Page 1

www.novojornal.jor.br 14

R$ 1,50

Ano 1 / N° 219 / Natal, SEXTA-FEIRA, 6 de agosto de 2010

CULTURA

04

EDSON NERY DA FONSECA É APLAUDIDO AO FALAR DE GILBERTO FREYRE EM PARATY

03

RODA VIVA

CONSELHO DA ESPANHA CLASSIFICA UFRN COMO A 9ª MELHOR DO BRASIL

POLÍTICA

03

PESQUISAS SÃO USADAS COMO PEÇA DE MARKETING PARA “VITAMINAR” CANDIDATURAS

POLÍTICA

SEVERINO, DE ARTESÃO A EMPRESÁRIO EM DOIS DIAS Depois de afirmar que era artesão, Severino Marcelo de Melo, que bancou o almoço de R$ 4,3 mil no Hotel Monza, declarou ontem que é empresário. ANASTÁCIA VAZ / ESPECIAL NJ

09

CIDADES

ENSINO PROFISSIONAL DO ESTADO TAMBÉM FRACASSA / EDUCAÇÃO / ENQUANTO INSTITUTOS FEDERAIS ATINGEM GRAU DE EXCELÊNCIA, AS ESCOLAS DA REDE ESTADUAL QUE IMPLANTARAM CURSOS PROFISSIONALIZANTES COLECIONAM EXPERIÊNCIAS NEGATIVAS: FALTAM PROFESSORES E LABORATÓRIOS

FOTOS: HUMBERTO SALES / NJ

08

ECONOMIA CEDIDA / INFRAERO

OBRA DE ACESSO AO AEROPORTO ESTÁ AMEAÇADA POR ‘BRIGA DE LIMINARES’ Desde maio, várias obras de construção de estradas estão paradas - entre elas a que dá acesso ao aeroporto de São Gonçalo - por causa de disputa jurídica em licitação suspeita.

IVAN CABRAL

▶ Rua Jaguarari 11

▶ Rua Romualdo Galvão

CIDADES

CADÊ A VIA LIVRE QUE ESTAVA AQUI? Um ano e meio depois de iniciado, o projeto Via Livre, da prefeitura, que proíbe estacionamentos em sete avenidas, perdeu o gás. A fiscalização diminuiu e os infratores estão de volta.

WWW.IVANCABRAL.COM

07

▶ Rua Jaguarari

ECONOMIA

ANATEL ANUNCIA TELEFONIA MÓVEL COM INTERNET BANDA LARGA 4G 05

POLÍTICA

TRE NEGA REGISTRO A TODOS OS CANDIDATOS DO PSTU NO ESTADO

02

ÚLTIMAS

COM RESERVAS, ALVIRRUBRO VENCE CEARÁ PELO NORDESTÃO 16

ESPORTES

ÁRBITRO DE JOGO DE AMÉRICA E PORTUGUESA SERÁ INVESTIGADO


Últimas 2

Editor Marcos Bezerra

E-mail pauta@novojornal.jor.br

Fones 84 3201.2443 / 3221.3438

/ NOVO JORNAL / NATAL, SEXTA-FEIRA, 6 DE AGOSTO DE 2010

ARGEMIRO LIMA / NJ

AMÉRICA VENCE

COM TIME RESERVA / NORDESTÃO / A EXEMPLO DO CEARÁ, TIME DE LULA PEREIRA ENTROU EM CAMPO BASTANTE MODIFICADO E, NUM JOGO FRACO, ACABOU LEVANDO A MELHOR COM UM GOL NO FIM DO JOGO

▶ Marcelo Branco fez palestra para militantes e candidatos do PT

CEDIDA / O POVO

A ROTINA DE derrotas do time prin-

cipal do América na Série B contrasta com a reação dos reservas no Nordestão. Comandados pelo auxiliar técnico Carlos Moura – o treinador Lula Pereira assistiu à partida de uma cabine no Castelão –, os alvirrubros venceram o time “misto” do Ceará nos acréscimos e garantiram a segunda vitória consecutiva na competição. O volante Rafael Paraná, de falta, fez o gol que garantiu um degrau a mais na classificação e colocou o América em nono. Passes errados, muita marcação e correria de um lado e de outro; fora isso, poucas oportunidades de gol. O torcedor que foi ao Castelão só conseguiu esboçar alguma reação depois dos primeiros dez minutos de partida, quando Chimba cobrou falta e quase surpreendeu o goleiro cearense. Salvo o bom lance de bola parada, o ataque americano raramente ameaçava a defensiva dos anfitriões. Se na frente mostrava ineficiência, a defensiva alvirrubra se mostrava competente em proteger a meta defendida por Rodolpho. Num dos poucos cochilos dos defensores alvirrubros, o Ceará também insistiu no empate em chances desperdiçadas. Wellington Amorim, que se livrou de dois marcadores, chutou para fora. No retorno para a etapa final, o jogo melhorou em movimentação, mas assim como nos 45 mi-

/ INTERNET /

ESTRATEGISTA DE DILMA VÊ LEGISLAÇÃO COMO IDEAL

▶ Rafael Paraná comemora o gol da vitória alvirrubra a um minuto do fim do jogo nutos iniciais, os passes errados e a ansiedade nas finalizações determinavam a supremacia das defesas na partida e apontavam para um empate sem gols. Para tentar mudar o placar, os dois treinadores apostaram em mudanças na equipe, mas apenas uma delas faria efeito ao final da partida. O volante Rafael Paraná, que havia entrado no lugar de Carlos Alberto, resolveu a vida americana no minuto final. Aos 48’, Paraná acertou chute forte em cobrança

de falta da intermediária e garantiu a vitória assistida por um público de 3.688 pessoas. A renda da partida foi de pouco mais de R$ 8 mil.

ABC

A Liga do Nordeste acatou solicitação do ABC e remarcou a partida contra o Fortaleza que estava prevista para a próxima quartafeira pelo Campeonato do Nordeste. O duelo a ser realizado no Castelão, e que ainda é válido pela oitava rodada, será realizado no dia

26 de setembro. O pedido alvinegro se deu em razão da viagem para Salgueiro onde jogará pela Série C no próximo domingo. A delegação tem seu retorno para Natal previsto apenas para a segunda-feira pela manhã, o que dificultaria a recuperação dos jogadores para o duelo seguinte. A partida já havia sido remarcada anteriormente a pedido da CBF por coincidir com a data de um dos jogos do Tricolor cearense pela Série C.

/ CASO BRUNO /

Ex-namorada de goleiro, Fernanda é presa em Minas FOLHAPRESS

de Minas prendeu ontem Fernanda Gomes Castro, ex-namorada do goleiro Bruno Fernandes. Ela foi encontrada em Ribeirão das Neves, região metropolitana de BH, na casa de Luiz Henrique Romão, o Macarrão. A detenção ocorreu após mandado de prisão contra Fernanda, Bruno e outros sete suspeitos, que cumpriam prisão temporária mas, agora, podem ficar detidos por tempo indeterminado. O promotor Gustavo Fantini denunciou ontem Bruno à Justiça pelos crimes de homicídio triplamente qualificado e ocultação do corpo de Eliza. O goleiro também foi denunciado por sequestro e cárcere privado do bebê da examante - seu suposto filho - e por A POLÍCIA CIVIL

MAIRA VIEIRA / FOLHAPRESS

corromper seu primo adolescente. A Justiça aceitou a denúncia e transformou os nove em réus. Segundo Fantini, o crime foi premeditado e o jogador foi o mandante. Também foram denunciados pelos crimes Fernanda, Macarrão, Dayanne Souza (mulher de Bruno), Wemerson Marques de Souza (o Coxinha), Flávio Caetano de Araújo, Elenilson Vitor da Silva (administrador do sítio do goleiro) e Sérgio Rosa Sales (o Camelo). O ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, suposto autor do assassinato, foi denunciado por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver. Fantini disse que ainda há provas periciais em sigilo, como registros telefônicos. Advogados dos denunciados afirmaram que vão recorrer das prisões.

▶ Fernanda escoltada por policiais no momento da prisão

/ REIVINDICAÇÃO /

Ministros do STF querem salário de R$ 30 mil FOLHAPRESS

Tribunal Federal) enviará na próxima semana um projeto de lei ao Congresso Nacional pedindo um reajuste de 14,79% nos salários dos ministros, que passaria a valer a partir de janeiro de 2011. Se o aumento for dado, o teto do poder público brasileiro

O STF (SUPREMO

das redes sociais da campanha política da presidenciável Dilma Rousseff, Marcelo Branco, a legislação atual que rege a propaganda política na internet está “perfeita”. Ele até faz uma ressalva, mas sem convicção: “com algum jogo de cintura, a gente consegue ultrapassar esses pequenos problemas”. Marcelo fez uma conferência sobre o uso dessas ferramentas durante a campanha política na noite de ontem, para uma plateia composta de militantes e candidatos do PT. A legislação hoje em dia só atinge diretamente os candidatos, quanto ao uso regrado das redes sociais. Caso um candidato queira usar blog, Twitter, Facebook, Orkut, ele deve seguir regras que chegam a restringir o alcance do que é dito. Mas o resto dos brasileiros está submetido apenas à lei da liberdade de expressão, e é nessa base que Marcelo e os militantes do PT se apóiam para propagar a agressiva campanha através das redes sociais que vem sendo feita. “A candidata não pode fazer muito, mas nós somos o povo, a gente pode militar, tanto quanto os militantes do adversário podem”. Quanto às polêmicas que imperam no debate feito através da internet, por conta da falta de regras, Marcelo diz que as discussões são as mesmas vistas ao vivo, entre duas pessoas que

PARA O ESTRATEGISTA

passará dos atuais R$ 26.723 para um salário mensal de R$ 30.675. O pedido só deverá ser analisados pelos congressistas no ano que vem, já que dificilmente haverá quorum este ano por conta das eleições. Tal aumento se ocorrer terá impacto em toda a União. De acordo com cálculos feitos pelo Supremo, somente no Poder

Judiciário o reajuste teria um impacto de R$ 450 milhões no orçamento de 2011. O envio do projeto foi anunciado ontem pelo presidente do STF, ministro Cezar Peluso, no início da noite. O último reajuste que os ministros receberam foi aprovado pelo Congresso no ano passado. Este novo projeto tem a in-

tenção de repor as perdas ocorridas por conta da inflação do ano passado e a previsão de perda para este ano. Soma-se a isso a diferença entre o que foi pedido no último projeto e o que foi realmente dado. Como base de cálculo, o Supremo utilizou o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo).

apóiam candidatos diferentes. “Caso o debate resvale para a calúnia, existem leis para proteger uma ou outra parte disso”. Marcelo falou sobre o alcance da internet, que vem se alargando cada vez mais, especialmente no Brasil. Mostrou pesquisas em que a maioria dos usuários afirma confiar no que é dito nas redes sociais e disse que já é visível a modificação no modo de se fazer campanha provocado pelo uso das redes sociais. Questionado se esse crescimento pode, um dia, chegar a amenizar os aspectos mais invasivos do período eleitoral, como os carros de som, Marcelo disse que acha que sim. “Mas não podemos achar que a internet vai modificar tudo o que já existe por aí”, e citou a diminuição de material impresso, sendo que esse aspecto se deve à restrição imposta pela nova legislação. Os candidatos Fernando Mineiro e Fátima Bezerra, que concorrem à vagas de deputado estadual e federal, e Hugo Manso, candidato ao Senado, compareceram ao evento, todos chegaram com atraso. Fátima entrou e ficou menos de um minuto, tempo suficiente para dar um “oi” à platéia e ao palestrante. Mineiro entrou sem alarde e assistiu cerca de 20 minutos da palestra. Já Hugo Manso ficou até o final, e aproveitou a ocasião para desenvolver estratégias de campanha com os militantes presentes.

/ ELEIÇÕES /

/ SEGURANÇA-RIO /

FICHA LIMPA BARRA MAIS DE 80 CANDIDATOS

INVESTIGAÇÃO PARA QUEM SOLTOU PRESOS

FOLHAPRESS

FOLHAPRESS

NO ÚLTIMO DIA previsto no calen-

A CORREGEDORIA DA Polícia Ci-

dário eleitoral para julgamento de candidaturas nos Estados, 83 candidatos haviam sido barrados pelos TREs, por conta da Lei da Ficha Limpa, até o início da noite de ontem. Em Minas Gerais, eram 16 candidatos indeferidos com base na lei. Sete deles são políticos do interior envolvidos em crimes de improbidade administrativa. O ranking parcial da aplicação da Lei Ficha Limpa apontava Rondônia com dez barrados, seguido por Ceará e Acre, com nove indeferimentos cada. O TRE do Maranhão não acrescentou ninguém para as estatísticas. A corte eleitoral interpretou que a Ficha Limpa não deveria valer para condenações aplicadas a candidatos antes da promulgação da lei, ocorrida em junho deste ano. Os números não incluem os julgamentos do TRE de São Paulo. O tribunal, que possui o maior número de candidaturas do país - mais de três mil -, havia informado que não seria possível seguir o calendário estabelecido pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Os candidatos ainda podem recorrer ao TSE e ao STF .

vil do Rio abriu inquérito ontem para investigar a conduta de policiais da Casa de Custódia de Queimados, na Baixada Fluminense. Após receber denúncias de irregularidades, promotores inspecionaram a prisão e encontraram presos fora das celas, exercendo funções que cabiam aos policiais. Dois policiais civis foram autuados em flagrante e vão responder pelos crimes de prevaricação (quando um funcionário público deixa de cumprir suas funções ou cumpre de forma contrária à lei) e usurpação como partícipes (por terem permitido que os presos exercessem suas funções). Segundo a delegada Sonia Bello, os dois já foram afastados de suas funções. Outros seis policiais que trabalham na Casa de Custódia serão investigados. Oito presos envolvidos no esquema de beneficiamento já foram ouvidos ontem. A prisão de Queimados abriga 160 presos, e apenas dois policiais ficam de plantão a cada turno.


Política

Editor Viktor Vidal

E-mail politica@novojornal.jor.br

Fones 84 3201.2443 / 3221.3438

NATAL, SEXTA-FEIRA, 6 DE AGOSTO DE 2010 / NOVO JORNAL /

3

PESQUISA AO GOSTO DO FREGUÊS / ESTATÍSTICA / DIFERENÇA DE NÚMEROS ENTRE INSTITUTOS DEIXA CLARO USO DA INTENÇÃO DE VOTOS PELO MARKETING DE CAMPANHA ARGEMIRO LIMA / NJ

A PROFUSÃO DE

números tão diferentes das pesquisas eleitorais tem mostrado realidades distintas – dependendo do instituto em questão – no quesito intenção de voto da atual campanha no Rio Grande do Norte. Ontem, a divulgação de mais dois levantamentos confirma um fenômeno cada vez mais claro: o uso das pesquisas como instrumento de marketing. No início da tarde, a assessoria da coligação Vitória do Povo, cujo principal candidato é o governador Iberê Ferreira (PSB), divulgou uma pesquisa do Instituto Consult com os seguintes números do questionário estimulado para o governo: Rosalba Ciarlini (DEM) com 43,29%; Iberê Ferreira, 22,06%; Carlos Eduardo Alves (PDT) tem 11,06%; e indecisos aparece com 16,53%. A pesquisa foi encomendada pela Federação das Câmaras dos Dirigentes Lojistas (FCDL), cujo presidente é Marcelo Rosado, exsecretário estadual de Desenvolvimento Econômico do governo Wilma de Faria. Horas mais tarde, outra pesquisa divulgada, agora do Instituto Gama, mostrou números diferentes no mesmo quesito: Rosalba, 47,9%; Iberê com 15,9%; Carlos Eduardo, 14,2%; nenhum deles, 4,1%; e não sabe, 13,2%. Ambas as pesquisas foram registradas no Tribunal Regional

Eleitoral (TRE). A Consult, que trabalha internamente para a coligação Vitória do Povo, ouviu 1.700 pessoas entre os dias 30 de julho e 02 de agosto. O Instituto Gama, que presta serviço à coligação A força da União, encabeçada por Rosalba Ciarlini, entrevistou 1.019 eleitores entre 20 e 24 de julho. Um dado comum entre os números dos dois institutos é a liderança de Rosalba Ciarlini, com perspectiva de vitória no primeiro turno, embora a Consult apontea com quatro pontos percentuais a menos. O maior disparate, porém, está na diferença entre Iberê e Carlos Eduardo. Enquanto no Instituto Gama eles estão tecnicamente empatados (15,9% para Iberê e 14,2% para Carlos Eduardo), a Consult coloca o governador com o dobro de pontos sobre o ex-prefeito de Natal: 22,6% contra 11,6%. Quando comparados com os números do instituto Vox Populi – único fora do RN a divulgar pesquisa local até agora -, o Instituto Gama tem mais semelhança entre os dados. No dia 29 de julho, uma semana antes, o Vox Populi mostrou na estimulada Rosalba com 53%; Iberê com 18%; e Carlos Eduardo com 13%. Continuando a enxurrada de números, mais dois institutos vão divulgar pesquisas dentro dos próximos dez dias: Certus e Ibope.

HUMBERTO SALES / NJ

TIAGO LIMA / NJ

PESQUISAS ESTIMULADAS

Governo VOX POPULI (29 DE JULHO) Rosalba Ciarlini – 53% Iberê Ferreira – 18% Carlos Eduardo – 13%

▶ Rosalba lidera

▶ Iberê segue em segundo

▶ Carlos Eduardo é o terceiro

SENADO TEM MAIOR DISPARATE

bém respondam à questões de interesse da classe empresarial. A CDL Natal já teve inclusive oportunidade de realizar assembléias com os então pré-candidatos à presidência José Serra e Marina Silva nestas eleições, bem como tem a intenção de promover encontros com os candidatos a governo do Estado, caso haja segundo turno.

Rosalba Ciarlini – 47,9% Iberê Ferreira – 15,9% Carlos Eduardo – 14,2%

CONSULT (04 DE AGOSTO)

No Senado, a disparidade segue a mesma lógica dos números para o governo. No entanto, a posição da ex-governadora Wilma de Faria na estatística da Consult se destaca em relação aos outros dois institutos, que mantêm uma certa coerência quanto à distância entre os candidatos. De acordo com os números divulgados ontem pela Consult, Garibaldi Filho lidera com 54,12%, se-

guido de José Agripino com 45,35% e Wilma com 44,82% e Hugo Manso, 5,35%. Os números levam em consideração a soma do primeiro e segundo votos. Bem diferente, o Instituto Gama traz Garibaldi com 52,7%, Agripino tem 48,4%, enquanto Wilma cai para 36,1%; Hugo Manso tem 4,8%. Novamente, os dados do Instituto Gama se aproximam do Vox Populi divulgado dia 29 de ju-

lho: Garibaldi, 59%; Agripino, 57%; Wilma, 39%; Hugo Manso, 7%. Um dado interessante mostrado pelo Vox Populi e que se repete nos números do Gama é a liderança de José Agripino no segundo voto. No primeiro, o democrata veio com 27%, contra 24% de Garibaldi e 17% de Wilma. Agora, o Gama mostra Agripino com 24,4%, Garibaldi com 18,7% e Wilma com 14,8%.

MAGNUS NASCIMENTO / NJ

HUMBERTO SALES / NJ

MAGNUS NASCIMENTO / NJ

EM NOTA, CDL NATAL DIZ QUE NÃO SE ENVOLVE COM PESQUISA A Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal (CDL Natal) vem a público esclarecer que não participa nem se envolve com nenhuma pesquisa de intenção de votos no período eleitoral. É da postura da entidade sim procurar os candidatos para que eles participem de eventos onde podem expor seus planos de trabalho e tam-

GAMA (04 DE AGOSTO)

Rosalba Ciarlini – 43,29% Iberê Ferreira – 22,06% Carlos Eduardo – 11,06%

Senado

(soma do 1º e 2º votos)

VOX POPULI (29 DE JULHO) Garibaldi Filho – 59% José Agripino – 57% Wilma de Faria – 39% Hugo Manso – 7%

GAMA (04 DE AGOSTO) Garibaldi Filho – 52,7% José Agripino – 48,4% Wilma de Faria – 36,1% Hugo Manso – 4,8%

CONSULT (04 DE AGOSTO) Garibaldi Filho – 54,12% José Agripino – 45,35% Wilma de Faria – 44,82% Hugo Manso – 5,35%

▶ Garibaldi mantém aponta

▶ Agripino lidera segundo voto

▶ Wilma tem ascenção na Consult

/ ALMOÇO /

Financiador do Iberetion com artesãos agora se diz empresário ANASTÁCIA VAZ / ESPECIAL NJ

DINARTE ASSUNÇÃO CRISTIANO FÉLIX DO NOVO JORNAL

APÓS ASSUMIR UMA despesa de R$

4,3 mil, referente ao evento que reuniu artesãos, o governador Iberê Ferreira de Souza (PSB) e os dois candidatos da ao Senado Federal pela coligação “Vitória do povo” – Wilma de Faria (PSB) e Hugo Manso (PT) -, o funcionário da prefeitura de São Gonçalo do Amarante, Severino Marcelo de Melo, que inicialmente pediu para ser identificado como artesão, anunciou ter mudado de idéia na última entrevista concedida e agora quer ser citado como empresário “Não tem cabimento um artesão ter pagado”, reconheceu, afinal, causaria estranheza insistir em dizer que o ofício de artesão possibilitaria pagar não apenas os mais de R$ 4 mil do evento realizado na última segunda-feira, mas todos os outros que declarou ter feito para articular uma possível candidatura com vistas à Câmara Municipal de São Gonçalo do Amarante.

Segundo ele, todo o recurso empregado é próprio. A fonte seria a atuação no ramo da carcinicultura. “Eu tenho oito viveiros de camarão. Trabalho e tenho meu dinheiro. Patrocino esses eventos porque estou me articulando politicamente para 2012, quando disputarei um assento na Câmara de Vereadores de São Gonçalo do Amarante”, justificou o esforço. O endereço declarado por ele, e que aparece na nota fiscal dada pela empresa Monza Palace Hotéis Ltda, da rede onde foi realizado o evento, situa tanques de um viveiro de camarão atualmente desativado. Alegando não querer se tornar “bode expiatório”, dada a proporção dos questionamentos que o almoço tomou, inclusive de ordem jurídica, Melo declarou ter patrocinado em benefício dos artesãos. “Eu não posso passar por esse papel. O que eu fiz foi em interesse da classe”. Independentemente da motivação, o empresário tomou pra si a responsabilidade pelo episódio,

ao fazer o pagamento. No Mercado de Artesanato de São Gonçalo do Amarante, profissionais do setor se queixam da postura de Severino de Melo de alegar defender a classe, quando na realidade agiria para obter vantagens pessoais. “Desde que o prefeito assumiu que ele se enfiou aqui (no mercado). Sai por aí se apresentando como presidente da Associação dos Produtores Artesãos, mas é mentira. Nem eleições aconteceram ainda para presidência”, comentou um trabalhador que preferiu não ser identificado. Quem também confirma é a artesã Rosângela Maria da Silva, 45. De acordo com ela, há pouco mais de um ano Severino começou a atuar com foco na atividade cerâmica. O tempo citado por ela é o mesmo que o servidor ocupa na Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Semtas) do município de São Gonçalo do Amarante. Desde o início da atual gestão Severino de Melo assumiu a coordenação do núcleo

de artesanato da pasta.

AÇÃO

A assessoria jurídica da coligação “A força de união”, que disputa o governo com uma chapa encabeçada pela senadora Rosalba Ciarlini (DEM) vai ingressar hoje com uma ação na justiça pedindo a punição dos membros da aliança adversária que participaram do almoço ocorrido no Hotel Monza, no início da semana. Durante o evento, a equipe de campanha da candidata democrata documentou com material de áudio e vídeo a surpresa de muitos participantes, que confirmaram ter recebido o convite para uma reunião organizada pela Sethas, mas se depararam com a presença de candidatos. O advogado Thiago Cortez garante que houve violação da lei eleitoral por terem sido misturadas ações administrativas com de campanha. Caso sejam condenados, os quatro candidatos envolvidos podem ter o registro de candidatura cassados pelo TRE.

▶ Severino Melo discursa no almoço com artesãos


Opinião 4

Editor Franklin Jorge

E-mail opiniao@novojornal.jor.br

Fones 84 3201.2443 / 3221.3438

/ NOVO JORNAL / NATAL, SEXTA-FEIRA, 6 DE AGOSTO DE 2010

Editorial O lixo vigiado ▶ rodaviva@novojornal.jor.br

CONSTRUÇÃO CIVIL

BUSÃO DO BRASIL

A GRAVATA DE GERSINO (II)

A senadora Rosalba Ciarlini abre hoje uma série de três assembleias-almoço com os principais candidatos ao governo, no hotel Ocean Palace. Os empresários da construção civil esperam ouvir os candidatos sobre temas como saneamento básico, habitação e infraestrutura, todos ligados à indústria da construção civil. Na próxima quarta-feira será a vez do ex-prefeito Carlos Eduardo e, dia 18, do governador Iberê Ferreira de Souza.

- Ao Novo Jornal nós não daremos qualquer informação porque esse é um veículo tendencioso e de interesses políticos. É uma ordem minha. E peço para que diga isso ao dono do jornal, o Cassiano Arruda, de quem eu conheço muito bem o estilo mal intencionado. Essa afirmativa é do Secretário do Trabalho, Habitação e da Ação Social, Sr. Gersino Saraiva, um servidor público, do primeiro escalão do Governo do Estado, que de uma sentada, nega sua história de vida e assume uma atitude comum nas ditaduras, a de desprezar a opinião pública e ainda estabelecer um tipo de censura, selecionando o órgão de comunicação que deve merecer, ou não, as explicações de um ato público, colocando em dúvida a lisura da atuação de um órgão público. O que o Novo Jornal quer saber é se houve, ou não, o envolvimento da Secretaria de Estado confiada ao Sr. Gersino, de forma irregular, num ato eleitoral, como foi colocado sob suspeita da prática de crime eleitoral. A informação – com a versão do Governo – não está sendo sonegada apenas ao Novo Jornal, mas, sobretudo, aos seus leitores, muitos deles representativos do importante segmento composto por formadores de opinião (empresários, jornalistas, publicitários, professores, advogados, médicos, religiosos, promotores, juízes) cidadãos, contribuintes e eleitores. Quando tipifica este Novo Jornal como “tendencioso”, o ex-guerrilheiro convertido em militante do socialismo wilmista está coberto de razão. Desde o seu nascimento, e ao longo desses quase nove meses de vida, o Novo Jornal não escondeu de ninguém o seu compromisso com a notícia, o fato, base para quem assume o compromisso de emitir opinião. Não agredir os fatos para opinar e defender uma tendência, um princípio, um lado. Com interesses políticos, sim. Interesses legítimos numa democracia. Por ser “tendencioso”, o Novo Jornal não se acomodou deixando de trazer ao conhecimento público, o “Escândalo do Foliaduto”, que passou quatro anos engavetado e longe da mídia. O mesmo valendo para o andamento da “Operação Hygia”, da Polícia Federal, que saiu do esconderijo do pé de página para as manchetes, sem restrição da divulgação dos nomes do envolvidos, como vinha ocorrendo. Dois escândalos que se tornaram emblemas de um estilo de governo. O Governo de Gersino. Quem estava desacostumado com imprensa livre pode não ter tomado as devidas cautelas na montagem de atos capazes de misturar o governamental com o eleitoral; o público com o privado. Como pode ter ocorrido no Hotel Monza. No caso do chamado “Iberetion do Artesanato” o noticiário do Novo Jornal procurou mostrar o fato em todas as suas dimensões. Se não oferece a visão e a versão da Secretaria de Gersino Saraiva é porque ele nem quis falar e ainda proibiu – “é uma ordem minha” com toda prepotência - aos seus auxiliares de fazêlo. Mas o leitor é testemunha do esforço feito para mostrar o fato como o fato foi.  Em tempo: Do jeito que Gersino disse me conhecer, eu também o conheço. Mas confesso que o Gersino que conheci era bem mais humilde e capaz de aceitar opiniões divergentes, sem usar o argumento da truculência, que é argumento próprio de quem não tem argumentos.

O TEMPO E O VOTO Em São Paulo, o PT deu uma colher de chá ao companheiro Netinho (o pagodeiro Netinho de Paula) candidato ao Senado pelo PCdoB em coligação com Marta Suplicy, na divisão do tempo de TV. Martha ficará com dois minutos e dez segundos e ele com um minuto e dez. Aqui, o candidato Hugo Manso diz que ocupará todo o tempo que cabe ao partido, mas quem sabe quem manda, acha que se sair meio-a-meio já estará de bom tamanho, podendo haver uma inversão do critério de São Paulo, ou seja, oferecer a maior parte a aliada, Wilma, que tem as bênçãos de Lula e de Dilma.

Espero que a Polícia encontre quem fez isso com o espanhol. E que este crime não fique impune e sem solução”

TIAGO LIMA / NJ

AÇÃO SALOMONICA Os companheiros do “Jornal de Hoje” acolheram, de uma só vez, pesquisas realizadas pelos institutos que têm prestados serviço às candidaturas de Iberê (Consult) e Gama (Rosalba), bem nos princípios do Rei Salomão. A Tribuna do Norte contratou o instituto Certus (que tem trabalhado para Garibaldi) para fazer pesquisas exclusivas. Tanta pesquisa, muitas vezes, serve mais para tumultuar do que para esclarecer. É uma tática antiga dos marqueteiros.

PADRE TIAGO

DO CÔNSUL DA ESPANHA, PIO MORQUECHO SOBRE O ASSASSINATO DO INVESTIDOR ANDRÉS JAIME HOMERO CONDE, EM PONTA NEGRA

Os amigos do padre Tiago Thiessen têm um novo motivo para encontrarem-se, na noite de hoje, na Igreja de Santa Maria Mãe, no Conjunto Santa Catarina, Zona Norte. É o lançamento do livro biográfico “Padre Tiago, homem de poucas palavras e muitas ações em 55 anos de vida sacerdotal”, de autoria de Rita de Cássia Bento de Almeida.

BEM NA FOTO Nossa Universidade Federal foi classificada pelo Conselho Superior de Investigações Científicas da Espanha (Webmetrics Ranking Web of World Universities) como a nona mais qualificada do Brasil e a 19ª entre as instituições da América Latina. Esse ranking é divulgado duas vezes por ano desde 2004, cobrindo mais de 20 mil instituições de ensino superior de todo o mundo, avaliando a partir do desempenho global de cada uma e visibilidade na web, incluindo indicadores de pesquisa e qualificação de estudantes e professores.

O “Busão do Brasil”, um reality show da Band, realizado num ônibus adaptado, chegou a Mossoró no começo da semana e hoje deixa a cidade no rumo de Campina Grande. Aportou no Hotel Termas e permitiu a realização de várias provas entre os participantes, que serão exibidas paulatinamente. O programa é exibido em episódios diários de 15 minutos e aos domingos, uma hora, a partir das 21h30. Projetado para ficar três meses na estrada, passando por 11 estados e 16 cidades, apresentado por Edgard Piccoli.

DIA DE GASTRONOMIA Portalegre, distante 366 Km de Natal e 146 Km de Mossoró, abre hoje o seu 2º Festival Gastronômico e Cultural, envolvendo atividades gastronômicas e artísticas voltados para turistas e a própria comunidade. Serão oferecidas oficinas, cozinha-show, degustação de pratos elaborados e concursos gastronômicos com participação de chefs e restaurantes de Natal e de Alagoas.

HISTÓRIA POLÍTICA Hoje completa exatamente 60 anos que o governador de São Paulo, Adhemar de Barros, chegava a Natal para fazer o lançamento da candidatura do norte-riograndense Café Filho a vice-presidente da República, numa época em que o vice era votado independente do presidente. Café dobrou com Getúlio Vargas e terminou assumindo o Governo em 1954, quando o presidente suicidou-se com um tiro no peito. Café é o único norte-riograndense a ter ocupado a Presidência da República.

CONTRA A FRAUDE A legislação eleitoral reduziu a repercussão de projeto apresentado pelo deputado Felipe Maia acrescentando um artigo ao Código Penal estabelecendo critérios de punição para os fraudadores de concursos públicos. Felipe chegou a marcar entrevistas em duas redes de TV, depois canceladas para não serem confundidas com favorecimento nessa época de campanha, depois do movimento realizado na Câmara com apoio do Movimento de Moralização dos Concursos Públicos.

ZUM ZUM ZUM ▶

O governo do Estado comemora hoje o Dia do Rio Grande do Norte, que transcorre amanhã. Solenidade no Centro Administrativo. ▶ Painel de hoje no Encontro dos TRTs do Nordeste: Qualidade em saúde; programas e ações – melhores práticas”. ▶ Hoje, no Teatro de Cultura Popular, Ana Fernandez apresenta o show “Alma Brasileira”.

Carlos Alberto de Oliveira Torres foi nomeado Diretor de Transportes do DER. ▶ Hoje completa exatamente 120 anos da instalação do município de Luiz Gomes. ▶ Revil Alves esqueceu de se afastar do emprego público e desistiu de lançar hoje, em Caicó, sua candidatura a deputado federal. ▶ A companhia de Dança do Teatro Alberto Maranhão apresenta hoje o

espetáculo Fases, com participação de Cosme Gregory, da Cia Jovem Bolshoi. ▶ Faz 80 anos, hoje, que um primeiro navio de guerra estrangeiro atracava no Porto de Natal. O cruzado Dehli, de bandeira inglesa. ▶ Efeito Bruno: A média de público dos jogos do Flamengo, que no Nacional do ano passado era de 40 mil pagantes, caiu para 19 mil este ano.

▶ O novo Buraco da Catita (travessa Alexandre Garcia, Ribeira) tem hoje música ao vivo do grupo Catita Choro e Gafieira. ▶ A boate Hooter´S comemora hoje seu 18º aniversário com o “Hooter`S in back – 18 anos de novo”. ▶ A Secretaria da Saúde promove hoje, no hotel Praia Mar, seminário para marcar a 19ª Semana Mundial de Amamentação.

Sancionada pelo presidente Lula no início da semana, a lei que cria a Política Nacional de Resíduos Sólidos no país precisa ser, agora, mais conhecida. Não somente por aqueles encarregados de fazê-la cumprir, mas por todo cidadão. A destinação adequada do lixo é hoje uma questão fundamental para qualquer gestor público, principalmente porque afeta diversas áreas – entre as quais a saúde e o meio ambiente, as principais. Não raro os jornais publicam denúncias em que o lixo hospitalar aparece depositado junto ao lixo doméstico, o que é um perigo. Mais do que tratar a aplicação da nova lei unicamente nas instâncias de interesse, ou seja, nas secretarias de saúde, nos hospitais e nas clínicas, por meio de palestras ou avisos, o poder público, municipal, estadual e até mesmo o federal, precisa fazer campanhas de esclarecimento à população, sob pena de a lei não pegar (o que não chegaria a ser novidade no Brasil) ou ser desobedecida sem que o cidadão prejudicado ou o estabelecimento infrator saiba a quem recorrer. Há ainda que se definir, de forma clara, quem fiscaliza e com que estrutura. É bem verdade que há na constituição federal uma norma estabelecendo que a ninguém é dado o direito de desconhecer a lei, mas esse preceito precisa ser adequado a situações que possam pôr em risco a saúde e a segurança da população. É o caso. Com a sanção da lei, que tramitou durante vinte anos no Congresso Nacional, o país passa a ter um marco regulatório na área dos resíduos sólidos. A nova legislação faz a distinção entre resíduo (o lixo que pode ser reaproveitado ou reciclado) e rejeito (o que não é passível de reaproveitamento). A lei se refere a todo tipo de resíduo, o doméstico, industrial, de construção civil, eletroeletrônico, lâmpadas de vapores mercuriais, entre outros, e responsabiliza as empresas pelo recolhimento de produtos descartáveis. Estabelece, ainda, a integração de municípios na gestão dos resíduos e define responsabilidades para toda a sociedade pela geração de lixo. É, portanto, uma lei da maior importância cujo cumprimento deve exigir do poder público o maior empenho. A hora é boa para se discutir também a destinação do lixo de Natal. Se por um lado o aterro sanitário de Ceará-Mirim atende em parte as necessidades da Grande Natal, por outro é preciso normatizar – ou enquadrar à nova lei – o uso de caçambas de lixo nas ruas da capital. São inúmeras e não somente nas proximidades de construções. Do mesmo modo, é preciso monitorar o despejo de baterias de aparelho celular e objetos eletroeletrônicos. E, mais do que tudo, é preciso cobrar a eficiência nos gastos e na coleta do lixo doméstico.

Artigo ADA LIMA Chefe de Reportagem

adalima@novojornal.jor.br

Ceição Ela nunca me abraçou. Reservada, guardava os carinhos para a filha. Mas afagou-me desde meus primeiros meses de vida com peças cuja delicadeza era a antítese do barulho produzido pela máquina de costura Singer. Maria de Conceição vestia-se modestamente. Em casa, estava sempre de havaianas, camisetas velhas e bermudas. Prendia os cabelos crespos num rabo-de-cavalo ou mantinha-os enrolados e presos por grampos, formando uma touca ao redor da cabeça. Mulher séria, discreta, religiosa, pedia a bênção a vovô – seu tio – e a vovó – madrinha – com a voz suave, estendendo suavemente a alva e calejada mão direita. Se, na cozinha, as mãos de Ceição davam conta de pouco além do básico, com linha, agulha e tecido elas faziam maravilhas. Mais as rendas, fitas e bicos da loja da minha tia, davase a mágica. Mal vestia as roupas, ainda em casa, eu já me sentia a Rainha do Milho da quadrilha, o destaque do carnaval, a diva da festa de aniversário. As colegas olhavam – de esguelha ou sorrindo, dependendo do grau de amizade – e às vezes tocavam as peças, para depois perguntarem onde vovó havia comprado meu macacão, meu vestido, meu conjunto. “Ela só compra o tecido”, eu respondia, para arrematar depois: “é minha prima Ceição que faz”, cheia de orgulho da parente que reproduzia, com riqueza de detalhes, os figurinos das revistas e das novelas. Então chegou a época – muito temida por vovó – em que comecei a verbalizar, discretamente, minha insatisfação com os babados, bordados e cambraias. Meu desejo eram os jeans e outras peças, semelhantes às das demais adolescentes, que eu via nas vitrines das lojas. Ceição passou a costurar cada vez menos. “Minha vista é ruim”, dizia, ajeitando os óculos de lentes muito grossas que deixavam os olhos miudinhos. Eu soube por vovó do diagnóstico: glaucoma. E a casa de Ceição foi ficando cada vez mais silenciosa e vazia, sem os montes de tecidos que antes se acumulavam sobre a mesa de costura. Hoje, as mãos que já me transformaram em princesa, anjo, bruxa e caipira ocupam-se mais de panelas, panos de prato e vassouras. Nem dos cabelos e roupas da filha, já quase adulta, cuidam mais. Há quem diga que as últimas tentativas com a máquina Singer, quase o tempo inteiro relegada a um canto de parede e coberta por um pano que a protege da poeira, não foram bem sucedidas. Bem, digam o que quiserem: para mim, as mãos de Ceição sempre serão de fada.


▶ POLÍTICA ◀

NATAL, SEXTA-FEIRA, 6 DE AGOSTO DE 2010 / NOVO JORNAL /

Painel RENATA LO PRETE Da Folha de São Paulo

PSTU

painel@uol.com.br

Tudo em família Pelo Brasil afora, na esteira da aprovação da Ficha Limpa, candidatos temerosos de perder o registro estão escalando parentes, sobretudo filhos, para substituí-los nas urnas. Em geral donos de um bom espólio eleitoral, os ‘ficha suja’ consideram fácil transferir votos aos parentes, que em muitos casos levam seu nome e sobre os quais conservarão total influência. No Maranhão, o deputado Fufuca Dantas (PMDB) deu lugar ao filho, André Fufuca (PSDB). Com 21 anos, o estreante ‘Fufuquinha’, como é mais conhecido, disputará uma vaga de deputado estadual.

TAL PAI Em Brasília, aliados sugerem a Joaquim Roriz (PSC), caso barrado em última instância, lançar ao governo a filha Liliane, hoje registrada para concorrer a vaga de deputada distrital.

FRANQUIA

No Piauí, 20 políticos com mandato têm parentes candidatos. Vice numa chapa ao governo, o deputado estadual Flávio Nogueira (PDT) lançou o filho Flávio Nogueira Júnior (PDT), 29, para ‘sua vaga’.

PESCARIA

O PSDB inaugura em breve comitê suprapartidário para José Serra no Rio Grande do Sul. O objetivo é mobilizar a ala amiga do PMDB e também o PTB, hoje dividido entre Serra e Dilma.

os tucanos José Serra e Geraldo Alckmin por terem alegadamente feito campanha em escola pública durante visita a Heliópolis, na capital. O líder petista na Câmara, José Américo, também pediu esclarecimentos à prefeitura sobre a liberação de crianças e professores para acompanhar o evento.

PRÉVIA DE 2011

PT e PMDB duelaram nesta semana na Câmara. Presidente da Casa e vice de Dilma, Michel Temer optou por caminho diverso do sugerido pelo Planalto para a pauta de votações. O governo queria liquidar três MPs, duas delas ligadas à Copa e à Olimpíada.

ROTEIRO

A despeito do renitente terceiro lugar de Yeda Crusius (PSDB) nas pesquisas, os tucanos seguem com a esperança de que a governadora chegue ao segundo turno contra Tarso Genro (PT), desbancando José Fogaça (PMDB).

Convencido de que as MPs ‘esportivas’ causariam polêmica, Temer tentou votar a medida que amplia o limite para a concessão de empréstimos pelo BNDES. Logo em seguida, pretendia liquidar a votação, em segundo turno, da PEC 300, que estabelece piso salarial para policiais e bombeiros, um compromisso assumido por ele com a categoria.

TRICOLOR 1

EM TEMPO

A CONFERIR

Embora dilmista de carteirinha, o senador Delcídio Amaral (PT-MS) não resistiu: com debate e tudo, foi ao Morumbi torcer pelo São Paulo na Libertadores.

TRICOLOR 2

Outro são-paulino, o deputado João Paulo Cunha (PTSP), optou por solução mista: não foi ao estúdio da Band, mas prometeu assistir simultaneamente ao debate e ao jogo em casa.

NO PÉ

O PT-SP vai ingressar no Ministério Público Eleitoral com representação contra

A MP cuja votação interessava ao PMDB é relatada por uma deputada do partido, Solange Almeida (RJ). Os ‘contrabandos’ no texto incluem isenção de impostos para termelétricas e outras generosidades.

ASSIM NÃO

O PT mobilizou outros partidos aliados e impediu a mudança na ordem de votação, o que levou a Câmara a encerrar a semana de ‘esforço concentrado’ sem votar nenhuma das medidas previstas. Os petistas consideraram o desfecho uma demonstração de força.

TIROTEIO Esse negócio de pesquisa é como taxa de inflação. Se deixar chegar aos dois dígitos, pode ficar impossível de segurar. DO MINISTRO DO PLANEJAMENTO, PAULO BERNARDO, fazendo brincadeira a propósito da nova CNT/Sensus, que coloca Dilma dez pontos à frente de Serra.

/ DECISÃO / NO ÚLTIMO DIA DE JULGAMENTO DE REGISTROS, TRE ANULA TODAS AS CANDIDATURAS DO PARTIDO E MAIS OITO DE OUTRAS LEGENDAS

FORA KAMILO MARINHO / NJ

ANNAPAULA FREIRE DO NOVO JORNAL

EM SESSÃO REALIZADA ontem, últi-

mo dia para julgamento de registros, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE/ RN) indeferiu todas as 12 candidaturas do PSTU e mais oito de outros partidos. As candidaturas do PSTU foram consideradas irregulares porque o Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários (DRAP) não foi comunicado em tempo hábil, segundo disposto na Lei das Eleições, dos Partidos Políticos e na Resolução 23.221 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O DRAP confirmaria a constituição regular do diretório regional do PSTU no estado. Indeferido o DRAP do partido, todas as suas candidaturas também foram anuladas por consequência. O PSTU ainda pode recorrer junto ao TSE. No pleito desse ano, o partido almejava por oito cargos po-

▶ Dário Barbosa: dois pesos, duas medidas líticos. Incluído seus suplentes, as candidaturas consideradas irregulares foram: Simone Dutra (governadora); José Mendes (vice-governador); Dário Barbosa (senador); Alexandre Guedes (senador); Juary Chagas (deputado federal); Bira Queiroz (deputado federal); Rovália Fernandes (deputada estadual); e Luciana Lima (deputada estadual). Depois de reunião na sede do diretório regional, ontem à tarde, um dos candidatos indeferidos,

Dário Barbosa, que tenta o Senado, anunciou que o PSTU está providenciando a documentação necessária para recorrer da decisão no TSE. Segundo Dário, desde 10 de abril de 2009, o diretório do partido foi nomeado. Ele rechaça a argumentação do TRE de que o PSTU não teria se registrado antes das convenções do partido – prazo legal. Dário acredita que há um tratamento diferenciado por parte

da Justiça Eleitoral. “Essa mesma questão aconteceu com a outra candidata. Dois pesos, duas medidas. A Justiça nem é cega e nem é neutra”, exclamou. Ele questiona o deferimento da candidatura ao Senado de Wilma de Faria pelo PSB. A candidata teria também perdido um prazo legal e mesmo assim teve a aprovação do Tribunal. O TRE finalizou ontem os processos de registro, entre candidaturas individuais e DRAP’s. No caso do PSTU, os candidatos foram considerados irregulares em conseqüência da irregularidade do partido (DRAP). Seguindo o prazo final do calendário eleitoral (05 de agosto), o TRE julgou todos os processos originários. Quanto aos considerados remanescentes, que preenchem as vagas restantes, o tribunal apreciou 15 processos e ainda se encontra dentro do prazo legal para o julgamento dos outros processos. O TSE tem até o dia 19 de agosto para julgar os recursos.

/ FICHA LIMPA /

Cássio Cunha Lima é barrado; Collor liberado JOSÉ CRUZ / ABR

FOLHAPRESS O EX-GOVERNADOR DA Paraíba Cás-

sio Cunha Lima (PSDB) teve sua candidatura barrada pela Lei da Ficha Limpa. A decisão foi do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Estado anteontem à noite, em uma sessão que negou o registro de 17 dos 37 pedidos de candidaturas julgados. Cunha Lima, que seria candidato ao Senado, foi condenado por crime eleitoral. Em fevereiro do ano passado, depois de recursos negados pelo STF (Supremo Tribunal Federal), ele deixou o cargo de governador. Em seu lugar, assumiu José Maranhão (PMDB). Outros três políticos da Paraíba também tiveram registro negado pela Ficha Limpa ontem: Ab-

▶ Cássio Cunha Lima mael de Souza Lacerda (candidato a deputado estadual, PMDB), Sebastião Alberto Cândido (a deputado estadual, PPS) e Márcio Roberto da Silva (candidato a deputado estadual, PMDB).

COLLOR Por decisão unânime, os sete juízes do TRE de Alagoas deferiram o registro de candidatura do ex-presidente Fernando Collor de Melo (PTB) para a disputa do governo do Estado. A sessão aconteceu na última terça-feira, mas só foi confirmada pelo TRE-AL ontem. A candidatura do vice de Collor, Galba Novais (PRB), também foi deferida. O advogado da coligação “O Povo no Governo’’ (PRB-PTB-PSL-PHS-PMN-PTC), Fábio Ferrário, foi contatado pela reportagem, mas não ligou de volta para comentar o deferimento. A PRE (Procuradoria Regional Eleitoral) havia impugnado a candidatura de Collor por falta de documentação, e não por ele estar enquadrado na Lei da Ficha Limpa (135/2010). Como Collor

apresentou os documentos, foi liberado para esta eleição. A PRE não informou quais documentos o candidato havia deixado de apresentar. Outros 320 candidatos também foram impugnados pelo TRE por falta de documentação. As candidaturas estão sendo votadas. O prazo para o julgamento de todos os casos terminaram ontem. O TRE-AL já indeferiu, com base na Lei da Ficha Limpa, o registro de candidatura a deputado estadual de Alberto Sextafeira e Gilberto Gonçalves, ambos condenados por abuso do poder econômico. A candidata ao Senado Heloísa Helena (PSOL) teve a candidatura deferida. Ela havia sido impugnada pelo adversário Ildefonso Rebouças (PRTB), por suposta sonegação de imposto.

/ PESQUISA /

Dilma lidera 10 pontos à frente de Serra, diz Sensus FOLHAPRESS PESQUISA CNT/SENSUS DIVULGADA ontem mostra uma vanta-

gem de 10 pontos para a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff (PT), sobre o candidato do PSDB, José Serra. A petista recebeu 41,6% das intenções de voto, enquanto o tucano ficou com 31,6%. Marina Silva (PV) aparece em terceiro lugar, com 8,5% dos votos, enquanto José Maria Eymael (PSDC) tem 1,9% e Plínio Arruda

(PSOL), 1,7%. Outros candidatos mencionados na pesquisa não registraram 1% dos votos. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos. Os indecisos, brancos e nulos somam 14,5%. Em maio, na edição anterior da CNT/Sensus, Dilma tinha 35,7%, Serra, 33,3%, e Marina, 7,3%.

ESPONTÂNEA

Na pesquisa espontânea, Dilma também aparece na fren-

te de Serra - na qual não é apresentada a lista de candidatos aos eleitores. A petista recebeu 30,4% das intenções de votos na espontânea, contra 20,2% do tucano. Marina tem 5% das intenções de voto, o mesmo índice do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que não é candidato. Num eventual segundo turno entre Serra e Dilma, a petista venceria com 48,3%, contra 36,6% para o tucano. Os brancos, nulos e indecisos somariam 15,3%.

Já num segundo turno entre Dilma e Marina, a petista teria 55,7%, contra 23,3% para a senadora do PV. Os brancos, nulos e indecisos somariam 21,1%. Se a disputa ficasse entre Serra e Marina, o tucano teria 50%, contra 27,8% para a parlamentar. Os brancos, nulos e indecisos somariam 22,5%. A pesquisa CNT/Sensus foi realizada entre os dias 31 de julho e 2 agosto de 2010, em 136 municípios de 24 Estados. Foram ouvidas 2.000 pessoas.

WILSON DIAS / ABR

HUMBERTO SALES / NJ

CONTRAPONTO VÁ LAMBER SABÃO! Tão logo chegou ao Paraná para uma agenda política em companhia de Dilma Rouseff, na sexta à noite, Lula reclamou da sobrecarga de trabalho e cogitou não ir ao encontro organizado pela Federação das Indústrias do Estado. Os aliados tudo fizeram para demovê-lo da ideia, argumentando que o ‘PIB de Curitiba’ ficaria frustrado com a ausência. Alguém sugeriu: - Presidente, na Fiep tem um banheiro privativo com chuveiro. O senhor pode até tomar banho lá... Lula respondeu de bate pronto: - Meu problema não é falta de banho. É cansaço!

5

▶ Dilma Rousseff

▶ José Serra


6

▶ OPINIÃO ◀

/ NOVO JORNAL / NATAL, SEXTA-FEIRA, 6 DE AGOSTO DE 2010

ALBIMAR FURTADO Jornalista

Movimento de Natal e de outros lugares O QUE FOI e quem fez o Movimento de Natal, planejado e realizado pelo então Arcebispo de nossa Arquidiocese, D. Eugênio Sales, e que depois estendeu-se pelo Estado, pelo país e teve repercussão mundial. Uma amostra do que foi esse momento, com exposição de livros, trabalhos e fotografias, depoimentos informais de padres, religiosos e leigos acontecerá amanhã, no Centro de Treinamento de Ponta Negra, quando acontecerá o II Encontro do Movimento de Natal, idéia que prosperou ano passado, por inspiração do professor Otto Santana, na celebração dos 100 anos da Arquidiocese. O Movimento de Natal foi o responsável, entre outras coisas importantes, pelo MEB (Movimento de Educação de Base), SAR (Serviço de Assistência Rural), Escolas Radiofônicas (trabalho pioneiro de educação a distância), criação dos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais, iniciativa que também abria as portas para

o sindicalismo rural no Rio Grande do Norte, cooperativas de artesanato, experiência de paróquias, como as de Nísia Floresta e Taipu, dirigidas por freiras missionárias. O encontro de amanhã será uma oportunidade, informa seus organizadores, para um reencontro e fortalecimento da amizade dos que participaram desse movimento que se preocupava em aliar a catequese com as questões sociais, políticas e de educação. Já confirmaram presença, além dos que aqui residem, pessoas que de alguma forma integraram o Movimento de Natal e que hoje moram em outros Estados e até em outros países. É destaque também, dentro desse movimento, a circulação do jornal A Ordem que reunia boa circulação e credibilidade. Dirigido pelo Jornalista Manoel Chaparro, teve em seu quadro de repórteres Ney Lopes de Souza, Marco Antônio Rocha, Antônio Melo, entre outros.

▶ albimar@superig.com.br

VERTICALIZAR NÃO É DESCULPA

CAMPANHA LONGE DE NÓS

É de dar água na boca quando chegamos em João Pessoa e avistamos sua orla, a praia de Tambaú. A sensação se repete na visita a Boa Viagem, em Recife. Dói ver a praia do Meio, em Natal, desmilinguirse. Quando começamos a trabalhar preenchendo este espaço, falamos sobre o assunto. E pelo que temos visto e retrata a matéria deste NOVO JORNAL, pelo seu repórter Jalmir Oliveira, de novidade apenas a insistente decadência. Importa seu passado de praia preferida do natalense, de ponto de encontro, de bares e restaurantes de referência, de point da juventude, de beleza, de festa. De tudo, resta a vocação de espaço democrático a receber indistintamente pessoas que a procurem. Mas estas diminuem cada vez mais. Pior é que não se tem notícia de um projeto substantivo, que vá além de reparos em calçadas e pinturas de barracas. A praia do Meio está a espera desse projeto. Ali convivem um bonito pedaço de mar, uma encosta que apesar de maltratada enriquece o cenário, bem perto dela está o maior dos nossos monumentos, o forte dos Reis Magos, a ponte “Newton Navarro”, que além da beleza facilitou a acesso à Redinha da tapioca com ginga e às praias do lado norte e, de quebra, o rio Potengi chegando ao mar. Do alto da avenida Getúlio Vargas, nos oferece uma das mais bonitas paisagens do mundo A impossibilidade da verticalização da área não pode justificar a dificuldade de um projeto. Construções horizontais também podem inspirar e atrair investidores. Foi isso que aconteceu com os hotéis da Via Costeira. Aí também não vale a desculpa de incentivos, como a concessão dos terrenos. Na orla de Ponta Negra não houve essa benesse e as construções horizontais prosperaram.

Temos ouvido nos últimos tempos, repetidamente, a frase sugerindo que a vida é feita de fatos que ocorrem próximos de nós. Isso se aplica bem no jornalismo e daí se explica porque os grandes espaços dos jornais, impressos ou eletrônicos, são destinados às questões políticas, sociais, econômicas, policiais, esportivas, culturais que acontecem pertinho de cada um. Por mais que se diga que o mundo tornou-se uma aldeia, as pessoas querem saber o que está acontecendo com familiares, amigos, conhecidos. Buscam os resultados dos jogos de ABC, América e Alecrim; acompanham os desdobramentos do assassinato do investidor espanhol em Ponta Negra, projetam as conseqüências da realização de jogos da Copa de 2014 na cidade, comentam performances singulares em eventos artísticos. Certamente para consagrar a regra é estranho como, hoje, as pessoas conversam e conjecturam mais sobre a campanha eleitoral envolvendo candidatos à presidência da República, em desenvolvimento, e deixam em plano inferior as opiniões sobre o que acontece na disputa política estadual. É a exceção da regra. O papel principal, neste momento, cabe ao presidente Lula e aos presidenciáveis Dilma, José Serra, Marina Silva. Rosalba, Iberê e Carlos Eduardo são coadjuvantes. Com avidez, se acompanha a batida das pesquisas, perseguese o noticiário sobre os debates

dos presidenciáveis. Comentase em todo lugar a conseqüência eleitoral das declarações do presidente Lula sobre a condenação a morte de uma mulher iraniana acusada de adultério, vê-se a participação desses candidatos na aparição diária do Jornal Nacional, gera-se expectativa do primeiro debate na Band. Também votamos para presidente. O resultado interessa ao Estado tanto quanto o de governador. Mas na eleição de Jânio, Aluízio, no Estado, foi o cara. Da mesma forma que na eleição de 1990, José Agripino era quem estava nas manchetes no Rio Grande do Norte. Aluízio e Agripino, candidatos a governador, eram o assunto local. E sempre foi assim. Agora, não. Pelas fotos e imagens de televisão, falta gente, sobram carros; a novidade é escassa, prosperam as repetições; o discurso não empolga, retumbam as acusações; a participação popular é distante, abundam as barulhentas “baratinhas”. As passeatas, que juntava gente, milhares de pessoas, deram lugar às carreatas, que priorizam os automóveis. Assim, ficamos esperando o horário gratuito de rádio e televisão chegar. Quem sabe, modifique o quadro e a campanha no Rio Grande do Norte se apresente como uma oportunidade de debate, da discussão de assuntos que estejam mais próximos do interesse das pessoas, da vida que está próxima da gente.

Albimar Furtado escreve nesta coluna às sextas-feiras

Plural

Cartas do Leitor

BIRA ROCHA Empresário ▶ birarocha@novojornal.jor.br

▶ cartas@novojornal.jor.br

Haja estômago WALLACE ARAÚJO / NJ

No dia sete de maio publiquei o artigo “Temos a bolsa, falta o emprego”, neste espaço Plural do NOVO JORNAL. Comentei o efeito dos programas sociais do governo federal, em especial o Bolsa Família, no resultado das eleições de outubro. Há três meses, afirmei que as esperanças dos aliados do presidente Lula no RN eram de que a população decidisse o voto pelo estômago e não pela razão. Agora, dados de uma pesquisa realizada pelo Ibope confirmam que a obtenção de um emprego provoca no eleitor reação diferente da gerada pela inclusão na lista de cadastramento do Bolsa Família. Segundo a sondagem, nas regiões onde mais foram criados postos de trabalho, José Serra tem seus melhores desempenhos, enquanto que nos estados onde o programa social do governo é mais intenso é Dilma que apresenta suas melhores performances. Durante todo o governo Lula a geração acumulada de empregos chegou a 10,9 milhões de novas vagas. No período, o crescimento do mercado de trabalho na Região Sudeste foi de 44,8%; no Sul 42,6%, no Norte/Centro-Oeste 36,2%; e no Nordeste 35,9%. O desempenho dos candidatos(confira no quadro abaixo) é inversamente proporcional a essa realidade. Já a revista britânica The Economist, na edição desta semana, publica artigo sobre o Bolsa Família, em que conclui que o programa não surtiu muitos efeitos nos grandes centros industrializados. A matéria lembra que nas maiores metrópoles até crianças, vendendo bugigangas ou prestando pequenos serviços nas ruas, conseguem mais dinheiro do que o que as famílias recebem da ajuda do governo. No Nordeste, da Bahia ao Maranhão, os candidatos apoiados pelo governo federal gozam de boas posições nas pesquisas de intenção de votos. A exceção é o Rio Grande do Norte, onde uma candidata da oposição é apontada como capaz de vencer no primeiro turno, a despeito da preferência dos eleitores pela candidata governista à Presidência. Isso significa que não há estômago que possa digerir um governo mal avaliado. Os números das pesquisas no RN refletem a avaliação do que foi o governo Wilma.

secretária de estado de onde partiram os convites. Nunca se viu tanta promiscuidade e um servidor tão arrogante e ameaçador, em flagrante abuso de poder. Estou pasma! Marilene Tavares, Candelária

Questão de segurança

▶ Gercino Saraiva, secretário Almoço indigesto Esse almoço que está dando o que falar é um suculento prato de campanha. Vai dar indigestão em muita gente essa comilança mal explicada que reuniu no Hotel Monza 170 cabos eleitorais do candidato governista. Pior são os bastidores dessa comilança, ao dar visibilidade e notoriedade a esse Sr. Gercino Saraiva, titular da Sethas,

Sempre que o NOVO JORNAL insiste em afirmar que não temos segurança, as autoridades não aceitam o fato e citam uma estatística onde o número de crimes está menor do que antes. Não sei onde é fabricada esta estatística, pois o matadouro  humano na capital e na Grande Natal funciona diariamente e nos finais de semana aumenta ainda mais. Só mulheres esta semana foram duas. Meu sonho impossível era nunca mais ler notícias como esta de ontem e de hoje falando sobre a morte de um turista que queria investir em nossa terra. Os jornais não podem esconder o sol com uma peneira e deixar

Geraldo Batista

Artesão abonado, secretário grosseiro Uma coisa milagrosa aconteceu aqui nesses últimos anos: nossos artesãos, que viviam de pires na mão, enriqueceram na calada e alguns deles já podem bancar, até, um almoço de R$ 4,3 mil em favor da candidatura de Iberê Ferreira de Souza. O artesão é tambem funcionário da Prefeitura de São Gonçalo, o paraíso dos artesãos, e deu de comer numa lapada a 170 pessoas que compareceram ao Iberetion no Hotel Monza.

É um caso suspeitoso e deve ser investigado. Mas é um detalhe. Há outras coisas nesse almoço que chama a atenção; os convites foram feitos por telefone por um funcionário da Sethas. E a postura do secretário, Gercino Saraiva, ao atender o repórter do NOVO JORNAL com quatro pedras na mão. Vale a transcrição do seu destempero: “Ao NOVO JORNAL nós não daremos qualquer informação porque esse é um veiculo tendencioso e de interesses políticos. É uma ordem minha. E peço para que diga isso ao dono do jornal, o Cassiano Arruda, de quem eu conheço muito bem o estilo mal intencionado”...É de perguntarmos ao governador Iberê Ferreira de Souza: que secretário é esse? Não sei se o governador faz ideia da gravidade dessa posição de um secretário de estado que faz papel de arrogante e incivilizado contra os cidadãos. Marcos Ribeiro, Neópolis

O leitor pode fazer a sua denúncia neste espaço enviando fotografias

Diretor Cassiano Arruda Câmara Diretor Administrativo Manoel Pereira dos Santos Diretor de Redação Carlos Magno Araújo Diretora Comercial Bel Alvi

Bira Rocha escreve nesta coluna às sextas-feiras

de mostrar a triste realidade de tantos assaltos, sequestros e das inúmeras mortes. Como vamos fazer propaganda no exterior para que os turistas venham visitar  e investir no nosso Estado se estamos matando os que vêm para cá? Talvez, nos cartazes, além de mostrar nossas belezas, teremos que dizer: Reze muito para não voltar num paletó de madeira.

Telefones (84) 3201-2443 / 3342-0350 / 3221-4587 E-mails redacao@novojornal.jor.br / pauta@novojornal.jor.br / comercial@novojornal.jor.br / assinatura@novojornal.jor.br Para assinar (84) 3221.4554

IV – É livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato. (Constituição Federal – Artigo 5°)

Endereço Rua Frei Miguelinho, 33, Ribeira CEP 59012-180, Natal-RN Representante comercial Engenho de Mídia - (81) 3466.1308


Economia

Editor Carlos Prado

E-mail economia@novojornal.jor.br

Fones 84 3201.2443 / 3221.3438

NATAL, SEXTA-FEIRA, 6 DE AGOSTO DE 2010 / NOVO JORNAL /

VEM AÍ A

INTERNET

4G NO CELULAR

/ TELEFONIA / ANATEL ANUNCIA MUDANÇA NA DIVISÃO DAS FAIXAS DE FREQUÊNCIA DA BANDA LARGA QUE TIRA ESPAÇO DA TV POR ASSINATURA PARA TRANSFERIR ÀS EMPRESAS DO SERVIÇO MÓVEL

VALTER CAMPANATO / ABR

AGÊNCIA BRASIL A AGÊNCIA NACIONAL de Telecomu-

nicações (Anatel) anunciou ontem uma mudança na divisão do espectro de radiofrequência para aumentar o espaço destinado ao serviço móvel, como transmissão de voz, imagem e banda larga. Atualmente, a frequência vinha sendo utilizada por prestadoras de TV por assinatura que usam a tecnologia de transmissão sem fio (MMDs), e passará a ser utilizada pelas grandes operadoras de telefonia móvel para a prestação do serviço de quarta geração de telefonia móvel. O 4G pode ser considerado uma evolução dos padrões de telefonia e as tecnologias que são mais exploradas na indústria são WiMax e LTE (Long Term Evolution). No entanto, a diretoria da agência sinalizou que, até a conclusão das mudanças, serão feitas as certificações de equipamentos WiMax. Essa certificação é considerada a grande barreira para oferta de multisserviços por essas empresas com conexão à internet. As empresas de TV por assi-

O presidenrte da Anatel, Ronaldo Sardemberg, anunciou as mudanças

natura detém 190 MHz de banda e passarão, até meados de 2013, a ocupar pelo menos 50MHz, com possibilidade de estender em mais 10 MHz. De acordo com o conselheiro da Anatel, João Rezende, as em-

presas de TV por assinatura serão recompensadas com possibilidade de oferecer serviços de banda larga. Do total de 190 MHz disponível na faixa de 2,5 GHz, as operadoras de celular ficarão com 140

MHz. A ideia é que a partir de 2013, um ano antes da Copa do Mundo, o país já ofereça a tecnologia de quarta geração. Rezende destacou que o número de assinantes de TV paga por MMDs é de apenas 400 mil

/ IR /

/ TV PAGA /

RECEITA LIBERA 3º LOTE DE RESTITUIÇÃO

Maxicano da Embratel faz oferta pela NET FOLHAPRESS A DONA DA

Embratel, maior empresa de telefonia de longa distância e de transmissão de dados do país, decidiu fazer uma oferta milionária para a compra de ações dos minoritários da Net, que atua com televisão a cabo e internet em banda larga. A operação, que pode bater R$ 4,6 bilhões, acontece uma semana após a venda da participação da Portugal Telecom na Vivo aos espanhóis da Telefónica e a entrada dos portugueses na Oi. O objetivo, segundo analis-

tas, é fechar o capital da Net, trazer os negócios de TV e de internet para dentro da Embratel e formar a primeira empresa de comunicação com atuação simultânea nos segmentos de telefonia fixa, móvel, internet e TV paga. As empresas do grupo já vendem pacotes conjuntos, mas as receitas são divididas. A Net chega a 11 milhões de residências, tem 46,1% do mercado da TV paga e 25% da internet banda larga. Em maio passado, a Folha de S.Paulo revelou que Carlos Slim, homem mais rico do mundo e

controlador da Embratel, Claro e sócio da Net, decidiu fundir as três empresas e deixá-las sob o comando do atual presidente da Embratel, José Formoso Martínez. Com isso, ele pretende gerar economias de custo para enfrentar as gigantes Telefônica e Oi/Portugal Telecom. A Embratel está no bloco de controle da Net desde 2004, quando a mexicana comprou parte da antiga Globocabo do grupo Globo. Ela tem pelo menos 38% das ações ON (com voto), e o grupo Globo, o restante.

FOLHAPRESS A RECEITA FEDERAL

Em 2004, Slim fez um acordo para comprar a participação do grupo Globo na Net. O negócio só não aconteceu ainda porque as regras brasileiras impedem estrangeiros de controlar TVs no Brasil. Um projeto de lei que tramita no Congresso prevê o fim dessa limitação. A oferta hoje foi dirigida aos acionistas minoritários preferencialistas, sem direito a voto. Pela proposta, a holding da Embratel deve pagar um prêmio de 23% acima do preço médio das ações nos últimos 30 dias. A operação, que é coordenada pelo Itaú BBA, não tem data definida.

/ HABITAÇÃO /

Financiamentos da Caixa dobram no ano FOLHAPRESS OS EMPRÉSTIMOS HABITACIONAIS da

Caixa Econômica Federal chegaram a R$ 40,1 bilhões nos sete primeiros meses de 2010, crescimento de 104% em relação ao mesmo período de 2009. O valor também representa 85% dos R$ 47 bilhões emprestados em todo o ano passado. O total de unidades financiadas ultrapassou 650 mil. Do total emprestado até o final de julho, R$ 17,8 bilhões têm como fonte recursos da poupança; R$ 17,4 bilhões, do FGTS

assinantes, em apenas 311 municípios, enquanto a evolução crescente da telefonia celular responde por uma base de 180 milhões de usuários. “Não foi uma solução muito fácil, mas chegamos, com esforço dos quatro gabinetes (diretoria), a um consenso,” disse Rezende. A decisão de hoje da Anatel prevê o início da análise do edital de licitação no fim de novembro. Até fevereiro do próximo ano, a minuta deverá estar em consulta pública e a publicação deverá ocorrer em setembro. Até o fim de 2012, a Anatel espera fazer a homologação e a assinatura dos termos de autorização das empresas vencedoras. Durante a entrevista coletiva de anúncio do cronograma, o presidente da agência, Ronaldo Sardenberg, afirmou que a decisão da Anatel está alinhada com o planejamento estratégico para o setor e com o Plano Nacional de Banda Larga. “O nosso interesse é promover a massificação do acesso à banda larga, com a ampliação de oferta de serviços e o surgimento de novos concorrentes”, afirmou Sardenberg.

NEY DOUGLAS / NJ

(Fundo de Garantia do Tempo de Serviço); e os R$ 4,9 bilhões restante, outras fontes. O índice de inadimplência está em 1,7%, abaixo da média no mercado (2,3%). De acordo com o banco, foram entregues 137 mil moradias do Minha Casa, Minha Vida desde a criação do programa, em abril de 2009. O valor contratado chegou a R$ 16,5 bilhões. Mais 79 mil unidades foram contratadas como imóvel na planta e já estão em fase de entrega. Esse número deve chegar a quase 145 mil até o final do ano.

Financiamento habitacional da CEF chegor a R$ 40,1 bilhões em 7 meses

libera na segunda-feira a consulta ao 3º lote multiexercício de restituições do Imposto de Renda da Pessoa Física, incluindo os exercícios de 2010 (ano-base 2009), além da malha fina de 2009 e 2008. Para saber se terá a restituição liberada nesse lote o contribuinte poderá acessar a página da Receita na internet ou ligar para 146. É preciso informar o número do CPF. No dia 16 de agosto, serão creditadas, simultaneamente, as restituições referentes ao exercício de 2010, e da malha fina de 2009 e 2008, por depósito bancário, para um total de 1,673 milhão de contribuintes com imposto a restituir, totalizando um montante de R$ 1,500 bilhão. Para o exercício de 2010, serão creditadas restituições para um total de 1,628 milhão de contribuintes com imposto a restituir, totalizando um montante de R$ 1,426 bilhões, já acrescidos da taxa Selic de 3,40% (maio a agosto de 2010). Desse montante, 15.113 contribuintes foram priorizados conforme Estatuto do Idoso, totalizando R$ 34,107 milhões. Com relação ao lote residual do exercício de 2009, serão creditadas restituições para um total de 34.001 contribuintes com imposto a restituir, totalizando um montante de R$ 52,262 milhões, já atualizados pela taxa Selic de 11,86%, (período de maio de 2009 a agosto de 2010).

7

/ PRODUÇÃO /

IBEGE PREVÊ SAFRA DE 146 MI DE TONELADAS FOLHAPRESS O IBGE (INSTITUTO Brasileiro

de Geografia e Estatística) revisou para cima a previsão da safra de grãos em 2010. Segundo o órgão, serão 146,4 milhões de toneladas, volume 0,3% acima das 145,9 milhões de toneladas projetadas em junho deste ano. A safra prevista supera em 9,2% as 134 milhões de toneladas produzidas no ano passado. A safra deverá ser colhida em uma área de 46,8 milhões de hectares, 0,9% abaixo do que foi registrado em 2009. O IBGE estima ainda que a produção de soja totalizará 68,3 milhões de toneladas, volume 0,4% acima da estimativa anterior e 19,8% maior do que a produção registrada no ano passado. Já o milho terá um total de 53,5 milhões de toneladas, 0,5% acima da projeção anterior e 4,4% maior do que o total contabilizado em 2009.

/ INVESTIMENTO /

CAPTAÇÃO DA POUPANÇA BATE NOVO RECORDE FOLHAPRESS

A CAPTAÇÃO DE novos

recursos pela caderneta de poupança cresceu pelo quarto mês consecutivo e bateu novos recordes em julho. Segundo dados do Banco Central, os depósitos superaram os saques em R$ 6,84 bilhões no mês passado. Esse é o maior resultado para meses de julho da série iniciada em 1995. É também o terceiro maior para todos os meses, atrás apenas das captações registradas em dezembro de 2007 e 2009, meses influenciados pelo pagamento do 13º salário. O número ficou ainda acima dos R$ 4,2 bilhões verificados em junho e dos R$ 6,7 bilhões registrados em julho do ano passado. Nos sete primeiros meses de 2010, a captação da poupança atingiu o valor recorde de R$ 19 bilhões, o que representa um aumento de 109% em relação aos R$ 9,1 bilhões captados no mesmo período do ano passado. O recorde anterior havia sido registrado em 2007 (R$ 12,3 bilhões).

FUNDOS

Os fundos de investimento, por outro lado, registraram saída de recursos no mês passado. Os saques superaram as aplicações em R$ 1,3 bilhão. As maiores saídas foram nos fundos DI (que acompanham o movimento da taxa básica de juros) e multimercados, respectivamente, R$ 2 bilhões e R$ 1,2 bilhão.


Economia 8

Editor Carlos Prado

E-mail economia@novojornal.jor.br

Fones 84 3201.2443 / 3221.3438

/ NOVO JORNAL / NATAL, SEXTA-FEIRA, 6 DE AGOSTO DE 2010

DÓLAR

INDICADORES

COMERCIAL TURISMO PARALELO

1,754 1,820 1,900

EURO

IBOVESPA

TAXA SELIC

IPCA (IBGE)

2,310

0,2% 68.411,72

10,75%

0,00%

JUSTIÇA PARALISA R$ 188 MILHÕES EM OBRAS NO RN / DISPUTA / ENTRE AS PARALISAÇÕES ESTÁ A ESTRADA DE ACESSO AO AEROPORTO DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE, QUE TEVE LICITAÇÃO CONTESTADA POR SUSPEITA DE IRREGULARIDADES

NEY DOUGLAS / NJ

HEVERTON DE FREITAS DO NOVO JORNAL

A DISPUTA JURÍDICA entre a empre-

sa Camter Construções e Empreendimentos e o Governo do Estado em torno da licitação para implantação e pavimentação de rodovias mantém paralisadas desde maio obras que somam mais de R$ 188 milhões. Entre as rodovias motivo da disputa está a obra de acesso ao futuro aeroporto de São Gonçalo do Amarante que compõe sozinha o Lote 1 da licitação e soma R$ 77,152 milhões, dos quais R$ 25 milhões deveriam ser realizados este ano, ficando os outros R$ 51 milhões com previsão de serem executados em 2011. A licitação 021/2009 tem o valor total de quase R$ 350 milhões e se refere a diversas obras a serem realizadas em todas as regiões do Estado. O edital de licitação lançado no passado dividiu as obras em sete lotes e vem gerando uma disputa jurídica entre a empreiteira mineira Camter e o Governo do Estado desde que a empresa foi excluída da licitação ainda na fase de habilitação porque não apresentou uma licença ambiental para uma usina de asfalto. A empresa alega que a exigência tem o objetivo de restringir a disputa e que a licença para a usina poderia ser apresentada depois de definidas os vencedores da licitação. Com base nesses argumentos, a empresa entrou na justiça e conseguiu uma liminar em primeira instância para ser considerada habilitada e ter abertos os envelopes com as propostas de preço que apresentou, mas o Governo recorreu da decisão e vem travando uma batalha jurídica com a empresa mineira para mantê-la alijada da licitação por considerar que descumpriu o edital. A Camter depositou em juízo os envelopes lacrados com as propostas de preço apresentadas por ela. O DER seguiu com a licitação e abriu os envelopes com os preços apresentados pelas demais concorrentes. A partir daí, como a publicação do resultado da licitação é público, a empresa mineira diz que apre-

Obras de acesso ao aeroporto estão suspensas desde maio AUGUSTO RATIS / NJ

Obras suspensas Lote 1

Valor

Aeroporto Internacional do Rio Grande do Norte

R$ 77.152.730,21

Lote 4 Lagoa Nova / Entr. RN-042 (Tupã)

R$ 9.886.947,68

Entr.RN-087 / Entr. RN-042 / São Tomé

R$ 30.104.118,85

Espírito Santo / Jundiá

R$ 4.808.101,25

Jundiá / Brejinho

R$ 5.103.154,62

Total

R$ 49.902.322,40

Lote 6 Entr. BR-304/Entr. RN-015 (Baraúna/Est. Melão 2º Trecho)

R$ 30.863.156,36

Viçosa / Entr. RN 117 (Picos/Martins)

R$ 5.651.602,14

Alexandria / Div. RN/PB

R$ 5.904.431,92

Ligação RN-177 (Pau dos Ferros)/BR-405

R$ 1.417.893,04

Entr. BR-405 (Apodí) / Barragem Santa Cruz

R$ 4.425.169,81

Serrinha dos Pintos / Pilões

R$ 13.038.872,11

Total

R$ 61.301.125,38

Total geral

R$188.356.177,99

sentou preços menores nos lotes 1, 4 e 6, dos quais deveria ser a vencedora. A empresa quer agora ser habilitada e ter abertas suas propostas de preço relativas a es-

ses três lotes. O Governo recorre mesmo que, caso os preços da Camter sejam menores, esteja na verdade brigando na justiça para pagar mais pelas obras. Afinal se os preços da empreiteira

mineira que tem no seu portfólio obras de estradas federais em Minas Gerais, São Paulo, Rondônia, Mato Grosso, além da construção de barragens para grandes empresas como a Vale do

José D’Arimatéa Fernandes

Rio Doce, pistas de aeroportos, construção de presídios e edifícios residenciais, forem maiores, ela perderia a licitação de todo jeito. O diretor geral do DER, José D’Arimatéa Fernandes, diz que a decisão de recorrer na justiça não é dele, mas sim da Procuradoria Geral do Estado. José D’Arimatéa, nega que o Governo esteja recorrendo das decisões para pagar mais pelas

obras porque desconhece os preços apresentados pela Camter na licitação já que os envelopes dela não foram abertos. Ontem, o Procurador Geral do Estado, Luiz Antonio Marinho, confirmou, através da sua assessoria de imprensa, declarou que o DER é representado judicialmente pela PGE em função da lei 240/2002, e disse que a procuradoria vai continuar recorrendo judicialmente no episódio até que o caso seja considerado transitado em julgado, o que quer dizer na linguagem jurídica, quando não houver mais recurso possível. O procurador alega que a empresa está questionando uma licitação da qual não participou porque não aceitou as normas do edital como as demais concorrentes. Diante da disputa jurídica travada até agora, o diretor geral do DER, José D’Arimatéa Fernandes, disse que as obras relativas aos três lotes que estão sendo contestados foram suspensas, mesmo já tendo sido assinados os contratos e as ordens de serviço expedidas. As empresas que foram consideradas vencedoras da licitação nos três lotes contestados pela Camter também ajuizaram ações para que possam prosseguir com as obras se somando aos esforços que a Procuradoria Geral do Estado está fazendo para que a empreiteira mineira seja afastada definitivamente da licitação numa guerra de liminares, mandados de segurança, agravos de instrumentos e outros instrumentos jurídicos. No site do Tribunal de Justiça constam 10 ações, entre agravos e mandados de segurança, relativas a essa licitação, uns impetrados pela Procuradoria do Estado, outros pela Camter, pela EIT ou pela Queiroz Galvão, que estão brigando para retomarem as obras dos lotes para os quais foram contratadas. Além da Queiroz Galvão e da EIT, as empresas vencedoras dos sete lotes da licitação foram a Delta Construções, do Rio de Janeiro, Pavotec – Pavimentação e Terraplanagem, também de Minas Gerais, e a Construtora CLC, de Mossoró. DIVULGAÇÃO

/ COPA 2014 /

Arena do RN é a mais atrasada FOLHAPRESS A AGÊNCIA ESTADUAL

de Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Pernambuco concedeu autorização para o início das obras da Arena Recife, estádio que abrigará os jogos da Copa de 2014 no Estado. Com o aval, o consórcio responsável pelo projeto, liderado pela Odebrecht, poderá instalar o canteiro de obras, iniciar a pavimentação dos acessos e cercar o terreno de 52 hectares que abrigará a arena.

Com a autorização, Recife é a segunda das quatro cidades-sede do Nordeste a iniciar as obras para a Copa, ao lado de Salvador (BA). A reforma do Estádio Castelão, em Fortaleza (CE), ainda está em fase final de licitação. Já a construção da Arena das Dunas, em Natal (RN), ainda aguarda o lançamento do edital, o que deve ocorrer até o final deste mês, segundo o governo potiguar. Mesmo com os atrasos ocorridos - a previsão inicial era de co-

meçar as obras em fevereiro deste ano -, o governo de Pernambuco garante que o estádio, com capacidade para 46 mil espectadores, será entregue em dezembro de 2012, conforme acordado com a FIFA. A agência lembrou, entretanto, que o projeto, orçado em R$ 464 milhões, ainda terá que receber as licenças de instalação e operação. Apesar do nome, a Arena Recife será erguida do município de São Lourenço da Mata, distan-

te 25 quilômetros da capital pernambucana. Para garantir acesso, o Metrô do Recife será levado até as proximidades do estádio. “O projeto foi desenvolvido para tornar o novo estádio uma das referências do país, seguindo os mais rigorosos padrões internacionais para este tipo de empreendimento”, afirma o arquiteto Daniel Fernandes, responsável pela construção da Arena Recife e pela reforma do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Início das obras da Arena de Recife está autorizado


Cidades

Editor Moura Neto

E-mail cidades@novojornal.jor.br

Fones 84 3201.2443 / 3221.3438

NATAL, SEXTA-FEIRA, 6 DE AGOSTO DE 2010 / NOVO JORNAL /

9

LIÇÃO MAL FEITA PARA O

ENSINO TÉCNICO / FRACASSO / REDE ESTADUAL COLECIONA EXPERIÊNCIAS DESASTROSAS NESTA MODALIDADE DE ENSINO, APESAR DOS RECURSOS INVESTIDOS PELO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO NO RIO GRANDE DO NORTE WALLACE ARAÚJO / NJ

MARCELO LIMA

DO NOVO JORNAL

A PROPOSTA ERA

OS CURSOS TÉCNICOS de ensino mé-

dio voltaram a ficar em evidência a partir das duas últimas décadas. A rede de institutos federais, por exemplo, está em plena expansão. O resultado do Enem de 2009, divulgado recentemente, também comprova a qualidade dessas instituições: 82% das escolas técnicas avaliadas pelo levantamento do Ministério da Educação ficaram entre as melhores em todo o país. Na rede estadual do Rio Grande do Norte, porém, ao contrário do que ocorre em outros estados, essa modalidade de ensino não prospera, apesar dos recursos investidos pelo Ministério da Educação (MEC), que somam cerca de R$ 125 milhões somente entre os anos de 2008 e 2009. A única instituição estadual que oferece ensino médio integrado a um curso técnico é o Centro Estadual de Educação Profissional Jessé Pinto Freire (Cenep), em Natal. Fora disso, sobram experiências fracassadas e mal planejadas. O atraso da rede estadual nessa modalidade de ensino está explícito em uma “experiência piloto” que prejudicou, há quatro anos, a vida escolar de quase 700 alunos na Escola Estadual Edgar Barbosa, loca-

FAZER DA MESMA FORMA QUE O CEFET, MAS O ESTADO NÃO TEM PROFESSORES COM QUALIFICAÇÃO” Josenildo Xavier Professor da Escola Estadual Edgar Barbosa

lizada no bairro de Lagoa Nova. O que seria exemplo para as outras escolas de ensino médio converteu-se em desastre. A escola em questão só ofereceu ensino médio técnico integrado durante dois anos. A princípio, os alunos cursariam as disciplinas do seu curso profissionalizante junto com as do ensino médio regular (português, biologia, física, geografia e outras da grade curricular), distribuídas ao longo de

quatro anos, em vez dos três do ensino médio atual. Com a formatação do ensino médio integrado, a ordem em que as disciplinas são ministradas também é diferente. A instituição estadual iniciou turmas no ensino médio integrado em 2006. Cerca de 320 alunos ingressaram neste ano e no ano seguinte, distribuídos em turmas pela manhã e à tarde no 1º série do ensino médio. O problema é que nesses dois anos, a escola não rece-

beu estrutura necessária, tampouco professores qualificados para habilitação técnica do curso integrado de Secretariado Executivo. Segundo o vice-diretor da escola à época, Josenildo Xavier, a Secretaria Estadual de Educação havia prometido reestruturar o laboratório de informática da escola e incrementar a biblioteca com acervo técnico. Mas tudo ficou em promessa. No que diz respeito aos professores, mais uma vez a solu-

ção do órgão gestor da educação estadual foi enviar estagiários. “A proposta era fazer da mesma forma que o Cefet [atual IFRN], mas o estado não tem professores com qualificação para lecionar essas disciplinas no seu quadro”, disse Josenildo Xavier, hoje professor dae História da escola. Diante da experiência frustrante, ele afirmou que, na ocasião, os pais acharam por bem acabar com a “experimentação”. “A co-

munidade escolar se reuniu em assembleia e decidiu interromper o curso no segundo ano de existência”, disse. A Escola Edgar Barbosa foi escolhida pelo governo para começar o projeto porque era bem avaliada entre as demais instituições estaduais. Mesmo assim, o conselho escolar e a assembleia da comunidade tinham autonomia para aderir ou rejeitar a modalidade de ensino. Quando foi proposto pela Secretaria de Educação, o projeto de ensino médio integrado parecia interessante. “Dizem os colegas daqui, que se vendeu um peixe e nos entregaram outro”, acrescentou o professor. O pior transtorno para os alunos foi sair da grade curricular do ensino médio integrado para voltar ao ensino médio regular. Os estudantes do 1º ano do ensino técnico, por exemplo, não tinham a disciplina de biologia, porque o conteúdo seria diluído nos três anos seguintes. Ao cancelar o curso técnico integrado, acabaram por não estudar o conteúdo em nenhuma série do ensino médio regular. Depois que os alunos já estavam no 3º ano, para não serem prejudicados ainda mais, puderam entregar trabalhos de biologia referentes aos assuntos da 1º série, mesmo sem tê-los estudado em sala de aula.

WALLACE ARAÚJO / NJ

REFERÊNCIA NO ESTADO, CENEP TAMBÉM TEM DEFICIÊNCIAS

EU JÁ TERIA ACABADO O

MAGNUS NASCIMENTO / NJ

ENSINO MÉDIO E PODERIA ESTAR TRABALHANDO AGORA” Waleska Borges Estudante

QUATRO ANOS DEPOIS, AINDA SEM PROFISSÃO O exemplo de quem foi prejudicada e até hoje sofre com as conseqüências do mal planejamento governamental é a estudante Waleska Borges, 19. Ela passou dois anos estudando na grade curricular do ensino médio integrado e voltou para o ensino médio regular depois de pedir transferência da escola. Para ter ideia da desorganização, Waleska não foi informada de nenhuma mudança curricular ou da introdução do curso técnico integrado no momento em que foi se matricular no 1º ano, ainda em 2006. “Só depois que começaram as aulas é que disseram que ia ter esse curso. Mas onde estavam os professores, a estrutura da escola? Não tinha nada”, relatou a ex-aluna. Mesmo nessas condições, os alunos tiveram aulas de duas disciplinas específicas no primeiro ano, ministradas por estagiários. “Só vieram dois professores da grade nova, os de economia e informática”, disse. As turmas ficaram o ano inteiro sem professor de Língua Espanhola. A estudante teve que sair da

escola e não pode repor as disciplinas perdidas no Edgar Barbosa. “Quem ficou lá, fez uns trabalhos e passou. Mas eu tive que vir morar aqui [No conjunto Vale Dourado, Zona Norte de Natal] e mudar de escola”, disse. Waleska foi cursar o 3º ano na Escola Estadual Professor Francisco Ivo, onde, aliás, foi reprovada. Depois, pediu transferência para outra escola. A estudante deveria ter concluído o ensino médio no final de 2008, caso tivesse permanecido em uma escola de ensino médio regular. Entretanto, ela ainda está cursando o 3º ano do ensino médio na Escola Estadual Felizardo Moura, nas Quintas. “Eles falaram que eu ia ter que fazer uma adaptação”, declarou a jovem. Hoje, Waleska pensa que poderia estar em condição melhor se não tivesse caído na cilada da Secretaria de Educação. “Eu já teria acabado o ensino médio e poderia estar trabalhando agora”, lamentou. Segundo ela, havia uma promessa que os estudantes com as melhores notas seriam encaminhados para estágios.

O Centro Estadual de Educação Profissional Jessé Pinto Freire (Cenep) foi criado especialmente para oferecer ensino médio integrado e subseqüente - modalidade de curso técnico em que o estudante ingressa só depois de concluir o ensino médio regular. O centro começou a funcionar no final de 2006 com o curso de técnico subseqüente de Biodiagnóstico. No ano seguinte, a escola recebeu os primeiros alunos para o ensino médio integrado em duas habilitações técnicas diferentes: Gestão Empresarial e Montagem e Manutenção de Computadores. A escola também possui educação profissionalizante para jovens e adultos (Proeja). Essa modalidade é direcionada para maiores de 15 anos que estão fora da faixa etária ideal. Conforme o coordenador pedagógico interino, professor Leopercino dos Santos, atualmente a instituição possui cerca de mil alunos matriculados em três turnos (manhã, tarde e noite). Embora seja considerada referência na rede estadual, a realidaMAGNUS NASCIMENTO / NJ

▶ Leopercino dos Santos, coordenador: falta espaço físico

▶ Kaliany Kerolyn Batista, aluna: “Vim para cá porque a escola é técnica e o ensino é melhor que as escolas comuns” de do Centro Estadual de Educação Profissional Jessé Pinto Freire não é completamente diferente da dos outros estabelecimentos de ensino da rede. “Esse ano não abrimos turmas para o curso subsequente de Biodiagnóstico por falta de espaço físico”, informou o coordenador. Ainda segundo ele, a escola não possui laboratórios para os estudantes desse curso técnico. As turmas que já concluíram tiveram a formação improvisada. “Os professores combinavam com eles para ter aula em algum laboratório da UFRN, por exemplo. Existe a sala para o laboratório, mas falta o instrumental”, revela. No caso do curso de Montagem e Manutenção de Computadores, os laboratórios existem, “mas precisam ser melhorados”. De acordo com o coordenador pedagógico da escola, a renovação dos equipamentos não ocorre na velocidade que o mundo da informática exige. Se um equipamento quebrar, por exemplo, os alunos fi-

cam na dependência da burocracia pública para recuperá-lo. Se não faltam professores para lecionar as disciplinas técnicas, como garante o coordenador, as condições oferecidas acabam não sendo atrativas para os profissionais do magistério, segundo atesta o professor Isaías Chagas. Como professor de informática há dois anos no Cenep, ele conta que o “tratamento especial” que recebe do governo para trabalhar numa “escola de referência” lhe valeu, entre outros dissabores, o atraso de cinco meses no salário no ano passado. “Há dificuldade no pagamento e o processo de contração é lento. O difícil é encontrar um profissional que aceite as condições contratuais, ainda mais na área de informática”, comentou Chagas. O governo contrata professores para as disciplinas técnicas a partir de um único critério: análise de currículo. O contrato tem a validade de um ano e pode ser renovado por igual período. Não há docen-

tes para esta área no quadro efetivo do estado. O professor avalia que os laboratórios estão “dentro da realidade do que o governo pode oferecer. “Tem algumas deficiências, mas o próprio IFRN também tem as suas”, disse, com conhecimento de causa, já que é formado pelo instituto federal. Boa parte desses estudantes procura o Cenep com esperança de uma formação mais consistente no ensino médio. É o caso da estudante do 2º ano Kaliany Kerolyn Batista da Silva, de 17 anos, que faz parte do curso técnico integrado de Gestão Empresarial. “Vim para cá porque a escola é técnica e o ensino é bem melhor que as escolas estaduais comuns”, justificou. No último ano do curso de Gestão Empresarial, os alunos são “encaminhados” para estágio. Porém, não é certeza de serem aceitos por uma empresa para exercitarem a prática profissional.

CONTINUA NA PÁGINA 10 ▶


10

▶ CIDADES ◀

/ NOVO JORNAL / NATAL, SEXTA-FEIRA, 6 DE AGOSTO DE 2010

PROGRAMA BRASIL PROFISSIONALIZADO PREVÊ IMPLANTAÇÃO DE 10 CENTROS

WALLACE ARAÚJO / NJ

▶ Raimundo Nonato, coordenador de curso: empresas buscam estagiários WALLACE ARAÚJO / NJ

De acordo com a subcoordenadora de Educação Profissional da Secretaria Estadual de Educação, Ana Moreira, o Programa Brasil Profissionalizado, em parceria com o governo federal, prevê a construção de mais dez centros de educação profissional no Rio Grande do Norte. Além desses, mais 75 escolas já existentes na rede estadual serão contempladas com o ensino médio integrado, mas somente 54 passaram por alguma obra de reforma ou ampliação. Só não há data para que todas essas mudanças se concretizem. A única previsão de Ana Moreira é de que 26 escolas estejam prontas para iniciar o ano letivo de 2011 com essa modalidade de ensino. Assim como há quatro anos foi prometido para a Escola Edgar Barbosa, existe hoje a promessa de ampliação e reforma dessas instituições de ensino, bem como para a compra de matérias de laboratório e aquisição de livros específicos para os novos cursos, a citar: técnico em Sistema a Gás; Agroecologia; Fruticultura; Apicultura; Informática; Manutenção e Suporte de Informática; Guia de Turismo; Hospedagem; Transações Imobiliárias; Edificações; Enfermagem e Segurança do Trabalho. De acordo com a Secretaria Estadual de Educação, os cursos serão instalados nas regiões, de acordo com as potencialidades econômicas e o mercado de trabalho. No que diz respeito à formação dos professores, apenas três seminários estão programados para os profissionais que atuam – ou vão atuar - nessas escolas. O Brasil Profissionalizado também prevê instalação de Núcleos de Educação à Distância (EAD).

REPASSES PARA O RN DO PROGRAMA BRASIL PROFISSIONALIZADO

IFRN, PADRÃO DE QUALIDADE

TALES PAULO / ESPECIAL NJ

2008

R$ 64.445.387,35 2009

R$ 59.676.546,88 Total

R$ 124.121.934,23

▶ INVESTIMENTO EM 2009 R$ 55.229.737,80 foram para construções de prédios

R$ 4.446.809,08 foram destinados para recursos pedagógicos e formação de professores

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) é uma instituição referência no ensino técnico–profissional com os seus mais de 100 anos de existência. O curso integrado de informática, por exemplo, é um dos mais procurados e com grande absorção de profissionais no mercado de trabalho. De acordo com o coordenador do curso de informática do ensino médio integrado, Raimundo Nonato, as empresas procuram os alunos para estágio e em algumas ocasiões não há ninguém disponível. “O instituto sempre foi generalista, em que o aluno cursa a área de redes, manutenção e desenvolvimento de software e, depois de fazer o curso, pode escolher a área que tiver mais afinidade para se especializar”, explicou o coordenador. O próprio IFRN possui cursos técnicos subseqüentes (cursados depois da conclusão do ensino médio) e graduações tecnológicas (um curso de nível superior com três anos de duração; mais dinâmico que uma graduação comum). O estudante Gabriel Rodrigues da Fonseca, 17, concluiu o ensino médio integrado em informática este ano. “Antes de entrar no curso, eu achava que era algo mais básico, pensava que não era para fazer progra-

▶ Gabriel Rodrigues, aluno: “Eles mostram a parte prática” mas de computador”, confessou. Ele cumpriu o estágio obrigatório em uma escola de informática atuando no departamento de suporte tecnológico. Para ele, a teoria não teve grandes distorções da prática. “Quando eu cheguei lá já sabia fazer praticamente tudo. Porque aqui eles mostram muito a parte prática”, declarou, acrescentando que pensa em seguir a carreira, ingressando numa engenharia afim, computação ou software. Outro detalhe que ele relatou ao NOVO JORNAL é que não houve um momento sequer no curso que tivesse ficado sem professor por um longo período. “Se faltou algum professor, foi por um ou dois dias”. Obviamente, não significa dizer que todos os cursos técnicos do IFRN têm o mesmo êxito com sua clientela, mas a maioria deles consegue cumprir o seu objetivo: qualificar um profissional e contribuir para uma formação cidadã.


▶ CIDADES ◀

NATAL, SEXTA-FEIRA, 6 DE AGOSTO DE 2010 / NOVO JORNAL /

11

MAGNUS NASCIMENTO / NJ

CÂMERAS DA SEMOB PODEM ELUCIDAR CRIME / INVESTIGAÇÃO / POLÍCIA AINDA NÃO SOLICITOU IMAGENS PARA DESCARTAR SE O ESPANHOL VÍTIMA DE LATROCÍNIO FOI SEGUIDO QUANDO SAIU DO BRADESCO

TIAGO LIMA / NJ

A POLÍCIA PODE

ter em mãos uma boa alternativa, mas que ainda não foi solicitada, para descartar ou quem sabe confirmar definitivamente se o investidor espanhol Andres Jaime Homero Conde, de 63 anos, foi de fato vítima de uma “saidinha” de banco. Minutos antes de ser assassinado, quando reagiu ao roubo que rendeu ao assaltante 8 mil euros, fato ocorrido no final da tarde dessa última terçafeira, o estrangeiro esteve com seu sócio Miguel Angel Fernandes Moreno no banco Bradesco da Avenida Prudente de Morais. Porém, até o fechamento desta edição, a delegada responsável pelo inquérito ainda não havia solicitado à Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) as imagens captadas pela câmera de monitoramento de trânsito que fica instalada no cruzamento entre as avenidas Prudente de Morais e Lima e Silva, trajeto mais provável e que, certamente, pode ter sido utilizado pelos espanhóis quando deixaram a agência bancária com destino ao bairro de Ponta Negra, onde aconteceu o latrocínio Outros caminhos que podem ter sido percorridos pelo carro em que estavam Andres e Miguel, alternativas para evitar um congestionamento ainda maior, no caso as avenidas Romualdo Galvão e Antônio Basílio, também possuem sistemas de vídeo instalados pela prefeitura. Mesmo assim, a delegada Alzira Veiga, que é a titular da Delegacia Especializada em Aten-

dimento ao Turista (Deatur), não requereu tais imagens. A confirmação de que ninguém recebeu qualquer pedido de gravações que possam auxiliar na elucidação do crime é do secretário adjunto da Semob Haroldo Maia. Ao NOVO JORNAL, ele concordou que as imagens podem ser úteis à investigação. “Claro que a câmera que fica na Prudente não visualiza o Bradesco, que fica bem distante. Só que, se os veículos dos espanhóis e do assaltante passaram pela avenida em direção à rótula do Machadão, e consequentemente seguiram em direção a Ponta Negra, garanto que nós teremos esta imagem”, assegurou. “Até o momento não recebemos nenhum requerimento da polícia nos pedindo isso”, reafirmou Haroldo. Vale ressaltar que, em depoimento prestado à delegada momentos após o assassinato do amigo, Miguel Angel descreveu o veículo e o assaltante que os abordaram em frente ao flat Cristallo Residencial, em Ponta Negra. Testemunhas ainda passaram aos policiais que atenderam a ocorrência as placas MYG-8003, de um Fiat Strada de cor cinza, carro em que o bandido fugiu levando a maleta com os oito mil euros. A polícia ainda não tem pistas do paradeiro deste carro. Vale lembrar que as duas câmeras instaladas na entrada do flat não captaram nada. Tudo aconteceu, coincidentemente de acordo com a delegada, em um ponto cego.

/ RANKING /

UFRN É ELEITA A MELHOR UNIVERSIDADE DO NORDESTE A UNIVERSIDADE FEDERAL

▶ Agência do Bradesco na Avenida Prudente de Morais: rota do último compromisso do espanhol Andres Conde

CORREDORES BANCÁRIOS NÃO SÃO MONITORADOS PELA POLÍCIA Embora a prefeitura tenha instalado recentemente 18 câmeras de monitoramento de trânsito ao longo de algumas avenidas da cidade, somente uma delas está posicionada na Prudente de Morais, certamente uma das vias mais movimen-

tadas de Natal e um dos principais corredores bancários da capital. Não há outro sistema de vigilância eletrônico nesta, na Avenida Rio Branco ou Roberto Freire. Nestes três extensos corredores está localizada a maioria dos bancos de Natal. Só

que, em nenhum deles, com exceção da câmera da Semob, há equipamento disponibilizado pela Guarda Municipal, Polícia Civil e, muito menos, pela Polícia Militar, esta última a principal responsável pelo patrulhamento ostensivo.

/ MOBILIDADE URBANA /

Faltam fiscais para garantir a Via Livre HUMBERTO SALES / NJ

MAIS DE UM ano depois de ter sido implantado, o Projeto Via Livre, da Prefeitura de Natal, ainda é alvo de reclamações de pedestres, comerciantes e motoristas. Apesar da sinalização implantada pela Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) proibindo o estacionamento em certos trechos de ruas e avenidas movimentadas da cidade, a fiscalização ainda não é suficiente para inibir os infratores. Segundo a Semob, a falta de agentes contribui para que ocorram violações às regras. Definido como um projeto que disciplina o uso das avenidas da cidade, proibindo o estacionamento em algumas vias, facilitando o fluxo de trânsito e incluindo ainda ações de melhoria da pavimentação, sinalização e ordenamento dos canteiros, o Via Livre ainda não é consenso. Por todas as vias do projeto, comerciantes reclamam da queda nas vendas, motoristas desrespeitam a sinalização e, com a proibição de estacionar nos canteiros, as calçadas são utilizadas como estacionamentos, o que prejudica o fluxo de pedestres. Segundo Haroldo Maia, secreHUMBERTO SALES / NJ

▶ Luciano Dantas, agente de trânsito: “Ainda não multei ninguém”

tário adjunto da Semob, o único problema do projeto se concentra na falta de agentes de trânsito. “Como temos poucos agentes à disposição, esses acabam trabalhando de modo volante, o que torna a presença deles em um só local complicada e, exatamente por não ficarem fixos em um só lugar, é que as pessoas aproveitam para burlar as leis”, conta. Mesmo com estes problemas, o Projeto Via Livre será expandido para outras vias. “O projeto é bom e com o crescimento no número de carros na cidade, outras vias irão se transformar em corredores da Via Livre para que o trânsito flua normalmente”, explicou. A reportagem do NOVO JORNAL percorreu três vias contempladas pelo projeto. Em parte da Avenida Jaguarari, não há canteiro central, sendo impossível estacionar no meio da via, o que transforma os canteiros laterais e calçadas em vagas importantíssimas para clientes do comércio local em rotatividade. Segundo Josenildo Ventura, balconista de uma loja de peças automotivas na Jaguarari, as vendas depois da implantação do projeto caíram cerca de 50%. “Além de perder clientes, os poucos que ainda restam se arriscam, pois param no meio da via e ficam gritando para ver se temos os produtos que eles querem”, conta. Outro problema levantado pelo balconista é a disputa de vagas entre os próprios comerciantes. “Há uma grande disputa por vagas, o que ocasiona rixas”, apontou. Com os carros parados nas calçadas, os pedestres perdem o espaço e são obrigados a andar pelas ruas, prática que pode resultar em acidente mais grave. A funcionária pública Fernanda Araújo está cansada de, ao praticar sua

▶ UFRN: muito bem na foto

▶ Na Avenida Jaguarari, onde funciona o Via Livre, pedestre ganha a rua para desviar o carro estacionado na calçada caminhada diária, ser obrigada a desviar dos carros. “É um direito meu andar pelas calçadas”, disse indignada.

IRREGULARIDADES

Na Avenida Romualdo Galvão, o mesmo problema ocorre, mas segundo o agente de trânsito da Semob, Luciano Dantas, os problemas quanto estacionamentos irregulares são menores ali. “Aqui o pessoal respeita mais as leis; estou nesse ponto há mais de um mês e ainda não multei ninguém”, conta. Porém, não muito distante de onde estava o agente, carros ocupam de forma irregular as calçadas. “É complicado, de vez em quando sou obrigada a passar pela rua”, disse a dona de casa Isabel Moraes, 47. Não obstante a reclamação dos pedestres, os próprios motoristas, supostamente os mais beneficiados pelo projeto, também não poupam reclamações. “Minha filha tem um comércio aqui na Romualdo e eu não tenho como parar para

visitá-la. Sou obrigado a dar voltas e voltas, até encontrar um local onde é permitido estacionar. Sem falar na queda de clientes que ela vem sofrendo”, ressaltou Raimundo Batista de Souza, de 56 anos. Na Avenida Afonso Pena, também contemplada pelo projeto, os problemas persistem. Além da queda na venda dos comerciantes, a “Via Livre”, e a ausência de semáforos, permitem que os motoristas acelerem mais, o que acaba ocasionando acidentes. Segundo Talita Brilhante, vendedora da sorveteria Oba!, localizada na avenida, constantemente há pequenos incidentes. “Temos acidentes quase todos os dias. Isso não é só ruim para os motoristas, esse problema conta para o comércio também”, disse. Não muito distante da sorveteria a Banca Prática, localizada no canteiro central da avenida, sofre com as mudanças. Segundo Samara Fernandes, vendedora da banca, muitas vezes, para não perder o cliente, é preciso que serviços novos sejam oferecidos.

ONDE FUNCIONA O PROJETO

▶ Avenida Romualdo Galvão Fevereiro de 2009

▶ Avenida Jaguarari Março de 2009

▶ Rua São José Junho de 2009

do Rio Grande do Norte foi eleita a nona melhor do país e a 19ª da América Latina em um ranking que analisa as instituições de ensino superior segundo o desempenho global e a visibilidade das universidades na internet, além da qualificação de estudantes e professores. O relatório chamado de Webometrics Ranking Web of World Universities é promovido pelo Conselho Superior de Investigações Cientificas da Espanha e coloca a UFRN como a melhor universidade de toda a região Nordeste. No Brasil, à frente da UFRN, apenas instituições bem conceituadas do Sul e Sudeste do país, como a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a Universidade de São Paulo (USP) - que ficou em segundo lugar na América Latina e primeira colocada no Brasil. No ranking da América Latina, a UFRN ficou à frente da Universidade de Brasília (23°lugar), Universidade Federal do Ceará (59°) e Universidade Metodista de São Paulo (100° e último lugar). Ainda segundo o ranking, as três melhores instituições na América Latina para se estudar são Universidade Nacional Autônoma do México (70ª no ranking mundial); Universidade de São Paulo (122ª); e Universidade do Chile, que ocupa a 99ª posição no ranking mundial. Há seis anos, o ranking é divulgado duas vezes por ano, em janeiro e em julho, cobrindo mais de 20 mil instituições de ensino superior em todo o planeta. No ranking mundial, a Universidade Federal do RN ocupa a 638ª posição. Criada em 1960 a partir de faculdades e escolas de nível superior já existentes em Natal, tais como a Faculdade de Direito e a Escola de Engenharia, a instituição passou por vários processos de reformulação e, nos anos 70, houve a consolidação da atual estrutura e a construção do Campus Central. Atualmente, a UFRN oferece 75 cursos de graduação presencial e 73 cursos de pósgraduação. Sua comunidade acadêmica é formada por cerca de 33 mil estudantes e mais de 1700 professores.

▶ Rua Régulo Tinôco Junho de 2009

▶ Rua José de Alencar Junho de 2009

▶ Avenida Afonso Pena Janeiro de 2010

▶ Avenida Antônio Basílio Maio de 2010

9º lugar foi a colocação da UFRN entre todas as instituições brasileiras de ensino superior


Cultura 12

Editor Franklin Jorge

E-mail cultura@novojornal.jor.br

Fones 84 3201.2443 / 3221.3438

/ NOVO JORNAL / NATAL, SEXTA-FEIRA, 6 DE AGOSTO DE 2010

FOTOS: AUGUSTO RATIS / NJ

▶ A escritora gaúcha Martha Medeiros em colóquio com leitores natalenses

BEST-SELLER, SEM QUERER QUERENDO / PERFIL / EXPOENTE DE UM GÊNERO TIPICAMENTE BRASILEIRO, MARTHA MEDEIROS INCREMENTA A CRÔNICA CONTEMPORÂNEA TIAGO LOPES

DO NOVO JORNAL

A ESCRITORA MARTHA Medeiros é o tipo de mulher que, mesmo se aproximando dos 50 anos, consegue dizer “cara, tô me divertindo” sem parecer que está forçando intimidade com uma linguagem própria de gente bem mais nova. Ela, que faz 49 anos no próximo dia 20, expressa na fala exatamente o tipo de pessoa que diz ser: “simples e pé no chão”. Motivos para cultivar o esnobismo que alguns acham ser principal característica do sucesso, ela até tem. Escritora de sucesso no Brasil, suas obras freqüentam constantemente as listas de mais vendidos, são adaptadas regularmente para teatro e uma delas, “Divã”, serviu de base para uma das maiores bilheterias do cinema nacional em 2009. “Mas eu nunca planejei nada disso. Escrever nunca foi um projeto de vida, nunca cultivei o sonho de me tornar escritora. As coisas simplesmente foram acontecendo”, Medeiros repetiu diversas vezes, na palestra que proferiu na noite do dia 4, na livraria Siciliano do Midway Mall. Como não se atinge a posição que ela ocupa sem nenhum esforço, ela explica melhor. Quando criança, cultivava o costume de escrever em diários. “Do nada, esses escritos começaram a virar poesias”. Ela reuniu algumas e enviou para o editor da Brasiliense, que lançava alguns dos seus livros de crônicas favoritos, no início dos anos 80. Nessa época, ela já trabalhava como publicitária e achava que ficaria nessa profissão para sempre. Quando o editor lhe respondeu, dizendo que não dava para publicar nada na coletânea, porque já estava fechada pelos próximos dois anos. “Mas ele me disse para continuar escrevendo, disse que tinha gostado. Pra mim, isso já foi uma porta entreaberta”. Um pouco depois, seu marido precisou se mudar para o Chile. “Esse foi o grande ponto de mudança na minha vida. Passei nove meses lá com ele e comecei a escrever crônicas, mas para mim mesma”. Algumas caíram nas mãos dos editores do jornal gaúcho Zero Hora, que pediram mais. A constância das crônicas publicadas no periódico fez com que ela fosse convidada a ser uma colaboradora fixa, contribuindo até hoje com seus escritos para o primeiro jornal que a publicou. A partir desse ponto, a sua carreira foi crescendo à medida que foi recebendo convites para publicações e adaptações. A Brasiliense editou seus primeiros poemas. Depois, veio o contrato com a L&PM, que existe há 20 anos, publicando seus poemas e crônicas. Como a produção de Martha Medeiros se expandiu também para ficção, essas são publicadas pela editora Objetiva. Se os gêneros narrativos pelos quais Medeiros passeia são variados, as temáticas de sua obra não são tantas, se vistas de uma maneira geral. Seus escritos falam de variações da pessoa que ela é: mulher, com todas as responsabilidades e tipos de relacionamento que reservadas ao gênero. Medeiros fala bastante de casamento, paixão, solidão, amizade, maternidade, sem pender para a auto-ajuda e com algumas limitações, que ela mesma admite possuir. “Escrever foi uma maneira que achei de reordenar os pensamentos da cabeça. Quem escreve sabe que, depois que o texto está pronto, parece que foi feita uma faxina no cérebro”.

▶ Tendo na crônica a sua forma de expressão, Martha Medeiros passa em revista as circunstâncias do dia a dia

Seus textos são objetivos, não se perdem em digressões, por isso resvalam muitas vezes no excesso de simplicidade. Mas seus referenciais são os melhores nomes que a crônica nacional tem para mostrar: Luís Fernando Veríssimo e Paulo Francis. “Do último, eu discordava bastante. Tudo que diziam dele, eu achava também, que era elitista, esnobe. Mas ninguém podia negar que o texto dele era uma das coisas mais maravilhosas de se ler”, afirmou, já respondendo sobre o nível e a qualidade do retorno que tem dos seus leitores. “Olha, por incrível que pareça, a maior parte dos e-mails que recebo são de homens. Aqui não tem quase nenhum porque homem não gosta de sair de casa pra ouvir mulher falando, mas vai por mim, eles lêem bastante essas coisas”, constatou, falando para uma platéia de quase 50 pessoas que tinha exatos três homens.

CONTEÚDO E ADAPTAÇÕES

No evento, Medeiros falou sobre as coisas que mais ocupam seus escritos. Sobre relacionamentos, disse que o casamento é recomendado para quem quer constituir família. “Mas o dinamismo da vida impede a existência de regras, não tem como saber se, nem com esse objetivo a coisa vai funcionar”. Falou sobre mudança tam-

bém, que, não sua opinião, é característica de gente inteligente e que questiona bastante. Medeiros também disse que a amizade é uma das melhores coisas da vida e que a maternidade não é divertida. “Tenho duas filhas, que são as coisas que eu mais amo no mundo. Mas até elas chegaram a adolescência, tive que enfrentar a parte de criá-las, que foi muito chato. Queria ter passado direto do nascimento pra adolescência”. Mas ela recomenda: se você tem condições e está numa relação estável, não deixa passar a oportunidade de ter filhos, “é uma experiência única na vida”. Quando sua obra começou a atingir a fama, Martha Medeiros aprendeu a se desapegar das suas crias, quando passou a vender direitos de adaptação. “Se você é muito apegado à sua obra, é melhor nem permitir. Depois que você vende, a tua obra passa para as mãos de outras tantas gentes, com sensibilidades diferentes, visões diferentes”. Medeiros garante que nunca deu nenhum palpite nas adaptações teatrais e cinematográficas da sua obra. “Só me preparo na hora de assistir mesmo”. Quanto à Divã, ela aprovou o resultado final. “Só achei que uma mulher que tinha Gianecchini, Cauã Reymond e Zé Mayer não precisava nunca de terapia. Tremendo erro de escalação de elenco”.

O DINAMISMO DA VIDA IMPEDE A EXISTÊNCIA DE REGRAS, NÃO TEM COMO SABER SE, NEM COM ESSE OBJETIVO, A COISA VAI FUNCIONAR” Martha Medeiros, escritora


Social

Edito Editor Franklin Jorge Frank

E-mail social@novojornal.jor.br

Fones 84 3201.2443 / 3221.3438

NATAL, SEXTA-FEIRA, 6 DE AGOSTO DE 2010 / NOVO JORNAL /

Marcos

Sadepaula

13

A única razão pela qual alguém lhe odiaria, é porque ela quer ser exatamente igual a você” Herman Hesse

sadepaula@novojornal.jor.br

DiCesar na Vogue

No Buraco

A Boate Vogue recebe hoje a drag paulistana Dimmy Kieer, o alter-ego de DiCesar, conhecido em todo o país após sua participação no Big Brother Brasil 10. A noite ainda contará com show da cantora Camila Masiso & Banda, Forró Pele Morena (PB) e os DJ Galego Miranda (PE) e o residente França (RN). Amanhã a festa continua com Mônica Jucá e Forró Pr’Sakudir e na pista eletrônica fica por conta do DJ Lemory (PE) e França.

Hoje, no Buraco da Catita, o som fica por conta do grupo Catita Choro e Gafieira com entrada gratuita e início às 20h. O Catita fica na Travessa José Alexandre Garcia, 95, Ribeira - próximo a Praça Augusto Severo. Tel. 9602 9331.

D´LUCA / NJ D´LUCA / NJ

Dança Hoje tem o espetáculo Fases às 20hs no Teatro Alberto Maranhão, que retrata a vida artística do bailarino Cosme Gregory, exbailarino da Cia. de Dança do Teatro Alberto Maranhão e atualmente da Cia. Jovem da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil. As coreografias do espetáculo são assinadas por: Cosme Gregory, Wanie Rose, Clébio Oliveira e Mário Nascimento. O ingresso custa R$ 10,00 a inteira e mais informações no 9409-6655.

▶ Rafaela

Colassuono e Frances Reti, namorando ao som de All My Loving

▶ Dayane Pontes do

e o advoga e DJ Múcio NT, comemorando o tles sucesso do Bea Hotel Abbey Road no Pirâmide

DIVULGAÇÃO D´LUCA / NJ

Ideias sustentáveis O design verde é uma tendência da arquitetura moderna, e não estamos falando apenas da cor, mas sim de locais como o prédio de cinco andares da Escola de Arte, Design e Comunicação da Universidade Tecnológica de Nanyang, em Cingapura. A construção conta com uma cobertura vegetal e sua forma orgânica se mistura com a natureza onde está inserida. Os telhados revestidos de grama servem como ponto de encontro informal, além de ajudar no equilíbrio térmico do edifício e na absorção da água da chuva.

No Jobim O quarteto Na Lua, Choro & Jazz, formado por jovens estudantes de música da UFRN, promete noites inesquecíveis nas sextas-feiras de agosto. Com uma formação de guitarra, baixo, percussão e flauta, os meninos passeiam pelo jazz, bossa e choro. Às 21h na Praça das Flores em Petrópolis.

▶ Colaboração de Dominique Sá

Flagra Um sujeito, voltando de uma viagem, entra em um táxi no aeroporto. Enquanto se dirige para casa, pergunta ao taxista se ele topa ser testemunha, pois, suspeita que sua esposa tenha um caso e pretende flagrá-la no ato. O motorista concorda e ao chegarem, sobem pé ante pé até o quarto. O marido acende as luzes, arranca o cobertor e lá está a esposa dele na cama com outro cara. O marido coloca a arma na cabeça do homem nu. A esposa grita: - Não faça isso! Este homem é muito generoso! Foi ele quem pagou o Land Rover que eu comprei para você. Ele deu também a nossa lancha nova, foi ele quem comprou e mantém a nossa casa em Jacumã e comprou o nosso título do Iate Club!!! Perplexo, o marido abaixa a arma. Olha para o taxista e pergunta: - O que você faria? - Eu o cobriria logo com o cobertor, antes que ele pegue uma gripe.

Divina decadência

h e Monique Sá

com Chrystian de

a Formóbile Paulo, cobrindo pela rea Cariello em São o amanhã às 10h ▶ A arquiteta AndCas , que será veiculad Mix a ma para o progra TV Ponta Negra

Saboya,

▶ As “manas” Debumorasucesso da Casa de Ideias

D´LUCA / NJ

conferindo mais

D´LUCA / NJ

100 anos de Adoniran Se vivo fosse, o compositor, letrista e cantor paulista Adoniran Barbosa estaria completando hoje 100 anos. Ele é o autor de Trem das Onze e Saudosa Maloca, músicas muito executadas em rodas de violão. Faleceu em 1982 deixando uma discografia de 13 discos oficiais entre 78, long plays e Cds, além de sete coletâneas.

Aniversário e prélançamento do segundo livro do empresário Aluízio Alves Filho, em sua residência

Cinema e Moda tela no coquetel

o rinho Mendes com ▶ O músico PedFláv um io Freitas tirando artista plástico lier na pete no seu ate som de seu trom ita do Buraco da Cat Ribeira, ao lado

▶ A arquiteta Olgdoa Por Vanilla Caffe, na de inauguração oa Nova Jaguarari em Lag

Em agosto o Cineclube Natal exibe o ciclo A Moda e o Glamour, pontuando o tema com três filmes simbólicos. O primeiro será o clássico estrelado por Audrey Hepburn, Bonequinha de Luxo, que estará hoje nas telas do Cine Café. A programação ainda conta com A Doce Vida (Cine Vanguarda, dia 22) e O Pecado Mora ao Lado (Cine Assembléia, dia 26). O Cine Café é uma parceria com o Nalva Melo Café Salão. A entrada custa R$ 2,00 e a sessão tem início às 20h.

FOTOS: D’LUCA / NJ

▶ Ana Maria Dantas com a filha Anyssa

▶ Paulo Araújo, Paulo Tarcísio e Franklin Jorge, do NJ

A inglesa Amy Winehouse, famosa pelo hit “Rehab” e por internações em clínicas de reabilitação, se apresentará no Brasil em janeiro de 2011. A cantora comprou um estúdio de gravação próximo à prisão de Pentonville, em Londres, informa o tablóide “The Sun”. Atualmente, Amy está trabalhando em seu novo álbum com o produtor Mark Ronson, que produziu o disco “Back To Black”, lançado pela cantora em 2006.

▶ Ana Catarina, Wanda e Laurita Arruda

▶ Aluízio com Geraldo Melo, Ticiano Duarte e Paulo Xavier

▶ Mariane Rebouças

▶ Aluízio Alves Filho entrega placa a Fernanda Ledebour

▶ Marise Rebouças e Aluizinho

▶ Edinólia Melo e Marluce Arruda


14

▶ CULTURA ◀

/ NOVO JORNAL / NATAL, SEXTA-FEIRA, 6 DE AGOSTO DE 2010

FOTOS: DIVULGAÇÃO / WALTER CRAVEIRO

NERY SAÚDA GILBERTO FREYRE / LITERATURA / “GILBERTÓFILO” É APLAUDIDO DE PÉ AO RECITAR POEMA DO SOCIÓLOGO NO PRIMEIRO DIA DA FESTA LITERÁRIA DE PARATY

FABIO VICTOR FOLHAPRESS

Na primeira mesa de debates da Festa Literária Internacional de Paraty, ontem pela manhã, o “gilbertófilo” Edson Nery da Fonseca foi aplaudido de pé pelo público ao recitar um poema de Gilberto Freyre, o homenageado desta oitava edição da festa. Professor emérito da UnB (Universidade de Brasília) e um dos maiores conhecedores da vida e da obra do sociólogo pernambucano, Nery debateu com o escritor Moacyr Scliar e com o historiador Ricardo Benzaquen o viés literário da produção de Freyre. Scliar apontou o homenageado como um dos raros intelectuais a transitar com desenvoltura entre ciência e humanidades, mas logo desviou do tema para criticar declarações antissemitas de Freyre e a tendência do sociólogo a fazer generalizações. Já Benzaquen ressaltou a riqueza do Freyre ensaísta. “Ao se filiar à tradição do ensaio, Freyre está chamando a atenção para a incompletude; parte do pressuposto de que as coisas têm de ser debatidas e não que têm de ter uma conclusão”. Nery foi mais fiel ao tema da mesa, batizada de “Ao Correr da Pena”. Disse que o estilo literário de Freyre tinha três características: imagismo (influenciado pela poeta americana Amy Lowell), enumeração caótica (tendo como inspirador o poeta americano Vachel Lindsay) e expressionismo. Pôs-se então a ler o poema “Bahia de Todos os Santos e de Quase Todos os Pecados”, escrito por Freyre em 1926 após sua primeira visita a Salvador. Os versos exaltando a miscigenação e a diversidade cultural baiana e tom apaixonado da declamação de Nery seduziram a plateia da Tenda dos Autores, que levantou e gritou para aplaudi-lo.

“EM PORTUGAL JÁ HAVIA ESCRAVIDÃO, POLIGAMIA E DEPRAVAÇÃO”, DIZ FHC “Em Portugal já havia escravidão, poligamia e depravação”, disse o sociólogo e ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, na palestra que abriu a Flip na quarta-feira à noite em Paraty, que teve como tema a obra de Gilberto Freyre, homenageado nesta edição. Na palestra, que durou cerca de uma hora e meia, FHC defendeu que a miscigenação, tão pregada como uma característica da colonização no Brasil, já existia antes em Portugal. Ele afirmou que os portugueses já tinham escravidão e uma mistura com árabes e africanos; e que esse equilíbrio entre contrários que caracteriza o Brasil era anterior à chegada dos portugueses. O ex-presidente também disse que levou um mês lendo os três “principais livros” de Gilberto Freyre: “Casa-Grande & Senzala”, “Sobrados e Mucambos” e “Ordem e Progresso”. Segundo ele, a obra de Freyre tinha muitos flancos, pois ele dominava a linguagem acadêmica, embora não a seguisse; e que a qualidade literária foi uma das características que o imortalizou. “Ele não era só sociólogo, era antropólogo. E o antropólogo vê as pessoas”, disse. “Vou terminando, senão vocês não jantam”, disse FHC, no fim da palestra, ao ver que entregavam um papelzinho com perguntas para o debatedor Luiz Felipe de Alencastro. Ao ser aplaudido de pé, o ex-presidente se levantou para agradecer e falou em tom de brincadeira: “tomem cuidado, que eu dou bis e repito tudo”.

ROTEIRO

Um pequeno grupo promoveu um protesto contra a presença do expresidente na Flip, em frente à Tenda dos Autores, antes do início da conferência de abertura. Um grupo de cerca de sete pessoas portava cartazes com inscrições como “Política Não”, “Amo a Flip, mas sem partido” e “A Flip não é palco para político. Fora FHC!”. Vestindo uma camiseta branca com os dizeres “FHC não” e “viva Saramago” escritos à mão, o morador Felipe Guaraná, que se dizia um sambista da cidade, disse que era uma vergonha o FHC abrir a Flip em ano eleitoral. Segundo o manifestante, Lula também não seria uma boa escolha. Para ele, é igualmente absurda a homenagem para o sociólogo Gilberto Freyre, pois ele teve “posturas complicadas nos anos 60”. Na opinião de Guaraná, o homenageado tinha de ser alguém como o escritor Jorge Amado, pois “Jorge Amado é camarada”. Quando a palestra terminou, FHC voltou a pé para o seu hotel, sendo abordado por moradores e turistas. Um homem disse que, se fosse FHC o candidato tucano à Presidência, em vez de José Serra, ele seria eleito. Ao lado, uma mulher disse: “Teria o voto de todos os professores”. Mais adiante, uma outra falava com a mãe ao celular e passou o aparelho para FHC, pedindo que ele conversasse com ela. “Minha mãe ama o senhor, fala com ela”. FHC falou.

INSOLAÇÃO – Livre. Cinemark: 14h.

roteiro@novojornal.jor.br

SALT – 14 anos. Cinemark: 12h10 - 14h30 - 17h20 - 19h40 - 22h00 (LEG). Moviecom: 14h00 – 16h00 – 18h00 – 20h00 – 22h00 (LEG). TOY STORE – Livre. Cinemark: 12h20 - 15h00 (DUB). Moviecom: 14h25 – 16h40 (DUB).

CINEMA ENCONTRO EXPLOSIVO – 14 anos. Cinemark: 11h25- 13h50 - 16h20 - 19h00 - 21h30 (LEG). Moviecom: 14h35 – 16h50 – 19h05 – 21h20 (LEG). ECLIPSE - 14 Anos. Cinemark: 17h30 20h30 (LEG) 21h50 (DUB). Moviecom: 19h00 – 21h30 (DUB).

▶ Ex-presidente recebeu elogiou, mas também foi criticado

PREDADORES – 14 anos. Cinemark: 11h20 - 16h30 - 18h55 - 21h20 (LEG). Moviecom: 14h50 – 17h00 – 19h10 – 21h20 (LEG).

SHREK PARA SEMPRE – Livre. Cinemark: 12h30 - 14h45 - 17h10 - 19h25 (DUB). Moviecom: 13h55 - 15h00 – 15h50 - 16h55 – 17h45 - 18h50 – 19h40 - 20h45 – 21h35 (DUB).

O BEM AMADO – 12 anos. Cinemark: 11h40 - 14h10 - 16h40 - 19h10 - SHREK PARA SEMPRE 3D – Livre. 21h40. Moviecom: 15h10 – 17h20 – Cinemark: 11h00 - 13h10 - 15h30 17h45 - 20h00 - (DUB) 22h15 (LEG). 19h30 – 21h40.

MÚSICA Camila Masiso canta o melhor do samba e bossa no palco da Vogue às 22h. Apresenta-se também a drag Dimmy Kieer (ex-BBB Dicesar). Às 20h, o grupo Catita Choro e Gafieira toca samba e choro da melhor qualidade no Buraco da Catita. Entrada Gratuita. A programação do Sgt. Peppers fica por conta d’Uskaravelho às 21h. O grupo toca, além de músicas autorais, sucessos do rock nacional dos anos 80.


Esportes

Editor Marcos Bezerra

E-mail esportes@novojornal.jor.br

Fones 84 3201.2443 / 3221.3438

NATAL, SEXTA-FEIRA, 6 DE AGOSTO DE 2010 / NOVO JORNAL /

MOACYR LOPES JÚNIOR / FOLHAPRESS

15

/ SELEÇÃO /

/ KAKÁ /

ALEMANHA ANUNCIA AMISTOSO COM O BRASIL PARA 2011

Cirurgia, fim de ano e otimismo no Twitter REPRODUÇÃO

FOLHAPRESS UMA DAS SENSAÇÕES da Copa

▶ Comemoração pelo título da Copa do Brasil em Salvador: diretoria tenta manter estrelas do time

ASSÉDIO AOS

MENINOS DA VILA / SANTOS / ANDRÉ FOI; ROBINHO DIZ QUE NÃO VAI BRIGAR COM O SEU CLUBE E A DIRETORIA DO PEIXE TENTA SEGURAR DESTAQUES DA EQUIPE FOLHAPRESS COM PROPOSTA PARA

se transferir ao Chelsea, o atacante Neymar, 18, afirmou que pretende continuar no Santos até o fim da próxima edição da Taça Libertadores da América. O time santista garantiu sua participação no torneio sul-americano após conquistar o título da Copa do Brasil, anteontem, em Salvador. O Santos sagrou-se campeão da competição após perder para o Vitória, de virada, por 2 a 1, no Barradão. A equipe paulista foi beneficiada pelo triunfo na primeira partida da decisão, quando venceu o adversário por 2 a 0, na última semana, na Vila Belmiro. “Espero continuar no Santos. Espero que o Santos possa segurar a gente. Quero ficar até a Libertadores”, disse Neymar em entrevista ao canal Sportv.

Já Robinho não se mostrou muito otimista. “No que depender de mim eu quero continuar. Tenho de conversar com o Manchester City. Vou tentar conversar e se eles [Manchester City] aceitarem ótimo. Caso contrário, vou cumprir meu contrato. Não posso brigar com o meu clube”, afirmou o jogador, que teve o seu contrato de empréstimo expirado quarta-feira com o Santos. “Espero continuar no Santos. O Santos só me traz alegria, só me traz coisas boas. Conquistei dois títulos neste ano que não havia conquistado ainda na minha carreira”, lembrou. “Espero ficar muito tempo no Santos”, diz Ganso. Já o presidente Luis Alvaro de Oliveira sabe que será complicar manter Robinho para o restante da temporada. “É difícil segurar [o Ro-

KAI PFAFFENBACH / REUTERS

▶ Massa e Alonso pouco antes da ultrapassagem polêmica: alento / FÓRMULA 1 /

NOVO ÁUDIO PODE AJUDAR DEFESA DA FERRARI FOLHAPRESS A FIA (FEDERAÇÃO

Internacional de Automobilismo) divulgou ontem um vídeo do GP da Alemanha de F-1, com trechos do rádio da Ferrari, que mostram um outro lado das ordens para seus pilotos durante a polêmica prova. Na corrida, Felipe Massa abriu passagem para seu companheiro, Fernando Alonso, após receber quatro pedidos da equipe para que deixasse o espanhol ultrapassá-lo. Agora, no vídeo editado, aparecem falas do engenheiro Rob Smedley alertando Massa para que acelerasse para se distanciar de Alonso, que estava se aproximando. “Ele [Alonso] está bem perto, ele vai passar, você tem que se defender. Você tem que acelerar mais, Fernando está rápido”, diz Smedley.

Depois de ter se classificado atrás do colega, Massa largou bem e assumiu a ponta da corrida, seguido pelo piloto espanhol, que não conseguia se aproximar o suficiente para ultrapassá-lo. Via rádio, Alonso chegou a dizer que a situação “era ridícula”. Ele estava 31 pontos à frente de Massa no Mundial. As novas falas de rádio da equipe italiana podem até servir como defesa para a Ferrari, que em função da suposta “marmelada” será julgada no dia 8 de setembro, em Paris. Segundo o comunicado da FIA, a Ferrari infringiu o artigo 39.1 do regulamento da F-1. “Ordens de equipe que interferem no resultado de uma corrida estão proibidos”, diz a regra. A equipe italiana foi multada em US$ 100 mil pelos comissários de prova da F-1 pelo ocorrido.

binho]. Mas a gente vai tentar lutar mais uma vez para ele continuar aqui”, completou o dirigente.

ESPERO CONTINUAR

do Mundo-2010, a Alemanha será adversária do Brasil em um amistoso no próximo ano. Ontem, a DFB (Federação Alemã de Futebol) anunciou que as duas seleções se enfrentarão no dia 10 de agosto de 2011, no reformulado estádio de Stuttgart. “Esta partida é um clássico do futebol mundial. Estamos muito contentes [pela partida]”, disse o técnico da Alemanha, Joachim Löw, que conduziu um jovem e ofensivo time à terceira colocação no Mundial da África do Sul. Procurada pela reportagem, a CBF confirmou a existência de interesse no amistoso, mas não a conclusão das negociações. A seleção brasileira disputa na próxima semana seu primeiro amistoso após o fiasco na Copa. Mano Menezes faz sua estreia no time nacional diante dos Estados Unidos na terça-feira, no New Meadowlands, em Nova Jersey. DIVULGAÇÃO / FIFA

NO SANTOS. O SANTOS SÓ ME TRAZ ALEGRIA, SÓ ME TRAZ COISAS BOAS. CONQUISTEI DOIS TÍTULOS NESTE ANO” Robinho Atacante do Santos

▶ Löw: expectativa com jogo

▶ A conversa com Gustavo Kuerten após a cirurgia FOLHAPRESS O ANO PRATICAMENTE acabou para

Kaká. O meia do Real Madrid sofreu ontem uma cirurgia no joelho esquerdo que deve afastá-lo dos gramados pelos próximos quatro meses. A operação foi realizada em Amberes, na Bélgica, onde Kaká chegou ontem pela manhã. O resto do time do Real Madrid continua na Califórnia, em pré-temporada. Uma nota publicada no site do clube espanhol informa que a artroscopia “confirmou uma lesão no menisco do joelho esquerdo, com mínima afetação da cartilagem’’. O técnico José Mourinho tratou de esfriar os ânimos no Real Madrid, ao dizer que “perder Kaká por um tempo não será um drama’’. Mas, a cada nova lesão, cresce o descontentamento com o jogador, que só atuou em sete jogos inteiros do time na temporada passada. Kaká passou quatro dias nos EUA, onde o Real treina. Chegou um dia depois dos colegas, “por problemas pessoais’’, e em nenhum dia na América, calçou chuteiras. Ficou sempre na academia.

Até hoje, a grande preocupação em relação ao camisa 8 era sua lesão no púbis. Nos EUA, os médicos do Real Madrid descartaram a possibilidade de operação, sob a alegação de que tratamentos “mais conservadores’’ seriam mais eficientes. Ontem, surpreendeu e operou o joelho esquerdo. “É um jogador muito querido por seus companheiros, e também é um dos melhores do mundo, por isso o queremos 100%’’, disse Mourinho. Sem Kaká, o Real Madrid ganhou ontem do AméricaMEX por 3 a 2.

TWITTER

Kaká ‘reapareceu’ ontem à tarde no Twitter. “Estou na Bélgica, nos próximos dias o doutor Marc Martens vai me permitir que volte para Madri. Então, eu poderei a começar a fisioterapia”, escreveu, em inglês. Em seguida, agradeceu o apoio que recebeu, também via Twitter, do ex-tenista Gustavo Kuerten. Mais cedo, Guga, que na ativa também passou por cirurgias, escreveu: “desejo mto sucesso na sua recuperação, tenho certeza q vc vai voltar com TUDO!! Saúde amigo, abss”.


16

▶ ESPORTES ◀

/ NOVO JORNAL / NATAL, SEXTA-FEIRA, 6 DE AGOSTO DE 2010

DE JOÃO PAULO A PREÁ / ABC / APÓS A VITÓRIA SOBRE O FLUMINENSE DE FEIRA DE SANTANA O ALVINEGRO DE NATAL TEVE UM DIA CONTURBADO, COM DESFALQUES, CONFIRMAÇÃO DA SAÍDA DO MAIOR ÍDOLO NO FIM DO ANO E A CONTRATAÇÃO DE MAIS UM ATACANTE, JORGE PREÁ, DO PALMEIRAS ARGEMIRO LIMA / NJ

DEPOIS DA VITÓRIA no Campeonato

do Nordeste, quarta-feira, sobre o Fluminense de Feira de Santana/ BA, por 3 a 1, ontem foi dia de reapresentação no ABC. Mas o elenco não viveu nada da tranquilidade característica de um dia seguinte, muito pelo contrário; movimentação foi o que não faltou no CT Alberi Ferreira de Matos. O alvinegro potiguar anunciou a chegada de um atacante e confirmou a venda de João Paulo no fim do ano - conforme antecipou com exclusividade o NOVO JORNAL - para o futebol português e ainda teve que lidar com possíveis desfalques para o jogo de domingo contra o Salgueiro, pela Série C. João Paulo, artilheiro na temporada e maior destaque do time, será vendido para um grupo de empresários, que deve colocá-lo em um time português. Mas por um acordo feito entre as partes, o ABC conseguiu que o atacante permanecesse até o final do ano em Natal. “A negociação já acontecia há muito tempo, eles vieram assistir ao jogo do ABC contra o Alecrim e quiseram levar o João Paulo logo, mas conseguimos que ele só se transferisse no final do ano”, disse o vice-presidente do clube, Flávio Anselmo. Os valores da negociação não foram divulgados pelo dirigente e o clube que deve receber o atacante ainda é uma incógnita. Gilberto de Nadai, procurador de João Paulo, diz que vai depender dos investidores. “Investidor não tem time, eles botam o atleta onde estiver o me-

C, contra o Salgueiro/PE. “A perda maior é a do Claudemir, pois vinha sendo titular. O Juliano ainda não estava em plenas condições. Mas nós temos algumas opções para o jogo. Podemos jogar com três zagueiros ou simplesmente pôr o Éverton Cézar”, concluiu.

lhor negócio, mas estamos trabalhando para levá-lo para um clube da primeira divisão [de Portugal].” Nadai, que assumiu como procurador do atleta há três meses, ressalta que tudo ainda depende da negociação com o ABC. O clube é detentor dos direitos federativos do atacante e conta com ele até o fim da temporada. “Muitas coisas não foram acertadas. Nós ainda vamos conversar com a diretoria do ABC. Claro que a possibilidade de jogar no exterior e garantir a independência financeira é boa para qualquer atleta, mas, hoje, João Paulo está concentrado no Campeonato Brasileiro”, afirmou o procurador.

GOLEIRO

▶ João Paulo: oficialmente o departamento de futebol ainda não comenta a venda do atleta JOGAR NO EXTERIOR É BOM PARA QUALQUER ATLETA, MAS HOJE JOÃO PAULO ESTÁ CONCENTRADO NO CAMPEONATO BRASILEIRO” Gilberto de Nadai Procurador de João Paulo

REFORÇO VEM DO PALMEIRAS Outra novidade no CT alvinegro foi a contratação de mais um homem de frente. Trata-se de Jorge Preá, atacante que é vinculado ao Palmeiras. Ele chega por empréstimo até o final de novembro. O atleta passou por diversas equipes do futebol brasileiro, como o Atlético Paranaense. “Eu estou muito feliz de acertar com o ABC, para mim não era interessante ficar no Palmeiras. Mesmo sendo um grande time eu estava sem jogar e eu não queria ficar lá sem jogar, isso é ruim para minha

carreira”, afirmou o novo reforço abecedista. O atleta explicou que precisará de um tempo para poder ficar à disposição do técnico Leandro Campos, já que não atua desde o fim do Campeonato Paulista, quando jogava pelo Mogi Mirim. “Eu estava só treinando e como não fazia parte do grupo o treinamento era diferente. Irei precisar de pelo menos uma semana para poder começar a jogar”, completou. Preá chega a Natal hoje, faz

exames clínicos e assina contrato. O treinador Leandro Campos ficou satisfeito com o novo reforço. “É um jogador do Palmeiras, acompanho o futebol dele desde o Pelotas. Esse ano ele disputou o paulista pelo Mogi Mirim; é um jogador que vai ser muito bem recebido por todos do ABC e vai ajudar muito a equipe no resto do ano”, comemorou o técnico. Por outro lado, Leandro lamentou as contusões de Claudemir (joelho) e Juliano (panturrilha). O departamento médico do clube adiantou que vai ser difícil recuperar os atletas a tempo para a partida de domingo, pela série

Mesmo tendo falhado nos dois últimos jogos do ABC, contra o Alecrim, pela Série C, e Fluminense de Feira pelo Campeonato do Nordeste, em gol erroneamente anulado pelo árbitro, o goleiro Welligton ainda tem a confiança do treinador Leandro Campos. Durante a semana, foi ventilada a possibilidade de o alvinegro estar correndo atrás de um novo arqueiro, mas a informação foi negada por Campos. “Eu não preciso de goleiro. Tenho total confiança no Welligton. Todo goleiro passa por fases que nem sempre as coisas dão certo. Mas todos confiamos bastante nele”, concluiu. DIÁRIO DE S.PAULO

▶ Jorge Preá chega hoje a Natal

/ SÉRIE B /

/ MORUMBI /

CBF vê erro em possível ato de árbitros de América e Portuguesa

GOLDMAN REBATE CRÍTICAS DE MINISTROS

AUGUSTO RATIS / NJ

CEDIDA / CBF

BRUNO ARAÚJO

DO NOVO JORNAL

A DIRETORIA DO

América promete investigar a suposta visita de dirigentes da Portuguesa à sala do quarteto de arbitragem – comandando por José Caldas de Souza, de Brasília – antes e depois da partida da última terça-feira, quando foi derrotado por 3 a 1 em jogo válido pela Série B. Não bastasse a visita, informações apuradas pela reportagem apontam que o quarteto e o delegado da partida teriam sido presenteados com camisas da Lusa. “É vedado o acesso de terceiros ao camarote dos árbitros”, sentencia o presidente da Comissão Nacional de Arbitragem, Sérgio Correa da Silva, que garante que todos os árbitros recebem a orientação de negarem o acesso a dirigentes, jornalistas ou qualquer pessoa que não faça parte do grupo responsável por comandar a partida. Correa afirma ainda que tão irregular quanto a visita é que a equipe de arbitragem receba qualquer tipo de bem material ou favorecimento, seja qual for. “Eles não devem receber nada de ninguém, seja camisa, seja um papel, não interessa. Não podem receber qualquer tipo de benefício para não suscitar dúvidas sobre a idoneidade de seu trabalho”, apontou o representante da Confederação Brasileira de Futebol. Em casos em que existam indícios de irregularidades rela-

▶ Arbitragem conturbada de José Caldas de Souza e camisas no fim cionadas a árbitros em competições de nível nacional, organizadas pela CBF, Sérgio Correa explica que uma representação deve ser enviada pelo clube à Comissão Nacional de Arbitragem para que os fatos possam ser apurados e, se necessário, encaminhados ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva para que o caso seja julgado. “Recebemos denúncias desse tipo e investigamos todas. Se comprovada qualquer irregularidade, a punição é feita de acordo com a situação.” Correa lembrou um fato que teria envolvido o América em 2007, quando houve a denúncia à Comissão Nacional de que um dirigente alvirrubro teria jantando um dia antes da partida com o árbitro em Natal. No entanto, após a investigação, foi constatado que na noite do suposto encontro, o árbitro estava no Rio de Janeiro.

▶ Sérgio Correa: atitude irregular

CLUBE NATALENSE ESTUDA REPRESENTAÇÃO O vice-presidente do clube potiguar, Clóvis Emídio prometeu investigar a história a fundo. “A informação que a gente tem é que eles [os dirigentes da Portuguesa] tiveram na sala dos árbitros três ou quatro vezes e que, no final do jogo, teriam voltado lá para presentearem com camisas”, contou o cartola. O segundo no comando americano garante que se conseguir confirmar ao menos parte da história, entrará com uma representação contra o quarteto. “Não seremos levianos em fazer uma denúncia sem fundamento, mas se confirmarmos, iremos sim entrar com uma representação.”

E o movimento nos bastidores segue forte por outro motivo: reforços. O dirigente americano confirmou que o clube continua buscando nomes no mercado para fortalecer a equipe e tentar fugir da zona de rebaixamento para a Série C. Além de um atacante de referência, o clube busca um volante e um meia que, juntos, possam fortalecer o setor de criação americano. “Esperamos anunciar até sábado pelo menos um dos reforços. Vamos reforçar porque temos duas competições paralelas e a Série B é longa, mas estamos satisfeitos com a melhora, mas a falta de vitórias continua nos incomodando”, lamentou.

FOLHAPRESS O GOVERNADOR DE

São Paulo, Alberto Goldman (PSDB), rebateu ontem as críticas que sofreu do governo federal, um dia antes, sobre uma suposta leniência do Estado na defesa do estádio Morumbi como arena paulista para a Copa do Mundo de 2014. “O apoio dos ministros é muito bem-vindo. Inclusive do ministro do Esporte. Seria bom que eles trabalhassem também para garantir que a gente tenha aqui em São Paulo os aeroportos que são necessários. Isso tem um atraso de três anos’’, disse. Infraestrutura aeroportuária, tarefa do governo federal, é o principal gargalo, segundo a Fifa, para o evento. Ontem, em encontro com senadores paulistas em Brasília, o ministro do Esporte, Orlando Silva Jr., criticou a “indefinição’’ de Goldman. O governador não deu prazos para a definição de qual projeto será apresentado ao Comitê Organizador. Mas garantiu não ter intenção de usar verba públi-

ca do Estado para a reforma do Morumbi. “Legalmente, não podemos colocar dinheiro público em uma propriedade privada. E, mesmo se fosse possível, eu não faria. Não acho de bom senso despender esse dinheiro para um dia, para um momento especial.’’ Mesmo reiterando que não fará investimentos no Morumbi, ele apoiou o São Paulo, dizendo que hoje é dele o projeto mais viável para ser a sede da abertura da Copa. Sobre a construção do Piritubão, Goldman afirmou que o projeto é “muito difícil’’ de se concretizar e dependente da iniciativa privada.

636 BI É o valor, em reais, para a reforma do Morumbi DIVULGAÇÃO

▶ Projeto do novo Morumbi: em aberto

06-08-2010  

06-08-2010

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you