Page 1

Ano I - 3ª Edição Junho de 2013 Distribuição Dirigida Cachoeirinha e Gravataí

15

ANOS

DE EMBALAGENS PERSONALIZADAS

A Eficaz Gráfica completa 15 anos. Os empresários Marcos Almeida da Silva e Waldir Feijó contam um pouco dessa trajetória de muito trabalho, primando pela qualidade de seus produtos e respeito aos seus clientes. mais matéria | 1


2 | mais matĂŠria


|EDITORIAL|

Fumaça branca anuncia bons tempos Gravataí e Cachoeirinha formam uma das maiores potencias do Estado. Não é por acaso que muitos investidores estão de olho neste mercado. Juntas as duas cidades abrigam 380 mil pessoas. Moradores que ainda têm que sair de suas cidades para ir em busca de alguns serviços, principalmente de lazer, cultura e entretenimento. Mas a realidade vem mudando. Nos últimos dois anos, anúncios como a construção do Shopping Gravataí, a instalação do Bourbon na parada 60, a implantação de centros logísticos, investimentos imobiliários consolidaram a região como um excelente local para investir. Esses grandes anúncios trazem consigo uma série de investimentos menores, de pessoas empreendedoras que passam a acreditar na possibilidade de resultados positivos. Profissionais liberais, como contadores, advogados, médicos, consultores já nem cogitam começar carreira em outro local que não na sua região. Empreendedores que identificam um nicho e investem na abertura do seu próprio comércio. Toda essa névoa de investimentos vem a somar com a geração de empregos, renda e alavancar as duas cidades no cenário econômico do Estado. Apesar de toda essa fumaça branca anunciando bons tempos à frente, muitos empresários ainda perguntam porque por aqui as coisas parecem que são mais difíceis? Temos ainda uma cultura em não valorizar o que é daqui. Os mais positivistas afirmam que essa falta de cultura é comum em todas as outras cidades. É como se o pátio do vizinho fosse sempre mais bonito. Fruto de uma cultura do próprio brasileiro em não respeitar e valorizar suas origens. A realidade do Vale do Gravataí é recente, se pensarmos que há pouco mais de 40 anos existia quase nada do que vemos hoje. O trabalho de construção de valorização é constante e árduo e muda principalmente quando as pessoas dessa comunidade passam a se envolver com a realidade local, onde cada um é importante para a construção do todo. Quando pensamos em um exemplo da valorização local logo pensamos na Região da Serra, onde Gramado e Canela despontam como exemplos para o mundo. O que aconteceu por lá foi exatamente isso, a comunidade se uniu para tornar a cidade atrativa, turística e respeitada. Cada um cuida do seu canteiro, ninguém joga papel no chão, todos param na faixa de segurança. A história que começou com o Natal Luz uniu todos os setores. Mesmo uma rusga de desvio de dinheiro do poder público não manchou a imagem. Porque todos trabalham, enti acontece de um dia para o outro. Sabedores do quanto a região vai crescer, agora é preciso fazer, também, a nossa parte. Até julho! Boa leitura

Junho - 2013 - Ano I - 3a Edição Circulação: 5 mil exemplares Impressão: Gráfica Odisseia Jornalista Responsável: Roselaine Vinciprova (MTB 11043) Coordenação: Roselaine Vinciprova roselaine@trcomunicacao.com Tadeu Battezini tadeu@trcomunicacao.com Contato: (51) 3041.2333 redacao@revistamaismateria.com.br Comercial: Tadeu Battezini - tadeu@trcomunicacao.com Sandra Santos - sandra@trcomunicacao.com Redação: Kamyla Jardim - jornalismo@trcomunicacao.com Rita Trindade - redacao@trcomunicacao.com Diretor de Arte: Fernando Junges - criacao@trcomunicacao.com Mateus Delazeri - criacao2@trcomunicacao.com Planejamento: Filipe Silva - administrativo@trcomunicacao.com Projeto Gráfico: Kamyla Jardim Mais Matéria é uma publicação mensal da TRCOM. - Av. Flores da Cunha, 1050 / 604 - Centro - Cachoeirinha/RS - Fone (51) 3041.2333 www.revistamaismateria.com.br Facebook - Revista Mais Matéria Todos os direitos reservados. Os artigos assinados não refletem, necessariamente, a opinião da revista Mais Matéria e são de inteira responsabilidade dos autores.

mais matéria | 3


|SUMĂ RIO|

24

Entrevista

Embalagens personalizadas

4 | mais matĂŠria


56 56

26

28

06. CIC CIC empossa nova diretoria

30. Literatura

55. Estética

Ruy Ostermann, o

Beleza e harmonia

Patrono da Feira do Livro

16. Marketing

Marketing digital na Era da Comunicação

22. Relatos de Vida O caminho da sobriedade

26. Documentário Rio Gravataí será

tema de documentário

28. Música Culto de Rap, notas de fé

56. Pressão Arterial 40. 25 anos Arauterm completa

Hipertensão

25 anos a todo vapor

42. 15 anos Uma festa de princesa

49. Qualidade de Vida

58. Traumatologia Síndrome do Túnel do Carpo

60. Coluna Vertebral Novidades na cirurgia da coluna vertebral

AAV é premiada

53. Psiquiatria Medicamentos Viciantes

62. Cultura Espaço de Lazer

mais matéria | 5


O CIC incentivando a divulgação dos seus associados Fone: 51 3471 3388 | Site: www.cic-rs.ind.br

CIC empossa nova diretoria Divulgação CIC

A

Autoridades e diretoria na inauguração oficial da ampliação do Restaurante Selita Schneider

A empresária Neiva Bilhar, após quatro anos de gestão frente ao Centro das Indústrias de Cachoeirinha entregou a presidência ao empresário Admir Juchneski na noite do dia 30 de maio, durante solenidade no Restaurante Selita Schneider. Neiva em seu discurso agradeceu pelo trabalho e dedicação de toda a sua diretoria, da família e dos colaboradores. No seu balanço está a conquista de várias ações importantes como a parceria com os poderes públicos, implantação do Projeto Pescar, reativação do Comitê do Programa Gaúcho da Produtividade e Qualidade, instalação do HSBC, promoção de capacitações, palestras e atuação importante nas melhorias de infra-estrutura no Distrito Industrial. Na noite foi inaugurada oficialmente a ampliação do Restaurante Selita Schneider, onde foi descerrada uma placa com a presença das autoridades e dos

Diretoria Biênio 2013 - 2015

6 | mais matéria

proprietários do restaurante. Neiva Bilhar homenageou os diretores Jairo Vaz Romazini, Norberto De Antoni, José Carlos Zaneti e Marcio Nunes, além do prefeito municipal (representado pelo secretário de Desenvolvimento Luis Carlos Muller) e os colaboradores do CIC, através da Raquel Felipe. O presidente Admir Juchneski em seu discurso enfatizou a alta carga tributária paga pelas empresas e destacou que vai trabalhar para continuar mantendo o nome da entidade no caminho das conquistas. O presidente do Sindicato de Máquinas e Implementos Agrícolas do RS, Claudio Affonso Bier, representando o presidente da Fiergs, foi aplaudido ao dizer, em seu discurso, que está empenhado na ideia de que as pessoas que recebam seguro desemprego prestem algum tipo de serviço para o município, estado ou união.


mais matĂŠria | 7


A ACC fortalecendo o desenvolvimento de Cachoeirinha Fone: 51 3471 2000 | Site: www.acccachoeirinha.com.br

O

Por que associativismo?

O associativismo permite que os associados atinjam objetivos maiores e de forma mais rápida do que se estivessem trabalhando sozinhos, já que as pessoas desenvolvem seu trabalho em equipe. A Associação Comercial de Cachoeirinha e a Câmara de Dirigente Lojista de Cachoeirinha são entidades de classe empresariais que congregam pessoas jurídicas de todos os setores da atividade econômica de Cachoeirinha. Sem fins lucrativos, seu maior objetivo é representar, fomentar e facilitar o desenvolvimento das empresas associadas. A entidade luta pelo desenvolvimento econômico e social da região em parceria com os governos municipal, estadual e federal. A ACC /CDL Cachoeirinha não adota princípios partidários, possuindo seu próprio estatuto de caráter privado e de livre associação. Desta forma, a ACC/CDL Cachoeirinha possui assento nos principais con-

selhos municipais participando diretamente das decisões que afetam a comunidade. A diretoria eleita a cada dois anos em Assembleia Geral trabalha em regime de VOLUNTARIADO. Os recursos financeiros da entidade advêm da contribuição associativa e de receitas com serviços prestados em parceria com outras instituições. A estrutura interna da ACC/ CDL Cachoeirinha está preparada para dar suporte às ações promovidas, sendo um referencial junto aos associados no acolhimento às demandas e prestação de serviços. Tamanha representatividade foi conquistada ao longo desses 31 anos de trabalho e hoje sua empresa pode fazer parte dessa história e contribuir para o desenvolvimento de Cachoeirinha, além de contar com uma relação de produtos e serviços especialmente desenvolvidos para facilitar o dia a dia das empresas associadas.

Guri de Uruguaiana é a grande atração da 6ª Feijoada do Comerciante. Divulgação

Está chegando a hora de mais uma Feijoada do Comerciante, promovida pela Associação Comercial de Cachoeirinha (ACC). Na sua 6ª edição, o evento terá como grande atração um supershow do querido Guri de Uruguaiana, o personagem mais bagual dos pampas. A festa irá ocorrer no dia 13 de julho, no CTG Rancho da Saudade. A comemoração, alusiva ao Dia do Comerciante, tem um objetivo mais do que nobre: Homenagear o comerciante e promover a integração dos associados. PATROCÍNIOS:

Divulgação

Sala tem acomodação para 30 lugares

PRODUTO ACC: Sala de Capacitações A Associação Comercial disponibiliza uma completa Sala para Capacitações e cafés da manhãs empresariais. Os valores são diferenciados para sócios e não sócios, sendo possível a locação por turnos ou conforme a necessidade do cliente. A sala tem acomodação para 30 lugares, com data show, TV, flipchart, com portaria 24 horas e total segurança.

8 | mais matéria


mais matĂŠria | 9


|ECONOMIA|

Procura das empresas por crédito sobe 3,9% em abril, diz Serasa Na comparação com abril do ano passado, a demanda das empresas por crédito aumentou 1,4%, registrando a primeira taxa positiva no tipo de comparação após 11 meses consecutivos de quedas

A quantidade de empresas que procurou crédito subiu 3,9% em abril, o segundo aumento mensal seguido, aponta pesquisa da Serasa Experian. Em março a alta foi de 7,7%. Na comparação com abril do ano passado, a demanda das empresas por crédito aumentou 1,4%, registrando a primeira taxa positiva no tipo de comparação após 11 meses consecutivos de quedas, aponta o Indicador Serasa Experian de Demanda das Empresas por Crédito. No acumulado dos quatro primeiros meses do ano, a procura das empresas por crédito caiu 4,9% frente ao mesmo período do ano passado. Apesar da queda, há uma melhora em relação à queda acu-

Exportações gaúchas crescem 33% em abril As exportações do Rio Grande do Sul cresceram 33% em abril, na comparação com o mesmo mês de 2012, e somaram US$ 1,73 bilhão. Um resultado bem acima da média brasileira (5,4%). O avanço no Estado foi puxado principalmente pelas commodities, que registraram elevação de 112,9% (US$ 530 milhões) devido às vendas de soja para a China. Pelo lado da indústria, houve um aumento de 14,1% nas vendas externas, atingindo US$ 1,18 bilhão. Também bem acima da média nacional do setor (-3,8%). Entre os segmentos industriais com maior participação na pauta exportadora, somente o de Produtos Alimentícios teve retração: -2,1%. Os destaques positivos ficaram por conta de Tabaco (39,6%), Couro e Calçados (14,7%) e Veículos Automotores, Reboques e Carrocerias (19,1%), sendo este último favorecido por uma maior quantidade de importações da Argentina.

mulada de 7% no primeiro trimestre, diz a Serasa. “O aumento é sinal de que as empresas estão recuperando gradualmente seu ritmo de produção e, para tanto, intensificando suas buscas por crédito”, avaliam os economistas da Serasa, em nota. As micro e pequenas empresas se destacaram na busca por crédito em abril, avançando 4,2% sobre o resultado de março. A demanda das médias empresas recuou 0,3%. Nas grandes empresas, houve alta de 0,6%. Todos os setores registraram crescimentos mensais. O maior deles ocorreu no setor de serviços, de 4,4%, seguido pela alta de 4,3% na indústria.

Economia cresce 1,05% no primeiro trimestre, indica prévia do BC A atividade econômica apresentou crescimento de 1,05%, no primeiro trimestre deste ano, na comparação com os últimos três meses de 2012. Os dados são do Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) dessazonalizado (ajustado para o período), divulgado no dia 16 de maio. Em março, o IBC-Br apresentou expansão de 0,72% na comparação com fevereiro (indicador ajustado para o período). O crescimento veio depois da queda de 0,36% registrada em fevereiro em relação a janeiro, segundo os dados revisados. Em janeiro comparado a dezembro, houve crescimento de 1,05%. Na comparação com março de 2012, o crescimento do terceiro mês do ano ficou

em 1,16% (sem ajustes). No ano, o IBC-Br cresceu 1,79% e em 12 meses, 0,91% (sem ajustes). O IBC-Br é uma forma de avaliar e antecipar a evolução da atividade econômica brasileira. O índice incorpora informações sobre o nível da atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária. O acompanhamento do indicador é considerado importante pelo BC para que haja maior compreensão da atividade econômica. Essa avaliação também contribui para as decisões do Comitê de Política Monetária (Copom), responsável por definir a taxa básica de juros, a Selic.

Emprego na indústria tem leve alta de 0,2% em março O total de pessoal ocupado na indústria em março de 2013 subiu 0,2% na comparação com fevereiro, segundo dados divulgados no final de maio pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística na Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (Pimes). Com o resultado, ajustado sazonalmente, a média móvel trimestral ficou es-

10 | mais matéria

tável, já que em fevereiro não houve variação e, em janeiro, foi registrada queda de 0,1%. No Rio Grande do Sul, a baixa foi mais alta do que a média nacional, registrando uma queda de 2,3%. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, no entanto, o emprego na indústria registrou em março o 18º resultado negativo conse-

cutivo, com queda de 0,6%. O primeiro trimestre de 2013 também apresentou recuo em relação aos primeiros três meses de 2012, com redução de 1%. Apesar das variações negativas, a taxa mensal é a menos intensa desde janeiro de 2012 (-0,4%) e a queda trimestral é menor que a do último trimestre de 2012 (-1,2%).


O HOMEM DAS BOLINHAS Prof. Saul Sastre Diretor de Transportes Rodoviários - DAER/RS | www.saulsastre.com.br | saulsastre@terra.com.br

O Cirque du Soleil tem um espetáculo “Juggling Routine - Amazing”, numa tradução livre ‘malabarismo de rotina’, incrível, como o próprio título sugere. O show começa com a apresentação de uma performance, pessoas com fantasias, sedas, fumaça branca, misticismo e música. De repente tudo muda, o som fica mais quente e o ator principal, o Homem das Bolinhas aparece se contorcendo e fazendo malabarismos. Outro artista, pendurado em um trapézio acima dele, vai liberando bolinhas, duas, três, quatro, cinto, dez... Tudo perfeito com uma sincronia inacreditável, a plateia delira com os saltos e contorções sincronizadas. Amazing. Com exceção do homem das bolinhas, todos os outros artistas dali, podem ser treinados em poucas semanas, afinal já sabem dançar e o seu desafio será apenas entender o espetáculo. Já ele não, o Homem das Bolinhas é o próprio espetáculo, sem ele não tem como existir, podemos afirmar que ele é insubstituível. Ao assistir a apresentação, nos damos conta que seu corpo e sua mente foram preparados uma vida toda para aquele espetáculo e para chegar naquele momento de

maestria. Além do talento do artista, nota-se muita disciplina nos treinos, alimentação, ginástica, enfim, tudo voltado ao belo. O homem das bolinhas nada mais é que uma pessoa normal, como todos os seus colegas do espetáculo, com vários pontos fracos e fortes, sendo um de seus pontos fortes as habilidades manuais. A maioria das pessoas tenta manter seus pontos fortes, fortalezas e amenizar suas fraquezas através de treinamentos ou mudanças de atitudes. O Homem das Bolinhas não, além de “ajeitar” aquilo que ele era ruim, procurou se diferenciar dos demais, trabalhando com muita disciplina no que ele já era bom e assim se tornou uma unanimidade de destaque no maior circo do mundo. Ele nos prova que quem quer vencer e se destacar, deve trabalhar com muita disciplina naquilo que já é bom, corroborando com o prof. Waldez Ludwig, que nos ensina que as pessoas recebem pela sua raridade e não pela sua importância. O Cirque du Soleil vende a experiência de estar lá, mas se pensarmos bem é muito mais que isso.

Com exceção do homem das bolinhas, todos os outros artistas dali, podem ser treinados em poucas semanas. Já ele não, o Homem das Bolinhas é o próprio espetáculo, sem ele não tem como existir

mais matéria | 11


|SUSTENTABILIDADE|

Empresas se unem para agilizar Política Nacional de Resíduos Sólidos O documento busca a adesão voluntária de companhias em todos os setores para agilizar a implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) entre os governos e o âmbito corporativo.

Pesquisadores conseguem extrair energia elétrica de plantas Do Reino Vegetal é possível extrair alimentos, remédios, fragrâncias e… energia elétrica! Sim, os pesquisadores da Universidade de Georgia (UGA / USA) resolveram extrair eletricidade das plantas, segundo um estudo publicado no Journal Energy and Environmental Science. A pesquisa revela que as folhas funcionam como eficientes placas solares durante a fotossíntese. Os professores explicam que, durante a fotossíntese, as plantas usam a luz solar para dividir átomos de água em hidrogênio e oxigênio. É nesta fase que produzem elétrons, os quais ao serem recém-liberados produziriam açúcares que servem de alimento para as próprias plantas. “Nós desenvolvemos uma maneira de interromper a fotossíntese, para que possamos capturar os elétrons antes que a planta use-os”, explicou o autor da pesquisa Ramaraja Ramasamy, professor da UGA College of Engeneering e membro do Núcleo de Nanociência. Os experimentos realizados até hoje já obtiveram níveis de corrente elétrica duas vezes maiores que em sistemas semelhantes. Porém, Ramasamy informou que ainda há muito trabalho a ser feito até que esta tecnologia alcance as pessoas comuns e que muitos testes precisam ser feitos para a estabilidade de seu dispositivo.

12 | mais matéria

Pelo menos 62 empresas já aderiram à Carta de Compromisso pela Gestão Sustentável de Resíduos Sólidos lançada dia 14 de maio pelo Instituto Ethos, em São Paulo. O documento busca a adesão voluntária de companhias em todos os setores para agilizar a implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) entre os governos e o âmbito corporativo. Entre os compromissos das empresas estão a destinação ambientalmente correta dos resíduos gerados em suas atividades, a promoção de coleta seletiva em projetos patrocinados pela empresa e o estímulo a pesquisas sobre o ciclo de vida dos produtos.

O gerente executivo de Políticas Públicas do Instituto Ethos, Caio Magri, explicou que para os governos a Carta pede a revisão fiscal e tributária para auxiliar na ampliação do mercado da reciclagem e da logística reversa; a criação de mecanismos eficientes para fiscalização e autuação, visando à garantia dos acordos setoriais, e o investimento para abertura de mais aterros sanitários em todo o país. “O objetivo é que essas novas políticas públicas, aqui sinalizadas, possam ser um vetor de indução de mudanças para as empresas e o mercado, contribuindo de forma decisiva para a PNRS”, declara.

Amazônia pode perder 65% da sua biomassa terrestre até 2060 Divulgação

Disponibilizar terras na Amazônia para a agricultura e a pecuária significa derrubar mais árvores para criar espaços. Os pesquisadores afirmam que essa expansão da área agrícola pode levar a uma diminuição nos níveis de produtividade em função das mudanças climáticas causadas pelo desmatamento. Não haverá ganhadores se a agricultura possibilitada pela ampla derrubada na Amazônia continuar a se expandir, afirmam pesquisadores do Brasil e dos Estados Unidos. Eles calculam que a expansão em larga escala da agricultura em detrimento da floresta pode implicar na perda de quase dois terços da biomassa terrestre da Amazônia até

o final desse século. O estudo, publicado no periódico Environmental ResearchLetters, mostra que o desmatamento não apenas reduzirá a capacidade natural de sumidouro de carbono da Amazônia. Também causará reações climáticas que diminuirão a produtividade do pasto e da soja – a razão primordial do corte das árvores. Talvez a conclusão mais chocante dos autores seja que uma combinação da remoção da biomassa florestal, e das mudanças climáticas resultantes, que influenciam a produtividade do ecossistema, possa resultar no declínio da biomassa terrestre em até 65% para o período de 2041-2060.


MD Bertollo remoderniza sua identidade visual a comemoração dos 10 anos da MD Bertollo apresentou diversas mudanças na empresa. Para acompanhar toda essa evolução, o diretor Alexandre D´Avila priorizou a mudança da identidade visual da empresa.

No ano passado a MD Bertollo – Móveis comerciais, residenciais e sob medida – passou por uma completa reestruturação com o intuito de melhorar seus processos e conquistar novos mercados. Além da implantação de melhorias do Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade, também aperfeiçoou toda sua engenharia com o objetivo de otimizar tempo e sistematizar os processos. A MD Bertollo criou uma biblioteca própria, onde através de um software poderá disponibilizar para lojas e até sistema de franquias, os produtos com a marca própria. Todas essas mudanças culmiram com os 10 anos da empresa. Para acompanhar essa evolução, o diretor da empresa Alexandre D´Avila priorizou a mudança da identidade visual da empresa. “Precisavamos passar uma nova imagem que representasse todo o nosso crescimento de mercado e também a consolidação da nossa qualidade”, revelou. A TR

Comunicação foi a empresa escolhida para modernizar a logotipia da empresa com a incorporação destes novos valores a marca da MD Bertollo. O desafio principal era manter os diferenciais conquistados ao longo dos 10 anos de empresa e sobretudo atrelar a evolução em qualidade, desing e modernidade da empresa. A criação evidenciou o nome da Bertollo pela sua imponência e presença de mercado e estilizou a padronagem MD incorporando um esquadro. O icone representa a retidão nos projetos desenvolvidos, a medida certa e o encaixe perfeito dos móveis sob medida. A cor preponderante é o marrom escuro, evidenciado pela madeira, com apoio do amarelo para representar a intensidade da marca. A reestilização foi a primeira etapa na construção de todos os processos de marketing e divulgação, que incluem novos catálogos, outdoor, pastas, identidade visual interna e kits comerciais.

mais matéria | 13


|NEGÓCIOS|

Consumo fraco tira R$ 27 bilhões da economia O ritmo de crescimento do volume de vendas do comércio restrito, que não considera veículos e materiais de construção, caiu quase pela metade no fechamento do primeiro trimestre deste ano

A diminuição do consumo das famílias, já sinalizado pela desaceleração das vendas do comércio varejista no primeiro trimestre deste ano, pode tirar, em média, 0,5 ponto percentual de crescimento da economia em 2013, nas contas de consultorias econômicas. Isso significa que, em valores correntes, até R$ 27,5 bilhões que seriam usados na compra de bens e de serviços podem deixar de circular na economia. A perda de ímpeto de consumo das famílias neste ano vem sendo sinalizada por vários indicadores. Em maio, o resultado da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostrou o tamanho da freada nas compras. O

ritmo de crescimento do volume de vendas do comércio restrito, que não considera veículos e materiais de construção, caiu quase pela metade no fechamento do primeiro trimestre deste ano (4,5%) em relação ao encerramento de 2012 (8,4%). Também dos seis segmentos que compõem a PMC, quatro tiveram desaceleração no crescimento no primeiro trimestre deste ano em relação a igual período de 2012, comparando-se ao ritmo de alta no primeiro trimestre do ano passado. O volume de vendas dos hiper e supermercados, que tinha crescido 10,3% no primeiro trimestre de 2012 ante o de 2011, terminou o primeiro trimestre deste ano com elevação anual de apenas 1,8%. Divulgação

Merchandising na TV aberta gira R$ 1,3 bi no trimestre, diz Ibope O merchandising na TV aberta no Brasil movimentou cerca de R$1,3 bilhão de janeiro a março, com um total de 4 mil ações segundo o Merchanview do Ibope Media, ferramenta medidora de ações de merchandisng na televisão brasileira. Ambev e L´Oreal lideram os investimentos entre os anunciantes, com R$ 62 milhões e R$ 51 milhões desembolsados, respectivamente. Na sequência aparece a Unilever Brasil, com R$ 43 milhões em investimentos. No ranking de investimentos por setor, o segmento de higiene pessoal e beleza aparece como primeiro colocado, com um total de gastos de R$ 178 milhões. Em segundo lugar, está comércio e varejo com R$ 139 milhões e o setor de bebidas, com R$ 129 milhões investidos. Entre as categorias de produtos anunciados, as bebidas lideram com R$ 54 milhões gastos em 135 ações. Depois aparecem os tônicos fortificantes e vitaminas, com 309 ações e R$ 52 milhões investidos. Na terceira posição ficaram os móveis residenciais, com R$ 43 milhões. Quando considerados os gêneros televisivos que mais receberam investimentos de merchandising no trimestre, os programas de auditório encabeçam a lista, com R$ 674 milhões, seguidos dos realities shows, com R$ 257 milhões, e dos programas femininos, com R$ 115 milhões investidos.

14 | mais matéria

Brasileiros gastaram US$ 2,6 bi em games no ano passado Uma pesquisa realizada pela Newzoo e a ACI Games (Associação Comercial, Industrial e Cultural de Games) revelou que os brasileiros são os que mais compram jogos no mundo. Os mais de 40 milhões de jogadores ativos gastaram 32% a mais em títulos no ano passado na comparação anual (2011 – 2012). Somente em consoles, os gamers desembolsaram US$ 925 bilhões, colocando a plataforma no topo do ranking. Já em PCs foram gastos US$ 575 milhões,

seguido do MMO (US$ 370), mobile (US$ 285), web (US$ 265) e redes sociais (US$ 215). Com relação ao tempo gasto, a pesquisa descobriu que os brasileiros passaram 73 milhões de horas jogando em 2012. Os PCs e Macs correspondem a 20% deste volume, enquanto os games de redes sociais e consoles são responsáveis por 19% e 18%, respectivamente. Mobile e web colaboraram com 15% e o MMO 13%. Na comparação anual, a quantidade de horas jogadas cresceu 14%.


Divulgação

Nova diretoria da OAB Cachoeirinha­

OAB tem nova diretoria

O

Ocorreu no dia 29 de maio, na Câmara de Vereadores de Cachoeirinha, a posse da nova diretoria da subseção Cachoeirinha da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Na cerimônia, o presidente nomeado Jeferson Rogério Lazzarotto, afirmou que a OAB precisa ter mais envolvimento com as questões da sociedade. “Queremos uma participação mais efetiva dos advogados da subseção de Cachoeirinha. Temos que assumir uma postura mais enérgica, não só nas questões envolvendo a classe dos advogados, mas uma postura decisiva nos rumos da nossa cidade, com fiscalização nas questões que envolvam a cidadania. Estamos formando diversas comissões que estarão mensalmente se reunindo em nossa sede a fim de deliberar sobre diversos temas como direitos humanos, meio ambiente, segurança, entre outros”, declara. Jeferson alegou ainda que a postura dos advogados da OAB não pode ser de meros coadjuvantes, mas de cidadãos formadores e fomentadores de opinião, a fim de que possam contribuir para o crescimento do município de forma ordenada. “Contribuir com o nosso município

sob os princípios da ética e da moralidade, esta é a nossa função como dirigentes de Ordem”, revelou. A nova composição da OAB Subseção de Cachoeirinha ficou da seguinte forma: Presidente: Jeferson Rogério Lazzarotto Vice-Presidente: Tarsis Paulo Alves Dornelles Secretária Geral: Luana Geraldino Pinto Secretária Adjunta: Carolise Lanferdini Tesoureiro: Marcio da Silva Fernandes Conselheiros: Edson Vieira Schell Jose Valdir Soares Dornelles Leandro Daltoé Nozari Marcio Cesar dos Santos Ribeiro Marcos Antonio Teixeira dos Santos Ricardo Osório Conselheiros Suplentes: Beatriz Martins Lang Iolanda Maria da Silva Janaina de Souza Machado Leandro Ferreira Baroni Luis Carlos Abatti Andreazza Stephanie Gonsalves da Silva

Contribuir com o nosso município sob os princípios da ética e da moralidade, esta é a nossa função como dirigentes de Ordem Jeferson Rogério Lazzarotto

mais matéria | 15


|RECURSOS HUMANOS|

Setor de RH é o de menor turnover em cargos de gestão e diretoria As saídas dos profissionais de maneira desordenada interferem na motivação das equipes e em seu comprometimento e podem trazer resultados negativos em todos os níveis de uma organização.

A rotatividade de profissionais, em qualquer segmento, é um aspecto que precisa ser levado em consideração pelas grandes e pequenas organizações na determinação de suas estratégias. Perder um talento é sempre prejudicial, pois se perde lucratividade, produtividade e histórico. As saídas dos profissionais de maneira desordenada interferem na motivação das equipes e em seu comprometimento e podem trazer resultados negativos em todos os níveis de uma organização. Com base neste contexto, a Michael Page, empresa de recrutamento especializada em profissionais de média e alta gerência, preparou um estudo que aponta os setores da economia onde o turnover é maior e onde ele

é menor. A pesquisa foi realizada com 421 representantes de empresas nacionais e multinacionais das áreas de Finanças, Recursos Humanos, Vendas, Tecnologia da Informação, Marketing e Jurídico. De acordo com o material, as áreas de Operações e Vendas são os setores que representam maior turnover dentro das companhias. Em cargos de gestão e diretoria, as áreas que representam maior turnover são as áreas de Vendas com 35,2% e de Marketing 32,4%. A área de Finanças das empresas multinacionais vem em segundo lugar, com 20,4% das respostas. Marketing e Recursos Humanos se equilibram, com uma média de 7,3% das respostas. Divulgação

MTE simplifica emissão de visto de trabalho para estrangeiro O Conselho Nacional de Imigração (CNIg) publicou no Diário Oficial da União no dia 17 de maio, a Resolução Normativa 104, que simplifica os procedimentos para a emissão de autorização de trabalho a estrangeiros com a finalidade de facilitar a entrada de mão de obra qualificada no país. Manoel Dias, ministro do Trabalho e Emprego, informa que as novas regras “vão possibilitar a redução dos prazos de concessão de vistos e, em conjunto com o envio de procedimentos pela internet, poderá reduzir em até dois terços o prazo atualmente praticado para emissão de vistos de trabalho”. A resolução reduz a quantidade de documentos exigidos à pessoa física ou jurídica que tem interesse na vinda de estrangeiro para trabalhar no Brasil, além de permitir o encaminhamento de documentos por via eletrônica. A norma do CNIg oficializa o Cadastro Eletrônico de Empresas (CEE), ferramenta que permite o envio de documentos já armazenados antes da conclusão do processo protocolado no Consulado do país de origem do trabalhador. Por meio do CEE, esse procedimento - que hoje dura cerca de 30 dias - poderá ser reduzido em até dois terços desse tempo.

16 | mais matéria

97% das empresas permitem uso de dispositivos pessoais no trabalho No Brasil, onde existe mais de um aparelho celular por habitante - 67% são smartphones - a utilização de dispositivos móveis no ambiente de trabalho é algo inevitável. A questão está ganhando espaço no ambiente corporativo e traz à tona o debate quanto aos limites do acesso e monitoramento da prática por parte da organização. A questão já tem sido considerada tendência mundial e, no Brasil, a prática é ainda mais corriqueira do que em países europeus e nos Estados Unidos. “Aproximadamente 97% das empresas brasileiras permitem o uso de aparelhos pessoais no

ambiente de trabalho. Esse registro é superior ao de empresas norte-americanas, onde 85% das instituições permitem o uso desses dispositivos”, afirma o professor da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP), João Peres. Segundo o presidente da EtekNovaRed Brasil, provedora de soluções integradas de segurança da informação, um a cada cinco brasileiros perdem o celular ou smartphone por dia. “Isso evidencia a necessidade das empresas desenvolverem dispositivos de segurança, como senhas para proteger as informações sigilosas presentes nos aparelhos”, revela.


Marketing Digital na era da Comunicação Madeleine Schein Diretora Executiva da Schein Gestão Empresarial, Presidente do Comitê Regional da Qualidade de Cachoeirinha – PGQP e Diretora de Gestão Empresarial da ASBRAV

A

O Marketing Digital permite que tenhamos alto retorno sobre o investimenAs mudanças no mundo dos negócios têm ocorrido numa velocidade impresto de tempo e dinheiro na comunicação via Internet. Além disto, possui muitos sionante. Alguns dos principais motivos são: a acirrada concorrência, avanço outros benefícios, como: da tecnologia da informação e as mudanças no perfil comportamental dos • Mensurar o resultado das campanhas identificando o que funciona e o que não clientes. funciona nesta comunicação; Hoje temos um alargamento na pirâmide etária brasileira, onde em termos • Promover ações segmentadas, para públicos bem definidos e com interesses populacionais, existe um número predominante de adultos na faixa etária de em comum; 18 a 24 anos. Este público se comporta de forma muito diferente que os adultos • Atrair ações gratuitas, por meio de busca orgânica no Google maduros, ou seja, pessoas com mais de 40 anos. Eles ou de forma viral via e-mail ou redes sociais; dominam as tecnologias da informação, se comuni• Construir uma base de dados a partir do público fiel através cam muito bem através de e-mails, redes sociais e da promoção de conteúdo relevante; compram eletronicamente. • Utilizar ferramentas como Blog, Facebook, Twitter e Google Há alguns anos, empresários e profissionais poO Marketing Digital de forma gratuita ou com custo muito inferior a outras mídias diam se “dar ao luxo” de dizer que não gostavam e permite que tenhamos como a televisão. nem entendiam nada de tecnologia da informação. alto retorno sobre O desafio está em analisar o novo perfil comportamental Atualmente, não há mais como fugir desta realidade, dos seus clientes e “prospects”, planejar e implantar ações de e ela é parte estratégica do marketing digital. o investimento de marketing digital, buscando estar preparado para se comuMas afinal, o que é marketing digital? Se você tempo e dinheiro na nicar e ampliar seus negócios com clientes mais informados, tivesse que escolher usar apenas uma destas mídias: comunicação via exigentes e internautas. mídia impressa, televisão, internet ou jornal. Qual Este desafio precisa ser encarado com seriedade e profisvocê escolheria? Se você escolheu INTERNET, então Internet. sionalismo. As empresas precisam entender que para utilizar podemos concluir que o marketing digital está ocuesta nova comunicação e se integrar ao mercado digital é pando cada vez mais importância nas estratégias de preciso elaborar um estudo de mercado e utilizar estratégias marketing. Se você não escolheu, pergunte-se o que competitivas para diferenciar-se dos concorrentes. seu filho escolheria? Certamente INTERNET! Outro passo importante é ter um profissional capacitado em marketing e A facilidade que o consumidor tem de localizar qualquer produto através da internet para elaborar, desenvolver e acompanhar as campanhas de marketing internet, buscar informações que ele necessite em sites e blogs, discutir sobre as digital. Assim como a informação é disponibilizada rapidamente na internet, os propriedades e funcionalidades nas comunidades virtuais, faz com que as emboatos e retorno de clientes mal atendidos também são registrados com facilipresas se preocupem em investir numa comunicação digital mais informativa, dade e precisam ser administrados. interativa, eficiente e otimizada. Para empresas de pequeno e médio porte, os benefícios do marketing diNeste contexto, marketing digital são estratégias e ações de comunicação gital são ainda maiores, já que dispõe de poucos recursos para promover seus que as empresas podem utilizar por meio da internet e da telefonia celular e produtos e serviços. outros meios digitais para divulgar e comercializar seus produtos, conquistar Os empreendedores ainda se beneficiam pouco do marketing digital por novos clientes, fidelizar clientes, melhorar a sua rede de relacionamentos e fordesconhecerem as ferramentas e sua utilização eficiente da Internet como canal talecer sua marca. de comunicação e promoção da sua empresa e produto ou por terem medo da Quando muitas empresas ainda tentam ocupar um espaço no mercado sem complexidade deste meio. site, outras comercializam seus produtos através do e-commerce, possuem bloContrate um profissional capacitado e inicie algumas ações de marketing gs, utilizam comunicação através de celulares, redes sociais e otimizam seus digital! Você vai se surpreender com os resultados! sites possibilitando um maior resultado na busca pelos seus e-consumidores.

mais matéria | 17


News Cachoeirinha Petropar agora se chama Évora A Petropar, holding brasileira que controla empresas fornecedoras de bens intermediários para indústria de consumo, anunciou a mudança de nome para Évora no final do mês de abril. A empresa que neste ano completa 25 anos vem, há cerca de um, trabalhando na repaginação da sua identidade visual. Executivos explicaram que o nome não representava mais os atributos que caracterizam a empresa, que se originou de uma reestruturação societária do Grupo Olvebra, em 1988, com ativos da área de petroquímica e de plásticos. O novo nome está associado às palavras

“evolução” e “valor”. A Évora mantém o controle total da Fitesa, produtora de não-tecidos de polipropileno usados em fraldas descartáveis e absorventes higiênicos, que está localizada em Gravataí. Também é detentora da América Tampas, fabricante de tampas plásticas para embalagens de bebidas e produtos de higiene pessoal, limpeza e alimentos; e da Petropar Agroflorestal, voltada às atividades econômicas de florestamento. Em 2012, a holding registrou receita líquida consolidada de R$ 1,8 bilhão. O lucro líquido foi de R$ 313,7 milhões e o EBITDA, R$ 332,3 milhões. Divulgação

uniformes para todas as escolas de Ensino Fundamental Foi concluída em maio a entrega de aproximadamente 40 mil peças de roupas que os alunos da Rede Pública Municipal de Ensino utilizarão durante o ano de 2013. No total, 21 escolas receberam os uniformes, 20 EMEFs e o CEMAEL (antigo Lampadinha). Os alunos do 1° ao 5° ano receberam duas camisetas, uma jaqueta, uma calça e uma bermuda, no caso dos meninos e uma calça corsário, no caso das meninas.

18 | mais matéria

Estudantes do 6° ao 9° ano receberam duas camisetas. No total, foram entregues 19 mil camisetas, que variam nas cores azul, vermelho e verde, de acordo com a escolha de cada escola. As demais peças são azuis. O valor gasto para a compra dos uniformes girou em torno de R$ 400 mil. A entrega de uniformes pela SMED (Secretaria Municipal de Educação) é feita em Cachoeirinha desde 2009.

A empresa que neste ano completa 25 anos vem há cerca de um trabalhando na repaginação da sua identidade visual. Executivos explicaram que o nome não representava mais os atributos que caracterizam a empresa

SEPLAN disponibiliza acompanhamento de projetos pela internet Já está disponível no site da Prefeitura de Cachoeirinha o acompanhamento online de todas as etapas dos processos que são encaminhados à SEPLAN (Secretaria de Planejamento). Passa pela aprovação da secretaria o habite-se, o licenciamento de obras, a liberação de projetos, a ligação de água e luz, entre outros. Para conseguir a liberação destes e outros processos é preciso comparecer ao Protocolo

Geral da Prefeitura, protocolar o projeto e, a partir de então, acompanhar todo o andamento pela internet, evitando visitas frequentes à Prefeitura. Segundo o prefeito Vicente, “a prefeitura tem conquistado resultados positivos para o município, e um exemplo disto é esta ferramenta de uso simples para facilitar o acompanhamento dos projetos pelo contribuinte”.

• Copa do Mundo - No dia 23 de maio o gabinete do Vice-prefeito/Coordenadoria Especial da Copa 2014, promoveu o 3° Seminário World Cup FIFA 2014 Cachoeirinha, na Faculdade Cesuca. Na ocasião, estiveram presentes o Vice-prefeito Gilso Nunes, a promotora Caroline Vaz, o Cel. Kleber Senisse, o delegado João Paulo Martins, o presidente do Cruzeiro, Dirceu de Castro, entre outros. O Vice-prefeito falou a respeito das ações recentes da Coordenadoria Especial da Copa, como, por exemplo, a parceria com o Hotel Swan Tower para a hospedagem de alguma seleção

participante da Copa. “Se conseguirmos tornar Cachoeirinha um Centro de Treinamento de Seleções (CTS), que é o nosso principal objetivo, o mundo voltará os olhos ao nosso município”, destacou Gilso. Na sequência, a promotora Caroline ministrou uma palestra sobre o combate à exploração sexual, que se agrava na realização de grandes eventos. “Temos que ficar ainda mais atentos no período da Copa, que será um evento de grande abrangência. É necessário intensificar a prevenção à pedofilia e ao turismo sexual”, advertiu a promotora.


Visita a Brasília garante nova UPA Além do protocolo do projeto do Hospital Regional em Gravataí, a visita ao Ministério da Saúde no dia 8 de maio rendeu outros frutos para a cidade. De acordo com o secretário da Saúde Jones Martins, que esteve no ministério acompanhado do secretário de Governança Comunitária Acimar Silva, o município conseguiu habilitar-se para uma nova Unidade de Pronto Atendimento, a UPA 24 Horas. “Será a segunda que Gravataí conquista, graças ao empenho e trabalho da equipe técnica da Secretaria da Saúde que aprontou a documentação em tempo recorde, a partir do dia 20 de abril, quando a portaria do Ministério da Saúde foi publicada”, explica Jones. Segundo ele, o projeto foi aprovado pelo Conselho

de Saúde e vai permitir descentralizar o atendimento de urgência e emergência que hoje ocorre somente no SUE 24 Horas e no Hospital Dom João Becker. “Além disso, são equipamentos de saúde novos, com nova e moderna estrutura, na linha do que vem preconizando o Ministério da Saúde para o atendimento dos casos de urgência”, conta o secretário. Jones e Acimar foram recebidos no Ministério pelo coordenador da Política de Urgência e Emergência, responsável pela implantação das UPAS em todo o país, Christian Lima. Ele elogiou o empenho de Gravataí em entregar a documentação para habilitar o equipamento e lembrou que o Ministério da Saúde pretende auxiliar o município na construção da unidade.

ISSQN – Recadastramento pode ser feito via internet até o dia 31 de agosto

o projeto vai permitir descentralizar o atendimento de urgência e emergência que hoje ocorre somente no SUE 24 Horas e no Hospital Dom João Becker

fechamento do Aterro Sanitário Santa Tecla

Divulgação

Para melhor atender aos contribuintes do ISSQN (Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza), a Prefeitura de Gravataí está disponibilizando o recadastramento pela internet a esta categoria de tributo. A atualização deve ser feita até o dia 31 de agosto e tem como objetivo ampliar a eficiência e o controle na gestão. Atualmente, 42% dos contribuintes da base de dados não têm CPF ou CNPJ. O recadastramento via internet, conforme explicou o secretário da Fazenda José Parode, também

deverá ser feito por todos os contribuintes. Para efetivar o recadastramento, o contribuinte deverá acessar o site da Prefeitura e passar as informações para o banco de dados da Secretaria Municipal de Fazenda (SMF). Disponível durante as 24 horas do dia, o portal de serviços Atende.Net facilita o acesso não só de empresas, mas, também, aos contribuintes em geral, que terão o tempo otimizado com o atendimento de suas necessidades.

O prefeito de Gravataí, Marco Alba, anunciou dia 22 de maio, o fechamento definitivo do Aterro Sanitário Santa Tecla, uma área de 12 hectares que desde 1986 vinha servindo para a deposição dos resíduos urbanos do município, além de ter sido usado por outras cidades – Cachoeirinha, Esteio e Porto Alegre. A medida se estende ao município de Cachoeirinha, que foi informado que só poderá colocar o lixo naquele local até o dia 27 de maio “Acabase de vez com a polêmica do aterro, e a sociedade gravataiense pode se tranquilizar, porque vamos buscar a melhor solução para o município e para o meio ambiente”, reitera Marco Alba. Com o fechamento do aterro, que recebia por mês cerca de cinco mil toneladas de resíduos (260 toneladas/dia, sendo 180 de Gravataí e 80 de Cachoeirinha), não haverá descontinuidade na coleta em Gravataí nem na destinação, uma vez que a Prefeitura está providenciando a contratação emergencial de empresa para fazer a coleta, transporte e destinação dos resíduos até que esteja concluído o processo de licitação para a contratação destes serviços, num prazo previsto entre 60 e 90 dias.

News Gravataí mais matéria | 19


|PALESTRA| Fotos LM Produções

Ana Amelia Lemos fala de eficiência do mandato na era digital

A

A Senadora Ana Amélia Lemos abriu sua palestra, no Almoçando com a Acigra, falando da desfunção do Estado em relação as necessidades do cidadão. Afirmou que não é fácil administrar munícipios com uma verba itinerante. “O governo reduz o IPI de carros, linha branca, material de construção e isso afeta diretamente a receita dos municípios que tem que administrar a sua receita com cortes”, revelou Ana Mélia. Sobre o tema da palestra a Senadora comparou o Serviço de Atendimento ao Cliente, o conhecido SAC do comércio, com a gestão pública. “Nós políticos também temos o SAC, só que o nosso é o Serviço de Atendimento ao Cidadão, que são as redes sociais. É uma espécie de controle de qualidade do nosso serviço”, revelou. Lembrou que assim, como uma empresa, ela exige produtividade, redução de custos e eficiência no seu mandato. “Temos que ter eficiência, é uma espécie de custoxbenefício do mandato. É a prova de que podemos fazer a diferença. Citou como exemplo a rápida publicação dos seus discursos e atos no site e nas redes sociais e da forma positiva como os eleitores avaliam isso. “Já distribuimos cerca de 28 mil livros para todo o país. Estudantes que pedem o código penal, a constituição federal, lei maria da penha, estatuto da criança e do adolescente, entre outros. Todos eu remeto com uma carta pessoal assinada de próprio punho. Aos que me pedem e não são do Rio Grande do Sul eu envio o exemplar com uma carta indicando que eles procurem o Senador do seu Estado. Com isso, aumentamos a aproximação da população com o seu representante”, afirmou Ana Amélia Lemos. Ao final a Senadora recebeu uma carta de demandas de Gravataí, onde fez cerca de 71 mil votos, entregue pelo presidente da Acigra, José Luis Silveira, ao lado do Prefeito Marco Alba.

20 | mais matéria

Nós políticos também temos o SAC, só que o nosso é o Serviço de Atendimento ao Cidadão, que são as redes sociais. É uma espécie de controle de qualidade do nosso serviço Ana Amélia Lemos

José Luis, Ana Mélia e Marco Alba

Comitê da Qualidade de Gravataí tem nova Gestão

Fátima Matos, Cristina Pereira, Jonas Matos, Ana Amélia Lemos, José L. Silveira, Rafael Stumpf e Fernando Bergamin

No dia 20 de maio tomou posse no Comitê da Qualidade de Gravataí novos membros, formados por empresários, representantes de faculdades locais e consultores. Jonas Matos, diretor da MegaOffice Gestão Contábil assumiu a presidência do Comitê, até então ocupada por Ana Cristina Pereira, da Sogil, que ficará como vice-presidente. A cerimônia de apresen-

tação dos novos membros ocorreu no evento Almoçando com a Acigra, onde a senadora Ana Amélia Lemos palestrou aos empresários presentes. Dentre os objetivos do Comitê estão auxiliar empresas da região a tornar sua gestão mais produtiva e competitiva, treinamentos de equipes, além da disseminação da cultura de planejamento com metas e indicadores.


Gentileza é Fundamental O Deputado Estadual Miki Breier apresentou alguns dados alarmantes sobre o número de vítimas no trânsito durante palestra proferida ao Rotary Club Cachoeirinha

O

Deputado Miki Breier, Presidente do RC Cachoeirinha, Ilton César da Silva, e Presidente do RC Cachoeirinha Industrial, Mauro Bernardes

O Deputado Estadual Miki Breier apresentou alguns dados alarmantes sobre o número de vítimas no trânsito durante palestra proferida ao Rotary Club Cachoeirinha, no dia 15 de maio, dia em que a cidade completava 47 anos. A ONU proclamou oficialmente o período de 2011 a 2020 como a Década Mundial de Ação pela Segurança no Trânsito a fim de estimular esforços em todo o mundo para conter e reverter a tendência crescente de fatalidades e ferimentos graves em acidentes no trânsito do planeta. Dados provindos da Organização Mundial de Saúde apontam cerca de 1,3 milhão de vítimas fatais e US$ 518 bilhões gastos a cada ano no mundo em decorrência de aciden-

tes de trânsito. Noventa por cento das mortes ocorrem, segundo o relatório, em países de baixa e média renda, entre eles o Brasil. A meta para a Década é reduzir as mortes, o número de feridos e de sequelados em 50%. Miki Breier salientou que os jovens ainda são as maiores vítimas, sendo 30% das mortes entre 15 e 29 anos. Miki apresentou a campanha Gentileza é Fundamental – Volto para casa com segurança, com distribuição de panfletos e adesivos. “Está comprovado pelo Ministério da Saúde que não há doença que mate mais do que o trânsito. É fundamental que nos reeduquemos. Quem conduz pode ser mais gentil para que todos circulem com tranquilidade”, revelou Miki Breier.

Diário Oficial Eletrônico de Cachoeirinha já está no ar Todos os atos oficiais da prefeitura municipal de Cachoeirinha estão publicados no Diário Oficial Eletrônico, acessível através do portal www.cachoeirinha.rs.gov.br. A cidade foi a segunda da Região Metropolitana a adotar a informatização do serviço por meio eletrônico, possibilitando assim uma economia de 60% de valores investidos. No link é possível consultar licitações, nomeações, atas, pregões, decretos, portarias separados por dia. A medida entrou em vigor no dia do aniversário do município, em 15 de maio. Além da economia, a iniciativa vai beneficiar ainda mais a transparência da gestão municipal. “Essa é mais uma forma de democratizar a informação, pois o cidadão poderá acompanhar todas as ações através do site”, salientou o prefeito Vicente Pires. A publicação terá validade jurídica, assegurada por certificação digital da autoridade certificadora da Infra-Estrutura de Chaves Públicas Brasileiras - ICP Brasil, o que faz com que qualquer documento digital passe a valer como documento assinado (assinatura digital). Com isso, Cachoeirinha também passa a ter um arquivo histórico onde daqui a 20 ou 30 anos será possível consultar os atos administrativos. O secretário de Governo, André Lima, também anunciou que o munícipio está estudando a informatização das leis do município, já que muitas se perderam ou estão em duplicidade, sendo difícil a sua execução ou fiscalização. Também está sendo implantada a nota fiscal eletrônica, o cartão saúde, processos on line da Secretaria de Planejamento e o Protocolo Digital. “Todas essas ações colocam Cachoeirinha, como uma das Prefeituras que mais tem investido e buscado soluções tecnológicas para resolver problemas e oferecer comodidade e agilidade na administração pública”, concluiu o prefeito Vicente Pires.

mais matéria | 21


|RELATOS DE VIDA|

O caminho da sobriedade

Texto por KAMYLA JARDIM | fOTOs arquivo pessoal

C Venho de uma família desestruturada, encharcada pelo álcool. Meu pai e meus avós eram alcoólatras, e nunca conheceram, nem aceitaram a ideia de que tinham algum problema relacionado ao álcool, me deram uma ótima lição de como se tornar um alcoólatra Rodrigo Pacheco

22 | mais matéria

Como grande parte dos dependentes químicos, Rodrigo Pacheco iniciou seu envolvimento com as drogas muito cedo. Na busca de uma fuga e alívio dos problemas familiares, seguiu por um caminho aparentemente mais fácil e prazeroso, porém desleal. Aos 11 anos, o jovem perdeu a mãe e, junto com ela, o pouco da estrutura familiar que lhe restava. Passou, assim, a conviver mais com o pai e o irmão. “Era comum ver meu pai chegando em casa alcoolizado após o serviço, eu e meu irmão passamos a adolescência convivendo com aquela rotina, vivendo os sintomas da co-dependência”, descreve. Com pouca maturidade e recebendo péssimos exemplos em casa, a única forma, encontrada por Rodrigo, de buscar alívio para a insegurança e o medo injustificado da vida foi repetir exatamente o que aprendeu com o pai: “A bebida sutil e traiçoeira havia me mostrado outra perspectiva da vida”, afirma. Com apenas 12 anos, Rodrigo iniciou o processo do qual passaria a vida inteira tentando se livrar, a dependência química. “Junto com a bebida veio o cigarro, companheiro de todas as horas, principalmente daquelas pessoas que não sabem onde colocar as mãos por estar em um grupinho numa festa ou andando pelas ruas. Além dele, tinha os remédios para emagrecer (anfetaminas), que hoje são proibidos, a maconha, o molho conhecido por cheirinho de loló... enfim, eu consumia um coquetel de aditivos químicos que me faziam ter a falsa impressão de que tudo estava bem”, revela o jovem. Quando percebia que estava tendo problemas, além do esperado, com determinada droga, Rodrigo conta que tentava substituí-la por outra, que sem demora assumia o papel de “droga da preferência”. Depois de algumas tentativas sem sucesso contra a dependência, o jovem teve a ideia de mudar para outra cidade, acreditando que indo para um lugar diferente, sem conhecidos, conseguiria diminuir o uso ou parar de vez. “Em pouco tempo, eu já estava inserido nos grupinhos da escola, do bairro e posteriormente da cidade, é muito fácil para um jovem que sai da cidade grande para uma cidade do interior fazer novas amizades, pois é considerado o descolado da turma o ‘cara de atitude’, e logo em seguida eu já assumi novamente o papel de dependente seja lá qual fosse a droga”, descreve Rodrigo. Aos 23 anos, o jovem teve sua primeira internação em uma CT (Comunidade Terapêutica), na época foi internado na RECREO em Montenegro, através de um convênio que Cachoeirinha mantinha com a Comunidade Terapêutica. Rodrigo permaneceu por um ano e três meses, os quais lhe renderam cinco anos em abstinência de qualquer droga.

“Estes anos ‘limpo’ foram os melhores já vividos até então, mas como essa é a doença do auto-engano, quando estava bem, em todos os aspectos da minha vida, surgiu aquele pensamento: ‘uma dose não vai me fazer mal’ e então o processo de autodestruição se iniciou novamente”, revela. Três anos recaídos e todos os fantasmas do passado voltaram a assombrar Rodrigo. Porém os efeitos foram avassaladores, a obsessão e a compulsão pela droga recomeçaram com um potencial ainda maior. Nesta época, Rodrigo trabalhava em uma multinacional que ofereceu todo o suporte que necessitava para uma segunda tentativa de alcançar a sobriedade. “Estive em uma clínica psiquiátrica por três dias, dopado de medicação para fazer a desintoxicação que não valeu de nada, pois ao final desses dias voltei a minha rotina normal diária e continuei usando drogas”, afirma. Após mais um ano de dependência química, Rodrigo decidiu voltar para a RECREO num ato desesperado de alcançar a abstinência, motivado pelo medo de perder o emprego e cair na sarjeta. “Na ocasião, permaneci dois meses, até que decidi voltar a Cachoeirinha e tentar uma vaga na CTP Reviver. Em 18 de abril de 2012 ingressei no programa, no qual permaneci durante dez meses”, revela Rodrigo. A Comunidade Terapêutica Pública (CTP) Reviver é uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Cachoeirinha e do Prefeito Vicente Pires. Inaugurada em abril de 2011, a comunidade é referência nacional no resgate da dependência química. Na CTP Reviver, o interno tem além da cultura tradicional do tratamento terapêutico – em que não existe intervenção medicamentosa – a possibilidade de fazer qualificação profissional, retomar os estudos e voltar mais rápido e preparado ao convívio da sociedade. A comunidade tem telecentro, sala de ensino multisseriado para complemento dos estudos e preparação para o ENEM, oficinas de padaria e confeitaria e produção de fraldas geriátricas e pediátricas, plantação de hortifrutigranjeiros e criação de animais. As atividades estão interligadas à sociedade. A produção de hortaliças irá para as escolas municipais e a produção de fraldas para entidades assistenciais, como, por exemplo, asilos. Rodrigo conta que a rotina na Reviver era tranquila, iniciando com o despertar as 6h30min. As 7h é o momento espiritualidade para agradecer pelo dia que está nascendo. 7h30min é servido o café da manhã e as 8h inicia a laborterapia, na qual cada integrante assume suas responsabilidades dentro da comunidade, seja cultivar a horta, limpar a casa ou cuidar dos animais na cocheira. Rodrigo ressalta que cada membro desempenha uma função para o bom an-


Rodrigo durante o tratamento na CTP Reviver

Rodrigo gostava de fotografar a fazenda

O trabalho feito na plantação contou com o empenho de Rodrigo

damento da fazenda. As 10h30min começa o cronograma de reuniões que contempla desde reuniões de Sentimento e Auto-Ajuda até reuniões de estudo dos Doze Passos de AA. Vários formatos de reuniões preenchem o dia que passa a se tornar habitual, fato que, segundo Rodrigo, incomoda a todos os dependentes químicos: viver dentro de uma rotina. Rodrigo ainda conta que eram utilizadas algumas frases durante as reuniões, como, por exemplo, “Aqui estão os fortes, os fracos desistiram e os covardes nem tentaram”. Essa frase era dita em voz alta para motivar os internos durante o tratamento e permitir que eles aceitem o programa e suas regras. O almoço é servido ao meio dia, com uma pausa até as 14h. Após este horário, os afazeres são retomados, às vezes diferem entre reuniões à tarde, laborterapia ou educação física. As 16h, os internos tem uma pausa para o café da tarde e, em seguida, retornam para as atividades que vão até as 17h45min. Do término da laborterapia até as 19h o tempo é livre para banho e descanso. A última reunião do dia ocorre às 19h, com duração média de uma hora e meia. A janta e o fim das atividades ocorrem logo em seguida. As 22h é o momento de pré-silêncio, seguido do silêncio total as 22h30min. Após o término de sua internação na CTP Reviver, Rodrigo afirma que passou por alguns momentos difíceis durante a adaptação e retorno a sociedade: “Levei um tempo para retornar ao trabalho e caí em depressão por estar acostumado ao convívio na fazenda. A Dra. Rosa Liane juntamente com os demais terapêutas e as reuniões semanais foram peças fundamentais neste processo para evitar uma recaída”. O jovem ressalta que nunca duvidou do profissionalismo e dedicação dos terapêutas e profissionais responsáveis, envolvidos pelo programa. “Celso Silva Tomazeski Coimbra, Paulo Finger e a assistente social Tania que estão a frente da comunidade junto com o prefeito Vicente Pires, além da psiquiatra Dra. Rosa e do clínico Dr. Zig, são todos pessoas abençoadas que foram colocadas na nossa vida para nos guiar no caminho da recuperação”, afirma agradecido. Rodrigo retornou para suas funções diárias na multinacional que havia lhe dado total apoio e suporte para que buscasse tratamento. Sobre uma possível cura, Rodrigo logo responde que a dependência química não tem cura.

Segundo ele um ano limpo não significa que está curado e sim que deve redobrar a atenção para não cair no comodismo de achar que está tudo bem. “O tratamento é algo que você tem que viver, sentir, está no dia-a-dia nas mudanças e estou apenas no começo. Somente a frequência assídua em reuniões e o contato com as pessoas deste meio é que vão me fortalecer para continuar de pé. A busca pelo aperfeiçoamento como ser humano ou como um ser espiritual em evolução deve ser constante”, afirma. Para as pessoas que estão nas situações semelhantes as que Rodrigo vivenciou antes do tratamento, o jovem indica a busca por ajuda, sem medo ou vergonha da dependência. “Existe uma vida pós drogadição, converse com alguém que lhe inspire confiança, um familiar, um amigo ou um colega para falar sobre o problema que você está vivendo. Procure uma reunião de NA (Narcóticos Anônimos), AA (Alcoólicos Anônimos) ou alguma Pastoral da Sobriedade que será muito bem recebido. E lembre-se: ‘Minha gratidão fala quando me importo e compartilho com os outros o caminho da sobriedade’.”, finaliza Rodrigo.

Fazer parte do quadro de internos da CTP Reviver foi uma experiência que não esquecerei jamais, a rotina, as regras e o dia-a-dia na comunidade serviram não só para que eu conseguisse ficar em abstinência, como para que fizesse todo um trabalho de reformulação sobre minha vida e minhas escolhas até aquele momento.

Rodrigo Pacheco

mais matéria | 23


|ENTREVISTA|

15 anos de embalagens personalizadas A Eficaz Gráfica completa 15 anos no mês de julho. Os empresários Marcos Almeida da Silva e Waldir Feijó contam um pouco dessa trajetória de muito trabalho, primando pela qualidade de seus produtos e respeito aos seus clientes.

Texto por Roselaine Vinciprova | fOTO POR FREDERICO MOMBACH

A

A experiência dos sócios no ramo gráfico, já vinha de muitos anos, antes da fundação da Eficaz Gráfica. Como iniciou essa parceria? Marcos: Waldir e eu já acumulávamos 20 anos de experiência em gráfica. Colegas na mesma empresa e amigos em particular, começamos a amadurecer a ideia de juntar nossos conhecimentos, cada qual em sua área, ele na produção e eu na comercial, e partir para um pequeno empreendimento, deixando para trás a estabilidade na empresa em que trabalhávamos. Assim, nasceu a Eficaz. Como foi o início das atividades da Eficaz? Waldir: Iniciamos as atividades em um pavilhão alugado na rua Nilo Peçanha, em Cachoeirinha, ‘com a cara e a coragem’, como se costuma falar. Juntamos as pequenas quantias que cada um possuía e investimos na compra de maquinário de segunda mão. Trabalhamos nos primeiros meses sem lucro e nenhuma possibilidade de retirada de pró-labore. Nessa época, a participação de nossas esposas foi decisiva. A Vera (Lucia Dias da Silva) e a Elisete (Feijó) nos deram todo o respaldo para que pudéssemos prosseguir. Depois disso, fomos nos equipando e conquistando o mercado. Há quatro anos adquirimos nossa sede localizada na Avenida Frederico Augusto Ritter, 1583. Passamos de 300 m2 para 1.200 m2. Qual o diferencial da empresa? Marcos e Waldir: O atendimento personalizado, o trabalho eficaz (como nosso próprio nome diz) que busca entregar ao cliente o produto exatamente como lhe foi vendido. Desde o início, a gente sabia que o grande diferencial deveria ser a transparência, excelência e credibilidade. E esse sempre foi o nosso norte. Prova disso é a clientela fiel que nos acompanha desde o início. Projetamos embalagens de acordo com a necessidade do cliente, ou seja, projetos especiais, além de atender as demandas de mercado com pequenas e grandes quantidades.

Marcos Almeida da Silva

24 | mais matéria

Qual o foco de trabalho da Gráfica? Marcos e Waldir: O principal mercado é a indústria, a maioria de nossos clientes se encontram no Rio Grande do Sul, entretanto atendemos todo Brasil. Contamos com representantes em algumas localidades, porém 80% da venda é realizada diretamente pela Empresa. Atendemos as mais diversas necessidades de cada cliente que vão desde sacolas personalizadas, rótulos adesivos, cartelas blister, caixas em cartão duplex, triplex e acopladas com micro ondulados, até displays, dentre tantas outras embalagens.


Como é composta a estrutura da empresa? Waldir: Nossa estrutura é enxuta. A administração, comercialização e supervisão de produção são executadas pelos próprios sócios. Contamos com uma equipe de colaboradores qualificados, conhecidos de longa data e que, como nós, buscam a excelência do produto. Como é o mercado da área gráfica? Marcos: Pela nossa experiência de mercado, hoje sabemos que o ramo evoluiu bastante. Há poucos anos atrás, toda embalagem era feita de forma manual, hoje existe maquinário para executar todas as etapas. Se por um lado a evolução tecnológica na área gráfica nos proporcionou maior qualidade e agilidade na produção, por outro lado, como qualquer outro segmento de produção, enfrentamos enormes dificuldades com a concorrência direta e desleal dos produtos chineses, que antes eram importados sem embalagens, e hoje vem com embalagem, a um custo 60% menor que os nacionais, além da altíssima carga tributária que nos é imposta pelo governo brasileiro. Qual a maior gratificação nesses 15 anos? O respeito adquirido entre clientes e fornecedores, resposta direta à nossa filosofia de trabalho, alicerçada na seriedade e parceria. Acreditamos ser esse o segredo do sucesso e permanência da empresa no mercado até os dias de hoje, embora a concorrência díspar com grandes empresas do segmento. Qual o projeto de futuro da empresa? Investir na melhoria do maquinário e instalações, e continuar crescendo, com a cautela que sempre foi a nossa marca. A quem vocês agradecem pela trajetória conquistada? Agradecemos a todos nossos Clientes, Funcionários, Parceiros, Fornecedores, Amigos, Familiares por acreditar em nosso trabalho e fazer parte desta história de 15 anos de dedicação e sucesso, pois o auxílio deles foi fundamental nessa trajetória que unida a nossa Fé nos impulsionou até aqui... O nosso muito obrigado!

Waldir Feijó

Agradecemos a todos nossos Clientes, Funcionários, Parceiros, Fornecedores, Amigos, Familiares por acreditar em nosso trabalho e fazer parte desta história de 15 anos de dedicação e sucesso, pois o auxílio deles foi fundamental nessa trajetória que unida a nossa Fé nos impulsionou até aqui... O nosso muito obrigado!

A administração, comercialização e supervisão de produção são executadas pelos próprios sócios

mais matéria | 25


|DOCUMENTÁRIO|

Rio Gravataí será tema de documentário

Texto por RITA TRINDADE | fOTOS ANDREI FIALHO

O

O jornalista Andrei Fialho e o professor de história Amon da Costa estão produzindo um documentário que aborda a vivência no Rio Gravataí. A intenção é relatar a vida e histórias das pessoas que de alguma forma interagem com o Rio que abastece mais de um milhão de gaúchos da região metropolitana. O filme Gravataí, um rio em minha vida, será um longa metragem de 52 minutos e deverá ser lançado no segundo semestre de 2013. “Estamos fechando uma parceria com o Sesc, pelo projeto Cine-sesc, a proposta consiste em 10 exibições nas cidades que compõem a bacia do Rio Gravataí, o cronograma ainda não está definido, mas a nossa intenção é fazer o lançamento em meados de agosto”, declara Andrei. A produção é independente e conta com auxílio de alguns voluntários à causa. Há alguns meses a dupla vem pesquisando e fazendo pré-entrevistas para saber quais histórias e relatos serão destacados no ducumentário. Amon da Costa revela que o Rio Gravataí foi

isolado ao longo dos tempos das cidades de seu curso. “Em meados dos anos 70, a construção da Free Way separou o Rio das cidades e restringiu seu acesso. Apenas os bairros Parque dos Anjos, Passo das Canoas e Cavalhada oferecem aos moradores de Gravataí um canal de interação e acesso”, destacou. Para Amon, este foi um fator que distanciou as pessoas de interagir com o Gravataí. “No início da produção fizemos algumas enquetes no centro da cidade para saber opiniões referentes ao Rio. Havia pessoas que não sabiam para que lado fica o Rio, apontavam para varias direções”, conta Andrei que ficou surpreso em saber daquantidade de estudos e de soluções ambientais para a preservação do Rio, mas para ele há um distanciamento de linguagem entre os atuantes técnicos e a população em geral. “Percebemos que precisamos aproximar o Rio das pessoas, e principalmente mostrar aos jovens que o Gravataí é uma fonte de lazer e esportes, como canoagem e até surf,

Apenas os bairros Parque dos Anjos, Passo das Canoas e Cavalhada oferecem aos moradores de Gravataí um canal de interação e acesso

26 | mais matéria


no qual pranchas são amarradas aos barcos para prática do esporte”, revela. Fialho defende que só com o conhecimento das alternativas oferecidas pelo Rio ele será atrativo à população em geral. “O Gravataí possui áreas de balneários, camping e pesca. E esse despertar é fundamental para a criação de vínculo e sentimento da comunidade. Só educar para a o uso consciente da água sem realmente conhecer a fonte, é pouco.” O enfoque de um rio vivo será o norte do documentário, em que várias histórias e ações se cruzam diariamente em suas margens. Segundo Costa, a vivência dos ribeirinhos em muitos casos é uma filosofia de vida, “eles vivem em parceria com o Rio”. Para os produtores do projeto existem vários sentimentos em relação ao Rio Gravataí, o carinho e a preocupação de seus usuários, o medo e respeito pela frequência de afogamentos e acidentes, a indiferença, a revolta pela má utilização da água pela agricultura, que afeta a pesca e o tratamento da água potável. Esses são alguns elementos que fazem a narrativa da vida entorno do Rio Gravataí ser singular e principalmente humana. “Este é o foco para o documentário. Há alguns dados técnicos que terão que ilustrar a produção, mas o real objetivo é apresentar à toda população a origem da água que sai na torneira de sua casa, as pessoas precisam perceber que o Rio Gravataí está presente em tudo que nos cerca”, ressalta Costa. Segundo Andrei já existe procura por parte de escolas e entidades que desejam promover eventos com o documentário. “A procura já é grande, por isso estamos elaborando um projeto pedagógico junto ao documentário para qualificação de professores que deverão ser reprodutores de exibições, além disso, contamos com a anuência da TVE que já emitiu carta com o desejo de colocar o documentário em sua programação.” O documentário também será comercializado em DVDs em eventos de exibições, locais determinados e pela internet. Empresas como Sogil, Dimobi Imobiliária, Clínica Raio Som, Academia Perfil, Mega Palco além da Associação Comercial e Industrial de Gravataí – ACIGRA são parceiras do projeto.

O filme Gravataí, um rio em minha vida, será um longa metragem de 52 minutos e deverá ser lançado no segundo semestre de 2013.

Percebemos que precisamos aproximar o Rio das pessoas, e principalmente mostrar aos jovens que o Gravataí é uma fonte de lazer e esportes, como canoagem e até surf, no qual pranchas são amarradas aos barcos para prática do esporte

Andrei Fialho

mais matéria | 27


|MÚSICA|

Culto de Rap, notas de fé

E

Texto por Kamyla JARDIM | fOTO DIVULGAÇÃO

Profecia Urbana é composto por Andressa Vidor (Dessa Profecia), Jeferson Jardim (J.C.) e Douglas Ramiro Maluf (Mano Douglas)

Entre as notas musicais, a fé e a vontade de ajudar a sociedade, o Grupo de Rap Profecia Urbana foi formado na região metropolitana em 2004, desmitificando, acima de tudo, que a cultura Hip Hop faz apologia às drogas e consequentemente à violência. Com conceitos, opiniões bem formadas e fortes críticas a realidade social, Jeferson Jardim, conhecido como J.C., fundou o grupo com o objetivo de alertar a população sobre os problemas políticos e sociais. “Primeiramente o que queremos é criar um sentimento de que não podemos simplesmente aceitar determinadas situações como se fossem normais. Não é normal a gravidez na adolescência, crianças usando drogas e trabalhando no crime para dar sustento para suas famílias. Desejamos acima de tudo passar informação dos direitos que temos como cidadãos, item que muitas vezes não se tem conhecimento dentro das comunidades carentes. Queremos denunciar o descaso das autoridades com os problemas da periferia e através da música mostrar um caminho, uma saída para enfrentar tais situações e nunca perder a esperança”, revela J.C. O grupo apresenta uma formação diferente da fundada em 2004. Atualmente, é composto por Jeferson Jardim (J.C.), Andressa Vidor (Dessa Profecia) e Douglas Ramiro Maluf (Mano Douglas). Além dos integrantes, o grupo conta com uma equipe de cinco pessoas responsáveis pela divulgação, produção, fotografia, vídeo e sonorização do Profecia Urbana. Durante dois anos, Jeferson teve seu trabalho artístico interrompido devido a problemas familiares. Porém, no ano de 2010, juntamente com a sua esposa e integrante do grupo, Andressa, o fundador do Profecia Urbana retomou o projeto musical ao inscrever-se

28 | mais matéria

no festival de novos talentos do Rap, o maior festival do gênero no estado. O grupo sagrou-se campeão do festival e desde então continua com suas atividades artísticas e sócio-culturais dentro das comunidades de Cachoeirinha e Gravataí. A escolha do nome artístico de um grupo ou banda musical sempre traz incertezas quanto a sua representatividade, fortalecimento e popularidade na região. Entretanto, no caso do Profecia Urbana qualquer dúvida que pudesse surgir foi sanada por uma “inspiração divina”, conforme conta o próprio líder do grupo: “Eu sempre acreditei na salvação através da crença em Jesus Cristo e sabia que o nome do grupo era algo extremamente importante para que minhas ideias tivessem impacto na sociedade. Então pedi que Deus que me ajudasse a encontrar um nome que representasse bem aquilo que acreditamos que irá acontecer, caso não tomemos uma atitude como cidadãos, perante os problemas que vem crescendo nas nossas comunidades carentes e em todo o mundo. Após isso, o nome me foi ‘revelado’ através de um sonho”. Desde o nome e forma como este foi escolhido, até as letras e intenções musicais, o Profecia Urbana carrega e transmite a sua fé e crença religiosa. O grupo não frequenta nenhuma igreja, acreditam em Deus, na salvação através de Jesus e no que está escrito na Bíblia. Inclusive uma das músicas do atual CD, “Tudo ou Nada” apresenta uma crítica às igrejas que utilizam o dízimo para gastos pessoais de seus gerenciadores. Com a frase: “Falsos profetas se aproveitam da fé sem esperança, vários na tempestade e eles só na bonança...”, o grupo tenta alertar a sociedade para várias instituições religiosas que se aproveitam da boa fé e do desespero es-

Entre as notas musicais, a fé e a vontade de ajudar a sociedade, o Grupo de Rap Profecia Urbana foi formado na região metropolitana, desmitificando, acima de tudo, que a cultura Hip Hop faz apologia às drogas e consequentemente à violência.


piritual de seus fiéis para enriqueceram de forma ilícita. “Muitas vezes, estes falsos profetas quando estão longe de seus belos templos e púlpitos, não executam aquilo que pregam. Manipulam versículos da bíblia de forma que o dízimo se torna obrigatório para que Deus ajude aos fiéis, tornando essas pessoas dependentes de suas orações e de suas igrejas, sendo que Jesus nos ensinou justamente o contrário, que Deus está em nosso coração, foi onde ele escolheu para residir e não em templos lindos e ostentadores”, destaca Jeferson. As músicas do Profecia Urbana são compostas pelos três vocalistas, algumas vezes de forma individual, onde cada um escreve a parte que irá cantar, ou em conjunto, com um interferindo e ajudando na composição do outro. A inspiração do grupo para compor vem do sofrimento, tristezas e dificuldades vividas por cada um e da experiência dentro das comunidades que residem ou já residiram. “Cantamos sobre o que vemos no cotidiano: a falta de estrutura das famílias da periferia, o envolvimento com drogas e álcool, a criminalidade que já levou vários de nossos amigos e conhecidos para a cadeia e até mesmo para a morte e também o descaso total por parte das autoridades competentes, que teriam que resolver esses problemas, mas, ao invés disso, tiram proveito e usam de corrupção para enriquecerem de forma ilícita. Esta é a principal função da música Rap: a Denúncia e a informação”, afirma o fundador do grupo. Iniciar um projeto musical nunca é fácil, as dificuldades para conseguir um pouco de reconhecimento do trabalho são inúmeras. Entretanto, para um grupo de Rap, as dificuldades se multiplicam por conta do preconceito e pouco conhecimento sobre a cultura Hip Hop. Jeferson revela que no início eram vistos como marginais ou jovens vagabundos que só queriam reclamar sem fundamento, afinal o Rap carregava um mito de ser música de drogados, quando na verdade alertavam para os riscos e consequências do uso das drogas. “Hoje vemos que não foram em vão todos os alertas feitos pela música Rap. Nos anos 90, já falávamos do crack, por exemplo, mas a sociedade não deu valor, hoje o crack se tornou uma epidemia mundial. Agora a sociedade conta com o movimento Hip Hop para tentar resgatar esses jovens, como sempre o poder público prefere investir na sociedade quando já não tem mais jeito, ao invés de investir na prevenção como havíamos falado desde os anos 90”, ressalta. Hoje, o Profecia Urbana tem uma ótima relação com os cidadãos de Gravataí e Cachoeirinha. Diversos projetos sociais são desenvolvidos pelo grupo, entre eles as oficinas populares realizadas durante cinco anos na Prefeitura Municipal de Cachoeirinha e o projeto “Arte de Rua”, realizado nos bairros Vila da Paz e Jardim Conquista, com a realização de diversas apresentações dos alunos na escola Maria Fausta. O projeto atual é realizado em uma escola municipal de Gravataí e em um bairro chamado “Invasão”, na Morada do Vale II, onde o crime predomina e existe um alto

índice de drogadição. “Estamos também iniciando uma parceria com o coletivo Ação Mulher de Porto Alegre, onde serão oferecidas diversas atividades em bairros carentes de Cachoeirinha, Gravataí, Porto Alegre e Alvorada”, revela Jeferson. Sobre a carreira musical, o grupo agora está trabalhando na divulgação do novo CD “Poeta Esquecido” e fazendo os shows de lançamento deste trabalho. O Profecia Urbana está gravando também um vídeo clip de uma das músicas do CD e está fechando uma turnê por todo o Rio Grande do Sul e também algumas cidades do Paraná, São Paulo e Santa Catarina. O grupo planeja gravar ainda neste ano cerca de três ou quatro vídeo clips, e também já está preparando um CD para o fim do ano. Além de todos os projetos sociais e lançamento do CD próprio, o grupo apresenta outros trabalhos paralelos. Os integrantes montaram uma produtora e estúdio chamado “Gesto Brusco Produções”, onde gravam seus CDs e também ajudam vários artistas da região a gravarem seus trabalhos e ainda encontram tempo para focar na organização da Associação de Hip Hop de Gravataí e também na aprovação da lei da semana municipal de hip hop nos municípios de Cachoeirinha e Gravataí. “Após vários anos de trabalhos sociais conquistamos diversas vitórias, muitos jovens abandonaram o mundo das drogas e do crime após se envolverem com os projetos sociais e oficinas realizados pelo grupo ao longo desses anos. O Profecia Urbana, por exemplo, é fruto do trabalho de resgate desenvolvido pela cultura hip hop, só queremos perpetuar essas histórias”, finaliza o rapper J.C.

Capa do novo CD Poeta Esquecido

Contatos do grupo Profecia Urbana: https://www.facebook. com/ProfeciaUrbana Fone: (51) 985.581.58 (51) 824.825.15 (51) 925.679.31

Primeiramente o que queremos é criar um sentimento de que não podemos simplesmente aceitar determinadas situações como se fossem normais. Queremos denunciar o descaso das autoridades com os problemas da periferia e através da música mostrar um caminho, uma saída para enfrentar tais situações e nunca perder a esperança

Jeferson Jardim - J.C.

mais matéria | 29


|LITERATURA| Divulgação

Ruy Ostermann, o patrono da Feira do Livro

C

Compromissos profissionais surgidos nas últimas semanas obrigaram a ilustradora e escritora Ana Terra - que já havia sido anunciada como patrona da 27ª Feira do Livro de Cachoeirinha, que ocorre de 2 a 8 de outubro no Parcão - a declinar da homenagem. A Comissão Organizadora da Feira decidiu, então, que o patrono deste ano será Ruy Carlos Ostermann, em reconhecimento a sua trajetória como jornalista e escritor e ao decisivo apoio que tem prestado à formação de leitores no Município. Em sarau realizado na Biblioteca Pública Municipal Monteiro Lobato, em 17 de abril, o autor fez a entrega de 300 exemplares do livro Ruy Carlos Pocket a três escolas estaduais (Instituto Princesa Isabel, Cadop e Escola Polivalente) e a três municipais (Alzira Silveira de Araújo, Fidel Zanchetta e Carlos Antônio Wilkens) da cidade. E, previamente, já havia se oferecido a voltar a Cachoeirinha, durante a Feira do Livro, para manter um encontro com alunos de escolas estaduais e outro com alunos de escolas municipais. Ruy será o convidado especial do café da manhã de lançamento da Feira, que ocorrerá em 21 de agosto, e receberá o título de patrono da escritora Ana Mello, patrona de 2012, na solenidade de abertura, programada para a noite de 2 de outubro. Ruy Carlos Ostermann é chamado de professor. O apelido o acompanha desde os tempos da Folha da Tarde, em 1957, quando começou sua carreira jornalística. Ruy é professor, de formação e filósofo, formado na UFRGS. Lecionou Filosofia no Colégio Israelita Brasileiro e no colégio João XXIII e foi

30 | mais matéria

professor de Psicologia da Educação na UFRGS. Trabalhou na Companhia Jornalística Caldas Júnior - Rádio Guaíba, Folha da Tarde, Folha da Manhã e Correio do Povo. Está na RBS desde 1978, participa diariamente do programa Gaúcha Hoje e assina uma coluna duas vezes por semana em Zero Hora. Ruy transita da cultura popular à erudita. Foi Personalidade do Livro, eleito pela Câmara Rio-Grandense do Livro e Patrono da Feira do Livro de Porto Alegre (2002). Tem vários livros publicados: a coletânea de novos contistas, Nove do Sul, em 1961; o Admirável Futebol Brasileiro (em parceria com Cid Pinheiro Cabral); A Paixão do Futebol; Itinerário da Derrota; Meu Coração é Vermelho, o livro dos 90 anos do Internacional; Até a Pé Nós Iremos, o livro do Grêmio; Hi, Hip, Hip, Hurrah, o livro do Grêmio Náutico União; O Nome do Jogo, coletânea de crônicas publicadas na Zero Hora; Meia Encarnada, Dura de Sangue, coletânea de escritores gaúchos; Felipão, A Alma do Penta, uma biografia de Luiz Felipe Scolari, editado também em Portugal e Dicionário de Contrabandos, lançado em 2004. É co-autor de Porto Alegre vista do céu (com o fotógrafo Henrique Amaral). Desde 2004, comanda o talk-show quinzenal Encontros com o Professor, no qual entrevista personalidades da cultura brasileira. O evento originou a série de livros Encontros com o Professor – Cultura Brasileira em Entrevista, que traz uma síntese das conversas realizadas ao longo de cada edição do projeto. Ruy participa também como comentarista do programa Bem, Amigos!, da SporTV, quinzenalmente desde 2007.

o patrono da 27ª Feira do Livro de Cachoeirinha foi escolhido em reconhecimento a sua trajetória como jornalista e escritor e ao decisivo apoio que tem prestado à formação de leitores no Município.


Mais recursos para a leitura em Cachoeirinha no total R$100 mil serão destinados a cinco iniciativas desenvolvidas há mais de um ano em Cachoeirinha na área da promoção da leitura Estão abertas de 3 a 24 de junho, de acordo com o edital nº 20 publicado no dia 29 de maio no Diário Oficial Eletrônico da Prefeitura, as inscrições para o Concurso Mais Cultura – Pontos de Leitura, do Ministério da Cultura. O edital destinará no total R$100 mil, para cinco iniciativas desenvolvidas há mais de um ano em Cachoeirinha na área da promoção da leitura, por entidades sem fins lucrativos ou pessoas físicas. O valor repassado poderá ser utilizado na aquisição de acervo, apoio a atividades socioculturais e educativas agregadas à leitura, aquisição de equipamentos e mobiliário, aquisição de materiais para a guarda ou transporte de acervo e investimento em reforma e instalações de espaços de leitura. Cachoeirinha conquistou recentemente recursos de três outras fontes, totalizando R$160 mil destinados à aquisição de acervo para a Biblioteca Pública Municipal Monteiro Lobato, são eles: R$5 mil do Programa Livro de Baixo Preço, da Fundação Biblioteca Nacional; R$110 mil através de emenda parlamentar apresentada pelo deputado federal José Luiz Stédile ao orçamento do Ministério da Cultura; e R$45 mil do Programa Pontos de Leitura, também do Ministério da Cultura. Mais informações acesse: www.cachoeirinha.rs.gov.br/portal/attachments/ article/1728/29-05-2013.pdf

Divulgação

Gravataí lança Campanha do Agasalho Gravataí lançou oficialmente no dia 21 de maio a Campanha do Agasalho 2013. Com a liderança da primeira-dama do município, Patrícia Bazotti Alba, a meta para este ano é ampliar a arrecadação atingindo pelo menos 15 mil peças de roupas, dando ênfase a colchões e cobertores. No ano passado, foram coletados 11.721 peças e 700 pares de sapatos, colchões e cobertores. Patrícia Alba agradeceu aos parceiros da campanha e destacou que essa é uma ação regada pelo amor e respeito. “Essa é a primeira de uma série de campanhas na área social, cujo objetivo é resgatar a histórica dívida social”, destacou a primeira-dama. “Queremos, no decorrer da campanha, ampliar ainda mais o número de parceiros e ver toda a cidade envolvida, juntando esforços no sentido de beneficiar as pessoas que não têm condições próprias para enfrentar os rigores do nosso inverno”, ressaltou. Para o prefeito Marco Alba é importante que a Campanha do Agasalho esteja alicerçada no amor e que as iniciativas da área social sejam estendidas às demais áreas do município. “Vamos não só na área social, mais em todos os setores fazer o governo que a cidade espera”, comentou.

O valor repassado poderá ser utilizado na aquisição de acervo

As doações para a Campanha do Agasalho podem ser feitas até 16 de agostos nos postos de arrecadação instalados nas escolas municipais, secretarias, autarquias, fundações e departamentos da Prefeitura, entidades parceiras e estabelecimentos comerciais.

mais matéria | 31


|DESIGN| Divulgação

biblioteca de livros não lidos Divulgação

Cantinho da leitura Um espaço sossegado, uma poltrona confortável e uma iluminação adequada e direta são itens básicos para quem quer montar em casa um canto aconchegante para ler. A primeira peça a ser adquirida para um espaço dedicado à leitura é uma luminária articulada com facho direto, dirigido para o livro, a ser posicionada atrás e um pouco acima do lugar onde estará o leitor. Tais equipamentos são práticos, pois se adaptam às diferentes alturas e posições e aos diversos ambientes da casa. Recomenda-se ainda a escolha de lâmpadas LED ou fluorescentes em tons amarelados, porque são mais agradáveis aos olhos e esquentam menos. A poltrona deve ser confortável e, de preferência, com um apoio para os pés. Para rematar o espaço em grande estilo, é indicado a escolha de uma estante que, além de abrigar livros, objetos e revistas, tenha design diferenciado. Para montar um espaço de leitura em casa, o importante é salientar a sensação de bem-estar e conforto e para isso não é preciso lançar mão de um projeto complexo. Uma estante, uma poltrona ou sofá confortáveis e de preferência com braços de apoio, iluminação adequada, ventilação favorável e uma pequena mesa são elementos para transformar qualquer lugar da morada num cantinho relaxante. O ambiente voltado às horas dedicadas aos textos pode fazer parte de praticamente todos os cômodos da casa, inclusive da varanda, geralmente beneficiada pela boa iluminação natural e pela tranquilidade. Alguns profissionais recomendam as luminárias de mesa ou trabalho, também conheci-

32 | mais matéria

das como abajures de tarefa, por serem caracterizadas pelo bom foco luminoso, que ganha ainda mais precisão quando a peça é articulada. De qualquer forma, a lâmpada é que faz uma enorme diferença para a leitura. O ideal é usar as de tonalidade clara, entre 4 mil K a 6.5 mil K, para despertar a atenção do leitor. Se as lâmpadas forem de tons ‘mornos’, que variam de 2.7 mil K a 3 mil K, tendem a criar uma sensação de sonolência por lembrar o entardecer, algo aconchegante demais para permitir a total atenção. Hoje se usa muito LED por não emitir calor e raios UV e pelo baixo consumo de energia, geralmente de 5 W, mas é importante também utilizar uma luminária de qualidade e boa procedência para garantir a segurança. Divulgação

Os clientes compram livros para decorar escritórios, cômodos e combinar com a mobília da casa

É sempre bom comprar um livro novo, e para os amantes da literatura, ter uma coleção imensa de livros é motivo de orgulho. Com o tempo eles vão se juntando e acabam se tornando parte da decoração, em estantes, prateleiras ou apenas empilhados em um canto da casa. Livro é status. Indica, supostamente, uma pessoa culta e preocupada com a arte, cultura e reflexão. Não é nada raro, na verdade, a compra de livros para impressionar o cliente, o amigo ou os convidados. Entretanto, já imaginou entrar em uma livraria e comprar livros por metro, apenas para decoração? Pode parecer estranho, mas isso já existe em São Paulo. Em média R$ 150 para encadernados simples e R$ 250 para os mais trabalhados. O conteúdo da obra tem nenhuma, ou pouquíssima, relevância. O importante, mesmo, é a capa, o encardenamento, a textura, a cor e até o tamanho do exemplar. Os clientes compram para decorar escritórios, cômodos e combinar com a mobília da casa. Algumas dessas famílias, inclusive, possuem uma biblioteca para leitura e outra para a decoração. Será que a moda vai chegar ao Rio Grande do Sul?


Harmonia no dormitório da menina Camila Bernardes Designer de interiores e móveis planejados Fotos Divulgação

Q

Quando se pensa em quarto de menina a maioria das pessoas já imagina um dormitório todo cor de rosa. Neste projeto buscamos justamente fugir do convencional. Existem infinitas possibilidade para decorar dormitórios femininos usando a criatividade. Em um projeto de designer de interiores é preciso levar em conta muitos fatores, mas principalmente entrar um pouco na vida da pessoa para ter um ambiente certo que case perfeitamente com o estilo e a necessidade de cada um. Neste caso, nossa “cliente” é uma menina de quatro anos. O objetivo era transformar o ambiente que era totalmente bebê para um dormitório de uma menina. Mas, sobretudo, que ela pudesse crescer em um ambiente que atenda as necessidades atuais e futuras, possibilitando que o quarto crescesse junto com ela. A primeira ideia foi oferecer um quarto tranquilo e equilibrado fugindo do rosa, com a implantação da cor verde.

Os tons de verdes em ambientes internos oferecem sensações de bem estar e contato com a natureza, remetem a pureza, limpeza e amplitude. Os tons suaves ajudaram a dar sensação de harmonia e leveza. Projetamos um painel com TV com uma bancada baixa e gavetas embutidas em laca fosca na cor verde água. Neste ambiente procuramos maximizar os espaços para guardar utensílios e roupas. Por isso, escolhemos pufes com rodízios que podem armazenar brinquedos. O armário atrás da porta foi projetado para ocupar um espaço que até então era nulo no quarto. As prateleiras na lateral ajudam a organizar os livros e dvd´s, além de estimular a leitura, a disposição também se torna mais prática e fácil, incentivando a criança a manter o espaço organizado. Os puxadores do criado mudo remetem o brilho e feminilidade, assim como os detalhes da cabeceira estofada e da luminária pendente, já se adequando as próximas fases da vida da criança. A colcha de patchwork é um detalhe que faz toda a diferença na construção de um ambiente neutro e delicado. Aplicamos alguns espelhos para propor a amplitude do espaço, mas também para satisfazer a vaidade. A cortina é uma coadjuvante que possibilita leveza e conforto. Conseguimos dar uma nova apresentação ao quarto da criança em um ambiente de 9m2 com um investimento baixo, atendendo perfeitamente as necessidades desta família.

Os tons de verde oferecem sensações de bem-estar e contato com a natureza

Foi projetado um painel para televisão com uma bancada e gavetas embutidas

mais matéria | 33


|CASAMENTO|

34 | mais matéria


mais matĂŠria | 35


r o m a Mais

Nesta edição de junho, mês dos namorados, a Revista Mais Matéria preparou um espaço de homenagens para os casais apaixonados. Aqui eles puderam publicar o seu amor e exibir a sua felicidade.

anos 13 la ie n a Werner e D

“As mais lindas palavras de amor são ditas no silêncio de um olhar” Leonardo da Vinci

meses is e s e s o n a 3 lle ie t a h T e o d r a Leon

Bruna e Alex - 1 ano e sete meses

anos 6 o ig r d o R e a Julian

Mais namoro 36 | mais matéria

Juliana e Elder 7 anos


Mais felicidade Marcelo e Gisela - 6 anos

Camila e Doug las - 1 ano e se is meses

os Glaucia e Henrique - 14 an

Narelise e Tales - 10 meses

Sonia e Daniel - 1 ano e cinco me ses

meses s ĂŞ r t e o n a 1 e Murilo e Greic

mais matĂŠria | 37


Envie seu momento marcante para redacao@revistamaismateria.com.br

Martina No dia 18 de maio a jovem Martina Bianchi viveu uma noite de conto de fadas, pois comemorou a chegada dos seus 15 anos com uma festa inesquecível na companhia de seus familiares, dos pais, Renata e Caio e amigos. A festa ocorreu no espaço Jucélia Oliveira Eventos em Gravataí.

Fotos: Luis Gustavo Estúdio Fotográfico

Andressa e Renan Na noite de 4 de maio os noivos Renan Reis Duarte (24) e Andressa Bernardes dos Santos (22) se uniram em matrimônio. A cerimônia foi realizada na igreja São Vicente de Paulo e a festa no Recanto das Hortências, ambos em Cachoeirinha. Cerca de 130 convidados presenciaram o sim do casal que se conhece há sete anos e namora há dois anos e meio. Andressa conta que o pedido de casamento foi uma surpresa. “Fui tomar banho, sem saber de nada, quando me virei para pegar a toalha vi um bilhete com uma aliança ao lado, o bilhete dizia casa comigo amor meu? Saí correndo na hora e disse sim”, relata a noiva.

Fotos: Frederico Mombach

38 | mais matéria


|ANIVERSÁRIO|

Momentos marcantes Vanessa No dia 4 de maio a jovem Vanessa de Quadros Pereira, comemorou os seus 15 anos juntamente com a sua família e seus amigos na Discovery, em Cachoeirinha. Cerca de 250 convidados participaram da festa. Os pais Zulmara de Quadros Pereira e Edmilson Vagner Pereira contam que a festa foi emocionante. “Foi tudo lindo, parecia um sonho, a Vanessa é nossa filha única então queríamos que tudo saísse perfeito, e saiu.” Durante a festa Vanessa foi homenageada por seu pai, que cantou a música Filha da dupla sertaneja Rick e Renner para ela.

Fotos: Frederico Mombach

Lauryn No dia 29 de maio a bela Lauryn comemorou seu aniversário de sete anos com uma linda festa com o tema Monster High. Ao lado de seus pais Edinei e Gisele e seu irmão Bruno, a pequena esbanjou simpatia.

Fotos: Festa e Fantasia

mais matéria | 39


|25 ANOS|

A empresa prioriza a valorização dos seus colaboradores e o respeito a comunidade onde está inserida

Pedro de Borba e a sócia Inês Maria de Araújo

Carolina, Inês, Glenda, Daiane e Lourdes Fuhr

Cerca de 250 pessoas compareceram a festa

A surpresa da festa ficou por conta do show do Jair Kobe

40 | mais matéria


Arauterm completa anos a todo vapor

25

A

Texto por ROSELAINE VINCIPROVA | fOTOs frederico mombach

A Arauterm Equipamentos Termometalúrgicos completou 25 anos no dia 11 de maio. Reconhecida pela qualidade, tecnologia e sustentabilidade na produção de caldeiras, a empresa prioriza a valorização dos seus colaboradores e o respeito a comunidade onde está inserida. Por isso, a cada ano a festa de aniversário é um motivo de orgulho. Há 5 anos, quando comemorou seus 20 anos inaugurou uma completa e moderna sede e promoveu um dos maiores eventos já realizados por uma empresa na região. A festa de comemoração dos 25 anos promovida no dia 17 de maio, não poderia ser diferente. O CTG Rancho da Saudade recebeu uma decoração especial demonstrando o cuidado e atenção da direção da empresa. Cerca de 250 pessoas compareceram a festa, dentre elas o representante da empresa Vyncke da Bélgica, Peter Vyncke, parceiro da Arauterm. O reconhecimento aos funcionários que completam aniversário na Arauterm foi um dos momentos mais emocionantes da festa. A colaboradora Glenda Moya ganhou um reconhecimento pelos seus 15 anos de trabalho prestado a Arauterm, em conjunto com Vitor Araújo e Marcionei dos Santos, 10 e 5 anos de serviço respectivamente. O diretor da empresa, Pedro de Borba, em seu discurso, agradeceu a todos que ajudaram a construir essa bela história. Relembrou que a empresa iniciou suas atividades numa pequena residência. Com trabalho árduo, confiança, credibilidade e qualidade a Arauterm foi conquistando cada vez mais clientes. “Hoje estamos finalizando três grandes projetos: uma caldeira bicombustível que vai atender um hospital

de Porto Alegre, uma caldeira abastecida com biomassa para uma grande fábrica de móveis e outra que será uma das maiores geradoras de água aquecida para uma montadora de caminhões”, anunciou Pedro.

A surpresa da festa ficou por conta do show do Jair Kobe, com o Guri de Uruguaiana, que animou o aniversário de 25 anos da Arauterm. Mais uma festa para entrar na história.

A Câmara de Vereadores de Cachoeirinha entregou na noite do dia 28 de maio a Moção de Congratulações em homenagem aos 25 anos da Arauterm. Conforme a moção proposta pelo vereador Marco Barbosa, a empresa possui um importante trabalho de preocupação ambiental, utilizando-se de cisternas que fazem o reaproveitando das águas da chuva. Excelência em caldeiras e aquecedores, a Arauterm tem um trabalho importante para a economia do município, reconhecida internacionalmente. Em seu dia-a-dia, existe a preocupação que os impostos retornem em investimentos em educação, saúde e segurança.

O CTG Rancho da Saudade recebeu uma decoração especial e exclusiva

Pedro de Borba com a esposa Lurdes e as filhas Daniele e Daiane

mais matéria | 41


|15 ANOS|

Uma festa de princesa

Texto por RITA TRINDADE | fOTOs frederico mombach

U

Um dos momentos mais aguardados na vida de uma menina é quando seus 15 anos se aproximam, é uma ocasião que fica para sempre marcada em seu coração. Uma noite linda, um vestido esplêndido, a menina vive o seu verdadeiro dia de princesa. E não foi diferente com a encantadora Gabriela Reus Porcino Rocha, que viveu no dia 04 de maio o seu momento de princesa real. A noite foi mágica e inesquecível para a jovem que comemorou juntamente com seus amigos e familiares a chegada dos seus 15 anos. O evento ocorreu no Salão de Festas Ana Marley, em Cachoeirinha. Os 240 convidados presentes se divertiram muito na animada festa. A aniversariante, filha do meio de três irmãos, estava linda e esbanjou beleza, simpatia e carisma aos seus convidados. Os pais da debutante, Júlio Cézar Martins Rocha e Jacqueline Reus Porcino, estavam emocionados por poder realizar o sonho da filha. “Só temos a agradecer a todos que nos ajudaram e trabalharam para realizar o sonho da nossa princesa, saiu tudo lindo como imaginamos, a festa estava maravilhosa”, contam orgulhosos.

42 | mais matéria

Uma noite linda, um vestido esplêndido, a menina vive o seu verdadeiro dia de princesa. E não foi diferente com a encantadora Gabriela Reus Porcino Rocha, que viveu no dia 4 de maio o seu momento de princesa real

A princesa Gabriela ao lado dos pais Júlio e Jacqueline, e também dos irmãos João e Julia


FICHA TÉCNICA Organização do Evento: Ana Marley Cerimonial:Tairone Keppler Salão de Festas: Ana Marley Vestido: Filhas da Mãe Fotos: Frederico Mombach Vídeo: Frederico Mombach Som: Tairone Keppler Decoração: Ana Marley

Só temos a agradecer a todos que nos ajudaram e trabalharam para realizar o sonho da nossa princesa, saiu tudo lindo como imaginamos, a festa estava maravilhosa Jacqueline Reus Porcino

mais matéria | 43


|CULINÁRIA|

O sabor da Itália pertinho de você A Toscana Galeteria oferece o mais saboroso galeto da região de segunda a sábado, ao meio-dia e à noite, e aos domingos, somente ao meio-dia. A Galeteria foi inaugurada em 2005 pelos sócios Valter Carboni e Romeu Cozer. A Toscana, considerada por muitos a mais típica galeteria da região, é perfeita para se reunir com a família, amigos ou ainda para reuniões de negócio. O espaço dispõe de ambiente amplo com capacidade para 154 pessoas com um clima acolhedor, tipicamente italiano. Quem for ao local poderá saborear um excelente galeto, polenta, rodízio de massas e grelhados, além de buffet com variedade de saladas e sobremesas. A casa dispõe ainda de uma ampla e selecionada carta de vinhos. A Toscana Galeteria conta com uma equipe capacitada e cordial, que oferece sempre o melhor atendimento para seus clientes. O espaço oferece internet wireless e um amplo estacionamento com segurança. A Galeteria fica na RS-118, Km 19, 4666 em Gravataí. Mais informações ligue para (51) 3488.8329. A Toscana Galeteria conta com uma equipe capacitada e cordial, que oferece sempre o melhor atendimento para seus clientes.

44 | mais matéria

A Toscana, considerada por muitos a mais típica galeteria da região, é perfeita para se reunir com a família, amigos ou ainda para reuniões de negócio. Divulgação


mais matĂŠria | 45


Buffets Ateliêr do Sabor Endereço: Av. General Flores da Cunha, 2044/ Vila Cachoeirinha - Cachoeirinha Telefone: (51) 3470-8183 | (51) 9888-0991 Horário de atendimento: 11h-15h Diariamente.

Selita Schneider

Vida Natural Endereço: Avenida General Flores da Cunha, 1004 / Vila Veranópolis - Cachoeirinha Telefones: (51) 3471-1243 Horário de Atendimento: 11h30min – 14h30min - De segunda a sábado.

Endereço: Av. das Indústrias, 750 – Cachoeirinha Fone: (51) 3471.6001 Horário de atendimento: De segunda a sexta das 11h30 as 14h30 - Diariamente

Palace Endereço: Avenida General Flores da Cunha, 516 / Vila Santo Ângelo - Cachoeirinha Telefones: (51) 3041-2043 - (51) 3470-1946 Horário de Atendimento: 11h – 14h30min - De segunda a sábado.

Restaurante Bagatini

Lhul Endereço: Av. Fernando Ferrari, 218 / Vila Regina - Cachoeirinha Telefones: (51) 3441.1237 Horário de Atendimento: 11h30min – 14h - De segunda a sábado.

Villa Gourmet

Rua Artur Emilio Ozzio, 25 – Cachoeirinha Fone: (51) 3470.2354 Horário de atendimento: 11h30min - 14h30min - De segunda a sexta

Krokant Endereço: Av. General Flores da Cunha, 4256/Vila Bom Princípio - Cachoeirinha Telefone: (51) 3469-8409 | (51)3469-1309 Horário de atendimento: 11h30min – 14h30min – De segunda a sexta-feira.

Perdigão Restaurante Endereço: Avenida General Flores da Cunha, 1029 Telefone: (51) 3041.4040 Horário de atendimento: 11h30min – 14h - De segunda a sábado.

Mercato Restaurante Endereço: Av. Frederico Augusto Ritter,253/Distrito Industrial - Cachoeirinha Telefone: (51) 3041-1515 Horário de atendimento:11h30min-14h30min Diariamente.

O Restaurante Villa Gourmet, localizado em um dos bairros mais nobres de Cachoeirinha, na Av. João Batista S. de Souza,108, Vila Eunice, dispõe de um amplo ambiente, acomodando até 180 pessoas. O cenário é privilegiado para ser utilizado em eventos particulares e empresariais, assim como também em cafés da manhã, lançamentos de produtos, casamentos e formaturas. O restaurante realiza ainda o serviço de catering, atendendo seu evento onde você desejar. Com um espaço agradável climatizado, som ambiente e um excelente atendimento, o local serve com maestria seus clientes,

46 | mais matéria

conquistando um público cada vez mais fiel. O Villa conta com variado buffet de saladas, pratos quentes, diversas opções de carnes, sobremesas, bebidas: refrigerantes, água, cerveja e sucos naturais. Além do sofisticado buffet contemporâneo, as terças-feiras os clientes podem se deliciar com os sabores da comida mineira, nas quartas a deliciosa e tradicional feijoada, nas quintas a leveza do saboroso salmão e nas sextas paella e bacalhau. Todos os pratos são executados com o mais alto nível de qualidade e conhecimento dos chefes. O restaurante oferece serviço de buffet a peso e livre. Funciona de segunda a sexta-feira, das 11h30 às 14h30 e aos sábados das 11h30 às 15h.

Casa Branca Endereço: Rua Vereador Inocêncio Telles Moreira, 120 - City Nova Fase - Cachoeirinha Telefones: (51) 9953-6399 - (51) 3470-1533 Horário de Atendimento: 11h30min – 14h – De segunda a sexta-feira.

Restaurante do H Endereço: Avenida General Flores da Cunha, 1573 / Vila Imbuhy - Cachoeirinha Telefones: (51) 3471-6842 Horário de Atendimento: 11h – 15h (Buffet) Diariamente.


|ANIVERSÁRIO|

Manjericão O restaurante Manjericão possui amplo buffet de pratos quentes com carnes, massas, lasanhas e sopas; contando também com buffet de saladas, frutas e sobremesas. A casa oferece ainda deliciosos sucos naturais feitos a gosto do cliente. Aos sábados, o cardápio apresenta uma tradicional feijoada além de peixes assados e outras delícias. O espaço está aberto para almoço de segunda-feira a sábado das 11h30min

às 14h com buffet livre e a quilo. Tudo isso com o cuidado especial de servir a cada dia um cardápio diferente para seus clientes, sem abrir mão de um sabor inigualável e inesquecível. O Manjericão fica localizado na Av. Francisco Brochado da Rocha, nº 79, parada 51 em Cachoeirinha. A casa oferece estacionamento gratuito para seus clientes. Mais informações pelo email: restaurante@omanjericao.com. br ou pelo fone (51) 3469-4599.

Malagueta Endereço: Av. José Costa de Medeiros, 1956 – Gravataí Fone: (51) 3042.2573 Horário de atendimento: 11h30 – 14h45min – De segunda a sábado

Roda Pizza Endereço: Av. José Loureiro da Silva, 1230 / Centro – Gravataí. Telefone: (51) 3484-4205 Horário de atendimento: 11h20min – 14h30min – De segunda a sábado

Pharello´s Restaurante e Eventos Endereço: Rua Izalino Batista de Oliveira, 106 / Gravataí Telefones: (51) 8418-2795 (51) 3042-1234 (51) 8418-2089 Horário de atendimento: 11h30min – 14h De segunda a sábado

Engenho do Boi Endereço: Av. Brasil, 188/Parada 72/ Barnabé Telefone: (51) 3042-6865/ (51) 3431-6951 Horário de atendimento: 11h30 – 14h – Diariamente

Telha de Barro Endereço: Rua Ismael Alves, 318 – Gravataí Fone: (51) 3496.0444 Horário de atendimento: 11h - 14h15min – Diariamente.

O Baristo Endereço: Rua Irineu Pacheco, 50 loja 01 – Gravataí Fones: (51) 3432.0038 (51) 3432.0056 Horário de atendimento: 11h – 14h30min - De segunda a sábado

Capitão Gourmet Endereço: Rua Dr. Luiz Bastos do Prado, 934/Centro Telefone: (51) 3497-3555 Horário de atendimento: 11h – 14h30min – De segunda a sábado.

Toscana Endereço: Rua Anápio Gomes, 1497|1 – Centro - Gravataí Fone: (51) 3484.5592 Horário de atendimento: 11h – 14h30min – De segunda a sábado

Al peso Endereço: Rua Dr. Luiz Bastos do Prado, 1471/ Centro Telefone: (51) 3484-1750 / (51) 3042-7282 Horário de atendimento: 11h20min – 14h20min – De segunda a sábado. RETIFICAÇÃO: Na edição anterior constou que o Restaurante Al Peso não possuía tele-entrega de pizzas. Entretanto possui Pizza Delivery pelo fone (51) 3431-1313 de segunda a sábado das 19h 23h.

*NA PRÓXIMA EDIÇÃO O GUIA DE GASTRONOMIA SERÁ SOBRE CHURRASCARIA

mais matéria | 47


|QUALIDADE DE VIDA|

Olimpíadas Estudantis têm o apoio da Cesuca Fotos Marketing Cesuca

A Cesuca – Faculdade Inedi está patrocinando as Olimpíadas Estudantis do município de Cachoeirinha. O evento que iniciou no dia 6 de maio e se encerra dia 5 de julho, conta com a participação de 27 escolas das redes municipal, estadual e particular. Segundo o diretor de Marketing e Ingresso da Cesuca, João Antônio Almeida, o apoio da Faculdade para as Olimpíadas Estudantis é uma forma de incentivar os estudantes e a comunidade a prática de esporte, bem como o estímulo ao lazer e a cultura. São oito modalidades esportivas (Vôlei, Futsal, Handebol, Xadrez, Basquete, Damas, Futebol de Campo e Atletismo) que estão sendo realizadas nos campos das escolas Cadop e Caic da Granja e do ginásio MCM Esportes. O evento é promovido pela Prefeitura Municipal, por meio das secretarias de Cultura, Esporte e Lazer e Educação. A expectativa é que, aproximadamente, dois mil estudantes prestigiem as Olimpíadas Estudantis.

INFORME COMERCIAL

Donatello Pizzaria

A Donatello Pizza é a mais tradicional telentrega de pizzas de Cachoeirinha e Gravataí. Atende a um público exigente há 17 anos com mais de 40 deliciosos sabores. Os clientes que conhecem a qualidade não trocam. São três opções de tamanhos de pizzas: média, grande e família. E pode-se optar pela massa tradicional sequinha e crocante ou com borda recheada de catupiri ou cheddar. Na Donatello pode-se escolher qualquer sabor sem pagar mais por isso e todos com muita cobertura. Se preferir o cliente pode fazer seu pedido e retirar no local (Av. Flores da Cunha, 4221) e observar pessoalmente sua pizza sendo preparada com ingredientes selecionados e no melhor padrão de qualidade e higiene. Em breve novidades que facilitarão ainda mais a vida do cliente em comodidade e conveniência. Telentrega de pizza: - Todos os dias das 18h30min às 23h30min. - Endereço: Av. Flores da Cunha, 4221 – parada 59 – Cachoeirinha - Entregas: abrangem quase todas os bairros de Cachoeirinha eGravataí - Variedades: 44 sabores de pizzas salgadas e doces - Aceita cartões de crédito - Fone 3471-1881 -Site: www.donatello.com.br

48 | mais matéria


Divulgação

Sacolas plásticas são reaproveitadas para a confecção de bolsas e sacolas de crochê

Associação Amigos Voluntários é premiada Aconteceu no dia 20 de maio no Teatro do Bourbon Country em Porto Alegre, a 7ª edição do Prêmio Parceiros Voluntários, que reconheceu nove iniciativas desenvolvidas no Estado. A 7ª edição do Prêmio consagrou ações sociais que ajudam a desenvolver a cultura do voluntariado. Representando iniciativas de uma rede formada por cerca de 400 mil voluntários em 48 cidades gaúchas, a premiação tem por objetivo divulgar exemplos bem sucedidos e que possam influenciar políticas públicas. Na cerimônia, atores interpretaram as histórias das nove ações vencedoras e os músicos Hique Gomes e Neto Fagundes realizaram intervenções durante toda a noite. Entre os homenageados que receberam o Troféu Parceiros Voluntários está a Associação Amigos Voluntários (AAV) de Cachoeirinha, que recebeu o prêmio com o case Reciclando e Transformando. O Projeto é uma parceria entre a AAV, COMDEMA, Secretaria de Meio Ambiente e a rede de escolas e OSCs conveniadas com a Parceiros Voluntários de Cachoeirinha. A iniciativa é desenvolvida desde julho de 2011.

Entenda mais sobre o projeto: A iniciativa Reciclando e Transformando conta com dois projetos: Reciclando com Charme e Reciclando para Brincar. O projeto Reciclando com Charme visa conscientizar e educar a comunidade de forma comprometedora para o bem estar da sociedade. Inicialmente são realizadas palestras sobre meio ambiente falando a respeito dos danos causados pelo descarte das embalagens tetra pak e sacolas plásticas. Após a etapa de conscientização é realizada uma oficina para reaproveitar as sacolas plásticas para a confecção de bolsas e sacolas de crochê, e embalagens tetra pak para confecção das carteiras. O projeto Reciclando para Brincar é desenvolvido dentro da escola, surgiu através da curiosidade dos educandos quanto à questão: “Aonde vai parar o lixo?”. O objetivo do projeto é conscientizar os educandos e consequentemente as suas famílias e a comunidade, da importância da separação do lixo para a preservação do meio ambiente, bem como das possibilidades de utilização destes recursos como fonte de aquisição de brinquedos para a escola.

a AAV de Cachoeirinha recebeu o prêmio com o case Reciclando e Transformando. A iniciativa conta com dois projetos: Reciclando com Charme e Reciclando para Brincar.


|PESQUISAS|

Exame prevê a depressão pós-parto

Pesquisadores da Johns Hopkins dizem ter descoberto alterações químicas em dois genes que, quando presentes na gravidez, podem prever com 85% de certeza se a mulher sofrerá de depressão pós-parto. O estudo mostra que modificações epigenéticas podem ser detectadas no sangue de mulheres grávidas desde o primeiro trimestre da gravidez. Isso pode oferecer uma maneira simples de prever a depressão pós-parto e possibilitar uma intervenção antes que os sintomas se tornem graves. Ao estudar camundongos, os pesquisadores da Johns Hopkins passaram a suspeitar que o estrogeno causava mudanças epigenéticas nas células no hipocampo, a parte do cérebro que controla o humor. A partir disso, os pesquisadores desen-

Divulgação

volveram um modelo estatístico para localizar os genes mais prováveis de sofrerem mudanças epigenéticas causadoras de depressão pós-parto. O processo identificou dois genes que reagem mais ao estrogeno: TTC9B e HP1BP3. As descobertas do estudo com camundongos foram depois confirmadas nas amostras sanguíneas das 52 participantes do estudo, todas com histórico médico de transtornos de humor. Essas mulheres foram acompanhas durante a gravidez e após o parto. Foi observado que as participantes com depressão pósparto apresentavam mudanças epigenéticas maiores nos genes TTC9B e HP1BP3, sugerindo que essas mulheres eram mais sensíveis aos efeitos do estrogeno.

Joanete é herdado geneticamente Um estudo conduzido nos Estados Unidos constatou que o risco de desenvolver joanetes - espécie de calo na parte externa do dedão do pé - está ligado à genética dos pacientes e não aos sapatos. O Framingham Foot Study colheu dados de 1.370 adultos e observou a tendência de a deformidade estar ligada a um histórico familiar. Segundo os autores do estudo, a descoberta indica que as pessoas podem ter uma predisposição genética à formação dos joanetes. Os podólogos britânicos afirmam que o estudo embasa a visão de que os sapatos ajudam a piorar o problema, mas não seus causadores. O principal sinal do joanete ocorre quando o dedão “aponta” em direção aos outros dedos do pé, forçando o osso para fora, o primeiro metatarso. Essa mudança no formato do pé pode causar inchaço e dor. As mulheres apresentam maior

50 | mais matéria

incidência da patologia, o que alimentou a visão de que os culpados pelos joanetes eram sapatos de saltos alto ou outros tipos de calçados pouco confortáveis. Mas embora o seu uso possa exacerbar os sintomas - porque tais calçados friccionam os joanetes e causam dor ou bolhas - estão longe de serem os causadores do problema. Formato do pé O estudo, conduzido entre 2002 e 2008, colheu depoimentos de pessoas com reclamações constantes nos pés, incluindo joanetes e dedos do pé em martelo, e observaram a incidência das mesmas condições em seus familiares próximos. O resultado comprovou a tese de que há uma correlação entre a genética e o aparecimento de joanetes, em homens e mulheres de todas as idades, mas particularmente em mulheres.

Programa de teste genético para pacientes com câncer na Grã-Bretanha A Grã-Bretanha lançou um programa de pesquisa que poderá permitir que os pacientes com câncer tenham acesso ao tipo de teste genético que levou a estrela Angelina Jolie a se submeter a uma mastectomia dupla. O projeto, que inclui o Instituto de Pesquisa do Câncer (ICR, na sigla em inglês) de Londres, a empresa de sequenciamento genético dos EUA Illumina, geneticistas e oncologistas, têm como objetivo encontrar formas que permitam testar mais genes ligados ao câncer em mais pessoas. Mutações em alguns genes, conhecidos como genes de predisposição ao câncer, aumentam o risco de uma pessoa ter câncer. Há cerca de 100 outros genes ligados à predisposição ao câncer conhecidos.

Ainda assim, os avanços recentes na leitura do código genético, conhecida como sequenciamento genético, é agora mais rápida e mais barata do que nunca, abrindo caminho para que testes genéticos se tornem rotina para todos os pacientes com câncer. O programa, chamado Mainstreaming Cancer Genetics, vai usar um novo teste do Illumina chamado TruSight que pode analisar 97 genes de predisposição ao câncer dentro de algumas semanas. O novo modelo será aplicado inicialmente em mulheres com câncer de mama ou câncer de ovário no Royal Marsden Hospital, em Londres, mas a equipe espera que, no futuro, possa ser usado em todo o país e para muitos outros tipos de câncer. Divulgação

Vitamina D no tratamento de asma O tempo que pacientes que sofrem de asma ficam sob a luz do sol pode ter um impacto sobre os efeitos da doença, revela um estudo de uma equipe de cientistas da universidade King’s College, de Londres. A pesquisa indica uma relação entre baixos níveis de vitamina D, que é fabricada pelo corpo durante a exposição ao sol, à piora dos sintomas da asma. Dentre os resultados do trabalho, os especialistas descobriram que o contato com a luz solar “acalma” uma parte do sistema imunológico que é estimulada em excesso pela asma. O tratamento de pacientes asmáticos com a administração de vitamina D, no entanto, não foi testado pelo estudo. As pessoas que têm asma apresentam dificuldades para respirar quando suas vias aéreas ficam inchadas, inflamadas e contraídas, e elas geralmente são

tratadas com esteroides, mas nem todos respondem bem. “Nós sabemos que pessoas com altos níveis de vitamina D conseguem controlar melhor sua asma - esta conexão chama bastante a atenção”, disse a pesquisadora Catherine Hawrylowicz. A equipe da cientista investigou o impacto da vitamina em uma substância química do corpo humano, interleucina-17. Trata-se de uma parte vital do sistema imunológico que ajuda a combater infecções. Entretanto, ela também pode causar problemas quando atinge níveis muito altos e já foi relacionada intensamente à asma. Neste estudo, divulgado na publicação especializada Journal of Allergy and Clinical Immunology, a vitamina D foi capaz de reduzir os níveis de interleucina-17 em 28 pacientes.


Banco de alimentos inaugura seu núcleo para captação de alimentos perecíveis O Banco de Alimentos de Cachoeirinha coloca em funcionamento neste mês de junho o Núcleo de Alimentos, responsável por coletar e fazer a distribuição de hortifrutigranjeiros do BIG Cachoeirinha. O Núcleo funciona junto a Sociedade Espírita Francisco de Assis (SEFA) onde foi construída uma cozinha dentro das normas de segurança e higiene para fazer a seleção e distribuição dos donativos diariamente. Dependendo do dia chegam cerca de 40 caixas de alimentos perecíveis que serão rapidamente selecionados e encaminhados para as entidades cadastradas. Com isso, farão parte da alimentação de crianças, adultos e idosos naquele mesmo dia, ajudando na dieta nutricional, já que vegetais, frutas e verduras são ricos em nutrientes. Uma nutricionista acompanha o trabalho garantindo o controle de qualidade dos alimentos desde a chegada até a distribuição nas instituições beneficiadas. O Banco de Alimentos de Cachoeirinha foi fundado em outubro de 2011 e desde então já distribuiu mais de 50 toneladas de alimentos não perecíveis. Com a inauguração

do Núcleo o número de beneficiados vai aumentar consideravelmente. A presidente da entidade, Tamara Kondak, está buscando parcerias para a aquisição de uma camionete para facilitar esse transporte diário de mantimentos. Além disso, estão sendo articuladas parcerias com outros supermercados para que esse alimento não seja mais jogado fora. Saiba mais O Banco de Alimentos trabalha diariamente para levar àqueles que mais precisam a mínima condição de uma vida digna, que é o alimento. Partindo de um bem estruturado plano de ação, com a criação de um Banco de Dados que lhe permite identificar a real situação de nossas comunidades carentes e, por via de consequência, de suas principais demandas, o projeto tem como finalidade minimizá-las, oferecendo excedentes alimentares e industriais dos mais diversos segmentos, proporcionando cursos de capacitação, mas principalmente, introduzindo as técnicas de gestão “empresarial” no Terceiro Setor.

O Núcleo funciona junto a Sociedade Espírita Francisco de Assis (SEFA) onde foi construída uma cozinha dentro das normas de segurança e higiene para fazer a seleção e distribuição dos donativos diariamente.


|PSICOLOGIA| Divulgação

Satisfação e bem estar na vida Por Tatiana Otto Stock | Psicóloga | CRP 07/19052

A

A importância da felicidade e do bem-estar na vida das pessoas vem recebendo cada vez mais atenção da saúde mental, sendo um novo foco de estudo em pesquisas científicas. Então, se sabe que é importante estar se sentindo bem e ter satisfação com a vida. Mas de que forma podemos chegar ao isso? Segundo Seligman (o fundador da Psicologia Positiva), isso acontece através do desenvolvimento dos cinco pilares do bem-estar – emoção positiva, engajamento, sentido, realização e relacionamento positivo. Ele descreve cada elemento como sendo uma busca pelo próprio elemento (isto é, não para obter algo secundário) e existindo independente da existência dos outros quatro. Então vamos a eles: • Emoção positiva é a felicidade, é a satisfação, é se sentir feliz. É realizar atividades que gerem prazer momentâneo. Andar de bicicleta, encontrar os amigos, reunir a família, comer algo gostoso, qualquer coisa que lhe gere prazer no momento da ação. • Engajamento é quando desenvolvemos uma atividade em que ficamos completamente absorvidos, perdemos a noção do tempo, nos entregamos por inteiro. Não precisa ser algo significativo, pode ser um simples jogo de carta, por exemplo. • Sentido é pertencermos e servirmos a algo que acreditamos ser maior do que o eu. Alguma atividade com significado maior, que nos faça sentido. Um exemplo de atividade de sentido é um trabalho ou ação voluntária. • Realização é quando realizamos algo pelo simples gosto da conquista, independente do que iremos conquistar: vitória, dinheiro, a pessoa amada ou um bom desempenho. • Relacionamentos positivos é o desenvolvimento de vínculos seguros e que nos façam bem. Afinal, as outras pessoas são as protagonistas dos nossos momentos positivos, marcantes e agradáveis, e são a cura para os nossos momentos difíceis. Faça o exercício: Pense se você precisasse muito conversar com alguém, mas são 4 horas da manhã, você teria alguém que se sentisse a vontade para ligar? Se sim, então você tem pelo menos um relacionamento positivo.

52 | mais matéria

O que a Psicologia Positiva declara é que quando conseguirmos ter os cinco pilares desenvolvidos e presentes na nossa vida, conseguiremos ter bem-estar e satisfação em viver. Teremos vidas mais felizes! Para isso, se estudou alguns exercícios que promovem a saúde! Seguem alguns que podem ser aplicados no seu dia-a-dia, que tem como foco o bem-estar. Três coisas boas: Todas as noite, antes de dormir, cite, no mínimo, três coisas boas que aconteceram naquele dia e porquê elas deram certo. Não precisam ser espetaculares, bastam ter sido boas. “Encontrei uma amiga depois de muito tempo, terminei de escrever meu trabalho, fiz uma janta deliciosa” são exemplos de três coisas boas. Introdução positiva: Descreva uma história concreta de um bom desempenho que tiveste, e identifique as forças de caráter que apareceram no decorrer da situação. Vale qualquer forma de desempenho, sendo algo que lhe dê orgulho e satisfação. Visita de gratidão: Lembre-se de alguém ainda vivo que fez algo que, de alguma forma, mudou sua vida para melhor, mas que nunca agradeceste adequadamente. Escreva uma carta para ela especificando o que ela fez e o porquê isso foi importante para ti. Marque um encontro (sem mencionar o real motivo) e leia a carta para ela. Apreciação: Perceba as experiências de prazer que estão acontecendo no “aqui e agora”. Essa técnica tem por objetivo o foco no presente. As formas de fazê-lo são através da satisfação (receber bem elogios), admiração (perceber maravilhas do momento), agradecimento (expressar gratidão) e conforto (sentir o prazer dos sentidos). Exercício do otimismo: O estilo otimista consiste em ver os acontecimentos ruins como temporários, mutáveis e locais. A partir dessa discussão, pense em três portas que se fecharam para ti. Agora identifique quais outras portas se abriram em função disso. Satisficer: Os Satisficer veem suas conquistas e acontecimentos como suficientemente bons. Os “Maximizadores” estão sempre em busca do perfeito e passam muito tempo a procura. Percebe-se que os Satisficer se sentem mais felizes do que os Maximizadores. Reveja os meios de aumentar o Satisfacting em sua vida e monte um plano para atingi-lo. Carta do perdão: Lembre-se de alguém que te magoou e que tu gostarias de poder perdoar. Agora escreva uma carta descrevendo a transgressão e as emoções relacionadas a ela, se comprometendo em perdoar a pessoa. A carta não deve ser entregue. O objetivo é transmutar a raiva em neutralidade ou, até, em emoções positivas. A Psicoterapia Positiva tem como objetivo promover o bem-estar do paciente além de apenas retirar o sofrimento, para que a pessoa possa ser realmente satisfeita com a sua vida e possa se transformar e transformar sua vida em experiências que realmente valham a pena! Mas esses exercícios também podem ser realizados independente de estar em psicoterapia e tendem a surtir efeito rápido.


Medicamentos viciantes Por Eneida Kompinsky | Psiquiatra | CREMERS 15849

U

Um dos grandes preconceitos em relação a prática da psiquiatria é a prescrição de medicamentos e a história de que alguns “viciam”. Na maioria das vezes, não é verdade, a grande parte dos fármacos usados nesta especialidade não causam dependência. Entretanto, há uma classe de remédios que de fato estão entre os mais vendidos no mundo e, na maioria das vezes, podem causar dependência se mal indicados. São os chamados benzodiazepinicos, entre os mais famosos o Diazepam, Clonazam, Lorazepam e Bromazepan. Estes medicamentos são extremamente úteis com ação sedativa, hipnóticas, ansiolíticas, antiepilépticas, amnésicas e também usados como relaxante muscular. Foram desenvolvidos na década de 1960 e o potencial de abuso destes medicamentos logo foi reconhecido. Quais são efeitos colaterais dos benzodiazepinicos? Podem causar sonolência, piora da coordenação motora fina, amnésia de fatos ocorridos antes do uso, tontura, zumbidos, perda de equilíbrio, agressividade e desibinição (principalmente associado ao uso de álcool concomitante) e embotamento afetivo. Há dois tipos de dependência: abuso por pessoas que já são dependentes químicas ou abuso por pessoas que iniciam o uso por uma indicação terapêutica e acabam exagerando, já que a medicação causa, na maioria das vezes, um alívio imediato dos sofrimentos psíquicos como angustia e ansiedade. Com o ob-

jetivo que esse “bem estar” momentâneo se perpetue, as pessoas utilizam em excesso os medicamentos, quando na realidade a indicação do uso neste caso deve servir um período curto - de preferência, não mais que 4 semanas e uma dosagem baixa, justamente para não causar tolerância (aquilo que as pessoas chamam de acostumar). Se usado por anos, como inúmeros pacientes fazem (muitos utilizam medicamentos há mais de 30 anos e chegam a trocar de médico quando é sugerida a retirada da droga) pode ocorrer abstinência. Ela poderá ocorrer a partir de dois dias após a retirada e pode permanecer até dez dias depois. Um dado alarmante é que cerca de 50% dos pacientes que usam medicamento há mais de um ano podem desenvolver a síndrome (ansiedade, insônia, até crises convulsivas mais raramente). Por isso, a retirada após longo período de uso deve ser gradual e cuidadosa. Uma informação muito importante é referente ao cuidado do uso de benzodiazepinicos nos idosos, população que usa com muita frequência. Nesta faixa etária é mais fácil ocorrer intoxicação já que há alterações de metabolização no fígado e isso acaba favorecendo quedas e fraturas pois são maiores os risco de ocorrerem efeitos colaterais como sonolência e tontura. Por isso, saliento o uso cuidadoso dessa classe de medicação, muito útil se bem indicada, e lembro que provavelmente é por ela que a medicação psiquiátrica tem a fama de causar dependência.

há uma classe de remédios que de fato estão entre os mais vendidos no mundo e, na maioria das vezes, podem causar dependência se mal indicados Divulgação


54 | mais matĂŠria


|ESTÉTICA|

Beleza e harmonia Por Ricardo Lodeiro | Cirurgião Plástico | CRM 18066

S

Sou adepto da ideia de sempre usar o que experienciamos como fonte de sabedoria e reflexão. De cada fato vivido ou presenciado podemos retirar conhecimento e sabedoria. Vou remeter-me a memórias recentes daquelas pessoas que estiveram à beira do mar ou da lagoa e pedir para que lembrem-se de um dia usual, onde apenas observavam os passantes na praia. Provavelmente ninguém se lembra de uma mulher acima do peso, de biquíni ou maiô, que caminhava por perto. Mas de uma outra senhora com a barriguinha bem retinha e o resto do corpo denunciando a desproporção, com braços espessos, coxas volumosas, quadris alargados pelo excesso de peso… esta ficou melhor gravada. “Puxa, que estranho! A barriga não tem nada a ver com o resto! Que esquisito”, são algumas exclamações que podemos ter ouvido ou pensado. Vejo com muita preocupação estes casos, pois esta senhora provavelmente não ficará sabendo o que aconteceu a ela: as amigas, por constrangimento e educação, nada lhe falarão. Quem não conhece, guardará seus comentários para si mesmo. As “inimigas” falarão pra todo mundo, menos para a referida operada. O que aconteceu?? Na natureza, o conceito de harmonia é mais fácil de ser notado do que o de beleza. Mesmo acima do peso,

o corpo humano conserva esta harmonia: braços, pernas, seios, quadris, tudo aumenta – pouco mais, pouco menos – mas preserva-se a harmonia dos traços. Achar adequado ou não esta forma corporal é questão pessoal. Mas a desarmonia causada por uma cirurgia mal dimensionada fica evidente e chamativa, e certamente não é pela beleza do conjunto. Mesmo que a cirurgia seja bem feita, se for aplicada em situações sem se preocupar com a questão da harmonia, torna-se um problema estético, ao invés de solução. Há correntes de pensamento que dizem: “o que a paciente queria era reduzir a barriga e eu o fiz!”. Mas acho que existe uma responsabilidade maior enquanto cirurgião plástico: alertar a paciente quanto à estética global. Isso vale para qualquer procedimento estético, como vistos na mídia tantos casos de cirurgias de rugas faciais com exageros que beiram (ou invadem) o ridículo, orelhas coladas à cabeça, narizes em desencontro com o tipo de face e as já citadas barrigas. Há cirurgias para suprimir a dobra do abdômen que não causam desarmonia e pessoas que não se importam com esta desarmonia. Mas a paciente deve ser avisada e isto deve ser pauta fundamental da consulta ANTES da cirurgia ser decidida! Sempre que o diálogo é escasso, a confusão impera.


|PRESSÃO ARTERIAL|

Hipertensão:

Texto por RITA TRINDADE | fOTOs DIVULGAÇÃO

A

As doenças cardiovasculares são responsáveis por grande parte do número de mortes no Brasil e em mais da metade dos casos ela é decorrente da pressão alta. Hoje em dia com a nossa vida corrida e com cada vez mais pressão no trabalho a hipertensão aparece mais intensamente na sociedade. Para a nutricionista Graziela Argenta, a população vem adotando um comportamento nada benéfico para a saúde. “As pessoas comem mais fora de casa, os famosos junk foods ganham espaço, stress, sedentarismo, fumo, o uso abusivo de álcool, isso tudo contribui para o aumento de pessoas com esse problema de saúde”, revela. Segundo um estudo publicado pela Revista Brasileira de Hipertensão, a cada ano morrem 7,6 milhões de pessoas no mundo devido a doença, sendo que cerca de 80% dessas mortes ocorrem em países em desenvolvimento como o Brasil. No país, a HA (Hipertensão Arterial) afeta mais de 30 milhões de brasileiros (36% de homens e 30% de mulheres) e é o mais importante fator de risco para o desenvolvimento das doenças cardiovasculares (DCV), com destaque para o AVC e o infarto do miocárdio, as duas maiores causas isoladas de mortes no país. A HA não tem cura, mas pode ser tratada por medicamentos e por uma vida com hábitos mais saudáveis, com uma alimentação adequada e a prática de exercícios físicos. Para a nutricionista, a população começa a se cuidar tardiamente. “A prevenção seria o ideal, mas a maioria das pessoas só começa a cuidar da saúde depois de já ter algum tipo de problema”, embora não tenha cura, a hipertensão pode ser controlada e evitada com algumas mudanças de hábito. E se você já pensou, “não tenho tempo para praticar exercícios”, saiba que incluindo alguns alimentos em sua dieta, a prevenção e o controle já são desenvolvidos naturalmente pelo seu organismo. Graziela explica que existem alguns tipos de alimentos que auxiliam no controle da pressão arterial, “frutas e hortaliças, alimentos integrais como pães, cereais e massas, carnes magras, azeite de oliva e oleaginosas como castanhas, nozes e amêndoas - por ter altos níveis de ômega-3 - são alimentos indicados para o controle, a nutricionista lembra ainda que aumentar o consumo de alimentos ricos em fibras, o uso de temperos naturais como alho, cebola, salsinha, manjericão e incluir na dieta duas ou três porções de laticínios desnatados ou semidesnatados é ótimo para quem tem pressão alta. Em contrapartida existem alimentos que devem ser evitados, pois pioram muito o quadro de HA. Entre os vilões da lista, estão todos os produtos industrializados como temperos prontos, molho de soja, ketchup e picles, sopas de pacote, massinhas tipo instantãneas, refrigerantes, alimentos com muito açúcar e gordura, além de comida pronta em geral. Deve-se também diminuir a ingestão de enlatados e conservas. Para os hipertensos, é indicado ainda eliminar o consumo de bebidas

56 | mais matéria


A doença silenciosa que afeta 30% dos brasileiros isotônicas e energéticas. “É sempre muito bom ler os rótulos para ver a quantidade de sódio existente nos alimentos, embutidos. Salame, mortadela, salsicha e hambúrguer devem ser evitados, e deve-se optar sempre por margarinas light”, esclarece Graziela. A nutricionista explica que para tratar a HA é necessário que a pessoa adote uma mudança de hábitos. “Tudo é resultado de um conjunto de atitudes, ter uma alimentação saudável, praticar atividade física regularmente, não fumar, não abusar do álcool, juntamente com o uso de medicamentos quando necessário, mantém equilibrados os níveis da pressão arterial”, conta. O sódio é um mineral importante para o organismo, pois é responsável pelos impulsos nervosos e várias funções vitais. Porém o excesso de sódio na corrente sanguínea prejudica a circulação e provoca o aumento da pressão. O Ministério da Saúde recomenda que as pessoas consumam no máximo 5 gramas de sal por dia, o equivalente a uma colher de chá. A média de ingestão do brasileiro é de 10 a 14 gramas diários. Estima-se que, se a indústria cortar 20% da concentração de sódio nos alimentos, o número de brasileiros hipertensos cairá cerca de 50%.

Saiba como ter uma alimentação saudável e prevenir a Hipertensão: • Consumir uma variedade de frutas, verduras, legumes; • Incluir cereais integrais na dieta; • Ingerir alimentos assados, grelhados ou cozidos; • Utilizar óleos vegetais (oliva, girassol, milho); • Optar pelo leite desnatado; • Utilizar queijos com pouca gordura (minas, ricota, cottage) e manteiga ou margarina sem sal; • Reduzir o sal, seguindo orientações do médico ou nutricionista; • Utilizar como tempero alho, cebola, limão, azeite doce, ervas, pimentão, noz moscada, orégano, manjericão, alecrim.

A Hipertensão Arterial não tem cura, mas pode ser tratada por medicamentos e por uma vida com hábitos mais saudáveis, com uma alimentação adequada e com a prática de exercícios físicos.

Existem alimentos que devem ser evitados, pois pioram muito o quadro de HA


|TRAUMATOLOGIA|

A evolução da síndrome resulta em perda do tato da mão que dificulta manipular estruturas pequenas e executar tarefas simples como pregar um botão, enfiar uma agulha ou segurar uma xícara.

58 | mais matéria


Você sabe o que é a síndrome do túnel do carpo?

S

Por Fabrício Brinco | Traumatologista Especialista em Mão, Cotovelo e Microcirurgia | CRM 28.896

Síndrome do túnel do carpo é uma neuropatia resultante da compressão do nervo mediano no canal do carpo, estrutura anatômica que se localiza entre a mão e o antebraço. Através desse túnel rígido, além do nervo mediano, passam os tendões flexores que são revestidos pelo tecido sinovial. Qualquer situação que aumente a pressão dentro do canal provoca compressão do nervo mediano e a síndrome do túnel do carpo. O principal sintoma é a parestesia, uma sensação de formigamento, de dormência, que se manifesta mais à noite e ocorre fundamentalmente na área de inervação do nervo mediano. Muitos pacientes demoram a procurar um especialista em cirurgia da mão, pois acham que essa situação se deve a um problema de circulação. A evolução da síndrome resulta em perda do tato da mão que dificulta manipular estruturas pequenas e executar tarefas simples como pregar um botão, enfiar uma agulha ou segurar uma xícara. Na maioria dos casos não é possível identificar uma causa específica e sim condições associadas como: posturas inadequadas e repetidas do punho no trabalho ou em casa, inflamação dos tendões da região, doenças sistêmicas com distúrbios da tireóide, diabetes, etc, além de ser mais comum em mulheres. Dois testes ajudam a estabelecer o diagnóstico: o teste de Phalen e o teste de Tinel. O primeiro consiste em dobrar o punho e man-

tê-lo fletido durante um minuto. Como essa posição aumenta a pressão intracarpeana, se houver compressão do nervo, os sintomas pioram. O teste de Tinel consiste em percutir o nervo mediano. Se ele estiver comprometido, a sensação será de choque e formigamento. Em alguns casos, é necessário pedir uma eletroneuromiografia para fechar o diagnóstico. O tratamento leva em conta o grau de comprometimento da doença. Se for leve, indica-se a colocação de uma órtese para imobilizar o pulso e o uso de antiinflamatório não-hormonal. Em alguns casos, o tratamento fisioterápico se mostra eficaz. Esgotadas as possibilidades de tratamento clínico, é indicada a cirurgia. A cirurgia é realizada com o intuito de descomprimir o túnel do carpo, e dessa forma normalizar a função do nervo mediano.

médico do ceot faz especialzação O Dr. Roberto Schwanke, médico Ortopedista e Traumatologista - Especialista em Joelho e Videoartroscopia, esteve presente no Congresso Internacional de Artroscopia Cirurgia de Joelho e Medicina do Esporte que ocorreu em Toronto Canadá de 12 a 16 maio 2013. “As cirurgias do joelho realizadas através de videoartroscopia trazem enormes benefícios aos pacientes, com menores riscos e excelentes resultados”, comemora o Dr. Schwanke que atende em Gravataí na Clínica Millenarim e no CEOTHDJB (F: 3042-9400 e 3043-8455)

mais matéria | 59


|COLUNA VERTEBRAL|

Novidades na cirurgia da coluna vertebral Por Fernando Sanchis | Especialista em Coluna Vertebral | CRM 25665-

A

A ortopedia evolui diariamente!! Com essa afirmação pode-se concluir que novas e modernas técnicas de tratamento surgem a cada dia. Na área de cirurgia da coluna vertebral não é diferente, pelo contrário, é sem dúvida a especialidade da ortopedia que mais apresenta novidades e opções aos pacientes e médicos. Toda essa modernidade deve-se ao fato de que o número de pessoas atingidas por patologias da coluna é cada vez maior e mais frequente, levando a necessidade de novos e eficazes tratamentos. Com o aumento da longevidade, cresce a importância de um diagnóstico precoce, evitando assim que doenças tratáveis em pacientes relativamente jovens evoluam para patologias muito avançadas na 3ª idade, de difícil tratamento (com riscos bem maiores) e com resultados parciais. • Atualização: A busca constante por novas técnicas e atualização deve ser um dos objetivos do cirurgião responsável e preocupado com seus pacientes. Geralmente buscamos essa atualização em congressos, cursos, simpósios, treinamentos específicos direcionados a alguma técnica especial e jornadas da área. Somente nos últimos 12 meses participei ativamente de mais de 8 cursos/treinamentos específicos na área da cirurgia da coluna vertebral, sendo quatro deles realizados no exterior.

O número de pessoas atingidas por problemas na coluna está cada vez maior

60 | mais matéria

• Novas técnicas: Algumas das mais modernas técnicas aplicadas no 1º mundo, leia-se Estados Unidos e Europa, são também realizadas pela nossa equipe, que através da constante e responsável atualização tem chegado a excelentes resultados. Algumas das técnicas listadas abaixo tem trazido excelentes e gratificantes resultados para aqueles pacientes que não alcançam melhora nos tratamentos conservadores, sendo hoje considerada por alguns dos maiores cirurgiões do mundo como as melhores opções nos casos selecionados. - Nucleoplastia: É uma técnica minimamente invasiva, realizada em caráter ambulatorial, sem cortes, utilizada para tratamento de dores na coluna e/ou nos membros superiores/inferiores provocada por desgaste e/ou protusões/hérnias discais na coluna cervical e /ou lombar. - Artroplastia cervical: A artroplastia ou prótese cervical é uma das grandes novidades para o tratamento de hérnias e/ou desgaste da coluna. Até pouco tempo, a artrodese (fixação com parafusos) era a opção mais utilizada, entretanto, o uso das próteses possibilitou uma


A área de cirurgia da coluna vertebral é sem dúvida a especialidade da ortopedia que mais apresenta novidades e opções aos pacientes e médicos.

cirurgia mais rápida, menos agressiva, com menores complicações e com média de 36 horas de internação. Mas a principal vantagem em relação ao uso de parafusos é a não fixação e com a manutenção da mobilidade da coluna, uma das principais queixas do paciente que realiza a cirurgia de artrodese. - Fixação dinâmica lombar (Wallis e Dynesis): Essas são, sem dúvida, as grandes novidades para os pacientes que sofrem de dores crônicas da coluna lombar devido à doença degenerativa e/ou hérnias discais. Essas são técnicas minimamente invasivas, com riscos e comorbidades bem menores quando comparadas as técnicas tradicionais, tendo o paciente alta geralmente em 36-48 horas, sendo que em outras técnicas esse período pode chegar a 7 dias. Mas novamente a principal vantagem é o fato de que esses procedimentos não bloqueiam completamente a mobilidade do segmento operado, ao contrário das técnicas de artrodese. • Responsabilidade: Essas são apenas algumas das principais novidades à disposição dos pacientes e médicos, entretanto, todas essas técnicas devem ser indicadas e utilizadas de forma responsável e somente por profissionais qualificados e treinados, já que cada paciente apresenta uma patologia específica, que deve ser avaliada individualmente por profissional qualificado a fim de evitarmos resultados insatisfatórios. É importante salientar que toda essa “modernidade” não é indicada para todos os pacientes e que as técnicas tradicionais tem seu espaço garantido por que também apresentam ótimos resultados quando corretamente indicadas e realizadas.

A busca constante por novas técnicas e atualização deve ser um dos objetivos do cirurgião responsável e preocupado com seus pacientes.

O Dr. Fernando Sanchis participou do Congresso Brasileiro de Coluna Vertebral, que ocorreu entre os dias 27 e 30 de abril de 2013 em Florianópolis/SC. “Esse é o evento mais importante da Sociedade Brasileira de Coluna Vertebral, sendo editado a cada dois anos, trazendo sempre novidades e avanços na área da cirurgia da coluna, principalmente nas técnicas minimamente invasivas, que são o nosso foco de atuação”, comemora o Dr. Sanchis.

mais matéria | 61


|CULTURA|

Espaço de lazer livros

filme Para Sempre - a História Que Inspirou o Filme De Kim Carpenter A vida que Kim e Krickitt Carpenter conheciam mudou completamente no dia 24 de novembro de 1993, dois meses após o seu casamento, quando a traseira do seu carro foi atingida por uma caminhonete que transitava em alta velocidade. Um ferimento sério na cabeça deixou Krickitt em coma por várias semanas. Quando finalmente despertou, parte da sua memória estava comprometida e ela não conseguia se lembrar de seu marido. Ela não fazia a menor ideia de quem ele era. Essencialmente, a “Krickitt” com quem Kim havia se casado morreu no acidente, e naquele momento ele precisava reconquistar a mulher que amava.

A Lei do Sucesso De Jacob Pétry “A LEI DO SUCESSO” é um curso prático que reúne as 16 poderosas lições que são as bases de toda filosofia de Napoleon Hill, o maior gênio na área da realiza­ção pessoal e psicologia aplicada de todos os tempos. Incontáveis milionários, líderes e grandes personalidades do mundo inteiro atri­buem seu sucesso à aplicação prática dos princípios elaborados por Hill. Agora, pela primeira vez na história, o conhecimento e a sabedoria de Hill pre­sentes neste livro foram condensados por um dos maiores estudiosos de sua obra com o propósito de oferecer uma síntese prática de suas lições.

ROTA 66 De Caco Barcellos ‘Rota 66 - A história da polícia que mata’ é uma rigorosa investigação sobre o trabalho da Polícia Militar de São Paulo entre as décadas de 1970 e 1990. Nele, Caco Barcellos, um dos mais prestigiados jornalistas brasileiros, denuncia a atuação irregular da Ronda Ostensiva Tobias de Aguiar (Rota) como um verdadeiro aparelho estatal de extermínio. Um esquadrão da morte responsável pela morte de milhares de pessoas. A maioria delas inocente.

62 | mais matéria

O Segredo dos Seus Olhos Benjamin Esposito (Ricardo Darín) se aposentou recentemente do cargo de oficial de justiça de um tribunal penal. Com bastante tempo livre, ele agora se dedica a escrever um livro. Benjamin usa sua experiência para contar uma história trágica, a qual foi testemunha em 1974. Na época o Departamento de Justiça onde trabalhava foi designado para investigar o estupro e consequente assassinato de uma bela jovem. É desta forma que Benjamin conhece Ricardo Morales (Pablo Rago), marido da falecida, a quem promete ajudar a encontrar o culpado. Para tanto ele conta com a ajuda de Pablo Sandoval (Guillermo Francella), seu grande amigo, e com Irene MenéndezHastings (SoledadVillamil), sua chefe imediata, por quem nutre uma paixão secreta.


mais matĂŠria | 63


64 | mais matĂŠria

Revista Mais Matéria 3ª edição  

Junho de 2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you