Page 1

alvinegro de torcedor pra torcedor

Apoio

meufigueira.com.br 30 de outubro de 2010 | nº 16

Dia de pôr o pé na série A Em mais uma decisão em casa, Figueira pode abrir 8 pontos do quinto colocado, adversário de hoje

pré-jogo H enrique S antos

A

partir das 16h o torcedor tem a missão de empurrar o Figueirense à Série A de 2011. Faltando sete partidas para o término da competição o principal adversário é o quinto colocado, neste momento o Sport, justamente quem vem ao Scarpelli enfrentar a equipe de Márcio Goiano. A distância entre os dois é de cinco pontos, que pode chegar a oito com o resultado positivo. Ai só uma catástrofe afasta o alvinegro de retornar a elite do futebol brasileiro. Para esta decisão quem tem a chance de definir o confronto é o décimo segundo jogador, você! R eforços – A semana começou preocupante, pois havia o risco de quatro jogadores importantes desfalcarem a equipe. Fernandes, machucado e Vinícius Pacheco, suspenso, ficarão de

7 1 1

Pendurados Roger, Hélder, Coutinho, Baraka, Firmino, William e Reinaldo

Suspenso Vinicius Pacheco, expulso contra o Icasa

Machucado Fernandes

Próximos jogos Ipatinga x Figueira (ter, 2/11, 21h) Figueira x Duque (sáb, 6/11, 21h) Figueira x América-RN (ter, 9/11, 21h50)

fora, porém Maicon retorna após o terceiro cartão amarelo e Willian atua sob um efeito suspensivo. O atacante foi punido na segunda-feira com dois jogos devido à expulsão diante do Náutico, mas o departamento jurídico alvinegro conseguiu liberá-lo para enfrentar o Sport. Willian retorna após cinco partidas em que esteve machucado. Nesta partida, o setor ofensivo conta apenas com os titulares. Héber sentiu dores musculares, Tássio e Jean Carioca voltaram de lesão recentemente, o que diminui as opções do treinador Márcio Goiano. Somente Reinaldo está 100%. Roberto Firmino será o camisa 10, mas pode exercer a função de terceiro atacante, pois mais a frente destacou-se nas últimas partidas do Figueirense. A dversário direto – Geninho, treinador do Sport, costuma adotar o 3-5-2 como esquema de jogo por onde passa. Em Recife às vezes

(G) Wilson (L) Lucas (Z) João Goiano (Z) Roger (L) Juninho (V) Ygor (V) Túlio (M) Maicon (M) Firmino (A) William (A) Reinaldo Técnico: Márcio Goiano

55 gols pró 31 gols contra Jogos da 32ª rodada

opta pelo 4-4-2, mas fora de casa deve vir com três zagueiros. Retranca? Difícil, pois o rubro-negro precisa vencer para aproximar-se do G-4 além de derrubar um ad-

55 pontos

versário direto. Será o confronto do terceiro colocado contra o quinto, o primeiro fora da zona de acesso. As apostas para estão sobre Marcelinho Paraíba e Ciro.

50 pontos

30 de outubro de 2010, sábado, às 16h Sálvio Spínola Fagundes Filho (juiz, Fifa/SP) Anderson José Coelho e Osny Antônio Silveira (bandeiras, SP)

Magrão (G) Igor (Z) Montoya (Z) Tobi (Z) Renato (L) Germano (V) Zé Antônio (V) Marcelinho Paraíba (M) Dutra (L) Wilson (A) Ciro (A) Técnico: Geninho

48 gols pró 33 gols contra

O jovem atacante é o viceartilheiro da Série B com 16 gols, o mesmo número que Reinaldo e Willian marcaram juntos. Em Recife, no primeiro turno, o Figueirense perdeu por 2 a 1. A partida válida pelo turno começou com gol de Jeovânio e após um pênalti inexistente Ciro empatou. No final Dairo fechou o placar favorável ao Sport. D ecisão – A Série B até aqui foi desgastante, emocionante e de muitas alegrias. Algumas decepções também fizeram parte do caminho. Perfeitamente normal! Nesta tarde de sábado o Figueirense pode dar o passo principal rumo à Série A, já que enfrenta o quinto colocado, hoje cinco pontos atrás. Aumentar esta vantagem depende da pressão exercida pelo torcedor nas arquibancadas do Scarpelli, pois com o 12º jogador o alvinegro é forte, muito forte em casa. Pra cima Figueira!

Classificação P 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Equipe Coritiba Bahia América-MG Figueirense Sport Portuguesa Ponte Preta ASA D. de Caxias Paraná Guará São Caetano Icasa Bragantino Vila Nova Náutico Brasiliense Ipatinga Santo André América-RN

P 60 58 55 55 50 47 46 45 45 43 43 41 40 40 39 38 34 33 32 32

J 31 32 32 31 31 32 32 32 31 32 32 31 32 31 32 32 32 31 32 31

V 18 17 17 16 14 14 12 14 14 12 10 11 11 9 11 11 8 9 8 8

E 6 7 4 7 8 5 10 3 3 7 13 8 7 13 6 5 10 6 8 8

D 7 8 11 8 9 13 10 15 14 13 9 12 14 9 15 16 14 16 16 15

GP 55 55 51 55 48 56 45 47 39 42 40 42 43 37 42 33 32 39 43 30

GC 37 36 38 31 33 46 39 48 43 39 43 46 45 30 54 54 51 51 54 56

Terça, 26/10, 21h: América-MG 4 x 1 Santo André, Ponte Preta 2 x 2 Vila Nova. Sexta, 29/10, 21h: ASA 1 x 1 Portuguesa, Brasiliense 2 x 0 Icasa, Paraná 0 x 1 Bahia, Náutico 0 x 1 Guaratinguetá. Sábado, 30/10, 16h: Figueirense x Sport. Sábado, 30/10, 17h: São Caetano x Coritiba. Sábado, 30/10, 21h: América-RN x Ipatinga, Bragantino x Duque de Caxias.

SG 18 19 13 24 15 10 6 -1 -4 3 -3 -4 -2 7 -12 -21 -19 -12 -11 -26


2

30 de outubro de

Preparação vai evitar desgaste Muitos jogos em pouco tempo por causa da Copa exigiram cuidados extras para não lesionar atletas

físico Ney Pacheco

A

ordem no Figueirense é fazer um trabalho de manutenção da preparação física nesta reta final de série B. Depois do recomeço da série B, em 13 de julho, depois do final da Copa do Mundo, foram 23 jogos em 102 dias. É uma maratona que só termina no dia 27 de novembro. Contando com a partida contra o Sport neste sábado,

30 de outubro, são mais sete partidas em 29 dias. O preparador físico do clube, José Fernando Gonçalves, é momento de evitar maiores desgastes. A duração e o número de treinamentos foram reduzidos para prevenir lesões, mas manter a condição física dos atletas. O grupo de jogadores continua trabalhando três vezes por semana em academia, com a mesma carga 80% do máximo, mantida desde maio,

depois que a base para a temporada foi concluída. A parte de velocidade e potência é trabalhada no aquecimento dos treinamentos com intensidade, mas de curta duração, e a resistência geral é mantida com os treinos ministrados pelo técnico Márcio Goiano, com uso de campo reduzido, treino alemão e minicampo com goleiro. Nesse sprint final, os cuidados com a recuperação são fundamentais. A alimentação dos jogadores é con-

trolada nos períodos de concentração e há uma atenção especial à recuperação depois dos jogos, com uso da crioterapia (imersão no gelo), regenerativos na piscina e repouso. A carga de trabalho é individualizada ao máximo, explica José Fernando, mas o contato permanente com os atletas, principalmente depois dos jogos, é importante para saber como estão se sentindo. Os jogadores com mais idade, como Reinaldo, Fernan-

50

Os atletas que jogarão as sete decisões até o acesso, segundo a participação durante a temporada no Figueirense, em minutos e jogos, e números de cartões Juninho 20 anos

Roger Carvalho 23 anos

3.595 jogos na temporada 40

4.382 jogos na temporada 45 jogos na série B

amarelos

8

jogos na série B

29

amarelos

vermelhos

7

0

Wilson 26 anos

4.289 jogos na temporada 25 jogos na série B

amarelos

3

jogos na série B

vermelhos

amarelos

0

10

jogos na série B

0

amarelos

3

jogos na série B amarelos

vermelhos

3

0

3.843 jogos na temporada 38

* jogos na temporada 6

minutos jogados no Figueira na temporada

6

jogos na série B

minutos jogados no Figueira na temporada

vermelhos

0

amarelos

9

vermelhos

0

jogos na série B amarelos

vermelhos

9

amarelos

0

vermelhos

1

0

vermelhos

amarelos

1

0

2.056 jogos na temporada 23 0

2

8 vermelhos

0

26 1

* jogos na temporada 12

minutos jogados no Figueira na temporada

12

jogos na série B

0

amarelos

3

1

568 jogos na temporada 10

minutos jogados no Figueira na temporada

10

amarelos

vermelhos

2

0

Coutinho 26 anos

836 jogos na temporada 12

vermelhos

vermelhos

Baraka 24 anos

vermelhos

Bruno 25 anos

minutos jogados no Figueira na temporada

2

8

2

Fonte: José Fernando Fregnani Gonçalves, preparador físico do FFC Fotos: Carlos Amorim/ FFC

0

amarelos

jogos na série B

jogos na série B

vermelhos

jogos na série B

* 8

amarelos

29

Hélder 22 anos

minutos jogados no Figueira na temporada

amarelos

amarelos

0

jogos na temporada

minutos jogados no Figueira na temporada

3.921 jogos na temporada 40

1.920 jogos na temporada 30 jogos na série B

0

jogos na série B

vermelhos

Vinicius Pacheco 25 anos

minutos jogados no Figueira na temporada

minutos jogados no Figueira na temporada

23

17

Willian 23 anos

Fernandes 32 anos

27

2

vermelhos

5

2.633 40

amarelos

1.484 jogos na temporada 17

810 jogos na temporada 9 jogos na série B

jogos na série B

22

1

minutos jogados no Figueira na temporada

21

jogos na série B

minutos jogados no Figueira na temporada

Túlio 34 anos

João Paulo 20 anos

João Filipe 22 anos

Ricardo 23 anos

jogos na temporada

Reinaldo 31 anos

vermelhos

9

3.445 jogos na temporada 39

11

minutos jogados no Figueira na temporada

25

amarelos

minutos jogados no Figueira na temporada

925 jogos na temporada 11

0

vermelhos

Lucas 22 anos

minutos jogados no Figueira na temporada

amarelos

jogos na série B

2.963 jogos na temporada 27

João Paulo Goiano 25 anos

jogos na série B

29

Infografia: Tadeu Meyer Pesquisa: Tadeu Meyer e Ney Pacheco

Firmino 19 anos

3.653 jogos na temporada 39

minutos jogados no Figueira na temporada

38

Até agora na temporada. No dia 27 de novembro, terão sido 57 partidas

minutos jogados no Figueira na temporada

Ygor 26 anos

minutos jogados no Figueira na temporada

jogos

Maicon 25 anos

minutos jogados no Figueira na temporada

minutos jogados no Figueira na temporada

des e Túlio, tem a carga mais regulada para evitar lesões. Em princípio, o preparador físico descarta a idéia de ampliar o regime de concentração nesta reta final, como forma de monitorar a recuperação dos jogadores e manter o foco na reta final da série B. “Estou há sete anos no Figueirense e este é o melhor grupo com que trabalho. O comportamento é muito bom e o nível de comprometimento é total’, destaca José Fernando.

minutos jogados no Figueira na temporada jogos na temporada

12

jogos na série B

vermelhos

0

amarelos

2

2.341 37 22 vermelhos

0


e 2010 | nº 16

3

A briga pelo acesso e pelo título Restrospecto dos times que os atuais cinco primeiros colocados enfrentarão nas seis últimas rodadas da série B Infografia: Tadeu Meyer. Pesquisa: Tadeu Meyer e Ney Pacheco

13.788 km ida e volta

fora

casa

2/11, terça 21h

64,5 % 60 pontos sal rias 18 do 18 vitó

58 pontos

Pituaçu completamente lotado para empurrar o Tricolor de Aço de volta à série A depois de sete anos

Se não for antes, o confronto contra o virtualmente rebaixado Ipatinga é para carimbar o acesso do Coxa

A única coisa que pode estar em jogo nesta partida é a disposição do Coritiba em ser campeão da série B

casa

2/11, terça 21h

45 pontos

Na zona de rebaixamento desde o começo, o time mineiro pode jogar sua última cartada contra a queda neste jogo

Sem chance de subir ou risco de cair, o Duque pode repetir 2009 e vir ao Scarpelli com o incentivo da mala preta

45 pontos

fora

13/11, sábado 17h

55 pontos

É o jogo do título para o Coxa ou a chance do Figueira jogar água no chope, com grande apoio de sua torcida

casa

6/11, sábado 21h

18º 33 pontos

casa

9/11, terça 21h

18º 33 pontos

fora

59,1 % 55 pontos sal rias 24 do 16 vitó

fora

5/11, sexta 21h

11º 43 pontos

Coritiba vai conhecer o calor do Cariri cearense e a força goleadora do trio Junior Xuxa, André ex-Balada e Assisinho

Os torcedores do Guará traídos com a mudança para Americana querem que esse seja o jogo da queda

fora

13/11, sábado 17h

60 pontos

20º 32 pontos

Não é uma projeção difícil de fazer: o representante potiguar vai chegar a este jogo virtualmente rebaixado

Na melhor das hipóteses, jogo para decidir o título da série B. Na pior, amistoso de luxo entre dois promovidos

27/11, sábado 17h

13º 40 pontos

fora

9/11, terça 19h30

casa

20/11, sábado 17h

FORA

20/11, sábado 17h

5.440 km ida e volta

27/11, sábado 17h

11º 43 pontos

10º 43 pontos

Jogo peculiar, onde o Figueira deve ter apoio da torcida local, furiosa com a mudança do time para Americana

Joga da festa para fechar o ano. Figueirense com acesso garantido e Paraná com permanência assegurada

9.580 km casa

2/11, terça 21h

60,4 % 58 pontos sal rias 19 do 17 vitó

60 pontos

Em luta direta pela vaga, entre dois ex-campeões da série A, Bahia pega o visitante mais indigesto da série B

fora

2/11, terça 21h50

57,3 % 55 pontos sal rias 13 do 17 vitó

fora

fora

6/11, sábado 17h

casa

9/11, terça 21h

17º 34 pontos

Duas dúvidas para este jogo: o Jacaré já vai estar rebaixado? A torcida do Bahia será maior do que a do mandante?

Briga de cachorro grande, entre dois times de tradição que brigam voltar à série A depois de longa ausência

casa

55 pontos

casa

5/11, sexta 21h

9/11, terça 21h

10º 43 pontos

11º 43 pontos

O tricolor de Curitiba precisa de seu segundo jogo seguido em casa para garantir sua permanência na série B

Como um dos times que mais empatou no campeonato, Guará quer pontuar para evitar matematicamente a queda

Briga de cachorro grande, entre dois times de tradição que brigam voltar à série A depois de longa ausência

58 pontos

casa

13/11, sábado 21h

47 pontos

Sem chance de subir, vai restar à Lusa cumprir sua sina de Robin Hood e complicar a vida do Bahia

fora

20/11, sábado 17h

27/11, sábado 17h

19º 32 pontos

14º 40 pontos

Mais uma chance para o Bahia confirmar a volta à primeira divisão enfrentando um dos piores times da série B

Time que mais bate, que menos tomou gol e que mais empatou. Alguma dúvida que o Braga vai dar trabalho?

fora

casa

13/11, sábado 21h

fora

20/11, sábado 17h

12º 41 pontos

Mais um jogo para estádio vazio, que pode ser decisivo apenas para o América garantir a volta à série A

Se perder para o Figueirense hoje, Sport vai ter ganhar quase todos os jogos que faltam, incluindo esse

50 pontos

ida e volta

4.502 km ida e volta

27/11, sábado 17h

46 pontos

Jogo de um time só. A Macaca de Campinas já trocou de técnico, viu a fúria da torcida e só cumpre tabela

14.446 km casa

2/11, terça 19h30

53,8 % 50 pontos sal rias 15 do 14 vitó

fora

6/11, sábado 17h

fora

9/11, terça 19h30

casa

fora

12/11, sexta 21h

casa

20/11, sábado 17h

14º 40 pontos

12º 41 pontos

15º 39 pontos

19º 32 pontos

Independente do resultado contra o Figueira, o Sport vai ter que ganhar na marra. Quantos pênaltis terá a favor?

Outro confronto contra time do interior paulista que precisa somar alguns pontos para se garantir na série B

O Tigre vai precisar dos três pontos em casa para confirmar sua grande reação e ficar na série B por mais um ano

Já rebaixado, o Ramalhão será “a baba do boi cansado”, mas o Ipatinga também era e ganhou na Ilha do Retiro

Pode ser a última carroça para o Sport contra um rival direto na luta pelo G4. Não deve faltar pênalti neste jogo

55 pontos

27/11, sábado 17h

47 pontos

Dois integrantes com Clube dos 13, com orçamentos milionários, tem tudo para morrerem abraçados

ida e volta


4

30 de outubro de 2010 | nº 16

prancheta do Bottós

osgeraldinos.com.br/figueirense Diego Rzatki

ney.meufigueira.com.br

ney pacheco

Quatro jogos para

este sábado, o Figueira faz mais uma decisão em busca de sua vaga na série A de 2011. São sete jogos a disputar, quatro deles em casa, e três vitórias ou nove pontos a perseguir e garantir o acesso. Acredito, no entanto, que essa sequência de quatro partidas a partir do Sport, seguida de Ipatinga (fora), Duque de Caxias e América-RN, ambas em casa, são o momento mais apropriado para garantir o retorno à primeira divisão. Se vencer o Sport, o Figueira abre oito pontos de vantagem sobre o adversário, atualmente o quinto colocado da série B. Depois terá três jogos para carimbar o acesso. Contra o Ipatinga, fora, o Alvinegro vai enfrentar um adversário desesperado, que joga uma das últimas cartadas contra o rebaixamento. É o jogo mais difícil dos três. Depois, além de fazer duas partidas em casa, ainda pega, primeiro, o Duque de Caxias, que a essa altura já vai estar sem ter o que fazer no campeonato. Não sobe e não desce. Em seguida, enfrenta o América-RN que provavelmente vai chegar a Florianópolis como virtual rebaixado à terceira divisão. É o momento de confirmar

Diego Rzatki

N

garantir o acesso

tudo que foi feito durante este longo campeonato da série B. Das 31 rodadas disputadas até agora, o Figueira ficou entre os quatro primeiros em 24. É um dos times mais regulares da competição. Depois de terminar líder ao final do primeiro turno, o time caiu de produção na segunda perna do campeonato, fruto de alguns desfalques importantes e da sequência pesada de jogos. Mesmo assim, mantevese entre os melhores e pode dar um passo importante com uma vitória sobre o Sport. O fundamental, no entanto, é que o Figueirense só de-

pende de si para chegar na série A. A situação é muito diferente do ano passado, quando a reta final virou um martírio por conta do futebol irregular e de ter que depender de resultados de terceiros para chegar ao G4. A ansiedade para finalmente garantir a vaga toma conta da torcida, mas o futebol jogado pelo time neste ano passa muito mais confiança do que em 2008. Assim, a torcida alvinegra tem que repetir o clima de 2001, quando ajudou o time a subir para a série A depois de 23 anos. São outros tempos. Talvez sem o entusiasmo causado pela expectativa de voltar à primeira divisão depois de uma ausência tão prolongada, mas um momento igualmente importante para o clube. Retornar para a série A apenas dois anos depois de ter caído não é para qualquer um. Isso precisa ser valorizado agora, porque, mais para frente, a modernização do clube, para dotá-lo de capacidade de se fixar entre os grandes, terá que ser amplamente discutida.

Ney Pacheco mantém um blog há mais de dois anos sobre o Figueirense. Acesse ney.meufigueira.com.br

O que acontece no clube é notícia no site do torcedor do Figueira Enquete

Notícias e opiniões Para acompanhar o Figueira contra o Coxa (26/10) Concorra a cinco pares de ingressos para o show do Black Eyed Peas (27/10) Churrasco Alvinegro (27/10) Maicon tem julgamento suspenso e Willian liberado para sábado (28/10)

Você acredita que já garantimos o acesso? Não, acredito que algo 28 pode dar errado ainda 6%

Sim, não escapa mais!

146 36%

237 58%

Prefiro esperar a confirmação matemática

A Enquete foi respondida por 411 torcedores

alvinegro

Publicação de MEUFIGUEIRA

O poder transformador da

A

vitória

h, a vitória. Palavra de 7 letras e 1 acento que pode mudar um texto inteiro. O poder transformador da vitória é de dar inveja à qualquer transformação “Luciano-Huckiana” da televisão contemporânea. Só a vitória é capaz de fazer Márcio Goiano virar Rinus Michels. E hoje, com toda a certeza, podemos chamar nosso técnico de Marcius Goiano Michels. Nosso querido MG nunca teve vida fácil na sua breve, porém bem sucedida carreira de técnico. Assumiu o time num dos momentos mais críticos da história recente alvinegra. Era um time mal treinado, que sofria com a turbulência política causada pela transição e, além de vir mal na tabela, tinha um clássico contra os azulinos do sul no Scarpellão. Todos os gênios da nossa competentíssima imprensa esportiva taxavam sem titubear: os medíocres Hawaiianus goleariam. Esqueceram de combinar com nosso eterno “Capita”. MG tem longa história em subjugar os inferiores sulistas do Estádio-Churrasqueira. Desde os tempos de jogador, sempre comandou o time rumo à vitória, penetrando as combalidas defesas smurfs. Não seria agora,

como Head Coach do Alvinegro mais Fodástico, que ele tremeria frente ao longevo freguês. E tal qual uma ave Fênix, o Figueira também ressurgiu das cinzas. Mandou no jogo enquanto teve pernas e, no finzinho, sofreu o empate. Contudo, esta partida foi emblemática. Talvez a mais importante do ano. Foi ali que o torcedor alvinegro “fechou” com MG. Vendo a garra dos jogadores mesmo que sem nenhuma organização tática, herança maldita dos tempos Webberianos, o torcedor alvinegro sentiu que daria certo. E se está dando certo, a “culpa” é do MG. Ele deu a “liga” que faltava para o elenco, junto com algumas pontuais contratações. Claro que MG não é Rinus Michels. Mas está longe de ser um Edson “Neguinho” também. Tem suas falhas, é previsível na escalação e nas substituições, afinal, quem não sabe que o Goiano escala somente um lateral? Ou então que ele gosta de tirar um volante, para colocar o Helder e jogar o Juninho pro meio? Tem suas teimosias, como insistir em deixar o Pedro Carmona de fora. Mas o próprio MG tem a resposta. E a resposta para todas essas questões tem 7 letras e 1 acento...

Nikolas Bottós é blogueiro do Figueirense nos Geraldinos, do Terra.com

Edição: Tadeu Meyer (jornalista responsável - MTB/SC 03476-JP). Reportagem e textos: Henrique Santos, Ney Pacheco, Nikolas Bottós. Fotos: Carlos Amorim, Diego Rzatki. Projeto Gráfico, Infografia e Editoração: Tadeu Meyer. Tiragem: 3 mil exemplares. Circulação: gratuita e dirigida aos torcedores do Figueirense que comparecem ao Scarpelli em dia de jogo. Impressão: Gráfica Rio Sul.

alvinegro #16  

de trocedor pra torcedor, o jornal de jogo do Figueirense

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you