Issuu on Google+

w w w. c ole gios m a ris ta s .c o m. br

Guia do Estudante e da FamĂ­lia

2013


SEJAM BEM-VINDOS AO MARISTÃO! O Colégio Marista de Brasília nasceu com a marca dos pioneiros que superaram todas as dificuldades de uma cidade em construção. Desde 1962, proporciona à comunidade de Brasília uma educação alicerçada nos valores cristãos, por meio da construção de conteúdos essenciais para o exercício de uma cidadania ética, consciente e crítica. Nessa perspectiva, a evangelização e a excelência acadêmica são compromissos da nossa Instituição. Atualmente, o Colégio Marista de Brasília atende alunos da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, nas unidades Maristinha Pio XII, Maristinha e Maristão, respectivamente.


SUMÁRIO CALENDÁRIO ESCOLAR 2013 ......................................................................... 4 APRESENTAÇÃO............................................................................................ 5 PRESENÇA MARISTA .................................................................................... 6 FILOSOFIA ................................................................................................... 6 MISSÃO EDUCATIVA ...................................................................................... 7 PROPOSTA PEDAGÓGICA ............................................................................... 7 APOIO ......................................................................................................... 8 ESTRUTURA ORGANIZACIONAL ....................................................................... 9 ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO .................................................... 12 CENTRO DE RECURSOS DE APRENDIZAGEM (CRA) ........................................... 16 ORGANIZAÇÃO DA VIDA ESCOLAR .................................................................. 17 ORIENTAÇÕES E PROCEDIMENTOS ................................................................. 21 NORMAS DE REALIZAÇÃO DAS PROVAS .......................................................... 25 SISTEMA DE AVALIAÇÃO ESCOLAR ................................................................. 27 DIREITOS E DEVERES ................................................................................... 29 BULLYING ..................................................................................................... 33


Credenciamento: Portaria nº 240 de 9/7/2009 − SE/DF REGIME
ANUAL
 MÓDULO:
40
semanas


CALENDÁRIO ESCOLAR 2013

JANEIRO D

S

FEVEREIRO

T

Q

Q

S

S

1

2

3

4

5

D

S

T

Q

ENSINO
MÉDIO
 MARÇO

Q

S

S

1

2

D

S

T

Q

Q

S

S

1

2

6

7

8

9

10

11

12

3

4

5

6

7

8

9

3

4

5

6

7

8

9

13

14

15

16

17

18

19

10

11

12

13

14

15

16

10

11

12

13

14

15

16

20

21

22

23

24

25

26

17

18

19

20

21

22

23

17

18

19

20

21

22

23

27

28

29

30

31

24

25

26

27

28

25

26

27

28

29

30

Q

S

S

D

S

Q

S

S

1

2

3

4

7

8

9

10

11

2

3

4

5

6

7

8

13

14

15

16

17

18

9

10

11

12

13

14

15

19

20

21

22

23

24

25

16

17

18

19

20

21

22

26

27

28

29

30

31

24

25

26

27

28

29

T

Q

Q

S

S

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

5

6

14

15

16

17

18

19

20

12

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

T

JULHO T

Q

Q

S

S

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

4

5

6

14

15

16

17

18

19

20

11

12

21

22

23

24

25

26

27

18

28

29

30

31

25

D

S

S

T

T

Q

1

23

30

SETEMBRO S

S

D

S

T

Q

Q

S

S

1

2

3

1

2

3

4

5

6

7

7

8

9

10

8

9

10

11

12

13

14

13

14

15

16

17

15

16

17

18

19

20

21

19

20

21

22

23

24

22

23

24

25

26

27

28

26

27

28

29

30

31

29

30

DEZEMBRO

NOVEMBRO

T

Q

Q

S

S

1

2

3

4

5

D

Q

Q

OUTUBRO S

D

AGOSTO

S

D

JUNHO

Q

S

D

31

MAIO

ABRIL D

24

S

T

Q

Q

S

S

D

S

T

Q

Q

S

S

1

2

1

2

3

4

5

6

7

6

7

8

9

10

11

12

3

4

5

6

7

8

9

8

9

10

11

12

13

14

13

14

15

16

17

18

19

10

11

12

13

14

15

16

15

16

17

18

19

20

21

20

21

22

23

24

25

26

17

18

19

20

21

22

23

22

23

24

25

26

27

28

27

28

29

30

31

24

25

26

27

28

29

30

29

30

31

LEGENDA Férias Coletivas dos Professores

DIAS LETIVOS

FERIADOS

Sábados Letivos:

Janeiro

Simulado

Fevereiro

17

Março

20

Abril

24

Maio

22

Junho

22

Julho

09

Agosto

24

Setembro

23

Outubro

18

Simulados

Novembro

19

Aniversário do Colégio

Dezembro

-

Início e Término do Ano / Trimestres Letivos Camar dos Professores/Aperfeiçoamento Pedagógico

Feriado Recesso Acolhida alunos novatos Conselhos de Classe Encerramento das atividades do 1º semestre letivo Início das atividades do 2º semestre letivo Atendimento aos pais Avaliação de Recuperação Avaliação de Reposição Avaliação Parcial

16/3 6/4 27/4 4/5 11/5 8/6 29/6 27/7 3/8 31/8 14/9 28/9 23/11

Aulões Integrados Aulões integrados/Provas de Reposição Simulado Aulões integrados Simulado

3

Encerramento Semana Champagnat Seminário Jovem Pesquisador I Simulado Simulado Aulões integrados Seminário Jovem Pesquisador II/Simulado Seminário Jovem Pesquisador III

1º/1 – Confraternização Universal 11 a 13/2 – Recesso/Feriado Carnaval e Cinzas 28 e 29/3 – Recesso/Semana Santa – Páscoa 21/4 – Tiradentes/Aniversário de Brasília 1º/5 – Feriado Dia do Trabalho 30 e 31/5 – Recesso/Feriado Corpus Christi 7/9 – Feriado Dia da Independência do Brasil 12 a 15/10

– Recesso/Feriado Nossa Senhora Aparecida e Feriado Dia do Professor

2/11 – Feriado Dia de Finados 15 /11 – Feriado Proclamação da República 30/11 – Feriado Dia do Evangélico 25/12 – Natal

Avaliação Integrada

Dia Nacional da Consciência Negra Período de Recuperação Final Conselho de Classe Final Entrega de resultados

4

TOTAL

201

Brasília, DF, 5 de outubro de 2012. Andrea Studart Corrêa Galvão Diretora Educacional


APRESENTAÇÃO Este documento se destina a dar informações sobre o Colégio Marista de Brasília para alunos e famílias e a estabelecer orientações para o bom funcionamento da comunidade educativa escolar. Almejamos que, ao término da leitura atenta e reflexiva, cada pessoa possa se situar em relação ao que a escola pretende realizar em termos de educação. Esperamos também a contribuição de cada um, pois a missão de educar é de todos, dos que a recebem e dos que contribuem para sua realização. A proposta educativa do Colégio Marista de Brasília está alicerçada em práticas pedagógicas e em valores humanos e cristãos, inspirados nos ensinamentos de São Marcelino Champagnat e em sintonia com a cultura de nossos dias em vista do processo educativo. Nesse contexto, de acordo com a Missão Educativa Marista e nossa tradição escolar, enfatiza-se a construção de um ambiente de convivência fraterna, no qual os educandos possam aprender e desenvolver habilidades e competências. As orientações e normas aqui estabelecidas estão em consonância com o Regimento Escolar. A educação das novas gerações é uma incumbência de toda a sociedade, de modo especial daqueles que estão mais próximos às crianças e aos jovens. Almejo um ano de boas realizações.

Diretor Geral

5


1. PRESENÇA MARISTA No Brasil, a Instituição Marista promove uma educação integral para crianças e jovens há mais de um século. Atualmente, está dividida em três Províncias e um Distrito: • Província Marista do Brasil Centro-Norte; • Província Marista do Rio Grande do Sul, que abrange o Distrito da Amazônia; • Província Marista do Brasil Centro-Sul (Grupo Marista). O Grupo Marista constitui uma rede de 16 colégios, distribuídos nos estados do Distrito Federal, Goiás, Paraná, Santa Catarina, São Paulo, que envolvem mais de 24 mil alunos. Oito mantenedoras Maristas formam as três províncias e são responsáveis pela gestão das Unidades Educacionais de Ensino Básico e Superior e Unidades Sociais. A União Marista do Brasil (UMBRASIL), com sede em Brasília, DF, reúne todas as mantenedoras, com a missão de articular e potencializar a presença e a ação marista no Brasil fundamentadas em valores éticos e cristãos.

2. FILOSOFIA Marcelino José Bento Champagnat é a fonte e a raiz que dão vida à Educação Marista. Durante o período da sua vida (1789 - 1840), a Europa foi cenário de grande agitação cultural, política e econômica. Um tempo de profunda crise na sociedade e na Igreja. Nesse cenário, surgiu o Instituto dos Irmãos Maristas. Os tempos e as circunstâncias mudam, mas sua visão e inspiração espiritual vivem em nosso coração. A proposta educativa marista promove a formação de crianças e jovens de acordo com o carisma de São Marcelino Champagnat. Acreditamos num modelo de escola que contempla em seu currículo valores humanos e cristãos de cidadania, solidariedade, justiça, paz e espiritualidade. Comprometidos com os educandos, buscamos despertar suas potencialidades para perspectivas renovadas de vida. Em Maria nos inspiramos para proporcionar às crianças e aos jovens um ambiente familiar de acolhida, dedicação e trabalho.

6


3. MISSÃO EDUCATIVA Promover a formação de crianças e jovens por meio de uma educação evangelizadora que harmonize fé, cultura e vida, com a mediação de educadores competentes, motivados e compromissados com o projeto marista de excelência educacional visando à construção de uma sociedade justa, fraterna e solidária.

4. PROPOSTA PEDAGÓGICA A escola, como espaço sociocultural, busca desenvolver nos alunos o sentido de coletividade em uma perspectiva democrática, com valorização da excelência acadêmica e da consciência dos direitos e deveres para que o jovem se veja protagonista do crescimento pessoal. 4.1 Educação Infantil A Educação Infantil, etapa primeira da formação da criança ofertada nos turnos matutino e vespertino, tem como finalidade o desenvolvimento integral da criança nos aspectos físico, psicológico e social, complementando a ação da família e da comunidade, cumprindo o papel de cuidar e educar. A proposta pedagógica contempla princípios éticos, políticos e estéticos. Promove as práticas de cuidado e educação na perspectiva da integração da criança, entendendo que ela é um ser completo e indivisível. As rotinas são organizadas e estruturadas a fim de favorecer a construção espaçotemporal da criança pequena, para que desenvolva a imaginação, a curiosidade e a capacidade de expressão nas múltiplas linguagens (gestual, corporal, plástica, verbal, musical, escrita, midiática). Possibilitam que cada criança expresse naturalmente sentimentos e pensamentos privilegiando escolhas reflexivas e qualidade nas interações. 4.2 Ensino Fundamental O Ensino Fundamental, com duração de nove anos, está voltado para a inserção do educando na vida da sociedade, cristã e democrática, por meio da construção de conhecimento e desenvolvimento de valores e competências. 7


A proposta pedagógica explicita o fortalecimento da identidade pessoal, social e cultural reconhecendo que as aprendizagens são construídas na interação com os processos, com o objeto do conhecimento e com o outro, sendo os educandos mediados pela cultura, pela sociedade e pelo adulto de referência: pais, professores, isto é, sujeitos da comunidade escolar. Os anos iniciais do Ensino Fundamental (do 1º ao 5º ano) são ofertados nos turnos matutino e vespertino. Os anos finais (do 6º ao 9º ano), exclusivamente no turno matutino. 4.3 Ensino Médio O Ensino Médio, última etapa da educação básica, tem como finalidades a consolidação e o aprofundamento dos conhecimentos construídos, assim como a preparação e as orientações básicas para o mundo do trabalho. A proposta pedagógica está voltada para a pesquisa e o prosseguimento de estudos, por meio do desenvolvimento de habilidades, das vivências em grupo de forma ética e solidária e da comunicação por intermédio de múltiplas linguagens. A organização do trabalho educativo visa dar condições de acesso às principais instituições de ensino superior do país, integrando excelência acadêmica e formação humana em um desenvolvimento favorável às aprendizagens individual e coletiva.

5. APOIO 5.1 Portal Marista (www.colegiosmaristas.com.br/maristao) Informa sobre a organização, estrutura e eventos do Colégio, além de dados a respeito da proposta pedagógica. Os usuários podem acessar, mediante senha, atividades, relatório de desempenho (boletim on-line), registros escolares, resolução e gabaritos de provas e simulados, trabalhos de alunos e informações referentes a vestibulares. 5.2 Proteção escolar O Seguro de Proteção Escolar é um serviço terceirizado, que dá aos estudantes cobertura para acidentes dentro e fora do ambiente escolar.

8


5.3 Chácara Manacá A Chácara Manacá oferece à comunidade marista atividades formativas promovidas na Vila Marista, área reservada para encontros e retiros, com pavilhão de serviços gerais e outros com sala para palestras, alojamentos, teatro de arena, quiosques, capela e Caminho do Rosário. A estrutura conta ainda com espaço para prática de diversos esportes. Na área verde circundante, há churrasqueiras e galpão de festas para eventos.

6. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL 6.1 Composição da Direção (Comitê de diretores) A Direção do Colégio Marista de Brasília é composta de Diretor Geral, Diretora Educacional e Gerente Administrativo. É função da Direção analisar, planejar, deliberar e acompanhar todas as atividades do Colégio, auxiliada por todos os funcionários nas respectivas atividades. 6.1.1 Direção Geral A Direção Geral é designada pelo presidente do Conselho Superior da Mantenedora, sendo referência institucional no âmbito da comunidade educativa local. O Diretor Geral é diretamente coadjuvado pela Diretora Educacional e pelo Gerente Administrativo, também nomeados pela Mantenedora, Associação Brasileira de Educação e Cultura (ABEC). 6.1.2 Direção Educacional Seguindo as orientações da Mantenedora e da legislação, a Diretora Educacional articula-se com sua equipe de assessores para atender às demandas de supervisão pedagógica e orientação educacional, pastoral escolar, atividades complementares de enriquecimento curricular e de apoio tecnológico. 6.1.3 Gerência Administrativa O Gerente Administrativo tem a seu encargo a administração de material, jurídica, de recursos humanos, contábil e econômico-financeira das unidades maristas mantidas pela Associação Brasileira de Educação e Cultura (ABEC) no Distrito Federal. 9


6.2 Núcleos Os Núcleos (Pastoral, Psicopedagógico e Atividades Complementares) atuam de forma integrada e cooperativa. São constituídos por especialistas que assessoram a Direção Educacional no sentido de promover a execução do plano escolar. 6.2.1 Núcleo Pastoral O Núcleo de Pastoral é responsável pela articulação da ação evangelizadora no ambiente escolar e pela promoção de atividades educativo-cristãs. 6.2.2 Núcleo Psicopedagógico O Núcleo Psicopedagógico é responsável por formar, orientar, supervisionar e promover a construção da organização do trabalho pedagógico. Sua ação é realizada por profissionais especialistas que orientam e coordenam a formação do corpo docente e discente. 6.2.3 Núcleo de Atividades Complementares O Núcleo de Atividades Complementares participa de projetos e atividades educativas nas diversas dimensões pedagógicas, científicas, esportivas, artísticas e culturais do Colégio, bem como de intercâmbios de âmbitos locais, nacionais e internacionais. Essas atividades são opcionais e seguem a filosofia educativa do Instituto Marista, que acredita numa proposta de educação que visa à formação de estudantes comunicadores, pesquisadores e solidários. São oferecidas nos turnos vespertino e noturno, no Maristinha e Maristão, de acordo com a grade horária e valores disponíveis no Portal e nos pontos de atendimento do Colégio. É importante ressaltar que os alunos envolvidos nessas atividades representam o Colégio, sendo, portanto, exigida uma postura de compromisso e responsabilidade coerente com a filosofia da Instituição. 6.3 Professores Os professores são os primeiros responsáveis pelo acompanhamento do desenvolvimento dos alunos; estão em contato permanente com as crianças e os jovens, elaboram o plano de trabalho, zelam pela aprendizagem dos alunos, estabelecem estratégias de ensino e avaliação segundo a proposta pedagógica marista. A função do professor vai além da sala de aula, pois colabora com as atividades de articulação entre escola, família e comunidade. 10


6.3.1 Coordenações de Área As áreas do conhecimento são estruturadas em Códigos e Linguagens, Ciências da Natureza, Matemática e Ciências Humanas. Os Coordenadores de Área, além da função docente, têm como objetivo contribuir para a organização e operacionalização do processo ensino-aprendizagem-avaliação sob a orientação, supervisão e acompanhamento do Núcleo Psicopedagógico. 6.3.2 Titularidade Os Professores Titulares, além das aulas, têm a função de acompanhar e orientar os educandos, visando ao desenvolvimento nos aspectos cognitivo, psicológico, social e afetivo. Cada turma possui o professor titular, com horários disponíveis para atender alunos e responsáveis. 6.3.3 Assistência de Alunos A Assistência de Alunos é formada por educadores com presença preventiva e aconselhamento no ambiente escolar. Buscam estabelecer com o aluno um relacionamento baseado na disciplina para criar um clima favorável à aprendizagem e à educação dos valores e para promover o desenvolvimento pessoal. Tem a responsabilidade de zelar pelo cumprimento das normas de convivência escolar e controlar a movimentação interna dos alunos, sempre no sentido de cultivar um bom ambiente para a aprendizagem, por meio da atitude atenta e acolhedora marcada por escuta e diálogo. 6.4 Funcionários Todos os funcionários estão a serviço do Colégio e atuam como apoio para que o processo educativo possa se desenvolver com eficiência e harmonia. A dedicação desses colaboradores, imbuídos do espírito e do sentido de pertença a uma obra comum, transforma seu trabalho em espaço de particular valor educativo.

11


6.4.1 Horários de Funcionamento Central de Relacionamento

Segunda a sexta-feira, das 8 h às 18 h.

Secretaria dos Núcleos

Segunda a sexta-feira, das 7 h às 19 h. Sábados letivos, das 8 h às 11 h 30.

Secretaria Escolar

Segunda a sexta-feira, das 7 h às 17 h 30. Sábados, das 8 h às 11 h.

Tesouraria

Segunda a sexta-feira, das 7 h 30 às 17 h 30. Sábados, das 8 h às 11 h.

7. ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO 7.1 Atividades de Enriquecimento Pedagógico A proposta marista de educação contempla, de forma convergente, o envolvimento do aluno em atividades diferenciadas e de enriquecimento do currículo. Por meio de excursões, saídas de campo, visitas orientadas de acordo com o planejamento das áreas de conhecimento, e devidamente autorizadas pelos pais ou responsáveis. 7.1.1 Tecnologia Educacional O profissional de Tecnologia Educacional é responsável por apoiar o Núcleo Psicopedagógico e os docentes no planejamento e implantação de projetos educacionais envolvendo novas tecnologias. É também responsável pela coordenação dos projetos que envolvem a interatividade no ambiente escolar, como: • Sala Interativa Marcelino Champagnat – Trata-se de um modelo experimental de sala de aula com múltiplos e contínuos ambientes, enriquecidos por recursos tecnológicos adequados aos desafios de ensinar e aprender atualmente. Esse modelo de sala de aula procura estimular o desafio, a colaboração, a investigação e a comunicação; • Projeto Tablet – Projeto implementado em 2012 que visa possibilitar uma relação interativa com o conhecimento para a dinamização do espaço-tempo da sala de aula, agregando valor às ações de tecnologia educacional; • Plataforma Interativa (e-maristao) – A plataforma interativa (e-maristao) completa a estratégia de interatividade. Nela, o ambiente de aprendizagem se estende para além do espaço físico do Colégio, enriquecendo as iniciativas acadêmicas de professores e estudantes. Trata-se de projetos, cujo desenho pedagógico é anterior à definição dos recursos tecnológicos. São propostas organizadas para favorecer a aprendizagem colaborativa e dinâmica de nossos estudantes. No Maristão as novas tecnologias não são um discurso, mas 12


uma prática cuidadosamente gerenciada para que o Colégio aprenda a manuseá-las cada vez melhor em benefício do futuro dos alunos. 7.1.2 Laboratórios Didáticos Os laboratórios constituem ambientes diferenciados que possibilitam situações diversas de aprendizagem por meio de simulação, experimentação e vivência. Há aulas práticas nos laboratórios de Química, Física, Biologia e Matemática. 7.1.3 Monitoria Trata-se de uma assistência pedagógica aos alunos exercida por estudantes universitários de competência já comprovada. É oferecida de segunda a sexta-feira, das 14 h às 18 h, nos componentes: Geografia, História, Língua Portuguesa, Matemática, Física, Química e Biologia, como momento de estudo orientado ou plantão de dúvidas. 7.1.4 Central de Vestibulares O propósito é atender os estudantes do Maristão com orientações relacionadas aos processos seletivos em universidades de excelência acadêmica. Tem por objetivo dar a conhecer os principais aspectos das provas e das universidades, por professores com ampla experiência em vestibulares e preparatórios, além de propiciar ao estudante a análise segura das possibilidades e características da instituição e do curso escolhido. 7.2 Atividades da Pastoral 7.2.1 Manhãs de Formação Manhã de Formação é uma atividade educativa de formação cristã. Realiza-se duas vezes por ano para cada turma, na Vila Marista, extensão do Colégio, e em outros lugares determinados pela Pastoral. 7.2.2 Catequese de Crisma A Crisma, ou Confirmação, é o Sacramento pelo qual o batizado é fortalecido com o dom do Espírito Santo, para que, por palavras e obras, seja testemunha de Cristo e propague e defenda a fé. A Crisma é para nós o que Pentecostes foi para os Apóstolos (cf. At 2,1-12). Nós recebemos o Espírito Santo no Batismo, mas a plenitude dos seus dons recebemos na Crisma. 13


Para o projeto Crisma, contamos com a parceria da Paróquia Sagrado Coração de Jesus e Nossa Senhora das Mercês, que fica ao lado do Maristão. Com o objetivo de incluir nossos jovens na vida da comunidade paroquial, os encontros semanais serão ministrados por voluntários da Pastoral da catequese e acontecerão aos sábados, das 14 h 30 às 18 h, na Paróquia. As inscrições serão realizadas no Núcleo de Pastoral do Maristão, no período de 28 de janeiro a 31 de março de 2013. A celebração da Crisma acontecerá na festa de Pentecostes de 2014. Durante a preparação para o sacramento, os crismandos participarão de dois retiros com a PJM a fim de inseri-los em nosso movimento juvenil. 7.2.3 Pastoral Juvenil Marista (PJM) A Pastoral Juvenil Marista (PJM) é constituída por grupos de jovens que buscam aprofundar e amadurecer a vivência cristã. Os encontros se realizam semanalmente com momentos de oração, recreação e estudo, além de ações que promovem a cultura da solidariedade. 7.2.4 Camar A Camar (Caminhada de Aperfeiçoamento Marista) é um encontro de formação para os jovens, com a participação de alunos e ex-alunos, Irmãos Maristas, Direção Educacional, dos Núcleos, professores e pais dos alunos. Ocorre na Vila Marista, Chácara Manacá, durante um fim de semana por semestre. 7.2.5 Capela e Capelão O Colégio dispõe ainda de uma capela, espaço privilegiado para momentos de oração e celebrações da comunidade educativa. Há celebração da Eucaristia às quartasfeiras, às 9 h 40. Um sacerdote presta assistência religiosa a professores, funcionários e alunos. Para atendimento pessoal, consultar disponibilidade e marcar hora. 7.3 Atividades Complementares As atividades complementares têm como objetivo estimular as dimensões esportivas, artísticas, científicas e culturais, visando ao desenvolvimento e principalmente contribuindo para o bem-estar físico e mental dos jovens. 14


As modalidades esportivas e artísticas oferecidas são: atletismo; banda marcial; basquetebol; coral; futsal; ginástica artística; rítmica e acrobática; handebol; hidroginástica; judô; karatê; natação; street dance; break dance; voleibol; xadrez; capoeira e treinamento funcional. São oferecidos horários específicos nas atividades aquáticas para a comunidade marista (pais e ex-alunos). As atividades são oferecidas de acordo com a faixa etária. As modalidades coletivas são disponíveis nos naipes feminino e masculino, e as demais são mistas. Algumas atividades são pagas mensalmente, e outras semestralmente. As turmas são formadas mediante o número mínimo de alunos matriculados de acordo com os horários ofertados pela coordenação do núcleo e mediante o pagamento de uma taxa. O Núcleo de Atividades Complementares também oferece as seguintes atividades semestralmente: Laboratório de Comunicação, que inclui as oficinas de rádio e de televisão; Laboratório de Empreendedorismo; Oficina de Robótica e Oficina de Soluções Inteligentes. Os horários e valores serão divulgados oportunamente. 7.4 Serviços de apoio 7.4.1 Atendimento de Saúde O Atendimento de Saúde presta serviços ambulatoriais onde são realizados os cuidados de primeiros socorros. Medicações só serão ministradas se o responsável pelo aluno encaminhar a receita médica e a medicação. Para ser atendido, o aluno deverá apresentar o crachá do professor referente à aula da qual tiver de se ausentar. 7.4.2 Cantina, Alimentação, Comércio e Vendas A cantina do Colégio, serviço terceirizado, oferece lanches variados e almoço de segunda a sexta-feira. A comercialização para os alunos é permitida antes da primeira aula, durante o recreio e ao término das aulas. É vedada, sem autorização prévia da Direção, qualquer outra forma de atividade comercial, por exemplo: recolher dinheiro, passar rifas, vender ou expor produtos, bem como promover excursões com alunos do Colégio ou em nome dele. 7.4.3 Locação de Armários Para facilitar a organização pessoal, há um serviço opcional de locação de armários. A contratação desse serviço é feita na Tesouraria, no início do ano escolar. A utilização dos armários deve ser feita antes das aulas, durante os recreios e ao fim do turno letivo. 15


8. CENTRO DE RECURSOS DE APRENDIZAGEM (CRA) 8.1 Biblioteca O Centro de Recursos de Aprendizagem (CRA), espaço privilegiado de aprendizagem, oferece serviços e informações necessários ao processo ensino-aprendizagem ou pesquisas individuais. 8.2 Horários de Atendimento De segunda a sexta-feira – Das 7 h às 18 h 30 Sábados letivos – Das 8 h às 12 h 8.3 Uso das Instalações a) O ambiente do CRA requer ordem e silêncio, devendo os usuários zelar para que todos possam aproveitar bem o tempo e o local destinados à leitura e à pesquisa. Para a manutenção de um ambiente favorável ao estudo, é fundamental a colaboração de todos. b) Não é permitida a entrada do usuário portando alimentos, bebidas e congêneres. c) É permitido o uso do celular nas dependências do CRA exclusivamente para fins pedagógicos, uma vez que é um local de estudo. d) Para fazer uso dos armários, o usuário deve se dirigir ao balcão de atendimento e apresentar a carteirinha estudantil, que fica retida até a devolução da chave. e) Durante o período de aulas, os alunos só poderão frequentar o CRA acompanhados pelo professor. Os serviços de empréstimo e devolução de livros, impressão de trabalhos e fotocópias serão realizados no horário do recreio ou após as aulas. f) A utilização das salas de estudos é feita mediante agendamento com a apresentação da carteirinha estudantil. As reservas são realizadas na seção de empréstimos. Cada sala comporta, no máximo, seis pessoas. g) Em caso de digitação de trabalhos, o tempo máximo permitido é de 3 horas, e o de pesquisa nos computadores é de 1 hora. O agendamento deve ser feito com antecedência de quatro horas. h) O grupo que estiver usando uma sala é responsável por ela, devendo manter ordem, silêncio e limpeza. Não pode se ausentar por mais de 30 minutos; nesse caso, o material será retirado da mesa, e a sala cedida a outro grupo que solicitar o espaço. 16


i) Havendo perda ou danificação de qualquer item integrante do acervo é necessário repor um exemplar igual, em condições de uso, no prazo de 15 dias, a contar da data estipulada para a devolução. O não cumprimento dessa exigência resulta em bloqueio da senha, impedindo o usuário de fazer novos empréstimos até a solução definitiva da pendência. 8.4 Empréstimo de Livros O aluno deverá apresentar a carteira estudantil para empréstimo de livros. Os estudantes do Ensino Médio poderão levar até quatro livros por um período de 15 dias, facultada a renovação por igual período, ressalvados os casos de devolução fora do prazo ou existência de reserva. É vedado o empréstimo ao usuário com carteirinha estudantil de terceiros. O atraso na devolução de livros implicará o pagamento de multa diária de R$ 0,50/dia, por obra. A tabela com os valores se encontra no local de empréstimo. 8.5 Fotocópias e Cópias de Arquivos Digitais Os pagamentos serão por meio de tíquetes adquiridos na Tesouraria. O serviço de reprografia está destinado a atender prioritariamente aos pedidos de cópias de materiais da biblioteca. Respeitando-se os limites impostos à reprodução de obras protegidas pela Lei de Direitos Autorais. 8.5.1 A reprodução de arquivos digitalizados está condicionada ao fornecimento do arquivo a ser impresso em mídia removível compatível com os equipamentos da biblioteca. Valores dos serviços: • Fotocópias: R$ 0,15. • Impressão em preto e branco: R$ 0,50. • Impressão colorida: R$ 1,00.

9. ORGANIZAÇÃO DA VIDA ESCOLAR As turmas são organizadas obedecendo a critérios educacionais, psicopedagógicos e sociais. A formação de turmas é de exclusiva competência do Colégio.

17


As mudanças de turma são feitas no início de cada trimestre, após a apreciação do pedido que é realizado em um formulário próprio, observando os critérios de quantidade de alunos por turma, o quantitativo de meninos e meninas e as restrições do Conselho de Classe. 9.1 Horários das Aulas Horário matutino

Horário vespertino

1ª aula: 7 h 10 às 8 h

1ª aula: 14 h 30 às 15 h 20

2ª aula: 8 h às 8 h 50

2ª aula: 15 h 20 às 16 h 10

3ª aula: 8 h 50 às 9 h 40

Intervalo

Intervalo

3ª aula 16 h 30 às 17 h 20

4ª aula: 10 h 10 às 11 h

4ª aula: 17 h 20 às 18 h 10

5ª aula: 11 h às 11 h 50 6ª aula: 11 h 50 às 12 h 40 No início da primeira e da quarta aula (terceira no vespertino) há um sinal musical, durante o qual os alunos deverão se encaminhar para as respectivas salas. Caso se atrase, o aluno perderá a aula correspondente; deverá se apresentar à Assistência de Alunos. Entre as aulas há um sinal sonoro que indica a troca de professores. Não é permitida a saída de sala dos alunos nesse período de trocas. Os sábados letivos, segundo o calendário escolar, seguem horários específicos de acordo com a atividade. 9.2 Pontualidade A pontualidade é questão de disciplina pessoal e respeito aos compromissos assumidos. A assiduidade é requisito legal de que o aluno deve apresentar 75% de frequência, no mínimo. No turno matutino o horário de chegada é 7 h 05, sendo permitido acesso à sala de aula quem chegar até 7 h 10. Após esse horário, todos serão identificados pela Assistência de Alunos e aguardarão o início da segunda aula. Os atrasos são controlados pela Assistência de Alunos por meio de registros no sistema, que é feito mediante a apresentação da carteirinha escolar ou do número de matrícula. Quando o aluno apresentar o quarto atraso no trimestre, a família será comunicada por escrito. No sexto atraso, o aluno será encaminhado para casa. No turno matutino, não será permitida a circulação ou permanência dos alunos atrasados na cantina. Após 8 h 50, só será permitida a entrada do aluno que estiver acompanhado por seu responsável legal ou portando atestado médico. 18


No turno vespertino o horário de chegada é 14 h 25, sendo permitido acesso à sala de aula quem chegar até 14 h 30. Após as 14 h 30, quem permanecer no Colégio sem estar envolvido em atividades obrigatórias deverá permanecer em atividades de estudo e/ou acadêmicas na biblioteca ou salas de aula. A permanência ociosa nos pátios não será admitida. 9.2.1 Saídas Antecipadas Se houver a necessidade, excepcionalmente, de saída antecipada, esta deverá ocorrer no momento da troca de professores entre as aulas, mediante solicitação escrita e assinada pelo responsável, especificando se o estudante poderá sair desacompanhado ou acompanhado por terceiros devidamente indicado(s) na solicitação. Qualquer saída antecipada deverá ter autorização da Assistência de Alunos. Não serão aceitas autorizações por telefone. No sexto horário matutino (11 h 50 às 12 h 40) e no quarto horário vespertino (das 17 h 20 às 18 h 10), o controle de frequência é feito ao fim das aulas, e a saída antecipada acarreta falta. 9.3 Participação em Programas e Projetos O Maristão oferece uma série de projetos que estão disponíveis a todos os seus estudantes. Cada projeto apresenta uma estrutura e regulamento próprios. Destacamos, entre eles, a Oficina de Redação; o Programa Maristão Faz Ciência, que visa à iniciação científica através de projetos de pesquisa e observatórios; o Projeto Enem, direcionado ao atendimento e preparação dos estudantes para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e à sensibilização da comunidade escolar acerca da relevância desse exame como canal de acesso a boas universidades; o Projeto de Aprofundamento Acadêmico para os alunos interessados em atingir alto desempenho nas disciplinas de Ciências da Natureza e Matemática. A participação nos projetos está vinculada à inscrição e frequência. Os períodos e informações de cada projeto serão disponibilizados em tempo hábil através de cartazes, e-mails e/ou circulares. 9.4 Representação Estudantil O protagonismo juvenil e a participação responsável e ativa dos jovens são os caminhos utilizados para a concretização do perfil do aluno Marista (pesquisador, comunicador e solidário). Existem dois grupos estabelecidos por instrumentos normativos que legitimam a formação do nosso estudante: a Representação de Turma e o Grêmio Estudantil. 19


A Representação de Turma é eleita no início de cada ano letivo com a mediação dos professores titulares. O Grêmio Estudantil é uma representatividade local dos alunos. Segundo estatuto próprio, por meio de eleição democrática, o Grêmio é eleito anualmente. 9.5 Crachá do Professor Cada professor possui um crachá que, além de ter a função de identificá-lo, é utilizado como documento de autorização para que o aluno possa, excepcionalmente, sair de sala. Não é permitida a circulação nos corredores durante as aulas sem a autorização do professor do horário da aula. 9.6 Deslocamentos Os deslocamentos para os laboratórios, auditórios, salas de apoio e demais ambientes de aprendizagem deverão ser realizados rapidamente respeitando-se os demais alunos que estão em aula. Esses deslocamentos serão coordenados pelos professores da referida atividade e acompanhados pela Assistência de Alunos. 9.7 Orientação Profissional No sentido de orientar os jovens para a escolha de cursos e carreiras, o Colégio convida profissionais para dialogarem com os alunos sobre o mercado de trabalho em sua área. É o projeto Seminário de Profissões que, em cada encontro, recebe pessoas que atuam em áreas afins para esclarecer os jovens acerca da opção profissional. A programação será divulgada oportunamente. 9.8 Carteirinha Estudantil A carteirinha estudantil é um documento de identificação do aluno no Colégio; o aluno usará a carteirinha para empréstimos de livros no Centro de Recursos de Aprendizagem (CRA), controle de entradas e saídas do Colégio e os registros de atrasos em ambos os turnos. Seu porte é obrigatório nas dependências da escola e indispensável sua apresentação em dias de avaliação e simulados. Em caso de perda da carteirinha, pedir informações na Secretaria.

20


9.9 Computadores para os Alunos A Sala Interativa Marcelino Champagnat e o CRA dispõem de computadores a serviço dos alunos, conectados à internet, destinados especificamente ao apoio das atividades de aprendizagem. A configuração das máquinas é padronizada para um ambiente de uso coletivo, e não deve ser alterada. Ao sair, deixar o ambiente pronto para o próximo usuário. 9.10 Ética na Internet A tecnologia da informação não deve ser usada para prejudicar ou ofender pessoas ou instituições, mediante o uso de linguagem ofensiva ou imprópria, em mensagens públicas ou particulares, e visualização de material considerado inadequado moral e eticamente. A utilização do equipamento somente se dará com autorização e acompanhamento de algum profissional da escola. É vedado o uso de jogos pela internet e respectiva instalação nos computadores do Colégio. 9.11 Uniforme Escolar O uso do uniforme é obrigatório para o acesso e a permanência dos alunos em todas as atividades do Colégio: camisa e casaco do uniforme, calça comprida ou bermudão (para os meninos) e tênis ou sapato fechado para ambos os sexos. Não será permitida a entrada com shorts, camisetas customizadas, bonés, toucas, chinelos e minissaias. Não será permitida a permanência do aluno sem o uniforme na escola. Nesse caso, a família será comunicada por telefone sobre o retorno do aluno para casa. Observações: a) Não é permitida a customização da camiseta do Colégio. b) Para a aula de educação física: bermuda e camiseta do uniforme, meia e tênis para ambos os sexos. c) Nas atividades extracurriculares, serão adotados uniformes específicos e apropriados.

10. ORIENTAÇÕES E PROCEDIMENTOS 10.1 Hábitos de Estudo Para alcançarmos sucesso acadêmico e profissional, algumas virtudes devem ser cultivadas. A dedicação aos estudos é uma delas. Empenho e organização são características essenciais. Os ambientes de estudo (sala de aula, casa, biblioteca, etc.) devem contribuir 21


para a promoção das aprendizagens. Os resultados da avaliação são consequência desse aprendizado. Portanto, não se deve estudar tendo como foco apenas o bom desempenho. Mais que isso, deve-se buscar, sempre com o apoio dos professores, a aprendizagem. Caso o aluno esteja com dificuldade de organização para os estudos, poderá procurar a assessoria psicopedagógica. 10.1.1 Projeto Ato de Estudar O projeto Ato de Estudar envolve algumas ações que visam estabelecer e manter o hábito de estudar. É sabido que a rotina de estudos favorece a aprendizagem. Entendemos que a diversificação dos atores envolvidos no processo de estudo, como professores, monitores, assistentes e estudantes, possibilita diferentes formas de abordagem. Entre as ações estão os Estudos Cooperativos e Solidários, a Monitoria Direcionada e a Orientação Individual de Estudos. • Estudos Cooperativos e Solidários: tem como objetivo viabilizar e promover por meio da solidariedade um ambiente cooperativo de estudos que favoreça o enriquecimento da aprendizagem. • Monitoria Direcionada: essa ação tem por finalidade direcionar o trabalho da Monitoria buscando abordar aspectos específicos do componente relacionados a determinado ano. • Orientação Individual de Estudos: a Orientação Individual de Estudos é uma investidura da Assistência e visa proporcionar ao aluno o estímulo e a organização dos hábitos de estudo para o desenvolvimento da capacidade cognitiva, com autonomia e confiança. É oferecida de segunda a sexta-feira, no horário de 14 h 30 às 17 h. 10.2 Tarefas de Casa A tarefa de casa é a oportunidade de o aluno rever o conteúdo, identificar o que não foi compreendido e, ainda, associado ao estudo de cada dia, preparar-se para as diversas avaliações. Por mais inquestionável que seja o momento da aula, a aprendizagem não se esgota na escola. Para a construção de conhecimentos, é necessária a complementação do estudo por meio de tarefas de casa e leituras complementares. Espera-se de cada aluno dedicação ao estudo diário, com persistência e regularidade. Caso o aluno deixe de apresentar tarefa, será feito registro disponibilizado no Portal Marista e tomadas as providências, observando-se as medidas disciplinares previstas no Regimento Escolar. 22


10.3 Material Escolar É fundamental que o aluno valorize o material escolar solicitado utilizando-o de acordo com as orientações dos educadores. A apresentação do material escolar é obrigatória e compõe a avaliação do aluno. O aluno é o responsável pelo porte e conservação do próprio material, e não serão permitidas a guarda ou permanência de objetos e mochilas nos locais de circulação da escola. 10.4 Objetos Perdidos ou Esquecidos Não deixar pertences nos pátios, bancos, ginásio, quadras, praça de alimentação ou em outros lugares. Os alunos devem guardá-los sempre na própria sala de aula ou levá-los consigo, devem ainda identificar os próprios pertences, materiais e uniforme, pois, em caso de perda ou esquecimento, será mais fácil identificá-los no setor de Perdidos e Achados, respeitando os seguintes horários: antes da 1ª aula, durante o recreio ou após a última aula. O Colégio não se responsabiliza por objetos perdidos ou esquecidos em seus ambientes e muito menos os indeniza. Cabe ao aluno identificar os próprios pertences e deles cuidar. Materiais esquecidos, quando recolhidos por funcionários, ficarão no Perdidos e Achados sob a responsabilidade da Assistência de Alunos. Ao fim de cada semestre, os objetos não procurados serão doados. 10.5 Objetos não Condizentes com o Ambiente Escolar Não é aconselhado aos alunos trazerem para o Colégio objetos como baralho, jogos de azar ou qualquer outro material não condizente com as atividades escolares e, sobretudo, que possam pôr em risco a própria integridade física e a de terceiros. É expressamente proibido aos alunos portar ou usar cigarros, álcool ou outras substâncias tóxicas no Colégio ou em seus arredores, como também nas saídas para atividades extraclasse. O ambiente escolar é um espaço de estudo, trabalho e atividades devidamente propostas e promovidas pelos núcleos de assessoria da direção. Sendo assim, objetos não condizentes com o ambiente escolar, quando portados ou usados, em momentos de aula, serão recolhidos e devolvidos apenas aos responsáveis. 10.6 Aparelhos Eletrônicos Será permitido o uso de celulares e outros equipamentos eletrônicos em sala de aula, com finalidade didática e autorizado pelo professor. Cabe ao professor encaminhar à 23


Assistência os alunos que descumprirem o disposto nesta seção para que sejam aplicadas as devidas sanções disciplinares. 10.7 Relação Colégio, Alunos e Famílias O respeito mútuo na comunidade escolar é um valor indispensável ao bom desenvolvimento do trabalho educativo. Atitudes como falta de respeito e agressões, nas dependências ou arredores do Colégio, não serão admitidas, cabendo as medidas disciplinares de acordo com o grau da infração, em obediência ao Regimento. Além dos comunicados e circulares enviados às residências ou entregues pelos filhos, os pais têm à disposição o Portal Marista. Nele, poderão ser encontrados os calendários de atividades do Colégio, Boletim de Desempenho, Relatórios e Registros Escolares do aluno. A presença dos responsáveis em reuniões, eventos e atendimentos agendados pelo Colégio é vital para o bom desenvolvimento do aluno, no sentido de compreender o trabalho proposto pela Escola. As famílias que desejarem atendimentos individualizados deverão agendá-los previamente. Pedimos às famílias para que não abordem quaisquer de nossos alunos no intuito de resolver possíveis conflitos, pois essa atitude é de responsabilidade do Colégio. A confiança na parceria educativa entre família e escola é fundamental. 10.8 Danos ao Patrimônio Escolar Mau uso do patrimônio e falta de cuidado com as instalações e equipamentos do Colégio são considerados indisciplina. Os alunos que causarem qualquer dano serão responsabilizados por seus atos e obrigados à reparação pela substituição do bem danificado e/ou pelo ressarcimento dos custos. O Colégio Marista se preocupa em oferecer um ambiente condizente com a proposta pedagógica. Modernidade, harmonia e asseio são algumas das características de nossas salas de aulas, laboratórios, auditórios e biblioteca. Cabe a cada integrante de nossa comunidade cuidar desses espaços e conservá-los, bem como do patrimônio que os integra. Não é permitida a entrada nesses ambientes com alimentos, bebidas e quaisquer outros objetos não condizentes com o ambiente escolar.

24


10.9 Aniversários e Lanches Coletivos Não serão permitidas comemorações de aniversários e organização de lanches coletivos no Colégio. Brincadeiras inadequadas que venham causar constrangimentos ou danos materiais durante as manifestações dirigidas aos aniversariantes são proibidas dentro e nas proximidades do Colégio. 10.10 Entregas de Encomendas A entrega de material esquecido em casa, bem como outros objetos, deverá ser feita na recepção que, em momento oportuno, encaminhará ao aluno, conforme orientação da Assistência de Alunos. 10.11 Manifestações de Namoro O Colégio é um espaço de educação e convivência coletiva, um lugar público que tem regras e características próprias. O que se faz em público está sujeito a julgamento das demais pessoas. Manifestações afetivas inadequadas ao ambiente escolar não serão permitidas. 10.12 Faltas e Atestados Médicos Os atestados médicos dos alunos justificam as ausências, mas não abonam as faltas e deverão ser entregues somente na Secretaria dos Núcleos, que providenciará a comunicação aos professores.

11. NORMAS DE REALIZAÇÃO DAS PROVAS a) Nos dias de provas, os alunos deverão chegar ao Colégio com 15 minutos de antecedência e se dirigir à sala de provas. b) Para a realização das provas e simulados, os alunos deverão estar devidamente uniformizados. c) A tolerância para atrasos será de 15 minutos após o horário de início das provas. Para a aplicação dos simulados, não haverá prazo de tolerância, o aluno deverá chegar com antecedência de 15 minutos do início programado. d) Após os 15 minutos de tolerância, o aluno deverá fazer o pedido de reposição de provas, 25


sendo que não haverá reposição dos simulados e das avaliações de recuperação e/ou reposição. e) Nas salas de provas, todos os objetos pessoais deverão ser depositados à frente da sala. f) O aluno deverá apresentar a carteirinha do Colégio ou outro documento oficial de identificação com foto para a realização das provas. Os alunos que não apresentarem documento oficial com foto (RG, passaporte ou carteirinha do Colégio) não farão os simulados. g) Na realização das provas, os alunos deverão portar apenas lápis, caneta, borracha e calculadora, nas provas em que for permitido seu uso. h) Não será permitida a utilização de calculadora científica ou telefones celulares na função calculadora. i) É expressamente proibido ao aluno portar aparelhos eletrônicos mesmo que desligados (celulares, tablets, aparelhos mp3, pagers, etc.). j) O aluno surpreendido portando o celular durante a realização das provas terá como consequência a anulação de todas as avaliações do dia. k) Os alunos deverão dispensar aos fiscais de provas todo o respeito, bem como acatar suas decisões e orientações. l) Ao receber as provas e após a autorização do fiscal para início, os alunos deverão preencher a caneta o cabeçalho com todos os dados identificatórios: nome, turma e número de chamada. m) Não serão aceitos os pedidos de revisão de provas feitas a lápis. n) Durante a realização das provas, não será permitido o empréstimo de materiais. o) Ao terminar as provas, os alunos deverão entregá-las pessoalmente ao fiscal e assinar a lista de presença, deixar a sala de provas em silêncio e recolher o seu material deixado à frente da sala de aula. p) Após o término da prova, não será permitida a permanência do aluno nos corredores das salas de aula. q) Caso os alunos sejam identificados com “cola”, por meio de anotações, celulares, pagers e similares, terá a nota zero no(s) componente(s) curricular(es) objeto(s) de avaliação(ões), não sendo permitida a realização das provas de reposição. r) Durante a aplicação dos simulados, não serão tolerados atrasos.

26


12. SISTEMA DE AVALIAÇÃO ESCOLAR 12.1 Matriz Curricular No decorrer do Ensino Médio, os educandos lidam com conhecimentos desenvolvidos por meio dos seguintes componentes curriculares: Artes Cênicas Artes Musicais Artes Visuais Biologia

Educação Física Ensino Religioso Filosofia Física

Geografia História Língua Espanhola Língua Inglesa

Língua Portuguesa Matemática Química Sociologia

Observação: segundo o artigo 13 do parágrafo 3º da resolução nº 1/2012 do Conselho de Educação do Distrito Federal, “O ensino da língua espanhola, disciplina de oferta obrigatória pela instituição educacional e de matrícula facultativa para o estudante, deve constar no currículo das três séries do Ensino Médio”. Dessa forma, orientamos que o estudante faça a opção pelo Espanhol. Ponderamos que uma vez que a opção seja feita o componente passa a fazer parte do currículo do aluno e não poderá ser retirado, sob qualquer hipótese. 12.2 Avaliação com Intenção Formativa No processo com intenção formativa, o aluno é avaliado com base nos objetivos trabalhados no trimestre. A representação do processo de avaliação se realiza numericamente em escala de 0 a 10, com intervalos de 0,1 (um décimo). 12.2.1 Critérios de Avaliação O aluno é avaliado de diversas formas (observações, testes, provas, trabalhos individuais em grupo, exercícios, avaliações integradas, etc.), geralmente ampliando o nível de complexidade a cada instrumento. O que é registrado no relatório é a síntese de todo o trabalho desenvolvido para cada um dos objetivos, abrangendo conteúdos referentes a conceitos, procedimentos e atitudes. Ao fim do ano letivo regular, será considerado aprovado o aluno que atender a cada um dos critérios abaixo: • Frequência mínima de 75% nas aulas dadas no conjunto das disciplinas e em cada componente curricular; 27


• Média anual igual ou superior a 6,0 (seis). O resultado final será anunciado pelo Conselho de Classe de acordo com a legislação vigente. 12.2.1.1 Simulados Contêm questões elaboradas, selecionadas ou adaptadas pela equipe de professores, procurando criar uma situação semelhante àquela que o aluno encontrará nos concursos de acesso ao ensino superior. Como resultado, o aluno recebe um boletim que indica o desempenho e o rendimento geral em cada bloco da prova. Além disso, o relatório traz também a classificação diante do universo de alunos que realizaram o simulado. 12.2.1.2 Avaliações Unificadas O calendário de avaliações é divulgado no início de cada período letivo e apresenta informações relativas às disciplinas e horários de avaliação. Para que as provas se iniciem no horário estabelecido, é fundamental a presença na sala com antecedência mínima de 15 minutos. Nas avaliações de caráter individual, não será permitida a comunicação entre alunos, bem como o uso de recurso não autorizado pela escola. Portanto, é terminantemente proibido portar aparelho celular durante as provas, mesmo que desligado. 12.2.1.3 Perda de Avaliações Caso o aluno perca alguma atividade avaliativa, será necessária a justificativa da ausência pelo responsável. Ele deverá encaminhar à Secretaria dos Núcleos a solicitação para reposição de provas no prazo de três dias úteis (72 horas), após a ocorrência da verificação. O Núcleo Psicopedagógico deferirá ou não a solicitação. Em caso de deferimento, o pagamento referente à reposição deverá ser feito na Tesouraria, mesmo aqueles que apresentarem atestado médico. 12.2.1.4 Recuperação O aluno será encaminhado à recuperação no(s) caso(s) em que, ao fim do trimestre, não alcançar a média 6,0. O processo de recuperação das aprendizagens será desenvolvido ao fim do primeiro e segundo trimestres e ao término do ano (recuperação final). Com a intenção de assegurar a 28


aprendizagem dos conteúdos significativos no processo regular, será realizada a recuperação trimestral, cujo resultado será obtido pela seguinte fórmula: (NRx2 + NT)/ 3, em que NR = Nota da Recuperação e NT = Nota do Trimestre. No Ensino Médio, o Resultado Final, após estudos de Recuperação Final, é calculado considerando a média aritmética entre a Média Anual (MA) e a Nota de Recuperação (NR), resultante da avaliação dos objetivos essenciais da série e do desenvolvimento do roteiro de atividade proposto.

13. DIREITOS E DEVERES Em qualquer atividade que promove as relações sociais, caberá uma reflexão sobre direitos e deveres, afinal, em todas as situações de convivência harmoniosa, existirão limitações para o comportamento humano. Por esse motivo, as Normas de Convivência Escolar podem ajudar a alcançar os objetivos educativos do Colégio. Segue um extrato do Regimento Escolar a este respeito. 13.1 Direitos do Aluno De acordo com o artigo 46 do Regimento Escolar, ao aluno é assegurado: 1. Receber, em igualdade de condições, a orientação necessária para realizar suas atividades escolares; 2. Usufruir todos os benefícios de caráter educativo, religioso, recreativo, social e cultural que o Colégio proporciona; 3. Valer-se dos serviços oferecidos pelo Colégio; 4. Expor aos organismos competentes as dificuldades encontradas nos trabalhos escolares em qualquer disciplina, área de estudo ou atividade, e solicitar aos educadores atendimento adequado; 5. Frequentar as dependências do Colégio para as atividades previstas, nos horários estabelecidos; 6. Tomar conhecimento do desempenho ou resultados dos trabalhos, testes, provas e outros instrumentos de avaliação, bem como dos índices de sua frequência às aulas; 7. Votar e ser votado em eleições para organismos internos de representação estudantil, a partir de critérios expressos do Colégio, obedecida a legislação vigente. 29


13.2 Deveres do Aluno De acordo com o artigo 47 do Regimento Escolar, são deveres do estudante: 1. Respeitar os princípios religiosos que norteiam o Colégio e as normas e determinações deste Regimento; 2. Ser assíduo e participar das atividades escolares programadas pelo Colégio e definidas em seu calendário; 3. Trazer consigo o material previsto para as atividades escolares; 4. Trajar o uniforme exigido pelo Colégio; 5. Respeitar as autoridades escolares, professores e funcionários, cumprindo, com atenção e cortesia, suas determinações; 6. Aproveitar as ocasiões que o Colégio oferece para desenvolver hábitos de civismo e cidadania, sociabilidade e convivência em grupo tratando os colegas com respeito e dignidade; 7. Portar-se convenientemente em todas as dependências do Colégio e em outros locais, como seu representante; 8. Zelar pela conservação do prédio, mobiliário e material didático, bem como o que é de uso coletivo e social, responsabilizando-se pelos danos que vier a causar, inclusive indenizandoos; 9. Permanecer no Colégio durante o período de atividades, esforçando-se ao máximo para delas tirar proveito; 10. Participar de todos os procedimentos de avaliação propostos; 11. Tratar todas as pessoas com urbanidade e respeito. 13.3 Restrições para o Aluno De acordo com o artigo 48 do Regimento Escolar, é vedado ao estudante: 1. Promover vendas, coletas ou subscrições dentro do Colégio ou em nome dele sem a devida autorização da Direção; 2. Trazer ao Colégio ou portar, em qualquer atividade educativa, materiais alheios ao uso pedagógico; 3. Ocupar-se, durante o período de aulas, com atividades alheias às previstas no processo ensino-aprendizagem; 4. Ausentar-se de atividades educativas regulares sem a devida autorização; 5. Participar de atividades escolares não previstas para sua turma; 30


6. Ausentar-se do Colégio durante o expediente escolar sem a competente autorização; 7. Empregar meios escusos na realização de avaliações da aprendizagem; 8. Rasurar documentos ou falsificar assinaturas em comunicações escolares; 9. Danificar espaços ou materiais do Colégio; 10. Portar ou usar bebida alcoólica, ou outras substâncias psicoativas, no Colégio, em suas proximidades ou em qualquer atividade educativa; 11. Incitar colegas a transgredir as normas do Colégio; 12. Impedir a entrada de colegas no Colégio ou incitá-los à ausência coletiva; 13. Desrespeitar colegas, funcionários, professores ou demais pessoas dentro do Colégio; 14. Praticar, direta ou indiretamente, ações de bullying, inclusive por meio eletrônico; 15. Praticar, dentro ou nas proximidades do Colégio, atos ofensivos à moral e aos bons costumes; 16. Utilizar meios de comunicação ou informação para divulgar quaisquer manifestações de preconceito ou difamação contra o Colégio ou contra participantes de seu projeto educativo; 17. Retirar ou utilizar, sem a devida autorização, qualquer documento ou material pertencente ao Colégio, colegas, funcionários ou professores; 18. Facilitar a entrada no Colégio de pessoas não autorizadas; 19. Agredir verbalmente colegas, autoridades escolares, funcionários e professores; 20. Promover ou incitar brigas, tumultos ou brincadeiras violentas no recinto escolar ou em suas proximidades; 21. Agredir fisicamente colegas, funcionários, professores ou demais pessoas nas dependências ou imediações do Colégio; 22. Apropriar-se indevidamente de objetos pertencentes a terceiros. 13.4 Medidas Disciplinares O artigo 50 do Regimento Escolar assegura aos alunos os direitos previstos na legislação em vigor e prevê medidas disciplinares pela inobservância de seus deveres ou por quaisquer transgressões às obrigações estabelecidas. As seguintes medidas disciplinares são aplicadas pela Direção do Colégio Marista ou por sua delegação, a seu critério, e de conformidade com a gravidade da falta cometida: 1. Advertência verbal; 2. Advertência escrita, com ciência do responsável; 3. Suspensão das atividades escolares, sem frequência ao Colégio, por um período não 31


superior a 3 (três) dias; 4. Termo de Compromisso; 5. Transferência por inadaptação ao regime escolar. As medidas disciplinares poderão ser aplicadas de maneira sequenciada ou não, dependendo do caso. Em todos os casos pode ocorrer pedido formal da escola de reparação ou ressarcimento, material ou financeiro, por danos causados. Em todas as situações assegurar-se-á amplo direito de defesa. Em casos específicos a Direção Educacional consultará a Direção-Geral, a Assessoria e o Conselho de Classe, nos casos que lhe forem atribuídos (artigo 32 do Regimento Escolar) e que não exponha a imagem e a integridade moral do aluno em questão perante o corpo docente do Colégio. 13.4.1 Faltas Graves Serão consideradas faltas graves com aplicação de suspensão: 1. Brincadeiras de mau gosto com consequências imprevisíveis; 2. Faltar às aulas intencionalmente, ficando nas imediações do Colégio; 3. Falsificação de documentos e/ou assinaturas (falsidade ideológica); 4. Desrespeito à integridade moral; 5. Danos ao patrimônio da Instituição; 6. Saída da escola sem autorização; 7. Fazer uso de bebidas alcoólicas nas imediações ou no ambiente escolar; 8. Reincidência nas retiradas de sala; 9. Usar de subterfúgios durante a aplicação das provas; 10. Bullying; 11. Cyber-bullying. Serão consideradas faltas graves puníveis com o desligamento do Colégio: 1. Desacato a professores (xingamentos) e funcionários; 2. Furto; 3. Porte ou uso de substâncias entorpecentes nas dependências do Colégio; 4. Agressões, intimidações e brigas nas dependências da escola. Importante: Em qualquer dos casos, fica assegurado ao aluno amplo direito de defesa. É da competência da Assistência de Alunos, com auxílio dos Assistentes do Núcleo 32


Psicopedagógico, apreciar o comportamento do aluno. A reincidência de ocorrências indisciplinares determinará maior rigor nas sanções aplicadas. 13.5 Fumo, Bebidas Alcoólicas e Entorpecentes De acordo com a Legislação, é proibido o fumo nas dependências da escola, inclusive por adultos. Não se admite nas dependências do Colégio Marista de Brasília Ensino Médio o uso ou porte de cigarro, bebidas alcoólicas ou entorpecentes. Os alunos que forem flagrados portando, consumindo ou que apresentem sinais de que consumiram tais substâncias estão sujeitos às sanções disciplinares e poderão ser transferidos por inadaptação ao regime disciplinar da escola, conforme o Regime Disciplinar aprovado pela Secretaria de Estado e Educação do DF.

14. BULLYING Bullying é um termo de origem inglesa utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica repetidos e intencionais praticados por um indivíduo ou grupo de indivíduos com a finalidade de intimidar, ofender, discriminar, dominar, excluir, ignorar, perseguir, ferir, roubar, amedrontar, humilhar, agredir outro indivíduo ou grupo de indivíduos incapaz de se defender. Professores, assistentes de alunos e demais membros da comunidade escolar são orientados para identificar o bullying em sala de aula e nos demais espaços escolares, bem como oferecer um ambiente saudável ao desenvolvimento dos alunos. A participação dos pais ou responsáveis é essencial no sentido de conscientizar sobre esse assunto e levar ao conhecimento da escola qualquer episódio que mereça atenção. No Colégio Marista de Brasília, essa conduta é condenada e os praticantes (alunos, professores, direção, equipe pedagógica e funcionários) estão sujeitos às sanções disciplinares que constam no Regimento Escolar, assim como as penalidades da legislação vigente.

33


ANOTAÇÕES

34


35


COLÉGIO MARISTA DE BRASÍLIA Educação Infantil SGAS 609, Conj. E – Asa Sul – BRASÍLIA, DF Tel.: (61) 3443-6754 Ensino Fundamental SGAS 609, Conj. A – Asa Sul – BRASÍLIA, DF Tel.: (61) 3442-9400 Ensino Médio SGAS 615, Módulo C – Asa Sul – BRASÍLIA, DF Tel.: (61) 3445-6900 www.colegiosmaristas.com.br

Preparação para todas as provas da vida. REDE MARISTA DE COLÉGIOS DISTRITO FEDERAL – BRASÍLIA • GOIÁS – GOIÂNIA • PARANÁ – CASCAVEL, CURITIBA, LONDRINA, MARINGÁ e PONTA GROSSA • SANTA CATARINA – CHAPECÓ, CRICIÚMA, JARAGUÁ DO SUL e JOAÇABA • SÃO PAULO – RIBEIRÃO PRETO e SÃO PAULO


Guia do Estudante e da Família 2013