Page 1

O Coelho, o hortelão e a Raposa

O coelho gostava muito das couves da horta de seu vizinho. Todos os dias ia lá e comia até fartar-se. Um dia, o hortelão chegou armou um laço pendurado num pau. O ladrãozinho caiu e ficou preso. O hortelão chegou , viu o coelho e disse: - Então,era você que comia as minhas couves,seu malandro?Espere aí , eu já volto.


O hortelão foi ao mato e cortou um pau bem fininho. Nisto,a raposa passou e perguntou ao coelho: -Que está você fazendo dependurado aí? O coelho não respondeu e , fingindo-se muito alegre , começou a balançar-se de um lado para o outro, como se estivesse gangorrando. -Ah!- disse o coelho- cada minuto que fico aqui, ganho um cruzeiro. -Deveras?- perguntou a raposa. -Deveras? Eu estou aqui espantando os pardais, não vê?Eu me balanço de um lado para o outro e eles nem chegam perto.Mas eu ganho dinheiro noutras coisas também.Tenho outros negócios.Se a senhora quiser, pode ficar no meu lugar, comadre raposa, e foi- se embora.


A raposa, muito ambiciosa , aceitou logo a proposta e tirou o laço do coelho.O coelho, espertíssimo , mais que depressa, meteu o laço na cabeça da raposa, e foi- se embora. A raposa , na mesma hora, pôsse a balançar de um lado para o outro, do mesmo jeito que vira o coelho fazer. Logo chegou o hortelão com o pau. Olhou espantado para a raposa e disse: -Cruz! Credo! nunca vi coelho virar raposa. Mas, assim mesmo, o hortelão deu uma sova na raposa até que o pau se quebrou.Depois, voltou para o mato, para buscar outro pau. A raposa aí lembrou-se de que tempos atrás havia judiado do coelho e que, decerto, ele se vingara agora de suas maldades, e começou a gritar:


- Pelo amor de Deus, coelho! Eu estou muito arrependida e peço perdão de todas as ruindades que lhe fiz! Tireme daqui! Tire- me daqui! O coelho tinha bom coração, isto tinha, e perdoou à raposa. Foi lá e desamarrou o laço. Dali a pouco o hortelão voltou com outro pau , bem mais grosso do que o primeiro, mas não encontrou nem sinal da raposa. E o hortelão disse: - Cruz! Credo! Agora, nem coelho


, nem raposa!

O coelho, o hortelão e a raposa  

O coelho dá uma lição na raposa de depois prova que o perdão é o melhor remédio.