Issuu on Google+

PUB

Jornal Mensal do Concelho de Cascais Diretora: Graça Tracana

DR

N.º 54 novembro 2013 Gratuito

Lançados 11 Centros de Formação Desportiva Turismo e Comunicação Turismo de Portugal e Organização Mundial de Turismo organizam, já nos próximos dias 2 e 3 de dezembro, no Estoril, uma conferência internacional sobre Turismo e Comunicação. CNN cobre o evento. • p.2

Bombeiros Município de Cascais prestou homenagem aos seus «soldados da paz» das cinco corporações a 3 de novembro, Dia Municipal do Bombeiro. As celebrações ocorreram nos jardins do Casino Estoril. • p. 3

Vida autárquica O que mudou na Câmara e na Assembleia Municipal de Cascais, o discurso de Carlos Carreiras, e as freguesias de Alcabideche, Carcavelos e Parede, Cascais e Estoril, e S. Domingos de Rana à lupa. • p. 6-11

Pág.12,13 Crime & Justiça O rapaz que matou a mãe com dez facadas e a história dos 13 agentes da PSP acusados de corrupção e tráfico que querem voltar ao serviço na secção dedicada às polícias e aos tribunais. • p. 14,15 PUB


Atualidade

2 • novembro 2013 HOTEL PALÁCIO DO ESTORIL

A

Organização Mundial de Turismo (OMT) escolheu o Estoril para receber a próxima conferência internacional de turismo e meios de comunicação.

Debater de que forma os novos media estão a transformar as notícias no setor e, com isso, a sua perceção mundial é uma das finalidades do encontro que se vai realizar entre 2 e 3 de dezembro, reunindo cerca de 200 profissionais nacionais e estrangeiros. O objetivo da conferência, que tem lugar marcado no Hotel Palácio do Estoril, é aumentar o reconhecimento editorial e a cobertura do setor turístico pelos media e posicionar o turismo ao mais alto nível na agenda global, dando a conhecer a sua importância enquanto motor económico e a nível social e ambiental. Durante um dia e meio, profissionais dos meios de comunicação e dos novos media, correspondentes, agências de comunicação e relações públicas, associações e representações de turismo, além de outras entidades ligadas à economia, vão debater formas de melhorar a

DIREITOS RESERVADOS

Estoril recebe conferência internacional de turismo e comunicação

Hotel Palácio do Estoril

interação entre os meios de comunicação e o setor turístico para valorizar e reforçar a notoriedade deste setor. A conferência é coorganizada pelo

Turismo de Portugal e pela Organização Mundial do Turismo. A revista alemã de turismo FVW é o parceiro internacional de media, estando a cobertura do evento a

cargo da cadeia de televisão CNN. As edições anteriores da Conferência foram realizadas no Egito (2012) e na Croácia (2011). •FL

MERCADO DA VILA

DR

De 30 de novembro a 2 de dezembro, de sexta-feira a domingo, das 9h às 19h, o mercado da vila tem uma vasta mostra de produtos de várias regiões promovendo a comercialização de mel e seus derivados. O mercado torna-se assim, num ponto de encontro privilegiado para recuperar algumas tradições, receitas e novos conhecimentos sobre o mel, assim como as suas várias utilizações gastronómicas e medicinais. •Redação

FICHA TÉCNICA

Contactos

Diretora: Graça Tracana Redação e colaboradores : Carlos Tomás, Francisco Lourenço, Linda Alagoínha, Mariana Branco, Nuno Sá, Rita Sousa e Verónica Ferreira.

Telf : 21 920 22 40

Fotografia: Sérgio Martinho.

Maquetes / Imagem: design.mpalavra@gmail.com

Conceção Gráfica: Vera Tracana.

Publicidade : comercial.cascais@gmail.com

Departamento Publicidade: Clara de Castro, José Rebelo, Inês Almeida e Maria Almeida .

Faturação : contabilidade.mpalavra@gmail.com

Periodicidade: mensal

Morelena - 2715 Pero Pinheiro

Tiragem média: 35000 Propriedade: Mérito da Palavra, Lda.; NIF: 510015603 Registo da ERC N.º: 125477 Depósito Legal: 277926/08 Morada: Rua Drº Sousa Martins, Nº 27 2725-461 Mem Martins

Direção : direcao.gracatracana@gmail.com Noticias/ Eventos : redacao.correiodecascais@gmail.com

Impressão: Gráfica Funchalense correiodecascais.blogspot.com facebook.com/correiodecascais INTERDITA A REPRODUÇÃO DE TEXTOS, IMAGENS E ANÚNCIOS DE PUBLICIDADE SEM DEVIDO CONSENTIMENTO DO SINTRA DESPORTIVO AS NOTÍCIAS DESTE JORNAL FORAM REDIGIDAS AO ABRIGO DO ACORDO ORTOGRÁFICO

Saiba ainda ... DR

Mercado de Mel

Semana da Floresta A Semana da Floresta realiza-se até 23 de novembro, no Parque Natural de Sintra-Cascais. Tem como objetivo envolver os cidadãos em ações de plantação de espécies nativas do concelho de Cascais, tornando-os agentes ativos no processo de preservação ambiental. As plantações envolvem apenas espécies autóctones selecionadas de acordo com a sua área potencial, neste caso o carvalho-cerquinho, o sobreiro, o medronheiro e o carvalho-negral. As florestas autóctones são peças-chave para garantir o

equilíbrio da fauna e da flora, servindo como ponto de refúgio e reprodução de diversas espécies animais e vegetais. Até ao dia 22, o convite para participar na Semana da Floresta é dirigido às escolas e instituições do concelho para as quais foram criados programas específicos no âmbito da educação e sensibilização ambiental. Ainda com a Semana da Floresta bem presente, o dia 24 de novembro foi o escolhido para exibir o projeto municipal «O nosso bosque«, que deseja recuperar espaços naturais danificados em zonas urbanas através da criação de bosques. •Redação


Concelho

Jornal Mensal • 3

DIA MUNICIPAL DO BOMBEIRO

Município presta homenagem aos seus soldados da paz

H

Este ano a organização da cerimónia coube à Associação Humanitária de Bombeiros dos Estoris e contou com o apoio da Câmara Municipal de Cascais A cerimónia foi marcada pela atribuição por parte do presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras, da Medalha Municipal de Mérito e Solidariedade a título póstumo a Ana Rita Pereira (corporação de Alcabideche) e Bernardo Figueiredo (Estoris), bombeiros do concelho falecidos no combate ao fogo na Serra do Caramulo em agosto último. A Associação Humanitária de Bombeiros dos Estoris prestou ainda outra

CM CASCAIS

omenagear o trabalho dos Soldados da Paz, homens e mulheres que sob o lema «Vida por Vida» integram as cinco corporações de bombeiros do concelho, foi o que visou as comemorações do Dia Municipal do Bombeiro, assinaladas no passado dia 3 de novembro, nos Jardins do Casino Estoril.

homenagem a Bernardo Figueiredo atribuindo-lhe, a título póstumo, a medalha de Grau de Ouro Soldado da Paz e passando a designar uma viatura da corporação com o seu nome. Também a Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) atribuiu a Ana Rita Pereira e a Bernardo Figueiredo a medalha de

coragem e abnegação a título póstumo. A LBP condecorou também seis elementos dos bombeiros dos Estoris, o comandante Carlos Coelho, o chefe Joaquim Fernandes, o sub-chefe Francisco Martins, e os bombeiros Filomena Pereira, Skeljen Sadiku e Nuno Vaz, bem como a agente da PSP Zélia Campelo.

Em dia de homenagens o presidente de Cascais disse: «Por último, e numa decisão que será tomada em conjunto com as cinco corporações do concelho, vamos erguer um Monumento de Homenagem aos Bombeiros Voluntários do Concelho que será instalado num dos parques urbanos de Cascais». Carlos Carreiras homenageou também o ex-vereador da Proteção Civil, Pedro Lopes de Mendonça (CDU), que durante oito anos esteve à frente da Protecção Civil do concelho. O ex-vereador assumirá agora a função de Comandante Operacional Municipal, cargo que assumirá de forma não remunerada. O dia foi igualmente marcado pela oferta municipal de cinco veículos de transporte adaptado, um a cada corporação de bombeiros, no âmbito do Protocolo do Transporte Adaptado. Os Jardins do Casino Estoril foram ainda palco de um desfile apeado e motorizado das cinco corporações concelhias. •FL

PUB


Cultura

4 • novembro 2013 EFEMÉRIDE

Teatro Experimental de Cascais celebra 48 anos com programação especial DR

Júlio Resende, Natália Correia, Daniel Sampaio, Michel Giacometti, entre tantos outros.

Longo percurso

O

Teatro Experimental de Cascais celebrou, no passado dia 13 de novembro, 48 anos de existência. Na cerimónia prestou-se homenagem a Natália Correia, na passagem dos 20 anos da sua morte, através da professora Teresa Côrte-Real. Durante a cerimónia vários alunos da Escola Profissional de Teatro de Cascais receberam os seus diplomas. Pela companhia, fundada em 1965, passaram nomes consagrados nos palcos como Amélia Rey Colaço, Mirita Casimiro, Eunice Muñoz, Carmen Dolores, Mário Viegas. A estes, junta-se toda uma geração de jovens formados na Escola Profissional de Teatro de Cascais (EPTC), e atores formados nas últimas décadas PUB

pelo TEC como João Vasco, Santos Manuel, Zita Duarte, António Feio, Alexandra Lencastre, Diogo Infante ou José Wallenstein. Com mais de uma centena e meia de peças levadas à cena, o Teatro Expe-

rimental de Cascais (TEC) orgulha-se, nestes 48 anos de vida de ter no seu currículo prestigiados colaboradores dos mais diversos domínios: Carlos Paredes, Luís Pinto Coelho, Almada Negreiros, PUB

Um extenso trajeto teatral que pode ser apreciado numa visita ao Espaço Memória do Teatro Experimental de Cascais, situado na Avenida Marechal Carmona, 104 (traseiras do Jumbo). A antiga garagem e armazém, algumas vezes transformada em sala de espetáculos, é hoje o espaço para viajar no tempo e tomar conhecimento da história da companhia através de fotografias, libretos, textos, maquetas de cenários e de manequins envergando figurinos, adereços e outras curiosidades. É no Espaço Memória TEC que pode ainda ser consultada uma biblioteca com mais de 3 mil títulos. Da programação ainda fez ainda parte a estreia da peça «Os Saltimbancos», de Chico Buarque, para ver até 29 de dezembro de 5.ª a sábado às 21h30 e Sábados e domingos às 16h, para maiores de 6 anos. A peça consiste num musical emblemático de Chico Buarque a partir da letra de Sérgio Bardotti e música de Luiz Enriquez Bacalov, inspirado no conto dos Irmão Grimm «Os Músicos de Bremen», direcionado para os mais jovens. Uma versão de «Os Saltimbancos» que conta com uma parceria com o ATL da Galiza (Santa Casa da Misericórdia de Cascais), uma instituição que celebra 30 anos de existência, com um trabalho notável a bem da comunidade, nomeadamente, o trabalho desenvolvido com crianças e jovens – quer nas áreas do desporto e educação, quer no despertar do interesse cultural junto dos mais novos. Um trabalho enriquecedor e de construção deste espetáculo aliciante. •Redação


Solidariedade

Jornal Mensal • 5 PUB

ASSOCIAÇÃO «NOVAMENTE»

«Novamente» procura apoios para ajudar mais

Fundada por um pai de um jovem Traumatizado Crânio-Encefálico (TCE) que, deparando-se com inúmeras dificuldades, constituiu uma equipa (composta por médicos, gestores, advogados entre outros) com o objectivo de colmatar as principais necessidades de sobreviventes de TCE, assim como das suas família, a Novamente foi registada no dia 8 de fevereiro de 2010, como entidade de solidariedade social sem fins lucrativos. Com sede em Cascais, a instituição tem ganho um papel mais ativo, mas sente-se incapaz de alcançar os seus objetivos e dar as respostas que gostaria de dar. Em declarações ao Correio de Cascais, Vera Bonvalot, explicou as suas dificuldades: «O traumatismo crânio-encefálico é a maior causa de morte e incapacidade em jovens adultos de todo o mundo, sendo considerado como a epidemia silenciosa» (Organização Mundial de Saúde). A directora executiva da Novamente adiantou que «existe a possibilidade de chegarmos às 1000 famílias em apoio contínuo na Novamente e para tal é necessário um esforço de apoio financeiro (telefonemas, deslocações, parcerias com terceiros, serviços de assistência social continua, software e hardware) que a novamente não tem». Para Vera Bonvalot, «o que menos esperamos que nos aconteça é o que na realidade acontece a outros. Em Portugal

FRANCISCO LOURENÇO

A falta de apoio financeiro está a deixar a Novamente (Associação de Apoio aos Traumatizados Crânio-Encefálicos e suas famílias) com grandes dificuldades para prosseguir os seus fins, entre os quais, cuidar e informar sobreviventes de traumatismos crânio encefálicos e suas famílias.

há mais de 200 mil casos de pessoas que de um momento para o outro sofreram um traumatismo grave e viram a sua vida virada do avesso. Ajude-nos a ajudar e com todo o respeito, cuidado e amizade, devolver-lhes uma vida o mais digna possível». O trabalho desenvolvido pela Novamente insere-se em várias frentes, conforme reforçou Vera Bonvalot: «Ligamos os vários intervenientes profissionais e clínicos entre si para que tudo corra melhor nesta maratona que é recuperar de coma, aprender tudo de novo, numa vida que está virada ao contrário, sem emprego, sem amigos, divórcio e sem grande aceitação do próprio para a sua nova condição de pessoa com algumas deficiências. A luta pela recuperação não tem fim e exige coragem, carga financeira, muita motivação – na Novamente encontram muita informação e começar por acreditar». •Francisco Lourenço PUB

PUB


Vida autárquica

6 • novembro 2013 TOMADA DE POSSE

Carlos Carreiras promete estratégia económica

Pelouros e Vereadores

CM CASCAIS

que se manterá como uma alavanca poderosa da economia regional como provam os próximos investimentos de duas cadeias internacionais que vão criar mais postos de trabalho localmente. Todos estes projetos têm na sua base as pessoas».

Prioridades

Presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras, na tomada de posse

S

em programa municipal, Carlos Carreiras tem uma estratégia económica e social assente nas pessoas. Isso ficou vincado no seu discurso de tomada de posse, no passado dia 23 de outubro, na Sala Condes de Cantanhede, na Cidadela de Cascais. O edil sustentou que «quem tem estratégia não precisa de programa» e sublinhou que «é uma forma nova de fazer política, talvez. Mas a velha fórmula é farta em programas que ficaram por cumprir». Carlos Carreiras salientou que depois da infraestruturação do território, de equipar o território com escolas e bibliotecas, hospitais e pavilhões desportivos, PUB

«abre-se agora um novo tempo, um terceiro ciclo. O que há de especial neste novo ciclo é que ele já não é feito nem de tijolo, nem de betão, nem de aço. É um ciclo assente nas pessoas, no talento e no génio humano como motor de desenvolvimento económico e social». O presidente de Cascais empossado lembrou os projetos que estão a ser executados, entre os quais, a instalação da Faculdade de Economia da Universidade Nova, o Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Católica, a nova Academia da rede Aga Khan, o Cluster do Mar e o Cluster da Saúde «tal como nas redes que montámos com as IPSS do concelho e que nos permitem estar na primeira linha do combate à crise. Tal como a promoção de eventos turísticos,

PUB

Sobre as prioridades, Carlos Carreiras frisou: «Especialmente em momentos como o que vivemos, marcados por recursos escassos, são os mais desprotegidos e os mais frágeis que merecem a nossa primeira atenção. Os mais novos, os nossos maiores, os que a lotaria da vida lhes retirou capacidades físicas ou mentais, mas também os mais pobres, os que vivem na solidão e os desempregados que devem estar na nossa primeira linha de ação. No caminho para um novo tipo de estado, o estado humanista, e para uma nova forma de sociedade, a da ecologia humana, esta é a nossa prioridade». O presidente do município pretende também intervir em áreas da Administração Central, principalmente, quando esta falha. «O que me move é a prestação do melhor serviço às pessoas. E não apenas nas áreas de atuação tradicional de uma Câmara Municipal, mas também na saúde, na educação, na segurança social, na mobilidade, no ordenamento do território, na salvaguarda do património, seja ele material, imaterial ou ambiental, o combate ao desemprego e o desenvolvimento económico. Tudo isto são áreas onde as autarquias devem ter uma maior participação». «A nossa aspiração», frisou, é «de fazer de Cascais o melhor lugar para viver um dia ou uma vida em 2017». •FRANCISCO LOURENÇO

PUB

«Toda a orgânica municipal passa a estar assente em apenas quatro pilares – Pessoas, Território, Futuro e Presente, em linha com os quatro pilares de sustentabilidade social, ambiental, económico e governança», desvendou o presidente de Cascais quando inquirido pelo Correio de Cascais sobre a distribuição dos pelouros pelos vereadores eleitos. Os pelouros deste novo executivo serão assim distribuídos: Pessoas – a cargo do Vereador Frederico Almeida e intervém na educação, saúde, apoio social e desporto. O Território – do Vereador Nuno Piteira Lopes. Aqui cabem todos os serviços responsáveis pela intervenção territorial como, por exemplo, gestão dos espaços verdes, licenciamentos urbanísticos, obras, mobilidade e acessibilidades. O Futuro – da vereadora Ana Sofia Bettencourt. Tem as áreas do Planeamento estratégico, cadeias de valor, a nova unidade de Promoção do Emprego, cidadania e participação, valorização dos recursos ambientais e culturais, energia e juventude. O Presente – para Paula Gomes da Silva. As unidades que são âncoras da organização e garante de boas práticas de governo e serviços de suporte à governação: como jurídicos, recursos humanos, financeiro e controlo de gestão. Ao vice-presidente Miguel Pinto Luz cabe a coordenação de todas as áreas. “Fazendo a analogia com o organograma empresarial, o vice-presidente funcionará como um verdadeiro CEO. Eu, como Presidente, e na mesma analogia, ocuparei uma posição organizacional semelhante à do Chairman. Desenvolverei os projectos de impacto estratégico, representação e relações institucionais, protecção civil e polícia municipal e avocarei, sempre que entender alguns dossiers que pela sua natureza assim o exijam”.•


Jornal Mensal • 7

Vida autárquica

JUNTA DE FREGUESIA DE ALCABIDECHE

DIREITOS RESERVADOS

«Combate à exclusão social»

A

O eleito pretende «dar um forte impulso na educação e incentivar o emprego e o empreendedorismo na freguesia», disse ao Correio de Cascais. Também «a regeneração dos espaços industriais e comerciais degradados» está na mira do jovem autarca. No imediato, Bruno Nascimento está a «organizar a casa» PUB

e «a apoiar as famílias em dificuldades que batem à porta da junta de freguesia», revelou. Alcabideche é uma freguesia com um forte potencial para captar e fixar empresas, mas também é caracterizada por uma acentuada malha urbana de cariz social. No centro histórico as dificuldades de estaciona-

mento ainda persistem. «Queremos criar bolsas sociais nas diversas áreas. A mobilidade também nos preocupa. Vamos intervir junto das entidades competentes na área dos transportes e criar mais espaços de estacionamento», adiantou. • FL

poiar as famílias e a juventude e combater a pobreza são algumas das principais preocupações de Bruno Nascimento, o novo presidente da Junta de Freguesia de Alcabideche.

PUB


Vida autárquica

8 • novembro 2013

UNIÃO DE FREGUESIAS DE CARCAVELOS E PAREDE

Proximidade e consenso na gestão de Carcavelos e Parede

Z

Candidata da Coligação Viva Cascais, Zilda Silva viu impugnada a sua candidatura pelo Partido Socialista que alegou no Tribunal de Cascais que a candidata já tinha sido eleita como presidente da Junta de Freguesia de Carcavelos em 2001, 2005 e 2009, e dessa forma cumpriu três mandatos consecutivos, ficando assim impedida de se candidatar ao abrigo da lei de limitação de mandatos. A Coligação Viva Cascais recorreu para o Tribunal Constitucional e estes magistrados proferiram um acórdão que o Correio de Cascais teve acesso e em síntese concordou com a candidatura de Zilda Silva, uma vez que a mesma se destina à presidência da «nova freguesia» Carcavelos Parede e não somente Carcavelos. A proximidade com os munícipes, o diálogo e o consenso entre as diversas instituições locais são algumas das prioridades da eleita que quer «manter vivas as vivências, a sua história de cada comunidade». «Iremos atuar sobre os territórios agora agregados de forma a responder eficientemente a problemas concretos da comunidade, valorizando as suas potencialidades endógenas e não obedecendo a critérios virtuais de coPUB

DIREITOS RESERVADOS

ilda Silva contínua à frente dos destinos de Carcavelos e agora, também, de Parede face à junção das duas freguesias numa única autarquia por imposição da reorganização administrativa.

afectação», defende. «A vertente social» é a principal preocupação. «Contamos também com o apoio indispensável da Câmara na prossecução das atividades que conduzem à melhoria da qualidade de vida do cidadão». Entre os objetivos a concretizar dependentes da Câmara surgem a relocalização do Centro de Saúde de Carcavelos no Hospital José de Almeida, o termo das obras do Mercado de Carcavelos e a relocalização da feira de Carcavelos. •Francisco Lourenço

Zilda Silva, Presidente da União de Freguesias de Carcavelos e Parede PUB


Vida autárquica

Jornal Mensal • 9

UNIÃO DE FREGUESIAS DE CASCAIS E ESTORIL

«Mais perto das famílias e idosos»

A

O presidente daquela autarquia, Pedro Morais Soares, tomou posse no passado dia 21 de outubro e frisou que quer manter uma «proximidade com os cidadãos» e uma parceria forte com a Câmara. O que propõe é «inovar e projectar a freguesia no futuro». Pedro Morais Soares aguarda a esperada descentralização das competências da Câmara para a freguesia, bem como as novas competências da Junta. A cerimónia da tomada de posse foi ainda marcada por uma homenagem a Luciano Mourão, que exerceu, desde 1991 até ao presente, a presidência da Junta de Freguesia do Estoril, agora unida com a de Cascais. Pedro Morais Soares recebeu o Correio de Cascais na “antiga” sede de freguesia do Estoril e especificou algumas das suas prioridades: « No apoio às jovens famílias, vamos continuar com as Bolsas de creche – resultante de parcerias com as creches da rede privada e o município de Cascais, criando assim mais respostas sociais em Creche, não esquecendo a parceria da Junta com a SCMC na Creche da Pampilheira. A Junta Cascais Estoril tem assim mais de 100 respostas em Creche». No apoio aos idosos, disse: «Apro-

DIREITOS RESERVADOS

educação, o apoio às jovens famílias e aos idosos são algumas das áreas prioritárias da “recém-nascida” União de Freguesias de Cascais e Estoril, que tem cerca de 65 mil munícipes e vai continuar a atender os fregueses nos mesmos locais.

veitando a rede de Centros de Convívio e de dia, existentes em Cascais e Estoril, pretendemos combater a solidão dos mais velhos e promover o convívio intergeracional. A Junta Cascais Estoril tem mais de 400 idosos nos seus centros. Para além dos seus centros a Junta tem parcerias estratégicas com as várias IPSS da Freguesia». Para os mais jovens, acrescentou: «vamos continuar com as parcerias com a APCOI – tem como objetivo combater a obesidade infantil, através do Projecto «Heróis da Fruta» e a Associação Prevenir – Prevenção do consumo do álcool e drogas nas escolas – Promoção de hábitos e estilos de

vida saudáveis». A preservação e conservação do

património são também preocupações da Junta de Cascais e Estoril. •FL

Pedro Morais Soares, presidente da União de Freguesias de Cascais e Estoril PUB


Vida autárquica

10 • novembro 2013

JUNTA DE FREGUESIA DE SÃO DOMINGOS DE RANA

«Devolver a dignidade a todos»

“D

Para isso propõe «promover a criação de programas de inclusão na vida ativa da freguesia, com criação de recursos com variadas vertentes». Foi o que a autarca frisou na sua tomada de posse e recordou ao Correio de Cascais quais os seus objectivos principais para a freguesia: «Falando um pouco nas minhas prioridades elas estão essencialmente viradas para a Juventude e Idosos, não descurando todas as outras áreas. Quero, após levantamento das dificuldades reais da população de S. Domingos de Rana e de uma forma despretensiosa, devolver a dignidade a todos os residentes na freguesia». Com a atenção sobre os jovens e os mais idosos, Fernanda Gonçalves quer incentivar «o empreendedorismo como forma de desenvolvimento da nossa freguesia», diz. Sublinha ainda que «a experiência adquirida nestes 4 anos vem reforçar competências para que agarre este desafio com mais confiança e determinação, permitiu-me aprofundar o conhecimento de certas realidades da nossa freguesia e, sabendo que um Presidente da Junta está mais próximo da população, comprometo-me a tudo fazer para tentar resolver os principais problemas de modo a contribuir para uma melhoria da qualidade de vida dos moradores desta freguesia».

DIREITOS RESERVADOS

evolver a dignidade a todos os residentes na freguesia” é o que propõe Maria Fernanda Gonçalves, a presidente eleita para a Junta de Freguesia de São Domingos de Rana.

A grande aposta, referiu, é a proximidade com os cidadãos. «Há a necessidade de investirmos nas pessoas, sermos solidários no apoio à comunidade em geral e às famílias em particular, apoiar o comércio tradicional, apoiar as IPSS e as forças vivas da freguesia, para todos juntos construirmos uma sociedade melhor e solidária e superarmos os enormes desafios que temos pela frente». Maria Fernanda Gonçalves sucede a Manuel do Carmo Mendes que dirigiu a freguesia de São Domingos de Rana durante 20 anos. Agora, Carmo Mendes assumiu o cargo de Presidente da Assembleia daquela Freguesia. •Francisco Lourenço

Maria Fernanda Gonçalves, presidente da Junta de Freguesia de São Domingos de Rana

PUB

Senhor empresário, invista com qualidade

Obtenha retorno no Jornal de referência 21 920 22 40


Vida autĂĄrquica

Jornal Mensal • 11 PUB

AUTARQUIA

P

ara o novo Executivo Municipal da Câmara de Cascais foram chamados 11 eleitos e mais 33 membros para a Assembleia Municipal, numa cerimónia presidida pelo presidente da Assembleia Municipal cessante, António de Magalhães Pires de Lima, atual Ministro da Economia, que foi reeleito para o mesmo cargo.

O novo executivo aparece com uma nova distribuição de pelouros à luz de novos modelos organizacionais no municipalismo português, sustentou ao Correio de Cascais Carlos Carreiras. Cessaram funçþes os vereadores que tinham o pelouro da Protecção Civil (Pedro Mendonça - CDU), da Educação e Cultura (Ana Clara Justino – independente), Actividades Económicas (Carla PUB

Valente de Almeida) e Associaçþes de Moradores e Manutenção (Artur Ferreira). Aparecem como caras novas no Executivo Municipal os vereadores eleitos pela Coligação Viva Cascais: Ana Sofia Bettencourt, Paula Gomes da Silva. Miguel Pinto Luz volta a exercer o cargo de vice-presidente de Cascais. Do Partido Socialista assinaram a acta de tomada de posse: João Cordeiro, Alexandre Sargento e Maria Teresa Gago, que se perspectiva assumam o cargo de vereadores sem pelouro, de acordo com o que se verificou nos anteriores mandatos, com a excepção verificada na nomeação posterior de Alexandre Faria (PS) para vereador. Da CDU tomou posse como vereador Clemente Alves. Do Movimento independente SERCASCAIS, foi eleita Isabel Magalhães. •Francisco Lourenço PUB

Centro de Explicaçþes Apoio Escolar ; Explicaçþes individuais ou em grupo, a todas as disciplinas do 1º ano ao 9º ano de escolaridade ; Realização de trabalhos de casa, com a explicação e estudo da matÊria em simultâneo ; Acompanhamento e revisão diåria das matÊrias dadas ; Fichas de trabalho regulares de avaliação de conhecimentos ; Preparação intensiva para testes ; Preparação para exames

Desconto de 15% para irmĂŁos

DIREITOS RESERVADOS

O Novo Executivo e a Assembleia Municipal

Fechado em Agosto

INSCRIÇÕES ABERTAS INSCRIĂ‡ĂƒO: 20â‚Ź Valores para 2/3/5 dias/semana

3VBEF.JMĂ?P -PKB#t-BWFJSBTt$BYJBT BPMBEPEB&TDPMBEF4#SVOP

5MN] &NBJMHFSBMCFDMFWFS!HNBJMDPN]XXXGBDFCPPLDPN#F$MFWFS4UVEZ$FOUFS


Desporto Escolar

12 • novembro 2013 DESPORTO ESCOLAR DO CONCELHO

«O lançamento dos centros de formação no projeto do desporto escolar»

PUB

PUB

DIREITOS RESERVADOS

através da concentração de recursos humanos e materiais em locais para onde possam convergir alunos de vários agrupamentos, quer nos períodos letivos, quer em estágios de formação desportiva especializada, nas interrupções letivas. Os Centros de Formação Desportiva organizam-se em torno de quatro eixos fundamentais: a) Atividades de iniciação e aperfeiçoamento desportivo que favoreçam a prática de atividades desportivas, cuja espe-

cificidade técnica exija condições especiais, como é o caso das modalidades náuticas, de ar livre e de exploração da natureza, entre outras; b) Atividades que favoreçam a formação especializada de alunos com interesse, capacidades e aptidões excecionais para a prática de uma modalidade ou disciplina desportiva; c) Formação e certificação de professores nas vertentes teóricas e práticas de uma modalidade ou disciplina desportiva; d) Atividades de curta duração que incidam fundamentalmente em estágios de formação desportiva especializada, durante as interrupções letivas. Os Centros de Formação Desportiva podem ser utilizados sempre através da escola, como no caso de: visitas de estudo; prática desportiva solicitada por um professor que acompanha o seu grupo-equipa; ou alunos (as) que pretendem experimentar uma modalidade que não têm acesso na sua escola. Na nossa área coordenativa foram assinados protocolos com o Agrupamento de Escolas de Carcavelos e o Agrupamento de Escolas Ibn Mucana, designadamente nas modalidades de Vela e Surf, assinados pelos respetivos diretores.

N

o passado dia 16 de novembro, assinalou-se o Dia Nacional do Mar pela comunidade educativa com a sessão de lançamento, a nível nacional, de 11 Centros de Formação Desportiva (CFD) nas áreas das modalidades náuticas: vela, surf, canoagem, remo e, ainda, dois CFD de golfe. A cerimónia realizou-se no Clube Naval de Cascais e contou com a assinatura de protocolos de cooperação institucional entre a Direção-Geral da Educação e os diretores das escolas onde estão sediados os CFD. A promoção das modalidades náuticas nas atividades desportivas escolares assume um particular interesse, ao reforçar a aposta na sensibilização dos jovens alunos para a prática desportiva, valorizando, igualmente, os elementos patrimoniais e ambientais. Visando o investimento no potencial de dinamização destes polos desportivos na sua valência educativa, desportiva e PUB

cultural, estiveram presentes na cerimónia o Senhor Secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, Dr. João Grancho, e os representantes das entidades que se associaram a esta iniciativa. Os Centros de Formação Desportiva, constituem-se como polos de desenvolvimento desportivo, dinamizados por agrupamentos de escolas e escolas não agrupadas, em parceria com federações, municípios e parceiros locais. Visam a melhoria do desempenho desportivo


Desporto Escolar

Jornal Mensal • 13 PUB

desportiva

Estes protocolos são inequivocamente, para esta coordenação local, uma ocorrência que nos enchem de regozijo e que nos orgulha de poder contribuir para o incremento qualitativo da oferta na prática de atividade física dos alunos da CLDE de ACO. Nesta ocasião, cerca de 150 alunos, oriundos de todas as regiões do território continental inscritos nos CFD já em funcionamento e de grupos-equipa da Coordenação Local do Desporto Escolar de Amadora-Cascais-Oeiras, participaram nas atividades de demonstração das modalidades de vela e canoagem na Baía de Cascais. No âmbito desta cerimónia foram, ainda, apresentadas 40 embarcações executadas com materiais biodegradáveis por alunos das escolas EB Pereira Coutinho, AE de Carcavelos e AE de Cascais, tendo os alunos construtores das referidas embarcações de as lançar ao mar em ato simbólico. A organização do evento esteve a cargo da Direção-Geral da Educação e contou com o apoio da autarquia anfitriã, a Câmara Municipal de Cascais. Por fim, salientar que toda a estrutura do

DIREITOS RESERVADOS

Diretor-Geral de Educação, Fernando Reis, o Secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, João Grancho, e o Diretor do Clube Naval de Cascais, José Matoso

Maria Teresa Lopes do Agrupamento de Escolas IBN Mucana

Desporto Escolar está de parabéns por todo o trabalho inovador que tem vindo a efetuar no incremento da melhoria da qualidade deste projeto educativo. Professor Aurélio Oliveira Coordenador Local do Desporto Escolar de Amadora, Cascais e Oeiras PUB


Lazer

14 • novembro 2013

A Brincar ... A Brincar ...

Sudoku

Sopa de letras

Nível fácil

Descubra nesta grelha / sopa de letras alguns nomes relacionados com o Natal.

Preencha a grelha com os algarismos de 1 a 9 sem que nenhum se repita em cada linha, coluna ou caixa. Bom jogo!

Pai Natal

Velas

Presentes

Estrela

Árvores

Presépio

Decorações

Meia

Anjos

Luzes

Chaminé

Missa

Natal

Grinalda

Horóscopo de novembro de 2013 Escorpião

(23 de outubro a 21 de novembro) O mês trará momentos deliciosos no amor e vida social agitada. Aproveite o movimento retrógrado de Mercúrio no seu signo, para aprofundar o tom das conversas e também para refletir sobre objetivos pessoais.

Sagitário

(22 de novembro a 21 de dezembro) Os primeiros dias do mês revelarão desejos e ambições. Sintonize-se com sua força espiritual e impulsione um empreendimento familiar.

Capricórnio

(22 de dezembro a 20 de janeiro) O entusiasmo e o prazer estarão de volta, com a conquista de um novo ambiente social ou mais tempo para relaxar com os velhos e bons amigos de sempre.

Aquário

(21 de janeiro a 19 de fevereiro) PUB

Carreira em ascensão: resolva os últimos detalhes de um contrato profissional e prepare-se para o sucesso! O mês trará ótimas perspectivas de crescimento financeiro, mais poder e maior visibilidade no mercado. Os seus talentos serão reconhecidos e recompensados concretamente.

Peixes

(20 de fevereiro a 20 de março) Uma viagem, na Lua Nova, iniciará uma fase positiva no amor. Tudo aberto para começar um novo relacionamento ou para renovar os sentimentos e intensificar a paixão, numa relação já assumida. Boa energia, otimismo e autoconfiança marcarão presença nos encontros sociais.

Carneiro

(21 de março a 20 de abril) Comemore os planos excitantes para a carreira. Um novo empreendimento ganhará impulso. Negociações definirão metas para o seu futuro. Aproveite a primeira quinzena para rever contratos, re-

formular o projeto de vida e implantar as mudanças necessárias.

Touro

(21 de abril a 20 de maio) Uma nova paixão poderá abalar as suas estruturas, logo nos primeiros dias do mês. Fase positiva também para resolver divergências com amigos ou equipa de trabalho.

Gémeos

(21 de maio a 20 de junho) Novas responsabilidades de trabalho pesarão na rotina, mas a recompensa virá com um aumento de salário ou benefícios.

Caranguejo

(21 de junho a 21 de julho) Prazer, paixão, fertilidade e segurança marcarão este ciclo, com a Lua Nova em harmonia com o seu signo. Se o coração estiver livre, este será o melhor momento do ano para se apaixonar.

Leão

(22 de julho a 22 de agosto) Assuntos mal resolvidos no passado vão se esclarecer agora, dando início a uma nova etapa da vida familiar. Com a autoestima em alta, a partir da Lua Nova, estará pronta para decidir planos de longo prazo que permitirão construir bases afetivas mais firmes.

Virgem

(23 de agosto a 22 de setembro) Imprevistos financeiros logo no início do mês cobrarão ajustes no orçamento. Aproveite a Lua Nova na sua área do dinheiro, para iniciar um negócio, criar um plano B ou planear investimentos.

Balança

(23 de setembro a 22 de outubro) Com sucesso na carreira e as finanças estáveis, você terá a segurança necessária para cuidar do aconchego e bem-estar da família. Uma reforma ou mudança poderá ser o primeiro passo.

PUB

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL AUTORIDADE MARÍTIMA NACIONAL CAPITANIA S.

R.

DO PORTO DE CASCAIS

Dario de Oliveira Pinto Moreira, Capitão-tenente e Capitão do Porto de Cascais, ao abrigo das competências que Ihe são conferldas pelo Capitulo V do Regulamento Geral das Capitanias e pela alínea a), do n.° 6, do art.° 13°, do Decreto-Lei n.° 44/2002, de 2 de Março, faz saber que nesta repartição marítima corre termos processo de justificação, em que é requerente Carlos Alberto Catarino da Piedade, NIF 125852860, residente em Avenida Almirante João Azevedo Coutinho, 283 (Lote 3) - Alto Murtal, 2775-101 PAREDE que foi proferida decisão final no processo de JUSTIFICAÇÃO ADMINISTRATIVA POR USUCAPIÃO do direito de propriedade do motor de marca YAMAHA, Número de Série 419908 com potência de 15 HP para, querendo, no prazo de 10 dias subsequentes ao termo do prazo do edital, deduzirem oposição nos termos do n° 1 do artigo 117 - H do Código do Registo Predial, alterado pelo Decreto-Lei n° 116/2008, de 4 de Julho, aplicável supletivamente ao registo patrimonial marítimo. Capitania do Porto de Cascais, 01 de Outubro de 2013 Afixação: Início em 03/10/2013 Termo em 03/11/2013


Crime & Justiça

Jornal Mensal • 15

CRIME & JUSTIÇA por Carlos Tomás

Polícias acusados de corrupção e tráfico querem voltar ao serviço

Os 13 agentes da PSP de Cascais que o Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa pronunciou, em Abril deste ano, para serem julgados pelos crimes de segurança privada ilegal, tráfico de droga e de armas, extorsão, corrupção e coação, querem ser integrados novamente na corporação e voltar ao serviço, tendo interposto várias providências cautelares. Uma dessas providências, colocada em Sintra, já resultou, uma vez que o tribunal local decidiu suspender a decisão da Direção Nacional da PSP de afastar um dos agentes de funções. A Direção Nacional da PSP decidiu, quando os agentes foram pronunciados para ir a julgamento, suspender de imediato todos os agentes envolvidos das suas funções, no âmbito de um processo disciplinar.

Polícia integrado Um dos polícias interpôs uma providência cautelar contra a medida e, segundo despacho do Tribunal Administrativo e Fiscal de Sintra, divulgado pela agência Lusa, o agente pode voltar ao serviço, pois o tribunal suspendeu a decisão da Direção Nacional da PSP. Porém, segundo o Correio de Cascais apurou junto da PSP, o suspeito «não vai voltar a ter funções operacionais nem a lidar com o público

enquanto o julgamento não se realizar». Certo é que outros polícias, também suspensos de funções, interpuseram igualmente providências cautelares, mas sobre as quais ainda não há qualquer decisão judicial.

Separação de poderes Um dos argumentos para o Tribunal de Sintra ter dado razão ao agente na providência cautelar prende-se «com a separação e a independência entre o processo disciplinar e o procedimento criminal». «Podendo obter-se um resultado igual ou idêntico ao visado pela suspensão automática, não parece proporcional aos fins disciplinares prolongar eventualmente a suspensão para além do tempo do próprio procedimento disciplinar, ou atrasar a decisão deste, por arrastamento e por causa do processo criminal, que tem de ser independente», justifica o juiz do Tribunal Administrativo no acórdão que proferiu.

Processo complexo O processo conta, além dos 13 polícias, com 16 civis que também vão responder pelo mesmo tipo de crimes. O julgamento vai decorrer no Tribunal de Cascais, mas ainda não há data para o seu início. Segundo a acusação, em data não conPUB

cretamente apurada, mas há mais de cinco anos, três dos suspeitos - um chefe e dois agentes -, juntamente com outros colegas e civis, «aproveitaram o facto de serem polícias para se organizarem, dividirem funções, elaborarem e executarem um esquema para obterem dinheiro com a prática de crimes». O Ministério Público (MP) sustenta que os polícias «apenas entregavam parte do dinheiro e dos estupefacientes apreendidos (cocaína e canábis) à ordem dos processos», ficando com o restante. O alegado grupo (não houve acusação por associação criminosa) teria «o epicentro na Esquadra de Investigação Criminal de Cascais» e como principal objetivo «o controlo do tráfico de estupefacientes e da segurança privada ilícita na zona de Cascais e arredores, assim como de outros crimes dos quais pudessem colher lucros monetários».

Polícias e civis O Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa decidiu, em Abril, levar a julgamento 13 polícias da Divisão de Cascais pelos crimes de associação criminosa para segurança privada ilegal, tráfico de droga, tráfico de armas, extorsão, corrupção e coação. No caso do crime de tráfico de droga qualificado, o mesmo foi desqualificado para simples, tendo a juíza deixado cair o crime principal de associação criminosa, por considerar que não ficou provada a existência de um grupo organizado que obtinha dinheiro com a prática de diversos ilícitos, na zona de Cascais e arredores, como defendia a acusação do MP. Durante a leitura da decisão instrutória, que decorreu nas Varas Criminais de Lisboa, no Campus da Justiça, Maria Antónia Andrade pronunciou os 13 polícias e 16 dos 17 civis pelo mesmo tipo de crimes, passando o processo a ter 29 arguidos.

Rapaz matou a mãe com dez facadas

Tiago, de 16 anos, assassinou à facada a mãe, Angélica Caselli, alegadamente porque ela lhe exigia boas notas na escola. Ficou preso preventivamente, mas devido à idade não pode ser condenado à pena máxima prevista por lei. O crime ocorreu na moradia onde viviam, em Cascais, no passado dia 4 de novembro, depois de uma discussão sobre as notas escolares. Após matar a progenitora, Tiago tomou banho e, quando foi detido, estava a ouvir música no quarto. Segundo o pai do jovem relatou às autoridades, o agressor é filho único e era um aluno de excelência. Porém, a mãe, Angélica Caselli, 46 anos, queria que ele fosse sempre o melhor. Na tarde daquela segunda-feira, chegaram a casa e terão iniciado uma discussão. Na sequência da troca de palavras, a mulher decidiu retirar dois telemóveis e o computador portátil ao filho. Ao juiz de instrução criminal de Cascais, as autoridades revelaram que Tiago empunhou uma navalha e perseguiu a mãe, começando a esfaqueá-la no tronco e braços. A mulher, brasileira, terá pedido socorro, mas ninguém a ouviu. Golpeada em várias partes do corpo, ainda conseguiu abrir a porta de casa e chegar ao jardim, local onde o rapaz a voltou a esfaqueá-la. Consumado o crime, o assassino confesso voltou para o interior da residência. A mulher morreu com dez facadas. PUB


A fechar

16 • novembro 2013

Sugestão Cultural Exposições

Cursos e Oficinas

Visitas Guiadas

Música

Até 30 novembro

Até 13 dezembro

21 de novembro e 19 de dezembro

29 de novembro

“15” – Pintura de Ana Camilo Galeria de arte da Freguesia de Cascais e Estoril 3ª a sábado, das 10h00 às 18h00 Gratuito

Sentir o movimento Ludobiblioteca EB Raúl Lino 6ª, das 11h00 às 12h00 Gratuito

Visitas guiadas ao Hospital de Sant´Ana (Parede) 5ª, das 14h30 às 17h00 Gratuito

Caixa de Pandora Auditório do Centro Cultural de Cascais 6ª, às 21h30

Até 21 dezembro

23 de novembro

1 de dezembro

Worshops de desenho, Pintura, Artes decorativas e escrita criativa Quinta dos Caniços (Tires) Sábado das 16h00 às 19h00 Horário alternativo

Faróis de Cascais Farol Museu de Santa Marta Sábado, das 9h30 às 12h00

À Roda do Presépio Auditório do Centro Cultural de Cascais Domingo, às 17h00

Até 29 de dezembro Boca de Cena Teatro Municipal Mirita Casimiro 2ª das 10h00 às 15h00 | 3ª a sábado, das 10h00 às 21h30 | domingo, das 14h00 às 18h00 Entrada Livre

A partir de 16 novembro Acervo da Fundação D.Luis I Centro Cultural de Cascais 3ª a domingo, das 10h00 às 18h00

16 novembro a 15 dezembro Os Homens e o Mar Casa de Santa Maria 3ª a 6ª, das 10h00 às 17h00 | sábado e domingo, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00

23 de novembro e 23 de dezembro Visita guiada à Zona de interesse Biofísica das Avencas para famílias Praia das Avencas Sábado das 9h00 às 13h00, conforme a hora da baixa-mar

Até 6 dezembro Farol dos sentimentos Ludobliblioteca Raúl Lino 6ª, das 10h30 às 12h30 Gratuito

A Decorrer

Até 7 dezembro Let´s Sing Teatro Municipal Mirita Casimiro 90 minutos de música inesquecível! Este worshop destina-se a qualquer pessoa que goste de cantar. Sábado, das 11h30 às 13h00

PUB

O Maregráfo de Cascais Maregráfo de Cascais Pode-se observar o sistema mecânico que regista diariamente a evolução das Marés e das Correntes, desde 1882. 3ª a 5ª, às 15h00 | Marcação prévia

7 de dezembro I Ciclo de Música Coral “Adventus” Solidário Quarteto de Guitarras Igreja de Bicesse Sábado, às 21h15

7 de dezembro No ano de Verdi – Canto Lírico, Piano e Flauta Museu – Biblioteca Condes de Castro Guimarães Concerto comemorativo Sábado, às 17h00

PUB


Correio de Cascais 54