Page 1

Virgínia Teatro

TORRES NOVAS

ABRILMAIOJUNHOJULHO2017


DANÇA Joana Gama e Victor Hugo Pontes Clara Bevilaqua e Guilherme Calegari Companhia Nacional de Bailado

MÚSICA António Zambujo Coral Sinfónico de Portugal Choral Phydellius

MÚSICA E CINEMA The Legendary Tigerman, Rita Lino e Pedro Maia

TEATRO Artistas Unidos Grupo de Teatro Juvenil do Virgínia Atelier Teatral dos Miúdos


© Bruno Simão


06 08 28 37 40

calendário

espetáculos

lab criativo

em paralelo

informações


A vida cultural de Torres Novas tem conhecido ao longo dos últimos anos um crescimento ímpar, não só pela qualidade apresentada, mas sobretudo pela diversidade de espetáculos e de eventos promovidos pelo Município e pelo rico tecido associativo concelhio. De abril a julho, a agenda que apresentamos é prova disso mesmo: músicos que nos trazem cinema; cantores que interpretam canções de outros poetas; jovens que se estreiam como atores; a dança que entra no mundo das crianças; os clássicos intemporais na voz de coralistas amadores com talento profissional; as coreografias de hoje num aniversário especial. E se a programação feita especialmente para o Teatro Virgínia é de uma singularidade que muito nos orgulha, também se apresenta de maior importância a articulação com outros projetos municipais, o espaço dado às escolas de dança para apresentação do resultado de longos meses de trabalho com os mais jovens ou as celebrações de final de ano escolar. Tudo isto e muito mais «Em paralelo». Porque o TV quer-se de mãos dadas com a comunidade e de portas abertas para vos receber. Pelo meio, as ruas da cidade encher-se-ão de visitantes para, de 1 a 4 de junho, recuarmos novamente no tempo através das Memórias da História. E em julho celebraremos o nosso concelho com as Festas do Almonda. Uma longa lista de bons motivos para desfrutar de Torres Novas e do nosso Teatro. Bons espetáculos!

Saídos do inverno, é com grande prazer que podemos fazer esta viagem até ao verão com grandes nomes e obras referenciais da cultura nacional e universal. Iniciamos a viagem com a música de Legendary Tigerman num cruzamento com o cinema, através da sua road trip no continente americano, e depois, António Zambujo e as canções de Chico Buarque, o Requiem de Verdi pelo Coral Sinfónico de Portugal e ainda os 60 anos do Choral Phydellius. No Teatro os Artistas Unidos trazem um autor importantíssimo na dramaturgia mundial, Tenessee Williams, a que se junta a estreia do Grupo Juvenil do Virgínia com o texto Atalhos de Joana Craveiro. É o primeiro dos projetos de longa duração do Teatro a tomarem conta do palco. Na Dança volta Victor Hugo Pontes desta vez com espetáculo para escolas e famílias, na comemoração do Dia Mundial da Dança. E, em junho a Companhia Nacional de Bailado nas comemorações dos seus 40 anos, com um espetáculo de quatro importantes coreógrafos: Olga Roriz, Vasco Wellenkamp, William Forsythe e Ohad Naharin. O Lab Criativo, para além dos já mencionados espetáculos do Grupo de Teatro Juvenil do Virgínia e de Victor Hugo Pontes, apresenta Conversas de Corpo de Clara Bevilaqua e Guilherme Calegari, o atelier de dança pela Companhia Nacional de Bailado, bem como o filme sobre esta Companhia e finaliza a temporada com o trabalho do Atelier Teatral dos Miúdos. São muitos e diversificados os momentos para nos encontrarmos ao longo destes meses.

O PRESIDENTE DA CÂMARA

O DIRETOR ARTÍSTICO

Pedro Paulo Ramos Ferreira

Rui Sena


[MARÇO] 28. sexta 18h00

PÁG

em sintonia

Um Artista na Escola Com Victor Hugo Pontes

ABRIL

32

PÁG

1 . sábado 21h30

filme-concerto

How To Become Nothing The Legendary Tigerman, Rita Lino e Pedro Maia

10

8 . sábado 21h30

teatro

Jardim Zoológico de Vidro de Tennessee Williams, pelos Artistas Unidos

12

21 . sexta 10h30 e 15h00 . escolas

teatro

Atalhos Grupo de Teatro Juvenil do Virgínia

14

22 . sábado 21h30

teatro

Atalhos Grupo de Teatro Juvenil do Virgínia

14

28 . sexta 15h00 . escolas

dança

Nocturno Joana Gama e Victor Hugo Pontes

16

29 . sábado 11h00 . famílias

dança

Nocturno Joana Gama e Victor Hugo Pontes

16

MAIO

PÁG

6 . sábado 21h30

música

António Zambujo Até Pensei Que Fosse Minha

18

14 . domingo 18h00

música

Requiem de Verdi Coral Sinfónico de Portugal

20

16 . terça 15h00

em sintonia

No escuro do cinema descalço os sapatos Um filme de Cláudia Varejão . FILME CNB

33

20 . sábado 21h30

música

60 anos . Choral Phydellius Orquestra de Câmara da GNR, Choral Phydellius, Spatium Vocale

22


MAIO (CONTINUAÇÃO)

PÁG

23 e 24 . terça e quarta 10h30 e 15h00 . escolas

dança

Conversas de Corpo Clara Bevilaqua e Guilherme Calegari

24

25 . quinta 11h00 . famílias

dança

Conversas de Corpo Clara Bevilaqua e Guilherme Calegari

24

25 . quinta 11h00

oficinas

Desmontagem! Com Clara Bevilaqua, Guilherme Calegari e Mariana Lemos

30

JUNHO

PÁG

24 . sábado 10h30

oficinas

Projeto de Aproximação à Dança Companhia Nacional de Bailado

31

25 . domingo 18h00

dança

40.º Aniversário da Companhia Nacional de Bailado Treze Gestos de Um Corpo, Será que é Uma Estrela?, Herman Schmerman, Minus 16

26

28 . quarta 11h00

em sintonia

Experimentar Fazer No âmbito da apresentaç ão final do Atelier Teatral dos Miúdos

33

30 . sexta 11h00

em sintonia

Experimentar Olhar No âmbito da apresentaç ão final do Atelier Teatral dos Miúdos

33

JULHO 1 . sábado 17h00

PÁG

teatro

Brincar a Sério Atelier Teatral dos Miúdos

34


8

| espetรกculos


| espetรกculos

espe tรกculos

9


1 ABRIL SÁBADO 21H30 TEATRO VIRGÍNIA filme-concerto • M6 anos • 70 min • 7,5€ (descontos aplicáveis)

How To Become Nothing junta o músico The Legendary Tigerman, a fotógrafa Rita Lino e o realizador Pedro Maia numa road trip pelo deserto da Califórnia. Um road-movie em formato filme-concerto, com banda sonora ao vivo de The Legendary Tigerman e manipulação de imagens em tempo real de Pedro Maia. Um falso diário em super8 e fotografia, com textos de Paulo Furtado, fruto de três visões sobre a viagem de um homem que, mais do que desaparecer, procura chegar a nada, procura ser nada.

Música ao vivo The Legendary Tigerman Edição e manipulação de Imagem ao vivo Pedro Maia Projeto Paulo Furtado, Pedro Maia, Rita Lino Com Paulo Furtado, Mayumi Pereira, Rita Lino Realização Pedro Maia Diário escrito e gravado Paulo Furtado Direcção de Arte e Fotografia Rita Lino Imagem Pedro Maia, Rita Lino Produção Bando à Parte Coprodução Metropolitana, Discos Tigre

Bios

| espetáculos

The Legendary Tigerman é o alter-ego de Paulo Furtado, multifacetado artista de Coimbra. Inspirado no velho formato de one-man-band, nascido nas margens do Delta do Mississipi, o músico transporta este conceito para o século XXI, com uma estética muito particular.

10

Pedro Maia trabalha principalmente em torno do conceito de Analogue Cinema, explorando a potencialidade do próprio meio, expandindo a estética e «herança» técnica do trabalho em película de 16mm e 8mm. Rita Lino tem vindo a desenvolver séries de fotografias que exploram uma «obsessão natural» com o «eu», um contínuo «trabalho em progresso», que usa o autorretrato e o corpo como matéria primária para ser recriado e exorcizado.


How To Become Nothing

| espetรกculos

The Legendary Tigerman, Rita Lino e Pedro Maia

11


8 ABRIL SÁBADO 21H30 TEATRO VIRGÍNIA teatro • M 14 anos • 95 min • 7,5€ (descontos aplicáveis)

Hoje em dia o mundo é atravessado por relâmpagos que o iluminam! Apaga as velas, Laura - e adeus... JARDIM ZOOLÓGICO DE VIDRO, TENNESSEE WILLIAMS Derrotados, sim, abandonados, sem hipótese, deixados para trás, com a eletricidade cortada e contas por pagar, vencidos: mas estes são os invencíveis, esses sonhadores que Tennessee Williams cantou. JORGE SILVA MELO Jardim Zoológico de Vidro não é mais uma peça de emoções e preocupações puramente privadas do que O Cerejal de Tchekhov. Em ambos os casos a sociedade, não menos do que as personagens que são a sua expressão e de certa forma as suas vítimas, é apanhada num momento de mudança. Algo se quebrou. Até ouvimos o som. Em Tchekhov «Ouve-se um som distante, como que vindo do céu, como o som de uma corda a partir-se, morrendo lenta e tristemente.» Em Jardim Zoológico de Vidro «há um tenebroso trovão no céu... O céu cai». O quebrar do chifre de um unicórnio de vidro é portanto mais do que o fim de um mito romântico privado. Marca o fim de uma fase da história, de uma forma particular de olhar a possibilidade humana. Cada uma das personagens em O Jardim Zoológico de Vidro está encurralada de alguma forma, e cada uma encontrou meio de fugir…

Tradução José Miguel Silva Com Isabel Muñoz Cardoso, João Pedro Mamede, Guilherme Gomes e Vânia Rodrigues Cenário e figurinos Rita Lopes Alves Luz Pedro Domingos Som André Pires Coordenação técnica João Chicó Assistência de encenação António Simão Encenação Jorge Silva Melo

| espetáculos

Bio

12

Tennesse Williams (1911-1983) nasceu em Columbus, Mississippi. Em 1944, Jardim Zoológico de Cristal obtém enorme sucesso e vence o Prémio da Crítica em Nova Iorque. Entre 1948 e 1959, sete das suas peças foram produzidas na Broadway. O seu trabalho atingiu fama mundial no princípio dos anos 50 com os filmes Jardim Zoológico de Cristal e Um Elétrico Chamado Desejo.


Jardim Zoológico de Vidro

| espetáculos

© Jorge Gonçalves

de Tennessee Williams, pelos Artistas Unidos

13


21 ABRIL SEXTA 10H30 E 15H00 | ESCOLAS 22 ABRIL SÁBADO 21H30 | PÚBLICO GERAL TEATRO VIRGÍNIA teatro • 3.º ciclo e secundário | M 12 anos • 60 min • lotação limitada 2€ escolas | 7,5€ (descontos aplicáveis) público geral

O Teatro é uma «coisa-de-uma-vez-na-vida». Só acontece quando acontece. E acabou. Este espetáculo também é isso. Acontece uma vez na vida dos 21 jovens/atores do Grupo de Teatro Juvenil do Virgínia que sobem a palco, de novo no âmbito do projeto «PANOS – palcos novos palavras novas», da Culturgest. Atalhos é o título do texto deste espetáculo e foi escrito por Joana Craveiro. É nesse texto que lemos a expressão «coisas-de-uma-vez-na-vida», para ler assim de um fôlego. É uma respiração de quem olha para o mundo ainda com vontade de saber mais. Atalhos são caminhos - o que está a acontecer aqui e ali no mundo - por onde os 21 passam-olham-e-perguntam. Esperamos nós que passar, olhar e perguntar, não sejam «coisas-de-uma-vez-na-vida» deles. Que não lhes falte o fôlego.

// Conversa após o espetáculo Texto Joana Craveiro Encenação e dramaturgia Rafaela Santos e Fernando Giestas/Amarelo Silvestre Interpretação e cocriação Ana Lopes, Ana Raquel Rodrigues, António Liberato, Beatriz Girão, Carolina Correia, Carolina Cabaço, Daniel Teixeira, Guilherme Grácio, Guilherme Gonçalves, Helena Batista, Inês Mota, Maria Inês Reis, Miguel Nunes, Rita Gil, Sofia Narciso, Tomás Arreigota, Matilde Oliveira, Rita Moita, Constança Teixeira, Nelson Ferreira, Mariana Piedade Agradecimentos Filipa Lopes, Margarida Coelho, Maria Luís Martins, Ana Matilde Bento

| espetáculos

Bio

14

Constituída em 2009, a companhia de teatro Amarelo Silvestre concretiza as suas atividades a partir de Canas de Senhorim, Município de Nelas. Teatro contemporâneo criado em contexto semiurbano, atento ao mundo e à vida. Destaque para a dramaturgia em língua portuguesa e para o corpo coreográfico do ator em cena. Palavra e corpo: dois pilares do propósito artístico da Amarelo Silvestre. A direção artística é assegurada por Fernando Giestas e Rafaela Santos.


LAB CRIATIVO

Atalhos

| espetáculos

© Cláudia Sardinha

Grupo de Teatro Juvenil do Virgínia

15


28 ABRIL SEXTA 15H00 | ESCOLAS 29 ABRIL SÁBADO 11H00 | FAMÍLIAS TEATRO VIRGÍNIA dança • 1.º ciclo | 6 aos 10 anos • 40 min • lotação limitada 2€ escolas | 3€ famílias

Para comemorar o Dia Mundial da Dança convidámos o coreógrafo Victor Hugo Pontes a apresentar o espetáculo Nocturno aos mais pequenos. Na imaginação das crianças, a noite é talvez o primeiro dos grandes mistérios. As sombras, o escuro, o silêncio, os barulhos da rua e os movimentos na casa propiciam pensamentos fantasiosos, muitos medos, algum fascínio. O universo infantil é ocupado pela ideia da noite como sinónimo do desconhecido, por um lado, e como possibilidade infinita, por outro. A noite é por definição um lugar fantasioso, e assim continua na idade adulta, associada à solidão, à insónia, ao desvio, mas também à intimidade e ao recolhimento. E por tudo isto a noite está ancestralmente ligada a um certo universo artístico, situado entre a melancolia e a transgressão. Nocturno faz a ponte entre o mundo das artes e o mundo das crianças, dois universos em que a noite nunca deixou de ser simbólica, porque nunca deixou de representar a fronteira entre o que vemos e o que não vemos, entre o que imaginamos, o que sonhamos e o que tememos. // Conversa após o espetáculo Co-criação Joana Gama e Victor Hugo Pontes Direcção e Cenografia Victor Hugo Pontes Interpretação Joana Gama, Paulo Mota e VIctor Hugo Pontes Composição Musical João Godinho Desenho de Luz e Direcção técnica Wilma Moutinho Sonoplastia Suse Ribeiro e João Godinho Desenho de Som Suse Ribeiro Maquinaria de cena Filipe Silva Direcção de Produção Joana Ventura Produção Executiva Paula Adriana Silva Apoio à Residência Centro Cultural Vila Flor Co-produção Nome Próprio, São Luiz Teatro Municipal, Teatro Municipal do Porto Campo Alegre.Rivoli e CCB / Fábrica das Arte

| espetáculos

Bio

16

Victor Hugo Pontes nasceu em Guimarães, em 1978. É licenciado em Artes Plásticas e desenvolve trabalho como ator, cenógrafo, professor, coreógrafo e encenador, tendo já trabalhado em França, Rússia, Bélgica, Itália, Espanha, Áustria, Brasil, entre outros países. Joana Gama nasceu em Braga em 1983. ​Para além de uma intensa actividade como solista, ​ doutorou-se recentemente em Música e Musicologia​pela Universidade de Évora​. ​Como pianista e performer, nos últimos anos, tem estado envolvida em projetos que associam a música às áreas da dança, do teatro, do cinema e da fotografia.


LAB CRIATIVO

Nocturno

| espetáculos

© José Caldeira

Joana Gama e Victor Hugo Pontes

17


6 MAIO SÁBADO 21H30 TEATRO VIRGÍNIA música • M 6 anos • 75 min • 17,5€ (descontos aplicáveis)

António Zambujo é um dos nomes incontornáveis da música portuguesa atual, na medida em que soube construir uma identidade própria que lhe tem valido o reconhecimento tanto do público como da crítica, somando salas esgotadas dentro e fora de Portugal e vários prémios. A pulsação da música de Zambujo deixa perceber uma frequência marcada pelo ritmo da música popular brasileira, que tem sido progressivamente assumida ao longo dos seis discos que já editou e que está particularmente presente neste sétimo, «Até Pensei Que Fosse Minha» (outubro de 2016). Uma homenagem em forma de disco exclusivamente composto por canções de Chico Buarque e gravado no Brasil sob a alçada do próprio mestre da música popular brasileira, que chega a colaborar com António Zambujo num dos temas, «Joana Francesa». O álbum é agora apresentado ao vivo em Portugal, após a estreia deste espetáculo no Brasil, com concertos em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre. António Zambujo não será diferente daquilo que sempre é, um cantor e músico de excelência, com uma capacidade única de cativar o público. Voz António Zambujo Violão 7 cordas e direção musical Marcello Gonçalves Contrabaixo Ricardo Cruz Guitarra portuguesa Bernardo Couto Trompete João Moreira Clarinete José Miguel Conde Técnico de som Hélder Nelson Técnico de luz Miguel Ramos Assistente de palco Peter De Cuyper tour manager Tiago Cação

| espetáculos

Bio

18

António Zambujo nasceu em Beja a 19 de setembro de 1975. Por inerência familiar e geográfica, cresceu a ouvir a gravitas do cante alentejano. Ainda pequeno deslumbrou-se com as grandes vozes fadistas. Dispôs de uma feliz infância musical e de uma adolescência ativa neste campo até que aportou a Lisboa, numa decisão de risco que ajudou a moldar-lhe o futuro. Em outubro de 2016 editou o seu sétimo disco - «Até Pensei Que Fosse Minha», alvo de rasgados elogios por publicações como o El País, Le Monde e Globo. Em Portugal, já atingiu a marca de Platina.


António Zambujo

| espetáculos

© Tiago Cação

Até Pensei Que Fosse Minha

19


14 MAIO DOMINGO 18H00 TEATRO VIRGÍNIA música • M 8 anos • 100 min (c/ intervalo) • 12,5€ (descontos aplicáveis)

Do Requiem de Giuseppe Verdi (1813-1901), o crítico musical austríaco Eduard Hanslick escreveu: «A devoção religiosa também varia nas suas formas de expressão, conforme os países e o seu tempo. O que parece ser tão apaixonado, tão sensual no Requiem de Verdi resulta dos hábitos do seu povo, e os italianos têm todo o direito de perguntar se não lhes é permitido falar com Deus na sua própria língua!» Possivelmente a obra mais famosa do seu género de todos os tempos, o Requiem de Verdi, através da beleza da sua melodia e a riqueza da sua harmonia, proporciona-nos uma experiência carregada de emoção, «uma ópera em roupas eclesiásticas» como o lendário maestro Hans von Bülow o descreveu. O concerto inicia com a Abertura à opera Nabucco, do mesmo compositor.

Soprano Angélica Neto Contralto Susana Teixeira Tenor João Cipriano Baixo Nuno Dias Direção artística Saraswati

| espetáculos

Bio

20

Desde 1991, o Coro e Orquestra do Coral Sinfónico de Portugal preparam e interpretam algumas das mais célebres obras corais sinfónicas do património mundial, assim proporcionando ao público que reside fora das grandes cidades uma rara oportunidade de conhecer estas magníficas peças. Sediado em Torres Novas, atrai coralistas, amadores de boa música, de todo o país, principalmente da zona centro.


Requiem de Verdi

| espetáculos

© créditos reservados

Coral Sinfónico de Portugal

21


20 MAIO SÁBADO 21H30 TEATRO VIRGÍNIA música • M 3 anos • 90 min • 2€

Neste concerto comemorativo do 60.º aniversário do Choral Phydellius será apresentado um programa de autores/compositores contemporâneos, vivos, com destaque para o Magnificat de John Rutter, obra de 40 minutos, para orquestra de câmara, coro e solista soprano. A Orquestra de Câmara da Guarda Nacional Republicana será, pelo quarto ano consecutivo, o parceiro convidado de excelência, que contribuirá com a sua prestação para a elevada qualidade deste concerto. O coro será formado pelo Choral Phydellius e elementos do seu coro juvenil, Spatium Vocale e amigos Phydellius, formando um experiente coro com cerca de 80 elementos. Depois de, em 2016, os mesmos intervenientes terem oferecido ao público uma grande interpretação do Requiem de Mozart, este concerto foi pensado para ultrapassar expetativas ao proporcionar um evento musical de alta qualidade. Ao optar, a partir de 2014, pelo formato sinfónico para os seus concertos de aniversário, o Choral Phydellius assume a responsabilidade de tornar este evento uma referência para o panorama musical da região.

Direção de Orquestra Maestro Major João Afonso Cerqueira Direção Choral Phydellius e Spatium Vocale Maestro João Baptista Branco Órgão Rute Martins Organização Choral Phydellius Parcerias Teatro Virgínia, Guarda Nacional Republicana e Spatium Vocale Apoios Instituto Português do Desporto e da Juventude, Município de Torres Novas, União de Freguesias de S. Pedro, Lapas e Ribeira Branca, União de Freguesias de Santa Maria, Salvador e Santiago

| espetáculos

Bio

22

A Banda Sinfónica da Guarda Nacional Republicana, num esforço de modernização e versatilidade, criou a Orquestra de Câmara, habilitada a interpretar a quase totalidade do repertório barroco e clássico. Desde a sua constituição, já realizou dezenas de concertos, sendo este mais uma prova da sua versatilidade, bem como dos seus músicos, tanto a nível técnico como interpretativo.


60 anos . Choral Phydellius

| espetáculos

© créditos reservados

Orquestra de Câmara da GNR Choral Phydellius Spatium Vocale

23


23 E 24 MAIO TERÇA E QUARTA 10H30 E 15H00 | ESCOLAS 25 MAIO QUINTA 11H00 | FAMÍLIAS TEATRO VIRGÍNIA dança • bebés | 0 aos 3 anos • 45 min • lotação limitada a 40 lugares 2€ escolas | 3€ famílias

Conversas de Corpo é um espetáculo concebido na relação direta com o público, permeável e móvel na sua criação. Propõe que aconteça um encontro sem hierarquias, onde os gestos da dança contagiam os corpos das crianças e de quem as acompanha, criando uma trama indissociável entre o acontecimento e quem está presente. Através de imagens, gestos e sons desenha-se a descoberta de um ser, que se transforma e ganha formas variadas a partir daquilo que encontra no seu caminho, como estímulo para continuar a criar. Um caminho que proporciona descobertas que atravessam a relação das pessoas com o meio exterior e as reverberações no interior do corpo. É possível correr, gritar, cantar, beijar, bater palmas, desenhar, enrolar, desenrolar, saltar, cair, levantar, arquitetar, mergulhar, dobrar… Ao entrar, o público é convidado a relacionar-se com a atmosfera e as texturas do espaço e, quando os corpos dos artistas se encontram, a história do espetáculo inicia-se. // oficina incluída na sessão para famílias Intérpretes criadores Clara Bevilaqua e Guilherme Calegari Direção artística Fernanda Bevilaqua Iluminação Guilherme Calegari Acompanhamento artístico e arte-educadora Mariana Lemos Apoio à criação Uai Q Dança CIA - Brasil Apoios c.e.m - centro em movimento, Pólo Cultural das Gaivotas e 30 da Mouraria. agradecimentos Sara Jaleco, Márcia Lança, às crianças que fazem o BAILEIA acontecer! Uma produção do coletivo LAGOA Bio

| espetáculos

Clara Bevilaqua e Guilherme Calegari são artistas educadores ítalo-brasileiros, que trabalham ativamente há 6 anos em formação e criação. Dedicam-se aos processos de corpo, às práticas sonoras e ao desenvolvimento de práticas pedagógicas.

24

Fernanda Bevilaqua é uma artista da dança, pedagoga e educadora somática. Mariana Lemos é bailarina e professora de dança, faz parte do c.e.m - centro em movimento em Lisboa desde 2004, tendo experiência de trabalho com os mais variados contextos sociais e faixas etárias.


LAB CRIATIVO

Conversas de Corpo

| espetáculos

© créditos reservados

Clara Bevilaqua e Guilherme Calegari

25


25 JUNHO DOMINGO 18H00 TEATRO VIRGÍNIA dança • M 6 anos • 120 min (c/ dois intervalos) • 10€ (descontos aplicáveis)

No âmbito das comemorações do 40.º aniversário da CNB o Teatro Virgínia acolhe este programa, constituído por quatro peças em reposição, cujo êxito de público foi marcante em temporadas recentes. As duas primeiras são dos criadores portugueses Olga Roriz e Vasco Wellenkamp, a terceira do norte-americano, durante muito tempo radicado na Europa, William Forsythe e a última do israelita Ohad Naharin. Treze Gestos de um Corpo é já um clássico e uma das coreografias mais carismáticas de Olga Roriz, onde um elenco masculino alterna com um feminino numa sucessão de solos e num crescendo de intensidade dramática. Será que é uma Estrela? é uma peça recentemente coreografada por Vasco Wellenkamp, numa sentida homenagem à bailarina Graça Barroso. Herman Schmerman, dueto de Forsythe cujo título não pretende ter qualquer significado, mostra-nos o encontro de um casal que, através de uma execução técnica quase impossível – como são, aliás, todas as obras de repertório deste coreógrafo – não deixa de nos sugerir uma narrativa de humor muito subtil. Finalmente, com Minus 16, confirma-se a habilidade de Ohad Naharin em saber como fazer o público dançar.

Direção artística Paulo Ribeiro

| espetáculos

Treze Gestos de Um Corpo Coreografia Olga Roriz Música António Emiliano Cenografia e figurinos Nuno Carinhas Desenho de luz Orlando Worm Assistente da coreógrafa Carlos Pinillos

26

Herman Schmerman Coreografia, espaço cénico e desenho de luz William Forsythe Música Thom Willems Figurinos Gianni Versace e William Forsythe Assistente do coreógrafo Maurice Causey

Será Que é Uma Estrela? Coreografia Vasco Wellenkamp Figurinos Liliana Mendonça Desenho de luz Vítor José Música gravada [voz] Maria João, [piano] João Farinha Assistente do coreógrafo Patrícia Henriques Minus 16 Coreografia e figurinos Ohad Naharin Desenho de luz Bambi Assistente do coreógrafo Erez Zohar


40.º Aniversário da Companhia Nacional de Bailado

| espetáculos

© Bruno Simão

Treze Gestos de Um Corpo Será que é Uma Estrela? Herman Schmerman Minus 16

27


BEBÉS

Conversas de Corpo

Clara Bevilaqua e Guilherme Calegari 23 E 24 MAIO TERÇA E QUARTA 10H30 E 15H00 TEATRO VIRGÍNIA

dança • 45 min • 2€ info página 24

1.º CICLO

Nocturno

Joana Gama e Victor Hugo Pontes 28 ABRIL SEXTA 15H00 TEATRO VIRGÍNIA

dança • 40 min • 2€ info página 16

3.º CICLO E SECUNDÁRIO

Atalhos

Grupo de Teatro Juvenil do Virgínia | lab criativo

21 ABRIL SEXTA 10H30 E 15H00

TEATRO VIRGÍNIA 28

teatro • 60 min • 2€ info página 14


RESUMO ESCOLAS E INSTITUIÇÕES

informações e inscrições nas atividades 249839305 ou seducativo@teatrovirginia.com

| lab criativo

lab criativo 29


OFICINAS

NO ÂMBITO DO ESPETÁCULO “CONVERSAS DE CORPO”

25 MAIO QUINTA 11H45 TEATRO VIRGÍNIA espetáculo-oficina • famílias com bebés até aos 3 anos • 90 min • gratuito lotação limitada a 40 pessoas

Desmontagem!

Com Clara Bevilaqua, Guilherme Calegari e Mariana Lemos O que acontece quando um espetáculo acaba? Para onde vão os materiais da cena? E para onde vão os artistas? Como reverbera no corpo o que se passou ali… Como o corpo se transforma e como os corpos podem, agora, juntos, transformar aquele espaço que ficou tão familiar? Levantar o chão, criar flores de papel embrulhadas em fita-cola, ter comboios a passear em cima dos tapetes, balões a voar, reciclar o olhar, resignificando materiais e gestos. Esta oficina é um prolongamento do espetáculo, ela começa exatamente quando ele termina. O público, que já está dentro, é convidado a desmanchar/desmontar a cena, e assim, outras conversas de corpo surgem entre todos nós.

| lab criativo

// Mais informação sobre o espetáculo ver página 24

30


OFICINAS

NO ÂMBITO DO ESPETÁCULO DO 40.º ANIVERSÁRIO DA COMPANHIA NACIONAL DE BAILADO 24 JUNHO SÁBADO 10H30 TEATRO VIRGÍNIA oficina • jovens entre os 9 e 16 anos • 3 h • gratuito lotação limitada a 30 pessoas • Café-Concerto

Projeto de Aproximação à Dança Companhia Nacional de Bailado

Este workshop é uma introdução ao espetáculo da Companhia Nacional de Bailado, que sobe ao palco do Virgínia no dia 25 de junho, e pretende familiarizar os jovens participantes com as diferentes linguagens artísticas, experimentando a dança nas suas diversas dimensões. Não é necessária qualquer formação em dança.

| lab criativo

// Mais informação sobre o espetáculo ver página 26

31


EM SINTONIA

28 ABRIL SEXTA 18H00 NAS ESCOLAS DE DANÇA 60 min • gratuito

Um Artista na Escola Com Victor Hugo Pontes

Os artistas voltam a invadir as escolas, com novas propostas, ideias, partilhas, histórias, sons e movimentos. Nesta temporada contaremos com a visita do coreógrafo Victor Hugo Pontes, da pianista Joana Gama e do bailarino Paulo Mota, que nos vêm falar da construção do espetáculo “Nocturno” e apresentar um pequeno excerto, em exclusivo para os nossos jovens aprendizes de bailarinos. // Marcação prévia obrigatória // Mais informação sobre o espetáculo ver página 16

Sessões de Autógrafos

| lab criativo

No final dos concertos partimos mais um tijolo da quarta parede, que separa os artistas do público, convidando a dois dedos de conversa, um autógrafo e dois beijinhos, no foyer do Teatro Virgínia.

1 ABRIL SÁBADO

32

ANTÓNIO ZAMBUJO

THE LEGENDARY TIGERMAN

6 MAIO SÁBADO


EM SINTONIA

16 MAIO TERÇA 15H00 BIBLIOTECA MUNICIPAL GUSTAVO PINTO LOPES cinema • 3.º ciclo, secundário e profissional • 105 min • gratuito • lotação limitada

No escuro do cinema descalço os sapatos Um filme de Cláudia Varejão .FILME CNB

A Companhia Nacional de Bailado está prestes a comemorar quatro décadas de existência. Na sua génese está a interpretação dos grandes clássicos e o acolhimento permanente de criações contemporâneas. O quotidiano é rigoroso para bailarinos, coreógrafos, músicos, ensaiadores, costureiras, técnicos de luz, som e toda uma vasta equipa que permite que a dança percorra as salas de ensaio e se alongue pelos corredores até chegar ao palco. Este filme acompanha por um lado as criações, estreias e digressões da companhia de dança mais antiga do país e por outro, o trabalho silencioso e estrutural de cada bailarino. CLÁUDIA VAREJÃO

NO ÂMBITO DA APRESENTAÇÃO FINAL DO ATELIER TEATRAL DOS MIÚDOS

Experimentar Fazer 28 JUNHO QUARTA 11H00 aula aberta • 6 aos 10 anos | escolas e ATL • 60 min • gratuito

Experimentar Olhar 30 JUNHO SEXTA 11H00

Nesta temporada abrimos as portas aos meninos de 1º ciclo e ATL para descobrirem como se faz um espetáculo: como nos preparamos, respiramos, olhamos o outro e entramos em concentração porque o pano vai abrir. Convidamos todos a experimentar olhar e fazer, tal como fazem os nossos pequenos atores do “Atelier Teatral dos Miúdos”, que vão contar como chegaram até aqui: ao dia em que se apresentam em palco.

| lab criativo

ensaio aberto • 6 aos 10 anos | escolas e ATL • 60 min • gratuito

33


PROJETOS LONGOS

teatro emformação BRINCAR A SÉRIO

Atelier Teatral dos Miúdos 1 julho | sábado | 17h00 Num mundo frenético e competitivo, em que o trabalho é tão fundamental para a nossa felicidade, crescemos e adotamos uma profissão para a vida: somos médicos, bailarinos, professores, músicos, cantores, polícias e empregados de limpeza à procura de uma oportunidade de fazer algo de útil pela nossa sociedade. O problema é que ainda somos demasiado pequenos – bem-intencionados, mas desastrados – e não sabemos desempenhar muito bem os nossos papéis sociais. Se nos dizem para fazer isto fazemos aquilo, quando ralham connosco assobiamos para o lado e procuramos disfarçar, se nos tentam magoar magoam-se a si próprios. Queremos dar o melhor de nós e, no entanto, acabamos sempre por fazer asneiras. Não é por maldade, acreditem! Queremos mesmo agradar, fazer rir, divertir, enfim, dar cor a este mundo cinzento.

| lab criativo

Como crianças sensíveis que somos, puras e inocentes, sabemos que nos vão desculpar. É que não resistimos a brincar a sério, neste jogo cómico em que tentamos fazer de palhaços.

34

Encenação Hugo Gama Interpretação e Cocriação Alexandre Bué, Augusto Oliveira, Constança Arreigota, Diogo Tavares, Inês Bargão, Inês Valente, João Parreira, Lara Varela, Leonor Maurício, Leonor Pereira, Madalena Carvalho, Mafalda Pereira, Manuel Leal, Margarida Oliveira, Maria Inês Lavado, Maria João Castelão, Maria Leonor Santos, Mariana Nunes, Marta Neves, Martim Hickel, Miguel Nascimento, Noa, Nuno Matos, Rafael Lopes, Salvador Figueiredo, Sara Manso


PROJETOS LONGOS

JOVENS » 12 AOS 18 ANOS

Grupo de Teatro Juvenil do Virgínia “PANOS” é um projeto da Culturgest que alia o teatro escolar/juvenil às novas dramaturgias, inspirado no programa Connections do National Theatre de Londres. À semelhança dos anos anteriores, novas peças serão escritas de propósito para serem representadas pelos grupos participantes. O Grupo de Teatro Juvenil do Virgínia volta a associar-se a este programa e a lançar inscrições a todos os jovens entre os 12 e 18 anos que tenham vontade de experimentar as artes de palco. Este grupo terá ainda a particularidade de ser residente do Teatro Virgínia, com acesso privilegiado aos espetáculos, ensaios e montagens, às oficinas e aos próprios artistas, como plano do seu trabalho. Os ensaios terão início em outubro, com estreia do espetáculo a acontecer em abril de 2018. // Frequência gratuita // lotação limitada // inscrições até dia 25 de setembro As inscrições podem ser submetidas através do formulário disponibilizado online em www.teatrovirginia.com ou em www.facebook.com/teatrovirginia

SENIORES » MAIORES DE 50 ANOS

Teatro Maior de Idade

| lab criativo

O Teatro Maior de Idade, este ano constituído por 17 elementos entre os 51 e os 82 anos, ensaia desde janeiro em plena força. Os seus encontros decorrem todas as quartas de manhã para trabalhar uma nova peça que subirá a palco em novembro. A encenação volta a estar a cargo da dupla Fernando Giestas e Rafaela Santos, da Associação Amarelo Silvestre.

35


EM PERMANÊNCIA

DE TERÇA A QUINTA DAS 10H00 ÀS 17H00 gratuito • para grupos de 10 a 30 pessoas

Para lá do Pano

Visitas Guiadas ao Teatro Virgínia Num teatro esconde-se um sem número de recantos, para lá do pano. Nesta visita abrimos a porta à descoberta de espaços recônditos, denominações estranhas que fazem parte das artes cénicas, instalações ou mesmo equipamentos que compõem um teatro. Adaptada a cada faixa etária, esta visita dará resposta ao porquê, como, onde e para quê de todos os olhos que quiserem embarcar neste percurso pelos lugares e pela história do Teatro Virgínia.

| lab criativo

Marcação prévia obrigatória, até 5 dias úteis antes da visita

36


Concerto com a Orquestra Ligeira do Exército . 5 abril | quarta Gala do Desporto . 5 maio | sexta Gala Gil Pais . 18 maio | quinta Sarau Cultural do Agrupamento Artur Gonçalves . 9 junho | sexta Escola de Dança Rita Assis . 15 junho | quinta O Corpo da Dança . 17 junho | sábado Jardim Escola João de Deus . 22 junho | quinta Escola Prática de Polícia . 26 junho | segunda Escola Prática de Polícia . 3 julho | segunda Jardim de Infância de São Pedro . 5 julho | quarta Escola Prática de Polícia . 10 e 11 julho | segunda e terça Jardim de Infância de Riachos . 13 julho | quinta Es-passo Dança . 15 julho | sábado

| em lab criativo paralelo

em para lelo 37


agenda amigo ? correio? Quer receber a nossa

Quer ser nosso

na sua caixa de

NOME _ ________________________ _____________________________ MORADA ________________________ _____________________________ _____________________________ CÓDIGO POSTAL _ __________________ LOCALIDADE _ ____________________ PROFISSÃO _ _____________________ DATA DE NASCIMENTO ________________ EMAIL _ ________________________ TLM ___________________________

Recorte e entregue na bilheteira ou envie por correio para Teatro Virgínia, Largo José Lopes dos Santos 2350-686 Torres Novas MAIS INFORMAÇÕES NA BILHETEIRA

ADQUIRA O CARTÃO AMIGO DO VIRGÍNIA E BENEFICIE DE UM VASTO NÚMERO DE PRIVILÉGIOS AO LONGO DO ANO • 50% desconto durante 12 meses, em todos os espetáculos com descontos aplicáveis • Oferta de 1 bilhete à sua escolha com a aquisição do cartão • Oferta de 1 bilhete sugerido pelo diretor artístico • 10% de desconto para os amigos que o acompanham

Anuidade 30€ (inclui 2 bilhetes grátis) mais informações na bilheteira do Teatro Virgínia!


Quer oferecer um presente original?

Ofereça cultura!

O Teatro Virgínia tem ao seu dispor várias sugestões para presentes de aniversário ou qualquer outra ocasião especial:

• Bilhetes para espetáculos (2€ a 17,5€) • Assinaturas de temporada (12€ até 25€) • Cartão Amigo do Virgínia (anuidade 30€)

Mais informações na bilheteira do Teatro Virgínia em www.teatrovirginia.com ou através do 249 839 309

| lab criativo

2 bilhetes grátis + 50% nos espetáculos durante um ano entre muitos outros benefícios

39


RESERVAS

INFORMAÇÕES CONTACTOS 249 839 309 . 249 839 300 Teatro Virgínia Largo José Lopes dos Santos | 2350-686 Torres Novas www.teatrovirginia.com

LAB CRIATIVO 249 839 305 | seducativo@teatrovirginia.com

BILHETEIRA 249 839 309 | bilheteira@teatrovirginia.com » terça a sexta das 11h30 às 13h30 e das 14h30 às 19h » sábado das 15h00 às 19h00, em dias de espetáculo encerra 30 minutos após o início do mesmo. » Em dias de espetáculo fora do horário de funcionamento acima referido, abre 1 hora antes do mesmo e encerra 30 minutos após o seu início. » Nos 30 minutos que antecedem os espetáculos, só se vendem bilhetes para o mesmo.

BILHETEIRA ONLINE Poderá adquirir os seus bilhetes sem ter de deslocar-se à nossa bilheteira, aceda a www.bilheteiraonline.pt e imprima o seu bilhete em casa.

DESCONTOS Os bilhetes com desconto são pessoais e intransmissíveis e obrigam à identificação no ato a compra e na entrada quando solicitada. Os descontos não são acumuláveis. Os espetáculos sujeitos a descontos estão devidamente assinalados.

DESCONTOS DE 25% »Menores de 18 anos »Família (pai/mãe com filhos menores) »Estudantes »Pessoas portadoras de deficiência »Desempregados »Maiores de 65 anos »Funcionários da C. M. Torres Novas »Grupos de 10 ou mais pessoas

| informações

DESCONTOS DE 50%

40

»Cartão do idoso »Cartão Amigo do Virgínia (10% para acompanhantes)

PREÇO ESPECIAL 5€ » Escolas de Dança – espetáculos de Dança » Escolas/Grupos de Teatro – espetáculos de Teatro » Escolas de Música e Bandas Filarmónicas – espetáculos de música erudita

Após terem sido efetuadas, têm de ser levantadas no prazo de 2 semanas e/ou até 4 dias antes da realização do espetáculo, caso contrário serão anuladas automaticamente pelo sistema. As reservas poderão ser efetuadas na bilheteira do Teatro Virgínia, através de telefone ou email. Não existe lista de espera para eventuais desistências.

DEVOLUÇÕES Se por motivo de força maior a data de espetáculo for alterada, os bilhetes adquiridos serão válidos para a nova data definitiva. Serão restituídas aos espetadores que o exigirem, as importâncias dos respetivos ingressos sempre que não se puder efetuar o espetáculo no local, na data e hora marcados, assim como em caso de cancelamento do espetáculo. Os portadores dos ingressos do espetáculo em causa devem apresentar-se na bilheteira, num prazo de 8 dias, a fim de deixarem os dados pessoais (NIB e NIF) para a restituição do respetivo valor dos ingressos. O mesmo se aplica em casos de interrupção do espetáculo, nos mesmos prazos e com as mesmas condições. A devolução das respetivas importâncias será feita no prazo máximo de 30 dias.

CONDIÇÕES DE ACESSO Após o início do espetáculo não é permitida a entrada na sala, não havendo lugar ao reembolso do preço pago pelo bilhete, salvo indicação dos assistentes de sala e apenas para lugares disponíveis no balcão e camarotes. Os menores de 3 anos não podem assistir a quaisquer espetáculos, mesmo que acompanhados pelos pais (exceto nas atividades especificamente dirigidas a este público). O bilhete deverá ser conservado até ao final do espetáculo.
 É expressamente proibido filmar, fotografar ou gravar, assim como fumar, consumir alimentos ou bebidas.
 À entrada, os espetadores devem desligar os telemóveis, bips e outras fontes de sinal sonoro.

EQUIPA Direção Artística Rui Sena Assistência à Programação e Lab Criativo/Serviço Educativo Cláudia Hortêncio Coordenação Técnica e Produção Carlos Ferreira Responsável de Produção e Frente de Casa Daniela Costa Design Cátia Ganhão Comunicação e Imprensa Liliana Oliveira Técnico de Luz, Maquinaria de Cena e Audiovisuais João Guia Técnico de Som João Cotovio Direção de Cena e Manutenção Cláudio Marques Bilheteira Ana Cunha e João Inácio Assistentes de Sala João Inácio, Ricardo Rosado, Sónia

Parreira e Paulo Claudino Limpeza Rosa Sacramento Divulgação João Inácio, Paz Miguel e Pedro Reis


PLANTA DA SALA

ROTE

CAMA

A

CAMAROTE

CAMARO

B

TE C

CAM

ARO

TE D

O N

BALCÃO

M

L K P

J

O

I

N M

H

L

G

K J

F

ALTA

H

D

G

C

F E

B A

D C B A

PLATEIA

PALCO

Plateia 334 | Plateia Alta 48 | Balcão 189 | Camarotes 24 | Cadeirantes 4

| informações

ALTA

PLATEIA

PLATEIA

I

E

Capacidade Total 599

41

SECÇÕES


Escolha os seus espetáculos e adquira uma assinatura à sua medida!

assinaturas a partir

12€

de (2 espetáculos)

25€

até (5 espetáculos)

beneficie dos seguintes descontos na compra simultânea de * 5 espetáculos = 50% | 4 espetáculos = 40% 3 espetáculos = 30% | 2 espetáculos = 20%

*descontos válidos para os 5 espetáculos referidos | não acumulável com outros descontos | apenas disponível na bilheteira do Teatro Virgínia


PÁGINA 10

How To Become Nothing S/desc 7,50 €

20% 6,00 €

30% 5,25 €

40% 4,50 €

50% 3,75 €

PÁGINA 12

Jardim Zoológico de Vidro S/desc 7,50 €

20% 6,00 €

30% 5,25 €

PÁGINA 14

Atalhos S/desc 7,50 €

20% 6,00 €

30% 5,25 €

40% 4,50 €

50% 3,75 €

PÁGINA 18

António Zambujo S/desc 20% 30% 40% 50% 17,50 € 14,00 € 12,25 € 10,50 € 8,75 €

PÁGINA 26

40.º Aniversário da Companhia Nacional de Bailado S/desc 20% 10,00 € 8,00 €

30% 7,00 €

40% 5,00 €

50% 5,00 €

40% 4,50 €

50% 3,75 €


Teatro Virgínia Largo José Lopes dos Santos 2350-686 Torres Novas www.teatrovirginia.com facebook.com/teatrovirginiatorresnovas www.cm-torresnovas.pt

INICIATIVA

MECENAS

Agenda Teatro Virgínia | abril a julho 2017  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you