Page 1

ESCOLA SECUNDÁRIA MARQUESA DE ALORNA FAl@ESMA Nov/Dez 2008 Edição on-line

COORDENAÇÂO TÉCNICA: ANA SALEMA PROFESSORES COLABORADORES: ISABEL ALVES JOAQUIM DUQUE MIGUEL MÓNICA PAULA COSTA TERESA BENTO LOPES TERESA CORDEIRO


No ano passado o Fal@Esma foi realizado graças a uma equipa extraordinária de alunos que tinham o gosto pela escrita, pela leitura, pelo cinema e pela intervenção cívica.Eram jovens empenhados e atentos aos fenómenos circundantes. Representaram o que a juventude tem de melhor: inconformismo, desejo, sonho e utopia.Receita nunca gasta, jamais desfeita e muito necessária a todos os intervenientes na Arte da Educação. Este ano há colaboradores novos e também eles jovens como os outros, e assim olhamos o passado mas também o presente e o futuro. A.S.


Não podemos ignorar... os veteranos do Fal@Esma Do Secundário à Faculdade...tudo muda! A necessidade de mudar radicalmente de vida e perspectivas era de facto uma forte intenção minha já no final do secundário. A vontade de voar para novos ares, novas culturas revelou-se um sonho meu desde o início do ano lectivo anterior. A pesquisa de faculdades estrangeiras começou, a conversa com os pais sobre o assunto também, e a meio do ano lá faço um teste de admissão à Faculdade de Medicina de Plzeň da Charles University em Praga. Bem, e cá estou eu! Se queria passar por uma experiência nova e irreverente, tomei o rumo certo. Tudo é diferente daquilo a que os meus olhos estão habituados a ver, e é precisamente esse aspecto que me dá um enorme gozo aqui estar. Mais interessante ainda é tentar perceber a cultura e as suas raízes ao analisá-la pelos aspectos mais comuns do dia a dia, pela atitude dos seus cidadãos e pelas regras que constituem os seus alicerces. É algo que requer algum esforço, pelo que não é fácil analisar uma cultura diferente daquela a que se está habituado sem ter por base os valores da nossa própria cultura.


Do Secundário à Faculdade...tudo muda! Quanto a medicina, estou a adorar! A adaptação não foi complicada, difícil mas não complicada. As praxes aqui significaram mesmo um passo importante na nossa adaptação tanto ao novo e diferente ambiente como ao curso em si. Os estudantes mais velhos ajudam-nos bastante e apoiam-nos muito também. Mais do que tirar um curso, vim para crescer enquanto pessoa. Toda a emoção de viver o dia-a-dia sem compromisso com nada nem ninguém, numa tentativa de descobrir constantemente algo de novo emocionante ao virar da esquina, num mundo em que tudo me é completamente desconhecido, compensa a saudade que sinto daquilo que é efectivamente, meu e que me é conhecido. Assim, no final, toda essa saudade acaba por ser saudável e compensadora a cada novo reencontro. Ela consegue fazer com que eu queira aqui estar, aproveitando o que de melhor tudo isto tem para me oferecer para que, a cada um desses reencontros, todas estas experiências fascinantes sejam partilhadas com os meus.

Carlos Costa


Notícias da BeCre

VisiteVisite-nos !!!

Depois de uma intervenção no espaço e de um começo de ano complicado, a BeCre está muito mais bonita, vestida de cor e engalanada de verde, procurando seduzir alunos e professores a (re)descobrirem o prazer da leitura e do trabalho neste espaço. Em Setembro de 2008 deu-se a metamorfose: funcionários trabalhadores e empenhados pintaram as paredes da BeCre e deixaram-na pronta a cativar os utentes para mais um ano cheio de livros, leituras, exposições temáticas, ciclos de cinema, concursos e palestras. A.S


NOTÍCIAS DO PLANO NACIONAL DE LEITURA Tendo decorrido o mês em que se comemorou o Dia Nacional da Cultura Científica (24 de Novembro) é justo prestar homenagem a um dos nossos digníssimos representantes da Ciência:Rómulo de Carvalho. Sugere-se, assim, a professores e alunos o livro A FÍSICA NO DIA—A—DIA que é recomendado pelo PNL e que a BeCre adquiriu recentemente. A.S.


NÃO PODEMOS IGNORAR A ESCOLA À NOITE ...

No dia 26 de Setembro, pelas 20.30 e, no âmbito das comemorações do dia europeu das línguas teve lugar na Escola Secundária Marquesa de Alorna um debate sobre a A Língua Portuguesa no Mundo e o novo acordo ortográfico com a presença do professor João Paulo Videira, co-autor do referencial de Cultura, Língua e Comunicação.


NÃO PODEMOS IGNORAR A ESCOLA À NOITE ...

Este debate teve como objectivos informar a comunidade escolar sobre as questões e mudanças na língua portuguesa e promover a discussão em torno do papel da língua materna e foi organizado pela turma C do curso EFANS.

Teresa Cordeiro


No dia 20 de Novembro pelas 20.30 realizou-se na Escola Secundária Marquesa de Alorna um debate subordinado ao tema Cidadania Ecológica – para o desenvolvimento de uma cidadania europeia activa, com a presença do vicepresidente da Câmara Municipal de Almeirim, Pedro Ribeiro. Este debate foi organizado pela turma C do curso EFA e teve como objectivos principais exprimir pontos de vista sobre hábitos de consumo e questões ambientais, o desenvolvimento do conhecimento ecológico, a resolução de problemas no âmbito da ética ambiental e ser capaz de se preocupar com o bem-estar da terra. Teresa Cordeiro


NOTÍCIAS DOS ALUNOS DA NOITE VOLTEI À ESCOLA-Depoimento 1

Depois de alguns anos sem estudar, foi com algum nervosismo que entrei pela primeira vez nesta escola. Embora com alguns receios foi para mim uma grande ajuda a nível de integração o ter como colegas de turma muitas pessoas que já conhecia. Com o passar dos dias ambientei-me. Muito se deveu à colaboração dos professores que têm sido uma grande ajuda na elaboração dos trabalhos, assim como, na forma como expõem a matéria o que tem servido para enriquecimento pessoal. Como nunca é tarde para recomeçar, por isso, penso terminar este curso sem desistir. Maria Luísa da Costa Mendes Sesinando


NOTÍCIAS DOS ALUNOS DA NOITE VOLTEI À ESCOLA-Depoimento 2

Olá, olá!!! Voltei à escolinha de novo. É bom sentir as letras, os números, as palavras, aprender, estudando e compreendendo, enfim… lembrar, como foi ser criança. Tudo passa, já não o sou, mas regressei com entusiasmo, alegria e grande perspectiva de ficar mais letrada. Ana Sequeira


NOTÍCIAS DOS ALUNOS DA NOITE VOLTEI À ESCOLA-Depoimento 3

Voltei para escola com a finalidade de tirar o 12ºano nas Novas Oportunidades. Está a ser uma oportunidade única para meu futuro profissional que cada vez é mais exigente para ficar com a carteira profissional. Gosto muito das matérias que aprendemos, pois estão de acordo com as nossas necessidades. A dificuldade mais evidente que sinto é, realmente, a realização dos trabalhos, nomeadamente, a nível da organização das ideias.Afinal, sinto que poderia ter aproveitado todas as oportunidades que os meus pais me deram, tal como fizeram aos meus irmãos, mas eu não soube aproveitar e agora quero compensar essa falha. Faço um grande sacrifício para vir à noite para escola, mas está a ser muito gratificante. Maria José Duarte Rodrigues do Rosário


NOTÍCIAS DOS

ALUNOS DA NOITE VOLTEI À ESCOLA-Depoimento 4

Voltei à escola… Já há muitos anos que deixei de estudar, por isso estou com muitas dificuldades. Estou a gostar, um pouco, pois vou aprendendo, coisas novas. Não foi muito difícil a adaptação à escola, porque há já alguns anos que trabalho aqui. Logo conhecia os professores e quase todos os colegas. Luísa Bento


NOTÍCIAS DOS ALUNOS DA NOITE VOLTEI À ESCOLA-Depoimento 5

Após alguns anos de interregno senti a necessidade de voltar à escola. A longa ausência aos estudos fez com que parecesse que estava a entrar na escola pela primeira vez. O encontro com os professores, a descoberta de novos colegas e a rotina diária de vir para as aulas relembrava-me os primeiros anos que frequentei a escola. A oportunidade de realizar este curso reforçou a minha ideia de concluir o 12º Ano e de poder obter uma categoria profissional que me impulsione para um futuro melhor.

Joaquim Luís Pedro


NÃO PODEMOS IGNORAR... a ciência criativa

Imagine que num prédio com cerca de trinta andares, no meio de uma grande cidade, se produziam alimentos todo o ano, para cerca de cinquenta mil pessoas. Talvez esta visão lunática se transforme numa solução real, perante as estimativas catastróficas sobre o aumento de população a nível mundial e as alterações climáticas, num futuro próximo, que prevêem períodos de seca ininterruptos para a zona Oeste dos EUA e as zonas


agrícolas de África e Ásia.Este é o projecto futurista do cientista e professor universitário Dickson Despommiers, da Universidade de Columbia, que propõe uma solução radical contra estas previsões catastróficas: transplantar quintas para os arranha-céus das grandes cidades que, construídos em solos hidropónicos, se transformem em fábricas de fruta, vegetais e galinhas capazes de alimentar as populações urbanas. Alguns investidores em Abu Dhabi e na Coreia do Sul consideram a viabilidade deste projecto, na construção de um novo conceito de cidade, as eco-cidades. Segundo este cientista, as quintas verticais revelam muito mais vantagens que as da produção de alimentos, pois permitem a libertação de terrenos para outros usos, a reabilitação de ecossistemas.Este conceito de agricultura explora novas tecnologias para transformar resíduos urbanos em energia, fazendo com que a quinta seja auto-sustentável. Uma das opções é a transformação dos resíduos orgânicos dos restaurantes em electricidade; outra seria


a do aproveitamento da água dos esgotos que, através de um complexo processo de purificação, recorrendo a determinadas plantas, permitiria “limpá-la” deixando-a própria para consumo; outra ainda, é a da reutilização da água dos tanques de aquicultura para alimentar várias plantas, evitando-se assim a necessidade de substituição destas águas. As potencialidades destas quintas não ficam por aqui, se pensarmos que, tal como nas estufas, haverá um melhor controlo das condições climáticas favoráveis à produção, bem como das pragas de insectos e parasitas, permitindo maiores e melhores colheitas. (artigo adaptado da revista “Pública”, de 5 de Outubro de 2008 e do site http://www.popsci.com/cliff-kuang/article/2008-09/farming-sky?page, [consultado em 23 de Outubro de 2008]) Teresa Bento Lopes com a colaboração de Júlio Costa (11ºB)


Dia das Bruxas

No dia 31 de Outubro, a BeCre assinalou mais um dia das Bruxas, em parceria com a turma do 12ºE, da professora Isilda Mata que, entusiasticamente, aderiu à efeméride preparando vários objectos decorativos alusivos ao tema que ficaram expostos neste espaço.Também foi exibido o filme “Nightmare before Christmas” sugerido e trazido pelos alunos desta turma. A turma G do curso Efa participou no concurso de vassoras e chapéus de bruxa com material reciclado e o aluno Miguel Narciso, em parceria com o professor Miguel Mónica, construíram um belíssimo chapéu de bruxa que está ao lado na foto. A.S


OS ALUNOS DO PROFISSIONAL PINTARAM ASSIM O SERMร‚O

nal o i s s rofi o P o s ur an รง C n a o r os d e Segu n u l A iene g i H de alho Trab


OS ALUNOS DO PROFISSIONAL PINTARAM ASSIM a LEI do TABACO...

alho b a r T

oita M e r and x e l de A


E o programa POPH...

o de a h l a Trab re Moit and x e l A


SECOND LIFE ... Uma segunda vida ! Já imaginaste viver num mundo onde pudesses fazer tudo o que não podes fazer no actual, no teu... e sem ninguém te chatear ? Não, não é um GTA, a Second Life é um jogo 3D constituído por um vasto continente digital, cheio de pessoas, entretenimento, experiências e oportunidades. Na Second Life podes tudo,desde fazer compras, conhecer pessoas, lugares, até saltar de páraquedas e andar de jet ski, fazer tudo e mais alguma coisa mais do que na vida real, pois é, mas para isso é preciso seres rico-no jogo- ou fazeres carregamentos por fora em dólares.Para jogares só tens de instalar o jogo e de te registar no site oficial da Second Life, depois de fazeres o login entras e podes explorar de modo a encontrar um sítio para construíres uma casa ou uma empresa, depois é só viveres o melhor que souberes. André Moura


O NATAL VEM AÍ... O NATAL VEM AÍ...O NATAL VEM AÍ...O NATAL

Comic Cartoon/cartune cómico– cómico– seleccionado por Miguel Narciso


NÃO PODEMOS IGNORAR... O CORREIO ELECTRÓNICO O nosso cérebro é doido !!!

De aorcdo cmo uma peqsiusa de uma uinrvesriddae ignlsea, não ipomtra em qaul odrem as Lteras de uma plravaa etãso, a úncia csioa iprotmatne é quea piremria e útmlia Lteras etejasm no lgaur crteo. Itso é poqrue nós não lmeos cdaa Ltera isladoa, mas a plravaa cmoo um tdoo. Sohw de bloa.


al n o i ac n r e nt ncia I a iê an c i m f e e S da D

Comemorando a Semana Internacional da Deficiência, o Gabinete dos Serviços Especializados de Apoio Educativo da Escola Secundária Marquesa de Alorna desenvolveu várias actividades neste âmbito, nos dias 2, 3 e 4 de Dezembro. Foi lançada a campanha do tampinhas, recolha de tampas de plástico, destinada a toda a comunidade educativa. Durante esta semana esteve patente ao público uma apresentação de trabalhos efectuados pelos alunos do ensino nocturno do curso de Educação e Formação de Adultos de Técnicos da Acção Educativa, sobre várias deficiências. Contámos, ainda, com a visita de alunos do Crial à nossa escola, onde desenvolveram actividades lúdicas. No dia 4, os alunos do ensino nocturno, EFA´s, no âmbito das disciplinas de Necessidades Educativas Especiais e de Psicologia, assistiram a uma conferência sobre “ A Intervenção precoce e a deficiência”, levada a cabo pela Dr.ª Isabel Pena. Miguel Mónica


O filme da minha (curta) vida, por Mariana Vargas Imagina que tiveste uma infância infeliz (começamos bem…), aliás, extremamente infeliz (continuamos bem) rodeada de pessoas igualmente infelizes (não está a melhorar!) e, ao chegares à universidade, descobres que consegues voltar atrás no tempo, retornando ao teu corpo de então, e assim alterar as tuas acções do passado. Vais usufruir desse privilégio? O filme da minha vida gira em torno deste assunto. O protagonista, Evan, decide usar a sua capacidade de viajar no tempo para tentar salvar o seu amor de infância, que comete o suicídio depois de se reencontrar com ele e relembrarem o seu terrível passado. No entanto, voltar atrás no tempo não é uma capacidade assim tão fácil de usar, porque sendo o presente uma consequência do passado, alterando minuciosas acções já cometidas, vamos alterar também o nosso presente! Evan rapidamente descobre esse facto, à medida que o seu presente vai variando. E enquanto novos problemas vão aparecendo, ele procura sempre voltar ao passado para emendá-los. Mas será que mesmo voltando ao passado vezes e vezes sem conta para alterar o nosso presente, vamos conseguir uma vida perfeita não só para nós, mas também para

todos aqueles que amamos?


ela: a minha vida, que não é perfeita, mas se pudesse voltar ao passado para os emendar, será que isso tornaria a minha vida melhor? E até que ponto posso eu considerar que algum acontecimento na minha vida é mau? Talvez se este acontecimento tivesse ocorrido de outra forma, tudo tivesse sido ainda pior… Evan descobriu a resposta a estas perguntas. E não chegou até elas da melhor maneira…

Ficha Técnica: Título: “O efeito borboleta” Género: Suspense Ano: 2004 Realizadores: Eric Bress e J. Mackye Gruber Actores: Ashton Kutcher, Amy Smart


NÂO PODEMOS IGNORAR...os provérbios eruditos! 1.Quem é a autora da obra “ O princípio da Incerteza”?

a) b) c) d)

Agustina Bessa-Luiz Maria Velho da Costa Lídia Jorge Clara Pinto Correia

3. “O Cu de Judas” e “ Memória de Elefante” são romances da autoria de...

8. Qual dos heterónimos pessoanos é o Mestre ?

a) b) c) d)

Miguel Torga Eça de Queirós David Mourão-Ferreira António Lobo Antunes

a) Bernardo Soares b) Ricardo Reis c) Álvaro de Campos d) Alberto Caeiro

Além de escritor, Miguel Torga 6. Que rei português foi também um era... grande trovador?

9) Quem escreveu os versos: “Descalça vai para a fonte/

4. 2. Qual dos seguintes escritores recusou o Prémio Nobel da Literatura em 1964? a)

a) b) c) d)

Ernest Hemingway Gabriel Garcia Marquez Jean-Paul Sartre Jean Cocteau

b) c) d)

Médico Engenheiro Economista Professor

a) b) c) d)

D. Carlos D. Sebastião D. Dinis D. Afonso IV

5. “A Cidade e as Serras” e “O Primo 7. Qual o pseudónimo utilizado por Basílio” são obras da autoria de... Rómulo de Carvalho?

a) b) c) d)

Camilo Castelo Branco Eça de Queirós Alexandre Herculano Almeida Garrett

a) b) c) d)

Adolfo Rocha Alberto Caeiro Alexandre O’Neill António Gedeão

Lianor pela verdura;/vai fermosa e não segura”: a) João Roiz de Castelo Branco b) Pedro Homem de Mello c) Luís de Camões d) Sá de Miranda 10.A obra Ensaio sobre cegueira foi escrita por: a) José Saramago

a

b) José Cardoso Pires c) Anna Hatherly d) Branquinho da Fonseca

Isabel Alves


NÂO PODEMOS IGNORAR...os provérbios eruditos!

Tentem decifrar... 1. Expõe-me com quem deambulas e a tua idiossincrasia augurarei. 2. Espécime avícola na cavidade metacárpica, supera os congéneres revolteando em duplicado. 3. Equino objecto de dádiva não é passível de auscultação odontológica. Isabel Alves


Não podemos ignorar ...o Natal! É o abraço do abeto a bater na vidraça? E o ponteiro pequeno a caminho da meta! Cala-te, vento velho! É o Natal que passa, A trazer-me da água a infância ressurrecta. David Mourão -Ferreira

Porta na Rua S.João Batista, mesmo pertinho da nossa escola, já “cheira” a Natal! Natal...


Fal@Esma  

Jornal da escola edição de Novembro/Dezembro

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you