__MAIN_TEXT__

Page 1


O REI Evangelho de Marcos recontado Copyright © 2012 FL Media Direitos Reservados Esta edição foi primeiramente publicada em 2012 Escrito por Rosemary Endacott e ilustrado por Terry Lim Direções Artísticas por Atlas Associates Publicado por MediaServe www.mediaserve.org Impresso na Bulgária ISBN 978 1 906389 25 3


Outro livro ou outro mundo?

O Rei

O Rei O Rei O Rei O Rei OORei Rei OO Rei Rei O Rei O Rei O ReiO ReiO Rei O Rei O ReiOOReiReiO OReiRei O Rei O Rei


Não digas?

Você gostaria de conhecer um Rei? Um

verdadeiro Rei? Como nenhum outro rei que você tenha imaginado? Muito bem, prepare para embarcar numa viagem que será a maior aventura da sua vida…

Começou numa pequena cidade no Oriente Médio onde o povo estava sendo subjugado por um dos exércitos mais brutos do mundo — o exército Romano. Os Romanos tinham invadido esta terra diminuta chamada Israel. Eles planejavam conquistar o mundo inteiro — mas eles não sabiam que uma outra pessoa tinha um plano ainda maior.

Quem? Deus?

O plano de Deus tinha sido escrito em livros muito antigos. Deus tinha escolhido um momento e um lugar para um Rei chegar na terra. E aconteceu exatamente naquele momento e no país de Israel. Tudo era difícil porque Israel estava sob a ocupação Romana. Qualquer oposição era brutalmente destruída pelos soldados Romanos, com as suas armaduras esquisitas. Mas se você pensa que os Romanos se vestiam com roupas esquisitas, observe João Batista. Ele era aquele cara que morava no deserto. Sua fama espalhou rapidamente e muitas pessoas foram ver o que ele estava fazendo. Ele era o Cara, e se vestia com roupas loucas feitas de couro de camelo. E você pensa que isto era horrível, espere até que ouça o que ele comia.

Sério?

2


Gafanhoto e mel!

Que nojo! Mas João conhecia o plano de Deus — Ele

sabia que o Rei estava chegando. Assim que, ele ficou no deserto para preparar o povo.

Prepará-las para que?

Bem, haviam muitos escravos no império

romano — Pessoas que eram basicamente prisioneiras e serviam aos seus senhores, sem receber nada. O que eles não podiam discernir era o fato de que alguns que pensam ser livres são escravos de alguém ou de alguma coisa. Ainda hoje, somos escravos de nós mesmos, se ainda não entendemos o plano que Deus tem para nossas vidas. Deixar fugir de nós o plano que Deus tem para nossa vida se chama pecado. Deus quer o melhor para nós porque Ele nos ama. João sabia que Deus tinha um plano especial para que as pessoas do seu tempo - e do nosso - fossem ajudadas a encontrar o caminho correto. Ele iria mandar o Seu único Filho, Jesus, o Salvador — O Rei!

3


João lhes disse que alguém especial estava chegando e

tinham que estar preparados. Asim que, ele lhes mergulhava no Rio Jordão, e chamava aquilo de batismo. Eles entravam na água lambusados com todas as sugeiras da vida e saiam limpos — não por causa da água, mas por causa do simbolismo — Deus estava operando nos seus corações. As pessoas vinham de todos os lugares para ver João e ouvir o que estava dizendo a respeito do Rei e do Reino. “Escutem! Vocês ainda não viram nada”! João gritou. “O Rei já vem! Não me confunda com Ele. Eu sou simplesmente seu mensageiro. Eu não sou digno de limpar nem Seus sapatos!” E o Rei aparareceu. Mas ninguém O reconheceu —com exceção de João, o Batista.

Porque Ele não tinha nehuma aparência de rei. Parecia

Por que?

uma pessoa comum, como qualquer outra. Ele foi ver João e pedir-lhe que O batizara. João ficou surpreso!

“Eu deveria ser batizado por Você — e não o contrário”, João lhe disse, mas o Rei insistiu que o João o fizera.

E daí? Enquanto o Rei

entrava na água, algo extranho aconteceu. O Espírito de Deus desceu sobre Ele e Deus falou: “Este é o meu Filho. Eu O amo e estou realmente satisfeito com Ele”.

Deus é tremendo. Não existe ninguém como Ele. Ele é grande — verdadeiramente infinito! Misteriosamente, Deus é três em um: Deus o Pai, Deus o Filho, o qual chamamos de Jesus (O Rei desta história), e o maravilhoso Espírito Santo. Todos estavam presentes quando Jesus foi batizado. Na verdade, Deus, é sempre três pessoas em todo o tempo.

4

Fantástico!


Depois disto, o Rei sabia que o tempo tinha chegado para

começar falar para todos sobre Seu Reino. Mas antes que pudesse fazer isto, as coisas começaram a se complicar. Ainda que fosse Rei, teria que passar por algumas provas.

Que tipos de provas?

Foram provas que você e eu jamais poderemos passar. Ele foi para um lugar tão deserto que somente animais selvagens moravam lá. Não levou nada com Ele, nem algo para comer. E ficou naquele lugar por muitos dias. Creio que você poderá entender isto: Deus sabia que o Rei tinha chegado, João sabia que o Rei tinha chegado… mas uma outra criatura também sabia.

Quem?

O inimigo de Deus — Satanás, quem tinha sido um dos anjos mais brilhantes de Deus - esses são os servos e mensageiros especiais de Deus. Mas Satanás não estava contente com o seu trabalho. Ele queria ser tão poderoso quanto Deus. Ele se opôs a Deus e foi exilado do céu, juntamente com seus seguidores.

Deus deseja que todos sejam livres. Não estou falando somente da liberdade do poder Romano, mas algo ainda mais profundo, que somente o Rei pode prover — liberdade da escravidão do pecado. Foi para isto que Deus enviou Seu Filho Jesus. Seu plano inclui a liberdade de todo o mundo.

M

as Satanás odeia a Deus e quer que todos sejam escravos dos maus pensamentos, maus comportamentos. Satanás até tentou manipular o Rei para que este tivesse maus pensamentos. Naquele lugar deserto, ele tentou ao Rei a que se submetesse às Suas próprias necessidades e desejos, no lugar de seguir o plano de Deus. O Rei sabia que a única esperança para uma liberdade real vem quando colocamos a Deus em primeiro lugar, em seguida, outras pessoas, e nós por último. Foi difícil, mas o Rei resistiu o desafio satânico e venceu as provas.

Que aconteceu depois? 5


Satanás ficou furioso!

Abandonou o Rei e depositou seu ódio em João, o Batista, aquele cara do deserto.

Como? João tinha enfuriado um dos governantes, um

homem chamado Herodes Antipas, um cara que tinha se casado com a ex-esposa do seu irmão, o que não era permitido. João o confrontou, e a mulher dele virou uma fera. Ela conseguiu que sua filha Salomé se exibisse numa dança sensual, uma que ela sabia faria Herodes com água na boca. Ela conhecia a debilidade de Herodes pelas menininhas bonitas. Depois que ela dançou na festa de Herodes, ele disse que ela poderia perdir-lhe qualquer coisa que quizesse — Foi assim que sua mãe a aconselhou que pedisse algo horrível.

A cabeça de João, o Batista, trazida numa bandeja.

Sério?

Não me digas! Herodes fez isto?

Herodes se sentiu muito mal. Ele gostava de João. Ele nunca teve medo de criticá-lo. Ele falava a verdade, e Herodes sabia disto. Mas Herodes já tinha caído um pouco da graça do povo, e não queria que pensassem que ele era uma pessoa fraca. Assim que mandou cortar a cabeça de João.

Não creio!

6


Mas a boa notícia era que o Rei tinha chegado, e agora as coisas estavam começando a esquentar.

Um rei necessita de seguidores, pessoas que possam

aprender dele. Assim que Jesus começou escolher seus seguidores com muito cuidado. Andando pelo Mar da Galileia, Ele viu dois irmãos, Simão e André. Eles eram pescadores. “Venham comigo!” Ele gritou. “Eu lhes ensinarei como pescar homens!”

Eles fizeram mesmo?

“Sim”, foi a resposta deles e, deixando as suas

redes, foram com o Rei. Mais adiante, ainda na orla do mar, o Rei encontrou a outros dois irmãos, Tiago e João. Ele gritou o mesmo a eles, e deixando o comércio de peixe do seu pai, se uniram ao Rei.

E depois?

7


Um rei tem também um reino. O grande

problema era que a maioria do povo se comportava como se fossem os reis das suas próprias vidas. Eles não podiam entender que eram na realidade escravos. Esta foi a razão por que Deus mandou Jesus — para mostrar o tipo de reino que tinha para eles. Eles somente poderiam tornar-se livres seguindo-O.

Que você quer dizer? Quando o Reino de Deus chega, as coisas mudam. O Rei começou

alterar tudo ao Seu redor. Os doentes estavam sendo curados. A vidas das pessoas estavam sendo mudadas pela palavra de Jesus. Muitos ainda não sabiam que o Rei tinha chegado. Eles não O reconheceram. Mas já podiam observar o impacto que Ele estava causando.

Jesus estava numa cidade chamada Cafarnaum e, sendo judeu, guardava os costumes judaicos. Uma vez por semana, num dia especial que chamam de sábado, os judeus vão a sinagoga para aprender mais sobre os caminhos de Deus. Jesus assistia também as reuniões e aproveitava para ensinar ao povo. Ele era um professor fantástico! Ninguém nunca tinha ouvido ensinos como os dEle. Ele ensinava com verdadeira autoridade — Ele era o Rei. Ele trouxe o Reino com Ele! E isto perturbou a muitos espíritos que afetavam a algumas pessoas. Observe isto, por favor: As pessoas simples não tinham a menor idéia quem Jesus era — mas os espíritos imundos sabiam muito bem. “Vieste para nos destruir?” Um dos espíritos gritou. “Eu sei quem você é: O Santo que Deus enviou”.

Caramba! Que aconteceu depois? 8


Algo extraordinário sucedeu. O espírito fez com que

o homem desse um ataque, e depois disto saiu dele, porque o Rei tinha chegado! O Reino de Deus tinha chegado e o malígno tinha que desaparecer. Jesus era um Mestre convincente, e os espíritos imundos não podiam encarar-Lhe.

Que mais fez Jesus? Ele curou a muitos. Depois que

saiu da sinagoga, foi à casa de Simão e André, que eram Seus discípulos. A sogra de Pedro estava com febre. Estava deitada, e não podia fazer nada. Mas quando Jesus acercou-se a cama dela e segurou a sua mão, imediatamente ficou boa. Na realidade ficou tão boa que preparou uma refeição para todos.

O povo ouviu o que estava passando e, ao por do sol uma grande multidão apareceu. Muitos doentes e outros atormentados por espíritos imundos.

Incrível!

Que fez Jesus? 9


Ele curou a todos!! Na manhã seguinte Ele levantou

antes do nascer do sol, e foi para um lugar tranquilo para orar.

Que quer dizer você? Jesus era o Filho de Deus. Ele amava ao Pai e passava horas conversando com Ele. Isto é o que chamamos de oração.

N

Jesus ficou em Cafarnaum?

ão. Ele tinha uma missão que cumprir e assim disse aos Seus seguidores: “Temos também que ir a outros lugares. Necessito levar o Reino para eles. Esta é a razão por que vim.” Ele viajou, ensinando nas sinagogas e curando os doentes. Certa vez, um leproso caiu aos pés de Jesus suplicando que lhe curara. Naquela época, os leprosos não podiam viver entre o povão porque temia que a lepra fosse contagiosa. Jesus curou ao homem e lhe ordenou que fosse ao sacerdote para ser examinado, e depois voltar para a sua família. Mas ordenou que o leproso guardasse segredo sobre a sua cura e não contasse a ninguém. Mas o homem estava tão contente que contou a todos que encontrou o que havia ocorrido. Depois desse incidente, mais pessoas ficaram desesperadas para encontrar a Jesus, e uma grande multidão começou aparecer onde quer que Ele chegasse. Então, Ele tentou ficar longe das cidades — mas assim mesmo as multidões O encontravam. Um dia, Ele voltou a Cafarnaum, e de repente a notícia da Sua chegada espalhou, e a casa onde estava ficou tão cheia que não havia mais lugar para ninguém. Mas uns caras daquela cidade eram muito determinados…

10


Quatro homens chegaram onde Jesus estava, carregando um amigo

paralítico numa maca. Eles estavam tão desesperados para ver seu amigo curado que fizeram um buraco no teto de barro e baixaram o doente na frente de Jesus! “Seus pecados são perdoados”, Jesus disse ao paralítico.

Que coisa estranha!

Outras pessoas pensaram a mesma

coisa. Alguns líderes religiosos que ali estavam começaram a murmurar entre eles: “Isto é uma blasfêmia! Somente Deus pode perdoar pecados”. A blasfêmia era um dos maiores pecados que um judeu podia cometer. Quer dizer que a pessoa está desonrando o nome de Deus. Aqueles líderes religiosos se ofenderam porque entenderam que Jesus dizia que tinha o mesmo poder que Deus .

Jesus escutou o

que que estavam murmurando e lhes perguntou: “Por que dizem ser isto uma blasfêmia? Que é mais fácil dizer, ‘seus pecados estão perdoados, ou ‘levanta, toma a tua maca e vai para a tua casa’? Eu vou provar que tenho autoridade aqui na terra para perdoar pecados”. Então disse ao paralítico: “Levanta. Vai para casa. Você está curado”. O homem saltou da maca, tirou a multidão do seu caminho e foi embora.

Garanto que nunca tinham visto algo semelhante! 11


Exatamente. Mas Jesus estava se metendo ainda mais em problemas com aqueles caras religiosos. Um dia, Ele conheceu um cobrador de impostos chamado Mateus.

“Una-se ao Meu grupo”, Jesus o sugeriu. Mateus aceitou o convite de Jesus, e naquela noite fez um jantar para Jesus e Seus amigos.

Como isso amolou aos chamados religiosos? Que bom, porque lá estavam também outros amigos de Mateus. Alguns eram também cobradores de impostos. Outros tinham uma reputação muito má. Vejam bem, ali estavam pessoas de todos os tipos que queriam ver e estar com Jesus. O Reino de Deus é para todos, e não para alguns poucos, especialmente aqueles que parecem ter tudo no lugar certo. Os fariseus ficaram horrorizados. “Por que come Jesus com essa escória? — Diziam eles. Quando Jesus escutou isto, respondeu: “Os sãos não precisam de médico, mas sim os doentes. Esta é a razão por que vim ao mundo. Para ajudar aos pecadores — não aqueles que pensam que já são suficientemente bons”.

Que é um fariseu?

Um fariseu seguia regras religiosas. Os religiosos amam regras. Mas Jesus sabia que é muito mais fácil seguir regras do que amar a Deus e honrá-Lo de todo coração. Isto desafiava aos fariseus. Eles pretendian ser limpos e santos, mas recusavam viver pelas normas que Deus estabeleceu.

Que quer você dizer? 12


Esses caras sempre tinham um certo

número de regras que determinavam como deveriam comer ou beber. Eles não gostavam de ver que os seguidores de Jesus não seguiam essas regras. Jesus podia ver a ira nas suas palavras, nas suas críticas, e até nos seus corações.

Ro

“Seus hipócritas!” Ele disse. “Sua adoração é uma farsa.

Vocês substituem a ordem de Deus com os seus próprios ensinos. Vocês obedecem as suas próprias regras, e não as de Deus. Vocês ignoram a necessidade dos seus pais, e dizem que o fazem porque estão dando tudo o que têm a Deus. Isto é ridículo!”

u

bo

ca Fofo

Palavras duras! Como reagiu o povo?

to ina s s a As s

Eles escutavam calados. “No Reino

de Deus”, Jesus explicava, “não é o que você come ou bébe que faz alguma diferença. Mas o que você diz e faz.

Ele explicou aos Seus amigos: “O que contamina uma pessoa são aquelas coisas que pensa. É na mente que começam o pecado sexual, roubos, assassinatos, maldade, avarícia, cobiça, fofocas crueis, orgulho e insensatez. Estas coisas estão no seu interior e não no exterior”.

Orgulho

13


Jesus era o Rei e estava ensinando ao povo como viver

no Reino. A única maneira pela qual você pode ter um coração e uma vida limpa é por Jesus. Ele veio para que você pudesse ser aceito por Deus. Você jamais poderá fazer isto por você mesmo ou seguindo um certo número de regras — somente através dEle. Os fariseus e outros chamados religiosos não queriam ouvir isto e sempre estavam criando confusão, criticando o que Jesus fazia.

Que quer dizer você com isto?

A lei deles dizia que tinham que descansar

no sábado. Isto queria dizer que não podiam fazer nada — mas os fariseus tinham uma definição muito ampla sobre o que era trabalhar. Num sábado, Jesus foi a sinagoga e encontrou lá um homem que tinha um braço deformado. Jesus sabia que os fariseus estavam Lhe observando para ver o que iria fazer. Assim que virou a moeda neles. Ele os chamou e lhes fez esta pergunta: “É o sábado um dia para fazer o bem ou o mal?” Ninguém se atreveu a responder. Então, Ele pediu ao homem que estendesse a mão e imediatamente foi curada.

Fantástico!

14


Claro, mas os fariseus ficaram tão irritados que sairam e começaram planejar como poderiam destruir a Jesus. Ele estava mesmo irritando-lhes. Grandes massas O estavam seguindo; o povo estava vindo de todas as partes para vê-Lo. O Rei tinha trazido com Ele o Seu Reino, e com isto curas e milagres. Liberdade. Não um grupo de regras religiosas.

Até mesmo a própria família de Jesus encontrava dificuldade para entender o que estava acontecendo. Mas para agora, muitos estavam Lhe seguindo. Jesus, então, escolheu doze homens para que estivessem sempre com Ele. Ele lhes ensinou, com muito cuidado como deveriam viver e trabalhar como cidadãos do Reino. Ele lhes deu autoridade. Geralmente eram chamados de “discípulos”, que quer dizer “alunos”.

Quem eram eles?

Esta é a lista: Simão (mas Jesus lhe deu um novo nome, Pedro) Felipe Batolomeu João Mateus André T iago T iago Tadeu Simão O Zelote Tomé

Que aprenderam esses discípulos?

E Judas Escariotes, quem O traiu, como descobriremos mais tarde.

O Rei trouxe ensinos e curas. Ele usou histórias

para que pudessem entender melhor Seus ensinos. Aqui está uma delas: Um semeador saiu a semear. Enquanto espalhava as sementes sobre terra, algumas cairam pelo caminho e os pássaros as comeram. Outras sementes cairam em terreno pedregoso, onde não havia muita terra. As plantas germinaram, mas murcharam com o sol porque as raízes não tinham alimento num solo tão razo. Outras sementes caíram entre espinhos e as ervas as sufocaram e não produziram fruto. Mas algumas caíram em boa terra, solo fértil e produziram uma boa colheita — até cem vezes mais do que se havia semeado!

Que quer dizer isto? 15


Jesus contou esta história aos doze discípulos quando estavam sozinhos com ele. Então lhes explicou:

O semeador é aquele que traz a mensagem de

Deus ao povo. A semente que caiu no caminho representa àqueles que ouvem a mensagem, mas Satanás vem e retira a palavra que foi semeada. O solo pedregoso representa àqueles que ouvem a mensagem e a aceitam com toda alegria, mas o seu entendimento não é profundo e quando os problemas aparecem, eles murcham porque não creram verdadeiramente. O terreno espinhoso representa àqueles que ouvem a mensagem, mas permitem que as preocupações da vida e a necessidade de coisas materiais se apoderem deles. Mas a semente que caiu num bom solo representa àqueles que ouvem a mensagem de Deus e aceitam e assim produzem uma grande colheita.

Uma pequena semente de mustarda

Jesus também descreveu o Reino como uma pequena semente de mustarda.

Tão pequena!

Sim, mas cresce e se torna uma planta enorme! É tão

grande que serve de abrigo para os pássaros e eles a usam para fazer seus ninhos. O mesmo é com a fé. Os discípulos do Rei tiveram a oportunidade de aprender por eles mesmos, de uma maneira muito prática.

Que aconteceu?

Uma tarde, Jesus lhes disse que entrassem no barco e atravessassem o lago. Uma gande multidão ainda estava presente, mas Ele precisava de um tempo sozinho. Ele deveria estar muito cansado, porque dormiu no barco.

16


Eles não tinham navegado muito quando veio

sobre eles uma terrível tormenta. Ondas muito grandes estavam ameaçando o barco, enchendo-o dágua. Jesus estava dormindo e nem se dava conta! Gritando, aterrorizados, os discípulos O despertaram: “Mestre, você não está vendo isto? Vamos nos aforgar”. Jesus despertou, voltou-se ao vento e as águas e disse: “Acalmem-se!” De repente, o vento parou e tudo ficou calmo.

Incrível!

“Por que estão vocês com medo?” Ele lhes perguntou. “Vocês não tem fé em mim?” “Quem é este homem?” Eles se perguntavam. “Até o vento e as ondas Lhe obedecem”. Jesus lhes estava ensinando que não se preocupassem por nada, mas que tivessem fé em Deus. Jamais você poderá ter fé por você mesmo. A Palavra de Deus é como uma semente — tem o poder de produzir a fé! Milagres acontecem quando você coloca a sua fé em ação. Jairo foi um homem que aprendeu isto.

17


airo. Era um homem importante, lider na sinagoga. Sua Quem? J filhinha estava morrendo, mas ele sabia que Jesus podia curá-la.

“Ela está morrendo”, ele disse a Jesus. “Por favor, venha e coloque a Tua mão sobre minha filha e ela viverá”.

Fez o quê? Sim. Jesus foi com Jairo — e a multidão

os seguiu. Na multidão estava uma mulher que estava doente por mais de doze anos e constantemente sangrava. Desesperada para encontrar a cura, tinha gasto todo o seu dinheiro em médicos, mas continuava da mesma maneira. Não tinha nenhuma esperança sem Jesus, e foi assim que ela começou a empurrar a multidão até que chegou perto de Jesus e tocou na Sua veste. Ela pensava: “Se somente tocar a orla da Sua roupa serei curada”.

Sim! Quando ela tocou as vestes de

Jesus, deixou de sangrar, e foi curada! Jesus imediatamente sentiu que um poder tinha saído dEle. Então, voltandose, perguntou: “Quem me tocou?” Com uma multidão tão grande, como podemos saber quem Lhe tocou?” Contestaram os discípulos. Jesus ficou calado e a pobre mulher estava com tanto medo que, tremendo, caiu aos pés de Jesus, e Lhe disse o que tinha feito.

“Filha, sua fé lhe curou”, Ele disse. “Vá em paz. Você está curada”.

18

Isto que é fé!


Enquanto isto estava acontecendo, alguns

vieram da casa de Jairo para informar-lhe que a filhinha dele tinha morrido. Jesus pediu a Jairo que continuasse confiando nEle, não obstante a notícia. Depois impediu que a multidão O seguisse — com exceção de Pedro, Tiago e João.

Q

uando chegaram a casa de Jairo todos estavam chorando e lamentando. Jesus não deu atenção, e entrou. “Que está acontecendo?”, Ele perguntou. “Esta criança não está morta, somente dorme”. As pessoas começaram a rir, e Ele mandou que todos saíssem. Tomou consigo somente o pai e a mãe da menina e Seus três discípulos, e foi ao quarto onde a menina estava. Ele segurou a mão dela e disse: “Levante-se, menininha”. Ela imediatamente se levantou e começou a caminhar pelo quarto! Seus pais ficaram abismados. Jesus lhes ordenou que não dissessem a ninguém o que tinha acontecido, e lhes mandou que a dessem algo para comer.

Você está dizendo que ela estava morta e ele a ressuscitou?

Sim.

Caramba! Que milagre! 19


Sim. Isto é parte do Reino. O temor é o oposto

da fé, e poderá impedir que milagres aconteçam na sua vida. Todas as vezes que você tiver medo, ponha sua fé no Rei.

Assim que para viver no reino se necessita fé? Sim. Até Jesus não pode fazer muitos milagres quando havia uma atmosfera de incredulidade.

Depois do milagre com a filha de Jairo, Jesus

Que quer dizer isto?

voltou a Nazaré, Sua cidade. No sábado seguinte, começou ensinar na sinagoga local, mas muitos que ouviam não O podiam entender.

“De onde veio tanta sabedoria e poder a este homem para fazer milagres”, eles perguntavam. “Ele é simplesmente um carpinteiro, filho de José e Maria. Seus irmãos e irmãs vivem entre nós”. E recusaram crer nEle.

Ele disse: “Um profeta tem honra

em todos os lugares, com exceção da sua sua própria cidade e entre os seus parentes”. Por causa da incredulidade, Jesus não pode fazer muitos milagres entre eles, somente umas poucas curas.

Que fez Jesus? Que aconteceu depois disto?

Jesus prosseguiu e enviou Seus discípulos sob a Sua autoridade. Foram instruídos a não levar nada com eles, nem mesmo um casaco. “Se eles não os receberem, nas vilas onde forem, não fiquem aborrecidos”, Jesus lhes disse. “Somente sacuda o pó dos seus pés e saia dali. Abandona-lhes à sua própria sorte”.

Isto é sério.


Sim. O Reino é uma coisa séria. Eles pregavam a

Que fizeram os discípulos?

mensagem do Reino, dizendo ao povo que abandonasse os caminhos do pecado. Curavam os doentes, e expulsavam os espíritos imundos. Mais tarde, Jesus ordenou a todos os crentes que fizessem o mesmo.

Mas isto terá que ser

Sério?

deixado para mais tarde, porque muitas outras coisas aconteceram — a história tem um final de muita surpresa. Continuemos… Quando os discípulos voltaram da sua viagem, Jesus saiu com eles num barco, só para descansar um pouco. Mas a multidão continuou lhes seguindo. Muitos que tinham ouvido que Jesus estava ali, correram em direção à praia para encontrar-lhes logo que o barco chegasse. Estas pessoas estavam perdidas, assim como as ovelhas se perdem quando o pastor não está com elas, e Jesus viu isto e teve compaixão delas. Ele continuou ensinando tudo sobre o Reino.

21


Quando chegou a tarde, os discípulos disseram: Está ficando muito tarde. Por que

não despedimos a multidão, para que possam ir as aldeias e compar alguma coisa que comer?” “Alimentem-lhes”, Jesus lhes pediu.

Como?

“Custará uma fortuna alimentar-lhes”, foi o que os discípulos responderam a Jesus.

“Quanta comida tem vocês?” Jesus lhes perguntou. “Descubram”.

Quando voltaram, lhe disseram: “Somente cinco pães e dois peixinhos”.

Que aconteceu?

Jesus mandou que todos se sentassem em grupos de cinquenta e cem. Ele tomou o pouquinho de comida que tinham e louvou a Deus, agradecendo por ter suprido aquela comida. Depois cortou os pães em pedaços e deu aos discípulos para que repartissem com o povo.

Mas não havia suficiente.

Perfeito! Eles todos comeram o quanto quizeram e sobraram mais de doze cestos de comida! Eles tiveram mais do que o suficiente. Esta é uma outra coisa que acontece na vida do Reino. Quando você entrega a Deus tudo que você tem, Ele lhe abencoará e proverá para todas as suas necessidades. Nada é impossível para Deus. Ele é o Criador dos céus e da terra. Não está limitado às leis da natureza.

Fantástico!

Deixe-me dar um outro exemplo. Depois da multiplicação dos pães e dos peixes, Jesus mandou que Seus discípulos remassem para o outro lado do lago, enquanto Ele despedia o povo. Depois Ele subiu o monte para orar.

22


Durante as primeiras horas da manhã, os discípulos começaram ter grandes

dificuldades no barco: Tiveram que remar contra as ondas e contra o vento. Jesus os viu e veio ao encontro deles. Eu quero dizer a vocês que Ele veio caminhando sobre as águas.

Que fez ele?

Impossível! Q

uando os discípulos viram aquilo, começaram a gritar, pensando que era um fantasma. “Tenham coragem! Sou Eu!” Ele lhes disse: “Não tenham medo”.

Eles creram nele? 23


Pedro decidiu que queria uma prova que era Jesus mesmo, e pediu: “Se é Você

mesmo, eu também quero andar sobre as águas!” “Venha”, Jesus lhe ordenou. Assim que Pedro pulou do barco e andou sobre as ondas!

Isto dá medo.

Mas quando Pedro começou olhar ao seu redor e ver como as ondas estavam tão altas, sua fé em Jesus acabou. Imediatamente, começou afundar. Jesus extendeu Sua mão e segurou a Pedro, corrigindo-o severamente por sua falta de fé.

A esta altura, muitos estavam questionando quem Jesus era verdadeiramente. Onde quer que ia, os doentes eram curados - surdos, mudos, cegos e coxos. Não havia doença que Ele não podia curar. Um dia Jesus disse aos Seus discípulos: “Que diz o povo quem Eu sou?” “Alguns dizem que Tu és João, o Batista, que ressuscitou; outros dizem que Tu es Elias ou um dos profetas”. “Que pensam vocês que Eu sou?” Jesus lhes perguntou. Pedro respondeu imediatamente: “Tu es o Messias”.

Que quer dizer isto? Isto quer dizer, “O Ungido”. Na primeira parte da

Bíblia, está uma coleção de livros que chamamos de Velho Testamento, e nela Deus prometeu que enviaria um salvador, alguém que poderia consertar as coisas entre Deus e os homens.

24

O rei?


Sim. Mas alguns O chamavam de Messias — Era a mesma pessoa. Pedro tinha finalmente entendido quem Jesus era, e Ele lhe disse que não contasse a ninguém.

Jesus sabia que coisas horríveis poderiam

Por que?

acontecer, e que seria rejeitado pelos líderes religiosos, os sacerdotes — muitos.

Jesus fez tantas coisas boas.

Claro, mas necessitamos lembrar que Deus tinha

um plano. Seu plano traria liberdade, e para que isso acontecesse um preço teria que ser pago. Jesus sabia de tudo isto. Depois de tudo, Ele era o Rei. Ele disse aos Seus discípulos que seria morto, mas depois de três dias voltaria a viver.

O que? Isto é loucura!

Pedro também pensou

Não!

nisto. Ele chamou Jesus a parte e suplicou que não falasse daquela maneira.

25


Mas Jesus sabia por que tinha vindo a este mundo, e Ele disse a

Pedro: “Você está olhando as coisas do ponto de vista humano, não do de Deus”. Depois chamou aos outros e lhes disse: “Se vocês quizerem ser Meus discípulos, necessitam abandonar a sua ambição pessoal e seguir-Me. Uma coisa mais: Se tentarem ganhar a sua vida, irão perdêla. Mas se por amor ao Reino colocarem suas vidas nas Minhas mãos, encontrarão a vida real.” Depois lhes disse: “Que ganharão vocês, se conquistarem o mundo todo, mas, no processo, perderem as suas próprias vidas? Pode alguma coisa ser mais preciosa do que a sua própria alma? Se alguém ficar envergonhado por Minha causa, quando volte da glória do Meu Pai e dos anjos, Eu também Me envergonharei dele!”

Isto é difícil de entender, mas deve ser verdade. Sim, seguir a Jesus requer tudo que

você tenha e seja — mas esta é a única maneira de encontrar a vida real.

Uma semana depois, Jesus levou consigo a Pedro, Tiago e João e subiram a uma montanha. Estavam sozinhos, e algo incrível aconteceu. Enquanto estavam ali, a parência de Jesus foi transformada. Suas vestes se tornaram resplandecentes — mais do que se pode imaginar. Dois homens apareceream onde estavam — Elias e Moisés.

Quem? 26


E

les são mencionados no Velho Testamento, eram homens que conheciam as coisas de Deus. Pedro não sabia o que dizer, mas creu que tinha que dizer alguma coisa. Assim que disse: “Isto é fantástico! Façamos três cabanas aqui mesmo”. Mas falava sem pensar.

Isto é conversa, jargão de igreja?

Exatamente! Quando encontramos

com o Rei e Seu Reino, simples palavras não são suficientes.

Que aconteceu depois? Lembra quando Jesus foi batizado?

Sim! O

mesmo aconteceu. Uma voz disse: “Este é o meu Filho amado. Escuta-Lhe”.

Sério!! Quando olharam outra vez, os dois

homens tinham desaparecido, e Jesus estava sozinho. Quando desceram da montanha, Jesus lhes advertiu que não contassem a ninguém o que tinham visto até depois que Ele ressuscitasse.

Que queria dizer?

27


Eles também extranharam isto. Mas não tiveram tempo de pensar muito sobre o

assunto, porque quando desceram da montanha, encontraram uma coisa difícil que tiveram que resolver imediatamente.

Lá estava uma grande multidão, como sempre,

Que?

mas desta vez os discípulos estavam discutindo com os mestres religiosos. “Que está acontecendo aqui?” Jesus lhes perguntou. Alguém respondeu: “Eu quero que Tu cures meu filho. Ele não pode falar porque está possuido por um espírito imundo que não deixa que ele fale. Todas as vezes que o espírito entra nele o joga no chão e o faz espumar pela boca, bater os dentes, e ficar rígido. Pedi aos Teus discípulos para que expulsassem o espírito, mas não o puderam fazer”. “Gente incrédula”, Jesus disse. “Que necessitará para que vocês possam crer? Traga o menino aqui”. Quando o trouxeram, o espírito viu a Jesus, e fez com que o menino tivesse um ataque violento. “Quanto tempo isto tem sucedido? “Perguntou Jesus ao Pai. “Desde que era criança”, o pai respondeu. “Faça alguma coisa, se é que podes”. “Que quer dizer você com isto, Se posso ou não?” Jesus lhe perguntou. “Tudo é possível ao que crê.” “Eu creio”, respondeu o pai, “mas ajuda-me a não duvidar mais”. Jesus repreendeu o espírito, e este começou gritar, fez o menino ter outro ataque, e logo saiu dele. O menino ficou imóvel no chão. Algumas pessoas pensaram que estivesse morto, mas Jesus o tomou pela mão e o levantou, completamente curado.

28


“Por que não pudemos expulsar o espírito malígno?” Os discípulos perguntaram a Jesus depois.

“Aquela sorte de espíritos somente pode ser expulso com muita oração e jejum”, Jesus respondeu. Continuaram viajando por toda a região, e Jesus estava evitando as multidões porque queria passar tempo com Seus discípulos.

Por que?

Porque Ele sabia o que teriam que encarar mais tarde.

Não. Haveria uma

Mas ele era o Rei. Já tinha passado todas as provas.

prova final que seria muito difícil, e ninguém a poderia vencer a não ser que tivesse sido enviado por Deus mesmo. Jesus tentou explicar isto para Seus discípulos. Ele lhes disse, “Eu serei traído. Depois serei morto, mas três dias depois, ressuscitarei dentre os mortos”.

Não posso entender!

N

em eles entenderam, e não queriam perguntar o que queria dizer. Assim que, começaram a argumentar entre eles. No caminho para casa onde estavam hospedados, discutiam entre si, qual deles seria o maior no Reino. Jesus lhes perguntou o que estavam discutindo, mas estavam envergonhados de compartilhar com Ele. Assim que, assentouSe e os chamou para junto dEle. “Escutem”, Ele lhes disse, “qualquer que quizer ser o primeiro deve ocupar o último lugar. Deve servir a todos”.

29


Então, trouxe uma criança para perto de Si. Tomando a criança

nos Seus braços, explicou: “Qualquer que receber a esta criança no Meu lugar, também está Me recebendo. Cada pessoa terá que se tornar como uma criança para entrar no Reino”.

Jesus continuou: “Se alguém causa a queda de um desses pequeninos, será melhor que se lance no mar com uma pedra pesada amarrada no pescoço!”

Que queria ele dizer com isto? Jesus estava, de uma maneira dramática,

descrevendo a gravidade do pecado. Você precisa destruir todos os problemas na sua vida que lhe impedem de entrar no Reino de Deus. Ele disse aos Seus discípulos que teriam que ser como o sal.

Por que o sal? O sal era usado para preservar a comida e

também para dar sabor. Se o sal perder o seu sabor, como poderá salgar outra vez?

Jóia. Se você vive no reino é igual ao sal, preservando o mundo para que não aprodreça. 30


Sim. Jesus ensinou aos Seus discípulos como viver — ajudando a outros e guiando-lhes ao Reino.

Porque Ele era o Rei, Jesus sabia o que poderia acontecer. Ele falou sobre a destruição do Templo, o edifício mais esplêndido em Israel, onde os judeus realizavam as cerimônias religiosas mais importantes. Jesus lhes disse que haveriam guerras e rumores de guerras. Ele disse que haveriam falsos Messias — falsos reis — que desviariam a muitos. Que haveriam terromotos e fomes, e esse seria o tempo para ser vigiado com muito cuidado. “Isto será somente o começo”, Ele lhes disse. “Tenham cuidado! Eles levarão muitos para prisão por serem Meus discípulos. Mas será a sua oportunidade de falar-lhes de Mim. Quando estiverem sendo julgados, não se preocupem com o que tenham que dizer. Falem as palavras que Deus colocar nas suas bocas. Aqueles momentos serão horríveis. Até mesmo os familiares estarão lhes traindo. Vocês serão odiados por todos somente por Minha causa, mas aqueles que perseverarem até o final serão salvos”. Jesus fez muitas outras observações, e você deveria descobrí-las por você mesmo.

Onde devo buscar? A Bíblia, é aquele manual que nos ensina como

viver no Reino. Consiga uma Bíblia, o mais rápido possível!

Que mais disse jesus sobre o futuro? 31


Jesus lhes avisou que horrível serão os dias quando o fim estiver chegando. O sol

escurecerá, e tudo será sacudido. Então o Rei aparecerá com grande poder e glória, e separará os escolhidos, trazendo-os dos lugares mais remotos da terra.

Quando isto acontecerá?

Jesus lhes disse que ninguém sabe o dia ou a hora, somente Deus Pai. Assim que é muito importante que estejamos alertas e caminhando com Ele.

Entretanto, Jesus sabia o que iria acontecer com Ele. Já era quase o dia da celebração da Páscoa.

Que é a páscoa?

Aquele era o momento quando os judeus lembravam como, muito tempo atrás, Deus

os tinha livrado do Egito e das pragas horríveis que afetaram ao povo egípcio. Eles tinham sido escravos no Egito e Deus os tinha livrado. Sacrificavam um cordeiro como parte da sua celebração. Durante aquela época, os líderes religiosos e sacerdotes se uniram para buscar uma oportunidade para capturar Jesus e acabar com a vida dEle.

32


Quer dizer que ainda estavam querendo prendê-lo? Onde estava jesus quando isto estava acontecendo?

Que desperdício!

Sim. Mas eles sabiam que não

poderiam fazer nada durante a Páscoa porque o povo se revoltaria.

Ele estava se hospedando numa casa

em Betânia, uma cidade bem pequena, perto de Jerusalém. Na hora da janta, uma mulher se acercou com um jarro cheio de perfume muito caro. Ela veio a Jesus e derramou todo o perfume sobre a cabeça dEle.

O povo começou a falar que

era um perfume muito caro. Até mesmo sugeriram que poderia ter sido vendido e o dinheiro dado aos pobres. Mas o pensamento de Jesus era outro: “Não se preocupem”, lhes disse. “Por que estão vocês reclamando? Vocês sempre terão os pobres com vocês, mas Eu não poderei estar com vocês pra sempre”.

Que queria dizer ele com isto? Ele prosseguiu dizendo: “Ela ungiu

Meu corpo para ser sepultado. O que ela fez aqui será contado por muitos anos”.

Ele ainda estava certo que iria morrer? 33


Claro. E as coisas já estavam acontecendo. Judas, um dos discípulos de Jesus,

tinha reunido com o chefe dos sacerdotes, e tinha sido oferecido uma propina se traísse a Jesus.

Sim. Jesus e Seus discípulos

Um dos discípulos? Não?!

estavam preparando para participar da ceia da Páscoa. Ele tinha enviado adiante dois deles para que fossem a Jerusalém: “Ao entrar na cidade, vocês encontrarão um homem carregando um jarro dágua”, Ele lhes disse. “E quando vocês o virem, sigam-o, e quando entrarem na casa pergunte para ele: ‘Onde está a sala onde o Mestre celebrará o jantar com Seus discípulos?’ Ele lhes mostrará uma sala na parte de cima da casa onde tudo estará preparado. Então, preparem o jantar ali”. Tudo aconteceu como Ele lhes disse.

Jesus e Seus discípulos celebraram

Isto é incrível!

a Páscoa, e durante o jantar lhes disse que um deles Lhe iria trair.

Você está dizendo que ele sabia o que iria acontecer?

Sim!

Mas por que não impediu?

Tudo era parte do plano de Deus, 34

estão lembrados? Jesus tinha vindo a este mundo para cumprir os propósitos de Deus.

Era a prova final?


Sim. E tudo aconteceu de acordo com o plano. Enquanto comiam, Jesus tomou o pão, e depois que deu graças, partiu e disse: “Este é o Meu corpo”. Logo depois, serviu o cálice e disse: “Este é o Meu sangue, derramado por muitos, que sela o pacto entre Deus e Seu povo”.

Que extranho! Penso que os discípulos também pensaram o

mesmo. Mas ninguém disse nada. Foi somente mais tarde que eles entenderam o que estava passando.

Jesus começou explicar-lhes o que iria acontecer aquela noite. “Todos vocês me abandonarão”, anunciou. “Ainda que todos Lhe abandonem, eu nunca Lhe deixarei”, Pedro respondeu.

“Você fará”,

Jesus disse. “Esta noite, antes que o galo cante duas vezes, você me negará três vezes”.

“Nunca”, Pedro gritou, e os outros concordaram. Sairam dali para um

pomar de oliveiras chamado Getsemani. Jesus pediu que sentassem enquanto Ele iria mais adiante orar. Levou Consigo Pedro, Tiago e João.

Não foram eles que jesus tinha levado consigo quando levantou a menina que tinha morrido?

35


Sim. Ele parece que confiava neles porque lhes disse que estava muito conturbado.

Ele lhes pediu que ficassem ali e vigiassem. Então, caindo ao chão, começou a orar, pedindo ao Pai que, se possível, não tivesse que enfrentar aquela noite horrível que estava diante dEle. Mas Ele sabia que necesitava submeter-Se a vontade de Deus. “É a Tua vontade que quero Pai e não a Minha”, exclamou.

Ele sabia que o final seria terrível? que morreria?

Que horrível! que fizeram seus amigos?

Sim!

Nada. Eles estavam dormindo enquanto Jesus estava orando e chorando diante do Pai.

Sério? Q

uando Ele se levantou, eles estavam dormindo. “Não puderam vocês ficar acordados comigo pelo menos por uma hora?” Ele repreendeu-lhes. Depois voltou e orou por um pouco mais de tempo. Outra vez adormeceram. Finalmente, na terceira vez que Jesus os encontrou dormingo, lhes disse: “Ainda estão descansando? Isto é suficiente! A hora chegou! Vou ser traído”.

Que aconteceu? 36


Quando disse isto, Judas apareceu na

escuridão com uma turma armada com paus e espadas. Judas já lhes tinha dito que deveriam prender a quem ele saudasse com um beijo. Judas aproximou-se de Jesus e O beijou, e aquilo era uma saudação comum naqueles dias. Imediatamente os soldados O atacaram! Pedro atuou rapidamente. Tomou uma espada e arrancou a orelha do servo do Sumo Sacerdote!

“Pare!” Jesus gritou. “Por acaso

sou um criminoso tão perigoso que vôces precisam estar armados desta maneira para Me prender? Eu lhes ensinei todos os dias no Templo. Por que não me prenderam? Mas isto está acontecendo para que se cumpra o que as Escrituras dizem que sucederá”.

Que são as escrituras? São os livros antigos que temos na Bíblia. Tudo que aconteceu com Jesus estava predito.

Incrível! 37


Exatamente como Jesus previu, todos Seus discípulos fugiram e Lhe abandoram.

Eles O levaram ao Sumo Sacerdote onde todos Seus inimigos estavam reunidos para testemunhar contra Ele e condenar-Lhe a morte. Enquanto isto, Pedro tinha voltado e estava lhes seguindo à distância. Fizeram muitas acusações contra Jesus, mas nenhuma tinha sentido. Na verdade, até se contradiziam.

O Sumo Sacerdote estava desesperado. “Você não vai dizer nada?” Ele gritou com Jesus. Mas Jesus permaneceu em silêncio. Então, o Sumo Sacerdote Lhe perguntou: “Você é o Messias, o Filho de Deus?” “Eu sou”, Jesus respondeu. “De agora em diante vocês Me verão sentado à direita de Deus, num lugar de poder, e regressando do céu entre as nuvens!”

Incrível!

O Sumo Sacerdote não estava de acordo. Ele ficou tão irado que rasgou as roupas. “Que estamos esperando? Isto é uma blasfêmia”. Gritou ele, e condenou Jesus à morte.

Eles cuspiram e golpearam Jesus, mas Ele não respondeu nada. Vendaram os Seus olhos e começaram torturá-Lo, dando gargalhadas.

38


Durante todo este tempo, Pedro estava no pátio, mais embaixo, ouvindo tudo. Uma

das servas to Sumo Sacerdote viu que Pedro ali estava e lhe perguntou quem era. Depois observou mais de perto e declarou: “Eu lhe conheço. Você é um daqueles que seguiam a esse Jesus”.

“Eu não sei o que você está falando”, Pedro retrucou, e saiu apressadamente, enquanto o galo estava cantando.

A serva o seguiu e outra vez Pedro negou que conhecesse Jesus. Depois, outras pessoas vieram e disseram: “Você deve ser um daqueles caras da Galileia”. “Eu juro que não sei o que vocês estão dizendo”, Pedro disse. Naquele exato momento o galo cantou pela segunda vez e Pedro lembrou das palavras de Jesus, e começou a chorar.

Isto foi exatamente o que Jesus disse que aconteceria. Será que nada podia ter sido feito? Por que iria morrer sem nenhuma causa! 39


Você está lembrado do plano de Deus? Ele iria trazer liberdade a todos e trazer

Seu Reino aqui para a terra? Jesus teve que passar por tudo isto. Esta era a única maneira que o preço do pecado poderia ser pago. Você verá. No próximo dia, eles levaram Jesus ao governador Romano, um homem chamado Pilatos. Ele perguntou a Jesus: “Você é o Rei dos Judeus?” “Sim”, Jesus respondeu. Quando os líderes religiosos ouviram isto, ficaram loucos, acusando-O de todo tipo de coisas.

Que disse Jesus? Nada.

Sério?

40


Ele não disse nada, e Pilatos ficou surpreendido. Na verdade, ele pediu a Jesus

que se defendesse, mas Jesus ficou calado. Como era a Páscoa, Pilatos tinha o costume de soltar um prisioneiro — qualquer pessoa que o povo quizesse.

Fantástico! Suponho que a multidão exigiu a liberdade de jesus

N

ão. Os líderes religiosos alvoroçaram a multidão que lhe pedisse a liberdade de um criminoso chamado Barrabás!

Pilatos pensou igual a eles. Mas decidiu

dar-lhes uma outra oportunidade e perguntou a multidão o que queriam que fizesse com Jesus.

Que? Isto é loucura!

E..? Eles começaram a gritar: “Crucifica-Lhe!”

Que quer dizer isto?

Isto e horrível! Crucificação era uma forma horrível que os

Romanos tinham inventado para executar os criminosos. Eles pregavam a pessoa numa cruz de madeira, pelas mãos e pés. A vítima não poderia respirar enquanto estava pendurada, e tinha que se suspender fazendo força com as pernas cravadas. Eventualmente, a pessoa ficava fraca para se suspender e respirar, e morria asfixiada. Pilatos perguntou a eles qual foi o crime que Jesus tinha cometido, mas sua pergunta se afogou com os gritou irados da multidão. Assim que Pilatos não teve nenhuma opção. Ele satisfez o povo soltando Barrabás e ordenando que Jesus fosse torturado com um cano de chumbo, entregando-O para ser crucificado.

As coisas ficaram ainda pior. Jesus sofreu horrivelmente antes de ser crucificado. O soldados zombaram dEle, vestindo-Lhe com uma capa real de cor púrpura. Depois cravaram-Lhe uma coroa de espinhos na cabeça, e zombaram saldando-O como Rei. Isto fizeram por horas. Eles O esbofetiaram, cuspiram nEle, e O levaram para ser crucificado.


Ele passou por tudo isto? É difícil crer que este era o grande plano de liberdade!

Claro que era, e ainda é a mesma coisa. Ouça! Eles levaram Jesus a

um monte chamado Gólgota, que quer dizer “Lugar da Caveira” e Lhe ofereceram um vinho adulterado com mirra, para diminuir Sua dor, mas Jesus não quiz beber. Então, O crucificaram às nove horas . Sobre a Sua cabeça colocaram uma placa que dizia: “Rei dos Judeus”. As pessoas passsavam, liam e zombavam dizendo: “Prove que você é mesmo o Rei dos Judeus - desce desta cruz!” Dois criminosos também foram crucificados com Jesus, um de cada lado, e até eles zombavam de Jesus.

Isto é impossível! é este o final de tudo? 42


N

ão! Às doze horas tudo ficou escuro. A área completa ficou coberta de trevas. Então Jesus gritou: “Meu Deus, meu Deus, por que me deixou sozinho?” Depois deu um suspiro longo e morreu. Naquele momento, algo extranho aconteceu.

Que?

43


No templo estava

pendurada uma cortina grossa que separava o lugar Santíssimo do resto do Templo. Somente o Sumo Sacerdote era permitido entrar no lugar Santíssimo uma vez por ano. Quando Jesus morreu, a cortina rasgou de cima até em baixo!

Incrível! todo mundo podia entrar! Sim. Através da morte de Jesus, todo mundo

poderia agora entrar diretamente na presença de Deus, sem necessitar de um Sacerdote como intermediário.

Ao anoitecer, um homem chamado José de Arimateia pediu a Pilatos o corpo de Jesus para sepultá-Lo com dignidade. Os soldados revisaram o corpo para comprovar que estava mesmo morto. José enrolou o corpo de Jesus num lençol e O colocou num sepulcro que tinha sido cavado numa rocha. Pilatos ordenou que os soldados colocassem uma pedra muito grande na entrada do sepulcro porque os líderes religiosos pensavam que os seguidores de Jesus tentariam roubar o Seu corpo.

Agora sim, é o final, não é? 44


N

ão. Duas mulheres vieram onde estava o sepulcro. Mas o sábado já estava começando, assim que tiveram que esperar até a tarde seguinte antes que pudessem comprar especiarias para colocar no corpo de Jesus. Ao amanhecer, no primeiro dia da semana, elas foram ao sepulcro com uma outra amiga.

Ea pedrona pesada?

Era exatamente o que estavam

Sério?

pensando. Mas quando chegaram ao sepulcro, a pedra já tinha sido removida!

45


As mulheres entraram e

verificaram que o corpo não estava lá! Mas um anjo, com uma túnica branca, estava sentado no sepulcro, e lhes disse: “Não fiquem assombradas! Jesus não está aqui. Ele ressuscitou dos mortos! Veja! Aqui era o lugar que estava Seu corpo. Voltem imediatamente e digam aos Seus discípulos que Ele irá adiante deles para a Galileia. Eles O verão lá, assim como predisse”.

As mulheres correram, atemorizadas. Mais tarde naquela manhã, uma delas esteve com

Jesus e conversou com Ele! Ela correu para contar aos discípulos, mas nenhum deles creu no que ela disse.

Claro! Quem o faria? Mas Jesus ressuscitou dos mortos, assim como o anjo tinha dito. Ele apareceu aos Seus dicípulos muitas vezes.

Como?

Dois dos Seus discípulos estavam saindo de Jerusalém,

para fora da cidade, onde moravam. Jesus se uniu a eles, que a princípio, não reconheceram quem Ele era. Mas quando reconheceram que era Jesus, correram e foram contar aos outros.

46


Mais tarde, Jesus apareceu aos onze discípulos enquanto estavam juntos comendo. Ele lhes perguntou por que não creram no que tinha acontecido, e lhes disse: “Vão e façam discípulos de todas as pessoas! Quem crer e for batizado será salvo, mas qualquer que recuse crer será condenado”.

Incrível! Jesus ressuscitou dos mortos mesmo!

Sim — Este é o plano de Deus! Jesus veio para libertar o

povo do pecado e da morte. Com a Sua morte e ressurreição, Ele abriu o caminho para que todos pudessem vir a Deus. Creia nEle e sua vida deverá ser trasnformada. Você poderá fazer esta oração: Senhor Deus, eu Te agradeço por ter-Te revelado a mim e me mostrado como verdadeiramente sou. Perdoa os meus pecados. Eu me arrependo profundamente!

Tu criates os céus e a terra. Tu criates todas as coisas. Neste momento gostaria de Te pedir que cries em mim uma nova vida. Obrigado por ter enviado o Teu Filho, Jesus — O Rei — para morrer por mim e me oferecer uma oportunidade para um novo começo. Hoje, eu Te recebo na minha vida. Quero viver no Teu Reino e cumprir o plano que Tu tens para minha vida. Obrigado por enviar o Espírito Santo como o Ajudador. Conserve os meus olhos abertos para tudo que estás fazendo. Conserve meus ouvidos abertos para tudo que estás dizendo. Conserve meu coração e minha mente completamente em Ti.

47


Agora que você orou e está fazendo parte do Reino de Jesus Cristo, precisa aprender como viver no Reino, todos os dias da semana!

O mais importante é que você desenvolva uma relação com Deus, que é o Rei do Universo. Você poderá fazer isto da seguinte forma:

     

Falando com Ele através da oração. Você pode dizer a Ele tudo que você queira — a qualquer tempo e em qualquer lugar. Você sempre terá livre acesso a Sua presença.

Lendo a Bíblia — Mas peça ao Espírito Santo que lhe ajude e direcione. A Bíblia é mais do que uma coleção de livros. Se você ler a Bíblia guiado pelo Espírito Santo, você encontrará a direção para todas as situações da sua vida.

Buscando estar com outras pessoas que tenham a mesma paixão que você tem por Cristo e estão vivendo no Seu Reino aqui na terra. Você encontrará estas pessoas numa igreja local — mas elas poderão estar em todos os lugares.

Conservando uma atitude de agradecimento, não importa o que aconteça. Agradeça a Deus cada dia pelo Seu maravilhoso dom, e lembre-se que Ele estará sempre com você.


Profile for MediaServe

The King / Portuguese  

Illustrated Gospel of Mark: A vibrant presentation for youth/children about Jesus, The King.

The King / Portuguese  

Illustrated Gospel of Mark: A vibrant presentation for youth/children about Jesus, The King.

Advertisement