Page 1

Concelho de

SALVATERRA DE MAGOS BOLETIM INFORMATIVO nov - dez 2017

Centro de Documentação dedicado à Falcoaria em Salvaterra de Magos (pág. 4 a 6)

Autarquia de Salvaterra de Magos aprova Orçamento de 12,6 milhões de euros para 2018 (pág. 7)

Natal no Concelho de Salvaterra de Magos (pág. 8 e 9)


Concelho de SALVATERRA DE MAGOS Boletim Informativo da Câmara Municipal

OUTUBRO / NOVEMBRO - 2017 EDITORIAL 03 DESTAQUE Centro de Documentação dedicado à Falcoaria em Salvaterra de Magos

04

Atribuição do nome Centro de Documentação “Joaquim da Silva Correia e Natália Correia 05 Guedes” Aposta na divulgação e promoção do Património Cultural

06

Autarquia de Salvaterra de Magos aprova Orçamento de 12,6 milhões de euros para 2018 07 O Natal no Concelho de Salvaterra de Magos 08

TURISMO

AMBIENTE

e 09

EDUCAÇÃO EPSM em terceiro lugar no Movimento Código Portugal

11

Componente de Apoio à Família - Serviço de Prolongamento de 11 horário

CULTURA Feira do Livro de Natal animou 12 a Biblioteca Municipal Exposições no mês de dezembro

13

Teatro Infantil “A Princesa e a Ervilha”

14

Publicação em destaque

15

Salvaterra de Magos aderiu à Semana da Reflorestação Nacional 2017

16

SOCIAL Festa de Natal dos Seniores e Reformados do Concelho de Salvaterra de Magos Autarquia assinalou Dia Internacional do Voluntariado Salvaterra de Magos tem um Banco Local de Voluntariado

Exposição “Falcoaria” patente até fevereiro 25

17 18 19

Passeio de Bicicleta Antiga em Marinhais angaria 300 quilos 20 de alimentos Campanha de recolha de brinquedos com balanço positivo

Salvaterra de Magos na Feira Nacional de Artesanato e Gastronomia da Marinha 24 Grande Prova Nuno de Sepúlveda 25 Velloso

20

DESPORTO

Uma Visita ao Museu “Escaroupim e o Rio”

26

DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO Praça Comvida anima Mercado 27 de Salvaterra de Magos Projeto Empreender em Salvaterra - Incubadora de Empresas

28

OBRAS MUNICIPAIS 29 a 32 Resultado das Eleições Autárquicas 2017

Autarquia assinala Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

21

Festa de Natal nas Piscinas Municipais

21

1ª Volta ao Ribatejo a Correr Mais uma prova superada de João Paulo Felix 22 FPN certifica Escola Municipal de Natação de Salvaterra de 23 Magos

33 DELIBERAÇÕES DE CÂMARA

34 e 35 CONTATOS ÚTEIS 36 HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DOS SERVIÇOS 36

www.cm-salvaterrademagos.pt

Propriedade MUNICIPIO DE SALVATERRA DE MAGOS

SIGA-NOS NO FACEBOOK https://www.facebook.com/municipiosalvaterrademagos

Execução GABINETE DE COMUNICAÇÃO E DESIGN

SIGA-NOS NO INSTAGRAM municipio_salvaterrademagos

Distribuição online

VISUALIZE-NOS NO YOUTUBE Canal oficial do Município de Salvaterra de Magos VISUALIZE-NOS NO ISSU https://issuu.com/municipiosalvaterrademagos

- SALVATERRA DE MAGOS - BOLETIM INFORMATIVO -


EDITORIAL O Presidente da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, Hélder Manuel Esménio marcou presença no XXIII Congresso da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), que decorreu no dia 9 de dezembro de 2017, em Portimão. Na ocasião, deixou algumas preocupações: “Boa tarde Srs. Congressistas, caros colegas autarcas. Podemos ler na documentação do Congresso referências à relevância da autonomia financeira do Poder Local, à importância de dispormos de meios financeiros suficientes para que as autarquias cumpram as suas atribuições legais e ainda sobre a justa (ou injusta) repartição dos dinheiros públicos entre o Estado e as autarquias. O que me pareceu não ter sido escrito é a nossa disponibilidade para avaliar a evolução e o estado a que chegou cada concelho, por ação do Poder Local, função das verbas a que tiveram acesso, até porque a ANMP deve pugnar por um desenvolvimento local o mais equilibrado e equitativo possível. Ou seja, não faz sentido que quatro décadas depois da aplicação da Lei das Finanças Locais não nos questionemos sequer sobre se a distribuição de verbas para cada um dos Municípios, de acordo com os parâmetros daquela Lei, gerou (ou não) situações de desigualdade relativa entre concelhos por falta de verbas, por exemplo, para a infraestruturação do território, construção de equipamentos e até disponibilização de condições socioeconómicas que cada Município pode/consegue propiciar às suas populações. Sabemos todos que o desenvolvimento do território nacional não é harmonioso. Mas não vos venho falar das diferenças entre o litoral e o interior ou entre Áreas Metropolitanas e o mundo rural,

falo-vos antes da falta de coesão dentro da mesma Região e até dentro da mesma Comunidade Intermunicipal. A Lei das Finanças Locais gerou, creio, situações mais ou menos frequentes de falta de coesão territorial entre concelhos vizinhos. O que julgo está em causa - e seria útil que fosse quantificado - é se há (ou não) e quais são os Municípios portugueses que por força da aplicação dos parâmetros da Lei das Finanças Locais estão a ficar para trás por maior dificuldade que outros no acesso aos dinheiros públicos e em captar receitas próprias por cidadão residente. A confirmar-se o que aqui vos digo, uma de duas situações poderá suceder: 1) - As desigualdades de coesão territorial entre concelhos vizinhos são frequentes, e se assim for temos de mudar os parâmetros da Lei das Finanças Locais pois estão a ser ineficazes. 2) - As desigualdades são de carácter pontual, então a Lei das Finanças Locais devia consagrar a criação de um fator de correção, uma pequena percentagem sobre o valor do IVA, por exemplo, verbas essas que seriam usadas como fator de harmonia e de coesão territorial.

Não é possível admitirmos que possam estar a ocorrer, ao longo destes 40 anos, situações de injustiça relativa sem nada se fazer para as mitigar. Fica a sugestão de a Lei das Finanças Locais vir a integrar este fator de coesão territorial, ficando a ANMP de definir com o Governo a forma de o estudar e financiar. Termino apelando a que a reprogramação dos fundos do Portugal 2020 corrija a enorme injustiça que gerou na regeneração urbana entre Municípios PEDU e Municípios PARU, pois não é aceitável que mais de metade dos municípios portugueses tenha tido acesso a pouco mais que umas “migalhas” para a regeneração urbana. Dizer-vos por fim que a reprogramação tem de ter em conta também a situação financeira das nossas Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e a demografia do País e, se assim for, alocará mais meios para a construção de Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas (ERPI’s) e ajudará ainda a valorizar o nosso património cultural e natural, o que nos distingue dos outros, nos torna únicos, e leva pessoas e economia, em particular, aos territórios do interior. Obrigado.”

Hélder Manuel Esménio

Presidente da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos - novembro - dezembro | 2017 - 03


DESTAQUE

Centro de Documentação dedicado à Falcoaria em Salvaterra de Magos

A

Câmara Municipal de Salvaterra de Magos inaugurou no dia 1 de dezembro de 2017 o Centro de Documentação “Joaquim da Silva Correia e Natália Correia Guedes”. A iniciativa assinalou o primeiro aniversário do Reconhecimento pela UNESCO da prática da Falcoaria em Portugal como Património Cultural Imaterial da Humanidade, numa candidatura liderada pela Câmara Municipal de Salvaterra de Magos e apresentada em conjunto com a Universidade de Évora e a Associação Portuguesa de Falcoaria. A autarquia assumiu nesta candidatura a criação de um Centro de Documentação com o objetivo de investigar, adquirir e disponibilizar informação sobre a prática da Falcoaria e, ao mesmo tempo, promover e divulgar a Falcoaria Real de Salvaterra de Magos, mantendo atualizadas e disponíveis ao público as coleções que o constituem. O novo espaço reúne, por isso, uma biblioteca, um arquivo e uma sala de leitura. No mesmo local funciona também a sede da Associação Portuguesa de Falcoaria e o Espaço Cátedra UNESCO.

A criação deste Centro de Documentação vem fortalecer o registo assumido em 2014 de “Salvaterra de Magos - Capital Nacional da Falcoaria”, tornando a Falcoaria Real num edifício que preserva a evolução histórica da falcoaria, aliando o conhecimento e a investigação à prática desta arte milenar cada vez mais ativa no nosso país.

“O Centro de Documentação é muito importante para todos aqueles que queiram estudar a arte da Falcoaria e a história do Concelho de Salvaterra de Magos.” Hélder Manuel Esménio, Presidente da C. M.S. M.

“O facto de termos um Centro de Documentação sobre Falcoaria em Portugal é um passo gigante, estamos na linha da frente do que de melhor se faz no mundo e é uma semente para o conhecimento, académico e não académico, sobre Falcoaria”. Pedro Afonso, Presidente da Associação Portuguesa de Falcoaria

“Não há muitos centros de documentação especializados como este”. Filipe Themudo Barata, representante da Universidade de Évora e Cátedra UNESCO

“É um convite dirigido aos salvaterrenses que têm em casa documentos, objetos e memórias e que os devem oferecer à terra”. Natália Correia Guedes, Investigadora e Historiadora

04 - SALVATERRA DE MAGOS - BOLETIM INFORMATIVO -


DESTAQUE

Atribuição do nome Centro de Documentação “Joaquim da Silva Correia e Natália Correia Guedes”

N

atália Correia Guedes, doutorada em Museologia, desempenhou vários cargos públicos, designadamente o de subsecretária de Estado da Cultura entre 1990 e 1991, quando se realizou a compra do Edifício da Falcoaria Real por parte da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos ao Conde Monte Real. Fundadora e Presidente da Associação Portuguesa de Falcoaria é descendente dos falcoeiros holandeses que se fixaram em Salvaterra de Magos no século XVIII, ao serviço da coroa portuguesa. Joaquim da Silva Correia, pai de Natália Correia Guedes, dedicou muito do seu tempo à pesquisa sobre a história de Salvaterra de Magos e sobretudo ao estudo da falcoaria, do edifício da Falcoaria Real e à descendência da sua esposa aos falcoeiros holandeses de Walkenswaard.

O estudo e pesquisa de Joaquim da Silva Correia e Natália Correia Guedes deram origem à publicação de um livro em 1989 “O Paço Real de Salvaterra de Magos”, sendo até então uma das obras mais completas sobre a história da nossa vila. A doação da Doutora Natália Correia Guedes foi o primeiro acervo documental recebido pela Falcoaria Real e bastante impulsionador para a constituição deste centro de documentação.

- novembro - dezembro | 2017 - 05


DESTAQUE

Aposta na divulgação e promoção do Património Cultural

H

á precisamente um ano na 11ª sessão do Comité do Património Cultural Imaterial em Adis Abeba, Etiópia, a Falcoaria em Portugal era reconhecida como Património Imaterial da Humanidade, numa candidatura liderada pela Câmara Municipal de Salvaterra de Magos e apresentada em conjunto com a Universidade de Évora e com a Associação Portuguesa de Falcoaria. Foi um trabalho de equipa, para o qual o Município contou com o apoio de dezenas de falcoeiros e de entidades públicas e privadas, que reforçaram a importância desta candidatura com os seus testemunhos nas cartas de apoio que fizeram parte do dossier de submissão à UNESCO. Este executivo tem tido como um dos seus principais objetivos promover o património, fazendo os possíveis por divulgá-lo e promovê-lo. Conscientes da importância da Falcoaria Real, como uma memória desta nobre vila que em tempos foi um dos destinos prediletos da família real portuguesa, quer pela proximidade com o rio Tejo, quer pelas suas coutadas de caça, este edifício diferencia o Município de Salvaterra de Magos por ser o único da Península Ibérica a manter uma Falcoaria Real. Desta forma, assume-se também como um forte potencial de atração turística ao concelho.

Passo a passo, os visitantes à Falcoaria Real aumentaram em cinco vezes desde 2013 e, para isso contribuíram algumas atividades desenvolvidas, entre as quais: 2014- Registo da marca “Salvaterra de Magos Capital Nacional da Falcoaria” 2015- Abertura da Galeria de Exposições e submissão da candidatura UNESCO; 2016Reconhecimento pela UNESCO da Falcoaria como Património Cultural Imaterial da Humanidade; 2017– Criação e abertura do Centro de Documentação “Joaquim da Silva Correia e Natália Correia Guedes” Ao mesmo tempo: - Lançamento de Livros Infantis, que são distribuídos gratuitamente às crianças; - Workshops e cursos de falcoaria, com a colaboração da Associação Portuguesa de Falcoaria;

06 - SALVATERRA DE MAGOS - BOLETIM INFORMATIVO -

O impacto deste reconhecimento traz maior responsabilidade perante os parceiros, mas também para quem nos visita, por isso estão a ser criados e melhorados outros locais de interesse para aumentar a oferta, como são exemplo a criação do Museu “Escaroupim e o Rio” e o projeto para abertura do “Museu do Concelho: Lezíria e Charneca”.


DESTAQUE

Autarquia de Salvaterra de Magos aprova Orçamento de 12,6 milhões de euros para 2018 A Câmara Municipal de Salvaterra de Magos aprovou, por maioria, com quatro votos do PS e uma abstenção do BE, o Orçamento, Grandes Opções do Plano e Plano Plurianual de Investimentos para o ano 2018, com um valor de 12,6 milhões de euros, muito semelhante a 2017. A autarquia fixou em 0,35 a taxa de IMI para 2018, bem abaixo do limite legal, e uma derrama de taxação 0 para as micro e pequenas empresas e de 1% para as empresas com volume de negócios superior a 150 mil euros. O Orçamento para 2018 pauta-se pelo critério da estabilidade orçamental com os parceiros, ou seja, serão mantidos os apoios financeiros aos clubes desportivos, associações, IPSS’s e Juntas de Freguesia, assim como as cedências gratuitas de transporte municipal às IPSS’s e coletividades. Será ainda aumentado, em 20%, o apoio concedido aos Bombeiros Voluntários de Salvaterra de Magos. “Estamos a conseguir apoiar e fazer um pouco mais pelas associações apesar de as receitas municipais não crescerem”.

Ao nível das despesas previstas, a recolha e tratamento de resíduos, as despesas com pessoal, a iluminação pública e ampliação da rede existente, o turismo e as atividades económicas e a ação social assumem importância relevante, assim como a educação, com um total de investimento que ultrapassa os 2 milhões de euros. As áreas da cultura, desporto, recreio e lazer são igualmente relevantes, com um valor de cerca de 1,2 milhões de euros. Quanto aos investimentos, destaque para o novo Centro Escolar de Foros de Salvaterra e Várzea Fresca, num investimento de cerca de 1,2 milhões de euros, a reabilitação do Espaço Jackson, em Glória do Ribatejo, com perto de 1 milhão de euros e a conclusão dos passeios e estacionamentos na EN367, entre a Estrada Militar e a EN118, em Marinhais, que vai mobilizar 300 mil euros do Orçamento. Será ainda prioridade em 2018 a criação do “Museu do Concelho – Lezíria e Charneca”, assim como a continuidade dos trabalhos de arranjos urbanísticos em diversos locais do concelho.

“Vamos manter a opção que assumimos de ter equipas da Câmara Municipal em todas as freguesias, equipas que têm realizado trabalhos importantes de melhoria do dia-a-dia das pessoas, facilitando a sua mobilidade através da construção de pluviais, assentamento de lancis, execução de passeios e novos estacionamentos”. Hélder Manuel Esménio, Presidente da C. M.S. M. A Câmara Municipal está ainda a preparar outras candidaturas a fundos comunitários, como é o caso da requalificação urbanística da aldeia do Escaroupim, reabilitação da antiga Escola Primária “O Século”, em Salvaterra de Magos, reabilitação do dique do Escaroupim e melhoria da mobilidade na área industrial de Pinhal de Mouros/ EN 114-3. A proposta de Orçamento, Grandes Opções do Plano e Plano Plurianual de Investimentos para 2018 foi também aprovada em Assembleia Municipal por maioria com 18 votos a favor, 5 abstenções e 2 votos contra.

Hélder Manuel Esménio, Presidente da C. M.S. M. Será também mantido o critério das boas contas, primando nomeadamente pelo pagamento aos empreiteiros e fornecedores num prazo máximo que fica aquém dos 30 dias e assumindo que a atual gestão camarária quer contribuir para que a dívida do Município não aumente.

- novembro - dezembro | 2017 - 07


DESTAQUE

O Natal no Concelho de Salvaterra de Magos (alguns momentos)

08 - SALVATERRA DE MAGOS - BOLETIM INFORMATIVO -


DESTAQUE

- novembro - dezembro | 2017 - 09


10 - SALVATERRA DE MAGOS - BOLETIM INFORMATIVO -


EDUCAÇÃO

EPSM em terceiro lugar no Movimento Código Portugal

A

Escola Profissional de Salvaterra de Magos (EPSM) ficou em terceiro lugar a nível nacional (e em primeiro lugar entre as escolas profissionais participantes) no concurso Movimento Código Portugal. Trata-se de uma campanha de mobilização nacional para a literacia digital e a computação. Perante a participação de 830 estabelecimentos de ensino, a equipa da EPSM consegui resolver 9 040 problemas em apenas 6 dias de concurso.

Os alunos da escola, coordenados pelas professoras de TIC e Sistemas Digitais, Elizabeth Neto e Catarina Cruz, ficaram, assim, mais próximos do universo científico e tecnológico da informática e da programação de computadores.

Componente de Apoio à Família - Serviço de Prolongamento de Horário

P

rocurando dar resposta às necessidades das famílias no período para além do tempo letivo semanal, salvaguardando o seu bem-estar, a Câmara Municipal disponibiliza o serviço de prolongamento de horário dos Jardins-de-Infância da Rede Pública e no 1º ciclo do ensino básico. De forma a garantir a qualidade do serviço prestado, a autarquia contratualiza com uma entidade externa a colocação de técnicos com formação na área da infância e/ou animação, apoiados pelas auxiliares de ação educativa dos estabelecimentos de ensino.

O serviço de prolongamento de horário funciona da seguinte forma: Ensino Pré-Escolar - entre as 7h45 e as 09h e as 15h00/15h30 e as 19h00 1º Ciclo do Ensino Básico - entre as 7h45 e as 09h e as 17h30 e as 19h00 Os encarregados de educação comparticipam no custo do serviço de prolongamento de horário, de acordo com as respetivas condições sociais e económicas.

- novembro - dezembro | 2017 - 11


CULTURA

Feira do Livro de Natal animou Biblioteca Municipal A Biblioteca Municipal de Salvaterra de Magos recebeu de 4 de dezembro de 2017 a 7 de janeiro de 2018 mais uma edição da Feira do Livro de Natal. Livros para todos os gostos não faltaram nesta edição que reuniu algumas centenas de obras, entre novidades literárias, livros temáticos, literatura infantil e juvenil e ainda jogos didáticos. A iniciativa contou também com outras atividades e a participação de vários escritores que vieram a Salvaterra de Magos apresentar os seus livros. No dia 9 de dezembro decorreu a atividade “Natal a contar, afetos a dobrar…”. No mesmo dia, a Feira do Livro recebeu a visita de Júlio Isidro para apresentar o seu livro “O Programa Segue Dentro de Momentos: Autobiografia”. Durante mais de uma hora, o locutor de rádio e apresentador de televisão recordou e fez recordar ao público presente programas e memórias de outros tempos. Uma tarde repleta de histórias relacionadas com a carreia do “senhor televisão”.

No dia 16 de dezembro, na Feira do Livro de Natal esteve a escritora Ana Cláudia Dâmaso, natural do concelho de Salvaterra de Magos, para apresentar “Desleais”, a parte 2 da sua obra “Koldbrann”. Trata-se da continuação do primeiro livro, fazendo descobrir novos pormenores, novas realidades e novos pontos de vista das várias personagens, suscitando a curiosidade e a imaginação aos leitores. No mesmo dia, a Biblioteca recebeu uma atividade diferente: um showcooking com Mónica Venda e Magda Roma, autoras de “O Livro de Receitas Vegan”. “Mesa de Natal Saudável” foi a proposta apresentada com a apresentação e descoberta, para muitos dos presentes, de novos alimentos e novos sabores. Mónica Venda, natural de Glória do Ribatejo e Magda Roma têm percorrido o país, dando a conhecer o seu livro e ensinando/ incentivando à adopção de estilos de vida saudáveis, nomeadamente através da alimentação.

12 - SALVATERRA DE MAGOS - BOLETIM INFORMATIVO -

A Feira do Livro de Natal encerrou no dia 7 de janeiro de 2018 com a apresentação do livro “Querido Deus”, a qual contou com a presença dos autores Thereza Ameal e João Maria Ameal. Perante uma plateia de miúdos e graúdos, houve canções, ensinamentos e orações. Thereza Ameal explicou que “a ideia de escrever estes livros de orações surgiu devido ao convite de uma editora para criar um livro para crianças a partir dos três anos e eu aceitei o desafio com muito gosto”. Neste momento, os livros de Thereza Ameal já se encontram traduzidos em italiano, espanhol e coreano. Paralelamente à Feira do Livro de Natal decorreu uma exposição e venda de artesanato das IPSS’s do concelho.


CULTURA

Exposições no mês de dezembro Edifício do Cais da Vala “Presépio de Natal”

A exposição apresentou trabalhos dos artesãos, comércio local e alunos de Artes da Escola Básica e Secundária de Salvaterra de Magos

Mercado de Cultura “Afetos na Diferença”

A mostra reuniu trabalhos dos utentes do Centro de Recuperação Infantil de Benavente (CRIB).

- novembro - dezembro | 2017 - 13


CULTURA

Teatro Infantil “A Princesa e a Ervilha” “A Princesa e a Ervilha” foi a peça de teatro infantil escolhida este ano para integrar o programa da Campanha Natal e o Comércio Local, dinamizada pela Câmara Municipal de Salvaterra de Magos. A peça, levada à cena pela Lua Singular Associação Cultural, percorreu as freguesias de Glória do Ribatejo, Marinhais e Salvaterra de Magos, proporcionando a muitas crianças do Município momentos de boa disposição e de reflexão em torno da mensagem: Não se pode julgar os outros pela aparência.

“A Princesa e a Ervilha” juntou diversos elementos em palco: marionetas de vara, canto e dança, levando o público presente a ter que ajudar em várias situações e cenas do espetáculo. Antes e depois do espetáculo houve ainda tempo para pinturas faciais, atelier didático para crianças e a presença do Pai Natal.

14 - SALVATERRA DE MAGOS - BOLETIM INFORMATIVO -


CULTURA

Publicação em Destaque

“O Príncipe D. Luís e o mistério do mapa roubado”

A

Câmara Municipal de Salvaterra de Magos lançou no âmbito das Jornadas de Cultura 2017, que decorreram em setembro, o quarto livro infanto/ juvenil dedicado à história do concelho e à Falcoaria Real: “O Príncipe D. Luís e o mistério do mapa roubado. Salvaterra de Magos no ano de 1515” de Isabel Stilwell com ilustrações de Miguel Cardoso. A escritora e jornalista aceitou o convite lançado pela autarquia e apresentou aos mais novos as aventuras do filho de D. Manuel I, o Infante D. Luís, numa altura em que Portugal vivia a época dos descobrimentos marítimos. Esta aposta do Município tem como objetivo fomentar o gosto pela leitura entre as camadas mais jovens da população levando-os, ao mesmo tempo, a conhecer, de forma lúdica, a história do concelho. A cerimónia de lançamento contou com a

presença de mais de duas centenas de crianças e adultos. O Presidente da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, Hélder Manuel Esménio, explicou que este quarto livro trata-se de “uma aventura passada em Salvaterra de Magos que fala sobre a história do concelho e sobre a História de Portugal”. O autarca deixou também um desafio aos mais novos: “leiam muito para terem boas notas”. Para o ilustrador Miguel Cardoso “foi um enorme prazer fazer estas ilustrações e as pesquisas necessárias para criar a história”. “Espero que gostem tanto deste livro como nós gostámos de o fazer”, acrescentou. A escritora Isabel Stilwell adiantou que tomou contato com a prática da falcoaria nas pesquisas que efetuou para escrever o seu último romance histórico “Isabel de Aragão - entre o céu

e o inferno”, casada com o rei D. Dinis e que o desafio lançado pela Câmara Municipal de Salvaterra de Magos e as visitas que realizou à Falcoaria Real ajudaram também à concretização dessa obra. “O Príncipe D. Luís e o mistério do mapa roubado. Salvaterra de Magos no ano de 1515” é o seu primeiro livro infanto/ juvenil. Isabel Stilwell mostrou-se satisfeita e agradecida pelo desafio lançado e sublinhou que “não há nada melhor do que darem-me uma ideia para eu desenvolver”. O quarto livro infanto/ juvenil junta-se aos lançados pela Câmara Municipal de Salvaterra de Magos nos últimos três anos: “O Amigo Voador” de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada (2014) e o Diário do Guigas I e II de Maria João Lopo de Carvalho (2015 e 2016).

- novembro - dezembro | 2017 - 15


AMBIENTE

Salvaterra de Magos aderiu à Semana da Reflorestação Nacional 2017

O

Municipo de Salvaterra de Magos associou-se, mais uma vez, ao Movimento Plantar Portugal, integrado na iniciativa nacional “Semana da Reflorestação Nacional”, que decorreu de 15 a 30 de novembro de 2017. Esta iniciativa teve como objetivo promover a preservação da floresta autóctone portuguesa e que, todos os anos, leva milhares de portugueses ao encontro da floresta, designadamente os mais

jovens, para a vivenciar, proteger e plantar, respeitando a biodiversidade e as espécies autóctones. No âmbito desta iniciativa, a Câmara Municipal promoveu a plantação de árvores – pinheiro manso, carvalho e sobreiro - no dia 30 de novembro, na Zona Desportiva de Salvaterra de Magos e na envolvente à zona da Petanca de Muge, contando com a ajuda de crianças do ensino pré-escolar do Concelho.

16 - SALVATERRA DE MAGOS - BOLETIM INFORMATIVO -


SOCIAL

Festa de Natal dos Seniores e Reformados do Concelho de Salvaterra de Magos

C

erca de 900 seniores do concelho participaram este ano na Festa de Natal dinamizada pela Câmara Municipal. A iniciativa realizou-se, à semelhança de anos anteriores, nos pavilhões das festas em Foros de Salvaterra e em Marinhais. A Festa de Natal abrangeu idosos e reformados de todas as freguesias do concelho, incluindo os utentes dos centros de bem estar social, da Santa Casa da Misericórdia e do LAPI.

Além dos doces tradicionais nesta época natalícia, não faltou também a animação musical com Jorge Paulo e as atuações do Coro, dirigido pelo professor David de Sousa e da classe de Dança, sob a orientação da professora Vanessa Silva, dos alunos da Universidade Sénior de Salvaterra de Magos. O objetivo foi proporcionar aos seniores do concelho momentos de convívio, de partilha e de amizade.

- novembro - dezembro | 2017 - 17


SOCIAL

Autarquia assinalou Dia Internacional do Voluntariado

A

autarquia de Salvaterra de Magos assinalou no dia 4 de dezembro o Dia Internacional do Voluntariado, que se comemora anualmente a 5 de dezembro. A efeméride tem como objetivo incentivar e valorizar o serviço voluntário em todo o mundo. A data foi proclamada em dezembro de 1985 pelas Nações Unidas. A autarquia decidiu, por isso, realizar uma ação de sensibilização para a importância do trabalho voluntário, tendo contado com a presença de elementos do Conselho Português para os Refugiados e do CADin – Centro para o Neurodesenvolvimento e Inclusão. A iniciativa contou com grande participação por parte de alunos de PsicoSocial da Escola Profissional de Salvaterra de Magos, voluntários e público em geral.

Luís Bernardo, do Conselho Português para os Refugiados, salientou a importância dos voluntários que trabalham com os refugiados, na medida em que esta é uma população muito vulnerável e com necessidades muito complexas. “É fundamental trabalhar o voluntariado não só na óptica de autonomização dos refugiados, como também no crescimento dos voluntários, enquanto ser humano e ator humanitário”, disse. Sandra Pinho, do CADIn – Neurodesenvolvimento e Inclusão, deu a conhecer o projeto A Par e Passo, o qual tem como objetivo combater o isolamento e promover a inclusão de jovens adultos com necessidades educativas especiais através do apoio de voluntários e com incidência nas áreas de Cascais, Lisboa e Setúbal.

18 - SALVATERRA DE MAGOS - BOLETIM INFORMATIVO -

Os voluntários apoiam esses utentes na realização das mais variadas tarefas, estando estes no seu meio habitual (casa, comunidade), dando-lhes ferramentas para se autonomizarem e socializarem. Em Portugal, o voluntariado tem vindo a aumentar, tanto ao nível das organizações que promovem o voluntariado, como a nível da quantidade de voluntários existentes. O voluntariado é um ato de cidadania, sendo cada vez mais uma componente importante no percurso de vida das pessoas, contribuindo para reduzir as disparidades sociais e para promover a necessidade e o dever de ajudar o próximo. Para o voluntário é também um ato recompensador, ajudando a alcançar o sentimento de auto-realização.


SOCIAL

Salvaterra de Magos tem um Banco Local de Voluntariado

C

om o objetivo de sensibilizar a população para a importância da realização de atividades de interesse social e comunitário, a Câmara Municipal de Salvaterra de Magos criou o Banco Local de Voluntariado, que conta atualmente com cerca de 30 voluntários. As organizações/entidades do concelho disponíveis para integrar voluntários são: - Agrupamento de Escolas de Salvaterra de Magos - Agrupamento de Escolas de Marinhais - Associação Tampinha Solidária - Associação Vira Latas - Terra de Duendes - Câmara Municipal - Loja Social e Universidade Sénior - Centro de Bem Estar Social de Foros de Salvaterra - Centro de Bem Estar Social de Glória do Ribatejo - Centro de Bem Estar Social de Marinhais - Centro de Bem Estar Social de Muge - Centro Paroquial de Bem-Estar Social de Salvaterra de Magos - LAPI – Lar Adventista para Pessoas Idosas - Santa Casa da Misericórdia de Salvaterra de Magos - Clube Desportivo Salvaterrense A Câmara Municipal, através do seu Banco Local de Voluntariado, promove a colocação de voluntários nas diversas instituições interessadas em acolher voluntários. Apesar de ser da competência das organizações promotoras, a realização de um seguro de acidentes pessoais para os voluntários, a Câmara Municipal assegura o seguro a todos os voluntários inscritos.

Quer ser voluntário? Para inscrições consulte o link: http://www.cm-salvaterrademagos.pt/actividademunicipal/accaosocial/banco-local-de-voluntariado-de-salvaterra-de-magos

O que é o Banco Local de Voluntariado? O Voluntariado é o conjunto de ações de interesse social e comunitário, realizadas de forma desinteressada por pessoas, no âmbito de projetos, programas e outras formas de intervenção ao serviço dos indivíduos, das famílias e da comunidade. Estas ações são desenvolvidas sem fins lucrativos por entidades públicas ou privadas (artigo 2º da Lei nº 71/98 de 3 de novembro). É assim um espaço de aproximação entre as pessoas, que demonstram interesse em prestar trabalho voluntário contribuindo para uma cidadania ativa e solidária, e as entidades ou organizações que necessitam deste contributo, concorrendo para a melhoria da qualidade de vida e do bem-estar das populações. Quem pode ser voluntário? Voluntário é a pessoa que, de forma desinteressada e responsável, se compromete, de acordo com as aptidões próprias e no seu tempo livre, a realizar ações de voluntariado no âmbito de uma organização promotora (artigo 3º da Lei nº 71/98 de 3 de novembro). Quais as organizações que podem receber voluntários? Entidades públicas ou privadas, com ou sem fins lucrativos, que promovem ou pretendem promover projetos e programas de voluntariado no Concelho, como Escolas, Juntas de Freguesia, Instituições Particulares de Solidariedade Social, entre outras. Com o objetivo de sensibilizar a população para a importância da realização de atividades de interesse social e comunitário, a Câmara Municipal de Salvaterra de Magos criou o Banco Local de Voluntariado.

- novembro - dezembro | 2017 - 19


SOCIAL

Passeio de Bicicleta Antiga em Marinhais angaria 300 quilos de alimentos

C

erca de 300 quilos de alimentos recolhidos foi o resultado da 4ª edição do Passeio da Bicicleta Antiga (& Nova) que decorreu no dia 10 de dezembro, em Marinhais. Perto de uma centena de pessoas de vários pontos da região deslocaram-se ao concelho de Salvaterra de Magos para pedalar por esta causa. A iniciativa, organizada pela Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, teve com objetivo aliar a promoção da utilização da bicicleta à vertente solidária, uma vez que por cada bicicleta inscrita foi sugerida a entrega de uma posta de bacalhau ou de um bem alimentar não perecível. Os bens alimentares foram entregues à Loja Social de Salvaterra de Magos que os juntou aos cabazes de Natal que foram distribuídos pelas famílias carenciadas do Concelho.

Um dos participantes, “Zé do Barrete”, como é conhecido em Salvaterra de Magos, voltou a entregar um reboque cheio de bens alimentares que conseguiu recolher junto do comércio local. Diversas associações e empresas locais também contribuiram com a doação de bens alimentares.

“Mais uma vez as pessoas juntaram-se em torno desta causa e trouxeram muitos bens que irão enriqueceram os cabazes de Natal”. Helena Neves, Vice-presidente C.M.S.M.

Campanha de recolha de brinquedos com balanço positivo

A

Câmara Municipal de Salvaterra de Magos dinamizou ao longo do mês de novembro uma Campanha de Recolha de Brinquedos, através do projeto Loja Social. “Ofereça um brinquedo, ganhe um sorriso” foi o slogan da iniciativa que contou com uma adesão muito positiva por parte dos munícipes, tendo permitido angariar diversos brinquedos novos e usados. Os brinquedos foram distribuídos por cerca de duas dezenas de famílias carenciadas do Concelho, juntamente com os cabazes de Natal, ajudando a proporcionar um Natal mais risonho aos mais pequenos.

20 - SALVATERRA DE MAGOS - BOLETIM INFORMATIVO -


DESPORTO

Autarquia assinala Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

A

Câmara Municipal de Salvaterra de Magos assinalou no dia 4 de dezembro o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência (que se comemorou a 3 de dezembro) com a realização de atividades desportivas inclusivas, no Pavilhão do Inatel, em Salvaterra de Magos envolvendo alunos da Universidade Sénior. A iniciativa arrancou com uma aula de yoga, seguida de experimentação da modalidade de Boccia.

O que é o Boccia? O Boccia é uma modalidade de cariz universal, descendente de um jogo da antiga Grécia, que progrediu através do Império Romano, tendo vindo a dar origem a uma vasta gama de jogos, dos quais destacamos o bowling e a petanca. Foi introduzido em Portugal em 1983, durante um curso organizado pela APPC (Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral), em estreita colaboração com a CP-ISRA (Associação Internacional de Desporto e Recreação para a Paralisia Cerebral). As vertentes do jogo vão do lazer e recreação ao mais alto nível de competição e é reconhecido neste âmbito pelas entidades oficiais a nível mundial, tendo sido eleito como modalidade Paralímpica.

Festa de Natal nas Piscinas Municipais

A

s Piscinas Municipais de Salvaterra de Magos receberam no dia 16 de dezembro a iniciativa Natal na Piscina com aulas divertidas e animadas para os vários escalões de alunos que frequentam a Escola Municipal de Natação. Não faltou também a presença do Pai Natal, que ofertou pequenas lembranças aos mais pequenos e pousou para as fotografias.

- novembro - dezembro | 2017 - 21


DESPORTO

1a Volta ao Ribatejo a Correr - Mais uma prova superada de João Paulo Félix

O

ultramaratonista João Paulo Félix conseguiu cumprir mais um desafio a que se propôs com a realização da 1ª Volta ao Ribatejo a Correr. A partida foi dada no dia 14 de dezembro, pelas 11horas, frente à Câmara Municipal de Salvaterra de Magos. A chegada aconteceu este domingo, 17 de dezembro, pelas 9h30 da manhã, no mesmo local. Contas feitas foram 328km realizados em 70horas e meia. À chegada, João Paulo Félix era um homem feliz e agradecido pelo apoio dos muitos amigos que se juntaram a ele em algumas fases do percurso.

“O apoio que recebi de todos foi fundamental”. João Paulo Felix, Ultramaratonista e sociólogo

Os objetivos do atleta foram a promoção turística do Ribatejo, o incentivo à prática de exercício físico e o desafio pessoal. O percurso saiu de Salvaterra Magos e passou por Benavente, Samora Correia, Vila Franca de Xira, Azambuja, Valada, Santarém, Alcanena, Torres Novas, Tomar, Ferreira do Zêzere, Sardoal, Abrantes, Constância, Carregueira, Chamusca, Alpiarça, Almeirim, tendo seguido depois pela EN118 em direção a Benfica do Ribatejo, Muge, Marinhais e Salvaterra de Magos, numa ligeira alteração ao inicial estipulado. A União de Freguesias de Salvaterra de Magos e Foros de Salvaterra, a Câmara Municipal de Salvaterra de Magos e a Entidade de Turismo do Alentejo e Ribatejo foram algumas das entidades parceiras nesta iniciativa.

22 - SALVATERRA DE MAGOS - BOLETIM INFORMATIVO -

A 1ª Volta ao Ribatejo a Correr teve também um cariz solidário, já que alertou para a importância do trabalho desenvolvido pela Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla (SPEM). Mal terminou esta aventura, João Paulo Félix está já de olhos postos na próxima, que será realizada em fevereiro num percurso que liga o Porto a Lisboa. “As dificuldades foram muitas principalmente devido à chuva e ao facto de ter tido os pés rebentados aos 55km, mas tudo foi superado porque é preciso acreditar e eu acreditei sempre muito”. João Paulo Felix, Ultramaratonista e sociólogo


DESPORTO

FPN certifica Escola Municipal De Natação de Salvaterra de Magos

A

Escola Municipal de Natação de Salvaterra de Magos recebeu o certificado de Qualidade Nível 1 FPN atribuído pela Federação Portuguesa de Natação. As áreas analisadas para a obtenção deste Certificado, atribuído pelo segundo ano consecutivo, foram as de liderança/coordenação; planeamento; recursos humanos; recursos materiais; parcerias; processo formativo; resultados (ensino - aprendizagem e clientes). No certificado pode ler-se: “A Federação Portuguesa de Natação atribui o certificado “QUALIDADE NÍVEL 1 FPN” à Escola de Natação

Municipal de Salvaterra de Magos, considerando o cumprimento dos requisitos do sistema FPNCQ17 e o comprometimento de adoção de uma atitude de melhoria contínua da qualidade pedagógica, didática e de gestão da sua escola de natação”. A Escola Municipal de Natação de Salvaterra de Magos tem como missão a prestação de serviços desportivos na área das atividades aquáticas, com o objetivo de proporcionar Desporto para Todos, numa perspetiva de aprendizagem, recreio, saúde ou de competição.

Neste momento, a Escola Municipal conta COM as seguintes classes: Bebés (6-18 e 18-36 meses); Adaptação (3-4 anos); Pirogas (3-4 anos, 5-6 anos, 7-9 anos, 10-14 anos e maiores de 15 anos); Barcas (7-9 anos, 10-14 anos e maiores de 15 anos); Caravelas (10-14 anos e maiores de 15 anos); Naus (10-14 e maiores de 15 anos); Hidroginástica (aulas de grupo de exercícios aquáticos ao ritmo da música) e Motricidade Aquática (exercícios aquáticos de mobilização para manutenção). O Complexo das Piscinas Municipais funciona de segunda a sexta entre as 8:45h e as 22horas e ao sábado das 8:45h às 15horas.

- novembro - dezembro | 2017 - 23


TURISMO

Salvaterra de Magos na Feira Nacional de Artesanato e Gastronomia da Marinha Grande

A

Câmara Municipal de Salvaterra de Magos voltou a estar representada na Feira Nacional de Artesanato e Gastronomia da Marinha Grande que decorreu no Parque Municipal de Exposições. Esta participação surgiu no âmbito da geminação que une os dois Municípios em torno da Cultura Avieira.

Em destaque no stand do Município de Salvaterra de Magos esteve a Falcoaria Real, com a presença de falcoeiros e aves de presa, e a essência que junta os dois concelhos: a Cultura Avieira. O artesanato local também esteve representado através da participação de um artesão do concelho a trabalhar ao vivo, realizando peças em vime.

24 - SALVATERRA DE MAGOS - BOLETIM INFORMATIVO -

Na sessão de abertura que decorreu no dia 5 de dezembro, esteve presente a vice-presidente da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, Helena Neves. Salvaterra de Magos tem sido presença assídua neste certame, procurando fortalecer o intercâmbio cultural e os laços que unem os dois povos, nomeadamente as populações de Vieira de Leiria, Marinha Grande e do Escaroupim, Salvaterra de Magos.


TURISMO

Prova Nuno de Sepúlveda Velloso

D

ecorreu no dia 18 de novembro a Primeira Prova de Falcoaria Nuno de Sepúlveda Velloso dinamizada pela Falcoaria Real de Salvaterra de Magos. Tratou-se de uma competição de voo realizada por aves de presa de diferentes espécies como falcões, águias e açores, que juntou, em Salvaterra de Magos, falcoeiros de vários pontos do país e também do estrangeiro. As aves participaram em provas de alto e baixo-voo, sendo analisados pelos juízes critérios como a trajetória de subida, altura, picado e ataque, atitude de caça, voo sobre a presa ou captura. A prova foi, este ano, batizada com o nome de um dos falcoeiros mais ilustres da história da falcoaria em Portugal: Nuno de Sepúlveda Velloso.

A organização juntou a Câmara Municipal de Salvaterra de Magos com o apoio do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, da Associação Portuguesa de Falcoaria, da Casa Agrícola Monte Real, Associação de Caçadores e Pescadores de Salvaterra de Magos e F & C, Lda.

Exposição “Falcoaria” patente até fevereiro

A

Exposição “Falcoaria” reúne até 23 de fevereiro um conjunto de conteúdos gentilmente cedidos pelo Museu do Oriente, que fizeram parte da exposição “Falcoaria de Oriente a Ocidente” realizada pelo museu em 2015, onde a Falcoaria Real de Salvaterra de Magos também esteve representada.

A mostra dá a conhecer vários aspetos relacionados com a prática da Falcoaria, reunindo também objetos e utensílios utilizados pelos falcoeiros. Na mesma está também referenciado o Reconhecimento pela UNESCO da Falcoaria em Portugal como Património Cultural Imaterial da Humanidade, a 1 de dezembro de 2016.

- novembro - dezembro | 2017 - 25


TURISMO

Uma visita ao Museu “Escaroupim e o Rio”

O

Museu “Escaroupim e o Rio” constrói um percurso expositivo que dá a conhecer a importância do rio Tejo e dos seus afluentes, enquanto elemento de fixação humana e evidencia as atividades socioeconómicas que durante séculos foram exploradas e rentabilizadas pelas comunidades locais. Desde a pré-história até aos nossos dias verifica-se uma ocupação humana contínua e intensa. Os vestígios arqueológicos abundam essencialmente junto das linhas de água, o que denota a influência do rio Tejo e dos seus afluentes na fixação humana e no desenvolvimento económico do território que hoje compreende o concelho de Salvaterra de Magos.

Com excelente posicionamento geográfico, clima ameno e solo fértil, esta zona foi sujeita a uma antropização que se foi acentuando com a passagem do tempo, desde o paleolítico até aos nossos dias. As atividades ligadas ao Tejo como o trânsito fluvial, barcas de passagem e a pesca, ditaram o aparecimento de grupos que viveram do rio e para o rio, como são o caso dos marítimos, barqueiros e os pescadores. A pesca é a atividade que ainda permanece em estreita ligação com o rio. Com o passar dos tempos, o peculiar mundo da comunidade avieira do Escaroupim, começa a sofrer mutações culturais, ditadas não só pelo consequente mundo dito globalizado que altera os costumes

uniformizando-os, mas também devido às mudanças no rio Tejo, a poluição, a construção de barragens e o desaparecimento de certas espécies de peixes e aves, provocaram a alteração de certos usos e costumes tradicionais desta comunidade avieira. Hoje em dia apesar do seu Tejo estar diferente, a sua aldeia modificada, o pescador avieiro resiste e continua a lançar as suas redes à água num processo de aprendizagem que lhe foi legado pelos seus antepassados, perpetuando desta forma a identidade/ memória cultural dos avieiros. Este museu pretende ser um contributo à memória das várias comunidades ribeirinhas do Tejo, um lugar de afetos, um local de encontro e preservação de tradições e memórias.

PEÇA DO MÊS – Dezembro de 2017 A fisga É uma arte de pesca, que é composta com um pau em madeira (cabo) que tem numa extremidade uma espécie de arpão com vários dentes barbelados, para evitar que o peixe se solte após a sua captura. Normalmente era usada na pesca da lampreia. Com esta arte de pesca, a agilidade e habilidade do pescador contava muito, dado que tinha de acertar no peixe.

MUSEU

“Escaroupim e o Rio” Aldeia do Escaroupim 26 - SALVATERRA DE MAGOS - BOLETIM INFORMATIVO -


DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO

Praça Comvida anima Mercado de Salvaterra de Magos

O

Mercado Diário de Salvaterra de Magos recebeu nos meses de novembro e dezembro mais um ciclo de atividades no âmbito do projeto Praça ComVida. No mês de novembro, a Chef Noélia Costa e a Chef Gisela Chaves, da EPSM, apresentaram o showcooking “Sabores de São Martinho”, dando a conhecer e a provar verdadeiras iguarias.

No mês de dezembro, o Chef Luís Machado confecionou uns cogumelos recheados com broa, bacalhau com camarões no tacho acompanhados do tradicional arroz doce e das filhoses no showcooking “Sabores de Natal”. Ao mesmo tempo decorreu a já habitual venda de artesanato e de produtos locais nas bancas do mercado.

Na ocasião, o Mercado recebeu também uma visita muito especial: o Pai Natal.

- novembro - dezembro | 2017 - 27


DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO

Projeto Empreender em Salvaterra Incubadora de Empresas À Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, no âmbito das suas atribuições, compete-lhe apoiar e promover o desenvolvimento de atividades de interesse municipal, incluindo as de natureza económica que visem fomentar a criação de empresas e o aumento de emprego local. O Município pretende, enquanto entidade promotora, criar condições favoráveis à criação e implementação de novos projetos empresariais e fomentar, nos agentes económicos, capacidades empreendedoras e contribuir para a criação de novas empresas, e aumento do emprego e de riqueza. Para ajudar a concretizar este objetivo, foi criado o Gabinete de Apoio ao Empreendedor que, de entre outros projetos, criou uma Incubadora de Empresas designada “ Empreender em Salvaterra -Incubadora de Empresas”, para assim ajudar na criação e desenvolvimento a nível local de um maior número de empresas, atraindo ainda para aqui novos investidores.

É disponibilizado um “espaço virtual”, destinado a todas as pessoas singulares ou coletivas que, tendo domicílio fiscal na área do Município de Salvaterra de Magos, o requeiram, de forma a usufruírem dos serviços da incubadora, não tendo qualquer custo.

Localização: Edifício Cais da Vala, Avenida José Luís Brito Seabra nº 137-2120 Salvaterra de Magos Horário Funcionamento: Segunda a Sexta-feira das 9h00 às 12h30 e das 14h00 h às 17h00 Prazo Permanência máximo das empresas ou entidades ali incubadas: 2 anos (podendo este tempo ser prolongado, se devidamente autorizado com pedido fundamentado) Espaços / Serviços a disponibilizar: a) Auditórios Municipais b) Sala de reuniões c) Sala d) Área de receção e) Espaço para eventos de promoção/divulgação f) Caixa de correio e sua distribuição, e limpeza comum, e segurança g) Internet

28 - SALVATERRA DE MAGOS - BOLETIM INFORMATIVO -


OBRAS MUNICIPAIS

Desmatação de Talude junto à Ponte Rainha D. Amélia, em Muge

Drenagem na Rua da Lagoa, em Marinhais, numa parceria com a Junta de Freguesia Local

Enterramento de cabos elétricos no Cais da Vala

- novembro - dezembro | 2017 - 29


OBRAS MUNICIPAIS

Prossegue a criação de passeios e estacionamento na EN367, em Marinhais

Prosseguem obras no Espaço Jackson, em Glória do Ribatejo

Execução de Passeios na Rua Principal no Granho

30 - SALVATERRA DE MAGOS - BOLETIM INFORMATIVO -

Colocação de bancos em Salvaterra de Magos


OBRAS MUNICIPAIS

Pintura de marcas rodoviárias no Granho

Recuperações no Bico da Goiva, depois de ter sido alvo de atos de vandalismo

Prosseguem obras do Centro Escolar de Foros de Salvaterra e Várzea Fresca

- novembro - dezembro | 2017 - 31


OBRAS MUNICIPAIS

Substituição de Ecopontos em todo o Concelho A Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, em parceria com a empresa de capitais públicos municipais Ecolezíria, procedeu à substituição de meia centena de ecopontos em todo o concelho, havendo a expetativa de, ao longo deste mandato, haver meios financeiros para a substituição de todos e ainda ampliar a rede de recolha.

Manutenção de campos no Complexo Desportivo Municipal de Marinhais e no Campo Municipal de Futebol de 7 em Salvaterra de Magos

32 - SALVATERRA DE MAGOS - BOLETIM INFORMATIVO -


Resultados das Eleições Autárquicas de 2017 CÂMARA MUNICIPAL

ASSEMBLEIA MUNICIPAL

Total de Inscritos

18609

Total de Inscritos

18609

Votantes

9387

50,44%

Votantes

9386

50,44%

Abstenção

9222

49,56%

Abstenção

9223

49,56%

Partidos

Votação

%

%

PPD/PSD.CDS-PP

Mandatos

Partidos

Votação

889

0

PPD/PSD.CDS-PP

1202

3

BE

2110

2

BE

1869

4

PS

4931

5

PS

4607

12

CDU

940

0

CDU

1124

2

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE MARINHAIS

JUNTA DE FREGUESIA DE MUGE

Total de Inscritos

5315

Total de Inscritos

1027

Votantes

2552

48,02%

Votantes

618

60,18%

Abstenção

2763

51,98%

Abstenção

409

39,82%

Partidos

Votação

%

%

PPD/PSD.CDS-PP

Mandatos

Mandatos

Partidos

Votação

304

1

PPD/PSD.CDS-PP

262

5

BE

689

4

BE

46

0

PS

912

5

PS

243

4

CDU

481

3

CDU

40

0

Mandatos

UNIÃO DE FREGUESIAS DE GLÓRIA DO RIBATEJO E GRANHO

UNIÃO DE FREGUESIAS DE SALVATERRA DE MAGOS E FOROS DE SALVATERRA

Total de Inscritos

3547

Total de Inscritos

8720

Votantes

1990

56,10%

Votantes

4228

48,49%

Abstenção

1557

43,90%

Abstenção

4492

51,51%

Votação

%

%

Partidos

Mandatos

Partidos

Votação

Mandatos

MIGG

821

4

PPD/PSD.CDS-PP

474

1

PPD/PSD.CDS-PP

77

0

BE

481

1

BE

196

1

PS

2786

10

PS

457

2

CDU

313

1

CDU

359

2 - novembro - dezembro | 2017 - 33


DELIBERAÇÕES DE CÂMARA

Reunião Ordinária de 8 de novembro de 2017 Protocolo de Cooperação entre o Município de Salvaterra de Magos e o Sport Clube Desportos de Glória do Ribatejo A Câmara Municipal deliberou, por unanimidade, aprovar a minuta do protocolo em título, que consiste na comparticipação financeira, no valor de 3.500,00 (três mil e quinhentos euros), para apoio na compra de uma viatura usada de 9 lugares para transporte dos seus atletas. Protocolo de Cooperação entre o Município de Salvaterra de Magos e o Clube Desportivo Salvaterrense A Câmara Municipal deliberou, por unanimidade, aprovar a minuta do protocolo em título, que consiste na comparticipação financeira, no valor de 500,00 (quinhentos euros), na realização de uma etapa do campeonato regional de dança desportiva, organizado pela Secção de Danças de Salão do Clube. Protocolo de Cooperação entre o Município de Salvaterra de Magos e a Associação de Comerciantes dos Concelhos de Coruche e Salvaterra de Magos A Câmara Municipal deliberou, por unanimidade, aprovar a minuta do protocolo em título, que consiste na comparticipação financeira, no valor de 850,00 (oitocentos e cinquenta euros), no âmbito da Campanha Natal e o Comércio Local. Protocolo de Cooperação entre o Município de Salvaterra de Magos e Luíz Vassalo Namorado Rosa A Câmara Municipal deliberou, por unanimidade, aprovar a minuta do protocolo em título, que consiste na doação ao Município de um quadro intitulado “Cavaleiro Tauromáquico”, do autor José António Vieira Vassalo Pereira, para que a mesma fique exposta no átrio da Biblioteca Municipal de Salvaterra de Magos.

Reunião Ordinária de 22 de novembro de 2017 Adesão da CCIPSTP - Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa - São Tomé e Príncipe à incubadora de empresas A Câmara Municipal deliberou, por unanimidade, aprovar a adesão da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa - São Tomé e Príncipe ao projeto “Empreender em Salvaterra - Incubadora de Empresas”, que visa na sua atividade, de entre outros, efetuar a mediação de investimentos entre e nos dois territórios, através de associadas, empresários, investidores e empresas dos dois países. Criação do Centro de Documentação da Falcoaria Real A Câmara Municipal deliberou, por unanimidade, acolher a proposta do Senhor Presidente e nessa sequência aprovar a criação do Centro de Documentação da Falcoaria Real e atribuir ao mesmo o nome: Centro de Documentação “Joaquim da Silva Correia e Natália Correia Guedes”. Atribuição de toponímia - Arruamentos em Marinhais A Câmara Municipal deliberou, por unanimidade, acolher o parecer da Comissão Municipal de Toponímia e nesta sequência aprovar os seguintes arruamentos: Rua Urbanização de São Bernardo, em Marinhais (com início na Estrada da Serra e fim no limite do loteamento); Travessa Urbanização de São Bernardo, em Marinhais (com início da Estrada da Serra e fim no limite do loteamento).

Reunião Ordinária de 6 de dezembro de 2017 Protocolo de Cooperação entre o Município de Salvaterra de Magos e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Salvaterra de Magos A Câmara Municipal deliberou, por unanimidade, aprovar a minuta do protocolo em título, que consiste na comparticipação financeira, no valor de 9.500,00 (nove mil e quinhentos euros), para fazer face às despesas com remunerações do mês de novembro e subsídios de Natal.

34 - SALVATERRA DE MAGOS - BOLETIM INFORMATIVO -


DELIBERAÇÕES DE CÂMARA

Reunião Ordinária de 20 de dezembro de 2017 Protocolo de Cooperação entre o Município de Salvaterra de Magos e o Centro de Bem Estar Social de Glória do Ribatejo A Câmara Municipal deliberou, por unanimidade, aprovar a minuta do protocolo em título, que consiste em promover e apoiar a realização de iniciativas que aprofundem a cooperação em áreas de interesse comum, nomeadamente, no domínio da prestação de serviços a pessoas em situação de vulnerabilidade e a estratos sociais mais desfavorecidos, bem como no domínio da proteção civil, nomeadamente, no apoio à implementação das medidas de autoproteção nos edifícios onde o CBES desenvolve a sua atividade. Protocolo de Cooperação entre o Município de Salvaterra de Magos e o Centro de Bem Estar Social de Foros de Salvaterra A Câmara Municipal deliberou, por unanimidade, aprovar a minuta do protocolo em título, que consiste na comparticipação financeira, no valor de 5.000,00 (cinco mil euros), para apoio na realização de obras de conservação de interiores dos edifícios da Creche e Centro de Dia. Protocolo de Cooperação entre o Município de Salvaterra de Magos e a Sociedade Filarmónica de Muge A Câmara Municipal deliberou, por unanimidade, aprovar a minuta do protocolo em título, que consiste na comparticipação financeira, no valor de 7.000,00 (sete mil euros) no ano de 2018, com vista a custear as despesas inerentes às atividades correntes. Protocolo de Cooperação entre o Município de Salvaterra de Magos e a ACMSM - Associação Cultural e Musical de Salvaterra de Magos A Câmara Municipal deliberou, por unanimidade, aprovar a minuta do protocolo em título, que consiste na comparticipação financeira, no valor de 7.000,00 (sete mil euros) no ano de 2018, com vista a custear as despesas inerentes às atividades correntes. Protocolo de Cooperação entre o Município de Salvaterra de Magos e a ETSM - Escola de Taekwondo de Salvaterra de Magos A Câmara Municipal deliberou, por unanimidade, aprovar a minuta do protocolo em título, que consiste na comparticipação financeira, no valor de 2.000,00 (dois mil euros) no ano de 2018, para fazer face às despesas correntes, relacionadas com a prática desportiva. Protocolo de Cooperação entre a Direção-Geral do Património Cultural e a Câmara Municipal de Salvaterra de Magos A Câmara Municipal deliberou, por unanimidade, aprovar a minuta do protocolo em título, que consiste na criação e gestão da Reserva Arqueológica do Município de Salvaterra de Magos, no Edifício do Cais da Vala. Melhoria da Mobilidade na Área Industrial - Pinhal de Mouros/ EN114-3, em Salvaterra de Magos Projeto de execução e decisão de candidatar a obra a fundos comunitários, no âmbito do Portugal 2020 - Operação 4.5 - Mobilidade Urbana A Câmara Municipal deliberou, por unanimidade, acolher a informação dos serviços e nessa sequência aprovar o projeto de execução e candidatar a obra aos fundos comunitários em título.

- novembro - dezembro | 2017 - 35


Concelho de SALVATERRA DE MAGOS Boletim Informativo da Câmara Municipal

NOVEMBRO / DEZEMBRO - 2017

CONTATOS ÚTEIS Câmara Municipal de Salvaterra de Magos Tel: 263 509 500 Email: geral@cm-salvaterrademagos.pt

Delegação da Câmara Municipal em Muge Tel: 967 880 118 Email: delegacaomuge@cm-salvaterrademagos.pt

Turismo: Tel: 263 509 520 Email: turismo@cm-salvaterrademagos.pt

Divisão Municipal de Ação Social Tel: 263 509 535 Email: dasc@cm-salvaterrademagos.pt

Falcoaria Real de Salvaterra de Magos Tel: 263 509 522 Email: falcoaria@cm-salvaterrademagos.pt

Divisão Municipal de Urbanismo e Planeamento Tel: 263 509 510 Email: dup@cm-salvaterrademagos.pt

Museu Escaroupim e o Rio Tel: 962 411 168 Email: museu.escaroupim@cm-salvaterrademagos.pt

Divisão de Obras Municipais e Serviços Urbanos Tel: 263 509 500 Email: domsu@cm-salvaterrademagos.pt

Biblioteca Municipal de Salvaterra de Magos Tel: 263 509 530 Email: bibliotecamunicipal@cm-salvaterrademagos.pt

Divisão Financeira Tel: 263 509 500 Email: contabilidade@cm-salvaterrademagos.pt

Pólo da Biblioteca em Marinhais Tel: 263 509 531 Pólo Biblioteca em Glória do Ribatejo Tel: 263 509 532 Piscinas Municipais de Salvaterra de Magos Tel: 263 509 550 Email: desporto@cm-salvaterrademagos.pt

\

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DOS SERVIÇOS

Serviços Administrativos e Técnicos: 9h - 12h30 e 13h30 - 17h Falcoaria Real de Salvaterra de Magos: Inverno - 2ª a 6ª feira e Fins de Semana: 9h - 12h30 e 13h30 - 17h

Serviço Municipal de Proteção Civil Tel: 962 116 577 (9h às 17h) e 263 504 463 (17h às 9h) Email: proteccao.civil@cm-salvaterrademagos.pt

Verão - 2ª a 6ª feira: 9h - 12h30 e 13h30 - 17h

Gabinete de Comunicação e Imagem Tel: 263 509 500 Email: imprensa@cm-salvaterrademagos.pt

Mercado de Cultura de Marinhais (Pólo da Biblioteca em Marinhais): 9h - 12h30 e 13h30 - 17h

Delegação da Câmara Municipal em Foros de Salvaterra Tel: 263 509 507 Email: delegacaoforossalvaterra@cm-salvaterrademagos.pt Delegação da Câmara Municipal em Marinhais Tel: 263 509 505 Email: delegacaomarinhais@cm-salvaterrademagos.pt Delegação da Câmara Municipal em Glória do Ribatejo Tel: 263 509 509 Email: delegacaogloriaribatejo@cm-salvaterrademagos.pt

Fins de Semana: 10h - 13h e 15h - 19h

Edifício do Cais da Vala - Salvaterra de Magos: 9h - 12h30 e 13h30 - 17h Biblioteca: 9h às 18h (sem interrupção almoço) Serviços Operacionais: 8h - 12h e 13h - 16h Piscinas Municipais (Serviços de Secretaria): 2ª a 6ª feira: 9h - 21h30 Sábado: 9h às 14h45 Encerramento - domingo

36 - SALVATERRA DE MAGOS - BOLETIM INFORMATIVO -

Câmara Municipal de Salvaterra de Magos - Boletim Informativo nov dez 2017  

Boletim Informativo Municipal de novembro/ dezembro 2017 em versão digital

Câmara Municipal de Salvaterra de Magos - Boletim Informativo nov dez 2017  

Boletim Informativo Municipal de novembro/ dezembro 2017 em versão digital

Advertisement