Page 1

Primeiro-ministro da Etiópia ganha o 100º Nobel da Paz em foco:

Abiy Ahmed, primeiro-ministro da Etiópia, o mais jovem líder de um Governo africano, recebeu o prémio pelos seus esforços para ‘alcançar a paz e a cooperação internacional’. Abiy Ahmed nasceu no Sul da Etiópia, em 1976, filho de mãe cristã e de pai muçulmano, e é o mais jovem chefe de um Governo em África.. P. 2 www.opaís.co.ao e-mail: info@opaís.co.ao @jornalopaís facebook/opaís.angola

Director: José Kaliengue

O diário da Nova Angola

Edição n.º 1624 Sábado, 12 /10/2019 Preço: 40 Kz

Vítimas de conflitos políticos terão certidão de óbito

política: A decisão de se atestar em certidão de óbito para cada agregado que

Vinte e oito mil enfermeiros exercem ilegalmente em Angola l Arevelação foi feita ontem, em Ndalatando, Cuanza-Norte, pela vice-presidente da Ordem dos Enfermeiros de Angola (Ordenfa), Ana Maria Pascoal. P. 11

viu os seus familiares mortos na sequência de motivações políticas foi apreciada e aprovada ontem durante a sexta reunião ordinária da Comissão para a Implementação do Plano de Reconciliação em Memória das Vitimas dos Primeira-dama motiva jovens à visão Conflitos Políticos. P. 9 dr

Ngongo aponta defeitos na ordem para que Zé Maria devolvesse documentos P. 10

positiva do futuro

l O Gabinete da Primeira Dama da República, Ana Dias Lourenço, realizou ontem, em Luanda, um encontro motivacional com os adolescentes, dos 14 aos 20 anos, sob o lema “Escolhe Hoje o Que Serás Amanhã”. P. 12

Domínio absoluto com muletas l A Selecção Nacional conquistou ontem a medalha de ouro ao vencer a Nigéria na final por 2-0, no Estádio São Filipe, na província de Benguela. Angola é campeão africana e campeã do mundo P. 26

e ainda no cartaz: Grupo B-ÜNIK dinamiza Nova Escola de rappers com EP “On The Maps”

Will Smith: o Cristiano Ronaldo das forças especiais

Vida e obra de Agostinho Neto retratada na Feira do Livro no Brasil


EM FOCO

2

O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

O primeiro-ministro Abiy Ahmed e o Presidente eritreu Isaias Afwerki na assinatura de memorando que terminou com vinte anos de conflito entre os dois países

Abiy Ahmed acabou com um conflito de 20 anos e mereceu o Prémio Nobel da Paz Abiy Ahmed, primeiro-ministro da etiópia, o mais jovem líder de um Governo africano, recebeu o prémio pelos seus esforços para ‘alcançar a paz e a cooperação internacional’


O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

O

vencedor do Prémio Nobel da Paz de 2019 é o primeiro-ministro etíope Abiy Ahmed, responsável por um acordo de paz da Etiópia com a Eritreia. O acordo encerrou um impasse militar de 20 anos, que vinha desde uma guerra na fronteira que durou de 1998 a 2000. Abiy Ahmed recebeu o prémio pelos seus esforços para “alcançar a paz e a cooperação internacional”. Ele foi nomeado como vencedor do 100º Nobel da Paz em Oslo, onde receberá em Dezembro o prémio no valor de 9 milhões de coroas suecas, ou USD 900 mil (Kz 355 993 200,00) Foram indicados 301 candidatos para o prestigiado prémio, incluindo 223 indivíduos e 78 organizações. Entre os favoritos estava o cacique brasileiro Raoni, líder do povo caiapó e reconhecido como um dos maiores activistas da causa indígena no mundo. Depois de se tornar primeiroministro, em Abril de 2018, Abiy Ahmed promoveu grandes reformas liberalizantes na Etiópia, que era um país fortemente controlado. Libertou milhares de activistas da Oposição da prisão e permitiu que dissidentes exilados voltassem para casa. Mais importante ainda, ele assinou o acordo de paz

Libertou milhares de activistas da Oposição da prisão e permitiu que dissidentes exilados voltassem para casa

3

(...) reconhecimento “dos ideais de unidade, cooperação e convivência mútua com a Eritreia. No entanto, as suas reformas também reforçaram as tensões étnicas na Etiópia e a violência resultante forçou cerca de 2,5 milhões de pessoas a abandonarem as suas casas. Abiy Ahmed nasceu no Sul da Etiópia, em 1976, filho de mãe cristã e de pai muçulmano. Hoje ele é o mais jovem chefe de um Governo em África. Conflito com a Eritreia Abiy foi premiado pela sua “iniciativa decisiva para resolver o conflito na fronteira com a vizinha Eritreia”, segundo o comité responsável pelo prémio. “O prémio também deve reconhecer todas as partes interessadas que trabalham pela paz e reconciliação na Etiópia e nas regiões Leste e Nordeste da África”, disse o comité. “A paz não surge apenas das acções de uma parte. Quando o primeiro-ministro Abiy estendeu a mão, o Presidente (eritreu Isaias) Afwerki aceitou e ajudou a formalizar o processo de paz entre os dois países. O Comité Nobel da Noruega espera que o acordo de paz ajude a trazer mudanças positivas para toda a população da Etiópia e da Eritreia”. O gabinete de Abiy disse que o prémio é um reconhecimento

Abiy Ahmed, primeiro-ministro da Etiópia e Prémio Nobel da Paz 2019

“dos ideais de unidade, cooperação e convivência mútua que o primeiro-ministro defende”. A guerra de fronteira Duas décadas se passaram desde que dois dos países mais pobres de África começaram a guerra de fronteira mais mortífera da história recente do continente. O conflito entre a Eritreia e a Etiópia deixou dezenas de milhares de mortos ou feridos em apenas dois anos. Apesar de um armistício assinado em Dezembro de 2000, os dois lados continuaram em pé de guerra por muitos anos. A guerra começou a 6 de Maio de 1998, iniciada por uma batalha pelo controlo da cidade fronteiriça de Badme. A cidade não tinha petróleo nem diamantes, mas, mesmo assim, a Eritreia e a Etiópia a disputavam. Na época, a guerra era descrita como “dois homens carecas brigando por um pente”. À medida que a guerra cresceu, também aumentou o des-

locamento em massa das comunidades, o que destruiu famílias dos dois lados. Além disso, o impacto económico também foi significativo. A guerra terminou em Junho de 2000 e depois foi assinado um acordo de paz, estabelecendo a Comissão de Fronteira EritreiaEtiópia. No entanto, a decisão final, 18 meses depois, de conceder Badme à Eritreia não foi aceite pela Etiópia sem as condições prévias ou novas negociações. E a Eritreia, por sua vez, recusavase a conversar com Etiópia. Em 2018, o então recém-eleito primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmed, pediu uma resolução pacífica do impasse. Ele suspendeu o estado de emergência e desbloqueou centenas de sites e canais de TV que estavam sob censura. Abiy Ahmed também colocou fim ao estado de guerra com a Eritreia, concordando em desistir da disputa pelo território fronteiriço, durante o processo de normalizar as relações com o

inimigo de longa data. Mas há oposição em relação ao ritmo da mudança. Em Junho de 2018, Abiy foi alvo de um ataque, com duas pessoas mortas numa explosão num comício de apoio a ele. Também há oposição a ele na Província de Tigray, que costumava a dominar o país. Abiy Ahmed tornou-se primeiro-ministro no dia 2 de Abril de 2018, após a inesperada renúncia de Hailemariam Desalegn. Em Maio, libertou milhares de detidos políticos, incluindo o líder da Oposição Andargachew Tsege. Em Junho, ele concordou em aceitar a decisão que concede o disputado território da fronteira à Eritreia. Ao lado do Presidente da Eritreia, ele declarou o fim da guerra entre os dois países a 9 de Julho. Em Setembro, reabriu a fronteira terrestre com a Eritreia. Já em Outubro, nomeou mulheres para metade dos cargos ministeriais. Globo


4 destaques política. PÁG. 09 Vítimas de conflitos políticos terão certidão de óbito.

sociedade. PÁG. 12

Adolescentes motivados para uma visão positiva do futuro.

exibido na Casa de Cultura do Rangel.

ECONOMIA. PÁG. 18 Novas notas de kwanza podem ter novos rostos em 2020.

hoje:

Há um responsável que finge não ser

V

inte e oito mil enfermeiros exercem ilegalmente a profissão no país, segundo a vicepresidente da Ordem dos Enfermeiros de Angola (Ordenfa), Ana Maria Pascoal, nesta Sexta-feira, em Ndalatando, Cuanza-Norte. A média nacional, portanto, é de pouco mais de mil e quinhentos e cinquenta e cinco enfermeiros ilegais por província. Sabendo nós das dificuldades que algumas províncias e alguns municípios têm para reter quadros, pode-se deduzir que há comunidades inteiras entregues a enfermeiros ilegais ou falsos enfermeiros. E, pior, muitos destes enfermeiros fazem o papel de médicos porque são os únicos presentes nestas comunidades. Há em Angola coisas que se avolumaram porque o Estado permitiu, o Estado tem de responder por elas.

os números do dia

28

1

Menor, de quatro anos, foi espancada até a morte, esta semana, no bairro do Calombringo, arredores da cidade do Huambo, supostamente pelo padrasto

.

cartaz. PÁG. 15 Filme Chaduka

o editorial

O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

Enfermeiros exercem ilegalmente a profissão no país, informou em Ndalatando, Cuanza Norte, a vice-presidente da Ordem dos Enfermeiros de Angola (Ordenfa), Ana Maria Pascoal

400 200

Milhões de kwanzas é o valor que os clientes da Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade deverm na província do Cuanza Sul

Novos autocarros vão reforçar o serviço de transporte público da província de Luanda, nos próximos tempos, segundo o governador Sérgio Luther Rescova Joaquim

o que foi dito

mundo . PG. 22 Primeirpo-ministro da Etiópia ganha Nobel da Paz por esforços de paz com Eritreia.

Foi aberta a possibilidade aos países da região para serem accionistas nas futuras refinarias que Angola pretende construir nos próximos anos” Diamantino de Azevedo Ministro dos Recursos Minerais e Petróleos

A estreia de Angola nos certames internacionais desta disciplina permitirá ao país posicionar-se de forma gradual entre os fortes neste domínio” Jesus Baptista Secretário de Estado da Educação para o Ensino Técnico Profissional

As condições das paragens de táxis serão melhoradas, mas lamentou o facto de muitas delas se transformarem em mercados que produzem muito lixo”

Sérgio Luther Rescova Governador da província de Luanda


O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

5 e assim... José Kaliengue Director

Hoje no online de O PAÍS leia a entrevista com o cientista político Paulo Faria e saiba mais sobre ciência política e políticas públicas em implementação em Angola

Oficialmente angolanos de segunda

www.opais.co.ao Quito (Equador) Protestos de indígenas aumentam pressão sobre o Presidente Lenín Moreno e suas medidas de austeridade.(DR)

o que vai acontecer Política O Governo de Angola e o Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA) assinam no dia 23 do corrente mês um contrato de financiamento de projectos de apoio a produtores agrícolas, avaliado em 150 milhões de dólares. De acordo com a nova representante angolana junto do FIDA, a embaixadora Fátima Jardim, as negociações decorrem até à data marcada para a assinatura do acordo. Pequenos produtores angolanos podem melhorar a produção agrícola com apoio da Organização das Nações Unidas (ONU), que aprovou o projecto do Governo angolano de apoio à resiliência

Sociedade Mais de 50 crianças com hidrocefalia serão operadas, gratuitamente, a partir da próxima semana até Dezembro próximo, no Centro Neurocirúrgico e de Tratamento da Hidrocefalia do Kifica, Luanda, com apoio do “Programa BFA Solidário”. O programa lançado no passado Sábado disponibilizou ao Centro Neurocirúrgico 20 milhões de kwanzas, com o propósito de melhorar as condições de saúde das crianças desfavorecidas que padecem da doença. O programa contempla intervenções cirúrgicas segundo uma avaliação médica prévia a ser realizada e ajudar na compra de equipamentos

Economia Angola participa, pela primeira vez, no concurso africano e árabe universitário de programação, a decorrer no Egipto, na primeira quinzena de Dezembro próximo, de acordo com Valeriano Messele Marcelino, responsável pela organização do evento a nível nacional. A participação será feita com três equipas vencedoras do concurso angolano universitário de programação (AOCPC), realizado nos dias 6 e 7 de Setembro, em que participaram mais de 30 universidades angolanas, cujos vencedores são o Instituto Superior de Petróleos (Ispetc) e duas equipas do Instituto Superior de Telecomunicações (Isutic)

Encontro Angola participa na jornada das celebrações do Dia Mundial do Algodão, que acontecem, entre hoje e sexta-feira, na Suíça, sob a égide da Organização Mundial do Comércio (OMC). A delegação angolana, encabeçada pelo do ministro do Comércio, Joffre Van-Dúnem Júnior, participa na Sessão Plenária de Alto Nível da celebração do Dia Mundial do Algodão , data proposta à OMC por países produtores de algodão conhecidos como C4 (Benin, Burkina Faso, Chade e Mali). A data foi oficialmente adoptada pela Assembleia Geral das Nações Unidas para celebrar os benefícios sócio económicos da produção e comércio do algodão no mundo

O

jornal OPAÍS deslocou para Benguela uma equipa de reportagem para seguir ao segundo o CAN para amputados. Tratou-se de uma competição extremamente importante, no plano desportivo e também no simbolismo que carregava para a nossa sociedade. Outros órgãos de comunicação social, com realce para alguns públicos, seguiram também o campeonato com a devida atenção. E nada mais. Angola, felizmente venceu o campeonato. É campeã africana. Os amputados, cuja selecção até nem tem nome, pelo menos que eu saiba, saem-se bem melhor do que a chamada selecção de honras, que tem todas as honras e benesses do Estado. Aliás, o desporto paralímpico angolano tem conseguido feitos que demonstram a tenacidade do povo desta terra, mostra nos espaços de competição o que é a vida real, cheia de dificuldades, abandono, desprezo, e mesmo assim vencer. Sim, são vencedores duas vezes, na vida e no desporto. E ainda por atirarem à cara de toda a gente que as barreiras para a sua inserção social são meramente artificiais, que podem e devem ser quebradas. Mas são “menos angolanos”, infelizmente, e até o carinho lhes é negado, o seu exemplo secundarizado, não são tidos como os outros, como interessantes, como cidadãos completos e de pleno direito. Para mim, os comunicados mandados publicar nas rádios, televisão e jornal, os de ontem e os que se seguirão, são a mais pura expressão de cinismo, dispensável. Houve ministros e ministros de Estado a correr de um lado para o outro para receber comboios com turistas e um príncipe que nem sequer é o herdeiro. Foi até recebido pelo Presidente da República. No CAN dos amputados, os vencedores angolanos, campeões do Mundo e agora de África, não tiveram a sorte, ou o merecimento de ter no estádio as mais altas figuras do país. Nem o Presidente, nem o vice-presidente da República. Nem o presidente da Assembleia Nacional, nem sequer o governador provincial. A mais alta figura do Estado presente foi a vicegovernadora de Benguela. Este país não é digno destes campeões


6 Media Nova, S.A Presidente do Conselho de Administração Filipe Correia de Sá Administradores Executivos Luís Gomes Paulo Kénia Camotim Propriedade : Socijornal Depósito Legal: Nº 244/2008 Contribuinte: 5417015059 Nº registo estatístico: 48058

O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

no tempo do kaparandanda

Director Geral de Publicações: José Kaliengue jose.kaliengue@opais.co.ao

opaís

Director: José Kaliengue Sub-Director: Daniel Costa, daniel.costa@opais.co.ao Chefe de Redacção: Eugénio Mateus, eugenio.mateus@opais. co.ao Grande repórter: André Mussamo andre.mussamo@opais.co.ao Editorias : Política: Ireneu Mujoco ireneu.mujoco@opais.co.ao (Editor) Sociedade: Paulo Sérgio paulo.sergio@opais.co.ao (Editor) Romão Brandão romao.brandao@opais.co.ao (Sub-editor) Economia Luís Faria (Coordenador-Editor) luis.faria@opais.co.ao Desporto: Sebastião Félix sebastiao.felix@opais.co.ao (Editor) Mário Silva mario.silva@opais.co.ao (Sub-editor) Cartaz: Jorge Fernandes jorge.silva@medianova.co.ao (Sub-editor) Redacção: Norberto Sateco, Alberto Bambi, Augusto Nunes, Rila Berta, Miguel Kitari, Domingos Bento, Neusa Filipe, Afrodite Zumba, Milton Manaça, Antónia Gonçalo, Maria Teixeira, Iracelma Kaliengue, Patrícia Oliveira, Stela Cambamba, Zuleide de Carvalho (Benguela),Brenda Sambo, Maria Custódia, Kiameso Pedro e Adjelson Coimbra. Arte: Ladislau Bernardo (Coordenador) Valério Vunda (Coordenador adjunto)Lourenço Pascoal, Annette Fernandes, Nelson da Silva e Francisco da Silva. Fotografia: Carlos Moco (Editor), Daniel Miguel (Sub-editor), Pedro Nicodemos, Jacinto Figueiredo, Carlos Augusto, Virgílio Pinto, Lito Cahongolo (repórteres fotográficos), Rosa Gaspar e Yuri dos Santos (Assistentes de Departamento) Revisão: António Setas Agências: Angop, AFP, Reuters, Getty Images

Assistentes de Redacção: Antónia Correia, Rosa Gaspar, Inês Monteiro e Sílvia Henriques Impressão e acabamento: DAMER, S. A. Luanda Sul, Edifício Damer Distribuição: Media Nova Distribuição Tel: +244 943028039 Distribuidora@medianova.co.ao pontodevenda@medianova.co.ao Assinaturas: Bruno Pedro Tel: +244 945 501 040 Bruno.Pedro@medianova.co.ao Online: Venâncio Rodrigues (Editor)Isabel Dalla e Ana Gomes Sítio Online: www.opais.co.ao Contactos: info@opais.co.ao Tel: 914 718 634 -222 003 268 Fax: 222 007 754 Sede: Condomínio ALPHA, Talatona- Luanda. Tel: 222 009 444 República de Angola

Comercial e Marketing: Senda Costa 922682440 Vladimir Teixeira email: comercial@medianova.co.ao Tiragem: 15 000 exemplares

12 de Outubro 1975 - A Santa Sé,

através do Papa Paulo VI, canoniza o Bispo irlandês Oliver Plukett, executado pelos ingleses em 1689.

1984 -

1994 -

12 de Outubro A Primeira 12 de Outubro O Prémio Nobel Ministra britânica, Margareth Thatcher, da Química foi atribuído ao norte-americano escapou, por uns minutos, ilesa a um atentado, George Olah pelos seus estudos na Química reivindicado pelo IRA e levado a cabo num hotel dos carbonites da cidade de Brighton, onde decorria o Congresso do Partido Conservador

carta do leitor

Divulguem os preços sem IVA Caro director do jornal OPAÍS Escrevo para o espaço mais democrático do nosso OPAÍS, por ser onde os leitores podem também dizer alguma coisa e porque tenho lido opiniões muito diversas sobre vários assuntos, para falar um pouco sobre o IVA. Eu acho que além de os dirigentes dizerem só que estão a fiscalizar e que vão sancionar as lojas que vendem os produtos mais caro do que o que deveriam, eles podem fazer mais pelo povo, até porque a maior parte dos nossos dirigentes e governantes, para não dizer eles todos, desde o Presidente, têm empresas e vendem alguma coisa, ou deles, ou de familiares próximos. Portanto, se não estão interessados em ganhar mais dinheiro com a especulação também, podem sim ajudar o povo.

dr

Agora que os preços dispararam com a entrada do IVA, mesmo aqueles que oficialmente não deveriam cobrar o imposto, os governantes só ameaçam. Mas deveriam publicar todos os dias o preço fixo dos produtos da cesta básica para os mais pobres não serem mais enganados e roubados. É só publicar nos jornais os preços todos os dias. Acho que OPAÍS aceitaria Para mim, é muito estranho que mesmo nos países mais ricos se pode consultar as referências médias dos preços dos produtos, mas aqui não. Cada um faz o que quer, os políticos e a Polícia só ameaçam para o povo dormir, mas, na verdade, desconfio, são quem sai a ganhar, porque aqui não há diferença quase nenhuma entre empresário e político ou autoridade.

Escreva para o Jornal OPAÍS através do e-mail info@opais.co.ao ou ligue para estes contactos Tel: 222 003 268 Fax: 222 007 754

Carlos Antunes Luanda


8

POLÍTICA

O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

dr

trador municipal considera que as obras a serem implementadas no plano do PIIM vão ajudar a mitigar os problemas da população, já que as fontes de arrecadação de receitas, por serem escassas, não permitem a realização de acções de âmbito social. “A nossa administração no ano transacto arrecadou, apenas, um valor pouco acima de Kz 400 mil, das receitas resultantes de emolumentos dos serviços administrativos”, desconsiderou.

Cidade de Malanje

PIIM desprende mais de KZ mil milhões para projectos em Masango O município de Masango (ex-Forte República) vai beneficiar de 1.088 milhões de Kwanzas (Akz) para a execução de seis projectos sociais no âmbito do Programa Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM). Prevê a construção de escolas, posto médico, estradas, pontes e fontes de abastecimento de água potável, com o objectivo de menorizar as necessidades prementes das populações Miguel José, em Malanje

F

alando a OPAÍS, o administrador do município de Masango, Luís João José, expôs que dos seis projectos favorecidos pelo PIIM, cerca de 50 por cento do orçamento disponibilizado, correspondente a 539 milhões/Akz, está descrito para a terraplanagem de 140 quilómetros de dois

troços viários que ligam a sede municipal às sedes comunais de Kihuhu e Kinguengue, incluindo a reabilitação de 10 pontes e pontecos. Para a construção de duas escolas com 17 salas, está estipulado o montante de Kz 300 milhões; para a construção do posto médico do tipo A, o valor fixado é de Kz 190 milhões; ao passo que a construção do sistema de captação de água para a comuna de Kinguengue tem o quinhão de Kz 59 milhões.

O administrador municipal considera que as obras a serem implementadas no plano do PIIM vão ajudar a mitigar os problemas

Luís João José garantiu que o início das obras está indicado para o primeiro trimestre de 2020, mas por enquanto está em forja a preparação das peças contratuais, segundo as normas de contratação, e tão logo o processo estiver formalizado, seguir-se-ão os concursos públicos para a selecção e aprovação dos candidatos à empreitada. Em face das carências sociais de que aquela circunscrição administrativa padece, o adminis-

Transferência das competências O alto responsável do município de Masango considera que só com a transferência das competências dos governos provinciais para as administrações locais muitos problemas que afectam a vida dos munícipes poderão ser resolvidos à sua medida. Tomando como referência as vias secundárias e terciárias, que passarão para a responsabilidade das administrações municipais, sublinhou que isso vai munir o seu município de capacidade técnica e meios de intervenção capazes de, circunstancialmente, solucionar a circulação das pessoas, vai garantir o circuito mercantil e projectar o desenvolvimento económico. Ainda assim, apesar das dificuldades vigentes, João José acredita que a circunscrição do ex-Forte República possui um potencial enorme que lhe garante a auto-sustentação. Porém, observa a necessidade de dotar os recursos humanos de capacidade técnica suficiente para a operacionalização de outros recursos que abonam a economia e dão sustentabilidade a estrutura social do município. “Eu, pelo menos, com toda sinceridade, se tivermos em conta que autarquia pressupõe autonomia local, o meu município tem potencialidade para a auto-sustentação”, afirmou. Masango (antigo Forte República) é um município que se situa a Norte da sede capital da província de Malanje, conta com um espaço territorial de 7 899 km², tem cerca de 40 mil habitantes, dista 252 quilómetros da sede capital. É limitado a Norte pelos municípios de Sanza Pombo (Uíge), a Este pela República Democrática do Congo (RDC), a Sul pelo município de Marimba e a Oeste pelo município de Kalandula. A sua gente dedica-se principalmente à actividade agrícola, com destaque à produção de amendoim e madeira.


O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

9

Vítimas de conflitos políticos terão certidão de óbito A decisão de se atestar uma certidão de óbito para cada agregado que viu os seus familiares mortos na sequência de motivações políticas foi apreciada e aprovada ontem durante a sexta reunião ordinária da Comissão Para a Implementação do Plano de Reconciliação em Memória das Vítimas dos Conflitos Políticos Domingos Bento

A

s vítimas dos conflitos políticos que assolaram o país entre 11 de Novembro de 1975 e 04 de Abril de 2002 terão a certidão de óbito que vai permitir o reconhecimento do Estado e a desburocratização que as famílias vêm enfrentando de forma a reconhecerem os seus mortos. A decisão de se atestar uma certidão de óbito para os agregados que viram os seus familiares mortos na sequência de motivações políticas foi apreciada e aprovada ontem durante a sexta reunião ordinária da Comissão Para a Implementação do Plano de Reconciliação em Memória das Vitimas dos Conflitos Políticos. Na reunião, orientada pelo coordenador da referida comissão, Francisco Queiroz, ficou acordado que as famílias que lutavam sozinhas para conseguirem um reconhecimento do Estado sobre a situação dos seus entes queridos, poderão ver a sua condição resolvida com a atribuição da certidão por parte do Executivo, o que vai permitir a poupança de esforços. Segundo o porta-voz da reunião, Eduardo Magalhães, o regime do processo especial de justificação de óbito aplica-se aos casos ocorridos em consequência de conflitos políticos decorridos entre 11 de Novembro de 1975 e 04 de Abril de 2002. Neste processo, é incluído o caso de cidadãos que morrem em consequência de revoltas políticas ou partidárias, massacres de pessoas indefesas com fins políticos e vinganças que atentaram contra os direitos e as liberdades dos cidadãos, independentemente dos agentes ou órgãos partidários. Eduardo Magalhães disse ainda que, depois da apreciação e a aprovação desta proposta de cedência

dr

de certidão de óbitos, a mesma será entregue, nos próximos dias, à Ordem dos Advogados de Angola e à Associação Angolana de Mulheres de Carreiras Jurídicas para aferirem a sua constitucionalidade e o seu encaminhamento legislativo para posterior seguimento. “Essa proposta é de despacho presidencial e vem responder à necessidade de se tornar célere e simplificado o processo de justificação de óbito, desburocratizando e descentralizando as competência, de modos a poupar esforços que os familiares interessados poderiam empreender com o referido procedimento”, explicou. Memórial será construído na Boa Vista Outra das propostas aprovadas na reunião de ontem prende-se com o espaço onde será erguido o memorial em homenagem às vítimas de conflitos políticos. A proposta aprovou o bairro da Boa Vista, no distrito Urbano do Sambizanga, município de Luanda, como sendo o local onde será construído o referido memorial, que vai, assim, culminar com esse processo de reconhecimento dos cidadãos mortos por motivações políticas, independentemente do partido em que pertenciam. De acordo com Eduardo Magalhães, ficou acordado que hoje mesmo a comissão vai visitar o local onde será construído o memorial para inteirar-se da situação do espaço, desde a localização, limites e outras condições com vista a honrar-se condignamente a memória de todos aqueles que partiram para outra dimensão por causa dos conflitos políticos que o país registou em décadas de conflitos. Para o porta-voz, com o memorial, o Executivo pretende simbolizar o início do processo de paz espiritual na sociedade angolana, a cura das mágoas de um passado doloroso e lançar as bases da reconciliação, do amor e da reapro-

Francisco Queiroz, coordenador do Plano de Reconciliação em Memória das Vitimas dos Conflitos Políticos.

ximação entre os angolanos através de um abraço fraterno entre todos os cidadãos Durante a reunião foi ainda aprovada a sigla da comissão com as palavras abraçar e perdoar em des-

taque. Participaram no encontro membros de partidos políticos, representantes da União dos Escritores Angolanos, membros do Conselho Nacional da Juventude, Ordens Profissionais, o Conselho de Igrejas Cristãs em Angola (CICA) e outras organizações da sociedade civil.

A proposta aprovou o bairro da Boa Vista, no distrito Urbano do Sambizanga, município de Luanda, como sendo o local onde será construído o referido memorial

Associação 27 de Maio insiste na “separação das águas” No final da reunião, a Associação 27 de Maio, representada pelo seu vice-presidente, José Fragoso, reiterou a necessidade da separação das águas na implementação do Plano de Reconciliação em Memória das Vítimas dos Conflitos Políticos. Segundo José Fragoso, o 27 de Maio deve ser tratado de forma diferenciada por ser um processo em que foram mortos mais de 80 mil cidadãos por estes demonstrarem a sua inteligência.

Nesta base, o líder associativo disse não fazer sentido que se juntem todos os processos e conflitos que o país teve num único processo, sob pena de esvaziar-se a importância e o impacto que o 27 de Maio teve na vida do país, por constituir um atentado contra a inteligência de todos aqueles que partiram por terem opiniões diferentes e convictas. José Fragoso defende a construção de um cemitério específico para albergar as ossadas dos cidadãos vítimas do “conflito do 27 de Maio” para melhor se honrar a memória dos que considerou serem “ilustres filhos de Angola”. “Sem desrespeitos pelos outros processos, mas pensámos ser urgente a construção de um único cemitério para albergar os nossos companheiros. Não é justo que se juntem todos num único processo”, defendeu.


sociedade

10

O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

General Ngongo aponta defeitos na ordem para Zé Maria devolvesse documentos carlos moco

A próxima audiência de julgamento está marcada para o próximo dia 12 de Novembro, para os advogados de Zé Maria e os representantes do Ministério Público apresentarem as alegações finais, que serão seguidas da apresentação dos quesitos (perguntas a que os juízes devem responder por imperativo legal)

Paulo Sérgio

O

general na reforma Roberto Leal Monteiro “Ngongo” declarou, em Tribunal, que nunca aceitaria acatar uma ordem alegadamente proveniente do Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Angolanas (FAA) transmitida por um intermediário sem que a mesma fosse estribada num documento. O deputado à Assembleia Nacional prestou essas declarações na Quinta-feira, no Supremo Tribunal Militar (STM), como uma das testemunhas arroladas pelos advogados de António José Maria, exchefe do Serviço de Inteligência e Segurança Militar (SISM), que está a ser julgado por insubordinação e extravio de documentos, aparelho ou objecto que contém informações de carácter militar. Atendendo a sua qualidade de general na reforma com uma vasta experiência militar, o juiz assessor Carlos Vicente questionou-lhe sobre como agiria se o Presidente da República, João Lourenço, através de um subordinado, lhe ordenasse a devolver documentos que

General Zé Maria em tribunal

tivesse retirado do SISM sem autorização, depois de ser afastado do cargo máximo dessa instituição. O general Ngongo, como é mais conhecido nas lides militares, disse ser uma pessoa muito cautelosa e que sempre desconfiaria se se tratava mesmo de uma ordem do mais alto mandatário da Nação. Ressaltou que, como militar, nunca levaria documentos de carácter militar à sua residência. Para melhor fazer-se compreender, esclareceu que as ordens emanadas do Comandante-emChefe ou de qualquer superior na hierarquia militar se procedem de duas formas. As ordens militares O antigo primeiro substituto do Chefe de Estado-Maior General e chefe da Direcção Principal de Operações das extintas Forças Armadas Populares de Libertação de Angola (FAPLA) explicou que, em seu entender, os militares são caracterizadas por ordens de campo operacional e ordens de

“Eu nunca aceitaria isso, porque me podem levar a cometer erros. Essa relação entre chefes que não é fundamentada é muito perigosa. Eu, pessoalmente, não aceito” Roberto Leal Monteiro

campo administrativas. Pois, no campo operacional, dada a natureza dessa actividade, é admissível a ordem verbal directa, ainda que indirecta, por serem situações que não se compadecem com a espera de documentos. Daí o facto de existirem delegações aos oficiais de ligação (campo) que podem ser transmissores de ordens do Comandante-em-Chefe. Por outro lado, explicou que no campo administrativo é diferente, pelo que, não acataria uma ordem verbal e indirecta no sentido de entregar documentos extraviados sem que lhe fosse exibido um documento por mandante. “Eu nunca aceitaria isso, porque me podem levar a cometer erros. Essa relação entre chefes que não é fundamentada é muito perigosa. Eu, pessoalmente, não aceito”, declarou, respondendo à questão acima apresentada pelo juiz Carlos Vicente. De modo a melhor sustentar a sua posição, contou, a título de exemplo, dois casos que demons-

tram que a prudência, no sentido em que se refere, “é a mãe da sabedoria”. O primeiro aconteceu com ele, quando, numa determinada situação, alguém lhe foi transmitir que, por orientação do Presidente da República (sem especificar se foi na época de António Agostinho Neto ou de José Eduardo dos Santos) iria a uma reunião com ele. Não acatou de imediato e foi certificar-se junto do Chefe de Estado. O outro caso a que fez referência tem a ver com o ex-ministro dos Petróleos, Zeferino Estêvão Cassaiombo. Alguém lhe transmitiu uma suposta orientação do Presidente da República para exonerar um determinado quadro do sector e ele assim procedeu. No entanto, quando reportou ao Chefe de Estado que a ordem havia sido executada com sucesso, o próprio receptor (o Presidente da República) foi apanhado de surpresa porque tal ordem nunca havia partido dele.


O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

11

dr

Vinte e oito mil enfermeiros exercem ilegalmente em Angola

V Análise ao crime de insubordinação de um reformado

Q

uestionado pelo advogado Sérgio Raimundo, líder da equipa de defensores de Zé Maria, se os oficiais na reforma, como é o seu caso, estão sujeitos à disciplina castrense, enfatizou que conhece o regulamento de disciplina militar e que o mesmo só se aplica aos membros da corporação que estão no activo. “No entanto, embora na reforma e porque crescemos sob a disciplina militar, sabemos como nos posicionar nessas situações, mas por razões culturais e de educação, não por obrigação”, frisou. Essa mesma posição foi manifestada pelo deputado Higino Carneiro, que foi ouvido em tribunal na Terça-feira, na condição de testemunha. Ambos foram reconhecidos em tribunal como verdadeiros cabos-deguerra. Questionado, na sua qualidade de oficial reformado, se por ventura recebesse uma ordem do Comandante-em-Chefe das FAA para entregar alguns documentos que tivesse em sua posse acataria, respondeu que dependeria de se a ordem fosse directa ou não. Sublinhando que se a ordem lhe fosse transmitida por outra pessoa, supostamente mandatada pelo Presidente da República, que não se fizesse acompanhar de um ofício contendo tal orientação, não entregaria. Instado a esclarecer sobre se recebesse de um colaborador directo do Chefe de Estado a informação de que este lhe ordena que devolvesse alguns documentos que tivesse levado sem consentimento, se o faria, Higino retorquiu que tu-

do dependeria de se a ordem fosse directa (verbal) ou em despacho (escrita). Ressaltou que se fosse ele em tal situação (fazendo referência à situação em que se encontrava o general Zé Maria quando lhe pediram para entregar os documentos) não devolveria sem que lhe fosse exibido um despacho do Presidente da República a respeito do assunto. Os dois generais reformados, que já desempenharam funções no Governo e actualmente estão a prestar o seu contributo na consolidação de Angola como um Estado Democrático e de Direito, declararam, em separado, diante dos juízes do Supremo Tribunal Militar, que a divulgação de documentos, mapas e material bélico utilizado na Batalha do Cuito Cuanavale não põe em causa a relação entre Angola e a África do Sul, como revelaram em tribunal os altos dirigentes do SISM. Para Higino, a África do Sul actualmente tem interesse que as informações sobre as várias operações militares realizadas no nosso país pelo seu antigo exército racista em apoio às extintas Forças Armadas de Libertação de Angola (FALA), braço armado da UNITA, sejam divulgadas. Fundamentou que Angola tem vindo a receber várias delegações daquele país interessadas em tomar conhecimento e estudarem tais batalhas. Já o general Ngongo enfatizou que um documento considerado segredo militar na África do Sul não tem a mesma classificação em Angola, até porque, se aquele país não divulga “é por não pretender que se saiba que a supremacia branca foi derrotada”.

inte e oito mil enfermeiros exercem ilegalmente a profissão no país, informou, ontem, em Ndalatando, Cuanza-Norte, a vice-presidente da Ordem dos Enfermeiros de Angola (Ordenfa), Ana Maria Pascoal. Ana Maria Pascoal prestou tal informação à Angop no termo da Assembleia de renovação de mandatos do Conselho Provincial da Ordenfa do Cuanza-Norte, que reconduziu, para mais um mandato de cinco anos, o enfermeiro José Huote Quibulucuto. Disse que estão inscritos 66 mil enfermeiros na ordem para a obtenção de carteira profissional, mas apenas 37 mil estão habilitados para o exercício da profissão. Esclareceu que os demais não possuem título profissional devido a irregularidades detectadas nos seus documentos de habilitações e nalguns casos por negligência dos próprios profissionais que não recorrem à instituição para efeitos de licenciamento.

A Ordenfa impõe como requisito aos candidatos a obtenção da carteira profissional de enfermeiro, a apresentação de certificado de habilitações/curso emitido e reconhecido por instituições académicas idóneas, conhecimento prático de enfermagem, entre outros. Sem precisar números, Ana Maria precisou que em função desta exigência têm sido detectados muitos certificados duvidosos de supostos profissionais de saúde e que ao serem convocados para aferirem a autenticidade do do-

Estão inscritos 66 mil enfermeiros na ordem para a obtenção de carteira profissional, mas apenas 37 mil estão habilitados para o exercício da profissão.

cumento simplesmente furtam-se ao chamamento, condicionando assim a atribuição da carteira. Ana Maria Pascoal mostrou-se preocupada com o fraco acompanhamento dos alunos estagiários de cursos de enfermagem nas unidades sanitárias do país, para a realização de práticas curriculares, comprometendo, deste modo, a qualidade dos aspirantes a profissão. Admitiu que o fraco acompanhamento dos estagiários resulta do elevado número de estagiários que acorrem às unidades sanitárias para a prática de enfermagem. A formação dos profissionais, actualização de carreiras profissionais, o melhoramento salarial, das condições laborais e sociais, segundo a responsável, afiguram-se entre os principais desafios da Ordenfa. A província do Cuanza-Norte tem 812 enfermeiros dos quais 700 inscritos na Ordem dos Enfermeiros de Angola. Pub


sociedade

12

O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

virgílio pinto

A actividade juntou várias personagens, entre assistentes sociais, educadoras, bombeiras, cientistas, entre outras entidades

Adolescentes motivados para uma visão positiva do futuro Foram várias as mulheres com notoriedade profissional que partilharam, ontem, na Casa da Música, em Luanda, as suas experiências, desafios e conquistas pessoais com os mais jovens para uma visão positiva do futuro Maria Teixeira

O

Gabinete da Primeira Dama da República, Ana Dias Lourenço, realizou ontem, em Luanda, um encontro motivacional com adolescentes, dos 14 aos 20 anos, sob o lema “Escolhe Hoje o Que Serás Amanhã”. A Primeira-dama da República, Ana Dias Lourenço, explicou que o evento teve como principal objectivo transmitir aos jovens a esperança de uma visão positiva do futuro. “Nós pensamos hoje, com a presença de algumas pessoas que aqui estão, que podemos também nos inspirar para que vocês possam fa-

zer escolhas acertadas sempre, seguindo aquilo que vocês sonham e querem ser no futuro. Aquilo que gostariam de dar como contributo ao país”, disse aos jovens. O encontro visou igualmente influenciar os adolescentes no sentido de se inspirarem no seu percurso como agentes de mudança e promoverem a paridade do género em relação aos rapazes. Ana Dias Lourenço explicou que se precisa transmitir algumas informações fundamentais para o futuro das crianças e jovens, uma vez que estão a crescer e quando estiverem adultos precisarão de ter conhecimentos e regras. Em seu entender, por vezes, não basta que lhes sejam transmitidos valores no seio familiar ou na escola.

“Portanto, é preciso que toda a sociedade contribua e faça alguma coisa para mostrar o caminho certo da convivência social aos nossos jovens e nossas meninas”, frisou.

“Trabalhamos muitas horas e temos menos tempo para a família. Então, temos que sensibilizar os nossos parceiros (a) por um bem maior sem sacrificar a família”

Raparigas são tão importantes quanto os rapazes Por sua vez, a pesquisadora sénior do Centro de Desenvolvimento Global (Fundação das Nações Unidas), Mayra Buvinic, que também deu a sua experiência debruçando-se sobre o “Empoderamento Económico da Jovem Mulher”, realçou ser muito importante saber que as raparigas são tão necessárias quanto os rapazes. A pesquisadora explicou que o empoderamento, a nível de África tem um activo muito importante, comparativamente com os outros países, pelo facto, de as mulheres sempre trabalharem. “Em termos de participação da força de trabalho, se observarmos globalmente veremos que elas têm

uma presença muito marcante, principalmente na questão da agricultura”, afirmou. Questionada sobre se as mulheres em África ainda constituem o grupo mais pobre, disse que isso se deve ao facto de elas não terem acesso aos recursos, o que deve ser alterado. “É por isso que as formas como os serviços são alocados devem ser mudados ,porque nós temos que incentivar em empoderar as mulheres a estar no mercado de trabalho da forma como os homens também estão”, disse. Como exemplo, disse que na Tanzânia existe um projecto financiado pela Fundação da ExxonMobil, em que providenciaram Poupança Móvel para as mulheres empreendedoras, porque os bancos geralmente não priorizam as mulheres nos seus serviços. Razão pela qual, a fundação e se foca nas mulheres empreendedoras. “Procuramos indirectamente passar valores como integridade Já a ministra das Finanças, Vera Daves, que contou o seu percurso profissional e casos de sucesso. Disse que uma das dificuldades que enfrentou, como mulher, foi o equilíbrio entre família e trabalho, por ser uma equação difícil. Contou ainda que há sacrifícios que as mulheres têm de consentir. “Trabalhamos muitas horas e temos menos tempo para a família. Então, temos que sensibilizar os nossos parceiros (a) por um bem maior sem sacrificar a família”, disse. E para que os jovens tenham uma visão positiva, Vera Daves explicou que para que essa contribuição seja efectiva precisam de desde cedo inspirá-los, partilhando experiências e os desafios que tiveram para chegarem onde estão e o como devem ser as suas defesas ao longo da caminhada. “Procuramos indirectamente passar valores como integridade, dedicação, empenho, para que quando as dificuldades vierem não esmoreçam. Continuem lutando e quando caírem se levantem para que no final do dia cada uma, na sua área de especialidade, faça a diferença e faça nossa Angola crescer”, transmitiu. Entre adolescentes, apenas 30 por cento dos participantes eram rapazes. O evento reuniu mulheres com notoriedade profissional que partilharam as suas experiências, os seus desafios e conquistas pessoais para uma visão positiva do futuro. A actividade que juntou várias personagens, entre assistentes sociais, educadoras, bombeiras, cientistas, entre outros, contou com o apoio da ExxonMobil.


cartaz seu suplemento diário de lazer e cultura

Vida e obra de Agostinho Neto retratada na Feira do Livro no Brasil Durante o encontro, Lopito Feijóo vai relembrar o legado da acção e do passagem de Neto em terras brasileiras, bem como o panorama da literatura angolana do período pós- independência

Antónia Gonçalo

A

vida e obra do Poeta Maior, António Agostinho Neto será retratada amanhã, 13, pelo escritor angolano Lopito Feijóo, na XIII edição da Feira do Livro de São Luís (FeliS), que decorre desde 11 do corrente mês na capital do Estado do Maranhão no Brasil. Lopito Feijóo, que foi convidado a participar no evento pela Secretaria Municipal da Cultura local realizado sob o lema “O Brasil atemporal na obra de Aluísio Azevedo”, em conversa com OPAÍS, realçou que no encontro vai relembrar o legado da acção e passagem de Neto em terras brasileiras, que, segundo ele, neste momento vivem uma fase difícil da sua democracia. “Agostinho Neto foi sempre uma grande referência para os jovens brasileiros da geração revolucionária de 70. Isto em razão da luta libertadora em África e no mundo contra o fascismo, bem como em razão da carga política da sua poesia. Falar sobre o Poeta Maior significa para mim alimentar a es-

O evento perança daquele povo e de todos os intelectuais do Brasil, por dias melhores”, enfatizou. Ainda a 15 do corrente mês, o poeta angolano vai dissertar o panorama da literatura angolana do período pós-independência. Sobre o presente tema, referiu que vai falar das vantagens de se produzir obra literária, num contexto de liberdade de expressão e sobre a afirmação e confirmação de novas gerações literárias, com maior incidência para os confirmados nomes dos integrantes da geração de 80, como José Luís Mendonça, Ana Paula Tavares, João Tala, e os já falecidos, António Panguila e Frederico Ningui. Já no dia 16, o escritor angolano vai proceder a uma visita à Universidade Federal do Maranhão, seguida de uma conferência sobre “Os Caminhos e Perspectivas da Nova Angola”. Para si, o facto de ser um dos poucos escritores an-

“Agostinho Neto foi sempre uma grande referência para os jovens brasileiros da geração revolucionária de 70” Lopito Feijóo

golanos convidado em eventos do género é de grande importância e atribui-lhe maior responsabilidade junto do público leitor, dos seus contemporâneos e confrades de ofício. “Tudo o que me está a acontecer me obriga a reflectir, a trabalhar com maior responsabilidade e espirito de missão. Me obriga a encarar a literatura de forma cada vez mas profissional. Penso que a base destes convites está vinculada com a qualidade do trabalho literário que temos divulgado dentro do pais e mesmo além-fronteiras”, observou. Ainda no decurso da feira que termina a 20 do mês em curso, Lopito Feijóo participará numa apresentação e sessão de autógrafos do seu livro intitulado “Coração Telúrico”, reeditado pela Essencial Editora de São Paulo, sendo a primeira edição, esgotada, datada ano de 2014.

Este evento, que é por sinal o maior evento cultural e de fomento à leitura no Estado do Maranhão, homenageará os escritores maranhenses Rosa Mochel e Dreifus Azobel, ambos comemorando o centenário do seu nascimento. A programação contempla mais de 600 actividades, desde oficinas, seminários, contos de histórias, cursos e minicursos de escrita criativa, palestras, debates em cafés literários, rodas de conversa com poetas, escritores e intelectuais. Prevê-se ainda o lançamento de livros e promoções literárias, espectáculos e promoções teatrais terão também lugar nos 10 dias de evento que, em anteriores edições, contou com a presença e participação de várias personalidades nacionais e internacionais.


O PAÍS Sábado,12 de Outubro de 2019

15 cedida

Filme Chaduka exibido na Casa de Cultura do Rangel

O Grupo B-ÜNIK dinamiza Nova Escola de rappers com EP “On The Maps” O EP comporta oito faixas musicais e conta com a participação dos rappers Uami Ndongadas e Johnny Berry Adjelson Coimbra

O

grupo de rappers da Nova Escola B-ÜNIK disponibilizou nesta semana, nas plataformas digitais, o EP intitulado “On The Maps”, que traduzido em português significa “Nos Mapas”. Por detrás da escolha do título da obra - que comporta oito faixas musicais, dentre as quais “Dinastia”, “Rebolar”, “MDCC”, “Lost”, “Forever”, “Barulho”, “Telefone” e “Papo Recto” -, encobrese a trajectória do grupo. Em entrevista a OPAÍS, Rigoberto Torres, membro da “B”, maneira como os fãs tratam carinhosamente o grupo, contou que a ambição é uma das suas idiossincrasias. Daí nasce a explicação de terem sido eles próprios a compor, cantar, produzir e divulgarem a sua obra. Para Rigoberto, o EP transmite a originalidade que o grupo carrega, o que garante ser visível através das histórias que contam em formas de músicas, onde um número considerável de pessoas se revê.

A B-ÜNIK pretende, igualmente, com o EP “ON The Maps”, que contou com as participações de Uami Ndongadas e Johnny Berry, mostrar ao público o seu potencial em fazer rap. “A sociedade poderá tirar grandes lições das músicas da nossa EP porque a mesma acarreta conteúdo de qualidade, vivências actuais e até passadas que poderão ajudar pessoas a se identificarem com as músicas ou mesmo até superar determinadas situações”, garantiu Rigoberto. O grupo A B-ÜNIK é um grupo composto apenas por jovens, que tem como CEO e fundador Edgar Patrice Victor (D3GV$) e tem diferentes áreas de actuação como a Música, Moda, Imagem e Cinema. Quanto ao critério de selecção dos membros, o CEO já tinha alguns em mente. Outros integrantes entraram através de castings. Assim, na área da música, a “B” é constituída por Rigoberto Torres, D3GV$, Fábios Santos, Jay Monsta, Mary’J, Soba Blake, Yankei, Nuno Pontas, Tchu Mário Wanga, Aifos, 2Young e Aryboy.

Entre os maiores sonhos da B, consta o de internacionalizar a carreira de cada artista, bem como o de poder mudar, para melhor, a forma de a sociedade de pensar através da música. Saída de Uami Ndongadas O rapper da Nova Escola Uami Ndongadas, conhecido pela música “Aula 4” e pela sua participação na música de Preto Show “Pedra”, finalista no Top dos Mais Queridos, saiu da B-ÜNIK após ter assinado o contrato com a Clé Entertainment. Para Rigoberto, a saída do Uami deve-se à falta de consideração pelo grupo. Apesar de ter celebrado um contrato com outra “label”, os ex-companheiros queriam ter uma conversa prévia, o que não foi possível. Sem motivação para falar sobre o assunto, Rigoberto disse que essa saída afectou o grupo. “Mexeu no sentimento de afecto que tínhamos por ele sim, contudo, não guardámos nenhuma mágoa. Não podemos viver com rancor de ninguém e lidamos na base de respeito”, sublinhou, avançando que até agora fala com Uami, mas esporadicamente.

filme “Chaduka” do realizador, Ngouabi Silva, que retrata o drama urbano de um jovem que perdeu os pais de forma trágica, foi exibido ontem, na Casa da Cultura do Rangel Njinga Mbande, em Luanda. A obra cinematográfica, com a duração de 105 minutos, aborda as dificuldades que o adolescente tem que enfrentar na sociedade, alheia e insensível a situações do género. A película contou com a participação de actores consagrados da cinematografia e teatro nacional, como Érica Chissapa, Raúl do Rosário, Lumony Zaide, Leonel Pereira, Constância Lopes, Carlos de Carvalho, Leandro Muhonho e Nelo Jazz. Com a chancela da produtora Criações Imediatas, o filme “

Chaduka “ foi lançado em Setembro no Centro Cultural Brasil/Angola e exibido em algumas Mediatecas de Luanda, Cine Império (Benguela), e noutros espaços culturais benguelenses. É a primeira obra de um projecto conjugado de várias obras de execução anual, denominado “Krisálida Project” que se pretende ser uma incubadora de projectos cinematográficos. Segundo o realizador do filme, Ngouabi Silva, “Krisálida Project” é a junção de boas ideias de outros filmes ou programas de televisão, que depois de várias reflexões acaba em produção de cinematografia nacional. Deu a conhecer que a intenção é produzir um filme por ano, dependendo dos apoios. Ainda para o mês de Outubro a produtora prevê levar a película para a Huíla e Namibe. dr


16

cartaz

O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

Cinema

Will Smith: o Cristiano Ronaldo das forças especiais O thriller de acção, com clonagem pelo meio, o Projecto Gemini é um passo em frente na exploração das possibilidades do digital, e (mais) um passo atrás no cinema de Ang Lee. Em estreia

D

epois do Génio da lâmpada de Aladdin, um assassino de elite. Dito de outra maneira, Will Smith não é actor para assumir papéis secundários. Continua a ser a peça central das produções em que se envolve e, desta vez, no tão adiado Projecto Gemini, vem em dose dupla...Com 51 anos de idade que se faz questão de referir várias vezes ao longo do filme -, o protagonista a que dá corpo, Henry Brogan, é uma espécie de Cristiano Ronaldo das forças especiais, alguém psicologicamente desgastado pela exigência da actividade profissional, e que, apesar da boa forma física, decide estar na altura da reforma. Demasiado cedo. Assim que a paz começa a entrar no seu quotidiano, o próprio se torna um alvo a abater: ele descobre que a agência para a qual trabalhava tem um segredo obscuro, e esta, por sua vez, não pretende manter vivo o seu mais talentoso sniper. Na companhia de uma bem-parecida e perspicaz agente (Mary Elizabe-

th Winstead) e do melhor amigo (Benedict Wong), Smith/Brogan vai circular entre o estado da Geórgia, Cartagena e Budapeste, perseguido por um “miúdo” encarregado de o apagar do mapa. Alguém capaz de antecipar todos os seus movimentos, e que não só tem as mesmas feições que ele, como o ADN. Um clone de Will Smith? Está claro que sim. Com todo o valor simbólico que isso pode conter. Em termos visuais, é apenas ele rejuvenescido, a sua versão 2.0. Produção A origem de Projecto Gemini é coisa antiga, e talvez essa antiguidade passe nas entrelinhas do argumento. Foi escrito em 1997, esteve para ser realizado por Tony Scott, mas, uma vez que a conjuntura tecnológica da época não era propícia à concretização da ideia, só em 2016 é que ficou garantido o seu avanço pelas mãos de Ang Lee. O que, de facto, bate muito certo com os últimos trabalhos deste taiwanês convertido à doutrina de Hollywood. Ver-se-ía a

sofisticação do 3D de A Vida de Pi (2012) e sobretudo o mais recente, e inédito nas nossas salas, Billy Lynn”s Long Halftime Walk (2016), que utiliza parte da mesma tecnologia por detrás da inovação de Projeto Gemini - o 3D+ em HFR (High Frame Rate). Trata-se de um formato digital com uma velocidade de 120 fotogramas por segundo (mais do que o olho humano consegue apanhar), que o marketing vende como uma ímpar experiência imersiva... Bem, temos algumas dúvidas quanto a isso. É verdade que a curiosidade técnica de Lee já se manifestava no início do milénio, e com bons resultados, na coreografia da acção do oscarizado O Tigre e o Dragão (2000). Porém, nos casos referidos o que fica em evidência é a falta de harmonia entre os progressos da tecnologia visual e as narrativas que se querem contar através dela. A pecha de Projeto Gemini está nessa enorme estranheza que o efeito ultra HD provoca no espectador, na sua elementar perceção das imagens.

REALEZA

CELEBRIDADES

SEPARAÇÃO

SAÚDE

Mordomo da princesa Diana garante que William e Harry se apoiam

Oprah sobre nunca ter sido mãe: “Não tenho nem um arrependimento”

Angelina Jolie e Brad Pitt: O que está a empatar a conclusão do divórcio

Kevin Hart quebra silêncio sobre acidente de carro

Uma verdadeira confusão: é desta forma que a família real britânica tem estado nos últimos tempos, pelo menos no que diz respeito à vida do príncipe Harry e de Meghan Markle. Como se sabe, os duques de Sussex têm vindo a ser alvo de diversas críticas por parte da imprensa britânica, de tal forma que o príncipe decidiu avançar com um processo em tribunal contra vários tabloides. Uma outra notícia que também surgiu esta semana dava conta de já ninguém no circuito real apoiar Harry e Meghan, incluindo William, contudo, tal pode não corresponder à verdade.

Oprah Winfrey é uma das mulheres mais influentes no mundo do entretenimento. Talvez por isso mesmo faz parte de uma das novas edições da revista People, “Women Changing the World”. Nesta entrevista exclusiva a apresentadora acabou por confessar e falar sobre um assunto que lhe é especial - a decisão que fez de não ser mãe. Oprah mantém uma relação duradoura com Stedman Graham, que conheceu em 1986, durante um evento de caridade. No entanto, nunca chegou a ser mãe, embora durante uns anos, isso lhe tivesse passado pela cabeça.

Há três anos, Angelina Jolie e Brad Pitt decidiram separar-se e avançar com o processo de divórcio. Contudo, o mesmo ainda não está devidamente concluído. Conforme a imprensa internacional veio a referir ao longo do tempo, uma das causas que levou à demora foi a custódia dos seis filhos que o ex-casal tem em comum. Entretanto, este assunto foi resolvido em tribunal recentemente. Segundo o The Blast, o motivo prende-se com o património.Consta que ambos estão a tentar perceber como é que deverão dividir tudo de forma justa, sendo que uma das coisas mais difíceis tem sido o castelo que compraram em França, em 2011.

Kevin Hart falou pela primeira vez em público acerca do acidente de carro no qual esteve envolvido no passado em Setembro. O actor ficou ferido depois do seu amigo, Jared Black, que ia ao volante do carro e da sua esposa, Rebecca Broxterman, perder o controlo do veículo. Tanto Hart como Black ficaram com sérios ferimentos nas costas, sendo que o actor foi submetido, inclusive, a procedimentos cirúrgicos. Na passada Quinta-feira foi revelado o relatório do acidente que determinou que este tinha sido causado por uma aceleração repentina do condutor.

DR


Economia

18

O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

dr

A nova família de notas vai denominar-se “Série 2020”

Novas notas de Kwanza podem ter novos rostos em 2020 As novas notas de kwanzas que serão introduzidas em 2020 no mercado poderão ter novas insígnias e rostos a depender da aprovação da Assembleia Nacional. Trata – se de notas de valor facial de duzentos, quinhentos, mil, dois mil, cinco mil e dez mil Kwanzas. Patrícia de Oliveira

O

Conselho de Ministros reuniu na Quinta-feira, 10, em Luanda, em sessão ordinária, apreciou a proposta de Lei que autoriza o Banco Nacional de Angola a emitir e pôr em circulação uma nova família de notas. A pergunta que não quer calar-se é se as figuras dos ex-presidentes, Agostinho Neto e José Eduardo dos Santos mantêm–se ou não nas

futuras notas de Kwanzas. A nova família de notas vai denominar-se “Série 2020”. Com esta nova proposta de Lei pretende-se aprimorar os dispositivos de segurança em todas as notas, bem como alternar o substrato das mesmas, resultando assim em benefícios para quem as usa, tais como maior durabilidade, aumento significativo dos níveis de segurança e melhoria da sua qualidade De acordo com uma fonte do Banco Nacional de Angola (BNA), há várias possibilidades de mudar os rostos das novas notas na-

Quando se injecta notas de maior valor facial no mercado há uma tendência de se extinguir as notas de menor valor

cionais que entram em circulação o próximo ano, porém a decisão será aprovada ou não no parlamento, só depois será feita a apresentação oficial, disse. Por sua vez, o economista Francisco Silvestre acredita que a introdução das novas notas de maior valor facial no mercado poderá provocar uma inflação de preços nos primeiros meses, que posteriormente pode ser controlada com medidas adequadas. “Quando se injecta notas de maior valor facial no mercado há uma tendência de se extin-

guirem as notas de menor valor. Temos um mercado onde a facilidade de obter notas de menor valor facial, tendo em conta o tipo de negócio que é comercializado”, explica. Na opinião do especialista, num curto espaço de tempo a população terá dificuldade na aquisição das notas de maior valor facial e a tendência será criar uma expectativa de preços que vai provocar escassez e alterar o preço dos produtos. “Haverá escassez de oferta de notas e poderemos assistir a uma inflação derrapante, alerta o economista”.


O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

19

Cimenteiras nacionais facturam AKz 3 mil milhões Cerca de 3 mil milhões de Kwanzas foram arrecadados pelas cinco cimenteiras nacionais, de Janeiro a Agosto deste ano, com a comercialização de um milhão, 535 mil e 582 toneladas de cimento, segundo dados da Associação da Indústria Cimenteira de Angola (AICA), divulgados ontem

A

AICA congrega as cimenteiras CIF, com capacidade de 3,6 milhões de toneladas, Nova Cimangola com 1,8 milhão tn, FCKS com 1,4 milhão tn, a mesma produção para Cimenfort e a Secil com uma produção de 260 mil toneladas/ano. Em 2018, foram comercializados dois milhões, 620 mil e 115

Actualmente, o preço por unidade de cimento está cifrado em mil 900 a dois mil Kwanzas nos revendedores oficiais.

Os dados divulgados pela mesma instituição sobre a comercialização do cimento nos últimos quatro anos, dão conta que em

2014 foram comercializadas quatro milhões, 917 mil e 454 toneladas, em 2015 atingiu cinco milhões, 198 mil e 353 toneladas. dr

toneladas, de acordo os dados divulgados pela Associação da Indústria Cimenteira de Angola (AICA), na 4ª edição da Expoindústria/2019, que fecha as portas neste Sábado (12). As cinco cimenteiras têm uma capacidade agregada de mais de 8 milhões de toneladas de cimento/ano e uma capacidade instalada para produzir 6 milhões e 450 mil toneladas de clinker/ano.

Angola inicia apresentações técnicas da refinaria do Soyo A refinaria do Soyo, na província do Zaire, terá capacidade para processar 100 mil barris de petróleo por dia, disse o secretário de Estado dos Petróleos, no decurso da primeira apresentação técnica de promoção do concurso público internacional, Quinta-feira, 10, realizada em Luanda dr

O

programa de apresentações técnicas, com o objectivo de seleccionar uma empresa ou consórcio de empresas para financiar, construir e operar a refinaria, vai ter a segunda e última sessão no Dubai (Emirados Árabes Unidos), dia 22 de Outubro. O concurso público internacional será lançado oficialmente dia 24 de Outubro, estando previsto que a refinaria inicie a

laboração em 2023. O secretário de Estado dos Petróleos, José Alexandre Barroso, afirmou no decurso da sessão que a construção em simultâneo de três refinarias em Angola (Benguela, Soyo e Cabinda) é uma exigência do mercado interno, segundo a agência noticiosa Angop. Referiu que o país precisa do equivalente a 360 mil barris de petróleo processados/dia, o que corresponde a 80% dos produtos refinados importados, para suprir as necessidades do mercado

interno, o que acarreta elevado dispêndio de divisas. O governo de Angola elaborou uma estratégia de refinação que comporta, além da expansão da refinaria de Luanda, a construção de três novas refinarias, Cabinda, Lobito e Soyo, com uma capacidade combinada de 360 mil barris/dia. A construção da refinaria de Cabinda foi adjudicada ao consórcio United Shine, com 90% do capital social, em parceria com a Sonangol Refinação (Sonaref), com 10%.


Mercados

20

O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

O Banco Mundial estima que o crescimento económico para 2019 situe-se em 0,7%. O desempenho deverá ser suportado pelo sector não petrolífero e melhorias no ambiente de negócio, porém representa uma revisão em baixa, de 0,3 p.p., face à estimativa de Abril último.

A

dr

produção petrolífera referente ao mês de Setembro f ixou-se em 1,411 milhões barris/

dia. O nível representa um aumento mensal de 24 mil barris/dia, o que poderá contribuir na atenuação da contracção da actividade do sector, com efeitos sobre o crescimento da economia.

MERCADOS ESPAÇO INTERNACIONAL África Subsaariana • A taxa de crescimento prevista pelo Banco Mundial para 2019 situa-se em 2,6%. O nível representa um ligeiro aumento face aos 2,5% de 2018, reflexo do desempenho das maiores economias – Nigéria (2,1%) África do Sul (0,8%) e Angola (0,7%) -, com impactos sobre a criação de emprego.

Petrolífero Brent: +1,14% (59,10 USD/barril). O compromisso da OPEP com a estabilização do mercado beneficiou o preço do crude.

MERCADOS

Cambial GBP: +1,34% (1,2396 USD). As indicações de um possível acordo para a efectivação do Brexit impulsionaram a cotação da libra. FONTE:


Mundo

22

O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

Primeirpo-ministro da Etiópia ganha Nobel da Paz por esforços de paz com Eritreia dr

O primeiroministro da Etiópia, Abiy Ahmed, ganhou nesta Sexta-feira o Prémio Nobel da Paz de 2019 pelos seus esforços de paz com a Eritreia

O restabelecimento da paz com a Eritreia valeu o Nobel a Abiy Ahmed

A

mité do Nobel da Noruega. “O prémio também busca reconhecer todas as partes interessadas que trabalham pela paz e reconciliação na Etiópia e nas regiões leste e nordeste de África”, acrescentou. Aos 43 anos, Abiy Ahmed é o chefe de governo mais jovem de África. “Essa vitória e reconhecimento são um triunfo colectivo para todos os etíopes e um chamado para fortalecer a nossa determinação em tornar a Etiópia - o novo horizonte de esperança - uma nação próspera para todos”, disse o gabinete do primeiro-ministro. O gabinete citou Abiy dizendo quie “Estamos orgulhosos como nação”.

Autor de ataque perto de sinagoga alemã confessa crime e motivação anti-semita

Morre Alexei Leonov, primeiro humano a caminhar no espaço lexei Leonov, que se tornou o primeiro humano a andar no espaço em 1965, morreu nesta Sexta-feira aos 85 anos de idade após enfrentar uma longa doença, informou a agência de notícias russa TASS. Embora menos conhecido internacionalmente que Yuri Gagarin, o primeiro homem a entrar no espaço, Leonov era um nome familiar na sua terra natal, a Rússia, e será lembrado em particular pelo seu papel na missão Voskhod-2, de 1965. Durante esse vôo, um dos dois que ele fez no espaço durante a sua carreira, Leonov se tornou o primeiro humano a realizar uma caminhada espacial, um episódio que durou 12 minutos e 9 segundos. O passeio foi estressante para Leonov, cujo traje espacial se encheu de ar, a ponto de ele ter que lutar pa-

E

tiópia e Eritreia, inimigos de longa data que travaram uma guerra fronteiriça de 1998 a 2000, restauraram as relações em Julho de 2018, após anos de hostilidade. O prémio, no valor de 9 milhões de coroas suecas, ou cerca de 900 mil dólares, será entregue em Oslo no dia 10 de Dezembro. “O primeiro-ministro da Etiópia, Abiy Ahmed Ali, recebeu o Prémio Nobel da Paz deste ano pelos seus esforços para alcançar a paz e a cooperação internacional, e em particular pela sua iniciativa decisiva para resolver o conflito fronteiriço com a vizinha Eritreia”, disse o Co-

ra voltar à espaço-nave. Leonov voou para o espaço novamente em 1975, comandando a metade soviética da missão ApolloSoyuz, o primeiro vôo espacial dos Estados Unidos com a União Soviética. A viagem ocorreu num momento em que a Rússia e os EUA que passaram parte da Guerra Fria numa corrida espacial - estavam a seguir uma política de distensão. O presidente russo, Vladimir Putin, conhecia Leonov bem e tinha grande respeito pela sua coragem, disse o porta-voz do Kremlin Dmitry Peskov nesta Sexta-feira, segundo a TASS. A Nasa disse em comunicado no Twitter que ficou triste com a morte de Leonov. “A sua aventura dentro do vácuo do espaço começou a história da actividade extra-veicular que possibilita a manutenção da Estação Espacial hoje”, afirmou. dr

O homem acusado de matar duas pessoas a tiro perto da sinagoga de Halle, no Leste da Alemanha, confessou o crime e uma motivação anti-semita, e de extrema-direita, informaram procuradores nesta Sexta-feira dr

Forças policiais alemãs entram em acção após incidente

O

s Procuradores descreveram como Stephan B., que publicou um manifesto racista e anti-semita e transmitiu o ataque ao vivo na Quarta-feira, matou dois transeuntes depois de tentar entrar sem sucesso na sinagoga.

Minutos mais tarde ele atacou um restaurante de kebab próximo

Só a sua pontaria ruim e a falta de qualidade das suas armas caseiras o impediram de ferir outras nove pessoas contra as quais ele disparou durante o atentado de meia hora, disseram procuradores federais na sua sede na cidade de Karlsruhe. A primeira vítima, uma transeunte que gritou com o agressor enquanto ele tentava abrir caminho a tiros para a sinagoga, onde a congregação comemorava a data religiosa do Yom Kipur, tinha 40 anos, disseram. Minutos mais tarde ele atacou um restaurante de kebab próximo, ferindo uma pessoa que caiu no chão enquanto outros funcionários e clientes fugiam. Stephan B. voltou ao seu carro para pegar outra arma, com a qual matou o homem ferido com vários outros tiros, segundo os procuradores. Ele errou nove outros alvos, que incluíram policiais no seu encalço, porque as suas armas encravaram ou porque sua pontaria era é ruim, acrescentaram. Os advogados do suspeito ainda não se pronunciaram publicamente.


O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

23 dr

Turquia intensifica campanha na Síria e EUA alertam para “consequências sérias”

Marie Yovanovitch, diplomata de carreira que foi chamada de volta

Ex-embaixadora dos EUA na Ucrânia depõe em inquérito de impeachment

A

ex-embaixadora dos Estados Unidos na Ucrânia, que Donald Trump classificou como “má notícia”, chegou ao Capitólio para depor nesta Sexta-feira no inquérito de impeachment da Câmara dos Deputados dos EUA sobre o presidente, e outro diplomata concordou em depor na semana que vem, enquanto a Casa Branca tenta impedir a investigação. Marie Yovanovitch, diplomata de carreira que foi chamada de volta abruptamente em Maio, deve prestar o seu depoimento aos deputados que investigam Trump num escândalo que atingiu o seu mandato. Os parlamentares democratas que lideram o inquérito aguardavam para ver se Yovanovitch iria comparecer, já que nesta semana a Casa Branca disse que se recusaria a cooperar com uma investigação que o presidente republicano rotulou de “tribunal canguru”. Diplomata de carreira que serviu como embaixadora dos EUA em dois outros países, a passagem de Yovanovitch como embaixadora em Kiev foi interrompida quando ela foi convocada para Washington em Maio, uma vez que aliados de Trump fizeram acusações sem sustentação de deslealdade e outras alegações contra ela. De acordo com notícias da mídia, Trump tomou a acção após reclamações do seu advogado pessoal Rudy Giuliani e outros de que ela havia obstruído os esforços de Giuliani para convencer a Ucrânia a investigar Biden. Os democratas

chamaram a sua remoção de motivação política. Gordon Sondland, embaixador dos EUA na União Europeia, obedecerá a uma intimação da Câmara e deporá na Quinta-feira que vem para comités que comandam o inquérito de impeachment, disseram os seus advogados. Mas Sondland não tem autorização para divulgar documentos que os comités da Câmara pediram, informaram os seus advogados, acrescentando que ele espera que o material seja compartilhado com os comités antes da sua participação. Inicialmente ele deveria depor na Terça-feira, mas o governo Trump o impediu de comparecer. Sondland, um doador político de Trump que contribuiu com 1 milhão de dólares para o comité de posse do republicano, trocou mensagens de texto sobre o relacionamento de Washington com a Ucrânia com outros diplomatas graduados. Democratas da Câmara receberam um arquivo de textos, parte do seu inquérito de impeachment. O inquérito foi iniciado na esteira da queixa de um delator, encaminhada por uma pessoa da comunidade de inteligência dos EUA, sobre um telefonema de 25 de Julho no qual Trump pressionou o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, a investigar um rival político, Joe Biden, e seu filho, Hunter. O ex-vice-presidente Biden é um dos favoritos na disputa do Partido Democrata para definir quem vai desafiar Trump na eleição presidencial de 2020.

A Turquia intensificou os seus ataques aéreos e de artilharia contra as milícias curdas no nordeste da Síria nesta Sextafeira, reforçando uma ofensiva que provocou alertas sobre uma catástrofe humanitária e fez parlamentares republicanos dos Estados Unidos se oporem ao presidente Donald Trump

A

incursão, iniciada depois que Trump retirou as tropas norte-americanas que lutavam ao lado das forças curdas contra militantes do Estado Islâmico, abriu uma nova frente na guerra civil síria de oito anos e atraiu grande repúdio internacional. Um monitor da guerra informou que o número de mortos se aproximava de 100 desde os primeiros dias do ataque, incluindo 17 civis, além de dezenas de combatentes curdos e rebeldes sírios apoiados pela Turquia. A Turquia diz que nove civis foram mortos do lado da fronteira em ataques de retaliação.

Em Washington, Trump - que rebate acusações de que abandonou os curdos, aliados fiéis dos EUA - deu a entender que o seu país poderia mediar o conflito, mas também aventou a possibilidade de impor sanções contra a Turquia. Nesta Sexta-feira, aviões de guerra e peças de artilharia turcos alvejaram os arredores de Ras al Ain, uma de duas cidades fronteiriças sírias que são o foco da ofensiva. Jornalistas da Reuters situados na cidade turca de Ceylanpinar, do outro lado da fronteira, ouviram tiros. Um comboio de 20 veículos blindados transportando rebeldes sírios aliados da Turquia entrou na Síria por Ceylanpinar. Alguns fidr

zeram sinais de vitória, gritando “Allahu akbar” (Deus é grande) e acenando com bandeiras dos rebeldes sírios ao avançarem rumo a Ras al Ain. Cerca de 120 quilómetros para o Oeste, lançadores de morteiros turcos retomaram os ataques perto da cidade síria de Tel Abyad, disse uma testemunha. “Nestes momentos, Tel Abyad está a registar as batalhas mais intensas em três dias”, disse Marvan Qamishlo, porta-voz das Forças Democráticas Sírias (FDS) lideradas pelos curdos. De madrugada, confrontos irromperam em diferentes pontos ao longo de Ain Diwar na fronteira iraquiana com Kobani, mais de 400 quilómetros a Oeste. Forças turcas e das FDS trocaram tiros em Qamishli, entre outros lugares, segundo Qamishlo. “A fronteira toda está em chamas”, afirmou. Forças turcas capturaram nove vilarejos perto de Ras al Ain e Tel Abyad, disse Rami Abdulrahman, director do Observatório Sírio de Direitos Humanos, que monitora a guerra. Ao menos 41 combatentes que lutam com as FDS, 34 rebeldes sírios apoiados pela Turquia e 17 civis foram mortos nos confrontos, de acordo com o observatório. As FDS disseram que 22 dos seus combatentes foram mortos na Quarta e Quinta-feiras. A Turquia diz que matou centenas de combatentes das FDS e que dois soldados turcos foram mortos. Autoridades turcas disseram que duas pessoas foram mortas e três feridas por morteiros na cidade fronteiriça de Suruc, aumentando o número de mortos para nove civis no lado turco. Na Quinta-feira, dois empresários estrangeiros que moram no Estado norte-americano da Flórida e ajudaram o advogado pessoal de Trump, Rudy Giuliani, a investigar Biden foram presos devido ao que procuradores descreveram como um esquema para canalizar dinheiro do exterior a um comité eleitoral próTrump e outros candidatos políticos dos EUA.


Actual

24

O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

Avião de carga cai no Congo e mata equipa presidencial a bordo

dr

Um avião de carga que transportava integrantes da equipa presidencial do Congo caiu na Quinta-feira, matando todas as oito pessoas a bordo, disse um conselheiro do governo à Reuters nesta Sexta-feira

T

ransportando o motorista do presidente Felix Tshisekedi, um gerente de logística e alguns soldados, a aeronave se dirigia à Kinshasa, capital do país, e desapareceu do radar na tarde de Quinta-feira, uma hora depois de descolar, indicou um comunicado divulgado pelo órgão responsável pela aviação civil. A queda ocorreu numa floresta de Maniema. “Não há sobreviventes. Os corpos foram todos transformados em cinzas”, disse o conselheiro Vidiye Tshimanga. A causa do acidente ainda não foi deliberada. Reportagens da mídia local mostraram centenas de apoiantes de Tshisekedi tomando as ruas da capital do Congo após a divulgação do acidente na manhã desta Sexta-feira, temendo que a queda do avião pudesse ser alguma tentativa frustrada de atingir o presidente. Tshisekedi assumiu o seu mandato neste ano, substituindo o ex-presidente de longa data Joseph Kabila. Não há informações confirmadas sobre a possibilidade de ataque directo contra Tshisekedi.

dr

Activistas contra as mudanças climáticas boqueiam entrada da BBC

Activistas contra a mudança climática interditam sede da BBC em Londres

O

grupo (Extintion Rebellion, em inglês), que defende uma rebelião contra a estrutura política, económica e social do mundo moderno para evitar a pior devastação prevista por especialistas que estudam o clima, está engajado em duas semanas de desobediência civil em Londres.

Felix Tshisekedi poderia ter sido uma das vítimas do acidente aereo em Kinshasa

China convidou Lighthizer e Mnuchin para novas negociações comerciais, diz CNN

A

China convidou oficialmente o representante comercial dos Estados Unidos, Robert Lighthizer, o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, e as suas equipas para mais negociações comerciais no país asiático, informou um repórter da CNN numa publicação no Twitter nesta Sexta-feira, O convite é para um reunião que será realizada antes da Cimeira de Cooperação Económica Ásia-Pacífico (Apec, na sigla em inglês) no próximo mês no Chile, segundo o tuíte. Chinese e americano continuam a buscar um caminho para a sua crise

O Rebelião contra Extinção tornou-se conhecido em Abril, quando integrantes do grupo atrapalharam o trânsito no centro de Londres durante 11 dias. O grupo quer que os governos adoptem acções muito mais radicais para reduzir as emissões de gases de efeito estufa. Portando cartazes com slogans como “O Planeta Antes do Lucro”, acenando com bandeiras, cantando e gritando, algumas dezenas

de manifestantes reuniram-se diante do edifício principal da BBC, pedindo que a emissora leve o aquecimento global mais a sério. “Estamos aqui hoje para exigir que a BBC reaja à emergência da maneira como reagiu à Segunda Guerra Mundial, ou seja, devotando a estrutura administrativa profissional inteira a levar a mensagem ao público britânico”, disse o porta-voz Donnachadh McCarthy à Reuters. “Estamos aqui porque a BBC se recusou a declarar uma emergência climática. Também estamos aqui hoje porque a BBC continua a normalizar estilos de vida de alto carbono com programas como Top Gear, que promovem o uso de aviões e carros.” Uma porta-voz da BBC disse que não poderia comentar questões de segurança, e tão pouco comentou as críticas à cobertura do canal.

Zuma enfrentará julgamento por corrupção depois que tribunal negou suspensão da acusação

O

ex-presidente sulafricano Jacob Zuma será julgado por acusações de corrupção relacionadas a um acordo de armas de USD 2,5 biliões depois que o tribunal negou, em seu benefício, uma suspensão permanente da acusação na Sexta-feira.

A decisão do juiz Jerome Mnguni no Supremo Tribunal de Pietermaritzburg abre caminho para que o julgamento de Zuma comece em 15 de Outubro.

Zuma, que estava no cargo entre 2009 e 2018, havia pedido uma suspensão permanente da acusação por 16 acusações de fraude, extorsão e lavagem de dinheiro relacionadas a um acordo para comprar 30 biliões de rands de equipamento militar europeu para as forças armadas da África do Sul no final da década de 1990. O homem de 77 anos negou qualquer irregularidade e disse que é vítima de uma caça às bruxas com motivação política.


desporto

26

Angola vence Campeonato Africano de futebol com muletas

O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

Angolanos com a melhor defesa e o melhor ataque DANIEL MIGUEL

A Selecção Nacional conquistou ontem a medalha de ouro ao vencer a Nigéria na final por 2-0, no Estádio São Filipe, na província de Benguela daniel miguel

Mário Silva, enviado a Benguela

A

Técnico angolano, Augusto Baptista, ovacionado pelos atletas

ngola conquistou ontem o Ca mpeonato Africano de futebol com muletas que a província de Benguela acolheu.

A Selecção Nacional, orientada por Augusto Baptista “Cheto”, bateu a Nigéria por duas bolas a zero. No tapete verde do Estádio São Filipe, os angolanos mostraram e provaram que são realmente campeões do mundo com todas as letras. Assim, o único troféu que faltava na galeria do Comité Paralímpico Angolano (CPA), liderado por Leonel da Rocha Pinto, ocupa o seu lugar. Ontem, a selecção da Nigéria foi a primeira a criar perigo junto da baliza defendida por Lilito, com um remate de Sarafadeen. O mesmo silenciou por completo os milhares de adeptos no histórico Estádio São Filipe. Mas, o combinado angolano respondeu com um livre na entrada da grande área dos nigerianos. Porém, inaugurou o marcador por intermédio de Sabino António, aos três minutos, golo madrugador. Os nigerianos não esperavam. Volvidos nove minutos, Sabino António, autor do tento que deu vitória da Selecção Nacional nas meias-finais, frente à Libéria, ampliou o resultado para duas bolas a zero. Depois do primeiro quarto de hora, o treinador da Nigéria mexeu no seu xadrez. Tirou o Umaru e para o seu lugar colocou de Chinemeremu com o objectivo de travar o ímpecto ofensivo dos angolanos. A dois minutos do intervalo, o treinador Augusto Baptista “Cheto” apercebeu-se que os

C

om 20 golos apontados, em sete jogos disputados, a Selecção Nacional de futebol para amputada teve o melhor ataque da 5ª edição do Campeonato Africano das Nações (CAN 2019), prova que decorreu no Estádio São Filipe, em solo benguelense.

Os comandados de Augusto Baptista venceram seis jogos, empataram dois e sofreram três tentos. Angolanos festejam conquista do futebol africano com muletas

nigerianos estavam a subir no terreno, devido à quebra física do médio ofensivo Sabino António. Entrou para o seu lugar o polivalente Hilário Kafula. Neste quesito, Augusto Baptista foi feliz, porque os compatriotas de Kanu foram obrigados a baixar as linhas, sob pena de sofrer o terceiro golo. Deste modo, a primeira parte terminou com a Selecção Nacional a dominar o desafio

sem qualquer rodeio. No reatamento da partida, os Palancas Negras mantiveram a mesma dinâmica, o que complicou a manobra ofensiva do adversário. Mas, Adão, Hilário Kafula e companheiros encontravam algumas dificuldades para voltar violar as redes do “kipper” Blessing Agu, volvidos alguns minutos terminou a partida e os angolanos festejavam nas bancadas.

Alfani Kianga: o melhor marcador da prova daniel miguel

“O segredo do sucesso está no trabalho” O treinador da Selecção Nacional de futebol para amputado, Augusto Baptista “Cheto”, revelou que o segredo da vitória está no trabalho e no apoio que o Comité Paralímpico Angolano (CPA) tem dado aos bravos rapazes. “Estamos de parabéns por fazer o pleno, ou seja, somos campeões mundiais e africanos, mas o trabalho não pára por aqui”, disse Augusto Baptista Cheto. Por sua vez, o defesa central Celestino Elias, eleito melhor do

mundo e agora também melhor de África, mostrou-se satisfeito e espera que o apoio ao desporto adaptado continue. Para o internacional angolano, não foi fácil chegar à final e vencer, porque os adversários são duros de roer. Ainda assim, a dedicação e o trabalho nos levaram a uma conquista importante, porém vamos continuar a trabalhar para manter os níveis competitivos dentro e fora do continente africano no futebol com muletas.

Na segunda posição seguese a Nigéria com nove golos marcados e cinco sofridos, ao passo que a Serra Leoa, selecção que perdeu duas vezes na prova por falta de comparência, ficou com o pior ataque, tendo apontado apenas três golos.Por sua vez, os Camarões, estreante no Campeonato Africano das Nações, tiveram a pior defesa, ou seja, sofreram 19 golos, em seis partidas disputadas.

O

avançado da selecção da Tanzânia, Alfani Kianga, sagrouse ontem melhor marcador da 5ª edição do Campeonato Africano das Nações (CAN 2019), em Bengue-

la, com seis golos rubricados em sete jogos realizados. O jogador, de 24 anos, superou na concorrência os angolanos José Candeeiro, Hilário Kafula, ambos com quatro tentos cada um. Em entrevista a O PAÍS, Alfani Kianga agradeceu os seus colegas que souberam sempre jogar como um grupo, por isso foi possível sagrar-se melhor marcador do certame que contou com bons avançados. “Vou continuar a trabalhar de modo a repetir o feito na próxima edição do Campeonato Africano das Nações de futebol para amputados. Sei que não será fácil porque em cada prova surgem bons atletas, mas com uma Tanzânia unida tudo é possível”, revelou. Alfani Kianga não descartou a possibilidade de jogar um dia numa equipa angolana, porém ainda não recebeu qualquer tipo de convite.


O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

27 Petro de Luanda conquista Supertaça Vladimiro Romero

CPA trabalha para organizar o Mundial de futebol com muletas O presidente do Comité Paralímpico Angolano (CPA), Leonel da Rocha Pinto, disse que Angola vai candidatar-se para organizar a próxima fase final do Campeonato do Mundo da modalidade. Leonel da Rocha Pinto explicou que o país tem condições e os responsáveis do Comité Internacional reconheceram este potencial de Angola nestas competições. Quanto ao balanço da prova, Loenel da Rocha Pinto felicitou o trabalho da comunicação social que teve um papel fundamental na divulgação do certame, bem como na mobilização dos adeptos.

Recreativo do Libolo ‘espreita’ liderança à condição do Girabola daniel miguel

Medalha de bronze para a Tanzânia na cidade de Benguela A selecção da Libéria conquistou ontem a medalha de bronze da 5 ª edição do Campeonato Africano das Nações (CAN 2019), após vencer, por 2-1, a sua similar da Tanzânia, em Benguela. No “tapete verde” do Estádio São Filipe, a equipa tanzaniana, sensação da competição, entrou melhor e aos dois minutos inaugurou o marcador por intermédio de Alfani. Depois de conseguir a vantagem, os jogadores da Tanzânia que estavam determinados em levar a medalha de bronze não baixaram os braços e procuravam o segundo tento da tranquilidade.

“Faça o que fizer com Félix, vou ser sempre criticado” O técnico do Atlético de Madrid, Diego Simeone, reagiu, em entrevista à Cadena Ser, às críticas sobre as sistemáticas substituições de João Félix. Em 11 jogos oficiais pelo Atlético, João Félix foi totalista em apenas um. Simeone começou por dizer o seguinte: “Um dia, sentei-me ao lado dele e disse-lhe: o filme é este: se jogas sempre e te lesionas, a culpa é minha porque não sei gerir o teu esforço; se não jogas, a culpa também é minha”. E ele entende isto. Faça o que fizer com Félix, vou ser sempre criticado, mas é preciso fazer uma boa gestão”, desabafou. Questionado sobre a comparação que fez entre Félix e Kaká, Simeone estabeleceu nova analogia. “São parecidos na arrancada, mas Félix tem mais golo. Não é o mesmo que comparar Félix com Hazard. Um tem 30 anos, o outro 19 e custou 120 milhões. É preciso fazer dele jogador”, finalizou o treinador argentino.

Libolenses num dos jogos do Campeonato Nacional em Luanda

Kiameso Pedro

O

Recreativo do Libolo (Cuanza-Sul) mede forças hoje com o Recreativo da Caála (Huambo), no Estádio de Calulo, em partida a contar para o arranque da oitava jornada do Girabola 2019/2020, às 15:00. O desafio coloca frente a frente o quarto classificado (14 pontos) e o nono colocado (10 pontos) na tabela classificativa. Os libolenses, se vencerem, ascendem à liderança provsória da prova com 17 pontos, uma vez que o líder 1º de Agosto (15 pontos) só entrará em acção amanhã quando jogar com o Interclube. Na sétima jornada, ambas as formações empataram nos seus respectivos encontros. Os caalenses empataram a uma bola diante do Petro de Luanda, ao

passo que a turma de Calulo empatou a duas bolas com o Santa Rita de Cássia do Uíge. Em declarações à imprensa, o treinador do Recreativo do Libolo, André Makanga, disse estar ciente das dificuldades que a sua equipa vai encontar, mas admitiu que os seus atletas só pensam na vitória. Por sua vez, o técnico do Recreativo da Caála, Hélder Teixeira, fez sa-

Sub-17 prepara desafio com Equador na Segunda-feira A Selecção Nacional de futebol em sub-17 realiza hoje a segunda sessão de treinos, na cidade de Goiana, no Brasil, visando o jogo amistoso diante do Equador, marcado para Segunda-feira. O desafio entre ambos está inserido no quadro de preparação do Mundial que aquele país da América do Sul acolhe de 26 de Outubro a 17 de Novembro próximo. Com a integração de Osvaldo Capemba “Capita”, o treinador Pedro Gonçalves vai trabalhar o aspecto físico dos atletas e aprimorar os fundamentos defensivos e ofensivos. Vencer para motivar o grupo é a palavra ordem.

O Petro de Luanda venceu ontem a Supertaça Vladimiro Romero, no Pavilhão Principal da Cidadela Desportiva, ao vergar o 1º de Agosto por 88-84. Com este triunfo, os tricolores começam a época com o pé direito, uma vez que o objectivo é revalidar o Campeonato Nacional. O técnico do Petro de Luanda, Lazare Adingono, felicitou os seus atletas pela conquista e espera continuar a trabalhar, uma vez que a temporada está no início. Por sua vez, o treinador do 1º de Agosto, Paulo Macedo, referiu que foi uma boa partida e espera melhorar nas próximas, uma vez que os atletas ainda não atingiram os níveis competitivos que se pretende.

ber que a sua equipa só pensa na vitória apesar do favoritismo do adversário. Outras partidas: O Progresso do Sambizanga recebe o Desportivo da Huíla, no Estádio dos Coqueiros, às 15:30. O Bravos do Maquis do Moxico defronta o 1º de Maio de Benguela, no Estádio Mundunduleno, às 15:00.

1º de Agosto e Interclube projectam dérbi de amanhã O 1º de Agosto realiza esta manhã, no Estádio França Ndalu, o último treino, antes do embate de amanhã frente ao Interclube, no Estádio 11 de Novembro, em Luanda, no desafio de maior cartaz da oitava jornada do Girabola 2019/2020, às 16:00. Na sessão de hoje com iní-

cio às 8:30, o treinador Dragan Jovic vai trabalhar a organização defensiva e ofensiva. Por sua vez, o treinador dos polícias, Bruno Ribeiro, vai corrigir os aspectos que apresentaram-se com falhas na partida diante do Bravos do Maquis (Moxico).

Raul Sanllehi deixa ‘bicada’ a Mesut Ozil

Itália defronta Grécia para o apuramento ao Euro 2020

Jorge Jesus de ‘pedra e cal’ no comando do Flamengo

O dirigente do Arsenal, Raul Sanllehi, deixou ontem uma pista sobre o facto de Mesut Ozil ter vindo a perder influência nas escolhas de Unai Emery. “A política do treinador sempre foi dar minutos de jogo àqueles que trabalham com empenho nos treinos”, refere Sanllehi numa declaração reproduzida pelo The Sun. No início da sexta época ao serviço dos gunners, Ozil foi chamado apenas para quatro jogos.

A Selecção Nacional da Itália mede forças hoje com a Grécia, no Estádio Olímpico, a contar para o grupo J, da fase preliminar de acesso ao Euro 2020, às 19:45 (tempo de Angola). Os italianos lideram com 18 pontos, ao passo que os gregos figuram no quinto lugar com apenas cinco pontos. A Itália é favorita, uma vez que está a realizar uma campanha digna de realce, com seis vitórias e 18 golos marcados.

O Flamengo, do português Jorge Jesus, está de pedra e cal no Brasileirão e já está a oito pontos do Santos e Palmeiras. O clube de Jesus venceu ontem o Atlético Mineiro por três bolas a uma, no jogo da 24ª jornada da competição. William Arão (37), Victor Santos (61) e Reinier Carvalho ( 76) foram os marcadores do “Fla”. Amanhã, a equipa de Jorge Jesus bate-se com o Atlético Paranaense, às 20:00.

Djokovic vai perder liderança do ranking para Rafael Nadal O tenista grego, Stefanos Tsitsipas, bateu ontem Novak Djokovic, nos quartos-de-final do Masters 1000 de Xangai, por 3-6, 7-5 e 6-3. O sérvio, que defendia o título, vai perder o número 1 mundial para Rafael Nadal. Novak vai descer para os 9545 pontos no ranking do ATP, apenas mais 320 que Rafael Nadal, que é ainda segundo. Esta vantagem valerá a Djokovic a liderança do ranking durante algumas semanas, mas já é certo que o espanhol vai passá-lo a 4 de Novembro, após o Masters 1000 de França. Na Segunda-feira, Novak vai ver retirados do seu ranking 1600 pontos (1000 de Londres e 600 de Paris), ao passo que Nadal não irá perder nenhum, pelo que poderá somar. Assim, mesmo que Nadal perca na estreia em Paris, Novak será sempre o novo líder.


classificados emprego

28

imobiliรกrio

O PAรS Sรกbado, 12 de Outubro de 2019

diversos


O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

emprego

29

imobiliário

diversos

PROMOÇÕES LIMITADAS DE CASAS EM NOSSOS PROJECTOS

Casas T3 em condomínio Fechado 1ª e 2ª FASE - VIA CALEMBA 2 LUANDASUL, á 5 min do Nginga Shopping,PP:2.000.000,00KZ OU 2. 500.000,00 em pestações , Entrada 500.000,00kz Casas T3 projecto habitacional – ZANGO 2 por traz do nosso super á 800m. a partir de 1.750.000,00 á 2.500.000,00kz, entrada de 500.000,00 kzs Casas T3Suite Kikuxi via expresso, próximo ao Resort Bantú á 7.500.000,00kz entrada 2.500.000,00kz. 923724939,939275660,939542254,925354487,912627682,923157381,923601219 COMPRA COM SEGURANÇA PORQUE DEVE APOSTAR NO TEU FUTURO

 

J.L.F

CANALIZAÇÃO & PRESTAÇÃO DE SERVIÇO

   

Especialista em Servi�o de Canaliza��o   Executamos Servi�o de Ponta com material de alt qualidade  e  durabilidade  como:  Material  PPR Multicamada, Galvanizado, Politileni e muito mais.   Executamos: Tubagem Sistema de �gua Quente  Fria.   Sistema de Gravidade em reservat�rio de �gua  combust�vel.   Tamb�m fazemos manuten�ı es com Contrato em piscinas,  Col�gio,  Escrit�rios,  Unidades  Industriai Hot�is,  Restaurantes,  Resid�ncia,  Condom�nio como: desentupimos canos, eliminamos infiltra�ı e montamos  electrobomba  com  sistema  de  filtro termo-acomulador, hidromassagem e Loi�a Sanit�ria  

OBS: Disponível a nível Nacional

RAPIDEZ, QUALIDADE E EFICÁCIA AO TRABALHO

Telef: 918 717 526 


30

classificados

O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

Vende-se terrenos - Bem localizados 20/30 na Zona Verde III do Benfica a partir de AKZ 750.000,00 - Terrenos com boa localização, todos muados de 20/30 no Patriota e Kifica. Contactos: 993795 911/930580930

COMISSÃO LIQUIDATÁRIA DA USOKO - ASSOCIAÇÃO MUTUALISTA EDITAL N.º________/19

Tendo sido extinta a USOKO - Associação Mutualista, nos termos da al. a) do n.º 1 do artigo 74.º do seu Estatuto, por deliberação do colectivo de associados, tomada em Assembleia Geral, realizada no dia 12 de Abril de 2019, por maioria qualificada de 2/3 dos mesmos, em pleno gozo dos seus direitos. Uma vez criada a Comissão Liquidatária, na referida assembleia, nos termos do n.º 2 do artigo acima citado, para proceder a liquidação do respectivo património. São, por este meio, convocadas todas as pessoas singulares ou colectivas que se julgarem com direito sobre qualquer crédito com a extinta associação a virem comprova-lo junto da Comissão Liquidatária, no prazo de 30 dias, a contar da data da primeira publicação deste edital, devendo para o efeito dirigir-se ao edifício n.º 130, rua Marien N´gouabi, Distrito Urbano da Maianga, município de Luanda, província de Luanda. COMISSÃO LIQUIDATÁRIA, em Luanda,

de Outubro de 2019.

A COORDENADORA Rita Catarina Kianvo Francisco


TEMPO

O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

31

Fonte: INAMET

PREVISÃO DO TEMPO *** 3 DIAS *** PARA AS PRINCIPAIS CIDADES Válida de 12 a 14 de Outubro de 2019

Das 18 horas do dia 11 às 18 horas do dia 12 de Outubro de 2019. REGIÃO NORTE: Cabinda, Zaire, Bengo, Luanda, Uige, Malanje, Cuanza-Norte, Cuanza-Sul, Lunda-Norte, Lunda-Sul Céu parcialmente nublado, alternando com períodos de nublado durante a madrugada e manhã nas províncias de Luanda, Bengo, Cabinda, Zaire e Cuanza-Norte. Períodos de ocorrência de chuva fraca a moderada acompanhada, por vezes, de trovoada em alguns municípios das províncias de Luanda, Zaire, Bengo, Uíge, Malanje, Cuanza-Norte, Lunda-Norte e Lunda-Sul.

INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGOA E GEOFÍSICA - CENTRO NACIONAL DE PREVISÃO DE TEMPO (CNPT) PREVISÃO DO TEMPO *** 3 DIAS *** PARA AS PRINCIPAIS CIDADES, válida de 12 à 14 de Outubro de 2019 Data 12/10/2019

CIDADE

Mín

Máx

LUANDA

23

31

CABINDA

24

31

Data 13/10/2019

Estado do Tempo

Mín

Máx

Céu nublado pela manhã/Chuvisco

22

31

Céu nublado pela manhã/Chuvisco

23

30

Data 14/10/2019

Estado do Tempo

Estado do Tempo

Mín

Máx

Céu nublado pela manhã/Chuvisco

23

30

Céu nublado pela manhã, neblina matinal

Parcial nublado, nevoeiro/chuva fraca

23

30

Céu parcial nublado, neblina matinal

SUMBE

23

28

Parcial nublado, nevoeiro/neblina

23

27

Céu pouco nublado

23

27

Céu pouco nublado

CAXITO

23

35

Parcial nublado, nevoeiro/chuva fraca

23

34

Céu nublado pela manhã, nevoeiro

23

33

Céu nublado pela manhã, nevoeiro

MBANZA CONGO

19

33

Parcial nublado, nevoeiro/chuva fraca

19

31

Parcial nublado, nevoeiro/chuva fraca

19

31

UIGE

18

27

Parcial nublado, nevoeiro/chuva fraca

18

27

Parcial nublado, nevoeiro/chuva fraca

18

27

Parcial nublado, nevoeiro/neblina

NDALATANDO

17

32

Céu nublado pela manhã/Chuvisco

16

31

Parcial nublado, nevoeiro/neblina

16

30

Parcial nublado, nevoeiro/neblina

MALANJE

16

30

Parcial nublado, nevoeiro/chuva fraca

16

28

Parcial nublado, nevoeiro/chuva fraca

16

28

Parcial nublado, nevoeiro/neblina

DUNDO

20

30

Parcial nublado, nevoeiro/chuva e trovoada

20

30

Parcial nublado, nevoeiro/chuva e trovoada

16

30

Nublado, nevoeiro/chuva e trovoada

SAURIMO

17

29

Parcial nublado, chuva fraca e trovoada

17

28

Parcial nublado, nevoeiro/chuva fraca

17

28

Parcial nublado, nevoeiro/neblina

BENGUELA

23

27

Parcial nublado, chuva fraca

23

26

Nublado, nevoeiro/chuva e trovoada

23

26

Parcial nublado, chuva fraca

HUAMBO

12

25

Nublado, nevoeiro/chuva e trovoada

13

25

Nublado, nevoeiro/chuva e trovoada

12

25

Nublado, nevoeiro/chuva fraca

CUITO

15

24

Parcial nublado, chuva fraca e trovoada

15

23

Nublado, nevoeiro/chuva e trovoada

15

24

Parcial nublado, chuva fraca e trovoada

LUENA

17

29

Parcial nublado, chuva fraca

17

29

Céu geralmente limpo

16

29

Céu geralmente limpo

LUBANGO

17

28

Céu Parcialmente nublado

17

28

Céu geralmente limpo

17

28

Céu geralmente limpo

MENONGUE

16

32

Céu Parcialmente nublado

16

32

Céu geralmente limpo

16

35

Céu geralmente limpo

MOÇÂMEDES

17

28

Céu geralmente limpo

17

27

Pouco ou parcial nublado, neblina matinal

17

26

Pouco ou parcial nublado, neblina matinal

ONDJIVA

22

34

Parcial nublado, chuva fraca

22

33

Parcial nublado, chuva fraca

23

33

Parcial nublado, chuva fraca

O Meteorologista: Domingos Nsoko Pedro

Parcial nublado, nevoeiro/neblina

REGIÃO CENTRO: Províncias de Benguela, Huambo, Bié e Moxico Céu parcialmente nublado em quase toda a região, com períodos de céu nublado pela madrugada e manhã nas províncias de Benguela, Huambo e Bié. Possibilidade de ocorrência de chuva fraca em alguns municípios das províncias de Benguela, Huambo e Bié. REGIÃO SUL: Províncias do Namibe, Huíla, Cunene e Cuando Cubango Céu geralmente limpo na província do Namibe, parcialmente nublado nas províncias da Huíla, Cunene e Cuando Cubango. Com possibilidade de ocorrência de neblina ou nevoeiro em alguns municípios da província do Namibe e chuva fraca em alguns municípios das províncias do Cunene e Huíla.

Luanda, 11 de Outubro 2019

Aeroporto Internacional 04 de Fevereiro, Rua 21 de Janeiro – Tel.: 949320641 – Luanda. Site: http://www.inamet.gov.ao; emails: geral@inamet.gov.ao / geral.inamet@angola-portal.ao

TEMPO no mar Fonte: INAMET

BOLETIM METEOROLÓGICO PARA A NAVEGAÇÃO MARÍTIMA 1. SITUAÇÃO GERAL ÀS 15:00 TU DO DIA 11 DE OUTUMBRO DE 2019: Circulação de Sudoeste fraca entre os paralelos 4°S e 14°S(Cabinda até Benguela) e moderada de Sudoeste ao Sul do paralelo 15°S 2. PREVISÃO VÁLIDA ATÉ ÀS 18:00 TU DO DIA 12 OUTUMBRO 2019:- INAMET INSTITUTO NACIONAL DEDE METEOROLOGIA E GEOFÍSICA Centro Nacional de Previsão do Tempo NÃO HÁ AVISO. BOLETIM METEOROLÓGICO PARA A NAVEGAÇÃO MARÍTIMA 1. SITUAÇÃO GERAL ÀS 15:00 TU DO DIA 11 DE OUTUMBRO DE 2019: Circulação de Sudoeste fraca entre os paralelos 4°S a 14°S(Cabinda até Benguela) e moderada de sudoeste , a Sul do paralelo 15°S 2. PREVISÃO VÁLIDA ATÉ AS 18:00 TU DO DIA 12 DE OUTUMBRO 2019: NÃO HÁ AVISO.

REGIÃO

ESTADO DO TEMPO

VENTO

(ATÉ 200 MILHAS DA COSTA)

ESTADO DO MAR

DIRECÇÃO FORÇA (KT)

Cabinda (4°S – 6°S)

Chuvisco

Zaire, Bengo, Luanda e Cuanza-Sul (6°S – 12°S) Benguela (12°S – 14°S)

Chuva

Namibe (14°S – 18S)

ALTURA DA ONDA (METROS)

Chuvisco

Nublado

VISIBILIDADE HORIZONTAL (KM)

Sudoeste

Até 10

Até 2.2

Pouco agitado

Fraca pela manhã (Inferior a 5)

Sudoeste

Até 10

Até 2.4

Pouco agitado

Fraca pela manhã (Inferior a 4)

Sudoeste

Até 12

Até 2.6

Agitado

Moderada Superior a 6)

Sul a Sudoeste

Até 16

Até 2.8

Agitado

Fraca a moderada pela manhã (Até 5)

3.DESCRIÇÃO SINÓPTICA DAS 18:00 UTC DO DIA 11/10/2019 ÀS 18:00 UTC DO DIA 12/10/2019 O Anticiclone de Santa Helena irá permanecer estacionário, com a sua pressão central de 1025hPa para 1015hPa, enquanto se desloca para Leste, influenciando no padrão do vento durante as próximas 24 horas. A altura da onda máxima prevista estará entre 2.2 e 2.6 metros na costa de Cabinda, Zaire, Bengo, Luanda, Cuanza-Sul e Benguela e 2.8 para a costa do Namibe. Prevê-se visibilidade entre 3 a 6 km, devido à ocorrência de chuva fraca matinal local nas regiões marítimas de Cabinda, Zaire, Bengo, Luanda, Cuanza-Sul e Benguela. 4. CARTA DO VENTO MÁXIMO E DA ALTURA DA ONDA MÁXIMA PREVISTA Os contornos a cores indicam a altura máxima da ondulação e os contornos em tom cinza indicam os possíveis incrementos das vagas devido à influência do vento local.


Última

32

dr

O PAÍS Sábado, 12 de Outubro de 2019

Governo de Luanda reúne com taxistas em Viana Um encontro, entre o Governo da Província de Luanda (GPL) e os responsáveis das associações de taxistas com objectivo de abordar, entre outros, os temas sobre sinistralidade rodoviária e criação de paragens de táxis fixas, foi realizado ontem (Sextafeira) no município de Viana

O Governador de Luanda, Luther Reskova, viaja de táxi e transporte público

Governador de Luanda surpreende automobilistas e passageiros

O

governador de Luanda, Sérgio Luther Rescova, decidiu hoje (sexta-feira), usar o candongueiro (nome popular dado aos veículos de transporte de passageiros) para deslocar-se da Mutamba ao município de Viana, o que surpreendeu automobilistas e passageiros. Sérgio Rescova subiu ao candongueiro na baixa de Luanda, utilizando um que fazia a rota Mutamba/Congolenses (e vice-versa), desceu no triângulo dos Congolenses, transferindose para outra viatura com destino ao município de Viana. Num percurso de aproximadamente 20 quilómetros do centro da cidade até a vila de Viana, pagando 150 kwanzas por cada etapa da viagem, o governador interagiu com motoristas, cobradores e passageiros, que não contavam com a presença do governador de Luanda nas suas viaturas. Na viagem com duração de mais de uma horas, o governador disse que andar de táxi é uma realidade da província e do país e os taxistas são jovens que prestam um serviço social à nação e sustentam as suas famílias com a actividade que exercem..

Sérgio Rescova é de opinião que os taxistas devem ser apoiados e com eles tentar corrigir algumas situações negativas que os cidadãos lhes apontam. Depois de um breve encontro com responsáveis de associações de taxistas em Viana, Sérgio Rescova Joaquim optou por regressar a Luanda num autocarro público da paragem da Ponte Amarela até a moagem da Estalagem, num percurso que durou aproximadamente 30 minutos. O taxista Angelino Kissongo, que desenvolve essa actividade há 14 anos, disse que saiu hoje para trabalhar e não esperava transportar o governador do triângulo do Congolenses até ao centro de Viana, naquela que é chamada Viana Vila. Enalteceu o facto do governador da capital ter optado pelo táxi para conhecer de perto alguns problemas enfrentados por quem faz o serviço de transporte de passageiros. A passageira Madó MC Fina disse que aproveitou o momento para abordar com o governador alguns assuntos da actualidade, depois de se aperceber que estavam no mesmo transporte.

rientado pelo governador Sérgio Rescova, o encontro serviu para exigir dos taxistas maior prudência no exercício das suas actividades e o empenho do GPL em recuperar as vias secundárias e terciárias, assim como o serviço de tapa buracos. A retirada da paragem de táxi situada junto da Igreja Católica de Viana, a construção de vias especiais para os transportes públicos que podem contribuir para desafogar o trânsito, foram igualmente discutidas durante o encontro. Sérgio Luther Rescova recomendou aos taxistas que tenham uma postura diferente durante o exercício das suas actividades

Sérgio Luther Rescova, governador de Luanda,

para reduzir o elevado índice de acidentes que tem causado muitas mortes. Adiantou que as condições das paragens de táxis serão melhoradas, mas lamentou o facto de muitas delas se transformarem em mercados que produzem muito lixo. O administrador de Viana, Fernando Manuel, informou que os técnicos da administração estão a estudar para encontrar formas de desanuviar as principais artérias, sobretudo a adjacente à Igreja Católica. Um representante da Associação de Taxistas de Luanda (ATL), entre as dificuldades que enfrentam, indicou a falta de iluminação e de policiamento nas paragens já sinalizadas pela direcção provincial de Tráfego, Transporte e Mobilidade. A província de Luanda conta com 177 rotas e 169 paragens de táxis. Participaram no encontro vários órgãos ligados à Polícia Nacional, direcção dos transportes, técnicos do GPL e da administração municipal, e responsáveis das organizações dos taxistas de Luanda.

Vinte e oito mil enfermeiros exercem ilegalmente em Angola

V

inte e oito mil enfermeiros exercem ilegalmente a profissão no país, informou, nesta Sexta-feira, em Ndalatando, Cuanza-Norte, a vice-presidente da Ordem dos Enfermeiros de Angola (Ordenfa), Ana Maria Pascoal. Ana Maria Pascoal prestou tal informação à ANGOP no termo da Assembleia de renovação de mandatos do Conselho Provincial da Ordenfa do Cuanza-Norte, que reconduziu, para mais um mandato de cinco anos, o enfermeiro José Huote Quibulucuto. Disse que estão inscritos 66 mil enfermeiros na ordem para a obtenção da carteira profissional, mas apenas 37 mil estão habilitados para o exercício da profissão. Esclareceu que os demais não possuem título profissional devi-

do a irregularidades detectadas nos seus documentos de habilitações e nalguns casos por negligência dos próprios profissionais que não recorrem à instituição para efeitos de licenciamento. A Ordenfa impõe como requisito aos candidatos a obtenção da carteira profissional de enfermeiro, a apresentação de certificado de habilitações/curso emitido e reconhecido por instituições académicas idóneas, conhecimento prático de enfermagem, entre outros. Sem precisar números, Ana Maria disse que em função desta exigência têm sido detectados muitos certificados duvidosos de supostos profissionais de saúde e que ao serem convocados para aferirem a autenticidade do documento simplesmente furtam-se ao chamamento, condicionando assim a atribuição da carteira.

Ana Maria Pascoal mostrou-se preocupada com o fraco acompanhamento dos alunos estagiários de cursos de enfermagem nas unidades sanitárias do país, para a realização de práticas curriculares, comprometendo, deste modo, a qualidade dos aspirantes à profissão. Admitiu que o fraco acompanhamento dos estagiários resulta do elevado número de estagiários que acorrem às unidades sanitárias para a prática de enfermagem. A formação dos profissionais, actualização de carreiras profissionais, o melhoramento salarial, das condições laborais e sociais, segundo a responsável, estão entre os principais desafios da Ordenfa. A província do Cuanza-Norte tem 812 enfermeiros dos quais 700 inscritos na Ordem dos Enfermeiros de Angola.

Profile for OPAÍS

Jornal OPaís edição 1624 de 12/10/2019  

NGONGO APONTA DEFEITOS NA ORDEM PARA QUE ZÉ MARIA DEVOLVESSE DOCUMENTOS opais.co.ao

Jornal OPaís edição 1624 de 12/10/2019  

NGONGO APONTA DEFEITOS NA ORDEM PARA QUE ZÉ MARIA DEVOLVESSE DOCUMENTOS opais.co.ao

Advertisement