Page 1

O Camaleão

Nº 4 - abril/ maio 2014

Discriminação? Não julgues o que não conheces!


Página 2

Índice

Jornal “O Camaleão” Sumário

Editorial Estamos prestes a terminar mais um ano letivo. Um ano de vida para o nosso jovem ”Camaleão”, que esperamos tenha sido do vosso agrado e tenha retratado da forma mais fiel possível a nossa realidade enquanto comunidade educativa. Foram vários os nossos colaboradores, mas temos que dar os parabéns, de forma muito especial, à nossa equipa técnica que, apesar de todos os contratempos, conseguiu levar ao prelo quatro edições do jornal escolar. Foi um projeto muito acarinhado e desejado e pensamos também que muito válido, pelo que esperamos voltar para o ano com a mesma “gerência”, mas com novos alunos também, uma vez que nos vamos despedir dos nossos “jornalistas” do nono ano de escolaridade. Desejamos que levem este “bichinho” para a nova escola e que nos orgulhem com o seu trabalho! Esperamos que os nossos alunos nos deixem igualmente orgulhosos com os resultados obtidos ao nível dos exames nacionais, que perpassam pelos vários anos de final de ciclo! Apesar do calor já nos fazer sonhar com a praia e as férias, temos que pensar que falta pouco, muito pouco, para deixarmos os livros, as mochilas e os cadernos!

Boas férias e até breve!

Sumário Página 2: editorial Página 3: notícias Página 4: “aLer+” Página 5: o mundo Página 6: o flagelo da discriminação Página 7: o flagelo da discriminação Página 8: piercing e tatoo Página 9: histórias da história Página 10: curiosidades Página 11: acordar os neurónios Página 12: passatempos

Equipa Técnica

Alina Fonseca André Oliveira Ariane Paula Beatriz Garcia Dânia Tipote Filipa Silva Gastão Férin Leonardo Miranda Leonor Mendes Samuel Pearson Tomás Santos Tomás Silva

Pensamento do mês

Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos, haverá guerra. Bob Marley

6ºA 6ºB 5ºE 5ºD 9ºB 5ºC 6ºA 9ºB 8ºB 6ºA 6ºB 9ºB

Profª Ana Fevereiro Profª Ana Paula St. Aubyn Prof. João Paulo Matos


Página 3

Exposição “Ícones de Portugal” Trabalhos do 9º ano, das turmas A, B e C, relacionados com ícones de Portugal, estiveram em exposição na BE, no âmbito da disciplina de Educação Visual. Foi proposto aos alunos escolherem algo que lhes fizesse pensar em Portugal e criassem um trabalho de duas ou três dimensões, recriando estilos de artistas plásticos. Os trabalhos estiveram expostos em vários estabelecimentos na freguesia de Montenegro.

Contador de histórias anima Agrupamento Nos dias 29 e 30 de maio, deslocou-se à escola sede do agrupamento o contador de histórias e humorista António Jorge Serafim, que entusiasmou diversas turmas de alunos dos quintos sexto e sétimo anos. Nestas sessões, Serafim (como é conhecido) narrou de forma expressiva e cativante contos tradicionais portugueses, árabes e uma versão “rap” da história da carochinha, que prenderam entusiasticamente a atenção dos alunos. Sempre em interação contínua com a plateia, recorrendo à voz, aos gestos, à imitação de sons da natureza e de animais, incentivou à partilha e divulgação do património oral tradicional, quer do meio familiar quer da nossa terra. Jorge Serafim, figura conhecida como humorista na televisão, desloca-se frequentemente às escolas e bibliotecas como contador de histórias, contribuindo de forma ímpar para a preservação da cultura oral do nosso país e do mundo. Já no ano letivo passado ele cá esteve e foi uma animação. Foi com um prazer enorme que o ouvimos e que rimos com alegria. Para o ano, pedem todos os alunos e professores “Queremos cá o Serafim outra vez!”.

Pedro Seromenho Rocha, de ascendência portuguesa, nasceu em 1975, na cidade de Salisbúria (Harare), República do Zimbabué. Com apenas dois anos de idade fixou-se em Tavira e mais tarde em Braga, onde atualmente reside. Embora formado em Economia, dedica-se inteiramente a escrever e a ilustrar livros para várias editoras nacionais. Estes livros são dirigidos a jovens. Os seus livros de grande sucesso são: “A Nascente de Tinta”, “O Reino do Silêncio” e “Porque é que os animais não conduzem?”. Recentemente publicou o livro “900 histórias de um rei, Afonso Henriques”. Deves mesmo ler!


Página 4

Concurso de poesia “Faça lá um poema!” À semelhança de outros anos, a Biblioteca em parceria com os professores de Português lançaram mais um concurso de poesia. “Faça lá um Poema!”. A adesão foi boa e aqui estão os poemas que ficaram em 1º lugar, relativamente aos 1º, 2º e 3º Ciclos. Parabéns a todos. Temos realmente verdadeiros poetas em Montenegro!

Ler as estrelas Passando por Saturno, Eu vi uma estrela brilhar! A estrela era bela. Não consegui tirar o olhar. Levava um brilho de ouro. -Ó minha estrela, És e sempre serás O meu grande tesouro!

Penso A noite é cerrada. Porém, a noite não é serrada Por qualquer serra. Seja esta uma serra de montes Ou de lâminas a montes.

Corri atrás de ti Para tentar apanhar-te. Que não consegui, eu percebi! Só quero que saibas Que gosto muito de ti! -Ó minha estrela, és tudo para mim!

Já faz tempo que O menor dos ponteiros Pelo maior dos números passou. Jazo inerte e deitado, Contemplando o teto do meu quarto, De branco pintado.

tivo Trabalho cole B 6º

Penso que não há penso Para curar tanto sono Nem neste meu quarto, nem no nono. Penso nos dias Depois de ontem, Antes de amanhã E no dia de hoje.

Sozinha

Penso que o antónimo de sinónimo É antónimo, mas que o sinónimo De antónimo não é sinónimo.

Estou solitária, estou abatida, com tanta maldade, estou desiludida. Olho para o lado E vejo o mundo zangado. Fico triste, quando o vejo desanimado.

Penso com a frequência de um som agudo. Penso no que está sob tudo Mas sobretudo, penso que penso demais. Gonçalo Oliveira, 9ºA

Penso, penso e repenso, com tanta solidão, quando olho para a multidão.

A menina dos meus sonhos

Mas quando penso em ti, imagino-te ao pé de mim.

Sonhei com uma menina fabulosa Perfeita para qualquer rapaz Tão bonita e tão amorosa Que me fez correr atrás.

O mundo mudou. As pessoas animam-se. O mundo alegra-se.

Ouvi a sua bela voz Quando se pôs a cantar Chamou a atenção de todos nós Ao ponto de nos enfeitiçar.

A solidão abalou. O sol chegou. A felicidade despertou. Filipa Silva, 5º C

Quero ser seu namorado Vou-lhe dar uma flor Vou ficar ao seu lado E dar-lhe todo o meu amor. Raquel Gomes, nº21 - 4.ºano

1º lu g 2ºCi ar clo

1º lu g 3ºCi ar clo

1º lu g 1ºCi ar clo


Página 5

Notícias do País Festa de 25 de abril É para nos relembrarmos da opressão sofrida pelo povo português, é para nos lembrarmos da vitória sobre a ditadura, é para nos lembrarmos da conquista da liberdade, é para nos lembrarmos que os militares saíram à rua e, em vez de dispararem, receberam cravos para colocarem no cano das suas armas, é para nunca nos esquecermos de que somos um povo que vive em democracia!

25 DE ABRIL - MURAIS

Tempestades: Um fenómeno que chegou a Portugal Europeus alertam para tornados em Portugal Investigadores europeus lançam alertas a Portugal, devido à possibilidade de ocorrência de tornados no território continental. Os cientistas informam que existem condições para a sua formação, no continente europeu, mas as probabilidades de se tornarem frequentes e violentos são muito reduzidas.

O mau tempo não perdoa. As marés “produziram inundações desastrosas na costa portuguesa”. A água avançou com “força espantosa”, derrubando muros. Algumas pessoas foram arrastadas pelas ondas: pescadores ficaram mais de um mês sem sustento “porque o mau tempo não os tem deixado pescar”.


Discriminação

Página 6

Entrevista Nesta entrevista falámos sobre o tema da homossexualidade e da coadoção. Foram entrevistadas cinco pessoas de diferentes idades (alunos, professores e assistentes operacionais). Todos os entrevistados responderam com anonimato total, considerando a suscetibilidade de cada um.

Pergunta 1: O que acha sobre a homossexualidade? Qual é a sua reação aos comentários discriminatórios de certas pessoas? Pessoa 1: Não tenho nada contra. Acho que é uma situação natural. Pessoa 2: Não tenho nada contra. Acho que as pessoas que fazem esses comentários não sabem assimilar as diferenças dos outros. Pessoa 3: Não tenho nada contra. Acho estúpido pois todos têm os mesmos direitos. Pessoa 4: Não tenho nada contra. Acho que as pessoas que fazem esses comentários se sentem mal consigo próprias e ao discriminar sentem-se melhor e mais “poderosos”. Pessoa 5: Não considero normal. Acho que é uma doença, pois a Natureza não “trabalha” dessa maneira. Mas não os discrimino. Pergunta 2: Se tivesse de votar “Concordo” ou “Não concordo” em relação ao casamento homossexual, qual seria a sua resposta? Porquê? Pessoa 1: Concordo. Porque têm direito a fazer as suas escolhas. Pessoa 2: Concordo. Desde que sejam felizes, nada importa. Pessoa 3: Concordo. Porque temos todos os mesmos direitos, sendo homo ou heterossexuais. Pessoa 4: Concordo. Temos todos os mesmos direitos. Pessoa 5: Concordo. Cada um sabe da sua vida. Já chega a tortura que sofreram no século passado.

Pergunta 3: O que acha de um casal homossexual adotar crianças? Pessoa 1: Concordo. Considerando que há casais homossexuais que têm crianças biológicas e astratam muito mal, porque não deveriam deixar pessoas que as querem mesmo e lhes poderiam dar uma boa vida?! Pessoa 2: Concordo. Assim são menos pessoas nos centros de adoção, como o Refúgio Aboim Ascensão. Pessoa 3: Não Concordo. Acho que a criança ficaria com dúvidas, no futuro, de quem é a mãe/pai. Pessoa 4: Não concordo nem discordo. Para o casal pode ser muito bom, pois conseguem realizar o seu desejo de ter uma criança, mas para a criança pode ser confuso e embaraçoso. Pessoa 5: Concordo. É um tema complexo. Eu deixaria os pais adotarem, se antes a família tiver uma investigação do seu “histórico” e a criança tiver acompanhamento psicológico, para o caso de estar confusa sobre o que é correto e errado. Pergunta 4: Como acha que um casal se deve sentir ao ser-lhe negada a possibilidade de adotar um filho? Pessoa 1: Injustiçado, com certeza. Pessoa 2: Acho que é discriminatório, pois todos temos os nossos direitos. Pessoa 3: Mal. Porque quando nós queremos muito uma coisa e não a temos, ficamos tristes. Pessoa 4: Injustiçados e revoltados. Pessoa 5: Pode sentir-se discriminado, mas podem ser considerados um casal? (Fala outra vez da necessidade de acompanhamento psicológico)


Página 7

O racismo, xenofobia e outras intolerâncias do género têm sido difíceis de eliminar no mundo, continuando ainda generalizadas nas áreas de habitação, de emprego e de acesso a serviços, em especial no setor privado. Os ataques racistas ainda não deixaram de ser um problema no mundo. Alguns grupos sofrem discriminação não só devido às suas origens étnicas e às suas, frequentemente presumidas e mal compreendidas crenças religiosas, mas também devido às suas supostas crenças políticas e responsabilidade por acontecimentos a nível mundial. A discriminação com base nestas razões tem várias formas, desde ataques violentos, interferências na liberdade de culto e expressão e negação da igualdade de acesso ao emprego e a bens e serviços. Depois da Segunda Guerra Mundial, milhões de pessoas de diferentes religiões, culturas e costumes

Torna-se cada vez mais frequente questionar a compatibilidade entre as religiões, com uma xenofobia pouco disfarçada, a apelar a uma maior adoção dos costumes e valores das maiores comunidades. Contudo, de forma a serem significativas, a tolerância, a igualdade de oportunidades e o respeito devem ser mútuas de forma a ter valor. Isto ainda não foi bem sucedido em nenhum sítio. Mesmo após três gerações, e muito depois da obtenção da cidadania, membros de minorias étnicas claramente visíveis ainda enfrentam discriminação, desvantagens e exclusão em várias áreas da vida. Ninguém nasce racista, há sempre alguém que o induz nos outros. Para vivermos todos juntos e felizes é necessário que todos se respeitem de igual modo, pois enquanto as crenças religiosas e a cor da pele de alguém forem mais importantes que a sua felicidade, não haverá paz.

emigraram para a Europa. Infelizmente, a maior parte dos países da Europa Ocidental não conseguiram integrar eficazmente os seus migrantes do pós-guerra e as novas minorias étnicas, duma forma que garantisse todos os direitos humanos e, ao mesmo tempo, a preservação das diferenças sociais, culturais e religiosas.


pírcingues e tatuagens

Página 8

O tattoo e o piercing vêm de muito longe! Historiadores e antropólogos descobriram que já nos primórdios da história da humanidade, marcas na pele eram utilizadas para diferenciação e indicação da posição social. O homem marcava-se voluntariamente com desenhos na pele utilizando corantes naturais (terra, corantes obtidos de plantas e sangue), e/ou utilizava espinhos e objetos aguçados para os gravar na pele. Povos, de diversas culturas usaram, e ainda usam, estes ornamentos por motivos espirituais, em rituais de várias espécies e fins, para a guerra, para marcar os factos da vida biológica: nascimento, puberdade, reprodução e morte, entre muitos outros. No oriente (China, Japão), a tatuagem estava ligada às divindades representadas no símbolo. Os líbios tatuavam-se para a deusa Neit, os egípcios para Atargatis e na Síria para deuses diversos. Na antiguidade, a tatuagem também se associava ao culto dos deuses demoníacos e era praticada durante rituais conduzidos por feiticeiros. O sangue que brotava das feridas, assim acreditavam, levava consigo os espíritos malignos. Há evidências desta prática há mais de 5.000. Tatuar era um ritual de consagração. O pacto era feito para se "importar" a identidade do desenho: o escorpião, o crocodilo, a águia, demónios, etc. A tatuagem pode identificar um grupo, e ser usada como instrumento discriminatório. Na Polinésia identificava o clã e a hierarquia. Na Europa do séc. XVII, ela passou a ser propagada pelos marujos como talismã, distinguindo-os dos demais. A máfia japonesa, yakuza, surfistas, metaleiros, presidiários, fazem o mesmo. Os nazis tatuavam judeus para ofenderem a sua fé, e nos campos de concentração tatuavam os prisioneiros para os poderem identificar após a sua morte. Já em relação ao piercing, o seu uso é documentado desde 1.500 anos antes de Cristo, em tribos africanas e norte-americanas, sendo bastante comum nos lábios, nariz e mamilos. Em tribos berberes e beduínas nómadas do Médio Oriente o uso de piercing, do tamanho de um aro, no nariz, é um indicador da riqueza da família. Não existe um perfil definido ou uma justificação para o uso de tatuagens e pírcingues. O que se sabe é que esses dois adornos do corpo conquistam a simpatia de um número crescente de pessoas, transformando-se, muitas vezes, na marca registrada de quem os usa. A atitude de tatuar o corpo ou de espalhar brincos em partes não convencionais pode até revelar uma personalidade destacada com um toque de rebeldia, determinação e jovialidade. Talvez seja a procura disso mesmo a causa que leva cada vez mais pessoas a aderir a esta moda. Antes de pensares em te tatuares pensa no seguinte: . assegura-te de que estás conscientes de que a tatuagem é definitiva e não desaparece com o tempo; . convém saberes que tatuar dói; . a tatuagem não é aconselhável quando a pessoa está doente, sofre de problemas de pele, alergias aos pigmentos ou a metais (as agulhas são de aço), hemofilia, epilepsia ou tende a fazer cicatrizes de relevo. . Os riscos para a saúde podem ir de infeções cutâneas até hepatites (B e C) ou sida, se os materiais não forem devidamente esterilizados, passando por alergias, cicatrizes e hemorragias, entre outros. Antes de pensares em usares um piercing, pensa no seguinte: . às vezes você pode formar-se um abcesso de pus ao redor do local piercing, devido a infecção bacteriana; . os piercings nos lábios podem causar encolhimento das gengivas e, em extremo, perda de dentes. . se te cansares dele e o quiseres tirar, o furo vai fechar? Vai ficar marca? Tudo dependerá do tempo que o usaste com o piercing. Quanto mais tempo, mais difícil de fechar.

A decisão é tua! http://vida-radical.planetaclix.pt/tatuagem.ht http://boasaude.uol.com.br/GENERICOS/

http://www.ushmm.org/research/library/faq/details.php?topic=0 http://pt.wikipedia.org/wiki/


Histórias da História

Página 9

Os Dinossauros de Portugal Portugal, a nível Europeu, é um dos países mais ricos em vestígios de dinossauros, especialmente do período Jurássico, tendo sido encontrados até agora mais de 20 géneros diferentes de dinossauros. Foram encontrados vestígios de dinossauros no Algarve e na faixa litoral, entre Sesimbra e Aveiro. É de realçar, em termos de número de achados, especialmente de ossos fósseis, as formações do Jurássico da região Oeste, nomeadamente nos municípios de Torres Vedras e Lourinhã. Foram encontrados Terópodes – dinossauros carnívoros bípedes, Saurópodes – os gigantescos herbívoros de pescoço e cauda compridos-, e os Ornitísquios – dinossauros herbívoros bípedes ou quadrúpedes. Quantos tipos de dinossauros existiram?

Ovo de dinossauro Os ovos de dinossauros possuíam uma casca muito duram que protegia o filhote. O seu interior era um viveiro que permitia ao bebé dinossauro crescer em segurança. Os ovos variam de tamanho, dependendo da espécie. A origem do nome A palavra "dinossauro" foi inventada em 1842 pelo professor Richard Ownen, estudioso de fósseis na Inglaterra. Ele descobriu que alguns dos maiores fósseis pertenciam a um grupo especial de animais sem nome. Então batizou-os de dinossauros, que significa "lagarto terrível".

O maior, mais completo e mais bem conservado fóssil de Tiranossauro Rex já encontrado chama-se Sue e está exposto no Field Museum, em Chicago. Apesar do nome feminino que recebeu, não se sabe se Sue era fêmea ou macho. O apelido, na verdade, é uma homenagem à sua descobridora, Sue Hendrickson, que encontrou a ossada numa reserva indígena na Dakota do Sul, em 1990. Estima-se que Sue, quando viva (há 67 milhões de anos), pesava à volta de sete toneladas. O fóssil mede 12,8 m de comprimento e 4 m de altura. O crânio, de 272 kg e 1,5 m, é tão pesado que precisou ser colocado separado do corpo para a exposição, a fim de evitar danos no esqueleto.

700 espécies de dinossauros foram já nomeadas. Mas os cientistas acreditam que ainda serão descobertas 800 espécies de dinossauros. Os dinossauros têm sangue quente ou frio? A discussão entre os cientistas continua. Alguns dinossauros têm sangue quente como os mamíferos e outros têm sangue frio como os répteis. Dinossauros ágeis como o Deinonychus, indicam um modo de vida de sangue quente. Também foram encontrados alguns dinossauros que tinham penas e apenas animais de sangue quente precisariam ter este tipo de proteção. Por outro lado, dinossauros como o Stegosaurus, tinham placas nas costas, capazes de absorver o calor do sol, o que indica que eles tinham sangue frio. Como é que os dinossauros se comunicavam? Os cientistas acreditam que eles se comunicavam através de sons e movimentos. Exemplo: os dinossauros que viviam em florestas emitiam sons agudos que atravessavam as árvores. Exemplo de movimento: os dinossauros batiam a pata no chão, ou então balançavam a cabeça.


Página 10

CURIOSIDADES AQUÁRIO 21 de Janeiro a 18 de Fevereiro

PEIXES 19 de Fevereiro a 20 de Março

CARNEIRO 21 de Março a 20 de Abril

É governado pelo planeta URANO. O signo de Aquário é o mais enigmático e independente de todos os signos. Pessoas desse signo têm um desejo incrível por uma vida única e diferente. Nem sempre têm tempo para dedicar aos seus parceiros. Pessoas desse signo tende a ser intelectuais e teimosos.

É governado pelo planeta NEPTUNO. Geralmente, decidem tomar um caminho mas acabam por escolher outro completamente diferente. São flexíveis quanto às opiniões dos outros e muito criativos. Por vezes duvidam de si mesmos. Precisam de alguém que lhes dê bastante e que suporte as suas ideias.

É governado pelo planeta MARTE. São pessoas irritáveis, especialmente quando não conseguem expressar os seus sentimentos. São muito teimosos. mas não possuem malícia nem ressentimento. Raramente desistem dos seus objetivos. São considerados as crianças do Zodíaco.

TOURO 21 de Abril a 21 de Maio

GÉMEOS 22 de Maio a 21 de Junho

CARANGUEJO 22 de Junho a 22 de Julho

É governado pelo planeta VÊNUS. Gostam de estabilidade em todos os sentidos. Sentem necessidade de segurança, são muito emotivos e sensuais. Apreciam o conforto, adoram doces e comer. São de confiança. A teimosia é uma característica inata.

É governado pelo planeta MERCÚRIO. Possuem corpos e mentes hábeis. Gémeos representa a necessidade de ser ativo e é por isso reconhecido como o signo da comunicação. Precisam estar em perfeito equilíbrio. São muito alegres, mas algo instáveis no humor.

É governado pela LUA. Trazem muita energia positiva, possuem grande intuição a nível emocional. Também são muito simpáticos e gostam de ajudar pessoas necessitadas. São extremamente teimosos, mas grandes humanitários.

LEÂO 23 de Julho a 23 de Agosto

VIRGEM 24 de Agosto a 23 de Setembro

BALANÇA 24 de Setembro a 22 de Outubro

É governado pelo SOL. São ótimos organizadores e gostam de expressar a sua criatividade em diferentes formas. São pessoas estáveis e muito perseverantes. Trabalham duro para conseguirem o que querem e têm tendência para mandarem. São pessoas muito fáceis de serem identificadas pelo seu entusiasmo e pela sua exuberância. Adoram o conforto.

É governado pelo planeta MERCÚRIO. São ótimos comunicadores, modestos e hipercríticos. Devem tentar construir a sua autoconfiança. São práticos e trabalham duramente, acabando por fazer mais do que deveriam. Se quisessem, teriam tempo suficiente para relaxar e usufruírem do descanso.

É governado pelo planeta VÊNUS. A paz é muito importante para eles. Muitas vezes parecem preguiçosos, mas têm motivação necessária para trabalhar duramente. São ótimos ouvintes. Acham difícil tomar decisões já que sempre analisam um problema nos vários pontos de vista. Mostram alguma instabilidade emocional.

ESCORPIÃO 23 de Outubro a 22 de Novembro

SAGITÁRIO 23 de Novembro a 21 de Dezembro

CAPRICÓRNIO 22 de Dezembro a 20 de Janeiro

É governado pelo planeta PLUTÃO. Possuem personalidade intensa e profunda. Suas qualidades devem ser canalizadas positivamente para prevenir ciúmes e ressentimento. É considerando um dos signos mais sexy do Zodíaco. Precisam ser sexualmente realizados e a sua energia pode ser expressada de formas diferentes.

É governado pelo planeta JÚPITER. É um dos signos mais exploradores e viajantes do Zodíaco. Está sempre preparado para enfrentar os obstáculos e correr riscos, mas ocasionalmente acabam perdendo o controlo. São otimistas, extrovertidos e entusiásticos. Por vezes, atabalhoados e distraídos.

É governado pelo planeta SATURNO. São de caráter complexo. Existem dois tipos de capricornianos, um será ambicioso e com iniciativa, enquanto que o outro não terá a motivação necessária para avançar. Sentem-se solitários e têm a tendência de resmungar. Muito absorvidos pela ascensão profissional ou social.

A S T R O L O G I A * O C I D E N T A L e O R I E N T A L

A Astrologia Oriental foi encontrada, numa pesquisa na história da Astronomia Chinesa, Coreana, Japonesa, Islâmica e Indiana. Ela estabelece um relação entre a história da Astronomia Antiga e Medieval no Oriente. Os signos são atribuídos por ano de nascimento e não por mês, como no ocidente. Horóscopo Chinês é um estudo dos astros baseado nos anos lunares e nas características e jeito de ser dos animais, tudo isso alicerçado nas práticas e ensinamentos budistas. Os doze animais, que são os signos da astrologia chinesa, são considerados como um reflexo do próprio Universo. Signos: Rato (SHU), Dragão (LONG), Búfalo/ Boi (NIÚ), Serpente (SHÚ), Tigre (HU), Cavalo (MA), Lebre/Coelho (TÚ), Cabra (YANG), Macaco (HÓU), Galo (JI), Cão (GOU) e Porco (ZHU). Elementos: Terra, Metal, Água, Madeira e Fogo. http://horoscopovirtual.uol.com.br/horoscopo-chines/


Página 11

Acordar os neurónios Desafia a Inteligência

Encontra os Objetos Perdidos


Página 12

Passatempos Anedotas Qual é diferença entre um camelo e um diplomata? Um camelo pode trabalhar vários dias sem beber, um diplomata pode beber vários dias sem trabalhar.

Adivinhas com Respostas O que é que quanto mais se tira mais aumenta? Qual é o casal que nunca se encontrou? Qual é o mês mais curto? (Maio, só tem quatro letras)

(O buraco) (A noite e o dia)

O Joãozinho entra em casa a correr e mostra ao pai um canivete novo que achou na rua. - Mas tens a certeza que foi perdido? pergunta o pai. - Foi perdido foi, que eu bem vi o homem à procura dele.


Jornal Escolar "O Camaleão" - Maio 2014  

Mais uma edição do nosso jornal escolar.

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you