do Inter foi contra. A do Grêmio comemorou. Afinal, Roth não sabia o que era dar uma volta olímpica desde 2000. “Fica, Celso Roth’’, gritava a torcida do Inter até o ano passado, quando ele dirigia o rival e era incapaz de ganhar um Gre-Nal. “Fica, Celso Roth’’, voltou a ouvir o técnico anteontem, por motivos óbvios. Pelo título da Libertadores, Roth ganhou R$ 1 milhão do Inter, premiação prometida quando foi contratado. Também ganhou um carro da patrocinadora da Conmebol - um Toyota Corolla Altis, no valor de R$ 90 mil. Consagrado pelo título, milionário graças à premiação e de carro novo, Roth mostrou que sabe ganhar. Numa longa entrevista coletiva, já na madrugada de ontem, sorriu mais do que em toda a carreira, dividiu o título com seu antecessor e não mostrou rancor com as críticas e a desconfiança com que foi recebido ao chegar. “É espetacular ganhar um título, subir num palco na beira do campo, ouvir a torcida gritar teu nome, a mesma torcida que te

LUCAS UEBEL / VIPCOMM

hostilizava... É espetacular’’, afirmou ele. Roth teve sua tarefa facilitada, já que assumiu o Inter já classificado para as semifinais da Taça Libertadores. Precisou de apenas quatro jogos para chegar ao título - venceu três e perdeu um. “É o momento de dizer isso: eu só fiz duas fases, a semifinal e a final’’, afirmou. “Antes, teve um profissional que realizou um trabalho aqui, essa conquista tem uma parte do Fossati, que é um colega, estrangeiro, que teve dificuldades, então é bom que fique registrado isso.’’ Fossati chegou no início do ano graças aos bons trabalhos com a LDU e com fama de disciplinador. Na teoria, era o homem ideal para enquadrar os astros do Inter. Os resultados até apareceram, mas Fossati nunca teve controle sobre o grupo. Celso Roth então foi chamado, mas só depois de Luiz Felipe Scolari e Adilson Batista terem dito não ao Internacional. “Sair do Vasco foi uma decisão difícil, mas hoje vejo que fiz a escolha certa. Tantas vezes eu vi meu trabalho dar resultado com outros treinadores’’, comentou, em referência ao Santos de 2002, quando ele lançou a geração de Robinho e Diego, mas o campeão foi Emerson Leão. O bicampeonato da Taça Libertadores da América foi conquistado com a vitória sobre o Chivas por 3 a 2, em Porto Alegre. O time gaúcho jogava por um simples empate já que havia vencido o primeiro jogo por 2 a 1, no México. JEFFERSON BERNARDES / VIPCOMM

▶ A festa colorada no Beira-Rio: elenco milionário

▶ Dunga na Seleção Brasileira: Timão vira possibilidade / CORINTHIANS /

Presidente diz que contrataria Dunga FOLHAPRESS O PRESIDENTE DO

▶ Prêmios: Celso Roth ganhou carro da Toyota e R$ 1 milhão da diretoria

Corinthians, Andres Sanchez, afirmou ontem que se tivesse a oportunidade contrataria Dunga, extécnico da seleção brasileira, para comandar o time. O mandatário corintiano foi chefe da delegação brasileira durante a Copa do Mundo-2010, na África do Sul, e conviveu durante várias semanas com Dunga. “Eu contrataria [Dunga]”, falou Sanchez à TV Bandeirantes, ao ser perguntando se um dia convidaria o ex-treinador da seleção para assumir o clube. “Vi o Dunga no dia a dia

TIME DA DÉCADA NO BRASIL

MÁRCIA FEITOSA / VIPCOMM

▶ O 14º título brasileiro no torneio foi o triunfo da opulência, de um time caro, o de maior sucesso internacional do país na década - além das duas Libertadores (a outra foi obtida em 2006), conquistou um Mundial, uma Recopa e uma Copa Sul-Americana. O Internacional ainda empatou com o arquirrival Grêmio em conquistas continentais.

DIRETORIA PROMETE MANTER ELENCO O Internacional, que foi o grande beneficiado pela antecipação da janela de transferências para o exterior, agora trabalha para não ser prejudicado por ela. O presidente Vitório Píffero afirmou ontem que a intenção é mexer “o menos possível” no time até dezembro, quando o Inter disputa o Mundial Interclubes. Para isso, o Inter planeja alterar, pelo menos por este ano, sua política agressiva de transferência

de atletas. “Nós trabalhamos assim mesmo, quando as ofertas chegam a um nível interessante, aceitamos”, disse o cartola. “Mas neste ano talvez tenha que ser diferente, porque não há mais muito tempo para contratar.” O prazo para inscrição na CBF de atletas contratados do exterior termina hoje. Mas os clubes europeus têm até 31 de agosto para contratar quem atua no Brasil. O Inter já vendeu o volante Sandro para o Tottenham. Do atual elenco, o que tem mais chances de deixar o Beira-Rio é o lateral esquerdo Kléber.

▶ Zico anunciou os reforços e pediu apoio da torcida / FLAMENGO /

‘Duplo D’ substitui ‘Império do Amor’ FOLHAPRESS O FLAMENGO ANUNCIOU

/ SANTOS /

Diga ao Peixe que fico! FOLHAPRESS

DOUGLAS ABY SABER / FOTOARENA / FOLHAPRESS

O PRESIDENTE DO

Santos, Luiz Alvaro de Oliveira Ribeiro, anunciou ontem, em entrevista coletiva, na Baixada Santista, a permanência do atacante Neymar, que era cobiçado pelo Chelsea, da Inglaterra. O time da Baixada apresentou um plano de carreira, e agente e pai do jogador acabaram aceitando a oferta para o atleta permanecer mais tempo no país. O novo contrato é de cinco anos, segundo disse a direção do clube. O valor da multa rescisória também irá aumentar para 45 milhões de euros (aproximadamente R$ 100 milhões) a partir de dezembro. Hoje, a multa é de 35 milhões de euros (quase R$ 80 milhões) Neymar vinha sendo pretendido pelo time inglês há algumas semanas, e seu empresário, Vagner Ribeiro, chegou a afirmar que seria boa a saída para o clube de Londres, pois uma oportunida-

trabalhando com um time de futebol e a avaliação dos atletas. Ele é um grande treinador”, continuou. Dunga, que iniciou a carreira como técnico em 2006, justamente no comando da seleção brasileira, está sem clube e disse que só pretende voltar ao futebol no ano que vem, já que cuida de problemas de saúde de seu pai. Após a saída de Dunga, a seleção brasileira contratou justamente o então técnico do Corinthians, Mano Menezes, para assumir o cargo no time nacional. E a equipe do Parque São Jorge então contratou Adilson Batista, atual técnico do time vice-líder do Brasileiro.

ESTOU FELIZ AQUI, É O QUE EU QUERO. SÓ DINHEIRO NÃO TRAZ FELICIDADE”

ontem a contratação dos atacantes Deivid, ex- Fenerbahçe (TUR), e Diogo, ex-Olympiakos (GRE). Segundo o clube carioca, Deivid assinou contrato até o final de 2012, após rescindir o acordo com a sua antiga equipe, e Diogo chega por empréstimo de um ano. A apresentação oficial dos atletas deve acontecer na próxima semana “É muito importante enaltecer o esforço de todos os envolvidos nas negociações. São dois atletas de nível internacional e tomara que eles possam ajudar muito o Flamengo. Espero que eles tenham o apoio da torcida, já que precisam de

uma readaptação ao futebol brasileiro”, falou Zico, diretor executivo de futebol do clube. O nome de do Deivid já até apareceu no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF. “O Zico é um grande amigo, com quem trabalhei por dois anos no Fenerbahçe. Ele que me procurou e se empenhou ao máximo para me contratar. É muito bom contar com a confiança do maior ídolo da história do Flamengo”, afirmou Deivid. Antes de chegar ao Flamengo, Deivid passou por clubes como Santos, Corinthians e Cruzeiro. Já Diogo se destacou na Portuguesa, antes de se transferir para o futebol grego.

Neymar Atacante do Santos FOTOMONTAGEM / WWW.DEIVIDGOL.COM.BR

SITE DO ATLETA MOSTRA

▶ Neymar aceitou o plano de carreira proposto pela diretoria do Santos de como essa poderia não surgir mais. O Chelsea, do magnata russo Roman Abramovich e atual campeão inglês, ofereceu 25 milhões de euros (R$ 56,5 milhões) por Neymar. O Santos diz que só

o liberaria por 35 milhões euros (R$ 79,1 milhões), valor da multa rescisória. “A decisão do Neymar não é comparada apenas da parte aritmética daqui e de lá. Se fosse, o Santos perderia [para o Chelsea]”,

afirmou o presidente do Santos, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, que disse ainda que o clube inglês não chegou ao valor total da multa rescisória. “Estou feliz aqui, é o que eu quero. Só dinheiro não traz felicidade”, completou Neymar.

FOTOMONTAGEM DELE COM CAMISA DO FLA: TORCIDA NA INFÂNCIA.


20-08-2010