Page 1

contando

histรณrias


ESTE BRINQUEDO CONTÉM: 10 maracujás (lã) 10 cajus de (lã) 10 abacaxis de (lã) 10 goiabas de (lã) 1 cesta vermelha (madeira, feltro) 1 cesta azul (madeira, feltro) 1 cesta verde (madeira, feltro) 1 cesta amarela (madeira, feltro) 1 cesta branca (madeira, feltro) 1 moldura para identificar o resultado da conta (madeira, feltro) 1 sacola embalagem (100% algodão tingido) 1 livro para o educador (Impresso offset) 1 sinal vermelho divisão (madeira, tinta acrílica, verniz) 1 sinal azul de subtração (madeira, tinta acrílica, verniz) 1 sinal verde de soma (madeira, tinta acrílica, verniz) 1 sinal amarelo de multiplicação (madeira, tinta acrílica, verniz)


contando

histรณrias


FICHA TÉCNICA Título: Contando Histórias Autoras: Audrey Chuang, Nadia Naomi Sato e Priscila Yoshihara Editora: Antroposófica Edição: 1ª Ano: 2018 Idioma: Português Especificações: Brochura | 28 páginas | Acabamento Simples ISBN: 000-00-00000-00-0 Peso: 300g (aprox.) Dimensões: 200mm x 200mm Papel: offset 90 gr/m² Impressão: totalmente em cores (4/4)


Olá! Você está começando a ler o livro de instruções de como brincar com o Contando Histórias. Ele é um brinquedo especialmente criado para ser usado por pais e educadores com crianças que acabaram de aprender as operações matemáticas de divisão, subtração, soma e multiplicação. Contando Histórias surgiu inspirado na necessidade de uma professora do 1º ano do Ensino Fundamental de uma escola Waldorf. A pedagogia Waldorf foi desenvolvida por Rudolf Steiner e está baseada na Antroposofia. Esse brinquedo foi desenvolvido com base

nos princípios de ensino Waldorf, mas também pode ser usado em qualquer outro contexto educacional. Exercitar a matemática pode ser algo não somente divertido, mas uma forma de trazer valores humanos importantes para a formação das crianças. Além disso, o livro-brinquedo foi desenvolvido para a disciplina Design de Brinquedos e Brincadeiras, oferecida pela Prof.ª Dr.ª Denise Dantas, no curso de Design da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP (FAUUSP). Um dos requisitos da disciplina era incluir algum aspecto cultural brasilei-


ro, devido à escassez de brinquedos de qualidade que tragam referências do nosso país. No projeto, essa sensibilização se concretizou por meio das frutas escolhidas que são nativas brasileiras. Acreditamos que um brinquedo que estimule a ação da criança junto ao pensar, é para todos. Quem não concorda que aprender algo novo, exercitar dentro de um contexto é bem mais fácil para assimilar os conteúdos aprendidos? É como aprender uma língua nova em que entendemos a cultura e as palavras dentro de frases. Por isso, as operações matemáticas vão ser apresentadas

aqui dentro de histórias. Aprender a divisão nada mais é do que aprender a compartilhar; a subtração é doar ou perder algo; a soma traz a qualidade do colecionar ou acumular e a multiplicação traz a qualidade do aumentar como multiplicar boas ações ou frutos. O sinal de igualdade traz o conceito de justiça. O ensino da matemática na escola Waldorf traz para a criança referências do dia a dia na prática, respeitando os arquétipos da nossa sociedade. É por isso que o brinquedo Contando Histórias tenta figurar e materializar os conteúdos abstratos matemáticos, estimulando as crianças a interagirem umas com


as outras. Assim, juntas, encontrarem a resposta certa para o desafio da pergunta colocada pelos pais ou educador ao final de cada história. Como os ambientes também são importantes para a percepção e desenvolvimento da criança, esse brinquedo foi pensado para ser facilmente transportado e levado para qualquer lugar, podendo ser usado em ambientes externos como parques e praças ou em ambientes internos como a sala de aula ou casa. Outro aspecto importante é que esse livro não vem para determinar como se deve usar

o brinquedo, mas apenas trazer dicas e sugestões de como utilizá-lo para brincar. A proposta é apresentar como funciona a brincadeira para que depois seja possível criar novas histórias. Todo ensino e toda criança são únicos, por isso é importante poder adaptar a brincadeira para o contexto e a realidade de cada criança. Nossa sugestão então é: leia, entenda como funciona e depois coloque em prática usando sua criatividade! Esse livro é um material de apoio, a brincadeira depende só de você e das crianças. Os objetos vêm para auxiliar, mas eles podem ser


também transformados de acordo com a sua criatividade e necessidade. Houve um cuidado especial na escolha dos materiais utilizados no brinquedo para que fossem naturais e não apresentassem riscos para a criança. Além disso, as ilustrações trazem os personagens sem expressão definida, porque é importante que a criança nessa idade possa imaginar não partindo de algo pronto podendo assim atribuir livremente sentimentos e expressões aos personagens. Da mesma forma, as cores apresentadas em cada operação não são

aleatórias. Cada operação se liga a uma cor e a um temperamento segundo a Antroposofia. A divisão é representada pelo vermelho colérico; a subtração, pelo azul melancólico; a soma, pelo verde fleumático; e a multiplicação, pelo amarelo sanguíneo. Nesse brinquedo, assim como na educação de uma criança, cada gesto, escolha e detalhe importa e possui um propósito e um sentido. Agora vamos praticar!


Estrutura do livro Este livro apresenta as 4 operações matemáticas na seguinte ordem: divisão, subtração, multiplicação e soma. Isso se deve à pedagogia Waldorf, que primeiro ensina a criança a dividir com os outros e depois acumular. O livro é dividido em 4 capítulos. Cada página dupla contendo história e ilustrações é seguida por uma página dupla contendo o esquema de resolução junto à história. Instruções básicas para iniciar: 1. O raciocínio da brincadeira é da esquerda para a direita, assim como na leitura. O deslocamento dos itens deve ser neste sentido. 2. Defina a história a ser contada. 3. Separe o tipo e número de frutas correspondente às informações contidas na história. 4. Separe o número de cestas necessário e alinhe-as horizontalmente, conforme a história. 5. Posicione a moldura no extremo direito (do ponto de vista da criança), fechando a linha de raciocínio. 6. Espalhe as frutas em volta das cestas e da moldura.


Dicas importantes ŸŸ Leia a história inteira e entenda bem como realizar as operações antes de envolver as crianças. ŸŸ Durante a narrativa, a ajuda das pequenas mãozinhas é sempre bem-vinda! Peça a participação das crianças para colocarem as frutas nas cestas de acordo com a história. Isso prende a atenção delas, pois se tornam parte do processo. ŸŸ A operação a ser realizada em cada história é enfatizada em forma de pergunta ao final da mesma. Ao ler a pergunta, reforce com sua voz as palavras em negrito, deixando claro qual a operação que deve ser feita. ŸŸ Na pedagogia Waldorf, cada operação tem uma cor que carrega consigo determinadas qualidades. As personagens da história apresentam características que estão relacionadas à operação apresentada. Aproveite essas informações para ensinar boas qualidades para as crianças!


conheça a família


Este é André. Sua cor preferida é vermelho que representa o temperamento colérico. André é um garoto cheio de força, gosta de subir em árvores e imaginar ser um rei.

Este é o Senhor Hélio. Sua cor é azul que representa o temperamento melancólico. Ele é muito pensativo e preocupado com a família.


Esta é Clara. Sua cor é verde que representa o temperamento fleumático. Ela é calma, adora comer doces e fazer coleções dos mais diferentes objetos.

Está é a Dona Isabel. Sua cor é amarela que representa o temperamento sanguíneo. Dona Isabel é alegre, está sempre em movimento. Gosta de criar os mais diferentes pratos de comida para agradar os seus filhos.


Capítulo 1 Contando com André André é um garoto que adora colocar sua capa vermelha e imaginar que é como um rei. Em um dia brincando em seu reinado com seus 2 amigos, vendo um pé de maracujá todinho enrolado lá no alto, ele subiu e conseguiu pegar 6 maracujás e colocá-los em uma cesta. Depois, compartilhando o feito do dia orgulhoso, dividiu os maracujás igualmente entre eles 3. Quantos maracujás André tinha no começo? Quantos amigos André tem? Com quantas frutas cada um ficou?


Resolução DIVISÃO: 6÷3 = 2 Cor: vermelha Temperamento: colérico Qualidade: Dividir como compartilhar André é um garoto que adora colocar sua capa vermelha e imaginar que é como um rei. Em um dia brincando em seu reinado com seus 2 amigos, vendo um pé de maracujá todinho enrolado lá no alto, ele subiu e conseguiu pegar 6 maracujás e colocá-los em uma cesta.


Depois, compartilhando o feito do dia, dividiu os maracujás igualmente entre eles 3.

Quantos maracujás André tinha no começo? Quantos amigos André tem? Com quantas frutas cada um ficou?


Capítulo 2 Contando com o Sr. Hélio O Sr. Hélio, pai de André e Clara e marido de Dona Isabel, é um senhor sério e pensativo, muito preocupado com as necessidades de sua família. Em um certo dia, o Sr. Hélio estava no pomar colhendo cajus quando começou a chover. Ele, preparado, abriu seu guarda-chuva azul e saiu correndo para casa. No pomar, ele havia conseguido pegar 5 cajus. Mas quando chegou em casa e olhou para sua cesta de fruta, percebeu que tinha perdido 2 no caminho. Quantos cajus o Sr. Hélio conseguiu colher no total? Quantas frutas o Sr. Hélio perdeu ao longo do caminho? Quantos cajus sobraram com o Sr. Hélio ao chegar em casa?


Resolução SUBTRAÇÃO: 5 -2 = 3 Cor: azul Temperamento: melancólico Qualidade: perda mas também doar, tirar excessos. O Sr. Hélio, pai de André e Clara e marido de Dona Isabel, é um senhor sério e pensativo, muito preocupado com as necessidades de sua família. Em um certo dia, o Sr. Hélio estava no pomar colhendo cajus quando começou a chover. Ele, preparado, abriu seu guarda-chuva azul e saiu correndo para casa. No pomar, ele havia conseguido pegar 5 cajus.


Mas quando chegou em casa e olhou para sua cesta de fruta, percebeu que tinha perdido 2 no caminho.

Quantos cajus o Sr. Hélio conseguiu colher no total? Quantas frutas o Sr. Hélio perdeu ao longo do caminho? Quantos cajus sobraram com o Sr. Hélio ao chegar em casa?


Capítulo 3 Contando com Clara Clara é muito tranquila e organizada. Todas as manhãs faz o mesmo: arruma seus cabelos e coloca o seu vestido verde preferido. Ela gosta muito de colecionar, por isso todas as vezes que vai ao pomar, busca as mais belas folhas e flores para colocar em seu quarto. Em uma bela manhã, Clara decidiu fazer uma geleia de abacaxi para o seu piquenique de aniversário. Ela foi ao pomar, mas só conseguiu colher 3 abacaxis maduros. Clara precisava de mais 1 para fazer sua deliciosa geleia. Sabendo disso, seu pai, o Sr. Hélio, pediu a seu vizinho 1 abacaxi para Clara. Assim, ela conseguiu reunir a quantidade de abacaxis que precisava. Quantos abacaxis Clara conseguiu colher? Quantos abacaxis o Sr. Hélio trouxe do pomar vizinho? Qual a quantidade de abacaxis que Clara acumulou?


Resolução SOMA: 3 + 1 = 4 Cor: verde Temperamento: fleumático Qualidade: pode ser acúmulo ou agregar. Clara é uma menina muito tranquila e organizada. Todas as manhãs faz o mesmo: arruma seus cabelos e coloca o seu vestido verde preferido. Como gosta muito de colecionar, todas as vezes que vai ao pomar, busca as mais belas folhas e flores para colocar em seu quarto. Em uma bela manhã, Clara decidiu fazer uma geleia de abacaxi para o seu piquenique de aniversário. Ela foi ao pomar, mas só conseguiu colher 3 abacaxis maduros. Clara precisava de mais 1 para fazer sua deliciosa geleia.


Sabendo disso, seu pai, o Sr. HĂŠlio, pediu a seu vizinho 1 abacaxi para Clara. Assim, ela conseguiu reunir a quantidade de abacaxis que precisava.

Quantos abacaxis Clara conseguiu colher? Quantos abacaxis o Sr. HĂŠlio trouxe do pomar vizinho? Qual a quantidade de abacaxis que Clara acumulou?


Capítulo 4 Contando com Dona Isabel Dona Isabel é uma mãe muito animada e extrovertida, adora dançar e todos os dias acorda sorrindo aos primeiros raios amarelos de sol que atravessam sua janela. Dessa janela, é possível ver um pé de goiaba que dá todo dia a mesma quantidade de frutas maduras. Faltando 3 dias para o aniversário de sua filha, Isabel decidiu fazer um suco de goiaba para a ocasião. Então ela foi ao pomar e colheu as 2 goiabas maduras daquele dia. No 2o dia, Dona Isabel foi novamente ao pomar e colheu a mesma quantidade do dia anterior. No 3o dia, colheu as 2 goiabas que faltavam para fazer a quantidade de suco da festa. Quantas vezes a Dona Isabel foi ao pomar? Quantas frutas ela colheu de cada vez? No final do 3º dia, quantas goiabas Dona Isabel colheu no total?


Resolução MULTIPLICAÇÃO: 2x3 = 6 Cor: amarela Temperamento: sanguíneo Qualidade: Multiplicar como a natureza que dá frutos. Dona Isabel é uma mãe muito animada e extrovertida, adora dançar e todos os dias acorda sorrindo aos primeiros raios amarelos de sol que atravessam sua janela. Dessa janela, é possível ver um pé de goiaba que dá todo dia a mesma quantidade de frutas maduras. Faltando 3 dias para o aniversário de sua filha, Isabel decidiu fazer um suco de goiaba para a ocasião. Então ela foi ao pomar e colheu as 2 goiabas maduras daquele dia.


No 2o dia, Dona Isabel foi novamente ao pomar e colheu a mesma quantidade do dia anterior.

No 3o dia, colheu as 2 goiabas que faltavam para fazer a quantidade de suco da festa.

Quantas vezes a Dona Isabel foi ao pomar? Quantas frutas ela colheu de cada vez? No final do 3ยบ dia, quantas goiabas Dona Isabel colheu no total?


AGORA É SUA VEZ! Você tem em mãos as frutas, cestas e moldura que servirão de apoio para a criação das suas próprias histórias. Além disso, o brinquedo inclui um material extra: os símbolos matemáticos em madeira que podem ser utilizados para representar sobre qual operação estamos falando em cada história contada. Esses sinais facilitam a assimilação das formas gráficas das operações pelas crianças. Aproprie-se da lógica da brincadeira e aplique-a em contextos e situações próprias, inventando suas próprias personagens e histórias. Lembre-se de que o número de frutas na história vai dentro das cestas e o resultado vai na moldura. Seja criativo! Selecione um material suporte para o roteiro e ilustrações da sua história. Escreva, desenhe, recorte e cole nelas sozinho ou com a ajuda das crianças. Cada história nova será única!


Não pare aqui! Monte o seu próprio livrinho e crie um universo para as suas crianças. Além das frutas fornecidas, outros objetos podem ser colocados nas cestas. Pense nos números, que são a base da história e escolha as operações matemáticas básicas a serem praticadas. Conforme o aprendizado das crianças, você pode aumentar o nível de dificuldade das operações ou combinar diferentes operações na mesma história. Lembre-se das características e cores relacionadas a cada operação. Isso ajuda a fixar o aprendizado das qualidades. Se for necessário, escreva e desenhe os esquemas, seguindo os que são apresentados no livro. Isso auxiliará na estruturação da narrativa.


Agradecimentos A conclusão deste projeto só foi possível graças ao trabalho de equipe e ao apoio de todos os envolvidos ao longo do processo direta e indiretamente, principalmente pela colaboração e a confiança. Em primeiro lugar, gostaríamos de agradecer à professora Julia Sato pelo seu empenho e paciência em nos apresentar a pedagogia Waldorf e suas nuances. Julia, envolvida desde o princípio do projeto, sempre explicava as restrições e “porquês” da pedagogia, nos guiando sempre que precisávamos.

Também queremos agradecer a Escola Waldorf Berta Amil e Molt que abriu suas portas para nos receber. Especial foi também o apoio das professoras do curso de Design, Denise Dantas e Tatiana Sakurai que nos orientaram e indicaram referências e apoio técnico. Não podemos nos esquecer de agradecer aos pais, mães e filhos, às famílias que acreditaram no nosso projeto e nos ajudaram em seu refinamento, permitindo que ele fosse testado e melhorado diversas vezes até ser o que ele é hoje.


Para saber mais sobre a pedagogia Waldorf: Federação das Escolas Waldorf no Brasil Site: www.fewb.org.br Sociedade Antroposófica Site: www.sab.org.br Faculdade Rudolf Steiner Site: faculdaderudolfsteiner.com.br Biblioteca Virtual da Antroposofia Site: www.antroposofy.com.br Livraria Antroposófica site: www.antroposofica.com.br


COLOFÃO Esta obra foi composta com a tipografia Mitr em 06 de agosto de 2018. A gramatura do miolo é 115g/m² e da capa é 170g/m², ambos impressos em papel couché fosco.


Livro-brinquedo Contando Histórias  

Livro manual do Brinquedo Contando Histórias, projeto das designers Audrey Chuang, Naomi Sato e Priscila Yoshihara. Um brinquedo para cria...

Livro-brinquedo Contando Histórias  

Livro manual do Brinquedo Contando Histórias, projeto das designers Audrey Chuang, Naomi Sato e Priscila Yoshihara. Um brinquedo para cria...

Advertisement