Issuu on Google+

www.duecampinas.com.br

Uma publicação do DUE Residenziale & Ufficio

Edição 01 | Ano 01 | Setembro 2012

Região oferece estrutura de comércio e serviços DUE proporciona nova forma de viver e trabalhar


Índice

Editorial Qualidade de vida......................3

Pedreira do Chapadão.................6

Infraestrutura.............................8

Ao redor.....................................9

Conforto...................................10

Decoração.................................12

Paisagismo................................13

Construção...............................14

Gastronomia.............................16

Sustentabilidade........................... 17

MorarBem

Viver e trabalhar bem Região que apresenta constante valorização, o Jardim Chapadão é um bairro diferente dos demais em Campinas. Muito arborizado e com pontos turísticos importantes, permite fácil acesso para as principais rodovias do Estado de São Paulo, está a pouco mais de 30 minutos do Aeroporto de Viracopos e ainda conta com uma infraestrutura completa de comércio, bancos e de variados serviços existente em poucos lugares da cidade. Bairro capaz de oferecer maior qualidade de vida aos seus moradores, o charmoso e tradicional Jardim Chapadão atraiu um novo empreendimento, o DUE Residenziale & Ufficio, que traz para Campinas o conceito de ter, no mesmo local, apartamentos residenciais e salas comerciais. Em construção ao lado de condomínios residenciais horizontais de altíssimo padrão, esse projeto único na região pretende oferecer um modelo contemporâneo de moradia e trabalho, seguindo tendências europeia e norte-americana de edifícios multiuso. Esta primeira edição da revista Morar Bem traz para você, leitor, de tudo um pouco: dicas de sustentabilidade na decoração dos ambientes, gastronomia, um pouco sobre a boa vizinhança, além de paisagismo, arquitetura e detalhes do projeto do DUE. Boa leitura! João Miranda Empreendedor

Conteúdo editorial: Carol Silveira Assessoria de Comunicação - imprensa@carolsilveira.com.br | Projeto gráfico: Portal Publicidade | Fotos: Giancarlo Giannelli | Diagramação: Selma Quinália Cerri | Textos: Ana Carolina Silveira, Ana Heloisa Ferrero e Angela Gusikuda | Jornalista Responsável: Ana Carolina Silveira - MTB 18.542 | Impressão: Gráfica Modelo | Realização: JCD Empreendimentos Imobiliários Ltda | Planejamento e vendas: AGS | Fone: (19) 3385-9084 | www.duecampinas.com.br

2

MorarBem


Qualidade de vida

A melhor solução Novas tendências de urbanização apontam para integração entre a residência e o trabalho

MorarBem

3


A Europa, referência mundial de arquitetura e urbanismo, volta às origens na constituição das cidades e, ao caminhar pelas ruas, é possível encontrar facilmente empreedimentos que agregam em um só espaço a residência e o local de trabalho. “Há inclusive, no mesmo edifício lojas, salas comerciais e residência. Tudo em um só lugar”, explica João Verde, arquiteto e professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da PUC-Campinas. Segundo ele, esses empreendimentos são um resgate de como as cidades foram formadas no passado e que, anos depois, a modernidade dividiu em bairros e apostou que os veículos facilitariam o trânsito e o dia a dia das pessoas. No entanto, está comprovado que essa estrutura não fun-

João Verde: busca por soluções que tragam maior conforto

Dayse Borges: distância entre moradia e trabalho desgasta e provoca estresse

4

MorarBem

ciona. Brasília, espelho da arquitetura moderna, é um bom exemplo em que tudo é setorizado, mas foi projetada para ter, no máximo, 500 mil habitantes. Hoje já ultrapassou 2,6 milhões de pessoas, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de julho de 2011. Nesse cenário urbanístico, Brasília não conseguiu atender a demanda de moradias, principalmente para a população de baixa renda – o que fez surgir as cidades satélites. “O transporte público não funciona e o congestionamento estressa o indivíduo. Em São Paulo, por exemplo, as pessoas chegam a gastar de 3 a 4 horas para se deslocarem da casa para o trabalho”, afirma João Verde. Dessa forma, os urbanistas voltam às origens para estudar e encontrar soluções que tragam maior qualidade de vida para as pessoas.

“Se somar as horas paradas no trânsito, são dois meses perdidos no ano”, diz João Verde. Por isso, os empreendimentos que compõem residência e salas comerciais são uma tendência hoje em dia. No Brasil, várias experiências já surgem até em bairros inteiros, como em Santa Catarina. De acordo com Dayse Maria Motta Borges, psicóloga e supervisora de estágio na área de educação da PUC-Campinas, o que acontece em muitas cidades grandes é a moradia (espaço com a família) distante do trabalho. “Essa situação cansa, desgasta e pode levar ao estresse”, afirma. Alguns projetos de moradias próximas ao trabalho na Europa e nos Estados Unidos surgem como alternativas para quem busca maior qualidade de vida. Assim, é possível planejar a hora do almoço e as atividades


pessoais, o que possibilita a aproximação da família e amigos e, consequentemente, mais tranquilidade. Além disso, o conceito de proximidade do lar e do trabalho colabora para hábitos saudáveis em vários aspectos, como ter um descanso entre 15 minutos e meia hora após o almoço e voltar ao trabalho caminhando. Segundo Dayse Borges, alguns autores de biologia molecular dizem que o ideal seria caminhar cerca de 20 quilômetros diários. “A pessoa ganha maior convivência com a família, encontra os filhos em vários momentos, como no café da manhã e almoço, e volta mais cedo para casa. Essa maior convivência proporciona melhor qualidade de relacionamento, o que é imprescindível para uma boa qualidade de vida”, acrescenta. Foi a busca dessa qualidade de vida que motivou o advogado Cláudio Lino dos Santos Silva a comprar duas salas comerciais com pé direito duplo, que somam mais de 100 metros quadrados, e um apartamento residencial no DUE Residenziale&Ufficio, no Jardim Chapadão, em Campinas. “O trabalho para mim é prazeroso e se eu puder conciliar com a segurança e o bem-estar da minha família será muito melhor”, afirma. Para ele, poder trabalhar “no quintal” de sua casa, isto é, nos ares de sua família, seria juntar o útil ao agradável. Casado e com três filhos – a primogênita, com 26 anos, está casada e mora no Espírito Santo – , o advogado escolheu o apartamento com sacada maior, totalizando 187 metros quadrados, o que proporciona o mesmo conforto de uma casa, porém com toda a segurança de um condomínio. “A sacada permite receber amigos e familiares com total comodidade”, diz. O fato do bairro ser muito agradável e arborizado permite receber os clientes em um ambiente diferenciado.

Cláudio Lino: trabalhar no quintal de casa é juntar o útil ao agradável

MorarBem

5


Pedreira do Chapad達o

Uma vizinha ilustre

6

MorarBem


Um dos principais pontos turísticos de Campinas começa a ganhar novos contornos com obras de recuperação

A Praça Ulisses Guimarães, conhecida como Pedreira do Chapadão, está mais bonita com a iniciativa da JCD Empreendimentos Imobiliários Ltda, proprietária do DUE Rezidenciale & Ufficio. No local está sendo feita uma reforma para recuperar os sanitários, fazer o conserto das passagens sobre espelhos d’água e restaurar a pérgola. “Somos vizinhos desse importante ponto turístico de Campinas e queremos que todos os moradores do DUE tenham sempre essa visão privilegiada e única de um local lindo como a pedreira”, diz João Miranda de Sousa Junior, da JCD Empreendimentos Imobiliários. A manutenção do local é o primeiro passo para que a pedreira volte a ser um local amplamente usado pela população para caminhadas ou outras atividades. Com uma praça para shows, pista de cooper, espelho d’água com cascata, canteiros e plantas, a pedreira abriga também, desde 1994, o Memorial Ulisses Guimarães – uma escultura formada por chapas de aço recortadas e soldadas, que formam um conjunto de 2,5 toneladas e 13 metros de altura. Uma frase do político Ulisses Guimarães - “Nós não viemos aqui para ter medo” – completa o conjunto, idealizado por Fabio Penteado. Em situação de abandono há anos, o local já foi usado como palco de grandes atrações. Uma delas, a ópera Aída, em 1995, contou com 25 toneladas de cenário e mais de 650 pessoas. O último show ocorreu no local em 2007. “Este é um bairro tradicional que precisa de uma área de lazer a altura para receber moradores do Jardim Chapadão e visitantes de outras regiões”, conclui João Miranda.

MorarBem

7


Infraestrutura

Torre do Castelo: cruzamento importante para várias regiões da cidade

Região privilegiada Além de arborizado, o Jardim Chapadão tem fácil acesso às principais rodovias do Estado de São Paulo e está a apenas 30 minutos do Aeroporto Internacional de Viracopos 8

MorarBem

Do alto de seus 27 metros, as seis janelas da Torre do Castelo mostram em 360 graus praticamente toda a cidade, ou então, até onde a vista pode enxergar. Símbolo da cidade e projetado em 1938 pelo engenheiro e urbanista Francisco Prestes Maia, o reservatório elevado tem capacidade para 250 mil litros de água. Instalado na rotatória ao final da Avenida Andrade Neves, a caixa d’água destaca-se pela arquitetura e é um dos principais pontos turísticos de Campinas. A partir da Praça 23 de Outubro, onde está a Torre do Castelo, é possível acessar vários bairros da cidade, inclusive a região central. Do mesmo ponto, ao seguir por uma das ruas que saem da rotatória, encontra-se a Avenida Marechal Rondon, que dá acesso às principais estradas do Estado: Anhanguera, Bandeirantes e Dom Pedro I. A Torre está a cerca de 30 minutos do aeroporto internacional de Viracopos, na estrada que liga Campinas à Indaiatuba. Do lado oposto, no bairro Taquaral, está localizado outro importante ponto turístico, o Parque Portugal – uma das principais áreas de lazer de Campinas. Ao seguir na Avenida Andrade Neves, no sentido para o bairro Jardim Chapadão, está a Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx) e o Círculo Militar, ambos símbolos da cidade. Na mesma região, está a Vila Militar e a unidade da Embrapa Monitoramento por Satélite. Nesse cenário urbanístico diferenciado, agradável e funcional, está em construção o DUE Residenziale & Ufficio – localizado ao lado de condomínios residenciais de alto padrão completamente horizontais, o que ressalta a exuberância e os diferenciais do empreendimento.


Ao redor

Boa vizinhança É possível encontrar um pouco de tudo no charmoso e tradicional bairro

Pão de Açúcar: infraestrutura completa

“O pôr do sol é lindo, a vista é muito bonita e eu gosto bastante do bairro”, afirma Jane Valejo, 53 anos, moradora do Jardim Chapadão há cerca de 20 anos. Hoje, a dentista mora em uma casa e optou por comprar um apartamento no DUE Residenziale & Ufficio. “Quero mais segurança para a minha família”, acrescenta. Para a advogada Vilma Gobbo Câmara Mattos e o marido e engenheiro civil Ari Câmara Mattos Júnior, a localização foi decisiva para a compra de um apartamento e uma sala comercial no DUE. “Por enquanto, compramos como investimento. Mas, gostamos muito desse conceito de morar e trabalhar no mesmo local”, observa Vilma. Além da beleza do local por ser bastante arborizado, o Jardim Chapadão traz muita praticidade para quem mora na região. Em um dos bairros mais tradicionais da cidade, os moradores encontram de tudo um pouco: tradicionais panificadoras como a Nico e a Pão do Castelo, Pet Center, as principais bandeiras de agências bancárias, supermercados como Pão de Açúcar e concessionárias das mais variadas marcas de carros como Honda, GM, Suzuki e Hyundai.

“A opção pelo bairro foi a facilidade de acesso, além de ser uma região que está constantemente se renovando com novos estabelecimentos comerciais e prédios corporativos”, afirma Eduardo Martins dos Santos, proprietário da galeteria Via Dei Galli, a única na cidade há 17 anos que serve no formato de rodízio tradicional do Rio Grande do Sul. Saindo do tradicional para ir às novidades do bairro, a hamburgueria Big Jack chegou há cerca de um ano no Balão do Castelo. “Sabendo da representatividade do bairro Castelo para Campinas e região, tínhamos em mente a importância da qualidade dos serviços e atendimento que o público ali residente tanto preza”, comenta Cláudio Fernandes, proprietário e idealizador do projeto. Há pouco mais de quatro anos, a Villa di Siena Pizza Fritta também já conquistou o público. A especialidade da casa é a pizza frita, servida fechada tipo calzone. “Nós procuramos oferecer um produto diferenciado, pois a massa foi desenvolvida em conjunto com o Ital (Instituto de Tecnologia de Alimentos) para ter a melhor qualidade”, afirma Saulo Yamaki, sócio-proprietário.

MorarBem

9


Conforto

Pioneiro no Jardim C

12

MorarBem


Chapadão

A tendência de ter moradia e trabalho juntos já pode ser encontrada em Campinas. No Jardim Chapadão, um dos bairros mais tradicionais da cidade, um empreendimento oferece a possibilidade de viver e trabalhar no mesmo local, com tranquilidade, segurança e conforto. Cenário cada vez mais presente no mercado imobiliário, os prédios multiuso garantem praticidade aos moradores pelo curto deslocamento de casa para o trabalho e um melhor aproveitamento do tempo. A implantação do empreendimento obedeceu a um estudo realizado pela PróPesquisa que apontou, entre outros fatores fundamentais para o projeto, a qualidade de serviços, a conveniência e o fácil acesso desse bairro de classe média alta às principais rodovias da região. Além disso, o tradicional bairro não recebia investimentos imobiliários há vários anos. No edifício residencial, são 38 apartamentos – dois por andar – junto a uma torre apenas de salas comerciais, com roti-

DUE une apartamentos e salas comerciais em empreendimento único no bairro

na independente da torre residencial. Cada apartamento de 138 metros quadrados de área útil, possui três suítes, um terraço gourmet integrado ao living e cozinha, duas ou três vagas demarcadas na garagem, uma área de lazer com clube e piscina com borda infinita. Para garantir a privacidade, cada terraço gourmet está em lado oposto ao do vizinho. Já o prédio comercial conta com 142 salas que possibilitam junções a partir de 33 metros quadrados e todas possuem sacada e vagas cobertas. Com a concepção modular, as instalações elétricas e hidráulicas permitirão alterações de layout e personalização dos ambientes, conforme o uso que o proprietário deseja para as salas. A configuração do empreendimento permitirá que os valores de condomínio sejam abaixo do mercado. Mais de 80 vagas para visitantes das salas comerciais e convidados dos moradores do edifício residencial estarão disponíveis em estacionamento rotativo administrado por empresa especializada.

MorarBem

13


Decoração

Casa nova de roupa nova Deve-se ter cuidado na escolha de cores, iluminação e na dimensão do mobiliário Há sempre um carinho especial na hora de planejar a decoração dos ambientes de uma casa nova. Um ponto de partida é levar em conta os conceitos arquitetônicos do imóvel, deixando a residência em harmonia com o contexto. Além deles, os proprietários podem optar por uma decoração que priorize seus sonhos e seu estilo, escolhendo assim o acabamento, iluminação, mobiliário e peças decorativas. Independentemente do estilo a ser adotado, o futuro morador deve ter muito cuidado com cores, dimensão do mobiliário e iluminação correta para acertar no resultado final. “Tudo isso é fundamental para um final feliz”, afirmam Raquel Mansur Ruiz e Paula Pilla, sócias da Pilla e Mansur Ruiz, escritório responsável pela ambientação do apartamento decorado do DUE Residenziale & Ufficio. Segundo elas, nesse projeto de Campinas, cada detalhe foi pensado para promover felicidade e bem-estar aos usuários do apartamento. “Ao realizar um projeto, gostamos de imaginar qual seria o perfil dos moradores. No DUE, o projeto é voltado

14

MorarBem

para uma família que adora ter amigos em casa. Assim, destacamos a varanda gourmet integrada ao living. Nesses ambientes, o futuro morador deve usar peças que tenham revestimentos compatíveis com seu uso, observar a qualidade do mobiliário, a dimensão e o nível de conforto que cada peça agrega ao ambiente.” Para aqueles que têm apego a certos móveis que já possuem, é possível adaptar esses itens à nova residência. Raquel e Paula citam como exemplos um sofá que pode ser aumentado ou diminuído ou até ter seu modelo alterado, com nova forração. “Cadeiras, mesas e móveis com estruturas em madeira também podem ter sua cor modificada por meio de tingimento, pintura ou laca. Dá-se uma cara completamente diferente às peças.” Apesar de existirem acabamentos e peças que ficam datadas na decoração, as sócias observam que muitas delas voltam à cena, caso da laca brilhante. Aos que querem seguir tendências, elas lembram que as principais hoje são os móveis em madeira de demolição e os sofás confortáveis para o home theater.

Mudanças nos projetos residenciais O arquiteto João Tadaki Kitauchi, sócio-diretor da Hogan e Kitauchi Arquitetura, responsável pelo projeto arquitetônico do DUE, explica que o conceito de projeto residencial mudou muito. “Há, por exemplo, uma solicitação da integração do terraço gourmet junto à cozinha, que serve de apoio à churrasqueira e às salas de jantar e estar. Por isso, reservamos um espaço significativo para o terraço, pois precisamos de área suficiente para acomodar, além da churrasqueira, uma mesa grande e poltronas. O terraço é o quintal do apartamento: quanto maior, melhor.” O projeto arquitetônico do DUE, diz, leva em conta os anseios dos futuros moradores. Cada um dos apartamentos possui três suítes, home office na área de circulação dos quartos – dando mais privacidade aos moradores – e suíte máster com amplo espaço para armários – o que agrega um grande custo-benefício ao ambiente. Já na área comum, o projeto prevê estruturas como um espaço de lazer coberto e descoberto, no pavimento térreo, e até quatro vagas de garagem por apartamento.

Raquel e Paula: tendências são móveis em madeira de demolição e sofás confortáveis


Sustentabilidade

Do rústico ao contemporâneo Móveis, objetos de decoração, lustres, pisos e revestimentos compõem espaços sofisticados de mãos dadas com o meio ambiente

Móveis feitos de madeira de demolição ou certificadas, lustres com lâmpadas LED (de baixo consumo de energia e alta durabilidade) e tecidos com uso de fibras extraídas de garrafas PET ou que tenham em sua composição fibras produzidas de maneira sustentável, são algumas das opções que podem compor um espaço sofisticado e que não agride o meio ambiente. Tendência cada vez mais presente, o uso de materiais sustentáveis na decoração conta com várias opções no mercado para atender a todos os gostos, dos mais tradicionais aos contemporâneos. Além de materiais sustentáveis – produtos certificados desde o plantio até a chegada ao consumidor final – há também

peças recicláveis que podem compor ambientes diferenciados com diversos estilos. Para a designer de interiores Andréa Bastos Garcia, hoje é possível encontrar facilmente porcelanato e cerâmicas, tanto polidos como rústicos, derivados de lâmpadas fluorescentes, além de móveis de madeira de demolição misturada com madeira em laca com cores vivas. “Esse mix dá um toque mais elegante ao móvel”, diz. Outra opção é o uso de piso vinílico (criado a partir de PVC reciclado e com certificação de produto sustentável), que pode ser usado tanto para ambientes residenciais ou comerciais. Segundo a decoradora Raquel Mansur, o mercado oferece várias peças feitas a partir de materiais sustentáveis. “Ao comprar algum móvel ou objeto de decoração em madeira basta perguntar ao fabricante se é um produto certificado com selo de procedência”, orienta. Para ela, o estilo da pessoa é o fator determinante da decoração. Portanto, a peça reciclada pode adquirir a “cara” que o profissional quiser dar a ela: sofisticada, rústica ou contemporânea. “As possibilidades são inúmeras, quando se é criativo”, afirma.

MorarBem

15


16

MorarBem


Construção

Bases sólidas Técnicas modernas garantem maior eficiência da obra e racionalização de materiais

DUE Residenziale & Ufficio Início da obra: Maio/2011 Previsão de entrega: Abril/2013 Canteiro de obra: 130 colaboradores e 270 no pico Apartamentos: 38 unidades de 138 m² de área útil cada Salas comerciais: 142 unidades de 33, 66 m² de área útil cada

Modernas técnicas de construção e de sistemas operacionais são empregadas no primeiro empreendimento multiuso no Jardim Chapadão, o DUE Residenziale & Ufficio. A construtora responsável pela obra, Schahin Construção Imobiliária, aplica em todos os processos e na escolha dos materiais normas e critérios que garantem melhor desempenho e conforto para os moradores. Segundo William Barbosa dos Santos, engenheiro da Schahin responsável pela obra, o empreendimento está sendo construído em uma região privilegiada, voltada para área verde e com total privacidade. Alvenarias, vedações, fechamentos e acabamentos são executados por fornecedores qualificados e com materiais certificados que agregam qualidade ao empreendimento. “Todos os processos construtivos e os materiais empregados na obra, além de atenderem as normas vigentes, são pensados, planejados e especificados para obter o melhor desempenho em uso”, afirma.

A estrutura montada pela construtora no canteiro de obras do DUE conta com vestiários, sanitários, chuveiros, refeitórios para todos os colaboradores, área de vivência, proteções coletivas que atendem as normas vigentes de segurança do trabalho e campanha de acidente zero. Todos os dias é realizado o Diálogo Diário de Segurança (DDS), ministrado pelo técnico de segurança do trabalho que permanece no canteiro em tempo integral. Além dos programas de segurança, todos os colaboradores, quando iniciam cada atividade e cada etapa da obra, são treinados pelo mestre de obras e pelo engenheiro responsável por meio de IT’s (Instruções Técnicas) e IN’s (Instruções Normativas) da Schahin. Desse modo, além de permitir uma gestão integrada e participativa, os colaboradores são incentivados a se sentirem donos de suas frentes de serviço e das suas tarefas diárias.

MorarBem

17


Paisagismo

Mais vida à residência Plantas e flores podem ser utilizadas até em recintos fechados e com luz indireta O paisagismo é um item que valoriza os ambientes dos apartamentos, trazendo vida aos espaços com suas cores e texturas. Para acertar no projeto, os moradores devem ter em mente quais as plantas e flores que mais se adaptam a recintos fechados e com luz indireta e seguir a correta manutenção dos vasos, com regas e adubação adequadas a cada espécie. “As plantas e flores que se adaptam melhor em apartamentos devem ser tolerantes ao plantio em vasos de pequeno e médio portes e às variações de rega”, ensinam a arquiteta Nathália Vitachi Christiani e o agrônomo Roberto Rodrigues Trapé, sócios da Buriti Paisagismo, responsável pelo projeto de paisagismo do DUE Residenziale & Ufficio. São poucas as variações de espécies de flores para ambientes internos, entre elas: maria-sem-vergonha, begônia, violeta e as

18

MorarBem

Nathália Christiani e Roberto Trapé: horta orgânica de temperos é opção para varandas de apartamentos

variedades de orquídeas. “Essas flores podem durar de um mês até quatro meses. Por isso, as plantas com variações de cores das folhagens são opções de cultivo mais duráveis, caso da maranta tricolor, do filodendro rubro e da cheflera”, citam. Para acertar na escolha dos vasos, uma dica dos sócios é utilizar os vietnamitas, cada vez mais presentes nos projetos de paisagismo. “São diferenciados dos demais, pois a espessura da cerâmica é maior, permitindo tamanhos mais altos e pintura vitrificada com ótimo acabamento e cores mais naturais.” Hortas orgânicas Uma opção interessante para as varandas dos apartamentos são as hortas orgânicas de temperos. “As espécies mais indicadas são hortelã, manjericão, alecrim, salsinha e cebolinha, que se desenvolvem bem em vasos

de porte médio e pequeno, em ambientes com luminosidade indireta e com irrigação diária”, dizem Nathália e Trapé. Segundo eles, pode-se utilizar diversos tipos de recipientes para as hortas de forma a deixá-las decorativas, como vasos de plásticos em cachepôs de madeira, que dão um ar mais rústico à decoração. “Podemos usar ainda vasos de materiais reciclados ou de fibras de coco que são ecologicamente corretos e tendência atual.” As paredes das varandas do apartamento podem ser uma extensão do jardim horizontal. “Mas, quanto mais vasos nas paredes, maior a quantidade de plantas a serem irrigadas e, consequentemente, maior a umidade naquele local, o que pode gerar problemas na pintura. Deve-se deixar uma folga no parafuso de fixação do vaso de forma que a superfície do vaso ou placa fique o mais longe da parede possível.”


Gastronomia

Jantar gourmet entre amigos André Bearzotti: sugestão de risoto como prato principal

Risoto de limão siciliano com camarão agridoce picante Ingredientes: 500 gramas de arroz arbóreo; 100 ml de vinho branco; ½ cebola; caldo de legumes (quanto baste); raspas de 1 limão siciliano; caldo de 1 limão taiti; 100 gramas de manteiga; 100 gramas de parmesão ralado; 10 camarões; 2 colheres de sopa de mel; 50 ml de fish souce; 1 pimenta dedo de moça sem semente; ½ limão espremido; 25 ml de água; e manjericão limão (quanto baste). Modo de preparo: frite a cebola em uma colher de manteiga, acrescente o arroz arbóreo, hidrate com o vinho. Assim que secar, vá colocando o caldo e mexendo até ficar ao dente. Acrescente as raspas de limão e o suco. Finalize com manteiga e parmesão mexendo vigorosamente. Frite os camarões no azeite, depois, acrescente o mel, fish souce, suco de limão, pimenta, manjericão e a água para forma um molhinho. Disponha um por cima de cada porção do risoto.

Noite merece pratos especiais e práticos para servir aos convidados Um jantar com amigos em casa é sempre um momento de alegria, ainda mais se realizado em um local convidativo como um espaço gourmet integrado ao terraço, ao living e à cozinha. Mas sempre fica a dúvida: o que servir às pessoas, de forma prática e descontraída, para que o bate-papo faça parte de toda a noitada e que todos saiam satisfeitos? Para o chef André Bearzotti, dos restaurantes Casa de Maria e Gallo Nero, em Campinas, os pratos perfeitos para esse encontro são crostine de brie, como entrada;

risoto de limão siciliano com camarão agridoce picante, de prato principal; e pudim de tapioca para a sobremesa. “Tanto o crostine quanto o risoto são fáceis para preparar e o pudim de tapioca é uma alternativa de ingrediente diferente e contemporâneo para receber os amigos”, diz Bearzotti, que lembra que o tempo de preparo das três receitas é de aproximadamente duas horas e meia – 20 minutos para a entrada; 35 minutos para o prato principal; e 1 hora e 20 minutos para a sobremesa, em razão do tempo que leva para assar o pudim.

Receitas harmonizam com vinhos específicos

Marcos Pereira, da loja Castelo, onde são encontrados os vinhos

Para harmonizar com as receitas propostas pelo chef André Bearzotti, o consultor do Grupo Pão de Açúcar Ivan Gattes Bianchi sugere os vinhos Chardonnay Terrazas Altos, Luis Felipe Edwards Marea Leyda Sauvignon Blanc e Moscate do Douro Comenda, que combinam, respectivamente, com o crostine, o risoto e o pudim. “O primeiro vinho é equilibrado e aromático, ideal para acompanhar a delicadeza da entrada proposta pelo chef. Já a segunda bebida tem ótima acidez para harmonizar com a citricidade desse prato principal. E o Moscate é um vinho intenso, de aromas e equilíbrio entre açúcar e acidez. Ótima opção para a sobremesa.” Esses produtos estão disponíveis na loja do Pão de Açúcar do bairro Castelo, em Campinas (Av. Alberto Sarmento, 775).

MorarBem

19



Revista Morar Bem - DUE